"Visão dispensacionalista"

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""Visão dispensacionalista""

Transcrição

1 "Visão dispensacionalista" Texto: Dn Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo. Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos. E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador. (Dn ) 1 / 18

2 Esta surpreendente passagem das Escrituras dá a sequência cronológica de Deus para restaurar Israel e derrubar os poderes dos Gentios. A ocasião desta profecia das 70 semanas foi a oração de Daniel suplicando que Deus tivesse misericórdia de Israel (vv. 3-20). A visão das 70 semanas é a resposta de Deus (vv ). Nesta visão, Deus revela a Daniel a programação temporal e os eventos que levarão ao estabelecimento do reino messiânico de Israel. CAPITULO I ALGUMAS DIFERENÇAS IMPORTANTES A SABER A natureza da igreja. Devemos observar cuidadosamente certas distinções entre a igreja e Israel claramente demonstradas nas Escrituras, mas muitas vezes negligenciadas e esquecidas por estudiosos e também por pessoas que ensinam a escatologia bíblica, fazendo assim uma salada entre os fatos não distinguindo a quem se relaciona tal acontecimento, na análise em questão gostaríamos de salientar alguns detalhes que serão de grande importância e decisivo na compreensão dos acontecimentos relacionados a 70ª semana profética de Daniel. 1- Existe uma distinção entre a igreja professante e o Israel nacional. Devemos notar que a igreja professante é composta por aqueles que fazem profissão de fé em Cristo. Para alguns, essa profissão baseia-se na realidade, mas para outros não há nenhuma realidade. Este último grupo entrará no período tribulacional, pois Apocalipse 2.22 indica claramente que a igreja 2 / 18

3 professante não salva experimentará a ira como castigo. A participação no grupo denominado Israel nacional baseia-se em nascimento físico,( a Nação) e todos os que pertencem a esse grupo e não forem salvos e removidos pelo arrebatamento, se estiverem vivos no momento do arrebatamento serão, com a igreja professante, sujeitos à ira da tribulação. 2- Existe uma distinção entre a igreja verdadeira e a igreja professante. A igreja verdadeira é composta por todos os que, nesta era, receberam a Cristo como Salvador. Ao contrário disso, temos a igreja professante, composta por aqueles que fazem profissão de aceitar a Cristo sem realmente recebê-lo. Apenas a verdadeira igreja será arrebatada. 3- Existe uma distinção entre a igreja verdadeira e o Israel verdadeiro ou espiritual. Antes de Pentecostes, existiam indivíduos salvos, mas não existia igreja, e eles faziam parte do Israel espiritual, não da igreja. Depois do Pentecostes e até o arrebatamento encontramos a igreja, que é o corpo de Cristo, mas não encontramos o Israel espiritual. Depois do arrebatamento não encontramos a igreja, mas novamente um Israel verdadeiro ou espiritual será revelado. Essas distinções devem ser claramente consideradas. O arrebatamento não retirará todos os que professam fé em Cristo, mas apenas os que tenham nascido de novo e recebido a Sua vida. A porção descrente da igreja visível, junto com os descrentes da nação de Israel, entrarão no período tribulacional. Posição da Igreja Já que a igreja é o corpo, do qual Cristo é o cabeça (Ef 1.22; 5.23; Cl 1.18), a noiva de Cristo (1 Co 11.2; Ef 5.23), o objeto de Seu amor (Ef 5.25), os ramos dos quais Ele é a videira e a raiz (Jo 15.5), o edifício do qual Ele é a base e pedra angular (1 Co 3.9; Ef ), existe entre o crente e o Senhor uma união e uma unidade. O crente não está mais separado d Ele, mas é trazido para perto d Ele. Se a igreja estiver na septuagésima semana, estará sujeita à ira, ao julgamento e à indignação que caracterizam o período e, por causa de sua união com Cristo, Ele, da mesma maneira, estaria sujeito ao mesmo castigo. Isso é impossível de acordo com 1 João 4.17, pois Ele não pode ser julgado novamente. Visto que a igreja foi aperfeiçoada e liberta de tal julgamento (Rm 3 / 18

4 8.1; Jo 5.24; ljo 4.17), se ela fosse novamente sujeita a julgamento, as promessas de Deus não teriam efeito e a morte de Cristo seria ineficaz. Quem ousaria afirmar que a morte de Cristo falhou no cumprimento de seu propósito? Embora os membros possam ser experimentalmente imperfeitos e necessitar de limpeza experimental, a igreja, que é o Corpo, tem uma posição perfeita em Cristo e não precisa dessa limpeza. A natureza das provações da septuagésima semana, conforme declaradas em Apocalipse 3.10, não é promover limpeza individual, mas revelar a degradação e a necessidade do coração degenerado. A natureza da igreja torna desnecessária tal provação. Uma vez mais, Apocalipse 13.7 esclarece que todos os que estiverem na septuagésima semana serão submetidos à besta e por meio dela a Satanás, que dá à besta o seu poder. Se a igreja estivesse nesse período, ela se sujeitaria a Satanás, e Cristo perderia Seu lugar como cabeça, ou Ele mesmo, por causa de Sua união com a igreja, estaria igualmente sujeito à autoridade de Satanás. Tal coisa é impensável. Dessa maneira, conclui-se que a natureza da igreja e a inteireza da sua salvação impedem que ela esteja na septuagésima semana. O conceito da igreja como mistério Está intimamente ligado à consideração anterior o conceito neotestamentário de que a igreja é um mistério. Não era mistério que Deus proveria salvação para os judeus, nem que os gentios seriam abençoados com a salvação. O fato de que Deus formaria de judeus e gentios um só corpo nunca foi revelado no Antigo Testamento e constitui o mistério citado por Paulo em Efésios 3.1-7, Romanos e Colossenses Todo esse novo plano não foi revelado até a rejeição de Cristo por Israel. É depois da rejeição de Mateus 12.23,24 que o Senhor faz a primeira promessa da futura igreja, em Mateus É depois da rejeição da cruz que a igreja tem seu início, em Atos 2. 4 / 18

5 É depois da rejeição final de Israel que Deus chama Paulo para ser apóstolo aos gentios, e por meio dele o mistério da natureza da igreja é revelado. A igreja é, manifestamente, uma interrupção do plano de Deus para Israel, que não foi iniciada até que Israel rejeitasse a oferta do reino. Segue-se, logicamente, que esse plano de mistério deve ser concluído antes que Deus possa retomar Seu trato com a nação de Israel, como foi demonstrado previamente que Ele fará. O plano do mistério, tão distinto no seu início, certamente será separado na sua conclusão. Esse plano deve ser concluído antes que Deus retome e complete Seu plano para Israel. Esse conceito da igreja como mistério torna inevitável o arrebatamento pré-tribulacionista. Distinção - Israel & Igreja Chafer estabeleceu 24 contraposições entre Israel e a igreja que demonstram conclusivamente que esses dois grupos não podem ser unidos num só, mas devem ser diferenciados como entidades separadas com quem Deus realiza um plano especial. (Lewis Sperry CHAFER, Systematic theology, IV, p ) Essas contraposições podem ser esboçadas da seguinte forma: 1- A extensão da revelação bíblica: Israel- quase quatro quintos da Bíblia; igreja-cerca de um quinto. 2- O propósito divino: Israel- todas as promessas terrestres nas alianças; igreja- as promessas celestiais no evangelho. 5 / 18

6 3- A descendência de Abraão: Israel- a descendência física, dos quais alguns se tornam descendentes espirituais; igreja- descendência espiritual. 4- O nascimento: Israel- nascimento físico, que produz um relacionamento; igreja- nascimento espiritual que traz um relacionamento. 5- Cabeça: Israel- Abraão; igreja- Cristo. 6- Alianças: Israel - a de Abraão e todas as alianças seguintes; igreja-indiretamente relacionada com a aliança Abraâmica e a nova aliança. 7- Nacionalidade: Israel- uma nação; igreja- de todas as nações. 8- Trato divino: Israel- nacional e individual; igreja- apenas individual. 9- Dispensação: Israel- visto em todos os tempos desde Abraão; igreja- vista apenas no presente. 10- Ministério: Israel- sem atividade missionária e sem evangelho para pregar; igreja- uma comissão a cumprir. 11- A morte de Cristo: Israel- nacionalmente culpado; ainda será salvo por meio dela; igrejaperfeitamente salva por ela agora. 12- O Pai: Israel- por meio de um relacionamento especial, Deus era o Pai da nação; igrejasomos relacionados individualmente a Deus como Pai. 6 / 18

7 13- Cristo: Israel- Messias, Emanuel, Rei; igreja- Salvador, Senhor, Noivo, Cabeça. 14- O Espírito Santo: Israel- veio sobre uns temporariamente; igreja- habita em todos. 15- Princípio governante: Israel- o sistema da lei mosaica; igreja- o sistema da graça. 16- Capacitação divina: Israel- nenhuma; igreja- habitação do Espírito Santo. 17- Dois discursos de despedida: Israel- discurso no monte das Oliveiras; igreja- discurso no Cenáculo. 18- A promessa da volta de Cristo: Israel- em poder e glória para julgamento; igreja- para nos receber para Si mesmo. 19- Posição: Israel- um servo; igreja- membros da família. 20- O reino de Cristo na terra: Israel- súditos; igreja- co-herdeiros. 21- Sacerdócio: Israel- tinha um sacerdócio; igreja- é um sacerdócio. 22- Casamento: Israel- esposa infiel; igreja- noiva. 23- Julgamentos: Israel- deve enfrentar julgamento; igreja- livre de todos os julgamentos. 7 / 18

8 24- Posições na eternidade: Israel- espíritos de homens justos aperfeiçoados na nova terra; igreja- igreja dos primogênitos nos novos céus. Essas contraposições, que mostram a distinção entre Israel e a igreja, impossibilitam identificar os dois num mesmo plano, o que é inevitável para a igreja passar pela septuagésima semana. Essas distinções dão apoio extra à posição do arrebatamento pré-tribulacionista, sobre o prisma da visão dispensacionalista. CAPITULO II O CONTEXTO Jerusalém estava praticamente destruída. Seu povo, inclusive o profeta Daniel, foi levado cativo para a Babilônia, sob as ordens de Nabucodonosor, a quem deveria servir por 70 anos (2 Crônicas ; Jeremias 25.11). Daniel inquieta-se porque os 70 anos de cativeiro são findos, e não recebe de Deus qualquer palavra sobre a restauração da Cidade Santa e restauração espiritual do povo. Daniel intercede pelo seu povo e Deus responde através do anjo Gabriel por meio da refera profecia. Por sua fundamental importância nos estudos da Escatologia, e pelas dificuldades em sua interpretação, a profecia das SETENTA SEMANAS de Daniel desperta muito interesse. Entre os teólogos e estudantes da palavra de Deus, não há consenso quanto alguns aspectos. Por exemplo, um grupo segue a interpretação contínua, segundo o qual a septuagésima semana segue a sexagésima-nona, sem nenhum intervalo. Outro defende a teoria do intervalo, ou seja, 8 / 18

9 69 semanas já se cumpriram, mas falta o cumprimento da septuagésima semana. Teoria defendida pelos pre-tribulacionistas, do qual nós os pentecostais somos defensores. A PROFECIA E A QUEM SE DESTINA. "Setenta Semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para extinguir a transgressão, e dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidaze, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santo dos santos". Dn 9.24 "Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém, até o Messias, o Príncipe, sete semanas e sessenta e duas semanas; as ruas e as tranqueiras se reedificarão, mas em tempos angustiosos". Dn 9.25 "E depois das sessenta e duas semanas será tirado o Messias, e já não estará; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas assolações". Dn 9.26 "E ele fará firme aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até a consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador". Dn A profecia tem a ver com "teu povo" (referindo-se ao povo de Daniel, os Judeus [literalmente]) e com "tua santa cidade" (referindo-se a Jerusalém [literalmente]) 9 / 18

10 O Propósito Das 70 Semanas (Dan 9:24) O propósito é completar totalmente, cumprir as promessas de Deus a (e as alianças e profecias de Deus a respeito de Israel) [literalmente]. As 70 semanas que estão determinadas têm os seguintes propósitos (Dn9.24) 1. Extinguir a transgressão 2. Dar fim aos pecados 3. Expiar a iniquidade 4. Trazer a justiça eterna 5. Sela a visão e a profecia 6. Ungir o Santo dos santos A Duração Das 70 Semanas 10 / 18

11 O termo hebraico aqui usado para semanas ("shebuah") significa simplesmente grupos de sete. O contexto é que tem que determinar se é uma semana de dias ou de anos. Por causa das seguintes razões, nós sabemos que o termo se refere a semanas de anos [isto é, cada semana é um grupo de sete anos]. 1- As semanas que já têm sido cumpridas demonstram que estas são semanas de anos ao invés de semanas de dias. Dan. 9:25 diz que haveriam 69 semanas desde a reconstrução do Templo de Jerusalém até a vinda do Messias. Há alguma leve discordância sobre exatamente quando este período começa e termina, mas nós sabemos que houve menos de 500 anos entre a ordem para reconstruir Jerusalém e a vinda de Cristo. 69 semanas de anos seriam 483 anos. Assim, nós vemos que a parte da profecia que já tem sido cumprida exige que nós interpretemos as semanas como sendo semanas de anos. É razoável acreditar que a 70ª semana será também uma semana de anos, isto é um período sete anos. 2- O conceito das semanas de anos era familiar ao pensamento judaico (Lev 25:3-9). Em Levítico capítulo 25, Deus ordenou que Israel pensasse em termos de períodos ou de semanas de sete anos. Cada sétimo ano a terra devia descansar. (Inclusive o povo estava cativo na babilônia para cumprir-se essa determinação da terra descansar.) 3- Na altura da visão, Daniel tinha estado pensando em termos de semanas de anos. Em Daniel 9:2, ele estava pensando sobre a profecia de Jeremias que ensinava que Israel seria feita cativa por 70 anos. Nós encontramos esta profecia em Jr 25: Se nós olharmos para 2 Crônicas 36:21, nós encontraremos que a razão para esses 70 anos de cativeiro foi que Israel não tinha obedecido a Deus para guardar o sábado do sétimo ano tal como foi ordenado em Levítico capítulo 25. Assim, Daniel estava pensando em termos de semanas de anos [isto é, cada semana sendo um grupo de 7 anos] quando a visão de Daniel 9 foi dada. A Divisão Das 70 Semanas As 70 semanas (isto é, os 490 anos) que completam o programa de Deus para com Israel e enquadram a profecia são divididas em três períodos distintos: 11 / 18

