Não há garantia de que este FUNDO terá o tratamento tributário pra fundos de longo prazo.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Não há garantia de que este FUNDO terá o tratamento tributário pra fundos de longo prazo."

Transcrição

1 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 Este prospecto observa o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento (ANBIMA) e as normas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O registro de venda de cotas desse FUNDO não implica, por parte da CVM nem da ANBIMA, garantia de veracidade das informações, nem adequação do regulamento ou do prospecto nem avaliação sobre a qualidade do FUNDO, de seu ADMINISTRADOR, GESTOR e prestadores de serviço. Investir no FUNDO envolve riscos para o cotista, alertados neste documento e, ainda que o GESTOR gerencie riscos, não há garantia contra perdas do FUNDO ou do cotista. As aplicações no FUNDO não têm garantia do ADMINISTRADOR, nem do GESTOR, nem do FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS e nem de seguro. A rentabilidade do FUNDO no passado não representa garantia de rentabilidade futura. Os ativos do FUNDO são atualizados, para efeito de valorização e cálculo de cota, pelos preços praticados no mercado ou pela sua melhor estimativa, fazendo com que oscilações do preço de mercado dos ativos reflitam no valor das cotas. O FUNDO utiliza estratégias com derivativos como parte de sua política de investimento e, dependendo da forma como são utilizadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas, podendo inclusive acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a conseqüente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais. Este FUNDO busca manter suas carteiras de ativos com prazo médio superior a 365 dias (carteira longa) o que pode levar a uma maior oscilação no valor da cota se comparada à de fundos similares com prazo inferior. O tratamento tributário aplicável do investidor deste FUNDO depende do período de aplicação do investidor bem como da manutenção de uma carteira de ativos com prazo médio superior a 365 dias. Não há garantia de que este FUNDO terá o tratamento tributário pra fundos de longo prazo. O prospecto não substitui o regulamento. Recomenda-se a leitura cuidadosa de ambos, especificamente, no que se refere a cláusulas que tratam da política de investimento, riscos, remuneração e encargos. BASE LEGAL, CLASSIFICAÇÃO E PRESTADORES DE SERVIÇOS BASE LEGAL: Instrução CVM 409, posteriores alterações e normas complementares. CLASSIFICAÇÃO CVM: Multimercado ANBIMA: Multimercados Juros e Moedas PRESTADORES DE SERVIÇOS Administração: Banco Itaucard S.A. (Ato Declatório CVM nº 8015). Gestão: Itaú Unibanco S.A. (Ato Declatório CVM nº 990). Custódia; distribuição e registro de cotas; escrituração, tesouraria, controle e processamentos dos ativos: Itaú Unibanco S.A. Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 Auditoria: PriceWaterhouseCoopers Auditores Independentes APRESENTAÇÃO DO ADMINISTRADOR E DO GESTOR O Banco Itaucard S.A. ( ADMINISTRADOR ), empresa controlada pelo Itaú Unibanco S.A. ( GESTOR ), tem amplos e gerais poderes para administrar o FUNDO. O GESTOR, que gere a carteira de investimentos do FUNDO, atua nesse segmento desde os anos 60 e é um dos maiores gestores de fundos de investimento do país, pautando-se pela transparência com os clientes, ética, respeito à legislação e segregação de atividades comerciais e operacionais, visando a evitar potenciais conflitos de interesses. 1

2 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 PÚBLICO ALVO O FUNDO destina-se a clientes do ADMINISTRADOR ou de empresas a ele ligadas, que tenham como objetivo obter rentabilidade compatível com o risco assumido e que busquem uma estratégia de gestão ativa, que procura se aproveitar de oportunidades no mercado brasileiro de taxas de juros pré e pós fixadas, no mercado de câmbio e no de indexadores de preços. TAXAS DE ADMINISTRAÇÃO, PERFORMANCE, INGRESSO, RESGATE E CARÊNCIA Taxa de administração: 1,00% (um por cento) ao ano, sendo 0,50% ao ano incidente sobre o patrimônio líquido do FUNDO, e 0,50% ao ano incidente sobre o patrimônio líquido dos FIs em que o FUNDO investe, considerandose os dias úteis, sendo provisionada diariamente e paga mensalmente. Os FIs onde o FUNDO investe podem estar sujeitos ao pagamento taxa de performance, taxas de ingresso ou de saída, conforme previsto em seus respectivos regulamentos. Não há cobrança de taxas de ingresso ou de saída. APLICAÇÕES E RESGATES Valores de movimentação e permanência Aplicação inicial R$ ,00 Aplicação adicional Livre Resgate mínimo Livre Valor mínimo de permanência 500,00 Nenhum cotista poderá deter 100% (cem por cento) das cotas. Regras de cotização e horários de movimentação (1) Descrição Horário limite Conversão das cotas (2) Aplicação 21:00h D+0 D+0 Resgate 21:00h D+1 D+1 Liquidação financeira (2, 3) Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 O fundo possui cota de fechamento: O valor da cota do dia é resultante da divisão do valor do patrimônio líquido pelo número de cotas do FUNDO, apurados, ambos, no encerramento do dia, assim entendido o horário de fechamento dos mercados em que o FUNDO atue. (1) Vide Regulamento deste FUNDO para informações sobre movimentações em dias sem expediente bancário nacional. (2) Os prazos acima são contados a partir da data da solicitação das movimentações. (3) A liquidação financeira de aplicação se dará no ato da solicitação. A liquidação financeira dos resgates se dará no mesmo dia da solicitação após o fechamento dos mercados. (4) Movimentações através da CETIP: Para clientes que utilizam este sistema, o horário de movimentações fica reduzido para 14:00h. Este fundo não possui carência para movimentação O ADMINISTRADOR poderá, observada a legislação em vigor, fechar o fundo para aplicações ou resgates. OBJETIVO, SELEÇÃO DE ATIVOS E POLÍTICA DE INVESTIMENTO OBJETIVO: o objetivo do FUNDO é gerar rentabilidade aos cotistas, compatível ao risco assumido, através da utilização de uma estratégia de gestão ativa, que procura se aproveitar de oportunidades no mercado brasileiro de taxas de juros pré e pós fixadas, no mercado de câmbio e de indexadores de preços. Fica estabelecido que o objetivo previsto não se caracteriza como promessa ou garantia de rentabilidade. SELEÇÃO DE ATIVOS: o GESTOR avalia os riscos de mercado, crédito e liquidez e, com base em suas expectativas quanto às condições econômicas, políticas e de fluxos internos e externos de capitais, seleciona os ativos que atendam à legislação em vigor e ao perfil de investimento do FUNDO. POLÍTICA DE INVESTIMENTO: o FUNDO deverá manter, no mínimo, 95% (noventa e cinco por cento) de seu patrimônio investido em dos seguintes fundos, inclusive administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, GESTOR ou empresas a eles 2

3 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 ligadas: (i) fundos de investimento de classes distintas ( FI ou FIs ); (ii) fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC) e de investimento em cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FICFIDC), respeitando o limite de 10% (dez por cento) do patrimônio do FUNDO. Os restantes 5% (cinco por cento) do patrimônio do FUNDO poderão ser mantidos em depósitos à vista ou aplicados em: I títulos públicos federais; II títulos de renda fixa de emissão de instituição financeira, inclusive pelo ADMINISTRADOR, GESTOR e empresas a eles ligadas; III operações compromissadas, de acordo com a regulação específica do Conselho Monetário Nacional - CMN. O FUNDO poderá concentrar até 100% (cem por cento) de seu patrimônio em cotas de um mesmo FI. O FUNDO poderá concentrar até 100% (cem por cento) de seu patrimônio em cotas de FIs administrados pelo ADMINISTRADOR, pelo GESTOR ou empresas a eles ligadas. O FUNDO aplicará a totalidade dos recursos no PERFORMANCE FIX IB - FUNDO DE INVESTIMENTO, que tem como objetivo gerar rentabilidade, compatível ao risco assumido, através da utilização de uma estratégia de gestão ativa, que procura se aproveitar de oportunidades no mercado brasileiro de taxas de juros pré e pós fixadas, no mercado de câmbio e de indexadores de preços. O FI no qual o FUNDO investe é classificado como "Multimercado". O FI poderá manter exposição nos diversos mercados, tais como juros, índice de preços, câmbio, bem como atuar de maneira expressiva no mercado de derivativos, tanto para fins de proteção, quanto para exposição, sujeitando-se, portanto, a um ou mais fatores de risco, que podem variar ou acentuar-se, de acordo com suas respectivas classificações e com as políticas de investimento adotadas. Para atingir seu objetivo, o FI no qual o FUNDO aplica manterá uma carteira diversificada de ativos financeiros e/ou de modalidades operacionais existentes no mercado financeiro, observados os critérios de composição e diversificação estabelecidos neste Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 Regulamento e nas normas em vigor, atendendo às seguintes condições: I - no mínimo, 80% (oitenta por cento) de seu patrimônio líquido, isolado ou cumulativamente, será aplicado em: a) títulos de emissão do Tesouro Nacional e/ou Banco Central do Brasil e/ou operações compromissadas lastreadas nos referidos títulos; b) títulos e valores mobiliários de renda fixa cujo emissor esteja classificado na categoria baixo risco de crédito ou equivalente, com certificação por agência de classificação de risco localizada no País e públicos diversos da União Federal e/ou operações compromissadas lastreadas nos referidos títulos, observando o limite até 50% (cinqüenta por cento) do patrimônio líquido do FUNDO. II O FI poderá ainda: a) aplicar até 20% (vinte por cento) do patrimônio no conjunto dos seguintes ativos: (i) cotas de fundos de investimento e/ou cotas de fundo de investimento em cotas de fundos de investimento, inclusive administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, GESTOR ou empresas a eles ligadas, observado o limite de 10% (dez por cento) por fundo investido; (ii) no máximo 10% (dez por cento) em cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC) e de investimento em cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FICFIDC) e inclusive administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, GESTOR ou empresas a eles ligadas; (iii) outros ativos financeiros permitidos pela legislação, exceto se ofertados publicamente ou se emitidos ou com co-obrigação de instituições financeiras. b) o FUNDO não observará limites de concentração por emissor para as cotas de fundos de investimento em dívida externa; b.1) a inexistência de limites por emissor para o ativo acima e a utilização desta prerrogativa pelo FUNDO aumenta a possibilidade de perdas por concentrar o patrimônio em poucos ou em um único emissor. c) contratar operações de empréstimos de títulos e valores mobiliários; d) aplicar até o limite de 20% (vinte por cento) do patrimônio líquido em títulos ou valores mobiliários de 3

