Velocidade na Humberto de Campos irá diminuir

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Velocidade na Humberto de Campos irá diminuir"

Transcrição

1 Terça-Feira, 14 de Abril de 2015 edição #1973 Ano XXVI Mudança no transporte causa transtorno em Rio Grande Desde sexta-feira o transporte público municipal de Rio Grande da Serra vem causando problemas para os usuários das linhas de ônibus. Por decisão judicial, a Rigras está impedida de realizar a locomoção municipal. O serviço ficou exclusivamente a cargo da Viação Talismã, que detém a concessão desde Página 08 Lei das Sacolinhas pode valer no ABC Página 03 Rigras agora só pode transportar passageiros intermunicipais Liga dos Campeões é tema no Pé na Bola Página 14 Velocidade na Humberto de Campos irá diminuir Página 07 Tem início as obras do PAC em RGS Início das obras do PAC Mobilidade Urbana aconteceu no último fim de semana na rua Dos Ipês que dá acesso a Avenida Guilherme Pinto Monteiro. Rio Grande é a primeira a começar obras do Governo Federal. Página 04

2 2 Folha Opinião Terça-feira, 14 de abril de 2015 E D I T O R I A L D A F O L H A C H A R G E Ações no trânsito Toda e qualquer ação do poder público que atinja diretamente o cotidiano das pessoas, em questão de pouco tempo repercute e se instala a discussão sobre o assunto. Em Ribeirão Pires isso fica evidente depois de pelo menos duas ações da Prefeitura: a construção de lombadas e instalação de radares com redução de velocidade em algumas avenidas da cidade. No entanto, não resta a menor dúvida de que o alvo do poder público seja a redução do número de acidentes de trânsito, que cresce em todas as cidades brasileiras, em alguns casos por negligência do motorista em outros por estruturas precárias das vias públicas. Porém, não se deve desprezar a Quando a ação atinge o cotidiano das pessoas o debate é maior Decisão judicial proíbe Rigras de transporte municipal em RGS indústria da multa que se instalou por todo país, com o governo preocupado cada vez mais em arrecadar do que em educar. Por outro lado, é evidente também que o motorista infrator só aprende a lição quando ela atinge diretamente o seu bolso. O segredo é: exercer esse trabalho de educação no trânsito, multando quem tem que ser multado e educando quem ainda pode ser educado. Esse é um desafio e tanto para qualquer administrador público. Enfim, conter a ânsia em arrecadar e mirar na educação é uma ação que só merece aplausos, ainda mais quando o número de mortes e acidentes diversos só crescem no trânsito brasileiro e não é diferente em Ribeirão Pires. Portanto, fique atento para não ser multado! É positivo... Apesar de atrasada, as obras no entorno do Rio Ribeirão Pires parece que foram retomadas, assim, o circuito de caminhada poderá voltar a ser como era. *** O prefeito Saulo Benevides ter definido o local para base do Romu na região do Centro Alto de Ribeirão Pires. A região continua sendo alvo de ladrões de carros e pedestres. É negativo... O número cada vez maior de pernilongos em bairros de Ribeirão Pires. A população reclama que a Prefeitura precisa intensificar a retirada do mato e limpar os terrenos. *** Alguns locais que precisam de fiscalização quanto a água parada, e portanto, possível criadouro da dengue. O fosso do elevador da antiga Fábrica de Sal é um dos locais que precisa ser esvaziado. A polêmica discussão sobre a redução da maioridade penal dos 18 para os 16 anos ganhou novos desdobramentos após passar pelo crivo da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Depois de 22 anos, o Congresso Nacional avançou no debate por entender que a proposta, parada na Casa desde 1993, não significa extinguir direitos, mas adaptar a legislação para evitar que menores sejam aliciados pelo crime organizado. É preciso esclarecer que a PEC (Proposta de Emenda Parlamentar) propõe novas regras para punir menores que cometem crimes porque têm a plena consciência de que não serão penalizados como adultos. É este sentimento de impunidade que precisa acabar. E o principal argumento é que um jovem com idade suficiente para eleger um representante por meio do voto, também tem discernimento sobre o correto e o errado, portanto, deve responder por seus atos. A lógica de uma punição de acordo com o crime cometido, independentemente da idade, significa minimizar a violência. R E N A T O M A G R I N I D E S O U Z A Redução da maioridade penal: um avanço na legislação brasileira A sequência de crimes hediondos cometidos por menores de idade em todo o Brasil nos últimos anos, aliás, mobiliza toda a opinião pública sobre a urgência em readequar nossa legislação. Um debate que faço há um ano, quando iniciei trabalho na região do Grande ABC para coletar assinaturas em um abaixo-assinado encaminhado ao Congresso Nacional pedindo a redução da maioridade penal. Segundo pesquisa do Ibope realizada em 2014, 83% dos brasileiros concordam que a pessoa com 16 anos deve ter o mesmo tratamento que um adulto. É pelo fim da impunidade, e por respeitar a cidadania, que o parlamento brasileiro precisa aprovar mudança na Lei. Alex Manente é deputado federal pelo PPS e autor da campanha 16Já

3 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Lei das Sacolinhas pode valer para o ABC Política Folha 3 Tema deve ser tratado pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC Consumidores pagam pelas sacolinhas na cidade de São Paulo Agência Brasil A Lei das Sacolinhas que entrou em vigor na capital paulista pode chegar as cidades do Grande ABC. O tema poderá ser pauta nas próximas reuniões dos prefeitos da região, através do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. As Prefeituras de Mauá e Ribeirão Pires já indicaram que irão levar o tema para o Consórcio. Rio Grande da Serra não se posicionou. O tema foi levantado em reportagem do Jornal Diário do Grande ABC. A medida não tem data para entrar em vigor nos municípios da região. Em São Paulo, os estabelecimentos só podem distribuir sacolas com pelo menos 51% de material renovável e com maior capacidade de carga. Foram criados dois tipos de sacos: os verdes, que poderão ser reutilizados no descarte de materiais recicláveis para a coleta seletiva, e os cinzas, destinados a resíduos orgânicos e rejeitos Ȯs supermercados cobram entre R$ 0,08 e R$ 0,12 por sacola. Câmara de Ribeirão vota reajuste salarial para profissionais de Educação A Câmara de Vereadores de Ribeirão Pires deve votar amanhã Projeto de Lei do Executivo que reajusta salários de educadores da rede municipal. Serão contemplados Coordenadores de Programas Pedagógicos que hoje recebem R$ 2.394,32 passando para R$ 3.372,45. Os Dirigentes de Ensino hoje recebem R$ 2.744,54, com o rejuste passam a ter um piso de R$ 3.372,45. Professor de Planejamento em Educação que atualmente possui salário de R$ 2.744,54, com o rejuste receberá mensalmente R$ 4.016,62. Supervisores também terão aumento, dos atuais R$ 2.744,54 para R$ 4.016,62. Para o prefeito Saulo Benevides (PMDB), o projeto valoriza os gestores e é uma conquista de todos da Educação". A vice-prefeita e secretária de Educação, Leonice Moura, ressalta que o reajuste é uma luta antiga e que valoriza os gestores. Com o diálogo entre o Sindicato (Sineduc) com o apoio do prefeito conseguimos a valorização dos gestores, que é de suma importância para o andamento de uma Educação de qualidade. Leonice diz que reajuste faz parte da valorização dos servidores de Educação Depois de um ano e meio, nas próximas semanas o Jurídico da Prefeitura e o prefeito irão analisar o Estatuto do Magistério e o Plano de Carreira que dará sequência a valorização dos profissionais da Educação, com isso, nossa meta de uma cidade educadora com profissionais valorizados será alcançada, algo que há anos estava esquecido" Elizete Costa ressalta que o reajuste salarial é necessário, e que o tema estava esquecido. "Isso é um enorme avanço da Educação Municipal, as questões salariais dos gestores estava esquecida já que os professores anualmente receberam o piso, dissídio, tudo regularizado, agora o avanço com o plano de carreira vai Ȧ supervisora educacional ter uma sequência para as demais categorias. Arquivo Folha Que o PSB de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra podem ganhar reforços de peso para as eleições municipais de Que em Rio Grande da Serra o nome de peso para ingressar na sigla é do ex-prefeito Ramon Velazques, que deixaria o PT e assim faria o mesmo movimento da ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, que já anunciou saída do PT para se filiar ao PSB e assim disputar a Prefeitura de São Paulo. Que com isso Ramon pode, inclusive, ingressar de mala e cuia no governo do prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (PSDB). Que a ida da Ramon para o governo ainda é guardada a sete chaves, mas há quem garanta que o hoje petista e futuro pessebista poderá ocupar cargo no primeiro escalão tucano. Que Maranhão, inclusive, deverá ser absolvido do processo de expulsão movido pelo PSDB Estadual por infidelidade partidária nas eleição de E assim disputaria a reeleição pelo PSDB no ano que vem. Que o ex-prefeito de Rio Grande da Serra, Kiko Teixeira (PSC), também estaria de malas prontas para o PSB, mas de Ribeirão Pires, onde pretende disputar a sucessão de Saulo Benevides (PMDB) em Que Kiko estaria numa encruzilhada: ele faz parte do governo tucano no Estado, onde é conselheiro do Emae, e também é fortemente assediado pelo PSDB. Esta colu na não afir ma, ela ape nas divul ga o que Dizem por aí. Estou muito feliz por estarmos iniciando as obras que levarão saneamento básico e pavimentação aos moradores do Sítio dos Vianas. O bairro existe há quase trinta anos e esperava pelas melhorias desde sempre, do prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB) Mauá conseguiu atingir o menor índice de mortalidade infantil da história. Um conjunto de ações, trabalhadas de forma integrada entre todos os setores da saúde, possibilitou chegarmos ao índice preliminar de 12,6 mortes por mil nascidos vivos. Foi uma redução de 3 pontos percentuais, do prefeito Donisete Braga (PT)

4 4 Folha Política Terça-feira, 14 de abril de 2015 Rio Grande da Serra inicia obras do PAC Mobilidade Urbana Cidade é a única do Grande ABC a tirar o PAC Mobilidade do papel e começa a pavimentar ruas Prefeito conversa com responsáveis pela obra iniciada no final de semana O prefeito de Rio Grande da Pinto Monteiro, próxima rua a Serra, Gabriel Maranhão (PSDB), ser contemplada com as obras e acompanhou no último final de uma das principais vias da cidade semana o início dos trabalhos que faz a ligação de Rio Grande das obras do PAC Mobilidade da Serra com Ribeirão Pires. Urbana do Governo Federal. A etapa Rio Grande da Serra As obras de pavimentação iniciaram pela Rua dos Ipês, que dá com investimento de 41 milhões do PAC Mobilidade Urbana conta acesso a Avenida Guilherme de reais e contempla as seguintes ruas e avenidas com guias, sarjetas, calçada, asfalto e drenagem: Avenida Guilherme Pinto Monteiro, Avenida José Bello, Rua Prefeito Cido Franco, Rua José Carlos Pace, Rua Valeriano Carreira Gonçalves, Rua Marechal Castelo Branco, Avenida Dom Pedro I, Rua Prefeito José Carlos Carlson, Rua Pr. Aquilino Sartori, Rua José Maria de Figueiredo, Rua Lídia Pollone, Rua Espírito Santo e Rua Anabela. O prefeito destacou que as obras que haviam sido muito questionadas pela população, se sairiam mesmo do papel e agora começam a ganhar vida na cidade. Muitos achavam que o PAC Mobilidade Urbana era bom demais para ser uma realidade em Rio Grande da Serra. Com muito esforço, mostramos que é possível, hoje, as obras começam a ganhar vida na cidade, destacou o Maranhão, que completou dizendo sobre o feito de ser a Marcelo Menato toma posse hoje a noite como presidente da Aciarp O empresário da Conteto Serviços Contábeis, Marcelo Menato, toma posse hoje, às 19 horas, no Restaurante Canoa Quebrada como presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires (Aciarp). Ele irá substituir Geraldo Sauter, que ficou a frente da associação por seis anos. Menato já ocupou a presidência da Aciarp em 2003, na vida pública atuou como secretário de Educação e Cultura e Desenvolvimento Econômico, ambas em Ribeirão Pires. O novo presidente, que ficará no cargo no triênio 2015/2017 diz que terá como prioridade no mandato a cooperativa de créditos para os associados, uma forma a mais de viabilizar os investimentos. Na cerimônia de posse, será apresentada a parceria com o Sicoob Grande ABC, escolhida pela associação para viabilizar a cooperativa. Entre tantos outros projetos, quero destacar a cooperativa de créditos para nossos associados, uma reivindicação Sauter com o novo presidente Marcelo Menato na sede da Aciarp antiga, que iremos instituir, ter profissionalizado os serviços, tornando-a mais indepen- disse Marcelo Menato. Para o presidente que sai, o dente e moderna. Hoje quem maior legado nesse período assume a associação encontra que esteve a frente da associação é o fato de tê-la tornado rado, como deve ser, disse tudo organizado, bem estrutu- mais ágil e profissional, tornando-a independente. logo após a escolha do novo Gerardo Sauter em discurso Acredito que o grande presidente em janeiro deste legado que deixo para Aciarp é ano. única cidade do Grande ABC que tirou o projeto do papel. Rio Grande mostra que não se intimida a grandes desafios e mostrou que o Davi passou à frente de muitos Golias, sendo a PRB conversa com Guerra em Rio Grande Reunião de Guerra e Bacalhau com coordenador regional do PRB Na última sexta-feira esteve em Rio Grande da Serra o assessor parlamentar do deputado estadual Sebastião Santos (PRB) e coordenador regional do PRB, Erisson Pessoa. Na pauta foi discutido o possível apoio do PRB ao pré candidato a prefeito pelo PMDB, vereador Guerra (atualmente no PV), onde o PRB poderá indicar o única cidade a iniciar as obras, concluiu o prefeito. A previsão de entrega de todas as obras que compõem o projeto é final do primeiro semestre de Placa com as informações sobre as obras iniciadas na cidade vice na chapa de Guerra. Participaram da visita o vereador Guerra e Bacalhau, articulador político do grupo. Os políticos também falaram sobre crescimento sócio-econômico na cidade de Rio Grande da Serra, colocando o gabinete do deputado estadual Sebastião Santos à disposição da cidade.

5 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Publicidade Folha 5 Câmara de Rio Grande da Serra Decreto Legislativo n Faço saber que a Câmara Municipal de Rio Grande da Serra, Estado de São Paulo, aprovou e eu Promulgo o seguinte Decreto Legislativo, de Autoria do Vereador Israel Mendonça da Cunha: Concede Titulo de Cidadão Honorário ao ilustre Senhor Jackson dos Santos, pelos relevantes serviços prestados ao nosso Município. Artigo 1º Fica Concedido ao Ilustre Senhor Jackson dos Santos, o titulo de Cidadão Honorário, pelos relevantes serviços prestados ao Município. Parágrafo único A entrega do Titulo e Homenagens dar-se-ão oportunamente em Sessão Solene desta Casa, em data a ser fixada pela Presidência. Artigo 2 As Despesas decorrentes do Presente Decreto Legislativo, correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário. Câmara Municipal de Rio grande da Serra, 02 de abril de º Ano de Emancipação Político Administrativa do Município. Vereador Manoel Messias Lima Presidente José Carlos Pereira dos Anjos Diretor Resolução nº Faço saber que a Câmara Municipal de Rio Grande da Serra aprovou e eu promulgo a seguinte resolução, Autoria do Vereador Edvaldo Francisco Guerra: Dispõe sobre as Moções e dá outra outras providencia. Artigo 1º - Dá nova redação ao 3 e acresce o 4 ao artigo 162 da Resolução ( Regimento Interno), com a seguinte redação: Artigo 162 (...) 1 (...) 2 (...) 3 - A ordem estabelecida neste artigo é taxativa não sendo permitida a leitura de papeis ou proposições fora do respectivo grupo ou fora da ordem cronológica de apresentação, vedando- se, igualmente, qualquer pedido preferência nesse sentido, excetuado o disposto no 4 - Nos 10 (dez) minutos finais do horário destinada ao expediente e sendo verificada a impossibilidade da leitura das moções, estas serão lidas, ainda que haja requerimento e Indicações pendentes. Artigo 2º esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrario. Câmara Municipal de Rio Grande da Serra, 02 de abril de Ano de Emancipação Político Administrativa do Município. Vereador Manoel Messias Lima Presidente José Carlos Pereira dos Anjos. Diretor

6 6 Folha Política Terça-feira, 14 de abril de 2015 João: Construção de rotatória em bairro Guerra: Ponte com rachadura na José Belo Benedito: Verba para infraestrutura Vereador João Batista Dias João Batista Dias (PTB), vereador de Rio Grande da Serra, solicita ao Executivo Municipal, através da Secretaria de Obras e Planejamento, a possibilidade de realizar estudos e projetos que visem a construção de uma rotatória no final da rua Nova Gerseu, no bairro Nova Califórnia. O vereador justifica que visa garantir a segurança dos moradores locais, haja vista a dificuldade que os veículos de grande porte encontram para realizarem manobras na via. Pelo exposto é que o vereador considera de suma importância a realização da obra, garantindo a segurança da população, bem como condições adequadas de trafegabilidade aos motoristas. Ângela: Realização de ultrassonografia Vereador Edvaldo Francisco Guerra Edvaldo Francisco Guerra, o Guerra (PV), vereador de Rio Grande da Serra, solicita ao prefeito municipal, Gabriel Maranhão (PSDB), através da Secretaria de Obras e Planejamento, informações referentes a grande rachadura existente na ponte sobre a linha férrea localizada na avenida José Belo. Guerra quer saber, entre outros questionamentos, se a ponte foi vistoriada e qual o grau de risco que apresenta na trafegabilidade. Se positivo, o vereador pede para enviar o laudo para a Câmara, se a rachadura está inserida na garantia da obra, já que ela passou por reformas recentemente e qual a data prevista para manutenção do local danificado. Agnaldo: Serviço de transporte escolar Vereador Benedito Rodrigues de Araújo O vereador de Rio Grande da Serra, Benedito Rodrigues de Araújo (PT), solicita ao depurado estadual Luiz Turco (PT) informações quanto a possibilidade de apresentação de emenda parlamentar, visando a destinação de verba no valor de R$ ,00 a serem utilizados em obras de infraestrutura na cidade de Rio Grande da Serra. Benedito diz que a cidade carece de serviços de infraestrutura devido ao baixo investimento no setor. Tem-se que ressaltar que o atendimento da solicitação viria ao encontro às necessidades da população que há muito espera por benfeitorias na cidade. O vereador considera de suma importância a apresentação da emenda. Messias: solicitação de reunião com prefeito Vereadora Ângela de Souza Nunes A vereadora da cidade de Rio Grande da Serra, Ângela de Souza Nunes (SD), solicita ao Executivo Municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde, informações referentes a realização de exames de ultrassonografia na cidade. A vereadora justifica sua solicitação, pois é constantemente abordada por munícipes reclamando que não estão sendo realizados exames de ultrassonografia na rede pública municipal, o que obriga os pacientes a deslocarem-se até os municípios vizinhos para poder realizar o exame o que, além do transtorno com a locomoção, ainda acarreta atraso na detecção dos males que os afligem e o retardamento do tratamento necessário, especialmente gestantes. Vereador Agnaldo de Almeida Agnaldo de Almeida (PSDB), vereador de Rio Grande da Serra, solicita a Secretaria de Estado da Educação interceder junto ao Governo do Estado de São Paulo para que seja mantido o serviço de transporte escolar na cidade, nos bairros desprovidos de linhas regulares de ônibus. O pedido é devido ao fato de que muitos pais dependem do transporte escolar para que seus filhos possam frequentar as escolas do município. O vereador sabe que em certos bairros não há linha regular de ônibus e que em outros bairros essas linhas tem horários diferentes dos horários de aulas das escolas, o que dificultará sobremaneira o acesso a escola pelos alunos residentes naquelas localidades. Vereador Manoel Messias Lima O presidente da Câmara Municipal e vereador de Rio Grande da Serra, Manoel Messias Lima (PV), solicita ao prefeito municipal Gabriel Maranhão (PSDB), uma reunião com os vereadores para obter informações quanto a situação do transporte público, pois vários moradores vem procurando os vereadores na Câmara para saber o que está de fato acontecendo com o transporte de Rio Grande da Serra, pois é sabido que há uma contenda judicial entre as empresas Talismã e Rigras. Manoel Messias Lima aguarda a resposta do prefeito Gabriel Maranhão informando a data da reunião para que a população de Rio Grande da Serra não seja prejudicada com o transporte público da cidade devido a pendência judicial.

7 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Cidade Ribeirão inicia redução de velocidade na avenida Humberto de Campos Folha 7 Alteração vale para todos os veículos e aplicada em toda a extensão a partir de sexta-feira. Velocidade baixa de 60 para 50 km/h As mudanças são para beneficiar os condutores e pedestres, diz prefeito Motoristas reclamam de lombada na avenida Prefeito Valdírio Prisco Lombada cheia de marcas decorrentes dos carros rasparem a parte inferior Motoristas que circulam redutor de velocidade é alto pela Avenida Prefeito Valdírio demais e inclinado, raspando Prisco, região central de a parte inferior do veículo. Ribeirão Pires, estão reclamando da lombada instalada em frente ao Complexo Ayrton Senna. Segundo os condutores, o Se você passar com mais de três pessoas no carro, ele bate embaixo, mesmo que entre devagar na lombada, ela é muito alta, diz o motorista Wagner Lima A velocidade máxima na avenida Humberto de Campos, principal via para a ligação dos municípios de Ribeirão Pires e Mauá, será reduzida de 60 km/h para 50 km/h a partir da próxima sexta-feira (17). A alteração é válida para todos os veículos e será aplicada em toda a extensão da via. O objetivo da mudança, segundo a Secretaria de Transportes e Trânsito, é reduzir o número de acidentes. Nesta via existem trechos que os motoristas conseguem acelerar mais e depois frear. Essas mudanças repentinas de velocidade provocam mais riscos de colisões. Nosso compromisso é com a segurança dos condutores e pedestres, afirma o secretário da pasta, Rubens de Almeida Sousa. A sinalização da avenida já está sendo alterada. Em um primeiro momento, porém, a medida será de caráter educativo. As autuações por excesso de Humberto César. Durante a reportagem, um motorista chegou a parar o carro, e imaginando que a repórter era funcionária da Prefeitura, pediu punição para quem instalou o equipamento dessa forma. Não é possível, quem fez isso? É preciso fazer leis como na Líbia, na Síria e enforcar quem fez isso, desabafou o cidadão. A professora Ana Luíza disse ser favorável a lombada, desde que ela esteja dentro das normas. Estão instalando lombadas em várias ruas, até aí tudo bem, é bom, mas pergunto, não existe uma padronização. A lombada também ganhou as redes sociais. Postagens reclamando da altura e tamanho do redutor de velocidade também ganharam a rede mundial de computadores. A Prefeitura de Ribeirão Pires informou que os redutores de velocidade seguem as normas, mas se comprometeu a verificar os problemas apontados pelos motoristas, para possíveis correções. velocidade só serão aplicadas a partir do início do funcionamento dos radares que ainda passam por adaptação. Os equipamentos devem passar a funcionar nos próximos dias. Segundo Sousa, a opção de alterar a velocidade da via antes do funcionamento dos radares é para que o condutor comece a se adaptar com as mudanças e evite as autuações desnecessárias por excesso de velocidade. A Avenida Humberto de Campos será a primeira via da cidade a receber essas intervenções. Em breve, novas ruas e avenidas também terão os limites de velocidade reduzidos, explicou. Instalação de radares Em breve radares estáticos (conhecidos como radar móvel ) entrarão em funcionamento nas principais vias da cidade, como Avenida Prefeito Valdírio Prisco, Avenida Francisco Monteiro, Avenida Santo André e Avenida Kaethe Richers. Nessas avenidas a velocidade também vai ser diminuída de 60 km/h para 50 km/h. E em alguns pontos críticos, como na Avenida Santo André onde ocorre a travessia de muitos usuários da Apraespi, ou na Avenida Francisco Monteiro, próximo ao Destacamento da Polícia Militar, a velocidade deverá diminuir ainda mais, passando para 40 km/h. Também estão realizando outros estudos para a instalação de novos pontos de radares fixos na cidade. Todas essas mudanças são para beneficiar os condutores e os pedestres, oferecendo maior segurança. Quem segue as normas de trânsito e entende a importância de uma conscientização maior sobre práticas seguras, não será prejudicado. Os equipamentos são para punir quem infringir leis, afirmou o prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB).

8 8 Folha Cidade Terça-feira, 14 de abril de 2015 Decisão judicial garante para Talismã transporte municipal em Rio Grande Empresa de ônibus Talismã possui concessão para o transporte de passageiros desde 2009 e tinha linhas sobrepostas pela Rigras Novos ônibus da Talismã aguardam liberação das novas linhas para entrarem em circulação A Viação Talismã conseguiu desde 2009, a empresa alega não podem utilizar os ônibus na Justiça promover com que tinha suas linhas (trajetos) intermunicipais para se deslocarem exclusividade o transporte de sobrepostas pela empresa pela cidade. passageiros nas linhas de ônibus Rigras, que possui autorização Segundo a decisão do municipais em Rio Grande da Serra. A briga jurídica se arrasta nos tribunais desde A Prefeitura e a Rigras ainda podem recorrer da decisão. para atuar na cidade com as linhas intermunicipais. Na prática, a Rigras atuava nas mesmas linhas da Talismã. A decisão conhecida na última sexta-feira pegou passageiros Tribunal de Justiça de São Paulo, a Rigras está autorizada a transportar apenas passageiros intermunicipais, ou seja, na prática, partindo do terminal Parque América ou Elclor, Detentora da concessão de surpresa, que agora, tendo como destino a cidade Talismã promete mais qualidade no serviço A Viação Talismã reconheceu na manhã de ontem que ainda enfrenta problemas pontuais para atender a população de Rio Grande da Serra, mas enfatiza que nos próximos dias tudo deve estar sanado, principalmente a adequação dos horários de partidas e a qualidade do serviço prestado. Para dar, o que chamaram de mais qualidade no serviço, os responsáveis pela empresa já adquiriram ônibus novos e estão capacitando seus colaboradores, a fim de atender a população a contento. Horários reformulados e novas linhas devem ser anunciadas nos próximos dias. A Talismã diz entender a preocupação da população, mas garante que está trabalhando para dar um transporte de melhor qualidade para os usuários. Ainda segundo a empresa, a discussão é antiga (2011), e por inércia da Prefeitura teve que ir para os tribunais. Os representantes da viação dizem que desde 2009 procuram a Prefeitura para resolver a questão, mas que nada foi feito. Para eles, basta cumprir a Lei e tudo estará resolvido. Preocupados com despesas adicionais dos usuários, pedem a Prefeitura que autorize a integração, através do Cartão Bom. Serviço já autorizado para Rigras. Quanto as regiões não atendidas pela Talismã (Parque do Governador, Sítio Maria Joana, Jardim Encantado e São João), a empresa aguarda a liberação da Prefeitura para começar a trabalhar nesses locais. A Talismã busca deixar claro que está apenas fazendo valer o seu direito. Detentora das linhas municipais, via seus trajetos usados pela concorrente, diminuindo a arrecadação, e consequentemente, os investimentos, compromentendo a qualidade do serviço prestado. Atualmente, 19 ônibus estão disponibilizados para população. A frota deve ser reforçada nos próximos dias. Para dúvidas e reclamações: Mais uma vez as redes sociais estão servindo para reunir a população que busca seus direitos. Em Rio Grande da Serra não é diferente. A população marcou manifesto sobre as mudanças no Letícia Leão de Ribeirão Pires, fica permitido apenas o embarque em território riograndense, sendo autorizado o desembarque após a divisa na vila Marquesa, em Ribeirão Pires. Já na linha Vila Niwa, com destino a Ribeirão Pires, o desembarque pode ser feito a partir da divisa do município no Parque do Governador. No sentido inverso, Ribeirão Pires/Rio Grande da Serra, o embarque e desembarque é permitido até a divisa do município. Em Rio Grande da Serra, apenas o desembarque é permitido. As novas regras trouxeram indignação aos usuários que questionaram a capacidade da Talismã em atender a demanda. Confira ao lado. A Prefeitura, responsável pela concessão dada para Talismã, informou que adotou as providências legais que lhe competia a fim de defender os interesses dos munícipes e aguarda decisões judiciais. Quanto aos logradouros não atendidos está em contato com a Talismã para resolução do caso. Rigras trabalha para reverter a decisão A empresa Rigras, que oferece o serviço de transporte intermunicipal entre as cidades de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra foi proibida de efetuar o transporte de passageiros nos bairros de Rio Grande da Serra. Segundo a empresa, a informação sobre a decisão judicial que proíbe o serviço foi recebida pela Rigras ao final da tarde da quinta-feira, dia 9, sendo que a regra passaria a valer logo na manhã do dia seguinte, sexta-feira, dia 10. Ainda segundo a empresa, sob crime de desobediência os motoristas e cobradores passaram a questionar os passageiros na cidade de Rio Grande da Serra sobre o destino de cada um antes do embarque, informando aqueles que realizariam a locomoção municipal que estariam impedidos de transportá-los. Um aviso também foi colado no vidro dos ônibus. A Rigras, que oferece o serviço de transporte intermunicipal há cerca de 29 anos gerenciada pela EMTU, afirmou que advogados estão trabalhando para reverter a decisão judicial, já que o processo ainda não foi encerrado. Manifesto será amanhã transporte público para amanhã, 18 horas, em frente a Câmara Municipal. 200 pessoas já confirmaram presença. Vale lembrar que a sessão ordinária da Casa de Leis acontece a partir das 17 horas. Fala povo O grande problema desses ônibus da Talismã é que passam com um intervalo muito grande e estão sempre atrasados, afirmou Leuzenir, linha Vila Niwa. O pior é proibir a população de escolher. Nós temos o direito de escolha, decidir pelo mais confortável, pelo mais rápido, disse Celi Paula, linha Vila Niwa. A Talismã não tem o número de ônibus suficiente para atender a cidade toda. Passam vários Rigras enquanto o Talismã está atrasado, disse Eva.

9 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Polícia Motorista que atropelou e matou idosa em Mauá deve prestar serviços à comunidade Folha 9 Lina Ferroni, de 82 anos, foi atropelada em janeiro de 2013 na avenida Dom José Gaspar, em Mauá Família de Lina Ferroni afirma que deve recorrer a sentença do juiz Cetesb O Tribunal de Justiça condenou no início desta semana Vladimir Montanari Junior a prestar serviços à comunidade. Vladimir é o responsável pela morte da idosa Lina Ferroni, de 82 anos, atropelada na avenida Dom José Gaspar, em Mauá, no início de O acusado foi condenado pelo juiz a três anos e dez meses de cadeia, porém, na mesma sessão, o juiz substituiu sua pena por prestação de serviços à comunidade, por acreditar que o motorista foi imprudente ao estar dirigindo em alta velocidade, mas não teve a intenção de matar. Ainda segundo o juiz, no momento do atropelamento é possível que o motorista estivesse distraído, mexendo no rádio, usando o celular ou simplesmente olhando para o céu. O acidente aconteceu quando Lina atravessava a avenida acompanhada de seu irmão Américo Ferroni, 69 anos, deficiente auditivo, quando um corsa passou em alta velocidade. Seu irmão só percebeu o ocorrido após a travessia da avenida. A vítima foi levada ao Hospital Nardini ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. Na época, um homem que trabalhava como frentista de um posto de gasolina próximo ao local afirmou que Vladimir poderia estar a mais de 120 Km/h, em uma via onde o limite de velocidade era de 50 Km/h. O frentista confirmou que o motorista ainda avançou o sinal vermelho. Indignada com a pena branda destinada ao responsável pela morte de Lina, a família da idosa afirmou ao G1 que deverá recorrer à decisão do juiz, que não considerou as passagens anteriores de Vladimir. Dentre as passagens anteriores de Vladimir pela polícia, destacam-se casos de roubo e homicídio - em setembro de 1999, ocorrido na cidade de São Bernardo do Campo, que já foi julgado. Do crime de homicídio, foi absolvido, porém, do crime de roubo, cumpriu cinco anos de prisão em regime fechado -; lesão corporal - quando em março de 2008, junto de seus amigos, na saída de um bar, se envolveu em uma briga com outros três rapazes -; ameaça - em janeiro de 2010, quando agrediu sua esposa na cidade de Mongaguá. Outros registros da Polícia Civil revelam o envolvimento de Vladimir em outros dois acidentes com veículos e envolvimento com drogas. Cinco meses após o envolvimento com a morte da idosa, Vladimir foi flagrado dirigindo bêbado. A advogada da família defendeu que, pela postura do acusado, o fato de ter matado uma senhora não serviu de lição, o que prova que o tipo de sanção definida não terá eficácia. ZAP INDÚSTRIA E COMÉR- CIO DE EQUIPAMENTOS PARA CONSTRUÇÃO LTDA torna público que recebeu da CETESB a Licença de Instalação N e requereu a Licença de Operação para Construções pré-fabricadas de metal; fabricação de à AVENIDA VEREA- DOR AROLDO ALVES NEVES, 1600, POUSO ALEGRE, RIBEI- RÃO PIRES/SP. Roubo Em Rio Grande da Serra, no período da tarde, um homem ao estacionar sua motocicleta na avenida José Belo, foi surpreendido por dois homens armados com uma faca, que, sob ameaça, levaram a motocicleta. Os criminosos não foram identificados. Boletim de número: 1323/ 2015 Furto Funcionários de um comércio que funciona em um bairro da cidade de Ribeirão Pires procuraram a Delegacia após os fios e cabos subterrâneos do estabelecimento serem furtados. O furto aconteceu em horário incerto e as vítimas perceberam no momento de abertura da loja pela manhã. Boletim de número: 1306/ 2015 Lesão Corporal Uma mulher foi buscar seu filho na casa de sua ex-sogra, em Ribeirão Pires, após um desentendimento entre ambas devido ao fato de não ter avisado que buscaria a criança, a mulher agrediu a ex-sogra com unhadas, causando um ferimento em seu rosto. A exsogra, revidando o ferimento, danificou o celular da mulher. A polícia esteve no local e conduziu as envolvidas à Delegacia. Boletim de número: 1308/ 2015

10 10 Folha Cultura / Lazer Terça-feira, 14 de abril de 2015

11 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Esporte Folha 11

12 12 Folha Cultura & Lazer Terça-feira, 14 de abril de 2015 Tereza Sales Maziero Tereza acompanhada de seu marido, José Valter Maziero A protagonistra do História das Histórias de hoje é nascida na cidade de Pedro de Toledo, no interior de São Paulo e chegada na cidade aos sete anos de idade. Tereza da Costa Sales Maziero cresceu e contruiu sua família na cidade de Ribeirão Pires, onde gosta de morar. Minha infância foi ótima. Eu gostava de brincar de passaanel, tomava banho e pescava no rio. Era muito boa mesmo, lembra ela. Chegou na cidade em 1951, por convite de um tio. Passou então a morar e estudar no município. Seu pai passou a trabalhar na Olaria da Quarta Divisão e posteriormente na Prefeitura de Ribeirão Pires. Estudei um tempinho na quarta divisão e depois na escola Ruth Neves Sant Anna, conta. Sua relação com a família sempre fora muito boa. Brincava muito com seus irmãos. Passou a trabalhar na Constanta, onde permaneceu durante dois anos, até se casar com José Valter Maziero. Tereza e José Valter se conheceram no ano de 1959, quando eram vizinhos. Da união, o casal teve três filhos e cinco netos. Hoje, com os filhos criados, tem uma vida tranquila, cuidando da família, do marido e da casa. Sonhos, conta que nunca teve, leva uma vida normal administrando seus hobbies diariamente - costurar, bordar e fazer tricô, por exemplo. As melhores lembraças são de sua bodas de 50 anos de casamento e o nascimento dos filhos e netos, que, juntamente de seu marido, são quem a faz realmente feliz. Casa de Herbert Richers poderá ser preservada Prefeitura de Ribeirão prepara tombamento de casa histórica no Centro da cidade Um dos patrimônios históricos de Ribeirão Pires pode ser preservado. Isso, se a Prefeitura da cidade conseguir terminar o processo que preservaria o imóvel construído pelo produtor de cinema Herbert Richers, para seus pais. Após anos de abandono, o imóvel agora pertence as Lojas Cem e fica escondido atrás do prédio do varejista. Localizado na rua Rua João Domingues de Oliveira, no Centro, o imóvel construído na década de 50 é ocupado com permissão do proprietário para evitar que vândalos voltem a invadir a construção. A resolução de tombamento provisório do casarão já foi publicado e a Lojas Cem deve se pronunciar no processo nos próximos dias. Caso o comércio opte pela impugnação, o Conselho do Patrimônio de Ribeirão Pires terá 30 dias para Imóvel está localizado atrás do prédio das Lojas Cem decidir se aceita ou não o pedido. A palavra final sobre o tombamento do casarão ficará a O casarão já serviu de cenário para filmes da Família Trapo e Papai Trapalhão, rodado em cargo do prefeito Saulo 1968 com a participação de Jô Benevides (PMDB). Soares e outros famosos. Festival do Cambuci em Paranapiacaba Neste mês a Vila de Paranapiacaba recebe mais um Festival Gastronômico do Cambuci. Em sua 12ª edição o evento teve início no sábado (11), e prossegue nos fins de semana até o domingo (26). No próximo final de semana a programação acontecerá de 18 a 21, sempre da 10h às 17h. Além da feira de produtos e artesanatos no antigo Mercado, o público poderá conferir apresentações de música, teatro, aulas e show de degustação, entre outros. A programação gratuita acontece em vários espaços da parte baixa da Vila. Para saber mais acesse: Rio Grande da Serra A Prefeitura de Rio Grande da Serra, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turístico, iniciou as inscrições para o concurso de receitas preparadas com cambuci nas categorias: pratos doces, pratos salgados e bebidas. O concurso tem por objetivo incentivar o desenvolvimento de receitas a base de Cambuci, propiciando a experimentação, divulgação e ampliar o acesso ao fruto por parte dos moradores e empreendedores da cidade. O Festival do Cambuci está na sua 10ª edição e tradicionalmente Mercado Municipal um dos pontos de comércio do Festival faz parte de uma Rota D, Centro, Rio Grande da Serra. Gastronômica que conta com a As inscrições poderão ser realizadas até o dia 30 de abril, das 8h participação dos municípios Ribeirão Pires, Santo André (Vila de às 17h. Paranapiacaba), São Paulo (bairro do Cambuci e Parelheiros), Mogi das Cruzes, Salesópolis, Paraibuna, Bertioga, Caraguatatuba, São Lourenço da Serra, Natividade da Serra e Juquitiba. Para se inscrever é necessário comparecer na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turístico, Rua Progresso, 700-bloco

13 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Esporte Canguru: Início de temporada com vitória Folha Atleta de RP conquista medalha de prata 13 Segundo o ciclista Canguru, percurso foi com muita dificuldade em Santa Izabel Canguru conquistou medalha na sua primeira corrida do ano O atleta Cícero Neto do ano num circuito de longa distância Professor, de Mauá, mais conhecido por Canguru competiu no último dia 29, em Santa Izabel, interior de São Paulo, onde veio a conquistar a primeira corrida de 40km, com muitas subidas de barro, trilhas fechadas e escorregadias. Nos últimos 10km os competidores foram surpreendidos com uma chuva forte, mas mesmo assim Canguru se manteve firme e conquistando a medalha. O atleta que teve sua bike roubada em setembro do ano passado, ficou 4 meses parado e montando sua nova bike com ajuda de amigos. Não participou das três primeiras corridas, pois estava se preparando para estreia da temporada para ter bons resultados, o que deu certo, vencendo a primeira corrida do ano. Apesar do tempo parado que fiquei, quero me cuidar nos treinos pra enfrentar a Copa São Paulo onde já ganhei a 2ª etapa e quero ter a chance de brigar pelo o hexa da Copa São Paulo. Ainda tem o Paulista, Gp Ravelly, Endurance, e outras, afirma o biker Canguru que agradece: Quero agradecer aos meus patrocinadores Colégio Leonardo Da Vinci, Academia Splach, Opcom Componentes Eletrônicos, Fastbags, Depósito Fernandes e Toplar Utilidades. Copa aconteceu no último dia 22 na cidade de São Paulo A atleta Samanta Ribeiro, moradora da Estância, conquistou medalha de prata na Copa São Paulo de Supino na categoria até 63 kg, realizada no último dia 22 em São Paulo no Club Athletico Paulistano. Agradeço o apoio da Academia Nautilus, aos professores e mestres Valdecir Lopes, Naldo, Zel, Paulo e aos amigos Clayton Pavão, Manoel e Monica. Agradeço também ao meu marido Aurélio Dotta. Agora batalhar para o Campeonato Paulista de Supino, finaliza.

14 14 Folha Esporte Terça-feira, 14 de abril de 2015 São Paulo é campeão do Inter-Torcidas Time do São Paulo e embaixo o presidente Edvaldo e Albino da Portuguesa No último final de semana aconteceu a final do Torneio Inter- Torcidas organizado pelo RPFC. A final foi entre as equipes do São Paulo Futebol Clube x Portuguesa de Desportos, que derrotaram nas semifinais o Santos por 3x1 e Corinthians 6x3, respectivamente. Na final, a equipe do SPFC confirmou seu favoritismo e goleou a Portuguesa por 4x0. O torneio foi um grande sucesso e os participantes já estão aguardando a próxima edição, que promete ter um numero maior de participantes. Pé na Bola 2015 terá tema Liga dos Campeões Torneio de futebol do Ribeirão Pires Futebol Clube chega a sua 35ª edição Os três times campeões de 2014 nas três categorias do torneio Nesta sexta-feira acontecerá no Ribeirão Pires Futebol Clube (RPFC) a entrega de uniformes para os jogadores que irão disputar a 35ª edição do Torneio Pé na Bola. No sábado terá início o torneio propriamente dito. Este ano o Pé na Bola terá o tema da Liga dos Campeões ou Champions League como alguns gostam de dizer. A escolha dos uniformes foram inspirados nos times que disputam a Liga. A ideia surgiu em uma conversa informal entre os associados e ganhou corpo com a aceitação dos patrocinadores. Mais uma vez serão três categorias na competição: sênior, master e super master, com oito times em cada categoria. Pé na Bola 2014 No mês de dezembro de 2014 foram conhecidos os campeões de mais uma edição do Torneio Pé na Bola do Ribeirão Pires Futebol Clube. Pela categoria super master o campeão foi a Pizzaria Di Roma que venceu nos pênaltis (4 a 3) o time da Scafo Mergulho. No tempo normal o jogo ficou empatado em 0 a 0. Pela categoria master o vencedor foi a equipe do Canoa Quebrada/Via Brasil que venceu o AG Rebelo no tempo normal por 3 a 2 e levou o caneco para casa. Na categoria sênior o grande campeão foi o time da Excelence Miltimarcas/S&F Terraplanagem que venceu a Serp nos pênaltis por 3 a 2. O Torneio Pé na Bola 2014 teve início no mês de abril e contou com a participação de 21 times divididos em três categorias e reuniu cerca de 500 jogadores.

15 Terça-feira, 14 de abril de 2015 EXTRATO DE PORTARIAS PORTARIA Nº083/ NOMEAR o Sr. DANIEL SOARES DA SILVA, portador da cédula de identidade nº , no cargo de Assistente de Chefia, lotado na Secretaria de Serviços Urbanos SSU, provimento comissionado, conforme código nível I, nos termos do artigo 2º da Lei Municipal nº /2014, devendo o mesmo prestar serviços junto à Secretaria de Educação e Cultura, a partir de 06 de abril de PORTARIA Nº084/ EXONERAR o Sr. RAPHAEL GUALQUE DA COSTA, portador da cédula de identidade nº , do cargo de Coordenador de documentos e atos oficiais, lotado na Secretaria de Assuntos Jurídicos SAJ, provimento comissionado, conforme código nível VII, a contar de 01 de abril de PORTARIA Nº085/ EXONERAR o Sr. REGINALDO SILVA TAVARES, portador da cédula de identidade nº X, do cargo de Assessor III, lotado na Secretaria de Cidadania e Ação Social SCAS, provimento comissionado, a partir de 02 de abril de PORTARIA Nº086/ EXONERAR o Sr. FERNANDO FELIX DA SILVA, portador da cédula de identidade nº , do cargo de Assistente de Chefia, lotado na Secretaria de Serviços Urbanos SSU, provimento comissionado, código nível I, a partir de 02 de abril de PORTARIA Nº087/ EXONERAR a Srª. SAMARA PAVANI ESTANGUERA, portadora da cédula de identidade nº , do cargo de Secretária Municipal do Verde e Meio Ambiente, a partir de 02 de abril de PORTARIA Nº088/ EXONERAR a Srª. ELIANE DA SILVA, portadora da cédula de identidade nº , do cargo de Assessor de Gabinete, lotada no Gabinete do Prefeito GP, provimento comissionado, código nível V, a partir de 02 de abril de PORTARIA Nº089/ EXONERAR a Srª. KARINA REIS MOURA, portadora da cédula de identidade nº , do cargo de Assistente de Chefia, lotada na Secretaria de Serviços Urbanos SSU, provimento comissionado, código nível I, a partir de 02 de abril de PORTARIA Nº090/ EXONERAR a Srª. IVI MARTINS DELLANOCE, portadora da cédula de identidade nº , do cargo de Gestor de Apoio a Políticas Públicas, lotada no Gabinete do Prefeito GP, provimento comissionado, código nível X, a partir de 02 de abril de LUIS GABRIEL FERNANDES DA SILVEIRA - Prefeito Municipal LUIS CASTILLO LOPES - Secretário Municipal de Administração EDITAL CMDCA Nº 1/2015 Convoca a eleição Unificada do Conselho Tutelar O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS da Criança e do Adolescente CMDCA, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal nº 1939, de 20 de março de 2012 e Lei Federal de de 2012, CONVOCA as ELEIÇÕES PARA O CON- SELHO TUTELAR/2015, fazendo saber aos interessados o que segue: Art. 1º - O procedimento tendente à eleição de 5 (cinco) membros titulares e 5 (cinco) suplentes para o CONSELHO TUTELAR DE RIO GRANDE DA SERRA, para o quadriênio 2016/2020, reger-se-á pela Resolução CMDCA nº 05/2015, pela Lei Municipal nº 1.939, de 20 de março de 2012 e pela Lei Federal 8.069/90 e pela Lei Federal de de Art. 2º - As inscrições ficarão abertas do dia 13 de abril de 2015 ao dia 13 de maio de 2015 e deverão ser feitas na Rua do Progresso, 700 Jardim Progresso Rio Grande da Serra, das 10H00 às 16H00, atendendo os candidatos os requisitos legais, nos termos da Resolução CMDCA nº 05/2015. Art. 3º - As publicações e comunicações oficiais relativas à Eleição para o Conselho Tutelar de Rio Grande da Serra, sem prejuízo da publicação regular por meio impresso, serão realizadas por meio do site a partir de quando contarão os prazos relativos ao processo. Será de inteira responsabilidade do interessado acompanhar as publicações e comunicações realizadas por meio do referido site. Art. 4º - Eventuais lacunas normativas do edital, regulamento e legislação pertinentes serão decididas pela Comissão Eleitoral, ouvida a Promotoria de Justiça de Rio Grande da Serra, que fiscalizará todo o procedimento, nos prazos do calendário geral da Eleição. Rio Grande da Serra, 08 de abril de 2015 JOÃO PAULO FERNANDES LIMA Presidente do CMDCA REGULAMENTO DA ELEIÇÃO A MEMBRO DO CONSELHO TUTELAR Seção I Das Disposições O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rio Grande da Serra, no uso de suas atribuições previstas na lei Federal nº 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente ECA) e Lei Municipal nº de 20 de março de 2012, alterada pela Lei Municipal 1962 de 21 de agosto de 2012, no que se refere à competência para regulamentar a eleição do Conselho Tutelar do Município de Rio Grande da Serra, resolve expedir esta resolução, que norteia o processo de escolha e posse dos membros Conselheiros Tutelares e Suplentes para o Quatriênio 2016/2020. As publicações e comunicações oficiais relativas à Eleição para o Conselho Tutelar de Rio Grande da Serra, sem prejuízo da publicação regular por meio impresso, serão realizadas por meio do site a partir de quando contarão os prazos relativos ao procedimento. Será de inteira responsabilidade do interessado acompanhar as publicações e comunicações realizadas por meio do referido site. Seção II Das Disposições Preliminares Art. 1º. Os Conselheiros tutelares serão eleitos em sufrágio municipal, mediante voto facultativo e secreto, podendo votar todos os eleitores com domicílio eleitoral na circunscrição no Município de Rio Grande da Serra, conforme lista a ser enviada pelo Tribunal Regional Eleitoral Art. 2º - Serão eleitos 05 (cinco) cinco membros efetivos e seus respectivos suplentes, os quais desempenharão suas funções no Conselho Tutelar no âmbito do Município de rio Grande da Serra. Art. 3º - A Campanha eleitoral desenvolver-se-á durante o período compreendido ao deferimento do registro da candidatura até o dia 03 de Outubro de Art. 4º - A eleição realizar-se-á no dia 04 de outubro de 2015, no horário compreendido entre 08H00 (oito) e 17H00 (dezessete) horas. Seção III Da Comissão Eleitoral Art. 5º - O processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar será conduzido por uma Comissão Eleitoral, composta por 04 (quatro) membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rio Grande da Serra. Parágrafo único Todo o processo eleitoral será fiscalizado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo por meio da Promotoria de Justiça local. Art. 6º - As decisões da Comissão Eleitoral serão tomadas por maioria simples. Art.7º - Compete a Comissão Eleitoral: Cumprir e fazer cumprir as determinações e normas referentes ao pleito emanadas do CMDCA: Conduzir o processo eleitoral, apreciar as inscrições e manifestar-se junto ao Ministério Público; Tornar público os candidatos inscritos; Analisar e julgar os pedidos de impugnações de candidatos; Atos Oficiais Prefeitura de Rio Grande da Serra Publicar os candidatos aptos; Julgar as infrações praticadas pelos candidatos; Remeter ao CMDCA os recursos de sua competência; Decidir, após manifestação do Ministério Público, toda e qualquer questão não normatizada sobre o processo eleitoral. Seção IV Do Registro das Candidaturas Art. 9º - A candidatura é individual e sem vinculação a partido político. Parágrafo único O candidato a conselheiro tutelar não poderá ostentar, à época do requerimento de inscrição, vinculação a partido político ou exercer qualquer cargo, atividade ou função junto às agremiações partidárias, sob pena de indeferimento do requerimento. Art Somente poderão concorrer à eleição os candidatos que preencherem, até o encerramento das inscrições, os seguintes requisitos: I - Reconhecida idoneidade moral, devidamente comprovada por certidões negativas, expedidas pelos cartórios Distribuidores Criminais e Cíveis do Foro Distrital de Rio Grande da Serra, da Justiça Federal e Eleitoral; II - idade igual ou superior a 21 anos; III - residir no Município de Rio Grande da Serra há pelo menos de 02 anos; IV - estar em gozo de seus direitos civis e políticos; V - ter reconhecida experiência, não inferior a 02 anos, comprovada por meio de documentação competente, em atividades da área de atendimento e/ou defesa dos direitos da criança e do adolescente; VI - ter concluído o ensino fundamental; VII - estar em pleno gozo das aptidões físicas e mentais para o exercício da função de conselheiro tutelar; VIII - ser aprovado em prova de conhecimento sobre direito da criança e do adolescente, a ser formulado pela comissão examinadora designada pelo Conselho municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. 1º - Diante das peculiaridades do caso concreto, poderá a Comissão Eleitoral, por decisão fundamentada, exigir do requerente apresentação de certidão de objeto e pé de processo judicial ou qualquer outra certidão ou documento de qualquer órgão ou entidade público com vistas a sanar questionamento sobre o requisito do art. 10, I, deste regulamento. 2º - A idade do requerente será comprovada por meio de qualquer documento de identidade com fé pública em todo território nacional em que seja aferível a data de nascimento do apresentante. 3º - A residência no Município é entendida como moradia permanente e habitual na cidade, não se compreendendo situações de mera estada, veraneio ou férias. A prova de residência no Município de Rio Grande da Serra será feita por meio dos comprovantes habituais, tais como conta de água, luz, telefone ou qualquer outro serviço público ou ainda, em sua ausência, por mera declaração, a ser colhida em termo próprio, que dê conta da situação. 4º - A comprovação sobre estar em gozo dos direitos políticos se dará por meio de certidão da Justiça Eleitoral. O gozo dos direitos civis será presumido até apresentação de prova em contrário por qualquer interessado. 5º - A experiência em atividade de atendimento e/ou defesa dos direitos da criança e do adolescente será comprovada por meio de declaração da organização ou entidade que se dedique à referida tarefa. Nela deverá haver explicitação do direito da criança ou adolescente defendido, o objetivo ou meta, bem como do plano de trabalho da organização ou entidade, além de descrição minuciosa das atividades desempenhadas pelo requerente e avaliação detalhada de seu trabalho e desempenho. Dado o caráter laico do Estado brasileiro, atividades de cunho estritamente religiosas não serão consideradas. 6º - A comprovação de conclusão do ensino fundamental será feita por meio de diploma espedido por qualquer entidade de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 7º - O pleno gozo das atividades físicas e mentais será atestado por meio de declaração firmada por profissional médico inscrito no Conselho Regional de Medicina. 8º - Com vistas ao bom desempenho das funções de conselheiro tutelar, a prova de conhecimento referida no art. 10, VII, deste regulamento, versará sobre conhecimentos sobre a Lei Federal nº 8.069/90 Estatuto da Criança e do Adolescente e posteriores alterações, bem como aplicação dos referidos conhecimentos em níveis compatíveis com o requisito do art. 10, VI, deste regulamento, notadamente os linguísticos e de escrita. 9º - A Comissão Eleitoral contará com os bons ofícios da Promotoria de Justiça de Rio Grande da Serra, que elaborará prova e se encarregará de sua correção. A aplicação do exame será de responsabilidade da Comissão. 10 Nos termos do art. 4º, VIII, da Lei Municipal nº 1.939/2012, não será deferida a inscrição de candidato que obtenha nota inferir a 5 (cinco) na avaliação. Caso o número de candidatos que obtenham nota superior a 5 (cinco) seja igual ou inferior ao número de vagas a serem preenchidas, a avaliação deixa automaticamente de ter o caráter eliminatório, tendo em conta a necessidade da continuação do serviço A referida prova terá entre 15 e 20 questões de múltipla escolha sobre a Lei Federal nº 8.069/90, e posteriores alterações, atendo-se ao seguintes dispositivos: art. 1º ao art. 35, art. 53 ao art. 73, art. 98 ao art. 102 e art. 131 ao art A avaliação poderá ainda conter questões discursivas para avalição da capacidade de elaboração escrita, nos termos do art.10, VI, deste regulamento, podendo a Comissão Eleitoral solicitar manifestação de profissional habilitado, preferencialmente já funcionário da Prefeitura Municipal, para verificação da adequação do nível de desempenho escrito, concatenação de ideias e desenvolvimento lógico com o nível fundamental de ensino exigido. Art O candidato para ter sua candidatura oficializada, deverá participar obrigatoriamente das reuniões de orientação e/ou treinamento de Capacitação a serem divulgados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, dos quais será previamente comunicado, sendo a ausência injustificada do candidato motivo de sua desclassificação para o pleito. Art Nos termos do art. 140 do ECA, são impedidos de candidatar-se ao Conselho Tutelar conselheiros que já tenham servido dois mandatos junto ao órgão bem como cônjuges, conviventes, ascendentes e descendentes, sogro e sogra, genro ou nora, irmãos, cunhados, tios, sobrinhos, padrastos ou madrastas e enteados. 1º Em ocorrendo a situação acima prevista, será considerada apenas a primeira inscrição, tendo-se como impedida a segunda. Art As inscrições estarão abertas a partir do dia 13 de abril de 2015, estendendo-se até o dia 13 de maio de 2015, e deverão ser feitas na Rua do Progresso, 700 Jardim Progresso Rio Grande da Serra, das 10H00 às 16H00. Art O pedido de inscrição dos candidatos será feito mediante requerimento à comissão eleitoral, instruído com os seguintes documentos: Cédula de Identidade (cópia); Cadastro de Pessoa Física CPF (cópia); Comprovante residência (cópia); Declaração em duas vias de que reside em Rio Grande da Serra há pelo menos de dois anos. (formulário disponível no local de inscrição); Certidão do Cartório Distribuidor Criminal da Justiça Estadual Comarca de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. (original e cópia); Certidão do Cartório Distribuidor Civil da Justiça Estadual Comarca de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. (original e cópia); Certidão negativa junto à Justiça Federal (disponível em ) Certidão de quitação eleitoral junto à Justiça Eleitoral (disponível em ) Folha 15 Certidão de crimes eleitorais junto à Justiça Eleitoral (disponível em ) Certidão de filiação Partidária Junto à Justiça Eleitoral (disponível em ) Título de eleitor (cópia); Comprovação de reconhecida experiência não inferior a dois anos, através de documentação, em atividades da área de atendimento e/ou defesa dos direitos da criança e do adolescente, conforme dispõe o art. 4º, V, da Lei Municipal 1.939/2012 e art. 10, V e 5º, deste regulamento (original e cópia). Comprovante de conclusão do ensino fundamental. (cópia). Art. 15 A Comissão Eleitoral autuará cada pedido individualmente, com os documentos que o acompanharem, dando-se um número de inscrição a cada procedimento. Certificando a presença de todos os documentos, será dada vista dos autos ao Ministério Público para parecer sobre a inscrição. Art. 16 Caso a Comissão Eleitoral constate a ausência de algum documento necessário ao deferimento de inscrição, poderá notificar o candidato, preferencialmente por telefone, meio eletrônico ou AR, certificando nos autos a data e hora da notificação da pendência. 1º - É de responsabilidade do candidato o acompanhamento do processamento de seu pedido de inscrição. A ausência de comunicação por parte da Comissão, não exime o candidato de apresentar os documentos exigidos. Art. 17 O requerente terá 5 dias para cumprimento da exigência. Após tal prazo, com ou sem a juntada, será feita vista dos autos ao Ministério Público para parecer sobre inscrição. Art. 18 Após o parecer do Ministério Público, a Comissão Eleitoral decidirá sobre o deferimento da inscrição, publicando edital com a relação das inscrições deferidas. Parágrafo único A Comissão Eleitoral, após a decisão e da publicação do edital supra referidos, dará nova vista dos autos ao Ministério Público para ciência sobre a decisão. Art O prazo para recurso da decisão a que se refere o art. 18 do presente regulamento será de 5 dias, contados da publicação da relação de candidaturas deferidas. Art. 20 Após decisão ds recursos sobre indeferimento, a Comissão Eleitoral fará publicação de lista com os nomes dos candidatos que preencheram os requisitos legais para concorrer ao pleito, abrindo-se prazo de 5 dias para impugnação das candidaturas por qualquer interessado e pelo Ministério Público. 1º O impugnado terá o prazo de 5 dias para se manifestar. 2º - Decorrido o prazo legal, com ou sem resposta, os autos serão remetidos ao Ministério Público para parecer sobre a impugnação. Caso o Ministério Público seja o impugnante, os autos serão remetidos diretamente à Comissão. 3º - A Comissão Eleitoral decidirá sobre a impugnação, dando-se ciência ao impugnado e ao Ministério Público. 4º - Da decisão da Comissão Eleitoral sobre a impugnação à candidatura, caberá recurso, no prazo de 5 dias, para o CMDCA. 6º - Ofertado recurso, será aberta vista ao Ministério Público para parecer recursal. Caso o recorrente seja o próprio Ministério Público, os autos serão remetidos diretamente ao CMDCA. 7º - Após decisão do CMDCA sobre o recurso, será publicada lista definitiva com os candidatos tidos como aptos a concorrer ao pleito, abrindo-se o período para as campanhas eleitorais. 8º-Da decisão do CMDCA não caberá qualquer outro recurso administrativo. Seção VI Dos Locais de Votação Art O Município de Rio Grande da Serra será divido em 06 (seis) regiões eleitorais, com localização a critério da Comissão Eleitoral, funcionando em cada seção mesas receptoras de votos suficientes ao bom andamento dos trabalhos. Art. 22 A localização dessas sessões será divulgada na imprensa local, com antecedência mínima de 30 dias/meses antes da realização da eleição. Art. 23 Cada mesa receptora de votos será composta por um Presidente, um Secretário e um Mesário. Seção VI Da Mesa Receptora Art Da nomeação dos membros da Mesa Receptora caberá impugnação por qualquer eleitor, no prazo de 02 (dois) dias a contar da publicação das nomeações. Art Não podem ser nomeados membros da Mesa receptora os candidatos, seus cônjuges, convivente, ou qualquer parente, ainda que por afinidade, até segundo grau Ṡeção VIII Da Votação e Apuração Art. 26 A votação ocorrerá das 08h às 17h, observando-se o previsto no edital de convocação, com o fechamento dos portões sendo assegurado o direito de votar aos eleitores presentes na fila de votação da respectiva seção. Art. 27 No dia marcado para eleição, às 07h30min, o presidente da mesa receptora verificará se o lugar designado e o material para votação estão em ordem. Art Ás 08H00min, supridas as diligências, declarará o Presidente o início dos trabalhos, procedendo-se em seguida à votação, que começará pelos candidatos e eleitores presentes. Art Os membros da Mesa Receptora votarão, caso desejem, no decorrer da votação, depois que tiverem votado os eleitores que já se encontravam presentes no momento da abertura dos trabalhos. Art Achando-se em ordem os documentos e não havendo dúvidas quando à identidade do eleitor, o Presidente da Mesa o convidará a exercer seu direito de votação. 1º - Só poderá votar o eleitor que figurar na lista fornecida pelo TRE na região específica em que estiver alistado como eleitor; 2º - Só poderá votar o eleitor que portar documento de identificação com foto. Art O Presidente da Mesa dispensará especial atenção à identidade de cada eleitor admitindo a votar: 1º Em caso de dúvida ou impugnação, e sendo possível a apuração imediata, será chamando um representante do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rio Grande da Serra, juntamente com o Representante do Ministério Público, que adotarão as providências cabíveis; 2º - Todos esses incidentes deverão constar em ata, para posterior apreciação pelo Ministério Público e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rio Grande da Serra. Art. 32 As pessoas que não souberem ou não puderem assinar o nome lançarão a impressão digital de seu polegar direito. Art. 33 Às 17h, o Presidente da Mesa fará a entrega das senhas a todos os eleitores presentes, em seguida, os convidará a entrarem na seção com seus títulos, para que sejam admitidos a votar. Art Terminada a votação é declarado o seu encerramento pelo Presidente. Art Depois de encerrada a folha de votação pelo Presidente da Mesa, este determinará ao secretário a lavratura da Ata, assinando-a com os demais membros e os fiscais que o desejarem. Art Ultimadas essas providências, o Presidente da Mesa conduzirá a urna ao local da apuração. Art A apuração pela Comissão Eleitoral ocorrerá imediatamente após a votação, sendo fiscalizada pelo Ministério Público. Art A apuração dar-se-á em local previamente designado pela Comissão Eleitoral. Art À medida que os votos forem apurados, poderá os candidatos e o Mistério Público apresentar impugnação, que serão decididas pela Comissão Eleitoral.

16 16 Folha Atos Oficiais Terça-feira, 14 de abril de 2015 Seção IX Da Proclamação e Posse dos Eleitos Art Concluída a apuração dos votos, a Comissão Eleitoral proclamará o resultado da eleição, que após homologado pelo Conselho Municipal dos direitos da Criança e do Adolescente de Rio Grande da Serra, será devidamente publicado. 1º - Os 05 (cinco) candidatos mais votados serão considerados eleitos, sendo os demais que se seguirem considerados suplentes; 2º - Havendo empate na votação, será considerado eleito o candidato que: I - residir há mais tempo no município; II - Tiver maior tempo de experiência em atividades na área da Criança do Adolescente, devidamente documentada no ato da inscrição. Art Após publicado o resultado da eleição, ficará aberto o prazo de 05 dias para apresentação de pedido de impugnação do pleito que deverá ser julgado em 03 dias pela Comissão Eleitoral, depois de ouvido o Ministério Público. Art Da decisão caberá recurso ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, em 05 dias, sendo decido em igual prazo, depois de ouvido o Ministério Público. Art Os eleitos serão nomeados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, sendo sua posse oficializada através de Portaria do Poder Executivo, esgotado o prazo para apresentação de impugnação do pleito. Art Ocorrendo vacância do cargo, o suplente que houver obtido o maior número de votos, assumirá o cargo até o final do respectivo mandato. Art. 45 O procedimento para capacitação dos Conselheiros e data para posse serão definidos posteriormente. Rio Grande da Serra, 06 de Abril de Prefeitura Municipal de Rio Grande da Serra A Prefeitura do Município de Rio Grande da Serra, nos termos da Lei Federal N 9452/97, notifica a comunidade, partidos políticos, sindicatos e entidades empresariais a liberação dos seguintes recursos do Governo Federal: RESOLUÇÃO CMDCA 005/2015 Estabelece o Calendário Eleitoral definitivo para a eleição Unificada do Conselho Tutelar O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADO- LESCENTE CMDCA, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal nº 1939, de 20 de março de 2012 e Lei Federal de de CONSIDERANDO QUE: É de competência do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente segundo a Lei nº 1.939, de 20 de Março de 2012 e no artigo 139 e do Estatuto da Criança e do Adolescente ECA e deliberada em Reunião ordinária na data de 08/04/2015; RESOLVE Art. 1º O Calendário Eleitoral Oficial para eleição do Conselho Tutelar de Rio Grande da Serra é regulamentado pela presente Resolução, e obedecerá aos critérios estabelecidos a seguir: Período Atividade 06/04/215 à 10/04/2015 Publicação do Edital e Regulamento 13/04/2015 à 13/05/2015 Período das Inscrições Para o Conselho Tutelar 14/05/2015 à 20/05/2015 Prazo Para Cumprimento Das Exigências 21/05/2015 Publicação dos Nomes dos Candidatos Registrados Inscritos 25/05/2015 Prova de Conhecimentos 30/05/2015 Publicação das Candidaturas Deferidas 01/06/2015 à 05/06/2015 Prazo de Recurso contra Indeferimento à Comissão Eleitoral 08/06/2015 à 12/06/2015 Julgamento dos Recursos contra Indeferimento 12/06/2015 Publicação dos Resultados 15/06/2015 à 19/06/2015 Prazo para apresentação de Impugnação às candidaturas (eleitores) 22/06/2015 à 26/06/2015 Prazo para Defesa dos Impugnados 29/06/2015 à 03/07/2015 Julgamento e Publicação 06/07/2015 à 10/07/2015 Apresentação de Recursos ao CMDCA 13/07/2015 à 17/07/2015 Julgamento dos Recursos 17/07/2015 Publicação Definitiva dos Candidatos aptos 20/07/2015 à 24/07/2015 Capacitação dos Candidatos 03/08/2015 Início do Período de campanha e ações sócio educativas 04/10/2015 ELEIÇÃO 05/10/2015 à 09/10/2015 Resultados da Eleição 09/10/2015 à 16/10/2015 Prazo de impugnação ao Pleito 16/10/2015 à 23/10/2015 Prazo para apreciação dos pedidos de impugnação 26/10/2015 à 30/10/2015 Prazo de impugnação do CMDCA 03/11/2015 à 09/11/2015 Resultado da Apreciação do CMDCA 09/11/2015 Resolução com a Classificação final da Eleição 10/11/2015 à 10/01/2015 Prazo de Transição e Cursos de Formação 10/01/2016 POSSE DOS NOVOS CONSELHEIROS Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação 08/04/2015. João Paulo Fernandes Lima Presidente do CMDCA ATA DE REGISTRO MATERIAL DE CONSTRUÇÃO Data 13/04/15 Pregão 05/15 Proc. 324/15 - Prazo 12 meses Contratante: PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIO GRANDE DA SERRA Contratada: ELETRIFICAR SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E HIDRÁULICA LTDA - ME, inscrita no CNPJ(MF) n , L. F. ABC COMERCIO MATERIAIS ELÉTRICOS LTDA - EPP, inscrita no CNPJ(MF) sob n , BASALTO PEDREIRA E PAVIMENTAÇÃO LTDA, SUPREMA COMERCIAL EIRELI - EPP, inscrita no CNPJ(MF) n R&S COMERCIO IMPORTAÇÃO EXPORTAÇÃO SERVIÇOS LTDA ME, inscrita no CNPJ(MF) n , TRA- TORA TRATAMENTO DE MADEIRAS COMERCIO E EXPORTAÇÃO LTDA - ME, inscrita no CNPJ(MF) n , J BILL COMERCIO DE MATERIAIS ELETRICOS E HIDRÁULICOS LTDA - ME, inscrita no CNPJ(MF) n ANEXO I DO OBJETO - ITEM- QUANTIDADE ESTIMADA (ANUAL)-UMC-Descrição-VALOR UNITÁRIO R$- MARCA-Empresa - MATERIAL DE CONSTRUÇÃO-1-10-KG-ARAME GALVANIZADO Nº 18 COM 01 KG-14,95-GERDAU-LF ABC KG- ARAME RECOZIDO LISO Nº 18 COM 01 KG-7,60-BELGO-ELETRIFICAR M³-AREIA MÉDIA LAVADA-106,00-BASALTO Basalto SACO-ARGAMASSA 20 KG-7,45-DIRECIONAL-LF ABC BARRA- BARRA DE FERRO 3/8-32,90-BELGO-ELETRIFICAR METRO- CORRENTE 6 mm-12,70-são RAPHAEL-ELETRIFICAR M³- PEDRISCO LIMPO-102,00-BASALTO-Basalto M3 -PEDRA N ,00-BASALTO-Basalto UNIDADE-PARAFUSO FRANCES 1 2-0,45-JOMARCA-ELETRIFICAR KG-PREGO 10 X 10 COM CABEÇA 1K-15,60-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 15 X15 COM CABEÇA 1K-8,10-GERDAU-LF ABC KG-PREGO 17 X 21 COM CABEÇA 1K-7,20-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 18 X 27 COM CABEÇA 1K-6,90-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 19 X 36 COM CABEÇA 1K-7,20-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 22 X 42 COM CABEÇA 1K-7,40-GERDAU-LF ABC UNIDADE-BARRA ROSCADA COM 1 DIAMETRO-42,00-BENELUS-ELETRIFICAR - MATER- IAL ELÉTRICO ROLO-CABO FLEXÍVEL 1,5 mm METROS- 45,95-VOLTFLEX-LFABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 10 mm METROS-269,00-VOLTFLEX-LFABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 6,0 mm METROS-178,40-VOLTFLEX-LFABC 25-5-ROLO-CABO FLEXÍV- EL 22 mm METROS-1.260,00-ACE-J BILL ROLO-CABO FLEXÍVEL 16 mm METROS-471,00-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 2,5 mm METROS-68,20-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 25 mm METROS-770,00- VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 35 mm METROS ,00-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 4,0 mm METROS-119,00-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FIO PARA- LELO-101,00-ACE-J BILL ROLO-CONDUITE AMARELO ¾ ROLO 50 MTETROS-23,50-PLASTIK-ELETRIFICAR ROLO-CONDUITE AMARELO 1" 25 METROS-27,35-DINOPLAST-J BILL UNIDADE-CONTATORA ,15-JNG-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 100A-14,60-LORENZETTI-LF ABC UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 90A-19,67-LORENZETTI-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 80A-14,70-JNG-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 70A-23,00-LEC-ELETRIFICAR UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 25A-5,35-JNG-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 30A-7,70-LORENZETTI-LF ABC UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 32A-5,34-JNG-ELETRIFICAR UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 50A-5,75-JNG-ELETRIFICAR ROLO-FITA DE ALTA FUSÃO 19MM X 10 METROS-12,95- ENERBRAS-LF ABC ROLO-FITA ISOLANTE 19MM X 20 MET- ROS-2,95-EMPALUX-J BILL UNIDADE-FOTO CELULA-26,90- NAPIE-LF ABC UNIDADE-INTERRUPTOR SIMPLES DE 01 TECLA COM CAPA-2,50-VELTRA-J BILL UNIDADE-LÂMPADA FLUORESCENTE 20 WATTS-3,04-SYLVANIA-J BILL UNIDADE- LÂMPADA FLUORESCENTE 40 WATTS-3,04-ECOLUME-J BILL UNIDADE-LÂMPADA FRIA ECONÔMICA 100 WATTS X 127V-98,00- EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA FRIA ECONÔMICA 25 WATTS X 127V-8,60-ECOLUME-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 100 WATTS X 127V-4,50-EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 150 WATTS X 220V-8,55- OSRAM-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 200 WATTS X 127V-8,55-GE-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCAN- DESCENTE 200 WATTS X 220V-8,55-EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 40 WATTS X 127V-1,60- EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 60 WATTS X 127V-1,60-SYLVANIA-J BILL UNIDADE-LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO 250 WATTS X 220V - TUBULAR E OVAL E-40-16,35- OSRAM-J BILL UNIDADE-LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO 400 WATTS X 220V - TUBULAR E OVAL-19,89-ECOLUME-J BILL UNIDADE-LAMPADA VAPOR DE SÓDIO 70 WATTS - OVAL-10,90-ECP-J BILL UNIDADE-REATOR 2X20-9,94-DELTA-J BILL UNIDADE-REATOR 2X40-11,75-DSW-J BILL UNIDADE-REATOR EXTERNO VAPOR DE SÓDIO 250 WATTS X 220V-45,99-DSW-J BILL UNIDADE-REATOR EXTERNO VAPOR DE SÓDIO 400 WATTS X 220V-60,00-DSW-J BILL UNIDADE-REATOR EXTERNO VAPOR DE SÓDIO 70 WATTS E27-30,89-DSW-J BILL UNIDADE-SOQUETE PARA LÂMPA- DA FLUORESCENTE-0,99-READY-LF ABC UNIDADE-PINO MACHO 20 A-2,27-VOLTIM-J BILL UNIDADE-TOMADA BARRA 04-9,25-TECHNA-J BILL UNIDADE-TOMADA PINO FÊMEA DE 10A E 20A-2,25-VOLTIM-J BILL - MATERIAIS PARA PINTURA GALÃO-TINTA ESMALTE 3,6 LTS DENTRO DAS NORMAS DAS ABRAFAST-44,00-SUPREMACOR-SUPREMA LATA-TINTA LATEX 18 LTS - DENTRO DAS NORMAS DAS ABRAFAST-150,00- SUPREMACOR-SUPREMA LATA-TINTA PARA PISO 18 LTS - DENTRO DAS NORMAS DAS ABRAFAST-115,00-SUPREMACOR- SUPREMA GALÃO-TINTA ÓLEO AZUL FRANÇA 3,6LTS - DEN- TRO DAS NORMAS DA ABRAFAST-48,90-REAL-LF ABC LATA- TINTA SINTETICA ¼ CORES VARIADAS - DENTRO DAS NORMAS DA ABRAFAST-15,50-REAL-LF ABC GALÃO-VERNIZ MOGNO TINGI- DOR-53,30-REAL-LF ABC GALÃO-THINNER 5,0,LTS-45,90- PITBULL-ELETRIFICAR UNIDADE-BROXA PARA PINTURA-3,30- COMPEL-ELETRIFICAR UNIDADE-Pincel nº 4-1,59-ATLAS-LF ABC UNIDADE-Pincel nº6-1,69-atlas-lf ABC UNIDADE-Pincel nº 8-1,79-ATLAS-LF ABC UNIDADE-PINCEL 1-1,59-CONDOR-ELETRIFICAR UNIDADE-ROLO 23 CM COM GARFO-8,80-ROMA-ELETRIFICAR - MADEIRA PEÇA-CAIBRO APARELHADO 5X6 - COMPRIMENTO DE ACORDO COM NECESSIDADE- 4,20-TRATORA-TRATORA PEÇA-CAIBRO APARELHADO DE 1,90 CM-8,40-TRATORA-TRATORA UNIDADE-RIPA 4X2 DE 2 METROS-2,24-TRATORA-TRATORA UNIDADE-SARRAFO DE 10 ESPESSURA DE 2 CM DE 3 METROS-9,75-TRATORA-TRATORA METRO-TABEIRA DESENHADA-7,43-TRATORA-TRATORA UNIDADE-TABUA APARELHADO 2X19,5X3 METROS-21,00-TRATORA- TRATORA METRO-VIGA 4 A 6 cm - COMPRIMENTO DE ACOR- DO COM NECESSIDADE-2,94-TRATORA-TRATORA - 89 A-60-UNIDADE- TORA DE EUCALIPTO ALTOCLAVADO DIAMETRO DE 15 A 18 DE 3MTS- 49,13-TRATORA-TRATORA UNIDADE-PORTA 2,10 M X 0,82 CM-120,00-NORTE SUL-R&S UNIDADE-PORTA 2,10 M X 0,70 CM-120,00-NORTE SUL-R&S - ROÇADEIRA E PEÇAS PARA ROÇADEIRA ROLO-FIO DE NYLON PARA ROÇADEIRA 3,0mm (ROLO COM 1KG)-68,00-EKILON-LF ABC UNIDADE-ROÇADEIRA LATERAL A GASOLINA POTENCIA MÍNIMA 2.3 CV - PROFISSIONAL-1.599,00- HITAC ECC-LF ABC UNIDADE-LÂMINA PARA ROÇADEIRA DUAS PONTAS - COMPRIMENTO: 330MM, DIÂMETRO: 25,4MM, ESPESSURA: 2,0MM-12,00-BELLOTA-ELETRIFICAR UNIDADE- CARRETEL PARA NYLON-43,94-NAGANO-LF ABC - FERRAMENTAS UNIDADE-ENXADA COM CABO-19,80-SERVENTE-ELETRIFICAR UNIDADE-ENXADA LARGA COM CABO-19,80-SERVENTE- ELETRIFICAR UNIDADE-PÁ COM CABO-22,92-SATO-LF ABC UNIDADE-GARFO-15,95-SATO-LF ABC UNIDADE-FOICE- 15,80-SCHNEIDER-ELETRIFICAR UNIDADE-FORCADO CURVO- 15,70-SCHNEIDER-LF ABC UNIDADE-FORCADO RETO-15,80- SCHNEIDER-ELETRIFICAR UNIDADE-FORMÃO 1-8,95- STARFER-LF ABC UNIDADE-FORMÃO ,95-STARFER-LF ABC UNIDADE-FURADEIRA COM IMPACTO 220 W-139,00- DWT-ELETRIFICAR UNIDADE-GROSA-11,00-LUSA- ELETRIFICAR UNIDADE-MARRETA-19,95-TERKFUND-LF ABC UNIDADE-MARTELO-21,00-BRASFORT-ELETRIFICAR UNIDADE-RASTELO-7,45-TRAMONTIN-LF ABC UNIDADE- PICARETA-19,95-TERKFUND-LF ABC UNIDADE-PLAINA ELET- RICA 220 w-179,00-fort-lf ABC UNIDADE-PE DE CABRA- 11,90-COSTA-ELETRIFICAR UNIDADE-SERROTE-16,90- THOMPSON-ELETRIFICAR UNIDADE-VASSOURÃO-18,80- MAX-ELETRIFICAR UNIDADE-CARRINHO DE MÃO EM AÇO - 79,00-FAMASTI-ELETRIFICAR UNIDADE-CARRINHO DE MÃO EM MADEIRA-119,00-TRAMONTIN-LF ABC JOGO-CHAVE PHILLIPS-14,95-WESTERN-LF ABC UNIDADE-ALICATE CORTE-

17 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Atos Oficiais Folha 17 12,95-GERMINI-ELETRIFICAR UNIDADE-ALICATE DE PRESSÃO- 13,90-GERMINI-ELETRIFICAR UNIDADE-ALICATE UNIVERSAL- 13,90-GERMINI-ELETRIFICAR UNIDADE-ARCO DE SERRA- 10,80-PREMIUM THOMPSON-ELETRIFICAR JOGO-CHAVE DE FENDA-14,95-WESTERN-LF ABC ROLO-CABO PP 6MM DE 100MTS-790,00-SIL-LF ABC JOGO- CHAVE COMBINADA-33,00-STARFER-ELETRIFICAR JOGO- CHAVE YALE-5,00-STARFER-ELETRIFICAR JOGO-BROCA DE VIDEA-15,70-TRAMONTIN-LF ABC JOGO-BROCA DE MADEIRA-11,95-WESTERN-LF ABC JOGO-BROCA DE AÇO- 23,70-ROCAST-ELETRIFICAR JOGO-BROCA CHATA PARA MADEIRA-27,90-ROCAST-ELETRIFICAR JOGO-BROCA CHATA- 27,95-FORD WEST-LF ABC JOGO-BROCA PARA FERRO-23,90- ROCAST-ELETRIFICAR UNIDADE-GRIFO-19,90-STARFER-LF ABC UNIDADE-ALAVANCA-40,90-COSTA-ELETRIFICAR UNIDADE-CAVADEIRA-24,00-RAMADA-ELETRIFICAR UNIDADE-LIMA-5,90-LUSA-ELETRIFICAR UNIDADE-LIXA MADEIRA N. 80-0,50-TATU-ELETRIFICAR UNIDADE-LIXA FERO N. 80-1,50-ROCAST-ELETRIFICAR UNIDADE-FOLHAS DE SERRA-2,99-SATURNO-ELETRIFICAR UNIDADE-SERRA ELETRICA 220 W-199,95-DWT-LF ABC UNIDADE-DISCO DE CORTE MAKITA - PADRÃO SERRA MARMORE-14,80-THOMPSON- ELETRIFICAR. O inteiro teor da ata encontra - se disponível no site e nos autos do processo supra mencionado. TERMO DE HOMOLOGAÇÃO PROC. ADMINISTRATIVO 324/15 - PREGÃO Nº 05/15 REGISTRO DE PREÇOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ELÉTRICO, PINTURA, MADEIRA, ROÇADEIRA e PEÇAS E FERRAMENTAS, para atender as Secretarias da Prefeitura Municipal de Rio Grande da Serra. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE RIO GRANDE DA SERRA SR. LUIS GABRIEL FERNANDES DA SILVEIRA, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, e do disposto no art. 43, inciso VI da Lei Federal nº 8.666/93 combinado com o Decreto Municipal nº 1.662/06 no art. 6º inciso III, HOMOLOGA o resultado da licitação, onde a Sra. Pregoeira adjudicou os objetos da licitação nos valores descritos no anexo I do edital e Registro de Pregão, aos licitantes: ELETRIFICAR SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E HIDRÁULICA LTDA ME 2) L. F. ABC COMERCIO MATERIAIS ELÉTRICOS LTDA EPP 3) BASALTO PEDREIRA E PAVI- MENTAÇÃO LTDA 4) SUPREMA COMERCIAL EIRELI EPP 5) R&S COM- ERCIO IMPORTAÇÃO EXPORTAÇÃO SERVIÇOS LTDA ME 6) TRATORA TRATAMENTO DE MADEIRAS COMERCIO E EXPORTAÇÃO LTDA ME 7) J BILL COMERCIO DE MATERIAIS ELETRICOS E HIDRÁULICOS LTDA ME KG-ARAME GALVANIZADO Nº 18 COM 01 KG-14,95- GERDAU-LF ABC KG-ARAME RECOZIDO LISO Nº 18 COM 01 KG- 7,60-BELGO-ELETRIFICAR M³-AREIA MÉDIA LAVADA-106,00- BASALTO Basalto SACO-ARGAMASSA 20 KG-7,45- DIRECIONAL-LF ABC BARRA-BARRA DE FERRO 3/8-32,90- BELGO-ELETRIFICAR METRO-CORRENTE 6 mm-12,70-são RAPHAEL-ELETRIFICAR M³-PEDRISCO LIMPO-102,00- BASALTO-Basalto M3 -PEDRA N ,00-BASALTO- Basalto UNIDADE-PARAFUSO FRANCES 1 2-0,45- JOMARCA-ELETRIFICAR KG-PREGO 10 X 10 COM CABEÇA 1K- 15,60-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 15 X15 COM CABEÇA 1K-8,10-GERDAU-LF ABC KG-PREGO 17 X 21 COM CABEÇA 1K-7,20-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 18 X 27 COM CABEÇA 1K-6,90-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 19 X 36 COM CABEÇA 1K-7,20-BELGO-ELETRIFICAR KG-PREGO 22 X 42 COM CABEÇA 1K-7,40-GERDAU-LF ABC UNIDADE-BARRA ROSCADA COM 1 DIAMETRO-42,00-BENELUS-ELETRIFICAR - MATERIAL ELÉTRI- CO ROLO-CABO FLEXÍVEL 1,5 mm METROS-45,95- VOLTFLEX-LFABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 10 mm METROS- 269,00-VOLTFLEX-LFABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 6,0 mm METROS-178,40-VOLTFLEX-LFABC 25-5-ROLO-CABO FLEXÍVEL 22 mm METROS-1.260,00-ACE-J BILL ROLO-CABO FLEXÍVEL 16 mm METROS-471,00-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 2,5 mm METROS-68,20-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 25 mm METROS-770,00-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 35 mm METROS-1.228,00- VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FLEXÍVEL 4,0 mm MET- ROS-119,00-VOLTFLEX-LF ABC ROLO-CABO FIO PARALELO- 101,00-ACE-J BILL ROLO-CONDUITE AMARELO ¾ ROLO 50 MTETROS-23,50-PLASTIK-ELETRIFICAR ROLO-CONDUITE AMARELO 1" 25 METROS-27,35-DINOPLAST-J BILL UNIDADE- CONTATORA ,15-JNG-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 100A-14,60-LORENZETTI-LF ABC UNIDADE- DISJUNTOR UNIPOLAR 90A-19,67-LORENZETTI-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 80A-14,70-JNG-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 70A-23,00-LEC-ELETRIFICAR UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 25A-5,35-JNG-J BILL UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 30A-7,70-LORENZETTI-LF ABC UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 32A-5,34-JNG-ELETRIFICAR UNIDADE-DISJUNTOR UNIPOLAR 50A-5,75-JNG-ELETRIFICAR ROLO-FITA DE ALTA FUSÃO 19MM X 10 METROS-12,95- ENERBRAS-LF ABC ROLO-FITA ISOLANTE 19MM X 20 MET- ROS-2,95-EMPALUX-J BILL UNIDADE-FOTO CELULA-26,90- NAPIE-LF ABC UNIDADE-INTERRUPTOR SIMPLES DE 01 TECLA COM CAPA-2,50-VELTRA-J BILL UNIDADE-LÂMPADA FLUORESCENTE 20 WATTS-3,04-SYLVANIA-J BILL UNIDADE- LÂMPADA FLUORESCENTE 40 WATTS-3,04-ECOLUME-J BILL UNIDADE-LÂMPADA FRIA ECONÔMICA 100 WATTS X 127V-98,00- EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA FRIA ECONÔMICA 25 WATTS X 127V-8,60-ECOLUME-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 100 WATTS X 127V-4,50-EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 150 WATTS X 220V-8,55- OSRAM-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 200 WATTS X 127V-8,55-GE-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCAN- DESCENTE 200 WATTS X 220V-8,55-EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 40 WATTS X 127V-1,60- EMPALUX-J BILL UNIDADE-LÂMPADA INCANDESCENTE 60 WATTS X 127V-1,60-SYLVANIA-J BILL UNIDADE-LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO 250 WATTS X 220V - TUBULAR E OVAL E-40-16,35- OSRAM-J BILL UNIDADE-LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO 400 WATTS X 220V - TUBULAR E OVAL-19,89-ECOLUME-J BILL UNIDADE-LAMPADA VAPOR DE SÓDIO 70 WATTS - OVAL-10,90-ECP-J BILL UNIDADE-REATOR 2X20-9,94-DELTA-J BILL UNIDADE-REATOR 2X40-11,75-DSW-J BILL UNIDADE-REATOR EXTERNO VAPOR DE SÓDIO 250 WATTS X 220V-45,99-DSW-J BILL UNIDADE-REATOR EXTERNO VAPOR DE SÓDIO 400 WATTS X 220V-60,00-DSW-J BILL UNIDADE-REATOR EXTERNO VAPOR DE SÓDIO 70 WATTS E27-30,89-DSW-J BILL UNIDADE- SOQUETE PARA LÂMPADA FLUORESCENTE-0,99-READY-LF ABC UNIDADE-PINO MACHO 20 A-2,27-VOLTIM-J BILL UNIDADE-TOMADA BARRA 04-9,25-TECHNA-J BILL UNIDADE-TOMADA PINO FÊMEA DE 10A E 20A-2,25-VOLTIM-J BILL - MATERIAIS PARA PINTURA GALÃO-TINTA ESMALTE 3,6 LTS DENTRO DAS NORMAS DAS ABRAFAST-44,00-SUPREMACOR- SUPREMA LATA-TINTA LATEX 18 LTS - DENTRO DAS NORMAS DAS ABRAFAST-150,00-SUPREMACOR-SUPREMA LATA- TINTA PARA PISO 18 LTS - DENTRO DAS NORMAS DAS ABRAFAST- 115,00-SUPREMACOR-SUPREMA GALÃO-TINTA ÓLEO AZUL FRANÇA 3,6LTS - DENTRO DAS NORMAS DA ABRAFAST-48,90-REAL-LF ABC LATA-TINTA SINTETICA ¼ CORES VARIADAS - DENTRO DAS NORMAS DA ABRAFAST-15,50-REAL-LF ABC GALÃO- VERNIZ MOGNO TINGIDOR-53,30-REAL-LF ABC GALÃO- THINNER 5,0,LTS-45,90-PITBULL-ELETRIFICAR UNIDADE- BROXA PARA PINTURA-3,30-COMPEL-ELETRIFICAR UNIDADE- Pincel nº 4-1,59-ATLAS-LF ABC UNIDADE-Pincel nº6-1,69- ATLAS-LF ABC UNIDADE-Pincel nº 8-1,79-ATLAS-LF ABC UNIDADE-PINCEL 1-1,59-CONDOR-ELETRIFICAR UNIDADE-ROLO 23 CM COM GARFO-8,80-ROMA-ELETRIFICAR - MADEIRA PEÇA-CAIBRO APARELHADO 5X6 - COMPRIMEN- TO DE ACORDO COM NECESSIDADE-4,20-TRATORA-TRATORA PEÇA-CAIBRO APARELHADO DE 1,90 CM-8,40-TRATORA- TRATORA UNIDADE-RIPA 4X2 DE 2 METROS-2,24-TRATORA- TRATORA UNIDADE-SARRAFO DE 10 ESPESSURA DE 2 CM DE 3 METROS-9,75-TRATORA-TRATORA METRO-TABEIRA DESENHADA-7,43-TRATORA-TRATORA UNIDADE-TABUA APARELHADO 2X19,5X3 METROS-21,00-TRATORA-TRATORA METRO-VIGA 4 A 6 cm - COMPRIMENTO DE ACORDO COM NECESSI- DADE-2,94-TRATORA-TRATORA - 89 A-60-UNIDADE-TORA DE EUCALIPTO ALTOCLAVADO DIAMETRO DE 15 A 18 DE 3MTS-49,13- TRATORA-TRATORA UNIDADE-PORTA 2,10 M X 0,82 CM- 120,00-NORTE SUL-R&S UNIDADE-PORTA 2,10 M X 0,70 CM- 120,00-NORTE SUL-R&S - ROÇADEIRA E PEÇAS PARA ROÇADEIRA ROLO-FIO DE NYLON PARA ROÇADEIRA 3,0mm (ROLO COM 1KG)- 68,00-EKILON-LF ABC UNIDADE-ROÇADEIRA LATERAL A GASOLINA POTENCIA MÍNIMA 2.3 CV - PROFISSIONAL-1.599,00- HITAC ECC-LF ABC UNIDADE-LÂMINA PARA ROÇADEIRA DUAS PONTAS - COMPRIMENTO: 330MM, DIÂMETRO: 25,4MM, ESPESSURA: 2,0MM-12,00-BELLOTA-ELETRIFICAR UNIDADE- CARRETEL PARA NYLON-43,94-NAGANO-LF ABC - FERRAMENTAS UNIDADE-ENXADA COM CABO-19,80-SERVENTE-ELETRIFICAR UNIDADE-ENXADA LARGA COM CABO-19,80-SERVENTE- ELETRIFICAR UNIDADE-PÁ COM CABO-22,92-SATO-LF ABC UNIDADE-GARFO-15,95-SATO-LF ABC UNIDADE-FOICE- 15,80-SCHNEIDER-ELETRIFICAR UNIDADE-FORCADO CURVO- 15,70-SCHNEIDER-LF ABC UNIDADE-FORCADO RETO-15,80- SCHNEIDER-ELETRIFICAR UNIDADE-FORMÃO 1-8,95- STARFER-LF ABC UNIDADE-FORMÃO ,95-STARFER-LF ABC UNIDADE-FURADEIRA COM IMPACTO 220 W-139,00- DWT-ELETRIFICAR UNIDADE-GROSA-11,00-LUSA- ELETRIFICAR UNIDADE-MARRETA-19,95-TERKFUND-LF ABC UNIDADE-MARTELO-21,00-BRASFORT-ELETRIFICAR UNIDADE-RASTELO-7,45-TRAMONTIN-LF ABC UNIDADE- PICARETA-19,95-TERKFUND-LF ABC UNIDADE-PLAINA ELET- RICA 220 w-179,00-fort-lf ABC UNIDADE-PE DE CABRA- 11,90-COSTA-ELETRIFICAR UNIDADE-SERROTE-16,90- THOMPSON-ELETRIFICAR UNIDADE-VASSOURÃO-18,80- MAX-ELETRIFICAR UNIDADE-CARRINHO DE MÃO EM AÇO - 79,00-FAMASTI-ELETRIFICAR UNIDADE-CARRINHO DE MÃO EM MADEIRA-119,00-TRAMONTIN-LF ABC JOGO-CHAVE PHILLIPS-14,95-WESTERN-LF ABC UNIDADE-ALICATE CORTE- 12,95-GERMINI-ELETRIFICAR UNIDADE-ALICATE DE PRESSÃO- 13,90-GERMINI-ELETRIFICAR UNIDADE-ALICATE UNIVERSAL- 13,90-GERMINI-ELETRIFICAR UNIDADE-ARCO DE SERRA- 10,80-PREMIUM THOMPSON-ELETRIFICAR JOGO-CHAVE DE FENDA-14,95-WESTERN-LF ABC ROLO-CABO PP 6MM DE 100MTS-790,00-SIL-LF ABC JOGO-CHAVE COMBINADA- 33,00-STARFER-ELETRIFICAR JOGO-CHAVE YALE-5,00- STARFER-ELETRIFICAR JOGO-BROCA DE VIDEA-15,70- TRAMONTIN-LF ABC JOGO-BROCA DE MADEIRA-11,95- WESTERN-LF ABC JOGO-BROCA DE AÇO-23,70-ROCAST- ELETRIFICAR JOGO-BROCA CHATA PARA MADEIRA-27,90- ROCAST-ELETRIFICAR JOGO-BROCA CHATA-27,95-FORD WEST-LF ABC JOGO-BROCA PARA FERRO-23,90-ROCAST- ELETRIFICAR UNIDADE-GRIFO-19,90-STARFER-LF ABC UNIDADE-ALAVANCA-40,90-COSTA-ELETRIFICAR UNIDADE-CAVADEIRA-24,00-RAMADA-ELETRIFICAR UNIDADE-LIMA-5,90-LUSA-ELETRIFICAR UNIDADE-LIXA MADEIRA N. 80-0,50-TATU-ELETRIFICAR UNIDADE-LIXA FERO N. 80-1,50-ROCAST-ELETRIFICAR UNIDADE-FOLHAS DE SERRA-2,99-SATURNO-ELETRIFICAR UNIDADE-SERRA ELETRICA 220 W-199,95-DWT-LF ABC UNIDADE-DISCO DE CORTE MAKITA - PADRÃO SERRA MARMORE-14,80-THOMPSON- ELETRIFICAR. Rio Grande da Serra, 10 de abril de LUIS GABRIEL FERNANDES DA SILVEIRA - Prefeito

18 18 Folha Folha Motors Terça-feira, 14 de abril de 2015 Associação dos Fabricantes de Veículos afirma que produção caiu Número apontado pela Anfavea é evidenciado se comparado com Teve queda no número de carros, caminhões e ônibus penho abaixo do esperado, a Anfavea revisou as previsões para o ano. Em janeiro passado, a entidade estimou alta de 4% na produção, com 3,2 milhões de unidades, e vendas estáveis em No entanto, as novas estimativas da associação são de recuo de 10% na produção total, sendo 9% de baixa para carros, e 22% no setor de caminhões e ônibus. Em relação às vendas, é prevista queda de 13% no total, com 12% em carros e 31%, no caso de caminhões e ônibus. Segundo o presidente, o segundo trimestre do ano será difícil, menos que o primeiro, mas há uma incidência de feriados, portanto, com menos dias trabalhados, o que afetará no resultado final. Após alertar, em fevereiro passado, que as vendas de carros usados também estavam em baixa, a Anfavea informou que, juntando com os números de março, elas tiveram alta de 1% para automóveis e 7% para comerciais leves. Incidência de feriados durante o mês de abril deverá afetar o desempenho no próximo trimestre também A produção de automóveis, ônibus e caminhões no Brasil registrou queda de 7% em março, apontou a Anfavea, associação cimento de 22,9%. "Mas é preciso lembrar que, em fevereiro, houve menos dias úteis por causa do carnaval", senta baixa de 16% no acumulado, ao comparar com o mesmo período de 2014, que chegou a 791 mil veículos. dos fabricantes na terça-feira passada. observou o presidente da As vendas caíram 17% no primeiro No período, foram produzi- das 253 mil unidades, contra 272 mil no mesmo mês de Em comparação a fevereiro, quando a indústria teve 206,3 mil veículos produzidos, houve cres- Anfavea, Luiz Moan durante entrevista. Conforme o presidente, o trimestre foi extremamente ruim. De janeiro a março o setor produziu 663 mil veículos, o que repre- trimestre, de acordo com o que foi divulgado pela federação dos concessionários, a Fenabrave, no dia primeiro. E as previsões são mais pessimistas para o ano. Com o desem-

19 Terça-feira, 14 de abril de 2015 Motor: Lavar ou não lavar? É uma das dúvidas mais frequentes Folha Motors Folha 19 Um dos questionamentos mais constantes sobre higiene de carro é sobre a lavagem de motor Essa é uma das dúvidas que aparece quando se decide limpar o carro Uma dúvida que surge frequentemente quando se decide dar um trato no carro é sobre a importante fazer da forma correta. Um serviço mal feito pode trazer inconvenientes que vão lavagem do motor. Ela é de uma simples necessidade de mesmo necessária para manter a mecânica do coração do veículo em bom estado? É verdade que motor e água não combinam e lavar pode até ser prejudicial? Especialistas são unânimes em dizer que não há necessidade de lavar o motor, se a preocupação for com mecânica e desempenho. O procedimento faz diferença apenas na estética, para aqueles que desejam ter a sensação de limpeza até embaixo do capô. Mas se decidir lavar, é reconexão de cabos até a troca de componentes do motor, um prejuízo que pode ultrapassar R$ 2 mil. Antes de tudo é necessário saber o que não deve ser feito com seu automóvel. Jamais acredite em quem diz que passar óleo diesel ou óleo de mamona é bom para a higiene do motor. Esses materiais podem apresentar um benefício aparente e imediato ao facilitar a remoção da poeira e deixar mais brilhosa a superfície onde foram aplicados. Mas depois eles ressecam as partes de borracha, danificando-as, e ainda vão atrair mais poeira após alguns dias. Não deixe que nenhum lava rápido aplique água sob alta pressão sobre a superfície do motor. Se a água entrar em contato com a bobina ou com o módulo (componente que registra a memória do carro), o risco de prejuízo é altíssimo. Também exija que o motor seja lavado frio. Se estiver quente, o choque térmico pode provocar sérios danos. Se você quiser deixar o motor limpo, sem precisar laválo, basta passar uma flanela sobre a superfície empoeirada uma vez por semana. Isso evitará que se criem crostas de sujeira mais difíceis de remover. Mas se já houver resíduos encrustados, você mesmo pode fazer o serviço passando uma estopa umedecida em determinados pontos e usando um pincel para as partes mais difíceis de alcançar. Produtos como desengraxante e limpador de alumínio podem ser usados, mas necessitam de especial cuidado na diluição. Siga rigorosamente as instruções da embalagem. Há três tipos de lavagem de motor que estabelecimentos especializados oferecem na região. A lavagem a jatos de água sob baixa pressão, a lavagem a seco e a lavagem a vapor. Na lavagem a jato sob baixa pressão, a aplicação de água não resultará em problema, se as peças sensíveis forem isoladas. A pressão baixa pode ajudar a eliminar a sujeira mais escondida sem tirar peças de lugar. Neste método, a umidade deve ser eliminada assim que a limpeza for concluída. A grande desvantagem dessa opção é para o meio ambiente. Em tempos de seca é bom economizar água o quanto possível Ȧ lavagem a vapor é indicada por quem conhece o assunto. A pressão do vapor é menos agressiva e não há problema de choque térmico se o motor estiver quente, como se tem quando é usada água fria. Nesse caso é necessário cuidado com os sensores eletrônicos. Algumas empresas oferecem também a lavagem seco. O motor, nesse caso é limpo com ajuda de pincéis e produtos especiais. Das três opções é a mais ecologicamente correta. O profissional ainda pode aplicar camada protetora de verniz sobre o motor. Impermeabiliza a superfície e evita a adesão de resíduos por um bom tempo.

20 20 Folha Cidade Terça-feira, 14 de abril de 2015 Ribeirão Pires registra primeiro caso de dengue contraído na cidade Notificações começam a aumentar na região. Ministério da Saúde diz que São Paulo está em epidemia de dengue Prefeituras agem contra a dengue, mas é preciso fazer mais. Leitora envia para Folha foto do fosso do elevador na antiga Fábrica de Sal, cheio de água limpa, um possível criadouro para o mosquito Aedes aegypti O Ministério da Saúde divulgou os novos números da dengue em todo o país e classificou o Estado de São Paulo como sendo de epidemia. O estado tem 585 casos por 100 mil habitantes. A secretaria de estado da Saúde discorda da avaliação do Ministério da Saúde, reconhece a gravidade da situação, mas discorda que exista uma epidemia. Afirma que pode-se falar que há muitos municípios em epidemia. Na região os casos começam a aumentar e Ribeirão Pires registra o primeiro caso contraído na cidade. O número de casos de dengue no país este ano, até o dia 28 de março, aumentou 240,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Até 28 de março, foram registrados 460,5 mil casos, contra 135,3 mil registrados no primeiro trimestre de 2014, conforme balanço divulgado ontem pelo Ministério da Saúde. O balanço informa que, até 28 de março, 132 pessoas morreram em decorrência da doença, número 29% maior que o de 2014, quando foram 102 as mortes, no mesmo período. Os casos graves também aumentaram: 235 este ano, o que representa aumento 39,1% na comparação com 2014, quando foram registrados 169, também até 28 de março. São João do Caiuá, no Paraná, com casos de dengue por 100 mil habitantes, foi o município com maior número de doentes por habitante, no primeiro trimestre de Em seguida vieram quatro municípios do estado de São Paulo: Trabiju, com por 100 mil habitantes; Paraguaçu Paulista, com por 100 mil habitantes; Estrela D Oeste, com por 100 mil habitantes e Florínia, com por 100 mil habitantes. O avanço da dengue em São Paulo vem colocando as cidades em alerta. Defesa Civil, equipes de Saúde e Centro de Zoonoses trabalham no combate ao mosquito, mas a população tem que fazer a sua parte, não deixando água limpa acumulada. Ribeirão Pires registrou no primeiro trimestre de 2015, 14 casos de dengue, sendo um autóctone, ou seja, contraído na cidade. Os demais são de outros municípios. A Secretaria de Saúde não divulgou o nome do paciente e nem a região do contágio. Vale ressaltar que até a presente data, em Ribeirão Pires, foram notificados 128 casos suspeitos de pacientes residentes de outros municípios. A Prefeitura de Rio Grande da Serra informou que todas as unidades de saúde estão aptas a receberem pacientes suspeitos de dengue. Médicos e enfermeiros foram treinados e receberam atualizações do Ministério da Saúde com relação aos protocolos preconizados no atendimento de pacientes suspeitos de dengue. Este ano de janeiro a abril foram recebidos na cidade 61 notificações de suspeita de dengue, no mesmo período em 2014 foram notificados somente 4 casos suspeitos. Foram confirmados em 2015, 6 casos de dengue, todos importados, e até o momento não há casos autóctones no município. Enviado por

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS.

Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS. Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS. A Comissão Eleitoral do COMDICAMM de Mariano Moro-RS, no

Leia mais

1. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, ATRIBUIÇÃO E MANDATO

1. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, ATRIBUIÇÃO E MANDATO EDITAL N.º 02/2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente COMDICA, na forma da Resolução Nº 20/2015, por sua Comissão de Eleição, torna público que se encontra aberto o processo

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ES

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ES CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE ES RESOLUÇÃO CMDCA/VNI-ES Nº 02/2015 DE 28 DE MAIO DE 2015. Dispõe sobre o Edital CMDCA/VNI-ES nº 01/2015 do processo

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Estado do Rio Grande do Sul DECRETO Nº 5.541, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Estado do Rio Grande do Sul DECRETO Nº 5.541, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 5.541, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Regulamenta o artigo 66, do Estatuto dos Servidores Públicos de São Leopoldo, Lei nº 6.055 de 14 de Setembro de 2006, Da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes-

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ PROJETO DE LEI Nº, de 30 de Novembro de 2010 Obriga a sinalização de fiscalização eletrônica de velocidade fixa efetuada por meio de radar nas vias urbanas do Município de Sumaré e proíbe sua instalação

Leia mais

Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Lei n. 574/00

Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Lei n. 574/00 Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente Lei n. 574/00 CAPÍTULO II DO CONSELHO TUTELAR DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ART. 15 Fica criado o Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-TO Nº 91/2013, de 13 de dezembro de 2013.

RESOLUÇÃO CRM-TO Nº 91/2013, de 13 de dezembro de 2013. RESOLUÇÃO CRM-TO Nº 91/2013, de 13 de dezembro de 2013. Dispõe sobre a criação e atribuições das delegacias regionais e dos delegados e dá outras providências. O Conselho Regional de Medicina do Estado

Leia mais

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015.

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. A Presidente do no uso de suas atribuições legais e regulamentadas pela Lei Nº 2.750 de 31 de Dezembro publica as normas para o processo eleitoral das entidades

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020. Edital nº.

EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020. Edital nº. EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020 Edital nº. 01/2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pindamonhangaba,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE

CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE PROJETO DE LEI Nº /2013, de 23 de abril de 2013 DISPOE SOBRE A CRIAÇÃO DO PROGRAMA DE INCENTIVO A CULTURA CINEMA POPULAR EM DISTRITOS, COMUNIDADES E PRAÇAS DO MUNICÍPIO.

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, CONSELHOS COMUNITÁRIOS Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHOS COMUNITÁRIOS ORGAO COLEGIADO GABINETE DO PREFEITO Tornar os cidadãos parte ativa no exercício do governo, mediante

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 16, DE 5 DE MAIO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 16, DE 5 DE MAIO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 16, DE 5 DE MAIO DE 2010 Define os parâmetros nacionais para a inscrição das entidades e organizações de assistência social, bem como dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais

Leia mais

Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente

Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 001/2014 SELEÇÃO DE ENTIDADE DA SOCIEDADE CIVIL PARA INTEGRAR O CONSELHO MUNICIPAL DO DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DO CONSELHO, ATRIBUIÇÕES E SUA COMPOSIÇÃO Art. 1.º- O Conselho Municipal de Educação de Carlos Barbosa, criado pela Lei Municipal nº1.176 de

Leia mais

LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014.

LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014. LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014. DISPÕE SOBRE O SERVIÇO VOLUNTÁRIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE IRAMAIA, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE TÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS CAPÍTULO I - DA COMPOSIÇÃO Art. 1º O CONSEPE é o órgão colegiado superior que supervisiona e

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6/2013 (ELEIÇÕES-IBDFAM) ADITIVO

RESOLUÇÃO Nº 6/2013 (ELEIÇÕES-IBDFAM) ADITIVO RESOLUÇÃO Nº 6/2013 (ELEIÇÕES-IBDFAM) ADITIVO Dispõe sobre os procedimentos, critérios, condições de elegibilidade, normas de campanha eleitoral e pressupostos de proclamação dos eleitos nas eleições do

Leia mais

, Prefeito Municipal de. FAÇO saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

, Prefeito Municipal de. FAÇO saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno, cria a Controladoria Municipal e dá outras providências., Prefeito Municipal de FAÇO saber a todos os habitantes deste Município

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

Estatística de projetos de leis protocolados, aprovados e em tramitação

Estatística de projetos de leis protocolados, aprovados e em tramitação PROPOSIÇÕES 2010 2011 Mensagens do Prefeito Municipal 084 79 Anteprojetos de Leis 056 26 Projetos de Leis (de autoria dos Senhores Vereadores) 098 70 Projetos de Leis Complementares 015 8 Projetos de Decretos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 6.996, DE 7 DE JUNHO MAIO DE 1982. Dispõe sobre a utilização de processamento eletrônico de dados nos serviços eleitorais e

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO PROPOSTA DE PAGAMENTO DE AUXÍLIO EMERGENCIAL E OUTROS PONTOS RELEVANTES À PERMANÊNCIA ESTUDANTIL

NOTA DE ESCLARECIMENTO PROPOSTA DE PAGAMENTO DE AUXÍLIO EMERGENCIAL E OUTROS PONTOS RELEVANTES À PERMANÊNCIA ESTUDANTIL NOTA DE ESCLARECIMENTO PROPOSTA DE PAGAMENTO DE AUXÍLIO EMERGENCIAL E OUTROS PONTOS RELEVANTES À PERMANÊNCIA ESTUDANTIL Perguntas que ainda não querem calar: O que a Reitoria propôs, mesmo? Pagamento de

Leia mais

Edital de convocação para eleição dos membros do Conselho Tutelar do Município de Cajueiro

Edital de convocação para eleição dos membros do Conselho Tutelar do Município de Cajueiro Edital de convocação para eleição dos membros do Conselho Tutelar do Município de Cajueiro O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do Município de Cajueiro, torna público

Leia mais

Carta de Serviços aos Cidadãos

Carta de Serviços aos Cidadãos Carta de Serviços aos Cidadãos Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul: a cada dia mais próximo da comunidade www.tre-jus.br O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul é um órgão do Poder

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014 RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014 Dispõe sobre o Registro de Entidades não Governamentais e Inscrição de Programas, Projetos e Serviços de Atendimento, governamentais e não governamentais, que tenham por

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES CMDCA

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES CMDCA EDITAL Nº 01/2015 A PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES, no uso da atribuição que lhe é conferida pela Lei Municipal Lei nº. 953/1996, alterada

Leia mais

Ata n. 25 da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Medeiros Neto BA.

Ata n. 25 da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Medeiros Neto BA. Ata n. 25 da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Medeiros Neto BA. Aos quatro (04) dias do Mês de Março (03) do ano de Dois Mil e Treze (2013), às 17:35 horas, com a presença de nove (09) vereadores,

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral Abril 2013 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Presidente Desembargadora Letícia De Faria Sardas Corregedor

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO Art. 1º - O presente Regimento tem por finalidade estabelecer normas para o funcionamento do Conselho Deliberativo da Associação Atlética Banco do Brasil São

Leia mais

REGULAMENTO EXAME DE BOLSAS /2º SEMESTRE DE 2015

REGULAMENTO EXAME DE BOLSAS /2º SEMESTRE DE 2015 REGULAMENTO EXAME DE BOLSAS /2º SEMESTRE DE 2015 A, em seu contínuo trabalho de responsabilidade social e, preocupada com a comunidade na qual está inserida, criou o Processo Seletivo Principal/EXAME DE

Leia mais

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 A Diretora Maria Aparecida Pinto, Diretora da Faculdade de São Lourenço, no uso de suas atribuições, torna público que, no período de 02 de setembro

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 6/2013/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 6/2013/CM PROVIMENTO N. 6/2013/CM Revoga o Provimento n. 017/2011/CM e estabelece critérios para a remoção e movimentação interna dos servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso. O EGRÉGIO CONSELHO DA

Leia mais

Art. 3º. A concessão de diárias fica condicionada a existência de disponibilidade orçamentária e financeira.

Art. 3º. A concessão de diárias fica condicionada a existência de disponibilidade orçamentária e financeira. LEI Nº 3466/2014, DE 08 DE ABRIL DE 2014. DISPÕE SOBRE AS VIAGENS OFICIAIS E A CONCESSÃO DE DIÁRIAS AOS VEREADORES E SERVIDORES DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015. Comissão Eleitoral do Processo Seletivo

Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015. Comissão Eleitoral do Processo Seletivo Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015 Comissão Eleitoral do Processo Seletivo A Comissão Eleitoral do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente C.M.D.C.A. de Rio Verde - GO,

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01, DE 02 DE OUTUBRO DE 2014

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01, DE 02 DE OUTUBRO DE 2014 EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01, DE 02 DE OUTUBRO DE 2014 O CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CONANDA, faz publicar o Edital de Convocação para a eleição das entidades da sociedade

Leia mais

Coordenadoria da Moralidade Administrativa INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ

Coordenadoria da Moralidade Administrativa INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12/CMA/2008 ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DIRETA, FUNDOS E FUNDAÇÕES DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ ASSUNTO: INSTRUMENTO NORMATIVO HISTÓRICO DELIBERAÇÃO VIGÊNCIA PROTOCOLO Nº DESCRIÇÃO Nº DATA A PARTIR

Leia mais

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA De: Gabinete do Vereador Jimmy Pereira Para: Ação Jovem Brasil Resposta à solicitação de Informações para a formação do Índice de Transparência da Câmara do Rio TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SIMÃO DIAS Gabinete do Prefeito

PREFEITURA MUNICIPAL DE SIMÃO DIAS Gabinete do Prefeito LEI Nº. 632 /2014 03 de dezembro de 2.014 Dispõe sobre a criação do Programa de Coleta Seletiva com inclusão Social e Econômica dos Catadores de Material Reciclável e o Sistema de Logística Reversa e seu

Leia mais

PROJETO DE LEI N 504/2013

PROJETO DE LEI N 504/2013 PROJETO DE LEI N 504/2013 AUTORIZA A CONCESSÃO DE AUXÍLIO TRANSPORTE AOS ESTUDANTES DE CURSO SUPERIOR E CURSO TÉCNICO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Povo do Município de Nepomuceno, Minas Gerais, por seus

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Esporte e Lazer SEMEL PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DA BOLSA-ATLETA MUNICIPAL DE ARACAJU EDITAL Nº 01/2011 DE 03 DE NOVEMBRO

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS FLORES DE GOIÁS-GO. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal n.º 08 de 16 de Setembro de 2003

ESTADO DE GOIÁS FLORES DE GOIÁS-GO. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal n.º 08 de 16 de Setembro de 2003 EDITAL PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE 2016-2020 O DE, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital, que, nos termos da Lei

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA O CONSELHO DELIBERATIVO AUTÁRQUICO DA AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - AEVSF

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA O CONSELHO DELIBERATIVO AUTÁRQUICO DA AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - AEVSF REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA O CONSELHO DELIBERATIVO AUTÁRQUICO DA AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - AEVSF CAPÍTULO I - OBJETO Artigo 1º. Este Regulamento disciplina o Processo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS EDITAL N o 01/2014, DO CONSELHO DA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS Regulamenta a eleição

Leia mais

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Nordeste, bem como proporcionar

Leia mais

FACULDADE DO SUL DA BAHIA ATO PROCESSO SELETIVO 2009/2 EDITAL Nº 2 I DOS CURSOS OFERECIDOS, DURAÇÃO, ATOS LEGAIS E DAS VAGAS:

FACULDADE DO SUL DA BAHIA ATO PROCESSO SELETIVO 2009/2 EDITAL Nº 2 I DOS CURSOS OFERECIDOS, DURAÇÃO, ATOS LEGAIS E DAS VAGAS: FACULDADE DO SUL DA BAHIA ATO PROCESSO SELETIVO 2009/2 EDITAL Nº 2 A FACULDADE DO SUL DA BAHIA, credenciada pela Portaria Ministerial nº 944, de 17/05/2001 publicada no DOU em 21/05/2001 e o INSTITUTO

Leia mais

REGULAMENTO NORMATIVO DA ELEIÇÃO DO DIRETOR DE SAUDE DO TRABALHADORDO SINDSEMP. Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina

REGULAMENTO NORMATIVO DA ELEIÇÃO DO DIRETOR DE SAUDE DO TRABALHADORDO SINDSEMP. Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina REGULAMENTO NORMATIVO DA ELEIÇÃO DO DIRETOR DE SAUDE DO TRABALHADORDO SINDSEMP Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina Eleição triênio 2012/2015 A comissão eleitoral reunida no dia 14.08.2013

Leia mais

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. DISPÕE SOBRE FIXAÇÃO DE REGRAS PARA PROMOÇÃO DO ESPORTE NO MUNICÍPIO DE MATADE SÃO JOÃO-BA. O Prefeito Municipal de Mata de São João, Estado da Bahia, faz saber

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 011/2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 011/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 011/2014 Processo de seleção e admissão de professores e pedagogos em regime de designação temporária, para o exercício da função de regência

Leia mais

LEI Nº. 1917 LEI. Art. 2º. O Programa será vinculado ao Departamento Municipal de Ação Social e tem por objetivos:

LEI Nº. 1917 LEI. Art. 2º. O Programa será vinculado ao Departamento Municipal de Ação Social e tem por objetivos: LEI Nº. 1917 SÚMULA: Institui o Programa de Guarda Subsidiada de Crianças e Adolescentes, denominado "Programa Família Acolhedora e dá outras providências. A Câmara Municipal de Palmas, Estado do Paraná,

Leia mais

Edital 001/2015-CMDCA

Edital 001/2015-CMDCA Edital 001/2015-CMDCA 1. DO PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO 1.1- O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do Município de Senador Canedo torna público que realizará Processo

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010 Edição Número 18 de 27/01/2010 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010 Institui e regulamenta o Sistema de Seleção Unificada, sistema informatizado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 001/ 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 001/ 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO REIS EDITAL Nº 001/ 2014 SORTEIO PARA ADMISSÃO DE ALUNOS AO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO GERALDO

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS RESOLUÇÃO CMAS Nº 16, DE 26 DE SETEMBRO DE 2011

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS RESOLUÇÃO CMAS Nº 16, DE 26 DE SETEMBRO DE 2011 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS RESOLUÇÃO CMAS Nº 16, DE 26 DE SETEMBRO DE 2011 Resolução CMAS nº 16, 26 de setembro de 2011, revoga a Resolução CMAS nº 01/2002 e define os parâmetros para

Leia mais

Art. 15º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Art. 15º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Veja, na íntegra, os artigos da lei que estabelece normas para obtenção de alvará de licença e funcionamento de feiras, bazares ou eventos similares itinerantes, de venda a varejo ou no atacado e dá outras

Leia mais

PORTARIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Nº 09, DE 20 DE MARÇO DE 2015. Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.

PORTARIA DO CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Nº 09, DE 20 DE MARÇO DE 2015. Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Centro de Ciências Naturais e Humanas Av. dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 4996.7960 secretariaccnh@ufabc.edu.br

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

EDITAL DE OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO. DIREITO, ENFERMAGEM e FISIOTERAPIA

EDITAL DE OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO. DIREITO, ENFERMAGEM e FISIOTERAPIA EDITAL DE OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO DIREITO, ENFERMAGEM e FISIOTERAPIA 1º semestre de 2016 A Diretoria da Faculdade da Saúde e Ecologia Humana, no uso de suas atribuições, e considerando o disposto na legislação

Leia mais

LEI Nº 2.998/2007 CAPÍTULO I DA COMPOSIÇÃO

LEI Nº 2.998/2007 CAPÍTULO I DA COMPOSIÇÃO LEI Nº 2.998/2007 REGULAMENTA O CONSELHO MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO URBANO - COPLAN, CRIADO NO ARTIGO 2º, DA LEI COMPLEMENTAR N.º 037/2006, DE 15 DE DEZEMBRO, QUE DISPOE SOBRE NORMAS DE

Leia mais

e) Liberdade assistida; f) Semiliberdade; g) Internação, fazendo cumprir o Estatuto da Criança e do Adolescente.

e) Liberdade assistida; f) Semiliberdade; g) Internação, fazendo cumprir o Estatuto da Criança e do Adolescente. REGIMENTO INTERNO DO COMDICA Título I DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Capítulo I - DA NATUREZA Art.1º - O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente COMDICA,

Leia mais

Edição Número 214 de 06/11/2012. Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012

Edição Número 214 de 06/11/2012. Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012 Edição Número 214 de 06/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre o Sistema de Seleção Unificada - Sisu. O MINISTRO DE ESTADO DA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 20/2007 Título I Casa da Cidadania Capítulo I Da Casa da Cidadania Título II Dos Programas Parlamentares Capítulo I Câmara Debate

RESOLUÇÃO Nº 20/2007 Título I Casa da Cidadania Capítulo I Da Casa da Cidadania Título II Dos Programas Parlamentares Capítulo I Câmara Debate RESOLUÇÃO Nº 20/2007 Dispõe sobre a criação, no âmbito da Câmara Municipal, da Casa da Cidadania, dos Programas Parlamentares, estabelece normas gerais de funcionamento, da Revista da Câmara Municipal

Leia mais

Câmara Municipal de Carnaubal

Câmara Municipal de Carnaubal Câmara Municipal de Carnaubal ATA DA 2º ( SEGUNDDA) SESSÃO ORDINÁRIA DO 1º PRIMEIRO PERÍODO LEGISLATIVO ANO 2015 Ata da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Carnaubal CE; realizada no dia 24 ( VINTE

Leia mais

EDITAL 002/2013 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014. Bacharelados: Administração; Educação Física; Nutrição e Enfermagem

EDITAL 002/2013 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014. Bacharelados: Administração; Educação Física; Nutrição e Enfermagem EDITAL 002/2013 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 Guilherme Bernardes Filho, Mantenedor das Faculdades Integradas ASMEC, no uso de suas atribuições, torna público que, a partir de 19 de setembro de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ EDITAL PRG Nº 011/2011 CONCURSO PÚBLICO SIMPLIFICADO DE PROVAS E TÍTULOS PARA ADMISSÃO DE DOCENTE EM CARÁTER TEMPORÁRIO.

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ EDITAL PRG Nº 011/2011 CONCURSO PÚBLICO SIMPLIFICADO DE PROVAS E TÍTULOS PARA ADMISSÃO DE DOCENTE EM CARÁTER TEMPORÁRIO. UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ EDITAL PRG Nº 011/2011 CONCURSO PÚBLICO SIMPLIFICADO DE PROVAS E TÍTULOS PARA ADMISSÃO DE DOCENTE EM CARÁTER TEMPORÁRIO. A Professora Doutora Ana Julia Urias dos Santos Araújo,

Leia mais

EDITAL Nº 004/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER

EDITAL Nº 004/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER EDITAL Nº 004/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER DISCIPLINA, O PROCESSO DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA FINS DE CADASTRO DOS ATLETAS INTERESSADOS A SEREM BENEFICIADOS COM O

Leia mais

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI)

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 8 o CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL MASCULINO/ FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO 1.1. O 8º Campeonato Municipal de Futsal Masculino será promovido e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES DECRETO Nº 6.106/2013 REGULAMENTA AS LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE, DE QUE TRATAM OS ARTS. 80, I; 82 A 100, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.132, DE 02 DE JULHO DE 1990 (ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

Leia mais

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares

Professor Rodrigo Marques de Oliveira Presidente do Conselho Acadêmico do IFMG - Campus Governador Valadares SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS GOVERNADOR VALADARES - CONSELHO ACADÊMICO Av. Minas Gerais, 5.189 - Bairro Ouro

Leia mais

ATO DELIBERATIVO 27/2015. O Conselho Deliberativo da Fundação CELESC de Seguridade Social - CELOS, no uso de suas atribuições e,

ATO DELIBERATIVO 27/2015. O Conselho Deliberativo da Fundação CELESC de Seguridade Social - CELOS, no uso de suas atribuições e, ATO DELIBERATIVO 27/2015 O Conselho Deliberativo da Fundação CELESC de Seguridade Social - CELOS, no uso de suas atribuições e, CONSIDERANDO a necessidade de atualizar as disposições do Ato Deliberativo

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 490, DE 24 DE JANEIRO DE 2008 REGULAMENTO DE CONSELHO DE USUÁRIOS DO STFC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento estabelece as regras básicas para implantação,

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATO

REGISTRO DE CANDIDATO LEGISLAÇÃO APLICÁVEL - Constituição Federal - Código Eleitoral (Lei n. 4737/65) - Lei n. 9.504/97 (Lei das Eleições) - Lei Complementar n. 64/90 (Lei das Inelegibilidades) DISPOSIÇÕES GERAIS REGISTRO DE

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015 2 Edital do Processo Seletivo 2015 CAPÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO Artigo 1º. De conformidade com o disposto na Lei 9394, de 20/12/96, Pareceres 95, de 01/12/98 e 98/99

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CÉU AZUL

CÂMARA MUNICIPAL DE CÉU AZUL O R D E M D O D I A 15ª Sessão Ordinária, no Primeiro Período Legislativo, da Segunda Sessão Legislativa, da Décima Legislatura, a ser realizada no dia 01 de junho de 2010, às 17 horas e trinta minutos,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015

PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015 1 Processo Seletivo 2015.2 Edital FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC RIO PROCESSO SELETIVO 2 º SEMESTRE DE 2015 SENAC RJ FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC RIO O SENAC Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial,

Leia mais

REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS

REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES INICIAIS DAS COMPETÊNCIAS Art. 1º O Setor de Registros Acadêmicos - SRA é o órgão que operacionaliza todas as atividades ligadas à vida

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DA COMARCA DE BLUMENAU-SC

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DA COMARCA DE BLUMENAU-SC REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DA COMUNIDADE DA COMARCA DE BLUMENAUSC CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Artigo 1 O presente regimento interno disciplina o funcionamento do Conselho da Comunidade da

Leia mais

Estatuto da Associação de Pais e Professores do

Estatuto da Associação de Pais e Professores do CNPJ: 82.898.404/0001-09 Estatuto da Associação de Pais e Professores do CENTRO EDUCACIONAL MENINO JESUS Fundada em 1973, Florianópolis/SC C A P Í T U L O I Da Associação e seus fins Art. 1º. - A Associação

Leia mais

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA. Sindilojas, 24 de julho de 2014

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA. Sindilojas, 24 de julho de 2014 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA Sindilojas, 24 de julho de 2014 Legislação da CIPA Decreto-lei nº 7.036 de 10/11/1944 (Lei de Acidentes do Trabalho): Art. 82. Os empregadores, cujo número

Leia mais

PROVIMENTO Nº 031/2015 GR

PROVIMENTO Nº 031/2015 GR PROVIMENTO Nº 031/2015 GR O REITOR EM EXERCÍCIO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI URCA, no uso das atribuições que lhe confere o Art. 15, inciso XIII do Estatuto desta Universidade, aprovado pelo Decreto

Leia mais

LEI Nº 5 649. Art. 2º A Ouvidoria de Polícia do Estado do Espírito Santo tem as seguintes atribuições:

LEI Nº 5 649. Art. 2º A Ouvidoria de Polícia do Estado do Espírito Santo tem as seguintes atribuições: LEI Nº 5 649 Cria a Ouvidoria de Polícia do Estado do Espírito Santo e dá outras providências. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, faço saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTES DE NÍVEL SUPERIOR DO CURSO DE DIREITO DESTINADOS

Leia mais

REGIMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DIRETORIA RIO GRANDE DO NORTE CAPITULO I. Da Caracterização, Sede, Foro e Objetivos

REGIMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DIRETORIA RIO GRANDE DO NORTE CAPITULO I. Da Caracterização, Sede, Foro e Objetivos REGIMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DIRETORIA RIO GRANDE DO NORTE CAPITULO I Da Caracterização, Sede, Foro e Objetivos Art.1º A Diretoria Regional (DR) da SBEM-RN é órgão executivo

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ CAPÍTULO I DA SOCIEDADE, DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE, PRAZO E FINALIDADES Artigo 1 - A Comissão Estadual de Residência Médica

Leia mais

EDITAL Nº 01 DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - CMDCA

EDITAL Nº 01 DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - CMDCA EDITAL Nº 01 DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - CMDCA O (A) PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE GROAÍRAS-CE CMDCA, no uso da atribuição

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I 1 Conselho Municipal do Idoso de São Caetano do Sul Lei n 4.179 de 23/10/2003. R. Heloísa Pamplona, 304 B. Fundação CEP 09520-310 São Caetano do Sul/SP. cmi@saocaetanodosul.sp.gov.br REGIMENTO INTERNO

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário. Outros. Atos Oficiais. Contas Públicas. Licitações. Prefeitura Municipal de Petrolina. Outros - CONVOCAÇÃO

Diário Oficial. Índice do diário. Outros. Atos Oficiais. Contas Públicas. Licitações. Prefeitura Municipal de Petrolina. Outros - CONVOCAÇÃO Páginas: 8 Outros Outros - CONVOCAÇÃO Atos Oficiais Portaria - N 02590/2015 Portaria - Nº 2571/2015 Portaria - Nº 2572/2015 Portaria - Nº 022/2015 Contas Públicas Contratos - N 023/2015 Contratos - N 025/2015

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 16 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 26/05/2014. Aos vinte e seis dias do mês de maio do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade

Leia mais

Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal de Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA AMANDA GURGEL

Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal de Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA AMANDA GURGEL PROJETO DE LEI 103/2015 Dispõe sobre a redução do subsídio do(a) prefeito(a), do(a) vice-prefeito(a), e dos(as) vereadores(as), para o equivalente ao dobro do fixado como piso salarial nacional para os(as)

Leia mais

PORANGATU PREV. Regime Próprio de Previdência Social PORANGATU/GO. Edital nº 001/2014

PORANGATU PREV. Regime Próprio de Previdência Social PORANGATU/GO. Edital nº 001/2014 Edital nº 001/2014 ESTABELECE DATAS, PRAZOS, NORMAS E PROCEDIMENTOS SOBRE O PROCESSO DE ELEIÇÃO DIRETA PARA ESCOLHA DE SERVIDOR PARA COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE PORANGATU-GO.

Leia mais

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados Frente Parlamentar em Defesa dos Conselheiros Tutelares é reinstalada na Câmara dos Deputados Com o objetivo de discutir e acompanhar as demandas dos Conselhos Tutelares na Câmara dos Deputados, foi reinstalada

Leia mais

Roda de Conversa 31/03/2015

Roda de Conversa 31/03/2015 Aconteceu em Uberaba, no Centro Espírita José Horta mantenedor da Creche Espírita Melo de Jesus, no dia 31/03/2015 a décima sexta edição da Roda de Conversa. O Evento teve a participação de aproximadamente

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA DE C R E T O Nº 11.347, de 25 de setembro de 2015 EMENTA:Cria o PROGRAMA MUNICIPAL DOS AGENTES AMBIENTAIS, no âmbito Administração Pública Municipal de Itabuna, e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Ano 2015, Número 242 Brasília, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Página 2

Ano 2015, Número 242 Brasília, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Página 2 Ano 2015, Número 242 Brasília, quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 Página 2 PRESIDÊNCIA (NÃO HÁ PUBLICAÇÕES NESTA DATA) SECRETARIA JUDICIÁRIA Coordenadoria de Acórdãos e Resoluções Resolução PUBLICAÇÃO

Leia mais

FECHAMENTO DE RUAS AO TRÁFEGO DE VEÍCULOS ESTRANHO AOS MORADORES DE VILAS, RUAS SEM SAÍDA E RUAS E TRAVESSAS COM CARACTERÍSITCAS DE RUAS SEM SAÍDA.

FECHAMENTO DE RUAS AO TRÁFEGO DE VEÍCULOS ESTRANHO AOS MORADORES DE VILAS, RUAS SEM SAÍDA E RUAS E TRAVESSAS COM CARACTERÍSITCAS DE RUAS SEM SAÍDA. FECHAMENTO DE RUAS AO TRÁFEGO DE VEÍCULOS ESTRANHO AOS MORADORES DE VILAS, RUAS SEM SAÍDA E RUAS E TRAVESSAS COM CARACTERÍSITCAS DE RUAS SEM SAÍDA. LEI Nº 15.002, DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 (Projeto de Lei

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE BIOLOGIA CFBio

CONSELHO FEDERAL DE BIOLOGIA CFBio INSTRUÇÃO ELEITORAL QUE REGULAMENTA O PROCESSO PARA ELEIÇÃO E POSSE DOS CONSELHEIROS DO CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA DA 8ª REGIÃO - CRBio-08 (BA, AL, SE), PARA O MANDATO DE 06 DE JANEIRO DE 2015 A 06

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. (Do Sr. JÂNIO NATAL) Senhor Presidente,

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. (Do Sr. JÂNIO NATAL) Senhor Presidente, COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES REQUERIMENTO N O, DE 2011 (Do Sr. JÂNIO NATAL) Requer a realização de Audiência Pública para debater questões relativas à aviação civil brasileira. Senhor Presidente, Requeiro,

Leia mais