Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIA DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ANO DE CRIAÇÃO: 1972 HORÁRIO DE ATENDIMENTO:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIA DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ANO DE CRIAÇÃO: 1972 HORÁRIO DE ATENDIMENTO:"

Transcrição

1 Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIA DE INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO: ASPECTOS ORGANIZACIONAIS ANO DE CRIAÇÃO: 1972 HORÁRIO DE ATENDIMENTO: O Gabinete da Secretaria de Informação e Documentação está aberto aos parlamentares, funcionários da Casa e público em geral, de segunda-feira a sextafeira das 9h às 12h e das 14h às 18h. HISTÓRICO v.1, n.1, p. 87 a 88, Em 1972, a Mesa do Senado Federal, presidida pelo Sr. Senador Petrônio Portella, resolveu incluir nos serviços administrativos o acompanhamento do processo legislativo e o arquivamento dos dispositivos legais dentro de modernos padrões técnicos, criando, juntamente com um Centro de Processamento de Dados PRODASEN, a Secretaria de Informação. Assim, por meio da Resolução n o 58, de 10 de novembro de 1972 (Regulamento Administrativo do Senado Federal), foi criada a Secretaria que vinculou todos os serviços de documentação da Casa, executados pelas subsecretarias diretamente subordinadas, adaptando-os a uma nova metodologia de trabalho que inseriu o Senado Federal na área da informática e informação, sendo sua denominação alterada pela Resolução do Senado Federal n o 117/80 para Secretaria de Documentação e Informação. Desde 31 de janeiro de 1997, entretanto, através da Resolução n o 9, que veio a alterar o Regulamento Administrativo do Senado Federal, a Secretaria, por meio do art. 165, passa a denominar-se Secretaria de Informação e Documentação.

2 COMPETÊNCIA Art.165. À Secretaria de Informação e Documentação compete planejar, supervisionar e coordenar as atividades vinculadas ao sistema de informação e documentação do Senado Federal, relativas ao Arquivo, Biblioteca, Museu, Informações, Tradução e Interpretação. Parágrafo único. São órgãos da Secretaria de Informação e Documentação: I Gabinete; II Serviço de Museu; III Serviço de Tradução e Interpretação; IV Subsecretaria de Arquivo; VI Subsecretaria de Biblioteca; VI Subsecretaria de Informações. Art.166. Ao Gabinete compete providenciar sobre o expediente do seu titular ; auxiliar e assessorar o seu titular no desempenho de suas atividades; e executar as tarefas de suporte administrativo vinculadas às atribuições do órgão. PRODUTOS v.1, n.1, p. 87 a 88, Estão sob a coordenação da Secretaria de Informação e Documentação: CD-ROM, Homepage e Catálogo sobre a exposição O Senado Brasileiro do Império à República, por meio da criação de Comissão Especial n o 26, da Diretoria- Geral; Organização e coordenação dos trabalhos para publicação da série Dados Biográficos dos Senadores por Estado por meio da Portaria n o 45, da Diretoria-Geral; Catálogo de Serviços da Secretaria de Informação e Documentação; Folder de apresentação dos serviços da Secretaria de Informação e Documentação; CD-ROM Legislação Brasileira: publicação semestral, iniciada em 1995, resultante da parceria da Secretaria de Informação e Documentação e do Centro de Informática e Processamento de Dados do Senado Federal PRODASEN, com o objetivo de colocar à disposição da sociedade um meio moderno e ágil de consulta à legislação federal e à bibliografia jurídica brasileira. Contém informações das bases de dados de Normas Jurídicas (NJUR) e doutrina (BIBR, PERI e JORN), oriundas do Sistema de Informação do Congresso Nacional SICON, e gerenciadas pelas Subsecretarias de Informações e de Biblioteca, respectivamente. 88 v.1, n.1, o.1a 76,

3 Secretaria de Inform. e Documentação SECRETARIAT OF INFORMATION AND DOCUMENTATION: ORGANIZACIONAL ASPECTS Tradução Maria Isabel Taveira* YEAR OF ESTABLISHMENT: 1972 OFFICE HOURS: The Office of the Secretariat of Information and Documentation is open to Parliamentarians, Senate employees, and the general public from Monday through Friday, from 9 a.m. to 12 noon, and from 2 p.m. to 6 p.m. HISTORY In 1972, the Directing Board of the Federal Senate, chaired by Senator Petrônio Portella, decided to include in the administrative services, the following up of the legislative process and the filing of legal documents according to modern technical standards. Thus PRODASEN Data Processing Center, together with the Secretariat of Information were created. Resolution nr.58, dated November 10 th, 1972 (Administrative Regulations of the Federal Senate) created the Secretariat of Information, which centered all * Tradutora-intérprete do Serviço de Tradução (SETRIN) da Sec. de Inf. e Doc.

