Redes de Computadores e a Internet

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Computadores e a Internet"

Transcrição

1 Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM

2 Agenda 1.1 O que é a Internet? 1.2 Borda da Rede Sistemas finais, redes de acesso, enlaces 1.3 Núcleo da Rede Comutação de circuito, comutação de pacote, estrutura da Internet e s 1.4 Atraso, perda e vazão em redes de comutação de pacotes 2

3 Taxonomia da rede Taxonomia de Redes de Telecomunicações Rede de datagramas não é orientada à conexão A Internet provê serviços orientados à conexão (TCP) e serviços não orientados à conexão (UDP) 3

4 Redes de comutação de pacotes Objetivo: mover pacotes entre roteadores da origem ao destino Algoritmos de seleção de caminhos (capítulo 4) Redes datagrama: O endereço de destino determina o próximo salto Rotas podem mudar durante uma sessão Analogia: dirigir perguntando o caminho Rede de circuitos virtuais: Cada pacote leva um número (virtual circuit ID), o número determina o próximo salto O caminho é fixo e escolhido no instante de estabelecimento da conexão, permanece fixo durante toda a conexão Roteadores mantêm estado por conexão 4

5 Estrutura da Internet e s Fracamente hierárquica No centro: s de zona-1 (ex.: RNP, Sprint, AT&T) cobertura nacional/internacional Características: Conectam-se diretamente a cada um dos outros s de nível 1 Conectam-se a um grande número de nível 2 Têm cobertura internacional A Zona-1 provê interconexão (peer) de modo privativa Zona-1 Zona-1 NAP Zona-1 A Zona-1 també provê intercone nos pontos de acesso (NAPs) d rede pública 5

6 Backbone da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP 6

7 Estrutura da Internet e s s de Zona-2 : s menores (freqüentemente regionais) Conectam-se a um ou mais s de Zona-1, possivelmente a outros s de Zona-2 de Zona-2 paga ao de Zona-1 pela conectividade ao resto da Internet de Zona-2 é cliente do provedor de Zona-1 Zona-2 Zona-1 Zona-2 NAP Zona-1 Zona-1 Zona-2 Zona-2 s de Zona-2 também provêem conexão entre si Zona-2 7

8 Estrutura da Internet e s s de Zona-3 e s locais Última rede de acesso ( hop ) (mais próxima dos sistemas finais) s locais e de Zona-3 são clientes dos s de zonas mais altas conectando-os ao resto da Internet Zona-3 Zona-2 Zona-1 Zona-2 Zona-1 Zona-2 NAP Zona-1 Zona-2 Zona-2 8

9 Estrutura da Internet e s Um pacote passa através de muitas redes Zona-3 Zona-2 Tier-2 Zona-1 NAP Zona-1 Zona-2 Zona-1 Zona-2 Zona-2 9

10 Agenda 1.1 O que é a Internet? 1.2 Borda da Rede Sistemas finais, redes de acesso, enlaces 1.3 Núcleo da Rede Comutação de circuito, comutação de pacote, estrutura da Internet e s 1.4 Atraso, perda e vazão em redes de comutação de pacotes 10

11 Quatro fontes de atraso de pacote 1. Processamento nodal 2. enfileramento A checar bit errors Determinar enlace de saída transmissão propagação Tempo esperando pela transmissão no enlace de saída Depende do nível de congestionamento no roteador B processamento enfileramento 11

12 Como atrasos e perdas ocorrem? Filas de pacotes em buffers de roteadores Taxa de chegada de pacotes ao link ultrapassa a capacidade do link de saída Fila de pacotes esperam por sua vez pacote sendo transmitido (atraso) A B enfileiramento de pacotes (atraso) Espaço no buffer livre (disponíveis): pacotes chegando descartados (perda) se não houver espaço livre 12

13 Quatro fontes de atraso de pacote 3. Atraso de transmissão: R = largura de banda do link (bps) L = tamanho do pacote (bits) Tempo para enviar bits ao link = L/R 4. Atraso de propagação: d = comprimento do link físico s = velocidade da luz de propagação no meio (~2x10 8 m/s) Atraso de propagação = d/s Observar: s e R são medidas muito diferentes! 13

14 Analogia da Caravana 100 km 100 km caravana pedágio de 10 carros Carros se propagam a 100 km/h Pedágios levam 12 s para atender um carro (tempo de transmissão) Carro = bit; caravana = pacote P.: Quanto tempo levará até a caravana ser alinhada antes do 2 o pedágio? Tempo para empurrar a caravana toda pelo pedágio até a estrada = = 120 s Tempo para o último carro se propagar do 1 o ao 2 o pedágio: 100 km/(100 km/h) = 1 h R.: 62 minutos pedágio 14

15 Analogia da Caravana 100 km 100 km caravana de 10 carros pedágio pedádio Agora os carros se propagam a km/h Agora o pedágio leva 1 min para atender um carro P.: Os carros chegarão ao 2 o pedágio antes que todos os carros tenham sido atendidos no 1 o pedágio? R.: Sim! Após 7 min, o 1 o carro está no 2 o pedágio e ainda restam 3 carros no 1 o pedágio 1 o bit do pacote pode chegar ao 2 o roteador antes que o pacote seja totalmente transmitido pelo 1 o roteador! Veja: mission/delay.html 15

16 Atraso Nodal d no =d proc +d fila +d trans +d prop d proc = atraso de processamento Tipicamente uns poucos microssegundos ou menos d fila = atraso de fila Depende do congestionamento d trans = atraso de transmissão = L/R, significante para links de baixa velocidade d prop = atraso de propagação Uns poucos microssegundos a centenas de milissegundos 16

17 Atraso na fila R = largura de banda do link (bps) L = tamanho do pacote (bits) A = taxa média de chegada de pacotes Intensidade de tráfego = La/R La/R ~ 0: atraso médio de fila pequeno La/R -> 1: atraso se torna grande La/R > 1: mais trabalho chega do que a capacidade de transmissão. O atraso médio cresce indefinidamente! 17

18 Atraso na fila Como são os atrasos e perdas na Internet real? Programa Traceroute: fornece medidas do atraso da fonte para o roteador ao longo de caminhos fim-a-fim da Internet até o destino. Para todo i: Envia três pacotes que alcançarão o roteador i no caminho até o destino O roteador i retornará pacotes ao emissor O emissor cronometra o intervalo entre transmissão e resposta 3 probes 3 probes 3 probes 18

19 Atrasos e rotas na Internet Traceroute: gaia.cs.umass.edu to Três medidas de atraso de gaia.cs.umass.edu para csgw.cs.umass.edu 1 cs-gw ( ) 1 ms 1 ms 2 ms 2 border1-rt-fa5-1-0.gw.umass.edu ( ) 1 ms 1 ms 2 ms 3 cht-vbns.gw.umass.edu ( ) 6 ms 5 ms 5 ms 4 jn1-at wor.vbns.net ( ) 16 ms 11 ms 13 ms 5 jn1-so wae.vbns.net ( ) 21 ms 18 ms 18 ms 6 abilene-vbns.abilene.ucaid.edu ( ) 22 ms 18 ms 22 ms 7 nycm-wash.abilene.ucaid.edu ( ) 22 ms 22 ms 22 ms ( ) 104 ms 109 ms 106 ms 9 de2-1.de1.de.geant.net ( ) 109 ms 102 ms 104 ms 10 de.fr1.fr.geant.net ( ) 113 ms 121 ms 114 ms 11 renater-gw.fr1.fr.geant.net ( ) 112 ms 114 ms 112 ms 12 nio-n2.cssi.renater.fr ( ) 111 ms 114 ms 116 ms 13 nice.cssi.renater.fr ( ) 123 ms 125 ms 124 ms 14 r3t2-nice.cssi.renater.fr ( ) 126 ms 126 ms 124 ms 15 eurecom-valbonne.r3t2.ft.net ( ) 135 ms 128 ms 133 ms ( ) 126 ms 128 ms 126 ms 17 * * * 18 * * * 19 fantasia.eurecom.fr ( ) 132 ms 128 ms 136 ms * sem resposta (perda de probe, roteador não responde) link transoceânico 19

20 Perda de Pacotes A fila que precede o link possui capacidade finita Quando um pacote chega a uma fila cheia, ele é descartado (isto é, perdido) O pacote perdido pode ser retransmitido pelo nó anterior, pelo sistema final do emissor, ou não ser retransmitido 20

21 Throughput Throughput: taxa (bits/unidade de tempo) na qual os bits são transferidos entre o emissor/receptor Instantaneo : taxa em um dado ponto no tempo Médio: taxa sobre um período longo do tempo Servidor server, envia with (fluido) file of em F bits um to send tubo to client Tubo link pode capacity carregar fluído R bits/sec s a taxa R bits/seg s Tubo link pode capacity carregar R bits/sec c R bits/seg) c 21

22 Throughput (Vazão) R s < R c Qual é a vazão média fim a fim? R s bits/sec R c bits/sec R s > R c Qual é a vazão média fim a fim? Enlace gargalo R s bits/sec R c bits/sec Enlace no caminho fim-a-fim que limita a vazão 22

23 Throughput na Internet Vazão fim a fim porconexão: min(r c,r s,r/10) Na prática: R c ou R s é frequentemente o gargalo R s R s R s R R c R c R c 10 conexões (justamente) compartilham um enlace do backbone de capacidade R bits/seg 23

Estrutura da Internet

Estrutura da Internet Estrutura da Internet Redes de redes Estrutura da Internet: rede de redes Grosseiramente hierárquica No centro: s de zona-1 (ex.: UUNet, BBN/Genuity, Sprint, AT&T), cobertura nacional/internacional Os

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet. Prof.: Agostinho S. Riofrio

Redes de Computadores e a Internet. Prof.: Agostinho S. Riofrio Redes de Computadores e a Internet Prof.: Agostinho S. Riofrio Agenda 1. Introdução 2. Internet 3. Protocolo 4. Estrutura da Rede 5. Bordas da rede 6. Núcleo da rede 7. Comutação de Circuitos 8. Comutação

Leia mais

Redes de Computadores. Introdução

Redes de Computadores. Introdução Redes de Computadores Introdução Introdução: Redes de Computadores Objetivos definir contexto e terminologia visão geral (detalhes virão ao longo do curso) abordagem: Internet como exemplo Modelagem de

Leia mais

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. alexandref@ifes.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. alexandref@ifes.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim Redes TCP/IP alexandref@ifes.edu.br O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações Enlaces de comunicação: fibra, cobre, rádio,

Leia mais

Redes de computadores e a Internet

Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Prof. Odilson Tadeu Valle odilson@ifsc.edu.br Agosto de 2014 1 de Agosto de 2014 Prof. Odilson Tadeu Valle 1 Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet Nossos objetivos:

Leia mais

Instituto Federal de Santa Catarina Redes de Computadores Aula 02 - Comutação, Estrutura da rede, Protocolos

Instituto Federal de Santa Catarina Redes de Computadores Aula 02 - Comutação, Estrutura da rede, Protocolos Instituto Federal de Santa Catarina Redes de Computadores Aula 02 - Comutação, Estrutura da rede, Protocolos Prof. Tomás Grimm! tomas.grimm@ifsc.edu.br!1 Redes de computadores e a Internet 1.1 O que é

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 1

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Introdução Nossos objetivos: Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes Maior profundidade e detalhes serão vistos

Leia mais

Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet

Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computadores e a Internet Introdução Nossos objetivos: Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes Maior profundidade e detalhes serão vistos

Leia mais

Redes de computadores e a Internet

Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet arliones.hoeller@ifsc.edu.br 1 Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet Nossos objetivos: Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes Maior profundidade

Leia mais

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet. e a Internet. Introdução. Redes de computadores e a Internet

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet. e a Internet. Introdução. Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computadores e a Internet Introdução Nossos objetivos: Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes Visão geral: O que é a Internet Borda da

Leia mais

Capítulo1: introdução

Capítulo1: introdução Capítulo1: introdução Nosso objetivo: v Visão geral v Aprofundar conhecimento v abordagem: Usar a Internet como exemplo Tópicos: v O que é a Internet? v O que é um protocolo? v Borda de rede: hosts, rede

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para que você

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM Agenda 1.1 O que

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para que você

Leia mais

Parte I: Introdução. Aplicações IP quentes. O que é um protocolo? Serviços da Internet. Visão Geral:

Parte I: Introdução. Aplicações IP quentes. O que é um protocolo? Serviços da Internet. Visão Geral: Parte I: Introdução Tarefa: ler o capítulo 1 do livro-texto O que é a Internet Nosso objetivo: obter contexto visão geral sentimento sobre redes maior profundidade e detalhes serão vistos depois no curso

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES 2 [COMUTAÇÕES / TAXONOMIA]

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES 2 [COMUTAÇÕES / TAXONOMIA] CONCEITOS BÁSICOS DE REDES 2 [COMUTAÇÕES / TAXONOMIA] UC: Redes Docente: Prof. André Moraes Curso técnico em Informática Instituto Federal de Santa Catarina Créditos I Instituto Federal de Santa Catarina

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO / REVISÕES PARTE 2. Departamento de Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL 2008 / 2009

REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO / REVISÕES PARTE 2. Departamento de Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL 2008 / 2009 REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO / REVISÕES PARTE 2 Departamento de Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL 2008 / 2009 Nota prévia A estrutura da apresentação é semelhante e utiliza algumas

Leia mais

rr-09-r.01 Introdução UC: Redes de Computadores Docente: Prof. André Moraes

rr-09-r.01 Introdução UC: Redes de Computadores Docente: Prof. André Moraes Introdução UC: Redes de Computadores Docente: Prof. André Moraes Créditos I Créditos II Bibliografia Básica Título Autor Edição Local Editora Ano Redes de computadores TANENBAUM, Andrew S. Rio de Janeiro

Leia mais

Redes de Computadores e Internet

Redes de Computadores e Internet Redes de Computadores e Internet Profa. M.Sc. Enga. Maria Cristina Fischer de Toledo cristinaft@osite.com.br Curso : Programação Paralela Distribuida Informação 1 /2011 Adaptação: Livro Kurose Redes 1

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para que você

Leia mais

Introdução as Redes de Computadores Transparências baseadas no livro Computer Networking: A Top-Down Approach Featuring the Internet James Kurose e Keith Ross Redes de Computadores A. Tanenbaum e Prof.

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM 2010 Introdução Redes

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte II Dispositivos de conectividade, interligação em redes e Internet. Fabrízzio Alphonsus A M N Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte II Dispositivos de conectividade, interligação em redes e Internet. Fabrízzio Alphonsus A M N Soares Arquitetura TCP/IP Parte II Dispositivos de conectividade, interligação em redes e Internet Fabrízzio Alphonsus A M N Soares Tópicos Dispositivos de conectividade Interconexão: aplicação vs. rede Propriedades

Leia mais

Comutação de Pacotes versus Comutação de Circuitos. Redes de Comutação de Pacotes: roteamento

Comutação de Pacotes versus Comutação de Circuitos. Redes de Comutação de Pacotes: roteamento Comutação de Pacotes versus Comutação de Circuitos A comutação de pacotes é melhor sempre? Grande para dados esporádicos melhor compartilhamento de recursos não há estabelecimento de chamada Congestão

Leia mais

Redes de computadores. Redes para Internet

Redes de computadores. Redes para Internet Redes de computadores Redes para Internet Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações distribuídas Enlaces de comunicação fibra, cobre, rádio, satélite

Leia mais

Prof. Marco Aurélio Amaral Henriques (Deptº de Eng. de Computação e Automação Industrial - DCA)

Prof. Marco Aurélio Amaral Henriques (Deptº de Eng. de Computação e Automação Industrial - DCA) EA-074 Introdução às Redes de Computadores Prof. Marco Aurélio Amaral Henriques (Deptº de Eng. de Computação e Automação Industrial - DCA) sala 305 marco@dca.fee.unicamp.br página da disciplina disponível

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Evolução no Processamento Processamento batch (1950) Redes de Computadores Parte I: Introdução Terminais interativos (1960) - sistemas operacionais de tempo compartilhado. Problemas: confiabilidade configuração

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes Alta Performance. Paulo Aguiar DCC/UFRJ

Tópicos Especiais em Redes Alta Performance. Paulo Aguiar DCC/UFRJ Tópicos Especiais em Redes Alta Performance Paulo Aguiar DCC/UFRJ Conteúdo A convergência das redes e os grandes desafios Sistemas grandes são melhores Rede IP global como solução: limitações de desempenho

Leia mais

Redes de Computadores Aula 1

Redes de Computadores Aula 1 Redes de Computadores Aula 1 Aula passada Logística, avaliação cronograma, dicas Aula de hoje A Internet Arquitetura de redes Retardos e perdas Usuários? Internet ~2.4 bilhões Redes? ~42.000 AS Roteadores?

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Parte I: Introdução Fevereiro, 2012 Professor: Reinaldo Gomes reinaldo@dsc.ufcg.edu.br Evolução na Comunicação Comunicação sempre foi uma necessidade humana, buscando aproximar comunidades

Leia mais

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo : Capítulo Redes de Redes de computadores computador e a Internet es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros

Leia mais

Infra-Estrutura de Comunicação (IF678)

Infra-Estrutura de Comunicação (IF678) Infra-Estrutura de Comunicação (IF678) Módulo I Fonte: kurose Adaptações : Prof. Paulo Gonçalves pasg@cin.ufpe.br CIn/UFPE Introdução 1-1 Introdução Nosso Objetivo: terminologia Detalhamentos durante o

Leia mais

Redes de Computadores Aula 1

Redes de Computadores Aula 1 Redes de Computadores Aula 1 Aula passada Logística, avaliação cronograma, dicas Aula de hoje A Internet Arquitetura de redes Retardos e perdas Usuários? Internet ~2.9 bilhões Redes? ~70.000 AS Host Numbers?

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Redes de computadores e a Internet. Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet

Redes de computadores e a Internet. Redes de computadores e a Internet. Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Material adicional http://www.aw.com/kurose_br 1-2 Redes de computadores e a Internet

Leia mais

Comutação de pacotes. Não há um estabelecimento de um caminho dedicado. Não há reserva de recursos. Compartilhamento de enlaces ou partes de enlaces

Comutação de pacotes. Não há um estabelecimento de um caminho dedicado. Não há reserva de recursos. Compartilhamento de enlaces ou partes de enlaces Não há um estabelecimento de um caminho dedicado Compartilhamento de enlaces ou partes de enlaces Não há reserva de recursos Não guarda informação de estado Informações a serem enviadas são quebradas em

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Redes de computadores e a Internet. Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet

Redes de computadores e a Internet. Redes de computadores e a Internet. Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Material adicional http://www.aw.com/kurose_br 1-2 Redes de computadores e a Internet

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein Programa de Pós-Graduação em Engenharia Eletrônica Faculdade de Engenharia Universidade do Estado do Rio de Janeiro Ementa Introdução a Redes de

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Evandro L. Pereira evandro-nti@urisan.tche.br www.urisan.tche.br/~evandro-nti 1: Introdução 1 1: Introdução 2 Abordagem Seguida no Curso Tradicional (bottom-up) Aplicação Abordagem

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Capitulo 4. Capítulo. A camada de rede

Redes de computadores e a Internet. Capitulo 4. Capítulo. A camada de rede Redes de computadores e a Internet 4 Capitulo 4 Capítulo A camada de rede A camada de rede Objetivos do capítulo: Entender os princípios dos serviços da camada de rede: Roteamento (seleção de caminho)

Leia mais

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computador es e a Internet Introdução Nossos objetivos: - Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes - Maior profundidade e detalhes serão

Leia mais

Instituto Federal de Santa Catarina. Redes de Computadores RES 12502

Instituto Federal de Santa Catarina. Redes de Computadores RES 12502 Instituto Federal de Santa Catarina Redes de Computadores RES 12502 2014 2 O material para essas apresentações foi retirado das apresentações disponibilizadas pela Editora Pearson para o livro Redes de

Leia mais

Visão geral da arquitetura do roteador

Visão geral da arquitetura do roteador Visão geral da arquitetura do roteador Duas funções-chave do roteador: Executar algoritmos/protocolos (RIP, OSPF, BGP) Comutar os datagramas do link de entrada para o link de saída 1 Funções da porta de

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Camada de Rede. Prof.: Agostinho S. Riofrio

REDES DE COMPUTADORES. Camada de Rede. Prof.: Agostinho S. Riofrio REDES DE COMPUTADORES Camada de Rede Prof.: Agostinho S. Riofrio Agenda 1. Introdução 2. Funções 3. Serviços oferecidos às Camadas superiores 4. Redes de Datagramas 5. Redes de Circuitos Virtuais 6. Comparação

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para que você

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Introdução: Capítulo 1- Redes de Computadores e a Internet Continuação Prof. Jó Ueyama Fevereiro/2014 1 Falamos de... Internet Protocolo Elementos na borda da rede: clientes e servidores;

Leia mais

Processamento Batch. Computadores Pessoais. Processamento On-Line. Redes Locais de Computadores. Integração Total. Departamento Pessoal

Processamento Batch. Computadores Pessoais. Processamento On-Line. Redes Locais de Computadores. Integração Total. Departamento Pessoal Introdução Redes de Computadores Evolução Conceitos Topologias Evolução na comunicação Comunicação sempre foi uma necessidade humana, buscando aproximar comunidades distantes Sinais de fumaça Pombo-correio

Leia mais

1 Redes de comunicação de dados

1 Redes de comunicação de dados 1 Redes de comunicação de dados Nos anos 70 e 80 ocorreu uma fusão dos campos de ciência da computação e comunicação de dados. Isto produziu vários fatos relevantes: Não há diferenças fundamentais entre

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Prof. José Augusto Suruagy Monteiro suruagy@cin.ufpe.br www.cin.ufpe.br/~suruagy/cursos 1: Introdução 1 Livro-Texto: REDES DE COMPUTADORES E A INTERNET 5ª Edição James

Leia mais

22/05/2014. REDES DE COMPUTADORES Introdução ROTEIRO. Rede de Computadores. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com

22/05/2014. REDES DE COMPUTADORES Introdução ROTEIRO. Rede de Computadores. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com REDES DE COMPUTADORES Introdução Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com ROTEIRO Redes de computadores Histórico Classificação (quanto à distância) Estrutura Arquiteturas de Rede Pilha de Protocolos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Introdução. Alexandre Augusto Giron

REDES DE COMPUTADORES Introdução. Alexandre Augusto Giron REDES DE COMPUTADORES Introdução Alexandre Augusto Giron ROTEIRO Redes de computadores Histórico Classificação (quanto à distância) Estrutura Arquiteturas de Rede Pilha de Protocolos TCP/IP Meios de Transmissão

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

CAMADA DE REDES. Fabrício de Sousa Pinto

CAMADA DE REDES. Fabrício de Sousa Pinto CAMADA DE REDES Fabrício de Sousa Pinto Introdução 2 Está relacionada a transferência de pacotes da origem para o destino. Pode passar por vários roteadores ao longo do percurso Transmissão fim a fim Para

Leia mais

Abordagem Seguida no Curso

Abordagem Seguida no Curso Introdução Prof.: Erick Souza T008 - Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos Análise e Desenvolvimento de Sistemas Centro de Ciências Tecnológicas Universidade de Fortaleza - UNIFOR 1/92 Abordagem

Leia mais

Comunicação de Dados

Comunicação de Dados UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Comunicação de Dados Aula 1 Agenda Apresentação da Disciplina Introdução Tipos de Redes Arquiteturas de Redes Nivelamento

Leia mais

Camada de Redes Parte II. Fabrício

Camada de Redes Parte II. Fabrício Camada de Redes Parte II Fabrício Algoritmos de controle de congestionamento Quando há pacotes demais presente (em parte) de uma sub-rede, o desempenho diminui. Dentro da capacidade de tranporte Eles serão

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Escola Técnica Redentorista Redes de Computadores Prof. Gutemberg Medeiros gmedeiros@gmedeiros.net Esta apresentação contém slides fornecidos pela Editora Pearson como material de apoio ao Professor do

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 6: Switching Uma rede corporativa

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Evandro Cantú, evandro.cantu@ifpr.edu.br Slides adaptados de J. Kurose & K. Ross 1: Introdução O que é a Internet: visão dos componentes milhões de dispositivos de computação

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores edes de Computadores Introdução: Capítulo 1- edes de Computadores e a Internet Prof. Jó Ueyama Março/2012 1 Cap. 1 Objetivos Entender os conceitos básicos de redes de computadores. Maior profundidade e

Leia mais

Rede de Computadores II

Rede de Computadores II Slide 1 Técnicas para se alcançar boa qualidade de serviço Reserva de recursos A capacidade de regular a forma do tráfego oferecido é um bom início para garantir a qualidade de serviço. Mas Dispersar os

Leia mais

Há dois tipos de configurações bidirecionais usados na comunicação em uma rede Ethernet:

Há dois tipos de configurações bidirecionais usados na comunicação em uma rede Ethernet: Comunicação em uma rede Ethernet A comunicação em uma rede local comutada ocorre de três formas: unicast, broadcast e multicast: -Unicast: Comunicação na qual um quadro é enviado de um host e endereçado

Leia mais

Qualidade de serviço. Determina o grau de satisfação do usuário em relação a um serviço específico Capacidade da rede de atender a requisitos de

Qualidade de serviço. Determina o grau de satisfação do usuário em relação a um serviço específico Capacidade da rede de atender a requisitos de Qualidade de serviço Determina o grau de satisfação do usuário em relação a um serviço específico Capacidade da rede de atender a requisitos de Vazão Atraso Variação do atraso Erros Outros Qualidade de

Leia mais

Redes de Dados. Aula 1. Introdução. Eytan Mediano

Redes de Dados. Aula 1. Introdução. Eytan Mediano Redes de Dados Aula 1 Introdução Eytan Mediano 1 6.263: Redes de Dados Aspectos fundamentais do projeto de redes e análise: Arquitetura Camadas Projeto da Topologia Protocolos Pt - a Pt (Pt= Ponto) Acesso

Leia mais

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computador es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

A Camada de Rede. A Camada de Rede

A Camada de Rede. A Camada de Rede Revisão Parte 5 2011 Modelo de Referência TCP/IP Camada de Aplicação Camada de Transporte Camada de Rede Camada de Enlace de Dados Camada de Física Funções Principais 1. Prestar serviços à Camada de Transporte.

Leia mais

Desempenho. Prof. Thiago Nelson

Desempenho. Prof. Thiago Nelson Desempenho Prof. Thiago Nelson Utilização da Rede A utilização reflete o percentual da capacidade da rede utilizada em um dado instante de tempo. Exemplo: Um tráfego de 30% em um segmento Ethernet 10 Mbpsrepresenta

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES Teresa Vazão 2 INTRODUÇÃO Um pai para a Internet.. 1961 - Leonard Kleinrock (aluno de PhD MIT): Inventor do conceito de rede de comutação de pacotes 1969 IMP - Interface

Leia mais

AULA Redes de Computadores e a Internet

AULA Redes de Computadores e a Internet UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Disciplina: INF64 (Introdução à Ciência da Computação) Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES II. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br

REDES DE COMPUTADORES II. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br II Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br Frame Relay DÉCADA DE 80 Uso do protocolo X.25 (RENPAC) Linhas Analógicas Velocidade baixa Altas taxas de erros Computadores lentos e caros Circuitos

Leia mais

Curso de Redes de Computadores

Curso de Redes de Computadores Curso de Redes de Computadores Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Capítulo 1 Parte 2 Atrasos e Protocolos Atrasos / Delays Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian 1 Atrasos em s de pacotes Pacotes

Leia mais

Controle de Congestionamento em TCP Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Controle de Congestionamento em TCP Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Controle de Congestionamento em TCP Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Controle de Congestionamento em TCP Princípios de controle de congestionamento Saber que congestionamento está ocorrendo Adaptar para

Leia mais

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Aula 1 Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 O que é uma Rede de Computadores? Vários tipos de redes: Redes Telefônicas Redes de Satélites Redes Celulares Redes de TV a cabo Internet e intranets Rede Privada

Leia mais

Unidade 2. Largura de Banda e Throughput

Unidade 2. Largura de Banda e Throughput Unidade 2 Largura de Banda e Throughput 48 Conceitos Fundamentais Largura de Banda = Velocidade Largura de Banda vs. Througput 49 Largura de Banda É a quantidade de informações que flui através da conexão

Leia mais

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE SERVIÇO SEM CONEXÃO E SERVIÇO ORIENTADO À CONEXÃO Serviço sem conexão Os pacotes são enviados de uma parte para outra sem necessidade de estabelecimento de conexão Os pacotes

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com RESUMO 1 COMUTAÇÃO DE CIRCUITOS Reservados fim-a-fim; Recursos são dedicados; Estabelecimento

Leia mais

Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010

Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010 Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010 Prof. Silvana Rossetto (DCC/IM/UFRJ) 1 13 de julho de 2010 Questões 1. Qual é a diferença fundamental entre um roteador

Leia mais

TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 3-1. A CAMADA DE REDE (Parte 1) A camada de Rede está relacionada à transferência de pacotes da origem para o destino. No entanto, chegar ao destino pode envolver vários saltos em roteadores intermediários.

Leia mais

Redes de Computadores 1

Redes de Computadores 1 Redes de Computadores 1 IF66B Introdução Objetivos dessa aula: Obter contexto, terminologia, conhecimentos gerais de redes Maior profundidade e detalhes serão vistos durante o semestre Abordagem: Usar

Leia mais

Camada Transporte Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Camada Transporte Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Camada Transporte Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Algoritmo de Janela Deslizante em TCP O TCP clássico emprega um protocolo de janela deslizante com confirmação positiva e sem repetição seletiva. O TCP

Leia mais

CAMADA DE REDE. UD 2 Aula 3 Professor João Carneiro Arquitetura de Redes 1º e 2º Semestres UNIPLAN

CAMADA DE REDE. UD 2 Aula 3 Professor João Carneiro Arquitetura de Redes 1º e 2º Semestres UNIPLAN CAMADA DE REDE UD 2 Aula 3 Professor João Carneiro Arquitetura de Redes 1º e 2º Semestres UNIPLAN Modelo de Referência Híbrido Adoção didática de um modelo de referência híbrido Modelo OSI modificado Protocolos

Leia mais

Capítulo 10 - Conceitos Básicos de Roteamento e de Sub-redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 10 - Conceitos Básicos de Roteamento e de Sub-redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 10 - Conceitos Básicos de Roteamento e de Sub-redes 1 Protocolos Roteáveis e Roteados Protocolo roteado: permite que o roteador encaminhe dados entre nós de diferentes redes. Endereço de rede:

Leia mais

Aulas 22 & 23. Controle de Fluxo e de Congestionamento. Eytan Modiano MIT

Aulas 22 & 23. Controle de Fluxo e de Congestionamento. Eytan Modiano MIT Aulas 22 & 23 Controle de Fluxo e de Congestionamento Eytan Modiano MIT 1 Controle de Fluxo Controle de fluxo: mecanismo fim a fim para controlar o tráfego entre fonte e destinatário. Controle de congestionamento:

Leia mais

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 Tipos de Comunicação - Difusão: Rádio e TV - Pessoa-a-Pessoa: Telefonia - Máquina-a-Máquina: Computadores Difusão: Rádio e TV Receptor Receptor Receptor Transmissor

Leia mais

switches LAN (rede de comunicação local)

switches LAN (rede de comunicação local) O funcionamento básico de uma rede depende de: nós (computadores) um meio de conexão (com ou sem fios) equipamento de rede especializado, como roteadores ou hubs. Todas estas peças trabalham conjuntamente

Leia mais

Rede de Computadores II

Rede de Computadores II Rede de Computadores II Slide 1 Roteamento Determinar o melhor caminho a ser tomado da origem até o destino. Se utiliza do endereço de destino para determinar a melhor rota. Roteador default, é o roteador

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay Márcio Leandro Moraes Rodrigues Frame Relay Introdução O frame relay é uma tecnologia de chaveamento baseada em pacotes que foi desenvolvida visando exclusivamente a velocidade. Embora não confiável, principalmente

Leia mais

Introdução ao Frame Relay. Prof. José Marcos Câmara Brito Inatel - 05/99

Introdução ao Frame Relay. Prof. José Marcos Câmara Brito Inatel - 05/99 Introdução ao Frame Relay Prof. José Marcos Câmara Brito Inatel - 05/99 Objetivo Prover o usuário com uma rede privativa virtual (VPN) capaz de suportar aplicações que requeiram altas taxas de transmissão

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 19: 29 de junho de 2010 1 camada de transporte camada de rede 2 Questão 1 (Kurose/Ross) camada de transporte camada de rede Um processo em um host C tem um socket UDP com

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Rede Slide 1 Funções da Camada de Rede Repasse Conduzir o pacote que chega pelo enlace de entrada até o enlace de saída apropriado através de uma tabela de repasse. Roteamento

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Modelos de Referência OSI e TCP/IP Redes Sem Fio e Ethernet Slide 1 Modelo de Referência OSI da ISO ISO (International Standards Organization); OSI (Open Systems Interconnection);

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores na camada de rede na camada de transporte Redes de Computadores Aula 4: 24 de março de 2010 na camada de rede na camada de transporte 1 Princípios Causas e custos do congestionamento 2 Princípios gerais

Leia mais

Capítulo 4 - Roteamento e Roteadores

Capítulo 4 - Roteamento e Roteadores Capítulo 4 - Roteamento e Roteadores 4.1 - Roteamento Roteamento é a escolha do módulo do nó de origem ao nó de destino por onde as mensagens devem transitar. Na comutação de circuito, nas mensagens ou

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 1. Avaliação sumário da matéria do capítulo 1

REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 1. Avaliação sumário da matéria do capítulo 1 REDES DE COMPUTADORES I 007/008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 1 Avaliação sumário da matéria do capítulo 1 Pergunta: 1 1. Que tipo de Elemento de Rede é um Cliente? 1 Sistema Terminal ou Host Servidor 3 Encaminhador

Leia mais

Aula 20. Roteamento em Redes de Dados. Eytan Modiano MIT

Aula 20. Roteamento em Redes de Dados. Eytan Modiano MIT Aula 20 Roteamento em Redes de Dados Eytan Modiano MIT 1 Roteamento Deve escolher rotas para vários pares origem, destino (pares O/D) ou para várias sessões. Roteamento datagrama: a rota é escolhida para

Leia mais

Introdução a Redes de Computadores. Professor Machado

Introdução a Redes de Computadores. Professor Machado Introdução a Redes de Computadores Professor Machado 1 O que é uma rede de computadores? Uma rede de computadores é um conjunto de computadores autônomos, interconectados, capazes de trocar informações

Leia mais

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes;

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes; 2.3 A CAMADA DE REDE! Fornece serviços para o nível de transporte, sendo, freqüentemente, a interface entre a rede do cliente e a empresa de transporte de dados (p.ex. Embratel).! Sua principal função

Leia mais