ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS"

Transcrição

1 ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS MISSA DE NOSSA SENHORA DO DESTERRO Motivação Inicial Caríssimos irmãos e irmãs! Estamos recebendo hoje a imagem peregrina de Nossa Senhora do Desterro, padroeira da Catedral de Florianópolis. A visita da imagem de Nossa Senhora do Desterro, em todas as sessenta e quatro paróquias da Arquidiocese, se insere no contexto das comemorações alusivas ao Centenário de Criação da Diocese de Florianópolis, que estamos celebrando neste ano de O desterro de Jesus, Maria e José foi uma provação dolorosa, nós, contudo, a celebramos alegremente: como Maria voltou do exílio para a pátria, assim também nós, por sua intercessão, esperamos superar os desafios da nossa vida. Iniciemos nossa celebração, cantando... Canto de Entrada Senhora do Desterro (Pe. Ney Brasil) 1. Senhora do Desterro, eis vosso povo, que vem saudar vos, recorrer a vós! Ó Mãe querida, com o vosso Filho, vinde socorrer nos, pois, estamos sós! Depois deste desterro, mostrai nos Jesus, ó Mãe pura e clemente, na pátria da luz! 2. Fugindo para o Egito, para o desterro, o imprevisível tínheis de enfrentar: Ó Mãe querida, com o vosso Filho, vossa fé em Deus vinde nos inspirar! 3. Partir e deixar tudo, quanto nos custa, quanto custou vos na noite partir! Ó Mãe querida, com o vosso Filho, vinde acompanhar nos na via a seguir! RITOS INICIAIS Saudação inicial do Presidente da Celebração. Ato penitencial. Presidente da Celebração: Reconheçamos as nossas culpas, principalmente as nossas omissões na família, por não termos cumprido a nossa missão de evangelizar. Peçamos perdão de nossos pecados por pensamentos, palavras, atos e omissões. Senhor, que assumistes nossa condição humana, com todas as suas misérias e provações, menos o pecado, tende piedade de nós. Cristo, que tivestes de fugir, com vossa Mãe e vosso Pai adotivo, partindo apressadamente para o desterro, tende piedade de nós. 1

2 Senhor, que na Pátria verdadeira intercedeis por nós junto ao Pai, e sois o nosso Caminho até Ele, tende piedade nós. Hino de Glória Oração do dia Presidente da Celebração: Oremos (pausa): Ó Deus, socorro dos que em vós esperam, que vos dignastes livrar das ameaças de Herodes o vosso Filho, com sua Mãe e São José, conduzindo os ao desterro no Egito, concedei aos vossos servos, pela intercessão da mesma bem aventurada Virgem Maria, a graça de sermos, nesta vida, preservados de todos os perigos do corpo e da alma, e de chegarmos um dia à plena felicidade do céu, nossa pátria verdadeira. Pelo mesmo Jesus Cristo, vosso Filho e nosso Senhor, na unidade do Espírito Santo. Amém. LITURGIA DA PALAVRA Primeira Leitura (Os 11, ) Leitura do Profeta Oséias. Israel era ainda criança e eu já o amava, e do Egito chamei meu filho. Mas, quanto mais os chamava, mais se afastavam: ofereceram sacrifícios a seus deuses e queimaram ofertas aos ídolos. Eu ensinava Efraim a andar, e o tomava em meus braços, mas eles não compreenderam que era eu quem cuidava deles. Atraía os com laços humanos, com laços de amor, e era para eles como alguém que leva uma criança ao colo, inclinando me para dar lhes alimento. Mas meu povo demora em converterse: chamado para o alto, não sabe de modo algum elevar se. Como poderia eu abandonar te, Efraim? Ou deixar te à mercê dos outros, Israel? Agita se o meu coração dentro de mim, e me comove a dor e a compaixão. Não darei curso, pois, ao ardor da minha cólera, e não me voltarei para aniquilar Efraim. Porque sou Deus e não um homem, sou o Santo no meio de ti, e não gosto de destruir. Eles caminharão, porém, seguindo após o Senhor. E eu os farei habitar em suas casas. Palavra do Senhor. Salmo Responsorial (136/135) Antífona: Louvai o Senhor, porque ele é bom. Eterno é o seu amor! 1. Ele feriu os primogênitos dos egípcios, e retirou Israel do meio deles. graças à força de sua mão, e ao vigor do seu braço poderoso. 2. Ele dividiu em dois o mar vermelho, e fez passar Israel pelo seu meio. precipitou no mar o faraó, e conduziu Israel pelo deserto. 3. Ele guiou o seu povo no deserto, e feriu e derrubou reis poderosos. e deu a terra deles como herança, como herança a seu povo de Israel. 2

3 Segunda Leitura (Hb 3, ,1) Leitura da Carta aos Hebreus. Irmãos, tomai precaução para que ninguém dentre vós venha a perder interiormente a fé, a ponto de abandonar o Deus vivo. Antes, animai vos mutuamente cada dia durante o tempo compreendido na palavra hoje, para não acontecer que alguém se torne envolvido pela sedução do pecado. De fato, estamos incorporados ao Cristo, mas sob a condição de conservarmos firmes até o fim a nossa fé dos primeiros dias, enquanto se diz a cada um de nós: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como no tempo da revolta no deserto. E quais foram os que se revoltaram contra o Senhor, depois de terem ouvido a sua voz? Não foram todos os que saíram do Egito conduzidos por Moisés? E contra quem esteve indignado o Senhor, durante quarenta anos? Não foi contra os revoltosos, cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que não entrariam no seu repouso, senão a esses rebeldes? Portanto, estamos vendo, foi por causa da sua descrença que não puderam entrar. Enquanto, pois, subsiste para nós a promessa de entrar no seu repouso, tenhamos cuidado para que ninguém dentre nós corra o risco de ser excluído. Palavra do Senhor. 3. Aclamação ao Evangelho Aleluia, Aleluia! Aleluia! Um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e lhe disse: Levanta te, toma o Menino e sua Mãe, e parte para o Egito! Aleluia, Aleluia! Aleluia! Evangelho (Mt 2,13 15) Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus. Depois da partida dos magos, um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e lhe disse: Levanta te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito. E fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o Menino, a fim de o matar. José então levantou se durante a noite, tomou o Menino e sua Mãe, e partiu para o Egito. E lá permaneceu até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que o Senhor havia dito pelo profeta: Chamei do Egito meu Filho. Palavra da salvação. Profissão de fé Oração dos fiéis Presidente da Celebração: Expressemos agora, irmãos, os nossos pedidos, as nossas intenções, apresentando os com toda a confiança ao Pai, por Jesus Cristo, pelas mãos de Nossa Senhora do Desterro, e digamos com fé: 3

4 1. Pela Santa Igreja de Deus, peregrina fiel a caminho da casa do Pai, para que reuna todos os seres humanos na mesma caminhada de fé e de esperança, rezemos Pelo Papa, pelos bispos, especialmente por nosso arcebispo Dom Murilo e o bispo auxiliar Dom José, para que desempenhem com firmeza o seu ministério de guias do povo de Deus, rezemos Para que a celebração do Ano Centenário renove em todos os fiéis de nossa Arquidiocese a disposição de serem discípulos e missionários de Jesus Cristo, rezemos Para que cresça em toda a Terra a consciência de que a solidariedade é o caminho mais curto para a Paz e a superação dos conflitos entre povos e nações, rezemos Por cada um de nós aqui presente, e por todos os que nos são caros, para que estejamos sempre dispostos, quando necessário, a sair das situações estabelecidas, assumindo com coragem os novos apelos de Deus em nossa vida, rezemos Pelos nossos falecidos, especialmente por aqueles que ao longo das gerações se empenharam pelo bem de nossa Arquidiocese, rezemos... Presidente da Celebração: Ó Deus, que nos concedeis a alegria de honrar a Mãe de vosso Filho, venerando a sob o título de Nossa Senhora do Desterro, ouvi com bondade estes nossos pedidos, que com plena confiança vos apresentamos. Pelo mesmo Jesus Cristo, vosso Filho e nosso Senhor, na unidade do Espírito Santo. Preparação das Oferendas LITURGIA EUCARÍSTICA Oração sobre as Oferendas Nós vos apresentamos, Senhor, estes frutos do nosso trabalho e da vossa bondade, pedindo humildemente que, assim como permitistes que vosso Filho fosse conduzido ao Egito como fugitivo, juntamente com Maria, sua Mãe, assim façais também com que nós, peregrinos nesta vida, sejamos conduzidos à pátria celeste. Pelo mesmo Jesus Cristo Nosso Senhor. 4

5 Prefácio O Senhor esteja convosco! R. Ele está no meio de nós. Corações ao alto! R. O nosso coração está em Deus. Demos graças ao Senhor, nosso Deus! R. É nosso dever e nossa salvação. Na verdade, ó Pai, Deus eterno e todo poderoso, é nosso dever dar vos graças, é nossa salvação dar vos glória, em todo tempo e lugar, por Jesus Cristo, o Filho de vosso amor. Ele, pela sua encarnação redentora, invisível em sua divindade, tornou se visível em nossa carne mortal, entrando misericordiosamente na história humana. E, associando à sua obra salvadora sua Mãe bendita, a Virgem Maria e seu Pai adotivo, São José, aceitou enfrentar com eles as incertezas da fuga e do desterro, como primeiros passos em direção à Cruz e à Ressurreição. Por isso, com todos os anjos e santos, unindo nos aos louvores do céu e da terra, celebramos com alegria a vossa glória, cantando a uma só voz... Oração Eucarística II Depois da Comunhão Presidente da Celebração: Oremos (pausa) Reconfortados pela participação nesta Eucaristia, na qual juntos nos alimentamos do Pão que fortalece para a caminhada, nós vos pedimos, ó Pai de bondade, que se faça sentir em nosso favor a intercessão poderosa de Maria, Mãe do vosso Filho, cujo desterro devotamente celebramos. Pelo mesmo Cristo Nosso Senhor. Bênção Final Cantos alternativos de N. Sra. do Desterro Entoemos, fiéis, entoemos (letra adaptada) 1. Entoemos, fiéis, entoemos, / neste dia, o mais puro louvor /: do Desterro à Senhora querida, / nossa Mãe de ternura e amor! :/ 2. A paróquia se encontra reunida, / a louvar te, fiel Padroeira, /: do Desterro Senhora querida, / nossa Mãe, dentre as mães a primeira! :/ 3. Há três séculos, nossa cidade / traz teu nome, com amor filial: /: do Desterro Senhora querida, / volve a nós teu olhar maternal! :/ 5

6 Ao pedido de filhos (letra: Cardeal Dom Augusto, música: Pe. Ney) 1. Ao pedido de filhos proscritos, / com carinho de Mãe atendei: Vós sofrestes desterro no Egito, / vós sabeis quanto é dura essa lei! Mãe de Deus, que as sombras do erro, / como aurora esplendente aclarais, /: Desta vida no acerbo desterro, / dai nos sempre lições maternais! :/ 2. Bem sabeis quão difícil é a vida / no desterro, sem lar e sem paz, Onde mesmo da Fé se duvida, / onde guerra à Virtude se faz! 3. Mãe de Deus e Mãe nossa, o desterro / deixará de ser áspero, atroz, quando, embora, cercados de erro, / vos tivermos pertinho de nós! ORAÇÕES A NOSSA SENHORA DO DESTERRO 1. Nossa Senhora do Desterro, Mãe de Deus e nossa, que sofrestes as angústias e incertezas da fuga e do exílio no distante e desconhecido Egito, levando convosco o Filho ameaçado de morte por Herodes, escutai a nossa súplica. Aqui estamos, confiando em vosso amor de Mãe bondosa e compreensiva. A vós, que já estais na Pátria definitiva, suplicamos, pedindo proteção para nós, peregrinos neste mundo, caminhando ao encontro do Pai, no Reino celeste. Pedimos vossa intercessão por todas as famílias que buscam o aconchego de um lar, a segurança do trabalho, o pão de cada dia. Abençoais este lugar, este povo que em vós confia e se honra de vos invocar como Padroeira. Intercedei pelos que sofrem, daí saúde aos dentes, reerguei os desanimados, restituí a esperança aos desamparados desta terra. Acompanhai os migrantes, os refugiados e todos os que se encontram longe de sua pátria e família. Amparai as crianças, dai vigor à juventude, abençoai as famílias, animai os idosos. Dai nos força para construirmos uma Igreja viva e santa e trabalharmos por um mundo justo e fraterno. E depois de nossa caminhada pelo mundo mostrai nos Jesus, bendito o fruto de vosso frente. Ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem, Maria! Rogai por nós, santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Nossa Senhora do Desterro, rogai por nós! 6

7 2. Ó Senhora do Desterro, que sofrestes as angústias e incertezas de uma fuga e exílio para terras estranhas, levando convosco o vosso Filho divino, ameaçado por Herodes, escutai a nossa súplica. Aqui estamos a vossos pés, invocando vos desde o nosso desterro, a vós que já estais na pátria definitiva. A vós bradamos, os degredados filhos de Eva, na certeza de que entendeis as aflições por que passamos, nós que ainda estamos neste vale de lágrimas. Ensinai nos a desapegar nos de nossas seguranças, de nossas situações instaladas, a termos consciência de que somos peregrinos, de que não temos aqui cidade permanente (Hb 13,14). Mas aceitai de caminhar ao nosso lado, trazendo sempre convosco o vosso Filho, como partistes com Ele ao lado de São José: também nós, em nossa jornada, queremos levar conosco o Menino e sua Mãe (Mt 2,13). Abençoai esta cidade, que por tantos anos ostentou o nome do vosso desterro. Abençoai esta paróquia e esta igreja Catedral que a vós estão dedicadas, e que se honram de conservar a vossa imagem tão expressiva, a caminho do exílio. Intercedei por todos os aflitos, reerguei os desanimados, restituí a esperança aos desalentados. E depois deste desterro mostrai nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre. Ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria! Nossa Senhora do Desterro, rogai por nós! 7

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO ORAÇÃO A SÃO JERÔNIMO. Pai nosso que estais nos céus. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino

OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO ORAÇÃO A SÃO JERÔNIMO. Pai nosso que estais nos céus. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO Pai nosso que estais nos céus Santificado seja o vosso nome Venha a nós o vosso reino Seja feita a vossa vontade Assim na Terra como no Céu O pão nosso de cada dia nos dai hoje

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA ACOLHIDA Com.: Em comunidade estamos reunidos diante de Deus, na presença de nossos familiares, professores e amigos, para celebrar a missa de nossa formatura. Sentimentos de gratidão,

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS RITOS INICIAIS ANIM.: Celebramos hoje a Eucaristia, ação de graças a Deus, nosso Pai, por todos os pais do colégio.

Leia mais

OS VALORES DO REINO DE DEUS É A VERDADEIRA SABEDORIA

OS VALORES DO REINO DE DEUS É A VERDADEIRA SABEDORIA Ano A - XXIV - Nº 1464-17º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 27/07/2014 OS VALORES DO REINO DE DEUS É A VERDADEIRA SABEDORIA Preparar o espaço celebrativo colocando em destaque um símbolo do dízimo

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

SANTA BEATRIZ DA SILVA

SANTA BEATRIZ DA SILVA SANTA BEATRIZ DA SILVA Filha de pais portugueses, nasceu em Ceuta em 1424. viveu por algum tempo na corte da Rainha Isabel, mas, sofrendo perseguições invejosas, retirou-se da corte para um Mosteiro em

Leia mais

NOSSA SENHORA DAS DORES Padroeira principal da Ordem

NOSSA SENHORA DAS DORES Padroeira principal da Ordem 15 de setembro NOSSA SENHORA DAS DORES Padroeira principal da Ordem Solenidade Para nós Servos de Maria, a devoção a Nossa Senhora das Dores está ligada ao simbolismo do hábito preto e evoca um episódio

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 1 de janeiro de 2015 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA Cor Litúrgica: Branco Animador: Irmãos: no primeiro dia do

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 26 de abril de 2015 - Nº 28 QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA Cor Litúrgica: Branco

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 26 de abril de 2015 - Nº 28 QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA Cor Litúrgica: Branco O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 26 de abril de 2015 - Nº 28 QUARTO DOMINGO DA PÁSCOA Cor Litúrgica: Branco 1 Animador: Meus irmãos, Jesus é o Bom Pastor por excelência,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Nossa Senhora da Assunção

Nossa Senhora da Assunção Série Pe. Roque Vicente Beraldi, CMF Novena milagrosa a Nossa Senhora da Assunção Dia da festa: 15 de agosto EDITORA AVE-MARIA Introdução Contemplações sobre a Sagrada Escritura, sem conteúdo comprovado,

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX- Brasília, 23 de fevereiro de 2014 - Nº 15 SÉTIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde INTRODUÇÃO Com.: Irmãos amados, nesta Páscoa

Leia mais

Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo 34 o Domingo do Tempo Comum Solenidade

Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo 34 o Domingo do Tempo Comum Solenidade Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo 34 o Domingo do Tempo Comum Solenidade Cortesia da Editora Nossa Senhora da Paz Ano B n o 64 22 de novembro de 2015 Nosso

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar.

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar. ACOLHIDA COMENTARISTA: Irmãos e irmãos sejam todos bem vindos. Segundo nosso marco referencial, a PUC é um centro de reflexão e estudo. Sua identidade é fundamentada na pedagogia marista e na concepção

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B

V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B CUROU MUITAS PESSOAS ATORMENTADAS POR VÁRIAS DOENÇAS V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 8º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial Já se ouvem nossos passos

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR O que Deus uniu o homem não separe! ACOLHIDA Comentarista: Estamos reunidos para celebrar o Amor. Do amor desses dois jovens. N e N vai nascer

Leia mais

O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 19 de junho de 2014 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Cor Litúrgica: Branco

O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 19 de junho de 2014 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Cor Litúrgica: Branco O POVO DE DEUS ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Brasília, 19 de junho de 2014 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Cor Litúrgica: Branco INTRODUÇÃO Com: Meus irmãos, hoje, celebramos a Solenidade

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 31 de maio de 2015 - Nº 33 SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE Cor Litúrgica: Branco Animador Meus irmãos, nesta Solenidade da Santíssima

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe.

NOVENA PRIMEIRO DIA. Glória a ti Deus Pai, tu que chamaste a Rafqa à santa vida monástica e foste para ela Pai e Mãe. NOVENA O verdadeiro crente deve conscientizar-se da importância da oração em sua vida. O senhor Jesus disse : Rogai sem cessar ; quando fazemos uma novena que é uma de oração, estamos seguindo um ensinamento

Leia mais

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

APOSTOLADO DA ORAÇÃO APOSTOLADO DA ORAÇÃO INFORMATIVO APOSTOLADO DA ORAÇÃO ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS - SC Outubro: Mês Missionário A missão é feita: com os pés dos que partem... com os joelhos dos que rezam... e as mãos

Leia mais

Orações. para todas as horas. 170 orações para diversas circunstâncias

Orações. para todas as horas. 170 orações para diversas circunstâncias Orações para todas as horas 170 orações para diversas circunstâncias Apresentação A oração nos liga ao sagrado, coloca-nos em contato íntimo e profundo com o Pai. Existem vários formas de rezar, muitas

Leia mais

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min Terço Como de costume RITOS INICIAIS Enquanto se entoa o refrão

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVII - Brasília, 03 de junho de 2012 - Nº 32 SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE Cor Litúrgica: Branco 1 INTRODUÇÃO Meus irmãos, Jesus revelou-nos

Leia mais

Missa - 10/5/2015. Entrada

Missa - 10/5/2015. Entrada Missa - 10/5/2015 ntrada m F#m 1. Todos unidos formamos um só corpo, um povo que na Páscoa nasceu. G Membros de Cristo, no sangue redimidos, Igreja peregrina de eus. m F#m Vive conosco a força do spírito,

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO

QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO Ano A - XXIV - Nº 1481-33º Domingo do Tempo Comum - cor verde - 16/11/2014 QUEM EM MIM PERMANECE, ESSE DÁ MUITO FRUTO 1. ACOLHIDA Preparar um cartaz ou painel contendo dons existentes na comunidade, colocando-o

Leia mais

XV DOMINGO DO TEMPO COMUM

XV DOMINGO DO TEMPO COMUM XV DOMINGO DO TEMPO COMUM Jesus chamou os doze Apóstolos e começou a enviá-los dois a dois 1. Admonição de entrada 2. Entrada: Em nome do Pai Refrão: Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

LITURGIA DE ENTRADA. Prelúdio: Os passarinhos

LITURGIA DE ENTRADA. Prelúdio: Os passarinhos Prelúdio: Os passarinhos LITURGIA DE ENTRADA (Oração silenciosa individual) Acolhida: L: Jesus disse: Eu vim para servir. E Pedro falou: Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu. Bom dia

Leia mais

PARÓQUIA DA SANTÍSSIMA TRINDADE

PARÓQUIA DA SANTÍSSIMA TRINDADE PARÓQUIA DA SANTÍSSIMA TRINDADE IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL Rua Carolina Méier, 61 - Méier - Rio de Janeiro - CEP: 20780-000 Tel: (21) 2501-7222 Clero: Rev. Pe. Eduardo Costa, Rev. Pe. Luiz Coelho

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 01 de fevereiro de 2015 - Nº 12 QUARTO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde Animador: Irmãos, quando somos alcançados pela

Leia mais

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Quinta-feira depois da Santíssima Trindade ou no Domingo seguinte SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Solenidade LEITURA I Ex 24, 3-8 «Este é o sangue da aliança que Deus firmou convosco» Leitura do Livro

Leia mais

I DOMINGO DA QUARESMA

I DOMINGO DA QUARESMA I DOMINGO DA QUARESMA LITURGIA DA PALAVRA / I Gen 2, 7-9; 3, 1-7 Leitura do Livro do Génesis O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, insuflou em suas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se

Leia mais

SUBSÍDIO LITÚRGICO PARA A SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA E ABERTURA DO ANO DA FÉ

SUBSÍDIO LITÚRGICO PARA A SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA E ABERTURA DO ANO DA FÉ SUBSÍDIO LITÚRGICO PARA A SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA E ABERTURA DO ANO DA FÉ No dia 11 de outubro, terá início o Ano da Fé, proclamado pelo Papa Bento XVI. Em nossa Arquidiocese, a abertura

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO 1. UM POUCO ALÉM DO PRESENTE (10º DOMINGO) 1. Um pouco além do presente, Alegre, o futuro anuncia A fuga das sombras da noite, A luz de um bem novo dia. REFRÃO: Venha teu reino,

Leia mais

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor!

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! 16º DOMINGO DO TEMPO COMUM - 19 de julho de 2015 Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! Leituras: Jeremias 23, 1-6; Salmo 22 (23), 1-3a.3b-4.5.6 (R/1.6a); Efésios 2, 13-18;

Leia mais

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim 5º DOMINGO DA PÁSCOA 18 de maio de 2014 Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim Leituras: Atos 6, 1-7; Salmo 32 (33), 1-2,4-5.18-19; Primeira Carta de Pedro 2, 4-9; João

Leia mais

PARA O BAPTISMO DAS CRIANÇAS

PARA O BAPTISMO DAS CRIANÇAS BAPTISMO DAS CRIANÇAS 301 PARA O BAPTISMO DAS CRIANÇAS Pode utilizar-se uma das fórmulas, de entre as que se propõem no Rito do Baptismo ou aqui. Também é lícito escolher vários elementos da mesma fórmula,

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA COM MARIA ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS Dia das Vocações Religiosas

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA COM MARIA ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS Dia das Vocações Religiosas Ano A - XXIV - Nº 1467 - cor branca - 17/08/2014 SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA COM MARIA ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS Dia das Vocações Religiosas Ornamentar o espaço celebrativo com carinho

Leia mais

Ano XLVIII - Brasília, 2 de junho de 2013 - Nº 33

Ano XLVIII - Brasília, 2 de junho de 2013 - Nº 33 O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVIII - Brasília, 2 de junho de 2013 - Nº 33 ANO DA FÉ NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde INTRODUÇÃO Com.: Irmãos, neste domingo,

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

DEVOÇÃO ÀS SETE DORES DE NOSSA SENHORA

DEVOÇÃO ÀS SETE DORES DE NOSSA SENHORA 1 DEVOÇÃO ÀS SETE DORES DE NOSSA SENHORA Editoria Perfeita Devoção www.perfeitadevocao.org É fundamental a todo católico e mais ainda a todo escravo do Divino Amor aprimorar-se em sua terna devoção Àquela

Leia mais

Serro 300 anos de História

Serro 300 anos de História MISSA DO 3º DOMINGO DO TEMPO COMUM E EM AÇÃO DE GRAÇA PELOS 300 ANOS DA VILA DO PRINCIPE. LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO TODOS: Para sempre seja louvado ACOLHIDA: COM: Um dia, Jesus passou pelo

Leia mais

SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO

SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO Ano A - XXIV - Nº 1482-34º Domingo do Tempo Comum - cor branca ou dourada - 23/11/2014 SOLENIDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO REI DO UNIVERSO Dia Nacional dos Leigos(as) Preparar o espaço celebrativo

Leia mais

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO PROGRAMA A HORA MILAGROSA Assim nos ensinou o Santo Irmão Aldo sobre o poder da oração e da santificação: Todo o filho de Deus deve ser dado à oração e à meditação.

Leia mais

- 28 2012 - Nº 53 TRIGÉSIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM MÊS DAS MISSÕES E DO SANTO ROSÁRIO

- 28 2012 - Nº 53 TRIGÉSIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM MÊS DAS MISSÕES E DO SANTO ROSÁRIO O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVII - Brasília, 28 de outubro de 2012 - Nº 53 TRIGÉSIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM MÊS DAS MISSÕES E DO SANTO ROSÁRIO Cor Litúrgica: Verde 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10 ELABORAÇÃO UMA LITURGIA Adoração e Louvor Aula 10 Os cânticos e hinos devem ser previamente escolhidos conforme o tema do culto, a mensagem e o momento litúrgico. Exemplo Prático: Liturgia do dia 01-12-2013

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA Introdução: A devoção à Sagrada Família alcançou grande popularidade no século XVII, propagando-se rapidamente não só na Europa, mas também nos países da América. A festa, instituída

Leia mais

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã;

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Pastoral do Batismo Sacramentos Batismo O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Consiste em derramar

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

NOVENA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA. 7º DIA: Sonho da jangada (MB VIII, 275-282) Nossa Senhora não abandona quem nela confia.

NOVENA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA. 7º DIA: Sonho da jangada (MB VIII, 275-282) Nossa Senhora não abandona quem nela confia. NOVENA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA 7º DIA: Sonho da jangada (MB VIII, 275-282) Nossa Senhora não abandona quem nela confia. ACOLHIDA FICO FELIZ Fico feliz em vir em tua casa, erguer minha voz e cantar.

Leia mais

- 9 2014 - Nº 57 TRIGÉSIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM DEDICAÇÃO DA BASÍLICA DO LATRÃO, FESTA

- 9 2014 - Nº 57 TRIGÉSIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM DEDICAÇÃO DA BASÍLICA DO LATRÃO, FESTA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX - Brasília, 9 de novembro 2014 - Nº 57 TRIGÉSIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM DEDICAÇÃO DA BASÍLICA DO LATRÃO, FESTA Cor Litúrgica: Branco

Leia mais

Orações. Primeira Parte

Orações. Primeira Parte EDITORA AVE-MARIA Primeira Parte Orações Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. (Filipenses

Leia mais

RITOS INICIAIS LITURGIA DA PALAVRA

RITOS INICIAIS LITURGIA DA PALAVRA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 08 de novembro de 2015 - Nº 56 TRIGÉSIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde 1 Animação: Irmãos e irmãs, por meio

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B

COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B Tema: Ficai atentos, pois não sabeis quando chegará o momento. Acolhida: Sejam todos bem-vindos. Vamos refletir e rezar em comunidade, acolhendo a

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

NOVE DIAS COM IRMÃ CLARA FIETZ NA ESCOLA DE JESUS CRISTO

NOVE DIAS COM IRMÃ CLARA FIETZ NA ESCOLA DE JESUS CRISTO NOVE DIAS COM IRMÃ CLARA FIETZ NA ESCOLA DE JESUS CRISTO ORAÇÃO DO INÍCIO DA NOVENA SENHOR JESUS CRISTO, Vós nos encorajastes a Vos trazer nossa preocupação na oração. Se me pedirdes alguma coisa em meu

Leia mais

Todo dia é preciso lembrar, sou a luz, o caminho, a verdade, Sou o trigo que morre e floresce, sou o pão, sou fermento, sou vida.

Todo dia é preciso lembrar, sou a luz, o caminho, a verdade, Sou o trigo que morre e floresce, sou o pão, sou fermento, sou vida. Canto de entrada C G C Dm G G7 Venham comigo, vamos comer minha Páscoa. C G C Dm G G7 Isto é meu corpo, isto também é meu sangue C F G C G Eis o meu testamento até que se cumpra no reino de Deus. C G C

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 11 de janeiro de 2015 - Nº 9 FESTA DO BATISMO DO SENHOR Cor Litúrgica: branco 1 Animador: Meus irmãos, o Batismo de Jesus marca

Leia mais

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA Assim nós invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Hino: HPD II 330 Abraço de

Leia mais

- 22 2014 - Nº 37 DÉCIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM COR LITÚRGICA: VERDE INTRODUÇÃO

- 22 2014 - Nº 37 DÉCIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM COR LITÚRGICA: VERDE INTRODUÇÃO O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX - Brasília, 22 de junho de 2014 - Nº 37 DÉCIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM COR LITÚRGICA: VERDE 1 INTRODUÇÃO Com: Irmãos amados, a Liturgia

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

Solenidade da Assunção de Nª Senhora. Ano B

Solenidade da Assunção de Nª Senhora. Ano B Solenidade da Assunção de Nª Senhora Admonição Inicial Cântico Inicial (Tu és o Sol) Refrão: Tu és o sol de um novo amanhecer! Tu és farol, a vida a renascer Maria! Maria! És poema de amor! És minha Mãe

Leia mais

Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife

Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife RITO EUCARÍSTICO DE CAAPORÃ Em forma de literatura de Cordel Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife CANTO DE ENTRADA Venham todos e louvemos / com muita sinceridade A eterna aliança / Sacramento de

Leia mais

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Paróquia de Calheiros, 1 e 2 de Março de 2008 Orientadas por: Luís Baeta CÂNTICOS E ORAÇÕES CÂNTICOS CRISTO VIVE EM MIM Cristo vive em mim, que

Leia mais

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor!

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor! TUDO POR AMOR A dor, o espinho vil, as lágrimas, o seu sofrer, o meu Senhor na cruz está. Não posso suportar! O que o fez se entregar, pagar o preço lá na cruz? Como um cordeiro foi morrer pra vir me resgatar!

Leia mais

SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO

SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO Ano A - XXIV - Nº 1460 - cor vermelha - 29/06/2014 SOLENIDADE DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO PEDRO E PAULO RECONHECERAM E TESTEMUNHARAM QUE JESUS É O MESSIAS Dia do Papa 01. ACOLHIDA Preparar na entrada do templo

Leia mais

Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar

Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Que as pedras do meu caminho Meus pés suportem pisar Mesmo ferido

Leia mais

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14)

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Português Sagrada Família de Jesus, Maria e José B Deus apareceu na terra e começou a viver no meio de nós. (cf. Bar 3,38) Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Deus quis honrar os pais nos filhos

Leia mais

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA

TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA TRÍDUO PASCAL ORAÇÕES À MESA 1. Quinta-Feira Santa Ao almoço D: Irmãos, Jesus Cristo fez de nós um reino de sacerdotes para Deus o nosso pai. T: A Ele, glória e poder / pelos séculos dos séculos. Amém.

Leia mais

Maria Maria Maria Maria

Maria Maria Maria Maria 1 Ave, Maria! 2 Introdução Poucas vezes, Maria é citada nas Escrituras Sagradas. Na verdade, são apenas 17 passagens, algumas relativas aos mesmos fatos, distribuídas nos quatro Evangelhos, e uma passagem

Leia mais

HISTÓRIA DO SANTO TERÇO

HISTÓRIA DO SANTO TERÇO HISTÓRIA DO SANTO TERÇO A recitação dos Salmos, desde o século IX, continua sendo a oração oficial da Igreja, conhecida como Liturgia das Horas. Os 150 Salmos recitados pelos monges eram assistidos pelos

Leia mais