4 documentation services within the Senate, carried on by directly subordinated undersecretariats and services. A new work methodology was adopted and the Federal Senate entered the era of state of the art data processing and information. According to Resolution number 117/80, the name was later altered to Secretariat of Documentation and Information. Later on still, in the terms of article 165 of Resolution nr. 9, dated January 31, 1997 which altered the Administrative Regulations of the Federal Senate, the name was once again changed to Secretariat of Information and Documentation. COMPETENCE Art It is the duty of the Secretariat of Information and Documentation to plan, supervise and coordinate all activities regarding the information and documentation system within the Federal Senate: Archives, Library, Museum, Information, Translation and Interpretation. Sole Paragraph. The subordinate offices of the Secretariat are the following: I Bureau II Museum Service III Translation and Interpretation Service IV Undersecretariat of Archives V Undersecretariat of Library VI Undersecretariat of Information Art It is the duty of the Bureau staff to assist the direction of the business of the Secretary and provide support to the administrative tasks which are part of the office s activities. PRODUCTS The Secretariat of Information and Documentation coordinates following activities and products: CD-ROM, Homepage and Catalog on the exhibition Brazilian Senate - from the Empire to the Republic (Special Committee nr. 26, General-Director s Office); Organization and coordination activities aiming at the publishing of the serial Biographic Sketches of Senators per State; Regulation nr. 45, issued by the General- Director s Office: 90 v.1, n.1, o.1a 76,

5 Catalog of services provided by the Secretariat of Information and Documentation; Chart with Detailed Activities by the Secretariat of Information and Documentation; Folder introducing the Secretariat s services; CD Rom - Brazilian Legislation: bi-annual publication, established in 1995, resulting from the partnership of the Secretariat of Information and Documentation and Processing Data Center - Prodasen, aiming to provide the society with a modern and agile means of research into Brazilian federal legislation and the juridical library. It provides information from the databases on Juridical Regulations (NJUR) and doctrine (BIBR,PERI and JORN), originally from the National Congress Information System SICON and managed, respectively, by Undersecretariats of Information and of Library. 91

Implantação do Sistema de Arquivo e Controle de Documentos no Poder Legislativo: Senado Federal

Implantação do Sistema de Arquivo e Controle de Documentos no Poder Legislativo: Senado Federal Implantação do Sistema de Arquivo e Controle de Documentos no Poder Legislativo: Senado Federal Alraune Reinke da Paz, Arquivista, e-mail: alraune@senado.gov.br; Ana Claudia Ferreira da Silva, Administradora,

Leia mais

Technical Information

Technical Information Subject Ballast Water Management Plan To whom it may concern Technical Information No. TEC-0648 Date 14 February 2006 In relation to ballast water management plans, we would advise you that according to

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF

COMISSÃO DIRETORA. Praça dos Três Poderes Senado Federal CEP: 70165 900 Brasília DF A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos superiores de execução, órgãos de assessoramento superior e órgão supervisionado. Conheça a estrutura

Leia mais

O PROCESSO LEGISLATIVO E A NECESSIDADE DE INFORMAÇÃO

O PROCESSO LEGISLATIVO E A NECESSIDADE DE INFORMAÇÃO Revista General de Información y Documentación ISSN: 1132-1873 O PROCESSO LEGISLATIVO E A NECESSIDADE DE INFORMAÇÃO EDILENICE PASSOS Mestre em Biblioteconomia e Documentação Senado Federal - Consultoria

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO UniversityofMinho 1974 (39 years) 2 Campi Campus de Gualtar (380.000 m 2 ) Braga Campus de Azurém (270.000 m 2 ) Guimarães Teaching 53 graduate courses 130 masters courses 22 PhD courses 18.500 students

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências. A GOVERNADORA

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR Concurso com Previa Qualificação Convite para a Manifestação de Interesse

Leia mais

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace A Biblioteca Digital do Senado Federal eo DSpace André Luiz Lopes de Alcântara Chefe do Serviço de Biblioteca Digital Simone Bastos Vieira Diretora da Biblioteca do Senado Federal BIBLIOTECA DO SENADO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

ATOS DA COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL

ATOS DA COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL Número: 5165 quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 ATOS DA COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 3, de 2013 Implementa medidas de racionalização administrativa no âmbito do Senado

Leia mais

Unidade Organizacional Denominação Quant. Nível

Unidade Organizacional Denominação Quant. Nível Quadro Demonstrativo de Funções de Confiança da CLDF Unidade Organizacional Denominação Quant. Nível Gabinete do Presidente Gabinete do Vice-Presidente Gabinete do 1º Secretário Gabinete do 2º Secretário

Leia mais

Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento

Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do Senado Federal está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento Estrutura Administrativa A estrutura administrativa do está dividida em três áreas que compreendem os órgãos de assessoramento superior, órgão central de controle e execução e órgão supervisionado. Conheça

Leia mais

Textos para treinamento de leitura e tradução de Inglês Texto 3/ Prof. Adinoél Sebastião Fonte:

Textos para treinamento de leitura e tradução de Inglês Texto 3/ Prof. Adinoél Sebastião Fonte: TEXTO The U.S. Federal Government The United States government is composed of three major sections. It is based on the Constitution of the United States of America that was put into effect in May, 1789.

