Linguagens de programação. Introdução ao C (continuação)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Linguagens de programação. Introdução ao C (continuação)"

Transcrição

1 Linguagens de programação Introdução ao C (continuação) 2003

2 Sumário Introdução à programação Linguagem C Repetição de instruções Ciclos com controlo inicial ciclo While ciclo For Ciclos com controlo final ciclo Do While Alteração do fluxo de dados Break continue Resolução de Exercícios

3 Algoritmos computacionais Acções de um algoritmo computacional Manipular dados Guardar dados variaveis Receber dados scanf Imprimir dados printf Executar instruções Fazer operações aritméticas Operadores simples Operadores sobre bites Fazer operações lógicas Relacionais lógicos Escolha entre várias instruções. If else Switch case Repetir um conjunto de instruções

4 Estruturas de Repetição 2003

5 Exercício cio Introdução à programação Construir um programa que imprima os números de 1 a 10 Contador #include <stdio.h> int intmain(int argc, argc, char* char* argv[]) { printf("1\n"); n"); printf("2\n"); n"); printf("3\n"); n"); printf("4\n"); n"); printf("5\n"); n"); printf("6\n"); n"); printf("7\n"); n"); printf("8\n"); n"); printf("9\n"); n"); printf("10\n"); n"); Ecrã

6 Instrução While não condição condição sim Linguagem Estruturada ENQUANTO <condição> FACA FACA Instrução 1 Instrução 2 Instrução FIM_ENQUANTO 1. A condição é avaliada 2. Se o resultado for falso O ciclo termina 3. Se o resultado for verdadeiro São executadas as instruções do bloco Volta-se ao ponto 1 Linguagem C while (condição ) { Instrução 1; 1; Instrução 2; 2; Instrução 3; 3;......

7 Exercício cio Fluxograma Inicio Inicio contador <- 1 contador <- 1 Imprimir os primeiros dez números naturais não contador contador <=10 <=10 sim contador Contador <- contador +1 Contador <- contador +1 Fim Fim Contador #include <stdio.h> int intmain(int argc, argc, char* char* argv[]){ int intcontador=1; while( while( contador <= <= 10) 10) { printf(" %d %d\n \n", ", contador); contador++; return return0; 0;

8 Exercício cio Introdução à programação Escreva um programa que imprima os números ímpares menores que 20 variáveis int intcontador = 1 condição contador < Intruções repetidas printf( %d,,, contador); contador = contador +2; +2; não Inicio Inicio numero numero <- <- 1 1 numero numero < sim numero Numero<- numero + 2 Numero<- numero + 2 Fim Fim

9 Exercício cio Introdução à programação Inicio Inicio numero <- 1 numero <- 1 programa int intmain(int argc, argc, char* char* argv[]){ int intcontador=1; while( while( contador < 20) 20) { printf("%d\t ", ", contador); contador+= 2; 2; return return0; 0; não numero numero < < numero sim numero <- numero + 2 numero <- numero + 2 Fim Fim

10 Media Introdução à programação #include #include <stdio.h <stdio.h> stdio.h> int int main(int main(int argc, argc, char* char* argv[]){ argv[]){ int int contador contador =0; =0; double double numero, numero, media, media, total; total; while( while( contador contador < ) ) { { printf(" printf(" " %d %d numero numero :",contador :",contador + 1); 1); scanf("% scanf("%lf", "%lf", &numero); &numero); total total += += numero; numero; contador contador ++; ++; media media = total total / / 10.0; 10.0; printf("soma printf("soma\t:%lf Soma\t:% :%lf \t \t Media\t: Media\t: : %lf% %lf", lf", total, total, media); media); getch(); getch(); return return 0; 0; Exercício cio Escreva um programa que calcule e imprima a soma e a média de 10 números introduzidos pelo utilizador não Inicio Inicio total <- 0 total <- 0 contador <-1 contador <-1 contador contador <= <= valor valor Fim Fim sim total <- total + valor total <- total + valor contador <- contador + 1 contador <- contador + 1 media <- total /10.0 media <- total /10.0 media, total

11 Repetição for Linguagem Estruturada PARA PARA <variavel< <variavel> > DE DE <expressao1> <expressao1> ATE ATE <expressao2> <expressao2> PASSO PASSO <expressao3> <expressao3> Instrução 1 Instrução 2 Instrução PROXIMO PROXIMO Linguagem C++ for( inicialização ; condição ; actualização) { Instrução 1; 1; Instrução 2; 2; Instrução 3; 3;......

12 ciclo for Introdução à programação Inicio Inicio numero <- 1 numero <- 1 Inicialização Intruções não numero < 20 numero < 20 numero sim condição numero <- numero + 2 numero <- numero + 2 Actualização Fim Fim

13 Repetição Impares #include <stdio.h> int intmain(int argc, argc, char* char* argv[]) { int intnumero; for( for( numero = 1 ; ; numero < ; ; numero += += 2) 2) { não printf("%d\t", ", numero); Inicio Inicio numero <- numero <- 1 1 numero numero < < sim numero numero <- numero numero <- numero Fim Fim

14 Exercício cio Introdução à programação Escreva um programa que imprima uma sequência de asteriscos (*) no ecrã. O tamanho da sequência deve ser dado pelo utilizador 5 ***** Limpa a consola Asteriscos #include <stdio.h> #include <conio.h> int intmain(int argc, argc, char* char* argv[]) { int intdimlinha,, contador; printf("qual o comprimento da da linha linha :"); :"); scanf("%d",&dimlinha); clrscr(); for( for( contador =0 =0 ; ; contador < dimlinha ; ; contador++) printf("*"); getch();

15 Repetição Escreva um programa que imprima um rectângulo com asteriscos no monitor. A altura e largura deve ser introduzida pelo utilizador

16 Exercício cio Introdução à programação rectângulo #include <stdio.h> #include <conio.h> int intmain(int argc, argc, char* char* argv[]) { int intaltura,largura,, x,, y; y; printf("altura:"); scanf("%d",&altura); printf("largura:"); scanf("%d",&largura); for( for( y=0 y=0 ; ; y < altura ; ; y++){ for( for( x =0 =0 ; ; x < largura ; ; x++) printf("*"); printf("\n"); "); getch();

17 Repetição com controlo final Do while 2003

18 Estruturas de repetição não condição condição sim condição condição sim não Controlo inicial Controlo final

19 Controlo final Funcionamento 1. Executa as instruções 2. Avaliar a condição 3. Se o resultado for falso O ciclo termina 4. Se o resultado for verdadeiro Voltar ao passo 1 condição condição sim CC do do { ; while(condiçao) Utiliza-se para: para: não Validar Validar entradas entradas Repetição Repetição de de um um bloco bloco mais mais que que uma uma vez vez

20 Exemplo do While Pedir ao utilizador o seu mês de nascimento. Programa... int int mes; mes; do{ do{ printf( Mês nascimento\t:"); scanf("%d",&dia); while( while( mes mes <1 <1 mes mes > 12); 12);... ecrã ecrã Mês Mês de de nascimento : : Mês Mês de de nascimento : :-2-2 Mês Mês de de nascimento : : 0 Mês Mês de de nascimento : : mes mes mes < 1 1 ou ou mes mes >12 >12 não sim

21 Exemplo do While Pedir ao utilizador se que deseja repetir a execução do programa Programa do{ do{ do{ do{ printf("deseja continuar (s/n) (s/n)? "); "); resp resp = getch(); while( resp resp!=!='s' 's' resp resp!=!='n'); while( resp resp!=!='n' 'n'); ); condição condição não sim

22 Alteração do fluxo do programa Quebra de ciclos 2003

23 Ciclos de instruções INICIO Ciclo for for for( for( ; ; ) {... Condição V break; return; etc. Ciclo While While( true) true) {... Ciclo do do While do do { FIM While( true);

24 Quebra de ciclos Break A instrução break pode servir para terminar uma sequencia de instruções dentro de um switch ou dentro de um ciclo INICIO Condição F break V FIM

25 Quebra de ciclos - Exemplo Pedir o mês de nascimento Programa... int int mes; mes; while(true){ printf("mes\t:"); t:"); scanf("%d",&mes); if(mes if(mes >0 >0 && && mes mes < 13) 13) break; printf("mes incorrecto»);»); Ecrã mes : 200 mes : 200 Mês Mês incorrecto mes mes : :-1-1 Mês Mês incorrecto mes mes : : INICIO Condição FIM F break V

26 Continuação de ciclos Continue INICIO A instrução continue passa o ciclo directamente para a próxima iteração continue Condição V F FIM

27 Continuação de ciclos - Exemplo Escrever os números impares menores que 10 Programa #include < <iostream.h> main() { int inti=0; i=0; while(i< < 10) 10) { i++; i++; if( if( i%2 i%2 ==0){ continue; cout cout << << i i << << endl; endl; INICIO Condição FIM F continue V

28 Exercicio Contrua um programa que calcule a média de todos os termos positivos de uma sequência de números que termina com zero. A sequencia deve ser introduzido pelo utilizador Exemplo Média: Média: 4 continue Break Condição F V Condição V

29 sequência de NúmerosN Programa float num, soma=0; int intcontador=0; while(true){ printf("numero :"); :"); scanf("%f",&num); if( if( num == == 0 ) break; if( if( num < 0 ) continue; contador++; soma+=num; printf(" " media : :%f %f", ", soma / contador); Condição F Condição continue V Break V

30 Exercícios cios 2003

31 Construa um programa que calcule o factorial de um número introduzido pelo utilizador. Os factoriais estão disponíveis para os números entre 1 e 13. Construa um programa que verifique se um número introduzido pelo utilizador é primo. Construa um programa que imprima as dez tabuadas no ecrã separadas por uma linha em branco ecrã ecrã x x 4 4 = = x x 4 4 = = x x 4 4 = = x 4 = x x 4 4 = = x 1 5 x = 5 5 = 5 2 x 2 5 x = 5 10 = 10 3 x 3 5 x = 5 15 = x x 5 5 = = x x 5 5 = =

32 Exercícios cios Construa um programa que peça ao utilizador a hora actual e imprima o número de segundos que passaram desde a meia noite. (valide a hora actual no acto da introdução) Construa um programa que solicite ao utilizador duas horas válidas e imprima a hora mais tardia no formato hh:mm:ss. Construa um programa que permita introduzir uma data de nascimento correcta validando o ano (>1900) o mês e o dia e a imprima no formato dd/mm/aa (ex. 05/10/99 ; 25/01/02)

Linguagens de programação. Introdução ao C

Linguagens de programação. Introdução ao C Linguagens de programação Introdução ao C M@nso 2003 Sumário Introdução à programação Execução de programas interpretadores, compiladores Linguagem Manipulação de informação Variáveis tipos de dados Operadores

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação

Linguagem C Controle do Fluxo de Execução. Lógica de Programação Linguagem C Controle do Fluxo de Execução Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Aqui começaremos a escrever os nossos primeiros programas em uma Linguagem de Programação. Divirta-se!!! Estrutura Seqüencial

Leia mais

José Romildo Malaquias 2011-1

José Romildo Malaquias 2011-1 Programação de Computadores I Aula 08 Programação: Estruturas de Repetição José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/58 Motivação Como imprimir os três

Leia mais

PROGRAMAÇÃO INSTRUÇÕES DA LINGUAGEM C

PROGRAMAÇÃO INSTRUÇÕES DA LINGUAGEM C PROGRAMAÇÃO INSTRUÇÕES DA LINGUAGEM C 1 2 Repetição 1 Enquanto 'C' é verdadeira Fazer? 3 Repetição 1 Enquanto 'C' é verdadeira Fazer? while (C)?; 4 Enunciado: Construa um algoritmo para mostrar os 100

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

Ficha de trabalho nº3

Ficha de trabalho nº3 Ficha de trabalho nº3 Linguagem de Programação C (strings, switch, os ciclos for, while e do..while, break, continue, ++, --, +=, -=) 1. Elabore um programa que pede ao utilizador o nome e a idade e de

Leia mais

LP II Estrutura de Dados

LP II Estrutura de Dados LP II Estrutura de Dados Linguagem C Seleção e Repetição Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Estruturas de Seleção Simples Composta Aninhada Estruturas de

Leia mais

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores MC102 Algoritmos e Programação de Computadores Instituto de Computação UNICAMP Primeiro Semestre de 2014 Roteiro 1 Maior número 2 Soma de n números 3 Fatorial 4 Máximo Divisor Comum (MDC) 5 Números primos

Leia mais

Instruções de repetição

Instruções de repetição Folha Prática Instruções de repetição 1 Instruções de repetição Repetição (e componentes associadas a qualquer repetição: inicialização, teste da condição de paragem e actualização) Repetição com teste

Leia mais

O laço for é geralmente usado quando queremos repetir algo por um número fixo de vezes

O laço for é geralmente usado quando queremos repetir algo por um número fixo de vezes Linguagem C Laços Laços Laços são comandos usados sempre que uma ou mais instruções tiverem de ser repetidas enquanto uma certa condição estiver sendo satisfeita Em C existem três comandos de laços for

Leia mais

Module Introduction. Programação. Cap. 4 Algoritmos e Programação Estruturada

Module Introduction. Programação. Cap. 4 Algoritmos e Programação Estruturada 5374 : Engenharia Informática 6638 : Tecnologias e Sistemas de Informação 9099 : Bioengenharia 10135 : Ciências Biomédicas Cap. 4 Algoritmos e Estruturada Module Introduction Algoritmos e Estruturada Objectivos:

Leia mais

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue; Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF Programação I

Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF Programação I Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF1004 - Programação I Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática 1 Algoritmo: Conceito Sequência finita e não ambígua de passos para a solução de

Leia mais

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento --

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento -- Aula 09 - Operadores de auto incremento e auto decremento, atribuição múltipla, atribuição na declaração, atribuição resumida e algumas regras de boa programação. 1) Operadores de auto incremento ++ e

Leia mais

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol Estruturas de Decisão Adaptado de Deise Saccol 1 ESTRUTURAS DE DECISÃO Comandos de decisão ou desvio fazem parte das técnicas de programação, para construir estruturas de algoritmos que não são totalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008 UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008 Introdução à Programação em C 28/01/2008 Leia com atenção as perguntas e justifique cuidadosamente todas as respostas 1. Descreva,

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Instruções condicionais. Instruções de repetição. Programa simples. Se fizeres barulho então apanhas um estalo!!!! Se condição então acção.

Instruções condicionais. Instruções de repetição. Programa simples. Se fizeres barulho então apanhas um estalo!!!! Se condição então acção. Sumário Instruções condicionais if Instruções de repetição do 04-1 Instruções condicionais Programa simples Sequência de instruções Como se faz a selecção de opções? Instruções condicionais Se fizeres

Leia mais

Controle de Fluxo. Laços e Desvios incondicionais

Controle de Fluxo. Laços e Desvios incondicionais Controle de Fluxo Laços e Desvios incondicionais Laços Em C, há três comandos de ITERAÇÃO ou LAÇOS: for while do... while Estes permitem que um conjunto de instruções seja executado até que ocorra uma

Leia mais

Estruturas de Repetição em Java

Estruturas de Repetição em Java 1 Linguagem de Programação Estruturas de Repetição em Java A realização da repetição controlada por contador requer: 1. Uma variável de controle (ou contador de loop). 2. O valor inicial da variável de

Leia mais

Aula 4. Comandos de Repetição. Prof. Filipe Mutz.

Aula 4. Comandos de Repetição. Prof. Filipe Mutz. Aula 4 Comandos de Repetição Prof. Filipe Mutz. Instrução Instrução Instrução... Instrução Instrução Condicional (seleção) Repetitivo (loops) Comandos de repetição permitem que um conjunto de instruções

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Introdução No capítulo anterior verificamos que a execução seqüencial dos comandos da função main nos limita a programação de algoritmos muito simples. Passamos, então, a dedicar

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) Factorial Definição de função para cálculo de factorial Scheme (define (factorial n) (if (= n 1) 1 (* n (factorial (- n 1))))) C int factorial (int n) { if (n == 1) return

Leia mais

Estruturas de entrada e saída

Estruturas de entrada e saída capa Estruturas de entrada e saída - A linguagem C utiliza de algumas funções para tratamento de entrada e saída de dados. - A maioria dessas funções estão presentes na biblioteca . - As funções

Leia mais

Funções de Entrada e Saída

Funções de Entrada e Saída inicio Escrita no ecrã (Saída de dados) Escrever( introduza o valor do raio ) Raio Leitura do valor do raio S Raio < 0 N O utilizador insere o valor do raio (Entrada de dados do teclado) Escrita no ecrã

Leia mais

Introdução à Programação 2006/07. Algoritmos

Introdução à Programação 2006/07. Algoritmos Introdução à Programação 2006/07 Algoritmos Objectivos da Aula Algoritmos e suas características Técnicas de Descrição de Algoritmos Linguagem Natural Pseudocódigo Fluxogramas Especificação do problema

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Por que usar funções? Escopo de Variáveis Declarando uma

Leia mais

Lógica de Programação I

Lógica de Programação I Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1 Comando Do/While Além do comando while, existem outras estruturas para implementar laços repetitivos. O comando Do/While funciona de forma similar ao

