A ELETRICIDADE NO LAR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A ELETRICIDADE NO LAR"

Transcrição

1

2 Como a eletricidade chega ao lar Nós chegamos nos lares na forma de corrente alternada através de fios estendidos do poste até a casa. Dois destes fios são conhecidos como FASES e um deles é o NEUTRO. Antes de entrar nos lares as fases fios simbolizados pelas letras F - passam pelo Medidor de Consumo de Energia e logo em seguida, pelos fusíveis ou disjuntores que são dispositivos de segurança. O fusível e o disjuntor são dispositivos de segurança. E sabe por que? Quando transportamos energia nós somos movimentados de um lado para outro dentro do fio. Neste processo damos alguns encontrões com átomos de cobre, um pouco da energia elétrica transforma-se em calor. Se a corrente elétrica for muito intensa, o calor produzido poderá ser o bastante para iniciar um incêndio ou danificar toda a instalação elétrica. Já viu o prejuízo? Para evitar isto, os fusíveis queimam-se ou os disjuntores desligan-se com o aquecimento e assim a circulação de corrente é interrompida antes que ocorra qualquer desastre. É a segurança. Ela é muito importante. Nos lares a energia elétrica pode ser usada em duas voltagens: 110V e 220V. (Dependendo da concessionária, ela pode ser 127V ou 230V). Os aparelhos elétricos de 110 V devem ser ligados entre uma das fases (F) e o neutro (N). E os projetados para funcionarem em 220 V devem ser ligados entre os 2 fios fases. 110 V: F N (entre uma das fases e o neutro) 220 V: F - F. ( entre as duas fases).

3 Ligações em série Duas lâmpadas, ambas para 1,5 V, são ligadas em série a uma pilha de 1,5 V. Elas vão acender, porém, com fraca luminosidade. Sabe a razão? É que a pilha é de 1,5 V e cada lâmpada necessita de 1,5 V para funcionar normalmente, mas em série, como mostra a figura, cada uma delas funciona apenas com 0,75 V (metade de 1,5V). Uma das características marcantes da ligação de lâmpadas em série é que se uma delas queimar ou for retirada do soquete, a outra, mesmo que em boas condições não funcionará. Isto ocorre devido ao fato da corrente elétrica que passa por uma das lâmpadas, passa também por outra. É como se, numa rodovia, uma ponte caísse: os carros deixariam de trafegar. Ligações em paralelo A figura mostra as duas lâmpadas de 1,5 V ligadas em paralelo à pilha de 1,5 V. Ambas brilham normalmente, pois ambas ficam sujeitas à voltagem de 1,5 V. É como se cada lâmpada estivesse, individualmente, ligada à pilha. A corrente elétrica total fornecida pela pilha é duas vezes maior que a corrente elétrica que faz funcionar uma lâmpada apenas. Se uma das lâmpadas queimar ou for retirada do soquete, a outra funciona normalmente. Veja que com a retirada de uma lâmpada do soquete, não impede que a corrente elétrica continue passando pela outra lâmpada. Quando apenas uma lâmpada estiver funcionando, a corrente elétrica total fornecida pela pilha, é a metade daquela que ela fornece quando faz funcionar duas lâmpadas iguais ligadas em paralelo.

4 NO LAR NO LAR Para fazer uma lâmpada funcionar nós saímos do pólo (-) da pilha, passamos pelo filamento da lâmpada onde a energia elétrica que transportamos é transformada em luz e calor, e finalmente, chegamos no pólo (+) da pilha, após cumprir a nossa missão. Ligações elétricas no lar As lâmpadas e os aparelhos elétricos usados nos lares não funcionam à pilha, pois necessitam de uma voltagem de 110 V e 220 V. È possível fazer uma lâmpada de 110 V funcionar com pilhas, mas seriam necessárias 74 pilhas de 1,5 V cada (74 x 1,5 V = 111 V) enfileiradas, uma atrás da outra. O que faz a função da pilha são os fios FASE e NEUTRO disponível nas tomadas elétricas no caso de voltagem de 110 V e os fios FASE e FASE no caso da necessidade de uma voltagem de 220 V. Os aparelhos elétricos e as lâmpadas são sempre ligados em paralelo à tomada elétrica que faz a função de uma pilha. Quanto mais aparelhos forem ligados num mesmo circuito, isto é, num mesmo par de fios FASE e NEUTRO, mais somos solicitados, isto é, maior a demanda de corrente elétrica. Em muitos casos, não somos suficientes para atender a demanda e nestas situações acontecem sobrecargas de eletricidade. As sobrecargas podem ser notadas pelas lâmpadas que, estando acesas normalmente, parecem querer apagar. Evite Sobrecarga No Circuito Elétrico. Não Ligue Aparelhos Em Excesso Numa Mesma Tomada.

5 Potencia, Energia e Corrente Elétrica Nós formamos a corrente elétrica que flui ao longo de um fio. Nós transportamos energia elétrica desde o gerador eletromagnético existente nas hidrelétricas até o lar. A energia chega aos aparelhos em duas voltagens: 110 V e 220 V. Mas a quantidade de energia que entregamos difere de aparelho para aparelho e de lâmpada para lâmpada. Alguns aparelhos transformam mais rapidamente a energia que nós lhes entregamos. Quanto mais rápida for esta transformação, maior será a potência do aparelho. POTÊNCIA ELÉTRICA Em eletricidade, a potência é o produto da voltagem pela a corrente elétrica. Vamos usar as seguintes simplificações: P = potência; V = voltagem e I = corrente elétrica. A unidade de medida da voltagem V é volts (símbolo: V) e a da corrente elétrica I, em ampéres (símbolo: A). Assim: Potência = Voltagem x Corrente P=VxI O produto da voltagem V (volts) e da corrente I (ampéres) é chamada de watts (W), que é a unidade de medida potência elétrica. Vejamos alguns exemplos que mostram como lidar com esta fórmula. 1) Um aspirador funciona normalmente ligado numa tomada de 110 V demandando uma corrente elétrica I = 0,5 A. Qual a potência do aspirador? P=VxI P = (110 V) x (0,5 A) P = 55 V.A = 55 W NO LAR NO LAR 2) Qual a intensidade da corrente elétrica que irá fluir por uma lâmpada de 100 W e 110 V quando funcionando normalmente? P = 100 W = (127 V) x I I = 100 W / 127 V I = 0,78 A

