UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Covilhã Portugal Suplemento ao Diploma Diploma Supplement Nome/Name: XXXX Designação da Qualificação/Name of the Qualification: LICENCIATURA EM GESTÃO Versão Portuguesa: Folhas XX/YY a XX/YY English Version: Pages XX/YY to XX/YY

2 UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR SUPLEMENTO AO DIPLOMA O presente Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objectivo fornecer dados independentes e suficientes para melhorar a «transparência» internacional e o reconhecimento académico e profissional equitativo das qualificações (diplomas, graus universitários, certificados, etc.). Destina-se a descrever a natureza, nível, contexto, conteúdo e estatuto dos estudos realizados com êxito pelo titular do diploma original a que este suplemento está apenso. São de excluir quaisquer juízos de valor, declarações de equivalência ou sugestões de reconhecimento. Devem ser preenchidas as oito secções; caso contrário, deve ser apresentada a justificação. 1. INFORMAÇÃO IDENTIFICANDO O DETENTOR DA QUALIFICAÇÃO 1.1. APELIDO(S): XXXX 1.2. NOME(S) PRÓPRIO(S): XXXX 1.3. DATA DE NASCIMENTO: XXXX 1.4. NÚMERO DE ESTUDANTE: XXXX NÚMERO DE BILHETE DE IDENTIDADE/PASSAPORTE: XXXX 2. INFORMAÇÃO IDENTIFICANDO A QUALIFICAÇÃO 2.1. DESIGNAÇÃO DA QUALIFICAÇÃO E TÍTULO QUE CONFERE: Licenciatura em GESTÃO, Licenciado 2.2. PRINCIPAL(AIS) ÁREA(S) DE ESTUDOS DESTA QUALIFICAÇÃO: Gestão 2.3 DESIGNAÇÃO E ESTATUTO DA INSTITUIÇÃO QUE EMITE O DIPLOMA OU CERTIFICADO: Universidade da Beira Interior, Universidade Pública, tutelada pelo Ministério da Ciência e do Ensino Superior DESIGNAÇÃO E ESTATUTO DA INSTITUIÇÃO (SE DIFERENTE DE 2.3) QUE MINISTRA OS CURSOS: Não aplicável LÍNGUA(S) DE APRENDIZAGEM/AVALIAÇÃO (EXAME): Português. 3. INFORMAÇÕES SOBRE O NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO 3.1. NÍVEL DE QUALIFICAÇÃO: Ensino Superior Universitário, conforme secção 8 (Organização do Ensino Superior) conferindo enquadramento no nível 5B de formação de acordo com a ISCED DURAÇÃO OFICIAL DO PROGRAMA DE ESTUDOS: 5 anos de estudos a tempo inteiro 3.3. REQUISITOS DE ACESSO

3 O ingresso no curso pode ser efectuado através do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior e ainda através de Concursos Especiais de Acesso, Regimes Especiais de Acesso e Regimes de Mudança de Curso e Transferência. Para se candidatarem ao ensino superior através do concurso nacional os estudantes devem satisfazer as condições referidas na secção 8 (Condições de Acesso ao Ensino Superior). 4. INFORMAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO E OS RESULTADOS OBTIDOS 4.1. REGIME DE ESTUDOS: Tempo Inteiro 4.2. REQUISITOS DO PROGRAMA DE ESTUDOS O curso está estruturado em anos curriculares. Estes formatam-se em disciplinas. O conjunto de disciplinas de cada ano curricular tem como máximo 35 unidades de crédito (UBI) ou 60 ECTS. O número total de unidade de crédito (UBI/ECTS) necessárias à conclusão do curso é de 159/300 sendo obtido por acumulação de créditos associados a disciplinas integradas nas áreas científicas (obrigatórias/opcionais) constantes da estrutura curricular. O tempo lectivo de um ano escolar é de 30 semanas ( Disciplinas anuais 30 semanas, Disciplinas semestrais 15 semanas ). O ano escolar, que compreende os períodos lectivo e de avaliação, tem a duração de 42 semanas. O aluno inscreve-se por norma nas disciplinas do plano de estudos, sequencialmente, por ano curricular. A inscrição às disciplinas é feita no máximo a 45 unidades de crédito, das quais até 35 unidades de crédito em primeira inscrição. 4.3 PORMENORES DO PROGRAMA DE ESTUDOS: (VER SECÇÃO 6.1) Os pormenores do programa de estudos incluindo as disciplinas em que obteve aprovação encontram-se em anexo. 4.4 SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO E EVENTUAIS ORIENTAÇÕES SOBRE ATRIBUIÇÃO DE NOTAS O sistema de classificação de cada disciplina da qualificação é expresso na escala de 0 a 20 de acordo com o Sistema de Avaliação que consta na secção 8, sendo a classificação 10/20 em todas as disciplinas do plano de estudos, o requisito para aprovação e obtenção do diploma. A classificação final da qualificação obtêm-se a partir de uma ponderação das classificações das disciplinas correlacionadas pelos valores das unidades de crédito (UBI) e dos coeficientes de ponderação por área científica e ano curricular, respectivamente, em conformidade com o estabelecido nas secções 4.3 e CLASSIFICAÇÃO GLOBAL DA QUALIFICAÇÃO Suficiente Escala de Graduação Menções Número de Estudantes % Suficiente 24 50% Bom 12 25% Bom com distinção 8 16,7% Muito Bom com distinção 4 8,3% Muito Bom com distinção e louvor 0 0% TOTAL %

4 5. INFORMAÇÃO SOBRE A FUNÇÃO DA QUALIFICAÇÃO 5.1. ACESSO AO NÍVEL DE ESTUDOS SUPERIOR A qualificação permite o acesso aos graus de Mestre (ISCED 5A) e Doutor (ISCED 6) nas condições expressas para estes graus na secção 8 (Organização do Ensino Superior) ESTATUTO PROFISSIONAL (SE APLICÁVEL) A qualificação habilita para a candidatura à carreira técnica superior da administração pública e autárquica e a quadro superior no âmbito da actividade empresarial; A qualificação habilita para a candidatura a admissão como membro da Câmara de Técnicos Oficiais de Contas para inscrição como Técnico Oficial de Contas. A qualificação habilita para a candidatura à Ordem dos Economistas. A qualificação habilita para a candidatura à admissão como membro da Câmara de Revisores Oficias de Contas, para inscrição como Revisor Oficial de Contas. 6. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES 6.1 INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES 1) Código ECTS: O Código da disciplina utilizado no guia ECTS tem a seguinte configuração: _ - _ _ _ - _ _ _ _ - _ _ _ _ _ _ - _ _ _ _ Legenda: 1-Abreviatura de país (Portugal); 2-Abreviatura de instituição (Universidade da Beira Interior); 3-Abreviatura da designação do curso; 4-Abreviatura da designação da área científica a que pertence a disciplina; 5-Ano curricular; 6-Regime anual, 1.º/2.º Semestre; 7-Código da disciplina. 2) Duração: 1 Ano académico completo; 1S 1 Semestre; 2S 2 Semestres; 1T 1 Trimestre; 2T 2 Trimestres. 3) Carga Horária Lectiva: T- Teórica; TP Teórico-Prática; P Práctica; E/S Estágio/Seminário. 4) Escala Europeia de classificação ECTS: CLASSIFICAÇÃO ECTS A B C D E ESTUDANTE COM APROVEITAMENTO QUE OBTÊM ESSA CLASSIFICAÇÃO 10 % melhores 25 % seguintes 30 % seguintes 25 % seguintes 10 % seguintes 5) Créditos UBI: Cada unidade de crédito equivale às seguintes horas lectivas: a) 15 Teóricas; ou b) 22 Teórico-Práticas; ou c) 40 Práticas; ou d) 30 Estágios/Seminários

5 6) Créditos ECTS: 1 ano académico completo - 60 créditos 1 semestre - 30 créditos 1 trimestre - 20 créditos 7) Coeficientes de Ponderação: Coeficiente de Ponderação atribuído à disciplina, sempre que aplicável para efeitos de classificação final em função da área científica e ano curricular. 8) Observações: 6.2 OUTRAS FONTES DE INFORMAÇÃO - A nível da instituição: Ver - Guia das Actividades Académicas da Universidade da Beira Interior (Depósito Legal /00) Universidade da Beira Interior Serviços Académicos, R. Marquês D Ávila e Bolama, Covilhã, Tel.: (+351) , Fax.: (+351) ; ; ; - A nível Nacional: Ministério da Ciência e Ensino Superior - Direcção Geral do Ensino Superior, Av. Duque D Ávila, Lisboa, Tel.: (+351) , Fax: (+351) ; ; 7. AUTENTICAÇÃO DO SUPLEMENTO 7.1. DATA: Universidade da Beira Interior- Covilhã - Portugal, 30 de Abril de ASSINATURA: ( Manuel José dos Santos Silva ) 7.3. CARGO: Reitor da Universidade da Beira Interior 7.4. SELO BRANCO:

6 8. INFORMAÇÃO SOBRE O SISTEMA NACIONAL DE ENSINO SUPERIOR O Sistema de ensino básico e secundário: A Lei de Bases do Sistema Educativo ( Lei n.º 46/86 de 14 de Outubro, posteriormente alterada, nalguns dos seus articulados, pela Lei n.º 115/97 de 19 de Setembro), estabelece o quadro geral do sistema educativo. A educação escolar desenvolve-se em três níveis: os ensinos básico, secundário e superior. A educação préescolar é opcional e destina-se a crianças com idades entre os 3 anos e a idade de ingresso no 1.º ciclo do ensino básico. A educação pré escolar é facultativa e é ministrada em estabelecimentos de educação pré escolar suportados pelo Ministério da Educação (com a colaboração das autoridades locais e regionais) e outros organismos públicos e privados. O ensino básico é universal, obrigatório e gratuito e compreende três ciclos sequenciais, sendo o 1.º de quatro anos, o 2.º de dois e o 3.º de três anos. O ensino secundário é facultativo e compreende um ciclo de três anos (10.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade). É garantida a permeabilidade entre os cursos predominantemente orientados para a vida activa e os cursos predominantemente orientados para o prosseguimento de estudos. Condições de acesso ao ensino superior O ingresso em cada instituição e curso de ensino superior está sujeito ao numerus clausus. Para se candidatarem ao ensino superior através do concurso nacional os estudantes devem satisfazer as seguintes condições: - Ter aprovação num curso de ensino secundário ou habilitação legalmente equivalente; - Ter realizado as provas de ingresso exigidas por esse curso nesse estabelecimento; - Ter uma nota de candidatura mínima exigida por cada estabelecimento; - Satisfazer os pré-requisitos caso sejam exigidos para esse curso nesse estabelecimento. O grau de doutor só é concedido pela instituição universitária após a elaboração e defesa de uma tese original (tese de doutoramento). Podem candidatar-se a este grau os titulares do grau mestre ou equivalente, os licenciados com a classificação mínima de 16 valores ou qualificação equivalente e os detentores de um currículo científico, académico e profissional que ateste capacidade para a habilitação ao grau de doutor, após apreciação curricular realizada pelo órgão competente da universidade que confere o grau. Sistema de Avaliação O resultado dos exames dos cursos de bacharelato e de licenciatura é expresso numericamente de acordo com a seguinte escala: De 10 a 13 valores Suficiente De 14 a 15 valores Bom De 16 a 17 valores Bom com distinção De 18 a 19 valores Muito Bom com distinção 20 valores Muito Bom com distinção e louvor A classificação final dos cursos de mestrado é expressa pelas fórmulas Recusado ou Aprovado. Cada mestrado, de acordo com o seu regulamento, pode contemplar, relativamente aos candidatos aprovados, as classificações de Bom, Bom com distinção e Muito Bom. A classificação final dos cursos de doutoramento é expressa pelas fórmulas de Recusado ou Aprovado, podendo, de acordo com o regulamento do curso de doutoramento, prever a atribuição de uma classificação ao candidato aprovado. Organização do ensino superior O ensino superior português está dividido em dois subsistemas: ensino universitário e ensino superior politécnico. O ensino universitário é ministrado em instituições universitárias públicas e privadas e o ensino superior politécnico é ministrado em instituições de ensino superior não universitárias públicas e privadas. As instituições de ensino superior particular e cooperativo carecem de reconhecimento prévio do Ministério da Educação. As instituições universitárias e politécnicas conferem os graus de bacharel e de licenciado. Os graus mestre e doutor são conferidos unicamente pelas instituições universitárias. Os cursos conducentes ao grau de bacharel têm um duração de 3 anos. Os cursos conducentes ao grau de licenciado podem variar de 4 a 6 anos dependendo da área de estudos. Os cursos conducentes ao grau mestre têm uma duração de 4 semestres compreendendo a frequência do curso de especialização e a apresentação de uma dissertação original. Podem candidatar-se aos cursos de mestrado os licenciados com a classificação mínima de 14 valores e excepcionalmente, após apreciação curricular a realizar pelo órgão competente da instituição de ensino superior, os licenciados com a classificação inferior a 14 valores.

