RESOLUÇÃO Nº 22, DE 19 DE OUTUBRO DE 2010.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO Nº 22, DE 19 DE OUTUBRO DE 2010."

Transcrição

1 RESOLUÇÃO Nº 22, DE 19 DE OUTUBRO DE FIXA O VALOR DA ANUIDADE, FORMAS DE PARCELAMENTO E PAGAMENTO, MULTAS E PREÇOS PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2011, NO ÂMBITO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL-SEÇÃO PARÁ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Conselho Seccional do Pará da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, em sessão realizada no dia 19 de outubro 2010, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 8, inciso, IX da Lei nº 8.906, de 4 de julho de 1994, e art. 55, 1º, do Regulamento Geral do EOAB, por unanimidade, RESOLVE: Art. 1º A anuidade para o exercício de 2011 dos advogados inscritos perante a Seção do Pará da Ordem dos Advogados do Brasil, a partir do 5º ano de inscrição, é devida nos valores e condições a seguir especificados: I- R$ 600,00 (seiscentos reais), em uma parcela, para pagamento até 05 de fevereiro de 2011; II- III- R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais), para pagamento até 05 de março de 2011, à vista ou por meio de cartão de crédito em até 6 (seis) parcelas; R$ 720,00 (setecentos e vinte reais), para pagamento em até 12 (doze) parcelas de R$ 60,00 (sessenta reais), através de carnê, boleto bancário ou cartão de crédito, vencendo a primeira em 15 de janeiro de 2011 e as demais no dia 05 (cinco) dos meses de fevereiro a dezembro de 2011; 1º O advogado que transferir sua inscrição para a OAB/PA em 2011, a partir de 1º de janeiro de 2011, pagará a anuidade "pro rata tempore" aos meses faltantes para completar o exercício, considerado como base de cálculo o valor de R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais) para os advogados com mais de 05 (cinco) anos de inscritos, contando como primeiro ano o da inscrição na seccional de origem, e os demais profissionais, de maneira proporcional de acordo com o art. 2º desta resolução.

2 2º A solicitação de inscrição suplementar nesta Seccional estará sujeita aos mesmos critérios estabelecidos no 1º deste artigo. 3º O advogado adimplente com as anuidades vencidas desde a sua inscrição até o exercício de 2010, e que optar pelo pagamento da anuidade 2011 nos termos dos incisos I e II supra, com valores respectivos de R$ 600,00 (seiscentos reais) e R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais), gozará de desconto extraordinário de 5% (cinco por cento), devendo requerer a emissão de boleto à Tesouraria da OAB, que a emitirá no ato ou enviará via após a verificação da adimplência. Art. 2º Os advogados inscritos em 2011 e aqueles com até quatro anos de inscrição em 31 de dezembro de 2010, considerando-se como primeiro ano o ano da inscrição, poderão pagar a anuidade com os descontos abaixo indicados, tomando-se por base o valor médio de R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais), em quantas parcelas não inferiores a R$ 65,00 (sessenta e cinco reais) resultarem do fracionamento do valor devido: I - os inscritos em 2011 pagarão com 80% (oitenta por cento) de desconto - R$ 130,00 (cento e trinta reais), à vista ou em 02 (duas) parcelas de R$ 65,00 (sessenta e cinco), vencendo a primeira na data da inscrição e a segunda em 30 (trinta) dias; II os inscritos em 2010, com 60% (sessenta por cento) de desconto, no valor de R$ 260,00 (duzentos e sessenta reais), à vista ou em 04 (quatro) parcelas de R$ 65,00 (sessenta e cinco reais), vencendo a primeira em 05 de fevereiro de 2011; III os inscritos em 2009, com 40% (quarenta por cento) de desconto, no valor de R$ 390,00 (trezentos e noventa reais), à vista, ou em 6 (seis) parcelas de R$ 65,00 (sessenta e cinco reais), vencendo a primeira em 05 de fevereiro de 2011; IV os inscritos em 2008 e exercícios anteriores até o limite retroativo de 04 (quatro) anos contados de 31 de dezembro de 2010, com 20% (vinte por cento) de desconto, no valor de R$ 520,00 (quinhentos e vinte reais), à vista, ou em 8 (oito) parcelas de R$ 65,00 (sessenta e cinco reais), vencendo a primeira em 05 de fevereiro de Parágrafo único. Ficam excluídos dos incisos acima os casos de reabertura de inscrições, retorno de licenciamento, cessação de impedimento, incompatibilidade ou sanções disciplinares. Art. 3º A anuidade de 2011, devida pelos inscritos como estagiário, será de R$ 72,00 (setenta e dois reais), para pagamento em quota única em 05 de fevereiro de 2011 ou na data da inscrição.

