DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA."

Transcrição

1 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 89/2013 Processo n o : ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA: 19/8/2013, às 15h. Para todas as referências de tempo contidas neste Edital será observado o horário de Brasília - DF. LOCAL (Sítio): CÓDIGO UASG: TIPO DE LICITAÇÃO: Menor preço. OBJETO: Registro de preços para aquisição de solução de videoconferência, bem como para prestação dos serviços de instalação, configuração, manutenções preventiva e corretiva, treinamento, consultoria e suporte, inclusive on-site. EDITAL: Poderá ser obtido no sítio do Banco Central do Brasil, ou no sítio PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS E IMPUGNAÇÕES: Deverão ser encaminhados exclusivamente na forma eletrônica, conforme disposto nos subitens e do Edital. INFORMAÇÕES SOBRE EDITAL: Na Comissão Permanente de Licitações, pelos telefones (61) , , , e nos sítios e INFORMAÇÕES SOBRE ENTREGA DO OBJETO: ver item 22 do Anexo 1. BANCO CENTRAL DO BRASIL CNPJ: / Departamento de Infraestrutura e Gestão Patrimonial - Demap Divisão de Licitações e Contratos - Dilic Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 3, Bloco "B", Edifício-sede - 1 o Subsolo Brasília - DF Telefone: (61) / Fax: (61)

2 2 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Item ÍNDICE DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 89/ Página Preâmbulo Condições gerais Objeto Local, data e horário da licitação Impedimentos à participação Credenciamento e representação Envio das propostas comerciais Divulgação e classificação inicial das propostas comerciais Formulação dos lances Preferência para ME/EPP - Critério de desempate - Procedimentos Julgamento das propostas comerciais Habilitação Recursos Encerramento da sessão Reabertura de Fase do Pregão Adjudicação e homologação Da ata de registro de preços Condições para assinatura da ata de registro de preços e do contrato Obrigações e responsabilidades dos licitantes Obrigações e responsabilidades do BACEN Sanções administrativas Pedidos de esclarecimentos e impugnações Revogação e anulação da licitação Documentação técnica Ambiente de testes de homologação Disposições finais ANEXOS... Página 1. Especificações básicas Homologação da solução Condições para habilitação Condições para formalização da proposta vencedora ajustada Minuta da ata de registro de preços Minuta de contrato Modelo de Planilha de Composição de Custos... 97

3 3 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt O BANCO CENTRAL DO BRASIL, por intermédio do Departamento de Infraestrutura e Gestão Patrimonial - Demap, com observância da Lei n o , de , dos Decretos n os 5.450, de , e 7.892, de , da Lei Complementar n o 123, de , do Decreto nº 6.204, de , do Decreto nº 7.174, de , subsidiariamente, da Lei n o 8.666, de e suas atualizações, e demais normas pertinentes e condições estabelecidas pelo presente Edital e seus anexos, torna público que fará realizar o Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013, do tipo menor preço, para registro de preço, cujo contrato dele decorrente terá como regime de execução o de empreitada por preço unitário. 1. CONDIÇÕES GERAIS 1.1. O pregão eletrônico será realizado em sessão pública, por meio de sistema eletrônico que promova a comunicação pela Internet, no sítio (art. 2 o, Caput, do Dec. n o 5.450/2005) O referido sistema eletrônico utilizará recursos de criptografia e de autenticação que assegurem condições adequadas de segurança em todas as etapas do certame (art. 2º, 3º, do Dec. nº 5.450/2005) O pregão eletrônico será conduzido pelo Banco Central do Brasil, com apoio técnico e operacional do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, representado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, que atuará como provedor do sistema eletrônico para os órgãos integrantes do Sistema de Serviços Gerais SISG Comprasnet (art. 2º, 4º, do Dec. nº 5.450/2005) As dúvidas quanto à operacionalização do sistema deverão ser dirimidas acessando o sítio do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, pelo ou pelo atendimento do Serpro/Siasg: O Pregoeiro poderá solicitar o envio de documentos por meio do sistema Comprasnet, com posterior envio dos originais ou fotocópias autenticadas, no prazo máximo de 3 (três) dias úteis, para o seguinte endereço: Protocolo do Edifício-Sede do Banco Central do Brasil, em Brasília, localizado no Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 3, Bloco B, 2º Subsolo, CEP , aos cuidados do Demap/Dilic/Sulic Em caso de discordância das especificações do objeto descritas no Comprasnet com aquelas constantes no Anexo I deste Edital, prevalecerão as especificações descritas no Edital. 2. OBJETO 2.1. Registro de preços para aquisição de solução de videoconferência, bem como para prestação dos serviços de instalação, configuração, manutenções preventiva e corretiva, treinamento, consultoria e suporte, inclusive on-site, conforme Especificações Básicas constantes no Anexo 1.

4 4 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt LOCAL, DATA E HORÁRIO DA LICITAÇÃO 3.1. O processamento e o julgamento deste pregão eletrônico serão conduzidos por Pregoeiro designado pelo Banco Central do Brasil, por intermédio da Portaria , de 1º , e da Portaria nº , de , que conduzirá os trabalhos em sessão pública, no local, na data e no horário abaixo indicados: local (sítio): encaminhamento das Propostas Comerciais: a partir da data da divulgação do Edital até a data e horário da sessão de abertura descrita no subitem (art. 21, Caput, do Dec. nº 5.450/2005); data e horário da abertura da Sessão Pública: , às 15h Para todas as referências de tempo contidas neste Edital será observado o horário de Brasília (DF). 4. IMPEDIMENTOS À PARTICIPAÇÃO 4.1. Ficam impedidas de participar da licitação as empresas que, na data da abertura do pregão, apresentem qualquer das seguintes situações: não estejam credenciadas na forma do item 5; possuam entre seus dirigentes, gerentes, sócios, responsáveis técnicos ou empregados, qualquer pessoa que seja diretor ou servidor do Banco Central do Brasil; apresentem-se sob a forma de consórcio de empresas, qualquer que seja a modalidade de constituição estejam cumprindo sanção de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública, aplicada por qualquer de seus Órgãos, bem como sanção de suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com o Banco Central do Brasil, sendo consultado o Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (http://www.portaltransparencia.gov.br/ceis/), para averiguação dessa hipótese em relação à licitante que seja a iminente adjudicatária; estejam proibidas de contratar com o Poder Público, em face de aplicação da pena prevista no inciso III do art. 22 da Lei 9.605, de 1998 (Lei de Crimes Ambientais), e inciso V do art. 20 do Decreto 6.514/2008, enquanto perdurarem seus efeitos, ou por decisão judicial proferida com base no art. 12 da Lei nº 8.429, de 1992 (Lei de impropridade Administrativa), em relação a seus dirigentes e sócios, pelo prazo fixado, sendo consultado Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Atos de Improbidade Administrativa (http://www.cnj.jus.br/improbidade_adm/consultar_requerido.php), para averiguação dessa hipótese em relação à licitante que seja a iminente adjudicatária; apresentem-se sob a forma de cooperativa, qualquer que seja a modalidade de constituição.

5 5 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt CREDENCIAMENTO E REPRESENTAÇÃO 5.1. Serão previamente credenciados junto ao provedor do sistema eletrônico indicado no item 1.3, por meio de chave de identificação e de senha, pessoal e intransferível, a autoridade competente do Banco Central do Brasil, o Pregoeiro, os membros da equipe de apoio e os licitantes que participarem do pregão na forma eletrônica, no sítio (art. 3 o, Caput e 1 o, do Dec. n o 5.450/2005) O credenciamento do licitante dependerá de registro cadastral atualizado no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores-Sicaf (art. 3 o, 2 o, do Dec. n o 5.450/2005) A perda da senha ou a quebra de sigilo deverão ser comunicadas imediatamente ao provedor do sistema, para imediato bloqueio de acesso (art. 3 o, 4 o, do Dec. n o 5.450/2005) O credenciamento junto ao provedor do sistema implica a responsabilidade legal do licitante e a presunção de sua capacidade técnica para realização das transações inerentes ao pregão na forma eletrônica (art. 3 o, 6 o do Dec. n o 5.450/2005). 6. ENVIO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS 6.1. As propostas de preço serão remetidas no período estabelecido no item 3.1.2, exclusivamente pelo Sistema Comprasnet (art. 13, inciso II do Dec. n o 5.450/2005), sendo aceitas somente ofertas de 100% (cem por cento) dos quantitativos fixados para cada item, devendo contemplar: descrição do objeto; quantidade: 1 (um); unidade de fornecimento: 1 (um); valor unitário; valor total Até a data e hora indicadas no item 3.1.3, os licitantes poderão retirar ou substituir a proposta anteriormente apresentada (art. 21, 4 o do Dec. n o 5.450/2005) A apresentação da proposta implica obrigatoriedade do cumprimento das disposições contidas no Edital e seus anexos, assumindo o proponente o compromisso de executar os serviços nos seus termos, bem como fornecer todos os materiais, equipamentos, ferramentas e utensílios necessários, em quantidades e qualidades adequadas à perfeita execução contratual, promovendo, quando requerido, sua substituição (art. 22, par. ún, da IN MPOG 02/2008) Para fins de participação no pregão, como condição prévia ao envio da proposta eletrônica, deverão ser apresentadas as DECLARAÇÕES listadas a seguir, de forma virtual, inseridas em campo próprio do Sistema Comprasnet:

6 6 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Declaração de que cumpre os requisitos estabelecidos no artigo 3º da Lei Complementar nº 123/2006, se enquadra na previsão do artigo 11 do Decreto 6.204/2007 e que está apto a fazer jus ao tratamento favorecido previsto nos artigos 42 a 49 daquela Lei, no caso de microempresa, empresa de pequeno porte ou cooperativa, se for o caso; Declaração de que está ciente e concorda com as condições contidas no Edital e seus Anexos e que cumpre plenamente os requisitos de habilitação (art. 21, 2º, do Dec. nº 5.450/2005), ressalvados os casos de participação de microempresa ou empresas de pequeno porte, no que concerne à regularidade fiscal; Declaração de inexistência de fato superveniente impeditivo da habilitação e ciência da obrigatoriedade de declarar ocorrência posterior; Declaração, na forma do inciso V do art. 27 da Lei nº 8.666/1993, regulamentado pelo Decreto n o 4.358/2002, de que cumpre o disposto no inciso XXXIII do art. 7 o da Constituição Federal quanto à proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre aos menores de 18 (dezoito) e de qualquer trabalho a menor de 16 (dezesseis) anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 (quatorze) anos Declaração de Elaboração Independente de Proposta, na forma do disposto na Instrução Normativa nº 2/2009, do MPOG. 7. DIVULGAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO INICIAL DAS PROPOSTAS COMERCIAIS 7.1. A partir do horário previsto no item 3.1.3, a sessão pública será aberta por comando do Pregoeiro (art. 22, caput, do Dec. n o 5.450/2005), com a divulgação dos valores das propostas de preço recebidas, não havendo, neste momento, a identificação dos participantes, o que somente ocorrerá após o encerramento da etapa de lances, na forma do art. 24, 5 o, do Dec. n o 5.450/ Após a abertura da sessão, o Pregoeiro verificará as propostas apresentadas e poderá desclassificar, motivadamente, aquelas que não estiverem em conformidade com os requisitos estabelecidos neste Edital, registrando no sistema as razões da desclassificação, com acompanhamento em tempo real por todos os participantes (art. 22, 2 o, 3 o do Dec. n o 5.450/2005) Somente os licitantes com propostas classificadas participarão da fase de lances (art. 23 do Dec. n o 5.450/2005). 8. FORMULAÇÃO DOS LANCES 8.1. Iniciada a etapa competitiva, os licitantes poderão encaminhar lances exclusivamente pelo Sistema Comprasnet, cuja importância deve corresponder ao valor unitário a ser ofertado, sendo o licitante informado do horário e do valor de registro de sua oferta (art. 24,caput e 5 o do Dec. n o 5.450/2005).

7 7 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Os licitantes poderão oferecer lances sucessivos, até a hora de encerramento da fase de lances, observadas as regras de aceitação estabelecidas neste Edital (art. 24, 2 o do Dec. n o 5.450/2005) Somente serão aceitos os lances cujos valores forem inferiores ao último lance ofertado pelo licitante e registrado pelo sistema (art. 24, 3 o do Dec. n o 5.450/2005) Caso o licitante não realize lances, permanecerá o valor da última proposta eletrônica para efeito da classificação final Não serão aceitos dois ou mais lances iguais, mesmo que de licitantes distintos, prevalecendo aquele que for recebido e registrado em primeiro lugar (art. 24, 4 o do Dec. n o 5.450/2005) Durante a sessão pública, os licitantes poderão acompanhar, em tempo real, todas as mensagens trocadas no chat do sistema, conhecer o valor e horário do menor lance registrado, sem identificação do licitante (art. 24, 5 o do Dec. n o 5.450/2005) No caso de desconexão do Pregoeiro no decorrer da etapa competitiva do pregão, o sistema eletrônico poderá permanecer acessível aos licitantes para a recepção dos lances, retomando o Pregoeiro sua atuação no certame sem prejuízo dos atos realizados (art. 24, 10 o do Dec. n o 5.450/2005) Quando a desconexão do Pregoeiro persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a sessão do pregão será suspensa e terá reinício somente após comunicação expressa do Pregoeiro aos participantes (art. 24, 11 o do Dec. n o 5.450/2005) A etapa de lances da sessão pública será encerrada mediante aviso de fechamento iminente dos lances, emitido pelo Comprasnet aos licitantes, após o que transcorrerá período de tempo de até 30 (trinta) minutos, aleatoriamente por ele determinado, findo o qual será automaticamente encerrada a recepção de lances (art. 24, 6 o e 7 o do Dec. n o 5.450/2005) Depois do encerramento da etapa de lances, será verificada a existência de microempresas ou empresas de pequeno porte, para os efeitos do contido no art. 44 da Lei Complementar 123/2006, procedendo-se como previsto no item PREFERÊNCIA PARA ME/EPP - CRITÉRIO DE DESEMPATE - PROCEDIMENTOS 9.1. Será assegurado, como critério de desempate, preferência de contratação para as microempresas e empresas de pequeno porte (art. 44, caput da Lei Complementar n o 123/2006 e art. 5º, caput do Dec. n o 6.204/2007) Entende-se por empate aquelas situações em que as propostas apresentadas pelas microempresas e empresas de pequeno porte sejam iguais ou até 5% (cinco por cento) superiores à proposta mais bem classificada (art. 44, 1 o e 2 o da Lei Complementar n o 123/2006), e essa última não tiver sido apresentada por microempresa ou empresa de pequeno porte (art. 45, 2 o da Lei Complementar n o 123/2006).

8 8 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Para efeito do disposto no item 9.1, ocorrendo o empate, proceder-se-á da seguinte forma: a microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá apresentar proposta de preço inferior à de menor preço ao final da fase de lances, situação em que, depois de cumpridas as demais exigências para sua habilitação, será declarada vencedora do certame e adjudicado em seu favor o objeto licitado (art. 45, I da Lei Complementar n o 123/2006); não ocorrendo a contratação da microempresa ou empresa de pequeno porte, na forma do item 9.2.1, serão convocadas as remanescentes que porventura se enquadrem na hipótese do item 9.1.1, na ordem classificatória, para o exercício do mesmo direito (art. 45, II da Lei Complementar n o 123/2006); no caso de equivalência dos valores apresentados pelas microempresas e empresas de pequeno porte que se encontrem no intervalo estabelecido no item 9.1.1, será realizado sorteio entre elas para que se identifique aquela que primeiro poderá apresentar melhor oferta (art. 45, III da Lei Complementar n o 123/2006); o sorteio previsto no subitem não se aplica na fase de lances, conforme dispõe o art. 5º, 5º, do Decreto nº 6.204/2007; a microempresa ou empresa de pequeno porte convocada para apresentar nova proposta na forma dos itens 9.2.1, e terá o prazo máximo de 5 (cinco) minutos para fazê-lo, após mensagem automática do sistema eletrônico no chat, sob pena de preclusão (art. 45, 3 o da Lei Complementar n o 123/2006) Havendo êxito no procedimento descrito no item 9.2 e seus subitens, o sistema eletrônico disponibilizará a nova classificação dos licitantes para fins de aceitação No caso de não contratação nos termos previstos no item 9.2 e seus subitens, prevalecerá a classificação inicial e o objeto licitado será adjudicado em favor da proposta originalmente classificada em primeiro lugar (art. 45, 1 o da Lei Complementar n o 123/2006), cumpridas as demais exigências para sua habilitação. 10. JULGAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS O critério de julgamento será o de MENOR PREÇO UNITÁRIO Serão desclassificadas as propostas manifestamente inexequíveis, em especial em relação ao preço (art. 29, IV e V, da IN MPOG 02/2008) Consideram-se preços manifestamente inexequíveis aqueles que, comprovadamente, forem insuficientes para a cobertura dos custos (art. 29, 1º, da IN MPOG 02/2008) Se houver indícios de inexequibilidade da proposta de preço, ou em caso da necessidade de esclarecimentos complementares, poderá ser efetuada diligência, na forma do 3º do art. 43 da Lei nº 8.666/1993, para efeito de comprovação de sua exequibilidade (art. 29, 3º, da IN MPOG 02/2008).

9 9 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Quando o licitante apresentar preço final inferior a 30% da média dos preços ofertados para o mesmo item, e a inexequibilidade da proposta não for flagrante e evidente pela análise da planilha de composição de custos, não sendo possível a sua imediata desclassificação, será obrigatória a realização de diligências para aferir a legalidade e exequibilidade da proposta. (art. 29, 5º, da IN MPOG 02/2008) A inexequibilidade dos valores referentes a itens isolados da planilha de composição de custos, desde que não contrariem instrumentos legais, não caracteriza motivo suficiente para desclassificação da proposta (art. 29, 2º, da IN MPOG 02/2008) Encerrada a etapa de lances e eventual procedimento de preferência para ME/EPP, na forma do item 9, o licitante classificado provisoriamente em primeiro lugar deverá encaminhar, conforme condições estabelecidas no Anexo 3, a proposta de preço e a Planilha de Composição de Custos (Anexo 6) adequadas ao último lance, em arquivo único, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, contado da convocação efetuada pelo Pregoeiro por meio da opção Enviar Anexo no sistema Comprasnet Caso não seja possível enviar o documento em um único arquivo, em razão do tamanho do mesmo, o licitante poderá, DESDE QUE DENTRO DO PRAZO ESTIPULADO PARA O ENCAMINHAMENTO DA DOCUMENTAÇÃO, solicitar ao pregoeiro, por meio do nova convocação de anexo no sistema Caso haja problemas na inserção do arquivo no sistema Comprasnet, alternativamente e DESDE QUE DENTRO DO PRAZO DA CONVOCAÇÃO, a documentação poderá ser enviada para Os documentos remetidos por meio da opção Enviar Anexo do sistema Comprasnet ou pelo poderão ser solicitados em original ou por cópia autenticada, em prazo a ser estabelecido pelo Pregoeiro, na forma do item 1.5 do Edital A referida solicitação poderá ser encaminhada aos licitantes que apresentaram propostas ou somente ao licitante classificado em primeiro lugar, conforme previsão contida no Portal de Compras do Governo Federal - Comprasnet Erros no preenchimento da Planilha não são motivo suficiente para a desclassificação da proposta, quando aquela puder ser ajustada sem a necessidade de majoração do preço ofertado, e desde que se comprove que este é suficiente para arcar com todos os custos da contratação (art. 29-A, 2º, da IN MPOG 02/2008, incluído pela IN MPOG 03/2009) O Pregoeiro examinará a proposta classificada em primeiro lugar quanto à compatibilidade do preço em relação ao estimado para contratação (art.25, caput, do Dec /2005) e analisará, se for o caso, os documentos enviados por intermédio do Sistema Comprasnet, sendo facultado ao Pregoeiro, por meio do mesmo sistema, realizar contraproposta ao licitante que tenha apresentado lance mais vantajoso para que seja obtida melhor proposta (art. 24, 8º, do Dec /2005).

10 10 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Eventual contraproposta do Pregoeiro deverá observar todos os critérios de julgamento, não se admitindo negociar condições diferentes daquelas previstas no Edital, podendo a negociação ser acompanhada pelos demais licitantes (art. 24, 8 o e 9 o do Dec. n o 5.450/2005) Se a proposta ou o lance de menor valor não for aceitável, ou se o licitante desatender às exigências de habilitação, o Pregoeiro examinará a proposta ou o lance subsequente, procedendo na forma do item 10.4, na ordem de classificação, sucessivamente, levando em conta, inclusive, os critérios preferenciais do item 9, até a apuração de uma proposta ou lance que atenda ao Edital Verificadas a aceitabilidade da proposta final classificada em primeiro lugar e a compatibilidade de seu preço com o valor estimado, o Pregoeiro divulgará o resultado do julgamento das propostas comerciais Será assegurada preferência, nos termos do disposto no art. 3º da Lei nº 8.248, de 1991, para fornecedores de bens e serviços, observada a seguinte ordem (art. 5º do Decreto nº 7.174, de 2010): Bens e serviços com tecnologia desenvolvida no País e produzidos de acordo com o Processo Produtivo Básico (PPB), na forma definida pelo Poder Executivo Federal; Bens e serviços com tecnologia desenvolvida no País; e Bens e serviços produzidos de acordo com o PPB, na forma definida pelo Poder Executivo Federal O exercício do direito de preferência disposto no item 10.6 será concedido após o encerramento da fase de apresentação das propostas ou lances, observando-se os procedimentos indicados no art. 8º, caput e inc. I a V, do Dec / A comprovação do atendimento ao PPB dos bens de informática e automação ofertados será feita conforme o disposto no art. 7º do Dec / Persistindo o empate entre as melhores propostas licitantes, ou comprovada a inviabilidade da aplicação da regra de preferência estabelecida no item anterior, será realizado sorteio, em ato público, para o qual todos os licitantes serão convocados, dentre as ofertas mais bem classificadas (art. 9º da Lei nº , de 2002, c/c o art. 45, 2º da Lei 8.666, de 1993 e art. 8º, 1º do Decreto 7.174, de 2010) As microempresas e empresas de pequeno porte que atendam ao disposto nos subitens do item 9.2 terão prioridade no exercício do direito de preferência em relação às médias e grandes empresas enquadradas no mesmo subitem Para o exercício do direito de preferência, os licitantes deverão apresentar declaração, sob as penas da lei, de que atendem aos requisitos legais para a qualificação como microempresa ou empresa de pequeno porte, se for o caso, bem como a comprovação de que atendem aos requisitos estabelecidos nos incisos I, II e

11 11 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt III do art. 5º do Decreto 7.174/2010, neste caso na forma do disposto no subitem seguinte (art. 8º, 3º e 4º do Decreto 7.174, de 2010) Caso não haja lances, será verificada a conformidade entre as propostas de menor preço e o valor estimado da contratação Havendo apenas uma proposta, esta poderá ser aceita, desde que observe todos os termos do Edital e seja compatível com o preço estimado da contratação Se as propostas ou os lances de menor valor não forem aceitáveis, ou se o licitante desatender às exigências de habilitação, o Pregoeiro examinará a proposta ou o lance subsequente, verificando a sua aceitabilidade e procedendo à sua habilitação, na ordem de classificação, e assim sucessivamente, até a apuração de uma proposta ou lance que atenda a este Edital Na situação em que houver oferta ou lance considerados qualificados para classificação, o Pregoeiro poderá negociar com o licitante para que seja obtido um preço melhor Encerrada a etapa de lances da sessão pública, o licitante classificado em primeiro lugar deverá comprovar, quando solicitada, a declaração de que trata o subitem retro, podendo a comprovação ser feita com o envio da documentação por meio do Sistema Comprasnet, com posterior envio do original ou fotocópia autenticada, no prazo máximo de 3 (três) dias úteis, para o seguinte endereço: Protocolo do Edifício- Sede do Banco Central do Brasil, em Brasília, localizado no Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 3, Bloco "B", 2º Subsolo, CEP , aos cuidados do Demap/Dilic/Sulic O licitante classificado em primeiro lugar deverá ajustar a Planilha de Composição de Custos (Anexo 6) ao preço final e enviá-la imediatamente, pelo Comprasnet, como previsto no art. 24 da IN MPOG 02/2008, ou no prazo assinalado pelo Pregoeiro, que será de no máximo 3 (três) dias úteis. 11. HABILITAÇÃO Para fins de habilitação, deve ser observado o contido no Anexo 2 - Condições para Habilitação Caso não seja habilitado o licitante classificado em primeiro lugar ou se o licitante vencedor, beneficiado pelo tratamento diferenciado previsto na Lei Complementar n o 123/2006, se for o caso, não regularizar a documentação no prazo ali fixado, o Pregoeiro observará as disposições do item 10.4 (art. 25, 5 o do Dec. n o 5.450/2005 e art. 4, 4º do Dec. nº 6.204/2007) No julgamento da habilitação e das propostas, o Pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância das propostas, dos documentos e sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de habilitação e classificação (art. 26, 3 o do Dec. n o 5.450/2005).

12 12 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Os documentos exigidos no Anexo 2 do Edital e que não estejam contemplados no Sistema de Cadastramento de Fornecedores (Sicaf) poderão ser remetidos em conjunto com a proposta de preços indicada no item 10.3, em arquivo único, por meio da opção Enviar Anexo do sistema Comprasnet, em prazo idêntico ao estipulado no referido item. 12. RECURSOS Declarado o vencedor, qualquer licitante poderá, durante a sessão pública, de forma imediata e motivada, em campo próprio do sistema, manifestar sua intenção de recorrer, quando lhe será concedido o prazo de 3 (três) dias para apresentar as razões de recurso, ficando os demais licitantes, desde logo, intimados para, querendo, apresentar contrarrazões em igual prazo, que começará a contar do término do prazo do recorrente, sendo-lhes assegurada vista imediata dos elementos indispensáveis à defesa dos seus interesses (art. 26, caput, do Dec. n o 5.450/2005) Havendo intenção de recorrer, os documentos serão colocados à disposição para exame dos participantes que assim o desejarem No caso de interposição de recurso, o Pregoeiro poderá: rever sua decisão fundamentadamente, procedendo-se na forma do item 14; prestar informações e submeter o assunto à decisão da autoridade competente, procedendo-se na forma do item 14, no caso de provimento A autoridade competente para decidir os recursos é o Chefe do Departamento de Tecnologia da Informação - Deinf Nas situações previstas nos subitens do item 12.3, o acolhimento do recurso importará a invalidação, quando for o caso, apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento (art. 26, 2 o, do Dec. n o 5.450/2005) A falta de manifestação imediata e motivada dos licitantes durante a realização da sessão importará na decadência do direito de interpor recurso (art. 26, 1 o, do Dec. n o 5.450/2005). 13. ENCERRAMENTO DA SESSÃO Fechado pelo sistema o prazo para intenção de recurso: em caso de não interposição, o Pregoeiro encerrará a sessão; havendo manifestação de interposição, o Pregoeiro informará os prazos para registro das razões, das contrarrazões e da decisão e encerrará a sessão Encerrada a sessão, o Pregoeiro imprimirá a ata gerada pelo sistema, contendo a indicação do lance vencedor, a classificação dos lances apresentados e demais informações relativas à sessão pública, e providenciará sua juntada aos autos, instruída da cópia da planilha de composição de custos, se houver, e da

13 13 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt documentação porventura recebida na forma do item 1.5 (art. 30, inc. XI, e 3 o, do Dec. n o 5.450/2005). 14. REABERTURA DE FASE DO PREGÃO A sessão pública somente será reaberta - retornando-se a fase anterior - mediante reagendamento da sessão pelo Pregoeiro, para um ou mais itens, se houver, quando: houver provimento a recurso interposto; o Pregoeiro ou a autoridade competente para homologação detectar defeito ou vício, justificadamente no Sistema, que implique alteração de resultados, conforme previsto no art. 49 da Lei nº 8.666/ O Pregoeiro fixará dia e horário de reabertura por meio de aviso no Comprasnet, sendo os licitantes comunicados exclusivamente por automático do Sistema Fixada nova data, o Sistema gerará Ata Complementar à anterior, sem perda das informações iniciais A reabertura de fase não possibilita o retorno às fases de classificação/ desclassificação de propostas e de lances, cuja necessidade de alteração ou nulidade ensejará a divulgação de novo Edital. 15. ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Em caso de não interposição de recurso(s) e não incidindo as disposições do item , depois de constatado o atendimento às exigências fixadas no Edital e juntados aos autos a ata e os documentos recebidos, o Pregoeiro adjudicará o objeto da licitação ao licitante vencedor Havendo interposição de recurso(s), depois de decidido(s), com ou sem a reabertura de fase prevista no item 14, a própria autoridade julgadora competente fará a adjudicação do objeto ao licitante vencedor (art. 27 do Dec. n o 5.450/2005), depois de constatado, pelo Pregoeiro, o atendimento às exigências fixadas no Edital, e juntados aos autos a ata e os documentos recebidos Adjudicado o objeto, a licitação será submetida à autoridade competente para homologação Homologada a licitação, os documentos serão colocados à disposição para exame dos participantes que assim o desejarem. 16. DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS A Ata de Registro de Preços não obriga o Banco Central do Brasil a firmar contratações nas quantidades estimadas, podendo ocorrer licitações específicas para aquisição dos itens objeto deste registro de preços, obedecida a legislação pertinente, sendo assegurada ao detentor do registro a preferência de fornecimento, em igualdade de condições (art. 15, 4º, da Lei 8.666/1993 e art. 16 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013).

14 14 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Os preços registrados e os respectivos fornecedores serão divulgados no Diário Oficial da União e ficarão disponibilizados durante a vigência da Ata de Registro de Preços (art. 15, 2º, da Lei 8.666/1993) O Banco Central do Brasil monitorará os preços dos produtos, avaliará o mercado constantemente e poderá rever os preços registrados a qualquer tempo, em decorrência da redução dos preços praticados no mercado ou de fato que eleve os custos dos bens registrados (inciso XI do art. 9º c/c o caput do art. 17 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) O Banco Central do Brasil convocará o fornecedor para negociar o preço registrado e adequá-lo ao preço de mercado sempre que verificar que o preço registrado estiver acima do preço de mercado por motivo superveniente. Em sendo frustrada a negociação, o fornecedor será liberado do compromisso assumido, devendo o Bacen convocar os demais fornecedores visando à igual oportunidade de negociação (caput do art. 17, c/c o 1º do art. 18 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Quando o preço de mercado tornar-se superior aos preços registrados e o fornecedor, mediante requerimento devidamente comprovado (por meio de notas fiscais de aquisição de matérias-primas, lista de preço de fabricantes, etc.), não puder cumprir o compromisso, o Bacen poderá liberar o fornecedor do compromisso assumido, sem aplicação de penalidade, confirmando a veracidade dos motivos e comprovantes apresentados, desde que a comunicação ocorra antes do pedido de fornecimento. O Bacen reserva-se ainda o direito de convocar os demais fornecedores visando à igual oportunidade de negociação (art.19, incisos I e II, do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Não havendo êxito nas negociações mencionadas nos subitens e , o Bacen deverá proceder à revogação da Ata de Registro de Preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa (parágrafo único do art. 19 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Desde que devidamente justificada a vantagem, a ata de registro de preços, durante sua vigência, poderá ser utilizada por qualquer órgão ou entidade da administração pública federal que não tenha participado do certame licitatório, mediante anuência do Banco Central (caput do artigo 22 do Decreto nº 7.892, de 23 de janeiro 2013) Os órgãos e entidades que não participaram do registro de preços, quando desejarem fazer uso da ata de registro de preços, deverão consultar o Banco Central para manifestação sobre a possibilidade de adesão ( 1º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Caberá ao fornecedor beneficiário da ata de registro de preços, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento decorrente de adesão, desde que não prejudique as obrigações presentes e futuras decorrentes da

15 15 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt ata, assumidas com o Banco Central e órgãos participantes ( 2º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) As aquisições ou contratações adicionais por órgão ou entidade não participante não poderão exceder, por órgão ou entidade, a cem por cento dos quantitativos dos itens deste instrumento convocatório e registrados na ata de registro de preços para o Banco Central e órgãos participantes ( 3º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) O quantitativo decorrente das adesões à ata de registro de preços não poderá exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na ata de registro de preços para o Banco Central e órgãos participantes, independente do número de órgãos não participantes que aderirem ( 4º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Será autorizada adesão somente após a primeira aquisição ou contratação por órgão integrante da ata, exceto quando, justificadamente, não houver previsão no edital para aquisição ou contratação pelo Banco Central ( 5º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Após a autorização do Banco Central, o órgão não participante deverá efetivar a aquisição ou contratação solicitada em até noventa dias, observado o prazo de vigência da ata ( 6º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) Compete ao órgão não participante os atos relativos à cobrança do cumprimento pelo fornecedor das obrigações contratualmente assumidas e a aplicação, observada a ampla defesa e o contraditório, de eventuais penalidades decorrentes do descumprimento de cláusulas contratuais em relação às suas próprias contratações, informando as ocorrências ao órgão gerenciador ( 7º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) É vedada aos órgãos e entidades da administração pública federal a adesão à ata de registro de preços gerenciada por órgão ou entidade municipal, distrital ou estadual ( 8º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013) É facultada aos órgãos ou entidades municipais, distritais ou estaduais a adesão à ata de registro de preços da Administração Pública Federal ( 9º do art. 22 do Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013). 17. CONDIÇÕES PARA ASSINATURA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS E DO CONTRATO Após a homologação, o licitante vencedor terá prazo de 3 (três) dias úteis, a contar da data do recebimento da comunicação do Banco Central do Brasil, para apresentar os seguintes documentos, se já estiverem vencidos os prazos de validade dos apresentados para habilitação e para firmar a Ata de Registro de preços:

16 16 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt Certificado de Regularidade do FGTS (CRF), fornecido pela Caixa Econômica Federal, que comprove a regularidade de situação no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço; Certidão Negativa de Débito (CND), emitida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), comprovando a regularidade para com as contribuições sociais incidentes sobre a remuneração paga ou creditada aos segurados a serviço na empresa, válida para todas as suas dependências; Certidão Conjunta de Débitos Relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União, administrados, no âmbito de suas competências, pela Secretaria da Receita Federal do Brasil e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional; Certidão Negativa de Débito Trabalhista (CNDT) comprovando a inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho, emitida pela própria justiça trabalhista O Banco Central do Brasil também poderá comprovar a regularidade fiscal e trabalhista mediante consulta ao Sicaf ou, na indisponibilidade deste, por meio de consulta aos sítios eletrônicos oficias, para suprir pendências nos documentos elencados nos subitens a Após a aprovação dos documentos de que tratam os itens anteriores, o licitante que estiver registrado na Ata de Registro de Preços terá o prazo de 2 (dois) dias úteis, a contar da data do recebimento da comunicação do Banco Central do Brasil, para receber e assinar o Contrato nos termos da minuta de Contrato integrante deste Edital (Anexo 5) A Ata de Registro de Preços deverá ser assinada no Deinf/Dicon/Sucoc, situado no Edifício-Sede do Banco Central do Brasil, em Brasília (DF), localizado no Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 3, Bloco "B", 3º andar No caso de o licitante vencedor, convocado dentro do prazo de validade da sua proposta, recusar-se a assinar a Ata de Registro de Preços e/ou o Contrato, sem prejuízo das sanções previstas no item 20, o Pregoeiro examinará as ofertas subsequentes e a qualificação dos demais licitantes, na ordem de classificação, e assim sucessivamente, até a apuração de um que atenda ao Edital e seja declarado vencedor Para assinatura do Contrato, o licitante vencedor deverá comprovar a manutenção das condições de habilitação O licitante vencedor deverá apresentar, ainda, no ato da assinatura do instrumento contratual, comprovante de garantia para execução desse instrumento, correspondente a 5% (cinco por cento) do valor global do ajuste, que poderá ser efetuada por caução em dinheiro, título da dívida pública, fiança bancária ou segurogarantia Mediante expressa e justificada solicitação do licitante vencedor, o BACEN poderá conceder, excepcionalmente e por ato motivado, o prazo de até 10 (dez) dias

17 17 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt corridos, contados da data de assinatura do Contrato, para apresentação da garantia, o que se fará constar na Cláusula Vigésima Nona do Anexo Para a apresentação de garantia, além de ser vedada a colocação de cláusula excludente de qualquer natureza, deve ser observado que: a carta de fiança bancária deverá conter expressa renúncia, pelo fiador, aos benefícios do artigo 827 do Código Civil (Lei n o /2002); a caução em dinheiro deverá ser depositada na Caixa Econômica Federal - CEF e os títulos da dívida pública ter sido emitidos sob a forma escritural, mediante registro em sistema centralizado de liquidação e de custódia autorizado pelo Banco Central do Brasil e avaliados pelos seus valores econômicos, conforme definido pelo Ministério da Fazenda; a apólice deve declarar expressamente a garantia do pagamento de quaisquer das multas contratuais previstas na Lei n o 8.666/1993, inclusive as descritas nos artigos 86 e 87 da referida lei, bem como cobrir as obrigações trabalhistas e previdenciárias; a garantia deve cobrir, sem qualquer restrição, as obrigações assumidas no contrato a ser celebrado com o Bacen; deve ser renovada a cada prorrogação efetivada no Contrato, nos moldes do art. 56 da Lei nº 8.666/1993, sendo também vedada a colocação de cláusula excludente de qualquer natureza Previamente à contratação, o Banco Central do Brasil verificará a existência de registro do licitante vencedor no Cadastro Informativo dos créditos não quitados do setor público federal (Cadin), conforme previsto no art. 6 o, inciso III, da Lei n o /2002, não sendo, no entanto, por si só, fator impeditivo à contratação a existência de ocorrência(s) em nome do licitante vencedor O licitante vencedor, optante pelo Simples Nacional, que venha a ser contratado, não poderá beneficiar-se da condição de optante e estará sujeito à exclusão obrigatória do Simples Nacional a contar do mês seguinte ao da contratação em consequência do que dispõem o art. 17, inciso XII, o art. 30, inciso II e o art. 31, inciso II, da Lei Complementar nº Caso ocorra a situação prevista no item anterior, a Contratada deverá apresentar cópia do ofício, com comprovante de entrega e recebimento, comunicando a assinatura do contrato de prestação de serviços mediante cessão de mão de obra (situação que gera vedação à opção pelo Simples Nacional) à Receita Federal do Brasil, no prazo previsto no art. 30, 1º, inc. II, da Lei Complementar nº 123, de OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DOS LICITANTES O licitante é responsável: pelas transações efetuadas em seu nome, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances; pelos atos praticados diretamente ou por seu representante; pelo

18 18 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt uso indevido da senha, ainda que por terceiros; pelo acompanhamento das operações no Comprasnet durante a sessão pública do pregão eletrônico e pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema ou de sua desconexão (arts. 3 o, 5 o ;e 13, incs. III e IV, do Dec. n o 5.450/2005); pela fidelidade e legitimidade das informações e dos documentos apresentados em qualquer fase da licitação; pela manutenção do compromisso de executar o objeto deste Edital, nas condições estabelecidas, dentro do prazo de validade da proposta, caso vencedor da licitação; pelo cumprimento dos prazos e demais exigências deste Edital; pela leitura de todas as condições da minuta de Contrato a ser assinado, de que trata o Anexo 5, não sendo admitida alegação posterior de desconhecimento; pela não utilização e não divulgação de quaisquer informações sigilosas às quais tenha acesso em virtude deste pregão. 19. OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES DO BACEN Em decorrência deste Edital, o Banco Central do Brasil se compromete a: cumprir todas as suas regras e condições; fornecer todas as informações ou esclarecimentos e condições necessárias à plena execução do Contrato a ser celebrado. 20. SANÇÕES ADMINISTRATIVAS O licitante ficará impedido de licitar e de contratar com a União pelo prazo de até 5 (cinco) anos, garantido o direito de prévia defesa do interessado, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação pela mesma autoridade que a determinou, se incorrer em uma ou mais irregularidades descritas a seguir: ensejar o retardamento da execução do certame; deixar de entregar ou apresentar documentação falsa, incluindo as microempresas e as empresas de pequeno porte que, utilizando-se dos benefícios previstos nos artigos 42 a 45 da Lei Complementar 123/2006, não comprovem a regularidade fiscal no prazo ali estipulado; não mantiver a proposta; recusar-se injustificadamente a assinar a Ata de Registro de Preços e/ou o Contrato dentro do prazo estabelecido nos itens 17.1 e 17.3; não atender aos requisitos para assinatura da Ata de Registro de Preços e/ou do Contrato previstos no item 17 e seus subitens;

19 19 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt fizer declaração falsa ou cometer fraude fiscal, incluindo o não cumprimento dos requisitos de habilitação e proposta; comportar-se de modo inidôneo; falhar ou fraudar na execução do objeto À Contratada poderão ser aplicadas as sanções administrativas previstas no Contrato Aplicada a sanção prevista no subitem 20.1 acima, será solicitado pelo BACEN ao Órgão competente o descredenciamento do licitante no Sicaf, por período igual à sanção imposta. 21. PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS E IMPUGNAÇÕES Qualquer pessoa poderá solicitar esclarecimentos e providências ou impugnar o Edital, observando-se que: as impugnações deverão ser dirigidas ao Pregoeiro até 2 (dois) dias úteis antes da data fixada para abertura da sessão pública, exclusivamente por intermédio do (art. 18, caput do Dec. n o 5.450/2005); caberá ao Pregoeiro decidir no prazo de 24 (vinte e quatro) horas; acolhida a impugnação, será marcada nova data para realização do certame; os pedidos de esclarecimentos referentes ao processo licitatório deverão ser enviados ao Pregoeiro até 3 (três) dias úteis anteriores à data fixada para abertura da sessão pública, exclusivamente por meio eletrônico via Internet (art. 19 do Dec. n o 5.450/2005), por intermédio do As respostas aos pedidos de esclarecimentos e/ou impugnações serão disponibilizadas pelo Pregoeiro exclusivamente no quadro de avisos do Comprasnet. 22. REVOGAÇÃO E ANULAÇÃO DA LICITAÇÃO O Banco Central do Brasil poderá, por motivo de interesse público decorrente de fato superveniente devidamente comprovado, mediante parecer escrito, revogar a presente licitação ou, em caso de constatação de ilegalidade, de ofício, ou por provocação de terceiros, anular o procedimento licitatório, total ou parcialmente (art. 29 do Dec. n o 5.450/2005) A autoridade competente para a revogação ou anulação da licitação é o Chefe do Departamento de Tecnologia da Informação Deinf. 23. DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA O licitante classificado em primeiro lugar deverá apresentar, quando solicitado, no prazo máximo de 3 (três) dias úteis, no Edifício-Sede do BACEN, em Brasília (DF), localizado no Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 3, Bloco B 2º subsolo - Deinf/Dired, CEP , a documentação técnica da solução proposta, para

20 20 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt verificação do atendimento dos itens do Anexo 1 de que trata o item do Anexo A documentação técnica deverá ser identificada com o nº da licitação, o nome do licitante, seu telefone e endereço O Bacen se reserva o direito de não aceitar a documentação apresentada, caso não atenda às especificações exigidas Se não for aprovado o item, o Pregoeiro examinará a oferta subsequente, verificando a sua aceitabilidade e a habilitação do proponente e submetendo a documentação técnica à verificação de conformidade com as especificações, observando a ordem de classificação estabelecida no final da etapa competitiva, por meio de lances, e assim sucessivamente, até a apuração de uma que atenda ao Edital, caso em que o licitante será declarado vencedor Será emitido um relatório sucinto descrevendo a análise da documentação apresentada, contendo a aprovação ou não dos referidos documentos. 24. AMBIENTE DE TESTES DE HOMOLOGAÇÃO 24.1 Deverá ser disponibilizado pela licitante classificada em 1º lugar, conforme disposto no Anexo 1.1 das Especificações Básicas (Homologação da Solução). 25. DISPOSIÇÕES FINAIS É facultada ao Pregoeiro, à equipe técnica ou autoridade superior, em qualquer fase desta licitação, a promoção de diligência destinada a esclarecer ou complementar a instrução do processo, vedada a inclusão posterior de documento ou informação que deveria constar originariamente da proposta (art. 43, 3º da Lei 8.666/1993), podendo, para tal, suspender o pregão em qualquer fase A contagem dos prazos estabelecidos neste Edital excluirá o dia do início e incluirá o do vencimento No caso do início ou vencimento do prazo recair em dia em que não haja expediente no Banco Central do Brasil, o termo inicial ou final se dará no primeiro dia útil subsequente em que o BACEN funcionar normalmente Incorre em crime aquele que impedir, perturbar ou fraudar a realização de qualquer ato do procedimento licitatório, sujeitando-se à pena de detenção de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos e à pena de multa (art. 93 da Lei n o 8.666/1993) Este Edital deverá ser lido e interpretado na íntegra, não sendo aceitas alegações de desconhecimento ou discordância de seus termos após apresentação da proposta e da documentação As normas definidas neste Edital serão sempre interpretadas em favor da ampliação da disputa entre os participantes, atendidos o interesse público, o da Administração, e o princípio da isonomia, sem comprometimento da finalidade e da segurança da contratação (art. 5 o, par. ún., do Dec. n o 5.450/2005).

21 21 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 89/2013 Pt A participação de empresa no certame pressupõe o conhecimento de todas as condições de prestação do serviço deste Edital e de seus Anexos, não se admitindo, posteriormente, qualquer alegação de seu desconhecimento Integram o presente Edital os seguintes Anexos: 1. ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS; 1.1. HOMOLOGAÇÃO DA SOLUÇÃO; 2. CONDIÇÕES PARA HABILITAÇÃO; 3. CONDIÇÕES PARA FORMALIZAÇÃO DA PROPOSTA VENCEDORA AJUSTADA; 4. MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS; 5. MINUTA DE CONTRATO; 6. MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÂO DE CUSTOS. Brasília (DF), 18 de julho de SAULO GABRIEL PINTO E SILVA Pregoeiro

22 Pt Anexo 1 1. OBJETO ANEXO 1 ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS 1.1. Registro de preços para aquisição de solução de videoconferência, bem como para prestação dos serviços de instalação, configuração, manutenções preventiva e corretiva, treinamento, consultoria e suporte, inclusive on-site GLOSSÁRIO 2.1. Chamadas seguras fim a fim: são aquelas cuja sinalização e mídia foram criptografadas, pela aplicação, com chaves de sessão compartilhadas somente entre os elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA e da SOLUÇÃO DE TELEFONIA MCU Multipoint Control Unit: componente da rede que viabiliza a conferência entre três ou mais terminais, agregando inúmeras funções SIP - Session Initiation Protocol: desenvolvido pela IETF, é um protocolo baseado em texto, com a sintaxe semelhante à do HTTP, usado para estabelecer, modificar e finalizar chamadas QoS - Quality of Service: é uma tecnologia de rede usada para ajudar a fornecer a melhor experiência ao usuário final para comunicações de áudio e vídeo H323: é uma recomendação do ITU Telecommunication Standardization Sector (ITU-T) que define os protocolos que provêem as sessões de comunicação audiovisual em qualquer rede de pacotes. O padrão H.323 trata do controle e sinalização de chamada, do controle e transporte multimídia e do controle de banda para conferências ponto a ponto e multiponto Cabeamento horizontal: consiste nos meios de transmissão (cabos e fios) e conectores utilizados para interligar os equipamentos (computadores, telefones, terminais, etc.) do andar à sala de equipamentos (Sala Técnica), localizada no mesmo andar Cabeamento vertical: consiste nos meios de transmissão (cabos e fios) e conectores utilizados para interligar as salas de equipamentos (Salas Técnica), localizadas em diferentes andares, ao CSI SOLUÇÃO DE TELEFONIA IP do Bacen: telefones IP Cisco modelos 6945, 8945 e 9951; MCU Cisco Telepresence MSE 8000; CUCM 8.6(2) e 9.1(1); CUCM IM and Presence IM 9.1(1); Cisco Webex Meetings Server 1.1(1); Cisco Unity Connection 8.6; ASA 9.1.1; Cisco Webex Cloud.

23 Pt Anexo Dispositivos de usuário: todos os equipamentos manipulados diretamente pelo usuário; neste caso, os codecs de videoconferência Elementos de Núcleo: são os dispositivos que integram o núcleo da solução de videoconferência, excluídos os dispositivos de usuários. Compreendem MCU, Sistema de Balanceamento e Gerenciamento das MCU, Sistema de Gerenciamento, Sistema para Travessia de Firewall - Interno e Externo, e Sistema de Gravação MIB (Management Information Base): conjunto de objetos gerenciados que abrange as informações necessárias para a monitoração de equipamentos via protocolo SNMP NAS (Network Attached Storage): dispositivos de armazenamento dedicados que podem ser conectados diretamente a uma rede local, por exemplo, uma Ethernet já existente, provendo aos demais computadores da rede facilidades de acesso e armazenamento de dados centralizados Redundância 1+1: caracterizada pela necessidade de apenas 1 recurso para o funcionamento de determinadas funcionalidades e a existência de outro de igual capacidade ao primeiro, seja em modo ativo-passivo ou ativo-ativo. Havendo falha do recurso principal (modo ativo-passivo) ou em um dos recursos (modo ativoativo), todas as funcionalidades permanecem em perfeito funcionamento, sem interrupção dos serviços em nenhum momento Redundância N+1: caracterizada pela necessidade de n recursos para o funcionamento de determinadas funcionalidades e a existência de outro recurso de igual capacidade aos n primeiros. Havendo falha em 1 dos n recursos, todas as funcionalidades devem permanecer em perfeito funcionamento, sem interrupção dos serviços em nenhum momento Redundância N+N: caracterizada pela necessidade de n recursos para o funcionamento de determinadas funcionalidades e a existência de outros n recursos de igual capacidade aos n primeiros. Havendo falha em até n recursos, todas as funcionalidades devem permanecer em perfeito funcionamento, sem interrupção dos serviços em nenhum momento RAID (Redundancy Array of Independent Disk): tecnologia que possibilita a criação de um sistema de armazenamento utilizando-se múltiplos discos físicos, Hard Drive, permitindo a redundância do sistema como um todo em caso de falha em um dos dispositivos. Existem vários modos de configuração de RAID, sendo os especificados neste Edital: RAID 1 - (Mirroring) é um modo que permite usar 2 (dois) discos físicos, sendo que o segundo armazenará uma imagem idêntica a do primeiro; RAID 5 - usa um sistema de paridade para manter a integridade dos dados. Os arquivos são divididos em fragmentos de tamanho configurável e, para cada grupo de fragmentos, é gerado um fragmento adicional, contendo códigos de paridade.

24 Pt Anexo Resolução: neste edital são utilizadas as seguintes nomenclaturas para representar a resolução de vídeo: QCIF (176 x 60 fps); CIF (352 x 60 fps); w288p (512 x 60 fps); 448p (576 x 60 fps); w448p ( 768 x 60 fps); 4CIF (704 x 60 fps); w576p (1024 x 60 fps); VGA (640 x 60 fps); SVGA (800 x 60 fps); XGA (1024 x 60 fps); WXGA (1280x 60 fps); (1280 x fps); HD720p (1280 x 60 fps); HD1080p (1920 x 60 fps) SNMP (Simple Network Management Protocol): protocolo de monitoramento de equipamentos Storage: dispositivo utilizado exclusivamente para armazenamento de dados. Possui alta confiabilidade, disponibilidade, desempenho e capacidade de armazenamento. Sua interconexão com o exterior pode ser: direta - Direct Attached Sotrage (DAS); via rede Ethernet Network Attached Storage (NAS); ou rede dedicada para dados Storage Área Network (SAN). As conexões ao Storage exigidas neste Edital deverão suportar a transferência via Ethernet - NAS Transcodificação: é a conversão digital-digital de uma codificação para outra codificação. É comumente usado em casos onde o equipamento de destino não suporta o formato ou há uma limitação de armazenamento ou de rede que requerem a redução do consumo Transrating: é o processo de conversão entre taxas de transmissões distintas, em geral executada por um hardware dedicado, usado para permitir a comunicação entre dispositivos que não suportam taxas de transmissão em comum TREMS: Termo de Recebimento de Equipamentos, Materiais e Softwares. 3. CONDIÇÕES GERAIS DA SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA 3.1. A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá estar equipada com todos os elementos necessários ao seu perfeito funcionamento (softwares, hardwares, cabos, conectores elétricos e de dados e outros materiais), permitindo acesso às redes WAN e LAN, de acordo com as funcionalidades definidas nesse projeto Caso a licitante necessite fornecer hardwares e/ou softwares adicionais não especificados nominalmente neste Edital, mas necessários para atender as funcionalidades exigidas, o custo desses deverão estar inseridos no preço total ofertado A duração do contrato será de 60 (sessenta) meses O valor dos equipamentos, resultante da soma do subtotal HW e do subtotal SW, ambos da planilha Modelos de Planilha de Composição de Custos das

25 Pt Anexo 1 25 especificações, do Anexo 6, não poderão ultrapassar 75% (setenta e cinco por cento) do Item Subtotal I (a soma dos Itens Subtotal HW + Subtotal SW + Subtotal Inst.) da mesma planilha A CONTRATADA deverá repassar ao Bacen todas as senhas do sistema. Ficará a critério do Bacen alterá-las, quando necessário A CONTRATADA deverá incluir no Manual de Operação os procedimentos para troca de todas as senhas de administração da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERENCIA A CONTRATADA deverá trocar todas as senhas de administração, juntamente com um representante do Bacen, após a conclusão dos trabalhos de instalação da última regional contratada. Esse procedimento é condição necessária para a emissão do Termo de Recebimento Definitivo Deverá ser disponibilizada documentação das API (ou Interface de Programação de Aplicativos) dos Appliances e dos demais equipamentos de Videoconferência, quando houver, permitindo ao Banco Central o desenvolvimento de sistemas personalizados ou janelas que interajam com estes dispositivos Permitir a atualização de software dentro da mesma versão e entre versões diferentes para toda a solução por 60 (sessenta) meses, contados a partir da emissão do Termo de Recebimento Definitivo A quantidade de portas de MCU citadas neste edital incluem as funcionalidades de criptografia e de H.239 (apresentação) ativas simultaneamente durante as sessões As chamadas seguras fim a fim devem ser indicadas para o usuário através de um ícone em forma de cadeado sobreposto à imagem durante toda a sessão Os elementos da solução de videoconferência deverão vir com todas as licenças necessárias para operar todas as funcionalidades citadas neste Edital As licenças deverão ser por tempo indeterminado A solução de videoconferência deverá se integrar com a SOLUÇÃO DE TELEFONIA IP do Bacen, nos softwares e versões definidos no item 2.8 deste anexo A integração deve permitir que os telefones e softphones IP e os codecs de videoconferência possam realizar chamadas entre si, ou seja, um telefone poderá realizar e receber chamadas para/de qualquer codec A integração deve permitir que os telefones e softphones IP possam realizar chamadas com vídeo com equipamentos externos à rede do Bacen, através dos sistemas de travessia de firewall.

26 Pt Anexo A integração deve permitir realizar chamadas entre os codecs de videoconferência e a solução Webex, conforme softwares e versões definidos no item Nas ligações ponto a ponto e multiponto, com qualquer combinação de codecs, telefones IPs, softphone e Webex, a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá permitir realizar chamadas seguras fim a fim A integração deverá permitir a troca de chaves da sessão entre a SOLUÇÃO DE TELEFONIA e a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA, estabelecendo sessões de áudio e vídeo, seja ponto-a-ponto, seja multiponto, ad-hoc e/ou agendado pelo software de gerência Cisco TMS de propriedade do Bacen ou outro a ser fornecido pela Contratada O plano de discagem a ser elaborado pela CONTRATADA deverá seguir o padrão definido pelo Bacen para a SOLUÇÃO DE TELEFONIA IP, permitindo a interoperabilidade entre as soluções de forma transparente para os usuários do sistema de telefonia A CONTRATADA deverá realizar todas as configurações necessárias na SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA para permitir a integração com a SOLUÇÃO DE TELEFONIA IP Todas as configurações a serem aplicadas nos elementos da SOLUÇÃO DE TELEFONIA IP para que essa integração funcione corretamente deverão ser descritas passo a passo pela CONTRATADA em um documento que deverá ser avaliado previamente pelo Bacen. O Bacen poderá rejeitar justificadamente no todo ou em parte o documento, o que em hipótese nenhuma impactará na contagem dos prazos de entrega expressos nesse edital. As configurações constantes do documento serão realizadas pelo Bacen Caso sejam fornecidas lâminas para as MCUs MSE 8000 de propriedade do Bacen, essas deverão ser instaladas pela CONTRATADA e as suas configurações deverão constar no documento mencionado no item Os elementos de núcleo da solução de videoconferência deverão atender os seguintes requisitos: Permitir monitoração do hardware via SNMP get e SNMP trap; Possuir no mínimo 1(uma) porta de rede Ethernet 10/100/1000BASE-T; Possuir interface WEB na qual disponibilizará acesso seguro (HTTPS) ao servidor a partir de qualquer ponto da rede. Através dessa interface o administrador do sistema poderá operar e configurar os softwares integrantes da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERENCIA instalados no servidor.

27 Pt Anexo Os codecs deverão se autenticar na rede através do protocolo 802.1x, métodos EAP- TLS e EAP-PEAP, ressaltando-se nesse aspecto, que serão utilizados certificados gerados por Autoridade Certificadora (AC) interna do Bacen Os equipamentos que constarem neste edital como redundância 1+1, deverão ter suas licenças como flutuantes, ou seja, a queda de qualquer elemento pertencente ao cluster não poderá impactar no número contratado de licenças Caso as licenças não operem como flutuantes, as licenças deverão ser fornecidas em dobro A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá suportar múltiplos fusos horários de forma simultânea e horário de verão Caso a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA utilize virtualização para alguns dos elementos de núcleo, os appliances hospedeiros deverão possuir no mínimo duas interfaces físicas 10/100/1000, permitindo segmentar as VLANs internas das VLANs externas e uma interface 10/100/1000 exclusiva para gerenciamento remoto do servidor Os equipamentos e materiais a serem fornecidos deverão ser novos (de primeiro uso), sem previsão de descontinuidade anunciada, não se admitindo peças já usadas, reparadas A CONTRATADA deverá entregar, como parte da documentação, as MIBs dos equipamentos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA Todas os equipamentos deverão estar aptos a trabalhar em redes elétricas de 110 e 220VAC, 50/60Hz Serão arcados pela CONTRATADA os custos decorrentes do deslocamento do seu(s) técnico(s) ao local da instalação e da manutenção do equipamento, seja para retirada e/ou entrega, incluindo todas as despesas de transporte, frete e seguro correspondentes A CONTRATADA deverá disponibilizar, para efeito de instalação da solução proposta, sua garantia e prestação dos serviços, incluindo manutenção corretiva, preventiva, atendimento on-site e treinamento e de acordo com os demais itens deste projeto, uma equipe com perfil técnico adequado às atividades previstas, com técnicos treinados pelo fabricante para a operação e configuração de todos os componentes ofertados. O Banco Central poderá, a seu critério, em qualquer tempo, formalizar justificativa solicitando a substituição total ou parcial da equipe apresentada, caso venha a ser constatado pela Divisão de Administração de Redes de Computadores do Departamento de Tecnologia da Informação do Banco Central que a equipe disponibilizada, total ou parcialmente, não detém os conhecimentos técnicos necessários.

28 Pt Anexo Essa equipe deverá ter, no mínimo, 1 (um) especialista com formação técnica comprovada por certificado, habilitação, diploma ou equivalente fornecido pelo(s) fabricante(s) dos equipamentos dos equipamentos que integram a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA. A apresentação dessa documentação deve ocorrer obrigatoriamente no momento da entrega do projeto executivo Para todos os itens constantes do objeto deste Edital, o Banco Central reserva-se o direito de, mediante comunicação formal, contestar o nível de serviço prestado e requerer substituição dos profissionais alocados, assim como nova prestação das horas contestadas O Bacen, a seu critério, poderá instalar elementos de terceiros à solução, do mesmo fabricante e/ou de outro fabricante, que implementem protocolos e padrões equivalentes. Isso não constitui motivo para interrupção da garantia dos produtos A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá implementar o protocolo SIP (Session Initiation Protocol), podendo adicionalmente utilizar outros protocolos O cabeamento necessário para suportar a solução, se houver, deverá ser plenamente compatível e integrável com o já existente, ser certificado e possuir desempenho igual ou superior e não ferir as cláusulas de garantia já estabelecidas para a localidade Os elementos de núcleo da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverão ser montados em bastidores (racks) de 19 (dezenove) polegadas (padrão EIA-310-D) e vir acompanhados de todos os acessórios para permitir essa montagem Os softwares dos elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverão possuir a mesma versão, sempre que possível, considerando a documentação do fabricante Todos os equipamentos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverão pertencer ao mesmo fabricante Todos os dispositivos da solução deve ser appliances (hardware e firmware), com sistema operacional e software projetado e customizado para a função, conforme especificações de funcionalidades definidas nesse edital, não sendo aceitos sistemas que não sejam hardwares e software especializados, tais como microcomputadores e/ou servidores de uso geral As atualizações de versões de todos os equipamentos deverão estar disponíveis durante todo período contratual para download no site oficial do fabricante Solicitações à CONTRATADA de serviços, documentos ou informações pertinentes ao objeto desta contratação, para os quais não exista prazo de atendimento especificamente estipulado, deverão ser atendidas no prazo máximo de 30 (trinta) dias corridos.

29 Pt Anexo Em todas as referências aos itens, os respectivos subitens também deverão ser considerados. 4. SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA 4.1. A solução de videoconferência do Bacen deverá ser composta, no mínimo, dos seguintes equipamentos: Descrição do Produto Codec HD tipo 1 50 Codec HD tipo 2 04 MCU com capacidade de 20 portas HD 02 Sistema de travessia de firewall - interno 02 Sistema de travessia de firewall - externo 02 Gerenciador de recursos de MCUs 02 Servidor de gravação de videoconferência 01 Solução de gerenciamento 01 Microfone adicional - item 1 10 Cabo de conexão Codec-PC adicional - itens e QTD 5. CODEC HD 5.1. O codec (terminais de videoconferência) deve ser do tipo sala ou coletivo O codec deve possuir duas saídas de vídeo HDMI ou DVI para conexão a distintos monitores O codec deve possuir duas saídas de áudio, uma saída de áudio principal e uma saída auxiliar O codec deve possuir duas entradas de vídeo, sendo uma para a câmara principal e outra para VGA/DVI. Caso a interface fornecida seja DVI, deverá ser fornecido adaptador para VGA e vice-versa O codec deve possuir pelo menos quatro entradas de áudio: duas para microfones de mesa e duas entradas auxiliares para conexão de outros dispositivos Todas as entradas e saídas de áudio e vídeo deverão ser intrínsecas ao equipamento, não sendo aceito soluções com distribuidores/switches externo.

30 Pt Anexo O codec deve operar com 2 monitores simultaneamente, um com a imagem local ou apresentação (quando esse modo estiver ativado) e outro com a remota, cada qual conectado a uma interface do codec O codec receptor deverá ser capaz de apresentar a imagem remota em um televisor, a apresentação em outro e, opcionalmente, a imagem local em PIP (Picture in Picture) O codec deve possuir supressão automática de ruído, cancelamento de eco e controle automático de ganho O codec deve vir acompanhado de, no mínimo: câmera; componentes para fixação da câmera ajustável sobre televisor LED, para permitir uma melhor localização da câmera; um microfone de mesa com amplitude de cobertura de 360º acompanhado de cabo que permita dispor o acessório numa distância mínima de 6 metros do codec; um controle remoto; cabos para interconectar todos os componentes, incluindo os dois televisores e o PC/notebook. Televisores e PC/notebook não fazem parte deste processo licitatório A câmera do codec deve ser totalmente separada do CODEC, apresentando as seguintes características mínimas: movimentação horizontal: ±90 ; movimentação vertical: +15 / -25 ; campo de visão vertical de, no mínimo, 41 graus; campo de visão horizontal de, no mínimo, 70 graus; zoom óptico mínimo de 12x; resolução mínima de foco automático; permitir, no mínimo, a configuração de 10 posições predefinidas para câmera local O codec deve ingressar às sessões multiponto de videoconferência estabelecidas por meio da MCU, sem perda de funcionalidade, atendendo a todas as especificações deste Edital O codec deve permitir operar em H.323 e em SIP, conectado à rede por meio de uma interface Ethernet 802.3, padrão RJ-45, 10/100/1000 Mbps.

31 Pt Anexo O codec deve operar nas velocidades de comunicação de 128 Kbps até 6 Mbps em chamadas ponto a ponto e multiponto O hardware do codec deve suportar as resoluções de vídeo QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA, HD720p e HD1080p, independente do protocolo de vídeo, chamadas ponto a ponto e multiponto, sem necessidade de troca de nenhum componente, bastando apenas alteração do licenciamento O codec deve vir licenciado para efetuar chamadas nas resoluções QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA e O codec deve possuir gerenciamento remoto via web browser e SNMP O codec deve suportar as recomendações de vídeo H.263 e H O codec deve suportar as recomendações de áudio G.711, G.722 e protocolos que suportem 14 KHz de áudio estéreo O codec deve possuir controle remoto padrão que permita o controle das chamadas de vídeo e neste mesmo controle permitir a manipulação da câmera O codec deve possuir suporte a sistema de controle sensível ao toque O codec deve possuir em seu firmware opção de linguagem português brasileiro O codec deve oferecer suporte às seguintes funcionalidades de rede: implementar os protocolos telnet, DNS, NTP, DHCP e 802.1Q VLAN; realizar marcação de pacotes por DiffServ e 802.1p; implementar dual-stack IPv4 e IPv6 com as seguintes funcionalidades DHCP, SSH, HTTP, HTTPS, DNS, DiffServ; implementar gerência através dos protocolos HTTPS e SSH; permitir suporte a diretório local de contatos e consulta a diretório corporativo centralizado O codec deve implementar autenticação e registro em gatekeepers e SIP Proxies/Registrars, simultaneamente O codec deve implementar o envio de tons do teclado em DTMF O codec deve possuir serviço de segurança de criptografia, baseado no algoritmo AES, com criação automática de chaves de autenticação.

32 Pt Anexo O codec deve implementar tecnologia de travessia de firewall de modo seguro, protocolos H e H O codec deve implementar a funcionalidade de dual vídeo para compartilhamento de conteúdo, mantendo os dois fluxos de mídia criptografados O codec deve implementar os padrões de discagens por URI e E O codec deve permitir a visualização de estatísticas de desempenho da chamada. 6. CODEC HD tipo O codec (terminais de videoconferência) deve ser do tipo sala ou coletivo O codec deve possuir duas saídas de vídeo, HDMI ou DVI, para conexão a distintos monitores O codec deve possuir pelo menos duas saídas de áudio RCA O codec deve possuir três entradas de vídeo, sendo uma em HDMI e uma em S- Video ou vídeo composto para a câmara principal (digital/analógica) e outra em VGA/DVI para conectar dispositivos de dados (PCs/tablets/notebooks). Caso a interface fornecida seja DVI, deverá ser fornecido adaptador para VGA e vice-versa O codec deve possuir pelo menos três entradas de áudio: duas entradas XLR (áudio balanceado) para conexão a uma mesa de som do Bacen e uma entrada auxiliar para conexão de outros dispositivos Todas as entradas e saídas de áudio e vídeo deverão ser intrínsecas ao equipamento, não sendo aceito soluções com distribuidores/switches externo O codec deve operar com 2 monitores simultaneamente, um com a imagem local (ou a apresentação quando este modo estiver ativado) e outro, com a remota, cada qual conectado a uma interface do codec O codec receptor deverá ser capaz de apresentar a imagem remota em um televisor, a apresentação em outro e, opcionalmente, a imagem local em PIP (Picture in Picture) O codec deve possuir supressão automática de ruído, cancelamento de eco e controle automático de ganho O codec deve vir acompanhado do controle remoto e cabos padrões de fábrica O codec deve ingressar às sessões multiponto de videoconferência estabelecidas por meio da MCU, sem perda de funcionalidade, atendendo a todas as especificações deste Edital.

33 Pt Anexo O codec deve permitir operar em H.323 e em SIP, conectado à rede por meio de uma interface Ethernet 802.3, padrão RJ-45, 10/100/1000 Mbps O codec deve operar nas velocidades de comunicação de 128 Kbps até 6 Mbps em chamadas ponto a ponto e multiponto O hardware do codec deve suportar as resoluções de vídeo QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA, HD720p e independente do protocolo de vídeo, chamadas ponto a ponto e multiponto, sem necessidade de troca de nenhum componente, bastando apenas alteração do licenciamento O codec deve vir licenciado para efetuar chamadas nas resoluções QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA e O codec deve possuir gerenciamento remoto via web browser e SNMP O codec deve suportar as recomendações de vídeo H.263 e H O codec deve suportar as recomendações de áudio G.711, G.722 e protocolos que suportem 14 KHz de áudio estéreo O codec deve possuir em seu firmware opção de linguagem português brasileiro O codec deve oferecer suporte às seguintes funcionalidades de rede: implementar os protocolos telnet, DNS, NTP, DHCP e 802.1Q VLAN; realizar marcação de pacotes por DiffServ e 802.1p; implementar dual-stack IPv4 e IPv6 com as seguintes funcionalidades DHCP, SSH, HTTP, HTTPS, DNS, DiffServ; implementar gerência através dos protocolos HTTPS e SSH; permitir suporte a diretório local de contatos e consulta a diretório corporativo centralizado O codec deve implementar autenticação e registro em gatekeepers e SIP Proxies/Registrars, simultaneamente O codec deve implementar o envio de tons do teclado em DTMF O codec deve possuir serviço de segurança de criptografia, baseado no algoritmo AES, com criação automática de chaves de autenticação.

34 Pt Anexo O codec deve implementar tecnologia de travessia de firewall de modo seguro, protocolos H e H O codec deve implementar a funcionalidade de dual vídeo para compartilhamento de conteúdo, mantendo os dois fluxos de mídia criptografados O codec deve implementar os padrões de discagens por URI e E O codec deve permitir a visualização de estatísticas de desempenho da chamada. 7. MCU 7.1. Deverá ser fornecida unidade de controle de chamadas multiponto MCU, com capacidade para 20 portas HD, em quantidade definida na Tabela do item A licitante poderá optar por fornecer lâmina e todos os acessórios necessários para a montagem nos chassis Cisco MSE 8000 adquiridos pelo Bacen através pregão Demap n.º 140/2011; ou MCU completa, incluindo chassis, lâminas, fontes, cabos, e todos os demais acessórios necessários para funcionamento normal, observadas especificações deste edital. No caso da MCU completa, ela deve estar apta a suportar futuras salas imersivas (telepresença), bastando a aquisição futura de novas lâminas e licenças Caso seja fornecida lâmina, esta deve ser compatível com o chassi Cisco MSE 8000 instalado nas dependências do Bacen. O fornecimento da nova lâmina, bem como suas licenças deve ser considerado individualmente independente de outras lâminas ou licenças que estejam disponíveis atualmente na MCU Caso seja fornecida MCU completa, esta deverá possuir fontes redundantes N+N O termo MCU será utilizado indistintamente nesse edital para se referir a qualquer das opções do item A MCU deve: possuir hardware com suporte no mínimo 20 portas em com criptografia e compartilhamento de conteúdo; possuir criptografia no padrão AES, compatível com a SOLUÇÃO DE TELEFONIA do Bacen, conforme item ; implementar os protocolos telnet, DNS, NTP, DHCP e 802.1Q VLAN; marcar pacotes por DiffServ e 802.1p;

35 Pt Anexo implementar dual-stack IPv4 e IPv6 com as seguintes funcionalidades: DHCP, SSH, HTTP, HTTPS, DNS, DiffServ; implementar gerência através dos protocolos HTTPS e SSH; implementar os protocolos de vídeo H.261, H.263, H.263+ e H.264; possibilitar sessões com somente participantes internos, somente participantes externos e mistos através dos sistemas de travessia de firewall; realizar chamadas com taxas de transmissão de até 4Mbps para cada site em todos os modos de conferência; suportar padrões de áudio G.711, G.722, G.722.1, G.728, G.729; suportar protocolos H.323 e SIP bem como os protocolos adicionais H.239, H.243 e H.235; permitir atribuir leiaute distinto por sala ativa na MCU; permitir integração com ambientes de redes com QoS padrão DiffServ/ToS e IP Precedence; permitir diagnóstico em tempo real nos parâmetros de áudio e de vídeo de cada participante; permitir segurança de criptografia e autenticação de usuários baseado no padrão H.235, com chave criptográfica AES de 128 bits permitir criação de 1 a 10 salas simultaneamente, cada sala entre 2 e 20 participantes; realizar transcoding de áudio e vídeo entre todos os protocolos a qualquer taxa de transmissão solicitados e o transrating de vídeo O hardware da MCU deve suportar, em todas as portas, as resoluções de vídeo QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA, HD720p e HD1080p, independente do protocolo de vídeo, chamadas ponto a ponto e multiponto, sem necessidade de troca de nenhum componente, bastando apenas alteração do licenciamento A MCU deve vir licenciada para efetuar chamadas nas resoluções QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA e em todas as portas simultaneamente Para todas as resoluções citadas no objeto desse edital, deve suportar a funcionalidade de ativação por voz e também o de presença contínua em todas as portas.

36 Pt Anexo A MCU deve permitir monitoramento e controle remoto do ambiente via WEB com funções de controle, configuração, diagnóstico, supervisão, incluindo controle da multiconferência. 8. SISTEMA DE GRAVAÇÃO 8.1. Deve permitir que as gravações realizadas tenham o seu conteúdo exibido em endpoints de videoconferência ou através de streamings de mídia. O sistema deve permitir que as videoconferências sejam gravadas para posterior exibição Devem ser fornecidos software e hardware necessários à gravação através da rede IP totalmente compatível com os demais dispositivo da solução de videoconferência Deve suportar gravação por ponto único, ponto-a-ponto e gravação multiponto através de MCU Deve suportar os protocolos H.323 e SIP O hardware fornecido deverá suportar gravação em 1080p Deve vir licenciado para gravação de no mínimo 5 diferentes conferências simultaneamente nas resoluções QCIF, CIF, w288p, 448p, w448p, 4CIF, w576p, VGA, SVGA, XGA, WXGA e Deve suportar a expansão futura para o dobro desta capacidade sobre a mesma plataforma sem necessidade de adição de hardware, utilizando-se aumento de licenças Deve oferecer suporte à gravação simultânea de vídeo e conteúdo Deve permitir a definição de diferentes leiautes para gravação de vídeo mais conteúdo Deve permitir a transmissão de no mínimo 10 streamings ao vivo ou sob demanda simultaneamente Gravação de apresentações e vídeo em conformidade com o protocolo H.239 e BFCP Suporte a terminais H.323, SIP, MCUs e Gateways Suporte a registro em Gatekeepers e SIP Proxies/Registrars Suporte ao formato Windows Media Suporte ao formato QuickTime Suporte ao formato Flash Possibilidade de realizar transmissão Unicast e Multicast.

37 Pt Anexo Suporte a comunicação com servidores de streaming externos Suporte aos protocolos H.261, H.263, H.263+ e H Interface Web para busca de conteúdos gravados no servidor Suportar criação de conteúdos gravados em H.323 e SIP até 4 Mbps Suportar no mínimo os protocolos G.711, G.722 e G Capacidade de armazenamento através de disco rígido interno de 240 horas de conteúdo gravado mensais, com retenção de 30 dias, a uma resolução de 720p Deve permitir armazenamento externo, em dispositivo NAS (Network Attached Storage) Gerenciamento seguro usando HTTPS através das interfaces da Web: Internet Explorer 9 e versões posteriores, integrado ao AD através do protocolo LDAP Depois de gravado o vídeo deve ficar disponível para acesso via streaming sob demanda através de players disponíveis no mercado (QuickTime, RealPlayer, Windows Media Player, etc) Deve permitir a atribuição de, no mínimo, os seguintes privilégios de acesso ao conteúdo gravado: grupos e usuários específicos, todos os usuários e somente usuários específicos. 9. SISTEMA DE BALANCEAMENTO E GERENCIAMENTO DAS MCUs Deverá ser fornecido solução de hardware, software e licenciamentos necessário para o gerenciamento e a organização de conferências de no mínimo das duas MCU fornecidas pela CONTRATADA e das duas MCU que o Bacen possui, conforme o disposto no item 2.8 deste anexo Permitir expansão para gerenciamento de até 10 MCU s ou 150 portas de MCU s Deverá exercer a função de orquestrar e balancear conferências através de diferentes MCU s realizando a alocação de portas e cascateamentos de forma dinâmica, em conformidade com as conferências existentes e com as demandas apresentadas Deverá utilizar os seguintes critérios para alocação de MCU s, portas e recursos para uma determinada conferência: localidade geográfica; tipo de conferência HD ou SD; capacidade de alocar recursos mesmo para conferências criptografadas.

38 Pt Anexo Deverá permitir o gerenciamento de recursos de conferências das MCU s do Bacen Deverá se integrar à plataforma de controle de chamadas (os sistemas de travessia de firewall mencionados nos itens 10 e 11 com os IPBXs Cisco Unified Communications Manager da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA do Bacen) através dos protocolos SIP e H.323, de tal forma que receba as políticas (tipo de conferência, localização dos codecs, iniciador da conferência, dentre outros) oriundas dos controladores de chamadas Deverá suportar mecanismo de redundância de equipamentos para fins de alta disponibilidade Deverá trabalhar com conferências de números fixo e agendadas através da plataforma de gerenciamento de conferências Deverá permitir o crescimento dinâmico de portas dentro de uma mesma conferência, permitindo inclusive a utilização de portas de diferentes MCU s quando não houver mais portas suficientes na(s) MCU(s) já utilizada(s) pela conferência Deverá permitir a configuração dos participantes das conferências como chairperson, guest e participante Deve suportar o acesso de usuário através das interfaces da Web: Internet Explorer 9 e versões posteriores Deve possuir no mínimo 4 (quatro) interfaces 10/100/1000BASE-TX ethernet (RJ- 45) e uma porta de console RS-232 (RJ-45) Deve suportar os seguintes protocolos padrões de gerenciamento: HTTP Seguro (HTTPS), Network Management Protocol (SNMP), Secure Copy (SCP), e Secure Shell (SSH) Protocol. 10. SISTEMA DE TRAVESSIA DE FIREWALL INTERNO Deve ser compatível com o padrão H.323, evidenciando funções de Gatekeeper, e de SIP Proxy/Registrar, compatível com SIP (IETF RFC 3261) Deve implementar os protocolos H.225 e H.245, assim como os padrões H.235 e H Devem operar em forma de cluster permitindo que, em caso de falha de uma das plataformas, a outra remanescente suporte todas as chamadas simultâneas Deve implementar IPv4 e IPv6 com a possibilidade de realização de uma chamada de vídeo que exija o interworking entre estes padrões Deve manter os registros dos terminais de videoconferência no caso de reinício do sistema.

39 Pt Anexo Deve possuir gerenciamento seguro por HTTPS através das interfaces da Web: Internet Explorer 9 e versões posteriores e SSH Deve possuir autenticação necessária ao acessar o sistema via HTTP, HTTPS, Telnet, SSH e SCP Deve permitir a criação de log e diagnósticos de chamadas e registros Deve possuir ferramenta de debug de chamadas Deve possuir suporte a registro de terminais H.323/SIP Deve se comunicar com o sistema de travessia de firewall externo por um conjunto reduzido de portas, permitindo comunicação criptografada dos equipamentos localizados na rede interna com equipamentos na Internet Deve permitir que usuários registrados em H.323 e SIP possam realizar chamadas de videoconferência de forma transparente, em número mínimo de 20 chamadas simultâneas utilizando o Sistema de Travessia de Firewall Externo. Esta plataforma deverá ter capacidade de ser ampliada para até 80 chamadas simultâneas, bastando aquisição de licenças adicionais Deve permitir que, quando instalados em cluster, a quantidade de chamadas ativas seja somada, contabilizando um total de 40 chamadas simultâneas de travessia Deve permitir o registro de pelo menos 1000 terminais H.323/SIP Deve possuir suporte para pelo menos 200 vizinhanças com outros SIP Proxies e Gatekeepers Deve possuir suporte a subzonas, para restrições de largura de banda por usuário ou grupo de usuários Deve permitir configuração de máxima largura de banda por terminal Deve permitir configuração de máxima largura de banda por zona e entre zonas Possuir capacidade de redução de velocidade da conexão (downspeeding), caso as chamadas ultrapassem a largura de banda determinada por terminal ou por zonas Deve implementar o conceito de Infraestrutura de Chaves Públicas (ICP) e ser parte integrante de uma ICP administrada integralmente pelo Bacen. O dispositivo deverá possuir certificado digital e executar os procedimentos inerentes a uma ICP (validar identidade de outros participantes e permitir que esses validem a sua própria identidade, obter e renovar certificados, etc.) Não será aceita SOLUÇÃO DE TELEFONIA que dependa de elementos externos à ICP controlada pelo Bacen para atender os itens deste Edital.

40 Pt Anexo Deve possuir capacidade de gerenciamento de políticas de conexão entre os terminais de acordo com o RFC SISTEMA DE TRAVESSIA DE FIREWALL EXTERNO Especificações conforme item 10 e respectivos subitens deste anexo, quando estes não conflitarem com os definidos no item Deve ser compatível com a recomendação H.460 (travessia transparente de firewalls), em especial as H e H e SIP traversal Deve possibilitar o uso de apenas um endereço IP público para realização de várias chamadas de vídeo e áudio conferência simultaneamente Deve se comunicar com o sistema de travessia de firewall interno por um conjunto reduzido de portas, permitindo comunicação criptografada dos equipamentos localizados na rede interna com equipamentos na Internet Deve permitir que usuários registrados em H.323 e SIP possam realizar chamadas de videoconferência de forma transparente, em número mínimo de 20 chamadas simultâneas utilizando o Sistema de Travessia de Firewall Interno. Esta plataforma deverá ter capacidade de ser ampliada para até 80 chamadas simultâneas, bastando aquisição de licenças adicionais Deve permitir o registro de pelo menos 200 terminais H.323/SIP. 12. SISTEMA DE GERENCIAMENTO Além das interfaces de gerenciamento específicas de cada equipamento, a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá conter uma interface de gerenciamento dedicada, que controle os dispositivos e permita realizar tarefas de execução repetitiva A CONTRATADA poderá optar por fornecer uma interface de gerência completa ou atualizar a interface Cisco TelePresence Management Suite (TMS), observado o item A interface de gerenciamento dedicada deverá ser única, centralizada, autocontida e segmentada, acessível através do navegador Internet Explorer 9 utilizando protocolo HTTPS, a partir de qualquer ponto da Intranet do Bacen Entende-se por gerenciamento centralizado o conjunto de procedimentos executados a partir de localidade única com efeito em um ou mais elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA Entende-se por interface segmentada a que permite delegação de tarefas, através da criação de visualizações, perfis e grupos de usuários, de forma que os usuários

41 Pt Anexo 1 41 contidos no grupo poderão executar operações sobre os dispositivos e usuários contidas na visualização, de acordo com as permissões definidas no perfil Entende-se por interface autocontida a que permite executar as tarefas de forma completa, ou seja, sem necessidade de passos adicionais nas interfaces próprias dos equipamentos A interface de gerência deve permitir pelo menos os seguintes perfis: Usuário autenticado: permite visualizar as videoconferências agendadas conforme item Todos os usuários do AD deverão pertencer a esse grupo de forma automática, ou seja, inclusão, alteração e exclusão nos usuário do AD devem ser refletidas automaticamente nesse grupo, sem qualquer intervenção do administrador; Agenda: usuários desse grupo devem ter permissão somente para agendar sessões de videoconferência. Também poderá editar/excluir sessões agendadas pelo próprio usuário. Os usuários desse grupo são atribuídos pelo administrador; Suporte: usuários desse grupo devem ter permissão para criar, alterar, excluir e apagar qualquer videoconferência de qualquer sala do sistema. Os usuários desse grupo são definidos pelo administrador; Administrador: controle total do sistema A interface de gerenciamento dedicada deverá permitir: criar, alterar, pesquisar, configurar e excluir dispositivos, individualmente e em lote; organizar os dispositivos por características afins, por exemplo, todas os dispositivos de uma localidade em uma pasta com o nome da localidade; pesquisar e configurar usuários, incluindo alteração de permissões e os respectivos dispositivos aos quais elas se aplicam; visualizar o estado dos dispositivos, alarmes e configurações; configurar integração com AD, de forma que a base de usuários da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA seja mantida sincronizada com a base de usuários do Bacen; atualizar os firmwares dos endpoints que compõem a solução. Deverá existir opção para atualizar um, um conjunto ou todos os dispositivos de um mesmo tipo; configurar modelos templates que possam ser associados a dispositivos individualmente e em lote, de forma a evitar que características globais, tais como autenticação, permissões, senhas, serviços, comunidades SMTP, etc. tenham que ser repetidas para cada dispositivo;

42 Pt Anexo agendar videoconferência, permitindo aos usuários definir opções como: taxa de conexão, recorrência, nível de segurança (chamadas criptografadas), entre outros; Para cada agendamento, a interface deve permitir envio de para o usuário responsável pelo agendamento, contendo, informações sobre a videoconferência, com no mínimo, as salas agendadas, data e horário e uma mensagem customizada pelo administrador para videoconferências em andamento, realizar monitoramento em tempo real e alterar parâmetros, tais como: incluir e excluir participantes internos e externos; alterar duração, velocidade da conexão e leiaute; desconectar ou reconectar participantes; enviar mensagem de texto para um ou mais participantes; e visualizar imagem estática das salas (snapshots) caso não seja criptografada e log de eventos de conferências criar catálogos de endereços e gravá-los nos codecs; visualizar, em uma única tela, a utilização (ocupado ou disponível) de todas as salas com granularidade de uma hora para um período de 24 horas; visualizar um conjunto de conferências mediante aplicação da combinação dos seguintes filtros: usuário que agendou, inicio e fim do período, salas envolvidas, estado (realizada, a realizar, cancelada, em andamento, todos os estados, etc.); manter registros de auditoria que permitam identificar os usuários e suas atividades na SOLUÇÃO DE VIDEOCONFÊRENCIA. Deverão ser registrados, no mínimo, os eventos login e logout; Os alarmes e eventos de auditoria deverão permanecer armazenados por, no mínimo, 180 dias. Caso a definição de tempo não seja suportada diretamente na solução, a CONTRATADA deverá dimensionar o espaço em disco ou o número de eventos, considerando valores médios para instalações de porte semelhante, de forma que sejam mantidos os registros pelo período configurar as funcionalidades de backup. Deverá ser possível realizar backup das configurações da própria interface de gerencia e de cada um dos dispositivos que compõem a solução; A operação de backup deverá ocorrer: sob demanda, no momento em que o operador disparar a operação, e pré-agendado. O pré-agendado deverá ter opções de recorrência com frequência diária e semanal, sendo possível definir o dia da semana e o horário, com granularidade mínima de 1 hora A partir do backup deverá ser possível realizar a recuperação completa da solução em caso de perda total do hardware. Entende-se por recuperação completa, o procedimento que, uma vez instalado o software ou firmware padrão disponibilizado pelo

43 Pt Anexo 1 43 fabricante, restabeleça o sistema em pleno funcionamento com todas as configurações iguais às existentes no momento do backup possuir opção para o caso substituição de equipamentos, sobrescrevendo as configurações do equipamento novo recém-adicionado à ferramenta de gerenciamento com todas as configurações do antigo (defeituoso). Essa operação deverá migrar todos os agendamentos do equipamento antigo para o novo; criação e gerenciamento de códigos de cobrança (billing codes), inclusive com a opção de tornar mandatório o fornecimento desses para agendar sessões de videoconferência A interface de gerência deverá permitir a criar e exportar, em formato csv ou Microsoft Excel, dos seguintes relatórios: inventário dos dispositivos, devendo ser permitido a escolha, de no mínimo, os parâmetros, serial number, versão de software, nome do dispositivo, parâmetros H.323, parâmetros de rede, parâmetros de autenticação, etc dos bilhetes (CDR) das sessões realizadas, com opção de filtro por sala; utilização por sala e por código de cobrança O acesso a qualquer interface do sistema só poderá ser permitido aos usuários devidamente autenticados, utilizando as credenciais do AD A interface de gerência dedicada 50 (cinquenta), acessos simultâneos. Qualquer usuário e administrador poderá acessar as interfaces dentro dos limites acima. 13. CONTROLE DE CHAMADAS A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá implementar a função de controle de admissão de chamadas (CAC) entre regiões para as chamadas através da especificação do limite de banda utilizada. Ou seja, a solução deve manter um registro para cada tipo de chamada e sempre que o acréscimo de uma chamada implicar na extrapolação do respectivo limite, essa deverá ser restringida/bloqueada O limite de banda é definido por região e representa o valor máximo de banda que pode ser utilizado para estabelecer chamadas entre a região em questão e todas as demais regiões A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá permitir o administrador criar regiões e associar dispositivos de usuário a ela. Por exemplo, o administrador poderá definir uma região R_BSB e associar todos os dispositivos de usuário instalados em Brasília a essa região.

44 Pt Anexo Para implementar o CAC, devem ser consideradas as chamadas de vídeo realizadas pelos codecs, pertencentes ao objeto desta licitação, e entre estes e os telefones IP Cisco modelos 8945 e 9951 e softwares de Comunicação Unificada, pertencentes ao parque de telefonia IP do Banco Central A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deve garantir que o limite de banda não seja ultrapassado e ao mesmo tempo seja otimizado. Isso significa que, o cálculo da banda utilizada deve ser dinâmico, de forma que o número de chamadas para um mesmo limite de banda possa variar de acordo com a velocidade pré-definida para as chamadas de vídeo. 14. CONTINGÊNCIA E ALTA DISPONIBILIDADE Deverá existir redundância N+N as MCUs, Sistema de Firewall traversos Interno e Sistema de Firewall Traverso Externo com N elementos na Sede e N na Unibacen A contingência dos equipamentos deverá ocorrer de forma automática, de acordo com a prioridade configurada. 15. REDE DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA A CONTRATADA deverá ter, em Brasília, pelo menos uma das alternativas abaixo como empresa prestadora dos serviços de garantia e manutenção contratados. São elas: Escritório/filial do fabricante com Centro de Assistência Técnica (CAT); Escritório/filial da licitante com Centro de Assistência Técnica (CAT), não sendo esse o próprio fabricante; Empresa terceirizada ou parceira, que exerça a função do Centro de Assistência Técnica (CAT) do fabricante A licitante vencedora deverá comprovar o credenciamento de cada uma das empresas prestadoras dos serviços de assistência técnica, no ato da assinatura do contrato, por meio de: Não sendo o próprio fabricante dos equipamentos o responsável pelo Serviço de Garantia e Manutenção, deve apresentar documentação comprobatória, em português, demonstrando que a prestadora está apta para executar serviços de assistência técnica na linha de produtos CONTRATADA; A documentação comprobatória emitida para a matriz valerá para filiais/escritórios Não sendo a própria CONTRATADA responsável pelo serviço de Garantia e Manutenção, contrato de prestação de serviços de assistência técnica entre a CONTRATADA e a prestadora, registrado em cartório;

45 Pt Anexo Cópia autenticada de diploma de nível superior na área de tecnologia ou ciências exatas de pelo menos um profissional no seu quadro, com vínculo empregatício ou participação no contrato social com a respectiva prestadora; Cópia autenticada de certificação do fabricante ou cópia autenticada de certificado de conclusão de curso de treinamento nos equipamentos contratados para o profissional; Quando da assinatura do Contrato, a licitante vencedora deverá fornecer ao Bacen a lista dos prepostos (escritório/filial/sede do fabricante, dela (licitante) ou empresa terceirizada), obrigando-se ainda a mantê-la atualizada, durante o período de garantia de funcionamento da solução, notificando o Gestor do Contrato no Bacen sobre qualquer mudança ocorrida. 16. GARANTIA E MANUTENÇÃO A garantia deverá abranger os elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA, pelo período de 60 meses, contados a partir da emissão do Termo de Recebimento Provisório A garantia deverá abranger todos os equipamentos, softwares, cabos, conectores e demais elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA adquiridos, conforme as especificações deste Edital e respectivos anexos Durante o período de garantia dos elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA, item 16.1 deste Anexo, sem qualquer ônus adicional para o Bacen, a CONTRATADA, às suas expensas, por intermédio de sua sede, filiais ou escritórios, estará obrigada a: prestar serviços on-site de assistência técnica nas unidades do Bacen relacionadas neste Edital e Anexos, por meio de manutenção corretiva e preventiva, com fornecimento de peças novas e originais; entende-se por manutenção corretiva a série de procedimentos destinados a recolocar os equipamentos em seu perfeito estado de uso, compreendendo, inclusive, substituições de peças (desde que constem no catálogo do fabricante identificadas com um part number) e equipamentos por novos e ajustes de software necessários, de acordo com os seus manuais e normas técnicas específicas; entende-se por manutenção preventiva a série de procedimentos periódicos anuais nos quais a CONTRATADA fará testes nos equipamentos, antecipando possíveis problemas, levantando pendências de atendimento e planejando em conjunto com a equipe de suporte do Bacen melhorias no fluxo de trabalho da assistência técnica;

46 Pt Anexo nas manutenções preventivas deverá ser realizada a renovação dos certificados utilizados para autenticação 802.1x de todos os codecs instalados, quando essa não for realizada automaticamente; as manutenções preventivas deverão ser realizadas in loco pela CONTRATADA nas localidades do Bacen Reparar, corrigir, remover, refazer ou substituir, no todo ou em parte, os serviços, peças ou materiais em que se verificarem imperfeições, vícios, defeitos, incorreções ou excesso de defeitos, dentro dos prazos estabelecidos nos demais subitens deste Anexo; Corrigir defeitos de fabricação ou projeto; Acondicionar adequadamente os equipamentos cujo reparo não possa ser realizado nas dependências do Bacen de forma a permitir sua completa segurança e identificação durante o transporte, responsabilizando-se pela sua remoção e devolução ao local em que deve ser instalado e pelas despesas operacionais decorrentes; Supervisionar e coordenar os trabalhos de eventuais subcontratadas, previamente autorizadas pelo Bacen, assumindo total responsabilidade pela qualidade e cumprimento dos prazos de execução dos serviços; Substituir os equipamentos que apresentarem defeito de fabricação, dentro dos prazos estabelecidos nos demais subitens deste Anexo; Detectar problemas e limitações de desempenho da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA relacionados a software e/ou firmware instalados nos elementos que fazem parte do objeto deste Edital e Anexos, substituindo-os por nova versão que implemente suas correções; Substituir software e/ou firmware instalados nos elementos que fazem parte do objeto deste Edital e Anexos por nova versão eventualmente lançada, quando esta implementar correções a possíveis problemas ou limitações de desempenho da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA; Corrigir problemas - bugs - nos softwares desenvolvidos e customizados especificamente para SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA do Bacen O atendimento deverá ser realizado em regime 8x5, com resolução do problema até o fim do dia útil subsequente à abertura do chamado, exceto quando justificada a complexidade do problema O regime de atendimento 8x5 compreende o período de expediente do Bacen, das 8h30min às 18h30min, nos 5 (cinco) dias da semana, de segunda-feira a sexta-feira, exceto feriados nacionais, estaduais e municipais.

47 Pt Anexo Caso os prazos definidos não sejam cumpridos, durante o período de garantia, o Bacen poderá aplicar multa correspondente a 0,05% (cinco centésimo por cento) do valor dos equipamentos afetados, por dia ou fração de atraso, limitado a 10% (dez por cento) do valor do contrato, sem prejuízo das demais sanções previstas neste Edital e Anexos Sempre que o Bacen solicitar, o estado do chamado aberto com a CONTRATADA deverá ser informado por telefone através da central de atendimento e/ou disponibilizado no sistema desenvolvido pela CONTRATADA Caso a CONTRATADA não possua um sistema para registro, histórico e acompanhamento de todos os acionamentos realizados pelo Bacen, deverá, através de correio eletrônico, enviar: relatório com histórico ao final de cada chamado; no primeiro dia útil de cada mês civil, arquivo consolidando os chamados abertos no mês anterior com os respectivos procedimentos adotados para a solução do problema; confirmação de abertura do chamado, contendo número, data, hora e descrição, para cada chamado aberto Caso o chamado seja escalonado pela CONTRATADA para o fabricante, o Bacen deverá poder visualizar diretamente no sítio do fabricante o andamento desse chamado Deverão ser fornecidas permissões de acesso no sítio do fabricante e da CONTRATADA para, pelo menos, 5 (cinco) usuários do Bacen Todos os firmwares disponibilizados deverão estar disponível para consulta pelo Bacen diretamente no sítio do fabricante Deverão ser fornecidas permissões de acesso no sítio do fabricante para, pelo menos, 5 usuários do Bacen, no caso de acesso restrito aos firmwares O tempo de solução será contabilizado entre a abertura do chamado e a solução do problema. O problema será considerado solucionado quando o sistema for restabelecido em sua totalidade As manutenções preventivas, por solicitação da CONTRATADA ou do Bacen, serão agendadas pelo Bacen para ocorrerem em um período não inferior a 72 (setenta e duas) horas O Bacen poderá determinar que a CONTRATADA execute a manutenção preventiva fora do horário normal de expediente A CONTRATADA deverá indicar em sua proposta técnica as condições sob as quais prestará a assistência técnica, de acordo com o disposto nos demais itens e subitens deste Anexo.

48 Pt Anexo A CONTRATADA deverá cumprir rigorosamente todos os procedimentos de manutenção definidos pelo Bacen, como horário estabelecido para parada dos equipamentos, autorizações de acesso, entre outros Quando a intervenção implicar interrupção dos serviços de videoconferência, mesmo que parcial, o Bacen poderá determinar que a CONTRATADA a execute fora do horário de expediente da autarquia, inclusive em finais de semana Quando solicitado pelo Bacen, a CONTRATADA deverá fornecer, em até 3 (três) dias úteis, manuais, MIB de monitoração, documentação de interfaces API, documentos de troubleshooting e/ou qualquer outro tipo de documento técnico de administração, customização, operação e monitoração dos equipamentos e softwares instalados no Bacen A inobservância das condições aqui estabelecidas sujeitará a Contratada às penalidades previstas neste Edital e no Título SANÇÕES ADMINISTRATIVAS da respectiva minuta de contrato No caso de substituição de módulos/componentes ou equipamentos, o novo item deverá ter funcionalidade igual ou superior a do item substituído Possuir rede de assistência conforme item 15 deste Anexo Caso a contratada não seja a própria fabricante do equipamento, ela deverá obrigatoriamente: fornecidos, discriminados por números seriais, nos prazos mínimos iguais aos descritos nos itens 16 a 16.2., e apresentar documentação que comprove essa contratação Esse contrato deve permitir que o CONTRATANTE acione o fabricante diretamente para chamados de suporte e manutenção dos equipamentos citados no item O documento comprobatório deverá ter como signatário representante do fabricante e vir acompanhado de procuração pública ou particular com firma reconhecida, contrato social ou estatuto, comprovando que o signatário tem o poder para assinar tal compromisso ou responder pela empresa O fabricante signatário do documento comprobatório deverá possuir representação legal no Brasil O documento comprobatório deverá estar expresso em português ou, se o documento apresentado tiver sido redigido em outra língua que não seja a língua portuguesa, deverá trazer obrigatoriamente a tradução juramentada do mesmo A entrega deste documento é condição necessária para a emissão do Termo de Recebimento Provisório.

49 Pt Anexo Caso a CONTRATADA seja a própria fabricante, devidamente comprovada, não se faz necessária a apresentação do documento comprobatório Além do documento comprobatório requerido no item 18.7, a Contratada deverá fornecer, nos mesmos moldes desse item, documentos que comprovem que ela poderá recorrer ao(s) fabricante(s) para solucionar chamados abertos pelo Bacen de alta complexidade e atualização de software e firmware dos demais equipamentos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA. 17. CONSULTORIA REMOTA E CONSULTORIA PRESENCIAL A licitante vencedora deverá cotar em sua proposta 500 (quinhentas) horas de serviço de consultoria remota e 500 (quinhentas) horas de serviço de consultoria on site ou presencial, a serem usadas a critério do Bacen, em Brasília, em qualquer dia, horário, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Essas horas não serão computadas antes da emissão do Termo de Recebimento Definitivo - TRD A utilização dessas horas se dará por período de no mínimo 8 (oito) horas de cada vez, mediante solicitação formal do Bacen O uso das horas de serviço de consultoria será exclusivamente a critério do Bacen, podendo este, inclusive, não as utilizar durante a vigência contratual. Serão devidas somente as horas efetivamente utilizadas pelo Bacen Os serviços de consultoria presencial ou remota serão solicitados à contratada mediante Ordens de Serviço, doravante OS, e deverão ser dimensionados em horas de serviço Dentro de uma mesma OS poderá haver serviços que envolvam consultoria remota ou presencial Os serviços de consultoria presencial e remota contemplam a realização de configurações básicas e avançadas, atualização de softwares, customização de software específico para a solução, acompanhamento técnico e demais atividades técnicas que não estejam previstas na fase da implantação e GARANTIA da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA Os serviços devem ser realizados por profissionais que detenham treinamento do fabricante da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA Quando solicitado pelo Banco Central, a qualquer momento, a contratada deverá apresentar cópia do certificado emitido pelo fabricante da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA em nome do profissional Os serviços devem ser executados das 0h às 24h, qualquer dia da semana, incluindo feriados.

50 Pt Anexo O Banco Central estima que 50% (cinquenta por cento) da demanda de serviços, medidos em horas de trabalho, serão executados nos dias úteis, no horário das 8:30h às 18:30, e que o restante serão demandados para execução nos dias não úteis e das 20h às 7h nos dias úteis Detalhamento do fluxo da Execução dos Serviços: Envio e Recebimento das Ordens de Serviço OS O envio e atualização das OS para a contratada será realizado de forma eletrônica, através de . A contratada deverá manter todos os remetentes originais em sua resposta Após o envio de uma OS, a Contratada deverá confirmar o seu recebimento e realizar a estimativa de custo do serviço em horas, não sendo admitida a recusa injustificada na realização de qualquer dessas obrigações Orçamento das Ordens de Serviço: Quando do recebimento da OS, a Contratada deverá, em no máximo 2 dias úteis, apresentar proposta de sua execução, informando o custo em horas para realização do serviço O esforço despendido pela Contratada para as atividades de orçamento da OS não será, sob nenhum fundamento, objeto de remuneração Após o orçamento, a contratada deverá encaminhar proposta, em resposta ao do Banco Central, para que a mesma seja avaliada O Banco Central analisará o orçamento apresentado e aprovará, ou não, a sua execução Se aprovada, a OS será encaminhada à Contratada através de para execução do serviço No caso de haver discordância em relação ao proposto, o Banco Central solicitará à Contratada a apresentação das suas justificativas e essa terá prazo de 1 dia útil. Caso as justificativas não sejam aceitas, a OS será devolvida à Contratada para que seja feito um novo orçamento, sendo disponibilizado prazo de 1 dia útil para sua reapresentação ao Banco Central Execução das Ordens de Serviço: Todos os serviços demandados deverão ser executados pela Contratada somente após a autorização do Bacen A Contratada deverá concluir a OS somente após a execução completa de todas as atividades requeridas, dentro dos prazos nela estabelecidos.

51 Pt Anexo Concluída a execução, o Banco Central realizará a validação do serviço executado Validação e Encerramento das Ordens de Serviço: Após a realização do serviço pela contratada, o Banco Central deverá, em até 3 (três) dias úteis, realizar a sua validação A validação da Ordem de Serviço poderá gerar: OS Validada e OS Rejeitada OS Validada: quando não for necessário nenhum ajuste nos produtos e resultados da Ordem de Serviço OS Rejeitada: quando for identificado resultados que impeçam a aceitação da Ordem de Serviço pelo Bacen, demandando correção pela Contratada A rejeição deverá ser expressa e fundamentada na própria OS A OS Rejeitada será devolvida à Contratada para correção Após as correções na OS Rejeitada, a Contratada novamente a entregará ao Bacen para validação. Sendo validada, a data de efetiva entrega da Ordem de Serviço corresponderá à data do registro da última entrega pela Contratada A reincidência de rejeições para uma mesma Ordem de Serviço poderá ensejar o seu cancelamento por parte do Bacen, se assim julgar necessário. Neste caso, não caberá qualquer ônus ao Bacen sobre a Ordem Serviço cancelada As correções realizadas pela Contratada nas Ordens de Serviço rejeitadas não geram ônus adicionais para o Bacen e deverão ocorrer dentro dos prazos estabelecidos A validação da Ordem de Serviço pelo Bacen não exime a Contratada da responsabilidade pela correção dos erros identificados dentro da garantia Recebido e validado o serviço, a Ordem de Serviço será encerrada pelo Bacen Consolidação Mensal das Ordens de Serviço e Faturamento: O Bacen efetuará a consolidação mensalmente das OS validadas e encerradas A contratada deverá faturar o quantitativo de horas das OS consolidadas pelo Bacen. O faturamento ocorrerá no mês subsequente ao mês das OS. 18. PRAZOS PARA ENTREGA E EXECUÇÃO DO PROJETO A completa instalação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá observar os prazos definidos abaixo: Projeto Executivo o prazo de entrega é 45 (quarenta e cinco) dias corridos contados a partir da assinatura do contrato. Caso o projeto seja recusado, a

52 Pt Anexo 1 52 CONTRATADA terá prazo adicional de 15 (quinze) dias corridos para apresentar novo projeto com as correções ou complementações necessárias; Entrega de materiais, equipamentos e softwares até 75 (setenta e cinco) dias corridos, contados a partir da assinatura do contrato, para todas as localidades CONTRATADAS; Instalação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA até 135 (setenta e cinco) dias corridos, contados a partir da assinatura do contrato, para todas as localidades CONTRATADAS Caso os prazos de que tratam os itens , e deste Anexo, sejam extrapolados pela CONTRATADA, o Bacen aplicará multa de 0,025% (vinte e cinco milésimos por cento) sobre o valor do contrato, por dia de atraso, até o limite de 20 (vinte) dias corridos. Decorridos os 20 (vinte) dias, além da multa, a CONTRATADA estará sujeita às penalidades previstas neste Edital, Título SANÇÕES ADMINISTRATIVAS da respectiva minuta de contrato. 19. CONDIÇÕES DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO A CONTRATADA deverá alocar, às suas expensas, um Gerente de Projeto com experiência em implantação de projetos de Tecnologia da Informação (TI). Compete ao Gerente de Projeto: Garantir a execução de todos os aspectos do contrato assinado entre o Bacen e a CONTRATADA; Garantir prazos e qualidade dos serviços; Elaborar e manter atualizado o cronograma de atividades e manter informado o Gestor de Contrato do Bacen da evolução dos serviços sempre que for solicitado; Ser o ponto focal do Bacen para todas as comunicações e solicitações referentes ao projeto junto à CONTRATADA, incluindo questões referentes a faturamento, pagamento, emissão e conferência de notas fiscais, conferência de volumes e especificações, envio de equipamentos e eventuais problemas com profissionais alocados pela CONTRATADA; Garantir a execução dos serviços para que o Bacen possa efetuar a emissão do Termo de Recebimento Definitivo da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA; Ficará a cargo desse profissional a emissão de relatórios quinzenais de recepção e providências até que a última pendência de entrega e instalação esteja resolvida. Esses relatórios deverão ser entregues, via , ao Gestor do Contrato do Bacen ou ao Fiscal do Contrato, que poderão contestá-los.

53 Pt Anexo A CONTRATADA deverá submeter, nos prazos definidos no item 18.1 e respectivos subitens deste Anexo, Projeto Executivo detalhado da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA à aprovação do Bacen. Esse deverá contemplar: o cronograma detalhado de implantação, elementos da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA e suas configurações, arquitetura da solução, plano de discagem, diagrama de rede com principais elementos, quadro resumo das atividades e o responsável pela sua execução, configurações necessárias nos dispositivos de rede do Bacen (switches, firewalls, roteadores, entre outros), incluindo política de QoS e configurações mencionadas no item O Bacen poderá recusar, em parte ou totalmente o Projeto Executivo, desde que esse não atenda as especificações deste Anexo ou esteja incompleto. Nesse caso, será concedido prazo adicional à CONTRATADA, de acordo com o item deste Anexo Os procedimentos envolvidos nos processos de instalação deverão ser previamente aprovados pelo Bacen, de forma a garantir intervalos de paralisação localizados que impactem no mínimo possível as atividades do Bacen: Não se admitirá a paralisação dos serviços de videoconferência do Bacen dentro do horário de expediente normal do Bacen, das 9h às 18h30min; Sempre que a equipe técnica do Bacen julgar necessário, ela poderá determinar que os procedimentos de instalação, totalmente ou em partes, sejam realizados fora do horário de expediente normal, incluindo feriados, sábados e domingos Todos os equipamentos deverão ser entregues, instalados, configurados, customizados e operacionais. Também integram a fase de instalação dos equipamentos: Instalação física dos codecs em todos os pontos, além da instalação dos equipamentos de núcleo e demais servidores nos racks, realizando todas as conexões necessárias, a fim de que, ao final, todos os dispositivos estejam acessíveis pela rede; Avaliar os recursos necessários (ponte de rede, ponto de energia, entre outros) para instalação dos equipamentos e solicitá-los ao representante indicado pelo Bacen quando não disponíveis; Disponibilizar dados pertinentes aos dispositivos instalados (patrimônio, MAC, local de instalação, setor de instalação, entre outros) para posterior atualização das bases de dados do Bacen; Os dados dos elementos instalados deverão ser consolidados e exportados para um arquivo. CSV para posterior importação na base de dados de itens de configuração do Bacen;

54 Pt Anexo Para todas as localidades do Bacen, dimensionar o consumo de banda da solução CONTRATADA, classificando em sinalização e mídia, que trafegarão na LAN e na MPLS. Deverá também fornecer as marcações de qualidade de serviço que deverão ser efetuadas para cada tipo de tráfego; Configurar os CAC necessários, de acordo com as limitações contratuais de banda do contrato da WAN nas classes de sinalização e mídia; Configurar os dispositivos de acordo com os padrões de rede e segurança do Bacen; Integração com outros dispositivos do Bacen, quando necessária; A contratada deverá enviar, em data previamente agendada um técnico ás dependências do Bacen para a conferencia dos equipamentos, materiais e softwares. Estando esses de acordo com as Especificações Básicas, o Bacen emitirá o Termo de Recebimento de Equipamentos, Materiais e Softwares (TREMS) O Bacen, após a CONTRATADA disponibilizar a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA em produção, emitirá Termo de Recebimento Provisório em até 15 (quinze) dias corridos Entende-se por disponibilizar a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA em produção, o recebimento e a instalação de todos os equipamentos que a compõe, todas as funcionalidades especificadas neste Anexo não relacionadas à integração com a SOLUÇÃO DE TELEFONIA IP O Bacen, após a completa instalação da solução, iniciará um período de avaliação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA, com duração de 15 (quinze) dias corridos. Findo esse período o Bacen emitirá o Termo de Recebimento Definitivo (TRD), considerando o atendimento das demais exigências; Entende-se por completa instalação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA, o recebimento e a instalação de todos os equipamentos que a compõe incluindo todas as funcionalidades e todos os item desse edital, em especial os de integração com a solução de telefonia IP. O não cumprimento rigoroso dos prazos estabelecidos nos subitens acima, ou ainda a entrega parcial ou entrega de configuração inferior à solicitada poderão implicar sanções administrativas previstas na Minuta de Contrato Até a emissão do Termo de Recebimento Definitivo, a CONTRATADA deverá estar em constante sobreaviso para efetuar, imediatamente, os ajustes que se fizerem necessários. A SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverá operar ininterruptamente sendo eventuais falhas objeto de análise por parte do Bacen, o qual decidirá pela contagem ou não de novo período de avaliação, dependendo do grau de severidade do problema ocorrido e da correção adotada Deverá ser elaborado pela CONTRATADA o As Built das instalações efetuadas, contendo um descritivo detalhado das configurações lógicas e físicas da SOLUÇÃO

55 Pt Anexo 1 55 DE VIDEOCONFERÊNCIA, incluindo listagem das configurações dos equipamentos com comentários sobre os principais comandos e as justificativas das opções de parametrização. A entrega desse documento é uma das condições para a emissão do Termo de Recebimento Definitivo Deverá ser elaborado o Manual de Operação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA contendo um conjunto de procedimentos necessários para sua operação, passo-a-passo. Os elementos relativos à elaboração do Manual de Operação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA deverão ser validados e concluídos durante o período de avaliação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA. A entrega desse documento é uma das condições para a emissão do Termo de Recebimento Definitivo. 20. FORMA DE PAGAMENTO Os elementos referentes à SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA serão pagos da seguinte forma: (uma) parcela referente somente aos equipamentos (hardware e software) contratados, devida após a emissão do respectivo Termo de Recebimento de Equipamentos, Materiais e Softwares (TREMS). Esse valor será a soma dos Itens Subtotal HW + Subtotal SW, da planilha MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS do Anexo 6, respeitado o limite definido no item 3.4; (uma) parcela referente aos valores da instalação e dos equipamentos contratados, devida após a emissão do respectivo Termo de Recebimento Provisório (TRP). O valor será 50% (cinquenta por cento) do valor do Item Subtotal Inst. da planilha MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS ; (uma) parcela referente aos valores da instalação dos equipamentos contratados, devida após a emissão do Termo de Recebimento Definitivo (TRD). O valor corresponderá aos 50% (cinquenta por cento) restantes do valor do Item Subtotal Inst. da planilha MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS ; O pagamento dos treinamentos e consultoria remota e consultoria on site, definidos nos Itens 22 e 17 deste Anexo, será realizado após a execução pela CONTRATADA e aceitos pelo Bacen. 21. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA Possuir no quadro próprio profissional especializado, na função de, no mínimo, analista de suporte sênior, que detenha vínculo empregatício com a CONTRATADA, comprovado através de cópia autenticada da carteira de trabalho, atendendo as seguintes condições:

56 Pt Anexo Possuir capacidade comunicação fluente (oral e escrita) em português e inglês; Graduação em curso superior na área de Ciências Exatas, comprovada por meio de diploma reconhecido pelo MEC; Conhecimentos avançados de LAN e WAN: protocolo Ethernet, arquitetura TCP/IP, roteamento estático e dinâmico, redes MPLS, Qualidade de Serviço, 802.1x, p/q, spanning-tree e multicast; Sólidos conhecimentos em comunicação: centrais telefônicas IP e integração com soluções de videoconferência; digitalização de áudio e vídeo; protocolos SIP, H323, RTP, SRTP e TLS; Conhecimentos de segurança da informação: criptografia, infraestrutura de chaves públicas, controle de acesso a dispositivos, principio de funcionamento de firewalls, tipos de ataques e formas de prevenção; Certificação de nível profissional emitido pelo fabricante dos equipamentos fornecidos pela CONTRATADA; Comprovação de treinamento nos equipamentos integrantes da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA; Experiência mínima no mínimo 6 (seis) anos trabalhando comprovadamente em informática ou telecomunicações. A experiência profissional deverá ser comprovada através de carteira profissional ou contrato de prestação de serviço O serviço de consultoria remota ou presencial será utilizado para desempenhar as seguintes tarefas: Prestar todo e qualquer tipo de suporte a todos os elementos integrantes da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA adquirida; Subsidiar a equipe técnica do Bacen na abertura de chamados, através da identificação de imperfeições, vícios, defeitos, incorreções ou excesso de defeitos e diagnóstico de problemas; Auxiliar a equipe técnica da CONTRATADA na resolução de problemas, fornecendo informações do ambiente e suas particularidades assim como ações adotadas e diagnósticos realizados; Prestar todo e qualquer tipo de esclarecimento técnico à equipe do Bacen, inclusive repassar os procedimentos de instalação, atualização, administração e configuração da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA, quando solicitados.

57 Pt Anexo TREINAMENTO Em sua proposta, a CONTRATADA deverá informar o nome do treinamento, o conteúdo e o local de realização Para treinamentos realizados no território Nacional, o Banco informará à CONTRATADA a intenção de participação no treinamento com antecedência mínima de 45 dias, considerando as datas do treinamento. A CONTRATADA deverá confirmar o treinamento no prazo de até 5 dias úteis após comunicação do Bacen Para treinamentos não realizados no Brasil, o Banco informará à CONTRATADA a intenção de participação no treinamento com antecedência mínima de 90 dias, considerando as datas do treinamento. A CONTRATADA deverá confirmar o treinamento no prazo de 30 dias após comunicação do Bacen O Bacen poderá solicitar que a contratada comprove através de diploma ou documento equivalente, ou ainda de declaração do fabricante dos equipamentos que integram a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA de que o(s) instrutor(es) possui(em) certificações em Curso cujo conteúdo programático abranja o conteúdo exigido. Essa comprovação poderá ser feita quando da realização de cada treinamento e no prazo de 10 (dez) dias corridos antes do início de cada um O Bacen poderá, a seu critério, em qualquer tempo, durante o treinamento, contestar a prestação do serviço, solicitando a troca de instrutor ou equipamentos de laboratório Caso a deficiência não possa ser sanada sem prejuízo para o andamento do curso, esse será suspenso pelo Bacen, devendo a CONTRATADA agendar novo curso, sem ônus adicional para o Bacen Os cursos deverão ser comprovadamente parte do programa oficial de treinamento do fabricante Deverá ser apresentada documentação comprobatória; Não serão aceitos cursos não constem do programa de certificação do fabricante Os cursos deverão: possuir o conteúdo do treinamento organizado em módulos, sequenciados logicamente, visando o conhecimento cumulativo, contendo, ao final de cada módulo, exercícios práticos com laboratórios para fixação; incluir apostilas e manuais dos codecs e demais equipamentos e softwares necessários para a prática dos exercícios propostos no material oficial do fabricante;

58 Pt Anexo os equipamentos que comporão o laboratório do treinamento deverão ser iguais aos adquiridos pelo Bacen ou, quando não for possível, por equipamentos da mesma família Ficam excluídos da exigência do item 22.7 os cursos do tipo palestras, minicursos, sessões técnicas, apresentação de casos de estudo Todos os manuais, apostilas e demais documentos assim como os cursos ministrados devem estar nos idiomas Português ou Inglês Título do curso: Implantando soluções avançadas de videoconferência I: Idioma: Português ou Inglês; Carga horária: mínima de 40 (quarenta) horas; Participantes: 08 participantes, em turmas abertas; Modelo de curso: vagas em turmas regulares do fabricante ou parceiro devidamente certificado, oferecidas ao mercado, em território nacional ou no exterior; Data: de acordo com o calendário do fabricante ou parceiro, até o limite de 6 meses após a solicitação do Bacen. Após esse período, a CONTRATADA terá 30 dias para ministrar o curso, independentemente de haver turma aberta; Conteúdo programático mínimo: Operação, instalação, configuração, manutenção e diagnóstico de codecs; Compreendendo os protocolos utilizados para registro; Sistema de travessia de firewall: instalação, configuração, cópia de segurança, restauração das configurações e diagnóstico; MCU: instalação, configuração, operação, customização, atualização, cópia de segurança e diagnóstico; Software de gerência: instalação e configuração da gerência e de sua base de dados, operação, criação de zonas e permissões e diagnóstico Título do curso: Implantando soluções avançadas de videoconferência II Idioma: Português ou Inglês; Carga horária: mínima de 40 (quarenta) horas; Participantes: 08 participantes, em turmas abertas; Modelo de curso: vagas em turmas regulares do fabricante ou parceiro devidamente certificado, oferecidas ao mercado, em território nacional ou nos Estados Unidos;

59 Pt Anexo Data: de acordo com o calendário do fabricante ou parceiro, até o limite de 6 meses após a solicitação do Bacen. Após esse período, a CONTRATADA terá 30 dias para ministrar o curso, independentemente de haver turma aberta Conteúdo programático mínimo: MCU: descrição do hardware, problemas comuns na instalação, funcionamento da placa supervisora; Compreendendo o funcionamento do TIP (Telepresence Interoperability Protocol) e estudo de cenários; Sistema de gravação: características básicas, protocolos utilizados para streaming, registro em gatekeeper/sip server, integração com a ferramenta de gerência, edição de vídeo, publicação e uso de armazenamento NAS; Sistema de travessia de firewall: registro de equipamentos, segurança, zonas e subzonas, atualização, cópia de segurança, zonas para travessia de firewall, política de chamadas, certificados, expressões regulares, reconhecimento dos diferentes formatos de discagem; Software de gerência: provisionamento de equipamentos e diagnóstico Título do curso: Atualização tecnológica em soluções de videoconferência Idioma: Inglês; Carga horária: mínima de 24 (vinte e quatro) horas; Participantes: 05 participantes, em turmas abertas; Modelo de curso: vagas em evento/treinamento reconhecido internacionalmente como referência na área de TI e que contemple os tópicos videoconferência e assuntos relacionados, como colaboração, comunicações unificadas e redes de computadores, promovido pelo fabricante, oferecidas ao mercado com frequência mínima anual, consistindo de palestras, minicursos, sessões técnicas, apresentação de casos de estudo, etc Data: de acordo com o calendário do fabricante ou parceiro, no decorrer dos 5 anos do contrato Conteúdo programático mínimo: tendências de mercado para soluções de videoconferência e tecnologias relacionadas, como telepresença e comunicações unificadas; evolução tecnológica da solução de videoconferência, novas funcionalidades e perspectivas de futuro;

60 Pt Anexo novas tecnologias de videoconferência; videoconferência no contexto de comunicações unificadas e colaboração; melhores praticas para manutenção, configuração e implementação de soluções de videoconferência bem como integração de videoconferência; estudos de casos; sessões técnicas de sobre características e funcionalidades da solução, relacionados a videoconferência ou de assuntos relacionados, como colaboração, comunicações unificadas e redes de computadores. 23. ENDEREÇOS E CONTATOS Tabela 1 - Endereços e Contatos Unidade Endereço Contato Telefone(s) Sede UniBacen Setor Bancário Sul (SBS), Quadra 3, Bloco B, 2o Subsolo Brasília (DF) Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES), Trecho 2, Conj. 31, Lotes 1A e 1B Brasília (DF) DEINF/DIRED Wylber Polonini (61) (61) (61) ADBEL Boulevard Castilhos Franca, Centro Belém (PA) ADBEL/COMAT Liliana E.S.D. Jorge (91) ADBHO Av. Álvares Cabral, 1.605, 2o Subsolo - Santo Agostinho Belo Horizonte (MG) ADBHO/COINF Newton B. Cruz (31) ADCUR Av. Cândido de Abreu, Centro Cívico Curitiba (PR) ADCUR/COINF Marcos A.M. Ferreira (41) ADFOR Av. Heráclito Graça, 273 Centro Fortaleza (CE) ADFOR/COMAT Fátima M.D.D. Lemos (85) ADPAL Rua 7 de Setembro, 586 Centro Porto Alegre (RS) ADPAL/COINF Joao B.A. Campos (51) ADREC Rua da Aurora, Santo Amaro Recife (PE) ADREC/COINF Pedro R.S. Oliveira (81) ADRJA Mecir-RJA Av. Presidente Vargas, Centro Rio de Janeiro (RJ) ADRJA/COINF Av. Rio Branco, 30 - Centro Rio de Janeiro (RJ) Marcos Rodolfo Schwan Justo (21)

61 Pt Anexo 1 61 ADSAL Av. Garibaldi, Subsolo Ondina Salvador (BA) ADSAL/COMAT Miguel Laert dos Santos Pinheiro (71) ADSPA Av. Paulista, Bela Vista São Paulo (SP) ADSPA/COINF Sandra Sayuri Y. Nakagawa (11)

62 Pt Anexo 1.1 ANEXO 1.1 HOMOLOGAÇÃO DA SOLUÇÃO 1. HOMOLOGAÇÃO DA SOLUÇÃO 1.1. A licitante classificada em primeiro lugar, o Bacen exigirá um Teste de Homologação da Solução proposta, que consiste na comprovação das funcionalidades descritas nas Especificações do Anexo 1 através de duas etapas: análise da documentação técnica e prova de conceito em laboratório Como forma de receber aprovação em determinado teste, não serão aceitas promessas de execução das funcionalidades, mesmo que estas possuam data definida, dado que estes tipos de documentos não exprimem garantia de que a licitante cumprirá os requisitos previstos no Edital e Anexos estritamente necessários para o funcionamento e a segurança da tecnologia na data da instalação Esta fase tem caráter eliminatório, ou seja, o não cumprimento dos prazos estipulados, dos testes ou a apresentação de resultados divergentes dos especificados neste Edital e Anexos resultará na desclassificação da licitante ANÁLISE DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA A fim de verificar a adequação dos hardwares e softwares propostos às características técnicas obrigatórias constantes neste Edital e seus Anexos, a licitante classificado em primeiro lugar deverá apresentar documentação comprobatória Somente serão aceitos, para comprovação das características técnicas, manuais originais dos equipamentos ou documentos fornecidos pelo fabricante, não sendo admitidas montagens ou adaptações, totais ou parciais, sobre o texto deste Edital e seus Anexos na forma de folhetos, folders ou impressos de qualquer natureza. Esta documentação deverá ter suas páginas numeradas Para agilizar a conferência das características exigidas, a licitante classificada em primeiro lugar deverá entregar adicionalmente um quadro-resumo contendo, para cada tópico especificado no subitem : o número do item e respectivo texto; título do(s) documento(s); página(s) e trecho(s) do texto que valide(m) o item; observação, opcional, com texto livre O licitante classificado em primeiro lugar deverá disponibilizar em até 3 (três) dias úteis, após solicitação do Bacen, a documentação técnica da solução proposta que comprove os seguintes itens e todos seus respectivos subitens do Anexo 1: 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e A não apresentação da documentação no prazo estipulado, apresentação incompleta ou documentação que não comprove que a solução proposta atenda todos os itens definidos no item deste Anexo, acarretará a exclusão da licitante, sendo a solução considerada reprovada Bacen se manifestará no prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis sobre a documentação apresentada. 62

63 Pt Anexo Caso a solução seja aprovada nessa etapa, o Bacen informará a licitante e iniciará a fase de prova de conceito em laboratório Caso a solução seja reprovada, o Bacen informará a licitante e prosseguirá o certame conforme item 1.6 deste Anexo PROVA DE CONCEITO EM LABORATÓRIO Concluída a fase de análise de documentação, a licitante classificado em primeiro lugar deverá disponibilizar, em até 15 (quinze) dias úteis após a solicitação do Bacen, ambiente de homologação capaz de demonstrar que a SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA proposta atende as características deste Edital e Anexos A licitante classificada em primeiro lugar deverá agendar, respeitando os itens e deste Anexo, em acordo com a Divisão de Administração de Redes, no prazo máximo de 2 (dois) dias úteis após solicitação do Bacen, período não superior a 2 (dois) dias úteis para a execução dos testes de homologação Caso a licitante não tenha os equipamentos de telefonia previstos para a realização dos testes (IPBX CUCM 9.1(1) e Telefone IP Cisco 9951 e 8945), o licitante poderá solicitar ao Bacen a disponibilização desses recursos para que o licitante possa realizar os teste. Nesse caso, os testes deverão ser realizados nas dependências do Edifício-Sede do Bacen A licitante, para realizar os testes nas dependências do Bacen deve observar todas as normas vigentes no prédio, em especial o expediente do Banco e as normas de segurança para entrada e saída de pessoas e materiais No caso da licitante utilizar as dependências do Bacen, além dos equipamentos já mencionados no item deste anexo., serão fornecidos uma sala com mobiliário e pontos de energia. Todos os demais itens necessários ao teste devem ser providenciados pela contratada Os testes deverão ser executados no horário de 9h00 às 19h00, com pausa de duas horas de almoço Fica estabelecido que a homologação ocorrerá em Brasília (DF) O cenário deverá ser montado em ambiente sob responsabilidade da licitante classificado em primeiro lugar No ambiente de homologação, a licitante classificado em primeiro lugar deverá utilizar: Núcleo da solução: equipamentos com todas as características idênticas ao da proposta da licitante, pertencentes à mesma família/série/linha, podendo ser de menor porte, ou seja, os equipamentos não precisarão possuir capacidade igual aos da proposta, desde que a configuração escolhida pela licitante possa atender o Caderno de Testes, item 4 deste Anexo Codecs e softwares: deverão ser iguais aos da proposta da licitante e de acordo com o item 5 do Anexo Os testes a serem realizados estão descritos no Caderno de Testes, conforme item 4 deste Anexo.

64 Pt Anexo O Bacen, a seu critério, poderá alterar a ordem de execução ou solicitar a repetição dos itens do Caderno de Testes, a qualquer momento, sem aviso prévio Todos os equipamentos deverão estar com conectividade física e lógica, sistemas operacionais e softwares instalados e configurados de forma que os itens do Caderno de Testes sejam verificados sem a necessidade de quaisquer alterações no ambiente de Homologação, exceto as já previstas no Caderno de Testes Caso a licitante classificado em primeiro lugar solicite modificações adicionais no ambiente de homologação, ficará sujeita a repetição de todos os itens do Caderno de Testes, sem prorrogação do período de homologação Os equipamentos serão avaliados fisicamente, não sendo aceitas conexões a equipamentos remotos, ou seja, que não estejam no ambiente montado Devido à criticidade desta etapa, recomenda-se à licitante a realização prévia de todos os testes a fim de evitar, nos dias da homologação, imprevistos que acarretem a extrapolação do prazo e, consequentemente, sua desclassificação Todos os testes deverão ser acompanhados por 2 (dois) servidores do Bacen e, pelo menos, 2 (dois) técnicos especializados pertencentes ao quadro da licitante, responsáveis pela execução dos testes Os testes deverão ser executados unicamente pelos técnicos pertencentes ao quadro da licitante. Não serão aceitas, dentro do ambiente destinado à homologação, interferências, consultas e nem a presença de terceiros, mesmo que seja do fabricante, durante a execução dos testes O ambiente deverá ser um espaço fechado exclusivo para os testes, onde inclusive estarão instalados fisicamente todos os equipamentos que integram os testes Ao final dos testes, os 2 (dois) servidores do Bacen e os 2 (dois) representantes da empresa subscreverão o documento, representando a conclusão da etapa do processo de homologação da licitante Deverão ser fornecidos comprovantes de vínculo empregatício com a licitante, através de cópias das carteiras de trabalho, devidamente autenticadas, dos técnicos especializados responsáveis pela execução dos testes Terminado o período de que trata o item deste Anexo, o Bacen avaliará a adequação da SOLUÇÃO DE VIDEOCONFERÊNCIA da licitante às normas deste Edital e Anexos, e se de acordo, sua proposta será aceita em até 5 (cinco) dias úteis Se a Solução não for aprovada na homologação, o Pregoeiro examinará a oferta subsequente, verificando a sua aceitabilidade e a habilitação do proponente e submetendo a Solução à verificação de conformidade com as especificações, observando os prazos definidos neste Edital e Anexos, e a ordem de classificação estabelecida no final da etapa competitiva, por meio de lances, e assim sucessivamente, até a apuração de uma que atenda ao Edital e Anexos, caso em que a licitante será declarada vencedora.

65 Pt Anexo OBJETIVO 2.1. O Caderno de testes consiste de uma relação de testes com objetivo de verificar um subconjunto das funcionalidades do Edital e Anexos consideradas relevantes pela área técnica, em ambiente similar ao do Bacen, com extensão e complexidade limitados pelo prazo e pelos tipos de equipamentos MCU, codecs, sistemas de travessia de firewall, gerência, IPBX e telefones IP permitindo, desta forma, a licitante estruturar o cenário no prazo indicado. 3. DESCRIÇÃO DO AMBIENTE 3.1. O ambiente de homologação deve simular a existência de uma rede corporativa conectada à Internet (ou rede que a simule). Caso a Internet seja uma rede simulada, ela deve estar a pelo menos 2 saltos (2 hops) da placa externa do sistema de firewall. O tráfego da LAN com destino à Internet deve passar necessariamente por um sistema de firewall statefull que contém regras restritivas e somente de saída. Os equipamentos deverão usar o protocolo SIP, exceto quando for mencionado explicitamente o uso de outro protocolo LAN: A LAN deve possuir, no mínimo, a seguinte infraestrutura: No mínimo 1 (um) codec de videoconferência idêntico ao ofertado; Pelo menos 1 (um) telefone IP de cada modelo (cisco 9951 e cisco 8945); IPBX: pelo menos 1 (um) controlador de chamada Cisco Unified Communications Manager 9.1(1);

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 83/2012 - Alterado Pt. 1201557330 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 83/2012 - Alterado Processo n o : 1201557330 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Eletrônico Demap n o 2/2014 - Alterado Pt. 1301579346 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 2/2014 ALTERADO Processo n o : 1301579346 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 52/2014 Pt. 1301583260 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 52/2014 Processo n o : 1301583260 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Menor preço.

DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Menor preço. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 156/2011 Pt. 1101513888 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 156/2011 Processo n o : 1101513888 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Pt.1201548202 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 50/2012 Processo n o 1201548202 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 91/2015 - ALTERADO

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 91/2015 - ALTERADO Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 91/2015 - Alterado PE 74983 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 91/2015 - ALTERADO Processo n o : 74983 1 LICITAÇÃO DESTINADA EXCLUSIVAMENTE A MICROEMPRESAS E EMPRESAS

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 28/2014 Pt. 1301588168 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 28/2014 Processo n o : 1301588168 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Eletrônico Demap n o 183/2011 - Alterado Pt. 1101531097 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 183/2011 - ALTERADO Processo n o : 1101531097 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A

Leia mais

AcroPDF - A Quality PDF Writer and PDF Converter to create PDF files. To remove the line, buy a license.

AcroPDF - A Quality PDF Writer and PDF Converter to create PDF files. To remove the line, buy a license. DECRETO Nº 5.450, DE 31 DE MAIO DE 2005 Regulamenta o pregão, na forma eletrônica, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Eletrônico Demap n o 16/2014 Pt. 1301589614 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 16/2014 Processo n o : 1301589614 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO (RP) ADSPA n o 38/2015

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO (RP) ADSPA n o 38/2015 1 Edital do Pregão Eletrônico (RP) Adspa n o 38//2015 PE 74826 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO (RP) ADSPA n o 38/2015 Processo Eletrônico n o : 74826 LICITAÇÃO DESTINADA EXCLUSIVAMENTE ÀS MICROEMPRESAS E EMPRESAS

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 35/2015 - ALTERADO

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 35/2015 - ALTERADO PE 70972 1 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 35/2015 - ALTERADO Processo n o : 70972 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 4/2014 Pt. 1301579713 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 4/2014 Processo n o : 1301579713 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços

PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços PREGÃO ELETRÔNICO N 12/2007 Sistema de Registro de Preços EDITAL A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10-124-DIREF de 29/06/2006, realizará

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Demap n o 130/2009 ELETRÔNICO Pt. 0901452044 EDITAL DE PREGÃO DEMAP n o 130/2009 (ELETRÔNICO) Processo n o : 0901452044 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 88/2013 Pt. 1301575037 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 88/2013 Processo n o : 1301575037 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 61/2011 Pt.1101511655 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 61/2011 Processo n o : 1101511655 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 9/2014 Alterado II Pt. 1301584997 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 9/2014 Alterado II Processo n o : 1301584997 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO ADSPA n o 65/2015

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO ADSPA n o 65/2015 1 Edital do Pregão Eletrônico Adspa n o 65/2015 PE 77.428 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO ADSPA n o 65/2015 Processo n o : 77.428 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 007/2015 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 124/2014 Pelo presente instrumento, a SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, órgão gerenciador do Registro de Preços, localizada na

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 77/2011 Pt. 1101508840 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 77/2011 Processo n o : 1101508840 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

EDITAL PROCESSO 4674/2009

EDITAL PROCESSO 4674/2009 EDITAL PROCESSO 4674/2009 A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10/58-DIREF de 24/06/2009 realizará o pregão presencial em epígrafe, regido

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Bacen/Adspa n o 30/2015 PE 76.157 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO BACEN/ADSPA n o 30/2015 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3701 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 063/2013 (Protocolo n. 37.054/2013) O TRIBUNAL

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 24/2013 Pt. 1301571443 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 24/2013 Processo n o : 1301571443 1 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 47/2014 PE. 61765 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 47/2014 Processo n o : 61765 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 3/2015 PE. 69526 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 3/2015 Processo n o : 69526 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009. (publicada no DOE nº 109, de 12 de junho de 2009) Dispõe sobre a Cotação Eletrônica

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 53/2015

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 53/2015 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 53/2015 PE 74971 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 53/2015 Processo n o : 74971 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO EDITAL

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Prestação de serviços de apoio ao Meio Circulante.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Prestação de serviços de apoio ao Meio Circulante. 1 Edital de Pregão Demap n o 165/2009 ELETRÔNICO Pt. 0901459245 EDITAL DE PREGÃO DEMAP n o 165/2009 (ELETRÔNICO) Processo n o : 0901459245 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

1 DO OBJETO Aquisição de licença de software de informática para atender as necessidades desta Autarquia, conforme discriminação abaixo:

1 DO OBJETO Aquisição de licença de software de informática para atender as necessidades desta Autarquia, conforme discriminação abaixo: A Superintendência de Seguros Privados SUSEP, no Estado do Rio de Janeiro, mediante Pregoeiro designado pela Portaria SUSEP n 2.527, de 11 de outubro de 2006, torna público que realizará às 14 (catorze)

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Eletrônico Demap n o 7/2012 Pt. 1101522190 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 7/2012 Processo n o : 1101522190 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 140/2011 Pt. 1101509011 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 140/2011 Processo n o : 1101509011 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e

Considerando a necessidade de se buscar a redução de custos, em função do aumento da competitividade; e Página 1 de 5 PORTARIA Nº 306, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2001 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006

REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006 REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTERIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL Nº 398/2006 PROCESSO : 50600.000884/2006-13 Tipo de Licitação:

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS 1 PREGÃO ELETRÔNICO Nº002/2011/CISMEPA REGISTRO DE PREÇOS O CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAUDE DO MEDIO PARAIBA, mediante o Pregoeiro Flávio Macharet Barbosa, designado pela Portaria nº 004/2011, de junho

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 095/2014 (Protocolo n. 38.206/2014) O TRIBUNAL

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado.

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado. ESCLARECIMENTOS Em curso nesta Autarquia a licitação nº 0453/13, Processo nº 0363/13, que almeja a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de medicina e segurança do trabalho. Foi recebido

Leia mais

PREGÃO Processo nº 000217-04.91/15-0

PREGÃO Processo nº 000217-04.91/15-0 PREGÃO PE - 31/2015 - SULGÁS A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul - SULGÁS torna público, através de seu Pregoeiro designado, que realizará licitação por meio da utilização de recursos de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO N.º 15/2014 PROCESSO N.º 23341.000141/2014-71

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e DECRETO No. 24.818 de 27 JANEIRO DE 2.005 Regulamenta a realização de pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação, denominado pregão eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007 DECRETO 8.538/2015 COMPARATIVO COM DECRETO 6.204/2007 Outubro/2015 Importante: Pontos acrescidos estão destacados em verde. Pontos suprimidos estão destacados em vermelho. Decreto nº 8.538, de 6 de outubro

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N.º 009/2012 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 009.003067.12.2

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N.º 009/2012 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 009.003067.12.2 EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N.º 009/2012 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 009.003067.12.2 O DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE torna público para conhecimento

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 124/2014 (PAE n. 55.782/2014) O TRIBUNAL

Leia mais

ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2010/010

ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2010/010 1 O, por intermédio do TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS, doravante denominado TCM/PA, CNPJ nº 04.789.665/0001-87, com sede na Travessa Magno de Araújo nº 474, bairro do Telégrafo na cidade de Belém, Estado

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 7 07/10/2015 10:08 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE 2015 Vigência Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 95971-02/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 95971-02/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 95971-02/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia -, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni designado pela Ordem

Leia mais

Contrato de Apoio Técnico - Operacional

Contrato de Apoio Técnico - Operacional Este Contrato estabelece os termos e condições para disponibilização do sistema informatizado PREGÃO.NET, pela Oriens Tecnologia Ltda., com sede na Av. do Contorno nº 3505, sala 802, na cidade de Belo

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 141/2013 (Protocolo n. 82.950/2013) O TRIBUNAL

Leia mais

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052 EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 114/2013 OBJETO: AQUISIÇÃO DE AUTOCLAVE DIGITAL, A PEDIDO DA SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE. IMPORTANTE INÍCIO DE ACOLHIMENTO DE PROPOSTAS: 14/10/2013 15h00min. LIMITE PARA

Leia mais

ASSESSORIA DE LICITAÇÕES E COMPRAS AVISO DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº. 32.895/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº18/2014

ASSESSORIA DE LICITAÇÕES E COMPRAS AVISO DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº. 32.895/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº18/2014 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO ASSESSORIA DE LICITAÇÕES E COMPRAS AVISO DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº. 32.895/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº18/2014 A União, por intermédio do TRIBUNAL

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Demap n o 25 / 2009 ELETRÔNICO Pt. 0601327757 EDITAL DE PREGÃO DEMAP n o 25 / 2009 (ELETRÔNICO) Processo n o : 0601327757 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 004/2012 Processo LIC 2012/000125

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 004/2012 Processo LIC 2012/000125 Processo LIC 2012/000125 PREÂMBULO O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, órgão de fiscalização do exercício profissional, regido pelo Decreto-Lei nº 9.295/1946, alterado pela

Leia mais

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL Curso de Licitação. Pregão Presencial e Pregão Eletrônico Professor: Antônio Noronha Os 3 Caminhos Possíveis para Aquisição/ Serviços, etc... Licitação; Dispensa de Licitação; Inexigibilidade de Licitação.

Leia mais

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052 EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 136/2015 OBJETO: AQUISIÇÃO ALMOFADA PARA CARIMBO, TINTA PARA CARIMBO, FITA ADESIVA LARGA E COLA EM BASTÃO, A PEDIDO DA SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE. IMPORTANTE INÍCIO DE

Leia mais

Processo 4907/2013 PREGÃO ELETRÔNICO 71/2013 Licitação 520053

Processo 4907/2013 PREGÃO ELETRÔNICO 71/2013 Licitação 520053 JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM MINAS GERAIS CNPJ 05.452.786/0001-00 Av. Álvares Cabral 1805, Santo Agostinho, Belo Horizonte/MG, CEP 30.170-001 Processo 4907/2013 PREGÃO ELETRÔNICO 71/2013 Licitação

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 063/2014 (Protocolo n. 17.666/2014) O TRIBUNAL

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 116/2014

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 116/2014 Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 116/2014 PE 68.132 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 116/2014 Processo n o : 68.132 1 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO DO

Leia mais

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas, empresas de pequeno porte e equiparadas nas contratações de bens, prestação de serviços e execução de obras, no âmbito

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO PREGÃO N 125/2008 DATA DE ABERTURA: 04 de dezembro de 2008 HORÁRIO: 13:00 horas LOCAL DA SESSÃO PÚBLICA: Auditório da CPL/PGR, localizada no

Leia mais

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013

PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROTOCOLO 23064.008432/2013-42 MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 122/2013 A UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba,

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. 1 Edital de Pregão Eletrônico Demap n o 60/2012 Pt. 1201554022 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 60/2012 Processo n o : 1201554022 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO ADREC Nº 92/2009 PT 0901451550

PREGÃO ELETRÔNICO ADREC Nº 92/2009 PT 0901451550 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO ADREC Nº 92/2009 DATAS: - ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: a partir da divulgação do Edital até a data de abertura da sessão; - SESSÃO DE ABERTURA: a partir das 10 horas

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S/A TELEBRÁS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 008/2009 EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 02/2009 1.1 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL 1.1.1.1 TIPO DE LICITAÇÃO: MAIOR DESCONTO OFERTADO

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ DECRETO Nº 600/2014 Súmula:- Regulamenta a aquisição de Bens Permanentes, de Consumo e Serviços destinados a Administração Direta, Indireta e Fundacional do Município de Sengés, através de Pregão, tendo

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO ADBHO Nº 79/2011. UASG: Gerência-Administrativa de Belo Horizonte (Código 925131)

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO ADBHO Nº 79/2011. UASG: Gerência-Administrativa de Belo Horizonte (Código 925131) EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO ADBHO Nº 79/2011 Processo n : 1001487960 ORGÃO: Banco Central do Brasil UASG: Gerência-Administrativa de Belo Horizonte (Código 925131) OBJETO Fornecimento, instalação de materiais

Leia mais

Ministério da Saúde FIOCRUZ Fundação Oswaldo Cruz Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. www.comprasnet.gov.br

Ministério da Saúde FIOCRUZ Fundação Oswaldo Cruz Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. www.comprasnet.gov.br EDITAL - PREGÃO ELETRÔNICO SRP PROCESSO PREGÃO Nº DATA HORÁRIO 25792.000077/2011-01 Nº 018/2011-CPqLMD 22/07/11 15:00hs de Brasília OBJETO FORNECIMENTO ENDEREÇO ELETRÔNICO PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009 A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP realizará, às 15 horas do dia 16 de julho de 2009, licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO, tipo MENOR PREÇO, conforme autorização da Senhora Chefe do DEAFI,

Leia mais

EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS LABORATÓRIO NACIONAL DE ASTROFÍSICA

EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS LABORATÓRIO NACIONAL DE ASTROFÍSICA 1 EDITAL PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS NÃO CONTÍNUOS - SRP HABILITAÇÃO SIMPLIFICADA (Art. 8º, II e III da IN SLTI/MPOG nº 2, de 11.10.10, atualizada) Lei Complementar nº 123, de 2006: exclusivo para ME/EPP/COOP.

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Pró-Reitoria de Administração, Gestão e Infraestrutura - PROAGI

Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Pró-Reitoria de Administração, Gestão e Infraestrutura - PROAGI MINUTA DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 022/2012 pelo SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS (Processo Administrativo n. 23422.000685/2012-71) Torna-se público, para conhecimento dos interessados, que a Universidade

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO SRP (SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS) Nº 05/2016

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO SRP (SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS) Nº 05/2016 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO EBSERH-EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO SRP (SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS) Nº 05/2016 PROCESSO Nº 23113.016521/2015-00 OBJETO Registro de

Leia mais

EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 02/2014

EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 02/2014 EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 02/2014 A União, por intermédio da CENTRAL, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão MP, representada por Pregoeiro designado mediante Portaria

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 125/2015 (PAE n. 61.026/2015) O TRIBUNAL

Leia mais

CONVITE Nº 050A/2015

CONVITE Nº 050A/2015 Processo nº 0308.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 050A/2015 DATA DA ABERTURA: 19/08/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA.

DIVULGAÇÃO DO EDITAL ATÉ A DATA E HORÁRIO DA SESSÃO DE ABERTURA. Edital do Pregão Eletrônico Demap n o 107/2013 Pt. 1301581019 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO DEMAP n o 107/2013 Processo n o : 1301581019 ENCAMINHAMENTO DAS PROPOSTAS COMERCIAIS: A PARTIR DA DATA DA DIVULGAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052

PREFEITURA DE CACHOEIRA DO SUL - RS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Rua Moron, 1.013 Fone/Fax (51) 3724-6052 EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 57/2015 OBJETO: AQUISIÇÃO DE CAMISETAS E SACOLAS, A PEDIDO DA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE. IMPORTANTE INÍCIO DE ACOLHIMENTO DE PROPOSTAS: 27/05/2015 8h30min. LIMITE

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Rua Esteves Júnior, n. 68, Centro, Florianópolis/SC, CEP 88015-130 Fone: (48) 3251-3700 www.tre-sc.jus.br PREGÃO N. 121/2013 (Protocolo n. 57.785/2013) O TRIBUNAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE BAMBUÍ EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE BAMBUÍ EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE BAMBUÍ EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 67/2009 Processo nº: 23000.086744/2009-55 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO SRP. (horário de Brasília- DF) 25380.001918/2010-50 064/2010-DIRAD 28/06 /2010 09:30 HS SRP

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO SRP. (horário de Brasília- DF) 25380.001918/2010-50 064/2010-DIRAD 28/06 /2010 09:30 HS SRP Ministério da Saúde FIOCRUZ Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração Departamento de Operações Comerciais Serviço de Administração de Compras Tels.: (21) 3836-2022/2027/ 2028/2019 Fax.: (21) 3836-2148/2149/2150

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 194/2010. Envio das Propostas: a partir da divulgação do Edital até a abertura da Sessão.

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 194/2010. Envio das Propostas: a partir da divulgação do Edital até a abertura da Sessão. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 194/2010 Processo n o : 23063.003142/2010-70 Abertura

Leia mais

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 138/TJPA/2014 Processo PA-PRO-2014/02128

EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 138/TJPA/2014 Processo PA-PRO-2014/02128 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 138/TJPA/2014 Processo PA-PRO-2014/02128 O TJPA, CNPJ nº. 04.567.897/0001-90, por meio da pregoeira designada pela Portaria nº. 009/2014 - SA, publicada na edição do Diário

Leia mais

ÍNDICE EDITAL...5 _...5 1OBJETO...5 2DO REGISTRO DE PREÇOS...5 3CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO...6 4REPRESENTAÇÃO E CREDENCIAMENTO...

ÍNDICE EDITAL...5 _...5 1OBJETO...5 2DO REGISTRO DE PREÇOS...5 3CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO...6 4REPRESENTAÇÃO E CREDENCIAMENTO... ÍNDICE EDITAL...5 _...5 1OBJETO...5 2DO REGISTRO DE PREÇOS...5 3CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO...6 4REPRESENTAÇÃO E CREDENCIAMENTO...6 5ESCLARECIMENTO E IMPUGNAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO...7 6ENVIO DA PROPOSTA

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais