A FEA. a todo vapor FEA ALUNOS. Os benefícios do sistema de videoconferência. O papel e o apoio das entidades estudantis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A FEA. a todo vapor FEA ALUNOS. Os benefícios do sistema de videoconferência. O papel e o apoio das entidades estudantis"

Transcrição

1 ano 06_edição 57_março_2010 uma publicação mensal da FEA-USP A FEA a todo vapor Equipe da Seção de Alunos atende ingressantes na matrícula Enquanto os alunos saem de férias, os funcionários da FEA não param. Mal começa o ano e os departamentos, secretarias e entidades já estão a todo vapor, arrumando a casa para a chegada dos alunos, preparando toda a Faculdade, desde a limpeza e manutenção das salas de aula até a organização da Semana de Recepção aos Calouros. A Seção de Manutenção checa todos os detalhes nas diversas salas de aula, executando serviços de elétrica em tomadas e luminárias; reparos nas carteiras, consertando as longarinas e os assentos; serviços de pintura, onde necessário; e revisão do sistema de ar condicionado. A Seção de Zeladoria providencia a lavagem e enceramento das salas de aula e corredores; lavagem das carteiras almofadadas; e revisão e manutenção das persianas. Já o Setor de Audiovisual providencia a revisão e manutenção da rede de transmissão e dos equipamentos multimídia (projetores de imagem), microfones, cabos, conectores e câmeras. (CONTINUA NA PÁGINA 6) FEA ALUNOS FEA X FEA FEA PROFESSORES E AINDA... O papel e o apoio das entidades estudantis Os benefícios do sistema de videoconferência O centro de estudos de Microeconomia da Educação p.04 p.08 p.10 ANÁLISE & OPINIÃO FEA ALUNOS FEA FUNCIONÁRIOS FEA MIX p.02 p.03 p.06 p.12

2 ANÁLISE & OPINIÃO A FEA se orgulha de contar com excelentes professores e alunos e de ser bem administrada por funcionários bem formados e, acima de tudo, comprometidos com a qualidade. #02 As bases estão lançadas MAIS UMA TURMA DE JOVENS BRILHANTES E TALENTOSOS COMEÇA UMA IMPORTAN- TE ETAPA DE SUAS VIDAS NA FEA-USP, RECONHECIDA, SEGUNDO RANKINGS CON- CEITUADOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO, COMO A MELHOR FA- CULDADE EM SUAS TRÊS ÁREAS DO CONHE- CIMENTO - ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE E ATUÁRIA. Essa posição de destaque é motivo de orgulho e impõe responsabilidades. Manter-se no topo é um processo complexo e difícil. A FEA se orgulha de contar com excelentes professores e alunos e de ser bem administrada por funcionários bem formados e, acima de tudo, comprometidos com a qualidade. Como escola pública, é regida por regras específicas do setor que não permitem a utilização de incentivos e controles. Apesar desses limites, a FEA se impõe perante instituições particulares nacionais e internacionais, porque é movida por lideranças inspiradoras. Essa capacidade tem levado à efetivação de marcos importantes como a manutenção da qualidade das instalações, recuperação da infraestrutura, modernização do parque computacional, instalação de novos laboratórios e, principalmente, a contratação de novos professores. Em 2010 teremos mais dez professores novos, a maioria com doutorado no exterior, que se juntarão aos 40 contratados desde Isso significa a renovação de quase um terço do corpo docente, um esforço que resultou em conquistas, expressas nos bons indicadores que a FEA apresenta ano após ano. Essa renovação significa grupos novos de pesquisa, alta produtividade e entusiasmo que vêm se somar à experiência e excelência da FEA. Tudo isso está à disposição dos novos feanos, ingressantes de Esse conjunto de realizações compõe uma base sólida sobre a qual construiremos a próxima década, essencial para formarmos os melhores profissionais nas áreas de Economia, Administração e Contabilidade e Atuária, capazes de liderar a produção acadêmica e de desenvolver projetos inovadores. CARLOS ROBERTO AZZONI PROFESSOR TITULAR DO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E DIRETOR DA FEA

3 FEA ALUNOS A competição reuniu grupos de oito estudantes para desenvolver produtos sustentáveis com seus respectivos planos de negócios. Dois feanos em Londres DOIS ALUNOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FEA, JOSÉ GUILHERME FERRAZ DE CAMPOS E CAIO MAYOLI BOLOGNESI, FA- ZEM PARTE DOS GRUPOS DE ESTUDANTES QUE FICARAM EM PRIMEI- RO E SEGUNDO LUGAR, RESPECTIVAMENTE, NA QUINTA EDIÇÃO DA TECHNOLOGY AND MANAGEMENT COMPETITION QUE ACONTECEU EM LONDRES, NA PRIMEIRA SEMANA DE JANEIRO. Foi a primeira vez que a USP participou da competição, organizada pela University of Illinois (EUA) e pela Hong Kong University of Science and Technology, juntamente com a Yonsei University (Coreia do Sul) e a London South-Bank University, LSBU (Inglaterra). Com o tema A More Sustainable Olympics - London 2012, a proposta da competição era reunir grupos de oito estudantes (dois de cada país e de cada área) para desenvolver produtos sustentáveis com seus respectivos planos de negócios. A etapa brasileira da competição foi coordenada pelo professor Oswaldo Massambani, diretor da Agência USP de Inovação. Na FEA, o responsável foi o professor Isak Kluglianskas. Participaram do processo seletivo 40 estudantes da FEA, FEA Ribeirão Preto, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), Escola Politécnica e Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH/USP Leste). Para José Guilherme, participar dessa competição foi um grande desafio. Depois de trabalhar no projeto virtualmente por dois meses, nos reunimos em Londres para montar a apresentação em inglês para a banca, que tinha até um Prêmio Nobel, conta José Guilherme. Fizeram parte do seu grupo Dafne Maris de Souza (Gestão Ambiental da EACH/USP Leste), Ishava Minefee e Amanda Gillen (Universidade de Illinois), Carol Tai e Shu Kit Tse (Hong Kong University of Science and Technology) e Sagwook Park (Yonsei University). Com o projeto E-go - Energy on-the-go, eles garantiram o primeiro lugar. Trata-se de um carregador de baterias portátil para aparelhos eletrônicos portáteis (como câmeras, aparelhos celulares e notebooks), que utilizaria energia de fontes renováveis como eólica, solar ou por dínamo. Dotado de plug multiplataforma, dispensa o uso de diferentes carregadores para os equipamentos utilizados em eventos esportivos e por turistas. Uma garrafa de plástico biodegradável com um sistema interno de filtragem foi o projeto desenvolvido pelo grupo de Caio Bolognesi. Essa garrafa especial pode ser abastecida com água comum e ajudaria a reduzir o consumo de garrafas plásticas descartáveis. Já participei de outras competições de casos no Brasil e no exterior, mas esta foi a mais longa e a que trouxe maior aprendizado, pelo menos para mim, principalmente na segunda etapa. Os grupos eram internacionais e tivemos que aprender a trabalhar com pessoas com culturas e estilos de trabalho diferentes, conta Caio Bolognesi. Do grupo dele participaram: Patrícia Silva Aguiar (Poli/USP), Zhiwei Anny Ying e Mark Paik (Universidade de Illinois) e Chenn Yih Teoh e Gary Hui (Hong Kong University of Science and Technology). José Guilherme, Ishava Minefee, Shu Kit, Sangwook Park, Amanda Gillen, Carol Tai, Dafne Maris de Souza e a professora Sunny, da Universidade de Illinois, orientadora do grupo (da esq. para dir.), no Parque Olímpico de Londres

4 FEA ALUNOS O Centro Acadêmico Visconde de Cairu (CAVC) é a entidade que representa os alunos da FEA-USP e defende seus direitos dentro e fora da Universidade. #04 Muita ação nas entidades da FEA Rodrigo Ferreira (CAVC), Renato Frade (FEA júnior), Ana Luisa Trancoso (Atlética) e Vitor Paulino (representante da ARM FEA) apresentam as entidades durante evento de recepção aos alunos É COMEÇO DO ANO LETIVO E NADA ME- LHOR DO QUE SABER MAIS SOBRE AS EN- TIDADES DA FEA, QUE IRÃO ESTAR PRE- SENTES EM TODOS OS MOMENTOS DA VIDA DOS ALUNOS, DA RECEPÇÃO À COLAÇÃO DE GRAU. VEJA A SEGUIR QUAIS SÃO ES- SAS ENTIDADES E O QUE FAZEM. CONHE- ÇA, PARTICIPE E VIVENCIE POR COMPLETO A EXPERIÊNCIA ACADÊMICA. CAVC O Centro Acadêmico Visconde de Cairu (CAVC) é, desde 1946, a entidade que representa os alunos da FEA-USP (graduação e pós-graduação). O nome foi dado em homenagem ao ministro de Finanças de Dom João, José da Silva Lisboa, Visconde de Cairu, considerado introdutor do liberalismo econômico no Brasil. A gestão anual é escolhida por meio dos votos dos alunos. Possui um projeto de apoio à Iniciação Científica (Controversa), organiza festas, manifestações culturais, debates, teatro, coral, publicação de jornais (como o Visconde), o Festival de Arte da FEA- USP e o FEAmbiental. Acesse: www. cavc.org.br FEA JÚNIOR USP Primeira empresa júnior multidisciplinar do Brasil, fundada em 1990, a FEA Jr. reformulou a sua imagem em 1998, alterando o nome para FEA júnior USP ( Formada e gerida por estudantes, surgiu para complementar a formação dos alunos e prepará-los para o mercado de trabalho. Na sua bagagem, estão mais de 200 projetos de consultoria. Foi a primeira empresa júnior a criar uma área de responsabilidade social. Já recebeu vários prêmios por seus projetos sociais e em outras áreas também. ATLÉTICA - AAAVC A Associação Acadêmica Atlética Visconde de Cairu (AAAVC) coordena as atividades esportivas da FEA, organizando os treinamentos das equipes e participação em campeonatos. A gestão é anual, eleita por meio do voto, e qualquer aluno da FEA pode se candidatar. Ao final das competições esportivas, destaca os atletas com o Troféu Canguru. Boa parte das festas da FEA é organizada pela Atlética, assim como a Gincana dos Bixos e a Gincana do Canguru. Realiza também o Encontro de Marketing Esportivo, desde 2003, juntamente com o Programa de Marketing de Serviços da Fundação Instituto de Administração (Promark-FIA). Mais informações no site: ARM FEA Três entidades independentes reconhecidas como atividades de cultura e extensão compõem a ARM FEA Associações de Relacionamento com o Mercado. Contam também com o apoio institucional da diretoria e de vários professores e se formaram para disseminar conhecimento sobre as carreiras. A Liga de Mercado Financeiro FEA-USP ( com.br) é formada e gerida por feanos e oferece cursos, oficinas, palestras e workshops com o objetivo de incentivar o desenvolvimento acadêmico e profissional dos alunos da FEA nas áreas de finanças e mercado financeiro. O FEA Consulting Club ( é o primeiro clube estudantil do Brasil com foco em aproximar as grandes firmas globais dos alunos. Com o apoio de empresas de consultoria atuantes no mercado, organiza simulados, eventos informativos e grupos

5 A Associação Acadêmica Atlética Visconde de Cairu (AAAVC) coordena as atividades esportivas da FEA, organizando os treinamentos das equipes e a participação em campeonatos. de estudo para os alunos da FEA A missão do FEA Marketing Club é criar interesse e contribuir para o desenvolvimento dos alunos da FEA-USP na área de marketing e tornar a Faculdade a grande referência na formação de profissionais dessa área. FEA+ O projeto FEA+ nasceu em 2006, na comemoração dos 60 anos da FEA, com o objetivo de desenvolver o relacionamento com ex-alunos. Conta com diversas frentes de ação, como a busca de financiamento de projetos e o portal, principal meio de interação com seu público, desenvolve projetos sociais e promove eventos voltados para desenviolvimento de carreira e rede de relacionamento (Networking). Saiba mais: br/feamais2/ BATERIA S/A Começou em 1993 e se renovou em 2005, como Bateria S/ A. Em 2006, tornou-se uma entidade independente (antes era parte da Atlética), porém apoiada por todas as outras entidades da FEA. Os ensaios acontecem na rua da Raia da USP, mas a concentração é feita no prédio FEA 5. Qualquer aluno pode ensaiar e ser parte da Bateria S/A. PET O Programa de Ensino Tutorial (PET) tem o objetivo de propiciar aos alunos a prática de atividades extracurriculares que complementem sua formação acadêmica. O PET estimula a aprendizagem do grupo, através da vivência, reflexões e discussões. Atualmente, a tutora do programa é a Profª. Drª. Graziella Comini. Os alunos interessados devem acompanhar o site ( fea.usp.br/pet%202007/index.htm). ALFA-USP O ALFA-USP é um programa de extensão universitária criado em 2001 pelos alunos da FEA, baseado nos métodos do educador Paulo Freire. O programa oferece cursos gratuitos para jovens e adultos, que vão desde a alfabetização até o conteúdo da quarta série do ensino fundamental. Contato: prédio FEA 5, 2º andar, sala 208, ou pelo telefone ou pelo CURSINHO FEA-USP O cursinho da FEA é um curso pré-vestibular ligado ao CAVC, voltado para pessoas de baixa renda. As aulas são ministradas por ex-alunos da USP e alunos que estão prestes a se formar. Para os que querem ajudar, basta escolher a área de seu interesse e trabalhar nela. As inscrições são feitas no início de cada semestre, com exceção do curso para o ENEM, cujas inscrições ocorrem em maio, e todos os módulos têm a duração de um ano. Os resultados do Cursinho são visíveis: é o que mais aprova entre os cursinhos populares da USP. ( ) CORAL O Coral nasceu em 2003 por iniciativa da aluna de Administração Daniela Spilla e tem como diferencial o fato de integrar ao repertório a percussão corporal. As atividades acontecem semanalmente em um espaço fornecido pela FEA e estão abertas a toda comunidade uspiana. O coral recebe o apoio financeiro do Centro Acadêmico Visconde de Cairú (CAVC). AIESEC A AIESEC é a maior organização estudantil do mundo. A FEA-USP possui uma unidade da AIESEC e alunos ou recém-graduados de qualquer faculdade podem integrar o programa na FEA. As inscrições e processo seletivo acontecem duas vezes ao ano e as datas são divulgadas no site ( aiesec.org/). #05

