BOLETIM09 MARCAÇÃO CE COM A EXTRUSAL PORTFÓLIO DE OBRAS EXTRUSAL TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BOLETIM09 MARCAÇÃO CE COM A EXTRUSAL PORTFÓLIO DE OBRAS EXTRUSAL TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE"

Transcrição

1 NUM. 09 Distribuição Gratuita 1º edição Distribuição Gratuita 1º edição BOLETIM JAN.09 BOLETIM09 MARCAÇÃO CE COM A EXTRUSAL PORTFÓLIO DE OBRAS EXTRUSAL TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE SISTEMA A.017 E ALKORP GUARDA CORPOS A Extrusal sempre na vanguarda das tendências do mercado e das necessidades dos seus clientes

2 BOLETIM EXTRUSAL 02 BOLETIM EXTRUSAL 03 editorial notícias NOVA ASSINATURA NOTÍCIAS A marcação CE das caixilharias de alumínio é o assunto que merece o nosso principal destaque neste Boletim de ínicio de De facto, se todo o processo associado à marcação CE vier a ser implementado e verificado como previsto na legislação, será a grande oportunidade para se dar o salto qualitativo para a excelência, na aplicação de caixilharias de qualidade na construção de edifícios. O processo para a marcação CE leva, por um lado, a que os detentores dos sistemas obtenham uma classificação mais detalhada dos sistemas de caixilharia quanto à sua eficiência em termos de estanquidade, resistência ao ar e ao vento, mas também quanto ao isolamento térmico e acústico e ainda à perigosidade dos caixilhos (o alumínio não é perigoso), e por outro que os fabricantes de caixilharia se submetam à verificação da fabricação / aplicação de caixilhos de acordo com as instruções dos produtores dos sistemas e seguindo instruções de qualidade rigorosas. Constitui, por isso, uma excelente oportunidade para que os donos de obra possam seleccionar e aplicar caixilharias devidamente classificadas, e para que as entidades responsáveis pela verificação o façam de forma expedita e clara. Esperemos que a contenção orçamental associada a estes tempos de dificuldades financeiras das construtoras não venha a conseguir sobrepôr-se à aplicação deste instrumento legal, até porque a correcta selecção dos caixilhos trará ganhos futuros inequívocos. Um dos ganhos de maior importância para o ambiente e os utilizadores é o do conforto térmico com menores consumos energéticos para aquecimento no Inverno e arrefecimento no Verão, se os sistemas com melhores eficiências a este nível forem usados. Haverá poupanças quer dos custos associados à climatização, quer redução das emissões de gases com efeitos de estufa para a atmosfera. Para auxiliar a projectar com os sistemas mais adequados, e também de acordo com o novo RCCTE, o Prof. Vasco Freitas, da FEUP, desenvolveu, a pedido da Extrusal, da Iberfibran e da Guardian o Envolterm R, que é uma ferramenta que já foi préavaliada e considerada por arquitectos e engenheiros civis de extremo interesse para o respectivo trabalho. Trata-se de uma ferramenta aberta, que permite incluir outros materiais presentes no edifício e, no caso das caixilharias, integrar os valores fornecidos pela classificação obtida nos ITT previstos na marcação CE, neste caso acerca das eficiências térmicas dos sistemas, sendo deste modo um auxiliar precioso para os projectistas. Finalmente, de entre tantas outras acções desenvolvidas em 2008, dos novos produtos introduzidos e/ou consolidados no mercado, não só de caixilharia mas cada vez mais de indústria, e da evolução de alguns processos produtivos, queremos destacar também a nossa participação no projecto da associação EPIS (Empresários Pela Inclusão Social). Esperemos que 2009, que se prevê difícil para toda a sociedade, continue a permitir a colaboração da Extrusal e das mais de 100 outras empresas envolvidas neste projecto Educativo da EPIS, já que as equipas no terreno têm feito um magnífico trabalho de combate ao insucesso e abandono escolar, testando metodologias inovadoras que parecem estar a dar frutos excelentes, que, se as avaliações a realizar em 2009 o confirmarem, permitirão reproduzir esta experiência em muito mais escolas com muito mais alunos. EDITORIAL ADMINISTRAÇÃO NOTÍCIAS ALUMÍNIO COM PERFIL HUMANO NOVO CATÁLOGO EXTRUSAL SOFTWARE DE COMPORTAMENTO TÉRMICO ONDE ESTIVEMOS 04 EXTRUSAL INTEGRA ASSOCIAÇÃO EPIS SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE MARCAÇÃO CE CAIS DOS BOTIRÕES / UNIVERSIDADE DE AVEIRO EXTRUSAL COM A SELECÇÃO PROJECTOS EM ALUMÍNIO EXTRUSAL COM... RODI E LARUS 05 QUALIDADE E AMBIENTE MARCAÇÃO CE: 06 UM COMPLEMENTO NA QUALIDADE PORTFÓLIO EXTRUSAL NOVIDADES SISTEMA A.017 ALKORP: GUARDA CORPOS TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE ANODIZAÇÃO / LACAGEM 13 TRATAMENTO MADEIRA CAMPANHAS 15 CAMPANHA INSTITUCIONAL 2008 alumínio com perfil humano São criados por e para pessoas! Pode parecer um clichê. Mas para a Extrusal, as pessoas são, de facto, o mais importante. Porque, por detrás de um aspecto tido como frio, tecnológico, industrial, os perfis de alumínio que produzimos há décadas representam um importante compromisso com valores profundamente humanos. Um compromisso com o conforto que se traduz em edifícios mais silenciosos, melhor protegidos das intempéries, onde o bem estar é a prioridade. Um compromisso com a segurança - quer nas longarinas de elevada performance que criamos para os mais sofisticados automóveis do Mundo, quer nos sistemas de fachada e sombreamento, fiáveis e duradouros. Um compromisso com as gerações futuras - através de uma política de desenvolvimento sustentável, os nossos processos tecnológicos procuram sempre respeitar as mais apertadas normas ambientais. Respeito com o Planeta que é de todos nós. E, muito importante, um compromisso diário com as pessoas que trabalham connosco arquitectos, engenheiros, designers ouvindo-os atentamente e criando as soluções para os seus desafios bem reais. Portanto, o clichê é afinal bem verdade. Por mais frios e tecnológicos que os nossos perfis aparentem ser, são criados por e para pessoas. E para a Extrusal isso é o que verdadeiramente conta. Seguindo a estratégia de comunicação definida para 2008 a Extrusal lançou o seu novo catálogo Geral. O Catálogo apresenta conteúdos e layouts completamente novos. É constituído por 12 cadernos correspondentes aos sistemas Extrusal. Para uma fácil consulta por parte do utilizador associamos a cor ao tipo de sistema Extrusal, sendo os de batente apresentados na cor Branca, os de correr na cor Azul e os restantes na cor Cinza. Composição: 1 Sistema de Guarda Corpos - Alkorp 1 Sistema de Fachadas, A Sistemas de Batente (A.062; A.045; A.040; A.035; A.006) 5 Sistemas de Correr (B.100; B.080; B.055; B.005H; B.003H) Para aumentar a facilidade de consulta dos nossos catálogos disponibilizamo-los no nosso site na versão PDF. É ainda parte integrante do conteúdo do novo CD Geral Extrusal lançado também em A Extrusal em parceria com a Iberfibram isolamentos e a Guardian vidros criou em colaboração com o Professor Vasco Freitas um programa de cálculo para a aplicação do novo RCCTE. É objectivo do programa quantificar as necessidades de aquecimento, de arrefecimento, de produção de água quente sanitária e necessidades globais de energia e, consequentemente, a verificação do RCCTE. O programa permite a impressão automática das várias fichas a inserir no processo de licenciamento e o fornecimento de dados para o preenchimento da Declaração de Conformidade Regulamentar (DCR), no âmbito da Certificação Energética. Será também fornecida uma Memória Descritiva e Justificativa Tipo. Mais informações em novo catálogo extrusal SOFTWARE DE Comportamento térmico

