PROCESSO SELETIVO DA RESIDÊNCIA MÉDICA PARA O ANO DE 2015 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO SELETIVO DA RESIDÊNCIA MÉDICA PARA O ANO DE 2015 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA"

Transcrição

1 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO Acupuntura - 2 anos 2 2 1,0 Anestesiologia - 3 anos ,8 Cirurgia Geral - 2 anos ,0 Clínica Médica - 2 anos ,1 Dermatologia - 3 anos ,0 Infectologia - 3 anos ,1 Medicina da Família e Comunidade - 2 anos ,4 Neurocirurgia - 5 anos ,0 Neurologia - 3 anos ,3 Oftalmologia - 3 anos ,7 Obstetrícia / Ginecologia - 3 anos ,7 Ortopedia / Traumatologia - 3 anos ,6 Otorrinolaringologia - 3 anos ,6 Pediatria - 2 anos ,6 Psiquiatria - 3 anos ,4 Radiologia e Diagnóstico por Imagem - 3 anos ,4 Radioterapia - 3 anos 1 4 4,0 Patologia - 3 anos ,0 Medicina Nuclear - 3 anos 2 9 4,5 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM CLÍNICA MÉDICA Alergia e Imunologia - 2 anos 2 0,0 Cancerologia Clínica - 3 anos ,0 Cardiologia - 2 anos ,1 Endocrinologia - 2 anos ,8 Gastroenterologia - 2 anos ,7 Geriatria - 2 anos ,7 Hematologia / Hemoterapia - 2 anos 6 5 0,8 Nefrologia - 2 anos ,5 Pneumologia - 2 anos 4 3 0,8

2 Reumatologia - 2 anos 3 6 2,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA GERAL Cancerologia Cirúrgica - 3 anos ,8 Cirúrgica Cardiovascular - 4 anos 6 4 0,7 Cirurgia de Cabeça e Pescoço - 2 anos 2 5 2,5 Cirurgia do Aparelho Digestivo - 2 anos ,2 Cirurgia Pediátrica - 3 anos ,7 Cirurgia Plástica - 3 anos ,8 Cirurgia Torácica - 2 anos 2 3 1,5 Cirurgia Vascular - 2 anos ,2 Coloproctologia - 2 anos 3 8 2,7 Urologia - 3 anos ,9 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM PEDIATRIA Alergia e Imunologia Pediátrica 2 6 3,0 Cancerologia Pediátrica 4 5 1,3 Cardiologia Pediátrica 3 8 2,7 Endocrinologia Pediátrica 5 8 1,6 Gastroenterologia Pediátrica 3 7 2,3 Medicina Intensiva Pediátrica 4 2 0,5 Nefrologia Pediátrica 2 3 1,5 Neonatologia ,6 Pneumologia Pediátrica 2 1 0,5 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM ORTOPEDIA / TRAUMATOLOGIA OU CIRURGIA PLÁSTICA Cirurgia da Mão - 2 anos ,3 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA GERAL OU OBSTETRÍCIA / GINECOLOGIA

3 Mastologia - 2 anos ,9 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM CLÍNICA MÉDICA OU CIRURGIA GERAL Endoscopia Digestiva - 2 anos ,7 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA DE PRÉ-REQUISITO EM CLÍNICA MÉDICA OU CIRURGIA GERAL OU ANESTESIOLOGIA Medicina Intensiva - 2 anos ,3 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO OPCIONAL - CARDIOLOGIA - ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM CARDIOLOGIA Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - 1 anos 5 3 0,6 Ecocardiografia - 1 anos ,9 Eletrofisiologia Clínica Invasiva - 1 anos 2 2 1,0 Ergometria - 1 anos 1 0,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO OPCIONAL - CIRURGIA GERAL - ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA GERAL R3 Videolaparoscopia - 1 anos 4 4 1,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO OPCIONAL - CLINICA MÉDICA - ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM CLÍNICA MÉDICA R3 - Clínica Médica - 1 anos 5 4 0,8 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO OPCIONAL - OBSTETRÍCIA / GINECOLOGIA - ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ- REQUISITO EM OBSTETRÍCIA / GINECOLOGIA Endoscopia Ginecológica - 1 anos 2 4 2,0 Medicina Fetal ,3 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO OPCIONAL - PNEUMOLOGIA - ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM PNEUMOLOGIA Endoscopia Respiratória - 1 anos 1 2 2,0

