REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS"

Transcrição

1 REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS I - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente Regulamento tem por objetivo definir as normas das disciplinas Projetos de Biologia I e II oferecidas pelo curso de Ciências Biológicas do Campus de Aquidauana, UFMS. Art. 2º As disciplinas Projetos de Biologia I e II, obrigatórias para a integralização curricular do curso de Ciências Biológicas, visam atender as normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Educação, a fim de propiciar ao (à) acadêmico(a) a possibilidade de experimentar a construção de um projeto de pesquisa. Art. 3º Ao final das disciplinas, o(a) acadêmico(a) deverá produzir, individualmente, um trabalho escrito, em forma de monografia, de caráter experimental ou teórico ou de revisão bibliográfica. Art.4º A monografia deverá versar sobre assunto relacionado com as áreas de conhecimento pertinente ao curso de Ciências Biológicas. Art. 5º Só poderão encaminhar os projetos de Monografia à apreciação os acadêmicos que estiverem regularmente matriculados e devidamente orientados, de acordo com o que fora aprovado em Colegiado de Curso. II - DA ORIENTAÇÃO Art. 6º As disciplinas Projeto de Biologia I e II serão oferecidas em turmas, sob a responsabilidade dos professores lotados no Curso de Ciências Biológicas.

2 Parágrafo Único O Professor responsável poderá encaminhar o acadêmico, caso requerido, para ter a orientação de professores e/ou pesquisadores de outros Departamentos, Cursos e até de outras Instituições de Ensino e estes poderão participar do processo como orientadores. Art. 7º Para o desenvolvimento do trabalho será obrigatória a orientação de um professor graduado em Ciências Biológicas ou em área afim e que tenha, no mínimo, título de especialista. Art. 8º No caso em que o orientador não tiver condições de continuar orientando determinado trabalho, o mesmo deverá formalizar a desistência através de C.I. (Comunicação Interna) ao coordenador do curso, que levará o ocorrido ao Colegiado do curso para devidas providências. III - DA APRESENTAÇÃO Art. 9º O aluno apresentará, ao final da disciplina Projetos de Biologia II, o trabalho de monografia impresso em 3 (três) vias, devidamente assinadas por ele e pelo orientador e procederá as demais documentações de acordo com as normas determinadas para a confecção da monografia. Após a correção dos itens sugeridos pela banca examinadora, de acordo com o cronograma estipulado (anexo), será entregue a versão final, em papel, com encadernação clássica (capa dura) mais uma cópia digital, em formato PDF juntamente com a autorização para que possa ser disponibilizado pela biblioteca, em formulário próprio. Art. 10. Para a construção do trabalho de monografia serão seguidas as seguintes recomendações que deverão ser cumpridas à contendo: Art. 11. Recomendações para a apresentação da Monografia: A Monografia deve ser escrita com linguagem clara e objetiva e, preferencialmente, na terceira pessoa do singular, características apropriadas a um trabalho científico. Recomenda-se o uso de frases curtas, que quando tratam de um mesmo aspecto devem ser reunidas em um único parágrafo. Esta

3 (deve ser digitada em uma só face de folha branca, de boa qualidade) no formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitados na cor preta, exceto ilustrações. O texto deve ser justificado. Usar fonte TIMES NEW ROMAN, tamanho 12 e espaçamento duplo, para o texto e tamanho 10 para citações longas, notas de rodapé, paginação e legendas das ilustrações e tabelas. Configurar páginas com 2,5 cm de margens esquerda, direita superior e inferior. Utilizar definição padrão para iniciar parágrafos, ou seja, seis espaços a partir da margem esquerda. Art. 12. Para a paginação recomenda-se que: A numeração das páginas que antecedem o corpo principal da Monografia, com exceção da página de rosto, deve ser feita com algarismos romanos minúsculos (i, ii,iii,iv...). As páginas a partir da primeira do corpo principal do trabalho, que se inicia com a Introdução, devem ser numeradas com algarismos arábicos. A numeração deve ser colocada no canto superior direito a 2,5 cm do limite lateral do papel. A primeira página a ser numerada é a da Introdução e a última, a última página das Referências Bibliográficas. A indicação do nº 1 deve ser suprimida da 1ª página da Introdução, ou seja, o primeiro número a ser escrito será 2, na segunda página da Introdução. Art. 13. Para a elaboração de Tabelas recomenda-se que: Os resultados e os dados utilizados no trabalho, sempre que possível, deverão ser apresentados em tabelas. Estas deverão abordar os resultados ou fatos mais importantes que deverão ser discutidos no texto. Art. 14. Quanto à elaboração das Figuras e Ilustrações, recomenda-se que: As ilustrações devem ser numeradas em algarismos arábicos, no canto inferior esquerdo das mesmas. O título deve aparecer abaixo da(s) ilustração (ões), antecedido da palavra Figura, iniciada com letra maiúscula, seguida pelo(s) número(s) correspondente(s). Caso As Figuras e as Tabelas (se em grande número) podem ser apresentadas reunidas após a conclusão.

4 Art. 15. A Monografia deverá ser estruturada da seguinte forma: I. Parte Preliminar (elementos pré-textuais) a) Capa (obrigatório) b) Folha de rosto (obrigatório) c) Folha de aprovação (obrigatório) d) Dedicatória (opcional) e) Agradecimentos (opcional) f) Resumo (obrigatório) g) Sumário (obrigatório) h) Listas (opcional) II. Corpo principal (elementos textuais) a) Introdução b) Desenvolvimento Material e métodos ou metodologia Resultados Discussão dos resultados Conclusão III. Apêndices (elementos pós-textuais) a) Referências bibliográficas (obrigatório) b) Apêndices ou anexos (opcional) IV - DA COMISSÃO AVALIADORA Art. 16. A Comissão Avaliadora será composta pelo orientador mais dois membros titulares, com titulação mínima de especialista. Se houver um coorientador, este não poderá fazer parte da banca de defesa pública, exceto se for para substituir o orientador.

5 Art. 17. A designação da Banca Examinadora será feita pelo Colegiado de Curso de Ciências Biológicas, de acordo com a lista nominal encaminhada pelo(a) orientador(a). V DOS PRAZOS Art. 18. Os prazos deverão seguir, rigorosamente, o estipulado nos cronogramas e formulários em anexo a este regulamento. VI - DA AVALIAÇÃO Art. 19. Aprovação e homologação da Primeira Parte da Monografia, Disciplina Projetos em Biologia I. Para a avaliação da Disciplina Projetos de Biologia I, haverá a necessidade da entrega de projeto de pesquisa, em formulário próprio que deverá receber uma nota projeto de pesquisa, dada pelo(a) orientador(a), em formulário próprio. Juntamente com a entrega do projeto de pesquisa e ao longo do processo haverá a avaliação parcial feita pelo orientador, em formulário próprio. A média entre essas notas, projeto mais a avaliação parcial do orientador deverá estar entre 0 a 10,0, sendo 5,0 (cinco) a nota mínima para a aprovação. Art. 20. Aprovação e homologação da Disciplina Projetos em Biologia II. Para a avaliação da Disciplina Projetos de Biologia II, após a conclusão do trabalho de Monografia, este deverá ser apresentado e defendido publicamente, pelo aluno junto a uma Banca Examinadora (após a correção da primeira versão), que será constituída pelo orientador e mais dois membros titulares, com titulação mínima de especialista.

6 Terminada a defesa, a Banca Examinadora se reunirá para atribuir a nota de 0 a 10,0, que será a média aritmética das notas atribuídas pelos membros da banca. A nota mínima para aprovação é 5,0. No caso de haver necessidade de correção de Monografia, o aluno terá um prazo máximo de cinco dias úteis para entregar a versão final na Coordenação de Curso. Somente após a entrega da versão final da Monografia, a Coordenação, enviará para a Secretaria Acadêmica do Campus de Aquidauana a nota da disciplina Projetos em Biologia II. Sem a referida nota, o aluno não poderá colar grau. VI - DOS CASOS OMISSOS Art. 21. Os casos omissos serão resolvidos pelo Colegiado do curso de Ciências Biológicas do Campus de Aquidauana e, posteriormente, homologados pelo Departamento de Biociências.

NORMAS GERAIS PARA A DEFESA

NORMAS GERAIS PARA A DEFESA NORMAS GERAIS PARA A DEFESA I.PROCESSO DE DEFESA Quando a dissertação estiver pronta para a defesa, o pós-graduando deverá entregar os seguintes documentos: a) Três versões impressas e uma versão em arquivo

Leia mais

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG)

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) APRESENTAÇÃO O presente manual tem por objetivo orientar os alunos dos Cursos de Graduação de Tecnólogo em Logística, Informática e Aeronáutica quanto

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNESP/CÂMPUS EXPERIMENTAL DE OURINHOS. 1 Diretrizes gerais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNESP/CÂMPUS EXPERIMENTAL DE OURINHOS. 1 Diretrizes gerais NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNESP/CÂMPUS EXPERIMENTAL DE OURINHOS 1 Diretrizes gerais As normas da disciplina Estágio supervisionado e trabalho de graduação, relacionadas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL Portaria CCGEC nº 03/2011 Regulamenta a atividade de Trabalho de Conclusão de Curso, fixada no

Leia mais

MESTRADO EM CIÊNCIAS MÉDICAS

MESTRADO EM CIÊNCIAS MÉDICAS FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA ENSINANDO E APRENDENDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS MESTRADO EM CIÊNCIAS MÉDICAS MANUAL FORMATAÇÃO DA DISSERTAÇÃO Fortaleza Ceará 2017

Leia mais

RESOLUÇÃO CCGTA nº 03/2012 alterada pelo Colegiado do Curso em 10/04/17

RESOLUÇÃO CCGTA nº 03/2012 alterada pelo Colegiado do Curso em 10/04/17 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO REGIONAL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIA DE ALIMENTOS RESOLUÇÃO CCGTA nº 03/2012

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS PORTARIA CGEMAT N. 02/2011 Regulamenta o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC, disciplina do Curso de

Leia mais

Programa de Pós Graduação em Saúde e Sociedade. Manual normativo para elaboração de Dissertações

Programa de Pós Graduação em Saúde e Sociedade. Manual normativo para elaboração de Dissertações Manual normativo para elaboração de Dissertações Mossoró/RN, Julho de 2016 Normas para formatação de Dissertação PPGSS 2016 1. DEFINIÇÃO: Dissertação Conceitualmente, a dissertação corresponde ao documento

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Programa de Pós-Graduação em Sociologia 1 Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Programa de Pós-Graduação em Sociologia RESOLUÇÃO PPGS-UFPB Nº 06/2015 Regulamenta os procedimentos de elaboração e depósito

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Colegiado PPGCiAmb

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Colegiado PPGCiAmb NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Colegiado PPGCiAmb Passo Fundo, 2018 NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS APRESENTAÇÃO As normas para a elaboração

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO ORAL CURSO DE MESTRADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO ORAL CURSO DE MESTRADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO ORAL CURSO DE MESTRADO Antes da defesa da dissertação, o aluno deverá submeter-se ao Exame Geral de Qualificação. A solicitação do Exame Geral de Qualificação

Leia mais

Considerando a Resolução nº 26/2007 da Câmara Superior de Ensino da UFCG;

Considerando a Resolução nº 26/2007 da Câmara Superior de Ensino da UFCG; UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AMBIENTAL CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL RESOLUÇÃO CCEA Nº 01/2012 Revoga

Leia mais

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ENGENHARIA

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ENGENHARIA FACULDADE PRAIA GRANDE PROF. EUGENIO GALLO NETO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ENGENHARIA Praia Grande 2018 1 MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE

Leia mais

RESOLUÇÃO CCEA Nº 02/2011

RESOLUÇÃO CCEA Nº 02/2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AMBIENTAL CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL RESOLUÇÃO CCEA Nº 02/2011 Aprova

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel branco ou reciclado no formato A4. O texto pode ser digitado no anverso e verso das folhas,

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Revisado colegiado PPGBioexp

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES. Revisado colegiado PPGBioexp NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Revisado colegiado PPGBioexp Passo Fundo, Março de 2014 NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM BIOEXPERIMENTAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO As

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO N 0 116, DE 12 JUNHO DE 2012 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 308ª Reunião Ordinária, realizada em 12 de junho de 2012, e considerando

Leia mais

Normas Complementares do Trabalho de Conclusão do Curso de. (Grau bacharelado)

Normas Complementares do Trabalho de Conclusão do Curso de. (Grau bacharelado) Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Ciências Integradas do Pontal Graduação em Ciências Biológicas (Grau bacharelado) Normas Complementares do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 Dispõe sobre a formatação e demais procedimentos para a preparação de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado na UFRJ. Considerando a necessidade de um trabalho de dissertação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO EM ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NOME DO AUTOR (FONTE 12 CAIXA ALTA)

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO EM ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NOME DO AUTOR (FONTE 12 CAIXA ALTA) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO AMAZÔNICO EM ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NOME DO AUTOR (FONTE 12 CAIXA ALTA) TÍTULO DO TRABALHO (FONTE 12 CAIXA ALTA - NEGRITO) Subtítulo

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002

RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 RESOLUÇÃO CEPG N.º 02/2002 Dispõe sobre a formatação e demais procedimentos para a preparação de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado na UFRJ. Considerando a necessidade de um trabalho de dissertação

Leia mais

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE FILOSOFIA DA UFRRJ

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE FILOSOFIA DA UFRRJ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO Coordenação do Curso de Licenciatura em Filosofia - ICHS REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE FILOSOFIA DA UFRRJ CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

Desenvolvimento Cronograma Bibliografia 7- Os casos omissos serão encaminhados ao Colegiado de Curso para análise.

Desenvolvimento Cronograma Bibliografia 7- Os casos omissos serão encaminhados ao Colegiado de Curso para análise. Desenvolvimento Cronograma Bibliografia 7- Os casos omissos serão encaminhados ao Colegiado de Curso para análise. AA052 - MONOGRAFIA II 1- O aluno deve estar matriculado na atividade AA052- Monografia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução FORMATO DAS DISSERTAÇÕES DO PPGEE As Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução (PPGEE) seguirão o seguinte formato: 1) Formatação

Leia mais

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos.

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos. INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação Capítulo I Formatação Aspectos Gráficos 1.1 Tamanho do papel A4 (210 X 297 mm) 1.2 Gramatura

Leia mais

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS Segundo a NBR 14724:2005 da ABNT, uma dissertação é um documento que representa o resultado de um

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2 1. INTRODUÇÃO Para obter o título de Bacharel em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, o aluno deverá desenvolver um Trabalho de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº005 /2017-PPS

RESOLUÇÃO Nº005 /2017-PPS RESOLUÇÃO Nº005 /2017-PPS CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Pós- Graduação e disponibilizada na página http://sites.uem.br/producao-sustentavelsaude-animal,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 Estrutura de apresentação 1.1 Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Folha de aprovação

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE 1. O Relatório do Estágio Curricular Profissionalizante deverá obedecer ao tamanho de papel A4 (21,0 x 29,7 cm). 2. Na elaboração

Leia mais

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PORTO SUL ELABORAÇÃO PROF. VINICIUS LAURIA PROF. PAULO EDUARDO PEREIRA ADAPTADO PROFA.FERNANDA FERRARO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Praia Grande

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final após aprovação. Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação

INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final após aprovação. Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final após aprovação Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação Capítulo I Formatação Aspectos Gráficos 1.1 Tamanho do papel A4 (210 X

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - REGIONAL JATAÍ UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL Guia para Redação Técnico-Científica

Leia mais

NORMATIVAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

NORMATIVAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC NORMATIVAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC I - INTRODUÇÃO Atualizadas e aprovadas pelo Colegiado do Curso de Farmácia - CCS/UFPE, em reunião do dia 21 de maio de 2014, passando

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI

INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 08/2016-PPGAGRI Aprova novas normas para redação e procedimentos de Dissertações e Teses do PPGAGRI. O COLEGIADO EXECUTIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRICULTURA E BIODIVERSIDADE

Leia mais

MESTRADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA/ PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

MESTRADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA/ PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES REITORIA MESTRADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA/ PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NORMA-REGULAMENTO: DISSERTAÇÃO Para agendar a Banca de Defesa, o

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS DE ITUVERAVA COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ITUVERAVA SP

FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS DE ITUVERAVA COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ITUVERAVA SP FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS DE ITUVERAVA COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ITUVERAVA SP Estas normas foram aprovadas na XX Reunião Ordinária do Colegiado do Curso de Ciências Biológicas

Leia mais

Instrução Normativa 2018/02 Regulamenta o processo de elaboração e de defesa de Dissertação ou Tese - Homologada em 01 de agosto de 2018

Instrução Normativa 2018/02 Regulamenta o processo de elaboração e de defesa de Dissertação ou Tese - Homologada em 01 de agosto de 2018 Instrução Normativa 2018/02 Regulamenta o processo de elaboração e de defesa de Dissertação ou Tese - Homologada em 01 de agosto de 2018 Solicitação de agendamento de defesa O processo de defesa de Dissertação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS DEPARTAMENTO DE GRADUAÇÃO E POS-GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS DEPARTAMENTO DE GRADUAÇÃO E POS-GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS DEPARTAMENTO DE GRADUAÇÃO E POS-GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO O presente regulamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 03/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA DO PONTAL

RESOLUÇÃO Nº 03/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA DO PONTAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA DO PONTAL RESOLUÇÃO Nº 03/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

Leia mais

DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES REITORIA DOUTORADO EM ENGENHARIA BIOMÉDICA / PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NORMA-REGULAMENTO: TESE Para agendar a Banca de Defesa, o aluno

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO Esta Circular apresenta os requisitos estabelecidos pela coordenação do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Mestrado Acadêmico, de uso

Leia mais

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA - ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos, nesta ordem, em conformidade às normas ABNT (15287/2011): a) Capa b) Contracapa

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TESE ORIENTAÇÕES GERAIS RECOMENDAÇÕES PARA DIGITAÇÃO DE TEXTO Espaçamento de 1,5 (exceto notas de rodapé, referências, legendas das Figuras e Tabelas, natureza (tipo do trabalho,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Este roteiro contém os requisitos obrigatórios, estabelecidos pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA. O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos:

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA. O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos: - ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos: a) Capa; b) Folha de Rosto; c) Justificativa; d) Objetivos (geral e específicos);

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR - PMBqBM GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO CURSOS DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS BACHARELADO E LICENCIATURA

REGULAMENTO GERAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO CURSOS DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS BACHARELADO E LICENCIATURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS REGULAMENTO GERAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO CURSOS DE GRADUAÇÃO

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Tecnologia Departamento de Tecnologia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos IT 226 Estágio Supervisionado NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2013 PDLET. UCS/UniRitter, da Universidade de Caxias do Sul e do Centro Universitário Ritter dos Reis, no uso de suas

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2013 PDLET. UCS/UniRitter, da Universidade de Caxias do Sul e do Centro Universitário Ritter dos Reis, no uso de suas INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2013 PDLET Estabelece os procedimentos para o Exame de Qualificação para os doutorandos do Programa de Doutorado em Letras Associação Ampla UCS/UniRitter A Comissão Coordenadora

Leia mais

PORTARIA DO DIRETOR Nº 39, DE 7 DE ABRIL DE 2005

PORTARIA DO DIRETOR Nº 39, DE 7 DE ABRIL DE 2005 PORTARIA DO DIRETOR Nº 39, DE 7 DE ABRIL DE 2005 Estabelece normas para elaboração de dissertações e teses no Programa de Pós- Graduação em Medicina Veterinária O Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária

Leia mais

Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Cursos da Faculdade de Tecnologia (FATEC) de Taquaritinga/SP

Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Cursos da Faculdade de Tecnologia (FATEC) de Taquaritinga/SP CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS (TCC) Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TEXTOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E DISSERTAÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DO CAMPUS DE ILHA SOLTEIRA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA CIVIL ILHA SOLTEIRA, SÃO PAULO 2012 Aprovado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE CIÊNCIAS SOCIAIS RESOLUÇÃO Nº 02/ 2014 CAPÍTULO I

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE CIÊNCIAS SOCIAIS RESOLUÇÃO Nº 02/ 2014 CAPÍTULO I UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE CIÊNCIAS SOCIAIS RESOLUÇÃO Nº 02/ 2014 Estabelece as Normas para o Trabalho de Conclusão de (TCC) de acordo com as recomendações dispostas no

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE 1. O Relatório do Estágio Curricular Profissionalizante deverá obedecer ao tamanho de papel A4 (21,0 x 29,7 cm). 2. Na elaboração

Leia mais

REGULAMENTO - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS CAMPUS OSASCO REGULAMENTO - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS OSASCO, 2015 I. DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO EMPRESARIAL. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EMPRESARIAL PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA VERSÃO REVISADA EM ABRIL/2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES As dissertações

Leia mais

NORMAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ESTÁGIO

NORMAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ESTÁGIO NORMAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ESTÁGIO O relatório de actividades será essencialmente um relatório de actividades desenvolvidas no local de estágio. Este relatório deverá conter os

Leia mais

Ato Normativo 04/2015/CCGZOT: Regulamenta as atividades do Trabalho de Conclusão de Curso para o

Ato Normativo 04/2015/CCGZOT: Regulamenta as atividades do Trabalho de Conclusão de Curso para o COORDENADORIA DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Rod. Admar Gonzaga, 1346 - Itacorubi - CEP: 88034-001 - Florianópolis - SC (48) 3721-2650 Ato Normativo 04/2015/CCGZOT: Regulamenta as atividades

Leia mais

DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida. Escola de Engenharia

DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida. Escola de Engenharia DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida Escola de Engenharia Bibliografia Básica: UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos: guia para alunos da

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento visa orientar os alunos referente aos objetivos, critérios, procedimentos e mecanismos de

Leia mais

PPGEOG - Programa de Pós-Graduação em Geografia. Resolução PPGEOG 001/2016

PPGEOG - Programa de Pós-Graduação em Geografia. Resolução PPGEOG 001/2016 Programa de Pós-Graduação em Geografia PPGeog Av. Visconde do Rio Preto, s/n (Km02) Colônia do Bengo São João del-rei MG Cep. 36.301-360 PPGEOG - Programa de Pós-Graduação em Geografia Resolução PPGEOG

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - REGIONAL JATAÍ UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL Guia para Redação Técnico-Científica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH INSTRUÇÃO NORMATIVA 01/2013 PRORH/UFS Assunto: Normas de

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE FARMÁCIA. Normas para TCC II do período 2016/2

COLEGIADO DO CURSO DE FARMÁCIA. Normas para TCC II do período 2016/2 1 1. DAS NORMAS DO TCC Normas para TCC II do período 2016/2 1.1. Os candidatos a orientadores e estudantes do TCC II devem estar cientes sobre (i) os objetivos do TCC, (ii) os requisitos para inscrição,

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Campus DE VITÓRIA DA CONQUISTA PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR 14724

Leia mais

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças TCC FORMATAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS - Folha de rosto - Ficha catalográfica

Leia mais

Curso de Graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Santa Catarina. I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Curso de Graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Santa Catarina. I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES COORDENADORIA DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Rod. Admar Gonzaga, 1346 - Itacorubi - CEP: 88034-001 - Florianópolis - SC (48) 3721-2650 Ato Normativo 02/2013/CCGZOT: Regulamenta as atividades

Leia mais

MARKETING PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar

MARKETING PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar MARKETING PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia de negócios

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor um plano de negócios para a empresa hospitalar escolhida, tendo como base a gestão de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO RESOLUÇÃO Nº 002/2018 - PPGNUT, 13 de junho 2018. Dispõe sobre normas

Leia mais

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação ANEXO 01 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Formato O texto deverá ser apresentado em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deverá

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - NAC 006/2016 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO (TC) NA MODALIDADE ARTIGO CIENTÍFICO

INSTRUÇÃO NORMATIVA - NAC 006/2016 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO (TC) NA MODALIDADE ARTIGO CIENTÍFICO INSTRUÇÃO NORMATIVA - NAC 006/2016 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO (TC) NA MODALIDADE ARTIGO CIENTÍFICO O coordenador do Núcleo de Atividades Complementares e Trabalho de Curso NAC, nos termos da Resolução

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL. FORMATAÇÃO GERAL Papel A; Fonte Arial; Espaçamento entre linha de,5 cm; Margens: a) margem esquerda:,0 cm b) margem direita:,5

Leia mais

ANEXO I REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO

ANEXO I REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO ANEXO I REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I

Leia mais

Para apresentação de todos os trabalhos acadêmicos, adotamos as recomendações de padronização e formatação contidas na NBR (ABNT, 2005).

Para apresentação de todos os trabalhos acadêmicos, adotamos as recomendações de padronização e formatação contidas na NBR (ABNT, 2005). ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Para apresentação de todos os trabalhos acadêmicos, adotamos as recomendações de padronização e formatação contidas na NBR 14724 (ABNT, 2005). 1. Papel A digitação

Leia mais

ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB /04

ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB /04 ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB-9 1451/04 GUIA DE NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS E CAPA INSTITUCIONALIZADA - FAP APUCARANA 2006 1 APRESENTAÇÃO FORMAL 1.1

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

COMÉRCIO EXTERIOR PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar COMÉRCIO EXTERIOR PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca do plano de negócios utilizado pela empresa, focando a consonância

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR (PPGAT)

RESOLUÇÃO Nº 2/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR (PPGAT) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR (PPGAT) RESOLUÇÃO Nº 2/2016 DO COLEGIADO DO PROGRAMA

Leia mais

CAMPUS DO PANTANAL REGULAMENTO DISCIPLINA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. Capítulo II. Da Natureza e objetivos do Trabalho de Conclusão de Curso

CAMPUS DO PANTANAL REGULAMENTO DISCIPLINA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. Capítulo II. Da Natureza e objetivos do Trabalho de Conclusão de Curso CAMPUS DO PANTANAL REGULAMENTO DISCIPLINA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Capítulo I Da Natureza e objetivos do Trabalho de Conclusão de Curso Art.1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL Campus de CAMPO GRANDE PROGRAMA MULTICÊNTRICO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR - PMBqBM - SBBq NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Coordenação do Curso de Graduação em Tecnologia em Sistemas para Internet

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Coordenação do Curso de Graduação em Tecnologia em Sistemas para Internet Normas complementares do Curso de Graduação em Tecnologia em Sistemas para Internet - para as atividades do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Toledo, 2016 Sumário 1 AS CARACTERÍSTICAS 2 2 O TCC 1 4

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724:2011, disponível no Portal BU/UFSC (http://portalbu.ufsc.br/normalizacao-de-trabalhos-2/),

Leia mais

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA - MINAS GERAIS ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº. 11-CONSEPE, DE 16 DE MAIO DE 2008. Normas para redação e apresentação de

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES

Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Universidade Federal da Bahia Instituto Multidisciplinar em Saúde Programa de Pós-Graduação em Biociências NORMAS PARA FORMATAÇÃO DE DISSERTAÇÕES Vitória da Conquista/BA 2014 Universidade Federal da Bahia

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE TECNOLOGO EM PROCESSOS GERENCIAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE TECNOLOGO EM PROCESSOS GERENCIAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE TECNOLOGO EM PROCESSOS GERENCIAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade normalizar

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEFINE NORMAS TÉCNICAS A SEREM SEGUIDAS PARA A APRESENTAÇÃO DO DOCUMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DA

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca da importância da logística operacional em saúde, abordando a gestão

Leia mais

Capítulo I Disposições Preliminares

Capítulo I Disposições Preliminares UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS Resolução CGRI/CCSA n o 001/2014 Regulamenta a atividade de Trabalho de

Leia mais