MANUAL DO INTERCÂMBIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO INTERCÂMBIO"

Transcrição

1 MANUAL DO INTERCÂMBIO Informações úteis aos interessados nos seguintes tipos de mobilidade: - Fluxo Contínuo da UPM - Programas de Bolsa Santander - Programa Ciência Sem Fronteiras - Entre outros 1

2 ÍNDICE PASSO A PASSO DA CANDIDATURA (pág.04) SOBRE OS PROCESSOS SELETIVOS COM ÊNFASE NO FLUXO CONTÍNUO CONVÊNIOS BILATERAIS: o que é, quando acontece, quem pode participar, documentos necessários vantagens e critérios de avaliação. 1. Quando ocorre o processo seletivo Fluxo Contínuo? (pág.05) 2. Taxa de Inscrição dos processos seletivos (pág.05) 3. Documentos necessários do Fluxo Contínuo (pág.05) 4. Quem pode se candidatar aos processos seletivos em geral? (pág.05) 5. Participação de alunos Bolsistas (pág.05) 6. Participação de alunos da Pós Graduação Stricto Sensu (pág.06) 7. Vagas por Universidade Estrangeira do Fluxo Contínuo (pág.06) 8. Quando candidatar-se ao Fluxo Contínuo: 1º ou 2º processo seletivo do ano? (pág.06) 9. Por quanto tempo permanecer em intercâmbio de longa duração: 01 ou 02 semestres? (pág.07) 10. Vantagens dos Convênios da Mackenzie (pág.08) 11. Critérios Gerais de Avaliação do Candidato a Intercâmbio (pág.08) 12. Intercâmbio x Transferência Internacional: assuntos diferentes (pág.09) PREPARANDO-SE A UM PROCESSO SELETIVO DE INTERCÂMBIO NA UPM 1. Atestado de conhecimento do idioma do destino: Comprovantes aceitos (pág.10) 2. Escolhendo uma universidade estrangeira (pág.10) 3. Escolhendo as disciplinas (pág.11) 4. O que são crédito ECTS (pág.11) 5. Taxas acadêmicas na universidade estrangeira (pág.11) 6. Custo de vida no exterior (pág.12) PREPARANDO-SE PARA O INTERCÂMBIO: Após sua aprovação pela UPM 1. Carta de Aceitação (pág.12) 2. Procedimentos para alunos bolsistas (pág.12) 3. Matrículas e Mensalidades na Universidade Presbiteriana Mackenzie, enquanto em atividade no exterior (pág.13) 4. Desistências (pág.13) 5. Auxílio com Alojamento, Passagens, Seguro saúde e Visto (pág.14) 6. Visto Schengen e Estados Schengen (pág.15) 7. Identidade de estudante necessária no exterior (pág.16) 8. Assessoria Internacional no Exterior (pág.16) 2

3

4 PASSO-A-PASSO DE UMA CANDIDATURA: 1) Verifique se você atende aos Requisitos do Programa 2) Escolha um único Destino 3) Defina as Disciplinas que pretende estudar (Fluxo Contínuo) 4) Providencie os documentos exigidos 5) Agende horário para conferência dos documentos pela 6) Inscreva-se na Ficha Online Siglas utilizadas neste Manual do Intercâmbio: UPM = Universidade Presbiteriana Mackenzie IES = Instituição de Ensino Superior = Unidade Universitária (UU) = Centros, Escolas ou Faculdades da UPM. São elas: CCBS CCL CCSA CEFT EE FAU FCI FD. 4

5 SOBRE OS PROCESSOS SELETIVOS COM ÊNFASE NO FLUXO CONTÍNUO CONVÊNIOS BILATERAIS: o que é, quando acontece, quem pode participar, documentos necessários vantagens e critérios de avaliação. Demais processos seletivos, possuem datas e regras variáveis (estipulados em editais específicos), conforme definições da instituição que oferece as oportunidades (ex.: CSF; TOP CHINA; BABEL). Muito embora, os documentos necessários e os critérios de avaliação em geral se assemelham aos deste processo seletivo Fluxo Contínuo. 1. Quando ocorre o processo seletivo Fluxo Contínuo? No início de cada novo semestre (fevereiro/ agosto) inicia-se o processo seletivo de Fluxo Contínuo, o qual possui duração de aproximadamente um mês. O processo consiste em atender aos requisitos e providenciar toda a documentação necessária. 2. Taxas de Inscrição aos processos seletivos: Por decisão do Mackenzie, a partir de 2011 não será cobrada a taxa referente à inscrição ao Processo Seletivo de Fluxo Contínuo da UPM. 3. Documentos necessários do Fluxo Contínuo: No item Intercâmbio Fluxo Contínuo do menu do site da, verificar 1ª fase Candidatura. OBS: A não possui autorização do Regimento da UPM para emissão de atestados/ declarações (inclusive para solicitação de passaporte, passaporte emergencial, abono de faltas, comprovação de vínculo com a UPM, entre outros). Documentos e declarações oficiais da UPM podem ser emitidos somente pela Secretaria Geral. 4. Quem pode se candidatar aos processos seletivos em geral? Aqueles que atendem os requisitos definidos para cada processo seletivo. Estes são definidos em cada edital específico ou, no caso do Fluxo Contínuo, na seção permanente Intercâmbio Fluxo Contínuo no menu do site da. Aluno de uma unidade Mackenzie fora do Estado de São Paulo: As unidades de Recife e Brasília ainda não estão totalmente integradas à Universidade Presbiteriana Mackenzie, portanto seus alunos ainda não podem desfrutar das possibilidades de intercâmbio acadêmico oferecidas pela Coordenadoria Internacional. Já alunos da unidade do Rio de Janeiro, que foi recentemente conveniada à, podem participar normalmente do processo seletivo. Em breve, quando a integração for concluída, o processo seletivo da estará disponível para todos os alunos mackenzistas, portanto, atente-se ao nosso site. 5. Participação de Alunos Bolsistas em Processos Seletivos (ProUni, FIES, Filantropia, entre outros) Conforme resposta oficial da Assessoria Jurídica do Mackenzie, informamos que os alunos bolsistas gozam dos mesmos direitos e obrigações como os demais alunos mackenzistas, inclusive, podendo valer-se da 5

6 mobilidade internacional, caso preencham os demais requisitos para tanto. Ocorre que, como necessitam demonstrar que mantém a condição de precariedade financeira no ingresso na faculdade e nos procedimentos semestrais de atualização das bolsas, pode haver a indagação pelo Setor de Bolsas do Departamento de Responsabilidade Social acerca da origem dos recursos necessários ao alojamento, transporte, alimentação e passagens de ida e volta. Visto que a bolsa está vinculada à matrícula do aluno, enquanto o bolsista estiver no exterior, é necessário renovar a bolsa semestralmente, através dos pais ou de procurador. O representante legal deverá comparecer ao setor de Bolsas para as devidas providências. Portanto a participação do aluno bolsista não é vetada, porém, o aluno deve ficar atento às limitações financeiras impostas pelos Consulados para o visto de estudante, pois há uma série de documentos comprobatórios acerca da renda do aluno. 6. Participação de alunos da Pós Graduação Stricto Sensu O Mackenzie disponibiliza também o intercâmbio no âmbito da pós-graduação stricto sensu para alunos mackenzistas regularmente matriculados nesta modalidade. Deste modo, assim como no intercâmbio de graduação, os alunos de mestrado e doutorado podem também escolher uma universidade de destino dentre as conveniadas, disciplinas complementares ou atividades de pesquisa (esse último apenas para alunos do Stricto Sensu) e professor tutor para recebê-lo por períodos a serem acordados entre as partes (necessário o envolvimento do orientador UPM). Há apenas 2 diferenças quando comparado ao procedimento da graduação: 1) o estudante deverá planejar a atividade após cursar os créditos obrigatórios e antes da banca de avaliação final da dissertação/tese; 2) o período a ser cursado no exterior poderá ser inferior a 1 semestre (desde algumas semanas, até 2 semestres). Tudo dependerá do plano de atividades de estudos ou pesquisa estabelecidos sempre em conjunto com seu orientador da UPM e do destino. 7. Vagas por Universidade Estrangeira do Fluxo Contínuo: As universidades estrangeiras oferecem em média 02 vagas anuais por área (ano acadêmico de setembro a junho), ou até 4 vagas semestrais no mesmo ano acadêmico. Portanto, no caso do segundo processo seletivo da (agosto) o número de vagas ofertadas é correspondente às remanescentes das anuais. Atenção: número de vagas e disponibilidades de cursos pode ser alterado ao longo do semestre. Portanto, antes de definir a Universidade de destino, consulte esta Coordenadoria. 8. Quando candidatar-se: 1º ou 2º processo seletivo do ano? O aluno interessado em participar do processo seletivo de Fluxo Contínuo da /Mackenzie deverá candidatar-se um semestre antes da daquele em que pretende viajar, respeitando é claro, os prazos de inscrição dos processos seletivos semestrais da. Informe-se sobre as datas de início e término do Processo Seletivo, estas são sempre divulgados no site desta Coordenadoria Internacional. Aos alunos interessados em realizar intercâmbio pelo período de 02 (dois) semestres no Hemisfério Norte, ou seja, 01 (um) ano acadêmico, a candidatura na deve ser feita, necessariamente, no 1º (primeiro) semestre do ano porque a sequência das disciplinas no exterior é majoritariamente anual, ou seja, as disciplinas são ofertadas apenas no início do ano acadêmico. Como o ano acadêmico no hemisfério norte inicia-se entre Agosto/Setembro (correspondente ao 2º semestre acadêmico no Brasil) não é possível ter uma sequência de estudos por todo um ano se o intercâmbio não tiver início em Agosto/Setembro. Há ainda a questão do perfil de alguns cursos como Arquitetura, Direito, entre outros, e de alguns destinos 6

