Índice. Capitulo I Disposições Gerais. pág.1. Capitulo II Disposições Técnicas... pág.1. Capitulo III Renovação e Filiação de Clubes... pág.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Capitulo I Disposições Gerais. pág.1. Capitulo II Disposições Técnicas... pág.1. Capitulo III Renovação e Filiação de Clubes... pág."

Transcrição

1 Regras e Normas Competitivas - Época 2015

2 Índice Capitulo I Disposições Gerais. pág.1 Capitulo II Disposições Técnicas..... pág.1 Capitulo III Renovação e Filiação de Clubes... pág.1 Capitulo IV Filiação de Atletas.... pág.2 Capitulo V Inscrições em provas.... pág.2 Capitulo VI Categorias / Grupos de idades... pág.4 Capitulo VII Regras Gerais das Provas de Biatle..... pág.4 Capitulo VIII Circuito Portugal Tour pág.10 Capitulo IX Participação no Campeonato Nacional de Biatle pág.11 Capitulo X Participação no Campeonato da Europa de Biatle pág.11 Capitulo XI Reclamações......pág.12 Capitulo XII Casos Omissos..pág.12 Capitulo XIII Disposições Finais....pág.12 Anexo I Calendário Circuito Portugal Tour 2015

3 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º A Federação Portuguesa do Pentatlo Moderno (FPPM) realizará em 2015 provas oficiais de Biatle Moderno (o Triatle será adoptado em regime de Promoção/Experimentação) constituindo no seu conjunto o Circuito Portugal Tour 2015 a) O disposto nestas Regras de Competição trata das definições comuns às diversas competições da modalidade de Biatle Moderno subordinadas à Federação Portuguesa de Pentatlo Moderno. b) Para cada evento a Carta Convite deverá incluir todas as informações específicas da competição em questão e deverá ser aprovado préviamente pela FPPM antes de publicitado. Art. 2º O presente documento complementa em modo detalhado o enquadramento geral da actividade de desenvolvimento do Biatle Moderno para a época de Art. 3º Em todas as competições deverão ser respeitadas as normas da União Internacional de Pentatlo Moderno (UIPM). CAPÍTULO II - DISPOSIÇÕES TÉCNICAS ADMINISTRATIVAS Art. 4º Compete à FPPM a supervisão e coordenação das competições. Art. 5º Compete ao Delegado Técnico do Biatle da FPPM, devidamente avalizado pela Direcção Técnica Nacional e estrutura federativa: a) Elaborar o calendário das competições; b) Elaborar os regulamentos das competições; c) Elaborar o programa de provas, tabelas, datas, horários e locais para a realização das competições; d) Tomar as providências de ordem técnica necessárias à gestão das competições.

4 Art. 6º Quaisquer competições somente poderão ser realizadas em locais previamente aprovados pelo Delegado Técnico do Biatle da FPPM. Art. 7º Compete ainda ao Delegado Técnico FPPM: a) Certificar para que seja providenciado de, antes da hora marcada para o início da competição, todas as pessoas não autorizadas sejam retiradas do local das provas e que as pessoas devidamente autorizadas ocupem seus respetivos locais reservados para permanência; b) Não autorizar o início da competição se não forem rigorosamente cumpridas as disposições contidas no presente regulamento. c) Certificar para que seja providenciado apoio médico e/ou paramédico e ambulância de remoção com urgência, estacionada em local próximo à área da prova, durante toda a realização do evento. CAPÍTULO III - RENOVAÇÃO E FILIAÇÃO DE CLUBES Art. 8º A filiação de clubes ou renovação destes implica preenchimento e envio da ficha específica em anexo para a FPPM. A renovação e inscrição dos Clubes obedecem aos normativos regulamentares em vigor para o ano em curso. CAPÍTULO IV - FILIAÇÃO DE ATLETAS Art. 9º Só serão processadas as filiações/renovações cujos documentos estejam na posse dos Serviços Administrativos da FPPM (vidé consulta do Regulamento Administrativo e respectivo Anexo Filiações e Licenciamentos 2015). CAPÍTULO V - INSCRIÇÕES EM PROVAS Art. 10º Condições de participação:

5 a) Somente poderão participar nas provas oficiais realizadas pela FPPM os atletas que estejam devidamente regularizados até à data limite de inscrição na prova em causa. b) Não poderão participar atletas a título individual. c) Para participar nas provas é obrigatório aos atletas terem em dia o exame médico. d) Somente poderão participar nas provas organizadas pela FPPM os atletas que cumprirem com todos os prazos de inscrição e requisitos específicos descritos no Convite do evento. e) O atleta inscrito nas competições organizadas pela FPPM será o único responsável pelos seus pertences durante o evento, estando a FPPM isenta de responsabilidade por danos ou furtos que ocorram durante a competição. Art. 11º Inscrições: a) Todos os atletas e Clubes devem estar sujeitos ao regime de taxas de inscrição em vigor para as provas do Circuito Portugal Tour 2015, com excepção da Taça do Mundo de Biatle e o disposto no artigo 13º. b) Todas as inscrições deverão ser realizadas via eletrónica, através da ficha de inscrição enviados para o (cc: c) Para todas as provas de Biatle organizadas pela FPPM ou pelos Clubes seus associados, o processo de inscrições deve respeitar o exposto no Art.10º. Art. 12º Data e Hora limite: As datas e horas limites para as inscrições de cada uma das provas do Circuito Portugal Tour 2015 constarão da respectiva Carta Convite de cada competição. Art. 13º Inscrições tardias: Em incumprimento do prazo estabelecido para o envio das inscrições, a aceitação destas só poderá ser feita após o pagamento da multa estipulada em 5 Euros por atleta inscrito em prova.

6 CAPÍTULO VI - CATEGORIAS / GRUPOS DE IDADES Art. 14º As categorias/grupos de idades para a época de 2015 são iguais para o género Masculino e Feminino. Categoria Ano Nascimento Aprendizes 2007 e mais novos Benjamins 2005 e 2006 Infantis 2003 e 2004 Iniciados 2001 e 2002 Juvenis 1999 e 2000 Juniores A 1997 e 1998 Juniores 1994, 1995 e 1996 Seniores 1976 a 1993 Masters A 1966 a 1975 Masters B 1956 a 1965 Masters C 1946 a 1955 Masters D 1945 e mais velhos OPEN 1998 e mais velhos Art. 15º Os atletas só podem participar em apenas uma categoria por prova, algumas competições poderão fazer disputar a categoria Open. CAPÍTULO VII - REGRAS GERAIS DAS PROVAS DE BIATLE Art. 16º As regras gerais de cada prova encontram-se em estrita observância com os regulamentos de provas de Biatle da UIPM. Art. 17º Em Biatle a sequência da prova é a seguinte: Corrida Natação Corrida

7 Art. 18º Distâncias de prova por categorias: as provas oficiais de Biatle na época de 2015 respeitarão as seguintes sequências e distâncias: CATEGORIA 1ª CORRIDA NATAÇÃO 2ª CORRIDA APRENDIZES 200 metros 50 metros 200 metros BENJAMINS 500 metros 50 metros 500 metros INFANTIS 500 metros 50 metros 500 metros INICIADOS 500 metros 100 metros 500 metros JUVENIS 1000 metros 200 metros 1000 metros JUNIORES A 1500 metros 200 metros 1500 metros JUNIORES 1500 metros 200 metros 1500 metros SENIORES 1500 metros 200 metros 1500 metros MASTERS A 1000 metros 100 metros 1000 metros MASTERS B 1000 metros 100 metros 1000 metros MASTERS C 1000 metros 100 metros 1000 metros MASTERS D 500 metros 100 metros 500 metros OPEN 1500 metros 200 metros 1500 metros Art. 19º Por razões de segurança o Diretor de Prova poderá realizar alterações às sequências e distâncias de prova. Art. 20º Formatos: a) INDOOR 1 - Descontínuo: em primeiro é realizada a prova de natação, após um intervalo de tempo é realizada a prova de corrida. A classificação é dada pelo somatório do tempo das duas provas (formato Biatlo).

