REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 640/2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 640/2008"

Transcrição

1 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 640/2008 PROCESSO : / Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Data Abertura : 12/12/2008 Horário : 14:30 horas. Acesso Eletrônico ao Edital e à Participação: O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes DNIT, mediante a Pregoeiro, designado pela Portaria n.º 1.521, de 27 de setembro de 2007, publicada no DOU do dia 01 de outubro de 2007, torna público para conhecimento dos interessados que na data, horário e local acima indicados fará realizar licitação na modalidade de PREGÃO ELETRÔNICO, do tipo menor preço, conforme descrito neste Edital e seus Anexos. O procedimento licitatório obedecerá, integralmente à legislação que se aplica à modalidade Pregão, a Lei nº , de 17 de julho de 2002, especialmente ao Decreto nº 5.450, de 31 de maio de 2005, publicado no DOU de 01 de junho de 2005, e subsidiariamente as disposições do Decreto 3.555, de 08 de agosto de 2000, alterado pelos Decretos 3.693, de 20/12/2000 e 3.784, de 06/04/2001; Lei complementar nº 123 de 14 de dezembro de 2007, Decreto de 05/09/2007;e, da Lei nº 8.666/93, e suas alterações posteriores, bem como as condições estabelecidas neste Edital e seus Anexos e, em conformidade com a autorização contida no Processo nº / DO OBJETO Contratação de empresa especializada no fornecimento e implantação de solução integrada para um Sistema de Controle de Acesso Físico às dependências do Edifício Sede do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes DNIT. 2 CONSTITUEM ANEXOS DO EDITAL E DELE FAZEM PARTE INTEGRANTE Anexo I Termo de Referência. Anexo II Planilha de Preços Anexo III Planilha Estimativa de Custos Anexo IV Modelos de Declarações ( a, b e c ) Anexo V Declaração de Visita Anexo VI - Minuta de Contrato 3 DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO 3.1. Poderão participar deste Pregão: os interessados que atenderem a todas as exigências, inclusive quanto à documentação, constantes deste Edital e seus Anexos; 1

2 as empresas que estejam cadastradas e habilitadas parcialmente no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF, nos termos do 1º, art. 1º do Decreto nº 3.722/2001, alterado pelo Decreto 4.485/02; as empresas não cadastradas no SICAF, e que tiverem interesse em participar do presente Pregão, deverão providenciar o seu cadastramento e habilitação junto a qualquer Unidade Cadastradora dos Órgãos da Administração Pública, até o terceiro dia útil anterior a data de recebimento das Propostas ( único, art. 3º do Decreto nº 3.722/2001). 4 DA IMPUGNAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO 4.1. Até 03 (três) dias úteis, antes da data fixada para recebimento das propostas, qualquer pessoa poderá solicitar esclarecimentos e providências sobre o ato convocatório deste pregão, ou impugná-lo no prazo de até 02 (dois) dias úteis antes da data fixada, através dos s: e A resposta do Pregoeiro aos esclarecimentos e impugnações será divulgada mediante publicação de nota nas páginas web do COMPRASNET e do DNIT, nos endereços e respectivamente, ficando as empresas interessadas em participar do certame obrigadas a acessar qualquer uma delas para a obtenção das informações prestadas Caberá ao Pregoeiro decidir sobre a petição no prazo de vinte e quatro horas Acolhida à impugnação contra o ato convocatório, será designada nova data para a realização do certame Qualquer modificação no edital exige divulgação pelo mesmo instrumento de publicação em que se deu o texto original, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, exceto quando, inquestionavelmente, a alteração não afetar a formulação das propostas Decairá do direito de impugnar os termos deste edital perante a Administração do DNIT a licitante que não o fizer até o segundo dia útil que anteceder à data prevista para a divulgação da Proposta, apontando as falhas ou irregularidades que o viciariam, hipótese em que tal comunicação não terá efeito de recurso O resultado do julgamento da impugnação será publicado no Diário Oficial da União e uma cópia integral do julgamento será disponibilizada no site 5 DO CREDENCIAMENTO 5.1. O credenciamento dar-se-á pela atribuição de chave de identificação e de senha, pessoal e intransferível, para acesso ao sistema eletrônico ( 1º, Art. 3º do Decreto 5.450/05), no site O credenciamento do Licitante dependerá de registro cadastral atualizado no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF, que também será requisito obrigatório para fins de habilitação. 2

3 5.3. O credenciamento junto ao provedor do sistema implica responsabilidade legal do licitante ou de seu representante legal e presunção de sua capacidade técnica para realização das transações inerentes ao Pregão Eletrônico nº 640/2008 ( 6º, art. 3º do Decreto nº 5.450/05) O uso da senha de acesso pelo licitante é de sua responsabilidade exclusiva, incluindo qualquer transação efetuada diretamente ou por seu representante, não cabendo ao provedor do sistema ou ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT responsabilidade por eventuais danos decorrentes do uso indevido da senha, ainda que por terceiros ( 5º, art. 3º do Decreto nº 5.450/05). 6 DO ENVIO DA PROPOSTA DE PREÇOS 6.1. A licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances (art. 13, III do Decreto nº 5.450/05) Incumbirá ainda ao licitante acompanhar as operações no sistema eletrônico durante a sessão pública do Pregão, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema ou de sua desconexão (art. 13, IV do Decreto nº 5.450/05) A participação no Pregão dar-se-á por meio da digitação da senha privativa do licitante e subseqüente encaminhamento das propostas de preços das 08:00 horas do dia 01/11/2008 às 14:30 horas do dia 12/12/2008, horário de Brasília, exclusivamente por meio do sistema eletrônico (art. 13, II e VI do Decreto nº 5.450/05) Como requisito para a participação no Pregão o licitante deverá manifestar, em campo próprio do sistema eletrônico, o pleno conhecimento e atendimento às exigências de habilitação previstas neste Edital. (art.21 2º do Decreto 5.450/05) 6.5. Após o encerramento da etapa de lances, deverá ser formulada a Proposta de Preços contendo as especificações técnicas detalhadas do objeto ofertado, atualizada em conformidade com os lances eventualmente ofertados, e enviada através do fax ( ). Os originais da proposta e da Documentação Habilitatória deverão ser entregues, nesta Coordenação, no prazo máximo de 72 ( setenta e duas) horas, contados a partir do encerramento da etapa de lances, não sendo escusáveis quaisquer atrasos, mesmo que inexistindo culpa da licitante A proposta de Preços deverá conter: prazo de validade, não inferior a 60 (sessenta) dias corridos, a contar da data de sua apresentação; declaração expressa de que nos preços cotados estão incluídos todas as despesas, tributos e encargos de qualquer natureza incidentes sobre o objeto deste Pregão, nada mais sendo lícito pleitear a esse título composição de preços expressa em algarismos e por extenso, conforme especificações e condições deste edital e seus anexos a razão social, o CNPJ, colocando o número deste edital, dia e hora de abertura, endereço completo, o número do telefone, fac-símile, ; bem como o número de conta corrente, o nome do Banco e agência onde deseja receber seus créditos. 3

4 apresentar quaisquer outras informações afins que julgar necessárias ou convenientes estabelecidas neste Edital e seus Anexos. 6.6 A apresentação da proposta implicará plena aceitação, por parte da proponente, das condições estabelecidas neste Edital e seu Anexo. 6.7 Serão desclassificadas as propostas que não atenderem às exigências do presente Edital e de seu Anexo, sejam omissas ou apresentem irregularidades insanáveis. 6.8 A Proposta deverá ser acompanhada de declaração, no campo apropriado, e de documentação anexa hábil a comprovar, se for o caso, da condição da licitante de Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte. A ausência dessa declaração impedirá a aplicação da Lei complementar 123/06 em favor da licitante. 7 DA RECEPÇÃO E DIVULGAÇÃO DAS PROPOSTAS A partir do horário previsto no preâmbulo deste Edital e, em conformidade com o subitem 5.3, terá início à sessão pública do Pregão Eletrônico nº 640/2008, com a divulgação das Propostas de Preços recebidas e início da etapa de lances, conforme edital e de acordo com o Decreto nº 5.450/ DA FORMULAÇÃO DOS LANCES 8.1. Iniciada a etapa competitiva, os licitantes poderão encaminhar lances exclusivamente por meio do sistema eletrônico, sendo o licitante imediatamente informado do seu recebimento e respectivo horário de registro e valor Os licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observando o horário fixado e as regras de aceitação dos mesmos O licitante somente poderá oferecer lance inferior ao último por ele ofertado e registrado pelo sistema Não serão aceitos dois ou mais lances de mesmo valor, prevalecendo aquele que for recebido e registrado em primeiro lugar Durante o transcurso da sessão pública, os licitantes serão informados, em tempo real, do valor do menor lance registrado que tenha sido apresentado pelos demais licitantes, vedada a identificação do detentor do lance No caso de desconexão com o Pregoeiro, no decorrer da etapa competitiva do Pregão, o sistema eletrônico poderá permanecer acessível aos licitantes para a recepção dos lances O Pregoeiro, quando possível, dará continuidade à sua atuação no certame, sem prejuízo dos atos realizados Quando a desconexão persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a sessão do Pregão será suspensa e terá reinicio somente após Comunicação expressa do Pregoeiro aos participantes A etapa de lances da sessão pública será encerrada mediante aviso de fechamento iminente dos lances, emitido pelo sistema eletrônico aos licitantes, após o que transcorrerá período de até 30 (trinta) minutos, aleatoriamente determinado também pelo sistema eletrônico, findo o qual será automaticamente encerrada a recepção de lances. 4

5 8.7.1 Caso o sistema não emita o aviso de fechamento iminente, o pregoeiro se responsabilizará pelo aviso de encerramento aos licitantes Havendo empresas classificadas nas condições do artigo 44 da Lei Complementar n 123/2006, tendo apresentado lance não superior a 5 % da proposta vencedora, o sistema as convocará para que exerçam o direito de apresentar proposta de preço inferior àquela considerada vencedora do certame Não ocorrendo à contratação da microempresa ou empresa de pequeno porte, na forma do inciso do caput deste artigo, serão convocadas as remanescentes que porventura se enquadrem na hipótese dos 1 e 2 do art. 44 da Lei Complementar 123/2006, na ordem classificatória, para o exercício do mesmo direito Após o encerramento da etapa de lances, o Pregoeiro poderá encaminhar pelo sistema eletrônico contraproposta diretamente ao licitante que tenha apresentado o lance de menor valor, para que seja obtido preço melhor, bem assim decidir sobre sua aceitação O pregoeiro anunciará o licitante vencedor imediatamente após o encerramento da etapa de lances da sessão pública ou, quando for o caso, após a negociação e decisão pelo Pregoeiro acerca da aceitação do lance de menor valor ou da aplicação do artigo 45 da Lei complementar nº123/ Nos procedimentos licitatórios realizados sob a modalidade Pregão, cujo objeto seja o fornecimento de bens e serviços comuns de informática e automação, assim definidos pelo art. 1 parágrafo único da Lei /2002, estando essas licitações restritas às empresas que cumpram o Processo Produtivo Básico, nos termos desta Lei e da Lei 8.387/1991 será aplicada a regra de preferência de que trata o 3 do art. 3 da Lei 8.248/1991, alterado pelas Leis /2001 e / Nos processos licitatórios sob a modalidade Pregão que se destinem ao fornecimento de bens e serviços comuns de informática e automação, a Administração Pública Federal deverá adotar os seguintes procedimentos: verificado o empate entre propostas comerciais, adotar as providências a seguir: a) primeiro, analisar se algum dos licitantes está ofertando bem ou serviço cuja tecnologia tenha sido desenvolvida no Brasil, a ser devidamente comprovada pelo interessado, conforme dispõe o art. 9º da Lei /2002, c/c o art. 45, 2º, da Lei 8.666/93, devendo em tal hipótese ser aplicado o direito de preferência estabelecido no 3º do art. 3º da Lei 8.248/91, alterado pelas Leis /2001 e /2004; b) persistindo o empate entre os licitantes, proceder ao sorteio previsto no art. 45, 2º, da Lei 8.666/93, aplicável subsidiariamente ao Pregão por força do art. 9º da Lei /2002; exigir dos licitantes, na etapa de habilitação do certame, a comprovação do cumprimento do Processo Produtivo Básico, conforme determina o 3º do art. 3º da Lei 8.248/91, alterado pelas Leis /2001 e /2004, definido nos termos da Lei 8.387/1991; 8.13 No que tange a regra de preferência observar a harmonização do texto do 3 do art. 3 do Decreto 3.555/2000, introduzido pelo Decreto 3.693/2000, com o texto do 3 do art. 3 e seus parágrafos da Lei 8.248/1991, na redação dada pelas Leis /2001 e /

6 9 DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 9.1. Na análise da proposta de preços será verificado o atendimento de todas as especificações e condições estabelecidas neste Edital e seus Anexos Analisada a aceitabilidade dos preços obtidos o Pregoeiro divulgará o resultado de julgamento das Propostas de Preços A classificação das propostas será pelo critério de menor preço global indicado no Termo de Referência (Anexo I) Se a proposta ou o lance de menor preço não for aceitável, ou se o licitante desatender às exigências habilitatórias, o Pregoeiro examinará a proposta ou o lance subseqüente, verificando a sua aceitabilidade e procedendo à sua habilitação, na ordem de classificação, e assim sucessivamente, até a apuração de uma proposta ou lance que atenda ao edital Ocorrendo a situação a que se refere o inciso anterior, o Pregoeiro poderá negociar com o licitante para que seja obtido preço melhor. 10 DA HABILITAÇÃO A habilitação do(s) licitante(s) vencedor(es) será verificada on-line no Sistema de Cadastro Unificado de Fornecedores SICAF, após a análise e julgamento das Propostas de Preços atestados de capacidade técnica, ou mais, expedido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove(m) o fornecimento dos materiais listados no anexo I; Comprovação de capital social ou patrimônio líquido correspondente a 10% (dez por cento) do valor total dos itens ofertados (exigida somente no caso de a licitante apresentar resultado inferior a 1 (um) nos índices Liquidez Geral, Liquidez Corrente e Solvência Geral, calculados e informados pelo SICAF); Declaração, observadas as penalidades cabíveis, de superveniência de fato impeditivo da habilitação (exigida apenas em caso positivo); e Declaração da licitante de que não possui em seu quadro de pessoal empregado(s) com menos de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e de 16 (dezesseis) anos em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, admitida a partir dos 14 (quatorze) anos, nos termos do inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal de 1998 (Lei nº 9.854/99) Documentação que comprove a condição de Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte, se for o caso. Observações: a) Todos os documentos de habilitação emitidos em língua estrangeira deverão ser entregues acompanhados da tradução para língua portuguesa efetuada por Tradutor Juramentado e também devidamente consularizados ou registrados no Cartório de Títulos e Documentos; b) Documentos de procedência estrangeira, mas emitidos em língua portuguesa, também deverão ser apresentados devidamente consularizados ou registrados no Cartório de Títulos e Documentos. 6

7 c) As declarações relacionadas deverão estar emitidas em papéis timbrados dos Órgãos ou Empresas que as expediram. d) As declarações previstas no item e podem ser apresentadas on-line, através do Portal Comprasnet, que será consultado pelo Pregoeiro e as juntará aos autos Sob pena de inabilitação, todos os documentos apresentados para habilitação deverão estar: em nome da licitante, com número do CNPJ e, preferencialmente, com o endereço respectivo: a) se a licitante for a matriz, todos os documentos deverão estar em nome da matriz; ou, b) se a licitante for a filial, todos os documentos deverão estar em nome da filial, exceto aqueles documentos que, pela própria natureza, comprovadamente, forem emitidos somente em nome da matriz e os atestados de capacidade técnica que podem ser apresentados em nome e CNPJ da matriz e/ou em nome e CNPJ da filial; 10.3 Os documentos exigidos neste Pregão poderão ser apresentados em original, por qualquer processo de cópia, autenticada por Cartório competente ou pelo Pregoeiro, ou publicação em órgão da imprensa oficial A Documentação habilitatória exigida deverá ser enviada através do fax (061) , após o encerramento da etapa de lances, atualizada, com posterior entrega do original, no prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas, contados a partir do encerramento da etapa de lances, não sendo escusáveis quaisquer atrasos, mesmo que inexistindo culpa da licitante Na habilitação em licitações para o fornecimento de bens para pronta entrega ou para a locação de materiais, não será exigido da microempresa ou da empresa de pequeno porte a apresentação de balanço patrimonial do último exercício social A comprovação de regularidade fiscal das microempresas e empresas de pequeno porte somente será exigida para efeito de contratação, e não como condição para participação na licitação. Entretanto, deverão apresentar toda a documentação exigida para efeito de comprovação de regularidade fiscal, mesmo que esta apresente alguma restrição Havendo alguma restrição na comprovação da regularidade fiscal, será assegurado o prazo de dois dias úteis, cujo termo inicial corresponderá ao momento em que o proponente for declarado vencedor do certame, prorrogável por igual período, para a regularização da documentação, pagamento ou parcelamento do débito, e emissão de eventuais certidões negativas ou positivas com efeito de certidão negativa A não-regularização da documentação no prazo previsto no subitem anterior implicará decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no art. 81 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, sendo facultado à administração convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, ou revogar a licitação. 11 DOS RECURSOS 7

8 11.1. Existindo intenção de interpor recurso, o licitante deverá manifestá-la ao Pregoeiro por meio eletrônico, em formulário próprio, explicitando sucintamente suas razões, imediatamente após a divulgação do vencedor Será concedido, ao licitante que manifestar a intenção de interpor recurso, o prazo de 3 (três) dias para apresentação dos memoriais, na forma eletrônica, conforme dispõe o artigo 26 do Decreto n.º 5.450/ Os demais licitantes, que tiverem interesse, ficam desde logo notificados a apresentar contra-razões no mesmo prazo, a contar do término do prazo do recorrente, sendo-lhes assegurada vista imediata dos autos A falta de manifestação imediata e motivada do licitante importará a decadência do direito de recorrer e a adjudicação do objeto pelo Pregoeiro ao vencedor O recurso contra a decisão do Pregoeiro não terá efeito suspensivo O acolhimento do recurso importará a invalidação apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento Os autos do processo permanecerão com vista franqueada aos interessados na Sede da do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes, em Brasília. 12 DA HOMOLOGAÇÃO E CONVOCAÇÃO DO LICITANTE VENCEDOR O resultado de julgamento será submetido à Autoridade Competente, para homologação Após a homologação da licitação, a LICITANTE VENCEDORA será convocada para assinar o contrato e retirar a Nota de Empenho, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, a contar do recebimento da convocação formalizada e nas condições estabelecidas As condições de habilitação consignadas neste edital deverão ser mantidas pelo licitante durante a vigência do contrato, se for o caso Caso o vencedor não faça a comprovação referida no item anterior, ou, injustificadamente, recuse-se a assinar o contrato, a Administração poderá convocar o próximo licitante, respeitada a ordem de classificação, para, após comprovados os requisitos habilitatórios, assinar o contrato, sem prejuízo das multas previstas em edital, no contrato e demais cominações legais É facultado ao DNIT, quando a convocada não comparecer no prazo estipulado no subitem 12.2, não apresentar situação regular no ato da emissão da Nota de Empenho ou, ainda, recusar-se a retirá-la, injustificadamente, convocar as LICITANTES remanescentes, na ordem de classificação, sem prejuízo da aplicação das sanções cabíveis O prazo de convocação poderá ser prorrogado, uma vez, por igual período, quando solicitado pela parte, durante o seu transcurso e desde que ocorra motivo justificado aceito pelo DNIT OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA 8

9 13.1. Em havendo cisão, incorporação ou fusão da licitante, vencedora ou futura empresa contratada, a aceitação de qualquer uma destas operações, como pressuposto para a continuidade do contrato, ficará condicionada à análise, por esta administração contratante, do procedimento realizado e da documentação da nova empresa, considerando todas as normas aqui estabelecidas como parâmetros de aceitação, tendo em vista a eliminação dos riscos de insucesso na execução do objeto contratado Para averiguação do disposto no item 13.1 a empresa resultante de qualquer das operações comerciais ali descritas ficam obrigadas a apresentarem, imediatamente, a documentação comprobatória de sua situação A Contratada deverá apresentar certidão de pessoa jurídica expedida pelo CREA/DF. Se a Contratada for de outra praça e não apresentar certidão do CREA do Distrito Federal, a certidão apresentada deverá ser obrigatoriamente visada pelo CREA/DF, de acordo com o Art. 69, da Lei de 24/12/66 e resolução n 265 de 15/12/79 do CONFEA; 13.3 A Contratada deverá apresentar atestado de capacidade técnica emitido de acordo com a Resolução n 317, de 31/10/86 do CONFEA, visados pelo CREA, comprovando que, por intermédio de seu(s) profissional (is) de nível superior tenha executado, fornecido e instalado para órgão ou entidade da Administração Pública, direta ou indireta, Federal, Estadual, Municipal ou do Distrito Federal, ou ainda, para empresas de direito privado, Sistema de Controle de acesso (com catracas) por cartão com tecnologia Smart Card sem contato (MIFARE); A Contratada deverá fornecer junto à proposta comercial lista de todos os fabricantes dos produtos cotados (softwares de controle de acesso), juntamente com Carta de solidariedade dos mesmos, especificando que estão solidárias as condições de garantia do edital bem como tem pessoal técnico treinado e capacitado a instalar e prestar serviços de manutenção nos equipamentos cotados; As cartas de solidariedade deverão ser direcionadas especificamente ao DNIT, e deverão fazer menção ao número da licitação em questão; 13.4 Deverá apresentar comprovação de que faz parte de seu quadro de pessoal, engenheiro da área elétrica, da área de eletrônicas ou de telecomunicações, devendo ser apresentado o CREA, para efeito de comprovação da qualificação; Seu vínculo deverá ser comprovado através de ficha de registro empregatício ou contrato social da empresa, com data de admissão até a data de oferecimento/apresentação das propostas; O Responsável técnico indicado deverá fazer parte do quadro permanente da Empresa (funcionários ou sócios), comprovada essa condição por meio de cópia autenticada da CTPS - Carteira de Trabalho e previdência Social ou de qualquer documento revestido de fé pública, para o empregado, ou do Contrato Social da Empresa ou Certidão de Pessoa Jurídica do CREA, para o sócio ou proprietário; 13.5 A empresa licitante deverá apresentar alvará de funcionamento, comprovando a atividade compatível com o objeto da licitação; 13.6 Caso a empresa licitante não tenha sede ou filial em Brasília, deverá ser apresentado junto à proposta comercial, contrato de prestação de serviços firmado em cartório, com empresa local, que ficará responsável pela manutenção do sistema e equipamentos ora licitados durante o período de garantia. A empresa contratada como assistência técnica autorizada 9

10 deverá apresentar declaração de solidariedade da mesma com a licitação e com o proponente; 13.7 A Contratada deverá fornecer a título de garantia futura, o código fonte do software de controle de acesso contratado; Este software será entregue em envelope lacrado e recebido por uma comissão a ser formada para este fim e será armazenado em cofre de segurança deste DNIT, e só será utilizado nos seguintes casos: a) Mudança de atividade ou desinteresse de prestar manutenção e suporte por parte da contratada; b) Falência ou encerramento das atividades da empresa; c) Sendo sua utilização autorizada somente para suporte da licença fornecida, sempre respeitando a lei de direito autoral vigente; d) Deverá ser fornecida junto à proposta comercial, carta do fabricante do software, direcionada a esta comissão, concordando com o exigido neste item As Câmeras de inspeção de (Raios X), deverão estar em conformidade com as normas sobre emissão de radiação, editadas pela CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear), conforme laudo técnico emitido por Supervisor de Proteção Radiológica, sem vínculo empregatício com a Licitante, registrado pela CNEN; A licitante deverá apresentar documento de homologação por parte da CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear); 13.7 A licitante deverá apresentar declaração do fabricante do equipamento, onde comprove que a mesma possui capacidade técnica para instalar, configurar, dar treinamento e prestar serviços de manutenção. Esta declaração deverá ser emitida pelo fabricante citando o nome da Contratante e identificação do número do processo licitatório; 13.8 A Contratada deverá fornecer e implantar todos os equipamentos objetos desta licitação; A Contratada deverá entregar e instalar todos os equipamentos no Prédio do Edifício Sede do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes - DNIT; A Contratada deverá executar os serviços contratados em dias e horários normais de funcionamento do órgão. Em caso de necessidade ou em negociação com a Coordenação responsável pelo contrato a Contratada deverá arcar com todos os custos com pessoal: (transportes, horas extras, alimentação e outros); 13.9 A Contratada deverá responder por todos os encargos sociais, salariais, impostos e demais encargos inerentes à execução dos serviços objeto desta licitação; 13.8 A Contratada deverá manter todo o seu pessoal, uniformizados e devidamente identificados, quando da execução dos serviços nas dependências deste Departamento; 13.9 A Contratada deverá responsabilizar-se por todos e quaisquer danos causados às dependências (instalações) e equipamentos da Contratante, quando evidenciada a culpa por dolo, omissão, negligência ou deficiência técnica de seus funcionários quando da execução dos serviços contratados; A Contratada deverá fornecer produtos de qualidade comprovada no mercado; 10

11 13.11 A Contratada deverá dar garantia mínima de 01 (um) ano para todos os produtos fornecidos; A Contratada deverá prestar assistência técnica e manutenção nos equipamentos e softwares durante todo o prazo de garantia sem custos para a Contratante e da seguinte forma: a) prazo para que se inicie o atendimento técnico será de até 03 (três) horas contado a partir do momento em que for realizado o chamado, devidamente formalizado; b) no caso de necessidade de remoção de qualquer equipamento ou peça, para reparo fora das instalações da Contratante, a Contratada terá o prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas, do início do atendimento, para o conserto dos mesmos. Caso a Contratada não termine o reparo no prazo estabelecido e, a critério da Contratante, a utilização do equipamento tornar-se inviável, a Contratada deverá substituí-lo em 30 (trinta) dias por outro, com características e capacidades iguais ou superiores ao substituído; c) caso haja 03 (três) chamadas para problemas de mesma natureza para um mesmo equipamento ou peça, no período de 30 (trinta) dias, o fornecedor deverá substituir o equipamento ou peça, às suas expensas, no prazo de 30 (trinta) dias após ser notificado pela Contratante; d) a cada atendimento deverá ser apresentado um Relatório de Atendimento Técnico descrevendo os problemas, defeitos e procedimentos executados ou a serem efetuados para efetivação do reparo; e) a Contratada deverá apresentar, mensalmente, um relatório com a quantidade de defeitos ocorridos, por tipo e por equipamento (incluindo o nº de patrimônio), no mês de referência, e o acumulado do ano; A Contratada deverá, obrigatoriamente, executar a visita técnica as dependências do DNIT para tomar conhecimento da situação. Todas as condições locais deverão, então, ser adequadamente observadas, devendo ainda ser feito o levantamento de todos os elementos (civil, elétrico e eletrônico) e quantitativos que possam ter influência no desenvolvimento dos planos de implantação, de modo que não serão atendidas solicitações durante os serviços sob o argumento de falta de conhecimento das condições de trabalho ou de dados do projeto; Quando da visita técnica, será fornecido ao Licitante cópia das plantas dos respectivos locais de instalação dos equipamentos do Sistema de Controle; Esta visita técnica deverá ser efetivada pelo responsável técnico da empresa licitante no prazo máximo de 3 (três) dias úteis antes da data da licitação; A mesma deverá ser agendada com 24 horas de antecedência pelo telefone /4234; A Contratada deverá dar treinamento em até 30 dias da entrega definitiva do Sistema para, no mínimo, 10 pessoas indicadas pela Contratante sem nenhum custo adicional para a mesma, incluindo-se, o fornecimento de todo o material didático referente ao curso; A Contratada deverá elaborar o plano de implantação detalhado, e executar o mesmo, usando equipamentos modernos. Os desenhos e especificações de serviços gerados pela Contratada deverão ser encaminhados para a Contratante, a fim de análise e aprovação; 11

12 13.15 A Contratada se responsabilizará em atualizar os desenhos do plano de implantação que sofrerem modificações; A aprovação por parte da Fiscalização ou da Contratante de detalhes elaborados pela Contratada não a exime de responsabilidade por erros ou falhas que os mesmos possam conter; Em caso de dúvidas ou omissão do plano de implantação caberá à Fiscalização fixar o que julgar mais indicado, comunicando por escrito à Contratada a solução adotada; A não ser quando especificado, em contrário, os materiais (equipamentos elétricos e eletrônicos) a serem empregados nos serviços serão todos novos e de primeira qualidade (assim entendida a gradação de qualidade superior, quando existirem diferentes gradações de qualidade de um mesmo produto) e de acordo com as especificações da ABNT, sendo expressamente vedado o uso de material improvisado em substituição ao especificado, assim como, não se admitirá a adaptação de peças, seja por corte ou por outro processo, a fim de usá-las em substituição a peças recomendadas e de dimensões adequadas; Quando houver motivos ponderáveis para a substituição de um material especificado por outro, a Contratada, em tempo hábil, apresentará, por escrito à Fiscalização, a proposta de substituição, instruindo-a com as razões determinantes do pedido e orçamento comparativo, sendo que sua aprovação só poderá efetivar-se quando a Contratada: a) Firmar declaração de que a substituição far-se-á sem ônus para o Contratante; b)apresentar provas de equivalência técnica do produto proposto em substituição ao especificado; A execução dos serviços deverá ser realizada com a adoção de todas as medidas relativas à proteção dos trabalhadores e de pessoas ligadas a atividades da Contratada; Devem ser observadas as leis em vigor; deverão ser observados os requisitos de segurança com relação às redes elétricas, máquinas, presença de chamas e metais aquecidos, uso e guarda de ferramentas; O Contratante não assumirá responsabilidade por acidentes que ocorram nos locais das instalações e nem atuará como mediador em conflitos que deles resultem; A contratada manterá Seguro de Acidentes do Trabalhador para todos os seus empregados e, responderá, nos termos da legislação vigente, por qualquer acidente ocorrido com o pessoal, material, instalações e equipamentos sob a sua responsabilidade, bem como de terceiros, durante a execução dos serviços; A Contratada submeter-se-á as medidas de segurança exigidas pelo DNIT Efetuar a entrega do material cotado no prazo de até 30 (trinta) dias corridos contados da data do recebimento da Nota de Empenho Efetuar a entrega do material de acordo com as especificações e demais condições estipuladas no Edital e seus anexos Comunicar à Coordenação-Geral de Administração Geral, no prazo máximo de 02(dois) dias que antecedam o prazo de vencimento da entrega, os motivos que impossibilitem o seu cumprimento. 12

13 13.29 Reparar, corrigir, remover, às suas expensas, no todo ou em parte, o(s) material(s) em que se verifique danos em decorrência do transporte, bem como, providenciar a substituição dos mesmos, no prazo máximo de 10 (dez) dias, contados da notificação que lhe for entregue oficialmente Assumir a responsabilidade pelos encargos fiscais e comerciais resultantes da adjudicação desta licitação A Contratada deverá manter as mesmas condições habilitatórias, em especial, no que se refere ao recolhimento dos impostos federais, estaduais e municipais, durante toda a execução do objeto, as quais são de natureza sine qua non para a emissão de pagamentos e aditivos de quaisquer natureza. 14. OBRIGAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO 14.1 Comunicar à empresa vencedora todas e quaisquer ocorrências relacionadas com a aquisição do material Efetuar o pagamento da empresa vencedora até 30 dias após a apresentação da Nota Fiscal e o aceite da Comissão Especial de Recebimento de Materiais Rejeitar, no todo ou em parte, os materiais que a(s) empresa(s) vencedora(s) entregar(em) fora das especificações do Edital e seus anexos. 15 DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS Pela inexecução total ou parcial do objeto deste Pregão, a Administração do DNIT poderá, garantida a prévia defesa, aplicar à licitante vencedora as seguintes sanções: advertência; multa de 0,3% (zero vírgula três por cento) por dia de atraso e por ocorrência de fato em desacordo com o proposto e o estabelecido no edital, até o máximo de 10% (dez por cento) sobre o valor total da nota de empenho, recolhida no prazo máximo de 15 (quinze) dias corridos, uma vez comunicada oficialmente; multa de 10% (dez por cento) sobre o valor total da nota de empenho, no caso de inexecução total ou parcial do objeto contratado, recolhida no prazo de 15 (quinze) dias corridos, contado da comunicação oficial; Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será concedida sempre que a licitante ressarcir a Administração do DNIT pelos prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção aplicada com base no subitem anterior Aquele que, convocado dentro do prazo de validade de sua proposta, não assinar o contrato ou ata de registro de preços, deixar de entregar documentação exigida no edital, apresentar documentação falsa, ensejar o retardamento da execução de seu objeto, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de modo inidôneo, fizer declaração falsa ou cometer fraude fiscal, garantido o direito à ampla defesa, ficará impedido de licitar e de contratar com a 13

14 União, e será descredenciado no SICAF, pelo prazo de até cinco anos, sem prejuízo das multas previstas em edital e no contrato e das demais cominações legais As penalidades serão obrigatoriamente registradas no SICAF Pelos motivos que se seguem, principalmente, a licitante vencedora estará sujeita às penalidades tratadas na condição anterior: pelo fornecimento de material desconforme com o especificado e aceito; pela não substituição, no prazo estipulado, do material recusado pelo DNIT; pelo descumprimento dos prazos e condições previstos neste Pregão Além das penalidades citadas, a licitante vencedora ficará sujeita, no que couber, às demais penalidades referidas no Capítulo IV da Lei n.º 8.666/ Comprovado impedimento ou reconhecida força maior, devidamente justificado e aceito pela Administração do DNIT, em relação a um dos eventos arrolados na Condição 15.3, a licitante vencedora ficará isenta das penalidades mencionadas As sanções de advertência e impedimento de contratar com a Administração do DNIT, e declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública poderão ser aplicadas à licitante vencedora juntamente com as de multa, descontando-a dos pagamentos a serem efetuados A penalidade será obrigatoriamente registrada no SICAF e no caso de suspensão de licitar, o LICITANTE deverá ser descredenciado por igual período, sem prejuízo das multas previstas neste Edital e no Contrato e das demais cominações legais A recusa sem motivo justificado do(s) convocado(s) em aceitar ou retirar a Nota de Empenho dentro do prazo estabelecido nos subitens 12.2 e 12.4 caracteriza o descumprimento total da obrigação assumida, sujeitando-a às penalidades aludidas no Item 15 deste Edital. 16 DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA As despesas decorrentes da contratação, objeto desta licitação, correrão à conta dos recursos consignados no Orçamento Geral da União, para o exercício de 2008, a cargo do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes DNIT. 17 DO PAGAMENTO 17.1 Entregue e aceito definitivamente o material cotado, a licitante vencedora apresentará nota fiscal para liquidação e pagamento da despesa pelo DNIT, em Brasília/DF, mediante ordem bancária creditada em conta corrente no prazo de 30 (trinta) dias, contados da apresentação dos documentos no Serviço de Almoxarifado O DNIT reservar-se o direito de recusar o pagamento se, no ato da atestação, os equipamentos fornecidos não estiverem de acordo com a especificação apresentada e aceita Será comprovada a regularidade fiscal da contratada, mediante consulta online da sua situação junto ao Sistema de Cadastro de Fornecedores SICAF antes de efetuar qualquer pagamento devido. 14

15 18 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS É facultado ao Pregoeiro, ou à autoridade superior, em qualquer fase da licitação, a promoção de diligência destinada a esclarecer ou complementar a instrução do processo Os proponentes são responsáveis pela fidelidade e legitimidade das informações e dos documentos apresentados em qualquer fase da licitação Não havendo expediente ou ocorrendo qualquer fato superveniente que impeça a realização do certame na data marcada, a sessão será automaticamente transferida para o primeiro dia útil subseqüente, no mesmo horário e local anteriormente estabelecido, desde que não haja comunicação do Pregoeiro em contrário O desatendimento de exigências formais não essenciais não importará no afastamento do proponente, desde que sejam possíveis a aferição da sua qualificação, e a exata compreensão da proposta, durante a realização da sessão pública de Pregão As normas que disciplinam este Pregão serão sempre interpretadas em favor da ampliação da disputa entre os interessados, desde que não comprometam o interesse da Administração, a finalidade e a segurança da contratação A autoridade competente para aprovação do procedimento licitatório somente poderá revogálo em face de razões de interesse público, por motivo de fato superveniente devidamente comprovado, pertinente e suficiente para justificar tal conduta, devendo anulá-lo por ilegalidade, de ofício ou por provocação de qualquer pessoa, mediante ato escrito e fundamentado, assegurada a ampla defesa e o contraditório A critério da Administração, o objeto deste Pregão poderá ter seus quantitativos reduzidos ou aumentados, de acordo com o Artigo 65, 1º da Lei n.º 8.666/93; Para as demais condições de contratação, observar-se-ão as disposições constantes do Anexo I deste Edital. Brasília, 01 de dezembro de 2008 Pregoeiro/DNIT 15

16 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1- DO OBJETO: 1.1. Contratação de empresa especializada no fornecimento e Implantação de solução integrada para um Sistema de Controle de Acesso Físico as dependências do Edifício Sede do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes DNIT. 2- DAS JUSTIFICATIVAS: 2.1. Vulnerabilidade no sistema de acesso de pessoal e veículo; 2.2. Falha no sistema de controle de entrada e saída de pessoal; 2.3. Falha no sistema de controle de saída e entrada de material; 2.4. Falha no controle de acesso nas garagens; 3- DA SITUAÇÃO ATUAL: O Sistema de Acesso é composto dos seguintes equipamentos: 3.1- Sistema de Cancelas Eletrônicas: Para entrada e saída de veículos instaladas na entrada Norte, equipamentos existentes a ser automatizados e integrados ao novo sistema: a) Cancelas Eletromecânicas: 04 (quatro) Cancelas, modelo ASPER, composta por: Motor elétrico de propulsão trifásico, 380V; 04 (quatro) placas eletrônicas para automação de cancelas, modelo WP-14; 04 (quatro) placas eletrônicas de rede de comunicações, modelo WP-15; 04 (quatro) antenas tipo loop indutivo, de piso, modelo WP18; 04 (quatro) leitoras de cartão magnético, por proximidade, modelo WP Wiegand; (um mil e duzentos) metros de rede padrão RS-422, cabo categoria 5E, com isoladores óticos. b) Programas operacionais: Programa de controle de estacionamento, modelo Westac versão 7.14 WP; 02 (dois) programas de cadastramento e emissão de relatórios, modelo Gerente, versão 7.03 WP. 16

17 3.2- Sistema Detector de Metais: a) Detectores de metais da marca PRIEL: Modelo: Portal DMP-04/MP (micro processado) instalados nos seguintes locais: 02 (dois) instalados na Portaria Sul; 02 (dois) Instalados na Portaria Norte; 01 (um) Instalado no 1º subsolo entrada norte Obs: Os Sistemas atuais, não estão integrados. 4- DA SOLUÇÃO PRETENDIDA: A Solução proposta deverá contemplar o fornecimento de equipamentos e software com a integração com todos os equipamentos implantados e a implantar (os mesmos deverão interagir com a central de monitoramento e entre si); 4.1- Catracas e Portões eletrônicos para acesso de pessoas: Catracas eletrônicas para controle de acesso com leitoras de proximidade tipo pedestal com guarda corpo; 4.2. Câmeras de Inspeção de Raios-X; a) Sistema Antipânico Para as Portas de Saída de Emergência (TRAVA/DESTRAVA AUTOMÁTICA) 5- DAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS SISTEMAS: 5.1- O Sistema de controle de acesso deverá ser um sistema, multi-usuário, operando na estrutura cliente-servidor e com arquitetura distribuída, utilizando cartões de proximidade do tipo MIFARE; 5.2- As placas leitoras de cartões por proximidade deverão dispensar o contato físico entre o cartão e o leitor, com isso, nenhum dos dois deverá sofrer desgastes; 5.3- Outra vantagem é o tempo de leitura minimizado, o que melhora o fluxo de acesso; 5.4- O Sistema deverá possuir o funcionamento em off-line, tirando a dependência funcional de uma unidade servidora, a unidade servidora deverá ser atualizada em um tempo pré-determinado, ou sob demanda; 5.5- O Sistema terá sua composição formada por equipamentos específicos de controle de acesso fornecidos pela empresa vencedora da licitação, devendo o conjunto de equipamentos de informática a ser fornecido não ser inferior a 01 (um) microcomputador classe Servidor, onde será instalado o banco de dados constante da solução e de 04 (quatro) microcomputadores classe estação de trabalho que serão utilizados nos pontos de acesso (portarias e garagens); 5.6- As placas controladoras deverão ser capazes de operar o sistema conectado a elas em caso de falha de comunicação com o servidor do sistema. Esta operação deverá ser realizada de modo transparente para o usuário e de modo a não permitir a perda de nenhum evento ou marcação; 5.7- As placas controladoras poderão utilizar outras placas que ajudem no gerenciamento do sistema, porém, não serão consideradas como equipamento à parte; 5.8- A responsabilidade de criar todo o banco de dados para o perfeito e completo funcionamento do sistema de controle de acesso é da empresa vencedora da licitação; 17

18 5.9- Esta última também será responsável pelo fornecimento e programação dos cartões de proximidade; Esses cartões serão, futuramente, divididos em grupos, tais como funcionários, visitantes, estagiários, prestadores de serviços etc.; Cada usuário disporá de um cartão inteligente (SMART CARD) personalizado (foto, nome, etc.), o qual será utilizado como identificação e passaporte; Os leitores de controle de freqüência deverão controlar todos os acessos indicados pela Contratante, nas dependências do edifício sede; Um usuário do sistema, portador de um crachá / cartão inteligente (o cartão inteligente deverá ser utilizado como cartão funcional) válido (autorizado), ao aproximar seu cartão de uma leitora, acoplada a uma catraca, por exemplo, terá seu acesso registrado; Todo usuário deverá apresentar o cartão na entrada e na saída das dependências para obter sua freqüência e, principalmente, controlar sua presença; Os dados coletados nas leitoras de controle de apontamento deverão ser exportados para o sistema a ser indicado pela Contratante, mediante layout a ser apresentado; Os dados necessários ao acesso deverão estar gravados no cartão do usuário, logo, o sistema não deverá utilizar listas (branca/preta) para liberação e/ou bloqueio de usuários quando o terminal estiver operando off-line; Todos os registros de acesso (autorizados ou negados) serão armazenados na memória interna do equipamento (leitor de cartão) e transferidos ao servidor de comunicação, onde cada movimentação no sistema é armazenada no banco de dados; Terão acesso ao mesmo, apenas pessoas autorizadas, para que este as armazene no banco de dados para futuras consultas; Todos os equipamentos deverão possuir um sistema de detecção de falhas. Estas falhas serão enviadas ao servidor e armazenadas em um log para posterior verificação; Deverão existir vários tipos de alarmes configurados pelo administrador do sistema; O administrador decidirá que operação será executada. Exemplos: em caso de incêndio, o alarme irá colocar todas (ou as definidas) portas e catracas destravadas ou, em uma falha na comunicação dos equipamentos, enviará um para o suporte técnico local ou externo, sem intervenção do operador; O Sistema de Controle de Acesso e Freqüência deverá integrar-se com o sistema a ser indicado pela Contratante, bastando que este informe o layout do arquivo a ser exportado; O Sistema de Controle de Acesso e Freqüência deverá assegurar a existência de apenas um cartão por usuário; No momento, por exemplo, que for gerado um cartão provisório, o sistema deverá bloquear automaticamente o cartão já existente, não necessitando da intervenção do operador; Máquinas de vendas (café, refrigerantes, alimentos) poderão ser instaladas no interior do edifício futuramente, e o cartão poderá operar como um moedeiro eletrônico (póspago ou pré-pago); O Sistema deverá permitir que através de qualquer estação cliente (qualquer estação de trabalho conectada à rede de computadores em que se encontram conectados os 18

19 equipamentos do sistema de controle de acesso) o operador (caso autorizado para tal tarefa) possa visualizar em tempo real todos os alarmes ocorridos nos equipamentos de acesso, para que sejam tomadas as devidas providências; Os equipamentos devem permitir conexão a sistemas de alarme de incêndio. Nos casos onde isso ocorrer, os mesmos deverão permitir configuração para serem liberados automaticamente; Juntamente com as catracas haverá duas portas de acesso para Portadores de Necessidades Especiais, a qual também será fornecida com acionamento via botoeira. Fará parte deste conjunto uma fechadura eletromagnética para estas portas; Devem ser observadas, na execução dos referidos serviços, as seguintes disposições: a) dos Códigos, Normas, Leis, Decretos, Portarias e Regulamentos aplicáveis dos órgãos públicos federais, estaduais e municipais e das concessionárias de serviços públicos; b) das normas da ABNT; c) da Lei Federal nº de 27 JUN 93 e suas alterações; 6- SISTEMA DE SOFTWARE: O mesmo deverá apresentar no mínimo as seguintes funções: 6.1- O Sistema deverá utilizar dispositivos de acesso, denominados leitores, que serão responsáveis por validar as informações dos cartões dos usuários e permitir o acesso e a movimentação dos mesmos nas dependências do edifício; 6.2- O leitor deve estar preparado para controlar qualquer dispositivo de bloqueio como catracas, portas e cancelas; 6.3- Os dados contidos no cartão deverão permitir diversos tipos de validação segundo as necessidades do edifício; 6.4- O Sistema deverá possuir funções de segurança para garantir o acesso às informações nele residentes, com as seguintes características: a) Manter cadastro dos usuários no sistema; b) Associar a cada usuário, a permissão e as condições de acesso, aos diversos módulos do sistema e alterar a senha de acesso e a identificação dos usuários ao sistema; c) O sistema deverá permitir a personalização lógica e física dos cartões, (por personalização física entende-se todo o acabamento gráfico com impressão do nome do usuário, sua foto e outros dados relacionados ao usuário final); d) Por personalização lógica entende-se a formatação dos arquivos do cartão e introdução dos dados do usuário no chip; e) O Sistema de personalização lógica deve contemplar também toda gerência de segurança relacionada ao sistema de personalização de cartão, com manipulação segura das chaves de cada cartão; 19

20 f) O aplicativo deverá possuir funções que permitam gerenciar e obter informações dos funcionários, com as seguintes características: Administrar a lista de cartões de funcionários excluídos do sistema, inclusive com exportação desta lista para os terminais e importação da lista de cartões cancelados pelos terminais; Associar para cada funcionário os locais restritos aos quais ele tem acesso; Associar para cada funcionário o tipo de horário de trabalho a ser cumprido; Permitir que o superior imediato, autorizado, possa efetuar os ajustes de horário necessários nas anomalias encontradas nos registros de ponto dos funcionários para geração do boletim de freqüência; Manter o histórico do registro de ponto ajustado e do original coletado; g) O controle de freqüência deverá possuir no mínimo as seguintes características: Permitir a identificação do local físico onde está instalado o terminal; Permitir ajuste de data e hora somente por funcionário autorizado; Identificar o tipo de registro de freqüência através do teclado do terminal; Garantir a identidade do funcionário nos locais onde, esta, seja necessária; Registrar a freqüência no cartão e no terminal; Informar ao funcionário eventuais discrepâncias (entrada/saída duplicada, fora do intervalo de tolerância); Permitir exportação dos registros de ponto; Cancelar cartões que foram extraviados ou de funcionários que perderam seus direitos; Exportar para o sistema a lista de cartões que foram cancelados; Coletar automaticamente a freqüência sem a necessidade de intervenção dos operadores do sistema; h) A tecnologia básica empregada para o Controle de Acesso será a de cartões inteligentes tipo SMART CARDs (mais seguros e rápidos nas operações, com armazenamento de dados) a qual, pelas suas características, deverá permitir futuras ampliações no escopo do projeto; i) O tipo dos cartões inteligentes deverá ser sem contato, padrão MIFARE de 1 K (padrão mundial mais utilizado), por apresentarem maior agilidade nas operações de leitura/escrita, durabilidade, segurança, e maior flexibilização para personalização; j) As interfaces dos aplicativos deverão ser compatíveis com Windows 98, ME, 2000, NT, XP e LINUX; k) O Sistema de Controle de Acesso e Freqüência deve ser projetado para trabalhar com o banco de dados SQL Server 2000 ou Oracle; l) Os equipamentos deverão utilizar rede Ethernet padrão TCP/IP, não sendo necessário concentradores para grupo de equipamentos, bastando um computador que atuará como servidor de comunicação; 20

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006 REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006 PROCESSO : 50600.000884/2006-13 Tipo de Licitação:

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado.

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado. ESCLARECIMENTOS Em curso nesta Autarquia a licitação nº 0453/13, Processo nº 0363/13, que almeja a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de medicina e segurança do trabalho. Foi recebido

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS 1 PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS O CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAUDE DO MEDIO PARAIBA, mediante o Pregoeiro Flávio Macharet Barbosa, designado pela Portaria nº 004/2011, de junho

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0536/2007

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0536/2007 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0536/2007

Leia mais

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ DECRETO Nº 600/2014 Súmula:- Regulamenta a aquisição de Bens Permanentes, de Consumo e Serviços destinados a Administração Direta, Indireta e Fundacional do Município de Sengés, através de Pregão, tendo

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e DECRETO No. 24.818 de 27 JANEIRO DE 2.005 Regulamenta a realização de pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação, denominado pregão eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009 A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP realizará, às 15 horas do dia 16 de julho de 2009, licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO, tipo MENOR PREÇO, conforme autorização da Senhora Chefe do DEAFI,

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL Curso de Licitação. Pregão Presencial e Pregão Eletrônico Professor: Antônio Noronha Os 3 Caminhos Possíveis para Aquisição/ Serviços, etc... Licitação; Dispensa de Licitação; Inexigibilidade de Licitação.

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 A UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009. (publicada no DOE nº 109, de 12 de junho de 2009) Dispõe sobre a Cotação Eletrônica

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

PROCESSO Nº 50610.000228/2010-70

PROCESSO Nº 50610.000228/2010-70 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SEÇÃO DE CADASTRO E LICITAÇÕES

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº0195/2014 PREÂMBULO

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº0195/2014 PREÂMBULO TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº0195/2014 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto

Leia mais

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul.

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009 Business Online Comunicação de Dados Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Faço

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços

PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços EDITAL A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10-124-DIREF de 29/06/2006, realizará

Leia mais

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e Página 1 de 5 PORTARIA Nº 306, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2001 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

MANUTENÇÃO DO PÁRA RAIOS PREÂMBULO

MANUTENÇÃO DO PÁRA RAIOS PREÂMBULO MANUTENÇÃO DO PÁRA RAIOS PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397 / 21

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006

COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição

Leia mais

PROCESSO Nº 50610.004685/2010-33

PROCESSO Nº 50610.004685/2010-33 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SEÇÃO DE CADASTRO E LICITAÇÕES

Leia mais

ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO

ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 2014-003 PREÂMBULO 1.Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por

Leia mais

Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014

Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014 Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014 (Inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/93 c/c Portaria nº 306, de 13 de dezembro de 2001). A União, por intermédio do Instituto Nacional de Câncer José Alencar

Leia mais

* O ÔNIBUS DEVERÁ TER SUSPENSÃO AR CONDICIONADO, BANHEIRO, GELADEIRA ELÉTRICA, POLTRONA SUPER PULLMAN, TV, SOM, VÍDEO, DVD.

* O ÔNIBUS DEVERÁ TER SUSPENSÃO AR CONDICIONADO, BANHEIRO, GELADEIRA ELÉTRICA, POLTRONA SUPER PULLMAN, TV, SOM, VÍDEO, DVD. ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº 28.088 DE 10 DE JANEIRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro PREGÃO N.º 010/2007

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro PREGÃO N.º 010/2007 PREGÃO N.º 010/2007 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MUDANÇA DA VALEC TENDO COMO ORIGEM AV. MARECHAL FLORIANO Nº 45, 3º ANDAR E COMO DESTINO PRAÇA PROCÓPIO FERREIRA, 86, 6º ANDAR NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO.

Leia mais

AcroPDF - A Quality PDF Writer and PDF Converter to create PDF files. To remove the line, buy a license.

AcroPDF - A Quality PDF Writer and PDF Converter to create PDF files. To remove the line, buy a license. DECRETO Nº 5.450, DE 31 DE MAIO DE 2005 Regulamenta o pregão, na forma eletrônica, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 ATA DO REGISTRO DE PREÇOS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DE PRESTAÇÃO DE

Leia mais

MODELO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

MODELO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR MODELO CONTRATO N.º /20 CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR A (Órgão/Entidade Federal, Estadual ou Municipal), pessoa jurídica de direito público ou privado, com sede à Rua, n.º,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº. 15414.300110/2008-40 PREGÃO ELETRÔNICO Nº

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº. 15414.300110/2008-40 PREGÃO ELETRÔNICO Nº A Superintendência de Seguros Privados SUSEP, no Estado do Rio de Janeiro, mediante Pregoeiro designado pela Portaria SUSEP n 3.053, de 14 de outubro de 2008, torna público que realizará às 14 horas, do

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 21/2011

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 21/2011 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO CEARÁ SEÇÃO DE CADASTRO E LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA COTAÇÃO ELETRÔNICA 150/2015. (Inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/93 c/c Portaria nº 306, de 13 de dezembro de 2001).

INSTRUÇÕES PARA COTAÇÃO ELETRÔNICA 150/2015. (Inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/93 c/c Portaria nº 306, de 13 de dezembro de 2001). Fl. Rub. INSTRUÇÕES PARA COTAÇÃO ELETRÔNICA 150/2015 (Inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/93 c/c Portaria nº 306, de 13 de dezembro de 2001). A União, por intermédio do Instituto Nacional de Câncer José

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n.º 25 /2014 PROCESSO n.º 62/2013 (Protocolo nº 6.007). PREGÃO ELETRÔNICO n.º 49/2013 VALIDADE: 12 (doze) meses Aos quatorze dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze,

Leia mais

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007 DECRETO 8.538/2015 COMPARATIVO COM DECRETO 6.204/2007 Outubro/2015 Importante: Pontos acrescidos estão destacados em verde. Pontos suprimidos estão destacados em vermelho. Decreto nº 8.538, de 6 de outubro

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20...

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... Ao...do dia do mês de... do ano de 20..., na PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA PGR,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO N.º 15/2014 PROCESSO N.º 23341.000141/2014-71

Leia mais

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 1.1. Aquisição de cartuchos de toner para a Superintendência Regional da Polícia Federal no Tocantins -SR/DPF/TO e para a Delegacia de Polícia Federal em Araguaína-TO- DPF/AGA/TO.

Leia mais

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas, empresas de pequeno porte e equiparadas nas contratações de bens, prestação de serviços e execução de obras, no âmbito

Leia mais

Manual da Central de Compras

Manual da Central de Compras Sistema de Compras Eletrônicas - COE Manual da Central de Compras Portal Compras RS Portal Pregão On-Line Banrisul Portal Compras PROCERGS Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Administração

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 7 07/10/2015 10:08 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE 2015 Vigência Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA DA DIREÇÃO-GERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA DA DIREÇÃO-GERAL ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N. 3105-09.00/13-7 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 69/13 ATA AJDG N.º 036/2013 Nesta data, compareceu à sede da, órgão administrativo do MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

EDITAL PROCESSO 4674/2009

EDITAL PROCESSO 4674/2009 EDITAL PROCESSO 4674/2009 A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10/58-DIREF de 24/06/2009 realizará o pregão presencial em epígrafe, regido

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0532/2010-19

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0532/2010-19 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0532/2010-19 PROCESSO : 50619.000325/2010-82. Tipo de Licitação: MENOR

Leia mais

MODELO DE EDITAL PARA CAFÉ SUPERIOR. Logo e razão social do órgão público

MODELO DE EDITAL PARA CAFÉ SUPERIOR. Logo e razão social do órgão público MODELO DE EDITAL PARA CAFÉ SUPERIOR Logo e razão social do órgão público PREGÃO ELETRÔNICO N XXX EDITAL A , por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria xxx de data, realizará

Leia mais

FAURG FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO OBJETO: AQUISIÇÃO DE CENTRAL DE ALARME COM INSTALAÇÃO

FAURG FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO OBJETO: AQUISIÇÃO DE CENTRAL DE ALARME COM INSTALAÇÃO EDITAL DE PREGÃO ELETRONICO Nº 063/2013 FAURG OBJETO: AQUISIÇÃO DE CENTRAL DE ALARME COM INSTALAÇÃO IMPORTANTE: INÍCIO DO ACOLHIMENTO DAS PROPOSTAS: 25/07/2013 08h RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS ATÉ: 05/08/2013

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. 5.1 Quantidade estimada para compra são de 2 (dois) nobreaks que funcionarão de forma redundante.

TERMO DE REFERENCIA. 5.1 Quantidade estimada para compra são de 2 (dois) nobreaks que funcionarão de forma redundante. TERMO DE REFERENCIA 1. OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada para fornecimento e manutenção de equipamento elétrico do tipo nobreak nas instalações da sala dos servidores da Companhia Docas do

Leia mais

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052 EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 136/2015 OBJETO: AQUISIÇÃO ALMOFADA PARA CARIMBO, TINTA PARA CARIMBO, FITA ADESIVA LARGA E COLA EM BASTÃO, A PEDIDO DA SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE. IMPORTANTE INÍCIO DE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /05

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /05 MINUTA 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 010/05 Processo nº 10.091/05 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE

Leia mais

1 DO OBJETO Aquisição de licença de software de informática para atender as necessidades desta Autarquia, conforme discriminação abaixo:

1 DO OBJETO Aquisição de licença de software de informática para atender as necessidades desta Autarquia, conforme discriminação abaixo: A Superintendência de Seguros Privados SUSEP, no Estado do Rio de Janeiro, mediante Pregoeiro designado pela Portaria SUSEP n 2.527, de 11 de outubro de 2006, torna público que realizará às 14 (catorze)

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 008/2009 EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 02/2009 1.1 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL 1.1.1.1 TIPO DE LICITAÇÃO: MAIOR DESCONTO OFERTADO

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços de suporte técnico para a Ferramenta de Scanner de Vulnerabilidades de Aplicações Web Acunetix

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços de suporte técnico para a Ferramenta de Scanner de Vulnerabilidades de Aplicações Web Acunetix TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços de suporte técnico para a Ferramenta de Scanner de Vulnerabilidades de Aplicações Web Acunetix, e, atualização de novas versões e das vulnerabilidades detectáveis.

Leia mais

Contrato de Apoio Técnico - Operacional

Contrato de Apoio Técnico - Operacional Este Contrato estabelece os termos e condições para disponibilização do sistema informatizado PREGÃO.NET, pela Oriens Tecnologia Ltda., com sede na Av. do Contorno nº 3505, sala 802, na cidade de Belo

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319

DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319 Processo nº. 200910267000429 Data da Realização: 09/12/2009 Horário: 09:00 horas Local: www.comprasnet.go.gov.br DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319 A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 005/2014 DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO

TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 005/2014 DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 005/2014 DECRETO Nº28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 20150007

TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 20150007 TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº 20150007 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto Estadual nº 28.397,

Leia mais

LICITAÇÃO COM RESERVA DE COTA DE ATÉ 25% PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 34/2015

LICITAÇÃO COM RESERVA DE COTA DE ATÉ 25% PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 34/2015 LICITAÇÃO COM RESERVA DE COTA DE ATÉ 25% PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 34/2015 A FUNDAÇÃO DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO PARÁ - FASEPA, inscrita no CNPJ sob o nº 84.154.186/0001-23,

Leia mais

2.1 É objeto deste edital a aquisição de aparelhos de ar condicionado, com as quantidades e características a seguir descritas:

2.1 É objeto deste edital a aquisição de aparelhos de ar condicionado, com as quantidades e características a seguir descritas: Município de Sério/RS Edital de Pregão Eletrônico nº 001/2015 Tipo de julgamento: menor preço por item Abertura: 06 de fevereiro às 14:00 horas Município de Sério- RS. Este documento esteve afixado no

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 018/2015

COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 018/2015 COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 018/2015 PROCESSO N.: 23499.001035/2015-00 Torna-se público, para conhecimento dos interessados, que a Universidade Federal de Itajubá CAMPUS ITABIRA, por meio do setor de Compras,

Leia mais

Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul Sistema Cofen/Conselhos Regionais - Autarquia Federal criada pela Lei Nº 5.

Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul Sistema Cofen/Conselhos Regionais - Autarquia Federal criada pela Lei Nº 5. TERMO DE REFERÊNCIA I DO OBJETO 1.1. Contratação de pessoa jurídica especializada para prestação de serviço de limpeza e desinfecção de caixa d água para subseção de Dourados/MS do Coren/MS, conforme as

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

Ilustração 1: Secretaria de Desenvolvimento Agrário Centrais de Abastecimento do Ceará S/A CEASA

Ilustração 1: Secretaria de Desenvolvimento Agrário Centrais de Abastecimento do Ceará S/A CEASA PREÂMBULO ANEXO ÚNICO DO DECRETO Nº 28088, DE 10 /01/ 2006. TERMO DE PARTICIPAÇÃO Nº2011 085 DE 29/09/2011. Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE LICITAÇÃO PÚBLICA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE LICITAÇÃO PÚBLICA EDITAL DE LICITAÇÃO PÚBLICA PROCESSO LICITATÓRIO Nº014/2014 MODALIDADE: CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº001/2014 TIPO: MAIOR OFERTA GABINETE DO PREFEITO DATA, HORÁRIO, E LOCAL DE RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS: 11 de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO FINANCEIRO ANEXO III MINUTA DO CONTRATO Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE CONTRATO N.º /2013 CHAMADA

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 DATA DE ABERTURA: 04 de dezembro de 2008 HORÁRIO: 13:00 horas LOCAL DA SESSÃO PÚBLICA: Auditório da CPL/PGR, localizada no

Leia mais

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052 EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 114/2013 OBJETO: AQUISIÇÃO DE AUTOCLAVE DIGITAL, A PEDIDO DA SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE. IMPORTANTE INÍCIO DE ACOLHIMENTO DE PROPOSTAS: 14/10/2013 15h00min. LIMITE PARA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA ROMA DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES E D I T A L

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA ROMA DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES E D I T A L CONVITE Nº 06/2013 MANUTENÇÃO DE POÇOS ARTESIANOS E D I T A L O Prefeito Municipal de Nova Roma do Sul, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei Federal n 8.666, de 21 de junho de

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 414/2009 PROCESSO : 50600.010333/2007-31 Tipo de Licitação:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 015/08 Processo nº 41.128/07 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS TIPO VIATURA (VW GOL 1.6,

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000120/2011-01

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000120/2011-01 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000120/2011-01 1 JUSTIFICATIVA 1.1 Justifica-se essa aquisição pela necessidade de atendimento à demanda de Aparelhos Telefônicos efetuada pelas diversas

Leia mais

Processo 4907/2013 PREGÃO ELETRÔNICO 71/2013 Licitação 520053

Processo 4907/2013 PREGÃO ELETRÔNICO 71/2013 Licitação 520053 JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM MINAS GERAIS CNPJ 05.452.786/0001-00 Av. Álvares Cabral 1805, Santo Agostinho, Belo Horizonte/MG, CEP 30.170-001 Processo 4907/2013 PREGÃO ELETRÔNICO 71/2013 Licitação

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS DIVISÃO DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 28/2012 Processo SUSEP Nº 15414.

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS DIVISÃO DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 28/2012 Processo SUSEP Nº 15414. MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS DIVISÃO DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 28/2012 Processo SUSEP Nº 15414.004640/2012-46 A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP realizará

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 10/2012 O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO ORIGEM DA TOMADA DE PREÇOS: EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 - PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2009.40.38.00182

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais