MUNICÍPIO DE COIMBRA CÂMARA MUNICIPAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MUNICÍPIO DE COIMBRA CÂMARA MUNICIPAL"

Transcrição

1 CONCURSO PÚBLICO PARA A CEDÊNCIA DE UTILIZAÇÃO PRIVATIVA, CONSTRUÇÃO E EXPLORAÇÃO EM DIREITO DE SUPERFÍCIE, DE POSTOS DE ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS E ESTAÇÕES DE SERVIÇO A CONSTITUIR SOBRE IMÓVEIS DO MUNICÍPIO, SITOS NA GUARDA INGLESA PROGRAMA DE CONCURSO 1

2 Programa de Concurso Secção I Disposições Gerais ARTIGO 1º OBJETO, PRAZO, VALOR BASE E FORMA DE PAGAMENTO 1. O objeto do presente concurso consiste na Cedência de Utilização Privativa, Construção e Exploração em Direito de Superfície de um posto de abastecimento de combustíveis e estação de serviço sobre um imóvel pertencente ao domínio privado do Município de Coimbra, abaixo identificado: Prédio urbano da união de freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas, sito em Almegue- Guarda Inglesa, inscrito na matriz respetiva sob o n.º3246 e descrito sob o n.º1467, da extinta freguesia de Santa Clara, a confrontar, de acordo com o registo, a Norte, Nascente e Sul com a Câmara Municipal e a Poente com a Estrada Nacional 110-2, com 1353m2. 2. O valor base para efeito de concurso é de ,00 (um milhão de euros). 3. O prazo contratual é de 20 (vinte) anos, a contar da data da assinatura do contrato, não renovável. 4. O concurso é público, podendo apresentar propostas todas as entidades que se encontrem nas condições gerais estabelecidas por lei. 5. Como forma de pagamento, a ter início aquando da assinatura do contrato, é definida a modalidade de pagamento por prestações anuais mediante a seguinte fórmula: Pa=Vc/20 em que Pa corresponde à prestação anual, Vc corresponde ao valor do contrato e 20 ao número de anos do contrato. 2

3 ARTIGO 2.º ENTIDADE PÚBLICA CONTRATANTE A entidade pública contratante é o Município de Coimbra, sito na Praça 8 de Maio, Coimbra, com o telefone n.º , fax: , endereço de correio eletrónico: e sítio na Internet: ARTIGO 3.º CONCORRENTES 1. Podem concorrer pessoas singulares, coletivas ou equiparadas individualmente ou que declarem a intenção de se constituírem juridicamente numa única entidade ou em consórcio externo, em regime de disponibilidade solidária, no caso de lhes ser adjudicado o contrato. 2. As entidades concorrentes têm de estar reconhecidas como entidades de competência, solvibilidade e idoneidade que cumpram as seguintes condições: a) Não serem devedores de impostos ao Estado Português, o que deverá ser devidamente comprovado por certidão emitida pela Autoridade Tributária e Aduaneira; b) Não serem devedores de contribuições à Segurança Social, devidamente comprovada por certidão emitida pelo Instituto de Segurança Social I.P.; c) Não serem devedores ao Município de Coimbra. ARTIGO 4.º VISITAS AO LOCAL 1. Durante a fase de elaboração das propostas os interessados poderão visitar os imóveis e a parcela objeto do concurso. 2. As visitas devem ser requeridas ao presidente do júri do concurso durante o primeiro terço do prazo para a presentação de propostas, devendo realizar-se até ao final do segundo terço do mesmo prazo. 3

4 Secção II Propostas ARTIGO 5.º APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS 1. Os interessados poderão formular a sua proposta a concurso nas datas e locais indicados no edital de publicitação deste concurso. 2. Não serão admitidas propostas variantes. 3. As propostas e os documentos que as acompanham devem ser redigidas em língua portuguesa e podem ser entregues pelos concorrentes ou seus representantes diretamente durante o período normal de atendimento ao público na Divisão de Atendimento e Apoio aos Órgãos Municipais do Município de Coimbra, sito na Praça 8 de Maio, Coimbra, ou remetidas pelo correio sob registo com aviso de receção. 4. O período normal de atendimento ao público da Divisão de Atendimento e Apoio aos Órgãos Municipais é das 08:30h às 16:30h. 5. Se o envio da proposta se efetuar pelo correio, o concorrente será o único responsável pelos atrasos que porventura se verifiquem, não podendo apresentar qualquer reclamação na hipótese da entrada dos documentos se verificar já depois de esgotado o prazo de entrega das propostas. ARTIGO 6.º PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS 1. Deverão ser apresentadas por escrito ao Presidente do Júri, dentro do primeiro terço do prazo fixado para apresentação de propostas, as reclamações e pedidos de esclarecimento de quaisquer dúvidas surgidas na interpretação das peças do processo de concurso. O incumprimento deste ponto torna o concorrente responsável por todas as consequências da errada interpretação que haja feito. 4

5 2. Os esclarecimentos a que se refere o número anterior serão prestados por escrito, até ao fim do segundo terço do prazo fixado para a presentação das propostas. 3. A adjudicação é da competência da Câmara Municipal, mediante proposta do Júri: 4. O Júri será constituído por: Presidente: ; 1.º Vogal: ; 2.º Vogal: ; 5. O 1.º Vogal substituirá o Presidente do Júri nas suas faltas e impedimentos. 6. São membros suplentes e ; ARTIGO 7.º DOCUMENTOS QUE INSTRUEM AS PROPOSTAS A proposta a elaborar de acordo com modelo anexo (Anexo I), será instruída com os seguintes documentos: a) Identificação do concorrente, mencionando o seu nome, número de contribuinte, número do bilhete de identidade, cartão de cidadão ou de pessoa coletiva, estado civil, domicílio ou, no caso de pessoa coletiva, cópia da respetiva matrícula na Conservatória do Registo Comercial; b) No caso de se tratar de um representante de outrem deverá ser apresentada a respetiva procuração com poderes para o respetivo ato; c) Declaração emitida conforme modelo constante do Anexo I; d) No caso de agrupamento de concorrentes cada uma das entidades que o compõe deve apresentar os documentos referidos nas alíneas anteriores; e) Certidão permanente ou autorização para consulta no sítio tratando-se de pessoa coletiva; f) Os documentos referidos nas alíneas a) e b) do n.º2 do artigo 3.º do presente Programa de Concurso; 5

6 ARTIGO 8.º MODO DE APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS 1. A proposta e os documentos que a acompanham devem ser redigidos em língua portuguesa ou, no caso de não o serem, serão acompanhados da tradução devidamente autorizada em relação à qual o concorrente declara aceitar a prevalência, para todos os efeitos, sobre os respetivos originais. Não poderá conter palavras riscadas, emendas, rasuras ou entrelinhas, a não ser com a respetiva ressalva. 2. A proposta será encerrada em sobrescrito opaco e fechado, em cujo rosto se escreverão as palavras "Proposta para a Cedência de Utilização Privativa, Construção e Exploração em Direito de Superfície de postos de abastecimento de combustíveis, estações de serviço e o nome ou a denominação social do concorrente e o seu endereço. 3. O prazo de manutenção das propostas é de 66 dias. Secção III Ato público do concurso ARTIGO 9.º ABERTURA DAS PROPOSTAS 1. A abertura das propostas em ato público terá lugar no Edifício dos Paços do Concelho no Salão Nobre e realizar-se-á pelas 10 horas do terceiro dia útil que se seguirá ao termo do prazo para entrega das propostas. 2. À sessão do ato público pode assistir qualquer interessado, mas nele apenas podem intervir os concorrentes e os seus representantes que para o efeito estiverem devidamente credenciados, bastando, para tanto, no caso de intervenção do titular da empresa em nome individual, a exibição dos respetivos documentos de identificação pessoal e, no caso de intervenção dos representantes de sociedades ou agrupamentos complementares de empresas, a exibição dos respetivos documentos de identificação pessoal e de uma credencial 6

7 passada pela empresa ou agrupamento, da qual conste o nome e o número de identificação pessoal dos representantes. 3.Entende-se por credencial o documento emitido pela empresa representada da qual constem, além dos poderes conferidos, a(s) assinatura(s) do(s) seu(s) gerente(s), administrador(es) ou mandatário(s) com poderes bastantes, invocando a qualidade em que o fazem. ARTIGO 10.º EXCLUSÃO DE CONCORRENTES São excluídos os concorrentes cujas propostas não sejam recebidas no prazo fixado e ainda os que não reúnam os requisitos previstos no artigo 3.º ARTIGO 11.º EXCLUSÃO DAS PROPOSTAS São excluídas as propostas que não contenham os elementos exigidos nos artigos 7.º e 8.º ou que apresentem proposta de valor inferior ao valor base definido para efeito de concurso. Secção IV Apreciação e Adjudicação ARTIGO 12.º ADJUDICAÇÃO 1. Com base em deliberação fundamentada pelo júri, a adjudicação será atribuída ao concorrente que apresente a proposta com o valor mais alto. 7

8 2. A Câmara Municipal de Coimbra reserva-se no direito de não adjudicar o direito de superfície ao proponente que apresente a proposta mais alta, desde que tenha razões fundamentadas que possam comprometer a mesma. 3. Se entre as propostas houver duas ou mais propostas de igual valor proceder-se-á à hasta pública entre os concorrentes com propostas de igual valor. 4. A hasta pública referida no número anterior realizar-se-á: - No próprio dia do ato público, se os concorrentes com proposta de igual valor estiverem presentes; - Em dia a designar pelo júri, nos restantes casos. ARTIGO 13.º HASTA PÚBLICA 1. As propostas são efetuadas por licitação verbal aberta que seja a praça. 2. O primeiro lanço deve corresponder ao valor base da proposta referida no n.º3 do artigo anterior, não podendo os lanços subsequentes ser de valor inferior a 5.000,00 (cinco mil euros). 3. O interessado deve declarar a qualidade em que licita, nomeadamente em nome próprio ou em representação, ou ainda como mandatário gestor de negócios ou representante de outrem, apresentando para o efeito documento comprovativo dessa qualidade. 4. A licitação termina quando o Presidente do Júri tiver anunciado por três vezes o lanço mais elevado e este não for coberto. 5. Terminada a licitação elabora-se ata do ato, que deve ser assinada pelos membros do júri e pelo adjudicatário provisório. 6. Não havendo licitação considera-se o ato público deserto. ARTIGO 14.º NOTIFICAÇÃO DA ADJUDICAÇÃO 8

9 1. Nos cinco dias posteriores à respetiva decisão, todos os concorrentes são notificados do ato de adjudicação. 2. No mesmo prazo devem ser solicitados ao adjudicatário os documentos necessários à outorga do contrato, bem como o pagamento da caução, correspondente a 5% sobre o valor do contrato. ARTIGO 15.º MODO DE PRESTAÇÃO DA CAUÇÃO 1. O adjudicatário deve prestar a caução correspondente a 5% sobre o valor total do contrato no prazo de 10 dias a contar da notificação, devendo comprovar essa prestação junto da Câmara Municipal no dia imediatamente subsequente. 2. A caução é prestada por depósito em dinheiro ou em títulos emitidos ou garantidos pelo Estado, ou mediante garantia bancária ou seguro-caução. 3. Caso o adjudicatário apresente garantia bancária ou seguro caução, a redação deste documento deverá seguir o modelo anexo (Anexo II), sendo necessário o reconhecimento das assinaturas constantes da garantia bancária e a indicação da liquidação do respetivo imposto de selo. 4. Caso o adjudicatário apresente caução mediante depósito em dinheiro ou títulos, deverá fazê-lo numa instituição de crédito, à ordem do Município de Coimbra, mediante guia de depósito preenchida pelo próprio em conformidade com o modelo anexo (Anexo III). 5. Todas as despesas relativas à prestação da caução são da responsabilidade do adjudicatário. ARTIGO 16.º ANULAÇÃO DA ADJUDICAÇÃO 1. A adjudicação considera-se sem efeito quando, por facto que lhe seja imputável, o adjudicatário: a) Não entregue a documentação que lhe é exigida; 9

10 b) Não preste a caução que lhe é exigida; c) Não compareça no dia, hora e local fixados para a outorga do contrato, sem razão que o justifique. 2. Nos casos previstos no número anterior, a adjudicação pode ser feita ao concorrente classificado em segundo lugar. ARTIGO 17.º CAUSAS DA NÃO ADJUDICAÇÃO 1. O Município de Coimbra reserva-se no direito de não adjudicar o objeto do concurso, devendo, para o efeito, fundamentar a decisão. 2. Caso se verifique a não adjudicação, os concorrentes serão notificados da decisão e dos fundamentos que a justifiquem. Secção V Contrato ARTIGO 18.º ACEITAÇÃO DA MINUTA DO CONTRATO 1. A minuta do contrato é enviada para aceitação ao adjudicatário. 2. A minuta considera-se aceite pelo adjudicatário quando haja aceitação expressa ou quando não haja reclamação nos cinco dias úteis subsequente à respetiva notificação. ARTIGO 19.º RECLAMAÇÕES CONTRA A MINUTA 1. São admissíveis reclamações contra a minuta quando dela constem obrigações não contidas na proposta ou nos documentos que servem de base ao concurso. 10

11 2. Em caso de reclamação a entidade que aprova a minuta comunica ao adjudicatário, no prazo de 10 dias úteis, o que houver decidido sobra a mesma, entendendo-se que a defere se nada disser no referido prazo. ARTIGO 20.º CELEBRAÇÃO DO CONTRATO ESCRITO 1. O contrato, que reveste a forma solene, é reduzido a escrito e deve ser celebrado no prazo máximo de 30 dias úteis a contar da aceitação da minuta ou, consoante o caso, do conhecimento da decisão sobre a reclamação contra aquela ou do termo do prazo fixado para o respetivo deferimento tácito. 2. A entidade pública contratante comunica ao adjudicatário com a antecedência mínima de cinco dias a data, hora e local de celebração do contrato. 3. Se a entidade pública contratante não celebrar o contrato no prazo fixado pode o adjudicatário desvincular-se da proposta. Secção VI Declarações ARTIGO 21.º FALSIDADE DE DOCUMENTOS E DE DECLARAÇÕES Sem prejuízo da participação à entidade competente, a falsificação de documentos ou a prestação culposa de falsas declarações determina, consoante o caso, a respetiva exclusão ou a invalidade da adjudicação e dos atos subsequentes. ARTIGO 22.º FORO COMPETENTE Para quaisquer questões emergentes do contrato, é competente o foro da Comarca de Coimbra. 11

12 ANEXO I (Modelo de declaração que deve instruir a proposta conforme o artigo 7.º do Programa de Concurso Público para a "Proposta para a Cedência de Utilização Privativa, Construção e Exploração em Direito de Superfície de um posto de abastecimento de combustíveis e estação de serviço ) Ex.mo Senhor Presidente Da Câmara Municipal de Coimbra (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de 1 (firma, número de identificação fiscal e sede ou, no caso de agrupamento concorrente, firmas, números de identificação fiscal e sedes), tendo tomado inteiro e perfeito conhecimento do caderno de encargos relativo à execução do contrato a celebrar na sequência do procedimento de (designação ou referência ao procedimento em causa), declara, sob compromisso de honra, que a sua representada 2 se obriga a executar o referido contrato em conformidade com o conteúdo do mencionado caderno de encargos, relativamente ao qual declara aceitar, sem reservas, todas as suas cláusulas. 2 Declara também que executará o referido contrato nos termos previstos nos seguintes documentos, que junta em anexo 3 : a) b) 3 Declara ainda que renuncia a foro especial e se submete, em tudo o que respeitar à execução do referido contrato, ao disposto na legislação portuguesa aplicável. 4 Mais declara, sob compromisso de honra, que: Aplicável apenas a concorrentes que sejam pessoas coletivas. No caso de o concorrente ser uma pessoa singular, suprimir a expressão a sua representada. Enumerar todos os documentos que constituem a proposta, para além desta declaração. 12

13 a) Não se encontra em estado de insolvência, em fase de liquidação, dissolução ou cessação de atividade, sujeita a qualquer meio preventivo de liquidação de patrimónios ou em qualquer situação análoga, nem tem o respetivo processo pendente; b) Não foi condenado(a) por sentença transitada em julgado por qualquer crime que afete a sua honorabilidade profissional 4 (ou os titulares dos seus órgãos sociais de administração, direção ou gerência não foram condenados por qualquer crime que afete a sua honorabilidade profissional 5 ) 6 ; c) Não foi objeto de aplicação de sanção administrativa por falta grave em matéria profissional 7 (ou os titulares dos seus órgãos sociais de administração, direção ou gerência não foram objeto de aplicação de sanção administrativa por falta grave em matéria profissional 8 ) 9 ; d) Tem a situação regularizada relativamente a contribuições para a segurança social em Portugal (ou no Estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 10 ; e) Tem a sua situação regularizada relativamente a impostos devidos em Portugal (ou no Estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 11 ; f) Não foi objeto de aplicação da sanção acessória prevista na alínea e) do nº 1 do art. 21º do Decreto-Lei nº 433/82, de 27 de Outubro, na alínea b) do n.º 1 do artigo 71.º da Lei n.º 19/2012, de 8 de maio, e no n.º 1 do artigo 460.º do Código dos Contratos Públicos 12 ; g) Não foi objeto de aplicação da sanção acessória prevista na alínea b) do n.º 1 do artigo 562.º do Código do Trabalho 13 ; h) Não foi objeto de aplicação, há menos de dois anos, de sanção administrativa ou judicial pela utilização ao seu serviço de mão-de-obra legalmente sujeita ao pagamento de impostos e contribuições para a segurança social, não declarada nos termos das normas que Indicar se, entretanto, ocorreu a respetiva reabilitação. Indicar se, entretanto, ocorreu a respetiva reabilitação. Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa coletiva. Indicar se, entretanto, ocorreu a respetiva reabilitação. Indicar se, entretanto, ocorreu a respetiva reabilitação. Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa coletiva. Declarar consoante a situação. Declarar consoante a situação. Indicar se, entretanto, decorreu o período de inabilidade fixado na decisão condenatória. Indicar se, entretanto, decorreu o período de inabilidade fixado na decisão condenatória. 13

14 imponham essa obrigação, em Portugal (ou no estado de que é nacional ou no qual se situe o seu estabelecimento principal) 14 ; i) Não foi condenado(a) por sentença transitada em julgado por algum dos seguintes crimes 15 (ou os titulares dos seus órgãos sociais de administração, direção ou gerência não foram condenados por alguns dos seguintes crimes 16 ) 17 : i) Participação em atividades de uma organização criminosa, tal como definida no n.º 1 do artigo 2.º da Ação Comum n.º 98/773/JAI, do Conselho; ii) Corrupção, na aceção do artigo 3.º do Ato do Conselho de 26 de Maio de 1997 e do n.º 1 do artigo 3.º da Acção Comum n.º 98/742/JAI, do Conselho; iii) Fraude, na acepção do artigo 1.º da Convenção relativa à Proteção dos Interesses Financeiros das Comunidades Europeias; iv) Branqueamento de capitais, na acepção do artigo 1.º da Diretiva n.º 91/308/CEE, do Conselho, de 10 de Junho, relativa à prevenção da utilização do sistema financeiro para efeitos de branqueamento de capitais; j) Não prestou, a qualquer título, direta ou indiretamente, assessoria ou apoio técnico na preparação e elaboração das peças do procedimento que lhe confira vantagem que falseie as condições normais de concorrência. 5 O declarante tem pleno conhecimento de que a prestação de falsas declarações implica a exclusão da proposta apresentada ou a caducidade da adjudicação que eventualmente sobre ela recaia, sem prejuízo da participação à entidade competente para efeitos de procedimento criminal. (local), (data), (assinatura 18 ) Declarar consoante a situação. Indicar, se entretanto, ocorreu a sua reabilitação. Indicar se, entretanto, ocorreu a sua reabilitação. Declarar consoante o concorrente seja pessoa singular ou pessoa coletiva. Assinatura pelo concorrente ou por quem tenha poderes de representação. 14

15 ANEXO II Modelo de garantia bancária/seguro de caução (artigo 15.ºn.º3) Garantia bancária/seguro de caução n.º... Em nome e a pedido de... 19, vem o(a)... 20, pelo presente documento, prestar, a favor do Município de Coimbra, uma garantia bancária/seguro-caução 21, até ao montante de... 22, destinada/o a caucionar o integral cumprimento das obrigações assumidas pelo(s) garantido(s) no âmbito do processo relativo à adjudicação de... 23, nos termos e para os efeitos previstos nos artigo 15.º do Programa de Concurso. A presente garantia corresponde a...% do valor total da adjudicação acima mencionada e funciona como se estivesse constituída em moeda corrente, responsabilizandose o garante, sem quaisquer reservas, por fazer a entrega de toda e qualquer importância, até ao limite da garantia, logo que interpelado por simples notificação escrita por parte da entidade beneficiária. Fica bem assente que o banco/companhia de seguros 24 garante, no caso de vir a ser chamado(a) a honrar a presente garantia, não poderá tomar em consideração quaisquer objeções do(s) garantido(s), sendo-lhe igualmente vedado opor à entidade beneficiária quaisquer reservas ou meios de defesa de que o garantido se possa valer face ao garante. A presente garantia permanece válida até que seja expressamente autorizada a sua libertação pela entidade beneficiária, não podendo ser anulada ou alterada sem esse mesmo consentimento e independentemente da liquidação de quaisquer prémios que sejam devidos. (local), (data)...(assinatura reconhecida) Identificação completa do adjudicatário. Identificação completa da instituição garante. Eliminar o que não interessar. Indicar o valor por extenso. Indicar o objeto da adjudicação. Eliminar o que não interessar. 15

16 ANEXO III Modelo de guia de depósito (artigo 15.º n.º4.) GUIA DE DEPÓSITO, Vai, residente (ou com sede) em, depositar na (sede, filial, agência) de (nome da instituição) a quantia de (por extenso) (em dinheiro ou representada por), como caução exigida para a "Proposta para a Cedência de Utilização Privativa, Construção e Exploração em Direito de Superfície de um posto de abastecimento de combustíveis e estação de serviço, para os efeitos dos artigos 15.º do Programa de Concurso. Este depósito fica à ordem do Município de Coimbra, a quem deve ser remetido o respetivo conhecimento.... (data)... (assinatura reconhecida) 16

Anexo I Modelo de declaração

Anexo I Modelo de declaração Anexo I Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do Artigo 57.º] 1.... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)...(firma, número

Leia mais

MODELO DE DECLARAÇÃO A QUE SE REFERE A ALÍNEA A) DO Nº 2 DO ARTIGO 10

MODELO DE DECLARAÇÃO A QUE SE REFERE A ALÍNEA A) DO Nº 2 DO ARTIGO 10 MODELO DE DECLARAÇÃO A QUE SE REFERE A ALÍNEA A) DO Nº 2 DO ARTIGO 10 1 -... (nome, número de identificação, NIF e morada), tendo tomado inteiro e perfeito conhecimento do caderno de encargos relativo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP)

CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP) 1 CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP) PROGRAMA DE CONCURSO Índice Artigo 1.º - Identificação do Concurso... 3 Artigo 2.º - Entidade Adjudicante... 3 Artigo 3.º - Órgão que tomou a decisão de contratar...

Leia mais

Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP

Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP «Empresa» «Morada1» «Cod_Postal» «Localidade» Nossa referência Assunto: Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP Aquisição de serviços de dados acesso à internet e conectividade

Leia mais

ANEXO II. Modelo de declaração. [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º]

ANEXO II. Modelo de declaração. [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º] ANEXO II Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º] 1... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)... (firma, número

Leia mais

ANEXO I. Modelo de declaração. [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º]

ANEXO I. Modelo de declaração. [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º] ANEXO I Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º] 1... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)... (firma, número

Leia mais

DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÂO GERAL CONTRATAÇÂO PUBLICA

DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÂO GERAL CONTRATAÇÂO PUBLICA CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÂO GERAL CONTRATAÇÂO PUBLICA AJUSTE DIRETO Fornecimento de Refeições Escolares a Alunos do Ensino Pré-Primário e do 1.º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

DEPARTAMENTO FINANCEIRO DIVISÃO DE PATRIMÓNIO E APROVISIONAMENTO CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA DE CONCURSO

DEPARTAMENTO FINANCEIRO DIVISÃO DE PATRIMÓNIO E APROVISIONAMENTO CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA DE CONCURSO DEPARTAMENTO FINANCEIRO DIVISÃO DE PATRIMÓNIO E APROVISIONAMENTO CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA DE CONCURSO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. Objecto: atribuição do direito de ocupação de espaço para instalação de máquinas

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO CONCURSO PÚBLICO N.º AQUISIÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, VERSÃO II

PROGRAMA DO CONCURSO CONCURSO PÚBLICO N.º AQUISIÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, VERSÃO II CONCURSO PÚBLICO N.º 1900514 AQUISIÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, DO INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP PROGRAMA DO CONCURSO VERSÃO II Avenida

Leia mais

Concurso Público para Cessão do direito de exploração do Núcleo de Educação Ambiental da Costa Nova PROGRAMA DE CONCURSO

Concurso Público para Cessão do direito de exploração do Núcleo de Educação Ambiental da Costa Nova PROGRAMA DE CONCURSO Concurso Público para Cessão do direito de exploração do Núcleo de Educação Ambiental da Costa Nova PROGRAMA DE CONCURSO ÍNDICE ARTIGO 1.º ARTIGO 2.º ARTIGO 3.º ARTIGO 4.º ARTIGO 5.º ARTIGO 6.º ARTIGO

Leia mais

ANEXO II Modelo de declaração [a que se refere o n.º 1 do artigo 168.º do Código dos Contratos Públicos]

ANEXO II Modelo de declaração [a que se refere o n.º 1 do artigo 168.º do Código dos Contratos Públicos] Denominação Social: Número de Identificação Fiscal (NIF): 1... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de ( 1 )... (firma, número de identificação fiscal

Leia mais

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS Concurso limitado por prévia qualificação para a seleção da empresa a designar para a prestação do serviço universal de disponibilização de uma lista telefónica

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO DE CONSULTA PÚBLICA

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO DE CONSULTA PÚBLICA PROGRAMA DO PROCEDIMENTO DE CONSULTA PÚBLICA 1. ENTIDADE PROMOTORA O presente procedimento é promovido pela União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, NIPC 510834108, com sede social na Rua

Leia mais

Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC AJUSTE DIRETO N.º 14/ IBMC

Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC AJUSTE DIRETO N.º 14/ IBMC Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC AJUSTE DIRETO N.º 14/2013 - IBMC CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA PARA PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO AJUSTE DIRETO PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E FINANÇAS ~ CONVITE ~

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E FINANÇAS ~ CONVITE ~ DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E FINANÇAS DESPORTO E TEMPOS LIVRES PISCINAS MUNICIPAIS AO AR LIVRE DE SOURE CONTRATAÇÃO DE 1 PRESTADOR DE SERVIÇOS NA MODALIDADE DE TAREFA (UM NADADOR SALVADOR) ~ CONVITE

Leia mais

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO Fornecimento de equipamento para iluminação cenográfica do Castelo de Palmela ÍNDICE DO PROGRAMA 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO... 2 2 INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL... 2 3 CONSULTA

Leia mais

Procedimento n.º 10/2015/DGF-A

Procedimento n.º 10/2015/DGF-A Procedimento n.º 10/2015/DGF-A Convite para Aquisição de Refeições Escolares - Ano Letivo 2015/2016 Procedimento n.º 10/2015/DGF-A Aquisição de Refeições Escolares - Ano Letivo 2015/2016 Assunto: Convite

Leia mais

PROGRAMA DE PROCEDIMENTO. ARTIGO 1.º Objeto da hasta pública

PROGRAMA DE PROCEDIMENTO. ARTIGO 1.º Objeto da hasta pública PROGRAMA DE PROCEDIMENTO ARTIGO 1.º Objeto da hasta pública 1- Alienação de pinha de pinheiro manso na árvore, proveniente de: Lote 1 Mata Nacional de Cabeção; Lote 2 Mata Nacional de Valverde, Área de

Leia mais

CONVITE PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

CONVITE PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS AJUSTE DIRECTO (Alínea a) do n.º 1 do artigo 20.º do Código de contratação Pública, aprovado pelo D.L. n.º 18/2008, de 29 de janeiro, na sua atual redação doravante designado por CCP) CONVITE PARA A APRESENTAÇÃO

Leia mais

Concurso Público para Utilização e Exploração do Bar das Piscinas

Concurso Público para Utilização e Exploração do Bar das Piscinas Concurso Público Concurso Público para Utilização e Exploração do Bar das Piscinas Página 1 de 13 ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTO DO CONCURSO... 3 2. ENTIDADE ADJUDICANTE... 3 3. ESCLARECIMENTOS... 3

Leia mais

Procedimento n.º 20/2015/DGF-A

Procedimento n.º 20/2015/DGF-A Procedimento n.º 20/2015/DGF-A Convite para Aquisição de Manuais Escolares - Ano Letivo 2015/2016 Índice 1. Entidades 3 2. Decisão de contratar e de autorização da despesa 3 3. Preço base 4 4. Proposta

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE

INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP CONCURSO PÚBLICO N.º 1200316 AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE CONSUMO CLÍNICO Diversos Tubos de Colheita Para os Laboratórios dos Centros de Sangue e da Transplantação

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO

PROGRAMA DE CONCURSO MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE Concurso Público ARRENDAMENTO DO ESTABELECIMENTO COMERCIAL DA CAFETARIA DA PISCINA MUNICIPAL DE CASTRO VERDE PROGRAMA DE CONCURSO Castro Verde, 8 de abril de 2013 PROGRAMA DE

Leia mais

Convite CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE SERVIÇOS MUNICIPAIS CONTRATAÇÃO PÚBLICA AJUSTE DIRETO

Convite CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE SERVIÇOS MUNICIPAIS CONTRATAÇÃO PÚBLICA AJUSTE DIRETO CÂMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA DIVISÃO DE SERVIÇOS MUNICIPAIS CONTRATAÇÃO PÚBLICA Convite AJUSTE DIRETO Beneficiação e Conservação da Rede Viária Municipal Construção de Muro junto à Casa Vermelha

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE LOJA NA PROMENADE DO LIDO LOJA 2- COTA 16,50 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO Página 1 de 19 Índice Artigo 1º Objeto do concurso --------------------------------------------------------------

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO EXPLORAÇÃO DO BAR (LOTE 2) DE APOIO AO CAIS FLUVIAL DE CALDAS DE AREGOS

PROGRAMA DE CONCURSO EXPLORAÇÃO DO BAR (LOTE 2) DE APOIO AO CAIS FLUVIAL DE CALDAS DE AREGOS PROGRAMA DE CONCURSO EXPLORAÇÃO DO BAR (LOTE 2) DE APOIO AO CAIS FLUVIAL DE CALDAS DE AREGOS Contribuinte n.º 506349381. e-mail: geral@cm-resende.pt. www.cm-resende.pt 1 Programa de Concurso Artigo 1º

Leia mais

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS PROJETO DE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS Concurso limitado por prévia qualificação para a seleção da ou das empresas a designar para a prestação do serviço universal de ligação a uma rede de comunicações

Leia mais

CONVITE. Câmara Municipal de Proença a Nova CESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA ZONA DE LAZER DA PEDRA DO ALTAR

CONVITE. Câmara Municipal de Proença a Nova CESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA ZONA DE LAZER DA PEDRA DO ALTAR CONVITE Câmara Municipal de Proença a Nova CESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA ZONA DE LAZER DA PEDRA DO ALTAR A Câmara Municipal de Proença a Nova, sita na Avenida do Colégio, 6150 401 Proença a Nova, com

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA DE CONCURSO PROCEDIMENTO N.º 32/2017 Concurso público para concessão do quiosque da Mata da Madre de Deus Freguesia do Beato Página 1 de 16 ÍNDICE CLÁUSULA 1.ª IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO Aluguer de autocarros com vigilantes para transportes escolares ano letivo 2015/2016 ÍNDICE DO PROGRAMA 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO... 2 2 INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL... 2 3

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL DE LOJAS NO MERCADO MUNICIPAL DA NAZARÉ PROGRAMA DE CONCURSO

CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL DE LOJAS NO MERCADO MUNICIPAL DA NAZARÉ PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL DE LOJAS NO MERCADO MUNICIPAL DA NAZARÉ PROGRAMA DE CONCURSO 1 - ENTIDADE ADJUDICANTE Município da Nazaré, Avenida Vieira Guimarães, nº 54, Paços

Leia mais

Pág. 04 CONVITE. 1. Entidade adjudicante. 2. Órgão que tomou a decisão de contratar. 3. Fundamento da escolha da tramitação procedimental

Pág. 04 CONVITE. 1. Entidade adjudicante. 2. Órgão que tomou a decisão de contratar. 3. Fundamento da escolha da tramitação procedimental Procedimento pré-contratual n.º 07 MUNAMM16 ELABORAÇÃO DE PLANO DE AÇÃO DE REGENERAÇÃO URBANA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA NA IMPLEMENTAÇÃO ABR2016 Pág. 04 Nos termos do artigo 115.º do Código dos Contratos Públicos

Leia mais

CONVITE. PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RESTAURAÇÃO Casa de Chá FUNDAÇÃO DE SERRALVES

CONVITE. PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RESTAURAÇÃO Casa de Chá FUNDAÇÃO DE SERRALVES CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RESTAURAÇÃO Casa de Chá FUNDAÇÃO DE SERRALVES Índice Artigo 1.º Objeto do procedimento de Ajuste Direto... 3 Artigo 2.º Entidade adjudicante... 3 Artigo 3.º Órgão

Leia mais

M U N I C Í P I O D E A R O U C A C Â M A R A M U N I C I P A L

M U N I C Í P I O D E A R O U C A C Â M A R A M U N I C I P A L M U N I C Í P I O D E A R O U C A C Â M A R A M U N I C I P A L Para. Sua referência Sua comunicação Nossa referência Data N.º / / Circular.º /DP Arouca, 8 de AGOST de 2012 Proc.º N.º ASSUNTO: Convite

Leia mais

ANEXO IV CADERNO DE ENCARGOS

ANEXO IV CADERNO DE ENCARGOS ANEXO IV CADERNO DE ENCARGOS 1. OBJETO 1.1. A presente hasta pública tem por objeto a alienação da parcela de terreno municipal, com a área de 9.738m 2, sita na Rua Alberto Einstein, tornejando para a

Leia mais

CPU SEGURO ACIDENTES TRABALHO, SEGURO FROTA AUTOMÓVEL E SEGURO RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL

CPU SEGURO ACIDENTES TRABALHO, SEGURO FROTA AUTOMÓVEL E SEGURO RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL CPU SEGURO ACIDENTES TRABALHO, SEGURO FROTA AUTOMÓVEL E SEGURO RESPONSABILIDADE CIVIL EXTRACONTRATUAL PROGRAMA DE CONCURSO Página 1 ÍNDICE 1 - Objeto do concurso 2 - Entidade Adjudicante 3 - Decisão de

Leia mais

PROGRAMA DE PROCEDIMENTOS

PROGRAMA DE PROCEDIMENTOS APROVADO NA REUNIÃO DO EXECUTIVO MUNICIPAL DE 14/11/2016 O Presidente da Câmara Municipal Dr. Armando Varela PROGRAMA DE PROCEDIMENTOS Concurso Público Cessão de Exploração do Quiosque sito no Espaço Descoberto

Leia mais

Hasta Pública. Alienação do Lote n.º 1 da Zona Industrial do Carrascal. (antigo lote da Frutinatura)

Hasta Pública. Alienação do Lote n.º 1 da Zona Industrial do Carrascal. (antigo lote da Frutinatura) Alienação do Lote n.º 1 da Zona Industrial do Carrascal (antigo lote PROGRAMA DE PROCEDIMENTO 1. Objecto e entidade adjudicante 1.1- A presente hasta pública destina-se à alienação do Lote n.º 1 da Zona

Leia mais

NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE UM SEMI- REBOQUE

NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE UM SEMI- REBOQUE NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE UM SEMI- REBOQUE ÍNDICE 1 Identificação da Entidade Alienante 2 Objeto 3 Consulta do processo 4 Condições de admissão à Hasta Pública 5 Documentos de habilitação

Leia mais

FICHA CANDIDATURA RESTAURANTES. I Identificação. 1.1 Identificação da entidade. Morada completa. 1.2 Responsável pela candidatura

FICHA CANDIDATURA RESTAURANTES. I Identificação. 1.1 Identificação da entidade. Morada completa. 1.2 Responsável pela candidatura FICHA DE CANDIDATURA I Identificação 1.1 Identificação da entidade Morada completa Pessoa singular Pessoa coletiva NIF 1.2 Responsável pela candidatura Contacto do responsável Telemóvel E-mail II Memória

Leia mais

Município da Nazaré Câmara Municipal EMPREITADA DE

Município da Nazaré Câmara Municipal EMPREITADA DE EMPREITADA DE CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DE SURF DA NAZARÉ CONCURSO PÚBLICO URGENTE PROGRAMA DO CONCURSO Artigo 1.º Objeto do concurso O presente concurso tem por objeto a conclusão dos trabalhos de construção

Leia mais

CONCURSO Nº 2/DGS/2017

CONCURSO Nº 2/DGS/2017 CONCURSO Nº 2/DGS/2017 VENDA DE UMA MORADIA NO BAIRRO DA MADRE DE DEUS CONCELHO DE LISBOA REGULAMENTO ÍNDICE 1. Objeto do concurso 2. Consulta do processo 3. Concorrentes 4. Visita ao imóvel 5. Caracterização

Leia mais

Anexo 1 Anexo 2 RESPOSTA(S) DO(S) FORNECEDOR(ES) Referência do Procedimento:CLPQ_AQ-MOB-2014_Fase_Convite Designação do Procedimento:Acordo quadro de fornecimento

Leia mais

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO Contrato de subscrição de Software de Produtividade e Infraestrutura Servidora Índice 1 Identificação do procedimento...3 2 Informação institucional...3 3 Consulta das peças do

Leia mais

CONVITE. 1. Objeto do contrato: NOVO QUARTEL DA GNR DE ÍLHAVO ELABORAÇÃO DE PROJETO. 2. Entidade Adjudicante

CONVITE. 1. Objeto do contrato: NOVO QUARTEL DA GNR DE ÍLHAVO ELABORAÇÃO DE PROJETO. 2. Entidade Adjudicante CONVITE Para o efeito, convida-se V. Exa. a apresentar proposta no âmbito do ajuste direto adotado para a celebração do contrato de NOVO QUARTEL DA GNR DE ÍLHAVO ELABORAÇÃO DE PROJETO. 1. Objeto do contrato:

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO CESSÃO DE DIREITO DE OCUPAÇÃO LOJAS EXTERIORES DO MERCADO MUNICIPAL

CONCURSO PÚBLICO CESSÃO DE DIREITO DE OCUPAÇÃO LOJAS EXTERIORES DO MERCADO MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO CESSÃO DE DIREITO DE OCUPAÇÃO LOJAS EXTERIORES DO MERCADO MUNICIPAL PROGRAMA DE CONCURSO 1 OBJECTO DO CONCURSO a) O presente concurso tem por objecto a cessão do direito de ocupação de

Leia mais

MUNICIPIO DE VIMIOSO CÂMARA MUNICIPAL

MUNICIPIO DE VIMIOSO CÂMARA MUNICIPAL ANEXOS ANEXO I ANEXO I Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do artigo 57.º] 1.... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)

Leia mais

MUNICÍPIO DO CADAVAL Câmara Municipal HASTA PÚBLICA PARA A CEDÊNCIA TEMPORÁRIA DA EXPLORAÇÃO DO BAR DA PISCINA MUNICIPAL DO CADAVAL

MUNICÍPIO DO CADAVAL Câmara Municipal HASTA PÚBLICA PARA A CEDÊNCIA TEMPORÁRIA DA EXPLORAÇÃO DO BAR DA PISCINA MUNICIPAL DO CADAVAL HASTA PÚBLICA PARA A CEDÊNCIA TEMPORÁRIA DA EXPLORAÇÃO DO BAR DA PISCINA MUNICIPAL DO CADAVAL Com vista à adjudicação de exploração do Bar da Piscina Municipal, a delibera abrir a presente hasta pública,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DO BAR AFETO AO PAVILHÃO MUNICIPAL DE

CONCURSO PÚBLICO PARA CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DO BAR AFETO AO PAVILHÃO MUNICIPAL DE CONCURSO PÚBLICO PARA CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DO BAR AFETO AO PAVILHÃO MUNICIPAL DE AZAMBUJA PROGRAMA DE CONCURSO 1. Objeto e modalidade do concurso 1.1. Concurso público para a Concessão do

Leia mais

FREGUESIA DE GÓIS. Concurso Público para a Utilização e Exploração do Bar do Pêgo Escuro - Góis. Processo nº A1/2015 CADERNO DE ENCARGOS

FREGUESIA DE GÓIS. Concurso Público para a Utilização e Exploração do Bar do Pêgo Escuro - Góis. Processo nº A1/2015 CADERNO DE ENCARGOS Concurso Público para a Utilização e Exploração do Bar do Pêgo Escuro - Góis Processo nº A1/2015 CADERNO DE ENCARGOS [1] CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE Objeto do concurso... 3 Instalações e Pessoal... 3 Início

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CONVITE AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CONVITE AJUSTE DIRETO UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO CONVITE AJUSTE DIRETO Aquisição de madeiras e derivados 1 ~-~=-~~~~=-~r:: ' Reguengos d"monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO 2015 UNIDADE

Leia mais

CONVITE Artigo 1.º Artigo 2.º Artigo 3.º Ajuste Direto n.º acal/ciceco 06/14

CONVITE Artigo 1.º Artigo 2.º Artigo 3.º Ajuste Direto n.º acal/ciceco 06/14 1/10 CONVITE Artigo 1.º Entidade pública adjudicante O presente procedimento é promovido pela Universidade de Aveiro, fundação pública com regime de direito privado, adiante abreviadamente designada por

Leia mais

EXTRAÇÃO E ALIENAÇÃO DE CORTIÇA NA ÁRVORE

EXTRAÇÃO E ALIENAÇÃO DE CORTIÇA NA ÁRVORE INSTITUTO DE GESTÃO FINANCEIRA E EQUIPAMENTOS DA JUSTIÇA PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA N.º 01/2014/IGFEJ, I.P. EXTRAÇÃO E ALIENAÇÃO DE CORTIÇA NA ÁRVORE VILA FERNANDO 01 LOTE - 2014 - Índice ARTIGO

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA FINANCEIRA SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO E GESTÃO DE STOCKS CONVITE AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA FINANCEIRA SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO E GESTÃO DE STOCKS CONVITE AJUSTE DIRETO UNIDADE ORGÂNICA FINANCEIRA SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO E GESTÃO DE STOCKS CONVITE AJUSTE DIRETO AQUISIÇÃO DE CONTENTORES DE RECOLHA DE RSU Reguengos ""Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO 2015

Leia mais

Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M, de 14 de Agosto

Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M, de 14 de Agosto Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M, de 14 de Agosto Adapta à Região Autónoma da Madeira o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro O Código dos Contratos

Leia mais

Diploma. Adapta à Região Autónoma da Madeira o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro

Diploma. Adapta à Região Autónoma da Madeira o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro Diploma Adapta à Região Autónoma da Madeira o Código dos Contratos Públicos, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 18/2008, de 29 de Janeiro Decreto Legislativo Regional n.º 34/2008/M Adapta à Região Autónoma

Leia mais

Programa de Procedimento

Programa de Procedimento Concurso Público Urgente Prestação de Serviços de Recolha e Transporte de RSU s para Estação de Transferência e Limpeza Urbana para os Programa de Procedimento 1 2016 Associação de Municípios do Douro

Leia mais

Aquisição de piscina fluvial flutuante

Aquisição de piscina fluvial flutuante CONVITE AJUSTE DIRETO Aquisição de piscina fluvial flutuante REGUENG S AJUSTE DIRETO (Regime Geral) CONVITE Proc. 0 25/AD/APV/2017 Convite para apresentação de proposta nos termos previstos no artigo 115.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - 01CPC16 - PROGRAMA DE CONCURSO ATRIBUIÇÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA PRAIA FLUVIAL ALDEIA ANA AVIZ

CONCURSO PÚBLICO - 01CPC16 - PROGRAMA DE CONCURSO ATRIBUIÇÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA PRAIA FLUVIAL ALDEIA ANA AVIZ CONCURSO PÚBLICO - 01CPC16 - ATRIBUIÇÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA PRAIA FLUVIAL ALDEIA ANA AVIZ 1 - IDENTIFICAÇÃO DO CONCURSO...3 2 - ENTIDADE ADJUDICANTE...3 3 - ÓRGÃO QUE TOMOU A DECISÃO DE

Leia mais

Impressão da 2ª edição do livro "Vinha e Património"

Impressão da 2ª edição do livro Vinha e Património UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CONVITE AJUSTE DIRETO Impressão da 2ª edição do livro "Vinha e Património" REGUENG S DE MONSARAZ

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA CONVITE. Conclusão/reparação das infra-estruturas de um loteamento municipal sito na Ericeira - Processo 25.

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA CONVITE. Conclusão/reparação das infra-estruturas de um loteamento municipal sito na Ericeira - Processo 25. CONVITE AJUSTE DIRECTO PARA: Conclusão/reparação das infra-estruturas de um loteamento municipal sito na Ericeira - Processo 25.94/OM Pelo presente convidamos V. Ex.ª, a apresentar proposta referente ao

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO CONCURSO PÚBLICO N.º 10/2011 COM PUBLICAÇÃO DE ANÚNCIO NO JORNAL OFICIAL DA UNIÃO EUROPEIA (JOUE) FORNECIMENTO DE REFEIÇÕES ESCOLARES ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E DO ENSINO BÁSICO PROGRAMA DO

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE ESPAÇO COMERCIAL NO MERCADO MUNICIPAL DE MÉRTOLA

PROGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE ESPAÇO COMERCIAL NO MERCADO MUNICIPAL DE MÉRTOLA PROGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA ATRIBUIÇÃO DE CONCESSÃO DO DIREITO DE EXPLORAÇÃO DE ESPAÇO Pág. 1 de 6 Índice Art.º 1º Objeto Art.º 2º Entidade adjudicante Art.º 3º Órgão que tomou a decisão de contratar

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO 01CPE16

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO 01CPE16 PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO 01CPE16 Reabilitação e apetrechamento dos edifícios pré-escolares e do ensino básico 1. Identificação do concurso... 3 2. Entidade adjudicante... 3 3. Órgão que tomou

Leia mais

PROPRIEDADE: Câmara Municipal da Maia ENTIDADE GESTORA: ESPAÇO MUNICIPAL. Renovação Urbana e Gestão do Património, E.M., S.A.

PROPRIEDADE: Câmara Municipal da Maia ENTIDADE GESTORA: ESPAÇO MUNICIPAL. Renovação Urbana e Gestão do Património, E.M., S.A. REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO DAS FRAÇÕES DESTINADAS A RESTAURANTE/BAR, AUDITÓRIO E EDIFÍCIO DE ACOLHIMENTO SITUADAS NO PARQUE DE AVIOSO, SÃO PEDRO () PROPRIEDADE: Câmara Municipal da Maia

Leia mais

PROCEDIMENTO DE HASTA PÚBLICA PARA ALIENAÇÃO DE UM IMÓVEL SITO NA RUA 4 Nº 656 E 660, ESPINHO CONSIDERANDOS

PROCEDIMENTO DE HASTA PÚBLICA PARA ALIENAÇÃO DE UM IMÓVEL SITO NA RUA 4 Nº 656 E 660, ESPINHO CONSIDERANDOS PROCEDIMENTO DE HASTA PÚBLICA PARA ALIENAÇÃO DE UM IMÓVEL SITO NA RUA 4 Nº 656 E 660, ESPINHO CONSIDERANDOS O Município de Espinho é proprietário de um bem imóvel, integrado em domínio privado municipal,

Leia mais

FREGUESIA DE SANTA MARINHA

FREGUESIA DE SANTA MARINHA FREGUESIA DE SANTA MARINHA CADERNO DE ENCARGOS HASTA PÚBLICA Nº 01/Santa Marinha/2014 ALIENAÇÃO DE RESINA 2014 CADERNO DE ENCARGOS Artigo 1.º Disposições gerais A presente Hasta Pública rege-se pelo D.L.

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CONVITE AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CONVITE AJUSTE DIRETO UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO CONVITE AJUSTE DIRETO Obra de Construção de um Mural ao Cante Alentejano '"Monsaraz CIDADf f Ukt)PfiA DC\W~HO UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA A UTILIZAÇÃO E EXPLORAÇÃO DO BAR DO PÊGO ESCURO - GÓIS. Processo nº A1/2015 PROGRAMA DE CONCURSO

CONCURSO PÚBLICO PARA A UTILIZAÇÃO E EXPLORAÇÃO DO BAR DO PÊGO ESCURO - GÓIS. Processo nº A1/2015 PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PARA A UTILIZAÇÃO E EXPLORAÇÃO DO BAR DO PÊGO ESCURO - GÓIS Processo nº A1/2015 PROGRAMA DE CONCURSO [1] PROGRAMA DE CONCURSO INDÍCE 3. Identificação e Objeto do Concurso 3. Entidade Adjudicante

Leia mais

Concurso público para fornecimento de uma viatura pesada de caixa aberta de 19Toneladas para o Departamento de Obras Públicas do Município do Funchal

Concurso público para fornecimento de uma viatura pesada de caixa aberta de 19Toneladas para o Departamento de Obras Públicas do Município do Funchal Concurso público para fornecimento de uma viatura pesada de caixa aberta de 19Toneladas para o Departamento de Obras Públicas do Município do Funchal PROGRAMA DE CONCURSO - 1 - Índice Artigo 1º Objecto

Leia mais

Concurso Público N.º 01/DCNFN-DAAF/2016 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO ARTIGO 1.º. Objeto do concurso público

Concurso Público N.º 01/DCNFN-DAAF/2016 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO ARTIGO 1.º. Objeto do concurso público Concurso Público N.º 01/DCNFN-DAAF/2016 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO ARTIGO 1.º Objeto do concurso público 1- Alienação de três lotes de bens móveis, resíduos para sucata, na área do Departamento de Conservação

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO

PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO PARA A CONCESSÃO DA GESTÃO DO PARQUE GERAÇÕES S. JOÃO DO ESTORIL NO CONCELHO DE CASCAIS PROGRAMA DE CONCURSO Proc. N.º8/CON/DCOP/2014 ÍNDICE 1 - IDENTIFICAÇÃO DO CONCURSO 2 - ENTIDADE

Leia mais

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO

PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO PROGRAMA CONCURSO PÚBLICO Prestação de serviços de recolha de resíduos no Concelho de Palmela ÍNDICE DO PROGRAMA 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO... 2 2 INFORMAÇÃO INSTITUCIONAL... 2 3 CONSULTA DAS PEÇAS

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA Nº 02/2015/DRAPLVT ALIENAÇÃO DE OVELHAS RAÇA SALOIA

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA Nº 02/2015/DRAPLVT ALIENAÇÃO DE OVELHAS RAÇA SALOIA PROGRAMA DO PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA Nº 02/2015/ ALIENAÇÃO DE OVELHAS RAÇA SALOIA - 2015-1 ARTIGO 1.º Objecto da Hasta Pública 1 A hasta pública tem por objecto a alienação de 363 ovelhas de raça saloia.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE

CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE I - AVISO II - PROGRAMA DE CONCURSO III - CADERNO DE ENCARGOS IV - ANEXOS SETEMBRO 2016 I AVISO Nº2/2016 O Conselho

Leia mais

1/10 CONVITE. Ajuste Direto n.º acal/ua 07/14

1/10 CONVITE. Ajuste Direto n.º acal/ua 07/14 1/10 CONVITE Artigo 1.º Entidade pública adjudicante O presente procedimento é promovido pela Universidade de Aveiro, fundação pública com regime de direito privado, adiante abreviadamente designada por

Leia mais

Complexo Desportivo Municipal. Relvado Sintético. Iluminação. Convite. Ajuste Directo Empreitada Preço Base: ,00. Município de Sousel SA-DUAQ

Complexo Desportivo Municipal. Relvado Sintético. Iluminação. Convite. Ajuste Directo Empreitada Preço Base: ,00. Município de Sousel SA-DUAQ Requalificação Urbana - Arranjos Exteriores do Bairro Martinho Rovisco Pais Casa Branca Complexo Desportivo Municipal Relvado Sintético Iluminação Ajuste Directo Empreitada Preço Base: 90.750,00 Convite

Leia mais

CONCURSO LIMITADO POR PRÉVIA QUALIFICAÇÃO PARA A CELEBRAÇÃO DE ACORDO QUADRO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TIC E INTEROPERABILIDADE NA ÁREA DA SAÚDE

CONCURSO LIMITADO POR PRÉVIA QUALIFICAÇÃO PARA A CELEBRAÇÃO DE ACORDO QUADRO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TIC E INTEROPERABILIDADE NA ÁREA DA SAÚDE CONCURSO LIMITADO POR PRÉVIA QUALIFICAÇÃO PARA A CELEBRAÇÃO DE ACORDO QUADRO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TIC E INTEROPERABILIDADE NA ÁREA DA SAÚDE REF. 20150196 CONVITE A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS Secção

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA A ALIENAÇÃO DE 5.373,12 M2, SITA NO CASAL DO MOINHO DE DE PARCELA DE TERRENO PARA CONSTRUÇÃO, COM

CONDIÇÕES GERAIS PARA A ALIENAÇÃO DE 5.373,12 M2, SITA NO CASAL DO MOINHO DE DE PARCELA DE TERRENO PARA CONSTRUÇÃO, COM CONDIÇÕES GERAIS PARA A ALIENAÇÃO DE DE PARCELA DE TERRENO PARA CONSTRUÇÃO, COM 5.373,12 M2, SITA NO CASAL DO MOINHO DE BAIXO, JUNTO À VARIANTE NORTE DA ERICEIRA. Condições Gerais para alienação por hasta

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 2.09 PROGRAMA. Artigo 1.º Objecto do concurso

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 2.09 PROGRAMA. Artigo 1.º Objecto do concurso UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 2.09 PROGRAMA Artigo 1.º Objecto do concurso 1. O presente concurso tem por objecto a aquisição de equipamento de radiologia para

Leia mais

CONCESSÃO DO DIREITO DE OCUPAÇÃO E EXPLORAÇÃO, DE UM QUIOSQUE

CONCESSÃO DO DIREITO DE OCUPAÇÃO E EXPLORAÇÃO, DE UM QUIOSQUE CONCURSO PUBLICO CONCESSÃO DO DIREITO DE OCUPAÇÃO E EXPLORAÇÃO, DE UM QUIOSQUE SITO NO LARGO DA ESTAÇÃO, EM ERMESINDE Concurso de concessão do direito de ocupação e exploração de Quiosque 1 PROGRAMA DE

Leia mais

Feira Viva Cultura e Desporto, EEM

Feira Viva Cultura e Desporto, EEM IQ.4.0.10/00 Feira Viva Cultura e Desporto, EEM CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO PARA ADJUDICAÇÃO DA CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR/ESPLANADA DO PAVILHÃO MUNICIPAL DA LAVANDEIRA Procedimento: Concurso

Leia mais

Aquisição de madeiras e derivados e equipamento para a Casa Mortuária de São Pedro do Corval e para o Mercado Municipal

Aquisição de madeiras e derivados e equipamento para a Casa Mortuária de São Pedro do Corval e para o Mercado Municipal SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CONVITE AJUSTE DIRETO Aquisição de madeiras e derivados e equipamento para a Casa Mortuária de São Pedro do Corval e para o Mercado Municipal SUBUNIDADE ORGÂNICA

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

A entidade promotora deste acto é o Município de Fafe, com sede na Av. 5 de Outubro

A entidade promotora deste acto é o Município de Fafe, com sede na Av. 5 de Outubro REGULAMENTO DA HASTA PÚBLICA CONCESSÃO DO DIREITO DE SUPERFÍCIE DE UM LOTE DE TERRENO DESTINADO Á INSTALAÇÃO DE UM POSTO DE ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS, NA ZONA INDUSTRIAL DO SOCORRO. 1 - OBJECTO DA

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE

CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA ALIENAÇÃO DE UM LOTE DE TERRENO DE 1500 M² SITO NAS PENHAS DA SAÚDE I - AVISO II - PROGRAMA DE CONCURSO III - CADERNO DE ENCARGOS IV - ANEXOS JUNHO 2016 I AVISO Nº1/2016 O Conselho

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º

INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP. CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1200416 AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE CONSUMO CLÍNICO PARA O INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP,

Leia mais

HASTA PÚBLICA N.º 1/ VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO

HASTA PÚBLICA N.º 1/ VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA N.º 1/2015 - VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO 1 Objeto do procedimento Hasta Pública para alienação dos imóveis abaixo identificados:

Leia mais

EDITAL N.º 17/17/UFAFDN HASTA PÚBLICA PARA VENDA DE IMÓVEL

EDITAL N.º 17/17/UFAFDN HASTA PÚBLICA PARA VENDA DE IMÓVEL EDITAL N.º 17/17/UFAFDN HASTA PÚBLICA PARA VENDA DE IMÓVEL Nuno Raposo de Magalhães Ortigão de Oliveira, Presidente da União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, para os devidos efeitos legais,

Leia mais

CONCESSÃO DO PRÉDIO URBANO NA RUA DO ARNADO - COIMBRA TERMOS DE REFERÊNCIA

CONCESSÃO DO PRÉDIO URBANO NA RUA DO ARNADO - COIMBRA TERMOS DE REFERÊNCIA CONCESSÃO DO PRÉDIO URBANO NA RUA DO ARNADO - COIMBRA TERMOS DE REFERÊNCIA 1 TERMOS DE REFERÊNCIA REGRAS DO PROCEDIMENTO Artigo 1.º Finalidade Destinam-se os presentes TERMOS DE REFERÊNCIA a regular o

Leia mais

Programa de Procedimento

Programa de Procedimento Programa de Procedimento Hasta Pública Câmara Municipal de Vila Real de Santo António Em cumprimento dos deveres e competências desta Câmara Municipal, vai proceder-se através de hasta pública, à alienação

Leia mais

CÂMAI~ MUNICIPAL DE MAFRA CONDIÇÕES GERAIS PARA ALIENAÇÃO, EM HASTA PÚBLICA, DE MATERIAIS DIVERSOS, CONSIDERADOS COMO SUCATA

CÂMAI~ MUNICIPAL DE MAFRA CONDIÇÕES GERAIS PARA ALIENAÇÃO, EM HASTA PÚBLICA, DE MATERIAIS DIVERSOS, CONSIDERADOS COMO SUCATA CÂMAI~ MUNICIPAL DE MAFRA CONDIÇÕES GERAIS PARA ALIENAÇÃO, EM HASTA PÚBLICA, DE MATERIAIS DIVERSOS, CONSIDERADOS COMO SUCATA CONDIÇÕES GERAIS PARA ALIENAÇÃO POR HASTA PÚBLICA CÂMAlt~ MUNICIPAL DE MAFRA

Leia mais

CONCURSO Nº 3/DGS/2017

CONCURSO Nº 3/DGS/2017 CONCURSO Nº 3/DGS/2017 VENDA DE TERRENOS PARA CONSTRUÇÃO NO ALTO DO LAGOAL CAXIAS - CONCELHO DE OEIRAS REGULAMENTO 1. Objeto do concurso 2. Consulta do processo 3. Concorrentes 4. Inspeção ao terreno 5.

Leia mais

1/10 CONVITE. Ajuste Direto n.º 33 - acal/reit 04/16

1/10 CONVITE. Ajuste Direto n.º 33 - acal/reit 04/16 1/10 CONVITE Artigo 1.º Entidade pública adjudicante O presente procedimento é promovido pela Universidade de Aveiro, fundação pública com regime de direito privado, adiante abreviadamente designada por

Leia mais

Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC CONCURSO PÚBLICO NACIONAL N.º 6/ IBMC

Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC CONCURSO PÚBLICO NACIONAL N.º 6/ IBMC Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC CONCURSO PÚBLICO NACIONAL N.º 6/2014 - IBMC CONCURSO PÚBLICO NACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE UM SISTEMA ÓTICO DE IMAGEM IN VIVO PARA BIOLUMINESCÊNCIA E FLUORESCÊNCIA

Leia mais

Concurso público Concessão Do Uso Privativo do Quiosque, Designado por Pombal, Sito em Cabanões, na Freguesia de Ranhados - Viseu

Concurso público Concessão Do Uso Privativo do Quiosque, Designado por Pombal, Sito em Cabanões, na Freguesia de Ranhados - Viseu PATRIMÓNIO Processo:28.09/2015/1 EDOC/2015/5326 Concurso público Concessão Do Uso Privativo do Quiosque, Designado por Pombal, Sito em Cabanões, na Freguesia de Ranhados - Viseu Índice I - PROGRAMA DE

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO CONCURSO PÚBLICO PARA A Prestação de Serviços de Transporte da População Escolar Ano letivo 2015/2016 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO Câmara Municipal de Arouca Junho 2015 1 PROGRAMA DO PROCEDIMENTO Artigo 1.º

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO N.º 10/2015/ICNF PROGRAMA DE CONCURSO

CONCURSO PÚBLICO N.º 10/2015/ICNF PROGRAMA DE CONCURSO 2015 CONCURSO PÚBLICO N.º 10/2015/ICNF PROGRAMA DE CONCURSO Natália Freitas Mendes PROGRAMA DE CONCURSO CONCURSO PÚBLICO N.º10/2015/ICNF AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA ELABORAÇÃO DOS DOCUMENTOS ESTRATÉGICOS

Leia mais

Empreitada de Reabilitação da Marginal da Nazaré 3ª Fase

Empreitada de Reabilitação da Marginal da Nazaré 3ª Fase PROGRAMA DO PROCEDIMENTO Empreitada de Reabilitação da Marginal da Nazaré 3ª Fase Artigo 1.º Objecto do concurso 1.O presente concurso tem por objecto a requalificação da Avenida Manuel Remígio (Marginal

Leia mais