EDITAL DE CONCESSÃO N [ ]/2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE CONCESSÃO N [ ]/2010"

Transcrição

1 MINUTA Versão de 19/06/08 EDITAL DE CONCESSÃO N [ ]/2010 Concessão para Exploração de Serviços Públicos de Transporte Ferroviário por Trem de Alta Velocidade na Estrada de Ferro EF-222 (Rio de Janeiro- Campinas)

2 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 ÍNDICE Parte I - Preâmbulo... 5 Parte II Definições... 7 Parte III - Do Objeto Objeto do Edital Parte IV - Acesso às Informações sobre o TAV Rio de Janeiro - Campinas e sobre o Leilão Aquisição e Consulta ao Edital e Acesso às Informações Pedidos de Esclarecimentos Impugnações ao Edital Parte V - Regulamento do Leilão Condições de Participação Forma de Apresentação da Documentação Garantia da Proposta Representantes das Proponentes Documentos de Pré-Qualificação Propostas Econômicas Documentos de Qualificação Plano de Negócios e Metodologia de Execução Comissão de Avaliação Recebimento dos Envelopes e Sessão Pública do Leilão Análise dos Documentos de Pré-Qualificação Julgamento das Propostas Econômicas

3 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/ Documentos de Qualificação, Plano de Negócios e Metodologia de Execução Recursos Administrativos Homologação, Adjudicação e Assinatura do Contrato de Concessão Obras e Serviços da Concessão Parte VI A Concessionária Concessionária Parte VIII Anexos Anexo 1 Plano de Exploração Ferroviária PEF e Termo de Referência da Metodologia da Execução Anexo 2 Minuta de Contrato de Concessão Anexo 3 Minuta dos Contratos de Transferência de Tecnologia (Licença para Exploração de Patente e Licença para Fornecimento de Tecnologia) Anexo 4 Termo de Referência do Plano de Negócios Anexo 5 Termos e Condições Básicos do Financiamento Público Anexo 6 Termos e Condições Mínimas do Seguro-Garantia Anexo 7 Apresentação da Garantia da Proposta Anexo 8 Modelo de Declaração de Propriedade da Tecnologia Anexo 9 Documentos de Pré-Qualificação Anexo 10 Documentos de Qualificação Anexo 11 Modelo de Carta de Apresentação dos Documentos de Qualificação230 Anexo 12 Modelo de Carta de Apresentação da Proposta Econômica Anexo 13 Requisitos do Estatuto Social

4 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 Anexo 14 Minuta de Acordo de Acionistas Anexo 15 Manual de Procedimentos do Leilão Anexo 16 Formal Compromisso Operacional de Pagamento de Emolumentos Anexo 17 Modelo de Fiança Bancária Anexo 18 Modelo de Solicitação de Esclarecimentos Anexo 19 Modelo de Carta de Declaração de Regularidade ao Artigo 7º, XXXIII, da Constituição Federal Anexo 20 Modelo de Carta de Declaração de Inexistência de Processo Falimentar, Concordata, Recuperação Judicial, Extrajudicial ou Regime de Insolvência Anexo 21 Modelo de Carta de Declaração de Ausência de Impedimento para Participação do Leilão Anexo 22 Modelo de Carta de Declaração de Capacidade Financeira Anexo 23 Modelo de Declaração Formal de Expressa Submissão à Legislação Brasileira e de Renúncia de Reclamação por via Diplomática Anexo 24 Modelo de Procuração Anexo 25 Modelo de Procuração (Proponente Estrangeira) Anexo 26 Conteúdo mínimo do contrato de intermediação entre a Proponente e sua respectiva Corretora Credenciada

5 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 Parte I - Preâmbulo A União, por meio da ANTT, dá a público, por meio do presente Edital de Concessão n [ ]/2010, as condições da desestatização, na modalidade de leilão, com a finalidade de selecionar a melhor proposta para a celebração de contrato de concessão de serviço público para a exploração da Concessão dos serviços públicos de transporte ferroviário de passageiros por trem de alta velocidade entre as Cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas, além de outras cidades incluídas no trajeto. A presente desestatização será regida pelas regras previstas neste edital e nos seus anexos, pelas Leis nº 9.491, de 09 de setembro de 1997, e, subsidiariamente, pelas Leis nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995; nº , de 5 de junho de 2001; nº 8.666, de 21 de julho de 1993 e demais normas vigentes sobre a matéria. A EF-222 foi incluída no Programa Nacional de Desestatização - PND por intermédio do Decreto nº 6.256, de 13 de novembro de 2007, com redação alterada pelo Decreto nº 6.816, de 07 de abril de As condições e os procedimentos de desestatização e outorga estão baseados na resolução do Conselho Nacional de Desestatização - CND n.º 06, de 7 de dezembro de 2009, alterada pela Resolução nº 07, 17 de dezembro de Foram realizadas audiências públicas no Município de [ ], no Estado de [ ], no dia [ ], e em Brasília, no Distrito Federal, no dia [ ] de novembro de [ ], informadas ao público por meio de publicação nos Diários Oficiais e em jornais de grande circulação nos Estados [ ], de [ ]e [ ], e no sítio eletrônico O critério de julgamento do presente Leilão será a combinação entre a oferta do menor valor de financiamento público com a oferta de menor valor de tarifa-teto quilométrica para a classe econômica, de acordo com os termos e condições estabelecidos neste edital. As propostas e demais documentos necessários à participação no Leilão serão recebidos entre 9h e 14h dos dias [ ] e [ ] de [ ] de 2010, na sede da BM&FBOVESPA, na Rua XV de Novembro, nº 275, no Município de São Paulo, Estado de São Paulo. A abertura das propostas será realizada em sessão pública a iniciar-se em [ ] de [ ] de 2010, às 11 horas, na sede da BM&FBOVESPA. O Edital nº [ ], de [ ] de [ ] de 2010, seus anexos, bem como todas as informações, estudos e projetos disponíveis sobre o TAV Rio de Janeiro - Campinas poderão ser obtidos em mídia eletrônica, na Ouvidoria da ANTT, situada em Brasília, Distrito Federal, no Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco C, Lote 17, Edifício Phenícia, entre [ ] de [ ] de 2010 e [ ] de [ ] de 2010, de 8h 5

6 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 às 18h, por meio do pagamento de R$ [ ] a título de ressarcimento pelas mídias eletrônicas disponibilizadas (ou a título de custos de reprografia do material indicado). Caso o interessado disponibilize mídia suficiente que suporte a quantidade de arquivos referentes ao Projeto TAV, ficará isento do pagamento do valor acima fixado. Apenas para fins de consulta, encontra-se dispobilizado do sitio da ANTT (www.antt.gov.br) versão resumida dos documentos referentes à presente licitação. 6

7 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 Parte II Definições Para os fins do presente Edital, e sem prejuízo de outras definições aqui estabelecidas, as seguintes definições aplicam-se às respectivas expressões, as quais, exceto quando o contexto não permitir tal interpretação, serão igualmente aplicadas em suas formas singular e plural: (i) Ação Preferencial de Classe Especial: a ação preferencial com direito a voto emitida pela Concessionária, que assegura à Empresa Pública Federal, em nome e no lugar da União, o direito de vetar determinadas alterações do Estatuto Social, nos termos do artigo 18 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme previsto nos Requisitos do Estatuto Social e no Acordo de Acionistas. (ii) Acionista Privado: sociedade de propósito específico, constituída na forma de sociedade por ações pelo Adjudicatário de acordo com as leis brasileiras, com sede e administração no Brasil, para deter a participação do Adjudicatário na Concessionária e celebrar o Acordo de Acionistas com a Empresa Pública Federal, na forma deste Edital e do Contrato de Concessão. (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) Ações: as ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal da Concessionária. Acordo de Acionistas: o Acordo de Acionistas a ser celebrado entre o Acionista Privado e a Empresa Pública Federal, na forma do Anexo 14,, na qualidade de controladora da Empresa Pública Federal, na data da celebração do Contrato de Concessão, nos termos do qual serão disciplinadas determinadas questões relacionadas ao exercício do direito de voto e à circulação das Ações. Adjudicatário: o Proponente vencedor do Leilão, assim entendido aquele que tiver ofertado o menor valor estimado do Financiamento Público combinado com o menor valor de tarifa-teto quilométrica para classe econômica e que tiver sua Proposta qualificada, nos termos do Edital. AGU: Advocacia Geral da União. Anexo ao Contrato: cada um dos documentos anexos ao Contrato de Concessão. Anexo: cada um dos documentos anexos ao Edital. 7

8 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 (ix) (x) (xi) (xii) (xiii) (xiv) (xv) (xvi) ANTT: Agência Nacional de Transportes Terrestres, autarquia em regime especial integrante da Administração Federal indireta, instituída pela Lei n /2001, com s ede em Brasília, Distrito Federal, Setor Bancário Norte, Quadra 02, Bloco C, Lote 17, Edifício Phenícia, na qualidade de órgão regulador e fiscalizador da Concessão e representante do Poder Concedente no Contrato de Concessão e no Leilão. Ato de Homologação: Resolução expedida pela ANTT que tem por objeto confirmar o resultado do Leilão. BM&FBOVESPA: BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, situada no Município de São Paulo, Estado de São Paulo, na Praça Antônio Prado, nº 48 Centro. BNDES: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, empresa pública federal, com sede em Brasília, Distrito Federal, e serviços na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, cujo objeto é fomentar, por meio do financiamento, empreendimentos que contribuam para o desenvolvimento econômico e social do país. Comissão de Avaliação: comissão instituída pela ANTT que será responsável por examinar e julgar todos os documentos e conduzir os procedimentos relativos ao Leilão. Concessão: concessão do serviço público de transporte ferroviário de passageiros por Trem de Alta Velocidade, precedida da obra de infra-estrutura, para construção, operação, manutenção e conservação do TAV Rio de Janeiro - Campinas, nos termos, no prazo e nas condições estabelecidas na Minuta do Contrato. Concessionária: Pessoa Jurídica titular da concessão dos serviços públicos de transporte ferroviário de passageiros por Trem de Alta Velocidade TAV na Estrada de Ferro EF-222 (Rio de Janeiro - Campinas), a ser integrada com participação majoritária do Acionista Privado e minoritária da Empresa Pública Federal, de acordo com as leis da República Federativa do Brasil, com a finalidade exclusiva de explorar a Concessão. Contrato de Concessão: contrato a ser celebrado entre a Concessionária e o Poder Concedente para outorga da Concessão, cuja minuta integra o Anexo 2 a este Edital. 8

9 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 (xvii) (xviii) (xix) (xx) (xxi) (xxii) (xxiii) Contrato(s) de Financiamento: contrato(s) celebrado(s) pela Concessionária que têm por objeto a obtenção de recursos necessários à implementação do projeto de construção da infra-estrutura do TAV Rio de Janeiro - Campinas, podendo incluir, sem limitação, o Financiamento Público. Contratos de Transferência de Tecnologia: o Contrato de Licença para Exploração de Patente ou o Contrato de Fornecimento de Tecnologia, firmados cumulativamente ou alternativamente, que integram o Anexo 3, nos termos dos quais o(s) detentor(es) da Tecnologia transferirá(ão), em caráter irrevogável e irretratável, à Empresa Pública Federal, a Tecnologia, de acordo com os termos e condições contidos nos respectivos instrumentos, neste Edital e na legislação aplicável. Controlada: qualquer pessoa cujo Controle é exercido por outra pessoa ou fundo de investimento. Controladora: qualquer pessoa ou fundo de investimento que exerça Controle sobre outra pessoa. Controle: o poder, detido por pessoa ou o grupo de pessoas vinculadas por acordo de voto ou sob controle comum, de, direta ou indiretamente, isolada ou conjuntamente: (i) exercer, de modo permanente, direitos que lhe assegurem a maioria dos votos nas deliberações sociais e eleger a maioria dos administradores ou gestores de outra pessoa, fundo de investimento ou entidades de previdência complementar, conforme o caso; e/ou (ii) efetivamente dirigir as atividades sociais e orientar o funcionamento de órgãos de outra pessoa ou entidade de previdência complementar. Corretoras Credenciadas: sociedades corretoras de valores habilitadas a operar em qualquer dos mercados da BM&FBOVESPA contratadas pelas Proponentes, por meio de contrato de intermediação, para representá-las em todos os atos relacionados ao Leilão junto à BM&FBOVESPA. Data da Assunção: data da publicação do extrato do Contrato de Concessão no DOU. (xxiv) DNIT: Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, autarquia vinculada ao Ministério dos Transportes. 9

10 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 (xxv) (xxvi) (xxvii) (xxviii) (xxix) (xxx) (xxxi) (xxxii) (xxxiii) Documentos de Pré-Qualificação: conjunto de documentos arrolados no Anexo 9, a ser obrigatoriamente apresentado pelas Proponentes, destinado a comprovar sua capacidade técnica de realizar o objeto da Concessão. Documentos de Qualificação: conjunto de documentos arrolados no Anexo 10, a ser obrigatoriamente apresentado pelas Proponentes, destinado a comprovar exclusivamente sua regularidade jurídica, fiscal e qualificação econômicofinanceira. DOU: Diário Oficial da União. Edital: o presente Edital de Concessão n [ ]/2010 e todos os seus Anexos. Estatuto Social: o estatuto social da SPE a ser elaborado pelo Adjucatário e que deverá conter, necessariamente, os Requisitos do Estatuto Social constantes do Anexo 13. Empresa Pública Federal: empresa estatal de transporte ferroviário de alta velocidade, a ser criada pela União, vinculada ao Ministério dos Transportes, que tem por finalidade planejar e promover o desenvolvimento do transporte ferroviário de alta velocidade de forma integrada com as demais modalidades de transporte, por meio de estudos, pesquisas, administração e gestão de patrimônio, desenvolvimento tecnológico e atividades destinadas à absorção de novas tecnologias. Financiamento Público: o financiamento a ser posto à disposição da Concessionária com recursos do Tesouro Nacional, que terá o BNDES como agente financeiro mandatário, que atuará em nome e por conta e risco da União, nos termos e condições previstos no Anexo 5.. FINEP Financiadora de Estudos e Projetos: empresa pública, vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, com sede no Distrito Federal no SCN QD. 02 BLOCO "D" TORRE A, SALA 1102 e que atua no fomento público à Ciência, Tecnologia e Inovação em empresas, universidades, institutos tecnológicos e outras instituições públicas ou privadas Fontes de Recursos Financeiros: as operações de crédito e contribuições de capital à Concessionária. 10

11 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 (xxxiv) (xxxv) (xxxvi) (xxxvii) (xxxviii) (xxxix) (xl) (xli) Garantia da Proposta: a garantia de cumprimento da proposta a ser apresentada pelas Proponentes ao Poder Concedente, nos termos deste Edital. Garantia de Execução do Contrato: a garantia do fiel cumprimento das obrigações do Contrato, a ser mantida pela Concessionária em favor do Poder Concedente nos montantes e nos termos definidos no Contrato de Concessão. INPI- Instituto Nacional de Propriedade Industrial: autarquia federal, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, com sede no Rio de Janeiro, à Praça Mauá nº 7, Centro, que tem por finalidade principal, executar, no âmbito nacional, as normas que regulam a propriedade industrial. Investimento Final: estimativa em moeda corrente nacional do valor total necessário para a completa implementação e operacionalização do TAV Rio de Janeiro - Campinas, em conformidade com o previsto no Edital e seus Anexos, apresentado pelo Adjudicatário em seu Plano de Negócios. Leilão: o conjunto de procedimentos realizados para a desestatização e outorga da Concessão. Manual de Procedimentos do Leilão: documento divulgado pela BM&FBOVESPA na sua página da Internet, constante do Anexo 15 deste Edital, produzido pela BM&FBOVESPA com aprovação da Comissão de Avalliação e que descreve todos os procedimentos operacionais inerentes ao Leilão, desde o acesso de participantes, regras para depósito de garantias financeiras e participação na sessão pública de leilão; Metodologia de Execução: o documento a ser apresentado pelas Proponentes em conformidade com as diretrizes constante do Anexo 1, contendo a descrição completa da metodologia de execução a ser empregada na implementação do objeto da Concessão, bem como o Programa de Transferência e Absorção de Tecnologia, que será posteriormente integrado ao PEF, passando a compor o Anexo 1 do Contrato de Concessão. Ministério dos Transportes: órgão público federal da administração direta responsável pela Política Nacional de 11

12 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 Transportes ferroviário interestadual e internacional de passageiros. (xlii) (xliii) (xliv) (xlv) (xlvi) (xlvii) (xlviii) (xlix) Minuta do Contrato: a minuta do Contrato de Concessão que integra o Anexo 2 do Edital. PEF: Programa de Exploração Ferroviária constante do Anexo 1, que abrange todas as condições, metas, critérios, requisitos, intervenções e especificações mínimas que determinam as obrigações da Concessionária, englobando, dentre outras coisas, (a) o detalhamento do TAV Rio de Janeiro-Campinas e os elementos básicos das obras e serviços compreendidos na concessão, (b) os Parâmetros de Desempenho e as especificações técnicas mínimas que exigirão intervenções da Concessionária (c) parâmetros técnicos mínimos, (d) Termo de Referência da Metologia de Execução e (e) as diretrizes para monitoramento permanente dos Serviços Ferroviários. Período para Recebimento dos Envelopes: período entre as 9h e 14h dos dias [ ] e [ ] de [ ] e 2010, no qual deverão ser entregues, pelas Proponentes, na BM&FBOVESPA, todos os documentos necessários à sua participação no Leilão. Plano de Negócios: o plano de negócios relacionado à Concessão, que deve ser apresentado em conformidade com o Anexo 4 deste Edital. Poder Concedente: a União, representada na Concessão pela ANTT ou por outros órgãos da Administração, conforme a distribuição legal de competências. Programa de Transferência e Absorção de Tecnologia: programa constante na Metodologia de Execução apresentado pelas Proponentes qualificadas, em conformidade com as diretrizes do Anexo 1. Proponente: qualquer pessoa jurídica, fundo de investimento, entidade de previdência complementar ou consórcio participante do Leilão. Proposta Econômica: o conjunto de documentos, em meio impresso, entregue pela Proponente, que contempla o valor do Financiamento Público e da Tarifa-Teto proposta para a classe econômica demandado pela Concessionária para a 12

13 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 completa execução dos serviços e obras compreendidos no objeto do Contrato. (l) Receitas Extraordinárias: quaisquer receitas complementares, acessórias ou alternativas à Tarifa, à exploração econômica das estações próprias, conforme previsto na Minuta do Contrato e/ou às aplicações financeiras da Concessionária, decorrentes da exploração do TAV Rio de Janeiro Campinas. (li) Representantes Credenciados: pessoas autorizadas a representar as Proponentes em todos os documentos relacionados ao Leilão, exceto nos atos praticados junto à BM&FBOVESPA e nos atos praticados durante a Sessão Pública do Leilão. (lii) (liii) (liv) (lv) (lvi) (lvii) Requisitos do Estatuto Social: conjunto de disposições constantes no Anexo 13 que deverão ser previstas no Estatuto Social como condição para celebração do Contrato de Concessão. Sessão Pública do Leilão: sessão pública a iniciar-se em [ ] de [ ] de 2010 às 11:00 horas, para abertura do envelope da Proposta Econômica entregue pelas Proponentes. SPE: sociedade de propósito específico a ser constituída pelo Adjudicatário sob a forma de sociedade por ações e integrada com participação majoritária do Acionista Privado e minoritária da Empresa Pública Federal, cujos documentos constitutivos deverão contemplar os Requisitos do Estatuto Social e que celebrará o Contrato de Concessão com o Poder Concedente. Tarifa-Teto: corresponde à tarifa-teto quilométrica ofertada pela Proponente Leilão, observado o valor máximo de R$ 0,50 (cinquenta centavos de real) por quilômetro percorrido no TAV Rio de Janeiro - Campinas para os serviços da classe econômica. Tarifa: tarifa a ser paga pelos usuários do TAV Rio de Janeiro - Campinas, sempre limitada pela Tarifa-Teto, estabelecida de acordo com os termos da Minuta do Contrato. TAV: trem de alta velocidade, assim entendido o serviço público de transporte ferroviário de passageiros prestados que 13

14 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 consiga atingir velocidade igual ou superior a 350 Km/h (trezentos e cinqüenta quilômetros por hora). (lviii) (lix) TAV Rio de Janeiro-Campinas: serviço público de transporte ferroviário de passageiros em TAV na Estrada de Ferro EF 222, no trecho entre os Municípios do Rio de Janeiro, Capital do Estado do Rio de Janeiro e Campinas, no Estado de São Paulo, composto por todas as instalações, obras-de-arte, infraestrutura, super-estrutura, material rodante, sistema de sinalização, estações de passageiros e demais bens que sejam necessários à plena prestação do serviço de TAV, nos termos e condições deste Edital e seus Anexos, do Contrato de Concessão e dos Anexos ao Contrato. Tecnologia: os conhecimentos técnicos e científicos criados e transmitidos por meio de um conjunto de materiais, processos, métodos e ferramentas, protegidos ou não por direitos industriais e autorais, necessários à construção, operação e manutenção de sistemas de TAV em condições operacionais compatíveis com as do TAV Rio de Janeiro- Campinas. 14

15 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 Parte III - Do Objeto 1 Objeto do Edital 1.1 O objeto do Edital é a Concessão do serviço público ferroviário de TAV para construção, operação, manutenção e conservação do TAV Rio de Janeiro - Campinas, nos termos, no prazo e nas condições estabelecidas na Minuta do Contrato. 1.2 A Concessão será remunerada mediante cobrança de Tarifa, Receitas Extraordinárias e receita das estações próprias, caso ocorram. 1.3 O critério de julgamento do presente Leilão é a combinação entre (i) oferta do menor valor do Financiamento Público em moeda corrente nacional necessário à operacionalização do TAV Rio de Janeiro - Campinas, observado o valor máximo de R$ ,00 (vinte bilhões, oitocentos e sessenta e oito milhões, setecentos e oitenta e quatro mil reais); e (ii) oferta do menor valor da Tarifa-Teto quilométrica para a classe econômica, observado o valor máximo de R$ 0,50 (cinquenta centavos de reais) por quilômetro. 15

16 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 Parte IV - Acesso às Informações sobre o TAV Rio de Janeiro - Campinas e sobre o Leilão 2 Aquisição e Consulta ao Edital e Acesso às Informações 2.1 O Edital, suas planilhas e formulários, as informações, estudos e projetos disponíveis sobre o TAV Rio de Janeiro - Campinas poderão ser obtidos em mídia eletrônica, na sede da ANTT, entre [ ] de [ ] de 2010 e [ ] de [ ] de 2010, de 8h às 18h, por meio de pagamento do valor de R$ [ ] ([ ]) a título de custos das mídias eletrônicas (ou custos de reprodução do material). Caso o interessado disponibilize mídia suficiente que suporte a quantidade de arquivos referentes ao Projeto TAV, ficará isento do pagamento do valor acima fixado.apenas para fins de consulta, encontra-se dispobilizado do sitio da ANTT (www.antt.gov.br) versão resumida da documento referente à presente concessão. 2.2 A ANTT não se responsabilizará pelos Editais, suas planilhas e formulários e demais informações, estudos e projetos disponíveis sobre o TAV Rio de Janeiro -Campinas obtidos ou conhecidos de forma ou em local diverso do disposto no subitem 2.1 acima. 2.3 A obtenção do Edital não será condição para participação no Leilão, sendo suficiente para tanto o conhecimento e aceitação, pela Proponente, de todos os seus termos e condições. 2.4 As Proponentes são responsáveis pela análise direta das condições do TAV Rio de Janeiro - Campinas e de todos os dados e informações sobre a exploração da Concessão As informações, estudos, pesquisas, investigações, levantamentos, projetos, planilhas e demais documentos ou dados, relacionados ao TAV Rio de Janeiro-Campinas, à sua exploração e à Concessionária, disponibilizados no sítio eletrônico e na sede da ANTT, foram realizados e obtidos para fins exclusivos de precificação da Concessão, não apresentando, perante as potenciais Proponentes, qualquer caráter vinculativo ou qualquer efeito do ponto de vista da responsabilidade do Poder Concedente perante as Proponentes. 16