12 Primeiro 7x7semanas de Anos. (49 anos), Segundo 7x62 semanas de Anos. (434 anos), Terceiro 1x7 semana de Anos (7 anos). Somando assim 70 semanas de Anos, totalizando 490 anos, que é o que foi vaticinado pelo Profeta Daniel. O DESENVOLVIMENTO DA PROFECIA Primeiro Período 7x7=49 Semanas de anos Durante as primeiras (7) sete semanas (49anos) Jerusalém foi reconstruída em tempos trabalhosos. Isto é descrito no livro de Neemias, e teve inicio com a saída da ordem para restaurar e reedificar Jerusalém, com o decreto de Artaxerxes tal como está registrado em Neemias Cap. 2, que se deu no ano 445ac. Durante os 49 anos seguintes, a cidade foi reconstruída em tempos trabalhosos. E teve final da citada reconstrução no ano 396ac. Cumprindo-se assim o primeiro período da profecia. Conforme mostrado acima. Segundo período 7x62=434 Semas de anos 12 / 18

13 As (62) sessenta e duas semanas seguintes (434 anos) estendem-se desde o termino da reconstrução de Jerusalém, 396ac até a vinda do Messias que aconteceu ano 33dc com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, completando-se assim as sessenta e nove semanas. Segundo período da profecia. Então, 434 anos após o cumprimento das primeiras sete semanas, nosso Senhor Jesus Cristo entrou montado [sobre um jumentinho] Mt 21.4, em Jerusalém e foi aclamado pelas multidões como o rei, o filho de David; mas algum poucos dias mais tarde, exatamente uma semana foi rejeitado e crucificado, Assim o Messias foi cortado, rejeitado. Vv 24,25. A lacuna profética, o Intervalo Note-se que o calvário, a destruição de Jerusalém e o tempo da Igreja estão incluídos neste período entre o fim da sexagésima nona semana e o começo da seguinte, a septuagésima semana. Este tempo é também chamado de lacuna profética, ou intervalo profético, período exclusivamente reservado para a chamada a existência da Igreja, pelo fato de Israel haver rejeitado o messias, pois veio para o que era seu e os seus não o receberam, Jo O terceiro período 7x1=7 Semana de anos Os capítulos 6-19 do Apocalipse dizem respeito à septuagésima semana de Daniel, ou seja, os eventos escatológicos ali mencionados (O derramar dos juízos de Deus, os selos as trombetas as taças e todos os flagelos e conteúdo do texto profético compreendido entre os capítulos 6-19 do apocalipse.) ocorrerão durante aquele último período da profecia. Diríamos que no Apocalipse a profecia dos setentas semanas está no varejo, ampliada, detalhada fato por fato acontecimento por acontecimento. 13 / 18

14 A profecia relaciona-se diretamente com a nação de Israel e a cidade de Jerusalém (Dn 9.24). Antes de se iniciar a septuagésima semana a Igreja será arrebatada (1 Ts 1.10; Ap 3.10). pois não teve participação alguma em nenhum dos eventos envolvendo os acontecimentos relacionados ao cumprimento das sessenta e nove semanas anteriores, também não se envolvera de forma alguma em nada relacionado a estes eventos. Eis a razão pela qual precisamos compreender os propósitos de DEUS e de sua palavra, pois a mesma prediz fatos que estão relacionados a Israel como nação, a Israel espiritual, a igreja nominal, e a Igreja santa, Irrepreensível, Imaculada, Comprada com o sangue do Filho de DEUS. Cálculos do desenvolvimento das setenta semanas. As 69 semanas ( dias) contadas desde a saída da ordem para restaurar e reedificar Jerusalém em 14 de março de 445ac. Findam exatamente no dia 6 de abril de 32dc. dia da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Vejamos os cálculos feitos por: Alva J. Mc Clain. Cálculo dos dias decorridos entre 14 de março de 445ac. e 06 de abril de 32c. 445ac a 32dc = 476 anos (AC 1 até DC 1 = 1 ano) 14 / 18

15 476x365= dias Aumento dos anos bissextos. 116 dias. 3 a menos em 4 séculos Considerar que o ano do século (100, 200, 300, ) não é bissexto, exceto quando divisível por 400. E que o ano judaico é de 360 dias. 14 de março a 6 de abril = 24 dias TOTAL dias. OBSERVAÇÕES - A Bíblia não relata, mas há o registro histórico da tomada de Jerusalém pelo general romano Tito, no ano 70dc, depois de um cerco de cinco meses, com o emprego de uns homens. Estima-se em um milhão a perda de vidas nessa catástrofe. Cumpriu-se assim (Dn 9.26). (Teoria do cumprimento Ininterrupto da Profecia) "o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário" (Lc 21.20). - Nosso Senhor legitimou a profecia das setenta semanas, ao fixar a Grande Tribulação dentro da Septuagésima semana (Mt ; Mc ). - Neemias 2.1-8: Artaxerxes I, rei da Pérsia, foi elevado ao trono em 465sc, Logo o "ano vigésimo do rei" deu-se em 445ac. E como não está indicado o dia do mês, fica subentendido ser o primeiro dia do mês nisã (conforme costume judaico), que em nosso calendário corresponde a 14 de março. Daí porque o ponto de partida da profecia, ou seja, a "ordem para reedificar Jerusalém" (Dn 9.25) é o dia 14 de março de 445ac. Conforme cálculo, o fim das 69 semanas, contadas a partir de 14 de março de 445ac, deu-se em 6 de abril de 32dc, data em que Jesus foi aclamado Rei em Jerusalém: "Bendito o Rei que vem em nome do Senhor" (Lc ). 15 / 18

16 CONSIDERAÇÕES FINAIS Os comentários debates e escritos sobre as SETENTA SEMANAS DE DANIEL não se esgotam nestas palavras. O livro de Daniel é uma fonte inesgotável para pesquisa debates e estudos. Porém nós concluímos com o estudo DAS SETENTA SEMANAS DE DANIEL que DEUS realmente vela em cumprir a sua palavra, vimos que Daniel mesmo sem dispor da avançada tecnologia moderna dos nossos dias, pôde prever com precisa exatidão os fatos que hoje são historia, mas que em seus dias eram obscuros e utópicos, pois Jerusalém encontrava-se cativa sob a égide dos grandes imperadores, como Nabucodonosor, Dario, Artaxerxes, e outros. Mas mesmo assim, tudo que para Daniel e seu amigos Judeus era impossível, DEUS fez Acontecer, e trouxe a existência fatos que jamais alguém conseguiria imaginar acontecer, tudo isso por amor ao seu Povo e por sua misericórdia e poder, pois ELE é Fiel, e suas promessas são infalíveis, portanto fiquemos certos que: Haja o que houver, aconteça o que acontecer, o que DEUS reservou pra você não há forças, nem poderes, demônios, e principados, nem do presente nem do porvir que possa impedir que aconteça. E DEUS tem muitas coisas reservadas para seus servos, as quais estão todas já REVELADAS em sua palavra cabe, portanto a nós como seus filhos e servos conhece-las, busca-las, entende-las por meio da leitura e estudo sistematizado da Bíblia sagrada. A ELE seja a Honra, a Gloria e o Louvor para Sempre. REFERÊNCIAS BIBLIORÁFICAS BÍBLIA DE ESTUDO Defesa da Fé Versão Revista e Corrigida, Rio de Janeiro, CPAD/ / 18

17 GEISLER NORMAN Teologia Sistemática, Vol. 2, 1º Edição, Rio de Janeiro - Casa Publicadora das Assembleias de Deus, CPAD/ PENTECOST, J.DWIGHT Manual de Escatologia, Sociedade Bíblica do Brasil/1995 Editora Vida. SILVA. SEVERINO PEDRO Daniel Versículo por Versículo, 3ª Edição, Rio de Janeiro Casa Publicadora das Assembleias de Deus, CPAD/ THIESSEN, HENRI CLARENCE Palestra em teologia Sistemática, 1º Edição, São Paulo Imprensa Batista Regular, IBR/ Prof. Abdias Barreto Consultor Teológico do CAPP-Centro Apologético Plenitude da Palavra. Contatos para Palestras e Convites. (85) (85) / 18

18 18 / 18

Daniel 9 A PROFECIA DAS 70 SEMANAS DE DANIEL

Daniel 9 A PROFECIA DAS 70 SEMANAS DE DANIEL Daniel 9 A PROFECIA DAS 70 SEMANAS DE DANIEL AS SETENTA SEMANAS DE DANIEL Profetizadas há 2600 anos (v. 1) Daniel sabia que o fim do cativeiro estava próximo (v.2 cf. Jr 25.11, 12; 29.10) Daniel orava

Leia mais

A profecia das 70 SEMANAS DE DANIEL

A profecia das 70 SEMANAS DE DANIEL A profecia das 70 SEMANAS DE DANIEL AS SETENTA SEMANAS DE DANIEL Profetizadas há 2600 anos (v. 1) Daniel sabia que o fim do cativeiro estava próximo (v.2 cf. Jr 25.11, 12; 29.10) Daniel entenderia que

Leia mais

Analisando Daniel 9:25, 26 e 27. Qual o objetivo das Setenta Semanas? Daniel 9:24: "Setenta Semanas são determinadas sobre o teu povo...

Analisando Daniel 9:25, 26 e 27. Qual o objetivo das Setenta Semanas? Daniel 9:24: Setenta Semanas são determinadas sobre o teu povo... Analisando Daniel 9:25, 26 e 27 Qual o objetivo das Setenta Semanas? Daniel 9:24: "Setenta Semanas são determinadas sobre o teu povo..." As semanas são semanas de anos: 1 semana = 7 anos e de acordo com

Leia mais

O 13. Na segunda vinda de Cristo, em

O 13. Na segunda vinda de Cristo, em ( ) O 13. Na segunda vinda de Cristo, em duas fases distintas: a primeira, invisível ao mundo, para arrebatar a Sua Igreja antes da Grande Tribulação; a segunda visível e corporal, com a Sua Igreja glorificada,

Leia mais

O REINO DO MESSIAS POIS TEU O REINO, O PODER E A GLÓRIA PARA SEMPRE, AMEM! FESTA DOS TABERNÁCULOS SUKKOT

O REINO DO MESSIAS POIS TEU O REINO, O PODER E A GLÓRIA PARA SEMPRE, AMEM! FESTA DOS TABERNÁCULOS SUKKOT O REINO DO MESSIAS POIS TEU O REINO, O PODER E A GLÓRIA PARA SEMPRE, AMEM! FESTA DOS TABERNÁCULOS SUKKOT - 2015 O ISRAEL DE DEUS Efésios 2: 16-22 - Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas

Leia mais

Lição n.º 6 - A UNIDADE DA BÍBLIA

Lição n.º 6 - A UNIDADE DA BÍBLIA Lição n.º 6 - A UNIDADE DA BÍBLIA Lição n.º 6 (Início) Objeto de estudo: Reconhecer o fato de que a unidade da Bíblia é uma das provas de sua autenticidade! 1 Versículo-chave: Cl 1.26-27 O ministério que

Leia mais

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SEGUNDA VINDA DE CRISTO O ARREBATAMENTO DA IGREJA Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ARREBATAMENTO DA IGREJA O arrebatamento da igreja do Senhor Jesus, será o mais extraordinário

Leia mais

A Volta de Jesus Subsídio para a conversa teológica (os livros da IBC estão à disposição para pesquisa) Scanner da matéria A Volta de Cristo da Teologia Sistemática de Wayne Grudem e ao final um esquema

Leia mais

A volta de Jesus é iminente, pois pode acontecer a qualquer momento.

A volta de Jesus é iminente, pois pode acontecer a qualquer momento. LIÇÃO 12 - A VOLTA DE JESUS Texto Bíblico: Apocalipse 19.11-16 Objetivos: Compreender as implicações sobre a segunda vinda de Cristo. Resgatar em sua vida cristã a bendita expectativa da volta de Cristo.

Leia mais

PANORAMA ESCATOLÓGICO PRÉ-TRIBULACIONISTA INTRODUÇÃO

PANORAMA ESCATOLÓGICO PRÉ-TRIBULACIONISTA INTRODUÇÃO PANORAMA ESCATOLÓGICO PRÉ-TRIBULACIONISTA INTRODUÇÃO DEFININDO ESCATOLOGIA O Estudo das últimas coisas O futuro em termos pessoais e cósmicos Tem a ver com a Igreja Israel as Nações VOCÊ! Temas e Termos

Leia mais

CETAPES ESCATOLOGIA ESCATOLOGIA: A DOUTRINA DA ULTIMAS COISAS. Escatologia significa Doutrina das Últimas Coisas e, portanto, tem

CETAPES ESCATOLOGIA ESCATOLOGIA: A DOUTRINA DA ULTIMAS COISAS. Escatologia significa Doutrina das Últimas Coisas e, portanto, tem ESCATOLOGIA: A DOUTRINA DA ULTIMAS COISAS Escatologia significa Doutrina das Últimas Coisas e, portanto, tem como escopo o estudo das profecias concernentes ao fim desta era e a volta de Cristo. I. A SEGUNDA

Leia mais

LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS Prof. Lucas Neto INTRODUÇÃO O FIM DA HUMANIDADE O fim da humanidade na terra será marcada pela gloriosa volta de Jesus e nos desdobramentos dos acontecimentos,

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

História da Igreja. Prof. Dener I Aula 1 I 19/03/2017

História da Igreja. Prof. Dener I Aula 1 I 19/03/2017 História da Igreja Prof. Dener I Aula 1 I 19/03/2017 1. O que é a Igreja? É um edifício construído com pedras vivas. Também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes

Leia mais

LIÇÃO 3 A SALVAÇÃO E O ADVENTO DO SALVADOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 A SALVAÇÃO E O ADVENTO DO SALVADOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 A SALVAÇÃO E O ADVENTO DO SALVADOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O NASCIMENTO DO SALVADOR Deus antes da fundação do mundo já providenciara o plano de salvação da humanidade e esta

Leia mais

IGREJA. Sua Natureza

IGREJA. Sua Natureza IGREJA Sua Natureza A igreja é a comunidade de todos os cristãos de todos os tempos. Wayne Grudem A igreja é o novo Israel de Deus que revela nesse tempo Sua glória Thiessen A igreja é a a assembléia dos

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida JERUSALÉM10 LIÇÃO JESUS EM O Evangelho Mateus de LIÇÃO - II TRI 2016 10 INTRODUÇÃO esboço Os títulos de cada dia foram ajustados a proposta de termos uma idéia essencial

Leia mais

O Reino de Deus. Estudo Bíblico e Sistemático

O Reino de Deus. Estudo Bíblico e Sistemático O Reino de Deus Estudo Bíblico e Sistemático Antigo Testamento Sl 103.19 Deus é visto como o rei da criação, tendo domínio sobre todos os aspectos da criação (inanimados, animados e humanos). Ao criar

Leia mais

Conhecendo a minha Bíblia Antigo Testamento

Conhecendo a minha Bíblia Antigo Testamento Conhecendo a minha Bíblia Antigo Testamento 1ª Igreja Presbiteriana Independente de Londrina Área de Apoio de Educação Cristã Escola Bíblica Esperança Examinai as Escrituras... porque são elas que testificam

Leia mais

Assunto Bodas do cordeiro, julgamento das nações e propósitos do Milênio.

Assunto Bodas do cordeiro, julgamento das nações e propósitos do Milênio. Assunto Bodas do cordeiro, julgamento das nações e propósitos do Milênio. Tendo em vista que já nos foi apresentado o tribunal de CRISTO a primeira fase onde nosso serviço a DEUS e ao próximo será avaliado

Leia mais

Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9. Lição 25 A identidade da Igreja Lição 28 As celebrações da Igreja Batismo nas Águas...

Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9. Lição 25 A identidade da Igreja Lição 28 As celebrações da Igreja Batismo nas Águas... SUMÁRIO Prefácio aos alunos...7 APRESENTAÇÃO À IGREJA...9 Lição 25 A identidade da Igreja... 10 Lição 26 As marcas da Igreja... 15 Lição 27 Os ministérios da Igreja...19 Lição 28 As celebrações da Igreja

Leia mais

Nova Estrutura do Curso: Avisos

Nova Estrutura do Curso: Avisos Nova Estrutura do Curso: Avisos Nova Estrutura do Curso Disciplinas de Teologia Sistemática: Introdução a Teologia Sistemática Doutrina de Deus Teontologia Doutrina do Ser Humano Antropologia Doutrina

Leia mais

LIVRO DE DANIEL FONTE: GOT QUESTIONS

LIVRO DE DANIEL FONTE: GOT QUESTIONS LIVRO DE DANIEL FONTE: GOT QUESTIONS Introdução: nosso curso tem como objetivo, e isto vale como lembrança, dar um panorama dos livros de Jó a Malaquias (Panorama do Antigo Testamento 1 vai de Gênesis

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução. Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia

AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução. Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia NOTA AO LEITOR Nossa intenção é fazer uma transcrição fiel e exata desta Mensagem, tal como foi

Leia mais

De um modo geral as pessoas têm medo do futuro revelado no Apocalipse.

De um modo geral as pessoas têm medo do futuro revelado no Apocalipse. INTRODUÇÃO De um modo geral as pessoas têm medo do futuro revelado no Apocalipse. O período da Grande Tribulação parece sombrio, mas qual deve ser nosso olhar para esse período. O propósito deste livro

Leia mais

I - INTRODUÇÃO AO LIVRO

I - INTRODUÇÃO AO LIVRO APOCALIPSE Estudo Bíblico Quarta-feira 20hs. Rev. Rogério I - INTRODUÇÃO AO LIVRO IPMN 2016 REV. ROGÉRIO F. DE ALMEIDA AUTOR AUTORIA O autor do livro - João (1:1,1:4, 22:8). Era conhecido das Igrejas da

Leia mais

OS OFÍCIOS DE CRISTO NA CRUZ O PROFETA. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente

OS OFÍCIOS DE CRISTO NA CRUZ O PROFETA. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente OS OFÍCIOS DE CRISTO NA CRUZ O PROFETA vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Calvino Institutas, Livro II: Com efeito é preciso notar que o título Cristo diz respeito a estes três ofícios, pois sabemos

Leia mais

Título: DEPOIS DESTAS COISAS Autor: G. H. HAYHOE. Literaturas em formato digital:

Título: DEPOIS DESTAS COISAS Autor: G. H. HAYHOE. Literaturas em formato digital: Título: DEPOIS DESTAS COISAS Autor: G. H. HAYHOE Literaturas em formato digital: www.acervodigitalcristao.com.br Literaturas em formato Impresso: www.verdadesvivas.com.br Evangelho em 03 Minutos: www.3minutos.net

Leia mais

Slide 2

Slide 2 ( ) 8. Na Igreja, que é o corpo de Cristo, coluna e firmeza da verdade, uma, santa e universal assembleia dos fiéis remidos de todas as eras e todos os lugares, chamados do mundo pelo Espírito Santo para

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida. LIÇÃO O Filho de Davi. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida. LIÇÃO O Filho de Davi. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO O Filho de Davi 01 O Evangelho Mateus de esboço INTRODUÇÃO Embora Mateus fosse um desprezado, o Senhor olhou para o coração dele e o escolheu para ser discípulo.

Leia mais

Arnold Doolan. Mistérios da Escritura EDIÇÃO DE:

Arnold Doolan. Mistérios da Escritura EDIÇÃO DE: Arnold Doolan Mistérios da Escritura EDIÇÃO DE: 2 Mistérios da Escritura TÍTULO: AUTOR: EDITOR: TIRAGEM: COPYRIGHTS: MISTÉRIOS DA ESCRITURA ARNOLD DOOLAN REFRIGÉRIO Av. João de Deus, 1486 4500-389 Espinho,

Leia mais

ESBOÇOS DO ESTUDO-CRISTALIZAÇÃO

ESBOÇOS DO ESTUDO-CRISTALIZAÇÃO Mensagem Onze O templo santo e a cidade santa na terra santa Leitura bíblica: Ez 47:13-20; 48:8-20, 31-35; Ap 21:12-13 I. O templo santo e a cidade santa, que tipificam a igreja (Ez 47:13; 1Co 3:16-17),

Leia mais

ESCATOLOGIA - Doutrina das últimas coisas.

ESCATOLOGIA - Doutrina das últimas coisas. ESCATOLOGIA - Doutrina das últimas coisas. Em relação à volta do Senhor Jesus, a única unanimidade que há entre os teólogos é que ela acontecerá. Nos demais aspectos, são várias correntes defendidas. Cada

Leia mais

Você conhece a sua Bíblia?

Você conhece a sua Bíblia? Você conhece a sua Bíblia? Atividade da última aula Vamos praticar?? Compare a introdução de Paulo em Gálatas 1.6-10 com outras introduções nas cartas aos Romanos 1. 8-10 e 1 Coríntios 1. 4-9. Há algum

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse Prof. Davi Albuquerque

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse Prof. Davi Albuquerque ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 11. 15-19 Prof. Davi Albuquerque A sétima trombeta 15 O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e

Leia mais

Por maior que seja um império humano, nenhum subsistirá por muito tempo ao Reino de Deus.

Por maior que seja um império humano, nenhum subsistirá por muito tempo ao Reino de Deus. LIÇÃO 11 - AS TAÇAS DA IRA Texto Bíblico: Apocalipse 16.1-9 Objetivos: Reconhecer a soberania de Deus sobre o mundo; Investir na submissão ao senhorio de Cristo. Recursos Materiais: Sete taças de vidro

Leia mais

IGREJA E CULTO. Por que me importar?

IGREJA E CULTO. Por que me importar? AULA 9 O FUTURO GLORIOSO DA IGREJA IGREJA E CULTO Por que me importar? Igreja Presb. e Culto José Por Cordeiro que me Neto importar?» Presb. Lúcio Mafra Teixeira EBD CONSOLIDAÇÃO 2015 O Ano da Adoração

Leia mais

COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ

COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ Aviso importante! Esta matéria é uma propriedade intelectual de uso exclusivo e particular do aluno da Saber e Fé, sendo proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, exceto em breves citações

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 7.9-17 A visão dos glorificados 9 Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do

Leia mais

LIÇÃO 1 A LEI E A ALIANÇA Êxodo 19

LIÇÃO 1 A LEI E A ALIANÇA Êxodo 19 LIÇÃO 1 A LEI E A ALIANÇA Êxodo 19 1. Antes de entregar a lei, Deus já havia feito uma aliança com o povo. Em Êxodo 19.1-4, Deus lembra o povo do seu pacto, confirmado demonstrado em um fato. Qual é o

Leia mais

O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO.

O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO. 1 O LIVRO E O CORDEIRO O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO. 1) A Missão do Pai é Reinar 2) A Missão do Filho é Pagar o Preço; 3) A Missão da Igreja é servir ao Cordeiro Jesus.

Leia mais

em retribuição à rejeição da mais ampla oportunidade de salvação que já houve, mandará o maior juízo que já se abateu sobre a Terra.

em retribuição à rejeição da mais ampla oportunidade de salvação que já houve, mandará o maior juízo que já se abateu sobre a Terra. O Toda dispensação termina com um juízo. O Deus é justo (Sl.145:17) e, portanto, em retribuição à rejeição da mais ampla oportunidade de salvação que já houve, mandará o maior juízo que já se abateu sobre

Leia mais

OS TRÊS OFÍCIOS DE CRISTO

OS TRÊS OFÍCIOS DE CRISTO VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 CRISTOLOGIA OS TRÊS OFÍCIOS

Leia mais

Lição nº 3 VERDADE SOBRE A UNÇÃO ESPIRITUAL. 18 jan Pr. Adriano Diniz

Lição nº 3 VERDADE SOBRE A UNÇÃO ESPIRITUAL. 18 jan Pr. Adriano Diniz Lição nº 3 VERDADE SOBRE A UNÇÃO ESPIRITUAL Pr. Adriano Diniz 18 jan 2015 TEXTO ÁUREO O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele me enviou para proclamar

Leia mais

AULA VII ESCATOLOGIA A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS. I.No princípio

AULA VII ESCATOLOGIA A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS. I.No princípio AULA VII ESCATOLOGIA A DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS I.No princípio a. O Propósito da Criação Doxologia Rm 11.36; Cl 1.15-17; Ef 1.4-6 b. A Soberania Mediada é Instituída O homem deveria dominar sobre a

Leia mais

Evangelhos e atos. Observações

Evangelhos e atos. Observações NOVO TESTAMENTO Muitas vezes e de diversos modos outrora falou Deus aos nossos pais pelos profetas. Ultimamente nos falou por seu Filho (Hebreus 1,1-2) EVANGELHOS E ATOS Evangelhos e atos Os melhores recursos

Leia mais

Os fundamentos da Escatologia Veterotestamentária. Pr. Sergio Dario, M.Th

Os fundamentos da Escatologia Veterotestamentária. Pr. Sergio Dario, M.Th Os fundamentos da Escatologia Veterotestamentária Pr. Sergio Dario, M.Th Os fundamentados da escatologia bíblica se encontram nos escritos veterotestametários, e para compreender os acontecimentos do fim

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

A argila e a cera têm reações diferentes à mesma ação. Com o calor, a argila endurece, enquanto a cera derrete. Assim é com o coração humano, quanto

A argila e a cera têm reações diferentes à mesma ação. Com o calor, a argila endurece, enquanto a cera derrete. Assim é com o coração humano, quanto A argila e a cera têm reações diferentes à mesma ação. Com o calor, a argila endurece, enquanto a cera derrete. Assim é com o coração humano, quanto mais intenso é o seu amor de Deus, ou derrete ou endurece.

Leia mais

Fatos: Acontecimentos: - A criação - O dilúvio - Formação do povo de Deus - Vida no deserto - Conquista da terra prometida - As dominações

Fatos: Acontecimentos: - A criação - O dilúvio - Formação do povo de Deus - Vida no deserto - Conquista da terra prometida - As dominações O Antigo Testamento é uma coleção de 39 livros onde encontramos a história de Israel, o povo que Deus escolheu para com ele fazer uma aliança. Portanto, o Antigo Testamento é a história de um povo: mostra

Leia mais

PPROFECIA ESCATOLÓGICA

PPROFECIA ESCATOLÓGICA PPROFECIA ESCATOLÓGICA DOUTRINA DAS ÚLTIMAS COISAS Este termo deve ser entendido como reverência ao estágio final do plano de Deus na história Esta profecia se baseia no conceito de que Deus tem um projeto

Leia mais

Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. visando evangelizar o ocidente do Império Romano.

Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. visando evangelizar o ocidente do Império Romano. O No capítulo 15 da carta aos Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. O Paulo escreve a carta aos Romanos visando evangelizar o ocidente do Império Romano.

Leia mais

A SEGUNDA VOLTA DE CRISTO

A SEGUNDA VOLTA DE CRISTO A SEGUNDA VOLTA DE CRISTO 1 - Só existirá uma nova vinda de Cristo. Esta segunda vinda será um evento pessoal e físico, Jesus voltará fisicamente à terra, a mesma pessoa que deixou os apóstolos na ascensão

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 6: SOTERIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais

PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

PANORAMA GERAL DA BÍBLIA PANORAMA GERAL DA BÍBLIA ETERNIDADE FINAL DO NT CRIAÇÃO GÊNESIS 1-2 REDENÇÃO GÊNESIS 3 ATÉ APOCALIPSE 22 VT = O SALVADOR VIRÁ NT = O SALVADOR JÁ VEIO E VOLTARÁ DEUS REVELOU SEU PLANO E SUA VERDADE AO LONGO

Leia mais

A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO

A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO A VERDADE SOBRE JESUS CRISTO INTRODUÇÃO QUEM É JESUS CRISTO? Muitas pessoas, sistemas religiosos e filósofos sugeriram as mais variadas respostas à pergunta: Quem é Jesus Cristo? Para alguns, Jesus é um

Leia mais

Dinâmica e estrutura do discipulado. Ademir Ifanger

Dinâmica e estrutura do discipulado. Ademir Ifanger Dinâmica e estrutura do discipulado Ide, pregai o evangelho e fazei discípulos, constitui a essência do mandato de Jesus Cristo. Existem duas razões fundamentais no discipulado cristão: 1. Levar o discípulo

Leia mais

Slide 2

Slide 2 ( ) 14. No Juízo Final, onde comparecerão todos os ímpios: desde a Criação até o fim do Milênio; os que morrerem durante o período milenial e os que, ao final desta época, estiverem vivos. E na eternidade

Leia mais

1. Qual a necessidade de uma aliança?

1. Qual a necessidade de uma aliança? 1 Aliança, segundo Jesus de Nazaré Essência #3 (fim da série) Lc 22:14-20 (14) Quando chegou a hora, Jesus e os seus apóstolos reclinaram- se à mesa. (15) E disse- lhes: "Desejei ansiosamente comer esta

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

AULA -1 IGREJA: UMA INSTITUIÇÃO DIVINO-HUMANA IGREJA E CULTO. Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira

AULA -1 IGREJA: UMA INSTITUIÇÃO DIVINO-HUMANA IGREJA E CULTO. Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira AULA -1 IGREJA: UMA INSTITUIÇÃO DIVINO-HUMANA IGREJA E CULTO Por que me importar? Presb. José Cordeiro Neto» Presb. Lúcio Mafra Teixeira CONSOLIDAÇÃO 2015, O ANO DA ADORAÇÃO A Bíblia retrata a igreja como

Leia mais

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10 Novo Testamento Aula 10 2º Semestre Hebreus 1-10 Lição 46 Prossigamos até a perfeição Lição 47 Pelo Sangue Sereis Santificados Hebreus Escrito por Paulo Aprox. 67 ou 68 AD Pois Paulo morreu em 68AD Hebreus

Leia mais

UNIDADE E EDIFICAÇÃO Ef

UNIDADE E EDIFICAÇÃO Ef UNIDADE E EDIFICAÇÃO Ef. 2.11-22 Portanto, lembrem-se de que anteriormente vocês eram gentios por nascimento e chamados incircuncisão pelos que se chamam circuncisão, feita no corpo por mãos humanas, e

Leia mais

A RESTAURAÇÃO DA IGREJA. Mensagem Oito O status da igreja: o novo homem. Leitura bíblica: Ef 2:15-16; 4:22-24; Cl 3:10-11

A RESTAURAÇÃO DA IGREJA. Mensagem Oito O status da igreja: o novo homem. Leitura bíblica: Ef 2:15-16; 4:22-24; Cl 3:10-11 A RESTAURAÇÃO DA IGREJA (Sábado Segunda sessão da manhã) Mensagem Oito O status da igreja: o novo homem Leitura bíblica: Ef 2:15-16; 4:22-24; Cl 3:10-11 I. A igreja, o Corpo de Cristo, é o novo homem para

Leia mais

FILHOS E HERDEIROS DE DEUS (Gálatas, 3: 26-29) DEUS ENVIOU SEU FILHO (Gálatas, 4: 4)

FILHOS E HERDEIROS DE DEUS (Gálatas, 3: 26-29) DEUS ENVIOU SEU FILHO (Gálatas, 4: 4) Lição 8 para 19 de agosto de 2017 FILHOS E HERDEIROS DE DEUS (Gálatas, 3: 26-29) DEUS ENVIOU SEU FILHO (Gálatas, 4: 4) HERDEIROS ANTES DE CRISTO: ESCRAVOS (Gálatas, 4: 1-3) HERDEIROS DEPOIS DE CRISTO:

Leia mais

PASSOS PARA A SALVAÇÃO I - OUVIR A PALAVRA DE DEUS - (Rm 10.17)

PASSOS PARA A SALVAÇÃO I - OUVIR A PALAVRA DE DEUS - (Rm 10.17) PASSOS PARA A SALVAÇÃO I - OUVIR A PALAVRA DE DEUS - (Rm 10.17) Para que você possa crer em Jesus você precisa primeiramente ouvir a sua palavra. A própria palavra de Deus é a verdade (Jo 17:17) e esta

Leia mais

Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos.

Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos. Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos. Por que a Igreja existe? Qual o seu propósito? Por que Deus a deixou no mundo? E pôs

Leia mais

Slide 2

Slide 2 E, naquele tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico REGULAMENTO OFICIAL Alfabeto Bíblico Tem como objetivo levar o competidor a encontrar na Bíblia versículos que comecem com cada letra do alfabeto da língua portuguesa e contenham em seu texto, uma palavra-chave,

Leia mais

E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra.

E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra. Casas Abertas Estudos Diversos Batismo O batismo cristão é uma de duas ordenanças que Jesus instituiu para a igreja: E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra.

Leia mais

A CIDADE SANTA DO APOCALIPSE A NOVA JERUSALÉM. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente

A CIDADE SANTA DO APOCALIPSE A NOVA JERUSALÉM. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente A CIDADE SANTA DO APOCALIPSE A NOVA JERUSALÉM vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Todos os grandes intérpretes do Apocalipse adotam uma visão paralela das descrições do livro, as sete igrejas, os

Leia mais

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA INTRODUÇÃO - Concluindo o estudo deste trimestre sobre evangelização, estudaremos a necessária integralidade desta atividade mais importante, da razão de ser da igreja. - A evangelização tem de ser integral.

Leia mais

A HISTÓRIA CONFORME O CRISTIANISMO A. HOEKEMA. vivendopelapalavra.com. Revisão livre e versos acrescentados (RA) por: Helio Clemente

A HISTÓRIA CONFORME O CRISTIANISMO A. HOEKEMA. vivendopelapalavra.com. Revisão livre e versos acrescentados (RA) por: Helio Clemente A HISTÓRIA CONFORME O CRISTIANISMO A. HOEKEMA vivendopelapalavra.com Revisão livre e versos acrescentados (RA) por: Helio Clemente Quais são as principais características de uma interpretação cristã da

Leia mais

Paulo usa a metáfora da árvore sagrada do versículo 16. Nesta ilustração reveladora, ele ressalta que, embora a maioria dos ramos (os judeus) que por

Paulo usa a metáfora da árvore sagrada do versículo 16. Nesta ilustração reveladora, ele ressalta que, embora a maioria dos ramos (os judeus) que por Paulo usa a metáfora da árvore sagrada do versículo 16. Nesta ilustração reveladora, ele ressalta que, embora a maioria dos ramos (os judeus) que por sua incredulidade foram quebrados... (Romanos 11:20)

Leia mais

Programa de Leitura da Bíblia. Teologia Faberj. Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra e luz para os meus caminhos.

Programa de Leitura da Bíblia. Teologia Faberj. Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra e luz para os meus caminhos. Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra e luz para os meus caminhos. (Salmo 119:105) 0 PROGRAMA DE LEITURA DA BÍBLIA A leitura da Bíblia Sagrada é de suma importância para todos os estudantes da Palavra

Leia mais

De fato, muitos enganadores têm saído pelo mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em corpo. Tal é o enganador e o anticristo.

De fato, muitos enganadores têm saído pelo mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em corpo. Tal é o enganador e o anticristo. 01.0516 Introdução Filhinhos, esta é a última hora; e, assim como vocês ouviram que o anticristo está vindo, já agora muitos anticristos têm surgido. Por isso sabemos que esta é a última hora. 1Jo 2.18

Leia mais

A RESTAURAÇÃO DA IGREJA. Mensagem Um Ver o propósito eterno de Deus com relação à igreja e iluminaratodoscomrelaçãoàeconomiadomistérioocultoemdeus

A RESTAURAÇÃO DA IGREJA. Mensagem Um Ver o propósito eterno de Deus com relação à igreja e iluminaratodoscomrelaçãoàeconomiadomistérioocultoemdeus A RESTAURAÇÃO DA IGREJA (Quinta-feira Primeirasessãodamanhã) Mensagem Um Ver o propósito eterno de Deus com relação à igreja e iluminaratodoscomrelaçãoàeconomiadomistérioocultoemdeus Leitura bíblica: Ef

Leia mais

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 PNEUMATOLOGIA OS DONS DO

Leia mais

LIVROS PROFÉTICOS DO ANTIGO TESTAMENTO

LIVROS PROFÉTICOS DO ANTIGO TESTAMENTO Panorama do AT - Profetas LIVROS PROFÉTICOS DO ANTIGO TESTAMENTO Panorama do AT - Profetas JOEL (835-795) OBADIAS(Entre séc IX e IV) AMÓS (780-760) ISAÍAS (751-736) OSÉIAS (750-735) MIQUÉIAS (735-700)

Leia mais

A segunda besta é também conhecido como falso profeta (Ap ;19.20 ; 20.10) a cerca dele podemos dizer:

A segunda besta é também conhecido como falso profeta (Ap ;19.20 ; 20.10) a cerca dele podemos dizer: Estudo Básico escatológico sobre o arrebatamento. Vamos no estudo desta noite dar continuidade a eventos que acontecerão durante o período de tribulação e grande tribulação. Falamos no estudo passado sobre

Leia mais

Confie no poder de Deus Efésios 6.10,11 Pr. Vlademir Silveira Série Armadura de Deus Mensagem # 1 IBMC 07/10/12

Confie no poder de Deus Efésios 6.10,11 Pr. Vlademir Silveira Série Armadura de Deus Mensagem # 1 IBMC 07/10/12 Introdução Confie no poder de Deus Efésios 6.10,11 Pr. Vlademir Silveira Série Armadura de Deus Mensagem # 1 IBMC 07/10/12 Série de 5 mensagens sobre a Armadura de Deus no livro de Efésios. Efésios 1.1

Leia mais

Teologia Bíblica de Missões SEFO 2013

Teologia Bíblica de Missões SEFO 2013 Teologia Bíblica de Missões SEFO 2013 2 ª Aula Fabio Codo Fábio Codo - http://teologiaaservicoevangelho.wordpress.com Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes

Leia mais

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa

Síntese do Novo Testamento (Curso de Formação Ministerial, 2014) Prof. Marco Aurélio Correa 1 Evangelho de João Este evangelho tem 21 capítulos. Evangelho do Filho de Deus / Divino. 1 - Autor: João, o apóstolo, ele foi o último dos apóstolos a morrer. 2 - Data: Alguns escritores acreditam que

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 10.1-11 Os anjos e os sete trovões. João e o livrinho 1 Vi outro anjo forte descendo do céu, envolto em nuvem, com o arco-íris por cima de sua cabeça; o rosto era como o

Leia mais

As promessas da encarnação cronologia. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente. Na criação:

As promessas da encarnação cronologia. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente. Na criação: As promessas da encarnação cronologia vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Na criação: Gênesis 3,15: Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá

Leia mais

Você precisa dizer AMÉM

Você precisa dizer AMÉM Você precisa dizer AMÉM Quando ouvimos a pregação com o coração aberto, a fé de Deus é liberada ao nosso coração e então podemos desfrutar de todas as bênçãos do céu Gostaria de compartilhar o poder de

Leia mais

Um Exame das Doutrinas da Bíblia

Um Exame das Doutrinas da Bíblia Um Exame das Doutrinas da Bíblia 1A-Introdução à Doutrina 1- A Doutrina dos Apóstolos Atos 2:42 2-Heresia Tito 3:10 3-Dupla Verificação João 21:18 4-Fé-Definição Romanos 1:17 5-Negligência da Fé Romanos

Leia mais

PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA DIOCESE DE JUNDIAÍ

PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA DIOCESE DE JUNDIAÍ PARÓQUIA SANTA RITA DE CÁSSIA DIOCESE DE JUNDIAÍ Material Estudo Bíblico Parte I Apresentação Pe Antônio 24/08 A BÍBLIA SAGRADA Palavra de Deus. Deus fala ao seu povo Deus se revela, se manifesta, intervém

Leia mais

Solenidade de Todos os Santos

Solenidade de Todos os Santos Solenidade de Todos os Santos Solenidade de Todos os Santos: A Igreja militante honra a Igreja triunfante do Céu. Durante o ano, a nossa Igreja Católica dedica alguns dias em sua liturgia para homenagear

Leia mais

C. DEUS PERMITE O FALSO PROFETA PARA PROVAR SEU POVO. 1. Deu. 13:1-3.

C. DEUS PERMITE O FALSO PROFETA PARA PROVAR SEU POVO. 1. Deu. 13:1-3. PROVAI OS ESPÍRITOS Steve H. Montgomery Ourinhos, São Paulo, Brasil I João 4:1-6; Mateus 24:4-5; Marcos 13:4-5; Atos 17:11 I. NÃO SEJAIS ENGANADOS A. A OBRA DE SATANÁS É DE ENGANAR. II Tes. 2:9-10. 1.

Leia mais

Dispensacionalismo. Essência.

Dispensacionalismo. Essência. Essência. Entre as muitas teorias e características do dispensacionalismo, podemos afirmar que o aspecto principal é a explícita distinção que seus proclamadores fazem entre a nação de Israel e a Igreja,

Leia mais

O ENVIADO DO PAI. Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017 Cayey, Porto Rico

O ENVIADO DO PAI. Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017 Cayey, Porto Rico O ENVIADO DO PAI Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017 Cayey, Porto Rico NOTA AO LEITOR Nossa intenção é fazer uma transcrição fiel e exata desta Mensagem, tal como foi pregada; por tanto, qualquer erro

Leia mais

APÓCRIFOS LIVROS APÓCRIFOS. Aula 1 Introdução. Guilherme A. Wood. Guilherme Wood

APÓCRIFOS LIVROS APÓCRIFOS. Aula 1 Introdução. Guilherme A. Wood. Guilherme Wood LIVROS APÓCRIFOS Aula 1 Introdução Guilherme A. Wood Perguntas: Por que a Bíblia contém estes livros? Por que a Bíblia Católica contém alguns livros a mais? Por que alguns outros livros despertam o interesse

Leia mais

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

A espada foi no passado uma ferramenta de guerra, um instrumento de batalha, um símbolo de conflito. E talvez um dos maiores problemas que a igreja

A espada foi no passado uma ferramenta de guerra, um instrumento de batalha, um símbolo de conflito. E talvez um dos maiores problemas que a igreja A espada foi no passado uma ferramenta de guerra, um instrumento de batalha, um símbolo de conflito. E talvez um dos maiores problemas que a igreja enfrenta hoje sejam os CONFLITOS. Nesta segunda lição:

Leia mais

Vivamos o dia de hoje como se Cristo voltasse imediatamente.

Vivamos o dia de hoje como se Cristo voltasse imediatamente. LIÇÃO 4 - OS QUATRO CAVALEIROS Texto Bíblico: Apocalipse 6.1-8 Objetivos: Entender que o fim dos tempos está próximo; Compreender a necessidade de estar espiritualmente preparado para os tempos do fim.

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. - A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério

Leia mais

Título: O CÂNTICO DOS CÂNTICOS DO NOIVO Autor: C. E. LUNDEN. Literaturas em formato digital:

Título: O CÂNTICO DOS CÂNTICOS DO NOIVO Autor: C. E. LUNDEN. Literaturas em formato digital: Título: O CÂNTICO DOS CÂNTICOS DO NOIVO Autor: C. E. LUNDEN Literaturas em formato digital: www.acervodigitalcristao.com.br Literaturas em formato Impresso: www.verdadesvivas.com.br Evangelho em 03 Minutos:

Leia mais