Elias inaugura a primeira cooperativa de catadores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Elias inaugura a primeira cooperativa de catadores"

Transcrição

1 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder Oficial executivo - ano xix 23/12/ JABOATÃO DOS GUARARAPES Jaboatão dos Guararapes, 4ª feira Ano XIX - Nº 215 PODER EXECUTIVO 23 de dezembro de 2009 Elias inaugura a primeira cooperativa de catadores Marcelo Ferreira Espaço abrigará 30 catadores e atenderá cerca de 25 mil habitantes da cidade [[ Por Ana Paula Carlini O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes, ontem, participou da inauguração da primeira Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis do Município. A Dona Maria da Penha é uma das 30, que entrarão em funcionamento até o final de 2010, nas 6 Regionais. A ação, que ocorreu na Travessa Valdemar Basbaum, em Piedade, nas proximidades do Shopping Guararapes, irá abrigar 30 catadores e atender cerca de 25 mil habitantes residentes no entorno, através da coleta porta à porta. Antes do corte da fita simbólica e do descerramento da foto da homenageada, - a excatadora da Muribeca, Maria da Penha, falecida este ano -, o Prefeito Elias Gomes falou aos trabalhadores do galpão. Não queremos uma cooperativa chapa branca. Somos parceiros nesse processo e esta- XXDezenas de catadores prestigiaram ato que teve a presença do prefeito Elias mos fazendo o que nos cabe. Criamos as condições para que vocês consigam transformar o lixo aqui recolhido em lucro, ressaltou ele. Elias parabenizou os catadores, pediu que eles agissem com muita determinação e se unissem na realização dos trabalhos. A catadora Rosenilda da Conceição disse que a iniciativa do governo foi muito bemvinda, criei meus sete filhos, trabalhando debaixo de chuva e lama, com o apoio do prefeito, não iremos mais sofrer assim, destacou ela. Estou acreditando que organizados, agora, a gente possa ganhar mais dinheiro, afirmou a catadora Simone Maria Alves. Segundo o secretário de Meio Ambiente, Márcio Mendes, a iniciativa representa um grande avanço no sistema de coleta seletiva da cidade. Foi a mais adequada medida adotada pelo governo para a contratação da prestação de serviço de coleta seletiva no município. Realmente, um grande passo dado este ano em Jaboatão, finalizou Mendes. O gerente de Meio Ambiente, Rodolfo Aureliano, frisou que todo o processo de organização da coleta seletiva na cidade se deu com a participação, empenho e engajamento dos catadores. O objetivo das cooperativas é unificar 100% do serviço de coleta seletiva da área, onde se encontra instalada, e oferecer aos catadores condições mais humanas de trabalho, explicou Aureliano.

2 2 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 GABINETE DO PREFEITO Lei nº 366/2009 Ementa: Dispõe sobre utilização de papel reciclado, no âmbito da administração municipal, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES, no uso das atribuições conferidas pelos incisos IV, V e VII, do art. 65, da Lei Orgânica do Município, faz saber que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1 - Fica a Administração Pública Municipal autorizada a utilizar papel reciclado em seus materiais de expediente, de forma progressiva e visando abolir a utilização de papel clareado a cloro. Art. 2 - O Poder Executivo poderá adotar, gradativamente, papel reciclado no material escolar entregue às escolas municipais. Art. 3 - Fica a Administração Pública Municipal autorizada a promover para seus servidores programas de conscientização sobre a importância da redução de consumo, reutilização e reciclagem de papéis utilizados em seus órgãos. Art. 4 - Deve ser disponibilizada, nos prédios públicos, coleta seletiva dos materiais ali gerados, para a utilização em atividades de reciclagem. Art. 5 - A aplicação integral desta Lei dependerá da oferta pelo mercado de papéis recicláveis de boa qualidade, nas medidas e gramaturas em uso no serviço público. Art. 6 - A compra de papel reciclado obedecerá aos princípios e condições estabelecidos na legislação que trata das licitações, dando-se, entretanto, preferência aos reciclados quando as condições de preço, prazo e qualidade se equipararem. Art. 7º - Em todo o material de expediente, a que se refere a presente Lei, deverá estar impressa, em tamanho de fácil leitura, a indicação Papel Reciclado. Art. 8º - O Poder Executivo fica também autorizado a regulamentar a presente lei, se necessário. Art. 9º - As despesas com a execução desta lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário. Art Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Art Revogam-se as disposições em contrário. Lei nº 367/2009 PALÁCIO DA BATALHA Jaboatão dos Guararapes, 17 dezembro de ELIAS GOMES DA SILVA PREFEITO MUNICIPAL EMENTA: Determina a cassação do alvará de funcionamento das farmácias e drogarias ou quaisquer estabelecimentos que comprovadamente comercializem remédios ou produtos farmacêuticos falsificados ou adulterados e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES, no uso das atribuições conferidas pelos incisos IV, V e VII, do art. 65, da Lei D I Á R I O O F I C I A L Prefeito ELIAS GOMES DA SILVA Prefeitura Municipal do Jaboatão dos Guararapes Poder Executivo Chefe de Gabinete JAIME CORREIA DE SOUZA Vice-Prefeito EDIR PINTO PERES Secretário de Apoio Institucional e Gestão Estratégica MARIA DE FÁTIMA RAMOS LACERDA Secretário de Articulação Política e Comunicação RONILDO BARBOSA ALBERTIM Secretário de Administração Regional ELMO DE FREITAS Secretário de Gestão da Receita JOEL JOSÉ DA SILVA Secretário de Gestão de Pessoas e Administração LUCIVANE LIMA DE FREITAS Secretário de Assuntos Jurídicos HENRIQUE ANDRADE LEITE Secretária de Planejamento e Gestão Territorial SHEILLA PINCOVSKY DE LIMA ALBUQUERQUE Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo JACKSON ANTONIO DA TRINDADE ROCHA Secretário de Serviços Urbanos, Hab. Saneamento EVANDRO JOSÉ DE OLIVEIRA AVELAR Secretário de Obras e Manutenção EDVALDO RUFINO DE MELO E SILVA Secretária de Educação MARIA MIRTES CORDEIRO RODRIGUES Secretária de Saúde GESSYANNE VALE PAULINO Secretária de Promoção Humana e Assistência Social MARIA DO SOCORRO ARAÚJO Secretário de Cultura, Esporte e Lazer IVAN ROBERTO BEZERRA DA CONCEIÇÃO Secretário Especial de Meio Ambiente MÁRCIO MENDES DE OLIVEIRA Secretário Especial da Juventude EDUARDO PORTO BARROS JUNIOR Secretária Especial da Mulher ANA SELMA DOS SANTOS Secretário Especial de Direitos Humanos e Segurança Cidadã CLÁUDIO CARRALY ARAÚJO MENEZES Secretária Especial de Mobilização Social MARIA DA CONCEIÇÃO OLIVEIRA Procurador Geral do Município JÚLIO CÉSAR CASIMIRO CORRÊA Assessores Extraordinários JOAQUIM NAZIAZENO DO REGO BARRETO PAULO ROBERTO MENDES DE LIMA JOSÉ CARLOS DE SOUZA CAMPOS EDMILSON DE OLIVEIRA MIRANDA Assessor de Imprensa HAMILTON SEBASTIÃO DA ROCHA Assessor Especial PAULO ANTÔNIO LEITÃO MARANHÃO NATANAEL JOSÉ DE LIMA JÚNIOR Diretor-Presidente do Jaboatão Prev ALEXANDRE DE SOUZA ALBUQUERQUE Superintendente de Defesa do Consumidor ALTAMIRO LUIZ BASTOS FONTES EDIÇÃO - Secretaria de Articulação Política e Comunicação Assessor de Imprensa - HAMILTON ROCHA Gerente de Imprensa - JORGE LEMOS Coordenador de Jornalismo - EDUARDO AMORIM Redação: Monaliza Brito - Mônica Gominho - Luiz Neto - Ana Paula Carlini - Mirelle Saldanha Fotógrafo Diagramação MARCELO FERREIRA DIVISÃO DE COMUNICAÇÃO Rua Brigadeiro Melibeu, Piedade - Jaboatão - PE Tel: (81) Fax:(81)

3 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ Orgânica do Município, faz saber que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Será cassado o alvará de licença e funcionamento do estabelecimento instalado dentro do município de Jaboatão dos Guararapes que, comprovadamente, venha vender medicamentos ou demais produtos farmacêuticos falsificados ou adulterados. Art Compete à Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Sanitária, a fiscalização e a aplicação da penalidade prevista na presente norma. Art. 3º - Os estabelecimentos referidos nesta norma, deverão expor em local visível, os números dos telefones da vigilância sanitária, utilizando os dizeres: Denuncie a venda de remédios falsificados. Art. 4º - A penalidade prevista no caput do art.1º, não suprime a aplicação das normas federais e estaduais já existentes. Art. 5º - O Executivo regulamentará a presente norma, no que couber, no prazo de 90 dias a contar da data de sua publicação. Art. 6º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação. Lei n.º 368/2009 PALÁCIO DA BATALHA Jaboatão dos Guararapes, 17 de dezembro de ELIAS GOMES DA SILVA PREFEITO MUNICIPAL Ementa: Torna de Utilidade Pública para o Município do Jaboatão dos Guararapes, o CENTRO EDUCACIONAL DOM BOSCO, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES, no uso das atribuições conferidas pelos incisos IV, V e VII, do art. 65, da Lei Orgânica do Município, faz saber que o Poder Legislativo aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica considerado de utilidade pública o Centro Educacional Dom Bosco, para o Município do Jaboatão dos Guararapes-PE. Art. 2º - O referido Centro está localizado na Rua Dom Bosco, nº 90, em Jaboatão Centro Jaboatão dos Guararapes. Art. 3º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação. LEI Nº 369/2009 GABINETE DO PREFEITO PALÁCIO DA BATALHA Jaboatão dos Guararapes, 17 de dezembro de ELIAS GOMES DA SILVA PREFEITO MUNICIPAL Dispõe sobre os Conselhos Tutelares do Município de Jaboatão dos Guararapes. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DO JABOATÃO DOS GUARARAPES, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelos incisos IV, V e VII do art. 65 da Lei Orgânica do Município, faz saber que o Poder Legislativo aprovou, e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Os Conselhos Tutelares do Município do Jaboatão dos Guararapes passam a reger-se pelas normas desta Lei, em consonância com o art. 227 da Constituição Federal, com os arts. 123 a 125 da Lei Orgânica do Município do Jaboatão dos Guararapes e com o art. 134 da Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990 Estatuto da Criança e do Adolescente. CAPÍTULO II DA NATUREZA JURÍDICA, VINCULAÇÃO E ATRIBUIÇÃO DO CON- SELHO TUTELAR Art. 2º. O Conselho Tutelar é órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, no âmbito do território do Município do Jaboatão dos Guararapes. Art. 3º. Os Conselhos Tutelares são vinculados administrativa e orçamentariamente à Secretaria de Promoção Humana e Assistência Social SEPHAS. 1º - Cabe à SEPHAS dotar os Conselhos Tutelares de espaço físico adequado, equipamentos e recursos humanos de apoio administrativo suficientes ao seu perfeito funcionamento, utilizando para tanto recursos previstos em dotação orçamentária específica. 2º - A SEPHAS apresentará trimestralmente ao Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDDCA, balancete e relatório da execução financeira do orçamento destinado à manutenção dos Conselhos Tutelares. Art. 4º. São atribuições do Conselho Tutelar, conforme a Lei Federal nº /90: I atender as crianças e adolescentes nas hipóteses previstas nos arts. 98, 99 e 105, aplicando as medidas previstas no art. 101, I a VII. II atender e aconselhar os pais ou responsáveis, aplicando as medidas previstas no art. 129, I a VII. III promover a execução de suas decisões, podendo para tanto: a) requisitar serviços públicos na área de saúde, educação, serviço social, previdência, trabalho e segurança; b) representar junto à autoridade judiciária nos casos de descumprimento injustificado de suas deliberações. IV encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos da criança ou adolescente; V encaminhar à autoridade judiciária os casos de sua competência; VI providenciar a medida estabelecida pela autoridade judiciária, dentre as previstas no art. 101, I a VI, para o adolescente autor de ato infracional; VII expedir notificações; VIII requisitar certidões de nascimento e de óbito de criança ou adolescente, quando necessário; IX assessorar o Poder Executivo local na elaboração da proposta orçamentária, para planos e programas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente; X representar, em nome da pessoa e da família, contra a violação dos direitos previstos no art. 220, 3º, inciso II, da Constituição Federal. XI representar ao Ministério Público para efeito das ações de perda ou suspensão do poder familiar; XII - fiscalizar as entidades governamentais e não governamentais, referidas no Art. 90, conforme dispõe o Art. 95 da referida Lei. Art. 5º. As decisões do Conselho Tutelar somente poderão ser revistas pela autoridade judiciária a pedido de quem tenha legítimo interesse. Art. 6º. Aplica-se ao Conselho Tutelar a regra de competência constante do art. 147 da Lei Federal nº 8.069/90. Art. 7º. Ficam mantidos os 05 (cinco) Conselhos Tutelares em efetivo

