Há mais ou menos um ano,

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Há mais ou menos um ano,"

Transcrição

1 CAPA Exame de imagens de disco com libguestfs Exame minucioso A libguestfs oferece um conjunto poderoso de ferramentas para examinar imagens de discos em profundidade. por Richard W. M. Jones Eryk Klucinski sxc.hu Há mais ou menos um ano, a Red Hat enfrentou um problema com seu pacote de aplicativos de gerenciamento de virtualização. Seus usuários possuíam uma crescente coleção de imagens de disco de máquinas virtuais com muitos gigabytes, mas as ferramentas existentes para gerenciar esses arquivos imensos eram incrivelmente ruins. Os usuários precisavam se conectar a um dispositivo NAS (Network- Attached Storage) separado para fazer novas imagens de disco, o que tornava o preparo de máquinas virtuais Tabela 1: Ferramentas libguestfs virt-cat virt-install virt-rescue virt-clone virt-list-filesystems virt-resize virt-convert virt-list-partitions virt-tar virt-df virt-ls virt-top virt-edit virt-make-fs virt-viewer virt-image virt-manager virt-win-reg virt-inspector virt-pki-validate virt-xml-validate um processo com muitos passos e extremamente trabalhoso. O código do gerenciamento de armazenamento foi adicionado à biblioteca de virtualização libvirt, portanto, as ferramentas de gerenciamento atuais podem preparar tudo automaticamente. Mas, e quanto ao exame e ajuste de imagens de disco? Uma ferramenta chamada kpartx oferecia certa capacidade de modificar imagens de disco. Com uma conta de root, o kpartx, confiança e um pouco de sorte, era possível visualizar e ajustar imagens, mas essa opção possuía muitas ressalvas. Montar uma máquina virtual pouco confiável no host pode levar ao uso indevido do usuário root. Os problemas também aparecem quando o host falha. O kpartx também possuía uma difícil integração com scripts. Pessoalmente, acho essa uma situação totalmente inaceitável. Uma imagem de disco não é especial; é simplesmente um arquivo comum. Não é necessário executar um su para o root para abrir um documento de processador de texto, e o GIMP não precisa criar nódulos de dispositivos em /dev quando uma imagem é editada. A libguestfs [1] resolve esses problemas. É uma biblioteca segura que aceita scripts para acessar e editar imagens de disco sem a necessidade de acesso no nível de root. É também uma coleção de ferramentas úteis para desempenhar tarefas comuns, e vem com um shell interativo. As ferramentas incluídas com a libguestfs são direcionadas 36

2 libguestfs CAPA aos administradores. A biblioteca é para programadores e o shell é para quem faz hacks e scripts na linha de comando. Instalação da libguestfs Usuários do Fedora, do Red Hat Enterprise Linux (RHEL) e CentOS contam com o método mais fácil de instalação. No Fedora, é possível instalar a biblioteca, o shell e as ferramentas apenas com: # yum install \*guestf\* No RHEL 5, no CentOS e outros derivados do RHEL 5, é preciso instalar o repositório EPEL [2] e depois executar o comando anterior. O RHEL 6 já vem com a libguestfs. Os usuários do Debian e do Ubuntu podem conseguir algumas partes da libguestfs seguindo o link na página de FAQ da biblioteca [3]. Ainda há procura por mantenedores para o Ubuntu e outras distribuições. A libguestfs pode usar o KVM para aceleração de hardware. Para habilitar esse recurso, digite chmod 666 /dev/kvm (essa alteração não resiste a uma reinicialização, portanto, inclua esse comando em /etc/rc.local). As ferramentas Com a libguestfs instalada, já dá para ter uma ideia das ferramentas disponíveis (tabela 1), abrindo a console e digitando virt- seguido da tecla Tab (geralmente duas ou três vezes). Cada uma dessas ferramentas é totalmente documentada nas man pages (exemplo: man virt -df). A libguestfs inclui duas ferramentas de baixo nível: a guestfish, que oferece acesso total à API libguestfs, o que é muito útil para alteração de shell scripts e tarefas não realizadas por ferramentas de alto nível para administração de sistemas, enquanto que o guestmount monta uma imagem de disco em um diretório (figura 1). O conjunto de ferramentas libguestfs inclui também uma API para programadores, acessível com C, C++, Perl, Python, Ruby, OCaml, Java, Haskell e Mono (C#). Como o nome sugere, a ferramenta virt-df é o equivalente virtual do comando df. A execução desse comando mostra a utilização do disco de todas as máquinas virtuais com gerenciamento através da libvirt (é preciso estar logado como root para executar esse comando, a menos que as permissões tenham sido alteradas nos discos das máquinas virtuais para que usuários, que não sejam o root, possam lê-los). A saída do comando virt-df é mostrada na listagem 1. O virt-df pode ser usado em qualquer imagem de disco mais antiga, independentemente de acesso root (listagem 2). Para planejar e prever quando sua máquina virtual irá necessitar de mais espaço em disco, o virt-df é ótimo, particularmente porque é possível executá-lo com um cron job e orientar a saída para um formato CVS para importação direta em planilhas e bancos de dados. O que fazer com uma máquina virtual que começa a ultrapassar sua alocação de disco original? Utilize o utilitário virt-resize nela (listagem 3). Caso haja uma máquina virtual que não inicializa, é possível reparar arquivos na imagem manualmente através do virt-edit: # virsh list --all Id Name State - - Debian5x32 shut off - Windows7x3 shut off O comando: Listagem 1: Conferir a utilização do disco virt-edit Debian5x32 /boot/grub/ menu.lst 01 # virt-df 02 Filesystem 1K-blocks Used Available Use% 03 Debian5x32:home % 05 Debian5x32:root % 07 Debian5x32:tmp % 09 Debian5x32:usr % 11 Debian5x32:var % 13 Debian5x32:/dev/vda % 14 Windows7x32:/dev/vda % 15 Windows7x32:/dev/vda % Figura 1 É possível usar guestmount para montar uma imagem guest em um diretório. Nesse caso, o guestmount montou um sistema de arquivos Windows na máquina host, o que pode ser visto no Nautilus. Linux Magazine #70 Setembro de

3 CAPA libguestfs Figura 2 Acessar o registro em um guest Windows com o auxílio do virt-win-reg. abre o arquivo no vi ou no $EDI- TOR. Outra opção para máquinas virtuais que não inicializam é usar o virt-rescue para obter um shell de recuperação, que funciona como um CD de recuperação. Não tente usar o virt-edit ou o virt-rescue em máquinas virtuais que estejam em funcionamento (quadro 1). O comando virt-cat oferece algumas opções simples para o monitoramento de máquinas virtuais, tais como averiguar eventos suspeitos nos arquivos de log. O script na listagem 4 Listagem 2: virt-df em uma imagem de disco usa o virt-cat para examinar contas de root de backdoor nas contas de visitantes do Linux. Guestfish Apesar de as ferramentas virt-* permitirem operações administrativas, o poder da API libguestfs só está disponível através do guestfish, o shell interativo do sistema de arquivo guest. O guestfish possui quase 300 comandos, e os leitores ficarão felizes em saber que só posso falar de alguns dos mais comuns neste artigo. 01 $ virt-df -h ~/disk.img 02 Filesystem Size Used Available Use% 03 /home/rjones/disk.img:/dev/vda1193.7m 21.6M 162.1M 12% 04 /home/rjones/disk.img:/dev/vg_f12x32/lv_root G 2.3G 2.6G 45% Listagem 3: virt-resize 01 $ truncate -s 10G ~/enlarged.img 02 $ virt-resize ~/disk.img ~/enlarged.img--expand /dev/sda2 03 Summary of changes: 04 /dev/sda1: partition will be left alone 05 /dev/sda2: partition will be resized from 5.8G to 9.8G 06 /dev/sda2: content will be expanded using the pvresize method Quadro 1: Atenção Nunca use a libguestfs ou suas ferramentas no modo leitura/escrita em uma imagem de máquina virtual que esteja em execução. O resultado será certamente a corrupção do disco (as ferramentas tentam evitar que se acesse uma máquina virtual sendo executada, mas em alguns casos não conseguem detectar o problema). Muitas ferramentas possuem uma flag --ro (read only), e o uso dessa flag é seguro, mesmo em máquinas virtuais ativas. Essa flag é um bom modo de se obter informações sobre o estado de suas máquinas virtuais. Algumas ferramentas não precisam de acesso de leitura/escrita e apenas abrem imagens no modo somente leitura, por isso não precisam de uma flag especial: se houver dúvidas, confira a documentação. É possível iniciar o guestfish em uma imagem de disco já existente ou, se preferir, criar uma nova imagem de disco desde o início. A definição de imagem de disco inclui disco rígido raw, CD ISOs, VFDs (floppy virtual), formatos de compactação como o qcow2, cartões SD e até sistemas de arquivos o guestfish pode ler todos eles e pode escrever em quase todos. Para iniciar o shell do guestfish, digite guestfish. Para criar uma imagem de disco de 100 megabytes, digite: ><fs> sparse test.img 100M ><fs> run Então, faça uma partição e crie um sistema de arquivos: ><fs> part-disk /dev/sda mbr ><fs> mkfs ext2 /dev/sda1 Para criação de um sistema de arquivos veja a listagem 5. O /dev/sda não se refere ao host. No guestfish, isso significa o primeiro disco anexado (test.img nesse caso). Se essa imagem de disco for montada em uma máquina virtual, a máquina virtual verá um sistema de arquivos ext2 em uma partição contendo o artigo. Para extrair o conteúdo, use o comando cat do guestfish: $ guestfish --ro -a test.img -m / dev/sda1 cat /article.txt A flag a adiciona a imagem do disco, e a flag m (mount) informa a localização do sistema de arquivos dentro da imagem ao guestfish. Além disso, é possível usar o guestfish para examinar seus guests gerenciados pela libvirt. Isso é um pouco mais complexo para os autores do libguestfs, mas não para o usuário. Uma imagem de disco é apenas uma imagem de disco, mas uma máquina virtual sendo executada monta 38

4 libguestfs CAPA sistemas de arquivos da imagem de disco de acordo com suas convenções, tais como montar /dev/sda1 em /boot e /dev/vg/lv_var em /var, ou /dev/sda2 como C:\ no Windows. Como saber como montá-los? A libguestfs contém uma ferramenta chamada virt-inspector que resolve esse mapeamento com o uso de um conjunto de regras e heurística. Tudo que o usuário precisa fazer é fornecer a flag -i (Inspector) para que o guestfish desempenhe uma função similar (listagem 6). Para saber quanto espaço (em kilobytes) está sendo usado por /var/log, digite du /var/log. Para descobrir a conta de root no arquivo de senhas, digite grep ^root: /etc/passwd. Para listar partições e volumes lógicos, use ><fs> list-partitions /dev/vda1 /dev/vda2 ><fs> lvs home root swap_1 e para descobrir o que há nelas, use ><fs> vfs-type /dev/debian5x32. home.annexia.org/swap_1 swap><fs> file /dev/debian5x32. home.annexia.org/swap_1 Linux/i386 swap file (new style) 1 (4K pages) size pages Para copiar os diretórios de /home para um arquivo TAR local, digite: ><fs> tgz-out /home /tmp/home. tar.gz Com o editor de configuração Augeas [4], é possível analisar o arquivo de configuração APT de um guest Debian. Repare que /files é o Listagem 4: Procurando contas root 01 #!/bin/sh - 02 # Get list of guests from libvirt. 03 guests=$( 04 virsh list --all tail -n+3 head -n-1 05 awk '{print $2}' 06 ) 07 for n in $guests; do 08 virt-cat $n /etc/passwd 09 awk -F: '$1!= "root" && $3 == 0 { 10 print "BACKDOOR ACCOUNT FOUND:", $1 11 }' 12 done prefixo usado pelo Augeas para checar arquivos de configuração; não há relação nenhuma com a biblioteca libguestfs: ><fs> aug-init / 0 ><fs> aug-get /files/etc/apt/ sources.list/1/uri ><fs> aug-get /files/etc/apt/ sources.list/1/distribution lenny A libguestfs tem um bom suporte para guests Windows também. Assim como com um guest Linux, é possível montar e examinar um guest Windows: # guestfish --ro -i Windows7x32 ><fs> ls /Windows/System32/drivers head bus.sys 1394ohci.sys AGP440.sys AMDAGP.SYS BrFiltLo.sys A figura 2 mostra como ler e escrever entradas de registro nos guests Listagem 5: Artigo para ser enviado ao sistema de arquivos 01 ><fs> mount /dev/sda1 / 02 ><fs> upload article.txt /article.txt 03 ><fs> ll / 04 total drwxr-xr-x 3 root root 1024 Apr 15 13: dr-xr-xr-x 19 root root 0 Apr 12 22: rw-r--r-- 1 root root 7028 Apr 15 13:54 article.txt 08 drwx 2 root root Apr 15 13:54 lost+found 09 ><fs> sync 10 ><fs> exit $ ll test.img 13 -rw-rw-r--. 1 rjones rjones Apr 15 13:54test.img Listagem 6: Determinando a flag Inspector 01 # guestfish --ro -i Debian5x ><fs> less /boot/grub/menu.lst 04 # menu.lst - See: grub(8), info grub, update-grub(8) 05 # grub-install(8), grub-floppy(8), 06 # grub-md5-crypt, /usr/share/doc/grub 07 # and /usr/share/doc/grub-legacy-doc/. 08 [...] Linux Magazine #70 Setembro de

5 CAPA libguestfs Listagem 7: Clonagem de máquinas virtuais 01 #!/bin/sh template="$1" 04 newimage="$2" 05 nameserver="$3" 06 hostname="$4" dd if="$template" of="$newimage" bs=1m echo > /tmp/network <<EOF 11 NETWORKING=yes 12 HOSTNAME=$hostname 13 EOF guestfish -i "$newimage" <<EOF 16 write-file /etc/resolv.conf "nameserver $nameserver" 0 17 upload /tmp/network /etc/sysconfig/network 18 sync 19 EOF rm /tmp/network Windows usando o utilitário virtwin-reg. Apesar de tudo isso ser muito divertido, o verdadeiro poder do guestfish está no seu uso em scripts. Na listagem 7, usei o guestfish para clonar máquinas virtuais a partir de um template, após o que, pude ajustar as configurações do novo guest com um script assim: # cd /var/lib/libvirt/images # /tmp/clone.sh oldguest newguest U newguest.example.com # virt-install --import --file newguest O futuro A API da libguestfs é compreensiva, madura e bem testada. A equipe se comprometeu com a manutenção da compatibilidade API e ABI (binário), portanto, a única coisa a ser feita em versões estáveis é adicionar novas chamadas e comandos. Uma tarefa que se apresenta é expandir o sistema de ferramentas administrativas, provavelmente com algumas para acelerar o preparo de novos guests, encolher guests automaticamente, oferecer um suporte melhor ao Windows, suporte CIM no virt-inspector, diagnósticos especializados de problemas nas máquinas virtuais e verificação da integridade de softwares instalados. O projeto planeja atualizações do virt-p2v e do virt-v2v. Uma maior integração com outras ferramentas de gerenciamento também consta dos planos. No momento, é possível montar um sistema de arquivos Mais informações [1] Libguestfs: [2] EPEL: [3] FAQ Libguestfs: libguestfs.org/faq.html [4] Augeas: Gostou do artigo? Queremos ouvir sua opinião. Fale conosco em Este artigo no nosso site: guest no host (usando o FUSE e o comando guestmount). O próximo passo é a integração com o virtmanager, assim, os usuários poderão clicar em um botão para abrir o sistema de arquivos do guest. Outras opções incluem a integração com ferramentas de segurança, rootkits e escaners de vírus, além de ferramentas de monitoração. Empacotadores das comunidades Ubuntu, Gentoo, e Mac OS X são necessários (um port OS X já está disponível, apenas precisa de ajustes para ser lançada). Saiba que a libguestfs é difícil de compilar a partir da fonte e exige empacotadores dedicados com muito tempo livre. Algumas perguntas que todos fazem: a libguestfs tem uma interface gráfica? Os usuários poderiam se beneficiar de uma interface gráfica? As respostas são as seguintes: Não, não há uma interface gráfica e, sim, talvez os usuários fossem beneficiados. É difícil imaginar como seria uma interface gráfica que combinasse com o poder do guestfish. Seria uma interface gráfica grande e complexa, de fato. No entanto, se alguém estiver disposto a se candidatar e começar este projeto, iria receber muita ajuda e incentivo da equipe. n 40

Instalando o Debian em modo texto

Instalando o Debian em modo texto Instalando o Debian em modo texto Por ser composto por um número absurdamente grande de pacotes, baixar os CDs de instalação do Debian é uma tarefa ingrata. Você pode ver uma lista dos mirrors disponíveis

Leia mais

Faculdades Senac Pelotas

Faculdades Senac Pelotas Faculdades Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Introdução a informática Alunos Daniel Ferreira, Ícaro T. Vieira, Licurgo Nunes Atividade 4 Tipos de Arquivos Sumário 1 Tipos

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

Aloque 1024 MB de RAM para a VM. Crie um novo disco virtual. Figura 03. Figura 04.

Aloque 1024 MB de RAM para a VM. Crie um novo disco virtual. Figura 03. Figura 04. Aloque 1024 MB de RAM para a VM. Figura 03. Crie um novo disco virtual. Figura 04. 2 Escolha o formato de disco padrão do Virtual Box, VDI. Figura 05. Escolha o disco rígido Dinamicamente Alocado. Figura

Leia mais

Labgrad. Usúario: Senha: senha

Labgrad. Usúario: <matricula> Senha: senha Suporte A equipe do Suporte é responsável pela gerência da rede do Departamento de Informática, bem como da manutenção dos servidores da mesma, e também é responsável pela monitoria do LabGrad e do LAR.

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

Recuperando o GRUB após instalação do Windows

Recuperando o GRUB após instalação do Windows Recuperando o GRUB após instalação do Windows PET Engenharia de Computação - http://www.inf.ufes.br/~pet 1 Instruções iniciais Para efetuar as configurações a seguir talvez precisaremos executar comandos

Leia mais

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Curso UNIX Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Universidade Federal de Santa Catarina 25 de Setembro de 2010 CHAMADA Objetivos Instalação do sistema Ubuntu 10.04 Conhecer a origem do sistema

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Curso GNU/Linux. Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3. Existe apenas uma partição com espaço livre...3

Curso GNU/Linux. Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3. Existe apenas uma partição com espaço livre...3 Cesar Kállas - cesarkallas@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP Puc Campinas 2004 Capítulo 3 Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3 O HD tem espaço livre não particionado...3

Leia mais

Servidor KVM. Atualmente com foco nas

Servidor KVM. Atualmente com foco nas Configure e gerencie um sistema anfitrião com KVM e Virt-manager Servidor KVM O KVM vem ganhando atenção do mercado corporativo como solução de virtualização. Veja como usá-lo com facilidade. por Carlos

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Agendador de Tarefas Ocron é um ótimo agendador de tarefas, com ele você pode agendar para um determinado momento um programa qualquer a ser executado. Sua aplicação

Leia mais

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Autor: Alexandre F. Ultrago E-mail: ultrago@hotmail.com 1 Infraestrutura da rede Instalação Ativando o usuário root Instalação do Webmin Acessando o Webmin

Leia mais

Tutorial de instalação do Debian Rudson Ribeiro Alves

Tutorial de instalação do Debian Rudson Ribeiro Alves Tutorial de instalação do Debian Rudson Ribeiro Alves UVV/2007 Sep 24, 2007 Opções de Boot Tela inicial do CD de instalação do Debian. Escolha F2 para ver mais opções de boot. 2 Opções de Boot Tela com

Leia mais

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Aspectos do Sistema de Arquivos

Leia mais

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves 1 Introdução ao Linux e Instalação do Ubuntu Linux História Em 1973, um pesquisador da Bell Labs, Dennis Ritchie, reescreveu todo o sistema Unix numa

Leia mais

GNU/Linux/Bash. Aula 2

GNU/Linux/Bash. Aula 2 GNU/Linux/Bash Aula 2 O que é? Ubuntu GNU Linux Ubuntu 12.04 Ubuntu é um sistema operacional baseado em Linux desenvolvido pela comunidade e é perfeito para notebooks, desktops e servidores. Ele contém

Leia mais

Administração de Redes Linux. Unidade 1 - LINUX

Administração de Redes Linux. Unidade 1 - LINUX Administração de Redes Linux Unidade 1 - LINUX Breve Histórico O Linux é um sistema operacional moderno e gratuito, baseado nos padrões UNIX. Desenvolvido inicialmente em 1991 como um KERNEL PEQUENO E

Leia mais

I N F O R M Á T I C A. Sistemas Operacionais Prof. Dr. Rogério Vargas Campus Itaqui-RS

I N F O R M Á T I C A. Sistemas Operacionais Prof. Dr. Rogério Vargas Campus Itaqui-RS I N F O R M Á T I C A Sistemas Operacionais Campus Itaqui-RS Sistemas Operacionais É o software que gerencia o computador! Entre suas funções temos: inicializa o hardware do computador fornece rotinas

Leia mais

Fazer um paralelo entre os dois sistemas Apresentar diferenças e semelhanças Apresentar compatibilidades Resolver questões

Fazer um paralelo entre os dois sistemas Apresentar diferenças e semelhanças Apresentar compatibilidades Resolver questões L i n u x X Wi n d o w s 1/29 O B J E T I VO S Fazer um paralelo entre os dois sistemas Apresentar diferenças e semelhanças Apresentar compatibilidades Resolver questões 2/29 L i n u x X Wi n d o w s Licenças

Leia mais

O novo xerife da inicialização

O novo xerife da inicialização O novo xerife da inicialização ANÁLISE Boot com UEFI ANÁLISE O novo xerife da inicialização A especificação do boot UEFI oferece novas capacidades e novas dores de cabeça também se o usuário não estiver

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Objetivos Detalhar conceitos sobre o sistema operacional Linux; Operar comandos básicos de sistemas Linux em modo Texto; Realizar a manutenção de arquivos

Leia mais

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Instalação e Configuração 1 Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo

Leia mais

Gerenciamento de Boot

Gerenciamento de Boot - Gerenciamento de Boot é um meio de você configurar e trabalhar com diversos sistemas operacionais instalados. - Gerenciador de Boot é um pequeno software instalado no Master Boot Record (MBR) nas trilhas

Leia mais

Agente local Aranda GNU/Linux. [Manual Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1]

Agente local Aranda GNU/Linux. [Manual Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] Introdução O Agente Aranda para sistemas Linux se encarrega de coletar as seguintes informações em cada uma das estações de trabalho

Leia mais

Seu computador na nuvem Sol em dia de nuvens

Seu computador na nuvem Sol em dia de nuvens Seu computador na nuvem Sol em dia de nuvens CAPA Se você está pensando em migrar seu computador para a nuvem, conheça algumas formas de aproveitar a tecnologia. por Marcel Gagné Jeff Hire sxc.hu A computação

Leia mais

Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 1/20

Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 1/20 Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 1/20 Tutorial para particionamento, instalação do Kurumin GNU/Linux 6.0 e configuração de boot loader. Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 2/20 Introdução... 3 Requisitos... 4

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Conteúdo Programático Login e Logout Iniciando e Desligando o Sistema Tipos de arquivo Texto Binário Arquivos e Diretório Manipulação de

Leia mais

Informações sobre o Trabalho Final Fundamentos do Linux

Informações sobre o Trabalho Final Fundamentos do Linux Informações sobre o Trabalho Final Fundamentos do Linux - Marcsson Vadesilho Fernandes O trabalho final consiste na simulação de atividades de gerenciamento de usuários e de sistemas de arquivos. Os alunos

Leia mais

Introdução ao Linux MICHELLE NERY

Introdução ao Linux MICHELLE NERY Introdução ao Linux MICHELLE NERY O que é preciso saber para conhecer o Linux? Entender os componentes de um computador. Conhecimentos básicos de sistemas operacionais. Referência: Sistemas Operacionais

Leia mais

Hardening Linux. Fábio Costa fabio@pop-ba.rnp.br

Hardening Linux. Fábio Costa fabio@pop-ba.rnp.br Hardening Linux Fábio Costa fabio@pop-ba.rnp.br AGENDA Hardening 1: Definição Importante Checklist Hardening 2: Serviços e Aplicações Hardening 3: Controle de log e Auditoria DEFINIÇÕES Processo de fortificação

Leia mais

Software Livre. Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar

Software Livre. Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar Software Livre Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar Linux Licença GPL (Licença Pública Geral) Linux Licença GPL (Licença Pública Geral) - A liberdade de executar

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto

Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Sistema Operacional Unidade 12 Comandos de Rede e Acesso Remoto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 Protocolo de rede... 3 Protocolo TCP/IP... 3 Máscara de sub-rede... 3 Hostname... 3

Leia mais

Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid

Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid Documento de Instalação e Configuração do InfoGrid Tecgraf/PUC Rio infogrid@tecgraf.puc rio.br 1.Introdução O objetivo deste documento é podermos registrar em um único local todas as informações necessárias

Leia mais

Como Instalar Programas no GNU/Linux. Elexsandro Rangel dos Santos elexsandro.rangel@yahoo.com.br

Como Instalar Programas no GNU/Linux. Elexsandro Rangel dos Santos elexsandro.rangel@yahoo.com.br Como Instalar Programas no GNU/Linux Elexsandro Rangel dos Santos elexsandro.rangel@yahoo.com.br Sumário O que é um pacote? Principais formatos de pacotes no GNU/Linux Sistema de Gerenciamento de Pacotes

Leia mais

Manual. Clonagem Linux

Manual. Clonagem Linux Manual Clonagem Linux 1 Sumário Procedimento de Clonagem de Cartão de Memória - Linux... 03 Ubuntu/Linux Educacional...03 Linux Mandriva (Notebook positivo)...05 Linux Ubuntu (Notebook positivo)...09 Procedimento

Leia mais

Práticas de Desenvolvimento de Software

Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 1. 23/02/2015. Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 1 Unix, Linux e a linha de comando Oferecimento Ambiente de desenvolvimento Computador (hardware) Sistema operacional Idealmente: iguais

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba Mini Curso Linux Eu defendo!!! Apresentação Rafael Arlindo Dias Técnico em Informática CEFET Rio Pomba/MG Cursos

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Sistema de Inicialização BOOT 15/10/09 08:58 PM Prof. André Luiz 1 Sistema de Boot POST e BIOS Responsáveis pela inicialização do Hardware. Após realizar os testes iniciais (POST)

Leia mais

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre 22:59:36 Introdução à Informática com Software Livre 1 22:59:36 O Debian é uma distribuição GNU/Linux desenvolvida abertamente por um grupo mundial de voluntários, no esforço de se produzir um sistema

Leia mais

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Cronologia 1. 1969 Univ Berkeley, Califórnia, cria-se o SO UNIX para uso geral em grandes computadores 1. Década de 70

Leia mais

uma rápida visão CISL 2009 João Eriberto Mota Filho Brasília, DF, 10 de novembro de 2009 Er iberto nov. 09

uma rápida visão CISL 2009 João Eriberto Mota Filho Brasília, DF, 10 de novembro de 2009 Er iberto nov. 09 Forense computacional em Linux for dummies uma rápida visão introdutór ia CISL 2009 João Eriberto Mota Filho Brasília, DF, 10 de novembro de 2009 Sumário O que é forense computacional? Ataques via rede:

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CRIAÇÃO DA MÁQUINA VIRTUAL... 3 Mas o que é virtualização?... 3 Instalando o VirtualBox...

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

Manual de Comando Linux

Manual de Comando Linux Manual de Comando Linux 1 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Comandos Simples Linux... 3 Gerir Directórios e Ficheiros... 4 Gerir processos... 6 Estrutura de Diretórios do LINUX... 6 Executar comandos

Leia mais

Revisão LPI101. Tópicos e Objetivos. - 1.102 Instalação e Gerenciamento de Pacotes do Linux. - 1.104 Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux e o FHS

Revisão LPI101. Tópicos e Objetivos. - 1.102 Instalação e Gerenciamento de Pacotes do Linux. - 1.104 Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux e o FHS Tópicos e Objetivos - 1.101 Hardware e Arquitetura - - 1.103 Comandos GNU e Unix - 1.104 Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux e o FHS - 1.1.10 Sistema Xwindow 65 Questões em 90 minutos = 1m24s por

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 03 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Servidores Linux. Conceitos Básicos do Linux. Instalando Servidor Linux.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Instalação em Dual Boot

Instalação em Dual Boot Manual Instalação em Dual Boot tutorial de instalação Dual boot Windows XP e o Linux Educacional 2.0 Francisco Willian Saldanha Analista de Teste de Sistemas MEC/SEED/DITEC/CETE Manual Instalação em Dual

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Revisão: Seg, 21 de Março de 2011 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4 1.1. Pré Requisitos...4 1.2. Na Prática...4 1.2.1. Download...4

Leia mais

Acronis Backup & Recovery 10

Acronis Backup & Recovery 10 Acronis Backup & Recovery 10 Server for Linux Manual de introdução rápido Este documento descreve como instalar e começar a utilizar o Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux. 1. Sistemas operativos

Leia mais

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8 Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial INTRODUÇÃO O uso de máquinas virtuais pode ser adequado tanto

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II UC: Administração de Redes Aula 01 1/15 Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Revisão 2/15 Linux e Distribuições

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Criado por: Flavio Henrique Somensi flavio@opens.com.br Revisão: qui, 25 de abril de 2013 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4

Leia mais

Criação de sistemas RAID

Criação de sistemas RAID RAID com Raider SOLUÇÕES Criação de sistemas RAID Juntamente com os backups regulares, um sistema RAID deveria ser uma presença comum em qualquer bom servidor. Este artigo mostra como converter uma instalação

Leia mais

Prof. Rossano Pablo Pinto Dezembro/2012 Versão 0.2 (em construção) Prof. Rossano Pablo Pinto - http://rossano.pro.br 1

Prof. Rossano Pablo Pinto Dezembro/2012 Versão 0.2 (em construção) Prof. Rossano Pablo Pinto - http://rossano.pro.br 1 Visão geral sobre o processo de instalação e manutenção de instalações de software. Notas de aula. (aka lecture notes on Package Management Systems and software installation :)) Prof. Rossano Pablo Pinto

Leia mais

Sistemas Operacionais. Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br. Gerência de Arquivos

Sistemas Operacionais. Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br. Gerência de Arquivos Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Gerência de Arquivos Gerência de Arquivos Um sistema operacional tem por finalidade permitir que o usuários do computador executem aplicações,

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA

INTRODUÇÃO AO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Nome do Software: Guarux Versão do Software: Guarux Educacional 4.0 INTRODUÇÃO AO SISTEMA O Guarux Educacional 4.0 é uma distribuição idealizada pela

Leia mais

Prova de Pré requisito para o curso Linix System Administration (451)

Prova de Pré requisito para o curso Linix System Administration (451) 1 No editor de textos VIM (Vi Improved) qual comando copia o conteúdo de uma linha? Escolha todas que se aplicam. a) ctrl + c b) :cp c) :y d) :yy e) yy f) :copy g) cp 2 No editor de textos VIM (Vi Improved)

Leia mais

Aula 2 Introdução ao Software Livre

Aula 2 Introdução ao Software Livre Aula 2 Introdução ao Software Livre Aprender a manipular o Painel de Controle no Linux e mostrar alguns softwares aplicativos. Ligando e desligando o computador através do sistema operacional Não é aconselhável

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Introdução ao Shell Script

Introdução ao Shell Script Faculdade do Pará-FAP Disciplina: Programação em Ambiente de Redes Professor: Armando Hage Introdução ao Shell Script Introdução O que é o Shell Shell Script Primeiro Script Recebendo Parâmetros Exercícios

Leia mais

As ferramentas certas para a virtualização eficiente Ferramentas virtuais. Helmuth Castillo - www.sxc.hu. e não gerem trabalho ou preocupações

As ferramentas certas para a virtualização eficiente Ferramentas virtuais. Helmuth Castillo - www.sxc.hu. e não gerem trabalho ou preocupações As ferramentas certas para a virtualização eficiente Ferramentas virtuais CAPA As boas tecnologias já existem. Conheça agora as ferramentas mais adequadas para gerenciar cada solução de virtualização.

Leia mais

Google File System. Danilo Silva Marshall Érika R. C. de Almeida

Google File System. Danilo Silva Marshall Érika R. C. de Almeida Google File System Danilo Silva Marshall Érika R. C. de Almeida Tópicos abordados Sistemas de arquivos Sistemas de arquivos distribuídos Google File System Gmail File System Linux Windows Gspace Referências

Leia mais

FAT32 ou NTFS, qual o melhor?

FAT32 ou NTFS, qual o melhor? FAT32 ou NTFS, qual o melhor? Entenda quais as principais diferenças entre eles e qual a melhor escolha O que é um sistema de arquivos? O conceito mais importante sobre este assunto, sem sombra de dúvidas,

Leia mais

1. Adição de um disco rígido a uma máquina existente. Iremos utilizar uma máquina virtual

1. Adição de um disco rígido a uma máquina existente. Iremos utilizar uma máquina virtual Curso: Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Disciplina: Administração de Sistemas Operacionais Professor: João Medeiros de Araújo Atividade Prática: Formatação e montagem de partições no Linux

Leia mais

www.evangelhohoje.blogspot.com www.reginaldorochajr.blogspot.com reginaldorecife@gmail.com

www.evangelhohoje.blogspot.com www.reginaldorochajr.blogspot.com reginaldorecife@gmail.com CAPÍTULO 1 No princípio era o Kernel, e o Kernel estava com o Linux, e o Kernel era o Linux desenvolvido por Linus Torvalds. O KERNEL O Kernel é a peça fundamental do sistema, responsável por criar a infra-estrutura

Leia mais

Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel

Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel Alfenas, Abril de 2010. Rodrigo Martins Pagliares Última atualização: 27/05/2010 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Instalação do Debian Lenny

Leia mais

1 Instalando o VirtualBox no Windows

1 Instalando o VirtualBox no Windows 1 Instalando o VirtualBox no Windows Para quem não possui o Linux instalado no computador é necessário utilizar uma Máquina Virtual, que é responsável por emular Sistemas Operacionais. O primeiro passo

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

Pratique o seu conhecimento

Pratique o seu conhecimento Pratique o seu conhecimento QUESTÕES DO CAPÍTULO 1 (A HISTÓRIA ) 1) Explique com suas palavras qual a importância de Richard Stallman para o software livre e o que é o projeto GNU. R.: Richard Stallman

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

Guia de Instalação e Configuração do Ubuntu 12.04

Guia de Instalação e Configuração do Ubuntu 12.04 Guia de Instalação e Configuração do Ubuntu 12.04 Autor: Aécio Pires João Pessoa-PB FLISOL Patos - UFCG 2012 1 Guia de instalação e configuração do Ubuntu 12.04 LTS Sumário SUMÁRIO...

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Criador de appliances

Criador de appliances CAPA Peter Galbraith Fotolia Criação de appliances virtuais com VMware Studio e SUSE Studio Criador de appliances Appliances virtuais combinam os benefícios da virtualização à simplicidade de um dispositivo

Leia mais

Máquinas Virtuais com o VirtualBox

Máquinas Virtuais com o VirtualBox Máquinas Virtuais com o VirtualBox Marcos Elias Picão www.explorando.com.br No exemplo: Windows XP dentro do Windows 7 Você pode compartilhar livremente sem interesses comerciais, desde que não modifique.

Leia mais

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0 Procedimento para instalar virtualizado no Página: 1 de 15 Introdução Este documento abordará os procedimentos necessários para instalar o (AFW) virtualizado em um servidor ESXi. Será compreendido desde

Leia mais

Construindo um Linux Parte 1 - Disk Boot Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado).

Construindo um Linux Parte 1 - Disk Boot Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Construindo um Linux Parte 1 - Disk Boot Objetivo: Entender que o Linux é como um LEGO (Pode ser montado). Os disquetes Linux são úteis em diversas situações, tais como: Testes de um novo kernel; Recuperação

Leia mais

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS 1. Apresentação O UEG Linux 14.04 LTS é um sistema operacional baseado em Linux e derivado do Ubuntu, customizado pela Gerência de Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Goiás para

Leia mais

O Núcleo pode ser classificado quanto à sua arquitetura em três categorias principais:

O Núcleo pode ser classificado quanto à sua arquitetura em três categorias principais: 1. Kernel (Núcleo) O Kernel, em português Núcleo, é o principal componente do sistema operativo da maioria dos computadores. Ele serve de ligação entre os programas e o processamento real de dados feito

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux

Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 ESTRUTURA DE DIRETÓRIOS LINUX... 3 SISTEMA DE ARQUIVOS E PARTICIONAMENTO...

Leia mais

Casal incomum. Linux no Windows em mais do que algumas semanas.

Casal incomum. Linux no Windows em mais do que algumas semanas. Linux sobre Windows ANÁLISE Casal incomum Algumas vezes, ter o Windows e o GNU/Linux em uma configuração dual boot não é o ideal. Veja as vantagens de executar o GNU/Linux dentro do Windows. por Bruce

Leia mais

Manual de Instalação SNEP 3 Asterisk 13

Manual de Instalação SNEP 3 Asterisk 13 Manual de Instalação SNEP 3 Asterisk 13 2015 Autoria: Flávio Henrique Somensi Baseado na versão 3.0-betha-rc2 por OpenS Tecnologia LTDA. Rua dos Cisnes, 541 Pedra Branca CEP 88137-300 - Palhoça - SC www.opens.com.br

Leia mais

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record)

Revisão Aula 3. 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record) Revisão Aula 3 1. Explique a MBR(Master Boot Record). Master Boot Record Primeiro setor de um HD (disco rígido) Dividido em duas áreas: Boot loader

Leia mais

VIRTUALIZAÇÃO CONVENCIONAL

VIRTUALIZAÇÃO CONVENCIONAL VIRTUALIZAÇÃO CONVENCIONAL Sera usado o VirtualBox 5.0.8 a versão mais atual e estável da aplicação, para virtualização de um sistema Linux sobre a plataforma Windows. Para esse modelo pratico de virtualização

Leia mais

Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO)

Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO) Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO) Essa aula poderá ser baixada em:..http://www.boscojr.com/lpi/arquivos/10coisas.pdf

Leia mais