Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "http://bd.camara.leg.br"

Transcrição

1 Dissemina os documentos digitais de interesse da atividade legislativa e da sociedade.

2 Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Câmara dos Deputados REPATRIAMENTO DE CAPITAIS DO EXTERIOR Brasília 2013

3 REPATRIAMENTO DE CAPITAIS DO EXTERIOR

4 Mesa da Câmara dos Deputados 54ª Legislatura 3ª Sessão Legislativa Presidente Henrique Eduardo Alves 1º Vice-Presidente André Vargas 2º Vice-Presidente Fábio Faria 1º Secretário Márcio Bittar 2º Secretário Simão Sessim 3º Secretário Maurício Quintella Lessa 4º Secretário Biffi Suplentes de Secretário 1º Suplente Gonzaga Patriota 2º Suplente Wolney Queiroz 3º Suplente Vitor Penido 4º Suplente Takayama Diretor-Geral Sérgio Sampaio Contreiras de Almeida Secretário-Geral da Mesa Mozart Vianna de Paiva

5 Câmara dos Deputados Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Repatriamento de Capitais do Exterior Seminário, realizado em 05/06/2012, sobre o Projeto de Lei nº 113/2003, que dispõe sobre o repatriamento de recursos depositados no exterior, e o Projeto de Lei nº 5.228/2005, que institui anistia fiscal sobre a legalização ou repatriamento de recursos mantidos no exterior não declarados e extingue a punibilidade dos delitos a eles relativos. A realização do evento decorreu de proposta dos deputados federais José Mentor, Arnaldo Faria de Sá, Eduardo Cunha, João Magalhães e Hugo Leal. Outros membros da comissão sugeriram o convite a algumas autoridades. Centro de Documentação e Informação Edições Câmara Brasília 2013

6 Câmara dos Deputados Diretoria Legislativa Diretor Afrísio Vieira Lima Filho Centro de Documentação e Informação Diretor Adolfo C. A. R. Furtado Coordenação Edições Câmara Diretor Daniel Ventura Teixeira Departamento de Comissões Diretor Sílvio Avelino da Silva Projeto gráfico Paula Scherre Capa e diagramação Alessandra Castro König Foto da capa fotomontagem de Vinicius Tupinamba Fotolia.com e J BOY Fotolia.com Câmara dos Deputados Centro de Documentação e Informação Cedi Coordenação Edições Câmara Coedi Anexo II Praça dos Três Poderes Brasília (DF) CEP Telefone: (61) ; fax: (61) SÉRIE Comissões em Ação n. 23 Dados Internacionais de Catalogação-na-publicação (CIP) Coordenação de Biblioteca. Seção de Catalogação. Repatriamento de capitais do exterior [recurso eletrônico]. Brasília : Câmara dos Deputados, Edições Câmara, p. (Série comissões em ação ; n. 23) Acima do título: Câmara dos Deputados, Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Seminário, realizado em 5/6/2012, sobre o Projeto de Lei nº 113/2003, que dispõe sobre o repatriamento de recursos depositados no exterior, e o Projeto de Lei nº 5.228/2005, que institui anistia fiscal sobre a legalização ou repatriamento de recursos mantidos no exterior não declarados e extingue a punibilidade dos delitos a eles relativos. A realização do evento decorreu de proposta dos deputados federais José Mentor, Arnaldo Faria de Sá, Eduardo Cunha, João Magalhães e Hugo Leal. ISBN Transferência de capital, legalização, debate, Brasil. 2. Anistia fiscal, debate, Brasil. I. Série. CDU (81) ISBN (brochura) ISBN (e-book)

7 Sumário Membros da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Membros da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Apresentação Deputado Décio Lima 19 Prefácio Deputado Ricardo Berzoini 21 Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Projeto de Lei nº 113, de 2003 (apensado: PL nº 5.228/2005) 25 Seminário Repatriamento de Capitais do Exterior 31 Do Sr. Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado criminalista 38 Do Sr. José Robalinho Cavalcanti, vice-presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República 42 Do Sr. Henrique Nelson Calandra, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) 47 Do Sr. André Prado de Vasconcelos, representante da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) 50 Do Sr. Hamilton Dias de Souza, advogado tributarista 54 Do Sr. Caio Marcos Cândido, subsecretário de Fiscalização da Receita Federal do Brasil 58 Do Sr. André Martins de Andrade, advogado 61

8 Do Sr. Ricardo Liao, representante do Departamento de Repressão de Ilícitos do Banco Central 65 Do Sr. Cid Heráclito de Queiroz, ex-procurador-geral da Fazenda Nacional 70 Do Sr. Ricardo Andrade Saadi, representante do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça 74 Do Sr. Fernando Fragoso, representante do Instituto dos Advogados Brasileiros 79 Do Sr. Pedro Delarue Tolentino Filho, representante do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco) 92 Do Sr. Gilberto Antônio Vieira, secretário geral da União Geral dos Trabalhadores (UGT), servidor do Banco do Brasil 95 Repatriar, sim! 103

9 Membros da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania 2012 Mesa da Comissão Presidente Ricardo Berzoini PT/SP 1º Vice-Presidente Alessandro Molon PT/RJ 2º Vice-Presidente Fabio Trad PMDB/MS 3º Vice-Presidente Luiz Carlos PSDB/AP Alceu Moreira Alessandro Molon Alexandre Cardoso André Moura Anthony Garotinho Antonio Bulhões Armando Vergílio Arnaldo Faria de Sá Arthur Oliveira Maia Asdrubal Bentes Bonifácio de Andrada Bruna Furlan Cândido Vaccarezza Carlos Bezerra Danilo Forte Delegado Protógenes Dr. Grilo Composição da Comissão TITULARES PMDB/RS PT/RJ PSB/RJ PSC/SE PR/RJ PRB/SP PSD/GO PTB/SP PMDB/BA PMDB/PA PSDB/MG PSDB/SP PT/SP PMDB/MT PMDB/CE PCdoB/SP PSL/MG 7

10 Composição da Comissão TITULARES Edson Silva Eduardo Cunha Eliseu Padilha Esperidião Amin Evandro Milhomen Fábio Ramalho Fábio Trad Felipe Maia Félix Mendonça Junior Henrique Oliveira Jerônimo Goergen João Campos João Paulo Cunha João Paulo Lima Jorginho Mello José Mentor José Nunes Jutahy Junior Leonardo Picciani Luiz Carlos Luiz Couto Luiz Pitiman Marcos Medrado Marçal Filho Mauricio Quintella Lessa Mauro Benevides Mendonça Filho Mendonça Prado Nelson Pellegrino Odair Cunha Onofre Santo Agostini Ônyx Lorenzoni PSB/CE PMDB/RJ PMDB/RS PP/SC PCdoB/AP PV/MG PMDB/MS DEM/RN PDT/BA PR/AM PP/RS PSDB/GO PT/SP PT/PE PR/SC PT/SP PSD/BA PSDB/BA PMDB/RJ PSDB/AP PT/PB PMDB/DF PDT/BA PMDB/MS PR/AL PMDB/CE DEM/PE DEM/SE PT/BA PT/MG PSD/SC DEM/RS 8 Repatriamento de Capitais do Exterior