8 2 - Contínuo: primeiro um percurso de corrida com acesso a uma piscina coberta ou não, onde é realizada a natação, depois segue-se mais um percurso de corrida até à meta final. b) OUTDOOR 1 - A prova é contínua e realizada ao ar livre. 2 - As provas OUTDOOR podem ser realizadas em rios, lagos, barragens e mar, desde que aprovadas as suas condições técnicas e de segurança pela FPPM. 3 O Beach Biatle é uma prova específica realizada na praia e os atletas realizam os segmentos de corrida descalços na areia. Art. 21º Organização das Séries: 1 - Quando houver necessidade da realização de mais que uma série por categoria os atletas serão ordenados da seguinte forma: a) Na primeira etapa do circuito serão ordenados por ordem alfabética b) A partir da segunda etapa serão ordenados por ranking do Circuito Portugal Tour c) Os atletas que ainda não estiverem no ranking do Circuito Portugal Tour 2015 ficam sujeitos a preencherem as séries mais fracas e por ordem alfabética. 2 - As séries podem ser organizadas separadamente para homens e mulheres, ou combinadas de modo a que possam competir de forma paralela. 3 - Sempre que a organização achar necessário poderá organizar-se séries com categorias e géneros diferentes desde que os percursos sejam os mesmos, mas a classificação é sempre pelo escalão etário.

9 4 - O número máximo de atletas competindo numa série é determinado pelo responsável da prova em função das condições do percurso e tendo em conta a segurança dos atletas. Art. 22º Partidas: a) A prova começa com um alinhamento de todos os atletas da série atrás da linha de partida. b) A um sinal sonoro começa a corrida. c) No caso de uma falsa partida, será dada uma segunda partida. d) Em caso de uma segunda falsa partida, a prova prosseguirá e os atletas infratores serão identificados e penalizados com 10 segundos a mais no seu tempo final de prova. Art. 23º Percursos de Corrida: a) Os Atletas devem ficar dentro da pista de prova durante a corrida. b) Os Atletas que saírem da zona de prova serão desclassificados. c) A disputa por posição durante os primeiros metros da corrida serão aceites, no entanto, uma eventual conduta antidesportiva não será tolerada e resultará em desqualificação. d) Os atletas não poderão realizar os percursos de corrida em tronco nu. Art. 24º 1ª Transição: a) Os Atletas deverão completar o primeiro percurso da corrida sendo que os últimos 50 metros são reservados para uma área de transição, onde os atletas deverão tirar os sapatos e meias (se usadas) e colocá-los dentro de caixas ou cestos numerados e préatribuídos para cada atleta.

10 b) Os atletas são obrigados a colocar todo o seu Kit nas caixas (cestos) na zona de transição e não entregá-los a outras pessoas ou deixá-los no chão ou em outro lugar que não seja a sua caixa. Art. 25º Percurso Natação: a) O percurso de natação deve ser previamente conhecido pelos atletas. b) Este percurso deve ser unidirecional e bem sinalizado. c) Os atletas mergulham na água e poderão nadar em estilo livre, deverão cumprir a sua distância de prova antes de sair da água. d) Se a distância de prova não for cumprida pelo atleta este deverá ser desclassificado. e) Quando for utilizada a piscina: 1. Esta deve ser modificada usando pesos, cordas, pistas de natação a fim de proporcionar uma forma de natação contínua ou utilizar uma pista para cada atleta. 2. A profundidade da água deve ser no mínimo de 1,2 m no local do mergulho. 3. A saída da água deve ser feita progressiva, o passo ou borda da piscina ou de outros corpos de água não deve ultrapassar 0,30 m da superfície da água. 4. Por razões de segurança, a área perto da água e, principalmente, a área de mergulho, não deve ser escorregadia. Isto pode exigir a instalação de uma superfície livre de deslizamento, ou seja um tapete. A mesma situação aplica-se aos primeiros 100mts do evento executado após o segmento de natação. Art. 26º 2ª Transição: a) Após a saída da água os atletas deverão colocar de novo os sapatos e iniciar a segunda etapa da corrida para a linha de chegada;

11 b) A touca, óculos ou outro equipamento que os atletas não queiram utilizar no percurso da corrida deverão ficar dentro da sua caixa/cesto, não podendo ser entregues a outras pessoas ou deitadas ao chão no trajeto da prova. c) Os atletas devem usar os seus sapatos durante os percursos de corrida da prova. Art. 27º Equipamentos: a) Para as provas de Biatle Moderno, os atletas devem usar um fato de banho ou um fato de peça única ajustado ao corpo capaz de ser usado para cada segmento da competição. b) O atleta pode utilizar uma t-shirt durante a prova desde que seja usado por toda a duração da corrida. c) Nas provas INDOOR descontínuas (art.20º- a), os atletas devem usar roupas adequadas para cada evento. Art. 28º Calçado: a) Não deve ser usado na natação b) Deve ser usado durante a execução das provas de corrida, com excepção das provas de Beach Biatle. Art. 29º Numeração: a) Todos os atletas receberão um número (Número Identificação do Atleta) que os identificarão durante todo o Circuito Biatle/Triatle Portugal Tour 2015; b) Durante cada prova os atletas deverão ser numerados no ombro esquerdo através de uma caneta permanente. c) A cada prova os atletas receberão um número que corresponderá ao nº da caixa/cesto, este número será marcado nas costas da mão; d) Devem ser tornados visíveis por meio de marcadores impermeáveis.

12 Art. 30º Resultados: Os resultados serão disponibilizados no local de prova sempre que possível e/ou no site da FPPM em Art. 31º Reuniões de Delegados: Salvo outra regulamentação as reuniões de delegados representantes dos clubes participantes terão lugar 45 minutos antes do início de cada sessão; Art. 32º Punições: a) Serão penalizados em 10 segundos no tempo final, os atletas que realizarem uma segunda falsa partida. b) Os atletas que em provas INDOOR não tocarem com alguma parte do corpo no final da piscina (parede), sempre que executarem a viragem, sofrerão penalização em 10 segundos por cada infração. c) Todos os atletas que descartarem ou entregarem a alguém os óculos, bonés, garrafas de água ou bebidas na zona de prova, serão penalizados em 10 segundos por cada infracção. Art. 33º Desclassificações: a) Será desclassificado o atleta que interferir ou dificultar a ação de outro atleta; b) Será desclassificado todo o atleta que sair fora da zona de prova; c) Será desclassificado todo o atleta que não cumprir todo o percurso de prova; d) Todo o atleta que realizar o percurso de corrida em tronco nú; e) Todos os atletas que não cumprirem com o artigo 25º alínea b); f) Todos os atletas que correrem descalços, salvo exceção nas provas de Beach-Biatle; g) Uso de dispositivo para auxiliar a flutuação, velocidade ou resistência;

13 CAPITULO VIII CIRCUITO PORTUGAL TOUR 2015 Art. 34º O Circuito consistirá em um conjunto de provas INDOOR e OUTDOOR. O Beach Biatle, bem como o Biatle SuperKID integram o calendário nacional mas não pontuam para o Circuito, e visam uma estratégia de promoção podendo introduzir dinâmicas colectivas. Art. 35º No final do Circuito serão premiados os 5 primeiros classificados por categoria e género. Os atletas ao completarem 3 provas recebem uma T-Shirt do Circuito Portugal Tour A pontuação será realizada pelo somatório de pontos obtidos em cada etapa 2 - Todos os atletas que terminarem a prova receberão pontos segundo a pontuação abaixo: Classificação Pontos 1º lugar Nº total de atletas + 1 ponto 2º lugar Nº total de atletas 1 ponto 3º lugar Nº total de atletas 2 pontos 4º lugar Nº total de atletas 3 pontos Nota Importante - A pontuação na participação do Campeonato Nacional será a dobrar. CAPITULO IX - PARTICIPAÇÃO NO CAMPEONATO NACIONAL/ TAÇA DO MUNDO Art. 36º A participação no Campeonato Nacional 2015 é aberta a todos os atletas que cumpram as condições de admissão descritas na Carta Convite.

14 CAPITULO X - PARTICIPAÇÃO NO CAMP. EUROPA DE BIATLE /2015 SELECÇÃO NACIONAL Art. 37º A representação de Portugal no Campeonato da Europa que se realizará na Turquia é feita em regime de comparticipação de despesas até um máximo total de 75% (incluindo majorações) e obriga a participação no Campeonato Nacional / Taça do Mundo. Art. 38º Para este efeito só é permitida a ausência a 1 prova do Circuito Portugal Tour (salvaguardam-se impedimentos de ordem clínica devidamente comprovados) Art. 39º Os atletas seleccionáveis devem terminar obrigatoriamente nos 3 primeiros lugares do Circuito Portugal Tour. Art. 40º Os atletas que terminarem nos lugares de pódio no Campeonato da Europa terão direito a um valor de majoração da comparticipação em tabela a definir até 31 Julho/2015. CAPÍTULO XI RECLAMAÇÕES Art. 41º Todas as reclamações deverão ser feitas à Organização da prova e até 15 minutos após do término da mesma, após este tempo não se aceitam mais recursos. CAPITULO XII CASOS OMISSOS Art. 42º Todos os casos omissos serão resolvidos pela Direção da FPPM de acordo com os regulamentos da FPPM em vigor. CAPÍTULO XIII DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 43º A estrutura federativa / Delegado Técnico do Biatle expedirá as instruções complementares que se fizerem necessárias à boa e fiel execução das regras descritas neste documento. Caldas da Rainha, 26 de Janeiro 2015

IV Aquatlo da Calheta 2015 IV Aquatlo Jovem da Calheta 2015 IV Aquabike do Paul do Mar 2015

IV Aquatlo da Calheta 2015 IV Aquatlo Jovem da Calheta 2015 IV Aquabike do Paul do Mar 2015 IV Aquatlo da Calheta 2015 IV Aquatlo Jovem da Calheta 2015 IV Aquabike do Paul do Mar 2015 07 e 08 de MARÇO de 2015 Distância Sprint: 700m Natação / 5 km corrida 1. ORGANIZAÇÃO / ENQUADRAMENTO REGULAMENTO

Leia mais

A. Disposições Gerais

A. Disposições Gerais FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ATLETISMO Direcção Técnica Nacional Sector juvenil Versão de 29 de Maio de 2008 REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES NORMAS RELACIONADAS COM OS ESCALÕES DO ATLETISMO JUVENIL A. Disposições

Leia mais

Índice. I Introdução. II Apresentação do Laser Run. III Formato Outdoor. IV Formato Indoor. V O segmento de Tiro. VI O segmento de Corrida

Índice. I Introdução. II Apresentação do Laser Run. III Formato Outdoor. IV Formato Indoor. V O segmento de Tiro. VI O segmento de Corrida O Projecto Desportivo - Época 2015 Índice I Introdução II Apresentação do Laser Run III Formato Outdoor IV Formato Indoor V O segmento de Tiro VI O segmento de Corrida VII Regras Gerais das Provas de Laser

Leia mais

21ª Prova de mar da Praia da Rocha 7 Agosto 2010. Regulamento

21ª Prova de mar da Praia da Rocha 7 Agosto 2010. Regulamento 21ª Prova de mar da Praia da Rocha 7 Agosto 2010 Regulamento 1. ORGANIZAÇÃO Portinado Associação de Natação de Portimão 2. APOIOS Câmara Municipal de Portimão Associação de Natação do Algarve Instituto

Leia mais

II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (TRIATLO OLÍMPICO) II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (AQUATLO JOVEM)

II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (TRIATLO OLÍMPICO) II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (AQUATLO JOVEM) (TRIATLO OLÍMPICO) II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (AQUATLO JOVEM) Sábado, 25 de Julho de 2015 Distância Olímpica: 1500m Natação / 40 km Ciclismo / 9 km Corrida Distância S.Sprint: 375m Natação

Leia mais

V Duatlo da Ponta do Sol - Canhas - 2016

V Duatlo da Ponta do Sol - Canhas - 2016 V Duatlo da Ponta do Sol - Canhas - 2016 Sábado, 23 de Janeiro de 2016 VI DUATLO JOVEM DA PONTA DO SOL - 2016 VI DUATLO DA PONTA DO SOL 2016 REGULAMENTO 1. ORGANIZAÇÃO / ENQUADRAMENTO O VI Duatlo da Ponta

Leia mais

CAMPEONATOS DE PORTUGAL EM PISTA COBERTA E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23 EM PISTA COBERTA

CAMPEONATOS DE PORTUGAL EM PISTA COBERTA E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23 EM PISTA COBERTA CAMPEONATOS DE PORTUGAL EM PISTA COBERTA E CAMPEONATO NACIONAL DE SUB-23 EM PISTA COBERTA 1. NOTA INTRODUTÓRIA Nos Campeonatos de Portugal Absolutos de Pista Coberta serão atribuídos os títulos individuais

Leia mais

Capítulo 1 Prova de 10 km

Capítulo 1 Prova de 10 km 17ª CORRIDA EM ATLETISMO CIDADE DE VENDAS NOVAS 16 DE MAIO DE 2010 Regulamento Capítulo 1 Prova de 10 km 1. Participação Podem participar atletas populares e federados masculinos e femininos desde que

Leia mais

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total.

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total. Circuito Open de Polo Aquático Campeonato de Polo Aquático realizado em águas abertas, com abrangência nacional e apoio da CBDA - Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Local: Praia do Porto da

Leia mais

VI DUATLO DE SÃO VICENTE 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE - LAZER 2016

VI DUATLO DE SÃO VICENTE 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE - LAZER 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE 2016 VI DUATLO DE SÃO VICENTE - LAZER 2016 3 de ABRIL de 2016 Distância Standart: 10 Km Corrida / 38,6 Km Ciclismo / 5 km Corrida Distância Super Sprint: 2,5Km Corrida / 9,6 Km

Leia mais

REGULAMENTOS Rock n Roll Maratona de Lisboa EDP

REGULAMENTOS Rock n Roll Maratona de Lisboa EDP REGULAMENTOS Rock n Roll Maratona de Lisboa EDP REGULAMENTO GERAL 1. Numa organização do Maratona Clube de Portugal, vai realizar-se no dia 18 de outubro, com partida às 8:30, uma prova de atletismo denominada

Leia mais

Campeonato Estadual de Verão dos Clubes do Interior 2013 Regulamento

Campeonato Estadual de Verão dos Clubes do Interior 2013 Regulamento Campeonato Estadual de Verão dos Clubes do Interior 2013 Regulamento 01 e 02 de novembro de 2013 Local : Clube Recreativo Atlântico de Erechim ( CERA ) Rua Valentim Zambonato, 323 Centro / Erechim - RS.

Leia mais

REGULAMENTO. XXX CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2011 Dias 08 e 09 de Outubro de 2010 Palhoça - SC

REGULAMENTO. XXX CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2011 Dias 08 e 09 de Outubro de 2010 Palhoça - SC REGULAMENTO XXX CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2011 Dias 08 e 09 de Outubro de 2010 Palhoça - SC Art. 1º - A Federação Aquática de Santa Catarina realizará o Campeonato acima descrito,

Leia mais

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE Em vigor a partir de 27 de Janeiro de 2010 INDICE 1. CAMPEONATO NACIONAL DE REGATAS EM LINHA... 3 2. DEFINIÇÃO... 3 3.

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016

REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016 REGULAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO METROPOLITANO DE MOUNTAIN BIKE 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º O Campeonato Metropolitano de Mountain Bike é realizado pela empresa Pro Bike Adventure, que já está à frente deste

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BTT - XCO. (Revisto em Setembro 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO BTT - XCO. (Revisto em Setembro 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO BTT - XCO 2013 2017 (Revisto em Setembro 2014) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários e variantes da Modalidade 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Variantes da modalidade 3 3. Constituição

Leia mais

XXII TRAVESSIA DOS TEMPLÁRIOS. Regulamento. 26.Setembro.2010 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0

XXII TRAVESSIA DOS TEMPLÁRIOS. Regulamento. 26.Setembro.2010 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0 Regulamento 26.Setembro.2010 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0 1. ORGANIZAÇÃO Associação de Natação do Distrito de Santarém. Associação Cultural, Desportiva e Recreativa da

Leia mais

REGULAMENTO DO DUATHLON AQUÁTICO ALMIRANTE TAMANDARÉ-2013

REGULAMENTO DO DUATHLON AQUÁTICO ALMIRANTE TAMANDARÉ-2013 1.0 - PROPÓSITO REGULAMENTO DO DUATHLON AQUÁTICO ALMIRANTE TAMANDARÉ-2013 Como parte integrante das comemorações alusivas à Semana da Marinha e visando à integração e à valorização do sentimento cívico

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20)

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) I DISPOSIÇÔES GERAIS ARTIGO 1º O Campeonato Nacional Gira-Praia é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

CIRCUITO REI DO MAR 2010 REGULAMENTO

CIRCUITO REI DO MAR 2010 REGULAMENTO CIRCUITO REI DO MAR 2010 REGULAMENTO CAPITULO I DO REGULAMENTO Art. 1º O regulamento da prova de Águas Abertas no Rei do Mar 2010 seguirá as normas emanadas pela da Confederação Brasileira de Desportos

Leia mais

Regulamento Municipal de Apoio Financeiro às Modalidades Desportivas

Regulamento Municipal de Apoio Financeiro às Modalidades Desportivas Regulamento Municipal de Apoio Financeiro às Modalidades Desportivas Câmara Municipal de Viana do Alentejo Divisão de Desenvolvimento Social e Humano www.cm-vianadoalentejo.pt Tel.: 266 930 010 mail: dasedu@cm-vianadoalentejo.pt

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO Dispõe sobre as normas a serem estabelecidas no Regulamento do Campeonato de MÁSTER

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 1ª CORRIDA VERÃO FORTALEZA

REGULAMENTO GERAL 1ª CORRIDA VERÃO FORTALEZA REGULAMENTO GERAL 1ª CORRIDA VERÃO FORTALEZA Art. 1-1ª Corrida Verão Fortaleza 2014, tem como objetivo de superar e transpor todas as expectativas de alegria na paixão desportivas, surgiu como uma grande

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014 REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL DE GIRA-PRAIA DE SUB. 16,18 e 20-2014 ARTIGO 1º O Campeonato Nacional de Gira- Praia de Subs é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016

REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 REGULAMENTO GERAL CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE GINÁSTICA ARTÍSTICA - 2016 0 Sumário TÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO... 2 Seção I Organização e Execução:... 2 TÍTULO II - PERÍODO DE REALIZAÇÃO...

Leia mais

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS. Art. 2º As Bibliotecas da Univás estão a serviço da comunidade, oferecendo aos usuários:

REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS. Art. 2º As Bibliotecas da Univás estão a serviço da comunidade, oferecendo aos usuários: REGULAMENTO DAS BIBLIOTECAS CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1 Este Regulamento normatiza o funcionamento das Bibliotecas da Universidade do Vale do Sapucaí Univás, mantida pela Fundação de Ensino Superior

Leia mais

FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL

FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art.1º - A Federação Aquática Norteriograndense FAN promoverá a

Leia mais

REGULAMENTO. ORGANIZAÇÃO A organização está a cargo da Associação Clube Pedal da Serra de Ciclismo e Bike Mania

REGULAMENTO. ORGANIZAÇÃO A organização está a cargo da Associação Clube Pedal da Serra de Ciclismo e Bike Mania REGULAMENTO DATAS E LOCAIS DAS PROVAS 28 de Abril de 2013, em Brasília/DF, na região de SOBRADINHO e da FERCAL. A largada (simbólica) e chegada (oficial) ocorrerão no estacionamento do Estádio Augustinho

Leia mais

REGULAMENTO COMPETIÇÃO PRAIA 2015

REGULAMENTO COMPETIÇÃO PRAIA 2015 REGULAMENTO COMPETIÇÃO PRAIA 2015 Índice 1. Introdução... 3 2. Participação... 3 3. Calendário... 4 4. Inscrições... 4 4.1 Processo de Inscrição... 4 4.2 Taxas de Inscrição... 5 4.3 Condicionantes de Inscrição...

Leia mais

3ª RÚSTICA DO ARRAIAL DE SÃO JOÃO MONTENEGRO 2016

3ª RÚSTICA DO ARRAIAL DE SÃO JOÃO MONTENEGRO 2016 3ª RÚSTICA DO ARRAIAL DE SÃO JOÃO MONTENEGRO 2016 CAPÍTULO I PROVA Artigo 1º. A 3ª Rústica do Arraial São João de Montenegro no dia 19 de Junho de 2016, será parte integrante da comemoração do Padroeiro

Leia mais

Utilidade Pública Desportiva - Despacho 49/94, de 9.9.1994. REGULAMENTO de COMPETIÇÃO

Utilidade Pública Desportiva - Despacho 49/94, de 9.9.1994. REGULAMENTO de COMPETIÇÃO REGULAMENTO de COMPETIÇÃO Regulamento da Taça de Portugal de ing 2015 INDICE Capitulo I Definição e Âmbito Capitulo II Objectivos e Títulos Capitulo III Categorias e escalões etários integrantes Capitulo

Leia mais

XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND

XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND REGULAMENTO XXV TORNEIO SUDESTE DE NATAÇÃO INFANTIL E JUVENIL TROFÉU ASSIS CHATEAUBRIAND CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Pelos Clubes filiados à Federação Aquática do Estado do Rio de Janeiro, Federação

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER EM VEÍCULOS AUTOMÓVEIS LIGEIROS TRANSPORTES EM TÁXI - DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER EM VEÍCULOS AUTOMÓVEIS LIGEIROS TRANSPORTES EM TÁXI - DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA REGULAMENTO MUNICIPAL DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER EM VEÍCULOS AUTOMÓVEIS LIGEIROS TRANSPORTES EM TÁXI - DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA Nota justificativa (artigo 116.º do CPA) Em 22 de Dezembro de 2006,

Leia mais

2. DATA DA REALIZAÇÃO

2. DATA DA REALIZAÇÃO REGULAMENTO 1. DEFINIÇÃO É uma ação esportiva desenvolvida na modalidade corrida de rua, entre os empregados dos Correios e comunidade. 2. DATA DA REALIZAÇÃO Prova Regional: 27/02/2011 3. HORÁRIO 08 horas

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO A Câmara Municipal de Serpa no âmbito da sua politica para as áreas sócio-cultural e desportiva, considera o movimento associativo como parceiro

Leia mais

O complexo das Piscinas Municipais de Pombal inclui as seguintes instalações:

O complexo das Piscinas Municipais de Pombal inclui as seguintes instalações: I DISPOSIÇÕES GERAIS Preâmbulo O presente regulamento estabelece as normas gerais e as condições de cedência e utilização do complexo de piscinas municipais de Pombal, subordinando-se às disposições legais

Leia mais

CORRIDA CAPREM V+ SAÚDE - ETAPA NOTURNA RIO CLARO CORRIDA V+ KIDS - 4ª EDIÇÃO AGOSTO 2015

CORRIDA CAPREM V+ SAÚDE - ETAPA NOTURNA RIO CLARO CORRIDA V+ KIDS - 4ª EDIÇÃO AGOSTO 2015 CORRIDA CAPREM V+ SAÚDE - ETAPA NOTURNA RIO CLARO CORRIDA V+ KIDS - 4ª EDIÇÃO AGOSTO 2015 Regulamento Artigo 1º - As competições Corrida Caprem V+ Saúde - Etapa Noturna Rio Claro (agosto) e a Corrida Caprem

Leia mais

FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA ENSINANDO E APRENDENDO XXIII CORRIDA DE RUA DA UNIFOR REGULAMENTO

FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA ENSINANDO E APRENDENDO XXIII CORRIDA DE RUA DA UNIFOR REGULAMENTO FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA ENSINANDO E APRENDENDO XXIII CORRIDA DE RUA DA UNIFOR REGULAMENTO 1 A PROVA A CORRIDA DE RUA DA UNIFOR, doravante denominada EVENTO, será realizada no dia

Leia mais

VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art 1º Este regulamento tem por finalidade determinar as condições gerais para a realização do VI Circuito Amazonense de

Leia mais

CIRCUITO LOTERIAS CAIXA BRASIL PARAOLÍMPICO DE ATLETISMO E NATAÇÃO 2009 REGULAMENTO GERAL DAS ETAPAS NACIONAIS

CIRCUITO LOTERIAS CAIXA BRASIL PARAOLÍMPICO DE ATLETISMO E NATAÇÃO 2009 REGULAMENTO GERAL DAS ETAPAS NACIONAIS 1 CIRCUITO LOTERIAS CAIXA BRASIL PARAOLÍMPICO DE ATLETISMO E NATAÇÃO 2009 REGULAMENTO GERAL DAS ETAPAS NACIONAIS I DOS OBJETIVOS SEÇÃO I - DA COMPETIÇÃO Artigo 1º - O Circuito Loterias CAIXA Brasil Paraolímpico

Leia mais

REGULAMENTO DE ALTA COMPETIÇÃO

REGULAMENTO DE ALTA COMPETIÇÃO REGULAMENTO DE ALTA COMPETIÇÃO ÍNDICE 1. Nota Introdutória... 2 2. Classificação dos Praticantes em Regime de Alta Competição... 3 (Portaria nº947/95 de 1 de Agosto) 3. Níveis de Qualificação... 5 4. Critérios

Leia mais

IX CIRCUITO NACIONAL DE ÁGUAS ABERTAS

IX CIRCUITO NACIONAL DE ÁGUAS ABERTAS III Prova de Mar de Porto Santo 2009 IX CIRCUITO NACIONAL DE ÁGUAS ABERTAS VIII CIRCUITO REGIONAL DE ÁGUAS ABERTAS Regulamento 29 de Agosto de 2009 III Prova de Mar de Porto Santo 2009 1. ORGANIZAÇÃO Clube

Leia mais

TRAIL TERRAS DO LIDADOR ENCONTRO DE ESTRELAS

TRAIL TERRAS DO LIDADOR ENCONTRO DE ESTRELAS REGULAMENTO 1. PROVA 1.1. Organização TRAIL TERRAS DO LIDADOR ENCONTRO DE ESTRELAS O Trail Terras do Lidador - Encontro de Estrelas é uma organização da Confraria Trotamontes com o apoio do Município da

Leia mais

GINÁSIO CLUBE DE SANTO TIRSO

GINÁSIO CLUBE DE SANTO TIRSO GINÁSIO CLUBE DE SANTO TIRSO NATAÇÃO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DAS PISCINAS Art.º 1 (Objeto) 1 O presente regulamento estabelece as normas gerais de utilização e funcionamento das Piscinas do Clube, que

Leia mais

Regulamento Corrida da Paz 2015 NOVO DIA DA SEMANA DA CORRIDA SERÁ NO DIA 12 DE DEZEMBRO (SÁBADO A NOITE).

Regulamento Corrida da Paz 2015 NOVO DIA DA SEMANA DA CORRIDA SERÁ NO DIA 12 DE DEZEMBRO (SÁBADO A NOITE). Regulamento Corrida da Paz 2015 NOVO DIA DA SEMANA DA CORRIDA SERÁ NO DIA 12 DE DEZEMBRO (SÁBADO A NOITE). Clique aqui para baixar o Regulamento 1. A PROVA 1.1. A prova CORRIDA DA PAZ em sua 16º edição,

Leia mais

Federação Portuguesa de Minigolfe UPD REGULAMENTO GERAL DE PROVAS. Aprovado na Assembleia Geral de 2013-12-07

Federação Portuguesa de Minigolfe UPD REGULAMENTO GERAL DE PROVAS. Aprovado na Assembleia Geral de 2013-12-07 Federação Portuguesa de Minigolfe UPD REGULAMENTO GERAL DE PROVAS Aprovado na Assembleia Geral de 2013-12-07 REGULAMENTO GERAL DE PROVAS DESPORTIVAS 1. PROVAS FEDERATIVAS 1.1. São consideras Provas Federativas

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O CAPÍTULO 1 PROVA Artigo 1º. A 5ª Corrida Unimed Vale do Caí será realizada em Montenegro, no dia 13 de setembro de 2015, em comemoração ao aniversário de 43 anos da Unimed Vale do

Leia mais

III Corrida Vila Glória do Ribatejo

III Corrida Vila Glória do Ribatejo III Corrida Vila Glória do Ribatejo REGULAMENTO 1. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 1.1 Idade mínima de participação A prova é aberta a todo o público em geral com idade igual ou superior a 18 anos, que apresente

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DO PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO NORMA JUSTIFICATIVA

PROJETO DE REGULAMENTO DO PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO NORMA JUSTIFICATIVA PROJETO DE REGULAMENTO DO PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO NORMA JUSTIFICATIVA O Pavilhão Gimnodesportivo Municipal, constituído pelo recinto de jogos principal, ginásio e sala de musculação, é propriedade da

Leia mais

PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 18/2008 DE 23 DE JUNHO DE 2008.

PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 18/2008 DE 23 DE JUNHO DE 2008. PORTARIA FATEC / PRESIDENTE PRUDENTE Nº 18/2008 DE 23 DE JUNHO DE 2008. Estabelece normas para utilização da Biblioteca da Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente. O Diretor da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ESGRIMA REGULAMENTO DE PROVAS

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ESGRIMA REGULAMENTO DE PROVAS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ESGRIMA REGULAMENTO DE PROVAS 1. RESPONSABILIDADE Os atiradores armam-se, equipam-se, vestem-se e combatem sob a sua própria responsabilidade e por sua conta e risco, nos termos

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF)

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) 03 A 14 DE OUTUBRO DE 2011 2011 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este Regulamento é o conjunto

Leia mais

Normas de participação

Normas de participação Natal na desportiva Programa de ocupação de tempos livres Normas de participação I. Apresentação e objetivos 1. Entidade promotora e organizadora - município de Loures 1 a) O Programa de ocupação de tempos

Leia mais

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 1009/2012 de 20 de Julho de 2012

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 1009/2012 de 20 de Julho de 2012 VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 1009/2012 de 20 de Julho de 2012 O Decreto Regulamentar n.º 84-A/2007, de 10 de dezembro, alterado pelos Decretos

Leia mais

Regulamento I Ofir Surf Open

Regulamento I Ofir Surf Open Regulamento I Ofir Surf Open Organização: Câmara Municipal de Esposende & Surfrider Foundation Porto Local: Ofir - Esposende Dates: 14 e 15 de Julho de 2012 Modalidades: Surf, Bodyboard e Longboard Âmbito

Leia mais

I CORRIDA SOLIDÁRIA CALDELAS COM VIDA REGULAMENTO

I CORRIDA SOLIDÁRIA CALDELAS COM VIDA REGULAMENTO I CORRIDA SOLIDÁRIA CALDELAS COM VIDA REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTO 1. A equipa Os Conquistadores inseridos no Projeto Um dia pela Vida em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro e diversas

Leia mais

CORRIDA V+ SAÚDE - ETAPA NOTURNA RIO CLARO CORRIDA V+ KIDS - 2ª EDIÇÃO AGOSTO 2014

CORRIDA V+ SAÚDE - ETAPA NOTURNA RIO CLARO CORRIDA V+ KIDS - 2ª EDIÇÃO AGOSTO 2014 CORRIDA V+ SAÚDE - ETAPA NOTURNA RIO CLARO CORRIDA V+ KIDS - 2ª EDIÇÃO AGOSTO 2014 Regulamento Artigo 1º - As competições Corrida V+ Saúde - Etapa Noturna Rio Claro (agosto) e a Corrida V+ Kids 2ª Edição

Leia mais

Corrida Feminina 5K McDonalds 2015

Corrida Feminina 5K McDonalds 2015 REGULAMENTO Corrida Feminina 5K McDonalds 2015 1 - A Prova 1.1 - A Corrida M5K (a Prova ) será realizada no dia 04 de outubro de 2015, nos seguintes locais e horários: Brasília/DF: Torre de TV - Horário

Leia mais

VII Troféu Cidade Caldas da Rainha/I MEETING INTERNACIONAL DE NATAÇÃO MASTER Caldas da Rainha, Portugal 24 e 25 de Abril, 2010

VII Troféu Cidade Caldas da Rainha/I MEETING INTERNACIONAL DE NATAÇÃO MASTER Caldas da Rainha, Portugal 24 e 25 de Abril, 2010 A Secção de Natação dos PIMPÕES, com o apoio institucional da Câmara Municipal de Caldas da Rainha, com o apoio da Associação Distrital de Natação de Leiria e da Federação Portuguesa de Natação, têm o

Leia mais

REGULAMENTO CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2013

REGULAMENTO CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2013 REGULAMENTO CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2013 Art. 1º - A Federação Gaúcha de Desportos Aquáticos - FGDA realizará, o Campeonato Sul Brasileiro Masters de Natação, nos dias 19 e 20 de

Leia mais

Município de Leiria Câmara Municipal

Município de Leiria Câmara Municipal REGULAMENTO DO SERVIÇO DE COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ ESCOLAR E DO SERVIÇO DE REFEIÇÕES NO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO, DE GESTÃO DIRECTA DO MUNICÍPIO DE LEIRIA Aprovado em reunião de Câmara a 30

Leia mais

Direção de Serviços do Desporto Escolar. Regulamento Específico Futsal

Direção de Serviços do Desporto Escolar. Regulamento Específico Futsal Direção de Serviços do Desporto Escolar Regulamento Específico Futsal Ano Lectivo 2012-2013 LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO ARTº 1º Os jogos de Futsal serão realizados preferencialmente nos recintos de Andebol

Leia mais

Regulamento CorridaSuperAção UNIFAE da Independência 6,3K

Regulamento CorridaSuperAção UNIFAE da Independência 6,3K Regulamento CorridaSuperAção UNIFAE da Independência 6,3K A Corrida SuperAçãoUNIFAE da Independência 6,3 km, evento esportivo, será realizada no dia 07 de setembro de 2015, na cidade de Vargem Grande do

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO RANKING NOROESTE DE MOUNTAIN BIKE 2016 APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO TÉCNICO RANKING NOROESTE DE MOUNTAIN BIKE 2016 APRESENTAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO RANKING NOROESTE DE MOUNTAIN BIKE 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º O Ranking Noroeste de Mountain Bike é uma realização da Mrsantos & Obino que realizará em 2016 a sua 5º edição. Este Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO (Aprovado na 6ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 18 de Março de 2003, na 2ª Sessão Extraordinária de Assembleia Municipal, realizada

Leia mais

Iate Clube do Rio de Janeiro

Iate Clube do Rio de Janeiro COPA BRASIL DE ESTREANTE 08 á 11 de janeiro de 2015 Iate Clube do Rio de Janeiro AVISO DE REGATA 1- AUTORIDADES ORGANIZADORAS Iate Clube do Rio de Janeiro, Associação Brasileira da Classe Optimist, Federação

Leia mais

Rural Corre 2014. 9 km, 6 km e 3kmcorrida/caminhada 18.05 inicio às 7h45min. 500metros para crianças 17.05 às 16h. 30min. 17 e 18 de maio REGULAMENTO

Rural Corre 2014. 9 km, 6 km e 3kmcorrida/caminhada 18.05 inicio às 7h45min. 500metros para crianças 17.05 às 16h. 30min. 17 e 18 de maio REGULAMENTO REGULAMENTO Informações Gerais A o evento acontecerá no dia de 2014, proporcionando a toda comunidade esportiva e a todos os participantes um evento de grande confraternização.. As provas serão organizadas

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO, EXPLORAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO, EXPLORAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO, EXPLORAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM A Câmara Municipal de Óbidos, sob proposta do seu Presidente, no uso das competências que lhe são conferidas por

Leia mais

II ÁGUAS ABERTAS AQUAPOLIS ABRANTES

II ÁGUAS ABERTAS AQUAPOLIS ABRANTES II ÁGUAS ABERTAS AQUAPOLIS ABRANTES IX CIRCUITO NACIONAL DE ÁGUAS ABERTAS Regulamento 02.Agosto.2009 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0 1. ORGANIZAÇÃO Associação de Natação

Leia mais

REGULAMENTO DA 2ª ETAPA DA COPA SESI DE NATAÇÃO 2015 CAPÍTULO I CAPÍTULO IV CAPÍTULO II CAPÍTULO III

REGULAMENTO DA 2ª ETAPA DA COPA SESI DE NATAÇÃO 2015 CAPÍTULO I CAPÍTULO IV CAPÍTULO II CAPÍTULO III REGULAMENTO DA 2ª ETAPA DA COPA SESI DE NATAÇÃO 2015 CAPÍTULO I DAS FINALIDADES: Art. 1º - A Copa SESI de Natação visa desenvolver a natação entre os atletas não federados no Estado de Goiás. Com o objetivo

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL XCM 2009

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL XCM 2009 REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL XCM 2009 1. INTRODUÇÃO 1.1- O CAMPEONATO NACIONAL XCM é um troféu oficial da UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de uma prova única. A prova do Campeonato Nacional

Leia mais

a) Dividido em dois percursos, terá a distância aproximada de 5km e 9km.

a) Dividido em dois percursos, terá a distância aproximada de 5km e 9km. CORRIDA A 2ª Corrida da Avosos será realizada no dia 22 de novembro de 2015 e terá sua largada na sede da Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos) localizada na Rua Leonel

Leia mais

Regulamento da 3ª Corrida Rústica de São Francisco de Assis.

Regulamento da 3ª Corrida Rústica de São Francisco de Assis. Regulamento da 3ª Corrida Rústica de São Francisco de Assis. Modalidade 8 km I INSCRIÇÕES As inscrições estarão abertas a partir de junho de 2016, tendo um limite de 300 atletas. Caso o número de vagas

Leia mais

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Atualizado em 24/02/2005 DOS OBJETIVOS Art. 1 o.- Promover o desporto educacional através de várias modalidades esportivas, dando a

Leia mais

VI Prova de Águas Abertas do Grande Lago de Alqueva Amieira-Marina

VI Prova de Águas Abertas do Grande Lago de Alqueva Amieira-Marina VI Prova de Águas Abertas do Grande Lago de Alqueva Amieira-Marina ORGANIZAÇÃO Município de Portel Associação de Natação do Alentejo 1. APOIOS Gestalqueva Amieira Marina Gescruzeiros Junta de Freguesia

Leia mais

Localização: Sines. Data: 4 de Julho de 2015. Tipologia de prova: Circuito com +- 6 Km / volta. Organização: Sines Surf Clube

Localização: Sines. Data: 4 de Julho de 2015. Tipologia de prova: Circuito com +- 6 Km / volta. Organização: Sines Surf Clube Localização: Sines Data: 4 de Julho de 2015 Tipologia de prova: Circuito com +- 6 Km / volta Organização: O evento será gerido por uma Comissão Geral que irá acompanhar o processo organizacional até à

Leia mais

Campeonato de TPV Técnicas de Progressão Vertical

Campeonato de TPV Técnicas de Progressão Vertical Campeonato de TPV Técnicas de Progressão Vertical Federação Portuguesa de Espeleologia Prova de Valongo 30 de Junho e 1 de Julho de 2012 A Federação Portuguesa de Espeleologia (FPE) pretende abrir novas

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DO NADADOR DO AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO

PLANO DE CARREIRA DO NADADOR DO AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO PLANO DE CARREIRA DO NADADOR DO AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO PLANO DE CARREIRA DO NADADOR AMINATA ÉVORA CLUBE DE NATAÇÃO Introdução O Aminata Évora Clube de Natação, sendo um clube dedicado a várias

Leia mais

REGULAMENTO 2ª CORRIDA e CAMINHADA de S. MARTINHO

REGULAMENTO 2ª CORRIDA e CAMINHADA de S. MARTINHO REGULAMENTO 2ª CORRIDA e CAMINHADA de S. MARTINHO 1. ORGANIZAÇÃO É uma coorganização do C.E.R. (Centro de Educação e Recreio) com sede na Rua António Carlos Vidal, 3840-411 VAGOS, e da C.M.V. (Câmara Municipal

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 FORMAÇÃO DE TREINADORES FEDERAÇÃO PORTUGUESA DO PENTATLO MODERNO

PLANO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 FORMAÇÃO DE TREINADORES FEDERAÇÃO PORTUGUESA DO PENTATLO MODERNO 1 PLANO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 2012 FORMAÇÃO DE TREINADORES FEDERAÇÃO PORTUGUESA DO PENTATLO MODERNO 2 1. Introdução O processo de adaptação e ajustamento ao PNFT entra em 2012 na sua fase terminal

Leia mais

XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO

XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO XXIV CAMPEONATO BRASILEIRO SENIOR DE NATAÇÃO TROFÉU PROF. DALTELY GUIMARÃES REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º Pelas Associações de Federações filiadas à Confederação Brasileira de Desportos

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO DOS MARES REVEZAMENTO Praia de Copacabana - 2014

REGULAMENTO DESAFIO DOS MARES REVEZAMENTO Praia de Copacabana - 2014 REGULAMENTO DESAFIO DOS MARES REVEZAMENTO Praia de Copacabana - 2014 1. DA FINALIDADE Promover a pratica de Desafios Aquáticos entre os praticantes, Clubes, equipes, Academias e nadadores independentes.

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS DAS PROVAS DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR ASSOCIAÇAO REGIONAL DE CICLISMO DE VILA REAL. Caderno de Encargos

CADERNO DE ENCARGOS DAS PROVAS DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR ASSOCIAÇAO REGIONAL DE CICLISMO DE VILA REAL. Caderno de Encargos ASSOCIAÇAO REGIONAL DE CICLISMO DE VILA REAL Caderno de Encargos Campeonato Regional de Estrada /ARCVR/ Este Caderno de Encargos, obriga os Clubes, Organizadores destes Eventos, a filiarem-se na Associaçao

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS

REGULAMENTO DE PROVAS REGULAMENTO DE PROVAS CAPITULO I DA ORGANIZAÇÃO DAS PROVAS ARTIGO 1º - LIMITES DA ÉPOCA OFICIAL 1 - É considerada Época Oficial, o período compreendido entre 1 de Agosto e 31 de Julho. ARTIGO 2º - PROVAS

Leia mais

Regulamento 4ª Corrida Rústica Base Aérea Guarulhos 6km e 12km SP

Regulamento 4ª Corrida Rústica Base Aérea Guarulhos 6km e 12km SP Regulamento 4ª Corrida Rústica Base Aérea Guarulhos 6km e 12km SP 1. A PROVA A Corrida Rústica da Base Aérea de Guarulhos será realizada no dia 22 de maio de 2016, na cidade de Guarulhos no estado de São

Leia mais

Regulamento da Biblioteca Professor Morais Barbosa

Regulamento da Biblioteca Professor Morais Barbosa e Regulamento da Biblioteca Professor Morais Barbosa Capitulo I Da Biblioteca Professor Morais Barbosa Artigo 1.º Missão: A Biblioteca Professor Morais Barbosa (BPMB) tem por missão organizar, tratar,

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro As inscrições para o 6º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2015 deverão ser feitas através

Leia mais

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO Promoção: VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 PROMOÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO SMEL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER CDL CÂMARA DOS DIRIGENTES LOJISTAS DE SORRISO REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE TREINADORES NÍVEL I

REGULAMENTO DO CURSO DE TREINADORES NÍVEL I FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE BASQUETEBOL ESCOLA NACIONAL DO BASQUETEBOL REGULAMENTO DO CURSO DE TREINADORES NÍVEL I O presente regulamento, aprovado pelo Conselho Nacional de Formação de Treinadores, rege a

Leia mais

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO Anualmente a CBT - Confederação Brasileira de Tênis promoverá a Copa das Federações, para definir o Estado Campeão Brasileiro. A Copa das

Leia mais

REGULAMENTO AJUDAS DE CUSTO E DE TRANSPORTE INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA 1. Artigo 1.º Objeto

REGULAMENTO AJUDAS DE CUSTO E DE TRANSPORTE INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA 1. Artigo 1.º Objeto REGULAMENTO DE AJUDAS DE CUSTO E DE TRANSPORTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA 1 Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define as normas jurídicas aplicáveis aos atos e formalidades específicas dos

Leia mais

Horário - ETAPA : 9:00h Local: São Vicente - Prais dos Milonários

Horário - ETAPA : 9:00h Local: São Vicente - Prais dos Milonários O Circuito Netuno de Travessia é um evento de natação composto de 6 ( seis ) etapas que serão realizadas em Santos no ano de 2014, com apoio da Prefeitura Municipal de São Vicente, Secretaria de Esportes

Leia mais

REGULAMENTO DE COMBATE À VIOLÊNCIA NOS ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS

REGULAMENTO DE COMBATE À VIOLÊNCIA NOS ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS REGULAMENTO DE COMBATE À VIOLÊNCIA NOS ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS 17 de Fevereiro de 2010 Página 1 de 8 Capítulo I PARTE GERAL Art.1º Objecto O presente regulamento estabelece medidas preventivas e punitivas

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS ENTIDADES DESPORTIVAS

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS ENTIDADES DESPORTIVAS REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO ÀS ENTIDADES DESPORTIVAS Critérios específicos de apoio para época desportiva 2011/2012 Introdução O Regulamento n.º 635/2010 Regulamento Municipal de Apoio às Entidades

Leia mais

2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA

2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA 2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA 04 de Maio de 2013 Complexo Esportivo da Escola Barão do Rio Branco 2ª COPA BARÃO DE GINÁSTICA RÍTMICA Este torneio escolar tem por objetivo propiciar aos estudantes

Leia mais

V. REGULAMENTAÇÃO RELATIVA À HOMOLOGAÇÃO DE RECORDES DE PORTUGAL, RECORDES NACIONAIS E RECORDES NACIONAIS DE ESTRADA

V. REGULAMENTAÇÃO RELATIVA À HOMOLOGAÇÃO DE RECORDES DE PORTUGAL, RECORDES NACIONAIS E RECORDES NACIONAIS DE ESTRADA V. REGULAMENTAÇÃO RELATIVA À HOMOLOGAÇÃO DE RECORDES DE PORTUGAL, RECORDES NACIONAIS E RECORDES NACIONAIS DE ESTRADA A. Homologação de Recordes de Portugal 1. GENERALIDADES Para que uma marca possa ser

Leia mais

Artigo 3º. Poderá haver diferenciação de modalidades de uma etapa para outra, ficando a critério da organização de cada etapa determiná-las.

Artigo 3º. Poderá haver diferenciação de modalidades de uma etapa para outra, ficando a critério da organização de cada etapa determiná-las. Circuito Unimed Unimed Federação do Estado de Santa Catarina CEMM - Comissão Estadual de Mercado e Marketing Regulamento Geral do Circuito Unimed Edição 2015 PROVA Artigo 1º. O Circuito Unimed será realizado

Leia mais

III Edição Grande Prémio AIREV

III Edição Grande Prémio AIREV III Edição Grande Prémio AIREV A Associação para Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes de Vizela, pretende organizar, pelo terceiro ano consecutivo, uma Corrida e Caminhada

Leia mais

XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva

XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva XX TORNEIO NORDESTE DE CLUBES INFANTIL 1, INFANTIL 2, JUVENIL 1, JUVENIL 2, JÚNIOR/SENIOR Troféu Sérgio Silva REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Pelas Associações localizadas na região Nordeste,

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte e Nordeste, bem

Leia mais