11/03/2016 Hábitos de hidratação e alteração hídrica corporal em praticantes de caminhada da cidade de Coari, AM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "11/03/2016 Hábitos de hidratação e alteração hídrica corporal em praticantes de caminhada da cidade de Coari, AM"

Transcrição

1 11/03/2016 Hábitos de hidratação e alteração hídrica corporal em praticantes de caminhada da cidade de Coari, AM Hábitos de hidratação e alteração hídrica corporal em praticantes de caminhada da cidade de Coari, AM Hábitos de hidratación y cambios hídricos corporales en practicantes de caminata urbana de Coari, AM Hydration habits and body water change to regular walkers in Coari city, AM *Acadêmico do curso de nutrição do Instituto de Saúde e Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas/UFAM ** Professora Adjunta do Instituto de Saúde e Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas/UFAM (Brasil) William Charleston Azevedo Nunes* Grasiely Faccin Borges** Resumo O presente estudo teve como objetivo verificar os hábitos de hidratação dos praticantes de caminhada na cidade de Coari AM Brasil. Foi utilizado um questionário sobre caminhada e hidratação, foi aferido à estatura e o peso corporal antes e após a caminhada. Foram entrevistados 130 indivíduos praticantes da caminhada, com idade média de 34,23 ± 11,60 anos, entre eles 73 (56,15%) eram do sexo feminino e 57 (43,84%) do sexo masculino. Os praticantes da caminhada na cidade de Coari AM apresentaram baixa perda hídrica corporal após a execução da atividade física, relataram hábitos de hidratação antes (85,38%) e após a prática de exercício (93,84%). A hidratação durante o exercício poderia ser melhorada, pois menos da metade afirmaram fazer uso dessa prática. Unitermos: Hidratação. Atividade motora. Caminhada. Abstract The purpose of this study was to verify the habits of hydration of the practitioners of walk in Coari city AM Brazil. We used a questionnaire about walking and hydration, height and body weight was measured before and after the walk. We interviewed 130 individuals practicing the walk, with a mean age of ± years, including 73(56.15%) female and 57(43.84 %) male. The adepts of walk in Coari AM city had low body water loss after the performance of physical activity, reported hydration habits before (85.38%) and after exercise (93.84%). Hydration during exercise should be improved because under half said they make use of this practice. Keywords: Hydratation. Physical activity. Walking. Recepção: 30/09/2015 Aceitação: 09/12/2015 EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 20, Nº 214, Marzo de / 1 Introdução O estresse térmico ocasionado a uma pessoa durante a prática de atividade física pode gerar dois tipos de respostas: em baixos níveis, pode gerar desconforto e fadiga; em níveis mais altos pode ocasionar redução significativa do desempenho (Silva et al., 2011). A perda de água pelo suor induzido por um exercício físico, além de ser importante na regulação da temperatura do organismo (Powers e Howley, 2001). Além desses agravantes, um estresse térmico muito prolongado pode ocasionar uma diminuição drástica na hidratação, redução esta que pode provocar diminuição do volume do sangue, levando a uma diminuição da pressão sanguínea e afetar o processo transpiratório (Meir et al., 2003). As alterações no equilíbrio hídrico diário são facilmente corrigidas para níveis normais com a hidratação, porém a imposição de exercícios físicos e o estresse ambiental, a taxa de sudorese se eleva durante a prática de exercícios físicos, ocorre uma perda hídrica significativa, podendo comprometer o desempenho e a saúde (Cheuvront e Sawka, 2006; Shirreffs, 2003; Perrella; Noryyuki e Rossi, 2005). O mecanismo de elevação da temperatura corporal pode ser verificado a partir de uma perda de 1% a 2% de líquido. Estudos afirmam que a perda hídrica entre 2% a 4% do peso corporal do indivíduo interfere diretamente no desempenho e na performance, além de ocasionar efeitos colaterais fisiológicos no organismo humano (Brito et al., 2006; Marins e Ferreira, 2005; Drumond et al., 2007; Machado Moreira et al., 2006). Valores acima de 4% do peso corporal podem levar o indivíduo à fadiga térmica e a partir de 6% de perda hídrica aumenta se a probabilidade de choque térmico, coma e até morte (Perrella; Noryyuki e Rossi, 2005). 1/7

2 11/03/2016 Hábitos de hidratação e alteração hídrica corporal em praticantes de caminhada da cidade de Coari, AM Durante vários anos a recomendação feita para evitar a desidratação durante o exercício físico aos atletas e praticantes de atividades físicas era que a cada 15 ou 20 minutos de exercício ingerissem água pura e bebidas esportivas em quantidades fixas ou o máximo de líquidos. Atualmente tem sido verificado que esta estratégia de reidratação, durante o exercício físico, pode ser excessiva ou mesmo prejudicial à saúde das pessoas (Montain et al., 1995; Shirrefs, 2005; Armstrong et al., 1997; Sawka, 2007). Dados recentes têm demonstrado evidências sobre o crescente número de pessoas que são acometidas pela hiponatremia (baixa concentração de sódio plasmático: valores abaixo de 135 meq) durante exercícios físicos prolongados, devido, sobretudo, à hiperidratação (Noakes, 2003). O estado do Amazonas (Brasil) é dotado de clima quente e úmido, o que pode provocar perda hídrica através da sudorese e acarretar em desidratação, alteração do equilíbrio hidroeletrolítico, dificuldade de efetuar a termorregulação, entre outros, representando risco para a saúde e causando uma queda tanto no desempenho esportivo quanto na prática de atividades menos intensas, que é o caso da cidade de Coari AM. O presente trabalho teve como objetivo verificar os hábitos de hidratação e alterações hídricas corporais dos praticantes de caminhada da cidade de Coari AM Brasil. Metodologia Trata se de uma pesquisa descritiva de corte transversal, o qual os dados foram coletados por meio de medidas e entrevistas pessoais em um único momento (Thomas e Nelson, 2002). O estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa com seres humanos da Universidade Federal do Amazonas UFAM, sob o CAEE: Foram incluídos indivíduos de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 18 anos, que praticavam caminhada na estrada Coari Mamiá e que aceitaram participar da pesquisa, responder o questionário e assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Foram entrevistados 130 indivíduos, 57 homens (43,84%) e 73 mulheres (56,15%). Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um questionário com questões relacionadas ao tema caminhada e hidratação. Foi utilizado também estadiômetro e a balança, para verificar a estatura e a massa corporal, em seguida calculou se o Índice de Massa Corporal (kg/m²). A coleta de dados foi realizada na estrada Coari Mamiá na cidade de Coari AM Brasil, nos meses de janeiro e fevereiro de Os dados foram tabulados e realizou se estatística descritiva onde apresentou se média, desvio padrão e porcentagem das variáveis estudadas. Foi utilizado o programa Microsoft Excel. Resultados Foram entrevistados 130 indivíduos praticantes da caminhada, entre eles 73(56,15%) eram do sexo feminino e 57(43,84%) do sexo masculino. Os participantes apresentaram idade média de 34,23 ± 11,60 anos. O sexo masculino apresentou estatura média de 1,70 ± 0,05m, IMC de 28,55 ± 4,60kg/m², classificados como pré obesos. O sexo feminino apresentou estatura média de 1,57 ± 0,05m, IMC médio de 27,40 ± 4,36 Kg/m², classificadas, também como pré obesas. Quanto à escolaridade, 34 (26,15%) possuíam até o ensino fundamental, 83 (63,84%) o ensino médio e 12 (9,23%) possuíam ensino superior. Quando comparado o peso corporal inicial (PI) com o peso corporal final (PF) após a caminhada percebeu se que o sexo masculino teve perca de 0,59 ± 0,54Kg, já o sexo feminino teve um acréscimo de 0,21 ± 0,90Kg, devido à reidratação realizada durante a atividade física. A tabela 1 mostra as alterações hídricas corporais dos participantes comparando o PI com o PF. Tabela 1. Estatura, índice de massa corporal e alteração hídrica corporal dos praticantes de caminhada da cidade de Coari AM Estatura Diferença 2/7

3

4

5

6

7

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 54 NÍVEIS DE DESIDRATAÇÃO NOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA DO MUNICÍPIO DE COARI-AM Luma de Souza Rodrigues 1 Gustavo Bernardes Fanaro 2 RESUMO Introdução: durante a prática de exercício físico, todo

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 223 AVALIAÇÃO DA PERDA HÍDRICA DE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA DE DUAS MODALIDADES DIFERENTES DE UMA ACADEMIA DE SÃO PAULO Daniela D Amico Silvestre de Castro 1 RESUMO Introdução: A prática de exercício

Leia mais

Equilíbrio térmico durante o exercício

Equilíbrio térmico durante o exercício Equilíbrio térmico durante o exercício Objetivo da termorregulação? - Manutenção da temperatura interna constante - Manter a proporção em produção e perda de calor Centro de controle da temperatura? -

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO E INGESTÃO HÍDRICA EM PRATICANTES DE TRIATLO

AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO E INGESTÃO HÍDRICA EM PRATICANTES DE TRIATLO AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO E INGESTÃO HÍDRICA EM PRATICANTES DE TRIATLO Nome dos autores: TAUANE VECHIATO 1 ; TATIENNE NEDER FIGUEIRA DA COSTA 2. 1 Aluna do Curso de Nutrição; Campus de Palmas;

Leia mais

Equilíbrio térmico durante o exercício

Equilíbrio térmico durante o exercício Equilíbrio térmico durante o exercício Objetivo da termorregulação? - Manutenção da temperatura interna constante - Manter a proporção em produção e perda de calor Centro de controle da temperatura? -

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 657 USO DE BEBIDAS ISOTÔNICAS POR PRATICANTE DE ATIVIDADE FÍSICA EM TERESINA-PI Maysa Silva Cavalcante 1 Charllyton Luis Sena da Costa 1 RESUMO A hidratação é importante em diversos momentos do treinamento

Leia mais

O EFEITO DE SEÇÕES DE TREINAMENTO SOBRE O VOLUME DE ÁGUA CORPORAL EM INICIANTES NA MODALIDADE DE GINÁSTICA ARTÍSTICA

O EFEITO DE SEÇÕES DE TREINAMENTO SOBRE O VOLUME DE ÁGUA CORPORAL EM INICIANTES NA MODALIDADE DE GINÁSTICA ARTÍSTICA O EFEITO DE SEÇÕES DE TREINAMENTO SOBRE O VOLUME DE ÁGUA CORPORAL EM INICIANTES NA MODALIDADE DE GINÁSTICA ARTÍSTICA Kleber Souza Ribeiro 1, Gerson Luiz Cleto Dal col 2. RESUMO 1- Acadêmico do curso de

Leia mais

Hidratação e Atividade Física aplicada às Artes Marciais Gashuku Kokushikan - São Roque 06 a 07 maio de Luciana Rossi

Hidratação e Atividade Física aplicada às Artes Marciais Gashuku Kokushikan - São Roque 06 a 07 maio de Luciana Rossi Hidratação e Atividade Física aplicada às Artes Marciais Gashuku Kokushikan - São Roque 06 a 07 maio de 2006 Luciana Rossi Introdução Água É considerada solvente universal; Participa ativamente das reações

Leia mais

HIDRATE-SE: UM OLHAR SOBRE O EXERCÍCIO FÍSICO E AS BEBIDAS ISOTÔNICAS

HIDRATE-SE: UM OLHAR SOBRE O EXERCÍCIO FÍSICO E AS BEBIDAS ISOTÔNICAS HIDRATE-SE: UM OLHAR SOBRE O EXERCÍCIO FÍSICO E AS BEBIDAS ISOTÔNICAS Daniela Coelho Lastória de Godoi Colégio Bandeirantes danielac@colband.com.br Fábio Massaru Gondo Colégio Bandeirantes fabio.gondo@colband.com.br

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. v LISTA DE TABELAS Página TABELA 1 - Categorias de IMC...13 TABELA 2 - Valores do teste Shapiro Wilks... 20 TABELA 3 - Distribuição dos praticantes e não praticantes de futsal segundo calssificação de

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO HÍDRICO DE PARTICIPANTES DE DIFERENTES MODALIDADES ESPORTIVAS

AVALIAÇÃO DO CONSUMO HÍDRICO DE PARTICIPANTES DE DIFERENTES MODALIDADES ESPORTIVAS AVALIAÇÃO DO CONSUMO HÍDRICO DE PARTICIPANTES DE DIFERENTES MODALIDADES ESPORTIVAS CESNIK, M. J. RESUMO: A busca pela qualidade de vida leva a prática de exercícios, onde uma base para obter resultados

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL DE ESCOLARES DA REDE MUNICIPAL DE CAMBIRA- PR

PERFIL NUTRICIONAL DE ESCOLARES DA REDE MUNICIPAL DE CAMBIRA- PR PERFIL NUTRICIONAL DE ESCOLARES DA REDE MUNICIPAL DE CAMBIRA- PR BON, A. D; CECERE, P. F. F. P. RESUMO: Objetivou-se realizar avaliação antropométrica de estudantes de uma escola municipal de Cambira PR.

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 138 MODULAÇÃO NOS NÍVEIS DE HIDRATAÇÃO APÓS A PRÁTICA DO ATLETISMO E PERFORMANCE DE CORRIDA Aender Peres Cardoso 1, Anderson Luis Moreira 2, Crislaine Figueiredo de Paula 2, Luís Henrique S. Oliveira 3,

Leia mais

TÍTULO: EFEITO DA REDUÇÃO DA FREQUÊNCIA SEMANAL NO TREINAMENTO DE FORÇA NO DESEMPENHO DA POTÊNCIA

TÍTULO: EFEITO DA REDUÇÃO DA FREQUÊNCIA SEMANAL NO TREINAMENTO DE FORÇA NO DESEMPENHO DA POTÊNCIA TÍTULO: EFEITO DA REDUÇÃO DA FREQUÊNCIA SEMANAL NO TREINAMENTO DE FORÇA NO DESEMPENHO DA POTÊNCIA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÃO: FACULDADE

Leia mais

Idosos Ativos, Idosos Saudáveis

Idosos Ativos, Idosos Saudáveis INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA Idosos Ativos, Idosos Saudáveis nº693206/10 Orientador: Profª. Doutora Luísa Pedro Prof.ª Adjunta da Escola Superior de

Leia mais

SEMINÁRIO TRANSDISCIPLINAR DA SAÚDE - nº 04 - ano 2016 ISSN:

SEMINÁRIO TRANSDISCIPLINAR DA SAÚDE - nº 04 - ano 2016 ISSN: AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL E CONSUMO ALIMENTAR EM IDOSOS FISICAMENTE ATIVOS Adriene Paiva, Adegmar Magalhães, Caroline Pompeu, Renatha Cristina Martins, Rosana Fortes. Profa. Dra. Centro Universitário

Leia mais

IMPACTO DO IMC SOBRE O DESEMPENHO MOTOR EM ATIVIDADES COM PREDOMINÂNCIA AERÓBIA DE MULHERES ACIMA DE 40 ANOS

IMPACTO DO IMC SOBRE O DESEMPENHO MOTOR EM ATIVIDADES COM PREDOMINÂNCIA AERÓBIA DE MULHERES ACIMA DE 40 ANOS IMPACTO DO IMC SOBRE O DESEMPENHO MOTOR EM ATIVIDADES COM PREDOMINÂNCIA AERÓBIA DE MULHERES ACIMA DE 40 ANOS Ewerton Gassi 1 Gilberto R. A. Silva 2 Vicente P. B. Dalla Déa 2 Poliana Rizzotto de Carvalho

Leia mais

Índice de massa corporal e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos institucionalizados

Índice de massa corporal e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos institucionalizados Índice de massa corporal e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos institucionalizados Cadimiel Gomes¹; Raíla Dornelas Toledo²; Rosimar Regina da Silva Araujo³ ¹ Acadêmico do Curso

Leia mais

TÍTULO: ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DO QUESTIONÁRIO HOLANDES DO COMPORTAMENTO ALIMENTAR

TÍTULO: ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DO QUESTIONÁRIO HOLANDES DO COMPORTAMENTO ALIMENTAR TÍTULO: ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL E AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DO QUESTIONÁRIO HOLANDES DO COMPORTAMENTO ALIMENTAR CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Atividades Motoras para a Promoção da Saúde e Qualidade de Vida/ 2002/2003 Nome Aluno(a)

Leia mais

DESIDRATAÇÃO DE ATLETAS DE NATAÇÃO EM UMA SESSÃO DE TREINAMENTO

DESIDRATAÇÃO DE ATLETAS DE NATAÇÃO EM UMA SESSÃO DE TREINAMENTO DESIDRATAÇÃO DE ATLETAS DE NATAÇÃO EM UMA SESSÃO DE TREINAMENTO DOMAKOSKI, Leonardo. DAL COL Gerson Luiz Cleto 1- Acadêmico do curso de Educação Física, Bacharelado, da Universidade Tuiuti do Paraná (Curitiba,

Leia mais

ACEITAÇÃO DE REFEIÇÕES OFERECIDAS EM HOSPITAL PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS-PR

ACEITAÇÃO DE REFEIÇÕES OFERECIDAS EM HOSPITAL PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS-PR ACEITAÇÃO DE REFEIÇÕES OFERECIDAS EM HOSPITAL PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS-PR RESUMO SANTIAGO, L. M. B.; MARIN, T. O estudo teve como objetivo avaliar o grau de aceitação das refeições oferecidas

Leia mais

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE LESÕES EM CORREDORES DOS 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE LESÕES EM CORREDORES DOS 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS TÍTULO: PREVALÊNCIA DE LESÕES EM CORREDORES DOS 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA AUTOR(ES):

Leia mais

SINTOMAS DE ESTRESSE EM ATLETAS DE VÔLEI DE PRAIA DE ALTO RENDIMENTO

SINTOMAS DE ESTRESSE EM ATLETAS DE VÔLEI DE PRAIA DE ALTO RENDIMENTO SINTOMAS DE ESTRESSE EM ATLETAS DE VÔLEI DE PRAIA DE ALTO RENDIMENTO Ellen Fernanda da Silva Ferreira / UFMT Diego Augusto Nunes Rezende / UFMT Raissa Sporl Boeck / UFMT Paulo Ricardo Martins Nunez / UFMT

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS POR ALUNOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM ACADEMIAS DA CIDADE DE PIRACICABA

UTILIZAÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS POR ALUNOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM ACADEMIAS DA CIDADE DE PIRACICABA UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA JOSÉ BECHARA NETO UTILIZAÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS POR ALUNOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM

Leia mais

CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSOS EM UMA CIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO

CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSOS EM UMA CIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO CORRELAÇÃO ENTRE ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSOS EM UMA CIDADE DO NORDESTE BRASILEIRO Karoline de Lima Alves UFPB/ e-mail: krol_lima_17@hotmail.com 1 Anna Cláudia Freire

Leia mais

A ANÁLISE DOS OBJETIVOS E A RELAÇÃO CINTURA QUADRIL EM PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA

A ANÁLISE DOS OBJETIVOS E A RELAÇÃO CINTURA QUADRIL EM PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA A ANÁLISE DOS OBJETIVOS E A RELAÇÃO CINTURA QUADRIL EM PRATICANTES DE HIDROGINÁSTICA Caroline Oliveira Educação Física carolinetaavares@hotmail.com, Wagner Okano Educação Física Wagner_nl1@hotmail.com,