11 Osmar Serraglio Paes Landim Pastor Marco Feliciano Paulo Magalhães Paulo Maluf Paulo Teixeira Ricardo Berzoini Roberto Freire Ronaldo Fonseca Sandra Rosado Valtenir Pereira Vicente Arruda Vicente Cândido Vieira da Cunha Vilson Covatti Composição da Comissão TITULARES PMDB/PR PTB/PI PSC/SP PSD/BA PP/SP PT/SP PT/SP PPS/SP PR/DF PSB/RN PSB/MT PR/CE PT/SP PDT/RS PP/RS Composição da Comissão SUPLENTES Alexandre Leite Antonio Carlos M. Neto Assis Melo Benjamin Maranhão Bernardo S. de Vasconcellos Beto Albuquerque Cesar Colnago Cida Borghetti Dalva Figueiredo Daniel Almeida Décio Lima Dilceu Sperafico Dudimar Paxiuba DEM/SP DEM/BA PCdoB/RS PMDB/PB PR/MG PSB/RS PSDB/ES PP/PR PT/AP PCdoB/BA PT/SC PP/PR PSDB/PA 9

12 Composição da Comissão SUPLENTES Edmar Arruda Efraim Filho Eli Correa Filho Fátima Bezerra Francisco Escórcio Gabriel Guimarães Geraldo Simões Gonzaga Patriota Gorete Pereira Hugo Leal Iriny Lopes Jaime Martins João Dado João Magalhães José Guimarães Júnior Coimbra Laercio Oliveira Laurez Moreira Liliam Sá Lourival Mendes Luis Tibé Marcelo Aguiar Márcio Macêdo Marcos Rogério Mauro Lopes Miguel Correa Moreira Mendes Nazareno Fonteles Nelson Marchezan Junior Odilio Balbinotti Otoniel Lima Pauderney Avelino PSC/PR DEM/PB DEM/SP PT/RN PMDB/MA PT/MG PT/BA PSB/PE PR/CE PSC/RJ PT/ES PR/MG PDT/SP PMDB/MG PT/CE PMDB/TO PR/SE PSB/TO PSD/RJ PTdoB/MA PTdoB/MG PSD/SP PT/SE PDT/RO PMDB/MG PT/MG PSD/RO PT/PI PSDB/RS PMDB/PR PRB/SP DEM/AM 10 Repatriamento de Capitais do Exterior

13 Pedro Eugênio Prof. Setimo Reinaldo Azambuja Renan Filho Ricardo Tripoli Roberto Teixeira Romero Rodrigues Rosane Ferreira Sandes Junior Sandro Alex Sandro Mabel Sarney Filho Sérgio Moraes Sérgio Zveiter Silas Câmara Vinicius Gurgel Walter Tosta Wilson Filho Wolney Queiroz Zezéu Ribeiro Composição da Comissão SUPLENTES PT/PE PMDB/MA PSDB/MS PMDB/AL PSDB/SP PP/PE PSDB/PB PV/PR PP/GO PPS/PR PMDB/GO PV/MA PTB/RS PSD/RJ PSD/AM PR/AP PSD/MG PMDB/PB PDT/PE PT/BA 11

14 Membros da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania 2013 Mesa da Comissão Presidente Décio Lima PT/SC 1º Vice-Presidente Mauro Benevides PMDB/CE 2º Vice-Presidente Luiz Carlos PSDB/AP 3º Vice-Presidente Carlos Bezerra PMDB/MT Composição da Comissão Alceu Moreira Alessandro Molon André Moura Antonio Bulhões Arnaldo Faria de Sá Arthur Oliveira Maia Benjamin Maranhão Beto Albuquerque Bonifácio de Andrada Cândido Vaccarezza Carlos Bezerra Cesar Colnago Danilo Forte Décio Lima Delegado Protógenes Dr. Grilo TITULARES PMDB/RS PT/RJ PSC/SE PRB/SP PTB/SP PMDB/BA PMDB/PB PSB/RS PSDB/MG PT/SP PMDB/MT PSDB/ES PMDB/CE PT/SC PCdoB/SP PSL/MG 13

15 Composição da Comissão Edson Silva Eduardo Cunha Eduardo Sciarra Eliseu Padilha Esperidião Amin Fábio Ramalho Fábio Trad Felipe Maia Félix Mendonça Junior Heuler Cruvinel Iriny Lopes João Campos João Paulo Cunha João Paulo Lima Jorginho Mello José Genoíno José Mentor Jutahy Junior Leonardo Gadelha Leonardo Picciani Lourival Mendes Luiz Carlos Luiz Couto Luiz de Deus Luiz Pitiman Marcio França Marcos Medrado Marcos Rogério Mauro Benevides Mendonça Prado Odair Cunha Onofre Santo Agostini TITULARES PSB/CE PMDB/RJ PSD/PR PMDB/RS PP/SC PV/MG PMDB/MS DEM/RN PDT/BA PSD/GO PT/ES PSDB/GO PT/SP PT/PE PR/SC PT/SP PT/SP PSDB/BA PSC/PB PMDB/RJ PTdoB/MA PSDB/AP PT/PB DEM/BA PMDB/DF PSB/SP PDT/BA PDT/RO PMDB/CE DEM/SE PT/MG PSD/SC 14 Repatriamento de Capitais do Exterior

16 Composição da Comissão Osmar Serraglio Paes Landim Paulo Magalhães Paulo Maluf Renato Andrade Ricardo Berzoini Roberto Freire Ronaldo Fonseca Sandra Rosado Sérgio Zveiter Taumaturgo Lima Valtenir Pereira Vicente Arruda Vicente Cândido Vieira da Cunha Vilson Covatti William Dib TITULARES PMDB/PR PTB/PI PSD/BA PP/SP PP/MG PT/SP PPS/SP PR/DF PSB/RN PSD/RJ PT/AC PSB/MT PR/CE PT/SP PDT/RS PP/RS PSDB/SP Ademir Camilo Alberto Filho Alexandre Leite Anthony Garotinho Armando Vergílio Artur Bruno Assis Melo Beto Mansur Bruno Araújo Carlos Sampaio Chico Alencar Daniel Almeida Composição da Comissão SUPLENTES PSD/MG PMDB/MA DEM/SP PR/RJ PSD/GO PT/CE PCdoB/RS PP/SP PSDB/PE PSDB/SP PSOL/RJ PCdoB/BA 15

17 Davi Alves Silva Junior Dilceu Sperafico Dudimar Paxiuba Eduardo Azeredo Efraim Filho Edmar Arruda Eli Correa Filho Fátima Bezerra Francisco Escórcio Gabriel Guimarães Geraldo Simões Gonzaga Patriota Gorete Pereira Hugo Leal Jaime Martins Janete Capiberibe João Dado João Lyra João Magalhães José Guimarães José Nunes José Stédile Júnior Coimbra Laercio Oliveira Lincoln Portela Luciano Castro Luis Tibé Luiza Erundina Marçal Filho Marcelo Almeida Márcio Macêdo Mauro Lopes Composição da Comissão SUPLENTES PR/MA PP/PR PSDB/PA PSDB/MG DEM/PB PSC/PR DEM/SP PT/RN PMDB/MA PT/MG PT/BA PSB/PE PR/CE PSC/RJ PR/MG PSB/AP PDT/SP PSD/AL PMDB/MG PT/CE PSD/BA PSB/RS PMDB/TO PR/SE PR/MG PR/RR PTdoB/MG PSB/SP PMDB/MS PMDB/PR PT/SE PMDB/MG 16 Repatriamento de Capitais do Exterior

18 Composição da Comissão SUPLENTES Mendes Ribeiro Filho PMDB/RS Mendonça Filho DEM/PE Miguel Correa PT/MG Moreira Mendes PSD/RO Nazareno Fonteles PT/PI Nelson Marchezan Junior PSDB/RS Ônyx Lorenzoni DEM/RS Oziel Oliveira PDT/BA Paulo Teixeira PT/SP Reinaldo Azambuja PSDB/MS Renan Filho PMDB/AL Ricardo Tripoli PSDB/SP Rogério Carvalho PT/SE Sandes Junior PP/GO Sandro Alex PPS/PR Sandro Mabel PMDB/GO Sarney Filho PV/MA Silas Câmara PSD/AM Vilalba PRB/PE Walter Tosta PSD/MG Wladimir Costa PMDB/PA Wolney Queiroz PDT/PE Zezéu Ribeiro PT/BA 17