3 BOLETIM EXTRUSAL 04 BOLETIM EXTRUSAL 05 onde estivemos EXTRUSAL é uma das 100 empresas nacionais que integram a Associação EPIS Empresários Pela Inclusão Social Esta associação foi criada em 2006 com a sua actividade centrada na EDUCAÇÃO e, especificamente, no combate ao insucesso escolar e ao abandono escolar. A razão de ser desta associação tem por base a convicção de que este é o ponto de partida para o desenvolvimento individual dos jovens com vista à sua inclusão social tendo por objectivo a construção de um modelo de cidadania moderna. Cais dos Botirões Ao abrigo do Programa de Reabilitação Urbana das Fachadas da Praça do Peixe a Extrusal colabora com a Câmara Municipal de Aveiro para o desenvolvimento e o enriquecimento da envolvente ao Canal da Praça do Peixe, uma das áreas de eleição do Programa Aveiro Polis e, em simultâneo, contribui para preservar o Património Cultural e Arquitectónico do Concelho de Aveiro existente na Rua do Cais dos Botirões e na Rua do Cais dos Mercantéis. Simultaneamente contribuímos activamente para a melhoria da imagem de uma das áreas mais turísticas da Cidade de Aveiro em alumínio Apresentamos neste Boletim mais dois exemplos de empresas que utilizam o alumínio Extrusal na concepção dos seus produtos: A Rodi aplica os perfis extrudidos Extrusal na produção de rodas de aro soldado. Através da escolha criteriosa da composição dos seus materiais a Rodi consegue oferecer robustez e fiabilidade no seu produto final. Da ampla gama de produtos Rodi em que são utilizados os nossos perfis podemos destacar dois topos de gama, a SNIPER DH com um peso 2172g e a WARM UP com um peso 1869g. Sessão de esclarecimento sobre marcação CE Alunos da Universidade de Aveiro do curso de Engenharia Electro-mecânica, ao abrigo da cadeira de termodinâmica, projectaram e construíram um equipamento o mais compacto possível de arrefecimento de ar, que permite obter temperaturas inferiores 10º. A Extrusal participou neste projecto fornecendo o perfil F.013 para a fabricação da Estrutura. Durante os meses de Outubro e Novembro a Extrusal realizou 5 sessões de esclarecimento para os seus clientes sobre marcação CE no Porto, Aveiro, Lisboa, Algarve e Açores. Além da explicação dada a todos os presentes tivemos ainda oportunidade de fornecer documentação sobre esta norma Europeia. Para mais informações sobre este tema foi ainda criada uma linha directa que responde as questões colocadas pelos nossos clientes: com a Seleccão No âmbito da nossa estratégia de divulgação da marca EXTRUSAL estivemos em Viseu com a Federação Portuguesa de Futebol. Fomos uma das empresas patrocinadoras da selecção nacional que esteve presente no campo de treinos e jogos de preparação para o Euro 2008 no estádio do Fontelo. extrusal com a larus Foi criada pelo Designer Pedro Martins Pereira uma solução de sinalética aplicada no Parque das Nações em Lisboa que permite esconder os sistemas de fixação. Esta solução foi desenvolvida pela Larus, empresa de Design Urbano e foi executada com perfis Extrusal anodizados ou em mate lacado desenvolvidos para o efeito.

4 BOLETIM EXTRUSAL 06 BOLETIM EXTRUSAL 07 A DIRECTIVA estipula que as propriedades e características a apresentar por esses produtos deverão ser tais que as obras onde venham a ser incorporados satisfaçam exigências essenciais de: Resistência mecânica e estabilidade Segurança na utilização em caso de incêndio Protecção contra o ruído Economia de energia e isolamento térmico Higiene, saúde e protecção ambiental A plena aplicação da DIRECTIVA requer uma harmonização legislativa visando a total eliminação de barreiras técnicas que impeçam a livre circulação dos produtos de construção no Espaço Económico Europeu, o que pressupõe a adopção de um conjunto de instrumentos para a sua implementação, dos quais há a destacar: As Normas Europeias Harmonizadas Os Sistemas de Avaliação da Conformidade dos produtos Os Organismos Notificados A Marcação CE do produto A Marcação CE colocada num produto indica que o fabricante, seu responsável directo, assume publicamente a conformidade do mesmo com as disposições das DIRECTIVAS que lhe são pertinentes. A Marcação CE implica a adopção de uma Norma Europeia Harmonizada que estabelece as características e requisitos a cumprir pelo produto e simultaneamente de um Sistema de Avaliação da Conformidade do produto para controlo e avaliação do cumprimento das exigências impostas o qual incluirá entre outras obrigações, Ensaios Iniciais do produto sobre modelo tipo realizado em Organismo Notificado e Implementação de um Controlo Interno de Produção. A Marcação CE isenta o produto de construção da verificação de prestações mínimas de qualidade pois os desempenhos por ele alcançados tais como, estanquidade à água, resistência à acção e pressão do vento, permeabilidade ao ar ou prestações térmicas e acústicas, estão atestados na etiqueta CE colocada no produto permitindo assim ao consumidor/utilizador aceder directamente à informação necessária. A Marcação CE tem como objectivo último constituir-se como passaporte visando a livre circulação dos produtos no mercado único Europeu. Os Estados-membros obrigam-se a aceitar como aptos ao uso os produtos de construção colocados no mercado com a Marcação CE pois estes, quando convenientemente concebidos e realizados, cumprirão, uma vez aplicados nas obras, as exigências essenciais requeridas pela DIRECTIVA aplicável. A Marcação CE, ao resultar da aplicação da DIRECTIVA de referência, tem estatuto de lei, uma vez esta transcrita para a legislação do Estado membro e findo o período transitório estipulado para a sua conversão no sistema legal, pelo que estão previstos mecanismos que sancionam o seu não cumprimento. qualidadee ambiente marcação CE um complemento na qualidade Considerando a qualidade como sendo o conjunto de propriedades e características de um produto que lhe conferem aptidão para satisfazer um certo número de necessidades expressas ou implícitas, enuncia-se de forma clara um dos objectivos da DIRECTIVA DOS PRODUTOS DE CONSTRUÇÃO 89/106/CE aplicável a todos os produtos que se destinam a ser integrados permanentemente numa obra de construção e de engenharia civil. A Marcação CE voluntária respeitante a janelas, janelas de cobertura e portas pedonais exteriores decorre desde 1 de Fevereiro de 2007 passando a ter caracter obrigatório a partir de 1 de Fevereiro de marcação CE janelas e portas pedonais exteriores A Marcação CE voluntária respeitante a janelas, janelas de cobertura e portas pedonais exteriores decorre desde 1 de Fevereiro de 2007 passando a ter caracter obrigatório a partir de 1 de Fevereiro de A Marcação CE diz respeito ao produto acabado janela ou porta para incorporação tanto em obras de construção novas como de recuperação sendo as suas características técnicas determinadas pela Norma Europeia Harmonizada EN :2006 e Anexos ZA. A Marcação CE é da responsabilidade do fabricante que se constituirá garante da qualidade do produto final o qual deve cumprir as características definidas na Norma :2006 visando a obtenção dos requisitos essenciais fixados pela Directiva 89/106/CE e outras que lhe possam ser aplicáveis. A Marcação CE em janelas e portas exteriores utiliza, para a avaliação da conformidade dos produtos com a Norma :2006, a aplicação do Sistema 3, que obriga à execução das seguintes tarefas: Solicitar Ensaios de Tipo Iniciais (ITT) Da responsabilidade do fabricante ou do dono do sistema os ensaios são realizados sobre modelos do produto em Organismo Notificado determinando o valor das suas características. Implementar Controlo Interno de Produção (FPC) Da responsabilidade do fabricante deve ser bem definido e documentado, tendo por objectivo principal a manutenção do resultado das características apuradas nos ITT no produto final. As empresas possuidoras de um sistema de gestão de qualidade certificado de acordo com a Norma EN ISO 9001:2000 cobrem esta exigência. Elaborar Declaração CE de Conformidade Emitida pelo fabricante para cada produto declara este capacitado para colocar a Marcação CE atestando também a sua veracidade A colocação da Etiqueta CE Emitida pelo fabricante é em geral colocada directamente no produto ou na sua embalagem e visa indicar as diversas características que comercialmente o definem. Disponibilizar Manual de Limpeza e Manutenção Editado pelo fabricante ou pelo dono do sistema acompanha sempre os documentos relativos à cedência da mercadoria ao cliente final. No âmbito da Marcação CE relativa a janelas e portas pedonais exteriores a EXTRUSAL, na qualidade de proprietária de diversos sistemas de caixilharia: Está a solicitar a um Organismo Notificado o conjunto de Ensaios de Tipo Iniciais (ITT) relativos às características obrigatórias a eles respeitantes, concedendo a possibilidade do uso dos resultados obtidos a fabricantes seus clientes, nas condições expressamente previstas na Norma para a partilha de resultados ITT em cascata. Manterá actualizados os ITT solicitados requerendo novos ITT sempre que se registem alterações na concepção dos produtos que originem uma variação no resultado das suas características obrigatórias, dando do facto informação aos fabricantes a quem cedeu contratualmente o seu uso. Disponibilizará o manual ou catálogos técnicos contendo as instruções mais relevantes para o fabrico/montagem e recomendações de instalação relativos aos sistemas de sua propriedade para os quais solicitou ITT e cujos resultados cedeu a fabricantes. Disponibilizará o manual contendo instruções de limpeza e manutenção relativos aos sistemas de sua propriedade para os quais solicitou ITT e cujos resultados cedeu a fabricantes.

