Apresentação no Conselho da Justiça Federal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação no Conselho da Justiça Federal"

Transcrição

1 Apresentação no Conselho da Justiça Federal CUMPRIMENTOS E AGRADECIMENTOS SLIDE UM - INTRODUÇÃO O painel que eu vou apresentar para os senhores hoje faz parte da minha tese de doutorado em Ciências Jurídicas e Sociológicas, recentemente defendida e aprovada, na Universidade Federal Fluminense, cujo título é A JUSTIÇA NO BANCO DOS RÉUS. UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE IMPRENSA E JUDICIÁRIO ATRAVÉS DA COBERTURA JORNALÍSTICA DO CASO MENSALÃO. SLIDE DOIS VISAO GLOBAL DO TEMA A RELAÇAO entre jornalistas e magistrados SEMPRE FOI MARCADA PELO CONFLITO, PELA TROCA MÚTUA DE ACUSAÇÕES E CONSEQUENTEMENTE PELO DISTANCIAMENTO. 1

2 OCORRE QUE A NOSSA SOCIEDADE TEM PASSADO POR UM PROCESSO DE MUDANÇAS, de maior conscientização dos direitos, sobretudo os constitucionais. Nesse processo, a tecnologia é implacável, a liberdade de expressão é fortalecida e a TRANSPARÊNCIA passa a ser uma demanda prioritária. A relação entre jornalistas e magistrados não ficou imune a esse processo. COMO O MUNDO JURÍDICO ESTÁ NA PAUTA DO DIA, PODE-SE NOTAR UM PROGRESSIVO MOVIMENTO DE MUTUA APROXIMAÇÃO: OS JORNALISTAS PRECISAM DESBRAVAR O DIREITO E OS MAGISTRADOS, POR SUA VEZ, JÁ QUE NÃO SÃO ELEITOS, PRECISAM DA PUBLICIDADE E DA CREDIBILIDADE PROPORCIONADA PELO JORNALISMO. SLIDE 4 2

3 CONSIDERANDO ESSE CONTEXTO, QUAL A FINALIDADE DA MINHA TESE E, ASSIM, DO PRESENTE PAINEL: A FINALIDADE É FACILITAR O DIALÓGO ENTRE JORNALISTAS E MAGISTRADOS. A MINHA TESE, SEM DESCONSIDERAR A IMPORTANCIA E A PRESENÇA DO CONFLITO, PROCURA ESTUDAR FORMAS DE AMENIZA-LO, ENFIM, EU BUSCO CONTRIBUIR COM UM TIJOLINHO NA CONSTRUÇAO DE UMA NOVA PERSPECTIVA PARA OS ESTUDOS NA SEARA DO TEMA MÍDIA E JUSTIÇA. O MEU FOCO ESTÁ NAS PRÁTICAS INSTITUCIONAIS E NÃO NOS EFEITOS DO PRODUTO NOTÍCIA E O MEU INTUITO É AJUDAR NO PROCESSO DE MÚTUA APROXIMAÇÃO, DESCOBRIMENTO, E ASSIM FOMENTAR O DIALÓGO E A PARCERIA ENTRE O JUDICIÁRIO E A IMPRENSA. 3

4 PARA TANTO, A PARTIR DE AGORA, A MINHA APRESENTAÇÃO COMPORTARÁ TRÊS PARTES. NA PRIMEIRA EU VOU APRESENTAR O MEU ESTUDO DE CASO, NA SEGUNDA EU VOU REFLETIR A PARTIR DE TRÊS QUESTIONAMENTOS, POR FIM, NA TERCEIRA PARTE VOU TENTAR APONTAR ALGUMAS CONCLUSÕES PRÁTICAS. SLIDE 4 APRESENTAÇÃO DO MENSALÃO Em maio de 2005, a Revista VEJA divulgou uma matéria, fundamentada em um vídeo, no qual Maurício Marinho, o então diretor da Empresa de Correios e Telegráfos, recebia R$ 3.000,00 de propina de um empresário interessados em participar de uma licitação na estatal. MAURÍCIO REVELOU NA GRAVAÇÃO, que precisava arrecadar dinheiro das empresas com negócios com os CORREIOS, e entregar a direção do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), partido responsável por sua nomeação, detalhando, dessa forma, um esquema de corrupção dentro da referida empresa. 4

5 A divulgação do vídeo desmoralizou o PTB. Dessa forma, o então presidente do partido, o ex-deputado federal ROBERTO JEFFERSON, em retaliação ao ocorrido, somado ao descumprimento de um acordo milionário, revelou aos jornalistas o que se passava nos bastidores do poder: o governo federal repassava uma mesada aos parlamentares dos partidos aliados em troca de apoio político. UM MENSALÃO, QUE, SEGUNDO O DEPUTADO, ERA COMANDADO PELO MINISTRO DA CASA CIVIL, JOSÉ DIRCEU, O PRINCIPAL DIRIGENTE DO PARTIDO DOS TRABALHADORES. A PUBLICIDADE DE TAIS DECLARAÇÕES MOBILIZOU OUTRAS INSTITUIÇOES E, ASSIM, TEVE DESDOBRAMENTOS CONCRETOS: foram instaruradas duas CPIS, CPI de votos e CPI dos correios; JOSÉ DIRCEU, ROBERTO JEFFERSON E PEDRO CORREA perderam os direitos políticos por 8 anos, e COMO DESFECHO FINAL DA INVESTIGAÇÃO REALIZADA PELA POLÍCIA FEDERAL, O CHEFE DO MPF (ANTÔNIO FERNANDO BARROS) APRESENTOU DENUNCIA AO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. 5

6 O RECEBIMENTO DA DENUNCIA PELO SUPREMO EM , DEU INICIO AO TRÂMITE DA AÇÃO PENAL N. 470, POPULARMENTE CONHECIDA COMO O CASO MENSALÃO. CONSIDERADA O PROCESSO DO SÉCULO, O CASO SÓ FOI JULGADO QUASE SEIS ANOS APÓS O PROTOCOLO DA DENÚNCIA, EM AGOSTO DE SEM VÍTIMAS FATAIS, MAS COM UM ENIGNA POLÍTICO INSTIGANTE, ESSE CASO PODE SER CONSIDERADO BASTANTE COMPLEXO POR COMPORTAR ALGUMAS PECULIDADES. VEJAMOS. CLICAR PARA APARECER QUADRO PÁGINAS; 40 DENÚNCIADOS, 150 ADVOGADOS DE DEFESA, 4 MESES DE JULGAMENTO AO VIVO; CASO COMPLEXO DE LAVAGEM DE DINHEIRO; 6

7 AINDA SIM, UM SUCESSO ABSOLUTO DE AUDIÊNCIA. ULTRAPASSANDO SÉRIES FAMOSAS COMO FRIENDS E BROTHES AND SISTERS, NO DIA DA LEITURA DO VOTO DO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA. SUCESSO ABSOLUTO NAS REDES SOCIAIS. SLIDE 6 A BATALHA DO MENSALÃO CRIAÇÃO DE UM GAME A BATALHA DO MENSALÃO. ISSO SIGNIFICA QUE A BATALHA NAO ERA CONSIDERADA APENAS MAIS UM CASO DE JUSTIÇA, MAS UM CLAMOR DOS EXPECTADORES. SLIDE 7 PRIMEIRA PERGUNTA. CONSIDERANDO TODAS ESSAS PARTICULARIDADE, É POSSÍVEL AFIRMAR QUE O MESALÃO É UM INCIDENTE CRÍTICO NA SEARA DOS ESTUDOS DO TEMA MÍDIA E JUSTIÇA? ESSA QUESTÃO É IMPORTANTE E BASTANTE ABRANGENTE. 7

8 EM PRIMEIRO LUGAR, TENHO QUE APRESENTAR LHES O CONCEITO DE INCIDENTE CRÍTICO. Trata-se de um conceito do sociológo francês LEVI-STRAUS, para designar eventos sociais quentes, tão quentes que são capazes de ensejar uma revisão de valores e práticas sociais na sociedade na qual ele se manifesta. Tal conceito foi muito bem aplicado a comunicaçao e ao direito pela autora norte-americana BARBIE ZELIZER, ao analisar a cobertura do assassinato do presidente KENEDDY, nos EUA. POIS BEM. EM TERMOS GERAIS, ME PARECE QUE O MENSALAO PODE SER CONSIDERADO UM INCIDENTE CRÍTICO. ESPECIALMENTE PORQUE ATRAVÉS DESSE CASO HOUVE UM MÚTUO DISPERTAR: A IMPRENSA SE ESFORÇOU POR DESBRAVAR E COMPREENDER O MUNDO JURÍDICO E O JUDICIÁRIO, POR SUA VEZ, SE APRESENTOU, COM MAIS DESTEMOR, AO DIALÓGO. 8

9 Isso ocorreu, sobretudo, porque ao relatar o julgamento, a Imprensa se colocou como os olhos da nação. Nessa direção, os jornalistas se autonomearam legítimos intérpretes do caso, julgando as condutas dos réus do processo, bem como as de todos os atores sociais envolvidos no julgamento, principalmente, as dos ministros integrantes da Corte. Essa é a grande ironia que o caso comporta: o Mensalão se tornou um sucesso, não apenas pelo senso de justiça que despertou em relação aos réus, mas também porque enquanto o Judiciário, poder oficial, julgava os mensaleiros, o público, através da Imprensa, poder oficioso, julgava o Judiciário. Sob essa perspectiva, o Judiciário também estava no banco dos réus. SLIDE 7 SEGUNDA PERGUNTA: EM QUE TERMOS O JULGAMENTO DO MENSALÃO CONTRIBUIU PARA UMA MAIOR COOPERAÇÃO ENTRE JORNALISTAS E MAGISTRADOS? ANTES DE RESPONDER A ESSA QUESTÃO, VAMOS VER O SLIDE OITO ELE CUIDA DA PERCENTAGEM DE REFENCIA NO PRIMEIRO QUADRANTE DA 9

10 PRIMEIRA PÁGINA. COMO A FASE DAS VOTAÇOES FOI A MAIS LONGA, OS MINISTROS FORAM OS GRANDES PROTAGONISTAS DO CASO MENSALÃO. ACREDITAMOS QUE ESSA SUPER-EXPOSIÇÃO DO JUDICIÁRIO NOS PERMITE VER, COM MAIOR CLAREZA, O LEGADO DO MENSALÃO PARA A NOSSA SOCIEDADE. VAMOS DESTACAR APENAS QUATRO ASPECTOS: 1) PRIMEIRO TEMOS QUE DESTACAR QUE A CONDUTA DA MAIOR PARTE DOS MINISTROS QUE ATUARAM NO CASO, ABERTOS AO DIALOGO COM A IMPRENSA, PODE SER CONSIDERADO UM PRECEDENTE SOCIAL PARA OS DEMAIS JUÍZES. COMO O DIALOGO FOI TRAVADO ENTRE OS JORNALISTAS E OS REPRESENTANTES DA MAIS ALTA CORTE DE JUSTIÇA, ACREDITAMOS QUE ESSA POSTURA SE IRRADIOU POR TODO O JUDICIÁRIO. O TEMA PASSOU A SER MAIS DISCUTIDO. 10

11 A MINISTRA ELIANA CALMOM PASSOU A DEFENDER PUBLICAMENTE OS BENEFÍCIOS DE UMA RELAÇAO MAIS DIRETA ENTRE JUIZ E JORNALISTA, DA HUMANIZAÇAO DA JUSTIÇA, POR EXEMPLO. 2) SEGUNDO, FICOU CLARO QUE O FLUXO DE INFLUÊNCIA É BILATERAL. A IMPRENSA INFLUÊNCIOU O JULGAMENTO EPISÓDIO DAS SUSTENTAÇOES ORAIS E O JUDICIÁRIO TAMBÉM INFLUENCIOU AS NOTÍCIAS CARMEM LÚCIA. 3) EMANA DO ESTUDO DO CASO DO MENSALÃO QUE, GUARDADAS AS DEVIDAS DIFERENÇAS, IMPRENSA E JUDICIÁRIO, ADOTAM PRÁTICAS INSTITUCIONAIS SIMILARES AO LIDAR COM EVENTOS DE GRANDE REPERCUSSÃO: AMBOS CONSTROEM NARRATIVAS INTENCIONAIS, ENQUADRADAS, A PARTIR DE SEUS RESPECTIVOS INTERESSES, MAS SEMPRE VOLTADAS PARA DAR SENTIDO A UM TODO COMPLEXO. 11

12 AMBOS RECONFIGURAM O PASSADO. AMBOS TÊM QUE EXPLICAR AS RAZÕES DO CRIME DISSECAR FATOS DISPOR DE TESTEMUNHAS COM CREDIBILIDADE ENFIM, AMBOS TÊM QUE TORNAR INFORMAÇOES DESCONEXAS EM UMA HISTÓRIA BEM CONTADA AS DUAS INSTÂNCIAS, PARA TANTO, SE VALEM DO DRAMA, DO FICCIONAL; 4) PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA DESSE PAÍS, AMBAS AS INSTITUIÇOES CONSTRUIRAM UMA VERSAO MEMORÁVEL. SLIDE 9 TERCEIRA E ÚLTIMA QUESTÃO: A AMPLA COBERTURA DO CASO INCREMENTOU O ACESSO À INFORMAÇAO JURÍDICA? 12

13 ESSE ULTIMO ASPECTO SE RELACIONA DIRETAMENTE COM ESSA ULTIMA QUESTÃO. O CASO ERA COMPLEXO, MAS FOI UM SUCESSO NO QUE DIZ RESPEITO A TRANSMISSAO DA INFORMAÇAO. A IMPRENSA SE PREOCUPOU DE MANEIRA ESPECIAL EM ENTENDER TUDO O QUE ESTAVA OCORRENDO E ASSIM TRANSMITIR CORRETAMENTE A INFORMAÇÃO. ISSO SÓ FOI POSSÍVEL CLARO POR UM ENORME INTERESSE EM CONSOLIDAR SUA AUTORIDADE NO COMBATE DA CORRUPÇÃO. DESSA FORMA, PARA TRANSMITIR A INFORMAÇAO DE MANEIRA EFICAZ, A COBERTURA FOI EXTREMAMENTE DIDÁTICA (DESTACA O SLIDE 10) AO APRESENTAR A SALA DE AUDIENCIA DO SUPREMO, A DINAMICA DO JULGAMENTO E OS PROPRIOS INTEGRANTES DA CORTE. 13

14 O SUPREMO SE MATERIALIZOU NO IMAGINÁRIO BRASILEIRO. A JUSTIÇA GANHOU FORÇA E VIGOR HUMANO. SLIDE 11 MAIS O ASPECTO MAIS INÉDITO E IMPORTANTE, FOI A PARTICIPAÇAO DE UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO NA COBERTURA. O GLOBO, A FOLHA E OUTROS JORNAIS DIVIDIRAM A SUA AUTORIDADE. NO CASO DE O GLOBO, POR EXEMPLO, A PARTICIPAÇAO DA FGV FOI GRATUITA E DESVINCULADA DOS INTERESSES DA IMPRENSA. DE MODO QUE PODEMOS FALAR NA INAUGURAÇAO DE UM NOVO GÊNERO DE DISCURSO, CUJA FINALIDADE É INSTRUIR, ESCLARECER. ESSE NOVO GÊNERO É UM INSTRUMENTO MUITO IMPORTANTE NA DEMOCRATIZAÇAO DO ACESSO A INFORMAÇAO JURÍDICA E, ASSIM, DO ACESSO À JUSTIÇA. POIS CONSCIENTES DE SEUS DIREITOS E DA FORMA DE FUNCIONAMENTO DA JUSTIÇA, O CIDADÃO SE ENCORAJA POR LUTAR POR ELES. 14

15 CONCLUSÕES TRÊS 1. O amadurecimento das instituições democráticas pressupõe um entrelaçamento múltiplo e recíproco, no qual a comunicação ocupa uma posição central; 2. A publicidade das decisões judiciais confere credibilidade ao Poder Judiciário e consolida sua independência; 3. A opinião pública, por si só, não deve ser considerada uma interferência maléfica no processo decisório. OBRIGADA!!!! 15

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 43 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Inteiro Teor do Acórdão - Página 92 de 215 18/06/2014 PLENÁRIO AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 4.947 DISTRITO FEDERAL DEBATE O SENHOR MINISTRO LUÍS ROBERTO BARROSO - Presidente, eu fiquei com uma

Leia mais

Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 378 Distrito Federal

Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 378 Distrito Federal Excelentíssimo Senhor Ministro Edson Fachin, DD. Ministro do Supremo Tribunal Federal Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 378 Distrito Federal UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES, associação

Leia mais

Só as razões da Ética dão rigor ao jornalismo

Só as razões da Ética dão rigor ao jornalismo 1 www.oxisdaquestao.com.br Só as razões da Ética dão rigor ao jornalismo Texto de CARLOS CHAPARRO Em outubro de 2007, estouraram em jornais e telejornais as primeiras reportagens sobre um suposto escândalo

Leia mais

Clipping CARF Matérias dos jornais que mencionam o CARF

Clipping CARF Matérias dos jornais que mencionam o CARF O Estado de S.Paulo Clipping CARF Matérias dos jornais que mencionam o CARF Nardes, do TCU, é citado na Zelotes O Estado de S. Paulo - 10/09/2015 Investigadores analisam informações sobre suposto envolvimento

Leia mais

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional Brasília, 18 de setembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional Exmas. Sras. Senadoras e Deputadas

Leia mais

Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra

Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra A PROIBIÇÃO DA DESPEDIDA ARBITRÁRIA NAS LEGISLAÇÕES NACIONAIS: UMA PERSPECTIVA DE DIREITO COMPARADO * Halton Cheadle ** Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra para mim estar

Leia mais

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS - IAB COMISSÃO PERMANENTE DE DIREITO CONSTITUCIONAL 1. {J~ IVL.-O,--

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS - IAB COMISSÃO PERMANENTE DE DIREITO CONSTITUCIONAL 1. {J~ IVL.-O,-- INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS - IAB COMISSÃO PERMANENTE DE DIREITO CONSTITUCIONAL INTRODUÇÃO Trata-se da Indicação no consócio Dr. Joycemar Lima Tejo sobre" EMENTA: INDICAÇÃO n" 01712014, DE AUTORIft.,.

Leia mais

ORIENTAÇÃO DA EXECUTIVA NACIONAL DA CUT SOBRE A QUESTÃO DA CORREÇÃO DO FGTS E A UTILIZAÇÃO DA TR

ORIENTAÇÃO DA EXECUTIVA NACIONAL DA CUT SOBRE A QUESTÃO DA CORREÇÃO DO FGTS E A UTILIZAÇÃO DA TR ORIENTAÇÃO DA EXECUTIVA NACIONAL DA CUT SOBRE A QUESTÃO DA CORREÇÃO DO FGTS E A UTILIZAÇÃO DA TR A CUT sempre protagonizou a defesa dos direitos dos trabalhadores em todas as esferas. Não tem sido diferente

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

O STF E O ANO DE 2013

O STF E O ANO DE 2013 O STF E O ANO DE 2013 ( Digesto Econômico, Nov/Dez/2013 Pgs. 44 a 47 ) No campo do direito, o ano de 2013 foi marcado pelo julgamento do mensalão, onde a discussão recaiu, fundamentalmente, sobre se caberiam

Leia mais

'yaabaaronaldo Tedesco'; 'Paulo Brandão'; ''Silvio Sinedino' (sinedino@yahoo.com)' Assunto:

'yaabaaronaldo Tedesco'; 'Paulo Brandão'; ''Silvio Sinedino' (sinedino@yahoo.com)' Assunto: Sérgio Salgado De: Sérgio Salgado Enviado em: segunda-feira, 21 de setembro de 2015 10:03 Para: ''pami@superig.com.br' (pami@superig.com.br)' Cc: 'yaabaaronaldo Tedesco'; 'Paulo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 48 Discurso na cerimónia de posse

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS. XII CONGRESSO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS. CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS. XII CONGRESSO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS. CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS. XII CONGRESSO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS. CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS GRUPO DE TRABALHO POLÍTICAS DE DROGAS DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE

Leia mais

presidente Brasil Por Nízea Coelho

presidente Brasil Por Nízea Coelho a PRIMEIRA presidente do Brasil Por Nízea Coelho 1 Lula é um fenômeno no mundo Historiador, mestre e futuro doutor. Este é Leandro Pereira Gonçalves, professor de História do Centro de Ensino Superior

Leia mais

Dilma sanciona novo Código de Processo Civil

Dilma sanciona novo Código de Processo Civil ilma sanciona novo Código de Processo Civil - 16/03/2015 - Poder -... de 6 17/03/2015 10:03 Dilma sanciona novo Código de Processo Civil Pedro Ladeira/Folhapress A presidente Dilma Rousseff com o ex-presidente

Leia mais

VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO

VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO Franscimere Cordeiro de Souza franscimere@gmail.com Nayara Katiucia de Lima Domingues Dias nanalima1923@hotmail.com Maria Geralda de Almeida

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 64 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO Entrevista Cláudia Peixoto de Moura Nós da Comunicação tendemos a trabalhar com métodos qualitativos, porque, acredito, muitos pesquisadores desconhecem os procedimentos metodológicos quantitativos ED

Leia mais

DEFESA DOS CARENTES "O que decidem no mensalão torna-se norte para juízes" Por Marcos de Vasconcellos

DEFESA DOS CARENTES O que decidem no mensalão torna-se norte para juízes Por Marcos de Vasconcellos Revista Consultor Jurídico, 14 de outubro de 2012 DEFESA DOS CARENTES "O que decidem no mensalão torna-se norte para juízes" Por Marcos de Vasconcellos Enquanto, na última semana, os ministros do Supremo

Leia mais

Rita FigueiRas * O seu mais recente livro, publicado em 2004, intitula-se Taking Journa- lism Seriously

Rita FigueiRas * O seu mais recente livro, publicado em 2004, intitula-se Taking Journa- lism Seriously Comunicação & Cultura, n.º 4, 2007, pp. 177-183 Entrevista a Barbie Zelizer Rita Figueiras * Barbie Zelizer é uma das mais notáveis investigadoras da actualidade na área do jornalismo e cultura. É professora

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 7.135, DE 2006 Tipifica o porte de arma de qualquer tipo em presídio. Autor: Deputado Moroni Torgan Relator: Deputado Ary

Leia mais

Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil

Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil Natal- RN- Maio de 2015 Thais Paulo Teixeira Costa Universidade Federal do Rio Grande do Norte - thais.paulo@hotmail.com Nathalia

Leia mais

A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística?

A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística? A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística? Universidade de São Paulo benjamin@usp.br Synergies-Brésil O Sr. foi o representante da Letras junto à CAPES. O Sr. poderia explicar qual

Leia mais

Rubricas e guias de pontuação

Rubricas e guias de pontuação Avaliação de Projetos O ensino a partir de projetos exibe meios mais avançados de avaliação, nos quais os alunos podem ver a aprendizagem como um processo e usam estratégias de resolução de problemas para

Leia mais

É um enorme prazer participar deste encontro, promovido pelo Departamento Jurídico XI de Agosto.

É um enorme prazer participar deste encontro, promovido pelo Departamento Jurídico XI de Agosto. Departamento Jurídico XI de Agosto Apresentação: Dr. Antônio Roberto Sandoval Filho 29 de outubro de 2012 Boa noite a todos, É um enorme prazer participar deste encontro, promovido pelo Departamento Jurídico

Leia mais

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições:

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições: 1.0 - CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO BANRISUL Preâmbulo O compromisso é servir como Guia Prático de Conduta Pessoal e Profissional, a ser utilizado por todos os Colaboradores do Banrisul, possibilitando a

Leia mais

Pronunciamento proferido pelo Deputado Edson Ezequiel (PMDB-RJ).

Pronunciamento proferido pelo Deputado Edson Ezequiel (PMDB-RJ). Pronunciamento proferido pelo Deputado Edson Ezequiel (PMDB-RJ). Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Ocupo a tribuna para agradecer a população do Estado do Rio de Janeiro, muito particularmente

Leia mais

30/07/2009. Entrevista do Presidente da República

30/07/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, após encerramento do seminário empresarial Brasil-Chile

Leia mais

APÊNDICE. Planejando a mudança. O kit correto

APÊNDICE. Planejando a mudança. O kit correto APÊNDICE Planejando a mudança No capítulo 11, trabalhamos o estabelecimento de um objetivo claro para a mudança. Agora, você está repleto de ideias e intenções, além de uma série de estratégias de mudança

Leia mais

SEXO. espiritualidade, instinto e cultura

SEXO. espiritualidade, instinto e cultura SEXO espiritualidade, instinto e cultura AGEU HERINGER LISBOA SEXO espiritualidade, instinto e cultura Copyright 2001 by Ageu Heringer Lisboa Projeto Gráfico: Editora Ultimato 2ª edição Maio de 2006 Revisão:

Leia mais

Projeto - por que não se arriscar com um trabalho diferente?

Projeto - por que não se arriscar com um trabalho diferente? Projeto - por que não se arriscar com um trabalho diferente? Gisele Bischoff Scherer 1 Resumo O texto a seguir defende um trabalho diferenciado em sala de aula a partir de um planejamento conjunto entre

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET

TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET ATAS - Seminário Ensinar com Pesquisa (Ensinar, Pesquisar e Aprender) - ANO V 1 TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET Ana C. B. da Silva 1, Natália F. da Silva², Maria R. D. Kawamura 3 1 Instituto de Física/Ensino/USP,

Leia mais

Resenha. Interesses Cruzados: A produção da cultura no jornalismo brasileiro (GADINI, Sérgio Luiz. São Paulo: Paulus, 2009 Coleção Comunicação)

Resenha. Interesses Cruzados: A produção da cultura no jornalismo brasileiro (GADINI, Sérgio Luiz. São Paulo: Paulus, 2009 Coleção Comunicação) Resenha Interesses Cruzados: A produção da cultura no jornalismo brasileiro (GADINI, Sérgio Luiz. São Paulo: Paulus, 2009 Coleção Comunicação) Renata Escarião PARENTE 1 Parte do resultado da tese de doutoramento

Leia mais

DISCURSO DE ENCERRAMENTO DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 12 DE JUNHO DE 2013, MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR.

DISCURSO DE ENCERRAMENTO DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 12 DE JUNHO DE 2013, MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR. DISCURSO DE ENCERRAMENTO DO III SEMINÁRIO DA OISC CPLP HOTEL PESTANA, 12 DE JUNHO DE 2013, MERITÍSSIMO JUIZ CONSELHEIRO DR. CLAUDIO XIMENES; PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE RECURSO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO

Leia mais

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Português A2 Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Direção de Serviços de Língua e Cultura Composição Gráfica: Centro Virtual Camões

Leia mais

LANÇAMENTO PROGRAMA DE GOVERNANÇA DE ESTATAIS. Discurso do Presidente Leonardo Pereira em 02/04/2015

LANÇAMENTO PROGRAMA DE GOVERNANÇA DE ESTATAIS. Discurso do Presidente Leonardo Pereira em 02/04/2015 LANÇAMENTO PROGRAMA DE GOVERNANÇA DE ESTATAIS Discurso do Presidente Leonardo Pereira em 02/04/2015 Antes de começar, ressalto apenas que as opiniões que estarei expressando aqui hoje refletem a minha

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Entrevista ao Jornalista John Siceloff,

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Caros colegas, orienta o modo como nossa organização trabalha para selecionar, desenvolver, motivar e valorizar o bem mais importante da Bausch + Lomb nossas

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

30/04/2009. Entrevista do Presidente da República

30/04/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à imprensa estrangeira especializada (Around the Rings, Inside The Games, EFE, AP, Kyodo News, Reuters), após reunião

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 24 Discurso na solenidade de entrega

Leia mais

A QUESTÃO DA SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL. (Documento elaborado pelo CEBES do Distrito Federal) Dossiê Corrupção na Saúde (Núcleo DF)

A QUESTÃO DA SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL. (Documento elaborado pelo CEBES do Distrito Federal) Dossiê Corrupção na Saúde (Núcleo DF) A QUESTÃO DA SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL (Documento elaborado pelo CEBES do Distrito Federal) Dossiê Corrupção na Saúde (Núcleo DF) O texto traça um breve histórico sobre a reforma sanitária no Brasil e

Leia mais

A Ética e Deontologia jornalística e eleições. É sempre com renovada emoção que chego a Benguela.

A Ética e Deontologia jornalística e eleições. É sempre com renovada emoção que chego a Benguela. A Ética e Deontologia jornalística e eleições Por: Joaquim Paulo É sempre com renovada emoção que chego a Benguela. E esta emoção se redobra quando é para conversar com velhos amigos e colegas de profissão,

Leia mais

Marco Civil da Internet muda o uso da rede, mas ainda é incógnita para muitos

Marco Civil da Internet muda o uso da rede, mas ainda é incógnita para muitos Marco Civil da Internet muda o uso da rede, mas ainda é incógnita para muitos Shirley Pacelli Eu tô te explicando pra te confundir. Eu tô te confundindo pra te esclarecer. Como define o cantor e compositor

Leia mais

Educação, Voluntariado e Mídia

Educação, Voluntariado e Mídia Educação, Voluntariado e Mídia AUTORES Antonio Carlos Gomes da Costa Geraldinho Vieira COORDENAÇÃO DO PROJETO Luís Norberto Pascoal PROJETO GRÁFICO Linea Creativa REVISÃO DE TEXTO Ricardo Lima Lígia Abramides

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS E ACORDO DE ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RELATIVO À COBERTURA DE PROCESSOS JUDICIAIS. 27 de Novembro de 2003

DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS E ACORDO DE ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RELATIVO À COBERTURA DE PROCESSOS JUDICIAIS. 27 de Novembro de 2003 Nota Prévia Este documento foi elaborado pela ex-alta Autoridade para a Comunicação Social (AACS) e apresentado no dia 27 de Novembro de 2003 em cerimónia pública, tendo sido subscrito por diversos órgãos

Leia mais

485FB2C746. Pronunciamento da Deputada Telma de Souza no dia 17 de Maio de 2005 Breves Comunicações

485FB2C746. Pronunciamento da Deputada Telma de Souza no dia 17 de Maio de 2005 Breves Comunicações Pronunciamento da Deputada Telma de Souza no dia 17 de Maio de 2005 Breves Comunicações Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Parlamentares Para dar ciência à Câmara Federal, solicitando sua transcrição

Leia mais

PACTO GLOBAL RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

PACTO GLOBAL RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE PACTO GLOBAL RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE PACTO GLOBAL Lançado em 2000, o Pacto Global das Nações Unidas constitui uma convocação às empresas de todo o mundo para que alinhem suas estratégicas e operações

Leia mais

A APAE E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA

A APAE E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA A APAE E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA - APRESENTAÇÃO 1- COMO SURGIU A IDÉIA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA? 2- O QUE SIGNIFICA INCLUSÃO ESCOLAR? 3- QUAIS AS LEIS QUE GARANTEM A EDUCAÇÃO INCLUSIVA? 4- O QUE É UMA ESCOLA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de assinatura

Leia mais

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no

P Como foi essa experiência com o barco da Justiça no VISITA AO AMAPÁ FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça A Justiça brasileira deve se humanizar. A afirmação foi feita pela ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça,

Leia mais

Pesquisa x Pesquisa. do Setor Editorial Brasileiro revelou uma venda de quatro bilhões de reais em livros, com

Pesquisa x Pesquisa. do Setor Editorial Brasileiro revelou uma venda de quatro bilhões de reais em livros, com A Bíblia Sagrada já vendeu, aproximadamente, 3,9 bilhões de cópias. O livro Ágape, do Padre Marcelo Rossi, já vendeu 8 milhões de exemplares. O livro erótico, Cinquenta Tons de Cinza, chegou ao número

Leia mais

Sociedade Mineira de Pediatria

Sociedade Mineira de Pediatria Sociedade Mineira de Pediatria Ética, Profissionalismo e Judicialização da Saúde José Carvalhido Gaspar Pediatra do Hospital Márcio Cunha Ipatinga Membro do Comitê de Ética e Bioética da SMP Conselheiro

Leia mais

Projetos e Referencial Curricular Nacional par a a Educação Infantil

Projetos e Referencial Curricular Nacional par a a Educação Infantil Projetos e Referencial Curricular Nacional par a a Educação Infantil Maévi Anabel Nono UNESP Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas Departamento de Educação São José do Rio Preto A descoberta

Leia mais

Parlamento dos Jovens

Parlamento dos Jovens Parlamento dos Jovens Nos passados dias 4 e 5 de maio, jovens do 3º ciclo de todo o país e fora da Europa encontraram-se no Palácio de São Bento, em Lisboa, no seguimento dos trabalhos relativos ao projeto

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 40 Discurso na solenidade de sanção

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 63 Discurso por ocasião do jantar

Leia mais

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político

O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político Jairnilson Paim - define o SUS como um sistema que tem como característica básica o fato de ter sido criado a partir de um movimento

Leia mais

Policy Brief. Os BRICS e a Segurança Internacional

Policy Brief. Os BRICS e a Segurança Internacional Policy Brief Outubro de 2011 Núcleo de Política Internacional e Agenda Multilateral BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa BRICS Policy Brief Outubro de 2011 Núcleo de Política Internacional

Leia mais

A Sua Excelência o Senhor Deputado Enio Tatto, 1º Secretário da Egrégia Mesa da Assembleia Legislativa do Estado.

A Sua Excelência o Senhor Deputado Enio Tatto, 1º Secretário da Egrégia Mesa da Assembleia Legislativa do Estado. CASA CIVIL São Paulo, de maio de 2015 CC-ATL nº 172/2015 Senhor 1º Secretário Tendo em vista o disposto no artigo 20, inciso XVI, da Constituição do Estado, venho transmitir a essa ilustre Assembleia,

Leia mais

As decisões intermédias na jurisprudência constitucional portuguesa

As decisões intermédias na jurisprudência constitucional portuguesa As decisões intermédias na jurisprudência constitucional portuguesa MARIA LÚCIA AMARAL * Introdução 1. Agradeço muito o convite que me foi feito para participar neste colóquio luso-italiano de direito

Leia mais

O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da

O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da O SR. ALVARO DIAS (Bloco Minoria/PSDB PR) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Srs. Senadores, Srªs Senadoras, hoje não falarei mal da Presidente, Senador Requião. Trago a esta tribuna um assunto

Leia mais

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTROMINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DO 15º ANIVERSÁRIO DA POLÍCIA NACIONAL DE TIMOR-LESTE

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTROMINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DO 15º ANIVERSÁRIO DA POLÍCIA NACIONAL DE TIMOR-LESTE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTROMINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DO 15º ANIVERSÁRIO DA POLÍCIA NACIONAL DE TIMOR-LESTE Centro de Formação da Polícia em Comoro, Díli 27 de Março

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Discurso na cerimónia de assinatura

Leia mais

O PONTO ELETRÔNICO EM XEQUE

O PONTO ELETRÔNICO EM XEQUE O PONTO ELETRÔNICO EM XEQUE O velho relógio de ponto parecia destinado aos escaninhos da história. Sujeito à deturpação de toda a ordem, de um lado e de outro, era causa de infindáveis litígios entre empregados

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 47 Discurso na solenidade de lançamento

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA. REQUERIMENTO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA N DE 2012 (do Sr. Marcos Rogério)

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA. REQUERIMENTO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA N DE 2012 (do Sr. Marcos Rogério) COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REQUERIMENTO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA N DE 2012 (do Sr. Marcos Rogério) Solicita que seja realizada Reunião de Audiência Pública com a presença dos Srs.: Ministro

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS CPI - SIVAM EVENTO: Reunião Ordinária N : 0454/02 DATA: 21/05/02

Leia mais

Controle da constitucionalidade: França e Brasil

Controle da constitucionalidade: França e Brasil Fonte: Dr. Carlos Roberto Siqueira Castro Seção: Artigo Versão: Online Controle da constitucionalidade: França e Brasil Publicado 3 horas atrás Crédito @fotolia/jotajornalismo Por Maria Augusta Carvalho

Leia mais

-de-meia. prepara novidades. Plano PAI-CD. dez. para o. Perfil de investidor: qual é o seu? Espelho, espelho meu REVISTA. Fundação Itaúsa Industrial

-de-meia. prepara novidades. Plano PAI-CD. dez. para o. Perfil de investidor: qual é o seu? Espelho, espelho meu REVISTA. Fundação Itaúsa Industrial dez 2013 é P REVISTA Fundação Itaúsa Industrial -de-meia Fundação Itaúsa Industrial prepara novidades para o Plano PAI-CD EDITORIAL Saindo do forno E N T R E V I S TA Perfil de investidor: qual é o seu?

Leia mais

BLOG DE EDUCAÇÃO FÍSICA: APRESENTANDO O PIBID AO MUNDO

BLOG DE EDUCAÇÃO FÍSICA: APRESENTANDO O PIBID AO MUNDO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

A Comunicação Interna Perante as Instituições: Um Recorte da Literatura 1

A Comunicação Interna Perante as Instituições: Um Recorte da Literatura 1 A Comunicação Interna Perante as Instituições: Um Recorte da Literatura 1 Cláudio Henrique DOERNER 2 Katyanne Karinne KRULL 3 Valeska dos Santos Dias FRONZA 4 André MUNZLINGER 5 Centro Universitário para

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015

MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015 MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015 DISCURSO DO MINISTRO NELSON BARBOSA POR OCASIÃO DA SOLENIDADE DE TRANSMISSÃO DE CARGO Senhoras e Senhores, Em primeiro

Leia mais

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu Os Tribunais de Contas e os desafios do futuro Vítor Caldeira Presidente do Tribunal de Contas Europeu Sessão solene comemorativa dos 160 anos do Tribunal de Contas Lisboa, 13 de Julho de 2009 ECA/09/46

Leia mais

PERGUNTAS RELACIONADAS COM O ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO NA AGU (Operação Porto Seguro)

PERGUNTAS RELACIONADAS COM O ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO NA AGU (Operação Porto Seguro) PERGUNTAS RELACIONADAS COM O ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO NA AGU (Operação Porto Seguro) Não é de pequena importância para um príncipe a escolha dos seus ministros, os quais são bons ou não segundo a prudência

Leia mais

ESTRATÉGIA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE MENTAL: PRODUÇÃO DE VÍDEO DOCUMENTÁRIO SOBRE BULLYING

ESTRATÉGIA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE MENTAL: PRODUÇÃO DE VÍDEO DOCUMENTÁRIO SOBRE BULLYING ESTRATÉGIA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE MENTAL: PRODUÇÃO DE VÍDEO DOCUMENTÁRIO SOBRE BULLYING Maria Cristina Soares Guimarães 1, Carlos Eduardo Estellita-Lins 1, Cícera Henrique da Silva 1, Rosane Abdala Lins

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 79 Discurso no lançamento do programa

Leia mais

O espetáculo do consumo: a relação entre crianças e mídia na educação infantil.

O espetáculo do consumo: a relação entre crianças e mídia na educação infantil. O espetáculo do consumo: a relação entre crianças e mídia na educação infantil. Universidade Federal de Santa Catarina julianacmuller@hotmail.com Ficamos sabendo pelo narrador que as novas aventuras fizeram

Leia mais

R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p o p u l a r. c o m. b r

R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p o p u l a r. c o m. b r PESQUISA DATA POPULAR / APF O NOVO BRASIL E O PROTAGONISMO CIDADÃO: OPORTUNIDADES NO TERCEIRO SETOR R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p o p u l a r. c o m. b r ESTA APRESENTAÇÃO É UM

Leia mais

atitudes e comportamentos. Acima de tudo, o Ser Humano tem alma, emoções e sentimentos. Quantas mudanças ocorrem na vida da empresa? Inúmeras.

atitudes e comportamentos. Acima de tudo, o Ser Humano tem alma, emoções e sentimentos. Quantas mudanças ocorrem na vida da empresa? Inúmeras. RH SENSÍVEL RH é uma área sensível à mentalidade que em geral predomina nas organizações. A gestão de RH abrange aspectos como a cultura organizacional, satisfação no trabalho e talento. Isis Corrêa Como

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara dos Deputados Senhoras e Senhores Deputados.

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara dos Deputados Senhoras e Senhores Deputados. Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara dos Deputados Senhoras e Senhores Deputados. A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados acaba de dar uma demonstração

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 2 LIMITAÇÕES E EXCEÇÕES DA LEI O SR. GUILHERME CARBONI (Instituto de Direito do Comércio Internacional e Desenvolvimento): Gostaria de

Leia mais

"Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA"

Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA "Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA" Neill Lochery, pesquisador britânico, no seu livro Brasil: os Frutos da Guerra mostrou os resultados da sua investigação histórica de um dos períodos mais

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 168, DE 2014.

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 168, DE 2014. PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 168, DE 2014. Propõe que a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, com o auxílio do Tribunal de Contas da União, fiscalizem as operações, negociações

Leia mais

Viva, viva viva!!! Comentários anônimos Revista Veja

Viva, viva viva!!! Comentários anônimos Revista Veja Comentários anônimos Revista Veja Viva, viva viva!!! Espero que essa CPI seja realmente instaurada, essas organizações estão cheias de dinheiro público, nada explicado. Comentários anônimos Revista Veja

Leia mais

REGIONAL: Nome: 1ª Fase: Prova Objetiva Dia: 15 de novembro de 2009. SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO

REGIONAL: Nome: 1ª Fase: Prova Objetiva Dia: 15 de novembro de 2009. SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO IMEDIATA DE VIGILANTES PENITENCIÁRIOS TEMPORÁRIOS (VPT) EDITAL Nº. 17/2009 REGIONAL: Nome: 1ª Fase: Prova Objetiva Dia: 15 de novembro de 2009. SÓ ABRA QUANDO

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 17.12.2015

C L I P P I N G DATA: 17.12.2015 C L I P P I N G DATA: 17.12.2015 DESTAQUE: SEAC/DF e SINDESP/DF ESTÃO DE CARA NOVA NA INTERNET É com prazer que nos apresentamos mais modernos, com uma aparência mais jovem, funções muito mais facilitadas

Leia mais

REQUERIMENTO Nº, DE 2008 (Do Sr. JOÃO MATOS)

REQUERIMENTO Nº, DE 2008 (Do Sr. JOÃO MATOS) C Â M A R A D O S D E P U T A D O S COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REQUERIMENTO Nº, DE 2008 (Do Sr. JOÃO MATOS) Senhor Presidente, Solicita que seja apreciada a implantação do Blog da Comissão de Educação

Leia mais

Novas Tecnologias Aplicadas à Educação O Ensino e as Novas Tecnologias II. Prof. Hugo Souza

Novas Tecnologias Aplicadas à Educação O Ensino e as Novas Tecnologias II. Prof. Hugo Souza Novas Tecnologias Aplicadas à Educação O Ensino e as Novas Tecnologias II Prof. Hugo Souza Continuando nossas aulas, após vermos uma breve abordagem acerca das novas tecnologias agregadas ao ensino, veremos

Leia mais

A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS

A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS Gisllayne Rufino Souza UFPB gisllayne.souza@gmail.com Profa. Dra. Marlene Helena de Oliveira França UFPB/Centro de Educação/Núcleo

Leia mais

Consumidor e produtor devem estar

Consumidor e produtor devem estar A produção científica tem um produtor e um consumidor e, evidentemente, todo produtor é também um consumidor: quanto melhor consumidor ele for, melhor será como produtor. Há pesquisas em psicologia que

Leia mais