Seja bem-vindo à UNISUAM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seja bem-vindo à UNISUAM"

Transcrição

1

2

3

4 Seja bem-vindo à UNISUAM Estamos iniciando mais um semestre letivo, e nossa maior alegria é receber você como parte da UNISUAM. Ao acreditar em nossos ideais e vir estudar conosco, você nos permite participar dos melhores anos de sua vida e colaborar para a sua formação tanto pessoal quanto profissional. Neste Manual do Aluno você encontrará os dispositivos que regem e regulamentam a sua vida acadêmica, além dos serviços que a UNISUAM oferece a seus alunos. Você também pode contar com uma equipe treinada e apta a esclarecer suas dúvidas. Afinal, o seu sonho é parte de nossas metas, e esteja certo de que trabalharemos arduamente para torná-lo um profissional capaz e um cidadão completo. Boas Aulas! Professor Arapuan Netto Reitor

5 SUMÁRIO Histórico da Instituição... 7 Histórico da Pós-Graduação... 8 Modalidades de Cursos Oferecidos... 9 Cursos de Pós-Graduação Oferecidos Avaliação da Aprendizagem Organização Pedagógica Normas e Procedimentos Acadêmicos Serviços Oferecidos Responsabilidade Social Extensão Pesquisa Normas e Procedimentos Financeiros... 34

6 Histórico da Instituição A UNISUAM - Centro Universitário Augusto Motta é uma Instituição de Ensino que, atualmente, conta com cinco Unidades (Bangu, Bonsucesso, Campo Grande, Jacarepaguá e Vila da Penha) e que tem como objetivo principal contribuir com o desenvolvimento das comunidades que a cercam. Marco na Zona da Leopoldina, a UNISUAM tem uma história de tradição e sucesso, e tem buscado ampliar seu alcance para outras regiões, sempre com foco no progresso da sociedade. Com uma sólida estrutura, composta por profissionais e por um corpo docente qualificado, formado em sua maioria por mestres e doutores, a Instituição investe em laboratórios bem equipados, com instrumentos de última geração, material didático de qualidade e uma infraestrutura que se molda às necessidades dos seus alunos, agregando valores à formação e à qualificação profissional. 7 Contando atualmente com cerca de alunos (Graduação, Pós- Graduação e cursos de extensão), a UNISUAM faz investimentos contínuos em tecnologia educacional e projetos de responsabilidade social. A UNISUAM norteia seu trabalho nos valores de sua missão e visão institucionais, acredita nos seus propósitos e firma, junto aos seus alunos, um compromisso para a vida toda!

7 Histórico da Pós-Graduação O mercado de trabalho, cada vez mais exigente, tem feito dos cursos de Pós- Graduação uma necessidade. E a UNISUAM oferece em seu programa de especialização oportunidades de atualização e aprofundamento nas diversas áreas do conhecimento. Todos com o objetivo de capacitar o aluno dentro de uma visão estratégica e holística, voltada para as demandas profissionais do mercado de trabalho. Com oferta de cursos de pós-graduação desde os anos 90, o Centro Universitário Augusto Motta UNISUAM possui uma estrutura específica para oferecer com qualidade cursos de pós-graduação para todas as áreas de sua formação na graduação. Com mais de alunos formados até hoje e com ótimas colocações no mercado, a UNISUAM oferece mais de 30 cursos de pós-graduação lato sensu de especialização e aprimoramento nas modalidades presencial e EAD e dois mestrados muito bem avaliados pela CAPES, com as melhores condições de valorização do seu currículo no mercado organizacional. 8

8 Modalidades de Cursos Oferecidos Cursos de Especialização Presencial (360h) Os Cursos de Especialização Presencial foram cuidadosamente planejados para quem busca uma formação continuada de excelência, com cursos de alta performance. Possuem carga horária de 360 horas. Cursos de Aprimoramento Presencial (180h) Os Cursos de Aprimoramento têm carga horária de 180 horas, desenvolvidos para quem deseja otimizar seu perfil profissional após a conclusão do seu curso de Graduação. Os Cursos de Aprimoramento são cursos de curta duração e permitem uma capacitação rápida para aplicação imediata. Cursos de Especialização Online (360h) Os Cursos de Especialização Online foram cuidadosamente planejados para quem busca uma formação continuada de excelência, com a praticidade da flexibilidade de horários. Possuem carga horária de 360 horas, incluindo-se as provas, necessariamente presenciais. 9 Cursos de Aprimoramento Online (180h) Os Cursos de Aprimoramento são cursos com carga horária de 180 horas, desenvolvidos para quem deseja otimizar seu perfil profissional após a conclusão do seu curso de Graduação. Cursos de Atualização Online (90h) Os Cursos de Atualização de 90 horas foram idealizados para quem deseja rever suas práticas profissionais em um curto espaço de tempo. Para fazê-los basta ter concluído qualquer curso de Graduação. Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado) A UNISUAM é hoje o único Centro Universitário da Região Sudeste, e o segundo no País, a oferecer curso de Pós-Graduação Stricto Sensu Profissional Multidisciplinar em Desenvolvimento Local, recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (Capes) do Ministério da Educação (MEC). Além disso, a UNISUAM lançou em 2009 o Mestrado Acadêmico em Ciências da Reabilitação, reconhecido pela Capes, que é uma excelente opção para os profissionais da área de Saúde do Brasil. Uma conquista que ratifica a importância da Instituição no meio acadêmico e que reflete a sua preocupação com a pesquisa científica para o desenvolvimento social.