Leia mais

FATORES ASSOCIADOS À DESISTÊNCIA DE PROGRAMAS MULTIPROFISSIONAIS DE TRATAMENTO DA OBESIDADE EM ADOLESCENTES

FATORES ASSOCIADOS À DESISTÊNCIA DE PROGRAMAS MULTIPROFISSIONAIS DE TRATAMENTO DA OBESIDADE EM ADOLESCENTES FATORES ASSOCIADOS À DESISTÊNCIA DE PROGRAMAS MULTIPROFISSIONAIS DE TRATAMENTO DA OBESIDADE EM ADOLESCENTES Natália Carlone Baldino Garcia (PIBIC/CNPq/UEM), Josiane Aparecida Alves Bianchini, Danilo Fernandes

Leia mais

Erika Reinehr Narayana Reinehr Ribeiro

Erika Reinehr Narayana Reinehr Ribeiro Erika Reinehr Narayana Reinehr Ribeiro Nutricionistas proprietárias da Clínica Salute; Graduadas em Nutrição pela UnB em 2000; Pós-graduadas em Nutrição Esportiva; Pós-graduadas em Fitoterapia; Sócias

Leia mais

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA CRECHE NA CIDADE DE FORTALEZA UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA CRECHE NA CIDADE DE FORTALEZA UM RELATO DE EXPERIÊNCIA CONEXÃO FAMETRO 017: ARTE E CONHECIMENTO XIII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 357-8645 AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA CRECHE NA CIDADE DE FORTALEZA UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Geórgia Maria Serafim de

Leia mais

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DOS USUÁRIOS DE CENTROS DE CONVIVÊNCIA PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE NATAL- RN

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DOS USUÁRIOS DE CENTROS DE CONVIVÊNCIA PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE NATAL- RN PERFIL ANTROPOMÉTRICO DOS USUÁRIOS DE CENTROS DE CONVIVÊNCIA PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE NATAL- RN Ana Paula Araujo de Souza 1 ; Luciana Karla Miranda Lins 2 1 Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 537 DESIDRATAÇÃO DE BOMBEIROS MILITARES APÓS TREINAMENTO DE COMBATE A INCÊNDIO Alessandra Pires da Silva 1, Sonia dos Santos Toriani 1 Erika Dantas de Medeiros Rocha 1, Patricia Carvalho 1 RESUMO A profissão

Leia mais

Hiponatremia e o esporte

Hiponatremia e o esporte Hiponatremia e o esporte *Graduada em Educação Física, UniEvangélica-Anápolis, Goiás **Acadêmica do Curso de Educação Física Universidade Estadual de Goiás, ESEFFEGO/UEG. ***Mestre em Ciências da Saúde;

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE. SUBÁREA: Nutrição INSTITUIÇÃO(ÕES): UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE. SUBÁREA: Nutrição INSTITUIÇÃO(ÕES): UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP TÍTULO: ESTADO NUTRICIONAL DE IDOSOS A PARTIR DA MINI AVALIAÇÃO NUTRICIONAL MAN E BIOIMPEDÂNCIA, EM ACOMPANHAMENTO AMBULATORIAL NA CIDADE DE SÃO PAULO. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E

Leia mais

HYDROMAX Glycerol Powder 65%

HYDROMAX Glycerol Powder 65% HYDROMAX (Glycerol powder 65%) A PHD Innovation Expertise, especialista no desenvolvimento de novos produtos para o setor magistral, foi eleita como o importador e distribuidor autorizado no Brasil para

Leia mais

Professora do Curso de Nutrição - FACISA/UNIVIÇOSA. 5

Professora do Curso de Nutrição - FACISA/UNIVIÇOSA.   5 AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE SUPLEMENTOS ERGOGÊNICOS NUTRICIONAIS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA ACADEMIA DO MUNICÍPIO DE VIÇOSA, MG Vania Pereira Pacheco 1, Luana da Silva Pereira 2, Denise de

Leia mais

IMC DOS ALUNOS DO 4º PERÍODO DO CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS DO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS CAMPI/INHUMAS.

IMC DOS ALUNOS DO 4º PERÍODO DO CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS DO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS CAMPI/INHUMAS. IMC DOS ALUNOS DO 4º PERÍODO DO CURSO TÉCNICO EM ALIMENTOS DO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS CAMPI/INHUMAS. MÁXIMO, Jefferson Jorcelino 1 Introdução: O índice de massa corpórea IMC é uma medida simples do

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO NUTRICIONAL E METABOLISMO RENAL DE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA USUÁRIOS DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES DESTINADOS À ATLETAS.

TÍTULO: AVALIAÇÃO NUTRICIONAL E METABOLISMO RENAL DE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA USUÁRIOS DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES DESTINADOS À ATLETAS. TÍTULO: AVALIAÇÃO NUTRICIONAL E METABOLISMO RENAL DE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA USUÁRIOS DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES DESTINADOS À ATLETAS. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE NUTRIÇÃO E O USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO

TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE NUTRIÇÃO E O USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE NUTRIÇÃO E O USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS POR PRATICANTES

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 562 PERDA HÍDRICA E TAXA DE SUDORESE APÓS O TREINO DE MUAY THAI E JIU-JITSU EM UMA ACADEMIA DE SÃO PAULO Priscila Cimino Loiola 1, Mayara Vieira Benetti 1 Joice Garcia Durante 1, Rogerio Eduardo Tavares

Leia mais

TÍTULO: ACURÁCIA DA ESTIMAÇÃO DO PRÓPRIO TAMANHO CORPORAL E DE OUTROS INDIVÍDUOS E ATIVIDADE FÍSICA EM UNIVERSITÁRIOS

TÍTULO: ACURÁCIA DA ESTIMAÇÃO DO PRÓPRIO TAMANHO CORPORAL E DE OUTROS INDIVÍDUOS E ATIVIDADE FÍSICA EM UNIVERSITÁRIOS TÍTULO: ACURÁCIA DA ESTIMAÇÃO DO PRÓPRIO TAMANHO CORPORAL E DE OUTROS INDIVÍDUOS E ATIVIDADE FÍSICA EM UNIVERSITÁRIOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO:

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica PRÁTICA DA HIDRATAÇÃO E AVALIAÇÃO DOS NÍVEIS DE HIDRATAÇÃO EM ATLETAS IDOSOS DURANTE UMA PROVA DE MEIA MARATONA 451 Doalcei de Jesus 1 André Luiz Estrela 2 RESUMO Introdução: Um adequado estado de hidratação

Leia mais

QUAL O IMC DOS ALUNOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NO IFTM CAMPUS UBERLÂNDIA?

QUAL O IMC DOS ALUNOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NO IFTM CAMPUS UBERLÂNDIA? QUAL O IMC DOS ALUNOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NO IFTM CAMPUS UBERLÂNDIA? Bianca Silva Santos 1 ; Henrique Flausino de Souza 2 ; Maria Eduarda Guedes Coutinho 3 ; Maria Julia Rocha Ferreira

Leia mais

Artigo de revisão: BALANÇO HÍDRICO EM JOGADORES DE FUTEBOL: PROPOSTA DE ESTRATÉGIAS DE HIDRATAÇÃO DURANTE A PRÁTICA ESPORTIVA

Artigo de revisão: BALANÇO HÍDRICO EM JOGADORES DE FUTEBOL: PROPOSTA DE ESTRATÉGIAS DE HIDRATAÇÃO DURANTE A PRÁTICA ESPORTIVA Artigo de revisão: BALANÇO HÍDRICO EM JOGADORES DE FUTEBOL: PROPOSTA DE ESTRATÉGIAS DE HIDRATAÇÃO DURANTE A PRÁTICA ESPORTIVA Ana Paula Muniz Guttierres 1, Jorge Roberto Perrout Lima 2, Antônio José Natali

Leia mais

CONSUMO ALIMENTAR DAS MULHERES DO CENTRO DE MELHOR IDADE E SUA CORRELAÇÃO COM AS DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS (OSTEOPOROSE)

CONSUMO ALIMENTAR DAS MULHERES DO CENTRO DE MELHOR IDADE E SUA CORRELAÇÃO COM AS DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS (OSTEOPOROSE) CONSUMO ALIMENTAR DAS MULHERES DO CENTRO DE MELHOR IDADE E SUA CORRELAÇÃO COM AS DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS (OSTEOPOROSE) Resumo SILVA, I. M.; PAGNAN M. F. A osteoporose afeta 35% das mulheres acima de

Leia mais

PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO EM EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR

PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO EM EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO EM EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR Luis Leandro Farias Pereira¹ leoleandro.ll50@gmail.com Worder Passoni Higino² Pós-graduação em Fisiologia do Exercício - Faculdade Bio Cursos RESUMO

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 618 ESTADO DE HIDRATAÇÃO E USO DE SUPLEMENTOS EM PRATICANTES DE LUTA EM CARUARU-PE Steffany Kelly Pontes Pires 1 Ana Maria Rampeloti Almeida 1 RESUMO Atualmente, muitas pessoas têm praticado mais atividade

Leia mais

Temperatura Corpórea. 40,0 o c. 36,5 o c. Guyton, 2006

Temperatura Corpórea. 40,0 o c. 36,5 o c. Guyton, 2006 Hidratação Temperatura Corpórea 36,5 o c 40,0 o c Guyton, 2006 Temperatura Corpórea A temperatura poderia aumentar em 1 ºC a cada 5 a 8 minutos, impossibilitando a continuação do exercício em menos de

Leia mais

CONSUMO DE ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS E COM ALTO TEOR DE LIPIDEOS POR ESTUDANTES DE NIVEL SUPERIOR

CONSUMO DE ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS E COM ALTO TEOR DE LIPIDEOS POR ESTUDANTES DE NIVEL SUPERIOR CONSUMO DE ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS E COM ALTO TEOR DE LIPIDEOS POR ESTUDANTES DE NIVEL SUPERIOR DIESLEY MARTINS PRADO 1.; NATÁLIA BRANDÃO DOS SANTOS LOURIVAL 2 RESUMO Objetivo: Identificar o consumo

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA PREVALÊNCIA DA OBESIDADE INFANTIL NO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CORNÉLIO PROCÓPIO

DIAGNÓSTICO DA PREVALÊNCIA DA OBESIDADE INFANTIL NO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CORNÉLIO PROCÓPIO DIAGNÓSTICO DA PREVALÊNCIA DA OBESIDADE INFANTIL NO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CORNÉLIO PROCÓPIO Eduardo Silva Pinheiro Neves (PIBIC-Jr/Fundação Araucária), Paulo César Paulino (Orientador),

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica PERFIL ANTROPOMETRICO DE UMA EQUIPE DE NATAÇÃO DE CUIABÁ-MT 322 Rafael Bordini da Silva 1,2, Nina Gimenes M. V. Boura 1,2 RESUMO O objetivo deste estudo foi verificar o perfil antropométrico de atletas

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica AVALIAÇÃO DA PERDA HÍDRICA EM ATLETAS DE NATAÇÃO EM UMA SESSÃO DE TREINAMENTO 317 Nina Gimenes M. V. Boura 1,2, Rafael Bordini da Silva 1,2 RESUMO A natação é um esporte que requer treinamento intenso,

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 61 PERFIL DO PADRÃO DA INGESTÃO DE LÍQUIDOS E VERIFICAÇÃO DA ADEQUAÇÃO DO NÍVEL DE HIDRATAÇÃO EM PRATICANTES DA AULA DE SPINNING EM DUAS ACADEMIAS DO RIO DE JANEIRO. PROFILE OF THE STANDARD OF THE INGESTION

Leia mais

Priscila Pereira Simão O PAPEL DA PERCEPÇÃO DA SEDE COMO PARÂMETRO PARA HIDRATAÇÃO DURANTE O EXERCÍCIO FÍSICO

Priscila Pereira Simão O PAPEL DA PERCEPÇÃO DA SEDE COMO PARÂMETRO PARA HIDRATAÇÃO DURANTE O EXERCÍCIO FÍSICO Priscila Pereira Simão O PAPEL DA PERCEPÇÃO DA SEDE COMO PARÂMETRO PARA HIDRATAÇÃO DURANTE O EXERCÍCIO FÍSICO Belo Horizonte Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional / UFMG 2011 Priscila

Leia mais

APTIDÃO FÍSICA DE IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

APTIDÃO FÍSICA DE IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA APTIDÃO FÍSICA DE IDOSAS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA FERNANDA ROSSATTO LAMEIRA 1 ANGÉLICA DIAS DA ROSA 2 TATIANA VALÉRIA TREVISAN 3 CATI RECKELBERG AZAMBUJA 4 RESUMO Este resumo apresenta o estudo

Leia mais

Período de Realização. De 3 de julho à 15 de setembro de População em geral. Sujeitos da Ação

Período de Realização. De 3 de julho à 15 de setembro de População em geral. Sujeitos da Ação Objetivos: Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição PNSN (1989) O objetivo central desta pesquisa foi apurar os indicadores da situação nutricional da população brasileira. Procurou-se observar quem eram

Leia mais

NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA E DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA DE MOSSORO RN

NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA E DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA DE MOSSORO RN NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA E DESEMPENHO MOTOR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA DE MOSSORO RN JOANA DARK LOPES DE ALMEIDA; lopes_darkinha@hotmail.com ISIS KELLY DOS SANTOS; isisk2@hotmail.com KESLEY

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 74 ESTADO DE HIDRATAÇÃO EM UM TIME DE FUTEBOL PROFISSIONAL FEMININO DO SUL DO PAÍS Pamela Tamara Gomes de Oliveira 1 Simone Bernardes 1 RESUMO Introdução: Um adequado estado de hidratação é de extrema

Leia mais

DÉFICIT HÍDRICO PÓS-TREINO EM JUDOCAS SUBMETIDOS A DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO COM E SEM HIDRATAÇÃO

DÉFICIT HÍDRICO PÓS-TREINO EM JUDOCAS SUBMETIDOS A DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO COM E SEM HIDRATAÇÃO DÉFICIT HÍDRICO PÓS-TREINO EM JUDOCAS SUBMETIDOS A DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO COM E SEM EDUARDO DA SILVA PEREIRA, EDSON SILVA SOARES, ADRIANO CÉSAR CARNEIRO LOUREIRO, NILSON VIEIRA PINTO Instituto

Leia mais

CONSUMO DE SUPLEMENTOS PROTEICOS EM FREQUENTADORES DE ACADEMIA

CONSUMO DE SUPLEMENTOS PROTEICOS EM FREQUENTADORES DE ACADEMIA CONSUMO DE SUPLEMENTOS PROTEICOS EM FREQUENTADORES DE ACADEMIA LUANA CRISTINA SITTA 1 ; NATÁLIA LOURIVAL BRANDÃO 2 RESUMO Objetivo: O objetivo desse trabalho foi avaliar o consumo de suplementos proteicos

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 30 DÉFICIT HÍDRICO PÓS-TREINO EM JUDOCAS SUBMETIDOS A DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO COM E SEM HIDRATAÇÃO Eduardo da Silva Pereira 1 Edson Silva Soares 2 Adriano César Carneiro Loureiro 3 Nilson

Leia mais

ANTROPOMETRIA, FLEXIBILIDADE E DESEMPENHO MOTOR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE FUTSAL.

ANTROPOMETRIA, FLEXIBILIDADE E DESEMPENHO MOTOR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE FUTSAL. ANTROPOMETRIA, FLEXIBILIDADE E DESEMPENHO MOTOR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE FUTSAL. Diagnes Marostica 1 ; Everton Paulo Roman 2 Resumo Introdução: As questões que envolvem

Leia mais

Recepção: 06/08/2014 Aceitação: 27/10/2014. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 19, Nº 202, Marzo de

Recepção: 06/08/2014 Aceitação: 27/10/2014. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 19, Nº 202, Marzo de Lecturas: Educación Física y Deportes, Revista Digital. Buenos Aires, Año 20, Nº 202, Marzo de 2015. http://www.efdeportes.com/efd202/composicao-corporal-de-individuos-em-uma-academia.htm Análise da composição

Leia mais

ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL ÍNDICE DE QUADROS... III ÍNDICE DE FIGURAS... VIII ÍNDICE DE GRÁFICOS... IX ABREVIATURAS.. X RESUMO... XI ABSTRACT...

ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL ÍNDICE DE QUADROS... III ÍNDICE DE FIGURAS... VIII ÍNDICE DE GRÁFICOS... IX ABREVIATURAS.. X RESUMO... XI ABSTRACT... ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL ÍNDICE DE QUADROS... III ÍNDICE DE FIGURAS... VIII ÍNDICE DE GRÁFICOS... IX ABREVIATURAS.. X RESUMO... XI ABSTRACT... XII 1. INTRODUÇÃO... Erro! Marcador não 2. REVISÃO DE LITERATURA...

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO DE JOGADORES DE BASQUETEBOL.

AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO DE JOGADORES DE BASQUETEBOL. 11 AVALIAÇÃO DO ESTADO DE HIDRATAÇÃO DE JOGADORES DE BASQUETEBOL. Laís Kuaye 1 ; Louisiana Parente Candido 1 ; Nathalia Stefani de Melo 1 ; Marcia Nacif 2 RESUMO Introdução: Durante a atividade física,

Leia mais

Avaliação eletrocardiográfica e da atividade barorreflexa em graduandos do curso de Educação Física do IF Sudeste de Minas - Câmpus Barbacena.

Avaliação eletrocardiográfica e da atividade barorreflexa em graduandos do curso de Educação Física do IF Sudeste de Minas - Câmpus Barbacena. Avaliação eletrocardiográfica e da atividade barorreflexa em graduandos do curso de Educação Física do IF Sudeste de Minas - Câmpus Barbacena. Renato Augusto da Silva 1, Rodolfo Inácio Meninghin da Silva

Leia mais

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA 1 LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA COMPARAÇÃO DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADOLESCENTES PRATICANTES DE VOLEIBOL, DOS ANOS 1997 E 2009, PARTICIPANTES DO PROGRAMA ESPORTE CIDADÃO UNILEVER Artigo apresentado como

Leia mais

Revista Digital - Buenos Aires - Año 11 - N Diciembre de 2006

Revista Digital - Buenos Aires - Año 11 - N Diciembre de 2006 Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Análise do comportamento da freqüência cardíaca durante testes de esforço máximo em diferentes ergômetros

Leia mais

Riscos da Exposição à Luz do Sol

Riscos da Exposição à Luz do Sol Riscos da Exposição à Luz do Sol Riscos à saúde fazem com que a proteção solar seja essencial no trabalho desenvolvido a céu aberto. A radiação ultravioleta (UV) está nos atingindo constantemente, proveniente

Leia mais

Acadêmica do curso de Educação Física, Bacharelado e Licenciatura, Unijui. 3

Acadêmica do curso de Educação Física, Bacharelado e Licenciatura, Unijui. 3 PERFIL DAS PESSOAS QUE REALIZAM CAMINHADA EM PARQUE DE SANTA ROSA/RS: UM ESTUDO PILOTO. 1 PROFILE OF PEOPLE WHO WALK IN SANTA ROSA PARK / RS: A PILOT STUDY. Mônica Cecilia Engel 2, Rafael Luis Malakowski

Leia mais

IDADE GESTACIONAL, ESTADO NUTRICIONAL E GANHO DE PESO DURANTE A GESTAÇÃO DE PARTURIENTES DO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PELOTAS RS

IDADE GESTACIONAL, ESTADO NUTRICIONAL E GANHO DE PESO DURANTE A GESTAÇÃO DE PARTURIENTES DO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PELOTAS RS IDADE GESTACIONAL, ESTADO NUTRICIONAL E GANHO DE PESO DURANTE A GESTAÇÃO DE PARTURIENTES DO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PELOTAS RS Autor(es): LEIVAS, Vanessa Isquierdo; GONÇALVES, Juliana Macedo;

Leia mais

INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS E O RISCO DE DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM UM GRUPO DE IDOSOS PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO

INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS E O RISCO DE DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM UM GRUPO DE IDOSOS PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO INDICADORES ANTROPOÉTRICOS E O DE DESENVOLVIENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES E U GRUPO DE IDOSOS PRATICANTES DE EXERCÍCIO ÍSICO rancisco Régis da Silva¹, Isabela Geísa Nogueira Costa¹, Jaques Luis Casagrande,

Leia mais

PERFIL SOCIAL E DA APTIDÃO FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDÊNTES NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO - PE

PERFIL SOCIAL E DA APTIDÃO FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDÊNTES NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO - PE PERFIL SOCIAL E DA APTIDÃO FUNCIONAL DE IDOSOS RESIDÊNTES NO MUNICÍPIO DE TRIUNFO - PE INTRODUÇÃO JOSÉ MORAIS SOUTO FILHO SESC, Triunfo,Pernambuco, Brasil jmfilho@sescpe.com.br O Brasil vem sofrendo nas

Leia mais

PERFIL DO ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DOS ESCOLARES INGRESSOS NO INSTITUTO FEDERAL DO TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins

PERFIL DO ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DOS ESCOLARES INGRESSOS NO INSTITUTO FEDERAL DO TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins PERFIL DO ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DOS ESCOLARES INGRESSOS NO INSTITUTO FEDERAL DO TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins Gabriela de Medeiros Cabral 1, Avelino Pereira Neto 2 1 Professora do Ensino Básico,

Leia mais

Weliton Nepomuceno Rodrigues 2, Larissa Luiza Fonseca Ferreira 2, Eliangela Saraiva Oliveira Pinto 3

Weliton Nepomuceno Rodrigues 2, Larissa Luiza Fonseca Ferreira 2, Eliangela Saraiva Oliveira Pinto 3 254 Weliton Nepomuceno Rodrigues et al. SITUAÇÃO DE SAÚDE DOS ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA DA REDE ESTADUAL DE VIÇOSA MG 1 Weliton Nepomuceno Rodrigues 2, Larissa Luiza Fonseca Ferreira 2, Eliangela Saraiva

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: RELAÇÃO ENTRE INATIVIDADE FÍSICA E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL EM CRIANÇAS DA REDE MUNICIPAL DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO PE.

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: RELAÇÃO ENTRE INATIVIDADE FÍSICA E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL EM CRIANÇAS DA REDE MUNICIPAL DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO PE. EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: RELAÇÃO ENTRE INATIVIDADE FÍSICA E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL EM CRIANÇAS DA REDE MUNICIPAL DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO PE. RAMON WAGNER BARBOSA DE HOLANDA PABLO RUDÁ FERREIRA BARROS

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS Cristina Marques de Almeida Holanda¹, Michele Alexandre da Silva². Universidade Federal da Paraíba - UFPB cristinamahd@gmail.com¹, michelebr@live.com

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1

PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1 PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1 TEIXEIRA, Giselle 2 ; BOSI, Greice 2 ; FONTOURA, Ethiene 2 ; MUSSOI, Thiago 2 ; BLASI,

Leia mais

Água o componente fundamental!

Água o componente fundamental! Ms. Sandro de Souza Água o componente fundamental! Claude Bernard, no século XIX, foi o primeiro fisiologista a elucidar a quantidade de líquidos no corpo humano. Posteriormente os líquidos foram compartimentalizados

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR DE MULHERES QUE REALIZAM MASSAGENS COM FINALIDADE DE EMAGRECIMENTO

AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR DE MULHERES QUE REALIZAM MASSAGENS COM FINALIDADE DE EMAGRECIMENTO AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR DE MULHERES QUE REALIZAM MASSAGENS COM FINALIDADE DE EMAGRECIMENTO SOUZA, P. R.; LOURIVAL, N. B. S. Resumo: Procedimentos estéticos devem estar associados a uma alimentação

Leia mais

25 a 28 de novembro de 2014 Câmpus de Palmas

25 a 28 de novembro de 2014 Câmpus de Palmas DIAGNÓSTICO SITUACIONAL E ATENDIMENTO NUTRICIONAL AMBULATORIAL PARA A POPULAÇÃO PEDIÁTRICA ATENDIDA PELA POLICLÍNICA DA 108 SUL DA CIDADE DE PALMAS TO Talanta Santos Oliveira 1 ; Kellen Cristine Silva

Leia mais

O TRABALHO NOTURNO E O SONO DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

O TRABALHO NOTURNO E O SONO DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS O TRABALHO NOTURNO E O SONO DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Tatiane Paula de Oliveira 1, Adriana Leonidas de Oliveira (orientadora) 2 1 Universidade de Taubaté/ Departamento

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA LOJA DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS EM APUCARANA, PR

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA LOJA DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS EM APUCARANA, PR UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA LOJA DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS EM APUCARANA, PR Autores: ASEVEDO, F. M.; MARIN, T. Resumo: O presente estudo teve como objetivo

Leia mais

PERCEPÇÃO DE APOIO SOCIAL PARA A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA EM INDIVÍDUOS OBESOS

PERCEPÇÃO DE APOIO SOCIAL PARA A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA EM INDIVÍDUOS OBESOS 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PERCEPÇÃO DE APOIO SOCIAL PARA A PRÁTICA DE ATIVIDADE

Leia mais

DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS EM TREINAMENTO DE FUTSAL NA REDE PÚBLICA Teresa Cristina Coiado*

DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS EM TREINAMENTO DE FUTSAL NA REDE PÚBLICA Teresa Cristina Coiado* DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS EM TREINAMENTO DE FUTSAL NA REDE PÚBLICA Teresa Cristina Coiado* RESUMO O futsal é um importante esporte que ajuda no desenvolvimento de diversas capacidades motoras. O presente

Leia mais

INFLUÊNCIA DA EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NAS MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS DE COLABORADORES DE UMA PANIFICADORA

INFLUÊNCIA DA EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NAS MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS DE COLABORADORES DE UMA PANIFICADORA 211 INFLUÊNCIA DA EDUCAÇÃO NUTRICIONAL NAS MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS DE COLABORADORES DE UMA PANIFICADORA Bárbara Ferreira Pascini 1, Jaqueline Miranda Lopes 2, Ana Paula Boroni Moreira 3 Resumo: O objetivo

Leia mais

Acácio Lustosa Dantas Graduanda em Educação Física pelo PARFOR da Universidade Federal do Piauí

Acácio Lustosa Dantas Graduanda em Educação Física pelo PARFOR da Universidade Federal do Piauí AVALIAÇÃO DE ASPECTOS FÍSICOS E NÍVEL DE DOR E O RELACIONAMENTO COM A QUALIDADE DE VIDA DOS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO PARFOR DE ESPERANTINA-PI Acácio Lustosa Dantas E-mail: acaciodantas@hotmail.com

Leia mais

AUTOR(ES): LUIS FERNANDO ROCHA, ACKTISON WENZEL SOTANA, ANDRÉ LUIS GOMES, CAIO CÉSAR OLIVEIRA DE SOUZA, CLEBER CARLOS SILVA

AUTOR(ES): LUIS FERNANDO ROCHA, ACKTISON WENZEL SOTANA, ANDRÉ LUIS GOMES, CAIO CÉSAR OLIVEIRA DE SOUZA, CLEBER CARLOS SILVA 16 TÍTULO: NÍVEL DE OBESIDADE ENTRE MÃES E FILHOS ESCOLARES CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS PADRE ALBINO AUTOR(ES):

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 173 MODULAÇÃO DA OSMOLALIDADE PLASMÁTICA APÓS EXERCÍCIO INDOOR Ronaldo Júlio Baganha 1,2, Isabela dos Santos Riêra 1,3, Lais Vitório Monteiro 1,4, Crislaine Figueiredo de Paula 5 RESUMO Objetivo: O objetivo

Leia mais

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONARIANA DOS SERVIDORES DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONARIANA DOS SERVIDORES DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONARIANA DOS SERVIDORES DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Natália Ribeiro (PIBIC/CNPq/FA-UEM), Ana Paula Vilcinski

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS DESVIOS NUTRICIONAIS GESTACIONAIS NO PESO AO NASCER DE RECÉM-NASCIDOS ATENDIDOS PELA REDE PÚBLICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE PALMAS TO

INFLUÊNCIA DOS DESVIOS NUTRICIONAIS GESTACIONAIS NO PESO AO NASCER DE RECÉM-NASCIDOS ATENDIDOS PELA REDE PÚBLICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE PALMAS TO INFLUÊNCIA DOS DESVIOS NUTRICIONAIS GESTACIONAIS NO PESO AO NASCER DE RECÉM-NASCIDOS ATENDIDOS PELA REDE PÚBLICA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE PALMAS TO Dayse Kellen S. de Sousa 1 ; Renata Junqueira Pereira

Leia mais

ANÁLISE DA REPOSIÇÃO HÍDRICA EM ATLETAS AMADORES DURANTE CORRIDA DE 10 KM EM ESTEIRA ERGOMÉTRICA

ANÁLISE DA REPOSIÇÃO HÍDRICA EM ATLETAS AMADORES DURANTE CORRIDA DE 10 KM EM ESTEIRA ERGOMÉTRICA ANÁLISE DA REPOSIÇÃO HÍDRICA EM ATLETAS AMADORES DURANTE CORRIDA DE 10 KM EM ESTEIRA ERGOMÉTRICA Luiz Henrique Ramos Machado 1, Gerson Luiz Cleto Dal Col 2. 1- Acadêmico do curso de Educação Física, Bacharelado,

Leia mais

Avaliação nutricional e percepção corporal em adolescentes de uma escola pública do município de Barbacena, Minas Gerais

Avaliação nutricional e percepção corporal em adolescentes de uma escola pública do município de Barbacena, Minas Gerais Avaliação nutricional e percepção corporal em adolescentes de uma escola pública do município de Barbacena, Minas Gerais Cadimiel Gomes 1, Raila Dornelas Toledo 2, Rosimar Regina da Silva Araujo 3, Wanderléia

Leia mais

TÍTULO: PROJETO NUTRIR PARA CRESCER: ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE PRÉ-ESCOLARES

TÍTULO: PROJETO NUTRIR PARA CRESCER: ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE PRÉ-ESCOLARES Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: PROJETO NUTRIR PARA CRESCER: ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE PRÉ-ESCOLARES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA:

Leia mais

INFLUÊNCIA DO EXCESSO DE PESO NA FORÇA MUSCULAR DE TRONCO DE MULHERES

INFLUÊNCIA DO EXCESSO DE PESO NA FORÇA MUSCULAR DE TRONCO DE MULHERES INFLUÊNCIA DO EXCESSO DE PESO NA FORÇA MUSCULAR DE TRONCO DE MULHERES Pâmela Abreu Vargas Barbosa 1 (IC)*, Tânia Cristina Dias da Silva Hamu 1 (PQ), Daniella Alves Vento 1 (PQ) 1 Universidade Estadual

Leia mais

Alimentação de atletas de aventura

Alimentação de atletas de aventura Alimentação de atletas de aventura A alimentação de um atleta de aventura acontece dia-a-dia e não só durante a prova. Cada etapa da dieta é responsável diretamente pela performance do atleta. E pode fazer

Leia mais

INSATISFAÇÃO CORPORAL E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

INSATISFAÇÃO CORPORAL E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 INSATISFAÇÃO CORPORAL E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA Juciane Tonon Chinarelli 1 ; Renata Cristina Casale Veronezzi 2 ; Angela

Leia mais

CATEGORIAS GRADUAÇÃO IDADE PESO ALTURA ESTILO CATEGORIES GRADES/BELTS AGE WEIGHT HEIGHT STYLE

CATEGORIAS GRADUAÇÃO IDADE PESO ALTURA ESTILO CATEGORIES GRADES/BELTS AGE WEIGHT HEIGHT STYLE CATEGORIAS GRADUAÇÃO IDADE PESO ALTURA ESTILO CATEGORIES GRADES/BELTS AGE WEIGHT HEIGHT STYLE KATA MASCULINO INDIVIDUAL KATA MALE INDIVIDUAL 1 MIRIM A (CHILDREN A) 5 A 6 ANOS (5 TO 6 2 MIRIM B (CHILDREN

Leia mais

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA. 2

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA.   2 EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA MÃES E CRIANÇAS EM VIÇOSA, MG Tânia Simone Gama Barros 1, Danielli Carvalho de Oliveira 2, Elisangela Vitoriano Pereira 3, Eliene da Silva Martins 4 Resumo: O objetivo deste estudo

Leia mais

O COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO IDOSO ATIVO

O COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO IDOSO ATIVO O COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO IDOSO ATIVO Tainara Cavalcante Silva¹; Marilia Carolina dos Santos Silva ²; Saulo Victor e Silva³ Universidade Potiguar (UnP), Avenida Senador Salgado Filho, nº 1610, Lagoa

Leia mais