MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS MG. SECRETARIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS SOCIAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS MG. SECRETARIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS SOCIAIS"

Transcrição

1 PORTARIA N 035, 10 DE JUNHO DE 2008 DISPÕE SOBRE O EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS DA REDE EXECUTORA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS O Secretário Municipal de Políticas Sociais do Município de Montes Claros MG, no uso de suas atribuições legais, e considerando o disposto no artigo 99, inciso II, da Lei Orgânica Municipal, no artigo 33 da Lei Municipal nº 2.891/2001, do artigo 86 do Decreto Municipal nº B/2001 e do Decreto Municipal nº 1.977/2002, com alterações do Decreto Municipal nº 2.100/2005, que estabelecem critérios para delegação de atribuições; Assistência Social; Considerando as Resoluções 06/2008 e 07/2008 do Conselho Municipal de DETERMINA: Art. 1º. A Prefeitura Municipal de Montes Claros/MG por meio da Secretaria Municipal de Políticas Sociais, torna público a inscrição para seleção de projetos sociais a serem desenvolvidos por instituições da Rede Executora de Assistência Social interessadas em apresentar propostas nos termos e condições estabelecidos no edital e plano de trabalho em anexo Art. 2º. Revogam-se as disposições em contrário. Art. 3º. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Município de Montes Claros, 10 de junho de Vero Franklin Sardinha Pinto Secretário Municipal de Políticas Sociais.

2 ANEXO I EDITAL PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS DA REDE EXECUTORA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS DO OBJETO: O presente Edital tem por objeto a seleção de projetos a serem beneficiados com recursos do Fundo Municipal de Assistência Social no Ano de 2008, de acordo com a Resolução N 07/2008 do Conselho Municipal de Assistência Social CMAS Os projetos deverão ser apresentados por instituições pertencentes à Rede Executora de Assistência Social do município de Montes Claros. Essas entidades devem possuir as seguintes características: realizar atendimento, assessoramento ou defesa e garantia de direitos na área da assistência social; garantir a universalidade do atendimento, independentemente de contraprestação do usuário; ter finalidade pública e transparência nas suas ações; estar inscritos em situação regular junto ao Conselho Municipal de Assistência Social - CMAS. 1.3 As propostas apresentadas deverão atender: crianças ou adolescentes ou juventude ou idosos e seus familiares que se encontram em situação de vulnerabilidade social e/ou quase risco social na perspectiva do fortalecimento da Proteção Social Básica em consonância com a Política Nacional de Assistência Social PNAS. 2- DA PROPOSTA Cada entidade deverá enviar no máximo 2 (duas) propostas, sendo que elas não poderão beneficiar o mesmo público-alvo e nem prever as mesmas ações. Caso seja enviado mais de dois projetos, os mesmos serão eliminados. As propostas e suas ações deverão respeitar as exigências da legislação em vigor. 2.2 Será aprovada apenas uma proposta por entidade interessada no financiamento A entrega dos projetos deverá ser protocolizada a partir da data de publicação deste edital por meio de ofício dirigido ao Conselho Municipal de Assistência Social com data limite para a entrega até o dia 11 de julho. O ofício deverá conter os seguintes documentos: ofício de interesse à participação no processo de seleção direcionado à Secretaria Municipal de Políticas Sociais; plano de trabalho com prazo de conclusão do projeto até 31 de dezembro 2008, obrigatoriamente no modelo padrão (em anexo); certificado atualizado junto ao Conselho Municipal de Assistência Social; cópia do documento de constituição da entidade (Estatuto Social); cópia do documento comprobatório da representação legal da entidade de Assistência Social (ata da assembléia que constituiu a atual diretoria); cópia da cédula de Identidade (RG) e do Cadastro de Pessoa Física (CPF/MF) do (s) representante (s) legal (is);

3 cópia atual do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas CNPJ; certidão negativa de débitos junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social CND- INSS; certidão de regularidade junto ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço CRF-FGTS Cada entidade deverá protocolizar em um único ofício (citado acima) as propostas e documentos apresentados O projeto deverá apresentar objetivos claros e precisos do que se pretende realizar ou obter, observando a descrição e detalhamento das metas e etapas a serem executadas, tanto nos seus aspectos quantitativos como qualitativos. 2.5 A proposta deverá apresentar informações sobre a forma de monitoramento e avaliação das atividades realizadas, incluindo indicadores do trabalho a ser desenvolvido A Comissão Técnica formada com a finalidade de analisar, avaliar e aprovar os Planos de Trabalho será responsável por selecionar os projetos que serão beneficiados com o financiamento. A Comissão será composta por Conselheiros do Conselho Municipal de Assistência Social, assessorados por técnicos da Secretária Municipal de Políticas Sociais e do Conselho Municipal de Assistência Social. A Comissão foi nomeada pela Resolução n 06/2008 publicada pelo Conselho Municipal de Assistência Social - CMAS Em caso de alterações no desenvolvimento do Plano de Trabalho no curso da execução do mesmo, fica responsável pela aprovação do novo Plano de Trabalho a Assessoria de Informação e Acompanhamento da Secretaria Municipal de Políticas Sociais A documentação e os Planos de Trabalho exigidos no item 2.2, constantes dos pedidos para o o repasse financeiro das ações de assistência social do Município, serão analisados, avaliados e aprovados tecnicamente pela Comissão entre os dias 14 de Julho de 2008 e 18 de Julho de O resultado será divulgado no dia 21 de Julho de Os recursos administrativos poderão ser encaminhados à Comissão nos dias 22 e 23 de Julho. Eles serão analisados no dia 24 de Julho. O resultado final será divulgado e afixado no saguão da Prefeitura Municipal de montes Claros e da Casa da Cidadania no dia 25/ DO REPASSE FINANCEIRO: 3.1 Poderão ser repassados recursos para fianciar despesas de custeio e de material permanente As entidades beneficiadas com o repasse financeiro devem apresentar relatórios bimestrais à Comissão Técnica do Conselho Municipal de Assistência Social CMAS O repasse financeiro aos projetos selecionados será realizado mediante a celebração de Termo de Convênio. 3.4 O valor a ser partilhado entre as entidades beneficiadas é de R$ ,00 (trezentos mil reais). As propostas apresentadas pelas entidades não deverão exceder R$ ,00 (dez mil reais) Os convênios serão celebrados até o dia 18/08/08.