Leia mais

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 Estabelece as competências da Secretaria de Segurança Legislativa do Senado Federal e das Subsecretarias e Serviços a ela subordinados. O DIRETOR-GERAL DO SENADO FEDERAL,

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

PLANO DE METAS DA ADMINISTRAÇÃO DO SENADO FEDERAL

PLANO DE METAS DA ADMINISTRAÇÃO DO SENADO FEDERAL PLANO DE METAS DA ADMINISTRAÇÃO DO SENADO FEDERAL Metas de Médio Prazo (até 31/12/ 2014) Fortalecimento e modernização do Poder Legislativo 1. Lançar novo portal institucional O Senado, reformulado para

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE DE INFORMÁTICA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Aprovado na 22ª reunião do Conselho de Unidade (CONSUN) da Faculdade de Informática realizada dia 30 de

Leia mais

ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE IMAGENS ORBITAIS PARA WEBMAPPING

ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE IMAGENS ORBITAIS PARA WEBMAPPING ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE IMAGENS ORBITAIS PARA WEBMAPPING RAFAELA S. NIEMANN 1 ; SOPHIA D. RÔVERE 2 ; WILSON A. HOLLER 3 N 10508 RESUMO A organização de imagens de satélite direcionada à implementação

Leia mais

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps Mariane Alves Dal Santo marianedalsanto@udesc.br Francisco Henrique de Oliveira chicoliver@yahoo.com.br Carlos Loch cloch@ecv.ufsc.br Laboratório de Geoprocessamento GeoLab Universidade do Estado de Santa

Leia mais

GABINETE DO VICE - PREFEITO

GABINETE DO VICE - PREFEITO 4 GABINETE DO VICE - PREFEITO ESTRUTURA O RGANIZACIONAL GABINETE DO VICE-PREFEITO - Cadastro Organizacional/PMS Gabinete do Vice- Prefeito VICE-PREFEITO Coordenadoria Administrativa Setor de Material e

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

RINAVE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CERTIFICADAS NO ÂMBITO DA DIR 94/25/CE CERTIFIED RECREATIONAL CRAFT IN THE SCOPE OF DIR 94/24/EC

RINAVE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CERTIFICADAS NO ÂMBITO DA DIR 94/25/CE CERTIFIED RECREATIONAL CRAFT IN THE SCOPE OF DIR 94/24/EC RINAVE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CERTIFICADAS NO ÂMBITO DA DIR 94/25/CE CERTIFIED RECREATIONAL CRAFT IN THE SCOPE OF DIR 94/24/EC OUTUBRO OCTOBER 2001 RINAVE Registro Internacional Naval, SA Estrada do Paço

Leia mais

USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 WORK PLAN FOR IMPLEMENTATION OF THE UNITED STATES PATENT AND

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DO PRESIDENTE

REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DO PRESIDENTE REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DO PRESIDENTE CAPÍTULO I Objecto ARTIGO.º (Objecto) O presente regulamento define a composição e o regime jurídico do pessoal do Gabinete do Presidente do Tribunal de Contas.

Leia mais

Regimento dos Campi da. Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR

Regimento dos Campi da. Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Regimento dos Campi da Universidade Tecnológica Federal do Paraná UTFPR Deliberação nº 10/2009

Leia mais

Vera Cortês, Agência de Arte Inauguração dia 11 de Janeiro às 22h Finissage com apresentação do livro O Arquivo dia 23 de Fevereiro das 15h às 20h

Vera Cortês, Agência de Arte Inauguração dia 11 de Janeiro às 22h Finissage com apresentação do livro O Arquivo dia 23 de Fevereiro das 15h às 20h Scroll down for english version DANIEL BLAUFUKS Vera Cortês, Agência de Arte Inauguração dia 11 de Janeiro às 22h Finissage com apresentação do livro dia 23 de Fevereiro das 15h às 20h De dia 12 de Janeiro

Leia mais

Implementing and monitoring an. Open Access mandate: the Minho Experience

Implementing and monitoring an. Open Access mandate: the Minho Experience Implementing and monitoring an Open Access mandate: the Minho Experience Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt Agenda Introduction University of Minho Open Access @UMinho Open Access Policy @UMinho: incentive

Leia mais

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico da Guarda R E L AT Ó R I O D E AT I V I D A D E P R O F I S S I O N A L N A J. V A R G A S - G A B I N E T E T É C N I C O D E G E S T Ã O E

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ESPECÍFICO PARA O CURSO DE DIREITO

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ESPECÍFICO PARA O CURSO DE DIREITO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ESPECÍFICO PARA O CURSO DE DIREITO 2 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1 - O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades

Leia mais

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 14, DE 2013.

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 14, DE 2013. ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 14, DE 2013. Altera e consolida as Partes II e III do Regulamento do Senado Federal, que tratam, respectivamente, do Regulamento Orgânico e do Regulamento de Cargos e Funções.

Leia mais

PORTARIA Nº 1.146, DE 10 DE JUNHO DE 2008

PORTARIA Nº 1.146, DE 10 DE JUNHO DE 2008 PORTARIA Nº 1.146, DE 10 DE JUNHO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições que lhe confere o art. 4o- do Decreto no- 6,061, de 15 de março de 2007, resolve: Art. 1 Aprovar o

Leia mais

Sumário. 4 Introdução. 4 Definições. 4 Utilização. 4 Padrões. 4 Conclusão. 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core

Sumário. 4 Introdução. 4 Definições. 4 Utilização. 4 Padrões. 4 Conclusão. 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core Sumário 4 Introdução 4 Definições 4 Utilização 4 Padrões 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core 4 Conclusão Introdução 4 A constante evolução da área de informática, permite com que

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de Pedagogia.

Leia mais

THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT

THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT THE BRAZILIAN PUBLIC MINISTRY AND THE DEFENSE OF THE AMAZONIAN ENVIRONMENT Raimundo Moraes III Congresso da IUCN Bangkok, November 17-25 2004 ENVIRONMENTAL PROTECTION IN BRAZIL The Constitution states

Leia mais

Revisão do Mapeamento de Processos em Levantamentos Topográficos de Áreas Patrimoniais. Antônio Diego Oliveira de Almeida Ivanildo Barbosa

Revisão do Mapeamento de Processos em Levantamentos Topográficos de Áreas Patrimoniais. Antônio Diego Oliveira de Almeida Ivanildo Barbosa Revisão do Mapeamento de Processos em Levantamentos Topográficos de Áreas Patrimoniais Antônio Diego Oliveira de Almeida Ivanildo Barbosa Instituto Militar de Engenharia - IME CEP 22290-270 - Rio de Janeiro

Leia mais

LEI DELEGADA Nº 15, DE 18 DE MARÇO DE 2003.

LEI DELEGADA Nº 15, DE 18 DE MARÇO DE 2003. ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI DELEGADA Nº 15, DE 18 DE MARÇO DE 2003. DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA DA CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO CGE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP Teresinha das Graças Coletta 1, Maria Helena Di Francisco 2, Fabio Muller Guerrini³, Thyerre de Castro Ramazzi 4 1 Mestrado, Escola de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 033 DE 10 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº. 033 DE 10 DE MARÇO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº. 033 DE 10 DE MARÇO DE 2015. O CONSELHO DE UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais, e considerando o Parecer nº. 01/2015 da Comissão Permanente

Leia mais

Banco Bradesco S.A. Calendar of Corporate Events - 2010

Banco Bradesco S.A. Calendar of Corporate Events - 2010 Calendar of Corporate s - 2010 Information on the Company Company Name Corporate Head Office Address Internet Address Investor Relations Officer Investor Relations Contact Newspapers in which corporate

Leia mais

SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGÜE, PORTUGUÊS, FRANCÊS E INGLÊS. COORDENADORA Ana Carolina Gonçalves Reis carolinareis@ufv.br

SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGÜE, PORTUGUÊS, FRANCÊS E INGLÊS. COORDENADORA Ana Carolina Gonçalves Reis carolinareis@ufv.br SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGÜE, PORTUGUÊS, FRANCÊS E INGLÊS COORDENADORA Ana Carolina Gonçalves Reis carolinareis@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 375 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Secretariado

Leia mais

equipe; V elucidar as dúvidas relativas às normas de trabalho e ao desenvolvimento das atividades programada;

equipe; V elucidar as dúvidas relativas às normas de trabalho e ao desenvolvimento das atividades programada; LEI COMPLEMENTAR Nº 207 DE 1º DE FEVEREIRO DE 2013. Altera a Lei Complementar nº 71, de 18 de dezembro de 2003, que institui a Lei Orgânica da - Geral do Estado de Roraima, nos dispositivos que menciona

Leia mais

Jaime Antunes da Silva Diretor-Geral do Arquivo Nacional Presidente do Conselho Nacional de Arquivos CONARQ Presidente da Comissão de Coordenação do

Jaime Antunes da Silva Diretor-Geral do Arquivo Nacional Presidente do Conselho Nacional de Arquivos CONARQ Presidente da Comissão de Coordenação do Jaime Antunes da Silva Diretor-Geral do Arquivo Nacional Presidente do Conselho Nacional de Arquivos CONARQ Presidente da Comissão de Coordenação do Sistema de Gestão de Documentos de Arquivo - SIGA, da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL DECRETO Nº 309, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2005. Aprova o Regimento Interno e o Organograma da Secretaria Municipal do Trabalho e Cooperativismo e dá outras providências. O PREFEITO DE PALMAS no uso das atribuições

Leia mais

Senado Federal. Rio de Janeiro, 17 de agosto de 2009

Senado Federal. Rio de Janeiro, 17 de agosto de 2009 Revisão da Estrutura Organizacional Administrativa e Sistemática de Classificação e Remuneração de Cargos de Provimento em Comissão e Comissionadas Senado Federal Relatório Final da Revisão da Estrutura

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO S A DECRETO N.º 36/07

PREFEITURA MUNICIPAL DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO S A DECRETO N.º 36/07 DECRETO N.º 36/07 CRIA A UNIVERSIDADE POPULAR DE PASSO FUNDO - UP E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE PASSO FUNDO, no uso de suas atribuições legais, de acordo com o disposto no inciso VIII

Leia mais

0 PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO - TST, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

0 PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO - TST, no uso de suas atribuições legais e regimentais, TRIBUNAL ATO.TST.GP.N. 786, DE 3 DE DEZEMBRO DE 2012. Institui o Sistema de Gestão Estratégica do Tribunal Superior do Trabalho - SIGEST e dá outras providências. 0 PRESIDENTE TRIBUNAL SUPERIOR TRABALHO

Leia mais

ÍPÍH ^ ^ PROCESSAMENTO ELETRÕNICO DE DADOS NO SENADO) Boletim Informativo n.o 5. (1.^ quinzena de iunlio/72) Neste número:

ÍPÍH ^ ^ PROCESSAMENTO ELETRÕNICO DE DADOS NO SENADO) Boletim Informativo n.o 5. (1.^ quinzena de iunlio/72) Neste número: ÍPÍH ^ ^ (GRUPO DE TRABALHO PARA A IMPLANTAÇÃO DE PROCESSAMENTO ELETRÕNICO DE DADOS NO SENADO) Boletim Informativo n.o 5 (1.^ quinzena de iunlio/72) Neste número: Tecnologia no Congresso No limiar do futuro

Leia mais

ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: TRAJETÓRIA DO SIBI/UFPR

ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: TRAJETÓRIA DO SIBI/UFPR 1 XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: TRAJETÓRIA DO SIBI/UFPR Telma Terezinha Stresser de Assis Eliane Maria

Leia mais

Received.by NSD/FARA Registration Unit 12/20/2013 2:57:15 PM

Received.by NSD/FARA Registration Unit 12/20/2013 2:57:15 PM Received.by NSD/FARA Registration Unit 12/20/2013 2:57:15 PM Presidencia da Republica -ff~ O ' I o

Leia mais

ANEXO V TABELA DE VENCIMENTO QUADRO DE PROVIMENTO EFETIVO NÍVEL ELEMENTAR NÍVEL BÁSICO NÍVEL MÉDIO NÍVEL SUPERIOR TEMPO DE SERVIÇO 01 398,20 01

ANEXO V TABELA DE VENCIMENTO QUADRO DE PROVIMENTO EFETIVO NÍVEL ELEMENTAR NÍVEL BÁSICO NÍVEL MÉDIO NÍVEL SUPERIOR TEMPO DE SERVIÇO 01 398,20 01 ANEXO V TABELA DE VENCIMENTO QUADRO DE PROVIMENTO EFETIVO NÍVEL ELEMENTAR NÍVEL BÁSICO NÍVEL MÉDIO NÍVEL SUPERIOR TEMPO DE SERVIÇO 01 398,0 01 616,40 01 737,3 01 1.00,00 00,0 anos 0 414,13 0 641,06 0 766,7

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 04/2015 Aprova a criação do Núcleo Unidade EMBRAPII Software e Automação, do Centro

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

Leia mais

Ministério da Comunicação Social

Ministério da Comunicação Social Ministério da Comunicação Social Decreto Executivo Nº 80 /2007 de 2 de Julho Convindo regulamentar o funcionamento do Gabinete de Intercâmbio Internacional do Ministério da Comunicação Social; Nestes termos,

Leia mais

Certificações do Governo Britânico para Gerenciamento de Projetos - Prince2

Certificações do Governo Britânico para Gerenciamento de Projetos - Prince2 Certificações do Governo Britânico para Gerenciamento de Projetos - Prince2 Paulo A. Ferreira, PMP paf@pafferreira.com.br Apresentação Consultoria e Capacitação em Gerenciamento de Projetos Especialista

Leia mais

UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA CURSO DE ZOOTECNIA. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso I e II

UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA CURSO DE ZOOTECNIA. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso I e II UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA CURSO DE ZOOTECNIA Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso I e II Presidente Prudente 2009 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E CARACTERÍSTICAS Art. 1. o - O Trabalho de Conclusão

Leia mais

Banco Bradesco S.A. Calendar of Corporate Events - 2011

Banco Bradesco S.A. Calendar of Corporate Events - 2011 Calendar of Corporate s - 2011 Information on the Company Company Name Corporate Head Office Address Internet Address Investor Relations Officer Investor Relations Contact Newspapers in which corporate

Leia mais

BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO R E G I M E N T O

BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO R E G I M E N T O BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO R E G I M E N T O I N T E R N O Porto Alegre, 2013 TITULO I DA NATUREZA E SEUS FINS Art. 1 A Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo, criada em 1962, registrada sob o nº.

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CAPÍTULO I DA FINALIDADE ART. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica, subordinado à Faculdade de Direito

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto TR/CAPES/DIGAP/FNDE/MEC

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD A política de Educação a Distância EAD está claramente expressa em diversos documentos e regulamentos internos da instituição Regulamento do NEAD Os

Leia mais

TRANSMISSORA ALIANÇA DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. CORPORATE TAXPAYERS ID (CNPJ/MF) / COMPANY REGISTRY (NIRE): 33.3.

TRANSMISSORA ALIANÇA DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. CORPORATE TAXPAYERS ID (CNPJ/MF) / COMPANY REGISTRY (NIRE): 33.3. TRANSMISSORA ALIANÇA DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. CORPORATE TAXPAYERS ID (CNPJ/MF) 07.859.971/0001-30 COMPANY REGISTRY (NIRE): 33.3.0027843-5 MINUTES OF THE MEETING OF HOLDERS OF THE FOURTH SERIES OF THE 2

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DA FEAFLOR- FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DA FEAFLOR- FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DA FEAFLOR- FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA Alta Floresta/2010 1 SUMÁRIO 1 DA CONCEPÇÃO DO TC 3 2 DA COORDENAÇÃO 4 3 DO PROJETO DO TCC 4 4

Leia mais

Banco Santander Totta, S.A.

Banco Santander Totta, S.A. NINTH SUPPLEMENT (dated 26 October 2011) to the BASE PROSPECTUS (dated 4 April 2008) Banco Santander Totta, S.A. (incorporated with limited liability in Portugal) 5,000,000,000 (increased to 12,500,000,000)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS NINTEC CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS FINS

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS NINTEC CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS FINS REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS NINTEC CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS FINS Art. 1º O Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade

Leia mais

CATEGORIA FUNCIONAL: CHEFE DE SERVIÇOS PADRÃO DE VENCIMENTO: CC1

CATEGORIA FUNCIONAL: CHEFE DE SERVIÇOS PADRÃO DE VENCIMENTO: CC1 CATEGORIA FUNCIONAL: CHEFE DE SERVIÇOS PADRÃO DE VENCIMENTO: CC1 Dirigir, orientar, planejar e controlar as atividades do setor e da equipe que dirige, acompanhando os trabalhos dos mesmos para assegurar

Leia mais

Regulamenta o Programa de Estágio de Estudantes na Câmara Municipal de São Paulo.

Regulamenta o Programa de Estágio de Estudantes na Câmara Municipal de São Paulo. ATO 994/07 Regulamenta o Programa de Estágio de Estudantes na Câmara Municipal de São Paulo. Considerando a Lei Federal nº 6.494, de 07/12/1977, que dispõe sobre o estágio de estudantes de ensino superior,

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

www.convenios.gov.br/programasparamunicipios www.portalfederativo.gov.br

www.convenios.gov.br/programasparamunicipios www.portalfederativo.gov.br www.convenios.gov.br/programasparamunicipios www.portalfederativo.gov.br Em 2009 foi publicado o Catálogo de Programas do Governo Federal destinados aos Municípios, que apresentava o conjunto das iniciativas

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE APUÍ, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte.

O PREFEITO MUNICIPAL DE APUÍ, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte. LEI MUNICIPAL Nº 271, DE 28 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a extinção do cargo de Assessor Especial, a criação dos cargos Assessor de Relações Públicas I e II e reestruturação do Anexo I - B da Lei Municipal

Leia mais

PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso do Núcleo de Documentação da Universidade Federal Fluminense

PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso do Núcleo de Documentação da Universidade Federal Fluminense TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso

Leia mais

BIBLIOTECA JOÃO PAULO II GESTÃO PÚBLICA

BIBLIOTECA JOÃO PAULO II GESTÃO PÚBLICA BIBLIOTECA JOÃO PAULO II CATÁLOGO DE PERIÓDICOSICOS ON LINE GESTÃO PÚBLICA Palmas/TO 201 APRESENTAÇÃO Dadas às dificuldades de assinatura de periódicos científicos por instituições de ensino público no

Leia mais

Faculdade de Educação e Meio Ambiente FAEMA Instituto Superior de Educação ISE

Faculdade de Educação e Meio Ambiente FAEMA Instituto Superior de Educação ISE REGIMENTO INTERNO DA CLINICA-ESCOLA DE PSICOLOGIA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE - Capítulo I Caracterização do Serviço Clínica-Escola de Psicologia Art. 1º - O SEPsi - Serviço Escola de Psicologia

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE ALTA FLORESTA - FAF

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE ALTA FLORESTA - FAF REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE ALTA FLORESTA - FAF Alta Floresta/2011 1 SUMÁRIO 1 DA CONCEPÇÃO DO TC... 3 2 DA COORDENAÇÃO... 4 3 DO PROJETO DO TCC...

Leia mais

EXAME NACIONAL DE CURSOS E POLÍTICA DE REGULAÇÃO ESTATAL DO ENSINO SUPERIOR ALFREDO MACEDO GOMES Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco alf1964@terra.com.br RESUMO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 44/15, de 09/12/2015. CAPÍTULO I AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

Subseção I Da Subsecretaria de Biblioteca SUBIB. I coordenar atividades relativas ao controle e à atualização do acervo bibliográfico do Tribunal;

Subseção I Da Subsecretaria de Biblioteca SUBIB. I coordenar atividades relativas ao controle e à atualização do acervo bibliográfico do Tribunal; Subseção I Da Subsecretaria de Biblioteca SUBIB Art. 273. À Subsecretaria de Biblioteca SUBIB compete: I coordenar atividades relativas ao controle e à atualização do acervo bibliográfico do Tribunal;

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS Decreto executivo n.º 128/06 de 6 de Outubro Havendo a necessidade de se definir a estrutura e regulamentar o funcionamento dos órgãos da Casa da Juventude, ao abrigo

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de Ciências Contábeis.

Leia mais

Spirit Sampler Guia Rápido de Operação Manual Doc Number SpiritSampler-02-201406 - Tradução

Spirit Sampler Guia Rápido de Operação Manual Doc Number SpiritSampler-02-201406 - Tradução Spirit Sampler Guia Rápido de Operação Manual Doc Number SpiritSampler-02-201406 - Tradução Offices: Ocean Optics, Inc. World Headquarters 830 Douglas Ave., Dunedin, FL, USA 34698 Phone 727.733.2447 Fax

Leia mais

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE E SETOR PRODUTIVO

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE E SETOR PRODUTIVO INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE E SETOR PRODUTIVO LIRA, B. B. - belarminolira@ct.ufpb.br Universidade Federal da Paraíba, Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil UFPB/CT/DEC. PONTES, L. R. A. -

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI APROVA A ALTERAÇÃO DA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR E ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM MARKETING E O REGULAMENTO

Leia mais

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por

ATO Nº 73/2003. à estrutura da Diretoria do Serviço de Informática, a ser chefiado por ATO Nº 73/2003 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, tendo em vista deliberação deste Tribunal em sessão de 22.7.03, R E S O L V E

Leia mais

Resolução nº 03/2014, do Colegiado do Curso de Graduação em Direito

Resolução nº 03/2014, do Colegiado do Curso de Graduação em Direito Resolução nº 03/2014, do Colegiado do Curso de Graduação em Direito Dispõe sobre as atividades complementares do curso de currículo semestral O DA FACULDADE DE DIREITO PROF. JACY DE ASSIS DA, no uso de

Leia mais

RESOLUÇÃO CD 28/2009. O CONSELHO DEPARTAMENTAL DA FACULDADE TRÊS DE MAIO - SETREM, no uso de suas atribuições legais e regimentais, considerando:

RESOLUÇÃO CD 28/2009. O CONSELHO DEPARTAMENTAL DA FACULDADE TRÊS DE MAIO - SETREM, no uso de suas atribuições legais e regimentais, considerando: RESOLUÇÃO CD 28/2009 - DEFINE O REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO CLÍNICA-ESCOLA DE PSICOLOGIA DA FACULDADE TRÊS DE MAIO - SERCEPS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O CONSELHO DEPARTAMENTAL DA FACULDADE TRÊS DE MAIO

Leia mais

Laureate Discover Visão Geral do Projeto - Informação detalhada. Nina Myers Program Manager

Laureate Discover Visão Geral do Projeto - Informação detalhada. Nina Myers Program Manager Laureate Discover Visão Geral do Projeto - Informação detalhada Nina Myers Program Manager Que é Laureate Discover? Um repositório de recursos acadêmicos disponíveis para as instituições da rede Laureate

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRANGUINHO

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRANGUINHO RESOLUÇÃO N 57 /2013 Altera a Resolução 015, de 05 de outubro de 2004, cria cargo de provimento efetivo no quadro de pessoal do Poder Legislativo de Piranguinho (MG) e dá outras providencias. A Câmara

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DOCUMENTAL DA CODEVASF

POLÍTICA DE GESTÃO DOCUMENTAL DA CODEVASF Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Vinculada ao Ministério da Integração Nacional - M I POLÍTICA DE GESTÃO DOCUMENTAL DA CODEVASF RES. nº 669/2010 maio 2010 FOR-101 SUMÁRIO

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO DO PESSOAL

BOLETIM ADMINISTRATIVO DO PESSOAL SENADO FEDERAL Subsecretaria de Administração de Pessoal Serviço de Apoio Técnico Seção de Divulgação BOLETIM ADMINISTRATIVO DO PESSOAL Instituído pelo Ato da Comissão Diretora nº 1/68 e alterado pelo

Leia mais

IV th WORLD WATER FORUM Developing and Implementing Shared Water Information Systems

IV th WORLD WATER FORUM Developing and Implementing Shared Water Information Systems IV th WORLD WATER FORUM Developing and Implementing Shared Water Information Systems OFFICIAL SESSION n FT 5-13 March, 21 st 2005-16 H 30-18 H 30 BANAMEX CENTER ROOM ITURBIDE N 3 Mr. Oscar Cordeiro NETTO

Leia mais

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO I REGIMENTO INTERNO DO GABINETE DO MINISTRO CAPITULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Gabinete do Ministro, órgão subordinado diretamente ao Ministro

Leia mais

Ministério da Comunicação Social;

Ministério da Comunicação Social; Ministério da Comunicação Social DECRETO EXECUTIVO Nº 69 /2007 De 22 de Junho Convindo regulamentar o funcionamento do Gabinete Jurídico do Ministério da Comunicação Social; Nestes termos, ao abrigo do

Leia mais

Banco de dados de fotografias aéreas de pequeno formato aplicadas no monitoramento de queimadas no estado do Acre em 2005

Banco de dados de fotografias aéreas de pequeno formato aplicadas no monitoramento de queimadas no estado do Acre em 2005 Banco de dados de fotografias aéreas de pequeno formato aplicadas no monitoramento de queimadas no estado do Acre em 2005 Nara Vidal Pantoja 1,2,3 Clarice Oliveira de Farias 1,3 Larissa Santos Saraiva

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Ética e Cidadania Organizacional Eixo Tecnológico: Segurança

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 CONSUC Parecer 12/2008 Aprovado em 02/12/2008 RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno O DIRETOR GERAL DA FACULDADE DAS AMÉRICAS,

Leia mais

Missão Econômica da Holanda ao Brasil

Missão Econômica da Holanda ao Brasil SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE Versão em Português Missão Econômica da Holanda ao Brasil Em reunião realizada no dia 18/05/2017, conduzida pela Coordenadoria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos

Leia mais

Manual para TCC. Jacareí 2011

Manual para TCC. Jacareí 2011 Manual para TCC Manual para TCC Jacareí 2011 FACULDADE INESP ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Apresentação Este trabalho foi idealizado pela necessidade de

Leia mais

Nota: Para obter o texto do FAR Part 31, acesse: http://ecfr.gpoaccess.gov/cgi/t/text/text-idx?&c=ecfr&tpl=/ecfrbrowse/title14/14tab_02.

Nota: Para obter o texto do FAR Part 31, acesse: http://ecfr.gpoaccess.gov/cgi/t/text/text-idx?&c=ecfr&tpl=/ecfrbrowse/title14/14tab_02. RBHA 31 RBHA 31 REQUISITOS DE AERONAVEGABILIDADE. BALÕES LIVRES TRIPULADOS ESTE ARQUIVO CONTÉM O TEXTO DO RBHA 31, APROVADO PELA PORTARIA Nº 288/DGAC DE 6 DE AGOSTO DE 1990, PUBLICADA NO DOU DE 04 DE SETEMBRO

Leia mais