Segurança da Informação. Ativos Críticos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Segurança da Informação. Ativos Críticos"

Transcrição

1 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOÍAS PROJETO INTEGRADOR Segurança da Informação Ativos Críticos 5º PERÍODO GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GOIÂNIA Johnathas Caetano João Paulo Leocadio Danilo Assunção

2 Introdução - Ativos Críticos: Tudo aquilo que é considerado essencial para organização, de modo que se não estiver intacto, disponível/acessível somente às pessoas autorizadas, poderá acarretar danos graves à organização. Ameaças: Riscos de intrusões, riscos de vandalismos, riscos de fuga de informações estratégicas, etc. Vulnerabilidade: Nível de exposição do ativo. Quanto mais exposto, mais vulnerável estará o Ativo e, portanto, maior será a probabilidade do risco se concretizar. No que diz respeito ao Vigilante, destacamos alguns exemplos de Ativos Críticos: - Instalações: O vigilante deverá adotar medidas de segurança visando dificultar a possibilidade de invasão invasão de vândalos, por exemplo pois, caso este tipo de ocorrência se concretize, as consequências para a organização poderão ser graves ou gravíssimas. - Pessoas: A força de trabalho da organização é considerada Ativo Crítico, pois representa o seu maior patrimônio. Como já citado anteriormente, o trabalho do Vigilante é proteger os Ativos (tangíveis e intangíveis). Os Ativos Críticos devem ser tratados com prioridade. Para classificá-los, basta fazer a seguinte análise: Se ocorrer um problema, as consequências para a empresa serão graves? Ex: Paralisação dos servidores; pode afetar, parcial ou totalmente, o funcionamento da empresa; invasão às instalações da organização, fuga de informações estratégicas, etc; 1

3 - Levantamento dos Ativos da Empresa. Ativos Tipos de Ativos - Pessoas 1. Estagiários; 2. Aprendizes; 3. Terceirizados; 4. Servidores fixos; - Sistemas de Informação 1. Todos sistemas que manipule dados e gere as informações, seja ele automatizado ou não, que envolva alguma pessoa ou não, dentro da corporação; - Hardware 1. Equipamentos de Redes; 2. Servidores; 3. Desktop; 4. Notebook; 2

4 - Levantamento de Riscos Inerentes aos Ativos; Ativos Vulnerabilidades Riscos Impactos - Pessoas *Ausências de Treinamento adequado sobre segurança - Sistemas *Sistema acessado por pessoas externas *Treinamento de segurança adequado *Má distribuição de Informações *Problemas de Criptografia de Dados - Hardware *Equipamentos Defeituosos *Configurações incorretas *Ambientes desprotegidos *Falha Humana *Falta de Confiabilidade *Problemas de engenharia Social dados e informações *Sabotagens *Modificação *Invasões *Erro Humano *Desastres naturais equipamentos *Falhas no energia elétrica Infecção por vírus, worms e outras problemas digitais *Vazamento de Informações *Indisponibilidade de recursos *Perda definitiva de informações *Perda de Credibilidade *Vazamento de informações estratégicas *Interrupção da cadeia de valor *Indisponibilidade de recursos *Interrupção do serviços 3

5 - Medidas para Controle dos Riscos; Ativos Riscos Medidas de Controle - Pessoas *Falhas Humanas de Controles informações e dados *Problemas de Engenharia Solução treinamentos e palestras, controlar acessos de acordo com o nível de usuário *Falta de Confiabilidade - Sistemas *Sabotagens *Falha Humana *Modificações de informação *Invasão - Hardware *Desastres Naturais equipamentos *Falhas no energia elétrica e orientação e Monitoramento backups, criptografia e controle de acessos a usuários. backups, utilização de ferramentas de gerenciamento de rede, firewall, etc backups de controle de usuários backups e contratação de seguro contra perdas backups, controle de patrimônio, contratação de seguro contra perdas. backups, instalação de estabilizadores de tensão, nobreaks e geradores de emergência. 4

Governança em Tecnologia da Informação

Governança em Tecnologia da Informação FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOÍAS PROJETO INTEGRADOR Governança em Tecnologia da Informação Plano de Gerenciamento de SI 5º PERÍODO GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GOIÂNIA 2015 1 Johnathas Caetano

Leia mais

Levantamento dos Ativos

Levantamento dos Ativos Segurança da Informação LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Kelly Alves Martins Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. LEVANTAMENTO DE ATIVOS... 2 3. LEVANTAMENTO DE

Leia mais

MATC99 Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação

MATC99 Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação MATC99 Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação Conceitos de Segurança da Informação Italo Valcy Italo Valcy Seg e Auditoria de SI, 2013.1 O que é segurança da Informação Importância

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br. Prof. José Maurício S. Pinheiro - UGB - 2009

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br. Prof. José Maurício S. Pinheiro - UGB - 2009 PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Auditoria i e Análise de Segurança da Informação Segurança e Confiabilidade Prof. José Maurício S. Pinheiro - UGB - 2009 Dados e Informação Dado é a unidade básica

Leia mais

Os requisitos de SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO dentro de uma organização passaram por duas mudanças importantes nas últimas décadas:

Os requisitos de SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO dentro de uma organização passaram por duas mudanças importantes nas últimas décadas: $XWDUTXLD(GXFDFLRQDOGR9DOHGR6mR)UDQFLVFR± $(96) )DFXOGDGHGH&LrQFLDV6RFLDLVH$SOLFDGDVGH3HWUROLQD± )$&$3( &XUVRGH&LrQFLDVGD&RPSXWDomR 6(*85$1d$($8',725,$'(6,67(0$6 ³6HJXUDQoDGH,QIRUPDo}HV &\QDUD&DUYDOKR

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

Fu F n u d n a d m a e m n e t n os o de d e Se S g e u g r u an a ç n a a da d a Informação

Fu F n u d n a d m a e m n e t n os o de d e Se S g e u g r u an a ç n a a da d a Informação Fundamentos de Segurança da Informação O que é Segurança da Informação? O que é Segurança da Informação? A Informação é um ativo que, como qualquer outro ativo importante para os negócios, tem um valor

Leia mais

Programas Maliciosos. 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182. Vírus de Computador

Programas Maliciosos. 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182. Vírus de Computador Programas Maliciosos 2001 / 1 Segurança de Redes/Márcio d Ávila 182 Vírus de Computador Vírus de computador Código intruso que se anexa a outro programa Ações básicas: propagação e atividade A solução

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 1 GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO RESUMO DO ARTIGO Este artigo se propõe a apresentar uma panorâmica do uso da Segurança da Informação e sua importância como diferencial competitivo

Leia mais

SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ:

SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ: Dados da Empresa Dados da SYSTEMBRAS SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ: 00.000.000/0001-00 Rua Paramoti, 04 Vila Antonieta SP Cep: 03475-030 Contato: (11) 3569-2224 A Empresa A SYSTEMBRAS tem como

Leia mais

Tópico 30 e 31 Plano de Continuidade dos Negócios (PCN) Continuidade do Negócio

Tópico 30 e 31 Plano de Continuidade dos Negócios (PCN) Continuidade do Negócio Tópico 30 e 31 Plano de Continuidade dos Negócios (PCN) Plano de Continuidade de Negócios (PCN). Metodologia de levantamento de requisitos para o plano. Métodos de construção do documento. 2 Continuidade

Leia mais

Conteúdo. Introdução. Introdução Segurança da Informação Barreiras de segurança Exemplos Conclusão Bibliografia

Conteúdo. Introdução. Introdução Segurança da Informação Barreiras de segurança Exemplos Conclusão Bibliografia Segurança da informação FATEC Americana Tecnologia em Análise de Sistemas e Tecnologias da Informação Diagnóstico e solução de problemas de TI Prof. Humberto Celeste Innarelli Segurança da informação 1

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho

Prof. Demétrios Coutinho Prof. Demétrios Coutinho Hoje em dia a informação é o bem mais valioso de uma empresa/cliente. A segurança da informação é um conjunto de medidas que se constituem basicamente de controles e política de

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Porto Alegre Aula 1

Faculdade de Tecnologia SENAI Porto Alegre Aula 1 Faculdade de Tecnologia SENAI Porto Alegre Aula 1 Prof. Me. Humberto Moura humberto@humbertomoura.com.br Evolução da TI Postura TI Níveis de TI Princípios de TI (papel da TI perante o negócio) Arquitetura

Leia mais

Política de Uso e Segurança dos Recursos de TI

Política de Uso e Segurança dos Recursos de TI 1 Política de Uso e Segurança dos Recursos de TI Conceitos Desenvolvimento da Informática no Brasil Por que ter segurança? Principais Vulnerabilidades Principais Ameaças às Informações Exemplos de Problemas

Leia mais

Termos usados em Segurança Empresarial:

Termos usados em Segurança Empresarial: Termos usados em Segurança Empresarial: Ameaça: É qualquer indicação, circunstância ou evento com potencial de causar dano ou perda. Ativo: É qualquer equipamento, infraestrutura, material, informação,

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA GERENCIAMENTO DE REDES Segurança Lógica e Física de Redes 2 Semestre de 2012 SEGURANÇA FÍSICA Introdução Recomendações para o controle do acesso físico Política de segurança

Leia mais

SOLUÇÕES DE RESILIÊNCIA E SEGURANÇA

SOLUÇÕES DE RESILIÊNCIA E SEGURANÇA SERVIÇO DE RESPOSTA A INCIDENTES D Solução de segurança que fornece orientações para o efetivo controle ou correção de ataques externos causados por vulnerabilidades encontradas no ambiente do cliente.

Leia mais

BACHARELADO EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO SEGURANÇA E AUDITORIA EM SISTEMAS DE INFORM. Orientações Preliminares

BACHARELADO EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO SEGURANÇA E AUDITORIA EM SISTEMAS DE INFORM. Orientações Preliminares BACHARELADO EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO SEGURANÇA E AUDITORIA EM SISTEMAS DE INFORM ALEX DELGADO GONÇALVES CASAÑAS BSI005 BSI 04NA/NOTURNO 4 Orientações Preliminares O plano de ensino é um documento didático-pedagógico

Leia mais

Soluções em Armazenamento

Soluções em Armazenamento Desafios das empresas no que se refere ao armazenamento de dados Aumento constante do volume de dados armazenados pelas empresas, gerando um desafio para manter os documentos armazenados Necessidade de

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Agenda Segurança o que é? Informação o que é? E Segurança da Informação? Segurança da Informação na UFBA

Leia mais

Segurança Física e Segurança Lógica. Aécio Costa

Segurança Física e Segurança Lógica. Aécio Costa Segurança Física e Segurança Lógica Aécio Costa Segurança física Ambiente Segurança lógica Programas A segurança começa pelo ambiente físico Não adianta investir dinheiro em esquemas sofisticados e complexos

Leia mais

Programa de Nível de Serviço do Ariba Cloud Services. Garantia de Acesso ao Serviço Segurança Diversos

Programa de Nível de Serviço do Ariba Cloud Services. Garantia de Acesso ao Serviço Segurança Diversos Programa de Nível de Serviço do Ariba Cloud Services Garantia de Acesso ao Serviço Segurança Diversos 1. Garantia de Acesso ao Serviço a. Aplicabilidade. A Garantia de Acesso ao Serviço cobre a Solução

Leia mais

Março/2005 Prof. João Bosco M. Sobral

Março/2005 Prof. João Bosco M. Sobral Plano de Ensino Introdução à Segurança da Informação Princípios de Criptografia Segurança de Redes Segurança de Sistemas Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador)

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação 29 de janeiro 2014 Define, em nível estratégico, diretivas do Programa de Gestão de Segurança da Informação. ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 PÚBLICO ALVO... 3 3 RESPONSABILIDADES

Leia mais

Plano de Segurança da Informação

Plano de Segurança da Informação Governança de Tecnologia da Informação LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Marcelo Faustino Sumário 1. OBJETIVO... 2 2. DESCRIÇÃO DO SERVIÇO... 2 3. ETAPAS

Leia mais

Segurança a da Informação Aula 05. Aula 05

Segurança a da Informação Aula 05. Aula 05 Segurança a da Informação 26/9/2004 Prof. Rossoni, Farias 1 Análise do risco econômico para a segurança: a: Não háh almoço o grátis; alguém m sempre paga a conta. Qual é o valor da conta da segurança para

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA SEGURANÇA CIBERNÉTICA Fevereiro/2015 SOBRE A PESQUISA Esta pesquisa tem como objetivo entender o nível de maturidade em que as indústrias paulistas se encontram em relação

Leia mais

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação Política de segurança da Informação. Metodologia de levantamento da política de segurança. Objetivos e responsabilidades sobre a implementação. Métodos

Leia mais

Segurança de Redes e Internet

Segurança de Redes e Internet Segurança de Redes e Internet Prof. MSc Thiago Pirola Ribeiro sg_02 alqbarao@yahoo.com.br 1 Guia Básico para Segurança de uma Rede Identificar o que se está tentando proteger; Identificar contra quem está

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Vulnerabilidade do software Softwares comerciais contém falhas que criam vulnerabilidades na segurança Bugs escondidos (defeitos no

Leia mais

Gestão de Riscos. Risco

Gestão de Riscos. Risco Gestão de Riscos A crescente importância da TI para os processos de negócio de uma empresa trouxe em paralelo, também, um aumento de problemas de segurança em relação à informação. Assim, a necessidade

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof Célio Conrado E-mail: celio.conrado@gmail.com Site: www.celioconrado.com Conceito Por que usar? Como funciona

Leia mais

Política de Sistemas Corporativos e Serviços da Rede Governamental

Política de Sistemas Corporativos e Serviços da Rede Governamental Dezembro de 2006 1.0 02/12/2006-2 - Índice 1 Objetivo... 3 2 Abrangência... 3 3 Considerações Gerais... 4 4 Exigências de Segurança para sistemas governamentais... 4 4.1 Exigências dos Níveis de Segurança...

Leia mais

Boas Práticas de Segurança da Informação. Regras para proteção de dados de cartões para a pequena e média empresa.

Boas Práticas de Segurança da Informação. Regras para proteção de dados de cartões para a pequena e média empresa. Boas Práticas de Segurança da Informação Regras para proteção de dados de cartões para a pequena e média empresa. Prezado Cliente, A constante evolução da tecnologia está sempre rompendo paradigmas, tornando

Leia mais

SOLUÇÕES AMBIENTE SEGURO SEUS NEGÓCIOS DEPENDEM DISSO!

SOLUÇÕES AMBIENTE SEGURO SEUS NEGÓCIOS DEPENDEM DISSO! SOLUÇÕES AMBIENTE SEGURO SEUS NEGÓCIOS DEPENDEM DISSO! O ambiente de Tecnologia da Informação (TI) vem se tornando cada vez mais complexo, qualquer alteração ou configuração incorreta pode torná-lo vulnerável

Leia mais

POLITÍCA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS

POLITÍCA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS POLITÍCA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS Fabio Eder Cardoso 1 Paulo Cesar de Oliveira 2 Faculdade de Tecnologia de Ourinhos - FATEC 1. INTRODUÇÃO A informação é o elemento básico para que a evolução

Leia mais

Gestão da Segurança da Informação

Gestão da Segurança da Informação Gestão da Segurança da Informação Mercado Empresas levam 200 dias até descobrirem que foram hackeadas Companhias precisam estabelecer uma visão holística de segurança para serem mais ágeis na detecção

Leia mais

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Símbolos Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador) que tem uma determinada

Leia mais

5 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OUVIDORIA PÚBLICA JOÃO PESSOA/PB. Segurança da Informação

5 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OUVIDORIA PÚBLICA JOÃO PESSOA/PB. Segurança da Informação 5 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OUVIDORIA PÚBLICA JOÃO PESSOA/PB Segurança da Informação 2 COMPETÊNCIAS DA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS produzir informações e conhecimentos estratégicos que possam

Leia mais

CONTRATO DE SERVIÇO - SLA GOVERNANÇA DE TI Responsáveis: Ana Luíza Cruvinel, Maikon Franczak e Wendel Borges

CONTRATO DE SERVIÇO - SLA GOVERNANÇA DE TI Responsáveis: Ana Luíza Cruvinel, Maikon Franczak e Wendel Borges Versão 1.0 CONTRATO DE SERVIÇO - SLA GOVERNANÇA DE TI Responsáveis: Ana Luíza Cruvinel, Maikon Franczak e Wendel Borges Data: 02/12/2014 SUMÁRIO 1. ACORDO GERAL... 2 2. METAS E OBJETIVOS... 2 3. RESPONSÁVEIS...

Leia mais

Segurança e Auditoria da empresa Centrais Elétricas Light CEL

Segurança e Auditoria da empresa Centrais Elétricas Light CEL Segurança e Auditoria da empresa Centrais Elétricas Light CEL Flávio Ferreira dos santos José Francisco Virgínia de Sousa Yuri Aguiar Resumo A Segurança da Informação nas organizações tem sido o principal

Leia mais

Projeto de Desenvolvimento Institucional de. Gestão Documental

Projeto de Desenvolvimento Institucional de. Gestão Documental 01 02 Projeto de Desenvolvimento Institucional de Gestão Documental O Archive é um projeto de desenvolvimento institucional de gestão documental com fornecimento de suporte de infra-estrutura tecnológica

Leia mais

Curso Plano de Continuidade de Negócios

Curso Plano de Continuidade de Negócios Curso Plano de Continuidade de Negócios Em um cenário mundial de alto risco e volatilidade, com uma interconexão e interdependência de todas as cadeias de suprimento, a segurança e continuidade dos negócios

Leia mais

Presidência da República Casa Civil da Presidência da República PARTE III POLÍTICA DE SEGURANÇA DA ICP-BRASIL

Presidência da República Casa Civil da Presidência da República PARTE III POLÍTICA DE SEGURANÇA DA ICP-BRASIL Presidência da República Casa Civil da Presidência da República PARTE III POLÍTICA DE SEGURANÇA DA ICP-BRASIL 19 DE JUNHO DE 2001 1- INTRODUÇÃO Este documento tem por finalidade estabelecer as diretrizes

Leia mais

DECISÃO Nº 124/2014 D E C I D E. aprovar a Política de Segurança da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue:

DECISÃO Nº 124/2014 D E C I D E. aprovar a Política de Segurança da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue: CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 124/2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 28/03/2014, tendo em vista o constante no processo nº 23078.020136/13-35, de acordo com o Parecer nº 494/2013 da

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Segurança da Informação Norma: ISO/IEC NBR 27001 e ISO/IEC NBR 27002 Norma: ISO/IEC NBR 27001 e ISO/IEC NBR 27002 Histórico O BSi (British Standard Institute) criou a norma BS 7799,

Leia mais

Soluções de Segurança IBM

Soluções de Segurança IBM Soluções de Segurança IBM Security Framework As organizações frequentemente adotam uma abordagem orientada à tecnologia para a segurança. Porém, proteger só a tecnologia não oferece proteção para os processos

Leia mais

2.1. Nível A (Desempenho Verificado)

2.1. Nível A (Desempenho Verificado) Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 5: Avaliação de Padrões de Segurança de Computadores

Leia mais

Sistemas Críticos. Resumo do Cap.3 por Rossana M. C. Andrade. 2007 by Pearson Education

Sistemas Críticos. Resumo do Cap.3 por Rossana M. C. Andrade. 2007 by Pearson Education Sistemas Críticos Resumo do Cap.3 por Rossana M. C. Andrade Objetivos Explicar o que significa um sistema crítico, e onde a falha de sistema pode ter conseqüência severa humana ou econômica. Explicar quatro

Leia mais

Política de Segurança da ACT Certisign 01 de Novembro de 2013

Política de Segurança da ACT Certisign 01 de Novembro de 2013 Política de Segurança da ACT Certisign 01 de Novembro de 2013 1/45 ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 1.GESTÃO DE SEGURANÇA...7 DEFINIÇÃO...9 2.REQUISITOS DE SEGURANÇA DO AMBIENTE FÍSICO...18 DEFINIÇÃO...18 Diretrizes

Leia mais

SYSLOG - Sistema de Logística

SYSLOG - Sistema de Logística Integrantes (Grupo 3) Douglas Antony (Gerente) Bruno Sout Erika Nascimento Horácio Grangeiro Isaque Jerônimo Paulo Roriz Rodrigo Lima Versão:01.00 Data:18/05/2011 Identificador do documento:lr Versão do

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 81, DE 26 DE MARÇO DE 2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 81, DE 26 DE MARÇO DE 2009 Publicada no Boletim de Serviço Nº 4, em 7/4/2009. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 81, DE 26 DE MARÇO DE 2009 Disciplina o uso dos recursos de tecnologia da informação do Supremo Tribunal Federal e dá outras providências.

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Política de Segurança da Informação

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Política de Segurança da Informação SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Política de Segurança da Informação A informação é o elemento básico para que a evolução aconteça e o desenvolvimento humano se realize de forma completa (COURY, 2001). Para Campos,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 727, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 R E S O L U Ç ÃO:

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 727, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 R E S O L U Ç ÃO: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 727, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 Institui a Política de Segurança da Informação e Comunicações da Universidade Federal

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt (slides cedidos pelo Prof. Carlos Kamienski - UFABC) Gerenciamento e Avaliação de Riscos Terminologia

Leia mais

Segurança Física de acesso aos dados

Segurança Física de acesso aos dados Segurança Física de acesso aos dados Segurança Física de acesso aos dados 1 A Segurança Física tem como objetivos específicos: ü Proteger edificações e equipamentos; ü Prevenir perda, dano ou comprometimento

Leia mais

Outsourcing. A solução para hospedagem da SoftExpert.

Outsourcing. A solução para hospedagem da SoftExpert. Outsourcing A solução para hospedagem da SoftExpert. BENEFÍCIOS A SoftExpert oferece a seus clientes a possibilidade de Hospedagem em um Data Center com características, padrões de segurança e disponibilidade

Leia mais

SEGURANÇA E CONTROLE EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SEGURANÇA E CONTROLE EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SEGURANÇA E CONTROLE EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. Por que sistemas de informação são tão vulneráveis a destruição, erro, uso indevido e problemas de qualidade de sistemas? 2. Que tipos de controles

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas. Profº.: Daniel Gondim

Segurança e Auditoria de Sistemas. Profº.: Daniel Gondim Segurança e Auditoria de Sistemas Profº.: Daniel Gondim Roteiro Auditoria de Sistemas Conceitos; Tipos de Auditorias; Objetivos e Importância; Etapas; Segurança da Informação Conceitos; Ameaças; Algumas

Leia mais

Proposta Servidor MS Windows Server 2012

Proposta Servidor MS Windows Server 2012 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Gestão em Tecnologia da Informação Admo Danilo Eudes Pina Barroso Rodrigo Reges Guilherme Maracaípe de Lima Proposta Servidor MS Windows Server 2012 Lucília Ribeiro

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Segurança Computacional

Segurança Computacional Segurança Computacional Rodrigo Fujioka fujiokabr@gmail.com segurança computacional Definição Ameaças Questões humanas 2/9 Definição (1) Segurança computacional Prevenir que atacantes alcancem seus objetivos

Leia mais

Gerência de Redes Segurança

Gerência de Redes Segurança Gerência de Redes Segurança Cássio D. B. Pinheiro cdbpinheiro@ufpa.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar o conceito e a importância da Política de Segurança no ambiente informatizado, apresentando

Leia mais

Segurança na Rede UFBA

Segurança na Rede UFBA Dia Mundial de Segurança da Informação Segurança na Rede UFBA Roberto Ferreira Prado Quaresma UFBA - Números UFBA (2001) 58 cursos de graduação 39 mestrados 16 doutorados 30 cursos de especialização/ano

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas

Auditoria e Segurança de Sistemas Auditoria e Segurança de Sistemas BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com Segurança em ambientes Físicos e Lógicos Para garantir

Leia mais

LEVANTAMENTO DE REQUISITOS. Lílian Simão Oliveira

LEVANTAMENTO DE REQUISITOS. Lílian Simão Oliveira LEVANTAMENTO DE REQUISITOS Lílian Simão Oliveira Níveis de erros Fonte: imaster.com um software São as características e funcionalidades que um software tem Engenharia de Requisitos O que é? Quem faz?

Leia mais

Asser Rio Claro. Descubra como funciona um antivírus. Como o antivírus protege o seu computador. A importância de um antivírus atualizado

Asser Rio Claro. Descubra como funciona um antivírus. Como o antivírus protege o seu computador. A importância de um antivírus atualizado Administração Informática Asser Rio Claro Descubra como funciona um antivírus Responsável por garantir a segurança do seu computador, o antivírus é um programa de proteção que bloqueia a entrada de invasores

Leia mais

ÉTICA E SEGURANÇA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Fundamentos

ÉTICA E SEGURANÇA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Fundamentos ÉTICA E SEGURANÇA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Fundamentos Prof. Carlos Faria (adaptação) 2011 DESAFIOS ÉTICOS E DE SEGURANÇA Emprego Privacidade Saúde Segurança Ética e Sociedade Crime Individualidade Condições

Leia mais

3 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OUVIDORIA PÚBLICA NATAL/RN. Segurança da Informação

3 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OUVIDORIA PÚBLICA NATAL/RN. Segurança da Informação 3 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OUVIDORIA PÚBLICA NATAL/RN Segurança da Informação 2 COMPETÊNCIAS DA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS produzir informações e conhecimentos estratégicos que possam subsidiar

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS ANTONIO RIBEIRO DE SANTANA JUNIOR SISTEMAS PARA INTERNET/INTRANET

FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS ANTONIO RIBEIRO DE SANTANA JUNIOR SISTEMAS PARA INTERNET/INTRANET FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS ANTONIO RIBEIRO DE SANTANA JUNIOR SISTEMAS PARA INTERNET/INTRANET SISTEMA DE APOIO A SECRETARIA PRAIA GRANDE 2010 ANTONIO RIBEIRO DE SANTANA JUNIOR SISTEMAS PARA

Leia mais

Curso Plano de Continuidade de Negócios

Curso Plano de Continuidade de Negócios Curso Plano de Continuidade de Negócios Em um cenário mundial de alto risco e volatilidade, com uma interconexão e interdependência de todas as cadeias de suprimento, a segurança e continuidade dos negócios

Leia mais

PADRÃO GERENCIAL DE PROCESSO NORMA DE SEGURANÇA

PADRÃO GERENCIAL DE PROCESSO NORMA DE SEGURANÇA PADRÃO GERENCIAL DE PROCESSO Número Versão Revisão Folha 1.0.4 2 Data da Revisão 22/07/2014 Título: NORMAS DE SEGURANÇA Elaborador: Bruno Cavalcante Barbosa Revisado por: Marcelo Dias de Lima; Vicente

Leia mais

Análise de Riscos de Segurança da Informação. Prof. Paulo Silva UCEFF

Análise de Riscos de Segurança da Informação. Prof. Paulo Silva UCEFF Análise de Riscos de Segurança da Informação Prof. Paulo Silva UCEFF Roteiro 1. Conceitos Fundamentas de Seg. Informação 2. Identificação e Avaliação de Ativos 3. Identificação e Avaliação de Ameaças 4.

Leia mais

PORTFÓLIO www.imatec.com.br

PORTFÓLIO www.imatec.com.br História A IMATEC foi estabelecida em 1993 com o objetivo de atuar nos segmentos de microfilmagem, digitalização e guarda de documentos e informações, hoje conta com 300 colaboradores, têm em seu quadro,

Leia mais

TECNOLOGIAS PARA PREVENÇÃO DE VULNERABILIDADE EM PROCESSADORES

TECNOLOGIAS PARA PREVENÇÃO DE VULNERABILIDADE EM PROCESSADORES TECNOLOGIAS PARA PREVENÇÃO DE VULNERABILIDADE EM PROCESSADORES OTTO, Mauricio Silveira 1 ; SOARES, Rafael de Almeida 1 ; POZZATTO, Maurício da Silva 1 ; PEZZI, Daniel da Cunha 2 Palavras-Chave: Processador.

Leia mais

SEGURANÇA A E CONTROLE EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SEGURANÇA A E CONTROLE EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Capítulo 14 SEGURANÇA A E CONTROLE EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 14.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Por que sistemas de informação são tão vulneráveis veis a destruição, erro, uso indevido e problemas de

Leia mais

Política de Segurança da. Autoridade Certificadora BOA VISTA RFB (PS AC BOA VISTA RFB)

Política de Segurança da. Autoridade Certificadora BOA VISTA RFB (PS AC BOA VISTA RFB) Política de Segurança da Autoridade Certificadora BOA VISTA RFB (PS AC BOA VISTA RFB) Versão 1.0 de 18 de fevereiro de 2013 Política de Segurança da AC Boa Vista RFB V 1.0 1/27 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...5

Leia mais

Implantação de política de segurança e Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusos IDS/IPS.

Implantação de política de segurança e Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusos IDS/IPS. Implantação de política de segurança e Sistemas de Detecção e Prevenção de Intrusos IDS/IPS. Humberto dos Santos Curso de Especialização de Redes e Segurança de Sistemas semipresencial Pontifícia Universidade

Leia mais

Ameaças e Segurança da Informação para dispositivos Móveis. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br

Ameaças e Segurança da Informação para dispositivos Móveis. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Ameaças e Segurança da Informação para dispositivos Móveis gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Ameaças e Vulnerabilidades em Dispositivos Móveis gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br

Leia mais

Segurança do governo eletrônico

Segurança do governo eletrônico 1. Introdução O governo está empenhado em fornecer programas e serviços de modo que atenda às necessidades de empresas e cidadãos que necessitam desses recursos. Para aumentar a demanda desses serviços,

Leia mais

DEFINIÇÃO DE UMA POLÍTICA DE SEGURANÇA PARA UM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DISTRIBUÍDO DE SOFTWARE

DEFINIÇÃO DE UMA POLÍTICA DE SEGURANÇA PARA UM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DISTRIBUÍDO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIC DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA ORIENTADORA: Luciana Andreia Fondazzi Martimiano ACADÊMICO: Anderson de Souza Zanichelli DEFINIÇÃO DE UMA

Leia mais

Contingência ou Plano de Continuidade de Negócios

Contingência ou Plano de Continuidade de Negócios Contingência ou Plano de Continuidade de Negócios Marcos Aurelio Pchek Laureano laureano@ppgia.pucpr.br Roteiro Conceitos e Definições Tipos Planos de Contingência Justificativas Exemplos de Uso Estudo

Leia mais

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

SI- Sistemas de Informação. Professora: Mariana A. Fuini

SI- Sistemas de Informação. Professora: Mariana A. Fuini SI- Sistemas de Informação Professora: Mariana A. Fuini INTRODUÇÃO A informação é tudo na administração de uma organização. Mas para uma boa informação é necessário existir um conjunto de características

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA 2011 Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA SUMÁRIO Introdução... 4 Metodologia... 6 Resultado 1: Cibersegurança é importante para os negócios... 8 Resultado

Leia mais

Gerenciamento de Riscos em Segurança da informação. cynaracarvalho@yahoo.com.br

Gerenciamento de Riscos em Segurança da informação. cynaracarvalho@yahoo.com.br $XWDUTXLD(GXFDFLRQDOGR9DOHGR6mR)UDQFLVFR± $(96) )DFXOGDGHGH&LrQFLDV6RFLDLVH$SOLFDGDVGH3HWUROLQD± )$&$3( &XUVRGH&LrQFLDVGD&RPSXWDomR Gerenciamento de Riscos em Segurança da informação cynaracarvalho@yahoo.com.br

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Sistema de Gestão da Segurança da Informação (SGSI) (Material Complementar)

Estratégias em Tecnologia da Informação. Sistema de Gestão da Segurança da Informação (SGSI) (Material Complementar) Estratégias em Tecnologia da Informação Sistema de Gestão da Segurança da Informação (SGSI) (Material Complementar) Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

RESOLUÇÃO N 39, DE 18 DE ABRIL DE 2006. Aprova a versão 2.0 da Política de Segurança da ICP Brasil.

RESOLUÇÃO N 39, DE 18 DE ABRIL DE 2006. Aprova a versão 2.0 da Política de Segurança da ICP Brasil. RESOLUÇÃO N 39, DE 18 DE ABRIL DE 2006. Aprova a versão 2.0 da Política de Segurança da ICP Brasil. O COORDENADOR DO COMITÊ GESTOR DA INFRA ESTRUTURA DE CHAVES PÚBLICAS BRASILEIRA ICP BRASIL, no uso das

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Segurança Lógica

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Segurança Lógica Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores Segurança Lógica 1 Segurança Lógica Mecanismos de Controle A Segurança Lógica é aspecto abrangente e complexo, requerendo, consequentemente, um estudo

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos de Segurança da Informação

Manual de Normas e Procedimentos de Segurança da Informação Manual de Normas e Procedimentos de Segurança da Informação Objetivo: Definir responsabilidades e orientar a conduta dos profissionais e usuários de informática da FECAP na utilização dos recursos computacionais,

Leia mais

Política de Segurança. da Autoridade Certificadora SOLUTI (PS AC SOLUTI)

Política de Segurança. da Autoridade Certificadora SOLUTI (PS AC SOLUTI) Política de Segurança da Autoridade Certificadora SOLUTI (PS AC SOLUTI) Versão 1.0 de 1 de novembro de 2012 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão...4 Tabela de Siglas...4 1 INTRODUÇÃO...5 2 OBJETIVOS...5

Leia mais

Política de Segurança. da Autoridade Certificadora SOLUTI RFB (PS AC SOLUTI RFB)

Política de Segurança. da Autoridade Certificadora SOLUTI RFB (PS AC SOLUTI RFB) Política de Segurança da Autoridade Certificadora SOLUTI RFB (PS AC SOLUTI RFB) Versão 1.0 de 1 de Setembro de 2014 www.acsoluti.com.br Sumário Controle de Versão... 4 Tabela de Siglas... 4 1 INTRODUÇÃO...

Leia mais