4 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 emissão do ADMINISTRADOR, do GESTOR, ou de empresas a eles ligadas, sendo vedada a aquisição de ações de emissão do ADMINISTRADOR. e) outros ativos financeiros permitidos pela regulamentação em vigor. O FI obedecerá, ainda, os seguintes limites de concentração: a) as aplicações em ativos de emissão ou com coobrigação de uma mesma pessoa física ou jurídica, de seu controlador, de sociedades por ele(a) direta ou indiretamente controladas e de coligadas ou outras sociedades sob controle comum, respeitado o limite de 5% (cinco por cento), se o emissor for pessoa física ou jurídica que não seja companhia aberta nem instituição financeira, o limite de 10% (dez por cento), se o emissor for companhia aberta ou fundo de investimento, e o limite de 20% (vinte por cento), se o emissor for instituição financeira. b) as aplicações em títulos públicos federais e operações compromissadas lastreadas nos referidos títulos poderão representar até 100% (cem por cento) do patrimônio líquido. O FI poderá contratar operações em que figurem como contraparte o ADMINISTRADOR, o GESTOR, as empresas a eles ligadas, ou ainda quaisquer carteiras, clubes de investimento e/ou fundos de investimento administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, pelo GESTOR ou por empresas a eles ligadas. O FI pode utilizar estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como podem ser adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para os cotistas, podendo, inclusive, acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a conseqüente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo do FUNDO. O FUNDO não tem o propósito de realizar operações em valor superior ao seu patrimônio. O GESTOR selecionará os investimentos do FUNDO a seu critério, sem compromisso formal de concentração em nenhum fator de risco específico. RISCOS Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 EXPOSIÇÃO A RISCO: ainda que o GESTOR selecione diligentemente os investimentos do FUNDO, o FUNDO está sujeito a flutuações de mercado e a riscos que podem gerar depreciação dos ativos e perdas para os cotistas. Os ativos e as operações do FUNDO e dos FIs estão sujeitos, principalmente, aos riscos abaixo identificados, dependendo dos mercados em que atuarem: (a) risco de oscilação do valor das cotas por marcação a mercado os ativos do FUNDO devem ser marcados a mercado, ou seja, seus valores serão atualizados diariamente e contabilizados pelo preço de negociação no mercado, ou pela melhor estimativa do valor que se obteria nessa negociação; como conseqüência, o valor da cota do FUNDO poderá sofrer oscilações freqüentes e significativas, inclusive no decorrer do dia; (b) riscos atrelados à carteira de longo prazo ao buscar manter a carteira do FUNDO longa, de forma a propiciar aos cotistas o benefício das alíquotas decrescentes de IRF, o FUNDO fica sujeito a maiores oscilações do valor da cota em relação aos fundos com carteira curta, quando ocorrerem momentos de instabilidade no mercado; (c) riscos de mercado existe a possibilidade de ocorrerem flutuações de mercado, nacionais e internacionais, que afetam preços, taxas de juros, ágios, deságios e volatilidades dos ativos e modalidades operacionais da carteira do FUNDO, entre outros fatores, com conseqüentes oscilações do valor das cotas do FUNDO, podendo resultar em ganhos ou perdas para os cotistas; (d) risco sistêmico a negociação e os valores dos ativos do FUNDO podem ser afetados por condições econômicas nacionais, internacionais e por fatores exógenos diversos, tais como interferências de autoridades governamentais e órgãos reguladores nos mercados, moratórias, alterações da política monetária, inclusive das regras de fechamento de câmbio e de remessa de recursos do e para o exterior, ou da regulamentação aplicável aos fundos de investimento e a suas operações, tanto no mercado nacional quanto internacional, podendo, eventualmente, causar perdas aos cotistas; (e) riscos de liquidez determinados ativos do FUNDO, nacionais ou internacionais, podem passar por períodos de dificuldade de execução de ordens de compra e venda, ocasionados por baixas ou inexistentes demanda 4

5 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 e negociabilidade. Nestas condições, o ADMINISTRADOR poderá enfrentar dificuldade de liquidar ou negociar tais ativos pelo preço e no momento desejados e, conseqüentemente, o FUNDO poderá enfrentar problemas de liquidez para honrar resgates ou ver-se obrigado a aceitar descontos ou deságios, prejudicando a rentabilidade. Nessas hipóteses, o ADMINISTRADOR poderá, inclusive, determinar o fechamento do FUNDO para novas aplicações ou para resgates, obedecidas as disposições legais vigentes; (f) riscos do uso de derivativos existe a possibilidade de ocorrerem alterações substanciais nos preços dos contratos de derivativos, ainda que o preço à vista do ativo relacionado permaneça inalterado. O uso de derivativos pode (i) aumentar a volatilidade do FUNDO, (ii) limitar ou ampliar as possibilidades de retornos adicionais, (iii) não produzir os efeitos pretendidos e (iv) determinar perdas ou ganhos aos cotistas do FUNDO. Adicionalmente, ainda que sejam utilizados derivativos para proteção da carteira contra determinados riscos, não é possível evitar totalmente perdas para os cotistas se ocorrerem os riscos que se pretendia proteger; (g) riscos de crédito os ativos e modalidades operacionais do FUNDO, nacionais e internacionais, estão sujeitos ao risco de crédito de seus emissores e contrapartes, isto é, existe possibilidade de atraso e não recebimento dos juros e do principal desses ativos e modalidades operacionais. Caso ocorram esses eventos, o FUNDO poderá (i) ter reduzida a sua rentabilidade, (ii) eventualmente, sofrer perdas financeiras até o limite das operações contratadas e não liquidadas e (iii) ter de provisionar valorização ou desvalorização de ativos; (h) riscos atrelados aos FIs o GESTOR e o ADMINISTRADOR desenvolvem seus melhores esforços na seleção, controle e acompanhamento dos ativos do FUNDO. Todavia, a despeito desses esforços, pode não ser possível para o ADMINISTRADOR identificar falhas na administração ou na gestão dos FIs, hipóteses em que o ADMINISTRADOR não responderá pelas eventuais conseqüências. O objetivo e a política de investimento do FUNDO não constituem promessa de rentabilidade e o cotista assume os riscos decorrentes do investimento no FUNDO, ciente da possibilidade de perdas e eventual necessidade de aportes adicionais de recursos no FUNDO. Caso necessário, o aporte adicional de recursos deverá ser realizado pelo cotista no prazo máximo de 3 (três) Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 dias após comunicação do ADMINISTRADOR nesse sentido. As aplicações realizadas no FUNDO não têm garantia do ADMINISTRADOR, nem do GESTOR e nem do Fundo Garantidor de Créditos. MONITORAMENTO DE RISCOS O ADMINISTRADOR e o GESTOR utilizam técnicas de monitoramento de risco ( monitoramento ) para obter estimativa do nível de exposição do FUNDO aos riscos ora mencionados ( níveis de exposição ), de forma a adequar os investimentos do FUNDO a seus objetivos. Os níveis de exposição (i) são definidos pelo ADMINISTRADOR e pelo GESTOR; (ii) são aferidos por área de gerenciamento de risco segregada; e (iii) podem ser obtidos por meio de uma ou mais das seguintes ferramentas matemático-estatísticas, dependendo dos mercados em que o FUNDO atuar: monitoramento de alavancagem alavancagem é a utilização de operações que expõem o FUNDO a mercados de risco em percentual superior a seu patrimônio, com o conseqüente aumento dos riscos e da possibilidade de perdas; VaR Valor em Risco estimativa da perda potencial esperada para a carteira do FUNDO, em dado horizonte de tempo, associado a uma probabilidade ou nível de confiança estatístico. teste de estresse simulação para avaliar o comportamento da carteira do FUNDO em condições adversas de mercado, baseada em cenários passados ou hipóteses projetadas ou estatísticas; tracking error estimativa para medir o risco de o FUNDO não seguir a performance de seu objetivo de investimento. O monitoramento (i) utiliza os dados correntes das operações presentes na carteira do FUNDO; (ii) utiliza dados históricos e suposições para tentar prever o comportamento da economia e, conseqüentemente, os possíveis cenários que eventualmente afetem o FUNDO e não há como garantir que esses cenários ocorram na realidade; e (iii) não elimina a possibilidade de perdas para os cotistas. A exatidão das simulações e estimativas utilizadas no monitoramento depende de fontes externas de 5

6 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 informação, únicas responsáveis pelos dados fornecidos, não respondendo o ADMINISTRADOR nem o GESTOR se tais fontes fornecerem dados incorretos, incompletos ou suspenderem a divulgação dos dados, prejudicando o monitoramento. ENCARGOS Remuneração do ADMINISTRADOR e (i) taxas e tributos que recaiam ou venham a recair sobre os bens, direitos e obrigações do FUNDO; (ii) registro de documentos em cartório, impressão, expedição e publicação de relatórios e informações periódicas; (iii) correspondências, inclusive aos cotistas; (iv) despesas do auditor independente; (v) emolumentos e comissões pagas por operações do FUNDO; (vi) honorários advocatícios, custas e despesas processuais incorridas na defesa do FUNDO, em juízo ou fora dele, inclusive o valor de eventual condenação; (vii) prejuízos não cobertos por seguros e não decorrentes diretamente de culpa ou dolo dos prestadores de serviços, no exercício de suas respectivas funções; (viii) relacionadas, direta ou indiretamente, com o exercício do direito de voto do FUNDO, a ser exercido pelo ADMINISTRADOR ou por seus representantes, em assembléias gerais, inclusive de debenturistas; (ix) custódia e liquidação de operações dos ativos e modalidades operacionais integrantes ou que venham a integrar o FUNDO; (x) relacionadas com fechamento de câmbio, vinculadas às suas operações ou com certificados ou recibos de depósito de valores mobiliários. TRIBUTAÇÃO FUNDO: isento de IOF e de imposto de renda COTISTA: IOF regressivo, para aplicações com prazo inferior a 30 dias; Imposto de renda ( IRF ) sobre os rendimentos das aplicações no FUNDO, com alíquotas decrescentes conforme o prazo da aplicação: Prazo de permanência (dias) Alíquota: carteira curta Até 180 De 181 a 360 De 361 a 720 Mais de ,5% 20% 20% 20% Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 Alíquota: carteira longa 22,5% 20% 17,5% 15% O IRF será retido de duas formas: (i) semestralmente, nos meses de maio a novembro, à alíquota mínima, de acordo com o prazo médio da carteira do FUNDO (20%, se curta e 15%, se longa), conforme legislação vigente; (ii) no resgate, IRF sobre os rendimentos auferidos entre a data da última tributação semestral e a data do resgate, referente à diferença, se for o caso, entre a alíquota correspondente ao prazo de permanência no FUNDO (tabela acima) e tributação semestral. Para possibilitar o benefício das alíquotas decrescentes de IRF concedidas aos cotistas dos fundos com carteira longa, conforme previsto na legislação, o ADMINISTRADOR buscará manter a carteira do FUNDO com prazo médio superior a 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias. Todavia, não há garantia de que o FUNDO receberá o tratamento tributário para fundos de longo prazo. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO O FUNDO tem como política o não exercício do direito de voto em Assembléias de companhias das quais detenha participação, a menos que o ADMINISTRADOR julgue que os assuntos a serem deliberados são relevantes para o FUNDO. Nesta hipótese, o ADMINISTRADOR comparecerá à Assembléia e posteriormente divulgará, na página da CVM ou do ADMINISTRADOR, mantidas na rede mundial de computadores (internet), o teor e a justificativa do voto proferido. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES O ADMINISTRADOR manterá à disposição dos interessados, no endereço da CVM ou do ADMINISTRADOR mantidos na rede mundial de computadores nos prazos, formatos e conteúdos estabelecidos na legislação em vigor para remessa das mesmas informações à CVM: a) o informe diário do FUNDO; b) o balancete; c) as demonstrações contábeis anuais, acompanhadas do parecer do auditor independente; 6

7 PROSPECTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 02/09/2010 d) demonstrativo de composição e diversificação da carteira. O ADMINISTRADOR manterá a disposição dos cotistas, em sua sede: a) o perfil mensal do FUNDO b) formulário padronizado com as informações básicas do FUNDO, sempre que houver alteração do regulamento. O ADMINISTRADOR divulgará, diariamente, no endereço da ANBID ou do ADMINISTRADOR mantidos na rede mundial de computadores, o valor da cota e do patrimônio líquido do FUNDO, com até um dia de defasagem. O ADMINISTRADOR também está obrigado a: ITAÚ INVESTNET PERSONNALITÉ Dependências do ITAÚ PERSONNALITÉ. Consultoria e informações sobre investimentos fale com o seu gerente ou entre em contato com o Investfone Personnalité (capitais e regiões metropolitanas) ou (demais localidades). Para dúvidas, sugestões e reclamações, se necessário, utilize o SAC Personnalité , todos os dias, 24h, ou o Fale Conosco (www.itau.com.br). Se desejar a reavaliação da solução apresentada após utilizar esses canais, recorra à Ouvidoria Corporativa Itaú Unibanco , dias úteis, das 9 às 18h, Caixa Postal nº , CEP Deficientes auditivos ou de fala, dias úteis, das 9 às 18h, a) remeter aos cotistas, mensalmente, extrato de conta, salvo para aqueles que tenham manifestado, formal e expressamente, seu interesse em não recebê-lo. b) manter à disposição dos cotistas, na sede do ADMINISTRADOR: - Perfil mensal, no prazo de até 10(dez) dias após o encerramento do mês a que se referirem; - Formulário padronizado com as informações básicas do FUNDO, sempre que houver alteração do regulamento. c) divulgar imediatamente, através de correspondência aos cotistas, no ITAÚ INVESTNET ( Investimentos/fundos/ Informações aos Cotistas) e no site da CVM (www.cvm.gov.br), os atos ou fatos relevantes que possam influenciar, direta ou indiretamente, as decisões de investimento no FUNDO. POLÍTICA DE DISTRIBUIÇÃO DE RESULTADOS Os resultados do FUNDO serão nele reinvestidos. ATENDIMENTO A COTISTAS E INFORMAÇÕES ADICIONAIS INVESTFONE PERSONNALITÉ Dias úteis das 9h às 20h Capital e regiões metropolitanas: Demais localidades: Prospecto do Capital Performance Fix IB Multimercado FICFI _v004 7

8 REGULAMENTO DO CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ Nº / CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O CAPITAL PERFORMANCE FIX IB MULTIMERCADO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO, doravante designado abreviadamente FUNDO, é um fundo de investimento em cotas de fundos de investimento, constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo indeterminado de duração, regido pelo presente Regulamento e pelas disposições legais e regulamentares que lhe forem aplicáveis. CAPÍTULO II - DO PÚBLICO ALVO Artigo 2º - O FUNDO destina-se a clientes do ADMINISTRADOR ou de empresas a ele ligadas, que tenham como objetivo obter rentabilidade, compatível ao risco assumido, através da utilização de uma estratégia de gestão ativa, que procura se aproveitar de oportunidades no mercado brasileiro de taxas de juros pré e pós fixadas, no mercado de câmbio e de indexadores de preços. CAPÍTULO III - DA ADMINISTRAÇÃO Artigo 3º - O FUNDO é administrado pelo BANCO ITAUCARD S.A., com sede na Alameda Pedro Calil, 43 - Vila das Acácias, no Município de Poá, Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ sob nº / e sob registro na CVM por meio do Ato Declaratório sob n 8015, doravante abreviadamente designado "ADMINISTRADOR". Artigo 4º - O ADMINISTRADOR, observadas as limitações legais e as previstas neste Regulamento, tem poderes para praticar todos os atos necessários ao funcionamento do FUNDO, sendo responsável por sua constituição e pela prestação de informações à CVM, na forma da legislação em vigor. Artigo 5º - O ADMINISTRADOR contrata, em nome do FUNDO, os serviços de gestão profissional do BANCO ITAÚ S.A., com sede na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, Parque Jabaquara, na Cidade de São Paulo, inscrito no CNPJ sob nº / e sob registro na CVM por meio do Ato Declaratório sob nº 990, doravante denominada simplesmente "GESTOR", a quem compete negociar, em nome do FUNDO, os títulos, valores mobiliários e demais ativos financeiros integrantes da carteira. Artigo 6º - Os serviços de custódia do FUNDO serão exercidos pelo BANCO ITAÚ S.A., com sede na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, Parque Jabaquara, na Cidade de São Paulo, inscrito no CNPJ sob nº / e sob registro na CVM por meio do Ato Declaratório sob nº 990, a quem compete manter os títulos e valores mobiliários, bem como outros ativos financeiros integrantes da carteira do FUNDO devidamente registrados em contas de depósitos específicas, abertas diretamente em nome do FUNDO, em sistemas de registro e de liquidação financeira de ativos autorizados pelo Banco Central do Brasil ou em instituições autorizadas à prestação de serviços de custódia pela CVM. 1

9 CAPÍTULO IV - DA CARTEIRA Artigo 7º - O FUNDO, classificado como Multimercado, deverá manter, no mínimo, 95% (noventa e cinco por cento) de seu patrimônio investido em dos seguintes fundos, inclusive administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, GESTOR ou empresas a eles ligadas: (i) fundos de investimento de classes distintas ( FI ou FIs ); (ii) fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC) e de investimento em cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FICFIDC), respeitando o limite de 10% (dez por cento) do patrimônio do FUNDO. Parágrafo 1º - Os restantes 5% (cinco por cento) do patrimônio do FUNDO poderão ser mantidos em depósitos à vista ou aplicados em: I títulos públicos federais; II títulos de renda fixa de emissão de instituição financeira, inclusive pelo ADMINISTRADOR, GESTOR e empresas a eles ligadas; III operações compromissadas, de acordo com a regulação específica do Conselho Monetário Nacional - CMN. Parágrafo 2º - O FUNDO poderá concentrar até 100% (cem por cento) de seu patrimônio em cotas de um mesmo FI. Parágrafo 3º - O FUNDO poderá concentrar até 100% (cem por cento) de seu patrimônio em cotas de FIs administrados pelo ADMINISTRADOR, pelo GESTOR ou empresas a eles ligadas. CAPÍTULO V - DA POLÍTICA DE INVESTIMENTO Artigo 8º - O objetivo do FUNDO é gerar rentabilidade aos cotistas, compatível ao risco assumido, através da utilização de uma estratégia de gestão ativa, que procura se aproveitar de oportunidades no mercado brasileiro de taxas de juros pré e pós fixadas, no mercado de câmbio e de indexadores de preços. Artigo 9º - O FUNDO aplicará a totalidade dos recursos no PERFORMANCE FIX IB - FUNDO DE INVESTIMENTO, que tem como objetivo gerar rentabilidade, compatível ao risco assumido, através da utilização de uma estratégia de gestão ativa, que procura se aproveitar de oportunidades no mercado brasileiro de taxas de juros pré e pós fixadas, no mercado de câmbio e de indexadores de preços. Artigo 10 - O FI no qual o FUNDO investe é classificado como "Multimercado". Parágrafo Único - O FI poderá manter exposição nos diversos mercados, tais como juros, índice de preços, câmbio, bem como atuar de maneira expressiva no mercado de derivativos, tanto para fins de proteção, quanto para exposição, sujeitando-se, portanto, a um ou mais fatores de risco, que podem variar ou acentuar-se, de acordo com suas respectivas classificações e com as políticas de investimento adotadas. Artigo 11 - Para atingir seu objetivo, o FI no qual o FUNDO aplica manterá uma carteira diversificada de ativos financeiros e/ou de modalidades operacionais existentes no mercado financeiro, observados 2

10 os critérios de composição e diversificação estabelecidos neste Regulamento e nas normas em vigor, atendendo às seguintes condições; I - no mínimo, 80% (oitenta por cento) de seu patrimônio líquido, isolado ou cumulativamente, será aplicado em: a) títulos de emissão do Tesouro Nacional e/ou Banco Central do Brasil e/ou operações compromissadas lastreadas nos referidos títulos; b) títulos e valores mobiliários de renda fixa cujo emissor esteja classificado na categoria baixo risco de crédito ou equivalente, com certificação por agência de classificação de risco localizada no País e públicos diversos da União Federal e/ou operações compromissadas lastreadas nos referidos títulos, observando o limite até 50% (cinqüenta por cento) do patrimônio líquido do FUNDO. II O FI poderá ainda: a) aplicar até 20% (vinte por cento) do patrimônio no conjunto dos seguintes ativos: (i) cotas de fundos de investimento e/ou cotas de fundo de investimento em cotas de fundos de investimento, inclusive administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, GESTOR ou empresas a eles ligadas, observado o limite de 10% (dez por cento) por fundo investido; (ii) no máximo 10% (dez por cento) em cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC) e de investimento em cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FICFIDC) e inclusive administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, GESTOR ou empresas a eles ligadas; (iii) outros ativos financeiros permitidos pela legislação, exceto se ofertados publicamente ou se emitidos ou com co-obrigação de instituições financeiras. b) o FUNDO não observará limites de concentração por emissor para as cotas de fundos de investimento em dívida externa; b.1) a inexistência de limites por emissor para o ativo acima e a utilização desta prerrogativa pelo FUNDO aumenta a possibilidade de perdas por concentrar o patrimônio em poucos ou em um único emissor. c) contratar operações de empréstimos de títulos e valores mobiliários; d) aplicar até o limite de 20% (vinte por cento) do patrimônio líquido em títulos ou valores mobiliários de emissão do ADMINISTRADOR, do GESTOR, ou de empresas a eles ligadas, sendo vedada a aquisição de ações de emissão do ADMINISTRADOR. e) outros ativos financeiros permitidos pela regulamentação em vigor. Parágrafo Único - O FI obedecerá, ainda, os seguintes limites de concentração: a) as aplicações em ativos de emissão ou com co-obrigação de uma mesma pessoa física ou jurídica, de seu controlador, de sociedades por ele(a) direta ou indiretamente controladas e de coligadas ou outras sociedades sob controle comum, respeitado o limite de 5% (cinco por cento), se o emissor for pessoa física ou jurídica que não seja companhia aberta nem instituição financeira, o limite de 10% (dez por cento), se o emissor for companhia aberta ou fundo de investimento, e o limite de 20% (vinte por cento), se o emissor for instituição financeira. 3

11 b) as aplicações em títulos públicos federais e operações compromissadas lastreadas nos referidos títulos poderão representar até 100% (cem por cento) do patrimônio líquido. Artigo 10 - O FI poderá contratar operações em que figurem como contraparte o ADMINISTRADOR, o GESTOR, as empresas a eles ligadas, ou ainda quaisquer carteiras, clubes de investimento e/ou fundos de investimento administrados ou geridos pelo ADMINISTRADOR, pelo GESTOR ou por empresas a eles ligadas. Artigo 11 O FI pode utilizar estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento. Tais estratégias, da forma como podem ser adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para os cotistas, podendo, inclusive, acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a conseqüente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo do FUNDO. Artigo 12 O FUNDO não tem o propósito de realizar operações em valor superior ao seu patrimônio. Artigo 13 - O GESTOR selecionará os investimentos do FUNDO a seu critério, sem compromisso formal de concentração em nenhum fator de risco específico. CAPÍTULO VI DOS RISCOS Artigo 14 Ainda que o GESTOR selecione diligentemente os investimentos do FUNDO, o FUNDO está sujeito às flutuações do mercado e a riscos, que podem gerar depreciação dos ativos e perdas para os cotistas. Parágrafo 1º - Os ativos e as operações do FUNDO e dos FIs estão sujeitos, principalmente, aos riscos abaixo identificados, dependendo dos mercados em que atuarem: (a) risco de oscilação do valor das cotas por marcação a mercado os ativos do FUNDO devem ser marcados a mercado, ou seja, seus valores serão atualizados diariamente e contabilizados pelo preço de negociação no mercado, ou pela melhor estimativa do valor que se obteria nessa negociação; como conseqüência, o valor da cota do FUNDO poderá sofrer oscilações freqüentes e significativas, inclusive no decorrer do dia; (b) riscos atrelados à carteira de longo prazo ao buscar manter a carteira do FUNDO longa, de forma a propiciar aos cotistas o benefício das alíquotas decrescentes de IRF, o FUNDO fica sujeito a maiores oscilações do valor da cota em relação aos fundos com carteira curta, quando ocorrerem momentos de instabilidade no mercado; (c) riscos de mercado existe a possibilidade de ocorrerem flutuações de mercado, nacionais e internacionais, que afetam preços, taxas de juros, ágios, deságios e volatilidades dos ativos e modalidades operacionais da carteira do FUNDO, entre outros fatores, com conseqüentes oscilações do valor das cotas do FUNDO, podendo resultar em ganhos ou perdas para os cotistas; (d) risco sistêmico a negociação e os valores dos ativos do FUNDO podem ser afetados por condições econômicas nacionais, internacionais e por fatores exógenos diversos, tais como interferências de autoridades governamentais e órgãos reguladores nos mercados, moratórias, alterações da política monetária, inclusive das regras de fechamento de câmbio e de remessa de recursos do e para o exterior, ou da regulamentação aplicável aos fundos de investimento e a suas 4

12 operações, tanto no mercado nacional quanto internacional, podendo, eventualmente, causar perdas aos cotistas; (e) riscos de liquidez determinados ativos do FUNDO, nacionais ou internacionais, podem passar por períodos de dificuldade de execução de ordens de compra e venda, ocasionados por baixas ou inexistentes demanda e negociabilidade. Nestas condições, o ADMINISTRADOR poderá enfrentar dificuldade de liquidar ou negociar tais ativos pelo preço e no momento desejados e, conseqüentemente, o FUNDO poderá enfrentar problemas de liquidez para honrar resgates ou ver-se obrigado a aceitar descontos ou deságios, prejudicando a rentabilidade. Nessas hipóteses, o ADMINISTRADOR poderá, inclusive, determinar o fechamento do FUNDO para novas aplicações ou para resgates, obedecidas as disposições legais vigentes; (f) riscos do uso de derivativos existe a possibilidade de ocorrerem alterações substanciais nos preços dos contratos de derivativos, ainda que o preço à vista do ativo relacionado permaneça inalterado. O uso de derivativos pode (i) aumentar a volatilidade do FUNDO, (ii) limitar ou ampliar as possibilidades de retornos adicionais, (iii) não produzir os efeitos pretendidos e (iv) determinar perdas ou ganhos aos cotistas do FUNDO. Adicionalmente, ainda que sejam utilizados derivativos para proteção da carteira contra determinados riscos, não é possível evitar totalmente perdas para os cotistas se ocorrerem os riscos que se pretendia proteger; (g) riscos de crédito os ativos e modalidades operacionais do FUNDO, nacionais e internacionais, estão sujeitos ao risco de crédito de seus emissores e contrapartes, isto é, existe possibilidade de atraso e não recebimento dos juros e do principal desses ativos e modalidades operacionais. Caso ocorram esses eventos, o FUNDO poderá (i) ter reduzida a sua rentabilidade, (ii) eventualmente, sofrer perdas financeiras até o limite das operações contratadas e não liquidadas e (iii) ter de provisionar valorização ou desvalorização de ativos; (h) riscos atrelados aos FIs o GESTOR e o ADMINISTRADOR desenvolvem seus melhores esforços na seleção, controle e acompanhamento dos ativos do FUNDO. Todavia, a despeito desses esforços, pode não ser possível para o ADMINISTRADOR identificar falhas na administração ou na gestão dos FIs, hipóteses em que o ADMINISTRADOR não responderá pelas eventuais conseqüências. Parágrafo 2º - O objetivo e a política de investimento do FUNDO não constituem promessa de rentabilidade e o cotista assume os riscos decorrentes do investimento no FUNDO, ciente da possibilidade de perdas e eventual necessidade de aportes adicionais de recursos no FUNDO. Parágrafo 3º - Caso necessário, o aporte adicional de recursos deverá ser realizado pelo cotista no prazo máximo de 3 (três) dias após comunicação do ADMINISTRADOR nesse sentido. Parágrafo 4º - As aplicações realizadas no FUNDO não têm garantia do ADMINISTRADOR, nem do GESTOR e nem do Fundo Garantidor de Créditos. CAPÍTULO VII - MONITORAMENTO DE RISCOS Artigo 15 O ADMINISTRADOR e o GESTOR utilizam técnicas de monitoramento de risco ( monitoramento ) para obter estimativa do nível de exposição do FUNDO aos riscos ora mencionados ( níveis de exposição ), de forma a adequar os investimentos do FUNDO a seus objetivos. Parágrafo 1º - Os níveis de exposição (i) são definidos pelo ADMINISTRADOR e pelo GESTOR; (ii) são aferidos por área de gerenciamento de risco segregada; e (iii) podem ser obtidos por meio de 5

13 uma ou mais das seguintes ferramentas matemático-estatísticas, dependendo dos mercados em que o FUNDO atuar: (a) monitoramento de alavancagem alavancagem é a utilização de operações que expõem o FUNDO a mercados de risco em percentual superior a seu patrimônio, com o conseqüente aumento dos riscos e da possibilidade de perdas; (b) VaR Valor em Risco estimativa da perda potencial esperada para a carteira do FUNDO, em dado horizonte de tempo, associado a uma probabilidade ou nível de confiança estatístico. (c) teste de estresse simulação para avaliar o comportamento da carteira do FUNDO em condições adversas de mercado, baseada em cenários passados ou hipóteses projetadas ou estatísticas; (d) tracking error estimativa para medir o risco de o FUNDO não seguir a performance de seu objetivo de investimento. Parágrafo 2º - O monitoramento (i) utiliza os dados correntes das operações presentes na carteira do FUNDO; (ii) utiliza dados históricos e suposições para tentar prever o comportamento da economia e, conseqüentemente, os possíveis cenários que eventualmente afetem o FUNDO e não há como garantir que esses cenários ocorram na realidade; e (iii) não elimina a possibilidade de perdas para os cotistas. Parágrafo 3º - A exatidão das simulações e estimativas utilizadas no monitoramento depende de fontes externas de informação, únicas responsáveis pelos dados fornecidos, não respondendo o ADMINISTRADOR nem o GESTOR se tais fontes fornecerem dados incorretos, incompletos ou suspenderem a divulgação dos dados, prejudicando o monitoramento. CAPÍTULO VIII - DA DISTRIBUIÇÃO DE RESULTADOS Artigo 16 As quantias que forem atribuídas ao FUNDO a título de rendimentos advindos de ativos que integrem sua carteira serão incorporadas ao patrimônio líquido e reinvestidas, na sua totalidade. CAPÍTULO IX DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Artigo 17 - Entende-se por patrimônio líquido do FUNDO a soma algébrica do disponível com o valor da carteira, mais os valores a receber, menos as exigibilidades. CAPÍTULO X - DA TAXA DE ADMINISTRAÇÃO E DAS TAXAS DE INGRESSO E DE SAÍDA Artigo 18 - O ADMINISTRADOR receberá, pela prestação dos serviços de administração, percentagem anual fixa de 1% (um inteiro por cento), sendo: - 0,50% (cinqüenta centésimos por cento) ao ano, incidente diretamente sobre o patrimônio líquido diário do FUNDO, provisionada por dia útil, base 252 dias, sendo paga ao ADMINISTRADOR mensalmente, até o 5º (quinto) dia útil do mês subseqüente ao da prestação dos serviços e - 0,50% (cinqüenta centésimos por cento por cento) ao ano, incidente sobre o patrimônio líquido dos FIs onde o FUNDO venha a investir seus recursos. 6

14 Parágrafo 1º - A taxa de administração referida neste artigo remunera o ADMINISTRADOR e o GESTOR contratado em nome do FUNDO. Parágrafo 2º - A taxa de administração acima descrita será a taxa máxima a ser cobrada dos cotistas e já compreenderá as taxas de administração dos fundos investidos. Artigo 19 Os FIs onde o FUNDO investe podem estar sujeitos ao pagamento taxa de performance, taxas de ingresso ou de saída, conforme previsto em seus respectivos regulamentos. Artigo 20 - O ADMINISTRADOR não cobrará taxa de ingresso ou de saída do FUNDO. CAPÍTULO XI DOS ENCARGOS DO FUNDO Artigo 21 - Constituem encargos do FUNDO além das taxas referidas no capítulo anterior as seguintes despesas, que lhe podem ser debitadas diretamente: (i) taxas e tributos que recaiam ou venham a recair sobre os bens, direitos e obrigações do FUNDO; (ii) registro de documentos em cartório, impressão, expedição e publicação de relatórios e informações periódicas; (iii) correspondências, inclusive aos cotistas; (iv) despesas do auditor independente; (v) emolumentos e comissões pagas por operações do FUNDO; (vi) honorários advocatícios, custas e despesas processuais incorridas na defesa do FUNDO, em juízo ou fora dele, inclusive o valor de eventual condenação; (vii) prejuízos não cobertos por seguros e não decorrentes diretamente de culpa ou dolo dos prestadores de serviços, no exercício de suas respectivas funções; (viii) relacionadas, direta ou indiretamente, com o exercício do direito de voto do FUNDO, a ser exercido pelo ADMINISTRADOR ou por seus representantes, em assembléias gerais, inclusive de debenturistas; (ix) custódia e liquidação de operações dos ativos e modalidades operacionais integrantes ou que venham a integrar o FUNDO; (x) relacionadas com fechamento de câmbio, vinculadas às suas operações ou com certificados ou recibos de depósito de valores mobiliários. Artigo 22 - Quaisquer despesas não previstas como encargos do FUNDO correm por conta do ADMINISTRADOR, devendo ser por ele contratadas. CAPÍTULO XII DAS COTAS DO FUNDO Artigo 23 - As cotas do FUNDO correspondem a frações ideais de seu patrimônio, são escriturais e nominativas e conferem iguais direitos e obrigações aos cotistas. Parágrafo 1º - O valor da cota do dia é resultante da divisão do valor do patrimônio líquido pelo número de cotas do FUNDO, apurados, ambos, no encerramento do dia, assim entendido o horário de fechamento dos mercados em que o FUNDO atue. 7

15 Parágrafo 2º - As cotas do FUNDO são atualizadas diariamente, com base em avaliação patrimonial que considere o valor de mercado dos ativos financeiros integrantes da carteira, sendo adotada a sistemática de números fracionários de cotas. Artigo 24 - A qualidade de cotista caracteriza-se pela adesão do investidor aos termos do Regulamento e pela inscrição de seu nome no registro de cotistas do FUNDO. Artigo 25 - As cotas do FUNDO não podem ser objeto de cessão ou transferência, salvo por decisão judicial, execução de garantia ou sucessão universal. CAPÍTULO XIII - DAS CONDIÇÕES PARA APLICAÇÃO E RESGATE DAS COTAS Artigo 26 Os valores mínimos para ingresso, movimentação ou permanência no FUNDO e os horários para movimentações estão fixados no Prospecto. Artigo 27 - Na emissão das cotas do FUNDO será utilizado o valor da cota em vigor no encerramento do dia da efetiva disponibilidade dos recursos confiados pelo investidor ao ADMINISTRADOR. Artigo 28 - A integralização do valor das cotas do FUNDO deve ser realizada em moeda corrente nacional, mediante débito da conta corrente de depósitos para investimento mantida pelo cotista junto ao BANCO ITAÚ S.A. ( ITAÚ ), ou ainda através de transferência de recursos efetivada por sistemas de liquidação e registro existentes ou que venham a ser criados e legalmente reconhecidos, desde que aceitos pelo ADMINISTRADOR. Artigo 29 - As cotas do FUNDO não estão sujeitas a prazo de carência para efeito de resgate. Artigo 30 - Os pagamentos dos resgates de cotas do FUNDO serão efetivados em moeda corrente nacional, mediante crédito na conta corrente de depósitos mantida pelo cotista junto ao ITAÚ, cheque, ordem de pagamento, ou ainda através de transferência de recursos efetivada por sistemas de liquidação e registro existentes ou que venham a ser criados e legalmente reconhecidos, desde que aceitos pelo ADMINISTRADOR e de conhecimento prévio do cotista. Artigo 31 Em caso de resgates, as cotas serão convertidas com base no valor da cota em vigor no encerramento do 1º (primeiro) dia útil seguinte ao da respectiva solicitação, sendo o pagamento efetuado no mesmo dia da conversão, observado o disposto no parágrafo 1º do artigo 23. Artigo 32 - Em casos excepcionais de iliquidez dos ativos componentes da carteira do FUNDO, inclusive em decorrência de pedidos de resgates incompatíveis com a liquidez existente, ou que possam implicar alteração do tratamento tributário do FUNDO ou do conjunto dos cotistas, em prejuízo destes últimos, o ADMINISTRADOR poderá declarar o fechamento do FUNDO para a realização de resgates, sendo obrigatória a convocação de Assembléia Geral Extraordinária, no prazo máximo de 1 (um) dia, para deliberar, no prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do fechamento para resgate, sobre as seguintes possibilidades: I substituição do ADMINISTRADOR, do GESTOR ou de ambos; II reabertura ou manutenção do fechamento do FUNDO para resgate; III possibilidade do pagamento de resgate em títulos e valores mobiliários; IV cisão do FUNDO; e V liquidação do FUNDO. 8

16 Parágrafo 1º - O ADMINISTRADOR responderá aos cotistas remanescentes pelos prejuízos que lhes tenham sido causados em decorrência da não utilização dos poderes conferidos no caput deste artigo. Parágrafo 2º - O fechamento do FUNDO para resgate deverá, em qualquer caso, ser imediatamente comunicado à CVM. Parágrafo 3º - A assembléia de que trata o caput realizar-se mesmo que o ADMINISTRADOR delibere reabrir o FUNDO antes da data marcada para sua realização. Parágrafo 4º - O ADMINISTRADOR poderá solicitar à CVM autorização específica para proceder à cisão do FUNDO antes da reabertura para resgates, ficando neste caso vedadas novas aplicações no fundo resultante da cisão, e devendo, de qualquer modo, realizar-se a assembléia de que trata o caput. Artigo 33 - É facultado ao ADMINISTRADOR suspender, a qualquer momento, novas aplicações no FUNDO, desde que tal suspensão se aplique indistintamente a novos investidores e cotistas atuais. Parágrafo 1º - A suspensão do recebimento de novas aplicações em um dia não impede a reabertura posterior do FUNDO para aplicações. Parágrafo 2º - O FUNDO deve permanecer fechado para aplicações enquanto perdurar o período de suspensão de resgates. Artigo 34 As aplicações e os resgates solicitados nos dias sem expediente bancário nacional serão processados no dia subseqüente em que houver expediente bancário, como se nesse dia tivessem sido solicitados. Todavia, nas localidades em que os bancos funcionarem, as aplicações e resgates serão processados normalmente. CAPÍTULO XIV - DA POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES Artigo 35 O ADMINISTRADOR adota como política a divulgação de informações do FUNDO de forma idêntica para todos os cotistas, consultores de investimento, agências classificadoras de risco e demais interessados, exceto com relação às informações previstas no artigo 37, sendo certo que a alteração da política de divulgação de informações deverá ser divulgada como fato relevante. Artigo 36 - Em cumprimento à política de divulgação de informações adotada, o ADMINISTRADOR está obrigado a: I divulgar diariamente, na página da Associação Nacional de Bancos de Investimentos - ANBID ou do ADMINISTRADOR, mantidas na rede mundial de computadores (internet), o valor da cota e do patrimônio líquido do FUNDO, com até um dia de defasagem; II manter à disposição dos interessados, na página da CVM ou do ADMINISTRADOR, mantidas na rede mundial de computadores (internet), nos prazos a seguir especificados, nos mesmos formatos estabelecidos na legislação em vigor para remessa das mesmas informações à CVM: a) Informe diário, no prazo de 2 (dois) dias úteis; 9

17 b) Balancete, no prazo de até 10 (dez) dias após o encerramento do mês a que se referirem; c) Demonstrações Contábeis anuais, acompanhadas do parecer do auditor independente, no prazo de 90 (noventa) dias, contados a partir do encerramento do exercício a que se referirem; d) Demonstrativo de composição e diversificação da carteira, no prazo de 10 (dez) dias contados do encerramento do mês a que se referirem, as quais poderão ser, adicionalmente, divulgadas na página do ADMINISTRADOR na rede mundial de computadores (internet), em formato e prazo diferentes daquele enviado à CVM. III manter à disposição dos interessados, em sua página na rede mundial de computadores (internet) ou em sua sede e agências, o Regulamento e o Prospecto do FUNDO, se for o caso, os quais também podem ser obtidos através da página da CVM na rede mundial de computadores (internet). Artigo 37 - O ADMINISTRADOR também está obrigado a: a) remeter aos cotistas, mensalmente, extrato de conta, salvo para aqueles que tenham manifestado, formal e expressamente, seu interesse em não recebê-lo. b) manter à disposição dos cotistas, na sede do ADMINISTRADOR: - Perfil mensal, no prazo de até 10(dez) dias após o encerramento do mês a que se referirem; - Formulário padronizado com as informações básicas do FUNDO, sempre que houver alteração do regulamento. c) divulgar imediatamente, através de correspondência aos cotistas, no ITAÚ INVESTNET ( Investimentos/Fundos/Informações aos Cotistas) e no site da CVM (www.cvm.gov.br), os atos ou fatos relevantes que possam influenciar, direta ou indiretamente, as decisões de investimento no FUNDO. CAPÍTULO XV - DAS OBRIGAÇÕES E DAS RESTRIÇÕES AO ADMINISTRADOR DO FUNDO Artigo 38 - Incluem-se entre as obrigações do ADMINISTRADOR, além das demais previstas na legislação em vigor: I - diligenciar para que sejam mantidos, às suas expensas, atualizados e em perfeita ordem: a) o registro de cotistas; b) o livro de atas de assembléias gerais; c) o livro ou lista de presença de cotistas; d) os pareceres do auditor independente; e) os registros contábeis referentes às operações e ao patrimônio do FUNDO. f) a documentação relativa às operações do FUNDO, pelo prazo de cinco anos. II no caso de instauração de procedimento administrativo pela CVM, manter a documentação referida no inciso anterior até o término do mesmo; 10

18 III pagar a multa cominatória, nos termos da legislação vigente, por cada dia de atraso no cumprimento dos prazos previstos na legislação; IV exercer, ou diligenciar para que sejam exercidos, todos os direitos decorrentes do patrimônio e das atividades do FUNDO; V elaborar e divulgar as informações previstas na Política de Divulgação de Informações adotada; VI manter atualizada junto à CVM a lista de prestadores de serviços contratados pelo FUNDO; VII empregar, na defesa dos direitos do cotista, a diligência exigida pelas circunstâncias, praticando todos os atos necessários para assegurá-los, e adotando as medidas judiciais cabíveis; VIII exercer suas atividades buscando sempre as melhores condições para o FUNDO; IX custear as despesas com propaganda do FUNDO; X transferir ao FUNDO qualquer benefício ou vantagem que possa alcançar em decorrência de sua condição de ADMINISTRADOR, admitindo-se, excepcionalmente, que o administrador de fundo de cotas aplicador seja remunerado pelo administrador do fundo investido; XI manter serviço de atendimento ao cotista; XII observar as disposições constantes deste Regulamento; XIII cumprir as deliberações da assembléia geral; XIV fiscalizar os serviços prestados por terceiros contratados pelo FUNDO. CAPÍTULO XVI - DA ASSEMBLÉIA GERAL Artigo 39 - Compete privativamente à assembléia geral de cotistas deliberar sobre: I as demonstrações contábeis apresentadas pelo ADMINISTRADOR; II a substituição do ADMINISTRADOR, do GESTOR ou do custodiante; III a fusão, a incorporação, a cisão, a transformação ou a liquidação do FUNDO; IV o aumento da taxa de administração; V a alteração da política de investimento; VI a amortização de cotas; e VII a alteração do regulamento. Artigo 40 - A convocação da assembléia geral deve ser feita por correspondência encaminhada a cada cotista. Parágrafo 1º - A convocação da assembléia geral deve ser feita com 10 (dez) dias de antecedência, no mínimo, da data de sua realização, devendo constar da convocação, obrigatoriamente, dia, hora e local em que será realizada a assembléia geral e a indicação do local onde o cotista pode examinar os documentos pertinentes à proposta a ser submetida à apreciação da assembléia. 11

19 Parágrafo 2º - A presença da totalidade dos cotistas supre a falta de convocação. Artigo 41 - Anualmente a assembléia geral deverá deliberar sobre as demonstrações contábeis do fundo, fazendo-o até 120 (cento e vinte) dias após o término do exercício social. Artigo 42 - Além da assembléia prevista no artigo anterior, o ADMINISTRADOR, o GESTOR ou cotista ou grupo de cotistas que detenha, no mínimo, 5% (cinco por cento) do total de cotas emitidas, poderão convocar a qualquer tempo assembléia geral de cotistas, para deliberar sobre ordem do dia de interesse do fundo ou dos cotistas. Parágrafo único - A convocação por iniciativa do GESTOR ou de cotistas será dirigida ao ADMINISTRADOR, que deverá, no prazo máximo de 30 (trinta) dias contados do recebimento, realizar a convocação da assembléia geral às expensas dos requerentes, salvo se a assembléia geral assim convocada deliberar em contrário. Artigo 43 - A Assembléia Geral se instalará com a presença de qualquer número de cotistas e as deliberações serão tomadas por maioria de votos, cabendo a cada cota 1 (um) voto, ressalvado o disposto no artigo seguinte. Artigo 44 - As deliberações da Assembléia Geral poderão ser tomadas mediante processo de consulta formalizada pelo ADMINISTRADOR, por escrito, a cada cotista para resposta no prazo de vinte dias, a partir da expedição da correspondência, sem necessidade de reunião dos cotistas. Parágrafo 1º - Da consulta deverão constar todos os elementos informativos necessários ao exercício do direito de voto. Parágrafo 2º - A ausência de resposta será considerada como anuência por parte do cotista, devendo tal interpretação também constar expressamente da própria consulta. Parágrafo 3º - O quorum de deliberação para o processo de consulta formalizada será, no mínimo, de metade mais uma das cotas emitidas pelo FUNDO, independentemente da matéria. Artigo 45 - Somente podem votar na assembléia geral os cotistas do FUNDO inscritos no registro de cotistas na data da convocação da assembléia ou na data da expedição do processo de consulta, seus representantes legais ou procuradores legalmente constituídos há menos de 1 (um) ano. Artigo 46 - Os cotistas também poderão votar por meio de comunicação escrita ou eletrônica, desde que recebida pelo ADMINISTRADOR antes do início da assembléia e desde que tal possibilidade conste expressamente da carta de convocação ou do processo de consulta, com a indicação das formalidades a serem cumpridas. CAPÍTULO XVII - DO EXERCÍCIO SOCIAL Artigo 47 - O exercício social do FUNDO tem duração de 1 (um) ano, iniciando-se em 1º de maio e encerrando-se em 30 de abril de cada ano. 12

20 CAPÍTULO XVIII - DA TRIBUTAÇAO DOS COTISTAS E DO FUNDO Artigo 48 - De acordo com a legislação vigente, o FUNDO e seus cotistas estão sujeitos às regras gerais e sumárias de tributação descritas neste Capítulo, especificamente no que tange ao Imposto de Renda ("IR") e ao Imposto sobre Operações Relativas a Títulos ou Valores Mobiliários ("IOF/Títulos ). Parágrafo 1º - Pode haver tratamento tributário diferente do adiante exposto, de acordo com a natureza jurídica do cotista ou de acordo com a natureza da operação contratada pelo FUNDO. Parágrafo 2º - A situação tributária aqui descrita pode ser alterada a qualquer tempo, seja através da instituição de novos tributos, seja através da majoração de alíquotas vigentes. Artigo 49 - Os cotistas do FUNDO estão sujeitos ao seguinte tratamento tributário, ressalvados aqueles que, por legislação própria, recebam tratamento específico: I - IR relativo a rendimentos produzidos a partir de : serão tributados nos últimos dias dos meses de maio e novembro de cada ano, à alíquota fixa de acordo com a classificação tributária do FUNDO, correspondente a uma antecipação do imposto devido. Segundo esta mesma classificação, a antecipação poderá ser complementada caso o resgate venha a ocorrer antes da data da apuração do imposto semestral, conforme o prazo da aplicação. II - IOF/Títulos: incide de forma decrescente em resgates efetuados até o 29º dia da aplicação. Artigo 50 - A carteira do FUNDO está sujeita ao seguinte tratamento tributário: a) IR: não há incidência; b) IOF/Títulos: está sujeita à alíquota zero. CAPÍTULO XIX DO FORO Artigo 51 - Fica eleito o Foro do domicílio ou da sede do cotista. Consultoria e informações sobre investimentos fale com o seu gerente ou entre em contato com o Investfone Personnalité (capitais e regiões metropolitanas) ou (demais localidades). Para dúvidas, sugestões e reclamações, se necessário, utilize o SAC Personnalité , todos os dias, 24h, ou o Fale Conosco (www.itau.com.br). Se desejar a reavaliação da solução apresentada após utilizar esses canais, ligue para a Ouvidoria Corporativa Itaú , dias úteis, das 9 às 18h, Caixa Postal nº , CEP Deficientes auditivos, todos os dias, 24h, Poá, 15 de junho de Banco Itaucard S.A. Administrador 13

PROSPECTO DO ITAÚ EP CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 17/09/2010

PROSPECTO DO ITAÚ EP CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 17/09/2010 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO Anbima de Regulação e Melhores Práticas Para os Fundos de Investimento (ANBIMA) E AS NORMAS DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). O REGISTRO DE VENDA DE COTAS DESSE

Leia mais

PROSPECTO DO ITAÚ SOBERANO REFERENCIADO DI LONGO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO 25/08/2010

PROSPECTO DO ITAÚ SOBERANO REFERENCIADO DI LONGO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO 25/08/2010 (41571_V008) ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS (ANBIMA) E AS NORMAS DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). O REGISTRO DE VENDA DE COTAS DESSE FUNDO

Leia mais

NÃO HÁ GARANTIA DE QUE ESTE FUNDO TERÁ O TRATAMENTO TRIBUTÁRIO PARA FUNDOS DE LONGO PRAZO.

NÃO HÁ GARANTIA DE QUE ESTE FUNDO TERÁ O TRATAMENTO TRIBUTÁRIO PARA FUNDOS DE LONGO PRAZO. EM COTAS DE FUNDOS DE ESTE PROSPECTO OBSERVA Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento (ANBIMA) E AS NORMAS DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). O REGISTRO DE VENDA

Leia mais

PROSPECTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ MAXIME RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 27/08/2010

PROSPECTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ MAXIME RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 27/08/2010 PROSPECTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ MAXIME RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 27/08/2010 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS

Leia mais

PROSPECTO DO ITAÚ AÇÕES IBRX ATIVO FUNDO DE INVESTIMENTO

PROSPECTO DO ITAÚ AÇÕES IBRX ATIVO FUNDO DE INVESTIMENTO PROSPECTO DO ITAÚ AÇÕES IBRX ATIVO FUNDO DE INVESTIMENTO 01/02/2012 40004_ Este prospecto observa o Código ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS DE INVESTIMENTO, e as normas da Comissão

Leia mais

PROSPECTO DO ITAUVEST PLUS CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

PROSPECTO DO ITAUVEST PLUS CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO PROSPECTO DO ITAUVEST PLUS CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 27/01/2011 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS DE INVESTIMENTO

Leia mais

ITAÚ PERSONNALITÉ REFERENCIADO DI EVOLUÇÃO FUNDO DE

ITAÚ PERSONNALITÉ REFERENCIADO DI EVOLUÇÃO FUNDO DE ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

BASE LEGAL, CLASSIFICAÇÃO E PRESTADORES DE SERVIÇOS

BASE LEGAL, CLASSIFICAÇÃO E PRESTADORES DE SERVIÇOS PROSPECTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ HIGH YIELD RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 30/11/2011 ESTE PROSPECTO OBSERVA O Código ANBIMA DE REGULAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ EMPRESA REFERENCIADO DI VIP - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.009.152/0001-67

REGULAMENTO DO ITAÚ EMPRESA REFERENCIADO DI VIP - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.009.152/0001-67 REGULAMENTO DO ITAÚ EMPRESA REFERENCIADO DI VIP - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.009.152/0001-67 1. ADMINISTRAÇÃO O Banco Itaucard S.A., sediado na Alameda Pedro Calil,

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES INDEX IBOVESPA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 67.976.

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES INDEX IBOVESPA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 67.976. REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES INDEX IBOVESPA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 67.976.449/0001-60 1. ADMINISTRAÇÃO O Banco Itaucard S.A., sediado na Alameda Pedro Calil,

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ EMPRESA GOVERNANÇA CORPORATIVA AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 09.145.

REGULAMENTO DO ITAÚ EMPRESA GOVERNANÇA CORPORATIVA AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 09.145. REGULAMENTO DO ITAÚ EMPRESA GOVERNANÇA CORPORATIVA AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 09.145.127/0001-73 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1.

Leia mais

PROSPECTO DO ITAÚ CAMBIAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

PROSPECTO DO ITAÚ CAMBIAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO PROSPECTO DO ITAÚ CAMBIAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO 19/08/2010 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS DE INVESTIMENTO (ANBIMA)

Leia mais

O FUNDO está autorizado a realizar, direta ou indiretamente, aplicações em ativos financeiros no exterior

O FUNDO está autorizado a realizar, direta ou indiretamente, aplicações em ativos financeiros no exterior ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ REFERENCIADO DI MAXIME - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 02.887.

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ REFERENCIADO DI MAXIME - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 02.887. REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ REFERENCIADO DI MAXIME - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 02.887.948/0001-36 1. ADMINISTRAÇÃO O Banco Itaucard S.A., sediado na Alameda Pedro

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ HEDGE MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ 07.658.922/0001-30

REGULAMENTO DO ITAÚ HEDGE MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ 07.658.922/0001-30 REGULAMENTO DO ITAÚ HEDGE MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ 07.658.922/0001-30 1. ADMINISTRAÇÃO O Banco Itaucard S.A., sediado na Alameda Pedro Calil, 43, Poá SP, CNPJ nº 17.192.451/0001-70, ato

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ ÍNDICE AÇÕES IBOVESPA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 01.135.345/0001-15

REGULAMENTO DO ITAÚ ÍNDICE AÇÕES IBOVESPA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 01.135.345/0001-15 REGULAMENTO DO ITAÚ ÍNDICE AÇÕES IBOVESPA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 01.135.345/0001-15 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

ITAÚ MULTIMERCADO ESTRATÉGIA OURO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 14.097.490/0001-09 - 20 de maio de 2013.

ITAÚ MULTIMERCADO ESTRATÉGIA OURO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 14.097.490/0001-09 - 20 de maio de 2013. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

Não há garantia de que este FUNDO terá o tratamento tributário para fundos de longo prazo.

Não há garantia de que este FUNDO terá o tratamento tributário para fundos de longo prazo. PROSPECTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ MULTIMERCADO ARROJADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS EM FUNDOS DE INVESTIMENTO 15/07/2011 41111 v011 Este prospecto observa o Código AMBIMA de Regulação e Melhores Práticas

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ CORP PLUS REFERENCIADO DI - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 01.599.628/0001-18

REGULAMENTO DO ITAÚ CORP PLUS REFERENCIADO DI - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 01.599.628/0001-18 REGULAMENTO DO ITAÚ CORP PLUS REFERENCIADO DI - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 01.599.628/0001-18 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ CAMBIAL DÓLAR FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 02.222.178/0001-02

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ CAMBIAL DÓLAR FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 02.222.178/0001-02 REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ CAMBIAL DÓLAR FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 02.222.178/0001-02 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA ECOMUDANÇA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 08.708.348/0001-40 - 11 de junho de 2013.

ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA ECOMUDANÇA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 08.708.348/0001-40 - 11 de junho de 2013. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

SUPER PREMIUM RENDA FIXA PRS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 04.148.140/0001-62 - 26 de março de 2013.

SUPER PREMIUM RENDA FIXA PRS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 04.148.140/0001-62 - 26 de março de 2013. M SUPER PREMIUM RENDA FIXA PRS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 04.148.140/0001-62 - 26 de março de 2013. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS

Leia mais

TESE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 16.758.125/0001-15. Data desse prospecto: 04 de agosto de 2014

TESE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 16.758.125/0001-15. Data desse prospecto: 04 de agosto de 2014 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ MULTIMERCADO EQUITY HEDGE ADVANCED 30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 12.984.

REGULAMENTO DO ITAÚ MULTIMERCADO EQUITY HEDGE ADVANCED 30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 12.984. REGULAMENTO DO ITAÚ MULTIMERCADO EQUITY HEDGE ADVANCED 30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 12.984.800/0001-73 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1.

Leia mais

REGULAMENTO DO FUNDO: ALFAPREV RF PRIVATE - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA PREVIDENCIÁRIO

REGULAMENTO DO FUNDO: ALFAPREV RF PRIVATE - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA PREVIDENCIÁRIO REGULAMENTO DO FUNDO: ALFAPREV RF PRIVATE - FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA PREVIDENCIÁRIO CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O ALFAPREV RF PRIVATE - Fundo de Investimento

Leia mais

BOZANO EQUITY HEDGE 30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 18.897.542/0001-74

BOZANO EQUITY HEDGE 30 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 18.897.542/0001-74 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA

Leia mais

ITAÚ EXCHANGE CAMBIAL FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ nº 02.290.279/0001-10 31 de julho de 2014.

ITAÚ EXCHANGE CAMBIAL FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ nº 02.290.279/0001-10 31 de julho de 2014. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

O FUNDO está autorizado a realizar, direta ou indiretamente, aplicações em ativos financeiros no exterior

O FUNDO está autorizado a realizar, direta ou indiretamente, aplicações em ativos financeiros no exterior ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES VALOR FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 07.098.295/0001-20 27 de agosto de 2012 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA INFLATION FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.927.393/0001-95

REGULAMENTO DO ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA INFLATION FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.927.393/0001-95 REGULAMENTO DO ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA INFLATION FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.927.393/0001-95 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR.

Leia mais

INVESTCENTER VERDE MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 04.222.368/0001-55 - 01 de abril de 2015.

INVESTCENTER VERDE MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 04.222.368/0001-55 - 01 de abril de 2015. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES VALUATION FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 13.417.503/0001-09

REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES VALUATION FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 13.417.503/0001-09 REGULAMENTO DO ITAÚ PERSONNALITÉ AÇÕES VALUATION FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 13.417.503/0001-09 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

VINTAGE MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 19.941.738/0001-81

VINTAGE MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 19.941.738/0001-81 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

ITAÚ ESTRATÉGIA MACRO RENDA FIXA LONGO PRAZO

ITAÚ ESTRATÉGIA MACRO RENDA FIXA LONGO PRAZO ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS DE INVESTIMENTO, BEM COMO ÀS NORMAS EMANADAS

Leia mais

REGULAMENTO DO OPUS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO CNPJ 19.941.622/0001-42

REGULAMENTO DO OPUS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO CNPJ 19.941.622/0001-42 REGULAMENTO DO OPUS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO CNPJ 19.941.622/0001-42 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O INVESTIDOR

ORIENTAÇÕES PARA O INVESTIDOR ORIENTAÇÕES PARA O INVESTIDOR Parabéns! Você acaba de fazer um investimento que já vem com a segurança do Itaú Unibanco. Seja bem-vindo ao Itaú Unibanco, um dos maiores gestores de fundos de investimento

Leia mais

REGULAMENTO DO KINEA SISTEMÁTICO MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ 08.817.605/0001-81

REGULAMENTO DO KINEA SISTEMÁTICO MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ 08.817.605/0001-81 REGULAMENTO DO KINEA SISTEMÁTICO MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO CNPJ 08.817.605/0001-81 1. ADMINISTRAÇÃO A INTRAG DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA., sediada na Praça Alfredo Egydio

Leia mais

INVESTCENTER BTG PACTUAL LOCAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 11.863.366/0001-00 05 de abril de 2013

INVESTCENTER BTG PACTUAL LOCAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 11.863.366/0001-00 05 de abril de 2013 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

Safra PROSPECTO SAFRA SIMPLES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE CURTO PRAZO. CNPJ/MF n.º 09.531.

Safra PROSPECTO SAFRA SIMPLES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE CURTO PRAZO. CNPJ/MF n.º 09.531. PROSPECTO SAFRA SIMPLES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE CURTO PRAZO CNPJ/MF n.º 09.531.731/0001-38 ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ MULTIMERCADO RETORNO TOTAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 07.177.687/0001-84

REGULAMENTO DO ITAÚ MULTIMERCADO RETORNO TOTAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 07.177.687/0001-84 REGULAMENTO DO ITAÚ MULTIMERCADO RETORNO TOTAL FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 07.177.687/0001-84 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO WESTERN ASSET RENDA FIXA ÍNDICES RPPS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 12.060.

REGULAMENTO DO WESTERN ASSET RENDA FIXA ÍNDICES RPPS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 12.060. I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS O FUNDO contrata os seguintes serviços: a) ADMINISTRADOR - Intrag Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda., Praça Alfredo Egydio

Leia mais

ITAÚ EMPRESA GOVERNANÇA CORPORATIVA AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 09.145.127/0001-73 15 de outubro de 2012

ITAÚ EMPRESA GOVERNANÇA CORPORATIVA AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 09.145.127/0001-73 15 de outubro de 2012 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO SCHRODER BRASIL LONG SHORT FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 08.815.

REGULAMENTO DO SCHRODER BRASIL LONG SHORT FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 08.815. REGULAMENTO DO SCHRODER BRASIL LONG SHORT FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 08.815.363/0001-97 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS a) ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO BRASIL CAPITAL LONG BIASED FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 14.866.

REGULAMENTO DO BRASIL CAPITAL LONG BIASED FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 14.866. REGULAMENTO DO BRASIL CAPITAL LONG BIASED FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 14.866.273/0001-28 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO VINTAGE MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 19.941.738/0001-81

REGULAMENTO DO VINTAGE MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 19.941.738/0001-81 REGULAMENTO DO VINTAGE MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 19.941.738/0001-81 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

PORTO PORTO SEGURO INFLAÇÃO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ nº 12.060.642/0001-65

PORTO PORTO SEGURO INFLAÇÃO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ nº 12.060.642/0001-65 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

ITAÚ PERSONNALITÉ MULTIMERCADO MODERADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 05.118.745/0001-73 23 de outubro de 2012.

ITAÚ PERSONNALITÉ MULTIMERCADO MODERADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 05.118.745/0001-73 23 de outubro de 2012. ITAÚ PERSONNALITÉ MULTIMERCADO MODERADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 05.118.745/0001-73 23 de outubro de 2012. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES

Leia mais

PROSPECTO CAIXA FI SEBRAE RF LONGO PRAZO

PROSPECTO CAIXA FI SEBRAE RF LONGO PRAZO PROSPECTO CAIXA FI SEBRAE RF LONGO PRAZO CLASSIFICAÇÃO DO FUNDO ANBIMA RENDA FIXA ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO

Leia mais

BANRISUL ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ/MF nº 21.743.480/0001-50 PROSPECTO

BANRISUL ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ/MF nº 21.743.480/0001-50 PROSPECTO BANRISUL ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA CNPJ/MF nº 21.743.480/0001-50 PROSPECTO AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESSE PROSPECTO ESTÃO EM CONSONÂNCIA COM O REGULAMENTO DO FUNDO, PORÉM NÃO O SUBSTITUI.

Leia mais

REGULAMENTO DO KINEA MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 07.383.028/0001-02

REGULAMENTO DO KINEA MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 07.383.028/0001-02 REGULAMENTO DO KINEA MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 07.383.028/0001-02 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR Intrag Distribuidora de Títulos e Valores

Leia mais

PAINEIRAS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 07.742.423/0001-26

PAINEIRAS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 07.742.423/0001-26 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO.

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO. FUNDO Artigo 1º - O Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento CAIXA Cambial Dólar, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é um Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento

Leia mais

ITAU EMPRESA RENDA FIXA MIX CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO

ITAU EMPRESA RENDA FIXA MIX CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO ITAU EMPRESA RENDA FIXA MIX CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 13.417.364/0001-13 - 28 de junho de 2011. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO

Leia mais

Artigo 2º - O FUNDO destina-se a acolher investimentos de pessoas físicas e pessoas jurídicas privadas e públicas, doravante designados, Cotista.

Artigo 2º - O FUNDO destina-se a acolher investimentos de pessoas físicas e pessoas jurídicas privadas e públicas, doravante designados, Cotista. FUNDO Artigo 1º - O Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento CAIXA Premium Renda Fixa Referenciado DI Longo Prazo, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é um Fundo de Investimento

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O INVESTIDOR

ORIENTAÇÕES PARA O INVESTIDOR ORIENTAÇÕES PARA O INVESTIDOR Parabéns! Você acaba de fazer um investimento que já vem com a segurança do Itaú. Seja bem-vindo ao Itaú, um dos maiores gestores de fundos de investimento do País. Há mais

Leia mais

BANRISUL PATRIMONIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO CNPJ/MF nº 04.828.795/0001-81

BANRISUL PATRIMONIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO CNPJ/MF nº 04.828.795/0001-81 BANRISUL PATRIMONIAL FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO CNPJ/MF nº 04.828.795/0001-81 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA,

Leia mais

REGULAMENTO DO TESE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 16.758.125/0001-15

REGULAMENTO DO TESE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 16.758.125/0001-15 REGULAMENTO DO TESE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 16.758.125/0001-15 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR Intrag Distribuidora

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ MULTI HEDGE FUND 30 MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 07.967.

REGULAMENTO DO ITAÚ MULTI HEDGE FUND 30 MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 07.967. REGULAMENTO DO ITAÚ MULTI HEDGE FUND 30 MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 07.967.589/0001-40 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO UBS MULTIMANAGER FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 17.092.283/0001-41

REGULAMENTO DO UBS MULTIMANAGER FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 17.092.283/0001-41 REGULAMENTO DO UBS MULTIMANAGER FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 17.092.283/0001-41 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR.

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTURE FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 16.816.153/0001-41

REGULAMENTO DO FUTURE FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 16.816.153/0001-41 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO REGULAMENTO DO FUTURE FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 16.816.153/0001-41 1.1. ADMINISTRADOR Intrag Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários

Leia mais

REGULAMENTO DO JK HORIZON FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 20.889.196/0001-24

REGULAMENTO DO JK HORIZON FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 20.889.196/0001-24 REGULAMENTO DO JK HORIZON FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 20.889.196/0001-24 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR Intrag Distribuidora de Títulos e Valores

Leia mais

ITAÚ INVESTMENT GRADE RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE

ITAÚ INVESTMENT GRADE RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO FUNDO DE ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

Regulamento do Bradesco BJ Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações 157 CNPJ n o 42.468.330/0001-56 - AGC - 31.1.

Regulamento do Bradesco BJ Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações 157 CNPJ n o 42.468.330/0001-56 - AGC - 31.1. Capítulo I Do Fundo Artigo 1º - O BRADESCO BJ FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES 157, doravante denominado FUNDO, constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo

Leia mais

REGULAMENTO DO WESTERN ASSET SELECTION AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.715.264/0001-33

REGULAMENTO DO WESTERN ASSET SELECTION AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.715.264/0001-33 REGULAMENTO DO WESTERN ASSET SELECTION AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 08.715.264/0001-33 1. ADMINISTRAÇÃO A INTRAG DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.,

Leia mais

SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO - FGTS CARTEIRA LIVRE

SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO - FGTS CARTEIRA LIVRE SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO - FGTS CARTEIRA LIVRE REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O SUL AMÉRICA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO -- FGTS CARTEIRA LIVRE, doravante designado abreviadamente

Leia mais

REGULAMENTO DO DAYCOVAL MULTIFUNDS FUNDO DE INVESTIMENTO EM QUOTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CAPÍTULO I - DO FUNDO

REGULAMENTO DO DAYCOVAL MULTIFUNDS FUNDO DE INVESTIMENTO EM QUOTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CAPÍTULO I - DO FUNDO Este Regulamento integra a ata da Assembleia Geral Extraordinária do DAYCOVAL MULTIFUNDS FUNDO DE INVESTIMENTO EM QUOTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO de 16 de janeiro de 2015. REGULAMENTO DO

Leia mais

ESTE FUNDO PODE ESTAR EXPOSTO A SIGNIFICATIVA CONCENTRAÇÃO EM ATIVOS DE RENDA VARIÁVEL DE POUCOS EMISSORES, APRESENTANDO OS RISCOS DAÍ DECORRENTES.

ESTE FUNDO PODE ESTAR EXPOSTO A SIGNIFICATIVA CONCENTRAÇÃO EM ATIVOS DE RENDA VARIÁVEL DE POUCOS EMISSORES, APRESENTANDO OS RISCOS DAÍ DECORRENTES. ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS DE INVESTIMENTO, BEM COMO ÀS NORMAS EMANADAS

Leia mais

REGULAMENTO DO UBS EQUITY MULTIMANAGER FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE AÇÕES CNPJ 07.875.686/0001-03

REGULAMENTO DO UBS EQUITY MULTIMANAGER FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE AÇÕES CNPJ 07.875.686/0001-03 REGULAMENTO DO UBS EQUITY MULTIMANAGER FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DE AÇÕES CNPJ 07.875.686/0001-03 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO OPUS ALOCAÇÃO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 09.528.778/0001-42

REGULAMENTO DO OPUS ALOCAÇÃO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 09.528.778/0001-42 REGULAMENTO DO OPUS ALOCAÇÃO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 09.528.778/0001-42 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

REGULAMENTO DO TEOREMA INVESTIMENTO NO EXTERIOR FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 11.175.798/0001-29

REGULAMENTO DO TEOREMA INVESTIMENTO NO EXTERIOR FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 11.175.798/0001-29 REGULAMENTO DO TEOREMA INVESTIMENTO NO EXTERIOR FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 11.175.798/0001-29 1. ADMINISTRAÇÃO A Intrag Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda., sediada na Praça Alfredo

Leia mais

REGULAMENTO DO MS EQUITIES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 18.138.741/0001-07

REGULAMENTO DO MS EQUITIES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 18.138.741/0001-07 REGULAMENTO DO MS EQUITIES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 18.138.741/0001-07 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR Intrag

Leia mais

REGULAMENTO DO PORTO SEGURO RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO PREVIDENCIÁRIO CNPJ 02.924.

REGULAMENTO DO PORTO SEGURO RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO PREVIDENCIÁRIO CNPJ 02.924. I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS O FUNDO contrata os seguintes serviços: a) ADMINISTRADOR - Intrag Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda., Praça Alfredo Egydio

Leia mais

GRAU HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 14.298.834/0001-30 27 de janeiro de 2014.

GRAU HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ nº 14.298.834/0001-30 27 de janeiro de 2014. ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS (ANBIMA) PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO E AS NORMAS DA COMISSÃO

Leia mais

MINUTA REGULAMENTO DO BB REFERENCIADO DI 500 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 03.308.312/0001-55 CAPÍTULO I - DO FUNDO

MINUTA REGULAMENTO DO BB REFERENCIADO DI 500 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 03.308.312/0001-55 CAPÍTULO I - DO FUNDO MINUTA REGULAMENTO DO BB REFERENCIADO DI 500 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 03.308.312/0001-55 CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O BB REFERENCIADO DI 500 FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

ALFA SEGURADORA - FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA - INVESTIDOR QUALIFICADO CNPJ/MF 02.145.108/0001-06 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO

ALFA SEGURADORA - FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA - INVESTIDOR QUALIFICADO CNPJ/MF 02.145.108/0001-06 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO ALFA SEGURADORA - FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA - INVESTIDOR QUALIFICADO CNPJ/MF 02.145.108/0001-06 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO 1.1 O ALFA SEGURADORA - FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA - INVESTIDOR

Leia mais

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO.

Artigo 5º - A relação completa dos prestadores de serviços pode ser consultada no Formulário de Informações Complementares do FUNDO. FUNDO Artigo 1º - O Fundo de Investimento em Ações CAIXA Brasil Ibovespa, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é um Fundo de Investimento constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo

Leia mais

REGULAMENTO DO ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO ACTIVE FIX 15 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 97.519.

REGULAMENTO DO ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO ACTIVE FIX 15 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 97.519. REGULAMENTO DO ITAÚ PRIVATE RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO ACTIVE FIX 15 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ 97.519.703/0001-62 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO Informações referentes a Outubro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

REGULAMENTO DO BB AÇÕES SETOR FINANCEIRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 08.973.948/0001-35 CAPÍTULO I - DO FUNDO

REGULAMENTO DO BB AÇÕES SETOR FINANCEIRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 08.973.948/0001-35 CAPÍTULO I - DO FUNDO REGULAMENTO DO BB AÇÕES SETOR FINANCEIRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 08.973.948/0001-35 CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O BB AÇÕES SETOR FINANCEIRO FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO BB CURTO PRAZO AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 00.071.477/0001-68 CAPÍTULO I DO FUNDO

REGULAMENTO DO BB CURTO PRAZO AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 00.071.477/0001-68 CAPÍTULO I DO FUNDO REGULAMENTO DO BB CURTO PRAZO AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 00.071.477/0001-68 CAPÍTULO I DO FUNDO Artigo 1º - O BB CURTO PRAZO AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO CAIXA FIDELIDADE II RENDA FIXA CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO CAIXA FIDELIDADE II RENDA FIXA CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO CAIXA FIDELIDADE II RENDA FIXA CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Data de Competência: 06/10/2015 1. CNPJ 10.322.668/0001-09 2. PERIODICIDADE MÍNIMA

Leia mais

Prospecto de 20/12/2010 SCHRODER BRASIL LONG SHORT FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO

Prospecto de 20/12/2010 SCHRODER BRASIL LONG SHORT FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OS FUNDOS DE INVESTIMENTO (ANBIMA) E AS NORMAS DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). O REGISTRO DE VENDA DE COTAS DESSE

Leia mais

1.6. AUDITORIA INDEPENDENTE Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes, Rua José Guerra, nº 127, São Paulo - SP, CNPJ nº 49.928.567/0001-11.

1.6. AUDITORIA INDEPENDENTE Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes, Rua José Guerra, nº 127, São Paulo - SP, CNPJ nº 49.928.567/0001-11. REGULAMENTO DO VENTOR DÓLAR HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 02.162.620/0001-52 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1. ADMINISTRADOR

Leia mais

ITAÚ FAPI RENDA FIXA - Fundo de Aposentadoria Programada Individual CNPJ - 02.177.812/0001-32 REGULAMENTO

ITAÚ FAPI RENDA FIXA - Fundo de Aposentadoria Programada Individual CNPJ - 02.177.812/0001-32 REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO FUNDO 1 - O ITAÚ FAPI RENDA FIXA - FUNDO DE APOSENTADORIA PROGRAMADA INDIVIDUAL, designado FUNDO, constituído sob a forma de condomínio aberto, com prazo indeterminado de duração, é regido

Leia mais

ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS. CNPJ nº 03.919.927/0001-18 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO

ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS. CNPJ nº 03.919.927/0001-18 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS CNPJ nº 03.919.927/0001-18 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO 1.1 O ALFA II AÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DA PETROBRAS ( FUNDO ), é um

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O FUNDO:

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O FUNDO: ITAÚ AÇÕES PETROBRAS - FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ nº 03.917.778/0001-58 19 de março de 2013 ESTE PROSPECTO OBSERVA O CÓDIGO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS

Leia mais

BANPARÁ FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ 00.857.364/0001-92 PROSPECTO

BANPARÁ FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ 00.857.364/0001-92 PROSPECTO BANPARÁ FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ 00.857.364/0001-92 PROSPECTO AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESSE PROSPECTO ESTÃO EM CONSONÂNCIA COM O REGULAMENTO DO FUNDO, PORÉM

Leia mais

BANRISUL ÍNDICE FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ/MF nº 02.131.725/0001-44

BANRISUL ÍNDICE FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ/MF nº 02.131.725/0001-44 BANRISUL ÍNDICE FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ/MF nº 02.131.725/0001-44 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA COMISSÃO

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO COPACABANA ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição, em

Leia mais

REGULAMENTO DO PORTO SEGURO SOBERANO RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO PREVIDENCIÁRIO CNPJ 02.924.217/0001-13

REGULAMENTO DO PORTO SEGURO SOBERANO RENDA FIXA FUNDO DE INVESTIMENTO PREVIDENCIÁRIO CNPJ 02.924.217/0001-13 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS O FUNDO contrata os seguintes serviços: a) ADMINISTRADOR - Intrag Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda., Praça Alfredo Egydio

Leia mais

REGULAMENTO DO UBS FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA - CRÉDITO PRIVADO CNPJ 05.922.462/0001-80

REGULAMENTO DO UBS FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA - CRÉDITO PRIVADO CNPJ 05.922.462/0001-80 REGULAMENTO DO UBS FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA - CRÉDITO PRIVADO CNPJ 05.922.462/0001-80 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS 1.1. ADMINISTRADOR Intrag Distribuidora de

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO CAPITAL SEGURO ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição,

Leia mais

ALFA PRIVATE DI FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO REFERENCIADO LONGO PRAZO. CNPJ nº 03.236.519/0001-61 REGULAMENTO

ALFA PRIVATE DI FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO REFERENCIADO LONGO PRAZO. CNPJ nº 03.236.519/0001-61 REGULAMENTO ALFA PRIVATE DI FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO REFERENCIADO LONGO PRAZO CNPJ nº 03.236.519/0001-61 REGULAMENTO CAPÍTULO I DO FUNDO 1.1 O ALFA PRIVATE DI FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

MINUTA AGO/AGE DE 28/07/2009 REGULAMENTO DO BB BESC AÇÕES LIVRE FBA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 83.043.

MINUTA AGO/AGE DE 28/07/2009 REGULAMENTO DO BB BESC AÇÕES LIVRE FBA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 83.043. MINUTA AGO/AGE DE 28/07/2009 REGULAMENTO DO BB BESC AÇÕES LIVRE FBA FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO CNPJ: 83.043.968/0001-22 CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º - O BB BESC AÇÕES LIVRE

Leia mais

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007.

Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007. ITAUVEST PERSONNALITÉ CURTO PRAZO FUNDO DE INVESTIMENTO EM Demonstração da Composição e Diversificação das Aplicações em 31 de maio de 2007. Mercado / % sobre Aplicações/Especificação Quantidade Realização

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TRAVESSIA INVESTIMENTO NO EXTERIOR 23.352.

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TRAVESSIA INVESTIMENTO NO EXTERIOR 23.352. FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TRAVESSIA INVESTIMENTO NO EXTERIOR 23.352.186/0001-43 Mês de Referência: Novembro de 2015 CLASSIFICAÇÃO ANBIMA:

Leia mais

REGULAMENTO DO PORTO SEGURO ALOCAÇÃO ARROJADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 17.092.

REGULAMENTO DO PORTO SEGURO ALOCAÇÃO ARROJADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 17.092. REGULAMENTO DO PORTO SEGURO ALOCAÇÃO ARROJADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 17.092.258/0001-68 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇO 1.1.

Leia mais

REGULAMENTO DO INVESTCENTER HEDGING GRIFFO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 04.260.

REGULAMENTO DO INVESTCENTER HEDGING GRIFFO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 04.260. REGULAMENTO DO INVESTCENTER HEDGING GRIFFO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ 04.260.640/0001-91 I) CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO FUNDO 1. PRESTADORES DE SERVIÇOS

Leia mais

SICREDI - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES PETROBRAS

SICREDI - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES PETROBRAS SICREDI - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES PETROBRAS Porto Alegre, 22 de julho de 2014. ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO

Leia mais