DESEMPENHO E O COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES RESÍDUOS DA INDÚSTRIA FRUTÍFERA RESUMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESEMPENHO E O COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES RESÍDUOS DA INDÚSTRIA FRUTÍFERA RESUMO"

Transcrição

1 1 DESEMPENHO E O COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES RESÍDUOS DA INDÚSTRIA FRUTÍFERA JEFFERSON VINÍCIUS SERAFIM DE SIQUEIRA 1, RAUL DIRCEU PAZDIORA 1, POLIANA DE JESUS SOUZA 1, ARTHUR ANTUNES NASCIMENTO COSTA 1, OSVALDO JULIATTI VENTUROSO 1, FERNANDO SCHERER 1 1 Universidade Federal de Rondônia UNIR RESUMO A ovinocultura é uma atividade importante, principalmente para as pequenas propriedades. Como alternativa na alimentação de tem-se, na região, resíduo das indústrias frutíferas, que podem ser utilizados na alimentação animal. Neste sentido, objetivou-se avaliar a utilização de diferentes resíduos da indústria frutífera na alimentação de ovinos sobre o desempenho e comportamento ingestivo. Foram utilizados 15 ovinos recebendo diferentes resíduos (abacaxi, acerola e cupuaçu) na proporção de 75% da dieta e 25% de grão de milho moído. No desempenho avaliou-se o ganho de peso e consumo. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado. Os dados foram submetidos à análise de variância e a comparação das médias pelo teste t, ao nível de 5% de significância. Os animais que receberam o resíduo abacaxi tiveram consumo de matéria seca superior (588,1 g) em relação aos animais que receberam o resíduo da acerola (352,9 g) e cupuaçu (372,3 g), ambos com semelhante consumo. Os animais que receberam abacaxi apresentaram maior peso final em comparação aos demais alimentos. O resíduo de acerola promoveu maior tempo de ruminação, já o resíduo de cupuaçu gerou maior tempo de ócio. Palavras-chave: Abacaxi, Acerola, Cupuaçu. ABSTRACT The sheep industry is an important activity, especially for small properties. Alternatively the power has been in the region residue of the fruit industry, which can 2337

2 2 be used in animal feed. In this sense, the objective was to evaluate the use of different residues from fruit industry in sheep feeding on performance and feeding behavior. 15 sheep were used receiving different waste (pineapple, acerola and cupuaçu) in the proportion of 75% diet and 25% of corn meal. The performance evaluated the weight gain and consumption. The design was completely randomized. Data were subjected to analysis of variance and comparison of means by the "t" test, at 5% significance level. The animals that received the residue pineapple consumption had higher dry matter (588.1 g) compared to animals receiving the residue of acerola (352.9 g) and cupuaçu (372.3 g), both with similar consumption. Animals receiving pineapple had higher final weight compared to other foods. The residue of acerola promoted greater rumination, as cupuassu waste generated greater leisure time. Key-words: Pineaple, Acerola, Cupuassu. INTRODUÇÃO No Brasil, a ovinocultura tem sido tradicionalmente conduzida como uma atividade secundária à bovinocultura de corte (Carneiro, 2002) e no que tange ao crescimento da criação não se tem uma perspectiva adequada. No estado de Rondônia, a criação de ovinos tem foco na agricultura familiar, basicamente para a subsistência. Um dos fatores que acarretam receio na criação de ovinos em Rondônia tem sido o clima, que possui duas estações bem definidas, a de estiagem e a chuvosa. No período da estiagem, a deficiência forrageira, em quantidade e qualidade, limita o desempenho dos animais. Neste sentido, para adquirir uma criação sustentável de ovinos, são necessários melhorias no sistema de produção, com maior foco no sistema produtivo. Este enfoque deve ser dado na alimentação dos animais, com vistas a reduzir custos, sem atrapalhar seu desenvolvimento e de forma a obter um resultado satisfatório na criação. Um dos fatores que acarretam aumento de gastos na produção é o custo que se tem com grãos, que também são utilizados na alimentação humana e outros animais, ocasionando uma disputa que encarece o custo de produção. 2338

3 3 Com a crescente demanda deve se salientar a necessidade de se estudar a viabilidade de inclusão de diversas fontes alimentares alternativas e quantificar as respostas animais em termos produtivos e econômicos. Uma das alternativas é a introdução dos resíduos sem proveito das indústrias frutíferas na dieta dos animais que não são utilizados por falta de estudos que mostrem maior viabilidade e desempenho na produção dos animais. MATERIAL E MÉTODOS Foram selecionados para o estudo aleatoriamente 15 ovinos deslanados, de um lote de 120 animais, de uma propriedade do município de Rolim de Moura. No estudo foram utilizados os subprodutos da extração de sucos e polpas de acerola, abacaxi e cupuaçu. Os subprodutos foram oferecidos na proporção de 75% da dieta e o restante (25%) foi adicionado quirera de milho, fornecidos em quantidade que permitiu sobras de, aproximadamente, 10%. Como parâmetros de resposta animal foram avaliados os pesos, inicial e final, ganho de peso médio diário e consumo de matéria seca. A avaliação do comportamento ingestivo dos animais foi realizada em dois períodos, um entre o 15º e 16º dia e outro no 32º e 33º dia, totalizando 48 horas consecutivas. A observação visual dos animais ocorreu a cada 5 minutos. Foram avaliados os tempos de alimentação, em ócio, em ruminação. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com três tratamentos (abacaxi, acerola, cupuaçu), e cinco repetições. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste t de student, utilizando o pacote estatístico SAS (2001), ao nível de 5% de significância. RESULTADOS E DISCUSSÃO Os animais que receberam como dieta o resíduo abacaxi tiveram consumo de matéria seca superior (588,1 g) em relação aos animais que receberam o resíduo da acerola (352,9 g) e cupuaçu (372,3 g), ambos com semelhante consumo. Estes consumos possivelmente estão associados aos teores de fibra bruta das dietas. Segundo Lousada Junior et al. (2005), avaliando diferentes resíduos de frutas na alimentação de ovinos verificaram no resíduo de abacaxi elevado teor de fibra em detergente neutro (71,4%), porém com baixa fração de 2339

4 4 fibra detergente ácido (30,7%) e lignina (5,3%), justificando o bom consumo (924,2 g/animal/dia), e o resíduo da acerola teve baixo consumo de matéria seca (500,3 g/animal/dia), justificado pelos autores devido ao material ser composto basicamente de sementes, inferindo em elevados teores de fibra em detergente neutro (70,9%), fibra em detergente ácido (54,7%) e lignina (20,1%). O consumo, em ruminantes, de níveis elevados de torta de cupuaçu reduziu o consumo, possivelmente por seu elevado teor de carboidratos não fibrosos (Mota et al., 2014). Os animais foram confinados com pesos iniciais semelhantes (P>0,05) para avaliar os diferentes resíduos. O peso ao final do período experimental teve influencia da alimentação, em que os animais recebendo o resíduo de abacaxi apresentaram maiores pesos finais (20,8 kg) em comparação aos alimentados com resíduos de acerola e cupuaçu com pesos de 16,0 e 15,1 kg, respectivamente. Os animais que receberam a dieta com resíduo de abacaxi apresentaram valores mais elevados, com ganhos de 55,8 gramas/dia. Porém, os animais que receberam a dieta com resíduos de acerola e cupuaçu apresentaram perda de peso corporal, na ordem de 31,9 e 71,6 gramas/dia, respectivamente. Em relação ao comportamento ingestivo (Tabela 1), o tempo destinado a alimentação foi semelhante, mesmo que o consumo tenha sido diferente. Tabela 1 Comportamento ingestivo de ovinos confinados alimentados com diferentes resíduos de produtos da agroindústria de frutas Variáveis, horas Resíduos Abacaxi Acerola Cupuaçu P Alimentação 4,57±0,25 4,69±0,25 4,42±0,25 0,7550 Ruminação 4,70±0,37 b 5,9±0,37 a 2,01±0,37 c <0,0001 Ócio 14,7±0,48 b 13,3±0,48 b 17,5±0,48 a 0,0001 Ingestão de água 0,04±0,01 0,05±0,02 0,07±0,01 0,5273 a,b,c Médias com letras diferentes, diferem pelo teste t de student, ao nível de 5% de significante. Ao avaliar a ruminação, os animais que receberam o resíduo de acerola ruminaram mais por dia (5,9 horas), seguidos pelos animais que receberam o abacaxi (4,7 horas) e com menor tempo de ruminação para os animais que receberam o cupuaçu (2,01 horas). O tempo de ruminação é uma variável do 2340

5 5 comportamento ingestivo influenciado pela natureza da dieta, pois quanto maior o teor de fibra maior será o tempo despendido em ruminação. Quanto ao ócio, os animais que receberam o resíduo do cupuaçu apresentaram maior tempo de ócio (17,5 horas) em relação aos animais que receberam os resíduos de abacaxi (14,7 horas) e acerola (13,3 horas), ambos não diferindto. Este resultado pode ser explicado pela semelhança no tempo de alimentação e por conseqüência do menor tempo de ruminação. CONCLUSÃO Ovinos alimentados com resíduo de abacaxi apresentam melhores ganhos de peso em relação aos alimentados com resíduos de acerola e cupuaçu. O resíduo de acerola promove maior tempo de ruminação e o tempo de alimentação é semelhante para os resíduos de abacaxi, acerola e cupuaçu. O resíduo do abacaxi apresenta satisfatório resultado nutricional, podendo ser uma fonte alternativa e de baixo custo na alimentação de pequenos ruminantes, no estado de Rondônia. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CARNEIRO, L. O. H. B. A ovinocultura de corte em Mato Grosso do Sul: uma alternativa econômica. Campo Grande, MS: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, p. (Monografia de Especialização em MBA). LOUSADA JÚNIOR, J. E.; NEIVA, J. N. M.; PIMENTEL, J. C. M. et al. Consumo e digestibilidade aparente de subprodutos do processamento de frutas em ovinos. Revista Brasileira de Zootecnia, v.34, n. 2, p , MOTA, D. A.; FRAGATA, N. P.; BRITO, E. P.; CASAGRANDE, D. R.; ROSA, B. L.; BORGES, C. R. A. Torta de cupuaçu na alimentação de tourinhos nelore em confinamento. Boletim da Indústria Animal, v. 71, n. 4, p , STATISTICAL ANALYSIS SYSTEM - SAS. System for Microsoft Windows: release 8.2. Cary: CD-ROM. 2341

6 6 2342

VALENÇA, Roberta de Lima Aluno de Pós-Graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), , São Cristovão, SE, Brasil.

VALENÇA, Roberta de Lima Aluno de Pós-Graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), , São Cristovão, SE, Brasil. COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS SANTA INÊS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO DIFERENTES NÍVEIS DE FARINHA DE RESÍDUO DE CAMARÃO EM SUBSTITUIÇÃO AO FARELO DE SOJA NOS PERÍODOS DIURNO E NOTURNO FEEDING BEHAVIOR

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO SUBPRODUTOS DA AGROINDÚSTRIA DE CERVEJARIA E ARROZ

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO SUBPRODUTOS DA AGROINDÚSTRIA DE CERVEJARIA E ARROZ COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO SUBPRODUTOS DA AGROINDÚSTRIA DE CERVEJARIA E ARROZ Danrley Martins BANDEIRA* 1, Breno de Moura GIMENEZ, Anderson de Moura ZANINE 2, Daniele

Leia mais

CONSUMO DE NUTRIENTES E DESEMPENHO PRODUTIVO EM CORDEIROS ALIMENTADOS COM DIFERENTES FONTES E PROPORÇÃO DE VOLUMOSOS

CONSUMO DE NUTRIENTES E DESEMPENHO PRODUTIVO EM CORDEIROS ALIMENTADOS COM DIFERENTES FONTES E PROPORÇÃO DE VOLUMOSOS CONSUMO DE NUTRIENTES E DESEMPENHO PRODUTIVO EM CORDEIROS ALIMENTADOS COM DIFERENTES FONTES E PROPORÇÃO DE VOLUMOSOS Tamires Moraes FERREIRA* 1, Camila de Oliveira NASCIMENTO 1, Gleidson Giordano Pinto

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE NOVILHOS CONFINADOS SOB EFEITO DE DOSES DE COMPLEXO ENZIMÁTICO EM DIETA DE ALTA DENSIDADE ENERGÉTICA

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE NOVILHOS CONFINADOS SOB EFEITO DE DOSES DE COMPLEXO ENZIMÁTICO EM DIETA DE ALTA DENSIDADE ENERGÉTICA COMPORTAMENTO INGESTIVO DE NOVILHOS CONFINADOS SOB EFEITO DE DOSES DE COMPLEXO ENZIMÁTICO EM DIETA DE ALTA DENSIDADE ENERGÉTICA Karina PETKOWICZ* 1, Mikael NEUMANN 1, Gabriela Letícia Delai VIGNE 2, Bruno

Leia mais

DESEMPENHO PARCIAL DE OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO

DESEMPENHO PARCIAL DE OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO DESEMPENHO PARCIAL DE OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO Arthur Mares Ferreira ANDRADE 1, Antônio EUSTÁQUIO FILHO* 1, Wagner Azis Garcia de ARAÚJO

Leia mais

USO DE PIMENTA (CAPSICUM SPP.) COMO ADITIVO NATURAL SOBRE GLICOSE SANGUÍNEA E CONSUMO DE ÁGUA EM OVINOS

USO DE PIMENTA (CAPSICUM SPP.) COMO ADITIVO NATURAL SOBRE GLICOSE SANGUÍNEA E CONSUMO DE ÁGUA EM OVINOS USO DE PIMENTA (CAPSICUM SPP.) COMO ADITIVO NATURAL SOBRE GLICOSE SANGUÍNEA E CONSUMO DE ÁGUA EM OVINOS Gladiston de Macena COLMAM* 1, Luiz Juliano Valério GERON 1, Suellem Fernanda Perosa ZANIN 2, Leomar

Leia mais

Palavras-chave: agroindústria, alimentos alternativos, codornas europeias, resíduo de fruta

Palavras-chave: agroindústria, alimentos alternativos, codornas europeias, resíduo de fruta INCLUSÃO DO RESÍDUO DA POLPA DO MARACUJÁ SOBRE DESEMPENHO DE CODORNAS DE CORTE Iva Carla de Barros AYRES* 1, Romilton Ferreira de BARROS JUNIOR¹, Geraldo Roberto Quintão LANA 1, Sandra Roseli Valerio LANA

Leia mais

SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE: DIGESTIBILIDADE

SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE: DIGESTIBILIDADE SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE: DIGESTIBILIDADE Marya Karollyne Tondato MARTINS* 1, Janaína Januário da SILVA 2, Daniel Marino Guedes de CARVALHO 2, Josiani

Leia mais

CONSUMO DE NUTRIENTES EM OVINOS DE CORTE ALIMENTADOS COM FONTES PROTEICAS

CONSUMO DE NUTRIENTES EM OVINOS DE CORTE ALIMENTADOS COM FONTES PROTEICAS CONSUMO DE NUTRIENTES EM OVINOS DE CORTE ALIMENTADOS COM FONTES PROTEICAS Ádalla Thainná de Andrade SILVA* 1, Joederson Luiz Santos DANTAS 1, Marcone Geraldo COSTA 1, Gelson dos Santos DIFANTE 2, Emmanuel

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas GRÃO DE MILHETO E GLICEROL COMO FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIA NA TERMINAÇÃO EM CONFINAMENTO DE TOURINHOS: DESEMPENHO PRODUTIVO E AVALIAÇÃO COMPORTAMENTAL Djacir Luiz Batista Santos 1 ; Fabrícia Rocha

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS SUBMETIDOS A DIFERENTES NÍVEIS SUPLEMENTARES E OFERTA DE FORRAGEM, EM PASTAGENS DE Brachiaria brizantha CV.

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS SUBMETIDOS A DIFERENTES NÍVEIS SUPLEMENTARES E OFERTA DE FORRAGEM, EM PASTAGENS DE Brachiaria brizantha CV. COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS SUBMETIDOS A DIFERENTES NÍVEIS SUPLEMENTARES E OFERTA DE FORRAGEM, EM PASTAGENS DE Brachiaria brizantha CV. MARANDU Solange AMORIM * 1, Fernando Oliveira BARRETO 2 Fábio

Leia mais

USO DE CAROÇO DE ALGODÃO EM DIETAS PARA CORDEIROS CONFINADOS: DESEMPENHO ANIMAL

USO DE CAROÇO DE ALGODÃO EM DIETAS PARA CORDEIROS CONFINADOS: DESEMPENHO ANIMAL USO DE CAROÇO DE ALGODÃO EM DIETAS PARA CORDEIROS CONFINADOS: DESEMPENHO ANIMAL Miller de Jesus TEODORO* 1, Alessandra Luiza de SOUZA¹, Affonso Amaral Dalla LIBERA², Matheus Sodré FERREIRA¹, Valmir SILVA¹,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BEZERROS LEITEIROS ALIMENTADOS COM DIETAS ALTERNATIVAS

AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BEZERROS LEITEIROS ALIMENTADOS COM DIETAS ALTERNATIVAS AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BEZERROS LEITEIROS ALIMENTADOS COM DIETAS ALTERNATIVAS Higor Patrick Rocha de Sousa¹, José Neuman Miranda Neiva², Darley Oliveira Cutrim³ ¹Aluno do curso de Zootecnia;

Leia mais

DESEMPENHO DE CORDEIROS MESTIÇOS TEXEL DE DIFERENTES CLASSES DE CONSUMO E GANHO RESIDUAL

DESEMPENHO DE CORDEIROS MESTIÇOS TEXEL DE DIFERENTES CLASSES DE CONSUMO E GANHO RESIDUAL DESEMPENHO DE CORDEIROS MESTIÇOS TEXEL DE DIFERENTES CLASSES DE CONSUMO E GANHO RESIDUAL Lívia Lopes DUARTE *, Mayara Mitiko Yoshihara CARNEIRO, Andréa Roberto Duarte Lopes SOUZA 2, Maria da Graça MORAIS,

Leia mais

DIGESTIBILIDADE DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO SUBPRODUTOS DA AGROINDÚSTRIA DE CERVEJARIA E ARROZ

DIGESTIBILIDADE DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO SUBPRODUTOS DA AGROINDÚSTRIA DE CERVEJARIA E ARROZ DIGESTIBILIDADE DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO SUBPRODUTOS DA AGROINDÚSTRIA DE CERVEJARIA E ARROZ Francisca Claudia da Silva de SOUSA *1, Breno de Moura GIMENEZ 2, Anderson de Moura ZANINE 3,

Leia mais

EFEITOS DO CAROÇO DE ALGODÃO INTEGRAL OU MOÍDO ASSOCIADO À QUITOSANA NO CONSUMO, DIGESTIBILIDADE E DESEMPENHO PRODUTIVO DE CORDEIROS

EFEITOS DO CAROÇO DE ALGODÃO INTEGRAL OU MOÍDO ASSOCIADO À QUITOSANA NO CONSUMO, DIGESTIBILIDADE E DESEMPENHO PRODUTIVO DE CORDEIROS EFEITOS DO CAROÇO DE ALGODÃO INTEGRAL OU MOÍDO ASSOCIADO À QUITOSANA NO CONSUMO, DIGESTIBILIDADE E DESEMPENHO PRODUTIVO DE CORDEIROS Luna Analia Teixeira Amorim dos SANTOS* 1, Tamires da Silva MAGALHÃES¹,

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas Desempenho de machos de aptidão leiteira alimentados com dietas contendo grão de milho inteiro ou moído com ou sem inclusão de farelo do mesocarpo de babaçu Odimar de Sousa Feitosa 1 ; João Restle 2 1

Leia mais

DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO ÓLEO DE SOJA. Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil

DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO ÓLEO DE SOJA. Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO ÓLEO DE SOJA Rafaela Cavalcante CALIXTO* 1, Lucyana Vieira COSTA 1, João Darós MALAQUIAS JÚNIOR 1, Maria Ivete de MOURA 1, Francine Oliveira

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE NOVILHOS MESTIÇOS RECRIADOS A PASTO SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO DURANTE A ESTAÇÃO CHUVOSA¹

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE NOVILHOS MESTIÇOS RECRIADOS A PASTO SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO DURANTE A ESTAÇÃO CHUVOSA¹ COMPORTAMENTO INGESTIVO DE NOVILHOS MESTIÇOS RECRIADOS A PASTO SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO DURANTE A ESTAÇÃO CHUVOSA¹ Raul Lima XAVIER*, Fernando ROSSA, Venicio Macedo CARVALHO

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM TROPICAL: COMPORTAMENTO ALIMENTAR

SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM TROPICAL: COMPORTAMENTO ALIMENTAR SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM TROPICAL: COMPORTAMENTO ALIMENTAR Luana TERRES 3*, Daniel Marino Guedes de CARVALHO 1, Gilcifran Prestes de ANDRADE 2, Caio de Souza TEIXEIRA 2,

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas Comportamento, medidas morfométricas e características de carcaça e da carne de machos de aptidão leiteira alimentados com grão de milho inteiro ou moído com ou sem inclusão de farelo do mesocarpo de babaçu

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DO GLICEROL PARA ALIMENTAÇÃO DE OVINOS

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DO GLICEROL PARA ALIMENTAÇÃO DE OVINOS AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DO GLICEROL PARA ALIMENTAÇÃO DE OVINOS Vitória Luisa Almeida Lira 1 ; Ana Cristina Holanda Ferreira 2 ; Lorena da Mota Lima Bringel 3 1 Aluna do Curso de Zootecnia; Campus de Araguaína-TO;

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FRAÇÃO PROTEICA DOS GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS DE MILHO E DA TORTA DE ALGODÃO

AVALIAÇÃO DA FRAÇÃO PROTEICA DOS GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS DE MILHO E DA TORTA DE ALGODÃO AVALIAÇÃO DA FRAÇÃO PROTEICA DOS GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS DE MILHO E DA TORTA DE ALGODÃO Flávio CAVENAGHI JUNIOR* 1, Gustavo da Silva FORTUNATO 1, Luiz Felipe Rodrigues NOGUERA 1, Meri Beatriz

Leia mais

EFEITOS FIXOS SOBRE DESEMPENHO PONDERAL EM BOVINOS NELORE NO ACRE

EFEITOS FIXOS SOBRE DESEMPENHO PONDERAL EM BOVINOS NELORE NO ACRE EFEITOS FIXOS SOBRE DESEMPENHO PONDERAL EM BOVINOS NELORE NO ACRE Renan Regis Carneiro da SILVA * 1, Mauricio Santos SILVA 2, José Marques CARNEIRO JUNIOR 3, Antônia Kaylyanne PINHEIRO 2, Ramon Regis Carneiro

Leia mais

9º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica CIIC a 12 de agosto de 2015 Campinas, São Paulo

9º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica CIIC a 12 de agosto de 2015 Campinas, São Paulo COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS NELORE SUPLEMTENTADOS COM ENZIMAS EXÓGENAS EM DIETAS DE CONFINAMENTO Letícia Leal de Oliveira¹; Cleisy Ferreira do Nascimento 2 ; Gustavo Rezende Siqueira ³; Flávio Dutra

Leia mais

SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO A BASE DE MILHO OU CASCA DE SOJA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE

SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO A BASE DE MILHO OU CASCA DE SOJA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO A BASE DE MILHO OU CASCA DE SOJA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE Vinicius Patrick Silva SOUZA¹*, Daniel Marino Guedes de CARVALHO², Josiani Marques de

Leia mais

MEDIDAS MORFOMETRICAS DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE INCLUSÃO DE FARELO DE CASCA DE MANDIOCA

MEDIDAS MORFOMETRICAS DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE INCLUSÃO DE FARELO DE CASCA DE MANDIOCA MEDIDAS MORFOMETRICAS DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE INCLUSÃO DE FARELO DE CASCA DE MANDIOCA Arthur Mauricio Saraiva SILVA* 1, Igor Cassiano Saraiva SILVA 2, Anderson Lopes PEREIRA 2, Saulo

Leia mais

USO DA MACAÚBA NA ALIMENTAÇÃO ANIMAL

USO DA MACAÚBA NA ALIMENTAÇÃO ANIMAL Workshop Estratégico CTBE: Macaúba, Desafios e Oportunidades USO DA MACAÚBA NA ALIMENTAÇÃO ANIMAL Profª. Luciana Castro Geraseev Instituto de Ciências Agrárias UFMG SISTEMAS DE PRODUÇÃO - RUMINANTES Sistemas

Leia mais

Aveia Preta (Avena stringosa) como fonte de volumoso em substituição à silagem de milho na terminação de cordeiros

Aveia Preta (Avena stringosa) como fonte de volumoso em substituição à silagem de milho na terminação de cordeiros Aveia Preta (Avena stringosa) como fonte de volumoso em substituição à silagem de milho na terminação de cordeiros Ricardo Cruz Vargas¹, Carlos Alberto de Carvalho², Cassio Roberto Silva Noronha³, Mariane

Leia mais

DESEMPENHO DE TRÊS DIFERENTES LINHAGENS DE FRANGOS DE CRESCIMENTO LENTO NA FASE INICIAL

DESEMPENHO DE TRÊS DIFERENTES LINHAGENS DE FRANGOS DE CRESCIMENTO LENTO NA FASE INICIAL DESEMPENHO DE TRÊS DIFERENTES LINHAGENS DE FRANGOS DE CRESCIMENTO LENTO NA FASE INICIAL Raphael Rodrigues dos SANTOS* 1, Saullo Diogo de ASSIS 1, Nadja Susana Mogyca LEANDRO 1, Juliana Pinto MACHADO 1,

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sombrio. Sombrio. Sombrio.

INTRODUÇÃO. Sombrio.     Sombrio. Sombrio. SUBSTITUIÇÃO DA SILAGEM DE MILHO (Zea mays) POR SILAGEM DE CASCA E RASPA DE MANDIOCA (Manihot sculenta Crantz) A ALIMENTAÇÃO DE OVELHAS DE DESCARTE CONFINADAS 1 Rodrigo Dalhanholli 2 ; Elias Donadel 3

Leia mais

DESEMPENHO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE INCLUSÃO DE FARELO DE CASCA DE MANDIOCA NA DIETA

DESEMPENHO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE INCLUSÃO DE FARELO DE CASCA DE MANDIOCA NA DIETA DESEMPENHO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE INCLUSÃO DE FARELO DE CASCA DE MANDIOCA NA DIETA Eduardo Matheus Nascimento REIS* 1, José Antônio Alves CUTRIM JUNIOR¹, Saulo Antônio Araújo MESQUITA¹,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ALIMENTAR E COMPORTAMENTO INGESTIVO EM BOVINOS NELORE E CARACU

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ALIMENTAR E COMPORTAMENTO INGESTIVO EM BOVINOS NELORE E CARACU AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ALIMENTAR E COMPORTAMENTO INGESTIVO EM BOVINOS NELORE E CARACU Lourene Freire GIMENTE* 1, Sérgio Brasil Garcia Pimenta Neves Pereira LIMA 2, Anielly de Paula FREITAS 3, Rodrigo

Leia mais

DIGESTIBILIDADE APARENTE EM DIETAS CONTENDO FONTES PROTEICAS ALTERNATIVAS PARA OVINOS DE CORTE

DIGESTIBILIDADE APARENTE EM DIETAS CONTENDO FONTES PROTEICAS ALTERNATIVAS PARA OVINOS DE CORTE DIGESTIBILIDADE APARENTE EM DIETAS CONTENDO FONTES PROTEICAS ALTERNATIVAS PARA OVINOS DE CORTE Adalla Thainna de Andrade SILVA* 1, Joederson Luiz Santos DANTAS 1, Marcone Geraldo COSTA 1, Gelson dos Santos

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO POR BEZERRAS DE CORTE EM PASTAGEM DE AZEVÉM ESTREME OU CONSORCIADO COM LEGUMINOSAS

COMPORTAMENTO INGESTIVO POR BEZERRAS DE CORTE EM PASTAGEM DE AZEVÉM ESTREME OU CONSORCIADO COM LEGUMINOSAS COMPORTAMENTO INGESTIVO POR BEZERRAS DE CORTE EM PASTAGEM DE AZEVÉM ESTREME OU CONSORCIADO COM LEGUMINOSAS Eduarda Proença de OLIVEIRA 1, Vitória Dotto Ragagnin PRIOR* 1, Marta Gomes da ROCHA 1, Luciana

Leia mais

bagaço de caju ovinos silagem

bagaço de caju ovinos silagem pág 01 DESEMPENHO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE SILAGEM DE CAPIM ELEFANTE (PENNISETUM PURPUREUM, SCHUM) CONTENDO OU NÃO BAGAÇO DE CAJU (ANACARDIUM OCCIDENTALE, L.)1 AUTORES MARCÍLIO COSTA

Leia mais

DESEMPENHO DE OVELHAS SUBMETIDAS A NÍVEIS CRESCENTES DE TORTA DE CRAMBE EM SUBSTITUIÇÃO AO FARELO DE SOJA

DESEMPENHO DE OVELHAS SUBMETIDAS A NÍVEIS CRESCENTES DE TORTA DE CRAMBE EM SUBSTITUIÇÃO AO FARELO DE SOJA DESEMPENHO DE OVELHAS SUBMETIDAS A NÍVEIS CRESCENTES DE TORTA DE CRAMBE EM SUBSTITUIÇÃO AO FARELO DE SOJA Heitor Paulo Leandro da Silva Paz 1 ; Mayara Mitiko Yoshihara²; Rafael Henrique de Tonissi e Buschinelli

Leia mais

FRACIONAMENTO DE PROTEÍNAS DO CONCENTRADO COM NÍVEIS CRESCENTES DE MILHETO EM SUBSTITUIÇÃO AO MILHO EM DIETAS DE OVINOS DE CORTE EM CONFINAMENTO

FRACIONAMENTO DE PROTEÍNAS DO CONCENTRADO COM NÍVEIS CRESCENTES DE MILHETO EM SUBSTITUIÇÃO AO MILHO EM DIETAS DE OVINOS DE CORTE EM CONFINAMENTO FRACIONAMENTO DE PROTEÍNAS DO CONCENTRADO COM NÍVEIS CRESCENTES DE MILHETO EM SUBSTITUIÇÃO AO MILHO EM DIETAS DE OVINOS DE CORTE EM CONFINAMENTO Hugo Jayme Mathias Coelho PERON; Eliane Sayuri MIYAGI; Marcus

Leia mais

VIABILIDADE ECONÔMICA DA SUBSTITUIÇÃO DO CONCENTRADO TRADICIONAL PELO RESÍDUO DE PANIFICAÇÃO NA DIETA DE CABRAS EM LACTAÇÃO

VIABILIDADE ECONÔMICA DA SUBSTITUIÇÃO DO CONCENTRADO TRADICIONAL PELO RESÍDUO DE PANIFICAÇÃO NA DIETA DE CABRAS EM LACTAÇÃO VIABILIDADE ECONÔMICA DA SUBSTITUIÇÃO DO CONCENTRADO TRADICIONAL PELO RESÍDUO DE PANIFICAÇÃO NA DIETA DE CABRAS EM LACTAÇÃO Bruno Joaninho de Assis VILLAR*¹, Priscila Bernardo de ANDRADE* ¹, Danilo Antonio

Leia mais

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM DE CAPIM-ELEFANTE CONTENDO FARELO DA VAGEM DE FAVEIRA E UREIA

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM DE CAPIM-ELEFANTE CONTENDO FARELO DA VAGEM DE FAVEIRA E UREIA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA SILAGEM DE CAPIM-ELEFANTE CONTENDO FARELO DA VAGEM DE FAVEIRA E UREIA Alex Rodrigues de SOUSA* 1, Francisca Jakeline Carvalho VIANA 1, Luana Andrade da COSTA 1, Mayra Fernanda Alves

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS RECEBENDO DIETA À BASE DE PALMA FORRAGEIRA E FENO DE ATRIPLEX 1

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS RECEBENDO DIETA À BASE DE PALMA FORRAGEIRA E FENO DE ATRIPLEX 1 COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS RECEBENDO DIETA À BASE DE PALMA FORRAGEIRA E FENO DE ATRIPLEX 1 Valéria Louro Ribeiro 2, Ângela Maria Vieira Batista 3, Adriana Guim 3, Gherman G. Leal de Araújo 4, Francisco

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO E DIGESTIBILIDADE IN VIVO DA MATÉRIA SECA DE OVELHAS DE DESCARTE ALIMENTADAS COM ÓLEO DE LICURÍ.