17 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/ Os interessados são responsáveis pelo exame de todas as instruções, condições, exigências, leis, decretos, normas, especificações e regulamentações aplicáveis ao Leilão e à Concessão. 2.6 As Proponentes arcarão com seus respectivos custos e despesas que incorrerem para a realização de estudos, investigações, levantamentos, projetos e investimentos, relacionados ao Leilão ou ao processo de contratação. 2.7 A documentação fornecida pela ANTT às Proponentes não poderá ser reproduzida, divulgada e utilizada, de forma total ou parcial, para quaisquer outros fins que não os expressos no Edital. 3 Pedidos de Esclarecimentos 3.1 Caso qualquer interessado necessite de esclarecimentos complementares, deverá solicitá-los à ANTT até as 16:00h do dia [ ] de [ ] de 2010, da seguinte forma: por meio eletrônico, no sítio da ANTT, em link que será disponibilizado, acompanhado do arquivo contendo as questões formuladas, em formato.doc ou.docx, conforme modelo integrante do Anexo 18; ou por meio de correspondência protocolada na sede da ANTT, contendo as questões formuladas conforme o modelo integrante do Anexo 18, impressa e em meio magnético, com o respectivo arquivo gravado em formato.doc. 3.2 A ANTT não responderá questões que tenham sido formuladas em desconformidade com o disposto no subitem 3.1 acima. 3.3 As respostas da ANTT aos referidos esclarecimentos complementares serão divulgadas no sítio eletrônico sem identificação da fonte do questionamento. 3.4 As Proponentes poderão, também, retirar cópia da ata de esclarecimentos sobre o Edital na sede da ANTT. 3.5 Todas as correspondências referentes ao Edital enviadas à ANTT serão consideradas como entregues na data do seu recebimento pela ANTT, mediante protocolo na sede da agência ou outra forma de confirmação de recebimento de mensagem, em caso de correspondência eletrônica. 17

18 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/ As correspondências recebidas pela ANTT após às 18h (horário de Brasília), inclusive as correspondências dirigidas ao endereço eletrônico, serão consideradas como recebidas no dia útil imediatamente posterior. 3.6 Todas as respostas da ANTT aos pedidos de esclarecimentos realizados nos termos deste item constarão de ata, que será parte integrante deste Edital. 4 Impugnações ao Edital 4.1 Sob pena de decadência do direito, eventual pedido de impugnação do Edital deverá ser protocolado na sede da ANTT, até 5 (cinco) dias úteis antes da data estabelecida para o início do Período para Recebimento dos Envelopes. 4.2 As impugnações ao Edital deverão ser dirigidas ao presidente da Comissão de Avaliação, que deverá apreciá-las e respondê-las até a data da Sessão Pública de Leilão. 4.3 A impugnação feita tempestivamente não impedirá a participação dos interessados na Sessão Pública de Leilão até a decisão da Comissão de Avaliação. 18

19 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/ Condições de Participação Parte V - Regulamento do Leilão 5.1 Poderão participar do Leilão, nos termos deste Edital, pessoas jurídicas brasileiras ou estrangeiras, entidades de previdência complementar e fundos de investimento, isoladamente ou em consórcio, de acordo com os termos deste Edital. 5.2 Não poderão participar do Leilão, isoladamente ou em consórcio: pessoa jurídica declarada inidônea por ato do Poder Público; pessoa jurídica impedida de contratar com a Administração Pública; pessoa jurídica cujo(s) dirigente(s) ou responsável(is) técnico(s) seja(m) ou tenha(m) sido ocupante(s) de cargo efetivo ou emprego na ANTT ou no Ministério dos Transportes, ou ocupante(s) de cargo de direção, assessoramento superior da União, nos últimos 180 (cento e oitenta) dias anteriores à data da publicação do Edital; e pessoa jurídica, ou seus dirigentes, gerentes, acionistas ou detentores de mais de 5% (cinco por cento) do capital com direito a voto, Controlador, responsável técnico ou subcontratado, que tenha participado da elaboração dos estudos jurídicos, econômicos e técnicos que lhe serviram de base. 5.3 A participação no Leilão implica a integral e incondicional aceitação de todos os termos, disposições e condições do Edital, do Manual de Procedimentos do Leilão, da Minuta do Contrato, do Acordo de Acionistas, dos Contratos de Transferência de Tecnologia, dos Requisitos do Estatuto Social e dos demais Anexos, bem como das demais normas aplicáveis ao Leilão. 5.4 Caso a Proponente participe por meio de consórcio, as seguintes regras deverão ser observadas, sem prejuízo de outras existentes no restante do Edital: cada consorciado deverá atender individualmente às exigências relativas à regularidade jurídica e fiscal contidas no Edital; cada consorciado deverá atender individualmente às exigências para a qualificação econômico-financeira, exceto 19

20 EDITAL DE CONCESSÃO n [ ]/2010 com relação à regra de patrimônio líquido, em que cada consorciado, individualmente, deverá ter patrimônio líquido igual ou superior à parcela do patrimônio líquido mínimo exigido de acordo com o item 7, doc. nº 17 da tabela V do Anexo 10, correspondente à sua respectiva participação na constituição do consórcio; as exigências de qualificação técnica deverão ser atendidas pelo consórcio, por intermédio de qualquer dos consorciados isoladamente, pela soma das qualificações técnicas apresentadas pelos consorciados, ou pela soma das qualificações técnicas apresentadas pelos consorciados, conjuntamente com sua(s) contratada(s), de acordo com o disposto no item 9.2; o não atendimento das normas previstas no Edital de qualquer consorciado acarretará a automática desclassificação do consórcio; não há limite de número de consorciados para constituição do consórcio; nenhuma Proponente poderá participar de mais de um consórcio, ainda que por intermédio de suas Controladoras ou Controladas, observado o disposto no item 9.3 abaixo; caso uma Proponente participe de um consórcio, ficará ela impedida de participar isoladamente do Leilão; não será admitida a inclusão, a substituição, a retirada ou a exclusão de consorciados pelo período de 5 (cinco) anos contados da data de início das operações comerciais do TAV Rio de Janeiro - Campinas sem a prévia e expressa autorização do Poder Concedente; a responsabilidade solidária dos consorciados cessará, para fins das obrigações assumidas em virtude do Leilão: (i) no caso de o consórcio ter sido a Proponente vencedora, até a data da celebração do Contrato de Concessão; e (ii) no caso de o consórcio não ter sido o Proponente vencedor, até 15 (quinze) dias contados da data de celebração do Contrato de Concessão. 6 Forma de Apresentação da Documentação 20

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ANEXO 2 MODELOS DE CARTAS E DECLARAÇÕES Modelo de Pedido de Esclarecimentos Ref.: Concorrência Pública nº [ ]/2011 Pedido de Esclarecimentos, [qualificação], por seu(s) representante(s) legal(is), apresenta

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ ANEXO II MODELO DE CARTAS E DECLARAÇÕES CONSULTA PÚBLICA nº 01 18/11/2013 SUMÁRIO Modelo nº 01 CARTA DE CREDENCIAMENTO... 3 Modelo nº 02 CARTA DE APRESENTAÇÃO DA GARANTIA DE PROPOSTA DA CONCORRENTE SOB

Leia mais

ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL

ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL p. 1 / 13 ANEXO VI MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS

Leia mais

CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL N.º [ ]/[ ] EDITAL DE LICITAÇÃO

CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL N.º [ ]/[ ] EDITAL DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL N.º [ ]/[ ] EDITAL DE LICITAÇÃO PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA, NA MODALIDADE DE CONCESSÃO ADMINISTRATIVA, DESTINADA À CONSTRUÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DO COLÉGIO MILITAR DE MANAUS

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA -CAMPINAS- GUARULHOS

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA -CAMPINAS- GUARULHOS LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS GOVERNADOR ANDRÉ FRANCO MONTORO, NA CIDADE DE GUARULHOS/SP, VIRACOPOS, NA CIDADE DE CAMPINAS/SP E PRESIDENTE

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 6 DO CONTRATO

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 6 DO CONTRATO CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS - BRASÍLIA - EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 6 DO CONTRATO MODELOS E CONDIÇÕES MÍNIMAS PARA GARANTIA CONTRATUAL Condições

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO

MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO VERSÃO: 31/3/2011 2/12 MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se:

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se: Estabelece regras e procedimentos para a transferência de controle societário ou de titularidade e para a alteração do nome empresarial de contrato de concessão de porto organizado ou de arrendamento de

Leia mais

EDITAL DE ALIENAÇÃO N 001/2014

EDITAL DE ALIENAÇÃO N 001/2014 EDITAL DE ALIENAÇÃO N 001/2014 Alienação de Participações Societárias do Banco Rural S/A Em Liquidação Extrajudicial, nas Companhias InvestPrev Seguradora S.A., e InvestPrev Seguros e Previdência S.A.

Leia mais

ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E CARTAS. (Modelos sugeridos)

ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E CARTAS. (Modelos sugeridos) ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E CARTAS (Modelos sugeridos) Conteúdo dos envelopes: a) ENVELOPE DE CREDENCIAMENTO (i) Documentos do REPRESENTANTE LEGAL; (ii) Documentos da CORRETORA CREDENCIADA; (iii)

Leia mais

ANEXO I MODELO DE CARTAS DE APRESENTAÇÃO DA GARANTIA DE PROPOSTA, DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E PROPOSTA ECONÔMICA

ANEXO I MODELO DE CARTAS DE APRESENTAÇÃO DA GARANTIA DE PROPOSTA, DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E PROPOSTA ECONÔMICA ANEXO I MODELO DE CARTAS DE APRESENTAÇÃO DA GARANTIA DE PROPOSTA, DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO E PROPOSTA ECONÔMICA Consulta Pública Concorrência SETOP /2012 Anexo I Modelo de Cartas de Apresentação

Leia mais

GOVERNO FEDERAL SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA - SEP/PR AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS - ANTAQ LEILÃO

GOVERNO FEDERAL SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA - SEP/PR AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS - ANTAQ LEILÃO GOVERNO FEDERAL SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA - SEP/PR AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS - ANTAQ LEILÃO MINUTA DE EDITAL PARA O ARRENDAMENTO DE ÁREA E INFRAESTRUTURA PÚBLICAS

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

ANEXO II MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL

ANEXO II MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL ANEXO II MODELOS DE DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL 1 SUMÁRIO 1 MODELO 1 - CARTA DE ENCAMINHAMENTO DE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO... 3 2 MODELO 2 - COMPROMISSO DE DISPONIBILIDADE DE

Leia mais

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES

ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES ANEXO VII MODELOS DE DECLARAÇÕES SUMÁRIO I - MODELO DE SOLICITAÇÃO DE ESCLARECIMENTOS... 3 II - TERMOS E CONDIÇÕES MÍNIMOS DO SEGURO-GARANTIA PARA GARANTIA DE PROPOSTA... 4 III - MODELO DE FIANÇA-BANCÁRIA

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA O LEILÃO DE COMPRA e os procedimentos a ele relativos serão regidos pelas disposições deste EDITAL e seus Anexos. ÍNDICE Capítulo 1 Informações

Leia mais

ANEXO II MODELOS DO EDITAL

ANEXO II MODELOS DO EDITAL ANEXO II MODELOS DO EDITAL 1 SUMÁRIO MODELO N.º 1 - CARTA DE CREDENCIAMENTO... 3 MODELO N.º 2 - PROPOSTA COMERCIAL... 4 MODELO N.º 3 - DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO....

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

EDITAL N 01/2013 EDITAL N 01/2013

EDITAL N 01/2013 EDITAL N 01/2013 EDITAL N 01/2013 Parceria público-privada na modalidade de concessão patrocinada para implantação das obras civis e sistemas, fornecimento do material rodante, operação, manutenção e expansão do Sistema

Leia mais

ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 1 CARTA CREDENCIAMENTO MODELO N.º 2 PROPOSTA COMERCIAL MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO MODELO N.º 4 DECLARAÇÃO DE REGULARIDADE

Leia mais

ANEXO II MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL

ANEXO II MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NO EDITAL MODELOS DAS DECLARAÇÕES E DOS COMPROMISSOS PREVISTOS NOS EDITAL MODELO 01 CARTA DE CREDENCIAMENTO * Em caso de consórcio, este deverá credenciar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO

RESOLUÇÃO Nº 20 DAS SOCIEDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS, CONSTITUIÇÃO E AUTORIZAÇÃO 1 RESOLUÇÃO Nº 20 Documento normativo revogado pela Resolução 2735, de 28/06/2000. O BANCO CENTRAL DA REPÚBLICA DO BRASIL, na forma da deliberação do Conselho Monetário Nacional, em sessão de 28.2.66,

Leia mais

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI VERSÃO: 20/7/2009 2/8 MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DOS PARTICIPANTES

Leia mais

Concessão administrativa para gestão e operação de unidade hospitalar do Estado da Bahia

Concessão administrativa para gestão e operação de unidade hospitalar do Estado da Bahia Edital de Concessão 008/2009 Concessão administrativa para gestão e operação de unidade hospitalar do Estado da Bahia Hospital do Subúrbio (Salvador) 1 Índice Parte I Preâmbulo... 2 Parte II Definições

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO

MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO VERSÃO: 13/12/2011 2 / 34 MANUAL DE NORMAS DE DIREITO DE ACESSO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 4 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 4 CAPÍTULO TERCEIRO DOS TIPOS DE

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE INTERESSADOS NA OPERAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ DECRETO Nº 600/2014 Súmula:- Regulamenta a aquisição de Bens Permanentes, de Consumo e Serviços destinados a Administração Direta, Indireta e Fundacional do Município de Sengés, através de Pregão, tendo

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03. Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03. Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03 Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08 Cláusula 1ª - OBJETO Este seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo Tomador no contrato principal,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 LEILÃO PÚBLICO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 015/08 Processo nº 41.128/07 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS TIPO VIATURA (VW GOL 1.6,

Leia mais

CONTRATO PARA A AQUISIÇÃO DE COMPUTADORES

CONTRATO PARA A AQUISIÇÃO DE COMPUTADORES Contrato 008/2013 CONTRATO PARA A AQUISIÇÃO DE COMPUTADORES Que entre si celebram o Município de São Simão, Goiás e a Empresa EDSON SOARES DOS SANTOS FILHO - ME. I PREÂMBULO 1.1 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO

Leia mais

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO VERSÃO: 01/7/2008 MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO 01/7/2008 2/8 ÍNDICE

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ.

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. PREÃMBULO 1994 EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. A Prefeitura Municipal de Marabá, por intermédio

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA ANEXO VI MINUTA DE CONTRATO CONTRATO que entre si fazem o DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA e a empresa xxxxxxxx, para seguro contra terceiros para os veículos deste Departamento. O DEPARTAMENTO

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA 1- Objeto da Licitação: Prestação de serviço para contratação de seguro de vida em grupo para os empregados da Empresa Municipal de Informática S.A - IplanRio, visando

Leia mais

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSO EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA COMPOR O PROGRAMA DE EFICIÊNCIA

Leia mais

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 1. PREÂMBULO O CEADEC - Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DREI Nº 7, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA DREI Nº 7, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2013 Presidência da República Secretaria da Micro e Pequena Empresa Secretaria de Racionalização e Simplificação Departamento de Registro Empresarial e Integração INSTRUÇÃO NORMATIVA DREI Nº 7, DE 5 DE DEZEMBRO

Leia mais

ANEXO III TRANSAÇÕES SEM CARTÃO PRESENTE

ANEXO III TRANSAÇÕES SEM CARTÃO PRESENTE ANEXO III TRANSAÇÕES SEM CARTÃO PRESENTE O presente Anexo III faz parte integrante do Contrato de Credenciamento ao Sistema Elavon ( CONTRATO ) registrado no 5º Oficial de Registro de Títulos e Documentos

Leia mais

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008.

Lei do Audiovisual IN 81 de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 81, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008. Estabelece procedimentos sobre a apresentação de relatórios de gestão e prestação de contas em Programas Especiais de Fomento. A DIRETORIA COLEGIADA

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99)

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A (UNIÃO/ESTADO/MUNICÍPIO), ATRAVÉS DO (ÓRGÃO/ENTIDADE ESTATAL),

Leia mais

ANEXO IV MODELOS DE TERMOS, DECLARAÇÕES E PROCURAÇÕES. ANEXO IV - Item 4.1 e 4.3.11 do Edital Conjunto 1 MODELO nº 1

ANEXO IV MODELOS DE TERMOS, DECLARAÇÕES E PROCURAÇÕES. ANEXO IV - Item 4.1 e 4.3.11 do Edital Conjunto 1 MODELO nº 1 ANEXO IV MODELOS DE TERMOS, DECLARAÇÕES E PROCURAÇÕES ANEXO IV - Item 4.1 e 4.3.11 do Edital Conjunto 1 MODELO nº 1 0XX/200X/SPV - ANATEL, promovida pela Agência Nacional de Telecomunicações, na forma

Leia mais

EMBAJADA DE LA REPÚBLICA ARGENTINA EN LA REPÚBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL

EMBAJADA DE LA REPÚBLICA ARGENTINA EN LA REPÚBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL PROCEDIMENTO DE SELEÇÃO BASES E CONDIÇÕES PARTICULARES TIPO: Contratação Direta por Trâmite Simplificado Nº 3/2015 Exércicio: 2015 CLASSE: Sem classe MODALIDADE: Ordem de Compra Aberta PROCESSO Nº 4/2015

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL

CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL PLANO PU 15/15 A - MODALIDADE:

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA

MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA VERSÃO: 01/7/2008 2 / 10 MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL

Leia mais

Original assinado por ROBERTO TEIXEIRA DA COSTA Presidente. NORMAS ANEXAS À INSTRUÇÃO N o 001 DE 27 DE ABRIL DE 1978.

Original assinado por ROBERTO TEIXEIRA DA COSTA Presidente. NORMAS ANEXAS À INSTRUÇÃO N o 001 DE 27 DE ABRIL DE 1978. Dispõe sobre as normas e procedimentos para contabilização e elaboração de demonstrações financeiras, relativas a ajustes decorrentes da avaliação de investimento relevante de companhia aberta em sociedades

Leia mais

a) Título (Alteração contratual), recomendando-se indicar o nº de seqüência da alteração;

a) Título (Alteração contratual), recomendando-se indicar o nº de seqüência da alteração; ALTERAÇÃO DE SOCIEDADE EMPRESÁRIA: *ELEMENTOS DA ALTERAÇÃO CONTRATUAL a) Título (Alteração contratual), recomendando-se indicar o nº de seqüência da alteração; b) Preâmbulo; c) Corpo da alteração: Nova

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO VERSÃO: 18/04/2011 2 / 13 MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

ANEXO I MODELO DE CARTAS E DECLARAÇÕES

ANEXO I MODELO DE CARTAS E DECLARAÇÕES ANEXO I MODELO DE CARTAS E DECLARAÇÕES ANEXO I MODELO DE CARTAS E DECLARAÇÕES MODELO 1 CARTA DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA ECONÔMICA (ITEM 16.1 DO EDITAL)... 3 MODELO 2 CARTA DE APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES YOU TELECOM ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES LTDA ME, CNPJ nº 14.450.742/0001-23 com sede no endereço SRTV/s, quadra 701, conjunto E, edifício

Leia mais

NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES 1 - DO OBJETIVO 1.1. Esta Norma tem por objetivo estabelecer condições para prestação

Leia mais

Edital de Concorrência Pública N.º [ ]/2010

Edital de Concorrência Pública N.º [ ]/2010 Edital de Concorrência Pública N.º [ ]/2010 CONCESSÃO COMUM PARA A DELEGAÇÃO DA CONSTRUÇÃO, IMPLANTAÇÃO, GESTÃO, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DO SERVIÇO PÚBLICO E CORRESPONDENTES INFRAESTRUTURAS DE APOIO AO EMBARQUE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. Estabelece as informações contábeis e societárias a serem apresentadas pelas Concessionárias de Serviço Público de Infraestrutura Aeroportuária e pelos administradores dos

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 Dispõe sobre a relação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, suas autarquias, fundações, sociedades de economia mista e outras entidades

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: EDUCAÇÃO

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: EDUCAÇÃO CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: EDUCAÇÃO ENTIDADES ABRANGIDAS: Entidades que prestam serviços preponderantemente na área da educação podem requerer a

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 003 -TERRACAP PROCESSO Nº: 111.004.762/2013 Pregão Presencial Nº: 29/2013 VALIDADE: 12 meses, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de

Leia mais

Este regulamento estabelece as regras para o PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO, instituído pela AVAX CORRETORA DE SEGUROS

Este regulamento estabelece as regras para o PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO, instituído pela AVAX CORRETORA DE SEGUROS REGULAMENTO E TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO Este regulamento estabelece as regras para o PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO,

Leia mais

IBRACON NPA nº 08 - Serviços de Auditoria dos Processos de Privatização

IBRACON NPA nº 08 - Serviços de Auditoria dos Processos de Privatização IBRACON NPA nº 08 - Serviços de Auditoria dos Processos de Privatização INTRODUÇÃO 1. O processo de venda de ativos, de modo geral, e de participações societárias, principalmente as majoritárias, em particular,

Leia mais

Comunicado Cetip n 052/2014 19 de maio de 2014

Comunicado Cetip n 052/2014 19 de maio de 2014 Comunicado Cetip n 052/2014 19 de maio de 2014 Assunto: Leilão de Venda de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip NET Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA

APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA Apólice: 024612013000107750002827 Processo SUSEP : 15414.004045/2010-49 Endosso: 0000000 Número de Controle Interno: 7202Ě CONDIÇÕES PARTICULARES A Austral Seguradora

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. FIBRIA CELULOSE S.A. (nova denominação social de Votorantim Celulose

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

PRÊMIO PORTO MARAVILHA CULTURAL. EDITAL de PRÊMIO Nº 01/2013 EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS

PRÊMIO PORTO MARAVILHA CULTURAL. EDITAL de PRÊMIO Nº 01/2013 EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PRÊMIO PORTO MARAVILHA CULTURAL EDITAL de PRÊMIO Nº 01/2013 EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS 1. INTRODUÇÃO 1.1. A COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ( CDURP

Leia mais

MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE

MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE VERSÃO: 06/09/2010 MANUAL DE NORMAS OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE AÇÃO, COTA DE FUNDO DE INVESTIMENTO E ÍNDICE 2/13 ÍNDICE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPINAS S/A

EMPRESA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPINAS S/A 1 de 10 Anexo V Modelos de Cartas e Declarações 2 de 10 COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO CARTA DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL REF: CONCORRÊNCIA n.º 001/2014 Apresentação da Proposta Comercial Prezados

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 DATA DE ABERTURA: 22/01/2015 10H (HORÁRIO DE BRASÍLIA) SEDE DA CBVD: RUA AFONSO CELSO, 1221 CJ 36 VL. MARIANA CEP: 041.19-061 - SÃO PAULO/SP - BRASIL A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO (EXEMPLO) Março 2015. Avaliação e Financiamento de Unidades de Investigação

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO (EXEMPLO) Março 2015. Avaliação e Financiamento de Unidades de Investigação PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO (EXEMPLO) Março 2015 Avaliação e Financiamento de Unidades de Investigação Protocolo de Colaboração (Exemplo) O Termo de Aceitação (TA) do financiamento atribuído pela Fundação

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO VERSÃO: 01/7/2008 2 / 11 MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº /2010 SEPLAG/MG

EDITAL DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº /2010 SEPLAG/MG EDITAL DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº /2010 SEPLAG/MG EXPLORAÇÃO, MEDIANTE CONCESSÃO ADMINISTRATIVA, DA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO, PRECEDIDAS DE OBRAS DE REFORMA, RENOVAÇÃO E ADEQUAÇÃO DO COMPLEXO DO MINEIRÃO,

Leia mais

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE O Presidente da Fundação Nacional de Artes - Funarte, no uso das atribuições que lhe confere o inciso V artigo 14 do Estatuto aprovado pelo

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

Art. 2º A organização e a coordenação dos serviços de que trata este Decreto caberão ao Ministério dos Transportes." (NR)

Art. 2º A organização e a coordenação dos serviços de que trata este Decreto caberão ao Ministério dos Transportes. (NR) Decreto nº 8.083, de 26.08.2013 - DOU 1 de 27.08.2013 Altera o Decreto nº 2.521, de 20 de março de 1998, que dispõe sobre a exploração, mediante permissão e autorização, de serviços de transporte rodoviário

Leia mais

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE:

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE FÁCIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

II. Contrato Principal: o documento contratual, seus aditivos e anexos, que especificam as obrigações e direitos do segurado e do tomador.

II. Contrato Principal: o documento contratual, seus aditivos e anexos, que especificam as obrigações e direitos do segurado e do tomador. SEGURO-GARANTIA - CONDIÇÕES GERAIS Este seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador no contrato principal, firmado com o segurado, conforme os termos da apólice. I. Seguro-Garantia:

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 01/2008 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Tarcísio

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PARA PINTURA DO PREDIO DA CAMARA I PREÂMBULO

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PARA PINTURA DO PREDIO DA CAMARA I PREÂMBULO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PARA PINTURA DO PREDIO DA CAMARA Que entre si celebram o Município de São Simão, Goiás e a Empresa WILIAN TEIXEIRA DOS SANTOS 89665660144. I PREÂMBULO 1.1 CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.000, DE 25 DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 4.000, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 4.000, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Altera e consolida as normas que dispõem sobre a realização de operações de microcrédito destinadas à população de baixa renda e a microempreendedores. Altera

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CRI - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

MANUAL DE NORMAS CRI - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS MANUAL DE NORMAS - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS VERSÃO: 01/7/2008 2 / 11 MANUAL DE NORMAS - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS

Leia mais

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI Dispõe sobre as atribuições dos agentes de compras

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014 Edital n.º 001/2013 - CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, no uso de suas atribuições e de

Leia mais