PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO"

Transcrição

1 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO A criação da Escola de Pharmacia e Odontologia de Araraquara, em 2 de fevereiro de 1923, fez parte de um conjunto de empreendimentos da Prefeitura Municipal de Araraquara. Bento de Abreu Sampaio Vidal, presidente da Câmara Municipal e líder de prestígio político, além de outros ilustres araraquarenses, ressaltaram naquela ocasião a importância do município na vida da nação e da criação de escolas "para preparar a mocidade para ter eficiência e vencer a concorrência". A sua fundação não teve caráter estritamente político, pois a Prefeitura não a assumiu totalmente, ficando a responsabilidade de sua criação e organização com um grupo de pessoas da sociedade local, dotadas de poder econômico, que constituíram uma associação sem fins lucrativos, presidida por Bento de Abreu Sampaio Vidal. Ao primeiro exame de admissão, realizado em 2 de abril de 1923, concorreram 60 candidatos, dos quais 29 foram aprovados. As aulas tiveram início em 2 de maio, com uma sessão solene e a presença de autoridades municipais e estaduais. A prefeitura forneceu o prédio para o seu funcionamento e um gabinete dentário, para as aulas práticas. A Câmara Municipal autorizou a atribuição de duzentos contos de réis para as despesas da escola e Bento de Abreu efetuou em Paris a compra de equipamentos de laboratório e biblioteca. O corpo docente foi inicialmente formado por profissionais locais. Como instituição particular, esteve submetida inicialmente à legislação estadual e, após reforma ocorrida em 1931, passou a ser regida pela legislação federal. Como escola isolada, com seus objetivos voltados para a formação de profissionais, dentistas e farmacêuticos, sem o respaldo de uma Universidade e criada pela qualificação da cultura local, poderia estar destinada a uma vida efêmera. Os seus organizadores não se conformavam com esta perspectiva e, no final dos anos 40, iniciaram a luta para transformar a antiga Escola de Pharmácia e Odontologia de Araraquara na respeitada Instituição que é até os dias atuais. Em 10 de junho de 1948, a escola passou a chamar-se Faculdade de Farmácia e Odontologia e, em 22 de janeiro de 1955, foi incorporada ao Estado pelo Governador Lucas Nogueira Garcez. No momento da criação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, a Faculdade de Farmácia e Odontologia de Araraquara foi

2 desmembrada em duas: Faculdade de Odontologia e Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara. Todo esse processo foi longo e penoso, mas hoje podemos colher os frutos dessa luta e com orgulho caracterizarmos a Faculdade de Odontologia de Araraquara neste projeto pedagógico, pois ela conta atualmente com 96 docentes, 196 servidores técnicoadministrativos e 610 alunos, em cursos de graduação e pós-graduação, lato e stricto sensu, tendo graduado até o presente momento cirurgiões-dentistas, 383 mestres e 220 doutores para a prestação de serviços na área da saúde bucal nas diversas regiões do país. O objetivo deste projeto pedagógico é apresentar a nova proposta de trabalho da Faculdade de Odontologia de Araraquara, descrevendo o conjunto das atividades nela desenvolvidas, seus referenciais e metodologia adotada. Para a elaboração deste projeto, foi instituído um grupo de trabalho, formado por representantes da administração, corpo docente e discente. Para que a proposta de trabalho aqui apresentada seja bem sucedida, contamos com o fundamental apoio institucional da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), a participação maciça do corpo docente e a concordância e colaboração do setor técnico-administrativo. Portanto, este projeto pedagógico foi elaborado para que a Faculdade de Odontologia de Araraquara esteja fortemente inserida nas ações da Universidade, baseando suas atividades no ensino de graduação e pós-graduação, na pesquisa e na extensão universitária. 3.1 Objetivos Gerais O pensamento do filósofo Bacon consiste, simplesmente, em acreditar que o saber tem que dar seus frutos na prática, que a ciência deve ser aplicável e que os homens têm o sagrado dever de se organizar para melhorar e transformar as condições de vida. A partir da idéia de que o saber deve estar aplicado na prática do exercício profissional, acreditamos que o graduando em Odontologia, deva ser formado para ser um

3 cidadão reflexivo, que atue com uma visão holística do paciente, avaliando-o e tratando-o de forma completa e inserido no meio social em que vive. Desta forma, o curso de Odontologia terá os seguintes objetivos gerais: a) incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando ao desenvolvimento da ciência e tecnologia e da criação e difusão da cultura, desenvolvendo o entendimento do homem e do meio em que vive; b) promover a divulgação de conhecimentos técnicos, científicos e culturais que constituem patrimônio da humanidade e comunicar o saber através do ensino, das publicações e de outras formas de comunicação; c) suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento profissional e cultural e possibilitar a correspondente concretização, integrando os conhecimentos que vão sendo adquiridos numa estrutura intelectual sistematizadora do conhecimento de cada geração; d) estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestar serviços à comunidade e estabelecer com esta uma relação de reciprocidade; e) promover a extensão, aberta à participação da população, visando à difusão das conquistas e benefícios resultantes da pesquisa científica e tecnológica e da criação cultural geradas na Instituição; f) desenvolver competências e habilidades que envolvem atenção global à saúde, liderança, tomada de decisões, administração e gerenciamento. Assim, o curso de Odontologia formará o futuro profissional, definido por um perfil que envolve dimensões cognitivas, psicomotoras e afetivas, nas seguintes áreas: a) formação geral: conhecimentos e atitudes relevantes para a formação científico-cultural; b) formação profissional: capacidades e habilidades relativas às ocupações correspondentes; c) cidadania: atitudes e valores correspondentes à ética profissional e ao compromisso com a sociedade.

4 3.2 Perfil do profissional Definição da profissão A Resolução CNE/CES n o 3, de 19 de fevereiro de 2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso em Odontologia, a serem observadas na organização curricular das Instituições do Sistema de Educação Superior do País, e que define os princípios, fundamentos, condições e procedimentos da formação de Cirurgiões Dentistas, estabelecidos pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, preconiza, em seu artigo 3 o, que o profissional da área de Odontologia tenha formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor técnico e científico, capacitado ao exercício de atividades referentes à saúde bucal da população, pautado em princípios éticos, legais e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade. A Faculdade de Odontologia de Araraquara se propõe a formar clínicos gerais com rigoroso conhecimento técnico e científico, capazes de atuar em todos os níveis de atenção à saúde (promoção, prevenção e reabilitação), individual e coletivamente, em serviço público ou privado, podendo participar de equipes interdisciplinares e multiprofissionais. Profissionais capazes de interagir com a sociedade, dirigindo sua atenção para a transformação da realidade local. Profissionais com vasto treinamento clínico, produtividade, cidadania e ética Atribuições inerentes ao exercício profissional O curso de Odontologia proposto neste projeto pedagógico tem como objetivo, ainda, que ao seu final, o aluno tenha desenvolvido as seguintes competências, habilidades e atitudes específicas: a) nível de competências: o que o formando deverá conhecer e compreender. a 1 ) a terminologia básica corrente da Odontologia e de áreas correlatas; a 2 ) a aplicação, integração e relevância dos princípios gerais das ciências médicas e correlatas para a saúde bucal e para as doenças; a 3 ) as características comuns dos distúrbios buco-maxilo-faciais e doenças; a 4 ) as características das doenças e distúrbios buco-maxilo-faciais incomuns que têm consequências potencialmente sérias;

5 a 5 ) as inter-relações entre doenças e distúrbios buco-maxilo-faciais e aquelas que afetam outras partes do corpo; a 6 ) as características das doenças e distúrbios buco-maxilo-faciais que podem ter especial significado para comunidades específicas; a 7 ) a inter-relação entre os efeitos de tratamentos específicos e inespecíficos à Odontologia; a 8 ) as principais aplicações de especialidades da área da saúde com relação à saúde bucal; a 9 ) as regras potenciais de Odontologia e de pessoal para cuidados de saúde na comunidade e suas responsabilidades éticas e médico-legais; a 10 ) a relevância e o impacto para a saúde bucal de políticas sociais, ambientais e de saúde; a 11 ) o processo de investigação científica. b) nível de habilidades: o que o formando deverá ser capaz de executar. b 1 ) identificar em pacientes e em grupos populacionais as doenças e distúrbios buco-maxilo-faciais e realizar procedimentos adequados para o diagnóstico, prevenção, tratamento e controle; b 2 ) comunicar-se e interagir eficientemente com pacientes e profissionais, grupos ou organizações da área de saúde; b 3 ) organizar, manusear e avaliar recursos disponíveis para os cuidados da saúde bucal de forma efetiva e eficiente; b 4 ) buscar soluções mais adequadas para os problemas clínicos no interesse de ambos: o indivíduo e a comunidade; b 5 ) analisar e interpretar os resultados de pesquisas experimentais, epidemiológicas e clínicas; c) nível de atitudes: ações e iniciativas para as quais o formando deverá ter sido estimulado. c 1 ) aplicar conhecimentos de saúde bucal no melhor interesse do indivíduo e da comunidade; c 2 ) participar da educação continuada como uma obrigação profissional, mantendo espírito crítico e aberto a novas informações; c 3 ) participar de investigações científicas e estar preparado para aplicar os seus resultados nos cuidados da saúde bucal; c 4 ) buscar melhorar sua percepção para os problemas de saúde bucal, providenciando soluções para as necessidades do indivíduo e da comunidade; c 5 ) manter padrões de ética e de conduta elevados, aplicando-os em todos os aspectos da vida profissional;

6 c 6 ) estar ciente das normas trabalhistas dos profissionais da área da saúde bucal e de sua atuação na sociedade, mantendo responsabilidade no seu cumprimento; c 7 ) reconhecer suas limitações e procurar adaptar-se, mantendo-se flexível face a mudanças circunstanciais. A Universidade deve se colocar na vanguarda do processo cultural e científico, formando profissionais que atuem efetivamente na solução dos problemas da sociedade. Para tanto, é fundamental tanto o envolvimento do aluno como dos docentes, para se obter um resultado final que contemple todos os objetivos traçados no perfil do profissional que se deseja formar Estrutura curricular O currículo do Curso de Graduação em Odontologia foi estruturado para a obtenção do objetivo do curso, ou seja, a formação de um profissional de acordo com o perfil proposto. O processo de desenvolvimento das competências, habilidades e atitudes que o profissional deve adquirir tem como objeto de trabalho as matérias do curso. Para o Curso de Odontologia são determinados os seguintes conteúdos essenciais (Resolução CNE/CES n o 3/2002, artigo 6 o ): a) Ciências Biológicas e da Saúde, que incluem os conteúdos teóricos e práticos sobre bases moleculares e celulares dos processos normais e alterados e sobre estrutura e função dos tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos, aplicados às situações do processo saúde-doença e ao desenvolvimento da prática assistencial de Odontologia. b) Ciências Humanas e Sociais, que incluem os conteúdos referentes às diversas dimensões da relação indivíduo/sociedade, contribuindo para a compreensão dos determinantes sociais, culturais, comportamentais, psicológicos, ecológicos, éticos e legais, nos níveis individual e coletivo, do processo saúde-doença. c) Ciências Odontológicas, que incluem os conteúdos teóricos e práticos de: c 1 ) propedêutica clínica, onde serão ministrados conhecimentos de patologia bucal, semiologia e radiologia;

7 c 2 ) clínica odontológica, onde serão ministrados os conhecimentos de materiais dentários, oclusão, dentística, endodontia, periodontia, prótese, implantodontia, cirurgia e traumatologia buco-maxilo-faciais; e c 3 ) odontologia pediátrica, onde serão ministrados os conhecimentos de patologia e clínica odontopediátrica e de medidas ortodônticas preventivas. Além dos conteúdos essenciais, a formação do Cirurgião Dentista será completada com o desenvolvimento de estágios curriculares, sob supervisão docente, cumpridos em Disciplinas Obrigatórias, em Disciplinas Optativas e em Atividades Complementares (Resolução CNE/CES n o 3/2002, artigos 7 o e 8 o ). A carga horária mínima em Estágio Supervisionado será equivalente a 20% da carga total do curso. Finalmente, para a conclusão, o aluno deverá elaborar um trabalho, também sob orientação docente (Resolução CNE/CES n o 3/2002, artigo 12), escrito e com defesa pública (Trabalho de Conclusão de Curso TCC) Conteúdos curriculares As áreas do conhecimento que compõem o currículo do curso de graduação, bem como a porcentagem da carga horária geral do curso destinada a cada uma delas são descritas a seguir: 1 Ciências Biológicas e da Saúde Créditos Carga Horária Anatomia Histologia e Embriologia Genética Humana Bioquímica Parasitologia Microbiologia Imunologia Fisiologia Tópicos Especiais de Fisiologia (optativa) Farmacologia

8 Patologia Geral Total Mínimo créditos (1080 horas) Máximo créditos (1110 horas) Aproximadamente 22% do total do curso 2 Ciências Humanas e Sociais Créditos Carga Horária Ciências Sociais Bioestatística e Metodologia Científica Bioética Odontologia Preventiva e Sanitária I Deontologia Odontologia Legal Orientação Profissional Informática em Odontologia Total créditos (360 horas) Aproximadamente 7,5% do total do curso 3 Ciências Odontológicas Créditos Carga Horária Propedêutica Clínica Patologia Bucal Radiologia Métodos Diagnósticos Diagnóstico Bucal I Clínica Odontológica Ergonomia em Odontologia Materiais Restauradores Diretos

9 Materiais Aplicados à Prótese Oclusão Dentística Endodontia Periodontia Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo- Facial Prótese Fixa Convencional e sobre Implantes Prótese Parcial Removível Prótese Total Implantodontia Desordens Temporomandibulares Odontologia Pediátrica Odontopediatria I Ortopedia Funcional dos Maxilares Ortodontia Preventiva Total créditos (2445 horas) Aproximadamente 50,5% do total do curso 4 Estágios Curriculares Créditos Carga Horária 4.1 Propedêutica Clínica Diagnóstico Bucal II Triagem e Documentação Estomatologia (optativa) Laudo Radiográfico (optativa) Clínica Odontológica Multidisciplinar Odontologia Preventiva e Sanitária II

10 Clínica Integrada Informática e Documentação Urgência em Odontologia Odontogeriatria (optativa) Aplicação Clínica dos Materiais Odontológicos (optativa) Reabilitação Bucal com Próteses Fixas Convencionais e sobre Implantes (optativa) Dores Orofaciais (optativa) Tópicos Especiais em Odontologia Restauradora (optativa) Tópicos Especiais em Endodontia (optativa) Tópicos Especiais em Periodontia (optativa) Tratamento Periodontal para Pacientes Diabéticos (optativa) Clínica Pediátrica Odontopediatria II Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais (optativa) Odontologia para o Bebê (optativa) Somatória em Conteúdos Essenciais (Resolução CNE/CES n o 3/2002, artigo 6 o ) Carga horária mínima Créditos Carga Horária Porcentagem 1 Ciências Biológicas e da Saúde % 2 Ciências Humanas e Sociais ,5% 3 Ciências Odontológicas ,5% Total % do curso

11 Somatória em Estágio Curricular (Resolução CNE/CES n o 3/2002, artigo 7 o ) Carga horária mínima Créditos Carga Horária Porcentagem 1 Obrigatórias ,3% 2 Optativas ,7% Total % do curso Conteúdos complementares As atividades descritas a seguir caracterizam-se, basicamente, por trabalho acadêmico sob supervisão docente (Resolução CNE/CES n o 3/2002, artigo 8 o ). Desta forma, poderão ser integralizadas em substituição ou complemento às disciplinas optativas do Estágio Curricular, cuja carga horária mínima é de aproximadamente 3,7% do total do curso. Apenas duas modalidades poderão ser integralizadas. O número máximo de créditos permitido para a integralização de cada atividade é também informado. Atividades Complementares Créditos Carga Horária 1 Estágios de Treinamento Iniciação Científica Projetos de Extensão Bolsas de Incentivo Técnico-Acadêmico 1 Monitoria Programa de Desenvolvimento em Informática Bolsas de Apoio ao Estudante (PAE) Programa Especial de Treinamento (PET) Etapas curriculares Os conteúdos programáticos essenciais e complementares para o curso de Odontologia, citados acima, foram redistribuídos e agrupados em Núcleo de Formação Básica, Núcleo de Formação Específica e Estágio Supervisionado. As Disciplinas

12 Obrigatórias, as Disciplinas Optativas e as Atividades Complementares responsáveis por estes conteúdos, com o número de créditos disponíveis, são descritas, em ordem alfabética, nos quadros 1, 2 e 3. A carga horária mínima de cada aluno será de (quatro mil, oitocentas e sessenta) horas, das quais aproximadamente 20% (975 horas) cumpridas em Estágio Supervisionado. A integralização dar-se-á por meio do cumprimento de: a) horas (259 créditos) em Disciplinas Obrigatórias dos Núcleos de Formação Básica e Específica; b) 795 horas (53 créditos) em Disciplinas Obrigatórias do Estágio Supervisionado; c) 180 horas (12 créditos) em Disciplinas Optativas e/ou Atividades Complementares, também do Estágio Supervisionado. Quadro 1 Disciplinas responsáveis pelos conteúdos programáticos do Núcleo de Formação Básica. DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA CRÉDITOS OBRIGATÓRIAS Anatomia 12 Bioestatística e Metodologia Científica 04 Bioquímica 06 Ciências Sociais I 03 Ciências Sociais II 01 Farmacologia 05 Fisiologia I 07 Fisiologia II 07 Genética Humana 03 Histologia e Embriologia 12 Imunologia 04 Informática em Odontologia I 03 Microbiologia 07 Parasitologia Patologia Geral OPTATIVA Tópicos Especiais de Fisiologia TOTAL DE CRÉDITOS Mínimo 83 Máximo 85

13 Quadro 2 Disciplinas responsáveis pelos conteúdos programáticos do Núcleo de Formação Específica. DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA CRÉDITOS OBRIGATÓRIAS Bioética 02 Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial Pré-Clínica 04 Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial Clínica I 04 Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial Clínica II 04 Dentística I 08 Dentística II 10 Deontologia 02 Desordens Temporomandibulares 04 Diagnóstico Bucal I 04 Endodontia I 08 Endodontia II 04 Ergonomia em Odontologia I 04 Ergonomia em Odontologia II 06 Implantodontia 03 Informática em Odontologia II 02 Materiais Aplicados à Prótese I 04 Materiais Aplicados à Prótese II 01 Materiais Restauradores Diretos 04 Métodos Diagnósticos 04 Oclusão 04 Odontologia Legal 02 Odontologia Preventiva e Sanitária I 04 Odontopediatria I 02 Orientação Profissional 01 Ortodontia Preventiva I 04 Ortodontia Preventiva II 07 Ortopedia Funcional dos Maxilares 02 Patologia Bucal 09 Periodontia I 08 Periodontia II 04 Prótese Fixa Convencional e sobre Implantes I 04 Prótese Fixa Convencional e sobre Implantes II 08 Prótese Parcial Removível I 04 Prótese Parcial Removível II 08 Prótese Total I 05 Prótese Total II 08 Radiologia I 08 Radiologia II 02 NÃO HÁ DISCIPLINAS OPTATIVAS TOTAL DE CRÉDITOS 176

14 Quadro 3 Disciplinas e atividades complementares responsáveis pelos conteúdos programáticos do Estágio Supervisionado. ESTÁGIO SUPERVISIONADO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS CRÉDITOS Clínica Integrada 16 Diagnóstico Bucal II 03 Informática e Documentação 02 Odontologia Preventiva e Sanitária II 08 Odontopediatria II 14 Triagem e Documentação 06 Urgência em Odontologia 04 TOTAL DE CRÉDITOS EM DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 53 DISCIPLINAS OPTATIVAS CRÉDITOS Aplicação Clínica dos Materiais Odontológicos 08 Dores Orofaciais 04 Estomatologia 04 Laudo Radiográfico 04 Odontogeriatria 08 Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais 08 Odontologia para o Bebê 08 Tópicos Especiais em Endodontia 04 Tópicos Especiais em Odontologia Restauradora 04 Tópicos Especiais em Periodontia 04 Reabilitação Bucal com Próteses Fixas Convencionais e sobre Implantes 04 Tratamento Periodontal para Pacientes Diabéticos 08 ATIVIDADES COMPLEMENTARES (Integralização de até duas modalidades) CRÉDITOS Bolsas de Apoio ao Estudante (PAE) 08 Estágios de Treinamento 08 Iniciação Científica 08 Monitoria 08 Programa de Desenvolvimento em Informática 04 Programa Especial de Treinamento (PET) 08 Projetos de Extensão 08 MÍNIMO DE CRÉDITOS EXIGIDOS 65

15 3.3.4 Grade curricular Na elaboração da grade curricular, as disciplinas foram distribuídas de maneira integrada, vertical e horizontalmente, ao longo de 10 (dez) semestres letivos, facilitando a aprendizagem do aluno. A integração horizontal é obtida por meio da ordenação dos conteúdos ministrados durante o curso, de maneira que os conhecimentos adquiridos inicialmente sirvam de embasamento para aqueles que vêm nos anos subsequentes. A integração vertical é obtida por meio do relacionamento entre os conteúdos ministrados em disciplinas de um mesmo semestre, de forma a possibilitar a integração dos conhecimentos. A utilização máxima de 34 horas semanais em sala de aula ou ambiente clínico, com limite de 8 horas diárias, foi adotada para as disciplinas obrigatórias, possibilitando melhor sedimentação dos conteúdos e participação em disciplinas optativas e atividades complementares, conferindo ao aluno flexibilidade para o desenvolvimento de interesses e potenciais específicos. A redução da carga horária semanal permitirá, também, maior dedicação ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). As Disciplinas Optativas terão número limitado de alunos (mínimo e máximo, fixados nos programas de ensino) e deverão efetuar as matriculas por desempenho acadêmico. As Atividades Complementares (Estágios de Treinamento, Iniciação Científica, Projetos de Extensão, Bolsas de Incentivo Técnico-Acadêmico, Bolsas de Apoio ao Estudante - PAE e Programa Especial de Treinamento PET) serão oferecidas segundo a disponibilidade de Departamentos de Ensino, Instituições de Fomento e Convênios e Parcerias com Serviços Públicos ou Privados, e utilizarão critérios e procedimentos próprios de seleção. O curso de Graduação em Odontologia, em período integral, com aulas práticas e teóricas distribuídas durante todo o dia, deverá ser integralizado em um número mínimo de 10 e máximo de 16 semestres letivos. O regime de matrícula será por disciplina e a seqüência ideal aconselhada está descrita nos Quadros 4, 5, 6 e 7, a seguir.

16 Quadro 4 Distribuição das Disciplinas Obrigatórias e Optativa nos semestres 1 o a 4 o. Disciplinas Obrigatórias 1º SEMESTRE CRED H/A 2º SEMESTRE CRED H/A Anatomia Anatomia Histologia e Embriologia Histologia e Embriologia Bioquímica Bioquímica Genética Humana Genética Humana Bioest. e Metodologia Científica Fisiologia I Ciências Sociais I Microbiologia Informática em Odontologia I Imunologia Parasitologia º SEMESTRE CRED H/A 4º SEMESTRE CRED H/A Dentística I Dentística I Radiologia I Radiologia I Ergonomia em Odontologia I Ergonomia em Odontologia I (*) Patologia Geral Patologia Bucal Fisiologia II Métodos Diagnósticos Farmacologia Odontologia Prev. e Sanitária I Materiais Restauradores Diretos Materiais Aplicados à Prótese I (29) 480 Disciplina Optativa SEMESTRE ÍMPAR CRED H/A SEMESTRE PAR CRED H/A Tópicos Especiais de Fisiologia Tópicos Especiais de Fisiologia (*) A Disciplina de Ergonomia em Odontologia I, no quarto semestre, ministrará seus 3 créditos práticos concomitantemente com a Disciplina de Dentística I. O expoente, na Disciplina Optativa, indica o número máximo de alunos para a matrícula.

17 Quadro 5 Distribuição das Disciplinas dos semestres 5 o a 8 o. Disciplinas Obrigatórias 5 SEMESTRE CRED H/A 6º SEMESTRE CRED H/A Dentística II Dentística II Periodontia I Periodontia I Endodontia I Endodontia I Odontologia Prev. E Sanitária II Odontologia Prev. e Sanitária II Ergonomia em Odontologia II (**) Ergonomia em Odontologia II (**) Oclusão Prótese Total I Cirurgia e T.B.M.F. Pré-Clínica Cirurgia e T.B.M.F. Clínica I Diagnóstico Bucal I Prótese Fixa Conv. e s/ Implantes I Bioética Prótese Parcial Removível I Radiologia II Materiais Aplicados à Prótese II (34) (34) 555 7º SEMESTRE CRED H/A 8º SEMESTRE CRED H/A Prótese Fixa Conv. e s/ Implantes II Prótese Fixa Conv. e s/ Implantes II Prótese Parcial Removível II Prótese Parcial Removível II Prótese Total II Ortodontia Preventiva I Endodontia II Desordens Temporomandibulares Periodontia II Implantodontia Cirurgia e T.B.M.F. Clínica II Diagnóstico Bucal II Deontologia Odontopediatria I Orientação Profissional Ortopedia Funcional dos Maxilares Ciências Sociais II Informática em Odontologia II (**) A Disciplina de Ergonomia em Odontologia II ministrará seus 6 créditos práticos concomitantemente com a Disciplina de Odontologia Preventiva e Sanitária II. Disciplinas destacadas em negrito correspondem a Estágio Supervisionado.

18 Quadro 6 Distribuição das Disciplinas Obrigatórias dos semestres 9 o e 10 o. Disciplinas Obrigatórias 9º SEMESTRE CRED H/A 10º SEMESTRE CRED H/A Clínica Integrada Clínica Integrada Odontopediatria II Odontopediatria II Ortodontia Preventiva II Ortodontia Preventiva II Triagem e Documentação Triagem e Documentação Urgência em Odontologia Urgência em Odontologia Informática e Documentação (***) Informática e Documentação (***) Odontologia Legal (28) (21) 330 (***) A Disciplina de Informática e Documentação ministrará seus 2 créditos práticos concomitantemente com a Disciplina de Triagem e Documentação. Disciplinas destacadas em negrito correspondem a Estágio Supervisionado.

19 Quadro 7 Distribuição das Disciplinas Optativas dos semestres 9 o e 10 o. Disciplinas Optativas 9º SEMESTRE CRED H/A Odontogeriatria Aplicação Clínica dos Materiais Odontológicos Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais Tratamento Peridontal para Pacientes Diabéticos Odontologia para o Bebê Estomatologia Dores Orofaciais Reabilitação Bucal com Próteses Fixas Conv. e s/ Implantes º SEMESTRE CRED H/A Odontogeriatria Aplicação Clínica dos Materiais Odontológicos Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais Tratamento Peridontal para Pacientes Diabéticos Odontologia para o Bebê Tópicos Especiais em Endodontia Tópicos Especiais em Odontologia Restauradora Tópicos Especiais em Periodontia Laudo Radiográfico Disciplinas destacadas em negrito correspondem a Estágio Supervisionado. O expoente indica o número máximo de alunos para a matrícula Distribuição das Disciplinas por Departamento currículo. O Anexo 1 apresenta a distribuição departamental das disciplinas do

20 3.3.6 Programas de Ensino no Anexo 2. Os Programas de Ensino das disciplinas obrigatórias e optativas estão Pré-requisitos Anexo 3. Para efetivação de matrícula, serão observados os pré-requisitos descritos no Trabalho de Conclusão de Curso O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), constará de Monografia, desenvolvida durante o curso, sob supervisão docente, e defendida publicamente, perante banca examinadora interna, no 10 o semestre letivo. Alunos de Pós-Graduação poderão participar das bancas, ampliando a integração entre estes dois segmentos discentes. Relatórios de Pesquisa, Artigos Científicos e Casos Clínicos relevantes, devidamente fundamentados e documentados poderão ser apresentados em substituição à Monografia, não dispensando a defesa pública. Os alunos serão distribuídos, a partir do 3 o ano, a um banco de docentes orientadores, que serão responsáveis pelos trabalhos. Textos produzidos até o 2 o ano do curso poderão ser aceitos, reduzindo-se a cota do orientador junto ao banco. Caberá ao Conselho de Curso de Graduação regular e orientar o fluxo de alunos e orientadores Quadro comparativo Os quadros numerados de 8 a 13, a seguir apresentam as comparações entre a grade curricular vigente (Resolução UNESP n o 5, de 4 de fevereiro de 1998) e a grade curricular proposta, indicando as modificações ocorridas por semestre letivo.

21 Currículo vigente Quadro 8 1 o e 2 o semestres disciplinas obrigatórias. Currículo proposto 1º SEMESTRE CRED H/A 1º SEMESTRE CRED H/A Anatomia Anatomia Histologia e Embriologia Histologia e Embriologia Bioquímica Bioquímica Genética Humana Genética Humana Bioest. e Metodologia Científica Bioest. e Metodologia Científica Ciências Sociais Ciências Sociais I Informática em Odontologia I Informática em Odontologia I Parasitologia Parasitologia Introdução à Odontologia º SEMESTRE CRED H/A 2º SEMESTRE CRED H/A Anatomia Anatomia Histologia e Embriologia Histologia e Embriologia Bioquímica Bioquímica Fisiologia I Fisiologia I Imunologia Imunologia Microbiologia Microbiologia Genética Humana

22 Currículo vigente Quadro 9 3 o e 4 o semestres disciplinas obrigatórias. Currículo proposto 3º SEMESTRE CRED H/A 3º SEMESTRE CRED H/A Dentística I Dentística I Orientação Profissional I Ergonomia em Odontologia I Materiais Dentários Materiais Restauradores Diretos Patologia Geral Patologia Geral Fisiologia II Fisiologia II Farmacologia Farmacologia Radiologia Radiologia I º SEMESTRE CRED H/A 4º SEMESTRE CRED H/A Dentística I Dentística I Orientação Profissional I Ergonomia em Odontologia I Materiais Dentários Materiais Aplicados à Prótese I Patologia Bucal Patologia Bucal Métodos Diagnósticos Métodos Diagnósticos Oclusão Odontologia Prev. e Sanitária I Cirurgia e T.B-Maxilo-Facial I Radiologia I Periodontia I (29) 480

23 Currículo vigente Quadro 10 5 o e 6 o semestres disciplinas obrigatórias. Currículo proposto 5º SEMESTRE CRED H/A 5º SEMESTRE CRED H/A Dentística II Dentística II Periodontia II Periodontia I Endodontia I Endodontia I Cirurgia e T.B-Maxilo-Facial II Cirurgia e T.B.M.F. Pré-Clínica Odontologia Prev. e Sanitária I Odontologia Prev. e Sanitária II Diagnóstico Bucal I Diagnóstico Bucal I Prótese Parcial Fixa I Ergonomia em Odontologia II Prótese Parcial Removível I Bioética Prótese Total Oclusão Materiais Aplicados à Prótese II Radiologia II (34) 555 6º SEMESTRE CRED H/A 6º SEMESTRE CRED H/A Dentística II Dentística II Periodontia II Periodontia I Endodontia I Endodontia I Cirurgia e T. B-Maxilo-Facial II Cirurgia e T.B.M.F. Clínica I Prótese Parcial Fixa I Prótese Fixa Conv. e s/ Implantes I Prótese Parcial Removível I Prótese Parcial Removível I Prótese Total Prótese Total I Ortodontia Preventiva I Odontologia Prev. e Sanitária II Ergonomia em Odontologia II (34) 555

24 Currículo vigente Quadro 11 7 o e 8 o semestres disciplinas obrigatórias. Currículo proposto 7º SEMESTRE CRED H/A 7º SEMESTRE CRED H/A Prótese Parcial Fixa II Prótese Fixa Conv. e s/ Implantes II Prótese Parcial Removível II Prótese Parcial Removível II Endodontia II Endodontia II Orientação Profissional II Orientação Profissional Clínica Integrada Prótese Total II Terapêutica Periodontia II Implantes Osseointegrados Cirurgia e T.B.M.F. Clínica II Odontopediatria Deontologia Ortodontia Preventiva II Ciências Sociais II º SEMESTRE CRED H/A 8º SEMESTRE CRED H/A Odontopediatria Odontopediatria I Diagnóstico Bucal II Diagnóstico Bucal II Ortodontia Preventiva II Ortodontia Preventiva I Informática em Odontologia II Informática em Odontologia II Terapêutica Prótese Fixa Conv. e s/ Implantes II Clínica Integrada Prótese Parcial Removível II Orientação Profissional II Desordens Temporomandibulares Odontologia Legal Ortopedia Funcional dos Maxilares Odontologia Prev. e Sanitária II Implantodontia

25 Currículo vigente Quadro 12 9 o e 10 o semestres disciplinas obrigatórias. Currículo proposto 9º SEMESTRE CRED H/A 9º SEMESTRE CRED H/A Clínica Integrada Odontopediatria II Ortodontia Preventiva II Triagem e Documentação Urgência em Odontologia Informática e Documentação Odontologia Legal (28) º SEMESTRE CRED H/A 10º SEMESTRE CRED H/A Clínica Integrada Odontopediatria II Ortodontia Preventiva II Triagem e Documentação Urgência em Odontologia Informática e Documentação (21) 330

26 Quadro 13 1 o e 2 o semestres disciplinas optativas. Currículo vigente Currículo proposto SEMESTRE PAR CRED H/A SEMESTRE PAR CRED Tópicos Especiais de Fisiologia H/A SEMESTRE ÍMPAR CRED H/A SEMESTRE ÍMPAR CRED Tópicos Especiais de Fisiologia H/A 9º SEMESTRE CRED H/A 9º SEMESTRE CRED H/A Odontogeriatria Aplicação Clínica dos Materiais Odontológicos Odontologia p/ Pacientes com Necessidades Especiais Tratamento Periodontal para Pacientes Diabéticos Odontologia para o Bebê Estomatologia Dores Orofaciais Reabilitação Bucal c/ Próteses Fixas Conv. e s/ Implantes º SEMESTRE CRED H/A 10º SEMESTRE CRED H/A Odontogeriatria Aplicação Clínica dos Materiais Odontológicos Odontologia p/ Pacientes com Necessidades Especiais Tratamento Periodontal para Pacientes Diabéticos Odontologia para o Bebê Tópicos Especiais em Endodontia Tópicos Especiais em Odontologia Restauradora Tópicos Especiais em Periodontia Laudo Radiográfico 04 60

27 Vagas O Curso de Graduação em Odontologia proposto neste projeto contemplará 75 vagas anuais, com ingresso único no início do ano letivo e exames vestibulares aplicados pela VUNESP (Fundação para o Vestibular da UNESP) Acompanhamento e Avaliação O Conselho de Curso de Graduação é o órgão que se responsabiliza pela implantação, execução e avaliação do projeto pedagógico (Avaliação Institucional). Os aspectos a serem avaliados, baseando-se em informações e consultas aos corpos docente e discente, abrangem: Objetivos: análise do projeto pedagógico por meio de questionários onde são interrogados os corpos discente e docente de acordo com as variáveis a serem consultadas. Níveis de avaliação nas diferentes etapas: professores responsáveis pelas disciplinas, Conselhos de Classe, Conselho de Curso de Graduação, Seção de Graduação, Serviço Técnico de Informática e professores de Informática e de Estatística. Especificação das variáveis a serem avaliadas: processo de ensino e aprendizagem, programas de ensino, programação das atividades da disciplina, adequação da disciplina, adequação da infra-estrutura da disciplina, pessoal de apoio à disciplina, empenho do aluno na disciplina, resultado do curso, empenho e estilo do professor na disciplina, qualidade das instalações físicas, motivação institucional. Coleta de dados: É realizada por meio de questionários, aplicados pelos membros do Conselho do Curso de Graduação, anualmente, abrangendo o corpo discente e docente e de acordo com as variáveis propostas para avaliação. Deve-se ressaltar que este método de avaliação tem sido aplicado desde a instalação do Conselho de Curso de Graduação, em 1989.

28 Paralelamente às informações e intervenções debatidas anualmente pelo Conselho de Curso de Graduação, serão também utilizados relatórios, discussões e reflexões provenientes do processo de Avaliação Institucional da UNESP, abordando aspectos gerais e locais das dimensões Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão Acadêmica Núcleo básico comum Segundo a Resolução UNESP n.03/01, cursos iguais deverão ter uma base comum, estruturada a partir de núcleos básicos ou integradores de modo a garantir uma certa semelhança entre os currículos, mas permitindo diversificação consoante com a história e filosofia de cada curso, com vistas a garantir um padrão mínimo de currículo para os cursos de graduação da UNEP. A definição da base comum deverá ser feita conjuntamente pelos Conselhos de Curso envolvidos, ouvidas as Comissões de Ensino e as Congregações das respectivas Unidades, e finalmente aprovada pela CCG. As discussões sobre a Restruturação Curricular dos cursos de Odontologia da UNESP iniciaram-se em 2001, por indicação da Reitoria, com a participação dos coordenadores e sub-coordenadores de curso das Faculdades de Araçatuba, Araraquara e São José dos Campos. Após profícuas reuniões, agendadas na Faculdade de Medicina de Botucatu e dirigidas pelo Prof. Dr. Domingos Alves Meira, digníssimo Coordenador da Área de Saúde da UNESP, foram mapeadas as grades curriculares vigentes, confrontados os conteúdos ministrados e estabelecida carga horária mínima comum. Esta última levou em consideração as características estruturais, funcionais e regionais das Faculdades envolvidas, tornando-se parâmetro para as discussões que se seguiram em cada Unidade Universitária. A carga horária mínima comum é descrita no quadro 14, a seguir.

29 Quadro 14 Carga horária mínima, comum entre as Unidades de Araçatuba, São José dos Ciências Biológicas e da Saúde Campos e Araraquara. Mínimo Comum Horas (créditos) Anatomia 180 (12) Histologia e Embriologia 195 (13) Bioquímica 90 (6) Microbiologia e Imunologia 150 (10) Fisiologia 180 (12) Farmacologia 75 (5) Patologia Geral 105 (7) Ciências Humanas e Sociais Mínimo Comum Horas (créditos) Ciências Sociais 60 (4) Bioestatística 60 (4) Odontologia Preventiva 120 (8) Odontologia Legal 45 (3) Orientação Profissional 45 (3) Ciências Odontológicas Mínimo Comum Horas (créditos) Patologia Bucal 105 (7) Radiologia 120 (8) Semiologia 120 (8) Materiais Dentários 120 (8) Oclusão 60 (4) Dentística 270 (18) Periodontia 165 (11) Endodontia 150 (10) Prótese Total 180 (12) Cirurgia TBMF 180 (12) Prótese Parcial Fixa 180 (12) Prótese Parcial Removível 180 (12) Odontopediatria 210 (14) Ortodontia Preventiva 120 (8) Implantodontia 30 (2) Clínica Integrada 240 (16)

30 4 CORPO DOCENTE Araraquara estão no Anexo 4. Os dados relativos ao corpo docente da Faculdade de Odontologia de 5 CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO Os dados relativos ao corpo técnico-administrativo da Faculdade de Odontologia de Araraquara estão no Anexo 5. 6 PREVISÃO DE DESPESAS Não haverá necessidade de ampliação ou reforma de instalações físicas, aquisição de novos equipamentos e recursos humanos adicionais em decorrência da Reestruturação Curricular. 7 IMPLANTAÇÃO CURRICULAR A implantação da nova estrutura será para os alunos ingressantes em Aos alunos atuais, fica assegurado o direito de concluírem o curso na Estrutura Curricular baixada pela Resolução UNESP 5, de 4 de fevereiro de Aos alunos reprovados em disciplinas da referida resolução, serão oferecidas possibilidades de adaptação, com a elaboração de currículos especiais. Para os ingressantes em 2005, haverá adaptações da Resolução UNESP 5/98 referentes aos 20% da carga horária em Estágio Supervisionado e ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Odontologia Curso: Prazo de integralização: Regime: Qtde. mínima de créditos: Ativo Turnos: Grade curricular Código Disciplina Tipo

Odontologia Curso: Prazo de integralização: Regime: Qtde. mínima de créditos: Ativo Turnos: Grade curricular Código Disciplina Tipo Odontologia - 2012 Curso: Odontologia Prazo de integralização: 5 a 7 Qtde. mínima de créditos: 0 Turnos: Graduação Integral Regime: Seriado Ativo Grade curricular Código Disciplina Tipo CH Créditos 1º

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Departamento de Odontologia

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Departamento de Odontologia PERÍODO DISCIPLINA C.H. TEÓR. PRÁT. Nº. CÓ-REQUISITOS Anatomia Descritiva e Topográfica 64 32 32 02 Bioquímica e Biologia Molecular 80 62 18 02 Biologia Celular e dos tecidos 80 62 18 02 1º Embriologia

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA 3º período 2º período 1º período MATRIZ CURRICULAR - FADBA Período Núcleos Componente curricular Créditos Básica Anatomia geral 4 36 36 72 Bioquímica Citologia, Histologia e Embriologia Humanas 5 72 18

Leia mais

ODONTOLOGIA-522 Nível:Graduação Início: Fim: Legislação: RECONHECIMENTO: PORTARIA MINISTERIAL Nº 348 DE 03/03/94 D.O.U. 07/03/94 Currículo

ODONTOLOGIA-522 Nível:Graduação Início: Fim: Legislação: RECONHECIMENTO: PORTARIA MINISTERIAL Nº 348 DE 03/03/94 D.O.U. 07/03/94 Currículo 1 de 5 Nível:Graduação Início: 19861 01 - - - Biologia Molecular - Ativa desde: - E.I. II - Anatomia, Histologia e Embriologia - Teórica 90 BIO428 - Bioquímica - Ativa desde: 20/09/2011 CHF823 - E.I. I

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 156/2017

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 156/2017 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 156/2017 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Odontologia, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº ODO- 077/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais ICBS ODONTOLOGIA/NOITE HORÁRIO DE AULA 1º SEMESTRE DE 2017

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais ICBS ODONTOLOGIA/NOITE HORÁRIO DE AULA 1º SEMESTRE DE 2017 1º PERÍODO Currículo Novo (513) 13:30 07:40 15:20 1) Introdução à 1) Introdução à Bioquímica e Biologia Molecular Bioquímica e Biologia Molecular Embriologia Geral e da Face Embriologia Geral e da Face

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 268/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 268/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 268/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 105/2014, que dispõe sobre o Currículo do Curso de Odontologia, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Farmácia Campus: Campos dos Goytacazes Missão O curso tem como missão formar profissionais farmacêuticos com visão generalista e humanista capazes de exercer atividades

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Farmácia Campus: Petrópolis Missão O curso tem como missão formar profissionais farmacêuticos capazes de exercer atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos,

Leia mais

* MÉTODOS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO EM ODONTOLOGIA DISCIPLINA EM OFERTA VIRTUAL ( ). (*) ATENÇÃO PRÁTICAS quinzenais

* MÉTODOS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO EM ODONTOLOGIA DISCIPLINA EM OFERTA VIRTUAL ( ). (*) ATENÇÃO PRÁTICAS quinzenais 1º PERÍODO 13:30 07:40 15:20 17:10 19:00 20:50 1) Introdução à 1) Introdução à Bioquímica e Biologia Molecular Bioquímica e Biologia Molecular Embriologia Geral e da Face Embriologia Geral e da Face 2)

Leia mais

GRADE CURRICULAR DE ODONTOLOGIA INTEGRAL

GRADE CURRICULAR DE ODONTOLOGIA INTEGRAL SIGLA MULTIVIX GRADE CURRICULAR DE ODONTOLOGIA INTEGRAL 2016-1 CÓDIGO DISCIPLINAS Primeiro Período CARGA HORÁRIA SEMESTRAL ODO0002 EDUCAÇÃO EM SAÚDE 40 ODO0003 PSICOLOGIA APLICADA A SAÚDE 40 ODO0020 COMUNICAÇÃO

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM Missão Objetivo Geral Objetivos Específicos

CURSO: ENFERMAGEM Missão Objetivo Geral Objetivos Específicos CURSO: ENFERMAGEM Missão Formar para atuar em Enfermeiros qualificados todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema Único de Saúde e do sistema

Leia mais

EDITAL DC/BP 19/2016 E D I T A L

EDITAL DC/BP 19/2016 E D I T A L EDITAL DC/BP 19/2016 ABRE INSCRIÇÕES PARA O EXAME DE PROFICIÊNCIA PARA ALUNOS REGULARMENTE MATRICULADOS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF, NO SEGUNDO

Leia mais

Grade do Curso. 16A - ODONTOLOGIA Currículo: DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 9 2 ANA013 ANATOMIA APLICADA À ODONTOLOGIA II

Grade do Curso. 16A - ODONTOLOGIA Currículo: DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 9 2 ANA013 ANATOMIA APLICADA À ODONTOLOGIA II Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional - CGCO Sistema Integrado de Gestão Acadêmica - SIGA CDARA - COORDENADORIA DE ASSUNTOS E REGISTROS ACADÊMICOS

Leia mais

* MÉTODOS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO EM ODONTOLOGIA DISCIPLINA EM OFERTA VIRTUAL ( ). (*) ATENÇÃO PRÁTICAS quinzenais

* MÉTODOS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO EM ODONTOLOGIA DISCIPLINA EM OFERTA VIRTUAL ( ). (*) ATENÇÃO PRÁTICAS quinzenais 1º PERÍODO 13:30 07:40 15:20 17:10 19:00 20:50 1) Introdução à 1) Introdução à Bioquímica e Biologia Molecular Bioquímica e Biologia Molecular Embriologia Geral e da Face Embriologia Geral e da Face 2)

Leia mais

Relatório de versão curricular

Relatório de versão curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Configuração Curricular Relatório de versão curricular Curso: 19001 - ODONTOLOGIA Versão curricular: D-20132 Situação: Liberada Carga horária mínima para mudança de

Leia mais

A) ESTRUTURA CURRICULAR A elaboração da estrutura curricular do curso de Graduação em Odontologia seguiu os seguintes critérios: # Atender às

A) ESTRUTURA CURRICULAR A elaboração da estrutura curricular do curso de Graduação em Odontologia seguiu os seguintes critérios: # Atender às A) ESTRUTURA CURRICULAR A elaboração da estrutura curricular do curso de Graduação em Odontologia seguiu os seguintes critérios: # Atender às Diretrizes Curriculares Nacionais(DCN) estabelecidas pela RESOLUÇÃO

Leia mais

Odontologia Bacharelado

Odontologia Bacharelado Página 0001 de 0004 12:00:19 Não 1º Período 6401-04S-20 - Anatomia Humana Aplicada à 80 - - 066,67 6403-02S-20 - Biologia Bucal I 40 - - 033,33 6402-01S-20 - Bioquímica do Meio Bucal 20 - - 016,67 8545-04S-20

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE ODONTOLOGIA

CATÁLOGO DO CURSO DE ODONTOLOGIA CATÁLOGO DO CURSO DE ODONTOLOGIA ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Odontologia Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço de Funcionamento do Curso: Rua Yvette Gabriel Atique, 45 Bairro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Currículo dos Cursos - UFU (por curso e situação da versão)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Currículo dos Cursos - UFU (por curso e situação da versão) PARÂMETROS DO CURRÍCULO Versão: 2016-1 Situação da versão: CORRENTE Data de início: 01/01/2016 Data final: Número de períodos: 4 Carga horária total: 1350 Termo médio: 4 Número mínimo de períodos: 2 Total

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão Curso: ENFERMAGEM SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão Formar Enfermeiros qualificados para atuar em todos os níveis de complexidade da assistência ao ser humano em sua integralidade, no contexto do Sistema

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 01/2005 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em, do Centro

Leia mais

EXAME DE SELEÇÃO PARA MONITORIA DE GRADUAÇÃO

EXAME DE SELEÇÃO PARA MONITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL N 01/2017/CATHEDRAL EXAME DE SELEÇÃO PARA MONITORIA DE GRADUAÇÃO 2017.1 1.Da Monitoria 1. 1. Entende-se por Monitoria a atividade de caráter didático-pedagógica, desenvolvida pelo aluno e orientada

Leia mais

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO VERSÃO 2014-2 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO ARACRUZ 2014 1. INTRODUÇÃO 1.1. Missão No intuito de fortalecer e promover uma educação de qualidade em que o discente é o principal protagonista, a

Leia mais

Resolução CNE/CES 2, de 19 de fevereiro de DCN - Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de

Resolução CNE/CES 2, de 19 de fevereiro de DCN - Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Ensino baseado em competências Diretrizes Curriculares e as Práticas Farmacêuticas Hissachi Tsuji e-mail: htsuji@famema.br Famema - Faculdade de Medicina de Marília Resolução CNE/CES 2, de 19 de fevereiro

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Fisioterapia Campus: Macaé Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão

Leia mais

Disciplinas 13 de December de 2012 Última Atualização 04 de January de 2013

Disciplinas 13 de December de 2012 Última Atualização 04 de January de 2013 13 de December de 01 Última Atualização 04 de January de 013 e créditos 17/1/01 SISTEMA DE CRÉDITOS ADOTADOS PELO PPGO-UNIOESTE: Um (1) crédito = quinze (15) h/aulas; Número total de créditos: 44 (660

Leia mais

T P PRÉ-REQUISITO T P PRÉ-REQUISITO

T P PRÉ-REQUISITO T P PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 2012.2 1º SEMESTRE Anatomia Humana I 72 36 36 - Biologia Celular e Genética 72 36 36 - Introdução à Enfermagem 36 36 - Relações Étnico-raciais, Cultura e Saúde

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Enfermagem

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Enfermagem MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM GRADE 5 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2012 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 6501-1 Anatomia I *

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES: CURRÍCULO

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES: CURRÍCULO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - FACIBIS CURSO DE PSICOLOGIA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES: CURRÍCULO 2009.2 COORDENAÇÃO DO CURSO DE PSICOLOGIA BELO

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de NOT

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de NOT Curriculo: 0004-B GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 Cíntia Bovi Binotti / Marcelo Cesar Zanesco Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/029/2009. MODIFICA A RESOLUÇÃO UEPB/CONSEPE/08/2006, QUE APROVA O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA - BACHARELADO - DO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E

Leia mais

PARA O PERÍODO

PARA O PERÍODO PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFESSORES PARA O PERÍODO 2017.2 EDITAL 27/2017 O Reitor do Centro Universitário Doutor Leão Sampaio, no uso de suas atribuições, torna público que estão abertas as inscrições para

Leia mais

Carga Horária Semestral 60 min. Teoria Prática Total

Carga Horária Semestral 60 min. Teoria Prática Total CRÉDITOS Nº 1º Período 01 Anatomia Humana 60 30 90 6-02 Histologia e Embriologia 45 30 75 5-03 Biologia Celular e 45 15 60 4 - Molecular 04 Antropologia 30 30 2-05 Seminário de Introdução 15 15 1 - ao

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS Curso: Medicina Versão: 3 Descrição: Ano: 2016 Semestre: Primeiro não vinculado à disciplina ou a Tipo de estágio: NÃO Exame de Qualificação: NÃO Exame de Proficiência em Inglês: NÃO Exame de Proficiência

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA 2016/02

EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA 2016/02 EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA 06/0 A Faculdade da Serra Gaúcha FSG, no uso de suas atribuições, realizará o Concurso Interno para Monitoria, conforme este Edital.

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Fisioterapia Campus: Niterói Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 455/2012

RESOLUÇÃO N.º 455/2012 MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 455/2012 EMENTA: Estabelece o Currículo do Curso de Graduação em, Grau: Bacharelado, sediado no Pólo Universitário de Rio

Leia mais

Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA. 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação

Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA. 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA CATEGORIAS DE ANÁLISE 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação 1.1 GESTÃO ACADÊMICA 1.1.1 Responsabilidade Social

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo CURSO DE PSICOLOGIA

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo CURSO DE PSICOLOGIA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo 2014.02 CURSO DE PSICOLOGIA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo - 2014.02 CURSO DE PSICOLOGIA As Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos

Leia mais

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE INÍCIO DO CURSO: 01/02/2011 AUTORIZAÇÃO: N 1.562 de 24 de setembro de 2010. DURAÇÃO DO CURSO: 5 anos TURNOS: Diurno TÍTULO DE GRADUAÇÃO: Fisioterapeuta O perfil do profissional a ser formado é de um fisioterapeuta

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogando a Resolução CONSEACC/BP 13/2016, e demais disposições contrárias.

R E S O L U Ç Ã O. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogando a Resolução CONSEACC/BP 13/2016, e demais disposições contrárias. RESOLUÇÃO CONSEACC/BP 33/2016 ALTERA O ROL DE DISCIPLINAS INSUSCETÍVEIS AO PROGRAMA DE FORMAÇÃO GERAL PFG DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. A Presidente

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se como atividade facultativa e tem como objetivos: I - Desenvolver

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENFERMAGEM. COORDENADORA Marisa Dibbern Lopes Correia

UFV Catálogo de Graduação ENFERMAGEM. COORDENADORA Marisa Dibbern Lopes Correia UFV Catálogo de Graduação 2014 173 ENFERMAGEM COORDENADORA Marisa Dibbern Lopes Correia marisa.lopes@ufv.br 174 Currículos dos Cursos do CCB UFV Bacharelado ATUAÇÃO O Curso de Graduação em da UFV apresenta

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem do Centro Universitário do Cerrado - Patrocínio (UNICERP) fundamenta a ação pedagógica, a ser desenvolvida junto aos alunos, na

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FISIOTERAPIA CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FISIOTERAPIA CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FISIOTERAPIA CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art.1º O presente Regulamento disciplina a oferta, o funcionamento e o registro acadêmico das

Leia mais

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação

Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos de graduação Curso de Atualização Pedagógica Julho de 2010 Mediador: Adelardo Adelino Dantas de Medeiros (DCA/UFRN) Diretrizes Curriculares

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA CURSO DE ENFERMAGEM BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR 1ºSEMESTRE

FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA CURSO DE ENFERMAGEM BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR 1ºSEMESTRE FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA CURSO DE BAARELADO MATRIZ CURRICULAR 1ºSEMESTRE EIXO TEMÁTICO 1: O HOMEM COMO SER BIOLÓGICO E SOCIAL TEÓRICA PRATICA TOTAL TEÓRICA PRATICA TOTAL ANATOMIA HUMANA

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (Ingresso até 2014/2 200 horas) Elaborado por: Profa. Me. Andréia Ayres Gabardo da Rosa Profa. Me. Karine Alves Gonçalves Mota PALMAS 2015 As atividades

Leia mais

COERÊNCIA DO CURRÍCULO COM O PERFIL DESEJADO DO EGRESSO

COERÊNCIA DO CURRÍCULO COM O PERFIL DESEJADO DO EGRESSO ORGANIZAÇÃO DO CURSO COERÊNCIA DO CURRÍCULO COM O PERFIL DESEJADO DO EGRESSO O currículo do curso pretende manter coerência com o perfil profissional, pois além de conjugar as atividades teóricas e práticas,

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 228/2013

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 228/2013 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 228/2013 Altera a Deliberação CONSEP Nº 179/2012, que altera o Currículo do Curso de Medicina para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 - Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica 72.00 - Epidemiologia 72.00 - Histologia Humana 72.00 - Saúde

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem

Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem Tempo Mínimo: 4,5 anos (9 semestres) Tempo Máximo: 6 anos (12 semestres) : 4.260 h Atividades Complementares: 150 h Carga Horária Total do Curso:

Leia mais

Centro Universitário Central Paulista

Centro Universitário Central Paulista Centro Universitário Central Paulista EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO PARA MONITORIA DOS CURSOS EDITAL Nº 02/2016 2º semestre O Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP) faz saber, a todos os interessados,

Leia mais

Elementos Constitutivos da Estrutura Curricular por Semestre

Elementos Constitutivos da Estrutura Curricular por Semestre Elementos Constitutivos da Estrutura Curricular por Semestre 1º SEMESTRE Competências e Habilidades Específicas para Atuação Profissional promover estilos de vida saudáveis, conciliando as necessidades

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Aprovado pelo CONSUNI Nº15 em 24/05/2016 ÍNDICE CAPITULO I Da Constituição,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (400 horas) Elaborado por: Profa. Me. Andréia Ayres Gabardo da Rosa Profa. Me. Karine Alves Gonçalves Mota PALMAS 2015 As atividades complementares

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CAMPUS I Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Estatística Curso de Bacharelado em Estatística RESOLUÇÃO INTERNA DE AUTOAVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO

Leia mais

*1 Não inclui o curso de Radiologia, em função da carga horária e conteúdo.

*1 Não inclui o curso de Radiologia, em função da carga horária e conteúdo. CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA Nº 032/2016 O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situada à Rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do Uruguai,

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de 2014 CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO Cacoal - RO 2016 2 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Biomédico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Profissional da área

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Fluxogramas Curriculares Baseado nas diretrizes político-pedagógicas e na definição dos conteúdos curriculares, o fluxograma extrapola a mera relação das unidades curriculares.

Leia mais

Diagnóstico das Matrizes Curriculares das Faculdades de Farmácia do Estado de São Paulo Realizado em 31/05/2007

Diagnóstico das Matrizes Curriculares das Faculdades de Farmácia do Estado de São Paulo Realizado em 31/05/2007 1 Diagnóstico das Matrizes Curriculares das Faculdades de Farmácia do Estado de São Paulo Realizado em 31/5/27 A formação acadêmica do farmacêutico mudou, desde fevereiro de 22, quando foram aprovadas

Leia mais

CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO

CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO CURSO: ARQUITETURA E URBANISMO OBJETIVOS DO CURSO Objetivos Gerais O objetivo geral do Curso de Arquitetura e Urbanismo é propiciar ao aluno o desenvolvimento de habilidades e competências com sólida base

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de DIU

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de DIU 2º Semestre de 2017 - DIU GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 Não ofertada no 2º semestre de 2017 Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2014. A CÂMARA DE ENSINO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e

RESOLUÇÃO Nº 02/2014. A CÂMARA DE ENSINO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e RESOLUÇÃO Nº 02/2014 Estabelece normas e prazos para elaboração, reformulação e avaliação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação da Univasf. A DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO

Leia mais

CURSO DE QUIROPRAXIA - BACHARELADO

CURSO DE QUIROPRAXIA - BACHARELADO CURSO DE QUIROPRAXIA - BACHARELADO Currículo Novo - 2010/02 - Diurno (Seriado). 10 semestres RECONHECIDO PELA PORTARIA Nº 902, DE 10/04/2006 D.O.U. DE 12/04/2006 AMPARADO PELA PORTARIA NORMATIVA Nº 40,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 115 DE 29 DE MARÇO DE 2017 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO DE MEDICINA

CURSO DE GRADUAÇÃO DE MEDICINA CURSO DE GRADUAÇÃO DE MEDICINA 406600 - COMUNICAÇÃO E LITERATURA MÉDICA Estudo do processo de comunicação com ênfase nas relações interpessoais (médico-paciente), direitos dos usuários do SUS, processo

Leia mais

PORTARIA Nº 240, DE 10 DE MAIO DE 2013

PORTARIA Nº 240, DE 10 DE MAIO DE 2013 Página 1 de 6 INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 240, DE 10 DE MAIO DE 2013 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de DIU

Curso: ODONTOLOGIA Curriculo: 0004-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de DIU 1º Semestre de 2017 - DIU GR01918 GR02151 GR01905 GR01921 GR01909 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Anatomia Humana 72.00 Cíntia Bovi Binotti / Marcelo Cesar Zanesco Atividade Pró-ativa - Clínica Odontológica

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Fonoaudiólogo, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES REGULAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1. Os estágios curriculares do Curso de Graduação em Psicologia do Centro Universitário Redentor são considerados como

Leia mais

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de. Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de. Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária Lavras 2013 INTRODUÇÃO

Leia mais

2. DO PROJETO Atuação interprofissional na atenção à saúde dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde, Natal, RN.

2. DO PROJETO Atuação interprofissional na atenção à saúde dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde, Natal, RN. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EDITAL 2017.1 ATUAÇÃO INTERPROFISSIONAL NA ATENÇÃO À SAÚDE DOS SERVIDORES DA SECRETARIA MUNICIPAL, NATAL, RN CAMPUS NATAL A Universidade Potiguar

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA N.º 01/2016

EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA N.º 01/2016 EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO INTERNO PARA O PROGRAMA DE MONITORIA N.º 01/2016 A Faculdade da Serra Gaúcha FSG, no uso de suas atribuições, realizará o Concurso Interno para Monitoria conforme este Edital.

Leia mais

Faculdade São Lucas. Credenciada pela Portaria de 03/12/99. Coordenação de Medicina Matriz Curricular 2º Semestre de 2011

Faculdade São Lucas. Credenciada pela Portaria de 03/12/99. Coordenação de Medicina Matriz Curricular 2º Semestre de 2011 Faculdade São Lucas Credenciada pela Portaria 1.714 de 03/12/99 Rua Alexandre Guimarães, 1927 Bairro: Areal Porto Velho RO Telefones: (69) 32118000 Coordenação de Medicina Matriz Curricular 2º Semestre

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa.

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa. CTC - CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS MISSÃO DA UNIDADE: O Centro de Tecnologia e Ciências tem seu objetivo maior consubstanciado nos objetivos gerais de Ensino, Pesquisa e Extensão. No que tange ao objetivo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 27 DE ABRIL DE 2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 27 DE ABRIL DE 2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.114, DE 27 DE ABRIL DE 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia

Leia mais

Regulamento do curso de Engenharia de Biomédica

Regulamento do curso de Engenharia de Biomédica Regulamento do curso de Engenharia de Biomédica 1/6 Este Regulamento do curso, complementar ao Regulamento Geral dos Cursos de Graduação da UFRN, é uma consolidação de normas específicas do curso de Engenharia

Leia mais

ISES INSTITUTO SUMARÉ DE EDUCAÇÃO SUPERIOR FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

ISES INSTITUTO SUMARÉ DE EDUCAÇÃO SUPERIOR FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR ISES INSTITUTO SUMARÉ DE EDUCAÇÃO SUPERIOR FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E FINALIDADE Art. 1º Respeitada a legislação vigente e as normas específicas aplicáveis

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ODONTOLOGIA HORÁRIO PERÍODO 2011 DIURNO

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ODONTOLOGIA HORÁRIO PERÍODO 2011 DIURNO Column1 COORDENAÇÃO DO CURSO DE ODONTOLOGIA 1 PERÍODO 2011 DIURNO 9:00-10:30 9:00-10:30 09:00-12:00 9:00-10:30 14:00-17:00 Bioquímica T - Profa. Raquel Cito/Histo P1 - Prof. Neto Materiais Dentários T

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Estrutura Curricular do Curso de Medicina da Universidade Iguaçu - Itaperuna A construção da estrutura curricular do Curso de Medicina da Universidade

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA Campus: Curso: Modalidade: Integralização: Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas - Henrique Santillo Farmácia Bacharelado Mínimo: 10 semestres Máximo: 15 semestres

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Fisioterapia

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Fisioterapia MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA GRADE 5 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2010 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 5401-1 Anatomia I

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O Curso de Educação Física - Licenciatura - objetiva a formação pedagógica, ao contemplar uma visão geral da educação e dos processos formativos dos educandos. Adequar-se-á

Leia mais

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac 2 TÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES GERAIS Artigo 1º - Os Cursos da FELM mantém estágios curriculares supervisionados que se constituem

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA E BIOQUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína. ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

Estrutura Curricular de Enfermagem Vigência a partir do 1º semestre de Aprovada pela Resolução nº 36 CONSEPE 18/12/2009.

Estrutura Curricular de Enfermagem Vigência a partir do 1º semestre de Aprovada pela Resolução nº 36 CONSEPE 18/12/2009. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM Estrutura Curricular de Enfermagem Vigência

Leia mais

INFORMAÇÕES CURRICULARES DO CURSO DE NUTRIÇÃO/CCS

INFORMAÇÕES CURRICULARES DO CURSO DE NUTRIÇÃO/CCS INFORMAÇÕES CURRICULARES DO CURSO DE NUTRIÇÃO/CCS MATRIZ CURRICULAR 200 º SEMESTRE Disciplina Código Crédi C H T E L tos Total Biologia Celular e Embriologia Geral MOR02 0 0 Anatomia Humana MOR02 0 0 Química

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PESQUISA E EXTENSÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PESQUISA E EXTENSÃO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA FACULDADE SANT ANA Credenciada pela Portaria MEC nº 594 de 28 de fevereiro de 2005 INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SANT ANA Credenciado pela Portaria MEC nº 2812

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento é próprio das Atividades Complementares do Curso de Direito do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas - UDC e será regido por essas

Leia mais

Caracterização e objetivos do PET

Caracterização e objetivos do PET UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE EDUCAÇÂO TUTORIAL - PET EDITAL DE SELEÇÃO PARA TUTOR(A) DO GRUPO PET CIÊNCIAS SOCIAIS EDITAL Nº 01/2017 A PROGRAD divulga,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA

Leia mais

PORTARIA D.FCF/CAr. 12/2015

PORTARIA D.FCF/CAr. 12/2015 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC PORTARIA D.FCF/CAr. 12/2015 Dispõe sobre o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC do Curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da Faculdade de

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2016

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2016 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2016 Altera a Deliberação Consep Nº 291/2014, que dispõe sobre o Currículo do Curso de Medicina, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do

Leia mais