ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017"

Transcrição

1 ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017 OPERAÇÕES DE CAPACITAÇÃO (PI 11.1) DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Página 1 de 8

2 Na preparação da sua candidatura, por favor siga a estrutura deste modelo (todos os tópicos são de preenchimento obrigatório, salvo indicação em contrário). O mesmo foi desenhado com o objetivo de assegurar que os aspetos importantes do projeto fiquem evidentes e claros de forma a permitir aos peritos avaliadores uma avaliação eficaz. Limites de páginas: As secções não devem no seu conjunto ultrapassar as 40 páginas. Letra e respetivo tamanho: Arial 11 pontos. As páginas devem seguir o tamanho A4, e todas as margens (superior, inferior, esquerda, direita) devem ter pelo menos 2 cm (excluindo cabeçalhos e rodapés). A estrutura do índice do anexo técnico não deve ser alterada. Após preenchimento, o anexo deverá ser convertido para o formato PDF (Portable Document Format) e submetido (por upload) previamente à submissão da candidatura. ATENÇÃO, se efetuar o upload do anexo com um número de páginas acima do limite permitido, o excesso de páginas não será considerado. Página 2 de 8

3 Índice 1. Designação da Operação População abrangida Caracterização da atividade do(s) promotor(es) Caracterização da atividade da(s) entidade(s) parceira(s) Outras Operações no âmbito do SAMA 2020 e do QREN Diagnóstico Memória Descritiva Demonstração dos benefícios diretos sobre a população localizada nas regiões NUTS II do Norte, Centro e Alentejo (Regiões de Convergência), designadamente ao nível da redução dos custos de contexto para os cidadãos e as empresas Articulação entre atividades Resultados esperados e calendário de cada atividade da operação Justificação da calendarização de cada atividade Disposições legais, pareceres prévios e normas técnicas Impacto e mérito da operação Plano de sustentabilidade Indicadores do Programa - observações Indicadores relevantes na perspetiva do beneficiário/operação...8 Página 3 de 8

4 1. Designação da Operação [máx. 200 caracteres] 2. População abrangida [máx. 500 caracteres] 3. Caracterização da atividade do(s) promotor(es) Descrição do objeto, atribuições e competências legais do promotor(es), justificando a sua conformidade com a tipologia e os objetivos da operação que se pretende implementar, com informação detalhada das funções do promotor(es) que serão objeto de intervenção através da operação, bem como descrição das atuais formas e processos de interação com os cidadãos e as empresas, das transformações que se pretendem operar e dos respetivos impactos esperados, designadamente ao nível da melhoria da eficiência e eficácia dos serviços prestados e dos seus contributos para a melhoria da competitividade da economia nacional. [máx caracteres] 4. Caracterização da atividade da(s) entidade(s) parceira(s) [Quando aplicável] Descrição do objeto, atribuições e competências legais da(s) entidade(s) parceira(s), justificando a sua conformidade com a tipologia e os objetivos da operação que se pretende implementar. [máx caracteres] Página 4 de 8

5 5. Outras Operações no âmbito do SAMA 2020 e do QREN Identificação de outras operações eventualmente aprovadas e realizadas no âmbito do SAMA 2020 e do QREN. Outras operações no âmbito do SAMA 2020 Programa Operacional Nº de candidatura Data de Aprovação Incentivo Aprovado Incentivo Realizado Operação Concluída (S/N) Outras operações no âmbito do QREN Programa Operacional Nº de candidatura Data de Aprovação Incentivo Aprovado Incentivo Realizado Operação Concluída (S/N) 6. Diagnóstico Estudo prévio que contemple um diagnóstico de necessidades e que enquadre a análise de custo/benefício da operação, com a apresentação de custos detalhados de implementação e de exploração da operação, para um período de três anos, fundamentando as opções de investimento efetuadas. [máx caracteres] 7. Memória Descritiva Identificação das funções da entidade beneficiária que serão objeto de intervenção através da operação, descrevendo as atuais formas e processos de interação com os cidadãos e as empresas, as transformações que se pretendem operar e os respetivos impactos esperados, designadamente ao nível da melhoria da eficiência e eficácia dos serviços prestados e dos seus contributos para a melhoria da competitividade da economia nacional. [máx caracteres] Página 5 de 8

6 8. Demonstração dos benefícios diretos sobre a população localizada nas regiões NUTS II do Norte, Centro e Alentejo (Regiões de Convergência), designadamente ao nível da redução dos custos de contexto para os cidadãos e as empresas [Quando aplicável, no caso de investimentos nas regiões NUTS II de Lisboa e Algarve, apenas elegíveis nos termos do n.º 7 do artigo 89.º do RECI] Justificação dos efeitos diretos sobre as regiões NUTS II de Convergência (Norte, Centro e Alentejo) e sobre a economia nacional, dos investimentos, quando realizados nas regiões NUTS II de não Convergência (Lisboa e Algarve), por entidades beneficiárias exclusivamente de âmbito nacional, com observância dos requisitos estabelecidos no n.º 7 do artigo 89.º do RECI e no n.º 3 do artigo 15.º do Decreto-Lei n.º 159/2014, de 27 de outubro. Demonstrar, designadamente, que a operação tem natureza de intervenção sistémica e territorialmente abrangente, que visa alcançar resultados diretos sobre a população das Regiões de Convergência e que promove a disponibilização e/ou acesso a serviços nas regiões menos desenvolvidas (Norte, Centro, Alentejo), e/ou que reduz com relevância a necessidade de deslocação dos habitantes destas regiões para aceder aos serviços que integram a oferta da entidade beneficiária. [máx caracteres] 9. Articulação entre atividades Descrição do modo como as atividades se articulam entre si, tendo em vista a prossecução dos objetivos da operação. [máx caracteres] 10. Resultados esperados e calendário de cada atividade da operação Identificação dos resultados previstos com a realização de cada atividade, bem como indicada a data em que serão obtidos, a qual deverá estar compreendida no período de realização da atividade. [máx caracteres] Página 6 de 8

7 11. Justificação da calendarização de cada atividade Fundamentação da calendarização estabelecida para cada atividade. [máx caracteres] 12. Disposições legais, pareceres prévios e normas técnicas Identificação das disposições legais aplicáveis ao arranque da operação, designadamente em matéria de licenciamentos e autorizações prévias, bem como a forma como serão implementados os princípios orientadores e normas técnicas que lhes sejam aplicáveis, tendo particularmente em conta a sua adequação e contributo para a prossecução das prioridades nacionais estabelecidas em matéria de modernização administrativa e/ou administração eletrónica. [máx caracteres] 13. Impacto e mérito da operação Explicitação dos impactos e resultados esperados com a implementação da Operação, designadamente ao nível: Interno à entidade demonstrando as transformações qualitativas esperadas nas funções regulares do beneficiário, em termos da eficiência e eficácia dos serviços; Interno à Administração Pública demonstrando o contributo para a melhoria global da eficiência, eficácia e qualidade dos serviços públicos e o potencial de demonstração e de disseminação dos resultados para outras entidades públicas; Externo demonstrando as melhorias esperadas na qualidade e eficácia do atendimento aos cidadãos e empresas. [máx caracteres] 14. Plano de sustentabilidade Explicitação de um plano que demonstre de que forma os resultados da operação serão incorporados nas atividades do(s) beneficiário(s). [máx caracteres] Página 7 de 8

8 15. Indicadores do Programa - observações Observações relativas aos pressupostos, fontes de informação e bases de cálculo para as metas estabelecidas pelo(s) promotor(es) para os indicadores do Programa. [máx caracteres] 16. Indicadores relevantes na perspetiva do beneficiário/operação Tópico de preenchimento facultativo. Identificação e quantificação de outros indicadores que, na perspetiva do beneficiário, sintetizam os resultados que se pretende atingir com a realização da operação. [máx caracteres] Página 8 de 8

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 09/SI/2016

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 09/SI/2016 PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 09/SI/2016 NÚCLEOS DE I&D EM COPROMOÇÃO Título do projeto / Anexo Técnico

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 13/2017. SAMA Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 13/2017. SAMA Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 13/2017 SAMA 2020 - Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública Aplicação do Efeito Difusor em sede de análise de elegibilidade das operações e da intensidade

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO AVISO Nº ALT Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO AVISO Nº ALT Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO AVISO Nº ALT20 62 2015 10 Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional. Sistema de Apoios à Modernização Administrativa (SAMA)

Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional. Sistema de Apoios à Modernização Administrativa (SAMA) Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional Sistema de Apoios à Modernização Administrativa (SAMA) CONVITE PÚBLICO PRÉVIO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA DE PROGRAMA DE ACÇÃO SAMA/1/2008

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E RESPETIVA METODOLOGIA DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E RESPETIVA METODOLOGIA DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E RESPETIVA METODOLOGIA DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA aprovados através de processo de consulta escrita concluído a 13 de Maio de 2015 METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Leia mais

RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT

RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT20 62 2015 10 Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

PROPOSTA DE METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO POR LISBOA 2020 TIPOLOGIA DE AÇÕES DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA

PROPOSTA DE METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO POR LISBOA 2020 TIPOLOGIA DE AÇÕES DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PROPOSTA DE METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO POR LISBOA 2020 TIPOLOGIA DE AÇÕES DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Proposta de metodologia e critérios de seleção do POR Lisboa 2020 Tipologia de ações de Assistência

Leia mais

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 10/SI/2016

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 10/SI/2016 PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 10/SI/2016 PROGRAMAS MOBILIZADORES 31 de maio de 2016 Título do projeto

Leia mais

Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise

Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Assistência Técnica Aprovada em 11-05-2015, após procedimento de consulta escrita aos membros da

Leia mais

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA)

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 01/ SAMA/ 2008 SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) CONCURSO GERAL E CONCURSO JUSTIÇA OPERAÇÕES INDIVIDUAIS E OPERAÇÕES TRANSVERSAIS Nos termos

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) - CIM - TERRAS DE TRÁS-OS- MONTES. 05 Programa Operacional Regional do Norte

SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) - CIM - TERRAS DE TRÁS-OS- MONTES. 05 Programa Operacional Regional do Norte Identificação Aviso NORTE-M7-2017-13 SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO (SI2E) - CIM - TERRAS DE TRÁS-OS- MONTES Programa Operacional 05 Programa Operacional Regional do Norte Eixo

Leia mais

Portugal 2020 Inovar na Administração Pública

Portugal 2020 Inovar na Administração Pública Portugal 2020 Inovar na Administração Pública Jaime S. Andrez Vogal da Comissão Diretiva Lisboa 29 de abril de 2015 1 Driver da Competitividade Ambiente favorável aos negócios Emprego e Valor económico

Leia mais

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA TIPOLOGIA: 3.34 TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL CONCURSO: POISE

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA TIPOLOGIA: 3.34 TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL CONCURSO: POISE GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA TIPOLOGIA: 3.34 TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL CONCURSO: POISE 39-2016-07 ÁRVORE DE CONTEÚDOS Secção Separador 1 Separador 2 Separador 3 Separador

Leia mais

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 31/SI/2015

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 31/SI/2015 PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 31/SI/2015 PROJETOS DEMONSTRADORES EM CO-PROMOÇÃO Título do projeto

Leia mais

A. PROJETOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS

A. PROJETOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO CENTRO EIXO 1 COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) PARTE II - CRITÉRIOS DE

Leia mais

Programa Operacional Regional do Norte ON.2

Programa Operacional Regional do Norte ON.2 Programa Operacional Regional do Norte 2007-2013 ON.2 Eixo Prioritário 2 Valorização Económica de Recursos Específicos Aviso XXX/ X /2009 Turismo Escolas de Hotelaria e Turismo Modelo da Memória Descritiva

Leia mais

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 09/SI/2015

PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 09/SI/2015 PROPOSTA DE CANDIDATURA PARTE B (ANEXO TÉCNICO) SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) AVISO Nº 09/SI/2015 PROJETOS DEMONSTRADORES EM CO-PROMOÇÃO Título do projeto

Leia mais

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da Comissão de Acompanhamento, sendo composto por duas partes:

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da Comissão de Acompanhamento, sendo composto por duas partes: EIXO 1 COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE APOIO A INFRA-ESTRUTURAS CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da Comissão de

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS

PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 32 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (SI I&DT) PROJECTOS DE I&DT EMPRESAS INDIVIDUAIS Nos termos do Regulamento do

Leia mais

CONCURSOS DE 2013: Acesso das ONG aos apoios do Programa

CONCURSOS DE 2013: Acesso das ONG aos apoios do Programa CONCURSOS DE 2013: Acesso das ONG aos apoios do Programa FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Nuno Venade* Lisboa, 22 de março de 2013 Índice 1 2 3 4 5 6 Introdução Concursos Candidaturas Admissibilidade Seleção

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO Nº 02/SIAC/2016

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO Nº 02/SIAC/2016 CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO Nº 02/SIAC/2016 SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS PROMOÇÃO DO ESPÍRITO EMPRESARIAL STARTUP VOUCHER REFERENCIAL DE MÉRITO DO PROJETO 16 de setembro de 2016 Página

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DAS CANDIDATURAS AVISO N.º 8368/ FUNDO AMBIENTAL/2017 APOIAR UMA NOVA CULTURA AMBIENTAL:

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DAS CANDIDATURAS AVISO N.º 8368/ FUNDO AMBIENTAL/2017 APOIAR UMA NOVA CULTURA AMBIENTAL: REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DAS CANDIDATURAS AVISO N.º 8368/ FUNDO AMBIENTAL/217 APOIAR UMA NOVA CULTURA AMBIENTAL: INCENTIVOS AO DESENVOLVIMENTO A PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PRIORIDADE DE INVESTIMENTO: INVESTIMENTO NA CONSERVAÇÃO, PROTECÇÃO, PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PATRIMÓNIO CULTURAL

Leia mais

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Tipologia: 4.6 Ações de inovação social para experimentação e testes de novas respostas na área educativa - Títulos de Impacto Social Concurso:

Leia mais

ANEXO III REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO

ANEXO III REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO ANEXO III REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO PLANOS ESTRATÉGICOS DE DESENVOLVIMENTO URBANO AVISO DE CONCURSO Nº ALT20 06 2016 18 ALT20 16 2016 19 ALT20 43 2016 20 DOMÍNIO DA SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº LISBOA SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS REFERENCIAL DE MÉRITO DO PROJETO

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº LISBOA SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS REFERENCIAL DE MÉRITO DO PROJETO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº LISBOA-52-2017-10 SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS INTERNACIONALIZAÇÃO REFERENCIAL DE MÉRITO DO PROJETO PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DE LISBOA 26

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2016-2017 Grupos de ação local responsáveis por instrumentos de políticas públicas respeitantes às DLBC urbanas CONTROLO DO DOCUMENTO Versão

Leia mais

Convite Público Apresentação de candidaturas

Convite Público Apresentação de candidaturas Convite Público Apresentação de candidaturas Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional PROMOÇÃO E CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL Aviso n.º: Centro-PCI-2010-07 As informações que constam do presente

Leia mais

PLANO DE CAPACITAÇÃO DA IIES PARA A GERAÇÃO DE IMPACTO E INVESTIMENTO SOCIAL

PLANO DE CAPACITAÇÃO DA IIES PARA A GERAÇÃO DE IMPACTO E INVESTIMENTO SOCIAL PLANO DE CAPACITAÇÃO DA IIES PARA A GERAÇÃO DE IMPACTO E INVESTIMENTO SOCIAL O QUE É? O Plano de Capacitação para a Geração de Impacto e Investimento Social é o instrumento de apresentação da estratégia

Leia mais

SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS (SIAC)

SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS (SIAC) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 02 / SIAC / 2012 SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS (SIAC) Nos termos do regulamento do SIAC, a apresentação de candidaturas processa-se, em regra, através de

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO N.º 01/SIAC/2015 PORTUGAL SOU EU

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO N.º 01/SIAC/2015 PORTUGAL SOU EU CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO N.º 01/SIAC/2015 SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS QUALIFICAÇÃO PORTUGAL SOU EU REFERENCIAL DE MÉRITO DO PROJETO junho de 2015 Página 1 de 14 O Mérito do Projeto

Leia mais

Medidas de apoio ao I&D nas Empresas. Investigação em Co-Promoção SIFIDE. Aveiro, 7 de Fevereiro 2011

Medidas de apoio ao I&D nas Empresas. Investigação em Co-Promoção SIFIDE. Aveiro, 7 de Fevereiro 2011 Medidas de apoio ao I&D nas Empresas Investigação em Co-Promoção SIFIDE Aveiro, 7 de Fevereiro 2011 Investigação em Consórcio I&D em Consórcio: Instrumento do Alargamento do Número de Empresas com Actividades

Leia mais

REUNIÃO DE TRABALHO PI 10.i 30 de setembro, Coimbra

REUNIÃO DE TRABALHO PI 10.i 30 de setembro, Coimbra REUNIÃO DE TRABALHO PI 10.i 30 de setembro, Coimbra CENTRO 2020 POR EIXOS Eixo 1 Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDEIAS) 7,8% 169 M 2,5% 54 M Eixo 10 Assistência Técnica Eixo 2 Competitividade

Leia mais

Programa Operacional Regional do Algarve

Programa Operacional Regional do Algarve Programa Operacional Regional do Algarve Concurso para apresentação de candidaturas Aviso nº ALG-52-2015-01 Eixo Prioritário 2 SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS INTERNACIONALIZAÇÃO Data de abertura: 1

Leia mais

Eixo Prioritário III. Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial

Eixo Prioritário III. Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Eixo Prioritário III Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Abertura de Convite Público para Apresentação de Candidaturas Título Abertura de Convite Público para Apresentação de Candidaturas

Leia mais

REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FEE- Fundo de Eficiência Energética 23-03-2012 CAPITULO I Âmbito Artigo 1.º (Enquadramento) 1) O Decreto Lei n.º 50/2010,

Leia mais

AVISO - CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

AVISO - CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO I REDES E EQUIPAMENTOS ESTRUTURANTES NACIONAIS DE TRANSPORTES E MOBILIDADE SUSTENTÁVEL (FUNDO COESÃO) DOMÍNIO DE INTERVENÇÃO REDES E EQUIPAMENTOS

Leia mais

Sessões de Divulgação do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego SI2E. Nerbe, 24 de Maio de 2017

Sessões de Divulgação do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego SI2E. Nerbe, 24 de Maio de 2017 Sessões de Divulgação do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego SI2E Nerbe, 24 de Maio de 2017 1 -Enquadramento O presente aviso vem operacionalizar o Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS POR CONVITE PI 6.3 PROMOÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL UNESCO AVISO N.º CENTRO-14-2016-14 O Mérito do Projeto (MP) é determinado

Leia mais

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos Acções Materiais. Aviso - ALG

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos Acções Materiais. Aviso - ALG Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos Acções Materiais Aviso - ALG-36-2010-01 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Prevenção e Gestão

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO EIXO 4 Protecção e Valorização Ambiental PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS Acções Materiais Aviso nº: Centro-PRM-2011-04 Nos termos do Regulamento Específico

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º ALT 46 2015 05 REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS TRANSFERÊNCIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO

Leia mais

Deliberação CETP n.º 3/2017. Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional

Deliberação CETP n.º 3/2017. Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional Deliberação CETP n.º 3/2017 Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional Regional do Alentejo no Organismo Intermédio - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP Pela Deliberação

Leia mais

Create value with public funding. Eficiência Energética nos Edifícios da Administração Pública Central

Create value with public funding. Eficiência Energética nos Edifícios da Administração Pública Central Incentives News Flash nº 41/2016 7 de outubro de 2016 Create value with public funding Eficiência Energética nos Edifícios da Administração Pública Central Foi publicado, no sítio do Portugal 2020, o Aviso

Leia mais

Parte A - Caraterização da Infraestrutura de Investigação

Parte A - Caraterização da Infraestrutura de Investigação Formulário de participação no Concurso público para a criação de um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico Parte A - Caraterização da Infraestrutura de Investigação

Leia mais

Comprovativo da Candidatura LISBOA FEDER Programa Operacional Regional de Lisboa

Comprovativo da Candidatura LISBOA FEDER Programa Operacional Regional de Lisboa Comprovativo da Candidatura LISBOA-07-5673-FEDER-000061 Identificação Concurso Código Designação Programa Operacional Eixo Prioritário Objetivo Temático Prioridade de Investimento Plano Estratégico LISBOA-73-2016-02

Leia mais

Republicação do Referêncial de Mérito (26 de abril de 2017)

Republicação do Referêncial de Mérito (26 de abril de 2017) Republicação do Referêncial de Mérito (26 de abril de 2017) AVISO N.º 02/SAICT/2017 SISTEMA DE APOIO À INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA (SAICT) PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Área Metropolitana do. Porto Programa Territorial de Desenvolvimento

Área Metropolitana do. Porto Programa Territorial de Desenvolvimento Área Metropolitana do Porto 2007-2013 Programa Territorial de Desenvolvimento Promoção da Mobilidade Urbana: Variantes a centros urbanos; Planos de Mobilidade Urbana Sustentável Aviso de Abertura de Concurso

Leia mais

Como preparar uma candidatura aos fundos da União Europeia Aspetos críticos

Como preparar uma candidatura aos fundos da União Europeia Aspetos críticos Como preparar uma candidatura aos fundos da União Europeia Aspetos críticos Ana Abrunhosa CENTRO 2020 Ana Sampaio PO ISE Fernando Alfaiate COMPETE 2020 Filipe Almeida EMPIS Estrutura Operacional do Portugal

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PT02 - Gestão Integrada das Águas Marinhas e Costeiras FUNDO PARA RELAÇÕES BILATERAIS medida a) CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Informação de Referência: EEA PT02 PA objetivo Bom Estado Ambiental

Leia mais

Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão

Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão Orientação para a apresentação de Pedido de Adesão Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão Elaborado a 23 dezembro 2015 Revisto em 19 de fevereiro de 2016 0 Índice 1. Enquadramento... - 1-2.

Leia mais

(6) É necessário estabelecer regras relativas ao formato e à apresentação dos relatórios anuais de execução.

(6) É necessário estabelecer regras relativas ao formato e à apresentação dos relatórios anuais de execução. L 365/124 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 1362/2014 DA COMISSÃO de 18 de dezembro de 2014 que estabelece as regras relativas a um procedimento simplificado para a aprovação de certas alterações dos programas

Leia mais

IIª Edição Programa PARTIS. Sala 1 24 de Julho de 2015

IIª Edição Programa PARTIS. Sala 1 24 de Julho de 2015 IIª Edição Programa PARTIS Sala 1 24 de Julho de 2015 ENQUADRAMENTO 2007-2012: Apoio a experiências piloto 2013: Abertura do primeiro concurso PARTIS 2014: Arranque dos 17 projetos selecionados 2014-2016:

Leia mais

Página oficial Deverá indicar uma hiperligação externa, como por exemplo

Página oficial Deverá indicar uma hiperligação externa, como por exemplo Criar Candidatura Para quaisquer esclarecimentos ou dúvidas de preenchimento do formulário de candidatura, por favor contacte um dos membros da Comissão Organizadora (consultar separador dos contactos).

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO III PREVENÇÃO, GESTÃO E MONITORIZAÇÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS CÓDIGO DO AVISO: POVT- 35-2010-35 14 de Junho

Leia mais

Comprovativo da Candidatura LISBOA FEDER Programa Operacional Regional de Lisboa

Comprovativo da Candidatura LISBOA FEDER Programa Operacional Regional de Lisboa Comprovativo da Candidatura LISBOA-07-5673-FEDER-000063 Identificação Concurso Código Designação Programa Operacional Eixo Prioritário Objetivo Temático Prioridade de Investimento Plano Estratégico LISBOA-73-2016-02

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 4 Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL Centro-VQA-2009-13-BM-13 1 Nos termos do Regulamento Específico Acções

Leia mais

REPUBLICAÇÃO DO ANÚNCIO PARA PARTICIPAÇÃO NO LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS

REPUBLICAÇÃO DO ANÚNCIO PARA PARTICIPAÇÃO NO LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS REPUBLICAÇÃO DO ANÚNCIO PARA PARTICIPAÇÃO NO LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS PROCESSO DE MAPEAMENTO DAS INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS NACIONAIS (13 DE OUTUBRO DE 2016)

Leia mais

GUIÃO ORIENTADOR DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE

GUIÃO ORIENTADOR DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE GUIÃO ORIENTADOR DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE O presente regulamento define as regras para a avaliação dos docentes integrados na carreira, em período probatório e dos docentes em regime de contrato

Leia mais

Projeto de Regulamento de Procedimentos Regulatórios - síntese das principais propostas. Consulta pública n.º 3/2016

Projeto de Regulamento de Procedimentos Regulatórios - síntese das principais propostas. Consulta pública n.º 3/2016 Projeto de Regulamento de Procedimentos Regulatórios - síntese das principais propostas Consulta pública n.º 3/2016 Enquadramento legal e estatutário Lei Quadro das Entidades Reguladoras Por forma a prosseguirem

Leia mais

Medidas de combate ao insucesso e abandono escolar: Financiamentos Comunitários

Medidas de combate ao insucesso e abandono escolar: Financiamentos Comunitários Medidas de combate ao insucesso e abandono escolar: Financiamentos Comunitários Programa Operacional Norte 2020 Estrutura da Apresentação I. Eixo Prioritário/ Prioridade de Investimento/ Objetivo Específico

Leia mais

AUTORIDADE DE GESTÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL MAR Coordenador Regional para a Região Autónoma dos Açores

AUTORIDADE DE GESTÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL MAR Coordenador Regional para a Região Autónoma dos Açores AUTORIDADE DE GESTÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL MAR 2020 Coordenador Regional para a Região Autónoma dos Açores DESENVOLVIMENTO LOCAL DE BASE COMUNITÁRIA (DLBC) 1ª FASE PRÉ-QUALIFICAÇÃO AVISO PARA A APRESENTAÇÃO

Leia mais

ANÚNCIO PARA PARTICIPAÇÃO NO LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS

ANÚNCIO PARA PARTICIPAÇÃO NO LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS ANÚNCIO PARA PARTICIPAÇÃO NO LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA REDE DE INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS PROCESSO DE MAPEAMENTO DAS INFRAESTRUTURAS TECNOLÓGICAS NACIONAIS 9 de agosto de 2016 Página 1 de 6 Índice

Leia mais

PROGRAMA GULBENKIAN PARCERIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SERVIÇO DE BOLSAS GULBENKIAN

PROGRAMA GULBENKIAN PARCERIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SERVIÇO DE BOLSAS GULBENKIAN PROGRAMA GULBENKIAN PARCERIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SERVIÇO DE BOLSAS GULBENKIAN Regulamento do Concurso Bolsas de apoio à investigação para estudantes de doutoramento dos PALOP 2016 Artigo 1º Âmbito

Leia mais

CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO

CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO Através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 52-A/2015, de 23 de julho, o Governo criou a estrutura de missão designada por Estrutura de Gestão do Instrumento Financeiro

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (POSEUR)

PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (POSEUR) PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (POSEUR) Domínio de intervenção Redução dos Incêndios Florestais junho de 2016 PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PRIORIDADE DE INVESTIMENTO: INVESTIMENTO NA CONSERVAÇÃO, PROTECÇÃO, PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PATRIMÓNIO CULTURAL

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO I REDES E EQUIPAMENTOS NACIONAIS DE TRANSPORTES

EIXO PRIORITÁRIO I REDES E EQUIPAMENTOS NACIONAIS DE TRANSPORTES Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) Programa Operacional Temático Valorização do Território AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO I REDES E EQUIPAMENTOS NACIONAIS DE TRANSPORTES

Leia mais

Programa Operacional Regional do Algarve

Programa Operacional Regional do Algarve Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Domínio Temático SEUR Sustentabilidade e Eficiente Uso de Recursos Prioridades de investimento: 4.2/4.3/4.5/6.3/6.5

Leia mais

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Aviso 09 Auditoria Energética a Elevadores em Edifícios de Sessão de esclarecimentos DIREÇÃO EXECUTIVA DO PNAEE 15/05/2015 FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (FEE) Decreto-Lei

Leia mais

EIXO 4 QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL E VALORIZAÇÃO DO ESPAÇO RURAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 3

EIXO 4 QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL E VALORIZAÇÃO DO ESPAÇO RURAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 3 EIXO 4 QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL E VALORIZAÇÃO DO ESPAÇO RURAL REGULAMENTO ESPECÍFICO: ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO DO LITORAL AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO N.º 3 Nos termos do regulamento específico Acções de Valorização

Leia mais

SI INOVAÇÃO REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJETO

SI INOVAÇÃO REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJETO SI INOVAÇÃO PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO Nº 03 /SI/2012 REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJETO A metodologia de cálculo para seleção e hierarquização dos projetos é baseada no indicador

Leia mais

O COMPETE 2020 ANEXO I

O COMPETE 2020 ANEXO I O COMPETE 2020 O Programa Operacional Temático Competitividade e Internacionalização, designado por COMPETE 2020, insere-se na prioridade temática Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020

Leia mais

CUSTOS SIMPLIFICADOS Modalidade Montantes Fixos Workshop 1. Lisboa, 6 de novembro de 2015

CUSTOS SIMPLIFICADOS Modalidade Montantes Fixos Workshop 1. Lisboa, 6 de novembro de 2015 CUSTOS SIMPLIFICADOS Modalidade Montantes Fixos Workshop 1 Lisboa, 6 de novembro de 2015 2 Custos Simplificados - Montantes Fixos Modalidade de Montantes Fixos Os custos elegíveis de uma operação são calculados

Leia mais

Incentivos Financeiros de apoio à I&D Performance

Incentivos Financeiros de apoio à I&D Performance Performance Total de projetos Reprovados Total de projetos Reprovados - Lisboa Medida Número de candidaturas submetidas - Total Número Reprovados por mérito Reprovados por Condições de Elegibilidade Reprovados

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS POR CONVITE PI 6.3 PRODUTOS TURÍSTICOS INTEGRADOS DE BASE INTERMUNICIPAL AVISO N.º CENTRO-14-2016-16 O Mérito do Projeto

Leia mais

EXPROPRIAÇÕES. Instrução dos pedidos de declaração de utilidade pública. Orientações técnicas

EXPROPRIAÇÕES. Instrução dos pedidos de declaração de utilidade pública. Orientações técnicas EXPROPRIAÇÕES Instrução dos pedidos de declaração de utilidade pública Orientações técnicas 2016 1 Introdução A declaração de utilidade pública da expropriação dos bens imóveis e direitos a eles inerentes

Leia mais

O papel do QREN na consolidação e qualificação das redes de equipamentos coletivos

O papel do QREN na consolidação e qualificação das redes de equipamentos coletivos O papel do QREN na consolidação e qualificação das redes de equipamentos coletivos Porto, 18 de junho de 2013 Susana Monteiro Núcleo de Estudos e Avaliação Estrutura 1. Diagnóstico 2. Planeamento 3. Monitorização

Leia mais

ESCLARECIMENTOS - Avisos n.ºs POISE e POISE

ESCLARECIMENTOS - Avisos n.ºs POISE e POISE ESCLARECIMENTOS - Avisos n.ºs POISE-24-2016-04 e POISE-31-2016-05 - De acordo com os artigos 111.º e 115.º do Regulamento (UE) n.º 1303/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, conjugados

Leia mais

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 Deliberação n.º 83 /2015 Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 A CIC Portugal 2020, na reunião ordinária de 21 de dezembro de 2015, deliberou, nos temos da alínea q) do n.º 2 do artigo 10.º do Decreto-Lei

Leia mais

SESSÃO DE APRESENTAÇÃO Cursos Técnicos Superiores Profissionais TeSP

SESSÃO DE APRESENTAÇÃO Cursos Técnicos Superiores Profissionais TeSP Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 SESSÃO DE APRESENTAÇÃO Cursos Técnicos Superiores Profissionais TeSP Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo

Leia mais

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Aviso 09 Auditoria Energética a Elevadores em Edifícios de DIREÇÃO EXECUTIVA DO PNAEE FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (FEE) Decreto-Lei nº 50/2010, de 20 Maio O Fundo de Eficiência

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS REDE DE EQUIPAMENTOS CULTURAIS Programação Cultural em Rede Nos termos do regulamento específico Rede de Equipamentos Culturais, a apresentação de candidaturas processa-se

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA MEDIDA 10 LEADER PEQUENOS INVESTIMENTOS NA TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS

MEMÓRIA DESCRITIVA MEDIDA 10 LEADER PEQUENOS INVESTIMENTOS NA TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS MEMÓRIA DESCRITIVA MEDIDA 10 LEADER 10.2.1.2. PEQUENOS INVESTIMENTOS NA TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS NOME DO PROMOTOR NIFAP TÍTULO DA OPERAÇÃO 1. CARACTERIZAÇÃO DO PROMOTOR EVOLUÇÃO

Leia mais

Calendário Comum de Lançamento de Concursos

Calendário Comum de Lançamento de Concursos Calendário Comum de Lançamento de Concursos Domínio Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020 Março de 2015 a Março de 2016 Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Rua

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO. CAPÍTULO I Disposições Comuns

REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO. CAPÍTULO I Disposições Comuns REGULAMENTO INTERNO DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ENSINO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I Disposições Comuns SECÇÃO I Disposições gerais Artigo 1º Objecto O presente regulamento procede

Leia mais

Nota Metodológica. Análise e Seleção de Candidaturas ao PO CH

Nota Metodológica. Análise e Seleção de Candidaturas ao PO CH Nota Metodológica Análise e Seleção de Candidaturas ao PO CH Eixo Prioritário 3 - Aprendizagem, qualificação ao Longo da Vida e Reforço da Empregabilidade Tipologia de Operações: Centros Qualifica AVISO

Leia mais

Comprovativo da Candidatura LISBOA FEDER Programa Operacional Regional de Lisboa

Comprovativo da Candidatura LISBOA FEDER Programa Operacional Regional de Lisboa Comprovativo da Candidatura LISBOA-07-5673-FEDER-000054 Identificação Concurso Código Designação Programa Operacional Eixo Prioritário Objetivo Temático Prioridade de Investimento Plano Estratégico LISBOA-73-2016-02

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016 ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO (RECI) Sistema de Incentivos às Empresas Inovação Produtiva Majoração «Execução do Investimento»

Leia mais

Perguntas frequentes PARU Algarve

Perguntas frequentes PARU Algarve Perguntas frequentes PARU Algarve 1. Como se interpreta a proporção de 1 para 1 na repartição do investimento privado/público? Significa que se a dotação máxima para as intervenções públicas (por via do

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 9.12.2014 C(2014) 9621 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 9.12.2014 que aprova determinados elementos do programa operacional "Inclusão Social e Emprego" para apoio do

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO AVISO-CONCURSO

APRESENTAÇÃO DO AVISO-CONCURSO APRESENTAÇÃO DO AVISO-CONCURSO HELENA PINHEIRO DE AZEVEDO Projeto U-Bike Portugal Promoção de Bicicletas Elétricas e Convencionais nas Comunidades Académicas 23 NOVEMBRO 2015 AUDITÓRIO DA ANTIGA CAPITANIA

Leia mais

AVISO 21 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EFICIENTE

AVISO 21 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EFICIENTE AVISO 21 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EFICIENTE JUNHO 2016 APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PLANO NACIONAL DE AÇÃO PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Índice

Leia mais

INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO. Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar

INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO. Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar Nota: Este concurso decorre em duas etapas. ENQUADRAMENTO A Fundação Calouste

Leia mais

3. Como podem ser constituídas as equipas dos projetos cooperativos?

3. Como podem ser constituídas as equipas dos projetos cooperativos? FAQ I Finalidade e âmbito do Programa COOPJOVEM 1. O que é o COOPJOVEM? O COOPJOVEM é um programa de apoio ao empreendedorismo cooperativo, destinado a apoiar os jovens NEET na criação de cooperativas,

Leia mais

Âmbito do Fundo de Modernização do Comércio

Âmbito do Fundo de Modernização do Comércio Comércio Investe Projeto Individual Âmbito do Fundo de Modernização do Comércio Candidaturas entre 30 de Setembro e 25 de Novembro Porto Rua Dr. Ernesto Soares dos Reis Nº 208, 1º Andar, Sala P 3720 256

Leia mais

APOIOS NO ÂMBITO DA MEDIDA 10 LEADER/DLBC DO PDR2020

APOIOS NO ÂMBITO DA MEDIDA 10 LEADER/DLBC DO PDR2020 APOIOS NO ÂMBITO DA MEDIDA 10 LEADER/DLBC DO PDR2020 COLÓQUIO PRODUTOS DE QUALIDADE, TERRITÓRIOS E GASTRONOMIA Ana Paula Xavier 13 de junho de 2017 CNEMA, Santarém A EVOLUÇÃO DO LEADER EM PORTUGAL 20 GAL

Leia mais

APOIO AO PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO FINAL DE OPERAÇÃO (RFO)

APOIO AO PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO FINAL DE OPERAÇÃO (RFO) APOIO AO PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO FINAL DE OPERAÇÃO (RFO) Para ajudar no preenchimento do Relatório Final de Operação (RFO), deverá ter em conta os seguintes pontos para o preenchimento de cada um dos

Leia mais

PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE. Deliberações CMC POR: 14/10/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012

PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE. Deliberações CMC POR: 14/10/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012 PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE Deliberações CMC POR: 14/10/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012 AÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL ENTRADA EM VIGOR EM 9/08/2012

Leia mais