7 específicos, como Universidade do Porto e Universidade de Salamanca que não permitem intercâmbios com duração de 01 (um) semestre. Destaca-se, contudo, que para destinos no Hemisfério Sul, sobretudo América Latina, é possível a candidatura para apenas 1 semestre, para todos os cursos, em ambos os processos seletivos da. Alunos interessados em cursar apenas 01 (um) semestre no exterior podem candidatar-se em ambos os processos seletivos do ano (fevereiro e Agosto), porém terão a opção de permanecer apenas um semestre em atividade internacional, ou seja, seis meses apenas. Atenção estudantes da FAU! (arquitetura e desenho industrial= quando DI curso for oferecido pela Faculdade de Arquitetura do destino) Sua candidatura deve ser apresentada, preferencialmente, no 1º (primeiro) semestre do ano letivo brasileiro (fevereiro), pois, por determinação da diretoria dessa Unidade Universitária, seu intercâmbio deve ter duração de 02 semestres (01 ano acadêmico) quando o destino escolhido for o Hemisfério Norte. Atenção candidatos a Salamanca! Excepcionalmente, o 2º (segundo) processo seletivo para vagas a intercâmbio na Universidade de Salamanca ocorre em datas diferentes dos processos seletivos Fluxo Contínuo. Interessados devem apresentar candidatura, entre 15 de maio e 15 de junho (ou próximo dia útil), sempre para intercâmbio com duração de 01 semestre. O primeiro processo seletivo para esta universidade ocorre normalmente, em fevereiro, juntamente com os demais destinos. 9. Por quanto tempo permanecer em intercâmbio de longa duração: 01 ou 02 semestres? É altamente recomendado o intercâmbio de 01 ano de duração, porém existe a opção de 6 meses, salvo exceções abaixo especificadas. 02 semestres - Aqueles que desejam investir em um período maior de aprendizado, por conta da facilidade na adaptação, maiores oportunidades para estabelecer contatos e parcerias para o futuro, melhor aproveitamento do curso e aprimoramento do idioma, a candidatura para 02 semestres de intercâmbio acadêmico é o ideal. Nestes casos, os alunos interessados devem, obrigatoriamente, candidatar-se no 1º (primeiro) semestre do ano. 01 semestre - A opção de um semestre de intercâmbio torna-se mais interessante àqueles que buscam um tempo menor longe da faculdade, amigos, familiares, emprego/estágio bem como gastos pessoais menores. A opção de permanência no exterior por apenas 06 meses não é recomendada para estudantes da FAU e FD. Alunos interessados em cursar 06 meses de intercâmbio podem candidatar-se em ambos os processos seletivos semestrais, porém, no primeiro processo seletivo do ano (fevereiro) terão prioridade aqueles que optarem pela permanência de 2 semestres, dada a impossibilidade de que alunos candidatos a 02 semestres se candidatem no segundo processo seletivo, sendo essa, portanto, a única chance de candidatos para intercâmbio de um ano. Lembre-se que o 2º processo seletivo Fluxo Contínuo (agosto) para destinos no Hemisfério Norte sempre oferece vagas de 01 semestre. 7

8 Observações Importantes: UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Atenção! Estudantes da Faculdade de Direito FD que desejem intercambiar para a Faculdade de Direito em Salamanca devem candidatar-se necessariamente no 1º (primeiro) processo seletivo da. Atenção! Estudantes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo FAU que desejem intercambiar para destinos no Hemisfério Norte devem se candidatar, preferencialmente, no 1º (primeiro) processo seletivo da (pois de acordo com recomendação da Direção da Unidade é incentivado que cursem 02 semestres de intercâmbio). Porém, em caráter de exceção, as universidades europeias Castilla-La Mancha e Hochschule Liechtenstein aceitam candidaturas para apenas um semestre de estudos, em ambos os processos seletivos da (preferencialmente o segundo, havendo apenas a necessidade de que o aluno consulte previamente a sobre a disponibilidade de vaga para aquele semestre. 10. Vantagens dos Convênios da Mackenzie As parcerias bilaterais da UPM com instituições estrangeiras de renome busca a facilitação, sobretudo, nas três áreas: documentação, prazos e taxas acadêmicas, e trazem o benefício de aceitação facilitada na IES escolhida (pois há uma cota de vagas especificamente reservadas para a UPM). Além disso, os convênios implicam a aproximação entre duas instituições, o que facilita, também, a resolução de eventuais imprevistos que o aluno venha a encontrar quando em mobilidade internacional ou até mesmo durante a fase de candidatura. Visto que o Mackenzie não disponibiliza bolsas de estudo para intercâmbio, tais convênios foram criados de forma a beneficiar ao máximo os alunos mackenzistas. Contudo, o Mackenzie participa de diversos programas de bolsas para mobilidade internacional financiados por outras instituições particulares e governamentais, portanto, fique de olho em nosso site! As oportunidades de bolsas financiadas por instituições parceiras do Mackenzie são muitas, basta saber aproveitá-las! É importante ressaltar que os convênios do Mackenzie não cobrem: despesas de alojamento, alimentação, traslado, seguro saúde e taxas consulares. Estas são responsabilidades do aluno, portanto programe-se financeiramente antes de candidatar-se. 11. Critérios Gerais de Avaliação do Candidato a Intercâmbio: A avaliação dos documentos serve como critério na escolha dos melhores alunos. Todos os documentos são avaliados e considerados. Se, por exemplo, houver cinco estudantes querendo estudar o mesmo curso na mesma Universidade, somente os dois mais qualificados serão escolhidos. O Mackenzie é responsável por selecionar e indicar seus candidatos às suas parceiras estrangeiras, mas estas ações representa apenas metade do processo. A confirmação da aprovação será informada pela universidade estrangeira de destino, por meio do envio da carta de aceitação, ou seja, ser aprovado pela /Mackenzie não garante 100% de aprovação/aceitação por parte da IES estrangeira, pois ainda será necessário a avaliação da mesma. Da mesma forma, a Universidade de destino não necessariamente será aquela apontada no Formulário de Inscrição, por conta da possibilidade de remanejamento, caso o aluno não obtenha pontuação suficiente para ser enviado ao destino de escolha. O campus de destino também não será decidido pelo aluno, e sim pela própria universidade estrangeira que o recebe. 8

9 Informamos também que, antes de sua aprovação pelo Mackenzie, ou seja, antes de ser indicado pela à IES estrangeira, o aluno não deverá contatar diretamente quaisquer das universidades estrangeiras conveniadas ao Mackenzie por motivo outro que não o esclarecimento de informações referentes às disciplinas oferecidas pela instituição estrangeira. Caso o aluno não respeite esse protocolo, será banido dos processos seletivos de intercâmbio administrados por esta Coordenadoria Internacional. 12. Intercâmbio x Transferência Internacional: assuntos diferentes São dois modos diferentes de estudar no exterior. A trabalha apenas com o primeiro, intercâmbio, o qual diz respeito ao aluno que deseja cursar 01 ou 02 semestres (no caso do Mackenzie) de estudos em universidade estrangeira, retornando, em seguida, à universidade de origem para retomada de seus estudos no Brasil. Já a transferência internacional refere-se a quando o aluno decide tornar-se aluno da universidade estrangeira escolhida, dando continuidade e terminando seus estudos no exterior. Neste caso, o aluno deixa de ser mackenzista para se tornar, definitivamente, aluno internacional. 9

10 PREPARANDO-SE A UM PROCESSO SELETIVO DE INTERCÂMBIO NA UPM 1. Atestado de conhecimento da língua estrangeira Candidatos a vagas em Portugal estão isentos da apresentação desse documento. Candidatos a vagas nos Estados Unidos deverão apresentar certificado TOEFL ou IELTS. A pontuação mínima exigida varia em cada instituição, busque informar-se através do site da instituição estrangeira. Todo e qualquer documento referente ao conhecimento de idioma deverá respeitar a validade máxima de 02 (dois) anos da conclusão do curso/ avaliação do nível de conhecimento (alguns certificados oficiais podem apresentar uma validade ligeiramente maior do que esta). Candidatos aos demais destinos (que não Portugal e Estados Unidos), deverão apresentar nível apto a cursar o nível avançado, comprovado através de uma das opções abaixo: Certificados Oficiais: emitidos por instituições reconhecidas internacionalmente (ex.: ETS, British Council, Instituto Cervantes, Aliança Francesa, Instituto Göethe, entre outros). Os atestados deverão respeitar a validade estipulada pela instituição emissora, ou, caso não apresente data de validade, respeitar o prazo mencionado de 02 (dois) anos da conclusão do curso/ avaliação do nível de conhecimento; Certificados fornecidos por escola de língua estrangeira reconhecida (possuidoras de CNPJ): deve conter assinatura do responsável pela instituição com firma reconhecida; respeitar o prazo de validade mencionado de 02 (dois) anos da conclusão do curso/ avaliação do nível de conhecimento; informações sobre o nível de conhecimento do aluno ou nível que está apto a cursar, bem como o equivalente no método internacional (minimamente B2). Deverá conter um mapeamento de todos os níveis de estudos do idioma oferecidos pela escola, bem como a discriminação das competências adquiridas naquele nível específico; Declaração de avaliação de nível do CLEM apenas modalidade presencial: verificar disponibilidades de exames na página inicial da ou com a Secretaria do CLEM. Mesmo prazo de validade mencionado do 02 (dois) anos da conclusão do curso/ avaliação do nível de conhecimento. OBS.: Não serão aceitos certificados emitidos por professores particulares. 2. Escolhendo uma universidade estrangeira Para escolher a sua universidade de destino (quando o caso), primeiramente veja quais instituições conveniadas à UPM possuem vagas disponíveis para seu curso, no menu do site da Convênios no exterior, atentando-se para a coluna nomeada Vagas Disponíveis. Em seguida, entre no site de cada uma e as conheça melhor. Após realizada essa pesquisa inicial, você poderá entrar em contato com o Professor Internacional de sua unidade, para juntos discutirem qual instituição melhor atende às suas necessidades e expectativas. É importante ressaltar que, a aprovação do aluno no processo de seleção do Mackenzie não garante a aprovação por parte da universidade estrangeira. Adicionalmente, a instituição estrangeira de destino final não necessariamente será aquela sinalizada no momento da candidatura, por conta da possibilidade de remanejamento e, do mesmo modo, o campus de destino também será decidido pela própria instituição estrangeira conforme julgar apropriado, e não pelo aluno. 10

11 Atenção: Não é possível candidatar-se para mais de uma universidade estrangeira, você deverá indicar apenas uma IES estrangeira no momento da candidatura. 3. Escolhendo as disciplinas: Para intercâmbio de longa duração (1 semestre ou mais), as disciplinas são de escolha do aluno, sob a orientação e aprovação do professor internacional (RINT) de sua Unidade Universitária. Destaca-se que não há a necessidade de escolher disciplinas de um único semestre correspondente ao seu semestre no Mackenzie, basta que as disciplinas façam referência a sua macro área. Conforme Acordo de Bolonha, que abrange as universidades europeias, é necessário que o aluno curse um mínimo de 30 créditos por semestre (cada disciplina pode variar entre 1 e 10 créditos). Para aqueles interessados em universidades de língua inglesa, busquem o termo "undergraduate programs", aos interessados em universidades de idioma francês, procurar pelo termo "licence (bac)" e aos interessados em universidades de língua espanhola ou portuguesa, procurar o termo "licenciaturas" ou "cadeiras" para encontrar a listagem de cursos de graduação e então escolher as matérias. A lista de disciplinas escolhidas pode sofrer alterações após a chegada do aluno no exterior. O aluno poderá: incluir, excluir ou substituir disciplinas de acordo com seu foco de estudos, sempre com a autorização da IES estrangeira, do professor internacional de sua Unidade Universitária e da, ou seja, tais 03 instâncias devem ser comunicadas. 4. O que são crédito ECTS? Os créditos ECTS (European Credit Transfer and Accumulation System) exprimem a quantidade de trabalho que cada módulo de estudo exige relativamente ao volume global de trabalho necessário para concluir com êxito um ano de estudos em instituição de ensino europeia, ou seja: aulas teóricas, trabalhos práticos, seminários, estágios, investigações ou inquéritos no terreno, trabalho pessoal na biblioteca ou em casa bem como exames ou outras formas de avaliação. Assim, o ECTS baseia-se no volume global de trabalho do estudante e não se limita apenas às horas de aulas. O sistema ECTS é baseado no princípio que 60 créditos medem a carga de trabalho em tempo integral ao longo de um ano acadêmico para um estudante típico; normalmente, 30 créditos correspondem a um semestre e 20 a um trimestre, correspondendo 1 crédito a cerca de 30 horas de trabalho. 5. Taxas acadêmicas na universidade estrangeira: O valor das taxas acadêmicas no exterior dependerá principalmente da quantidade de créditos ou disciplinas cursadas. A maioria das IES parceiras da UPM para o Fluxo Contínuo isenta os mackenzistas 100% destas taxas. Nas universidades europeias cada crédito possui o valor médio de 55 por semestre, mas é importante notar que cada disciplina possui mais de 01 crédito. Para conhecer o valor da taxa acadêmica do plano de estudos escolhido cada semestre de intercâmbio, basta ao aluno verificar a quantidade total de créditos referente às disciplinas de sua escolha. Dentre as universidades europeias conveniadas à UPM, apenas as Universidades de Salamanca e de Cádiz cobram taxas acadêmicas referentes aos créditos cursados. Contudo, todas as IES europeias cobram a taxa de seguro escolar, uma quantia simbólica inferior ao valor de 01 crédito. 11

12 Dentre as universidades norte-americanas conveniadas à UPM, todas cobram taxas acadêmicas (denominadas tuition), com exceção à Pittsburg State University. Tais taxas são compostas de maneira diferente à europeia, pois possuem um valor fixo para um pacote de disciplinas disponíveis ao aluno. As universidades latino-americanas conveniadas não cobram taxas acadêmicas. Eventualmente as instituições estrangeiras apresentam pequenas taxas administrativas (para expedição de identidade universitária, por exemplo), sempre de valor simbólico devido às parcerias estabelecidas com a UPM. Todos os valores são pagos diretamente à IES estrangeira, pelo aluno, quando este finaliza as alterações ao plano de estudos. Eventuais parcelamentos e formas de pagamento são determinados e orientados pela própria IES estrangeira ao aluno. 6. Custo de vida no exterior Em média, é de 900,00 por mês na Europa (moradia, transporte local e alimentação), porém isto varia de acordo com as preferências e costumes de cada aluno. Nos EUA, o gasto médio é de US$ 5.500,00 (moradia, transporte local e alimentação), por semestre. Estes dados são baseados em depoimentos de alunos de Por conta dos benefícios das parcerias, o gasto que o aluno deixa de ter com mensalidade e despesas pessoais em São Paulo é um bom orçamento para custo de vida no exterior. Lembramos que ainda devem ser considerados os gastos acadêmicos. 12

13 1. Carta de Aceitação UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PREPARANDO-SE PARA O INTERCÂMBIO: Após sua aprovação pela UPM A carta de aceitação é um documento oficial, emitido pela instituição estrangeira que o receberá, a qual comprova sua aprovação/aceitação pela universidade estrangeira ao qual foi indicado. Elas são utilizadas, principalmente, para retirada do visto de estudante. Em geral, ela costuma ser enviada até o final de Junho (para aqueles que se candidataram ao 1 Processo Seletivo), ou até meados de Dezembro (para aqueles que se candidataram ao 2 Processo Seletivo). As cartas são enviadas por correio, porém a maioria das universidades estrangeiras costumam enviar também uma via digitalizada, via . A carta poderá ser enviada diretamente para o aluno, como poderá ser enviada para a. Caso a recebamos, o avisaremos imediatamente para que você venha retirá-la, portanto fique atento à sua caixa de e ao telefone celular. Caso você a receba, confira todos os dados constantes na carta, e certifique-se de notificar a do recebimento da mesma (é essencial que tenhamos controle da chegada das cartas de aceitação). Com vistas a agilizar o processo de retirada do visto, informe-se de antemão, junto ao Consulado do seu país de destino, quanto à documentação e procedimentos exigidos para solicitação do visto. Vá providenciando o restante da documentação enquanto aguarda a chegada da carta de aceitação, dessa forma, assim que a receber, poderá dar entrada no pedido de visto. Sugerimos também que informe-se junto ao Consulado quanto à possibilidade de dar entrada no pedido de visto com a versão digitalizada da carta de aceitação, pois essa costuma chegar algumas semanas antes da versão original. 2. Procedimentos para alunos bolsistas Uma vez aprovados em processo seletivo para período de intercâmbio no exterior, o aluno bolsista deverá reportar-se ao setor de Bolsas, portando comprovante de sua aprovação, para registrar em seu dossiê o período de intercâmbio, de modo a não haver imprevistos futuros. Durante o período da mobilidade, a situação de sua bolsa ficará como Trancamento de matrícula por atividade no exterior, pois a informará à Secretaria Geral e ao Setor de Bolsas. 3. Matrículas e Mensalidades na Universidade Presbiteriana Mackenzie, enquanto em atividade no exterior Os alunos aprovados para programas de intercâmbio estarão listados em documento emitido pela e entregue à Secretaria Geral, responsável por alterar então o status da matrícula do aluno para a modalidade "atividade no exterior", por isso a importância de comunicação imediata à no caso de desistência de intercâmbio, caso contrário o aluno não terá tempo hábil para ativar sua matrícula e ser incluído na lista de presença da UPM. Lembramos, porém, que esta alteração só será feita a partir do pagamento do boleto de matrícula, enviado semestralmente à residência do aluno. Durante o período de mobilidade internacional, isento do pagamento das mensalidades, sendo necessário o pagamento da matrícula referente ao(s) semestre(s) em que estará em intercâmbio. As matrículas referem-se aos boletos de janeiro e julho. O pagamento da matrícula é a renovação do vínculo do aluno com o Mackenzie. Para fazer uso dos convênios, dos serviços da e das secretarias, é necessário que mantenha este vínculo ativo. 13

14 Importante ressaltar que alunos aprovados para intercâmbio com duração de 02 (dois) semestres devem fazer os pagamentos das 02 (duas) matrículas referentes ao período no exterior. Nesses casos, é indicado que o aluno deixe pais ou responsáveis avisados sobre este procedimento. Exceção: Alunos aprovados no Programa Ciência sem Fronteiras, que não se reportarem à até o último dia letivo do semestre, deverão reportar-se diretamente à Secretaria Geral, solicitando mudança de matrícula para atividade no exterior. Ainda assim, a qualquer tempo a deve ser informada de sua aprovação no CSF. 4. Desistências Aceitação da vaga oferecida e desistências: É fortemente recomendável que o aluno tenha consciência na escolha da vaga e do período de intercâmbio, pois desistências inviabilizam o intercâmbio de outros candidatos, seus colegas, e desgastam a imagem do Mackenzie frente às universidades estrangeiras parceiras, desgastando também a credibilidade da parceria existente. No caso de imprevistos insuperáveis, é exigida a comunicação IMEDIATA a esta coordenadoria, por escrito, no idioma do país de destino, para que esta Coordenadoria tome as providências necessárias. Penalidades para o caso de Desistências: a) Se aprovado pela UPM, o aluno terá o prazo de 10 dias após a divulgação da lista de aprovados (no site da ), para desistir do intercâmbio, sem que ocorram consequências graves. b) Se não manifestada a desistência conforme o item a), para que sua matrícula na UPM não seja prejudicada, este poderá desistir até a data de 15 dias antecedentes ao início das aulas no Mackenzie, no primeiro ou segundo semestre do ano letivo. Contudo, o aluno ficará impossibilitado de participar novamente de qualquer programa de bolsas e intercâmbios promovidos pelo Mackenzie. Não respeitado esse prazo, a UPM não se responsabilizará por possíveis prejuízos à matrícula do aluno naquele semestre (como a inclusão tardia de seu nome nas listas de chamada). c) No caso de alunos que decidem reduzir o tempo de intercâmbio no exterior (de dois semestres para apenas um), após já estarem na universidade de destino, deverá avisar a com o máximo de antecedência possível e nos enviar uma carta formal de desistência endereçada à universidade de destino explicando os motivos da decisão tomada. Como este caso também se configura como desistência, o aluno deve estar ciente que estará sujeito à penalidade de ser proibido de participações futuras em processos seletivos internacionais, conforme análise e decisão sobre o caso, por esta coordenadoria internacional. 5. Auxílio com Alojamento, Passagens, Seguro saúde e Visto Apenas para os intercâmbios em IES do Fluxo Contínuo: A reserva de alojamento, compra de passagens, contratação de seguro saúde e obtenção de vists são de inteira responsabilidade do aluno. Aproveitem para otimizar informações relativas a tais assuntos entre os colegas mackenzistas que irão para o mesmo destino! No caso outros programas de intercâmbio, em geral, apenas o visto é de responsabilidade do aluno. 14

15 Alojamento: as possibilidades de hospedagem variam conforme o interesse do aluno e eventuais opções oferecidas pela Universidade de destino, ou seja, existe hospedagem no campus (para grande parte das Instituições), casa de família, república, albergue, apartamento. Os alunos que optaram por orientação da própria universidade estrangeira - nem todas IES dispõem de alojamentos próprios - devem esperar contato desta, que deverá ocorrer apenas após o envio da Carta de Aceitação. Caso este demore em ocorrer, o aluno poderá contatar a universidade estrangeira diretamente. Aqueles que não fizeram tal opção, deverão minimamente reservar albergue para o período mínimo aceito pelo consulado do país de destino (as exigências consulares costumam variar, apenas o atendente consular pode informar oficialmente quais critérios devem ser observados) para depois definir, quando chegar no destino, o alojamento onde ficará por todo o intercâmbio. Alguns sites úteis são: e Passagens aéreas: algumas agências de viagens oferecem passagens aéreas para estudantes, as quais possuem descontos no valor-base, condições especiais, inclusive de tarifas e flexibilidades para alteração de datas, àqueles que viajam a estudo/estágio no exterior, com restrições de idade. Contudo, para sua compra, é necessária a apresentação da Carta de Aceitação (ainda que a versão digital). As grandes empresas de viagens também costumam oferecer boas opções confiáveis e financeiramente mais acessíveis. Seguro saúde: Todo aluno deverá possuir seguro saúde internacional. Verificar junto aos consulados exigências específicas. Compartilhamos aqui a peculiaridade do acordo PB4 existente entre Brasil e Portugal, que viabiliza o seguro saúde internacional pelo INSS. Visto para Intercâmbio Acadêmico: deve ser solicitado junto ao consulado do país de destino. Verificar documentação necessária no site do próprio consulado, atenção, pois estes costumam sofrer frequentes alterações. Além da Carta de Aceitação que será enviada pela universidade de destino aproximadamente até 20 de junho/ 30 de novembro (prazos aproximados para intercâmbios de 1 semestre ou mais), são necessários outros documentos específicos a cada consulado. 6. Visto Schengen e Estados Schengen Um visto Schengen, ou visto uniforme, é uma autorização de um Estado signatário do Acordo de Schengen constante num passaporte, título de viagem ou qualquer outro documento reconhecido como válido para a passagem da fronteira. Os Estados Schengen são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, República Checa e Suécia. Todos esses são membros da União Europeia (UE) à exceção da Noruega e da Islândia. Tal visto, portanto, deverá ser requerido na representação diplomática do país do destino principal. Portanto, se durante o período de intercâmbio em um país Schengen, o aluno desejar conhecer outros países que não façam parte desse grupo (Inglaterra, por exemplo), quando solicitar o visto de estudos, deverá solicitá-lo com mais de uma entrada, senão, ao sair do país de intercâmbio, não será autorizado a regressar, uma vez que para conhecer países não-schengen, sua viagem caracterizará uma saída e seu retorno, um nova entrada ao Schengen. 15

16 7. Identidade de estudante necessária no exterior Na Europa, cada país possui sua especificidade para tal documentação, fique atento aos prazos para solicitação normalmente até três meses após a chegada do estudante no país. Tais documentos são imprescindíveis para que o aluno seja considerado estudante e tenha seus direitos e deveres garantidos. - Espanha: Tarjeta de estudiante (na Comisaría de Policía ou Oficina de Extranjeros correspondente ao local onde irá fixar-se, solicitar sua Inscripción en el Registro Central de Extranjeros; - França: Carte de Séjour (semelhante ao procedimento espanhol, consultar junto à universidade a prefeitura de polícia onde devem apresentar-se os estudantes estrangeiros para solicitar o documento); - Portugal: o documento de identidade é o passaporte (sugere-se andar com uma fotocópia colorida). Também é importante portar a carteira de inscrição consular (documento que se recebe ao inscrever-se no Consulado do Brasil). 8. Assessoria Internacional no Exterior Cada universidade conveniada à UPM possui sua. Embora com denominações diferentes: Coordenadoria, Assessoria, Oficina, Service ou Ufficio Stranieri, sempre apresentam a mesma função: receber e assessorar os estudantes estrangeiros para intercâmbio em sua instituição. Às vezes também é um bom ponto de apoio ao aluno o chamado Departamento Social, frequentemente responsável por auxílio na busca por moradia e atividades esportivas ou sociais. 16

17 DURANTE O INTERCÂMBIO 1. Prorrogação e Redução do período de estudos no Fluxo Contínuo (quando já aprovado pela instituição estrangeira) A extensão do intercâmbio somente é possível para alunos que optaram inicialmente por um intercâmbio de 01 semestre. A proposta de extensão somente é aceita pela UPM quando a universidade estrangeira que o recebe confirma a possibilidade de extensão dos estudos sem que esta afete as vagas reservadas para a UPM para o semestre em questão. Portanto, tão logo identifique o interesse em ampliar o intercâmbio, comunique à universidade que o recebe no exterior e à. A redução do período de intercâmbio embora não seja recomendada, é possível mediante justificativa e aviso imediato à. Apenas mediante a justificativa oficial do aluno a poderá comunicar à universidade estrangeira e à Secretaria geral da UPM para eventualmente ocupar a vaga de 01 semestre que será disponibilizada e ativar a matrícula do aluno para seu retorno aos estudos na UPM, respectivamente. 2. Alterações no Plano de Estudos Como dito no início deste manual ao candidato, o plano de estudos - lista de disciplinas escolhidas para o intercâmbio - pode sofrer alterações após o início das aulas. O aluno poderá: incluir, excluir ou substituir disciplinas de acordo com seu foco de estudos, sempre com a autorização da IES estrangeira, do professor internacional de sua Unidade Universitária e da, ou seja, tais 03 instâncias devem ser comunicadas. Mas deve-se ficar atento à proposta inicial de estudos, aos prazos e procedimentos da instituição que o acolheu. 3. Convocação para o ENADE Os alunos concluintes que forem convocados para o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE) estarão dispensados do exame, visto que, o Artigo 3, Parágrafo 3 da Portaria Normativa nº 1, de 29 de janeiro de 2009 assegura que: "Ficam dispensados... aqueles que estiverem oficialmente matriculados e cursando atividades curriculares fora do Brasil, na data de realização do ENADE, em instituição conveniada com a IES de origem do estudante." 4. Trabalho enquanto em intercâmbio Não, uma vez que o aluno viajará com visto de estudante, e este proíbe o trabalho no exterior. Sugerimos aos alunos que queiram desenvolver alguma atividade de "aprendizado" no exterior que não configure vínculo empregatício, remunerado e/ou periódico, que se aproxime de professores e profissionais da área pretendida. 17

18 APÓS RETORNO DO INTERCÂMBIO Ao retornar, o aluno se compromete a oferecer ajuda aos alunos estrangeiros em intercâmbio na UPM. A irá informar se a ajuda será necessária e entrará em contato com o aluno avisando-o de seus deveres e compromissos. 1. Regularização da Matrícula e da Grade, como proceder? Em princípio, os alunos retomarão suas atividades acadêmicas normalmente quando retornarem do período previsto ao seu intercâmbio (no caso de reduções ou desistências consultar explicações acima). Quaisquer imprevistos ou necessidades específicas sobre grade e matrícula poderão ser tratados diretamente na Secretaria Geral. 2. Substituição de presença, vulgo abono de faltas Embora não seja comum ocorrer, caso as datas das atividades acadêmicas do intercâmbio se sobreponham ao calendário da UPM, para que as ausências no Mackenzie sejam compensadas pelas frequências realizadas no exterior, é imprescindível que o aluno traga consigo e apresente em requerimento à Secretaria Geral: Declaração da Coordenação de seu curso na Universidade estrangeira (onde conste nome, assinatura e carimbo do responsável) que informe claramente a última data quando ocorreram atividades acadêmicas oficiais como provas, entrega de trabalho etc. às quais você teve de comparecer. Tão logo chegue ao Brasil, apresente o requerimento à Secretaria Geral. Apenas por meio desse procedimento suas faltas serão substituídas pelas presenças nas atividades acadêmicas da universidade estrangeira. 3. Posso aproveitar as atividades de intercâmbio como horas complementares ou ter equivalência? Cada Unidade Universitária da UPM possui entendimento próprio com relação aos certificados de intercâmbio e à possibilidade de aproveitamento como horas complementares. Em geral, o resultado tem sido positivo, mas recomendamos ao aluno que, tão logo retorne do intercâmbio, busque conversar com o professor responsável por essas atividades, bem como com o professor responsável pela internacionalização na sua unidade. Já a equivalência das disciplinas cursadas durante o Intercâmbio do Mackenzie pode ser requerida (na Secretaria Geral da UPM), desde que portando a documentação necessária. Contudo não é possível equivalência total do semestre. Para procedimentos de equivalência de disciplinas, informe-se, antes do intercâmbio, com a Secretaria Geral a respeito dos documentos que devem ser trazidos consigo do exterior, bem como demais procedimentos a serem seguidos, como tradução etc. Recomendamos fortemente que traga consigo o Relatório de Notas das disciplinas cursadas no exterior, bem como, o conteúdo programático de cada uma delas. Esses serão documentos minimamente necessários para que seu requerimento seja analisado. 4. Se eu não tiver um bom desempenho acadêmico durante meu período de intercâmbio isso irá prejudicar meu currículo no Mackenzie? É importante empenhar-se para buscar bons resultados durante o intercâmbio, afinal, são embaixadores da UPM e do Brasil no exterior. Além disso, o aluno receberá da instituição estrangeira documento onde constam suas notas e, caso deseje apresentá-lo em seu curriculum vitae, é necessário apresentar um bom desempenho acadêmico. Contudo, na eventualidade de não aprovação em alguma das disciplinas cursadas ou não obtenção de notas satisfatórias, tal fato não terá influência sobre o curso do aluno na UPM. 18

19 ATIVIDADES INTERNACIONAIS FORA DE CONVÊNIOS UPM 1. Como participar de intercâmbio acadêmico em instituição estrangeira não conveniada ao Mackenzie? Para realizar intercâmbio em uma universidade estrangeira não conveniada à UPM, primeiramente você deverá entrar em contato com a Universidade de seu interesse e consultá-los quanto aos procedimentos para admissão de intercâmbio ou, caso desejar, transferência internacional (caso não saiba a diferença entre essas duas modalidades, confira o item Intercâmbio x Transferência Internacional ). Informe que você é um estudante da Universidade Presbiteriana Mackenzie, universidade reconhecida pelo Ministério de Educação no Brasil, e verifique quais os documentos necessários para sua candidatura no destino. Nestes casos, embora a não tenha convênio e, portanto, autorização para intermediar a relação do aluno com a universidade estrangeira, sempre estamos à disposição para orientá-los sobre procedimentos no Mackenzie, dicas de viagens e obtenção de documentos. Vale lembrar que não há possibilidade de aproveitamento de disciplinas cursadas em universidades não conveniadas, porém as atividades cursadas no exterior podem ser computados como atividades complementares, respeitado o entendimento específico de cada Unidade Universitária do Mackenzie 2. Como conseguir documentação oficial do Mackenzie para participar de estágio ou atividade profissional remunerada no exterior? O departamento oficial da UPM para a emissão de declarações e atestados com assinatura e carimbo da UPM é a Secretaria Geral. A não emite documentos, pois não possui status de Secretaria. Cientes da existência de alguns programas que demandam do aluno o preenchimento de documentação específica, e das determinações do Regimento Interno da UPM, que informam ser apenas o secretário autorizado a assinar e expedir documentos oficiais, para suprir tal lacuna, foram identificados 2 documentos emitidos pela Secretaria Geral, denominados: 1) Declaração ; 2) Declaração de Matrícula com Observação de calendário letivo do semestre seguinte. Embora a UPM não assine fichas e/ou formulários estrangeiros de instituições não-conveniadas, tais documentos emitidos pela Secretaria Geral são oficiais e contém todas as informações usualmente solicitadas pelas instituições estrangeiras. Um dos casos mais frequentes de que temos conhecimento são os estágios no International Program da Walt Disney World. 19

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria de Cooperação Internacional e Interinstitucional. Manual do Intercâmbio

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria de Cooperação Internacional e Interinstitucional. Manual do Intercâmbio Manual do Intercâmbio 2016 Sumário CONVÊNIOS BILATERAIS... 4 1. PROCESSOS SELETIVOS... 5 1.1. Quando ocorre o processo seletivo para intercâmbio Fluxo Contínuo?... 5 1.2. Taxas de Inscrição aos processos

Leia mais

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos ESTE ANO VOU CONHECER NOVAS PESSOAS ESTE ANO VOU ALARGAR CONHECIMENTOS ESTE ANO VOU FALAR OUTRA LÍNGUA ESTE ANO VOU ADQUIRIR NOVAS COMPETÊNCIAS ESTE ANO VOU VIAJAR ESTE ANO VOU SER ERASMUS Guia do Estudante

Leia mais

Resolução n o 145 de 30/09/2015 CAS

Resolução n o 145 de 30/09/2015 CAS Resolução n o 145 de 30/09/2015 CAS Estabelece a Política de Intercâmbio da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior da Universidade Positivo, no

Leia mais

Perguntas frequentes sobre Intercâmbio - Alunos de Graduação da FSP-USP. Tópicos Abordados

Perguntas frequentes sobre Intercâmbio - Alunos de Graduação da FSP-USP. Tópicos Abordados 1 Este FAQ visa esclarecer algumas dúvidas comuns entre os alunos de graduação da FSP-USP. Deve-se levar em conta que todo o processo de intercâmbio será adequado ao caso concreto, sendo que certos passos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS - SANTANDER UNIVERSIDADES

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS - SANTANDER UNIVERSIDADES CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS - SANTANDER UNIVERSIDADES EDITAL Nº 003/2014 O CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA, por intermediário da Diretoria de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES DIR_GRAD 004/2015

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES DIR_GRAD 004/2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES DIR_GRAD 004/2015 O CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA, por intermédio da Diretoria Acadêmica

Leia mais

EDITAL N o. 10/2015 ARI/GR (Graduação Sanduíche - alvo 03/Doutorado sanduíche/pós-doutorado/staff - Docente e Pessoal Administrativo)

EDITAL N o. 10/2015 ARI/GR (Graduação Sanduíche - alvo 03/Doutorado sanduíche/pós-doutorado/staff - Docente e Pessoal Administrativo) EDITAL N o. 10/2015 ARI/GR (Graduação Sanduíche - alvo 03/Doutorado sanduíche/pós-doutorado/staff - Docente e Pessoal Administrativo) Para a seleção de bolsistas de mobilidade estudantil internacional

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Programa de Intercâmbio 2015/1

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Programa de Intercâmbio 2015/1 EDITAL DE CONVOCAÇÃO Programa de Intercâmbio 2015/1 O Núcleo de Relações Internacionais da Faculdade de Direito de Vitória torna público a todos os alunos da Graduação interessados no Programa de Intercâmbio

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP UK. Apresentação. Objetivo do programa

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP UK. Apresentação. Objetivo do programa PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP UK Apresentação O Programa Top UK, está com inscrições abertas para alunos de graduação. Em parceria com o Santander Universidades UK, será realizado um programa exclusivo

Leia mais

Edital Mobilidade Internacional - 2010/2011 - Com Bolsa

Edital Mobilidade Internacional - 2010/2011 - Com Bolsa Edital Mobilidade Internacional - 2010/2011 - Com Bolsa EDITAL DE PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA A GRADUAÇÃO - ESCALA ESTUDANTIL - CUSTEADAS COM RECURSOS ORIUNDOS DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE

Leia mais

CAPÍTULO I Do objetivo

CAPÍTULO I Do objetivo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA GABINETE DO REITOR SECRETARIA DE APOIO INTERNACIONAL - SAI EDITAL Nº 008, DE 20 DE MAIO DE 2015 O presente edital visa regular a seleção de estudantes

Leia mais

EDITAL Nº 023/2015 INTERCÂMBIO PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER 2015

EDITAL Nº 023/2015 INTERCÂMBIO PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER 2015 EDITAL Nº 023/2015 INTERCÂMBIO PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER 2015 O Centro Universitário Senac torna pública a abertura das inscrições para o processo seletivo para o PROGRAMA DE BOLSAS

Leia mais

Edital N 10/2014 DRI/UFF

Edital N 10/2014 DRI/UFF Edital N 10/2014 DRI/UFF Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense para o segundo semestre de 2015 e primeiro de 2016. A Diretoria de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS MOBILIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO EDITAL 01/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS MOBILIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO EDITAL 01/2015 MOBILIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO EDITAL 01/2015 Vitória, 28 de janeiro de 2015. APRESENTAÇÃO A Secretaria de Relações Internacionais da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), no uso de suas atribuições

Leia mais

Edital N 12/2015 SRI/UFF

Edital N 12/2015 SRI/UFF Edital N 12/2015 SRI/UFF Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense para o segundo semestre de 2016 e primeiro de 2017. A Superintendência

Leia mais

EDITAL N. 002/2015-ECI/CPINTER

EDITAL N. 002/2015-ECI/CPINTER UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM ESCRITÓRIO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - ECI COMISSÃO PERMANENTE DE INTERNACIONALIZAÇÃO - CPInter PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA INTERNACIONAL - GRADUAÇÃO EDITAL

Leia mais

MPD. Manual do Candidato Ingresso em 2015. Programa de Mestrado Profissional em Direito nas linhas de Tributário e Negócios

MPD. Manual do Candidato Ingresso em 2015. Programa de Mestrado Profissional em Direito nas linhas de Tributário e Negócios Manual do Candidato - Programa de Mestrado Profissional em Direito nas linhas de Tributário e Negócios (MPD) Manual do Candidato Ingresso em 2015 MPD Programa de Mestrado Profissional em Direito nas linhas

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão EDITAL Nº08/PROP/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA TOP ESPAÑA - 2014 PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO E PROFESSORES 1. A

Leia mais

GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016

GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016 GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016 Esclarecimentos de dúvidas/informações adicionais: Carolina Peralta/Isabel Silva Gabinete de Relações Internacionais - GRI Rua de Santa Marta, 47, 1º Piso sala 112-1169-023

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COMO PARTICIPAR

PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COMO PARTICIPAR COMO PARTICIPAR Um dos aspectos mais importantes da mobilidade internacional é o conhecimento e convivência com outras culturas, sendo uma oportunidade única para sua qualificação através de experiências

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado. Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado. Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem GUIA DE CANDIDATURA PARA MOBILIDADE DE ESTUDANTES PARA ESTÁGIOS ERASMUS+ (SMP)

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP CHINA - 4ª edição. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP CHINA - 4ª edição. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP CHINA - 4ª edição Apresentação O Programa Top China, está com inscrições abertas para alunos e professores de graduação. A edição 2012 do Programa manterá o tema Urbanismo,

Leia mais

Ciências sem Fronteiras 2012

Ciências sem Fronteiras 2012 Ciências sem Fronteiras 2012 Qual o papel da UFABC no processo seletivo? A UFABC participa somente da Etapa 1 Homologação da IES, presente nos editais. O papel da IES é informar ao programa quais são os

Leia mais

RETIFICAÇÃO - E D I T A L A R I I - 011/2013 PROGRAMA FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL 2013

RETIFICAÇÃO - E D I T A L A R I I - 011/2013 PROGRAMA FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL 2013 RETIFICAÇÃO - E D I T A L A R I I - 011/2013 PROGRAMA FÓRMULA SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL 2013 Estão abertas as inscrições para seleção de 3 (três) estudantes de graduação (licenciatura/bacharelado)

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 O Diretor Geral da Faculdade de Medicina de Marília (Famema), Professor Doutor Paulo Roberto Michelone, no uso de suas atribuições, torna público este Edital de seleção de estudantes

Leia mais

MANUAL DO INTERCAMBISTA 2016

MANUAL DO INTERCAMBISTA 2016 MANUAL DO INTERCAMBISTA 2016 DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SUMÁRIO 4 DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS 5 O QUE A DRI FAZ 6 O QUE A DRI NÃO FAZ E A QUEM PROCURAR NESTES CASOS CONTATOS 7 INTERCÂMBIO

Leia mais

EDITAL 03/2014/CRI PRÉ-SELEÇÃO INTERNA DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU FURB

EDITAL 03/2014/CRI PRÉ-SELEÇÃO INTERNA DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU FURB EDITAL 03/2014/CRI PRÉ-SELEÇÃO INTERNA DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU FURB A Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI) da Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS MOBILIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO, MESTRADO E DOUTORADO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS MOBILIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO, MESTRADO E DOUTORADO MOBILIDADE ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO, MESTRADO E DOUTORADO EDITAL 02B/2015 RETIFICADO ERASMUS + na Università Ca Foscari Vitória, 19 de outubro de 2015. APRESENTAÇÃO A Secretaria de Relações Internacionais

Leia mais

6 DAS QUESTÕES FINANCEIRAS

6 DAS QUESTÕES FINANCEIRAS EDITAL AREX 2015 PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS 2014 DO SANTANDER UNIVERSIDADES Estão abertas as inscrições para seleção de estudantes para período de estudos a partir do segundo semestre de 2015,

Leia mais

Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2011/2012 DAAD/ CAPES/CNPq

Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2011/2012 DAAD/ CAPES/CNPq Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2011/2012 DAAD/ CAPES/CNPq I. DEFINIÇÃO E OBJETIVO As bolsas do Programa conjunto de doutorado na Alemanha são concedidas em cooperação

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES-CNPq)

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES-CNPq) PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES-CNPq) EDITAL/PROPEPG Nº 12 de 18 de Agosto de 2014 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação vêm através deste Edital, divulgar no âmbito da Instituição

Leia mais

MANUAL INTERCÂMBIO INTERNACIONAL

MANUAL INTERCÂMBIO INTERNACIONAL MANUAL INTERCÂMBIO INTERNACIONAL Avenida Eufrásia Monteiro Petráglia, 900 Jardim Petráglia CEP. 14.409-160 - Franca-SP Fone (016) 3706-8730 Revisado março/2011 INTERCÂMBIO INTERNACIONAL Procedimentos e

Leia mais

Intercâmbio Acadêmico para Alunos da UEL

Intercâmbio Acadêmico para Alunos da UEL Projeto Gráfico da Capa Amanda Eggert Guilhermino (estagiária PROEX) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Assessoria Técnica Profª. Drª. Cristianne Cordeiro Nascimento

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS, BOLSAS DE ESTUDO NO EXTERIOR GRADUAÇÃO

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS, BOLSAS DE ESTUDO NO EXTERIOR GRADUAÇÃO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS, BOLSAS DE ESTUDO NO EXTERIOR GRADUAÇÃO A Direção de Pós- Graduação e Pesquisa da Universidade Veiga de Almeida, no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITEIT HASSELT EDITAL DRE n 058/15

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITEIT HASSELT EDITAL DRE n 058/15 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITEIT HASSELT EDITAL DRE n 058/15 A PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS, por intermédio do Departamento de Relações Externas, torna pública a abertura

Leia mais

Edital de Seleção de bolsas para o Programa Top Espanha Santander Universidades

Edital de Seleção de bolsas para o Programa Top Espanha Santander Universidades Edital de Seleção de bolsas para o Programa Top Espanha Santander Universidades A Coordenação de Relações Internacionais da Universidade Tiradentes torna público aos interessados que estarão abertas as

Leia mais

www.faculdadelaboro.com.br [98] 3216 9900 Av. Castelo Branco, 605, 4 º andar - São Francisco. São Luís-MA CNPJ: 02.517.198/0001-00

www.faculdadelaboro.com.br [98] 3216 9900 Av. Castelo Branco, 605, 4 º andar - São Francisco. São Luís-MA CNPJ: 02.517.198/0001-00 FACULDADE LABORO UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DE BRAGA Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO: Administração e Organização Escolar Convênio de cooperação

Leia mais

Programa Ciência sem Fronteiras

Programa Ciência sem Fronteiras Programa Ciência sem Fronteiras Apresentação Este GUIA foi elaborado pela Diretoria de Relações Internacionais (DRI), Pró-Reitoria de Graduação (PRG) e Pró- Reitoria de Pesquisa (PRP) da UFLA para orientar

Leia mais

Edital de Seleção de Mestrado 2013

Edital de Seleção de Mestrado 2013 Edital de Seleção de Mestrado 2013 1. EDITAL MESTRADO 2013: O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, considerando o que estabelece a Resolução 37/2004

Leia mais

EDITAL Nº 68/2014 PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO

EDITAL Nº 68/2014 PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, divulga a abertura de inscrições ao processo

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO WOOSONG UNIVERSITY-SOLBRIDGE INTERNATIONAL SCHOOL OF BUSINESS EDITAL DRE n 005/15

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO WOOSONG UNIVERSITY-SOLBRIDGE INTERNATIONAL SCHOOL OF BUSINESS EDITAL DRE n 005/15 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO WOOSONG UNIVERSITY-SOLBRIDGE INTERNATIONAL SCHOOL OF BUSINESS EDITAL DRE n 005/15 A PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS, por intermédio do Departamento de Relações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Letras Diretoria Adjunta de Cultura e Extensão Cursos de Línguas Abertos à Comunidade

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Letras Diretoria Adjunta de Cultura e Extensão Cursos de Línguas Abertos à Comunidade UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Letras Diretoria Adjunta de Cultura e Extensão Cursos de Línguas Abertos à Comunidade EDITAL PARA PROCESSO DE INSCRIÇÃO NOS CURSOS DE LÍNGUAS ABERTOS

Leia mais

EDITAL 01/2014 PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS PARA INTERCÂMBIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO CHILE

EDITAL 01/2014 PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS PARA INTERCÂMBIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO CHILE EDITAL 01/2014 PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS PARA INTERCÂMBIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO CHILE 1. PREÂMBULO A Assessoria de Relações Internacionais da Universidade Católica

Leia mais

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL 01/2015

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL 01/2015 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL 01/2015 O Reitor do Centro Universitário UNA, Prof. Átila Simões da Cunha, no uso de suas atribuições,

Leia mais

GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE GRADUAÇÃO / DOUTORADO SANDUÍCHE / PÓS-DOUTORADO / PESSOAL ACADEMICO E ADMINISTRATIVO PROGRAMA ERASMUS MUNDUS EBW+ Edital de Seleção

Leia mais

EDITAL N.º 108/2015 PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO

EDITAL N.º 108/2015 PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO EDITAL N.º 108/2015 PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, nos termos do Processo

Leia mais

Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2010/2011 DAAD - CAPES CNPq

Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2010/2011 DAAD - CAPES CNPq Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2010/2011 DAAD - CAPES CNPq I. DEFINIÇÃO E OBJETIVO As bolsas do Programa conjunto de doutorado na Alemanha são concedidas em cooperação

Leia mais

GUIA PARA ESTUDAR NO EXTERIOR

GUIA PARA ESTUDAR NO EXTERIOR GUIA PARA ESTUDAR NO EXTERIOR O QUE É INTERCÂMBIO ACADÊMICO? É a ida de estudantes de um país para o outro por um determinado período do ano letivo. O objetivo é estender os estudos da Graduação para outra

Leia mais

Reunião do dia 06 de dezembro de 2012 para tirar dúvidas sobre o programa Ciência sem Fronteiras.

Reunião do dia 06 de dezembro de 2012 para tirar dúvidas sobre o programa Ciência sem Fronteiras. Reunião do dia 06 de dezembro de 2012 para tirar dúvidas sobre o programa Ciência sem Fronteiras. 1. Faço mais de um curso pós BCT. Posso me inscrever por qualquer um deles? R. Na inscrição da UFABC você

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS GABINETE DO REITOR FÓRMULA SANTANDER PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS GABINETE DO REITOR FÓRMULA SANTANDER PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL O Gabinete do Reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), no uso de suas atribuições, torna público este Edital de seleção de estudantes de graduação da PUC Goiás para a realização

Leia mais

EDITAL SRI/UNIFESP Nº 026/2013 EDITAL PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO COM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS

EDITAL SRI/UNIFESP Nº 026/2013 EDITAL PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO COM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS EDITAL SRI/UNIFESP Nº 026/2013 EDITAL PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO COM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS A da UNIFESP, juntamente com a, no uso de suas atribuições, nos termos do art. 19, inciso

Leia mais

Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Saúde Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde Escola Superior de Ciências da Saúde

Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Saúde Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde Escola Superior de Ciências da Saúde A Escola Superior em Ciências da Saúde ESCS, mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde FEPECS e vinculada à Secretaria de Saúde do Distrito Federal torna público a chamada de inscrição

Leia mais

EDITAL Nº. 003/2013 EDITAL COMPLEMENTAR ÀS CHAMADAS PÚBLICAS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS GRADUAÇÃO SANDUÍCHE

EDITAL Nº. 003/2013 EDITAL COMPLEMENTAR ÀS CHAMADAS PÚBLICAS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS GRADUAÇÃO SANDUÍCHE EDITAL Nº. 003/2013 EDITAL COMPLEMENTAR ÀS CHAMADAS PÚBLICAS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS GRADUAÇÃO SANDUÍCHE A (SCI) e a Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal de Itajubá, abrem inscrições

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL- CFOAB UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC

CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL- CFOAB UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL- CFOAB UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC EDITAL Nº3/ 2015 DE ABERTURA DE VAGAS PARA BOLSAS DE ESTUDO EM CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO

Leia mais

AS MAIS COMUNS PERGUNTAS E RESPOSTAS

AS MAIS COMUNS PERGUNTAS E RESPOSTAS Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) Modalidade: Graduação Sanduíche no Exterior AS MAIS COMUNS PERGUNTAS E RESPOSTAS Prezados candidatos à bolsa do Programa CsF: Desempenhamos o papel de Coordenador

Leia mais

MANUAL DO INTERCAMBISTA UFPE 2014/2015 DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

MANUAL DO INTERCAMBISTA UFPE 2014/2015 DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS MANUAL DO INTERCAMBISTA UFPE 2014/2015 DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SUMÁRIO A DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS O QUE A DRI FAZ 3 4 O QUE A DRI NÃO FAZ E A QUEM RECORRER NESTES CASOS INTERCÂMBIO

Leia mais

EDITAL BRANETEC UFES Nº 001/2015

EDITAL BRANETEC UFES Nº 001/2015 EDITAL BRANETEC UFES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PARTICIPAÇÃO EM PROGRAMA DE INTERCÂMBIO RECÍPROCO DE GRADUAÇÃO PARA ESTUDO NA HOLANDA SEM COLAÇÃO DE GRAU O Diretor do Centro Tecnológico da Universidade

Leia mais

EDITAL Nº 092/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO - MODALIDADE PRESENCIAL

EDITAL Nº 092/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO - MODALIDADE PRESENCIAL EDITAL Nº 092/2015 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO - MODALIDADE PRESENCIAL A Diretoria de Relacionamento e Serviços ao Aluno do Centro Universitário Senac torna pública

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CONCURSO DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES UNPBFPB PARA INTERCÂMBIO NO EXTERIOR

REGULAMENTO INTERNO CONCURSO DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES UNPBFPB PARA INTERCÂMBIO NO EXTERIOR REGULAMENTO INTERNO CONCURSO DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES UNPBFPB PARA INTERCÂMBIO NO EXTERIOR A UNPBFPB abre aos seus alunos o concurso de bolsas Ibero-Americanas para Estudantes

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO MOUNT ROYAL UNIVERSITY EDITAL DRE n 001/15

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO MOUNT ROYAL UNIVERSITY EDITAL DRE n 001/15 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO MOUNT ROYAL UNIVERSITY EDITAL DRE n 001/15 A PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS, por intermédio do Departamento de Relações Externas, torna pública a abertura

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS EDITAL Nº 01/2014

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS EDITAL Nº 01/2014 UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS EDITAL Nº 01/2014 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE, ATRAVÉS DO PROGRAMA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO Apresentação A Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Santander Universidades oferecem aos alunos de graduação de todas as áreas

Leia mais

Obs: As disciplinas cursadas durante o período do programa não terão suas equivalências garantidas.

Obs: As disciplinas cursadas durante o período do programa não terão suas equivalências garantidas. Global Office Programa Internacional - Bolsas Ibero-Americanas Santander Universidades Universidade do Porto, Portugal Edital nº 06/2015 O Complexo Educacional FMU torna pública as normas e procedimentos

Leia mais

EDITAL SWG 01/2011 - Bolsas Sanduíche na Graduação

EDITAL SWG 01/2011 - Bolsas Sanduíche na Graduação EDITAL SWG 01/2011 - Bolsas Sanduíche na Graduação O programa Ciência sem Fronteiras, CNPq, busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade

Leia mais

Edital Interno ACI nº 03/2015

Edital Interno ACI nº 03/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA TOP CHINA (GRADUAÇÃO) SANTANDER UNIVERSIDADES 2015 Edital Interno ACI nº 03/2015

Leia mais

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 12.1. Recife,2015

ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 12.1. Recife,2015 ADMISSÃO PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 2015.2B EDITAL Nº 12.1 Recife,2015 Sumário Edital nº 12 - Admissão de alunos para os cursos de Pós-Graduação A Faculdade Boa Viagem (FBV/Devry), estabelecimento

Leia mais

BOLSA DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR INFORMAÇÕES GERAIS

BOLSA DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR INFORMAÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS UFMG ESCOLA DE ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SANEAMENTO, MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS BOLSA DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR INFORMAÇÕES GERAIS 2 INTRODUÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS SANTANDER UNIVERSIDADES VAGAS PARA INTERCÂMBIO 2013/2014 EDITAL DIPI N 12/2013

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS SANTANDER UNIVERSIDADES VAGAS PARA INTERCÂMBIO 2013/2014 EDITAL DIPI N 12/2013 PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS SANTANDER UNIVERSIDADES VAGAS PARA INTERCÂMBIO 2013/2014 EDITAL DIPI N 12/2013 O Departamento de Intercâmbio e Programas Internacionais (DIPI) da Universidade Federal

Leia mais

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS Processo Seletivo n o 01, de 02 de dezembro de 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR BOLSISTA DO NÚCLEO DE LÍNGUAS DO (IsF Inglês) O Coordenador Geral do Programa IsF da Universidade Federal

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Gabinete do Reitor Secretaria de Apoio Internacional / SAI

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Gabinete do Reitor Secretaria de Apoio Internacional / SAI Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Gabinete do Reitor Secretaria de Apoio Internacional / SAI APRESENTAÇÃO A Universidade Federal de Santa Maria e o Santander Universidades oferecem

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES EXTERNAS PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO FORMULA SANTANDER

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES EXTERNAS PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO FORMULA SANTANDER PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO FORMULA SANTANDER EDITAL DRE Nº 023/14 A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS, por intermédio do Departamento de Relações Externas (DRE), torna pública a abertura

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão EDITAL Nº06/PROP/2015 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO 1. A Pró-Reitoria

Leia mais

PROGRAMA INTERNATIONAL ARBITRATION IN THE AMERICAS ENTRE A PUCPR E A FLORIDA INTERNATIONAL UNIVERSITY (FIU), EUA DE 1 A 9 DE AGOSTO DE 2014

PROGRAMA INTERNATIONAL ARBITRATION IN THE AMERICAS ENTRE A PUCPR E A FLORIDA INTERNATIONAL UNIVERSITY (FIU), EUA DE 1 A 9 DE AGOSTO DE 2014 PROGRAMA INTERNATIONAL ARBITRATION IN THE AMERICAS ENTRE A PUCPR E A FLORIDA INTERNATIONAL UNIVERSITY (FIU), EUA DE 1 A 9 DE AGOSTO DE 2014 EDITAL PUCPR/2014 O Programa INTERNATIONAL ARBITRATION IN THE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CONSUN Nº 029 DE 1º DE OUTUBRO DE 2014 Aprova as Diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integra ção Latino-Americana UNILA. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS GABINETE DO REITOR DEPARTAMENTO DE INTERCÂMBIO E PROGRAMAS INTERNACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS GABINETE DO REITOR DEPARTAMENTO DE INTERCÂMBIO E PROGRAMAS INTERNACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS GABINETE DO REITOR DEPARTAMENTO DE INTERCÂMBIO E PROGRAMAS INTERNACIONAIS EDITAL DE SELEÇÃO N 03/2011/GR APRESENTAÇÃO A Universidade Federal do Pelotas,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA EDITAL DE SELEÇÃO DE MESTRADO ACADÊMICO 2016 1. PREÂMBULO 1.1. O Instituto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS EDITAL CAI 10/2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS EDITAL CAI 10/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS EDITAL CAI 10/2015 PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS SANTANDER UNIVERSIDADES A Coordenadoria de Assuntos

Leia mais

AdDIARY EXCHANGE PROGRAM REALIZAÇÃO PUCPR DE 09 A 21 DE OUTUBRO DE 2015 EDITAL PUCPR / 2015

AdDIARY EXCHANGE PROGRAM REALIZAÇÃO PUCPR DE 09 A 21 DE OUTUBRO DE 2015 EDITAL PUCPR / 2015 AdDIARY EXCHANGE PROGRAM REALIZAÇÃO PUCPR DE 09 A 21 DE OUTUBRO DE 2015 EDITAL PUCPR / 2015 O AdDIARY EXCHANGE PROGRAM, a ser desenvolvido por estudantes universitários da PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Letras Diretoria Adjunta de Cultura e Extensão Cursos de Línguas Abertos à Comunidade

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Letras Diretoria Adjunta de Cultura e Extensão Cursos de Línguas Abertos à Comunidade UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Faculdade de Letras Diretoria Adjunta de Cultura e Extensão Cursos de Línguas Abertos à Comunidade EDITAL PARA PROCESSO DE INSCRIÇÃO NOS CURSOS DE LÍNGUAS ABERTOS

Leia mais

EDITAL Nº 15/2015 DIRGRAD PROGRAMA DE DUPLA DIPLOMAÇÃO EM ZOOTECNIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS E INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA PORTUGAL

EDITAL Nº 15/2015 DIRGRAD PROGRAMA DE DUPLA DIPLOMAÇÃO EM ZOOTECNIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS E INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA PORTUGAL PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ EDITAL Nº 15/2015 DIRGRAD PROGRAMA DE DUPLA DIPLOMAÇÃO EM ZOOTECNIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS E INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA PORTUGAL A Diretora de Graduação

Leia mais

Dúvidas Frequentes sobre o programa Ciência Sem Fronteiras. Coordenação Institucional do programa Ciência sem Fronteiras na UFRJ

Dúvidas Frequentes sobre o programa Ciência Sem Fronteiras. Coordenação Institucional do programa Ciência sem Fronteiras na UFRJ Dúvidas Frequentes sobre o programa Ciência Sem Fronteiras Coordenação Institucional do programa Ciência sem Fronteiras na UFRJ Texto: Paulo Henrique Schau Guerra Colaboração: Erika Noel Ribas Dantas,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO ASSESSORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PARTICIPAREM DO PROGRAMA CAPES-FIPSE DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS NÚCLEO DE LÍNGUAS NucLi

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS NÚCLEO DE LÍNGUAS NucLi PROCESSO SELETIVO N O 01, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR BOLSISTA DO NÚCLEO DE LÍNGUAS DO PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS (IsF Inglês) O Coordenador Geral do Programa

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO FSG

PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO FSG PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO FSG 1- Apresentação A Faculdade da Serra Gaúcha e o Santander Universidades, oferecem aos alunos de graduação da FSG, a possibilidade de

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE DOUTORADO TURMA 2013 EDITAL Nº

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE DOUTORADO TURMA 2013 EDITAL Nº PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS CURSO DE DOUTORADO TURMA 2013 EDITAL Nº 24/12 O Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj) da Universidade Candido

Leia mais

REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA E PESQUISA EDITAL Nº 03/2013

REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA E PESQUISA EDITAL Nº 03/2013 REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA E PESQUISA EDITAL Nº 03/2013 Seleção de Bolsistas para o programa de Extensão Escola de Idiomas UniBH O Reitor

Leia mais

PROGRAMA DE DUPLA DIPLOMAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA - UTFPR CÂMPUS PONTA GROSSA E INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO - PORTUGAL

PROGRAMA DE DUPLA DIPLOMAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA - UTFPR CÂMPUS PONTA GROSSA E INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO - PORTUGAL EDITAL Nº /2015 - PROGRAD PROGRAMA DE DUPLA DIPLOMAÇÃO EM ENGENHARIA ELETRÔNICA - UTFPR CÂMPUS PONTA GROSSA E INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO - PORTUGAL O Pró-Reitor de Graduação e Educação Profissional

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITÉ JEAN MOULIN LYON 3 EDITAL DRE n 008/15

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITÉ JEAN MOULIN LYON 3 EDITAL DRE n 008/15 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO UNIVERSITÉ JEAN MOULIN LYON 3 EDITAL DRE n 008/15 A PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS, por intermédio do Departamento de Relações Externas, torna pública a

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS Processo Seletivo n o 03, de 18 de novembro de 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR BOLSISTA

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2014 Coordenador: Prof. Dr. Eugênio Rondini Trivinho Vice-Coordenador: Prof. Dr. José Luiz Aidar Prado Estarão abertas, no período de U14/04/2014U a U05/05/2014U, as

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR BOLSISTA DO NÚCLEO DE LÍNGUAS DO PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS (IsF Inglês)

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR BOLSISTA DO NÚCLEO DE LÍNGUAS DO PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS (IsF Inglês) Processo Seletivo n o 01, de 02 de fevereiro de 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR BOLSISTA DO NÚCLEO DE LÍNGUAS DO PROGRAMA IDIOMAS SEM FRONTEIRAS (IsF Inglês) A Coordenadora Geral do

Leia mais

Perguntas Frequentes Candidatura

Perguntas Frequentes Candidatura Perguntas Frequentes Candidatura Graduação Sanduíche Diretoria de Relações Internacionais Coordenação-Geral de Bolsas e Projetos CGBP Coordenação de Candidaturas a Bolsas e Auxílios no Exterior CCE Brasília,

Leia mais

ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU

ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 A direção da Faculdade Aliança / Faculdade Maurício de Nassau no uso de suas atribuições e com base nas disposições regimentais,

Leia mais

EDITAL AREX 2014 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO UNIVERSIDADES DO CANADÁ UNIVERSIDADES DE TORONTO, MONTRÉAL E VICTORIA

EDITAL AREX 2014 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO UNIVERSIDADES DO CANADÁ UNIVERSIDADES DE TORONTO, MONTRÉAL E VICTORIA EDITAL AREX 2014 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO UNIVERSIDADES DO CANADÁ UNIVERSIDADES DE TORONTO, MONTRÉAL E VICTORIA Estão abertas as inscrições para seleção de estudantes da UNESP para o Programa de Intercâmbio

Leia mais

1.2 O CEI/FALE cumpre o disposto nas Normas Gerais de Pós- Graduação e na resolução vigente do Conselho Nacional de Educação.

1.2 O CEI/FALE cumpre o disposto nas Normas Gerais de Pós- Graduação e na resolução vigente do Conselho Nacional de Educação. 1. DOS OBJETIVOS E DA ORGANIZAÇÃO GERAL 1.1 O Curso de Especialização em Ensino de Inglês (CEI) constitui-se em atividade do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos Poslin da FALE-UFMG e tem

Leia mais