9 UNISUAM Online (Educação a Distância) Tecnologia a serviço da conveniência: esse é o princípio da UNISUAM Online, que, com seus cursos de pós-graduação, busca romper as barreiras físicas e levar o conhecimento a qualquer lugar, em qualquer horário. Tendência de mercado, a UNISUAM Online democratiza o saber e ainda estimula o uso da informática, ferramenta indispensável aos profissionais modernos. Os cursos de pós-graduação da UNISUAM Online utilizam material com conteúdo de excelência e interface gráfica desafiadora e moderna. Cursos de Pós-Graduação Oferecidos Autorização As Instituições de Ensino, caso dos Centros Universitários e Universidades, que possuem seus cursos de graduação regularizados e avaliados, possuem autorização e autonomia para abrir cursos de pós-graduação. Os cursos da UNISUAM são autorizados pelo Conselho de cada curso. 10 Reconhecimento Todas as Instituições de Ensino, inclusive as que possuem autonomia, devem ter seus cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). O pedido de reconhecimento do curso deverá ser protocolado até a metade do prazo para a sua conclusão, no caso de Centros Universitários e Universidades. Renovação de Reconhecimento É realizada periodicamente, pelo MEC, após o reconhecimento dos cursos de graduação. Cursos de Especialização Presencial GESTÃO E NEGÓCIOS Curso Duração (meses): GESTÃO DE TRIBUTOS 18 GESTÃO DE PESSOAS 18

10 GED - GESTÃO ELETRÔNICA DE DOCUMENTOS 18 MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL 18 MBA EM PERÍCIA CONTÁBIL E FINANCEIRA 18 MBA EM REESTRUTURAÇÃO DE EMPRESAS 18 EDUCAÇÃO E HUMANAS Curso Duração (meses): LÍNGUA PORTUGUESA: LEITURA, GRAMÁTICA E PRODUÇÃO DE TEXTOS 18 PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL PSICOLOGIA ECLESIÁSTICA 18 HISTÓRIA ANTIGA 18 HISTÓRIA E CULTURA DA AMÉRICA LATINA 18 BIOLOGIA E MEIO AMBIENTE Curso Duração (meses): ESPECIALIZAÇÃO EM ANÁLISES CLÍNICAS ESPECIALIZAÇÃO EM MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 18 18

11 SOCIAIS E DIREITO Curso Duração (meses): DIREITO PÚBLICO 18 O SERVIÇO SOCIAL E O TRABALHO COM FAMÍLIAS 18 SAÚDE, BELEZA E ALIMENTAÇÃO Curso Duração (meses): ACUPUNTURA 18 AROMATERAPIA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR ENFERMAGEM DO TRABALHO ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA 18 FARMÁCIA CLÍNICA 18 FISIOTERAPIA ONCOLÓGICA 18 FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA E UTI FISIOTERAPIA TRAUMATO ORTOPÉDICA FUNCIONAL COM ÊNFASE EM TERAPIA MANUAL FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL NUTRIÇÃO CLÍNICA COM ÊNFASE EM OBESIDADE E ENDOCRINOLOGIA PATISSERIE 18 REABILITAÇÃO AQUÁTICA 18

12 ENGENHARIA ESTRUTURAL Engenharia de Segurança no Trabalho ENGENHARIAS E EXATAS Curso Duração (meses): Cursos de Aprimoramento Presencial Curso Duração (meses): DSW- DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS WEB GESTÃO FINANCEIRA 9 9 GASTRONOMIA HOSPITALAR 9 GESTÃO DE PROJETOS 9 LOGÍSTICA EMPRESARIAL 9 MERCADO DE CAPITAIS 9 13 ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL Cursos de Especialização Online EDUCAÇÃO - Especialização Online Curso Duração (meses): GESTÃO EDUCACIONAL ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL SUPERVISÃO ESCOLAR

13 EMPRESARIAL - MBA Online Curso Duração (meses): MBA EM FINANÇAS 12 MBA EM GESTÃO DE PROJETOS 12 MBA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL MBA EM LOGÍSTICA EMPRESARIAL Cursos de Especialização Semipresencial EMPRESARIAL semipresencial Curso Duração (meses): GESTÃO DE PESSOAS 6 14 Cursos de Aprimoramento Online Curso Duração (meses): FINANÇAS 6 GESTÃO DE PROJETOS 6 LOGÍSTICA EMPRESARIAL 6 Curso COMPORTAMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES Cursos de Atualização Online EMPRESARIAL semipresencial Duração (meses): 6 LIDERANÇA 6

14 Avaliação da Aprendizagem A avaliação de desempenho escolar é feita por disciplina, incidindo sobre a frequência e o rendimento escolar(avaliação). A frequência às aulas e às demais atividades escolares é obrigatória, sendo vedada a justificativa de faltas, salvo as exceções previstas na legislação vigente. O aluno que não obtiver, no mínimo, 75% de frequência às aulas e às demais atividades escolares programadas será considerado reprovado na disciplina. O rendimento escolar(avaliações) é apurado mediante execução de trabalhos e provas teóricas ou práticas valendo o mínimo de 8,0 pontos; as demais avaliações deverão valer o máximo de 2,0 pontos, totalizando o limite de 10,0 pontos na disciplina. Observações: em casos específicos será adotado conceito ou resultado final (aprovado ou reprovado). Observação: não há segunda chamada. O aluno que não realizar a prova na data marcada deverá solicitar a realização da prova final. 15 Vista de Avaliação O aluno que não concordar com o grau lançado na avaliação poderá solicitar vista de prova pelo Protocolo Online. Revisão de Avaliação Qualquer aluno que se julgar-se prejudicado no grau atribuído, tem o direito de solicitar sua revisão. Qualquer avaliação que tenha sido realizada a lápis, parcial ou totalmente, poderá ter sua revisão sumariamente indeferida, não cabendo ao aluno qualquer recurso. Após o pedido de revisão de avaliação, o aluno deverá aguardar parecer do Coordenador, que o comunicará por escrito. O parecer deverá ser datado e assinado pelo discente, tornando-o ciente de que, com este ato, encerraram-se todos os recursos acadêmicos possíveis para o assunto em foco.

