48ªAssembleiaGeral. 23, 24 e 25 de novembro de 2012 IAP AÇÃO PROCLAMANDO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "48ªAssembleiaGeral. 23, 24 e 25 de novembro de 2012 IAP AÇÃO PROCLAMANDO"

Transcrição

1 48ªAssembleiaGeral 23, 24 e 25 de novembro de 2012 IAP AÇÃO em PROCLAMANDO

2 A literatura da IAP agora online! Livros ӏ Estudos ӏ Folhetos ӏ Lições ӏ Revistas Acesse e confira:

3 48ªAssembleiaGeral 23, 24 e 25 de novembro de 2012 IAP AÇÃO em Palavra do Presidente...4 e 5 Matéria de Capa IAP 80 anos...6 a 16 Infinitos motivos para agradecer...6 e 7 A incomparável noiva de Jesus...8 e 9 De Jesus para a IAP...10 e 11 Homens que Deus usou para escrever a história...12 a 15 A razão de nosso nome Projeto de Oração Planejamento Estratégico...18 a 22 Quem é quem na...23 a 25 Reforma Administrativa...26 e 27 Seminário Interno...28 e 29 Especial...30 e 31 Departamento de Educação Cristã...32 a 34 Departamento Jurídico Departamento Ministerial...36 e 37 Junta de Missões...38 a 43 Departamento Infantojuvenil Adventista da Promessa...44 e 45 Faculdade de Teologia Adventista da Promessa...46 e 47 Federação das Sociedades Femininas Adventista da Promessa...48 e 49 Departamento de Música da Igreja Adventista da Promessa...50 e 51 Federação das Uniões da Mocidade Adventista da Promessa...52 e 53 Gráfica e Editora "A Voz do Cenáculo" Expediente Esta é uma publicação da Convenção da Igreja Adventista da Promessa, em sua 48ª Assembleia Geral, nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2012, em Sumaré (SP). Reprodução permitida, desde que citada a fonte. Redação R. Boa Vista, 314 6º andar Conj. A Centro São Paulo SP CEP Tel. (11) Coordenação: Pr. Otoniel Alves de Oliveira Conselho Editorial: Pr. José Lima de Farias Filho, Pr. Hermes Pereira Brito, Pr. Magno Batista da Silva, Pr. Osmar Pedro da Silva, Pr. Otoniel Alves de Oliveira, Pr. Gilberto Fernandes Coelho, Pr. João Leonardo Junior e Dsa. Lilian Mendes. Jornalista responsável: Lilian Mendes (MTb ) Revisão: Geisa Mathias de Oliveira e Ivanete Rocha Capa e Diagramação: Farol Editora Impressão: Gráfica e Editora A Voz do Cenáculo Tiragem: 2 mil exemplares Distribuição gratuita PROCLAMANDO

4 Palavra do Presidente A marcha nupcial da igreja Aos 80 anos, é tempo de dobrar os joelhos diante do Trono, jejuar e buscar Deus enquanto se pode achá-lo Foto: Decio Figueiredo 48ª Assembleia Geral 4 Pr. José Lima de Farias Filho Noivo e convidados em suas devidas posições. Olhos no relógio. Expectativa. De repente, os ouvidos se enchem de uma música com destino exclusivo: a marcha nupcial. As cabeças se viram rumo à porta da igreja, todos querem vê-la. A noiva surge singela, mas exuberante e com deslumbre. Véu e vestidos límpidos a ornar a beleza que caminha firme até o noivo, postado no altar. Nos bancos, emoções, murmúrios, sorrisos, alegria, regozijo. Toda noiva inspira os melhores sentimentos. Ela tem o poder de despertar sonhos e esperanças de felicidade. Ela contagia a alma e sensibiliza o espírito do homem. Ela move e comove corações, atraindo pessoas que, de outra forma, não se juntariam em um mesmo lugar. Não seria por essas e outras virtudes que Deus a escolheu como um dos símbolos da sua igreja? Ele deseja que todas as cabeças se voltem para o seu Cristo. O Pai ergue seu Filho bem alto, para que todos o vejam e sejam salvos: E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (Jo 3:14-15). O próprio Cristo declara: E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim (Jo 12:32). As núpcias são temas recorrentes na palavra de Deus. Os profetas declaravam que Israel era como uma noiva para Deus: E desposar- -te-ei comigo para sempre; desposar-te-ei comigo em justiça, e em juízo, e em benignidade, e em misericórdias. E desposar-te-ei comigo em fidelidade, e conhecerás ao SENHOR (Os 2:19-20). E Jesus falava constantemente de núpcias: Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro (Mt 25:6). O Senhor Jesus continuou a discorrer sobre banquetes nupciais, pais e mães de noivos, bodas, ou seja, sobre um casamento especial cujo noivo é ele próprio (cf. Mt 22:1-4; 25:1-13; Lc 12:35,36; 14:7-11; Jo 2:1-11). Por sua vez, os escritores do Novo Testamento tiveram a inspiração para pintar um quadro nupcial no qual a igreja é a noiva de Cristo (Ef 5:22-33; Ap 21:9). Todo o cenário bíblico conduz ao grande encontro que será a maior de todas as bodas: o casamento de Jesus com sua amada, a igreja. Todo o cenário bíblico conduz ao grande encontro que será a maior de todas as bodas: o casamento de Jesus com sua amada, a igreja O indispensável preparo da noiva Algumas vezes, parece que a igreja não se lembra de que é a noiva de Cristo, sobretudo quando se trata de realizar sua principal tarefa: adorá-lo por meio da proclamação de seu glorioso nome. Ela não pode se esquecer de que tem um Noivo Todo-Poderoso! Quando ela se recorda de seu Noivo onipotente, não tateia, vagueando envolta por sentimentos de fraqueza, derrota e falta de significado ou, ainda, sem destino. Está na hora de a igreja despertar de seu sono e se lembrar de que possui um Noivo eterno. Está na hora de a noiva entender que vive

5 Foto: istock Photo Em breve, todo o planeta terá ouvido que Jesus é Deus e o único Salvador da humanidade. Para esta missão final, ouso dizer que está no plano de Deus usar, também, o povo adventista da promessa, parte de sua igreja no mundo um dos períodos mais importantes da história da humanidade. As oportunidades que o mundo moderno oferece são imensas. Com a tecnologia, tudo está se expandindo, espalhando, tornando abrangente. Como nunca, portas se abrem para evangelizar os perdidos, difundir o poderoso evangelho de Cristo, completar o número dos salvos e, assim, ornar a noiva para as bodas do Cordeiro. Todos os sinais indicam que Jesus Cristo está voltando. A vinda de nosso Senhor jamais esteve tão próxima. Todos os sentidos humanos, sobretudo os espirituais, captam o cheiro do bom perfume de Cristo, cada vez mais forte. Apesar da cerrada e ininterrupta perseguição, o cristianismo avança no mundo inteiro. A voz de Jesus se faz ouvir em todo o planeta. O Espírito Santo é Deus e, como tal, sabe encorajar homens e mulheres a sacrificar suas vidas na pregação, nos quatro cantos da Terra. Diante de tamanha ação miraculosa, é inadmissível que muitas igrejas locais ainda estejam dormindo o sono da indolência. Algumas esfriaram, solapadas por valores mundanos. Outras se tornaram anêmicas, por brigas e cisões internas. Outras ainda perderam a força espiritual, por valorizarem em demasia as tradições dos homens, colocando seu olhar em questões menores e egoístas. O plano que Deus traçou para a sua noiva, porém, não vai fracassar, ainda que seu povo invente atividades que desloquem a pregação de Cristo Jesus. O Espírito Santo não dorme. Ele está de pé e agirá com grande poder e virtude espiritual. Outra vez, Deus levantará seu povo. Crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos serão cheios de seu poder, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. Falar-se-á de Jesus sem medo e temor, em todos os lugares. Alguns pagarão com a própria vida: são os mártires de Cristo! E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte (Ap 12:11). Em breve, todo o planeta terá ouvido que Jesus é Deus e o único Salvador da humanidade. Para esta missão final, ouso dizer que está no plano de Deus usar, também, o povo adventista da promessa, parte de sua igreja no mundo. Aos 80 anos, os promessistas devem dobrar os joelhos diante do Trono, jejuar e buscar a Deus enquanto se Apesar da cerrada e ininterrupta perseguição, o cristianismo avança no mundo inteiro pode achá-lo, devem clamar com choro e arrependimento profundo: ele os ouvirá! O Espírito Santo irá fazer-lhes viver como noiva, dando-lhes a compreensão espiritual para saberem, com profundidade, o que é ser igreja de Deus. E, após esse tempo decisivo, a noiva ouvirá: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro. Nesse instante glorioso, da trombeta do Arcanjo Miguel ouvir-se-á a marcha nupcial. Então, todos os olhos estarão fitos, não mais na noiva, mas no Noivo: Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. (Mt 24:30-31; I Ts 4:16,17) Pr. José Lima de Farias Filho é presidente-geral da Convenção da Igreja Adventista da Promessa. IAP em Ação 5

6 IAP 80 anos 48ª Assembleia Geral 6 Pai, graças te damos por termos sido alcançados por tua Graça. Fomos atingidos por teu Evangelho, a Boa Nova de Salvação, teu plano para a nossa redenção. Adoramos ao Senhor que tudo criou, que tudo sustenta, com santo e imenso amor. Graças te damos pelo assombro que nos causa a contemplação das obras das tuas mãos. Bendito seja o Senhor, Deus Todo-Poderoso, por sua Revelação, O Senhor se deu a conhecer através da linguagem falada e escrita. Somos gratos por teus santos profetas: confrontadores, indigestos, esquisitos, mas terrivelmente poderosos ao exporem os estados pútridos e infecciosos do teu povo, pronunciando a demolidora expressão Assim diz o Senhor!. Damos-te graças, Senhor, por eles terem alimentado a esperança do teu povo, anunciando o surgimento do Messias. Graças te damos porque enviaste teu Santo Filho, Jesus Cristo, a encarnação pessoal da divindade, a expressão verbal de tua mente. Ele é o nosso Bom Pastor, que nos dá segurança quando andamos por vales ameaçadores e que nos conduz a pastos verdejantes e águas tranquilas. Tu és digno de louvor, porque nele manifestaste teu amor pela humanidade perdida e corrompida, fazendo-o sofrer na cruz o doloroso castigo que nos trouxe a paz. O sangue, Senhor, o sangue do Cordeiro, tudo Filho, Jesus Cristo, derramado para nosso resgate e purificador de todo o pecado. Sangue plantado na terra e que demarcou o território do Reino da Luz. Deus! Como não reconhecer a tua bondade em dar-nos o teu Santo Espírito para continuar a obra da Salvação, glorificando teu Filho, convencendo o mundo do pecado, da justiça e do juízo; guiando teus filhos na Verdade; fazendo-os lembrar dos ensinos da Palavra. Oh, Deus! Tua Palavra, Senhor! Tua Palavra pura, viva, eficaz, inspirada, proveitosa para ensinar, para apontar nossos erros, para nos corrigir e nos instruir na vida santa. Nós te exaltamos, Senhor, porque quando o teu juízo se propagou, também se manifestou a tua misericórdia e nós não fomos consumidos. Graças te damos, por sermos Igreja: povo adquirido, nação santa, chamados para proclamar as virtudes daquele que nos declarou justos e nos fez dignos de participar de uma herança eterna e incorruptível. Bendito seja o Senhor pela vida dos santos que começaram a obra nova desde o dia de Pentecostes: eles desbravaram o mundo, expondo e sacrificando suas vidas, para que o Evangelho chegasse a nós. Senhor, a ti damos graças por tuas ações na história, porque sempre estás reavivando tua obra no meio dos tempos e fazendo notórios teus feitos em toda a Terra. Graças te damos, por teres incomodado homens e mulheres para que zelassem pela integridade da tua Palavra e pela tua santidade entre aqueles que confessam teu nome. Obrigado, Senhor, pela reforma espiritual, que tirou a Bíblia do cárcere e espalhou a liberdade em Cristo em um mundo que vivia mergulhado nas trevas espirituais. Louvado sejas o Senhor pelos avivamentos na era moderna, tempos de ebulição da ciência, de relevância da razão em detrimento da fé. A fé prevaleceu e o Evangelho triunfou. Obrigado, Senhor, porque teres feito do Brasil um lugar de refúgio. Reuniste nesta terra gente de todas as línguas, tribos e nações, iniciando aqui uma grande e poderosa obra. Graças te damos porque, em 24 de janeiro de 1932, numa pequena cidade no estado de Pernambuco, atentaste para a oração de um homem inquieto, sedento por conhecer mais da tua vontade. Porque fizeste brotar dentro dele um rio de água viva, pois ele creu no teu Filho, segundo a Escritura. Ó Deus! Respondeste ao seu clamor e derramaste sobre o seu deserto uma torrencial chuva de poder do alto. Mergulhaste aquele galileu na inundação do sobrenatural e o batizaste no Espírito Santo e ele falou mistérios celestiais. Bendito seja o Senhor que fez dele um agente de salvação, de milagres e de reavivamento.

7 Obrigado, Senhor, pelo espírito dedicado que ele teve, renunciando à sua comodidade e à convivência familiar para peregrinar pelo Brasil, anunciando uma mensagem bíblica, cristocêntrica, e ungida pelo Espírito Santo. Louvado seja o Senhor que fez dele um missionário simples, sem luxos ou a altivez das celebridades eclesiásticas. Um homem com joelhos calejados; homem de pés cansados de tanto caminhar em busca de vidas tão sedentas quanto ele pelo conhecimento da vontade do Senhor. Obrigado, Senhor, porque naquele galileu não temos motivações megalomaníacas para transformar o Evangelho de Cristo em um negócio iníquo. Glórias ao Senhor porque aquele humilde servo dedicou sua vida a fazer da Igreja Adventista da Promessa uma propriedade exclusiva do Senhor Jesus Cristo. Oh, Deus! Não podemos deixar de te agradecer pela doutrina bíblica que recebemos como fruto das orações e das longas horas de comunhão daquele homem com a tua Palavra. Obrigado por sermos IGREJA, porque assim sendo temos a Graça, a Bíblia, o Cristo, a Cruz e o Espírito Santo a nos conduzir no caminho da santidade, da justiça e da obediência. Obrigado, Senhor, por sermos ADVENTISTAS, porque assim sendo nossa esperança não se resume apenas a esta vida. Nós aguardamos a volta de Jesus, novos céus e nova terra, nossa entrada na eternidade, na qual não haverá choro, nem desgraças, tragédias, doenças ou morte, somente a vida eterna com a presença do Cordeiro entre nós. Bendito sejas, Senhor dos Exércitos, por sermos PROMESSISTAS, porque assim sendo vivemos confiados na obra do Espírito Santo, aquele que nos guia em toda a Verdade, que nos confronta com a Palavra, que nos convence do pecado, que nos aponta a Cruz, o sangue do Cordeiro e o arrependimento, e que nos enche da tua presença para sermos dedicados proclamadores da Grande Salvação, com ousadia e poder; aquele que está preparando a noiva para o encontro com o Cordeiro. Graças te damos pelo Espírito Santo, pois Ele gerou esta igreja no coração daquele missionário nordestino e está fazendo dela uma igreja comprometida com a santidade e a proclamação do Deus Santo. Senhor Deus, dá-nos sempre infinitos motivos para exaltar o teu nome, em todos os tempos. Que a nossa e as futuras gerações promessistas sejam marcadas pela tua santidade no presente, mas com os olhos voltados para o passado, contemplando o calvário com o corpo ensanguentado do santo e imaculado Cordeiro, que se entregou por nós, e para o futuro, vendo a glória que irá se manifestar. Pois o Cordeiro que foi morto ressuscitou e agora vive para todo o sempre, e aparecerá nas nuvens dos céus, com poder e grande glória para buscar um povo teu, a saber: os que foram salvos pela tua Graça, os que guardam os mandamentos de Deus, que lavaram as vestiduras no teu sangue, um povo zeloso e de boas obras. Pr. Abimael Canto Melo é secretário da Convenção Oeste Paulista. IAP em Ação 7

8 IAP 80 anos A incomparável noiva de Jesus 48ª Assembleia Geral Um grande povo, formado por pessoas de toda tribo, raça e nação, é o retrato da igreja de Cristo Já vimos, na Palavra do Presidente, o quanto a figura da noiva é encantadora. Numa cerimônia de casamento, ela é quem atrai a atenção de todos. As pessoas se levantam. As cabeças e os olhares se voltam para o corredor central do templo para vê-la passar. Também creio que essa seja uma das razões de o Senhor ter escolhido tal figura para representar a sua igreja. Ele queria que ela atraísse a atenção, como sendo um lugar de esperança e fé num mundo cheio de desilusões e atrocidades. Ele desejava que as cabeças e os olhares do mundo inteiro se voltassem para vê-la passar. 1 A igreja é a noiva mais linda do universo! É possível que você ainda não tenha pensado nisso, mas nós somos a igreja! Somos a amada do Senhor e estamos no centro de seus planos eternos. Infelizmente, muitas vezes, nos esquecemos disso, perdendo de vista o que, de fato, é ser igreja e, assim ignoramos as coisas magníficas que podemos fazer ao lado do nosso Noivo onipotente. Sabemos que o Senhor edificou a sua igreja aqui na terra e trabalha para conservá-la e expandi-la. Isso nos leva a uma reflexão: qual a razão para isso? O que significa ser a igreja de Cristo? O que há de tão especial nesta noiva? Em resposta, gostaria de oferecer um caminho reflexivo que, talvez, você ainda não tenha trilhado. O livro de Gênesis será o nosso ponto de partida. No primeiro capítulo deste livro temos uma pista importante sobre o propósito de a igreja ter sido estabelecida por Deus na terra. Então, vamos lá. Em Gênesis 1: vemos Deus, em sua conversa na eternidade. O Pai, o Filho e o Espírito Santo conversando entre si, dizendo uns aos outros: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança (...). E o texto sagrado termina afirmando: Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Veja, o que chamamos de humanidade foi criado por Deus como expressão de si mesmo, pois, é sua imagem e semelhança. Nós, cristãos, falamos em Pai, Filho e Espírito Santo, mas sabemos que há um só Deus, nosso Criador. São três pessoas distintas que estão se relacionando por toda a eternidade. Numa relação amorosa de cooperação, de comunhão e de interdependência. É este relacionamento eterno, é esta unidade de três pessoas que nós chamamos de Deus. Alguém acertadamente afirmou que Deus é uma unidade plural. 2 É isso mesmo. Quem é Deus, ou o que é Deus? Ele é uma unidade plural: três pessoas, mas um só Deus. Pense comigo: o ser humano, sendo criado à imagem e semelhança de um Deus que, em essência, é unidade plural, é também, 8 1. SWINDOLL, Charles. A noiva de Cristo: Renovando a Paixão pela Igreja. Tradução: Wanda Assumpção. São Paulo: Editora Vida, 2006, p KIVITZ, Ed René. Igreja: ser e pertencer. Disponível em: <http://edrenekivitz.com/blog/tag/igreja>. Acesso em: 6 de agosto de 2012.

9 Fotos: istock Photo naturalmente, uma unidade plural. Fato é que Adão e Eva se viam assim, como uma unidade. O homem considerava a mulher como uma expressão de si mesmo: osso dos meus ossos e carne da minha carne (...) sendo, na verdade, duas as pessoas, mas uma só carne (Gn 2: 23-24). Isso é bastante significativo: os seres humanos foram destinados a expressar em si o relacionamento eterno da triunidade. Assim como são três pessoas, todavia, um só Deus; do mesmo modo são várias pessoas, mas um só homem, chamado humanidade (cf. Gn 5:2). Carreira solo O homem foi criado para louvor e para a glória de Deus e ele deveria experimentar plenamente essa realidade vivendo essa unidade plural da raça, tendo paz com os semelhantes e comunhão com o Criador. Este é o propósito eterno de Deus para a humanidade. Era assim no Éden! Mas, infelizmente, houve um desastre no percurso. A humanidade rebelou-se contra o Senhor, partindo para a carreira solo e teve graves problemas: tornou-se escrava do pecado e inimiga do Criador. Por causa disso, foi condenada à morte. Em pecado, o ser humano tornou-se egoísta e individualista. Desviou-se do caminho e pôs tudo a perder. Ainda bem que Jesus veio a este mundo para colocar as coisas em seus devidos lugares. E para isso, ele edificou a sua igreja, por meio de seu sacrifício na cruz. Na igreja, o projeto original é retomado. A Carta de Paulo aos Efésios prova isso. John Stott, comentando essa carta, concluiu que a igreja é uma nova humanidade. 3 No mesmo sentido, o escritor Ariovaldo Ramos, com base em Efésios 2, chama a igreja de o novo homem coletivo 4, pois de acordo com o versículo 14 deste capítulo, Jesus evangelizou a paz entre judeus e gentios e fez dos dois homens, um só homem. A igreja é este homem coletivo, esta nova humanidade! O apóstolo tinha isso em mente quando chamou a igreja de corpo de Cristo. O que é o corpo de Cristo? Como era a humanidade no Éden, o corpo de Cristo é uma unidade plural que vive para glória de Deus. Somos muitos membros, mas um só corpo! Logo, é absolutamente correto afirmar que a igreja é a retomada em Jesus do propósito eterno de Deus para a raça humana. 5 Em outras palavras, a noiva de Cristo é a unidade humana restaurada por Jesus. De acordo com Efésios 2:15 esse é o grande objetivo de Jesus ao ir à cruz. Ele veio ao mundo para restaurar aquilo que foi perdido no Éden, quando a raça humana se rebelou. Esse era o seu projeto, e o nome deste projeto é igreja. Jesus Cristo veio para restabelecer a unidade humana, unidade esta que, uma vez restituída, tornar-se-ia a casa viva do Deus vivo. Certo cristão afirmou: O grande objetivo de Jesus é ter um corpo de pessoas, como igreja, que não apenas se amem, mas que por tanto se amarem, tornam-se um só homem. 6 E ele tem razão. À medida que esta verdade vai se tornando uma realidade, cada vez mais a imagem e a semelhança de Deus ficam evidentes em nós, a noiva de Jesus. Essa unidade plural que caracteriza a igreja é magnífica e essencial, porque além de ser uma expressão da própria essência do Criador, ela é também o único meio eficaz de o ser humano crescer espiritualmente. É na comunhão com os demais que crescemos na santificação e na semelhança de Cristo. Não conseguimos sozinhos. A fé cristã é comunitária. E, em essência, a humanidade é relacional. Não existe desenvolvimento sem envolvimento. Nem crescimento espiritual longe da comunidade. IAP em Ação 3. STOTT, John. A mensagem de Efésios: A Nova Sociedade de Deus. 2ª. Ed. São Paulo: ABU Editora, 2007, p RAMOS, Ariovaldo. Igreja e eu com isso? Rio de Janeiro: Sepal, 2000, p KIVITZ, Ed René. Igreja: ser e pertencer. Disponível em: <http://edrenekivitz.com/blog/tag/igreja>. Acesso em: 6 de agosto de RAMOS, Ariovaldo. Igreja e eu com isso? Rio de Janeiro: Sepal, 2000, p

10 IAP 80 anos 48ª Assembleia Geral 10 Isso por que, na igreja há, ou, pelo menos, dever haver amor recíproco, mutualidade, comunhão etc. Nela devemos viver como extensão uns dos outros, pois por definição, somos membros uns dos outros, no grandioso corpo de Cristo, em que ele é a cabeça (Rm 12:4-5; Ef 4:15-16). Expressão da divindade Esta unidade é tão importante que Jesus intercedeu por ela em sua oração sacerdotal. Ele disse: Eu não rogo somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste (Jo 17:20-21). Essas palavras de Jesus confirmam tudo que foi dito até aqui. Ou seja, a igreja unida em Cristo é expressão da própria divindade. Além disso, na oração do Mestre, aprendemos que a evangelização está intrinsecamente ligada à unidade do povo de Deus. A nossa missão é anunciar a mensagem da cruz, apregoar a reconciliação e, deste modo, convocar e agregar o maior número possível de seres humanos a esta unidade humana que Cristo implantou e chamou de igreja. Nesta oração, vemos que, quando a igreja entende o evangelho e vive em unidade cristã, o mundo enxerga Cristo através dela e, assim, a sua proclamação é mais eficaz. Em outras palavras, a unidade é ao mesmo tempo um propósito e um meio da evangelização. É propósito porque evangelizar é o ato de convidar pecadores para essa unidade, para que todos sejam um. E é também um meio pelo qual a unidade do povo de Deus chama a atenção do mundo egoísta e desunido, como um oásis no deserto. Agora você entende por que a noiva de Cristo é incomparável? Esta noiva é, na verdade, um grande povo, formado por pessoas de toda tribo, raça e nação. Ela é uma comunidade (At 2:42-47), que está sinalizando o reino de Deus sobre Mensagem De: Jesus Cristo Para: Igreja Adventista da Promessa Data: Novembro de 2012 Assunto: O casamento se aproxima a terra. É um corpo com muitos membros, cuja cabeça é Cristo (1 Co 12:12-27). Ela é uma família (Ef 2:11-19). Nela não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus (Gl 3:28). A noiva de Jesus é esta unidade na diversidade! Porém, note que é uma unidade em Cristo Jesus. Na Bíblia, sobretudo em Efésios, estar em Cristo é sinônimo de ser igreja. Ninguém pode pertencer a Cristo, sem pertencer à igreja. Mas, na prática, o que é ser ou pertencer à igreja? Ou, como vivenciar essa unidade plural da igreja? A resposta é simples. A palavra traduzida como igreja é eklesia e das 114 vezes que ela aparece no Novo Testamento, 5 vezes não tem nenhum sentido cristão, 14 vezes é usado para referir-se a igreja em geral, composta por crentes de todos lugares e de todos os tempos. Contudo, as 95 vezes restantes refere-se a igrejas locais. Ou seja, nas Escrituras, o conceito de igreja é diretamente ligado ao de igreja local. Ser igreja ou pertencê-la, indiscutivelmente, Não esqueça das minhas palavras, minha noiva, Resolvi escrever algumas palavras para você, Igreja Adventista da Promessa. Eu sou o Primeiro e o Último, morri na cruz, fui sepultado, mas ressuscitei. Estou Vivo! Por isso, tenho poder sobre a morte. Chamei-lhe há 80 anos, está lembrada? Você faz parte do meu povo, espalhado no mundo. E, por tal motivo, tenho andado com você, desde sempre. É por isso que sou o seu Senhor, o seu dono! Eu sou aquele que, com minha Palavra, julgo todas as coisas. Meus olhos sondam tudo, profundamente. Em mim está toda a sabedoria, o entendimento e o poder. Tenho todas as coisas sob meu domínio. Sou o seu Santo, aquele que tem a verdade e do qual todas as coisas procedem e em quem tudo existe e se move. Conheço muito bem as obras que você tem realizado. Sei que tem trabalhado com paciência e vencido os falsos apóstolos e os mentirosos. Você tem se esforçado e superado o cansaço. Porém, noto, algumas vezes, que seu amor por mim esfriou, aquele primeiro sentimento que surgiu em você, quando me conheceu. Para tanto, dou-lhe um conselho: olhe para onde você caiu, mude sua mente e seu comportamento e pratique as obras com amor. E nunca se esqueça que o meu amor por você continua o mesmo! Minha amada, conheço a sua realidade, sei de suas dificuldades e de seus poucos recursos! No entanto, você tem uma riqueza que olho algum observou nem coração qualquer sentiu. Tenho visto que muitos debocham de você, mas é bom que saiba: fizeram isso comigo primeiro. Algumas vezes, permito ataques do inimigo, mas, acalme-se, isso sempre é por tempo limitado. Fique firme! Vejo que você persiste, apesar de estar em um mundo corrompido, com um sistema governado por Satanás. À vista das perseguições, você não tem negado sua fé em mim. Apesar de tanta firmeza e convicção, vejo que tem adotado práticas que não me agradam. Muitas vezes você é orgulhosa. Tem-se afastado da minha Graça, achando que foi aceita pelas boas obras. Noiva minha, você tem andado em outro extremo, relaxando quanto aos meus mandamentos. No passado, você orava no pôr do sol da sexta-feira para me adorar no meu santo sábado. Lembra-se que ia aprender em meu templo, na Escola Bíblica? E o que falar dos jejuns, da oração e da vigilância, que já foram mais intensos? Não seja exclusivista, como foi Israel. Não pense que é a única representante de meu reino, ou o próprio reino. Não pense de si além do que lhe convém. Por esta causa, você tem estado morna.

11 significa envolver-se e participar ativamente da vida de uma comunidade cristã local. De fato, é na igreja local que as coisas acontecem. É na IAP local que a gente se relaciona e se ministra mutuamente através dos dons espirituais. É através dela que nos tornamos agentes transformadores da sociedade. Ali vivemos e cumprimos a nossa missão proclamadora. Nela os pecadores vivenciam a salvação em Cristo, e são inseridos na unidade e acolhidos na comunhão. É na igreja local que vivemos o evangelho! É onde cumprimos os mandamentos da mutualidade. É lá que amamos e somos amados, que aceitamos e somos aceitos, que perdoamos e somos perdoados, que encorajamos e somos encorajados, que edificamos e somos edificados. É lá que nos preparamos para encontrar com o nosso noivo. É na igreja local que vemos a face da incomparável noiva de Jesus! Se você quer, de fato, ser igreja de Cristo, pertencendo realmente a ela, então, faça parte ativamente de uma IAP local. Faça algo por ela. Doe-se a ela. Comprometa-se financeiramente com ela. Respeite as autoridades eclesiásticas constituídas nela. Esteja presente em seus cultos. Lute pela unidade dela. Trabalhe para que ela cresça. Faça tudo que estiver ao seu alcance, para que seja cada vez mais santa. É agindo assim que você realmente fará parte da noiva de Cristo. Pr. Alan Rocha é diretor do Departamento de Educação Cristã e pastor da IAP em Pq. Edu Chaves (Convenção Geral). pois o casamento se Não flerte com outros rapazes Todavia, digo-lhe algo: tenho ciúme de você, não flerte com outros rapazes. É o que você faz, quando olha para a numerosa multidão ao seu redor, que enche templos só para receber milagres. Sinto isso, quando você prefere doutrinas de homens, quando toleras Jezabel e a doutrina de Balaão, ao invés da minha Palavra e quando você, em vez de viver unida, prefere brigar internamente. Continuo a dizer que não permita que as heresias contaminem a minha doutrina e as suas obras. Digo-o, porque você costuma esquecer que vamos nos casar. Não faça isso: sou seu noivo. Espere por mim, minha noiva. Eu voltarei. Apesar de tudo, minha Graça tem prevalecido, por ser seu dono, amo e Deus. E por ser dessa forma suas últimas obras têm aumentado. Você não é perfeita: conserve, portanto, o que possui de bom. Não se esqueça da Palavra que você tem ouvido. E de guardar, pela Graça, a minha Lei. Que a cada dia você se humilhe diante de mim. E sempre se esforce para manter sua vida santificada, separada do mundo. Eu sou aquele que lhe abre todas as oportunidades. Tenho toda autoridade para permitir que algo aconteça, ou não. Você não é forte nem grande: eu sou sua força!. Continue guardando minha Palavra e meu nome, pois tenho lhe guardado das tentações do maligno. Noto que tem passado períodos de frieza espiritual e isso me preocupa. Aconselho-a sempre a ser avivada. Não se esqueça dos seus primeiros dias, do seu começo, da vitalidade que possuía. Busque sempre se aquecer pelo meu Espírito, não sendo morna com a minha Palavra. Não se esqueça que, apesar de ter conseguido muitas coisas, todas foram por minha Graça. Considere minha misericórdia, para que não seja considerada pobre, cega e nua. Siga adquirindo riquezas de mim, praticando boas obras e enxergando por meio do que lhe tenho dado, a minha Palavra. Ouça o que falo, por intermédio do Espírito Santo. Tenho grandiosas promessas para você. Quero vê-la desfrutar da Árvore da Vida, no paraíso de meu Pai, mostrando que venceu a segunda morte. Nossa festa de casamento é certa e você já é minha noiva e minha convidada. Junto com o meu povo, em todo o mundo, participará de meu reinado, com vestidos brancos e com o nome eterno em meu livro da vida. Será minha propriedade particular, com meu próprio nome. E receberá sua recompensa: uma vida completa de alegria. Quero que você prove do maná escondido e ganhe, com todos os santos, cada um, uma pedra branca com seu nome escrito. Diante de tais promessas, não pense em chegar sozinha à festa de todo povo de Deus. Não faça isso. Convide outras pessoas que não me conhecem para a cerimônia de casamento e assim, junto com todo o povo de Deus na Terra, fale que morri de amor por todas elas. Diga que ressuscitei e que retornarei para buscá-las. Assim, se em algum momento me deixar do lado de fora, insistirei em bater-lhe à porta. Desejo entrar e cear com você. E lhe dar um novo tempo, que seja de paz, ainda que em meio às lutas. Um tempo glorioso e frutífero. Quero lhe derramar mais do meu Espírito, tanto como as águas correm para os mares. Espero que tenha aprendido. Não se desvie à direita ou à esquerda. E, acima de tudo, jamais se esqueça: sou o seu dono, o seu Senhor e o seu Salvador. IAP em Ação Texto baseado nas cartas de Jesus às sete igrejas do Apocalipse. 11

12 IAP 80 anos Homens que Deus usou para escrever a história Nos depoimentos de alguns líderes, relembre momentos marcantes para a vida da IAP Que saudade bate no coração da gente 48ª Assembleia Geral 12 Somente na década de 70, as gestões passaram a ser de quatro anos, portanto, fui presidente por dois anos. A igreja tinha pouco mais de 30 anos. Tudo era mais difícil, até mesmo pelos recursos financeiros, que eram poucos, porém, com a bênção de Deus, o dono da Causa, as coisas caminhavam sempre numa evolução crescente. Tudo quanto é presente hoje, será passado amanhã; procede sempre tendo em vista esta verdade, para não teres arrependimento, quando te encontrares com o teu passado no futuro (Pensamentos para Você Pensar José de Souza Marques, pastor, advogado, professor e deputado estadual na década de 60). Quando fui solicitado a relatar momentos importantes da igreja enquanto a liderei, lembrei-me deste pensamento. Da minha gestão presidencial até 2012, são passados 49 anos. Ao olhar para trás, de nada me arrependo, ao contrário, louvo a Deus, porque na medida da sua graça a mim concedida e conforme as circunstâncias da época, mesmo com as limitações pessoais, pude ver a mão de Deus sobre as minhas mãos ao leme, conduzindo este barco rumo ao porto da eternidade. Acompanhei sempre bem de perto os meus sucessores, até porque sempre fiz parte das administrações da igreja, e percebi que fizeram o barco singrar, sempre com diligência e muita dedicação. Certamente cada um contará a sua história no ministério, mas eu quero destacar: 1. Crescimento e unidade ministerial e de princípios a igreja nunca parou de crescer. Começava no início dos anos 60 o trabalho efetivo de Missões Estrangeiras. Os países do Uruguai, Argentina e Paraguai foram alcançados pela Igreja Adventista da Promessa, pela primeira viagem missionária ao exterior pelo pastor Junílio da Silveira, em Líderes desses países participaram da Assembleia no Brasil em 1961, entre os quais, Pr. Belenciano Ildefonso Sosa, do Paraguai, Esteban Wisniak e irmão Pablo Woloschuk, da Argentina. A unidade ministerial também foi um ponto marcante. Nossos pastores, missionários e obreiros pautaram suas vidas e ministérios com muita coesão e abnegação. Isso muito contribuiu para a unidade de princípios doutrinários da igreja. 2 Edições Literárias agradeço a Deus porque foi como secretário-geral que escrevi o livro O Doutrinal, em 1962, editado no início de O crescimento da igreja exigia a organização dos nossos pontos de fé e doutrina, de uma forma diferente daquela que ainda era usada: um livreto com 24 pontos, mas apenas com os títulos de cada assunto e as passagens bíblicas alusivas a cada um. A Assembléia Geral estudou e chegou ao consenso dos nossos 30 pontos de fé. Fui escolhido pela Assembleia para organizar os assuntos e escrever o livro. Assim surgiu o Doutrinal, que continua sendo o nosso livro para estudos em classes batismais e estudos bíblicos. Quero lembrar também que a nossa revista oficial, O Restaurador, que tanto instruiu nossa gente, contribuindo para a firmeza na doutrina e na igreja, e tantas alegrias trouxe aos leitores, era publicada mensalmente. Outra revista que deixou saudades foi a Oásis, publicada pela Federação das Uniões da Mocidade Adventista da Promessa. Que saudade bate no coração da gente! A primeira edição do livro Marcos que Pontilham o Caminho, do Pr. Otoniel da Silveira, também foi publicada nessa gestão, em Ainda nessa época, estudamos e aprovamos em Assembleia Geral o assunto sobre A Morte de Cristo, o Axioma da Ressurreição. Sobre este assunto, escrevi uma série de Lições Bíblicas e depois o livro A Verdade Sobre o Drama do Calvário. Portanto, quando olho para trás, só me resta agradecer a Deus por aquilo que pude realizar ao bem e ao progresso da igreja. Hoje a vemos mais aparelhada em todos os aspectos, marchando firme e forte ao Paraíso restaurado. Pr. Genésio Mendes Presidente da IAP entre

13 Ser professor foi meu maior prazer As duas gestões que liderei foram bastante diferentes, mas a bênção de Deus foi notória nos dois períodos. Entre 1965 e 1967, as dificuldades eram imensas, cada pastor era responsável por seis igrejas, em média, não nos locomovíamos por carros, era tudo mais difícil. Porém, Deus realizou muitas coisas: Conferências Evangelísticas em São Paulo e no Brasil. Nesse período, houve centenas de conversões, elas eram muito produtivas. O primeiro programa de rádio da IAP foi ao ar nesse período, em 04/09/1960. Eu trabalhei nele por mais de 20 anos como diretor, mensageiro, produtor e locutor. Na Assembleia Geral de 1966 propus a criação da Fesofap, o que foi aceito, e minha esposa, Dulcides, foi eleita a 1ª presidente. Construções de igrejas: num curto período, inauguramos oito Igrejas, destacando-se Populina (SP), que foi resultado de uma série de conferências. Entre 1988 e 1992, a IAP já havia avançado muito e Deus me permitiu: Ser professor durante 27 anos no IBAP, na Fatap, no Seminário Missiológico e no Curso Básico de Preparação Teológica. Lecionei Homilética, Oratória, Ética, Ritos e Cerimônias. Ser professor foi meu maior prazer e a maioria dos alunos hoje são pastores, causando- -me uma alegria imensa. Criar o DEMI (Departamento Ministerial), em janeiro de Fui também o primeiro diretor e colunista da revista Ação Ministerial, voltada para os pastores e suas famílias. Comprar os primeiros computadores e outros aparelhos de informática para a Igreja. Fui o primeiro vice-presidente do CEMI (Conselho Ministerial Internacional no México e Estados Unidos), entre 1990 e Elaborei o primeiro Código de Ética, que foi analisado e aprovado por uma comissão. Pr. Miguel Corrêa Presidente da IAP entre e Liberdade para as mulheres nos púlpitos Entrei para o ministério em Em períodos alternados, entre 1980 e 1995, vivi muitas alegrias liderando a IAP: 1 Realizamos a primeira eleição por aclamação em 1980, na qual a Assembleia me aclamou como presidente, mandato que exerci de 1980 / 1984 e 1984 / Em 1988, o Pr. Miguel Correa foi o presidente e eu era seu vice-presidente. Em 1992, retornei à presidência. Havia muita paz nos processos decisórios da IAP. 2 Instituímos as férias pastorais, que não existiam. Quando eu assumi, em janeiro de 1980, um dos primeiros atos foi esse que, pela urgência, nem chegou a ser discutido em Assembleia. 3 Durante oito anos (80 a 88) realizamos os grandes batismos, sempre em fevereiro e agosto, em todo o Brasil. No primeiro, foram batizadas 187 da Grande São Paulo, a TV Globo inclusive noticiou. Durante aquele período, foram batizadas quase 13 mil pessoas. 4 Criamos a liberdade para as mulheres pregarem nos púlpitos. Depois de muita resistência, o ponto foi finalmente aprovado, em O púlpito era enxergado como o santo do santíssimo, do Antigo Testamento, o que dificultava a visão correta sobre o assunto. Fui motivado nesta questão, além de outros aspectos, pelo relato de um amigo pastor, que me contou que a irmã que limpava IAP em Ação 13

14 IAP 80 anos as dependências da igreja, certo dia, anunciou a ele: Pastor, não posso mais limpar o púlpito. Quando ele indagou a mulher sobre o motivo, ela corajosamente respondeu: Se a mulher não pode pregar no púlpito, então, não posso limpá-lo. A criação das pias batismais, outro assunto que foi trabalhoso para ser aprovado. Foi apenas na terceira tentativa, em 1988, que a Assembleia o aprovou. Adquirimos o terreno onde está sendo construído o templo de Vila Maria (SP). Inicialmente, seria uma grande sede para as reuniões de Assembleia, mas com a criação da Região Paulistana, em 1988, os recursos foram descentralizados e o projeto ficou inviável. De qualquer forma, será muito útil à igreja de Cristo. Em 1980, criamos o primeiro berçário, na IAP em Vila Maria. Eu recebia publicações da igreja Batista e percebi que ali, os berçários eram comuns. Quando me indagaram como faríamos, respondi o que já havia planejado: transferir a gráfica para Vila Medeiros e destinar aquele espaço às crianças. Em 1994, no final da terceira gestão, criamos a Fatap, da qual fui o primeiro diretor. Revimos os salários dos pastores da Diretoria Geral, Regiões e demais trabalhadores. Adquirimos o terreno onde o Pr. João Augusto foi batizado e nasceu a IAP, em Paulista (PE). O local ficava numa antiga fazenda das Casas Pernambucanas, onde o Pr. João Augusto trabalhara como tecelão. Uma das casas de operários da vila era a dele. Na primeira vez que estive ali, não fui permitido a entrar, porque os guardas vigiavam a grande fazenda e entrava-se somente com autorização. Um ano depois, estive novamente na cidade, insisti e consegui entrar. Não havia mais quase nada da casa, apenas um arvoredo que tomava conta de tudo. Debaixo daquelas árvores, convidei o pastor que estava comigo, nos ajoelhamos e pedi a Deus que nos desse aquela propriedade. O pastor me advertiu que seria muito difícil, pois os proprietários ingleses não vendiam. Deus vai mover o coração deles, eu disse. De volta a SP, fizemos uma campanha de oração entre os superintendentes e, após seis meses, a fazenda foi loteada. Pedi ao pastor que comprasse mil metros quadrados e, com a ajuda das regiões, pudemos comprar à vista, graças a Deus! Ali foi construído o templo de Paulista, no qual eu tive a oportunidade de pregar há cerca de um ano e meio. Pr. Cassiano Domingos de Souza Presidente da IAP entre , e Exercitando a fé para uma nova sede 48ª Assembleia Geral 14 No mês de outubro de 1976, eu chegava em São Paulo vindo do antigo Instituto Educacional Sul Brasileiro (IESB), em Maringá, depois de três anos de curso preparatório para ingressar no ministério. Aos 23 anos de idade eu tinha um grande sonho, que já existia desde os meus 16: ser pastor. Minha expectativa era enorme, para conhecer a Sede Geral da IAP e também o Pr. Genésio Mendes, de quem sou admirador até hoje. Fiquei frustrado ao chegar em Vila Maria, na antiga Sede Geral, que ficava nos fundos da IAP. Minha ideia era outra. Uma sede acanhada que emprestava umas salas da igreja local. Confesso que aquilo me incomodou. A frustração era maior quando havia as reuniões e as pessoas ficavam apertadas, sem o mínimo de conforto. O tempo foi passando e Deus me dando graça de fazer o trabalho, sempre com a certeza de que a obra dele deve ser feita com o máximo de dedicação, sem interesses pessoais. No ano de 1995, fui eleito presidente-geral da IAP. Meu coração estava firme no propósito de fazer o melhor. Em quatro anos foram muitas conquistas no crescimento e no avivamento, mas o que destaco com grande alegria foi a mudança da sede geral. Com grande esforço e, principalmente, exercendo como nunca a fé, adquirimos o imóvel no centro de São Paulo onde hoje funciona a administração geral. Sem falar no valor do imóvel, sua localização facilita o acesso de quem precisa chegar lá, além de representar bem a organização. Também tivemos a oportunidade de criar a logomarca que fixou a imagem da IAP, bem como sua bandeira. Dou graças a Deus por ter me permitido servir a sua obra como presidente durante quatro anos. Parabéns a IAP pelos seus 80 anos. Que ela não fuja da visão inicial dada por Deus aos pioneiros, que deram suas vidas em prol da sua existência. Estível Ramos Presidente da IAP entre 1996 e 1999

15 Reforma administrativa, crescimento e um grande milagre Antes de toda e qualquer realização, iniciamos a gestão com ciclos de orações, com consagrações, ou seja, levamos a igreja a buscar o poder do Pai em vários momentos, e considero marcante o avivamento produzido pelo Espírito Santo na IAP, período em que Jesus efetuou grandes milagres e batizou milhares de pessoas no Espírito Santo, durante os projetos desenvolvidos pela organização: 100 Dias de Oração e Ajoelhados diante do Pai. Recebi inúmeras cartas de testemunhos de curas e milagres que Jesus operou na vida de muitos irmãos em todo o Brasil e exterior, inclusive, alguns foram curados de câncer. Como acontece com todas as organizações, chega um momento que são necessárias reformas. Pela orientação do Senhor, iniciamos um ciclo de reformas administrativas, no qual fomos abençoados poderosamente pelo Senhor com orientações claras sobre como solucionar graves problemas administrativos da época em nossa igreja. Um deles dizia respeito ao sustento mensal dos nossos jubilados e suas famílias. Decidimos iniciar um estudo mais aprofundado do problema, constituindo uma comissão que fez um ótimo trabalho. Essa comissão elaborou um projeto, que foi aceito pela Assembleia Geral, de levar os novos trabalhadores e aqueles com até 20 anos de serviço para uma previdência privada, ficando os demais colegas sob a responsabilidade da IAP, através de suas regiões administrativas, juntamente com aqueles que já estavam jubilados, resolvendo a questão definitivamente, graças a Deus. Lembramos que a Reforma Administrativa ainda está em andamento e a Comissão trabalha para deixar a estrutura da IAP atualizada. Outro fator importante na vida da igreja foi a abertura das Fatap s fora da Grande São Paulo. As primeiras turmas foram no Rio de Janeiro (mais de 100 alunos), Votuporanga (mais de 120) e, em Campo Grande (com quase 40 alunos), dando condições a muitos irmãos para terem melhor conhecimento bíblico. Também houve a continuidade na formação das turmas missiológicas na cidade de São Paulo, com a coordenação da Diretoria Geral em parceria com a Fatap. Foram várias turmas de alunos de tempo integral formadas, com aproveitamento de mais de 70% no campo de trabalho, graças a Deus. Deus também nos permitiu visitar todos os países onde a IAP estava, destacando se a visita à Nigéria, em Apesar das grandes dificuldades, o trabalho foi muito importante, pois levamos orientação em vários segmentos: pastores, irmãs, professores das classes das crianças e tivemos o privilégio de ter contato direto com os líderes da nossa igreja naquele país distante, que tem o pastor Clement Abazie como representante da IAP. Quando voltamos ao Brasil nos deparamos com a enfermidade do Pr. Isaias dos Reis, que havia contraído malária na Nigéria. O estado dele foi se agravando, a ponto de os médicos do hospital Nipo Brasileiro, em São Paulo, não darem mais esperanças de vida. Depois de um Nos passos do pai O Pr. Williams Correa Soares teve a bênção de trilhar o caminho do pai, Pr. José Miguel Soares Filho, que presidiu a IAP entre e O pai encontra-se enfermo, sem condições de fornecer seu depoimento, mas os filhos acreditam que ele destacaria a construção do antigo IBAP, que formou muitos pastores da IAP, entre os quais, alguns que ocupam cargos nesta gestão. Também foi na gestão do Pr. José Miguel a aquisição do local onde foi erguido o atual templo mês internado na UTI, toda a igreja, tanto no Brasil como na Nigéria, clamou com esperança no Senhor Jesus que entrou com suas providências e realizou um grande milagre, curando-o completamente! Considero muito importante para a igreja o crescimento do número de templos, que o Senhor nos proporcionou, fruto do empenho das Diretorias Geral, Regionais e Setoriais. Fechamos a gestão com 1030 igrejas e congregações, conforme os relatórios da Assembleia Geral de novembro de Sou grato a Deus pelas oportunidades que Ele me concedeu em trabalhar na liderança da igreja, podendo ajudar a nossa organização em algumas áreas, sempre ao lado de grandes companheiros que, também, com seus talentos e submissão ao Senhor, fizeram o melhor para a igreja de Cristo. Pr. Williams Correa Soares Presidente da IAP entre 2000 e 2007 da IAP em Vila Medeiros, na rua Eurico Sodré, que sempre foi uma das principais igrejas a apoiar a Diretoria Geral. Oremos por este servo de Deus, que dedicou sua vida à obra do Senhor. IAP em Ação 15

16 IAP 80 anos A razão de nosso nome Seria uma incoerência se crêssemos que somos o único povo de Deus na terra 48ª Assembleia Geral 16 Alguém já observou que adaptamos um nome muito extenso. Não há dúvidas, mas para nós, e mesmo para Deus, não tem muita importância o título nem a sua extensão. Não cremos em títulos de igrejas e, se alguém está pensando que a escolha do título da sua igreja foi enviada do céu por algum anjo, precisa enquanto é tempo voltar à realidade, porque foi o produto de uma sugestão, sem dúvida: a mais razoável de quantas aproveitadas, para determinado número de pessoas mais ou menos ajuizadas. ( ) Nosso título denominacional traduz justamente o que cremos a respeito de nomes de Igrejas. Universal Assembleia (*) : estas duas palavras encontramos na epístola aos Hebreus 12:23 e cremos que elas nos falam de uma única igreja de Jesus Cristo na terra. Não acreditamos que elas façam referência a qualquer uma das denominações existentes e nem ao menos a nós, que as adaptamos como um título, mas antes que elas digam respeito à totalidade dos cristãos em Jesus Cristo de todas as denominações, os quais têm andado em sinceridade de coração, na luz que têm recebido. Seria uma incoerência de nossa parte se crêssemos que somos o único povo de Deus na terra e, da mesma maneira, afirmamos que na luz que temos recebido da palavra de Deus não podemos dar passos retrógrados. Adventistas da Promessa : a primeira palavra não traduz de modo particular a nossa fé na segunda vinda de Cristo, pois todos os sinceros filhos de Deus, ansiosos, aguardam o dia da bem-aventurada esperança. A segunda delas mostra nossa fé de que Jesus salva e batiza no Espírito Santo da promessa e, pela razão de adaptarmos e recebermos a promessa do Consolador, longe esteja de nós crermos que possamos manipulá-la. Jesus não batiza com o Espírito Santo a organização, mas quem crer nele, como disse em João 7. 37,39. Por João Augusto da Silveira (in memorian), fundador da Igreja Adventista da Promessa. Extraído de um de seus cadernos de rascunho, em cuja capa há o registro da palavra borrador. (*) Referência à nominação Universal Assembleia dos Adventistas da Promessa, adotada até 1943, quando decidiu-se adotar o nome Igreja Adventista da Promessa.

17 Vale a pena buscar ao Senhor Projeto de Oração enfatiza o avivamento e o Espírito Santo aquece as IAP s que clamam por ele Foto: Kenia Benocci O batismo de 20 membros nas águas, uma ceia com a participação de 215 pessoas o maior número das últimas realizadas e um Pentecoste Infantil com o batismo de 17 crianças. Tudo isso foi vivido pela IAP em Vila Maria (SP) no mês de setembro, após 40 dias de oração e jejum, que se iniciaram com o Projeto de Oração proposto pela Diretoria Geral a todas as IAP s, no início de agosto. Foi algo sob a direção de Deus, sentimos os resultados em todas as áreas da igreja, avalia o Pr. Antonio Marcos Duarte, responsável pela IAP em Vila Maria. A Convenção Litoral e Leste Paulista também agendou para o final de agosto uma grande vigília, aproveitando a motivação que todos estavam na busca pelo Espírito Santo. Duas pessoas foram batizadas, para glória de Deus. Os sermões do Projeto de Oração, realizado sempre em agosto, enfocaram neste ano o tema Espírito Santo, Deus atuante na proclamação. Somos uma igreja que crê no agir de Deus no meio de seu povo, que acredita em milagres, que entende a importância dos dons espirituais, que crê e recebe o batismo no Espírito Santo. É essencial orar sem cessar. É indispensável buscar ao Senhor enquanto se pode achar. Uma das intenções do projeto de oração do mês de agosto é a de não deixar a igreja se esquecer destas verdades, diz o Pr. Alan Rocha, diretor do Departamento de Educação Cristã, que elabora os sermões a pedido da DGE. O Projeto Santificar se tornou, nesta gestão, Projeto Proclamar e a iniciativa dos sermões é uma das ferramentas para envolver a igreja com Pentecoste Infantil em Vila Maria: 17 crianças recebem o batismo a ideia da proclamação do evangelho. Entendemos que a virtude do alto que vem sobre nós não é algo sem propósito. É uma bênção que está a nossa disposição e que tem como objetivo a edificação da igreja de Jesus e a pregação do evangelho de Cristo, acrescenta o diretor do DEC. Os sermões tiveram como base o capítulo 16 de João, mostrando como o Espírito Santo atua na proclamação do evangelho, tanto em nossas vidas, quanto na vida daqueles que ainda não conhecem a Jesus. O primeiro (04/08) foi Espírito Santo: Aquele que Encoraja o Cristão, mostrando como ele nos fortalece para agir de modo sereno, diante das tempestades da vida, e nos dá ousadia para evangelizar, mesmo sob perseguição. O sermão de 11/08 abordou Espírito Santo: Aquele que Convence o Pecador : nós evangelizamos, mas é ele quem leva o pecador ao arrependimento e o regenera. Já o terceiro sermão foi intitulado Espírito Santo: Aquele que Instrui na Verdade, mostrando o Espírito de Deus como um professor, que nos leva a compreender as profundezas do evangelho de Cristo, capacitando- -nos a proclamá-lo. Espírito Santo: Aquele que Glorifica a Cristo foi o PROJETO DE ORAÇÃO 2012 Espírito Santo Deus atuante na proclamação Mensagem bíblica para o dia 4 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que encoraja o cristão (João 15:18-16:7) Mensagem bíblica para o dia 18 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que instrui na verdade (João 16:12-13) PROCLAMANDO Mensagem bíblica para o dia 11 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que convence o pecador (João 16:8-11) Mensagem bíblica para o dia 25 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que glorifica a Cristo (João 16:14-15) assunto do último sermão, mostrando que o maior objetivo dele é exaltar a pessoa e a obra de Cristo. Na IAP em Pq. Edu Chaves (SP), onde o Pr. Alan é o responsável, o mês de agosto também foi um mês de jejum e oração. Os resultados, segundo ele, foram surpreendentes. Tivemos cultos bastante avivados e uma notória diferença na vida da igreja. Vimos pessoas se entregando a Cristo em todos os sábados e também em alguns domingos daquele mês. Até hoje, estamos colhendo os frutos Lilian Mendes IAP em Ação 17

18 Ajustes no Planejamento Estratégico 48ª Assembleia Geral Surgem as diretrizes Proclamação e Organização Eclesiástica e a diretriz de Valorização inclui as Mulheres 18 A Diretoria da Convenção Geral eleita na Assembleia Geral de 2011, em suas avaliações sobre o plano findo em 2011, a exemplo do que ocorrera no início de 2008, percebeu a necessidade de rever as diretrizes do planejamento estratégico para o período Uma primeira decisão foi a manutenção dos elementos da identidade da IAP, seus valores e princípios, sua missão e visão de futuro. Assim, os fundamentos do projeto desenvolvido e lançado em 2004 ficaram mantidos para o terceiro ciclo do planejamento. Com relação às seis Diretrizes que embasam as ações e iniciativas do plano, a primeira mudança foi a substituição da diretriz de Crescimento pela diretriz de Proclamação. Não se trata apenas de troca do nome, mas também de enfoque, cada vez mais fundamentado na Bíblia Sagrada. Outra diretriz alterada foi a Valorização dos Jovens, Adolescentes e Crianças, que passou a ser Valorização das Crianças, Adolescentes, Jovens e Mulheres. A inclusão das mulheres representa a necessidade de a igreja reconhecer a atuação e a influên- cia feminina na igreja. Além disso, torna-se evidente a carência de ações mais direcionadas a fortalecer, ainda mais, o trabalho desenvolvido pelas mulheres. Houve um ajuste do nome da diretriz Reforma Administrativa, que passou a se chamar diretriz de Organização Eclesiástica. Esse nome, acredita-se, é mais adequado ao que se demanda para essa diretriz. As demais diretrizes permaneceram com os mesmos nomes, tendo sido revisto apenas seu conjunto de ações, iniciativas e projetos.

19 Proclamação Educação Eclesiástica Santificação PROCLAMANDO Valorização de Crianças, Adolescentes, Jovens e Mulheres Valorização Pastoral Organização Eclesiástica Proclamação 1. Aumentar o número de Grupos de Estudo Bíblico Junta de Missões Seminários de Capacitação para Grupos de Estudo Bíblico Junta de Missões Capelania Prisional (adolescentes e adultos) abertura dos trabalhos na Fundação Casa em 2012 Junta de Missões Consolidação e Manutenção das IAP's abertas em novos Países Junta de Missões Plantar IAP's em 20 novas cidades brasileiras com mais de 200 mil habitantes Junta de Missões Estimular a formação de intérpretes nas Convenções Regionais para evangelização de surdos, por LIBRAS Junta de Missões Implementar Projeto África Moçambique Junta de Missões Jun/ Implantação Projeto Guatemala Junta de Missões Abr/Mai Parceria com as Convenções do Norte para Ação Social nas Regiões Ribeirinhas com barco Junta de Missões Elaborar folhetos temáticos e evangelísticos Junta de Missões 1ºSem/ Encontros Despertar para Proclamar Convenções Regionais Junta de Missões Congresso de Missões Junta de Missões Set/ Folhetos Evangelísticos para Terceira Idade Junta de Missões Jan/ Classe Batismal (O Doutrinal), Classe Discipulado (Material Preparado Pelo DEC) Junta Missões + DEC 1ºSem/ Edição de Três Livros para evangelismo pessoal: Lições sobre Jó, Quero Mudar e Quem é Jesus Junta Missões + DEC Jan/ Elaborar Livreto sobre Evangelização em suas diferentes abordagens Junta Missões + DEC Encontros Evangelísticos para a Terceira Idade Junta Missões + Conv Regional IAP em Ação 19

20 Mensagem bíblica para o dia 4 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que encoraja o cristão (João 15:18-16:7) Mensagem bíblica para o dia 18 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que instrui na verdade (João 16:12-13) PROCLAMANDO Mensagem bíblica para o dia 11 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que convence o pecador (João 16:8-11) Mensagem bíblica para o dia 25 de agosto de 2012 Espírito Santo: aquele que glorifica a Cristo (João 16:14-15) PROCLAMAÇÃO 48ª Assembleia Geral Capelania Hospitalar Capelania voltada para a Terceira Idade Junta Missões + Conv Regional Abrir e consolidar IAP's em Tribos Indígenas Junta Missões + Conv Regional 2º Sem/ Estimular a formação de Grupos de apoio para trabalhar com Dependentes Químicos nas Convenções Regionais Junta Missões + Conv Regional Firmar parceria com a SBB para fornecer Bíblia em Braile aos deficientes visuais Junta Missões + Conv Regional 2º Sem/ Revitalizar Igrejas no Brasil (Minhas Férias pra Jesus; Alunos do Último ano da Fatap) Junta de Missões + FATAP Jan/ Conscientizar as Sofaps sobre a importância de voltar os trabalhos locais para o evangelismo FESOFAP Orientação fornecida na Reunião Adm. em ago Será elaborado novo folheto evangelístico SANTIFICAÇÃO 1. Estimular prática da vida devocional com qualidade a ser desenvolvido nos Congressos Ministeriais DEMI Manutenção e incentivo do Projeto Sara (Semeando Amor, Resgatando Almas) FESOFAP Incentivo às Resofaps na reunião administrativa (Ago/2012) 3. Estudos Bíblicos mensais para as Sofaps (Reuniões ou grupos de oração) FESOFAP Ago Um Culto Evangelístico Anual por SOFAP: 09/12/12 dia da Bíblia 20/07/13 Dia do Amigo 24/05/14 A saúde da família 08/03/15 Dia Internacional da Mulher FESOFAP + RESOFAP Material preparado (com apoio do DEMAP e DEC) e distribuído às Resofaps em Ago/ Grupo de Estudo Bíblico por SOFAP e UMAP FESOFAP + FUMAP Incentivo às Resofaps na reun. adm. (Ago/2012) 26. Fumap Missão Basileia Pequenos Grupos: intensificação e monitoramento Desenvolvimento Projeto Evangelização Integral FUMAP Ago/ Série de estudos para pequenos grupos SOB NOVA DIREÇÃO Reflexões sobre uma vida dirigida pelos valores do reino 4. Uma vigília anual por SOFAP FESOFAP + RESOFAP Prevista para 11/11/12 5. Edição de Sermões sobre proclamação para aplicação nos cultos do 13º sábado de cada trimestre do ano DEC Jun Produção de materiais para incentivo a prática de Santificação DG + DEC + DEMAP Revisão Teológica e publicação do Código de Ética DG e Com Teológica Ago/ Dijap: Escola Bíblica Especial Tema evangelístico em 05 aulas Aventuras no Mar: 2012 Histórias com Jesus: 2014 DIJAP 2013 e e Folhetos Evangelísticos: duas séries de 02 folhetos DIJAP Mais Um: reformulação do Projeto Promessinha DIJAP Rádio e TV na internet (Montar estúdio) DG 2º Sem/ Rádio e TV abertos (Via Convenções Regionais) DG + Conv Regional 1º Sem/ Definir biblicamente Proclamação: Edição de Sermões sobre proclamação para aplicação nos cultos do 13º sábado de cada trimestre do ano Lições Bíblicas: 13º sábado (temas sobre Proclamação); 04 séries sobre proclamação a serem ministradas no 3º trimestre de cada ano DEC Jun 2012 a Dez Produção de Manual Técnico/ Teológico para administradores eclesiásticos DG + DEC Ago/ Divulgação e estímulo a leitura do livro sobre Santificação DG + GEVC PROJETO DE ORAÇÃO Manter mês Espírito Santo Deus atuante na proclamação de oração em Agosto de cada ano para melhor conhecimento da Pessoa e Obra do Espírito Santo DG

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

RELATÓRIO DAS REUNIÕES NA ÁFRICA POR BRIAN KOCOUREK

RELATÓRIO DAS REUNIÕES NA ÁFRICA POR BRIAN KOCOUREK RELATÓRIO DAS REUNIÕES NA ÁFRICA POR BRIAN KOCOUREK Relatório das Reuniões em Mbanza Ngungu 2012 30 de agosto - 2 de setembro INTRODUÇÃO: Em setembro de 2007, durante as reuniões do irmão Brian em Mbanza

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação)

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação) O batismo do Espírito Santo (continuação) #62 Estamos falando sobre alguns dons do Espírito Santo; falamos de suas obras, dos seus atributos, como opera o novo nascimento e, por último, estamos falando

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

O SENHOR É A NOSSA BANDEIRA. William Soto Santiago Sábado, 28 de Fevereiro de 2015 Vila Hermosa -Tabasco México

O SENHOR É A NOSSA BANDEIRA. William Soto Santiago Sábado, 28 de Fevereiro de 2015 Vila Hermosa -Tabasco México O SENHOR É A NOSSA BANDEIRA William Soto Santiago Sábado, 28 de Fevereiro de 2015 Vila Hermosa -Tabasco México Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS

JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS SOBRE ESTA REVELAÇÃO EDIFICAREI A MINHA IGREJA Mateus 16: 13 E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE?

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? Texto: Apocalipse 21:1-2 Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém,

Leia mais

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você!

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você! MANUAL Esperança Casa de I G R E J A Esperança Uma benção pra você! I G R E J A Esperança Uma benção pra você! 1O que é pecado Sem entender o que é pecado, será impossível compreender a salvação através

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Objetivo deste tema: Falar do sacrifício de Jesus Cristo, anunciar a mensagem da Cruz.

Objetivo deste tema: Falar do sacrifício de Jesus Cristo, anunciar a mensagem da Cruz. (Programa de Culto) Culto Evangelístico para o Dia Internacional da Mulher Tema: Foi por Você!!! Objetivo deste tema: Falar do sacrifício de Jesus Cristo, anunciar a mensagem da Cruz. Leitura Bíblica:

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA Assim nós invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Hino: HPD II 330 Abraço de

Leia mais

A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME

A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME A FAMILIA DE DEUS TEM UM NOME Toda família tem um nome, este nome é o identificador de que família pertence esta pessoa, o qual nos aqui no Brasil chamamos de Sobrenome. Então este nome além de identificar

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

BATISMO E SANTA CEIA

BATISMO E SANTA CEIA BATISMO E SANTA CEIA INTRODUÇÃO (Seria interessante que neste dia houvesse a celebração de uma cerimônia batismal, ou então uma santa ceia...) O cristianismo é uma religião de poder! E o apóstolo S. Paulo

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

O NOME DE JESUS A AUTORIDADE DE CRISTO

O NOME DE JESUS A AUTORIDADE DE CRISTO 1 O NOME DE JESUS A AUTORIDADE DE CRISTO Fp 2 9 Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO PROGRAMA A HORA MILAGROSA Assim nos ensinou o Santo Irmão Aldo sobre o poder da oração e da santificação: Todo o filho de Deus deve ser dado à oração e à meditação.

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

A Experiência do Novo Nascimento

A Experiência do Novo Nascimento Pr. Patrick Robert Briney Mission Boulevard Baptist Church A Experiência do Novo Nascimento A Série das Verdades do Evangelho (caderno 6) The Born Again Experience Tradução Pr. Anastácio Pereira de Sousa

Leia mais

POR AMOR AOS ESCOLHIDOS. William Soto Santiago Domingo, 12 de Junho de 2016 Venezuela. Solicite Literaturas Gratuitamente:

POR AMOR AOS ESCOLHIDOS. William Soto Santiago Domingo, 12 de Junho de 2016 Venezuela. Solicite Literaturas Gratuitamente: 20 POR AMOR AOS ESCOLHIDOS Solicite Literaturas Gratuitamente: William Soto Santiago Domingo, 12 de Junho de 2016 Venezuela CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO cder@mgconecta.com.br centroder@hotmail.com

Leia mais

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO Miss. Gustavo Lima Silva (Beréu) & Wanessa S. B. Santos Silva (Brasil) Recife, 2010. SUMÁRIO INTRODUÇÃO...

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 4 Palavra Viva RELEMBRANDO SANTIFICAÇÃO Nossos três grandes inimigos: O MUNDO A CARNE O D IABO 'Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007)

Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007) Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007) Por favor, poderiam abrir em primeira aos Coríntios, a primeira

Leia mais

O cristianismo que vivemos

O cristianismo que vivemos O cristianismo que vivemos TEXTO BÍBLICO BÁSICO Lucas 12.16-21,0-2 16 - E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; 17 - E arrazoava ele entre si, dizendo:

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção.

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção. Ungidos Para Servir Apesar dos esforços teológicos, a história cristã avançou dois mil anos e não conseguiu, em sua trajetória, evitar a má interpretação sobre o chamado ministerial dos santos e sobre

Leia mais

1º. Pregação: Tema: Desde o pecado de Adão e Eva somos curados por Deus

1º. Pregação: Tema: Desde o pecado de Adão e Eva somos curados por Deus SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO Tema geral: Cura Interior Autor: Pe. Fernando PREGAÇÃO: Tema: Curados para Amar Senhor se queres podes me curar Mt. 8, 1-4 1º. Pregação: Tema: Desde o pecado de Adão e Eva

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

Curso Bíblico. Lição 7 FAZEI DISCÍPULOS

Curso Bíblico. Lição 7 FAZEI DISCÍPULOS Curso Bíblico Lição 7 Lembre-se que é da vontade de Deus que todos os homens se salvem: Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao

Leia mais

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19 1 Todos Morrem! Pessoas morrem diariamente, seja por acidente ou de câncer, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, ou como vítimas de quaisquer das numerosas outras doenças. Alguns chegam a morrer

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

TEMPOS DE SOLIDÃO. Jó 23:8-11

TEMPOS DE SOLIDÃO. Jó 23:8-11 TEMPOS DE SOLIDÃO Jó 23:8-11 Na semana passada, eu falei muito sobre maldições, punições e castigos que Deus envia aos desobedientes e rebeldes. Falei sobre a disciplina Divina, cuja finalidade é o verdadeiro

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

O ÚNICO REFÚGIO ETERNO. Quarta-feira, 17de abril de 2013. Buenos Aires, Argentina.

O ÚNICO REFÚGIO ETERNO. Quarta-feira, 17de abril de 2013. Buenos Aires, Argentina. Quarta-feira, 17de abril de 2013. Buenos Aires, Argentina. NOTA AO LEITOR Nossa intenção é fazer uma transcrição fiel e exata desta Mensagem, tal como foi pregada. Portanto, qualquer erro neste livreto

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ O BATISMO DO SENHOR JESUS CRISTO E O COMEÇO DE SEU MINIST ÉRIO Volume 03 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 5) VAMOS BRINCAR DE FORCA? Marque com um x na letra

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

FÉ SALVAÇÃO BAPTISMO - COMUNHÃO - CEIA ORAÇÃO - MEDITAÇÃO

FÉ SALVAÇÃO BAPTISMO - COMUNHÃO - CEIA ORAÇÃO - MEDITAÇÃO FÉ SALVAÇÃO BAPTISMO - COMUNHÃO - CEIA ORAÇÃO - MEDITAÇÃO Samuel Pereira 2005 CAPITULO II SALVAÇÃO Fundamentos base para uma vida cristã 1 O QUE É A SALVAÇÃO? Eis a palavra cujo significado para muitos

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

REVENDO A VISÃO E A NOSSA ESTRUTURA

REVENDO A VISÃO E A NOSSA ESTRUTURA AS CINCO FUNÇÕES ESSENCIAIS DA CÉLULA REVENDO A VISÃO E A NOSSA ESTRUTURA A célula tem muitas funções na igreja local, mas queremos ver o que na nossa opinião seriam as funções mais essenciais e indispensáveis.

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

CSLD centro para desenvolvimento da vida espiritual

CSLD centro para desenvolvimento da vida espiritual *Adaptado de inúmeras versões Cristo comigo, Cristo à minha frente, Cristo atrás de mim, Cristo em mim, Cristo abaixo de mim, Cristo sobre mim, Cristo a minha direita, Cristo a minha esquerda, Cristo quando

Leia mais

Evangelhos. www.paroquiadecascais.org

Evangelhos. www.paroquiadecascais.org Evangelhos 1. Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus (Mt 5, 1-12a) ao ver a multidão, Jesus subiu ao monte e sentou-se. Rodearam-n O os discípulos e Ele começou a ensiná-los, dizendo:

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10 ELABORAÇÃO UMA LITURGIA Adoração e Louvor Aula 10 Os cânticos e hinos devem ser previamente escolhidos conforme o tema do culto, a mensagem e o momento litúrgico. Exemplo Prático: Liturgia do dia 01-12-2013

Leia mais

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1

Bíblia Sagrada N o v o T e s t a m e n t o P r i m e i r a E p í s t o l a d e S ã o J o ã o virtualbooks.com.br 1 Bíblia Sagrada Novo Testamento Primeira Epístola de São João virtualbooks.com.br 1 Capítulo 1 1 O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Bem - Aventuranças Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Eu estou à tua porta a bater, Eu estou à tua porta a bater, Se me abrires a porta entrarei para enviar. Eu preciso

Leia mais

MINISTÉRIO DA ASSEMBLEIA DE DEUS UNIDA

MINISTÉRIO DA ASSEMBLEIA DE DEUS UNIDA MINISTÉRIO DA ASSEMBLEIA DE DEUS UNIDA Pastor Miquéas Matos 2013 Pastor Vladimir Sales Presbítero Adilson dos Reis PESCAR ADU Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão

Leia mais

Lição 11. Batismo nas águas. Comuidade Ev. Amanhecer com Jesus QUESTIONAMENTOS: O batismo salva? O batismo como mandamento

Lição 11. Batismo nas águas. Comuidade Ev. Amanhecer com Jesus QUESTIONAMENTOS: O batismo salva? O batismo como mandamento Lição 11 Batismo nas águas Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e

Leia mais

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso Água do Espírito De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso EXISTE O DEUS PODEROSO QUE DESFAZ TODO LAÇO DO MAL QUEBRA A LANÇA E LIBERTA O CATIVO ELE MESMO ASSIM FARÁ JESUS RIO DE ÁGUAS LIMPAS QUE NASCE

Leia mais

A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA

A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA Ap 21.9-11 - E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro.10

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN "Pr. Williams Costa Jr.- Pastor Bullón, por que uma pessoa precisa se batizar? Pr. Alejandro Bullón - O Evangelho de São Marcos 16:16 diz assim: "Quem crer e for batizado,

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor!

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor! TUDO POR AMOR A dor, o espinho vil, as lágrimas, o seu sofrer, o meu Senhor na cruz está. Não posso suportar! O que o fez se entregar, pagar o preço lá na cruz? Como um cordeiro foi morrer pra vir me resgatar!

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

A Bíblia afirma que Jesus é Deus

A Bíblia afirma que Jesus é Deus A Bíblia afirma que Jesus é Deus Há pessoas (inclusive grupos religiosos) que entendem que Jesus foi apenas um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta. Mas a Bíblia nos ensina que Jesus

Leia mais

www.sede.umnovotempo.org.br/estudos JEJUM DO AVIVAMENTO

www.sede.umnovotempo.org.br/estudos JEJUM DO AVIVAMENTO JEJUM DO AVIVAMENTO 1 Dia do Jejum do Avivamento Leitura: Romanos 13:10 à 14 Introdução: Avivamento ou avivar é tornar mais vivo, mais desperto e renovado. O avivamento está ligado a disposição de reformar,

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o ADEUS 1À VIDA VELHA Discipulador: / / No Culto... APÓS O Culto... Agora você é um nascido

Leia mais

13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278

13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278 13. O DEUS QUE NOS COMPLETA Páginas 272-278 ENCONTRO: Se você pudesse levar um amigo para morar com você, quem seria? EXALTAÇÃO: Leia Efésios 4.1-15. Peça que compartilhem em que o Gf tem ajudado a cada

Leia mais

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória,

Lição Oito. O Culto a Deus. Que É Culto? adoração da parte da pessoa que pensa acerca de Deus. O culto é a reação humana à glória, Livro 1 página 57 Lição Oito O Culto a Deus Que É Culto? O culto é o ato de reconhecer a Deus por quem Ele é. Inclui uma atitude de reverência, devoção e adoração da parte da pessoa que pensa acerca de

Leia mais

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. ACESSO A DEUS Texto Base: Rm 5.2 =... pôr intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Introdução: Ter acesso

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

Introdução à 26/05/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Divindade de Cristo O que a história da igreja fala sobre o assunto? A Igreja Primitiva No início do século II, o cristianismo era uma

Leia mais

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras)

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Mostre o "Homem em Pecado" separado de Deus Esta luz (aponte para o lado direito) representa

Leia mais

A Diferença entre DEUS e seu FILHO

A Diferença entre DEUS e seu FILHO A Diferença entre DEUS e seu FILHO João 4.22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mateus 15.9 Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos

Leia mais