5 BOLETIM EXTRUSAL 08 BOLETIM EXTRUSAL 09 QUINTA DO ENCONTRO SEDE AHETA ALBUFEIRA Sistemas: A.045 Tratamento de Superfície: IP 15 NA Projecto: Arqt.º Pedro Mateus Dono de Obra: Dão Sul Aplicador: Castoral, Lda Sistemas: F.016 Tratamento de Superfície: IP 15 SV Aplicador: Osvaldo Pires Marcos PISCINAS MUNICIPAIS DE RIBEIRÃO EDIFÍCIO MIRADOR AVEIRO Sistemas: A.040; A.080 Vec Tratamento de Superfície: AC 20 PRETO Projecto: Pitágoras, Arquitectura e Engenharia Integrados, Lda. Construtor: Telhabel - Construções S.A. Aplicador: Opemat - Construções Metálicas Sistemas: A.040; F.016 Tratamento de Superfície: AC 15 NA Projecto: CIVILRIA Construtor e dono de obra: CIVILRIA Aplicador: Rocha & Carlos, Lda. e Alves e Gama, Lda.

6 BOLETIM EXTRUSAL 10 BOLETIM EXTRUSAL 11 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO A.017 O sombreamento das superfícies envidraçados nas habitações é actualmente uma ferramenta essencial na gestão energética, climatização e optimização das condições de habitabilidade. Com cerca de três décadas de existência o sistema Extrusal A.007, uma referência em portadas exteriores e fonte de inspiração para muitos, evolui agora para A.017. A Extrusal, atenta às tendências do mercado e necessidades dos seus clientes, vira uma página nas soluções de controlo solar, com o lançamento desta nova geração de portadas exteriores. Sistemas: A.040; A.080 Tratamento de Superfície: Lacado Preto Projecto: Pitágoras, Arquitectura e Engenharia Integrados, Lda.. Construtor: Casais, Lda. Aplicador: Melo & Melo, S.A BESSA HOTEL Sistemas: A.040 Tratamento de Superfície: AC NA Arquitecto: Manuel Ventura, Arquitectos, Lda Aplicador: Marcelo Peixoto & Irmão, Lda. SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS Portadas exteriores em alumínio para portas, sacadas, janelas e envidraçados fixos. Multiplicidade de soluções, batente de abertura para o interior ou exterior, abertura em harmónio, correr suspensa e dupla manobra (batente e projectante). Envergaduras: aro fixo de 46 a 66mm /aro móvel 40mm. Como elementos de preenchimento podem ser utilizadas lâminas em alumínio, fixas ou orientáveis permitindo um obscurecimento total ou controlado, e ainda a possibilidade de utilização de vidro laminado com 6mm de espessura. As grandes novidades inseridas neste sistema são: NOVAS ABERTURAS: em harmónio para o exterior de correr suspensa 1 e 2 folhas. de abrir 1 ou 2 folhas com 2º movimento de projectante (Solução Bolonha) PRODUTO Sistemas de sombreamento Os Sistemas de sombreamento passam pelo sistema (A.017), sistema de Pára-sol (F.016 Fixo / F.016 Orientável) e pela solução Hélios. Mais informações em

7 BOLETIM EXTRUSAL 12 BOLETIM EXTRUSAL 13 tratamentos de superfície Alkorp Guarda Corpos Tal como sucede no processo de extrusão a qualidade nos tratamentos de superfície torna-se cada vez mais requerida pelo mercado. No entanto alguns fabricantes têm optado pela via do preço em detrimento da qualidade. Nós, Extrusal, temos mantido desde sempre elevadíssimos padrões de qualidade no processo de fabrico e tratamentos de superfície dos nossos perfis. Através da informação aos nossos clientes dos diferentes tipos de tratamentos e pré tratamentos disponíveis, pretendemos que a escolha do tratamento de superfície seja adequado à zona onde vão ser aplicados os sistemas, contribuindo para maior durabilidade dos nossos materiais, é também nosso objectivo disponibilizar opções estéticas que satisfaçam as necessidades dos nossos clientes. Tanto os perfis como os respectivos acessórios deste sistema são 100% em alumínio. Esta solução permite qualquer opção ao nível do tratamento de superfície aprovado para a arquitectura, seja ele Anodização (aspecto brilhante ou mate) de acordo com as directivas da Qualanod, Lacagem (aspecto brilhante ou metalizado) de acordo com as directivas da Qualicoat ou Lacagem com decoração tipo madeira (Castanho, Carvalho, Teca, Cerejeira e Mogno) de acordo com a licença de marca Qualideco. A Anodização é um processo electrolítico capaz de formar sobre a superfície da liga de alumínio um óxido de espessura determinada de acordo com as necessidades a que o perfil se destina. Trata-se de um processo de pintura termo aderente executado com tintas em pó de poliéster. Neste processo, os perfis de alumínio podem adquirir variadas cores em função da tinta em pó utilizada. Oferecemos aos nossos clientes a possibilidade de tirar partido de um sistema de Guarda Corpos integralmente em alumínio. Com um design ligeiro e com uma grande facilidade de montagem, o cliente pode optar por um vasto leque de soluções construtivas. Este sistema foi ensaiado e considerado aprovado para utilização privada e pública desde que não deixem de ser seguidas as recomendações contidas no catálogo. Como principais soluções construtivas podemos considerar as varandas para espaços privados e públicos, protecção de piscinas e outras áreas, corrimãos de murete ou de parede e barramentos de segurança. Este sistema é mais um produto comercializado pelos armazéns do grupo Extrusal. Geograficamente distribuídos de Norte a Sul de Portugal continental, Açores, Cabo Verde, Angola e agora também Moçambique os armazéns Extrusal dedicam-se a comercialização e promoção dos sistemas Extrusal. Disponibilizamos ainda para os interessados o Gabinete de Estudos e Projectos, GEP, um gabinete de apoio a clientes de arquitectura com uma delegação no Porto e outra em Lisboa. Trabalha como serviço de consultoria e assistência técnica, actuando nas várias fases do projecto e em seguida na obra. Aplicação Agressividade do Ambiente Classe (µm) Interior Exterior Pouco Agressivo Francamente Agressivo Moderadamente Agressivo Fortemente Agressivo Costuma ser o tratamento mais recomendado para zonas com grande agressividade atmosférica quer seja devido à poluição ou à proximidade do mar. Em matéria de decoração da superfície dos perfis de alumínio dois subtratamentos são habitualmente usados: O polido (resultado de um tratamento mecânico) O acetinado (resultado de um tratamento químico) Paleta de cores extrusal Presentemente a lacagem permite obter, para além dos brilhantes e mates, diversas cores e texturas. Segurança A utilização de sistemas de guarda corpos nos edifícios deve ter em consideração questões de segurança, que são fundamentais sobretudo em edifícios frequentados por crianças. Deste modo, a Extrusal chama a atenção dos fabricantes e utentes dos seus guarda corpos para alguns cuidados (recomendações) a ter na (montagem) dos perfis e acessórios disponíveis no catálogo do sistema Extrusal AlKorp, por forma a garantirem os mais elevados padrões de segurança recomendados. Os acessórios e perfis do sistema Alkorp, quando montados correctamente, obedecem às normas de segurança estática e dinâmica que adiante se resumem. Não existe ainda uma norma portuguesa aplicável, nem europeia, mas normas em países individuais. A Extrusal fez uma comparação interna das normas a que pôde ter acesso, o que lhe permitiu concluir que os ensaios a que este sistema foi submetido, e que adiante se resumem, garantem a segurança do sistema sempre que os seus componentes forem assemblados das formas aconselhadas. Mais informações em Este processo oferece à arquitectura não só a cor natural do Alumínio, mas igualmente uma gama de cores conseguidas com a coloração electrolítica, que vão desde a cor champanhe até ao preto, passando pelas cores bronze. Na Extrusal este tratamento é realizado com os mais elevados índices de qualidade o que nos permite desde 1983 ter a Licença emitido pela Qualanod certificando o cumprimento das normas exigidas por esse organismo europeu. Também para este tratamento existe uma entidade europeia, "A Qualicoat", que gere a marca de qualidade de igual designação. A Extrusal, detentora desde 1995 deste certificado (nº 808), assegura o cumprimento das directivas estabelecidas pela "Qualicoat".

8 BOLETIM EXTRUSAL 14 BOLETIM EXTRUSAL 15 pré-tratamento Lacagem Extrusal c/ pré-tratamento anódico campanhas CAMPANHA INSTITUCIONAL 2008 É um tipo de tratamento que simultaneamente oferece as vantagens estéticas da lacagem garantindo a durabilidade associada ao anodizado. É há muito conhecida a maior adequabilidade do acabamento anodizado dos perfis de alumínio a ambientes de elevada agressividade, desde que com a espessura adequada, relativamente ao tratamento superficial por lacagem, quando nesta a pintura é precedida por um dos ciclos de pré-tratamento geralmente usados, e que respeitam as normas. Apesar de conhecerem esta limitação dos produtos lacados, muitos clientes continuam a preferi-los, devido às potencialidades estéticas que oferecem. É o Pré-Tratamento que mais garantias oferece em termos de durabilidade ao produto. Seaside Depois da etapa de actualização do processo de lacagem EXTRUSAL com a evolução do seu sistema de pré tratamento para "isento de crómio", cumprindo-se assim a legislação ambiental, a EXTRUSAL oferece à arquitectura mais um "degrau" na qualidade deste seu tratamento de superfície - a classe SEASIDE. Especialmente indicada para atmosferas marítimas a classe SEASIDE oferece uma garantia extra dentro do âmbito da licença da marca de qualidade QUALICOAT. tratamento madeira A Extrusal tem disponível a lacagem tipo Madeira. Possuímos tecnologia que nos permite obter padrões de qualidade do produto compatíveis com os elevados critérios da Extrusal, quer em termos de resistência quer estéticos. A Extrusal tem à disposição dos seus clientes uma gama de dez tipos de lacado madeira, quatro dos quais de tons claros, um avermelhado e cinco escuros. Este tipo de acabamento pode ser executado em todo tipo de perfis de caixilharia, sendo também muito adequado para decorar chapas para vários tipos de apainelados. A tinta em pó base usada neste processo é o poliuretano e está certificada pela QUALICOAT. Esta tinta apresenta como características uma elevada resistência aos raios UV, uma elevada resistência mecânica e é transparente. Os acabamentos tipo madeira são certificados pela marca europeia QUALIDECO, sendo que a Extrusal obteve em Janeiro de 2005 a licença de uso desta marca para todas as decorações que submeteu a controlo. É ainda possível aplicar o Pré-tratamento SEASIDE no efeito madeira conferindo ao produto ainda mais durabilidade.

"A iluminação no contexto do sistema de certificação energética dos edifícios

A iluminação no contexto do sistema de certificação energética dos edifícios "A iluminação no contexto do sistema de certificação energética dos edifícios Ordem dos Engenheiros Lisboa ADENE Pedro Mateus A nova regulamentação de eficiência energética em edifícios 1. Sistema de Certificação

Leia mais

ECO.AP. 29 de Março de 2011

ECO.AP. 29 de Março de 2011 ECO.AP 29 de Março de 2011 1 O SUCH como Empresa de Serviços Energéticos 2 Energia Concluído o quadro legislativo aplicável à formatação e execução de contratos de gestão de eficiência energética, a celebrar

Leia mais

A importância da legislação na eficiência energética dos Edifícios

A importância da legislação na eficiência energética dos Edifícios A importância da legislação na eficiência energética dos Edifícios Lisboa, 8 de Maio de 2012 ADENE Agência para a Energia sce@adene.pt ÍNDICE A Directiva Europeia EPBD Sistema de Certificação Energética

Leia mais

Marvão - Caso Prático Construção Sustentável ReHabitar

Marvão - Caso Prático Construção Sustentável ReHabitar Marvão - Caso Prático Construção Sustentável ReHabitar Marvão, 29 th May A ECOCHOICE é uma empresa de consultoria de referência na área da construção sustentável em Portugal, satisfazendo as necessidades

Leia mais

Dar cor a uma arquitectura exigente. inovador estável à luz à prova de riscos fácil de limpar resistente

Dar cor a uma arquitectura exigente. inovador estável à luz à prova de riscos fácil de limpar resistente Dar cor a uma arquitectura exigente inovador estável à luz à prova de riscos fácil de limpar resistente acrylcolor Flexibilidade para janelas em PVC coloridas O design das fachadas é realçado pelos perfis

Leia mais

Agradecimentos... I Resumo... III Abstract... IV Índice... V Índice de figuras... X Índice de gráficos... XXII Abreviaturas... XXIII Glossário...

Agradecimentos... I Resumo... III Abstract... IV Índice... V Índice de figuras... X Índice de gráficos... XXII Abreviaturas... XXIII Glossário... ÍNDICE Agradecimentos... I Resumo... III Abstract... IV Índice... V Índice de figuras... X Índice de gráficos... XXII Abreviaturas... XXIII Glossário... XXIV CAPÍTULO 1 1.1. - Introdução... 1 1.2. - Metodologia

Leia mais

FACHADA VENTILADA CERÂMICA

FACHADA VENTILADA CERÂMICA FACHADA VENTILADA CERÂMICA COVER SOLADRILHO Cover é a solução completa de fachada ventilada em cerâmica extrudida com peças alveolares de 18 mm de espessura. O Cover destaca-se pela sua leveza e facilidade

Leia mais

Série de batente THERMOSTOP

Série de batente THERMOSTOP A dedica-se à extrusão de perfis de alumínio de secções variadas, com maior ou menor complexidade, consoante as necessidades dos clientes. A extrusão de alumínio permite toda a liberdade de concepção em

Leia mais

PRODUTOS DE CONSTRUÇÃO Novo Regulamento, o que Muda

PRODUTOS DE CONSTRUÇÃO Novo Regulamento, o que Muda 1 PRODUTOS DE CONSTRUÇÃO Novo Regulamento, o que Muda Regulamento (UE) nº 305/2011 versus Diretiva nº 89/106/CEE Melo Arruda Encontro promovido pelo Bureau Veritas e IPQ 6 de novembro de 2012 2 Tópicos

Leia mais

REGULAMENTOS. Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

REGULAMENTOS. Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, 28.5.2014 L 159/41 REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) N. o 574/2014 DA COMISSÃO de 21 de fevereiro de 2014 que altera o anexo III do Regulamento (UE) n. o 305/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

Marcação CE e Certificação de Produtos da Construção

Marcação CE e Certificação de Produtos da Construção Marcação CE e Certificação de Produtos da Construção (Fileira do Cimento) Joana Vaz, Gestora de Processo CERTIF APFAC/CTCV Porto, Outubro 2009 Iniciou a sua actividade em 1999 Constituída por 24 associados

Leia mais

pro-t Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características

pro-t Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características Ficha técnica pro-t Perfil de transição entre pavimentos. Lâmina de metal em forma de T que se insere na junta de separação de dois pavimentos diferentes, permitindo cobrir ligeiras diferenças de altura.

Leia mais

Promoção da Etiquetagem Energética de Produtos - PEEP. Enquadramento e Objetivos

Promoção da Etiquetagem Energética de Produtos - PEEP. Enquadramento e Objetivos Promoção da Etiquetagem Energética de Produtos - PEEP Enquadramento e Objetivos ITeCons Missão do ITeCons Dinamizar a transf. de tecnologia entre a Universidade, a Indústria e a Sociedade Prestar apoio

Leia mais

CTCV Serviços de Apoio às s Empresas

CTCV Serviços de Apoio às s Empresas centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Implementação de um SCP Marcação CE de Vigotas NP EN 15037-1 Helena Teixeira Sistemas de Gestão e Melhoria 1 CTCV 09/DEZ/2010 centro tecnológico

Leia mais

Responsabilidade Social e Ambiental na Edificação. Funchal, 4 Junho

Responsabilidade Social e Ambiental na Edificação. Funchal, 4 Junho Responsabilidade Social e Ambiental na Edificação Funchal, 4 Junho 2 instrumentos para a Responsabilidade Social, Económica e Ambiental na Edificação Declaração de conformidade que visa verificar o cumprimento

Leia mais

O PODER DO QUARTZO AO SEU SERVIÇO

O PODER DO QUARTZO AO SEU SERVIÇO SILESTONE O PODER DO QUARTZO AO SEU SERVIÇO THE ORIGINAL A MELHOR SUPERFÍCIE EM QUARTZO PARA BANCADAS DE COZINHA, CASAS DE BANHO E PAVIMENTOS. PROTECÇÃO BACTERIOSTÁTICA Baseada em Tecnologia de Prata A

Leia mais

ARMARIOS MURAIS 19 OLIVETEL SA

ARMARIOS MURAIS 19 OLIVETEL SA ARMARIOS MURAIS 19 ÍNDICE Conteúdo Informação geral, normas e conformidade CE 1 Modelos e dimensões 2 Flexibilidade, produtividade, qualidade e segurança 3 Escalabilidade e Acessórios 4 Contactos e Informação

Leia mais

Ordem dos Engenheiros Encontro Nacional de Engenharia Civil

Ordem dos Engenheiros Encontro Nacional de Engenharia Civil 1 Ordem dos Engenheiros Encontro Nacional de Engenharia Civil Estratégia Nacional de Energia Barragens e Mini-Hídricas Luís Braga da Cruz (FEUP) PORTO 21 de Maio de 2011 2 Índice 1. Estratégia Nacional

Leia mais

Comunicação da Comissão. Exemplo de declaração relativa a informações sobre a qualidade de PME de uma empresa (2003/C 118/03)

Comunicação da Comissão. Exemplo de declaração relativa a informações sobre a qualidade de PME de uma empresa (2003/C 118/03) 20.5.2003 Jornal Oficial da União Europeia C 118/5 Comunicação da Comissão Exemplo de declaração relativa a informações sobre a qualidade de PME de uma empresa (2003/C 118/03) A presente comunicação visa

Leia mais

DECLARAÇÃO DE DESEMPENHO

DECLARAÇÃO DE DESEMPENHO EN 1504-2:2004 09 0866 EN 13813 EN 1504-2:2004 1. Tipo de produto: Código de identificação do produto-tipo DECLARAÇÃO DE DESEMPENHO 161 2. Tipo Número do tipo, do lote ou da série, ou quaisquer outros

Leia mais

Catálogo Geral

Catálogo Geral Catálogo Geral www.cfdoors.pt Painel de Frio Painel de Cobertura Painel Fachada Painel Fachada em Lã Rocha Painel Acústico Painel Cobertura Telha 2 Simbologia Simbologia dos revestimentos CF Doors identificando

Leia mais

Isolamento Sustentável. Soluções Ideais para Reabilitação

Isolamento Sustentável. Soluções Ideais para Reabilitação Isolamento Sustentável A Gyptec Ibérica de capital nacional e inserida no Grupo Preceram, dedica-se à produção de placas de gesso laminado, através de métodos não poluentes e ambientalmente sustentáveis

Leia mais

Estrutura Geral do Projeto. Propostas e iniciativas internacionais

Estrutura Geral do Projeto. Propostas e iniciativas internacionais Usos Inovadores do Gás Natural (GN) Promoção da eficiência energética em Arranjos Produtivos Locais (APLs) Temas Estrutura Geral do Projeto As investigações em Viena As investigações em Viena Propostas

Leia mais

Seminário: Diretiva de equipamentos sob pressão (ESP) e. O papel das Diretivas no licenciamento dos ESP

Seminário: Diretiva de equipamentos sob pressão (ESP) e. O papel das Diretivas no licenciamento dos ESP Seminário: Diretiva de equipamentos sob pressão (ESP) e marcação CE O papel das Diretivas no licenciamento dos ESP Manuel Rebelo 11 novembro 2015 Equipamento sob pressão (ESP) Destina-se a conter um fluído

Leia mais

Evento EDIFÍCIOS BALANÇO. Rumo ao Impacte Nulo da Construção e Reabilitação nas Cidades. 22 Novembro Museu das Comunicações.

Evento EDIFÍCIOS BALANÇO. Rumo ao Impacte Nulo da Construção e Reabilitação nas Cidades. 22 Novembro Museu das Comunicações. Evento EDIFÍCIOS BALANÇO Rumo ao Impacte Nulo da Construção e Reabilitação nas Cidades PARTICIPE 22 Novembro 2011 Museu das Comunicações Lisboa ORGANIZAÇÃO UMA PUBLICAÇÃO APOIO APRESENTAÇÃO A conferência

Leia mais

PORTA DE ALUMÍNIO SCHÜCO ADS 70

PORTA DE ALUMÍNIO SCHÜCO ADS 70 CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS PORTA DE ALUMÍNIO SCHÜCO ADS 70 O sistema de janelas e portas de qualidade com grande variedade de soluções. Os novos sistemas de portas Schüco ADS destacam-se

Leia mais

Construction. Barreira contra a humidade ascendente. Descrição do produto. Dados do produto. Dados técnicos

Construction. Barreira contra a humidade ascendente. Descrição do produto. Dados do produto. Dados técnicos Ficha de Produto Edição de julho de 2016 Nº de identificação: 07.617 Versão nº 1 SikaMur InjectoCream-100 Barreira contra a humidade ascendente Descrição do produto Utilizações Características/ Vantagens

Leia mais

APLICAÇÃO DO ALUMÍNIO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

APLICAÇÃO DO ALUMÍNIO NA CONSTRUÇÃO CIVIL APLICAÇÃO DO ALUMÍNIO NA CONSTRUÇÃO CIVIL TECNOLOGIA PARA FECHAMENTO DE VÃOS TREINAMENTOS TÉCNICOS JANEIRO 2016 As Esquadrias de Alumínio permitem ampla liberdade para para a criação de espaços com mais

Leia mais

FOSSA SEPTICA ECODEPUR

FOSSA SEPTICA ECODEPUR Rev.1_21.07.16 FOSSA SEPTICA ECODEPUR APRESENTAÇÃO As Fossas Sépticas tipo ECODEPUR são recipientes estanques, destinados ao armazenamento e tratamento de águas residuais domésticas ou similares, através

Leia mais

Process Automation. Eficiência Energética Industrial Consultoria em eficiência energética

Process Automation. Eficiência Energética Industrial Consultoria em eficiência energética Process Automation Eficiência Energética Industrial Consultoria em eficiência energética A ABB é líder em tecnologias electrotécnicas e de automação que tornam possível às indústrias aumentarem a sua eficiência,

Leia mais

NOVA LEGISLAÇÃO PARA MARCAÇÃO CE

NOVA LEGISLAÇÃO PARA MARCAÇÃO CE NOVA LEGISLAÇÃO PARA MARCAÇÃO CE Sandra C. N. Lopes Engenheira Geóloga XIII 1 INTRODUÇÃO A marcação CE nos produtos de construção, ou seja, a aposição da marca CE em todos os produtos de construção destinados

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13

PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13 PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13 O que são vasos e caldeiras para fins de aplicação da NR 13? Caldeiras a vapor são equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão superior

Leia mais

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário:

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário: (11) Número de Publicação: PT 105774 (51) Classificação Internacional: E04C 2/284 (2006) (12) FASCÍCULO DE PATENTE DE INVENÇÃO (22) Data de pedido: 2011.06.27 (30) Prioridade(s): (43) Data de publicação

Leia mais

Inventário e registo de substâncias Aplicação da Directiva SEVESO e do Regulamento REACH

Inventário e registo de substâncias Aplicação da Directiva SEVESO e do Regulamento REACH Inventário e registo de substâncias Aplicação da Directiva SEVESO e do Regulamento REACH Objectivo Esclarecer todos os colaboradores da Empresa, que participam na compra de matérias primas e produtos,

Leia mais

GET GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda.

GET GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda. 1 Dados climáticos de referência para a região do Porto: Inverno: Região climática I1, número de graus dias = 1610 (º dias), duração da estação de aquecimento = 6,7 meses. Verão: Região climática V1, Temperatura

Leia mais

Colagem de Cerâmicos e Rochas Ornamentais Enquadramento normativo - Marcação CE

Colagem de Cerâmicos e Rochas Ornamentais Enquadramento normativo - Marcação CE Colagem de Cerâmicos e Rochas Ornamentais Enquadramento normativo - Marcação CE Workshop AICCOPN, Porto,13/03/2014 Baio Dias baiodias@ctcv.pt Diretor Adjunto Técnico 1 Enquadramento Normativo Normas aplicáveis

Leia mais

Aspectos de sustentabilidade a serem considerados na concepção e desenvolvimento de projetos de arquitetura. Prof a : Ana Cecília Estevão

Aspectos de sustentabilidade a serem considerados na concepção e desenvolvimento de projetos de arquitetura. Prof a : Ana Cecília Estevão Aspectos de sustentabilidade a serem considerados na concepção e desenvolvimento de projetos de arquitetura Prof a : Ana Cecília Estevão Desenvolvimento sustentável Aquele que busca um equilíbrio entre

Leia mais

PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO

PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO Há mais de 40 anos que a Aceralia fabrica perfís largos auto-suportados de aço, para revestimento de todo tipo de edificações. Actualmente, é uma das empresas lider neste

Leia mais

Projectores AEGIS da Bosch Iluminação de Segurança

Projectores AEGIS da Bosch Iluminação de Segurança Projectores AEGIS da Bosch Iluminação de Segurança 2 Projectores AEGIS Projectores AEGIS Iluminação de Segurança A tecnologia de luz constante com patente pendente compensa a degradação dos LEDs. A tecnologia

Leia mais

Chamada Pública de Projetos

Chamada Pública de Projetos Chamada Pública de Projetos Eficiência Energética Coordenação de Usos Finais de Energia Diretoria de Clientes Públicos 02/2016 Uma das maiores empresas globaisde energia Presente em 18 países(quatro continentes)

Leia mais

EU MEPS Para motores eléctricos de baixa tensão

EU MEPS Para motores eléctricos de baixa tensão EU MEPS Para motores eléctricos de baixa tensão EU MEPS em resumo O esquema EU MEPS (Norma Europeia de Desempenho Mínimo de Energia) define níveis mínimos obrigatórios de eficiência para motores electrónicos

Leia mais

HyTronic Concebida com um propósito

HyTronic Concebida com um propósito HyTronic Concebida com um propósito Concebida para durar 1,75 milhões de utilizações e continua As novas torneiras HyTronic: a nova geração de torneiras electrónicas, accionadas por sensores, para lavatório.

Leia mais

REABILITAÇÃO ENERGETICAMENTE EFICIENTE de edifícios urbanos. Coimbra 31 de Julho de 2014

REABILITAÇÃO ENERGETICAMENTE EFICIENTE de edifícios urbanos. Coimbra 31 de Julho de 2014 REABILITAÇÃO ENERGETICAMENTE EFICIENTE de edifícios urbanos Coimbra 31 de Julho de 2014 1 2 3 REABILITAÇÃO URBANA uma estratégia de desenvolvimento para Portugal REABILITAÇÃO URBANA com enfoque na eficiência

Leia mais

Em conformidade com a ABNT NBR

Em conformidade com a ABNT NBR Em conformidade com a ABNT NBR 16259. Único e inovador, o Reiki UP já se tornou referência no mercado, como produto diferenciado em design, tecnologia e segurança. Totalmente em conformidade com a ABNT

Leia mais

Certificação Florestal

Certificação Florestal Certificação Florestal Factor de Diferenciação Certificação Florestal 1 - A Certificação Florestal Objectivos Vantagens 2 - Dois Esquemas de Certificação Florestal PEFC FSC 3 - Estatísticas a nível Mundial

Leia mais

9. as Jornadas de Climatização

9. as Jornadas de Climatização 9. as Jornadas de Climatização A Fronteira entre as Responsabilidades dos Projectistas e dos Peritos Qualificados do SCE Ordem dos Engenheiros 15 de Outubro de 2009 Grupo de Trabalho dos PQs Especialistas

Leia mais

PROC IBR EDIF /2014

PROC IBR EDIF /2014 INSTITUTO BRASILEIRO DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS IBRAOP INSTITUTO RUI BARBOSA IRB / COMITÊ OBRAS PÚBLICAS PROC IBR EDIF 01.02.011/2014 01 - Fase Licitatória 01.02 - Análise das especificações, quantidades

Leia mais

Ferragens de segurança anti-intrusão PORTAS DE ENTRADA

Ferragens de segurança anti-intrusão PORTAS DE ENTRADA Ferragens de segurança anti-intrusão PORTAS DE ENTRADA + isolamento térmico e acústico + segurança + estética A combinação perfeita entre as exigências de isolamento térmico e acústico e as necessidades

Leia mais

PAINEL STONEWOOL COMPOSITE HONEYCOMB DA ARCHICOM TM

PAINEL STONEWOOL COMPOSITE HONEYCOMB DA ARCHICOM TM STONEWOOL COMPOSITE HONEYCOMB ESTAMOS COMPROMETIDOS COM O VALOR E COM A QUALIDADE ARQUITETURA IDENTIDADE CORPORA TIVA EXIBIÇÃO TRANSPORTE INDÚSTRIA SOBRE A SUSTENTABILIDADE RIGIDEZ As estruturas prensadas

Leia mais

PLACAS DE VOZ E DADOS

PLACAS DE VOZ E DADOS PLACAS DE VOZ E DADOS ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Instalação Informação ténica Dimensões Descrição As placas de voz e dados são especialmente concebidos para montagem em invólucros 500 CIMA.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE Regulamento dos Produtos da Construção CTCV/APFAC CONCRETA, 2011-10-20 Marta Silva Gestora de Processo Temas Aspectos gerais da Marcação CE Directiva Produtos

Leia mais

AS PERDAS DE ENERGIA NOS EDIFÍCIOS SERVIDOS PELA Rede Urbana de Frio e Calor do Parque das Nações

AS PERDAS DE ENERGIA NOS EDIFÍCIOS SERVIDOS PELA Rede Urbana de Frio e Calor do Parque das Nações AS PERDAS DE ENERGIA NOS EDIFÍCIOS SERVIDOS PELA Rede Urbana de Frio e Calor do Parque das Nações 1. O que são e onde ocorrem as perdas de energia? O serviço prestado pela Climaespaço consiste no fornecimento

Leia mais

Certificação ISO

Certificação ISO Sistema de Gestão Ambiental SGA Certificação ISO 14.000 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento das Boas Práticas, das Normas e da Legislação

Leia mais

Inspecção de Elevadores Ricardo Marquês

Inspecção de Elevadores Ricardo Marquês Ricardo Marquês 16 Abril de 2010 WWW.ANIEER.COM 1 Definições Instalação de novos equipamentos DL 295/98 Equipamentos existentes DL 320/2002 Base de Dados Projectos 16 Abril de 2010 WWW.ANIEER.COM 2 Ascensor

Leia mais

REDE DE DISTRIBUIDORES PROFILPAS

REDE DE DISTRIBUIDORES PROFILPAS REDE DE DISTRIBUIDORES PROFILPAS Representante Profilpas Filial Profilpas Ser um agente ou distribuidor da Profilpas é uma experiência gratificante. Após um processo de selecção, poderá fazer parte de

Leia mais

JORNAL DA CONSTRUÇÃO. Lisboa, 28 de Maio de 2007

JORNAL DA CONSTRUÇÃO. Lisboa, 28 de Maio de 2007 JORNAL DA CONSTRUÇÃO Lisboa, 28 de Maio de 2007 1. LISBOA OCIDENTAL, SRU (ENQUADRAMENTO) O Município de Lisboa criou a Sociedade de Reabilitação Urbana Lisboa Ocidental, SRU, em Julho de 2004. A Empresa,

Leia mais

O Coração do colector de névoa / sistema recolha fumos

O Coração do colector de névoa / sistema recolha fumos Ventiladores de Alto Rendimento para Processos de Ventilação Inteligente O Coração do colector de névoa / sistema recolha fumos Diferentes tipos de ventiladores para usos diferentes. Ao desenhar e planear

Leia mais

Série de correr CONFORT

Série de correr CONFORT Série de correr CONFORT A surgiu na continuidade das prestigiadas e tradicionais séries de catálogo da, numa perspectiva de renovação, qualidade e modernidade. Logo desde o seu desenvolvimento, a Série

Leia mais

PERFORMANCE 70 CL Janelas e portas de correr

PERFORMANCE 70 CL Janelas e portas de correr PERFORMANCE 70 CL Janelas e portas de correr 1 2 PROJECTOS NOVOS E DE REABILITAÇÃO Elevado desempenho térmico Para uso no sector residencial e público Com o melhor desempenho no mercado (com seis patentes

Leia mais

Invólucros Metálicos. Caixas de Encastrar

Invólucros Metálicos. Caixas de Encastrar Invólucros Metálicos. Caixas de Encastrar ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Invólucros metálicos

Leia mais

PPDA DA SONORGÁS ANÁLISE DO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ANO GÁS

PPDA DA SONORGÁS ANÁLISE DO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ANO GÁS PPDA DA SONORGÁS ANÁLISE DO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ANO GÁS 2009-2010 Abril 2011 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Este documento está preparado para impressão em frente e verso Rua Dom Cristóvão

Leia mais

Arquitecto : Esther Santos - Fotografia : Wenzel LUMEAL A JANELA DE CORRER MINIMAL

Arquitecto : Esther Santos - Fotografia : Wenzel LUMEAL A JANELA DE CORRER MINIMAL Arquitecto : Esther Santos - Fotografia : Wenzel LUMEAL A JANELA DE CORRER MINIMAL 2 Arquitecto : A7 Architecture Fotografia : DR Technal LUMEAL, o design que melhora a performance Design e inovação Com

Leia mais

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR fabrico de termoacumuladores e bombas de calor www.termobrasa.com TERMOSSIFÃO FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR 45 Anos HISTÓRIA A Termobrasa foi criada em 1970 com o objetivo de fabricar

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO NA ÁREA ESPECÍFICA DE SCIE

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO NA ÁREA ESPECÍFICA DE SCIE CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO NA ÁREA ESPECÍFICA DE SCIE ASPECTOS GERAIS O curso com uma duração de 128 horas é constituído pelas sessões a seguir indicadas. 1 Parte I Teórico prática 1.1

Leia mais

Gestão de Energia e Incorporação de Soluções Eficientes em Residências de Estudantes

Gestão de Energia e Incorporação de Soluções Eficientes em Residências de Estudantes Gestão de Energia e Incorporação de Soluções Eficientes em Residências de Estudantes Bolsa de Integração à Investigação Bolseiro: Rui Rafael Braga Rodrigues Ribeiro Professor Coordenador: Prof. Doutor

Leia mais

move-nos a criação de soluções sustentáveis e inteligentes Aquecimento Radiante

move-nos a criação de soluções sustentáveis e inteligentes Aquecimento Radiante move-nos a criação de soluções sustentáveis e inteligentes Aquecimento Radiante Toalheiros Elétricos Os Toalheiros Elétricos dreamdomus são fabricados em Vidro Temperado. Apresentam-se com um design apurado

Leia mais

www.viaespiral.pt imagem retirada de www.q-railing.com

www.viaespiral.pt imagem retirada de www.q-railing.com INOX www.viaespiral.pt imagem retirada de www.q-railing.com made in portugal EMPRESA CERTIFICADA e 18-21 NOV 2014 PARIS -PORTE DE VERSAILLES - Hall 1 VIA ESPIRAL A actividade da Via Espiral centra-se no

Leia mais

PAINEIS MÓVEIS ACÚSTICOS TYPE 100

PAINEIS MÓVEIS ACÚSTICOS TYPE 100 Documentação Índice Documentação Geral... 2 Especificações Type 100... 4 Painéis de Parede e de Porta... 5 Sistema de Parqueamento dos Painéis... 6 Calhas dos Painéis... 7 Detalhes dos Painéis... 8 Tipos

Leia mais

Prêmio Planeta Casa 2012 Regulamento categoria Projeto Arquitetônico

Prêmio Planeta Casa 2012 Regulamento categoria Projeto Arquitetônico Prêmio Planeta Casa 2012 Regulamento categoria Projeto Arquitetônico O Prêmio Planeta Casa 2012 busca valorizar empresas, organizações da sociedade civil e profissionais das áreas de arquitetura, design,

Leia mais

VISAOESTE CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS SISTEMA DE SEGURANÇA ANTI-FURTO E À PROVA DE BALA

VISAOESTE CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS SISTEMA DE SEGURANÇA ANTI-FURTO E À PROVA DE BALA CAIXILHARIA, FACHADA, COBERTURA E GRADEAMENTOS SISTEMA DE SEGURANÇA ANTI-FURTO E À PROVA DE BALA SISTEMA DE SEGURANÇA ANTI-FURTO E ANTI-BALA Janela Schüco AWS 90 BR Porta Schüco ADS 90 BR Especialmente

Leia mais

PATOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ESTUDO DE CASOS

PATOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ESTUDO DE CASOS PATOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ESTUDO DE CASOS Vasco Peixoto de Freitas Vasco Peixoto de Freitas FC_FEUP Novembro de 2007-1 www.patorreb.com Estrutura do Site Vasco Peixoto de Freitas FC_FEUP Novembro de 2007-2

Leia mais

ENCONTRO Bem utilizar a madeira

ENCONTRO Bem utilizar a madeira ENCONTRO Bem utilizar a madeira Universidade do Minho Novembro de 2005 Pedro Pontífice (LNEC) pedropontifice@lnec.pt EUROCÓDIGO 5 MARCAÇÃO CE DE PRODUTOS ESTRUTURAIS DE MADEIRA 1 EUROCÓDIGOS ESTRUTURAIS

Leia mais

Cliente: Infraestruturas de Portugal, S.A.

Cliente: Infraestruturas de Portugal, S.A. Infraestruturas de Portugal, S.A Plano de Ação Resumo Não Técnico IC10 Santarém / Almeirim (N118) Relatório nº AG/08/0424-5RNT Página 1 de 11 IC10 Santarém / Almeirim (N118) PLANO DE AÇÃO Resumo Não Técnico

Leia mais

7. RELATÓRIOS, PARECERES E DECLARAÇÃO EM CONFORMIDADE DO CONSELHO FISCAL RELATÓRIO E PARECER DO CONSELHO FISCAL SOBRE O MG - AM E A CEMG

7. RELATÓRIOS, PARECERES E DECLARAÇÃO EM CONFORMIDADE DO CONSELHO FISCAL RELATÓRIO E PARECER DO CONSELHO FISCAL SOBRE O MG - AM E A CEMG 7. RELATÓRIOS, PARECERES E DECLARAÇÃO EM CONFORMIDADE DO CONSELHO FISCAL RELATÓRIO E PARECER DO CONSELHO FISCAL SOBRE O MG - AM E A CEMG Exmos. Senhores Associados: No cumprimento das competências definidas

Leia mais

O TRANSPORTE FERROVIÁRIO EM ANGOLA - SITUAÇÃO ACTUAL E PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO

O TRANSPORTE FERROVIÁRIO EM ANGOLA - SITUAÇÃO ACTUAL E PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO A MISSÃO DO REGULADOR FERROVIÁRIO HOJE E NUM CONTEXTO DE UMA REDE ONDE PODERÃO CIRCULAR MÚLTIPLOS OPERADORES FERROVIÁRIOS DECRETO PRESIDENCIAL 195/10 SEMINÁRIO O TRANSPORTE FERROVIÁRIO EM ANGOLA - SITUAÇÃO

Leia mais

REABILITAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS Perspetiva da Engenharia Civil

REABILITAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS Perspetiva da Engenharia Civil UNIVERSIDADE DO MINHO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL REABILITAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS Perspetiva da Engenharia Civil Manuela Almeida Universidade do Minho 12.as JORNADAS DE CLIMATIZAÇÃO

Leia mais

CATÁLOGO MOBILIÁRIO URBANO - CABINES PARA FUMADORES -

CATÁLOGO MOBILIÁRIO URBANO - CABINES PARA FUMADORES - CATÁLOGO MOBILIÁRIO URBANO - CABINES PARA FUMADORES - MENOS RESÍDUOS - MENOS POLUIÇÃO MAIS FUTURO A ALMOVERDE Ecologia, Lda. dedica se, desde o seu início, à comercialização de equipamentos para a recolha

Leia mais

ISOLAMENTO DE TELHADOS COM ESPUMA DE POLIURETANO

ISOLAMENTO DE TELHADOS COM ESPUMA DE POLIURETANO ISOLAMENTO DE TELHADOS COM ESPUMA DE POLIURETANO A Aplitek desenvolveu no Brasil uma tecnologia para recuperação e isolamento de telhados, esta extraordinária solução teve sucesso no mundo nos últimos

Leia mais

NOTA TÉCNICA nº 18 Complementar do Regime Jurídico de SCIE

NOTA TÉCNICA nº 18 Complementar do Regime Jurídico de SCIE NOTA TÉCNICA nº 18 Complementar do Regime Jurídico de SCIE OBJECTIVO Descrever a especificidade deste sistema complementar de compartimentação cujas caracteristicas de funcionamento são equivalentes às

Leia mais

PAVILHÕES PARA INDÚSTRIA E AGRICULTURA. Sistemas em aço para apoio e armazenamento. Catálogo Geral XFRAME

PAVILHÕES PARA INDÚSTRIA E AGRICULTURA. Sistemas em aço para apoio e armazenamento. Catálogo Geral XFRAME PAVILHÕES PARA INDÚSTRIA E AGRICULTURA Sistemas em aço para apoio e armazenamento Catálogo Geral 016.01 0 PAVILHÕES CHAVE NA MÃO SOLUÇÃO INTEGRAL Solução desenvolvida e industrializada de forma a ser facilmente