19 Apresentação Deputado Décio Lima Décio Lima Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania O projeto de lei do deputado José Mentor, que institui a anistia fiscal sobre o repatriamento de recursos mantidos no exterior, não declarados, e extingue a punibilidade dos delitos a eles relativos, foi analisado com extremo rigor em variados aspectos, por parlamentares e especialistas, em sessões de debates e audiências públicas realizadas não só na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) a qual presido, mas em outras comissões por onde obrigatoriamente tramitou. Tendo em vista a importância e o alcance desse projeto, especialmente por ter sido concebido durante os trabalhos da CPMI do Banestado, e por envolver grande volume de recursos em praças internacionais, de profissionais liberais, funcionários públicos, setores da classe média, empresários de portes variados, todos os cuidados foram tomados para que ao final o Brasil pudesse dispor de uma lei à altura da solução de problemas a qual se destina. 19

20 Prefácio Deputado Ricardo Berzoini Ricardo Berzoini Ex-Presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania CCJC tem a missão regimental de apreciar todos os projetos que tramitam na Câmara dos Deputados, antes que eles sejam votados em Plenário pelos Srs. Deputados ou quando são terminativos nas comissões, remetidos ao Senado. A Comissão avalia os aspectos constitucional, legal, regimental, jurídico e de técnica legislativa das proposições. Há situações direitos e garantias fundamentais, direito constitucional, eleitoral, civil, penal, penitenciário, processual notarial, registros públicos, desapropriação, projetos de consolidação das leis, projetos de resolução (normas internas), nacionalidade, cidadania, naturalização, regime jurídico de estrangeiros, emigração e imigração, intervenção federal, criação de novos estados e territórios, entre outros que a CCJ, como é mais conhecida, também se manifesta sobre o mérito das proposições. 21

21 Além disso, manifesta-se sobre a admissibilidade de emendas constitucionais, sobre consultas que lhe são dirigidas pelo presidente, pelo Plenário, Comissão ou recursos de deputados, emite parecer sobre matérias relativas à organização do Estado e dos Poderes; intervenção federal e estadual; transferência da sede de governo; perda de mandato de deputado; renúncia de deputado; direitos e deveres do mandato parlamentar; destituição do procurador-geral de Justiça; afastamento do governador e vice-governador, e ainda, aprecia pedidos de instauração de processo nos crimes de responsabilidade praticados por autoridades e redação e final do vencido. A Comissão não apenas analisa projetos e pareceres, sua função social, cultural e de organização popular é muito mais ampla, funcionando como espaço aberto à comunidade e como caixa de ressonância dos problemas da população. Para tanto, são realizados debates, audiências públicas e seminários, onde são discutidos os mais diversos temas, a fim de concretizar essa função. O Projeto de Lei nº 5.228/2005, como já demonstraram os primeiros debates na Comissão de Finanças e Tributação (CFT), contém matéria complexa e extremamente polemica que, salvo recurso ao Plenário, é terminativa na CCJ. Trata-se de propositura que tem como objetivo instituir anistia fiscal, parcial, sobre o repatriamento de recursos de brasileiros mantidos no exterior, não declarados, e extinguir a punibilidade dos delitos a eles relativos. Exatamente por esses aspectos, inclusive por sua magnitude falam na repatriação e/ou legalização de 70 a 150 bilhões de dólares e inclusive para evitar críticas menos politizadas ou atravessadas como a que sugere uma possível aprovação sem o devido debate ou na calada da noite é que os deputados José Mentor, Arnaldo Faria de Sá, Eduardo Cunha, João Magalhães e Hugo Leal requereram a realização de seminário na CCJ, por entenderem ser necessário o aprofundamento da discussão, prós e contra, inclusive dos aspectos técnicos através de especialistas renomados como também ouvir segmentos da sociedade para que contribuíssem para o aperfeiçoamento do projeto de lei e sintonizasse o mesmo com a realidade do País. A CCJ, após colher indicações de nomes e entidades de seus membros, favoráveis e contrários ao projeto de lei, realizou em 5 de junho de 2012 o seminário proposto com personalidades ilustres do mundo jurídico, econômico, representantes de órgãos do Estado, etc. Foi um elevadíssimo debate onde vários aspectos sustentaram e deram propriedade às posições, inclusive com o aparecimento de novos argumentos. 22 Repatriamento de Capitais do Exterior

22 Argumentos favoráveis, como: Eu não vejo..., nenhuma razão de caráter jurídico, nenhuma razão de caráter penal a justificar o não reingresso desse patrimônio, desses recursos ao país....acho que é um projeto patriótico, é um projeto importante para a nação brasileira., ressalta o Sr. Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado criminalista;...quando propõem um projeto desses, olham para brasileiros comuns que estão lá fora, que são vítimas da crise internacional e têm de voltar para casa. E vão voltar não só com a roupa do corpo, mas também com problemas, com capitais acumulados no exterior capitais, muitas vezes, que por ignorância, não declararam aqui, nem declararam lá. Tudo isso tem de ser corrigido., comenta o Sr. Henrique Nelson Calandra, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB); O que eu apenas digo é que seja qual for a alíquota, seja qual for o sistema, é absurdo que não exista possibilidade de se legalizar uma determinada situação., frisa o Sr. Hamilton Dias de Souza, advogado tributarista; Esse projeto de anistia vem resgatar algo que é devido à sociedade brasileira, porque se criou a criminalização de uma conduta, sem que essa conduta sequer, na legislação cambial, que é a adequada para a regulação dessa conduta, contivesse a previsão eficaz perante o cidadão., relembra o Sr. André Martins de Andrade, advogado; O fato é que a acumulação de recursos no exterior por pessoas de bem, digamos assim, não aqueles que praticaram os crimes listados no projeto, ela, em, muitos casos, decorre de uma atitude de defesa do patrimônio. ; diz o Sr. Cid Heráclito de Queiroz, ex-procurador- -geral da Fazenda Nacional; A ideia de que vamos anistiar os ricos que têm dinheiro lá fora é uma bobagem, porque, na realidade, vai haver pagamento de tributo e proveito nacional, na perspectiva em que esse dinheiro retornar à economia....é uma falácia dizer que o Brasil não precisa do dinheiro que se encontra no exterior, ressalta o Sr. Fernando Fragoso, representante do Instituto dos Advogados Brasileiros. Críticas, como:...esse projeto, apesar das suas boas intenções, é pernicioso, extremamente pernicioso ao esforço que o Brasil faz, há mais de 10 anos, para construir um sistema eficiente no combate à macro 23

23 criminalidade, à lavagem de dinheiro e à corrupção., declara o Sr. José Robalinho Cavalcanti, vice-presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República; O projeto prevê, sob o prisma penal, uma série de delitos, praticamente desconsiderando o trabalho de dez anos da Enccla. Joga por terra os esforços de inserção internacional do Brasil, inclusive desconsiderando uma posição institucional brasileira de alinhamento junto ao Grupo de Ação Financeira, Gafi..., ressalta o Sr. André Prado de Vasconcelos, juiz federal e representante da AJUFE na Estratégia Nacional de Combates à Lavagem de Ativos; O Estado brasileiro não deve premiar contribuintes que não cumprem a sua obrigação tributária., comenta o Sr. Caio Marcos Cândido, subsecretário da Receita Federal;...a eventual extinção de punibilidade pode ser tida como não adequada aos parâmetros internacionais do Gafi, podendo carrear para o País sanções que viriam a prejudicar toda a política de inserção da economia nacional no comércio internacional de bens e serviços., declara o Sr. Ricardo Lião, representante do Departamento de Repressão de Ilícitos do Banco Central; É um péssimo recado que nós estamos dando para as autoridades no exterior., palavras do Sr. Ricardo Andrade Saadi, representante do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça;...realmente não há nenhuma razão de caráter jurídico. Há uma razão de caráter moral para essa lei não ser aprovada., frisa o Sr. Pedro Delarue Tolentino Filho, representante do Sindifisco;...eu penso que não se deve simplesmente discutir a aprovação do projeto nos termos em que ele se encontra, mas penso também que não podemos nos furtar ou abrir mão da oportunidade de resolvermos, de repente, problemas enfrentados por brasileiros que tenham recursos ganhos licitamente até no exterior ; comenta o Sr. Gilberto Antonio Vieira, secretário geral da UGT. Tenho certeza de, mais uma vez, a CCJ ter contribuído para realçar o debate de ideias e para aprofundar os argumentos dos interessados para que os Srs. Deputados possam votar com mais segurança e a sociedade possa compreender melhor os motivos, fundamentos e alcance da proposta, caso venha a ser aprovada. 24 Repatriamento de Capitais do Exterior

24 Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Projeto de Lei nº 113, de 2003 (apensado: PL nº 5.228/2005) Institui o Programa Nacional de Legalização de Patrimônio Não Declarado (PLP) com o objetivo de legalizar bens e direitos mantidos no exterior ou repatriados irregularmente e dá outras providências. Autor: Deputado Luciano Castro Relator: Deputado Arnaldo Faria de Sá Substitutivo O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Fica instituído o Programa Nacional de Legalização de Patrimônio Não Declarado PLP com o objetivo de legalizar bens e direitos, mantidos no exterior ou repatriados irregularmente, não declarados às autoridades brasileiras competentes, por pessoas físicas ou jurídicas residentes ou domiciliadas no Brasil, as quais gozarão de remissão fiscal e extinção da punibilidade, nos termos da presente lei. Art. 2º Os benefícios desta lei alcançam com a remissão fiscal o patrimônio da pessoa física ou jurídica, independentemente da classificação dos bens e direitos, de sua localização, de sua condição jurídica, da nacionalidade da fonte, da origem e da forma de sua percepção, nos termos da presente lei. 25

25 1º Estão alcançados pelo direito de legalização previsto nesta lei, dentre outros: I valores pertencentes à pessoa física ou jurídica, mantidos no exterior em seu próprio nome ou em nome de terceiros; II depósitos bancários, certificados de depósito, valores mobiliários, instrumentos financeiros, apólices de seguro, certificados de investimento ou operações de capitalização provenientes de instituições estrangeiras e não legalizados no Brasil; III operação de mútuo, feneratício ou não, com pessoa física ou jurídica localizada em país com tributação favorecida; IV recursos sob a titularidade ou responsabilidade de pessoas jurídicas nacionais ou estrangeiras, sob a forma de trusts de quaisquer espécies, fundações, sociedades despersonalizadas ou outras formas contratuais e societárias, não legalizados no Brasil; V recursos integralizados em empresas estrangeiras sob a forma de ações, de capital aberto ou fechado, integralização de capital, contribuição de capital ou qualquer outra forma de participação societária; VI recursos custodiados, depositados ou entregues a pessoa física ou jurídica estrangeira sob qualquer forma, para guarda, depósito, investimento ou posse, que tenham como beneficiário efetivo o interessado ou seu representante ou pessoa designada; VII recursos decorrentes de operações de câmbio não autorizadas para fora do Brasil; VIII direitos pessoais ou reais constituídos ou formalizados fora do Brasil que tenham por objeto bens móveis ou imóveis do interessado; IX no que couber, o Patrimônio do interessado inserido nas contas descritas e conceituadas no artigo 179, incisos I, II, III, IV, V e VI, da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de º Inclui-se na importância a ser legalizada o valor total mantido no exterior ou repatriado irregularmente, acrescido de todos os rendimentos decorrentes de sua utilização ou aplicação. 3º O disposto nesta lei não se aplica às pessoas físicas que tenham sido condenadas judicialmente ou que estejam na condição de indiciadas em inquérito policial ou que sejam rés em ação penal ou processo administrativo pela prática de: I tráfico de pessoas; II tráfico de órgãos; III tráfico ilícito de substâncias entorpecentes ou drogas afins; 26 Repatriamento de Capitais do Exterior

26 IV contrabando ou tráfico de armas, munições ou material destinado à sua produção; V pornografia infantil, inclusive via Internet; VI terrorismo, inclusive seu financiamento; VII roubo e crimes hediondos nos termos da Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990; VIII crimes contra a Administração Pública, inclusive a exigência, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, de qualquer vantagem, como condição ou preço para a prática ou omissão de atos administrativos; IX crime contra a economia popular; X crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, ressalvado o disposto pelo artigo 22 da Lei nº 7.492, de 16 de junho de 1986; XI crime contra as normas de defesa da concorrência; XII crime contra as relações de consumo; XIII crimes previstos na Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993; XIV crime de responsabilidade; e XV improbidade administrativa. 4º Na hipótese de existência de inquérito policial, processo administrativo ou judicial instaurados para a apuração de fatos que tenham relação com os recursos não declarados e mantidos no exterior ou repatriados irregularmente, inclusive os previstos no paragrafo anterior, a pessoa física poderá promover a legalização dos recursos, na forma do art. 6º, no prazo de noventa dias a contar do encerramento do inquérito policial, ou do processo administrativo ou judicial, desde que a causa de seu encerramento tenha sido: I inexistência do fato; II falta de prova da existência do fato; III constatação de não constituir o fato infração penal; IV falta de prova de ter o indiciado ou réu concorrido para a infração penal; V existirem circunstâncias que excluam o crime ou isentem o réu de pena, ou mesmo se houver fundada dúvida sobre sua existência; VI não existir prova suficiente para a condenação; e VII reconhecimento da prescrição. 5º O Ministério Público poderá solicitar ao juiz ou tribunal competente, mediante requerimento motivado, a indisponibilidade dos bens e a suspensão do direito aos benefícios previstos nesta lei, das pessoas que estejam sob investigação. 27

27 6º Caso se constate que os recursos reingressados sejam provenientes das condutas previstas no 3º, ainda que tenham sido recolhidos os tributos mencionados no art. 5º, não terá efeito o disposto nesta lei e será cobrado integralmente o crédito tributário originalmente devido, com a imposição da multa de ofício prevista no inciso II do art. 44 da Lei nº 9.430, de 27 de dezembro de 1996, e juros de mora, sem prejuízo das sanções penais cabíveis. Art. 3º As pessoas físicas ou jurídicas que aderirem ao PLP e recolherem os tributos, nos termos do arts. 5º e 6º, terão reconhecida a extinção da punibilidade das seguintes infrações penais: I crimes previstos nos arts. 1º e 2º da Lei nº 8.137/90; II crimes previstos nos arts. 21 e 22 e seu parágrafo único da Lei nº 7.492/86; III crimes previstos na Lei nº 9.613/98, que tenham como crime antecedente qualquer delito anistiado nos termos desta lei; IV crimes previstos nos arts. 297 a 299, do Decreto-Lei nº 2.848/40 Código Penal; V crime previsto no art. 288 do Decreto-Lei nº 2.848/40 Código Penal, desde que a associação tenha ocorrido para o cometimento dos delitos previstos nesta Lei. Art. 4º A pessoa física ou jurídica, para efeito de legalização do patrimônio, deverá efetuar a opção pelo PLP junto à Secretaria da Receita Federal do Brasil. 1º A pessoa física ou jurídica que optar pelo PLP poderá efetuar a regularização dos tributos incidentes sobre as receitas e rendimentos que ensejaram o patrimônio declarado na opção, mediante o pagamento: I do imposto de renda das pessoas físicas, à alíquota de 10% (dez), incidente sobre o valor do patrimônio declarado e transferido para agência bancária situada no Brasil; e II do imposto de renda das pessoas jurídicas e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), às alíquotas, respectivamente, de 10% (dez) e de 3% (três), incidente sobre o valor do patrimônio declarado e transferido para agência bancária situada no Brasil. 2º Na hipótese de o patrimônio declarado na opção referir-se a bens e direitos, depositados ou aplicados, mantidos no exterior, as alíquotas do 1º serão as seguintes: I do imposto de renda das pessoas físicas, à alíquota de 15% (quinze), incidente sobre o valor do patrimônio declarado; e 28 Repatriamento de Capitais do Exterior