4 R3- Pneumologia - 1 anos 1 0,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM NEUROLOGIA OU PEDIATRIA Neurologia Pediátrica - 2 anos 2 9 4,5 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM INFECTOLOGIA OU GASTROENTEROLOGIA OU CLÍNICA MÉDICA Hepatologia 2 3 1,5 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE OU CLÍNICA MÉDICA R3 Medicina Paliativa - 1 anos 2 1 0,5 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA VASCULAR Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular - 1 anos 2 4 2,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM GASTROENTEROLOGIA R3 - Endoscopia Digestiva - 1 anos 1 3 3,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM PEDIATRIA R3 Pediatria - 1 anos 1 0,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM DERMATOLOGIA R4 - Hansenologia - 1 anos 1 1 1,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM NEUROCIRURGIA OU NEUROLOGIA OU RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM R6 - Neurorradiologia - 1 anos 1 3 3,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM OU CIRURGIA VASCULAR OU ANGIOLOGIA R4 - Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia - 1 anos 2 6 3,0

5 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO ESPECIALIDADE COM EXIGÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO EM NEUROCIRURGIA Dor - 1 anos 2 0,0 VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 2 TOTAL DE VAGAS e INSCRITOS

Conhecimentos em Clínica Médica.

Conhecimentos em Clínica Médica. ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA s com Acesso Direto Acupuntura Anestesiologia Cirurgia Geral Dermatologia Infectologia Medicina da Família e Comunidade Medicina Nuclear Neurocirurgia Neurologia Conhecimentos

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INFORMAÇÕES GERAIS 1 - A Residência em Medicina constitui modalidade de ensino de pós-graduação, destinada

Leia mais

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE - SANTA CASA DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CALENDÁRIO DA 2ª

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 802 Médico Alergia e

Leia mais

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 *****

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM n.º 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015 SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015 ANEXO II - PROGRAMAS / VAGAS / INSTITUIÇÕES As vagas ofertadas são de total responsabilidade de cada uma das respectivas instituições

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192)

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Página 1 de 17 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.666/2003, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, n. 81, 29 abr.2002. Seção 1, p. 265-66 Alterada pela Resolução CFM nº 1666/03 (Anexo II) O CONSELHO

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre o Conselho Federal de Medicina CFM, a Associação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ Gabarito Preliminar CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ MÉDICO - ALERGIA E IMUNOLOGIA D A B E C D D C A B C C E A E E B B E B D A C D A MÉDICO

Leia mais

Pró-Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários: Deisi Cristina Gollo Marques Vidor. Pró-Reitora de Administração: Roseane Alfama Inhaquites

Pró-Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários: Deisi Cristina Gollo Marques Vidor. Pró-Reitora de Administração: Roseane Alfama Inhaquites Reitora: Miriam da Costa Oliveira Vice-Reitor: Luís Henrique Telles da Rosa Pró-Reitora de Graduação: Maria Terezinha Antunes Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação: Rodrigo Della Méa Plentz Pró-Reitora

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 (Publicada no D.O.U. de 04 de fevereiro de 2015, Seção I, p. 55) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.068/2013, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia

Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2006 141 DIRECTIVA 2006/100/CE DO CONSELHO de 20 de Novembro de 2006 que adapta determinadas directivas no domínio da livre circulação de pessoas, em virtude da adesão da Bulgária e da Roménia O

Leia mais

Anexo III. Vagas Adicionais AREAS BÁSICAS

Anexo III. Vagas Adicionais AREAS BÁSICAS Anexo III Vagas Adicionais AREAS BÁSICAS COD.101 - CLINICA MÉDICA 4 2 Hospital Geral de Pedreira 4 3 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 1 4 SANTA CASA DE FRANCA 2 1

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA)

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) Concurso

Leia mais

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental).

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). 1 de 9 ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). CARGO PERFIL PRÉ REQUISITO NÍVEL SUPERIOR Administrador Curso Superior

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº 02/2011

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº 02/2011 SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº /2011 A Coordenação Geral do Grupo Gestor da SURCE e a Coordenação de Ensino e Pesquisa dos Hospitais Universitários

Leia mais

POLÍTICA DE QUALIFICAÇÃO MÉDICA Edição: 24/10/2013 NORMA Nº 650

POLÍTICA DE QUALIFICAÇÃO MÉDICA Edição: 24/10/2013 NORMA Nº 650 Página: 1/36 1- OBJETIVO Garantir a segurança do paciente e da Instituição, através da definição dos requisitos básicos que permitem ao médico exercer o ato médico no Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD).