15 Organização Pedagógica Os cursos de Pós-Graduação da UNISUAM são modelados multidisciplinarmente, de modo a abordar um conjunto significativo de conceitos e práticas, necessários ao profissional que busca ações e intervenções relevantes em diferentes campos de atuação profissional. Nos cursos de pós-graduação lato sensu - especialização - devem ser consideradas, obrigatoriamente, as seguintes disposições da Resolução 01/2007 expedida pelo Conselho Nacional de Educação/CES: I. A carga horária total dos cursos deve ser de, no mínimo, 360 (trezentos e sessenta horas) horas-aula, estruturadas em aulas de 60 (sessenta) minutos de duração, não computados o tempo de estudo/trabalho individual ou em grupo, sem assistência docente, e o reservado, obrigatoriamente, para a elaboração individual do Trabalho de Conclusão de Curso; II. O aluno deve, obrigatoriamente, elaborar Trabalho de Conclusão de Curso, cujas normas se encontram um manual próprio dos trabalhos de conclusão de curso da UNISUAM; 16 III. A frequência mínima exigida para certificação deve ser de 75%. O prazo máximo para conclusão de toda e qualquer obrigação acadêmica (pendências de disciplinas, provas e TCC), por qualquer motivo (trancamento, transferência, segunda chamada, revisão de prova, repetência, entrega ou reapresentação de TCC), para qualquer tipo de curso, não poderá exceder 24 meses da data prevista para o término do curso.

16 Normas e Procedimentos Acadêmicos Admissão A seleção dos candidatos será definida de acordo com o limite de vagas oferecidas e os critérios estabelecidos no projeto do Curso. O candidato selecionado deverá efetuar sua matrícula dentro do prazo estabelecido, sem a qual perderá seu direito de ingresso. A matrícula dos alunos selecionados nos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu será realizada na Secretária da Pós-Graduação, no prazo estabelecido. No ato da matrícula, o candidato ou representante legal deverá apresentar toda documentação exigida. Calendário Acadêmico Todas as informações sobre datas dos encontros de aula e sala estarão dispostas no ambiente do aluno. Condições de aprovação no curso 17 Farão jus ao certificado de Especialização na modalidade presencial os alunos que obtiverem aproveitamento e frequência, de acordo com os seguintes critérios: Parágrafo Único - A avaliação de desempenho escolar é feita por disciplina, incidindo sobre a frequência e o rendimento escolar. a) 75% (setenta e cinco por cento) de freqüência; b) Média 7,0 (sete) ou superior nas disciplinas do curso; c) O rendimento é apurado mediante execução de trabalhos e provas, conforme o cronograma de aula de cada disciplina, disponibilizado para o aluno a cada início de módulo, respeitando o calendário acadêmico; d) o trabalho de conclusão do curso deverá, no caso de curso de especialização, ser o resultado de pesquisa sob orientação docente, desenvolvida ao longo do curso. O aluno que ficar reprovado por nota ou frequência em alguma disciplina de curso presencial e semipresencial deverá: a) Entrar com pedido junto à secretária da Pós-Graduação, solicitando a aplicação de uma prova final valendo 10 (dez) pontos, que será marcada conforme calendário acadêmico;

17 b) O aluno que ficar reprovado na prova final deverá requerer junto à secretaria da Pós-Graduação uma matrícula especial para a disciplina, que será oferecida conforme calendário acadêmico para os alunos que não alcançaram a média mínima 7,0 (sete); c) A matrícula especial para o aluno que não alcançar média em uma determinada disciplina deverá ser requerida mediante pagamento para cada disciplina; d) O contrato deverá ser assinado individualmente por disciplina; e) O valor de cada disciplina será calculado com base na relação proporcional entre o valor total do curso, o seu total de horas e o total de horas da disciplina; f) Todos os requerimentos deverão ser pagos conforme tabela de taxas de emolumentos disponibilizada na secretaria da Pós-Graduação e Setor Financeiro. O aluno matriculado em um dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu tem o direito de solicitar o cancelamento de matrícula. I - O aluno deverá solicitar o cancelamento de matrícula em formulário específico, além de apresentar comprovante da taxa de pagamento referente ao serviço. II Caso não haja inadimplência, o cancelamento de matrícula é deferido. 18 III Caso haja inadimplência, será indeferido e o aluno deverá regularizar junto ao Setor Financeiro, a sua situação, para depois solicitar novamente o cancelamento de matrícula. IV No caso de cancelamento de matrícula, a UNISUAM não se obriga a oferecer o Curso novamente bem como módulos/disciplina para atender ao requerimento de reposição de aulas decorrente do cancelamento. Declarações e Documentos São expedidos mediante solicitação do aluno, conforme seus registros acadêmicos e legislação vigente, via requerimento, pelo protocolo online disponível no ambiente do aluno. Estágios O estágio nos cursos que o oferecem permite colocar em prática o que se aprende em sala de aula e experimentar a realidade do mercado de trabalho. A UNISUAM oferece a seus alunos oportunidades por meio de diversos convênios com empresas e instituições públicas e privadas; assim, o alunado tem a oportunidade de inserirse em programas de estágios, experimentando o dia a dia da profissão que escolheu, capacitando-se continuamente para enfrentar os desafios das profissões.

18 Estrutura Curricular É a relação das disciplinas do curso e pode ser obtida, a qualquer época, por meio do portal na página do respectivo curso. Faltas Não há, sob qualquer circunstância, abono de faltas. O aluno deverá administrar suas prováveis faltas dentro do limite de 25% (vinte e cinco por cento) permitido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Porém, caso não concorde com o número de faltas lançado pelo professor ao final do período, o aluno poderá solicitar, via requerimento, a verificação do registro no sistema em relação ao relatório de freqüência utilizado pelo professor durante o semestre. Horários das aulas MANHÃ 8h às 12h Sábados TARDE 13h às 17h 19 Isenção de Disciplina A isenção de disciplina é conferida após análises do histórico escolar (original) e dos programas cursados em Programas de Pós-Graduação outra instituição, anexados ao processo de solicitação. Para os alunos que cursaram disciplinas na Pós UNISUAM não há necessidade de apresentação dos programas, somente do original do histórico escolar. Programa de Disciplina É o conteúdo ministrado em cada uma das disciplinas cursadas pelo aluno. Rendimento Escolar A verificação do rendimento escolar será feita por disciplina, abrangendo os aspectos de assiduidade e aproveitamento. Entende-se por assiduidade a frequência às atividades correspondentes a cada disciplina, sendo a frequência obrigatória por força de lei. Aquele que não atingir a frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) estará automaticamente reprovado. Entende-se por aproveitamento o resultado das avaliações do aluno, expressas numericamente numa escala de zero a dez, inclusive décimos, conforme sistema de avaliação do rendimento escolar em vigor na Instituição. O atual sistema encontrase descrito neste Manual.