Leia mais

Workshop. Alumínio 100% a Favor

Workshop. Alumínio 100% a Favor Alumínio 100% a Favor Uma iniciativa da APAL- Associação Portuguesa do Alumínio, representante em Portugal das marcas de qualidade para o revestimento de alumínio para fins arquiteturais. Aplicações de

Leia mais

A SOLUÇÃO ECO-INTELIGENTE PARA A HIGIENE

A SOLUÇÃO ECO-INTELIGENTE PARA A HIGIENE A SOLUÇÃO ECO-INTELIGENTE PARA A HIGIENE Com um só gesto eco-higiene A SOLUÇÃO ECO-INTELIGENTE PARA A HIGIENE XOP da Proquimia é uma gama de produtos concentrados, embalados em cápsulas hidrossolúveis,

Leia mais

A Planivis incorpora nas suas construções modulares materiais sustentáveis, nomeadamente*:

A Planivis incorpora nas suas construções modulares materiais sustentáveis, nomeadamente*: Princípio construtivo: O conceito de construção modular, assenta na execução de módulos com uma estrutura metálica mista, 100% reciclável, de aço laminado a quente (aço pesado ) e aço leve galvanizado.

Leia mais

Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento

Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento Argamassas de revestimento Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento Reportagem: Gisele C. Cichinelli As argamassas de revestimento

Leia mais

As esquadrias empvc da Kömmlux possuem isolamento térmico e acústico, proporcionam economia energética, segurança e estão disponíveis numa

As esquadrias empvc da Kömmlux possuem isolamento térmico e acústico, proporcionam economia energética, segurança e estão disponíveis numa As esquadrias empvc da Kömmlux possuem isolamento térmico e acústico, proporcionam economia energética, segurança e estão disponíveis numa diversidade de cores e tamanhos conforme seu projeto. Aberturas

Leia mais

TASCO. 28º Edição. anos Desde Catálogo Geral Acessórios para Montagens Mecânicas e Eletroeletrônicas.

TASCO. 28º Edição. anos Desde Catálogo Geral Acessórios para Montagens Mecânicas e Eletroeletrônicas. Catálogo Geral - 2011 TASCO Acessórios para Montagens Mecânicas e Eletroeletrônicas 28º Edição TASCO LTDA 30 anos Desde 1980 Referência de Mercado www.tascoltda.com.br Mecânico: Fechos Lingueta Fechos

Leia mais

RENOLIT WATERPROOFING

RENOLIT WATERPROOFING ALKORDESIGN O SISTEMA alkordesign O sistema ALKORDESIGN associa a estética das coberturas metálicas (zinco, cobre ou alumínio) às vantagens das membranas de impermeabilização sintéticas (alkorplan ). Este

Leia mais

Embarque num contacto íntimo com a Natureza sem abdicar do conforto a que tem direito. Fazendo uso da mais desenvolvida técnica de construção

Embarque num contacto íntimo com a Natureza sem abdicar do conforto a que tem direito. Fazendo uso da mais desenvolvida técnica de construção Embarque num contacto íntimo com a Natureza sem abdicar do conforto a que tem direito. Fazendo uso da mais desenvolvida técnica de construção sustentável, a Jular concebeu esta nova colecção de casas modulares

Leia mais

COMO AS EMPRESAS DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS PODEM CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA VERDE.

COMO AS EMPRESAS DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS PODEM CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA VERDE. COMO AS EMPRESAS DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS PODEM CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA VERDE. Segundo a Estratégia Nacional para o Desenvolvimento Sustentável (ENDS) a Sustentabilidade pressupõe

Leia mais

Regulamento de Certificação de Técnicos

Regulamento de Certificação de Técnicos Regulamento de Certificação de Técnicos O presente documento estabelece o Regulamento de certificação dos técnicos responsáveis pela instalação, deteção de fugas, recuperação e manutenção ou assistência

Leia mais

Plásticos Vipal S.A.

Plásticos Vipal S.A. Plásticos Vipal S.A. Plásticos Vipal A Plásticos Vipal S.A. é uma empresa especializada no desenvolvimento e fabricação de produtos em PVC para construção civil. Criada a partir da incorporação da divisão

Leia mais

INSTITUTO DE FORMAÇÃO PARA O COMÉRCIO, TURISMO E SERVIÇOS

INSTITUTO DE FORMAÇÃO PARA O COMÉRCIO, TURISMO E SERVIÇOS INSTITUTO DE FORMAÇÃO PARA O COMÉRCIO, TURISMO E SERVIÇOS ACTO FUNDACIONAL Acordo entre a: Associação Comercial de Braga Comércio, Turismo e Serviços; Casa Santos de Vila Verde; Instituto de Negociação

Leia mais

Fotografia: V. Bigeard GYPSE A GUARDA PRUMO SIMPLES TRADICIONAL

Fotografia: V. Bigeard GYPSE A GUARDA PRUMO SIMPLES TRADICIONAL Fotografia: V. Bigeard GYPSE A GUARDA PRUMO SIMPLES TRADICIONAL Arquitecto: A. Sompairac. Fotografia: Xavier Benony GYPSE: um sistema construtivo de guardas com inúmeras possibilidades e com linhas minimalistas

Leia mais

Porto, 9 de Novembro de 2012

Porto, 9 de Novembro de 2012 Associação Portuguesa de Comerciantes de Materiais de Construção Porto, 9 de Novembro de 2012 Assunto: Consulta prévia para produção gráfica dos convites para as Sessões de divulgação do Manual Prático

Leia mais

BRIKA PEQUENA, EFICIENTE E FLEXÍVEL. OPções

BRIKA PEQUENA, EFICIENTE E FLEXÍVEL. OPções BRIKA BRIKA CARATeristÍcas LUMINária Estanqueidade global: IP 66 (*) Resistência ao choque: IK 08 (**) Tensão nominal: 230 V - 50 Hz Classe elétrica: I or II (*) Peso: from 2.8 to 4.7 kg Materiais: Corpo:

Leia mais

DIRETIVA DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

DIRETIVA DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DIRETIVA DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PRIORIDADES PARA PORTUGAL João Bernardo, DGEG Workshop QUERCUS: Eficiência Energética Desafios e Oportunidades para Portugal 6/março/2015 Principais normativos de orientação

Leia mais

A GAMA LÓGICA É UMA GAMA DE TELHAS CERÂMICAS FABRICADAS COM ALTA TECNOLOGIA E DE DESIGN INOVADOR.

A GAMA LÓGICA É UMA GAMA DE TELHAS CERÂMICAS FABRICADAS COM ALTA TECNOLOGIA E DE DESIGN INOVADOR. 02 A GAMA LÓGICA É UMA GAMA DE TELHAS CERÂMICAS FABRICADAS COM ALTA TECNOLOGIA E DE DESIGN INOVADOR. A gama Lógica vem cimentar a estratégia de melhoria contínua da Cobert. Os produtos que a compõem são

Leia mais

Aparelhagem eléctrica BT Requisitos legais e normativos. Paulo Cabral Esaú Cardoso Jornadas CERTIEL 2012

Aparelhagem eléctrica BT Requisitos legais e normativos. Paulo Cabral Esaú Cardoso Jornadas CERTIEL 2012 Aparelhagem eléctrica BT Requisitos legais e normativos Paulo Cabral Esaú Cardoso Jornadas CERTIEL 2012 Objectivo Enquadrar as regras actuais em matéria de qualificação da aparelhagem eléctrica de baixa

Leia mais

Palas de Sombreamento Horizontais: SG.BS-H e SG.BS-V Verticais / Tapa Vistas: SG.BS-TV

Palas de Sombreamento Horizontais: SG.BS-H e SG.BS-V Verticais / Tapa Vistas: SG.BS-TV Palas de Sombreamento Horizontais: SG.BS-H e SG.BS-V Verticais / Tapa Vistas: SG.BS-TV v6 2 Pala de Sombreamento Horizontal SG.BS-H e SG.BS-V As Palas de Sombreamento (Brisa Sol) SeGurAL SG.BS-H e SG.BS-V

Leia mais

Ficha Técnica PORTA SEGURANÇA START / MAX

Ficha Técnica PORTA SEGURANÇA START / MAX As Portas Segurança Portrisa resultam de pesquisas desenvolvidas e da tecnologia empregue. Estas portas são capazes de resistir às mais sofisticadas tentativas de arrombamento sem que a qualidade e a estética

Leia mais