MAN 006A Uso do Alicate Amperímetro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAN 006A-08-12 Uso do Alicate Amperímetro"

Transcrição

1 MAN 006A Uso do Alicate Amperímetro Geração: equipe técnica Metalfrio. Revisão: Alexandre Mendes, Fernando Madalena, Gustavo Brotones e Rafael Atílio. Página 1/10

2 Índice 1 Introdução Escalas e funções Informações importantes sobre utilização Medindo corrente alternada (A~) Especificações de corrente alternada (A~) Medindo tensão contínua (DCV) Especificações de tensão contínua (DCV) Medindo tensão alternada (V~) Especificações de tensão alternada (V~) Medindo resistência elétrica (Ω) Especificações de resistência elétrica (Ω) Função Data Hold - Memória Teste de continuidade Componentes do alicate Recomendações Página 2/10

3 Lista de Ilustrações Figura 1a Exemplo de alicate amperímetro... 4 Figura 1b Corrente (I) percorrendo condutor e gerando um campo magnético (B)... 4 Figura 2 Exemplo de escalas de medições... 4 Figura 3 Exemplo de escalas de medições... 4 Figura 4 Abrindo a garra do alicate para realizar a medição... 5 Figura 5 Medindo corrente alternada... 5 Figura 6a Alicate com seletor na escala de 1000 A~, medindo exatamente 1000 A... 6 Figura 6b Alicate com seletor na escala de 1000 A~, mostrando a variação de 1 A na medida... 6 Figura 6c Alicate com seletor na escala de 1000 A~, mostrando a variação de 2 A na medida... 6 Figura 7 Alicate com pontas de prova para medir tensão... 7 Figura 8 Alicate com pontas de prova para medir tensão alternada... 7 Figura 9 Indicação do botão Data Hold... 8 Figura 10 Indicação dos componentes do alicate... 9 Página 3/10

4 1 Introdução O alicate amperímetro foi criado a princípio para facilitar a vida dos eletricistas de campo, pois se trata de um equipamento que oferece extrema facilidade na medição de corrente elétrica alternada. Sabemos que para medir corrente elétrica, é necessário colocar o amperímetro em série ao circuito que desejamos medir, surge então a grande dificuldade: Como medir grandes correntes alternadas em uma instalação? É aí que entra o alicate amperímetro. Entretanto, o alicate é bastante delicado e requer um operador habilitado tecnicamente, caso contrário, poderá ser danificado, caso o usuário cometa algum erro de operação como, por exemplo, tentar medir tensão nas escalas de corrente ou resistência. Atualmente, Os alicates amperímetros apresentam a maioria das funções básicas de um Multímetro Digital (veja o manual MAN 002 Uso do Multímetro). O funcionamento do alicate amperímetro é baseado na interação eletromagnética, similar ao transformador, que possui dois enrolamentos (primário e secundário) e através do número de espiras e da relação entre os números de espiras, transforma uma corrente (elevando-a ou diminuindo-a). Fazendo uma analogia entre o transformador e o alicate amperímetro, podemos dizer que um condutor que possui certa corrente em circulação, seria o primário, e o alicate (que envolve o condutor) seria o secundário. Portanto, a corrente no condutor terá uma corrente muito menor no alicate, e desta forma, através da corrente induzida, o alicate converterá essa corrente e informará qual a corrente que percorre o condutor. Veja abaixo, na figura 1a, um exemplo de alicate amperímetro, e na figura 1b, o campo magnético gerado pela corrente em um condutor, que irá interagir com o alicate na medição de corrente alternada. Figura 1a Exemplo de alicate amperímetro 2 Escalas e funções Figura 1b Corrente (I) percorrendo condutor e gerando um campo magnético (B) Como mencionado acima, o alicate amperímetro atual é praticamente um multímetro, ou seja, possui a capacidade de medição de outras grandezas além de corrente alternada (como tensão e resistência elétrica). É de se notar que a maioria dos alicates não mede corrente contínua, pois o alicate utiliza a variação do fluxo magnético gerado pela corrente alternada como forma de mensurar o valor da corrente que percorre o condutor. Assim o alicate amperímetro também possui pontas de prova para realização de medições como de tensão contínua. Veja abaixo as escalas de medições do alicate amperímetro. Figura 2 Exemplo de escalas de medições Figura 3 Exemplo de escalas de medições Página 4/10

5 3 Informações importantes sobre utilização Antes de falar sobre a forma de realizar cada medição, existem alguns procedimentos muito importantes para a segurança do equipamento. Vejamos alguns deles: 1- Assegure-se que a bateria esteja corretamente colocada e conectada ao alicate; 2- Verifique se a chave seletora de função está posicionada na função adequada à medição que deseja efetuar; 3- Remova as pontas de prova do circuito que está testando quando for mudar a posição da chave seletora de função; 4- Nunca medir continuidade em um circuito que esteja energizado, ou antes, que os capacitores do mesmo estejam descarregados; 5- Quando não for usar o instrumento por um período prolongado, remova a bateria para evitar o vazamento da mesma, e o alicate seja danificado; 6- Ao medir tensões alternadas acima de 30V e contínuas acima de 60V, seja extremamente cuidadoso, pois essas tensões podem causar um forte choque elétrico. 7- Sempre que se deseja medir uma grandeza (corrente, tensão) e não se sabe qual a ordem dessa grandeza (se é muito grande ou pequena), sempre colocar o seletor na posição máxima dessa grandeza, e aos poucos, diminuir até que se tenha o valor desejado. Exemplo: no caso de medição de corrente alternada em um circuito, coloca-se o seletor na posição máxima de corrente (1000 A~), se aparecer números zeros à esquerda no display, selecione uma escala inferior para aumentar a resolução da leitura. Por outro lado, se aparecer 1 no lado esquerdo do display, o alicate está indicando sobrecarga, e então deve ser selecionada uma escala superior para leitura. 4 Medindo corrente alternada (A~) A medição de corrente alternada é a principal função do alicate amperímetro, entretanto, deve ser feita com muito cuidado e atenção, pois um simples descuido pode causar um dano irreversível ao equipamento. É importante saber identificar a simbologia de corrente alternada. Conforme as figuras 2 e 3, podemos ver duas simbologias diferentes para representar a corrente alternada: A~ ou ~ACA (pode ser encontrada em outras simbologias além dessas). Lembre-se de retirar as pontas de prova ao realizar medições de corrente. Coloque o seletor de escala do alicate em 1000 A~, 200 A~ ou 20 A~, conforme a amplitude da corrente que será medida. Aperte o botão na lateral que irá abrir a garra do alicate, e envolva o condutor o qual se deseja medir a corrente. Figura 4 Abrindo a garra do alicate para realizar a medição Figura 5 Medindo corrente alternada Lembre-se que no caso de incerteza à respeito da ordem de amplitude da corrente elétrica, inicie sua medição pela escala mais alta possível, para evitar danos ao equipamento. Página 5/10

6 4.1 Especificações de corrente alternada (A~) Para cada tipo de medição, existe uma resolução mínima, ou seja, o menor valor ao qual o alicate irá sentir a variação da grandeza em questão. Veja por exemplo, as figuras 6a, 6b e 6c, que mostram que na escala de 1000 A~ o alicate irá ter uma resolução 1 A, ou seja ele variará de um em um ampère, com uma precisão de +/- 2,0% (por exemplo, a variação de 1000 A para 999 A é possível, já a variação de 1000 A para 999,5 não é possível). Assim será para as outras medições, conforme cada tabela de especificações Figura 6a Alicate com seletor na escala de 1000 A~, medindo exatamente 1000 A Figura 6b Alicate com seletor na escala de 1000 A~, mostrando a variação de 1 A na medida Figura 6c Alicate com seletor na escala de 1000 A~, mostrando a variação de 2 A na medida 5 Medindo tensão contínua (DCV) Atenção: Não meça tensão se um motor ou algum circuito estiver sendo ligado ou desligado, pois nesses instantes ocorrem picos de tensão (transientes) que podem danificar o alicate. Para medir tensão contínua, conecte as pontas de prova ao alicate (a ponta de prova preta deve ser conectada ao borne COM ). Selecione a escala de tensão contínua, com o valor máximo e aplique as pontas de prova em paralelo com o circuito que deseja medir. Leia o valor da tensão exibido no visor, caso esteja precedido do sinal menos ( - ), será indicação que as pontas de prova estão com a polaridade invertida em relação ao circuito. Página 6/10

7 Figura 7 Alicate com pontas de prova para medir tensão 5.1 Especificações de tensão contínua (DCV) 6 Medindo tensão alternada (V~) A medição de tensão alternada é muito similar à de tensão contínua. Selecione a escala de tensão alternada (simbolizada por V~ ou ~ACV), começando sempre pelo valor mais alto da escala, ou seja, 750 VAC. Nunca tente medir tensões maiores do que 750 VAC. Figura 8 Alicate com pontas de prova para medir tensão alternada 6.1 Especificações de tensão alternada (V~) Página 7/10

8 7 Medindo resistência elétrica (Ω) Para medir a resistência elétrica em um circuito, certifique-se de que ele esteja sem alimentação, ou seja, nunca meça resistência elétrica em um circuito energizado. Além disso, certifique-se de que os capacitores do circuito estejam todos descarregados, caso contrário, o alicate amperímetro pode ser danificado. Com as pontas de prova conectadas ao alicate, selecione uma das escalas de resistência que seja compatível com a leitura desejada. Aplique as pontas de prova em paralelo ao resistor ou circuito desejado. 7.1 Especificações de resistência elétrica (Ω) 8 Função Data Hold Memória A função Data Hold (ou Peak Hold) serve para memorizar o valor de pico da grandeza a ser medida. Essa função pode ser de extrema importância quando, por exemplo, o técnico irá medir corrente em um determinado circuito, e ele quer saber qual o valor de pico ao ligar o circuito (no transitório). Para realizar esse tipo de medição, deve-se pressionar o botão (cuja localização está indicada na figura 9), e então ligar o circuito. Figura 9 Indicação do botão Data Hold Lembre-se que o botão só deve ser pressionado quando se deseja memorizar o valor de pico, pois se o técnico não perceber que o botão está pressionado e for tentar medir alguma grandeza, não irá conseguir e provavelmente concluirá que o equipamento está com defeito. Para voltar a medir normalmente, basta pressionar novamente o botão. 9 Teste de continuidade O teste de continuidade com o alicate é realizado de forma similar ao teste de continuidade com o multímetro, ou seja, basta conectar as pontas de prova ao alicate, e colocar as pontas nos pontos que se deseja medir. Se a resistência entre esses pontos for inferior a 50Ω, um sinal sonoro será emitido. Quando o sinal sonoro é emitido, ele indica que existe livre passagem para a corrente, como uma chave NF normalmente fechada. Se for realizado o teste de continuidade,e não houver sinal sonoro, significa que existe que não há livre passagem para a corrente, ou seja, existe uma resistência limitando essa corrente, como um circuito NA normalmente aberto. Página 8/10

9 10 Componentes do alicate Figura 10 Indicação dos componentes do alicate 1. Alicate Mede a corrente AC circulando através dos condutores. 2. Gatilho Pressione para abrir as garras do Alicate. Solte para fechá-las novamente. 3. Botão Data Hold Chave de duas posições (ligado/desligado) para memorizar a leitura realizada. Não acione ao usar o seletor de função 4. Seletor de função Chave rotativa usada para selecionar a função de medida e seu alcance. 5. Visor 3 ½ dígitos, mostrador até 1999, ponto decimal e indicadores de polaridade negativa, leitura acima do alcance e bateria fraca. 6. Conector de entrada V/Ω Entrada de alto valor para todas as medições de voltagem, resistência e continuidade. Durante a medição de resistência de isolamento, usado para aceitar conexões de plugues COM. 7. Conector de entrada COM Entrada de baixo valor para todas as medições de voltagem, resistência e continuidade. Durante a medição de resistência de isolamento, usado para aceitar conexões de plugues COM. 8. Conector de entrada EXT Utilizada para receber conexão de equipamento de teste de isolamento. 9. Alça de punho Previne quedas durante a operação. Página 9/10

10 11 Recomendações Recomendamos fortemente que seja adquirido o alicate amperímetro em um dos fabricantes abaixo: Minipa: Tel (11) Fluke: Tel (11) Página 10/10

Prof. Jener Toscano Lins e Silva

Prof. Jener Toscano Lins e Silva Prof. Jener Toscano Lins e Silva *É de fundamental importância a completa leitura do manual e a obediência às instruções, para evitar possíveis danos ao multímetro, ao equipamento sob teste ou choque elétrico

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1 3. ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do megôhmetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...3