19 Regime Didático Especial (RDE) Amparado pelo que dispõem as Leis de nº 4.375/64 e 6.202/75, pelo Decreto-Lei nº 1.044/69 e pelos Decretos nº /64, /71 e /77, conforme procedimento aprovado pelo CEPE da UNISUAM. 1 - Objetivo O RDE tem como objetivo possibilitar que o aluno, efetivamente impedido de frequentar as aulas, acompanhe o processo de ensino-aprendizagem por meio de tarefas domiciliares. 2 - Solicitação O aluno (requerente) solicitará a concessão do RDE através de requerimento, devendo: a) anexar a documentação de investigação da autoridade médica, oficialmente designada pela Instituição, na qual relata o problema de saúde e as devidas recomendações sobre o afastamento, ou o atestado do médico que examinou o requerente. No documento deve constar o diagnóstico e, em decorrência deste, a indicação do tempo necessário para o afastamento, considerando o que estabelece o item 5 deste documento, dispensando-se, neste caso, investigação a ser realizada pela autoridade institucional; b) indicar no requerimento um procurador, que será a ligação entre o discente e os professores; c) entregar o requerimento o Protocolo para ser analisada a documentação e receber o devido registro de entrada na Instituição; d) não serão aceitas solicitações de RDE retroativas Beneficiários a) De forma obrigatória: - alunos portadores de doenças infecto-contagiosas; - aluna gestante, que ficará assistida pelo regime de exercícios domiciliares, nos termos da Lei nº 6.202, de 17/04/75, durante três meses, a partir do oitavo mês de gestação, devendo obedecer, no que couber, à sistemática regida por este dispositivo.

20 b) De forma facultativa: - portadores de afecções congênitas ou adquiridas, infecções, traumatismos ou outras condições mórbidas e distúrbios agudos ou agudizados; - participantes de eventos acadêmico-científicos, nos quais apresentem trabalhos; de eventos culturais de caráter oficial; de eventos esportivos, de âmbito nacional ou internacional, na condição de integrantes de equipes de representação regional ou nacional; - militares não efetivos no exercício de suas funções, em atividades de treinamento e manobras. 4 - Responsabilidade do Coordenador do Curso a) Analisar a documentação recebida e, se houver alguma dúvida quanto à solicitação, consultar a autoridade universitária competente quanto às providências cabíveis que deverão ser tomadas. b) Estando a solicitação correta, conceder este regime de exceção. c) Considerar as faltas ocorridas, caso a solicitação seja indeferida Concessão Deferido o pedido, o aluno terá o direito concedido pelo RDE a partir da data de entrega do requerimento no Protocolo, dentro das seguintes condições: a) por um período inicial de, no mínimo, 12 dias e, no máximo, o menor prazo entre o estipulado pelo médico e o término do período letivo; b) o período poderá ser prorrogado, desde que persista o problema de saúde, e através de novo requerimento; sendo, porém, observadas as seguintes situações: - o pedido de afastamento não poderá ultrapassar o dia do mês que foi estabelecido para o término do período letivo; - ocorrendo essa situação, o aluno terá que refazer o período perdido; - retornando em tempo hábil, o aluno poderá se submeter às avaliações de aprendizagem, desde que tenha cumprido os estudos domiciliares solicitados por cada professor das disciplinas em que estiver matriculado; - se o período de afastamento alcançar os últimos dias da avaliação de aprendizagem do corrente semestre, o aluno poderá se submeter às duas últimas avaliações das

21 disciplinas em que estiver matriculado, durante o período que abrange esses últimos dias, até o último dia da semana seguinte a fim de não prejudicar o calendário escolar e os registros acadêmicos. O coordenador deverá estabelecer com cada professor os dias das provas, considerando para aprovação o que preceitua o sistema de avaliação do rendimento escolar vigente na Instituição, constante do Manual do Aluno; - os casos omissos deverão ser resolvidos junto às autoridades competentes da Instituição. 6 - Cancelamento do RDE a) O aluno deverá requerer cancelamento do RDE, caso as razões que o geraram deixarem de existir, retornando imediatamente às suas atividades presenciais. b) O aluno não poderá cancelar ou interromper o RDE sem solicitar essas providências, através de requerimento devidamente protocolado e dirigido ao coordenador do curso, com a respectiva autorização do médico responsável pelo caso. 7 - Relação com as Disciplinas, Práticas Pedagógicas e Estágio Supervisionado a) O RDE é extensivo a todas as disciplinas em que o aluno estiver matriculado naquele período letivo, não se configurando o caso de o regime especial ser concedido apenas para parte delas (exceto os casos abordados nos itens b e c ) apresentados a seguir. b) O aluno em RDE não está desobrigado de cumprir, após o término do mesmo, nos termos previstos no projeto políticopedagógico do seu curso de graduação, as horas destinadas às praticas pedagógicas e estágio supervisionado, não lhe sendo atribuído crédito nessas disciplinas enquanto isto não ocorrer. c) Às disciplinas que envolvam avaliação de desempenho motor ou habilidade que deve ser comprovada, só serão atribuídos os graus se o aluno cumprir, junto à parte teórica, a parte prática das mesmas, conforme estabeleça o projeto político-pedagógico do curso a que pertence. 22 Observação: o item 5, a alínea b e suas subdivisões devem ser considerados.

22 8 - Responsabilidade do Aluno em RDE a) Solicitar ao seu procurador que mantenha contato com os professores para receber o plano de estudos que deverá cumprir no período de afastamento. b) Executar no domicílio todas as tarefas determinadas no plano de trabalho apresentado pelos professores. c) Encaminhar nas datas marcadas, por intermédio do procurador, as tarefas realizadas para serem avaliadas pelos professores. d) Providenciar a documentação necessária para ser anexada ao requerimento de renovação do RDE, se for o caso. e) Integrar-se às atividades acadêmicas presenciais de cada disciplina imediatamente após haver terminado o prazo de afastamento. f) Manter o pagamento de suas mensalidades em dia. 9 - Avaliação Oficial e Aferição de Graus Se durante o período de afastamento de qualquer aluno amparado pelo RDE tiver ocorrido avaliação oficial, deverá ser observado o seguinte: a) para aferição de graus da primeira, segunda ou terceira avaliação, o aluno em RDE deverá ser submetido ao mesmo tipo de exame aplicado aos alunos da turma/disciplina, no período estabelecido pelo professor/coordenador do curso, conforme as orientações das normas estabelecidas neste documento; b) à aluna gestante em regime domiciliar, aplica-se a norma exposta acima em caso de avaliação oficial, excetuando-se a obrigação de cumprir os períodos definidos para as avaliações escritas e/ou teórico-práticas, sendo que à mesma não serão atribuídos créditos nas disciplinas enquanto não realizar as avaliações previstas. 23 Encerrado o período de renovação da matrícula para o semestre letivo seguinte, o aluno poderá requerer novo RDE, obedecendo, porém, às normas aqui estabelecidas. Observações: o item 5, a alínea b e suas subdivisões devem ser considerados.

23 Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), Monografia, Projeto Final, Seminário de Pesquisa e Estágio As disciplinas de TCC, Monografia ou Projeto Final (conforme o curso), Seminário de Pesquisa e Estágio deverão constar do horário do aluno, inclusive com alocação das salas de aula. O não comparecimento na sala e horário estipulados implicará no lançamento de falta no diário de classe. Transferência Interna (mudança de curso / habilitação / turno / Unidade) São aceitas as transferências até o terceiro mês de iniciado o curso. Serviços Oferecidos Achados e Perdidos A Instituição disponibiliza o serviço de Achados e Perdidos. Basta procurar a Inspetoria da Unidade. 24 Central de Atendimento A Central de Atendimento esclarece, por telefone ou pessoalmente, dúvidas de alunos e visitantes sobre cursos, valor das mensalidades, horários dos professores ou encaminhando o solicitante ao setor de seu interesse. Assuntos relacionados aos coordenadores dos cursos serão direcionados a eles, de acordo com os horários disponibilizados para atendimento divulgados nos murais. Centro de Estudo de Línguas Estrangeiras Modernas (CELEM) O Centro de Estudo de Línguas Estrangeiras Modernas (CELEM), que atualmente oferece os cursos de Inglês, Francês, Espanhol e Italiano, conta com uma equipe de professores capacitados para melhor atender às necessidades dos alunos, preocupados com a aprendizagem e a prática das quatro habilidades necessárias para dominar um novo idioma: ler, falar, escrever e entender. Com a globalização, o domínio de uma língua estrangeira é fundamental para haver uma comunicação sem fronteiras, e seja qual for a língua, ela tem o poder de nos colocar em contato com uma nova cultura. O CELEM conta com certificação universitária, horários flexíveis, alta qualidade com preços acessíveis e possibilidade de intercâmbio.

24 Comunicação Interna A UNISUAM conta com uma Diretoria de Comunicação Corporativa, que divulga aos alunos todas as informações a respeito de eventos, cursos, comunicados oficiais etc., por meio do Portal, marketing, murais, redes sociais, Ambiente do Aluno, boletos e/ou ações específicas. Mantenha seus dados atualizados, para que você possa ficar sabendo de tudo que acontece na UNISUAM. Curso de Aperfeiçoamento Profissional (CAP) O Curso de Aperfeiçoamento Profissional (CAP) é um programa de capacitação profissional que tem como objetivo fornecer à sociedade do entorno das Unidades da UNISUAM treinamento voltado para o desenvolvimento empresarial. O CAP conta com uma equipe de professores capacitados para melhor atender às necessidades dos alunos e do mercado e oferece cursos de extensão de curta e média duração a preços acessíveis em diversas áreas, como Comunicação, Cultura, Direitos Humanos, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Trabalho. Inspetoria A UNISUAM possui inspetores treinados para garantir o melhor ambiente para as aulas e outras atividades. Em cada andar, há uma equipe preparada para informar e auxiliar o processo educacional entre alunos e professores. 25 Laboratórios de Informática A Instituição disponibiliza acesso à Internet e demais serviços através dos diversos laboratórios de informática, obedecidas as normas para sua utilização. Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAPP) O NAPP apoia as atividades acadêmicas diretamente, quando solicitado pelos discentes e/ou docentes para tratar de questões que interferem no processo do ensino-aprendizagem. Oferece efetivo apoio indireto por meio dos projetos que promovem sustentação, e visa oferecer estímulos à permanência dos alunos no curso universitário tendo como foco a missão institucional: Promover o desenvolvimento do homem e do meio em que vive numa relação recíproca com a sociedade, permitindo o acesso a um ensino de qualidade, participando ativamente da melhoria dos processos educacionais do País. Para a efetivação desta proposta, o NAPP disponibiliza para todos os alunos, no decorrer do semestre, cursos, palestras e oficinas sem nenhum custo, cujas horas podem ser computadas como atividade complementar.

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA orientam-se pelas normas especificadas neste Regulamento e estão sujeitos ao

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE SÃO GOTARDO ltda. Avenida Francisco Resende Filho, 35 - São Gotardo/MG CEP 38800-000

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE SÃO GOTARDO ltda. Avenida Francisco Resende Filho, 35 - São Gotardo/MG CEP 38800-000 PORTARIA Nº 21, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a regulamentação dos Programas de Pósgraduação Lato Sensu no âmbito do Centro de Ensino Superior de São Gotardo CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Aprovado pelo Parecer CONSEPE

Leia mais

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da FACULDADE UNIDA são regidos pela Resolução n. º 01, de 8 de junho de 2007,

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização

Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização Regulamento do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização Juiz de Fora-MG Regulamento do Núcleo de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, em anexo, o Regulamento dos Programas de Pós-Graduação Lato Sensu da FAE Centro Universitário. RESOLUÇÃO CONSEPE 09/2009 APROVA O REGULAMENTO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO. O Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso das

Leia mais

Lato Sensu - Especialização

Lato Sensu - Especialização Regulamento Geral do Núcleo de Pós- Graduação Lato Sensu - Especialização CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu - Especialização da Fundação Educacional de Além

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da UNINOVA destinam-se a portadores de diploma de nível superior,

Leia mais

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada

Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Regulamento dos Cursos da Diretoria de Educação Continuada Art. 1º Os Cursos ofertados pela Diretoria de Educação Continuada da Universidade Nove de Julho UNINOVE regem-se pela legislação vigente, pelo

Leia mais

Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento)

Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento) Normas e Procedimentos para os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu (MBA, Especialização e Aperfeiçoamento) 1 Contato com alunos O contato com o aluno de Pós-Graduação da UCS acontece, de forma preferencial,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2015 Coordenador: Prof. Dr. Antônio Corrêa de Lacerda Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Regina Maria d Aquino Fonseca Gadelha Estarão abertas, no período de 01/04/2015 a

Leia mais

EDITAL nº 092/2014 VALORES DOS SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA O ANO DE 2015

EDITAL nº 092/2014 VALORES DOS SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA O ANO DE 2015 EDITAL nº 092/2014 VALORES DOS SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA O ANO DE 2015 Por ordem do Prof. Me. João Batista Gomes de Lima, Magnífico Reitor do Centro Universitário São Camilo Campus Ipiranga, inscrito

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 38 de 30/12/2011 - CAS

RESOLUÇÃO N o 38 de 30/12/2011 - CAS RESOLUÇÃO N o 38 de 30/12/2011 - CAS O Conselho Acadêmico Superior (CAS), no uso de suas atribuições conferidas pelo Estatuto da Universidade Positivo (UP), dispõe sobre as normas acadêmicas dos cursos

Leia mais

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da FERLAGOS orientam-se pelas normas

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CAPITULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação da UNIABEU são regidos pela Lei Federal 9394/96 Lei de Diretrizes

Leia mais

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE Coordenação de Pós-Graduação, Extensão e Atividade Complementares CEPAC

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE Coordenação de Pós-Graduação, Extensão e Atividade Complementares CEPAC FACULDADE DA IGREJA MINISTÉRIO FAMA Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE Coordenação de Pós-Graduação, Extensão e Atividade Complementares CEPAC Regulamento Geral dos Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CURSO... 3 3. PRÉ-REQUISITOS... 4 4. INSCRIÇÃO... 4 5.

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010 CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Resolução nº 01/2010 Regulamenta a pós-graduação lato sensu nas modalidades semipresencial e à distância O Diretor do Centro de Educação

Leia mais

Seja bem-vindo à UNISUAM

Seja bem-vindo à UNISUAM Seja bem-vindo à UNISUAM É com muita alegria que damos as boas-vindas em mais este semestre que se inicia. Estamos muito felizes por você ter escolhido a UNISUAM como sua parceira nesta caminhada rumo

Leia mais

DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS

DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Disciplina os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu nas modalidades Acadêmica e Profissionalizante

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM COMUNICAÇÃO E MARKETING Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são:

RESOLVE: CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. Os objetivos gerais da EAD na Universidade Federal do Paraná (UFPR) são: RESOLUÇÃO Nº 28/08-CEPE Fixa normas básicas de controle e registro da atividade acadêmica dos Cursos de Aperfeiçoamento e Especialização na modalidade de Educação a Distância da Universidade Federal do

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE MARKETING 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia de São Vicente (PIC-FATEF)

Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia de São Vicente (PIC-FATEF) FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia de São Vicente (PIC-FATEF) Introdução O Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia de

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 Ementa: Altera e estabelece o Regulamento Financeiro para os cursos de graduação da Faculdade Metodista Granbery. O TESOUREIRO DO INSTITUTO

Leia mais

Seja bem-vindo à UNISUAM

Seja bem-vindo à UNISUAM Seja bem-vindo à UNISUAM É com prazer que damos boas vindas a você que escolheu uma Instituição eleita pelo MEC como um dos melhores Centros Universitário do Rio de Janeiro. É uma honra recebê-lo e compartilhar

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Rio de Janeiro, 2003 CAPÍTULO I DOS CURSOS: MODALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º. Em conformidade com o Regimento Geral de nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da

Leia mais

FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE PROCESSUS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 0 ÍNDICE NATUREZA E FINALIDADE 2 COORDENAÇÃO DOS CURSOS 2 COORDENAÇÃO DIDÁTICA 2 COORDENADOR DE CURSO 2 ADMISSÃO AOS CURSOS 3 NÚMERO

Leia mais

GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe

GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe Sumário Título I Dos Cursos de Pós Graduação e suas finalidades...1 Título II Dos Cursos de Pós Graduação em Sentido Lato...1 Título III Dos Cursos de

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Os Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade Braz Cubas oferecidos nas

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM DO TRABALHO Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Institui o Regulamento dos cursos de Pós-graduação lato sensu em da Escola de Direito de Brasília EDB, mantida pelo Instituto Brasiliense de Direito

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS MANUAL DO BOLSISTA Núcleo de Atenção Solidária NAS Sumário 1 - Bolsa de Estudo... 2 2 - Tipos de Bolsas de Estudo... 2 - ProUni... 2 Eventuais Programas de Bolsas de Estudo:... 2 - Vestibular Social....

Leia mais

ESAMC. MBA Executivo. Unidades: Sorocaba. Itapetininga

ESAMC. MBA Executivo. Unidades: Sorocaba. Itapetininga ESAMC MBA Executivo Unidades: Sorocaba Itu Itapetininga REGULAMENTO INTERNO DA INSTITUIÇÃO ÚLTIMA REVISÃO: NOVEMBRO/2009 SUMÁRIO ii 1) DO REGIME ESCOLAR... 1 1.1) CRITÉRIO DE CONTAGEM DE CRÉDITOS... 1

Leia mais

Dispõe sobre a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu pela Universidade Federal do Pará

Dispõe sobre a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu pela Universidade Federal do Pará Dispõe sobre a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu pela Universidade Federal do Pará O REITOR DA, no uso das atribuições que lhe conferem o Estatuto e o Regimento Geral, obedecidas a legislação

Leia mais

Formas de Ingressar na UNISUAM... 5. Prova... 6. Matrículas... 8. Alguns Serviços Oferecidos pela UNISUAM aos Seus Alunos... 9

Formas de Ingressar na UNISUAM... 5. Prova... 6. Matrículas... 8. Alguns Serviços Oferecidos pela UNISUAM aos Seus Alunos... 9 SUMÁRIO Formas de Ingressar na UNISUAM... 5 Prova... 6 Matrículas... 8 Alguns Serviços Oferecidos pela UNISUAM aos Seus Alunos... 9 Outros Serviços Oferecidos à Família e Amigos dos Alunos... 15 Formas

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 09/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

Manual de Integração de Novos Alunos PROEX/SESPA. GPS Cursos Faculdade SESPA

Manual de Integração de Novos Alunos PROEX/SESPA. GPS Cursos Faculdade SESPA Manual de Integração de Novos Alunos PROEX/SESPA GPS Cursos Faculdade SESPA Quem somos? A GPS Cursos, situada no coração do Brasil as margens do Rio Araguaia, com sede na avenida Sebastião Jerônimo dos

Leia mais

CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINO

CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINO CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES DE ENSINO A Imediata Consultoria e Serviços LTDA possui convênios com instituições de ensino no âmbito de divulgação de vagas de estágio e de percentual de bolsas de estudos.

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Engenharia Biomédica

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Engenharia Biomédica EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2014 Coordenador: Prof. Dr. Luiz Carlos de Campos Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Annie France Frere Slaets Estarão abertas, no período de 14/04/2014 a 05/05/2014, as

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO APRESENTAÇÃO Dispõe sobre as normas para realização de Estágio Supervisionado pelos acadêmicos da Faculdade de Belém FABEL. O presente regulamento normatiza o Estágio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 32/2011

RESOLUÇÃO Nº 32/2011 RESOLUÇÃO Nº 32/2011 Regulamenta a Pós-Graduação Lato Sensu da O, da Universidade Federal de Juiz de Fora, no exercício de suas atribuições e tendo em vista o que consta do Processo 23071.014937/2010-12

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu será

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu será EDITAL NPL 1/2014 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU DOS CAMPI BRAGANÇA PAULISTA, ITATIBA E CAMPINAS DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF NO 1º SEMESTRE

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento define, no âmbito da Faculdade INEDI, as atividades complementares, bem como os procedimentos a serem

Leia mais

M A N U A L D O A L U N O

M A N U A L D O A L U N O Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu M A N U A L D O A L U N O INFORMAÇÕES Secretaria da Pós-Graduação, Bloco H, Terreo. www.anhanguera.edu.br posgraduacao@anhanguera.edu.br Fone: (62) 3246-1400 / 1449 /

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de Castanhal.

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA EDITAL N.º 004/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA A Direção Geral da Faculdade de Americana - FAM torna público que até 12 horas do dia 12 de janeiro de

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.529, DE 12 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre a oferta de cursos de pósgraduação lato sensu

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 40, DE 20 DE MARÇO DE 2013. O PRESIDENTE DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO da, no uso de suas atribuições legais, resolve, ad referendum: Art. 1º Aprovar as Normas para Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS: Habilitações: Língua Portuguesa e respectivas Literaturas Língua Espanhola e respectivas

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Secretaria de Gestão com Pessoas SEGESPE

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Secretaria de Gestão com Pessoas SEGESPE PROGRAMA DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO PARA BOLSA AUXILIO GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO (Lato Sensu e Stricto Sensu), EM CONFORMIDADE COM A LEI 11.091 DE 12 DE JANEIRO DE 2005 E DECRETO 5.707 DE 23 DE FEVEREIRO

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I - DA APRESENTAÇÃO E DOS OBJETIVOS DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1 - A atividade de Iniciação Científica integra o processo de ensinoaprendizagem

Leia mais

PROF. RAIMUNDO NONATO DA COSTA SABÓIA VILARINS Presidente do Conselho Universitário Reitor Pro Tempore da UERR

PROF. RAIMUNDO NONATO DA COSTA SABÓIA VILARINS Presidente do Conselho Universitário Reitor Pro Tempore da UERR Dispõe sobre a aprovação do Regulamento Geral da Pós Lato Sensu da Universidade Estadual de Roraima. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO E REITOR PRO TEMPORE DA - UERR, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

Edital de Aproveitamento de Estudos e Diplomas de Curso Normal Superior e Pedagogia com habilitação em Supervisão e Orientação

Edital de Aproveitamento de Estudos e Diplomas de Curso Normal Superior e Pedagogia com habilitação em Supervisão e Orientação EDITAL n. 06.2012 - FAEL- EAD, 30 de maio de 2012 Edital de Aproveitamento de Estudos e Diplomas de Curso Normal Superior e Pedagogia com habilitação em Supervisão e Orientação A Faculdade Educacional

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Norma para realização dos Cursos de Extensão Universitária (Especialização, Aperfeiçoamento, Atualização e Difusão) no âmbito da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP (Aprovada na 348ª

Leia mais

EDITAL Nº 072/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL Nº 072/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL Nº 072/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A Diretoria de Pós-graduação e Extensão do Centro Universitário Senac, no uso de suas atribuições, torna pública

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS E VOLUNTARIADO EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (ENSINO

Leia mais

Regulamento Geral. Programas Executivos IBMEC MG. REGULAMENTO GERAL PROGRAMAS EXECUTIVOS IBMEC BELO HORIZONTE Reprodução Proibida

Regulamento Geral. Programas Executivos IBMEC MG. REGULAMENTO GERAL PROGRAMAS EXECUTIVOS IBMEC BELO HORIZONTE Reprodução Proibida Regulamento Geral Programas Executivos IBMEC MG 0 TÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - Os Programas CBA, MBA e LL.M. são atividades docentes do Ibmec MG, dirigidos à formação e aperfeiçoamento dos participantes,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CONSUN Nº 029 DE 1º DE OUTUBRO DE 2014 Aprova as Diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integra ção Latino-Americana UNILA. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2006

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2006 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2006 Regulamenta os Cursos de Pósgraduação lato sensu na Universidade de Taubaté. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº PRPPG-036/2006, aprovou e eu

Leia mais

3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria

3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria 3.2 Sistema de Avaliação e Monitoria RESOLUÇÃO N.º 06/2006 - CONSUN APROVA O SISTEMA DE AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO PARA OS ALUNOS DE GRADUAÇÃO E CURSOS SEQÜENCIAIS DA PUCPR INGRESSANTES A PARTIR DE 2000. O Presidente

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR

REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR REGULAMENTO PROGRAMAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUMAR CAPÍTULO FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º - As normas que seguem visam orientar a comunidade acadêmica quanto aos procedimentos que devem ser observados

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegíveis

1. Objetivo. 2. Elegíveis 1. Objetivo Estabelecer diretrizes, critérios e condições para a concessão de bolsa integral das mensalidades para cursar 1 (um) semestre, por meio de intercâmbio em uma das instituições de Ensino Superior

Leia mais

EDITAL TURMA 2014 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL TURMA 2014 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO- UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: processo ensinoaprendizagem

Leia mais

ANEXO III. Regulamentação da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado na Modalidade Educação de Jovens e Adultos. Capítulo I Da admissão

ANEXO III. Regulamentação da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado na Modalidade Educação de Jovens e Adultos. Capítulo I Da admissão ANEXO III ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SERTÃO PERNANBUCANO Resolução nº 031/2010 De 30 de setembro de 2010 Regulamentação da Educação Profissional Técnica

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2015

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2015 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2015 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias,

Leia mais

GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE Pronatec

GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE Pronatec GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE GUIA DE INFORMAÇÕES AO ESTUDANTE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 O que é um curso técnico e quais seus benefícios? Quem pode participar? Os cursos são pagos? Tenho

Leia mais

Seja bem-vindo à UNISUAM

Seja bem-vindo à UNISUAM Seja bem-vindo à UNISUAM Estamos iniciando mais um semestre letivo, e nossa maior alegria é receber você como parte da UNISUAM. Ao acreditar em nossos ideais e vir estudar conosco, você nos permite participar

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA BARRETOS 2010 REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA Art. 1 - O Programa de Monitoria da Faculdade Barretos, destinado a alunos regularmente matriculados, obedecerá às normas

Leia mais

FACULDADE SANTA EMÍLIA - JOAQUIM NABUCO-UNIDADE OLINDA MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1

FACULDADE SANTA EMÍLIA - JOAQUIM NABUCO-UNIDADE OLINDA MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 FACULDADE SANTA EMÍLIA - JOAQUIM NABUCO-UNIDADE OLINDA MANTIDA PELO GRUPO SER EDUCACIONAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 Com sede Av. Doutor Augusto Moreira, 1704 e 1502 Casa Caiada - Olinda Legislação

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA POLÍTICA INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Capítulo I Do Regulamento Art. 1º. O presente Regulamento define e regula a Política de Formação e Desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO

REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO 1 REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO O Professor Dr. Marcus Vinícius Crepaldi, Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia do Ipê FAIPE no uso das atribuições que lhe confere o Regimento Interno e, considerando

Leia mais

IBPEX - HISTÓRIA/TRAJETÓRIA

IBPEX - HISTÓRIA/TRAJETÓRIA ORIENTAÇÕES GERAIS IBPEX - HISTÓRIA/TRAJETÓRIA A trajetória de formação da IES iniciou-se no ano de 1996, com a criação do Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão IBPEX, oferecendo cursos de pós-graduação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS Revisão: setembro/2012 Escola SENAI Santos Dumont CFP 3.02 Rua Pedro Rachid, 304 Santana São José dos Campos - SP Fone: (12) 3519-4850 Fax: (12) 3922-9060 ELABORAÇÃO

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Credenciada pela Portaria MEC nº 381/2001, de 05/03/2001 D.O.U. 06/03/2001 RESOLUÇÃO Nº.06/2008 Dispõe sobre a Normatização do Programa. de Cursos de Pós-Graduação Lato

Leia mais

ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU

ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU ALIANÇA TERESINA - MAURICIO DE NASSAU EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2015.1 A direção da Faculdade Aliança / Faculdade Maurício de Nassau no uso de suas atribuições e com base nas disposições regimentais,

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG ESCOLA DE DESIGN ED COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO NUCLEO INTEGRADOR DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - NIPP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 Aprovado pelo

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU"

REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO  LATO SENSU UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ REITORIA ACADÊMICA ASSESSORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA REGIMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO " LATO SENSU" CAPÍTULO I DOS CURSOS E SEUS OBJETIVOS Art. 1º A

Leia mais

UFMG / PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO / SETOR DE BOLSAS PMG PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETRIZES GERAIS

UFMG / PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO / SETOR DE BOLSAS PMG PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETRIZES GERAIS UFMG / PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO / SETOR DE BOLSAS PMG PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETRIZES GERAIS 2015 1) DOS OBJETIVOS O Programa de Monitoria de Graduação visa dar suporte às atividades acadêmicas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Formação de Formadores

Formação de Formadores REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: Formação de Formadores São Paulo 2012 1 Sumário Título I Da Constituição do Programa... 03 Capítulo I Dos Fins e Objetivos... 03 Capítulo II

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA - TURMA

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O estágio

Leia mais

EDITAL Nº 02/2015. Faculdade de Tecnologia de Piracicaba Fatep. Processo Seletivo. Primeiro Semestre 2016

EDITAL Nº 02/2015. Faculdade de Tecnologia de Piracicaba Fatep. Processo Seletivo. Primeiro Semestre 2016 EDITAL Nº 02/2015 Faculdade de Tecnologia de Piracicaba Fatep Processo Seletivo Primeiro Semestre 2016 O Diretor da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba - Fatep informa que, de acordo com a Lei nº 9.394

Leia mais