ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA"

Transcrição

1 ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA Edital 03/2015 SELEÇÃO DE DISCENTES MONITORES A Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade Projeção, por meio de seu Núcleo de Pesquisa e Produção Científica NPPC, e no uso de suas atribuições, vem, por intermédio deste, realizar seleção de discentes monitores, conforme disposto neste Edital. Art. 1º O programa de monitoria da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade Projeção tem por objetivo preparar o aluno-monitor para o desenvolvimento de habilidades de ensino e pesquisa. Visa-se, por este programa, intensificar e assegurar a cooperação entre professores-orientadores e discentes-monitores nas atividades básicas da vida acadêmica, incentivando o estabelecimento de novas práticas e experiências pedagógicas. Art. 2º O prazo para inscrição inicia-se com a divulgação deste Edital e se estende até o dia 27 de março de As vagas abertas para monitoria estão especificadas no Anexo I deste Edital. Art. 3º O programa de monitoria terá a supervisão direta dos coordenadores do NPPC da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais. Art. 4º As funções do aluno-monitor são exercidas apenas por integrantes do corpo discente regularmente matriculados no curso de Direito ou no curso de Serviço Social e com situação financeira adimplente junto à Faculdade Projeção. 1

2 Art. 5º São objetivos do programa de monitoria da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais: I - intensificar e assegurar a cooperação entre alunos-monitores e professoresorientadores nas atividades básicas da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais relativas ao ensino e à pesquisa, ampliando a participação dos alunos-monitores no processo educacional; II - subsidiar trabalhos acadêmicos dos alunos-monitores orientados por professoresorientadores de monitoria; III - colaborar para o aprofundamento teórico dos alunos-monitores por meio da mediação das práticas acadêmicas desenvolvidas por eles; IV - favorecer, por intermédio da atividade do aluno-monitor, o desenvolvimento de atividades de reforço escolar aos demais alunos da disciplina de modo a minimizar a ocorrência de casos de falta de motivação, reprovação e evasão. V - auxiliar no desenvolvimento de projetos de pesquisa e/ou de extensão relativos às disciplinas. VI - desenvolver no aluno-monitor o interesse pela carreira acadêmica. Art. 6º São atribuições do discente monitor: I - Participar junto ao professor-orientador em tarefas de ensino de acordo com a proposta de trabalho estabelecida pelo professor-orientador; II - Atender, como apoio, grupos de estudos e/ou alunos de maneira individual para recuperação de conteúdos ministrados em sala de aula; III - Apresentar relatórios mensais ao professor-orientador, conforme prazos previamente estabelecidos. Parágrafo único. As atividades de monitoria serão realizadas sob orientação, acompanhamento e supervisão de professores-orientadores, não constituindo, em nenhuma hipótese, vínculo empregatício entre o discente-monitor e a Faculdade Projeção. Art. 7º São atribuições do professor-orientador: I - participar do processo de seleção dos alunos-monitores quando solicitado; II - elaborar o plano de trabalho e encaminhá-lo ao NPPC dentro dos prazos determinados; III - orientar efetivamente o aluno-monitor, capacitando-o no uso de metodologia de ensino adequada à sua atuação nas atividades propostas; 2

3 IV - supervisionar e avaliar continuamente as atividades do aluno-monitor; V - encaminhar à coordenação do NPPC, mensalmente, a frequência dos alunosmonitores; VI - elaborar e encaminhar ao NPPC relatório final das atividades desenvolvidas pelos alunos-monitores sob sua responsabilidade conforme modelo a ser disponibilizado, acompanhado de parecer avaliativo; VII - identificar eventuais falhas na execução do programa de monitoria e propor, ao NPPC, as alterações que julgar necessárias. Art. 8º O discente interessado em atuar como monitor nas disciplinas mencionadas no Anexo I deste Edital deverá cumprir os seguintes pré-requisitos: I - Estar devidamente matriculado no curso de Direito ou de Serviço Social; II - Ter disponibilidade mínima de 4 h/a mensal para o exercício das atividades de monitoria, conforme plano de trabalho proposto pelo professor-orientador; III - Ter cursado com aproveitamento igual ou superior a 8,0 (oito) pontos a disciplina na qual pretende exercer a monitoria ou, no caso de disciplina do 9º e 10º semestres, no caso do Direito, ter obtido aproveitamento igual ou superior a 8,0 (oito) nas disciplinas que constituem pré-requisito da disciplina a qual se pretende exercer a monitoria; IV - Estar adimplente com a Instituição; V - Protocolar, junto à secretaria de cursos, dentro dos prazos estabelecidos no artigo 2º deste Edital, sua ficha de inscrição, conforme Modelo previsto no Anexo II deste Edital; VI- Cumprir as demais determinações previstas neste Edital. Parágrafo único. Os discentes com vínculo empregatício ou vínculo de estágio com a Faculdade Projeção e/ou suas Mantenedoras não poderão participar do programa de monitoria. Art. 9º O discente aprovado no processo seletivo da monitoria fará jus, a título de incentivo, à bolsa de monitoria na forma de desconto de 7% (sete por cento) sobre o valor da mensalidade efetivamente paga durante os meses de abril a julho de º Se o discente já for beneficiário de algum desconto em sua mensalidade o percentual de desconto referente à bolsa incidirá sobre o valor líquido pago mensalmente pelo aluno. 3

4 2º Em nenhuma hipótese a bolsa de que trata o presente Edital poderá ser revertida em valores pagos em espécie ao discente-monitor. Art. 10. O discente candidato à monitoria realizará entrevista diretamente com o professor-orientador da disciplina. Durante a entrevista serão avaliados o histórico escolar e os requisitos previstos no artigo 8º deste Edital, bem analisado se os objetivos do candidato são compatíveis com os objetivos da monitoria. 1º É permito a arguição do discente candidato sobre temas da área para o qual se candidatou. 2º O discente candidato será eliminado caso o professor-orientador entenda que o perfil do discente e/ou seu domínio sobre a área não esteja compatível com o propósito da monitoria. 3º Da decisão do professor-orientador prevista no 2º deste artigo não caberá recurso. 4º Somente será convocado para a entrevista o discente, dentre os candidatos, que obteve a maior média final na disciplina na qual pretende exercer a monitoria ou nas disciplinas pré-requisitos, no caso de disciplinas do 9º e 10º semestres, em se tratando do curso de Direito. 5º Havendo empate, o professor-orientador, nos casos estabelecidos no 4º, realizará entrevista com todos os candidatos empatados. Após análise sobre o perfil dos candidatos, o professor-orientador escolherá dentre os candidatos aquele que julgar mais bem preparado para exercer a função de discente monitor. Art. 11. As entrevistas com os candidatos ocorrerão conforme dias, horários e locais a serem divulgados nos murais das secretarias de curso. O não comparecimento do discente no dia, hora e locais pré-estabelecidos gerará sua desclassificação automática, sendo chamado, para substituí-lo, o discente que estiver em 2º lugar na classificação do processo seletivo, e assim sucessivamente. Art. 12. A qualquer tempo o discente monitor poderá ser excluído da monitoria em caso de desempenho insatisfatório ou pratique conduta incompatível violando o Regimento Interno e demais normas estabelecidas pela Faculdade Projeção. Parágrafo único. Durante a monitoria, no decorrer do semestre letivo, poderá o professor-orientador solicitar o desligamento do aluno-monitor, desde que de maneira 4

5 fundamentada em documento protocolado junto à coordenação do NPPC, a quem compete proferir parecer final sobre a solicitação. Art. 13. No ato da admissão para o desempenho da atividade de monitoria, o discente firmará termo de compromisso para o cumprimento das suas atividades. Art. 14. A monitoria somente poderá ser exercida em uma disciplina. Art. 15. A efetiva realização da monitoria e a entrega final de relatório sobre as atividades desenvolvidas na Monitoria, dará direito: I - ao cômputo de 60 (sessenta) horas em atividades complementares na modalidade pesquisa ; II - à emissão de certificado de monitoria, expedido pelo Núcleo de Pesquisa e Produção Científica. Art. 16. Não são admissíveis recursos a este processo seletivo. Art. 17. A inscrição do candidato faz presumir seu conhecimento e aceitação dos itens que constam nesse Edital. Art. 18. Os casos omissos serão analisados e decididos pela coordenação do Núcleo de Pesquisa e Produção Científica ou, na ausência deste, pela Direção da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade Projeção. Art. 19. O presente Edital entra em vigor na data de sua publicação. Brasília/DF, 19 de março de 2015 Prof. Pierre Tramontini Diretor da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais Prof. Gerson Martins de Souza Coordenador do NPPC Serviço Social Prof. Luciano Monti Favaro Coordenador do NPPC Direito 5

6 ANEXO I Curso Direito Unidade Guará: Fundamentos da Integração do Direito Privado prof. Luciano Favaro Fundamentos da Integração do Direito Público prof. Luciano Favaro Fundamentos da Integração do Direito do Estado prof. Antonio Frota Introdução ao Direito prof. Thiago Biacchi Unidade Sobradinho: Direito Civil I, II, V ou Direito Processual Civil I e IV prof. Flávio Louzada Direito Civil III e Direito Processual Civil II profa. Samantha Arsênio Direito Penal II ou IV prof. Leandro Ernesto Direito Internacional Privado prof. Luciano Favaro Unidade Taguatinga: Direito Civil V ou Proc. Civil prof. Thiago Biacchi Direito Tributário prof. Antonio Frota Direito Penal prof. João Pavanelli Direito Processual Civil prof. Ariovaldo Câmara Direito Civil Rogerio Soares Curso Serviço Social Unidade Ceilândia: Estatística prof. Luciano Lopes Unidade Guará: Estatística prof. Luciano Lopes FHTM profa. Maria de Fátima Estágio I profa. Juliana Petroceli 6

7 ANEXO II FICHA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE DISCENTES MONITORES Conforme Edital 03/2015 Obs: preenchimento digital obrigatório da ficha abaixo. Levar 2 (duas) vias impressas para receber a data do Protocolo. Nome completo do discente candidato: Curso e Unidade: Turma/Turno: para contato: Disciplina pretendida conforme Anexo I Local e data: Assinatura do discente candidato 7

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSOS DE DIREITO E SERVIÇO SOCIAL NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSOS DE DIREITO E SERVIÇO SOCIAL NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSOS DE DIREITO E SERVIÇO SOCIAL NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA Edital 06/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES ORIENTADORES DE MONITORIA A Escola de Ciências Jurídicas

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA Cachoeira, março de 2011 REGULAMENTO DE MONITORIA ACADÊMICA DO CURSO DE PEDAGOGIA Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA BARRETOS 2010 REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA Art. 1 - O Programa de Monitoria da Faculdade Barretos, destinado a alunos regularmente matriculados, obedecerá às normas

Leia mais

FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI DIRETORIA DE EXTENSÃO

FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI DIRETORIA DE EXTENSÃO FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORIA ACADÊMICA 05/23 A Diretoria de Extensão e a Coordenação do Curso de Graduação em Farmácia, no uso de suas atribuições

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE FACULDADES INTEGRADAS DOS CAMPOS GERAIS

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE FACULDADES INTEGRADAS DOS CAMPOS GERAIS CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE FACULDADES INTEGRADAS DOS CAMPOS GERAIS MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA Com base na Resolução CSA 02/07, que estabelece Monitoria Acadêmica Centro de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PEDAGOGIA

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PEDAGOGIA EDITAL DG N.º 07/2012 PROGRAMA DE MONITORIA PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PEDAGOGIA A Direção da Faculdade Internacional Signorelli, no uso de suas atribuições,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantenedora Faculdade Cenecista de Sinop Facenop/FASIPE Mantida REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO SINOP / MATO GROSSO 2014

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO Edital 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS A Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade

Leia mais

Faculdade de Ciências da Saúde Archimedes Theodoro. Fundação Educacional de Além Paraíba

Faculdade de Ciências da Saúde Archimedes Theodoro. Fundação Educacional de Além Paraíba Faculdade de Ciências da Saúde Archimedes Theodoro Fundação Educacional de Além Paraíba Regulamento de Monitoria Art. 1º A Faculdade de Ciências da Saúde Archimedes Theodoro admitirá, sem vínculo empregatício,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA PROGRAMA DE MONITORIA DOS CURSOS INTEGRADOS, SUBSEQUENTES

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À PESQUISA NA GRADUAÇÃO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À PESQUISA NA GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À PESQUISA NA GRADUAÇÃO 2014.1 A Universidade Potiguar UnP, através da Pró-Reitoria Acadêmica ProAcad, torna público o presente Edital e convida o seu corpo discente

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG ESCOLA DE DESIGN ED COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO NUCLEO INTEGRADOR DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - NIPP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 Aprovado pelo

Leia mais

Programa de Atividades de Monitoria

Programa de Atividades de Monitoria Programa de Atividades de Monitoria CAPÍTULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS DA MONITORIA Art. 1º A atividade de monitoria é desenvolvida por discentes para aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem,

Leia mais

EDITAL 06/2015 IX ICONCURSO DE REDAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2015 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II DAS INSCRIÇÕES

EDITAL 06/2015 IX ICONCURSO DE REDAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2015 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II DAS INSCRIÇÕES ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS ECJS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NPPC Núcleo de Extensão - NEX EDITAL 06/2015 IX ICONCURSO DE REDAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2015 CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DO ENSINO DE GRADUAÇÃO Aprovado no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e Conselho de Administração Superior (CAS) em 18 de junho de 2015, Processo 016/2015

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03/2015

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03/2015 1 CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03/2015 A Coordenação do Curso de Ciências Contábeis, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL Nº 03 01 de Junho de 2015

EDITAL Nº 03 01 de Junho de 2015 FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ CREDENCIADA PELO MEC-PORTARIA Nº 2.858-13/09/2004 C.N.P.J 03.873.844/0001-35 EDITAL Nº 03 01 de Junho de 2015 A Coordenação do Curso de Bacharelado em Serviço Social da Faculdade

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO E SERVIÇOS SOCIAIS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA Edital 01/2017 SELEÇÃO DE DISCENTES MONITORES A Escola de Ciências Jurídicas e Sociais

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORIA ACADÊMICA 06/25 A Diretoria de Extensão e a Diretoria das Engenharias Integradas, no uso de suas atribuições

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03 /2015

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03 /2015 1 CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03 /2015 A Coordenação do Curso de Ciências Contábeis, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições

Leia mais

Faculdade da Saúde e Ecologia Humana

Faculdade da Saúde e Ecologia Humana RESOLUÇÃO Nº. 03/2014 COLEGIADO FASEH DE 30 DE JUNHO DE 2014 Dispõe sobre nova redação nas Normas do Programa de Monitoria da FASEH. O Presidente do Colegiado de Coordenadores de Curso da Faculdade da

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO AO ENSINO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO AO ENSINO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO AO ENSINO EDITAL DE MONITORIA TECNOLÓGICA A Universidade Potiguar UnP, através da Pró-Reitoria Acadêmica ProAcad, torna público o presente Edital e convida o seu corpo

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA EM CURSOS SUPERIORES E SUBSEQUENTES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA EM CURSOS SUPERIORES E SUBSEQUENTES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CAMPUS OSÓRIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO DO GUARÁ EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01 DA ESCOLA DE FORMAÇAO DE PROFESSORES ANO/SEMESTRE: 2014/01.

FACULDADE PROJEÇÃO DO GUARÁ EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01 DA ESCOLA DE FORMAÇAO DE PROFESSORES ANO/SEMESTRE: 2014/01. FACULDADE PROJEÇÃO DO GUARÁ EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01 DA ESCOLA DE FORMAÇAO DE PROFESSORES ANO/SEMESTRE: 2014/01. O Diretor da Escola de Formação de Professores, Professor José Sérgio de Jesus, estabelece

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2015

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2015 1 A Coordenação do Curso de Administração, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições e em cumprimento ao Art. 5 o do Regulamento de Monitoria, Anexo da Resolução de 21 de dezembro

Leia mais

COORDENAÇÃO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA

COORDENAÇÃO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA COORDENAÇÃO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 002/2013 DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O CURSO DE ODONTOLOGIA A Magnífica Senhora Reitora do CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

EDITAL Nº 02/2015 - CONSEPE

EDITAL Nº 02/2015 - CONSEPE EDITAL Nº 02/2015 - CONSEPE A Direção da Faculdade Herrero torna públicos os procedimentos e normas para inscrição e seleção de Monitores 2015/1. Este Edital está em conformidade com a RESOLUÇÃO Nº 11/2010

Leia mais

CÂMPUS CAMPOS BELOS. Divulgação do edital 31 de março de 2015

CÂMPUS CAMPOS BELOS. Divulgação do edital 31 de março de 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO EDITAL N 007, DE 31 DE MARÇO 2015 SELEÇÃO INTERNA

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 02/2015

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 02/2015 CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 02/2015 A Coordenação do Curso de Arquitetura e Urbanismo, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições

Leia mais

CURSO DISCIPLINAS VAGAS

CURSO DISCIPLINAS VAGAS EDITAL Nº 14 de 23 DE FEVEREIRO DE 2015 Processo seletivo para o Programa de Monitoria no Período 2015/01 dos Cursos de Engenharia Civil e Engenharia Elétrica. A Diretoria Geral e Diretoria Acadêmica através

Leia mais

EDITAL PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA EXERCÍCIO 2015

EDITAL PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA EXERCÍCIO 2015 FACULDADE DOS GUARARAPES EDITAL PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA EXERCÍCIO 2015 A Direção Geral da Faculdade dos Guararapes-FG abre inscrições para os alunos desta instituição de ensino,conforme Resolução 02

Leia mais

Faculdade Figueiredo Costa FIC Núcleo de Apoio Acadêmico NAPA PROGRAMA DE MONITORIA PROM

Faculdade Figueiredo Costa FIC Núcleo de Apoio Acadêmico NAPA PROGRAMA DE MONITORIA PROM Faculdade Figueiredo Costa FIC Núcleo de Apoio Acadêmico NAPA PROM 1 APRESENTAÇÃO Hodiernamente, um profissional, de qualquer que seja a área, deve estar em constante processo de atualização, ele jamais

Leia mais

EDITAL N.º 01/2015 - CONSEPE

EDITAL N.º 01/2015 - CONSEPE EDITAL N.º 01/2015 - CONSEPE A Direção da Faculdade Herrero torna públicos os procedimentos e normas para inscrição e seleção de Projetos de Iniciação Científica 2015/16. Este Edital está em conformidade

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2014

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2014 1 CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA N O 02/2014 A Coordenação do Curso de Engenharia de Produção e do Curso de Engenharia Civil, da

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR. O CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições regimentais; RESOLVE:

CONSELHO SUPERIOR. O CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições regimentais; RESOLVE: CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº. 48, de 15 de fevereiro de 2013. Revoga a Resolução nº 6, de 05 de dezembro de 2007 que implantou a Monitoria na Faculdade e aprova o Regulamento da Monitoria na Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO DA MONITORIA

REGULAMENTO DA MONITORIA REGULAMENTO DA MONITORIA FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC SUMÁRIO TÍTULO I... 1 DA MONITORIA... 1 CAPÍTULO I... 1 DA CARACTERIZAÇÃO... 1 CAPÍTULO II... 2 DOS OBJETIVOS... 2 CAPÍTULO III... 2 DO

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORIA ACADÊMICA 04/24 A Diretoria de Extensão e a Coordenação do Curso de Graduação em Engenharia Civil,

Leia mais

EDITAL Nº 03 DE AGOSTO DE 2015

EDITAL Nº 03 DE AGOSTO DE 2015 EDITAL Nº 03 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PÚBLICA PARA MONITORIA DOS CURSOS GRADUAÇÃO DA FAI A Faculdade do Vale do Itapecuru - FAI, por meio da Direção Acadêmica, torna público pelo presente Edital que estarão

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE MONITORIA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE MONITORIA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE MONITORIA CAPÍTULO l DOS OBJETIVOS Artigo 1º - As presentes normas têm por objetivo organizar e disciplinar a monitoria, no âmbito

Leia mais

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIAS. CAPÍTULO I Dos objetivos

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIAS. CAPÍTULO I Dos objetivos FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIAS CAPÍTULO I Dos objetivos Art.1º Adotar e estimular a Monitoria Acadêmica, que será desenvolvida em conformidade com o regulamento abaixo,

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO APROVOU E EU, REITOR, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO:

R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO APROVOU E EU, REITOR, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO: R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 9/11/2009. Aprova novo Regulamento do Programa Monitoria para os Cursos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE MONITORES

PROCESSO SELETIVO DE MONITORES PROCESSO SELETIVO DE MONITORES A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), por meio da Pró-Reitoria de Ensino (PRE), torna pública a abertura das inscrições para seleção de Monitores do Programa Institucional

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA DA FACULDADE DO NORTE GOIANO

REGULAMENTO DE MONITORIA DA FACULDADE DO NORTE GOIANO 1-19 FACULDADE DO NORTE GOIANO REGULAMENTO DE MONITORIA DA FACULDADE DO NORTE GOIANO Porangatu/GO 2012 SUMÁRIO 2-19 CAPÍTULO I - DA NATUREZA E OBJETIVOS... 3 CAPÍTULO II - DOS REQUISITOS... 3 CAPÍTULO

Leia mais

EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015

EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015 FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ CREDENCIADA PELO MEC-PORTARIA Nº 2.858-13/09/2004 C.N.P.J 03.873.844/0001-35 EDITAL Nº 01 13 DE AGOSTO DE 2015 A Coordenação do Curso de Pedagogia da Faculdade Evangélica

Leia mais

EDITAL COPE/PROME/NUPEX/FAMAZ 2015-2B-ENGENHARIA CIVIL CONCESSÃO DE VAGAS NO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA DE ENSINO (PROME)

EDITAL COPE/PROME/NUPEX/FAMAZ 2015-2B-ENGENHARIA CIVIL CONCESSÃO DE VAGAS NO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA DE ENSINO (PROME) FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA - FAMAZ NÚCLEO GESTOR DE PESQUISA E EXTENSÃO NUPEX COORDENADORIA DE PESQUISA - COPE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA DE ENSINO - PROME EDITAL COPE/PROME/NUPEX/FAMAZ

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS EDITAL 01/2013 IV CONCURSO DE ARTIGOS 1º SEMESTRE DE 2013 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II - DAS INSCRIÇÕES

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS EDITAL 01/2013 IV CONCURSO DE ARTIGOS 1º SEMESTRE DE 2013 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II - DAS INSCRIÇÕES ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS EDITAL 01/2013 IV CONCURSO DE ARTIGOS CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º - A Direção da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais do Grupo Projeção, com a finalidade de incentivar

Leia mais

Faculdade de Lucas do Rio Verde Credenciada pela Portaria Ministerial nº. 2.653 de 07/12/01 D.O.U. de 10/12/01.

Faculdade de Lucas do Rio Verde Credenciada pela Portaria Ministerial nº. 2.653 de 07/12/01 D.O.U. de 10/12/01. CONSELHO PEDAGÓGICO - COP RESOLUÇÃO Nº. 13/2008, DE 03 DE ABRIL DE 2008 Aprova o Regulamento de Monitoria Faculdade de Lucas do Rio Verde. O Presidente do Conselho Pedagógico - COP, face ao disposto no

Leia mais

www.queroserprofessor.

www.queroserprofessor. www.queroserprofessor. Documento Revisado em março de 2011 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. O QUE É A MONITORIA? 3. OBJETIVOS DA MONITORIA 4. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA MONITORIA 5. INSCRIÇÃO 6. ATRIBUIÇÕES

Leia mais

CONCURSO PARA INGRESSO DE MONITOR

CONCURSO PARA INGRESSO DE MONITOR 1 A Coordenação do Curso de Engenharia de Produção e do Curso de Engenharia Civil, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições e em cumprimento ao Art. 5 o do Regulamento de Monitoria,

Leia mais

EDITAL Nº 06/2015 PROGRAMA DE MONITORIA

EDITAL Nº 06/2015 PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 06/2015 PROGRAMA DE MONITORIA Seleção de monitores para o Programa de Monitoria Acadêmica da Faculdade de Quatro Marcos - FQM 1. ABERTURA A Faculdade de Quatro Marcos FQM, em São José dos Quatro

Leia mais

Regulamento do Programa de Monitoria dos Cursos de Graduação da Faculdade ASCES

Regulamento do Programa de Monitoria dos Cursos de Graduação da Faculdade ASCES Regulamento do Programa de Monitoria dos Cursos de Graduação da Faculdade ASCES 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. Este documento determina as normas estabelecidas para o Programa de Monitoria a ser desenvolvido

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DA FANESE

PROGRAMA DE MONITORIA DA FANESE EDITAL nº01/2014.2 Edital de abertura de seleção de alunos para Monitoria das Disciplinas a Distancia da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe FANESE. I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. O Núcleo

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES SOBRE A MONITORIA

NORMAS REGULAMENTARES SOBRE A MONITORIA NORMAS REGULAMENTARES SOBRE A MONITORIA Art. 1º A FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST admitirá, sem vínculo empregatício, alunos dos seus Cursos de Graduação nas funções de Monitor, tendo como finalidade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE DISCENTE PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO DE EXTENSÃO

EDITAL DE SELEÇÃO DE DISCENTE PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO DE EXTENSÃO EDITAL DE SELEÇÃO DE DISCENTE PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO DE EXTENSÃO O Diferencial do profissional de Secretariado Executivo dentro do contexto empresarial" EDITAL 001/2014 COORDENAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO

Leia mais

NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DO CONCEITO

NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DO CONCEITO NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DO CONCEITO Art. 1º A monitoria é uma atividade acadêmica, no âmbito da graduação, que pretende oferecer ao aluno experiência de iniciação à docência. 1º A monitoria

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB) CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSU)

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB) CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSU) UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB) CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSU) RESOLUÇÃO N.º 700/2009 Publicada no D.O.E. de 07-07-2009, p.16 Altera a Resolução nº 507/07 CONSU, que aprova o Regulamento de Monitorias

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES A Diretora das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de atribuições regimentalmente estabelecidas, torna público aos alunos regularmente matriculados na FIBAM a abertura

Leia mais

EDITAL Nº 13, DE 14 DE JANEIRO DE 2014

EDITAL Nº 13, DE 14 DE JANEIRO DE 2014 EDITAL Nº 13, DE 14 DE JANEIRO DE 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORES NÃO REMUNERADOS DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL QUE INTEGRARÃO O PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE LEÃO SAMPAIO PARA O PERÍODO LETIVO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB CONSELHO UNIVERSITÁRIO CONSU

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB CONSELHO UNIVERSITÁRIO CONSU UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB CONSELHO UNIVERSITÁRIO CONSU RESOLUÇÃO N.º 507/2007 Publicada no D.O.E. de 08/09-12-2007, pág. 24 Altera a Resolução Nº. 634/04 CONSEPE, que aprova o Regulamento de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 09. O diretor Geral das Faculdades SPEI, no uso de suas atribuições regimentais artigo 17 inciso XV, ouvido o Conselho Acadêmico,

INSTRUÇÃO NORMATIVA 09. O diretor Geral das Faculdades SPEI, no uso de suas atribuições regimentais artigo 17 inciso XV, ouvido o Conselho Acadêmico, INSTRUÇÃO NORMATIVA 09 O diretor Geral das Faculdades SPEI, no uso de suas atribuições regimentais artigo 17 inciso XV, ouvido o Conselho Acadêmico, RESOLVE: Instituir o Programa de Monitoria Acadêmica

Leia mais

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03 /2015

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03 /2015 1 CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL DE CONCURSO PARA PROGRAMA DE MONITORIA Nº 03 /2015 A Coordenação do Curso de Arquitetura e Urbanismo, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco, no uso de suas atribuições

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE TEIXEIRA DE FREITAS EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA DO CURSO DE DIREITO EDITAL N. 03.2015

FACULDADE PITÁGORAS DE TEIXEIRA DE FREITAS EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA DO CURSO DE DIREITO EDITAL N. 03.2015 FACULDADE PITÁGORAS DE TEIXEIRA DE FREITAS EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA DO CURSO DE DIREITO EDITAL N. 03.2015 A Coordenação do Curso de Direito da Faculdade Pitágoras de Teixeira de Freitas,

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade de Jussara

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade de Jussara ATIVIDADES COMPLEMENTARES O curso de Administração da Faculdade de Jussara, considerando a importância da existência de outras atividades acadêmicas na formação do profissional, reservará 5% (cinco por

Leia mais

EDITAL Nº 88/2015 PROGRAD SELEÇÃO DE MONITORES PIMI 2015/2

EDITAL Nº 88/2015 PROGRAD SELEÇÃO DE MONITORES PIMI 2015/2 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE PROGRAMAS ESPECIAIS EM EDUCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA Av. NS 15, 109 Norte, sala 219, Bloco IV 77001-090 Palmas/TO

Leia mais

MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR

MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR MANUAL DE MONITORIA ACADÊMICA DA FESAR Elaborado por: Georgia Miranda Tomich Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESAR Redenção 2014 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 JUSTIFICATIVA...3 PROGRAMA DE MONITORIA...4

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica 1. APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório no curso de Engenharia Elétrica é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO

Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO Regulamento de Monitoria do Curso de Medicina da UNOESTE. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO Art. 1º O presente Regulamento estabelece as finalidades, objetivos, atribuições

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA

PROGRAMA DE MONITORIA PROGRAMA DE MONITORIA 17/12/2006 PROJETO DE MONITORIA FACIS A FACIS, com atuação na área da Saúde, vem desde sua criação procurando iniciativas de promoção do desenvolvimento e aprimoramento dos alunos

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE DIRETORIA DE EXTENSÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORIA ACADÊMICA 13/23 A Diretoria de Extensão e a Coordenação do Curso de Graduação em Engenharia Civil,

Leia mais

EDITAL Nº 03 de 06 de agosto de 2015

EDITAL Nº 03 de 06 de agosto de 2015 EDITAL Nº 03 de 06 de agosto de 2015 Dispõe sobre a oferta de vagas para participar da Comissão da Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Sabará, como cômputo de horas de atividades complementares.

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIC DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS Uni-ANHANGUERA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIC DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS Uni-ANHANGUERA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIC DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS Uni-ANHANGUERA CAPÍTULO I DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1º - O Centro Universitário de Goiás Uni-ANHANGUERA, sempre sincronizado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 008/2004 - CONSUNIV

RESOLUÇÃO Nº 008/2004 - CONSUNIV RESOLUÇÃO Nº 008/2004 - CONSUNIV Cria o Programa de Monitoria e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso de suas atribuições

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES REGIMENTO DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA Regimento aprovado pelo CPG em 19/02/2003. TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art 1º O Curso de Pós Graduação a nível de Mestrado e Doutorado

Leia mais

EDITAL Nº 85/2015 PROGRAD SELEÇÃO DE MONITORES PIM 2015/1

EDITAL Nº 85/2015 PROGRAD SELEÇÃO DE MONITORES PIM 2015/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE PROGRAMAS ESPECIAIS EM EDUCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA Av. NS 15, 109 Norte, sala 219, Bloco IV 77001-090 Palmas/TO

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA FACIIP REGULAMENTO

PROGRAMA DE MONITORIA FACIIP REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA FACIIP REGULAMENTO Capitulo I Do Programa Art.1 O presente regulamento do Programa de Monitoria estabelece as regras para o exercício da monitoria por alunos regularmente matriculados

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS - NUCSA DEPARTAMENTO ACADEMICO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº 001/2014

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS - NUCSA DEPARTAMENTO ACADEMICO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº 001/2014 PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS - NUCSA DEPARTAMENTO ACADEMICO DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº 001/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA 1 A Fundação Universidade

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE MONITORIA DA UFPel CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

NORMAS DO PROGRAMA DE MONITORIA DA UFPel CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES NORMAS DO PROGRAMA DE MONITORIA DA UFPel CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O Programa de Monitoria, vinculado à Seção de Apoio Estudantil da Coordenadoria de Assuntos Estudantis e Comunitários,

Leia mais

Artº 3º - O concurso será realizado semestralmente em data e horário estipulado em edital. Parágrafo único O concurso vigora por um semestre.

Artº 3º - O concurso será realizado semestralmente em data e horário estipulado em edital. Parágrafo único O concurso vigora por um semestre. A FIPEN, estimulada pela oportunidade de qualificar seus alunos para, no futuro, atuarem na função docente, cumprindo o que determina seu Regimento, disciplina o programa de monitoria do modo seguinte:

Leia mais

3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria

3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria 3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria RESOLUÇÃO N.º 06/2006 - CONSUN APROVA O SISTEMA DE AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO PARA OS ALUNOS DE GRADUAÇÃO E CURSOS SEQÜENCIAIS DA PUCPR INGRESSANTES A PARTIR DE 2000. O Presidente

Leia mais

FACULDADE VISCONDE DE CAIRU FAVIC NÚCLEO DE EXTENSÃO PROJETO DE MONITORIA DO CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

FACULDADE VISCONDE DE CAIRU FAVIC NÚCLEO DE EXTENSÃO PROJETO DE MONITORIA DO CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS FACULDADE VISCONDE DE CAIRU FAVIC NÚCLEO DE EXTENSÃO PROJETO DE MONITORIA DO CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SALVADOR AGO / 2015 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO...02 2. JUSTIFICATIVA...02 3. OBJETIVO

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 14 DE JANEIRO DE 2014

EDITAL Nº 06, DE 14 DE JANEIRO DE 2014 EDITAL Nº 06, DE 14 DE JANEIRO DE 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORES NÃO REMUNERADOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA QUE INTEGRARÃO O PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE LEÃO SAMPAIO PARA O PERÍODO LETIVO

Leia mais

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1 Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1. BREVE HISTÓRICO O PIB Programa Integrado de Bolsas de monitoria é regulamentado pelo Conselho

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E ARTES

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E ARTES ESCOLA DE COMUNICAÇÃO E ARTES EDITAL DE SELEÇÃO DISCENTE PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO DE EXTENSÃO BLOG CASA COR 2015 A Universidade Potiguar UnP, através da Escola de Comunicação e Artes, torna público

Leia mais

I - DAS REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA MONITORIA

I - DAS REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA MONITORIA 1 EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA 2014.1 A FACULDADE DOS GUARARAPES, mantida pela Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura (SOCEC), com sede em Jaboatão dos Guararapes / PE, com base no Inciso 8 do Artigo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MONITORIA 2013.1

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MONITORIA 2013.1 A Faculdade Unida da Paraíba, mantida pela Sociedade Paraibana de Educação e Cultura ASPEC com sede em João Pessoa, PB, torna públicas as regras de funcionamento do sistema de Monitoria no Curso de Graduação,

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Regulamento do Estágio Curricular Obrigatório do Bacharelado em Ciências Biológicas 1 CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

Leia mais

INTRODUÇÃO O QUE É MONITORIA

INTRODUÇÃO O QUE É MONITORIA MANUAL DE MONITORIA Maceió Alagoas 1 INTRODUÇÃO A Facima oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias. Apenas será considerado monitor o aluno que

Leia mais

EDITAL Nº 14, DE 28 DE JULHO DE 2015

EDITAL Nº 14, DE 28 DE JULHO DE 2015 EDITAL Nº 14, DE 28 DE JULHO DE 2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORES REMUNERADOS E NÃO REMUNERADOS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS QUE INTEGRARÃO O PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE LEÃO SAMPAIO PARA

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPEX Nº 014/2011 Teresina, 13 de maio de 2011.

RESOLUÇÃO CEPEX Nº 014/2011 Teresina, 13 de maio de 2011. RESOLUÇÃO CEPEX Nº 014/2011 Teresina, 13 de maio de 2011. Revoga a Resolução CEPEX 003/2010 e aprova o Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação da Universidade Estadual do Piauí

Leia mais

MINUTA DO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS OU REMUNERADOS

MINUTA DO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS OU REMUNERADOS MINUTA DO EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS OU REMUNERADOS O IESUR/FAAr torna público o presente Edital de Seleção de Monitores Voluntários ou Remunerados para o anos de, em conformidade com o

Leia mais

FACULDADE VALE DO SALGADO

FACULDADE VALE DO SALGADO EDITAL Nº 2, 14 DE FEVEREIRO DE 2014 - EDITAL PARA SELEÇÃO DE MONITORES QUE INTEGRARÃO O PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE VALE DO SALGADO PARA O PERÍODO LETIVO DE 2014.1 e 2014.2. A Coordenação de Pesquisa

Leia mais

EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) 1.1. A disponibilidade e descrição das vagas estão indicadas na tabela a seguir:

EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) 1.1. A disponibilidade e descrição das vagas estão indicadas na tabela a seguir: EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) O Instituto de Filosofia/Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia, amparado (a) no artigo 244 das Normas de Graduação,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PROGRAMA DE MONITORIA

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PROGRAMA DE MONITORIA FACULDADE DARCY RIBEIRO Credenciada pela Portaria No. 3.324, Publicado no D.O.U. em 14/11/2003. EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA PROGRAMA MANTENEDORA: CENTRO DE EDUCAÇÃO TECNOLOGICA DARCY RIBEIRO LTDA

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING INSTITUTO BRASILEIRO DE SAÚDE. EDITALn 02/2015. CAMPUS 2 SAÚDE e CAMPUS 1- GASTRONOMIA

INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING INSTITUTO BRASILEIRO DE SAÚDE. EDITALn 02/2015. CAMPUS 2 SAÚDE e CAMPUS 1- GASTRONOMIA INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO E MARKETING INSTITUTO BRASILEIRO DE SAÚDE EDITALn 02/2015 CAMPUS 2 SAÚDE e CAMPUS 1- GASTRONOMIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA O Instituto Brasileiro de Gestão e Marketing

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO PARA OS CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES DO IFSULDEMINAS

NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO PARA OS CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES DO IFSULDEMINAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO PARA OS CURSOS TÉCNICOS E SUPERIORES

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SALVADOR 2014 REGULAMENTO DA MONITORIA A prática de monitoria consiste na atuação docente de alunos que auxiliam outros alunos

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FAG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FAG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FAG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade normatizar

Leia mais

Regulamento de Estágio. Curso de Engenharia de Produção

Regulamento de Estágio. Curso de Engenharia de Produção Regulamento de Estágio Curso de Engenharia de Produção Coronel Fabriciano Julho, 2010 1. INTRODUÇÃO O Estágio Curricular Obrigatório no curso de Engenharia de Produção é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

Rodovia Washigton Luis km 173,3, s/n, Chácara Lusa Centro CEP: 13501600 - Rio Claro SP Inscr. Estadual: Isento CNPJ nº 05.143.

Rodovia Washigton Luis km 173,3, s/n, Chácara Lusa Centro CEP: 13501600 - Rio Claro SP Inscr. Estadual: Isento CNPJ nº 05.143. SUMÁRIO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÃO INICIAL... 1 CAPÍTULO II DA NATUREZA E FINALIDADES DO PROGRAMA DE MONITORIA... 2 CAPÍTULO III DOS OBJETIVOS... 2 CAPÍTULO IV DOS REQUISITOS... 3 CAPÍTULO V DO REGULAMENTO...

Leia mais

MANUAL DE MONITORIA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

MANUAL DE MONITORIA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANUAL DE MONITORIA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA REGULAMENTO DA MONITORIA ACADÊMICA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA (Vigente a partir de 15 de julho de 2011) Art. 1º. O Regulamento da Monitoria Acadêmica

Leia mais