ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO 3ª SELEÇÃO PÚBLICA DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE ESTÁGIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO 3ª SELEÇÃO PÚBLICA DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE ESTÁGIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ."

Transcrição

1 3ª SELEÇÃO PÚBLICA DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE ESTÁGIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ. Seleção Pública para ingresso no Programa de Estágio do Ministério Público do Estado do Pará. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto no art. 67 da Lei Complementar Estadual nº 57, de 06 de julho de 2006 e do art. 37 da Lei Orgânica do Ministério Público (Lei nº.625, de 12 de fevereiro de 1993), na Resolução nº 42, de 16 de junho de 2009 do Conselho Nacional do Ministério Público, e alterações posteriores, na Resolução nº 031/2013-CPJ, de 5 de dezembro de 2013 e na Lei Federal nº 11.7, de 25 de setembro de 200, torna pública a abertura da 3ª Seleção Pública de Candidatos para o Programa de Estágio do Ministério Público do Estado do Pará e estabelece as normas relativas à realização dessa seleção pública destinada a selecionar ESTAGIÁRIOS, com atuação específica nos órgãos auxiliares e/ou de execução. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1 A 3ª Seleção Pública de Candidatos para o Programa de Estágio será regida pelas disposições contidas neste edital e pelas normas estabelecidas na Resolução nº 031/2013-CPJ, de 5 de dezembro de A seleção visa prover o quadro de estagiários dos órgãos auxiliares e/ou de execução, localizados nas Regiões Administrativas especificadas no item 3.1 e terá validade de um ano, a contar da data da homologação do processo seletivo. 1.3 O estágio não cria vínculo empregatício de nenhuma natureza entre o estagiário e o Ministério Público do Estado do Pará. 1.4 Os direitos, os deveres e as vedações do estagiário estão previstos nos artigos 17 a 22 da Resolução nº 031/2013-CPJ, de 5 de dezembro de O estagiário receberá bolsa mensal, cujo valor será fixado por portaria do Procurador-Geral de Justiça, atualmente em R$ 55,00 (quinhentos e cinquenta e oito reais), assim como, auxílio transporte mensal, atualmente em R$96,0 (noventa e seis reais e oitenta centavos), proporcionalmente aos dias efetivamente estagiados, que será pago junto com a bolsa de estágio, em pecúnia, além de estar coberto por seguro contra acidentes pessoais. Os valores da bolsa de estágio e do auxílio-transporte serão definidos anualmente, por ato do Procurador-Geral de Justiça, ad referendum do Colégio de Procuradores de Justiça, observadas as disponibilidades orçamentária e financeira da Instituição. 1.6 O período de estágio não excederá 2(dois) anos, exceto quando se tratar de estagiário na condição de Pessoa com Deficiência - PcD. 1.7 O certificado de conclusão de estágio, válido como título no concurso para ingresso na carreira de membro do Ministério Público do Estado do Pará, segundo critérios da Comissão de Concurso, será expedido aos que estagiarem por no mínimo 1(um) ano consecutivo de efetivo desenvolvimento das atividades, obedecidas as normas do art. 2 da Resolução nº 031/2013-CPJ, de 5 de dezembro de A jornada de estágio será de 4(quatro) horas diárias e 20(vinte) horas semanais, compatíveis com o horário escolar e de expediente do Ministério Público Estadual. 1.9 Para garantir o bom desempenho escolar, o estagiário, nos períodos de avaliação, estará dispensado do cumprimento da jornada de estágio, desde que a instituição de ensino superior adote verificações de aprendizagem periódicas ou finais e, ainda, que o estagiário apresente ao Ministério Público Estadual o calendário acadêmico de avaliações ou documento equivalente.

2 1.10 Considerar-se-ão aprovados todos os candidatos que alcançarem a pontuação mínima exigida e preencherem os requisitos previstos neste Edital, os quais serão convocados a ocupar a função na medida da necessidade dos órgãos solicitantes, respeitadas a ordem de classificação e a reserva de 10% (dez por cento) das vagas existentes às Pessoas com Deficiência - PcD, desde que atingida a pontuação mínima necessária para aprovação na prova objetiva do respectivo processo seletivo O candidato que concorrer na condição de Pessoas com Deficiência PcD, participará do processo seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo, avaliação, duração, horário e local de aplicação das provas, salvo casos especiais que serão decididos pela Comissão Para efeito desta seleção, consideram-se Pessoas com Deficiência PcD as que se enquadram nas categorias estabelecidas no art. 4º e seus incisos do Decreto Federal nº 3.29 de 20 de dezembro de 1999, e suas posteriores alterações O candidato somente disputará vagas para a Região Administrativa na qual tenha optado, observada a ressalva constante no item 12.4 do presente edital Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. No momento da inscrição, o candidato deverá optar pela Região Administrativa para qual deseja concorrer, observado o quadro constante no item 3.1 deste edital. Uma vez efetivada a inscrição não será permitida, em hipótese alguma, a sua alteração no que se refere à opção da Região Administrativa O candidato que não apresentar a documentação exigida para a vinculação, no prazo estabelecido, será eliminado do certame Somente poderão inscrever-se no Processo Seletivo os acadêmicos pertencentes às instituições de ensino conveniadas com o Ministério Público do Estado do Pará, conforme relação abaixo. SEQ. INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NÚMERO DO CONVÊNIO 1. CENTRO DE EXCELÊNCIA IDEAL - FACI Convênio nº 002/ MP/PA 2. CENTRO CULTURAL DA AMAZÔNIA (FACULDADE DE TEOLOGIA, Convênio nº 003/ MP/PA FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FATEFIG) 3. CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PARÁ - CESUPA Convênio nº 002/ MP/PA 4. ESCOLA SUPERIOR MADRE CELESTE - ESMAC Convênio nº 009/ MP/PA 5. FACULDADE DE BELÉM - FABEL Convênio nº 010/ MP/PA 6. FACULDADE DE ESTUDOS AVANÇADOS DO PARÁ - FEAPA Convênio nº 012/ MP/PA 7. FACULDADE ESTÁCIO DO PARÁ - ESTÁCIO- FAP Convênio nº 012/ MP/PA. FACULDADE INTEGRADA DE ENSINO SUPERIOR DE COLINAS Convênio nº 006/ MP/PA DO TOCANTINS - FIESC 9. FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU DE BELÉM - FMN DE Convênio nº 00/ MP/PA BELÉM 10. FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA - FAMAZ Convênio nº 006/ MP/PA 11. FACULDADE PAN AMAZÔNICA - FAPAN Convênio nº 004/ MP/PA 12. FACULDADES INTEGRADAS BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA Convênio nº 009/ MP/PA 13. FACULDADES INTEGRADAS DE CASTANHAL - FCAT Convênio nº 002/ MP/PA 14. FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS - FIT Convênio nº 003/ MP/PA 15. FACULDADES INTEGRADAS IPIRANGA Convênio nº 003/ MP/PA 16. INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES DA AMAZÔNIA - IESAM Convênio nº 00/ MP/PA 17. INSTITUTO ESPERANÇA DE ENSINO SUPERIOR - IESPES Convênio nº 009/ MP/PA 1. UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA - UNAMA Convênio nº 001/ MP/PA 19. UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ - UFOPA Convênio nº 011/ MP/PA 20. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ - UFPA Convênio nº 001/ MP/PA

3 2. DOS REQUISITOS 2.1 São requisitos para a vinculação: a) ter sido aprovado no processo seletivo, na forma estabelecida neste Edital; b) estar quite com as obrigações eleitorais; c) estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino; d) declaração firmada pelo candidato de inexistência de antecedentes criminais; e) ter disponibilidade para cumprimento da carga horária semanal de 20(vinte) horas, divididas em 4 (quatro) horas diárias; f) estar regularmente matriculado e frequentando os três últimos anos ou semestre equivalente dos cursos de graduação em Administração, Arquitetura, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Ciências Sociais, Comunicação Social Jornalismo, Direito, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Serviço Social nas Instituições de Ensino Superior conveniadas com o Ministério Público do Estado do Pará. g) o horário de cumprimento do estágio será matutino ou vespertino, facultando-se à administração do MP/PA o oferecimento do número de vagas que lhe convenha em quaisquer dos períodos. Caso o candidato aprovado não possa cumprir o estágio no horário em que exista a vaga, será convocado o que lhe for imediatamente subsequente na ordem de classificação, que aceite o horário fixado. Neste caso, reserva-se ao recusante o direito de ser convocado para a primeira vaga existente no horário desejado, caso outros recusantes não lhe sejam anteriores na ordem de classificação. h) o servidor público poderá participar de estágio no Ministério Público Estadual, desde que haja compatibilidade de horário e não esteja incluso nas vedações de que trata o art. 22 da Resolução nº 031/2013-CPJ, de 5 de dezembro de 2013, não recebendo bolsa de estágio e nem auxílio transporte. 3. DAS VAGAS 3.1 O processo seletivo destina-se a formação de cadastro de reserva de estágio nos cursos de graduação em Administração, Arquitetura, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Ciências Sociais, Comunicação Social Jornalismo, Direito, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Serviço Social no Ministério Público do Estado do Pará, às vagas que surgirem dentro do prazo de validade do processo seletivo, nas seguintes Regiões Administrativas. REGIÃO ADMINISTRATIVA QUANTIDADE DE MUNICÍPIOS MUNICÍPIOS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA RA/MP01 - Belém I 01 Belém (incluindo Icoaraci e Mosqueiro). RA/MP02 - Belém II 05 Ananindeua, Benevides, Marituba, Santa Bárbara do Pará e Santa Izabel do Pará. RA/MP03 - Nordeste I 17 Bujaru, Castanhal, Colares, Curuçá, Igarapé- Açu, Inhangapi, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, Santa Maria do Pará, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, São Domingos do Capim, São Francisco do Pará, São João da Ponta, Terra Alta e Vigia de Nazaré. RA/MP04 - Nordeste II 21 Augusto Corrêa, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capanema, Capitão Poço, Garrafão do Norte, Irituia, Nova Esperança do Piriá, Nova Timboteua, Ourém, Peixe-Boi, Primavera,

4 RA/MP05 Nordeste III 0 RA/MP06 - Tocantins 10 RA/MP09 - Sudeste I 13 RA/MP10 - Sudeste II 15 RA/MP11 - Sudeste III 05 RA/MP12 - Sudeste IV 04 RA/MP15 - Baixo Amazonas 13 Quatipuru, Salinópolis, Santarém Novo, São João de Pirabas, São Miguel do Guamá, Santa Luzia do Pará, Tracuateua e Viseu. Aurora do Pará, Concórdia do Pará, Dom Elizeu, Ipixuna do Pará, Mãe do Rio, Paragominas, Ulianópolis e Tomé-Açu. Acará, Abaetetuba, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju e Tailândia. Abel Figueiredo, Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Itupiranga, Jacundá, Marabá, Nova Ipixuna, Palestina do Pará, Piçarra, Rondon do Pará, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e São João do Araguaia. Água Azul do Norte, Bannach, Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia, Ourilândia do Norte, Pau D Arco, Redenção, Rio Maria, Santa Maria das Barreiras, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu, Sapucaia, Tucumã e Xinguara. Breu Branco, Goianésia do Pará, Novo Repartimento, Tucuruí e Pacajá. Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado dos Carajás e Parauapebas. Alenquer, Almeirim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojui dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém e Terra Santa. 3.2 A aplicação da prova objetiva ocorrerá nos municípios abaixo discriminados de acordo com a Região Administrativa na qual o candidato tenha optado. ÁREA DE CONHECIMENTO: ADMINISTRAÇÃO 1. Baixo Amazonas cadastro de reserva Santarém 2. Belém I cadastro de reserva Belém 3. Belém II cadastro de reserva Belém 4. Nordeste I cadastro de reserva Castanhal 5. Nordeste II cadastro de reserva Capanema 6. Sudeste III cadastro de reserva Tucuruí 7. Tocantins cadastro de reserva Abaetetuba ÁREA DE CONHECIMENTO: ARQUITETURA 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: BIBLIOTECONOMIA 1. Belém I cadastro de reserva Belém

5 ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO e ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIAS SOCIAIS 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO 1. Baixo Amazonas cadastro de reserva Santarém 2. Belém I cadastro de reserva Belém 3. Belém II cadastro de reserva Belém 4. Nordeste I cadastro de reserva Castanhal 5. Nordeste II cadastro de reserva Capanema 6. Nordeste III cadastro de reserva Paragominas 7. Sudeste I cadastro de reserva Marabá. Sudeste II cadastro de reserva Redenção 9. Sudeste III cadastro de reserva Tucuruí 10. Sudeste IV cadastro de reserva Parauapebas 11. Tocantins cadastro de reserva Abaetetuba ÁREA DE CONHECIMENTO: ENGENHARIA CIVIL 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: ODONTOLOGIA 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: PEDAGOGIA 1. Belém I cadastro de reserva Belém ÁREA DE CONHECIMENTO: PSICOLOGIA 1. Belém I cadastro de reserva Belém

6 ÁREA DE CONHECIMENTO: SERVIÇO SOCIAL 1. Belém I cadastro de reserva Belém 2. Belém II cadastro de reserva Belém 3. Baixo Amazonas cadastro de reserva Santarém 3.3 Os candidatos do curso de Direito matriculados no 7º ao 9º semestres, concorrerão, preferencialmente, às vagas de estágio que forem disponibilizadas aos membros do Ministério Público com atuação no segundo grau de jurisdição, observada a ordem de classificação no processo seletivo. 4. DA COMISSÃO DE SELEÇÃO 4.1 A Comissão de Seleção é presidida pelo Procurador-Geral de Justiça e composta pelo Subprocurador-Geral de Justiça para área técnico-administrativa, pela Diretora do Departamento de Recursos Humanos, pela Assessora da Procuradoria Geral de Justiça, pelo Diretor do Departamento de Informática, pela Chefia da Divisão de Desenvolvimento de Pessoal e por um Auxiliar de Administração. 5. DA FASE 5.1 O processo seletivo se desenvolverá em uma única fase, conforme abaixo especificado: a) inscrição; b) prova objetiva de múltipla escolha e Redação. 6. DA INSCRIÇÃO 6.1 A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento. 6.2 A inscrição será realizada das 9h do dia 6 de maio até as 17h de 20 de maio deste ano, somente por meio do portal do Ministério Público do Estado do Pará (www.mppa.mp.br). 6.3 O candidato está isento da taxa de inscrição, mas poderá doar no dia da realização da prova, em caráter voluntário, 1 kg de alimento não-perecível que será revertido para entidades filantrópicas no Estado. 6.4 Não serão aceitas inscrições de acadêmicos cursando o último semestre dos cursos objeto da presente seleção no 1º semestre letivo de É vedada a inscrição condicional, extemporânea, via fax ou correio eletrônico. 6.6 O Ministério Público do Estado do Pará não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica, falhas de comunicação, congestionamento de linhas de comunicação ou de outros fatores que venham impossibilitar a transferência dos dados, ou ainda por falhas de impressão dos documentos. 6.7 No ato da inscrição o candidato fará a opção por uma das Regiões Administrativas para qual irá concorrer. 6. O candidato que concorrer na condição de Pessoa com Deficiência PcD deverá encaminhar à Comissão de Seleção, Rua João Diogo, nº 100, Cidade Velha, Belém-Pará, CEP , em até 2 (dois) dias úteis após o encerramento das inscrições, laudo médico que ateste a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças - CID, bem como a sua provável causa, acompanhado de cópia do formulário de inscrição e relatório com indicação das condições especiais de que necessita para realização da prova (ANEXO II), sob pena de não as ter a sua disposição na data designada. Solicitações posteriores, nesse sentido, serão indeferidas.

7 6.9 Encerrado o prazo para as inscrições e para fins de confirmação, estas serão analisadas, publicando-se a relação nominal das inscrições validadas no portal A declaração falsa ou inexata dos dados constantes no Formulário Eletrônico de Inscrição determinará o cancelamento da inscrição e anulação de todos os atos dela decorrentes, em qualquer época, sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis. 7. DA APLICAÇÃO DAS PROVAS 7.1 O processo seletivo consistirá na aplicação de uma prova objetiva e na elaboração de uma redação, conforme especificado a seguir: Na prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório: a) Serão avaliados os conhecimentos gerais e específicos, quanto às matérias descritas no quadro abaixo, de acordo com o conteúdo programático previsto no ANEXO I. b) Terá a duração de, no máximo, 4 (quatro) horas, das 9h00 às 13h00 nos locais a serem divulgados no portal do Ministério Público do Estado do Pará (www.mppa.mp.br). c) Será composta de 20 (vinte) questões de múltipla escolha, com 4 (quatro) opções de resposta, entre as quais apenas 1(uma) será correta, que abordarão as seguintes disciplinas: ÁREA DE CONHECIMENTO: ADMINISTRAÇÃO Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 ÁREA DE CONHECIMENTO: ARQUITETURA Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 ÁREA DE CONHECIMENTO: BIBLIOTECONOMIA Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 ÁREAS DE CONHECIMENTO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO e ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4

8 ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIAS SOCIAIS Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 ÁREA DE CONHECIMENTO: COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO Língua Portuguesa 4 Legislação do Ministério Público 4 Direito Constitucional 4 Direito Civil e Processual Civil 4 12 Direito Penal e Processual Penal 4 Conhecimentos Gerais ÁREA DE CONHECIMENTO: ENGENHARIA CIVIL Língua Portuguesa 4 Legislação do Ministério Público 4 Conhecimentos Gerais ÁREA DE CONHECIMENTO: ODONTOLOGIA Língua Portuguesa 4 Legislação do Ministério Público 4 ÁREA DE CONHECIMENTO: PEDAGOGIA Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4

9 Conhecimentos Gerais ÁREA DE CONHECIMENTO: PSICOLOGIA Língua Portuguesa 4 Legislação do Ministério Público 4 ÁREA DE CONHECIMENTO: SERVIÇO SOCIAL Conhecimentos Língua Portuguesa 4 Gerais Legislação do Ministério Público 4 d) Cada questão terá o valor de 1(um) ponto, totalizando 20,00 (vinte) pontos. e) Somente será considerado habilitado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) de pontos no total da prova objetiva Na prova de Redação, de caráter eliminatório e classificatório: a) Tem o objetivo de avaliar o conhecimento sobre o tema, a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. b) Consistirá na elaboração de texto dissertativo de 20(vinte) a 30(trinta) linhas, valendo 10,0 (dez) pontos, cujo tema será divulgado no momento do exame. c) O candidato deverá produzir, com base no tema formulado pela banca examinadora, texto dissertativo, primando pela coerência e pela coesão. d) Deverá ser manuscrita, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta azul ou preta. e) Serão analisados os seguintes aspectos: CRITÉRIOS ELEMENTOS NA AVALIAÇÃO DA DISSERTAÇÃO PONTUAÇÃO Coesão 1,0 Textual 3,0 Coerência 1,0 Lógica na exposição das ideias 1,0 Ortografia 1,0 Caligrafia 1,0 4,0 Formal Pontuação 1,0 Concordância 1,0 Adequação ao tema 2,0 Técnica 3,0 Demonstração de conhecimento relativo ao tema 1,0 f) Será avaliada a estrutura formal, textual, gramatical e técnica. g) Será desconsiderado, para efeito de avaliação, qualquer fragmento de texto que ultrapassar a extensão máxima estabelecida de 30(trinta) linhas. h) Somente será considerado habilitado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) de pontos na prova de Redação. i) Serão corrigidas as provas de Redação dos candidatos que obtiverem aprovação nas provas objetivas, conforme critério previsto no item A prova objetiva será corrigida por meio eletrônico e a prova de redação por dois professores de Língua Portuguesa, com conhecimento técnico especializado e devidamente contratados pelo Ministério Público do Estado do Pará para tal finalidade.

10 . DA REALIZAÇÃO DA PROVA.1 A prova objetiva será aplicada no dia de junho de 2014, das 9h00 às 13h00..2 No dia da realização da prova o candidato poderá doar, em caráter voluntário, 1 kg de alimento não-perecível que será revertido para entidades filantrópicas no Estado..3 O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de trinta minutos do horário fixado para seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta ou azul, documento de identificação e comprovante de inscrição. Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver munido do original (em perfeitas condições) da Cédula Oficial de Identidade ou de carteira expedida por Órgão ou Conselho de Classe com foto, que tenha força de documento de identificação..4 Durante a realização da prova não será permitida a comunicação entre os candidatos, a utilização de aparelhos eletrônicos e receptores de mensagens, celulares, smartphones, nem a consulta a qualquer material didático, livro, código, etc. Também não será permitido se afastar da sala de prova, salvo com prévia autorização e devidamente acompanhado por fiscal do quadro de seleção..5 Somente serão permitidas marcações na Folha de Respostas feitas pelo próprio candidato, vedada qualquer colaboração ou participação de terceiros, exceto no caso de Pessoas com Deficiência PcD..6 Questões não respondidas, com duas ou mais alternativas assinaladas, ou rasuradas, serão consideradas como incorretas..7 Ao terminar a prova, o candidato, obrigatoriamente, entregará ao fiscal de sala a Folha de Respostas e somente poderá levar o Caderno de Questões duas horas após o início da prova. 9. DA CLASSIFICAÇÃO 9.1 Serão considerados classificados os candidatos que obtiverem 50% (cinquenta por cento) de acertos na prova objetiva e nota não inferior a 5,0 (cinco) na prova de redação. 9.2 Somente será corrigida a prova de Redação dos candidatos que obtiverem, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) de acertos na prova objetiva, garantindo-se a correção da prova de Redação de todos aqueles que empatarem na última classificação. 9.3 A nota final será aferida pela seguinte operação matemática: NF = NO + NR Onde: NF: Nota Final NO: Nota da prova Objetiva NR: Nota da prova de Redação 9.4 O empate na classificação final resolver-se-á favoravelmente ao candidato que obtiver maior número de acertos em conhecimentos básicos da Lei Orgânica do Ministério Público do Estado do Pará Persistindo o empate, o desempate beneficiará o candidato que tenha obtido o maior número de pontos na soma das provas de conhecimentos específicos; Subsistindo, ainda, o empate, o desempate beneficiará o candidato de maior idade. 9.5 A Comissão do Processo Seletivo divulgará a lista dos candidatos classificados no portal do Ministério Público do Estado do Pará (www.mppa.mp.br) e no Diário Oficial do Estado. 10. DA CONVOCAÇÃO 10.1 Para ser vinculado no presente estágio do Ministério Público, o candidato aprovado e classificado será convocado por e publicação no portal do MP/PA, sendo de sua inteira responsabilidade a atualização de seu endereço eletrônico, devendo comparecer perante o

11 Departamento de Recursos Humanos/Divisão de Desenvolvimento de Pessoal do Ministério Público do Estado do Pará, munido dos seguintes documentos: a) curriculum vitae; b) Carteira de Identidade (original e cópia); c) Certificado de Pessoa Física CPF (original e cópia); d) Título de Eleitor com o comprovante da última votação (original e cópia); e) Carteira de Reservista para candidatos do sexo masculino (original e cópia); f) 2 (duas) fotos 3x4 recentes e adequadas para documentos oficiais; g) Comprovante de residência atualizado (original e cópia); h) declaração da instituição de ensino contendo o ano ou período em que está matriculado no semestre letivo de 2014, conforme sua opção; i) histórico escolar original com indicação das notas obtidas nas disciplinas já cursadas; j) atestado médico comprovando aptidão clínica para a realização do estágio; k) encaminhamento para o estágio fornecido pela instituição de ensino ao qual esteja regularmente matriculado; l) declaração firmada pelo candidato aprovado de inexistência de antecedentes criminais; m) se, por meio de procurador, instrumento de mandato público ou particular (firma reconhecida) com poderes especiais expressos O candidato que não apresentar a documentação exigida para a vinculação no prazo estabelecido, será eliminado do certame Será eliminado do processo seletivo o convocado que: a) não for localizado em decorrência de desatualizado, incompleto ou incorreto. b) se recusar a iniciar o estágio na data, local e demais condições estipuladas pelo Ministério Público Estadual O candidato que desistir formalmente do estágio, será excluído da lista de classificação, mediante preenchimento de declaração de desistência (ANEXO III) ou por simples resposta ao que o convocou, firmando essa intenção A vinculação do estagiário será feita mediante assinatura do Termo de Compromisso de Estágio, em três (3) vias, assinado pelo acadêmico, pela instituição de ensino superior, pelo Subprocurador-Geral de Justiça para área técnico-administrativa e pelo Diretor do Departamento de Recursos Humanos. 11. DOS RECURSOS 11.1 O gabarito oficial da prova objetiva será divulgado na Internet, no portal do Ministério Público (www.mppa.mp.br) O candidato que desejar interpor recurso contra o gabarito oficial da prova objetiva deverá fazê-lo via preenchimento de formulário próprio (ANEXO IV), devendo enviá-lo para o endereço eletrônico cujo assunto deverá ser RECURSO PROVA OBJETIVA. Será admitido um recurso por questão de cada candidato O prazo para interposição do recurso será de dois dias úteis, a contar do dia subsequente à divulgação do gabarito oficial preliminar Os recursos interpostos em relação à prova objetiva serão decididos pela Comissão designada pelo Procurador-Geral de Justiça do Estado do Pará, para a realização do presente processo seletivo Se do exame de recurso resultar anulação ou alteração de item integrante de prova, a pontuação correspondente será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido Não haverá arredondamento de notas, bem como não se admitirá recurso ou pedido de revisão da decisão que considerar reprovado ou classificado o candidato.

12 11.7 Só serão admitidos recursos por meio eletrônico, que estiverem digitados, na forma do formulário a que se refere o item Não serão aceitos pedido de revisão de recurso ou recurso do gabarito oficial definitivo Os casos não previstos neste Edital serão decididos pela Comissão de Seleção. 12. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 12.1 O resultado final do processo seletivo será homologado pelo Procurador-Geral de Justiça e publicado no Diário Oficial do Estado do Pará Os candidatos devem acompanhar o andamento das fases do processo seletivo pelo portal da Instituição (www.mppa.mp.br) O candidato aprovado terá assegurada a convocação segundo sua ordem classificatória, observada a reserva de vagas de que fala o item 1.11, bem como os requisitos mínimos previstos neste edital Em não havendo candidatos inscritos e/ou aprovados, nem em cadastro de reserva para uma determinada Região Administrativa, poderá ser convocado o candidato aprovado para a Região Administrativa mais próxima. Não aceitando a convocação, o candidato não perderá sua localização dentro da lista dos aprovados, tendo prioridade sobre os demais candidatos remanescentes, podendo, também, o Ministério Público, caso seja de sua conveniência, abrir novo processo seletivo O candidato convocado e que esteja impossibilitado de iniciar o estágio poderá, mediante requerimento, apresentado no prazo de 3(três) dias úteis após a convocação, solicitar o seu deslocamento para o final da lista de aprovados para posterior convocação, obedecendo-se à ordem de classificação e o prazo de validade do presente processo seletivo Ao acadêmico aprovado na 2ª Seleção Pública para o Programa de Estágio no âmbito deste Ministério Público, ocorrida no ano de 2013, e ainda não convocado, é assegurada a sua convocação em detrimento dos aprovados na presente seleção, obedecido o prazo de validade daquele certame O horário de desempenho das funções será estabelecido pelo Ministério Público. O candidato que não tiver disponibilidade para o período da vaga proposta, terá respeitada sua classificação para futura convocação, sendo a vaga disponibilizada ao candidato aprovado em colocação imediatamente posterior. 12. O candidato aprovado na seleção pública que não atender à convocação para assumir o estágio no prazo estipulado, será considerado desistente São incompatíveis com o estágio do Ministério Público o exercício de atividades concomitantes em outro ramo do Ministério Público, com a Advocacia Pública ou Privada, ou o estágio nessas áreas, bem como o desempenho de função ou estágio no Judiciário ou na Polícia Civil ou Federal É vedado ao estagiário realizar, simultaneamente, a atividade de estágio com a prestação de serviço voluntário no âmbito do Ministério Público Estadual É vedado ao estagiário atuar, sob orientação ou supervisão, diretamente subordinado a membro do Ministério Público ou servidor investido de cargo de direção, chefia ou assessoramento que lhe seja cônjuge, companheiro ou parente até terceiro grau, inclusive Outras vedações estão previstas no artigo 22 da Resolução nº 031/2013-CPJ, de 5 de dezembro de Será eliminado pela Comissão de Seleção o candidato que não observar qualquer das regras deste Edital, especialmente aquele que se indispuser gravemente com outro candidato ou com o apoio administrativo do Corpo de Seleção, bem assim quando flagrado em situação de fraude (cola, erro de pessoa mediante falsa identidade, etc.).

13 12.14 Os casos omissos ou ambíguos serão resolvidos pela Comissão de Seleção, que poderá rever seus próprios atos, de ofício ou por solicitação do interessado. PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ, em Belém-PA, aos dois dias do mês de maio de 2014 (2/5/2014). MARCOS ANTÔNIO FERREIRA DAS NEVES PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA

14 ANEXO I - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. CONHECIMENTOS BÁSICOS: TODAS AS ÁREAS DE CONHECIMENTO 1.1. LÍNGUA PORTUGUESA (Novo Acordo Ortográfico) 1. Compreensão textual. 2. Ortografia oficial. 3. Acentuação gráfica e colocação pronominal. 4. Emprego das classes de palavras. 5. Emprego do sinal indicativo de crase. 6. Sintaxe. 7. Pontuação.. Concordância nominal e verbal. 9. Regência nominal e verbal. 10. Significação das palavras (semântica) LEGISLAÇÃO APLICADA AO DO ESTADO DO PARÁ: 1. Lei Orgânica do Ministério Público do Estado do Pará (Lei Complementar nº 057, de 6 de julho de 2006). 2. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ÁREA DE CONHECIMENTO: ADMINISTRAÇÃO NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA: Fundamentos e Evolução da Administração; Abordagem Sistêmica; Estrutura e Projeto Organizacional; Processo Decisório; Planejamento e Estratégia; Ética e Responsabilidade; Administração de Operações e da Qualidade; Cultura e Ambiente Organizacional; Mudança e Inovação; Controle de Processos e Gestão da Qualidade; Administração de Projetos. Recursos Humanos: Liderança e Poder; Motivação; Comunicação; Clima Organizacional; Estilos de Administração; Recrutamento e Seleção; Treinamento e Desenvolvimento; Avaliação de Desempenho. Organização e Métodos: Análise Organizacional; Distribuição do Trabalho; Estruturas Organizacionais e Departamentalização; Gestão da Qualidade; Mudança Organizacional; Controle Organizacional. Conceitos fundamentais do Direito Público e o funcionamento do Estado. Estado, governo e aparelho de Estado. Formas de administração pública: patrimonialista, burocrática, gerencial. Orçamento Público: elaboração, acompanhamento e fiscalização. Princípios orçamentários. Diretrizes orçamentárias. Processo orçamentário. Receita pública: categorias, fontes, estágios; dívida ativa. Despesa pública: categorias, estágios, Suprimento de fundos, Restos a Pagar, Despesas de exercícios anteriores. Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar n.º 101/2000) ÁREA DE CONHECIMENTO: ARQUITETURA INTRODUÇÃO À ARQUITETURA E URBANISMO. Princípios básicos aplicáveis à arquitetura e ao urbanismo COMUNICAÇÃO VISUAL. Mobiliário Urbano; Comunicação Visual Urbana NOÇÕES DE TOPOGRAFIA. Dados técnicos para o projeto: levantamento planialtimétrico, poligonais. Levantamento altimétrico: perfis, curvas de nível CONFORTO AMBIENTAL. Controle ambiental das edificações (térmico, acústico e luminoso), conforto humano nas edificações, noções de ergonomia (Legislação) MEIO AMBIENTE. Sustentabilidade e suas aplicações em projetos de arquitetura; Desenvolvimento Sustentável pelo Projeto de Arquitetura (Agenda 21 e Agenda Habitat) ARQUITETURA DE INTERIORES. Noções de arquitetura de interiores: detalhamento de mobiliário, paginação de piso, forro, etc ACESSIBILIDADE: norma NBR PROJETO DE ARQUITETURA. Metodologia de Projeto de Arquitetura e de Desenho Urbano; Noções de Zoneamento, Zonas de uso e características de uso; Noções de

15 Parcelamento do Solo: loteamentos, desmembramento e desdobro; Índices; Taxas de ocupação, coeficientes de aproveitamento AUTOCAD ÁREA DE CONHECIMENTO: BIBLIOTECONOMIA Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação; Desenvolvimento de coleções: Seleção e Aquisição; Fontes de informação jurídica; Indexação; Resumos: ABNT - NBR 602; Linguagens documentárias; Representação descritiva de documentos: AACR2; Representação temática de documentos; Normalização - Normas da ABNT: NBR 6021, NBR 6022, NBR 6023, NBR 6029, NBR 10520, NBR 10525; NBR 10719, NBR 12676, e NBR 14724; Tratamento da Informação; Sistemas de classificação bibliográfica: CDD, CDU e Classificação de Doris de Queiroz Carvalho; Serviço de Referência: Atendimento ao usuário, circulação, empréstimo, organização e recuperação do material no acervo, serviço de referência presencial e virtual; Preservação de materiais bibliográficos; Bibliotecas Jurídicas Virtuais ÁREAS DE CONHECIMENTO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO E ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO NOÇÕES DE SISTEMAS OPERACIONAIS: Microsoft Windows: Preparando e executando a instalação do ambiente Windows; Atualizando o Windows; Configurando compatibilidade de aplicativos; Particionamento de disco no Windows; Gerenciando Volumes; Manutenção de discos; Instalando e configurando drivers; Visão geral de Autenticação e Autorização; Gerenciando acesso a arquivos no Windows; Gerenciando pastas compartilhadas; Configurando a compactação de dados; Gerenciando Impressão; Fazendo backup com a ferramenta Windows Backup; Recuperando pontos de Restauração do Sistema; Configurando Windows Update; Linux: Preparando e executando a instalação do ambiente Linux; Atualizando o Linux; Configurando compatibilidade de aplicativos; Particionamento de disco no Linux; Gerenciando Volumes; Manutenção de discos; Instalando e configurando drivers; Visão geral de Autenticação e Autorização; Gerenciando acesso a arquivos no Linux; Gerenciando pastas compartilhadas NOÇÕES DE REDE DE COMPUTADORES: Conceitos básicos de topologia: barramento, estrela, anel e mesh. Norma de cabeamento estruturado para prédios comerciais TIA/EIA-56: Confecção de cabos, tipos de cabos, testes de conectividade. Meios de comunicação de dados: par-trançado, fibra ótica e rádio frequência. Conceitos básicos de rede Ethernet: endereçamento, transmissão unicast, multicast, broadcast e anycast, comunicação unidirecional (simplex) e bidirecional (duplex), capacidade e alcance (Fast Ethernet, Gigabit Ethernet), empilhamento e cascateamento, prevenção de loop e redes virtuais (vlan). Ativos de rede: switch, bridge, ponto de acesso sem fio, roteador, firewall, proxy, Web cache, servidor, estação de trabalho, impressora. Conceitos básicos de TCP/IP: endereçamento, roteamento, encaminhamento de pacotes, NAT, resolução de nomes (DNS), ferramentas ARP, PING, TRACEROUTE e TELNET, protocolos UDP e TCP, HTTP; Configurando conectividade IP; Implementando alocação automática de endereços IP; Visão geral de resolução de nomes (DNS); Diagnosticando problemas de rede; Visão geral de rede wireless; Configurando redes wireless; Determinando a melhor configuração para rede wireless; Diagnóstico de problemas de redes wireless; Visão geral de domínio Windows com Active Directory; Configurando estação de trabalho no domínio Windows; Visão geral do gerenciamento da segurança; Configurando UAC; Configurando Windows Firewall; Configurando a segurança do Internet Explorer ; Configurando o Microsoft Security Essentials; Manutenção da confiabilidade.

16 NOÇÕES DE ESTRUTURA DE DADOS: Análise de sistemas, princípios da orientação a objetos, classes, objetos, encapsulamento, herança, agregação e composição, modelagem orientada a objetos, diagramas UML NOÇÕES DE PROGRAMAÇÃO: Lógica de Programação. Testes Unitários. Testes de Aplicativo. Padrões de Projeto. Ferramentas utilizadas. Tendências de mercado. Conhecimentos sobre instruções SQL, conhecimentos sobre bancos de dados SQL Server, Conhecimento sobre plataforma de desenvolvimento Microsoft Visual Studio Conhecimento sobre desenvolvimento web. Protótipos. Conhecimento sobre linguagens C#, JavaScript, JQuery, CSS, HTML, PHP ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS CONTABILIDADE GERAL: Patrimônio: componentes patrimoniais: ativo, passivo e patrimônio líquido. Fatos contábeis e respectivas variações patrimoniais. Contas patrimoniais e de resultado. Teorias, funções e estrutura das contas. Sistema de contas e plano de contas. Regime de competência e regime de caixa. Provisões em geral. Escrituração. Sistema de partidas dobradas. Escrituração de operações típicas. Livros de escrituração: diário e razão. Erros de escrituração e suas correções. Balancete de verificação. Apuração de resultados; controle de estoques e do custo das vendas. Balanço patrimonial: obrigatoriedade e apresentação; conteúdo dos grupos e subgrupos. Classificação das contas; critérios de avaliação do ativo e do passivo; levantamento do balanço de acordo com a Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976 e suas alterações. Demonstração do resultado do exercício: estrutura, características e elaboração de acordo com a Lei 6.404/76. Demonstração de lucros ou prejuízos acumulados: forma de apresentação de acordo com a Lei 6.404/76. Demonstração de Fluxo de Caixa: métodos direto e indireto. Notas explicativas às demonstrações contábeis. Análise das Demonstrações Contábeis. Teoria da Contabilidade: Conceito e objetivos da Contabilidade. Usuários e suas necessidades de informação INTRODUÇÃO A ANÁLISE DE BALANÇOS Análise horizontal, Análise Vertical, Análise por quocientes: Aspecto da Estrutura Patrimonial - Estrutura do Capital, Endividamento; Aspecto Financeiro Liquidez e solvência; Aspecto Econômico Rentabilidade, Produtividade e Rotatividade CONTABILIDADE PÚBLICA: Lei 4320, de 17 março de 1964, e suas alterações, estágios da despesa pública, lei de responsabilidade fiscal (Lei Complementar 101, de 4 de maio de 2000 e suas alterações).orçamento Público: Conceitos, Créditos adicionais, Princípios Orçamentários, Receita Pública, Despesa Pública, Licitações, Empenho da Despesa ÁREA DE CONHECIMENTO: CIÊNCIAS SOCIAIS Os clássicos das Ciências Sociais: Karl Marx, Emile Durkheim e Max Weber Sociologia e Direito em Emile Durkheim; Sociedade, Estado e direito em Karl Marx, Sociedade, Estado e Direito em Max Weber e J. Habermans Modernidade e Pós modernidade e Direito Sociedade, Direito e as relações de poder no Brasil contemporâneo ÁREA DE CONHECIMENTO: COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO CARACTERÍSTICAS DO TEXTO JORNALÍSTICO: Características e funções do lide, da pauta e de outras ferramentas utilizadas pelos jornalistas. Técnica de redação do texto jornalístico TÉCNICAS DE APURAÇÃO JORNALÍSTICA E CONDUÇÃO DE ENTREVISTAS: Características dos diversos tipos de textos jornalísticos (matéria, reportagem, artigo, editorial, nota em coluna, crítica e resenha, charge e cartum, entre outros).

17 FUNÇÕES, CARACTERÍSTICAS E TÉCNICAS DE WEBWRITING. PRESS-RELEASE: Função, história, características, técnicas de redação e usos TÉCNICAS E PRÁTICAS EM ASSESSORIA DE IMPRENSA RELAÇÃO ENTRE ASSESSORIA DE IMPRENSA, JORNALISTAS E ASSESSORADOS ÁREA DE CONHECIMENTO: DIREITO DIREITO CONSTITUCIONAL: 1. Do constitucionalismo. 2. Teoria da constituição. 3. Teoria da Norma Constitucional. 4. Dos princípios constitucionais fundamentais. 5. Direitos e garantias fundamentais. 6. Dos direitos sociais. 7. Da organização do estado brasileiro.. Organização dos poderes. 9. Poder legislativo. 10. Poder judiciário. 11. Poder executivo. 12. Funções essenciais à justiça CONHECIMENTOS DE DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL: DIREITO CIVIL: 1. Da Lei de Introdução ao Código Civil. 2. Código Civil (Parte Geral). Das pessoas naturais e jurídicas: capacidade, personalidade e domicílio. Das diferentes classificações de bens. Dos atos jurídicos: defeitos e modalidades. Das nulidades e anulabilidades. Dos atos ilícitos. Da prescrição: disposições gerais, causas impeditivas e suspensivas. 3. Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1. Noções gerais. 2. Lei processual. 3. Evolução histórica do processo civil. 4. Jurisdição. 5. Poder judiciário. 6. Ministério Público. 7. Advocacia pública e privada.. Competência dos órgãos jurisdicionais CONHECIMENTOS DE DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL: DIREITO PENAL: 1. Princípios aplicáveis ao Direito Penal. 2. Código Penal (Parte Geral). Da aplicação da lei penal. Do crime. Da imputabilidade penal. Do concurso de pessoas. Das penas. Das medidas de segurança. Da ação penal. Da extinção da punibilidade. DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1. Evolução histórica do processo penal. 2. Princípios processuais. 3. Persecução penal. 4. Notícia do crime. 5. Polícia e investigação. 6. Inquérito policial. 7. Ação penal pública.. Ação penal privada. 9. Jurisdição penal. 10. Competência ÁREA DE CONHECIMENTO: ENGENHARIA CIVIL Projetos e execução de: Topografia; Arquitetura; Obras civis; Fundações (rasas e profundas); Estruturas (concreto, aço, madeira); Instalações prediais (elétricas, hidrossanitárias, drenagem pluvial, prevenção e combate a incêndio). Normas correlatas da ABNT Vedações em alvenarias, sistemas de vedações industrializados, vedações pré-moldadas; estruturas de concreto, aço e madeira; coberturas e impermeabilização; esquadrias; pisos e revestimentos; pinturas, instalações (elétricas, água, esgoto, drenagem, prevenção e combate a incêndio; telefonia; instalações especiais) Especificação normalizada de materiais e serviços. Propriedades dos materiais de construção civil Programação de obras. Orçamento e composição de custos unitários, parciais e totais: levantamentos quantitativos. Planejamento e cronograma físico financeiro: PERT CPM. Gerenciamento de obras. Construção. Procedimentos normalizados de: organização do canteiro de obras Fiscalização de obras; acompanhamento da aplicação de recursos (medições, emissão de fatura etc.); controle de materiais (cimento, agregados, aditivos, concreto usinado, aço, madeira, materiais cerâmicos, vidro, etc.); controle de execução de obras e serviços terceirizados. Licitações e contratos. Legislação específica para obras de engenharia civil. Vistoria e elaboração de pareceres. Elaboração de orçamentos. Normas Regulamentadoras de Saúde e segurança no trabalho.

18 2.9.6 Engenharia de Avaliação: Noções da normalização de Avaliação de imóveis urbanos Normas de desenho técnico; desenho auxiliado por computador AutoCAD Procedimentos de Projetos e construção civil de acordo com as normas da ABNT. Normalização de serviços ÁREA DE CONHECIMENTO: ODONTOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA EM ODONTOLOGIA: Disposições preliminares, Dos direitos fundamentais, Dos deveres fundamentais, Das auditorias e perícias odontológicas, Do relacionamento com o paciente e com a equipe de saúde, Do sigilo profissional, Dos honorários profissionais, Das especialidades, Da Odontologia hospitalar, Das entidades com atividades no âmbito da Odontologia, Do responsável técnico, Do magistério, Das entidades da classe, Da comunicação, Do anúncio, da propaganda e da publicidade, Da entrevista, Da publicação científica, Da pesquisa científica, Das penas e suas aplicações, Disposições finais, contidos na Resolução CFO-42/2003, de 20/05/03, que revoga o Código de Ética Odontológica aprovado pela Resolução CFO-179/91, de 19/12/ BIOSSEGURANÇA EM ODONTOLOGIA: Serviços Odontológicos - Prevenção e Controle de Riscos: Infra-estrutura Física, Documentação e Condições para o Funcionamento dos Serviços Odontológicos, Precauções-padrão e Riscos Ocupacionais, Acidente de Trabalho e Conduta após Exposição ao Material Biológico, Higienização das Mãos, Equipamentos de Proteção Individual, Fluxo e Processamento de Artigos, Processamento de Superfícies, Linhas de água, Rouparia e Limpeza em Geral DIAGNÓSTICO BUCAL: Radiologia odontológica, Diagnóstico de Pulpite, Pulpite Irreversível e polpa necrótica, Diagnóstico da Doença Periodontal e Cárie Dental, Diagnóstico Oral CLÍNICA ODONTOLÓGICA INFANTIL E ADULTO: Preparo Inicial em Periodontia, Raspagem e alisamento coronoradicular, Princípios Básicos da Terapia do canal radicular, Fases do tratamento na terapia do canal radicular, Procedimentos Clínicos na Terapia do Canal Radicular, Materiais Dentários, Dentística restauradora, Preparo Cavitário, Uso do Flúor, Selantes de Fóssulas e Fissuras ÁREA DE CONHECIMENTO: PEDAGOGIA Teorias da Educação Planejamento educacional, o projeto político pedagógico e a prática pedagógica O papel do pedagogo em ambientes não escolares A pedagogia de projetos, Interdisciplinaridade e Transversalidade Fundamentos da Educação Inclusiva, Educação e Inclusão Social O papel da educação em uma sociedade em transformação O papel do professor frente às mudanças na educação A avaliação no contexto escolar e na aprendizagem da sala de aula Gestão Escolar democrática Conhecimentos gerais dos Parâmetros Curriculares Nacionais da Educação Infantil e Ensino Fundamental As dimensões da Didática e as principais tendências pedagógicas na prática escolar brasileira Constituição Federal- especificamente no que dispõe sobre o Direito à Educação. Lei de Diretrizes e Bases Nacionais. Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei /01, Plano Nacional em Direitos Humanos.

19 ÁREA DE CONHECIMENTO: PSICOLOGIA Psicologia do Desenvolvimento Psicologia da Personalidade Psicopatologia Geral Psicologia Jurídica: Histórico da Psicologia Jurídica; Funções e atribuições do psicólogo na Psicologia Jurídica; Campos de atuação da Psicologia Jurídica Documentos Psicológicos: conceito, finalidade e estrutura; Princípios norteadores na elaboração de documentos psicológicos; Modalidades de documentos psicológicos; Elaboração de dados e redação de documentos psicológicos Ética profissional em Psicologia ÁREA DE CONHECIMENTO: SERVIÇO SOCIAL Dimensões da prática profissional do Serviço Social: teórico-metodológica; ética política; técnica-instrumental; investigativa e formativa O trabalho do assistente social no âmbito sócio-jurídico Princípios da Mediação e Conciliação familiar Abordagem Familiar Serviço Social e a família, a Família como instituição na sociedade, Modelos familiares. Atuação do Serviço Social na prevenção dos problemas relacionados à dependência química Técnicas e Instrumentos operativos utilizados pelo Serviço Social no campo sóciojurídico: estudo social, laudos e pareceres; entrevista, reunião, visita domiciliar e institucional, inspeção e palestras; documentação; avaliação, acompanhamento, aconselhamento, orientação, prevenção de diversas situações atendidas Noções de estudo social, perícia social e parecer social Legislação Social: Estatuto da Criança e Adolescente, Estatuto do Idoso, Lei Maria da Penha, Sistema Único de Saúde e Sistema Único de Assistência Social.

20 ANEXO II - MODELO DE REQUERIMENTO PARA CANDIDATOS CONCORREM NA CONDIÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA - PcD REQUERIMENTO DE VAGA COMO PESSOA COM DEFICIÊNCIA - PcD Eu,, CPF nº, candidato(a) à função de estagiário do Ministério Público do Estado do Pará para formação de cadastro de reserva na 3ª SELEÇÃO PÚBLICA DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE ESTÁGIO, regida pelo presente Edital, de 2 de maio de 2014, venho requerer vaga especial como PESSOA COM DEFICIÊNCIA - PcD. Nessa ocasião, apresento anexo LAUDO MÉDICO com a respectiva Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID), no qual constam os seguintes dados: Tipo de deficiência de que é portador: Código correspondente da (CID): Nome e CRM do médico responsável pelo laudo: REQUERIMENTO DE PROVA ESPECIAL E/OU DE TRATAMENTO ESPECIAL Marque com um X no quadrado correspondente caso necessite, ou não, de prova especial e/ou de tratamento especial. [ ] NÃO HÁ NECESSIDADE DE PROVA E/OU DE TRATAMENTO ESPECIAL. [ ] HÁ NECESSIDADE DE PROVA E/OU DE TRATAMENTO ESPECIAL. Descreva as condições especiais de que necessita para realização da prova:, de de Assinatura do(a) candidato(a)

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba FUNETEC/PB, pessoa jurídica

Leia mais

EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP.

EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP. EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP. A PRESIDENTE DA COMISSÃO instituída pela Portaria 0377/2010- GAP/PGJ, de 22 de Novembro de 2010, torna pública

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE BRASÍLIA PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO NOTA Nº E-042/2013

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE BRASÍLIA PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO NOTA Nº E-042/2013 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE BRASÍLIA PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO NOTA Nº E-042/2013 A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, empresa

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS NÍVEL SUPERIOR REALIZAÇÃO: Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas U F S C a r EDITAL Nº 011/2012 O Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da Universidade

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria Especial de Estado de Promoção Social Secretaria de Estado de Educação EDITAL Nº 001/2014-GS/SEDUC

Governo do Estado do Pará Secretaria Especial de Estado de Promoção Social Secretaria de Estado de Educação EDITAL Nº 001/2014-GS/SEDUC EDITAL Nº 001/2014-GS/SEDUC Publicação IOEPA nº 643598, de 05 de fevereiro de 2014 O Governo do Estado do Pará através da SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO/SEDUC, inscrita no CNPJ n 05054937/0001-63, com

Leia mais

EDITAL Nº 005/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

EDITAL Nº 005/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 005/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO O MUNICÍPIO DE CONQUISTA, representado pela Exma. Sra. Prefeita Municipal, VÉRA LÚCIA GUARDIEIRO, no uso de suas atribuições legais, em cumprimento às

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS

EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS A COMISSÃO DE ELABORAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO TESTE SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS, instituída pela Portaria nº. 137/11, no uso de suas atribuições e, em atenção

Leia mais

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL N 15 2016 PROCESSO SELETIVO 2016.1 A Diretora Geral do Instituto Florence de Ensino Superior, no uso de suas atribuições regimentais, torna

Leia mais

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTES DE NÍVEL SUPERIOR DO CURSO DE DIREITO DESTINADOS

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO 001/12 COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA BAHIAGÁS PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA DE ESTÁGIO

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO 001/12 COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA BAHIAGÁS PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA DE ESTÁGIO EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO 001/12 COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA BAHIAGÁS PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA DE ESTÁGIO A COMPANHIA DE GÁS DA BAHIA - BAHIAGÁS torna público, para conhecimento dos interessados,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL [CURSO SUPERIOR DIREITO] EDITAL Nº 01/2015 CARLOS BARBOSA O PROMOTOR DE JUSTIÇA DA PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO AMAZONAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR. NOTA nº E-017/2014

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO AMAZONAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR. NOTA nº E-017/2014 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO AMAZONAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR NOTA nº E-017/2014 A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, empresa

Leia mais

EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM

EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM A Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação- FAPCOM, credenciada pela

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO PÚBLICA DE ESTAGIÁRIOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO Nº 01/2015 15ª Promotoria de Justiça

EDITAL PARA SELEÇÃO PÚBLICA DE ESTAGIÁRIOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO Nº 01/2015 15ª Promotoria de Justiça EDITAL PARA SELEÇÃO PÚBLICA DE ESTAGIÁRIOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO Nº 01/2015 15ª Promotoria de Justiça EDITAL PARA EXAME DE SELEÇÃO PÚBLICA DE ACADÊMICOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DE INSTITUIÇÕES

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO SUPERIOR DIREITO EDITAL Nº 01/2013 SÃO FRANCISCO DE

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 028/2015

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 028/2015 EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 028/2015 De acordo com o disposto no Regulamento de Processo Seletivo, devidamente registrado no 1º OFICIAL DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS de Marília,

Leia mais

EDITAL Nº 080/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NO MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA Nº 002/2015

EDITAL Nº 080/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NO MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA Nº 002/2015 EDITAL Nº 080/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NO MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA Nº 002/2015 O Município de Candelária/RS torna público a abertura de inscrições para Processo

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO SUPERIOR - DIREITO

PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO SUPERIOR - DIREITO PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO SUPERIOR - DIREITO EDITAL 01/2014 ENCRUZILHADA DO SUL O PROMOTOR DE JUSTIÇA DA PROMOTORIA DE JUSTIÇA

Leia mais

EDITAL DE TRANSFERÊNCIA Nº 001/2013 DRCA/UFAL CAMPUS MACEIÓ

EDITAL DE TRANSFERÊNCIA Nº 001/2013 DRCA/UFAL CAMPUS MACEIÓ SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE REGISTRO E CONTROLE ACADÊMICO EDITAL DE TRANSFERÊNCIA Nº 001/2013 DRCA/UFAL CAMPUS MACEIÓ O Departamento

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Port. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada no DOU em 12/09/2014) EDITAL 2016/1 - PROCESSO SELETIVO GRADUAÇÃO PRESENCIAL O Diretor Geral da Faculdade de Educação

Leia mais

ANEXO I - EDITAL Nº 9/2013

ANEXO I - EDITAL Nº 9/2013 Página 1 de 5 ANEXO I - EDITAL Nº 9/2013 O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC/RN, representado por sua Administração Regional no Estado do Rio Grande do Norte, torna público, para o conhecimento de quantos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA 0 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA SERVIDOR UNIVERSITÁRIO 2011 A Secretaria Municipal de Administração

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 PORTO ALEGRE

EDITAL Nº 01/2015 PORTO ALEGRE PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO DO CURSO SUPERIOR DIREITO EDITAL Nº 01/2015 PORTO ALEGRE O DIRETOR DA PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DE PORTO ALEGRE, responsável

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS PROCURADORIA JURÍDICA

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS PROCURADORIA JURÍDICA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS PROCURADORIA JURÍDICA EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES PROCESSO SELETIVO Nº 03/2015 CONCESSÃO DE BOLSA-ESTÁGIO A Fundação Educacional São Carlos FESC torna pública,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESPECIAL DE PROMOÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCACÃO EDITAL Nº007 /2014

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESPECIAL DE PROMOÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCACÃO EDITAL Nº007 /2014 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESPECIAL DE PROMOÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCACÃO EDITAL Nº007 /2014 O Governo do Estado do Pará através da SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO/SEDUC, inscrita

Leia mais

Estado de Sergipe Secretaria de Estado da Educação Gabinete do Secretário EDITAL Nº 07 /2015

Estado de Sergipe Secretaria de Estado da Educação Gabinete do Secretário EDITAL Nº 07 /2015 EDITAL Nº 07 /2015 O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO no uso das suas atribuições legais e regulamentares, tendo em vista o disposto do art. 90, da Constituição Estadual, do art. 82, da Lei nº. 9.394 de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO SUPERIOR - ARQUITETURA E URBANISMO E ENGENHARIA CIVIL EDITAL Nº 259/2013 PORTO ALEGRE O Coordenador

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL Nº. 01/2014 - S Dispõe sobre a abertura de Processo Simplificado de Seleção para oferecimento de vagas de estágio

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SÃO PAULO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SÃO PAULO DAS MISSÕES EDITAL Nº 001/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES - RS, torna pública a abertura

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC Edital nº02/2008 DO PROCESSO SELETIVO 02/2008 CRF/RO-AC DE 07 DE NOVEMBRO DE 2008 ABERTURA. A Presidente do Conselho Regional de Farmácia dos Estados de Rondônia e Acre, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO

INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO OBJETO O Instituto Elo, associação privada sem fins lucrativos qualificada como Organização da Sociedade

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Coordenadoria de Estágio

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Coordenadoria de Estágio EDITAL Nº 05/2014, DE 4 DE JUNHO DE 2014. SELEÇÃO PÚBLICA DESTINADA AO PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA ESTAGIÁRIOS DE CURSO TÉCNICO DA ÁREA DE INFORMÁTICA A PROCURADORIA REGIONAL

Leia mais

EDITAL Nº 005/2010 EXAME DE SELEÇÃO 2011/1 - UCEFF FACULDADES

EDITAL Nº 005/2010 EXAME DE SELEÇÃO 2011/1 - UCEFF FACULDADES EDITAL Nº 005/2010 EXAME DE SELEÇÃO 2011/1 - UCEFF FACULDADES 1. ABERTURA A Faculdade de Empresarial de Chapecó mantida pela Unidade Central de Educação FAEM Faculdade Ldta UCEFF Faculdades, de acordo

Leia mais

1. Das vagas. 2. Da bolsa-auxílio

1. Das vagas. 2. Da bolsa-auxílio MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público Diretoria de Estágios e Convênios Acadêmicos EDITAL PARA EXAME

Leia mais

EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) 1.1. A disponibilidade e descrição das vagas estão indicadas na tabela a seguir:

EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) 1.1. A disponibilidade e descrição das vagas estão indicadas na tabela a seguir: EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) O Instituto de Filosofia/Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia, amparado (a) no artigo 244 das Normas de Graduação,

Leia mais

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014 Processo Seletivo 2015.1 - EDITAL N 003-2014/COPEVE A Faculdade de Tecnologia do Amapá - META, situada na Rua Pedro Siqueira, N 333, Jardim Marco Zero Macapá AP, faz saber que estarão abertas as inscrições

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Coordenadoria de Estágio EDITAL Nº 06/2015, DE 17 DE AGOSTO DE 2015.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Coordenadoria de Estágio EDITAL Nº 06/2015, DE 17 DE AGOSTO DE 2015. EDITAL Nº 06/2015, DE 17 DE AGOSTO DE 2015. SELEÇÃO PÚBLICA DESTINADA AO PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO NÃO- OBRIGATÓRIO (E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA) PARA ESTUDANTES DE CURSOS TÉCNICOS DA ÁREA

Leia mais

EDITAL Nº 70, DE 18 DE JULHO DE 2014

EDITAL Nº 70, DE 18 DE JULHO DE 2014 EDITAL Nº 70, DE 18 DE JULHO DE 2014 CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, IFPI, torna público o presente

Leia mais

VI CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO ÁREA JURÍDICA DA PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL EM MINAS GERAIS

VI CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO ÁREA JURÍDICA DA PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL EM MINAS GERAIS VI CONCURSO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO ÁREA JURÍDICA DA PROCURADORIA DA FAZENDA NACIONAL EM MINAS GERAIS O Diretor do Centro de Altos Estudos da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, no Estado

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº 01/2015

MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº 01/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº 01/2015 A PROCURADORIA DE JUSTIÇA MILITAR EM SALVADOR-BA, sediada na Avenida Luiz Viana Filho, 1600, SMUS, Paralela, Salvador, Bahia, Cep: 41.720-200,

Leia mais

EDITAL 002/2015 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO DESENVOLVIMENTO DE ESTÁGIOS JUNTO AO MUNICÍPIO DE PALMAS ESTADO DO PARANÁ

EDITAL 002/2015 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO DESENVOLVIMENTO DE ESTÁGIOS JUNTO AO MUNICÍPIO DE PALMAS ESTADO DO PARANÁ EDITAL 002/2015 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO DESTINADO AO DESENVOLVIMENTO DE ESTÁGIOS JUNTO AO MUNICÍPIO DE PALMAS ESTADO DO PARANÁ O CENTRO DE INTEGRAÇÃO NACIONAL DE ESTÁGIOS PARA ESTUDANTES CEINEE torna

Leia mais

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO PROCESSO SELETIVO 02/2013 INTERNO O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional da Paraíba, torna pública a realização do Processo Seletivo Nº 02/2013 INTERNO destinado a selecionar

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 300 - Bairro Praia de Belas - CEP 90010-395 - Porto Alegre - RS - www.trf4.jus.br EDITAL PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo, designada através da Portaria nº 096/2015, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO FACECA 2014/1 DETALHADO

EDITAL PROCESSO SELETIVO FACECA 2014/1 DETALHADO EDITAL PROCESSO SELETIVO FACECA 2014/01 CONSOLIDADO O Diretor da Faculdade Cenecista de Varginha Faceca, com sede no município de Varginha, Estado de Minas Gerais, torna público, na forma regimental e

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2º SEMESTRE 2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2º SEMESTRE 2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2º SEMESTRE 2015 PORTARIA N.º 015 - Reitoria da UNOESTE, de 01 de julho de 2015 A Reitora da Universidade do Oeste

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA DE ENSINO SUPERIOR DE COLINAS DO TOCANTINS FIESC

FACULDADE INTEGRADA DE ENSINO SUPERIOR DE COLINAS DO TOCANTINS FIESC FACULDADE INTEGRADA DE ENSINO SUPERIOR DE COLINAS DO TOCANTINS FIESC EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA A SEGUNDA LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - 2011/01 A Faculdade Integrada de Ensino Superior de Colinas do

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Rua do Rouxinol, 115, Imbuí, Salvador-BA, CEP 41720-052 Tel.: (71) 3186-0045 EDITAL DE ABERTURA - Processo de Seleção de Estágio em

Leia mais

1.2 Compete ao NITTEC do IF Sudeste MG orientar, realizar, apurar e divulgar a seleção de bolsista.

1.2 Compete ao NITTEC do IF Sudeste MG orientar, realizar, apurar e divulgar a seleção de bolsista. EDITAL Nº 012/2011 EDITAL DE CHAMADA PARA BOLSISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT-III) FAPEMIG Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITTEC) IF Sudeste MG A Pró-Reitoria de Pesquisa

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA TUTORES DS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE AMERICANA

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA TUTORES DS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE AMERICANA EDITAL N.º 005/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA TUTORES DS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE AMERICANA A Direção Geral da Faculdade de Americana - FAM torna público que até às 12 horas do dia 12 de janeiro

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2010/1 EDITAL Nº 9 IFRS Campus Sertão, DE 09 DE OUTUBRO DE 2009

PROCESSO SELETIVO 2010/1 EDITAL Nº 9 IFRS Campus Sertão, DE 09 DE OUTUBRO DE 2009 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus PROCESSO SELETIVO 2010/1 EDITAL Nº 9 IFRS Campus,

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA UNESP CAMPUS DE BOTUCATU FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA EDITAL-56/2011-DDTA A Diretoria da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia UNESP Campus de Botucatu, torna público que estarão

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº 01/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº 01/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR PROCURADORIA DE JUSTIÇA MILITAR EM CURITIBA/PR EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº 01/2015 A PROCURADORIA DE JUSTIÇA MILITAR EM CURITIBA/PR PJM/PR, sediada

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015.

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. O torna público o Edital para os cursos de Aperfeiçoamento Multiprofissional, segundo semestre

Leia mais

1 - DAS INSCRIÇÕES. 1.4 Portadores de necessidades especiais:

1 - DAS INSCRIÇÕES. 1.4 Portadores de necessidades especiais: 1 - DAS INSCRIÇÕES Cursos de Arquitetura e Urbanismo noturno, Administração noturno, Administração vespertino, Biomedicina noturno, Ciências Biológicas Bacharelado noturno, Ciências Biológicas Licenciatura

Leia mais

EDITAL Processo Seletivo 02/2015

EDITAL Processo Seletivo 02/2015 EDITAL Processo Seletivo 02/2015 O Diretor Geral da AJES, no uso de suas atribuições e demais disposições legais, aprova e torna público o presente edital contendo orientações quanto ao Processo Seletivo

Leia mais

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br EDITAL 021/2015 DE 15 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 A Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde FAPEC torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2016.1, para

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PÚBLICO ESTAGIÁRIOS Nº 001/15

EDITAL PROCESSO SELETIVO PÚBLICO ESTAGIÁRIOS Nº 001/15 O DAEP - Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis e o CIEE - Centro de Integração Empresa-Escola, tornam público, de acordo com a Lei nº. 111/91- Artigo 52 e suas posteriores alterações e Lei

Leia mais

REGULAMENTO EXAME DE BOLSAS /2º SEMESTRE DE 2015

REGULAMENTO EXAME DE BOLSAS /2º SEMESTRE DE 2015 REGULAMENTO EXAME DE BOLSAS /2º SEMESTRE DE 2015 A, em seu contínuo trabalho de responsabilidade social e, preocupada com a comunidade na qual está inserida, criou o Processo Seletivo Principal/EXAME DE

Leia mais

EDITAL SECTI Nº 06/2015 PROGRAMA CIDADÃO DO MUNDO

EDITAL SECTI Nº 06/2015 PROGRAMA CIDADÃO DO MUNDO EDITAL SECTI Nº 06/2015 PROGRAMA CIDADÃO DO MUNDO O SECRETÁRIO DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura do processo seletivo para participação no

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 008/2012 13/05/2012

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 008/2012 13/05/2012 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 008/2012 13/05/2012 O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial torna pública a realização de processo seletivo para provimento de vagas observados

Leia mais

Unisa Universidade de Santo Amaro

Unisa Universidade de Santo Amaro 1 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE AGOSTO 2012. A Magnífica Reitora da Universidade de Santo

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL Edital de Abertura de Inscrição Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação

Leia mais

CRONOGRAMA DATA ATIVIDADE LOCAL. Período de inscrições e protocolo dos documentos

CRONOGRAMA DATA ATIVIDADE LOCAL. Período de inscrições e protocolo dos documentos PROGRAMA ANUAL DE CAPACITAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS EM EAD PACC CURSO DE TUTORIA EM EAD Processo Seletivo Simplificado para contratação de tutores a distância Edital n. 13/2014 CRONOGRAMA DATA ATIVIDADE

Leia mais

ANO 2014 2º SEMESTRE

ANO 2014 2º SEMESTRE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 095/2014, de 25/04/2014 PROCESSO SELETIVO E MATRÍCULA DOS CANDIDATOS APROVADOS NO PROGRAMA

Leia mais

Edital Processo Seletivo - 2º semestre de 2011

Edital Processo Seletivo - 2º semestre de 2011 Edital Processo Seletivo - 2º semestre de 2011 O Instituto de Ensino Superior João Alfredo de Andrade, por sua Comissão Organizadora do Processo Seletivo, instituída em caráter permanente pela Portaria

Leia mais

EDITAL Nº 01/2011/PTM-SCS - SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO

EDITAL Nº 01/2011/PTM-SCS - SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO EDITAL Nº 01/2011/PTM-SCS - SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO A PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, representada por sua Procuradora-Chefe Dra. Silvana Ribeiro Martins, torna pública a realização de seleção

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA EDITAL N.º 004/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA A Direção Geral da Faculdade de Americana - FAM torna público que até 12 horas do dia 12 de janeiro de

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 08/2013

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 08/2013 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 08/2013 Processo Seletivo Público para preenchimento de vaga de estágio. O Prefeito Municipal de Pejuçara, no uso das suas atribuições constitucionais e legais,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA EDITAL No. 01/2012

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA EDITAL No. 01/2012 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA EDITAL No. 01/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA, PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL, ÁREA

Leia mais

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015 CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015 O Instituto Educacional e Tecnológico de Quixadá e a CISNE Faculdade de Quixadá, com base no seu Regimento Interno e nas disposições

Leia mais

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014

EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 EDITAL N.º 001/2014 PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2014 A Diretora Maria Aparecida Pinto, Diretora da Faculdade de São Lourenço, no uso de suas atribuições, torna público que, no período de 02 de setembro

Leia mais

Processo de Seleção de Estagiários Edital Nº 039/2014

Processo de Seleção de Estagiários Edital Nº 039/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000 - Fax: (35) 3299-1063 Processo de Seleção de Estagiários

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC PROCESSO SELETIVO 2016 Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC O DayHORC, através de sua Comissão do Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia (CPTMO/DayHORC), no uso de suas atribuições,

Leia mais

RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA

RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA RESOLUÇÃO FADISA N.º 005/2008 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA O Presidente do CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO - FADISA, Professor Ms. ANTÔNIO

Leia mais

COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO DA ÁREA DE DIREITO. Edital nº 04, de 30 de março de 2009.

COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO DA ÁREA DE DIREITO. Edital nº 04, de 30 de março de 2009. MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA DA 4ª REGIÃO COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO DA ÁREA DE DIREITO Edital nº 04, de 30 de março de 2009. A COMISSÃO DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO NA ÁREA

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD, DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE 2014.

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD, DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE 2014. 1 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO AOS CURSOS SUPERIORES, MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD, DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO, TURMAS DE 2014. A Magnífica Reitora da Universidade de Santo Amaro

Leia mais

EDITAL Nº 010/2012 VESTIBULAR DE VERÃO 2013/1- UCEFF FACULDADES

EDITAL Nº 010/2012 VESTIBULAR DE VERÃO 2013/1- UCEFF FACULDADES EDITAL Nº 010/2012 VESTIBULAR DE VERÃO 2013/1- UCEFF FACULDADES 1. ABERTURA A Faculdade de Empresarial de Chapecó mantida pela Unidade Central de Educação FAEM Faculdade Ldta UCEFF Faculdades, de acordo

Leia mais

EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade Panamericana de Ji Paraná (UNIJIPA), Instituição de Ensino Superior comprometida

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO Hospital São Francisco de Ribeirão Preto Instituto de Cirurgia de Ribeirão Preto COMISSÃO DE PROVA DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL EDITAL E NORMAS DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA

Leia mais

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL I - DO PROCESSO SELETIVO De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados, torno público que, no período indicado neste

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS A Comissão Especial do Processo de Seleção de Estagiários, criada pelo Decreto n.º 151/2013, de 26 de março

Leia mais

EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade FAPAN Instituição de Ensino Superior comprometida a observar o padrão de qualidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal. VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015

PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal. VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015 PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015 O Diretor Geral da ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA, credenciada pela

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO IEL-NR/TO Nº 02/2011

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO IEL-NR/TO Nº 02/2011 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO IEL-NR/TO Nº 02/2011 O INSTITUTO EUVALDO LODI NÚCLEO REGIONAL DO TOCANTINS por meio de sua Unidade de Estágio Supervisionado, torna pública a realização de processo seletivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL EDITAL Nº 173, DE 18 DE OUTUBRO DE 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL EDITAL Nº 173, DE 18 DE OUTUBRO DE 2013. PUBLICADO NO D.O.U. De 23/0/203. Seção 3, Página. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL EDITAL Nº 73, DE 8 DE OUTUBRO DE 203. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO O

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA CEAD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA CEAD MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA CEAD Rua Olavo Bilac, 1148 Centro Sul CEP 64001-280 Teresina PI Site: www.cead.ufpi.br EDITAL nº 53/2014-CEAD/UFPI

Leia mais

CLEINALDO DE ALMEIDA COSTA Presidente

CLEINALDO DE ALMEIDA COSTA Presidente UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 68/2013 - CONSUNIV Unifica Ad Referendum procedimentos e aprova o processo seletivo para ocupação de vagas definidas no censo escolar

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº. 003 de 20/08/2014.

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO nº. 003 de 20/08/2014. A Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA FSADU, por meio da Gerência de Técnica de Concursos GTEC/CONC/FSADU, em parceria com o Instituto Universitário Atlântico e com o Instituto Politécnico

Leia mais

Edital do Vestibular 2016-1º Semestre

Edital do Vestibular 2016-1º Semestre Edital do Vestibular 2016-1º Semestre O Reitor do Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana Padre Saboia de Medeiros FEI torna pública a abertura do Processo Seletivo para o preenchimento das

Leia mais

EDITAL Nº 018/2015/IFTO/CAMPUS GURUPI, DE 28 DE MAIO DE 2015. SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA O CAMPUS GURUPI

EDITAL Nº 018/2015/IFTO/CAMPUS GURUPI, DE 28 DE MAIO DE 2015. SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA O CAMPUS GURUPI EDITAL Nº 018/2015/IFTO/CAMPUS GURUPI, DE 28 DE MAIO DE 2015. SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA O CAMPUS GURUPI O DIRETOR PRO TEMPORE DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO

FACULDADE 7 DE SETEMBRO FACULDADE 7 DE SETEMBRO PROCESSO SELETIVO 2015.1 EDITAL Nº 16/2014 A Faculdade 7 de Setembro (FA7), com base no seu Regimento Interno e nas disposições da legislação em vigor, torna pública, para conhecimento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO EDITAL Nº JFRJ-EDT-2013/00195 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ESTAGIÁRIOS

PODER JUDICIÁRIO EDITAL Nº JFRJ-EDT-2013/00195 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL Nº JFRJ-EDT-2013/00195 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ESTAGIÁRIOS A EXCELENTÍSSIMA JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA NO EXERCÍCIO DA TITULARIDADE DA 6ª VARA FEDERAL DE SÃO JOÃO DE MERITI, DA

Leia mais

PR-12 abre processo seletivo de estagiários para São Carlos. Comunicado. Edital nº 04/2015

PR-12 abre processo seletivo de estagiários para São Carlos. Comunicado. Edital nº 04/2015 PR-12 abre processo seletivo de estagiários para São Carlos PR Comunicado Edital nº 04/2015 A Procuradoria Regional de São Carlos faz saber que estarão abertas, no período compreendido entre os dias 13

Leia mais

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL 2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL A Direção-Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 22/06/15 a 17/07/2015,

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS ESCOLA DE GOVERNO EDITAL Nº001/2010 Regulamenta o Processo Seletivo para ingresso no Curso de Pós-Graduação lato sensu em Educação a Distância

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA EDITAL Nº 1/2014

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA EDITAL Nº 1/2014 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA EDITAL Nº 1/2014 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS QUÍMICA E BIOLÓGICA PARA

Leia mais

Art. 3º. A taxa de Inscrição será no valor de R$ 30,00 (trinta reais). Em hipótese alguma será devolvido o valor pago.

Art. 3º. A taxa de Inscrição será no valor de R$ 30,00 (trinta reais). Em hipótese alguma será devolvido o valor pago. EDITAL N 03 /2011-2 - VESTIBULAR, CONCURSO PRINCIPAL E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTINUADO DO CENTRO UNIVERSITARIO DE MINEIROS UNIFIMES MANTIDO PELA FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA AEROPORTO INTERNACIONAL DE FLORIANÓPOLIS/HERCÍLIO LUZ FLORIANÓPOLIS - SC

EMPRESA BRASILEIRA DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA AEROPORTO INTERNACIONAL DE FLORIANÓPOLIS/HERCÍLIO LUZ FLORIANÓPOLIS - SC SUPERIOR E NÍVEL MÉDIO PARA A INFRAERO DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE FLORIANÓPOLIS/HERCÍLIO LUZ, EM EMPRESA BRASILEIRA DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA AEROPORTO INTERNACIONAL DE FLORIANÓPOLIS/HERCÍLIO

Leia mais