7 ( Página em branco )

8 ANEXO 4.3 Pormenores do Plano de Estudos (Ver secção 6.1) Código ECTS (1) MGT ECON PSSC CS ACC LAW ECON PSSC MGT ACC ECHI ISYS MGT ECON ACC MGT MGT MATH MGT MATH MGT MGT MGT MGT MATH MGT MGT MGT MGT MGT ECON ECON MGT MGT LAW MGT MG5T LAW P-UBI-ECON- MGT MGT MATH ACC ACC ECON MGT MATH Disciplina Duração (2) Carga Horária Lectiva (3) Ano Lectivo Classificação UBI Classificação ECTS (4) Créditos UBI (5) Créditos ECTS (6) INT.AO ESTUDO DA EMPRESA 2S 0T0P/4TP C ECONOMIA I A 0T0P/4TP C INTRODUÇÃO AS CIENCIAS SOCIAIS 1S 0T0P/4TP B INFORMÁTICA 2S 3T1P/0TP C CONTABILIDADE I A 2T4P/0TP C INT.AO ESTUDO DO DIREITO 1S 0T0P/4TP C ECONOMIA II A 0T0P/4TP C SOCIOLOGIA I 2S 0T0P/4TP B ORG.E MÉTODOS DE GESTÃO 1S 0T0P/4TP C DIREITO COMERCIAL 2S 1T3P/0TP C HISTÓRIA ECONOMICA 2S 0T0P/4TP D SIS. E GESTÃO DA INFORMAÇÃO 1S 1T0P/3TP B GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS I 1S 1T0P/3TP C ECONOMIA PORTUGUESA E EUROPEIA 2S 1T0P/3TP C CONTABILIDADE ANALÍTICA 2S 1T0P/3TP A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS II 2S 1T0P/3TP B GESTÃO FINANCEIRA II 2S 1T0P/3TP C MATEMÁTICA I 1S 3T2P/0TP C 3, MATEMÁTICA FINANCEIRA 2S 2T4P/0TP B 3, ESTATÍSTICA APLICADA 2S 2T0P/2TP C 3, INVESTIGAÇÃO OPERACIONAL/REDES 1S 1T0P/3TP D MARKETING I 1S 1T0P/3TP C ANÁLISE DE INVESTIMENTOS 1S 2T0P/4TP C 4, MARKETING II 2S 1T0P/3TP C ESTATÍSTICA DESCRITIVA 1S 2T0P/2TP B 3, GESTÃO FINANCEIRA I 1S 1T0P/3TP D ESTRATÉGIA EMPRESARIAL 1S 1T0P/3TP B GEST.DA PRODUÇÃO/OPERAÇÕES I 1S 1T0P/3TP C GESTÃO DA QUALIDADE 2S 1T0P/3TP B INST. E MERCADOS FINANCEIROS 2S 1T0P/3TP B FINANÇAS REG. E AUTÁRQUICAS 2S 1T0P/3TP D ECONOMETRIA 2S 1T0P/3TP B GESTÃO ORÇAMENTAL 1S 2T0P/3TP C GEST.DA PRODUÇÃO/OPERAÇÕES II 2S 1T0P/3TP C DIREITO FISCAL 1S 1T0P/3TP A CRIAÇÃO DE EMPRESAS 1S 1T0P/3TP E ACTIVOS FINANC.E DERIVADOS 1S 1T0P/3TP C FISCALIDADE 1S 1T0P/3TP D PROJECTO 2S 2T0P/0TP D GESTÃO DE PME'S 2S 1T0P/3TP C MATEMÁTICA III 1S 3T2P/0TP B 3, CONTABILIDADE DAS SOCIEDADES 1S 3T3P/0TP C AUDITORIA 1S 2T0P/4TP C 4, EC.DO AMBIENTE E REC.NATURAIS 1S 1T0P/3TP A ECONOMIA REGIONAL E URBANA 2S 1T0P/3TP A MATEMÁTICA II 2S 3T2P/0TP C 3, Coefi. de Pond. (7) Obs. (8)

9 UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR DIPLOMA SUPPLEMENT This Diploma Supplement follows the model developed by the European Commission, Council of Europe and UNESCO/CEPES. The purpose of the supplement is to provide sufficient independent data to improve the international transparency and fair academic and professional recognition of qualifications (diplomas, degrees, certificates, etc.). It is designed to provide a description of nature, level, context, content and status of the studies that were pursued and successfully completed by the individual named on the original qualification to which this supplement is appended. It should be free from any value judgments, equivalence statements or suggestions about recognition. Information in all eight sections should be provided. Where information is not provided, an explanation should give the reason why. 1. INFORMATION IDENTIFYING THE HOLDER OS THE QUALIFICATION 1.1. FAMILY NAME(S): XXXX 1.2. GIVEN NAME(S): XXXX 1.3. DATE OF BIRTH: XXXX 1.4. STUDENT IDENTIFICATION NUMBER: XXXX IDENTITY CARD NUMBER / PASSPORT: XXXX 2. INFORMATION IDENTIFYING THE QUALIFICATION 2.1. NAME OF THE QUALIFICATION AND TITLE CONFERRED: Licenciatura em GESTÃO, Licenciado 2.2. MAIN FIELD(S) OF STUDY FOR THE QUALIFICATION: Gestão 2.3. NAME AND STATUS OF AWARDING INSTITUTION: Universidade da Beira Interior, Public University licensed by the Ministério da Ciência e do Ensino Superior (Ministry of Science and Higher Education) 2.4. NAME AND STATUS OF INSTITUTION (IF DIFERENT 2.3) ADMINISTERING STUDIES: Not applicable LANGUAGE(S) OF INSTRUCTION/EXAMINATION: Portuguese 3. INFORMATION ON THE LEVEL OF THE QUALIFICATION 3.1. LEVEL OF QUALIFICATION: University Higher Education (see section 8, Structure of the Higher Education ), corresponding to the level 5B of education, according to the International Standard Classification of Education (ISCED) OFFICIAL LENGHT OF PROGRAMME: 5 years full-time study

10 3.3. ACCESS REQUIREMENT(S): Admission to the programme is possible through one of the following: Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (National Application for Admission to Higher Education); Concursos Especiais de Acesso (Special Applications for Admission); Regimes Especiais de Acesso (Special Application for Admission) and Regimes de Mudança de Curso e Transferência (Course Change or Transfer Systems). The students who follow the national application procedure must fulfil the requirements defined in section 8 ( General Admission Requirements ). 4. INFORMATION ON THE CONTENTS AND RESULTS GAINED 4.1. MODE OF STUDY: Full-time 4.2. PROGRAMME REQUIREMENTS: The programme is structured in academic years composed by course units. The course units of an academic year amount to a maximum of 35 UBI credits or 60 ECTS. The UBI/ECTS credits required to complete the programme are 159/300. These are obtained by accumulation of the credits allocated to the course units, which are organised into the (compulsory/elective) scientific areas of the curriculum. The academic year has a duration of 42 weeks including lectures and assessment periods. The lectures run for 30 weeks (annual course units) or 15 weeks (semestrial course units). The enrolment in each academic year follows the sequence of course units defined in the curriculum. The maximum UBI credits allowed for each enrolment is 45 from which up to 35 credits correspond to new course units. 4.3 PROGRAMME DETAILS: (SEE SECTION 6.1) The detailed programme of studies which includes the successfully completed are enclosed as annex. 4.4 GRADING SCHEME AND, IF AVAILABLE, GRADE DISTRIBUTION GUIDANCE: Each course unit is given a grade on a scale from 0 to 20 (see section 8, Assessment System/Grading System ). A minimum grade of 10/20 is required to pass each of the course units of the curriculum and for the awarding of the diploma. The overall classification derives from the weighting of the grades of the course units correlated by (UBI) credits and from the weighting coefficients by scientific area and academic year, respectively, in accordance with sections 4.3 and OVERALL CLASSIFICATION OF THE QUALIFICATION: Adequate Grade Distribution: Grades Successful Students % Adequate 24 50% Good 12 25% Good with distinction 8 16,7% Very Good with distinction 4 8,3% Magna cum laude 0 0% TOTAL %

11 5. INFORMATION OF THE FUNCTION OF THE QUALIFICATION 5.1. ACCESS TO FURTHER STUDY: The qualification allows applying for the degrees of Mestre (ISCED 5A) and Doutor (ISCED6) in accordance with section 8 ( Structure of the Higher Education ) PROFESSIONAL STATUS (IF APPLICABLE) The qualification prepares for legislators, senior officials and managesr without specification, according to the International Standard Classification of Occupation (ISCO 1988). The qualification allows applying for membership to the Câmara de Técnicos Oficiais de Contas (Portuguese Council of Accountants) for registration as Técnico Oficial de Contas (Certified Accountant). The qualification allows applying for membership to the Ordem dos Economistas (Portuguese Council of Economists). The qualification allows applying for membership to the Câmara de Revisores Oficiais de Contas (Portuguese Council of Auditors), for registration as Revisor Oficial de Contas (Certified Auditor). 6. ADDITIONAL INFORMATION 6.1 ADDITIONAL INFORMATION: 1) ECTS Code: The course unit code used in the ECTS information package has the following structure: _ - _ _ _ - _ _ _ _ - _ _ _ _ _ _ - _ _ _ _ [1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] Key: 1-Abbreviation of the country (Portugal); 2-Acronym of the institution (Universidade da Beira Interior); 3-Abbreviation of the programme; 4-Abbreviation of the scientific area of the course unit; 5-Curriculum year; 6-Duration: Annual, 1 st /2 nd Semester; 7- Course unit code. 2) Duration: A - 1 Full academic year; 1S 1 st Semester; 2S 2 nd Semester; 1T 1 st Trimester; 2T 2 nd Trimester. 3) Type of Lectures: T- Theoretical; TP Theoretical-Practical; P Practical; E/S Traineeship/Seminar. 4) ECTS Grading Scale: 5) UBI Credits: ECTS GRADE % OF SUCCESSFUL STUDENTS NORMALLY ACHIEVING THE GRADE A 10 B 25 C 30 D 25 E 10 Classes or teacher/student contact hours corresponding to a credit unit: 15 Theoretical; or 22 Theoretical-Practical; or 40 Practical or 30 Traineeship/Seminar

12 6) ECTS Credits: 1 full academic year - 60 credits 1 semester - 30 credits 1 trimester - 20 credits 7) Weighting Coefficient: Scientific area coefficient the integer of which is related to the scientific area and curriculum year. 8) Observations: 6.2 FURTHER INFORMATION SOURCES: - Institutional: Guia das Actividades Académicas da Universidade da Beira Interior (Guidebook of Academic Activities of the Universidade da Beira Interior) (Legal Deposit /00); Universidade da Beira Interior Serviços Académicos, R. Marquês D Ávila e Bolama, Covilhã, Tel.: (+351) , Fax.: (+351) ; National: Ministério da Ciência e Ensino Superior - Direcção Geral do Ensino Superior, (Ministry of Science and Higher Education Directorate-General for Higher Education) Av. Duque D Ávila, Lisboa, Tel.: (+351) , Fax: (+351) ; ; 7. CERTIFICATION OF THE SUPPLEMENT 7.1. DATE: Universidade da Beira Interior Covilhã, Portugal 30th April SIGNATURE: 7.3. CAPACITY: ( Manuel José dos Santos Silva ) Rector Of Universidade da Beira Interior 7.4. OFFICIAL STAMP OR SEAL:

13 8. INFORMATION ON THE NATIONAL HIGHER EDUCATION SYSTEM System of basic and secondary education: The Comprehensive Law on the Education System (Law nº. 46/86, of 14 October, subsequently amended in respect of certain clauses by Law nº. 115/97, of 19 September) establishes the framework for the education system. School education encompasses the following stages of teaching: basic, secondary and higher education. Pre-school education is optional and designed for children between the ages of three and the age for admission to the first cycle of basic education. Pre-school education is run free in nursery classes of the public sector supported by Ministry of Education (with the collaboration of regional or local authorities) and other public or private organisations. Basic education is universal compulsory and free, and consists of 3 consecutive cycles. The first cycle lasts for 4 years, the second cycle for 2 years and the third cycle lasts for 3 years. Secondary education is not compulsory and it comprises a 3- years cycle (10th, 11th and 12th years of schooling). Permeability is guaranteed between courses mainly geared to working life (technology courses) and those mainly geared to continued studies (general courses). General admission requirements Access to higher education is subject to a numerus clausus. In order to quality for admission to higher education through the national competition students are required to: - Have successfully completed the 12th year of schooling or equivalent; - Have completed the national specific examinations in accordance with the higher education course the student wishes to attend; - Have obtained a minimum mark when required; - Have fulfilled the prerequisites for the higher education course the student wishes to attend, if required. awarded the licenciado degree or a legally equivalent qualification with a final mark of 16. Holders of a relevante academic, scientific and professional curriculum may also apply to the doutor degree after analysis of the curriculum by the competent academic body. Assessment system / Grading system The result achieved in a subject, whether through continuous assessment or in an examination, is generally expressed along scale from 0 to 20 marks. The lowest passing grade is 10. The final grading of a course is shown on the relevant diploma or degree certificate along a scale of 0 to 20 Marks (except on the certificate for the degree of mestre and doutor where the final grade is normally expressed in a qualitative way i.e. Bom(Good), Bom com distinção (Good with distinction) and Muito Bom (Very Good). A result, instead of a number, may be entered on diplomas or degree certificates, with the following equivalences: 10 to 13 marks Adequate 14 to 15 marks Good 16 to 17 marks Good with distinction 18 to 19 marks Very Good with distinction 20 marks Magna cum laude Structure of the higher education Higher education in Portugal is devided into two subsystems: university and non-university higher education (polytecnical education) and it is provided in public and private universities and non-university higher education institutions (both public and private). Private higher education institutions cannot operate without having been recognised by Ministry of Education. Both Universities and Polytechnic institutions can award the bacharel and licenciado degrees, while the degrees of Mestre and Doutor can only be awarded by universities. Courses leading to the bacharel degree have a normal duration of three years, are designed to train professionals to higher education standard, preparing them to enter the labour market. Course leading to the licenciado degree usually take 4 years, but may last for 5 or 6 years, depending on the field of the studies. Courses leading to the mestre degree have a duration of 4 semesters and include the attendance of lectures and the preparation and discussing of an original dissertation. It is only open to those who have obtained at least 14 marks, along a scale of 0 to 20, in their former licenciado or a legally equivalent degree. Holders of a licenciado degree may also be admitted to a mestrado course on the basis of his/her curriculum even if the final mark is bellow 14. The doutor degree is only awarded by a university institution after the elaboration and defence of an original thesis (doctoral thesis). This degree is only open to the holders of the mestre degree or equivalent and to those who have been

14 Europass Suplemento ao Diploma CCB

15 Europass Suplemento ao Diploma ANNEX 4.3 PROGRAMME DETAILS: (SEE SECTION 6.1) ECTS code (1) MGT ECON PSSC CS ACC LAW ECON PSSC MGT ACC ECHI ISYS MGT ECON ACC MGT MGT MATH MGT MATH MGT MGT MGT MGT MATH MGT MGT MGT MGT MGT ECON ECON MGT MGT LAW MGT MG5T LAW P-UBI-ECON- MGT MGT MATH ACC ACC ECON MGT MATH Individual Course Duration (2) Type of Lectures (3) Academic Year UBI Grading Scale ECTS Grading Scale (4) Introduction to Managerial Studies 2S 0T0P/4TP C Economics I A 0T0P/4TP C Introduction to Social Sciences 1S 0T0P/4TP B Computer Science 2S 3T1P/0TP C Accounting I A 2T4P/0TP C Principles of Law 1S 0T0P/4TP C Economics II A 0T0P/4TP C Sociology I 2S 0T0P/4TP B Organisation and Managerial Methods 1S 0T0P/4TP C Commercial Law 2S 1T3P/0TP C Economic History 2S 0T0P/4TP D Information Systems Management 1S 1T0P/3TP B Human Resources Management I 1S 1T0P/3TP C Portuguese and European Economics 2S 1T0P/3TP C Analytical Accounting 2S 1T0P/3TP A Human Resources Management II 2S 1T0P/3TP B Financial Management II 2S 1T0P/3TP C Mathematics I 1S 3T2P/0TP C 3, Financial Mathematics 2S 2T4P/0TP B 3, Applied Statistics 2S 2T0P/2TP C 3, Operational Research (Networks) 1S 1T0P/3TP D Marketing I 1S 1T0P/3TP C Investment Analysis 1S 2T0P/4TP C 4, Marketing II 2S 1T0P/3TP C Descriptive Statistics 1S 2T0P/2TP B 3, Financial Management I 1S 1T0P/3TP D Business Strategy 1S 1T0P/3TP B Production and Operations Management 1S 1T0P/3TP C Quality Management 2S 1T0P/3TP B Financial Instruments and Markets 2S 1T0P/3TP B Regional and Municipal Finances 2S 1T0P/3TP D Econometrics 2S 1T0P/3TP B Budget Management 1S 2T0P/3TP C Production and Operantions Management II 2S 1T0P/3TP C Tax Law 1S 1T0P/3TP A Business Setup 1S 1T0P/3TP E Financial Assets and Derivates 1S 1T0P/3TP C Taxation 1S 1T0P/3TP D Project 2S 2T0P/0TP D SME's Management 2S 1T0P/3TP C Mathematics III 1S 3T2P/0TP B 3, Societies Accounting 1S 3T3P/0TP C Auditing 1S 2T0P/4TP C 4, Economy of Environment and Natural Resources 1S 1T0P/3TP A Regional and Urban Economy 2S 1T0P/3TP A Mathematics II 2S 3T2P/0TP C 3, Credits UBI (5) Credits ECTS (6) W.C. (7) Obs. (8) CCB

SUPLEMENTO AO DIPLOMA UNIVERSIDADE DO MINHO

SUPLEMENTO AO DIPLOMA UNIVERSIDADE DO MINHO SUPLEMENTO AO DIPLOMA UNIVERSIDADE DO MINHO Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer

Leia mais

Proposta de Criação do Mestrado em Gestão Logística. III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma

Proposta de Criação do Mestrado em Gestão Logística. III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma Proposta de Criação do Mestrado em Logística III - Informação Relativa ao Suplemento ao Diploma De acordo com o Despacho RT 41/2005 de 19 de Setembro Universidade do Minho Escola de Economia e Departamento

Leia mais

Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma Suplemento ao Diploma 1. Informação sobre o titular da qualificação 1.1 Apelido(s): Fotografia 1.2 Nome(s) próprio(s): 1.3 Data Nascimento: dd/mm/aaaa 1.4 Número de identificação do estudante: XXXXXXXXXXXXXXXX

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR. Covilhã Portugal

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR. Covilhã Portugal UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Covilhã Portugal Suplemento ao Diploma Diploma Supplement Nome/Name: Designação da Qualificação/Name of the Qualification: 2º Ciclo de Estudos - DESIGN DE MODA: OPÇÃO VESTUÁRIO

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA SUPLEMENTO AO DIPLOMA (versão em português) A estrutura do suplemento ao diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objetivo fornecer

Leia mais

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO)

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) 1 Principal(ais) área(s) de estudo da qualificação: Engenharia Civil - Planeamento Urbanístico Engenharia Civil

Leia mais

Diploma Supplement. Suplemento ao Diploma

Diploma Supplement. Suplemento ao Diploma Suplemento ao Diploma A estrutura do Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objectivo fornecer dados independentes e

Leia mais

Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma Suplemento ao Diploma 1. INFORMAÇÃO SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO 1.1 Apelido(s): XXXXXXx 1.2 Nome(s) próprio(s): XXXXXXXXXXXXX O presente Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão

Leia mais

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO MESTRADO EM CONSTRUÇÃO E REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEIS (2º CICLO)

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO MESTRADO EM CONSTRUÇÃO E REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEIS (2º CICLO) SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO MESTRADO EM CONSTRUÇÃO E REABILITAÇÃO SUSTENTÁVEIS (2º CICLO) 1 Principal(ais) área(s) de estudo da qualificação: Engenharia Civil 2 Língua(s) de aprendizagem/avaliação:

Leia mais

Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma IADE-U Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário A estrutura do Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objectivo

Leia mais

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA SUPLEMENTO AO DIPLOMA (versão em português) A estrutura do suplemento ao diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objetivo fornecer

Leia mais

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS DOCUMENTAÇÃO A APRESENTAR PELOS CANDIDATOS PARA AVALIAÇÃO Os candidatos devem apresentar para avaliação da candidatura a seguinte documentação: a) Prova da nacionalidade (BI, passaporte.);

Leia mais

ACEF/1112/12687 Guião para a auto avaliação

ACEF/1112/12687 Guião para a auto avaliação ACEF/1112/12687 Guião para a auto avaliação Caracterização do ciclo de estudos. A1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: ISPA, Crl A1.a. Descrição da instituição de ensino superior /

Leia mais

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form 澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 文 化 局 Instituto Cultural 學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表 ( 根 據 學 術 研 究 獎 學 金 規 章 第 九 條 第 一 款 ) Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura

Leia mais

Regulations of the Degrees Conferred by the University of Macau

Regulations of the Degrees Conferred by the University of Macau Regulations of the Degrees Conferred by the University of Macau Article 1 Degrees 1. The University of Macau (hereinafter referred to as UM) may confer bacharelatos, bachelor s degrees, master s degrees,

Leia mais

Cursos e Certificados do Ensino Superior em Todo o Mundo

Cursos e Certificados do Ensino Superior em Todo o Mundo Cursos e Certificados do Ensino Superior em Todo o Mundo País/ Região Certificados / Diplomas / Graus Especificações Interior da Certificado de Curso Profissional I. Cursos com Certificado de Curso Profissional

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO da UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO da UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE INTERCÂMBIO da UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS 1. Favor preencher com letra de forma ou digitar todos os campos em português / inglês. Please complete with block letters or

Leia mais

FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES

FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES FICHAS DE UNIDADES CURRICULARES a. Unidade curricular Course unit title: Construção da Imagem Fílmica Construction of the Filmic Image Código: 01343927 Code: 01343927 b. ECTS: 5.0 c. Horas de contacto

Leia mais

Sistema Educativo Português Portuguese Educational System

Sistema Educativo Português Portuguese Educational System Sistema Educativo Português Portuguese Educational System Portuguese Educational System Introduction Pre-school education The Portuguese educational system covers pre-school education, school education,

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO-JURÍDICO UNB/STF- MERCOSUR 2011

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO-JURÍDICO UNB/STF- MERCOSUR 2011 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ACADÊMICO-JURÍDICO UNB/STF- MERCOSUR 2011 INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS 1. Favor preencher com letra de forma ou digitar todos os campos em português / inglês. Please complete with block

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE DE INTERCÂMBIO EXCHANGE STUDENT APPLICATION FORM Semestre

Leia mais

Course Computer Science Academic year 2012/2013 Subject Social Aspects of Computers ECTS 5

Course Computer Science Academic year 2012/2013 Subject Social Aspects of Computers ECTS 5 Course Computer Science Academic year 2012/2013 Subject Social Aspects of Computers ECTS 5 Type of course Compulsory Year 2º Semester 2nd sem Student Workload: Professor(s) Natalia Gomes, Ascensão Maria

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. ENGENHARIA DE SOFTWARE I Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 /

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Ciências Empresariais U.C. FINANÇAS EMPRESARIAIS Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 42 Ano Lectivo 2010 / 2011

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Ficha da Unidade Curricular CURSO Mestrado em U.C. SISTEMAS INTEGRADOS DE Gestão Integrada da Qualidade,Ambiente e Segurança GESTÃO Horas presenciais

Leia mais

ERASMUS STAFF TRAINING AGREEMENT ACORDO DE FORMAÇÃO DO NÃO DOCENTE ERASMUS

ERASMUS STAFF TRAINING AGREEMENT ACORDO DE FORMAÇÃO DO NÃO DOCENTE ERASMUS Page 1 of 5 Página 1 de 5 ERASMUS TRAINING IN HIGHER EDUCATION INSTITUTIONS FORMAÇÃO EM INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR ERASMUS TRAINING IN ENTREPRISES FORMAÇÃO EM EMPRESA Academic Year/ Ano Académico /

Leia mais

NCE/09/02327 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/02327 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/02327 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: UNL + UCP 1.a. Descrição da Instituição

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

ERASMUS+ PROGRAM 2015/16 Degree Year Sem. Code Subject Subject (English) ECTS Notes

ERASMUS+ PROGRAM 2015/16 Degree Year Sem. Code Subject Subject (English) ECTS Notes ERASMUS+ PROGRAM 2015/16 Degree Year Sem. Code Subject Subject (English) ECTS Notes Busin. Manag. 1º 1 LGE1104 Contabilidade Empresarial I Business Accounting I 6 Not available in English Busin. Manag.

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM PROCESSOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS. (edição 2010-2012)

EDITAL MESTRADO EM PROCESSOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS. (edição 2010-2012) EDITAL MESTRADO EM PROCESSOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS (edição 2010-2012) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações introduzidas

Leia mais

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento

Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Ficha de unidade curricular Curso de Doutoramento Unidade curricular História do Direito Português I (Doutoramento - 1º semestre) Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Curricular Unit Plan ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. GESTÃO DE PROJECTOS INFORMÁTICOS Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010

Leia mais

Concursos 2009 para atribuição de Bolsas de Pós-Doutoramento

Concursos 2009 para atribuição de Bolsas de Pós-Doutoramento Concursos 2009 para atribuição de Bolsas de Pós-Doutoramento Programa UT Austin Portugal Edital No âmbito do Programa UTAustin Portugal, a FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia) abre concurso para:

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 / 2011

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. FÍSICA APLICADA Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo 2010 / 2011 Horas

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) EDITAL MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores Departamento de Alterações Climáticas, Ar e Ruído (DACAR) Divisão de Poluição Atmosférica e Alterações Climáticas

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

1911 2011 A caminho do Centenário

1911 2011 A caminho do Centenário 1911 2011 A caminho do Centenário Licenciaturas ISEG 1º Ciclo de Bolonha ISEG: Uma Escola de referência. O ISEG forma Economistas e Gestores com espírito de liderança e inovação assente numa sólida capacidade

Leia mais

Vantagem de Adesão AMERICAN SOCIETY OF PLASTIC SURGEONS Como se Tornar um Membro Internacional:

Vantagem de Adesão AMERICAN SOCIETY OF PLASTIC SURGEONS Como se Tornar um Membro Internacional: Vantagem de Adesão AMERICAN SOCIETY OF PLASTIC SURGEONS Como se Tornar um Membro Internacional: Se você está ativamente envolvido na prática da Cirurgia Plástica ou Reconstrutiva por menos de três (3)

Leia mais

Pré-Inscrição On-line» [Versão em português] Online Registration» [English version] Programa Syllabus

Pré-Inscrição On-line» [Versão em português] Online Registration» [English version] Programa Syllabus Pré-Inscrição On-line» [Versão em português] Online Registration» [English version] Programa Syllabus Código Code Unidade Curricular Course Unit Português para Estrangeiros nível intermédio B Portuguese

Leia mais

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FORM

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FORM FORM 1. Teaching Establishment: Polytechnic Institute of Tomar 2. Organic Unit (faculty, school, institute, etc.): chool of Technology of Tomar 3. Degree : Archaeological Techniques 4. Degree Qualification

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM SOCIOLOGIA: EXCLUSÕES E POLÍTICAS SOCIAIS Artigo 1º Objecto O Regulamento do

Leia mais

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle

Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle Accessing the contents of the Moodle Acessando o conteúdo do Moodle So that all the available files in the Moodle can be opened without problems, we recommend some software that will have to be installed

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR Concurso com Previa Qualificação Convite para a Manifestação de Interesse

Leia mais

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form 澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 文 化 局 Instituto Cultural 學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表 ( 根 據 學 術 研 究 獎 學 金 規 章 第 九 條 第 一 款 ) Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura

Leia mais

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS 2015 /16 ESTÁGIOS ERASMUS EM ESCOLAS * ERASMUS PLACEMENTS IN SCHOOLS * [POR FAVOR, PREENCHA O FORMULÁRIO NA (NUMA DAS) LÍNGUA(S) DE TRABALHO DO ESTÁGIO:

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Engenharia Informática U.C. PROGRAMAÇÃO EM AMBIENTE WEB Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 84 Ano Lectivo 2010

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA. (Edição 2015-2017)

EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA. (Edição 2015-2017) EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA (Edição 2015-2017) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8 EDITAL 1º Ciclo de Estudos - Ano Letivo 2015/2016 Concurso para os regimes de Reingresso, Mudança de Curso, Transferência, e Concursos Especiais de Ingresso (titulares de curso médio ou superior e maiores

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

CERTIFICADO DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA

CERTIFICADO DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA Certificado Nº ANEXO CERTIFICADO DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA Expedido de acordo com as disposições da Convenção Internacional para Salvaguarda da Vida Humana no Mar, 1974, como emendada, (daqui em diante

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013)

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013) EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (2ª Edição 2011/2013) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

MESTRADO EM. Métodos Quantitativos e Gestão

MESTRADO EM. Métodos Quantitativos e Gestão MESTRADO EM Métodos Quantitativos em Economia e Gestão ANO LECTIVO 2011/2012 Mestrado em Métodos Quantitativos em Economia e Gestão Apresentação O Mestrado em Métodos Quantitativos em Economia e Gestão

Leia mais

Estudar o Inglês Quando a Língua Materna é o Português/ Studying English as a Portuguese Native Speaker

Estudar o Inglês Quando a Língua Materna é o Português/ Studying English as a Portuguese Native Speaker Ficha de Unidade Curricular [FUC] 1 1. Unidade curricular / Curricular Unit Estudar o Inglês Quando a Língua Materna é o Português/ Studying English as a Portuguese Native Speaker 2. Designação do Ciclo

Leia mais

Para quem inscrito no 12º ano sem o concluíres

Para quem inscrito no 12º ano sem o concluíres Os Cursos de Especialização Tecnológica (CET) são formações pós-secundárias não superiores que te preparam para uma especialização científica ou tecnológica numa determinada área de formação. Para quem

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM MARKETING RESEARCH

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM MARKETING RESEARCH Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM MARKETING RESEARCH Nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março,

Leia mais

PROGRAMA DAS UNIDADES CURRICULARES

PROGRAMA DAS UNIDADES CURRICULARES 1. Unidade Curricular (máx. 100 caracteres) Modelação de Dados Curricular Unit (máx. 100 caracteres) Data Modelling 2. Ciclo de Estudos (máx. 100 caracteres) Comunicação e Design Multimédia Study Cycle

Leia mais

IMMIGRATION Canada. Study Permit. São Paulo Visa Office Instructions. Table of Contents. For the following country: Brazil IMM 5849 E (04-2015)

IMMIGRATION Canada. Study Permit. São Paulo Visa Office Instructions. Table of Contents. For the following country: Brazil IMM 5849 E (04-2015) IMMIGRATION Canada Table of Contents Document Checklist Study Permit (disponible en Portuguese) Study Permit São Paulo Visa Office Instructions For the following country: Brazil This application is made

Leia mais

Regulamento de Protocolos e Equivalências do Gabinete Erasmus da. Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

Regulamento de Protocolos e Equivalências do Gabinete Erasmus da. Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Regulamento de Protocolos e Equivalências do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º (Objecto) O presente Regulamento estabelece o regime

Leia mais

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01342 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM GESTÃO Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira Interior, através do Departamento

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA 1.º OBJECTIVO Os Cursos de Pós-Graduação e Mestrados Executivos do ISLA Campus Lisboa são programas de estudos que visam

Leia mais

Universidade do Minho. Escola de Engenharia. UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13. 11 de outubro 2012

Universidade do Minho. Escola de Engenharia. UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13. 11 de outubro 2012 Universidade do Minho Escola de Engenharia UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13 11 de outubro 2012 1 2 2 courses offered in the first semestre: Métodos de Investigação em Engenharia

Leia mais

CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA. Normas Regulamentares

CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA. Normas Regulamentares CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA Normas Regulamentares PREÂMBULO As presentes Normas Regulamentares do Ciclo de Estudos de Mestrado em Genética Molecular

Leia mais

Serviço de Relações Externas - Núcleo de Relações Internacionais NRI / ISEL International Office. PROGRAMA LLP-Erasmus - Mobilidade de Estudantes

Serviço de Relações Externas - Núcleo de Relações Internacionais NRI / ISEL International Office. PROGRAMA LLP-Erasmus - Mobilidade de Estudantes PROGRAMA LLP-Erasmus - Mobilidade de Estudantes F ICHA DE E STUDANTE- 2 0.../ 2 0. Instituição de origem CÓDIGO: P LISBOA 05 NOME: INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA/INSTITUTO: ISEL INSTITUTO SUPERIOR

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei

Leia mais

NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00061 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Estudos em Direito. 2º Ciclo Mestrado. Apresentação. Ano Lectivo 2010 2011

Estudos em Direito. 2º Ciclo Mestrado. Apresentação. Ano Lectivo 2010 2011 Estudos em Direito 2º Ciclo Mestrado Ano Lectivo 2010 2011 Apresentação O 2º Ciclo de Estudos em Direito tem a designação internacional corrente de Master. Com a oferta do seu Programa de Mestrados 2º

Leia mais

British Columbia. General Information English Language Program MBA Post Degree Diploma in Business Studies Application

British Columbia. General Information English Language Program MBA Post Degree Diploma in Business Studies Application Vancouver British Columbia Canada General Information English Language Program MBA Post Degree Diploma in Business Studies Application Malaspina University-College Universidade pública fundada em 1969

Leia mais

Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre

Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre Data: 17-02-2012 Versão: 1 Direcção-Geral do Ensino Superior Av. Duque d Ávila, 137 1069-016 Lisboa Tel. +351 21 3126050 Fax +351 21 3126051 www.dges.mctes.pt

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 01. Capítulo 1: Fundamentação teórica... 06. 1.1 Origem e desenvolvimento da abordagem instrumental... 06

SUMÁRIO. Introdução... 01. Capítulo 1: Fundamentação teórica... 06. 1.1 Origem e desenvolvimento da abordagem instrumental... 06 vii Resumo Este estudo apresenta os resultados de uma análise de necessidades de uso da língua inglesa de estudantes de um curso universitário de Publicidade e Propaganda, bem como de profissionais dessa

Leia mais

ST. PAUL S SCHOOL. To be considered Charity of the Year applicants should meet the following requirements:

ST. PAUL S SCHOOL. To be considered Charity of the Year applicants should meet the following requirements: ST. PAUL S SCHOOL CHARITY OF THE YEAR APPLICATION FORM How to apply for funding 1. Application - Requirements and Conditions To be considered Charity of the Year applicants should meet the following requirements:

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO. Artigo 1.º. Objecto e âmbito

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO. Artigo 1.º. Objecto e âmbito REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Artigo 1.º Objecto e âmbito 1 O presente regulamento disciplina, no cumprimento da Portaria n.º 401/2007, de 5 de Abril, os concursos

Leia mais

MT BOOKING SYSTEM BACKOFFICE. manual for management

MT BOOKING SYSTEM BACKOFFICE. manual for management MT BOOKING SYSTEM BACKOFFICE manual for management BACKOFFICE BACKOFFICE Últimas Reservas Latest Bookings 8 7 6 3 2 2 Configurações Configuration - pag. 3 Barcos Boats - pag.8 Pessoal Staff - pag.0 Agentes

Leia mais

Informática e Programação. Computer Science and Programming. Semestre do plano de estudos 1

Informática e Programação. Computer Science and Programming. Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Informática e Programação CU Name Código UC 4 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Informática Duração Semestral Horas de trabalho 135 ECTS 5 Horas de contacto TP - 67,5 Observações

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014)

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014) 1/10 EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes

Leia mais

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina de Lisboa MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Catarina Isabel Fonseca Paulos Mestrado em Medicina Legal e Ciências Forenses 2005 Esta dissertação

Leia mais

RECONHECIMENTO 13. O que é ECTS? 14. Como se compara ECTS com sistemas de pontos de créditos noutros países? 15. O que é um Suplemento ao Diploma?

RECONHECIMENTO 13. O que é ECTS? 14. Como se compara ECTS com sistemas de pontos de créditos noutros países? 15. O que é um Suplemento ao Diploma? PMFs Perguntas Mais Frequentes Nesta página da web pode encontrar as respostas a todas as perguntas que talvez queira fazer sobre estudos musicais na Europa. Perguntas Mais Frequentes PORQUÊ EU? 1. Porque

Leia mais

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE PYLCROW Portugal LISBOA Email: info.pt@pylcrow.com Telefone: +351 21 247 46 00 http://www.pylcrow.com/portugal WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 001 ERI/PROPESP/PROEN/UNICENTRO, DE 5 DE SETEMBRO DE 2011 Aprova os Formulários pertinentes à Mobilidade Internacional da UNICENTRO. A DIRETORA DO ESCRITÓRIO DE RELAÇÕES

Leia mais

NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/13/00986 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS Ficha da Unidade Curricular CURSO Licenciatura em Ciências Empresariais U.C. INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS EMPRESARIAIS Horas presenciais / Ano 56 Ano Lectivo

Leia mais