ALINHADOR DE PAINEL A LASER GEO LASER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALINHADOR DE PAINEL A LASER GEO LASER"

Transcrição

1 MANUAL DE OPERAÇÃO ALINHADOR DE PAINEL A LASER GEO LASER REVISÃO 00

2 SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES GERAIS MANUTENÇÃO DEFINIÇÃO DOS ÂNGULOS CARACTERÍSTICOS PRINCIPAIS PRÉ-REQUISITOS PARA MEDIÇÕES CORRETAS NIVELAR OS PONTOS DE APOIO DO VEÍCULO POSICIONAMENTO PARALELO DO LASER EM RELAÇÃO AO PLANO DE ROTAÇÃO DA RODA COMPENSAÇÃO DA DEFORMAÇÃO DE FIXAÇÃO DA GARRA POSICIONAMENTO DOS PAINÉIS LEITURAS LEITURA DA CAMBAGEM LEITURA DO KPI E CASTER LEITURA DA DIVERGÊNCIA EM CURVAS LEITURA DA CONVERGÊNCIA DIANTEIRA (UTILIZANDO DUAS GARRAS) LEITURA DA CONVERGÊNCIA TRASEIRA TOTAL (UTILIZANDO DUAS GARRAS) LEITURA DA CONVERGÊNCIA TRASEIRA INDIVIDUAL (UTILIZANDO DUAS GARRAS) LEITURA DAS CONVERGÊNCIAS TOTAL E INDIVIDUAL TRASEIRAS (UTILIZANDO QUATRO GARRAS) CENTRAGEM DE VOLANTE, EM RELAÇÃO ÀS RODAS TRASEIRAS AFERIÇÃO DO EQUIPAMENTO PARALELISMO ENTRE AS EXTREMIDADES DA BARRA DE AFERIÇÃO PARALELISMO ENTRE OS ESPELHOS AJUSTE ENTRE O NÍVEL DO PAINEL E AS BASES DE APOIO PARA A CORRETA LEITURA DA CAMBAGEM AFERIÇÃO DO PERPENDICULARISMO DO RAIO LASER EM RELAÇÃO AO EIXO DE ROTAÇÃO DO PROJETOR AFERIÇÃO DO PERPENDICULARISMO DO RAIO LASER EM RELAÇÃO AO EIXO DE ROTAÇÃO DO PROJETOR I

3 1. INFORMAÇÕES GERAIS O aparelho GEO LASER permite a aferição dos ângulos característicos de todas as rodas e/ou eixos de automóveis, camionetas, caminhões e ônibus. 1. Baseia as medições em longa distância utilizando uma LINHA PERFEITA NO ESPAÇO. 2. Projetores com módulos laser em ESTADO SÓLIDO de alta intensidade e de baixa potência (5mW 650nm), não apresentando perigo para os olhos desde que não haja exposição direta e prolongada conforme normas norte americanas de proteção à saúde. Caso alguém inadvertidamente cause danos a si próprio ou a terceiros pelo uso indevido do feixe laser, não caberá a TRUCK CENTER qualquer responsabilidade. 3. Os projetores laser são sem cabos, alimentados por pilhas alcalinas do tamanho D, com autonomia aproximada de 140 horas. 4. Um temporizador programável de 2, 3, 4 e 5 minutos garante o auto desligamento do sistema, o que economiza as pilhas. 5. O laser proporciona ótima visualização mesmo em ambientes amplamente iluminados e a pequena dimensão do ponto ou da linha permite a medição em escala de GRANDEZA REAL EM MILÍMETROS. 6. O equipamento permite fazer a medição dos ângulos da CAMBAGEM, KPI, CASTER e CONVERGÊNCIA. 7. Garras Auto-Centrantes com ajustes que permitem a compensação da deformação antes das medições. 8. Garras Flash que permitem executar as medições de uma maneira fácil e rápida. 9. Os recursos do raio laser permitem aferir todos os dispositivos mecânicos utilizados no aparelho. 2

4 2. MANUTENÇÃO Todo e qualquer serviço de manutenção deve ser realizado exclusivamente por pessoal técnico autorizado pelo fabricante do equipamento. O equipamento perderá a sua garantia caso sofra modificações, consertos ou intervenções feitas por pessoas não autorizadas. Alguns serviços de manutenção preventiva podem ser realizados pelo proprietário: PROJETORES -Não utilizar qualquer produto solvente, mesmo que fraco, para a limpeza dos projetores. Tomar especial cuidado para não obstruir as saídas do raio laser. Utilizar apenas um pano úmido para a retirada de pó acumulado. Para o caso de manchas, aplicar um pouco de cera automotiva. -O compartimento de pilhas têm uma tampa em forma de rosca. Retirar a tampa e limpar a rosca de alumínio e a de latão com um pouco de álcool em um pedaço de pano. Utilizar uma esponja de aço ou lixa fina para a limpeza do ponto de contacto entre as pilhas e a tampa. PAINÉIS -Limpar com um pano úmido e/ou cera automotiva. Tomar cuidado para não forçar com cera sobre as escalas do painel frontal para evitar desgaste das escalas. PLATAFORMAS ORBITAIS (PRATOS) -Dependendo do local onde o equipamento for instalado (presença de poeira, areia, etc.) é necessário desmontar e limpar totalmente os pratos de seis em seis meses. Lubrificar com grafite em pó preferencialmente ou na falta deste, com graxa para rolamentos. ATENÇÃO: No caso do uso de graxa, o período para a limpeza deverá ser diminuído para dois meses. GARRAS -As garras auto-centrantes devem ser limpas com pano seco e lubrificadas com micro-óleo em spray. TRAVAS DE FREIO E VOLANTE -Limpar com pano seco apenas. 3

5 3. DEFINIÇÃO DOS ÂNGULOS CARACTERÍSTICOS PRINCIPAIS CAMBER É o ângulo formado entre a vertical e o ângulo da roda. Este ângulo poderá ter convencionalmente três valores como mostra a Figura 1. Positivo: Quando a parte superior da roda se encontra mais afastada do centro do veículo do que a inferior. Negativo: Quando a parte superior da roda se encontra mais próximo do centro do veículo do que a inferior. Neutro ou zero: Quando a roda se encontra na vertical. CASTER É o ângulo formado pelo inclinação da coluna do amortecedor no sentido longitudinal, em relação ao plano de apoio do veículo (fig. 2). (Figura 2) (Figura 1) KPI É o ângulo formado pela inclinação da linha imaginária que passa pelos centros da coluna do amortecedor e do terminal da suspensão (pivô), em relação ao plano de apoio do veículo (fig. 3). (Figura 3) (Figura 4) CONVERGÊNCIA É o fechamento das rodas em sua parte dianteira (fig. 4). DIVERGÊNCIA É a abertura das rodas em sua parte dianteira (fig. 4). 4

6 4. PRÉ-REQUISITOS PARA MEDIÇÕES CORRETAS 4.1. NIVELAR OS PONTOS DE APOIO DO VEÍCULO A Vala de Alvenaria, projeto TRUCK CENTER para linhas leve e pesada, a Rampa Pneumática, para linha leve e os Cavaletes Móveis, para linha leve (fig. 5), deverão ser pré-nivelados utilizando-se uma mangueira transparente com água. Figura POSICIONAMENTO PARALELO DO LASER EM RELAÇÃO AO PLANO DE ROTAÇÃO DA RODA Antes de qualquer medição, este paralelismo deverá ser obtido e é o que fazemos ao compensar a deformação de fixação da garra. OBS: No exemplo da figura 6, utilizamos a escala triangular, mas qualquer outra escala poderá ser utilizada de acordo com a preferência do operador. Quanto maior for a distância entre o projetor e a escala, maior será a precisão na compensação da deformação. 5

7 4.3. COMPENSAÇÃO DA DEFORMAÇÃO DE FIXAÇÃO DA GARRA Deverá ser efetuada quando o operador utilizar garras do tipo Auto-Centrante. Sempre que removê-la da roda e repô-la, deverá novamente compensar a deformação (fig. 6). Garras em modelos FLASH A e P não requerem necessariamente que se compense a deformação. Figura Colocar os manípulos na posição indicada ao lado e o ponto laser do projetor em uma posição qualquer (no exemplo colocamos nº 10). 2 - Girando 180º se o ponto laser deslocar para o efetuar a correção no manípulo escuro para metade do deslocamento inicial (no exemplo puxar para o 8). 4 - Voltando 90º, se o ponto laser deslocar para puxá-lo novamente para 8, usando metade do deslocamento para cada manípulo claro. 6 - Para conferir se a deformação foi compensada, girar a roda 360º. O ponto não deverá se deslocar do 8. Caso contrário repetir os 5 passos anteriores. 6

8 4.4. POSICIONAMENTO DOS PAINÉIS Para utilizarmos com maior precisão as escalas de medição, o veículo deverá estar posicionado o mais perpendicularmente possível em relação aos painéis. Também devemos tomar o cuidado de posicionar as rodas dianteiras na posição RETA- FRENTE, utilizando o eixo traseiro como referência, da seguinte maneira: - Entrar com o veiculo o mais reto possível em relação ao painel. - Colocar as escalas triangulares encostadas nos pneus traseiros. - Colocar as garras nas rodas dianteiras e compensar a deformação. - Girar os projetores e fazer incidir os pontos laser nas escalas da traseira em números iguais, isto é, 20 e 20, 36 e 36, etc (fig. 7). (Figura 7) Com as rodas com a deformação compensada e o veículo na posição reta-frente, podem ser iniciadas as medições. 7

9 5. LEITURAS 5.1. LEITURA DA CAMBAGEM -Posicionar o ponto laser na seta base de medição. Logo após, rotacionar o projetor para cima e ler o valor do ângulo, diretamente na escala (fig. 8). (Figura 8) LEITURA DO KPI E CASTER (Figura 9) -Com o veículo freado e apoiado em cima das plataformas, posicionar o ponto laser na seta A e colocar a bolha do projetor laser entre as marcas (figura ao lado) usando o manípulo de regulagem do projetor (fig. 9). (Figura 10) -Esterçar a roda para fora até o ponto laser cruzar a escala de valores do KPI e Caster no painel. Fazer a leitura do KPI diretamente na escala, em graus (fig. 10). 8

10 (Figura 11) -Após a leitura do KPI, rotacionar o projetor laser até a bolha se posicionar novamente entre as marcas. Com a bolha posicionada e o ponto laser sobre a escala KPI / CASTER, fazer a leitura do Caster em graus (fig. 11) LEITURA DA DIVERGÊNCIA EM CURVAS -Posicionar o ponto laser nos zeros de ambos os painéis. -Esterçar uma das rodas até que o ponto laser fique sobre o traço vertical de 20. Desta maneira o outro projetor apontará diretamente o ângulo de esterçamento da respectiva roda (fig. 12). (Figura 12) A diferença entre as leituras dos ângulos nas duas rodas é o valor da divergência em curvas. No exemplo da Figura 12: = -1 9

11 5.4. LEITURA DA CONVERGÊNCIA DIANTEIRA (UTILIZANDO DUAS GARRAS) -Apontar o projetor de uma das rodas, perpendicularmente ao espelho, de forma que o raio laser retorne na marca zero da escala do mesmo projetor (fig 13, A). -Na outra roda, o ponto laser após refletir no espelho do painel, atingirá a escala do projetor como o indicado, determinando assim a convergência entre as duas rodas (fig. 13, B). (Figura 13) No exemplo da Figura 13: 4 milímetros positivos, ou 4 milímetros convergente. 10

12 5.5. LEITURA DA CONVERGÊNCIA TRASEIRA TOTAL (UTILIZANDO DUAS GARRAS) -Fazer com que o raio laser parta da roda traseira esquerda, após reflexão no espelho, retornar ao traço 0 da escala. Consegue-se este posicionamento rotacionando o conjunto dos espelhos através do manípulo lateral do painel principal (fig. 14, A). -Logo após, verificar qual traço que a reflexão do laser acoplado a roda traseira direita atinge, após refletir no espelho do painel direito (fig. 14, B). (Figura 14) No exemplo da Figura 14: 3 milímetros positivos ou convergentes 11

13 5.6. LEITURA DA CONVERGÊNCIA TRASEIRA INDIVIDUAL (UTILIZANDO DUAS GARRAS) -Com o projetor laser acoplado nas rodas traseiras, apontar o raio laser até que o ponto vermelho atinja as escalas que deverão estar encostadas nas rodas dianteiras (fig. 15). (Figura 15) A leitura no exemplo da Figura 15 é: 6 (seis) na escala esquerda e 4 (quatro) na direita, significa que a roda traseira direita está 2 milímetros mais fechada (convergente), relativamente à roda traseira esquerda. 12

14 5.7. LEITURA DAS CONVERGÊNCIAS TOTAL E INDIVIDUAL TRASEIRAS (UTILIZANDO QUATRO GARRAS) -Fixar as quatro garras auto-centrantes e compensar a deformação. -Medir a convergência total dianteira (Item 5.4.). No exemplo da Figura 16 temos: Convergência = -2, portanto: lado esquerdo = -1 e direito = -1 -Posicionar as rodas dianteiras na posição reta-frente. -Colocar o ponto laser no espelho do dispositivo de reflexão, logo após girar o dispositivo e fazer o ponto laser atingir a escala do projetor (fig. 16). (Figura 16) -Os valores apontados nas escalas dos projetores são os respectivos valores das convergências individuais das rodas traseiras somadas ou subtraídas dos valores obtidos na dianteira. No exemplo: Convergência individual traseira esquerda = 2mm 1mm = 1mm Convergência individual dianteira direita = 2mm 1mm = 1mm Convergência total = 1mm + 1mm = 2mm 13

15 5.8. CENTRAGEM DE VOLANTE, EM RELAÇÃO ÀS RODAS TRASEIRAS RETIRANDO O VOLANTE -Com o veículo na posição reta-frente, basta sacar o volante e reencaixá-lo novamente na posição correta (fig. 17). (Figura 17) CORRIGINDO NOS TERMINAIS DE DIREÇÃO -Travar o volante com o posicionamento centrado (fig. 18). (Figura 18) 14

16 Nesta posição, se os pontos laser nas escalas direita e esquerda apontarem números diferentes, (esquerdo 32 e direito 40) farer o seguinte: -Com o volante centrado e travado, regular os terminais direito e esquerdo, reorientando os pontos laser de ambos os projetores, para o ponto médio entre os iniciais, iguais em ambas as escalas. No exemplo da Figura 18: (32 +40) / 2 = 36 Portanto, rosqueando apenas os terminais, reorientar os pontos laser, esquerdo e direito, para a referência 36. OBS: Com esse procedimento estaremos apenas centrando o volante sem alterar a convergência total das rodas. No caso em que ao ser posto o volante na posição centrado, os valores lidos nas escalas forem iguais, por exemplo 30 e 30, 25 e 25, etc., o volante já estará corretamente centrado CASO A CENTRAGEM NÃO SEJA BEM SUCEDIDA Na condição do veículo se deslocando em trajetória retilínea, se o volante não se posicionar no centro, verificar se outro fator de geometria do veículo ou da pista não estará sendo o agente causador da descentralização. Por exemplo: -Diferenças nos valores do caster e/ou da cambagem. -Diferenças de pressão entre os pneus. -Curvatura da pista. -Convergência individual traseira. -Pneus com diferentes resistências ao rolamento (verificar fazendo rodízios). Nos casos acima o veículo fica puxando levemente para um dos lados. 15

17 6. AFERIÇÃO DO EQUIPAMENTO -Nas próximas páginas descreveremos os procedimentos de aferição necessários à correta operação do equipamento. -Ter em vista que todo o equipamento de medição necessita de aferição periódica. -Devido às características próprias do GEO LASER estas aferições devem ser feitas pelo próprio operador com ferramentas tão simples quanto nível de bolha, chaves allen, chaves de boca, mangueira d água e barra de aferição que acompanha o equipamento. -Não considerar o aparelho como aferido ou não simplesmente por comparação de resultados obtidos em outro aparelho. -Os resultados das medições são válidas desde que os procedimentos anteriores forem seguidos e o veículo estiver em condições mecânicas satisfatórias. A aferição só terá eficácia se o equipamento puder ser aferido conforme as páginas seguintes, caso contrário será necessário substituir peças danificadas ou desgastadas pelo uso PARALELISMO ENTRE AS EXTREMIDADES DA BARRA DE AFERIÇÃO -Com o projetor acoplado à barra de aferição e de frente ao painel, girando a barra com a mão, o ponto laser não deverá oscilar horizontalmente entre os pontos A e B, (fig. 19). (Figura 19) -Repetir a operação para a outra extremidade. Somente barras com extremidades paralelas devem ser utilizadas para a aferição dos espelhos. 16

18 6.2. PARALELISMO ENTRE OS ESPELHOS -Posicionando a barra de aferição em frente aos espelhos, as reflexões dos pontos laser devem retornar aos zeros de suas respectivas escalas (fig. 20). (Figura 20) -Caso isso não ocorra, primeiramente mover o manípulo de translação dos espelhos, zerando o espelho esquerdo e depois ajuste o retorno ao zero do espelho direito através dos dois parafusos que se encontram na frente do mesmo. OBS: Para futuras aferições, após o posicionamento da barra, os pontos refletidos deverão atingir suas respectivas escalas, isto é: 0 e 0 ; 1 e 1; 2 e 2 ; 3 e 3 ; etc AJUSTE ENTRE O NÍVEL DO PAINEL E AS BASES DE APOIO PARA A CORRETA LEITURA DA CAMBAGEM -Rotacionar o projetor na extremidade da barra para que o ponto laser se desloque da altura A até B. O ponto deverá tanto em A quanto em B, ficar sobre a linha de referência ZERO da cambagem (fig. 21). (Figura 21) -Caso isso não ocorra, o painel deverá ser ajustado horizontalmente nos parafusos de regulagem. OBS: A Barra de Aferição deve ser acentada de maneira que fique suficiente firme e que esteja nivelada (vide detalhe na fig. 21). 17

19 6.4. CONFERÊNCIA ENTRE OS ZEROS DE PARTIDA (SETAS) PARA AS LEITURAS DE CASTER E KPI E OS ZEROS DESTAS ESCALAS. -Conferir os níveis dos pontos (1) e (2); (3) e (4). Estes pontos devem estar nivelados entre si respectivamente. -A forma mais simples e eficaz de fazermos tal verificação é utilizar uma mangueira d água como na Figura 22. (Figura 22) -ponto (2) com zero da escala de Caster/Kpi (1) -ponto (3) com o zero da escala de Caster/Kpi (4) 6.5. AFERIÇÃO DO PERPENDICULARISMO DO RAIO LASER EM RELAÇÃO AO EIXO DE ROTAÇÃO DO PROJETOR -O raio laser para as posições projetor direto e projetor invertido deverá incidir no mesmo ponto de referência (fig. 23). (Figura 23) -Caso isto não ocorra, o ponto laser deverá ser ajustado em seu parafuso lateral e o ajuste deve ser feito para a metade da diferença entre os dois posicionamentos (direto/invertido). 18

20 CERTIFICADO DE GARANTIA Garantimos o Alinhador de Painel a Laser GEO LASER por um período de 1 (um) ano a partir da data de compra do produto, contra defeitos de fabricação, excluindose todos os problemas decorrentes do mau uso do equipamento, ou da não observância dos procedimentos corretos de funcionamento, segurança e manutenção dispostos neste manual. Também não estão cobertos pela garantia o uso em condições diferentes das especificadas neste manual, ou de qualquer irregularidade proveniente de equívoco por parte do usuário ou de seus contratados na ligação do equipamento. Para fazer uso da garantia, solicitamos guardar, além deste certificado, sua Nota Fiscal de Compra para ser apresentada como comprovação do período de garantia. Para qualquer dúvida a respeito do uso do equipamento, bem como para eventuais necessidades de manutenção, contatar diretamente a TRUCK CENTER no telefone abaixo, para um atendimento direto ou para a indicação de assistente técnico. TRUCK CENTER EQUIPAMENTOS AUTOMOTIVOS LTDA. Rua Luiz Franceschi, 1345 Bairro Thomáz Coelho Araucária PR Fone/Fax: Fone/Fax Internacional: site:

ALINHADOR DIGITAL A LASER

ALINHADOR DIGITAL A LASER MANUAL DE OPERAÇÃO ALINHADOR DIGITAL A LASER PRATIC LASER REVISÃO 00.1 ADENDO AO MANUAL ALINHADOR PRATIC LASER Alguns dos dispositivos mostrados neste manual são opcionais podendo não ser entregues como

Leia mais

Manual de operação TRUCK LASER EDIÇÃO 2004 MOP 0504

Manual de operação TRUCK LASER EDIÇÃO 2004 MOP 0504 Manual de operação TRUCK LASER EDIÇÃO 2004 MOP 0504 INTRODUÇÃO O aparelho TRUCK LASER, permite a aferição dos ângulos característicos de todas as rodas e/ou eixos de caminhões, ônibus e camionetes. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

www.techmax.ind.br www.techmax.ind.br (44) 3023 7200 SAC@TECHMAX.IND.BR TECHMAX_SAC MABL2010R01

www.techmax.ind.br www.techmax.ind.br (44) 3023 7200 SAC@TECHMAX.IND.BR TECHMAX_SAC MABL2010R01 PRODUZIDO NO BRASIL TECHMAX@TECHMAX.IND.BR AV PARANAVAI, 2218 BArrAcAo 04 pq industrial BANDEIRANTES cep 87070 130 maringa parana ALINHADOR DE DIRECAO A LASER MABL2010R01 (44) 3023 7200 SAC@TECHMAX.IND.BR

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO GARRA FLASH TC 3D

MANUAL DE OPERAÇÃO GARRA FLASH TC 3D MANUAL DE OPERAÇÃO GARRA FLASH TC 3D REVISÃO 00.3 B12-076 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1. CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE O APARELHO... 2 2. INSTRUÇÕES DE USO... 3 3. AFERIÇÃO DA GARRA FLASH... 4 I 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR DIGITAL A LASER DIGIPRATIC

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR DIGITAL A LASER DIGIPRATIC MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR DIGITAL A LASER DIGIPRATIC LINHA LEVE REVISÃO 00 1. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE -Com o veículo já posicionado no local de alinhamento (rampa, cavalete ou

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÕES DO ALINHADOR ALD300

MANUAL DE OPERAÇÕES DO ALINHADOR ALD300 MANUAL DE OPERAÇÕES DO ALINHADOR ALD300 1. Introdução O Alinhador ALD300 foi desenvolvido para verificação e ajuste do sistema de direção de veículos automotivos leves, através do sistema ótico. O sistema

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 045 REVISÃO 00

MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 045 REVISÃO 00 MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 045 REVISÃO 00 B12-084 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2.1. DIMENSÕES... 3 2.2. DADOS TÉCNICOS... 3 2.3. ACESSÓRIOS... 3 2.4. OPERAÇÃO... 4

Leia mais

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR DIGITAL A LASER DIGIPRATIC

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR DIGITAL A LASER DIGIPRATIC MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR DIGITAL A LASER DIGIPRATIC LINHA PESADA REVISÃO 00 1. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE -Com o veículo já posicionado no local de alinhamento (vala), fazer uma

Leia mais

TEK LINE geometria veicular www.tekline.com.br

TEK LINE geometria veicular www.tekline.com.br Alguns dos dispositivos mostrados neste manual são opcionais ou específicos podendo não acompanhar seu equipamento.o cliente dentro de suas necessidades é quem descreve o tipo de geometria que deseja fazer

Leia mais

LASERTECK LTA450 MANUAL DE USO

LASERTECK LTA450 MANUAL DE USO LASERTECK LTA450 MANUAL DE USO 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 INFORMAÇÕES TÉCNICAS... 3 3 CALIBRAGEM DOS MÓDULOS LASER (AFERIÇÃO E TEMPORIZAÇÃO)... 3 3.1 AFERIÇÃO DO LASER PONTO LONGITUDINAL...3 3.2

Leia mais

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI 3 LINHA PESADA REVISÃO 00 1. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE -Com o veículo já posicionado no local de alinhamento (vala),

Leia mais

MONTADORA / DESMONTADORA DE PNEUS MAXIAUTO S LINHA LEVE

MONTADORA / DESMONTADORA DE PNEUS MAXIAUTO S LINHA LEVE MANUAL DE OPERAÇÃO MONTADORA / DESMONTADORA DE PNEUS MAXIAUTO S LINHA LEVE REVISÃO 04 B12-071 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2.1. DIMENSÕES... 3 2.2. DADOS TÉCNICOS... 3 2.3. ESQUEMA

Leia mais

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI

SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DE GEOMETRIA ALINHADOR COMPUTADORIZADO DIGITAL A LASER DIGI 3 LINHA LEVE REVISÃO 00 1. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE -Com o veículo já posicionado no local de alinhamento (rampa,

Leia mais

MONTADORA/DESMONTADORA DE PNEUS MAXIAUTO LINHA LEVE

MONTADORA/DESMONTADORA DE PNEUS MAXIAUTO LINHA LEVE MONTADORA/DESMONTADORA DE PNEUS MAXIAUTO LINHA LEVE EDIÇÃO 2004 INTRODUÇÃO: Página 1 Este manual é parte integrante de sua máquina. Leia com muita atenção as instruções e advertências que ele contém, que

Leia mais

PARA O ALUNO. 2. Não utilizar celular em sala de aula (em caso de urgência pedir licença para o professor e atender a ligação fora da sala).

PARA O ALUNO. 2. Não utilizar celular em sala de aula (em caso de urgência pedir licença para o professor e atender a ligação fora da sala). 1. Ter disciplina e respeito em sala de aula. PARA O ALUNO. 2. Não utilizar celular em sala de aula (em caso de urgência pedir licença para o professor e atender a ligação fora da sala). 3. Manter a Escola

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 035 REVISÃO 02.2

MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 035 REVISÃO 02.2 MANUAL DE OPERAÇÃO RAMPA PNEUMÁTICA RP 035 REVISÃO 02.2 B12-082 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2.1. DIMENSÕES... 3 2.2. DADOS TÉCNICOS... 3 2.3. ACESSÓRIOS... 3 2.4. OPERAÇÃO...

Leia mais

LASERTECK ALINHADOR PORTÁTIL DIGITAL MODELO LTA 550 MANUAL DE USO

LASERTECK ALINHADOR PORTÁTIL DIGITAL MODELO LTA 550 MANUAL DE USO LASERTECK ALINHADOR PORTÁTIL DIGITAL MODELO LTA 550 MANUAL DE USO 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO EQUIPAMENTO... 3 3 CARACTERÍSTICAS DOS ÂNGULOS DE MEDIÇÕES... 4 3.1 CAMBER /

Leia mais

Rosqueadeiras. Manual de Instruções

Rosqueadeiras. Manual de Instruções Manual de Instruções 2 NOMAQ Roscar/Cortar/Escarear Modelos para tubos de ½ a 6 Modelo NQ-R2 NQ-R2A NQ-R4 NQ-R6 Roscas Tubos 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2 1/2, 3/4, 1, 2, 2.1/2, 4 2.1/2, 4, 5, 6 Roscas

Leia mais

1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho

1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho 1 ME-01 REV00 13 3 1 2 14 9 10 12 4 5 6 7 11 8 1 - AUTOMATIZADOR: Utilizado exclusivamente em portas de enrolar de aço. Existem diversas capacidades e tamanhos. Verifique sempre o peso e o tamanho da porta

Leia mais

Diagnose de suspensão (rolamento de roda)

Diagnose de suspensão (rolamento de roda) Diagnose de suspensão (rolamento de roda) Principais Funções do Rolamento Redução da força de atrito Suportar cargas Guiar partes móveis Redução da Força de Atrito Atrito de escorregamento Atrito de rolamento

Leia mais

1. Compensação de deformações: ROC (Run Out Compensation).

1. Compensação de deformações: ROC (Run Out Compensation). ÂNGULOS DO ALINHAMENTO DE RODAS 1. Compensação de deformações: ROC (Run Out Compensation). Ao instalar a cabeça medidora em uma roda através de um grampo de fixação o eixo de giro da roda (não confundir

Leia mais

11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES

11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES 11/07 246-04/00 072413 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO www.britania.com.br sac@britania.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR MANUAL DE INSTRUÇÕES ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a

Leia mais

This page should not be printed.

This page should not be printed. Nº MODIFICAÇÃO POR DATA 0 Liberação de Arquivo Julia M. 09-02-2015 This page should not be printed. This document is property of Britannia AND CAN NOT BE USED BY A THIRD PARTY PROJ. DATA MATERIAL QUANTIDADE

Leia mais

11/06 119-32/00 012807 REV.0. www.britania.com.br sac@britania.com.br Manual de Instruções

11/06 119-32/00 012807 REV.0. www.britania.com.br sac@britania.com.br Manual de Instruções 11/06 119-32/00 012807 REV.0 www.britania.com.br sac@britania.com.br Manual de Instruções CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS INTRODUÇÃO Tensão Corrente Potência/Consumo Freqüência Rotações Diâmetro Área de ventilação

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [REV.00 03082011] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Antes da utilização, é muito importante que você leia atentamente o manual de instruções, estas informações ajudam a prevenir acidentes e utilizar

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADOR PARA ÔNIBUS MODELO G7

MANUAL DE INSTRUÇÕES REFRIGERADOR PARA ÔNIBUS MODELO G7 MANUAL DE INSTRUÇÕES Compact Indústria de Produtos Termodinâmicos Ltda. Fábrica: Est. BR-116 KM 152,3, 21940 Pavilhão 1 Bairro Planalto Caxias do Sul - RS - CEP 95070-070 Fone (0XX) 54-2108-3838- Fax:

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Página 1 de 9 Informativo nº 9 VENTILADOR DE MESA 30cm VENTNK1200 ASSUNTO: Lançamento. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Alimentação: Cor: Potência do aparelho: Consumo de energia: Característica diferencial: Período

Leia mais

MANUAL BICICLETAS. Número do quadro: ... Nome do Proprietário: ... Data da compra:. ...

MANUAL BICICLETAS. Número do quadro: ... Nome do Proprietário: ... Data da compra:. ... MANUAL BICICLETAS Número do quadro:... Nome do Proprietário:... Data da compra:.... 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL LINHA CONVENCIONAL: ADULTOS E JUVENIL ÍNDICE: INTRODUÇÃO Introdução 03 Manual Linha Convencional

Leia mais

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional SONHO

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional SONHO Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional SONHO Carrinho SONHO Manual Carrinho Sonho- Dardara - 2 as ilustrações são apenas representações. o design e o estilo podem variar. Antes de usar o carrinho,

Leia mais

Manual de Operação. Balança UR10000 LIGHT 300/100

Manual de Operação. Balança UR10000 LIGHT 300/100 Manual de Operação Balança UR10000 LIGHT 300/100 1 - INTRODUÇÃO Este equipamento foi projetado para atender aos mais rigorosos requisitos de precisão em pesagem, possuindo componentes de altíssima qualidade,

Leia mais

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR www.mastertec.ind.br 1 ÍNDICE 1. Recursos:... 3 2. Condições de funcionamento:... 3 3. Características técnicas:... 3 4. Características construtivas:... 3 5. Diagrama

Leia mais

Manual de Instruções Aparelho Abdominal

Manual de Instruções Aparelho Abdominal Manual de Instruções Aparelho Abdominal Parabéns, você acabou de adquirir o Aparelho Abdominal! Um produto ideal para você cuidar da sua saúde e do seu corpo no conforto da sua casa. Temos certeza que

Leia mais

Manual de instrução. Desempenador de Rodas

Manual de instrução. Desempenador de Rodas Manual de instrução Desempenador de Rodas Apresentação Somos uma empresa voltada no ramo de equipamentos para auto center e borracharia em geral, contamos com uma linha de funcionarios altamente qualificada

Leia mais

Manual de Usuário. (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000)

Manual de Usuário. (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000) AUTOMATIZADORES PARA PORTAS DE ENROLAR IMPORTAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO NA INSTALAÇÃO Manual de Usuário (Y-200, Y-300, Y-400, Y-500, Y-550, Y- 600, Y-700, Y-850, Y-1200, Y-1500 e Y- 2000) SAC: 55 + 11 3088

Leia mais

DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS

DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS MANUAL DE OPERAÇÃO 1 Índice Introdução... 3 Limitações de Uso... 3 Instruções Gerais de Segurança... 3 Especificações Técnicas... 4 Descrição da STC-210... 5 Acessórios

Leia mais

Manual de Instruções. Bicicleta Profissional - 359-359E - 360

Manual de Instruções. Bicicleta Profissional - 359-359E - 360 Manual de Instruções Bicicleta Profissional - 359-359E - 360 PREZADO CLIENTE Parabéns pela escolha! Você acaba de adquirir um equipamento EMBREEX, produzido dentro do mais rigoroso padrão de qualidade!

Leia mais

Manual de Instruções e Certificado de Garantia SERRA DE FITA SF 1,30 - SF 1,74 - SF 2,55 - SF 2,82 SF 2,82 S - SF 3,15 S

Manual de Instruções e Certificado de Garantia SERRA DE FITA SF 1,30 - SF 1,74 - SF 2,55 - SF 2,82 SF 2,82 S - SF 3,15 S Manual de Instruções e Certificado de Garantia SERRA DE FITA SF 1,30 - SF 1,74 - SF 2,55 - SF 2,82 SF 2,82 S - SF 3,15 S Sumário 1 - Introdução 1.1 - Segurança 1.2 - Principais Componentes 1.3 - Características

Leia mais

É muito importante que você leia atentamente todas as instruções antes de utilizar o seu climatizador.

É muito importante que você leia atentamente todas as instruções antes de utilizar o seu climatizador. Manual É muito importante que você leia atentamente todas as instruções antes de utilizar o seu climatizador. SUMÁRIO 1 - Precauções de Segurança...pag. 03 2 - Especificações Técnicas...pag. 04 3 - Conheça

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS ALTOSUL INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS LTDA Fone /Fax (47) 3533-5330 Rua Presidente Nereu, 1300 Ituporanga-sc - Cep 88400-000 Sumario Sumario... 1 A Empresa... 2 Contatos... 2

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

Características Técnicas Identificação dos componentes do elevador modelo PF 2.5 S

Características Técnicas Identificação dos componentes do elevador modelo PF 2.5 S Índice 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 Características Técnicas 02 Recomendações Importantes 06 Localização e Instalação 07 Montagem e Instalação 11 Lubrificação 28 Posicionamento do Veículo 29 Funcionamento

Leia mais

Manual de Instruções. Nº de série NR12. Serras Fitas Modelos BSFP-2820/1 e BSFM-1780/1. www.braesi.com.br BSFP-2820/1 BSFM-1780/1

Manual de Instruções. Nº de série NR12. Serras Fitas Modelos BSFP-2820/1 e BSFM-1780/1. www.braesi.com.br BSFP-2820/1 BSFM-1780/1 Manual de Instruções EQUIPAMENTOS NR12 Nº de série Braesi Equipamentos para Alimentação Ltda. Av. Eustáquio Mascarello, 512 - Desvio Rizzo Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 0800.979.6222 www.braesi.com.br

Leia mais

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho.

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Para que nosso produto tenha um resultado positivo, é de fundamental importância que o Manual

Leia mais

ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 16 02 11 www.lorenzetti.com.br

ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 16 02 11 www.lorenzetti.com.br ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 16 02 11 www.lorenzetti.com.br Lorenzetti S.A. Indústrias Brasileiras Eletrometalúrgicas Av. Presidente Wilson, 30 - CEP 03107-901 Mooca - São Paulo - SP - Fabricado no

Leia mais

MODELO VT550B(branco) / VT550P(preto) VENTILADOR DE MESA E COLUNA MANUAL DE INSTRUÇÕES. Ventilador de Mesa e Coluna

MODELO VT550B(branco) / VT550P(preto) VENTILADOR DE MESA E COLUNA MANUAL DE INSTRUÇÕES. Ventilador de Mesa e Coluna MODELO VT550B(branco) / VT550P(preto) VENTILADOR DE MESA E COLUNA MANUAL DE INSTRUÇÕES Ventilador de Mesa e Coluna Leia estas instruções antes de usar o produto Silenciosos - Noites mais tranquilas Muito

Leia mais

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação.

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação. Apresentação 1 Display LCD 2 Tecla + (aumentar) 3 Tecla Seleção 4 Tecla (diminuir) 5 Tecla Motor manual 6 Tecla Reset contador 7 Led Indica painel ligado 8 Led resistência ligada 9 Led Prensa ligada 10

Leia mais

A manutenção preventiva é de suma importância para prolongar a vida útil da máquina e suas partes. Abaixo, algumas dicas de manutenção preventiva:

A manutenção preventiva é de suma importância para prolongar a vida útil da máquina e suas partes. Abaixo, algumas dicas de manutenção preventiva: Manutenção Preventiva e Corretiva de Rosqueadeiras Manual de Manutenção: Preventivo / Corretivo Preventivo: Toda máquina exige cuidados e manutenção preventiva. Sugerimos aos nossos clientes que treinem

Leia mais

CARVE MOTOR. 50cc V.05

CARVE MOTOR. 50cc V.05 CARVE MOTOR 50cc V.05 Leia atentamente as instruções deste manual. O usuário deve seguir rigorosamente todos os procedimentos descritos, bem como estar ciente dos riscos inerentes à prática de esportes

Leia mais

Manual de instruções. Rampa de alinhamento

Manual de instruções. Rampa de alinhamento Manual de instruções Rampa de alinhamento Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo de máquinas para auto

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201

MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201 MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201 Obrigado por adquirir a Pipoqueira Cadence POP201, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções,

Leia mais

CORTADOR DE FRIOS C-300. Manual do Usuário Instruções de uso, manutenção e limpeza do equipamento. www.elgin.com.br Suporte 0800 77 00 300

CORTADOR DE FRIOS C-300. Manual do Usuário Instruções de uso, manutenção e limpeza do equipamento. www.elgin.com.br Suporte 0800 77 00 300 CORTADOR DE FRIOS C-300 Manual do Usuário Instruções de uso, manutenção e limpeza do equipamento. www.elgin.com.br Suporte 0800 77 00 300 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 2 Descrição Geral... 2 Principais Características...

Leia mais

2.0 FAÇA A CONFERÊNCIA DA CAPA DE PROTEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO

2.0 FAÇA A CONFERÊNCIA DA CAPA DE PROTEÇÃO NO ATO DO RECEBIMENTO 1.0 INTRODUÇÃO Você adquiriu uma capa de proteção para piscina, confeccionada em Laminado de PVC reforçado com tramas de Poliéster. A Sodramar não fabrica o laminado, compramos e o transformamos em Capa

Leia mais

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 3 CUIDADOS AO RECEBER O EQUIPAMENTO... 4 1) Instalação dos exaustores... 5 2) Instalação

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [M01 29032010] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão segurança na

Leia mais

SUSPENSOR PNEUMÁTICO PARA 3º EIXO. Manual de Montagem, Operação e Manutenção

SUSPENSOR PNEUMÁTICO PARA 3º EIXO. Manual de Montagem, Operação e Manutenção Manual de Montagem, Operação e Manutenção SUSPENSOR PNEUMÁTICO PARA 3º EIXO GB E Assembly, operating and maintenance instructions for JOST AIR AXLE LIFTS FOR TAG AXLES Instrucciones de montaje, funcionamiento

Leia mais

STAR. Modelo N106 Grupos I, II e III. SAC: (11) 4072 4000 www.infanti.com.br

STAR. Modelo N106 Grupos I, II e III. SAC: (11) 4072 4000 www.infanti.com.br STAR Modelo N106 Grupos I, II e III SAC: (11) 4072 4000 www.infanti.com.br Conheça seu Assento de Segurança Cuidados e Manutenção A B C Encosto Guia lateral do cinto de segurança Braçadeiras do cinto (pres.

Leia mais

DESEMPENADOR DE EIXOS TRUCKTANA

DESEMPENADOR DE EIXOS TRUCKTANA MANUAL DE OPERAÇÃO DESEMPENADOR DE EIXOS TRUCKTANA REVISÃO 07.2 B12-063 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1. RECEBIMENTO DO EQUIPAMENTO... 2 2. INFORMAÇÕES GERAIS... 3 2.1. DIMENSÕES... 3 2.2. DADOS TÉCNICOS...

Leia mais

FACEADORA DE ASSENTO DE CAMISA RH 100, 101, 102, 103, 110, 111 E 124

FACEADORA DE ASSENTO DE CAMISA RH 100, 101, 102, 103, 110, 111 E 124 MANUAL DE INSTRUÇÕES FACEADORA DE ASSENTO DE CAMISA RH 100, 101, 102, 103, 110, 111 E 124 1 APRESENTAÇÃO A Rhema A empresa Rhema Ferramentas de Precisão está no mercado desde 1999, e está localizada na

Leia mais

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455

Martelete Rotativo. Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. MANUAL DE INSTRUÇÕES HR2445- HR2455 Martelete Rotativo HR445- HR455 MANUAL DE INSTRUÇÕES Makita do Brasil Ferramentas Elétricas Ltda. Fábrica Rua Makita Brasil, 00 Bairro Alvarengas - S. B. do Campo - SP - CEP: 0985-080 PABX: (0xx) 439-4

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200 Manual de Montagem, Operação e Manutenção Aparelho de Levantamento Série B200 Português Índice Página 1 Aplicação e características gerais 1 Aplicação e características gerais 3 1.1 Aplicação 3 1.2 Características

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [REV.03 29112011] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança

Leia mais

MaxHome. Mini Ferro de Viagem. MaxHome. Sm-110 Bivolt

MaxHome. Mini Ferro de Viagem. MaxHome. Sm-110 Bivolt Mini Ferro de Viagem Sm-110 Bivolt ÍNDICE NOTAS: Parabéns por ter adquirido o seu Mini Ferro de Viagem. Características do produto Dicas de Segurança Informações do aparelho Usando o aparelho Cuidados

Leia mais

CHICCO MAX 3S. Grupo I, II e III 9 a 36 kg

CHICCO MAX 3S. Grupo I, II e III 9 a 36 kg CHICCO MAX 3S Grupo I, II e III 9 a 36 kg INSTRUÇÕES DE USO COMPONENTES 1. Apoio para a cabeça 2.Ganchos de bloqueio do cinto de segurança 3. Encosto 4. Assento IMPORTANTÍSSIMO! LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Leia mais

QUALIDADE E TECNOLOGIA A SERVIÇO DO FUTURO

QUALIDADE E TECNOLOGIA A SERVIÇO DO FUTURO QUALIDADE E TECNOLOGIA A SERVIÇO DO FUTURO Extrusoras de Perfis de Concreto MANUAL TÉCNICO IMB 900-G ECONOMIC 1 2 MANUAL DO PROPRIETÁRIO IMB 900-G ECONOMIC Índice Instruções...04 Catálogo de peças...06

Leia mais

HD5S. Manual de Instruções. 5 Band Equalizer + Chromatic Tuner. HD5S-5Band equalizer. b # Chromatic Tuner. Volume. Treb. Pres. Mid.1. Mid.2.

HD5S. Manual de Instruções. 5 Band Equalizer + Chromatic Tuner. HD5S-5Band equalizer. b # Chromatic Tuner. Volume. Treb. Pres. Mid.1. Mid.2. HD5S 5 Band Equalizer + HD5S-5Band equalizer Bass Mid.1 Mid.2 Treb. Pres. Low battery Power ModeNote Volume Manual de Instruções Apresentação Parabéns por ter adquirido um instrumento Hofma, uma marca

Leia mais

Manual de Instruções e Catálogo de Peças

Manual de Instruções e Catálogo de Peças 1 Manual de Instruções e Catálogo de Peças Mk-GT 800 2 ÍNDICE Apresentação... 03 Normas de Segurança... 04 Componentes... 07 Engate / Montagem... 08 Preparação p/trabalho... 09 Cuidados... 10 Manutenção...11

Leia mais

AQUECEDOR CADENCE DILLETA AQC 412 LIGADO

AQUECEDOR CADENCE DILLETA AQC 412 LIGADO AQUECEDOR CADENCE DILLETA AQC 412 LIGADO Obrigado por adquirir o Aquecedor Cadence Dilleta, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MOTOBOMBA A GASOLINA VULCAN VMB552 / VMB552H / VMB653 ATENÇÃO ANTES DE UTILIZAR O EQUIPAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES.

MANUAL DO USUÁRIO MOTOBOMBA A GASOLINA VULCAN VMB552 / VMB552H / VMB653 ATENÇÃO ANTES DE UTILIZAR O EQUIPAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES. MANUAL DO USUÁRIO MOTOBOMBA A GASOLINA VULCAN VMB552 / VMB552H / VMB653 ATENÇÃO ANTES DE UTILIZAR O EQUIPAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES. ÍNDICE 1. Aplicações...3 2. Instalações hidráulicas...4

Leia mais

Patio Heater. Aquecedor de Ambiente Externo. Premium PH-2750

Patio Heater. Aquecedor de Ambiente Externo. Premium PH-2750 Patio Heater Aquecedor de Ambiente Externo Premium PH-2750 Rua João Álvares Soares, 1530 Campo Belo, São Paulo SP, Cep 04609-004, Brasil. Telefax: (011) 5044-1683 Site: www.generalheater.com.br / E-mail:

Leia mais

APRESENTAÇÃO RELAÇÃO DE COMPONENTES

APRESENTAÇÃO RELAÇÃO DE COMPONENTES Manual de Instalação Linha Máximo Fotos ilustrativas. Ventiladores de Teto Nesta marca você pode confiar APRESENTAÇÃO Os ventiladores de teto da LINHA MÁXIMO são desenvolvidos para oferecer ao usuário

Leia mais

Para a consulta atualizada deste manual, acesse o site www.nardelli.com.br/downloads

Para a consulta atualizada deste manual, acesse o site www.nardelli.com.br/downloads 1 Parabéns Obrigado por adquirir uma coifa de ilha Fogatti, esperamos que este produto satisfaça a sua necessidade. Por favor, leia todas as instruções atentamente para obter os melhores resultados da

Leia mais

Bosch Tecnologia em Medição. FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão

Bosch Tecnologia em Medição. FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão O software Microsoft Windows

Leia mais

LS-3 Plus. Centrífuga Manual de Operação. CELM Companhia Equipadora de Laboratórios Modernos

LS-3 Plus. Centrífuga Manual de Operação. CELM Companhia Equipadora de Laboratórios Modernos LS-3 Plus Centrífuga Manual de Operação Marca de Fabricação: CELM Produto Brasileiro CELM Companhia Equipadora de Laboratórios Modernos AV. Guido Aliberti, 5129-Bairro Mauá -São Caetano do Sul - SP CEP:

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

SUMÁRIO. 1.Informações Gerais 4 1.1Congratulações 4 1.2Objetivo 4 1.3Aplicação 4 1.4Referências normativas 5 1.5Características Gerais 5

SUMÁRIO. 1.Informações Gerais 4 1.1Congratulações 4 1.2Objetivo 4 1.3Aplicação 4 1.4Referências normativas 5 1.5Características Gerais 5 SUMÁRIO 1.Informações Gerais 4 1.1Congratulações 4 1.2Objetivo 4 1.3Aplicação 4 1.4Referências normativas 5 1.5Características Gerais 5 2.Simbologia 5 2.1Significados dos símbolos 5 2.2Indicações dos símbolos

Leia mais

KERN KHP V20 Versão 1.0 11/2014 P

KERN KHP V20 Versão 1.0 11/2014 P KERN & Sohn GmbH Ziegelei 1 D-72336 Balingen E-mail: info@kern-sohn.com Telefone: +49-[0]7433-9933-0 Fax: +49-[0]7433-9933-149 Internet: www.kern-sohn.com Instrução de instalação Ponte de pesagem ( 3000

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO AGA-TEC Indústria, Comércio e Manutenção Ltda. R: Danilo Valbuza, 703 - Laranjeiras 07700-000 Caieiras / SP - Brasil Tels /Fax: (11) 4441 8353 / 8309 / 8247 / 8502 E-mail: agatecvendas@terra.com.br MANUAL

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Blender BLD600

MANUAL DO USUÁRIO. Blender BLD600 MANUAL DO USUÁRIO Blender BLD600 Obrigado por adquirir o seu Blender, modelo BLD600, um produto de qualidade, seguro, eficiente e desenvolvido com a mais alta tecnologia. É muito importante ler atentamente

Leia mais

www.techmax.ind.br www.techmax.ind.br (44) 3023 7200 SAC@TECHMAX.IND.BR TECHMAX_SAC MABL2010R01

www.techmax.ind.br www.techmax.ind.br (44) 3023 7200 SAC@TECHMAX.IND.BR TECHMAX_SAC MABL2010R01 PRODUZIDO NO BRASIL MABL2010R01 TECHMAX@TECHMAX.IND.BR AV PARANAVAI, 2218 BArrAcAo 04 pq industrial BANDEIRANTES cep 87070 130 maringa parana (44) 3023 7200 SAC@TECHMAX.IND.BR TECHMAX_SAC ALINHADOR DE

Leia mais

SERRA FITA INSTRUÇÃO DE OPERAÇÃO RBS 250B

SERRA FITA INSTRUÇÃO DE OPERAÇÃO RBS 250B SERRA FITA INSTRUÇÃO DE OPERAÇÃO RBS 250B Nota: Leia estas instruções cuidadosamente antes de operar esta serra fita. Conteúdos 1.0 Geral 2.5 Informações de Segurança 1.1 Especificações 2.6 Outras Informações

Leia mais

RH 1000 - TESTE DE TRINCA ELETRÔNICO

RH 1000 - TESTE DE TRINCA ELETRÔNICO MANUAL DE INSTRUÇÕES RH 1000 - TESTE DE TRINCA ELETRÔNICO 2 APRESENTAÇÃO A Rhema A empresa Rhema Ferramentas de Precisão está no mercado desde 1999, e está localizada na cidade de Maringá, no Estado do

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. ESTRUTURA E BLINDAGEM DOS MODULOS 1.1 - Estruturas Laterais Externas Deverão ser confeccionadas em chapa de aço SAE1010 #18, com varias dobras formando colunas, sem quinas ou

Leia mais

0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h.

0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. 1 ANO DE GARANTIA SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR Manual de Instruções L I G U E G R Á T I S 0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. M.K. Eletrodomésticos Ltda. Estrada

Leia mais

MONTAGEM DE BARRAMENTOS

MONTAGEM DE BARRAMENTOS Elaborado por Vanessa Oliveira Visto Aprovado por José Carlos Visto Revisado por Visto CONTROLE DE REVISÃO Revisão Data Item Natureza das alterações 0 26/06/2014 - Emissão inicial 1. OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

Lavadora de Pressão LPRESS LP 2

Lavadora de Pressão LPRESS LP 2 0/ 746-09-05 776804 REV. Lavadora de Pressão LPRESS LP Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha da Lavadora de Pressão LPRESS LP. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, leia atentamente

Leia mais

11/13 1033-09-05 789867 REV 0 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO UMIDIFICADOR FRESH 3L. Manual de Instruções

11/13 1033-09-05 789867 REV 0 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO UMIDIFICADOR FRESH 3L. Manual de Instruções 11/13 1033-09-05 789867 REV 0 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO UMIDIFICADOR FRESH 3L Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA Modelo: GF1000 (Bivolt) Leia atentamente este Manual, antes de usar sua Máquina de Costura. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. SAC: (11) 5660.2600

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO KIT TORQUÍMETRO

MANUAL DO USUÁRIO KIT TORQUÍMETRO KIT TORQUÍMETRO Prezado Dr (a). Introdução Parabéns por ter adquirido um equipamento Dentscler. O KIT Torquimetro Star Tork Dentscler foi desenvolvido para proporcionar maior conforto e segurança durante

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

11/13 1094-09-05 783912 REV.1. www.philco.com.br SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções

11/13 1094-09-05 783912 REV.1. www.philco.com.br SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções 11/13 1094-09-05 783912 REV.1 www.philco.com.br 0800 645 8300 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO PCL1F Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto da linha Philco. Para garantir o

Leia mais

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço VARREDEIRA ZE072 Manual de serviço A varredeira ZE072 foi desenvolvida para trabalhos na construção civil, de manutenção em estradas, ou locais que necessitem o mesmo sistema de remoção de resíduos. Qualquer

Leia mais

1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011

1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011 1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011 07/11 719-09-05 775788 REV.2 Vapor Tapete Clean 719-09-05 2 Parabéns

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES ALINHADOR DE FAROL AUTOMOTIVO

MANUAL DE INSTRUÇÕES ALINHADOR DE FAROL AUTOMOTIVO MANUAL DE INSTRUÇÕES ALINHADOR DE FAROL AUTOMOTIVO KA-068 ÍNDICE: PG. INTRODUÇÃO----------------------------------------------3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS-------------------------3 DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO-----------------------3

Leia mais

KIT MULTIUSO STANG PRODUTO EXCLUSIVO PARA USO DOMÉSTICO

KIT MULTIUSO STANG PRODUTO EXCLUSIVO PARA USO DOMÉSTICO MANUAL DE INSTRUÇÃO E TERMO DE GARANTIA versão 01 - agosto 2013 KIT MULTIUSO STANG PRODUTO EXCLUSIVO PARA USO DOMÉSTICO Indústria de Utilidades Rua Filippo Brustolin, 131 Bairro São Leopoldo - CEP 95080-090

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 Manual de Operação 1 Termo de Garantia A Midea do Brasil, garante este produto contra defeito de fabricação pelo prazo de um ano a contar da data da emissão da nota fiscal de compra para o consumidor final.

Leia mais

Manual Técnico e Certificado de Garantia

Manual Técnico e Certificado de Garantia Parabéns! Você acabou de adquirir um ventilador de teto com luminária, especialmente criado para trazer mais conforto e beleza aos ambientes. Com design diferenciado o Efyx Nauta é pré-montado. Siga todas

Leia mais

MISTURADOR E DIRECIONADOR DE ÁGUA

MISTURADOR E DIRECIONADOR DE ÁGUA MISTURADOR E DIRECIONADOR DE ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES (UTILIZAÇÃO E INSTALAÇÃO) MODELO: AMX-102 UT-1 PARABÉNS!!!! VOCÊ ACABOU DE ADQUIRIR UMA DAS MELHORES VÁLVULAS MISTURADORA E DIRECIONADORA DE ÁGUA.

Leia mais

Aspirador de pó ASP 1000

Aspirador de pó ASP 1000 ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a tomada está energizada ou o plugue (16) está encaixado corretamente FALTA OU DIMINUIÇÃO DE SUCÇÃO Acessórios (mangueira e tubos) podem estar obstruídos.

Leia mais