Leia mais

REDE CREDENCIADA MARÍTIMA SEGURO SAÚDE- MAIO 2014

REDE CREDENCIADA MARÍTIMA SEGURO SAÚDE- MAIO 2014 CATEGORIA_DIVULGAÇÃO ESPECIALIDADE_DIVULGAÇÃO NOME_FANTASIA_PONTO BAIRRO_PONTO SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO LABORATORIO / ANATOMIA PATOLOGICA CEDACLIN CENTRO SERVIÇO DE TERAPIA FISIOTERAPIA CEMED IMAGEM CENTRO

Leia mais

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS OBJETIVOS GERAIS O Programa de Residência Médica opcional de Videolaparoscopia em Cirurgia do Aparelho Digestivo (PRMCAD) representa modalidade de ensino de Pós Graduação visando ao aperfeiçoamento ético,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

Educação Médica no Brasil. Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada

Educação Médica no Brasil. Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada Educação Médica no Brasil Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada Educação Médica no Brasil Escola Médica Especialização (especialidades e áreas de atuação) Residência Médica Estágios credenciados

Leia mais

Assistência de saúde nos cantões da. Suíça românica. Língua e a Cultura brasileira

Assistência de saúde nos cantões da. Suíça românica. Língua e a Cultura brasileira Assistência de saúde nos cantões da Suíça românica Consulado-Geral do Brasil em Genebra Associação Raízes para a Língua e a Cultura brasileira Sumário Informações Gerais..... 3 Serviços de informação sobre

Leia mais

Assistência de saúde nos cantões da. Suíça românica. a Cultura brasileira

Assistência de saúde nos cantões da. Suíça românica. a Cultura brasileira Assistência de saúde nos cantões da Suíça românica Consulado-Geral do Brasil em Genebra Associação Raízes para a Língua e a Cultura brasileira Sumário Consulado-Geral do Brasil em Genebra Associação Raízes

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Exame de Suficiência Categoria Especial TÍTULO DE ESPECIALISTA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA 1 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO

Leia mais

Quem vou ser daqui a 20 anos Público. Privado. Assistencial Acadêmica Gestão. Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo

Quem vou ser daqui a 20 anos Público. Privado. Assistencial Acadêmica Gestão. Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo Dr Milton Glezer Quem vou ser daqui a 20 anos Público Assistencial Acadêmica Gestão Privado Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo Mudanças nos planos de saúde- melhorar cada vez mais o funcionamento dos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições INFORME CBO Considerando a publicação da Portaria SAS/MS n 203/2011, que inclui no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) o registro obrigatório da competência de realização de todos os procedimentos realizados

Leia mais

Proposta de programa Científico do Congresso da Associação Paulista de Medicina do Trabalho 2012

Proposta de programa Científico do Congresso da Associação Paulista de Medicina do Trabalho 2012 Proposta de programa Científico do Congresso da Associação Paulista de Medicina do Trabalho 2012 Dia 20/01/2012 Sexta Feira Na Associação Paulista de Medicina. ATIVIDADE TEMA DA ATIVIDADE ( Observação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2015 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2015 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2015 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA A Comissão Estadual de Residência Médica - CEREM/BAHIA, no uso de suas

Leia mais

COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS

COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS COD.101 - CLINICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 3 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 12 3 Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro

Leia mais

Cargo Municipio Tipo Vaga Total Vagas Total Inscritos

Cargo Municipio Tipo Vaga Total Vagas Total Inscritos Cargo Municipio Tipo Vaga Total Vagas Total Inscritos Cand/Vaga AUXILIAR DE ENFERMAGEM AMAPA NAO-DEFICIENTE 1 29 29,00 ENFERMEIRO AMAPA NAO-DEFICIENTE 3 18 6,00 FARMACEUTICO/BIOQUIMICO AMAPA NAO-DEFICIENTE

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 Médico Alergia

Leia mais

ANEXO I - QUANTITATIVO, DESCRIÇÃO, REMUNERAÇÃO E REQUISITOS PARA OS CARGOS PÚBLICOS REFERENTES AO CONCURSO 01/2008. Carga. Semanal

ANEXO I - QUANTITATIVO, DESCRIÇÃO, REMUNERAÇÃO E REQUISITOS PARA OS CARGOS PÚBLICOS REFERENTES AO CONCURSO 01/2008. Carga. Semanal Cargo Categoria Descrição Sumária Escolaridade e Requisitos Runeração Horária Sanal Médico Anestesista tratar pacientes; implentar ações para promoção da saúde; Curso, e coordenar programas e serviços

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/2007 CONSUNIV

RESOLUÇÃO Nº 012/2007 CONSUNIV RESOLUÇÃO Nº 012/2007 CONSUNIV Fixa o currículo do Curso de Graduação em Medicina, na modalidade Bacharelado, da Universidade do Estado do Amazonas. A REITORA DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE

Leia mais

3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ

3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ 3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ Windsor Barra Hotel & Congressos Av. Sernambetiba, 2630 Barra da Tijuca José Gomes Temporão Presidente de Honra Marcos Moraes Presidente do Congresso Luiz

Leia mais

ASSEFAZ FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO DA FAZENDA

ASSEFAZ FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO DA FAZENDA Clínica de Diag. Por Imagens PRODIMAGEM Ressonância Magnética Clínica de Pronto Atendimento ANGIOMED ANGIOLOGIA DE CLINICA RENAL DE JOAO BOSCO LOPES BOTELHO Clínica Fisioterápica FISIOCENTER CLINICA DE

Leia mais

ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ESTRATÉGICA E ADMINISTRAÇÃO AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS

ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ESTRATÉGICA E ADMINISTRAÇÃO AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO ESTRATÉGICA E ADMINISTRAÇÃO AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR-MÉDICO CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR

NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR INDICADOR: F.2 NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR CONSULTA MÉDICA (SUS) 1. Conceituação Número médio de procedimentos diagnósticos, de patologia clínica ou de imagenologia por consulta médica, apresentados

Leia mais

COD.101 - CLINICA MÉDICA

COD.101 - CLINICA MÉDICA ANEXO III COD.101 - CLINICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 (UNOESTE) 3 1 4 2 Complexo Hospitalar Padre Bento - Guarulhos 4 4 3 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 12 6 18 4 Faculdade de Medicina da Universidade de

Leia mais

EDITAL DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

EDITAL DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS EDITAL DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS A Oncológica Brasil Ensino e Pesquisa e a Liga Acadêmica de Oncologia do Pará (LAOPA) tornam público o presente edital de submissão de trabalhos científicos,

Leia mais

Especialidade. Descrição. Código

Especialidade. Descrição. Código 1311.20 Gerente de serviços sociais 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços médicos 1312.05 Diretor de unidade assistencial 1312.05 Diretor de

Leia mais

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica 1.25. CBO-S (especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços

Leia mais

HOSPITAL MUNICIPAL SÃO JOSÉ CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2008 Anexo 5 Atividades, Escolaridade e Requisitos DESCRIÇÃO E FORMAÇÃO

HOSPITAL MUNICIPAL SÃO JOSÉ CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2008 Anexo 5 Atividades, Escolaridade e Requisitos DESCRIÇÃO E FORMAÇÃO HOSPITAL MUNICIPAL SÃO JOSÉ CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2008 Anexo 5 Atividades, Escolaridade e Requisitos DESCRIÇÃO E FORMAÇÃO A. CARGOS DE ADMINISTRAÇÃO GERAL NÍVEL SUPERIOR CARGO: ADMINISTRADOR O

Leia mais

Peterson Azevedo Fernandes

Peterson Azevedo Fernandes Peterson Azevedo Fernandes Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3086479328976426 Última atualização do currículo em 23/01/2013 Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Leia mais

Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos

Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos Núcleo de Atenção Integral à Saúde Unimed São José dos Campos Núcleo de Atenção Integral à Saúde da Unimed SJC O Núcleo de Ação Integral à Saúde (NAIS) é o setor responsável pela promoção da saúde e prevenção

Leia mais

RAZ_SOC ESPECIALIDADE I.DESCRICAO '' A.RUA BAIRRO CIDADE ESTADODDD_TELTEL SEMPER S/A SERVIÇO MEDICO PERMANENTE CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO ALAMEDA

RAZ_SOC ESPECIALIDADE I.DESCRICAO '' A.RUA BAIRRO CIDADE ESTADODDD_TELTEL SEMPER S/A SERVIÇO MEDICO PERMANENTE CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO ALAMEDA BIOCOR HOSPITAL D C LTDA RADIOLOGIA ALAMEDA DA SERRA, 217 VALE DO SERENO NOVA LIMA MG 31 3289-5000 BIOCOR HOSPITAL D C LTDA RADIOLOGIA ALAMEDA DA SERRA, 217 VALE DO SERENO NOVA LIMA MG 31 3289-5000 BIOCOR

Leia mais

Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica CIPE

Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica CIPE Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica CIPE EDITAL DE EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA TÍTULO DE ESPECIALISTA ANO 2013 O Presidente da Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica, no uso de suas atribuições

Leia mais

Residência Médica. Equivalência da Residência Médica com Curso de Especialização e Título de Especialista

Residência Médica. Equivalência da Residência Médica com Curso de Especialização e Título de Especialista Residência Médica A Residência Médica foi instituída no Brasil pela Lei nº. 6.932 de 07 de julho de 1981 e regulamentada pelo Decreto nº. 80.281, de 05 de setembro de 1977. Equivalência da Residência Médica

Leia mais

Na verdade são 4130 candidatos mas alguns se inscreveram para mais de uma área. Especialidade ou Área de atuação- Entrada pre-requisito Candidato s

Na verdade são 4130 candidatos mas alguns se inscreveram para mais de uma área. Especialidade ou Área de atuação- Entrada pre-requisito Candidato s Estatísticas referentes ao PSU para 2010 Relação candidato/vaga Especialidade entrada direta Candidatos Vagas Cand/vaga Clínica Médica 1147 131 8,8 Cirurgia Geral 804 76 10,6 Anestesiologia 458 32 14,3

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA Aprovado no CONGRAD: 14..06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 48 CURSO DE MEDICINA EIXOS TRANSVERSAIS E ÁREAS DO CONHECIMENTO DO CURRÍCULO PLENO ACADÊMI COS I FUNDAMENTOS CONCEITUAIS DO CURSO

Leia mais

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais.

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais. ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Cód. Cargo 1 Ajudante de Carga e Descarga Vagas Vagas Reservadas Deficientes Vencimento Inicial

Leia mais

UM SONHO, UMA MISSÃO, UMA CONQUISTA

UM SONHO, UMA MISSÃO, UMA CONQUISTA 2 Business View Brasil Agosto 2015 UM SONHO, UMA MISSÃO, UMA CONQUISTA Diagnóstico humanizado e um nome que é sinônimo de credibilidade Quando um grupo de médicos da cidade de Maringá, no Estado do Paraná,

Leia mais

HORÁRIOS DO CURSO DE "BIOMEDICINA" - 2015/2

HORÁRIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA - 2015/2 HORÁRIOS DO CURSO DE "BIOMEDICINA" - 2015/2 Última atualização: 03/05/2013 Turma PMA - 1º SEMESTRE Morfologia Humana Práticas em Biomedicina I Morfologia Humana Práticas em Biomedicina I Morfologia Humana

Leia mais

Rede de Credenciados

Rede de Credenciados Rede de Credenciados Nome: TODOS Especialidade: TODOS Logradouro: TODOS Bairro: TODOS Cidade: TODOS UF: TODOS UF: DISTRITO FEDERAL Bairro: ASA NORTE Especialidade: CLINICA GERAL - ODONTOLOGIA CLINICA DE

Leia mais

AULAS TEÓRICAS SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 DATA HORÁRIO ASSUNTO PROFESSORES

AULAS TEÓRICAS SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 DATA HORÁRIO ASSUNTO PROFESSORES SEMIOLOGIA MÉDICA GERAL I 5º PERÍODO 2009/2 4 ago 11:00 ÀS 11:50 RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE E ÉTICA MÉDICA FLÁVIA MAGALHÃES 11 ago 11:00 ÀS 11:50 ANAMNESE FLÁVIA MAGALHÃES 18 ago 11:00 ÀS 11:50 SEMIOLOGIA

Leia mais

AREMG. Av. João Pinheiro, 161 Sala 06 CEP: 30130-180 Belo Horizonte - MG E-mail: psu2014@aremg.org.br Home page: www.aremg.org.br

AREMG. Av. João Pinheiro, 161 Sala 06 CEP: 30130-180 Belo Horizonte - MG E-mail: psu2014@aremg.org.br Home page: www.aremg.org.br Processo Seletivo Unificado - PSU 2014 Essa é a quinta edição do Processo Seletivo Unificado para ingresso nos programas de Residência Medica em Minas Gerais que se consolida como o maior processo seletivo

Leia mais

QUADRO DEMONSTRATIVO DE CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES

QUADRO DEMONSTRATIVO DE CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES ANEXO I QUADRO DEMONSTRATIVO DE CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES CARGO ASSISTENTE SOCIAL / PNS NÍVEL SUPERIOR Função Vagas Município Requisito Remuneração ASSISTENTE SOCIAL

Leia mais

Rio. Manual Completo TISS 3.0

Rio. Manual Completo TISS 3.0 Rio Manual Completo cooperado TISS 3.0 2 Manual Completo tiss 3.0.2 Manual Completo tiss 3.0.2 3 sumário Guia de Consulta 04 Guia de Comprovante Presencial 10 Guia SADt 15 Prezado Cooperado, Este manual

Leia mais

Cambridge English for Schools PORTUGAL. Preliminary English Test Resultados 2015

Cambridge English for Schools PORTUGAL. Preliminary English Test Resultados 2015 Cambridge English for Schools PORTUGAL Preliminary English Test Resultados 2015 Teatro Thalia, 8 de julho 2015 Objetivos do Projeto Diagnosticar, monitorizar e avaliar, de forma sustentável e fiável, o

Leia mais

C onselho Regional de Medicina do Distrito Federal. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012

C onselho Regional de Medicina do Distrito Federal. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 C onselho Regional de Medicina do Distrito Federal Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 Às 16:48 horas do dia 03 de outubro de 2012, após analisado o resultado do Pregão nº 00006/2012,

Leia mais

DADOS PESSOAIS. n ê i

DADOS PESSOAIS. n ê i Para os Médicos Como não entendo bem a palavra da medicina japonesa. Portanto, através deste livreto vou explicar a minha condição física.por favor me salve. 2 DADOS PESSOAIS n ê i ç ê ç ÍNDICE HISTÓRIA

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO Planejamento de Cursos. Disciplinas e Pré-Requisito com C/H por Currículo 13/02/2012 14:57

PRÓ-REITORIA DE ENSINO Planejamento de Cursos. Disciplinas e Pré-Requisito com C/H por Currículo 13/02/2012 14:57 s e com por Currículo Acupuntura - Optativa(MED.110.0) Análise de Dados Epidemiológicos(MED.137.0) Anatomia Humana I(CNA.131.1) Anatomia Humana II(CNA.131.2) Antropologia Aplicada à Saúde(SOC.17.0) Aparelho

Leia mais

INCA - Relatório Anual 2003 - Ensino

INCA - Relatório Anual 2003 - Ensino 54 55 Ensino Principais realizações Início da primeira etapa do Projeto de Diagnóstico de Recursos Humanos em Oncologia no país. Implementação da inscrição informatizada. Início do Projeto de Educação

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO JAN/FEV.

BOLETIM INFORMATIVO JAN/FEV. BOLETIM INFORMATIVO JAN/FEV. 2013 [Edição 5] Mais um ano se inicia, novas oportunidades, novas aprendizagens e para iniciamos esse novo ano, algo comum de se fazer são as METAS. A Meta que destitinei ao

Leia mais

Terapia Breve Reichiana

Terapia Breve Reichiana Terapia Breve Reichiana Professores Responsáveis Dr. João Paulo Lyra da Silva Doutor em Saúde Pública. Frinéa Souza Brandão Especialização em Orgonoterapia Facebook Com práticas comprovadas cientificamente

Leia mais

USO DE ANIMAIS PARA O ENSINO DA CIRURGIA NA MEDICINA VETERINÁRIA QUAL A ALTERNATIVA?

USO DE ANIMAIS PARA O ENSINO DA CIRURGIA NA MEDICINA VETERINÁRIA QUAL A ALTERNATIVA? XIX SEMINÁRIO NACIONAL DE ENSINO DA MEDICINA VETERINÁRIA USO DE ANIMAIS PARA O ENSINO DA CIRURGIA NA MEDICINA VETERINÁRIA QUAL A ALTERNATIVA? Prof. Dr. João Moreira da Costa Neto Departamento de Patologia

Leia mais

REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO

REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO REDE ALAGOAS REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO MACEIÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA RUA: HUGO CORREIA PAES,253, FAROL, URGÊNCIA PEDIÁTRICA RUA: HUGO CORREIA PAES,253, FAROL, ALERGOLOGIA E IMUNOLOGIA ANGIOLOGIA E

Leia mais

Evidências em Otorrinolaringologia. Índice Temático 2014

Evidências em Otorrinolaringologia. Índice Temático 2014 Evidências em Otorrinolaringologia Temático 2014 Temático OTOLOGIA 3 RINOLOGIA 4 BUCO-FARINGO-LARINGOLOGIA 5 MEDICINA DO SONO 6 CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO 7 MEDICINA GERAL 8 http://www.evidenciasemorl.com.br

Leia mais

Koryosoft_MTC. Manual de usuário (LOTD15M2A12)

Koryosoft_MTC. Manual de usuário (LOTD15M2A12) Koryosoft_MTC Manual de usuário 2011 (LOTD15M2A12) Sumário Introdução... 02 Leia com atenção... 03 Instalação de Programa... 04 Ativação de Programa... 06 Editor... 09 ATLAS... 10 Buscar... 11 Backup...

Leia mais

22/10/2009 PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL. da 9ª semana ao nascimento. Prof. Dr. Wellerson Rodrigo Scarano

22/10/2009 PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL. da 9ª semana ao nascimento. Prof. Dr. Wellerson Rodrigo Scarano da 9ª semana ao nascimento A transformação de embrião em feto é um processo gradual Mudança de termo é significativa, pois na fase fetal o indivíduo torna-se reconhecível como ser humano. 8 sem. Prof.

Leia mais

Tabelas de Preço Empresas de 30 até 99 vidas

Tabelas de Preço Empresas de 30 até 99 vidas 1 Tabelas de Preço Empresas de 30 até 99 vidas Sumário Apresentação... 2 Planos e Seguros Saúde Allianz... 3 Bradesco... 4 Amil... 5 Sul América... 6 Porto Seguro Saúde e Odontológico... 7 Unimed... 8

Leia mais

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina)

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) Influenza João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) O que éinfluenza Também conhecida como gripe, a influenza éuma infecção do sistema respiratório

Leia mais

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEURORRADIOLOGIA E CABEÇA E PESCOÇO 2014-2015

EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEURORRADIOLOGIA E CABEÇA E PESCOÇO 2014-2015 EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEURORRADIOLOGIA E CABEÇA E PESCOÇO 2014-2015 O Serviço de Diagnóstico por Imagem da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo ISCMSP faz saber que estarão

Leia mais

GRUPO SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE BELO HORIZONTE PROCESSO SELETIVO - RESIDÊNCIA MÉDICA 2013 RESULTADO FINAL 1ª Etapa Prova Objetiva.

GRUPO SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE BELO HORIZONTE PROCESSO SELETIVO - RESIDÊNCIA MÉDICA 2013 RESULTADO FINAL 1ª Etapa Prova Objetiva. 101 Anestesiologia 1167427 84,00 5,60-89,60 1 CLASSIFICADO 101 Anestesiologia 1168953 78,00 8,00-86,00 2 CLASSIFICADO 101 Anestesiologia 1169652 75,60 8,50-84,10 3 CLASSIFICADO 101 Anestesiologia 1170741

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 1015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 1015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2012 Conceitua e estabelece condições para o funcionamento de estabelecimentos médicos veterinários, e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

Processo Seletivo Unificado (PSU) - 2011

Processo Seletivo Unificado (PSU) - 2011 Processo Seletivo Unificado (PSU) - 2011 Apresentamos a segunda edição do Processo Seletivo Unificado para ingresso nos programas de Residência Medica em Minas Gerais. Neste processo a CEREM reune a maioria

Leia mais

Regulamento do Internato Médico do Curso de Graduação em Medicina

Regulamento do Internato Médico do Curso de Graduação em Medicina PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MEDICINA Regulamento do Internato Médico do Curso de Graduação em Medicina Capítulo I Da Caracterização do Internato Médico Art. 1º - Entende-se

Leia mais

Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são

Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são fundamentais no processo de um laboratório, levando até cada

Leia mais

O PROJETO PG. 01 DADOS MULTIPLATAFORMAS PG. 02 PERFIL DOS ASSINATES PG. 03 A PESQUISA PG. 04 ÁREAS DA SAÚDE PARA 2015 PG. 05 A REVISTA COTAS

O PROJETO PG. 01 DADOS MULTIPLATAFORMAS PG. 02 PERFIL DOS ASSINATES PG. 03 A PESQUISA PG. 04 ÁREAS DA SAÚDE PARA 2015 PG. 05 A REVISTA COTAS O PROJETO DADOS MULTIPLATAFORMAS PERFIL DOS ASSINATES A PESQUISA ÁREAS DA SAÚDE PARA 2015 A REVISTA COTAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES PG. 01 PG. 02 PG. 03 PG. 04 PG. 05 PG. 06 PGS. 07 a 11 PG. 12 01 O PROJETO

Leia mais

Central Nacional Unimed

Central Nacional Unimed ANS - nº 33967-9 Central Nacional Unimed Rede em Brasília - DF Anexo 1 Março/2010 Central Nacional Central Nacional Juntos pela vida. Juntos pela vida. Em Brasília, os clientes de intercâmbio contam com

Leia mais

Dra. Dorrit W. Nitzan

Dra. Dorrit W. Nitzan Dra. Dorrit W. Nitzan DMD - The Hebrew University-Hadassah School of Dental Medicine, Departamento de Biologia Oral. Residente no departamento de Cirurgia Oral e Buco Maxilo Facial e Pesquisador Associado

Leia mais

Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores

Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores Guia do sistema de implante coclear Nucleus para educadores GUIA PARA EDUCADORES 3 Índice Capítulo 1: Introdução aos implantes cocleares...4 Capítulo 2: Histórico dos implantes cocleares...8 Capítulo

Leia mais

ASSISTÊNCIA AO NEONATO EM ESTADO GRAVE. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira COREN/42883

ASSISTÊNCIA AO NEONATO EM ESTADO GRAVE. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira COREN/42883 ASSISTÊNCIA AO NEONATO EM ESTADO GRAVE Renata Loretti Ribeiro Enfermeira COREN/42883 CUIDADOS INICIAIS NO RN Renata Loretti - Enfermeira 2 Cuidados imediatos Realizados na Sala de Parto pelo Obstetra n

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 1634/2002

RESOLUÇÃO CFM nº 1634/2002 Página 1 de 11 Imprimir RESOLUÇÃO CFM nº 1634/2002 Dispõe sobre convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre o Conselho Federal de Medicina CFM, a Associação Médica Brasileira - AMB

Leia mais

ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIOLOGIA PEDIÁTRICA

ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIOLOGIA PEDIÁTRICA Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar do Porto Director de Serviço Dr. Humberto Machado Março de 2014 ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIOLOGIA PEDIÁTRICA Conforme o Diário da República 1ª série nº18-26

Leia mais

ANEXO I Descrição dos Cargos

ANEXO I Descrição dos Cargos ANEXO I Descrição dos Cargos DESCRIÇÃO: 1. - Auxiliar de Enfermagem: Prestar cuidados diretos de enfermagem ao paciente, por delegação e sob a supervisão do enfermeiro e do médico. Administrar medicação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ODONTOLOGIA Atividades Complementares Atividades extracurriculares desenvolvidades pelo aluno durante os 10 semestres do curso, nas áreas de ensino, pesquisa

Leia mais

Cuidados Paliativos Pediátricos

Cuidados Paliativos Pediátricos Cuidados Paliativos Pediátricos Detalhes em Cuidados Paliativos 2º Encontro Cuidados Paliativos SRS OE Junho 2014 Joana Mendes PhD-c Bioethics, MSN, RN Mortes por DCC, 0-17 anos, 1987-2011 Fonte: INE (Lacerda,

Leia mais

Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin

Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin Grupamento de Socorro de Emergência Dr Sidney Franklin Conceito Básico do Pré-Hospitalar O tratamento definitivo é hospitalar Redução do tempo na cena < 10 m. Estabilização do quadro clínico Redução da

Leia mais

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão Cefaleia tipo tensão Cefaleia tipo tensão O que é a cefaleia tipo tensão? Tenho dores de cabeça que duram vários dias de cada vez e sinto-me como se estivesse a usar um chapéu muito apertado - mais como

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MÁS NOTÍCIAS

COMUNICAÇÃO DE MÁS NOTÍCIAS COMUNICAÇÃO DE MÁS NOTÍCIAS José Filipe Farela Neves Funchal, Outubro 2012 Comunicação de más notícias Tarefa complexa, difícil. Em intensivos, frequentemente inesperada. Pouco tempo para estabelecer relação

Leia mais

- Dr. Paulo Sérgio da Silva Santos - Cirurgião-Dentista da Faculdade de Odontologia de Bauru/USP- SP CV: http://lattes.cnpq.br/2760252491815598

- Dr. Paulo Sérgio da Silva Santos - Cirurgião-Dentista da Faculdade de Odontologia de Bauru/USP- SP CV: http://lattes.cnpq.br/2760252491815598 Instrutores: - Dr. Sérgio Kiffer Macedo (Médico Intensivista Chefe da UTI- NEUROVASCULAR E CTI-3 do Hospital São José do Avaí-Itaperuna-RJ) - Medico Intensivista pela AMIB - Chefe da UTI-Neurovascular

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA HIERARQUIZADA DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS

CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA HIERARQUIZADA DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA HIERARQUIZADA DE PROCEDIMENTOS MÉDICOS Montagem: Dr. Jorge Utaliz Silveira - Diretor da AMRIGS Sra. Maria da Graça Gonzalez Schneider Gerente de Defesa Profissional AMRIGS Conceito:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIAS MÉDICAS 2015 IRMANDADE DA SANTA CASA DE LONDRINA Edital

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIAS MÉDICAS 2015 IRMANDADE DA SANTA CASA DE LONDRINA Edital PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIAS MÉDICAS 2015 IRMANDADE DA SANTA CASA DE LONDRINA Edital A Comissão de Residência Médica (COREME) da Irmandade Santa Casa de Londrina (ISCAL), de acordo com a legislação da

Leia mais

Q1 Há quanto tempo se graduou em Medicina Veterinária?

Q1 Há quanto tempo se graduou em Medicina Veterinária? Q1 Há quanto tempo se graduou em Medicina Veterinária? Respondidas: Ignoradas: 0 < 10 anos 10 a 20 anos 20 a 30 anos > 30 anos Opções de resposta < 10 anos 10 a 20 anos 20 a 30 anos > 30 anos Respostas

Leia mais

ALAGOAS MACEIÓ URGÊNCIA GERAL URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA

ALAGOAS MACEIÓ URGÊNCIA GERAL URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA URGÊNCIA GERAL ALAGOAS URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL MACEIÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA RUA HUGO CORREIA PAES, 253. farol FONE: (82) 2123-7000 REDE CONTRATADA PARA

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA RESOLUÇÃO Nº 4, DE 30 DE SETEMBRO DE 2014

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA RESOLUÇÃO Nº 4, DE 30 DE SETEMBRO DE 2014 COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA RESOLUÇÃO Nº 4, DE 30 DE SETEMBRO DE 2014 Institui as Câmaras Técnicas Temáticas e o Comitê de Sistematização da Comissão Nacional de Residência Médica, e dá outras

Leia mais

PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM

PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM Hospital Materno Infantil Público Tia Dedé *Merielle Barbosa Lobo São nove meses de expectativa e durante a gestação a barriga cresce e a mãe

Leia mais