28 II do imposto de renda das pessoas jurídicas e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), às alíquotas, respectivamente, de 15% (quinze) e de 5% (cinco), incidente sobre o valor do patrimônio declarado. 3º Na hipótese do 1º, a instituição financeira ficará responsável pelo recolhimento dos tributos. 4º Os recursos repatriados conforme estipulado no 1º deverão permanecer aplicados pelo prazo mínimo de dois anos em títulos da dívida pública federal, na forma estabelecida em regulamento. 5º Na apuração da base de cálculo dos tributos de que trata este artigo, correspondente ao valor do patrimônio declarado em reais, não serão admitidas deduções de qualquer espécie. 6º Para fins de apuração do valor do patrimônio declarado em reais, será utilizado o dólar americano médio do mês anterior ao da opção. 7º Os tributos devidos na forma deste artigo serão recolhidos mediante a utilização de código de recolhimento específico. 8º A legalização do patrimônio e o recolhimento dos tributos, na forma deste artigo, excluirá a incidência de todos impostos e contribuições federais, exceto em relação aos tributos: I retidos pela pessoa física ou jurídica optante na condição de responsável, e que não foram recolhidos; II incidentes sobre a importação, na hipótese de internalização de bens pela pessoa física ou jurídica optante; III Imposto sobre a Operação de Crédito, Câmbio e Seguros (IOF). 9º Os valores recolhidos a título de Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) serão destinados ao Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza instituído pelo art. 79 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. 10. Fica autorizada a constituição de fundo, em moeda estrangeira, mediante regulamentação do Conselho Monetário Nacional, para recepcionar, exclusivamente, os recursos repatriados nos termos da presente lei, ficando obrigada a permanência dos referidos recursos pelo prazo mínimo de dois anos no mesmo fundo. 11. Os ganhos de capital de recursos, bens e direitos mantidos no exterior e legalizados por esta lei, terão o mesmo tratamento tributário dos recursos já existentes legalmente no exterior. Art. 5º Para que se proceda à legalização do patrimônio, a pessoa física ou jurídica deverá apresentar termo de opção, declaração do patrimônio e de 29

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 740-A, DE 2012 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática)

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 740-A, DE 2012 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N.º 740-A, DE 2012 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) TVR 130/2012 MSC 272/2012 Aprova o ato que autoriza a Associação

Leia mais

Projetos de lei de interesse da odontologia (Dados atualizados com informações da Câmara e do Senado, em 12/03/2014) Câmara dos Deputados

Projetos de lei de interesse da odontologia (Dados atualizados com informações da Câmara e do Senado, em 12/03/2014) Câmara dos Deputados Projetos de lei de interesse da odontologia (Dados atualizados com informações da Câmara e do Senado, em 12/03/2014) Câmara dos Deputados PL 422/2007 - Odontologia do Trabalho Autor: deputado Flaviano

Leia mais

CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL - ATUALIZAÇÕES

CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL - ATUALIZAÇÕES CRIMES CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL - ATUALIZAÇÕES - Evasão de divisas e lavagem de capitais as alterações da Lei 12.683/12 - Investigação de crimes financeiros - Cooperação jurídica internacional

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.699-B, DE 2012 (Do Senado Federal)

PROJETO DE LEI N.º 4.699-B, DE 2012 (Do Senado Federal) *C0049371A* C0049371A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.699-B, DE 2012 (Do Senado Federal) PLS nº 368/09 Ofício nº 2.104/12 - SF Regulamenta a profissão de historiador e dá outras providências;

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos)

PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos) *C0051224A* C0051224A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos) Altera o Parágrafo único do art. 66 da Lei nº 6.815, de 19 de agosto de 1980. DESPACHO: ÀS COMISSÕES

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 105, DE 10 DE JANEIRO DE 2001.

LEI COMPLEMENTAR Nº 105, DE 10 DE JANEIRO DE 2001. LEI COMPLEMENTAR Nº 105, DE 10 DE JANEIRO DE 2001. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Dispõe sobre o sigilo das operações de instituições financeiras e dá outras providências. Faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 6.241-A, DE 2013 (Do Sr. Onofre Santo Agostini)

PROJETO DE LEI N.º 6.241-A, DE 2013 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 6.241-A, DE 2013 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) Veda a desconsideração da personalidade jurídica às entidades filantrópicas ou organizações de interesse público

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº Dispõe sobre a criação do Conselho de Ética Pública e estabelece medidas de transparência e controle de atos de agentes políticos, dirigentes, empregados e servidores públicos.

Leia mais

ADENDO AO RELATÓRIO. RELATOR: Senador EDUARDO BRAGA I RELATÓRIO

ADENDO AO RELATÓRIO. RELATOR: Senador EDUARDO BRAGA I RELATÓRIO ADENDO AO RELATÓRIO Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Proposta de Emenda à Constituição nº 18, de 2013, primeiro signatário o Senador Jarbas Vasconcelos, que altera o art. 55 da

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015.

CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015. CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015. (Mensagem nº 153, de 2015, na origem) Altera a Lei nº 7.689, de 15 de dezembro de 1988, para elevar a alíquota da Contribuição Social

Leia mais

Subseção I Disposição Geral

Subseção I Disposição Geral Subseção I Disposição Geral Art. 59. O processo legislativo compreende a elaboração de: I - emendas à Constituição; II - leis complementares; III - leis ordinárias; IV - leis delegadas; V - medidas provisórias;

Leia mais

http://www.receita.fazenda.gov.br/prepararimpressao/imprimepagina.asp

http://www.receita.fazenda.gov.br/prepararimpressao/imprimepagina.asp Page 1 of 5 Decreto nº 6.260, de 20 de novembro de 2007 DOU de 20.11.2007 Dispõe sobre a exclusão do lucro líquido, para efeito de apuração do lucro real e da base de cálculo da Contribuição Social sobre

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 Dispõe sobre instauração e organização de processo de tomada de contas especial e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso do

Leia mais

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº. 140, DE 2004. Dispõe sobre as instituições de mercado de capitais, e dá outras providências. AUTOR: Deputado EDUARDO VALVERDE RELATOR:

Leia mais

Gabinete do Ministro Assessoria Parlamentar ASPAR em parceria com a Coordenação-Geral de Apoio às Câmaras Setoriais e Temáticas

Gabinete do Ministro Assessoria Parlamentar ASPAR em parceria com a Coordenação-Geral de Apoio às Câmaras Setoriais e Temáticas Gabinete do Ministro Assessoria Parlamentar ASPAR em parceria com a Coordenação-Geral de Apoio às Câmaras Setoriais e Temáticas Resumo do Acompanhamento de Projetos de Lei na Câmara e Senado, em 22/02/2013

Leia mais

GERENCIAMENTO TRIBUTÁRIO

GERENCIAMENTO TRIBUTÁRIO Dr. Erlanderson de O. Teixeira Planejamento Tributário Teses tributárias Gerenciamento de Passivos Parcelamento www.erlandeson.com.br GERENCIAMENTO TRIBUTÁRIO Carga Tributária Brasileira Porque pagar os

Leia mais

O SENADO FEDERAL resolve:

O SENADO FEDERAL resolve: PROJETO DE RESOLUÇÃO DO SENADO Nº 27, DE 2015 Altera o inciso II do caput do art. 383 do Regimento Interno do Senado Federal para disciplinar, no âmbito das comissões, a arguição pública dos indicados

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 298, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 298, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 298, DE 2015 Dispõe sobre o Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária RERCT de bens não declarados, de origem lícita, mantidos no exterior por residentes e domiciliados

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (EM APENSO OS PLS NºS 1.547 E 1.589, DE 2015)

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (EM APENSO OS PLS NºS 1.547 E 1.589, DE 2015) COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (EM APENSO OS PLS NºS 1.547 E 1.589, DE 2015) Acrescenta inciso V ao art. 141 do Decreto- Lei nº 2.848, de 7 de dezembro

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte, nos

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.423, DE 2009 Acrescenta dispositivo à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, estabelecendo

Leia mais

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 637, DE 2011 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 637, DE 2011 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PROJETO DE LEI N o 637, DE 2011 Altera a Lei nº 6.830, de 22 de setembro de 1980, para incluir o segurogarantia dentre os instrumentos de garantia nas ações de execução

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.677-B, DE 2009 (Do Sr. Marcelo Ortiz)

PROJETO DE LEI N.º 4.677-B, DE 2009 (Do Sr. Marcelo Ortiz) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.677-B, DE 2009 (Do Sr. Marcelo Ortiz) Confere ao Município de Ilhabela, estado de São Paulo, o título de "Capital Nacional da Vela"; tendo pareceres: da Comissão

Leia mais

LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE

LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e dá outras providências. * V. Dec. 6.180/2007 (Regulamenta a Lei 11.438/2006).

Leia mais

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL. MENSAGEM N o 479, DE 2008

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL. MENSAGEM N o 479, DE 2008 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM N o 479, DE 2008 Submete à consideração do Congresso Nacional o texto do Tratado de Extradição entre a República Federativa do Brasil e o Governo

Leia mais

PROJETOS DE LEI EM TRAMITAÇÃO NO SENADO FEDERAL E NA CÂMARA DOS DEPUTADOS QUE IMPACTAM O SISTEMA CONFEA/CREA E MÚTUA

PROJETOS DE LEI EM TRAMITAÇÃO NO SENADO FEDERAL E NA CÂMARA DOS DEPUTADOS QUE IMPACTAM O SISTEMA CONFEA/CREA E MÚTUA PROJETOS DE LEI EM TRAMITAÇÃO NO SENADO FEDERAL E NA CÂMARA DOS DEPUTADOS QUE IMPACTAM O SISTEMA CONFEA/CREA E MÚTUA Com o objetivo de atualizar informações e abrir espaço para uma participação cada vez

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS Art. 90. O prazo previsto no caput do art. 84 deste Ato das Disposições Constitucionais Transitórias

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 936-A, DE 2015 (Do Sr. Professor Victório Galli)

PROJETO DE LEI N.º 936-A, DE 2015 (Do Sr. Professor Victório Galli) *C0054916A* C0054916A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 936-A, DE 2015 (Do Sr. Professor Victório Galli) O prestador de serviços de calçados, bolsas e roupas poderá, vender ou doar o produto deixado

Leia mais

DIAP: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: SERVIDORES CONTRÁRIOS AO PL 1.992/07

DIAP: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: SERVIDORES CONTRÁRIOS AO PL 1.992/07 DIAP: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: SERVIDORES CONTRÁRIOS AO PL 1.992/07 Durante audiência pública realizada na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, na última quarta-feira (27), associações e sindicatos

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL E TRIBUTOS

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL E TRIBUTOS VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL E TRIBUTOS Orientador Empresarial Crimes contra a Ordem Tributária Representações pela RFB - Procedimentos a

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1

LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1 LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1 Institui hipótese de responsabilidade pelo pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE. Faço

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador MARCELO CRIVELLA I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador MARCELO CRIVELLA I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 533, de 2013, do Senador Sérgio Souza, que estabelece a obrigatoriedade de as farmácias

Leia mais

Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania PROJETO DE LEI N o 6.332, DE 2005 Dá nova redação aos arts. 20 e 123 do Decreto-Lei nº 73, de 21 de novembro de 1966, que dispõe sobre o Sistema Nacional

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2011

PROJETO DE LEI Nº DE 2011 PROJETO DE LEI Nº DE 2011 Altera a Lei nº 8.137, de 27 de dezembro de 1990, a Lei 8.666, de 21 de junho de 1993 e a Lei nº 8.884, de 11 de junho de 1994. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º O art. 4º

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução;

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução; RESOLUÇÃO Nº 2689 Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I. Da Finalidade

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I. Da Finalidade REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I Da Finalidade Art. 1ª Fica instituído o Regimento Interno da da Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF, em conformidade com o Decreto nº. 6.029 de 1º de fevereiro

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ALVARO DIAS I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ALVARO DIAS I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 22, de 2011, do Senador Lindbergh Farias, que autoriza a União a conceder isenção fiscal,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.146-A, DE 2012 (Do Sr. Weliton Prado)

PROJETO DE LEI N.º 3.146-A, DE 2012 (Do Sr. Weliton Prado) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.146-A, DE 2012 (Do Sr. Weliton Prado) Dispõe sobre a apresentação do Cartão da Criança ou da Caderneta de Saúde da Criança nas escolas públicas e privadas do Sistema

Leia mais

MEDIDA: RESPONSABILIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS E CRIMINALIZAÇÃO DO CAIXA 2

MEDIDA: RESPONSABILIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS E CRIMINALIZAÇÃO DO CAIXA 2 MEDIDA: RESPONSABILIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS E CRIMINALIZAÇÃO DO CAIXA 2 16ª P R O P O S T A L E G I S L A T I V A ANTEPROJETO DE LEI Altera a Lei 9.096/95 para prevê a responsabilização dos partidos

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 997, DE 2011. (Apensos PLs n os 1.697 e 2.516, de 2011) Altera a Lei nº 10.826 de 22 de dezembro de 2003,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Texto compilado Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO I V S E M I N Á R I O D E E X E C U Ç Ã O F I N A N C E I R A D E P R O J E T O S F I N A N C I A D O S C O M R E C U R S O S E X T E R N O S MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 391-A, DE 2014

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 391-A, DE 2014 COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 391-A, DE 2014 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 391-A, DE 2014 Fixa parâmetros para a remuneração da Carreira de

Leia mais

stf.empauta.com 'Sessão secreta não é compatível com a Carta' NACIONAL ENTREVISTA

stf.empauta.com 'Sessão secreta não é compatível com a Carta' NACIONAL ENTREVISTA 'Sessão secreta não é compatível com a Carta' Lewandowski critica voto secreto no Congresso Para ministro do Supremo, "esse modo de pensar é incompatível com a Constituição" 'Sessão secreta não é compatível

Leia mais

PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA

PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA O texto que se segue foi elaborado pela CUT, por meio do GT Terceirização, coordenado pela Secretaria

Leia mais

LEI Nº 2.168, DE 11 DE JANEIRO DE 1954

LEI Nº 2.168, DE 11 DE JANEIRO DE 1954 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 2.168, DE 11 DE JANEIRO DE 1954 Estabelece normas para instituição do seguro agrário. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL II REUNIÃO DO CONSELHO DAS AUTORIDADES CENTRAIS BRASILEIRAS RESOLUÇÃO N.º 02/ 2000 Dispõe sobre a Aprovação do Regimento Interno e dá outras providências O Presidente do Conselho das Autoridades Centrais

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 117, DE 2011 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 117, DE 2011 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 117, DE 2011 (Apensos: Projetos de Lei n os 130, 289, 561, 747, 911, 1.389, 1.629, 2.238 e 2.543, de 2011) Altera dispositivos da Lei nº 8.742,

Leia mais

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação? 1 Sumário I. Introdução... 3 II. Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?... 3 III. As Imunidades Tributárias das Empresas Juniores... 4 IV. Incidência de Tributos sobre Empresas Juniores:...

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE

DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE 1 SIMPLES NITERÓI. Lei nº 2115 de 22 de dezembro 2003. A Câmara Municipal de Niterói decreta e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Fica instituído, na forma

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da República,

Excelentíssimo Senhor Presidente da República, EM Interministerial nº 113/2006 - MF/MEC Brasília, 11 de outubro de 2006. Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Temos a honra de submeter à apreciação de Vossa Excelência o presente Projeto de

Leia mais

MENSAGEM N 36, DE 2015

MENSAGEM N 36, DE 2015 CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM N 36, DE 2015 Submete à consideração do Congresso Nacional o texto do Acordo entre o Governo da República Federativa do

Leia mais

Não há tributo mais pesado do que o da morte e contudo todos o. pagam, e ninguém se queixa, porque é tributo de todos; e como

Não há tributo mais pesado do que o da morte e contudo todos o. pagam, e ninguém se queixa, porque é tributo de todos; e como Não há tributo mais pesado do que o da morte e contudo todos o pagam, e ninguém se queixa, porque é tributo de todos; e como não há privilegiados, não há queixosos. Imitem, pois, as resoluções políticas

Leia mais

DECRETO Nº 4.702, DE 21 DE MAIO DE 2003. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VIII, da Constituição,

DECRETO Nº 4.702, DE 21 DE MAIO DE 2003. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VIII, da Constituição, DECRETO Nº 4.702, DE 21 DE MAIO DE 2003. Promulga o Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo dos Estados Unidos da América Relativo à Cooperação entre suas Autoridades de Defesa

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO N O 20 (Alterada pelas Resoluções CSMPF Nº 23, de 23/4/1996; Nº 26, de 4/6/1996; Nº 31, de 27/6/1997; Nº 40, de 31/3/1998 e Nº 119, de 4/10/2011

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Walter Feldman) Dispõe sobre a proteção dos direitos de propriedade intelectual e dos direitos autorais na Internet. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei dispõe

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. João Arruda) Institui Regime Especial de Tributação para instalação e manutenção de Centros de Processamento de Dados - Data Centers. O Congresso Nacional decreta: Art.

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 4.970, DE 2013.

PROJETO DE LEI N o 4.970, DE 2013. COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI N o 4.970, DE 2013. Adota medidas para informar os consumidores acerca dos tributos indiretos que incidem sobre bens e serviços, conforme o disposto no 5º,

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 608-A, DE 2013 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 14 DE 2013 Dispõe sobre crédito presumido apurado com base em créditos decorrentes de diferenças temporárias oriundos de

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014 Regulamenta, no âmbito do Poder Judiciário e do Ministério Público, os arts. 6º, inciso XI, e 7 -A, ambos da

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 215-A, DE 2013 (Do Sr. Ricardo Izar)

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 215-A, DE 2013 (Do Sr. Ricardo Izar) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 215-A, DE 2013 (Do Sr. Ricardo Izar) Dispõe sobre locações de veículos para exercício da atividade parlamentar, custeadas com recursos providos pela Câmara

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.905-B, DE 2012 (Do Sr. Paulo Pimenta)

PROJETO DE LEI N.º 3.905-B, DE 2012 (Do Sr. Paulo Pimenta) *C0049483A* C0049483A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.905-B, DE 2012 (Do Sr. Paulo Pimenta) Denomina o trecho da BR 158, entre a cidade de Santa Maria e a cidade de Rosário do Sul, como "Rodovia

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DESTINADA A DISCUTIR PROPOSTAS QUE INTERESSAM À CLASSE TRABALHADORA E AOS EMPRESÁRIOS EMENDA SUBSTITUTIVA GLOBAL

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 470/93 - Plenário - Ata 53/93 Processo nº TC 014.861/93-3 Entidade: Ministério da Justiça Relator: Ministra Élvia L. Castello Branco Redator da Decisão

Leia mais

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PARECER REFORMULADO ÀS EMENDAS APRESENTADAS AO SUBSTITUTIVO DO RELATOR DA CFT PROJETO DE LEI Nº 3741, DE 2000

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PARECER REFORMULADO ÀS EMENDAS APRESENTADAS AO SUBSTITUTIVO DO RELATOR DA CFT PROJETO DE LEI Nº 3741, DE 2000 COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PARECER REFORMULADO ÀS EMENDAS APRESENTADAS AO SUBSTITUTIVO DO RELATOR DA CFT PROJETO DE LEI Nº 3741, DE 2000 Altera e revoga dispositivos da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 38/2015. Capítulo I Disposições Gerais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 38/2015. Capítulo I Disposições Gerais PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 38/2015 Institui o Programa de Recuperação Fiscal REFIS do Município de Jaboticabal, e dá outras providências. Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º Fica instituído, nos

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 Dispõe sobre a relação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, suas autarquias, fundações, sociedades de economia mista e outras entidades

Leia mais

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO. PROJETO DE LEI Nº 6.824, de 2006 (Do Senador Sérgio Cabral) VOTO EM SEPARADO DO DEPUTADO JEAN WYLLYS

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO. PROJETO DE LEI Nº 6.824, de 2006 (Do Senador Sérgio Cabral) VOTO EM SEPARADO DO DEPUTADO JEAN WYLLYS COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PROJETO DE LEI Nº 6.824, de 2006 (Do Senador Sérgio Cabral) Acrescenta o art. 31-A à Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 - Estatuto do Idoso, para isentar do pagamento

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 2.865, DE 2011 Altera o caput do art. 193 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5452, de 1º

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Nota Técnico n.º 08/07 Relações das obras com indícios de irregularidades graves constantes nos anexos às leis orçamentárias para os exercícios de 2002

Leia mais

*50425D34* Mensagem n o 342. Senhores Membros do Congresso Nacional,

*50425D34* Mensagem n o 342. Senhores Membros do Congresso Nacional, ** Mensagem n o 342 Senhores Membros do Congresso Nacional, Nos termos do disposto no art. 49, inciso I, combinado com o art. 84, inciso VIII, da Constituição, submeto à elevada consideração de Vossas

Leia mais

Câmara Municipal de Cubatão

Câmara Municipal de Cubatão 2 ATA DA 1ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO 2º ANO LEGISLATIVO DA 16ª LEGISLATURA REALIZADA EM 27 DE MAIO DE 2014 PRESIDÊNCIA - Sr. César da Silva Nascimento. SECRETARIAS - Sr. Fábio Alves Moreira e Sr. Ricardo

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015.

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DO MUNICÍPIO DE MORMAÇO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LUÍS CARLOS MACHADO PREFEITO MUNICIPAL DE MORMAÇO, Estado do Rio

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 7.102, DE 20 DE JUNHO DE 1983. Dispõe sobre segurança para estabelecimentos financeiros, estabelece normas para constituição

Leia mais

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 4.594, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1964. Regula a profissão de corretor de seguros. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

TOMADA DE CONTAS ESPECIAL

TOMADA DE CONTAS ESPECIAL TOMADA DE CONTAS ESPECIAL COMPARATIVO ENTRE A IN TCU Nº 13/1996 E A IN TCU Nº 56/2007 IN TCU Nº 13/1996 IN TCU Nº 56/2007 Art. 1º Diante da omissão no dever de prestar contas, da não comprovação da Aplicação

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL PORTARIA CONJUNTA Nº 900, DE 19 DE JULHO DE 2002. Disciplina o pagamento ou parcelamento de débitos de que trata o art. 11 da Medida Provisória nº 38, de 14 de maio de 2002.

Leia mais

LEI 4594 de 1964 - Seguros - Regulamentação da Profissão de Corretor

LEI 4594 de 1964 - Seguros - Regulamentação da Profissão de Corretor LEI 4594 de 1964 - Seguros - Regulamentação da Profissão de Corretor LEI Nº 4.594, DE 29 DEZEMBRO DE 1964 (DOU 05.01.1965) Regula a Profissão de Corretor de Seguros. Nota: Ver Resolução SUSEP nº 81, de

Leia mais

CIRCULAR Nº 2792. a) pagos pela utilização de cartões de crédito emitidos no País; e. II - a apresentação mensal ao Banco Central do Brasil de:

CIRCULAR Nº 2792. a) pagos pela utilização de cartões de crédito emitidos no País; e. II - a apresentação mensal ao Banco Central do Brasil de: CIRCULAR Nº 2792 Documento normativo revogado pela Circular 3280, de 09/03/2005. Mercado de Câmbio de Taxas Flutuantes Alteração nº 48 - Cartões de Crédito Internacionais A Diretoria Colegiada do Banco

Leia mais

Local Conference Call Bovespa Comunicado ao Mercado 28 de março de 2012

Local Conference Call Bovespa Comunicado ao Mercado 28 de março de 2012 Local Conference Call Bovespa Comunicado ao Mercado 28 de março de 2012. Operadora: Boa tarde e bem-vindos a áudio conferência de Comunicado ao Mercado da BM&FBovespa. Neste momento todos os participantes

Leia mais

EXIGÊNCIA DE INSCRIÇÃO DE EMPRESA ESTRANGEIRA NO CADASTRO NACIONAL DE PESSOA JURÍDICA (CNPJ), SEGUNDO A INSTRUÇÃO NORMATIVA (SRF) N 200 DE 2002.

EXIGÊNCIA DE INSCRIÇÃO DE EMPRESA ESTRANGEIRA NO CADASTRO NACIONAL DE PESSOA JURÍDICA (CNPJ), SEGUNDO A INSTRUÇÃO NORMATIVA (SRF) N 200 DE 2002. EXIGÊNCIA DE INSCRIÇÃO DE EMPRESA ESTRANGEIRA NO CADASTRO NACIONAL DE PESSOA JURÍDICA (CNPJ), SEGUNDO A INSTRUÇÃO NORMATIVA (SRF) N 200 DE 2002. Em 13 de setembro de 2002, a Secretaria da Receita Federal

Leia mais

Retorno de Projetos em Pauta Semana do dia 03/08//2015 a 07/08/2015

Retorno de Projetos em Pauta Semana do dia 03/08//2015 a 07/08/2015 Retorno de Projetos em Pauta Semana do dia 03/08//2015 a 07/08/2015 14/08/2015 às 10h00. Anexo II, Plenário 12 CTASP - Câmara dos Deputados Não há projetos de interesse na pauta desta comissão na semana

Leia mais

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais.

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. RESOLUCAO 2.689 --------------- Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 96, DE 2009

CÂMARA DOS DEPUTADOS PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 96, DE 2009 PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 96, DE 2009 Propõe que a Comissão de Defesa do Consumidor fiscalize os atos de gestão praticados pela Superintendência de Seguros Privados - SUSEP em relação à conduta

Leia mais

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N o 76, DE 2011. I RELATÓRIO

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N o 76, DE 2011. I RELATÓRIO COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N o 76, DE 2011. Veda a utilização do sistema francês de amortização, ou tabela Price, nos empréstimos e financiamentos de qualquer natureza.

Leia mais

LEI Nº 4.594, DE 29 DE SETEMBRO DE 1.964

LEI Nº 4.594, DE 29 DE SETEMBRO DE 1.964 Regula a profissão de Corretor de Seguros. CAPÍTULO I Do Corretor de Seguros e da sua Habilitação Profissional Art. 1º O corretor de seguros, seja pessoa física ou jurídica, é o intermediário legalmente

Leia mais

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 Institui o Regimento Interno do Comitê Nacional de Educação Financeira. O COMITÊ

Leia mais

ESTADO DO MARANHAO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ALEGRE DO PINDARÉ GABINETE DO PREFEITO CAPÍTULO I DA FINALIDADE

ESTADO DO MARANHAO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ALEGRE DO PINDARÉ GABINETE DO PREFEITO CAPÍTULO I DA FINALIDADE ESTADO DO MARANHAO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ALEGRE DO PINDARÉ GABINETE DO PREFEITO LEI DE N 142/2013 de 18 de abril de 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 6.532-B, DE 2009 (Do Sr. Lobbe Neto)

PROJETO DE LEI N.º 6.532-B, DE 2009 (Do Sr. Lobbe Neto) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 6.532-B, DE 2009 (Do Sr. Lobbe Neto) Confere ao Município de São Carlos, no Estado de São Paulo, o título de "Capital Nacional da Tecnologia"; tendo pareceres da

Leia mais

LEI Nº 7.560, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1986

LEI Nº 7.560, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1986 LEI Nº 7.560, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1986 Cria o Fundo de Prevenção, Recuperação e de Combate às Drogas de Abuso, dispõe sobre os Bens Apreendidos e Adquiridos com Produtos de Tráfico Ilícito de Drogas ou

Leia mais

Um programa de compliance eficiente para atender a lei anticorrupção Lei 12.846/2013

Um programa de compliance eficiente para atender a lei anticorrupção Lei 12.846/2013 Um programa de compliance eficiente para atender a lei anticorrupção Lei 12.846/2013 FEBRABAN Arthur Lemos Jr Promotor de Justiça Lavagem de Dinheiro e de Recuperação de Ativos Compliance A LEI PROVOCA

Leia mais

Legislação Tributária ARRECADAÇÃO. Início dos Efeitos 10057/2014 14-02-2014 14-02-2014 1 14/02/2014 14/02/2014

Legislação Tributária ARRECADAÇÃO. Início dos Efeitos 10057/2014 14-02-2014 14-02-2014 1 14/02/2014 14/02/2014 Legislação Tributária ARRECADAÇÃO Ato: Lei Número/Complemento Assinatura Publicação Pág. D.O. Início da Vigência Início dos Efeitos 10057/2014 14-02-2014 14-02-2014 1 14/02/2014 14/02/2014 Ementa: Cria

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 2.947, DE 2008 VOTO EM SEPARADO DO DEPUTADO SEVERIANO ALVES PDT

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 2.947, DE 2008 VOTO EM SEPARADO DO DEPUTADO SEVERIANO ALVES PDT COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 2.947, DE 2008 Estende medidas de estímulo à inovação prevista na Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004, às universidades comunitárias e confessionais.

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 281, de 20 de janeiro de 2005. (DOE de 20.1.2005)

LEI COMPLEMENTAR Nº 281, de 20 de janeiro de 2005. (DOE de 20.1.2005) LEI COMPLEMENTAR Nº 281, de 20 de janeiro de 2005. (DOE de 20.1.2005) Regulamenta o art. 170, os arts. 46 a 49 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Estadual e estabelece

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 009/2011 A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: D E C R E T A

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 009/2011 A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: D E C R E T A PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 009/2011 Altera o art. 57 e seus 1º e 2º da Constituição Estadual, e introduz os 4º, 5º e 6º no mesmo artigo. A DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: D E C R E T A Art. 1º O

Leia mais