Condições Gerais e Especiais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Condições Gerais e Especiais"

Transcrição

1 Artigo Preliminar Entre a Popular Seguros Companhia de Seguros S.A., adiante designada por Seguradora, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de Seguro, que se regula pelas Condições Gerais, Especiais e Particulares desta Apólice, de harmonia com as declarações constantes da proposta que lhe serviu de base e da qual faz parte integrante. Artigo 1.º Definições Para efeitos do presente contrato entende-se por: Seguradora A Popular Seguros Companhia de Seguros S.A. é a entidade legalmente autorizada a exercer a actividade seguradora e que subscreve, com o Tomador do Seguro, o contrato de Seguro. Tomador do Seguro - A pessoa ou entidade que celebra o contrato de seguro com a Seguradora, sendo responsável pelo pagamento do prémio e pelo cumprimento de todas as obrigações previstas no contrato, com excepção daquelas que, pela sua natureza, devam ser cumpridas pelo Segurado. Beneficiário Pessoa singular ou colectiva a favor de quem reverte a prestação da Seguradora decorrente do presente contrato de seguro. Pessoa Segura Pessoa no interesse da qual o contrato é celebrado. Apólice Documento que contém as Condições que regulamentam o Seguro, sendo constituído por: Proposta, Condições Gerais, Condições Particulares (que individualizam o risco), Condições Especiais (caso existam) e actas ou aditamentos emitidos à Apólice com o objectivo de a modificar ou complementar. Acta Adicional - Documento que titula a alteração a uma Apólice. Condições Particulares, Especiais, Anexos e Adendas Documentos anexos a estas Condições Gerais, independentemente do momento da celebração deste e que prevalecem sobre as condições gerais em caso de contradição com as mesmas. Prémios a Totalidade dos prémios de seguro pagos. Prémio Total Individual valor a suportar pela Pessoa Segura, calculado de acordo com as regras definidas no presente contrato, acrescido das taxas legais. Prémio Comercial Individual valor a suportar por cada Pessoa Segura, calculado de acordo com as regras definidas no presente contrato, sem as taxas legais. Prémio da Seguradora prémio comercial deduzido das comissões. Sinistro - o facto futuro, incerto e independente da vontade do Tomador do Seguro ou da Pessoa Segura que determine o funcionamento das garantias previstas nas Apólices. Prestação da Seguradora importância paga pela(s) Seguradora(s) ao beneficiário em caso de sinistro da Pessoa Segura. Contrato de Crédito - O contrato celebrado entre uma Pessoa Segura e o Banco Popular Portugal, S.A. através do qual aquela se constitui devedora para com este e onde se estabelecem as condições de utilização e de pagamento do crédito concedido. Proposta de seguro - Documento assinado pelo candidato a Pessoa Segura onde esta declara preencher as condições de elegibilidade e pretender ser incluída no seguro, que contém os dados individuais respectivos necessários à avaliação do risco. Início da Cobertura A data a partir da qual a Pessoa Segura se constituiu devedora perante o Banco Popular Portugal, S.A., conforme estabelecido no respectivo Contrato de Crédito, e que não pode ser anterior à data da assinatura deste. Idade Limite de Permanência Idade máxima da Pessoa Segura para a qual se mantém válida a Apólice. Data do Termo do Contrato de Crédito Data de vencimento da última Prestação Pecuniária devida ao abrigo do Contrato de Crédito, seja ela constituída só por juros, ou só por capital, ou por juros e capital. Duração do Contrato de Crédito - Em relação a cada Pessoa Segura, o período que decorre entre o Início de Cobertura e a Data do Termo do Contrato de Crédito e que não pode ter duração superior à indicada nas Condições Particulares. Prestações Pecuniárias As importâncias que, conforme estabelecido no Contrato de Crédito e por conta deste, a Pessoa Segura está obrigada a pagar ao Banco Popular Portugal, S.A. e que incluem juros e/ou capital e respectivos impostos. Data Término da Cobertura - Em relação a cada Pessoa Segura, a primeira das seguintes datas: Em caso de duração integral do Contrato de Crédito nos termos acordados, a data do Termo do Contrato de Crédito ou decorrido período determinado de tempo após o início da adesão, neste caso desde que tal seja expressamente mencionado nas Condições Particulares; Em caso de liquidação antecipada do Contrato de Crédito, data em que tal liquidação venha a ocorrer; Data do falecimento ou de Invalidez Absoluta e Definitiva da Pessoa Segura; Data em que a Pessoa Segura atinja a Idade Máxima indicada nas Condições Particulares; Data da reforma ou pré-reforma da Pessoa Segura; Data em que a Pessoa Segura atinja os limites máximos de indemnização para o conjunto das coberturas. Médico - O licenciado por uma Faculdade de Medicina autorizado a exercer a profissão no respectivo país. Acidente - Acontecimento provocado por causa súbita, externa e violenta, alheia à vontade da Pessoa Segura, que lhe produza lesão corporal confirmada por Médico. Acidente Pré-existente - Qualquer acidente que tenha ocorrido, manifestado e/ou que tenha dado origem a tratamento médico, em data anterior à do início do contrato ou das adesões, se posteriores. Invalidez Absoluta e Definitiva - Estado que se verifica sempre que a Pessoa Segura tenha a necessidade permanente de recorrer à assistência de uma terceira pessoa para efectuar os actos ordinários da vida corrente, não sendo possível qualquer melhoria do estado de saúde de acordo com os conhecimentos médicos à data da confirmação clínica desta invalidez. Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho por Acidente - Impossibilidade física temporária total, objectiva e clinicamente comprovada, de a Pessoa Segura exercer a sua actividade profissional, em consequência de ter sofrido um Acidente. Franquia Relativa - Período em que, imediatamente após o Sinistro, não existe direito à Prestação da Seguradora. Se o período de incapacidade ultrapassar o período de franquia relativa, esta não será aplicada. CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 1/9

2 Período de Carência Período em que, imediatamente após a adesão da Pessoa Segura ao Grupo Seguro, não existe direito à prestação da Seguradora. Período de Requalificação Período em que, imediatamente após a cessação dos efeitos de um sinistro, não existe direito à prestação da Seguradora. Artigo 2.º Obrigações do Tomador do Seguro 2.1. Entre outros deveres previstos no presente contrato e na lei, o Tomador do Seguro obriga-se a: a) Prestar à Seguradora com prontidão todas as informações que esta lhe solicite, relacionadas com o presente contrato; b) Informar as Pessoas Seguras sobre as coberturas e exclusões contratadas, as obrigações e direitos em caso de sinistro e as alterações posteriores que ocorram neste âmbito, de acordo com a Proposta de seguro elaborada pela Seguradora; c) Manter devidamente actualizada toda a informação e registos relativos aos negócios celebrados ao abrigo deste contrato, permitindo a sua consulta pela Seguradora sempre que esta entenda necessário e desde que solicitado dentro das horas normais de expediente; d) Pagar pontualmente o prémio do seguro 2.2 O ónus da prova de ter fornecido as informações referidas na alínea b) do número anterior compete ao Tomador do Seguro, nos termos da legislação em vigor. Artigo 3.º Obrigações da Seguradora Entre outros deveres previstos no presente contrato e na lei, a Seguradora obriga-se a: a) Pagar as Prestações da Seguradora; b) Informar as Pessoas Seguras sobre as coberturas e exclusões contratadas, as obrigações e direitos em caso de sinistro e as alterações posteriores que ocorram nesse âmbito, sempre que tal lhe for solicitado pelas Pessoas Seguras. Artigo 4.º Obrigações da Pessoa Segura Entre outros deveres previstos no presente contrato e na lei, a Pessoa Segura obriga-se a: a) Assinar a Proposta de seguro apenas no caso de se verificarem em relação a ela as condições de elegibilidade definidas no presente contrato; b) Prestar à Seguradora todas as informações e documentos que estas lhe solicitem, relacionadas com o presente contrato, nomeadamente todos os documentos que lhe forem solicitados para análise e comprovação de sinistros. Artigo 5.º Direitos da Pessoa Segura Em caso de Sinistro da Pessoa Segura, esta terá o direito à Prestação da Seguradora, nos termos definidos nas Condições Gerais, Especiais e Particulares. Artigo 6.º Falsas declarações As apólices de seguro considerar-se-ão nulas e, consequentemente, não produzirão quaisquer efeitos em caso de sinistro quando, da parte do Tomador do Seguro ou da Pessoa Segura, tenha havido falsas declarações, imprecisões ou omissões que pudessem ter influído na apreciação do risco e, consequentemente, na existência e condições da aceitação do risco. Artigo 7.º Início e duração da cobertura 7.1. Sem prejuízo da verificação do preenchimento das condições de elegibilidade em caso de sinistro, a cobertura inicia-se, relativamente a cada Pessoa Segura, na data a partir da qual a Pessoa Segura se constituiu devedora perante o Banco Popular Portugal, S.A., conforme estabelecido no respectivo Contrato de Crédito, e que não pode ser anterior à data da assinatura deste, durando até à Data Término da Cobertura, salvo denúncia por parte da Pessoa Segura através de carta registada expedida com 30 dias de antecedência relativamente à data pretendida para os efeitos da denúncia A aceitação do risco terá lugar com a aceitação da Proposta de seguro pela Seguradora, ficando, porém, condicionada ao recebimento do prémio ou fracção inicial e à verificação das condições de elegibilidade de cada Pessoa Segura 7.3. Todos os efeitos decorrentes do presente contrato em matéria de cobertura de riscos ficam, porém, suspensos até ao recebimento pela Seguradora do prémio ou fracção inicial A duração máxima da cobertura é de 60 meses para os contratos de seguro associados a Contratos de Crédito Habitação e de 120 meses para os contratos de seguro associados a Contratos de Crédito Pessoal a contar da data de início da cobertura de seguro. Artigo 8.º Cessação automática das garantias 8.1. Relativamente a cada Pessoa Segura as garantias cessam automaticamente na Data Término da Cobertura As garantias cessam automaticamente relativamente a cada pessoa segura, deixando de ser devida a prestação do Segurador, na primeira das seguintes datas: a) Em caso de duração integral do Contrato de Crédito nos termos acordados, na data de vencimento da última Prestação Pecuniária devida ao abrigo do mesmo, seja ela constituída só por juros, ou só por capital, ou por juros e capital; b) Em caso de liquidação antecipada do Contrato de Crédito ou rescisão deste, na data em que tal liquidação ou rescisão venha a ocorrer; c) Na data da Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva da Pessoa Segura; CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 2/9

3 d) Na data em que a Pessoa Segura atinja a idade máxima de 65 (sessenta e cinco) anos; e) Na data da reforma ou pré-reforma (i.e., ocorrência de uma situação de redução ou suspensão do trabalho, por acordo entre a entidade empregadora e um trabalhador com idade igual ou superior a 55 anos, durante a qual o trabalhador tenha direito a receber da entidade empregadora uma prestação pecuniária mensal, denominada de préreforma) da Pessoa Segura; f) Na data em que a Pessoa Segura atinja os limites máximos de indemnização para o conjunto das coberturas; 8.3. A Pessoa Segura poderá denunciar a presente adesão através de carta registada expedida com 90 (noventa) dias de antecedência relativamente à data pretendida para os efeitos da denúncia, nos casos em que tal seja admissível nos termos do Contrato ou, tendo havido pagamento antecipado do prémio, no final do período correspondente Salvo em caso de pagamento antecipado do prémio, a cessação antecipada da adesão nos termos da presente cláusula dará lugar ao estorno ao Tomador do Seguro do prémio pago proporcionalmente ao período do contrato não decorrido, desde que não tenha havido ainda pagamento de qualquer Prestação do Segurador decorrente de Sinistro. Artigo 9.º Capital seguro 9.1. O Capital Seguro é o expressamente declarado nas Condições Particulares, relativamente a cada cobertura. Artigo 10.º Cálculo dos prémios e modo de pagamento Os prémios são calculados aplicando ao capital inicial do Contrato de Crédito: a) A tarifa em vigor, que é única no caso de se tratar de um Contrato de Crédito Habitação; b) A tarifa em vigor definida em função do prazo do Contrato de Crédito, no caso de se tratar de um Contrato de Crédito Pessoal Em caso de se verificar inadequação do prémio cobrado em relação ao risco coberto, a Seguradora e o Tomador poderão alterá-lo ou substituí-lo, para futuro, mediante acordo entre as partes O prémio poderá ser único ou mensal, consoante for indicado nas Condições Particulares, devendo ser pago pela Pessoa Segura no momento igualmente indicado nas Condições Particulares, dependendo a eficácia da adesão do respectivo pagamento. Artigo 11.º Falta de pagamento do prémio A falta de pagamento do prémio de anuidades subsequentes, ou da primeira fracção deste, impede a renovação do contrato, que por esse facto se não opera, e o não pagamento de uma qualquer fracção do prémio no decurso de uma anuidade determina a resolução automática e imediata do contrato, na data em que o pagamento dessa fracção era devido. Artigo 12.º Âmbito da cobertura O presente contrato cobre o risco de perda de rendimentos, tendo por objecto o pagamento da Prestação da Seguradora ao Beneficiário em caso de Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho resultante de Acidente de que seja vítima a Pessoa Segura Desde que expressamente acordado nas condições particulares e sujeito à respectiva Condição Especial, o presente contrato poderá ter por objecto, também, o pagamento da Prestação da Seguradora ao Beneficiário nos casos de Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho resultante de Doença da Pessoa Segura, de Desemprego Involuntário (no caso de empregados por conta de outrem) ou Hospitalização (no caso de profissionais liberais) da Pessoa Segura A presente cobertura incide sobre Sinistros ocorridos dentro e fora do território nacional, salvo disposição em contrário nas Condições Particulares. Artigo 13.º Prestação da seguradora Em caso de Sinistro, o Beneficiário receberá da Seguradora o valor correspondente à Prestação Pecuniária devida pela Pessoa Segura por conta do Contrato de Crédito, por cada mês de duração da situação de Sinistro, dentro dos limites estipulados nas Condições Particulares. No último pagamento o montante a indemnizar será de 1/30 da Prestação pecuniária por cada dia de duração da situação de sinistro Sem prejuízo do período de Franquia, o período de Incapacidade Temporária Absoluta por Acidente inicia-se a partir do dia imediato àquele em que é comprovado o início da Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho através de certificado de incapacidade A prestação da seguradora está sujeita aos seguintes limites: a) Proteção a Contrato de Crédito Pessoal: Incapacidade Temporária Absoluta por Acidente a prestação da seguradora está limitada ao montante máximo de 2.000,00 e 12 (doze) meses por sinistro e 36 (trinta e seis) meses por contrato; b) Proteção a Contrato de Crédito Habitação: Incapacidade Temporária Absoluta por Acidente a prestação da seguradora está limitada ao montante máximo de 2.000,00 e 12 (doze) meses por sinistro e 24 (vinte e quatro) meses por contrato; Artigo 14.º Condições de elegibilidade da pessoa segura Só poderão ser incluídas nesta cobertura, sob pena de nulidade, as pessoas que o solicitem através da Proposta de seguro totalmente preenchida, e que, nessa data: a) Tenham idade compreendida entre os 18 e os 64 anos; b) Tenham uma actividade profissional de pelo menos 16 horas semanais nos últimos 12 meses; c) Cumpram quaisquer outros requisitos estipulados nas Condições Particulares. CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 3/9