4 4- DO ENVIO DAS PROPOSTAS O projeto deverá ser entregue e protocolado no seguinte endereço: CASA DA CIDADANIA CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Praça Raul Soares, sem número, Centro, CEP: Montes Claros/MG 4.2 -A proposta deverá estar lacrada e ser apresentada no seguinte formato: a) Ofício de encaminhamento da proposta dirigido ao Conselho Municipal de Assistência Social; b) Uma via impressa, rubricada e assinada e uma cópia em CD da proposta c) A documentação institucional descrita no item Não serão consideradas as propostas entregues fora do prazo estabelecido e/ou encaminhadas via fax, correio ou por correio-eletrônico O encaminhamento da proposta implica na prévia e integral concordância com as normas deste edital. 4. Os casos omissos neste edital serão avaliados pela Comissão Técnica responsável.

5 ANEXO II PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTES CLAROS PLANO DE TRABALHO Espaço Reservado ao Concedente Ano 2008 Nº do Protocolo: CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Nome: CNPJ: Endereço Sede (AV, RUA, Nº): Bairro: Fax: Telefone: Endereço e Contato: Bairro: Telefone de Contato: Município: Distrito: Caixa Postal: CEP: N de registro CMAS: Banco: Agência: Conta: Nome do Representante Legal: Cargo: Data Vencimento do Mandato: 2 CARACTERIZAÇÃO DA PROPOSTA 2.1 Título da proposta: 2.2 Fundamentação Legal: Orientação: Informar lei ou outro ato normativo que referenda a proposta (Ex: Constituição Federal, ECA e Estatuto do Idoso) Período de Execução: Até 20 de dezembro de Apresentação da Entidade: Orientação: a) Indicar a data em que a entidade foi criada, o objetivo que norteou a sua criação e quais instituições e ou movimentos se articulam. b) Indicar como a entidade se mantém, informando as principais fontes de recursos financeiros ou financiamento de suas ações sociais; c) Evidenciar o comprometimento com ações sociais, indicando quais programas, projetos e ações sociais a entidade já desenvolveu e quais o resultados, mudanças ou impactos produzidos na vida da comunidade e dos beneficiários. 2.4 Resumo do Projeto proposto: Orientação: Apresentar de forma sucinta a proposta do projeto. 2.5 Objetivo Geral: Orientação: O que se pretende alcançar em decorrência da consecução do objetivo do projeto. Consiste principalmente na(s) melhoria(s) a ser (em) implementada(s) junto ao público beneficiário a partir das ações e serviços desenvolvidos, no âmbito da Politica Nacional de Assistência Social PNAS, Estatuto da Criança e do Adolescente, Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária e Estatuto do Idoso. 2.6 Objetivos Específicos: Orientação: Definição de cada etapa necessária para o alcance do objetivo geral.

6 2.7 Justificativa: Orientação: Informar com maior riqueza de detalhes os motivos que justificam a execução do respectivo projeto apresentado, dada a realidade da comunidade e público beneficiário. 2.8 Metodologia/Estratégia: Orientação: Apresentar, de maneira clara, as estratégias e ações a serem adotadas para a realização do projeto apresentado. Este item deve conter: características do(s) serviço(s) prestado(s); metodologia de trabalho adotada, detalhando as atividades desenvolvidas com os usuários, bem como as técnicas e procedimentos utilizados para alcance dos objetivos do projeto. 2.8 Fases de Execução Meta Orientação: Informar o quantitativo dos objetivos a serem alcançados, Descrição das Ações Orientação: As mesmas ações descritas na Metodologia acima. Início Duração Término Público Beneficiário: Orientação: Informar o público beneficiário diretamente atendido, inclusive com o número total de atendidos. 3 - PLANO DE APLICAÇÃO DOS RECURSOS Demonstrativo de Recursos Custos de Investimento e/ou Custeio Especificação Solicitados ao Concedente Valor da Proposta Unidade de Medida Quantidade mensal Unit. ou per capita R$ Valor Mensal R$ Total R$ Especificação Valor R$ % Observação Solicitado ao CMAS Contrapartida ISENTO ISENTO ISENTO Custo Total da Proposta 3.3 Cronograma de Desembolso Financeiro Concedente Meta Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez X

7 4 - Venho submeter à apreciação de V.Sa. o presente Plano de Trabalho, tendo em vista repasse de recursos através de Convênio. Assinatura do Representante Legal / / Data Nome Legível Nº Identidade CPF 5 - PARECER TÉCNICO: Comissão Técnica / / Data 6 Observação:

EDITAL 001/2016 Conselho Municipal de Assistência Social

EDITAL 001/2016 Conselho Municipal de Assistência Social EDITAL 001/2016 Conselho Municipal de Assistência Social O CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE LAGOA VERMELHA CMAS TORNA PÚBLICO O PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROGRAMAS, PROJETOS E SERVIÇOS DE ENTIDADES

Leia mais

EDITAL Nº001/2014 SELEÇÃO PÚBLICA PARA CONVÊNIO SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL MODALIDADE CASA LAR PARA IDOSOS

EDITAL Nº001/2014 SELEÇÃO PÚBLICA PARA CONVÊNIO SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL MODALIDADE CASA LAR PARA IDOSOS PROCESSO Nº 007.000697.13.3 Prefeitura Municipal de Porto Alegre EDITAL Nº001/2014 SELEÇÃO PÚBLICA PARA CONVÊNIO SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL MODALIDADE CASA LAR PARA IDOSOS A FUNDAÇÃO DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02, DE 4 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA COMPUTADORES PARA INCLUSÃO A União, por intermédio da Secretaria de Inclusão

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL - CMAS EDITAL 001/2014. Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL - CMAS EDITAL 001/2014. Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS EDITAL 001/2014 Conselho Municipal de Assistência Social- CMAS O CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS TORNA PÚBLICO O PROCESSO DE SELEÇÃO DE ENTIDADES E ORGANIZAÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, PROGRAMAS,

Leia mais

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA CARTA TÉCNICA Nome do Certificado: INSCRIÇÃO NO CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O REGISTRO: Entidades de Assistência Social ORGÃO RESPONSÁVEL PELA EMISSÃO: Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 175, de 09 de dezembro de 2009.

RESOLUÇÃO Nº 175, de 09 de dezembro de 2009. RESOLUÇÃO Nº 175, de 09 de dezembro de 2009. ALTERAR E ESTABELECER NOVAS PROVIDÊNCIAS À RESOLUÇÃO Nº 119/2007 DO CMDCA. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Florianópolis, no

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS: I programa de trabalho proposto pela beneficiária ou exposição das unidades de serviço objeto dos repasses concedidos, avaliado pela Comissão, contendo: a. razões que justifiquem

Leia mais

2 Nas planilhas Orçamento por rubricas, acrescente quantas linhas forem necessárias para listar os itens do orçamento.

2 Nas planilhas Orçamento por rubricas, acrescente quantas linhas forem necessárias para listar os itens do orçamento. *ORIENTAÇÕES SOBRE PREENCHIMENTO DESTE DOCUMENTO: 1 Após efetuar o download deste documento, selecione a opção Salvar como..., e renomeie o documento, colocando o nome de sua instituição ou do projeto

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania 1 EDITAL N.001/2013 Estabelece normas para a habilitação e seleção de propostas de entidades e organizações de assistência social interessadas em receber apoio técnico e financeiro de caráter continuado

Leia mais

MODELO DE PROJETO. Solicitação de Inclusão no Banco de Projetos para captação de recursos FIA/Doações (obrigatório o preenchimento de todos os itens)

MODELO DE PROJETO. Solicitação de Inclusão no Banco de Projetos para captação de recursos FIA/Doações (obrigatório o preenchimento de todos os itens) MODELO DE PROJETO Solicitação de Inclusão no Banco de Projetos para captação de recursos FIA/Doações (obrigatório o preenchimento de todos os itens) 1. IDENTIFICAÇÃO Abrangência do Projeto: ( ) Estadual

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTA PARA PROJETO DE APOIO A INSTALAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS NO BRASIL REFERENTE

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania 1 EDITAL N.001/2010 Estabelece normas para a habilitação e seleção de propostas de Entidades não Governamentais sem fins lucrativos a fim de receber apoio técnico e financeiro de caráter continuado para

Leia mais

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS SECRETARIA EXECUTIVA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS SECRETARIA EXECUTIVA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 004/2014 SDSDH O MUNICÍPIO DE RECIFE, através da SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS SDSDH, torna público, para ciência dos interessados, o presente

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO COM RECURSOS

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM/CNPq) EDITAL Nº 005/2015 PROPPG, de 17 de março de 2015

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM/CNPq) EDITAL Nº 005/2015 PROPPG, de 17 de março de 2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM/CNPq) EDITAL Nº 005/2015 PROPPG, de 17 de março de 2015 A Reitoria do, por meio da (PROPPG/IFG), torna público o processo

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Guaramirim. Lei Municipal 3.638/2009 EDITAL 02/2015

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Guaramirim. Lei Municipal 3.638/2009 EDITAL 02/2015 EDITAL 02/2015 Abre inscrições de projetos para captação de recursos através do Fundo da Infância e Adolescência FIA para entidades da sociedade civil e programas governamentais de atendimento exclusivo

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE CONVÊNIOS Nº 01/2015

CHAMADA PÚBLICA DE CONVÊNIOS Nº 01/2015 CHAMADA PÚBLICA DE CONVÊNIOS Nº 01/2015 OBJETO: Este Edital de Chamada Pública visa à seleção de propostas de convênio a serem celebradas com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO), que

Leia mais

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

ANEXO - Roteiro para elaboração dos projetos

ANEXO - Roteiro para elaboração dos projetos ANEXO - Roteiro para elaboração dos projetos Os projetos a serem apresentados deverão obedecer ao roteiro proposto. Deverão ser executados no prazo máximo de 12 (doze) meses, contados a partir da data

Leia mais

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO 3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO IDENTIFICAÇÃO Nome do projeto Instituição proponente CNPJ/MF da Instituição proponente Responsável pela instituição proponente (nome, CPF, RG, endereço, telefone,

Leia mais

Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS?

Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS? Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS? DOCUMENTO DESCRIÇÃO DO DOCUMENTO SOLICTADO Requerimento assinado pelo O modelo do requerimento pode ser obtido no anexo I desta relação representante

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE INOVAÇÃO EM COMPUTAÇÃO EM GRADE APLICADA À ÁREA DE GOVERNO 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE BELÉM-PA E DO TESOURO MUNICIPAL EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS- Nº 01/2015

FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE BELÉM-PA E DO TESOURO MUNICIPAL EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS- Nº 01/2015 FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO DE BELÉM-PA E DO TESOURO MUNICIPAL 1 PREÂMBULO RESOLUÇÃO Nº 05/2015 Publica o Edital de Seleção de Projetos das Organizações Não-Governamentais, a serem apoiados

Leia mais

Edital 02/2015 Saldo Remanescente

Edital 02/2015 Saldo Remanescente Edital 02/2015 Saldo Remanescente EDITAL Nº 02/2015 CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA, no

Leia mais

Presidência da República. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Secretaria Especial dos Direitos Humanos

Presidência da República. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Secretaria Especial dos Direitos Humanos Presidência da República Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente Secretaria Especial dos Direitos Humanos EDITAL N o 1, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2003 O Conselho Nacional dos Direitos da

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DO EDITAL Nº 002/2013 PROJETOS ESPECIAIS

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DO EDITAL Nº 002/2013 PROJETOS ESPECIAIS CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DO EDITAL Nº 002/2013 PROJETOS ESPECIAIS DO OBJETO: Este Edital de Chamada Pública de Patrocínio visa promover a seleção de projetos especiais a serem patrocinados pelo

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO TERMO DE CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA E O INSTITUTO RUI BARBOSA, PARA O

TERMO DE CONVÊNIO TERMO DE CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA E O INSTITUTO RUI BARBOSA, PARA O TERMO DE CONVÊNIO TERMO DE CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA E O INSTITUTO RUI BARBOSA, PARA O APOIO TÉCNICO E FINANCEIRO À EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO DO

Leia mais

F4D7 - Solicitação de Convênio para Execução de Projetos e/ou Eventos

F4D7 - Solicitação de Convênio para Execução de Projetos e/ou Eventos Página: 1 de 8 INSTRUÇÕES PARA FIRMAR CONVÊNIO COM O CREA-CE Conforme Art. 25. Serão admitidas para cumprimento do objeto do convênio firmado entre o Crea e a instituição de ensino ou a entidade de classe

Leia mais

RESOLUÇÃO CMDCA nº 03/2014

RESOLUÇÃO CMDCA nº 03/2014 RESOLUÇÃO CMDCA nº 03/2014 Estabelece novas normas para registro de Entidades governamentais e não governamentais e inscrição de programas ou projetos que tenham por objetivo a promoção e defesa dos direitos

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS EDITAL Nº 03/2015 PEQUENAS OBRAS E REFORMAS EM GINÁSIOS ESPORTIVOS, CANCHAS, QUADRAS ESPORTIVAS, ESTÁDIOS, CAMPOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPAÇOS DESTINADOS À PRÁTICA DE ESPORTES E AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas EDITAL 01/2014. Alterado em 30 de Outubro de 2014

Universidade Federal do Espírito Santo Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas EDITAL 01/2014. Alterado em 30 de Outubro de 2014 Universidade Federal do Espírito Santo Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas EDITAL 01/2014 Alterado em 30 de Outubro de 2014 Abertura de Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Pós-

Leia mais

Documento de Referência para Apresentação, Habilitação e Seleção de Núcleos de Tecnologia Assistiva

Documento de Referência para Apresentação, Habilitação e Seleção de Núcleos de Tecnologia Assistiva Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social Apoio a Projetos de Tecnologias Social e Assistiva Documento de Referência para Apresentação, Habilitação

Leia mais

ANEXO I PROJETO BÁSICO. 2.IDENTIFICAÇÃO DA INSTUIÇÃO PROPONENTE Proponente: GOVERNO DO ESTADO DO ACRE

ANEXO I PROJETO BÁSICO. 2.IDENTIFICAÇÃO DA INSTUIÇÃO PROPONENTE Proponente: GOVERNO DO ESTADO DO ACRE ANEXO I PROJETO BÁSICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Título: Música, Comunidade, Polícia e Família Início (mês/ano): Término (mês/ano): Dezembro/2008 Dezembro/2009 2.IDENTIFICAÇÃO DA INSTUIÇÃO PROPONENTE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS EDITAL Nº 001/14 PROEN/DE, de 17 de fevereiro de 2014. PROGRAMA

Leia mais

AUXÍLIOS FINANCEIROS CONVÊNIOS ENTIDADES REGISTRADAS

AUXÍLIOS FINANCEIROS CONVÊNIOS ENTIDADES REGISTRADAS AUXÍLIOS FINANCEIROS CONVÊNIOS ENTIDADES REGISTRADAS Modalidade/Convênios: Repasse de ARTs e Mútua Cooperação (projetos que objetivem o aperfeiçoamento técnico e cultural). Natureza dos Projetos: Pesquisas

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas EDITAL N O 12, DE 23 DE ABRIL DE 2015 O Diretor Geral do Campus Campinas

Leia mais

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS ALTERADO PELA DIREX NA 219ª REUNIÃO ORDINÁRIA Chamada Pública para seleção de propostas para auxílio financeiro à organização de eventos técnicocientíficos

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 094/2015 CEDCA/PR

DELIBERAÇÃO Nº 094/2015 CEDCA/PR DELIBERAÇÃO Nº 094/2015 CEDCA/PR Considerando o saldo remanescente da Deliberação nº 65/2014 que objetivava o cofinanciamento de programas de aprendizagem; Considerando que a profissionalização é direito

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPPG

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPPG EDITAL 04/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI / UEMG / CNPq A - da Universidade do Estado de Minas Gerais torna público o presente Edital

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA/COTAÇÃO PRÉVIA nº. 01/2014 CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA: PRESTAÇÃO SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS

TERMO DE REFERÊNCIA/COTAÇÃO PRÉVIA nº. 01/2014 CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA: PRESTAÇÃO SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS TERMO DE REFERÊNCIA/COTAÇÃO PRÉVIA nº. 01/2014 CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA: PRESTAÇÃO SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA PARA A AÇÃO POR DIREITOS DAS PESSOAS COM AUTISMO (ABRAÇA),

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB) Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC Edital PROPPG 01/2013 Seleção de Projetos

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio da Fundação

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL EDITAL DE SELEÇÃO E FINANCIAMENTO DE PROJETOS ESCOTEIROS -1/2013 A União dos Escoteiros do Brasil torna público o Edital para seleção e financiamento de projetos escoteiros,

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL CHAMADA PÚBLICA 21/2015 PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com o Renault do Brasil

Leia mais

EDITAL 004/2013 - CREDENCIAMENTO INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

EDITAL 004/2013 - CREDENCIAMENTO INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS FUNDO PREVIDENCIÁRIO DE MURIAÉ - MURIAÉ-PREV CNPJ: 10.935.438/0001-15 Praça João Pinheiro, 15 Salas 217-219 Ed. Top Center Centro Muriaé Minas Gerais CEP: 36880-000 Telefone: (32) 3722-2321 e-mail: secretaria@muriaeprev.com.br

Leia mais

MODELO DE PROJETO SOCIAL. Telefone: Fax: E-mail da entidade: Nome do Responsável: Função/Cargo: E-mail do responsável:

MODELO DE PROJETO SOCIAL. Telefone: Fax: E-mail da entidade: Nome do Responsável: Função/Cargo: E-mail do responsável: MODELO DE PROJETO SOCIAL 1 IDENTIFICAÇÃO 1.1.Dados de Identificação do(s) Proponente(s) Proponente: (órgão ou entidade gestor do Projeto / Organização: Endereço : Nome CNPJ Telefone: Fax: E-mail da entidade:

Leia mais

2ª CHAMADA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015

2ª CHAMADA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE SERVIÇOS BÁSICOS SEMUSB 2ª CHAMADA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015 Edital de chamamento público para formalização de convênio com

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL CÂMPUS DE PALMAS Av: NS 15 ALC NO 14, Bloco D - Anfiteatro, Sala

Leia mais

Programa CAPES-DFAIT

Programa CAPES-DFAIT Programa CAPES- Edital CAPES nº 007/2011 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, Fundação Pública, criada pela Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro de 1992, modificada pela Lei

Leia mais

EDITAL 07/2015 DE CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS SOCIAIS - COMDICA

EDITAL 07/2015 DE CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS SOCIAIS - COMDICA EDITAL 07/2015 DE CHAMADA PÚBLICA PARA PROJETOS SOCIAIS - COMDICA O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMDICA/Sapucaia do Sul, no uso das atribuições legais que lhe confere a

Leia mais

Ampliar os serviços prestados pelas bibliotecas públicas à comunidade. Integrar a biblioteca pública com sua comunidade.

Ampliar os serviços prestados pelas bibliotecas públicas à comunidade. Integrar a biblioteca pública com sua comunidade. CHAMAMENTO PARA AS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS PARA PARTICIPAREM DO PROJETO AGENDA CIDADÃ NAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO SISEB A Secretaria de Estado da Cultura torna público

Leia mais

Prazo de execução: xxxx meses, a partir da assinatura do convênio

Prazo de execução: xxxx meses, a partir da assinatura do convênio MODELO PARA APRESENTAÇÃO PLANO DE TRABALHO EDITAL 2013 1 - IDENTIFICAÇÃO 1.1 DO PROJETO Nome do Projeto: Local onde será executado o projeto: (endereço completo) Nº de Beneficiários diretos: xx crianças

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/MC/FUNTTEL PLATAFORMAS PARA CONTEÚDOS DIGITAIS - 01/2007

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/MC/FUNTTEL PLATAFORMAS PARA CONTEÚDOS DIGITAIS - 01/2007 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/MC/FUNTTEL PLATAFORMAS PARA CONTEÚDOS DIGITAIS - 01/2007 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE PLATAFORMAS PARA PRODUÇÃO E DIFUSÃO

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal da Juventude SEMJUV GABINETE DO SECRETÁRIO

ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal da Juventude SEMJUV GABINETE DO SECRETÁRIO SEMJUV EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE JUVENTUDE TERESINA 2013 SEMJUV, pessoa jurídica de direito público, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS da

Leia mais

MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL. EDITAL N. 02 de 26 de abril de 2007.

MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL. EDITAL N. 02 de 26 de abril de 2007. MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL EDITAL N. 02 de 26 de abril de 2007. PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO ESPECIAL I. OBJETIVO GERAL A União Federal, representada

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 Ementa: Estabelece requisitos a serem observados para obtenção de apoio financeiro e/ou institucional junto ao CRMV-RJ. O - CRMV-RJ, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMA SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A 4ª SEMANA NÓS AMBIENTE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO FMMA Nº 002/2016/SEMA

Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMA SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A 4ª SEMANA NÓS AMBIENTE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO FMMA Nº 002/2016/SEMA SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A 4ª SEMANA NÓS AMBIENTE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO FMMA Nº 002/2016/SEMA A Secretaria Municipal de Meio Ambiente SEMA, no uso de suas atribuições que lhe foram conferidas pelo

Leia mais

RESOLUÇÃO N CMDCA 01/2015 de 09 de fevereiro de 2015.

RESOLUÇÃO N CMDCA 01/2015 de 09 de fevereiro de 2015. CMDCA Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente BOITUVA ESTADO DE SÃO PAULO Criado pela Lei Municipal 1095/97, de 1º de outubro de 1997 RESOLUÇÃO N CMDCA 01/2015 de 09 de fevereiro de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Resolução nº 42 de 23 de outubro de 2014. Dispõe sobre o Plano de Reprogramação dos recursos financeiros oriundos de saldo residual do Piso de Alta Complexidade I do co-financiamento federal/2013 da Casa

Leia mais

EDITAL N 02/2014 LOGPROS RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01/2014

EDITAL N 02/2014 LOGPROS RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EXECUTIVO EM LOGÍSTICA E PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL Av. Paraguai, s/nº esq. c/ Rua Uxiramas

Leia mais

VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade. Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais

VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade. Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais quem pode participar Pessoas jurídicas, não-governamentais e sem fins lucrativos tais como: associações,

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC)

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC) PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (PIBIC-Af) EDITAL Nº 004/2015-PROPPG,

Leia mais

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE ENTIDADES ABRANGIDAS: Entidades que atuam na área da saúde (Art. 4º ao Art. 11º da Lei nº 12.101/2009) ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE GERÊNCIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GEVS GERÊNCIA OPERACIONAL DAS DST / AIDS E HEPATITES VIRAIS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE GERÊNCIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GEVS GERÊNCIA OPERACIONAL DAS DST / AIDS E HEPATITES VIRAIS GEVS E HEPATITES VIRAIS EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2011 Seleção pública de projetos para a prevenção de HIV/Aids e outras DST e assistência às pessoas que vivem e/ou convivem com HIV/AIDS A Secretaria de

Leia mais

FORMULÁRIO DE CADASTRAMENTO/ENTIDADES /ORGANIZAÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

FORMULÁRIO DE CADASTRAMENTO/ENTIDADES /ORGANIZAÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL FORMULÁRIO DE CADASTRAMENTO/ENTIDADES /ORGANIZAÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Denominação: Endereço: Número: Bairro: Distrito Município: CEP: Telefone: Fax: Caixa Postal Correio Eletrônico

Leia mais

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 006/2012. PROGRAMA 0153 - Fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

TERMO DE REFERÊNCIA 006/2012. PROGRAMA 0153 - Fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente. TERMO DE REFERÊNCIA 006/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO N 006/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA CONVÊNIO: 757399/2011 SDH/PR PROGRAMA 0153 - Fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Leia mais

EDITAL FAPES N 018/2012 Manutenção de Equipamentos

EDITAL FAPES N 018/2012 Manutenção de Equipamentos EDITAL FAPES N 018/2012 Manutenção de Equipamentos ALTERADO 07 de novembro de 2012 Edital de chamada para seleção de propostas dentro do Programa de Infraestrutura para o Desenvolvimento - reparo ou manutenção

Leia mais

PORTARIA Nº 2.662, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014

PORTARIA Nº 2.662, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.662, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 O MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição, tendo

Leia mais

[ Das condições de participação ] 5ª edição / 2011

[ Das condições de participação ] 5ª edição / 2011 5ª edição / 2011 EDITAL DO Programa Liz de Doação e Patrocínio Sonhar, planejar, executar e crescer, esses são os ingredientes necessários para que um projeto se torne realidade e a Empresa de Cimentos

Leia mais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná, em conformidade com suas finalidades,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-Aquaviário - CONSTRUÇÃO NAVAL E TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 02/2010

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-Aquaviário - CONSTRUÇÃO NAVAL E TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 02/2010 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-Aquaviário - CONSTRUÇÃO NAVAL E TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 02/2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE CONSTRUÇÃO NAVAL E DE TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 1. OBJETIVO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Valença-RJ

Prefeitura Municipal de Valença-RJ Prefeitura Municipal de Valença-RJ Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Valença-RJ EDITAL Nº 01, DE 27 DE JANEIRO DE 2015. Edital para Contratação Temporária de Bandas para apresentação no Carnaval

Leia mais

EDITAL Associação Aliança Empreendedora Projeto Geração Empreendedora 1/2014

EDITAL Associação Aliança Empreendedora Projeto Geração Empreendedora 1/2014 EDITAL Associação Aliança Empreendedora Projeto Geração Empreendedora 1/2014 EDITAL PARA TRANSMISSÃO DE METODOLOGIA DE APOIO A MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS A Aliança Empreendedora é uma organização

Leia mais

ESTADO DO ACRE Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour EDITAL MAIS CULTURA PARA PREMIAÇÃO DOS PONTINHOS DE CULTURA DO ESTADO DO ACRE

ESTADO DO ACRE Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour EDITAL MAIS CULTURA PARA PREMIAÇÃO DOS PONTINHOS DE CULTURA DO ESTADO DO ACRE EDITAL MAIS CULTURA PARA PREMIAÇÃO DOS PONTINHOS DE CULTURA DO ESTADO DO ACRE O Governo do Estado do Acre, por intermédio da Fundação de Cultura e Comunicação, no âmbito do Acordo de Cooperação firmado

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2013

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2013 CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2013 DO OBJETO: Este Edital de Chamada Pública de Patrocínio visa promover a seleção de projetos a serem patrocinados pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

Edital Instituto Bancorbrás 01/2015

Edital Instituto Bancorbrás 01/2015 Edital Instituto Bancorbrás 01/2015 O Instituto Bancorbrás, por meio do Projeto Bancorbrás Social torna público o presente edital e convoca as instituições interessadas a enviarem propostas para habilitarem-se

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 15/2013

EDITAL FAPEMIG 15/2013 EDITAL FAPEMIG 15/2013 PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO - PCCT A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria

Leia mais

3.1.1. As pessoas físicas poderão inscrever-se individualmente, se responsabilizando contábil e tributariamente pela proposta apresentada;

3.1.1. As pessoas físicas poderão inscrever-se individualmente, se responsabilizando contábil e tributariamente pela proposta apresentada; EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS CONCORRENTES AO PROJETO ACAMPAMENTO, A SER PRODUZIDO NO ESTADO DO CEARÁ PELO INSTITUTO DE ARTE E CULTURA DO CEARÁ, PARA O 2º SEMESTRE DE 2010. O INSTITUTO DE

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2014 MODALIDADE DE SELEÇÃO: CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO.

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2014 MODALIDADE DE SELEÇÃO: CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO. CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2014 DO OBJETO: Este Edital de Chamada Pública de Patrocínio visa promover a seleção de projetos a serem patrocinados pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Viana - COMDICAVI Lei Municipal Nº. 1214/94

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Viana - COMDICAVI Lei Municipal Nº. 1214/94 EDITAL Nº. 01/2014 - COMDICAVI Dispõe sobre o chancelamento de projetos das entidades não governamentais e órgãos governamentais de atendimento à criança e ao adolescente, para financiamento com recursos

Leia mais

Gianna Perim. Brasília Junho/2015

Gianna Perim. Brasília Junho/2015 Gianna Perim Brasília Junho/2015 RETROSPECTIVA Mudança na Lei Pelé incluindo a CBC no SND e como beneficiária dos recursos da Loteria - 2011 Regulamentação do Decreto - 2013 Regulamentos Internos e definição

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 4139, DE 11 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o Fundo Municipal de Esporte e Lazer e o Incentivo ao Esporte e Lazer e dá outras providências. O PREFEITO DE GOIÂNIA, no

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE RESOLUÇÃO Nº015/CMDCA/2013 Institui parâmetros para o Registro de entidades governamentais e não governamentais no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Ji-Paraná/RO. O Conselho

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

Questionário Rede Privada

Questionário Rede Privada MONITORAMENTO SUAS CENSO SUAS 2010 Questionário Rede Privada O Censo Rede Privada 2010, tem como finalidade proporcionar subsídios para a construção e manutenção de indicadores de monitoramento e avaliação

Leia mais

Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo

Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo Tipo: Melhor Técnica EDITAL DE SELEÇÃO Pessoa Física - Nº 02/2015 REFERENTE AO CONVÊNIO Nº 811901/2014 CELEBRADO ENTRE CENTRO DE FORMAÇÃO URBANO RURAL IRMÃ ARAÚJO E O MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO (MTE),

Leia mais

Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Hilda Lorena Freitas Agente PNAE/REBRAE Cecane/UNB A partir da Lei n. 11.947/2009 Art. 14. Do total dos recursos financeiros

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 1. DADOS CADASTRAIS DATA : o 1.1. Projeto Título: Período de realização: Local de desenvolvimento do trabalho/ município/uf: 1 Recursos FBB (R$):

Leia mais

Artigo 3º. Os projetos submetidos a presente seleção deverão indicar, entre os eixos abaixo discriminados, aquele de atuação principal.

Artigo 3º. Os projetos submetidos a presente seleção deverão indicar, entre os eixos abaixo discriminados, aquele de atuação principal. Edital Fumcad 2015 Prorrogação de Edital de Chamada Pública FUMCAD 2015 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA SELEÇÃO DE PROJETOS RELATIVOS À PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 DO OBJETO: Esta Chamada Pública de Patrocínio visa à seleção de projetos a serem patrocinados pelo CAU/BR, que sejam relevantes para o desenvolvimento da Arquitetura

Leia mais

OFÍCIO-CIRCULAR Nº 50, DE 14 DE NOVEMBRO DE 1996 AOS DIRIGENTES DE RECURSOS HUMANOS DOS ÓRGÃOS ENTIDADES INTEGRANTES DO SIPEC

OFÍCIO-CIRCULAR Nº 50, DE 14 DE NOVEMBRO DE 1996 AOS DIRIGENTES DE RECURSOS HUMANOS DOS ÓRGÃOS ENTIDADES INTEGRANTES DO SIPEC SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS OFÍCIO-CIRCULAR Nº 50, DE 14 DE NOVEMBRO DE 1996 AOS DIRIGENTES DE RECURSOS HUMANOS DOS ÓRGÃOS ENTIDADES INTEGRANTES DO SIPEC Em cumprimento ao que determina o art. 12 do

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SPM/PR

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SPM/PR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SPM/PR A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República SPM/PR torna público

Leia mais

Apresentação. Documentos de diversas modalidades que formalizam atividades de cooperação entre a UFRGS e outras instituições.

Apresentação. Documentos de diversas modalidades que formalizam atividades de cooperação entre a UFRGS e outras instituições. Apresentação A Universidade Federal do Rio Grande do Sul interage com instituições públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, em conformidade com as leis federais, estatuto e regimento, resoluções,

Leia mais

MINUTA EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS EDITAL PIP N 01/2014 PROJETO RN SUSTENTÁVEL PROJETOS DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA (PIP)

MINUTA EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS EDITAL PIP N 01/2014 PROJETO RN SUSTENTÁVEL PROJETOS DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) MINUTA EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS EDITAL PIP N 01/2014 PROJETO RN SUSTENTÁVEL PROJETOS DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) O Projeto RN Sustentável, Acordo de Empréstimo (8276-BR) firmado entre o Governo do

Leia mais

COMDICAS Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Sumaré - SP

COMDICAS Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Sumaré - SP RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2011 Dispõe sobre registro de Entidades não Governamentais sem fins lucrativos e inscrição de programas, projetos e Serviços de Atendimento, governamentais e não governamentais,

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Deliberação Nº 1.038 /2013 DS/CMDCA

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Deliberação Nº 1.038 /2013 DS/CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Deliberação Nº 1.038 /2013 DS/CMDCA Dispõe sobre a não obrigatoriedade de apresentação do registro no Conselho Municipal de Assistência Social

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS Nº 001/2012 Projetos Direcionados às ações em HIV/AIDS e outras DST.

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS Nº 001/2012 Projetos Direcionados às ações em HIV/AIDS e outras DST. Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação Geral da Rede de Atenção Primaria em Saúde 1. INTRODUÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS Nº 001/2012 Projetos Direcionados

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2012 GERAÇÃO DE RENDA (NEGÓCIOS INCLUSIVOS) REGULAMENTO

PROCESSO SELETIVO 2012 GERAÇÃO DE RENDA (NEGÓCIOS INCLUSIVOS) REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO 2012 GERAÇÃO DE RENDA (NEGÓCIOS INCLUSIVOS) REGULAMENTO Criado em 2006, o é responsável por gerenciar o investimento social do Grupo HSBC Brasil e tem como missão contribuir para o desenvolvimento

Leia mais