FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS CAIO ALENCAR RIBEIRO AMBIENTES VIRTUAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS CAIO ALENCAR RIBEIRO AMBIENTES VIRTUAIS"

Transcrição

1 FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS CAIO ALENCAR RIBEIRO AMBIENTES VIRTUAIS VIRTUALIZAÇÃO PRAIA GRANDE 2010

2 CAIO ALENCAR RIBEIRO AMBIENTES VIRTUAIS VIRTUALIZAÇÃO Minimização de gastos e eficiência é o que trás o benefício de virtualizar. Faculdade do Litoral Sul Paulista Fals. Curso de Sistemas de Informação do 7 Semestre. Prof.Caio Alexandre Costa Sales PRAIA GRANDE 2010 CAIO ALENCAR RIBEIRO

3 CAIO ALENCAR RIBEIRO AMBIENTES VIRTUAIS VIRTUALIZAÇÃO Trabalho de Conclusão de Curso apresentado Como exigência parola. Para a obtenção de grau de Bacharel em burco, apresentado a Faculdade do Litoral Sul Paulista FALS Orientado pelo Prof.Caio Alexandre Costa Sales., de de. Local data Parecer da banca examinadora: TCC Aprovado ( ) Aprovado com Louvor ( ) Reprovado ( ) (nome, titulação, assinatura) (nome, titulação, assinatura) (nome, titulação, assinatura)

4 RESUMO Entender a importância dessa nova tecnologia que veio para agilizar e minimizar gastos de TI, sendo uma opção ideal que as empresas estão adaptando, com isso necessita de planejamento de infra-estrutura qualificada e procedimentos corretos. Isso irá mostrar a novos assistentes e supervisores como se portar diante da situação de virtualizar um servidor dedicado e a agregado. 1

5 ABSTRACT Understanding the importance of this new technology that came to streamline and reduce IT spending, with am option ideal that companies are adapting as it requires planning of infrastructure and qualified correct procedures. This will show the new assistant managers and supervisors as behave on the situation of a virtualized server dedicated and the aggregate. 2

6 SUMÁRIO RESUMO... 1 ABSTRACT... 2 INTRODUÇÃO EFICIÊNCIA EM VIRTUALIZAÇÃO SUPORTE A QUALQUER SISTEMA OPERACIONAL PROCEDIMENTOS E ABORDAGEM DA VIRTUALIZAÇÃO AMBIENTES VIRTUAIS CUSTO BENEFÍCIO PARA A INPLANTAÇÃO DA VIRTUALIZAÇÃO CONFIABILIDADE SOFTWARE UTILIZADO TIPOS DE VRTUALIZAÇÃO EMPRESA FOCO NA VIRTUALIZAÇÃO PARA VIRTUALIZAÇÃO A VIRTUALIZAÇÃO AJUDA NA CONTINUIDADE E NA RECUPERAÇÃO TI DINÂMICO VIRTUALIZANDO COM DINAMISMO SEGURANÇA HOSPEDAGEM OS TIPOS DE MÁQUINAS VIRTUAIS IMAGENS DE AMBIENTES VIRTUAIS IDS DETECÇÃO DE INSTRUSÃO HIPERVISOR TECNOLOGIA INTEL E AMD VOLTADAS PARA VIRTUALIZAÇÃO NÍVEL DE APLICAÇAO NA VIRTUALIZAÇÃO CONCLUSÃO

7 20. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS...32 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura Figura Figura Figura Figura Figura Figura

8 INTRODUÇÃO A Virtualização veio para minimizar gastos e efetuar um melhor desempenho e segurança não só de servidores como desktops (Computador Pessoal), assim permitindo uma maior flexibilidade e eficiência nos trabalhos de rotina de TI. E as vantagens de Virtualização, que ainda é desconhecida por muitas empresas. Porém para que seja eficiente a Virtualização, ela não deve trabalhar sozinha somente software, necessita de hardware forte para agüentar mais de um sistema operacional, que além do sistema integro do computador terá o programa que entrará a Virtualização do SO (Sistema Operacional) que desejar. Cortando excesso de micro computadores para servidor. Com o desenvolvimento deste trabalho de pesquisa, será possível encontrar respostas e chegar a uma conclusão sobre uma possível proposta de Virtualização nas empresas, visualizando todos os aspectos que este novo modelo de consolidação de infra-estrutura de Tecnologia da Informação(TI) pode trazer de benefícios, apontando os cenários e aplicativos de negócios em que a Virtualização pode ser utilizada como uma boa vantagem e diferencial de mercado. Aonde o maior desafio vai além desta nova tecnologia, é uma toma de decisão que implica métodos e procedimentos inteligentes e conceitos de TI, que assim surge uma solução com uma maior expansão dessa tecnologia aplicada. 5

9 1. EFICIÊNCIA EM VIRTUALIZAR Mostrar a eficiência e a solução de virtualizar nos trás muitos benefícios, entre eles podemos citar: -Redução do espaço físico necessário para armazená-los(servidores); -Redução do consumo de energia dos equipamentos; -Redução da dissipação de calor, e conseqüentemente da necessidade de refrigeração, que é onde se gasta muito com energia. -Redução das conexões de cabos de rede. Menos cabos, significa menor número de portas de switch necessárias; -Redução de tomadas e cabos de energia; Com isso tudo, reduzimos a complexidade do ambiente, e indiretamente centralizamos o gerenciamento. Além dos benefícios citados acima, devo salientar que um dos melhores benefícios gerados pela Virtualização é o fato de que quando houver a necessidade de criar um novo servidor basta criar uma nova maquina virtual, isto conseguimos de maneira rápida e econômica já que não há necessidade de adquirir um novo equipamento (hardware), e em um único servidor físico podemos criar muitos servidores virtuais centralizado em um só computador conforme o suporte do hardware, reduzindo assim o consumo de energia, reduzindo também a necessidade de um espaço físico para manter os servidores 1.1 SUPORTE A QUALQUER SISTEMA OPERACIONAL Agregação de sistemas operacionais distintos, que é uma realidade onde podemos ter Sistemas Unix/Linux, Windows, MAC OS. Embora tendo que mostrar que a Virtualização é uma solução ideal e muito viável para empresas, ela necessidade de um bom planejamento de implantação que levará a aumento de potência dos Hardwares onde serão aplicados.. 6

10 1.2 PROCEDIMENTOS E ABORDAGEM DA VIRTUALIZAÇÃO Esse método mostra como implantar o serviço de virtualização assim a melhor forma e utilização. Com o crescimento dessa solução, tem risco, caso na seja corretamente implantado e manuseado. O grande benefício que traz para uma empresa com uma infra-estrutura virtual, é que os administradores de TI destinam os recursos dos servidores conforme a estratégia e necessidade do negócio, ao invés atribuir uma tarefa estática para cada recurso, ficando preso a um hardware. Com a Virtualização será muito simples criar ou eliminar um servidor a qualquer momento, aumentando a eficiência e economia das operações de TI, com a capacidade de prontamente dispor os recursos adequados, garantindo assim, a continuidade do negócio, reduzindo o tempo de inatividade, tornando as soluções com alta disponibilidade e a recuperação de restores e backups( restaurações e cópia de segurança), mais rápidos e sem perdas simples e confiáveis. Procedimento que devem ser tomados no planejamento de virtualização,sempre veja os requisitos estude para que vá servir esse servidor virtual, um banco de dados, um servidor de web ou de diretório. 7

11 2. AMBIENTES VIRTUAIS Ambientes virtuais é onde pode se monta apartir de memória física do micro computador. Onde se encontra com algo parecido do mundo real em uma realidade virtual desenhado em traços, pixels, algo que só precise de memória em abundância para estar trabalhando, andam muito complexos como um sistema necessita de cada componente. O surgimento da virtualização foi em meados da década de 60 onde se deu o propósito de utilizar nos famosos main frames (computadores de grande porte). E com isso vários testes foram feitos. Até a primeira empresa a pegar isso realmente a fundo e propagar essa nova tecnologia. Com isso Virtualização é uma das demais características de ambientes virtuais onde existem diversos. No meu ponto de vista esse tipo de infraestrutura se tem uma grande vantagem com os demais métodos de servidores, quero estar mostrado como enfrentar esse tipo de tecnologia que muitas empresas já estão utilizando sendo que uma boa parte ainda não conhece. 8

12 3. CUSTO BENEFÍCIO PARA A INPLANTAÇÃO DA VIRTUALIZAÇÃO A Empresa para que tenha sucesso na implantação de virtualização, o profissional precisa ter uma flexibilidade alta dentro da empresa e trabalhar a todo tempo do projeto de implantação. A seguir trecho citado por Fernanda Andrade no projeto de implantação no Data Center da intelig: O investimento inicial é elevado, devido à aquisição de equipamentos robustos, com alto poder de processamento, memória, infraestrutura de armazenamento. Porém deve-ser levar em conta, que este investimento trará um ambiente de serviços totalmente independente do hardware, trazendo alta disponibilidade dos serviços em que as empresas dependem. (Fernanda Andrade pag. 10). Como o investimento inicial é alto, as empresas esperam mudanças significativas na infra-estrutura. Contudo, as grandes mudanças acontecem para os administradores de TI, que antes utilizavam muitos servidores dedicados a uma única aplicação, Ao invés de utilizar uma aplicação só em cada servidores e deixando o Hardware ocioso se a total utilização de seus recursos assim com esse método se é utilizado totalmente o que a infraestrutura pede. 9

13 4. CONFIABILIDADE Gerenciamento reduzido gerenciar um parque muito extenso de servidores vem sendo uma tarefa muito difícil, pois seu número aumenta rapidamente conforme o crescimento do negócio da empresa, sendo um grande desafio controlar toda esta gama de equipamentos de diferentes fabricantes de hardware, modelos, sistemas operacionais, que muitas vezes, já estão obsoletos. Com o aumento dos servidores nas empresas, os administradores de TI são forçados a aumentar os custos e tempo para realizar a montagem de um novo servidor para colocar os serviços interrompidos em seu pleno funcionamento. Com isto, há um atraso na reativação das aplicações, fazendo com que o negócio da empresa, que depende dos serviços, percam horas de trabalho dos funcionários e dinheiro. Com a virtualização você além de ter um melhor gerenciamento dos servidores e com segurança, também uma implantação rápida com menos perda de tempo, fora o backup que é bem mais seguro sem chance de danificar o Sistema operacional virtualizado. 10

14 5. SOFTWARE UTILIZADO Porém hoje em dia existem empresas de grande porte de TI que investem e disponibilizam softwares livres para Virtualização. Todas seguem o mesmo método de Virtualização, porém mudam configurações e recursos de cada um deles. Alguns são softwares livres e são básicos e outros pagos que são cheio de recursos para virtualizar desde Desktop a Servidores. Não só basta o profissional montar a instalação da virtualização, tem que analisar e fazer levantamento dos requisitos, saber qual a necessidade do serviço implantado, e assim escolher o melhor software de virtualização. Esse mercado está crescendo muito, com isso muitas empresas de TI investem fortemente nesses projetos de virtualização algumas são somente voltados para implantação virtual e computação nas nuvens outros continuam com os serviços de TI. No item oito darei um exemplo de uma firma que implanta virtualização, que é uma das pioneiras nessa nova tecnologia. 11

15 6. TIPOS VIRTUALIZAÇÃO Virtualização de Desktop Hoje com a virtualização já se pode testar outro sistema operacional sem qualquer mudança no sistema atual do micro, sem ter que reiniciar o sistema para entrar no outro Sistema Operacional. Geralmente é muito utilizado para teste de algum aplicativo que está sendo desenvolvido. Outro grande lance de virtual desktop é o de acesso remoto de usuários a firma. Link com o Data Center principal da firma, assim por estarem fazendo acesso remoto sem muita segurança e sem os supervisores de TI saberem. Com essas situações uma das firmas que trabalha com virtualização criou uma ferramenta de controle na máquina virtual para esses tipos de acesso, com essa política de segurança serão mantidas sem conexão com a rede, exemplos de políticas: tráfego de entrada e saída da máquina, que dispositivos serão utilizados, tempo de vida para a máquina virtual, criptografá-la e protegê-la contra cópia. Virtualização de servidores Esse é o foco de muitas empresas utilizarem a virtualização. Pois sendo uma das maneiras mais fácil de redução de custo com gasto em manutenção, energia dos computadores, assim as empresas estão aderindo a essa inovação. Com isso pode ser implantando qualquer que seja o tipo de servidor dedicado, por exemplo: Banco de dados do sistema, Diretórios, Terminal service, compartilhamento de internet Proxy e etc. E com isso obter um gerenciamento centralizado 12

16 7. EMPRESA FOCO NA VIRTUALIZAÇÃO O exemplo da Vmware que é uma empresa pioneira em virtualização ela não só dispõe do software para instalação e implantação, ela também tem consultores de TI que projetam, planejam a instalação de acordo com as necessidades da empresa dando soluções em virtualização. Hoje em dia o ideal de uma firma que tem um serviço disponível de virtualização não é só a ter satisfação do cliente com a minimização de gastos futuramente na empresa e sim ter com ela o compromisso do suporte quando for necessário que é com isso que a empresa deve se preocupar sempre. 13

17 8. PARA-VIRTUALIZAÇÃO Este método propõe que o sistema operacional hóspede saiba que ele está sendo executado sobre um VMM e que possa interagir com ele. Dessa forma, são necessárias mudanças no sistema operacional hóspede para que ele possa chamar o VMM sempre que executar uma instrução considerada sensível, o que garante uma cooperação entre eles levando ao aumento do desempenho do método, visto que os recursos disponíveis são utilizados de maneira mais apropriada Suporte de Hardware para Virtualização Devido a proteções existentes nos modos de operação dos processadores da arquitetura x86, fabricantes, AMD e Intel, começaram a desenvolver chips com extensões que dão suporte a virtualização e trata instruções consideradas fortes e apropriadas para virtualização. As soluções criadas por esses fabricantes são incompatíveis, porém servem ao mesmo propósito. Pacifica é o codinome para as extensões dos processadores AMD, sua tecnologia é denominada de AMD-V, aplica-se às arquiteturas x86 e de 64 bits presentes nos processadores mais recentes de sua linha. A Intel por sua vez apresenta suas extensões para processadores das arquiteturas x86 e 64 bits. É importante atentar para a ocasião de se utilizar uma ferramenta de virtualização desenvolvido para uma dessas tecnologias, pois AMD-V e IVT não são compatíveis, podendo gerar problemas de compatibilidade ou instabilidade, quando executados em processadores para o qual o software não foi escrito. 14

18 9. A VIRTUALIZAÇÃO AJUDA NA CONTINUIDADE E NA RECUPERAÇÃO Uma estratégia de virtualização holística também permite que você mantenha um plano instantâneo de failover que forneça continuidade de negócios durante eventos de interrupção. Ao permitir a você converter instâncias de OS e aplicações em arquivos de dados, ela pode ajudá-lo a automatizar e a dinamizar o backup, replicação e movimentação de informações para fornecer continuidade de negócios mais robusta e para acelerar a recuperação no caso de uma pane ou de desastre natural. A virtualização de servidores pode ajudar a assegurar que serviços fiquem disponíveis quando necessários, pois promove uma reinicialização rápida e automática de aplicações após uma falha do TI. Usando virtualização para criar uma infra-estrutura de servidores mais eficiente e dinâmica, as organizações podem aumentar a disponibilidade de sua infra-estrutura de servidores, reduzir eventos de interrupção e minimizar o tempo e recursos necessários para dar suporte à infra-estrutura. A virtualização leva alta disponibilidade a um conjunto mais amplo de sistemas críticos que podem não receber investimento em soluções tradicionais caras e complexas de alta disponibilidade. Por causa da independência do hardware, servidores existentes podem ser adaptados para continuidade de negócios ou recuperação de desastres em vez de montar e estabelecer servidores-duplicata para recuperação rápida. A estratégia de virtualização permite que você mantenha um plano instantâneo de failover que forneça continuidade de negócios durante eventos de interrupção. Com as ferramentas certas, você pode habilitar backup, replicação e movimentação rápida de servidores, estações de trabalho e aplicativos automaticamente. 10. TI DINÂMICO Tradicionalmente, todas as camadas de ambientes de computação hardware, OS, aplicações, armazenamento têm sido estáticas, configuradas para interagir adequadamente com uma solução de computação específica. Componentes são instalados em determinados computadores, resultando em um sistema estreitamente vinculado que não se adapta bem a mudanças. Criar nova capacidade implica providenciar e configurar o hardware, software e interfaces. A virtualização libera cada elemento desse sistema, um do outro. Em um stack virtualizado, cada elemento é logicamente isolado e independente. Pela 15

19 separação das diferentes camadas no stack lógico, você obtém maior flexibilidade e gerenciamento de mudanças simplificado não precisa mais configurar cada elemento para que todos eles trabalhem juntos. Componentes de computação são essencialmente transformados em serviços por demanda disponíveis instantaneamente. Isso facilita acrescentar, atualizar e dar suporte dinamicamente a todos os elementos da infra-estrutura, criando a fundação para a computação de utilitários e uma empresa muito mais ágil. À medida que sua organização se torna mais adepta a gerenciar cargas de trabalho críticas e táticas em uma infra-estrutura de servidores racionalizada, você pode usar a virtualização para atribuir recursos dinamicamente para melhorar a flexibilidade e a escala aumentando o valor estratégico para a organização. Com as ferramentas certas e processos de negócios baseados em diretiva, sua organização de TI fornece uma infra-estrutura de TI extremamente responsiva que suporta exigências de negócios ao mesmo tempo em que controla custos eficientemente Virtualizando com Dinamismo. A virtualização pode capacitar aprovisionamento e sistemas autogerenciados dinâmicos. Uma infra-estrutura dinâmica baseada no uso abrangente de tecnologias de virtualização pode possibilitar um alto grau de automação e facilitar rápida escalabilidade vertical para atender as necessidades de um ambiente de negócios dinâmico. O aprovisionamento de recursos acontece quase em tempo real. Usando o conjunto de ferramentas avançadas da Microsoft para criar, gerenciar e proteger sua infra-estrutura virtualizada, sua equipe de TI fica liberada de tarefas rotineiras e de baixo valor agregado e pode de se concentrar em possibilitar novos recursos para tornar sua empresa mais competitiva e bem-sucedida. A Microsoft acredita que a virtualização é um componente-chave do TI Dinâmico, no qual você pode prever antecipar e reagir a desafios e oportunidades de negócios rápida e eficientemente. Infra-estruturas de TI Dinâmico fornecem benefícios em vários níveis. Elas permitem a você: Capacitar as pessoas com acesso à informação, quando precisam dela. Automatizar processos alinhados com as metas da empresa. Manter a segurança e a conformidade sob controle. Adaptar serviços de TI às mudanças das necessidades comerciais facilmente. Otimizar para custo, níveis de serviço e agilidade. 16

20 11. SEGURANÇA Segurança é um dos desafios mais críticos do TI de uma empresa. Laptops roubados e ataques agora é lugar-comum. No ano passado, mais de laptops foram roubados ou perdidos apenas nos Estados Unidos. Proteger laptops e estações de trabalho corporativos contra vírus, violações e roubo consome enormes recursos do TI, sem mencionar o prejuízo incalculável que apenas a perda de dados pode causar a empresas e seus clientes. A virtualização pode ajudar a tornar os dados e aplicações corporativos muito mais seguros. Através do isolamento dos elementos, ela ajuda a assegurar que vírus e outros problemas com uma VM ou aplicação virtualizada, por exemplo, não afetarão quaisquer outras partes da infraestrutura. Separar os OS do hardware, e aplicações dos OS, também ajuda a manter os sistemas intactos e reduz o risco de infecção. Adam Smith (2010, pag. 2), A virtualização também pode dinamizar e acelerar atualizações de segurança, já que precisa acontecer apenas na fonte e não em centenas ou milhares de dispositivos individuais. Isso não apenas reduz o trabalho necessário para manutenção de estações de trabalho, mas também assegura que qualquer vulnerabilidade de segurança seja corrigida imediatamente e de forma abrangente. Por causa de preocupações de segurança ou confiabilidade, o TI pode querer que os dados residam em um local central em vez de ser distribuído por uma constelação de Paz desktop. Uma configuração de apresentação virtualizada coloca todo o armazenamento e processamento de dados em um local central, com a estação de trabalho sendo apenas uma apresentação da interface do usuário. Para maximizar a segurança de sua infra-estrutura virtualizada, você precisa assegurar que seus processos e ferramentas de segurança sejam apropriados. Por exemplo, as VMs devem estar localizadas corretamente (atrás do firewall, por exemplo) e cargas de trabalho críticas ou vulneráveis como as acessadas por clientes e parceiros em uma rede de perímetro devem ser isoladas para ajudar a conter quaisquer riscos de segurança. Também recomendamos repartir cargas de trabalho críticas entre várias VMs para distribuir o risco e evitar interrupções. 17

21 12. HOSPEDAGEM Provedores de hospedagem têm consciência de que seu sucesso depende do fornecimento de serviços confiáveis e flexíveis a preços que sejam atraentes aos clientes e lucrativos para suas próprias empresas. Entretanto, quando maior o seu sucesso, mais desafiador isso se torna. Tradicionalmente, hospedagem dedicada requer fornecer a cada cliente seu próprio servidor físico. Para cada novo cliente, você precisa adquirir novo hardware e se esforçar para conseguir tempo administrativo para aprovisionar e gerenciar todos esses novos servidores. Com hospedagem compartilhada, você tem de imaginar como minimizar o tempo de inatividade e interrupções quando problemas com a aplicação de um cliente derrubam um servidor usado por muitos outros clientes. John Brown (2009, Pag 3). A Virtualização Melhora os Níveis de Serviço e reduz seus custos. A virtualização permite que você forneça serviços de hospedagem dedicados até mesmo em recursos físicos compartilhados que são mais confiáveis, adaptam-se muito mais rápido às mudanças das necessidades do cliente e são mais fáceis de gerenciar e mais lucrativos para os seus negócios. Melhore a disponibilidade do cliente: Assegure disponibilidade e melhore a confiabilidade durante tempos de inatividade do servidor planejado e inesperado. Use recursos de migração rápida para mover máquinas virtuais (VM) de um host físico para outro, permitindo continuidade para seus clientes até mesmo durante atualizações e correções. Isole VM de cada cliente de todas as outras na máquina física, dando a cada uma delas seu próprio sistema operacional dedicado e assegurando que as interrupções de um cliente não afetarão nenhum outro. Além disso, ao converter instâncias de OS e aplicações em arquivos de dados, você ajuda a automatizar e dinamizar o backup, restauração e movimentação para acelerar a recuperação de desastres. Estenda o serviço com oferta flexível e baseada em utilitários: Deixe que seus clientes se beneficiem de seu poder virtual de recursos através do restabelecimento de capacidade adicional para períodos de pico de uso e depois desaprovisionando aquela capacidade quando não for mais necessária. 18

22 13. OS TIPOS DE MÁQUINAS VIRTUAIS Para a criação de máquinas virtuais, temos duas abordagens: Máquinas virtuais clássicas ou de Tipo I. Máquinas virtuais hospedadas ou de Tipo II. Máquinas virtuais clássicas ou de Tipo I Nesta abordagem o monitor de máquinas virtuais é implementado entre o hardware are e os sistemas convidados Também chamados de sistemas guest ou guest systems. O monitor possui controle sobre o hardware e cria um ambiente de máquinas virtuais dando a cada máquina virtual o comportamento de uma máquina física, podendo executar sobre esses ambientes, sistemas operacionais iguais ou diferentes, totalmente isolados entre si. Um monitor deste tipo executa com a maior prioridade sobre os sistemas convidados de forma que ele pode interceptar e emular todas as operações que acessam ou manipulam os recursos de hardware provenientes dos sistemas convidados. - Máquinas virtuais Hospedadas ou de Tipo II Nesta abordagem o monitor é implementado como um processo de um sistema operacional real (sistema anfitrião). O monitor de tipo II funciona de forma análoga ao de tipo I, com a diferença que ele é executado sobre o sistema operacional anfitrião, como um processo deste. Neste modelo o monitor simula todas as operações que o sistema anfitrião controlaria. 19

23 14. IMAGENS DE AMBIENTES VIRTUAIS Figura14-1. Emulação de umsoftware. Fonte: <http://www.intel.com/português/technolo gy/virtualization/índex.htm>. Ricardo Teixeira Mendes. Nov

24 Figura protocolo ICMP, a máquina virtual está em modo Bridge. fonte: <hbueno.wordpress.com/.../virtualizacao-um-pouco-de-historia>.daniel Taváres. Jan

25 Figura Aqui a monitoração das máquinas virtuais dentro da própria máquina virtual. Fonte:<hbueno.wordpress.com/.../virtualizacao-um-pouco-de-historia. Fábio Assis R. Mai

26 Figura Acessado a maquina virtual através do browser. Fonte: <hbueno.wordpresscom/../virtualizacao-um-pouco-de-historia>. Henrique Bueno. Abr

27 Figura Utilizando maquina virtual a VirtualBox da Oracle. Fonte: (hbueno.wordpress.com/.../virtualizacao-um-pouco-de-historia). Henrique Bueno. Abr

28 Figura Aqui temos VirtualBox e um Windows 2003 rodando um Active Directory. 25

29 Figura Não importa o sistema operacional anfitrião se for Linux ou Windows. existem aplicações de máquina virtuais tanto para um quanto para outro. Fonte: (hbueno.wordpress.com/.../virtualizacao-um-pouco-de-historia). Henrique Bueno. Abr

30 15. IDS DETESÃO DE INTRUSÃO IDS é uma aplicação de software para monitoração de rede onde ele detecta invasões, vírus, e outros tipos de programas e códigos maliciosos na rede. Esse programa é fundamental em redes corporativas, para não ter vazamento de dados e qualquer outra informação, valiosa na rede. Muitos profissionais hoje em dia estão utilizando IDS em máquinas virtuais, onde fica dedicado somente para o IDS, assim gerando relatórios diários com todas as informações da rede. 27

31 16. HIPERVISOR Hipervisor é um VMM (monitor de máquina virtual) produzido pela IBM, era muito utilizado em ambientes de Mainframe. Várias recursos de uma variedade de sistemas operacionais podem compartilhar os recursos de hardware virtualizados.hypervisores estão instalados no hardware do servidor, cuja única tarefa é a de executar sistemas operacionais convidados. hypervisor de virtualização de sistemas não-fumadores são usados para tarefas similares em hardware de servidor dedicado, mas também comumente em portáteis e computadores de mão, mesmo qualquer desktop. 28

32 17. TECNOLOGIA INTEL E AMD VOLTADAS PARA VIRTUALIZAÇÃO A Intel e a AMD há vários anos vem incluindo tecnologias nos seus chips para facilitar a virtualização. No entanto, com o uso cada vez maior desta tecnologia tanto em Data Centers quanto nos desktops, estes dois fabricantes estão assim buscando boas práticas para melhorar com essa vantagem de ter um processador que melhora o desempenho na virtualização. Adam Smtih (2010, p, 03) Os novos Intel Xeon 7400 apresentam uma característica chamada Flex Migration que foi desenhada para trabalhar em conjunto com a função VMotion da VMware. Vmotion facilita a migração de máquinas virtuais entre as diferentes arquiteturas da Intel. Os futuros Nehalem apresentarão as chamadas Extended Page Tables que melhorarão a performance da memória em máquinas virtuais. Esta tecnologia, precisamente, é uma versão daquilo que a AMD já vem promovendo á algum tempo nos seus processadores Opteron, que são integrados pelos chamados Nested Page Tables e Rapid Virtualization Indexing. O próximo passo da AMD será a virtualização da E/S, o que deverá acontecer com a implantação da tecnologia IOMMU e que terá sua resposta na tecnologia VTD que a Intel incluirá nos Nehalem. 29

33 18. NÍVEL DE APLICAÇAO NA VIRTUALIZAÇÃO Na virtualização o nível de aplicação na máquina virtual não provê um ambiente completo para execução de sistemas operacionais. Porque a verdade a máquina virtual é um componente chave para execução de determinadas aplicações simplesmente com a função de receber um programa em uma linguagem e fazendo uma compilação do programa em tempo de execução. Isso é conhecida como compilação just-in-time, esse modo, é a necessidade do programa ser compilado previamente para execução em plataformas específicas, ligando o hardware ao software. O principal objetivo deste modelo é de garantir uma maior portabilidade para os programas, uma vez que um mesmo programa pode ser executado em qualquer plataforma que exista uma máquina virtual escrita para ela JVM. (Leornad Ramello, 2010, p.4). O Java Virtual Machine (JVM ou máquina virtual Java) é a pedra fundamental da linguagem Java da Sun Microsystems. Ele é o componente da tecnologia responsável pela independência entre hardware e o sistema operacional, o pequeno tamanho do código compilado, e a habilidade de proteger usuários contra programas maliciosos. Ele é uma abstração da máquina, porém sua implementação não assume qualquer tecnologia em particular apesar de padronizada pela Sun, hardware anfitrião, ou sistema operacional anfitrião. Uma curiosidade é que o primeiro protótipo de implementação do JVM, feito pela Sun, que emulava um conjunto de instruções da máquina virtual Java em um dispositivo que diversos sistemas operacionais como Linux, Windows e Solaris, ou qualquer outro sistema operacional que possua uma implementação de JVM. Ele também não permite que um programa Java acesse diretamente os recursos de hardware, protegendo o sistema de operações perigosas, como acesso a regiões protegidas da memória ou áreas do disco rígido. 30

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO Virtualização A virtualização está presente tanto no desktop de um entusiasta pelo assunto quanto no ambiente de TI de uma infinidade de empresas das mais variadas áreas. Não se trata de "moda" ou mero

Leia mais

A SALA DE AULA é meu paraíso. Nela me realizo, nela exercito minha cidadania e nela me sinto útil.

A SALA DE AULA é meu paraíso. Nela me realizo, nela exercito minha cidadania e nela me sinto útil. Virtualização Meu nome: Nome de guerra: Meu e-mail: Marcos Vinicios Bueno Marques Professor Cidão marcos@cidao.com.br Quem sou? Professor e coordenador de cursos de TI do Senac Informática em Porto Alegre,

Leia mais

A Academia Brasileira de Letras diz que este verbete não existe.

A Academia Brasileira de Letras diz que este verbete não existe. Virtualização Virtualização? A Academia Brasileira de Letras diz que este verbete não existe. Virtual: Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa, significa: adj (lat virtuale) 1- Que não existe como realidade,

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores SISTEMAS OPERACIONAIS Maquinas Virtuais e Emuladores Plano de Aula Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente

Leia mais

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS Existem hoje diversas tecnologias e produtos para virtualização de computadores e ambientes de execução, o que pode gerar uma certa confusão de conceitos. Apesar disso, cada

Leia mais

Sistemas Operacionais 1/66

Sistemas Operacionais 1/66 Sistemas Operacionais 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware

Leia mais

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores Máquinas Virtuais e Emuladores Marcos Aurelio Pchek Laureano Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware sistema operacional aplicações Sistemas

Leia mais

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano Sistemas Operacionais Marcos Laureano 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 3 Virtualização de Sistemas 1. Conceito Virtualização pode ser definida

Leia mais

Virtualização - VMWare e Xen

Virtualização - VMWare e Xen Virtualização - VMWare e Xen A virtualização consiste na emulação de ambientes isolados, capazes de rodar diferentes sistemas operacionais dentro de uma mesma máquina, aproveitando ao máximo a capacidade

Leia mais

4 Estrutura do Sistema Operacional. 4.1 - Kernel

4 Estrutura do Sistema Operacional. 4.1 - Kernel 1 4 Estrutura do Sistema Operacional 4.1 - Kernel O kernel é o núcleo do sistema operacional, sendo responsável direto por controlar tudo ao seu redor. Desde os dispositivos usuais, como unidades de disco,

Leia mais

ETEC RAPOSO TAVARES GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS I. Máquina Virtual. Instalação de S.O. em dual boot. 1º Semestre 2010 PROF.

ETEC RAPOSO TAVARES GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS I. Máquina Virtual. Instalação de S.O. em dual boot. 1º Semestre 2010 PROF. ETEC RAPOSO TAVARES GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS I Máquina Virtual Instalação de S.O. em dual boot 1º Semestre 2010 PROF. AMARAL Na ciência da computação, máquina virtual é o nome dado a uma máquina,

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Marcos Vinicios Marques Professor Cidão. Professor Marcelo Neves

Marcos Vinicios Marques Professor Cidão. Professor Marcelo Neves Virtualização Marcos Vinicios Marques Professor Cidão Professor Marcelo Neves Virtualizar??? Executar várias instâncias de um sistema operacional, ou vários sistemas operacionais em instâncias distintas,

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Professor Esp.: Douglas Diego de Paiva douglas.ddp@gmail.com

Professor Esp.: Douglas Diego de Paiva douglas.ddp@gmail.com VIRTUALIZAÇÃO Professor Esp.: Douglas Diego de Paiva douglas.ddp@gmail.com Virtualização o que é? É uma forma de esconder as características físicas de uma plataforma computacional dos usuários, emulando

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO NComputing Brasil - #110502 Instalando o Oracle Virtualbox 4.0.2 e Criando uma VM Windows Server 2008 no Virtualbox O que é virtualbox? O virtualbox é um aplicativo de virtualização multi-plataforma

Leia mais

Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server

Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server Conteúdo Resumo.........................................................1 O papel do SQL Server em pequenas

Leia mais

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO arcserve UDP Impulsionadas pelo aumento no volume dos dados e os avanços da tecnologia como a virtualização, as arquiteturas atuais para proteção dos dados deixam

Leia mais

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios IBM Global Technology Services White Paper IBM Resiliency Services Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios Escolha o provedor de serviços gerenciados certo para mitigar riscos à reputação

Leia mais

CA ARCserve Backup. Visão geral

CA ARCserve Backup. Visão geral INFORME DE PRODUTO: CA ARCSERVE BACKUP R12.5 CA ARCserve Backup CA ARCSERVE BACKUP, O PRODUTO DE ALTA PERFORMANCE, LÍDER DA INDÚSTRIA DE PROTEÇÃO DE DADOS, COMBINA TECNOLOGIA INOVADORA DE ELIMINAÇÃO DE

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Virtualização Microsoft: Da Estação de Trabalho ao Data Center Estudo de Caso de Solução de Cliente Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Visão Geral

Leia mais

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Microsoft VDI e Windows VDA Perguntas Frequentes Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Como a Microsoft licencia o Windows das estações de trabalho em ambientes virtuais? A Microsoft

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

Virtualização. Hardware Virtual? Máquina Virtual? Software ou Hardware? Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com

Virtualização. Hardware Virtual? Máquina Virtual? Software ou Hardware? Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com Virtualização Hardware Virtual? Máquina Virtual? Software ou Hardware? Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com O problema...... os departamentos de TI passaram a ter consciência de que os recursos como

Leia mais

Symantec Backup Exec 2012

Symantec Backup Exec 2012 Melhor Backup para todos Data Sheet: Backup e recuperação após desastres Visão geral O é um produto integrado que protege ambientes físicos e virtuais, simplifica o backup e a recuperação após desastres

Leia mais

Serviços IBM de Resiliência:

Serviços IBM de Resiliência: Serviços IBM de Resiliência: Sempre disponível, em um mundo sempre conectado Como chegamos até aqui? Dois profissionais de TI estão sofrendo com interrupções de negócios frequentes, os problemas estão

Leia mais

Introdução a Virtualização. Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes

Introdução a Virtualização. Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes Introdução a Virtualização Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes Por que virtualizar? Descentralização de recursos computacionais Cloud computing Plena utilização de recursos físicos

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento

Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento 2013, SolarWinds Worldwide, LLC. Todos os direitos reservados. É importante que os administradores

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital.

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Aker FIREWALL UTM Fortaleza Digital Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Ideal para o ambiente corporativo, com o Aker Firewall UTM você tem o controle total das informações

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Virtualização de Servidor

Virtualização de Servidor Virtualização de Servidor Sobre o documento ESTE DOCUMENTO NÃO É UMA ESPECIFICAÇÃO DE PRODUTO. Este documento suporta a versão Beta 3 do Windows Server Longhorn. As informações contidas no mesmo representam

Leia mais

Symantec NetBackup for VMware

Symantec NetBackup for VMware Visão geral A virtualização de servidor é a maior tendência modificadora na área de TI atual. Os departamentos de TI, que dependem do orçamento, estão se apressando para aderir à virtualização por vários

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Gabriel Oliveira do Nascimento Rogério Libarino Aguilar. UFF - Universidade Federal Fluminense

Gabriel Oliveira do Nascimento Rogério Libarino Aguilar. UFF - Universidade Federal Fluminense Gabriel Oliveira do Nascimento Rogério Libarino Aguilar 1 Introdução Mododelo: Hardware -> Sistema Operacional -> Aplicações Aplicação desenvolvida para um SO. Capacidade de processamento aumentando bastante

Leia mais

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition Visão geral O Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition destina-se a clientes que possuem sistemas total ou parcialmente virtualizados, ou seja, que moveram os servidores de arquivos, servidores de impressão,

Leia mais

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos FOLHA DE PRODUTOS: CA AppLogic Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos agility made possible O CA AppLogic é uma plataforma de computação na nuvem pronta para o uso que ajuda a

Leia mais

White. Paper. Beneficiando se da virtualização de servidores. além da consolidação inicial da carga de trabalho. Junho de 2010

White. Paper. Beneficiando se da virtualização de servidores. além da consolidação inicial da carga de trabalho. Junho de 2010 White Paper Beneficiando se da virtualização de servidores além da consolidação inicial da carga de trabalho Por Mark Bowker Junho de 2010 Este white paper do ESG foi autorizado pela VMware e é distribuído

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Tendências, desenvolvimentos e dicas para tornar o seu ambiente de storage mais eficiente Smart decisions are built on Storage é muito mais do que

Leia mais

Proteção de dados híbrida

Proteção de dados híbrida Proteção de dados híbrida Independentemente de estar protegendo o datacenter, escritórios remotos ou recursos de desktops, você precisa de uma solução que ajude a atender aos exigentes SLAs e às estratégias

Leia mais

ANDRE KUSUMOTO VIRTUALIZAÇÃO

ANDRE KUSUMOTO VIRTUALIZAÇÃO ANDRE KUSUMOTO VIRTUALIZAÇÃO OBJETIVO Objetivo do deste trabalho é o autoaprendizado e a disseminação do conhecimento empregado no conceito de virtualização. Assim como a demostração de seu uso em conjunto

Leia mais

Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II

Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II *Créditos: baseado no material do Prof. Eduardo Zagari Virtualização - Introdução Introduzido nos anos 60 em Mainframes Em 1980 os microcomputadores

Leia mais

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise Complete protection for your information-driven enterprise Visão geral O Symantec NetBackup oferece uma seleção simples e abrangente de clientes e agentes inovadores para otimizar a performance e a eficiência

Leia mais

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo:

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo: INFRAESTRUTURA Para que as empresas alcancem os seus objetivos de negócio, torna-se cada vez mais preponderante o papel da área de tecnologia da informação (TI). Desempenho e disponibilidade são importantes

Leia mais

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Máquinas Virtuais Agenda Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Histórico Mainframe É um computador de grande porte, dedicado

Leia mais

CA Automation Suite for Data Centers

CA Automation Suite for Data Centers FOLHA DE PRODUTOS: CA Automation Suite for Data Centers CA Automation Suite for Data Centers agility made possible "A tecnologia ultrapassou a capacidade de gerenciamento manual em todas as grandes empresas

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

Acelere sua viagem à virtualização

Acelere sua viagem à virtualização Back to top Acelere sua viagem à virtualização Índice Acelere sua viagem à virtualização........................................ 1 Faça a virtualização trabalhar para você....................................

Leia mais

Máquinas Virtuais. Virtualização Tornar virtual. Exemplo comum de Virtualização PORTABILIDADE

Máquinas Virtuais. Virtualização Tornar virtual. Exemplo comum de Virtualização PORTABILIDADE Virtual: Existente apenas em potência ou como faculdade, não como realidade ou com efeito real Dicionário Houaiss Virtualização Tornar virtual Exemplo comum de Virtualização PORTABILIDADE Java Virtual

Leia mais

Automatizando o Data Center

Automatizando o Data Center Este artigo examina uma arquitetura alternativa que suporte a automação do data center e o provisionamento dinâmico sem a virtualização do sistema operacional. por Lori MacVittie Gerente Técnico de Marketing,

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

VIRTUALIZAÇÃO EM SERVIDORES DE BANCO DE DADOS. Resumo: A estratégia de virtualização de servidores de banco de dados é uma tendência

VIRTUALIZAÇÃO EM SERVIDORES DE BANCO DE DADOS. Resumo: A estratégia de virtualização de servidores de banco de dados é uma tendência VIRTUALIZAÇÃO EM SERVIDORES DE BANCO DE DADOS Igor Lucas Coelho Santos 1 Iremar Nunes de Lima 2 Resumo: A estratégia de virtualização de servidores de banco de dados é uma tendência recente em Tecnologia

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

Resumo da solução de virtualização

Resumo da solução de virtualização Resumo da solução de virtualização A virtualização de servidores e desktops se tornou muito difundida na maioria das organizações, e não apenas nas maiores. Todos concordam que a virtualização de servidores

Leia mais

Prof. José Maurício S. Pinheiro UniFOA 2009-2

Prof. José Maurício S. Pinheiro UniFOA 2009-2 Tecnologias WEB Virtualização de Sistemas Prof. José Maurício S. Pinheiro UniFOA 2009-2 Conceitos Virtualização pode ser definida como técnica que combina ou divide recursos computacionais para prover

Leia mais

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION Incentivadas pelo crescimento

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

Virtualização de Sistemas Operacionais

Virtualização de Sistemas Operacionais Virtualização de Sistemas Operacionais Felipe Antonio de Sousa 1, Júlio César Pereira 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipeantoniodesousa@gmail.com, juliocesarp@unipar.br Resumo.

Leia mais

Máquinas Virtuais E eu com isso???

Máquinas Virtuais E eu com isso??? E eu com isso??? IV Ciclo de Palestras sobre Software Livre Daniel Antonio Fenrnandes Bojczuk Slide 1 de 27 Virtual: Existente apenas em potência ou como faculdade, não como realidade ou com efeito real

Leia mais

Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI

Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI Projeto Corporativo Missão: Oferecer soluções corporativas em Tecnologia da Informação, fornecendo e integrando produtos e serviços profissionais de alta

Leia mais

Seja dentro da empresa ou na nuvem

Seja dentro da empresa ou na nuvem Arquitetura de próxima geração para recuperação garantida Seja dentro da empresa ou na nuvem PROVEDORES DE SERVIÇOS GERENCIADOS RESUMO DA SOLUÇÃO A plataforma de serviços Assured Recovery O mundo da proteção

Leia mais

Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI

Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI A próxima onda de virtualização Iniciativas bem intencionadas de TI podem levar a... Brochura Página 2 O que é hiperconvergência? O próximo passo na evolução

Leia mais

Virtualização. Prof. Emiliano Monteiro

Virtualização. Prof. Emiliano Monteiro Virtualização Prof. Emiliano Monteiro Conceitos Virtualização significa criar uma versão virtual de um dispositivo ou recurso, como um servidor, dispositivo de armazenamento, rede ou até mesmo um sistema

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Gerald Schoch, Redator Técnico na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2015

Leia mais

TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO E SUAS IMPLEMENTAÇÕES

TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO E SUAS IMPLEMENTAÇÕES 1 MEC SETEC SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO E SUAS IMPLEMENTAÇÕES

Leia mais

SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ:

SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ: Dados da Empresa Dados da SYSTEMBRAS SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ: 00.000.000/0001-00 Rua Paramoti, 04 Vila Antonieta SP Cep: 03475-030 Contato: (11) 3569-2224 A Empresa A SYSTEMBRAS tem como

Leia mais

As dez coisas que você mais precisa considerar ao adquirir uma infraestrutura hiperconvergente

As dez coisas que você mais precisa considerar ao adquirir uma infraestrutura hiperconvergente As dez coisas que você mais precisa considerar ao adquirir uma infraestrutura hiperconvergente Por Scott D. Lowe, vexpert Sócio e co-fundador, ActualTech Media junho de 2015 Índice Índice... 2 Introdução...

Leia mais

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Um guia para pequenas empresas Conteúdo Seção 1: Introdução ao Modo Windows XP para Windows 7 2 Seção 2: Introdução ao Modo Windows XP 4 Seção 3: Usando

Leia mais

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho Informe técnico: Virtualização de endpoints Otimização dinâmica do espaço de trabalho Visão geral O é uma solução poderosa e flexível com foco na produtividade do usuário, independentemente dos equipamentos,

Leia mais

Documento técnico de negócios

Documento técnico de negócios Documento técnico de negócios Manual de proteção de dados para armazenamento totalmente em flash Principais considerações para o comprador de armazenamento com experiência em tecnologia Documento técnico

Leia mais

Apresentação resumida

Apresentação resumida New Generation Data Protection Powered by AnyData Technology Apresentação resumida Para obter apresentação completa ou mais informações ligue (11) 3441 0989 ou encaminhe e-mail para vendas@dealerse.com.br

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

Uma visão mais detalhada do software HP LoadRunner

Uma visão mais detalhada do software HP LoadRunner Boletim técnico Uma visão mais detalhada do software HP LoadRunner Índice Um novo enfoque no teste de desempenho: a solução HP LoadRunner 3 A solução HP LoadRunner e a terminologia dos testes de desempenho

Leia mais

Benefícios da Virtualização as para empresas

Benefícios da Virtualização as para empresas Benefícios da Virtualização as para empresas Os investimentos no processo de Virtualização na área de Tecnologia da Informação (TI) aumentaram cerca de 80% nos últimos três anos, segundo informações da

Leia mais

O que há de novo no VMware vcenter 5.0

O que há de novo no VMware vcenter 5.0 O que há de novo no VMware vcenter 5.0 Gerenciamento eficiente da virtualização DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE MARKETING V 1.0/ATUALIZADO EM ABRIL DE 2011 Índice Introdução... 3 vsphere Web Client.... 4 Recursos

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

Virtualização: VMWare e Xen

Virtualização: VMWare e Xen Virtualização: VMWare e Xen Diogo Menezes Ferrazani Mattos Professor: Otto Carlos Disciplina: Redes I Universidade Federal do Rio de Janeiro POLI/COPPE 1 Introdução Virtualização Divisão da máquina física

Leia mais

Virtualização de desktop da NComputing

Virtualização de desktop da NComputing Virtualização de desktop da NComputing Resumo Todos nos acostumamos ao modelo PC, que permite que cada usuário tenha a sua própria CPU, disco rígido e memória para executar seus aplicativos. Mas os computadores

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Dorte Winkler, Redatora Técnica na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2013

Leia mais