4 Artigo 15.º Exclusões Sem prejuízo do disposto nas condições particulares, ficam excluídas das garantias da Apólice as situações que, directa ou indirectamente, resultem de: a) Guerra, declarada ou não, invasão, acto de inimigo estrangeiro, hostilidades ou operações bélicas, guerra civil, insurreição, rebelião ou revolução, bem como os causados acidentalmente por engenhos explosivos ou incendiários; b) Levantamento militar ou acto do poder militar legítimo ou usurpado; c) Explosão, libertação de calor e radiações provenientes da cisão ou fusão de átomos ou radioactividade e ainda os decorrentes de radiações provocadas pela aceleração artificial de partículas; d) Greves, tumultos a alterações da ordem pública; e) Atos de terrorismo, vandalismo, maliciosos ou de sabotagem; f) Tremores de terra, terramotos, erupções vulcânicas, maremotos, assim como deslizamento, derrocadas ou afundamentos de terrenos e outros fenómenos geológicos e, bem assim, qualquer acontecimento catastrófico relacionado com as forças inevitáveis da natureza; g) Actos ou omissões dolosos do Tomador do Seguro ou da Pessoa Segura; h) Quaisquer situações pré-existentes à data de adesão ao presente contrato Sem prejuízo do disposto nas condições particulares, ficam ainda excluídas das garantias da Apólice as situações resultantes de: a) Afecções existentes à data de início das garantias da Apólice; b) Anomalias congénitas ou incapacidades físicas ou mentais existentes à data do início das garantias da Apólice; c) Afecções originadas directamente da consequência de alcoolismo (tanto em processos agudos como crónicos), de toxicomania ou de estupefacientes ou outras drogas não prescritas por médico; d) Afecções que derivem da intervenção da Pessoa Segura em apostas, desafios ou rixas, salvo se, neste último caso, a Pessoa Segura tenha actuado em legítima defesa ou na tentativa de salvamento de pessoas ou bens; e) Afecções provocadas intencionalmente pela Pessoa Segura ou tentativa de suicídio; f) Parto, gravidez ou interrupção voluntária ou involuntária de gravidez; g) Acidentes provocados por condução de veículos a motor pela Pessoa Segura, sem estar legalmente habilitada; h) Afecções por Psicopatologias de qualquer natureza, bem como doenças sem comprovação clínica; i) Acidentes decorrentes da prática profissional de desportos, ou ainda, para amadores, as provas desportivas integradas em campeonatos e respectivos treinos, desportos de Inverno, boxe, karaté e outras artes marciais, páraquedismo, tauromaquia e outros desportos análogos na sua perigosidade; j) Tratamentos de estética e cosmética, excepto se directamente resultantes de qualquer doença ou acidente. Artigo 16.º Período de franquia relativa, carência e requalificação As garantias objeto deste contrato estão sujeitas a: a) um Período de Franquia Relativa de 30 (trinta) dias para a cobertura de Incapacidade Absoluta para o Trabalho por Acidente; b) um Período de Carência de 60 (sessenta) dias; c) um Período de Requalificação de 6 (seis) meses. Artigo 17.º Procedimentos em caso de sinistro Em caso de sinistro, constitui obrigação da Pessoa Segura ou de quem tenha interesse legítimo no accionamento do seguro, sob pena de responder por perdas e danos, participar o sinistro à Seguradora o mais rapidamente possível após o seu conhecimento Uma vez comunicado o sinistro à Seguradora, sem prejuízo do disposto em 17.4, a Pessoa Segura ou quem tenha interesse legítimo no accionamento do seguro receberá um formulário de participação de sinistro que deverá devolver à Seguradora, totalmente preenchido e acompanhado de todos os elementos e documentos que lhe forem solicitados Para instrução do processo de Sinistro, deverá ser facultado à Seguradora cópia da Proposta de seguro A Seguradora enviará o formulário de participação de sinistro à Pessoa Segura, apenas após o recebimento dos elementos referidos em 17.3 antecedente e em caso de regularidade da situação da Pessoa Segura em face das condições do presente contrato A fraude ou tentativa de fraude perpetrada pelo Tomador do Seguro, pela Pessoa Segura ou por qualquer pessoa actuando sob a sua responsabilidade ilibam a Seguradora de quaisquer responsabilidades relativamente ao sinistro em questão, conferindo a esta o direito à resolução do contrato e, sem prejuízo das disposições penais aplicáveis, ao direito a indemnização por perdas e danos Impende sobre a Pessoa Segura ou sobre quem tenha interesse legítimo no accionamento do seguro a prova da veracidade da reclamação sobre a existência do sinistro, bem como a prova de preenchimento das condições de elegibilidade relativamente à cobertura em causa A verificação de um sinistro não desobriga a Pessoa Segura da obrigação de efectuar o pagamento total das prestações devidas por conta do Contrato de Financiamento Caso o Segurador ou a Pessoa Segura pague ao Beneficiário o valor correspondente a qualquer Prestação Pecuniária já paga, respetivamente, pela Pessoa Segura ou pelo Segurador, o Beneficiário deverá devolver à Pessoa Segura o valor da Prestação Pecuniária paga pela mesma As despesas com a obtenção dos documentos comprovativos e necessários à regularização dos sinistros são de conta da Pessoa Segura ou de quem tenha interesse legítimo no accionamento do seguro A liquidação de cada sinistro aprovado para pagamento é efectuada após o recebimento da documentação necessária para a análise de cada processo, quer da parte da Pessoa Segura, quer da parte do Tomador do Seguro. CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 4/9

5 Artigo 18.º Obrigações em caso de sinistro Em caso de sinistro, constituem obrigações da Pessoa Segura, além de outras previstas no presente contrato, sob pena de responderem por perdas e danos: a) Participar à Seguradora o Acidente logo que tenham indícios de que o período de Franquia Relativa indicado nas Condições Particulares irá ser excedido; se o Médico assistente previr um período de Incapacidade superior ao período de franquia indicado nas Condições Particulares, a participação à Seguradora do Acidente, deverá efectuarse o mais rapidamente a contar da data de evento; b) Comunicar à Seguradora, até 15 dias após a sua verificação, a cura das lesões, promovendo o envio duma declaração médica donde conste, além da data da alta, o período total verificado de incapacidade temporária absoluta para o trabalho; c) Cumprir as prescrições médicas; d) Sujeitar-se a exames médicos designados pela Seguradora; e) Autorizar o médico assistente a prestar todas as informações que sejam solicitadas pela Seguradora; f) Enviar à Seguradora todos os documentos que esta lhe solicite, independentemente do momento da solicitação No caso de comprovada impossibilidade de a Pessoa Segura cumprir quaisquer obrigações previstas nesta condição, transferem-se tais obrigações para quem as possa cumprir. Artigo 19.º Outras condições do contrato revalidação, resgate, redução, adiantamento, transformação da apólice e direito de renúncia O presente contrato não é susceptível, relativamente a cada Pessoa Segura, de revalidação, resgate, redução, adiantamento e transformação da Apólice O Tomador de Seguro dispõe de um prazo de 30 dias, a contar da recepção da apólice, para renunciar aos efeitos do contrato, mediante carta registada com aviso de recepção enviada para a sede da Seguradora O direito de renúncia pode também ser exercido sempre que as condições do contrato não estejam em conformidade com as informações referidas no Decreto-Lei nº 251/2003, de 14 de Outubro O exercício do direito de renúncia determina a resolução do contrato extinguindo todas as obrigações dele decorrentes, com efeitos a partir da sua celebração, havendo lugar à devolução do prémio já pago, sem prejuízo do disposto nos parágrafos seguintes A Seguradora tem direito ao prémio calculado pro-rata temporis e ao custo da apólice O exercício do direito de renúncia não dá lugar a qualquer indemnização para além do que é estabelecido nos números anteriores O direito de renúncia não pode ser exercido se o Tomador de Seguro for uma pessoa colectiva. Artigo 20.º Disposições gerais O Tomador do Seguro e as Pessoas Seguras poderão examinar as reclamações relativas ao presente contrato, havendo possibilidade de intervenção do Instituto de Seguros de Portugal, sem prejuízo do recurso aos Tribunais Nos termos e para os efeitos do nº 2 do artigo 179º do dec.-lei nº 94-B/98, de 17 de Abril, fica perfeitamente entendido que o Tomador do Seguro tomou conhecimento das informações constantes deste contrato. Artigo 21.º Lei aplicável As partes livremente acordam que o presente contrato se regerá pela lei portuguesa. Artigo 22.º Foro O foro competente para dirimir os litígios emergentes deste contrato é o fixado na lei civil. CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 5/9

6 CONDIÇÕES ESPECIAIS - INCAPACIDADE TEMPORÁRIA ABSOLUTA PARA O TRABALHO POR DOENÇA (Trabalhadores por conta de outrem e por conta própria) Artigo 1.º Definições Para efeitos do presente contrato entende-se por: Doença - Alteração involuntária e anormal do estado de saúde da Pessoa Segura, objectiva e clinicamente comprovada, não causada por Acidente. Doença Pré-existente - Qualquer doença que tenha ocorrido, manifestado e/ou que tenham dado origem a tratamento médico, em data anterior à do início do contrato ou das adesões, se posteriores. Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho por Doença - Impossibilidade física temporária total, objectiva e clinicamente comprovada, de a Pessoa Segura exercer a sua actividade profissional, em consequência de ter contraído uma Doença. Artigo 2.º Âmbito da cobertura 2.1 O presente contrato cobre o risco de perda de rendimentos, tendo por objecto o pagamento da Prestação da Seguradora ao Beneficiário em caso de Incapacidade Temporária Absoluta para o trabalho resultante de Doença contraída pela Pessoa Segura. 2.2 A presente cobertura incide sobre Sinistros ocorridos dentro e fora do território nacional, salvo disposição em contrário nas Condições Particulares. 2.3 A presente Condição Especial é regulada pelas Condições Gerais em tudo o que não contrariar as presentes disposições específicas e as Condições Particulares. Artigo 3.º Prestação da seguradora 3.1 Em caso de Incapacidade Temporária Absoluta para o trabalho resultante de Doença, o Beneficiário receberá da Seguradora o valor correspondente à Prestação Pecuniária em dívida pela Pessoa Segura por conta do Contrato de Crédito no momento do sinistro, por cada mês de duração da situação de Sinistro, dentro dos limites estipulados nas Condições Particulares. No último pagamento o montante a indemnizar será de 1/30 da Prestação pecuniária por cada dia de duração da situação de sinistro. 3.2 Em caso de Incapacidade Temporária Absoluta para o trabalho resultante de Doença, a Seguradora pagará ao Beneficiário no primeiro mês de duração da situação de sinistro, o montante correspondente a uma Prestação Pecuniária. Caso a situação de sinistro se prolongue por mais de um mês, aplicar-se-á o disposto em 3.1 antecedente. 3.3 A prestação da seguradora está sujeita aos seguintes limites: a) Proteção a Contrato de Crédito Pessoal: a prestação da seguradora está limitada ao montante máximo de 2.000,00 e 12 (doze) meses por sinistro e 36 (trinta e seis) meses por contrato; b) Proteção a Contrato de Crédito Habitação: a prestação da seguradora está limitada ao montante máximo de 2.000,00 e 12 (doze) meses por sinistro e 24 (vinte e quatro) meses por contrato; Artigo 4.º Período de franquia relativa, carência e requalificação A cobertura de Incapacidade Absoluta para o Trabalho por Doença está sujeita a: a) um Período de Franquia Relativa de 30 (trinta) dias; b) um Período de Carência de 60 (sessenta) dias; c) um Período de Requalificação de 6 (seis) meses. Artigo 5.º Obrigações em caso de sinistro 5.1 Em caso de sinistro, constituem obrigações da Pessoa Segura, além de outras previstas no presente contrato, sob pena de responderem por perdas e danos: a) Participar à Seguradora a Doença logo que tenha indícios de que o período de Franquia Relativa indicado nas Condições Particulares irá ser excedido; se o Médico assistente previr um período de Incapacidade superior ao período de franquia indicado nas Condições Particulares, a participação à Seguradora da Doença, deverá efectuar-se o mais rapidamente a contar da data de evento; b) Comunicar à Seguradora, até 15 dias após a sua verificação, a cura das lesões, promovendo o envio duma declaração médica donde conste, além da data da alta, o período total verificado de incapacidade temporária absoluta para o trabalho; c) Cumprir as prescrições médicas; d) Sujeitar-se a exames médicos designados pela Seguradora; e) Autorizar o médico assistente a prestar todas as informações que sejam solicitadas pela Seguradora; f) Enviar à Seguradora todos os documentos que esta lhe solicite, independentemente do momento da solicitação. 5.2 No caso de comprovada impossibilidade de a Pessoa Segura cumprir quaisquer obrigações previstas nesta condição, transferem-se tais obrigações para quem as possa cumprir. Artigo 6.º Outras condições do contrato revalidação, resgate, redução, adiantamento, transformação da apólice e direito de renúncia 6.1 O presente contrato não é susceptível, relativamente a cada Pessoa Segura, de revalidação, resgate, redução, adiantamento e transformação da Apólice. CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 6/9

7 6.2 Assiste ao Tomador do Seguro e à Pessoa Segura o direito de renúncia, dispondo do prazo de trinta dias a contar da data em que recebe as presentes Condições Especiais para exercer esse direito nas condições previstas nas Condições Gerais. Artigo 7.º Exclusões As exclusões aplicáveis à cobertura objeto da presente condição especial são as constantes do artigo 15.º das condições gerais. CONDIÇÕES ESPECIAIS PROTECÇÃO AO EMPREGO (Trabalhadores por conta de outrem) Artigo Preliminar Entre a Popular Seguros Companhia de Seguros S.A., adiante designada por Seguradora, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de Seguro, que se regula pelas Condições Gerais, Especiais e Particulares desta Apólice, de harmonia com as declarações constantes da proposta que lhe serviu de base e da qual faz parte integrante. Artigo 1.º Definições Para efeitos do presente contrato entende-se por: Emprego por Conta de Outrem O exercício pela Pessoa Segura, mediante uma remuneração, de uma actividade profissional, como trabalhador dependente, a uma entidade empregadora, sob a autoridade e direcção desta, através do estabelecimento de um contrato individual de trabalho, estando a Pessoa Segura inscrita na Segurança Social. Emprego por Conta Própria - O exercício pela Pessoa Segura de uma actividade profissional, como trabalhador independente, ou alguma actividade comercial, industrial ou agrícola como empresário em nome individual, podendo exercer individualmente ou associado a outras pessoas, desde que a Pessoa Segura esteja inscrita no Registo Nacional de Pessoas Colectivas como empresário em nome individual ou como trabalhador independente na respectiva Repartição de Finanças e seja contribuinte da Segurança Social ou de regime contributivo equiparado. Desemprego Total - Situação decorrente da inexistência total e involuntária de emprego da Pessoa Segura, encontrando-se esta inscrita no Centro de Emprego da Segurança Social. Hospitalização Situação que implique o internamento hospitalar da Pessoa Segura, por um período superior a sete dias, gerando uma situação de Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho. Desemprego Involuntário - Situação de "Desemprego Total" devido a: a) Despedimento coletivo, i.e., o fim do contrato de trabalho provocado pela entidade empregadora, que abranja (em simultâneo ou sucessivamente durante um período de três meses) pelo menos, dois ou cinco trabalhadores (conforme se trate, respetivamente, de microempresa ou de pequena empresa, por um lado, ou de média ou grande empresa, por outro), sempre que se fundamente no encerramento de uma ou várias secções (ou estruturas equivalentes) ou na redução do número de trabalhadores devido a motivos de mercado, motivos estruturais ou motivos tecnológicos; b) Despedimento por extinção de postos de trabalho justificada por motivos económicos ou por motivos de mercado, por motivos tecnológicos ou por motivos estruturais, relativos à entidade empregadora; c) Despedimento promovido unilateralmente pela entidade empregadora, sem justa causa; d) Despedimento promovido unilateralmente pelo trabalhador com invocação de justa causa, incluindo as situações em que o fundamento da justa causa é a falta de pagamento pontual da retribuição. Salários em atraso Situação que ocorre sempre que a um trabalhador por conta de outrem não seja, comprovadamente, efectuado o pagamento pontual da retribuição mensal que lhe é devida por força do seu contrato de trabalho mantendo-se, no entanto, o trabalhador vinculado a esse mesmo contrato. Artigo 2.º Objeto da cobertura 2.1 Desde que expressamente convencionado nas Condições Particulares e nos termos da presente Condição Especial, as garantias da Apólice têm também por objecto o pagamento da Prestação da Seguradora definida nas Condições Gerais ao Beneficiário quando a Pessoa Segura se encontrar em situação de Emprego por Conta de Outrem e ocorrer situação de: a) Desemprego Involuntário; ou b) Salários em atraso. 2.2 Desde que expressamente convencionado nas Condições Particulares e nos termos da presente Condição Especial, as garantias da Apólice têm também por objecto o pagamento da Prestação da Seguradora definida nas Condições Gerais ao Beneficiário quando a Pessoa Segura se encontrar em situação de Emprego por Conta Própria e ocorrer uma situação de Hospitalização. 2.3 A presente Condição Especial é regulada pelas Condições Gerais e pelas disposições desta Subsecção, em tudo o que não contrariar as presentes disposições específicas e as Condições Particulares. Artigo 3.º Prestação da seguradora 3.1 Em caso de Desemprego Involuntário ou de Salários em Atraso, o Beneficiário receberá da Seguradora o valor correspondente à Prestação Pecuniária em dívida pela Pessoa Segura por conta do Contrato de Crédito no momento do sinistro, por cada mês de duração da situação de Sinistro, dentro dos limites estipulados nas Condições CRCL / Pessoa Coletiva Capital Social Euro 7/9

Plano Proteção Vencimento. Condições Gerais e Especiais da Apólice

Plano Proteção Vencimento. Condições Gerais e Especiais da Apólice Ocidental - Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Av. Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º-501_836_918, matriculada sob esse número na Conservatória

Leia mais

Proteção Crédito Habitação. Condições Gerais e Especiais da Apólice

Proteção Crédito Habitação. Condições Gerais e Especiais da Apólice Ocidental - Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Av. Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º-501_836_918, matriculada sob esse número na Conservatória

Leia mais

Plano Proteção Despesas. Condições Gerais e Especiais da Apólice

Plano Proteção Despesas. Condições Gerais e Especiais da Apólice Ocidental - Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Av. Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º-501_836_918, matriculada sob esse número na Conservatória

Leia mais

Seguro Plano Proteção Crédito Pessoal. Condições Gerais da Apólice. www.ocidental.pt

Seguro Plano Proteção Crédito Pessoal. Condições Gerais da Apólice. www.ocidental.pt Ocidental Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Avenida Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º 501 836 918, matriculada sob esse número na Conservatória

Leia mais

Crédito Hipotecário BPI (Prémios Mensais, Contratos em Vigor)

Crédito Hipotecário BPI (Prémios Mensais, Contratos em Vigor) Seguro de Proteção ao Crédito Boletim de Adesão/Certificado Produto 1 4 6 Apólice 2 0 1 5 6 3 1 8 9 Processo (s) de crédito NUC Tipo Ordem Balcão Certificados Dados Gerais 1. Tomador de Seguro Nome Banco

Leia mais

SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782. 808 29 39 49 fidelidade.

SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782. 808 29 39 49 fidelidade. PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros,

Leia mais

Apólice N.º AG50001063 SEGURO DE CARTÕES DE DÉBITO PARA NÃO RESIDENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 205

Apólice N.º AG50001063 SEGURO DE CARTÕES DE DÉBITO PARA NÃO RESIDENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 205 ARTIGO PRELIMINAR Entre a FIDELIDADE - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A., adiante designada por Segurador, e a Caixa Geral de Depósitos, S.A., adiante designada por Tomador do Seguro, estabelece-se o presente

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL 3 DEFINIÇÕES DISPOSIÇÕES FUNDAMENTAIS

Leia mais

SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA

SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA O seguro que paga a conta do seu cartão emitido pela Unicre nos momentos em que mais precisa, com todo o conforto e segurança. Quando se pergunta porquê ter um plano

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar Artigo Preliminar Entre a EUROVIDA, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Objecto do Contrato.03 Artigo 3º Garantias do Contrato.03 Artigo 4º Âmbito Territorial.03 Artigo 5º Exclusões.03 Artigo 6º Início e Duração

Leia mais

PROTECÇÃO MAIS VIDA. Informações Pré-Contratuais. Seguro de Vida

PROTECÇÃO MAIS VIDA. Informações Pré-Contratuais. Seguro de Vida Seguro de Vida SEGURADOR PRODUTO Seguro de Vida temporário anual renovável. L - Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva XL - Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva - Morte por Acidente - Morte por Acidente

Leia mais

Salvaguardando imprevistos coloquem em causa o. O PH Protecção Hipotecária é um seguro de vida. individual de protecção de crédito associado a um

Salvaguardando imprevistos coloquem em causa o. O PH Protecção Hipotecária é um seguro de vida. individual de protecção de crédito associado a um O PH Protecção Hipotecária é um seguro de vida Salvaguardando imprevistos coloquem em causa o individual de protecção de crédito associado a um equilíbrio orçamental do agregado familiar, contrato de financiamento

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS 1 - RISCOS E COBERTURAS a) Riscos Profissionais e Extra-Profissionais b) Morte ou Invalidez Permanente 2 - SEGURADO E PESSOAS SEGURAS

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador de Seguro mencionado nas Condições Particulares

Leia mais

Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos

Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos Condições gerais e especiais Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 21 312 43 00

Leia mais

BIG Alocação Condições Gerais

BIG Alocação Condições Gerais ARTIGO PRELIMINAR Entre a, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições Particulares é estabelecido o contrato de seguro que se regula pelas, Especiais e Particulares da Apólice, de acordo com as declarações

Leia mais

REAL VIDA PREVIDÊNCIA Informações Pré-Contratuais

REAL VIDA PREVIDÊNCIA Informações Pré-Contratuais SEGURADOR PRODUTO Seguro de Vida temporário anual renovável. PLANO PREVIDÊNCIA Morte ou PLANO PREVIDÊNCIA MAIS Morte ou Morte por Acidente Morte por Acidente de Circulação GARANTIAS Morte ou Em caso de

Leia mais

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar... 03 Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões Artigo 1.º - Definições... 03 Artigo 2.º - Objecto do contrato...

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS

MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS Introdução O seguro de Acidentes Pessoais tem por objectivo garantir as prestações contra os prejuízos, que possam advir em consequência de acidentes susceptíveis de ocorrer

Leia mais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES 1. Para efeitos do presente contrato entende-se por: Seguradora: a Real Vida Seguros, S.A., que subscreve com o Tomador de Seguro o presente contrato; Tomador de Seguro: A entidade

Leia mais

BBVA FINANZIAMENTO CONDIÇÕES GERAIS. Cardif Assurances Risques Divers e Cardif Assurance Vie

BBVA FINANZIAMENTO CONDIÇÕES GERAIS. Cardif Assurances Risques Divers e Cardif Assurance Vie BBVA FINANZIAMENTO APÓLICE DE SEGURO DE GRUPO VIDA Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva Incapacidade temporária para o trabalho Hospitalização (para trabalhadores por conta própria ou funcionários

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO LEROY MERLIN

CARTÃO DE CRÉDITO LEROY MERLIN CARTÃO DE CRÉDITO LEROY MERLIN CONDIÇÕES GERAIS DA PROTECÇÃO DE CONTA CARTÃO LM - PRODUZIDO EM ABRIL 2015 APÓLICE DE SEGURO DE GRUPO PROTECÇÃO VIDA E NÃO VIDA I CONDIÇÕES GERAIS DISPOSIÇÕES COMUNS À PROTECÇÃO

Leia mais

MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO

MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO MANUAL TÉCNICO F.P. AIKIDO (Versão 1.2015) Modalidade: Tomador de Seguro: Acidentes Pessoais Grupo Federação Portuguesa de Aikido Apólice: 29019875 Companhia: Açoreana Seguros S.A Contactos: Av. Duque

Leia mais

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Informações Pré Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que,

Leia mais

Plano Completo Protecção Financeira Crédito Pessoal Monofolha Comercial Características da Protecção Apólice nº C38040

Plano Completo Protecção Financeira Crédito Pessoal Monofolha Comercial Características da Protecção Apólice nº C38040 1. COBERTURAS DA PROTECÇÃO a) Morte ( M ); b) Incapacidade Total Temporária ( ITT ) - a impossibilidade física total e temporária da Pessoa Segura, de exercer a sua profissão habitual, em consequência

Leia mais

BASES DO CONTRATO...3

BASES DO CONTRATO...3 UNIT LINKED DB VIDA Condições Gerais...2 1. DEFINIÇÕES...2 2. BASES DO CONTRATO...3 3. INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO...4 4. ÂMBITO DA COBERTURA...4 5. GESTÃO DAS UNIDADES DE PARTICIPAÇÃO...4 6. PRÉMIOS...6

Leia mais

Acidentes Pessoais Seguro de Retribuição Profissional

Acidentes Pessoais Seguro de Retribuição Profissional Acidentes Pessoais Seguro de Retribuição Profissional Informações Pré- Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que,

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PPR

Condições Gerais EUROVIDA PPR Artigo Preliminar Entre a Eurovida, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

Liberty Caução. Condições gerais e especiais. Pela protecção dos valores da vida. 1070327-01.2006

Liberty Caução. Condições gerais e especiais. Pela protecção dos valores da vida. 1070327-01.2006 Condições gerais e especiais 1070327-01.2006 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, nº 6 1069-001 Lisboa Fax 21 355 33 00 Pessoa Colectiva n.º 500 068 658

Leia mais

Morte por Acidente. Solução Previdência Zurich Empresas

Morte por Acidente. Solução Previdência Zurich Empresas Solução Previdência Zurich Empresas Condições Pré-Contratuais A Zurich - Companhia de Seguros Vida, S.A., entidade legalmente autorizada a exercer a actividade seguradora, com sede em Portugal, na Rua

Leia mais

SPV GRUPO Ficha de Produto

SPV GRUPO Ficha de Produto Tipo de Cliente Descrição Segmento-alvo Empresa Seguro de Grupo Temporário Anual Renovável não contributivo que garante o pagamento de um capital ao(s) beneficiário(s) designado(s) pelo Segurado, em caso

Leia mais

SEGURO PLANO PROTECÇÃO DE CRÉDITO PESSOAL

SEGURO PLANO PROTECÇÃO DE CRÉDITO PESSOAL 1. Coberturas SEGURO PLANO PROTECÇÃO DE CRÉDITO PESSOAL Boletim Informativo Resumo das Condições Gerais a) Morte b) Incapacidade Temporária para o Trabalho c) Desemprego Involuntário se trabalhador por

Leia mais

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO SEGURO CA PPR [CAPITAL] Crédito Agrícola Vida - Companhia de Seguros, S.A. Rua Castilho, 233-7º 1099-004 Lisboa CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA PPR [CAPITAL CAPITAL]

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE PROTECÇÃO DENTÁRIA ARTIGO PRELIMINAR

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE PROTECÇÃO DENTÁRIA ARTIGO PRELIMINAR APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE PROTECÇÃO DENTÁRIA ARTIGO PRELIMINAR Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador de Seguro mencionado nas condições particulares,

Leia mais

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROTEÇÃO DA ATIVIDADE SEGURO OBRIGATÓRIO CONDIÇÕES GERAIS - 168 DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO 808 29 39 49 fidelidade.pt

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS MERGULHO AMADOR CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS MERGULHO AMADOR CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS MERGULHO AMADOR CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador do Seguro mencionado

Leia mais

Acidentes Pessoais SpecialtySolutions

Acidentes Pessoais SpecialtySolutions Acidentes Pessoais SpecialtySolutions Informações Pré- Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que, mediante o pagamento

Leia mais

REAL VIDA GRUPO - PME Ficha de Produto

REAL VIDA GRUPO - PME Ficha de Produto Tipo de Cliente Descrição Segmento-alvo Características Segurador Tomador do Seguro Pequenas e Médias Empresas Seguro de Grupo Temporário Anual Renovável não contributivo que garante o pagamento de um

Leia mais

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada

Leia mais

Protecção Vida Empresas

Protecção Vida Empresas C ONDIÇÕES G ERAIS E E SPECIAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO MISTO CONDIÇÕES GERAIS PROTECÇÃO VIDA EMPRESAS 2 Condições Gerais Artigo 1.º DEFINIÇÕES 1.1. Para efeitos do presente contrato de

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .06 .06

Condições Gerais.03 .03 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .06 .06 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Âmbito do Seguro.04 Artigo 3º Produção de Efeitos e Duração do Contrato.04 Artigo 4º Prémio do Seguro.05 Artigo 5º Inexactidão da Declaração

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Tomador do seguro A entidade que celebra o contrato de seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do prémio.

CONDIÇÕES GERAIS. Tomador do seguro A entidade que celebra o contrato de seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do prémio. CONDIÇÕES GERAIS 1 Definições Para efeitos deste Contrato, entende-se por: 1.1 Partes envolvidas no contrato Empresa de seguros VICTORIA - Seguros de Vida, S.A., entidade que emite a apólice e que, mediante

Leia mais

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3 Sem prejuízo da revisão em curso das presentes Condições Gerais, a CARAVELA, Companhia de Seguros, S.A. dá integral cumprimento ao disposto no Decreto-Lei nº 72/2008, de 16 de Abril. CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE

Leia mais

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Responsabilidade Civil 1 SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL 2 Quais são os seguros de responsabilidade civil

Leia mais

Para subscrever o seguro de Vida Individual o cliente deverá preencher e assinar a proposta de adesão do produto.

Para subscrever o seguro de Vida Individual o cliente deverá preencher e assinar a proposta de adesão do produto. O que é? O presente seguro destina-se a indivíduos que queiram proteger a sua vida em caso de invalidez e protecção da família em caso de morte ou a indivíduos que pretendam fazer um crédito, e que subscrevem

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. Global Companhia Seguros SA/ Companhia Seguros Açoreana SA

MANUAL TÉCNICO. Global Companhia Seguros SA/ Companhia Seguros Açoreana SA MANUAL TÉCNICO ACIDENTES PESSOAIS Tomador de Seguro: FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AIKIDO Apólice: 209019875 Companhia: Global Companhia Seguros SA/ Companhia Seguros Açoreana SA Contactos: Av. Duque de Ávila,

Leia mais

Popular Proteção Propinas Boletim Informativo

Popular Proteção Propinas Boletim Informativo 1. O que é o Popular Proteção O Popular Proteção Propinas é um plano de proteção que faz face aos custos das propinas escolares, referentes a estabelecimentos de ensino autorizados, caso se verifiquem

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO Cláusula Preliminar 1. Entre a Crédito Agrícola Vida Companhia de Seguros, adiante designada por CA Vida, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições

Leia mais

Condições Gerais. Para trabalhadores por conta de outrem

Condições Gerais. Para trabalhadores por conta de outrem Condições Gerais Para trabalhadores por conta de outrem CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a NOSSA NOVA SOCIEDADE DE SEGUROS DE ANGOLA, S.A., adiante designada por Seguradora, e o Tomador de Seguro

Leia mais

1. SEGURADOR MAPFRE Seguros Gerais S. A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa Pessoa Colectiva n.º 502 245 816 Capital social 33.108.

1. SEGURADOR MAPFRE Seguros Gerais S. A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa Pessoa Colectiva n.º 502 245 816 Capital social 33.108. INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM SERVIÇOS DOMÉSTICOS POSTAL PROTECÇÃO DOMÉSTICA (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de

Leia mais

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 .

Condições Gerais Condições Especiais.03 .10 .04 .10 .04 .10 .04 .10 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .07 .07 .07 .07 .07 .07 .08 .08 .08 . ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.04 Artigo 2º Objecto do Contrato.04 Artigo 3º Âmbito da Garantia.04 Artigo 4º Exclusões das Garantias.05 Artigo 5º Início e Duração do Contrato.05 Artigo

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS EM PODER DA UNICRE SEGURO ONCOLOGIA APÓLICE Nº 3052 - DOENÇA GRUPO ARTIGO PRELIMINAR

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS EM PODER DA UNICRE SEGURO ONCOLOGIA APÓLICE Nº 3052 - DOENÇA GRUPO ARTIGO PRELIMINAR RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS EM PODER DA UNICRE SEGURO ONCOLOGIA APÓLICE Nº 3052 - DOENÇA GRUPO ARTIGO PRELIMINAR O contrato de seguro estabelecido entre a GROUPAMA SEGUROS, S.A., adiante designada por

Leia mais

OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE

OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE OFERTA SEGUROS TRANQUILIDADE AGAP Condições em vigor para a rede Comercial Tranquilidade Agosto 2008 Rectificação dos procedimentos operacionais para os MONITORES DE FITNESS, SÓCIOS E COLABORADORES INTRODUÇÃO

Leia mais

Condições Gerais + POUPANÇA. Produto comercializado por: IMGV71 (CAP_POU/12/2012)

Condições Gerais + POUPANÇA. Produto comercializado por: IMGV71 (CAP_POU/12/2012) Condições Gerais + POUPANÇA Produto comercializado por: IMGV71 (CAP_POU/12/2012) Generali Vida S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 I 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 I Fax. 213 563 067 I Email: generali@generali.pt

Leia mais

RENDA PROTEGIDA Documento Informativo

RENDA PROTEGIDA Documento Informativo RENDA PROTEGIDA Documento Informativo Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Índice - Documento Informativo DI - PROTRENDAS - 10/2014_v.1 1 Partes no Contrato

Leia mais

O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção.

O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção. Seguros O Cartão de Crédito Millennium bim Visa oferece-lhe ainda um excelente pacote de seguros, concebido especialmente a pensar em si e na sua protecção. CARTÃO GOLD CARTÃO CLASSIC LIMITE FRANQUIA LIMITE

Leia mais

Seguro de Vida Crédito Protecção Completa de Cartões

Seguro de Vida Crédito Protecção Completa de Cartões Seguro de Vida Crédito Protecção Completa de Cartões Condições Gerais, Condições Especiais e Condições Particulares Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Condições

Leia mais

Condições Gerais +RENDA. Produto comercializado por:

Condições Gerais +RENDA. Produto comercializado por: Condições Gerais +RENDA Mod. IMGV - 82CH (06/2012) Generali Vida S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 I 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 I Fax. 213 563 067 I Email: generali@generali.pt I www.generali.pt

Leia mais

Liberty Acidentes de Trabalho Independente

Liberty Acidentes de Trabalho Independente Liberty Acidentes de Trabalho Independente ÍNDICE Condições gerais Cláusula preliminar 3 Capítulo I. Definições, objecto e garantias do contrato 4 Capítulo II. Declaração do risco, inicial e superveniente

Leia mais

Podem ser contratadas outras coberturas, para além das obrigatórias?

Podem ser contratadas outras coberturas, para além das obrigatórias? SEGURO HABITAÇÃO Qual a importância do Seguro de Habitação? Os bens imóveis, tal como os móveis, estão sujeitos à ocorrência de eventos que lhes podem causar danos. Se não possuir um seguro válido, terá

Leia mais

CONDIÇÕES DO SEGURO EDUCACIONAL UNICARIOCA

CONDIÇÕES DO SEGURO EDUCACIONAL UNICARIOCA CONDIÇÕES DO SEGURO EDUCACIONAL UNICARIOCA 1. DO SEGURO 1.1 OBJETIVO: O presente Seguro tem por objetivo garantir o pagamento de uma indenização ao beneficiário, até o limite das respectivas importâncias

Leia mais

ARTº. 6º. - PRÉMIOS ARTº. 7º. - RESOLUÇÃO

ARTº. 6º. - PRÉMIOS ARTº. 7º. - RESOLUÇÃO Seguro de Doença 24 AFE-V03 1 / 25 SEGURO DE DOENÇA 24 CONDIÇÕES GERAIS Entre a Europ Assistance Companhia Portuguesa de Seguros, S.A. e o Tomador de Seguro estabelece-se o presente contrato de Seguro

Leia mais

Condições Gerais. Seguro Acidentes de Trabalho Para trabalhadores por conta de outrem

Condições Gerais. Seguro Acidentes de Trabalho Para trabalhadores por conta de outrem Condições Gerais Seguro Acidentes de Trabalho Para trabalhadores por conta de outrem CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a NOSSA NOVA SOCIEDADE DE SEGUROS DE ANGOLA, S.A., adiante designada por Seguradora,

Leia mais

Condições Gerais e Especiais

Condições Gerais e Especiais CONDIÇÕES GERAIS Artigo preliminar CAPÍTULO I - Definições, objecto e garantias do contrato Artigo 1º - Definições Artigo 2º - Conceito de acidente de trabalho Artigo 3º - Objecto do contrato Artigo 4º

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO PROTECÇÃO SUPER CRÉDITO

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO PROTECÇÃO SUPER CRÉDITO CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO PROTECÇÃO SUPER CRÉDITO Cláusula Preliminar 1. Entre a Crédito Agrícola Vida Companhia de Seguros, adiante designada por CA Vida, e o Tomador do Seguro

Leia mais

Seguro Poupança Crescente. Condições Gerais e Especiais da Apólice. www.ocidentalseguros.pt

Seguro Poupança Crescente. Condições Gerais e Especiais da Apólice. www.ocidentalseguros.pt Ocidental Companhia Portuguesa de Seguros de Vida, SA. Sede: Avenida Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º 501 836 926, matriculada sob esse número

Leia mais

BENEFICIÁRIO PRINCIPAL DO CONTRATO:

BENEFICIÁRIO PRINCIPAL DO CONTRATO: FATURA SEGURA EDP Condições Particulares / Proposta de Subscrição TOMADOR DO SEGURO/PESSOA SEGURA: O Cliente (Titular do contrato de fornecimento de energia) SEGURADOR: Cardif Assurances Risques Divers

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Seguradora

Leia mais

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DAS ENTIDADES CONSERVADORAS DE ELEVADORES CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DAS ENTIDADES CONSERVADORAS DE ELEVADORES CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DAS ENTIDADES CONSERVADORAS DE ELEVADORES CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada

Leia mais

Previdência Zurich Empresas Condições Pré-contratuais

Previdência Zurich Empresas Condições Pré-contratuais Previdência Zurich Empresas Condições Pré-contratuais A Zurich - Companhia de Seguros Vida, S.A., entidade legalmente autorizada a exercer a atividade seguradora no Ramo Vida, com sede em Portugal, na

Leia mais

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MAGISTRADOS JUDICIAIS CONDIÇÕES GERAIS - 128. 808 29 39 49 fidelidade.pt PROTEÇÃO DA ATIVIDADE

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MAGISTRADOS JUDICIAIS CONDIÇÕES GERAIS - 128. 808 29 39 49 fidelidade.pt PROTEÇÃO DA ATIVIDADE PROTEÇÃO DA ATIVIDADE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MAGISTRADOS JUDICIAIS CONDIÇÕES GERAIS - 128 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A. NIPC e Matrícula

Leia mais

SEGURO DE RETRIBUIÇÃO PROFISSIONAL

SEGURO DE RETRIBUIÇÃO PROFISSIONAL SEGURO DE RETRIBUIÇÃO PROFISSIONAL Acidente e doença O Seguro de Retribuição Profissional destina-se a proteger um dos bens mais preciosos - a capacidade de trabalhar e ganhar uma remuneração - contra

Leia mais

SEGURO VIDA INDIVIDUAL CAIXA PROTECÇÃO FAMILIAR

SEGURO VIDA INDIVIDUAL CAIXA PROTECÇÃO FAMILIAR PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR SEGURO VIDA INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros, S.A. NIPC e Matrícula 500 918 880, na CRC Lisboa Sede: Largo do Calhariz,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS Associação de Futebol da Guarda

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS Associação de Futebol da Guarda MANUAL DE PROCEDIMENTOS E SERVIÇOS MÉDICOS CONVENCIONADOS Associação de Futebol da Guarda SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE ATLETAS, AGENTES DESPORTIVOS E ÁRBITROS 1- Definições (de acordo com as Condições

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E ESPECIAIS

CONDIÇÕES GERAIS E ESPECIAIS CONDIÇÕES GERAIS E ESPECIAIS Seguro Saúde Multicare Individual e PME FM112 -Maio / 10 ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar 04 CAPÍTULO I / Contrato 04 ARTIGO 1º Definições 04 ARTIGO 2º Objecto do

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE

CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE CONDIÇÕES ESPECIAIS SEGUROS ASSOCIADOS AO CARTÃO DE DÉBITO PRESTIGE 1.1. Seguros - Definições Validade A validade dos Seguros associados ao Cartão de Débito Prestige para cada Pessoa Segura, começa com

Leia mais

Plano Protecção Financeira Crédito Pessoal

Plano Protecção Financeira Crédito Pessoal Plano Protecção Financeira Crédito Pessoal Condições Gerais Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Índice - Condições Gerais CG-04/2014_v.1 Condições Gerais

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S. A., adiante designada por Tranquilidade, e

Leia mais

Assinale Plano Pretendido Plano UG1 Plano UG2 Plano UG3. Descrição : DURAÇÃO DO SEGURO

Assinale Plano Pretendido Plano UG1 Plano UG2 Plano UG3. Descrição : DURAÇÃO DO SEGURO DATA DE ENTRADA SEGURO DE SAÚDE SAUPG : Sanos Upgrade NOVO Assinale Plano Pretendido Plano UG1 Plano UG2 Plano UG3 ALTERAÇÃO ASSOCIADA Data da Aprovação Visto APÓLICE Pretende ficar incluído neste Plano

Leia mais

PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013

PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013 PROPOSTA ÉPOCA DESPORTIVA 2012 / 2013 Proponente: Federação Portuguesa de Rugby Pág. 1 SEGURO DESPORTIVO DE ACIDENTES PESSOAIS ( Decreto-Lei Nº. 10/2009 ) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE RUGBY ÉPOCA DESPORTIVA

Leia mais

Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros

Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros Condições gerais e especiais Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6-11.º 1069-001 Lisboa Telef. 21

Leia mais

Texto complementar à Proposta Simplificada de Vida em Grupo / Acidentes Pessoais Coletivo

Texto complementar à Proposta Simplificada de Vida em Grupo / Acidentes Pessoais Coletivo Texto complementar à Proposta Simplificada de Vida em Grupo / Acidentes Pessoais Coletivo 1. Definições 1.1. Apólice: é o documento emitido pela Seguradora que expressa o contrato celebrado entre a Seguradora

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA. CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA. CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * CLÁUSULA PRELIMINAR 1- Entre a Lusitania, Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por segurador, e o tomador do seguro mencionado nas Condições

Leia mais

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Moto Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE AS

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES LUSITANIA, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. 2/2 Rua de LUSITANIA S. Domingos COMPANHIA à Lapa, 35 1249-130 DE SEGUROS Lisboa

Leia mais

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Banking and Payments Authority of Timor-Leste Av a Bispo Medeiros, PO Box 59, Dili, Timor-Leste Tel. (670) 3 313 718, Fax. (670) 3 313 716 RESOLUÇÃO DO

Leia mais

NORMA REGULAMENTAR N.º 18/2007-R, de 31 de Dezembro SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES D E SEGUROS

NORMA REGULAMENTAR N.º 18/2007-R, de 31 de Dezembro SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES D E SEGUROS Não dispensa a consulta do regulamento publicado em Diário da República NORMA REGULAMENTAR N.º 18/2007-R, de 31 de Dezembro SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS MEDIADORES D E SEGUROS O Decreto-Lei

Leia mais

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI

VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI VALOR GARANTIDO VIVACAPIXXI CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I GENERALIDADES ARTº 1º - DEFINIÇÕES 1. Para os efeitos do presente contrato, considera-se: a) Companhia - a entidade seguradora,, que subscreve com

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL

RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL Page 1 RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL Sede: Av. 25 de Setembro, n.º 1230, 2.º Andar, Porta 201, Prédio 33 Andares Assinatura:... Page 2 CONDIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DEFINIÇÕES, OBJECTO DO CONTRATO,

Leia mais

15,00% Taxa fixa e não sujeita a arredondamento. Não aplicável.

15,00% Taxa fixa e não sujeita a arredondamento. Não aplicável. 6. Contrato coligado 6.1 Bem ou Serviço 6.2 Preço a pronto 7. Garantias 8. Reembolso antecipado 8.1. Comissão de reembolso antecipado 8.2. Condições de exercício C. Custos do Crédito 1. Taxa de juro anual

Leia mais

Fidelity Poupança. Condições Gerais e Especiais

Fidelity Poupança. Condições Gerais e Especiais 1. DEFINIÇÕES 1.1. Para os efeitos do presente Contrato, entende-se por:» I.C.A.E.: Instrumento de Captação de Aforro Estruturado ;» Seguradora: ;» Tomador de Seguro: a Entidade que celebra o Contrato

Leia mais

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU. Regulamento Administrativo nº 24/2003

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU. Regulamento Administrativo nº 24/2003 1 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU Regulamento Administrativo nº 24/2003 Condições da Apólice Uniforme do Seguro Obrigatório de Responsabilidade Civil das Embarcações de Recreio O Chefe do Executivo,

Leia mais

CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Modalidades: Caducidade Revogação (mútuo acordo) Art.º 340.º do CT Por iniciativa do empregador o Despedimento por facto imputável ao trabalhador

Leia mais

Ficha Técnica. Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões. Título Contrato de Seguro. Edição Instituto de Seguros de Portugal

Ficha Técnica. Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões. Título Contrato de Seguro. Edição Instituto de Seguros de Portugal Ficha Técnica Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões Título Contrato de Seguro Edição Instituto de Seguros de Portugal Coordenação editorial Direcção de Comunicação e Relações com os Consumidores

Leia mais

PERDA INVOLUNTÁRIA DE EMPREGO

PERDA INVOLUNTÁRIA DE EMPREGO PERDA INVOLUNTÁRIA DE EMPREGO 1. OBJETIVO DA COBERTURA O objetivo desta cobertura é garantir ao beneficiário, dentro dos limites estabelecidos e observadas as demais condições contratuais, o pagamento

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSOCIAÇÃO FUTEBOL DE VILA REAL APÓLICE N.º 01708350

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSOCIAÇÃO FUTEBOL DE VILA REAL APÓLICE N.º 01708350 SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE AGENTES DESPORTIVOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS - ASSOCIAÇÃO FUTEBOL DE VILA REAL APÓLICE N.º 01708350 1. DEFINIÇÕES De acordo com as Condições Gerais da Apólice de Acidentes

Leia mais