6 FEA FUNCIONÁRIOS É com muito trabalho que a FEA recebe os alunos para o novo ano letivo. Departamentos, secretarias e entidades se desdobram para dar as boas-vindas e garantir o melhor aos feanos. A FEA a todo vapor STI: Fabiano Ruel, Marcelino Sato e Luiz Eduardo Iadocicco Equipe que atuou na recepção dos calouros A LOGÍSTICA QUE CERCA O CUIDA- DO COM AS INSTALAÇÕES É VIVENCIADA TAMBÉM PELAS ÁREAS ADMINISTRATIVAS E ACADÊMICAS. Na seção da Graduação, a equipe começa em dezembro a preparar as matrículas dos novos ingressantes. Na reunião da FUVEST toma-se decisões sobre quais serão os documentos necessários, salas de aula e montagem do kit dos alunos. Também organizamos a Colação de Grau dos cursos da FEA, levantamento de disciplinas faltantes, programa de estudos, inscrições de alunos especiais e graduados e, para os alunos antigos, os formulários de requerimento e matrículas fora do prazo, conta Valdir Borges dos Santos, chefe da Seção de Alunos. Já no início do ano letivo é feito o cadastramento dos alunos ingressantes no Sistema Júpiter. Em 2010, a FEA recebe 590 novos alunos e 38 novos intercambistas. O cadastramento dos alunos estrangeiros e as matrículas dos alunos intercambistas que vêm da UNICAMP e da UNESP, a segunda chamada dos alunos ingressantes, a confirmação de matrícula e a organização e divulgação dos horários das aulas de todos os cursos também são responsabilidade da seção. A secretaria de Pós-Graduação se prepara para receber as matrículas e realiza atualizações nas disciplinas, credenciando ou renovando o credenciamento de professores, quando necessário. Em dezembro recebemos a grade de horário das disciplinas dos três departamentos e abrimos as turmas. Também enviamos aos alunos, orientadores e ministrantes das disciplinas, informando o período da matrícula, conta Maria Aparecida de Jesus Sales, da secretaria de Pós-Graduação. De janeiro a fevereiro, as matrículas dos alunos ingressantes são cadastradas no Sistema Janus. Já as matrículas dos alunos especiais das áreas de Economia e Contabilidade são processadas e encaminhadas aos professores responsáveis pelas disciplinas

7 Executamos previamente o backup e a limpeza de todas as informações da base de dados de agendamento de salas de aula e da base de dados da agenda dos laboratórios da STI. para que, depois de aceitas, sejam cadastradas. A Seção de Pós- Graduação também dá suporte às coordenações em algumas atividades. Mas cada departamento, de forma independente, organiza sua programação de recepção. A equipe da Comissão de Cooperação Internacional da FEA (CCInt-FEA) prepara as atividades de recepção aos novos intercambistas estrangeiros, ao mesmo tempo em que envia os históricos escolares dos alunos do semestre anterior e finaliza os preparativos para o processo seletivo dos feanos que desejam estudar no exterior. A Seção de Estágios, mesmo ligada à área acadêmica, não acompanha o ano letivo. O trabalho da seção é praticamente ininterrupto, pois os contratos são assinados durante todo o ano, inclusive no período de férias, conta Orsola Íris Boniotti. Como hoje quase nada é possível sem a presença dos computadores na retaguarda, a equipe da Seção Técnica de Informática (STI) se desdobra para dar suporte a todas as atividades. Além do atendimento de rotina aos usuários, realiza a manutenção preventiva dos computadores das salas de aula e laboratórios. Uma verdadeira varredura tecnológica que envolve a limpeza dos computadores e a atualização dos programas instalados, assim como do próprio sistema operacional. Executamos previamente o backup e a limpeza de todas as informações da base de dados de agendamento de salas de aula e da base de dados da agenda dos laboratórios da STI, conta Luiz Eduardo Iadocicco, chefe da STI. Todo início de ano, a seção realiza os agendamentos das aulas que irão ocorrer nos laboratórios durante o ano todo. Para começar bem o ano, a área se reúne para definir metas e para balanço das ações realizadas no ano anterior. Este exercício é muito interessante para saber quais conquistas foram atingidas pelo grupo, conta Luiz. A STI apresenta para os alunos da CCInt (ingressantes) o funcionamento da área de informática da FEA e adiciona logins e senhas dos novos alunos nos servidores. Tudo pronto, chegou a hora de receber os alunos para o ano letivo. A Semana de Recepção é organizada pela Assistência Acadêmica, com a participação de todas as entidades da FEA e dos departamentos dos cursos, cada um com sua programação distinta, visando receber os novos alunos da melhor maneira possível. Todos os eventos têm como objetivo apresentar a Faculdade e suas atividades aos calouros e integrá-los à comunidade feana. Bem-vindos! Maria Aparecida Sales, da Seção de Pós-Graduação Jorge Gomes dos Santos (Zeladoria), Noé Barbosa de Souza (assistente administrativo), Valter de Oliveira Lima (Audiovisual), Paulo César Scandarolli (Manutenção), Márcio Cuzziol e Maria de Lourdes Silva (CCInt)

8 FEA X FEA Instalado em 1997, o Centro Interativo de Ensino e Pesquisa (CIEP)acumulou grande experiência com o sistema ao longo desses anos e está à disposição dos usuários. #08 Videoconferência aproxima pessoas e reduz custos Ana Maria Barufi e os professores da sua banca: Carlos Roberto Azzoni, Antonio Paez (na tela) e Eduardo Amaral Haddad NA DEFESA DA SUA TESE DE MESTRADO DIMENSÕES REGIONAIS DA MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL, ANA MARIA BO- NOMI BARUFI NÃO QUERIA ABRIR MÃO DA PARTICIPAÇÃO DO PROFESSOR ANTONIO PAEZ, DA MCMASTER UNIVERSITY, DE ONTÁRIO (CANADÁ) NA BANCA EXAMINA- DORA. A influência e o papel fundamental do especialista mexicano em Econometria Espacial no seu trabalho, que ela conheceu durante intercâmbio realizado na universidade canadense, eram a razão de tanto empenho. Diante da impossibilidade do professor de viajar para o Brasil na data marcada para a defesa que aconteceu no dia 12 de fevereiro, a solução foi utilizar o sistema de videoconferência. Deu tudo certo. Foi como se ele estivesse na sala, junto com os professores Eduardo Amaral Haddad, meu orientador, e Carlos Roberto Azzoni. Não conhecia o sistema, mas ao acompanhar a defesa de um colega, Tiago Ferreira, que teve a participação de um professor da Universidade de Illinois, vi que essa poderia ser a solução. A comunicação foi boa e não me senti pressionada. É muito bom poder contar com pessoas de fora. O sistema dá flexibilidade. É a FEA cada vez mais inserida no contexto internacional, explica Ana Maria, agora já mestre em Economia pela FEA. Consistente e confiável, a tecnologia para fins educacionais ganha dia após dia mais adeptos e defensores. Instalado em 1997, o Centro Interativo de Ensino e Pesquisa (CIEP), unidade do Serviço de Biblioteca e Documentação da FEA, acumulou grande experiência com o sistema ao longo desses anos e está à disposição dos usuários. A ferramenta permite a participação de professores do exterior em defesas de tese e qualificações de alunos da FEA, de professores daqui em bancas de fora e participação em reuniões internacionais, cursos e treinamentos. Podemos e devemos usar mais a ferramenta. Um dos projetos mais avançados é a realização, pelos professores, de um curso de Finanças em conjunto com a Universidade de Illinois, para os alunos das duas universidades, afirma o professor Carlos Roberto Azzoni. O projeto tomou forma a partir de uma reunião coordenada pelo professor Edgard Cornachione, do Departamento de Contabilidade, e realizada por videoconferência no final do ano passado. Convidamos o professor Martin Maurer, responsável pelo Laboratório de Finanças, para mostrar como funciona esse centro de estudos e os recursos de instrução utilizados ou as bases de dados ligadas a Finanças Internacionais. Foi um encontro muito produtivo que deu início a uma parceria entre as duas instituições e abriu a perspectiva dessa nova disciplina que vai envolver os três departamentos. É uma ideia inovadora com o uso da tecnologia, afirma o professor Edgard. A experiência gratificante com o sistema de videoconferência que a professora Tania Casado, do Departamento de Administração, teve em 2009, também rendeu desdobramentos. Foi uma aula extra, fora do horário, para um grupo que aceitou o convite e alunos da Penn State University (Pennsylvania). A professora Malika

9 A comunicação foi boa e não me senti pressionada. É muito bom poder contar com pessoas de fora. O sistema dá flexibilidade. É a FEA cada vez mais inserida no contexto internacional. Dulcinéia Jacomini e Ana Cristina dos Santos no CIEP Richards é minha companheira de pesquisa no Grupo UFIRC (University Fellows International Research Consortium), que se dedica a estudos cross-culturals e tem representantes em mais de 50 países. Já imaginou quantas oportunidades para nossos alunos? É isso o que vamos discutir e planejar no próximo Academy of Management, diz a professora Tania. Na opinião da professora Tania, a qualidade da comunicação foi excelente. A equipe da Biblioteca deu todo apoio, fez os testes e tratou tudo com o pessoal da outra universidade. Além do aprendizado, nossos alunos se divertiram muito e fizeram bonito. Estão habituados a esse tipo de tecnologia. Adoraram a possibilidade de uma aula conjunta com uma universidade americana. Ficaram completamente à vontade, mesmo falando em inglês. E se saíram muito bem. Malika havia feito experiências com alunos da Colômbia e da Romênia. Nosso grupo foi o que melhor se saiu, acumulando mais pontos do que os demais grupos, incluindo EUA, relata a professora Tania. Com o objetivo de debater a experiência com a colega da universidade norte-americana e planejar outras atividades com pesquisadores de outros países, a professora Tania está organizando um seminário para o próximo encontro da Academy of Management, o principal evento acadêmico internacional sobre Gestão, que acontece em agosto no Canadá. Pelos meus contatos com colegas de outros países, não acho que usem o sistema de videoconferência com frequência. Recomendo muito, mas acho necessário que o professor planeje a atividade e que os alunos se preparem também. Não é uma tecnologia para se usar sem preparação, pois há o risco de desperdiçar um recurso riquíssimo, diz ela. A FEA foi a primeira faculdade da USP a ter uma sala equipada para eventos por videoconferência, com recursos da FAPESP. A primeira ideia foi desenvolver treinamentos e integrar a FEA com a FEA de Ribeirão Preto. Evitar o deslocamento dos professores para dar aulas. A linha era discada, lembra Dulcinéia Jacomini, diretora da Biblioteca que bolou a mesa em formato de feijão, sem pontas, para garantir a visão da tela e acomodar os participantes. Na sua avaliação, a resistência à ferramenta é hoje bem menor e os professores e alunos se sentem à vontade nos eventos. As linhas são estáveis, bem diferente do tempo que só havia linha discada. A comunicação pode ser feita com linha IP ou ISDN, quando precisar ser mais restrita. Já fizemos vários eventos com conexão multipontos e tudo funcionou muito bem, explica Dulcinéia. O importante é que a equipe da Biblioteca dá todo apoio aos usuários e fica a postos durante a videoconferência para agir em caso de qualquer problema, sem se preocupar com o horário. Às vezes, a pessoa esbarra em um fio e o som some. Já basta a pressão por estar defendendo uma tese diante dos professores. Por isso, fazemos questão de testar a conexão previamente e analisamos os incidentes ocorridos para aperfeiçoar ainda mais o sistema, garante Ana Cristina dos Santos, responsável pelo CIEP. Prof. Edgard Cornachione Profa. Tania Casado #09

10 FEA PROFESSORES A FEA obteve o valor máximo da atual verba de R$ 4 milhões do INEP que beneficiou, no total, oito centros de estudos brasileiros, finalistas de um processo considerado bastante competitivo. Novos projetos consolidam área de Microeconomia da Educação COM RECURSOS DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC) LIBERADOS EM CON- VÊNIO COM A FUNDAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS (FIPE), MAIS CINCO GRANDES PROJETOS DE PESQUISA COMEÇAM A SER DESENVOLVIDOS ESSE ANO PELO DEPARTAMENTO DE ECONO- MIA, ESTABELECENDO A FEA COMO UM DOS PRINCIPAIS CENTROS NACIONAIS DE ESTUDOS EM MICROECONOMIA DA EDUCAÇÃO POR MEIO DA ATUAÇÃO DO NOVO LABORATÓRIO DE ESTUDOS, INOVAÇÃO E AVALIAÇÕES EM MICROE- À frente do centro de estudos de Microeconomia da Educação: Fernando Botelho, Ricardo Madeira e Marcos Rangel (da esq. para dir.) CONOMIA DA EDUCAÇÃO LEIAME. Esse é o segundo ciclo de projetos custeados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), órgão do MEC, que vem se juntar a financiamentos da CAPES para formação de pesquisadores e estudos em desenvolvimento para ONG s, para a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e instituições como Banco Mundial e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Coordenado pelos professores Marcos Rangel, Ricardo Madeira e Fernando Botelho, o LEIAME reúne, por enquanto, dois alunos de pós-graduação, cinco mestrandos e seis estagiários da graduação. De acordo com os professores, o interesse pelo tema é crescente e começa já nas salas de aula da graduação. O processo de seleção para o mestrado na área é também cada vez mais disputado. A aplicação prática dessas pesquisas no mundo real e a oportunidade de participar do entendimento e do desenvolvimento de políticas públicas voltadas à educação são aspectos que despertam grande interesse. A proposta da área de Microeconomia da Educação é inovadora porque combina métodos estatísticos usados tradicionalmente com teorias econômicas que regem a tomada de decisão, explica professor Marcos. Com essa abordagem mais ampla e qualitativa, o LEIA- ME pretende extrair da sua produção científica lições objetivas sobre as políticas públicas voltadas para a educação, ser ousado na coleta de dados e desenvolver modelos

11 A proposta da área de Microeconomia da Educação é inovadora porque combina os métodos estatísticos usados tradicionalmente com as teorias econômicas que regem as tomadas de decisão. e instrumentos em colaboração com outras disciplinas. O A confiança do professor nos sistemas de metas e de bonificação por objetivo é formar pesquisadores com uma visão mais moderna, capazes de entender o funcionamento dos canais desempenho; educação de jovens e das intervenções e o papel dos agentes nos processos decisórios. O impacto das políticas públicas recai sobre profescriminação racial; e o papel público adultos; as esferas informais de dissores, pais e alunos e todos precisam ser ouvidos, afirma da escola particular foram os temas professor Ricar- e s c o l h i d o s. do Madeira. PROJETOS APROVADOS PELO INEP BIÊNIO 2010/2011 PROJETOS Nesses projetos, a visão do economista, mais estruturada, será aliada à visão o b s e r v a c i o - nal de outros profissionais que vivem a realidade nas escolas. Dessa forma, pretendemos fazer a diferença, completa professor Marcos. Em paralelo, outras iniciativas es- O primeiro 1. Sistemas de Metas e de Bonificação por Desempenho: ciclo de pesquisas custeado pelo Discutindo os Papéis da Confiabilidade das Medidas e da Amostragem MEC/INEP no biênio 2007/2008 analisou o padrão de avaliação 2. Cognição, Personalidade e Aprendizagem: Compatibilização de Instrumentos, Coleta de Dados e Análise de Correlação e de Capacidade Preditiva dos profes- sores do ensino fundamental, os 3. Os Retornos Econômicos das Habilidades Verbais e de Comunicação: Aspectos intra e entre Gerações impactos da descentralização da gestão do ensino 4. Detalhamento de Diferenciais Raciais de Desempenho e sua Evolução Longitudinal para as prefeituras e o sistema 5. O Papel Público da Escola Particular: Competição, de progressão Comparação e o Valor da Escola continuada ou aprovação automática. Ainda que os estudos não tenham sido conclusivos, os achados foram importantes e incluídos na agenda Além de projetos de pesquisa para tão sendo articuladas pelo LEIAME. de pesquisas. O trabalho continua nas teses e pesquisas dos ONG s e instituições que atuam na alunos da pós-graduação, aponta professor Fernando. área de educação, estão na pauta a A FEA obteve o valor máximo da atual verba de R$ 4 montagem de mini-cursos para alunos brasileiros e estrangeiros e um milhões do INEP que beneficiou, no total, oito centros de estudos brasileiros, finalistas de um processo considerado convênio com a Escola de Educação bastante competitivo. Alinhados à proposta do LEIAME, Peabody da Universidade Vanderbilt os cinco projetos aprovados (ver quadro) buscam mais uma (Nashville, Tennessee) para a realização de workshops vez ser inovadores, abrir novas portas. acadêmicos. #11

12 FEA MIX A FEA júnior USP foi destaque do 13 o Prêmio da Qualidade. Conquistou cinco prêmios, entre eles o de Excelência em Gestão, reconhecida como a melhor empresa júnior de São Paulo. INTERNACIONAL FEA NO CITIZEN ACT Walter Cavalcante, Felipe Ribeiro e Caio Bolognesi: de novo no Citizen Act ano Pelo segundo consecutivo, um projeto de alunos da FEA é aprovado para a segunda fase do Citizen Act, competição internacional promovida pelo Banco Société Générale que mobiliza cerca de 100 universidades em mais de 30 países. A proposta da competição é desenvolver projetos na área de responsabilidade socioambiental corporativa. O grupo é formado pelos alunos Caio Bolognesi, Felipe Ribeiro e Walter Cavalcante. Com o projeto ON Journey, eles obtiveram o 9º lugar no mundo, entre os mais de 150 projetos submetidos. O wikiblog do projeto ( está na internet para que possa ser discutido amplamente pela comunidade FEA. A final da competição acontece em março, em Paris. Mais informações sobre a competição: PREMIAÇÃO XIII PRÊMIO DA QUALIDADE FEJESP A FEA júnior USP encerrou 2009 com chave de ouro. No dia 5 de dezembro foi mais uma vez um dos destaques do 13º Prêmio da Qualidade, iniciativa da Federação das Empresas Juniores do Estado de São Paulo (FEJESP). A premiação consagra as melhores práticas empresariais do Movimento Empresa Júnior do Estado de São Paulo, divididas em cinco categorias: Excelência em Gestão, Projetos Comerciais, Projetos Internos, Projetos Sociais e Eventos. A FEA júnior USP ganhou dois primeiros lugares e três segundos lugares, sendo que a conquista do prêmio de Excelência em Gestão comprovou que a empresa júnior da FEA é a melhor do Estado de São Paulo. LANÇAMENTO EMPRESAS DA AMÉRICA LATINA O professor Paulo Roberto Feldmann, do Departamento de Administração da FEA-USP, lançou o livro Empresas Latino- Americanas, Oportunidades e Ameaças no Mundo Globalizado, publicado pela Editora Atlas. O autor lembra que a América Latina abriga 10% da população da Terra e responde por 5% do PIB mundial e cita um dado chocante: menos de 2,5% das 2 mil maiores empresas do planeta têm sede na região. Feldmann descreve as principais características do management latino-americano, mostra diferenças significativas em relação ao que acontece na Europa e nos Estados Unidos e analisa os principais problemas que dificultam a expansão e o sucesso do universo empresarial da região. O livro aponta caminhos nesse sentido e passa uma mensagem otimista, em razão do grande número de oportunidades nesse momento em que o mundo desperta para a importância de novas fontes de energia limpa e de temas como a biodiversidade, setores em que a América Latina tem muito a oferecer. GENTE DA FEA Uma publicação mensal da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo Assistência de Comunicação e Desenvolvimento MARÇO 2010_TIRAGEM EXEMPLARES Av. Prof. Luciano Gualberto, 908 Cidade Universitária - CEP Diretor da FEA CARLOS ROBERTO AZZONI Coordenação Geral LU MEDEIROS ASSISTÊNCIA DE COMUNICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA FEA-USP Edição: PRINTEC COMUNICAÇÃO LTDA. VANESSA GIACOMETTI DE GODOY MTB ANTONIO CARLOS DE GODOY MTB Reportagem: DINAURA LANDINI E CAMILA BROGLIATO RIBEIRO Projeto Gráfico: ELOS COMUNICAÇÃO E EDEMILSON MORAIS Layout e Editoração Eletrônica: CAROL ISSA Fotos: ISMAEL BELMIRO ROSÁRIO, MILENA NEVES E ROBERTA DE PAULA

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário: Allyson Pacelli (83) 88252115 e Mariana Oliveira.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário: Allyson Pacelli (83) 88252115 e Mariana Oliveira. Dados da empresa PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Razão Social: Capacita Empreendimentos Educacionais Nome Fantasia: SOS Educação Profissional

Leia mais

Manual. Por: PET ADM UFMG. Um guia para conhecer melhor a faculdade

Manual. Por: PET ADM UFMG. Um guia para conhecer melhor a faculdade Manual Do Calouro Por: PET ADM UFMG Um guia para conhecer melhor a faculdade índice PET ADM UFMG Capítulo 1 O curso de Administração Capítulo 2 Oportunidades UFMG Capítulo 3 - Espaços mais importantes

Leia mais

O Curso é semestral, com duração de quatro anos e o aluno faz cinco disciplinas por semestre, sendo uma disciplina em cada dia de aula.

O Curso é semestral, com duração de quatro anos e o aluno faz cinco disciplinas por semestre, sendo uma disciplina em cada dia de aula. O curso de graduação em Administração da EBS já na primeira vez em que participou do exame do ENADE (que avalia os alunos formandos e é feito pelo MEC) ficou em primeiro lugar, sendo a única instituição

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ)

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC

Coordenação de Pós-Graduação e Extensão. Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Coordenação de Pós-Graduação e Extensão Legislação sobre cursos de Pós-graduação Lato Sensu e Credenciamento da FACEC Os cursos de especialização em nível de pós-graduação lato sensu presenciais (nos quais

Leia mais

www.pucrs.br/pos *AVALIAÇÃO CAPES POR QUE A PUCRS?

www.pucrs.br/pos *AVALIAÇÃO CAPES POR QUE A PUCRS? A Pós-Graduação da PUCRS é a porta de entrada para um novo momento da sua vida profissional e acadêmica. Você pode ampliar habilidades, fomentar ideias e adquirir conhecimento com experiências inovadoras

Leia mais

Edital de Candidatura

Edital de Candidatura PROCESSO SELETIVO DE Membros EDITAL N.º 03/2014 Edital de Candidatura Processo Seletivo de Membros - 2º Semestre de 2014 Considerações iniciais A Estat Júnior - Estudos Aplicados à Estatística Consultoria

Leia mais

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Apresentação. Prezado aluno,

Apresentação. Prezado aluno, A Faculdade São Judas Tadeu tem como missão promover a emancipação do indivíduo através da educação, compreendida pelo desenvolvimento do conhecimento, atitudes e valores e respeito à dignidade humana.

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO

MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DO ALUNO PÓS-GRADUAÇÃO CARO ALUNO, Seja Bem-Vindo às Escolas e Faculdades QI! Desejamos a você uma excelente jornada de estudos e evolução, tanto no campo profissional, como pessoal. Recomendamos

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1- O QUE É UMA LIGA ACADÊMICA? As Ligas Acadêmicas são entidades sem fins lucrativos. As Ligas Acadêmicas

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios

Especialização em Gestão de Negócios Especialização em Gestão de Negócios e Projetos Rio de Janeiro Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE O Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE visa fortalecer a missão de desenvolver a nossa terra e nossa gente e contribuir para

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário Organizando Voluntariado na Escola Aula 1 Ser Voluntário Objetivos 1 Entender o que é ser voluntário. 2 Conhecer os benefícios de ajudar. 3 Perceber as oportunidades proporcionadas pelo voluntariado. 4

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL. Manual de Estágio CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL. Manual de Estágio CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL Manual de Estágio CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 2010 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL FACSUL Sociedade de Ensino Superior do Leste do Paraná Ltda Diretor Geral Prof. Antonio

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

EDUCAÇÃO SUPERIOR, INOVAÇÃO E PARQUES TECNOLÓGICOS

EDUCAÇÃO SUPERIOR, INOVAÇÃO E PARQUES TECNOLÓGICOS EDUCAÇÃO SUPERIOR, INOVAÇÃO E PARQUES TECNOLÓGICOS Jorge Luis Nicolas Audy * A Universidade vem sendo desafiada pela Sociedade em termos de uma maior aproximação e alinhamento com as demandas geradas pelo

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS TERMOS DE REFERÊNCIA Versão 17/07/2012 No âmbito de um processo

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO DO CAFÉ

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO DO CAFÉ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO DO CAFÉ SÃO PAULO AGOSTO/2007 1. APRESENTAÇÃO A Universidade do Café/PENSA e a Cooxupé apresentam exclusivamente para sócios do clube illy do café e/ou cooperados

Leia mais

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Valéria Araújo Quando crianças, adolescentes, jovens e familiares do distrito da Brasilândia

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES

CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES Com a crescente produção de conhecimento e ampliação das possibilidades de atuação profissional, o curso proporciona atividades extra curriculares

Leia mais

CBA. Certification in Business Administration

CBA. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SEREM EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DA FIPP

REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DA FIPP REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DA FIPP BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2015-2º. semestre

MANUAL DO CANDIDATO. PROCESSO SELETIVO 2015-2º. semestre MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2015-2º. semestre Caro Candidato, Este é o manual do processo seletivo para o 2º. semestre de 2015 para os cursos de Licenciatura em Pedagogia e Letras-Língua Portuguesa

Leia mais

Empresa Júnior como espaço de aprendizagem: uma análise da integração teoria/prática. Comunicação Oral Relato de Experiência

Empresa Júnior como espaço de aprendizagem: uma análise da integração teoria/prática. Comunicação Oral Relato de Experiência Empresa Júnior como espaço de aprendizagem: uma análise da integração teoria/prática Elisabete Ap. Zambelo e-mail: elisabete.zambelo@usc.br Daniel Freire e Almeida e-mail: daniel.almeida@usc.br Verônica

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

AIESEC visa promover a paz e o preenchimento das potencialidades humanas.

AIESEC visa promover a paz e o preenchimento das potencialidades humanas. A ORGANIZAÇÃO A AIESEC surgiu após a Segunda Guerra Mundial, em 1948, fundada por estudantes de sete países europeus com o propósito de promover o intercâmbio de técnicas administrativas e de recursos

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

INFORMATIVO SOBRE ENTIDADES ESTUDANTIS

INFORMATIVO SOBRE ENTIDADES ESTUDANTIS PRÓ- DE EXTENSÃO INFORMATIVO SOBRE ENTIDADES ESTUDANTIS Olá! Você já deve ter feito uma dessas perguntas: O que são entidades estudantis? Para que servem? Qual a diferença entre um CA e um DA? Como criar

Leia mais

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário Ministério do Esporte Cartilha do Voluntário O Programa O Brasil Voluntário é um programa de voluntariado coordenado pelo Governo Federal, criado para atender à Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013

Leia mais

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO Apresentação Esta cartilha representa um grito dos educadores, dos estudantes, dos pais, dos trabalhadores e da sociedade civil organizada em defesa da educação pública de qualidade, direito de todos e

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE CNEC FACULDADE CENECISTA DE RIO BONITO FACERB PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO AOS EGRESSOS

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE CNEC FACULDADE CENECISTA DE RIO BONITO FACERB PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO AOS EGRESSOS FFACERB - FFACULLDADE CENECISTTA DE RIO BONITTO ENTIDADE MANTENEDORA: CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE Credenciada pela Portaria 57/09 MEC Publicada no D.O.U. em 14/01/2009 Av. Sete de Maio,

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE

José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE Cabe a denominação de novas diretrizes? Qual o significado das DCNGEB nunca terem sido escritas? Educação como direito Fazer com que as

Leia mais

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com 7 DICAS IMPERDÍVEIS QUE TODO COACH DEVE SABER PARA CONQUISTAR MAIS CLIENTES www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com As 7 dicas imperdíveis 1 2 3 Identificando seu público Abordagem adequada

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO - Pós-Graduação em Finanças e Controladoria

MANUAL DO CANDIDATO - Pós-Graduação em Finanças e Controladoria CONHEÇA A FACCENTRO Educação de excelência de mãos dadas com o mercado de trabalho. Esse é o compromisso da rede de ensino FACCENTRO, que possui mais de 15 anos de tradição e reconhecimento em ensino técnico.

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES B8 PROJETOS EDUCACIONAIS

RELATÓRIO DE ATIVIDADES B8 PROJETOS EDUCACIONAIS RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 B8 PROJETOS EDUCACIONAIS Janeiro de 2014. A B8 Projetos Educacionais conseguiu demonstrar mais uma vez que o Brasil sabe produzir e desenvolver jovens talentos capazes de fazer

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL UNIDADE SANTO AMARO São Paulo, fevereiro de 2012 NOSSA MISSÃO Proporcionar acesso a um ensino de qualidade para diferentes segmentos da população, criando vínculos fortes e duradouros

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Reitoria Coordenadoria de Relações Internacionais. Edital No. 010/2014

Reitoria Coordenadoria de Relações Internacionais. Edital No. 010/2014 Edital No. 010/2014 COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS/ SETI - Programa de mobilidade internacional com Utah/EUA Considerando o Memorando de Entendimento entre a Secretaria de Educação do Estado

Leia mais

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP 2014 PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP INTRODUÇÃO A Pró-reitoria de graduação (PROGRAD), a Câmara Central de Graduação (CCG), o Núcleo de Educação à Distância

Leia mais

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA

REGULAMENTO GERAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA REGULAMENTO GERAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2014 São Luís de Montes Belos Goiás Faculdade Montes Belos Curso de Engenharia Agronômica São Luis de Montes Belos - Goiás

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

MBA Marketing de Serviços

MBA Marketing de Serviços MBA Marketing de Serviços Informações - Turma de Agosto 2014 Início das Aulas: 04/08/2014 Dias e horários das aulas: Segunda a sexta-feira das 19h00 às 22h50 (apenas na 1º semana) Quartas e quintas das

Leia mais

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA A concepção que fundamenta os processos educacionais das Instituições da Rede Federal de Educação

Leia mais

Planejamento CPA Metropolitana 2013

Planejamento CPA Metropolitana 2013 Planejamento CPA Metropolitana 2013 1 Planejamento CPA Metropolitana Ano 2013 Denominada Comissão Própria de Avaliação, a CPA foi criada pela Legislação de Ensino Superior do MEC pela Lei 10.861 de 10

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) procura

Leia mais

Coletiva de Imprensa Apresentação de resultados São Paulo, 23 de maio de 2013

Coletiva de Imprensa Apresentação de resultados São Paulo, 23 de maio de 2013 Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação Pesquisa TIC Educação 2012 Pesquisa sobre o uso das TIC nas escolas brasileiras Coletiva de Imprensa Apresentação de resultados

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COM UTAH/EUA. EDITAL n 004/2014 ERI ESCRITÓRIO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COM UTAH/EUA. EDITAL n 004/2014 ERI ESCRITÓRIO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL COM UTAH/EUA EDITAL n 004/2014 ERI ESCRITÓRIO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS EDITAL DE ABERTURA PARA INSCRIÇÃO NO PROGRAMA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL ENTRE O ESTADO DE

Leia mais

OLIMPIADAS DE MATEMÁTICA E O DESPERTAR PELO PRAZER DE ESTUDAR MATEMÁTICA

OLIMPIADAS DE MATEMÁTICA E O DESPERTAR PELO PRAZER DE ESTUDAR MATEMÁTICA OLIMPIADAS DE MATEMÁTICA E O DESPERTAR PELO PRAZER DE ESTUDAR MATEMÁTICA Luiz Cleber Soares Padilha Secretaria Municipal de Educação de Campo Grande lcspadilha@hotmail.com Resumo: Neste relato apresentaremos

Leia mais

EaD como estratégia de capacitação

EaD como estratégia de capacitação EaD como estratégia de capacitação A EaD no processo Ensino Aprendizagem O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (tics) deu novo impulso a EaD, colocando-a em evidência na última

Leia mais

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br

Al. dos Pamaris, 308 Moema São Paulo / SP - CEP: 04086-020 Fone: 11 5535-1397 Fax: 11 5531-5988 www.humus.com.br PALESTRAS E CURSOS IN COMPANY PARA O ENSINO SUPERIOR ACADÊMICOS A Coordenação de Curso e sua Relevância no Processo de Competitividade e Excelência da IES Acessibilidade: requisito legal no processo de

Leia mais

ICESP/PROMOVE DEFINE DATAS DOS VESTIBULARES

ICESP/PROMOVE DEFINE DATAS DOS VESTIBULARES Informe Icesp Semanal Ano VI nº 52 02/05/14 ICESP/PROMOVE DEFINE DATAS DOS VESTIBULARES A diretoria acadêmica divulga as datas dos vestibulares agendados e tradicionais do segundo semestre de 2014 Informe

Leia mais

Edital de Candidatura Processo Seletivo Trainees 1º semestre de 2013

Edital de Candidatura Processo Seletivo Trainees 1º semestre de 2013 Edital de Candidatura Processo Seletivo Trainees 1º semestre de 2013 Edital de Candidatura Processo Seletivo Trainees 1º semestre de 2013 Das considerações iniciais A Estat Júnior - Consultoria Estatística

Leia mais

II. Atividades de Extensão

II. Atividades de Extensão REGULAMENTO DO PROGRAMA DE EXTENSÃO I. Objetivos A extensão tem por objetivo geral tornar acessível, à sociedade, o conhecimento de domínio da Faculdade Gama e Souza, seja por sua própria produção, seja

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES As Atividades Complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento, por avaliação, de habilidades, conhecimentos e competências do estudante,

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO - Pós-Graduação em Gestão do Agronegócio

MANUAL DO CANDIDATO - Pós-Graduação em Gestão do Agronegócio CONHEÇA A FACCENTRO Educação de excelência de mãos dadas com o mercado de trabalho. Esse é o compromisso da rede de ensino FACCENTRO, que possui mais de 15 anos de tradição e reconhecimento em ensino técnico.

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Turma de intercâmbio FAPPES na McGill University - Canadá

Turma de intercâmbio FAPPES na McGill University - Canadá Turma de intercâmbio FAPPES na McGill University - Canadá O Programa Futuro Executivo da FAPPES foi concebido para mudar sua vida Se você possui um perfil diferenciado e deseja estudar no exterior, esse

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO - Pós-Graduação em Gestão de Vendas

MANUAL DO CANDIDATO - Pós-Graduação em Gestão de Vendas CONHEÇA A FACCENTRO Educação de excelência de mãos dadas com o mercado de trabalho. Esse é o compromisso da rede de ensino FACCENTRO, que possui mais de 15 anos de tradição e reconhecimento em ensino técnico.

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO DE CEILÂNDIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014

FACULDADE PROJEÇÃO DE CEILÂNDIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 FACULDADE PROJEÇÃO DE CEILÂNDIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 A Direção da Escola de Negócios da Faculdade Projeção de Ceilândia,

Leia mais

A PRESENTAÇÃO SUMÁRIO

A PRESENTAÇÃO SUMÁRIO SUMÁRIO Apresentação Como ter sucesso na educação à distância A postura do aluno online Critérios de Avaliação da aprendizagem do aluno Como acessar a plataforma Perguntas freqüentes A PRESENTAÇÃO O Manual

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIO 2013

PROGRAMA DE ESTÁGIO 2013 PROGRAMA DE ESTÁGIO 2013 Estamos em busca de jovens talentos! Cavalcante Ramos Advogados através do seu programa de estágio tem como objetivo proporcionar ao estagiário o conhecimento das rotinas forenses

Leia mais

Manual de Orientação de Atividades Complementares

Manual de Orientação de Atividades Complementares Manual de Orientação de Atividades Complementares Lei nº 9.131/95 Pareceres 776/07 de 03/12/97 e 583/2001 São Paulo 2015.2 1 1. ATIVIDADES COMPLEMENTARES De acordo com a Lei 9.131 de 1995 e os Pareceres

Leia mais

IAESTE Para você que está antenado com o que o. jovem profissional. Paula Semer Prado Gerente Executiva

IAESTE Para você que está antenado com o que o. jovem profissional. Paula Semer Prado Gerente Executiva IAESTE Para você que está antenado com o que o mercado espera de um jovem profissional Paula Semer Prado Gerente Executiva Sobre a ABIPE Associação Brasileira de Intercâmbio Profissional e Estudantil:

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET 1. DO CONCEITO E PRINCÍPIOS 1.1 As Atividades Complementares são componentes curriculares de caráter acadêmico, científico e cultural cujo foco

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Chile. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Chile. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Chile Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios A Lei nº 20.416 estabelece regras especiais para as Empresas de Menor Tamanho (EMT).

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO 1 SUMÁRIO Lista de Anexos... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 5 3. DEFINIÇÕES... 5 4. OBJETIVOS... 6 5. PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIAS...

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Versão 006 20-mar-15

Versão 006 20-mar-15 Versão 006 20-mar-15 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO (MBA) EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU A Sustentare Escola de Negócios tem como objetivo, desenvolver e prover permanentemente conhecimentos e práticas

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional ROTEIRO PPT DICA: TREINE ANTES O DISCURSO E AS PASSAGENS PARA QUE A APRESENTAÇÃO FIQUE BEM FLUIDA E VOCÊ, SEGURO COM O TEMA E COM A FERRAMENTA. Para acessar cada uma das telas,

Leia mais

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza OConselho da Comunidade Solidária foi criado em 1995 com base na constatação de que a sociedade civil contemporânea se apresenta como parceira indispensável

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

EDITAL PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO JOVEM DA UFPE

EDITAL PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO JOVEM DA UFPE EDITAL PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO JOVEM DA UFPE A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) torna pública, através da Diretoria de Inovação e Empreendedorismo (DINE) da Pró-Reitoria para Assuntos de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO-GERAL DO CENSO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO BÁSICA ORIENTAÇÕES PARA

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA - CESUBE CAPÍTULO I

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA - CESUBE CAPÍTULO I REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA - CESUBE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento disciplina

Leia mais

Orientações para informação das turmas do Programa Mais Educação/Ensino Médio Inovador

Orientações para informação das turmas do Programa Mais Educação/Ensino Médio Inovador Orientações para informação das turmas do Programa Mais Educação/Ensino Médio Inovador 1. Introdução O Programa Mais Educação e o Programa Ensino Médio Inovador são estratégias do Ministério da Educação

Leia mais

Você está em busca de OPORTUNIDADES para iniciar sua carreira?

Você está em busca de OPORTUNIDADES para iniciar sua carreira? Você está em busca de OPORTUNIDADES para iniciar sua carreira? Então chegou o momento de mostrar do que você é capaz! Através do Programa Mega Talentos a Mega Sistemas Corporativos proporciona à jovens

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA I - INTRODUÇÃO Art. 1º Art. 2º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades Complementares do Curso de

Leia mais

Projeto: Atualização da Infra-estrutura de Comunicação por Videoconferência, para promover as Atividades de Pesquisa multicampus.

Projeto: Atualização da Infra-estrutura de Comunicação por Videoconferência, para promover as Atividades de Pesquisa multicampus. FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO (FAPESP) AUXÍLIO À PESQUISA: Reserva Técnica Institucional Faculdade de Engenharia Unesp Campus de Bauru Relatório Científico Processo 2013/24395-4

Leia mais

Escola Superior de Ciências Sociais ESCS

Escola Superior de Ciências Sociais ESCS Escola Superior de Ciências Sociais ESCS Manual do Estágio Supervisionado Curso de Graduação - Licenciatura em História MANUAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Conforme legislação em

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais