Parágrafo Único: Membros externos ao IFSUDESTE MG campus Barbacena poderão ser convidados para defesa.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Parágrafo Único: Membros externos ao IFSUDESTE MG campus Barbacena poderão ser convidados para defesa."

Transcrição

1 REGULAMENTO PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR EM ADMINISTRAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CAMPUS BARBACENA Art. 1º - Este instrumento regulamenta o componente Estágio Curricular Supervisionado do Curso Superior em Administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Campus Barbacena, em relação aos prérequisitos, coordenação, planejamento, e avaliação. Art. 2º - Este regulamento está de acordo com a Lei Nº , de 25 de setembro de 2008, que prevê o Estágio desde que observados os seguintes requisitos: I. Matrícula e frequência regular do educando em curso superior, e atestados pelo IFSudesteMG Campus Barbacena; II. Celebração do termo de compromisso entre o educando, a empresa concedente do estágio e o IFSudesteMG Campus Barbacena via Coordenadoria de Estágio CE. III. Compatibilidade entre as atividades desenvolvidas no Estágio e aquelas previstas no Termo de Compromisso. 1º O estagiário poderá receber bolsa que seja acordada. A eventual concessão de benefícios relacionados a transporte, alimentação e saúde, entre outros, não caracteriza vínculo empregatício. 2º Aplica-se ao estagiário a legislação relacionada à saúde e segurança no trabalho, sendo sua implementação de responsabilidade da parte concedente do Estágio. Art 3º - Com o intuito de possibilitar ao discente uma formação complementar visando o perfil acadêmico ou empresarial, o mesmo poderá optar entre realizar o estágio curricular supervisionado em todas as suas etapas citadas abaixo ou um Trabalho de Conclusão de Estágio - TCE - de acordo com as normas constantes do REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO (TCE). 1º. O estudante na disciplina Trabalho de Conclusão de Estágio I desenvolverá um projeto, que poderá ser baseado no estágio supervisionado, para a elaboração e defesa do Relatório de Conclusão de Estágio ou em problema de pesquisa inerente a área do curso para a elaboração e defesa do TCE. 2º O Relatório de Conclusão de Estágio e/ou TCE deverá ser desenvolvido sob orientação de um professor orientador, docente do curso. 3º A orientação iniciar-se-á durante a disciplina TCE I, em conjunto com o professor(a) da disciplina. 4º. O Relatório de Conclusão de Estágio deverá contemplar uma aplicação teórica (revisão de literatura) relacionada com a(s) atividade(s) desenvolvida(s) durante o estágio. A aplicação teórica consiste na visualização da prática com os arcabouços teóricos disponíveis na ciência para a busca de estratégias com o intuito de tornarem os processos gerenciais mais eficientes e eficazes.

2 5º. A avaliação do Relatório de Conclusão de Estágio ou do TCE será realizada pela análise do trabalho escrito e da defesa oral, por uma banca examinadora composta de 3 (três) membros, composta pelo orientador, e mais dois membros do corpo de professores do IFSUDESTE MG campus Barbacena. Parágrafo Único: Membros externos ao IFSUDESTE MG campus Barbacena poderão ser convidados para defesa. 5º As horas dedicadas a pesquisa para elaboração do TCE serão equivalentes as horas obrigatórias para o Estágio Supervisionado. Art. 4º - A duração do Estágio Curricular Supervisionado, enquanto componente obrigatório, obedecerá à carga horária mínima de 400 (quatrocentas) horas. Art. 5º - O Estágio Curricular Supervisionado só poderá ser desenvolvido em empresas devidamente reconhecidas e cadastradas, mediante Termo de Convênio, na Coordenação de Estágio CE. Art. 6º - O Estágio Curricular Supervisionado comporta os seguintes atores: 1 Coordenação de Estágio CE; 2. Coordenação de Curso; 3. Direção, Coordenação e funcionários da Empresa concedente; 4. Estagiário Art. 7º - A realização do Estágio Curricular Supervisionado, por parte do aluno, não acarretará vínculo empregatício, de qualquer natureza, tanto no IFSudesteMG C ampus Barbacena, quando na empresa concedente (Art. 6º do Decreto nº /82, que regulamenta a Lei nº 6.494/77). 1º O Termo de Compromisso será firmado entre o aluno e a parte concedente, na oportunidade de desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado, com a interveniência da CE, e constituirá comprovante da inexistência de vínculo empregatício. Art. 8º - Cabe à Coordenação do Curso Superior de Administração:

3 I. Aprovar o Plano de Estágio elaborado pelo aluno; II. Acompanhar o arquivamento e disposição de cópia da documentação referente ao Estágio Curricular Supervisionado pela CE. Art. 9º - Compete ao aluno (estagiário): I. Fazer contato com a empresa a fim de que possa ser aceito enquanto estagiário; II. Desenvolver o Plano de Atividades, com carga horária distribuída de acordo com cada etapa do estágio; III. Preencher, juntamente com o supervisor os relatórios disponibilizados pela CE. IV. Elaborar o Trabalho de conclusão do estágio de acordo com as recomendações do professor orientador. 1º A CE fará a conferência dos documentos originais, bem como arquivo de suas cópias. Os documentos originais apresentados serão devolvidos ao aluno que deverá mantê-los sob sua guarda até a expedição de seu diploma, para possíveis averiguações. 2º Será considerado abandono de Estágio Supervisionado o não cumprimento das atividades programadas, a partir da data da confirmação de início de Estágio. Art. 10º - Cabe ao supervisor da empresa concedente: I. Auxiliar o estagiário na elaboração dos Relatórios disponibilizados pela CE; II. Providenciar um parecer avaliativo sobre o desenvolvimento do Estágio, a ser anexado pelo estagiário nos Relatórios disponibilizados pela CE. III. Acompanhar o estagiário no cumprimento do Plano de Atividades; IV. Informar à CE no caso de infrequência do estagiário; Art. 11º - O Estágio Curricular Supervisionado ocorrerá por meio de convênio de cooperação entre IFSudesteMG Campus Barbacena e instituições públicas e privadas.

4 1º O Estágio poderá ser desenvolvido nas empresas públicas (municipal, estadual e federal) e privadas, em conformidade com o Plano de Atividades estabelecido pelo estagiário. 2º O Estágio poderá abranger empresa de pequeno, médio e grande porte. E a empresa júnior do Câmpus Barbacena Art 12º - Durante a disciplina TCE I o discente deverá optar ou pelo Relatório de Conclusão de Estágio ou um Trabalho de Conclusão de Estágio TCE - de acordo com as normas constantes REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO (TCE). 1º A alteração da forma escolhida será submetida a avaliação do colegiado do curso. 2º O discente proprietário ou sócio da empresa, deverá optar obrigatoriamente pela elaboração do TCE ou realizar o estágio em empresa a qual não seja sócio ou proprietário. 3º Não serão computadas como Atividades Acadêmico-Científico-Culturais as horas realizadas em empresa(s) a qual(s) o discente seja proprietário ou sócio. Art 13º - O discente que optar pela elaboração do TCE poderá utilizar as horas de Estágio Supervisionado como Atividades Complementares. Art 14º - Os professores orientadores serão indicados através de seu Colegiado. Art 15º - Casos não contemplados por este regimento serão encaminhados e resolvidos pelo Colegiado do Curso de Bacharelado em Administração.

5 CARTA DE APRESENTAÇÃO Barbacena, MG, de de 20. Ilm(a). Sr(a). (Cargo/ instituição) Apresentamos o(a) estudante regularmente matriculada no Curso Superior erm Administração oferecido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais campus Barbacena, para que possa desenvolver suas atividades de Estágio Supervisionado, tendo escolhido esta instituição para concretizá-lo. Solicitamos à (colocar o nome da Instituição) sua indispensável colaboração no sentido de permitir que o estudante realize o seu Estágio Supervisionado nesta prestimosa instituição. De fato, acreditamos que em instituições respeitadas como esta, o aluno poderá adquirir uma maior aproximação com o cotidiano da prática ambiental, objetivando uma preparação comprometida com a melhoria e transformação da prática ambiental em nossa cidade, região e em nosso país. Esclarecemos ainda que as atividades que serão desenvolvidas pelos estudantes constam na Política de Estágio Supervisionado do Curso Superior em Administração. As informações a serem apresentadas terão sigilo resguardado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais campus Barbacena, sendo que o relatório final será entregue pelo estagiário à Coordenação de Estágio com uma cópia para a instituição concedente do Estágio Supervisionado. Desde já agradecemos a atenção dispensada e contamos com a sua colaboração, além de nos colocarmos à disposição para quaisquer esclarecimentos. Atenciosamente, Coordenação de Estágio Supervisionado

6 TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Termo de Compromisso que entre si celebram (QUALIFICAÇÃO COMPLETA DA EMPRESA, MENCIONANDO, AINDA, O ENDEREÇO COMPLETO E CNPJ), neste ato representada por (QUALIFICAÇÃO COMPLETA DO REPRESENTANTE), denominada CONCEDENTE e (QUALIFICAÇÃO COMPLETA DO ESTAGIÁRIO, MENCIONANDO, AINDA, NÚMERO DA MATRÍCULA, CURSO E PERÍODO), doravante denominado ESTAGIÁRIO, com a interveniência do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais campus Barbacena, com sede na rua Monsenhor José Augusto, 204, bairro Centro, Barbacena MG, CEP , doravante denominada INTERVENIENTE, representada por seu Diretor Geral, José Roberto Ribeiro Lima, com fundamento na Lei nº /2008 e de acordo com as seguintes condições: Cláusula Primeira - Objetivo do estágio O presente estágio tem por objeto proporcionar aos alunos regularmente matriculados e frequentes nos cursos ministrados pela INTERVENIENTE, o aprimoramento educacional desenvolvido no ambiente de trabalho da CONCEDENTE, visando à preparação para o trabalho produtivo dos estagiários, não gerando vínculo empregatício entre as partes, nos termos da Lei nº /2008. Cláusula Segunda Plano do Estágio As atividades desenvolvidas pelo ESTAGIÁRIO estão previstas no Plano de Estágio, devendo constar os dados completos do Supervisor de Estágio designado pela CONCEDENTE, o nº de seu registro profissional, sua assinatura e a forma de avaliação do estágio, bem como do Professor Orientador do Estágio designado pela INTERVENIENTE. Cláusula Terceira Duração e Jornada O estágio terá duração de ( ) meses, com início em / / e término em / /, com carga horária máxima de 06 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais, sendo desenvolvido no horário de às, com intervalo de às. Parágrafo Primeiro: A jornada de atividades deverá compatibilizar-se com o horário escolar do ESTAGIÁRIO, nos termos do art. 10, da Lei nº /2008. Parágrafo Segundo: A jornada diária de atividades do estágio será reduzida à metade nos dias de avaliação periódica ou final, nos termos do artigo 10, 2º c/c inciso VII do artigo 7º da Lei nº /2008, cujas datas serão informadas pela INTERVENIENTE. Parágrafo Terceiro: O estágio poderá ser denunciado a qualquer tempo, mediante comunicação escrita feita com 30 (trinta) dias de antecedência ou ser prorrogado através de Termo Aditivo, não podendo ultrapassar o período de 24 (vinte e quatro) meses, exceto quando se tratar de estagiário portador de necessidades especiais, conforme art. 11, da Lei nº /2008. Cláusula Quarta - Obrigações do Estagiário O ESTAGIÁRIO se compromete a: Desempenhar as atividades desde que relacionadas com a profissão adquirente, previstas na Política de Estágio e em seu Plano de Estágio acompanhadas de Supervisão; Cumprir fielmente a programação do estágio;

7 Respeitar e acatar as normas internas da CONCEDENTE, guardando sigilo sobre as informações, nos termos da lei; Comunicar às partes as alterações nas atividades planejadas ou outras que repercutam no objetivo do Estágio. Informar de imediato e por escrito à CONCEDENTE, qualquer fato que interrompa, suspenda ou cancele sua matrícula na INTERVENIENTE, ficando responsável por quaisquer despesas causadas pela ausência dessa informação, sendo certo que a ausência de matrícula e a frequência irregular, cancela imediatamente o estágio aqui atermado. Informar de imediato e por escrito à INTERVENIENTE quaisquer problemas de saúde que afetem a realização do estágio, bem como quaisquer acidente ou incidente ocorridos durante o estágio. Fornecer, no prazo não superior a 06 (seis) meses, a entrega de Relatório de Estágio ao Professor orientador, para fins de supervisão e avaliação. (art 7, IV, Lei nº /2008) Cláusula Quinta - Obrigações da CONCEDENTE A CONCEDENTE se compromete a: 1. Proporcionar ao ESTAGIÁRIO condições propícias para o exercício das atividades práticas compatíveis com o seu Plano de Atividades; 2. Designar como Supervisor o funcionário (MENCIONAR O NOME DO FUNCIONÁRIO, COM SUA FORMAÇÃO, Nº DE REGISTRO E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NA ÁREA DE CONHECIMENTO DESENVOLVIDA NO CURSO DO ESTAGIÁRIO) de seu quadro de pessoal para orientar e acompanhar o ESTAGIÁRIO nas atividades do Estágio; 3. Solicitar ao ESTAGIÁRIO, a qualquer tempo, documentos comprobatórios da regularidade da situação escolar, uma vez que trancamento de matrícula, abandono, conclusão de curso ou transferência de Instituição de Ensino constituem motivos de imediata rescisão; 4. (CASO HAJA CONTRAPRESTAÇÃO, MENCIONAR A FORMA); 5. (CASO SEJA CONCEDIDO O AUXÍLIO TRANSPORTE, MENCIONAR A FORMA); 6. Conceder ao ESTAGIÁRIO que desenvolva estágio com duração igual ou superior a um ano, recesso remunerado de 30 (trinta) dias ou proporcional nos casos de estágio inferior a um ano, no período de (MENCIONAR PERÍODO CONTÍNUO/FRACIONADO PREFERENCIALMENTE DURANTE FÉRIAS ESCOLARES DO ESTAGIÁRIO), nos termos do art. 13 da Lei nº /2008; 7. Elaborar e encaminhar à INTERVENIENTE o Relatório de Atividades, assinado pelo seu supervisor, com periodicidade mínima de 06 meses, com vista obrigatória do estagiário, conforme art. 9º, inciso VII, da Lei nº /2008; 8. Fornecer, em virtude do desligamento do estagiário, Termo de Realização de Estágio, com indicação resumida das atividades desenvolvidas, dos períodos e da avaliação de desempenho. (art. 9º, inciso V); 9. Permitir o início das atividades de Estágio somente após o recebimento deste instrumento assinado pelos partícipes; 10. Cumprir a legislação relacionada à saúde e segurança no trabalho, nos termos do art. 14, da Lei nº /2008. Cláusula Sexta - Obrigações da Interveniente Compete à INTERVENIENTE: Designar como Professor Orientador o professor, da área de (MENCIONAR A ÁREA A SER DESENVOLVIDA NO ESTÁGIO);

8 Orientar e avaliar o estágio supervisionado, nos termos das normas internas, currículos e projetos pedagógicos, devendo intervir na relação estabelecida, sempre que julgar necessário, nos termos da Lei nº /2008; Comunicar à CONCEDENTE, no início do período letivo, as datas de realização de avaliações escolares ou acadêmicas, em conformidade com o art. 7º, da Lei nº /2008. Providenciar Seguro Contra Acidentes Pessoais, previsto no art. 9, Lei nº /2008. Cláusula Sétima Término do Estágio O término do estágio ocorrerá nos seguintes casos: I. Automaticamente, ao término do período previsto para sua realização; II. Desistência do Estágio ou Rescisão do Termo de Compromisso de Estágio, por decisão voluntária de qualquer dos partícipes, mediante comunicação por escrito, conforme previsto no Parágrafo Terceiro da Cláusula Terceira; III. Pelo trancamento da matrícula, abandono, desligamento ou conclusão do curso; IV. Pelo descumprimento das condições do presente Termo de Compromisso de Estágio. Assim, devidamente compromissadas e acompanhadas pela INTERVENIENTE, as partes assinam o presente instrumento em 03 (três) vias de igual teor e forma para um só efeito., de de 20. COLOCAR NOME DA CONCEDENTE E SEU REPRESENTANTE COLOCAR NOME DO ESTAGIÁRIO 1. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais campus Barbacena Diretor Geral José Roberto Ribeiro Lima

9 Testemunhas Instrumentárias: Nome: Nome: CPF: CPF:

10 FORMULÁRIO PARA ESCOLHA ENTRE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OU TCE Barbacena, / /. Ao Colegiado do curso de Bacharelado em Administração do IF Sudeste MG Câmpus Barbacena Senhor(a) Presidente do Colegiado(a), Eu,, encaminho ao Colegiado do curso de Bacharelado em Administração minha preferência cumprir as atividades obrigatórias inerentes ao curso. ( ) 1a Opção: Estágio curricular supervisionado ( ) 2a Opção:Trabalho de Conclusão de estágio - TCE Assinatura

11 FORMULÁRIO PARA ESCOLHA DO ORIENTADOR(A) DE ESTÁGIO E/OU TCE Barbacena, / /. Ao Colegiado do curso de Bacharelado em Administração do IF Sudeste MG Câmpus Barbacena Senhor(a) Presidente do Colegiado(a), Eu,, encaminho ao Colegiado do curso de Bacharelado em Administração a sugestão de professores, em ordem de minha preferência, como possível orientador de estágio e/ou TCE: Relação dos professores: 1ª Opção: 2ª Opção: 3ª Opção:

12 FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTAGIÁRIO Foto DADOS PESSOAIS Nome: Naturalidade: Data de nascimento: / / Filiação: Pai Mãe Endereço residencial: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: DADOS PROFISSIONAIS Profissão: Local de serviço: Endereço:

13 Telefone: Cargo e/ou função: Horário de trabalho/turnos: Experiência profissional na área de estudo: Outras experiências:

14 FICHA DE REGISTRO DE FREQUÊNCIA DIÁRIA DO ESTAGIÁRIO Aluno(a) Estagiário(a): Curso: Período: Supervisor de Estágio: Instituição Concedente: Período Atividade executada Carga horária Assinatura do responsável

15 Carga horária total cumprida: Data:, de de 20 Assinatura do Supervisor de Estágio Carimbo da instituição concedente

16 FICHA DE REGISTRO DE ENCONTROS COM O PROFESSOR ORIENTADOR DE ESTÁGIO Aluno(a) Estagiário(a): Curso: Período: Professor Orientador de Estágio Instituição Concedente: Data Atividade executada Carga horária Assinatura do aluno estagiário

17 Carga horária total cumprida: Data:, de de 20 Assinatura do Professor Orientador do Estágio e Carimbo

18 PLANO INDIVIDUAL DE ESTÁGIO Estagiário: N Matrícula: Período Turma: Ano: Empresa: Endereço: CNPJ: Bairro: Supervisor de Campo: Cargo do Supervisor: Fone: Setor onde será desenvolvido o estágio: Período de: Carga Horária: a Atividades Objetivos a serem alcançados Carimbo do CNPJ da Unidade Concedente de Estágio Data: / / Data: / /

19 Assinatura do Estagiário Assinatura do Supervisor de Campo SUPERVISÃO DO ESTÁGIO NO IFSEMG CAMPUS BARBACENA Data: / / Data: / / Assinatura do Supervisor de Estágio Assinatura do Supervisor do Curso Obs.: Anexar o Comprovante de Estágio (uma via do Termo de Compromisso, uma cópia da carteira profissional identificação e contrato de trabalho e cópia do contrato social)

20 2 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO PELO SUPERVISOR DE CAMPO Estagiário: N Matrícula: Período Turma: Ano: Empresa: Endereço: CNPJ: Bairro: Setor onde será desenvolvido o estágio: Período de: Carga Horária: a Avaliador: Cargo: Atividades desenvolvidas pelo estagiário na empresa: Setor Atividade Conceitos Nota 1. Nível de conhecimentos teóricos. Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas 2. Nível de conhecimento prático. Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas

21 3. Produtividade. Rapidez e facilidade em interpretar, colocar em prática ou entender a atividade programada 4. Organização. Uso de meios racionais, em função da organização e adequação da sistemática de trabalho 5. Iniciativa. Desenvolvimento das atividades de estágio dentro do nível de autonomia adequado e assumindo decisões de sua competência 6. Interesse. Demonstração de sensibilidade pelas questões pertinentes ao estágio e as atividades desenvolvidas 7. Assiduidade e Pontualidade. Comparecimento nos dias exigidos e no horário determinado 8. Disciplina. Atitude adequada no desenvolvimento das atividades na empresa 9. Cooperação. Disposição para colaborar com os colegas para o alcance de um objetivo comum 10. Responsabilidade. Cumprimento das atividades e deveres decorrentes do estágio Média das notas Data: / / Supervisor de Campo Carimbo CNPJ da Empresa Concedente de Estágio

22 3 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO PELO ESTAGIÁRIO Estagiário: N Matrícula: Período Turma: Ano: Empresa: Endereço: CNPJ: Bairro: Setor onde será desenvolvido o estágio: Período de: Carga Horária: a Avaliador: Cargo: Atividades desenvolvidas pelo estagiário na empresa: Setor Atividade Conceitos Nota 1. Nível de conhecimentos teóricos. Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas 2. Nível de conhecimento prático. Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas

23 3. Produtividade. Rapidez e facilidade em interpretar, colocar em prática ou entender a atividade programada 4. Organização. Uso de meios racionais, em função da organização e adequação da sistemática de trabalho 5. Iniciativa. Desenvolvimento das atividades de estágio dentro do nível de autonomia adequado e assumindo decisões de sua competência 6. Interesse. Demonstração de sensibilidade pelas questões pertinentes ao estágio e as atividades desenvolvidas 7. Assiduidade e Pontualidade. Comparecimento nos dias exigidos e no horário determinado 8. Disciplina. Atitude adequada no desenvolvimento das atividades na empresa 9. Cooperação. Disposição para colaborar com os colegas para o alcance de um objetivo comum 10. Responsabilidade. Cumprimento das atividades e deveres decorrentes do estágio Média das notas Data: / / Assinatura do Estagiário

24 4 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO PELO SUPERVISOR DE ESTÁGIO Estagiário: N Matrícula: Período Turma: Ano: Empresa: Endereço: CNPJ: Bairro: Setor onde será desenvolvido o estágio: Período de: Carga Horária: a Avaliador: Cargo: Atividades desenvolvidas pelo estagiário na empresa: Setor Atividade Conceitos Nota 1. Nível de conhecimentos teóricos. Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas

25 2. Nível de conhecimento prático. Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas 3. Produtividade. Rapidez e facilidade em interpretar, colocar em prática ou entender a atividade programada 4. Organização. Uso de meios racionais, em função da organização e adequação da sistemática de trabalho 5. Iniciativa. Desenvolvimento das atividades de estágio dentro do nível de autonomia adequado e assumindo decisões de sua competência 6. Interesse. Demonstração de sensibilidade pelas questões pertinentes ao estágio e as atividades desenvolvidas 7. Assiduidade e Pontualidade. Comparecimento nos dias exigidos e no horário determinado 8. Disciplina. Atitude adequada no desenvolvimento das atividades na empresa 9. Cooperação. Disposição para colaborar com os colegas para o alcance de um objetivo comum 10. Responsabilidade. Cumprimento das atividades e deveres decorrentes do estágio Média das notas Data: / / Assinatura do Supervisor de Estágio

26 5 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO FINAL DE ESTÁGIO Estagiário: N Matrícula: Período Turma: Ano: Empresa: Endereço: CNPJ: Bairro: Setor onde será desenvolvido o estágio: Período de: Carga Horária: a Data ou Período Empresa - Instituição Concedente Carga Horária Realizada Carga Horária Total efetiva cumprida no IFSEMG Carga Horária Total Realizada Quadro de Notas

27 Supervisor de Campo Estagiário Supervisor De Estágio Relatório de Estágio Nota Final N 1 N2 N3 N4 Máximo 10 pontos Máximo 10 pontos Máximo 20 pontos Máximo 60 pontos Máximo 100 pontos Nota Final Aprovado Reprovado por nota Reprovado por frequência Reprovado por nota e frequência Estagiário Supervisor de Estágio Supervisor do Curso

Parágrafo único. A jornada de atividade em estágio não deverá ultrapassar 6 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais.

Parágrafo único. A jornada de atividade em estágio não deverá ultrapassar 6 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS BARBACENA REGIMENTO PARA ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

Termo de Compromisso de Estágio Unidade 1

Termo de Compromisso de Estágio Unidade 1 Preâmbulo Termo de Compromisso que entre si celebram o ESTAGIÁRIO e a CONCEDENTE, com a interveniência da Escola de Educação Básica da FITO, inscrita no CNPJ sob o nº. 73.050.536/0001-95, sediada na Rua

Leia mais

Termo de Compromisso de Estágio TCE A (Pessoa Jurídica Profissional Liberal)

Termo de Compromisso de Estágio TCE A (Pessoa Jurídica Profissional Liberal) Termo de Compromisso de Estágio TCE A (Pessoa Jurídica Profissional Liberal) A Instituição (Razão social da empresa), situada à (Endereço da empresa), CNPJ nº (CNPJ da empresa), ou O Profissional Liberal

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Pró-Reitoria de Graduação Coordenação de Estágio, Monitoria e Egressos

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Pró-Reitoria de Graduação Coordenação de Estágio, Monitoria e Egressos TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DA LEGISLAÇÃO DE REGÊNCIA, DA CONCEITUAÇÃO E DOS PRÉ-REQUISITOS LEGAIS. 1. O presente TCE é regido pela Lei n.º 11.788, de 25 de setembro de 2008 e, no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE Termo de Responsabilidade que entre si celebram a... (Escola/Faculdade da UFMG)... e o(a)... (Órgão/Unidade da UFMG)...,

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO. ORGANIZAÇÃO CONCEDENTE Razão Social: Endereço: Cidade: Estado: CEP: Tel.: Supervisor Técnico do Estágio:

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO. ORGANIZAÇÃO CONCEDENTE Razão Social: Endereço: Cidade: Estado: CEP: Tel.:   Supervisor Técnico do Estágio: TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Neste ato, celebram acordo entre a parte concedente do estágio, a instituição de ensino, agente de integração e o estagiário, conforme Lei n. 11.788/08, o Termo de Compromisso

Leia mais

ANEXO IV DA PORTARIA Nº 0943, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

ANEXO IV DA PORTARIA Nº 0943, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO ANEXO IV DA PORTARIA Nº 0943, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO Pelo presente instrumento, de um lado, (NOME DA CONCEDENTE), inscrita no (TIPO E NÚMERO DO DOCUMENTO),

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO (Para uso exclusivo do Curso de PSICOLOGIA 3º, 4º e 5º ano) Pelo presente instrumento particular, de um lado,, estabelecida nesta Capital do Estado de São Paulo, na Rua,

Leia mais

INSTRUÇÃO DE PREENCHIMENTO

INSTRUÇÃO DE PREENCHIMENTO INSTRUÇÃO DE PREENCHIMENTO O Termo de Compromisso de Estágio (TCE) é um documento firmado pela Instituição Concedente, o Estagiário e a Faculdade Dinâmica, para formalização do Estágio, que deverá atender

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente Regulamento de Estágios visa disciplinar os estágios do curso de Engenharia da Computação,

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO A Parte Concedente e o Estagiário com a interveniência da Instituição de Ensino celebram este Termo de Compromisso de Estágio, sem vínculo empregatício, comprometendo-se

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO O PRESENTE TERMO OBJETIVA COMPROMETER O ESTAGIÁRIO, A CONCEDENTE E A UFFS NA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NÃO-OBRIGATÓRIO.

Leia mais

DIRETORIA ACADÊMICA COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

DIRETORIA ACADÊMICA COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Termo de Compromisso de Estágio que celebram entre si a (nome da instituição) e o Estudante (nome do estudante), com a interveniência do Instituto Federal Baiano Campus Guanambi, para realização de Estágio,

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

ACORDO DE COOPERAÇÃO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO ACORDO DE COOPERAÇÃO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Aos (dia) dias do mês de (mês/ano), no município de (cidade) neste ato, as partes a seguir nomeadas: INSTITUIÇÃO DE ENSINO Razão Social: UNIVERSIDADE

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO que entre si celebram a/o

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO que entre si celebram a/o 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO que entre

Leia mais

Câmpus Experimental de Itapeva

Câmpus Experimental de Itapeva CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO E A EMPRESA INSERIR O NOME COMPLETO DA EMPRESA Nome completo da empresa Logradouro (Av., Rua etc) e número Por este

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NÍVEL SUPERIOR

PROGRAMA DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NÍVEL SUPERIOR PROGRAMA DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NÍVEL SUPERIOR TERMO DE COMPROMISSO ÓRGÃO CONCEDENTE Razão Social: Secretaria da Saúde do Estado da Bahia 4ª Avenida n 400 Plataforma VI Bairro: CAB 41.750-300 Salvador

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO MODELO DO TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO. 2 vias EM PAPEL TIMBRADO DA UNIDADE CONCEDENTE DO ESTÁGIO CÓPIA DO CNPJ - CÓPIA DO ATO DE NOMEAÇÃO DO REPRESENTANTE LEGAL E/OU CONTRATO SOCIAL E ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO ) ESTAGIÁRIO(A) CONCEDENTE

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO ) ESTAGIÁRIO(A) CONCEDENTE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO Termo de Compromisso de Estágio que celebram entre si, o (a) ESTAGIÁRIO(A) e a CONCEDENTE, com a interveniência da FACULDADE BATISTA DE MINAS GERAIS, instituição

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES CAPITULO II DA DEFINIÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES CAPITULO II DA DEFINIÇÃO REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES Artigo 1º - O presente regulamento visa disciplinar o Estágio Curricular Supervisionado dos cursos

Leia mais

CONSIDERANDO a Orientação Normativa nº 7, de 30 de outubro de 2008, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão,

CONSIDERANDO a Orientação Normativa nº 7, de 30 de outubro de 2008, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, RESOLUÇÃO nº 04 DE 08 DE JUNHO DE 2009 Dispõe sobre a realização de Estágios obrigatórios e não obrigatórios por alunos da UFPel O Presidente do Conselho Coordenador do Ensino, da Pesquisa e da Extensão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DIRETORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS DREC ASSISTÊNCIA DE ESTÁGIOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DIRETORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS DREC ASSISTÊNCIA DE ESTÁGIOS Página 1 CONVÊNIO /20 TERMO DE CONVÊNIO PARA CONCESSÃO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL, QUE ENTRE SI CELEBRAM O INSTITUTO FEDERAL MINAS GERAIS OURO PRETO E A ENTIDADE CONCEDENTE DE ESTÁGIO Pelo presente instrumento

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DA FACIG. Seção I Da modalidade e desenvolvimento

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DA FACIG. Seção I Da modalidade e desenvolvimento REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DA FACIG Seção I Da modalidade e desenvolvimento Art.1 - O Estágio Curricular Supervisionado constitui-se em uma forma para que o discente vivencie

Leia mais

ANEXO VI DA PORTARIA Nº 0943, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO DE ALUNOS DO IFMG JUNTO À PRÓPRIA INSTITUIÇÃO

ANEXO VI DA PORTARIA Nº 0943, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO DE ALUNOS DO IFMG JUNTO À PRÓPRIA INSTITUIÇÃO ANEXO VI DA PORTARIA Nº 0943, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO DE ALUNOS DO IFMG JUNTO À PRÓPRIA INSTITUIÇÃO Pelo presente instrumento, de um lado, INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO,

Leia mais

RESOLUÇÃO 036/2011 CEPE/UENP

RESOLUÇÃO 036/2011 CEPE/UENP RESOLUÇÃO 036/2011 CEPE/UENP Súmula Aprova o Regulamento de Estágio Supervisionado Não Obrigatório dos estudantes dos cursos de graduação da UENP. CONSIDERANDO os artigos 61 e 82 da Lei de Diretrizes e

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA- FARMACÊUTICO

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA- FARMACÊUTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA- FARMACÊUTICO

Leia mais

Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010.

Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. A Presidenta do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Acre, no uso de suas atribuições

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA- FARMACÊUTICO

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA- FARMACÊUTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA- FARMACÊUTICO

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO DURAÇÃO: DE A RECESSO: DE A. Termo de Compromisso de Estágio, nos Termos da Lei de 25 de setembro de 2008.

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO DURAÇÃO: DE A RECESSO: DE A. Termo de Compromisso de Estágio, nos Termos da Lei de 25 de setembro de 2008. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CAMPUS GARANHUNS DIRETORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO DIVISÃO DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS E EGRESSOS Rua Padre

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC NÚCLEO DE CARREIRA PROFISSIONAL MAIO 2012 CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º. Este regulamento tem por finalidade disciplinar as atividades

Leia mais

TIMBRE DA CONCEDENTE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

TIMBRE DA CONCEDENTE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TIMBRE DA CONCEDENTE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CELEBRADO ENTRE A CONCEDENTE_EMPRESA LATICÍNIOS LTDA E O(A) ESTAGIÁRIO(A) JOÃO DA SILVA COM

Leia mais

CENTRO TECNOLÓGICO DE JOINVILLE REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE ENGENHARIA NAVAL

CENTRO TECNOLÓGICO DE JOINVILLE REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE ENGENHARIA NAVAL CENTRO TECNOLÓGICO DE JOINVILLE REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE ENGENHARIA NAVAL Joinville, 13 de julho de 2017. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente Regulamento de Estágios visa disciplinar

Leia mais

CARTA DE APRESENTAÇÃO

CARTA DE APRESENTAÇÃO Ilmo.(a) Sr.(a) FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA Diretor da Instituição de Ensino CARTA DE APRESENTAÇÃO A FEFISO Faculdade de Educação Física da ACM de Sorocaba é uma instituição de ensino superior, com

Leia mais

A, inscrita no CNPJ/MF sob o nº, sediada na Rua neste ato representada,, brasileiro,, RG nº, CPF n º, doravante denominada

A, inscrita no CNPJ/MF sob o nº, sediada na Rua neste ato representada,, brasileiro,, RG nº, CPF n º, doravante denominada SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PROGRAMAS E ESTÁGIOS CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL TERMO DE CONVÊNIO OBJETIVANDO A CONCESSÃO DE

Leia mais

(Papel timbrado da empresa) ACORDO DE COOPERAÇÃO

(Papel timbrado da empresa) ACORDO DE COOPERAÇÃO (Papel timbrado da empresa) ACORDO DE COOPERAÇÃO Pelo presente instrumento jurídico celebrado entre (Empresa/Instituição/Órgão Municipal/Estadual) (endereço completo), neste ato representada por (nome

Leia mais

NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM JORNALISMO

NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM JORNALISMO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO COLEGIADO DO CURSO JORNALISMO NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

Leia mais

RESOLUÇÃO 01/ TGP

RESOLUÇÃO 01/ TGP UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA - SEPT COORDENAÇÃO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO - CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURSO DE DESIGN DE INTERIORES

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURSO DE DESIGN DE INTERIORES TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURSO DE DESIGN DE INTERIORES PARTES FACULDADE CESUSC, recredenciada pela Portaria MEC nº. 736, de 09 de agosto de 2013, e mantida pelo COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE SANTA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA

Leia mais

2 Cartilha de Estágio Univale CARTILHA DE ESTÁGIO UNIVALE

2 Cartilha de Estágio Univale CARTILHA DE ESTÁGIO UNIVALE 2 Cartilha de Estágio Univale CARTILHA DE ESTÁGIO UNIVALE Apresentação 3 Prezados alunos da UNIVALE, Com o objetivo de socializar as informações sobre estágio obrigatório e não obrigatório na UNIVALE,

Leia mais

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório 1. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado tem caráter curricular obrigatório e é uma exigência

Leia mais

Orientações Gerais. d) Distribuição das vias 1ª Via: Via da Empresa. 2ª Via: Via do Aluno 3ª Via: Via da Escola

Orientações Gerais. d) Distribuição das vias 1ª Via: Via da Empresa. 2ª Via: Via do Aluno 3ª Via: Via da Escola Orientações Gerais a) Critérios para o início do estágio A documentação de estágio deverá ser entregue na Faculdade de Tecnologia SENAI Anchieta, no mínimo, uma semana de antes da data de início do processo

Leia mais

PORTARIA GD Nº 06, DE 23/04/2010

PORTARIA GD Nº 06, DE 23/04/2010 PORTARIA GD Nº 06, DE 23/04/2010 Aprova o Regulamento do Programa de Estágios da Faculdade de Engenharia da UNESP - Campus de Ilha Solteira. O Diretor da Faculdade de Engenharia do Campus de Ilha Solteira,

Leia mais

APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO

APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamentação do Componente Curricular ATIVIDADES DE ESTÁGIO Esta norma estabelece as linhas gerais para a atividade de Estágio Supervisionado Obrigatório e Estágio Supervisionado

Leia mais

Considerando que a Faculdade Pilares está em plena reforma acadêmica que será implementada a partir de 2009 e;

Considerando que a Faculdade Pilares está em plena reforma acadêmica que será implementada a partir de 2009 e; RESOLUÇÃO CONSEPE 01/2009 REFERENDA A PORTARIA DG 04/2008 QUE APROVOU A INSERÇÃO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS NÃO OBRIGATÓRIOS NOS PROJETOS PEDAGÓGICOS DOS CURSOS OFERTADOS PELA. O Presidente do Conselho

Leia mais

CONVÊNIO DE CONCESSÃO DE ESTÁGIO

CONVÊNIO DE CONCESSÃO DE ESTÁGIO CONVÊNIO DE CONCESSÃO DE ESTÁGIO CONVÊNIO DE CONCESSÃO DE ESTÁGIO CELEBRADO ENTRE A SOCIEDADE CULTURAL E EDUCACIONAL DE ITAPEVA S/S LTDA., MANTENEDORA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA,

Leia mais

Fundamento Legal Lei nº , de 25 de setembro de 2008.

Fundamento Legal Lei nº , de 25 de setembro de 2008. 128 TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TCE Fundamento Legal Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Com base na legislação vigente, as partes a seguir nomeadas acordam e estabelecem entre si as cláusulas

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO 1. CONCEDENTE: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA, doravante denominado CONCEDENTE. CNPJ nº / SIGLA: IFPB CAMPUS campus

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO CONVÊNIO Nº 27/2014

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO CONVÊNIO Nº 27/2014 TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO CONVÊNIO Nº 27/2014 Instituição Concedente: Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal/SEDF CNPJ: 00.394.676/0001-07 Endereço:

Leia mais

UniBrasil Centro Universitário

UniBrasil Centro Universitário 1 UniBrasil Centro Universitário REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CURITIBA MARÇO DE 2014 2 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 Do estágio e sua finalidade...3 CAPÍTULO 2 Das condições...3

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE BIOTECNOLOGIA. Resolução Nº 010/2008 da Pró-reitoria de Graduação

REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE BIOTECNOLOGIA. Resolução Nº 010/2008 da Pró-reitoria de Graduação REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE BIOTECNOLOGIA Resolução Nº 010/2008 da Pró-reitoria de Graduação Capítulo I - Dos Objetivos Art. 1º- O estágio tem por objetivo

Leia mais

Machado, n 189 Centro Ponta Grossa - PR CEP Fone (0**42)

Machado, n 189 Centro Ponta Grossa - PR CEP Fone (0**42) Rua Pinheiro TERMO DE COMPROMISSOO DE ESTAGIÁRIO/ BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO O ESTAGIÁRIO...... Data de Nascimento.../....../... RA n...... Endereço...... Bairro...... CEP...Cidade... Estado...

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO TÍTULO I DO ESTÁGIO E SEUS FINS

ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO TÍTULO I DO ESTÁGIO E SEUS FINS ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO TÍTULO I DO ESTÁGIO E SEUS FINS Art. 1º - O ESTÁGIO SUPERVISIONADO visa complementar a formação acadêmica e efetivar a habilitação profissional, exigida por lei, para

Leia mais

NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I - Disposições Preliminares Art. 1º - O Estágio Supervisionado é uma atividade

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD O presente Regulamento tem o intuito de estabelecer normas gerais para cumprimento da Lei nº.

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURSO DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO MULTIMÍDIA DA FACULDADE CESUSC

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURSO DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO MULTIMÍDIA DA FACULDADE CESUSC TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURSO DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO MULTIMÍDIA DA FACULDADE CESUSC PARTES FACULDADE CESUSC, recredenciada pela Portaria MEC nº 736, de 09 de agosto de 2013, e mantida pelo COMPLEXO

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO: ESTÁGIO OBRIGATÓRIO OU ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO: ESTÁGIO OBRIGATÓRIO OU ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO Nos termos da Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, e também nos termos da Resolução nº 29/2009 CEPE-UFRGS para o caso de estágio não-obrigatório, as partes a seguir identificadas firmam este Termo

Leia mais

Instituto Superior de Tecnologia de Petrópolis - ISTCC-P. Índice

Instituto Superior de Tecnologia de Petrópolis - ISTCC-P. Índice Índice I. Apresentação... 2 II. Caracterização do Estágio... 2 II.1. O que é o Estágio Supervisionado... 2 II.2. Quem pode contratar o Estagiário... 2 II.3. Quais os pré-requisitos para o Estágio Supervisionado...

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização do Estágio Curricular

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO O PRESENTE TERMO OBJETIVA COMPROMETER O ESTAGIÁRIO, A CONCEDENTE E A UFFS PARA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO. O ESTAGIÁRIO (A) matriculado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO Nº 04/2011 Dispõe sobre as normas para Estágio Curricular Supervisionado e Extracurricular do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Federal de Alagoas/Campus Arapiraca.

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIA E ECONOMIA, CAMPUS VARGINHA - MG

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIA E ECONOMIA, CAMPUS VARGINHA - MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Campus Varginha - MG Rua Alfredo Braga de Carvalho, 300 Varginha MG CEP 37062-440 - Fone/FAX: (35) 3214-1761 REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CONVÊNIO.../2010 Convênio que entre si celebram a FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA e a..., visando o desenvolvimento de estágios obrigatórios e não obrigatórios conforme a Lei nº 11.788, de 25 de

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO (Estudante realizando estágio curricular nas dependências da UFG- TCE coletivo com o mesmo supervisor) 1. Modalidade do estágio: Estágio Curricular Obrigatório N.º da Apólice

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO 1.CONCEDENTE CNPJ nº Natureza jurídica: Endereço: Representada por : CPF: RG: Supervisor do Estágio: Cargo/Função: adiante CONCEDENTE 2.ESTAGIÁRIO, adiante ESTAGIÁRIO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS

RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS CAPÍTULO I DO ESTÁGIO PROFISSINAL OBRIGATÓRIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Profissional Obrigatório, previsto

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO O presente regulamento normatiza a atividade de Estágio, componente dos Projetos Pedagógicos dos cursos oferecidos pela Faculdades Gammon, mantida pela Fundação Gammon de Ensino

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO (Estudante da UFG realizando estágio curricular em Empresas/Instituições/Profissional Liberal) 1. Modalidade do estágio: [X] Estágio Curricular Obrigatório N.º da Apólice

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO Disciplinas de Estágio Supervisionado Art. 1º De acordo

Leia mais

Normatização de estágio do IFC

Normatização de estágio do IFC ESTÁGIOS Normatização de estágio do IFC Nacional: Lei nº11.788, de Setembro de 2008; Institucional: RESOLUÇÃO Ad Referendum Nº 014/2013 CONSELHO SUPERIOR 17/05/2013; Campus Santa Rosa do Sul: Projeto Pedagógico

Leia mais

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015.

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. Regulamenta a realização de estágios dos alunos dos Cursos de Graduação do Campus de Itapeva. O Coordenador Executivo no uso de suas atribuições legais, expede

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus II

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus II CONVÊNIO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM, A FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E EXATAS UNIPAC JUIZ DE FORA MG, DE UM LADO E A «EMPRESA» DE OUTRO LADO COM OBJETIVO DE REALIZAÇÃO

Leia mais

Perguntas Frequentes (Lei /2008)

Perguntas Frequentes (Lei /2008) Perguntas Frequentes (Lei 11.788/2008) O que é o estágio? Estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de estudantes.

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO O PRESENTE TERMO OBJETIVA COMPROMETER O ESTAGIÁRIO, A CONCEDENTE E A UFFS PARA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO. O ESTAGIÁRIO (A) matriculado

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO PALMAS/2011 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA NATUREZA...03 CAPÍTULO II - DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO...03 Seção I - Da

Leia mais

ROTEIRO PARA AULAS PRÁTICAS NA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

ROTEIRO PARA AULAS PRÁTICAS NA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ROTEIRO PARA AULAS PRÁTICAS NA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE 1- Termo de compromisso (três cópias) 2- Relação de alunos (três cópias) 3- Plano de ensino ou de atividades da Disciplina (uma cópia) Secretaria

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS INSTITUTO DE QUÍMICA E GEOCIÊNCIAS CURSO DE BACHARELADO EM QUÍMICA COMISSÃO DE ESTÁGIO E MONOGRAFIA NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Pelotas, maio de 2009. NORMAS DOS ESTÁGIOS

Leia mais

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos Lavras 2014 INTRODUÇÃO Art. 1º. O Estágio

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO O Estágio Curricular Supervisionado é componente curricular obrigatório dos cursos Superiores da FAC FUNAM, realizado em módulos determinados em seus

Leia mais

ROTEIRO PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO FUNCIONÁRIOS (MAIS DE 2 ANOS NA EMPRESA)

ROTEIRO PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO FUNCIONÁRIOS (MAIS DE 2 ANOS NA EMPRESA) ROTEIRO PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO ESTAGIÁRIOS Capa Folha de rosto Folha de aprovação Sumário Identificação do Estagiário Identificação da Escola Identificação da Empresa Introdução Relatório

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA RESOLUÇÃO CSTGP Nº 02/2015 Regulamenta o Estágio Supervisionado obrigatório do Curso

Leia mais

Art. 8º - A duração do Estágio Supervisionado Obrigatório será estipulado no projeto pedagógico de cada curso.

Art. 8º - A duração do Estágio Supervisionado Obrigatório será estipulado no projeto pedagógico de cada curso. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO IFPR- CÂMPUS CURITIBA CAPITULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Supervisionado Obrigatório, previsto na Lei

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E TECNOLÓGICOS DE NÍVEL SUPERIOR

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E TECNOLÓGICOS DE NÍVEL SUPERIOR REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E TECNOLÓGICOS DE NÍVEL SUPERIOR Canoas, RS 2012 CAPÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - O Estágio Supervisionado dos alunos

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO) é uma disciplina curricular do curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Ciências Agrárias de Andradina. É composto do desenvolvimento

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ATO DE APROVAÇÃO: Resolução do Reitor

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS Art. 1º. Os Estágios Supervisionados do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Pará

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Seção I Das Modalidades e seu desenvolvimento Art. 1º O Estágio Supervisionado constitui-se em meio para que o aluno,

Leia mais

1º O estagio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de se integrar o itinerário formativo do educando.

1º O estagio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de se integrar o itinerário formativo do educando. REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO UNIFLU Da Definição: Lei 11788 Capitulo I: Art 1º Estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido

Leia mais

Minuta de Normas de Estágio DCOS

Minuta de Normas de Estágio DCOS Minuta de Normas de Estágio DCOS O Colegiado do Curso de Comunicação Social, no uso de suas atribuições, Considerando a vigência da Lei11.788, de 25/09/2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes; Considerando

Leia mais

Resolução nº. 02/15 SÚMULA:REGULAMENTA O CONVÊNIO DE ESTÁGIO PARA O CURSO DE DIREITO

Resolução nº. 02/15 SÚMULA:REGULAMENTA O CONVÊNIO DE ESTÁGIO PARA O CURSO DE DIREITO Resolução nº. 02/15 SÚMULA:REGULAMENTA O CONVÊNIO DE ESTÁGIO PARA O CURSO DE DIREITO O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão aprovou ad referendum, por meio da Diretora Jorgina Helena Lopes Azevedo,

Leia mais

NORMA REGULAMENTAR DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA UNIPAMPA CAMPUS SANT ANA DO LIVRAMENTO 1

NORMA REGULAMENTAR DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA UNIPAMPA CAMPUS SANT ANA DO LIVRAMENTO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA (Lei n. 11.640, de 11 de janeiro de 2008) NORMA REGULAMENTAR DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA UNIPAMPA CAMPUS SANT ANA

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO: ESTÁGIO OBRIGATÓRIO OU ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO: ESTÁGIO OBRIGATÓRIO OU ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO Nos termos da Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, e também nos termos da Resolução nº 29/2009 CEPE-UFRGS para o caso de estágio não-obrigatório, as partes a seguir identificadas firmam este Termo

Leia mais

Rua Clarimundo de Melo, 79 - Encantado - Rio de Janeiro - RJ - Tel.: (21) sjt.com.br

Rua Clarimundo de Melo, 79 - Encantado - Rio de Janeiro - RJ - Tel.: (21) sjt.com.br O Diretor Geral da Faculdade São Judas Tadeu, no uso de suas atribuições regimentais, institui o Regulamento de conforme aprovação do Conselho Superior. Art. 1º O estágio é o ato educativo desenvolvido

Leia mais

Normatização de estágio do IFC

Normatização de estágio do IFC ESTÁGIOS Normatização de estágio do IFC Nacional: Lei nº11.788, de Setembro de 2008; Institucional: RESOLUÇÃO Ad Referendum Nº 014/2013 CONSELHO SUPERIOR 17/05/2013; Campus Santa Rosa do Sul: Projeto Pedagógico

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO

MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO CONVÊNIO Nº / QUE ENTRE SI CELEBRAM CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE GUANAMBI CESG, MANTENEDOR DA FACULDADE GUANAMBI FG, E A(O) PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA 1 REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. Estas normas regulamentam os estágios dos cursos

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO

DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO Eu, professor(a), declaro ser orientador de estágio do aluno, do curso técnico em Agropecuária Modular. Por ser verdade, firmo a presente declaração. Professor(a) Orientador(a)

Leia mais