Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet. e a Internet. Introdução. Redes de computadores e a Internet

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet. e a Internet. Introdução. Redes de computadores e a Internet"

Transcrição

1 Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computadores e a Internet Introdução Nossos objetivos: Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes Visão geral: O que é a Internet Borda da rede Núcleo da rede Rede de acesso e meio físico Estrutura de Internet/ Desempenho: perda, atraso Camadas de protocolo, modelos de serviços 2005 by Pearson Education - 2 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico Capítulo.5 Estrutura da Internet : Redes e s de computadores.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes e a Internet.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço 2005 by Pearson Education - 3 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante

2 O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações distribuídas Enlaces de comunicação fibra, cobre, rádio, satélite taxa de transmissão = largura de banda Roteadores: enviam pacotes (blocos de dados) 2005 by Pearson Education - 4 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante O que é a Internet? Protocolos: controlamo envio e a recepção de mensagens ex.: TCP, IP, HTTP, FTP, PPP Internet standards RFC: Request for comments IETF: Internet Engineering Task Force 2005 by Pearson Education - 5 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Serviços de Internet Infra-estrutura de comunicação permite aplicações distribuídas: Web, , jogos, e-commerce, compartilhamento de arquivos Serviços de comunicação oferecidos: sem conexão orientado à conexão 2005 by Pearson Education - 6 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 2

3 O que é um protocolo? Protocolos humanos: Que horas são? Eu tenho uma pergunta. Apresentações Protocolos de rede: Máquinas em vez de humanos Toda atividade de comunicação na Internet é governada por protocolos PROTOCOLOS DEFINEM OS FORMATOS, A ORDEM DAS MSGS ENVIADAS E RECEBIDAS PELAS ENTIDADES DE REDE E AS AÇÕES A SEREM TOMADAS NA TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO DE MENSAGENS 2005 by Pearson Education - 7 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante O que é um protocolo? Um protocolo humano e um protocolo de rede de computadores: 2005 by Pearson Education - 8 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico.5 Estrutura da Internet e s.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço 2005 by Pearson Education - 9 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 3

4 Uma visão mais de perto da estrutura da rede: Borda da rede: aplicações e hospedeiros Núcleo da rede: roteadores rede de redes Redes de acesso, meio físico: enlaces de comunicação 2005 by Pearson Education - 0 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante As bordas da rede Sistemas finais (hospedeiros): Executam programas de aplicação Ex.: Web, Localizam-se nas extremidades da rede Modelo cliente/servidor O cliente toma a iniciativa enviando pedidos que são respondidos por servidores Ex.: Web client (browser)/ server; client/server Modelo peer-to-peer: Mínimo (ou nenhum) uso de servidores dedicados Ex.: Gnutella, KaZaA 2005 by Pearson Education - Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Borda da rede: serviço orientado à conexão Meta: transferência de dados entre sistemas finais. TCP - Transmission Control Protocol Realiza o serviço orientado à conexão da Internet Serviço TCP [RFC 793] Transferência de dados confiável e seqüencial Perdas: reconhecimentos e retransmissões Controlede fluxo: Evita que o transmissorafogue o receptor Controle de congestionamento: Transmissor reduz sua taxa quando a rede fica congestionada App s usando TCP: HTTP (Web), FTP (transferência de arquivo), Telnet (login remoto), SMTP ( ) 2005 by Pearson Education - 2 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 4

5 Borda da rede: serviço sem conexão UDP - User Datagram Protocol [RFC 768]: oferece o serviço sem conexão da Internet Transferência de dados não confiável Sem controle de fluxo Sem controle de congestionamento App s usando UDP: Streaming media, teleconferência, DNS, telefonia IP 2005 by Pearson Education - 3 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico.5 Estrutura da Internet e s.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço 2005 by Pearson Education - 4 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante O núcleo da rede Malha de roteadores interconectados A questão fundamental: como os dados são transferidos através da rede? Comutação de circuitos:usa um canal dedicado para cada conexão Ex.: rede telefônica Comutação de pacotes:dados são enviados em blocos discretos E a comutação por rajadas? Analogia: Reserva de mesas!!! 2005 by Pearson Education - 5 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 5

6 O núcleo da rede: comutação de circuitos Recursos fim-a-fim são reservados por chamada Recursos dedicados: não há compartilhamento Desempenho análogo aos circuitos físicos (QOS garantido) Exige estabelecimento de conexão 2005 by Pearson Education - 6 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante O núcleo da rede: comutação de circuitos Recursos da rede (ex.: capacidade de transmissão) dividida em pedaços Pedaços alocados às chamadas Pedaços do recurso podem ser desperdiçados se não forem usados pelo dono da chamada Formas de divisão da capacidade de transmissão em pedaços Divisão em freqüência (FDMA) Divisão temporal (TDMA) 2005 by Pearson Education - 7 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Núcleo da rede: comutação de pacotes Cada fluxo de dados fim-a-fim é dividido em pacotes Os recursos da rede são compartilhados em bases estatísticas Cada pacote usa toda a banda disponível ao ser transmitido Recursos são usados na medida do necessário Contenção de recursos: Armazena e reenvia: pacotes se movem um salto por vez O nó recebe o pacote completo antes de encaminhá-lo Banda passante é dividida em slots Alocação fixa Reserva de recursos 2005 by Pearson Education - 8 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 6

7 Comutação de pacotes: armazena e reenvia O pacote todo deve chegar no roteador antes que seja transmitido para o próximo link: armazena e reenvia 2005 by Pearson Education - 9 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de comutação de pacotes: Classificação Redes datagrama: O endereço de destino determina o próximo salto Rotas podem mudar durante uma sessão Analogia: dirigir perguntando o caminho Rede de circuitosvirtuais: Cada pacote leva um número (virtual circuit ID), o númerodeterminao próximo salto O caminho é fixo e escolhido no instante de estabelecimento da conexão, permanece fixo durante toda a conexão 2005 by Pearson Education - 20 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Comutação de pacotes x comutação de circuitos A comutação de pacotes é melhor sempre? Ótima para dados esporádicos Melhor compartilhamento de recursos Não há estabelecimento de chamada Congestionamento excessivo: atraso e perda de pacotes Protocolos são necessários para transferência confiável, controle de congestionamento Como obter um comportamento semelhante ao de um circuito físico? Garantias de taxa de transmissão são necessárias para aplicações de áudio/vídeo Problema ainda sem solução 2005 by Pearson Education - 2 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 7

8 Taxonomia da rede A Internet provê serviços com orientação à conexão (TCP) e serviços sem orientação à conexão (UDP) para as apps by Pearson Education - 22 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico.5 Estrutura da Internet e s.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço 2005 by Pearson Education - 23 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de acesso e meios físicos Como conectar o sistema final ao roteador de borda? Redes de acesso residencial Redes de acesso institucionais (escolas, bancos, empresas) Redes de acesso móveis Deve-se ter em mente: largura de banda (bits por segundo) da rede de acesso? Compartilhado ou dedicado? 2005 by Pearson Education - 24 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 8

9 Acesso residencial: redes ponto-a-ponto Modem discado Até 56 kbps com acesso direto ao Não é possível navegare telefonarao mesmo tempo: não pode (ou não deve-se) estar sempre on-line ADSL: asymmetric digital subscriber line Até Mbps de upstream (hoje tipicamente< 256 kbps) Até 8 Mbps de downstream (hoje tipicamente< Mbps) Ex.: MHz para downstream 4 khz 50 khz para upstream 0 khz 4 khz para telefoniacomum HFC: híbrido fibra e coaxial Assimétrico: até 30 Mbps downstream, 2 Mbps upstream Rede de cabo coaxial e fibra que liga residênciasao roteadordo Acesso compartilhadodas casas de um condomínio ou de um bairro Deployment: disponível via companhias de TV a cabo Valores atuais? 2005 by Pearson Education - 25 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes residenciais Componentes típicos de uma rede residencial: ADSL ou cable modem Roteador/firewall Ponto de acesso sem fio 2005 by Pearson Education - 26 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Arquiteturas de redes a cabo: visão geral Tipicamente 500 a casas ponto final do cabo rede de distribuição de cabo (simplificada) casa 2005 by Pearson Education - 27 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 9

10 Arquiteturas de redes a cabo: visão geral ponto final do cabo rede de distribuição de cabo (simplificada) casa 2005 by Pearson Education - 28 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Arquiteturas de redes a cabo: visão geral servidor(es) ponto final do cabo rede de distribuição de cabo (simplificada) casa 2005 by Pearson Education - 29 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Arquiteturas de redes a cabo: visão geral FDM: V I D E O V I D E O V I D E O V I D E O V I D E O C O V N I D D T D A A R E T T O O A A L canais ponto final do cabo rede de distribuição de cabo (simplificada) casa 2005 by Pearson Education - 30 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 0

11 Acesso institucional: redes locais A rede (LAN) da companhia/organização conecta sistemas finais ao roteador de acesso LANs: estudaremos em detalhes quando abordarmos o capítulo 5 do livro: Camada de enlace e Redes Locais 2005 by Pearson Education - 3 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de acesso sem fio Rede de acesso sem fio compartilhada conecta sistemas finais ao roteador através de ponto de acesso da estação base LANs sem fio: 802.b: Mbps; 802.g: 54 Mbps; 802.n: 300 Mbps; WAN de acesso sem fio Wimax Posteriormente estudaremos com mais detalhes as redes sem fio by Pearson Education - 32 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Meios físicos Alguns conceitos: Enlace físico: meio que fica entre o transmissor e o receptor Meios guiados: Os sinais se propagam em meios sólidos: cobre, fibra Meios não guiados: Propagação livre, ex.: rádio Twisted Pair (TP) Par de fios trançados de cobre isolados Categoria 3: taxas de transmissão até 0 Mbps Categoria 5: 00 Mbps Categoria 6: Veremos mais detalhes posteriormente by Pearson Education - 33 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante

12 Meio físico: coaxial, fibra Cabo coaxial: banda base: Um único sinal presente no cabo Banda larga: Canal múltiplo no cabo Cabo de fibra óptica: Fibra de vidro transportando pulsos de luz, cada pulso é um bit Alta velocidade de operação: Alta velocidade com transmissão ponto-a-ponto (ex.: 5 Gps) Baixa taxa de erros: Imunidade a ruídos eletromagnéticos 2005 by Pearson Education - 34 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Meio físico: rádio Sinal transportado como campo eletromagnético Não há fios físicos Bidirecional O ambiente afeta a propagação: Reflexão Obstrução por objetos Interferência 2005 by Pearson Education - 35 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Meio físico: rádio Exemplos de canais de rádio: LAN (ex.: WiFi) Mbps, 54 mbps Wide-area (ex.: celular) Ex., 3G: centenas de kbps Satélite Canal de até 50 Mbps 270 ms de atraso fim-a-fim 2005 by Pearson Education - 36 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 2

13 Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico.5 Estrutura da Internet e s.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço 2005 by Pearson Education - 37 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Estrutura da Internet: rede de redes No centro: s de zona- (ex.: UUNet, BBN/Genuity, Sprint, AT&T), cobertura nacional/internacional A Zona- provê interconexão (peer) de modo privativa Zona- NAP Zona- Zona- A Zona- também provê interconexão nos pontos de acesso (NAPs) da rede pública 2005 by Pearson Education - 38 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Estrutura da Internet: rede de redes s de Zona-2 : s menores (freqüentemente regionais) Conectam-se a um ou mais s de Zona-, possivelmente a outros s de Zona-2 de Zona-2 paga ao de Zona- pela conectividade ao resto da Internet de Zona-2 é cliente do provedor de Zona- Zona- Zona-2 Zona-2 Zona- Zona-2 NAP Zona- Zona-2 s de Zona-2 também provêem conexão privativamente entre si. Zona by Pearson Education - 39 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 3

14 Estrutura da Internet: rede de redes s de Zona-3 e s locais Última rede de acesso ( hop ) (mais próxima dos sistemas finais) s locais e de Zona-3 são clientes dos s de zonas mais altas conectando-os ao resto da Internet Zona-3 Zona-2 Zona- Zona-2 Zona- Zona-2 NAP Zona- Zona-2 Zona by Pearson Education - 40 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Estrutura da Internet: rede de redes Um pacote passa através de muitas redes Zona-3 Zona-2 Zona- Tier-2 NAP Zona- Zona-2 Zona- Zona-2 Zona by Pearson Education - 4 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Estrutura da Internet: rede de redes E o Brasil e a RNP neste cenário? 2005 by Pearson Education - 42 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 4

15 Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico.5 Estrutura da Internet e s.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço.8 História 2005 by Pearson Education - 43 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Como perdas e atrasos ocorrem? Taxa de chegada de pacotes ao link ultrapassa a capacidade do link de saída: Filas de pacotes em buffers de roteadores pacote sendo transmitido (atraso) A B enfileiramento de pacotes (atraso) buffers livres (disponíveis): pacotes são descartados (perda) se não houver buffer livre 2005 by Pearson Education - 44 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Quatro fontes de atraso de pacotes. Processamento nos nós: Verifica erros de bit Determina link de saída 2. Enfileiramento Tempo de espera no link de saída para transmissão Depende do nível de congestionamento do roteador 2005 by Pearson Education - 45 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 5

16 Atraso em redes de comutação de pacotes 3. Atraso de transmissão: R = largura de banda do link (bps) L = tamanho do pacote (bits) Tempo para enviar bits ao link = L/R 4. Atraso de propagação: d = comprimento do link físico s = velocidade de propagação no meio (~2x0 8 m/s) Atraso de propagação = d/s Nota: s e R são medidas muito diferentes! 2005 by Pearson Education - 46 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Analogia da caravana caravana de 0 carros pedágio 00 km 00 km pedágio Carros se propagam a 00 km/h Pedágios levam 2 s para atender um carro (tempo de transmissão) P.: Quanto tempo levará até a caravana ser alinhada antes do 2 o pedágio? Calcule! 2005 by Pearson Education - 47 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Analogia da caravana caravana de 0 carros pedágio 00 km 00 km pedágio Carros se propagam a 00 km/h Pedágios levam 2 s para atender um carro (tempo de transmissão) P.: Quanto tempo levará até a caravana ser alinhada antes do 2 o pedágio? Tempo para empurrar a caravana toda pelo pedágio até a estrada = 2 x 0 = 20 s Tempo para o último carro se propagar do o ao 2 o pedágio: 00 km/(00 km/h) = h R.: 62 minutos 2005 by Pearson Education - 48 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 6

17 Atrasos e rotas da Internet real Traceroute: by Pearson Education - 49 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Redes de computadores e a Internet. O que é Internet?.2 Borda da rede.3 Núcleo da rede.4 Acesso à rede e meio físico.5 Estrutura da Internet e s.6 Atraso e perda em redes de comutação de pacotes.7 Camadas de protocolo, modelos de serviço 2005 by Pearson Education - 50 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Camadas de protocolos Redes são complexas Muitos componentes: Hospedeiros Roteadores Enlaces de vários tipos Aplicações Hardware Software Protocolos 2005 by Pearson Education - 5 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 7

18 Camadas de funcionalidades da companhia aérea Camadas: cada camada implementa um serviço Via suas próprias ações internas Confiando em serviços fornecidos pela camada inferior 2005 by Pearson Education - 52 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Por que as camadas? Convivendo com sistemas complexos: A estrutura explícita permite identificação, o relacionamento das partes de um sistema complexo Um modelo de referência em camadas permite a discussão da arquitetura Modularização facilita a manutenção, atualização do sistema As mudanças na implementação de uma camada são transparentes para o resto do sistema Ex.: novas regras para embarque de passageiros não afetam os procedimentos de decolagem 2005 by Pearson Education - 53 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Pilha de protocolos da Internet Aplicação: suporta as aplicações de rede FTP, SMTP, HTTP Transporte: transferência de dados hospedeirohospedeiro TCP, UDP Rede: roteamento de datagramas da origem ao destino IP, protocolos de roteamento Enlace: transferência de dados entre elementos vizinhos da rede detectando e opcionalmente corrigindo erros PPP, Frame Relay Física: bits 2005 by Pearson Education - 54 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 8

19 Encapsulamento 2005 by Pearson Education - 55 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante Introdução: resumo Cobriu uma tonelada de material! Internet overview O que é um protocolo? Borda da rede, núcleo, rede de acesso Comutação de pacotes versus comutação de circuitos Estrutura da Internet/ Desempenho: perda, atraso Camadas e modelos de serviços Você agora tem: Contexto, visão geral, sentimento das redes Mais profundidade e detalhes virão mais tarde no curso 2005 by Pearson Education - 56 Adaptado por Társio Ribeiro Cavalcante 9

Parte I: Introdução. O que é a Internet. Nosso objetivo: Visão Geral:

Parte I: Introdução. O que é a Internet. Nosso objetivo: Visão Geral: Parte I: Introdução Tarefa: ler capítulo 1 no texto Nosso objetivo: obter contexto, visão geral, sentimento sobre redes maior profundidade e detalhes serão vistos depois no curso abordagem: descritiva

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações

Pós-Graduação em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações 1 Pós-Graduação em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações TL-016 - Redes IP Evandro Luís Brandão Gomes ( evandro@inatel.br ) 2016 2 Capítulo 1 Introdução ao Protocolo TCP/IP Padronização do

Leia mais

Redes de Computadores. Técnico em Informática - Integrado Prof. Bruno C. Vani

Redes de Computadores. Técnico em Informática - Integrado Prof. Bruno C. Vani Redes de Computadores Técnico em Informática - Integrado Prof. Bruno C. Vani Internet: aplicações diversas tostadeira Porta-retratos TV a cabo Refrigerador telefones Visão geral da Internet: PC servidor

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Parte I Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Introdução n Protocolos de Transporte Internet n Multiplexação e n UDP n Parte II n TCP

Leia mais

Parte I: Introdução. Nosso objetivo: Visão Geral:

Parte I: Introdução. Nosso objetivo: Visão Geral: Parte I: Introdução Tarefa: ler o capítulo 1 do livro-texto Nosso objetivo: obter contexto, visão geral, sentimento sobre redes maior profundidade e detalhes serão vistos depois no curso abordagem: descritiva

Leia mais

Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP

Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

Estruturas básicas de redes Internet Padronização e Protocolos

Estruturas básicas de redes Internet Padronização e Protocolos Estruturas básicas de redes Internet Padronização e Protocolos Universidade Católica de Pelotas Cursos de Engenharia da Computação Disciplina: Rede Computadores I 2 Agenda Estruturas básicas de redes A

Leia mais

Arquitetura da Internet TCP/IP

Arquitetura da Internet TCP/IP Arquitetura da Internet TCP/IP A Internet Internet é a rede mundial de computadores, à qual estão conectados milhões de computadores do mundo todo; A idéia de concepção de uma rede mundial surgiu nos Estados

Leia mais

Modelo de Camadas. Redes de Computadores

Modelo de Camadas. Redes de Computadores Modelo de Camadas Redes de Computadores Sumário Visão Geral de uma Rede de Computadores Protocolos Modelo de Camadas Porque utilizar Tipos de Modelos de Referência Modelo de Referência ISO/OSI Histórico

Leia mais

AULA 2 - INTERNET. Prof. Pedro Braconnot Velloso

AULA 2 - INTERNET. Prof. Pedro Braconnot Velloso AULA 2 - INTERNET Prof. Pedro Braconnot Velloso Começo da Internet Lançamento do Sputnik I Primeiro satélite artificial Russo Reação dos EUA 1958 - Presidente Eisenhower Advanced Research Projects Agency

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Vinícius Pádua

REDES DE COMPUTADORES. Vinícius Pádua REDES DE COMPUTADORES Introdução Necessidade Compartilhar dados em tempo hábil Constituída por vários computadores conectados através de algum meio de comunicação onde recursos são compartilhados Telecomunicação

Leia mais

Redes de Computadores Conceitos Básicos

Redes de Computadores Conceitos Básicos Redes de Computadores Conceitos Básicos Prof. Luís Rodrigo lrodrigo@lncc.br http://lrodrigo.lncc.br 2012/1-2012.02.23 Conteúdo Programático UNIDADE 1: Contexto e aspectos gerais de redes de computadores

Leia mais

Curso de Redes de Computadores

Curso de Redes de Computadores Curso de Redes de Computadores Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Capítulo 1 Parte 1 Introdução e Conceitos Fundamentais Metas q Veremos os contextos principais. Com uma visão geral e intuitiva

Leia mais

Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes

Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes Conteúdo Definição Classificação Aplicações típicas Software de rede Modelos de referências Exemplos de redes Exemplos

Leia mais

Prof. Mizael Cortez Modelo em camadas Arquitetura TCP/IP Modelo ISO/OSI

Prof. Mizael Cortez Modelo em camadas Arquitetura TCP/IP Modelo ISO/OSI Prof. Mizael Cortez everson.cortez@ifrn.edu.br Modelo em camadas Arquitetura TCP/IP Modelo ISO/OSI A Internet é um sistema extremamente complicado e que possui muitos componentes: inúmeras aplicações e

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Prof.ª Inara Santana Ortiz Aula 2 Internet Internet Hoje é raro vermos uma LAN, MAN ou WAN isoladas, elas geralmente estão conectadas entre si. A Internet é formada por mais de

Leia mais

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Redes de computadores I Prof.: Leandro Soares de Sousa E-mail: leandro.uff.puro@gmail.com Site: http://www.ic.uff.br/~lsousa Não deixem a matéria acumular!!!

Leia mais

Capítulo 4 - Sumário

Capítulo 4 - Sumário 1 Capítulo 4 - Sumário Características do O Datagrama IP (Campos do Cabeçalho) Tamanho do Datagrama, MTU da Rede e Fragmentação 2 Aplicação Telnet HTTP FTP POP3 SMTP DNS DHCP Transporte TCP (Transmission

Leia mais

Capítulo 4: Camada de rede

Capítulo 4: Camada de rede Capítulo 4: Camada de Objetivos do capítulo: entender os princípios por trás dos serviços da camada de : modelos de serviço da camada de repasse versus roteamento como funciona um roteador roteamento (seleção

Leia mais

Meios físicos. Par Trançado (TP) dois fios de cobre isolados

Meios físicos. Par Trançado (TP) dois fios de cobre isolados Meios físicos bit: propaga entre pares de transmissor/receptor enlace físico: o que fica entre transmissor e receptor meio guiado: sinais se propagam em meio sólido: cobre, fibra, coaxial meio não guiado:

Leia mais

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIADO RIO GRANDE DO NORTE IFRN Disciplina: Arquitetura de redes de computadores e Tecnologia de Implementação de Redes Professor: M. Sc. Rodrigo Ronner T.

Leia mais

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES AULA 2: MODELO OSI. Professor: LUIZ LEÃO

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES AULA 2: MODELO OSI. Professor: LUIZ LEÃO FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Professor: LUIZ LEÃO Conteúdo Desta Aula HISTÓRICO DAS REDES MODELO EM CAMADAS FUNÇÕES DAS CAMADAS OSI 1 2 3 4 5 CLASSIFICAÇÃO DAS REDES MODELO DE REFERÊNCIA OSI PRÓXIMOS

Leia mais

Revisão de Introdução às TCP-IP INTERNET. Redes de Computadores TCP/IP

Revisão de Introdução às TCP-IP INTERNET. Redes de Computadores TCP/IP Revisão de Introdução às Redes de Computadores TCP-IP INTERNET Redes de Computadores TCP/IP MODELO DE REFERENCIA TCP/IP FLUXO DE DADOS MODELOS DE REFERÊNCIA MODELO DE REFERENCIA TCP/IP MODELOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (II)

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (II) Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (II) Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Faculdade de Ciências e

Leia mais

Redes de Computadores Prof. Fred Sauer

Redes de Computadores Prof. Fred Sauer Redes de Computadores Prof. Fred Sauer http://www.fredsauer.com.br fsauer@gmail.com Quem sou eu... Prof. Frederico Sauer (Fred) Mestre e Doutor UFRJ com dissertação e tese em Segurança e Gerenciamento

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. A camada de rede

Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. A camada de rede Redes de computadores e a Internet Prof. Gustavo Wagner Capitulo Capítulo 4 A camada de rede NAT: Network Address Translation resta da Internet 138.76.29.7 10.0.0.4 rede local (ex.: rede doméstica) 10.0.0/24

Leia mais

Modelo TCP/IP. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT

Modelo TCP/IP. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT Modelo TCP/IP Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT AS1RAI1 Redes para Automação Industrial JOINVILLE 12/09/2016 Introdução histórico O padrão histórico e técnico da Internet é o modelo

Leia mais

- Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Redes de Computadores Lista de Exercício I

- Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Redes de Computadores Lista de Exercício I 1- Um dos componentes de um a Rede de Teleprocessamento que tem a função de compatibilizar o sinal digital de dados ao sinal analógico para uso da Rede Pública de Telefonia é: a) UNIDADE CONTROLADORA DE

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP. Hermes Senger DC/UFSCar 2012

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP. Hermes Senger DC/UFSCar 2012 Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Hermes Senger DC/UFSCar 2012 Nota: Notas de aula do prof. Hélio Crestana Guardia. Objetivos do Curso: Apresentar a arquitetura

Leia mais

Comunicação de Dados IV

Comunicação de Dados IV Departamento de Engenharia de Telecomunicações - UFF Bibliografia Redes de Computadores Andrew S. Tanenbaum Tradução da Quarta Edição Editora Campus Profa. Débora Christina Muchaluat Saade deborams@telecom.uff.br

Leia mais

Jéfer Benedett Dörr

Jéfer Benedett Dörr Redes de Computadores Jéfer Benedett Dörr prof.jefer@gmail.com Conteúdo Camada 4 Camada de Transporte Objetivo Conhecer o funcionamento da camada de transporte; Apresentar os protocolos UDP e TCP; Aprender

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 6

Prof. Marcelo Cunha Parte 6 Prof. Marcelo Cunha Parte 6 www.marcelomachado.com ARP (Address Resolution Protocol) Protocolo responsável por fazer a conversão entre os endereços IPs e os endereços MAC da rede; Exemplo: Em uma rede

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Prof.ª Inara Santana Ortiz Aula 3 Protocolos de Comunicação Protocolos de Comunicação Protocolos de Comunicação Para que ocorra a transmissão de uma informação entre o transmissor

Leia mais

Redes sem fio e redes móveis. Redes Móveis. Prof. Jó Ueyama SSC0748

Redes sem fio e redes móveis. Redes Móveis. Prof. Jó Ueyama SSC0748 Redes sem fio e redes móveis Redes Móveis Prof. Jó Ueyama 1 Redes sem fio e redes móveis 6.1 Introdução Sem fio 6.2 Enlaces sem fio, características CDMA 6.3 IEEE 802.11 LANs sem fio ( wi-fi ) 6.4 Acesso

Leia mais

MODELOS DE REFERENCIA OSI TCP/IP

MODELOS DE REFERENCIA OSI TCP/IP Aula 2 MODELOS DE REFERENCIA OSI TCP/IP Curso Técnico em Telecomunicações Convergência de Redes PROGRAMA Modelos de Referência OSI TCP/IP OSI x TCP/IP 2 OSI E A COMUNICAÇÃO POR CARTA 3 HISTÓRIA No Principio

Leia mais

O computador foi criado para. auxiliar o homem em tarefas

O computador foi criado para. auxiliar o homem em tarefas Introdução O computador foi criado para auxiliar o homem em tarefas repetitivas. REDES DE COMPUTADORES Slide 1 Introdução Teve início como uma máquina de calcular e mais tarde tornou-se um dos instrumentos

Leia mais

Protocolos e Arquiteturas de Redes. Thiago Leite

Protocolos e Arquiteturas de Redes. Thiago Leite Protocolos e Arquiteturas de Thiago Leite As redes são organizadas em camadas Forma de reduzir a complexidade Um conjunto de camadas forma uma pilha A função de cada camada da

Leia mais

CCNA 1 Conceitos de Rede. Kraemer

CCNA 1 Conceitos de Rede. Kraemer CCNA 1 Conceitos de Rede Conceitos de Rede Breve história das redes de dados Dispositivos de rede Topologias Protocolos de rede Redes locais Redes de longa distância Redes metropolitanas Redes de área

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Comunicação de Dados

REDES DE COMPUTADORES. Comunicação de Dados Objetivos Gerais da Cadeira Compreender a comunicação de dados entre locais remotos através de conceitos e procedimentos envolvidos na conexão de computadores, meios e dispositivos de redes. Objetivos

Leia mais

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes Tecnologias de rede Ethernet e IEEE 802.3 Token ring ATM FDDI Frame relay Ethernet A Ethernet é uma tecnologia de broadcast de meios compartilhados. Entretanto, nem todos os dispositivos da rede processam

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Capítulo 4: Introdução às Telecomunicações nas Empresas Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet James A. O'Brien Editora Saraiva The McGraw-Hill Companies, Inc., 1999 Objetivos

Leia mais

Infra Estruturas Computacionais. Modelos de Referência. Modelos de Referência para Redes de Computadores. Arquitetura RM-OSI/ISO. O Modelo OSI da ISO

Infra Estruturas Computacionais. Modelos de Referência. Modelos de Referência para Redes de Computadores. Arquitetura RM-OSI/ISO. O Modelo OSI da ISO Infra Estruturas Computacionais Professor: André Ferreira andre.ferreira@ifba.edu.br Material baseado: Prof. José Oliveira e outros Modelos de Referência 2/35 Modelos de Referência para Redes de Computadores

Leia mais

IESGO Redes de Computadores I

IESGO Redes de Computadores I IESGO Redes de Computadores I Modelo de referência TCP/IP; Introdução à protocolos da pilha TCP/IP. 2º Sem 2016 Quando foram criadas as redes de rádio e satélite, começaram a surgir problemas com os protocolos

Leia mais

Arquitetura de Redes. Redes TCP-IP. Agenda. Introdução à Arquitetura TCP/IP. Tipos de Serviços. Modelo de Referênca ISO/OSI

Arquitetura de Redes. Redes TCP-IP. Agenda. Introdução à Arquitetura TCP/IP. Tipos de Serviços. Modelo de Referênca ISO/OSI Arquitetura de s Volnys 1999-2001 1 Volnys 1999-2001 2 Agenda Introdução à Modelo de Referênica OSI Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Volnys 1999-2001 3 Volnys 1999-2001

Leia mais

Aplicações de Redes de Computadores

Aplicações de Redes de Computadores Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Aplicações de Redes de Computadores Aula 02 Revisão Modelo

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores FTP Prof. Thiago Dutra Agenda n Definição de FTP n Características do FTP n Usos Comuns do FTP n Funcionamento do FTP n Mensagens FTP n Códigos de Resposta

Leia mais

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCEITO DE REDE DE COMPUTADORES PROFESSOR CARLOS MUNIZ

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCEITO DE REDE DE COMPUTADORES PROFESSOR CARLOS MUNIZ INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA CONCEITO DE REDE DE COMPUTADORES PROFESSOR CARLOS MUNIZ INTRODUÇÃO Redes de computadores são estruturas físicas (equipamentos) e lógicas (programas, protocolos) que permitem

Leia mais

Arquiteturas de Redes de Computadores

Arquiteturas de Redes de Computadores Arquiteturas de Redes de Computadores Material de apoio Conceitos Básicos de Rede Cap.1 19/01/2012 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia

Leia mais

1.) [exercício 1, cap. 2 Kurose] Analise cada uma das três perguntas e responda se a afirmação é verdadeira ou falsa.

1.) [exercício 1, cap. 2 Kurose] Analise cada uma das três perguntas e responda se a afirmação é verdadeira ou falsa. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina DCC Departamento de Ciência da Computação REC Redes de computadores Quinta Lista de Exercícios 1.) [exercício 1, cap. 2 Kurose] Analise cada uma das três

Leia mais

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade Informática Básica Aula 03 Internet e conectividade O Protocolo de comunicação O TCP (Transmission Control Protocol) e o IP (Internet Protocol) são dois protocolos que inspiraram o nome da rede. Eles englobam

Leia mais

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES AULA 4: REDE DE ACESSO CAMADA FÍSICA Prof. Luiz Leão

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES AULA 4: REDE DE ACESSO CAMADA FÍSICA Prof. Luiz Leão Prof. Luiz Leão Conteúdo Desta Aula SISTEMAS DE COMUNICAÇÃO CABEAMENTO DE COBRE ORGANIZAÇÕES DE PADRONIZAÇÃO 1 2 3 4 5 CAMADA FÍSICA REDES SEM FIO PRÓXIMOS PASSOS Sistema de Comunicações Tarefa de Comunicações

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com BENEFÍCIOS MODELO OSI Menor complexidade; Interfaces padronizadas; Interoperabilidade entre

Leia mais

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

I/O para Dispositivos Externos e Outros Computadores. Redes de Interconexão. Redes de Interconexão. Redes de Computadores Correntes

I/O para Dispositivos Externos e Outros Computadores. Redes de Interconexão. Redes de Interconexão. Redes de Computadores Correntes para Dispositivos Externos e Outros Computadores Processor interrupts Cache Memory - Bus Main Memory Disk Disk Graphics Network ideal: bandwidth alto, baixa latência Redes de Computadores Correntes Objetivos:

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Prof. M.e Helber Wagner da Silva

Introdução às Redes de Computadores. Prof. M.e Helber Wagner da Silva Introdução às Redes de Computadores Prof. M.e Helber Wagner da Silva helber.silva@ifrn.edu.br 1 O que é uma rede? Rede de computadores é a interconexão de computadores e equipamentos que usa fios ou ondas

Leia mais

Arquitetura de Redes: Camadas de Protocolos (Parte I) Prof. Eduardo

Arquitetura de Redes: Camadas de Protocolos (Parte I) Prof. Eduardo Arquitetura de Redes: Camadas de Protocolos (Parte I) Prof. Eduardo Aula 8 Introdução Camadas de protocolos e modelos de serviços Arquitetura de camadas Protocolo Multiplexação Modelo OSI e camadas MAC

Leia mais

Redes de computadores. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT

Redes de computadores. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT Redes de computadores Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT AS1RAI1 Redes para Automação Industrial JOINVILLE 23/02/2017 Introdução contextualização Como conectar dois equipamentos fisicamente

Leia mais

Arquiteturas de Protocolos. Aplicação. Redes. Aplicações cliente-servidor. Aplicações peer-to-peer

Arquiteturas de Protocolos. Aplicação. Redes. Aplicações cliente-servidor. Aplicações peer-to-peer Arquiteturas de Protocolos s Cama de Arquitetura OSI Apresentação Sessão Enlace Físico Arquitetura IEEE LLC MAC Físico Arquitetura Internet Inter-rede Sub- 1 Prof. Sérgio Colcher colcher@inf.puc-rio.br

Leia mais

Modelo de Referência TCP/IP

Modelo de Referência TCP/IP Modelo de Referência TCP/IP Redes de Computadores Charles Tim Batista Garrocho Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão garrocho.ifspcjo.edu.br/rdc charles.garrocho@ifsp.edu.br Técnico

Leia mais

Entendendo o Modelo OSI. As 7 camadas

Entendendo o Modelo OSI. As 7 camadas Entendendo o Modelo OSI O Modelo OSI é uma referência de como os dados são transportados de um computador a outro, vindos desde sua camada física até as aplicações (softwares). Ao longo do percurso, os

Leia mais

Palestra sobre Wireless

Palestra sobre Wireless Palestra sobre Wireless LUIZ HENRIQUE COLETTO e-mail: henrique@cirp.usp.br Seção Técnica de Manutenção Apresentação Os avanços da comunicação nos últimos anos, possibilitaram o surgimento de várias tecnologias,

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Hubs. Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Hubs. Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

que, em geral, têm algumas centenas ou alguns milhares de bytes

que, em geral, têm algumas centenas ou alguns milhares de bytes Modelo OSI Vantagens do modelo OSI (Open Systems Interconnection, Interconexão de Sistemas Abertos): Reduz a complexidade; Padroniza as interfaces; Simplifica o ensino e o aprendizado. 1-) Camada Física

Leia mais

Redes de Computadores. Alan Santos

Redes de Computadores. Alan Santos Redes de Computadores Alan Santos Parte 01 Definição de redes, vantagens e desvantagens Redes - Definição "Latu Sensu": Conj. de terminais, equipamentos, meios de transmissão e comutação que, interligados,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com Arquitetura TCP/IP Exercícios AULA 08 1 SERVIÇO UNIVERSAL SISTEMA TELEFÔNICO Comunicação entre

Leia mais

Aplicações com Banco de Dados e Cliente-Servidor

Aplicações com Banco de Dados e Cliente-Servidor Aplicações com Banco de Dados e Cliente-Servidor Aula #231 EBS 211 POO e UML Prof Luiz Fernando S Coletta luizfsc@tupaunespbr Campus de Tupã Roteiro Rede de computadores; Aplicação cliente/servidor; Sockets

Leia mais

Firewall - Inspeção com estado. (Stateful Inspection)

Firewall - Inspeção com estado. (Stateful Inspection) Proxy e FIREWALL Firewall - Inspeção com estado. (Stateful Inspection) As primeiras gerações de firewall eram ditos "stateless". Cada pacote é analisado individualmente, sem levar em conta pacotes anteriores

Leia mais

Fundamentos de Rede. Aula 2 - Modelo OSI

Fundamentos de Rede. Aula 2 - Modelo OSI Fundamentos de Rede Aula 2 - Modelo OSI Protocolo e Arquitetura de Protocolos Problema Permitir a comunicação entre entidades de diferentes sistemas Solução Criar convenções de quando e como se comunicar

Leia mais

Rede de computadores INTRODUÇÃO. Professor Carlos Muniz

Rede de computadores INTRODUÇÃO. Professor Carlos Muniz Rede de computadores INTRODUÇÃO Professor Carlos Muniz O QUE É UMA REDE? Uma rede de computadores consiste de 2 ou mais computadores e outros dispositivos conectados entre si de modo a poderem compartilhar

Leia mais

Rede Corporativa INTRODUÇÃO. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro

Rede Corporativa INTRODUÇÃO. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro Rede Corporativa INTRODUÇÃO Rede corporativa é um sistema de transmissão de dados que transfere informações entre diversos equipamentos de uma mesma corporação, tais

Leia mais

Firewall. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Firewall. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Firewall Prof. Marciano dos Santos Dionizio Firewall (definições) Por que do nome firewall? Antigamente, quando as casas eram feitas de madeira o fogo era um grande problema, pois se alastrava facilmente

Leia mais

Rede de Computadores Modelo OSI

Rede de Computadores Modelo OSI Rede de Computadores Modelo OSI Protocolos TCP/IP Protocolos TCP X UDP CUIDADO! HTTPS IPv4 e IPv6 IPv4 IPv6 Protocolos de Email SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) POP3 (POST OFFICE PROTOCOL

Leia mais

Fundamentos. Aplicação. Sessão Transporte OSI Transporte TCP/IP. Física

Fundamentos. Aplicação. Sessão Transporte OSI Transporte TCP/IP. Física Fundamentos O protocolo TCP/IP atualmente é o protocolo mais utilizado em redes locais. Isso se deve basicamente à popularização da Internet, a rede mundial de computadores, já que esse protocolo foi criado

Leia mais

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (I)

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (I) Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (I) Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Faculdade de Ciências e

Leia mais

Curso de Redes de Computadores

Curso de Redes de Computadores Curso de Redes de Computadores Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Capítulo 1 Parte 1 Introdução e Conceitos Fundamentais Metas q Veremos os contextos principais. Com uma visão geral e intuitiva

Leia mais

Repetidores Internet e Arquitetura TCP/IP

Repetidores Internet e Arquitetura TCP/IP Bacharelado em Informática Disciplina: Internet e Arquitetura TCP/IP Estendendo, Segmentando e Interligando s Revisão de Interconexão de s Prof. Sérgio Colcher colcher@inf.puc-rio.br 1 Gateway 2 Gateway

Leia mais

Modelo OSI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação

Modelo OSI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação Modelo OSI Marcelo Assunção 10º13 Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Disciplina: Redes de Comunicação 2013/2014 Índice Modelo OSI Open System Interconnection (OSI)

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais UFMG/DCC Redes de Computadores

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Exame Prova Prática 3º MIEIC 15.07.2009 Nome: 1. Considere que um protocolo de ligação de dados é suportado num canal com capacidade igual a 500 kbit/s (em cada sentido) e que o tempo

Leia mais

1 Exercícios da Parte 1 Introdução. Lista de Exercícios 01 - Introdução e Camada Física

1 Exercícios da Parte 1 Introdução. Lista de Exercícios 01 - Introdução e Camada Física BCC361 Redes de Computadores (2012-02) Departamento de Computação - Universidade Federal de Ouro Preto - MG Professor Reinaldo Silva Fortes (www.decom.ufop.br/reinaldo) Lista de Exercícios 01 - Introdução

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO/ PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: ADM e PROJETO DE REDES PROFESSOR: Msc Walter Augusto Varella

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO/ PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: ADM e PROJETO DE REDES PROFESSOR: Msc Walter Augusto Varella CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO/ PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: ADM e PROJETO DE REDES PROFESSOR: Msc Walter Augusto Varella Lista de Exercícios 1 1. Diga com suas palavras o que vem a ser uma rede

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Introdução às Redes de Computadores Parte II Prof. Thiago Dutra Agenda n Fundamentos n Linhas de comunicação n Modos de Transmissão n Topologias n Protocolos

Leia mais

Modelo ISO/OSI e pilha TCP/IP. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT

Modelo ISO/OSI e pilha TCP/IP. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT Modelo ISO/OSI e pilha TCP/IP Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT AS1RAI1 Redes para Automação Industrial JOINVILLE 06/03/2017 Introdução contextualização Pirâmide da Automação; Modelo

Leia mais

Redes Móveis. Redes sem fio e redes móveis Introdução. Prof. Jó Ueyama Agosto/2010 SSC

Redes Móveis. Redes sem fio e redes móveis Introdução. Prof. Jó Ueyama Agosto/2010 SSC Redes Móveis Redes sem fio e redes móveis Introdução Prof. Jó Ueyama Agosto/2010 SSC0548 2010 1 Baseado no Capítulo 6 do 6.1 Introdução Redes Sem fio 6.2 Enlaces sem fio, características 6.3 IEEE 802.11

Leia mais

Redes TCP-IP. Protocolo ICMP. Pilha TCP/IP. Protocolo ICMP Internet Control Message Protocol. Introdução ao Protocolo ICMP

Redes TCP-IP. Protocolo ICMP. Pilha TCP/IP. Protocolo ICMP Internet Control Message Protocol. Introdução ao Protocolo ICMP Volnys 1999-2003 1 Volnys 1999-2003 2 Pilha TCP/IP Internet Control Message Protocol Introdução ao Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br Introdução ao = Internet Control Message Protocol Protocolo auxiliar

Leia mais

REVISÃO - Questões de Redes em Concursos. Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013

REVISÃO - Questões de Redes em Concursos. Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013 Redes de Computadores REVISÃO - Questões de Redes em Concursos Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013 Disciplina: Redes de Computadores Professor: Jéfer Benedett Dörr Q234360 Prova: AOCP - 2012 - BRDE -

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Redes de Telecomunicações Prof. Robson Almeida INFRA-ESTRUTURA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3 TELECOMUNICAÇÕES NAS ORGANIZAÇÕES CONCEITOS BÁSICOS Telecomunicações Reúne toda infraestrutura

Leia mais

Redes sem Fio Redes Locais Wireless (WLANs) Ricardo Kléber. Ricardo Kléber

Redes sem Fio Redes Locais Wireless (WLANs) Ricardo Kléber. Ricardo Kléber Redes sem Fio 2016.1 Redes Locais Wireless (WLANs) 802.11 Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.5M Redes sem Fio Conteúdo Programático Sistemas de comunicação wireless Redes

Leia mais

Aula 2 Topologias de rede

Aula 2 Topologias de rede Aula 2 Topologias de rede Redes e Comunicação de Dados Prof. Mayk Choji UniSALESIANO Araçatuba 13 de agosto de 2016 Sumário 1. Topologias de Rede 2. Topologias Físicas Ponto-a-Ponto Barramento BUS Anel

Leia mais

PROJETO DE CABEAMENTO DE REDE

PROJETO DE CABEAMENTO DE REDE INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS DE PRESIDENTE EPITÁCIO - SP PROJETO DE CABEAMENTO DE REDE Aluno: João Jakybalis Neto Prof.: Alexandre Cassimiro Andreani Disciplina:

Leia mais

Redes de Computadores DCC/UFJF. Capítulo 1. Introdução

Redes de Computadores DCC/UFJF. Capítulo 1. Introdução Redes de Computadores DCC/UFJF Capítulo 1 Introdução All material copyright 1996-2009 J.F Kurose and K.W. Ross, All Rights Reserved Material fortemente baseado nos slides do livro: Computer Networking:

Leia mais

Transferência de Arquivo: Protocolo FTP

Transferência de Arquivo: Protocolo FTP Para iniciar uma sessão FTP (File Transfer Protocol) típica e acessar uma conta, o usuário deve fornecer uma identificação e uma senha; Após a identificação o usuário pode realizar operações de transferência

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Redes de Computadores Carga Horária: 100h Período: 6º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Redes de Computadores Carga Horária: 100h Período: 6º. Ementa Disciplina: Redes de Computadores Carga Horária: 100h Período: 6º Ementa PLANO DE ENSINO Contexto e aspectos gerais de redes de computadores: hardware e software de rede, modelos de referência. Camada

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores INF-207 Sistemas Computacionais para Processamento Multimídia Redes de Computadores Visão Geral 2 Q-20102010 Prof. Roberto Jacobe (roberto.jacobe@gmail.com) Prof. Marcelo Z. do Nascimento (marcelo.ufabc@gmail.com)

Leia mais

Tiago Guedes 10º 13ª

Tiago Guedes 10º 13ª Tiago Guedes 10º 13ª Introdução A transmissão de dados ou informação consiste na utilização de um suporte de informação para a transportar entre dois pontos fisicamente distantes. Este trabalho apresenta

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Prof.ª Inara Santana Ortiz inara.ortiz@ifms.edu.br Aula 1 Plano de Ensino Plano de Ensino Plano de Ensino Média Final: MF = M1 + M2 2 M1 = NA + N1 M2 = NA + N2 Onde: MF = Média

Leia mais

Funções da Camada de

Funções da Camada de Camada de Transporte Funções da Camada de Transporte Responsável pela movimentação de dados, de forma eficiente e confiável, entre processos em execução nos equipamentos conectados a uma rede de computadores,

Leia mais

ENDEREÇAMENTO PRIVADO PROXY E NAT

ENDEREÇAMENTO PRIVADO PROXY E NAT ENDEREÇAMENTO PRIVADO PROXY E NAT MOTIVAÇÃO PARA O ENDEREÇAMENTO IP PRIVADO Crescimento do IPv4 07/2007 490 milhões de hosts 01/2008 542 milhões de hosts IPv4 permite endereçar 4 bilhões de hosts. PREVISÃO

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Acesso Remoto Meios de Comunicação de Dados Introdução A necessidade da troca de informações sigilosas de forma segura e com baixos custos tornou-se um

Leia mais

Soluções para Transmissão de Vídeo Digital IP utilizando plataformas Satélite e Terrestre

Soluções para Transmissão de Vídeo Digital IP utilizando plataformas Satélite e Terrestre Soluções para Transmissão de Vídeo Digital IP utilizando plataformas Satélite e Terrestre Marcos Mandarano 30-31 Janeiro 2007 Informações de direitos exclusivos. Não pode ser reproduzido sem autorização

Leia mais