Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA"

Transcrição

1 Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Bancos Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de entrada em vigor: 20 de outubro de 2015 O Preçário completo do Banco BIC Português, S.A., contém o Folheto de e Despesas (que incorpora os valores máximos de todas as comissões bem como o valor indicativo das principais despesas) e o Folheto de Taxas de Juro (que contém informação relativa às taxas de juro representativas). O Preçário pode ser consultado nas agências e locais de atendimento ao público do Banco BIC Português, S.A., e em O Folheto de e Despesas pode ainda ser consultado no Portal do Cliente Bancário, em Preçário elaborado em cumprimento do disposto no Aviso n.º 8/2009. A informação sobre as condições de realização das operações de crédito é prestada ao abrigo do Decreto-Lei n.º 220/94, de 23 de agosto. Banco BIC Português, SA

2 Entrada em vigor: 20-out-2015 FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS INFORMAÇÃO GERAL INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR Clientes Particulares Reclamações Fundo de Garantia de Depósitos Datas - Valor Outros clientes 1 CONTAS DE DEPÓSITO Depósitos à ordem 2 OPERAÇÕES DE CRÉDITO Crédito à habitação e contratos conexos 2.2. Crédito pessoal 2.3. Crédito automóvel 2.4. Linhas de Crédito e Contas Correntes 2.5. Descobertos bancários 2.6. Outros créditos a particulares CONTAS DE DEPÓSITO 9.1. Depósitos à ordem OPERAÇÕES DE CRÉDITO Linhas de crédito e contas correntes Descobertos bancários Outros créditos 3 CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO 11 CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO 3.1. Cartões de crédito Cartões de crédito 3.2. Cartões de débito Cartões de débito 3.4. Operações com cartões Operações com cartões 3.5. Outros serviços com cartões Outros serviços com cartões 4 CHEQUES 12 CHEQUES 4.1. Requisição e entrega de módulos de cheque Requisição e entrega de módulos de cheque 4.2. Outros serviços com cheques Outros serviços com cheques 5 TRANSFERÊNCIAS 13 TRANSFERÊNCIAS 5.1. Ordens de transferência em euros Ordens de transferência em euros 5.2. Outros serviços com transferências Outros serviços com transferências 6 COBRANÇAS 14 COBRANÇAS 6.1. Cobrança de efeitos comerciais Cobrança de efeitos comerciais 6.2. Emissão de instruções de cobrança (credor) Emissão de instruções de cobrança (credor) Outros serviços com cobranças 7 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 15 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 7.1. Compra e venda de notas estrangeiras Compra e venda de notas estrangeiras 7.2. Garantias prestadas Garantias prestadas 7.3. Outros serviços Outros serviços 8 OPERAÇÕES COM O ESTRANGEIRO 16 OPERAÇÕES COM O ESTRANGEIRO 8.1. Garantias prestadas sobre o estrangeiro Remessas documentárias Créditos documentários Garantias prestadas sobre o estrangeiro Outras operações sobre o estrangeiro Consulte a PARTE II. FOLHETO DE TAXAS DE JURO Banco BIC Português, SA

3 Entrada em vigor: 01-jul-2013 INFORMAÇÃO GERAL Para a receção e resolução de reclamações, contacte: Reclamações Reclamações Telefone: Qualquer reclamação pode ainda ser dirigida ao Departamento de Supervisão Bancária do Banco de Banco de Portugal Banco de Portugal Apartado Fundo de Garantia de Depósitos Os depósitos constituídos no Banco BIC Português, S.A. beneficiam da garantia de reembolso prestada pelo Fundo de Garantia de Depósitos sempre que ocorra a indisponibilidade dos depósitos por razões diretamente relacionadas com a sua situação financeira. O Fundo de Garantia de Depósitos garante o reembolso até ao valor máximo de ,00 por cada depositante, sejam os depositantes residentes ou não em Portugal e os depósitos expressos em moeda nacional ou estrangeira. No cálculo do valor dos depósitos de cada depositante, considera-se o valor do conjunto das contas de depósito na data em que se verificou a indisponibilidade de pagamento por parte da instituição, incluindo os juros; o saldo dos depósitos em moeda estrangeira é para o efeito convertido em euros, ao câmbio da referida data, fixing do Banco de Portugal. O reembolso de uma parcela até ,00 efetuado no prazo máximo de 7 dias, e o remanescente reembolso no prazo máximo de 20 dias úteis a contar da data dessa indisponibilidade. Em circunstâncias absolutamente excecionais e relativamente a casos individuais, pode o Fundo solicitar ao Banco de Portugal uma prorrogação daquele prazo, por período não superior a 10 dias úteis. Para informações complementares consulte os endereços e Banco BIC Português, SA

4 Entrada em vigor: 01-jul-2013 INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR Datas - Valor Operações Bancárias Data-valor Data de Disponibilização Depósitos Numerário Agências D Imediata ATM c/ conferência automática - em dia útil D Imediata - em dia não util D + 1 Dia útil seguinte Cheques e Agências outros valores - sobre a própria instituição D Imediata - sobre outra instituição (Visados) D Imediata - sobre outra instituição D + 1 2º dia útil ATM c/ conferência automática Entregas para depósito Numerário Agências D + 1 Dia útil seguinte ATM s/ conferência automática D* + 1 Dia útil seguinte Cheques e Agências outros valores - sobre a própria instituição - sobre outra instituição (Visados) - sobre outra instituição ATM s/ conferência automática D* + 1 2º dia útil Operações de pagamento (incluindo transferências, débitos diretos, instrumentos de pagamento) Internas (entre contas da mesma instituição) D Imediata Interbancárias nacionais - urgentes D Imediata - normais D + 1 Dia útil seguinte Transfronteiras - Euro D+1 Dia útil seguinte - Em moeda diferente de Euros D+2 Até 4º dia útil Movimentação de contas de depósito Depósitos a Constituição / Reforço D Imediata Prazo Simples Mobilização antecipada D Imediata Reembolso no vencimento D Imediata Pagamento de juros remuneratórios D Imediata Operações de desconto Desconto Comercial (Letras) D** D** Operações de Desconto por financiamento (Livrança) D** D** Observações Legenda: D: Dia de realização da operação / ATM: Terminais automáticos / D*: Data da conferência pela instituição de crédito depositária ou seu representante / D**: Corresponde à data indicada na proposta de Desconto. Não são considerados depósitos bancários as entregas de valores ao balcão, em terminais automáticos que não disponham de possibilidade de conferência imediata, ou em cofres noturnos ou diurnos, com renúncia, por parte de quem entrega esses valores, à conferência imediata pelo depositário, e ainda a recolha de valores junto dos Clientes e outras entregas em que não se verifique a sua conferência imediata pelo depositário. Nestes casos, as entregas ou recolha de valores passam a ser consideradas depósitos após conferência e certificação pela IC, devendo esta conferir e certificar as entregas ou a recolha de valores no mais curto lapso de tempo, não superior a vinte e quatro horas, salvo em situações excecionais. A data de disponibilização refere-se ao dia útil seguinte ao dia da conferência pela Instituição de Crédito. A data de disponibilização refere-se ao 2º dia útil ao dia da conferência pela Instituição de Crédito. Solicitadas até às 12h00m. Dever de Informação Ao abrigo do Decreto-Lei n.º 18/2007, do Decreto-Lei n.º 317/2009 e do Aviso 3/2007 do Banco de Portugal, informa-se: Data valor: a data a partir da qual a transferência ou depósito se tornam efetivos, passíveis de serem movimentados pelo beneficiário e se inicia a eventual contagem de juros decorrente dos saldos credores ou devedores das contas de depósito. Data de disponibilização: o momento a partir do qual o titular pode livremente proceder à movimentação dos fundos depositados na sua conta de depósitos, sem estar sujeito ao pagamento de juros pela mobilização desses fundos. Dia útil: o período do dia em que a instituição se encontra aberta ao público em horário normal de funcionamento (entre as 8h30 e as 15h). Banco BIC Português, SA

5 1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) 1.1. Depósitos à ordem Euros (Mín/Máx) Valor Anual Contas de Depósitos à Ordem Conta à Ordem Conta à Ordem Emigrantes Conta Cool (exclusiva para clientes com idade 18 anos e 25 anos) Notas 3, 17 Conta Privilégio 55 (exclusiva para clientes com idade a 55 anos) Conta à Ordem com Futuro Conta Ordenado XL Notas 5, 19 Conta Ordenado Privilégio 55 (exclusiva para clientes com idade a 55 anos) Notas 5, 19 Conta BIC Mais com ou sem crédito de vencimento Conta BIC Sénior com ou sem crédito de vencimento (exclusiva para clientes com idade a 55 anos) 1 Conta à Ordem Massa Insolvente 0 Conta à Ordem Sucursal Financeira Exterior Madeira (SFE Madeira) - Fora de subscrição Notas 4, 7, 9 Conta de Serviços Mínimos Bancários (Conta de SMB) 4 Conta Base Conta BIC Salário Internacional Notas 4, Comissão de Manutenção de Conta Conta à Ordem Conta à Ordem Emigrantes Conta Cool (Clientes com idade 26 anos e 34 anos, para contratações anteriores a 13 de novembro 2014) Conta Privilégio 55 Conta à Ordem Sucursal Financeira Exterior Madeira (SFE Madeira) - Fora de subscrição 1.1. Saldo Médio Trimestral (SMT) > 500,00 ou Isento Património Financeiro > 2.500, Saldo Médio Trimestral (SMT) entre 50,01 e 500, Saldo Médio Trimestral (SMT) Conta de Serviços Mínimos Bancários (SMB) Conta Base 2.2. Conta BIC Sénior sem crédito de vencimento e Recursos com crédito de vencimento ou Recursos > Pedidos de 2ª via 3.1. Extrato 3.2. Documentos 4. Levantamento de numerário ao balcão 5. Pedido de saldo ao balcão 6. Descoberto bancário 7. Depósito de moeda metálica (igual ou superior a 100 moedas) 5,00 trimestral 12,00 trimestral 1,21 trimestral 2,00 mensal 4,00 mensal 8,50 8,50 2,50 0,50 20,00 48,00 Outras contas 2. Comissão de Gestão 2.1. Conta BIC Mais sem crédito de vencimento 5,00 mensal 60, com crédito de vencimento 3,00 mensal 36, Conta BIC Salário Internacional 5,00 mensal 4,84 48,00 60,00 8 Isento Notas 12, 13 Isento Notas 12, 13 6 Pedido efetuado na agência. Consulte o Folheto de Comissão e Despesas - Subsecção 2.5. Descobertos bancários. 3,50 24,00 5 Isento no caso de depósitos à consignação. Notas 16, 21 O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Comissão aplicada trimestralmente, em função do saldo médio trimestral (SMT) anterior. Estão isentas da comissão de manutenção as contas abertas há menos de 6 meses, contas que tenham associados Crédito Pessoal, Crédito à Habitação ou Cartão de Crédito e Conta Cool (Clientes com idade 18 anos e 25 anos). A cobrança da comissão de manutenção de conta é efetuada em jan (ref. a out, nov, dez), abr (ref. a jan, fev e mar), jul (ref. a abr, mai e jun) e out (ref. a jul, ago e set). Banco BIC Português, SA Contas de Depósito / Particulares - Pág. 1 /2

6 1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) 1.1. Depósitos à ordem (cont.) Nota preçário de Comunicações (Consulte o Folheto de e Despesas - subsecção Outros Serviços) no caso de envio pelo correio. Montante mínimo de abertura de 25,00. Montante mínimo de abertura de 2. Montante mínimo de abertura de 3. Conta Serviço que oferece: - Isenção das anuidades de cartões de débito e crédito Classic para 2 titulares; Isenção da comissão nas transferências interbancárias nacionais normais (pontuais, permanentes e múltiplas) efetuadas via BancoBIC Net; Isenção da comissão de requisição de 1 módulo de 10 cheques cruzados/semestre; Redução de 50% na comissão de custódia de títulos (valores mobiliários nacionais); Redução de 50% na comissão de abertura de crédito pessoal; Redução de 50% na comissão de processo de crédito à habitação. Conta de acesso exclusivo a Clientes Não Residentes com prova válida. O conceito de Património Financeiro resulta da soma de recursos, inclui por exemplo fundos de investimento, e crédito em utilização (inclui Leasing e Factoring). A partir do 1º trimestre de 2013, para efeitos de Património Financeiro, consideram-se apenas os produtos do Banco, sendo excluídos os produtos de outras Instituições. Em comercialização até 07/12/2012. Conta à ordem sem montante mínimo de abertura e exclusiva para patrimónios de massa insolvente. Conta Serviço de acesso exclusivo a Clientes com idade igual ou superior a 55 anos (aplicável ao 1º titular) e que oferece o seguinte conjunto de produtos e serviços, mediante o pagamento de uma comissão de gestão mensal: - Isenção da comissão de manutenção; Isenção das anuidades dos cartões de débito para 1º e 2º titulares; Isenção da comissão nas transferências interbancárias nacionais normais pontuais efetuadas via BancoBIC Net; Isenção da comissão de requisição de 1 módulo de 10 cheques cruzados/ano; Redução de 50% na comissão de processo de crédito à habitação; Redução de 50% na comissão de abertura de crédito pessoal. Montante mínimo de abertura de 7. O valor dos recursos corresponde ao somatório do saldo médio mensal em DO, com a posição de fim de mês em DP e Títulos. Conta de Serviços Mínimos Bancários (Conta de SMB) regulada pelo DL nº 27-C/2000, de 10 de março, alterado pela Lei nº 19/2011, pelo DL nº 225/2012, de 17 de outubro e pela Lei nº 66/2015, de 6 de julho. A. Condições de acesso: i) Ser pessoa singular e não ser titular de contas de depósito à ordem em todo o Sistema Bancário ou ser titular de uma única conta de depósito à ordem em todo o Sistema Bancário a converter em Conta de SMB. ii) Pode ainda aceder aos serviços mínimos bancários o Cliente Particular que seja titular de outra conta de depósitos à ordem desde que um dos co-titulares da Conta de SMB seja uma pessoa singular com mais de 65 anos ou dependente de terceiros e que cumpra os requisitos de acesso à Conta de SMB. Montante mínimo de abertura: Sem mínimo de abertura. Meios de movimentação: Cartão de débito BIC Electron, BancoBIC Net, Agências Banco BIC e Caixas Automáticos. Operações bancárias: Transferências intrabancárias nacionais, débitos diretos, pagamento de bens e serviços, levantamentos e depósitos. B. O Banco BIC pode resolver o contrato de depósito se: - Durante a respetiva vigência, verificar que o titular da Conta de SMB possui uma outra conta de depósito à ordem em instituição de crédito (com exceção do caso previsto em A.ii)), podendo o Banco BIC exigir do Cliente, se a ele houver lugar, o pagamento das comissões e despesas habitualmente associadas à prestação dos serviços entretanto disponibilizados. - Decorrido pelo menos 1 ano após a abertura/conversão da Conta de SMB, se, nos 6 meses anteriores, a conta apresentar um saldo médio inferior a 5% do salário mínimo nacional e não tiverem sido realizadas quaisquer operações bancárias nesse mesmo período. A comissão de manutenção da Conta de SMB corresponde a 1% do salário mínimo nacional mais elevado, com cobrança trimestral e arredondamento por defeito a duas casas decimais. Em caso de utilização pelo Cliente de serviços não incluídos nos SMB, serão devidas as comissões previstas neste preçário. Caso o titular venha a solicitar a substituição do cartão de débito antes de decorridos 18 meses sobre a data da respetiva emissão, serão cobradas as comissões previstas na emissão do cartão, exceto se a causa da susbtituição for imputável ao Banco BIC. Conta de Serviços Mínimos Bancários: Isenção da comissão de levantamento de numerário ao balcão. Conta Base: Isenção da comissão de 3 levantamentos de numerário ao balcão por mês. Quando o Cliente atingir 26 anos de idade, a Conta Cool será automaticamente convertida em Conta à Ordem. Engloba o seguinte conjunto de produtos e serviços, mediante o pagamento da comissão de manutenção da Conta Base: - Constituição, manutenção, gestão e titularidade da Conta Base; Titularidade de um cartão de débito; Movimentação da conta através de caixas automáticos, BancoBIC Net e Agências Banco BIC; Operações incluídas: Transferências intrabancárias nacionais, débitos diretos, pagamento de bens e serviços, 3 levantamentos de numerário ao balcão por mês e depósitos. Isenção da comissão nas transferências interbancárias nacionais normais pontuais efetuadas via BancoBIC Net. Conta exclusiva para Clientes Particulares, maiores de idade, não residentes cambiais em Angola, com salário domiciliado no Banco BIC S.A. (Angola). A adesão à Conta BIC Salário Internacional implica a contratação de um cartão de débito BIC Electron (Consulte o Folheto de e Despesas - secção 3 - cartões de crédito e de débito) e de descoberto bancário (Consulte o Folheto de e Despesas - subsecção descobertos bancários) em função das transferências ordenadas e em lista de espera para a Conta BIC Salário Internacional. Serviço disponível para Clientes e não Clientes. Banco BIC Português, SA Contas de Depósito / Particulares - Pág. 2 /2

7 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito à Habitação Habitação Própria Habitação Própria (oferta sénior) Troca de Casa Troca de Banco Habitação para Arrendamento Multifinalidades Posterior/Isolado Multifinalidades Saúde Crédito Hipotecário Investimentos Diversos Crédito Intercalar Terrenos Crédito Intercalar Sinal Euros (Mín/Máx) Valor Anual 4 iniciais 1. Comissão de processo 1.1. Habitação própria Habitação Própria (oferta sénior) Troca de Casa Troca de Banco Habitação para Arrendamento 1.2. Multifinalidades Posterior/Isolado 200,00 Notas 1, 2, 10, 11, 12 Multifinalidades Saúde 2 Notas 1, 2 Crédito Hip. Investimentos Diversos 1.3. Crédito Intercalar Terrenos Crédito Intercalar Sinal Notas 1, 2 2. Comissão de avaliação Notas 6, 15, Moradias e frações autónomas habitacionais 160, Terrenos para construção, com área bruta de construção: < 500 m 2 200, m 2 e < m 2 300, m 2 e < m 2 500, m Terrenos rústicos, com área total de terreno: 800,00 < 500 m m 2 e < m 2 200, m 2 e < m 2 300, m 2 500, Imóveis especiais (por exemplo, herdades), com área bruta de construção: < 500 m 2 500, m 2 e < m 2 800, m 2 e < m , m ,00 3. Comissão de vistoria Por vistoria. Notas 17, Moradias e frações autónomas habitacionais 80, Terrenos para construção, com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m 2 75, m 2 e < m 2 125, m 2 200, Imóveis especiais (por exemplo, herdades), com área bruta de construção: < 500 m 2 125, m 2 e < m 2 200, m 2 e < m m 2 300,00 4. Comissão de dispensa de registos provisórios Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 1 /27