3 Art. 4º Ficam isentos do pagamento da anuidade de 2011, os advogados que tiverem completado 70 (setenta) anos de idade até 31 de dezembro de 2010 e, cumulativamente, 30 (trinta) anos de contribuição à OAB, contínuos ou não, na mesma data, desde que não estejam inadimplentes em relação a qualquer das anuidades anteriores à aquisição do direito de isenção. Art. 5 o Serão considerados inadimplentes com a anuidade de 2011, os advogados e estagiários que não tiverem pago ou iniciado o pagamento da referida contribuição até 05 de março de 2011, nas modalidades previstas na presente Resolução, devendo pagar os valores integrais respectivos, considerando como base o valor de R$ 720,00 (setecentos e vinte reais) para advogados e R$ 72,00 (setenta e dois reais), para estagiários, acrescido de multa de 2% (dois por cento) e juros de 1% (um por cento) ao mês até a data do efetivo pagamento. Parágrafo único. O advogado que optar pelo parcelamento, será considerado inadimplente se deixar de pagar qualquer parcela da anuidade na data do vencimento. Art. 6º Os débitos relativos às anuidades anteriores a 2011 deverão ser pagos com acréscimo de juros de mora de 1% (um por cento) ao mês, atualização monetária pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC e multa de 2% (dois), considerando os valores fixados nas respectivas resoluções. 1º Os valores de que trata este artigo poderão ser parcelados conforme resoluções específicas que a Diretoria deverá editar até 31/12/2010. Art. 7º Em qualquer hipótese de negociação, o atraso no pagamento de duas parcelas sucessivas ou alternadas, implicará na rescisão do acordo e na revogação de quaisquer benefícios ou descontos concedidos, devendo ser revigorados os valores originalmente parcelados, deduzidos os valores já quitados e atualizados monetariamente. Parágrafo único. Havendo inadimplência da negociação de que trata o caput do artigo, o débito existente somente poderá ser renegociado com o pagamento de no mínimo 30% (trinta por cento) do total do valor devido.

4 Art. 8º O advogado que esteja respondendo a processo disciplinar, por inadimplência de anuidade, somente poderá negociar seus débitos com o pagamento de 20% (vinte por cento) do valor total da dívida. Parágrafo único. O advogado que estiver cumprindo pena de suspensão por inadimplência e negociar o débito terá restabelecido o direito ao exercício profissional, não podendo incorrer em atraso no pagamento de qualquer parcela sob pena de imediato vencimento antecipado das parcelas vincendas e restabelecimento da suspensão. Art. 9º Fica aprovada a Tabelas de Preços de Serviços e inscrições para o exercício de 2011, constante no Anexo I, que é parte integrante desta Resolução. Art. 10. Os casos omissos nesta Resolução serão resolvidos pela diretoria da Seccional do Pará Art. 11. Esta Resolução entra em vigor a partir de 1 o de janeiro de Sala de Sessões da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Pará, Dr. Aldebaro Klautau, em 19 de outubro de Jarbas Vasconcelos Presidente da OAB-PA

5 ANEXO I, A RESOLUÇÃO Nº 22, DE 19 DE OUTUBRO DE TABELA DE PREÇOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2011 Copia de documento (por folha) R$ 0,15 Autenticação de documentos R$ 3,00 Envio de cartão pelo correio R$ 15,00 Taxa de cancelamento e licenciamento R$ 65,00 Levantamento de licenciamento R$ 65,00 Segunda Via Certificado Exame de Ordem R$ 15,00 Expedição de certidões de quaisquer natureza R$ 25,00 Registro de Sociedade R$ 720,00 Registro de Alteração e outros Atos Societários R$ 170,00 Registro de Contrato de Advogado Associado R$ 65,00 Averbação de Advogados R$ 30,00 Registro de Livro Diário R$ 150,00 Aluguel do auditório R$ 800,00 Exame de Ordem R$ 200,00 Mala Direta (Etiqueta) R$ 5.000,00 Mala Direta (Etiqueta) para advogado R$ 3.000,00 Carteira vermelha R$ 45,00 Cartão de Identidade R$ 30,00 Taxa Administrativa R$ 20,00 TABELA DE INSCRIÇÃO 01 INSCRIÇÃO DE ADVOGADOS: 02 INSCRIÇÃO DE ESTAGIARIO: Taxa de Inscrição R$ 20,00 03 INSCRIÇÃO SUPLEMENTAR: Averbação R$ 20,00 04 INSCRIÇÃO POR TRANSFERÊNCIA: Sala de Sessões da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Pará, Dr. Aldebaro Klautau, em 19 de outubro de Jarbas Vasconcelos Presidente da OAB-PA

RESOLUÇÃO Nº03/2014. I para a anuidade do ano de inscrição, 50% (cinquenta por cento) = R$ 300,00(Trezentos Reais) ;

RESOLUÇÃO Nº03/2014. I para a anuidade do ano de inscrição, 50% (cinquenta por cento) = R$ 300,00(Trezentos Reais) ; RESOLUÇÃO Nº03/2014 Fixa o valor das contribuições obrigatórias para o ano de 2015 e dá outras providências. O CONSELHO SECCIONAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EM ALAGOAS, no uso das atribuições legais,

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 003/2016/OAB/RO

RESOLUÇÃO nº 003/2016/OAB/RO RESOLUÇÃO nº 003/2016/OAB/RO Fixa a anuidade para o exercício financeiro do ano de 2017 e dá outras providências O Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Rondônia, em Sessão Ordinária

Leia mais

TABELA DE ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2013

TABELA DE ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 001, DE 24 DE JANEIRO DE 2013. Dispõe sobre a TABELA DE ANUIDADE, TAXAS E EMOLUMENTOS para o EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2013. O CONSELHO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECÇÃO DO CEARÁ, em

Leia mais

Dispõe sobre a concessão de parcelamento e desconto sobre juros e multa de débitos junto a OAB/GO, de exercícios anteriores a 2013.

Dispõe sobre a concessão de parcelamento e desconto sobre juros e multa de débitos junto a OAB/GO, de exercícios anteriores a 2013. RESOLUÇÃO DO CONSELHO SECCIONAL Nº 08 /2013 Dispõe sobre a concessão de parcelamento e desconto sobre juros e multa de débitos junto a OAB/GO, de exercícios anteriores a 2013. O Conselho Seccional da Ordem

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 06/2016. Art. 1º Fica aprovada a seguinte TABELA DE ANUIDADES, TAXAS e EMOLUMENTOS a vigorar durante o exercício financeiro do ano 2017.

RESOLUÇÃO Nº 06/2016. Art. 1º Fica aprovada a seguinte TABELA DE ANUIDADES, TAXAS e EMOLUMENTOS a vigorar durante o exercício financeiro do ano 2017. RESOLUÇÃO Nº 06/2016 Dispõe sobre a TABELA DE ANUIDADE, TAXAS E EMOLUMENTOS para o EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2017. O CONSELHO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECÇÃO DO CEARÁ, em sua 6ª Sessão Ordinária,

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº10/2016

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº10/2016 PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº10/2016 Fixa anuidade para o exercício do ano de 2017, dispõe sobre a forma de pagamento e institui a tabela de emolumentos a serem observados para obtenção dos serviços no âmbito

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seção de Mato Grosso do Sul

Ordem dos Advogados do Brasil Seção de Mato Grosso do Sul RESOLUÇÃO OAB/MS n. 14/2016 Ordem dos Advogados do Brasil Fixa a anuidade de 2017, disciplina sua cobrança e dá outras providências. Considerando Ofício Circular nº 026/2016 do Conselho Federal da Ordem

Leia mais

RESOLUÇÃO - N.º DE-001/2007 DO VALOR DAS ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2007 DA FORMA DE PAGAMENTO DAS ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2007

RESOLUÇÃO - N.º DE-001/2007 DO VALOR DAS ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2007 DA FORMA DE PAGAMENTO DAS ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2007 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia RESOLUÇÃO - N.º DE-001/2007 A DIRETORIA EXECUTIVA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL DO ESTADO DA BAHIA, ad referendum do Conselho Pleno,

Leia mais

RESOLUÇÃO CRESS Nº 38/2016

RESOLUÇÃO CRESS Nº 38/2016 RESOLUÇÃO CRESS Nº 38/2016 FIXA A ANUIDADE DE 2017 O Conselho Regional de Serviço Social - CRESS 12ª Região, em Reunião de Diretoria, realizada no dia 03 de novembro de 2016, no uso de suas atribuições

Leia mais

ARTIGO 65 DA LEI Nº , DE 11 DE JUNHO DE Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial ARTIGO 65

ARTIGO 65 DA LEI Nº , DE 11 DE JUNHO DE Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial ARTIGO 65 ARTIGO 65 LEI Nº 12.249, DE 11 DE JUNHO DE 2010 Art. 65. Poderão ser pagos ou parcelados, em até 180 (cento e oitenta) meses, nas condições desta Lei, os débitos administrados pelas autarquias e fundações

Leia mais

DECRETO Nº , DE 10 DE MARÇO DE 2016.

DECRETO Nº , DE 10 DE MARÇO DE 2016. DECRETO Nº 19.332, DE 10 DE MARÇO DE 2016. Regulamenta a Lei nº 12.005, de 11 de fevereiro de 2016, que permite às instituições conveniadas com o Município ou mantidas pelo Estado e cadastradas como beneficiárias

Leia mais

DECRETO Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015.

DECRETO Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015. DECRETO Nº 19.269, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece o Calendário Fiscal de Arrecadação dos Tributos Municipais, o valor da Unidade Financeira Municipal (UFM) e os preços do metro quadrado de terrenos

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 490, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016

CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 490, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016 Publicado no DOU nº 218, 14/11/2016, Seção 1 pag. 269 Publicado no DOU nº 222, 21/11/2016, Seção 1 pág. 127 Publicada no DOU nº 91, 15/05/2017, Seção 1 pág. 225 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 490, DE 01 DE

Leia mais

RESOLUGÃO CFP N 002/98 de 19 de abril de 1998. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

RESOLUGÃO CFP N 002/98 de 19 de abril de 1998. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUGÃO CFP N 002/98 de 19 de abril de 1998 "Altera a Consolidação das Resoluções do Conselho Federal de Psicologia, aprovada pela Resolução CFP N 004/86, de 19 de outubro de 1986." O CONSELHO FEDERAL

Leia mais

DECISÃO da Diretoria Executiva em sua 8ª reunião realizada no dia 11 de novembro de 2015, ad-referendum do Plenário,

DECISÃO da Diretoria Executiva em sua 8ª reunião realizada no dia 11 de novembro de 2015, ad-referendum do Plenário, Publicado no D.O.U. nº 223 de 23/11/2015, Seção 1 pag. 138 e 139 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 472, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2015, (Alterada pela RN 482,09/06/2016) Dispõe sobre os valores das anuidades, taxas

Leia mais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais D E C R E T O N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE 2013 DISCIPLINA O PARCELAMENTO DOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS E NÃO TRIBUTÁRIOS, INSCRITOS OU NÃO EM DÍVIDA ATIVA, DO MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS, DE SUAS AUTARQUIAS

Leia mais

RESOLUÇÃO CRESS Nº 91, de 29 de novembro de 2016.

