Coletor Solar. Manual de instalação, operação e manutenção

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Coletor Solar. Manual de instalação, operação e manutenção"

Transcrição

1 Coletor Solar, operação e manutenção

2 Índice Apresentação... 2 Características técnicas... 3 Instalação... 4 Variação do NORTE GEOGRÁFICO... 5 Local... 6 Inclinação dos coletores... 7 Cálculo da vazão de água necessária... 8 Tipos de ligação dos coletores... 8 Número máximo de coletores por bateria... 9 Instalação em telhados... 9 Interligação dos coletores...10 Fixação dos coletores...11 Dimensionamento de tubulações...13 Conexões hidráulicas...13 Alojamentos dos es...15 Opções de interligações na instalação dos coletores...17 Verificações finais Operação inicial Limpeza da tubulação...22 Principais problemas e soluções Manutenção Sistema de apoio ou back-up opcionais Sistema de apoio - Bomba de Calor Termo de Garantia Garantia...25 Abrangência...25 Como deve ser exercida a garantia...25 Onde...25 Excludentes...26 Controlador... 20

3 Apresentação A NAUTILUS sempre preocupada em oferecer a você tudo o que há de mais moderno e confiável, apresenta seu coletor para aquecimento de água de piscinas. Esse produto, além de lhe garantir mais economia, irá proporcionar a você e sua família mais tempo de uso de sua piscina. Fabricado em termoplástico, o coletor solar NAUTILUS possui características construtivas únicas que são: Reconhecida nacionalmente pelo seu serviço pósvenda, a NAUTILUS irá garantir a você todo o apoio técnico necessário para a sua completa satisfação. Nossa rede de revendas autorizadas possui profissionais que irão garantir sempre a melhor solução para cada caso e, com certeza, o seu é ESPECIAL e ÚNICO para nós. Resistente a pressões de até 40 m.c.a. Design avançado. Leve e de fácil instalação. Isento de manutenção. Alta resistência a intempéries e produtos químicos contidos na água da piscina. Aditivado com proteção contra ação dos raios UV. Fabricado com matéria prima atóxica. Grande área de absorção. Sem risco de corrosão e calcificação. Modelo CSN homologado pelo 2

4 Características técnicas Instalação Características Técnicas Modelo - CSN 1U/1M CSP-2U CSP-3U Material - Polietileno Polipropileno Polipropileno Processo de fabricação - Rotomoldagem Extrusão/ Termofusão Extrusão/ Termofusão Cor - Preto Preto Preto Comprimento Largura mm Espessura mm Área m 2 1,04 2,10 3,15 Número de tubos Diâmetro dos tubos mm Diâmetro externo dos tubos coletores mm Pressão de trabalho m.c.a Peso vazio kg 5,10 5,50 7,60 Peso cheio de água kg 13,30 14,80 21,10 Principais pontos a serem observados: Direcionamento dos coletores voltado para o NORTE GEOGRÁFICO. Inclinação dos coletores. Evitar áreas sombreadas. Local de instalação com área compatível para receber a quantidade de coletores dimensionados e também com capacidade de suportar o peso desses coletores cheios de água. Espaço para instalacão e manutenção. Produção de energia KWh/mês/m 2 84,60 em fase de Certificação em fase de Certificação 3 4

5 Variação do NORTE GEOGRÁFICO Caso não seja possível a instalação dos coletores direcionados para o NORTE GEOGRÁFICO, haverá necessidade de se efetuar uma correção no cálculo da quantidade dos mesmos. Até 15 de desvio (tanto para Leste como para Oeste) não haverá necessidade de correção. Caso contrário utilize a orientação abaixo: Variação em relação ao NORTE GEOGRÁFICO (Leste ou Oeste) Correção necessária (%) até 15 0 de 16 a 20 5 de 21 a de 26 a de 31 a Exemplo: Se os coletores forem instalados com um desvio de 30 em relação ao NORTE GEOGRÁFICO, será necessário aumentar a quantidade dos mesmos em 15%. Nesse caso, basta multiplicar a quantidade de coletores dimensionada por 1,15. Local A escolha do local onde os coletores serão instalados é de vital importância para o correto funcionamento de todo o sistema e para isso deveremos observar alguns pontos principais que são: Orientar o posicionamento dos coletores de modo que suas faces fiquem voltadas o mais próximo possível para o NORTE GEOGRÁFICO. Caso isso não seja possível, utilize a tabela de correção da página 5. Evitar áreas que poderão sofrer ação de sombras durante o dia; para que isso não ocorra, fique atento ás arvores e prédios próximos ao local de instalação. Verificar se a área disponível para a instalação dos coletores é compatível com a quantidade dimensionada dos mesmos. Quando não houver área suficiente (normalmente telhado) para a instalação da quantidade total de coletores necessários, solicite orientação a uma revenda Nautilus sobre a melhor alternativa para esse caso. Recomenda-se que seja observada a orientação da tabela da página 7. Verificar antes se o local de instalação dos coletores tem condições de suportar o peso deles cheios de água. Recomenda-se que haja espaço suficiente entre as linhas de coletores, de modo a permitir que em caso de manutenção o técnico possa caminhar entre os coletores, sem que tenha que pisar sobre eles. Observar sempre a correta inclinação dos coletores. Caso haja a necessidade de suporte para a correção dessa inclinação, ele deverá ser fechado de modo a proteger a parte inferior dos coletores da ação do vento. 5 6

6 Inclinação dos coletores Para que os coletores sejam posicionados o mais perpendicularmente (90 ) possível em relação ao sol, a inclinação a ser obedecida durante a instalação irá conferir ao conjunto de coletores o máximo rendimento possível. Essa inclinação varia de acordo com a relação entre o local de instalação e a linha imaginária do Equador. Quanto mais próximo da linha do Equador, menor inclinação dos coletores será necessária. Para se calcular a correta inclinação dos coletores, utilizaremos a latitude do local de instalação acrescidos de 10. Seguem abaixo alguns exemplos a serem adotados: Cidade Latitude Ângulo de instalação São Paulo Porto Alegre Curitiba Florianópolis Rio de Janeiro Belo Horizonte Salvador Cálculo da vazão de água necessária A vazão nominal admissível nos coletores pode variar de 150 Litros/h/m²; para efeito de projeto adotamos o valor médio de 200 Litros/h/m². Essa vazão garantirá a velocidade adequada para a troca da água quente existente dentro dos coletores pela água mais fria proveniente da piscina. Vazão nominal do coletor Nautilus: 200 Litros/h/m² Tipos de ligação dos coletores Existem basicamente dois tipos possíveis de ligações a serem realizadas com os coletores Nautilus: 1) Bateria em paralelo (normalmente utilizado): Configuração normalmente utilizada, principalmente devido a baixa perda de carga que o sistema oferece ao conjunto de coletores. Neste exemplo, a vazão de água necessária será de 3 x 200 Litros/h/m² = 600 Litros/h/m². 2) Bateria em série (pouco utilizado): Recomendável nos casos que haja limitação de vazão de água. Nessa opção haverá uma diminuição do rendimento, visto que: 1) quanto maior a temperatura de entrada no coletor, menor será sua eficiência térmica. 2) Aumentará a perda de carga nas tubulações. No exemplo abaixo, a vazão de água necessária é de 200 Litros/h/m². Fortaleza 4 14 Brasília Manaus 2 12 Cuiabá Natal 6 16 Recife

7 Número máximo de coletores por bateria Considerando que a norma NBR da ABNT limita a velocidade na tubulação de retorno a no máximo 3,0 m/s e sabendo-se que os coletores solar têm em suas extremidades tubos coletores com diâmetro correspondente a tubos de PVC de 1" (32 mm), então a vazão máxima permitida para essa bitola é de Litros/h. Sabendo-se que a vazão nominal adotada em cada coletor é de 200Litros/h/m², teremos então: vazão máxima admissível pela norma Área máxima de coletores = 200 Litros/h/m² 1/ Litros/h Área máxima de coletores = 200 Litros/h/m² Área máxima de coletores = 31m² Instalação em telhados Planejamento é fundamental para que sua instalação seja realizada com sucesso. Após a escolha do local, levando-se em conta todos os fatores necessários (face norte, inclinação, área sombreada, etc.), é hora de planejar a instalação dos coletores. Para tanto, é importante posicioná-los de maneira a garantir uma melhor solução estética. Há casos em que a solução preferida é a de posicionar os coletores de modo a alinhá-los na parte superior (dimensão F = 0) ou inferior (dimensão E = 0). O importante é que em qualquer situação haja espaçamento suficiente entre os coletores de modo a facilitar uma eventual manutenção. Pode-se também distribuir os coletores no centro do telhado, deixando as dimensões E e F iguais e o comprimento dos coletores (dimensão A) distribuídos igualmente em relação ao telhado. Interligação dos coletores Nossa recomendação é de que a interligação entre os coletores seja feita com o uso de uniões especiais (para o modelo CSN - 1U) ou mangotes com abraçadeiras em aço inoxidável (para o modelo CSN - 1M). Esses acessórios estão disponíveis na linha de produtos oferecidos pela Nautilus. No caso dos mangotes de borracha, os mesmos deverão ser introduzidos nas extremidades dos coletores, já com as duas abraçadeiras e sem que haja neles qualquer folga e fixadas de modo a não permitir vazamentos. Se utilizarmos o coletor modelo CSN - 1U/1M, com área de 1m², vamos necessitar de 31 unidades Se utilizarmos o coletor modelo CSP - 2U, com área de 2 m², vamos necessitar de 15 unidades Se utilizarmos o coletor modelo CSP - 3U, com área de 3m², vamos necessitar de 10 unidades 9 10

8 Fixação dos coletores Esta etapa é de extrema importância, pois além de afetar diretamente a eficiência do conjunto de coletores, poderá também colocar em risco a segurança de toda a sua família. A correta fixação dos coletores requer cuidados especiais, principalmente com relação ao modo e o posicionamento do arame nos coletores (o arame JAMAIS deverá estar em contato direto com os coletores e sim com as abraçadeiras e/ou uniões). Recomenda-se o uso de arames de aço inoxidável de diâmetro mínimo de 1,5mm. Fixação dos coletores Quando o local de instalação estiver sujeito a ação de ventos com alta velocidade (acima de 6 km/h), é necessário que a parte inferior dos coletores seja fixada de modo a não permitir que a ação do vento possa levantá-los, evitando-se assim danos aos equipamentos e mesmo acidentes. Cintas de nylon para fixação dos coletores para evitar que as mesmas se soltem com ação de ventos com velocidade acima de 6km/h

9 Dimensionamento de tubulações Considerando-se que dispõe a norma NBR da ABNT, em seu item , que a velocidade máxima na linha de recalque (na qual são instalados os coletores) não deve ser superior a 3,0m/s, observe os limites da vazão constantes na tabela abaixo. Vazão máxima admissível na tubulação de recalque Tubulação 1" 1.1/4" 1.1/2" 2" 2.1/2" 3" 4" 32 mm 40 mm 50 mm 60 mm 75 mm 85 mm 110 mm Vazão máx. (m 3 /h) 6,2 10,0 15,0 25,0 35,0 53,0 83,0 Conexões hidráulicas Para garantir uma instalação de qualidade e de alta durabilidade, recomendamos sempre o uso de conexões de marcas reconhecidas no mercado nacional. Registros Os registros têm finalidade de interromper ou liberar o fluxo de água, dependendo da necessidade. Válvula de Retenção Deverá ser posicionada preferencialmente na saída da motobomba e tem como objetivo impedir que a água existente no interior dos coletores retorne à piscina, quando o funcionamento da motobomba for interrompido. Válvula de alívio Impede que os coletores sofram danos causados pelo retorno da água existente no seu interior através da tubulação de saída, em decorrência da interrupção do funcionamento da motobomba

10 Alojamentos dos es Os alojamentos permitem a instalação dos es de modo a efetuar a correta leitura das temperaturas, bem como impedem que os es fiquem em contato direto com a água da piscina. Um deles deve ser instalado na saída dos coletores e o outro o mais próximo possível da motobomba. Alojamentos dos es A correta instalação dos alojamentos dos es (conforme figuras 1 e 2) é essencial para o monitoramento das temperaturas e o bom funcionamento do controlador. É fundamental que se proceda à vedação dos es com massa de calafetar, após o final da instalação dos mesmos (conforme figuras 3 e 4).. Alojamento do Caps de PVC soldável com furo de 11 mm Alojamento do Luva de PVC soldável com furo de 11 mm Luva de PVC soldável com furo de 11 mm Caps de PVC soldável com furo de 11 mm Figura 3 Alojamento do Alojamento do Figura

11 Opções de interligações na instalação dos coletores Dentre os vários fatores que poderão interferir para a escolha da melhor forma de interligar os coletores CSN-1U e CSP 2M/3M à piscina, destacamos: 1. Utilizando motobomba e tubulação exclusiva para coletor 2. Motobomba para coletor solar e tubulação comum ao coletor solar e sistema de filtração 1. Diâmetro da tubulação de sucção. 2. Outros sistemas de aquecimentos existentes. 3. Possibilidade de utilização da mesma motobomba do filtro para a alimentação dos coletores. 4. Tempo de filtração da água da piscina. 5. Dimensões da piscina. 6. Forma e dimensões do telhado. Os sistemas a seguir apresentados mostram algumas dessas possibilidades: Esquema mais recomendado pois traz independência de operação entre o sistema de aquecimento e o sistema de filtração, permitindo então que ambos trabalhem tanto em conjunto quando possível ( no mesmo período) quanto em horários diferentes. Esquema normalmente utilizado em piscinas onde exista somente uma tubulação de sucção e uma de retorno; então o recomendável é que aqueça-se a piscina durante o dia e filtre-se a água da piscina durante a noite. Observação: As duas motobombas só poderão funcionar ao mesmo tempo caso haja tubulação de sucção e retorno dimensionada para suportar tais vazões de água, caso contrário, as duas jamais deverão funcionar ao mesmo tempo

12 Opções de interligação 3. Sistema de filtração utilizado também para o coletor solar Esquema NÃO RECOMENDADO Este tipo de montagem só deverá ser executada, quando não houver a possibilidade de nenhum outro tipo de montagem anteriormente descrito, e todas as observações abaixo devem ser respeitadas e/ou observadas: Quando o acionamento da motobomba do filtro for através do termostato controlador do sistema de aquecimento solar, poderá ocorrer PREJUÍZO à filtração da piscina, porque durante os períodos em que não houver sol ou quando a temperatura desejada da água da piscina for atingida a motobomba poderá permanecer desligada por longos períodos. Quando ao acionamento da motobomba do filtro for através do timer do filtro, poderá ocorrer PREJUÍZO ao sistema de aquecimento solar, pois durante os períodos em que não houver sol e motobomba estiver acionada, a passagem de água quente pelos coletores solar fará com que a temperatura da água seja reduzida, pois os coletores solar funcionarão como dissipadores de calor. Se a lavagem da areia do filtro não for feita de acordo ou com a periodicidade recomendada pelo fabricante do equipamento, a pressão interna no filtro aumentará (devido ao aumento da perda de carga ocasionada pela saturação da areia), diminuindo assim a vazão do conjunto e afetando o rendimento do sistema de aquecimento, podendo ainda causar danos (na motobombas e/ou filtro) não cobertos por garantia dos mesmos. Se a altura do local onde os coletores solar forem instalados, em relação ao nivel da piscina, for demasiadamente alto, poderá ocorrer um aumento de pressão de trabalho no tanque do filtro que NUNCA deverá ser superior a 1,0 kgf/cm² (14 psi). Ocorrendo essa hipótese, o filtro da piscina deverá operar selecionando-se a alavanca da válvula multivias na posição RECIRCULAR, de modo a "by-passar"a água diretamente para os coletores solar, evitando assim que a água não passe pelo filtro, aliviando a pressão do mesmo. A posição da alavanca do filtro deverá sempre voltar para a posição filtrar, quando isso se fizer necessário e desde que não seja para uso conjunto com o sistema de aquecimento solar. É importante que haja compatibilidade entre a vazão do sistema de aquecimento solar. Controlador O controlador para os coletores Nautilis tem como finalidade otimizar a operação da motobomba, de maneira a garantir um funcionamento eficaz e econômico. Basicamente o controlador funciona monitorando o diferencial das temperaturas de entrada e saída. Na medida em que a água no interior dos coletores é aquecida, o diferencial de temperatura aumenta e quando atinge um valor pré-definido (o controlador é fornecido com regulagem de fábrica = 8 C), o controlador liga a motobomba para trocar a água quente que está no interior dos coletores pela a água da piscina, reduzindo-se assim o diferencial de temperatura de entrada e saída. Quando esse diferencial atingir o valor pré-determinado (regulagem de fábrica = 4 C ), a motobomba é então desligada e tem inicio um novo ciclo de aquecimento de água no interior dos coletores. Caps de PVC soldável com furo de 11 mm Alojamento do 19 20

13 Verificações finais Antes de colocar em funcionamento o seu sistema de coletores Nautilus para piscinas, existe a necessidade de se verificar se todos os requisitos foram obedecidos para que os níveis de eficiência, segurança, economia e satisfação sejam atingidos em sua plenitude. Os principais requisitos são: ( ) Correto dimensionamento, levando-se em conta todos os fatores necessários. ( ) Escolha do melhor local de instalação, evitando-se áreas sombreadas. ( ) Correta orientação da face dos coletores para o NORTE GEOGRÁFICO. Contudo, se assim não for possível verifique a necessidade de correção da quantidade de coletores. ( ) Inclinação dos coletores, levando-se em consideração o posicionamento da instalação em relação à Latitude. ( ) Escolha do melhor tipo de arranjo dos coletores, respeitando o número máximo de coletores por bateria. ( ) Posicionamento da área dos coletores em relação ao local onde serão instalados. ( ) Correta ligação entre os coletores, utilizando-se mangotes de borracha e abraçadeiras de aço inoxidável ou uniões, fornecidos opcionalmente pela Nautilus. ( ) Fixação dos coletores de forma correta e segura, utilizandose sempre arame de aço inoxidável de diâmetro mínimo de 1,5mm. ( ) Dimensionamento correto do diâmetro da tubulação que alimentará o conjunto de coletores. ( ) A escolha da motobomba adequada à instalação levará em consideração a vazão nominal de 200 Litros/h/m², recomendável para os coletores, o desnível existente entre os coletores e a superfície da piscina e a perda de carga na tubulação (cálculo da altura manométrica total). ( ) Qualidade dos acessórios, conexões, registros, válvulas de retenção e de alívio de pressão (quebra - vácuo), bem como seus corretos posicionamentos na instalação hidráulica. ( ) Instalação do controlador de acordo com a especificação de ligação. ( ) Limpeza interna da tubulação e dos coletores. ( ) Uso de capa térmica. Operação inicial Limpeza da tubulação É de extrema importância que, antes de iniciar o funcionamento do sistema de aquecimento de água para piscina com os coletores Nautilus, seja realizada a limpeza do interior de toda a tubulação hidráulica e de todos os coletores. É muito comum que durante a instalação do sistema de aquecimento alguma sujeita ou objeto estranho seja deixado em seu interior. Se essa limpeza prévia não for feita, corre-se o risco de ocasionar danos ao sistema. Para tanto, deveremos encher e esvaziar o sistema drenando toda a água para fora da piscina. Isso fará com que qualquer objeto estranho não seja conduzido para o interior da piscina ou possa prejudicar o bom funcionamento do sistema. Principais problemas e soluções Problema apresentado A água da piscina não aquece Provável causa Solução recomendável Observações Sujeira no rotor da motobomba Sujeira no cesto do préfiltro da motobomba. Filtro de areia entupido (areia suja) Motor elétrico da motobomba não está funcionando Entupimento da tubulação de sucção da motobomba Entupimento nos coletores Vazamento nas tubulações Registros fechados indevidamente Proceda à limpeza do rotor da motobomba Proceda à limpeza do cesto do pré-filtro da motobomba Proceda à lavagem da areia do filtro Verifique se há alimentação de corrente elétrica no motor Proceda à desobstrução da tubulação de sucção da motobomba Proceda à desobstrução ou a substituição do coletor solar que apresentar obstrução à passagem da água Faça uma verificação em todos os pontos da rede hidráulica e proceda às correções necessárias Siga as instruções deste manual e proceda à abertura e fechamento dos registros de forma adequada Siga as instruções do fabricante Se você tiver dificuldade de proceder à essa verficação, chame um eletricista Normalmente esse tipo de problema surge em razão de manobra indevida efetuada por pessoas inexperientes 21 22

14 Manutenção Sistema de apoio ou back-up opcionais Sistema de apoio ou back-up opcionais - Bomba de Calor Os coletores solar Nautilus foram concebidos de maneira a proporcionar o maior rendimento possível, com o mínimo de manutenção. Porém, para garantir um perfeito funcionamento são necessários alguns cuidados como, por exemplo: Limpeza semestral dos coletores com água e sabão neutro, procedimento esse que deverá ser executado logo no início da manhã, quando os coletores ainda não estão aquecidos. Verificação de vazamentos nas interligações dos coletores. É necessário o reaperto das abraçadeiras decorridos 30 dias de sua instalação e depois disso, a cada 6 meses. A verificação do correto funcionamento do controlador deverá ser feita a cada 6 meses. Proceder semestralmente à limpeza e reaperto dos contatos elétricos. Todos os serviços acima mencionados deverão ser realizados por profissionais qualificados e autorizados pela Nautilus. Apesar do sistema de aquecimento através de coletores Nautilus ser extremamente econômico e confiável, ele depende das condições climáticas. Isso muitas vezes poderá interferir em seu funcionamento. Assim é sempre aconselhável que haja instalação de um sistema de apoio (ou back-up) para suprir tal interferência. Entre os atuais sistemas de apoio existentes, a Bomba de Calor é o mais econômico e confiável, pois além de ter um custo de geração de calor extremamente baixo, pois opera nas mais variadas condições climáticas. A Nautilus tem a opção ideal para você; consulte seu Revendedor Autorizado Nautilus e veja nossas vantagens exclusivas. Vantagens exclusivas 1. Condensador isolado elétricamente, garantindo a integridade dos banhistas. 2. Diagnóstico de eventuais problemas diretamente no painel da máquina. 3. Na linha Aquahot Automatic (AA), o comando da motobomba é automático. 4. Dispõe de timer cíclico que aciona o equipamento quando a temperatura da água da piscina estiver abaixo de 1 C em relação à temperatura programada para funcionamento do equipamento. 5. Bloqueia o funcionamento do(s) compressor(es) quando houver o congelamento do evaporador, mantendo em funcionamento o ventilador para provocar um degelo forçado na máquina. 6. Evaporador (radiador) com maior área de transferência de calor, retirando o calor do ar ambiente e transferindo para a água da piscina. 7. Ventilador silencioso 8. Gabinete em polietileno rotomoldado, aditivado contra a ação de raios ultravioleta

15 Termo de Garantia Garantia O objetivo maior do nosso trabalho é oferecer tranquilidade aos nossos clientes. Isso significa fazer chegar às suas mãos produtos de qualidade, verificados e testados pela Fábrica e seus Revendedores, e comprovados no uso diário. Produtos que normalmente não exigem o acionamento da Assistência Técnica ou da Garantia. Porém, se necessário, tenha certeza de que você jamais estará falando sozinho, a Nautilus faz questão de estar sempre ao seu lado. A Nautilus Equipamentos Industriais Ltda., inscrita no CNPJ sob o número / , atendendo ao que (01) ano nos coletores CSP, três (03) anos nos coletores CSN e um (01) nos demais complementos (uniões, mangueiras, braçadeiras, etc), prazo esse contado a partir da retirada em nossa fábrica ou do despacho da respectiva mercadoria. Como deve ser exercida a garantia Para que sejam tomadas as devidas providências para análise do(s) vício(s) apresentado(s) pelo produto, é fundamental que o equipamento seja encaminhado ao Revendedor Nautilus onde ele foi adquirido, acompanhado deste certificado e da respectiva nota fiscal de compra, para que a Nautilus ou a Assitência Técnica Autorizada, quando existir na região, possam comprovar a vigência da garantia. dê preferência a que os reparos sejam executados no local em que o produto se encontra instalado, correrão por conta dele (comprador) todas as despesas decorrentes do envio de técnico para tal finalidade, consoante dispõe o parágrafo único do artigo 50 da Lei 8.078/90. Compreendem-se como despesas, a quilometragem percorrida de ida-e-volta desde a fábrica, refeições e estadias, independentemente de substituição de peças que tenham sido danificadas por mau uso e que também serão de cobrança. Excludentes Serão considerados como excludentes de garantia: (1) A não apresentação da nota fiscal de compra do produto que permita comprovar a vigência da garantia; (2) Os danos causados ao produto em decorrência de durante os reparos, tais como tubulações, registros, conexões, etc; A validade da presente garantia contratual estará sempre condicionada à observância das condições aqui impostas. Havendo necessidade de eventuais manutenções, pedimos que entre em contato com a Revenda em que o produto foi adquirido par que ela solicite à fabrica quaisquer serviços. Para facilitar e acelerar o seu atendimento solicitamos que tenha sempre a mão, os seguintes dados: Modelo do produto: Número de série: Data de fabricação: Nome da Revenda onde o produto foi adquirido: Telefone de contato: ( ) dispõe a Lei 8.078/90, garante aos compradores dos produtos, por ela fabricados, observadas as seguintes disposições: Abrangência Esta garantia abrange vícios na matéria prima utilizada na fabricação dos Coletores solar para piscinas Nautilus, assim como falha no processo de produção, que será pelo prazo de um Onde A verificação do produto, exame do(s) vício(s) apontado(s) e os devidos reparos, serão efetuados em nossa fábrica, situada na Rua Maria Pires Correia Lima, 133, Recreio Estoril, Atibaia, Estado de São Paulo. Não sendo possível encaminhar o produto até a fábrica ou havendo a hipótese de que o comprador transporte inadequado ou por má instalação; (3) A não observância das recomendações constantes neste Manual, que segue junto com a embalagem do produto; (4) O uso de peças e/ou componentes não originais, bem como manuseio do produto por pessoas não habilitadas pela fabrica, que possam acarretar no mau funcionamento do mesmo; (5) O fornecimento de materiais de instalação exigidos A Nautilus se reserva ao direito de, a qualquer tempo e sem aviso, alterar quaisquer dados, especificações ou mesmo componentes de suas máquinas ou equipamentos, bem como dos dados constantes neste manual, sem que isso represente qualquer responsabilidade ou obrigação sua

16 Produzido e distribuído por: Nautilus Equipamentos Ind. Ltda. C.N.P.J / nautilus.ind.br (11) Edição 01/2013

Filtros de Água Potável. Manual de instalação, operação e manutenção

Filtros de Água Potável. Manual de instalação, operação e manutenção Filtros de Água Potável Manual de instalação, operação e manutenção Manual de instalação, operação e manutenção Índice Produto 2 Conheça o seu Equipamento 3 Cuidados com a instalação 4 Instalação 6 Esquema

Leia mais

Filtro para Piscina. Manual de instalação, operação e manutenção

Filtro para Piscina. Manual de instalação, operação e manutenção Filtro para Piscina Manual de instalação, operação e manutenção Manual de instalação, operação e manutenção Índice Produto Parabéns...2 Funcionamento Antes de iniciar o funcionamento...3 Localização...3

Leia mais

Filtros. Manual de instalação, operação e manutenção

Filtros. Manual de instalação, operação e manutenção Filtros Manual de instalação, operação e manutenção Filtros Série P/ X Índice Produto... 3 Cuidados básicos... 4 Definição de piscina... 4 Instalação... 5 Esquema de ligação... 6 Importante... 7 Como identificar

Leia mais

Refletores de Led de Potência RGB/Branco/Azul. Manual de instalação, operação e manutenção

Refletores de Led de Potência RGB/Branco/Azul. Manual de instalação, operação e manutenção Refletores de Led de Potência RGB/Branco/Azul Manual de instalação, operação e manutenção Manual de instalação Índice Produto 2 Características Técnicas 2 Refletores Cromados RGB, Branco e Azul 3 Refletores

Leia mais

ÍNDICE. 11. Instalação do CONTROLADOR ELETRO ELETRÔNICO E SENSORES...31. 13. Capa TÉRMICA...33

ÍNDICE. 11. Instalação do CONTROLADOR ELETRO ELETRÔNICO E SENSORES...31. 13. Capa TÉRMICA...33 ÍNDICE 1. PRODUTO SORIA...04 2. ALGUMAS VANTAGENS...05 3. PRODUTO SORIA...06 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...07 5. KIT DE INSTALAÇÃO...08 6. ACESSÓRIOS...09 7. DIMENSIONAMENTO DOS COLETORES...10 8. Dimensionamento

Leia mais

Sua família merece esse trato

Sua família merece esse trato Manual de Instalação, Operação e Manutenção Sua família merece esse trato Índice Assuntos / Páginas Esquemas de instalação 4 Esquemas elétricos de ligação 5 Apresentação conceitual do produto 5 Cuidados

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Revisão 03 INSTALAÇÃO DO DISCO SOLAR Parabéns por adquirir um dos mais tecnológicos meios de aquecimento de água existentes no mercado. O Disco Solar é por sua natureza uma tecnologia

Leia mais

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA INTRODUÇÃO Parabéns por adquirir um Sistema de Aquecimento Solar de Piscina KOMECO, desenvolvido para oferecer maior conforto e bem estar com

Leia mais

Índice Assuntos Página Produto Equipamento Instalação Instalação Elétrica Instalação Hidráulica Ativando o Equipamento Conheça o seu Controlador

Índice Assuntos Página Produto Equipamento Instalação Instalação Elétrica Instalação Hidráulica Ativando o Equipamento Conheça o seu Controlador 1 Índice Assuntos Página Produto Apresentação... 1 Funcionamento, Desenho esquemático e Vantagens... 2 Equipamento Conheça o seu Equipamento / Componentes... 3 Características técnicas, Curva de variação

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 MÓDULO 2 Projetista SAS Pequeno Porte Passo a Passo de Instalação ABRAVA -São Paulo,Maio de 2011 Luciano Torres Pereira Leonardo Chamone Cardoso

Leia mais

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA TRATAMENTO FÍSICO Consiste na remoção de todas impurezas físicas visíveis na água ou depositadas nas superfícies internas das piscinas, como por exemplo, as folhas, os insetos, poeiras, argila, minerais

Leia mais

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa Manual do Usuário Imagem Ilustrativa Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. * Este Manual inclui Certificado de Garantia. ÍNDICE Apresentação... 03 Instruções de Segurança...

Leia mais

Um novo conceito em energia solar. PROS 03 - Coletor solar para piscinas Manual do usuário

Um novo conceito em energia solar. PROS 03 - Coletor solar para piscinas Manual do usuário Um novo conceito em energia solar. PROS 03 - Coletor solar para piscinas Manual do usuário Agradecimento: A Pro-Sol tem como objetivo principal desenvolver produtos de alta qualidade, utilizando-se de

Leia mais

MANUAL AQUECEDOR SOLAR - PISCINA

MANUAL AQUECEDOR SOLAR - PISCINA MANUAL AQUECEDOR SOLAR - PISCINA www.transsen.com.br Índice 1 Introdução 06 2 O Coletor Solar TRANSSEN para Aquecimento de Piscinas 07 2.1 Linha Acqua Plus e TRP 08 2.2 Linha Porto Seguro 13 2.3 Acessórios

Leia mais

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz

Leia mais

Índice Assuntos Página Produto Instalação hidráulica Instalação Elétrica Equipamento Certificado de Garantia

Índice Assuntos Página Produto Instalação hidráulica Instalação Elétrica Equipamento Certificado de Garantia Índice Assuntos Página Produto Apresentação... 1 Cuidados básicos... 2 Instalação hidráulica Muito importante... 3 Tabela de seleção das tubulações... 3 Tabela das características gerais... 4 Tabela de

Leia mais

Introdução...2. Especificação do produto...2. Dimensionamento...5. Posicionamento do skimmer compact...7. Instalação hidráulica...

Introdução...2. Especificação do produto...2. Dimensionamento...5. Posicionamento do skimmer compact...7. Instalação hidráulica... Introdução...2 Especificação do produto...2 Identificação dos modelos...3 Identificação do produto...4 Dimensionamento...5 Posicionamento do skimmer BL / BP...6 Posicionamento do skimmer compact...7 Instalação

Leia mais

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com. PRESSURIZADOR ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.br Lorenzetti S.A. Indústrias Brasileiras Eletrometalúrgicas Av. Presidente Wilson, 1230 - CEP 03107-901 Mooca - São Paulo - SP

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS. G:Manuais/Manuais atualizados/ta

MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS. G:Manuais/Manuais atualizados/ta MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS TA G:Manuais/Manuais atualizados/ta Rev.01 ESQUEMA HIDRÁULICO 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações teóricas e de

Leia mais

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS Item essencial para qualquer tipo de piscina. É nela que ficam acondicionados o Sistema Filtrante (Filtro e Bomba) registros, válvulas, fios e acionadores.

Leia mais

Manual de Instalação e Operações

Manual de Instalação e Operações Manual de Instalação e Operações Acionador On/Off Bivolt Sistema de Aquecimento para banheira de hidromassagem PARA SUA SEGURANÇA: Antes de Instalar este produto, leia atentamente este manual de instruções.

Leia mais

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer MANUAL DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA Finalidade deste Manual Este manual proporciona as informações necessárias para uma correta manutenção dos filtros Metalsinter, contendo também importantes informações

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

Manual de Instruções e Instalação

Manual de Instruções e Instalação AQUECEDOR SOLAR PARA PISCINAS Manual de Instruções e Instalação PARABÉNS, você acaba de adquirir um produto de alta qualidade com tecnologia inovadora e ecologicamente correta, que fará você, seus amigos

Leia mais

Desfrute do melhor que a natureza tem para lhe oferecer e aproveite o conforto que a energia do sol pode lhe proporcionar.

Desfrute do melhor que a natureza tem para lhe oferecer e aproveite o conforto que a energia do sol pode lhe proporcionar. 1 A Kisol tem a missão de divulgar e incentivar a sustentabilidade, através do uso de energias renováveis, fornecendo soluções que superem as expectativas dos seus clientes. A realização de um mundo melhor,

Leia mais

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água

DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água DC Modular Otimizado para consumo mínimo de água A água aquecida que retorna do processo ingressa no DryCooler e ao sair é recolhida em um reservatório, sendo bombeada de volta ao processo já na temperatura

Leia mais

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rev.03-06/23 M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rua Major Carlos Del Prete, 19 - Bairro Cerâmica CEP 09530-0 - São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone/Fax: (11) 4224-3080

Leia mais

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR 03 TUBOS DE ALTA PRESSÃO Nestes tubos estão instaladas as membranas, onde os espelhos de travamento, tubulações e mangueiras devem estar bem encaixados e sem vazamento.

Leia mais

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo.

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Manual de instalação Ultrasolar Tel: (11) 3361 3328 Fax: (11) 3361 5810 www.ultrasolar.com.br Aquecedor Solar de Agua. Os aquecedores solares de água a vácuo Ultrasolar,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Linha de Fornos a gás Modelos: S651/S652/S653/S656/S657/S658/S660/S661/S662/ S665/S666/S667/S670/S671/S672/S675/S676/S677 ATENÇÃO! - Leia e siga rigorosamente as instruções deste manual

Leia mais

FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE

FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE MANUAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE 1 - INTRODUÇÃO 1.1 - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações teóricas e de instalação, operação e manutenção dos filtros

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM POLIETILENO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

AQUECEDOR DOMO SOLAR ESFERICO Manual de instalação para piscinas

AQUECEDOR DOMO SOLAR ESFERICO Manual de instalação para piscinas AQUECEDOR DOMO SOLAR ESFERICO Manual de instalação para piscinas PISCINAS RESIDENCIAIS /COMERCIAIS /ESPORTIVAS /ACADEMIAS Este manual fornece informações relacionadas à instalação, utilização e manutenção

Leia mais

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis.

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis. 1. Normas de segurança: Aviso! Quando utilizar ferramentas leia atentamente as instruções de segurança. 2. Instruções de segurança: 2.1. Aterramento: Aviso! Verifique se a tomada de força à ser utilizada

Leia mais

EVAPORADOR ELIMINADOR DE GOTEJAMENTO

EVAPORADOR ELIMINADOR DE GOTEJAMENTO EVAPORADOR ELIMINADOR DE GOTEJAMENTO Aparelho Bivolt 110v 220v ATENÇÃO: INSTALAR EXTERNAMENTE * Capacidade total em 220v. Em 110v, redução de 50% a 60% na capacidade de evaporação. *Não testar com água

Leia mais

9.356-019.0 09/02 Ind. c

9.356-019.0 09/02 Ind. c 9.356-019.0 09/02 Ind. c 1. Esquema da máquina 13 2. Elementos de comando 1 - Mangueira de alta pressão 2 - Pistola 3 - Tubeira 4 - Bicos 5 - Trava de Segurança 6 - Gatilho 7 - Saída de alta pressão 8

Leia mais

Índice. Produto. Ativando o equipamento (modelos AS) Parabéns 02

Índice. Produto. Ativando o equipamento (modelos AS) Parabéns 02 Índice Produto Parabéns 02 Funcionamento Desenho esquemático 03 Antes de Iniciar o Funcionamento Facilidade de acesso 04 Localização 05 Em ambientes fechados 06 Base 06 Precauções 06 Recomendações essenciais

Leia mais

Manual do produto coletor solar. MC Evolution MC Evolution Pro. Coletor solar MC Evolution 1

Manual do produto coletor solar. MC Evolution MC Evolution Pro. Coletor solar MC Evolution 1 Manual do produto coletor solar MC MC Pro Coletor solar MC 1 Índice 1. Indicações / Recomendações de segurança... 4 1.1 Perigo no caso de trabalhos sobre telhado... 4 1.2 Instalação... 4 1.3 Perigo de

Leia mais

Aquecedores de Piscinas

Aquecedores de Piscinas Aquecedores de Piscinas Série Premium Manual de Instalação, Operação e Manutenção Esta linha de produtos foi desenvolvida pela Nautilus tomando por base as características climáticas e das redes de energia

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS

GUIA PRÁTICO PARA SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS GUIA PRÁTICO PARA SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS A empresa Sodramar separou algumas dicas e informações importantes, com o objetivo de garantir a segurança e um perfeito dimensionamento nas instalações

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios Bomba d Água Amanco Modelos XKM60 110V XKM60 220V XKM80 110V XKM80 220V MANUAL DE INSTALAÇÃO M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado

Leia mais

Dimensionamento. Dimensionamento. Área Coletora e Kit Instalação. Aquecimento Auxiliar. Tubulação. Bomba Hidráulica

Dimensionamento. Dimensionamento. Área Coletora e Kit Instalação. Aquecimento Auxiliar. Tubulação. Bomba Hidráulica Dimensionamento Dimensionamento Área Coletora e Kit Instalação Aquecimento Auxiliar Tubulação Objetivos: 1 - Dimensionar área coletora e kit instalação 2 - Dimensionar aquecimento auxiliar 3 - Dimensionar

Leia mais

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL MS TAC 4000 REV.02 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE TRATAMENTO PARA REUSO....

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas PISCINAS RESIDENCIAIS /COMERCIAIS /ESPORTIVAS /ACADEMIAS Este manual fornece informações relacionadas à instalação, utilização

Leia mais

AQUECIMENTO SOLAR PISCINA RESIDENCIAL GRANDE PORTE CDT

AQUECIMENTO SOLAR PISCINA RESIDENCIAL GRANDE PORTE CDT CONHECENDO O SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR CENTER SOL Componentes do Sistema de Aquecimento Reservatório de Água Fria: É o reservatório principal de água que possui uma ligação direta com o Reservatório

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Usuário Versão 1.1 BEBEDOUROS TROPICAL. Bebedouros Tropical www.bebedourostropical.com.br. Produtos com Certificação Inmetro

MANUAL DE INSTRUÇÕES Usuário Versão 1.1 BEBEDOUROS TROPICAL. Bebedouros Tropical www.bebedourostropical.com.br. Produtos com Certificação Inmetro MANUAL DE INSTRUÇÕES Usuário Versão 1.1 Bebedouros Tropical www.bebedourostropical.com.br BEBEDOUROS TROPICAL LEIA E SIGA TODAS AS REGRAS DE SEGURANÇA E INSTRUÇÕES OPERACIONAIS ANTES DE USAR. sac@bebedourostropical.com.br

Leia mais

Introdução...2. Dimensões...3. Dados técnicos da motobomba...4. Instalação física dos equipamentos...5. Instalação hidráulica...6

Introdução...2. Dimensões...3. Dados técnicos da motobomba...4. Instalação física dos equipamentos...5. Instalação hidráulica...6 Introdução...2 Dimensões...3 Dados técnicos da motobomba...4 Instalação física dos equipamentos...5 Instalação hidráulica...6 Instalação do skimmer...7 Instalação elétrica da motobomba...8 Operações e

Leia mais

BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA MODELO

BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA MODELO BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO MODELO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA Leia atentamente este manual antes de instalar ou operar o equipamento para assegurar uma montagem correta

Leia mais

CUIDADOS NO TESTE DE ESTANQUEIDADE, DE DESIDRATAÇÃO E DE CARGA DE REFRIGERANTE NOS CONDICIONADORES DE AR DIVIDIDOS * Oswaldo de Siqueira Bueno

CUIDADOS NO TESTE DE ESTANQUEIDADE, DE DESIDRATAÇÃO E DE CARGA DE REFRIGERANTE NOS CONDICIONADORES DE AR DIVIDIDOS * Oswaldo de Siqueira Bueno CUIDADOS NO TESTE DE ESTANQUEIDADE, DE DESIDRATAÇÃO E DE CARGA DE REFRIGERANTE NOS CONDICIONADORES DE AR DIVIDIDOS * Oswaldo de Siqueira Bueno 1.0 Introdução Existe um crescimento enorme em termos de instalação

Leia mais

Manual de Instrucoes. Pass-Through Refrigerado. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Pass-Through Refrigerado. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Pass-Through Refrigerado o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO. 2.1 Localização do equipamento

1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO. 2.1 Localização do equipamento 1. INTRODUÇÃO A sua bomba de calor OUROTHERM é extremamente eficiente e econômica desenvolvida especificamente para aquecimento de piscinas. O seu projeto e operação são similares ao de um condicionador

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort Amanco Ramalfort Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Ramalfort foram desenvolvidos para condução de água no trecho compreendido entre o ponto de derivação da rede de distribuição de água e o kit cavalete

Leia mais

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa de soluções para armazenamento de água no Brasil. Campeã de vendas no seu segmento, garante a liderança no mercado

Leia mais

Manual de Instrucoes. Balcao Distribicao Refrigerado. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Balcao Distribicao Refrigerado. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Balcao Distribicao Refrigerado o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação

Leia mais

Manual de instalação e uso. Bomba de calor Heliomaster. Bomba de calor Heliomaster 1

Manual de instalação e uso. Bomba de calor Heliomaster. Bomba de calor Heliomaster 1 Manual de instalação e uso Bomba de calor Heliomaster Bomba de calor Heliomaster 1 Índice 1. Introdução... 4 2. Instruções de segurança / Recomendações importantes...5 3. Instalação...5 3.1. Localização

Leia mais

Tobogã com Escalada Mega. Manual de instruções

Tobogã com Escalada Mega. Manual de instruções Tobogã com Escalada Mega Manual de instruções Código do produto: MT.10812 Recomendado para crianças de 03 a 15 anos Parabéns! Você acaba de adquirir um brinquedo da Mundi Toys. Prezando pela sua segurança

Leia mais

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por:

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por: Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES Desenvolvido por: Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. FUNÇÕES BÁSICAS... 4 3. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 5 4. CONDIÇÕES DE SEGURANÇA... 7 5. COMPONENTES

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO DO SolarPRO XF

MANUAL DO PROPRIETÁRIO DO SolarPRO XF MANUAL DO PROPRIETÁRIO DO SolarPRO XF MODELO SB 001 NORMAS DE SEGURANÇA IMPORTANTES Leia todas as instruções ANTES de montar e utilizar este produto. GUARDE ESTE MANUAL Seu Aquecedor de Piscina foi projetado

Leia mais

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15

Aquecedor Solar. Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedor Solar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 1 29/03/2010 15:47:15 Aquecedores de Água a Gás Pisos Condicionadores de Ar Catalogo_Aquecedor_Solar 009.indd 2 29/03/2010 15:47:21 SUA VIDA COM KOMECO

Leia mais

Compressor de Ar Portátil de Alta Pressão

Compressor de Ar Portátil de Alta Pressão Compressor de Ar Portátil de Alta Pressão (200BAR/3000PSI/20MPa) 0 Atenção Importante! Este COMPRESSOR DE AR PORTÁTIL DE ALTA PRESSÃO deve ser utilizado exclusivamente para a recarga do ar comprimido diretamente

Leia mais

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000 M.U. REVISÃO 001 www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO... 3 2) PEÇAS... 3 3) INSTRUÇÕES DE USO... 3 3.1) MONTAGEM... 3 3.1.1) POSICIONAMENTO DO

Leia mais

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO Este manual ajudará você a familiarizar-se com sua Empilhadeira BYG. Facilitará também, possíveis manutenções periódicas. Recomendamos uma atenção especial para utilização do equipamento, antes mesmo do

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA FILTRO PARA CAIXA D ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA Filtro

Leia mais

Coletor Solar. Manual de instalação, operação e manutenção

Coletor Solar. Manual de instalação, operação e manutenção Coletor Solar Manual de instalação, operação e manutenção Manual de instalação Índice Apresentação... 2 Características técnicas... 3 Instalação... 4 Variação do NORTE GEOGRÁFICO... 5 Local... 6 Inclinação

Leia mais

Recomendações para aumento da confiabilidade de junta de expansão de fole com purga de vapor

Recomendações para aumento da confiabilidade de junta de expansão de fole com purga de vapor Recomendações para aumento da confiabilidade de junta de expansão de fole com purga de vapor 1. Junta de expansão de fole com purga de vapor d água Em juntas de expansão com purga da camisa interna, para

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK INSTALAÇÃO: Figura 1 Para instalação e montagem das conexões, siga os seguintes passos: 1) Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas

Leia mais

COMPRESSOR MANUAL DO PROPRIETÁRIO DENTAL/MEDICAL OIL-FREE WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS

COMPRESSOR MANUAL DO PROPRIETÁRIO DENTAL/MEDICAL OIL-FREE WWW.SCHUSTER.IND.BR PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS COMPRESSOR S45 DENTAL/MEDICAL OIL-FREE MANUAL DO PROPRIETÁRIO COMPRESSOR S45 110V PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. TERMOS DE GARANTIA... 3 4. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Bomba d Água Amanco MANUAL DE INSTALAÇÃO

Bomba d Água Amanco MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Bomba d Água Amanco M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado através do site > Produtos > Predial > Reservatórios

Leia mais

FORMATO DA REDE. Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Formato Fechado:

FORMATO DA REDE. Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Formato Fechado: FORMATO DA REDE Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Quando não justifica fazer um anel, pode-se levar uma rede única que alimente os pontos

Leia mais

Para garantir sua segurança, por favor, leia as instruções cuidadosamente e aprenda as peculiaridades da empilhadeira antes do uso.

Para garantir sua segurança, por favor, leia as instruções cuidadosamente e aprenda as peculiaridades da empilhadeira antes do uso. Manual do usuário 1. Aplicação: Seja bem vindo ao grupo dos proprietários de empilhadeiras TANDER. NEMP é um equipamento usado para levantar e carregar cargas por curtas distâncias. É composto de estrutura

Leia mais

Introdução...2. Descrição do produto...2. Dados técnicos...3. Instalação hidráulica...3. Instalação cascata tubular Splash...4

Introdução...2. Descrição do produto...2. Dados técnicos...3. Instalação hidráulica...3. Instalação cascata tubular Splash...4 Introdução...2 Descrição do produto...2 Dados técnicos...3 Instalação hidráulica...3 Instalação cascata tubular Splash...4 Instalação cascata de piso Canyon...5 Instalação cascata de parede Niagara...6

Leia mais

TERMO DE GARANTIA. Exija, pois, do estabelecimento comercial revendedor, o preenchimento correto deste Termo de Garantia.

TERMO DE GARANTIA. Exija, pois, do estabelecimento comercial revendedor, o preenchimento correto deste Termo de Garantia. TERMO DE GARANTIA I - PRAZO E COMPROVAÇÃO DA GARANTIA 1. Os Ventiladores de Teto Hunter são garantidos pela Hunter Fan do Brasil pelo prazo de 01 (um) ano, contado a partir da data de sua aquisição pelo

Leia mais

Manual do Proprietário

Manual do Proprietário Manual do Proprietário 1 Índice SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR TÉRMICO... 2 INTRODUÇÃO... 2 USO CORRETO... 2 APLICAÇÕES... 3 MANUTENÇÃO... 3 LIMPEZA DO VIDRO DOS COLETORES... 3 TROCA DO TERMOSTATO... 1 TROCA

Leia mais

Temos a satisfação de apresentar à V.S.a., informações sobre a melhor proposta energética para o aquecimento de água, O AQUECIMENTO SOLAR.

Temos a satisfação de apresentar à V.S.a., informações sobre a melhor proposta energética para o aquecimento de água, O AQUECIMENTO SOLAR. email: ourofino@ourofino.com.br home page: www.ourofino.com.br SUJEITO À ALTERAÇÕES SEM PRÉVIO AVISO MANUAL LINHA AQUECIMENTO SOLAR INSTALAÇÃO OPERAÇÃO MANUTENÇÃO Instalador: leia este manual antes de

Leia mais

CHUVEIRO AUTOMÁTICO BOAT 12V

CHUVEIRO AUTOMÁTICO BOAT 12V CHUVEIRO AUTOMÁTICO BOAT 12V Registro de gás Entrada da tubulação de gás Negativo (Chassis) Positivo da Ignição Entrada de água Saída de água Registro de gás, regulagem de temperatura Suportes para fixação

Leia mais

Introdução... 2. Identificação do aparelho...3. Fixação do aparelho no box...3. Instalação elétrica...4. Acionamento do aparelho...

Introdução... 2. Identificação do aparelho...3. Fixação do aparelho no box...3. Instalação elétrica...4. Acionamento do aparelho... Introdução... 2 Identificação do aparelho...3 Fixação do aparelho no box...3 Instalação elétrica...4 Acionamento do aparelho...4 Dados técnicos...5 Certificado de garantia...6 ÍNDICE INTRODUÇÃO O gerador

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS UV LIGHT 8W PRO 15W 30W 15W CRISTAL DE QUARTZO 30W CRISTAL DE QUARTZO 55W HO CRISTAL DE QUARTZO 75W HO CRISTAL DE QUARTZO 36W COMPACTO CRISTAL DE QUARTZO 60W COMPACTO CRISTAL DE

Leia mais

Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H.

Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H. Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H. Atenção: é recomendável que este manual seja lido por todos que participarão direta ou indiretamente da utilização deste produto. CONHEÇA O NOSSO PRODUTO ASSUNTOS

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE 1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE OBJETO: Aquisição de Equipamentos, Mobiliários, Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, para atender as Necessidades

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CAIXA D ÁGUA

MANUAL DE INSTRUÇÕES CAIXA D ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES CAIXA D ÁGUA 1 CONHEÇA O NOSSO PRODUTO PARA ARMAZENAR ÁGUA POTÁVEL ASSUNTOS A SEREM ESCLARECIDOS 1) DADOS TÉCNICOS; 2) MANUTENÇÃO; 3) PRECAUÇÕES; 4) CERTIFICADO DE GARANTIA. 1) DADOS

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE

TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE PARTES: De um lado a MONDIALLE e de outro, neste ato nomeado como SOLICITANTE o consumidor autor da solicitação de assistência técnica. 1 - OBJETO DA SOLICITAÇÃO 1.1

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS ANEXO XVIII AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica visa a adequar o texto da norma NBR 10897, que dispõe sobre

Leia mais

ÍNDICE. Introdução...2. Descrição do filtro...2. Dimensões...4. Dados técnicos do filtro...5. Instalação física dos equipamentos...

ÍNDICE. Introdução...2. Descrição do filtro...2. Dimensões...4. Dados técnicos do filtro...5. Instalação física dos equipamentos... ÍNDICE Introdução...2 Descrição do filtro...2 Seleção do filtro...3 Dimensões...4 Dados técnicos do filtro...5 Instalação física dos equipamentos...5 Instalação hidráulica...7 Recomendações importantes...9

Leia mais

Perda de Carga e Comprimento Equivalente

Perda de Carga e Comprimento Equivalente Perda de Carga e Comprimento Equivalente Objetivo Este resumo tem a finalidade de informar os conceitos básicos para mecânicos e técnicos refrigeristas sobre Perda de Carga e Comprimento Equivalente, para

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento de água do Brasil. Campeã em

Leia mais

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote Manual de Instalação Índice 1- Apresentação 2- Instalação da cuba. 3- Instalação do painel de controle 4- Ligação elétrica 5- Dispositivo de segurança 6- Características do Purilaqua 7- Tempo de filtragem

Leia mais

Informação do Produto Filtros da Linha RCS

Informação do Produto Filtros da Linha RCS Rev-00 Plug: ½ NPT Os filtros da Linha RCS são projetados para separação de água e sólidos de hidrocarbonetos em aplicação no abastecimento industrial, aeronaves e postos de gasolina. Objetivamente, os

Leia mais

Controle Piscina MASTER FLOW

Controle Piscina MASTER FLOW Controle Piscina MASTER FLOW Lazer, conforto e Segurança juntos. Índice O que é o Controle Piscina MASTER FLOW; - MASTER FLOW Aplicações e vantagens; Funções e configuração do Controle Piscina MASTER FLOW.

Leia mais

Motobombas - BNRL. Manual de instalação, operação e manutenção. Manual de instalação, operação e manutenção

Motobombas - BNRL. Manual de instalação, operação e manutenção. Manual de instalação, operação e manutenção Motobombas - BNRL Manual de instalação, operação e manutenção Manual de instalação, operação e manutenção 1 Motobombas BNRL 2 Manual de instalação, operação e manutenção Índice Produto... 2 Dimensões...

Leia mais

Condicionador de Ar Portátil

Condicionador de Ar Portátil Condicionador de Ar Portátil Manual do Usuário GP8-12L GP8-22L GP10-12L GP10-22L 1 Untitled-5 1 2 Untitled-5 2 Índice Resumo...4 Príncipio de funcionamento...5 Especificação técnica...7 Estrutura...8 Esquema

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MOTOBOMBA A GASOLINA VULCAN VMB552 / VMB552H / VMB653 ATENÇÃO ANTES DE UTILIZAR O EQUIPAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES.

MANUAL DO USUÁRIO MOTOBOMBA A GASOLINA VULCAN VMB552 / VMB552H / VMB653 ATENÇÃO ANTES DE UTILIZAR O EQUIPAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES. MANUAL DO USUÁRIO MOTOBOMBA A GASOLINA VULCAN VMB552 / VMB552H / VMB653 ATENÇÃO ANTES DE UTILIZAR O EQUIPAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES. ÍNDICE 1. Aplicações...3 2. Instalações hidráulicas...4

Leia mais

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS 1 MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS A presente especificação destina-se a estabelecer as diretrizes básicas e definir características técnicas a serem observadas para execução das instalações da

Leia mais

ÍNDICE INTRODUÇÃO. Obrigado por adquirir produtos Toyama.

ÍNDICE INTRODUÇÃO. Obrigado por adquirir produtos Toyama. INTRODUÇÃO ÍNDICE Obrigado por adquirir produtos Toyama. As aplicações das motobombas Toyama são diversas: Agricultura, indústrias, minas, empresas, construções, comunicação, cabeamento subterrâneo, manutenção

Leia mais

CERTIFICADO DE GARANTIA

CERTIFICADO DE GARANTIA MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO CERTIFICADO DE GARANTIA Pressostato Eletrônico TEXIUS - TC-11 JUN / 2012 Ler atentamente o Manual de Instalação e o Certificado de Garantia antes de instalar

Leia mais

rimetal casa de vácuo Manual do Usuário Máquinas para Baterias

rimetal casa de vácuo Manual do Usuário Máquinas para Baterias casa de vácuo Manual do Usuário ÍNDICE INTRODUÇÃO Apresentação Dados Técnicos Cuidados Segurança Limpeza 2 3 4 5 6 MANUTENÇÃO Instruções Manutenção Preventiva INSTALAÇÃO 8 9 10 GARANTIA Garantia 12 Contato

Leia mais

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Agradecimento A NADO LIVRE ARTE EM PISCINAS agradece a você a preferência e deseja momentos repetidos de alegrias. Para nós foi muito importante ajudá-lo

Leia mais