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento =1= ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE DIGITAL AC/DC TRUE RMS MODELO AD-7920 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...2

Leia mais

Como utilizar um multímetro digital

Como utilizar um multímetro digital 1 Como utilizar um multímetro digital Um multímetro digital oferece a facilidade de mostrar diretamente em seu visor, que chamamos de display de cristal líquido, ou simplesmente display, o valor numérico

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR RL DIGITAL MODELO RL-250

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR RL DIGITAL MODELO RL-250 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR RL DIGITAL MODELO RL-250 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1

ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1 1 Princípios de Eletricidade e Eletrônica Engenharia Ambiental Prof. Marcio Kimpara data: ROTEIRO PARA LABORATÓRIO 1 Resistores e Tensão Alternada Senoidal Objetivos: Familiarização com os osciloscópios

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 1. GERAL Este multímetro é um instrumento de alto desempenho, com display de 4½ dígitos para medições de voltagem DC e AC, corrente DC e AC,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6150

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6150 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6150 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3100

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3100 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3100 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do megôhmetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Especificações...02 2.1. Gerais...02

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6200

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6200 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6200 novembro de 2008 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução... 02 2. Regras de segurança...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6370

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6370 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6370 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

Agilent U1701B Medidor portátil de capacitância com exibição dupla Guia de início rápido

Agilent U1701B Medidor portátil de capacitância com exibição dupla Guia de início rápido Agilent U1701B Medidor portátil de capacitância com exibição dupla Guia de início rápido Os itens a seguir fazem parte do medidor de capacitância: Fios da garra jacaré Guia de início rápido impresso Bateria

Leia mais

Laboratório de Física Experimental I

Laboratório de Física Experimental I Laboratório de Física Experimental I Centro Universitário de Vila Velha Multímetro e Fonte DC Laboratório de Física Prof. Rudson R. Alves 2012 2/10 Sumário Multímetro Minipa ET-1001...3 TERMINAIS (1)...3

Leia mais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.4 - Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br Medição de Tensão

Leia mais

Estabilizada de. PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006

Estabilizada de. PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Fonte Estabilizada de 5 Volts Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Montagem da Ponte H Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/02/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Galvanômetro - voltímetro, amperímetro e ohmímetro

Galvanômetro - voltímetro, amperímetro e ohmímetro Galvanômetro - voltímetro, amperímetro e ohmímetro O galvanômetro é um aparelho que indica, através de um ponteiro, quando uma corrente elétrica de baixa intensidade passa através dele, ou seja, é um micro

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6360

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6360 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6360 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TACÔMETRO DIGITAL MODELO TC-5015. Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TACÔMETRO DIGITAL MODELO TC-5015. Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TACÔMETRO DIGITAL MODELO TC-5015 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...1 3.

Leia mais

Multímetro, um grande amigo do operador de som

Multímetro, um grande amigo do operador de som Multímetro, um grande amigo do operador de som Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro O multímetro, ou multitester, é um equipamento utilizado para medições de componentes elétricos, mas muitos dos seus

Leia mais

Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC.

Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC. Texto Teórico 04: Multímetro e Fonte de Alimentação CC. I - MULTÍMETRO O multímetro, também denominado multiteste, é um equipamento versátil, capaz de desempenhar 3 funções básicas distintas, selecionadas

Leia mais

Eletrônica Básica. Eletrônica Básica. Educador Social: Alexandre Gomes. Rua Jorge Tasso Neto, 318 - Apipucos, Recife-PE Fone: (81) 3441 1428

Eletrônica Básica. Eletrônica Básica. Educador Social: Alexandre Gomes. Rua Jorge Tasso Neto, 318 - Apipucos, Recife-PE Fone: (81) 3441 1428 Eletrônica Básica Educador Social: Alexandre Gomes Multimetro Resistores Varistor Termistor Fusível Capacitores Diodos Transistores Fonte de Alimentação Eletrônica Básica: Guia Prático Multimetro É o aparelho

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-3060D Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Especificações... 02 2.1. Gerais...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO RASTREADOR DE FIOS E CABOS NÃO ENERGIZADOS MODELO LT-2012

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO RASTREADOR DE FIOS E CABOS NÃO ENERGIZADOS MODELO LT-2012 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO RASTREADOR DE FIOS E CABOS NÃO ENERGIZADOS MODELO LT-2012 fevereiro de 2010 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1.

Leia mais

EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS

EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS EXPERIMENTO 1: MEDIDAS ELÉTRICAS 1.1 OBJETIVOS Familiarização com instrumentos de medidas e circuitos elétricos. Utilização do multímetro nas funções: voltímetro, amperímetro e ohmímetro. Avaliação dos

Leia mais

Boletim Te cnico. Tema: BT015 Ajuste de TAPs de transformadores UV. Sistema de Gestão Integrado ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001

Boletim Te cnico. Tema: BT015 Ajuste de TAPs de transformadores UV. Sistema de Gestão Integrado ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001 Boletim Te cnico Tema: BT015 Ajuste de TAPs de transformadores UV O presente boletim tem por finalidade instruir profissionais devidamente treinados e habilitados quanto aos procedimentos de ajuste de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6250

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6250 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6250 fevereiro de 2010 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6130

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6130 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6130 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras de segurança...

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

Incerteza. Geralmente não conseguimos obter um valor exato para a medida de uma grandeza física. Medidas Elétricas

Incerteza. Geralmente não conseguimos obter um valor exato para a medida de uma grandeza física. Medidas Elétricas Incerteza Geralmente não conseguimos obter um valor exato para a medida de uma grandeza física. Medidas Elétricas TE215 Laboratório de Eletrônica I Engenharia Elétrica Fatores que influenciam o processo

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE ÁUDIO MODELO GA-1001 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do gerador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1 3.

Leia mais

Capítulo 1: Eletricidade. Corrente continua: (CC ou, em inglês, DC - direct current), também chamada de

Capítulo 1: Eletricidade. Corrente continua: (CC ou, em inglês, DC - direct current), também chamada de Capítulo 1: Eletricidade É um fenômeno físico originado por cargas elétricas estáticas ou em movimento e por sua interação. Quando uma carga encontra-se em repouso, produz força sobre outras situadas em

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400

MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do medidor ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL Física Experimental III - Medidas Elétricas Objetivo O objetivo desta prática é aprender a fazer medições de resistência, tensão

Leia mais

ALICATE AMPERÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

ALICATE AMPERÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ALICATE AMPERÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Introdução Características de Operação Este multímetro é completamente portátil, possui visor de cristal líquido de 3,5 dígitos e alicate amperímetro com

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

Balanças C&F Pesadoras

Balanças C&F Pesadoras Balanças C&F Pesadoras Manual de Instruções Balanças Pesadoras 2 Introdução Os modelos de balanças desenvolvidas pela C&F reúnem o que há de mais atual em tecnologia de balanças eletrônicas. Este desenvolvimento

Leia mais

Física Experimental B Turma G

Física Experimental B Turma G Grupo de Supercondutividade e Magnetismo Física Experimental B Turma G Prof. Dr. Maycon Motta São Carlos-SP, Brasil, 2015 Prof. Dr. Maycon Motta E-mail: m.motta@df.ufscar.br Site: www.gsm.ufscar.br/mmotta

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Sagômetro Digital. Manual de Instalação e Operação

Sagômetro Digital. Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO APRESENTAÇÃO: Esse instrumento foi especialmente desenvolvido para realizar medições de Ságitas em Blocos Oftálmicos onde através de software

Leia mais

Termômetro Digital. ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800

Termômetro Digital. ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termômetro Digital ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termômetro Digital ITTH 1400 1. Introdução Este instrumento portátil com 3½ dígitos, de dimensões compactas digitais, projetado para uso

Leia mais

Eletricidade Aplicada à Informática

Eletricidade Aplicada à Informática Professor: Leonardo Leódido Ligações Elétricas Sumário Dispositivos Eletro-Eletrônicos Dispositivos de Medição Dispositivos Eletro-Eletrônicos Resistência Todo elemento em um circuito oferece um certa

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01 3.

Leia mais

Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado -

Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado - Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado - 1 Programação de Robótica: Modo Circuitos Programados - Avançado ATENÇÃO Lembramos que você poderá consultar o Manual de Referência do Software

Leia mais

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01 SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP-2000 MANUAL DE INSTALAÇÃO / OPERAÇÃO REV. 08/01 SUMÁRIO CONTROLADOR DE PORTARIA RCP-2000...1 A) O EQUIPAMENTO RCP-2000... 1 A.1 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01 3.

Leia mais

KA-039 Equipamento de Limpeza e Teste de Injetores com teste de motor de passo, atuadores bosch 2, 3 e 4 fios e atuador zetec

KA-039 Equipamento de Limpeza e Teste de Injetores com teste de motor de passo, atuadores bosch 2, 3 e 4 fios e atuador zetec KA-039 Equipamento de Limpeza e Teste de Injetores com teste de motor de passo, atuadores bosch 2, 3 e 4 fios e atuador zetec 1 Kitest Equipamentos Automotivos Ltda. KA-039 Máquina de limpeza e teste de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-890

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-890 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-890 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

1) Entendendo a eletricidade

1) Entendendo a eletricidade 1) Entendendo a eletricidade 1 2) Circuitos Modelix 2 3) Utilizando o Sistema Esquemático Modelix-G (Modelix-Grafix) 6 4) Fazendo montagens com os Circuitos Modelix 7 5) Exercícios para treinar 8 Objetivo:

Leia mais

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente

ELETRICIDADE: CIRCUITOS ELÉTRICOS Experimento 1 Parte II: Medidas de corrente elétrica, tensão e resistência em circuitos de corrente OBJETIVOS 9 contínua NOME ESCOLA EQUIPE SÉRIE PERÍODO DATA Familiarizar-se com o multímetro, realizando medidas de corrente, tensão e resistência. INTRODUÇÃO Corrente elétrica FÍSICA ELETRICIDADE: CIRCUITOS

Leia mais

MaxHome. Mini Ferro de Viagem. MaxHome. Sm-110 Bivolt

MaxHome. Mini Ferro de Viagem. MaxHome. Sm-110 Bivolt Mini Ferro de Viagem Sm-110 Bivolt ÍNDICE NOTAS: Parabéns por ter adquirido o seu Mini Ferro de Viagem. Características do produto Dicas de Segurança Informações do aparelho Usando o aparelho Cuidados

Leia mais

Leia atentamente este manual antes de usar o Multímetro

Leia atentamente este manual antes de usar o Multímetro MULTÍMETRO DIGITAL EM369 Leia atentamente este manual antes de usar o Multímetro GARANTIA Este aparelho de medição está coberto de garantia sobre possíveis defeitos de fabricação e de funcionamento durante

Leia mais

Fig. 2.2 - Painel do multímetro com a função ohmímetro em destaque.

Fig. 2.2 - Painel do multímetro com a função ohmímetro em destaque. 2 MULTÍMETRO 2.1 - Objetivos Aprender a manusear o multímetro na realização de medidas de tensões e correntes elétricas, contínuas e alternadas, bem como medir resistências elétricas. 2.2 - Introdução

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6470

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6470 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-6470 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do multímetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1

Leia mais

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 1

EEL7011 Eletricidade Básica Aula 1 Introdução Teórica: Aula 1 Fontes de Tensão e Resistores Materiais condutores Os materiais condutores caracterizam- se por possuírem elétrons que estão sujeitos a pequenas forças de atração de seu núcleo,

Leia mais

O uso dos diodos nos alternadores implicam numa série de cuidados, tais como:

O uso dos diodos nos alternadores implicam numa série de cuidados, tais como: Resumo - Alternador O uso dos diodos nos alternadores implicam numa série de cuidados, tais como: Não ligar a bateria com polaridade invertida; Não ligar o alternador sem carga ou retirar a carga com alternador

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores

Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores Aula Prática 6 Circuitos Elétricos III Carga e Descarga da Capacitores Disciplinas: Física III (ENG 06034) Fundamentos de Física III (ENG 10079) Física Experimental II ( DQF 10441) Depto Química e Física

Leia mais

SEÇÃO 7C Alternadores

SEÇÃO 7C Alternadores SEÇÃO 7C Alternadores Índice da Seção Página ALTERNADORES Tabela nº... Identificação, Descrição dos Sistemas... Teste de Saída de Tensão - Somente CA... 0 Teste de Saída de Tensão - Somente CC... 9 / A...

Leia mais

INDICE GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA:

INDICE GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO GUIA PRÁTICO DE UTILIZAÇÃO MULTÍMETRO 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA: 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA: INDICE 1 - TERMOS DE USO DESTE GUIA 2 INTRODUÇÃO 3 MULTÍMETRO ANALÓGICO 4 MULTÍMETRO DIGITAL 5 ALICATE AMPERIMETRO 6 LEITURA DE TENSÃO 7 LEITURA DE RESISTÊNCIA 8 LEITURA DE

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO PARA FERRO DE SOLDA MODELO DK-191. julho 2009

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO PARA FERRO DE SOLDA MODELO DK-191. julho 2009 DEKEL MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO PARA FERRO DE SOLDA MODELO DK-191 julho 2009 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento 1. INTRODUÇÃO O DK-191

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais

>>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA

>>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA 1 APOSTILAS Venda >>>Expressa MULTÍMETRO >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA >>>VENDA_EXPRESSA 2 MULTÍMETRO O multitester ou multímetro é o aparelho

Leia mais

Manual de Operação Balança Eletrônica Mod: EB 2001

Manual de Operação Balança Eletrônica Mod: EB 2001 Manual de Operação Balança Eletrônica Mod: EB 2001 1 Descrição: A balança eletrônica produzida por nossa empresa utiliza tecnologia de ponta, baixo consumo de energia e conversores analógicos/digitais

Leia mais

Aula prática Como utilizar um multímetro

Aula prática Como utilizar um multímetro Aula prática Como utilizar um multímetro Definição Como o próprio nome sugere, é um equipamento que pode ser utilizado para a realização de diversas medidas, dentre as principais temos: Tensão (alternada

Leia mais

Descrição dos pinos do Módulo Driver Motor com Dupla Ponte-H - L298N:

Descrição dos pinos do Módulo Driver Motor com Dupla Ponte-H - L298N: O MÓDULO DRIVER MOTOR COM DUPLA PONTEH - L298N é baseado no chip L298N com dupla Ponte- H, podendo controlar a velocidade e o sentido de giro de até dois motores de 3-30V DC ou um motor de passo com 2

Leia mais

O Transformador. Outro tipo de transformador encontrado em alguns circuitos é o Toroidal, conforme imagem.

O Transformador. Outro tipo de transformador encontrado em alguns circuitos é o Toroidal, conforme imagem. O Transformador No geral, na maioria das fontes lineares ou analógicas, a primeira etapa (bloco) é composta por um componente básico chamado transformador. O que são os transformadores? Trata-se de um

Leia mais

Capítulo 11 MOTORES ELÉTRICOS DE CORRENTE CONTÍNUA E UNIVERSAL. Introdução

Capítulo 11 MOTORES ELÉTRICOS DE CORRENTE CONTÍNUA E UNIVERSAL. Introdução Capítulo 11 MOTORES ELÉTRICOS DE CORRENTE CONTÍNUA E UNIVERSAL Esta aula apresenta o princípio de funcionamento dos motores elétricos de corrente contínua, o papel do comutador, as características e relações

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO PARA CONTROLE REMOTO MODELO FC-650

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO PARA CONTROLE REMOTO MODELO FC-650 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO PARA CONTROLE REMOTO MODELO FC-650 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS

Leia mais

Física Experimental II. Instrumentos de Medida

Física Experimental II. Instrumentos de Medida Física Experimental II Instrumentos de Medida Conceitos Básicos I 1. Corrente Elétrica: chamamos de corrente elétrica qualquer movimento de cargas de um ponto a outro. Quando o movimento de cargas se dá

Leia mais

Obs.: O processo irá se repetir enquanto durar o disparo do alarme.

Obs.: O processo irá se repetir enquanto durar o disparo do alarme. pág. 9 DISCADOR T-430 Aplicação: Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema de alarme.

Leia mais

DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL

DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL DM-98 MULTÍMETRO DIGITAL Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. ÍNDICE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA... 02 INTRODUÇÃO... 04 ACESSÓRIOS... 04 ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL INFRAVERMELHO TD-955

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL INFRAVERMELHO TD-955 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL INFRAVERMELHO TD-955 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

T-530. Características. Características técnicas TELE ALARME MICROPROCESSADO. Aplicação

T-530. Características. Características técnicas TELE ALARME MICROPROCESSADO. Aplicação 12 T-530 TELE ALARME MICROPROCESSADO Aplicação Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema

Leia mais

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMO-HIGRÔMETRO COM DATA LOGGER MODELO HT-4000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMO-HIGRÔMETRO COM DATA LOGGER MODELO HT-4000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMO-HIGRÔMETRO COM DATA LOGGER MODELO HT-4000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE

Leia mais

Técnica Industrial Oswaldo Filizola Ltda. Manual de Instruções Dinamômetro digital para ponte rolante mod. IWB. rev. dez/06

Técnica Industrial Oswaldo Filizola Ltda. Manual de Instruções Dinamômetro digital para ponte rolante mod. IWB. rev. dez/06 Técnica Industrial Oswaldo Filizola Ltda. Manual de Instruções Dinamômetro digital para ponte rolante mod. IWB Índice Introdução... 3 Componentes... 3 Painel frontal... 4 Modo de usar... 5 Troca de pilhas...

Leia mais

Manual de Instruções. C o n t r o l a d o r D i f e r e n c i a l para P i s c i n a. Rev. B

Manual de Instruções. C o n t r o l a d o r D i f e r e n c i a l para P i s c i n a. Rev. B Manual de Instruções C o n t r o l a d o r D i f e r e n c i a l para P i s c i n a Rev. B 1. Descrição Índice 1.Descrição... pág 1 2.Dados Técnicos... pág 2 3.Instalação... pág 3 4.Ajuste e Operação...

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. ADVERTÊNCIA... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 5 4. ESPECIFICAÇÕES... 7

Leia mais

ManualdeInstruções. www.odontomega.com.br

ManualdeInstruções. www.odontomega.com.br ManualdeInstruções MotorOzBlack www.odontomega.com.br Índice 1. Introdução... 2 2. Especificações do produto... 2 3. Nomes das Partes... 3 4. Montando e utilizando o Motor OZ Black... 4 5. Sugestões de

Leia mais

Manual do Usuário. Balança digital. & Analisador Corporal W835

Manual do Usuário. Balança digital. & Analisador Corporal W835 Manual do Usuário Balança digital & Analisador Corporal W835 MANUAL DO USUÁRIO Parabéns, pela aquisição do sua nova Balança Digital & Analisador Corporal W835 WISO. Antes de usar seu novo produto é muito

Leia mais

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC.

Manual do instalador Box Output DC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output DC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente contínua. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

Switch HDMI. 3 entradas e 1 saída. Manual do Usuário

Switch HDMI. 3 entradas e 1 saída. Manual do Usuário Switch HDMI 3 entradas e 1 saída Manual do Usuário Obrigado por comprar um Produto Comtac Você comprou um produto de uma empresa que oferece alta qualidade e valor agregado. Conheça nossa linha completa

Leia mais

Termômetro Digital pt100 ITTM-917

Termômetro Digital pt100 ITTM-917 Termômetro Digital pt100 ITTM-917 CONTEÚDO 1. FUNÇÕES... 1 2. ESPECIFICAÇÕES... 1 2-1 Especificações Gerais...1 2-2 Especificações Elétricas... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 3 3-1 Display...3 3-2

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Torquímetro Digital

MANUAL DE INSTRUÇÕES Torquímetro Digital MANUAL DE INSTRUÇÕES Torquímetro Digital 44502/301 Antes da utilização, leia atentamente as instruções das páginas 18 e 19. Versão: DEZEMBRO/2012 Este manual irá ajudá-lo a utilizar todas as funções presentes

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS MODELO: HMCCR-100

MANUAL DE OPERAÇÃO CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS MODELO: HMCCR-100 MANUAL DE OPERAÇÃO CAIXA DE CALIBRAÇÃO DE RELÉS MODELO: HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA Av Vila Ema, 3863 Conj 4 Vila Ema São Paulo SP CEP: 032.81-001 PABX: (11) 2717-7760 Email: vendas@highmed.com.br

Leia mais

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Manual do Usuário Versão 3.9f 2 ÍNDICE PÁG. 1 APRESENTAÇÃO...03 2 DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO...04 2.1 ROTINA INICIAL DE AVALIAÇÃO DA REDE ELÉTRICA...04 2.2 TROCA DE

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do gerador ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras de segurança... 02

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo 380360 Testador de Isolamento / Megômetro

Guia do Usuário. Modelo 380360 Testador de Isolamento / Megômetro Guia do Usuário Modelo 380360 Testador de Isolamento / Megômetro Introdução Parabéns pela sua compra do Testador de Isolamento/Megômetro da Extech. O Modelo 380360 fornece três faixas de teste além de

Leia mais