COMUNIDADE QUE APRENDE (*)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMUNIDADE QUE APRENDE (*)"

Transcrição

1 COMUNIDADE QUE APRENDE (*) * Comunidade de aprendizagem na qual o processo de conhecimento pressupõe incessante intercâmbio de saber e de experiências entre os indivíduos, onde todos aprendem e ensinam juntos, em uma verdadeira comunhão intelectual.

2 PODER J UDICIÁRIO JUS TIÇ A FEDER AL SEÇÃO J UDICIÁRIA DO RIO DE J ANEIRO VI Mostra de Qualidade do Poder Judiciário Justiça Federal de 1ª Instância/RJ 4ª Vara Federal de Niterói

3 PROBLEMAS Identificação - Quantificação Nº elevado de processos Nº insuficiente de equipamentos de informática Enfraquecimento do papel de líder Baixa produtividade Falta de Nº reduzido de servidores comprometimento Instalações físicas inadequadas (prédio, mobiliário, aparelhos de ar condicionado etc.) Grupo de trabalho Baixa motivação Processamento fragmentado Elevados índices de retrabalho

4 Causas Acervo oriundo de outro Juízo (vara desmembrada) Carência de treinamento gerencial Indefinição dos papéis de chefia na unidade (supervisores, oficial de gabinete e diretor) Falta de condições adequadas de trabalho Acúmulo de tarefas Concentração de conhecimento por determinados servidores Ausência de sentimento de equipe

5 Causas e Efeitos Ausência de gerência Falta de critério nas decisões Ausência de confiança Falhas na liderança Mau gerenciamento do tempo Postura em desacordo com discurso Competição Falta de informação Antagonismo Descontrole emocional Distância entre os integrantes da equipe Falta de clareza Desconhecimento dos papéis Despreparo Comportamentos inadequados dos participantes Falta de comunicação Falta de tempo do gerente para Sentir Ouvir Ausência do sentimento de equipe Não estabelecimento de metas de desempenho

6 Metas e Ações Estabelecidas Grupo de trabalho x Equipe de trabalho Definição dos papéis gerenciais Diminuição permanente do acervo Redução do tempo de processamento Combate ao retrabalho Qualificação constante dos servidores Ênfase na comunicação e melhoria do clima organizacional Foco no cliente: O que faço? Para quem faço? Como faço?

7 Resultados obtidos e benefícios Satisfação dos clientes internos: juízes, servidores e estagiários Satisfação dos clientes externos: advogados, procuradores e partes Diminuição substancial do acervo da vara Celeridade processual Qualidade dos serviços prestados Clima organizacional sinergia Adesão maciça às ações de capacitação (90% dos servidores estão atualmente em ações de capacitação)

8 O outro lado da moeda: Maior demanda do servidor por atenção / Justiça Necessidade de transparência nas decisões administrativas Aceleração da máquina (x Ponto crítico) Os erros ficam em evidência (x Proteção da inércia / estática)

9 Gráfico comparativo Processos em curso na 4ª VF Niterói Vara X Vara Y Vara Z Set/05 Set/97 Set/05 Set/97 Set/05 Set/97 Set/05 Set/

10 Números Atuais Total de Processos Distribuídos: 2269 Cíveis: 1830 Criminais: 439 Premiações Individuais: Personalidade e Cidadania 2010 ABI Justiça & Cidadania 2011 Confraria Don Quixote Medalha Soldado da Paz Exército Brasileiro Medalha - Câmara dos Vereadores de Niterói Esse modelo de gestão foi selecionado, e consta: Do Banco de Soluções de Qualidade do Judiciário/JusQualita/CJF E do Banco de Boas Práticas de Gestão do Poder Judiciário do CNJ

11 Outros Gráficos Produtividade % 80 % % % 20 % % Motivação Comprometimento Sinergia 0 Set/03 4ª VF NIT Set/04 Vara X Set/05 Vara Y Vara Z

12 Conclusão Parafraseando Stephen Covey em O 8º Hábito (Ed. Campus): Não basta somente ser uma pessoa ou uma organização eficaz, mas são necessárias a realização, a execução apaixonada e a contribuição significativa, em uma ordem de grandeza e dimensão diferentes. Novos desafios exigem uma nova atitude mental e habilidade, um novo conjunto de ferramentas... É preciso encontrar nossa própria voz e inspirar outros a encontrar a deles. Existe um anseio profundo, inato, quase inexprimível dentro de cada um de nós para encontrar a própria voz na vida, o que irá gerar um aumento de nossa influência, qualquer que seja nossa posição inspirando outros a quem prezamos, nossa equipe e nossa organização a encontrarem suas vozes e aumentarem várias vezes sua eficácia, crescimento e impacto. Essa influência e essa liderança nascem da escolha, não da posição ou do status.

13 Construindo a equipe - 1

14 Construindo a equipe - 2

15 Construindo a equipe - 3

16 Construindo a equipe - 4

17 A Natureza Humana da Qualidade

18 Dimensão Espiritual Efésios 6.5,9 Colossenses 3.23 (Debate sobre Razões Públicas - Habermas, John Rawls, Daniel Sarmento) (Ed Renè Kivitz, Espiritualidade nas empresas)

19 Não pergunte o que o seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer pelo seu país. John F. Kennedy

20 5 Compromissos 1. Ser um bom Servidor Público. Faça o que você espera que seja feito por um bom servidor 2. Tratar o público com educação e respeito. Seja gentil e educado com o público. Afinal, ele é o nosso patrão 3. Melhorar a operação. Aumente sua produtividade. Faça o que tem que ser feito de um jeito melhor, mais rápido e mais barato para a população e o país 4. Ser proativo. Não fique esperando soluções externas (leis, orçamentos, meios etc.) - Faça o que você pode com o que tem e onde você está. (Teddy Roosevelt) 5. Ser honesto. honesto É fácil acabar com a corrupção no Serviço Público: basta não participar dela

21 Revolução O problema não é a ação dos maus, mas a omissão dos que deviam fazer alguma coisa pelo bem. Martin Luther King Jr. Lembra-te que defendes não interesses pessoais, mas os do teu país. Tuas virtudes e teus vícios, tuas qualidades e teus defeitos influem igualmente no ânimo daqueles que representas. Teus menores erros têm sempre nefastas consequências Sun Tzu "Seja você a mudança que quer ver no mundo Gandhi "O verdadeiro revolucionário é movido por grandes sentimentos de amor" Ernesto Che Guevara

22 10 Mandamentos Paradoxais Kent M. Keith 1. As pessoas são ilógicas, irracionais e egocêntricas. Ame-as, apesar de tudo 2. Se você fizer o bem, as pessoas o acusarão de ter motivos egoístas ocultos. Faça o bem, apesar de tudo 3. Se você tiver sucesso, ganhará falsos amigos e inimigos verdadeiros. Busque o sucesso, apesar de tudo 4. O bem que você faz hoje será esquecido amanhã. Faça o bem, apesar de tudo 5. A honestidade e a franqueza o tornarão vulnerável. Seja honesto e franco, apesar de tudo

23 10 Mandamentos Paradoxais Kent M. Keith 6. Os maiores homens e mulheres com as maiores ideias podem ser eliminados pelos menores homens e mulheres com as mentes mais estreitas. Pense grande, apesar de tudo. 7. As pessoas favorecem os oprimidos, mas seguem somente os bem-sucedidos. Lute por alguns oprimidos, apesar de tudo. 8. Aquilo que você passa anos construindo poderá ser destruído da noite para o dia. Construa, apesar de tudo. 9. As pessoas realmente precisam de ajuda, mas poderão atacá-lo se você as ajudar. Ajude as pessoas, apesar de tudo. 10. Dê ao mundo o melhor de você e levar um soco na cara. Dê ao mundo o melhor de você, apesar de tudo.

24 Seja servidor público, apesar de tudo

COMUNIDADE QUE APRENDE (*)

COMUNIDADE QUE APRENDE (*) Vídeo: Os Ciclistas COMUNIDADE QUE APRENDE (*) * Comunidade de aprendizagem na qual o processo de conhecimento pressupõe incessante intercâmbio de saber e de experiências entre os indivíduos, onde todos

Leia mais

RELAÇÕES HUMANAS. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP - 42883

RELAÇÕES HUMANAS. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira Coren/SP - 42883 Coren/SP - 42883 n Onde houver duas pessoas, com certeza teremos um relacionamento 2 n Não é surpresa para ninguém que as pessoas diferem umas das outras, não havendo dois seres iguais no mundo. n O homem

Leia mais

P-06. Revendo o Treinamento Comportamental. Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br

P-06. Revendo o Treinamento Comportamental. Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br P-06 Revendo o Treinamento Comportamental Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br Proposta Refletir e analisar a metodologia de treinamentos comportamentais. O que acontece

Leia mais

Comportamento de grupos. Caso Uma Equipe Desunida. Trabalho em equipe

Comportamento de grupos. Caso Uma Equipe Desunida. Trabalho em equipe Agenda Comportamento de grupos Caso Uma Equipe Desunida Trabalho em equipe 1 Fundamentos do comportamento de grupos 1 Aula 6 Grupos e Equipes de Trabalho Ref.: Robbins, caps. 7 e 8 Definição Um grupo é

Leia mais

NOÇÕES DE GESTÃO DE PESSOAS LIDERANÇA

NOÇÕES DE GESTÃO DE PESSOAS LIDERANÇA LIDERANÇA Liderança é o processo de conduzir um grupo de pessoas. É a habilidade de influenciar e motivar os liderados para que contribuam, voluntariamente, da melhor forma possível com os objetivos do

Leia mais

Empreendedorismo: Fator Chave para o Êxito Profissional. Prof. Marcio Cardoso Machado Material Baseado na apresentação do Adm.

Empreendedorismo: Fator Chave para o Êxito Profissional. Prof. Marcio Cardoso Machado Material Baseado na apresentação do Adm. Empreendedorismo: Fator Chave para o Êxito Profissional Prof. Marcio Cardoso Machado Material Baseado na apresentação do Adm. Alvaro Mello Conceito O empreendedorismo se constitui em um conjunto de comportamentos

Leia mais

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: 1981-3031

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: 1981-3031 COORDENADOR PEDAGÓGICO E SUA IMPORTÂNCIA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Polyana Marques Lima Rodrigues 1 poly90lima@hotmail.com Willams dos Santos Rodrigues Lima 2 willams.rodrigues@hotmail.com RESUMO

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS

UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Prof. Cassimiro Nogueira Junior PESSOAS CAPITAL HUMANO CAPITAL INTELECTUAL GRAU DE CONHECIMENTO: PRODUTIVOS E RECONHECIDOS

Leia mais

QUANTO VALE O MEU DINHEIRO? EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PARA O CONSUMO.

QUANTO VALE O MEU DINHEIRO? EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PARA O CONSUMO. RESUMO QUANTO VALE O MEU DINHEIRO? EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PARA O CONSUMO. Francinilda Raquel Cardoso Silva (1); José Jorge Casimiro dos Santos (2) Faculdade São Francisco da Paraíba raquelmk06@gmail.com ¹

Leia mais

Coaching e Inovação. Melhores práticas de coaching originadas das ciências da. Psicologia, Administração, Neurociência, Pedagogia.

Coaching e Inovação. Melhores práticas de coaching originadas das ciências da. Psicologia, Administração, Neurociência, Pedagogia. Coaching e Inovação Melhores práticas de coaching originadas das ciências da Psicologia, Administração, Neurociência, Pedagogia. Metodologias de gestão com foco em inovação Horário: Sábados, das 8h às

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

Essa frase, que aqui utilizo à guisa de epígrafe, foi-me dita por meu pai. Um Paradigma que Cai por Terra. Capítulo

Essa frase, que aqui utilizo à guisa de epígrafe, foi-me dita por meu pai. Um Paradigma que Cai por Terra. Capítulo Capítulo 1 Um Paradigma que Cai por Terra Se for um bom negócio, faça. Entretanto, se não for, não faça. Essa frase, que aqui utilizo à guisa de epígrafe, foi-me dita por meu pai quando eu ainda era uma

Leia mais

Recepção de novos servidores: orientações para gestores. DP, DDRH e PRODIRH UFG/2015

Recepção de novos servidores: orientações para gestores. DP, DDRH e PRODIRH UFG/2015 Recepção de novos servidores: orientações para gestores DP, DDRH e PRODIRH UFG/2015 1 Recepção de novos servidores: orientações para gestores Livia Psicóloga - DDRH 2 Qual o verdadeiro sentido da existência

Leia mais

Unidade III ORIENTAÇÃO E PRÁTICA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO EM AMBIENTES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES. Prof. Tarciso Oliveira

Unidade III ORIENTAÇÃO E PRÁTICA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO EM AMBIENTES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES. Prof. Tarciso Oliveira Unidade III ORIENTAÇÃO E PRÁTICA DE GESTÃO DA EDUCAÇÃO EM AMBIENTES ESCOLARES E NÃO ESCOLARES Prof. Tarciso Oliveira 7. A gestão da educação em ambientes não escolares A pedagogia como ciência da educação

Leia mais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA CRIANÇAS E JOVENS PROJETO É TEMPO...

EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA CRIANÇAS E JOVENS PROJETO É TEMPO... EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA CRIANÇAS E JOVENS PROJETO É TEMPO... O que se pensava que era o século XXI Os carros voam por estradas àreas O teletransporte é comum Fazem-se excursões a Marte A economia é sempre

Leia mais

A ATUAÇÃO DE LÍDERES NA MOTIVAÇÃO DE COLABORADORES, MANTENDO A UNIÃO DA EQUIPE

A ATUAÇÃO DE LÍDERES NA MOTIVAÇÃO DE COLABORADORES, MANTENDO A UNIÃO DA EQUIPE A ATUAÇÃO DE LÍDERES NA MOTIVAÇÃO DE COLABORADORES, MANTENDO A UNIÃO DA EQUIPE Augusto César de Aguiar CUÉLLAR 1 Victor Dutra MARTINS 2 Roberta Gomes CAVALCANTE 3 RESUMO: As empresas atualmente têm sofrido

Leia mais

Mais INTEGRADOS A vida é muito curta para ser pequena. ok!

Mais INTEGRADOS A vida é muito curta para ser pequena. ok! Primeira Parada: Mais INTEGRADOS A vida é muito curta para ser pequena. Benjamin Disraeli (1804-1881) Escritor e ex - primeiro ministro britânico 1 O que a alta direção espera que o profissional de RH

Leia mais

Ao final do estudo deste módulo, você será capaz de: Caracterizar o ambiente escolar; Enumerar pontos sensíveis no ambiente escolar;

Ao final do estudo deste módulo, você será capaz de: Caracterizar o ambiente escolar; Enumerar pontos sensíveis no ambiente escolar; 1 Módulo 1 O ambiente escolar Apresentação do Módulo Os fatos frequentemente divulgados na mídia reforçam a necessidade de conhecimento do ambiente escolar. Mais do que conhecer, é preciso criar mecanismos

Leia mais

MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO

MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO Considerando que o ser humano é formado por características de personalidade únicas e complexas, o seu comportamento no trabalho e em outros lugares,

Leia mais

EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EXPECTATIVAS COM RELAÇÃO AO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Novos tempos para o Poder judiciário; Sucesso total; Acredito que o seminário plantou a semente de pensar a estrutura do ambiente em que se trabalha

Leia mais

Potencial PSI. Educação. www.potencialpsi.com.br

Potencial PSI. Educação. www.potencialpsi.com.br Educação O povo feliz é o povo que mais se preocupa com a educação de seus filhos, seja na educação intelectual seja na educação dos sentimentos. Umpovoinstruídoamaotrabalhoesabecomocrescercomele. Ao nascer,

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO MANUAL DO AVALIADOR Avaliar é fazer análise e ter a oportunidade de rever, aperfeiçoar, fazer de forma diferente, sempre em busca de eficácia e resultados. Gartner & Sánchez As

Leia mais

PSICOLOGIA DO TRABALHO. Prof. Emerson Luiz Marques. emersonpsi@gmail.com

PSICOLOGIA DO TRABALHO. Prof. Emerson Luiz Marques. emersonpsi@gmail.com PSICOLOGIA DO TRABALHO Prof. Emerson Luiz Marques emersonpsi@gmail.com QUEM SOU EU? QUEM SÃO VOCÊS? O QUE VAMOS ESTUDAR? Teorias explicativas do acidente de trabalho; Teoria da culpa e seus efeitos sobre

Leia mais

Faculdade Sagrada Família

Faculdade Sagrada Família Faculdade Sagrada Família DISCIPLINA: Gestão Escolar 4º período de Pedagogia Prof Ms. Marislei Zaremba Martins Texto: Equipe da Área de Educação Formal - Instituto Ayrton Senna A gestão da educação precisa

Leia mais

Habilidades e competências no Cuidado à pessoa idosa. Karla Giacomin, MD, PhD

Habilidades e competências no Cuidado à pessoa idosa. Karla Giacomin, MD, PhD Habilidades e competências no Cuidado à pessoa idosa Karla Giacomin, MD, PhD Roteiro Seminário Preâmbulo Envelhecimento ativo Cuidado Habilidades e competências Ferramentas da gestão 2003 Estatuto do

Leia mais

6. Resultados obtidos

6. Resultados obtidos 6. Resultados obtidos 6.1 O Balanced corecard final Utilizando a metodologia descrita no capítulo 5, foi desenvolvido o Balanced corecard da Calçados yrabel Ltda. Para facilitar o entendimento deste trabalho,

Leia mais

Tribunais Gestão de Pessoas Aprendizagem Organizacional Educação Corporativa Keyvila Menezes

Tribunais Gestão de Pessoas Aprendizagem Organizacional Educação Corporativa Keyvila Menezes Tribunais Gestão de Pessoas Aprendizagem Organizacional Educação Corporativa Keyvila Menezes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL Para

Leia mais

O que são Direitos Humanos?

O que são Direitos Humanos? O que são Direitos Humanos? Técnico comercial 4 (1º ano) Direitos Humanos são os direitos e liberdades básicas de todos os seres humanos. O principal objetivo dos Direitos Humanos é tratar cada indivíduo

Leia mais

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR

O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Título do artigo: O COORDENADOR PEDAGÓGICO COMO FORMADOR: TRÊS ASPECTOS PARA CONSIDERAR Área: Gestão Coordenador Pedagógico Selecionadora: Maria Paula Zurawski 16ª Edição do Prêmio Victor Civita Educador

Leia mais

1 Apresentação. Liderança Autêntica: Inspirar, Mobilizar e Transformar. Essência. Powerpoint. Apresentação Powerpoint Imp. 24/0 leaderconsulting.

1 Apresentação. Liderança Autêntica: Inspirar, Mobilizar e Transformar. Essência. Powerpoint. Apresentação Powerpoint Imp. 24/0 leaderconsulting. 1 Apresentação Liderança Autêntica: Inspirar, Mobilizar e Transformar. Essência 2 Apresentação A Nova Organização FASES ASPECTOS ERA DA AGRICULTURA SOCIEDADE INDUSTRIAL SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 1 PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 1 Origem da Psicologia Organizacional e do Trabalho 4 ORIGEM Desde os

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências Projeto de Implantação da Gestão por Competências no TRT 23ª Região Baseado na Metodologia do Inventário Comportamental Legislação Decreto n. 5.707/2006: institui a Política e as

Leia mais

Desenvolvimento Pessoal e Liderança Integral

Desenvolvimento Pessoal e Liderança Integral The best version of ourselves as Leaders Desenvolvimento Pessoal e 1 Como a sua Personalidade influencia a sua atitude e comportamentos, em: Trabalho em Equipa Liderança 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Modelos

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

SÍNDROME DE DOWN E A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA

SÍNDROME DE DOWN E A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA SÍNDROME DE DOWN E A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA Bárbara Lea Guahyba 1 Mara Regina Nieckel da Costa 2 RESUMO O artigo aqui apresentado tem como tema a inclusão social de pessoas portadoras de síndrome de

Leia mais

Recados do Espírito. Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe. (Mc 9, 36-37)

Recados do Espírito. Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe. (Mc 9, 36-37) Recados do Espírito Quem receber um destes meninos em meu nome é a mim que recebe. (Mc 9, 36-37) Que a vossa fé e a vossa esperança estejam postas em Deus (1 Pe 1,21) Descarrega sobre o Senhor os teus

Leia mais

Fundamentos para uma prática pedagógica: convite de casamento

Fundamentos para uma prática pedagógica: convite de casamento Fundamentos para uma prática pedagógica: convite de casamento Fernando José de Almeida Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida Casamento não significa felicidade automática e garantida. Isso só acontece

Leia mais

DICAS DE BURACO ONLINE

DICAS DE BURACO ONLINE DICAS DE BURACO ONLINE Link: http://www.jogatina.com/dicas-jogar-buraco-online.html Às vezes, conhecemos todas as regras de um jogo, mas na hora de passar da teoria para a prática, as coisas não funcionam

Leia mais

COACHING - INVESTINDO PARA LUCRAR

COACHING - INVESTINDO PARA LUCRAR COACHING - INVESTINDO PARA LUCRAR Por: Trainer Coach Flávio Souza www.flaviosouza.com.br O que você acha de investir em um processo que pode lhe trazer como retorno o aumento de produtividade, a retenção

Leia mais

5. LIDERANÇA E PODER NAS ORGANIZAÇÕES

5. LIDERANÇA E PODER NAS ORGANIZAÇÕES 5. LIDERANÇA E PODER NAS ORGANIZAÇÕES A conceituação de poder varia de acordo com o contexto em que se está inserido. São pessoas que exercem poder e este é exercido sobre alguém, portanto, neste caso

Leia mais

GRUPO DE EDUCAÇÃO POPULAR (GEP)

GRUPO DE EDUCAÇÃO POPULAR (GEP) GRUPO DE EDUCAÇÃO POPULAR (GEP) Educar, Criar Poder Popular Julho, 2012 Apresentação Em 2012 o Grupo de Educação Popular (GEP) completa cinco anos. Um grupo que se uniu no início de 2008 pra resistir à

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com Empreendedorismo Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre

Leia mais

PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos

PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos PATRULHA AMBIENTAL MIRIM: Um espaço de Emancipação dos Sujeitos RESUMO Elizane Pegoraro Bertineti 1 Tanise Stumf Böhm 2 O presente texto busca apresentar o trabalho realizado pela Patrulha Ambiental Mirim

Leia mais

COMO USAR AS MÍDIAS SOCIAIS PARA VENDER MAIS NA INTERNET. tyngu.com.br

COMO USAR AS MÍDIAS SOCIAIS PARA VENDER MAIS NA INTERNET. tyngu.com.br COMO USAR AS MÍDIAS SOCIAIS PARA VENDER MAIS NA INTERNET USE O PODER DA INTERNET Usar as mídias sociais como Facebook, Twitter e YouTube para dar mais visibilidade a um produto ou serviço exige aprendizado.

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE: DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS

ATENDIMENTO AO CLIENTE: DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS Visa a ampliar a visão de empresários quanto à necessidade de aperfeiçoar o atendimento a clientes como forma de construir

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos.

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos. Gestão de Recursos Humanos Aula 2 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Liderança Competências gerenciais Formação de equipes Empreendedor Liderança X Gerenciamento Conceito e estilos

Leia mais

UNIDADE 5 PPP, CLIMA DE ESCOLA, NORMAS DE CONVIVÊNCIA E DIREITOS HUMANOS

UNIDADE 5 PPP, CLIMA DE ESCOLA, NORMAS DE CONVIVÊNCIA E DIREITOS HUMANOS UNIDADE 5 PPP, CLIMA DE ESCOLA, NORMAS DE CONVIVÊNCIA E DIREITOS HUMANOS Módulo 3 - Direitos Humanos e o Projeto Político Pedagógico da escola Objetivos: Nesta Unidade veremos como os Direitos Humanos

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA 2012.1

GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA 2012.1 NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEaD GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA 2012.1 Profa. Marcela Cardoso marcelacardoso@faculdadeguararapes.edu.br Jaboatão dos Guararapes/2012 1 Quem sou eu?

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Este material resulta da reunião de fragmentos do módulo I do Curso Gestão Estratégica com uso do Balanced Scorecard (BSC) realizado pelo CNJ. 1. Conceitos de Planejamento Estratégico

Leia mais

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna A importância dos RECURSOS HUMANOS na empresa moderna Organizações: cenário atual Empresas vêm passando por impactos revolucionários: Dimensão globalizada Aumento da competitividade Mudanças constantes

Leia mais

Valores & Princípios. Grupo Freudenberg

Valores & Princípios. Grupo Freudenberg Valores & Princípios Grupo Freudenberg C o n d u ta e C o m p o r ta m e n t o C o n d u ta e C o m p o r ta m e n t o Nossos Princípios & Conduta e Comportamento 3 Os Nossos Princípios e o documento de

Leia mais

Exce!!ence Gestão Empresarial. Todos os direitos reservados. 1. Exce!!ence Gestão Empresarial Todos os direitos reservados.

Exce!!ence Gestão Empresarial. Todos os direitos reservados. 1. Exce!!ence Gestão Empresarial Todos os direitos reservados. Exce!!ence Gestão Empresarial. Todos os direitos reservados. 1 Provocativo Ser um expert em modelos, frameworks, ferramentas e técnicas de gerenciamento de projetos é suficiente para garantir o sucesso

Leia mais

A LIDERANÇA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO NA GESTÃO DE PESSOAS. WANCLEI BENEDITO SAID Condor Super Center São Paulo, 03/mai/2016

A LIDERANÇA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO NA GESTÃO DE PESSOAS. WANCLEI BENEDITO SAID Condor Super Center São Paulo, 03/mai/2016 A LIDERANÇA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO NA GESTÃO DE PESSOAS WANCLEI BENEDITO SAID Condor Super Center São Paulo, 03/mai/2016 Dados Gerais do CONDOR SUPER CENTER 41 Lojas 3,9 Milhões Média/ mês 3.8 Bilhões

Leia mais

MOTIVAÇÃO MOTIVO PARA AÇÃO

MOTIVAÇÃO MOTIVO PARA AÇÃO Estados e Fatores da Motivação As pessoas dizem freqüentemente que a motivação não dura. Bem, nem o banho é por isso que ele é recomendado diariamente. MOTIVAÇÃO MOTIVO PARA AÇÃO Motivação é um Estado

Leia mais

DIGITAL & IMPRESSO O BOLETIM DO EMPRESÁRIO DIGITAL & IMPRESSO

DIGITAL & IMPRESSO O BOLETIM DO EMPRESÁRIO DIGITAL & IMPRESSO A EDITORA A Balaminut editora, fundada em 1997, tem seu negócio centrado no mercado editorial de revistas e boletins informativos, integrado com tecnologia e comunicação como ação estratégica. editora

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇÃO DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO O INTERCÂMBIO DE CURSOS ENTRE O TRT8 E O INTERLEGIS RODOPIANO NETO Assessor de Planejamento e Gestão OBJETIVOS 1. Orientar

Leia mais

Quatro Níveis de Avaliação de Treinamento

Quatro Níveis de Avaliação de Treinamento Quatro Níveis de Avaliação de Treinamento Resenha por Eliana Dutra KIRKPATRICK, Donald L., Evaluating Training Programs - THE FOUR LEVELS. Berrett-Koehler Publishers, Inc. 1994. De acordo com Donald Kirkpatrick,

Leia mais

L/O/G/O. Cultura Organizacional

L/O/G/O. Cultura Organizacional L/O/G/O Cultura Organizacional 1 Bibliografia Idalberto Chiavenato Gestão de Pessoas - 3ª edição editora Campus. Sylvia Constant Vergara Gestão de Pessoas 9ª edição editora Atlas. Stephen P. Robbins; Timothy

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS DE SAÚDE-CAO/S 2011 GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS. Instrutor Cap OZEAS FERREIRA

GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS DE SAÚDE-CAO/S 2011 GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS. Instrutor Cap OZEAS FERREIRA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS DE SAÚDE-CAO/S 2011 GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Instrutor Cap OZEAS FERREIRA ABORDAGEM GERAL SOBRE GESTÃO DE PESSOAS OBJETIVO DA DISCIPLINA A DISCIPLINA BUSCA DEMONSTRAR

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Unidade I MODELOS DE LIDERANÇA A liderança e seus conceitos Liderança é a capacidade de influenciar um grupo para que as metas sejam alcançadas Stephen Robbins A definição de liderança

Leia mais

Cadernos de Extensão: Comportamento Ético e Responsabilidade Social

Cadernos de Extensão: Comportamento Ético e Responsabilidade Social Cadernos de Extensão: Comportamento Ético e Responsabilidade Social P R O G R A M A D E R E S P O N S A B I L I D A D E S O C I A L D A FA C U L D A D E D O S G U A R A R A P E S 1 Responsáveis Institucionais

Leia mais

FORMAÇÃO EM COACHING PROFISSIONAL & LÍDER COACH

FORMAÇÃO EM COACHING PROFISSIONAL & LÍDER COACH CHEGOU A HORA DE VOCÊ SE TORNAR UM COACH! CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL EM COACHING 4 ING AGORA, COMO CONSEGUIR É A QUESTÃO! A vida nunca está parada, existe sempre movimento, um fluxo que nos leva na direção

Leia mais

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A IMPORTÂNCIA DO EDUCADOR NA ATUALIDADE

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A IMPORTÂNCIA DO EDUCADOR NA ATUALIDADE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A IMPORTÂNCIA DO EDUCADOR NA ATUALIDADE ALMEIDA, Rozelaine Rubia Bueno D 1 Resumo Este artigo tem como objetivo apresentar uma reflexão sobre as mudanças na legislação do Ensino

Leia mais

Décima Primeira Lição

Décima Primeira Lição 70 Décima Primeira Lição AUTORIDADE NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS A EDUCAÇÃO DOS FILHOS NO LAR A) O lar tem suma importância na vida humana, pois é o berço de costumes, hábitos, caráter, crenças e morais de cada

Leia mais

09/07/2013. Apresenta

09/07/2013. Apresenta Apresenta 1 por Diana Santos 2 Muitos estudos sobre políticas de gestão de pessoas com vistas a melhorar o desempenho dos colaboradores; Durante toda existência humana, as equipes constituíram a forma

Leia mais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais Evolução da Disciplina Modelos de Gestão Aula 1: Principais Modelos das Teorias da Administração Aula 2: Origem, Evolução, Classificação e Tipologia das Organizações Aula 3: Termos comuns às Organizações;

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Vida em Sociedade Palestrante: Regina de Agostini Rio de Janeiro 05/02/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas Trabalhistas c Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone/fax (011) 4742-6674 1987-2002 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

2015 - O MELHOR ANO DE SUA VIDA 21/12/2014 A ORGANIZAÇÃO BRAHMA KUMARIS

2015 - O MELHOR ANO DE SUA VIDA 21/12/2014 A ORGANIZAÇÃO BRAHMA KUMARIS A ORGANIZAÇÃO BRAHMA KUMARIS 2015 - O MELHOR ANO DE SUA VIDA 1 Fundada em 1937 por Prajapita Brahma Sede na cidade de Mount Abu, Índia Sede ocidental situada em Londres Conta com 9.000 escolas em mais

Leia mais

O Processo Eletrônico como Instrumento de Eficiência da Administração Judiciária

O Processo Eletrônico como Instrumento de Eficiência da Administração Judiciária O Processo Eletrônico como Instrumento de Eficiência da Administração Judiciária ENAMAT Curso de Formação Continuada de Teoria Geral do Processo Eletrônico Brasília-DF, setembro de 2011 Rubens Curado Silveira

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE Atualizado em 03/12/2015 GESTÃO DA QUALIDADE As ideias principais que baseiam o significado atual da qualidade são, basicamente, as seguintes: Atender às expectativas,

Leia mais

Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015]

Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015] Correntes de Participação e Critérios da Aliança Global Wycliffe [Versão de 9 de maio de 2015] Introdução As Organizações da Aliança Global Wycliffe desejam expressar a unidade e a diversidade do Corpo

Leia mais

FEEDBACK 1 João Batista Silvério 2

FEEDBACK 1 João Batista Silvério 2 FEEDBACK 1 João Batista Silvério 2 Feedback é um termo da língua inglesa sem um significado preciso em português, usualmente traduzido como realimentação. Inicialmente empregado no campo da mecânica, com

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSA ACADÊMICA DE EXTENSÃO PBAEX / EDIÇÃO 2016 CAMPUS BOA VISTA/ CENTRO ANEXO III

PROGRAMA DE BOLSA ACADÊMICA DE EXTENSÃO PBAEX / EDIÇÃO 2016 CAMPUS BOA VISTA/ CENTRO ANEXO III PROGRAMA DE BOLSA ACADÊMICA DE ETENSÃO PBAE / EDIÇÃO 2016 CAMPUS BOA VISTA/ CENTRO ANEO III FORMULÁRIO DA VERSÃO ELETRÔNICA DO PROJETO / DA ATIVIDADE DE ETENSÃO PBAE 2016 01. Título do Projeto (Re) Educação

Leia mais

Resultados do Desempenho Organizacional

Resultados do Desempenho Organizacional Resultados do Desempenho Organizacional Hélio Gomes - Superintendente Executivo da Fundação Pitágoras Por que precisamos falar disso? Os resultados do desempenho organizacional são um dos assuntos mais

Leia mais

Stakeholder Management: Como Provocar a Divergência

Stakeholder Management: Como Provocar a Divergência Stakeholder Management: Como Provocar a Divergência Porque nós procuramos o consenso Para reduzir conflito Para atingir prazos apertados Falta de autoridade Para ser agradável Consenso poder ser mal empregado

Leia mais

Leone Alves. O fim da cegueira intelectual. 1ª Edição. São Paulo - Brasil

Leone Alves. O fim da cegueira intelectual. 1ª Edição. São Paulo - Brasil Leone Alves O fim da cegueira intelectual 1ª Edição São Paulo - Brasil 2015 1 Apresentação O fim da cegueira intelectual é um livro filosófico que tem como objetivo despertar na sociedade a capacidade

Leia mais

Como planejar e executar um treinamento

Como planejar e executar um treinamento Como planejar e executar um treinamento Treinamento: uma breve conceituação Não há possibilidade de nos desenvolvermos economicamente e, consequentemente, elevarmos o nosso nível social, sem aumentarmos

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS NA JUSTIÇA DO TRABALHO DE PRIMEIRO E SEGUNDO GRAUS

IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS NA JUSTIÇA DO TRABALHO DE PRIMEIRO E SEGUNDO GRAUS Anexo - Modelo de Gestão de Pessoas 936/2012 - Segunda-feira, 12 de Março de 2012 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 Página 1 de 14 IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS NA

Leia mais

Por que NÃO aplicar o SAERJ? Sou Professor: A culpa pelo. fracasso. escolar. Minha função é Ensinar!

Por que NÃO aplicar o SAERJ? Sou Professor: A culpa pelo. fracasso. escolar. Minha função é Ensinar! Abril de 2012 (A) (B) (C) (D) (NRA) A culpa pelo fracasso escolar Sou Professor: Por que NÃO aplicar o SAERJ? Não sou aplicador de provas! Não treino aluno! Não coleto e nem processo dados! Não sou fiscal

Leia mais

MANUAL DE RETENÇÃO BARRED S

MANUAL DE RETENÇÃO BARRED S MANUAL DE RETENÇÃO BARRED S A contratação contínua de talentos não pode ser isolada da estratégia geral da empresa, pois o correto recrutamento irá agregar pessoas mais valiosas, trazendo mais resultados.

Leia mais

PRODUTIVIDADE DA EQUIPE: COMO OBTER UM MAIOR COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS NA FAZENDA?

PRODUTIVIDADE DA EQUIPE: COMO OBTER UM MAIOR COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS NA FAZENDA? PRODUTIVIDADE DA EQUIPE: COMO OBTER UM MAIOR COMPROMETIMENTO DAS PESSOAS NA FAZENDA? Fatores Objetivos * Financeiro * Performance Fatores Subjetivos * Nível de satisfação * Comprometimento dos funcionários

Leia mais

Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma

Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma Entrevista, Ministério do Planejamento domingo, 6 de novembro de 2011 Carlos Bafutto O SOS Concurseiro discutiu, com exclusividade,

Leia mais

Concurso: Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR

Concurso: Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR Concurso: SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA Conteúdo Programático! Recursos Humanos Senado Federal! Recrutamento e Seleção. Avaliação Desempenho. Treinamento e Desenvolvimento.

Leia mais

O GERENTE DE PROJETOS

O GERENTE DE PROJETOS O GERENTE DE PROJETOS INTRODUÇÃO Autor: Danubio Borba, PMP Vamos discutir a importância das pessoas envolvidas em um projeto. São elas, e não os procedimentos ou técnicas, as peças fundamentais para se

Leia mais

Gestão Estratégica de Recursos Humanos nas Empresas Familiares

Gestão Estratégica de Recursos Humanos nas Empresas Familiares Gestão Estratégica de Recursos Humanos nas Empresas Familiares Empresa Familiar É considerada Empresa Familiar, toda a organização empresarial ligada a uma família, por pelo menos duas gerações. A importância

Leia mais

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EM SEGURANÇA DO TRABALHO IMPORTÂNCIA INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO Quando do início de um empreendimento, de um negócio ou qualquer atividade; As expectativas e desejos de início são grandes:

Leia mais

Inteligência emocional ajuda a conquistar vagas de liderança

Inteligência emocional ajuda a conquistar vagas de liderança Inteligência emocional ajuda a conquistar vagas de liderança Tempo de Mulher Arieta Arruda 14 horas atrás Houve um tempo em que as pessoas queriam mostrar sua face mais racional no mercado de trabalho,

Leia mais

ATENDENDO COM QUALIDADE. www.viveresaber.com.br

ATENDENDO COM QUALIDADE. www.viveresaber.com.br ATENDENDO COM QUALIDADE OFERECIDO POR: Desenvolvido por: ADELINO CRUZ Consultor, Palestrante e Diretor da Viver e aber; Bacharel em Comunicação ocial; Foi Professor da FAMECO PUC/R e da UFM; Atuou nas

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO FIRMADO ENTRE CANDIDATO(A) A CARGO ELETIVO E O MOVIMENTO GESTÃO PÚBLICA EFICIENTE (MGPE)

TERMO DE COMPROMISSO FIRMADO ENTRE CANDIDATO(A) A CARGO ELETIVO E O MOVIMENTO GESTÃO PÚBLICA EFICIENTE (MGPE) TERMO DE COMPROMISSO FIRMADO ENTRE CANDIDATO(A) A CARGO ELETIVO E O MOVIMENTO GESTÃO PÚBLICA EFICIENTE (MGPE) O Movimento Gestão Pública Eficiente MGPE, criado em 5 de maio de 2013, por associação de pessoas

Leia mais

Responsabilidades e ações do coordenador de curso. Profa. D.Sc. Antonia de Maria Filha Ribeiro

Responsabilidades e ações do coordenador de curso. Profa. D.Sc. Antonia de Maria Filha Ribeiro Responsabilidades e ações do coordenador de curso Profa. D.Sc. Antonia de Maria Filha Ribeiro EMENTA: Devera aborda as responsabilidades e o impacto das ações dos coordenadores sobre a grade curricular,

Leia mais

Fundação: Sócio-Fundador: Sócia-Diretora Administrativa: Atuação Principal: São Paulo:

Fundação: Sócio-Fundador: Sócia-Diretora Administrativa: Atuação Principal: São Paulo: Fundação: Sócio-Fundador: Sócia-Diretora Administrativa: Atuação Principal: São Paulo: 05/07/1988 Marcelo Ponzoni Cristiane Lança Ponzoni São Paulo e Ribeirão Preto Sede Própria com 700m2 C O M U N I C

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 94 Discurso na solenidade em homenagem

Leia mais

Comunicação Não Violenta

Comunicação Não Violenta Comunicação Não Violenta Ana Paula Franke Eder Conrado de Oliveira Mariangela Marini SIPAT 2013 21 de outubro O QUE É CNV? A Comunicação Não-Violenta é um processo de entendimento que facilita a harmonização

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA INTERNA. 1 Objetivo Este Procedimento tem como objetivo descrever a rotina aplicável aos procedimentos de auditoria interna

PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA INTERNA. 1 Objetivo Este Procedimento tem como objetivo descrever a rotina aplicável aos procedimentos de auditoria interna 025 1/8 Sumário 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Documentos complementares 4 Definições 5 Procedimento 6. Formulários 7. Anexo A 1 Objetivo Este Procedimento tem como objetivo descrever a rotina aplicável aos

Leia mais

Programa. Erro Zero Atraso Zero

Programa. Erro Zero Atraso Zero Programa Erro Zero Atraso Zero Introdução O caso de sucesso da Fatto Soluções Contábeis em parceria com o Nibo A Fatto iniciou suas atividades em 2012 e, desde o início, tinha como objetivo oferecer um

Leia mais

Objetivo. Aumentar sua Qualidade de Vida, utilizando a Ansiedade de forma Saudável e Produtiva.

Objetivo. Aumentar sua Qualidade de Vida, utilizando a Ansiedade de forma Saudável e Produtiva. Objetivo Aumentar sua Qualidade de Vida, utilizando a Ansiedade de forma Saudável e Produtiva. Definição da palavra Ansiedade Comoção aflitiva de quem receia que uma coisa suceda ou não. Sofrimento de

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SKYLACK

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SKYLACK QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SKYLACK Jéssica Fernanda Torres 1 Larissa Custódio Grosseli 2 Solange Suffi Barbosa 3 Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO A qualidade de vida no

Leia mais