E D I T A L INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO EDIÇÃO 2009/2010

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "E D I T A L INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO EDIÇÃO 2009/2010"

Transcrição

1 E D I T A L INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2009/ O Presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP), Vítor Correia Santos, faz saber, nos termos do Despacho IPP/P-098/2009, de 24 de Julho, que são abertos, com o calendário constante do Anexo I, os concursos especiais para acesso à matrícula e inscrição nos cursos ministrados no IPP. 1 CONDIÇÕES DE ACESSO 1.1 Habilitações específicas: a) Titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos; b) Titulares de cursos superiores, médios e pós-secundários. 1.2 A cada uma das situações habilitacionais específicas, referidas no número anterior, dá lugar uma modalidade de concurso: a) Concurso para titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos (CE1); b) Concurso para titulares de cursos superiores (CE2), médios (CE3) e pós-secundários (CE4). 2 CANDIDATURA 2.1 O processo de candidatura é instruído através de: a) Preenchimento on-line do boletim de candidatura (Ficha de Registo), através do Portal do IPP ( b) Entrega/envio de documentação obrigatória, a saber: i) documento(s) comprovativo(s) da titularidade das situações pessoais e habilitacionais com a totalidade dos elementos necessários para análise da candidatura (Anexo II); ii) cópia do bilhete de identidade e do cartão de contribuinte (ou equivalentes legais); ii) ficha de registo (impresso a partir do sistema on-line) devidamente assinada; iii) comprovativo do pagamento referido em /14

2 2.2 A candidatura está sujeita ao pagamento de uma taxa de 60 (sessenta euros), conforme tabela de emolumentos, efectuado através da Rede Multibanco Pagamento de serviços, utilizando a referência multibanco fornecida pelo Portal do IPP, até ao último dia do período de candidatura. 2.3 Na análise da candidatura, só serão consideradas as referências devidamente comprovadas, podendo ser solicitados documentos adicionais para efeito de aclaração de dúvidas. 2.4 São liminarmente indeferidas as candidaturas que não estejam devidamente validadas no registo on-line, bem como as que não cumpram com o pagamento da taxa de candidatura ou não tenham sido instruídas com a documentação obrigatória, ou com as regras estabelecidas neste Edital e no Regulamento. 2.5 Os candidatos que pretendam usufruir do previsto no número 3 do artigo 9º do Regulamento, deverão contactar os Serviços Académicos da Escola que ministra o curso ao qual pretende candidatar-se (endereços no Anexo III). 2.6 Caso o candidato altere ou adite a sua candidatura, deverá proceder à entrega de novo processo completo, sob risco de ser apenas considerada a última versão completa entregue. 3 ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO 3.1 Candidatos a cursos da ESE, ESEIG, ESTGF, ESTSP e do ISCAP: No caso da candidatura ser efectuada a um curso da(o): - Escola Superior de Educação (ESE); - Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (ESEIG); - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras (ESTGF); - Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP); - Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP), a documentação obrigatória deve ser entregue ou enviada aos Serviços Académicos da Escola (ver endereços no Anexo III), que ministra o curso pretendido, acompanhada pela Ficha de Registo impressa a partir do sistema on-line ( e devidamente assinada. No caso do candidato optar pelo envio por correio (registado), será considerada a data de carimbo do correio, e para além da documentação e Ficha de Registo, deve incluir um envelope A5 pré-endereçado e pré-selado de modo a que os Serviços Académicos lhe remetam o comprovativo à recepção do processo. 2/14

3 3.2 Candidatos a cursos da ESMAE: No caso da candidatura ser efectuada a um curso da Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo (ESMAE) a documentação terá, obrigatoriamente, que ser enviada pelo correio registado (ver endereço no Anexo III), sendo considerada a data de carimbo do correio, tendo que ser acompanhada pela Ficha de Registo impressa a partir do Portal do IPP e devidamente assinada. O candidato deve incluir um envelope A5 pré-endereçado e pré-selado de modo a que os Serviços Académicos lhe remetam o comprovativo à recepção do processo. 3.3 Candidatos a cursos do ISEP: No caso da candidatura ser efectuada a um curso do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), a documentação obrigatória, incluindo a Ficha de Registo impressa a partir do Portal do IPP, devidamente assinada, deve ser digitalizada e carregada no sistema on-line, durante o processo de candidatura electrónica. Os candidatos que encontrem alguma dificuldade no processo podem dirigir-se aos Serviços de Informação Académica do ISEP, localizados no átrio do Edifício E (ver endereço da Escola no Anexo III). Para mais informações consultar o site da Escola: 4- SELECÇÃO SERIAÇÃO 4.1 Os candidatos à matrícula serão seleccionados atendendo ao concurso a que se candidatam e seriados segundo os critérios definidos no Regulamento, assim: a) os que se candidatam ao concurso para titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos (CE1), serão seriados através da aplicação sucessiva dos seguintes critérios: i) classificação final das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos ou do exame extraordinário de avaliação de capacidade para acesso ao ensino superior, por ordem decrescente; ii) ano em que foi obtida a aprovação no exame, sendo dada prioridade àqueles que a tenham obtido em ano mais recuado. b) os que se candidatam ao concurso para titulares de cursos superiores (CE2) e médios (CE3) serão seriados através da aplicação sucessiva dos seguintes critérios: i) classificação final do curso superior ou médio, arredondada às unidades, por ordem decrescente; ii) grau e diploma dando prioridade, sucessivamente, aos titulares de um curso médio e aos titulares de um curso superior, e neste aos titulares do grau de bacharel; iii) idade, por ordem decrescente. 3/14

4 c) os que se candidatam ao concurso para titulares de pós-secundários (CE4) serão seriados de acordo com a classificação final obtida no diploma de especialização tecnológica. Em caso de empate, recorrer-se-á à análise do curriculum vitae dos candidatos. 4.2 O resultado da seriação será divulgado através de Edital, a disponibilizar no Portal do IPP ( e nos Serviços Académicos das Escolas, conforme disposto nos artigos 13º e 14º do Regulamento. 5- MATRICULA INSCRIÇÃO, EMOLUMENTOS E PROPINA 5.1 As matrículas e inscrições dos candidatos admitidos serão feitas no prazo estabelecido no Anexo I, nos Serviços Académicos de cada Escola (ver endereços no Anexo III). 5.2 A matrícula e inscrição nos cursos são sujeitas a taxa de inscrição e pagamento de propina. 5.3 Às matrículas e inscrições, emolumentos e propinas, aplicam-se as regras e procedimentos previstos nos Regulamentos e tabela de emolumentos em vigor. 6- DISPOSIÇÕES FINAIS 6.1 Podem os interessados apresentar reclamação, devidamente fundamentada, no prazo indicado no Anexo I, através do sistema on-line, conforme Regulamento do concurso. 6.2 As reclamações estão sujeitas a uma taxa de 20 (vinte euros), conforme tabela de emolumentos, efectuado através da Rede Multibanco Pagamento de serviços, utilizando a referência multibanco fornecida durante a reclamação. Sempre que a reclamação seja considerada procedente por motivo de erro imputável aos Serviços a taxa de reclamação será devolvida. 6.3 As vagas disponíveis para cada Escola/curso/contingente são as constantes do Anexo IV do presente edital. Politécnico do Porto, 30 de Julho de 2009 Vítor Correia Santos Presidente 4/14

5 ANEXO I INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2009/ C ALENDÁ RIO Afixação do Edital 30 de Julho de 2009 Apresentação da candidatura De 3 a 28 de Agosto de 2009 Envio à Presidência do IPP dos resultados para Homologação Até 10 de Setembro de 2009 Afixação dos resultados de colocação 14 de Setembro de 2009 Matrículas e Inscrições De 14 a 18 de Setembro de 2009 Reclamações De 14 a 18 de Setembro de 2009 Decisão sobre as reclamações Até 16 de Outubro de 2009 Matrícula e Inscrição dos candidatos cuja reclamação foi Até 23 de Outubro de 2009 atendida 5/14

6 ANEXO II INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2009/ D OC UME NTA ÇÃ O O BRIGATÓRIA 1. Titulares de Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos Maiores de 23 Anos/Exame Extraordinário de Avaliação de Capacidade para Acesso ao Ensino Superior de Maiores de 25 Anos a) Certidão de aprovação nas Provas ou no Exame Extraordinário de Avaliação de Capacidade para a Frequência do Ensino Superior b) Certidão comprovativa das classificações obtidas nas provas das disciplinas específicas exigidas para acesso ao curso c) Comprovativo da satisfação dos pré-requisitos exigidos, se aplicável. 2. Titulares de Cursos Médios, Superiores e Pós-Secundários 2.1 Titulares de curso médio a) Certidão comprovativa de ser titular do Curso do Magistério Primário, do Curso de Educadores de Infância ou do Curso de Enfermagem Geral, com a respectiva classificação final; b) Certidão comprovativa de ser titular de um curso do ensino secundário, de um curso complementar do ensino secundário ou do 10º/11º anos de escolaridade. c) Comprovativo da satisfação dos pré-requisitos exigidos, se aplicável. 2.2 Titulares de curso superior a) Certidão comprovativa de ser titular de um curso superior nacional, de equivalência a um curso superior nacional ou de reconhecimento de um curso superior estrangeiro a um grau superior português, com a respectiva classificação final; b) Declaração comprovativa do exercício de funções em qualquer nível de ensino (só para titulares do Curso do Magistério Primário ou do Curso de Educadores de Infância equiparados a bacharéis para efeitos de prosseguimento de estudos, nos termos da respectiva legislação); c) Comprovativo da satisfação dos pré-requisitos exigidos, se aplicável. 2.3 Titulares de curso pós-secundário a) Documento comprovativo da titularidade do diploma de especialização tecnológica; b) Documentos comprovativos das condições exigidas no respectivo protocolo. c) Curriculum Vitae 6/14

7 ANEXO III INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2009/2 /2010 E NDEREÇOS DAS E SCOLAS DO IPP Escola Superior de Educação Rua Dr. Roberto Frias n.º PORTO Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão Rua D. Sancho I, Vila do Conde Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo Rua da Alegria, Porto Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras Casa do Curral, Rua do Curral, Apartado 205 Margaride Felgueiras Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto R. Valente Perfeito, , Vila Nova de Gaia Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Rua Jaime Lopes Amorim, s/n S. Mamede de Infesta Instituto Superior de Engenharia do Porto Rua Dr. António Bernardino de Almeida, Porto 7/14

8 ANEXO IV INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO O E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR - EDIÇÃO 2009/2 /2010 V A GA S Escola Curso Nº DE VAGAS CE1 CE2 CE3 CE4 Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) Engenharia Civil (a) (b) Engenharia Civil - Pós Laboral (a) (b) Engenharia Electrotécnica e de Computadores (a) (b) Engenharia Electrotécnica e de Computadores - Pós Laboral (a) (b) Engenharia Electrotécnica - Sistemas Eléctricos de Energia (a) (b) Engenharia Geotécnica e Geoambiente (a) (b) Engenharia Informática (a) (b) Engenharia Informática - Pós Laboral (a) (b) Engenharia Mecânica (a) (b) Engenharia Mecânica - Pós Laboral (a) (b) Engenharia Química (a) (b) Engenharia de Computação e Instrumentação Médica Engenharia de Instrumentação e Metrologia (a) (b) Engenharia Mecânica Automóvel (a) (b) Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP) Contabilidade e Administração Contabilidade e Administração - Pós Laboral Marketing Marketing - Pós Laboral Comércio Internacional Comércio Internacional - Pós Laboral Comunicação Empresarial Comunicação Empresarial - Pós Laboral Assessoria e Tradução Assessoria e Tradução - Pós Laboral Escola Superior de Educação (ESE) Educação Básica Educação Musical Artes Visuais e Tecnologias Artísticas (Educação Visual e Tecnológica) Línguas e Culturas Estrangeiras Ciências do Desporto Educação Social Educação Social - Pós Laboral Gestão do Património Gestão do Património - Pós Laboral Trad. e Interpret. da Língua Gestual Portuguesa Trad. e Interpret. da Língua Gestual Portuguesa - Pós Laboral /14

9 ANEXO IV (CONTINUAÇÃO) Escola Curso Nº DE VAGAS CE1 CE2 CE3 CE4 Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE) Música, Variante Canto Música, Variante Composição 0 1 (*) 0 0 Música, Variante Instrumento, Ramo Cordas 0 1 (*) 0 0 Música, Variante Instrumento, Ramos Sopros 2 1 (*) 0 0 Música, Variante Instrumento, Ramo Percussão 0 1 (*) 0 0 Música, Variante Instrumento, Ramo Piano e Teclas 0 1 (*) 0 0 Música, Varante Música Antiga Música, Variante Jazz 1 1 (*) 0 0 Música, Variante Produção e Tecnologias da Música 1 1 (*) 0 0 Teatro, Variante Interpretação 1 2 (*) 0 0 Teatro, Variante Produção e Design Ramo Luz e Som 0 1 (*) 0 0 Teatro, Variante Produção e Design, Ramo Direcção de Cena Teatro, Variante Produção e Design, Ramo Cenografia 0 1 (*) 0 0 Teatro, Variante Produção e Design, Ramo Figurino 0 1 (*) 0 0 Tecnologia da Comunicação Audiovisual Tecnologia da Comunicação Multimédia Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (ESEIG) Contabilidade e Administração Contabilidade e Administração Pós-laboral Recursos Humanos Engenharia e Gestão Industrial Engenharia Mecânica Engenharia Biomédica Ciências e Tecnologias da Documentação e Informação (c) Gestão e Administração Hoteleira Design Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras (ESTGF) Ciências Empresariais (d) Ciências Empresariais Pós-laboral (d) Engenharia Informática (d) Engenharia Informática Pós-laboral (d) Solicitadoria (d) Solicitadoria - Pós Laboral (d) Segurança e Qualidade no Trabalho (d) Segurança e Qualidade no Trabalho - Pós Laboral (d) (*) Aplicável o disposto no n.º3 do artigo 3.º do Edital do Concurso Local de Acesso da ESMAE 9/14

10 ANEXO IV (CONTINUAÇÃO) Escola Curso Nº DE VAGAS CE1 CE2 CE3 CE4 Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP) Análises Clínicas e Saúde Pública Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica Audiologia Cardiopneumologia Farmácia Fisioterapia Medicina Nuclear Neurofisiologia Radiologia Radioterapia Saúde Ambiental Terapia da Fala Terapia Ocupacional Legenda CE1 Titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos CE2 Titulares de cursos superiores CE3 Titulares de cursos médios CE4 Titulares de cursos pós-secundários 10/14

11 ANEXO IV (CONTINUAÇÃO) (a) NÚMERO DE VAGAS POR ESCOLA E CET RESERVADAS AO ACESSO ÀS LICENCIATURAS DO ISEP CURSO DO ISEP ESCOLA CET VAGAS ENGENHARIA CIVIL ENGENHARIA DE INSTRUMENTAÇÃO E METROLOGIA ENGENHARIA ELECTROTECNIA E DE COMPUTADORES ENGENHARIA GEOTECNICA E GEOAMBIENTE ENGENHARIA INFORMÁTICA ENGENHARIA MECÂNICA ESCOLA SECUNDÁRIA ANTÓNIO SÉRGIO CONDUÇÃO DE OBRA 6 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE CONDUÇÃO DE OBRA 3 ESCOLA SECUNDÁRIA INFANTE D. HENRIQUE CONDUÇÃO DE OBRA 6 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE AUDITORIAS DE SISTEMAS DE GESTÃO 3 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE 3 ESCOLA SECUNDÁRIA FONTES PEREIRA DE MELO ETVC - ESCOLA TECNOLÓGICA DE VALE DE CAMBRA AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E CONTROLO INDUSTRIAL 5 AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E CONTROLO INDUSTRIAL 10 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE AUDITORIAS DE SISTEMAS DE GESTÃO 2 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE 3 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE CONDUÇÃO DE OBRA 5 ESCOLA SECUNDÁRIA ANTÓNIO SÉRGIO ESCOLA SECUNDÁRIA ANTÓNIO SÉRGIO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS MULTIMÉDIA 5 TECNOLOGIAS E PROG. SIST. DE INFORMAÇÃO 5 ESCOLA PROFISSIONAL DO INFANTE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS DE GESTÃO 5 ESCOLA PROFISSIONAL DO INFANTE TECNOLOGIAS E PROG. SIST. DE INFORMAÇÃO 5 INST. MANUT. REDES E SISTEMAS ESCOLA RUIZ COSTA INFORMÁTICAS 5 ESCOLA SECUNDÁRIA FONTES PEREIRA DE MELO PRODUÇÃO MECÂNICA 5 DESENHO E PROJECTO DE ESCOLA SECUNDÁRIA INFANTE D. HENRIQUE METALOMECÂNICA 5 ESCOLA DE TECNOLOGIA MECÂNICA TECNOLOGIA MECÂNICA 10 CENFIM FABRICAÇÃO AUTOMÁTICA 5 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE AUDITORIAS DE SISTEMAS DE GESTÃO 3 INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE 2 ETVC - ESCOLA TECNOLÓGICA DE VALE DE CAMBRA TECNOLOGIA MECÂNICA 5 ESCOLA DE TECNOLOGIA MECÂNICA GESTÃO DA MANUTENÇÃO 5 AFTEM (ESTEM) GESTÃO INDUSTRIAL 5 ESCOLA DE TECNOLOGIA MECÂNICA REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 5 ENGENHARIA QUÍMICA ESCOLA SECUNDÁRIA INFANTE D. HENRIQUE QUÍMICA INDUSTRIAL NÍVEL IV 5 11/14

12 ANEXO IV (CONTINUAÇÃO) (b) LISTA DE CET, INTEGRANTES DO CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES, ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO ÀS LICENCIATURAS DO ISEP CURSO DO ISEP CET VAGAS ENGENHARIA CIVIL CONDUÇÃO DE OBRA 6 ENGENHARIA DE INSTRUMENTAÇÃO E METROLOGIA ENGENHARIA ELECTROTECNIA SISTEMAS ELÉCTRICOS DE ENERGIA ENGENHARIA ELECTROTECNIA E DE COMPUTADORES ENGENHARIA GEOTECNICA E GEOAMBIENTE ENGENHARIA INFORMÁTICA ENGENHARIA MECÂNICA ENGENHARIA MECÂNICA AUTOMÓVEL AUDITORIAS DE SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E CONTROLO INDUSTRIAL AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E CONTROLO INDUSTRIAL AUDITORIAS DE SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE CONDUÇÃO DE OBRA DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS MULTIMÉDIA TECNOLOGIAS E PROG. SIST. DE INFORMAÇÃO APLICAÇÕES INFORMÁTICAS DE GESTÃO INST. MANUT. REDES E SISTEMAS INFORMÁTICAS PRODUÇÃO MECÂNICA DESENHO E PROJECTO DE METALOMECÂNICA FABRICAÇÃO AUTOMÁTICA AUDITORIAS DE SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE TECNOLOGIA MECÂNICA GESTÃO DA MANUTENÇÃO GESTÃO INDUSTRIAL REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO PRODUÇÃO MECÂNICA FABRICAÇÃO AUTOMÁTICA TECNOLOGIA MECÂNICA GESTÃO DA MANUTENÇÃO GESTÃO INDUSTRIAL DESENHO E PROJECTO DE METALOMECÂNICA ENGENHARIA QUÍMICA QUÍMICA INDUSTRIAL 5 12/14

13 ANEXO IV (CONTINUAÇÃO) (c) NÚMERO DE VAGAS POR ESCOLA E CET RESERVADAS AO ACESSO ÀS LICENCIATURAS DA ESEIG CURSO DA ESEIG ESCOLA CET VAGAS CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO ESCOLA PROFISSIONAL DO ALTO MINHO INTERIOR DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO 2 13/14

14 ANEXO IV (CONTINUAÇÃO) (d) LISTA DE CET, INTEGRANTES DO CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES, ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO ÀS LICENCIATURAS DA ESTGF CURSO DA ESTGF CET VAGAS* AUDITORIA A SISTEMAS DE GESTÃO CIÊNCIAS EMPRESARIAIS (Diurno + Pós-laboral) GESTÃO DE TURISMO APLICAÇÕES INFORMÁTICAS DE GESTÃO BANCA E SEGUROS GESTÃO DA QUALIDADE E DO AMBIENTE 3+3 ENGENHARIA INFORMÁTICA (Diurno + Pós-laboral) SOLICITADORIA (Diurno + Pós-laboral) APLICAÇÕES INFORMÁTICAS DE GESTÃO AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E CONTROLO INDUSTRIAL GESTÃO DE REDES E SISTEMAS INFORMÁTICOS INSTALAÇÕES E MANUTENÇÃO DE REDES E SISTEMAS INFORMÁTICOS DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS MULTIMÉDIA TECNOLOGIAS E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APLICAÇÕES INFORMÁTICAS DE GESTÃO BANCA E SEGUROS SEGURANÇA E QUALIDADE NO TRABALHO GESTÃO DA QUALIDADE E DO AMBIENTE (Diurno + Pós-laboral) AUDITORIA A SISTEMAS DE GESTÃO * Vagas por regime de funcionamento (Diurno + Pós-laboral) /14

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO EDIÇÃO 2013/2014

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO EDIÇÃO 2013/2014 EDITAL REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto, Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber que,

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM BIOQUÍMICA EM SAÚDE ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM BIOQUÍMICA EM SAÚDE ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM BIOQUÍMICA EM SAÚDE ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2015/2016

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2015/2016 EDITAL Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto, Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber que, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 17.º do Decreto-Lei

Leia mais

- ESPAÇO VOLUNTARIADO PROGRAMA APOIO FINANCEIRO. Candidaturas

- ESPAÇO VOLUNTARIADO PROGRAMA APOIO FINANCEIRO. Candidaturas - ESPAÇO VOLUNTARIADO PROGRAMA APOIO FINANCEIRO Candidaturas De acordo com o Regulamento anexo ao Despacho IPP/P-122/2011, de 21 de novembro (Regulamento da Bolsa de Voluntários do Instituto Politécnico

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS EDIÇÃO 2015/2016

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS EDIÇÃO 2015/2016 EDITAL Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP), Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber, nos termos do artigo 4.º do Regulamento dos Cursos

Leia mais

Estabelecimento/Curso Estabelecimento/Curso Estabelecimento/Curso

Estabelecimento/Curso Estabelecimento/Curso Estabelecimento/Curso ENSINO UNIVERSITÁRIO Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) PM 15 11 130,8 4 Ciências da Nutrição (Preparatórios) PL 15 5 122,5 10 Medicina Veterinária (Preparatórios)

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM CIÊNCIAS NUCLEARES APLICADAS NA SAÚDE (edição 2015-2017)

EDITAL MESTRADO EM CIÊNCIAS NUCLEARES APLICADAS NA SAÚDE (edição 2015-2017) EDITAL MESTRADO EM CIÊNCIAS NUCLEARES APLICADAS NA SAÚDE (edição 2015-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas

Leia mais

MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO (LICENCIATURA/GRADUAÇÃO) 2015/2016

MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO (LICENCIATURA/GRADUAÇÃO) 2015/2016 MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO (LICENCIATURA/GRADUAÇÃO) 2015/2016 MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Direcção-Geral do Ensino Superior. Estabelecimento Vagas 3.ª Fase

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Direcção-Geral do Ensino Superior. Estabelecimento Vagas 3.ª Fase Vagas.ª Fase Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 00 0 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 00 0 Medicina Veterinária (Preparatórios) 00 0 Ciências Agrárias 00 0 Engenharia e Gestão do Ambiente

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Direcção-Geral do Ensino Superior. Estabelecimento Vagas 2.ª Fase

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Direcção-Geral do Ensino Superior. Estabelecimento Vagas 2.ª Fase Vagas.ª Fase Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 00 0 Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) 00 0 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 00 0 Medicina Veterinária (Preparatórios) 00 0 Ciências Agrárias

Leia mais

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR ENSINO SUPERIOR PARTICULAR 220 4002 9732 Academia Nacional Superior de Orquestra Direcção de Orquestra 1.º 6 Sem 180 1 220 4002 9771 Academia Nacional Superior de Orquestra Instrumentista de Orquestra

Leia mais

TPG FO1ifliC0 cl Guarda

TPG FO1ifliC0 cl Guarda Øw TPG FO1ifliC0 cl Guarda EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2015/2016 Constantino Mendes Rei, Presidente do Instituto Politécnico

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2014, 2015, 2016 PÚBLICO PRIVADO COMISSÃO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2014, 2015, 2016 PÚBLICO PRIVADO COMISSÃO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2014, 2015, 2016 PÚBLICO PRIVADO COMISSÃO NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR DIREÇÃO-GERAL DO ENSINO SUPERIOR Direção de Serviços

Leia mais

MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO (LICENCIATURA/GRADUAÇÃO) 2014/2015

MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO (LICENCIATURA/GRADUAÇÃO) 2014/2015 MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO (LICENCIATURA/GRADUAÇÃO) 2014/2015 MANUAL DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATO A UM CURSO DE 1º CICLO

Leia mais

EDITAL ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO

EDITAL ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO EDITAL ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS-GRADUADA EM DIREÇÃO HOTELEIRA Edição 2014/2015 Fernando Flávio

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito 1. São abrangidos por este concurso: a) Os titulares de um curso superior; b) Os titulares dos extintos cursos do Magistério Primário, de Educadores de Infância

Leia mais

18-11-2015 ISEP - IPP ESE - IPP ESMAE - IPP ISCAP - IPP. IPP Politécnico do Porto > cidade do Porto. IPP Politécnico do Porto > cidade do Porto

18-11-2015 ISEP - IPP ESE - IPP ESMAE - IPP ISCAP - IPP. IPP Politécnico do Porto > cidade do Porto. IPP Politécnico do Porto > cidade do Porto Agrupamento de Escolas Coelho e Castro Auditório A, 18 Novembro 2015 Preparados para trabalhar? Um estudo com Diplomados do Ensino Superior e Empregadores Diana Aguiar Vieira Agenda Enquadramento do estudo

Leia mais

0202 Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente

0202 Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente 0110 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 8031 Ciências Farmacêuticas (Preparatórios) 155,5 8085 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 128,8 8086 Medicina Veterinária (Preparatórios) 154,8 9022 Ciências

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE COIMBRA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA SERVIÇOS JURÍDICOS ANO LECTIVO 2012/2013

INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE COIMBRA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA SERVIÇOS JURÍDICOS ANO LECTIVO 2012/2013 INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DE COIMBRA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA SERVIÇOS JURÍDICOS ANO LECTIVO 2012/2013 EDITAL 2ª Fase O Presidente do Instituto Superior de Contabilidade

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO JUNHO 2013 APROVADO PELO DESPACHO IPP/P-050/2013 [1 11] ÍNDICE Objeto... 3 Âmbito... 3 Conceitos...

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

CONCURSO NACIONAL DE ACESSO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO 11 1.ª FASE DEZEMBRO DE 2011 ÍNDICE Nota Introdutória... 3 Conceitos... 4 Grandes Números... 5 Candidatos, Vagas, Colocados e Matriculados... 6 OFERTA FORMATIVA... 7 Vagas por

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA.

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA. INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA Edição 2014-2016 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL Edição 2015-2017 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015 Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015 REG.CTC.08.01 Página 1 de 6 Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior da Escola

Leia mais

Lisboa Privado Politécnico 4002 Academia Nacional Superior de Orquestra Instrumentista de Orquestra

Lisboa Privado Politécnico 4002 Academia Nacional Superior de Orquestra Instrumentista de Orquestra Distrito Subsistema Tipo de ensino Cód. Estab. Nome do Estabelecimento Nome do Curso Grau Lisboa Privado Politécnico 4002 Academia Nacional Superior de Orquestra Direcção de Orquestra Lisboa Privado Politécnico

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Ao abrigo do disposto no artigo 10º da Portaria n.º 401/2007, de 5 de Abril, aprovo o novo Regulamento do Regime de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso do Instituto

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EDIÇÃO 2015/2016 2.º SEMESTRE

CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EDIÇÃO 2015/2016 2.º SEMESTRE O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no 2.º semestre do

Leia mais

DESPACHO. N.º 21 /2011 Data: 2011/05/30 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e Não Docente

DESPACHO. N.º 21 /2011 Data: 2011/05/30 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e Não Docente DESPACHO N.º 21 /2011 Data: 2011/05/30 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e Não Docente ASSUNTO: Regulamento de Cursos de Especialização Tecnológica da ESTeSL. No âmbito da sua missão e objectivos

Leia mais

DECRETO-LEI N.º 393-B/99, de 2 de Outubro. Regula os Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior

DECRETO-LEI N.º 393-B/99, de 2 de Outubro. Regula os Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior DECRETO-LEI N.º 393-B/99, de 2 de Outubro Regula os Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior O regime geral de acesso e ingresso no ensino superior resultante do novo quadro estabelecido

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2011-2013)

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2011-2013) EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2011-2013) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março, com as

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA INFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE EDIÇÃO 2011/2012

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA INFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE EDIÇÃO 2011/2012 PRES EDT006 2011 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA EDIÇÃO 2011/2012 João Manuel Simões da Rocha, Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, faz saber:

Leia mais

C MATRÍCULA E INSCRIÇÃO E RENOVAÇÃO DE INSCRIÇÃO ANUAL EM CURSO DO IPL

C MATRÍCULA E INSCRIÇÃO E RENOVAÇÃO DE INSCRIÇÃO ANUAL EM CURSO DO IPL C MATRÍCULA E INSCRIÇÃO E RENOVAÇÃO DE INSCRIÇÃO ANUAL EM CURSO DO IPL 1. Matrícula e Inscrição 1.1. Ingressei no IPL através do Concurso Nacional de Acesso. Como procedo para efectuar a matrícula/inscrição?

Leia mais

ANEXO 1. Cursos. Ciências da Educação (concurso local) Ciências da Educação e da Formação Educação Educação (concurso local)

ANEXO 1. Cursos. Ciências da Educação (concurso local) Ciências da Educação e da Formação Educação Educação (concurso local) Educação ANEXO 1 de professores / formadores e ciência da educação Ciências Educação Ciências da Educação Ciências da Educação Ciências da Educação (concurso local) Ciências da Educação e da Educação Educação

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 65 4 de abril de 2016 11203 SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

Diário da República, 2.ª série N.º 65 4 de abril de 2016 11203 SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Diário da República, 2.ª série N.º 65 4 de abril de 2016 11203 21 Lei Geral Tributária, aprovada pelo Decreto -Lei n.º 398/98, de 17 de dezembro; 22 Código de Procedimento e de Processo Tributário, aprovado

Leia mais

CURSOS QUE CONFEREM HABILITAÇÃO PRÓPRIA PARA A DOCÊNCIA. Grupo de Recrutamento 530 - Educação Tecnológica

CURSOS QUE CONFEREM HABILITAÇÃO PRÓPRIA PARA A DOCÊNCIA. Grupo de Recrutamento 530 - Educação Tecnológica Arquitectura Arquitectura (Curso superior) 1º Arquitectura e Urbanismo Universidade Fernando Pessoa Arte e Comunicação ramo de Audiovisual; ramo Fotográfico; ramo de Multimédia Escola Superior Artística

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

Cursos médios ou superior mais próximo da área do curso

Cursos médios ou superior mais próximo da área do curso Homologo, O Vice-Reitor, (Prof. Doutor António de Brito Ferrari) DESPACHO Nº 16-R/2008 TITULARES DE CURSOS MÉDIOS OU SUPERIORES Cursos médios ou superior mais próximo da área do curso Curso - Licª em Bioquímica

Leia mais

Estes cursos têm a duração de quatro semestres letivos (dois anos) a que correspondem 120 unidades de crédito (ECTS).

Estes cursos têm a duração de quatro semestres letivos (dois anos) a que correspondem 120 unidades de crédito (ECTS). APRESENTAÇÃO Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) são uma nova modalidade de ciclo de estudos, regulada pelo Decreto-lei n.º 43/2014, já disponível no Politécnico de Leiria. Estes cursos

Leia mais

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições nos cursos do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra. Artigo 2.º Definições De

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO NÃO GRADUADA SECÇÃO I COORDENADOR DE CURSO. Artigo 1.º Coordenador de Curso

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO NÃO GRADUADA SECÇÃO I COORDENADOR DE CURSO. Artigo 1.º Coordenador de Curso REGULAMENTO DA FORMAÇÃO NÃO GRADUADA SECÇÃO I COORDENADOR DE CURSO Artigo 1.º Coordenador de Curso 1. A coordenação pedagógica e científica de um curso de formação não graduada cabe, em regra, a um docente

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010

Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010 Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010 Regulamento n.º 416/2010 Regulamento das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a

Leia mais

CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2012

CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2012 ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS DO ENSINO SUPERIOR CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2012 SUPLEMENTO N.º 2 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA CURSOS CONGÉNERES DIREÇÃO-GERAL DO ENSINO SUPERIOR JULHO DE 2012

Leia mais

Mestrado Integrado em Medicina

Mestrado Integrado em Medicina Ao abrigo do disposto na alínea a) do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, com a redação dada pelo Decreto-Lei n.º 115/2013, de 7 de agosto, e no exercício da competência conferida pela

Leia mais

Programa de Doutorado Interinstitucional em Ciências da Reabilitação DINTER UFMG - UFC para 2016. Edital N 03/ 2016

Programa de Doutorado Interinstitucional em Ciências da Reabilitação DINTER UFMG - UFC para 2016. Edital N 03/ 2016 Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação Programa de Doutorado Interinstitucional em Ciências

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão EDITAL Nº. 349/2014 - CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 27/2014 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA INSCRIÇÕES DE ESTAGIÁRIOS, PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA E PREENCHIMENTO DAS VAGAS DE ESTÁGIO NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão EDITAL Nº. 251/2015 - CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 18/2015 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA INSCRIÇÕES DE ESTAGIÁRIOS, PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA E PREENCHIMENTO DAS VAGAS DE ESTÁGIO NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

SAÍDAS PROFISSIONAIS

SAÍDAS PROFISSIONAIS SAÍDAS PROFISSIONAIS Telf: 234 340 220 * Fax: 234 343 272 * info@aesbernardo.pt * www.aesbernardo.pt Página 1 de 6 CURSO CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS ÁREA DAS CIÊNCIAS ÁREA DA ANIMAÇÃO ÁREA DA SAÚDE AREA DO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR DE INVERNO 2009/2

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR DE INVERNO 2009/2 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR DE INVERNO 2009/2 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO O Reitor do Centro Universitário Feevale, instituição de ensino superior recredenciada pela Portaria nº. 1.566, de 27 de maio

Leia mais

EDITAL. 3. Para concretizar a candidatura deverá enviar os seguintes documentos para o e-mail: gpgrad@iscap.ipp.pt

EDITAL. 3. Para concretizar a candidatura deverá enviar os seguintes documentos para o e-mail: gpgrad@iscap.ipp.pt EDITAL Olímpio de Jesus Pereira Sousa Castilho, Presidente do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Instituto Politécnico do Porto, faz saber que: 1. Está aberto o concurso para admissão

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 1. Concurso Nacional de Acesso 1.1. Quem pode candidatar-se ao ensino superior? Podem candidatar-se ao ensino superior, os estudantes que satisfaçam cumulativamente, as seguintes

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO RADIAL EDITAL PROCESSO SELETIVO UNIFICADO - 1º SEMESTRE DE 2008

CENTRO UNIVERSITÁRIO RADIAL EDITAL PROCESSO SELETIVO UNIFICADO - 1º SEMESTRE DE 2008 CENTRO UNIVERSITÁRIO RADIAL EDITAL PROCESSO SELETIVO UNIFICADO - 1º SEMESTRE DE 2008 A Reitora do Centro Universitário Radial, Faculdade Radial Jabaquara, Faculdade Radial de Curitiba, Faculdade de Tecnologia

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Nos termos do n.º 1 do artigo 10.º do Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso,

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado Nos termos previstos nos artigos 15.º e 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto (Lei que define as bases

Leia mais

PROCESSOS DE INGRESSO 2015 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES

PROCESSOS DE INGRESSO 2015 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PROCESSOS DE INGRESSO 2015 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES A Universidade de Caxias do Sul (UCS) torna pública a abertura de inscrições e as condições que regem os Processos Seletivos para o ingresso

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO E GESTÃO 2015/2016

MESTRADO EM DIREITO E GESTÃO 2015/2016 MESTRADO EM DIREITO E GESTÃO 2015/2016 VAGAS o 20 vagas para a candidatura na 1.ª fase o 20 vagas para a candidatura na 2.ª fase Na 1.ª fase aceitam-se candidaturas condicionadas de estudantes que comprovadamente

Leia mais

CONTINGENTE ESPECIAL PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL: 2007-2011

CONTINGENTE ESPECIAL PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL: 2007-2011 Colocados CONCURSO NACIONAL DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO CONTINGENTE ESPECIAL PARA PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL: 2007-2011 Etapa 1: colocação dos candidatos às vagas

Leia mais

Mestrado em Engenharia Informática

Mestrado em Engenharia Informática Mestrado em Engenharia Informática Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras Ano Lectivo 2007/2008 Objectivo do Mestrado Dotar os diplomados de competências que lhes permitam actuar no âmbito

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual n.º 9.996, de 02.05.2006

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual n.º 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº062/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA INTERNA E EXTERNA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UESB O Reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa MESTRADO EM ENSINO DA MÚSICA REGULAMENTO SECÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO CURSO

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa MESTRADO EM ENSINO DA MÚSICA REGULAMENTO SECÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO CURSO Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa MESTRADO EM ENSINO DA MÚSICA REGULAMENTO SECÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO CURSO Artigo 1º Objecto 1 O presente regulamento aplica-se

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO E SEGURANÇA ALIMENTAR

PÓS GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO E SEGURANÇA ALIMENTAR Escola Superior Agrária Instituto Politécnico de Viseu PÓS GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO E SEGURANÇA ALIMENTAR EDITAL ANO LECTIVO: 2014/2015 2ª Edição 1. NOTA INTRODUTÓRIA A segunda edição da pós-graduação em

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO LABORATORIAL. (Edição 2011 2013)

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO LABORATORIAL. (Edição 2011 2013) EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO LABORATORIAL (Edição 2011 2013) Nos termos dos Decretos Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto

Leia mais

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/1989. e publicada no D.O.U em 11/12/1989, Seção I, p.22.

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/1989. e publicada no D.O.U em 11/12/1989, Seção I, p.22. UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/1989 e publicada no D.O.U em 11/12/1989, Seção I, p.22.684 EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 1º Semestre/2015 O

Leia mais

EDITAL. Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA ANO LECTIVO: 2016/2018.

EDITAL. Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA ANO LECTIVO: 2016/2018. Escola Superior Agrária Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA EDITAL ANO LECTIVO: 2016/2018 2ª Edição 1. NOTA INTRODUTÓRIA O Mestrado em Enfermagem Veterinária

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI-PARANÁ Reconhecido pela Portaria Ministerial nº 3.950, de 30/12/02, D.O.U. 31/12/02, Seção 1, p. 31.

CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI-PARANÁ Reconhecido pela Portaria Ministerial nº 3.950, de 30/12/02, D.O.U. 31/12/02, Seção 1, p. 31. CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI-PARANÁ Reconhecido pela Portaria Ministerial nº 3.950, de 30/12/02, D.O.U. 31/12/02, Seção 1, p. 31. ATO EDITAL Nº 02/2013 (Resolução CEPE n 16, de 03 de setembro de

Leia mais

EDITAL Nº 012/2014 Retificado em 28/03 às 11h (item 1.8)

EDITAL Nº 012/2014 Retificado em 28/03 às 11h (item 1.8) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE REGISTROS ACADÊMICOS EDITAL Nº 012/2014 Retificado em 28/03 às 11h (item 1.8) A Diretora do Departamento

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Serviço Público Federal

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Serviço Público Federal EDITAL PROGRAD Nº 15/2013 DE TRANSFERÊNCIA INTERNA UNIFESP PARA O 1º SEMESTRE DE 2014 O PRÓ-REITOR ADJUNTO DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO, cumprindo a RESOLUÇÃO nº 01/10 que regula a

Leia mais

EDITAL. 2. Podem ser opositores ao concurso deste curso de mestrado:

EDITAL. 2. Podem ser opositores ao concurso deste curso de mestrado: EDITAL 1. Faz-se público que está aberto concurso para admissão ao Curso de Mestrado em Tecnologias de Informação e Comunicação em Educação, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2015/2016 na Escola

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO-LABORATORIAL. (Edição 2011-2013)

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO-LABORATORIAL. (Edição 2011-2013) EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO-LABORATORIAL (Edição 2011-2013) Nos termos dos Decretos-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei

Leia mais

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8 EDITAL 1º Ciclo de Estudos - Ano Letivo 2015/2016 Concurso para os regimes de Reingresso, Mudança de Curso, Transferência, e Concursos Especiais de Ingresso (titulares de curso médio ou superior e maiores

Leia mais

INFORMAÇÕES REFERENTES AOS CURSOS:

INFORMAÇÕES REFERENTES AOS CURSOS: De acordo com a Lei nº 9.394 de 20/12/96 e o Regimento Geral, a Reitora da Universidade Salvador - UNIFACS, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura das inscrições do Processo Seletivo Tradicional

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso Página 1 de 10 REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Preâmbulo A Portaria n.º 401/2007, de 5 de

Leia mais

Edital Nº 012/16/PSCG EDITAL DE INGRESSO PARA VAGAS COMPLEMENTARES ATRAVÉS DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL

Edital Nº 012/16/PSCG EDITAL DE INGRESSO PARA VAGAS COMPLEMENTARES ATRAVÉS DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Edital º 012/16/PSCG EDITAL DE IGRESSO PARA VAGAS COMPLEMETARES ATRAVÉS DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL A Pró-Reitora de Ensino da Universidade da Região de Joinville UIVILLE, no uso de suas atribuições,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via Prova Agendada. Inscrição Calendário Redação Resultado Matrícula

PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via Prova Agendada. Inscrição Calendário Redação Resultado Matrícula PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via Prova Agendada A Universidade de Franca, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40 de 12.12.2007, resolve promover Processo

Leia mais

CAMPUS AC SIMÕES Cursos Presenciais e Ensino à Distância

CAMPUS AC SIMÕES Cursos Presenciais e Ensino à Distância UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE REGISTRO E CONTROLE ACADÊMICO EDITAL DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PRESENCIAL E À DISTÂNCIA Nº 033/2015 Campus A.C. Simões (Maceió),

Leia mais

Edital Interno de Seleção do Programa CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CAPES/CNPq

Edital Interno de Seleção do Programa CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CAPES/CNPq Edital Interno de Seleção do Programa CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CAPES/CNPq Graduação Sanduíche na Austrália, Bélgica, Espanha, Canadá, Coréia do Sul, Holanda e Portugal EDITAL DE SELEÇÃO 002-2012 O Diretor

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via Prova Agendada

PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via Prova Agendada PROCESSO SELETIVO 2º Sem/2015 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via Prova Agendada A Universidade de Franca, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40 de 12.12.2007,republicada em 01.12.2010

Leia mais

DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Nos termos dos artigos 2.º e 3.º do Regulamento do Estatuto do Estudante Internacional

Leia mais

1. Apresentação. 2. Cursos elegíveis na UFRGS

1. Apresentação. 2. Cursos elegíveis na UFRGS Edital complementar às chamadas públicas Programa Ciência sem Fronteiras nº 136, 138, 139, 140, 141, 142/2013 - graduação sanduíche na Áustria, Bélgica, China, Finlândia e Irlanda 1. Apresentação Este

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA G GESTÃO COMERCIAL. ÁREA DE FORMAÇÃO Enquadramento na organização/empresa PERFIL PROFISSIONAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA G GESTÃO COMERCIAL. ÁREA DE FORMAÇÃO Enquadramento na organização/empresa PERFIL PROFISSIONAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA G GESTÃO COMERCIAL ÁREA DE FORMAÇÃO Enquadramento na organização/empresa PERFIL PROFISSIONAL Técnico Especialista em Gestão Comercial LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Decreto-lei

Leia mais

EGAS MONIZ COOPERATIVA DE ENSINO SUPERIOR, C. R. L.

EGAS MONIZ COOPERATIVA DE ENSINO SUPERIOR, C. R. L. EGAS MONIZ COOPERATIVA DE ENSINO SUPERIOR, C. R. L. Regulamento n.º 120/2006 (DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE N.º 124 29 de Junho de 2006) Regulamento do Concurso Especial de Acesso e Ingresso no Ensino Superior

Leia mais

EDITAL PRAC 01/2016 INSCRIÇÕES

EDITAL PRAC 01/2016 INSCRIÇÕES EDITAL PRAC 01/2016 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRESENCIAL E EAD DA UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO COM APROVEITAMENTO DE CURSOS SUPERIORES (transferências externas,

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - 2008. Provas de Ingresso - 2008. Ensino Superior Público

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - 2008. Provas de Ingresso - 2008. Ensino Superior Público ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - 2008 Provas de Ingresso - 2008 Ensino Superior Público Direcção-Geral do Ensino Superior Fevereiro de 2008 Ficha técnica Título: Acesso ao Ensino Superior 2008 - Provas de Ingresso

Leia mais

EDITAL PREG Nº 222, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. VAGAS PARA PORTADOR DE DIPLOMA VERÃO - 2015

EDITAL PREG Nº 222, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. VAGAS PARA PORTADOR DE DIPLOMA VERÃO - 2015 EDITAL PREG Nº 222, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. VAGAS PARA PORTADOR DE DIPLOMA VERÃO - 2015 A PRÓ-REITORA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições

Leia mais

P0 L rr É CMI CO DO PORTO

P0 L rr É CMI CO DO PORTO grupo exigis t?w..a c P0 L rr É CMI CO EDITL INSTITUTO POLITÉCNICO PRÉ-REQUESITOS 2015/2016 2.2 CHMD CURSO DE EDUCÇÃO MUSICL (GRUPO Z) Por delegação de competências da Presidente Instituto Politécnico

Leia mais

Estabelecimento Sobras da 3.ª Fase. Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 0110 8085 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 16 3 10 9

Estabelecimento Sobras da 3.ª Fase. Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 0110 8085 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 16 3 10 9 Sobras da.ª Fase Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo 00 0 Ciências Agrárias 00 0 Ciências da Nutrição (Preparatórios) 00 Energias Renováveis 00 0 Engenharia e Gestão do Ambiente 0 00 Guias da Natureza

Leia mais

Saiba como usar o Enem para cursar uma universidade em Portugal Mamede Filhode Lisboa para a BBC Brasil 7 janeiro 2016

Saiba como usar o Enem para cursar uma universidade em Portugal Mamede Filhode Lisboa para a BBC Brasil 7 janeiro 2016 Saiba como usar o Enem para cursar uma universidade em Portugal Mamede Filhode Lisboa para a BBC Brasil 7 janeiro 2016 Image captionuniversidade da Beira Interior é uma das que aceitam o Enem (Foto: Divulgação)

Leia mais

10 - EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA

10 - EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA 10 - EDUCAÇÃO MORA E REIGIOSA CATÓICA Curso / Habilitação Grau Condições especiais Escalão Diploma egal Ciências Religiosas Pela Universidade Católica Portuguesa ou por universidade católica estrangeira,

Leia mais

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Letivo 2013/2014

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Letivo 2013/2014 Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais (Decreto-Lei nº393-b/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-lei nº64/2006, de 21 de março, pelo Decreto-Lei nº88/2006, de 23 de maio, e pela

Leia mais

SELEÇÃO PARA ENTRADA NO PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2015

SELEÇÃO PARA ENTRADA NO PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2015 AGENDA MUDANÇA INTERNA DE CURSO SELEÇÃO PARA ENTRADA NO PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2015 16 a 18/9/2014 Período de inscrição - Internet 19/9/2014 Último dia para o candidato entregar seu Currículo à PRG

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES ENADE

PERGUNTAS FREQUENTES ENADE PERGUNTAS FREQUENTES ENADE 1. O que é o ENADE? O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

Regulamento. do Mestrado em Gestão Ambiental

Regulamento. do Mestrado em Gestão Ambiental Regulamento do Mestrado em Gestão Ambiental Artigo 1º O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF), concede o grau de Mestre em Gestão Ambiental. Artigo 2º Objectivos Gerais O curso de Mestrado em Gestão

Leia mais

Edital do Processo Seletivo 2014. Ato Edital n 029. (Resolução CONSEPE - nº 23 de 06 de agosto de 2013)

Edital do Processo Seletivo 2014. Ato Edital n 029. (Resolução CONSEPE - nº 23 de 06 de agosto de 2013) CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE MANAUS Decreto de 26/03/2001 - DOU de 27/03/2001. Edital do Processo Seletivo 2014 Ato Edital n 029 (Resolução CONSEPE - nº 23 de 06 de agosto de 2013) O Diretor Geral

Leia mais

Normas Regulamentares do Curso de Jornalismo Comunicação e Cultura

Normas Regulamentares do Curso de Jornalismo Comunicação e Cultura 0 APROVADO POR: Conselho Técnico-Científico 20 10 2010 Data: / / 20 10 2010 Normas Regulamentares do Curso de Jornalismo Comunicação e Cultura 1. INTRODUÇÃO As presentes normas aplicam se aos cursos de

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO URBANA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL EDIÇÃO 2014/2015

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO URBANA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL EDIÇÃO 2014/2015 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO URBANA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL EDIÇÃO 2014/2015 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2015/2016

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2015/2016 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto, com o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no ano letivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SEGUNDA ETAPA DO PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO DE OCIOSAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO PARA INGRESSO NO SEGUNDO PERÍODO LETIVO DE 2013 TRANSFERÊNCIA

Leia mais