COMPORTAMENTO INGESTIVO E DIGESTIBILIDADE IN VIVO DA MATÉRIA SECA DE OVELHAS DE DESCARTE ALIMENTADAS COM ÓLEO DE LICURÍ. COMPORTAMENTO INGESTIVO E DIGESTIBILIDADE IN VIVO DA MATÉRIA SECA DE OVELHAS DE DESCARTE ALIMENTADAS COM ÓLEO DE LICURÍ. Elves Oliveira da SILVA* 1, Fernanda Souza COSTA 1, Alex Domingos da SILVA 1, Rhamanne

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS COM SILAGEM DE RESTOS CULTURAIS DE ABACAXI. Apresentação: Pôster

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS COM SILAGEM DE RESTOS CULTURAIS DE ABACAXI. Apresentação: Pôster COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS COM SILAGEM DE RESTOS CULTURAIS DE ABACAXI Apresentação: Pôster Almeida, B. T 1 ; Bahia, B.A. L 2 ; Pereira, A. N 3 ; Nogueira, A. S 4 Introdução O Nordeste é uma das

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE TOURINHOS NELORE ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE FUBÁ OU MILHO DESINTEGRADO COM PALHA E SABUGO (MDPS) Introdução

CUSTO DE PRODUÇÃO DE TOURINHOS NELORE ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE FUBÁ OU MILHO DESINTEGRADO COM PALHA E SABUGO (MDPS) Introdução 137 CUSTO DE PRODUÇÃO DE TOURINHOS NELORE ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE FUBÁ OU MILHO DESINTEGRADO COM PALHA E SABUGO (MDPS) Rivânia Ferreira Moreira¹, Daniene Aparecida Pereira 2, Marco Túlio Lopes

Leia mais

DESEMPENHO DE BEZERROS E DIGESTIBILIDADE DE DIETAS COM NÍVEIS DE CASCA DE SOJA E MILHO GRÃO INTEIRO OU MOÍDO

DESEMPENHO DE BEZERROS E DIGESTIBILIDADE DE DIETAS COM NÍVEIS DE CASCA DE SOJA E MILHO GRÃO INTEIRO OU MOÍDO DESEMPENHO DE BEZERROS E DIGESTIBILIDADE DE DIETAS COM NÍVEIS DE CASCA DE SOJA E MILHO GRÃO INTEIRO OU MOÍDO Bárbara Pércya Lopes COELHO *1, Aline Evangelista Machado SANTANA 1, José Neuman Miranda NEIVA

Leia mais

DESEMPENHO DE VACAS DE DESCARTE EM CONFINAMENTO ALIMENTADAS COM TORTA DE DENDÊ

DESEMPENHO DE VACAS DE DESCARTE EM CONFINAMENTO ALIMENTADAS COM TORTA DE DENDÊ DESEMPENHO DE VACAS DE DESCARTE EM CONFINAMENTO ALIMENTADAS COM TORTA DE DENDÊ Talia da Cruz Silva MANDINGA* 1, Laize Vieira SANTOS* 1 Robério Rodrigues SILVA 1, João Wilian Dias SILVA 1, Daniele Soares

Leia mais

SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE

SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE SUPLEMENTO PROTEICO ENERGÉTICO PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM DE BAIXA QUALIDADE Isabelle de Souza AMARO* 1, Janaína Januário da SILVA 2, Daniel Marino Guedes de CARVALHO 2, Josiani Marques de JESUS 3,

Leia mais

DIFERENTES NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO POR TORTA DE COCO BABAÇU EM RAÇÕES DE FRANGOS LABEL ROUGE DE 1 A 28 DIAS DE IDADE

DIFERENTES NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO POR TORTA DE COCO BABAÇU EM RAÇÕES DE FRANGOS LABEL ROUGE DE 1 A 28 DIAS DE IDADE DIFERENTES NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO POR TORTA DE COCO BABAÇU EM RAÇÕES DE FRANGOS LABEL ROUGE DE 1 A 28 DIAS DE IDADE Rayleiane Cunha Lima¹; Rubens Fausto da Silva² ¹ Aluna do curso de zootecnia

Leia mais

Características da carcaça e da carne de tourinhos terminados em confinamento com dietas contendo grão de milheto e inclusão de glicerina bruta

Características da carcaça e da carne de tourinhos terminados em confinamento com dietas contendo grão de milheto e inclusão de glicerina bruta Características da carcaça e da carne de tourinhos terminados em confinamento com dietas contendo grão de milheto e inclusão de glicerina bruta Bruna Gomes Pereira 1 ; João Restle 2 1 Aluno do Curso de

Leia mais

PADRÕES DE RUMINAÇÃO DE CORDEIROS CRIOULOS SUBMETIDOS A DIETAS COM DIFERENTES NÍVEIS DE CONCENTRADO:VOLUMOSO

PADRÕES DE RUMINAÇÃO DE CORDEIROS CRIOULOS SUBMETIDOS A DIETAS COM DIFERENTES NÍVEIS DE CONCENTRADO:VOLUMOSO PADRÕES DE RUMINAÇÃO DE CORDEIROS CRIOULOS SUBMETIDOS A DIETAS COM DIFERENTES NÍVEIS DE CONCENTRADO:VOLUMOSO Fernanda Bernardi SCHEEREN* 1, Luciane Rumpel SEGABINAZZI 1, Gladis Ferreira CORRÊA 1, Marcos

Leia mais

CONSUMO E CUSTOS COM ALIMENTAÇÃO DE BEZERROS RECEBENDO NÍVEIS DE CASCA DE SOJA E MILHO GRÃO INTEIRO OU MOÍDO

CONSUMO E CUSTOS COM ALIMENTAÇÃO DE BEZERROS RECEBENDO NÍVEIS DE CASCA DE SOJA E MILHO GRÃO INTEIRO OU MOÍDO CONSUMO E CUSTOS COM ALIMENTAÇÃO DE BEZERROS RECEBENDO NÍVEIS DE CASCA DE SOJA E MILHO GRÃO INTEIRO OU MOÍDO Bárbara Pércya Lopes COELHO *1, Aline Evangelista Machado SANTANA 1, José Neuman Miranda NEIVA

Leia mais

ECONOMICIDADE DA SUBSTITUIÇÃO MILHO PELO RESÍDUO ÚMIDO DA EXTRAÇÃO DE FÉCULA DE MANDIOCA NA TERMINAÇÃO DE TOURINHOS EM CONFINAMENTO

ECONOMICIDADE DA SUBSTITUIÇÃO MILHO PELO RESÍDUO ÚMIDO DA EXTRAÇÃO DE FÉCULA DE MANDIOCA NA TERMINAÇÃO DE TOURINHOS EM CONFINAMENTO ECONOMICIDADE DA SUBSTITUIÇÃO MILHO PELO RESÍDUO ÚMIDO DA EXTRAÇÃO DE FÉCULA DE MANDIOCA NA TERMINAÇÃO DE TOURINHOS EM CONFINAMENTO José Jorge dos Santos Abrahão 1, Jair de Araújo Marques 1*, Daniel Perotto

Leia mais

DESEMPENHO PRODUTIVO DE CRIAS OVINAS DE DIFERENTES CRUZAMENTOS RECRIADAS E TERMINADAS EM CONDIÇÕES DE PASTEJO IRRIGADO NO NORDESTE DO BRASIL

DESEMPENHO PRODUTIVO DE CRIAS OVINAS DE DIFERENTES CRUZAMENTOS RECRIADAS E TERMINADAS EM CONDIÇÕES DE PASTEJO IRRIGADO NO NORDESTE DO BRASIL 1 DESEMPENHO PRODUTIVO DE CRIAS OVINAS DE DIFERENTES CRUZAMENTOS RECRIADAS E TERMINADAS EM CONDIÇÕES DE PASTEJO IRRIGADO NO NORDESTE DO BRASIL PEDRO HUMBERTO FÉLIX DE SOUSA¹, CLAYTON MOREIRA LEAL², ISA

Leia mais

NÍVEIS DE SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM TROPICAL: DIGESTIBILIDADE DOS NUTRIENTES

NÍVEIS DE SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM TROPICAL: DIGESTIBILIDADE DOS NUTRIENTES NÍVEIS DE SUPLEMENTAÇÃO ENERGÉTICA PARA OVINOS CONSUMINDO FORRAGEM TROPICAL: DIGESTIBILIDADE DOS NUTRIENTES Luana TERRES 3*, Daniel Marino Guedes de CARVALHO 1, Gilcifran Prestes de ANDRADE 2, Caio de

Leia mais

FIBRA BRUTA EM DIETAS DE POEDEIRAS LEVES EM FASE INICIAL DE POSTURA

FIBRA BRUTA EM DIETAS DE POEDEIRAS LEVES EM FASE INICIAL DE POSTURA FIBRA BRUTA EM DIETAS DE POEDEIRAS LEVES EM FASE INICIAL DE POSTURA Mayara Borges CRISTOFOLI* 1, Mariane Benedita Ramos de ARRUDA 1, Mariana Elias BORGES 2, Maria Auxiliadora de OLIVEIRA 1, Alisson Verbenes

Leia mais

DESEMPENHO PRODUTIVO NOVILHOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO E ALIMENTADOS COM DIETAS DE ALTO GRÃO CONTENDO DIFERENTES ADITIVOS

DESEMPENHO PRODUTIVO NOVILHOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO E ALIMENTADOS COM DIETAS DE ALTO GRÃO CONTENDO DIFERENTES ADITIVOS DESEMPENHO PRODUTIVO NOVILHOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO E ALIMENTADOS COM DIETAS DE ALTO GRÃO CONTENDO DIFERENTES ADITIVOS Felipe Batista Alves CHAVES* 1, Vanusa Alves de SOUSA 1 Wanderson Martins

Leia mais

III Seminário: Sistemas de Produção Agropecuária - Zootecnia

III Seminário: Sistemas de Produção Agropecuária - Zootecnia COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CORDEIROS ALIMENTADOS EM CONFINAMENTO COM DIFERENTES RESÍDUOS AGROINDUSTRIAS Pablo de Souza Castagnino 1, Sérgio Carvalho 2*, Marcel Hastenpflug 3, Liziany Müller Medeiros 3,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FARELO DE GLÚTEN DE MILHO EM DIETAS DE OVINOS CONFINADOS1

UTILIZAÇÃO DE FARELO DE GLÚTEN DE MILHO EM DIETAS DE OVINOS CONFINADOS1 pág 01 UTILIZAÇÃO DE FARELO DE GLÚTEN DE MILHO EM DIETAS DE OVINOS CONFINADOS1 AUTORES ARILSON NARCIZO SOARES2 SALETE ALVES DE MORAES3 JOSÉ NEUMAN MIRANDA NEIVA4 CYNTHIA RENATA LIMA SÁ2 ANA CLARA CAVALCANTE

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CORDEIROS CONFINADOS SUBMETIDOS À DIETA CONTENDO OLEAGINOSAS NA TERMINAÇÃO

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CORDEIROS CONFINADOS SUBMETIDOS À DIETA CONTENDO OLEAGINOSAS NA TERMINAÇÃO COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CORDEIROS CONFINADOS SUBMETIDOS À DIETA CONTENDO OLEAGINOSAS NA TERMINAÇÃO Gabriella Vitor de SOUZA* 1, Bruna Junqueira RODRIGUES 1, Camila Celeste Brandão Ferreira ÍTAVO 1,

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS CONFINADOS SUBMETIDOS A DIETAS COM NÍVEIS CRESCENTES DE TORTA DE GIRASSOL

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS CONFINADOS SUBMETIDOS A DIETAS COM NÍVEIS CRESCENTES DE TORTA DE GIRASSOL COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS CONFINADOS SUBMETIDOS A DIETAS COM NÍVEIS CRESCENTES DE TORTA DE GIRASSOL Autor (Lidiane Fagundes da Silva Monteiro); Co-autor (Elanne de Paiva Fonseca); Co-autor (Aline

Leia mais

III Seminário: Sistemas de Produção Agropecuária - Zootecnia

III Seminário: Sistemas de Produção Agropecuária - Zootecnia COMPOSIÇÃO TECIDUAL E CENTESIMAL DA SECÇÃO ENTRE A 9ª E A 11ª COSTELAS DE CORDEIROS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO DIFERENTES RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS Ana Carolina R. Sanquetta de Pellegrin 1, Sérgio

Leia mais

CARACTERISTICAS DE VÍSCERAS E GORDURA ABDOMINAL DE FRANGOS DA LINHAGEM LABEL ROUGE ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE URUCUM

CARACTERISTICAS DE VÍSCERAS E GORDURA ABDOMINAL DE FRANGOS DA LINHAGEM LABEL ROUGE ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE URUCUM CARACTERISTICAS DE VÍSCERAS E GORDURA ABDOMINAL DE FRANGOS DA LINHAGEM LABEL ROUGE ALIMENTADOS COM DIFERENTES NÍVEIS DE URUCUM Josilene Correa ROCHA* 1, Osvaldo Júnior Cavalcante SILVA 1, Gislene Cardoso

Leia mais

AVALIAÇÁO BROMATOLÓGICA DE RESÍDUOS DE POLPAS DE FRUTAS PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL

AVALIAÇÁO BROMATOLÓGICA DE RESÍDUOS DE POLPAS DE FRUTAS PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL AVALIAÇÁO BROMATOLÓGICA DE RESÍDUOS DE POLPAS DE FRUTAS PARA ALIMENTAÇÃO ANIMAL Silvia Silva VIEIRA* 1, Ernestina Ribeiro dos SANTOS NETA 1, Ernilde dos Santos VIEIRA 1, Kaliandra Souza ALVES 1, Luckas

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SILAGEM DE CANA DE AÇÚCAR (Saccharum officinarum.) COM O USO DE DIFERENTES ADITIVOS

AVALIAÇÃO DA SILAGEM DE CANA DE AÇÚCAR (Saccharum officinarum.) COM O USO DE DIFERENTES ADITIVOS AVALIAÇÃO DA SILAGEM DE CANA DE AÇÚCAR (Saccharum officinarum.) COM O USO DE DIFERENTES ADITIVOS Kétuly da Silva ATAIDES* 1, Illys Janes Alves de Sousa 2, João Gonsalves Neto 1, Flávia Lucila Tonani de

Leia mais

CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL DE BOVINOS DA RAÇA BONSMARA

CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL DE BOVINOS DA RAÇA BONSMARA CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL DE BOVINOS DA RAÇA BONSMARA Jéssica Biasotto SARTORI¹*, Filipe Bruno CHAGAS¹, Matheus Henrique Vargas de OLIVEIRA², Felipe Massaharo Teramoto KRIECK², Alejandra Maria Toro OSPINA²,

Leia mais

DESEMPENHO DE BOVINOS CONFINADOS ALIMENTADOS COM DIETA DE MILHO GRAO INTEIRO IN NATURA OU REIDRATADO

DESEMPENHO DE BOVINOS CONFINADOS ALIMENTADOS COM DIETA DE MILHO GRAO INTEIRO IN NATURA OU REIDRATADO DESEMPENHO DE BOVINOS CONFINADOS ALIMENTADOS COM DIETA DE MILHO GRAO INTEIRO IN NATURA OU REIDRATADO Felipe Natan Rodrigues de SOUSA 1, Eliene Pereira CAIXETA 1, Lucas Alves CARVALHO 1, Marcos Vinicius

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PRODUTIVO DE TOURINHOS NELORE, ALIMENTADOS COM FARINHA AMILÁCEA DE BABAÇU, NA REGIÃO NORTE DO BRASIL

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PRODUTIVO DE TOURINHOS NELORE, ALIMENTADOS COM FARINHA AMILÁCEA DE BABAÇU, NA REGIÃO NORTE DO BRASIL AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO PRODUTIVO DE TOURINHOS NELORE, ALIMENTADOS COM FARINHA AMILÁCEA DE BABAÇU, NA REGIÃO NORTE DO BRASIL Leide Karla Ribeiro Loureiro 1 ; Glauco Mora Ribeiro 2 ; 1 Aluno do Curso de

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Monensina sódica ou extrato de própolis LLOS C1++ na dieta de bovinos Nelores terminados em confinamento: freqüência e tempo das atividades de comportamento

Leia mais

TEMPO DE ÓCIO EM OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO

TEMPO DE ÓCIO EM OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO TEMPO DE ÓCIO EM OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO Antônio EUSTÁQUIO FILHO 1, Paulo Eduardo Ferreira DOS SANTOS 2, José Aparecido Martins da SILVA

Leia mais

DESEMPENHO DE CORDEIROS SUBMETIDOS A DIETAS CONTENDO GRÃO DE SOJA E CAROÇO DE ALGODÃO

DESEMPENHO DE CORDEIROS SUBMETIDOS A DIETAS CONTENDO GRÃO DE SOJA E CAROÇO DE ALGODÃO DESEMPENHO DE CORDEIROS SUBMETIDOS A DIETAS CONTENDO GRÃO DE SOJA E CAROÇO DE ALGODÃO Rosanne Cristine da Silva LUZ* 1,Bruna Junqueira RODRIGUES 1,Camila Celeste Brandão Ferreira ÍTAVO 1, Luís Carlos Vinhas

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE URUCUM NA ALIMENTAÇÃO DE FRANGOS DA LINHAGEM LABEL ROUGE

UTILIZAÇÃO DE URUCUM NA ALIMENTAÇÃO DE FRANGOS DA LINHAGEM LABEL ROUGE UTILIZAÇÃO DE URUCUM NA ALIMENTAÇÃO DE FRANGOS DA LINHAGEM LABEL ROUGE Dyjoan Whenys Dias ASSUNÇÃO* 1, Josilene Correa ROCHA 1, Osvaldo Júnior Cavalcante SILVA 1, Gislene Cardoso de SOUZA 1, André Lúcio

Leia mais

EFEITO DA DENSIDADE DE CULTIVO NO DESEMPENHO DE PEIXES BETTA (BETTA SPLENDENS)

EFEITO DA DENSIDADE DE CULTIVO NO DESEMPENHO DE PEIXES BETTA (BETTA SPLENDENS) EFEITO DA DENSIDADE DE CULTIVO NO DESEMPENHO DE PEIXES BETTA (BETTA SPLENDENS) Guilherme Silva FERREIRA 1, Luis Ricardo Romero ARAUCO 1, Arleia Medeiros MAIA 1, Luís Jefferson Ferreira dos SANTOS 1, Gabriela

Leia mais

Desempenho de novilhos Purunã x Canchim terminados com diferentes níveis de concentrado 1

Desempenho de novilhos Purunã x Canchim terminados com diferentes níveis de concentrado 1 [T] Desempenho de novilhos Purunã x Canchim terminados com diferentes níveis de concentrado 1 [I] Performance of finishing Canchim x Purunã steers fed with different concentrate levels [A] doi:10.7213/academica.12.01.ao08

Leia mais

ASPECTOS COMPORTAMENTAIS OBSERVADOS EM CORDEIROS SPRD ALIMENTADOS COM DIETAS RICAS EM GRÃO. Apresentação: Pôster

ASPECTOS COMPORTAMENTAIS OBSERVADOS EM CORDEIROS SPRD ALIMENTADOS COM DIETAS RICAS EM GRÃO. Apresentação: Pôster ASPECTOS COMPORTAMENTAIS OBSERVADOS EM CORDEIROS SPRD ALIMENTADOS COM DIETAS RICAS EM GRÃO Apresentação: Pôster Allison Ferreira de Lima 1 ; Hélia Maria de Souza Leite 2 ; Jéssica Taiomara Moura Costa

Leia mais

Avaliação do valor nutricional da silagem de genótipos de sorgo submetidos a diferentes idades de corte

Avaliação do valor nutricional da silagem de genótipos de sorgo submetidos a diferentes idades de corte Avaliação do valor nutricional da silagem de genótipos de sorgo submetidos a diferentes idades de corte Janaina Tayna SILVA* 1, Marielly Maria Almeida MOURA 2, Daniel Ananias de Assis PIRES³, José Jader

Leia mais

VALIDAÇÃO DE UMA EQUAÇÃO PARA PREDIÇÃO DO VALOR ENERGÉTICO DO MILHO COM DIFERENTES GRAUS DE MOAGEM E MÉTODOS DE FORMULAÇÃO DAS DIETAS

VALIDAÇÃO DE UMA EQUAÇÃO PARA PREDIÇÃO DO VALOR ENERGÉTICO DO MILHO COM DIFERENTES GRAUS DE MOAGEM E MÉTODOS DE FORMULAÇÃO DAS DIETAS ANAIS VALIDAÇÃO DE UMA EQUAÇÃO PARA PREDIÇÃO DO VALOR ENERGÉTICO DO MILHO COM DIFERENTES GRAUS DE MOAGEM E MÉTODOS DE FORMULAÇÃO DAS DIETAS TM BERTOL 1 *, JV LUDKE 1, DL ZANOTTO 1, A COLDEBELLA 1 1 Embrapa

Leia mais

9 CONGRESSO DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR AREIA-PB - 27 A 30 DE OUTUBRO DE 2014 Nº ISSN / X

9 CONGRESSO DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR AREIA-PB - 27 A 30 DE OUTUBRO DE 2014 Nº ISSN / X INFLUÊNCIA DA SALINIDADE DA ÁGUA NO CONSUMO DE RAÇÃO E ÁGUA DE OVINOS SANTA INÊS Diego José Araújo Bandeira 1, Keviane Pereira Aragão 2, Dermeval Araújo Furtado 3 Jordânio Inácio Marques 4, Sebastião Benício

Leia mais

NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA PALMA FORRAGEIRA PARA NOVILHOS CONFINADOS: CONSUMO DE MATÉRIA SECA E FIBRA EM DETERGENTE NEUTRO

NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA PALMA FORRAGEIRA PARA NOVILHOS CONFINADOS: CONSUMO DE MATÉRIA SECA E FIBRA EM DETERGENTE NEUTRO NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA PALMA FORRAGEIRA PARA NOVILHOS CONFINADOS: CONSUMO DE MATÉRIA SECA E FIBRA EM DETERGENTE NEUTRO Cláudio Batista de AZEVEDO 1 *, Sansão de Paula HOMEM NETO 2, Aureliano

Leia mais

INVESTIMENTO E CUSTEIO DO CONFINAMENTO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO FARELO DE CASCA DE MANDIOCA

INVESTIMENTO E CUSTEIO DO CONFINAMENTO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO FARELO DE CASCA DE MANDIOCA INVESTIMENTO E CUSTEIO DO CONFINAMENTO DE OVINOS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO FARELO DE CASCA DE MANDIOCA Saulo Antônio Araújo MESQUITA* 1, José Antônio Alves CUTRIM JUNIOR 1 ; Anderson Lopes PEREIRA

Leia mais

AVALIAÇÃO PRODUTIVA E ECONÔMICA DE TILÁPIAS SUBMETIDAS A DIFERENTES TAXAS DE ALIMENTAÇÃO EM TANQUES REDE

AVALIAÇÃO PRODUTIVA E ECONÔMICA DE TILÁPIAS SUBMETIDAS A DIFERENTES TAXAS DE ALIMENTAÇÃO EM TANQUES REDE AVALIAÇÃO PRODUTIVA E ECONÔMICA DE TILÁPIAS SUBMETIDAS A DIFERENTES TAXAS DE ALIMENTAÇÃO EM TANQUES REDE Larissa Carneiro Costa AZEREDO 1, Eric Barcelos De FREITAS 1, Renan Rosa PAULINO 1, Frederico Augusto

Leia mais

CORRELAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL COM CARACTERÍSTICAS DE DESEMPENHO EM ANIMAIS DA RAÇA NELORE

CORRELAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL COM CARACTERÍSTICAS DE DESEMPENHO EM ANIMAIS DA RAÇA NELORE CORRELAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR RESIDUAL COM CARACTERÍSTICAS DE DESEMPENHO EM ANIMAIS DA RAÇA NELORE Byanka Bueno SOARES* 1, Eduardo da Costa EIFERT 2, Cláudio de Ulhôa MAGNABOSCO 2, Marcos Fernando de

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DE CORDEIROS SANTA INÊS CONFINADOS RECEBENDO DIFERENTES DOSES DE TANINO

CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DE CORDEIROS SANTA INÊS CONFINADOS RECEBENDO DIFERENTES DOSES DE TANINO CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DE CORDEIROS SANTA INÊS CONFINADOS RECEBENDO DIFERENTES DOSES DE TANINO Emily Caroline Dutra de SOUZA 1, Leticia Jalloul GUIMARÃES 1, Maciel Junior Pires Tristão BARBOSA 1,

Leia mais

VALOR NUTRITIVO DE TORTAS E SEMENTES DE OLEAGINOSAS

VALOR NUTRITIVO DE TORTAS E SEMENTES DE OLEAGINOSAS VALOR NUTRITIVO DE TORTAS E SEMENTES DE OLEAGINOSAS Antônio Ricardo Evangelista 1 Jalison Lopes 2 Antônio José Peron 3 Pedro Castro Neto 4 Antônio Carlos Fraga 5 RESUMO O experimento foi realizado com

Leia mais

DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE FÊMEAS RECEBENDO DIETAS COM NÍVEIS DE VALINA

DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE FÊMEAS RECEBENDO DIETAS COM NÍVEIS DE VALINA DESEMPENHO DE FRANGOS DE CORTE FÊMEAS RECEBENDO DIETAS COM NÍVEIS DE VALINA Jovane Lino RIBEIRO* 1, Thuani Venâncio da Silva PEREIRA 2, Lucélia Alves do NASCIMENTO 1, Alessandra Luiza de SOUZA 1, Suelem

Leia mais

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS MESTIÇOS NA FASE DE RECRIA SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO A PASTO¹

COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS MESTIÇOS NA FASE DE RECRIA SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO A PASTO¹ COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS MESTIÇOS NA FASE DE RECRIA SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO A PASTO¹ Gabriel Dallapicola da COSTA* 1, Luís Henrique SCHAITZ 2, Fernando ROSSA 1, Robério

Leia mais

Ganho de Peso de Cordeiros Terminados em Confinamento e Alimentados com Manipueira

Ganho de Peso de Cordeiros Terminados em Confinamento e Alimentados com Manipueira 226 Ganho de Peso de Cordeiros Terminados em Confinamento e Alimentados com Manipueira Erick Yanomami Barros Souza 1 ; José Adelson Santana Neto 2 ; Evandro Neves Muniz 3 ; Gladston Rafael de Arruda Santos

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE MANEJO E SUPLEMENTAÇÃO DO PASTO SOBRE A QUALIDADE DA FORRAGEM E COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS NA SECA

ESTRATÉGIAS DE MANEJO E SUPLEMENTAÇÃO DO PASTO SOBRE A QUALIDADE DA FORRAGEM E COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS NA SECA ESTRATÉGIAS DE MANEJO E SUPLEMENTAÇÃO DO PASTO SOBRE A QUALIDADE DA FORRAGEM E COMPORTAMENTO INGESTIVO DE BOVINOS NA SECA Ana Carolina de Brito Silva Siqueira 1 ; Regis Luis Missio 2 1 Aluna do Curso de

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 CONSUMO E DESEMPENHO DE CORDEIROS DE DOIS GRUPOS GENÉTICOS EM DIFERENTES FASES DE CRESCIMENTO FABRÍCIO LEONARDO ALVES RIBEIRO 1, JUAN RAMÓN OLALQUIAGA PÉREZ 2, RAFAEL FERNANDES LEITE 3, IRAÍDES FERREIRA

Leia mais

INCLUSÃO DE GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS NO SUPLEMENTO CONCENTRADO DE CORDEIROS A PASTO

INCLUSÃO DE GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS NO SUPLEMENTO CONCENTRADO DE CORDEIROS A PASTO INCLUSÃO DE GRÃOS SECOS DE DESTILARIA COM SOLÚVEIS NO SUPLEMENTO CONCENTRADO DE CORDEIROS A PASTO Cristina Aparecida MARQUES* 1, Gisele Ribeiro PEREIRA 1, Thaís Ribeiro BRITO 1, Geovany Macêdo CARVALHO

Leia mais

Qualidade da raspa integral de três variedades de mandioca adaptadas a região semiárida. Quality of cassava root scrapings of three varieties

Qualidade da raspa integral de três variedades de mandioca adaptadas a região semiárida. Quality of cassava root scrapings of three varieties Qualidade da raspa integral de três variedades de mandioca adaptadas a região semiárida Samir Augusto Pinheiro Costa 1, Salete Alves de Moraes 2, Alineaurea Florentino Silva², Luiz Gustavo Ribeiro Pereira

Leia mais

NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA PALMA FORRAGEIRA PARA NOVILHOS EM CONFINAMENTO: COMPORTAMENTO INGESTIVO

NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA PALMA FORRAGEIRA PARA NOVILHOS EM CONFINAMENTO: COMPORTAMENTO INGESTIVO NÍVEIS DE SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELA PALMA FORRAGEIRA PARA NOVILHOS EM CONFINAMENTO: COMPORTAMENTO INGESTIVO Ulisses Barbosa de SOUSA 1*, Sansão de Paula HOMEM NETO 2, Aureliano José Vieira PIRES 3, Natan

Leia mais

CARACTERÍSTICAS MORFOMÉTRICAS DA CARCAÇA DE CORDEIROS MORADA NOVA ALIMENTADOS COM FARELO DE BISCOITO

CARACTERÍSTICAS MORFOMÉTRICAS DA CARCAÇA DE CORDEIROS MORADA NOVA ALIMENTADOS COM FARELO DE BISCOITO CARACTERÍSTICAS MORFOMÉTRICAS DA CARCAÇA DE CORDEIROS MORADA NOVA ALIMENTADOS COM FARELO DE BISCOITO Luiz Carlos Oliveira de SOUSA* 1, Luiza de Nazaré Carneiro da SILVA 1, Hélio Henrique Araújo COSTA 1,

Leia mais

TEMPO DE ALIMENTAÇÃO EM OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO

TEMPO DE ALIMENTAÇÃO EM OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO TEMPO DE ALIMENTAÇÃO EM OVINOS ALIMENTADOS COM FENO DA PARTE AÉREA DA MANDIOCA EM SUBSTITUIÇÃO A SILAGEM DE MILHO Davi Custódio de SOUZA *1, Antônio EUSTÁQUIO FILHO 1, Arthur Mares Ferreira ANDRADE 1,

Leia mais

COMPORTAMENTO DE NOVILHAS DAS RAÇAS HOLANDESA E GIROLANDO EM PASTEJO INTERMITENTE EM PASTAGEM DE CAPIM MOMBAÇA

COMPORTAMENTO DE NOVILHAS DAS RAÇAS HOLANDESA E GIROLANDO EM PASTEJO INTERMITENTE EM PASTAGEM DE CAPIM MOMBAÇA COMPORTAMENTO DE NOVILHAS DAS RAÇAS HOLANDESA E GIROLANDO EM PASTEJO INTERMITENTE EM PASTAGEM DE CAPIM MOMBAÇA Thamires Diniz Aquiles SILVA*, Daiana Francisca Quirino VILLANOVA¹, Thiago Ramalho MOREIRA¹,

Leia mais

CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS DE VARIEDADES E HÍBRIDOS DE SORGO FORRAGEIRO NO OESTE DA BAHIA

CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS DE VARIEDADES E HÍBRIDOS DE SORGO FORRAGEIRO NO OESTE DA BAHIA CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS DE VARIEDADES E HÍBRIDOS DE SORGO FORRAGEIRO NO OESTE DA BAHIA Luiz Henrique BERTUNES* 1, Danilo Gusmão de QUADROS 1, Alexandro Pereira ANDRADE 1, Eudo Barreto de Sá TELES 1,

Leia mais

COMPOSIÇÃO QUIMICA DE FARINHAS DE DIFERENTES ESPÉCIES DE INSETOS COMO INGREDIENTE PARA RAÇÃO ANIMAL

COMPOSIÇÃO QUIMICA DE FARINHAS DE DIFERENTES ESPÉCIES DE INSETOS COMO INGREDIENTE PARA RAÇÃO ANIMAL COMPOSIÇÃO QUIMICA DE FARINHAS DE DIFERENTES ESPÉCIES DE INSETOS COMO INGREDIENTE PARA RAÇÃO ANIMAL Maria Luiza Rocha MEDRADO *1, Saullo Diogo de ASSIS 1, Gustav de OLIVEIRA 1, Raphael Rodrigues dos SANTOS

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Utilização de resíduos de frutas na alimentação de ruminantes. Tiago Neves Pereira Valente 1

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Utilização de resíduos de frutas na alimentação de ruminantes. Tiago Neves Pereira Valente 1 PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Utilização de resíduos de frutas na alimentação de ruminantes Tiago Neves Pereira Valente 1 1 Zootecnista - Doutor em Nutrição de Ruminantes pela

Leia mais

Intervalo de tempo entre observações para avaliação do comportamento ingestivo de tourinhos em confinamento

Intervalo de tempo entre observações para avaliação do comportamento ingestivo de tourinhos em confinamento Intervalo de tempo entre observações para avaliação do comportamento ingestivo de tourinhos em confinamento Intervals between observations for ingestive behavior evaluation of young bulls in feedlot Jair

Leia mais

RESUMO Desempenho de poedeiras em diferentes programas de luz ao início da postura

RESUMO Desempenho de poedeiras em diferentes programas de luz ao início da postura RESUMO YURI, Flavio Manabu. Desempenho de poedeiras em diferentes programas de luz ao início da postura. 2013. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal Área: Produção Animal) Universidade do Estado

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Confinamento de ovinos com dieta total farelada ou peletizada

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Confinamento de ovinos com dieta total farelada ou peletizada PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Confinamento de ovinos com dieta total farelada ou peletizada Antonio Campanha Martinez 1, Max Emerson Rickli 2, Cassiana Ometto de Abreu 1, Roberta

Leia mais