TABELA DE EMOLUMENTOS A PRATICAR NA SECRETARIA DOS SERVIÇOS ACADÉMICOS NO ANO DE 2006

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TABELA DE EMOLUMENTOS A PRATICAR NA SECRETARIA DOS SERVIÇOS ACADÉMICOS NO ANO DE 2006"

Transcrição

1 TABELA DE EMOLUMENTOS A PRATICAR NA SECRETARIA DOS SERVIÇOS ACADÉMICOS NO ANO DE CERTIDÕES Certidão de conclusão do Curso (Magistério Primário, Bacharelato, Complemento, Qualificação, "CESE", Licenciatura, Formação Especializada, Especialização, Mestrado ou Doutoramento) ou respectivas equivalências legais Certidão de inscrição, frequência ou aprovação uma só disciplina ou estágio por cada disciplina ou estágio a mais Certidão de cargas horárias e conteúdos programáticos uma só disciplina por cada disciplina a mais Certidão de matrícula Certidão de narrativa ou de teor não excedendo uma lauda por cada lauda a mais Certidão por fotocópia até oito páginas por cada página a mais Certidão não especificada Estão isentas de emolumentos as certidões para fins de ADSE, Abono de Família, IRS, Fins Militares, Pensões de Sangue e Bolsas de Estudo no âmbito dos cursos que frequentam. 2. AVERBAMENTOS Por cada averbamento

2 3. DIPLOMAS Carta Doutoral Carta Magistral Diploma de conclusão da parte curricular de Mestrado ou de Curso de Especialização Diploma de Licenciatura ou Bacharelato Diploma de Curso de Complemento, de Curso de Qualificação ou de CESE Outros diplomas Suplemento ao Diploma (2ª via) CURRICULUM Curriculum Escolar ADMISSÃO A PROVAS Provas de Agregação Provas de Doutoramento EQUIVALÊNCIAS E RECONHECIMENTO DE GRAUS Equivalência ou reconhecimento do grau de Doutor Equivalência ou reconhecimento do grau de Mestre Equivalência ou reconhecimento do grau de Licenciado Equivalência ou reconhecimento de grau inferior a Licenciatura DEFINIÇÃO DE UM PLANO DE ESTUDOS Requerimento de não alunos da Universidade do Minho (para efeito de prosseguimento de estudos na Universidade do Minho)

3 8. INGRESSO EM CURSOS DA UNIVERSIDADE DO MINHO VIA CONCURSOS ESPECIAIS Taxa de candidatura INGRESSO EM CURSOS DA UNIVERSIDADE DO MINHO VIA REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO OU TRANSFERÊNCIA Taxa de candidatura PRÉ-REQUISITOS Inscrição e comprovação ª via de comprovativo TAXA DE INSCRIÇÃO * Cursos de Bacharelato, de Complemento, de Qualificação, de CESE e de Licenciatura Alunos que efectuem a inscrição no mesmo curso da Universidade do Minho em que estiveram inscritos no ano lectivo anterior Alunos que ingressem em curso da Universidade do Minho via concurso nacional de acesso, via concurso local ou directo, via regimes especiais, via concursos especiais ou via regimes de reingresso, mudança de curso e transferência ** Inscrição condicional por falta de documentos exigidos no acto da inscrição Cursos de Especialização e de Mestrado e alunos de Doutoramento Alunos que efectuem a inscrição no mesmo curso da Universidade do Minho em que estiveram inscritos no ano lectivo anterior Alunos que ingressam no curso pela 1ª vez * os emolumentos definidos para a taxa de inscrição incluem a quota da Associação Académica da Universidade do Minho ( facultativo) e o seguro escolar obrigatório ** inclui ainda o Guia da Universidade do Minho e a taxa de matrícula 3

4 12. REQUERIMENTOS DE CONDIÇÕES DE EXCEPÇÃO Por requerimento Os requerimentos colectivos ficam dispensados, no acto da entrega dos mesmos, do pagamento de emolumentos. No caso do despacho explicitar pagamento de emolumentos de requerimento de condições de excepção, o referido pagamento será efectuado, individualmente, por cada um dos requerentes. 13. INSCRIÇÕES EM EXAMES Época Especial de Exames por cada disciplina anual por cada disciplina semestral Exames para melhoria de nota por cada disciplina anual por cada disciplina semestral TAXAS DE RECURSO DA CLASSIFICAÇÃO FINAL E DE PEDIDOS DE EXAME POR JÚRI Recurso da classificação final Pedido de exame por júri INSCRIÇÃO COMO ALUNO EXTRAORDINÁRIO Por cada disciplina semestral Por cada disciplina anual MULTAS POR NÃO CUMPRIMENTO DE PRAZOS (DESDE QUE NÃO HAJA IMPEDIMENTO LEGAL) Escalões º escalão º escalão º escalão º escalão

5 A definição do prazo estabelecido para cada escalão será divulgada, para cada tipo de processo, em aviso a afixar na Secretaria dos Serviços Académicos. 17. ISENÇÕES, REDUÇÕES E PRESTAÇÕES As taxas previstas nos números 5 e 6 não são aplicáveis a funcionários (docentes ou não docentes) da Universidade do Minho, podendo ainda ser estabelecida isenção ou redução para docentes de outras instituições, nos termos de convénios ou acordos estabelecidos As taxas devidas pelos processos de equivalência ou reconhecimento de grau são pagas 50% no acto de entrega do processo e 50% no acto do requerimento da certidão Os estudantes bolseiros beneficiam de uma redução de 50% nas candidaturas aos regimes de mudança de curso ou transferência, bem como nas inscrições para exame. 5

Tabela de Emolumentos do Instituto Politécnico de Castelo Branco

Tabela de Emolumentos do Instituto Politécnico de Castelo Branco Tabela de Emolumentos do Instituto Politécnico de Castelo Branco Aprovada em reunião do Conselho de Gestão de 14 de outubro de 16 (entra em vigor a partir de 1 de abril de 17) Designação do Emolumento

Leia mais

Tabela de Emolumentos do Instituto Politécnico de Castelo Branco Aprovada em reunião do Conselho de Gestão de 9 de junho de 2016

Tabela de Emolumentos do Instituto Politécnico de Castelo Branco Aprovada em reunião do Conselho de Gestão de 9 de junho de 2016 Tabela de Emolumentos do Instituto Politécnico de Castelo Branco Aprovada em reunião do Conselho de Gestão de 9 de junho de 16 Designação do Emolumento Euros 1 Candidaturas: 1.1 Candidatura a Cursos Técnicos

Leia mais

TABELA DE TAXAS E EMOLUMENTOS DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR

TABELA DE TAXAS E EMOLUMENTOS DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR TABELA DE TAXAS E EMOLUMENTOS DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR (aprovada por deliberação de 3 de setembro de 2014 do Conselho de Gestão do IPT para vigorar a partir do dia seguinte) 1 Diplomas /certificados/certidões:

Leia mais

TABELA DE PROPINAS E EMOLUMENTOS ANO LETIVO 2016/2017. Cursos de Licenciatura Fisioterapia - Terapia Ocupacional - Terapia da Fala

TABELA DE PROPINAS E EMOLUMENTOS ANO LETIVO 2016/2017. Cursos de Licenciatura Fisioterapia - Terapia Ocupacional - Terapia da Fala Candidaturas e Matrículas Candidatura - 1 Curso/ 2 Cursos / 3 Cursos 75 Renovação da Candidatura (2ª fase / 3ª fase) 30 Candidatura - Reingresso e Mudança de par instituição/curso 150 Candidatura - Concurso

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO. Serviços Académicos. Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2016/2017

ORDEM DE SERVIÇO. Serviços Académicos. Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2016/2017 DE: Direcção PARA: Serviços Académicos DATA: 14-04-2016 N.º: 2016003 Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2016/2017 Por deliberação da Direcção da CEU-Cooperativa de

Leia mais

Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos concursos especiais de acesso e ingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado

Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos concursos especiais de acesso e ingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos concursos especiais de acesso e ingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado Artigo 1.º Objecto e âmbito O presente regulamento estabelece

Leia mais

D E S P A C H O Nº 17/2013

D E S P A C H O Nº 17/2013 D E S P A C H O Nº 17/2013 Por proposta do Conselho Pedagógico, foram aprovados os Calendários Escolares (1.º, 2.º e 3.º ciclos) para o ano lectivo de 2013/2014, que se anexam ao presente Despacho e dele

Leia mais

(Preâmbulo) Artigo 1.º Objecto e âmbito

(Preâmbulo) Artigo 1.º Objecto e âmbito Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e de reingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado (Preâmbulo) A legislação decorrente da

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO. Serviços Académicos

ORDEM DE SERVIÇO. Serviços Académicos DE: Conselho de Administração PARA: Serviços Académicos DATA: 31-03-2017 N.º: 2017006 Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2017/2018 Por deliberação do Conselho de

Leia mais

Artigo 1º. Âmbito. a) Os titulares de um curso superior de bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento;

Artigo 1º. Âmbito. a) Os titulares de um curso superior de bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento; Regulamento do Concurso Especial de Acesso aos Cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para Titulares de Cursos Médios, Superiores e Pós-Secundários Tendo por base o

Leia mais

EDITAL Concurso para candidatura aos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição/Curso no Ensino Superior 2016/2017

EDITAL Concurso para candidatura aos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição/Curso no Ensino Superior 2016/2017 EDITAL Concurso para candidatura aos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição/Curso no Ensino Superior 2016/2017 Despacho do IPV n.º8340/2016, de 27 de junho e a Portaria n.º 181-D/2015, de

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO E CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS E PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO E CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS E PROFISSIONAIS Página 1 de 6 Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º (objeto e âmbito) 1. O presente regulamento fixa os procedimentos relativos à creditação de competências académicas e profissionais, nos termos da

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL Concurso para candidatura ao Regime de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ensino Superior 2015/2016 (Portaria nº401/2007, de 5 de abril, alterado pela Portaria n.º232-a/2013, de 22de

Leia mais

01 de abril de 2016 Republicação

01 de abril de 2016 Republicação Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2016 01 de abril de 2016 Republicação

Leia mais

DESPACHO RT.52/2011. Reitoria da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, 1 de Setembro de 2011. O Reitor, Carlos Alberto Sequeira

DESPACHO RT.52/2011. Reitoria da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, 1 de Setembro de 2011. O Reitor, Carlos Alberto Sequeira DESPACHO RT.52/2011 Por deliberação do Conselho de Gestão, em reunião de 1 de Setembro de 2011, foi aprovada a Tabela de Emolumentos a praticar nos Serviços Académicos da Universidade de Trás-os-Montes

Leia mais

Junta de Freguesia de Avanca

Junta de Freguesia de Avanca Junta de Freguesia de Avanca Cadernos de Encargos Regulamento de Atribuição de Bolsa de Estudo ao Ensino Superior [Novembro de 2011] Preâmbulo A constituição da República Portuguesa no capítulo III, Direito

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO APROVADO 19 de Novembro de 2010 O Presidente, (Paulo Parente) ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE PROPINAS Artigo 1.º Âmbito de aplicação 1) O presente regulamento aplica-se a todos os

Leia mais

43508 Diário da República, 2.ª série N.º de Agosto de 2010

43508 Diário da República, 2.ª série N.º de Agosto de 2010 43508 Diário da República, 2.ª série N.º 156 12 de Agosto de 2010 candidatos como resultado da aplicação dos critérios definidos no presente edital. 9.2 A lista de ordenação final dos candidatos é unitária

Leia mais

MESTRADO EM ECOTURISMO Edição

MESTRADO EM ECOTURISMO Edição INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL (EDIÇÃO 2016-2018) Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

Despacho Nº 24/2017. Assunto: Valores das Propinas, modalidades e prazos de pagamento para o ano letivo

Despacho Nº 24/2017. Assunto: Valores das Propinas, modalidades e prazos de pagamento para o ano letivo Despacho Nº 24/2017 Assunto: Valores das Propinas, modalidades e prazos de pagamento para o ano letivo 2017/2018 Tendo em conta as Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor REGULAMENTO DE PROPINAS As instituições de Ensino Superior prestam um serviço de ensino que deve ser qualitativamente exigente e adaptado aos objetivos de formação global do cidadão e de formação específica

Leia mais

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência A Portaria n 401/2007, de 5 de Abril, aprova o Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino

Leia mais

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO TÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito O presente

Leia mais

Instituto Politécnico de Bragança Relatório de concretização do Processo de Bolonha: indicadores de progresso

Instituto Politécnico de Bragança Relatório de concretização do Processo de Bolonha: indicadores de progresso Instituto Politécnico de Bragança Relatório de concretização do Processo de Bolonha: indicadores de progresso Relatórios #1 - #4, 2008-2011 1979 Criação do sistema de Ensino Superior Politécnico em Portugal

Leia mais

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL (EDIÇÃO 2016-2018) Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

REGULAMENTO PARA PAGAMENTO DE EMOLUMENTOS, TAXAS E PROPINAS

REGULAMENTO PARA PAGAMENTO DE EMOLUMENTOS, TAXAS E PROPINAS Ano 2011/2012 Data 16/06/2011 Página 1 de 4 REGULAMENTO PARA PAGAMENTO DE EMOLUMENTOS, TAXAS E PROPINAS Elaborado: Conselho de Direcção Aprovado: Conselho de Direcção Este regulamento esclarece e contextualiza

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE VISEU REGULAMENTO DOS CURSOS DE LICENCIATURA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE VISEU REGULAMENTO DOS CURSOS DE LICENCIATURA INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE VISEU REGULAMENTO DOS CURSOS DE LICENCIATURA O artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado pelo Decreto-Lei

Leia mais

Regulamento de propinas dos cursos de Licenciatura e de Mestrado Integrado da U.Porto

Regulamento de propinas dos cursos de Licenciatura e de Mestrado Integrado da U.Porto Regulamentos Regulamento de propinas dos cursos de Licenciatura e de Mestrado Integrado da U.Porto Secção Permanente do Senado em 7 de Abril de 2004 1ª Alteração pela Secção Permanente do Senado em 13

Leia mais

Regulamento de Matrículas, Inscrições e Propinas

Regulamento de Matrículas, Inscrições e Propinas Regulamento de Matrículas, Inscrições e Propinas I - Matrículas 1. A matrícula é o acto administrativo, a realizar no início de cada ano lectivo e que confere ao estudante o direito a ingressar no estabelecimento

Leia mais

EDITAL. (Edição )

EDITAL. (Edição ) EDITAL MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL ESPECIALIZAÇÃO EM PROBLEMAS DO DOMÍNIO COGNITIVO E MOTOR (Edição 2017-2019) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de

Leia mais

VAGAS, ALUNOS E DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR Apresentação de dados [JUNHO de 2008]

VAGAS, ALUNOS E DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR Apresentação de dados [JUNHO de 2008] VAGAS, ALUNOS E DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR Apresentação de dados [JUNHO de 2008] Vagas, Alunos e Diplomados no Ensino Superior Apresentação de dados [Junho de 2008] O Gabinete de Planeamento, Estratégia,

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2017 20 de março de 2017 ÍNDICE

Leia mais

Despacho Nº 19/2016. Assunto: Valores das Propinas, modalidades e prazos de pagamento para o ano letivo

Despacho Nº 19/2016. Assunto: Valores das Propinas, modalidades e prazos de pagamento para o ano letivo Despacho Nº 19/2016 Assunto: Valores das Propinas, modalidades e prazos de pagamento para o ano letivo 2016/2017 Tendo em conta as Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE SÃO JOSÉ DE CLUNY

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE SÃO JOSÉ DE CLUNY ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE SÃO JOSÉ DE CLUNY REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENFERMAGEM 2012/2013 Licenciatura em Enfermagem CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Natureza e âmbito Artigo 1º O presente

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 2016/R/11 Assunto: Calendário Escolar e Académico Ano Letivo 2016/2017 Nos termos do estabelecido n.º 1 do artigo 24.º dos Estatutos determino que: 1. O Calendário Escolar e Académico para

Leia mais

REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS

REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS Despacho n.º 4870/2006 (2.ª série) Regulamento do Pagamento de Propinas Sob proposta da Comissão Permanente do Conselho Geral homologo o regulamento do pagamento de

Leia mais

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Artigo 1º Âmbito e Disposições Gerais 1. O presente Regulamento é aplicável às candidaturas aos cursos de Licenciatura da Faculdade

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR

CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR Cap. I Disposições Gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento disciplina a atribuição de bolsas de

Leia mais

EDITAL. (Edição )

EDITAL. (Edição ) EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL (Edição 2017-2019) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS Página 1 de 5 Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º (Objeto) O presente regulamento fixa os procedimentos relativos aos concursos especiais para acesso e ingresso no ensino superior, nos termos da lei.

Leia mais

EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO NO IPCA. Ano Letivo de 2016/2017

EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO NO IPCA. Ano Letivo de 2016/2017 EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO NO IPCA Ano Letivo de 2016/2017 Por delegação de competências do Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, Agostinha Patrícia Silva Gomes faz saber

Leia mais

Creditação de formação académica e de competências profissionais

Creditação de formação académica e de competências profissionais Creditação de formação académica e de competências profissionais (Aprovado em reunião CTC de 28 de junho de 2012) Preâmbulo A Lei nº 49/2005, de 30 de Agosto, que alterou a Lei de Bases do Sistema Educativo,

Leia mais

REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO Cursos de Licenciatura e cursos Técnicos superiores Profissionais

REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO Cursos de Licenciatura e cursos Técnicos superiores Profissionais Publicite-se nos locais de estilo. 27/07/2017 Ana Luísa Fernandes Vice-Presidente do IPBeja EDITAL ANO LECTIVO 2017/2018 REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO Cursos de Licenciatura

Leia mais

1.º Condições para requerer a inscrição

1.º Condições para requerer a inscrição REGULAMENTO DAS PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DOS CURSOS SUPERIORES DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO DOS MAIORES DE 23 ANOS Nos termos do

Leia mais

Regulamento de Propina

Regulamento de Propina Regulamento de Propina 2017 2017 ÍNDICE SECÇÃO I Curso de Licenciatura em Enfermagem... 4 Artigo 1º Valor da Propina... 4 Artigo 2º Modalidades de pagamento... 4 SECÇÃO II Cursos de Pós-Licenciatura e

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO SETEMBRO/2015 Artigo 1º Objeto REG.SEC.02.02 Página 1 de 7 O presente regulamento estabelece as normas relativas aos regimes

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO (Aprovado pelo Conselho Técnico-Científico em 13 de Junho de 2016) Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto e âmbito

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO Outubro 2011

REGULAMENTO INTERNO  Outubro 2011 REGULAMENTO INTERNO Outubro 2011 CAPÍTULO I ACESSO AO CURSO DE ENFERMAGEM 1º CICLO Artigo 1º Vagas 1. As vagas para o Curso de Enfermagem 1º ciclo são fixadas anualmente pelos órgãos de gestão da Escola,

Leia mais

Preçário Ano Letivo 2015/16

Preçário Ano Letivo 2015/16 Preçário Ano Letivo 2015/16 CTeSP Inscrição na Prova de Maiores de 23 Anos * 80 Inscrição na prova de Avaliação de Conhecimentos para candidatos que não possuam 12º ano 100 Candidatura 1ª Fase 150 Candidatura

Leia mais

Manual de Matrículas

Manual de Matrículas Manual de Matrículas Inscrições 2013/2014 Introdução O presente documento constitui um Manual que visa ajudar os estudantes durante o processo de matrículas/inscrições para o ano lectivo 2013/2014. O documento

Leia mais

Regulamento dos regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no ano lectivo de 2009/2010

Regulamento dos regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no ano lectivo de 2009/2010 Regulamento dos regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no ano lectivo de 2009/2010 Nos termos do artigo 10.º do Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso

Leia mais

Regulamento de Propinas

Regulamento de Propinas INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Regulamento de Propinas Considerando o disposto no artigo 16º da Lei nº 37/2003, de 22 de Agosto; Aprovo o Regulamento de Propinas que se rege pelas normas seguintes:

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS - 1.º CICLO - Direito

TRANSFERÊNCIAS - 1.º CICLO - Direito TRANSFERÊNCIAS - 1.º CICLO - Direito PORTARIA N.º 401/2007, DE 5 DE ABRIL, ALTERADA PELA PORTARIA N.º 232-A/2013, DE 22 DE JULHO, E REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA

Leia mais

Regulamento Geral dos Cursos de 1.º Ciclo de Estudos, conducentes ao grau de

Regulamento Geral dos Cursos de 1.º Ciclo de Estudos, conducentes ao grau de 3 APROVADO POR: Conselho Técnico Científico 26 09 2011 Data: / / 26 09 2011 Regulamento Geral dos Cursos de 1.º Ciclo de Estudos, conducentes ao grau de licenciado na ESEP INTRODUÇÃO Os Decretos Lei n.º

Leia mais

REGULAMENTO PARA A FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS NA ESTBARREIRO/IPS

REGULAMENTO PARA A FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS NA ESTBARREIRO/IPS REGULAMENTO PARA A FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS NA ESTBARREIRO/IPS (Documento aprovado na 7ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da ESTBarreiro/IPS, de 20 de Outubro de 2010) CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA Responsável Directora da UDI Data 2011 02 24 Refª V.1 Aprovado por: Conselho Científico da UDI Data: 24 02 2011 REGULAMENTO DOS

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA Edição 2016-2018 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO

REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO 17 07 10 CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO 2015 03 REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1- Consideram-se Estudantes Regulares os Estudantes matriculados

Leia mais

ACADEMIA NACIONAL SUPERIOR DE ORQUESTRA. Ano lectivo de 2013/2014 REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO. Capítulo I Disposições Gerais

ACADEMIA NACIONAL SUPERIOR DE ORQUESTRA. Ano lectivo de 2013/2014 REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO. Capítulo I Disposições Gerais ACADEMIA NACIONAL SUPERIOR DE ORQUESTRA Ano lectivo de 2013/2014 REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1 Objecto O presente Regulamento disciplina a atribuição de Bolsas

Leia mais

Regulamento dos Diplomas IST do 3º Ciclo de Estudos Superiores

Regulamento dos Diplomas IST do 3º Ciclo de Estudos Superiores Regulamento dos Diplomas IST do 3º Ciclo de Estudos Superiores Lisboa, 23 de Outubro de 2009 INTRODUÇÃO O nº1 do artigo 39.º do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março determina que os estabelecimentos de

Leia mais

D E S P A C H O Nº 32/2014

D E S P A C H O Nº 32/2014 D E S P A C H O Nº 32/2014 Publicam-se, em anexo, os Regulamentos de Propinas dos Ciclos de Estudos (1.º, 2.º e 3.º) para o ano letivo de 2014/2015. Lisboa, 26 de junho de 2014 O Diretor (Prof. Doutor

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Regulamento n.º??/2012. do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa dos

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Regulamento n.º??/2012. do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa dos A proposta de Regulamento das Provas de Acesso e Ingresso nos Cursos de Licenciatura do ISEL para maiores de 23 anos ao abrigo do DL 64/2006 é: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento n.º??/2012

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação)

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação) REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no artº. 32º do Regulamento do Ciclo de Estudos

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO /2018. Cursos de 1º e 2º Ciclo

REGULAMENTO FINANCEIRO /2018. Cursos de 1º e 2º Ciclo REGULAMENTO FINANCEIRO - 2017/2018 Cursos de 1º e 2º Ciclo CANDIDATURAS 1. O pagamento da taxa de candidatura (quando aplicável) só se efetua uma única vez, desde que se faça ao abrigo do mesmo regime

Leia mais

Viana do Castelo, de março de O Presidente do IPVC. Rui Alberto Martins Teixeira. Página 1 de 8

Viana do Castelo, de março de O Presidente do IPVC. Rui Alberto Martins Teixeira. Página 1 de 8 Despacho IPVC-P /2016 REGULAMENTO DAS PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DOS CURSOS SUPERIORES DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO DOS MAIORES DE

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (Edição )

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (Edição ) EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (Edição 2010-2012) Nos termos dos Decretos-Lei nº /2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

EDITAL. Concurso de Acesso e Ingresso no Curso de Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho

EDITAL. Concurso de Acesso e Ingresso no Curso de Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho EDITAL Concurso de Acesso e Ingresso no Curso de Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho A Universidade dos Açores faz saber que está aberto concurso de acesso à Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho,

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO Nos termos do disposto no artº 10º da Portaria nº 401/2007, de 5 de Abril, é aprovado o Regulamento dos

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010 Reitoria RT-21/2010 Por proposta do Conselho Académico da Universidade do Minho, é homologado o Regulamento do Mestrado Integrado em Psicologia, anexo a este despacho. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro

Leia mais

ANO LETIVO 2015 / 2016 I NÚMERO DE VAGAS

ANO LETIVO 2015 / 2016 I NÚMERO DE VAGAS Código IMP.EM.EI.8_ ANO LETIVO 25 / 26 I NÚMERO DE VAGAS. O número total de vagas para o º ano de cada curso, é: VAGAS Medicina Dentária (MD) 2 Ciências Farmacêuticas (CF) 2 Engenharia Biomédica (EB) 8

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL NO ISMT

REGULAMENTO DO CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL NO ISMT REGULAMENTO DO CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL NO ISMT Em conformidade com o Decreto-Lei nº 36/2014, de 10 de março, que regula o Estatuto do Estudante Internacional,

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento destina-se a regular o acesso e ingresso nos cursos da Escola Superior Artística de Guimarães, adiante designada por ESAG. Artigo

Leia mais

Concursos Especiais para Estudantes Internacionais Guia de Acesso - Ano Lectivo

Concursos Especiais para Estudantes Internacionais Guia de Acesso - Ano Lectivo De acordo com o estipulado no Regulamento do concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional a ciclos de estudo de licenciatura na Universidade de Atlântica, e no cumprimento do Decreto-Lei

Leia mais

RECONHECIMENTO DE GRAU ACADÉMICO AO ABRIGO DO TRATADO DE AMIZADE COOPERAÇÃO E CONSULTA ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

RECONHECIMENTO DE GRAU ACADÉMICO AO ABRIGO DO TRATADO DE AMIZADE COOPERAÇÃO E CONSULTA ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Conselho Científico RECONHECIMENTO DE GRAU ACADÉMICO AO ABRIGO DO TRATADO DE AMIZADE COOPERAÇÃO E CONSULTA ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Por deliberação da Comissão Coordenadora

Leia mais

Regulamento de Propinas de 1º e 2º Ciclo e. Ciclo integrado do IST 2010/2011

Regulamento de Propinas de 1º e 2º Ciclo e. Ciclo integrado do IST 2010/2011 Regulamento de Propinas de 1º e 2º Ciclo e Ciclo integrado do IST 2010/2011 Artigo 1º Propina A Propina, tal como estipula a Lei 37/2003, de 22 de Agosto, é a taxa de frequência, devida pelo estudante

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Cláusula 1ª. Área de especialização

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Cláusula 1ª. Área de especialização REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Cláusula 1ª Área de especialização A Universidade do Porto, através da Faculdade de Engenharia,

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO

REGULAMENTO FINANCEIRO WWW.IPIAGET.ORG REGULAMENTO FINANCEIRO Aplicável a todos os cursos e eventos realizados pelas Escolas Superiores e Institutos Superiores tutelados pelo Instituto Piaget 2015/2016 Normas Gerais 2 Candidaturas

Leia mais

Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência Ano Letivo 2016/2017

Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência Ano Letivo 2016/2017 Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência Ano Letivo 2016/2017 I - PROVAS FINAIS E DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO 1.As provas finais de Português/PLNM/PL2 e de Matemática realizamse

Leia mais

ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR

ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR Prazos de Candidatura 2016/17: Primeira fase: 01 a 27 de março Segunda fase: 06 a 24 de junho Nota: Para

Leia mais

REGULAMENTO Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudo Conducentes ao Grau de Doutor

REGULAMENTO Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudo Conducentes ao Grau de Doutor REGULAMENTO Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudo Conducentes ao Grau de Doutor Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 1.0 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Educação 1

Regulamento do Curso de Mestrado em Educação 1 Regulamento do Curso de Mestrado em Educação 1 A. Condições de matrícula e inscrição Os candidatos à frequência do curso de mestrado que tenham sido seleccionados deverão formalizar a matrícula e a inscrição,

Leia mais

Regulamento do Aluno Extraordinário

Regulamento do Aluno Extraordinário Regulamento do Aluno Extraordinário Conselho Científico (Deliberação CC-32/2007, de 20 de dezembro) 05 03 2012 01 ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1- Consideram-se alunos regulares os alunos matriculados e inscritos

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE NEGÓCIOS ATLÂNTICO I ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL

ESCOLA SUPERIOR DE NEGÓCIOS ATLÂNTICO I ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL ARTIGO 1.º (Âmbito) 1. O presente Regulamento define as normas de funcionamento dos cursos ministrados na Escola Superior de Negócios Atlântico. 2. As normas contemplam os regimes de acesso, de ingresso,

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Regula os concursos especiais para acesso e ingresso no ensino superior e procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março, e ao Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO,

REGULAMENTO DO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO, Considerando o disposto da alínea f), do n.º 1, do art. 62.º, dos Estatutos do Instituto Politécnico de Leiria; Com vista a dar cumprimento ao estabelecido no artigo 26º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS Edição 2016-2018 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO Artigo 1.º Objeto e âmbito 1. O presente Regulamento regula os regimes de reingresso e de mudança de par instituição/curso, na,

Leia mais

% e FACULDADE DE. FARMÁCIA Lk*,.ç~djde d Li,~o. REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DE 2 CICLO DE ESTUDOS CONFERENTES DO GRAU DE MESTRE DA FFUL

% e FACULDADE DE. FARMÁCIA Lk*,.ç~djde d Li,~o. REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DE 2 CICLO DE ESTUDOS CONFERENTES DO GRAU DE MESTRE DA FFUL % e 4~ FACULDADE DE Lk*,.ç~djde d Li,~o. REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DE 2 CICLO DE ESTUDOS CONFERENTES DO GRAU DE MESTRE DA FFUL Na sequência da adequação dos cursos de 2 ciclo de estudos (Mestrados)

Leia mais

Despacho Nº 18/2016. Assunto: Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas e emolumentos na FCSH/NOVA.

Despacho Nº 18/2016. Assunto: Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas e emolumentos na FCSH/NOVA. Despacho Nº 18/2016 Assunto: Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas e emolumentos na FCSH/NOVA Por proposta do Subdiretor para os Estudantes, Prof. Doutor João Soeiro de

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E PLANEAMENTO AMBIENTAL

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E PLANEAMENTO AMBIENTAL UNIVERSIDADE DOS AÇORES REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E PLANEAMENTO AMBIENTAL Art.º 1.º Âmbito O Curso de Mestrado em Ordenamento do Território e Planeamento Ambiental,

Leia mais

AVISO DE ABERTURA N.º 361/GA/GAI. Ano letivo 2017/2018 Curso de 2º Ciclo. 2º Ciclo Mestrado em Direito

AVISO DE ABERTURA N.º 361/GA/GAI. Ano letivo 2017/2018 Curso de 2º Ciclo. 2º Ciclo Mestrado em Direito AVISO DE ABERTURA N.º 361/GA/GAI Faculdade de Direito Ano letivo 2017/2018 Curso de 2º Ciclo 2º Ciclo Mestrado em Direito 1. Numerus clausus: 1ª Fase: 0 vagas 2ª Fase: 130* vagas 3ª Fase: 130* vagas +

Leia mais

(Preâmbulo) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º (Objeto e âmbito)

(Preâmbulo) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º (Objeto e âmbito) (Preâmbulo) Conforme disposto no Decreto-Lei nº 113/2014 de 16 de julho, aprova-se o Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior a aplicar no Instituto Superior de Ciências

Leia mais

MUNICIPIO DE LAGOA Algarve

MUNICIPIO DE LAGOA Algarve Processo de Candidatura a Bolsas de Estudo para alunos do concelho de Lagoa que frequentam cursos do ensino superior Página 1/7 * DOCUMENTAÇÃO A APRESENTAR * 1. Requerimento ao Presidente da Câmara Municipal

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Científico

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Científico RECONHECIMENTO DE GRAU ACADÉMICO AO ABRIGO DO TRATADO DE AMIZADE COOPERAÇÃO E CONSULTA ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Por deliberação da Comissão Coordenadora do, de 3

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA E A ESCOLA NAVAL Considerando que, com a publicação da Portaria n.162/99, de 10 de Março, a Escola Naval passou a ser responsável

Leia mais

T A X A S E S C O L A R E S A D M I N I S T R A T I V A S /

T A X A S E S C O L A R E S A D M I N I S T R A T I V A S / dia 19 de FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA Engenharia Civil (L) Engenharia Civil (L) Engenharia do Ambiente (L) Engenharia do Ambiente (L) Engenharia e Gestão da Qualidade (L) Engenharia e Gestão da Qualidade

Leia mais

CONTABILIDADE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA. ÁREA DE FORMAÇÃO Contabilidade e Fiscalidade PERFIL PROFISSIONAL

CONTABILIDADE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA. ÁREA DE FORMAÇÃO Contabilidade e Fiscalidade PERFIL PROFISSIONAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA CONTABILIDADE ÁREA DE FORMAÇÃO Contabilidade e Fiscalidade PERFIL PROFISSIONAL Técnico Especialista em Contabilidade LEGISLAÇÃO APLICÁVELL Decreto-lei nº 88/2006, de

Leia mais

Regulamento do curso de mestrado em Ciências da Educação Educação Sénior da Universidade da Madeira

Regulamento do curso de mestrado em Ciências da Educação Educação Sénior da Universidade da Madeira 1 Regulamento do curso de mestrado em Ciências da Educação Educação Sénior da Universidade da Madeira Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente articulado baseia-se no regime jurídico instituído pelo

Leia mais

REGULAMENTO DOS DOUTORAMENTOS PELA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Introdução No desenvolvimento da Lei

REGULAMENTO DOS DOUTORAMENTOS PELA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Introdução No desenvolvimento da Lei REGULAMENTO DOS DOUTORAMENTOS PELA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Introdução No desenvolvimento da Lei e do Regulamento dos Doutoramentos da Universidade de

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DAS RELAÇÕES PÚBLICAS Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações

Leia mais