8 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (cont.) Crédito à Habitação (cont.) 5. Comissão de conversão/efetivação de registos 6. Comissão de preparação/formalização de escritura/minutas de escritura Valor Anual durante a vigência do contrato 7. Comissão de reembolso antecipado parcial Taxa fixa Taxa variável 2,00% 0,50% Notas 3, 5, 16 Notas 3, 5 8. Comissão de processamento de prestação 9. Comissão de recuperação de valores em dívida 10. relativas a atos administrativos Declarações/documentos com reconhecimento notarial de assinaturas Declaração de dívida simples (dívida ou valor da prestação) Declaração de dívida detalhada Declaração de dívida - efeitos judiciais, imposto sucessório ou reembolso de IVA 65,00 4,00% 12,00 / Declaração para troca de seguradora Extinção de procurações irrevogáveis 25,00 Com emissão declaração particular Revogação em notário público 80,00 Revogação em notário privado 90,00 Euros (Mín/Máx) 1,00 mensal no termo do contrato 11. Comissão de reembolso antecipado total Taxa fixa 2,00% Notas 4, 5, 7, 16 Taxa variável 0,50% Notas 4, 5, Declaração de dívida/distrate 100,00 Nota 9 do selo pela utilização de crédito, sobre o respetivo valor, em função do prazo: Crédito de prazo < 1 ano: 0,04%; Crédito de prazo 1 ano e < 5 anos: 0,50%; Crédito de prazo 5 anos: 0,60%, por mês ou fração. 7,50 10,00 12,00 3 Notas 8, 19 Emolumentos 17,50. Nota 9 Estão sujeitas a do Selo, em termos gerais, as garantias das obrigações qualquer que seja a sua natureza, nomeadamente a hipoteca, salvo quando sejam materialmente acessórias de contratos sobre os quais incida do Selo. Sobre o respetivo valor em função do prazo: Garantia de prazo < 1 ano: 0,04%; Garantia de prazo 1 ano e < 5 anos: 0,50%; Garantia de prazo 5 anos: 0,60%, por mês ou fração. Estão sujeitas a do Selo, em termos gerais, a aquisição onerosa ou por doação do direito de propriedade ou de figuras parcelares desse direito sobre bens imóveis (sobre o valor - 0,8%). Estão isentos de do Selo, os juros cobrados por empréstimos para aquisição, construção, reconstrução ou melhoramento de habitação própria, exceto para arrendamento. Outras despesas associadas 1. Despesas cobradas no âmbito do serviço Casa Pronta 1.1. Pedido de certidão on-line 15, Indeferimento ou desistência 2. Despesas com a celebração do contrato de crédito 61,50 A cobrar no momento da formali- -zação do contrato. 0 Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 2 /27

9 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (cont.) Nota O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Comissão cobrada se a proposta de crédito for aprovada, sendo debitada na conta D.O. do Cliente logo após a carta de aprovação final, não podendo ser anulada, ainda que o crédito não seja contratado, bem como se o Cliente desistir da operação. No caso de processo com empréstimo para habitação/espaços comerciais e empréstimos Multifinalidades em simultâneo, apenas é devida uma comissão. Os mutuários têm o direito de efetuar o reembolso antecipado parcial em qualquer momento do contrato, independentemente do capital a reembolsar, desde que efetuado em data coincidente com os vencimentos das prestações e mediante pré-aviso de 7 (sete) dias úteis à instituição de crédito mutuante. O reembolso antecipado total pode ser efetuado em qualquer momento da vigência do contrato mediante pré-aviso de 10 (dez) dias úteis à instituição de crédito mutuante (DL 51/2007). A comissão por amortização antecipada, parcial ou total, é cobrada sobre o valor a amortizar. Comissão cobrada independentemente da concessão do crédito e debitada no momento da adjudicação. Aplicável a reembolso antecipado total sem constituição de novo empréstimo hipotecário no Banco BIC. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. Não aplicável em amortizações antecipadas. Redução de 50% na comissão de processo para Clientes com idade entre os 18 e os 34 anos, Conta BIC Mais, Conta BIC Sénior e Clientes com Protocolo Standard. Redução de 75% da comissão de processo, quando associado a Protocolo Premium. Isenção de comissão de processo para os Clientes Emigrantes. Aplicável em função da periodicidade da cobrança da prestação. Se, por exemplo, a prestação for trimestral, serão cobrados 3,00. Crédito Habitação para aquisição, construção e realização de obras em habitação própria permanente, secundária ou para arrendamento, nos termos do DL nº 349/98, e contratos de crédito cuja garantia hipotecária incida, total ou parcialmente, sobre um imóvel que, simultaneamente, garanta um contrato de crédito no Banco BIC para os fins acima indicados, de acordo com DL nº 192/2009. Também se incluem, os créditos para sinal, troca de habitação e para aquisição de terrenos para construção de habitação própria. Inicial ou outras avaliações que sejam solicitadas. A avaliação tem a validade de 1 (um) ano. Fora de subscrição. Isenta sempre que a renegociação da operação de crédito tenha sido motivada por situações de risco de incumprimento ou por mora de obrigações decorrentes de contratos de crédito, no âmbito da aplicação do DL n.º 227/2012, de 25 de outubro. No caso de frações habitacionais, por cada fração adicional do mesmo artigo matricial, acresce 20% sobre o preço indicado. DL 58/2013, de 8 de maio, art. 9º, nº 5: "Quando a prestação vencida e não paga exceder ,00 (cinquenta mil euros), para além dos juros moratórios, a comissão a cobrar pela recuperação de valores em dívida não pode exceder 0,5% do valor da referida prestação, considerando-se, na parte em que a exceda, reduzida a esse limite máximo, não sendo aplicáveis os limites previstos nos números anteriores." Valor referente a uma compra e venda e mútuo com hipoteca na modalidade Documento Particular Autenticado (DPA), com inclusão do depósito de documentos. Os valores indicados poderão ser alterados caso a contratação seja realizada em sistema Casa Pronta ou Cartório Notarial, ou ainda em atos de complexidade acrescida. Comissão aplicada aos créditos para construção ou obras ou empréstimos que pressupõem a libertação do capital por tranches. Esta comissão é cumulativa com a comissão inicial de avaliação e é cobrada após a contratação do empréstimo, sendo aplicada por cada vistoria efetuada para validação da realização da construção/obra. O número de vistorias a realizar depende da duração e complexidade da construção/obra, sendo em média realizadas 3. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 3 /27

10 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (cont.) Leasing Imobiliário (taxa variável) - habitação 1. Comissão de avaliação 1.1. Moradias e frações autónomas habitacionais 1.2. Terrenos para construção, com área bruta de construção: < 500 m 2 200, m 2 e < m 2 300, m 2 e < m 2 500, m 2 800, Terrenos rústicos, com área total de terreno: < 500 m m 2 e < m 2 200, m 2 e < m 2 300, m 2 500, Imóveis especiais (por exemplo, herdades), com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m 2 500,00 800, m 2 e < m , m ,00 2. Comissão de vistoria 2.1. Moradias e frações autónomas habitacionais 2.2. Terrenos para construção, com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m m 2 e < m 2 75,00 125, m 2 200, Imóveis especiais (por exemplo, herdades), com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m m 2 e < m m 2 3. contratuais Valor pedido/financiamento Valor Anual Valor pedido/financiamento > e ,00 Valor pedido/financiamento > Relocações 0,15% 800,00 durante a vigência do contrato 4. Comissão de deslocação de representante do Banco BIC 5. Comissão de processamento de renda 6. Comissão relativa a alterações contratuais Cessão da posição contratual 125,00 200, ,00 100,00 Euros (Mín/Máx) iniciais 160,00 80,00 400,00 1,00 mensal 800, ,00 4 Por vistoria. 5 Notas 1, 12 Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 4 /27

11 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (cont.) Leasing Imobiliário (taxa variável) - habitação (cont.) 7. Comissão de reembolso antecipado 0,50% parcial 8. Comissão de recuperação de valores em dívida 12. Comissão de reembolso antecipado total 4,00% 9. Comissão de recuperação do ativo 10. Comissão por contratos de sublocação 11. Comissão por emissão de declarações diversas Outras despesas associadas Euros (Mín/Máx) 12,00 / 1 Valor Anual 1 no termo do contrato 0,50% Notas 8, 9 0 Emolumentos por Reconhecimento Notarial de Assinatura: 18 + IVA (por cada reconhecimento que contenha a menção de qualquer circunstância especial (na qualidade de procurador sócio-gerente e com poderes para o ato). Comunicações: consulte o Folheto de e Despesas - subsecção Outros Serviços (telecomunicações, declarações e outros serviços). 200,00 100,00 Nota O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Comissão cobrada de acordo com o número de deslocações realizadas (ida e volta) independentemente do número de contratos realizados pelo Cliente. Os reembolsos antecipados parciais de capital são permitidos em qualquer momento do contrato nos termos pré-estabelecidos e desde que efetuados em data coincidente com os vencimentos das prestações e mediante pré-aviso de 30 (trinta) dias. A percentagem é calculada sobre o capital amortizado ou preço da compra antecipada. Serão cobradas ao cessionário as comissões referidas no ponto comissões contratuais deste preçário. o reembolso das comissões de recuperação em que o Banco BIC venha a incorrer. O crédito poderá ser liquidado antecipadamente, na sua totalidade, em qualquer momento do contrato, mediante pré-aviso de 60 (sessenta) dias. Comissão cobrada no caso de bens recuperados e relocados a outro locatário. Comissão cobrada ao novo locatário. No caso de frações habitacionais, por cada fração adicional do mesmo artigo matricial, acresce 20% sobre o preço indicado. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. DL 58/2013, de 8 de maio, art. 9º, nº 5: "Quando a prestação vencida e não paga exceder ,00 (cinquenta mil euros), para além dos juros moratórios, a comissão a cobrar pela recuperação de valores em dívida não pode exceder 0,5% do valor da referida prestação, considerando-se, na parte em que a exceda, reduzida a esse limite máximo, não sendo aplicáveis os limites previstos nos números anteriores." Aplicável em situações de sublocação do equipamento/imóvel financiado a uma 3ª (terceira) entidade. Aplicável no caso de emissão de declarações a pedido do Cliente, nomeadamente: desinteresse no seguro, alteração de seguradora, declaração de alteração de licença de utilização do imóvel, declaração de condomínio, declaração de reavaliação de imóveis. Não aplicável na realização de operações de reembolso antecipado. Comissão cobrada independentemente da concessão do crédito e debitada no momento da adjudicação. Aplicável em função da periodicidade da cobrança da renda. Se, por exemplo, a renda for trimestral, serão cobrados 3,00. Comissão aplicada aos créditos para construção ou obras ou empréstimos que pressupõem a libertação do capital por tranches. Esta comissão é cumulativa com a comissão inicial de avaliação e é cobrada após a contratação do empréstimo, sendo aplicada por cada vistoria efetuada para validação da realização da construção/obra. O número de vistorias a realizar depende da duração e complexidade da construção/obra, sendo em média realizadas 3. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 5 /27

12 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (cont.) Euros Valor (Mín/Máx) Anual Leasing Imobiliário Habitação Habitação própria permanente, secundária, ou para arrendamento. Fora de comercialização Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. iniciais 1. Comissão de financiamento (não Incluída nas mensalidades) Comissão de dossier 416,67 2. Avaliação do imóvel 0 até ,67 de eté a partir de ,20% 458,34 / 5.000,00 3. Comissão de vistoria Por vistoria. Notas 11, Moradias e frações autónomas habitacionais 80, Terrenos para construção, com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m 2 75, m 2 e < m 2 125, m 2 200, Imóveis especiais (por exemplo, herdades), com área bruta de construção: < 500 m 2 125, m 2 e < m 2 200, m 2 e < m m 2 4. Deslocação de técnicos (escrituras) 300,00 / 500,00 durante a vigência do contrato 5. Comissão de reembolso antecipado parcial Taxa fixa 2,00% Taxa variável 0,50% 6. Comissão de processamento de renda 7. Comissão relativa a alterações contratuais 1,00 mensal 12,00 Conta bancária 8. Cedência de posição contratual 9. Cancelamento de hipotecas 8,34 833,34 75, Pedidos de 2ª via Extratos 8,34 Contratos 100, Declarações Regularização de dívida Informações a terceiros Específica 16,67 25,00 / 500, Devoluções Cheques 17,50 Transferências 4,17 no termo do contrato 13. Comissão de reembolso antecipado total Taxa fixa 2,00% Notas 7, 9 Taxa variável 0,50% 14. Declarações Regularização de dívida 16,67 Liquidado/Finalizado 8,34 Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 6 /27

13 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (cont.) Euros (Mín/Máx) Valor Anual Mútuo a obras e construções Este produto apenas pode ser subscrito como complemento ao leasing imobiliário. Fora de comercialização Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. iniciais 1. Comissão de financiamento (não Incluída nas mensalidades) Comissão de dossier 2. Comissão de vistoria Por vistoria. Notas 11, Moradias e frações autónomas habitacionais 80, Terrenos para construção, com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m 2 75, m 2 e < m 2 125, m 2 200, Imóveis especiais (por exemplo, herdades), com área bruta de construção: < 500 m m 2 e < m m 2 e < m m 2 3. Deslocação de técnicos (escrituras) 125,00 200, ,00 / 500,00 durante a vigência do contrato 4. Comissão de reembolso antecipado parcial 5. Comissão relativa a alterações contratuais Taxa fixa 2,00% Taxa variável 0,50% Conta bancária 6. Pedidos de 2ª via 8,34 Extratos Contratos 7. Declaração de regularização de dívida 8,34 20,84 16,67 8. Devoluções Cheques 17,50 Transferências 4,17 no termo do contrato 9. Comissão de reembolso antecipado total 10. Declaração Taxa fixa 2,00% Taxa variável 0,50% Regularização de dívida Informações a terceiros Específica 16,67 25,00 / 500,00 Nota O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. Aplicável ao novo mutuário/locatário. Aplicável apenas em solicitações adicionais. Esta alteração não implica alterações contratuais. Aplicável em hipotecas adicionais ao contrato que não impliquem alterações contratuais. Desde que efetuado em data coincidente com os vencimentos das prestações e mediante pré-aviso de 7 (sete) dias úteis à instituição de crédito mutuante. Mediante pré-aviso de 10 (dez) dias úteis à instituição de crédito mutuante. Mediante pré-aviso de 15 (quinze) dias de calendário à instituição de crédito mutuante. Aplica-se o IVA à taxa em vigor aos contratos com renúncia à isenção. Comissão cobrada independentemente da concessão do crédito e debitada no momento da adjudicação. Isenta sempre que a renegociação da operação de crédito tenha sido motivada por situações de risco de incumprimento ou por mora de obrigações decorrentes de contratos de crédito, no âmbito da aplicação do DL n.º 227/2012, de 25 de outubro. No caso de frações habitacionais, por cada fração adicional do mesmo artigo matricial, acresce 20% sobre o preço indicado. Comissão aplicada aos créditos para construção ou obras ou empréstimos que pressupõem a libertação do capital por tranches. Esta comissão é cumulativa com a comissão inicial de avaliação e é cobrada após a contratação do empréstimo, sendo aplicada por cada vistoria efetuada para validação da realização da construção/obra. O número de vistorias a realizar depende da duração e complexidade da construção/obra, sendo em média realizadas 3. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 7 /27

14 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.2. Crédito pessoal Crédito Pessoal Crédito Pessoal (standard) Super Crédito Pessoal Crédito Pessoal XL Crédito Eficiência Energética Valor Anual iniciais 1. Comissão de abertura sobre o montante financiado Notas 4, Crédito Pessoal (standard) Notas 2, 10 Crédito Pessoal XL Crédito Eficiência Energética 1,00% / Super Crédito Pessoal 1,00% / 2 Notas 2, 6 Prazo até termo do contrato 1 ano Prazo até termo do contrato > 1 ano Taxa variável 2.2. Contratos celebrados até 30/06/2009 (DL359/91) Taxa fixa 0,25% 0,50% /49,88 4,00% Euros (Mín/Máx) durante a vigência do contrato 2. Comissão de reembolso antecipado parcial 2.1. Contratos celebrados após 01/07/2009 (DL133/09) Taxa fixa 3. Comissão relativa a alterações contratuais 4. Comissão de recuperação de valores em dívida 5. Emissão de declaração de dívida no termo do contrato 6. Comissão de reembolso antecipado total 6.1. Contratos celebrados após 01/07/2009 (DL133/09) Prazo até termo do contrato 1 ano 0,25% Prazo até termo do contrato > 1 ano 0,50% Taxa variável 6.2. Contratos celebrados até 30/06/2009 (DL359/91) / 49,88 Isento 7. Emissão de declaração de dívida do selo pela utilização de crédito, sobre o respetivo valor, em função do prazo: Crédito de prazo < 1 ano: 0,07%; Crédito de prazo 1 ano e < 5 anos: 0,90%; Crédito de prazo 5 anos: 1,00%, por mês ou fração. 12,00 / 1 10,00 Isento Notas 8, 9 O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Comissão percentual aplicada sobre o capital reembolsado antecipadamente. O Cliente pode solicitar a qualquer momento, mediante um pré-aviso não inferior a 30 (trinta) dias, cumprir antecipadamente, total ou parcialmente, o contrato de crédito. Nos novos contratos, a comissão não pode exceder o montante dos juros que o consumidor teria de pagar durante o período decorrido entre o reembolso antecipado e a data estipulada para o termo do período de taxa fixa. Não aplicável em caso de recusa da operação. Comissão é limitada ao montante máximo permitido por lei, definido no artigo 9º do Decreto de Lei 359/91 de 21 de Setembro, nomeadamente nos pontos 1 e 4 abaixo transcritos, sendo que o Cliente pode solicitar a qualquer momento, mediante um préaviso não inferior a 15 (quinze) dias, cumprir antecipadamente, total ou parcialmente, o contrato de crédito: "1- O consumidor tem direito de cumprir antecipadamente, parcial ou totalmente, o contrato de crédito, sendo-lhe calculado o valor do pagamento antecipado do montante em dívida com base numa taxa de atualização, que corresponderá a uma percentagem mínima de 90% da taxa de juro em vigor no momento da antecipação para o contrato em causa." "4- O credor pode, todavia, exigir os juros e outros encargos correspondentes a um período convencionado que não exceda a primeira quarta parte do prazo inicialmente previsto, quando o consumidor cumprir as suas obrigações antes do decurso daquele período." Redução de 50% na comissão de abertura de crédito, quando associado a Protocolo Standard. Isenção da comissão de abertura de crédito, quando associado a Protocolo Premium. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 8 /27

15 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.2. Crédito pessoal (cont.) Nota 9 0 Redução de 50% na comissão de abertura de crédito, quando associado às Contas Cool e Contas BIC Mais. Isenta sempre que a renegociação da operação de crédito tenha sido motivada por situações de risco de incumprimento ou por mora de obrigações decorrentes de contratos de crédito, no âmbito da aplicação do DL n.º 227/2012, de 25 de outubro. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. DL 58/2013, de 8 de maio, art. 9º, nº 5: "Quando a prestação vencida e não paga exceder ,00 (cinquenta mil euros), para além dos juros moratórios, a comissão a cobrar pela recuperação de valores em dívida não pode exceder 0,5% do valor da referida prestação, considerando-se, na parte em que a exceda, reduzida a esse limite máximo, não sendo aplicáveis os limites previstos nos números anteriores." Redução de 50% na comissão de abertura de crédito, quando associado à Conta BIC Sénior. Leasing Equipamentos (taxa variável) 2. Comissão de processamento de renda 1. Comissão de contratação Euros (Mín/Máx) iniciais 200,00 Valor Anual durante a vigência do contrato 4,00% 12,00 / 1 Notas 4, 5 no termo do contrato 13. Comissão de reembolso antecipado total 1,00 mensal 3. Comissão de reembolso antecipado parcial 4. Cessão de posição contratual 5. Comissão relativa a alterações contratuais Comissão de recuperação do ativo 200,00 7. Comissão com tratamento de prémios de seguro em incumprimento 25,00 8. Comissão de emissão de 2ªs. vias 9. Informações (GNR, PSP, Brisa, Etc.) e multas 10. Comissão de recuperação de valores em dívida 11. Comissão por contratos de sublocação 12. Comissão por emissão de declarações diversas Outras despesas associadas 10,00 despesas com a formalização do contrato a suportar pelo Cliente. 100,00 12,00 valor do seguro em incumprimento despesa efetiva do serviço Comunicações: consulte o Folheto de e Despesas - subsecção Outros Serviços (telecomunicações, declarações e outros serviços). O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. A cobrar aquando da assinatura do contrato de cessão de posição contratual. o reembolso das comissões de recuperação em que o Banco BIC venha a incorrer. O crédito poderá ser liquidado antecipadamente, na sua totalidade, em qualquer momento do contrato, mediante pré-aviso de 30 (trinta) dias. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. DL 58/2013, de 8 de maio, art. 9º, nº 5: "Quando a prestação vencida e não paga exceder ,00 (cinquenta mil euros), para além dos juros moratórios, a comissão a cobrar pela recuperação de valores em dívida não pode exceder 0,5% do valor da referida prestação, considerando-se, na parte em que a exceda, reduzida a esse limite máximo, não sendo aplicáveis os limites previstos nos números anteriores." Aplicável em situações de sublocação do equipamento/imóvel financiado a uma 3ª (terceira) entidade. Aplicável no caso de emissão de declarações a pedido do Cliente, nomeadamente: desinteresse no seguro, alteração de seguradora, declaração de utilização de equipamentos no estrangeiro. Aplicável em função da periodicidade da cobrança da renda. Se, por exemplo, a renda for trimestral, serão cobrados 3,00. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 9 /27

16 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.2. Crédito pessoal (cont.) Euros Valor (Mín/Máx) Anual Leasing Equipamentos Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. Fora de comercialização iniciais 1. Comissão de financiamento (Não Incluídas nas mensalidades) Comissão de dossier 166,67 2. Comissão de transferências para pagamento a fornecedores estrangeiros 3. Comissão de reembolso antecipado parcial 359/1991 (Diploma legal aplicável) 90% a 100% da taxa estabelecida 52,85 durante a vigência do contrato 133/2009 (Diploma legal aplicável) Taxa fixa Taxa variável 4. Comissão de processamento de renda 0,25% / 0,50% 1,00 mensal 12,00 5. relativas a alterações contratuais Cedência de posição contratual Conta bancária Financeiras 6. Pedidos de 2ª via 125,00 8,34 125,00 Extratos Contratos Faturas/Recibos Outros documentos 7. Declaração de regularização de dívida 8. Devoluções 8,34 20,84 8,34 41,67 16,67 Cheques Transferências 17,50 4,17 no termo do contrato 9. Comissão de reembolso antecipado total 359/1991 (Diploma legal aplicável) 90% a 100% da taxa estabelecida 133/2009 (Diploma legal aplicável) Taxa fixa 0,25% / 0,50% Taxa variável 10. Declarações Regularização de dívida Liquidado / Finalizado 16,67 8,34 Notas 3, 7 Notas 1, 2, 8 Notas 3, 7 Notas 1, 2, 8 O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Apenas aplicável a contratos efetuados após Se o período decorrido entre o reembolso antecipado e a data estipulada para o termo do contrato de crédito for inferior ou igual a um ano será cobrado 0,25%, nos restantes casos será cobrado 0,50%. É permitida a amortização total, sendo o valor a antecipar calculado com base numa taxa de atualização a definir pelo Banco, não inferior a 90% da taxa estabelecida no contrato. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. Aplicável ao novo mutuário/locatário. Aplicável apenas em solicitações adicionais. Mediante pré-aviso de 15 (quinze) dias de calendário à instituição de crédito mutuante. Mediante pré-aviso de 30 (trinta) dias de calendário à instituição de crédito mutuante. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 10 /27

17 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.2. Crédito pessoal (cont.) Créditos com garantia hipotecária: Consulte o Folheto de e Despesas - Subsecção 2.6. Outros créditos a particulares - Créditos com garantia hipotecária Crédito automóvel Leasing Mobiliário (taxa variável) 1. Comissão de contratação 2. Comissão por legalização de viaturas usadas 3. Comissão de processamento de renda Valor Anual 4. Comissão por reembolso antecipado parcial 5. Cessão de posição contratual 6. Comissão relativa a alterações contratuais 7. Comissão de recuperação do ativo ,00 8. com tratamento de prémios de seguro em incumprimento Outras despesas associadas 1,00 mensal no termo do contrato 100,00 Despesas de legalização Legalização de viatura em caso de: Fusão 130,00 Alteração contratual de bem financiado 162,50 Cedência de posição contratual 195,00 Custo de extinção de reserva 32,50 Alteração de dados 35,00 Multa de registo inicial (DAV) 55,00 Multa de declaração de compra 97,50 Multa de declaração de venda 65,00 Multa de reconhecimento de contratos 65,00 Euros (Mín/Máx) iniciais 200,00 100,00 durante a vigência do contrato 2 Nota 9 0 Comunicações: consulte o Folheto de e Despesas - subsecção Outros Serviços (telecomunicações, declarações e outros serviços). 12,00 25,00 9. de emissão de 2ªs. vias 10. Informações (GNR, PSP, Brisa, Etc.) e multas 11. Comissão de recuperação de valores em dívida 12. Comissão por contratos de sublocação 13. Comissão por emissão de declarações diversas 14. Comissão por legalização de viaturas 15. Comissão por reembolso antecipado total 4,00% 100,00 10,00 12,00 / 1 Notas 6, 7 Notas 8, 11 O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. A cobrar aquando da assinatura do contrato de cessão de posição contratual. o reembolso das comissões de recuperação em que o Banco BIC venha a incorrer. O crédito poderá ser liquidado antecipadamente, na sua totalidade, em qualquer momento do contrato, mediante pré-aviso de 30 (trinta) dias. Aplicável nos casos de alienação do bem financiado a terceiro, e quando a viatura é financiada com reserva de propriedade registada a favor de terceiros. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 11 /27

18 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.3. Crédito automóvel (cont.) Nota Aplicável nos casos de contratos de locação de viaturas, em que o reconhecimento excede os 60 (sessenta) dias. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. DL 58/2013, de 8 de maio, art. 9º, nº 5: "Quando a prestação vencida e não paga exceder ,00 (cinquenta mil euros), para além dos juros moratórios, a comissão a cobrar pela recuperação de valores em dívida não pode exceder 0,5% do valor da referida prestação, considerando-se, na parte em que a exceda, reduzida a esse limite máximo, não sendo aplicáveis os limites previstos nos números anteriores." a despesa efetiva de legalização. Aplicável em situações de sublocação do equipamento/imóvel financiado a uma 3ª (terceira) entidade. Aplicável no caso de emissão de declarações a pedido do Cliente, nomeadamente: desinteresse no seguro, alteração de seguradora, emissão de 2ª via de chaves, alteração de dados da viatura, declaração de utilização de viaturas no estrangeiro. Aplicável apenas no termo natural do contrato. Aplicável em função da periodicidade da cobrança da renda. Se, por exemplo, a renda for trimestral, serão cobrados 3,00. Euros Valor (Mín/Máx) Anual Crédito Automóvel Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. Fora de comercialização iniciais 1. Comissão de financiamento Não Incluídas nas mensalidades Comissão de dossier (viaturas novas) 168,27 Viaturas nacionais e importadas 312,50 0 Incluídas nas mensalidades Comissão de dossier (viaturas novas) 168,27 Viaturas nacionais e importadas 336, Serviços administrativos Ativação de matrícula 41,67 durante a vigência do contrato 3. Comissão de reembolso antecipado parcial 359/1991 (diploma legal aplicável) 90% a 100% da taxa estabelecida 133/2009 (diploma legal aplicável) Taxa fixa 0,25% / 0,50% Taxa variável 4. Comissão de processamento de prestação 2 2,03 mensal 24,36 Notas 1, 2, relativas a alterações contratuais Bem financiado Conta bancária 125,00 8,34 4 Financeiras 125,00 Cedência de posição contratual 125,00 Notas 8, 14 Data de vencimento da mensalidade Suspensão do pagamento da mensalidade 20,83 20,83 6. relativas a atos administrativos Extinção de reserva (2ª via) 41,67 Declaração de venda (2ª via) 41,67 Documento único (2ª via) 41,67 Modelo 9 (2ª via) 41,67 Extratos (2ª via) 8,34 Faturas/Recibos (2ª via) 8,34 Contratos (2ª via) 20,84 Outros documentos 41,67 7. Declaração de regularização de dívida 16,67 Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 12 /27

19 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.3. Crédito automóvel (cont.) Euros Valor (Mín/Máx) Anual Crédito Automóvel (cont.) Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. Fora de comercialização 8. Devoluções Cheques 17,50 Transferências 4,17 no termo do contrato 9. Comissão de reembolso antecipado total 90% a 100% da 359/1991 (diploma legal aplicável) taxa Notas 3, 12 estabelecida 133/2009 (diploma legal aplicável) 10. Declarações Taxa fixa 0,25% / 0,50% Taxa variável Notas 1, 2, 13 Regularização de dívida 16,67 Liquidado/Finalizado 8,34 Nota 9 do selo pela utilização de crédito, sobre o respetivo valor, em função do prazo: Crédito de prazo < 1 ano: 0,07%; Crédito de prazo 1 ano e < 5 anos: 0,90%; Crédito de prazo 5 anos: 1,00%, por mês ou fração. Outras despesas associadas Despesas de legalização Legalização de viatura em caso de: Fusão Alteração contratual de bem financiado Cedência de posição contratual Custo de extinção de reserva Alteração de dados Multa de registo inicial (DAV) Multa de declaração de compra Multa de declaração de venda 130,00 162,50 195,00 32,50 35,00 55,00 97,50 65,00 Euros Valor (Mín/Máx) Anual Locação Financeira ou ALD com opção ou obrigação de compra e leasing de viaturas pesadas, semi-reboques e tratores agricolas Fora de comercialização Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. iniciais 1. Comissão de financiamento (Não Incluídas nas mensalidades) Comissão de dossier (viaturas novas) 166,67 Viaturas nacionais 300,00 0 Viaturas importadas 345,84 Viaturas adicionais ao contrato 30,00 durante a vigência do contrato 2. Comissão de reembolso antecipado parcial 359/1991 (diploma legal aplicável) 90% a 100% da taxa estabelecida Notas 3, /2009 (diploma legal aplicável) Taxa fixa Taxa variável 3. Comissão de processamento de renda 0,25% / 0,50% 2,03 mensal 24,36 Notas 1, 2, 13 Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 13 /27

20 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.3. Crédito automóvel (cont.) Euros Valor (Mín/Máx) Anual Locação Financeira ou ALD com opção ou obrigação de compra e leasing de viaturas pesadas, semi-reboques e tratores agricolas (cont.) Fora de comercialização Aplicável a créditos migrados da BPN Crédito. 4. relativas a alterações contratuais Conta bancária Cedência de posição contratual Financeiras 5. relativas a atos administrativos 8,34 125,00 125,00 Notas 8, 14 Declaração de venda (2ª via) Documento único (2ª via) Modelo 9 (2ª via) Extratos (2ª via) 41,67 41,67 41,67 8,34 Contratos (2ª via) 20,84 Outros documentos 41,67 Faturas/Recibos (2ª via) Informações a terceiros Identificação dos locatários 6. Declaração de regularização de dívida 8,34 8,34 16,67 7. Devoluções Cheques 17,50 Transferências 4,17 no termo do contrato 8. Comissão de reembolso antecipado total 359/1991 (diploma legal aplicável) 90% a 100% da taxa estabelecida Notas 3, /2009 (diploma legal aplicável) 9. Declarações Taxa fixa 0,25% / 0,50% Taxa variável Notas 1, 2, 13 Ato Registo On-Line (averbamento) Notas 10, 11 Regularização de dívida 16,67 Liquidado/Finalizado 8,34 Nota 9 Outras despesas associadas Despesas de legalização Legalização de viatura em caso de: Fusão 130,00 Custo de extinção de reserva 32,50 Alteração de dados 35,00 Multa de registo inicial (DAV) Multa de declaração de compra Multa de declaração de venda 55,00 97,50 65,00 Multa de reconhecimento de contratos 65,00 Nota 9 0 O IVA é de 23% no Continente, de 18% nos Açores e de 22% na Madeira. Apenas aplicável a contratos efetuados após 01/07/2009. Se o período decorrido entre o reembolso antecipado e a data estipulada para o termo do contrato de crédito for inferior ou É permitida a amortização total, sendo o valor a antecipar calculado com base numa taxa de atualização a definir pelo Banco, Aplicável nos casos de alienação do bem financiado a terceiro, e quando a viatura é financiada com reserva de propriedade Aplicável nos casos de contratos de locação de viaturas, em que o reconhecimento excede os 60 (sessenta) dias. Em caso de mora e enquanto a mesma se mantiver, o Banco cobrará juros moratórios mediante a aplicação de uma sobretaxa anual de 3 (três) por cento que acresce à taxa de juro remuneratória. Aplicável nos casos em que o contrato diz respeito a mais do que uma viatura. Este valor é cobrado por cada viatura adicional. Aplicável ao novo mutuário/locatário. Aplicável apenas em solicitações adicionais. O valor da despesa de legalização da viatura é suportado pela instituição. Banco BIC Português, SA Operações de Crédito / Particulares - Pág. 14 /27

Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA

Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Bancos Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de entrada em vigor: Entrada em vigor: 06 de outubro 2014 O Preçário completo

Leia mais

Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA

Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Bancos Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO O Preçário completo do Banco BIC Português, S.A., contém o Folheto de e Despesas (que

Leia mais

Preçário CAIXA ECONOMICA DO PORTO

Preçário CAIXA ECONOMICA DO PORTO Preçário CAIXA ECONOMICA DO PORTO CAIXAS ECONÓMICAS Consulte o COMISSÕES E SPESAS Consulte o TAXAS JURO Data de O Preçário completo contém o Folheto de Comissões e Despesas (que incorpora os valores máximos

Leia mais

Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA

Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Preçário BANCO BIC PORTUGUÊS, SA Bancos Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de entrada em vigor: Entrada em vigor: 05 de Fevereiro de 2013 O Preçário completo

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA SOCIAL CAIXAS ECONÓMICAS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 01-DEZ-2015

Preçário CAIXA ECONÓMICA SOCIAL CAIXAS ECONÓMICAS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 01-DEZ-2015 Preçário CAIXA ECONÓMICA SOCIAL CAIXAS ECONÓMICAS Consulte o FOLHETO E COMISSÕES E ESPESAS ata de Entrada em vigor: 01-EZ-2015 Consulte o FOLHETO E TAXAS E JURO ata de Entrada em vigor: 16-OUT-2015 O Preçário

Leia mais

Preçário BANIF - BANCO DE INVESTIMENTO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANIF - BANCO DE INVESTIMENTO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANIF BANCO DE INVESTIMENTO, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Banif Banco de Investimento, SA contém o Folheto

Leia mais

Preçário GE CONSUMER FINANCE, I.F.I.C., INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito

Preçário GE CONSUMER FINANCE, I.F.I.C., INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito Preçário GE CONSUMER FINANCE, I.F.I.C., INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA Instituição Financeira de Crédito Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da GE Consumer Finance,

Leia mais

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito Habitação Para Aquisição, Construção, Obras e Aquisição de Terreno para Habitação Própria, Secundária ou Arrendamento, Crédito Sinal, Transferências;

Leia mais

Comissões IVA. Acresce Imposto. Valor Com Imposto IS Cont. Mad. Aç. Cont. Mad. Aç. Comissões Iniciais -- -- 23% 22% 18% 24,60 24,40 23,60

Comissões IVA. Acresce Imposto. Valor Com Imposto IS Cont. Mad. Aç. Cont. Mad. Aç. Comissões Iniciais -- -- 23% 22% 18% 24,60 24,40 23,60 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (CLIENTES PARTICULARES) - FOLHETO DE COMSÕES E DESPESAS Entrada em vigor: 17-agosto-2015 2.1. Crédito à Habitação e Contratos Conexos - Crédito Habitação para Residentes [2.1.20150922.18]

Leia mais

Preçário BBVA LEASIMO - SOCIEDADE DE LOCACAO FINANCEIRA, SA SOCIEDADES DE LOCAÇÃO FINANCEIRA

Preçário BBVA LEASIMO - SOCIEDADE DE LOCACAO FINANCEIRA, SA SOCIEDADES DE LOCAÇÃO FINANCEIRA Preçário BBVA LEASIMO - SOCIEDADE DE LOCACAO FINANCEIRA, SA SOCIEDADES DE LOCAÇÃO FINANCEIRA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto

Leia mais

Preçário INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-09-2014

Preçário INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-09-2014 Preçário INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 11-09-2014 Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 03-08-2015 O Preçário

Leia mais

Preçário SOFINLOC - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário SOFINLOC - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário SOFINLOC - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 1-out-2015

Leia mais

Preçário FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 23-10-2013 FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 01-07-2014

Preçário FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 23-10-2013 FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 01-07-2014 Preçário FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 23-10-2013 FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01-07-2014 O Preçário completo da Orey Financial, Instituição Financeira

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de e Despesas: 01-set-2015 Data de Entrada em vigor do

Leia mais

Reclamações. Qualquer reclamação pode ainda ser dirigida ao Departamento de Supervisão Bancária do Banco de Portugal: Banco de Portugal

Reclamações. Qualquer reclamação pode ainda ser dirigida ao Departamento de Supervisão Bancária do Banco de Portugal: Banco de Portugal INFORMAÇÃO GERAL (ÍNICE) Reclamações Para a recepção e resolução de reclamações, contacte: (Serviço de reclamação e apoio ao cliente) epartamento de Organização e Qualidade Av. da Liberdade, nº 195, 11º,

Leia mais

Preçário SOFINLOC - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário SOFINLOC - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário SOFINLOC - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO O Preçário completo da Sofinloc

Leia mais

Acresce Imposto Preçário Atual Novo Preçário DEPÓSITOS À ORDEM Encargos de manutenção (1) Contas com SMDO Trimestral entre 50,01 e 500,00

Acresce Imposto Preçário Atual Novo Preçário DEPÓSITOS À ORDEM Encargos de manutenção (1) Contas com SMDO Trimestral entre 50,01 e 500,00 Lisboa, 15 de janeiro de 2013 Estimado(a) Cliente, Informamos que o Preçário será atualizado nos termos a seguir indicados, com entrada em vigor a partir do dia 23 de abril de 2013, com exceção das comissões

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BANCO PRIMUS, SA, contém o Folheto de Comissões e Despesas

Leia mais

Preçário. CrediAgora, Instituição Financeira de Crédito, S.A. Instituição Financeira de Crédito

Preçário. CrediAgora, Instituição Financeira de Crédito, S.A. Instituição Financeira de Crédito Preçário CrediAgora, Instituição Financeira de Crédito, S.A Instituição Financeira de Crédito Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BANCO PRIMUS, SA, contém o Folheto de e Despesas (que incorpora

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BANCO PRIMUS, SA, contém o Folheto de e Despesas (que incorpora

Leia mais

Preçário FORTIS LEASE PORTUGAL, INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO

Preçário FORTIS LEASE PORTUGAL, INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO Preçário FORTIS LEASE PORTUGAL, INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada

Leia mais

Preçário. CrediAgora, Instituição Financeira de Crédito, S.A. Instituição Financeira de Crédito

Preçário. CrediAgora, Instituição Financeira de Crédito, S.A. Instituição Financeira de Crédito Preçário CrediAgora, Instituição Financeira de Crédito, S.A Instituição Financeira de Crédito Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo

Leia mais

Preçário. Banco Cofidis, S.A.

Preçário. Banco Cofidis, S.A. Preçário Banco Cofidis, S.A. BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto e Despesas: 0-out-01 Data de Entrada em vigor do Folheto

Leia mais

Preçário BANCO BNP PARIBAS PERSONAL FINANCE, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO BNP PARIBAS PERSONAL FINANCE, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO BNP PARIBAS PERSONAL FINANCE, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 08jun2015 O Preçário completo do Banco BNP

Leia mais

Preçário DEUTSCHE LEASING IBÉRICA, E.F.C., SAU. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL

Preçário DEUTSCHE LEASING IBÉRICA, E.F.C., SAU. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Preçário DEUTSCHE LEASING IBÉRICA, E.F.C., SAU. SUCURSAL EM SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01Fev2015 O Preçário completo

Leia mais

Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM PORTUGAL

Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM PORTUGAL Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO COM SEDE EM ESTADO-MEMBRO DA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO

Leia mais

Preçário FINIBANCO ANGOLA SA

Preçário FINIBANCO ANGOLA SA Preçário FINIBANCO ANGOLA SA Instituição Financeira Bancaria com sede em território nacional, de acordo com o previsto na Lei das Instituições Financeiras Anexo I Tabela de comissões e despesas Data de

Leia mais

Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de Comissões e Despesas: 08-Abr-2014

Leia mais

Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de Comissões e Despesas: 09-Nov-2015

Leia mais

Preçário DE LAGE LANDEN INTERNATIONAL, B.V. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL

Preçário DE LAGE LANDEN INTERNATIONAL, B.V. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Preçário DE LAGE LANDEN INTERNATIONAL, B.V. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 19-Jan-2015 O Preçário

Leia mais

10. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS 10.1. Linhas de Crédito e Contas Correntes

10. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS 10.1. Linhas de Crédito e Contas Correntes 10. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE COMSÕES E DESPESAS 10.1. Linhas de Crédito e Contas Correntes Crédito de Curto Prazo em Conta Corrente Iniciais Euros (min/máx) Valor Anual Acresce

Leia mais

Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BMW BANK GMBH, SUCURSAL PORTUGUESA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO O Preçário completo da BMW Bank GMBH, Sucursal Portuguesa, contém o Folheto

Leia mais

Preçário BANQUE PSA FINANCE (SUCURSAL EM PORTUGAL) SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANQUE PSA FINANCE (SUCURSAL EM PORTUGAL) SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANQUE PSA FINANCE (SUCURSAL EM PORTUGAL) SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01-Jan-2014 O Preçário completo do Banque

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de e Despesas: 20-abr-2015 Data de Entrada em vigor do

Leia mais

Preçário BANQUE PSA FINANCE (SUCURSAL EM PORTUGAL) SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANQUE PSA FINANCE (SUCURSAL EM PORTUGAL) SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANQUE PSA FINANCE (SUCURSAL EM PORTUGAL) SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 02-fev-2015 O Preçário completo do Banque

Leia mais

Comissões Euros (Mín/Máx) Em %

Comissões Euros (Mín/Máx) Em % 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito Habitação /Conexo Produtos de Taxa indexada / Produtos de Taxa Fixa / Crédito Não residentes / Crédito Deficientes / Crédito Terreno iniciais 1. Iniciais

Leia mais

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 10-Mai-2016 (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 10-Mai-2016 (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (ÍNDICE) Crédito Habitação: contratos de crédito para aquisição, construção e realização de obras para habitação própria

Leia mais

Preçário MERCEDES-BENZ FINANCIAL SERVICES PORTUGAL - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO

Preçário MERCEDES-BENZ FINANCIAL SERVICES PORTUGAL - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO Preçário MERCEDESBENZ FINANCIAL SERVICES PORTUGAL INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Leia mais

Preçário BNP PARIBAS WEALTH MANAGEMENT SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BNP PARIBAS WEALTH MANAGEMENT SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BNP PARIBAS WEALTH MANAGEMENT SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BNP PARIBAS WEALTH MANAGEMENT

Leia mais

Preçário. Banco Cofidis, S.A.

Preçário. Banco Cofidis, S.A. Preçário Banco Cofidis, S.A. BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto e Despesas: 05-out-2015 Data de Entrada em vigor do

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de e Despesas: 01-set-2015 Data de Entrada em vigor do

Leia mais

Não aplicável (conta não remunerada)

Não aplicável (conta não remunerada) Designação Conta 18-23 Condições de Acesso Clientes Particulares com idades compreendidas entre os 18 e os 23 anos Modalidade Depósito à Ordem Meios de Movimentação Cartão de débito, cheque, ordem de transferência,

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 14-agosto-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 14-agosto-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 14-agosto-2015 O Preçário completo do NOVO BANCO DOS AÇORES, contém o Folheto de e Despesas

Leia mais

Preçário FCE BANK PLC BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 23-set-2015

Preçário FCE BANK PLC BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 23-set-2015 Preçário FCE BANK PLC BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da FCE BANK PLC, contém o Folheto de Comissões e Despesas (que incorpora

Leia mais

Preçário BANCO SANTANDER TOTTA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-jul-2014 02-Ago-2012

Preçário BANCO SANTANDER TOTTA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-jul-2014 02-Ago-2012 Preçário BANCO SANTANDER TOTTA, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 01-jul-2014 02-Ago-2012 O Preçário completo do Banco Santander Totta contém o Folheto de e

Leia mais

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Deutsche Bank AG, Sucursal em Portugal,

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto das Comissões

Leia mais

Preçário RCI BANQUE SUCURSAL PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário RCI BANQUE SUCURSAL PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário RCI BANQUE SUCURSAL PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da RCI Banque Sucursal Portugal, contém o Folheto

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário. Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO À HABITAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO À HABITAÇÃO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO À HABITAÇÃO Índice Finalidades do crédito à habitação Avaliação da capacidade financeira Ficha de Informação Normalizada (FIN) Prazo Modalidades de reembolso

Leia mais

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES)

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito Habitação Para aquisição, construção e obras para habitação própria, secundária ou arrendamento, crédito sinal, transferências; multisoluções com a

Leia mais

Lisboa, 15 de janeiro de 2013. Estimado(a) Cliente,

Lisboa, 15 de janeiro de 2013. Estimado(a) Cliente, Lisboa, 15 de janeiro de 2013 Estimado(a) Cliente, Informamos que o Preçário será atualizado nos termos a seguir indicados, com entrada em vigor a partir do dia 23 de abril de 2013, com exceção das comissões

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto das Comissões

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto das Comissões

Leia mais

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA

Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Preçário COFIDIS SUCURSAL DE INSTITUIÇÃO DE CRÉDITO COM SEDE NA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da Cofidis, contém

Leia mais

Taxa Anual Nominal (TAN) Euribor 6 meses + Spread 1,750% a 4,250% Euribor 6 meses + Spread 3,750% a 6,250% 0,032% 0,596% Euribor 6 meses +

Taxa Anual Nominal (TAN) Euribor 6 meses + Spread 1,750% a 4,250% Euribor 6 meses + Spread 3,750% a 6,250% 0,032% 0,596% Euribor 6 meses + 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Empréstimos a taxa variável Taxa Anual Efectiva (TAE) Prestação Indexada; Prestação Mínima; Crédito Não Residentes; Spread 1,750% a 4,250% 4,939% Prazo máximo

Leia mais

Nota de Informação Preçários das instituições de crédito passam a ter novas regras

Nota de Informação Preçários das instituições de crédito passam a ter novas regras Nota de Informação Preçários das instituições de crédito passam a ter novas regras O Banco de Portugal acaba de publicar novas regras para os Preçários, que vêm reforçar e harmonizar a informação sobre

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO Índice O que é o cartão de crédito? Ficha de Informação Normalizada (FIN) Modalidades de reembolso Custo do crédito Taxas máximas Livre revogação Contrato

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015 Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 05-outubro-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 05-outubro-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 05-outubro-2015 O Preçário completo do NOVO BANCO, S.A., contém o Folheto de e Despesas

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 11-janeiro-2016

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 11-janeiro-2016 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 11-janeiro-2016 O Preçário completo do NOVO BANCO DOS AÇORES, contém o Folheto de e Despesas

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CUSTO DO CRÉDITO

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CUSTO DO CRÉDITO ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CUSTO DO CRÉDITO Índice Componentes do custo do crédito Taxa de juro Comissões Despesas Seguros Medidas agregadas do custo do crédito: TAE e TAEG Taxas máximas no crédito

Leia mais

CRÉDITO PESSOAL. (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) Praça D. João I, 28 4000-295 Porto

CRÉDITO PESSOAL. (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) Praça D. João I, 28 4000-295 Porto CRÉDITO PESSOAL FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda Conta Super Jovem Clientes Particulares, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive). Depósito à Ordem. Esta conta pode ser movimentada

Leia mais

Preçário FINANFARMA - SOCIEDADE DE FACTORING, S A SOCIEDADES DE FACTORING

Preçário FINANFARMA - SOCIEDADE DE FACTORING, S A SOCIEDADES DE FACTORING Preçário FINANFARMA - SOCIEDADE DE FACTORING, S A SOCIEDADES DE FACTORING Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo da Finanfarma, S.A.,

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Negócio Clientes Empresa e Empresários em Nome Individual. Depósito à Ordem remunerado, que possibilita o acesso a um limite de crédito

Leia mais

PREÇÁRIO. ANEXO I Tabela de Comissões e Despesas

PREÇÁRIO. ANEXO I Tabela de Comissões e Despesas PREÇÁRIO ANEXO I Tabela de e Despesas DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 13 AGOSTO 2014 Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao público do Banco Sol S.A. e em www.bancosol.ao. O Precário

Leia mais

Preçário BNP PARIBAS FACTOR - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário BNP PARIBAS FACTOR - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário BNP PARIBAS FACTOR - INSTITUICAO FINANCEIRA DE CREDITO, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da BNP Paribas Factor - Instituição Financeira de Crédito,

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 14-agosto-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 14-agosto-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 14-agosto-2015 O Preçário completo do NOVO BANCO, S.A., contém o Folheto de e Despesas (que

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO - EUROPA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor:

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO - EUROPA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO - EUROPA, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 1-jul-15 O Preçário completo do Banco Privado Atlântico Europa, S.A., contém o Folheto

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e Caixas

Leia mais

Preçário. BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário. BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 04-Outubro-2015 O Preçário completo do BANIF

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL

ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL ÁREA DE FORMAÇÃO: CONTRAIR CRÉDITO CRÉDITO PESSOAL Índice Finalidades do crédito pessoal Ficha de Informação Normalizada (FIN) Montante e prazo Modalidades de reembolso Garantias Custos do crédito Taxa

Leia mais

4,567% 35, Arrendamento: 20 anos). Ver Nota (1) Crédito Habitação Regime Deficientes Civis - 0,739% 5,641%

4,567% 35, Arrendamento: 20 anos). Ver Nota (1) Crédito Habitação Regime Deficientes Civis - 0,739% 5,641% 18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (CLIENTES PARTICULARES) FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 7setembro2015 18.1. Crédito à Habitação e Contratos Conexos [18.1.20150923.08] Empréstimos em Taxa Variável Crédito

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL LACARDD_20151001 LA Card Visa CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

1.2. Endereço Rua Áurea, 219-241: Apartado 2882: 1122-806 Lisboa

1.2. Endereço Rua Áurea, 219-241: Apartado 2882: 1122-806 Lisboa FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL (ao abrigo do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 133/2009, de 2 de Junho) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1.

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL ITICCRD_20150701 Caixa ITIC CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Conta Especial Emigrante Clientes Particulares, com idade superior a 18 anos, que sejam emigrantes portugueses, de acordo com legislação em vigor. A conta só pode ser co-titulada

Leia mais

QUANTO QUER POUPAR E QUANDO QUER RECEBER

QUANTO QUER POUPAR E QUANDO QUER RECEBER POUPANÇA Escolha o Prazo ESCOLHA QUANTO QUER POUPAR E QUANDO QUER RECEBER Simplifica 41.000. Queria liberdade para escolher o prazo da sua poupança? Gostaria de saber quanto vai receber? Gostaria de comparar

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL MMORECLD_20150701 Miles & More da Caixa Classic CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA

Leia mais

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL

CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL BENFMEMD_20130701 Benfica Member CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS,

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015 Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao

Leia mais

INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) SUPERVISÃO Supervisão Comportamental INSTRUÇÃO N.º 44/2012 - (BO N.º 12, 17.12.2012) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ASSUNTO: Comunicação de informação relativa a contratos de crédito abrangidos pelos procedimentos previstos no

Leia mais

Preçário S. P. G. M. - SOCIEDADE DE INVESTIMENTO, SA. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 24-Jun-2013

Preçário S. P. G. M. - SOCIEDADE DE INVESTIMENTO, SA. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 24-Jun-2013 Preçário S. P. G. M. - SOCIEDADE DE INVESTIMENTO, SA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da SPGM - Sociedade de Investimento S.A, contém o Folheto de e Despesas (que

Leia mais

Preçário IBERCAJA BANCO, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-06-2015

Preçário IBERCAJA BANCO, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-06-2015 Preçário IBERCAJA BANCO, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 11-06-2015 Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo

Leia mais

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Tipo de Propriedade 1ª Habitação Residência habitual do agregado familiar (habitação própria permanente). 2ª Habitação Residência não habitual do agregado familiar

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 27-11-2015. Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 27-11-2015. Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 27-11-2015 Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 23-11-2015 O Preçário completo do Banco BPI,

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Novas regras na habitação

Novas regras na habitação Novas regras na habitação PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 7 DE JANEIRO DE 2013 POR JM A lei n.º 59/2012, de novembro, cria salvaguardas para os mutuários de crédito à habitação e altera o decreto-lei

Leia mais

Preçário. BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário. BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01-Fevereiro-2016 O Preçário completo do

Leia mais

3º Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.1

3º Alargamento de Prazo das Linhas de Crédito PME Investe - Documento de divulgação - V.1 1. Beneficiários: As empresas que tenham operações contratadas ao abrigo das Linhas de Crédito PME Investe e que à data de contratação do alargamento do prazo não tenham incumprimentos não regularizados

Leia mais

São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa.

São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa. São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa. Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter acesso a um vasto conjunto

Leia mais