6 NO LAR NO LAR A energia elétrica que entregamos aos aparelhos, às lâmpadas e aos chuveiros elétricos depende de dois fatores: I) a potência e II) o tempo de funcionamento.sem funcionamento, por maior que seja a potência do aparelho, nenhuma energia é gasta. ENERGIA ELÉTRICA A Energia elétrica (E) consumida por um aparelho é o produto da Potência elétrica (P) em watt pelo intervalo de tempo (t) em horas de uso deste aparelho ou seja: E=Pxt A multiplicação de watt por hora resulta em watt-hora (abreviação: Wh) que é a unidade de medida de energia usual na eletricidade. Em outros assuntos a energia pode ser medida em joules ou em calorias. Vejamos um exemplo de consumo de energia elétrica: Qual a energia gasta por uma E = P x t; lâmpada de 100 W que fica P = 100 W; t = 8x30 = 240 horas, funcionando 8 horas por dia, E = 100 x 240 = Wh. durante 30 dias? Em geral o consumo de energia é maior que W.h. Costuma-se utilizar uma unidade que é múltiplo de 1.000, chamada quilowatt-hora (Abreviatura: kwh) que equivale a Wh. Assim o consumo da lâmpada acima é E = 24 kwh ou sejs Wh. WATT (W) é medida de potência. QUILOWATT-HORA ( kwh) é medida de energia VOLT (V) é medida de voltagem. AMPERE (A) é medida de corrente elétrica. HERTZ (Hz) é a medida de frequência.

7 NO LAR NO LAR OS APARELHOS ELÉTRICOS MAIS UTILIZADOS NO LAR 1 - O chuveiro elétrico O chuveiro elétrico em uma residência é um dos principais gastadores de energia, principalmente nas regiões de climas frios. O banho chuveiro pode ser o principal fator de consumo de energia numa residência. O Horário De Pico Imagine o que ocorre quando todas as lâmpadas e todos os aparelhos elétricos de sua casa forem ligados ao mesmo tempo. A corrente elétrica e o medidor de consumo de energia disparam, não é mesmo? Imagine agora o caso do banho. Quase todos no Brasil tomando banho no mesmo período: das 18 às 20 horas. Além do banho, as cidades iluminadas e as casas com luzes acesas, televisões ligadas, etc. Já imaginou a sobrecarga na rede elétrica? Quem paga é o gerador eletromagnético das usinas. Eles quase não agüentam a sobrecarga e por pouco não param de funcionar. Este é o horário de pico e sua conseqüência: sobrecarga no sistema elétrico. O Brasil é um dos poucos países no mundo que ainda utiliza o chuveiro elétrico em grande escala. Uma das alternativas para que os chuveiros elétricos não contribuam com a sobrecarga no horário de pico é utilizar outra fonte de energia. Neste sentido, a maioria dos países utiliza a queima do gás como fonte de calor para o aquecimento de água ou mesmo o uso da energia solar em grande escala pode ser uma ótima alternativa para o futuro.

8 DIFERENÇA ENTRE POTÊNCIA E ENERGIA ELÉTRICA Uma pessoa diz: - Lá em casa tenho forno micro-ondas, chuveiro elétrico de alta potência, ar condicionado, ferro de passar, geladeira e muitas outras coisas. Dá um total de W ou seja 25 kw. Pago mais energia que você. Uma outra retruca: - Na minha casa a potência instalada é de apenas W ou 2,5 kw, mas tenho certeza que este mês a minha conta de energia será menor que a sua, pois a sua família esteve viajando por 30 dias seguidos. Eis a diferença entre potência e energia elétrica. Pode-se ter muita potência instalada em casa, mas não pagar nada de consumo de energia elétrica. Para pagar, as máquinas e equipamentos devem estar funcionando! ENERGIA A GENTE PAGA! A POTÊNCIA NÃO Por outro lado, mesmo um aparelho de baixa potência pode consumir uma grande quantidade de energia: basta que ela funcione durante um longo período de tempo. CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA = POTENCIA X TEMPO É importante saber avaliar o consumo de energia elétrica. Ele custa dinheiro. Muitas vezes é preciso economizar. Faz bem para o bolso e também é uma questão de cidadania. Se não gastarmos em excesso, todos terão energia; desperdiçando, ela poderá faltar para todos. Ao comprar lâmpadas e aparelhos elétricos é importante conhecer as respectivas eficiências. Uma lâmpada fluorescente é mais eficiente que uma lâmpada incandescente, pois produz a mesma quantidade de luz, utilizando uma quantidade de energia elétrica bem menor do que uma lâmpada incandescente.

9 Funcionamento de um chuveiro elétrico A principal peça de um chuveiro elétrico é a resistência que é um fio especial, em geral de níquel-cromo e o efeito físico preponderante é o Efeito Joule, isto é, o aquecimento que a corrente elétrica produz quando percorre um fio. A principal peça de um chuveiro elétrico é a resistência que é um fio especial, em geral de níquelcromo e o efeito físico preponderante é o Efeito Joule, isto é, o aquecimento que a corrente elétrica produz quando percorre um fio. Na resistência do chuveiro a energia elétrica converte-se diretamente em calor que irá aquecer a água. Para se calcular a energia elétrica consumida por um chuveiro basta utilizarmos a fórmula: E=Pxt Energia (kwh) = Potência do chuveiro (kw) x tempo de duração do banho (h). Uma pessoa toma um banho de 0,30 hora debaixo da água de um chuveiro de W funcionando normalmente. A energia gasta é: E = W x 0,30 h = Wh = 1,98 kwh. Em geral as potências elétricas dos chuveiros variam entre e watts e, os mais potentes, são instalados num circuito de 220 volts. A vantagem de se usar chuveiro de 220 V é o fato da corrente elétrica exigida ser menor [P = VI, para uma mesma potência P, quanto maior V menor será a corrente elétrica I] e menor será o aquecimento dos fios de cobre da instalação elétrica. Algumas dicas para um banho mais econômico Desligar o chuveiro enquanto passamos sabonete pelo corpo ou shampoo nos cabelos. Evita-se o desperdício de energia, de água, de sabonete e de shampoo. Em dias quentes, usar o chuveiro na posição verão, pois nesta posição, a potência elétrica utilizada pelo chuveiro é bem menor. Controlar o tempo de banho para cerca de 8 minutos, no máximo. NO LAR NO LAR

10 2 - A geladeira A geladeira, além da conservação de alimentos por meio da diminuição da temperatura de armazenagem, visa à refrigeração de bebidas e ao congelamento de carnes e peixes. Ela é responsável por cerca de 30% do consumo global de eletricidade numa residência, pois ela nunca é desligada (a não ser para manutenção). Ela fica ligando e desligando automaticamente, dia e noite. Dicas para um uso mais eficiente da geladeira Fundamentalmente a geladeira tira o calor dos alimentos e das bebidas existentes no seu interior, jogando-o para o ambiente. Quanto mais calor é transferido do interior para o exterior da geladeira, menor será a temperatura da carga (quantidade de alimentos e bebidas) existente na geladeira. Para diminuir o consumo algumas atitudes podem ser tomadas por quem vai pagar a conta de energia. Por exemplo: Cuidados com a posição da geladeira O calor retirado do interior da geladeira se manifesta nos canos quentes existentes na parte detrás da geladeira. É aí que as moléculas do ar frio, batendo nestes canos, se aquecem, levando o calor retirado para outras regiões da cozinha. Quanto mais frio o ar existente detrás da geladeira e quanto maior for a sua movimentação, menor será o gasto de energia. Assim para aumentar a eficiência da geladeira e evitar desperdício de energia é conveniente: Não instalar a geladeira entre móveis suspensos, nem num buraco entre paredes. Não instalar geladeiras perto de fontes térmicas como forno e fogão; Não instalar geladeira em local de muita insolação.

11 Cuidado com o modo de armazenamento dos alimentos O consumo de energia do refrigerador pode ser afetado em função do modo como os alimentos são armazenados. Assim, recomenda-se: 1) Evitar a colocação de alimentos quentes na geladeira. 2) Tapar os recipiente que contenham líquidos para evitar a evaporação, pois os vapores de água transformam-se em gelo no evaporador (congelador). 3) As verduras, frutas e legumes devem ser colocados no compartimento inferior, abaixo do tampo de vidro, onde a temperatura é a adequada, cerca de 6 a 8 C; 4) Os alimentos e cargas devem ser distribuídos entre as prateleiras permitindo a circulação de ar, pois o ar frio desce do congelador até a parte inferior resfriando a carga existente. 5) Diminuir a freqüência da abertura das portas, pois sempre que a porta for aberta, todo o ar frio da geladeira sai pela parte de baixo (você pode sentir o ar frio nas suas pernas), dando lugar ao ar quente do ambiente que entra. Além disso, se a umidade do ar externo estiver alta, haverá maior formação de gelo no evaporador. Cuidados operacionais Em termos de manutenção existem duas operações importantes para o bom funcionamento de um refrigerador: 1) Descongelamento periódico. A formação de gelo no evaporador (congelador) provoca uma redução no índice de transferência de calor, pois o gelo funciona como um bom isolante térmico (o gelo é quase 100 vezes mais isolante do que o alumínio). Uma camada de gelo de 0,5 cm no congelador pode determinar um aumento de consumo de energia de até 25%. 2) Limpeza do condensador (os canos que ficam detrás da geladeira). A gordura e a poeira que se depositam nos canos, formam uma camada de isolante térmico, reduzindo o índice de transferência de calor, elevando a temperatura de condensação. Portanto, também não se deve colocar panos e meias para secar atrás da geladeira, pois isto irá aumentar o consumo de energia da geladeira.

12 3 - Iluminação A iluminação pode ser natural (luz solar) e artificial (luz das lâmpadas). Ela é essencial para a visão. As tarefas visuais desempenhadas pelos olhos são diversas e estão relacionadas com a segurança, com a produtividade, com o lazer, com o comércio e com a aquisição de informações entre outras. A iluminação deficiente pode ter um efeito negativo no bem-estar do homem (conforto ambiental), além de conduzir a uma execução ineficiente ou perigosa de tarefas, incluindo a circulação em edifícios e estradas, aumentando o risco de acidentes. Tipos de Lâmpadas As lâmpadas elétricas usadas nos lares são de dois tipos principais: as incandescentes e as fluorescentes. Lâmpadas Incandescentes A lâmpada incandescente produz luz pelo alto aquecimento (Efeito Joule) de um filamento devido à passagem de corrente elétrica. O filamento de tungstênio atinge temperaturas acima de C emitindo luz, radiação infravermelha (que não enxergamos) e calor. Embora estas lâmpadas sejam as mais comuns, são também as menos eficientes. Entretanto elas vêm sendo melhoradas, incorporando maior vida média útil e maior eficiência luminosa. O esquema abaixo mostra a transformação de potência elétrica que ocorre numa lâmpada incandescente comum de 100W. ENTRADA 110 V - 0,91 A 100 W SAIDA 5 W - luz 61 W - raios infravermelhos (não visível) 22 W - calor perdido por condução 12 W - calor perdido por convecção TOTAL = 100 W Dos 100 W de potência a lâmpada incandescente transforma em luz apenas 5 W ou seja, eficiência de 5%.

13 56 Lâmpadas fluorescentes A lâmpada fluorescente não possui filamento; a luz é emitida pelo processo conhecido como descarga elétrica em gases. No interior do tubo de uma lâmpada fluorescente existe vapor de mercúrio que emitem radiações que se transformam em luz ao atingir a camada de fósforo existente na superfície interna do tubo de vidro.. Por não existir filamento, o calor produzido é muito pequeno e, por isso, a luz de uma lâmpada fluorescente também é conhecida como luz fria. O esquema, a seguir, mostra a transformação da potência elétrica que ocorre numa lâmpada fluorescente comum: ENTRADA 110 V 0,33A 36W SAIDA 10 W Luz visível 26 W Perdas térmicas Uma lâmpada fluorescente de 36 W transforma em luz 10 W com uma eficiência de aproximadamente 28% contra uma eficiência de apenas 5% de uma lâmpada incandescente. Dicas para uma iluminação mais eficiente 1.- Aproveitar o máximo a luz proveniente do Sol, fazendo com que a luminosidade entre pela casa através de portas e janelas amplas. 2.- O interior das casas devem ser de cor clara, inclusive os pisos, de forma a refletir boa parte da luz que nela incide. Com isto, pode-se utilizar lâmpadas de menor potência para iluminar o ambiente. 3.- Lâmpadas incandescentes de uso contínuo podem ser substituídas por lâmpadas fluorescentes que consomem menos energia. 4.- Sensores de luminosidade e sensores de presença podem ser instalados nos ambientes. Elas ligam e desligam as lâmpadas automaticamente, de acordo com o nível de luminosidade e na presença de pessoas.

14 NO LAR NO LAR 4 - Outros aparelhos elétricos Muitos outros aparelhos elétricos fazem parte do lar: os eletrodomésticos, a televisão, o radio, o computador, etc. FIGURAS DE ALGUNS ELETRODOMESTICOS (escolher alguns) Ferro elétrico, batedeira, liquidificador, forno micro-ondas, ventilador, secador de cabelo, secadora de roupa, lavadoura de roupa, etc FIGURAS DE ALGUNS ELETRO-ELETRONICOS Televisão, radio, computadores, etc. Em funcionamento, todos eles consomem energia elétrica e para prever o consumo devemos multiplicar a potência do aparelho em watts pelo tempo de funcionamento em frações de horas e o resultado é o consumo em kwh. OS APARELHOS ELÉTRICOS DE MINHA CASA Cálculo do consumo Aparelho Elétrico Chuveiro Televisão Computador Ferro Elétrico Lâmpadas Geladeira Máquina de lavar roupas Máquina de costura Fogão elétrico Liquidificador Batedeira Cafeteira elétrica Aspirador de pó Torneira elétrica Ar condicionado Secador de cabelos Exaustor de ar Freezer Forno de microondas Secador de roupas Ventilador Torradeira Potência (watts W) a a a a a a a a a a a a a a a a a a a Tempo de uso (média diária)(horas h) Consumo diário de energia

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado.

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Aquecedor central Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Planeje seu uso e habitue-se a ligá-lo apenas o tempo necessário para que você

Leia mais

DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR

DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR ENERGIA ELÉTRICA NO LAR O consumo de energia elétrica vem aumentando no Brasil em virtude do desenvolvimento econômico

Leia mais

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz.

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Quando você utiliza energia de forma eficiente, todo mundo sai ganhando.

Leia mais

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Física Prof. Eduardo Cavalcanti nº10 CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Alguns aparelhos consomem mais eletricidade que outros. Alguns, como a geladeira, embora permanentemente

Leia mais

a Energia em casa Da usina até sua casa

a Energia em casa Da usina até sua casa a Energia em casa Da usina até sua casa Para ser usada nas cidades, a energia gerada numa hidrelétrica passa por uma série de transformações A eletricidade é transmitida de uma usina até os centros de

Leia mais

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER.

É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. É O COMBATE DO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA. É OBTER O MELHOR RESULTADO, DIMINUINDO O CONSUMO, SEM PREJUÍZO DE SEU CONFORTO E LAZER. Na verdade você corre o risco de molhar o medidor e causar Curto-circuito.

Leia mais

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica Como racionalizar energia eléctrica Combater o desperdício de energia eléctrica não significa abrir mão do conforto. Pode-se aproveitar todos os benefícios que a energia oferece na medida certa, sem desperdiçar.

Leia mais

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA SISTEMA SOLAR DE AQUECIMENTO DE ÁGUA a) Quando for adquirir um sistema de aquecimento solar dê sempre preferência aos modelos com o Selo Procel. b) Dimensione adequadamente o sistema (coletores e reservatórios)

Leia mais

Geração e Aproveitamento de Energia Elétrica Capítulo 07 (pág. 115) Acendimento de uma lâmpada

Geração e Aproveitamento de Energia Elétrica Capítulo 07 (pág. 115) Acendimento de uma lâmpada Geração e Aproveitamento de Energia Elétrica Capítulo 07 (pág. 115) - Uma corrente elétrica não pode ser vista, mas seus efeitos podem ser percebidos; Acendimento de uma lâmpada Diferença de potencial

Leia mais

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA

DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA DICAS PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM CASA SELO PROCEL Prefira equipamentos com SELO PROCEL, e/ou consumo A de consumo de energia. GELADEIRA Evitar abrir a porta toda hora. Regular o termostato

Leia mais

Energia elétrica: como usar e economizar

Energia elétrica: como usar e economizar endividado.com.br Energia elétrica: como usar e economizar Como fazer uso eficiente de Energia Quanto maior o desperdício de energia, maior é o preço que você e o meio ambiente pagam por ela. Ao usar a

Leia mais

Prof.: Geraldo Barbosa Filho

Prof.: Geraldo Barbosa Filho AULA 07 GERADORES E RECEPTORES 5- CURVA CARACTERÍSTICA DO GERADOR 1- GERADOR ELÉTRICO Gerador é um elemento de circuito que transforma qualquer tipo de energia, exceto a elétrica, em energia elétrica.

Leia mais

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios

Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Dicas da Eletrobras Procel para economizar energia elétrica em residências e condomínios Utilizar a energia elétrica com eficiência significa combater desperdícios, e todos nós devemos participar ativamente

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 2 (POTENCIA ELÉTRICA E CIRCUITOS)

ACESSO FÍSICA LISTA 2 (POTENCIA ELÉTRICA E CIRCUITOS) ACESSO FÍSICA LISTA 2 (POTENCIA ELÉTRICA E CIRCUITOS) 22. Considerando a tarifa aproximada de R$ 0,40 por kwh cobrada pela Copel em Curitiba, calcule o custo mensal (30 dias) dos banhos de uma família

Leia mais

Exercícios de Física Potência Elétrica

Exercícios de Física Potência Elétrica Questão 01 - Um estudante resolveu acampar durante as férias de verão. Em sua bagagem levou uma lâmpada com as especificações: 220 V - 60 W. No camping escolhido, a rede elétrica é de 110 V. Se o estudante

Leia mais

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA 1. DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA a) Para definição do tipo de fornecimento, o consumidor deve determinar a carga instalada, somando-se a potência

Leia mais

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS P O U P A R AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO Caso tenha ar condicionado nos quartos ou áreas comuns do empreendimento,

Leia mais

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia

Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Vamos Poupar Energia!!! www.facebook.com/experimenta.energia Que podemos nós fazer? Eficiência Energética Utilização Racional da Energia, assegurando os níveis de conforto e de qualidade de vida. Como?

Leia mais

A CAMPANHA. A campanha foi iniciada no dia 16 de março, e visa conscientizar a todos sobre a importância do uso consciente de energia elétrica.

A CAMPANHA. A campanha foi iniciada no dia 16 de março, e visa conscientizar a todos sobre a importância do uso consciente de energia elétrica. A CAMPANHA A campanha foi iniciada no dia 16 de março, e visa conscientizar a todos sobre a importância do uso consciente de energia elétrica. Ao usarmos a energia elétrica de forma consciente e responsável

Leia mais

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO ND-5.1 7-8 TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO Aparelhos de Aquecimento e Eletrodomésticos Tipo Potência Tipo Potência ( W ) ( W ) Aquecedor de Água até 80 L 1.500

Leia mais

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado Economia de energia O consumo de energia elétrica nos países em desenvolvimento, como o Brasil, cresce anualmente 8 vezes mais que nos países ditos desenvolvidos. Esse aumento de consumo é devido à modernização

Leia mais

Atividade de Reforço2

Atividade de Reforço2 Professor(a): Eliane Korn Disciplina: Física Aluno(a): Ano: 1º Nº: Bimestre: 2º Atividade de Reforço2 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A ATIVIDADE I. Leia atentamente o resumo da teoria. II. Imprima a folha com

Leia mais

A brisa do mar está ótima!

A brisa do mar está ótima! A brisa do mar está ótima! Mais um fim de semana. Cristiana e Roberto vão à praia e convidam Maristela para tomar um pouco de ar fresco e de sol, e tirar o mofo! É verão e o sol já está bem quente. Mas

Leia mais

Semana da Prevenção de Resíduos - 16 a 23 de Novembro. Dicas de Prevenção e Preservação

Semana da Prevenção de Resíduos - 16 a 23 de Novembro. Dicas de Prevenção e Preservação Semana da Prevenção de Resíduos - 16 a 23 de Novembro Dicas de Prevenção e Preservação Tenha em conta Nunca comece uma reparação, por muito pequena que seja, sem antes desligara tomada do equipamento;

Leia mais

Grupo Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham.

Grupo Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Grupo Geradores Residenciais O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Gerando os melhores momentos para viver. Você precisa de eletricidade para iluminar os ambientes de sua casa, operar

Leia mais

Potência elétrica e consumo de energia

Potência elétrica e consumo de energia Potência elétrica e consumo de energia Um aparelho, submetido a uma diferença de potencial, tensão, percorrido por uma corrente elétrica desenvolve uma potência elétrica dada pelo produto entre a tensão

Leia mais

DICAS PARA A SUA ECONOMIA

DICAS PARA A SUA ECONOMIA DICAS PARA A SUA ECONOMIA SELO PROCEL Quer saber como economizar energia de forma simples e em situações práticas do dia a dia? Clique nos números. Depois, é só colocar em prática. 11 7 1 Ao comprar refrigeradores,

Leia mais

Professor Ventura Ensina Tecnologia

Professor Ventura Ensina Tecnologia Professor Ventura Ensina Tecnologia Experimento PV001 Maquete com Instalação Elétrica Ensino Fundamental Direitos Reservados = Newton C. Braga 1 Maquete com Instalação Elétrica Você gostaria de aprender

Leia mais

Exercícios Eletrodinâmica

Exercícios Eletrodinâmica Exercícios Eletrodinâmica 1-Uma lâmpada permanece acesa durante 5 minutos por efeito de uma corrente de 2 A, fornecida por uma bateria. Nesse intervalo de tempo, a carga total (em C) liberada pela bateria

Leia mais

Resistores e Associação de Resistores

Resistores e Associação de Resistores Parte I Resistores e Associação de Resistores 1. (Ufmg 2012) Arthur monta um circuito com duas lâmpadas idênticas e conectadas à mesma bateria, como mostrado nesta figura: c) 8. d) 12. e) 15. 4. (Ufu 2011)

Leia mais

CIÊNCIAS 9º Ano do Ensino Fundamental. Professora: Ana Paula Souto. Se precisar use as equações: i = ΔQ Δt ; E = PΔt.

CIÊNCIAS 9º Ano do Ensino Fundamental. Professora: Ana Paula Souto. Se precisar use as equações: i = ΔQ Δt ; E = PΔt. CIÊNCIAS º Ano do Ensino Fundamental Professora: Ana Paula Souto Nome: n o : Turma: Exercícios Estudo da eletricidade (PARTE ) Se precisar use as equações: i = ΔQ Δt ; E = PΔt V = Ri ; P = Vi ) Observe

Leia mais

LISTA FISICA 2 ROGERIO

LISTA FISICA 2 ROGERIO LISTA FISICA 2 ROGERIO 1 FUVEST - SP Um circuito elétrico residencial tem os aparelhos elétricos da tabela a seguir, onde aparecem suas potências médias. A ddp na rede é de 110 V. Calcule a intensidade

Leia mais

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA Companhia Paulista de Força e Luz Companhia Piratininga de Força e Luz Companhia Luz e Força Santa Cruz Companhia Jaguari de Energia Companhia Luz

Leia mais

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima.

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima. TOMADA NO PISO PONTO DE FORÇA 2 3 3w 4w INTERRUPTOR DE 1 SEÇÃO INTERRUPTOR DE 2 SEÇÕES INTERRUPTOR DE 3 SEÇÕES INTERRUPTOR THREE-WAY PARALELO INTERRUPTOR FR-WAY INTERMEDIÁRIO ACIONADOR DE CIGARRA CIGARRA

Leia mais

Eletricidade. Levanta, acende a luz. Toma um banho quente. Prepara seu lanche com auxílio da torradeira elétrica.

Eletricidade. Levanta, acende a luz. Toma um banho quente. Prepara seu lanche com auxílio da torradeira elétrica. Eletricidade e automação A UU L AL A O operário desperta com o toque do rádiorelógio. Levanta, acende a luz. Toma um banho quente. Prepara seu lanche com auxílio da torradeira elétrica. Um problema Sai

Leia mais

Potência elétrica. 06/05/2011 profpeixinho.orgfree.com pag.1

Potência elétrica. 06/05/2011 profpeixinho.orgfree.com pag.1 1. (Unicamp) Um aluno necessita de um resistor que, ligado a uma tomada de 220 V, gere 2200 W de potência térmica. Ele constrói o resistor usando fio de constante N. 30 com área de seção transversal de

Leia mais

LEI DE OHM LEI DE OHM. Se quisermos calcular o valor da resistência, basta dividir a tensão pela corrente.

LEI DE OHM LEI DE OHM. Se quisermos calcular o valor da resistência, basta dividir a tensão pela corrente. 1 LEI DE OHM A LEI DE OHM é baseada em três grandezas, já vistas anteriormente: a Tensão, a corrente e a resistência. Com o auxílio dessa lei, pode-se calcular o valor de uma dessas grandezas, desde que

Leia mais

Grupos Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham.

Grupos Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Grupos Geradores Residenciais O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Cummins Onan. Gerando os melhores momentos para viver. Você precisa de eletricidade para iluminar os ambientes

Leia mais

DICAS. Instalações elétricas residenciais. 8ª Edição

DICAS. Instalações elétricas residenciais. 8ª Edição DICAS Instalações elétricas residenciais 8ª Edição DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE Nos condutores existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim

Leia mais

DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES

DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES z CNCEITS BÁSICS DE ELETRICIDADE Nos condutores existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim como os planetas ao redor do sol, giram ao redor

Leia mais

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Conteúdo do Curso Introdução. Conceito de Eficiência Energética. Conceitos de Iluminação. Luminotécnica. Avaliação financeira

Leia mais

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS Abril/2015 Fazer obras e serviços para transmissão, distribuição e uso de energia. Contribuir para o bem

Leia mais

Energia e potência em receptores elétricos

Energia e potência em receptores elétricos Energia e potência em receptores elétricos 1 17.1. Quando uma corrente elétrica atravessa um receptor, a energia elétrica consumida ou é totalmente transformada em calor (é o caso dos resistores), ou então

Leia mais

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente OBJETIVOS 9 contínua NOME ESCOLA EQUIPE SÉRIE PERÍODO DATA Familiarizar-se com o multímetro, realizando medidas de corrente, tensão e resistência. INTRODUÇÃO Corrente elétrica FÍSICA ELETRICIDADE: CIRCUITOS

Leia mais

Dicas para economizar energia

Dicas para economizar energia Dicas para economizar energia Vilões do Consumo Os vilões do consumo de energia elétrica são os aparelhos com alta potência ou grande tempo de funcionamento. Considerando uma residência de quatro pessoas,

Leia mais

Refrigerador Frost Free

Refrigerador Frost Free GUIA RÁPIDO Comece por aqui Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador Frost Free Frost Free Seu refrigerador usa o sistema

Leia mais

RESISTORES. 1.Resistencia elétrica e Resistores

RESISTORES. 1.Resistencia elétrica e Resistores RESISTORES 1.Resistencia elétrica e Resistores Vimos que, quando se estabelece uma ddp entre os terminais de um condutor,o mesmo é percorrido por uma corrente elétrica. Agora pense bem, o que acontece

Leia mais

SOLUÇÃO: RESPOSTA (D) 17.

SOLUÇÃO: RESPOSTA (D) 17. 16. O Ceará é hoje um dos principais destinos turísticos do país e uma das suas atrações é o Beach Park, um parque temático de águas. O toboágua, um dos maiores da América Latina, é uma das atrações preferidas

Leia mais

Corrente elétrica corrente elétrica.

Corrente elétrica corrente elétrica. Corrente elétrica Vimos que os elétrons se deslocam com facilidade em corpos condutores. O deslocamento dessas cargas elétricas é chamado de corrente elétrica. A corrente elétrica é responsável pelo funcionamento

Leia mais

REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS

REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS CONSUMO CONSCIENTE REDUÇÃO DE DESPERDÍCIO DE RECURSOS NATURAIS ÁGUA ENERGIA INSUMOS Desenvolvimento Sustentável A ÁGUA NOSSO BEM MAIS PRECIOSO Distribuição de toda água doce 1,8 % 0,96 % 0,02 % 0,001 %

Leia mais

AR CONDICIONADO. Componentes

AR CONDICIONADO. Componentes AR CONDICIONADO AR CONDICIONADO Basicamente, a exemplo do que ocorre com um refrigerador (geladeira), a finalidade do ar condicionado é extrair o calor de uma fonte quente, transferindo-o para uma fonte

Leia mais

DDP, Potência e Energia Elétrica Resolução: youtube.com/tenhoprovaamanha

DDP, Potência e Energia Elétrica Resolução: youtube.com/tenhoprovaamanha Questão 01 - (UECE) Uma bateria de 12 V de tensão e 60 A.h de carga alimenta um sistema de som, fornecendo a esse sistema uma potência de 60 W. Considere que a bateria, no início, está plenamente carregada

Leia mais

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta!

Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Energia em sua casa. Saiba quanto gasta! Os eletrodomésticos e equipamentos domésticos apresentam consumos energéticos diferentes. Compare-os no gráfico que segue. Iluminação É na iluminação da casa que

Leia mais

Curso de Física. Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos. Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina. Fenômenos elétricos e magnéticos

Curso de Física. Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos. Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina. Fenômenos elétricos e magnéticos Curso de Física Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina Sumário 1. O Poder das Pontas; 2. Blindagem eletrostática; 3. Capacitores e suas aplicações; 4. Resistores; 5.

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA)

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) 1. (Fuvest) O plutônio ( Pu) é usado para a produção direta de energia elétrica em veículos espaciais. Isso é realizado em um gerador que possui

Leia mais

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia.

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia. 1 REALIZE UM DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO para identificar todas as oportunidades existentes, avaliar a viabilidade, determinar as prioridades e montar um programa para sua implementação 2 MODERNIZE SUA PLANTA

Leia mais

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS

AR-CONDICIONADO 8 H / DIA = 35,3% / MÊS O Brasil vive uma crise hídrica e energética que está afetando a distribuição de ambos os recursos no país todo, em maior ou menor intensidade. O Estado de São Paulo, em especial a capital, vem sofrendo

Leia mais

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons Elétrica Quem compõe a instalação elétrica - quadro de luz - centro nervoso das instalações elétricas. Deve ser metálico ou de material incombustível, e nunca de madeira (na sua parte interna ou externa).

Leia mais

Circuitos Elétricos 1º parte. Introdução Geradores elétricos Chaves e fusíveis Aprofundando Equação do gerador Potência e rendimento

Circuitos Elétricos 1º parte. Introdução Geradores elétricos Chaves e fusíveis Aprofundando Equação do gerador Potência e rendimento Circuitos Elétricos 1º parte Introdução Geradores elétricos Chaves e fusíveis Aprofundando Equação do gerador Potência e rendimento Introdução Um circuito elétrico é constituido de interconexão de vários

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO GELADEIRA DE 2 PORTAS NV-5284

MANUAL DO USUÁRIO GELADEIRA DE 2 PORTAS NV-5284 MANUAL DO USUÁRIO GELADEIRA DE 2 PORTAS NV-5284 PREZADO CLIENTE A fim de obter o melhor desempenho de seu produto, por favor, leia este manual do usuário cuidadosamente antes de começar a usá-lo, e mantê-lo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ Campus de Jacarezinho

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ Campus de Jacarezinho 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ Campus de Jacarezinho AGNALDO BATISTA NUNES VOCÊ SABE CALCULAR A SUA CONTA DE LUZ? JACAREZINHO, PR 2008 2 AGNALDO BATISTA NUNES VOCÊ SABE CALCULAR A SUA CONTA

Leia mais

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO INTRODUÇÃO A energia elétrica é um recurso importante e indispensável em nossas vidas. Além de proporcionar conforto e segurança à população, garante

Leia mais

Sustentabilidade do Planeta. Todo mundo deve colaborar!

Sustentabilidade do Planeta. Todo mundo deve colaborar! Sustentabilidade do Planeta Todo mundo deve colaborar! Situação no mundo atual O Planeta pede socorro!!!! A atividade humana tem impactado negativamente o meio ambiente. Os padrões atuais de consumo exploram

Leia mais

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO www.celesc.com.br PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a:

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a: Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física III PROFESSOR(A) Hermann ANO SEMESTRE DATA 3º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência

Leia mais

Eletrodinâmica. Circuito Elétrico

Eletrodinâmica. Circuito Elétrico Eletrodinâmica Circuito Elétrico Para entendermos o funcionamento dos aparelhos elétricos, é necessário investigar as cargas elétricas em movimento ordenado, que percorrem os circuitos elétricos. Eletrodinâmica

Leia mais

Centro Educacional ETIP

Centro Educacional ETIP Centro Educacional ETIP Revisão de Conteúdo 1 Trimestre/2014 Data: Professor: Leandro Nota: Valor : [0,0 3,0] Nome do(a) aluno(a): Nº Turma: INSTRUÇÕES Preencha corretamente o cabeçalho a caneta. Essa

Leia mais

Deu curto! Como o nosso assunto é a eletricidade, poderíamos

Deu curto! Como o nosso assunto é a eletricidade, poderíamos A U A UL LA Deu curto! Como o nosso assunto é a eletricidade, poderíamos dizer que a história do banho interrompido serviu para melhorar a ligação entre o pai e o filho. Ernesto, percebendo que aquele

Leia mais

Unidade 14. Circuitos elétricos

Unidade 14. Circuitos elétricos Unidade 14 Circuitos elétricos Pra início de conversa... Nesta aula, você vai conhecer um circuito elétrico e seus componentes, conhecer a lei de Ohm e saber como utilizá-la para os cálculos de correntes,

Leia mais

MEDIDAS DE GRANDEZAS ELÉTRICAS

MEDIDAS DE GRANDEZAS ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA MEDIDAS DE GRANDEZAS ELÉTRICAS OBJETIVOS: - Conhecer as características dos multímetros analógicos e digitais; - Ler escalas do multímetro analógico; - Diferenciar as vantagens e desvantagens

Leia mais

Professor João Luiz Cesarino Ferreira

Professor João Luiz Cesarino Ferreira Exercícios 1º Lei de Ohm e Potência elétrica 1º) 2º) 3º) Um fio com uma resistência de 6,0Ω é esticado de tal forma que seu comprimento se torna três vezes maior que o original. Determine a resistência

Leia mais

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Linha GERADORES Linha GERADORES DE ENERGIA Energia garantida para o seu serviço A linha de Geradores de Energia Schulz foi especialmente desenvolvida para levar energia onde a eletricidade ainda não alcança.

Leia mais

USO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPO

USO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPO USO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPO ECONOMIZE ENERGIA ELÉTRICA. É BOM PRA VOCÊ, É BOM PRA NATUREZA. CHUVEIRO Chuveiro na posição inverno e cantoria. Esta dupla é um perigo. O chuveiro elétrico

Leia mais

9. Realize as operações seguintes e expresse as respostas em notação científica. (a) 2 10 4 6 10 5 (b) 3,2 10 3 7 10 6 30 0002 0,04 2 (d) 5003 100 2

9. Realize as operações seguintes e expresse as respostas em notação científica. (a) 2 10 4 6 10 5 (b) 3,2 10 3 7 10 6 30 0002 0,04 2 (d) 5003 100 2 INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO IFSP Câmpus São José dos Campos Eletricidade I Lista de Exercícios Conceitos básicos Prof. Fabiano Rodrigo Borges 2 o semestre de 2015 Lista de exercícios 1. Converta os

Leia mais

Como reduzir sua conta de energia elétrica

Como reduzir sua conta de energia elétrica Como reduzir sua conta de energia elétrica Com REDULIGHT você tem energia de melhor qualidade e economiza até 25% na conta Saiba como O que é e como funciona o filtro REDULIGHT O Redulight é um Filtro

Leia mais

2. Observe as figuras a seguir sobre a formação das brisas marítima e terrestre.

2. Observe as figuras a seguir sobre a formação das brisas marítima e terrestre. Simulado Modelo ENEM 3ª Séries 1. Segundo a lenda, Ícaro, desobedecendo às instruções que recebera, voou a grandes alturas, tendo o Sol derretido a cera que ao seu corpo colava as asas, assim provocando

Leia mais

Potência e Energia Elétrica

Potência e Energia Elétrica Potência e Energia Elétrica 1. (G1 - ifsp 2013) Ao entrar em uma loja de materiais de construção, um eletricista vê o seguinte anúncio: ECONOMIZE: Lâmpadas fluorescentes de 15 W têm a mesma luminosidade

Leia mais

Energia Elétrica. P = E t (1) Para determinarmos a energia, realizamos uma simples transposição de termos na expressão acima, onde obtemos :

Energia Elétrica. P = E t (1) Para determinarmos a energia, realizamos uma simples transposição de termos na expressão acima, onde obtemos : Energia Elétrica Objetivo - Estudar a energia e suas transformações, particularizar para o caso da energia elétrica; aprender a medir a energia consumida e calcular o seu custo. Informação Técnica - Energia

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIDADE ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA GERÊNCIA DE APOIO ADMINISTRATIVO S E F A Z SECRETARIA DA FAZENDA

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIDADE ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA GERÊNCIA DE APOIO ADMINISTRATIVO S E F A Z SECRETARIA DA FAZENDA S E F A Z SECRETARIA DA FAZENDA GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA UNIDADE ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA GERÊNCIA DE APOIO ADMINISTRATIVO Apresentação Este manual pretende dar dicas simples aos

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

Energia Elétrica e Conta de Luz

Energia Elétrica e Conta de Luz Energia Elétrica e Conta de Luz 1. (Unifesp 2013) Observe a charge. Em uma única tomada de tensão nominal de 110V, estão ligados, por meio de um adaptador, dois abajures (com lâmpadas incandescentes com

Leia mais

Atividade 1. Dispositivo que transforma alguma modalidade de energia em energia potencial elétrica.

Atividade 1. Dispositivo que transforma alguma modalidade de energia em energia potencial elétrica. Atividade 1 1) PROBLEMATIZAÇÃO: Se observarmos uma lanterna, um rádio ou alguns tipos de brinquedos, perceberemos que estes aparelhos só funcionam enquanto estão sendo alimentados por uma fonte de energia

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE 12:43 Page 1 INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE Jardins é Page 2 LIXO UM PROBLEMA DE TODOS Reduzir a quantidade de lixo é um compromisso de todos. Uma pessoa é capaz

Leia mais

Prova Oficial de Física - GABARITO 1 Trimestre/2014 Data: 23/04/2014

Prova Oficial de Física - GABARITO 1 Trimestre/2014 Data: 23/04/2014 Prova Oficial de Física - GABARITO 1 Trimestre/2014 Data: 23/04/2014 CONTEÚDO Corrente Elétrica, Tensão Elétrica, Resistores, 1º Lei de Ohm, 2º Lei de Ohm, Circuitos em Série e Paralelo, Potência Elétrica

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 26/03/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Cálculo da Demanda em Edificações Tensão Secundária Cálculo da Demanda em Edificações Individuais (a)

Leia mais

Lista de Exercícios Professor Mário http://www.professormario.com.br mario@meson.pro.br

Lista de Exercícios Professor Mário http://www.professormario.com.br mario@meson.pro.br 1. (Unicamp 93) Um aluno simplesmente sentado numa sala de aula dissipa uma quantidade de energia equivalente à de uma lâmpada de 100W. O valor energético da gordura é de 9,0kcal/g. Para simplificar, adote

Leia mais

Dicas de economia, segurança e uso adequado da energia

Dicas de economia, segurança e uso adequado da energia Página 1 de 8 Dicas de economia, segurança e uso adequado da energia Energia elétrica não é um recurso inesgotável. Por isso, descubra o que você pode fazer para poupá- la. Com pequenos cuidados, economizar

Leia mais

Dicas de economia, segurança e contra golpes e furtos para aproveitar a boa energia da EDP Bandeirante. bandeirante

Dicas de economia, segurança e contra golpes e furtos para aproveitar a boa energia da EDP Bandeirante. bandeirante Dicas de economia, segurança e contra golpes e furtos para aproveitar a boa energia da EDP Bandeirante. $ bandeirante Índice Dicas de Economia 3 Dicas de Segurança 11 Dicas contra Golpes 15 Dicas contra

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I FÍSICA - ENSINO MÉDIO Título do Podcast Área Segmento Duração A eletricidade Ciências da Natureza I Física Ensino médio 5min44seg. Habilidades: H30.

Leia mais

Ar Condicionado. Tipos de aparelhos

Ar Condicionado. Tipos de aparelhos Ar Condicionado As pessoas passam, porventura, até cerca de 90 % das suas vidas nos espaços confinados, seja nas suas residências, no trabalho, nos transportes ou mesmo em espaços comerciais. A questão

Leia mais

Circuitos de Corrente Contínua

Circuitos de Corrente Contínua Circuitos de Corrente Contínua Conceitos básicos de eletricidade Fundamentos de Eletrostática Potencial, Diferença de Potencial, Corrente Tipos de Materiais Circuito Elétrico Resistores 1 Circuitos de

Leia mais

- O movimento ordenado de elétrons em condutores

- O movimento ordenado de elétrons em condutores MATÉRIA: Eletrotécnica MOURA LACERDA CORRENTE ELÉTRICA: - O movimento ordenado de elétrons em condutores Os aparelhos eletro-eletrônicos que se encontram nas residências precisam de energia elétrica para

Leia mais

Equipe de Física FÍSICA

Equipe de Física FÍSICA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 10R Ensino Médio Equipe de Física Data: FÍSICA Corrente Elétrica Ao se estudarem situações onde as partículas eletricamente carregadas deixam de estar em equilíbrio

Leia mais

Aulas 19 a 23. 1. (Fuvest 2012)

Aulas 19 a 23. 1. (Fuvest 2012) 1. (Fuvest 01) A figura acima representa, de forma esquemática, a instalação elétrica de uma residência, com circuitos de tomadas de uso geral e circuito específico para um chuveiro elétrico. Nessa residência,

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS DOMÉSTICOS ADULTOS Acidentes Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que podem tornar todas as divisões

Leia mais

CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES CADERNO 9 PROF.: Célio Normando CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

Leia mais

FEZ CERTO, TÁ LIGHT AQUI VOCÊ FICA LIGADO NAS DICAS DE SEGURANÇA E ECONOMIA DA LIGHT.

FEZ CERTO, TÁ LIGHT AQUI VOCÊ FICA LIGADO NAS DICAS DE SEGURANÇA E ECONOMIA DA LIGHT. FEZ CERTO, TÁ LIGHT AQUI VOCÊ FICA LIGADO NAS DICAS DE SEGURANÇA E ECONOMIA DA LIGHT. DICAS DE SEGURANÇA Não solte pipa próximo à rede elétrica. Não faça ligações irregulares ( gato ). Além de perigoso,

Leia mais

Hoje vamos falar de... ENERGIA

Hoje vamos falar de... ENERGIA Hoje vamos falar de... ENERGIA A ENERGIA ESTÁ EM TODO O LADO. OS CARROS ANDAM COM A ENERGIA ARMAZENADA NA GASOLINA MUITOS BRINQUEDOS SÃO MOVIDOS COM A ENERGIA ARMAZENADA NAS PILHAS. OS BARCOS À VELA SÃO

Leia mais

Instituição Escola Técnica Sandra Silva. Direção Sandra Silva. Título do Trabalho Sistema de Aproveitamento Térmico Dinâmico.

Instituição Escola Técnica Sandra Silva. Direção Sandra Silva. Título do Trabalho Sistema de Aproveitamento Térmico Dinâmico. Instituição Escola Técnica Sandra Silva Direção Sandra Silva Título do Trabalho Sistema de Aproveitamento Térmico Dinâmico Áreas Mecânica Coordenador Geral Carlos Augusto Gomes Neves Professores Orientadores

Leia mais

Capítulo 1: Eletricidade. Corrente continua: (CC ou, em inglês, DC - direct current), também chamada de

Capítulo 1: Eletricidade. Corrente continua: (CC ou, em inglês, DC - direct current), também chamada de Capítulo 1: Eletricidade É um fenômeno físico originado por cargas elétricas estáticas ou em movimento e por sua interação. Quando uma carga encontra-se em repouso, produz força sobre outras situadas em

Leia mais