Leia mais

Conceito de procedimentos e funções

Conceito de procedimentos e funções Tópicos Introdução Como funcionam as funções Declaração de funções Exemplo de funções 1 Introdução As funções, são unidades de código desenhadas para cumprir uma determinada tarefa. Até agora, já utilizamos

Leia mais

Amanda Gondim de Oliveira

Amanda Gondim de Oliveira ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Amanda Gondim de Oliveira ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO É comum a repetição de procedimentos para se realizar tarefas. Esse procedimentos não são repetidos eternamente, mas se encerram

Leia mais

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais

Curso de C: uma breve introdução

Curso de C: uma breve introdução V Semana de Engenharia Elétrica - UFBA Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente, ser utilizado sobre os termos da: Creative Commons License:

Leia mais

Resolução de Algoritmos

Resolução de Algoritmos Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Tópicos Resolução dos exercícios

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) IAED Tagus, 2009/2010 Organização de Ficheiros em C Organização Típica de Ficheiros em C Inclusão de bibliotecas de sistema Inclusão de bibliotecas locais Definição de

Leia mais

Lógica de Programação Completo

Lógica de Programação Completo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Lógica de Programação Completo Carga horária: 40 horas TreinaWeb Tecnologia LTDA CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765 - Conj 71 e 72 São Paulo - SP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1

Leia mais

Desenho de algoritmos

Desenho de algoritmos Folha Prática Desenho de Algoritmos 1 Desenho de algoritmos Resolver as questões que se seguem usando fluxogramas ou uma outra linguagem para algoritmos. A. Instruções/acções de atribuição e leitura/escrita

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Laboratório de AEDS 1 Aula 01 Linguagens de Programação Cada linguagem de programação obedece

Leia mais

Sequencial Estrutura de controlo mais simples. As instruções são executadas sequencialmente.

Sequencial Estrutura de controlo mais simples. As instruções são executadas sequencialmente. Sequencial Estrutura de controlo mais simples. As instruções são executadas sequencialmente. Com base numa condição Estruturas de decisão ou selecção Com base num selector ou de escolha múltipla Com contador

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE TOMAR DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INFORMÁTICA 2005/2006. 0.5 Valores

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE TOMAR DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INFORMÁTICA 2005/2006. 0.5 Valores ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE TOMAR DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INFORMÁTICA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO (ENG. INFORMÁTICA) COMPUTADORES E PROGRAMAÇÃO I (ENG. ELECTROTÉCNICA) 2005/2006 TRABALHO PRÁTICO Nº

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais

Cap.2.5: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código

Cap.2.5: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código Cap.2.5: Design de Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código 1 Sumário Problemas e algoritmos Desenho de algoritmos/programas Passos na construção de algoritmos Método

Leia mais

Prof. Dr. Abel Gomes (agomes@di.ubi.pt) Cap.4: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código

Prof. Dr. Abel Gomes (agomes@di.ubi.pt) Cap.4: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código Prof. Dr. Abel Gomes (agomes@di.ubi.pt) Cap.4: Design de Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código 1 Sumário Problemas e algoritmos Desenho de algoritmos/programas Passos

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo ESTRUTURA DE REPETIÇÃO Nos exemplos e exercícios que

Leia mais

NOME DO ALUNO: AVALIAÇÃO SIMULADA

NOME DO ALUNO: AVALIAÇÃO SIMULADA CURSO: ECA ECV EEL EPR - EMC SÉRIE: 1 a. e 2 a. DISCIPLINA: Algoritmos e Programação PROFESSOR: Paulo Cesar F. De Oliveira, BSc, PhD* RA: DATA: 21/11/2016 NOTA: NOME DO ALUNO:, AVALIAÇÃO SIMULADA 1ª Questão

Leia mais

Estrutura switch if-else switch switch switch if-else-if switch switch case default break switch switch break Observações: case

Estrutura switch if-else switch switch switch if-else-if switch switch case default break switch switch break Observações: case Estrutura switch. O comando if-else e o comando switch são os dois comandos de tomada de decisão. Sem dúvida alguma o mais importante dos dois é o if, mas o comando switch tem aplicações valiosas. Sua

Leia mais

1ª Lista de Exercícios

1ª Lista de Exercícios Universidade Federal do Rio de Janeiro Data: 26/04/05 Disciplina: Computação I 1ª Lista de Exercícios 1) Faça um programa, em pseudo-código, que peça ao usuário que informe n números reais e então calcule

Leia mais

Programação de Computadores III

Programação de Computadores III Programação de Computadores III Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.1/tcc-00.157

Leia mais

Comandos Sequenciais if else, e Switch

Comandos Sequenciais if else, e Switch Introdução à Programação Comandos Sequenciais if else, e Switch 1º ano - ESI e IGE (2011/2012) Engenheiro Anilton Silva Fernandes (afernandes@unipiaget.cv) O computador pensa? Muitas vezes utiliza-se a

Leia mais

Curso de C. Procedimentos e Funções. 6/4/200901/04/09 09:42 Copyright@Arnaldo V Moura, Daniel F Ferber 1

Curso de C. Procedimentos e Funções. 6/4/200901/04/09 09:42 Copyright@Arnaldo V Moura, Daniel F Ferber 1 Curso de C Procedimentos e Funções 6/4/200901/04/09 09:42 Copyright@Arnaldo V Moura, Daniel F Ferber 1 Funções Roteiro: Funções Declaração e chamada Funções importantes Exemplos de funções Variáveis Globais,

Leia mais

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc.

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Operadores Tipo de operadores Aritméticos Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Relacionais Comparação entre entidades. Lógicos Bit a bit 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

Sub-rotinas. 2014/2 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Freddy Brasileiro

Sub-rotinas. 2014/2 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Freddy Brasileiro Sub-rotinas 2014/2 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Freddy Brasileiro www.inf.ufes.br/~fbrasileiro fbrasileiro@inf.ufes.br Programa / Bibliografia 4. Sub-programas e funções 1. Funções e

Leia mais

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C / C++

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C / C++ Edwar Saliba Júnior Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C / C++ Belo Horizonte 2009 Sumário 1 Nota:... 2 2 Comandos e Palavras Reservadas:... 3 3 Dicas... 4

Leia mais

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Avaliação individual. A interpretação das questões faz parte da avaliação. Não é permitida conversa bem como troca de materiais entre os alunos; 1)

Leia mais

Programação. Folha Prática 6. Lab. 6. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal. Copyright 2010 All rights reserved.

Programação. Folha Prática 6. Lab. 6. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal. Copyright 2010 All rights reserved. Programação Folha Prática 6 Lab. 6 Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal Copyright 2010 All rights reserved. 1. Revisão. 2. Objectivos. 3. Exercícios LAB. 6 6ª semana SUBPROGRAMAS

Leia mais

Conceitos básicos de programação

Conceitos básicos de programação Para aprender uma linguagem de programação podemos começar por conhecer os vocábulos ou símbolos que formam o seu léxico e depois aprender como esses vocábulos integram as instruções (frases) que compõe

Leia mais

Material Didático Proposto

Material Didático Proposto Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão para Coordenação das Atividades Pedagógicas da Disciplina BCC701 CAP-BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 2014-1 Material

Leia mais

11 a Aula ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

11 a Aula ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO FISP 1/12 11 a Aula ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Estrutura de repetição: Repetir um determinado trecho de um programa um certo número de vezes tipo Laço Contado ("for" em Linguagem C) Fluxograma convencional

Leia mais

Nesta aula... Iteração indefinida. 1 Decisões em Python. 2 Funções lógicas. 3 Recursão. 4 Iteração. 5 Ciclo for ou while?

Nesta aula... Iteração indefinida. 1 Decisões em Python. 2 Funções lógicas. 3 Recursão. 4 Iteração. 5 Ciclo for ou while? Nesta aula... 1 2 3 4 indefinida 5 Valores lógicos: booleanos Tipo do Python para guardar os valores lógicos, verdadeiro e falso: booleano (George Bool, matemático inglês) Valores lógicos podem ter apenas

Leia mais

Estruturas de Repetição na Linguagem C. Slides da Prof. Deise Saccol

Estruturas de Repetição na Linguagem C. Slides da Prof. Deise Saccol Estruturas de Repetição na Linguagem C Slides da Prof. Deise Saccol 1 Comando for Estrutura de repetição for (var=valor inicial; condição; incremento) comando; for (var=valor inicial; condição; incremento)

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação aula 4 Engenharia Elétrica e Engenharia de Automação Introdução à Computação 1.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) Programas Programas são seqüências de instruções

Leia mais

Algoritmos e Programação Parte 02 Vetores e Matrizes

Algoritmos e Programação Parte 02 Vetores e Matrizes Parte 02 Vetores e Matrizes o Algoritmos e Programação Vetores Estrutura de Dados Homogênea e Estática o Unidimensional o Exemplo : Prédio com um apartamento por andar Conjunto habitacional com apenas

Leia mais

MC-102 Aula 19 Registros

MC-102 Aula 19 Registros MC-102 Aula 19 Registros Instituto de Computação Unicamp 4 de Maio de 2015 Roteiro 1 Registros 2 Redefinição de tipos (Instituto de Computação Unicamp) MC-102 Aula 19 4 de Maio de 2015 2 / 17 Registros

Leia mais

Controlo de Execução das instruções

Controlo de Execução das instruções introdução Controlo de Execução das instruções ou Estruturas de Decisão inicio Escrever( introduza o valor do raio ) Ler(Raio) Area = π * Raio * Raio Saída de Dados Entrada de Dados Calculos int main()

Leia mais

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Introdução a classes e objetos Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Estruturas de Seleção if... else Operador condicional (? : ) switch Aula de Hoje Estruturas de Repetição: while/do... while/for

Leia mais

Estruturas de Controle de Fluxo

Estruturas de Controle de Fluxo Aula Prática IX Aula Prática IX Teoria Estruturas de Controle de Fluxo Instrução condicional simples Em pseudocódigo: Na linguagem C: se entao fimse if ()

Leia mais

foi teoricamente impossível trabalhar essa semana.

foi teoricamente impossível trabalhar essa semana. foi teoricamente impossível trabalhar essa semana. tudo que eu precisava para realizar uma tarefa precisa de outra coisa que precisava de outra, em um loop infinito como um Möbius Strip. talvez você pudesse

Leia mais

Módulo 4. Instruções for, while e do/while. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 4. Instruções for, while e do/while. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Módulo 4 Instruções for, while e do/while Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Estrutura de repetição for Repete uma seqüência de comando O número de vezes que ocorrerá a repetição é controlado

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Programação com linguagem C

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Programação com linguagem C Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Programação com linguagem C 1 Variáveis na linguagem C: tipo char O tipo char representa um caractere ASCII (ocupa só 1 byte) int main(int argc, char **

Leia mais

double pcompra[1000], pvenda[1000], codclient[1000]; //sempre que o usuário voltar ao menu principal ele poderá

double pcompra[1000], pvenda[1000], codclient[1000]; //sempre que o usuário voltar ao menu principal ele poderá /*Algortimo de Controle de Estoque e Cadastro*/ #include #include main(){ int i, op, op2, qtd, entradaestoque, consulproduto, consulcliente,cod[1000],estoque[1000]; double pcompra[1000],

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012 Departamento de Engenharia Electrotécnica PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012 Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e Computadores 1º ano 1º semestre Trabalho nº 5 Funções http://tele1.dee.fct.unl.pt/pm

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 6. Revisão Laços de Repetição

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 6. Revisão Laços de Repetição CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 6 Revisão Laços de Repetição TRABALHO 1º Semestre Prazo de entrega: 14/06. Individual ou em Dupla Compactar todos os exercícios em um arquivo. Enviar para o e-mail do PET:

Leia mais

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton nilton@comp.uems.br Introdução A linguagem C foi inventada por Dennis Ritchie e

Leia mais

PROGRAMAÇÃO FUNÇÕES NA LINGUAGEM C

PROGRAMAÇÃO FUNÇÕES NA LINGUAGEM C PROGRAMAÇÃO FUNÇÕES NA LINGUAGEM C 1 Enunciado: a)implementar a função maior que devolve o maior de dois números inteiros passados como parâmetro; b)construir um programa em C que determine o maior de

Leia mais

Funções em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Linguagem de Programação Estruturada I. Universidade Federal do Paraná

Funções em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Linguagem de Programação Estruturada I. Universidade Federal do Paraná em C Linguagem de Programação Estruturada I Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto Universidade Federal do Paraná Sumário Funções: Conceitos; Forma Geral das funções; Regras de Escopo; Argumentos

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Estruturas de Controle Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Estrutura de Controle e de Fluxo Comandos de Seleção: O comando if; Ifs Aninhados; A escada if-else-if; A expressão condicional;

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

Procedimento. Função. Selecção Condicional - a instrução if-then-else. expressão if lógica then instrução else instrução

Procedimento. Função. Selecção Condicional - a instrução if-then-else. expressão if lógica then instrução else instrução Métodos de Programação I 2. 20 2.2.8 ESTRUTURAS DE CONTROLO Estruturas de controlo são instruções especiais em Pascal que permitem controlar o fluxo de sequência de instruções, alterando a ordem sequencial

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Prof. Yandre Maldonado - 1 Prof. Yandre Maldonado e Gomes da Costa Prof. Yandre Maldonado - 2 Linguagem C: Desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios da AT&T Bell (EUA) no início dos anos 70; Algol

Leia mais

Programação Universidade da Beira Interior Departamento de Informática 2007/08

Programação Universidade da Beira Interior Departamento de Informática 2007/08 Programação Universidade da Beira Interior Departamento de Informática 1. Faça o fluxograma e o respectivo programa que resolva equações de 2º grau (ax 2 +bx+c=0). O programa deverá pedir ao utilizador

Leia mais

1.Quais serão os valores de x, y e p ao final do trecho de código abaixo? int x, y, *p;y = 0; p = &y; x = *p; x = 4; (*p)++; --x; (*p) += x;

1.Quais serão os valores de x, y e p ao final do trecho de código abaixo? int x, y, *p;y = 0; p = &y; x = *p; x = 4; (*p)++; --x; (*p) += x; PONTEIROS 1.Quais serão os valores de x, y e p ao final do trecho de código abaixo? int x, y, *p;y = 0; p = &y; x = *p; x = 4; (*p)++; --x; (*p) += x; 2.Os programas (trechos de código) abaixo possuem

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010 Departamento de Engenharia Electrotécnica PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010 Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e Computadores 1º ano 2º semestre Trabalho nº 3 Testes, condições

Leia mais

void lerdados(float *salario, int *horasextras, int *horasatraso, int *dependentes, int *tempodeservico) {

void lerdados(float *salario, int *horasextras, int *horasatraso, int *dependentes, int *tempodeservico) { ex8 8. Faça um programa que leia as seguintes informações dos funcionários de uma empresa: matrícula do funcionário, salário bruto, quantidade de horas extras, quantidade de horas em atraso, quantidade

Leia mais

Linguagem C Funções definidas pelo usuário. Lógica de Programação

Linguagem C Funções definidas pelo usuário. Lógica de Programação Linguagem C Funções definidas pelo usuário Lógica de Programação Caro(a) aluno(a), Trabalharemos agora com as funções criadas por vocês na Linguagem C. Bom trabalho!!! Funções C permite que o programador

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 1 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar o uso de variáveis de vários tipos

Leia mais

Estruturas de Repetição Parte I ENQUANTO-FAÇA

Estruturas de Repetição Parte I ENQUANTO-FAÇA Estruturas de Repetição Parte I ENQUANTO-FAÇA Prof. Dr. Edson Pimentel Centro de Matemática, Computação e Cognição Objetivos Reconhecer a necessidade do uso de estruturas de repetição Aprender a sintaxe

Leia mais

7. Estrutura de Decisão

7. Estrutura de Decisão 7. Estrutura de Decisão Neste tipo de estrutura o fluxo de instruções a ser seguido é escolhido em função do resultado da avaliação de uma ou mais condições. Uma condição é uma expressão lógica. A classificação

Leia mais

Computação e Programação

Computação e Programação Computação e Programação 4ª Aula de (Funções) Instituto Superior Técnico, Dep. de Engenharia Mecânica - Secção Sistemas, Grupo de Controlo Automação e Robótica Exercício 1 ENUNCIADO: Escreva as seguintes

Leia mais

Introdução. Manipulação de arquivos em C. Estrutura de Dados II Prof Jairo Francisco de Souza

Introdução. Manipulação de arquivos em C. Estrutura de Dados II Prof Jairo Francisco de Souza Introdução Manipulação de arquivos em C Estrutura de Dados II Prof Jairo Francisco de Souza Manipulação de Arquivo em C Existem dois tipos possíveis de acesso a arquivos na linguagem C : sequencial (lendo

Leia mais

Fluxogramas. Leandro Tonietto ago-09

Fluxogramas. Leandro Tonietto ago-09 Fluxogramas Leandro Tonietto ltonietto@unisinos.br ago-09 Introdução Planejar, modelar e projetar primeiro, depois fazer (programar). Maiores chances de sucesso na programação Facilita a resolução, pois

Leia mais