RESOLUÇÃO CRESS Nº 91, de 29 de novembro de 2016. RESOLUÇÃO CRESS Nº 91, de 29 de novembro de 2016. EMENTA: Estabelece a fixação da anuidade para o exercício de 2017 de pessoa física e de pessoa jurídica e determina outras providências. A Presidente em

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º CP- 008/2007

RESOLUÇÃO N.º CP- 008/2007 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia RESOLUÇÃO N.º CP- 008/2007 Dispõe sobre contribuições, taxas, multas e preços de serviços devidos à OAB-BA, bem como normas correlatas. O CONSELHO

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia RESOLUÇÃO Nº. CP-03/2010

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia RESOLUÇÃO Nº. CP-03/2010 RESOLUÇÃO Nº. CP-03/2010 Dispõe sobre contribuições, taxas, multas e preços de serviços devidos à OAB-BA, bem como normas correlatas. O CONSELHO PLENO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL DO ESTADO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA ANEXO DA DECISÃO PL-2041/2015 (Atualização dos valores de anuidades, serviços e multas para o exercício 2016) SERVIÇOS As taxas de serviços devidas ao Confea e aos Creas no exercício 2016 constam na tabela

Leia mais

DECRETO N , DE 31 DE JULHO DE O Prefeito de Ituiutaba, no uso de suas atribuições, e de conformidade com a legislação em vigor,

DECRETO N , DE 31 DE JULHO DE O Prefeito de Ituiutaba, no uso de suas atribuições, e de conformidade com a legislação em vigor, DECRETO N. 7.672, DE 31 DE JULHO DE 2014 Disciplina o sistema de parcelamento de débito fiscal e dá ouras providências. O Prefeito de Ituiutaba, no uso de suas atribuições, e de conformidade com a legislação

Leia mais

EDITAL DE MATRÍCULA ANO LETIVO DE 2017

EDITAL DE MATRÍCULA ANO LETIVO DE 2017 EDITAL DE MATRÍCULA ANO LETIVO DE 2017 A SOCIEDADE COOPERATIVA DE TRABALHO SÓSTENES PEREIRA DE SCTSPB, mantenedora do - PA, neste ato representada, na forma de seu Estatuto Social e na conformidade do

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA Serviço Público Federal

CONSELHO NACIONAL DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA Serviço Público Federal RESOLUÇÃO CONTER Nº 10, DE 16 DE OUTUBRO DE 2009. Estabelece o valor das anuidades, serviços e multas para o ano de 2010, para as pessoas físicas e jurídicas vinculadas ou não ao sistema CONTER/CRTRs e

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 891/ CONFERE

RESOLUÇÃO Nº 891/ CONFERE RESOLUÇÃO Nº 891/2013 - CONFERE Corrige os valores máximos autorizados pela Lei nº 4.886, de 09.12.1965, com a alteração da Lei nº 12.246, de 27.05.2010, e fixa as anuidades para o exercício de 2014 que

Leia mais

RESOLUÇÃO CONFE nº 250 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2001

RESOLUÇÃO CONFE nº 250 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2001 RESOLUÇÃO CONFE nº 250 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2001 DISPÕE SOBRE O VALOR DE ANUIDADE, TAXAS E MULTAS DEVIDAS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE ESTATÍSTICA PARA O EXERCÍCIO DE 2002. O CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção do Estado da Bahia RESOLUÇÃO Nº. CP 007/2016 Dispõe sobre receitas da OAB, das consequências da mora, bem como dos valores para o exercício de 2017. CONSELHO PLENO DA

Leia mais

RESOLUÇÃO CFESS Nº 724, de 2 de outubro de 2015

RESOLUÇÃO CFESS Nº 724, de 2 de outubro de 2015 RESOLUÇÃO CFESS Nº 724, de 2 de outubro de 2015 EMENTA: Estabelece os patamares mínimo e máximo para fixação da anuidade para o exercício de 2016 de pessoa física e o patamar da anuidade de pessoa jurídica,

Leia mais

RESOLUÇÃO CFESS Nº 658, de 30 de setembro de 2013.

RESOLUÇÃO CFESS Nº 658, de 30 de setembro de 2013. RESOLUÇÃO CFESS Nº 658, de 30 de setembro de 2013. EMENTA: Estabelece os patamares mínimo e máximo para fixação da anuidade para o exercício de 2014 de pessoa física e o patamar da anuidade de pessoa jurídica,

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA RESOLUÇÃO CONFE N.º 311 de 14 de OUTUBRO de 2015. DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDADE, TAXAS E MULTAS DEVIDAS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE ESTATÍSTICA PARA O EXERCÍCIO DE 2016. O CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA,

Leia mais

Resolução nº 287, de 09 de novembro de 2016.

Resolução nº 287, de 09 de novembro de 2016. Resolução nº 287, de 09 de novembro de 2016. Dispõe sobre os valores relativos à cobrança das contribuições parafiscais, emolumentos, multas e Certidões de Acervo Técnico, devidos ao Conselho Regional

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 364, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2008 (Revogada pela Resolução Normativa CFA nº 378, de 18 de novembro de 2009)

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 364, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2008 (Revogada pela Resolução Normativa CFA nº 378, de 18 de novembro de 2009) Publicada no D.O.U. nº 250, de 24/12/08 Seção I, página 199 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 364, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2008 (Revogada pela Resolução Normativa CFA nº 378, de 18 de novembro de 2009) Fixa os valores

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA LEI Nº 559/2015 DATA: 12 DE FEVEREIRO DE 2015 INSTITUI A COBRANÇA DE TAXA DE SERVIÇOS SOBRE ATIVIDADES DE LICENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE CLÁUDIA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO PARANÁ LEI Nº 2.389/2012 EMENTA: Institui o Programa Municipal de Recuperação Fiscal (REFIS) ampliando sua abrangência. A CÂMARA MUNICIPAL DE ALTO PARANÁ, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO

Leia mais

DECRETO N.º DE 07 DE MAIO DE 2014

DECRETO N.º DE 07 DE MAIO DE 2014 Decreto Publicado no D.O.E. de 08.05.2014, pág. 02 Este texto não substitui o publicado no D.O.E Índice Remissivo: Letra I - ICMS. DECRETO N.º 44.780 DE 07 DE MAIO DE 2014 Dispõe sobre o parcelamento e

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015. LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015. Institui o Programa de Recuperação Fiscal Refispoa 2015 e revoga a Lei nº 11.428, de 30 de abril de 2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Faço saber

Leia mais

Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015.

Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015. Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015. Institui o Programa de Recuperação Fiscal REFIS do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Taquaritinga SAAET, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Programa Regularize. Novo prazo para utilização de crédito acumulado

Programa Regularize. Novo prazo para utilização de crédito acumulado Programa Regularize Novo prazo para utilização de crédito acumulado Decreto 47.020/2016 O que é o Programa Regularize? O estado de Minas Gerais publicou o Decreto n.º 46.817/2015, instituindo o Programa

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011.

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. Institui o Programa de Recuperação Fiscal Quatro de Caxias do Sul (REFIS IV Caxias), para pessoas físicas e jurídicas, e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA RESOLUÇÃO CONFE N. º 296 de 08 de NOVEMBRO de 2011. DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDADE, TAXAS E MULTAS DEVIDAS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE ESTATÍSTICA PARA O EXERCÍCIO DE 2012. O CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA,

Leia mais

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei:

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei: Institui o Programa Temporário de Pagamento Incentivado de Débitos para com a Fazenda Pública do Município de Poços de Caldas- POÇOS EM DIA II e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

ATO ADMINISTRATIVO Nº 21 DE 08 DE DEZEMBRO 2010.

ATO ADMINISTRATIVO Nº 21 DE 08 DE DEZEMBRO 2010. ATO ADMINISTRATIVO Nº 21 DE 08 DE DEZEMBRO 2010. Dispõe sobre os valores de Anuidades de Pessoas Físicas e Jurídicas, de Anotação de Responsabilidade Técnica ART, de Serviços e de Multas no exercício de

Leia mais

DECISÃO do Plenário do CFA na 19ª reunião, realizada em 11/12/2003,

DECISÃO do Plenário do CFA na 19ª reunião, realizada em 11/12/2003, RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 287, DE 14 DE JANEIRO DE 2004 (Revogada pela Resolução Normativa CFA n.º 339, de 5 de junho de 2007) Dispõe sobre o parcelamento de anuidades e outros débitos de exercícios

Leia mais

1) do termo final do período de apuração;

1) do termo final do período de apuração; RESOLUÇÃO NO 2.554, DE 17 DE AGOSTO DE 1994 (MG de 18 e ret. em 25) REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 2.880/97 Trata da atualização monetária dos créditos tributários do Estado, da cobrança de juros de mora,

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 11/03

ATO NORMATIVO Nº 11/03 ATO NORMATIVO Nº 11/03 Dispõe sobre os valores das anuidades de pessoas jurídicas a serem pagas ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Espírito Santo Crea ES para o exercício

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 22/12/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 22/12/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061899/2012 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 47998.008319/2011-22 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

OUROCAP MULTI SONHO (OUROCAP PM06H) Processo SUSEP nº / CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO

OUROCAP MULTI SONHO (OUROCAP PM06H) Processo SUSEP nº / CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO U:\Comunicacao\Geral\2009\Comunicação Legal\Condições Gerais\CGPM OUROCAP MULTI SONHO (OUROCAP PM06H) Processo SUSEP nº. 15414.004296/2002-13 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017) Dá nova redação à Instrução Normativa nº 22, de 14 de dezembro de 2015, do Ministério das Cidades, que regulamenta o Programa Carta de

Leia mais

TABELA DE ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2014

TABELA DE ANUIDADES PARA O EXERCÍCIO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 008, DE 05 DE DEZEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a TABELA DE ANUIDADE, TAXAS E EMOLUMENTOS para o EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2014. O CONSELHO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECÇÃO DO CEARÁ, em

Leia mais

MARTA SUPLICY, Prefeita do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei,

MARTA SUPLICY, Prefeita do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETO No. 41.724, 26 DE FEVEREIRO DE 2002 Ano 47 - Número 37 - São Paulo, quarta-feira, 27 de fevereiro de 2002 Diário Oficial do Município de São Paulo Regulamenta a Lei no. 13.283, de 9 de janeiro

Leia mais

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI Dispõe sobre as contribuições devidas para os conselhos profissionais em geral, bem como sobre a forma de cobrança, pelos conselhos, das anuidades e multas por violação da ética. O CONGRESSO

Leia mais

CREA-ES CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CREA-ES CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ATO NORMATIVO Nº 53, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2012 Dispõe sobre as alterações das tabelas de valores referentes ao registro de ART, Serviços, Multas e Anuidades de Pessoas Físicas e Jurídicas devidas ao Crea-ES,

Leia mais

Condições Gerais - Plano PM 60/60H

Condições Gerais - Plano PM 60/60H Premium Cash Condições Gerais GLOSSÁRIO Condições Gerais - Plano PM 60/60H Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma

Leia mais

ANEXO III - EDITAL Nº 067/2016

ANEXO III - EDITAL Nº 067/2016 ANEXO III - EDITAL Nº 067/2016 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DO PARÁ - ACEPA CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ CESUPA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO NOME

Leia mais

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU )

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU ) PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU 30.06.2010) Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 197 DE 01/11/ CAS

RESOLUÇÃO N o 197 DE 01/11/ CAS RESOLUÇÃO N o 197 DE 01/11/2016 - CAS Estabelece as normas do Departamento Financeiro em relação ao atendimento dos alunos e egressos da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS),

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº CRC-CE 0494/2007*

RESOLUÇÃO Nº CRC-CE 0494/2007* RESOLUÇÃO Nº CRC-CE 0494/2007* RESTABELECE OS EFEITOS DA RESOLUÇÃO CRCCE Nº 479/2006, TORNANDO VALIDA A CONCESSÃO PARCIAL DE REDUÇÃO DOS ACRESCIMOS REFERENTES AOS DÉBITOS ANTERIORES AO EXERCÍCIO DE 2007,

Leia mais

RESOLUÇÃO CONFE N.º 317. de 19 de OUTUBRO de DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDADE, PARA O EXERCÍCIO DE 2017.

RESOLUÇÃO CONFE N.º 317. de 19 de OUTUBRO de DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDADE, PARA O EXERCÍCIO DE 2017. FERAL RESOLUÇÃO CONFE N.º 317 de 19 de OUTUBRO de 2016. DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDA, TAXAS E MULTAS VIDAS AOS S REGIONAIS PARA O EXERCÍCIO 2017. O exercício de FERAL, no suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.674, DE 04 DE JANEIRO DE 2006. Revogada pela Lei nº 7.114, de 05 de novembro de 2009. AUTORIZA OS PODERES DO ESTADO, O TRIBUNAL DE CONTAS E O MINISTÉRIO PÚBLICO, AS AUTARQUIAS E FUNDAÇÕES ESTADUAIS

Leia mais

DECRETO Nº. 922 DE 07DE MAIO DE A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SAQUAREMA, no uso de suas atribuições legais, nos termos da Lei, e

DECRETO Nº. 922 DE 07DE MAIO DE A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SAQUAREMA, no uso de suas atribuições legais, nos termos da Lei, e DECRETO Nº. 922 DE 07DE MAIO DE 2010. Dispõe sobre os critérios para o parcelamento dos créditos tributários ou não, inscritos ou não em Dívida Ativa, e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO

Leia mais

RESOLUÇÃO CCFGTS N 765, DE 09 DE DEZEMBRO DE (DOU de )

RESOLUÇÃO CCFGTS N 765, DE 09 DE DEZEMBRO DE (DOU de ) RESOLUÇÃO CCFGTS N 765, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2014 (DOU de 10.12.2014) Estabelece normas para parcelamento de débito de contribuições devidas ao FGTS e modelo de apresentação de informações da carteira

Leia mais

Cia Itaú de Capitalização. PIC Plano Itaú de Capitalização Condições Gerais GLOSSÁRIO

Cia Itaú de Capitalização. PIC Plano Itaú de Capitalização Condições Gerais GLOSSÁRIO Cia Itaú de Capitalização PIC Plano Itaú de Capitalização Condições Gerais GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento

Leia mais

FAELCE - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS - PLANO CD

FAELCE - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS - PLANO CD FAELCE - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS - PLANO CD 1 - OBJETIVO 1.1 Normatizar e disciplinar os critérios, normas e regras, a serem observados na concessão de empréstimos pessoais (mútuos financeiros)

Leia mais

PARECER JURÍDICO ANUIDADE CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA COBRANÇA - ISENÇÃO

PARECER JURÍDICO ANUIDADE CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA COBRANÇA - ISENÇÃO PARECER JURÍDICO ANUIDADE CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA COBRANÇA - ISENÇÃO Interessado: COSEMS-MG 1. Relatório Trata-se de consulta realizada por diversos municípios do FORUM REGIONAL acerca da legalidade

Leia mais

EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2017.1 Edital de convocação para Inscrição, Seleção e Matrícula de candidato aos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia, Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE OPERAÇÕES COM PARTICIPANTES - SUBPROGRAMA DE EMPRÉSTIMOS PESSOAIS CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS.

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE OPERAÇÕES COM PARTICIPANTES - SUBPROGRAMA DE EMPRÉSTIMOS PESSOAIS CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. REGULAMENTO DO PROGRAMA DE OPERAÇÕES COM PARTICIPANTES - SUBPROGRAMA DE EMPRÉSTIMOS PESSOAIS CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Seção I Das Características Básicas Art. 1º Este Regulamento tem por finalidade

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 212-A DE 2016

SUBSTITUTIVO ADOTADO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 212-A DE 2016 COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 212-A, DE 2016, DO SENADO FEDERAL, QUE ACRESCENTA ART. 101 AO ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS PARA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 28/12/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 28/12/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061900/2012 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46268.004620/2011-49 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010 - DOU DE 03/01/2011 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores

Leia mais

Art. 2º - Os débitos de que trata o artigo anterior, existente para com a Fazenda Municipal, poderão ser pagos de acordo com os seguintes critérios:

Art. 2º - Os débitos de que trata o artigo anterior, existente para com a Fazenda Municipal, poderão ser pagos de acordo com os seguintes critérios: LEI MUNICIPAL N.º 3.993/2015 INSTITUI PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO FISCAL (REFIS) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. RENATO GEMELLI BONADIMAN, Prefeito Municipal, Seberi, Estado do Rio Grande do sul, no uso de suas

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016)

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes do Regulamento da

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA RESOLUÇÃO Nº 1.043, DE 28 DE SETEMBRO DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA RESOLUÇÃO Nº 1.043, DE 28 DE SETEMBRO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 1.043, DE 28 DE SETEMBRO DE 2012 Altera as tabelas de valores referentes ao registro de Anotação de Responsabilidade Técnica, serviços, multas e anuidades de pessoas físicas e jurídicas. O

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Perguntas e respostas frequentes

MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Perguntas e respostas frequentes MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA 1 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA É possível condicionar a nova contratação de plano ao pagamento da dívida pelo ex beneficiário contratante de plano individual/ familiar? Não. É

Leia mais

REGULAMENTO DO EMPRÉSTIMO PESSOAL CAPÍTULO I

REGULAMENTO DO EMPRÉSTIMO PESSOAL CAPÍTULO I REGULAMENTO DO EMPRÉSTIMO PESSOAL CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º - O presente Regulamento disciplina a concessão de empréstimo pessoal aos Participantes do Plano de Benefícios Básico CNPB n.º 19.900.014-83,

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto no art. 14-A e no inciso IV do art. 26 da Lei nº , de 5 de junho de 2001;

CONSIDERANDO o disposto no art. 14-A e no inciso IV do art. 26 da Lei nº , de 5 de junho de 2001; ANTT - AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES DIRETORIA RESOLUÇÃO Nº /06 DATA: /10/2006 Estabelece procedimentos de registro e fiscalização, institui infrações e sanções referentes ao Registro Nacional

Leia mais

Referência: Decreto Estadual-RJ nº /14 - ICM e ICMS - Parcelamento - Redução de multas e acréscimos legais Disposições.

Referência: Decreto Estadual-RJ nº /14 - ICM e ICMS - Parcelamento - Redução de multas e acréscimos legais Disposições. Rio de Janeiro, 08 de maio de 2014 Of. Circ. Nº 134/14 Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.780/14 - ICM e ICMS - Parcelamento - Redução de multas e acréscimos legais Disposições. Senhor Presidente, Fazendo

Leia mais

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DA PREVIDENCIA SOCIAL E SALÁRIO FAMÍLIA Portaria Interministerial MTPS/MF nº 1/2016, de 8 de janeiro de 2016.

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DA PREVIDENCIA SOCIAL E SALÁRIO FAMÍLIA Portaria Interministerial MTPS/MF nº 1/2016, de 8 de janeiro de 2016. Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Di Informativo 02/2016 TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DA PREVIDENCIA SOCIAL E SALÁRIO FAMÍLIA Portaria Interministerial MTPS/MF nº 1/2016, de 8 de janeiro de 2016.

Leia mais

EDITAL N.º 005/2015 PROCESSO DE MATRÍCULAS - EDUCAÇÃO BÁSICA ANO LETIVO DE 2016

EDITAL N.º 005/2015 PROCESSO DE MATRÍCULAS - EDUCAÇÃO BÁSICA ANO LETIVO DE 2016 EDITAL N.º 005/2015 PROCESSO DE MATRÍCULAS - EDUCAÇÃO BÁSICA ANO LETIVO DE 2016 Profª. Maria Isabel Alves Dumaresq, Diretora do Colégio São Camilo Cardeal Motta, inscrito no CNPJ nº 58.250.689/0034-50,

Leia mais

VIGÊNCIA As margens, na forma definida no item 2.1, vigorarão a partir do mês subseqüente à publicação desta norma.

VIGÊNCIA As margens, na forma definida no item 2.1, vigorarão a partir do mês subseqüente à publicação desta norma. - Autorização de Débito em conta-corrente /3 FINALIDADE Estabelecer critérios e procedimentos relativos à gestão margem consignável, débitos e inadimplência de associados da Associação dos Empregados do

Leia mais

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos.

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação LEI Nº 16.653, DE 23 DE JULHO DE 2009 Altera a Lei nº 13.569,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO ESTADO DA BAHIA Lei n o. 1154 de 22 de maio 2009. Concede Anistia, Remissão e Redução nos pagamentos de Débitos Fiscais nos prazos e condições que menciona. O PREFEITO MUNICIPAL DE PAULO AFONSO aprovou e ou sanciono a

Leia mais

APOSTILAS OBJETIVO TABELA DE PREÇOS 2016

APOSTILAS OBJETIVO TABELA DE PREÇOS 2016 Nome 0 Série: Turma 0 Apresentamos a V.Sas. a tabela de preços para o ano de 2016. Os pais poderão optar pelo plano à vista, plano em 4 parcelas ou pelo plano 7 parcelas. O pedido deverá ser entregue na

Leia mais

PORTARIA Nº 44-N DE 14 DE MAIO DE 1997

PORTARIA Nº 44-N DE 14 DE MAIO DE 1997 PORTARIA Nº 44-N DE 14 DE MAIO DE 1997 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS E RENOVÁVEIS IBAMA, no uso das atribuições que lhe conferem o Art. 24, do anexo I, da

Leia mais

Nova Tabela INSS 2010

Nova Tabela INSS 2010 Nova Tabela INSS 2010 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 - DOU DE 30/06/2010 Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro

Leia mais

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados PROPOSTA DE DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO QUE CONTENHA, NO MÍNIMO, AS INFORMAÇÕES INDICADAS NO ANEXO 9.1.II DA INSTRUÇÃO NORMATIVA CVM n. 481/09 1. Informar o lucro líquido do exercício O lucro

Leia mais

FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DO FAAES - PARA INGRESSANTES PRIMEIRO SEMESTRE 2017

FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DO FAAES - PARA INGRESSANTES PRIMEIRO SEMESTRE 2017 REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DO FAAES - PARA INGRESSANTES PRIMEIRO SEMESTRE 2017 A AJES, mantenedora da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis do Vale do Juruena, Instituto Superior de Educação

Leia mais

Caixa Econômica Federal Ministério da Fazenda VICE-PRESIDÊNCIA DE TRANSFERÊNCIAS DE BENEFÍCIOS SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE FUNDO DE GARANTIA

Caixa Econômica Federal Ministério da Fazenda VICE-PRESIDÊNCIA DE TRANSFERÊNCIAS DE BENEFÍCIOS SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE FUNDO DE GARANTIA Caixa Econômica Federal Ministério da Fazenda VICE-PRESIDÊNCIA DE TRANSFERÊNCIAS DE BENEFÍCIOS SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE FUNDO DE GARANTIA GERÊNCIA NACIONAL DO ATIVO DO FGTS CIRCULAR Nº 391, DE 25 DE

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA RESOLUÇÃO CFFa nº 421 de 25 de outubro de 2012 Dispõe sobre os procedimentos de inscrição em Dívida Ativa e ajuizamento de execução fiscal e dá outras providências. O Conselho Federal de Fonoaudiologia

Leia mais

Quadro Comparativo Resolução n 4.497/16 vs. MCR e Resolução n 4.415/15

Quadro Comparativo Resolução n 4.497/16 vs. MCR e Resolução n 4.415/15 Quadro Comparativo Resolução n 4.497/16 vs. MCR e Resolução n 4.415/15 Manual de Crédito Rural (MCR) RESOLUÇÃO Nº 4.497, DE 31 DE MAIO DE 2016 c) os recursos transferidos devem ser aplicados: I - recursos

Leia mais

LEI Nº. 886, DE 22 DE MARÇO DE 2011

LEI Nº. 886, DE 22 DE MARÇO DE 2011 LEI Nº. 886, DE 22 DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre o Parcelamento de Débitos Tributários e Não Tributários inscritos ou não em Dívida Ativa, concede remissão da multa e juros decorrentes de dívida ativa,

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 346, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2007 (Prazo de vigência expirado em 31 de dezembro de 2008)

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 346, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2007 (Prazo de vigência expirado em 31 de dezembro de 2008) Publicada no D.O.U. nº 239, de 13/12/2007 Seção 1 Página 154 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 346, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2007 (Prazo de vigência expirado em 31 de dezembro de 2008) Dispõe sobre o Programa de

Leia mais

Regulamento. Setor de Processos Revisão 20

Regulamento. Setor de Processos Revisão 20 Regulamento Setor de Processos Revisão 20 Sumário 1. OBJETIVO... 2 2. SOLICITAÇÃO... 2 2.1 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA... 2 3. CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DO UNIMAIS... 4 4. VALOR DO PARCELAMENTO DOS ENCARGOS

Leia mais

DOE: 10/03/2017 LEI Nº , 09 DE MARÇO DE Institui o Programa de Parcelamento Incentivado de Débitos Fiscais, nas condições que especifica.

DOE: 10/03/2017 LEI Nº , 09 DE MARÇO DE Institui o Programa de Parcelamento Incentivado de Débitos Fiscais, nas condições que especifica. 1 de 8 11/09/2017 15:25 DOE: 10/03/2017 LEI Nº 10.628, 09 DE MARÇO DE 2017 * Alterada pela Lei n.º 10.713, de 25 de julho de 2017, DOE 26/07/17. Institui o Programa de Parcelamento Incentivado de Débitos

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O Prefeitura Municipal de Jaciara INSTRUÇÃO NORMATIVA STB SISTEMA DE TRIBUTOS / DIVIDA ATIVA Nº. 002/2010 Versão: 01 Aprovação em: 23/12/2010 Ato de aprovação: Decreto n.º 2895/2010 Unidade Responsável: Secretaria Municipal de Finanças/

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013. Estabelece procedimentos a serem adotados pelos estabelecimentos bancários quanto à arrecadação de tributos e demais receitas do município. CAPÍTULO

Leia mais

Big Din Din da Amizade

Big Din Din da Amizade Big Din Din da Amizade CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP Nº 041, de 21 de setembro de 1984 Aprova as Condições Especiais de Seguro de Quebra de Garantia para Consórcio Destinados à Aquisição de Veículos (ramo

Leia mais