EDITAL Fapergs n. 08/2013 PROGRAMA ARRANJOS PRODUTIVOS GAÚCHOS DE CONTEÚDOS DIGITAIS CRIATIVOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL Fapergs n. 08/2013 PROGRAMA ARRANJOS PRODUTIVOS GAÚCHOS DE CONTEÚDOS DIGITAIS CRIATIVOS"

Transcrição

1 EDITAL Fapergs n. 08/2013 PROGRAMA ARRANJOS PRODUTIVOS GAÚCHOS DE CONTEÚDOS DIGITAIS CRIATIVOS A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Fapergs torna público o presente Edital, aos interessados em participar do PROGRAMA ARRANJOS PRODUTIVOS GAÚCHOS DE CONTEÚDOS DIGITAIS CRIATIVOS, destinado a Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), Universidades Públicas Estaduais e demais Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs), públicas ou privadas sem fins lucrativos, do Estado do Rio Grande do Sul, interessadas em realizar projetos de pesquisa científica na área de conteúdos digitais criativos, através da estruturação de um centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos, em consonância com os requisitos e condições fixados neste Edital. As inscrições estarão abertas até às 23h59min do dia 12/08/2013, e deverão ser submetidas à Fapergs com a documentação exigida. O procedimento será regido pela Lei Federal 8.666/93. Informações poderão ser obtidas pelo site na sede da Fapergs, na Avenida Borges de Medeiros, 261, 2º andar - em Porto Alegre/RS. 1. OBJETIVO Selecionar e apoiar projetos de pesquisa científica na área de conteúdos digitais criativos, propostos por Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), Universidades Públicas Estaduais e demais Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs), públicas ou privadas sem fins lucrativos, do Estado do Rio Grande do Sul, através da estruturação de um centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos, destinado ao adensamento da cadeia produtiva deste setor de forma articulada com os arranjos produtivos locais instalados ou em formação no Estado. 1.1 Pressupostos Com base no que dispõe o projeto ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DE CONTEÚDOS DIGITAIS CRIATIVOS, do Ministério das Comunicações, e as diretrizes das ações de fomento à produção de conteúdos digitais da Secretaria de Ciência, Inovação e Tecnologia, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, as entidades proponentes deverão considerar os seguintes pressupostos para a estruturação do centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos: - Formação de consórcios ou parcerias para atuação em rede, contendo os diversos agentes envolvidos na produção de conteúdos digitais criativos; - Existência de incubadoras de empresas implantadas em parque tecnológico; - Existência de escritório de propriedade intelectual associado ou planejado; - Mecanismos de transferência de tecnologia para aproximação entre as linhas de pesquisa das instituições partícipes e os gargalos identificados pelas empresas vinculadas ao APL, baseados na disponibilidade de Núcleos de Inovação e Transferência de Tecnologia preexistentes;

2 - Histórico de pesquisas científicas realizadas pela instituição proponente e/ou coexecutoras, com foco na identificação de gargalos da cadeia produtiva e na proposição de iniciativas para superação dos mesmos; - Parcerias com emissoras públicas para distribuição dos conteúdos digitais criativos produzidos; - Parcerias com empresas do segmento eletroeletrônico para transferência de tecnologia voltada à operação de laboratórios de testes e certificação de aplicativos e conteúdos para dispositivos digitais; - Conectividade a uma rede de telecomunicações com capacidade de transporte de pelo menos 1Gbps. 1.2 Objetivos específicos Estruturar um centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos, destinado ao adensamento da cadeia produtiva deste setor de forma articulada com os arranjos produtivos locais instalados ou em formação no Estado do Rio Grande do Sul contemplando pelo menos três dos seguintes segmentos econômicos: - Audiovisual (cinema, vídeo e televisão); - Jogos eletrônicos; - Aplicativos para dispositivos móveis e TVs conectadas; - Música e som; - Visualização. Para tanto, será apoiada, dentre outros, a criação e/ou qualificação de: - Estúdios de cinema, televisão, áudio e motion-capture; - Render farms de alta capacidade de processamento; - Laboratórios de certificação e testes de aplicativos e conteúdos Implementar plano de gestão de um arranjo produtivo local de conteúdos digitais criativos de forma a garantir a sustentabilidade do mesmo ao final de três anos. 2. MODALIDADE DE ACESSO Poderão submeter propostas de projetos Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), Universidades Públicas Estaduais e demais Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs), públicas ou privadas sem fins lucrativos do RS, através de seus representantes legais, que atenderem os requisitos de habilitação descritos neste Edital. As submissões deverão ser feitas por meio do SigFapergs (sig.fapergs.rs.gov.br), utilizando o navegador Mozilla Firefox. 3. CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE E OUTRAS CARACTERÍSTICAS OBRIGATÓRIAS Os critérios de elegibilidade indicados abaixo são considerados imprescindíveis para o exame da proposta, seu enquadramento, análise e julgamento. A ausência ou insuficiência de informações sobre quaisquer deles resultará na desclassificação da proposta. 3.1 Da Instituição Proponente

3 a) Responsabilizar-se pela execução da proposta; b) Manter ou estar vinculada a parques tecnológicos credenciados no Programa RS Tecnópole PGTec; c) Atuar em pelo menos três (03) segmentos da área de conteúdos digitais criativos descritos no item 1.2; d) Caracterizar-se como pessoa jurídica de direito público ou privado sem fins lucrativos; e) Ter sede no Rio Grande do Sul; f) Demonstrar regularidade fiscal com a Fazenda Pública Federal, Estadual e Municipal; g) Assinar o Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio, por meio de seu representante legal. 3.2 Da Instituição Coexecutora a) Manter ou estar vinculada a parques tecnológicos credenciados no Programa RS Tecnópole PGTec; b) Atuar em pelo menos três (03) segmentos da área de conteúdos digitais criativos descritos no item 1.2; c) Caracterizar-se como pessoa jurídica de direito público ou privado sem fins lucrativos; d) Ter sede no Rio Grande do Sul. 3.3 Da proposta A proposta deverá estar claramente caracterizada e adequada para promover o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do RS, através do adensamento da cadeia produtiva de conteúdos digitais criativos A proposta deverá contemplar os aspectos de sustentabilidade do Centro de Produção e Pós-Produção, bem como o compartilhamento de sua estrutura com a cadeia produtiva do setor relacionado, apresentados na forma de um Plano de Gestão para o período mínimo de três anos A proposta deverá conter um plano de qualificação para a cadeia produtiva do segmento de conteúdos digitais criativos do RS, incluindo atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação, com transferência de tecnologia (incluindo propriedade intelectual) e capacitação para gestão e empreendedorismo A proposta poderá prever a constituição de arranjo institucional para o cumprimento dos objetivos. Para tanto, além da instituição proponente, será admitida a participação de instituições coexecutoras A proposta deverá prever a conexão do Centro de Produção e Pós-Produção à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa RNP ou das Telecomunicações Brasileiras S.A. em uma rede de transporte de pelo menos 1 (um) gigabit por segundo A proposta deverá estar em consonância com o que determina a Resolução CS/CTA n 07/2012 (disponível em e conter, de forma clara e objetiva, obrigatoriamente os seguintes itens:

4 a) Caracterização do centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos proposto, com objetivos gerais e específicos; b) Justificativa que demonstre a relevância da proposta, bem como a contribuição para a potencialização das políticas de qualificação do referido segmento; c) Metodologia a ser empregada; d) Plano de qualificação das atividades previstas e especificações das metas e ações a serem desenvolvidas (com cronograma); e) Resultados pretendidos, bem como os indicadores que serão utilizados no acompanhamento do projeto; f) Plano de Gestão para o período mínimo de três anos, contado a partir de 18 meses da data de início do contrato/convênio; g) Cronograma físico-financeiro. 4 CRONOGRAMA ATIVIDADES DATAS Lançamento do Edital 17/06/2013 Workshop de apresentação do Programa 26/06/2013 (*) Limite para submissão no SigFapergs da proposta e documentos 12/08/2013 (23h59min) (**) Data limite para análise e julgamento 09/09/2013 Data para a divulgação preliminar dos resultados no site da Fapergs. 13/09/2013 Data limite para interposição de recursos. 20/09/2013 DIVULGAÇÃO FINAL DOS RESULTADOS. 30/09/2013 Assinatura do Termo de Outorga Aceitação Até 25/10/2013 (***) de Auxilio da Fapergs (*) A ser realizado na sede da Fapergs, com início às 14h00. (**) Será considerado o horário oficial de Brasília-DF. (***) Será considerada a data da postagem do Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio. 5 RECURSOS FINANCEIROS Para o presente edital, serão destinados recursos na ordem de R$ ,00 (sete milhões setecentos e setenta e sete mil e oitocentos reais) sendo R$ ,00 (sete milhões de reais) provenientes do orçamento do Ministério das Comunicações, de acordo com o previsto no Convênio º /2012, e R$ ,00 (setecentos e setenta e sete mil e oitocentos reais) do orçamento da Fapergs, para o apoio de uma proposta de projeto de pesquisa em conteúdos digitais criativos através da estruturação de um centro de produção e pós-produção. 5.1 Itens Financiáveis Com recursos do Ministério das Comunicações serão apoiadas as despesas de capital referentes à aquisição de materiais permanentes e equipamentos para estruturação do centro de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos no limite de até R$ ,00 (seis milhões e trezentos mil reais) e para despesas de custeio até o limite de R$ ,00 (setecentos mil reais).

5 5.1.2 Com recursos da Fapergs serão apoiados despesas de custeio até o limite de R$ ,00 (setecentos e sessenta e sete mil e oitocentos reais). 6. PRAZO DE VIGÊNCIA O prazo de vigência do projeto será de até vinte e quatro (24) meses. Não haverá prorrogação deste prazo. 7. FORMA DE ENCAMINHAMENTO 7.1 O projeto deverá ser encaminhado, eletronicamente, por meio do SigFapergs (Sistema de Informação e Gestão de Projetos), disponível no site e em estrita observância ao cronograma do Edital item 4, devendo ser observados os seguintes passos: Preencher o Formulário Eletrônico da Proposta online no SigFapergs: a) No campo Título do projeto reproduzir o título da proposta institucional; b) No submenu Arquivos anexar os documentos listados no item 8 deste Edital (em formato PDF, em arquivo único ou arquivos, com no máximo 2MB cada); c) No submenu Abrangênca escolher o estado e o município de vinculação da instituição proponente); d) Submeter a Proposta (no campo Enviar proposta/inscrição para julgamento) 7.2 As instituições deverão estar devidamente atualizadas no Cadastro de Representantes Legais da Fapergs (ver item 16.3); 7.3 A Fapergs não se responsabiliza por propostas não recebidas em decorrência de eventuais problemas técnicos e/ou congestionamentos das linhas de comunicação; 7.4 A proposta que reunir toda a documentação eletrônica, preencher todos os requisitos e condições de habilitação exigidos neste Edital será submetida à análise e julgamento conforme critérios estabelecidos no item 9 deste edital; 7.5 Após a publicação do resultado FINAL no site da Fapergs, o proponente deverá cumprir o prazo estabelecido no item 4 Cronograma, para a assinatura do Termo de Outorga. Não sendo providenciada a assinatura do instrumento, no prazo fixado, o projeto não será considerado para fins de concessão de recursos, reputando-se desclassificado. 7.6 Toda a documentação relativa à proposta não contratada ou não aprovada pelo CTA da Fapergs ficará disponível no SigFapergs. 7.7 Não serão aceitos, em hipótese alguma, propostas entregues diretamente na Fapergs ou remetidos via correio, nem a anexação ou substituição de quaisquer documentos, separadamente, após o encaminhamento das propostas. 7.8 As instituições proponentes e coexecutoras poderão integrar apenas uma proposta. Será avaliada apenas a última proposta submetida contendo a instituição como partícipe, restando as demais como desclassificadas.

6 8. DOCUMENTOS A SEREM ANEXADOS À PROPOSTA Documentos para análise da solicitação e efetivação do auxílio que deverão ser anexados à proposta no SigFapergs: i) Proposta de projeto (conforme item deste edital); ii) Cópia digitalizada dos atos constitutivos ou estatuto da instituição coparticipe, do ato que designou o representante legal para o cargo e o CPF e RG deste (ver item 16.3); iii) Declaração firmada pelo representante legal da instituição proponente de que a Instituição desenvolve, há pelo menos dois (02) anos, atividades em pelo menos três (03) segmentos da área de conteúdos digitais criativos descritos no item 1.2. iv) Declaração firmada pelo representante legal das instituições coexecutoras de que as Instituições desenvolvem, há pelo menos dois (02) anos, atividades em pelo menos três (03) segmentos da área de conteúdos digitais criativos descritos no item 1.2. v) Termos de cooperação, contratos de transferência de tecnologia ou outro documento, previamente firmados, que comprove compromisso de parceria, atual ou futura, entre o proponente e emissoras públicas de televisão para distribuição dos conteúdos digitais criativos, bem como entre o proponente e empresas do setor eletroeletrônico para a operação de laboratórios de testes e certificação de aplicativos e conteúdos. 9. ADMISSÃO, ANÁLISE E JULGAMENTO A Fapergs nomeará um Comitê Especial específico para o presente Edital que efetuará a análise e julgamento da solicitação. A análise da solicitação cumprirá as seguintes etapas: Análise documental e Análise pelo Comitê Especial Etapa I Análise documental Consistirá na análise da documentação apresentada e a verificação do enquadramento aos requisitos estabelecidos por este Edital, a ser efetuada pelo PROTOCOLO Fapergs Etapa II Análise pelo Comitê Especial As propostas habilitadas na Etapa I serão avaliadas pelo Comitê Especial, relativamente aos critérios estabelecidos na Resolução CS/CTA n 07/2012 (disponível em Item Critérios de análise e julgamento Pontos A Mérito 25 B Relevância 20 C Adequação da proposta 25 D Equipe 20 E Orçamento 10 Total 100

7 a) Para obter aprovação, a proposta analisada deverá obter pontuação mínima equivalente de 70% em cada critério avaliado. b) A pontuação final de cada projeto será aferida pela soma de pontos atribuídos para cada item. Para o julgamento das propostas, além da análise será realizada banca para apresentação e defesa das propostas pelos seus respectivos coordenadores. Todas as propostas recomendadas pelo Comitê de Especialistas serão submetidas à apreciação do Conselho Técnico-Administrativo - CTA da Fapergs, que emitirá decisão final acerca da adequação orçamentária das mesmas. 10. CRITÉRIOS DE DESEMPATE Em caso de empate entre propostas serão adotados os critérios de maior pontuação no item Mérito e no item Relevância. Em persistindo o empate o critério de desempate será a maior pontuação obtida no item Equipe. 11. ACOMPANHAMENTO 11.1 Durante o período de vigência do auxílio, o proponente será responsável por informar à Fapergs, por escrito, através do serviço de correio eletrônico do SigFapergs, a ocorrência de quaisquer eventos que venham a prejudicar o andamento deste, de acordo com as disposições do Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio da Fapergs O proponente deverá apresentar prestação de contas técnica e financeira, parcial e final, e formulário Síntese de Resultados conforme estabelecido no Termo de Outorga e Aceitação do Auxílio da Fapergs A Fapergs poderá, durante a vigência do auxílio, promover visitas técnicas ou solicitar informações adicionais visando aperfeiçoar o sistema de avaliação e acompanhamento Os auxílios concedidos e os pactos deles decorrentes poderão ser acompanhados, dentro dos prazos definidos legalmente, pela CAGE Contadoria e Auditoria Geral do Estado do RS ou pelo TCE/RS - Tribunal de Contas do Estado. 12. RESULTADOS DOS JULGAMENTOS A relação da proposta aprovada será divulgada na página eletrônica da Fapergs, 13. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS 13.1 A eventual contestação do resultado do julgamento das propostas deverá ser apresentada através de recurso administrativo, dirigido ao Conselho Técnico Administrativo da Fapergs, submetido através do serviço de do Sistema SigFapergs, selecionando a servidora administrativa Jaqueline Fagundes Carvalho, e por SEDEX, no prazo de 05 (cinco) dias úteis, a contar da data da publicação do resultado preliminar;

8 13.2 As decisões finais dos recursos administrativos, emitidas pelo Conselho Técnico- Administrativo da Fapergs serão definitivas, não cabendo pedidos de reconsideração Os recursos submetidos fora do prazo estabelecido, não serão analisados pelo Conselho, por intempestivos. 14. REVOGAÇÃO OU ANULAÇÃO DO EDITAL A qualquer tempo, o presente Edital poderá ser revogado ou anulado, no todo ou em parte, seja por decisão unilateral da Fapergs, seja por motivo de interesse público ou exigência legal, sem que isso implique direitos à indenização ou reclamação de qualquer natureza. 15. TERMO DE OUTORGA E ACEITAÇÃO DE AUXÍLIO 15.1 O Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio será disponibilizado exclusivamente através do Sistema SigFapergs O Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio deverá ser impresso em 3 (três) vias, devidamente assinado pelo representante legal da instituição proponente e remetido à Fapergs via SEDEX, no prazo estipulado no CRONOGRAMA O proponente selecionado não poderá ter pendências na Divisão de Prestação de Contas e/ou com Relatórios Técnicos e/ou estar incluídos no CADIN/RS, quando da assinatura do Termo de Outorga e durante sua vigência O proponente que entregar o Termo de Outorga e Aceitação de Auxílio da Fapergs após a data limite, ou entregá-lo em desacordo com a orientação e/ou normatização estabelecida, perderá o direito à concessão do auxílio. 16. DISPOSIÇÕES GERAIS 16.1 A participação neste processo implicará aceitação das normas neste Edital e em outros meios a serem divulgados pela internet no site A veracidade das informações prestadas, bem como da documentação apresentada, serão de responsabilidade exclusiva do proponente, respondendo por elas, na forma da lei As instituições proponentes e coexecutoras que estiverem com seu cadastro e de seus representantes legais completos e atualizados junto à Fapergs estarão dispensadas de apresentarem a cópia do CPF/RG de seu representante legal, dos atos constitutivos devidamente registrados, bem como da cópia do ato que designou o representante legal para o cargo Na contagem dos prazos relativos a este Edital excluir-se-á o dia do início e incluir-se-á o do vencimento e considerar-se-ão os dias consecutivos. Os prazos só se iniciam e vencem em dias de expediente na Fapergs Todos os documentos exigidos neste Edital deverão ser encaminhados, via Sistema Integrado de Gestão da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul SigFapergs, e em estrita observância aos prazos estabelecidos. No caso dos Termos de Outorga e dos Recursos Administrativos, deverão ser remetidos via SEDEX para o endereço a seguir. O Recurso Administrativo deverá ser encaminhado também pelo serviço de do Sistema SigFapergs, selecionando a servidora administrativa Jaqueline Fagundes Carvalho, que remeterá ao CTA da Fapergs.

9 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Fapergs Av. Borges de Medeiros, nº 261, 2º andar Centro - Porto Alegre - RS CEP EDITAL Fapergs n. 08/ PROGRAMA ARRANJOS PRODUTIVOS GAÚCHOS DE CONTEÚDOS DIGITAIS CRIATIVOS 16.6 O marco inicial da contagem dos prazos que dependerem de remessa de documentos à Fapergs via correios, será a data de sua postagem É responsabilidade do proponente, acompanhar a publicação de todos os atos e comunicados referentes a este processo seletivo divulgados no site São vedadas despesas, ou atos de execução do projeto que gerem despesas atuais ou futuras, realizados antes da assinatura do termo de outorga e antes da disponibilização dos recursos pela Fapergs, na conta vinculada, ou ainda após o prazo de vigência contratado; 16.9 Quaisquer trabalhos relativos ao objeto apoiado por este edital, deverão mencionar o apoio da Fapergs A Fapergs poderá adiar ou suspender os procedimentos do processo seletivo, dando conhecimento aos interessados, se assim exigirem as circunstâncias O Conselho Técnico-Administrativo da Fapergs deliberará sobre todas as etapas ou fases deste processo seletivo Os casos omissos e as situações não previstas no presente Edital serão decididos pelo Conselho Técnico-Administrativo da Fapergs As decisões finais do Conselho Técnico-Administrativo são definitivas, não cabendo pedidos de reconsideração. Porto Alegre, 17 de junho de Nádya Pesce da Silveira Diretora Presidente Marco Antonio Baldo Diretor Administrativo José Miguel Reichert Diretor Científico

10 ANEXO I DEFINIÇÕES Arranjo Produtivo Local (APL): aglomerações de empresas, localizadas em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa. Conteúdos Digitais Criativos: setor da economia criativa que envolve os segmentos do audiovisual, dos jogos eletrônicos, da visualização, dos aplicativos de tecnologia da informação e comunicação e da música/som. Motion-capture: processo de captura do movimento de objetos, animais ou pessoas e sua transformação em imagens digitais para uso em trabalhos de computação gráfica. Render farm: conjunto de computadores operando coligados com a função de paralelizar o trabalho de renderização de imagens geradas através de computação gráfica. Renderização: Processo de conversão e fixação de símbolos em um arquivo visual utilizado como técnica de computação gráfica para ampliar a definição de imagens ou vídeos utilizados na finalização de produtos de animação, jogos eletrônicos, simuladores e outros que demandem alta capacidade de processamento digital. Visualização: Simulação visual de ambientes e processos em vários setores econômicos que compartilham a mesma base tecnológica de informação e comunicação. Envolve diversas tecnologias e conceitos, como simulação, computação gráfica, efeitos especiais, interatividade, realidade virtual, inerentes à produção de conteúdos digitais criativos.

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e a COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES

Leia mais

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e o INSTITUTO BRASILEIRO DO VINHO IBRAVIN tornam público

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 09/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO - DOCFIX

EDITAL FAPERGS/CAPES 09/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO - DOCFIX EDITAL FAPERGS/CAPES 09/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO - DOCFIX A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e a COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR

Leia mais

EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL

EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS torna público o presente Edital aos estudantes

Leia mais

EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE

EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS, atendendo ao que determinam os artigos 234 e seguintes da Constituição

Leia mais

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC O Governo do Estado do Acre, por meio da FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO ACRE (FAPAC) em parceria com a COORDENAÇÃO

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG. Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG. Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior,

Leia mais

EDITAL Fapergs n. 01/2014 PROGRAMA REDES DIGITAIS DE CIDADANIA RS

EDITAL Fapergs n. 01/2014 PROGRAMA REDES DIGITAIS DE CIDADANIA RS EDITAL Fapergs n. 01/2014 PROGRAMA REDES DIGITAIS DE CIDADANIA RS A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Fapergs, em parceria com a Secretaria de Inclusão Digital do Ministério

Leia mais

EDITAL FAPERGS 06/2014 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO PROBITI/PROUNI-FAPERGS

EDITAL FAPERGS 06/2014 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO PROBITI/PROUNI-FAPERGS EDITAL FAPERGS 06/2014 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO PROBITI/PROUNI-FAPERGS A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS torna público o

Leia mais

EDITAL FAPES Nº 003/2010

EDITAL FAPES Nº 003/2010 EDITAL FAPES Nº 003/2010 Seleção de propostas a serem apresentadas pelos Programas de Pósgraduação stricto sensu do estado do Espírito Santo, visando à concessão de quotas de bolsas para formação de recursos

Leia mais

EDITAL Fapergs 04/2014 Acordo Capes/FAPERGS

EDITAL Fapergs 04/2014 Acordo Capes/FAPERGS EDITAL Fapergs 04/2014 Acordo Capes/FAPERGS PROGRAMA EDITORAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE OBRAS CIENTÍFICAS A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Fapergs em parceria com a COORDENAÇÃO DE

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS A Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil, em parceria com a

Leia mais

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010 Edital n.º 17/2010 Parceria / PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO / 2010 O Ministério da Educação, por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, e o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS ALTERADO PELA DIREX NA 219ª REUNIÃO ORDINÁRIA Chamada Pública para seleção de propostas para auxílio financeiro à organização de eventos técnicocientíficos

Leia mais

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02, DE 4 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA COMPUTADORES PARA INCLUSÃO A União, por intermédio da Secretaria de Inclusão

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI, em conformidade

Leia mais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná, em conformidade com suas finalidades,

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio da Fundação

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

EDITAL 01/2014. SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL 01/2014. SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - CENTRO DE ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ARTES VISUAIS EDITAL 01/2014 SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 13/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Projetos MINTER/DINTER

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 13/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Projetos MINTER/DINTER CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 13/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Projetos MINTER/DINTER A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior, e em conformidade

Leia mais

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí FAPEPI torna público o lançamento

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS EDITAL Nº 03/2015 PEQUENAS OBRAS E REFORMAS EM GINÁSIOS ESPORTIVOS, CANCHAS, QUADRAS ESPORTIVAS, ESTÁDIOS, CAMPOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPAÇOS DESTINADOS À PRÁTICA DE ESPORTES E AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás - FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior torna público o lançamento do presente

Leia mais

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405,

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL CHAMADA PÚBLICA 21/2015 PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com o Renault do Brasil

Leia mais

O perfil do tutor deverá estar de acordo com os seguintes quadros de distribuição de vagas.

O perfil do tutor deverá estar de acordo com os seguintes quadros de distribuição de vagas. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO - CEAD Nº01/2014 Seleção Simplificada de Tutores Presenciais modalidade Educação a Distância Programa Universidade Aberta do Brasil UAB 2014 Seleção Simplificada de Tutores

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTA PARA PROJETO DE APOIO A INSTALAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS NO BRASIL REFERENTE

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ

Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ EDITAL PARA INGRESSO NO PROGRAMA BOLSA NOTA 10 FAPERJ 2015/1 Informamos que abriremos inscrições

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO 1 OBJETIVO CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina FAPESC, em parceria com

Leia mais

EDITAL FAPERN/CAPES 01/2013 APOIO AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR (IES) DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

EDITAL FAPERN/CAPES 01/2013 APOIO AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR (IES) DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE EDITAL FAPERN/CAPES 01/2013 APOIO AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR (IES) DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte

Leia mais

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Programa CAPES-MINCYT

Programa CAPES-MINCYT Programa CAPES- Processo Seletivo 2014 Edital nº 22/2014 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM CIÊNCIAS, MATEMÁTICA, ENGENHARIAS, TECNOLOGIAS CRIATIVAS E LETRAS PICMEL

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM CIÊNCIAS, MATEMÁTICA, ENGENHARIAS, TECNOLOGIAS CRIATIVAS E LETRAS PICMEL EDITAL Fapergs/Capes 15/2013 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM CIÊNCIAS, MATEMÁTICA, ENGENHARIAS, TECNOLOGIAS CRIATIVAS E LETRAS PICMEL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Fapergs em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO CNPQ MODALIDADES: PIBIC E PIBITI / 2013 2014 EDITAL Nº 65/PROPESP/IFRO, DE 22 DE JULHO DE

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 06/2014

EDITAL FAPEMIG 06/2014 EDITAL FAPEMIG 06/2014 BOLSA DE INCENTIVO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DESTINADA A SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, nos termos

Leia mais

Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6

Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6 Chamada Pública 17/2014 Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6 Acordo Capes/Fundação Araucária A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia

Leia mais

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado

Leia mais

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL.

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Período 2015/2016 O Diretor da Santa Casa de Misericórdia de Sobral,

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 16/2011

EDITAL FAPEMIG 16/2011 EDITAL FAPEMIG 16/2011 PROGRAMA ESTRUTURADOR REDE DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA MESTRES E DOUTORES A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação

Leia mais

PROGRAMA DE PESQUISA EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOBRE GESTÃO PÚBLICA - FAPERGS

PROGRAMA DE PESQUISA EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOBRE GESTÃO PÚBLICA - FAPERGS PROGRAMA DE PESQUISA EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOBRE GESTÃO PÚBLICA - FAPERGS Objetivo Apoiar projetos de pesquisa em ciência, tecnologia e inovação sobre a Gestão Pública nas seguintes áreas de

Leia mais

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, sediada no Setor Bancário

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA TÉCNICA

EDITAL Nº 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA TÉCNICA Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica EDITAL Nº 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA TÉCNICA A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR O Diretor Geral do Campus Vitória do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), no uso

Leia mais

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia TERMOS DA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, em consonância com o Pacto Goiano

Leia mais

Edital Pronametro nº 1/2014

Edital Pronametro nº 1/2014 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA NORMALIZAÇÃO, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Edital Pronametro nº 1/2014 Programa

Leia mais

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital FAPERJ N. o 06/2007 PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia,

Leia mais

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG EDITAL 10/2014 PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria de Estado

Leia mais

EDITAL 004/2014 Pavilhão da Inovação 2014

EDITAL 004/2014 Pavilhão da Inovação 2014 EDITAL 004/2014 Pavilhão da Inovação 2014 1. DOS OBJETIVOS 1.1. O Pavilhão da Inovação é um espaço físico dentro da FEISMA 2014 evento promovido pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria

Leia mais

Faixa Financiamento Número de projeto Financiados A Até R$ 2.000,00 6

Faixa Financiamento Número de projeto Financiados A Até R$ 2.000,00 6 Edital n 001/2012 de seleção de projetos internos da FCS A FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE (FCS) DA Universidade Federal da Grande Dourados torna público o presente Edital e convida os pesquisadores vinculados

Leia mais

2.3 O Mapeamento dos Clubes Sociais Negros deverá conter, minimamente, as seguintes informações:

2.3 O Mapeamento dos Clubes Sociais Negros deverá conter, minimamente, as seguintes informações: CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2011 PARA SELEÇÃO DE PROJETOS QUE VISEM A EXECUÇÃO DE MAPEAMENTO DOS CLUBES SOCIAIS NEGROS DO BRASIL POR MEIO DE CONVÊNIO OU TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA, A SER FIRMADO PELA SECRETARIA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS REITORIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS REITORIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS REITORIA EDITAL PARA A SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS CURSOS TÉCNICOS DO PROGRAMA E-TEC BRASIL

Leia mais

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS PRORROGADO Data limite para submissão eletrônica das propostas: 23/10/2015 O Governo do

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII A Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial EMBRAPII torna público o processo de seleção para habilitar Polos EMBRAPII IF (PEIF). Os

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROCESSO SELETIVO nº33/2014/dead/2014/dead EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROFESSOR ORIENTADOR DEAD RETIFICADO A Reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC), no uso

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS Edital para seleção de propostas de apoio à Organização de Olimpíadas de Ciências no Estado da Bahia

Leia mais

REITORIA EDITAL Nº 21/2015 FOMENTO À PESQUISA VINCULADA AOS PROGRAMAS STRICTO SENSU

REITORIA EDITAL Nº 21/2015 FOMENTO À PESQUISA VINCULADA AOS PROGRAMAS STRICTO SENSU REITORIA EDITAL Nº 21/2015 FOMENTO À PESQUISA VINCULADA AOS PROGRAMAS STRICTO SENSU O Reitor da Universidade Vila Velha UVV torna público a todos os interessados que estão abertas, de 10 de junho de 2014

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE INOVAÇÃO EM COMPUTAÇÃO EM GRADE APLICADA À ÁREA DE GOVERNO 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA

Leia mais

III. DO AUXÍLIO À PESQUISA APQ

III. DO AUXÍLIO À PESQUISA APQ EDITAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INDUÇÃO A CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE GERAÇÃO E DIFUSÃO DO CONHECIMENTO DE EXCELÊNCIA PAPES VII JOVEM CIENTISTA FIOCRUZ I. DEFINIÇÃO A Presidência da Fundação

Leia mais

EDITAL PIBITI 2015/2016 (Aprovado em reunião do Comitê de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (PITT) da UFAL em 17/03/2015)

EDITAL PIBITI 2015/2016 (Aprovado em reunião do Comitê de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (PITT) da UFAL em 17/03/2015) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EDITAL PIBITI 2015/2016 (Aprovado em reunião

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS

EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS USO MÚLTIPLO DA MADEIRA VISANDO A ESTRUTURAÇÃO E LANÇAMENTO DO PÓLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS RENOVÁVEIS. A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

EDITAL N.º 03/2015/PROCEA

EDITAL N.º 03/2015/PROCEA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA - UNIR PRÓ-REITORIA DE CULTURA, EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS PROCEA EDITAL N.º 03/2015/PROCEA Torna-se público, para conhecimento

Leia mais

Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014.

Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014. CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014. 1. DA FINALIDADE 1.1 Constitui objeto desta Convocatória, a habilitação e seleção de propostas de espetáculos para compor a programação do Festival

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRO-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA INCUBADORA TECNOLÓGICA E DO AGRONEGÓCIO DE MOSSORÓ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRO-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA INCUBADORA TECNOLÓGICA E DO AGRONEGÓCIO DE MOSSORÓ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRO-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA INCUBADORA TECNOLÓGICA E DO AGRONEGÓCIO DE MOSSORÓ CHAMADA Nº. 01/2016 IAGRAM A Incubadora Tecnológica

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA IPEA/PNPD Nº012/2013 - SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS

CHAMADA PÚBLICA IPEA/PNPD Nº012/2013 - SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS CHAMADA PÚBLICA IPEA/PNPD Nº012/2013 - SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos

Leia mais

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN)

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná

Leia mais

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco FACEPE convida as universidades públicas de Pernambuco, federais ou estaduais,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional 1 Objetivos O Programa Nacional de Pós-doutorado da CAPES PNPD/2011: Concessão

Leia mais

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP CHAMADA Nº. 13/2013 DETALHAMENTO GERAL INTRODUÇÃO A (FUNCAP), vinculada

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA -ISESP

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA -ISESP INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA - EDITAL 01/2013 Abertura de inscrições para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica

Leia mais

Prefeitura Municipal de Valença-RJ

Prefeitura Municipal de Valença-RJ Prefeitura Municipal de Valença-RJ Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Valença-RJ EDITAL Nº 01, DE 27 DE JANEIRO DE 2015. Edital para Contratação Temporária de Bandas para apresentação no Carnaval

Leia mais

Documento de Referência para Apresentação, Habilitação e Seleção de Núcleos de Tecnologia Assistiva

Documento de Referência para Apresentação, Habilitação e Seleção de Núcleos de Tecnologia Assistiva Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social Apoio a Projetos de Tecnologias Social e Assistiva Documento de Referência para Apresentação, Habilitação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2014 CEAD-UNB

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2014 CEAD-UNB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2014 CEAD-UNB A Diretora do Centro de Educação a Distância da Universidade de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 26/2015, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 776999/2012

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 26/2015, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 776999/2012 TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 26/2015, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 776999/2012 O, associação civil sem fins lucrativos, com sede em Porto Seguro/BA, na Praça da Bandeira, nº 100, Sala 01 Condomínio

Leia mais

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PROPG Diretoria de Pós-Graduação - DPG EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO

Leia mais

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância Edital Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância 1. OBJETIVO 1.1. Este edital tem o objetivo de apoiar financeiramente projetos de extensão universitária voltados a ações para o desenvolvimento

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Divisão de Programas Especiais

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Divisão de Programas Especiais Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Divisão de Programas Especiais Edital Nº 01/2016 - Convocação de Projetos de Pesquisa para Bolsas de Iniciação

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica

Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica 1 Chamada de Projetos 01/2011 Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do

Leia mais

MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015

MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015 MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015 Publicado no DOU de 29/07/15 seção 3 pág. 33 DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS DPB Coordenação- Geral de Programas Estratégicos CGPE A Coordenação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS VITÓRIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS VITÓRIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS VITÓRIA Avenida Vitória, 1729 Bairro Jucutuquara 29040-780 Vitória ES 27 3331-2110 DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS

Leia mais

2.2.1. Caso seja protocolado mais de 01 (um) projeto, será aceito o último projeto protocolado.

2.2.1. Caso seja protocolado mais de 01 (um) projeto, será aceito o último projeto protocolado. EDITAL DE CONCURSO N 002/2015 8 EDITAL DO FUNDO MUNICIPAL DE APOIO À CULTURA A FUNDAÇÃO CULTURAL DE BRUSQUE, inscrita no CNPJ sob o nº 04.894.677/0001-71, com sede na Rua Germano Schaefer, 110 Praça da

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012. I - Chamada para Seleção de Propostas

Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012. I - Chamada para Seleção de Propostas '' Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012 I - Chamada para Seleção de Propostas O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico

Leia mais

Tenham entre 18 e 35 anos completos.

Tenham entre 18 e 35 anos completos. De acordo com Portaria publicada no Diário Oficial da União em 15 de agosto 2012 EDITAL Bolsa de Aperfeiçoamento TÉCNICO E ARTÍSTICO em Música O Presidente da Fundação Nacional de Artes Funarte, no uso

Leia mais

ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS. EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015.1 / e-labora (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA)

ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS. EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015.1 / e-labora (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA) ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA) 1. EDITAL A Universidade Potiguar UnP, através da Escola de Engenharias e Ciências Exatas, torna público o presente Edital, pelo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPÁRTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROGRAMA ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO BRASIL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPÁRTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROGRAMA ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO BRASIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPÁRTAMENTO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROGRAMA ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO BRASIL PROCESSO SELETIVO nº. 27/2015/DEAD EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROFESSOR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE SELEÇÃO DE ORIENTADORES A DISTÂNCIA PARA BANCO DE ORIENTADORES DO NUTEDS/UFC EDITAL Nº 01/2015NUTEDS/UFC

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO PIBITI/CNPq-UERGS 2011/2012

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO PIBITI/CNPq-UERGS 2011/2012 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO PIBITI/CNPq-UERGS 2011/2012 EDITAL PROPPG 005/2011 O Reitor da UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

EDITAL CEAD Nº 10/2012

EDITAL CEAD Nº 10/2012 EDITAL CEAD Nº 10/2012 Dispõe sobre as normas de seleção de tutores a distância para as disciplinas dos 1º e 2º semestres de 2013 para o Curso de Graduação em Letras Inglês na modalidade a distância da

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA EDITAL FAPEMA Nº 43/2013 MÚSICA PRORROGAÇÃO Atividades Datas Data

Leia mais

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

Reabertura de Inscriçõ es

Reabertura de Inscriçõ es Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá Diretoria de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico EDITAL PIBIC/CNPq/IEPA 2015/2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE

Leia mais