4 4 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 GABINETE DO PREFEITO funcionamento no Município do Jaboatão dos Guararapes, que passarão a ser denominados de acordo com a nova divisão político administrativa, conforme abaixo: I Conselho Tutelar Regional 1 - Jaboatão Centro II Conselho Tutelar Regional 2 Cavaleiro III Conselho Tutelar Regional 3 Curado IV Conselho Tutelar Regional 4 - Muribeca V Conselho Tutelar Regional 5 Prazeres 1º - As áreas de atuação dos Conselhos Tutelares das Regionais 1, 2 e 3 corresponderão às áreas de abrangência das respectivas regionais, conforme a seguir: Conselho Tutelar Regional 1 Jaboatão Centro: Vila Rica, Lote 92, Vista Alegre, Lote 56, Socorro, Manassu, Santo Aleixo, Centro, Engenho Santa Rosa, Engenho Goiabeira, Engenho Pedra Lavrada, Engenho Cecupema, Engenho Palmares, Engenho Araúna, Engenho São Salvador, Engenho Velho, Engenho Bulhões, Alto da Bela Vista, Lote 23, Vila Piedade, Boa Esperança, Padre Roma, Malvinas, Moenda de Bronze, Loteamento Jardim Santo André, Floriano, Santana, Retiro e Muribequinha. Conselho Tutelar Regional 2 Cavaleiro: Dois Carneiros, Cavaleiro, Monte Verde, Jangadinha, Sucupira, Alto São Sebastião, Alto da Colina, Vila Liberdade, Pacheco, Loteamento Grande Recife, Loteamento Santa Joana, Zumbi do Pacheco, Três Carneiros, Vila das Aeromoças, Minha Deusa, Loteamento Sítio Zumbi, UR 06 e UR 11. Conselho Tutelar Regional 3 Curado: Curados I, II, III, IV e V. 2º - A área de atuação do Conselho Tutelar da Regional 4 Muribeca - será: Jardim Jordão, Marcos Freire, Conjunto Muribeca, Muribeca Rua, Brasil Novo, Conjunto Marcos Freire, Vila dos Palmares, Jardim dos Palmares, Loteamento Novo Muribeca, Comporta, Guararapes, Rio das Velhas e Córrego da Batalha. 3º - O Conselho Tutelar da Regional 5 - Prazeres - continuará atuando na mesma área de abrangência, qual seja: Prazeres, Sotave, Cajueiro Seco, João de Deus, Jardim Prazeres, Areial, Jardim do Náutico, Vaquejada, Aritana, Vera Lúcia, Nova Divinéia, Massaranduba, Tieta, Porta Larga, Curcurana, Barra de Jangada, Sovaco da Cobra, Candeias, Dom Hélder, Carolinas, Briga de Galo, Espinhaço da Gata, Piedade, Loreto, Jardim Piedade, Jardim Copacabana, Asa Branca, Borborema, Vietnã, Massangana, Bom Pastor e Buenos Aires. 4º - O processo de adequação das áreas de atuação dos Conselhos Tutelares com a nova divisão político-administrativa será concluída quando da implantação do Conselho Tutelar da Regional 6 Praias. 5º - Será de iniciativa do Poder Executivo o projeto de lei para que aumente o número de Conselhos Tutelares, consultados previamente os conselhos existentes e o CMDDCA. 6º - O número de Conselhos Tutelares poderá ser ampliado conforme os critérios a seguir: a) atender aos critérios da divisão político-administrativa do Município do Jaboatão dos Guararapes; b) aumento da população nas áreas abrangidas; c) aumento da densidade demográfica dentro das áreas abrangidas; d) necessidades e problemas da população infanto-juvenil.. Art. 8º. São impedidos de servir no mesmo Conselho Tutelar, marido e mulher, ascendentes e descendentes, sogro e sogra, genro ou nora, irmãos, cunhados, durante o cunhadio, tio e sobrinho, padrasto ou madrasta e enteado. Art. 9º. Os Conselheiros Tutelares, no exercício de suas atribuições legais, atuarão articuladamente entre si, com o CMDDCA, com o Ministério Público, o Poder Judiciário e outras entidades governamentais ou não-governamentais que compõem o Sistema de Garantia dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, quando necessário, além da comunidade local, visando o pleno exercício de suas atribuições. CAPÍTULO III DO PROCESSO DE ESCOLHA Seção I Disposições Gerais e Requisitos dos Candidatos Art. 10. Cada um dos Conselhos Tutelares será composto por cinco membros, denominados conselheiros tutelares, escolhidos pelos eleitores portadores de títulos eleitorais expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco TRE/PE. Art. 11. O mandato do Conselheiro Tutelar é de 03 (três) anos, renovável uma única vez, por igual período, não podendo ser prorrogado e nem reduzido. Art. 12. Os candidatos serão votados individualmente e serão eleitos conselheiros tutelares os 05 (cinco) candidatos que obtiverem, dentre os eleitores votantes domiciliados na área de abrangência do respectivo conselho, o maior número de votos nominais, sendo suplentes os 05 (cinco) candidatos com maior votação sucessiva. 1º - Os suplentes substituirão os titulares nas licenças justificadas, nos termos desta Lei, e assumirão a posição como titulares, no caso de vacância, respeitada sempre a ordem de colocação obtida no processo eleitoral de escolha. 2º - As licenças de que trata o parágrafo anterior serão as especificadas em dispositivo próprio desta Lei. Art. 13. Cada eleitor terá o direito de votar em apenas 01 (um) candidato a Conselheiro Tutelar, dentro da área de abrangência do respectivo Conselho Tutelar ao qual há candidatura. Art. 14. A eleição dos membros do Conselho Tutelar será organizada e operacionalizada pelo CMDDCA, com o apoio institucional da Administração Pública Municipal, na forma da lei federal, fiscalizada pelo Ministério Público, podendo ser supervisionada pelo Tribunal Regional Eleitoral TRE, utilizando-se de todo a estrutura prevista para as eleições de candidatos a cargos eletivos, inclusive das urnas eletrônicas oficiais. Art. 15. São requisitos para todos os candidatos ao Conselho Tutelar: I ter residência, comprovada documentalmente, na área de abrangência do Conselho Tutelar a cuja vaga há a candidatura, por no mínimo 02 (dois) anos; II ter domicílio eleitoral no Município do Jaboatão dos Guararapes; III ter reconhecida idoneidade moral, com a apresentação da Certidão de Antecedentes Criminais; IV ter idade superior a vinte e um anos; V ter concluído o ensino médio; VI ter reconhecida experiência no trato das questões pertinentes à defesa e atendimento da criança e do adolescente, comprovada por declaração de, no mínimo, duas entidades governamentais ou nãogovernamentais que prestem serviço na área há mais de 02 (dois) anos e sejam registradas no CMDDCA, ou nos respectivos conselhos congêneres na esfera federal e estadual; VII ter aprovação em curso de habilitação para candidatos ao Conselho Tutelar, promovido, previamente às eleições, pelo CMDDCA. 1º - A ausência do requisito previsto no inciso III deverá ser decidida pelo CMDDCA, em decisão fundamentada, assegurada a manifestação prévia do candidato, com vistas a garantir o contraditório e a ampla defesa. 2º - O desempenho das funções de Conselheiro Tutelar, em mandato prévio, por no mínimo 02 (dois) anos, supre o requisito previsto no inciso VI deste artigo.

5 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ º - O curso de habilitação, previsto no inciso VII, será regulamentado pelo CMDDCA, através de Resolução. Seção II Do Registro dos Candidatos Art. 16. Poderão candidatar-se todas as pessoas que preencherem os requisitos listados no artigo anterior. Parágrafo único. Os atuais Conselheiros Tutelares, que se candidatarem novamente, deverão se submeter às mesmas exigências descritas pelos artigos 12 e 15, prévias à realização do processo de escolha pelo voto universal. Art. 17. A formalização dos pedidos de registro de candidatura dar-se-á por meio de requerimento próprio, elaborado e confeccionado pelo Município, de forma simples, e posto à disposição dos interessados na sede do CMD- DCA. Parágrafo único. Deverá ser entregue, juntamente com o requerimento, fotocópia da identidade, CPF e titulo eleitoral do candidato ao Conselho Tutelar, além de comprovação de residência e do grau de escolaridade exigido no art. 15, inciso V. Art. 18. É vedada a formação de chapas agrupando candidatos, bem como a vinculação destes a qualquer partido político ou instituições públicas ou privadas. Parágrafo único As instituições públicas ou privadas poderão cooperar na divulgação dos candidatos inscritos e cujas candidaturas tenham sido homologadas, sem, contudo, deixar transparecer suas preferências. Art. 19. O período e local para inscrição dos candidatos será divulgado pelo CMDDCA, mediante expedição de Edital, que conterá: I prazo de, no mínimo, 30 (trinta) dias, para se iniciar os registros das candidaturas ao Conselho Tutelar; II requisitos contidos nos artigos 12 e 15 da presente Lei, e na legislação pertinente; III remuneração a que fará jus o Conselheiro Tutelar escolhido e empossado. 1º - Serão indeferidos os pedidos de registro de candidaturas cujo postulante não preencha os requisitos legais, ou incorra em uma das hipóteses de impedimento. 2º - Será sempre fundamentada a decisão do CMDDCA que indeferir o pedido de registro de candidatura. 3º - Nos requerimentos deverá constar a área de abrangência na qual o candidato concorrerá à vaga de Conselheiro Tutelar. Art. 20. A eleição será realizada nas seis regionais definidas de acordo com a nova divisão político-administrativo da gestão municipal, sendo todos os pleitos independentes. Seção III Da Propaganda dos Candidatos GABINETE DO PREFEITO Art. 21. Com o intuito de assegurar condições igualitárias para a escolha dos candidatos, poderão ser promovidos debates entre aqueles cujas inscrições tenham sido deferidas, sendo também permitida, a estes, a utilização dos meios de comunicação para a divulgação de sua candidatura. Art. 22. Fica expressamente proibida a propaganda que consiste em pintura ou pichação nos muros e paredes de prédios públicos, ou ainda em monumentos, bem como a utilização de letreiros e outdoors nestes, podendo, entretanto, serem afixadas faixas dentro de propriedades particulares, desde que devidamente autorizadas pelo respectivo proprietário, sob pena de impugnação do candidato. Art. 23. Poderá o candidato distribuir panfletos, não sendo permitido afixálos em prédios públicos. Poderá também o candidato utilizar camisetas, bonés, e outros equivalentes, como meios de divulgação de sua candidatura. Art. 24. O período em que a propaganda será permitida inicia-se a partir da data em que forem homologadas as candidaturas, tendo seu termo final no terceiro dia que antecede a data marcada para a votação. Parágrafo único O candidato que violar o previsto no caput poderá ter seu registro cassado, por meio da instauração de procedimento administrativo pelo CMDDCA, assegurados o contraditório e a ampla defesa. Seção IV Da Escolha Art. 25. A urna eletrônica conterá o nome de todos os candidatos por ordem alfabética, acompanhado por seu número de registro, devendo o mesmo ocorrer quanto às cédulas, se estas forem utilizadas. Art. 26. Poderá qualquer cidadão, que tenha domicílio eleitoral neste Município, requerer ao CMDDCA a impugnação de candidaturas, em petição fundamentada, indicando seus motivos e as provas que deverão ser produzidas, até dois dias úteis antes da data marcada para a realização da homologação das candidaturas. 1º - Apresentada impugnação, suspende-se o processo eleitoral até decisão final. 2º - O impugnado terá 03 (três) dias, contados do recebimento da notificação, para apresentar defesa, ouvindo-se em seguida o Ministério Público. Ao final, a decisão sobre a impugnação deve se dar por maioria simples dos Conselheiros do CMDDCA. Art. 27. No dia designado para a realização da escolha, as mesas receptoras de votos, cujo número e localização serão divulgados com antecedência de trinta dias, estarão abertas aos cidadãos no horário das 8:00h às 17:00h. 1º - Cada seção funcionará com pelo menos dois mesários e um presidente, que serão convocados antecipadamente tanto para a mesa receptora quanto, posteriormente, para apuração, sendo permitida, no recinto, a presença de um fiscal credenciado para cada candidato. 2º - No recinto será afixada uma relação contendo o nome dos candidatos ao Conselho Tutelar. 3º - Só será admitido o voto daqueles que portarem o seu título de eleitor, ou título provisório acompanhado de qualquer documento de identificação oficial com foto. Art. 28. A votação deverá observar as normas definidas pela Justiça Eleitoral, desde o transporte, passando pela verificação inicial das urnas e, finalmente, na contabilização dos votos constantes em cada uma delas. Art. 29. Os votos de cada seção deverão ser contabilizados, seguindo as normas indicadas no artigo anterior, ao encerramento da votação, na presença do Presidente da Seção, dos mesários e de pelo menos dois fiscais dos candidatos. Caberá ao Presidente da Seção levar a totalização dos votos sob sua responsabilidade a local designado, onde, sob a coordenação do presidente do CMDDCA, se iniciará a apuração geral dos votos, com a fiscalização constante do Ministério Público. Art. 30. Serão considerados eleitos os cinco candidatos mais votados para cada Conselho Tutelar, declarados primeiros suplentes os que obtiverem da sexta à décima colocação, e assim sucessivamente.

6 6 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 GABINETE DO PREFEITO 1º - Em caso de empate, terá preferência, na ordem classificatória, na ordem que se segue: I o candidato de maior idade, por ocasião da inscrição; II o candidato com maior experiência em atividades de luta em defesa dos direitos da Criança e do Adolescente, nos termos do art. 15, VI; III o candidato portador de diploma em curso superior. 2º - Caberá impugnação do resultado, no prazo de 03 (três) dias, contados a partir da divulgação do resultado, ao Presidente do CMDDCA, que deverá decidir em 05 (cinco) dias, ouvido o Ministério Público. Art. 31. Após a proclamação e homologação dos escolhidos, o CMD- DCA promoverá curso de capacitação, com a participação dos suplentes, visando a instruir os candidatos sobre as atribuições previstas no art. 4º da presente Lei, e no art. 136 da Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de Parágrafo único. Os candidatos eleitos, que não se submeterem ao curso de capacitação previsto no caput, não poderão assumir as funções de Conselheiro Tutelar, seja como titular ou suplente. Art. 32. Os candidatos a Conselheiro Tutelar que forem escolhidos após o processo eleitoral serão convocados por ato do Prefeito do Jaboatão dos Guararapes, e deverão assumir suas funções no prazo máximo de 30 (trinta) dias, perante o CMDDCA. CAPÍTULO IV DA COMPOSIÇÃO, FUNCIONAMENTO E COMPETÊNCIA DOS CONSELHOS TUTELARES Art. 33. Os Conselhos Tutelares funcionarão de segunda a sexta-feira, em horário a ser definido no respectivo Regimento Interno. Parágrafo único. Nos sábados, domingos e feriados, bem como no horário noturno, haverá plantão para atendimento de casos emergenciais, nos termos abaixo: a) O plantão será centralizado, em regime de 24 horas; b) Cada plantão funcionará com 02 (dois) Conselheiros Tutelares, de acordo com escala definida mensalmente. Em situações emergenciais o número de conselheiros tutelares de plantão poderá ser ampliado; c) São atribuições dos Conselheiros Tutelares, em regime de plantão, o atendimento dos casos emergenciais encaminhados de toda área de abrangência do Município do Jaboatão dos Guararapes, aplicando as medidas de proteção cabíveis, remetendo, através de relatório, no primeiro dia útil, ao Conselho Tutelar de competência, conforme o art. 147 da Lei Federal 8069/90; d) Será disponibilizado um veículo com motorista, linha telefônica liberada para ligação interurbana e celular, além do telefone celular institucional; e) Será garantida alimentação para os Conselheiros Tutelares, motoristas e crianças/adolescentes atendidos durante os plantões. Art. 34. As atividades dos Conselhos Tutelares e dos seus Conselheiros serão avaliadas semestralmente pela população usuária, pela comunidade e pelos órgãos e entidades governamentais e não-governamentais da área de abrangência, mediante reuniões promovidas pelo CMDDCA, nas quais serão sugeridas medidas para seu aperfeiçoamento. Art. 35. As atribuições dos Conselhos Tutelares serão exercidas, pelos Conselheiros, sempre através de decisões colegiadas, salvo as atribuições que digam respeito a expedientes meramente administrativos, que poderão ser exercidas de modo isolado, na forma que dispuser o Regimento Interno. Art. 36. Para o exercício de suas funções, os Conselheiros Tutelares contarão com a infra-estrutura material fornecida pelo Município, além de equipes de apoio administrativo, compostas por servidores municipais requisitados junto à SEPHAS. Parágrafo único. Em caso de necessidades excepcionais, poderão ser disponibilizados servidores de outros órgãos, mediante autorização do Secretário de Gestão de Pessoas e Administração. Art. 37. Configuram falta grave no exercício da função de Conselheiro Tutelar, dentre outras: I. usar da função em benefício próprio; II. romper o sigilo em relação aos casos analisados pelo Conselho Tutelar, excetuadas as hipótese previstas em lei; III. exceder-se no exercício da função, abusando da autoridade que lhe foi conferida; IV. recusar-se a prestar atendimento; V. agir com negligência ou displicência no exercício da função; VI. deixar de cumprir os horários de atendimento ou de comparecer às sessões do Conselho, sem justo motivo; VII. portar-se de forma inconveniente ou manter conduta incompatível com o cargo ao qual foi eleito. Parágrafo único. Caberá ao Regimento Interno definir as situações que caracterizam o justo motivo do inciso VI, bem como a violação ao inciso VII deste artigo. Art. 38. Os Conselheiros Tutelares estão sujeitos às seguintes penalidades por descumprimento das obrigações desta Lei: I. Advertência; II. Suspensão; III. Perda do mandato. 1º - A apuração dos fatos e a sugestão das penalidades a serem aplicadas caberão à Comissão Permanente de Inquérito Administrativo, da Secretaria de Gestão de Pessoas e Administração, através da instauração de competente Inquérito Administrativo, no qual se permita ao indiciado a ampla defesa e o contraditório. 2º - Para a orientação do processo administrativo, deverão ser utilizadas como fonte subsidiária, diante da peculiaridade do vínculo mantido entre a Administração Municipal e os Conselheiros Tutelares, as disposições sobre a matéria contida na Lei Municipal nº 224/96. Art. 39. Será considerado vago o cargo de Conselheiro Tutelar no caso de decurso de prazo, morte, renúncia ou perda do mandato pelo titular. Art. 40. O Conselheiro Tutelar perderá o mandato nas seguintes situações: a) transferência de residência para fora do Município do Jaboatão dos Guararapes; b) condenação com trânsito em julgado na Justiça Criminal; c) por descumprimento dos deveres inerentes à sua função ou conduta inidônea, observados o contraditório e a ampla defesa; d) decisão judicial irrecorrível. Art. 41. Serão suspensas as funções do Conselheiro Tutelar nas circunstâncias seguintes: I. pela prisão em flagrante delito; II. pela denúncia de violação a direitos da criança e do adolescente, e nos casos de suspeita, comprovada por fortes indícios, de descumprimento da função tutelar disposta no art. 136 da Lei n.º 8069/90, que acarrete prejuízo irreparável à criança ou adolescente. Parágrafo único. A suspensão das funções dos Conselheiros Tutelares, de que trata o caput, importará de igual modo, como medida administrativa preventiva, a suspensão de sua remuneração, até a resolução da situação que a acarretou, devendo esta ocorrer no prazo máximo de 60 (sessenta) dias. Art. 42. No caso de vacância, e após o ato de convocação do Prefeito Mu-

7 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ GABINETE DO PREFEITO nicipal, deverá o suplente, eleito nos moldes do disposto no art. 12, desta Lei, assumir suas funções. CAPÍTULO V DOS DIREITOS, VANTAGENS E DEVERES DO CONSELHEIRO TUTELAR Art. 43. O Conselheiro Tutelar é considerado particular em colaboração com o Poder Público, e sua função constitui serviço público de alta relevância. Art. 44. Os Conselheiros Tutelares perceberão remuneração mensal em parcela única, conforme valores a seguir: I. entre os meses de janeiro e julho de 2009, será de R$ 1.350,00 (Mil trezentos e cinqüenta reais); II. a partir do mês de agosto de 2009, passará a ser de R$ 1.700,00 (mil e setecentos reais). 1º - A remuneração será reajustada por lei específica, sendo totalmente desvinculada dos reajustes dos servidores públicos municipais. 2º - Aos Conselheiros Tutelares que necessitarem, em função de suas atribuições, se deslocar, serão devidas diárias, que observarão valores definidos através de Decreto do Chefe do Poder Executivo. Art. 45. Aos Conselheiros Tutelares são garantidos os seguintes direitos: I. gratificação natalina, no valor da parcela única recebida mensalmente, a ser pago no mês de dezembro; II. férias anuais, com adicional de um terço sobre a remuneração mensal; III. licença à gestante; IV. licença-paternidade; V. licença para tratamento de saúde; VI. afastamentos em decorrência de: a) casamento e nascimento de filhos, por 05 (cinco) dias consecutivos; b) falecimento de cônjuge, companheiro(a), pais, madrasta ou padrasto, filhos, enteados, menor sob guarda ou tutela e irmãos, por 08 (oito) dias consecutivos; c) alistamento como eleitor e doação de sangue, por 02 (dois) dias consecutivos, sendo a segunda hipótese passível de gozo uma única vez, a cada 12 (doze) meses. Parágrafo único. Durante o gozo, pelo Conselheiro titular, das licenças previstas neste artigo, deverá o respectivo suplente assumir suas funções, sendo-lhe devida a remuneração correspondente ao período. Art. 46. Fica autorizada a SEPHAS a adquirir vales transporte e vales alimentação, para disponibilização aos Conselheiros Tutelares apenas em situações excepcionais, nas quais, estes, no desempenho de suas atribuições, se deparem com a necessidade de acompanhar e proteger crianças e adolescentes. 1º - Os vales transporte e alimentação não integram a remuneração dos Conselheiros Tutelares. 2º - Tais gastos serão custeados pela dotação orçamentária específica dos Conselhos Tutelares. 3º - Fica definido, como limite mensal para tais gastos, o estabelecido pela Lei Federal nº 8.666/93, em seu art. 60, parágrafo único, para as compras de pronto pagamento, qual seja o de 5% (cinco por cento) do limite estabelecido no art. 23, inciso II, alínea a da referida Lei. 4º - O limite definido no parágrafo anterior se aplica aos gastos de todos os Conselhos Tutelares, considerados cumulativamente, a cada mês. Art. 47. São deveres do Conselheiro Tutelar: I. zelar pelo cumprimento das normas legais e regulamentares relativas às crianças e aos adolescentes; II. cumprir os horários de trabalho, inclusive os plantões designados; III. zelar pela urbanidade; IV. manter conduta ilibada; V. executar os trabalhos pertinentes à função de Conselheiro, de acordo com as atribuições estabelecidas no art. 4º desta Lei. Art. 48. O Conselheiro Tutelar, diante do disposto no art. 26, não adquire, ao longo do mandato, ou ao término deste, qualquer vínculo estatutário, trabalhista ou previdenciário com os quadros da Administração Pública Municipal, direta ou indireta. Art. 49. A função de Conselheiro Tutelar é de dedicação exclusiva, não podendo o Conselheiro Tutelar exercer cumulativamente suas atividades com outra de qualquer natureza, inclusive as decorrentes do exercício de cargo de direção em entidade governamental ou não-governamental, quando remunerado, situação em que terá que se licenciar de suas atividades. CAPÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS Art. 50. Aplicam-se, subsidiariamente, aos Conselhos Tutelares, as normas federais e estaduais pertinentes à defesa da criança e do adolescente, em especial a Lei Federal nº 8.069/90 Estatuto da Criança e do Adolescente, respeitada a autonomia municipal. Art. 51. Constará da Lei Orçamentária Anual a previsão dos recursos necessários ao funcionamento dos Conselhos Tutelares do Município do Jaboatão dos Guararapes. Art. 52. O Regimento Interno de que trata os artigos anteriores será expedido por decreto do Chefe do Poder Executivo Municipal no prazo de até 60 (sessenta) dias a contar a publicação da presente Lei, após prévio processo de elaboração que contará com a efetiva participação dos Conselhos Tutelares e referendo do CMDDCA. Art. 53. A criação do Conselho Tutelar da Regional 6 Praias, de que trata o art. 7º, 4º, será criado no ano de Art. 54. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo os seus efeitos, quanto ao art. 44, ao dia 1º de janeiro de Art. 55. Revogam-se as disposições em contrário, especialmente o art. 9º, inciso XI e os artigos 17 a 27 da Lei Municipal nº 122, de 21 de junho de 1991, bem como a Lei Municipal nº 109, de 31 de julho de 2001, além da Lei Municipal nº 129, de 20 de dezembro de Jaboatão dos Guararapes PE, 17 de dezembro de LEI Nº 370/2009 ELIAS GOMES DA SILVA Prefeito EMENTA: Dá nova redação ao Art.º 7.º da Lei Municipal n.º 302, de 23 de dezembro de 2008 e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Jaboatão dos Guararapes, no uso de suas atribuições, conferidas pela Lei Orgânica, faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte lei ordinária: Art. 1º - O art. 7.º da Lei Municipal n.º 302, de 23 de dezembro de 2008, passa a vigorar com a seguinte redação:

8 8 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 Art. 7.º - O COMUHS será composto por um total de 14 (quatorze) membros titulares e 14 (quatorze) membros suplentes, representantes do poder público, da sociedade civil e dos movimentos populares, assim distribuídos: I 07 (sete) representantes do poder público, sendo 02 (dois) desses membros titulares natos, a saber, o Secretário Municipal diretamente responsável pela política de habitação, que presidirá o COMUHS, e o Secretário Municipal da paste de planejamento, além de 01 (um) membro indicado pela Câmara de Vereadores do Município; II 04 (quatro) representantes dos Movimentos Populares; III 03 (três) representantes da Sociedade Civil organizada. 1.º A indicação dos membros constantes do inciso I será designada por ato próprio do Prefeito Municipal, a exceção do membro indicado pela Câmara, que será definido pela Mesa Diretora da referida Casa Legislativa. 2.º Os membros indicados nos incisos II e III serão escolhidos mediante eleição direta através de plenárias a ser regulamentada por decreto do Chefe do Poder Executivo, que estabelecerá, ainda, um sistema de revezamento entre os escolhidos. 3.º Cada membro titular terá seu suplente, que o substituirá em seus impedimentos e assumirá sua posição em caso de vacância. 4.º O mandato dos membros do conselho será de 02(dois) anos, permitida recondução por igual período. Art. 2 - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. LEI Nº 371/2009 GABINETE DO PREFEITO Jaboatão dos Guararapes, 22 de dezembro de ELIAS GOMES DA SILVA PREFEITO EMENTA: Cria 535 cargos de provimento efetivo de professor I e professor II, a serem providos mediante concurso público de provas e títulos para atender as necessidades das Escolas Municipais integrantes do Sistema Municipal de Ensino do Jaboatão dos Guararapes. O Prefeito Municipal de Jaboatão dos Guararapes, no uso de suas atribuições, conferidas pela Lei Orgânica, faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte lei ordinária: Art. 1º - Ficam criados 535 (quinhentos e trinta e cinco) cargos de provimento efetivo na carreira do Magistério Público Municipal, sendo 250 (duzentos e cinqüenta) para professor I e 285 (duzentos e oitenta e cinco) para professor II, a serem providos mediante concurso público de provas e títulos, com o objetivo de suprir as necessidades das Escolas Municipais integrantes do Sistema Municipal de Ensino do Jaboatão dos Guararapes. Art. 2º - O preenchimento dos cargos de Professor I e Professor II, ora criados, será realizado,de maneira a não afetar a continuidade da prestação dos serviços, observando-se, sempre, a ordem de classificação no concurso público de provas e títulos. Art. 3º As despesas decorrentes da presente lei correrão à conta de dotações orçamentárias específicas. Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário. Jaboatão dos Guararapes, em 22 de dezembro de ELIAS GOMES DA SILVA Prefeito Portaria n.º 70/ GABINETE DO PREFEITO Nomeia Pregoeira e designa membro da Comissão de Licitação para Atendimento às Demais Secretarias e Entidades e dá outras providências. O Prefeito do Município de Jaboatão dos Guararapes, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica Municipal, RESOLVE: PORTARIA I Fica destituída a servidora MARIA DO CARMO CARLOTA DA COSTA, Matrícula n.º , como Pregoeira e membro da Comissão de Licitação para Atendimento às Demais Secretarias e Entidades, da Secretaria de Assuntos Jurídicos, com efeito retroativo a 02 de dezembro de II Fica nomeada a servidora MARIA ELISABETE TAVARES MELO LINS, Matrícula n.º , como Pregoeira da Comissão de Licitação para Atendimento às Demais Secretarias e Entidades, da Secretaria de Assuntos Jurídicos, com efeito retroativo a 02 de dezembro de III Fica designada interinamente como membro da Comissão de Licitação para Atendimento às Demais Secretarias e Entidades e da Equipe de Apoio da mesma Comissão, da Secretaria de Assuntos Jurídicos, a servidora SANDRA MATRIA BARROS DA SILVA, Matrícula n.º , pelo período de 03 a 21 de dezembro de IV Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogandose as disposições em contrário. Jaboatão dos Guararapes, 22 de dezembro de ELIAS GOMES DA SILVA Prefeito Municipal Acesse as notícias do Jaboatão dos Guararapes

9 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ JABOATÃO PREV PORTARIA Nº 344, de 02 de dezembro de O Diretor Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município do Jaboatão dos Guararapes, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e IX, do art. 54, da Lei Municipal nº. 108/01, RESOLVE: Conceder aposentadoria especial por tempo de magistério, a MIRIAN FER- REIRA DE OLIVEIRA, Professora I, Classe V, Nível 7, Referência N, matrícula , lotada na SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO, nos termos do art. 6, inciso I e IV, da EC n 41/03. Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. ALEXANDRE ALBUQUERQUE Diretor Presidente (Republicada por Incorreção) PORTARIA Nº 349, de 09 de dezembro de O Diretor Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município do Jaboatão dos Guararapes, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e IX, do art. 54, da Lei Municipal nº. 108/01, RESOLVE: Conceder aposentadoria por idade, a SEVERINO DE QUEIROZ RIBEIRO, Professor, matrícula , lotada na Secretaria de Educação, nos termos do art. art. 40, 1, III, b, da Constituição da República, com redação dada pela emenda constitucional 41/03. Esta portaria entra em vigar na data de sua publicação. ALEXANDRE ALBUQUERQUE Diretor Presidente (Republicado por incorreção) PORTARIA Nº 362, de 09 de dezembro de O Diretor Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município do Jaboatão dos Guararapes, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e IX, do art. 54, da Lei Municipal nº. 108/01, RESOLVE: Conceder aposentadoria por idade e tempo de contribuição, a ALÍCE INÁCIO DA SILVA, Agente de Serviços Administrativos 1, matrícula , lotada na Secretaria de Saúde, nos termos do art. 6, inciso I e IV da EC n 41/03. Portaria nº 388, de 22 de dezembro de ANULAÇÃO O DIRETOR-PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DO JABOATÃO DOS GUARA- RAPES, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e IX, do Art. 54, da Lei Municipal nº 108, de 11 de julho de 2001, considerando o que foi analisado no Processo TC nº , RESOLVE: ANULAR a Portaria de nº , do servidor Sr. JOSÉ ANTÔNIO DE SENA, matrícula nº Publique-se. Cumpra-se. Jaboatão dos Guararapes, 22 de dezembro de ALEXANDRE ALBUQUERQUE Diretor Presidente Portaria nº 389, de 22 de dezembro de APOSENTADORIA O DIRETOR-PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DO JABOATÃO DOS GUARA- RAPES, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e IX, do Art. 54, da Lei Municipal nº 108, de 11 de julho de 2001, em obediência à determinação do Tribunal de Contas do Estado, por meio da decisão monocratica nº 4922/2009, e considerando o que foi analisado no processo TC nº , que foi fundamentado no art. 40, 1º, III, a da Constituição da Republica, RESOLVE: aposentar voluntariamente, com proventos integrais do cargo de Pedreiro Nível PE-4, que vinha exercendo o servidor JOSÉ ANTÔNIO DE SENA, matrícula nº , no valor de CR$ 9.302,40 (Nove mil e trezentos e dois cruzados novos e quarenta centavos), integralidade da média da vida contributiva, com efeitos retroativos a 27/11/1989. Publique-se. Cumpra-se. Jaboatão dos Guararapes, 22 de dezembro de ALEXANDRE ALBUQUERQUE Diretor Presidente (Republicada por incorreção) Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. ALEXANDRE ALBUQUERQUE Diretor Presidente PORTARIA Nº 387, de 22 de dezembro de O Diretor Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município do Jaboatão dos Guararapes, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e IX, do art. 54, da Lei Municipal nº. 108/01, RESOLVE: Conceder aposentadoria por idade, a BENEDITA MARIA DA CONCEIÇÃO, Auxiliar de Serviços Gerais b, matrícula , lotada na Secretaria de Educação, nos termos do art. 40, 1º, III, b, com redação dada pela EC nº. 41/03. Acesse as notícias do Jaboatão dos Guararapes Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. ALEXANDRE ALBUQUERQUE Diretor Presidente

10 10Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS TERMO DE HOMOLOGAÇÃO HOMOLOGO nos termos do Relatório da Comissão de Licitação para Atendimento à Secretaria de Saúde, as seguintes licitações: PREGÃO PRESENCIAL Nº 043/2009-OBJ: FORNECIMENTO DE MEDICAMENTOS DE SAÚDE MENTAL PARA AS POLICLÍNICAS E CAPS DA SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedoras: PLANILHA I a) DROGAFONTE LTDA, para os itens: 01, 06, , 17, 20 - Valor Total R$ ,70 (trinta e cinco mil, seiscentos e cinqüenta reais e setenta centavos); b) COMERCIAL CIRÚRGICA RIOCLARENSE LTDA, para itens: 02,07, 11, e 16, com valor total de R$ ,00 (cinqüenta e três mil, trezentos e sessenta reais; c) EXATA DISTRI- BUIDORA HOSPITALAR LTDA, para os itens: 13 e 14, com valor total de R$ 7.748,00 (sete mil, setecentos e quarenta e oito reais); d) AGLON COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA, para os itens 18 e 19, com valor total de R$ ,00 (trinta e cinco mil e quarenta reais); e) CIAMED DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA, para o item 08, com valor total de R$ 4.800,00 (quatro mil e oitocentos reais); f) PRODIET FARMACÊUTICA LTDA, para o item 03, com valor total de R$ ,00 (treze mil e duzentos reais); g) HOSPFAR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS HOS- PITALARES LTDA para o item 05, com valor total de R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais); h) VIDAFARMA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA para o item 04, com valor total de R$ 4.176,00 (quatro mil, cento e setenta e seis reais) e i) REIFASA COMERCIAL LTDA para o item 12, com valor total de R$ 6.804,00 (seis mil, oitocentos e quatro reais) com valor global da Planilha I de R$ ,70 (cento e sessenta e cinco mil, duzentos e setenta e oito reais e setenta centavos). PLANILHA II a) EXATA DISTRIBUI- DORA HOSPITALAR LTDA, para os itens 01 e 05, com valor total de R$ 9.744,00 (nove mil, setecentos e quarenta e quatro reais); b) COMERCIAL CIRÚRGICA RIOCLARENSE LTDA, para os itens 08, 09 e 11, com valor total de R$ ,00 (vinte e dois mil e trezentos reais); c) LAGEAN COMÉRCIO E REPRESENTAÇÃO LTDA, para os itens 03 e 07, ambos com valor total de R$ 220,80 (duzentos e vinte reais e oitenta centavos); d) MAUÉS LOBATO COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA, para o item 04, com valor total de R$ 105,60 (cento e cinco reais e sessenta centavos) e e) DROGA- FONTE LTDA, para o item 06, com valor total de R$ 1.065,00 (um mil e sessenta e cinco reais). Valor total da Planilha II: R$ ,40 (trinta e três mil, quatrocentos e trinta e cinco reais e quarenta centavos.) Valor global do processo: R$ ,10 (cento e noventa e oito mil, setecentos e quatorze reais e dez centavos). Os itens 15 da Planilha I e 02 da Planilha II, foram FRACASSADOS e o Item 10 da Planilha II foi DESERTO. PREGÃO PRESENCIAL N 060/2009- OBJ: AQUISIÇÃO DE MATERIAL FARMACEUTICO PARA O CEN- TRO DE VIGILÂNCIA AMBIENTAL DA SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedoras: 1)MEDICAL MERCANTIL DE APARELHAGEM MEDI- CA LTDA, para os lotes 01, 03 e 07 pelo valor total de R$ ,00 (treze mil, cento e quarenta e quatro reais); 2) NOVAS MED COMÉR- CIO LTDA, para os lotes 02 e 05, com valor de total de R$ 3.555,90 (três mil, quinhentos e cinqüenta e cinco reais e noventa centavos) e 3) DROGAFONTE LTDA, para os lotes 04 e 06, com valor total de R$ R$ 8.273,40 (oito mil, duzentos e setenta e três reais e quarenta centavos). Valor global do processo R$ ,30 (vinte e quatro mil, novecentos e setenta e três reais e trinta centavos). PREGÃO PRESENCIAL N 059/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE CONSULTÓRI- OS ODONTOLÓGICOS PARA AS NOVAS UNIDADES DE SAÚDE DO JABOATÃO DOS GAURARAPES. Vencedora: DENTEMED EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS LTDA, com o valor global de R$ ,00 (Cento e vinte e cinco Mil e quatro Reais). PREGÃO PRESENCIAL N 034/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE ODONTOLÓGIA (CONSUMO E PERMANENTE) PARA ATENDI- MENTO NA ÁREA DE ORTODONTIA NAS UNIDADES DE SAÚDE DE MÉDIA COMPLEXIDADE DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES. Vencedora: NOVAS MED COMÉRCIO LTDA - CNPJ / , para os Lotes 04, 08 e 10, o valor global deste processo de R$ 5.523,38 (cinco mil, quinhentos e vinte e três reais e trinta e oito centavos). Os Lotes 01, 02, 03, 05, 06, 07, 09, 11 e 12 foram fracassados. Jaboatão dos Guararapes, 03 de dezembro de GESSYANE VALE PAULINO Secretária de Saúde HOMOLOGAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 064/ PREGÃO PRESEN- CIAL Nº 057/2009-OBJ: FORNECIMENTO DE MEDICAMENTOS GERAIS PARA ATENDER AS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE, POLICLÍNICAS E CENTROS DE REFERÊNCIA DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES. Vencedoras do certame: PLANILHA I a) VIDAFARMA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMEN- TOS LTDA, para os Itens 30 e 45, com valor total de R$ ,00 (cento e sessenta e cinco mil e oitenta e quatro rerais); b) BH FARMA COMÉRCIO LTDA para os Itens 25, 26,32 e 36, pelo valor total de R$ ,00 (cento e vinte e cinco mil e seiscentos reais); c) NATULAB LABORATÓRIO S.A, para o item 16, pelo valor de R$ ,00 (setenta mil e quinhentos reais); d) EXATA DIS- TRIBUIDORA HOSPITALAR LTDA, para os itens 09, 38, 39 e 40, pelo valor de R$ ,00 (onze mil, novecentos e oitenta reais); e) MAUÉS LOBATO COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA, para o item 19, com valor de R$ 6.600,00 (seis mil e seiscentos reais); f) HOSPFAR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA, para o item 27, com valor de R$ 2.600,00 (dois mil e seiscentos reais); g) PRATI, DONADUZZI & CIA LTDA, para os itens 08, 11, 46 e 50, pelo valor de R$ ,00 (cento e quarenta e um mil, trezentos e sessenta reais); h) INDÚSTRIA QUÍMICO FARMACÊUTICA CEARENSE LTDA para o item 57 pelo valor de R$ 9.900,00 (nove mil e novecentos reais); i) PRODIET FARMACÊUTICA LTDA, para os itens 02, 04, 07, 21, 22, 51, 56, 59, 60, e 66, com o valor de R$ ,00 (duzentos e sete mil, trezentos e quarenta reais); j) PADRÃO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS E EQUIPAMENTOS HOSPITALARES PADRE CAL- LOU LTDA, para o item 67, pelo valor de R$ 1.170,00 (um mil, cento e setenta reais); k) SANVAL COMÉRCIO E INDÚSTRIA LTDA, para os itens 17 e 63, com valor de R$ ,00 (oitenta mil reais); l) MACEIÓ MED DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA para o item 28, pelo valor de R$ ,00 (dez mil e oitocentos reais); m) CRISFARMA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA, para o item 02 pelo valor de R$ 8.000,00 (oito mil reais); n) HIPOLABOR FARMACÊUTICA LTDA para o item 20 pelo valor de R$ ,00 (cento e sessenta e oito mil reais); o) COMERCIAL CIRÚRGICA RIOCLARENSE LTDA, para os itens 06, 12, 13, 31, 43, 55, 61, 65 e 68, com valor de R$ ,00 (cento e quatro mil oitocentos e sessenta reais s); p) CIAMED-DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA, para os itens 01 e 10, com o valor de R$ ,00 (vinte e quatro mil e seiscentos reais); q) DROGAFONTE LTDA, para os itens 05, 14, 15, 23, 24, 33, 35, 37, 41, 42, 44, 49, 52, 54, 58 e 60, com o valor de R$ ,00 (trezentos e oitenta e seis mil trezentos e quarenta reais) e r) NUNESFARMA DISTRI-

11 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS BUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA, para o item 18 pelo valor de R$ ,00 (vinte e dois mil reais). Valor Total da Planilha I: R$ ,00 (um milhão, quinhentos e quarenta e seis mil, setecentos e trinta e quatro reais). PLANILHA II a) VIDA- FARMA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA, para o Item 01, com valor total de R$ ,00 (dez mil e quinhentos reais); b) BH FARMA COMÉRCIO LTDA para o Item 06, pelo valor total de R$ 40,000,00 (quarenta mil reais); c) NATULAB LABORATÓRIO S.A, para o item 22, pelo valor de R$ ,00 (trinta mil reais); d) EXATA DISTRIBUIDORA HOSPITALAR LTDA, para o item 10, pelo valor de R$ ,00 (dezesseis mil e oitenta reais); e) MAUÉS LOBATO COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA, para o item 02, com valor de R$ 6.000,00 (seis mil reais); f) INDÚSTRIA QUÍMI- CO FARMACÊUTICA CEARENSE LTDA para os itens 07,08 e 09 pelo valor de R$ ,00 (cento e oitenta e sete mil e seiscentos reais); g) PRODIET FARMACÊUTICA LTDA, para os itens 03 e 15, pelo valor de R$ ,00 (setenta e cinco mil, seiscentos e noventa e cinco reais); h) PADRÃO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS E EQUIPAMENTOS HOSPITALARES PADRE CALLOU LTDA, para os itens 12 e 13, pelo valor de R$ 2.820,00 (dois mil oitocentos e vinte reais); i) COMERCIAL CIRÚRGICA RIOCLARENSE LTDA, para os itens 04, 05 e 14, com valor de R$ ,00 (oitenta mil, quinhentos e oitenta reais); j) DROGAFONTE LTDA, para os itens 16, 17, 18 e 20 pelo valor de R$ ,00 (cento e onze mil, duzentos e cinqüenta reais) e k) NUNESFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA, para o item 21 pelo valor de R$ 40,200,00 (quarenta mil e duzentos reais). Valor Total da Planilha II: R$ ,00 (seiscentos mil, setecentos e vinte e cinco reais). O valor global deste processo é de R$ ,00 (Dois milhões, cento e quarenta e sete mil, quatrocentos e cinqüenta e nove reais). Os itens 29, 47, 48 e 53 da Planilha I e 11 da Planilha II, foram FRACASSADOS e os itens 34 da Planilha I e o 19 da Planilha II, foram DESERTOS. Jaboatão dos Guararapes, 03 de dezembro de GESSYANE VALE PAULINO Secretária de Saúde HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL N 023/2009- OBJ: LOCAÇÃO DE EQ- UIPAMENTOS COM FORNECIMENTO DE REAGENTES PARA EXAMES DE IMUNOQUIMICA, HEMATOLOGIA, HEMOSTASIA E UROANÁLISE PARA O LABORATÓRIO DR. ZEFERINO VELO- SO, DA SECRETARIA DE SAÚDE DO JABOATÃO DOS GUARA- RAPES. Empresas vencedoras: 1-BIOSYSTEMS NE COMÉRCIO DE PRODUTOS LABORATORIAIS E HOSPITALARES LTDA, para o lote 02, com valor mensal de R$ ,00 (vinte e dois mil reais) e para o lote 03, com valor mensal de R$ 3.200,00 (três mil e duzentos reais) e 2-DIAGNOCEL COMÉRCIO E REPRESENTA- ÇÕES LTDA para o lote 01, pelo valor mensal de R$ ,00 (cento e trinta e três mil, setecentos e sessenta e seis reais) e para o lote 04, pelo valor mensal de R$ ,00 (onze mil e duzentos reais). O valor global do presente certame é de R$ ,00 (dois milhões, quarenta e um mil, novecentos e noventa e dois reais) para o período de 12 meses. PREGÃO PRESENCIAL N 062/2009-OBJ: FORNECIMENTO DE MATERIAL GRÁFICO PARA A SECRETARIA DE SAÚDE DO JABOATÃO DOS GUARARAPES. Empresas vencedoras: LUCIANO BEZERRA DA SILVA-ME, para os lotes 01, 06, 07, 12 e 13, com valor total de R$ ,00 (trinta e seis mil, cento e oitenta e cinco reais); PERFIL GRÁFICA LTDA, para os lotes 02, 05 e 11, com valor total de R$ ,58 (cento e trinta e sete mil, oitenta e quatro reais e cinqüenta e oito centavos); A & D COMÉRCIO E MATERIAL DIDÁTICO LTDA, para os lotes 03, 09 e 10 com valor total de R$ 3.010,00 (três mil e dez reais); GRÁFICA TAVARES LTDA para o lote 04 com valor de R$ 7.250,00 (sete mil, duzentos e cinqüenta reais) e CAROLIZA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES-ME, para os lotes 08 e 14, com valor total de R$ 6.100,00 (seis mil e cem reais). O valor global do processo é de R$ ,58 (cento e oitenta e nove mil, seiscentos e vinte e nove reais e cinqüenta e oito centavos). PREGÃO PRESENCIAL Nº 063/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE 01 VEÍCULO TIPO STATION WAGON PARA O DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DO PRO- GRAMA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DA SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedora do certame: VIASUL VEÍCULOS S/A - CNPJ / , valor global em R$ ,00 (quarenta e nove mil e quinhentos reais). PROCESSO LICITATÓRIO N.º 076/ PREGÃO PRESENCIAL Nº 064/2009, -OBJ: AQUISIÇÃO DE MA- TERIAL DE EXPEDIENTE PARA SER UTILIZADO NO I FORUM DE ESQUISTOSSOMOSES E FILARIOSE DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES: DESERTA. PREGÃO PRES- ENCIAL Nº 065/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE COLETES DE USO FUNCIONAL PARA A VIGILÂNCIA EM SAÚDE DA SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE JABOATÃO DOS GUARARAPES: DESERTA. PREGÃO PRESENCIAL Nº 066/2009-OBJ: FORNECI- MENTO DE MATERIAL DE CONSUMO AMBULATORIAL (ESPA- ÇADOR UNIVERSAL, BOCAL DE ESPIROMETRIA E MÁSCARA N95) PARA A SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedora do certame: NOVAS MED COMÉRCIO LTDA, para o item 02, com valor unitário de R$ 28,21 (vinte e oito reais e vinte e um centavos) total de R$ ,00 (quatorze mil, cento e cinco reais). O item 01 foi DE- SERTO e o item 03, FRACASSADO - PREGÃO PRESENCIAL Nº 068/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE PNEUS PARA AS AMBULÂNCIAS (FIAT DOBLO) PARA A SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedora do certame: A & D COMÉRCIO E MATERIAL DIDÁTICO LTDA, com o valor global de R$ 7.920,00 (sete mil, novecentos e vinte reais). PREGÃO PRESENCIAL Nº 082/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE MA- CAS PARA AS AMBULÂNCIAS (FIAT DOBLO) PARA SECRETARIA DE SAÚDE: FRACASSADO. PREGÃO PRESENCIAL Nº 071/2009- OBJ: FORNECIMENTO DE MATERIAL MÉDICO HOSPITALAR (IN- SUMOS DE LABORATÓRIO, CAIXAS P/ FERFURO CORTANTES E SERINGAS) PARA A SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedoras do certame: a) MEDICAL MERCANTIL DE APARELHAGEM MÉDICA LTDA, itens 01, 02, 03, 04, 06, 07, 08, 09, 10, 13, 14, 16 e 17 da Planilha I, pelo valor total de R$ ,80 (trinta e um mil, duzentos e vinte e três reais e oitenta centavos); b) BIOSAN COMÉRCIO DE PRODUTOS PARA LABORATÓRIOS LTDA, Planilha II pelo valor total de R$ 5.130,00 (cinco mil cento e trinta reais) e c)rava EM- BALAGENS IND. E COM. LTDA, itens 01, 02, 03 e 04 da Planilha III, valor total de R$ ,00 (vinte mil, seiscentos e vinte reais). Valor global do Processo R$ ,80 (cinqüenta e seis mil, novecentos e setenta e três reais e oitenta centavos). Os itens 05, 11, 12 e 15 da Planilha 01 foram DESERTOS e o item 05 da Planilha 03, CANCE- LADO. PREGÃO PRESENCIAL Nº 072/2009-OBJ: AQUISIÇÃO DE CONDICIONADORES DE AR PARA A SECRETARIA DE SAÚDE. Vencedoras do certame: B & K INFORMÁTICA LTDA, para o item 01, com valor unitário de R$ 565,00 (quinhentos e sessenta e cinco reais) total de R$ ,00 (vinte e oito mil, duzentos e cinqüenta reais) e CRISTIANE DIAS DE ARAÚJO ME, para o item 02, com valor unitário de R$ 850,00 (oitocentos e cinquenta reais) total de R$ 4.250,00 (quatro mil, duzentos e cinqüenta reais). O valor global do processo é de R$ ,00 (trinta e dois mil e quinhentos reais). Jaboatão dos Guararapes, 18 de dezembro de GESSYANE VALE PAULINO Secretária de Saúde

12 12Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO TITULAR: JAIME CORREIA DE SOUZA EXTRATO DE CONVÊNIO ESPÉCIE: Convênio nº. 017/09 - SEDET CONCEDENTE: O Município do Jaboatão dos Guararapes CONVENENTE: Centro Comunitário Dona Edite Alves. OBJETO: Qualificação Profissional de 1000 (um mil) trabalhadores acima de 16 anos, através da implantação do Curso de Informática Aplicada a Escritório. PRAZO: 06 (seis) meses. VALOR: R$ ,00 (cento e vinte mil reais). Conforme Nota de Empenho Global nº Jaboatão dos Guararapes, 19 de outubro de ESPÉCIE: Convênio nº. 018/09 - SEDET CONCEDENTE: O Município do Jaboatão dos Guararapes CONVENENTE: Projeto Solidário OBJETO: Qualificação Profissional de 1500 (um mil quinhentos) educandos no Curso de Logística Integrada, com módulos de Informática Básica e Noções Básicas de Segurança no Trabalho. PRAZO: 06 (seis) meses. VALOR: R$ ,00 (cento e oitenta mil reais). Conforme Nota de Empenho Global nº Jaboatão dos Guararapes, 19 de outubro de ESPÉCIE: Convênio de Cooperação Técnica nº. 019/09 - SEDET PARTICIPES: Companhia Pernambucana de Saneamento - COMPESA e o Município do Jaboatão dos Guararapes OBJETO: Constitui objeto deste Convênio a cooperação técnica para a realização, pelo Município, dos serviços de reposição de pavimentação, de ruas e passeios públicos removidos ou danificados pela Compesa, em conseqüência de obras e serviços executados em rede pública de água e de esgostos daquele Município. DO RESSARCIMENTO: Para efeito de ressarcimento das despesas suportadas pelo Município, a que se refere à Cláusula Primeira deste Acordo, a Compesa pagará o preço de R$ 100,35 (cem reais e trinta e cinco centavos) por metro quadrado de reposição de pavimentação em concreto asfáltico, ou de R$ 83,44 (oitenta e três reais e quarenta e quatro centavos) por metro quadrado de reposição de pavimentação em paralelepípedos, limitado o desembolso ao valor total de R$ ,00 (quinhentos e sessenta e um mil quinhentos e dezesseis reais). VIGÊNCIA: Pelo prazo de 12 (doze) meses, contados a partir da data de sua assinatura. Jaboatão dos Guararapes, 19 de outubro de ESPÉCIE: Convênio nº 020/09 SEGUNDO CONVENENTE: Centro de Integração Empresa Escola de Pernambuco Ltda - CIEE. OBJETO: Proporcionar as estudantes regularmentes matriculados e com freqüência efetiva nos cursos de nível médico, técnico e superior, a oportunidade de orientação profissional, com o seu futuro engajamento no mercado de trabalho. PRAZO: Pelo período de 01/06/09 a 31/12/09. Jaboatão dos Guararapes, 28 de outubro de ESPÉCIE: Convênio nº 021/09 SEGUNDO CONVENENTE: O Município de São Lourenço da Mata OBJETO: Constitui objeto do presente Convênio a Cooperação Técnica, Administrativa e Financeira, destinado a disciplinar a cessão de servidores (professores) entre os participes. PRAZO: O prazo do presente Convênio é de 12 (doze) meses, com início em 01 de janeiro de 2009 e término em 31 de dezembro de QUADRO Pessoal do Municipal de São Lourenço da Mata solicitado pelo Município do Jaboatão dos Guararapes. Nº. DE ORDEM NOME DO SERVIOR MAT. C A R G O FUNÇÃO NO MUNICIPIO 1 Kylma Mendes de Araújo Professor Professor 2 Tereza Cristina Silva de Oliveira Professor Professor QUADRO Pessoal do Município de São Lourença da Mata solicitado pelo Município do Jaboatão dos Guararapes. Nº. DE ORDEM NOME DO SERVIOR MAT. C A R G O FUNÇÃO NO MUNICIPIO 1 Martha Ramos da Costa Professor Professor 2 Rosilene Gomes Ferreira de Moura Professor Professor Jaboatão dos Guararapes, 28 de outubro de EXTRATO DE TERMO ADITIVO DE CONVÊNIO ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo nº ao Convênio nº PRIMEIRO CONVENENTE: Universidade de Pernambuco - UPE SEGUNDO CONVENENTE: O Município do Jaboatão dos Guararapes OBJETO: Constitui objeto do presente Termo Aditivo a prorrogação do prazo de encerramento estipulado na Cláusula Segunda do supra citado convênio, pelo espaço de mais 01 (um) ano, a contar da data de sua assinatura. RATIFICAÇÃO: Permanecem em vigor, todas as cláusulas e disposições do Convênio nº que não foram alteradas pelo presente instrumento. Jaboatão dos Guararapes, 05 de janeiro de 2009 SECRETARIA DE PROMOÇÃO HUMANA E ASSISTÊNCIA SO- CIAL TITULAR: MARIA DO SOCORRO SANTOS DE ARAÚJO EXTRATO DE TERMO ADITIVO DE CONVÊNIO ESPÉCIE: 1º Termo Aditivo ao Convênio nº. 015/08 SEGUNDO CONVENENTE: Grupo da Terceira Idade Sonho Meu OBJETO: A renovação do prazo do convênio originário, cujo termo final será o dia 30 de setembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições conveniadas, inclusive no que pertine à necessidade de Prestação de Contas pelo Segundo Convenente. Jaboatão dos Guararapes, 01 de março de ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo ao Convênio nº. 012/08 SEGUNDO CONVENENTE: Centro Social Santina de Freitas Costa OBJETO: A prorrogação do prazo do convênio vertente, por mais 02 (dois) meses, passando seu termo final para o dia 30 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições do Convênio, em referência que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento aditivo. Jaboatão dos Guararapes, 30 de setembro de ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo ao Convênio nº. 033/08 SEGUNDO CONVENENTE: Grupo da Terceira Idade Arco-Íris OBJETO: A prorrogação do prazo do convênio vertente, por mais 02 (dois) meses, passando seu termo final para o dia 30 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as de-

13 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS mais cláusulas e condições do Convênio, em referência que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento aditivo. Jaboatão dos Guararapes, 30 de setembro de ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo ao Convênio nº. 039/08 SEGUNDO CONVENENTE: Centro Social Luz e Vida OBJETO: A prorrogação do prazo do convênio vertente, por mais 02 (dois) meses, passando seu termo final para o dia 30 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições do Convênio, em referência que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento aditivo. Jaboatão dos Guararapes, 30 de setembro de ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo ao Convênio nº. 056/08 SEGUNDO CONVENENTE: Associação Rede Vida e Desenvolvimento Humano Tecnológico e Proteção Social. OBJETO: A prorrogação do prazo do convênio vertente, por mais 02 (dois) meses, passando seu termo final para o dia 30 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições do Convênio, em referência que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento aditivo. Jaboatão dos Guararapes, 30 de setembro de ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo ao Convênio nº. 087/08 SEGUNDO CONVENENTE: Centro Comunitário Nicinha Cordeiro de Jardim Piedade e Anexo. OBJETO: A prorrogação do prazo do convênio vertente, por mais 02 (dois) meses, passando seu termo final para o dia 30 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições do Convênio, em referência que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento aditivo. Jaboatão dos Guararapes, 30 de setembro de ESPÉCIE: 2º Termo Aditivo ao Convênio nº. 097/08 SEGUNDO CONVENENTE: Creche Tia Socorro OBJETO: A prorrogação do prazo do convênio vertente, por mais 02 (dois) meses, passando seu termo final para o dia 30 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições do Convênio, em referência que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento aditivo. Jaboatão dos Guararapes, 30 de setembro de SECRETARIA DE SAÚDE TITULAR: GESSYANNE VALE PAULINO EXTRATO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO ESPÉCIE: Contrato nº. 028/09 - SESA CONTRATADA: Empresa Padrão Dist. De Produtos e Equipamentos Hospitalares Padre Callou Ltda, OBJETO: Para fornecimento de material médico hospitalar, para atender as necessidades das Policlínicas (Média Complexidade) do Município através da Secretaria de Saúde do Município do Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,00 (setenta e seis mil reais e sessenta centavos) VIGÊNCIA: O Contrato terá vigência 12 (doze) meses, sendo o fornecimento dos produtos efetuados em parcelas mensais, a primeira parcela com entrega imediata e as demais consoante solicitação expressa da Coordenação de Assistência Farmacêutica.. Jaboatão dos Guararapes, 09 de julho de ESPÉCIE: Contrato nº. 034/09 - SESA CONTRATADA: Empresa Padrão Dist. De Produtos e Equipamentos Hospitalares Padre Callou Ltda, OBJETO: Para fornecimento de material médico hospitalar, para atender as necessidades das Unidades de Saúde (PAB) e SAMU do Município através da Secretaria de Saúde do Município do Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,00 (setenta e sete mil, cento e sessenta e oito reais) VIGÊNCIA: O Contrato terá vigência 12 (doze) meses, sendo o fornecimento dos produtos efetuados em parcelas mensais, a primeira parcela com entrega imediata e as demais consoante solicitação expressa da Coordenação de Assistência Farmacêutica.. Jaboatão dos Guararapes, 09 de julho de ESPÉCIE: Contrato nº. 044/09 - SESA CONTRATADA: Empresa Padrão Dist. De Produtos e Equipamentos Hospitalares Padre Callou Ltda, OBJETO: Para fornecimento de material médico hospitalar, para atender as necessidades das Unidades de Saúde (ESF. URS e Policlínicas) através da Secretaria de Saúde do Município do Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,00 (dezoito mil e noventa reais) VIGÊNCIA: O Contrato terá vigência 12 (doze) meses, sendo o fornecimento dos produtos efetuados em parcelas mensais, a primeira parcela com entrega imediata e as demais consoante solicitação expressa da Coordenação de Assistência Farmacêutica.. Jaboatão dos Guararapes, 09 de julho de EXTRATO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ESPÉCIE: Contrato nº. 059/09 - SESA CONTRATADA: Empresa Becton Dickinson Indústrias Cirúrgicas Ltda. OBJETO: Para fornecimento de materiais de coleta de sangue para o Laboratório Dr. Zeferino Veloso da Secretaria de Saúde do Município do Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,00 (trinta e um mil e oitenta reais). VIGÊNCIA: O Contrato terá vigência 12 (doze) meses. Jaboatão dos Guararapes, 17 de agosto de ESPÉCIE: Contrato nº. 071/09 - SESA CONTRATADA: Empresa Multiave Ltda OBJETO: Os serviços de controle sanitário integrado no combate a pragas urbanas englobando: Dedetização contra insetos rasteiros, descupinização, desratização e controle de escorpiões, incluindo o fornecimento de todo o material e produtos de consumo e demais equipamentos para a utilização nas Diversas Secretarias (Excetuando-se Saúde e Educação) e Regionais da Prefeitura Municipal de Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é estimado em R$ ,00 (setenta e nove mil reais) VIGÊNCIA: O presente Contrato terá vigência 12 (doze) meses, contados da assinatura do presente instrumento.. Jaboatão dos Guararapes, 28 de setembro de ESPÉCIE: Contrato nº. 075/09 - SESA CONTRATADA: Empresa Dental Med Sul Artigos Odontológicos Ltda. OBJETO: O fornecimento de material de consumo odontológico para atender as unidades básicas de Saúde Bucal do Município de Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,00 (dez mil e oitocentos

14 14Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS reais). VIGÊNCIA: O presente instrumento terá vigência de 12 (doze) meses, a contar de sua assinatura.. Jaboatão dos Guararapes, 05 de outubro de ESPÉCIE: Contrato nº. 076/09 - SESA CONTRATADA: Empresa IN Dental Produtos Odontológicos Médicos Hospitalares Ltda - EPP. OBJETO: O fornecimento de material de consumo odontológico para atender as unidades básicas de Saúde Bucal do Município de Jaboatão dos Guararapes. VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,00 (quarenta e quatro mil, oitocentos e cinco reais). VIGÊNCIA: O presente instrumento terá vigência de 12 (doze) meses, a contar de sua assinatura.. Jaboatão dos Guararapes, 05 de outubro de ESPÉCIE: Contrato nº. 077/09 - SESA CONTRATADA: Empresa LG Santos Filho Papelaria Ltda - ME OBJETO: O fornecimento de suprimento de informática para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde VALOR: O valor total deste Contrato é de R$ ,43 (vinte e quatro mil, trezentos e noventa e seis reais e quarenta e três centavos). VIGÊNCIA: O prazo vigência do presente Contrato é de 12 (doze) meses, a contar de sua assinatura do presente instrumento. Jaboatão dos Guararapes, 05 de outubro de EXTRATO DE CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL ESPÉCIE: Contrato nº. 072/09 - SESA LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADORA: Adeilza Maria da Silva Oliveira OBJETO: A locação do imóvel situado à Rua Nair de Medeiros, nº. 136, Piedade, Jaboatão dos Guararapes, para funcionamento do Centro de Reabilitação e Fisioterapia e o Centro de Referência de Saúde da Criança e do Adolescente. VIGÊNCIA: 12 (doze) meses, contados da assinatura do presente instrumento. VALOR: O valor mensal da presente locação é de R$ 6.545,00 (seis mil quinhentos e quarenta e cinco reais) perfazendo um total de R$ ,00 (setenta e oito mil quinhentos e quarenta reais). Jaboatão dos Guararapes, 01 de outubro de EXTRATO DE TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMOVEL ESPÉCIE: 4º Termo Aditivo ao Contrato nº. 190/06 LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADORA: Mônica Maria do Nascimento OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do contrato vertente, por mais 05 (cinco) meses, com início em 15 de fevereiro de 2009 e termino em 15 de julho de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 02 de fevereiro de ESPÉCIE: 4º Termo Aditivo ao Contrato nº. 062/06 LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADORA: Ilka Wanderley de Sena OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do contrato vertente, com início em 30 de junho de 2009 e termino em 30 de setembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 30 de junho de ESPÉCIE: 1º Termo Aditivo ao Contrato nº. 188/08 LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADORA: Alana Simão dos Santos OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do contrato vertente, com início em 16 de maio de 2009 e termino em 30 de junho de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 16 de março de EXTRATO DE TERMO ADITIVO AO CONTRATO PARA PRESTA- ÇÃO DE SERVIÇOS DE OXIGENOTERAPIA DOMICILIAR. ESPÉCIE: 4º Termo Aditivo ao Contrato nº. 084/2006 CONTRATADA: Empresa Oxil Gases Equipamentos e Produtos Hospitalares Ltda. OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do Contrato vertente, por mais 06 (seis) mese, com inicio em 30 de junho de 2009 e término em 31 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 30 de junho de SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TITULAR: MARIA MIRTES CORDEIRO RODRIGUES EXTRATO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ESPÉCIE: Contrato nº. 025/09 - SEDUC CONTRATADA: Empresa Consulte Controle de Pragas Ltda. OBJETO: Os serviços de controle sanitário integrado no combate a pregas urbanas englobando: dedetização contra insetos rasteiros, descupinização, desratização e controle de escorpiões, incluindo o fornecimento de todo o material e produtos de consumo e demais equipamentos para a utilização da Secretaria de Educação, bem como das respectivas demandas de toda Rede de Ensino e Creches do Município do Jaboatão dos Guararapes. VALOR: R$ ,00 (trinta e nove mil, setecentos e cinqüenta reais). PRAZO DO SERVIÇO: 06 (seis) meses. Jaboatão dos Guararapes, 20 de Novembro de ESPÉCIE: Contrato nº. 028/09 - SEDUC CONTRATADA: Empresa Vivo S/A OBJETO: A prestação de serviços de mobilidade de acesso a Internet para Notebooks. VIGÊNCIA: 12 (doze) meses, contados de sua assinatura. VALOR: R$ ,40 (cento e vinte e oito mil, trezentos e setenta e dois reais e quarenta centavos) Jaboatão dos Guararapes, 26 de novembro de 2009 EXTRATO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO ESPÉCIE: Contrato nº. 026/ SEDUC CONTRATADA: Empresa Nutriforte Ltda. OBJETO: Aquisição de gêneros alimentícios (não perecíveis), para 04 (quatro) creches ligadas a Secretaria de Educação do Município do Jaboatão dos Guararapes.

15 Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/ SECRETARIA DE ASSUNTOS JURÍDICOS VALOR: R$ ,46 (treze mil, quinhentos e cinqüenta reais e quarenta e seis centavos). VIGÊNCIA: 02 (dois) meses, a contar da data da sua assinatura. Jaboatão dos Guararapes, 20 de novembro de EXTRATO DE CONTRATO DE LOCAÇÃO D E IMÓVEL ESPÉCIE: Contrato nº. 027/09 - SEDUC LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADORA:: Maria José da Silva OBJETO: A locação do imóvel situado à Rua Canto Livre, nº. 29, Barra de Jangada Jaboatão dos Guararapes, para funcionamento do Anexo da Escola Municipal Professora Raquel Gomes. VIGÊNCIA: 12 (doze) meses, contados da assinatura do presente instrumento. VALOR: R$ 510,00 (quinhentos e dez reais) mensais, perfazendo um total de R$ 6.120,00 (seis mil e cento e vinte reais) Jaboatão dos Guararapes, 20 de Novembro de EXTRATO DE TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ESPÉCIE: 6º Termo Aditivo ao Contrato nº. 052/006 CONTRATADA: Empresa Solivetti Comércio e Serviços Ltda. - EPP OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do contrato, por mais 05 (cinco) meses, passando seu termo final para o dia 06 de janeiro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 06 de agosto de ESPÉCIE: 3º Termo Aditivo ao Contrato nº. 001/2009 SEDUC CONTRATADA: Empresa Mosamec Serviços Ltda. OBJETO: O presente instrumento tem como objeto o acréscimo de R$ ,54 (cento e trinta mil, setecentos e oitenta e nove reais e cinqüenta e quatro centavos). DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou modificadas, no todo ou em parte, pelo presente instrumento. Jaboatão dos Guararapes, 10 de julho de SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURIS- MO TITULAR: JACKSON ANTÔNIO DA TRINDADE ROCHA EXTRATO DE TERMO ADITIVO DE CONVÊNIO ESPÉCIE: 7º Termo Aditivo ao Convênio nº. 001/08 MUNICÍPIO CONVENENTE: O Município do Jaboatão dos Guararapes SEGUNDO CONVENENTE: CETAP Centro Técnico de Assessoria e Planejamento Comunitário. OBJETO: A prorrogação do prazo pactuado, passando seu término para o dia 31 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES DO CONVÊNIO: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições conveniadas que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 30 de outubro de SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS E ADMINISTRAÇÃO TITULAR: LUCIVANE LIMA FREITAS EXTRATO DE TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE FORNECI- MENTO ESPÉCIE: 1º Termo Aditivo ao Contrato nº. 010/09 SEPHAS CONTRATADA: Empresa ALPI Negocial Ltda OBJETO: O presente instrumento tem objeto o acréscimo quantitativo do objeto contratado, no valor total de R$ ,00 (quinze mil, oitocentos e quarenta reais). DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 25 de setembro de EXTRATO DE TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL ESPÉCIE: 1º Termo Aditivo ao Contrato nº. 854/08 LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADORA: Malba Lucena de Oliveira Mello OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do contrato vertente, com inicio em 16 de novembro de 2009, término em 31 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 16 de novembro de Acesse as notícias do Jaboatão dos Guararapes ESPÉCIE: 1º Termo Aditivo ao Contrato nº. 855/08 LOCATÁRIO: O Município do Jaboatão dos Guararapes LOCADOR: Associação São Vicente de Paulo do Recife OBJETO: A prorrogação do prazo de execução do contrato vertente, com inicio em 12 de novembro de 2009, término em 31 de dezembro de DAS DEMAIS CONDIÇÕES CONTRATUAIS: Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições contratuais que não tenham sido alteradas ou Jaboatão dos Guararapes, 12 de novembro de 2009.

16 16Diário Oficial do Jaboatão dos Guararapes Nº 215 poder executivo - ano xix 23/12/2009 Jaboatão garante gratuidade de estacionamento para maiores de 60 anos Lei vale para estabelecimentos públicos e privados Marcelo Ferreira [[ Por Monaliza Brito Já está em vigor no município de Jaboatão dos Guararapes a lei nº 357/2009, que garante a gratuidade nos estacionamentos públicos e privados da cidade para maiores de 60 anos. Para ter acesso ao benefício, o idoso deve apresentar, no ato do pagamento, documento de propriedade do veículo e documento de identificação, ambos em seu nome. A nova legislação não prevê os valores das sanções, que serão arbitradas em forma de multa a ser definida pelo judiciário. O que não significa que a Lei não tem validade. Ela é de observância obrigatória, explica o secretário de Assuntos Jurídicos, Henrique Leite. Qualquer um que se sentir lesado pode entrar XXShopping Guararapes é um dos estabelecimentos que terá de cumprir a lei com ação judicial ou procurar o Ministério Público para que sejam tomadas as medidas cabíveis, completa Leite. A lei é justa, na medida em que entendemos que o idoso é alguém que contribuiu economicamente durante toda a sua vida produtiva, como trabalhador e como cidadão que paga impostos, explica Socorro Araújo, secretária de Promoção Humana e Assistência Social de Jaboatão. A secretária destacou a importância de garantir a essa parcela da população o direito de se locomover com redução de custos. Os idosos precisam ter garantido o direito ao lazer, afirmou Socorro. E como são pessoas que possuem outros compromissos financeiros que exigem uma demanda maior de recursos como saúde, por exemplo, toda economia é bem-vinda, assegurou. Para efeito desta lei, considera-se estacionamento todas as áreas públicas e privadas do município de Jaboatão dos Guararapes destinadas a guarda de veículos automotores. Acesse as notícias do Jaboatão dos Guararapes

Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Lei n. 574/00

Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Lei n. 574/00 Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente Lei n. 574/00 CAPÍTULO II DO CONSELHO TUTELAR DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ART. 15 Fica criado o Conselho

Leia mais

TÍTULO I DA GESTÃO DEMOCRÁTICA DO ENSINO PÚBLICO

TÍTULO I DA GESTÃO DEMOCRÁTICA DO ENSINO PÚBLICO QUARTA VERSÃO 07/07/06. Dispõe sobre a gestão democrática e normatiza o processo de escolha de Diretor e Assessor(es) de Direção que integram a equipe gestora das unidades escolares da Rede Pública Estadual

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS ADVOCACIA GERAL DO MUNICÍPIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS ADVOCACIA GERAL DO MUNICÍPIO REVOGADA PELA LEI 1553, DE 11 DE JUNHO DE 2008. LEI N.º 1125, de 2 de julho de 2002. Dispõe sobre o Conselho Tutelar e o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e dá outras providências.

Leia mais

Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015. Comissão Eleitoral do Processo Seletivo

Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015. Comissão Eleitoral do Processo Seletivo Edital de Processo Seletivo Público n. º 01/2015 Comissão Eleitoral do Processo Seletivo A Comissão Eleitoral do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente C.M.D.C.A. de Rio Verde - GO,

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MACHADINHO D OESTE-RO. RESOLUÇÃO Nº 007 de 6 Abril de 2015.

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MACHADINHO D OESTE-RO. RESOLUÇÃO Nº 007 de 6 Abril de 2015. RESOLUÇÃO Nº 007 de 6 Abril de 2015. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Machadinho D Oeste - torna público o Processo de Escolha Unificado para Membros do Conselho Tutelar

Leia mais

Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS.

Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS. Edital nº 01/2014 Abre período para inscrições ao Processo Eleitoral Suplementar para Cargos de Suplência do Conselho Tutelar de Mariano Moro/RS. A Comissão Eleitoral do COMDICAMM de Mariano Moro-RS, no

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES CMDCA

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES CMDCA EDITAL Nº 01/2015 A PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE SÃO JOSÉ DO CALÇADO/ES, no uso da atribuição que lhe é conferida pela Lei Municipal Lei nº. 953/1996, alterada

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I 1 Conselho Municipal do Idoso de São Caetano do Sul Lei n 4.179 de 23/10/2003. R. Heloísa Pamplona, 304 B. Fundação CEP 09520-310 São Caetano do Sul/SP. cmi@saocaetanodosul.sp.gov.br REGIMENTO INTERNO

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS MINUTA DE LEI LEI N Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piraí, aprova e eu sanciono a seguinte Lei, TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Esta Lei dispõe

Leia mais

O Prefeito da Cidade do Recife, no uso das atribuições conferidas pelo Art. 54, item IV, da Lei Orgânica do Município.

O Prefeito da Cidade do Recife, no uso das atribuições conferidas pelo Art. 54, item IV, da Lei Orgânica do Município. DECRETO Nº 17.596/97 Ementa: Regulamenta o funcionamento das Comissões de Urbanização e Legalização das Zonas Especiais de Interesse Social, nos termos prescritos pela Lei Municipal nº 16.113/95. O Prefeito

Leia mais

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES Conselho Tutelar Órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente,

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE. LEI Nº 2.824, DE 28 DE dezembro DE 1995 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE. LEI Nº 2.824, DE 28 DE dezembro DE 1995 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI Nº 2.824, DE 28 DE dezembro DE 1995 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ementa: Cria o CONSELHO TUTELAR e da outras providências.

Leia mais

1. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, ATRIBUIÇÃO E MANDATO

1. DAS VAGAS, REMUNERAÇÃO, ATRIBUIÇÃO E MANDATO EDITAL N.º 02/2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente COMDICA, na forma da Resolução Nº 20/2015, por sua Comissão de Eleição, torna público que se encontra aberto o processo

Leia mais

Cadastro Organizacional/PMS CMI/SETAD CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI

Cadastro Organizacional/PMS CMI/SETAD CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI ÓRGÃO COLEGIADO SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO, ASSISTÊNCIA SOCIAL E DIREITOS DO

Leia mais

Edital 001/2015-CMDCA

Edital 001/2015-CMDCA Edital 001/2015-CMDCA 1. DO PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO 1.1- O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do Município de Senador Canedo torna público que realizará Processo

Leia mais

LEI Nº 4283/93 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 4283/93 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 4283/93 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Faço saber a todos os habitantes do Município de Florianópolis, que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA Av. Carlos Hugueney, 552 - Centro - CEP.: 78.780-000 Tel/Fax.: (065) 481 1139-481 1431

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA Av. Carlos Hugueney, 552 - Centro - CEP.: 78.780-000 Tel/Fax.: (065) 481 1139-481 1431 LEI N.º 761/93 Dispõe sobre o Estatuto do Magistério Público municipal de Alto Araguaia. O Prefeito Municipal de Alto Araguaia, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, faço saber que

Leia mais

DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITOS DO IDOSO. Art. 2º. Compete ao Conselho Municipal de Direitos do Idoso:

DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITOS DO IDOSO. Art. 2º. Compete ao Conselho Municipal de Direitos do Idoso: PROJETO DE LEI Nº 2.093/09, de 30 de junho de 2.009 Dispõe sobre criação do Conselho Municipal de Direitos do Idoso e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE GOIATUBA, Estado de Goiás, faz saber

Leia mais

Processo Eleitoral para Eleições Diretas de Diretores nas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Linhares

Processo Eleitoral para Eleições Diretas de Diretores nas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Linhares EDITAL Nº. 02/2010 Processo Eleitoral para Eleições Diretas de Diretores nas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Linhares A PREFEITURA MUNICIPAL DE LINHARES, por meio da SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CABIXI PODER EXECUTIVO

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CABIXI PODER EXECUTIVO LEI Nº 861/2015 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÃO DA LEI MUNICIPAL Nº 403/2001 QUE TRATA DA POLÍTICA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CABIXI,

Leia mais

Edital de convocação para eleição dos membros do Conselho Tutelar do Município de Cajueiro

Edital de convocação para eleição dos membros do Conselho Tutelar do Município de Cajueiro Edital de convocação para eleição dos membros do Conselho Tutelar do Município de Cajueiro O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do Município de Cajueiro, torna público

Leia mais

RESOLUÇÃO SEE N.º, de de de 2015 (MINUTA 19/08/2015)

RESOLUÇÃO SEE N.º, de de de 2015 (MINUTA 19/08/2015) RESOLUÇÃO SEE N.º, de de de 2015 (MINUTA 19/08/2015) Estabelece normas para escolha de servidor ao cargo de diretor e à função de vice-diretor de escola estadual de Minas Gerais e trata de outros dispositivos

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA MUNICÍPIO DE PRADOS ESTADO DE MINAS GERAIS. Edital nº 02/2015

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA MUNICÍPIO DE PRADOS ESTADO DE MINAS GERAIS. Edital nº 02/2015 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA MUNICÍPIO DE PRADOS ESTADO DE MINAS GERAIS Edital nº 02/2015 PROCESSO DE ESCOLHA DO CONSELHO TUTELAR A Presidente do Conselho Municipal

Leia mais

Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO SEE N.º 1812, de 22 de março de 2011 PUBLICAÇÃO: MG 23/3/2011 Estabelece critérios e condições para a indicação de candidatos ao cargo de Diretor e à função de Vice-diretor de Escola Estadual

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 4.723, DE 22 DE DEZE M B R O DE 2010. outras providência s. CAPÍTULO I. Das disposições Gerais

LEI MUNICIPAL Nº 4.723, DE 22 DE DEZE M B R O DE 2010. outras providência s. CAPÍTULO I. Das disposições Gerais LEI MUNICIPAL Nº 4.723, DE 22 DE DEZE M B R O DE 2010. Dispõe sobre a Política de Assistência Social No Município, cria o Conselho Municipal de Assistência Social e o Fundo Municipal de Assistência Social

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário. Outros. Atos Oficiais. Contas Públicas. Licitações. Prefeitura Municipal de Petrolina. Outros - CONVOCAÇÃO

Diário Oficial. Índice do diário. Outros. Atos Oficiais. Contas Públicas. Licitações. Prefeitura Municipal de Petrolina. Outros - CONVOCAÇÃO Páginas: 8 Outros Outros - CONVOCAÇÃO Atos Oficiais Portaria - N 02590/2015 Portaria - Nº 2571/2015 Portaria - Nº 2572/2015 Portaria - Nº 022/2015 Contas Públicas Contratos - N 023/2015 Contratos - N 025/2015

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO DE DIRETORES DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MIRANORTE TOCANTINS

EDITAL DE ELEIÇÃO DE DIRETORES DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MIRANORTE TOCANTINS EDITAL DE ELEIÇÃO DE DIRETORES DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE MIRANORTE TOCANTINS Processo Eleitoral para Eleições de Diretores nas Escolas da Rede Municipal de Ensino de Miranorte Tocantins. A PREFEITURA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DE PORTO ALEGRE REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES

REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DE PORTO ALEGRE REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DE PORTO ALEGRE REGIMENTO INTERNO DOS CONSELHOS TUTELARES DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Os Conselhos Tutelares, órgãos permanentes e autônomos, não-jurisdicionais,

Leia mais

PORANGATU PREV. Regime Próprio de Previdência Social PORANGATU/GO. Edital nº 001/2014

PORANGATU PREV. Regime Próprio de Previdência Social PORANGATU/GO. Edital nº 001/2014 Edital nº 001/2014 ESTABELECE DATAS, PRAZOS, NORMAS E PROCEDIMENTOS SOBRE O PROCESSO DE ELEIÇÃO DIRETA PARA ESCOLHA DE SERVIDOR PARA COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE PORANGATU-GO.

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, CONSELHOS COMUNITÁRIOS Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHOS COMUNITÁRIOS ORGAO COLEGIADO GABINETE DO PREFEITO Tornar os cidadãos parte ativa no exercício do governo, mediante

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 1 9 6 3 1 9 6 3 PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 Lei nº 299/ 2008. Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal do Idoso, do Fundo Municipal do Idoso e dá outras

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6/2013 (ELEIÇÕES-IBDFAM) ADITIVO

RESOLUÇÃO Nº 6/2013 (ELEIÇÕES-IBDFAM) ADITIVO RESOLUÇÃO Nº 6/2013 (ELEIÇÕES-IBDFAM) ADITIVO Dispõe sobre os procedimentos, critérios, condições de elegibilidade, normas de campanha eleitoral e pressupostos de proclamação dos eleitos nas eleições do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 Aprova o Regimento Interno da Comissão Interna de Supervisão da Carreira dos Cargos

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação (CME) Venâncio Aires - RS

Regimento do Conselho Municipal de Educação (CME) Venâncio Aires - RS Regimento do Conselho Municipal de Educação (CME) Venâncio Aires - RS CAPITULO I DA NATUREZA Art. 1º O Conselho Municipal de Educação de Venâncio Aires, consolidado pela lei Municipal nº 3904 de 16 de

Leia mais

Associação dos Participantes da CBS Nossa união é nossa força. Regimento Interno. apcbs@oi.com.br www.apcbs.com.br

Associação dos Participantes da CBS Nossa união é nossa força. Regimento Interno. apcbs@oi.com.br www.apcbs.com.br Associação dos Participantes da CBS Nossa união é nossa força. Regimento Interno apcbs@oi.com.br www.apcbs.com.br ÍNDICE SEÇÃO I - DOS SÓCIOS 1 SEÇÃO II - DA ASSEMBLÉIA GERAL 1 SEÇÃO III - DO CONSELHO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 09, DE 04 DE AGOSTO DE 2015 - CMDCA.

RESOLUÇÃO Nº 09, DE 04 DE AGOSTO DE 2015 - CMDCA. RESOLUÇÃO Nº 09, DE 04 DE AGOSTO DE 2015 - CMDCA. Dispões sobre a Propaganda Eleitoral bem como outros informes sobre o Processo de Escolha dos Membros do Conselho Tutelar de Esplanada-BA para a gestão

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 0204.0/2012 TÍTULO I DA GESTÃO DEMOCRÁTICA DO ENSINO PÚBLICO

PROJETO DE LEI Nº 0204.0/2012 TÍTULO I DA GESTÃO DEMOCRÁTICA DO ENSINO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 0204.0/2012 Dispõe sobre a gestão democrática da educação pública estadual, e adota outras providências. TÍTULO I DA GESTÃO DEMOCRÁTICA DO ENSINO PÚBLICO Art.1º A gestão democrática do

Leia mais

ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR Colinas do Tocantins, Estado do Tocantins

ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR Colinas do Tocantins, Estado do Tocantins 1 Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes CMDCA - Comissão Eleitoral, Res. Nº 001/15 - ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR Colinas do Tocantins, Estado do Tocantins EDITAL 007/2015 - CMDCA

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 490, DE 24 DE JANEIRO DE 2008 REGULAMENTO DE CONSELHO DE USUÁRIOS DO STFC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento estabelece as regras básicas para implantação,

Leia mais

ELEIÇÕES UNIFICADAS PARA O CONSELHO TUTELAR EDITAL Nº 0001/2015

ELEIÇÕES UNIFICADAS PARA O CONSELHO TUTELAR EDITAL Nº 0001/2015 ELEIÇÕES UNIFICADAS PARA O CONSELHO TUTELAR EDITAL Nº 0001/2015 A PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE TAUÁ, Alex-Sandra Maria Pereira de Melo Almeida, no uso da

Leia mais

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015.

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. A Presidente do no uso de suas atribuições legais e regulamentadas pela Lei Nº 2.750 de 31 de Dezembro publica as normas para o processo eleitoral das entidades

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná Praça Henrique Szafermann, 139 Centro - Cep 87355-000 Juranda-Pr

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná Praça Henrique Szafermann, 139 Centro - Cep 87355-000 Juranda-Pr PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná Praça Henrique Szafermann, 139 Centro - Cep 87355-000 Juranda-Pr LEI Nº. 1054/2013 SÚMULA: DISPÕE SOBRE O PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO

Leia mais

LEI N. 1.513, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2003

LEI N. 1.513, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2003 LEI N. 1.513, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2003 Dispõe sobre a gestão democrática do sistema de ensino público do Estado do Acre e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL EDITAL DE ABERTURA Nº. 118/2012 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA E EMERGENCIAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL EDITAL DE ABERTURA Nº. 118/2012 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA E EMERGENCIAL EDITAL DE ABERTURA Nº. 118/2012 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA E EMERGENCIAL CÁSSIO LUIZ FREITAS MOTA, Prefeito Municipal de Canguçu, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 6.469, DE 16/12/2003 - Pub. BM nº 1.591, de 19/12/2003

LEI MUNICIPAL Nº 6.469, DE 16/12/2003 - Pub. BM nº 1.591, de 19/12/2003 Art. 1º LEI MUNICIPAL Nº 6.469, DE 16/12/2003 - Pub. BM nº 1.591, de 19/12/2003 O Prefeito Municipal de São José dos Campos faz saber que a Câmara Municipal aprova e ele sanciona e promulga a seguinte

Leia mais

Município de Montes Claros MG Procuradoria Jurídica

Município de Montes Claros MG Procuradoria Jurídica PORTARIA Nº 01, de 15 de janeiro de 2007. Estabelece critérios visando à convocação para contratação de pessoal, por excepcional interesse público, na composição do Quadro de Pessoal das Unidades Municipais

Leia mais

CAPÍTULO III DA REESTRUTURAÇÃO

CAPÍTULO III DA REESTRUTURAÇÃO LEI N 3934 DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO E REORGANIZAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICIPIO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E DÁ OUTRA PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim,

Leia mais

Modelo - Projeto de Lei Municipal de criação do Conselho Municipal do Idoso

Modelo - Projeto de Lei Municipal de criação do Conselho Municipal do Idoso Fonte: Ministério Público do Rio Grande do Norte Responsável: Dra. Janaína Gomes Claudino Criação do Conselho Municipal do Idoso Modelo - Projeto de Lei Municipal de criação do Conselho Municipal do Idoso

Leia mais

CAPÍTULO I. Do Conselho, sua Finalidade e suas Atribuições

CAPÍTULO I. Do Conselho, sua Finalidade e suas Atribuições REGIMENTO INTERNO - ANTIGO CAPÍTULO I Do Conselho, sua Finalidade e suas Atribuições Art. 1º O Conselho Municipal de Educação de Concórdia (CME), órgão deliberativo e consultivo da Administração no setor

Leia mais

DIRETÓRIO ACADÊMICO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ALÉM PARAÍBA Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes ESTATUTO

DIRETÓRIO ACADÊMICO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ALÉM PARAÍBA Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes ESTATUTO ESTATUTO Capítulo I: Da Denominação Artigo 1º - O Diretório Acadêmico da, FACE ALFOR, é entidade máxima de representação dos estudantes dos cursos de Direito, Administração de Empresas e Engenharia Civil

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURENTINO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE COMAM REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURENTINO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE COMAM REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURENTINO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE COMAM REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE APRESENTADO PARA SER DISCUTIDO E APROVADO na reunião do Conselho CAPÍTULO

Leia mais

CRUZ AZUL DE SÃO PAULO

CRUZ AZUL DE SÃO PAULO CRUZ AZUL DE SÃO PAULO ESTATUTO DO GRÊMIO ESTUDANTIL COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR Capítulo I DA DENOMINAÇÃO SEDE FINALIDADE E DURAÇÃO Art. 1º. O Grêmio Estudantil do Colégio PM é o representativo geral da

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO.

CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO. Estado do Rio Grande do Norte Município de Mossoró CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO. REGIMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO REGIMENTO ELEITORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO REGIMENTO ELEITORAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO REGIMENTO ELEITORAL Regimento da eleição para os representantes dos servidores técnico administrativos em educação para a Comissão Geral de Jornada de Trabalho e para

Leia mais

EDITAL Nº 69/2013/IFRO

EDITAL Nº 69/2013/IFRO EDITAL Nº 69/2013/IFRO O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais conferidas pela Lei nº 11.892, de 29/12/2008 e considerando a Lei nº

Leia mais

SUCESSÃO DO CONSELHO FISCAL E COORDENAÇÃO COLEGIADA DO SINTET-UFU Biênio 2016-2018 REGIMENTO ELEITORAL PROCEDIMENTOS PRELIMINARES

SUCESSÃO DO CONSELHO FISCAL E COORDENAÇÃO COLEGIADA DO SINTET-UFU Biênio 2016-2018 REGIMENTO ELEITORAL PROCEDIMENTOS PRELIMINARES SUCESSÃO DO CONSELHO FISCAL E COORDENAÇÃO COLEGIADA DO SINTET-UFU Biênio 2016-2018 REGIMENTO ELEITORAL PROCEDIMENTOS PRELIMINARES Art.1º. De acordo com os Art. 39, 40 e 50 do Estatuto Social do Sindicato

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS EDITAL N o 01/2014, DO CONSELHO DA FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS Regulamenta a eleição

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE SOJA E MILHO DO ESTADO DE MATO GROSSO

ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE SOJA E MILHO DO ESTADO DE MATO GROSSO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE SOJA E MILHO DO ESTADO DE MATO GROSSO CAPÍTULO VI Do Procedimento Eleitoral Da Eleição da Diretoria Art. 21 O processo eleitoral inicia-se no mês de julho

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020. Edital nº.

EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020. Edital nº. EDITAL DO PROCESSO UNIFICADO DE ESCOLHA DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DE PINDAMONHANGABA PARA O MANDATO 2016/2020 Edital nº. 01/2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pindamonhangaba,

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS FLORES DE GOIÁS-GO. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal n.º 08 de 16 de Setembro de 2003

ESTADO DE GOIÁS FLORES DE GOIÁS-GO. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal n.º 08 de 16 de Setembro de 2003 EDITAL PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE 2016-2020 O DE, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital, que, nos termos da Lei

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ACADÊMICO DE ENSINO TÉCNICO

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO Dispõe sobre a concessão de folgas compensatórias e o gozo de Licença-Prêmio por Assiduidade dos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE, CONSTITUIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO

CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE, CONSTITUIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO LEI Nº 3890 REGULAMENTA A PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS AÇÕES SOCIAIS DE PROTEÇÃO, DEFESA E ATENDIMENTO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, NOS TERMOS DO INCISO II DO ARTIGO 88 DA LEI FEDERAL Nº 8.069,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N.º 10, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2007. PREFEITO MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA, Estado do Rio Grande do

LEI COMPLEMENTAR N.º 10, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2007. PREFEITO MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA, Estado do Rio Grande do LEI COMPLEMENTAR N.º 10, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2007. Dispõe sobre o Plano de Carreira dos Servidores Municipais da Educação Infantil. Sul. PREFEITO MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA, Estado do Rio Grande do FAÇO

Leia mais

ESTATUTO DO MAGISTÉRIO LEI 176/95 TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ESTATUTO DO MAGISTÉRIO LEI 176/95 TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ESTATUTO DO MAGISTÉRIO LEI 176/95 TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este ESTATUTO disciplina a situação jurídica do pessoal do MAGISTÉRIO de 1º e 2º graus, vinculado à Administração Municipal.

Leia mais

MINUTA DECRETO Nº, DE DE DE 20.

MINUTA DECRETO Nº, DE DE DE 20. MINUTA DECRETO Nº, DE DE DE 20. Regulamenta os artigos 60 e 61 da Lei Nº 9.860, de 01 de julho de 2013, que dispõe sobre o processo de eleição direta para a função de Gestão Escolar das Unidades de Ensino

Leia mais

Projeto de Lei nº 408/2011 Mensagem Retificativa nº 1 Poder Executivo. OF.GG/SL - 044 Porto Alegre, 20 de março de 2012.

Projeto de Lei nº 408/2011 Mensagem Retificativa nº 1 Poder Executivo. OF.GG/SL - 044 Porto Alegre, 20 de março de 2012. Projeto de Lei nº 408/2011 Mensagem Retificativa nº 1 Poder Executivo OF.GG/SL - 044 Porto Alegre, 20 de março de 2012. MENSAGEM RETIFICATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 408/2011 Com art. 62 da C.E. Senhor Presidente:

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 07/07/2011

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 07/07/2011 Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial, de 07/07/2011 LEI Nº 810 DE 6 DE JULHO DE 2011. Dispõe sobre a reorganização dos Conselhos Escolares do Sistema Estadual de Ensino e dá

Leia mais

As atribuições do Conselho Tutelar

As atribuições do Conselho Tutelar As atribuições do Conselho Tutelar Marcia Ferreira Amendola* O Conselho Tutelar (CT) é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Pedra dos Ferros

Prefeitura Municipal de São Pedra dos Ferros CNPJ/MF. nº 19.243.500/0001-82 Código do Município: 847-8 Praça Prefeito Armando Rios, 186-Centro - 35360-000 São Pedra dos Ferros-MG lei no 101, de 08 de maio de 2014. DISPÕE SOBRE A CONSTITUiÇÃO DA COMISSÃO

Leia mais

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011. LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.) Dispõe sobre o plano de cargos e carreira e remuneração dos servidores

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe sobre a criação de estágio para estudantes de pós-graduação, denominado PGE Residência, no âmbito da Procuradoria-Geral do

Leia mais

ATO Nº 382/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 382/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 382/2011 Dispõe sobre a concessão de férias no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1.691, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003. FLORISBALDO ANTONIO POLO, Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul,

LEI MUNICIPAL Nº 1.691, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003. FLORISBALDO ANTONIO POLO, Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande do Sul, LEI MUNICIPAL Nº 1.691, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003. Dispõe sobre o Plano de Carreira do Magistério Público Municipal. FLORISBALDO ANTONIO POLO, Prefeito Municipal de Santo Augusto, Estado do Rio Grande

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Dispõe sobre a criação, a organização e as atribuições da Ouvidoria do Ministério Público Federal. O Presidente da República, faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu

Leia mais

DECRETO N. 16.202, DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. ( DOE N. 1820 de 20 DE SETEMBRO DE 2011)

DECRETO N. 16.202, DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. ( DOE N. 1820 de 20 DE SETEMBRO DE 2011) DECRETO N. 16.202, DE 20 DE SETEMBRO DE 2011. ( DOE N. 1820 de 20 DE SETEMBRO DE 2011) Dispõe sobre critérios e condições para a realização de eleições às funções de Diretor e de Vice-Diretor de Escolas

Leia mais

MUNICÍPIO DE ITAPEMIRIM CNPJ 27.174.168/0001-70

MUNICÍPIO DE ITAPEMIRIM CNPJ 27.174.168/0001-70 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Informativo Oficial do Municipio de Itapemirim - Criado pela Lei Municipal nº 1.928/05 e Regulamentado pelo Decreto nº 2.671/05 - Ano IX - 1618 DECRETOS DECRETO Nº. 8.552 /2015

Leia mais

PORTARIA PRESI/SECBE 222 DE 3 DE JULHO DE 2014

PORTARIA PRESI/SECBE 222 DE 3 DE JULHO DE 2014 PODER JUDICIÁRIO PORTARIA PRESI/SECBE 222 DE 3 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre o processo eletivo para escolha dos representantes dos servidores ativos e inativos no Conselho Deliberativo do Pro-Social.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO. 2001 Nº Despacho A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO DECRETA:

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO. 2001 Nº Despacho A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO DECRETA: 2001 Nº Despacho PROJETO DE LEI Nº 4-A/2001 REDAÇÃO DO VENCIDO Cria o Conselho Municipal Antidrogas do Rio de Janeiro e dá outras providências. Autor: Poder Executivo A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Lei 18590-13 de Outubro de 2015

Lei 18590-13 de Outubro de 2015 Lei 18590-13 de Outubro de 2015 Publicado no Diário Oficial nº. 9556 de 15 de Outubro de 2015 Súmula: Definição de critérios de escolha mediante a consulta à Comunidade Escolar para designação de Diretores

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFTA N.º13, DE 23 DE MARÇO DE 1981 (Alterada pela Resolução Normativa CFA nº 34, de 17 de dezembro de 1981)

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFTA N.º13, DE 23 DE MARÇO DE 1981 (Alterada pela Resolução Normativa CFA nº 34, de 17 de dezembro de 1981) Publicada no D.O.U. de 10/04/1981 Seção I - Página 6737 Retificada no D.O.U. nº 107, de 09/06/1981 Seção I Página 10806 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFTA N.º13, DE 23 DE MARÇO DE 1981 (Alterada pela Resolução Normativa

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 92.790, DE 17 DE JUNHO DE 1986. Regulamenta a Lei nº 7.394, de 29 de outubro de 1985, que regula o exercício da profissão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 2.255/2007 Dá nova redação a Lei nº 1.453/200 que cria o Conselho de Alimentação Escolar e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE MOSSORÓ,

Leia mais

Código: ESGE Revisão: 03 Páginas: 08 ESTATUTO SOCIAL GRÊMIO ESTUDANTIL

Código: ESGE Revisão: 03 Páginas: 08 ESTATUTO SOCIAL GRÊMIO ESTUDANTIL GRÊMIO ESTUDANTIL Paulo Medeiros Prudêncio Júnior 0 CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO, OBJETIVOS Art. 1º - O Grêmio Estudantil Paulo Medeiros Prudêncio Júnior, fundado no ano de 1997, com sede no

Leia mais

MODELO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB NO MUNICÍPIO DE DA FINALIDADE E COMPETÊNCIA DO CONSELHO

MODELO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB NO MUNICÍPIO DE DA FINALIDADE E COMPETÊNCIA DO CONSELHO MODELO O conteúdo desse Modelo de Regimento Interno representa a contribuição do MEC, colocada à disposição dos Governos Municipais, a título de apoio técnico, previsto no art. 30, I, da Lei nº 11.494,

Leia mais

LEI nº 5.766 de 20-12-1971

LEI nº 5.766 de 20-12-1971 LEI nº 5.766 de 20-12-1971 Cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências O Presidente da República Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS LEI Nº 14.830, de 11 de agosto de 2009 Dispõe sobre a criação do Conselho Estadual do Artesanato e da Economia Solidária - CEAES, e adota outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba O progresso passa por aqui LEI N.º 10.128

Câmara Municipal de Uberaba O progresso passa por aqui LEI N.º 10.128 LEI N.º 10.128 Reproduz em novo texto a Lei 8.339, de 12 de junho de 2002 que trata do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Pessoas Com Deficiência de Uberaba COMDEFU. O Povo do Município de Uberaba,

Leia mais

LEI Nº 5026 DE 19 DE MAIO 2009. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 5026 DE 19 DE MAIO 2009. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 5026 DE 19 DE MAIO 2009 Dispõe sobre a qualificação de entidades como Organizações Sociais e dá outras providências. Autor: Poder Executivo O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que

Leia mais

LEI N.º 2.816, DE 08 DE JULHO DE 2011.

LEI N.º 2.816, DE 08 DE JULHO DE 2011. LEI N.º 2.816, DE 08 DE JULHO DE 2011. Institui a Gestão Democrática do Ensino nas Escolas Públicas Municipais; estabelece eleição direta para Direção Escolar, no âmbito da Secretaria Municipal da Educação

Leia mais

SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Semanário Oficial Nº 2.400 Campina Grande, 09 a 13 de Fevereiro de 2015 Pág. 1 SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Lei Municipal nº. 04

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA SEFAZ Seção I Dos Princípios Básicos

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA SEFAZ Seção I Dos Princípios Básicos LEI N. 2.265, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Estabelece nova estrutura de carreira para os servidores públicos estaduais da Secretaria de Estado da Fazenda SEFAZ. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO

Leia mais

LEI Nº 5 649. Art. 2º A Ouvidoria de Polícia do Estado do Espírito Santo tem as seguintes atribuições:

LEI Nº 5 649. Art. 2º A Ouvidoria de Polícia do Estado do Espírito Santo tem as seguintes atribuições: LEI Nº 5 649 Cria a Ouvidoria de Polícia do Estado do Espírito Santo e dá outras providências. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, faço saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1.º - O Conselho Fiscal do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor- FAPS, criado

Leia mais

EDITAL Nº 003/2013 ELEIÇÃO PARA CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES EDUCATIVAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO PARA O BIÊNIO 2014/2015.

EDITAL Nº 003/2013 ELEIÇÃO PARA CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES EDUCATIVAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO PARA O BIÊNIO 2014/2015. 1 EDITAL Nº 003/2013 ELEIÇÃO PARA CARGO DE DIRETOR ESCOLAR DAS UNIDADES EDUCATIVAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO PARA O BIÊNIO 2014/2015. A Secretaria, através da Comissão Eleitoral Central, designada pela

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DELIBERATIVO DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL PORTO ALEGRE - RIO GRANDE DO SUL CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DELIBERATIVO DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL PORTO ALEGRE - RIO GRANDE DO SUL CAPITULO I REGIMENTO INTERNO CONSELHO DELIBERATIVO DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL PORTO ALEGRE - RIO GRANDE DO SUL CAPITULO I Das Finalidades e Organização Art. 1º - O presente Regimento Interno destina-se

Leia mais

PROCESSO Nº: 23078.019009/12-30 ASSUNTO: Proposta de regulamentação da Representação Discente da UFRGS COMISSÃO: LEGISLAÇÃO E REGIMENTOS

PROCESSO Nº: 23078.019009/12-30 ASSUNTO: Proposta de regulamentação da Representação Discente da UFRGS COMISSÃO: LEGISLAÇÃO E REGIMENTOS CONSUN Conselho Universitário PROCESSO Nº: 23078.019009/12-30 Relato Sr. Presidente, Sras. e Srs. Conselheiros: PARECER Nº 404/2012 Trata o expediente de solicitação de alteração da Decisão nº 172/2003

Leia mais

Estatuto Grêmio Estudantil da Escola Estadual de Educação Profissional Estrela

Estatuto Grêmio Estudantil da Escola Estadual de Educação Profissional Estrela Estatuto Grêmio Estudantil da Escola Estadual de Educação Profissional Estrela Capítulo I Da denominação, da sede, fins e duração ART. 1º - O Grêmio Estudantil da Escola Estadual de Educação Profissional

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS UNIFEMM

REGIMENTO INTERNO DOS COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS UNIFEMM REGIMENTO INTERNO DOS COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS UNIFEMM Sete Lagoas, 2010 2 REGIMENTO INTERNO DOS COLEGIADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais