Brasília Brasilia Arnildo Schulz ' -./...,i W$M. Bird diz que Discurso do presidente Saúde gasta

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Brasília Brasilia Arnildo Schulz ' -./...,i W$M. Bird diz que Discurso do presidente Saúde gasta"

Transcrição

1 DO c BRASL JORNAL a DO BRASL SA 1996 ANT:lRO.Q. l.faj«;idema10dew6 FUNDADO EM 9 DE ABRL DE 1891 Preço para o Rio: R$ 1,00 Governo perde na Câmara e pode abandonar reforma da Previdência ei Cassino e bicho passam em comissão Um projeto que dá aos estados poderes para liberar e regulamentar a exploração do jogo do bicho c dos cassinos foi aprovado ontem por 20 votos a favor e dois contra pela comissão especial da Câmara que estuda a legalização do jogo no país e, se virar lei, significará também a anistia para os bicheiros presos no Rio. Pelo regimento da Cámara. a decisão da comissão é terminativa c será agora submetida ao Senado. 0 deputado José Fortunatti (PT-RS) disse que a comissão sofreu pressões de parlamentares eleitos com ajuda financeira de bicheiros e já avisou que apresentará rêcurso para que a proposta seja submetida ao plenário da Câmara. O projeto prevê que a decisão sobre a liberação dos jogos caberá aos governadores estaduais. (Página 11). ; /; *, iwssst o/; \ - V Brasília Brasilia Arnildo Schulz./...,i W$M ;/ v-.c.v;- V.i--.:?\ v vv..,. ;..-& No dia em que Brasília foi invadida por cerca de empresários cobrando pressa nas reformas, o governo sofreu sua maior derrota no Congresso e não conseguiu aprovar ontem, na Câmara. pontos que considera fundamentais na emenda da Previdência. Foram rejeitados o fim da paridade salarial entre servidores ativos e inativos, o estabelecimento de idade mínima para aposentadoria de funcionários públicos e a extinção da aposentadoria especial FH desabafa e para professores universitários. A derrota deve levar o governo a desistir da reforma da Previdência e provocar um pronunciamento do presidente Fernando Henrique em cadeia nacional de rádio e televisão, no qual os parlamentares seriam culpados pelo fim da reforma. O principal motivo da derrota do governo foi a ausência, no plenário, de vários deputados da base governista. O Planalto acusou o Congresso de ter votado a favor de privilégios. (Página 2) pede ajuda do Congresso Poucas horas antes da derrota na Câmara, o presidente Fernando Henrique Cardoso fez, durante 20 minutos, um desabafo aos empresários que ontem foram cobrar-lhe pressa nas "Eu reformas. preciso da colaboraçào e do apoio de vocês e do Congresso", disse. E defendeu-se das acusações de estar barganhando. "Barganhei o quê? Me dêem um ewcmpò concreto e não o di/-que-di/. listamos nos matando para convencer o Congresso que votar a reforma è votar pelo povo é pelo Brasil. Reinando Henrique reclamou da imprensa e lafou dos custos de sua luta para que o pis avance. "Esses custos sao nossos cabelos brancos", alirmou. (Pag. 3) Bird diz que Discurso do presidente Saúde gasta mal sua verba Um estudo do Banco Mundial (Bird) afirma que o governo Fernándo Henrique Cardoso aplica muito mal os recursos destinados à Saúde. 0 desperdício de gastos, cm foi de pelo menos RS 2 hi- hões, segundo o trabalho, que mapeia os principais tipos de fraude praticados no setor. (Página ) S desanima empresários "As Reunidos ontem em Brasília para çòes da indústria brasileira. pedir urgência nas reformas e menos impostos, empresários re- coisas iriam mudar, mas o presiden- pessoas vieram aqui achando que as ceberam o presidente Fernando te não disse o que elas queriam ouvir", reclamou o presidente da Fe- Henrique Cardoso com palmas, mas. ao fim do discurso, a maioria deração das ndústrias do Rio Grartde do Sul, Dágoberto Gòdoy. "Os deles não escondia a decepção. O presidente não anunciou qualquer empresários têm pressa", completou medida para atender as reivindica- Jorge Cierdau Johannpeter. (Página 4) ESPORTES EDTORAL? Pelo Campeonato Estadual, o Flamengo empatou por 2 a 2 com o Bangu e o Fluminense venceu o Olaria por 4 a 2. Página 20 governo considerou positiva a rnamjestaçao dos empresários "(...) o presidente Fernando Henrique (...) pediu aos industriais ontem em Brasília que ajudassem o governo e o país, pressionando o Congresso para aprovar as reformas." Converta Franca, página O COTAÇÕES SALÁRO MlNMO (maio) RS DÓLAR Comercial (compra) RS 0,9950. Comercial (venda) RS Paralelo (compra) R$ 1,00; Paralelo (venda) RS turismo (compra) RS 0,9995. Turismo (venda) R$ 1,00; TR do dia a ,5475%; TBF do dia a %; UFR (maio) Para PTU residencial, comercial e territorial, SS e Alvará RS Ano CV1 N" 45 Assinatura JB (novas) R»o Outros estadosfàdados (DOG) Atendimento ao assinante to?i) Classificados 0800-P Para investir no Boston você não precisa sair de casa. Nós vamos até você. nvestimento mínimo inic ial: 10 mil reais, Não precisa ser conentista. (021) (*\ ) BANCO PE BOSON Mnrai 11c compctcucia nterdição na Dutra pode durar 2 meses Quatro quilômetros da Via Dutra. no sentido Rio-Sào Paulo, ficarào interditados por até dois meses para obras de recuperação de uma ponte que corre o risco de desabamento. O tráfego está sendo desviado para a Linha Vermelha e para antiga Rio-Sào Paulo. Em junho, a prefeitura irá interditar oito pistas da Avenida Brasil na altura de Manguinhos. (Páginas 22 e 23) Município paga R$ 7,5 mil por caixa de correio A Prefeitura do Rio está pagando RS 7,5 mil por uma caixa coletora dos Correios no projeto Rio Cidade em Bonsuccsso. A cifra eqüivale ao preço de uma moto Honda CB 450 zero-quilômetro. Os valores estão previstos no Sistema de Orçamento de Obras do município, que calcula. previamente, os valores a serem desembolsados pela execução do projeto. (Página 24) Só FH tem a força Dornbusch sugere creseimento de 7% ou a renúncia CLAUDA DE SOUZA economista Rudiger Dombusch,mestre dos autores do O Plano Real e professor do Massachusetts nstitute of Technology (MT), dos Estados Unidos, disse ontem que "a ao JORNAL DO BRASL verdadeira estabilização e o crescimento da economia do Brasil estão nas mãos do presidente Fernando Henrique, um homem capaz e muito admirado. Dornbusch acha que o presidente pode conseguir um crescimonto de 7% ao ano, mesmo com inflação anual de 20%. "Ele pode conseguir isso. Ele e ninguém mais. Se o presidente não pode fàzer mais, ele deveria renunciar", afirmou. (Continua na página 15) O TEMPO A coreografia da Astros prestigiam _ H fjlma Hp A. Nublado a SEEEDSB i WSfíM.XQH EE2D33JB Parcialmente jgk diva Makarova H Jtf filme de Cruise T, -, V-l Miilfta nbrhffiil 5 HMPBSB alalia HJF Mtssao mposshel. 2 Makima parcialmente nublado. Ultima Última diva do bale russo. Natalia Missão Missio imposshel, impossível, novo filmc filme de Tom 2 S 6 ubad0i nublado, com j RPw. 25 Makarova diz que volta ao Brasil irasilem Cruise, foi fotlansado lani;ado lançado em Los Angeles Minima Mínima possibilidade possbridade igissip s agosto com o American Ballet :t Theatre H numa festa lotada de astros. astros, asiros. bem ao de de chuva. para mostrar sua versao versão de La cstilo estilo do Oscar. A produvao produção produyao estreia estréia no 1 m Bayadere Bayadère no Municipal. (Pagina (Página tinal) 1) Brasildia dia 12 de julho. (Pagina (Página 8) j Página 14 Cademo Mulher. todo sabado no seu JB. *

2 ~ DO BRASL JORNAL io.nal brash s. 9«jfc ~ ~ ARR1L para. Rio. R$ 1j>0 JORNAL DO BRASL SA 1996 gjf Pre;, «<>... *" " E MA RO DE JANERO Qninla-fciia 23 DE MAO DE lcj% FUNDADO EM 9 DE ABRL DE 1 g rivilegios 0 e Câmara Camara mantém mantem privilegios imitila a da Previdência Previdencia reforaia M, w» i No No dia em Brasilia foi cial ciai para professores universita- Brasilia Amiido schuiz que Brasília loi invadidrios. O governo não considerava Brasília Arnildo Schulz va(}i(ia 0 nao ~ ~~ ~ por cerca de empresários sarios cobrando refor- ate até ontem onteni à a noite, ~ pressa nas retor- que a reforma tassino mas,ogolfeosofreu.suamaior da da Previdência Previdencia chegara ao lim. o governo sofreu sua maior Cassino e derrota no Congresso: não nao con- Os privilégios privilegios mantidos pela Càmara alteram profundamente profundameute os bicho J1U1U panacull tos pianos planos de equilíbrio equilibrio das contas comas passam tos que considera fundamentais Ca- L* noes am seguiu seguiu aprovar na Câmara Camara pon- na Previdencia. publicas, públicas, mas, para o Planalto, o na emenda da Previdência. Fo- comissao essencial foi loi aprovado: a aposen- em comissão ram rejeitados o fim da paridade tadoria por tempo de contribui- salarial entre servidores ativos e Um projeto que da aos estados cstados mativos ço, Qao, e não nao por tempo de serviço. Além disso, o Senado scrviextinao interesse do governo. govfno. (Pag. 2) inativos, o estabelecimento de poderes para liberar e regulamentar idade mínima para aposentadoria de funcionários públicos e a poderá restaurar alguns dos itens de a exploração do jogo do bicho c dos cassinos foi aprovado ontem por extinção da aposentadoria espe- 20 votos a favor e dois contra comissao espccial Camara -1 \" P pela comissão especial da Câmara r gjj cstuda ggahzagao to -B-VWT "1 P 1 que estuda a legalização do jogo no t > L : f r. país e. se virar lei. significará também a anistia desabaia e para os bicheiros presos no Rio. Pelo regimento da Cã- FH pede Ca- -y:/" V-/ MMggTj mara, a decisão da comissão é terminativa e será agora submetida ao S&? 35 BS * 1 aiuda do Congresso Scnado. 0 Jose Forlunai- " " Senado. O deputado Josc Fortunatti (PT-RS) disse que a comissão pressoes \ HH Camara, o presidente Fernando Hen- concreto e nao o diz-que-di/jamos.,. " comissao : - WW Poucas horas antes da derrota na nhei o qutf Me deem urn exemplo sofreu pressões de parlamentares eleitos com ajuda financeira de bicheiros e c já ja apou avisou que qui apresentara aprcscnta d pgp ggl ggl > t >., a, # ri ontcm foram cobrar-lkc pre# nas pelo povg e pelo Brasil. Fernando ips 1 SS* :-7 recurso para que a proposta proposta seja fornnas. prcciso cte colabora- Henrique: rcelam>u daunprnsit elasubmetida ao plenário da Câmara. jeu O projeto prevê que a decisão sobre a liberação dos jogos caberá aos governadores estaduais. (Pagina 11) Bird Bml diz que Discurso SCUSO 9 do presidente Saúde gasta mal sua verba Um estudo do Banco Mundial (Bird) afirma que o governo Fernando Henrique Cardoso aplica muito mal os recursos destinados à Saúde. O desperdício de gastos, em foi de pelo menos RS 2 bilhòes. segundo o trabalho, que mapeia os principais tipos de fraude praticados no setor. (Página 11) astism desanima empresários "As ções da indústria brasileira. Reunidos ontem em Brasília para pessoas vieram aqui achando que pedir urgência nas reformas e menos impostos, empresários re- presidén- as coisas iriam mudar, mas o ceberam o te não disse o que elas queriam presidente Fernando ou- \ ir", reclamou o presidente da Federação das ndústrias do Rio Gran- Henrique Cardoso com palmas, mas, ao fim do discurso, a maioria "Os de do Sul, Dagobcrto Godoy. deles não escondia a decepção. O empresários têm pressa. completou presidente não anunciou qualquer Jorge Gerdaú Johannpeter. (Página 4) medida para atender às reivindica- OPNÃO? A Seleção do Brasil empatou com a Croácia por 1 a 1, ontem â noite em Manaus. No Rio. o Flamengo empatou por 2 a 2 com o Bangu e o Fluminense venceu o Olaria por 4 a 2. Páginas 29 c 30 gotrnocoiuerou positivo, a itianifcsiuão os empresários C0TAÇ0ES cotaqoes nterdi<jao na Município MuniCipio C FT tehl a forca SALARO MiNMO (maio) R$ ; M. M. paga kj\j M. M.M. */*-/». giissasasasaa Dutrapode >dh 7 C 0 crkdmcntp cco» m{l nnr DombUSCh SUgere (compra) rs i,oo; p.iraieio (vonda) r$ rfc Jffc 1111 UvUL L/ui ul Brasd o crescimento da economia do Dornbusch sugere (tao maos prcsidiirar 2 meses crescimento dento dente Fernando Henrique, R 7,5 mil Brasil estão nas mãos do presi- por ernando urn um a 23;d»r %: tbf: do dia U 111 til liivo nq/ crescimento de. f, rf»niinria homcm homem capaz e mtn muito fpxij fc:cocieu" Quatro quilometros da Via Du- paivq 7% /o ou OU a renuntld renúncia do admirado". Dornbusch acha que que rial; iss e Aivara - rs Q.8287 tra. no scntido Rio-Sao Paulo, li- caixa t/oa«de \m.xj correio vv*. claudia o pre- rip 01X610 7 CLAUDA DE desouza SOUZA sidente urn eresei- Ano CVl - - N" 45 carao interditados por ate dois Prcfeitura do Rio esta pagando RS 7,5 mil rv pode conseguir um crescimento de 7% ao ano. mesmo economista Rudiger Dom- Dorn- mcnto ano, - - meses para obras de rccupcra?ao caixa coietora dos Coneios no projeto U busch, inlteq anual "Cle com oesatowdjooei 08»:m;8? de uma pontc que corre o risco de P \J busch. mestre dos autores do Meem Bonsucesso. A cifra equivale ao Piano gonsettujr mllação anual de 20%. "Ele Assinatura JD (novas)... Rio $ pode Outros estados/cidades (DOG) *87 Plano Real e ninguem?-** desabamento. O traiego esta sendp HondatB d. 450 zero quilo- nstitute professor do Massa- conseguir. isso. Ele e ninguém Atendimento ao assinante (021) chusetts nstitüte of Technology Classificados & 0 Pfmetro Os valores estao prcvistos no Sistema de (M Umdg te mais. Se o presidente nao pode (MT). dos Estados Unidos, disse c dcvcria,nuncuir Paia ilivestir Sho, a prcfeitura ira interditt Oreamenlo deobras do munio, que cjlca- fazer mais, ele deveria renunciar. ontem ao JORNAL DO BRASL alirmou. afirmou. (ContiiÊt m pinto S) /.datoasililoe ha página» Para investir que la verdadeira estabilização e no o Boston. ffl W- (W «, _.wanyu voce você nao não preasa precisa sair de casa. ~i O TEMPO " Nosvamos ate voce. Nós até você. coreograffia Astros prestigiam A coreografia da Nublado a tsrrrrnm Parcialmente pppipim ;r» A. sriiiiss" nvi-stinu-nto mínimo U filme de Cruise iifpal: 10 mil ivaiv diva Makarova SiSSrs* «s. Naoprecisasercon cntista. tlnma <li\a u Cruise, BS Missão impossível, parcialmente Não f-n lancado Minima i «:*y ser convntista. Última russo, A/bV(1(, /m/wkhv/i novo filme de Tom nublado, com Ultima diva do bale russo. Natalia (W nrc* Mukarova d«z xoha Bra Cruise. foi lançado diz que volta ao Brasil em foj bngado em Los Angeles possibilidade Makarova du numa fesla aslros, de m numa American Bailei festa lotada de astros, bem ao de chuva. agosto com o Amenu BaMTheatre ocomoammtatt«iit B eslllodo0scar Aprrtlu,o«ano KUi (021) flmtse Brasil produção estréia versão de Lt estilo Oscar. A produgao estreia para (Pagina -aagaggggagsgg _...L«!g- (>V >r) BANCO DE BOSTON mostrar sua versao k La (Pagina Brasil dia 12 de julho. (Página S) BavMre Bavadére no Municipal. (Pagina (Página ) l) 1 Aliiitii dc compctinaa " Caderno Mulher, todo sábado no seu JB m LJ. "

3 JORNAL DO BRAS. "% S QUNTA-FERA. 23 DE MAcVl)! 19% Política _ COSAS DA POLÍTCA POUTCA HDORAKRAMER Governo sofre maior derrota FH Exército Exercito quer apurando Carajas Carajás T r m conflito pesado, muito mais scrio sério que bate-boca de LJ dcputado deputado cm corredor do Congresso, toma conta hoje do PSDB. De um lado 0 o presidente Fernando Henrique Cardoso, prcocupàdo prcocupsdo com 0 o destino das investigates investigações da chacina dos scm-terra sem-terra dc de Eldorado dos Carajas, Carajás, scntc sente de fonge longe 0 o cheiro da impunidade e defende a indicaqao indicação de um grupo de oficiais do Exercito Exército para assumir 0 o esquema de Seguran?a Segurança Publica Pública do Pará Para c 0 o comando das investigates. investigações. De outro, 0 o govemador governador do estado, Almir Gabriel, rcsisie resiste sob 0 o argumento dc de que isso represcntaria representaria uma intcrvcncao intervenção federal no Para. Pará. O problema e é tao tão serio sério que a cxecutiva executiva partidaria partidária ja já chcgou chegou a conclusao conclusão de que deve ir conversar diretamcnte diretamente com 0 o governador. governador, mas ha há dias adia a viagem por receio de que as coisas venham a piorar. Um lance no senlido sentido da solugaq solução devera deverá acoritecer acontecer amanha, amanhã, quando Almir Gabriel recebcra receberá de Fernando Henrique a ccssao cessão de terras federais para a refonna reforma agraria agrária no Para Pará e, ao mesmo tempo, ouvira ouvirá ponderagocs ponderações do presidente para que pclo pelo menos aceite algum tipo mais cfetivo efetivo dc de ajuda. O que complica c é a natureza das rclagocs relações dos dois que, se jamais primaram pela absoluta fratcrnidade, fraternidade, agora, depois da chacina e das acusaoes acusações frontais que Almir Gabriel fez ao governo federal cm em geral c ao ministro da Justia, Justiça, Nelson Jobim. em particular, ficaram incontestavelmente abaladas. O governador nao não aceita nem ouvir falar em demitir seu secretario secretário dc de Segurança Scguranga Publica, Pública, Sette Camara. Câmara, 0 o que. na opiniao opinião do Ministerio Ministério da Justipa, Justiça, deveria ter sido fcito feito desde o 0 primciro primeiro momento. A posigao posição ali c é que se as investigates investigações nao não forem forcm dirigidas por gente de fora da corporaao corporação c do estado 0 o resultado apontara apontará certamente para a impunidade. Nesse caso, penas leves, algo menos que a expulsao expulsão dos assassinos da PM c é considerado equivalente a nada. O que csta está em jogo para os Jucanos tucanos que cercam 0o presidente e é a imagem do governo federal. Se Sc nao não houver rigor, a lassidao lassidào corresponded corresponderá na mesma intensidade a uma repcrcussao repercussão interna c externa cxtremamcnte extremamente negativa. E 0o debito débito vai para a conta de Fernando Henrique. Foi com essa mesma tensao tensão o o início julgamento que 0 responsáveis governo federal acompanhou 0 inicio do julgamcnto dos responsaveis pela chacina da Candelaria. Candelária. A primeira condenaejao condenação trouxe alivio alívio porque no Planalto ja já sc sabia que a absolviqao absolvição cairia lmediatamente imediatamente nas costas do presidente. E agora a quesiao questão é e a mesma. Quando esteve la, lá, logo que houve a chacina, Jobim teve uma conversa dura com 0 o governador, que se senliu sentiu ofendido, pois interprctou interpretou que estava. sendo inquirido pclo pelo ministro. Almir Gabriel Jobim fez a proposta de pro- nao não quer mover uma substitijao substituição geral ajlida ajuda military mjlitar, no comando da sjjguranga segurança pú- o pu-. blica paraense, 0 que, na opi- porque acha niao nião do Planalto, Planalto. traria resul- que isso eé tados efetivos e ainda teria o0 intervengao intervenção poder de sinalizar de antcmao antemão federal federal para a disposigao disposição de punir. Seria feita uma lista de oficiais do Exercito Exército com a concordância de Almir Gabriel, que escolheria e nomearia trcs três ou dancia quatro deles. Ao governador seria garantida a prerrogativa da solicitagao. solicitação. Nas ultimas últimas semanas, no bastidor da tucanagem, se desenrola um verdadciro verdadeiro drama em torno disso. Alem Além de se sentir ultrajado também em sua autoridade, Almir Gabriel tambem teme 11a na avaliaao avaliação da cupula cúpula partidaria partidária que sens seus inimigos Sicais locais explorem politicamente a entrada do Exercito Exército no estado como sinal de fragilidade do governa governa- dor. Quanto ao prefeito de Belem, Belém, Helio Hélio Gueiros, os tucanos acreditam que os temores do governador possam ter fundamento. Mas, em Macao relação a Jader Jáder Barbalho, ja já houve conversas que garantem ao PSDB a segurantja segurança de que 0 o senador se manteria ncutro neutro em atenfao atenção ao presidente da Repiiblica. República. mcnto. O governador Mario Mário Covas. Covas, muito próximo proximo a Gabriel, chegou a ser chamado é para interferir junto a ele a quem e muito ligado em favor da tese da troca de comando na segurantja segurança publica pública paraense. Essa conversa aconteceu na scgunda-leira segunda-feira passada. passada, fora de Sao São Paulo, com um outro governador do partido. Nao Não adiantou. Acontcce Acontece que Covas compartilha, ainda que cm termos, da opiniao opinião do governador paraense de que isso represcntaria representaria uma interver»9ao. intervenção. O que se queria de Covas e é que ele convencesse 0 o amigo e, depois de tudo ajeitado, a executiva tucana iria ao Para Pará para se solidarizar com 0 o governador e anunciar o 0 rcforco reforço na investiga<;ao. investigação. O comando do partido nao não quer ir li lá sem uma articulacao articulação previamente fechada por dois motivos: primeiro, porque a rea?ao reação do governador pode ser de rejei?ao, rejeição, e lambem também em virtude da possibilidade da exploragao exploração politica negativa da visita. O PT. por exemplo, poderia acusar 0 o PSDB de, com 0o ato de solidariedade, estar sendo conivente com a chacina e a impunidade dos policiais. Dai Daí 0 o adiamento da visita. O que nao não pode ser adiada. adiada, no entanto. entanto, e é a busca de uma soluqao. solução. O governo federal, ao mesmo tempo que necessita das punitjoes punições severas, nao não pretende acirrar suas relates relações com Almir Gabriel. E 0 o governador do Para Pará ja já enviou sinais de que a conta da radicalizaijao radicalização sera será efetivamente socializada. Ele tem. por exemplo. exemplo, uma lista de providencias providências pedidas ao governo federal antes da chacina que nao não foram tomadas. Nesse caso, sobraria para 0 o ministro Jobim. Mas tem tucano importante que manifesta 0 o receio de que Almir Gabriel aponte responsabilidades para escaloes escalões superiores. O que. em bom portugues, português, tem nome e sobrenome: Fernan Fernan- do Henrique Cardoso. na reforma prnuraprevidencia da Previdência Câmara mantém n aposentadoria de servidores e Planalto pode abandonar projeto EUGÊNA r.êmi A r LOPES nnre ce JORGEMAR FÊLX BRASÍLA Sem conseguir resolver os problemas na base parlamentar, o governo sofreu ontem sua maior derrota no Congresso Nacional e não conseguiu aprovar pontos fundamentais da reforma da Previdência. Foram aprovadas três modificações à emenda que, na prática, acabam com a reforma pretendida pelo governo. A derrota deve levar o governo a retirar a emenda da Previdência do Congresso. O presidente Fernando Henrique Cardoso cogita fazer um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão para culpar os deputados pelo fim da reforma. O governo não conseguiu obter os 308 votos necessários para man- K»ffi.fifS i fcss" Ji ter na emenda da Previdência artigos que previam regras mais rígidas para as aposentadorias dos servidores públicos e o fim da aposentadoria especial dos professores universitários. Duas modificações o fim da idade mínima para aposentadoria do servidor público e o restabelecimento da paridade entre funcionários ativos e inativos foram apresentadas pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PPB-SP), integrante da base goveraista. A manutençào da aposentadoria especial para todos os professores foi proposta pela deputada Jandira Feghalli (PCdoB-RJ). O governo enfrentou vários problemas com os partidos aliados. O principal motivo da derrota foi a ausência de vários deputados da base goveraista. A maioria ê de candidatos a prefeito, que temem votar medidas impopulares. Levantamento feito pela liderança do governo, no inicio da tarde, constatou a ausência de 21 deputados. Somados aos 55 votos dos que normalmente sâo contra o governo, os lideres detectaram que já sairiam perdendo 76 votos. Alem dessas ausências e defecçòes, a bancada do Acre composta por sete deputados votou dade Mfnlmai Por 13 votos, o governo foi derrotado no item que estabelecia que os funcionários públicos só teriam direito à aposentadoria integral caso tivessem 55 anos de idade, no caso dos homens, e 50 anos, as mulheres. Com a alteração, os servidores públicos não vão mais precisar ter idade mínima para requisitar a aposentadoria integral. Permaneceram, no entanto, os dois itens na emenda que determinam tempo de contribuição minimo de 35 anos para os homens, e de 30 anos, para as mulheres, e dez anos no serviço público para aposentadoria integral. Aposentadoria Especial do Professores: Por sete votos, o governo foi derrotado no é CAMPOS DO JORDÃO 00 nwf* Excurção dia 31/05 a 02/06 0 Ônibus totalmente equipado com ar, TV, frigobar, som e toillet Hotel 3 estrelas com pensão completa Yoda Tiirismo oposição e da base governista comemoraram aprovação de alterações que desjigiiram emenda contra o governo. A bancada está csta da Câmara, Caniara, deputado dcputado Luis Eduardo Magalhães (PFL-BA), resolveu reivindicando a superintendência do nstituto de de Colonização Colonizagao e Re- continuar ontem a votação da Previdência, videncia, mesmo sabendo "As que as forma Agrária Agraria no estado e comemorou a derrota do governo. chances de derrota do governo eleições è que estão pesando mais eram grandes. A ordem de Fernando Henrique era clara: o governo nas ausências e levando o governo á derrota", reconheceu o lider do não iria mais fazer nenhuma barganha para aprovar a reforma. "Cada PFL, nocêncio Oliveira (PE). Maluf Embora os líderes um assuma a responsabilidade de governistas tenham previsto apenas seus atos. Não podemos mais adiar 10 votos contrários do PPB, o partido do ministro da ndústria e do Henrique ao presidente da Câmara. essa votação", disse Fernando Comércio, Francisco Dornelles, O presidente da República também deu 22 votos para derrotar o governo. Enquanto o partido votava chel Temer (SP), do PFL, nocên- consultou os líderes do PMDB, Mi- contra a reforma, o prefeito Paulo cio Oliveira (PE), e do PSDB, José Maluf abraçava deputados no pienário. No PMDB, foram 17 votos a proposta. Anibal (SP), que concordaram com contra o governo, no PFL, oito. O Pressões "O presidente PSDB, descontente com a reforma Fernando Henrique resolveu que ministerial, deu cinco votos contra não vai mais atender pedidos e nem o governo. aceitar pressões de última hora", "Vamos A pedido do presidente Fernando Henrique Cardoso, o presidente votar a reforma hoje (ontem) disse nocêncio Oliveira. de HÃO MUDA NADA item que acabava com a aposentadoria especial dos professores universitários. Com a alteração, todos os professores continuam tendo direito à aposentadoria especial (após 25 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 30 anos para os homens). Paridade entre ativos e aposentados: Por 39 votos, o governo foi derrotado no item que não permitia que todos os aumentos concedidos aos servidores da ativa fossem automaticamente estendidos aos aposentados do setor público. Pela emenda, os aposentados teriam direito apenas aos reajustes para manter o valor real de seus proventos. Ligue já qualquer jeito", completou José "Se Anibal. derrubarem pontos considerados fundamentais pelo governo e não der para fazer a reforma, o governo vai explicar isso sociedade", afirmou Michel Temer. Diante das sucessivas derrotas, Luis Eduardo alertou os deputados para o perigo de desgaste do Congresso junto à opinião pública, Mas negou-se a interromper a votação. Luis Eduardo repetiu as mesmas palavras de Fernando Henrique sobre a responsabilidade da Câmara. No entanto, no fim da sessão, o presidente da Câmara recusou um pedido de prorrogação da votação leito pela lider do PT. deputada Sandra Starling (MG). Depois de proclamar o último resultado, Luis Eduardo levantou-se irritado, deixando a lider do PT com o requerimento para prorrogar a sessão na mão. FH rejeita barganha BRASÍLA O Palácio do Pianalto reagiu duramente às derrotas do governo nas votações dos Destaques para Votação em Separado (DVS) da reforma da Previdência. Logo após o resultado da segunda votação, o porta-voz do Palácio do Planalto, embaixador Sérgio Amaral, desceu do gabinete presidencial e acusou o Congresso de ter votado a favor de privilégios e ser em parte responsável pela continuidade da crise fiscal. O porta-voz criticou ainda o regimento interno do Congresso, que permitiu a derrubada de pontos-chavès do projeto do governo. Até o começo da noite, o presidente Fernando Henrique Cardoso continuava reunido com o ministro extraordinário da Coordenação Política, Luiz Carlos Santos. avaliando a possibilidade de retirar a emenda. "O Congresso Nacional, hoje (ontem), votou claramente pelos privilégios. O governo cumpriu a sua parte e assumiu a responsabílidade de enviar ao Congresso um projeto de que o pais precisa. O Congresso, ou melhor, as minorias do Congresso não assumiram sua responsabilidade. As minorias do Congresso parecem não acreditar que exista um problema liscal no pais e que exista injustiças no serviço público e na Preudência", afirmou Amaral Segundo o porta-voz, o presidente acha que não há como baixar juros nem aumentar sájários sem aprovar as reformas. "É surpreendente que no dia em que empresários chegam ao Pianalto, representando o pensamento dominante da grande maioria da classe, um grupo minoritário impeça o andamento das relbrmas", disse Sérgio Amaral. O porta-voz lembrou que os DVS derrubados foram negociados com as centrais sindicais e atacou os parlamentares que pedem favores para aprovar "0 projetos do governo. presidente quer deixar claro que ele não Vai comprar votos para assegurar a aprovação das reformas. Ele não aceita o balcão de barganhas." Luiz Carlos i será cobrado j**~ i BRASÍLA A reforma ministerial, feita para garantir a apro- ymmbmbwpwwbft vação das reformas, está sendo HFFF questionada dentro do governo. Assessores do presidente afirmam JBflf H Cm)E» SOLETUR/VARG j a J fa f *,i t, ipi * que o ministro da Coordenação Política. Luiz Carlos Santos, tera VÔO VOQ DURNO EXCLUSVO EXCUSVO NO MODERNÍSSMO MODERNfSSMO Mn.il/VMinmUMJ «n.»i/mpffllbz2beai Sllll que que explicar a derrota. O 0 go- governo 7 torn aviao ***** também reagiu com irritação à 1 noites tom hotel,, avião e traslados qesne g%g%* EfffijCift "PBKHHHHKEZ EQSQiZ3DSSQESBHHBh9H g**a jffa ftwi Jjr S que postura da Câmara, no dia em O PROGRAMA NCLU que os OS empresarios empresários foram forani g 7 noites no Howard Jokusos, cm dot raelhorm 3* de New Torii o duos quadras de B K5$\~ Jr Jk? 5 "0 a Brasília pedir pelas reformas. "O Congresso não nao ouviu os OS cmpresa empresários", «Times Square 2 Gutot o bordo e tompleta estruiura Soletot de atendimento em New SnBnKi 3 York A melhor setejfio de botms, coafiro-, South Gate Suites (4*), Dorol n# (4*), VV WmrgmMlB 11 redamou reclamou um assessor do presidente. Fernando Henrique cha- 1, n?,tflnmf;,,!;r?,rnr m"1 + entr. USS 220. " Cart0 e Asyil4nci<l nerbioowi»p-cwd (Segura Viogeni) O/ vista USS f OPS. mou Luiz Carlos ontem para pur; uma Consulte odktonols poro daws turutlta superior ou executtva. pesjm m op)q lnplo pei! emse avaliaao. avaliação. Em contrapartida, o lider do PSDB. José Jose Anibal At Preo jo*r»o + torrestre) «mcloue turistico, pogdvel em Reoisoo C6mbio do dia do Dolor Turismo. ConsuKe promosop/ «sida 15/6 (jor awrio ciht»» 121-MW ut-449? co?a co«tm#.uw í3-u»3 Rnonctado fincctodo p< pon ($)VAD1A i X a (PSDB)acha4"oxygen que "o governo perdeu j gggmlw iwtwajh.im baíu«?4-ji37 «*t*w wmm&r. p lt sl K lf BP deu nao eedeu".0 twciu JM-Mfl MTO: S W H.GU*;U,Mí-ain Hj«u*<v.w.»an _ porque não cedeu" O governo nunca nuncu teve te\e um percentual percenu de NiTuôirjfl-TMi Nm«6i ri».j«i irai?!sl J ~J Atendimento «whwsjuf no «WDUHWA; «WDUH«A: 1M>!M Consulto %m/ Agento Vktgtra AgfciKios: VOtUCaO ****"""""" 1 1 Comuttv 1111 HK> 1 AgenKt """ de Viagens votação pcf tf 0 feixo baixo érii etfi suabase. SUabi

4 JORNAL DO BRASL Política COSAS DA POLÍTCA DORA KRAMER ] Governo sofre maior derrota FH quer Exército apurando Carajás t t m conflito pesado, muito mais serio que bate-boca de l_j deputado em corredor do Congresso, toma conta hoje do PSDB. De um lado o presidente Fernando Henrique Cardoso, preocupado com o destino das investigações da chacina dos sem-terra de Eldorado dos Carajás, sente de longe o cheiro da impunidade e defende a indicação de um grupo de oficiais do Exército para assumir o esquema de Segurança Pública do Pará c o comando das investigações. De outro, o governador do estado. Almir Gabriel, resiste sob o argumento de que isso representaria uma intervenção federal no Pará.,.. O problema é tão serio que a executiva partidária ja chegou á conclusão de que deve ir conversar diretamente com o governador, mas há dias adia a viagem por receio de que as coisas venham a piorar. Um lance no sentido da solução deverá acontecer amanhã, quando Almir Gabriel receberá de Fernando Henrique a cessão de terras federais para a reforma agrária no Pará e, ao mesmo tempo, ouvirá ponderações do presidente para que pelo menos aceite algum tipo mais efetivo de ajuda. O que complica c a natureza das relações dos dois que, se jamais primaram pela absoluta fraternidade, agora, depois da chacina e das acusações frontais que Almir Gabriel fez ao governo federal cm geral c ao ministro da Justiça, Nelson Jobim, em particular, ficaram incontcstavelmcnte abaladas. O governador não aceita nem ouvir falar cm demitir sou secretário de Segurança Pública. Sette Câmara, o que, na opinião do Ministério da Justiça, deveria ter sido feito desde o primeiro momento. A posição ali é que se as investigações não forem dirigidas por gente de fora da corporação e do estado o resultado apontará certamente para a impunidade. Nesse caso. penas leves, algo menos que a expulsão dos assassinos da PM é considerado equivalente a nada. O que está em jogo para os tucanos que cercam o presidente é a imagem do governo federal. Se não houver rigor, a lassidão corresponderá na mesma intensidade a uma repercussão interna e externa extremamente negativa. E o débito vai para a conta de Fernando Henrique. Foi com essa mesma tensão que o governo federal acompanhou o inicio do julgamento dos responsáveis pela chacina da Candelária. A primeira condenação trouxe alívio porque no Planalto já se sabia que a absolvição cairia imediatamente nas costas do presidente. E agora a questão é a mesma Quando esteve lá, logo que houve a chacina, Jobim teve uma conversa dura com o governador, que se sentiu ofendi do, pois interpretou que eslava sendo inquirido pelo ministro. Almir Gabriel Jobim fez a proposta de promover uma substituição geral ajuda militar, não quer no comando da segurança pública paraense, o que, na opimão do Planalto, traria resúl- que isso é porque acha tados efetivos e ainda teria o intervenção poder de sinalizar de antemão para a disposição de federal punir Seria feita uma lista de oficiais do Exercito com a concordància de Almir Gabriel, que escolheria e nomearia três ou quatro deles. Ao governador seria garantida a prerrogativa da solicitação. Nas últimas semanas, no bastidor da tucanagcm. se desenrola um verdadeiro drama em torno disso. Além de se sentir ultrajado em sua autoridade, Almir Gabriel também leme na avaliaçao da cúpula partidária que seus inimigos locais explorem politicamente a entrada do Exército no estado como sinal de fragilidade do governador. Quanto ao prefeito de Belém. Hélio Gueiros, os tucanos acreditam que os temores do governador possam ter fundarhento. Mas, cm relação a Jader Barbaiho, já houve conversas que garantem ao PSDB a segurança de que o senador se manteria neutro em atenção ao presidente da República. O governador Mário Covas, muito próximo a Gabriel. Chegou a ser chamado para interferir junto a ele a quem é muito ligado cm favor da tese da troca de comando na segurança pública paraense, Essa conversa aconteceu na segunda-feira passada, fora de São Paulo, com um outro governador do partido. Não adiantou. Acontece que Covas compartilha, ainda que em termos, da opinião do governador paraense de que isso representaria uma intervenção. O que se queria de Covas é que ele convencesse o amigo e. depois de tudo ajeitado, a executiva tucana iria ao Pará para se solidarizar com o governador e anunciar o reforço na investigação. O comando do partido não quer ir lá sem uma articulação previamente fechada por dois motivos: primeiro, porque a reação do governador pode ser de rejeição, e também em virtude da possibilidade da exploração política negativa da visita. O PT. por exemplo, poderia acusar o PSDB de, com o ato de solidariedade, estar sendo conivente com a chacina e a impunidade dos policiais. Daí o adiamento da visita. O que não pode ser adiada, no entanto, é a busca de uma solução. O governo federal, ao mesmo tempo que necessita das punições severas, não pretende acirrar suas relações com Almir Gabriel. E o governador do Pará já enviou sinais de que a conta da radicalização será efetivamente socializada. Ele tem. por exemplo, uma lista de providências pedidas ao governo federal antes da chacina que não foram tomadas. Nesse caso, sobraria para o ministro Jobim. Mas tem tucano importante que manifesta o receio de que Almir Gabriel aponte responsabilidades para escalões superiores. O que, em bom português, tem nome e sobrenome: Fernando Henrique Cardoso. na reforma da Previdência Câmara mantém aposentadoria de servidores mas Planalto não abandonarojeto BcM- EUGÊNA LOPES F. JORG-.MAR FfcÜX BRASÍLA Sem conseguir resolver os problemas na base parlapintar, o governo sofreu ontem sua maior derrota no Congresso e não conseguiu aprovar pontos fundamentais da reforma da Previdéncia. Foram aprovadas três modificações à emenda que. na prática, acabam com as mudanças pretendidas pelo governo. Em reunião de emergência ontem à noite com o ministro da Coordenação Política, Luiz Carlos Santos, e o líder do governo na Câmara, Beniio Gama (PFL-BA), Fernando Henrique pediu que seja mantida a mobilização para dar continuidade à votação dos outros destaques ao projeto da Previdência. O presidente decidiu que tentará, no Senado, resgatar o relatório original do deputado Michel Temer (PMDB-SP). O governo não conseguiu obter os 308 votos necessários para manter na emenda da Previdência artigos que previam regras mais rígidas para aposentadoria de servidores públicos e o fim da aposentadoria especial dos professores universitànos. Duas modificações o fim da idade mínima para aposentadoria do servidor público e o restabeleamento da paridade entre ativos c inativos foram apresentadas pe- o deputado Arnaldo Faria de Sá (PPB-SP), integrante da base governista. A manutenção da aposentadoria especial para todos os professores foi proposta pela deputada Jandira Feghalli (PCdoB-RJ). O governo enfrentou problemas com os partidos aliados. O pnncipai motivo da derrota foi a ausência de deputados que formam a base governista. A maioria è de candidatos a prefeito, que temem votar medidas impopulares. Levanlamento feito pela liderança do governo constatou a ausência de 21 deputados. Somados aos 55 votos dos que normalmente sào contra o governo, os lideres detectaram que tfjgpm Jam,.-WsBSif, Tpff "frnr fjb ill a. * P JT < \S\:mkwFwmm\. 1 WML H, já sairiam perdendo 76 votos. Eleições Alem dessas ausências c defecções, a bancada do Acre composta por sete deputados votou contra o governo porque não conseguiu indicar o superinlcndentc do ncra no estado e comemorou a derrota do governo. "As eleições è que estão pesando mais nas ausências e levando o governo á derrota", disse o lider do PFL, nocêncio Oliveira (PE). Embora os lideres governístas tenham previsto apenas 10 votos contrários do PPB, o partido deu 22 votos para derrotar o governo. Enquanto o partido votava contra a reforma, o prefeito Paulo Maluf abraçava deputados no plenário. No PMDB, foram 17 votos contra o governo, no PFL. oito. O PSDB, descontente com a reforma ministerial, deu cinco votos contra o governo. A pedido do presidente Femando Henrique Cardoso, o presidente da Câmara, deputado Luis Eduar- NÃO MUDA NADA dade Minlmai Por 13 votos, o governo foi derrotado no item que estabelecia que os funcionários públicos só teriam direito á aposentadoria integral caso tivessem 55 anos de idade, no caso dos homens, e 50 anos, as mulheres. Com a alteração, os servidores públicos não vão mais precisar ter idade mínima para requisitar a aposentadoria íntegral. Permaneceram, no entanto, os dois itens na emenda que determinam tempo de contribuição minimo de 35 anos para os homens, e de 30 anos, para as mulheres, e de/ anos no serviço publico para aposentadoria integral. Aposentadoria Especial de Professores: Por sete votos. o governo foi derrotado no item que acabava com a aposentadoria especial dos professores universitários. Com a alteração, todos os professores continuam tendo direito à aposentadoria especial (após 25 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 30 anos para os homens). Paridade entre ativos o aposentados; Por 39 votos, o governo foi derrotado no item que não permitia que todos os aumentos concedidos aos servidores da ativa fossem automaticamente estendidos aos aposentados do setor publico. Pela emenda, os aposentados teriam direito apenas aos reajustes para manter o valor real de seus proventos. * 41.CAMP0S dojordao ExcurSo dia 31/05 a 02/06 s * Onibus totalmente ecjuipado com ar, TV, frigobar, som e toillet Hotel 3 estrelas com pensão completa Ligue já Yoda Ttirismo * *11» 1 k thi,.«mpl r J i \ i A**. i * i P vpulados da oposição e da base governista comemoraram aprovação de ai leraçõgs que desfiguram emenda do Magalhães (PFL-BA), continuou ontem a votação da Previdéncia, mesmo sabendo que as chances de derrota do governo eram grandes. A ordem de Fernando Henrique era clara: o governo não iria mais fazer barganha para aprovar a "Cada reforma. um assuma a responsabilidade de seus atos. Não podemos mais adiar essa Votação", disse Fernando Henrique ao presidente da Câmara. Barganha Diante das sucessivas derrotas. Luis Eduardo alertou os deputados para o perigo de desgaste do Congresso junto á opinião pública. Mas negou-se a interromper a votação. Segundo assessores, a intenção do governo de insistir na votação tinha dois objetivos: detectar quem está contra o governo e deixar claro que não ha "Ê mais barganha. um absurdo a minoria se impor perante a maioria, em assuntos como este", desabafou, mais tarde, Fernando Henrique, a Benito Gama. Votos do Rio dade mínima para aposentadoria de servidor A.favflr to Agnaldo Timoteo (PPB) Alciono Athayd«(PPB) Aroide Oliveira (PPL) Ayrton Xsreü (PSDB) EuncO Miranda (PPB) Fernando Gonçalves (PTB) Francisco Silva (PPB) Mamar Serpa (PSDB) João Mondos 1PPB1 Jorge Wilson (PPB) José Carlos Coutinho (PFL) Lapfoviia Vioira (PPB) t aura Carneiro (pft-) Lima Nuto (PPL) Máruio Fortes (PSDB) Moreira franco (PMDB) Paulo F i)0 (PSDB) Roberto Campos lppb) Roberto Jetfarson (PTB) Rubem Medina (PF1-) Sylvio Lopes (PSDB) y.ms$5.f.s!írs (P.5P.B) Contra o governo Alexandre Cardoso (PSB) Álvaro Vali (PU Carlos Santana (pt> Cldinha Campos (POT) Fernando Gabeira <PV) Fornando Lopes (POF) Jair Bolsonaro (PPB) Jandira Feghall» (PCdoB) José Egydio (PU Jose Maurício (POT) Lindborg Farias (PCdoB) Conceição Tavares Milton Temer lpt) MiroTeixeira (PDT) Sérgio Arouca (PPS) Simâo Sessim (PSDB) vôo DURNO EXCWSVO NO MODERNÍSSMO MD-1 l/varc 7 noites tom hotel, avião e traslados Dcstfe O PROGRAMA NCLU: 7 noites «o Howonl Johsjoa, um dos melhores 3* dt New fark 0 dm quadros d» Times Sqwre 2 Guias d bordo e tomptoi estruturo Sotevr de otendiraerito em New Yorit> A melhor seleto de hotéis, ««firo-. Sosth Gote Suites H*), Dorel to# (4*), P 010 Ftft» (4*S»petiw), Grond Hyott (5*), Wotóorf Aslorio (Lmo). Consulte mtt preçis -+- Cartão de Assisiêisia ntefftoòotwil Top-Cord (Seguro Viogem) entr. USS 220, ou â vista USS Consulte odklonots poro desses turístico superior ou executiva., - Pttçi por psssoo em opto. triplo pora saídos em 8 e 5/6 hotoéroo + terrestre) em doua tunstico. pagava! em Roois oocômbk» do dio do Doior Turismo. Consulte promoção p/soida l 5/6 crtr*o Stlt-44M aw U-im MNSMkSMU ***** **-*}" MPMriÜt il Í Atendlm«nto às Kitttoi; Ml 1 aaíníio3- gnsoletur 3W-WW 24T-ÍA33 / m lurismo turismo a nomoro número Comi/tfe sev Agonie de Viagens O Palácio do Planalto reagiu chilamente à derrota. O porta-voz do ifjácio do Planalto, embaixador Sérgio Amaral, acusou o Congresso de ter votado a favor de privilégios e serem parte responsável pela coritinuidade da crise fiscal. gover- "O no cumpriu sua parte e assumiu a responsabilidade de enviar ao C ongresso um projeto de que o pais precisa. As minorias do Congresso não assumiram sua responsabilidade. As minorias parecem não acreditar que exista um problema fiscal no país e que existam injustiças no serviço público e na Previdência. afirmou. Segundo o porta-voz, o presidente acha que não há como baixar juros nem aumentar salários sem "E aprovar as reformas surpreendente que no dia em que emprcsârios chegam ao Planalto, representando o pensamento da maioria da classe, um grupo minoritário impeça o andamento das reformas", disse Amaral. PSDB liderou as ausências BRASÍLA A ausência de 50 deputados governistas na votação da reforma da Previdência foi a Causa da derrota sofrida pelo presidente Fernando Henrique Caidoso. Temendo votar a favor de medidas impopulares, esses depulados faltaram a sessão. Com 12 faltosos, o PSDB de Fernando Henrique foi. proporcionaimente á bancad.f de X5 depulados, o partido, com mais ausências na votação do destaque que estabelecia idade mínima para aposentadoria de servidores com vencimentos integrais. Na Votação que extinguia a aposentadoria especial dos professores universitários, foram 11 ausèncias! Na que extinguia a paridade entre funcionários da ativa e aposentados, j. Segundo a liderar»- ça, só três tucanos não compareceriam. O PFL teve 13 ausentes nas votações da paridade e da idade mínima. A previsão era de quatro. No PMDB, foram lb, e não os nove previstos, que faltaram à votação da aposentadoria. Ruralista é atendido outra vez BRASÍLA O governo atendeu ontem mais uma reivindicação da bancada ruralista. Pouco depois das 9h. o ministro da Fazenda. Pedro Malan, assinou um ato em nome do Conselho Monetário Nacional assegurando que a rolagem da dívida dos agricultores com o Banco do Brasil será feita nas condições exigidas pelos fazendeiros. O BB terá que aceitar, por exemplo, que a di\ ida seja renegociada com as mesmas garantias do contrato original O banco queria que os fazendeiros apresentassem garantias adicionais. O ministro tomou a decisão sem reunir o (MN.

5 ,Ql]NiT.A-lT.RA. 23 Dt; MAO m: POLÍTCA JORNAL DO BRASL z tfesaftaio empresarios FH faz desabafo 1 empresários para dramalco ve Previdencia Denois de um apelo dramático em favor das reformas, presidente vê projeto da emenda da Previdência rejeitado pelo Congresso pv, Brasilia Brasília lamil Jamll Bitlar Bittar BRASÍLA - Poucas horas Lembrou que ha tres trcs anos o após apelo dramático para país pais se sc debatia dcbatia com a renegocia- ]. ;ao divida c que os empresários ajudassem o ção da dívida externa e com a governo a fazer as reformas constitucionaisl o presidente Fernan- Fernando Henrique defendeu dcfcndcu superinflação. superinflagao. do Henrique Cardoso sofreu uma ainda a reforma tributária, tributaria, a mo- ynh i J dernizagao juridico : amarga derrota: a Camara dos dernização do sistema jurídico e Deputados rejeitou a essência do conclamou conciamou os empresários empresarios a aju- projeto de reforma da Previdência. Para o presidente, os empresa-, empresa-. dar nas reformas constitucionais. Pela manhã. Fernando Henrique havia feito um pronuncia- os resultados positivos "daninhos" e para en- rios devem se preparar preparer aproveitar..-y mento daninnos para os mais de empresários que vieram em caravana fim das fronteiras econômicas no frentar os efeitos do fini economicas./ "Não niundo "Nao jtfjj, " a Brasília pedir velocidade nas mundo moderno. se trata mesmo. nos M W reformas, menos impostos e menores padrao flhroeirmfe de produzir mais o mesmo, nós (Jj\ig L All juros. Foi a maior concentração, de empresários de grande, quilo que produzimos, porque, temos que mudar o padrão da- médio e pequeno porte já vista na queiramos ou não. nao. a economia B MMm capital do país. O auditório do está cstaglobalizada",afirmou. afirmou.. v1--11 Hotel Nacional ficou lotado. Fernando Henrique acusou A eles, o presidente fez um ainda a oposição tcntan- de estar tentan-..do explorar eleitoralmente a vota- 1 pèdído."eu preciso da sua colabóraçâo. Hu preciso do apoio é lá, ção da reforma da Previdência e no Congresso", disse, referindosc a necessidade de o Congresso aumento do salário dos professo- de ter tcr sc posicionado contra o.k Vggk; apréfar urgentemente as reforres do ensino cnsino fundamental, ao votar contra o Programa de Valori- - * ~ mas, KB BBBMB BpP&- para dar sustentação ao Piano Reali Fernando Henrique fez zação za?ao do Professor. P; : "Ninguém "Ninguem :;;»*»? ;:i*00s" pr fr!o$c0dq$heu$$ :.i? moscoowaies também um desabafo, ao negar disse uma palavra PpBBHBBjr_ jvsntecm, ; inacreditavel". j~t/fe QpresMenteda CNl, Fernando Bezerra eo Domelles. Henriquepedm ajudapara que lenha barganhado votos com o Congresso: "Barganhei sobre isso. É inacreditável", concluiu. Antes, parodiou uma frase Mc dêem um exemplo concreto e : Entre o Femandolkzerra (E) o ministro Francisco Dornelles. Fernando pediu aprovar as reformas o quê? "0 não o diz-que -diz. do presidente americano John "O Estamos nos Kennedy. <p que n«nós estamos «ia AS matando de esfor- CRTCftS DO fazendo pelo Brasil?, indagou Fer- A5 CRÍTCAS PO PRESDENTE var para corivencer o Congresso "Peço irio primario. avanceiji que no que votar a reíoima é votar números. Não há o- olhem os liando Henrique FM Nós negociamos a divida (externa) com que aumenta o salário do professor primário. brancos, de lutar para que as coisas avancem cobrando empenho pessoal de ca- quem? Do Fundo Monetário nternacional, que mprensa no Brasil. uma descrença generalizada. Descrença, sabem de Ninguém disse uma palavra sobre isso. yi joniais. punclondrios publico Nenhtim pelo Hoje (ontem) eu vi os jornais, os não nos deu aval. ioi segtunte Veiidida verno 0 que n5s dp povo e pelo Bra- mais o da um dos porque não acreditava no Brasil. "1Z u"- principais. A Light foi o seguinte : "Vendida Funcionários público Nenhum góverno fez o que nós fizemos demos zero de que presentes às reformas. "Vendida.l5J?,d lx dot. nao outrii para o estrangeiro", di/ "0 um: pelo Troca de favores Eu sempre alternativa Para a imprensa. o,a opiniao pi.bl.ca - mats vey controlar. Está tudo pergunto : barganhei o luè? Me dêem um exemplo leilão", di/ o terceiro o (...). Cdnto Como e que sequer alternativa., preço mínimo", di/ outro: "O aumento, e isso me dói, porque não havia outrji BNDES salvou o Na década de 60. presidente arrochado" pressionado por concreto e não di/-que-diz. (...) Não cedi nada,. deixou uma reda- uma série de reinque se convença essa opinião pública de que o REFORMAS Quando pedem mais velocidade nas reformas, se esquecem de comparar Fernando Honriquo aos :rto racassomania maça "Foram que não fosse justo. Quando e justo o presidente da Republica não tem dificuldade em voltar a lei ordinária, Brasil esta dando certo se a fracassoniania pa- # orcjin;irja, mudanga empresários que pedem \ indicações. Kennedy disse : "Não io oase socieuade, constitucional. ajuste fiscal esta levandci. anos para sc levar rece que imbuiu, não a base da sociedade; mas quanto tempo leva, e a mudança la. Nao sao modificagoes nejtn a bom ferino pergunte o que os atrás. constitucional, quanto tempo está levando. Oposição Nunca vi uma oposição capaz, setores influentes dela? Não são modificações simples e nem - e lvisivel, Constituivao podem pais nao pode processo limpo, Estados Unidos de votar contra o professor primário A oposição política no Brasil votou contra a emenda dia-a-dia. Esse cusio são os nossos cabelos mudar com um peteleco. Custo Brasil Esse custo é invisível, no ser. porque a Constituição de um país não pode sto sao claro, transparente" e as manchetes dos principais jornais, sobre o por cada um. mas o está fa/endo peteieco. que cada pode fazer pelos leilão de privatização da Light. Estados Unidps". foram, reproduziu Fernando: O presidente chegou ao encon- Manifesto dos empresários "Vendida Henrique, para o estrangeiro". diz um: pe- "Vendida "O o preço mínimo", di/ outro: BNDES salvem o leilão", di/ o terceiro. E deixou uma pergunta: "O que é que se passa para a opinião pública. Como é que se quer que se convença essa opitliao pública, se a fracassomania parecé que buiu, não a base da sociedade, mas certos setores de influência dela.". mproviso Foram mitos de discursa de improviso, no qual o presidente Fernando Henrique lalou dos custos de se lutar para que o país avance. "Esses custos são os nossos cabelos brancos. 1. muitas vezes, sem desâninio. mas olhando e dizendo: Meu Deus. por que não me ajudam inais?"- Aos empresários, que pedem o ajuste fiscal para que o Plano Reãl deixe de ficar ancorado no câmbio fixo e nos juros altos, o "Peço presidente respondeu: que olhem os números. Não tem mais o que controlar. Tudo esta arrochado". O que o governo precisa, agora, apontou o presidente, e das reformas constitucionais. E citou, entre as reformas necessarias. a que trata do sistema juridico. cujo funcionamento é incompativel com as demandas do "Aqui mundo contemporâneo. tudo e lei", disse. Fernando Henrique falou da crise do sistema bancário e da neccssidade de sistema financeiro forte, capa/ de financiar o setor produtivo a juros mais razoáveis. Mencionou os números da penúria de receita do setor público dos RS 1.2 bilhão que o governo pode gastar por mês. RS 650 milhões \ ão para a Saúde. A única área das despesas em que se pode mexer, segundo o presidente, é a dos juros. Estes caíram de 4.5" o ao mês para 2U u cm um ano. mas não ha como desobecer a um programa de redução dos juros, sob pena da infiação voltar. Nem tudo bi apelo ou desabafo. O presidente prometeu aos empresários tocar a reforma tributária e fez uma autocrítica: "Nós pedimos demais ao C011- gresso. Nos colocamos demasiadi) asdemandas sobre o Congresso : <Ô Congresso também tem seu- limites de absorção". tro dos empresários de bom humor; Brincou com os jornalistas e depois, ao iniciar seu discurso, comentou o barulho dos foguetes que espocaram durante o discurso do presidente da Confederação Nacional da ndústria (CN). senador Fernando Bezerra. "Nas próximas, vamos acertar o foguetóriò, senador. O senhor, que vem lá do Rio Grande do Norte, sabe como e isso. Tinha que estourar pouquinho mais 110 fim da sua falação", brincou Fernando Henrique. Os rojões, que deveriam ser lançados ao fim do discurso do senador, para realçar seus pedidos, acabaram explodindo um pouco antes, o que tirou parte do efeito dos fogos. Valan O ministro da Fa- /enda. Pedro Malan. afirmou ontem que o governo pode tomar novas medidas para ajudar as pequenas e microemprvsas. se issp for "Se necessário. forem necessárias novas medidas, nós as tomaremos no momento em que nos parecer apropriado", disse. Segundo o ministro da Fazenda, as medidas anunciadas 11a terça-feira para faeilitar o acesso das pequenas e croempresas a capital de giro estão dentro de uma política de fiexibilização que o governo vem adotando desde o ano passado. "Toda a história das medidas do gov erno desde aquela época saii a história de uma crônica de uma flexibilização anunciada", afirmou "Vamos "As Malan medidas de ontem se enquadram nesse contexto". Perguntado se ha possibilidade de o governo adotar as mesmas medidas para as grandes empresas, que também estão com problemas de capital de giro, o ministro foi evasivo. ver. Por enquanto é isso que esta anunciado aí", disse Malan. na saída do encontro Brasil ndustrial, que reuniu mais de dois mil empresários, ontem, no Hotel Nacional. O ministro do Planejamento, José Serra, elogiou o movimento dos empresários e disse que o dicurso do presidente foi uma resposta à todas as reinv idicaçòes do "Acho setor. foi um movimento legitimo. Os empresários se reuniram para focalizar suas posições, " y JORNAL DO BRASL nstruçflos na página 6 do 1 caderno A integra do discurso do presidente esta Déficit público Dois anos desde a bilidade de prc\os, venha sendo continuai implantação do Plano Real e o setor publico m ente adiada. S em a v a n ç os n a não cumpriu a sua parte. O ajuste fiscal não desregul.unenuiçâo e na redução drástica do -o não foi efetivado, como se assistiu a uma Custo Brasil, continuaremos a destruir empresas e empregos de lorma irracional, com- impressionante deterioração das contas públicas em A carga tributaria global prometendo o futuro do pais. subiu aeentuadamente em 995 e o setor A redução do Custo Brasil depende de público aumentou seu nivel de gasto, etri medidas do governo e da votação de projetos apenas um ano, em nada menos do que 10% de lei que estão no Congresso. do Produto nterno Bruto (PB), ou algo em CPMF Apesar de todo o discurso sobre torno de RS 67 bilhões. Não ha qualquer o Custo Brasil, o governo está empenhado justificativa razoável para tamanho descontrole. ainda mais em um contexto de esforço bre Movimentação Financeira (CPM ) E na recriação da Contribuição Provisória so- pela estabilização. A solução para o déficit um imposto obsoleto, que incide cumulativamepe sobre as etapas produtivas, conns- público depende de medidas do governo e das reformas da Previdência e administrativa, que estão no (on- Brasil. litüindo-se na antítese da redução do Custo gresso A criação da (TMK esta em tramitação Reformas constitucionais O no Congresso. problema fiscal brasileiro é agravado peta Reforma Tributária í prioridade rigidez das despesas por isso. as reformas número um e mudança imediata é exigida são indispensáveis para 11 ajuste do setor nessa area. A profusão de impostos em cascata. o peso da carga tributária indireta, a publico. A lentidão com que as reformas previdenciária e administrativa estão sendo complexidade do Sistema e a taxação sobre tratadas no Congresso e os sucessivos recuos as exportações e investimentos são caractetisticas do nosso sistema, que não encon- na sua profundidade e abrangência são inaceitáveisiram As reformas da previdência e administrati- paralelo no-> países que competem com o Brasil por investimentos e mercados. A >u foram encaminhadas ao Congresso no ano reforma deve redu/ir o número e eliminar passado. tributos cumulativos, deslocar a taxação indireta Juros e câmbio A ausência de uni para a ponta de consumo, mantendo a ajuste fiscal efetivo induz â política de capacidade de arrecadação. juros altos e câmbio valorizado, o que vem mipondo um ônus elevado ao setor industrial. Congresso desde o ano passado. O projeto de reforma tributária está no pqpdo Uma combinação errada de juros, tarifas, Regulamentação Na area de concessões, não se fez a regulamentação indis- câmbio cambio e custos sistêmicos (custo Brasil) pode acabar inviabilizando a capacidade de pensavel para que o mercado de serviços e resposta dos produtores domésticos frente obras públicas mobilize capitais, inclusive aos desafios de uma economia mais aberta e externos, e se desenvolva. Os projetos que competitiva. A reduzida disponibilidade de têm surgido mostram que a influência de crédito e o custo extremamente elevado colocam os produtos brasileiros em condições te. Eles buscam impedir a indispensável pas- correntes anti-dcsestati/ação permanece for- adversas face aos produtos estrangeiros, sagem de um sistema de investimentos centrados no gasto público para um aucorado muitas vezes viabilizando importações apenas pelo diferencial de juros. O Brasil industrial demanda igualdade de condições para independência dos órgãos reguladores desses na iniciativa privada. íi essencial garantir a competir. setores. l ma redução mais acentuada dos juros O projeto do governo que regulamenta a depende do ajuste fiscal, condicionado a ações do governo e do Congresso. Lenta redução do custo Brasil Corretamente identificada como um passo essencial a ser dado pelo país. a redução do Custo Brasil tem ficado, até o momento, no plano da retórica. As condições de infraestrutura, os custos portuários, a cunha fiscal sobre os juros, o sistema tributário, a legislação trabalhista pouco flexível e o excesso de regulamentação permanecem inalterados. O aumento do déficit colocou o Executivo numa falsa armadilha: relutante na redução de despesas, vem buscando maxiníizír a arrecadação e resiste a qualquer mudança que possa implicar perda de arrecadação. O medo de perder receita faz com que até a ampliação dos prazos de recolhimento dos tributos, compatíveis com a esta- concessão para exploração de energia elétrica foi para o Congresso há duas semanas e o do petróleo ainda está em estudos no Executivo Privatização O processo de prívatização precisa ser acelerado com urgência. Mais do que nunca a explica ação de prioridades, a definição de regras claras e estáveis e o acesso mais fácil ás informações são indispensáveis para o funcionamento do setor privado. Cabe ao governo acelerar a privatização. Exportações As exportações desempenliam papel fundamental para geração de crescimento, empregos e divisas. As ações necessárias para o setor são: completa desoneração fiscal, aperfeiçoamento do sistema de financiamento, criação de um sistema de seguro de crédito e de garantias ás exportações e a melhoria das condições de infra-estrutura. especialmente no que se refere á redução dos custos de transportes e dos portos. Também é necessária uma política cambial que evite a corrosão da competitividade dos produtos brasileiros. O estimulo às exportações depende do governo e a desoneração fiscal fa/ parte da reforma tributária que está no Congresso, Tarifas As constantes alterações de tarifas de importação distorceram a configuração da estrutura de proteção e introduziram um forte componente de incerteza no segmento industrial. As principais características da estrutura tarifária devem ser a estabilidade de regras, previsibilidade e transparência A política tarifária é decisão do Executi- >o. Dumping A pratica de dumping (vendas de produtos abaixo dos custos paru ganhar mercado) e de subsídios no pais de origem, o contrabando e o subfaturamento v êm causando sérios danos a alguns segmentos das indústria nacional, fe urgente que o governo brasileiro eleja a defesa comercial como uma de suas prioridades dentro da política de comércio exterior. O governo define a politica de comércio exterior. Abertura A abertura comercial e as mudanças tecnológicas se fazem sentir de maneira diferente nos diversos setores industriais. É preciso que o governo seja capaz de configurar políticas de reestruturação setoriais coordenadas, evitando ações pontuais. A ênfase deve ser dada ao reforço da competitividade, evitando estimular a sobrevívencia de setores ineficientes ou a reedição de políticas setoriais da fase da substituição de importações. Cabe ao governo criar uma política industrial Empregos A consolidação do crescimento econômico dentro da estabilidade é a condição básica para ampliação do emprego. É preciso flexibilizar o mercado de trabalho. incentivando a contratação de mãode-obra. Uma segunda ação é adotar poliucas de estímulo ã geração de empregos. As micro, pequenas e médias empresas têm reconhecida capacidade de criação de postos de trabalho. Também é preciso estimular os setores da economia em que a expansão tem impacto expressivo na geração de empregos, como a construção civil. O projeto do governo para flexibilização do mercado de trabalho está na pauta de votação da Câmara. As demais decisões dependem do Executivo. Relação emprego-setor privado Ê imprescindível a criação de um sistema orgânico de consultas ao setor privado, O governo é que decide sc vai ou não cônsultar o setor privado.

6 QUNTA-FERA. 23 DE MAO DE 1996 Cl 2a Edição POLÍTCA ORNA. )() BRAS FH faz apelo dramático po por reforma e Horas depois de pedir a colaboragao dos empresários, empresarios, ve Previdencia presidente vê projeto da emenda da Previdência rejeitado pelo Congresso... Brasilia Jamil ÜRASil 1 \ -- Brasília Jamil Bittar. Po ucas boras Lcmbrou que ha tics anos o após um apelo dramático para pais se ; debatia dchatia com a renegocia- ik que os empresários ajudassem o çâo da a divida divicla externa e com a - isrv governo a fazer as reformas eonstitucionais, o presidente Fernan- Fernando Henrique defendeu delendeu superinflaçâo. nflagao. MtitSKta*. do Henrique Cardoso sofreu uma ainda a reforma tributária, a modernização,a<;ao do sistema sistcma jurídico juridico ec Deputados rejeitou a essência do conclamou imou os empresários empresarios a aju- i amarga derrota: a Câmara dos projeto de reforma da Previdência. Para o presidente, presidente. os empresá-, empresa- dar nas is reformas constitucionais. conslitucionais. $L. a ; Pela manhã. Fernando Henrique havia feito um pronuncia- os resultados c positivos rios devem :vcm se preparar aproveitar JkiMmhjr* e "daninhos" para enfrentar os efeitos do presários que vieram em caravana fim das fronteiras econômicas no mento para os mais de em- "Não a Brasília pedir velocidade nas mundo moderno. se trata reformas, menos impostos e menores juros. Foi a maior concen- temos que mudar niudar o padrão padrao da- rf," \ de produzir mais o mesmo, nós nos CN! tração de empresários de grande, quilo que produzimos, porque, porque. y lsk médio e pequeno porte já vista na queiramos imos ou não, nao, a economia...; flhsmmp t %. :*k m capital do país. O auditório do lotei Nacional ficou lotado. A eles, o presidente fez um pedido."fu preciso da sua colaborução. Eu preciso do apoio è lá. no Congresso", disse, referindose à necessidade de o Congresso aprovar urgentemente as relbrnuis. para dar sustentação ao Pia- de ter se posicionado contra o aumento do salário dos professores do ensino fundamental, ao votar contra o Programa de Valorino Real Fernando Henrique fez /ação»doroil! Professor. lambem Sm desabafo, ao negar "Ninguém Jinguem disse uma palavra que tenha barganhado votos com sobre isso. í;. : inacreditavel", inacreditável", con- () prcsilimte (/cl CN, Dornelles, Henriquepediu "Barganhei Entre o presidente da CNl, Fernando Bezerra (E) e o ministro Francisco Domelles, Fernando ajuda para aprovar as reformas j o Congresso: o quê? cluiu.. Antes, parodiou uma frase Me dêem um exemplo concreto e americano não o diz-que -diz. do presidente americano John "O Estamos nos Kennédy. que nós estamos maiando de eslor- fazendo pelo Brasi!?, indagou Fer- AS CRTCAS DO PRESDENTE çur para comeueer o Congresso "Peço que olhem os nando Henrique FM Nós negociamos a dívida (externa) com que aumenta o salário do professor primário. brancos, de lutar para que as coisas avancem; que votar a relbrma ò votar números. Não há cobrando empenho pessoal de ca- quem Do f undo Monetário nternacional, que mprensa Hoje (ontem) eu vi os jornais, os uma descrença generalizada Descrença, sabem de Ninguém disse uma palavra sobre isso. no Brasil. pelo go-! não nos deu aval, do povo e pelo Bra- mais o da um dos porque não acreditava no Brasil. principais. A Fight foi o seguinte "Vendida Funcionários público Nenhum go-1 que presetites ás reformas. "Vendida verno fez o para o estrangeiro", diz um: que nós fizemos demos zero de» pelo outraj i Para a ímprensa. o se alternativa. controlar. Está tudo Troca de favores Eu sempre pergunto : barganhei o quê? Me dêem um exemplo leilão", diz o terceiro (...). Como é que preço minimo", diz outro; "O aumento, e isso me dói. porque não havia outnt; BNDES salvou o quer presidente arrochado" concreto e não diz-que-di/. velo-! (...) Não cedi nada deixou uma que reclamáçào. empresários compararf "Foram Fernando Honriquo aos que não fosse justo. Quando é justo o se convença essa opinião pública de que o REFORMAS Quando pedem mais velo- presidem cidade nas reformas, se esquecem de comparaií Brasil esta dando certo se a tracassomama parecc "> i mudanga; que pedem te da Republica não tem dificuldade em v oltar a lei ordinária, quanto tempo leva, e a mudança; njuste fiscal o nos para se levar atrás. que imbuiu, não a base da sociedade, mas constitucional, quanto tempo está levando,; a bom termo um Oposição Nunca Vi uma oposição capa/ setores influentes dela? Não são modificações simples e nem podeni processo limpo, de votar contra o professor primário. \ oposiçâo política no Brasil votou contra a emenda dia-a-dia Esse custo são os nossos cabelos mudar com um pctéjeco. Custo Brasil Esse custo e invisível, no ser, porque a Constituição de um pais não potiu podei claro, transparente" e as manchetes dos principais jornais, sobre o leilão de privatização da l.iuht. foram, reproduziu Fernando "Vendida Henrique. para o estraiiceirjg. diz um: pe- "Vendida o preço mínimo", diz outro: "O BNDES salvou o leilão", diz o terceiro. deixou uma "O pergunta; que é que se passa para a opinião publica? Como e que se quer que se convença essa opinião pública, se a fracassomania parece que mi- buiu. não a base tia sociedade, mas certos setores de influência dela.". mproviso Foram 20 minutos de de impromso. discurso no qual o presidente Fernando Henrique talou dos custos de sis lutar para que o país avance, "lissés custos são os nossos cabelos brancos. \. muitas \e/es. sem desáiiimo. mas olhando e dizendo: Meu Deus. por que não me ajudam mais." \us empresários, que pedem o ajuste fiscal para que o Plano Real deixe de ficar ancorado no câmbio fixo e nos juros altos, o ÍPeço presidente respondeu: que olhem os números. Não tem mais o que controlar. Tudo está urrochado". O que o governo precisa, agora, apontou o presidente, e das reformas constitucionais. citou, entre as reformas néçessárias. a que trata do sistema juridico. cujo funcionamento e ineompalivel com as demandas do "Aqui mundo contemporâneo. tudo e lei. disse. Fernando Henrique falou da crise do sistema bancário e da necessidade de um sistema financeiro fone. capa/ de financiar o setor produtivo a juros mais razoáveis. Mencionou os números da penúria ile receita do sefpr público dos RS 1.2 bilhão que o governo pode gastar por mè RS (->50 milhões vão para a Saúde. \ única área das despesas em que se pode mexer, segundo o presidente, é a dos juros. Estes caíram de 4.5% ao mês para 2" o -cm um ano. mas não ha como pesobecer a um programa de redução dos juros, sob pena da in- lação voltar. Nem ilido foi apelo ou desabato. O presidente prometeu aos empresários tocar a reforma tribinaria e tez uma autocrítica: "Nós pedimos demais ao Congresso. Nós colocamos demasiado as demandas sobre o Congresso. O Congresso também tem setts limites de absorção". está globalizada", afirmou. Fernando Henrique acusou ainda a oposição de estar tentando explorar eleitoralmente a votaçâo da reforma da Previdência e Na década de 60. pressionado por uma serie de reinvindicaçòes. Kennedy disse: "Não pergunte o que os stados l nidos está fazendo por cada um. mas o que cada um pode fazer pelos Estados Unidos". O presidente chegou ao eneontro dos empresários de bom luimor. Brincou com os jornalistas e depois, ao iniciar seu discurso, comentou o barulho dos foguetes que cspocaram durante o diseúrso do presidente da Confederação Nacional da ndústria (CM). senador Fernando Bezerra. "Nas próximas, vamos acertar o logiietório, senador. O senhor, que vem lá do Rio Grande do Norte, sabe como e isso. Tinha que estourar um pouquinho mais no fim da sua falação", brincou Fernando Henrique. Os rojões, que deveriam ser lançados ao fim do discurso do senador, para realçar seus pedidos, acabaram explodindo um pouco antes, o que tirou parte do efeito dos fogos. Malun O ministro da Fazenda; Pedro Malan. afirmou ontem que o governo pode tomar novas medidas para ajudar as pequenas e microempresas. se isso for "Se necessário. forem necessárias novas medidas, nós as tomaremos no momento em que nos parecer apropriado", disse. Segundo o ministrò da Fazenda, as medidas anunciadas na terça-feira para faeilitar o acesso das pequenas e microempresas a capital de giro estão dentro de uma política de llexibili- /ação que o governo vem adotar.- do desde o ano passado. "Toda a história das medidas do governo desde aquela época são a historia de uma crônica de uma flexibilização anunciada", afirmou Malan. "As medidas de ontem se enquadram nesse contexto". Perguntado se ha possibilidade de o governo adotar as mesmas medidas para as grandes empresas, que também estão com problemas de capital de giro. o ministro foi evasi- "Vamos vo. ver. Por enquanto é isso que esta anunciado ai", disse Malan, na saída do encontro Brasil ndustrial, que reuniu mais de dois mil empresários, ontem, no Hotel Nacional. O ministro do Planejamento. José Serra, elogiou o movimento dos empresários e disse que o discurso do presidente foi uma resposta ã todas as reinv idicações do "Acho setor. foi um movimento legitimo. Os empresários se reunirain para focalizar suas posições. JORNAL DO BRASL iiiiiiiiiiim iiimini mii nstruções na página 6 do 18 caderno Manifesto dos empresários Déficit público Dois anos desde a implantação do Plano Real e o setor público não cumpriu a sua parte O ajuste fiscal nao so não foi efetivado, como se assistiu a uma impressionante deterioração das contas públic.is em A carga tributaria global subiu acentuadamente em 1995 e o setor público aumentou seu nível de gasto, em apenas um ano. em nada menos do que 10 / do Produto nterno Bruto (PB), ou algo em torno de Rs 67 bilhões. Não há qualquer justificam a razoável para tamanho deseontrolc. ainda mais em um contexto de esforço pela estabilização. A solução para u déficit público depende de medidas do governo e das reformas da Previdência e administrativa, que estão no Congresso Reformas constitucionais O problema fiscal brasileiro é agravado pela rigidez das despesas, por isso, as reformas são indispensáveis para o ajuste do setor publico. A lentidão com que as reformas prcv idenciaria e administrativa estão sendo tratadas no Congresso e os sucessivos recuos na sua profundidade e abrangência são inaceitáveis. As reformas da previdência e administrativa foram encaminhadas ao Congresso no ano passado. Juros e câmbio A ausência de um ajuste fiscal efetivo indu/ a política aéjuros altos e câmbio valorizado, o que vem ittipondo um ônus elevado ao setor industrial Uma combinação errada de juro*, tarifas, câmbio e custos sistêmicos (custo Brasil) pode acabar inviabilizando a capacidade de resposta dos produtores domésticos frente aos desafios de uma economia mais aberta e competitiva. A reduzida disponibilidade de credito e o custo extremamente elevado colocam os produtos brasileiros em condições adversas face aos produtos estrangeiros, muitas vezes viabilizando importações apenas pelo diferencial de juros] O Brasil industrial demanda igualdade de condições para competir. 1 ma redução mais acentuada dos juros depende do ajuste fiscal, condicionado a ações do governo e do Congresso. Lenta redução do custo Brasii Corretamente identificada como um passo essencial a ser dado pelo pais. a redução do Custo Brasil tem ficado, até o momento, no plano da retórica. As condições de infraestrutura. os custos portuários, a cunha fiscal sobre os juros, o sistema tributário, a legislação trabalhista pouco flexível e o excesso de regulamentação permanecem inalterados. O aumento do déficit colocou o Executivo numa falsa armadilha: relutante na redução de despesas, vem buscando maxunizar a arrecadação e resiste a qualquer mudança que possa implicar perda de arreeadaçâo. O medo de perder receita faz com que até a ampliação dos prazos de recolhimento dos tributos, compatíveis com a estabiltdadc de preços, venha sendo continuam ente a d i a d a S e. m a v a n ç o s n a destbgulamentaçãp e na redução drástica do Custo Brasil, continuaremos a destruir empresas e empregos de forma irracional, comprometendo o futuro do pais. B A redução do Custo Brasil depende de medidas do governo e da votação de projetos de lei que estão no Congresso. CPMF \pesar de todo o discurso sobre o Custo Brasil, o governo está empenhado na recriação da Contribuição Provisória sqbre Movimentação Eitianceira (C PM ) 1 um imposto obsoleto, que incide cumulativãmente sobre as etapas produtivas, connstituindo-se na antítese da redução do Casto Brasil. A criação da CPMF está em tramitação no Congresso. Reforma Tributária É prioridade número um e mudança imediata é exigida nessa área. A profusão de impostos em cascala, o peso da carga tributaria indireta, a complexidade do sistema e a taxação sobre as exportações e investimentos são caracteristicas do nosso sistema, que não eneoniram paralelo nos paises que competem com o Brasil por investimentos e mercados. A reforma deve redu/ir o número e eliminar tributos cumulativos, deslocar a taxação indireta para a ponta de consumo, mantendo a capacidade de arrecadação. B O projeto de reforma tributária está no Congresso desde o ano passado. Regulamentação Na área de concessões, não se fez a regulamentação indispensávej para que o mercado de serviços e obras públicas mobilize capitais, inclusive externos, e se desenvolva. Os projetos que têm surgido mostram que a influência de correntes anti-desestatização permanece forte. Eles buscam impedir a indispensável passagem de um sistema de investimentos centrados no gasto público para um ancorado na iniciativa privada. É essencial garantir a independência dos órgãos reguladores desses setores. B O projeto do governo que regulamenta a concessão para exploração de energia elétrica foi para o Congresso há duas semanas e o do petróleo ainda está em estudos no Executivo. Privatização O processo de priva ti- /ação precisa ser acelerado com urgência. Mais do que nunca a explicitação de prioridades, a definição de regras claras e estáveis e o acesso mais fácil às informações são indispensáveis para o funcionamento do setor privado. B Cabe ao governo acelerar a privatização. Exportações As exportações desempenham papel fundamental para geração de crescimento, empregos e divisas. As ações necessárias para o setor são: completa desoneraçào fiscal, aperfeiçoamento do sistema de financiamento, criação de um sistema de seauro de crédito e de garantias as exportações e a melhoria das condições de infra-estrutura, especialmente no que se refere â redução dos custos de transportes e dos portos. Também e necessária uma política cambial que evite a corrosão da compctitividade dos produtos brasileiros. B O estimulo às exportações depende do governo e a desoneração fiscal fa/ parte da reforma tributária que está no Congresso. Tarifas As constantes alterações de tarifas de importação distorceram a configuração da estrutura de proteção e introduziram um forte componente de incerteza no segmento industrial. As principais caracteristicas da estrutura tarifaria devem ser a estabilidade de regras, previsibilidade e transparência. B A política tarifária é decisão do Execútivo. Dumping A pratica de iliuiiping (vendas de produtos abaixo dos custos, para ganhar mercado) e de subsídios no pais de origem, o contrabando e o subfaturamento vêm causando sérios danos a alguns segmentos das indústria nacional. É urgente que o governo brasileiro eleja a defesa comercial como uma de suas prioridades dentro da política de comércio exterior. B O governo define a política de comércio exterior. Abertura A abertura comercial e as mudanças tecnológicas se fa/em sentir de maneira diferente nos diversos setores industriais. É preciso que o governo seja capaz de configurar políticas de reestruturação setoriais coordenadas, evitando ações pontuais. A ênfase deve ser dada ao reforço da competitividade, evitando estimular a sobrevivència de setores ineficientes ou a reedição de políticas setoriais da fase da substituição de importações. B Cabe ao governo criar uma política industrial Empregos A consolidação do crescimento econômico dentro da estabilidade é a condição básica para ampliação do eniprego. É preciso flexibilizar o mercado de irabalho. incentivando a contratação de mãode-obra. Uma segunda ação é adotar políticas de estímulo à geração de empregos. As micro, pequenas e médias empresas têm reconhecida capacidade de criação de postos de trabalho. Também é preciso estimular os setores da economia em que a expansão tem impacto expressivo na geração de empregos, como a construção civti. B O projeto do governo para flexibilização do mercado de trabalho está na pauta de votação da Câmara. As demais decisões dependem do Executivo. Relação emprego-setor privado É imprescindível a criação de um sistema orgânico de consultas ao setor priva B O governo é que decide se vai ou não cônsultar o setor privado.

7 JORNAL DO BRASL POLÍTCA QUNTA-FERA. 23 DE MAO DE l(>% Presidente decepciona ciona empresarios a Representantes da industria brasileira foram a Brasilia pedir menos impostos e pressa MARA LU1ZA ABBOTT americana do dumping social (pro- i BRASLA - Os empresg dutos abaixo do gg rios reunidos ontem em Brasilia pabaixos salaries) praticado pelos jm ra pedir urgencia nas reformas e chincses. menos imposto, receberam o presi- Diplomatics, o presidente d dente Fernando Henrique Cardoso CNi prefenu enfatizar o ponlo pocom palmas. Mas, no fim do dis- sitivo da visita do presidente, a curso, o clima era de desanimo. 0 abertura do dialogo. E avisou que K presidente nao anunciara aj qualquer,1 1 nas reformas, mas sairam de maos vazias e guald brir, lv tonalcoes pari que a promvio na- "Ha Q ano p;lssaj0. um ano. na Luis Eduardo Magalhães, os 1X00 empresários deixaram o Confesso Naeional cional pop competir com o pro- comen1oravao do dia da industrui. 1 *1* "1 ~ 1 fc 3H#««S Para nao Pai a industrial, estabilidade não basta "" re o CoSSaC* JJJH t la pi $ BRASfLlA - lanifestagao a politica tnas Sao nul toriais", toriais";contou Bezerra, Bezerra. sobre o BRASÍLA A manifestação Apesar das queixas á política trias de São Paulo (Fiesp) num "0 nosso programa preve que. - ontcmfpelbs economica. conspbu movmientocoletiui intenso trabalho de costura Jaqui a pouco, eslare.nos no Con- realizada ontem movimento coletivo. que *> pelos empresarios, inédita na econômica, o governo considerou n,nm r0s- medita historia indus- manifesto & mobilizagao desenvolveu. As dificuldades dihculdadcs. eiifrentadas reniadas pelas empresas ajuda- aiuda- u - J gresso", disse Fernando lezerra. As 15h. 60 onibus cwram os. história da indústria, é resultado do clima de nal dos industriais foi lançada nu- A idéia da mobilização nacio- a manifestação positiva Ui;i resuuado cima que e acredita eia dara 0 impuso necessario mduslnais to. lambda lembrando que a visita dos empre- empresarios ao C ongresso, que ela dará o impulso necessário pnde apreensao eriado mnelus!o nrocesso reunao >ntenu om ram- nu,s ll uniao nj!hu ena. jarios aos parlamentares esiava eles se ecncontraram apreensão criado entre o empresaruídma reunião interna da CN, em ram. mas a união não com o presi- ruido gyos alios, eresci- V v,i,(in pi-m-,1- ianer0, as Para scu su poderia ser para a conclusão do processo de conseguida sem que fosse losse vencida marcada para pouco mais de duas (Jlhtl da Camara, Luis Eduardo rm 1 janeiro. Mas, para garantir seu sucesso. Bezerra teve que convencer política pelos juros altos; o crescimènto do desemprego, a morosi- reformas. Na avaliação do Planaito. os empresários fizeram um "0 mcnto desemprego. re.1 m cesso, levc conveneer logueira politica horas depois do enconiro com o Macalhaes (PFL-BA), e o presiden- wtmtrais 10 0> ernprci,jrt0s a fogueira de vaidades da dade das reformas estruturais. tcderagoes sindical 0 rernando presidente. 0 senador disse tain- u, i,llcnno do Senado. Teotonio rcduzam cuslo concor- aerta patronal. Fernando que os presidentes das federações estaduais. os dirigentes das associa- Bezeiff alia humildade, inteligên- alerta de que a estabilidade eeonòmica não basta. O próprio presições setoriais e até provocada pela abertura personalidades dente.em selldtscurso. lez questao emblematicas setor. eomo vir. lalar. 1,s0l < econodua[s diriglltes Bezerra aha humildadc. intehgenbem que quis pariicipar das nego- reduzam o custo Brasil e a côncorrència {PcdB-AL, Se 0 dlv rencia nao 0 proprio ps scloruus atc persohalidades sagactdade politica. ciaioes pela rclorma da reviden-.,,comercial. "Ale cia e sagacidade política. Sabe ou- 1 cia, cm Janeiro, mus loi aconsclha- cstl L L "Até agora nos aguentamos. mas, para garantir a conti- de reconhecer a necessidade da temio Ermirio de Moraes e Paulo Dagoberto Lima Godoy. dente, em seu discurso, fez questão emblemáticas do setor, como Anvir, calar e falar grosso", resumiu lanios, mas. dc rcconhcccr neccssidadc tonio Lrmirio dc Muracs c Godov. do por um represeniantc do q111-1 esanimoti os emf re am. govcr- Real, precise ampiiar dialogo Cunlia, uniao. Apesaf disso. mo no a nao interfcru. presidwte da Camara arrancou nuidade do Real. e preciso ver como fica daqui pari frente", disse ás reivindicações dos Sua intenção foi a de construir bilizaçap esteve ameaçado há um ampliar 0 diálogo com o setor, e Cunha, da necessidade de união. Apesar disso, o sucesso da mo- gn- lea para frente". deresponderasreivmdicaqoesdos inten?ao loi dc bilizavao ameayado ha uin Paulo Cunlia, presidente do tosde "bravo e aplausos. Antônio Antonio Ermirio de Moraes, Moraes. pre- empresarios. uma unia agenda comum e evitar que a empresários. mês, m s quando quando o presidente da Grupo Ultra, 30" eolocado na lisia Luis Eduardo disse que se o p- sidenie do grupo Yotoraniim. Votoraniim. e. - indústria industria atuasse de forma dispersa. como ocorreu na Constituinte dispei f-iesp. Moreira. das maiores empresas do pais, loi manlio do l.stado diminuir, os ju- industria J1 l-iesp. Carlos Eduardo Moreira, Líder A manifestação realizada propor, junta- j Constituinle esva/.ia-la duroem sua criticaao governo. "A um dos pesos-pesados da indústria ros e impftos poderao ser reduzi- a multidao 1. p * tentou esvaziá-la ao pela CN estava sendo pianejada desde janeiro, e acabou ge- "Havia que juntou-se á multidão de pequenos e médios empresários que um ambiente propicio na revisaoconstitucional. mcnte coin 0 presidcnte Forga globalizatio c um. lompcsuklc c dos para benefciarinterna hra- qucnos c ffcta empreartos quo J e revisão mente com o presidente da Força "T, T" Sindical. Luiz Antonio Medciros, estamos cnirariio ncla com cslralo- Ma "Os "O paraesla atfprasarioswasilciros panicipon ma MeSla(io un,dadc. mas. Sindical, Lui/ Antônio Medeiros, rando um novo líder no setor empresariai. o senador Fernando Be- participou da manifestação. para esta unidade, mas, paraorgagia de i8o da horbolcia" disse. ancgun mais peso do qae os in-,«mo polita a-onomai, i tsln mob,i»ao. vmo, a realização de uma prgatu/ar a mobilização, conversei gieve geral rumo da política econômica e correto, mas a estabilidade não e. /erra. tomou posse na com todos os presidentes de fede-., i,.....firmm, rimn m is i fsi ihiliii uic nu) e nor zcrrav-quando lede- conjunia conjunta com umi os us trabalhadores. uauamau A Cunha com parol, a siluaao brasi- anggo por «- CN. 94. duudas auanto racoes esiaduais. a tese lese da greve não nao foi adiante, ad,ante, forlura com a dos Es ados mdos. sscfc «. > P - CM. em 94, havia dúvidas quatro rações estaduais, bati á porta de M si só. suficiente", concordou o e\- Hn im direlor a empresarios unportaiues talecendo taleeendo a manifestação manilestavao organi- orgamque entraram em choque com a manilcstavao dek u«acclerar as pridcn c Rjdmiatora sua P capacidade de enquadrar a empresários importantes e procurei centena de associações se- pela CN. presidente da Firjam e diretor da umaccnlcna dc asstkias sc. zadapfficnl. China para pjpteger a industria relormas no Congrtsso. t. M, Annur Joao uonau CN, Arihur João Donato. poderosa Federaçao das ndus- ~ ~ Lula endossa 7 j j Eugcni. para mostrar quo temos podor do Eduardo Eugênio 4 8lO ato de <fe mobilização Vamos rios mantor patrões pattocs A fllta ttos osos Gouvêa Vieira redfuderagao mobilizados mobihzados atè at6 que quo o oxoculvo Executivo e PORTO porto AltliRi: AL ti. R Luiz lnacio Lula da Silva elogiou ontem na- ww-w Brasilia-QHbertoAives (presidente da Federação das ndústnas do Rio de Janeiro) "A Brasília Gilberto Alvos o Legislativo agilizem as retormas". aprovação das reformas tifrnllmontanen dlegislativo" não depende apenas do Executivo, mas, Arthur João a mobilização dos empresários Ônibus alugado x-presidonto Donato em Brasília, apontando fundamentalmente, do Legislativo (ex-presidente da Firjan e dono do lgvcl pontos CHiprCStirloS tl \ Estaleiro Caneco) "Foi leva empresários a O presidente tem se exposto pessoalmente nesse sentido, sontido, som sem rete esse essocontalo contato direto direlo do presidente presldenjo ções goes dos trabalhadores, trabalhadores. como ShOW show uc de Stfip-tCdSC strip-tease importan- em comum com as revivindicaceio de negociar com as mais diversas facções". conferir ao vivo o sentimento predo- com a massa empresarial para ele mudança da política cambial, reduçào de juros e geração de emminante O rumo da política macrooconòmlca está correto O pro- Dagoberto Godoy j "E pregos. importante essa movimentação dos empresários, e é escoiitro imoveis agüentar por muito tempo precisa- (presidente da Federação das ndústrias do Rió Grande do Sul e tíjema è que não é possível dono de incorporadora de imóveis e m9qs das o nielhor faim manifestates *0 mos das relormas e da baixa dos melhor que façam manifestações de laboratório - "Quao de produção de soro) luros jurps. Mas. Mas, se a inflagso inflação voltar está esti públicas piiblicas peroeffimos qu2 do que negociações negocutijocs na i "Quando percebemos que o >uniu Snn i Brasilia! «tudo evento iria perdido" calada da noite com o pegar fogo, tememos a governo", frustração dos empresários O presidente não falou de credito, de ju- jogo fica muito mais aber- de gafes e houve ate quem apro- Mário Amato sideme naomiou cr6dito. disse. "O (ex-presidente da Fiesp) "Confio lio no presidente e no Brasil. Se "6 ros, nem de desonerar as exportações É clara a necessidade das todos colaborarem, o pais tem exporla- to e e c ás,s claras, cjarasi evitando eviiando quese veitasse o protesto contra a lenfavoreçam pequenos grupos. Espero que os empresários estejam reformas." jeito As soluções são demoradas Erm,r, porque são democráticas Se tosse uma ditadura, ditadura. tudo seria senamas mais reivindicando rei\ iiuiicando uma Moraes Antônio Ermirio de política politica in- Foi o que fez um grupo de 20 Moraes rápido, mas isso não è o que queremos Só não sai mais satisfeito dustriai para o pais e não apenas (grupo Votorantim) "O que os empresários empresarios podem lazer iazer para porque queria que o Brasil Brasittives- tivesse a menor taxa de juros do mun- acrescentou Lula, Lula. depois de do pelo presidente Fernando ffji. i par- os seus interesses corporativos", antecedeu o encontro, prestigiaapressar as reformas relormas è 6 convencer os congressistas de que o Brasil do, do. os melhores portos porlos e o melhor Vlr Hp nnvi nrinifeslacao Hcnriuue Cardoso e seis minis- ffllllllim ; r,.* mudangas saude educagao ticipar P de uma manifestação.. de precisa de mudanças. O desemprego cairia pela metade se o governo Mas será que só o presidente po- programa de saúde e educação, ;,, A ihiis i-nm ir (<im lama de nao-duro, Antonio Ernmio (kti R!> Joao gove.no asj sera so presrdente agncultores tros. Usando um onibus com ar c omjama at pequenos agricultores na cidade pao-iwi, Antônio Ermirio deu RS 5 a João Batista desonerasse as exportações, exportapdes. o que de fazer isso7" isso" sauclut coildicionado alugado da eme possivel retorma tributegaúcha de Erechim. ó possível antes da reforma tributa- presa Real Espresso, os empre- PE) participou da confraterniza- industrials ao mieaoenaf HasFerrefra tanciadamobilizaapdostraba- arios foram se preparar para a gopemambucana. nor Depois de ressaltar a importáncia mobilização dos trabarior Bezerra. Aos industriais do interia. Hoje, somos responsáveis por Carlos Eduardo Moreira pauhsta as apenas 1% das exportações do paulista coube trazer laixas do movimento. "Se S Ferreira Aguentamos "0 lhadores, reuniao de quarta-teira na boate Ontem, toi a vez dos gauchos (presidente da Fiesp) "O mundo. Agüentamos todos os impostos calados sso não e mais tem pressa Não podemos conti- desemprego bateu novo record brarmos. de quem vocês tirarão Brasil lhadores. Lula lembrou que o nós que- timrio caiados nao Nao desempreno Queens, na noite de teri,a-leira. se excederem. Um grupo de bai- brarmos, vous urarao "Taipossível" possivel nuar sem a reforma tributária. Sao ja Sem qualquer constrangi- lar.nos do Centro de Tradigoes na Grande São Paulo, dinheiro? Da China? De Taivvan?\ dizia a faixa mais agres- porque o sistema atual è um desastre. Estamos que já Stefan Salej *0* Foderacao in- milhao mento, o onibus com adesivo da Gauehas em Brasilia loi convi- wan., cizia dustrias "Os perdendo com- contabiliza l milhão e 334 mil CN no para-brisa ficou estacio- dado para acompanhar os in- si\a... indikiri-iis empresarios nao chacma mdustrialrsperamos pessoas sem trabalho. "0 (presidente da Federação das ndústrias de Minas Gerais) goverpetitividade e assistindo a uma siva. Os chacina industrial Esperamos ac0rdar nado proximo a entrada da casa dustriais do Sul durante todo o empresários de Minas não esperavam soluções hoje. mas hã uma noturna, frequentada apenas dia. No aeroporto e no hotel. no Asttperlo precisa acordar e superlotação de industriais solucoes ha seusdeveres estahilizagao, perceber que os parlamentares cumpram que queremos a estabilizaçao, no encontro provocou outras cenas incomuns. Na hora do al-.. sentimento de decepção O com deveres, votando as reformas. Se não cumprirem não presidente deu as diretrizes, mas tem j vsnzssssstzzz, LL***.*"- mas com políticas de desenvolvimento memo e * de geracao geração de empre- tm MSJaoites moço, a organização do evento, rrintt so.aoeleiioa" que fazer mais O encontro serviu serão eleitos" nao linha de acomoda, 1800 eo". disse. não tinha onde acomodar Ali, pauando consumavao mini- a dan?a do tatu. pessoas. Boa parte dos indus- ma de RS 28 e podendo optar Ja a delegacao mmeira de triais tnais pode sf rytotrnjnky. ljli yij l f.ggfu.t Wf Vli-Ta.ill TTTa por pôde ser vista na desconfortável situação de ter en- saircorn mo?asquecobram empresarios marcou sua presen- fortavelsitgcao queen- VÔO ESPECALSOLETUR/VARiO SAÍDA: SANTOS PUMONT 1 em media RS 100 porprograma. s*a com a nada requmtada com- frentar irentar fila lila para fazer lazcr o prato e i$(k ffll B H W-M Mjk os inimados industrials ainda binacao terno e bone. Na cabe- ainda comer em pé. pe. Mm M C SB BSk. SB apreciaram shows de strip-tease. ca. os engravatados de Mjnas Ao A fim do encontro, depois fefsndo 2,.uiilometros da casi davam o recado inscrito na fren- de passar o dia pedindo mais 1 Promoo para q «nid d» 25 rnwlo. Cow.ulte outrni»qido». l ederacao da ndus- le de um bon branc0: ;lenfl!a!,0z?ovcrno a t NOTS BEFEOEt 5 noiles em Gromado no axcelenle Hotel Serro Aiul e / pprivimhiieo atenção do governo á indústria nreferitl U vez da industriade Minas brasileira, brasileira. Antônio Antonio Ermirio miiru de oinda o melhor roteiro das sorras, visilando. Canela, Garibaldi, Bento Gonqolves, BOENG Perndmbllt p F020S C faix3s Para MoraCS. GrUpO \ otoranlim, j Coxios do Sul (2 pernoites) a i nolle em Porto Alegre 9egssimytrm Moraes, do Grupo Votorantim, aproveitar a visita a Brasilia pa- cnrnrevi dos ortiani/adores da i Tl fc OTlTfliminT l! J ra trocar pmkm cm a ban- teve que fazer caridade. Em SSm OS mineiro> ainda fren.e Congresso. 2X * frente ao Congresso, foi abordado Joao Ha j5 """"j1*?- cada parlamentar de seu estado promoveram uma queimade fo- ou d vista R$ numa churrascaria. Sem precon- cos de artilicio proximo ao local pelo cego João Batista da Silva. Com fama de pão-duro. pao-duro. ; RSOletlir cellos idlogicos, ate o senador do encontro. durante o discurso Antonio CENTRO T n T f M. GUAÇU Antônio Ermirio, deu RS 5 ao COPA MADURE RA lb NTERÓ ml lm wfif f4411 comuntsta Roberto Freire (PPS- do presidente da CN. Fernando pedigg pedinte. TJUCA *#********************************** L-j P * *>

8 QÜNk-fcERA, 23 DE MAO DE 1996 POOTCA JORNAL DO BRASL! Marcello Alencar reage às pressões do PFL Governador insiste que candidato será Sérgio Cabral Filho e diz que declarações de Bornhausen tumultuam formação de aliança *.» RENATO CORDERO E grande encontro com os líderes "Minha candidatura não nasce DAN1ELA SCUBNEL locais do PFL e PPB, se consiga de uma ambição pessoal", afirmou Sérgio Cabral Filho em seu O governador Marcello Alcncar disse ontem que não vai aceitar as fb. irra gabinete na presidência da Aleij ateo pressões do PFL contra a ca 6/8/1990 ndidatura do deputado Sérgio Cabral Filho à Prefeitura do Rio. Ronaldo ignora Marcello reagiu com irritação às opção de Marcello e críticas do presidente nacional do diz que é o melhor PFL, Jorge Bornhausen, cã indicação do presidente da Assembléia Legislativa como candidato do PSDB. Para o governador, declarações como as de Bornhausen atrapalham as negociações para a formação de uma aliança entre PSDB e PFL no Rio. "Quem decide o candidato do partido somos nós", afirmou "Não Marcello. há força de fora que faça ultrapassar a vontade do PSDB. Eles não têm nada que se meter aqui. Este é um problema do PFL local", reagiu o governador. Anteontem, Jorge Bornhausen criticou a insistência de Marcellô Alencar em defender Cabral Filho, candidato que, segundo ele, "não agrada a todos". Marcello, que chegou a dizer que a aliança com o prefeito César Maia vai bem, mas com o PFL vai mal, afirmou que mesmo assim está confiante de que, no próximo chegar a um acordo. As negociações para a aliança começaram no domingo passado, num encontro de Marcello com o prefeito do Rio, César Maia (PFL), e com o ministro da ndústria, Comércio e Turismo, Francisco Dornelles (PPB). O presidente Fernando Henrique Cardoso e a direção nacio nal do PSDB também reagiram ontem contra as pressões do PFL. Há duas semanas, disseram dirigentes tucanos, o presidente deu carta branca para o governador conduzir o processo dc escolha do candidato do PSDB. Ontem, o deputado Sérgio Cabral Filho falou pela primeira vez como candidato oficial do PSDB à Prefeitura do Rio. Até então fiel seguidor da discrição absoluta, o presidente da Alerj decidiu aparecer no mesmo dia em que seu único adversário dentro do partido, o secretário Ronaldo Cezar Coelho, anunciava que havia obtido o apoio do general da reserva Newton Cruz. do PSDB que na pesquisaeleitoral JB-Vox Populi publicada terça-feira teve intenções de voto. 10% das depois dc receber um manifesto de apoio a sua candidatura assinado por 19 dos 20 deputados da bancada do PSDB. "Ela é uma manifestação das bases do partido." Além de se apresentar como candidato único do PSDB, Sérgio falou como se a coligação com o PFL estivesse acertada e até anunciou o nome de seu programa dc governo: "Pensando o Rio do ano 2000". Derramando-se em agrados a César Maia, o tucano prometeu terminar as obras do atual prefeito como o projeto Favela- Bairros e a recuperação de escolas municipais. O deputado aproveitou também para anunciar o nome do coordenador se seu programa de governo, José Augusto Assunção de Brito, atual sub-secretário de Planejamento e ex-diretor executivo do Sebrae. Os quatro pontos básicos do programa serão educação. saúde, transportes e saneamento básico. Sérgio anunciou ainda que lutará para fazer do Rio a sede dos Jogos Olímpicos de César Maia ameaça romper acordo O prefeito César Maia desmentiti ontem que tenha acertado com o deputado Marco Antônio Alcncar. filho do governador Marcello Alencar, o apoio definitivo à candidatura de Sérgio Cabral Filho já no primeiro turno. No meio da tarde, Marco Antônio assegurou, em entrevista coletiva, que tudo fora acertado num encontro com César Maia na noite de terça-feira, no gabinete do prefeito. Ainda segundo o deputado, o lançamento da candidatura de Luiz Paulo Conde teria acontecido "somente para ocupar espaço". "O Marco Antônio bebeu. Estas negociações estão sendo feitas com o pai dele. E se continuarem com estas gracinhas, não tem coligação nenhuma", ameaçou o prefeito, no início da noite de ontem, ao tomar conhecimento das declarações de Marco Antônio. César Maia negou ainda que a candidatura de Conde seja "pró-fonna", como enfatizou Marco Antônio na entrevista coletiva. De acordo com o deputado, o lançamento da candidatura do secretário municipal de Urbanismo pelo prefeito não foi para valer e seria mantido só até os dois partidos PSDB e PFL chegarem a um acordo sobre a coligação. Marco Antônio ainda elogiou o fato de o prefeito não ter escolhido um político. "Foi de bom senso, pois amanhã, se o candidato crescesse, o prefeito poderia se arrepender". ressaltou Marco Antônio. muito mais fácil para ele "È nos apoiar com o Conde de standby. Você acha que, se ele não quisesse compor conosco, lançaria o Conde?", questionou o deputado. secretário de ndústria, Co- Vy mércio e Turismo, Ronaldo Cezar Coelho, assumiu o papel do anticandidato à Prefeitura do Rio. Ronaldo decidiu ignorar a opção do governador Marcello Alencar por Sérgio Cabral Filho e acha que será o candidato do "Vou PSDB. convencer o eleitorado de que sou o melhor", diz Ronaldo, que ressuscitou sua précandidatura na semana passada, com a aproximação de Marcello e César Maia, e passou os últimos dias costurando alianças. Eleição é assim. Passou na frente, a gente embarca", diz Ronaldo a quem tenta alertá-lo sobre as dificuldades de manter sua candidatura diante da decisão de Marcello. Ele segue em frente, cm ritmo alucinado, e consegue surpreender o próprio governador. sso aconteceu, por exemplo, anteontem. ao anunciar que acabara Ronaldo (/:.» Çezar Coelho busca Av/M "/ alianças iiiuihj para fortalecer candidatura de conquistar o apoio do general da reserva Newton Cruz (PSD). "Fico me perguntando que argumentos o Ronaldo usou para convencer o general", disse ontem, intrigado, Marcello. É Ronaldo quem responde. "Fui ao escritório do general, que reagiu com espanto ao meu pedido de apoio. O argumento dele Se era simples: eu tenho 10% na pesquisa e você só 8%, quem tem que me apoiar é você". Concordei com o raciocínio lógico do general, mas ponderei que minhas chances são maiores", conta. O general não se convenceu, a conversa esfriou c Ronaldo mude assunto. Já se dava dou por vencido quando revelou sua admiração pelo Exército brasileiro. Contou que, há alguns anos, um amigo pediu que ajudasse o filho a se livrar do serviço militar. "Disse para o general que a minha resposta foi: a melhor coisa que se pode fazer por um filho e levá-lo a servir o Exército. Eu tenho orgulho de ter servido no Forte de Copacabana, onde fui motorista do comandante, general Otávio do Espirito Santo, de quem sou amigo até hoje." O general ficou em silêncio por instantes e voltou à carga. "Também tenho muita admiração pelo general Espirito Santo. O general e sua família votam em mim", disse. "Negativo", respondeu Ronaldo. "Votam em num". Newton Cruz ficou mais uma vez em silèncio e Ronaldo, cheio de expectativa até ouvir o veredicto. "Estou com você, Ronaldo", disse Newton Cruz. selando o apoio. A curiosidade do governador foi desfeita mas não se esgota aí. Marcello diz que Cabral Filho "é o nome mais popular do PSDB". A reação de Ronaldo é imediata. "Ê uma candidatura dos filhos do governador. Marco Antônio c Marco Aurélio, eu respeito, mas sou melhor que o Sérgio Cabral Filho", diz o anti-candidato. - *,?ji JH.v Uma exclusividade dos cartões Real Visa. Só o Banco Real tem RealMaster. 10 dias por mês sem juros no cheque especial. E agora, só os clientes Real Visa pertencem ao BANCO REAL. lip -Vf*, t MMNN...v.- :Vi» ; VSA Clube de Super Vantagens Real Visa. O nome já diz muito, mas não diz tudo. Com o Clube de Super Vantagens Real Visa, você ganha bônus no valor das suas despe sas. Esses bônus podem ser trocados por computadores, viagens, equipamentos eletrônicos e presentes nas lojas conveniadas. E mais: no dia do seu aniversário você ganha bônus, no aniversário do cartão você ganha bônus, pedindo cartão adicional você ganha bônus, ou seja, você nem precisa gastar para ganhar. Ainda que você não seja cliente, passe numa agência do Banco Real e solicite o seu cartão Real Visa ou ligue para BANCO REAL ns? *

9 i j j S JORNAL DO BRASL QUNTA-FERA. 23 DE MAlOTTÇ-19% POLÍTCA POLTCA Sflo S3o Paulo Helvio Romoro # * NFORME JB MAURÍCO DAS \ s Jjg. / Maluf Maliif vai àa rua contra A populagao sociologo «*~U dcs0flprc O população do Rio de Janeiro acredita mais no sociólogo Rubem Cesar desemprego /\ César Fernandes do que no general NiltonCcrqueira. Nílton Cerqueira. " esta inedila, fadrcio FABRlClO MARQUES O veredito está numa marques pesquisa do CPDOC/ser, ainda inédita, com moradores da região regiao metropolitana, que avaliaram e deram sao institui?6es publicas SÃO PAULO Embora seja nota a algumas instituições públicas no estado. yjjl / \.»! Ep9r M de dez. populapao dcu W 4Fi um dos pilares da base parlamentar do governo Fernando Henri- Numa escala de notas, variando dc zero a dez, a população deu Cesar. Ja H ;J* nota sete para o Viva Rio, coordenado por Rubem César. Já as policias que Cardoso, o PPB vai bater du- Civil e Militar, Militar. sob o comando do general Cerqueira, secretário secretario de R&M ro no agravamento do Seguran?a quatro. problema Segurança do Estado, receberam notas cinco e B9HPHHP instituiooes quatro, respectivamente. do desemprego durante a campanha nja eleitoral eeora pela P*1 Prefeitura Prcleitura de dc Das instituições as Forpas, <, yiy jim injtmn (jiu «>ts, passadas pelo crivo popular, ás Forças Armadas e a Justiça JustiadoTrabalho receberamnotaseteea e a Justiça Justigacomum,cinco. cinco. M»i ««:» tj{i> iffjj mis HB -; São Sao, Paulo, Paulo. Ontem, o prefeito Valeaqui, aqui, noentanto, a populagao Paulo Paulo Maluf inaugurou a estratégia ao visitar obras na companhia estrate- pontuar o contraste junto à população do prcsidido Rio de Janeiro entre a credibilidade do movimento presidido pelo de seu candidato, o secretário de sociólogo e as duas instituições comandadas pelo general. O Viva Rio, "O organizacdes nao * Finanas, Finanças, Celso Pitta. 0 Brasil movimento mais conhecido dentro do universo das organizações não está com uma taxa de desemprego governamentais, foi alvo recente de disparos verbais do visitanmt cauteiros Sao paru AiSi ramrifictaaui juntou-se. a general. Argentina, ent na pornogratoqu. pornográfica. Aqui em A voz do general juntou-9e. subordinadamente, à do Jarbas (E), Maluf e Pitta (D) mitanun canteiros de obras, em São Paulo, em busca de votos para o PPB governador a Cesar 0 São Paulo, chega a 15%", disse Marcello Alencar e à do prefeito César Maia. O governador, por sinal, Malufa antenas ODerarios aue "Sn a centenas de operários que ainda deve à população as provas que ficou de apresentar para as graves TODOS OS DAS rajjjsmhigil V, CLASSE RO - 2isJiiSS19iS VOZ, FALA, NBÇÃQ SP tiabnoattdnfegmsde trabalham canteiro de obras de acusações contra a Fábrica da Esperança, do pastor Caio Fábio. AJtâUMEHTAÇAO >0* HUUO, CONSULTA f CURJOÍ TREM DE PRATA KtStRVAS Ttl (0ít) / SMON WAJNTRAUB um novo túnel. "O governo federal deveria enxugar seus gastos e Os ataques do governador, do general e do prefeito contra as ssgassaas: «HTUS-7, DCÇJla - lumtaçuo - ORATÓRA «A3 MWtWMt MMimWHHt B 110 mm MMtm sssgiscse: ONGs soam como campanha. Sem fatos objetivos investir parece miciativas nao que a justifique, ~C6K\~A ~0,03~\ fazendo." investir em obras, como eu estou parca- nascer de puro ressentimento contra iniciativas não subordinadas A jal D A D A AACAC rcópa A PARTR PART1R DÊR$0,Q3~U DERS fazendo." ao controle estatal. Como as ONGs nascem iscemdesgarradasdagra\ntii<?io da gravitação HKfggB ma NCA CLNCA blnva PARA ralfa DOSOS VVdVdllVfeaw dr V> A-tinnoliticleconomic!do cóçm h <ww crfjul 12tt) apn. pçcl t».,u cm 0<V»l rcsos «. W mmabm. com ; <gssgs38s2zz. Além da - política econômica estatal incomodam os governantes presos a uma visão antiga, que Cópia especial - RS 0,08 <«*» a mo W+Tl v****"** Zi Núcleo grado * APARTAMENTOS mi-artamentos NDVDUAL NDVDUAS COM Cópia colorida - RS 1.80 mm ««u.* um»i 1 g0,ot0.xmsatppb governo, a estratégia do PPB, em desconhece e esconjura novos canais dc representação social. MfiDlCO. j,«s»as5ss3k.» \lintegrado ACOMPANHAMENTO MÉDCO. bncadenuçin erm capa plárika e cvpirai SJo São Paulo, lem tem outro oulro alvo prtfe- prefe- o PT. 1Maluf quer? 1 lintezrado ACOMPANHAMENTO n * M&DCO. NÃO NSSTA EM PAGAR MAS CARO POR Al! 1 Sc o ku original for Sws i U {jcrlqlrla >fcwwto»rf nm*j< com«q«tflmf*kcitf*d»uirnlc fcjrtrtowi unu cópú \De Geriatria rencial, nhausen e Luís F.duardo Maga- be Geriatric * * ENFERMAGEM cotpcwm*» t tom c wtití**» do 1 vender Cena de TERAPA OCUPACONAL CONFRA! ccmn 4 H a idéia ideia de que gera empregos com plenário hães. Mddko. Médico: Mddico: Rcsp Resp. RUA RUA Av. Rio Branca, 43 «obrvioja - Tel/Fii: W t1 Discretamente, o líder do p* riv, as obras, e que, se Celso Pitta for governo na Câmara, Benito Gama. Morte de JK eleito, elas continuarão. "Nin- ENSTEN, BARRA DA TJUCA fmnryvt P* kwfw HMHA* Jt wraufwt frrw f* Dr. Carlos Faria tentou convencer o deputado Arnaído Faria de Sá a retirar o desta- CRM*52-* CRM ( 021) / A versão d0 ( / / guêm vai ficar desempregado aqui para a morte do ex-presidente Juscclino Kubitschck, cm acidente de carro, wxjr / F \ ".FRdTJ ta, aos operários. A candidata petis- se o se Pitta eleiyao", disso aos operarios. ganhar a eleição", disse que que restabeleceu a aposentadona especial para professores do terceiro pode ta, Luiza Erundina, não nao considera ganhar outra versão. CURSOS grau. O advogado Paulo Castelo CURSOS DE iunho JUNHO /W tais "Nao "Não O movimento, em tais obras plena batalha da votação, foi percebido por alguem va prioritárias. prioritarias. po- Branco desembarca hoje cm Rc- iulho /JSl. demos comuma uciouuiwwm demos eleger alguém 52SS1 o- que vá sende. no Estado do Rio, <muuo VARGAS S E JUHO JULHO DE 1996 parar r> i i-. u.i f Eduardo Jorge, do, que alertou r> 11 São Paulo",, disse Maluf. o deputado Miro Teixeira. petição que entregará ao Ministerio Público. ADMNSTRAAO U J.JraaRwir "v O prefeito de Recife, Jarbas fi *M Sao 0 Rápido. Miro sacou o celular ADMNSTRATED ADMNSTRAÇÃO DE EMPRESAS EBAP Vasconcelos, do PMDB, PMDB. também tambem e inventou uma ligação da Confederaçào Nacional dos Aposenta- Diagnóstico COMUNCACAO acompanhou Maluf. Com seu discurso pró-emprego. pro-emprego, o prefeito de para Arnaldo Faria dc Sá. Per- A O senador Jcfierscm Peres aponta a C0MUNCAQS0 COMUNCAÇÃO ESCRTA NA EMPRESA 15/07 a 08/08 dos DE ~* "encruzilhada ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO do 0E OE DESEMPENHO POR RESULTADOS cebendo o golpe, ele encenou uma governo": O REMUNERACA0.AlltUUo ft RDlMflllCfllwi Siio São Paulo Paul acabou cometendo conversa dc 10 minutos. presidente está entre a REMUNERAQA0 REMUNERAÇÃO VARlAVEL VARÁVEL (diurno) 08/07 a 11/07 A0MNSTRAC&0 ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO direita fisiológica, nostálgica do 0E OE DE ESTOQUES 17/06 a 25/07 " Ml llutuv duas ADMlNSTRAjiO gafes. Na primeira, perguntou ao operário Wilson da Silva Tempo suficiente para fazer ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO cartorialismo, c a esquerda corporativista, nostálgica do socialismo. DE MARKETNG 17/06 a 08/08 AOMNSTRAQiO qw Yjjii Benito desistir. ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO 0E OE PEQUENAS PEQUEHAS E MADAS MÉDAS MtDAS EMPRESAS 17/06 a 08/08 itf? *ADMNSTRAQiO0ETRENAMENTO 15/07a08/03 \\ qual era seu salário." reais", /f\\ jj\jl respondeu o nordestino. "Pois dé Boas novas no ar Para o senador, está na hora ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO TRENAMENTO 15/07 a 08/03 de FH mostrar se é "estadista ou ADMNSTRAQiO ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO DO 00 TEMPO 17/06 a 20/06 ADMNSTRAQiO ET, graças a Deus. Você ganha um A Comissão de Defesa do um JFlm Consumidor, em reunião, ontem, político de olho no voto. acicatado ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRACiO FNANCERA 17/06 a 08/08 AN/lLSE DEMONSTRACOES salário que, lá em Recife, nem com o engenheiro Adir Silva, pela perda dc ANÃLSE ANillSE popularidade". E NTERPRETACiO NTERPRETAÇÃO OAS DEMONSTRATES DEMONSTRAÇÕES prcsi- 08/08 U engenheiro recebe", vangloriou-se FNANCERAS wm/r TO H dente da nfraero, decidiu que, a (diurno) 08/08 e 09/08 Assalto santo ATENDMENTO ATENDMENT0 AO PUBLCO PÚBLCO 24/06 a 04/07 l/ifi Maluf, diante de um constrangido M?V«partir do dia 31, as decolagens no Um fiel da greja Universal foi AUDTORA 7 Jarbas Vasconcelos. aeroporto de Çumbica, em Sào Pau- AUDTORA 17/06 17/06 a 04/07 roubado ontem em BASCO DE ADMNSTRAQAO //////i pagamsiurnn J / Em seguida, expôs aos o, terão que ser feitas dc dois em pleno culto. BÁSCO BiSCO 0E OE ADMNSTRACiO ADMNSTRAÇÃO 17/06 a 08/08 jornalistas Ele orava, dc olhos fechados, tfff/// dois minutos. CHEFA CHEFA E LOERANCA LDERANÇA 05/08 a 08/08 LEMjnfL S * / C0MP0RTAMENT0-222/ porque considera importante gerar empregos fazendo obras na greja da Abolição, no Rio, e O avião que atrasar vai para o COMPORTAMENTO COMPORTAMENTO HUMAN0 HUMANO NA EMPRESA 22/07 a 08/08 C0NTR0LAD0RA 29/07 rrr-<: quando abriu os olhos descobriu CONTROLAOORA 29/07 final da fila e será multado. a 15/08 CRfOTO B.o" "rtv-. "Os C0BRANQA PESS0A públicas. operários estão É um esforço para desafogar o que tinham levado sua bolsa aipanga. PEQUENAS EMPRESAS (diurno) 15/07 e 16/07 CRÉDTO CRtDTO E C0BRANCA PESSOA COBRANÇA PESSOA FlSCA E mi JhfnftliU CUST0S QlliyiUll W&Q o aqui, empregados e satisfeitos. Se aeroporto, onde ha aviões que fazem sobrevôo dc até lh20 à espera Brasil na BBC 17/06 exposicao EXPOSÇÃO e VENDAS vendas DE de 2 v A a SÁBADO sabaoo não tivessem trabalho, podiam estar roubando vocês na rua." CUSTOS CUSTOS 17/06 17/06 a 11/07 * DESENV0LVMENT0 6ERENCAL ESTRADA estrada DOS BANDERANTES. bandeirantes 5817 sai7 dc auton/açâo de pouso. A TV ingles;i BBC denunciou ontem o contrabando dc FLUXO DESENVOLVMENTO DESENVOLVMENTO GERENCAL 08/07 a 18/07 FLUX0 DE CAXA E GESTiO GESTÃO GESTS0 DO CAPTAL DE OE GRO 15/07 a 01/08 Tel.: Pela boca GER NCA0E GERÊNCA mogno de reservas indígenas na GEHENNA DE VENDAS... 17/06 a 08/08 Comer a bordo dos aviões vai MPOSTO MP0ST0 região do município de Tucumã, DE RENDA PESSOA PESS0A JURlDCA JURÍDCA 17/06 a 27/06 ficar mais seguro. LDERANÇA LOERANCA no Pará. DE EQUPES 08/07 a 18/07 A partir de 1" de junho, toda a Resultado de um ano de investigaçòes, a reportagem foi ao ar NEGOCACiO MATEMÁTCA MATEMATCA FNANCERA APLCADA 22/07 a 08/08 /Kgv NEG0CAQA0 alimentação servida nos viws domestiços terá NEGOCAÇÃO 01/07 01/07 a 18/07 que registrar a data da NOOOES BALANQ0 WQU fabricação, o prazo de validade e o ás 21h. horário londrino, no programa dc jornalismo Dispatches. NOÇÕES NOCOES DE CONTABLDADE E ANALSE ANÁLSE DE BALANCO BALANÇO 17/06 a 08/08 H UNVERSDADE FEDERAL ORGANZAÇÃO 0R6ANZACA0 ORGANZACiO E MtTODOS Mf-TODOS MÉTODOS 17/06 a 08/08 w W nome de qoml nnrn * C0NTR0LE FNANCER0 quem fez. Seguro begurocaro PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO DO RO DE E CONTROLE FKAHCERO FNANCERO (diurno) 29/07 e 30/07 JANERO - PLANEJAMENTO, PLANEiAMENTO, PLANEJAMENTO, PROGRAMACiO PROGRAMAÇÃO PROGRAMACAO E CONTROLE DA OA PROOUCiO PRODUÇÃO PROOUCAO 08/07 a 01/08 Olho no futuro Checam Chegam ao Rio, Rio. dia 17 de do junho, 92 obras do pintor francês franccs Eu- PRÁTCAS PRATCAS m EM ADMNSTRACiO ADMNSTRAÇÃO ADMNSTRAQAO aitr 0E PESSOAL PESS0AL 22/07 a 08/08 O Reitor da Universidade Federal do Rio de Janei Janei- No caso dc o vereador Chico PROPAGANDA, PROPAGANDA, PR0M0Q&0 PROMOÇÃO PROMOQiO E MERCHAN0SN6 MERCHANDSNG 17/06 a 11/07 Boudm, sciio expostus * Alencar ganhar a convenção petista. gene Boudin, que serão expostas no QUALOADE ro e o Diretor da Faculdade de Letras comunicam QUALOADE OE Muscu National Bclas. ECRUTAMENT0 SELEQ&0 PESS0AL Emé- domingo, a executiva nacional do Museu Nacional de Belas Artes. QUALDADE 0E SERVQOS SERVÇOS 17/06 a 04/07 PT o chamara. mr!3sste Ti * SUPERVS0NAND0 Queiróz Facó convidam para uma conversa. Os organizadores da mostra RECRUTAMENTO RECRUTAMENTO E SELECiO SELEÇÃO DE OE PESSOAL 17/06 a 11/07 com profundo pesar o falecimento do Professor Em6- SUPERVSONANDO SUPERVS0NAND0 Vai ser avisado para abandonar optaram por fazer o seguro das 0 TELEMARKETNG 05/08 a 15/08 rito Hesiodo de Queir6z Fac6 e cortvidam para a TtCHCAS REDACiO EMPRES#RlftL WW 7o o discurso de oposição ao PD1 c para obras na França, onde TÉCNCAS TtCNCAS DE REOACiO REDAÇÃO EMPRESARAL (manhs) (manhã) 29/07 a 08/08 Missa de 7 Dia, a realizar-se hoje, dia 23 de maio de pagaram Brasil. cuslaria Horirto: às Prédio não fazer de Miro Teixeira seu principai adversário de campanha. 50 mil. Letras, llha do Fundao, Cidade UniversitSria. USS 10 mil. No Brasil, custaria RS 1996, ds 11:00 horas, no Pr dio da Faculdade de Honirio: Horário: 1Bh 46mln 45mln i«21h 30mln - do 2* a 5 5* f«lro lha Fundão, Universitária. 1 rnminhsn mnrtal lnwi?5»s:08h. 30mffi,i»20h. 30min.-d# 24 Calote Caminhão oaminnao moridi mortal pt»i» lnwk>5»s: nswwsís: 08h. 30min. i*20h. è*20h. 30mm. - de 2* a 8* foka fokfl Pt»U Pt»i«d» Botafogo, Bowfogo. 190-mi#316 twin *aln. A Receita Federal não viu a Em 1995 ocorreram ocorrcram aci- Tdefonss: TaJefonss: *9268-_ * *2549 S51-2S49 cor do dinheiro dos 16 maiores dentes denies em estradas federais, federais. soman- iifc: : w. FAX; * « Conselho Regional de Medicina t TXc \itimas NSCROES ABfcUTAS proprietários rurais do Brasil, em do vítimas fatais. E em 50% NSCRBES NSCRÇÕES ABERTAS do Estado do Rio de Janeiro Pg deles ha há um caminhão caminhao envohido. envolvido. 6 é t trxtlspersivtl ndispensável trkbsperesiwl *ju«que a* as J jntcrttx**j«n «wertçé** lntcfh<>«* *J«ro *J*m WUs Mtas com raioivrt raioivelartececjtncls antecedífltla estatistica porqu,ntoi tmn Nenhum deles pagou um tostão sequer dos RS 2.5 milhões do nistério nisterio dos Transportes a criar CENSURA PÚBLCA PUBLCA A estatística motivou o Mi- porquanto i comum asgoutwn-w as vago» bf" wte* nkto oos cw»o& EDTAL pqfqihrtcwwmittsg<h«r*w-w««v»s<>»>>tfli»ntesdolnlcw<k»wto» débito declarado de mposto Temtorial Rural. nhoneiro do país. no uso das alribuip6os legais confendas pela Lei n 3-268, de 30 de setembro de um premio prêmio para o melhor fcami- O CONSELHO REGONAL DE MEDCNA DO ESTADO DO BO RO DE JANERO, pais. i iil - ~ atribuições conferidas nu O Stiihor Senhor Segurança Seguran(a deverá devera.tor NT AT i 1957, regulamentada do rcceber earro JORNAL Guia prenno. público, Sessão Plenária político receber um carro de JQRNAL DO BRASL pelo Decreto n , de 19 de junho de vem a prêmio. publico, em cumprimento ao que foi decidido em Sessiio PlenSria do Corpo do Paulo Maluf circulou lépido e Conselheiros do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro, Ético-Profissional fagueiro, ontem, em Brasília. Lei de Bresser realizada em 7/7/95. em quo foi julgado o Processo fetico-profissional n médico Levava Celso Pitta a tiracolo, Do deputado paniai Delfim Netto, 380/91. CENSURAR PUBLCAMENTE o mddico HELENO SANTOS SLVA CRM n" por praticar atos profissionais danosos ao paciente que seu candidato à sucessão na Prefeitura de Sào Paulo. nalismo pcla pela discussao discussão da d. reforms reforma decorrência óbito Maluf visitou três pontos administrativa: ASSNATURAS EM SP como decorrfincia o 6bito da paciente, infringindo desta forma o artigo 29 do sobre o pânico causado no funcio-.. r puderam ser caracterizados caraclerizados como imperlcia, imprudência impruddncia ou negligflncia; negligôncia; tondo tendo Codigo Código de Etica Ética M6dica. Médica. cardeais em Brasília: Antônio Essa ê e a Lei de Bresser: Bresser. os N Rio de Janeiro, 21 de maio de 1996 Carlos Magalhães, Jorge Bor- efeitosantecedemascausas. as causas. r1hiti J (Olll TEL.: (Oil) (011) CONSELHERO BARTHOLOMEU PENTEADO COELHO PRESDENTE Chega ao Fim. hoje. a novela da autorização do Senado para o projeto Sivam. que se arrasta há 17 meses. Não há dúvidas de eue o Senado aprovará o projeto, mas a oposição promete, estender ao máximo a sessão para fazer os senadores governistas perderem os vôos para os estados. Os eanterts Nelson Sargento, Beth Carvalho, Cláudio Nueci, Noea da Portela e Clara Sandroni lançaram terça-fetra i noite, no eampus da SFRJ, na Praia Vermelha, o Movimento dos Sem-Tudo. Ou seja: os sem-autooonua salarial, sem-casa. sem-dignidade, semterra e sem-eomida. Do depulado José Genoino, sobre a votação da reforma da Previdència: "A obstrução deixou de ser um direito da oposição para se tornar um dever do governo " A coordenadora do Proeon do Rio, Sônia Carvalho, visita hoje o Cremerj. Levantará a participação dos honorários médicos nos custos dos planos de saúde, além do tempo que as empresas levam para pagar aos médicos. O sucesso prolongou até 2 de junho a temporada do espetáculo Cireus. da Companhia de Teatro de Bonecos Paulista A Cidade Muda. na LANCE-LVRE Casa de Cultura Laura Al~ Aivim, em " panema, no Rio. Os aposentados pela UFRJ esperam desde segunda-feira o depósito de seus proventos. Ao ligar para a universidade, são informados pelos funciooários de que não há previsão para o dia do depósito. O arquiteto Oscar Niemeyer fez ontem a última vistoria da obra do Museu de Arte Contemporânea, cm Niterói, acompanhado do embaixador José Aparecido de Oliveira e do prefeito João Sampaio. O PFL íhiminetne prepara-se para lançar de 40 a 50 candidaturas próprias no estada Os pefehstas querem abiscoitar, pelo menos. 20 prefeituras. O governador MarceQò Alencar chancelou o nome do subsecretário de Cullura, Antônio Carlos Austregésilo de Athayde, para o Conselho Estadual de Cullura. O senador José Roberto Arruda reuniu para um jantar, em casa, a direção do PSDB e o ministro da Coordenação Política. Luiz Carlos Santos. Aproximou mais os tucanos do próprio governo. Fernando Gabeira è, agora, um sem-erva. JORNAL JQRNAL DO BRASL ] TELEFONES REDAÇÃO REDACAO dípãrtãmentõcwebísíaí; Noliciáüo NoliciSno Revistas Classificados Classiftcados Anúncios Anuncios po» Telefone Telelone Anúncios AnunciosFunebtes Fúnetxes /4535 CRCULAÇÃO CTrcuiacAO Assinaturas Assinalufas novas Giande Rio Assinaturas dema»s denvus Cidades Q8G Atendimento Alendimento ao Assinante Asstnante Atendimento Atendmento às Js Bancas Exemplares Atrasados Attasados SERVÇOS SERVQOS NOTCOSOS: AFP. AP, Ansa, EFE. Reutws Reuiws Spcxt Spoil Pi«s P«s,.yP UP SERVÇOS SERVQOS ESPECAS: Washmgion WashingJjn ftwtpjjfrbtáwltlmhi Pwl. AoottetTVnfa. El B P*tt Paa! CORRESPONDENTES: CORRESPONDEHTES: Acre. Acie Alagoas. Alaoas. Bahia. Espirito Espiolo Santo, Santo. Mato Malo Grosso Gtosso do Sul. Sut. Minas M»na» Gerais Pafã. Pari Paraná. Pa?ana. Pernambuco. Pefnambuco. Piauí Piaul, R«o Rio Grande do Sul, Santa Sania Catarina Calaiina Nome exte rior: 8uenos Aires. Caracas. Üsboa. Londres. Ma d«i. Me*iCO Moscou Nova lofque. Paris. Roma. Washington SUCURSAS BRASÍLA DF - Selo» Com Sul Qd 1 B K. Ed Denaw 2- andar CEP TEL (061) TELtX 1011 S PAUO. SP - Av Pauieta, 777/16 116» CEP TEL (011) TELEX BELO HORZONTE. BH Av Alonío Pena. 1500, 7 andf Centro - CEP FAX (031) TEl03!) PREÇOS DE VENDA AVULSA EM BANCA pneponraua Loc..t. DUksCrms dom (UMOV.CS. V OF At.BA.OO.SE. 2,00 WO C,MA,PB,P1.RN AC.*M,AP,P*,BO,RR.TO REPRESENTANTES COMERCAS Minas Gerais Tel 8 Fa«(031) a Espirito Santo Tel e Fa* (02?) Recife Toi o Fa«( S-185". s Coari To-síai lom) Bahia/Sergipe U*i e F«i (071) B»lémíPA Tel 1091! a Fax 1091) Paraná Tel (041) 2S3-048 e Fã* (041) R«o Grande do Sol Tel (Q6t) e Fax (061) RJ Rogiío dos Lagos Tel (0246) Sania Catarina releia* (040) LOJAS DE CLASSFCADOS CENTRO A.»«Bora$ MC -2H COPACABANA A* CspcsDra680 UM «.sw» ítsc Pr» 580 S221 ;3! U&CA R C d»mí3è/292 SA 8932 Os cadwnos de Classificados orciajm d-anameo» no Estado do Rto de Jantwo Aos sábados e ootrvngos nas seguintes cdaofs Sào Pauo, Bías&a. Beto Ho*»íoo<«. Uo&iináae Jou de Fora A revista Proçrama. que sai Avenida Brasil, 500 CEP 2ÜWW0 Caixa Postal São Cristóvâo CEP » Rio dc Janeiro Tel.: (021) Telex (021) (021) (021) ;4s JORNAL DO BRASL O que ó o JB Online É uma edição eletrônica do JORNAL DO BRASL, disponível para usuários de compulador. Consiste em uma versão sucinta do jornal impresso, com textos e fotos, além de informações que complementam reportagens publicadas, Como ter acesso ao JB Online Através de uma conexão à rede mundial de computadores nternet e programas específicos. No Brasil, o acesso à nternet é oferecido pela Rede Nacional de Pesquisa e pela Embratel. O erv dereço (URL, no jargão da nternet) do JB Online ó: hltps// Correspondências eletrônicas também podem ser enviadas ao JB, atrayés do seguinte jb (a ax-apc.org Como achar complementos do Jornal no JB Online A marca JB Online e o número, que aparecem em certas reportagens do jornal, indicam que há material complementar na edição eletrônica. Ao entrar no JB Online, na nternet, é só clicar sobre a mesma marca que aparece na te- a e procurar o número correspondente, para encontrar o complemento (geralmente mais informações sobre o mesmo assunto, integra de documentos etc). JORNAL DO BRASL S A 1996 Os texto». fotogtaf»as «eterna* cuações intelectuais Dublados neste e*emp»af nào podem se» uti«ados. reptodoikxk ajxcuxwkk ou «locado» em stero de banco de dados ou processo s.niiw. em qgatouw torna ou me»o mecânico, etetr&rco. mcrommagem. fotocop?a. gravação etc - sem automação escrita dos titulares dos direitos autofats **.

10 / JORNAL DO BRASL POLTCA " ~ * lamil Blttar " 23/11/94 J jp governamentais, foi alvo recentede disparos verbais do general jh, m, wwotwwo por A voz do general juntou-se, subordinadamente. a do governador itamm escmeu em rnugo qui pv. i t Marcello Alencar e a do prefeito Cesar Maia. 0 governador, por sinal, imlur A n ainda deve a populapafas provas que ficou de apresentar para as graves TODOS OS PAS «2s?J?Sh&J!!7&oc acusacoes contra a Fabrica da Esperan?a, do pastor Caio Fabio. f TREM DE PRATA ffgwwimmmlm Os ataques do governador. do general e do prefeito contra as SSBBKHmSmMc fiicnhtatw<niaitiimyai>>>cth»iotbi>sutiiuai ONGs soani como campanha. Sem fatos objetivos que a justifique. parecenascerdepuroressentinientocontrainiciativasnaosubordinadas rsia AliMAJ PAPA hftgac "COPAAPARTRDER$hjUlM] ao controle cstatal. Como as ONGs nascem desgarradas da gravitasao. iffiiilll vlwwfl Mlmfl VVvvv iivw*mtrw*«w.*h.s»»>v;>wih estatal, incomodam os governantes presos a uma visao antiga, que WmMmrm, APARTaMENTOS NDVDUAS COM desconhece eesconjura novos canaisde rcprcsentaoao soaal. Nucleo ACOMPANHAMENTO M&DCO. N*0SrSCX Alt! [~] Mlimegra FNFFRMAGEM 1 *u wiii i* fcm. nmj ut<j f- r-j n Dc* Geriatria N-WKompromnsuicvim*muhl*Jccitov twnw Pnnoopn«irin nhausen e Luis Eduardo Maga- mue vena\ * terapa OCUPACONAL T =W=o- RUA ENSTEN, 130-BARRA DA TJUCA «SS»SSS»~=i «J»a Cira. Bcniio oi Morte de JK & %& ( itou convenccr o deputado Ar-,\ vcrsao para a mortc do -t~t\ naldo Faria de Sa a rctirar o desta- c\-prosidcntc Juscelino Kubits-, \ que que rcstabcleceu a aposenlado- click, em acidentc de carro. pode // ".>\ oqq.oo \ ria especialrara professores do tcr- ganh&r outra vcrsao. 8 MlJA 1 B* enfifc cciro grau. 0 advogado Paulo Castdo CURSOS D6 JUNHO /& i Xjl!11 i 0 movimcnto. cm plena bala- Branco dcscmbarca hoje cm Rc- LWNDACAO E JULHO DE 1996 /M ha da votatjao, foi pcrcebido por nde, no Esiadodo Rio.com uma G WUO VARGAS c juww i«itt» /4»i W Eduardo Jorge, do PT, que alcrtou pctigao.quc enircgara ao Ministc-. rn _ n 1! R STWllwii J deputado Miro c.xc.ra no Publico. ADMNSTRACAO DE EMPRESAS EBAP! Li M J! Rap.dlM.ro sacou o celular fim e inventou uma ligavao da Conic- DiagnOSticO nq,no dcracao Nacional dos Aposenta- 0 scnador JcfTcrson Peres anon- * A COMUNCAQiO ESCRTA HA EMPRESA 15,07 a 08/08 dos para Arnaldo Faria dcsa. Per- ln a cru/,lhadaio poscnur- * ADM1HSTRAQ&0 OE OESEMPENHO POR RESULTADOS fiwfct; *6 cebcndo o golpe. ele encenou uma _ Q esajauc cnlrc a 8 REMUNERACAO VARlJVEL (djurno) a ftttfcdu.s & BRlWnilFOO convcrsa de 10 minutos. dircita fisiologica. nostalgica do * ADMNSTRACAO OE ESTOQUES... M* Sl"UUCU j 1 empo suficjcnte para tor carloriaismo. * a csqucrdil corpo. ADMNSTRACAO 0E MARKETNG 7/06 a # Benito desistir. rativista nostalgica do socialism 1 * ADMNSTRACAO DE PEQUENAS E MfeOlAS EMPRESAS 1//06 a 08/08 P (4or/VT Rrtno rintr nr Para o scnador. csta na hora ADMNSTRACAO 0E TRENAMENTO 15/07 a 08/08 \J/ V\ U\-.JL Boa& no de 1 11 mostrar se c "estadista ou AOMNSTRACiO DO TEMPO 17/06 a 20/06 j j MCoinissao de Defcsa do um politicodcolhono voto. acita- * ADMNSTRACAO FNANCE1RA 17/06 a 08/08 Consum.dor. cm rcun.ao. onteni. i,,d0 pcla perda dc popularidadc". * ANALSE E NTERPRETAC&0 OAS DEMONSTRAO0ES com o engenhe.ro Adir Silva, pres.- flnanceras (diurno) 08/08 e 09/08 U ty//////v Vi \ dcnie da lnlracro, decid.u que. a AssaitO sailto * ATENDMENT0 AO PUBLCO 24/06 a 04/07 w////i\na partir do dia 31. as dtvolagcnsno Um ficl da greja Un.\ers;il foi * AU0T0RA 17/06 a 04/07 ////Af n PflfiO/fcl aeropojto de C umbica. em Sao au- r0ubado ontem em pleno culto. * BASC0 DE ADMNSTRACAO 17/06 a 08/08 M ft////a 3 GAVFntn* lo. terao que scr otas de dois em Elc orava, de olhos leehados. * CHEFA E DERANCA 05/08 a 08/08 JV jyff // L SFhq»(nr. j d0is W} n nl,lrk v,i mr, 0 na uda Aboli# RiJ>- c r C0MP0RTAMENT0 HUMANO NA EMPRESA 22/07 a 08/08 JUU/- 0 auao qui atras.il \ai para o quando abnu os olhos descobuu rnhtrni mnrl& 29/07 a 15/08 <7 " "v-*" "a!. finalfum8swpirassafooaro m11 tinham levado sua bolsa ca- CREOTO E COBRAN6A PESS0A FisiCA E ftflg PEQUENAS EMPRESAS (diurno) #-e nilai>»O»0 /em sohrc\oo de ate 1H20 a cspera BraSll na BBC * CUST0S 06 a 1 07 deautori/acaodcpouso. \ TV inclcsa BBC dentin- * DESENV0LVMENT0 GERENCAL 08,07 3 1! S ESTRAWOQSBAtRAMt? " couoni n ostrabando c FLUX0 DE CAXA E GESTA0 DO CAPTAL 0E GRO a 0 Tel.: Pelaboca mpgno de reservas indigenas, na rgerencade VENDAS ffisffil Comer a bordo dos avioes vai reuiao do municipio dc Tucuma. * MP0ST0 DE RENDA PESSOA JURiDCA 17/06 a 27/06 Hear ma.s seguro. no Para. * DERANCA 0E EQUPES Wf a Jg A pa.tir de "de junlio. loila Rcsultado de um ano dc in- * MATEMATCA FNANCERA APLCADA 22/07 a 08/08 izg&a alimcnt.kao scrvida nos voos do- vcstigaeiks.areporlagemfoiaoar NEGOCACHO!07 3 SS mcmicos teni que registrar a data da as 21h. horario londrino. no pro- * NOCOES DE C0NTAB1LDADE E ANALSE DE BALANC0 17/06 a 08/08 rakwj lalmcavao, o pra/o dc validadc e o grama dc jornalismb)/5/)fl/r/i«. ORGANZACSO E MtTODOS 17/06 a 08/08 NSggF nome de qucm fez. (j00.nr-.,rn 1 * PLANEJAMENTO E CONTROLE FNANCER0 (diurno) 29/07 e 30/07 /-m beguro caio PLANEJAMENTO, PROGRAMACAO E CONTROLE DA PRODUCiO 08/07 a 01/08 OlllO no iuturo Cliegam ao Rio, dia 17 dc ju- * PRATCAS EM ADMNSTRACAO DE PESS0AL 22/07 a 08/08. O Reitor da Universidade No caso de o vercador Cliico nho2j)bras do pintor trances Eu- PROPAGANDA, PR0M0C&0 E MERCHANDSNG 17/06 a 11/07 r0 e 0 Diretor da Faculda Alencar ganliar a convenao peiista. gene Boudm. que scrag expostas no * 0UALDA0E DE SERVC0S 17/06 a 04/07 nrnfimrln np<;ar n falec donuneo, a cxccutiva nacional do MusetiNaoonal dc k-las A«es. RECRUTAMENTO E SELECA0 DE PESS0AL 17/06 a 11/07 Epsiodo de Queiroz PUD cbamara para uma convcrsa. Os orgam/adoris da mos la SDPERVS0NAND0 0 TELEMARKETNG 05/08 a 15/08 r,t HesiOdO ae UUetro Vai scr a\isado para abandoiur optaram por la/er o seguro das TtCNCAS DE REOACAO EMPRESARAL (manhi) 29/07 a 08/08 Missa de 7 Dia, a realizar-i odiscursode oposi<ao ao PDTc pani obras na ranva. onde pagaram 1996, ds 11:00 horas, no nao fazerdc Miro Teixeim seu prind- USS 10 ffll. No Brasil. cuswna RS 1 HorfHo: 18H 45min 4«2lh 30min - do 2-«5* telra ptras llha do Fundao Cid pill adversario de campanha. 50 mil 1 1 LC"aai """ " n i *. PominViao mnrtll nscfses: 08h- 30min. 4* 20h. 30min. de 2* a 6* foirs Calote uaminnaomoriai pt#i«d«boufoeo.i9o-»«ia3i6..,.. AReccuaFederaliiaov.ua Em 199S"ocdrreram95.499ad- Trtrfpnw: _ S Conselho Regional de MedlCina cor do dinhciro dos 10 maiorcs denies em cstradas federals, soman-.jcraimm absbtas do Estado do RlO de Janeiro nroprietarios rurais do Brasil. em do vitimas fatais. E em 50% NSCR?Oi5 AB»RWW t \ WMi?995 deles ha um caminhao envolvido. 8 6 ndisptmiw. a»insertt6 ED T A L "mm MO«um» A eslalistica mo.ivou, Mi- CENSURA PUBLCA tan fenier dos RS 2 5 nulhocs do mstcrio dos Transportes a criar r debito declarado dc mtxwto Tern- um premio para o mellior cami- 0 CONSELHO REGONAL DE MEDCNA DO ESTAOO DO RO DE janeif id i nlinniirn do niis no uso das atribuigoes legais conferidas pela Loi n de 30 de setembro O sjljdeveii TOT?"NT AT TORRASTT, 19S7.»9Miamer»tada pelo Decreton«> delff.de juntode958, ver n-llil nolltico wur m irm H<> nremin JJtliJWXXLi XjKJ DlixiDlLl publico, em cumprimento ao que foi decidido em Sessao Plenaria do Corpo LxUia pomico recebcr um carro dc premio. Conselheiros do Conselho Regional de Medic,na do Es.ado do Rio de Jane Paulo Malul cireulou lepido e T Ko RrACCAT realizada em 7/7/95, em que loi julgado o Processo Etico-Prolissional lagueiro. ontem, cm Brasilia. bei ue 380/91. CENSURAR PUBLCAMENTE o medico HELENO SANTOS SLVA Levava Cclso Pitta a tiracolo. Do deputado Delfim Nctto, CRM n , por praticar a.os profissionais danosos ao Baciente ( seu candidato a suevssao na Prefci- sobre o panico causado no luncio- imttt* i n lir rifl puderam ser carac.erizados como impericia, imprudfincia ou negtigdncm. ter tura dc S10 Paulo nalismo pcla discussao da rcforma ASSNAl] K AS HjlVL H como docorrncia o dbi.o da paciente. infnngindo desta forma o art.., o 29 Maluf visitou ires ponlos administraliva: auulililx wxviaw Codigode Etica M6dCa cardeais em Brasilia: Antonio - Essa e a Le. de Bissscr. os,.. x AftA g\or\t\ Rio de Janeiro. 21 dema.ode 1996 Carlos Magalhacs, Jorge Bor- efeitosantecedemascausas TEL. (Oil) 2t30"0C>yy CONSELHEROBARTHOLOMEUPENTEADOCOELHO LANCE-LVRE ~ il.2euraa JORNAL DO BRASL iclo Sivam, que se nrrast.i ha W *Os aposi-ntados pela LFRJ cspc- ZZZZZZZZZZZZZZZ " incses. Nao ha duvidas de quo o ram desde segunda-feira o deposilo dc TELEFONES PREpOS DE VENDA AVULSA EM BANC A X. JORNAL DO BRASL Senado aproxara o projeio. mas a seus pro>cnlos. Ao ligar para a uni- REDAQAO pbccoua heai QDmmSSmSSSSPrrnrT opvao promctc estender affifixi- >midade. sao informados pelos fun- DEPARfiiNfOCOMEilSii mo a sessao para fazer os senadores cionirias de que nao hi pretisao para Noticiiio iocai. wasutbs do«govcrnisias perdercm os voos para 0 dia do deposilo. Scados 5804W9 - oo. oo O que 6 o JB Online oscstados. «0 arquitelo Oscar Niemeycr lez AnunciospotTelelone ,w 300 uma edigso eletr6nica do Os canlores Nelson Sargcnlo. kth 0n.em a ultima vis.oria da obra do Anuncios Funebres /4535 JORNAL DO BRASL disponl- Caratho. Claudio Nucci, Noca da Museu de Arte Conicmporanea. em circuupao 2M s0... ve, Dara USUarios de compu- Portcla e Oara Sandron. lantaram ter- Ntteroi. aeompanhado do emba.xa- Ass.natuias novas Grande R.o *l,b»,oo,se «Corisiste em uma versao pi-feira a nolle, no campus da FRJ, dor Jose Aparceido de Oliveira e do AssinaturasdemaisCidades aso taor. oonsisie em uma ve na Praia Vermclha, o Moimento dos prefeito Joao Sampaio. Atendimentoao Assmante SUCinta do jornal impresso, com Sem-Tudo. Ou seja: os sem-autonomia,0 PF1. fluminme prepara-se para AtendtoteBaneas salariat, sem-easa, Hm-Jignidade. sem- hnear de 40 a % ramlalahiriis nmiiria« r..rr-i < wm-n.mirta 7. landidaturas propnas SERVl<?OS NOTCOSOS: iura M.iii-vuiiiiua. no estado. Os pefclistas querera abiscoi- afp ap An«efe Reuiers. Sport Ptws upi Do deputado Jose Genoino. sobre,ar m(nos< 20 pri,feitmv SERVQOS ESPECAS: a \olu;ao da relorma ua rtmdcn- O governador Marcello Alencar Washington Post, tos Angeles.Times,ei Pa.s cm: "A obstrucao deixou de ser um c(,ancclou o nome do subsecrctario CORRESPONDENTES: diret.o da. opos.cao para se lornar Cu ura Am6nio Caros Auslre. Ace. Aiagoai. BHd*. Ewfcu. Santo. Maw &tm um uevcr do coverno. J At.,. do Sul. Mmas Gerats. Pari Patani Pernambuco. A coordenadora do Procon do Rio. "lk il. f para 0 Consclho Puui. Rio Grand. do Sut Santa Cawt.na No e.te. /.... ; kstadual de C ullura. riot- Bueaos A»es. Caracas U«boa. Londies. V.< S6ma Canttlho, visita hoje o C rcmerj. dli. Mi«.co. Moscou, Novaiwae. Pars, Rom, t.eian.ara a partidpavao dos homrra- 0 senador Jose Rober.o Arruda Washington rios medicos nos cus.os dos pianos de reuniu para um jantar. em easa. SUCURSAS saude. alem do tempo que as empresas direyao do PSDB o ministro da Brasilia, of SetorCom Sui Qd. 8! Ed lesam para pauar aos medicos. Coordenaiio Politics. Luiz L arlos j Denasa 2,,ndar CEP Et (061) 223 O Mieesso proloneou ate 2 de ju- Santos. Aprovimou mais os tucanos 5888 telex ion nho a tcmporada do espetacuk Cir- do pr..prio go>erno. W cus. da Cotnpanhia deteatro de Bo- Fernando Gabeira e. agora, um beio horizonte bh ataiooso P»r3.500; necos Paulista A Cidade Muda, na sem-ersa. 3HlJ. c,nt,0. cep so fax (031! TEL (03. ( antigas. Moganibiq Sao 1 CLASSE RO - SP RESERVAS TEl (021)293 40/1 ONLNE r:pé-\ v-4v<- J;. lumwr esaneu cm ai tn><>./««governo è ail/nído por atrm> nu crianhuvnmidáde de língua portuguesa VOZ, FALA, NBÇAQ AlfiUMCNTACÀO OÍ PflHSHO. C0N1UTA3 ECUMOÍ / S.MON WAJNTRAUB i htu K-7. dicção - imrortwao oratíria nua chhiaimat lifm t»my.<npn saro us.«uw;us TODOS OS DAS TREM DE PRATA CURSOS DE JUNHO E JULHO DE spmAMen EXPOSÇÃO E VENDAS DE 2 A SAOADO ESTRADA OOS BANDERANTES Tel.: Avenida Brasil, 500 CEP 20M9-9U0 Caixa Postal São Cnstóvão Rio de Janeiro - Tel.: (031) Telex.021) (021) 23 2<>, JORNAL DO BRASL JORNAL DO BRASL ASSNATURAS EM SP TEL.: (011) TELEFONES REDAÇÃO DÃÍímíÕCOMÊRÍ»ÍB Noticiário Revistas Classificados Anúncios por Telefono Anúncios Fúnebres /4535 CRCULAÇÃO Assinaturas novas Grande Rio Assinaturas demais Cidades Atendimento ao Assinante Atendimento às Bancas Exemplares Atrasados SERVÇOS NOTCOSOS: AFP. AP Ansa. EFJE.Reuters. Sportftws UP( SERVÇOS ESPECAS: Washington Post. ÍQ$ Aneles Times.J Pais CORRESPONDENTES: Acre. Alagoas. Bahia. Espírito Santo. Vafo G«osso do Sul. Minas Gerais. Pará Pa»anà Pernambuco P.aui. R.o Grande du Sul. Santa Catauna No e<terior Buenos Aires. Caracas, Lisboa. Lond.es, Madri, México, Moscou Nova orque. Parts. Roma. Washington SUCURSAS BRASÍLA. OF Setor Com Sul Qd t. Bl < Ed Denasa 2 andar CEP TEL (061) TELEXO» S PAULO SP A» Paulista. 777/15 e!6- CEP 0<3rn-9MTEL (011) TELEX 376)6. BELO HORZONTE. BH a, Aionso Perj 15CC 7.indai Centro - CEP FAX (031) TEL, (03?) PREÇOS DE VENDA AVULSA EM BANCA PREÇO KM REAL LOfcAl. OtASUTtlS DOM nj.mg.sp, ES OF. 1 SO 3.00 MS.MT.RS,PR.SC,PE AL,BA,GO,SE CE.MA.PB.P.RN, *CkM.APtP*,RO,BR,TO. 2 SO 5 00 REPRESENTANTES COMERCAS Mmas Gerais Tel. e Fav (031) e t6 Espirito Santo Tel e Fax (027) Recite Tel o Fa«(OSt) 465-!85t Cear» TeieTax ( Bahia/Sergipe Tei e F»«- (071) Belém/PA Te; t09t) e Fax ( Paraná Te! KM048 e Fa«(04!) Rio Grande ao Sul Tei (OStj 2M-W32 e Fa» ( J-J529 RJ Região dos Lagos Tel (0246) Sônia Catarina Teieíax 1018) LOJAS DE CLASSFCADOS Os cad«>es de Estado do Rio óe O que é o JB Online É uma edição eletrônica do JORNAL DO BRASL, disponivel para usuários de computador. Consiste em uma versão sucinta do jornal impresso, com textos e fotos, além de informações que complementam reportagens publicadas. Como ter acesso ao JB Online Através de uma conexão à rede mundial de computadores nternet e programas específicos. No Brasil, o acesso à nternet é oferecido pela Rede Nacional de Pesquisa e pela Embratel O endereço (URL, no jargão da nternet) do JB Online é: Correspondências eletrônicas também podem ser enviadas ao JB, através do seguinte jb ax.apc.org Como achar complementos do jornal no JB Online A marca JB Online e o numero, que aparecem em certas reportagens do jornal, indicam que há material complementar na edição eletrônica. Ao entrar no JB Online. na nternet, è só clicar sobre a mesma marca que aparece na te- a e procurar o número correspondente. para encontrar o complemento (geralmente mais informações sobre o mesmo assunto, integra de documentos etc) i JORNAL DO BRASL S A 1996 ÍRJNDAÇAO GETWO VARGAS ADMNSTRAÇÃO DE EMPRESAS A COMUNCAÇÃO ESCRTA NA EMPRESA 15/07 a 08/08 ADMNSTRAÇÃO OE DESEMPENHO POR RESULTADOS REMUNERAÇÃO VARÁVEL (diurno) 08/07 a 11/07 ADMNSTRAÇÃO OE ESTOQUES 17/06 a 25/07 ADMNSTRAÇÃO DE MARKETNG 7/06 a 08/08 ADMNSTRAÇÃO DE PEQUENAS E MÉDAS EMPRESAS 17/06 a 08/08 ADMNSTRAÇÃO OE TRENAMENTO 15/07 a 08/08, ADMNSTRAÇÃO DO TEMPO 17/06 a 20/06 ADMNSTRAÇÃO FNANCERA H/06 a 08/08 ANÁLSE E NTERPRETAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FNANCERAS (diurno) 08/08 e 09/08, ATENDMENTO AO PÚBLCO 24/06 a 04/07 * AUDTORA 17/06 a 04/07 BÁSCO DE ADMNSTRAÇÃO 17/06 a 08/08 * CHEFA E LDERANÇA 05/08 a 08/08 COMPORTAMENTO HUMANO NA EMPRESA 22/07 a 08/08 CONTROLAOORA 29/07 a 15/08 CRÉDTO E COBRANÇA PESSOA FÍSCA E PEQUENAS EMPRESAS (diurno) 15/07 e 16/07 CUSTOS 17/06 a 11/07 * DESENVOLVMENTO GERENCAL 08/07 a 18/07, 1 FLUXO DE CAXA E GESTÃO 00 CAPTAL OE GRO 15/07 a 01/08 * GERÊNCA DE VENDAS 17/06 a 08/08 MPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDCA 17/06 a 27/06 LDERANÇA OE EQUPES 08/07 a 18/07 MATEMÁTCA FNANCERA APLCADA 22/07 a 08/08 NEGOCAÇÃO NOÇÕES DE CONTABLDADE E ANÁLSE DE BALANÇO 17/06 a 08/08 ORGANZAÇÃO E MÉTODOS "/M a 08/08 PLANEJAMENTO E CONTROLE FNANCERO (diurno) 29/07 e 30/07 PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO E CONTROLE DA PRODUÇÃO 08/07 a 01/08 PRÁTCAS EM ADMNSTRAÇÃO DE PESSOAl 22/07 a 08/08.1 PROPAGANDA, PROMOÇÃO E MERCHANDSNG 17/06 a 11/07 QUALDADE OE SERVÇOS 17/06 a 04/07 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL 17/06 a 11/07 SUPERVSONANDO 0 TELEMARKETNG 05/08 a 15/08 TÉCNCAS DE REDAÇÃO EMPRESARAL (manhã) 29/07 a 08/08 Horário: 18h 45min à«21 h 30min - da 2* «5* feira nscrições: 03h. 30min. às 20h. 30min. - d# 2* a 6» feira Pr ai» de Botafogo. 190»ela 316 _ Telefonas: FAX; e NSCRÇÕES ABERTAS É ndlspeitsáw! qu«a» nscrições sejim feitas com razoável antecedência porquanto é comum as v«gas bem ante* do *nkk> oos wsos» (fà UNVERSDADE FEDERAL w DO RO DE JANERO O Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e o Diretor da Faculdade de Letras comunicam com profundo pesar o falecimento do Professor Emérito Hesíodo de Queiroz Facó e convidam para a Missa de 7o Dia, a realizar-se hoje, dia 23 de maio de 1996, às 11:00 horas, no Prédio da Faculdade de Letras, lha do Fundão, Cidade Universitária. Conselho Regional de Medicina «Pf* do Estado do Rio de Janeiro EDTAL CENSURA PÚBLCA O CONSELHO REGONAL DE MEDCNA DO ESTADO DO RO DE JANERO, no uso das atribuições legais conferidas pela Lui n de 30 de setembro de 1957, regulamentada pelo Decreto n , de 19 de junho de 1958, vem a público, em cumprimento ao que loi decidido em Sessão Plenária do Corpo de Conselheiros do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro, realizada em 7/7/95, em que foi julgado o Processo Ético - Profisston;tl n» 380/91. CENSURAR PUBLCAMENTE o médico HELENO SANTOS SLVA CRM n , por praticar atos profissionais danosos ao paciente que puderam ser caracterizados como ímpericia, imprudência ou negligência, tendo como decorrência o óbito da paciente, infringindo desta forma o artigo 29 do Código de Ética Médica. Rio de Janeiro, 21 de maio da CONSELHERO BARTHOLOMEU PENTEADO COELHO PRESDENTE / JORNAL DO BRASL POLÍTCA 2 Edição? QUNTA-FERA, 23 DE MAO DE LANCE-LVRE Chega ao fim. hoje. a novela da autorização do Senado para o projoio Suam. que se arrasta há 17 meses. Não ha dúvidas de que o Senado aprovará ó projctòl mas a oposição promete estender ao n.áumo a sessão para fazer os senadores goverms.as perderem os vôos para os estados. Os cantores Nelson Sargento, Beth Canulho. Cláudio Nucci, Noca da Portela e Gara Sandroni lançaram terça-fdrà à noite, no campus da UFRJ, na Praia Vermelha, o Movimento dos Sem-Tudo. Ou seja: os sem-autooomia salarial, wm-easa, stm-dignidade. semterra e sem-comida. Do deputado José Genoino. sobre a votação da reforma da Previdencia. "A obstrução deixou de ser um diteilo da oposiçsp para se.ornar um dever do governo." A coordenadora do Procon do Rio, Sônia Carvalho, v isi.a hoje o Cremerj. Levantará a participação dos hunorarios médicos nos custos dos planos de saúde, além do tempo que as empresas levam para pagar aos médicos. O sucesso prolongou até 2 de junho a temporada do espelaculo Cireus. Ja Companhia de Teairo de Bonecos Paulista A Cidade Muda. na Casa de Cultura Laura Alvim. em panema, no Rio Os aposentados pela FRJ esperum desde segunda-feira o depósito de seus proventos. Ao ligar para a universidade. são informados pelos funcionários de que não há previsão para o dia do depósito. O arquiteto Oscar Niemeycr fez ontem a última vistoria da obra do Museu de Arte Contemporânea, em Niterói, acompanhado do embaixador José Aparecido de Oliveira e do prefeito João Sampaio. O PF1. fluminense prepara-se para lançar de -kl a 50 candidaturas próprias no estado. Os pefelistas querem ablscoitar, pelo menos, 20 prefeituras. O governador Mareello Alencar chancelou o nome do subsecretário de Cultura. Antônio Carlos Auslregèsilo de Àthaydc. para o Conselho Estadual de Cultura O senador José Roberto Arruda reuniu para um jantar, em casa. a direção do PSDB e o ministro da Coordenação Política. Luiz Carlos Santos. Aproximou mais os tucanos do próprio governo. Fernando Gabeira é. agora, um scmsruu JORNAL DO BRASL tamar faz críticas ao tamarati NFORME JB MAURÍCO DAS \ população do Rio de Janeiro acredita mais no sociólogo Rubem J\ César Fernandes do que no general Nílton Cerqueira. O veredito está numa pesquisa do CPDOC/lser, ainda inédita, com moradores da região metropolitana, que avaliaram e deram nota algumas instituições públicas no estado. Numa escala de notas, variando de zero a dez, a população deu nota sete para o Viva Rio, coordenado por Rubem César. Já as polícias Civil e Militar, sob o comando do general Cerqueira, secretário de Segurança do Estado, receberam notas cinco e quatro, respectivamente. Das instituições passadas pelo crivo popular, as Forças Armadas c a Justiça do Trabalho receberam nota sete e a Justiça comum, cinco. Vale aqui, no entanto, pontuar o contraste junto à população do Rio de Janeiro entre a credibilidade do movimento presidido pelo sociólogo e as duas instituições comandadas pelo general. O Viva Rio, movimento mais conhecido dentro do universo das organizações não governamentais, foi alvo recente de disparos verbais do general. A voz do general juntou-se, subordinadamente, à do governador Mareello Alencar e à do prefeito César Maia. O governador, por sinal, ainda deve à população as provas que ficou de apresentar para as graves acusações contra a Fábrica da Esperança, do pastor Caio Fábio. Os ataques do governador, do general c do prefeito contra as ONGs soam como campanha. Sem fatos objetivos que a justifique, parece nascer de puro ressentimento contra iniciativas não subordinadas ao controle estatal. Como as ONGs nascem desgarradas da gravitaçâo estatal, incomodam os governantes presos a uma visão antiga, que desconhece e esconjura novos canais de representação sanai.? Cena de plenário Discretamente, o lider do govemo na Câmara, Bcnito Gama. feniqu convencer o deputado Arnaído Faria de Sá a retirar o destaque que restabeleceu a "aposentadoria especial para professores do terceiro grau. O movimento, em plena batalha da votação, foi percebido por Eduardo Jorge, do PT. que alertou o deputado Miro Teixeira. Rápido. Miro sacou o celular e inventou uma ligação da Confederação Nacional dos Aposentados para Arnaldo Faria de Sá. Percebcndo o golpe, ele encenou unia converta de 10 minutos", Tempo suficiente para fazer Benilo desistir. Boas novas no ar A Comissão de Defesa do Consumidor, cm reunião, ontem, com o engenheiro Adir Silva, presidente da lnfraero, decidiu que, a partir do dia 31. as decolagens no aeroporto de Cumbica. cm Sab Pau- o. terão que se. teitas de dois em dois minutos. O avião que atrasar vai para o final da fila c será multado. É um esforço para desafogar o aeroporto, onde há aviões que fazem sobrevôo de até h.o a espera de autorização de pouso. Pela boca Comer a bordo dos aviões vai ficar mais seguro. A partir de o de junho, toda a alimentação servida nos vôos domestiços tem que registrar a data da fabricação, o prazo de validade e o nome de quem fez. Olho no futuro No caso de o vereador Chico Alencar ganhar a conv enção petista. domingo, ja executiva nacional do PT o chamani para uma conversa. Vai ser avisado para abandonar o disciijíio de oposição ao PDT e para não fazer de Miro Teixeira seu principai adversário de campanha. Calote A Receita Federal não viu a cor do dinheiro dos 16 maiores proprietários rurais do Brasil, em 5. Nenhum deles pagou um tostão sequer dos RS 2.5 milhões do débito declarado de mposto Territonai Rural. Guia político Paulo Maluf circulou lépido e fagueiro, ontem, em Brasília. Levava Celso Pitta a tiracolo, seu candidato à sucessão na Prefeitura de São Paulo. Maluf visitou três pontos cardeais em Brasília: Antônio Carlos Magalhães, Jorge Bornhausen e Luis Eduardo Maga- hães. Morte de JK A versão para a morte do ex-presidente Juscelino Kubitschek, em acidente de carro, pode ganhar outra versão. O advogado Paulo Castelo Branco desembarca hoje em Resende, no Estado do Rio. com uma petição que entregará ao Ministério Público. Diagnóstico O senador Jefferson Percs apon* ta a "encruzilhada do governo". O presidente esta entre a direita fisiológica, nostálgica do cartorialismo. e a esquerda corporativisia, nostálgica do socialismo. Para o senador, esta na hora de FU mostrar se é "estadista ou um político de olho no voto. acicalado! pela perda de popularidade" Assalto santo Um fiel da greja Universal foi roubado ontem em pleno culto. Ele orava, de olhos fechados, na greja da Abolição, no Rio. c quando abriu os olhos descobnu que tinham levado sua bois;, capanga. Brasil na BBC A TV inglesa BBC: deiumciou ontem o contrabando de mogno de reservas indígenas na região do município de Tucuitiâ. no Para. Resultado de um ano de ínvesligações. a reportagem foi ao ar ás 211i. horário londrino, no programa de jornalismo Dispau hcs. Seguro caro Chegam ao R.o, dia 17 de junho. 92 obras do pintor fnincês Eugene Boudin, que serão expostas no Museu Nacional de Belas Artes. Os organizadores da mostra optaram por fazer o seguro das obras na França, onde pagaram USS 10 mil. No Brasil, custaria RS 50 mil Caminhão mortal Em 1995 ocorreram aeidentes em estradas federais, somando vítimas fatais. E em 50 i deles há um caminhão envolvido. A estatística motivou o Mimsterio dos Transportes a criar um prêmio para o melhor caminhoneiro do pais. O Senlwr Sejhirança deverá receber um carro de prêmio. Lei de Bresser Do deputado Delfim Nelto, sobre o pânico causado no funcionalismo pela discussão da reforma administrativa: Essa é a Lei de Bresser: os efeitos antecedem as causas NORMA COUR Correspondon.o tamar põe a culpa do atraso no tamarati. por não ter, até agora! oficializado a indicação do ex-embaixador José Aparecido de Oliveira para secretário executivo da CPLP. "Sinto que uma iniciativa brasileira, demoradamente negociada esteja sendo esvaziada", escreveu. Não c segredo o antagonismo que opõe grupos de tamar e de Fernando Henrique. O confronto se dá principalmente entre o mitnstro das Relações Exteriores. Lins Felipe Lampreia, e o e.x-presidente. As relações entre os dois congelaram desde que Aparecido substituiu Lampreia na embaixada de Lisboa, durante o governo tamar. E tomaram tom de novela quando tamar irritou-se com a festa dada pela chanceler, Lenir Lampreia, na residência oficial da embaixada, depois da sua indicaçâo. Quem sofre e Aparecido. nventor da CPLP. Aparecido é o candidato natural, único capaz de levar a frente a comunidade de língua portuguesa. "Na cur- Vá do ano 2000, seremos quase 250 milhões", lembrou Aparecido. Agora, meia dúzia de políticos brasileiros pode adiar pela terceira vez a criação da CPLP, que, como diz o titulo do artigo de tamar, é "A Construção Ameaçada". Jamil Bittnr -- 23(11/94 rcópa A PARTR DE RS 0,03 Stiww.ir 05 Ai trwmi onçflil 13» v!* * * <* Cópia especial RS 0,1)8 **»».w i«i»m Cópia COtQrida RS 1.80 i*wen*e *«> Jr «<»i KncaJcrTUsio tom capa plástica e cspinl 1 NÃO NSSTA FM PAGAR MAS CARO TOR AÍ! St o «u ohfmal!ot Sm jaftniinum urtu írifia Km V.-sio n;m?omtwi. i com t qunüilídc e wtuliçiii d.» vlxnk U>NURA«HN) Av. Rio Rraneo, 4.1 sobre loja Tel/Fai: P ** kurçv lilfímfcv» Stmu* t*ikm ao* LSBOA Por trás de um artigo de tamar Franco publicado ontem na capa do principal jornal português está uma briga de foice travada no governo de Fernando Henrique Cardoso. O embaixador em Lisboa denunciou no Público que o nascimento da Comunidade dos Países de Lingua Portuguesa (CPLP), marcado para 17 de julho na capital portuguesa, está ameaçado. O ex-presidente critica a lentidão do governo brasileiro em negociar com Portugal e suas cinco antigas colônias africanas: Angola, Moçambique, Guiné, Cabo Verde e São Tome, ínúcleo Xlintegrado De Geriatria Médico: Resp. Dr. Carlos Faria CRM CLÍNCA PARA DOSOS APARTAMENTOS NDVDUAS COM ACOMPANHAMENTO MÉDCO. ENFERMAGEM TERAPA OCUPACONAL RUA ENSTEN, 130 BARRA DA TJUCA (02tl / / JORNAL DO BRASL ASSNATURAS EM SP TEL.: (Oil) H UNVERSDADE FEDERAL w DO RO DE JANERO O Reitor da Universidade Federal do Rio de Janei ro e o Diretor da Faculdade de Letras comunicam com profundo pesar o falecimento do Professor Emerito Hesiodo de Queiroz Faco e convidam para a Missa de 7 Dia, a realizar-se hoje, dia 23 de maio de 1996, ds 11:00 horas, no Predio da Faculdade de Letras, llha do Fundao, Cidade Universitaria. Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro EDTAL CENSURA PUBLCA O CONSELHO REGONAL DE MEDCNA DO ESTADO DO RO DE JANERO, no uso das atribuigoes legais conferidas pela Lui n" de 30 de setembro de 1957, regulamentada pelo Decreto n de 19 de junho de 1958, vem a publico, em cumprimento ao que loi decidido em Sessao PlenAria do Corpo de Conselheiros do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio do Janeiro, realizada em 7/7/95, em que loi julgado o Processo tico-profissional n» 380/91. CENSURAR PUBLCAMENTE o m6dico HELENO SANTOS SLVA CRM n , por praticar atos profissionais danosos ao paciente que puderam ser caracterizados como impericia, imprudfincia ou negligsncia..undo como docorrfincia o dbito da paciente, infnngindo desta forma o artigo 29 do Codigo de Etica Medica Rio de Janeiro, 21 de maio de CONSELHERO BARTHOLOMEU PENTEADO COELHO PRESDENTE

11 * ~ «r v / "/.. ; " : ".-j,.. Vy ;....;. ;".:..; / V & : *::.-: -,:." - r ; ; -: V l:- " " vvv,:: ilji "," " < v - V y:-: -Mir " - "":: " - : " ~ 4 "!v -:-S:?v :-: ;:/;.v - -v :V ;. /. p.v/ :..-. : - ; : " JORNAL DO " JORNAL BRASL BRAS1L QUÍNTX-ÍFERA, 23 DE MAO DE 1996 y - v-.;,!;, v"vi-v7-.- "" - ;".-. r-:.. " :, i 1 "v - ;....- / > v.....*..... *.;:. V ".. f! H3ES3ljjjfc868illPlto "vspksbb SH88SHWB!E -smfilb JlK BHhSS&BB ishdhblvsr fjhf -wkm.jb jp V * ST] iff J lif1 3 9Sbb -Bfc BhB fllb BS BB HB r,f r No Caderno Mulher vjocè encontra inteligência, profundidade, superficialidade, beleza e conteúdo, do jeito que a mulher gosta. Um Caderno deste jeito só poderia Sair no Jornal do Brasil. Caderno Mulher. Todo sábado no seu JB. J mm JOHSM.DoiiHAsn, èimhi JORNAL DO BRASL ESWBHnifflBBBfflKBBBiBBHBHHiBiBBBSH r " ~v. ".. >. ;-...*i - - ~ " " t. r~ ~ - v,-»"*-... / - _. _ 4 ; /"*,l"1 --,v ",-. ; 1 ShBK- - - *- vr

12 ~~~ ~~ QUNTA-FERA. QUNTA-FERA, 23 DE MATÇHplí MATTpjr, ~ CONSKl.HO F.DTORA Mi K. DO NASCMENTO BRTO Pri-sJdrtitf WLSON FGUEREDO JORNAL DO BRASL Fundado «ro1801 REDAÇÁO MARCELO PONTES MARCELO BF.RABA 4jf0r Mitor F.xmitho PAULO TOTT1 OR1VALDO PER1N FjUim Rxmittro SectrtWo 4t Rnhçto SÉRGO RfiGO MONTERO Nrítor EDGAR LSBOA Diretor Agfnda JB PAULO PAULO CARUSO Conversa Franca iante da cobrança coletiva de mais U ação e mais proteção, o presidente Fernando Henrique recorreu à frase de Kennedy "não perguntem o que a América pode fazer por vocês, mas o que vocês podem fazer pela América" e pediu aos industriais ontem em Brasília que ajudassem o governo e o país, pressionando o Congresso para aprovar as reformas. O presidente passou da defesa ao ataque. Os empresários foram cobrar maior empenho do governo no ajuste das finanças públicas e na votação das reformas constitucionais no Congresso. Foi uma nota de saudade dos tempos da inflação, da reserva de mercado, da falta de concorrência externa. e do protecionismo estatal. Foi também a oportunidade para externar a sua indignação com o tratamento intolerante que recebe de parte da sociedade. Além de compatibilizar pleitos e prioridades com disponibilidades orçamentárias, o governo tem de arbitrar quem será premiado com os recursos públicos. Vai longe o tempo do Estado corporativista abençoado pelo milagre brasileiro. As reivindicações empresariais feitas em círculo fechado eram atendidas mediante subsídios, reservas de mercado e pesadas proteções tarifárias, que mantinham distante a concorrência externa. Esse modelo vigorou por quatro décadas, mas se exauriu - depois de fracassar em todo o mundo. O Estado não agüentou a sobrecarga de pessoal, os encargos e os benefícios repassados á Constituição de 88. A democracia e a globalização da economia pedem nova atitude dos empresários e das empresas. Em vez da ajuda estatal num mercado fechado no qual o consu- Pobres Alunos s jornais primeiro divulgam que, três V_y meses após o início do ano letivo, menos dc 1 % dos alunos de 5a a 8 série da rede pública estadual do Rio recebeu os livros didáticos dc Português, Matemática e Ciên- Cia que deveriam ter sido distribuidos pela Secretaria Estadual de Educação. As explicações para essa vergonhosa omissão. Somo sempre, sao esfarrapadas. A secretaria de Educação alega que assumiu a entrega dos livros, até então responsabilidade da Fundação de Assistência ao Estudante (FAE). mas se atrapalhou com os contratos das editoras e não soube "trabalhar em, regime descentralizado". Leia-se: burocracia. inoperância. politicalha, desrespeito pelo contribuinte. Os livros continuam até agora empilhados em galpões da Quinta da Boa Vista. Noticia-se, a seguir, que diretores e pro-. fessores de escolas públicas estão vendendo ou alugando aos próprios alunos os livros didáticos distribuidos pela FAE que deveriam ser repassados gratuitamente aos estudantes. Foram identificadas escolas suspeitas por todo o pais: Sào Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, Espírito Santo. Estabelecimentos que não vendem os livros cobram taxas de manutenção ou mensalidade. Caso exemplar de abuso, apropriação Palavra reforma agrária desce das alturas da A teoria para pousar nos 6,2 milhões de hectares de tet ras postas à sua disposição pelo Exército que se compromete também a acionar batalhões de engenharia para a demarcação. São terras localizadas no Norte e no Centro-Oeste, onde a baixa densidade demográfica é motivo de preocupação nacional. Reforma agrária implica ocupação ordenada do solo. Não se trata, no entanto, de solução militar vista pelo ângulo da segurança nacional, mas de reunir a visão social e eeonômica na iniciativa do Estado. Ganha peso político nacional o ato desta manhã em Brasília, reunindo as assinaturas dos ministros do Exército e da Reforma Agrária num documento capaz de realizar histórica trans- formação na vida brasileira. Concebida e executada à sombra da lei, numa proposta, democrática e com instrumentos democráti- cos. a distribuição de terras associa signifi- ; cado econômico e social. Antes dos efeitos sociais e econômicos, que são a sua razão de ser, reforma agrária é ato político de competência do Estado. A desigual ocupação dos espaços nacionais deixou formarem-se propriedades de extensão imensa mas com um grau insuficiente de produçâo ou como reserva para especulação. O midor nao tem voz a concorrência se faz mediante modernização tecnológica e gerenciai. sto vem de instrumentos de capitalização e securitizaçâo do mercado financeiro internacional. A falência financeira e administrativa do velho modelo estatal impediu investimentos e a atualização dos serviços públicos. O governo não pode fazer tudo sozinho para reduzir o chamado custo Brasil, que tolhe a capacidade de competição do empresário. Mas pode fazer muito. A privatização das estradas, ferrovias e dos sistemas de distribuiçâo de energia (reforçada com a venda da Light), além da modernização dos portos, está em marcha. Os resultados são lentos, mas diários. As viagens ao exterior indébita, peculato. É o Estado brasileiro em toda sua incompetência e descontrole: incapaz dc prover, agilizar, fiscalizar, como em outras áreas é incapaz de assegurar tratamento médico condigno, transporte decente ou segurança pública confiável. Como se não bastasse, publica-se que o Ministério da Educação foi obrigado a retirar 264 títulos de livros didáticos do catálogo preparado para as escolas de alfabetizaçâo e de 1 a 8a séries. Pela deprimente razão de que apresentavam conceitos errados, dcsatualizados e preconceituosos. Um livro classifica os pulmões e os intenstinos de músculos, outro diz que aranhas são invertebrados nocivos, outro ainda garante que o presidente do Brasil é José Sarney. Pobres alunos. È assustadora a extensão do bestialógico servido aos jovens brasileiros por pura ganância, desleixo e desconsideração. Só este ano foram comprados 110 milhões de exemplares: as aquisições para as escolas públicas representam 60% do mercado de livros didáticos no país. É com revolta e desgosto que se verifica que livros didáticos financiados pelo contribuinte são sonegados ou vendados em vez de chegarem gratuitamente ás mãos dos alunos da rede pública. É com surpresa e tristeza que se constata que muitos dos que antes chegavam ao seu destino continham absurdos e falsidades. e Ação pais viveu as tensões de latifúndios e minilúndios mas os governos se mantiveram alheios aos problemas da terra. Os períodos de crise de bastecimento de alimentação traziam a reforma agrária a debate, mas o Congresso mantinha a cabeça enfiada na terra. Os políticos ignoraram os perigos e, manipulada politicamente, as questões da terra aumentaram a instabilidade política crescente até a crise institucional de 64. O governo Castello Branco providenciou em tempo o Estatuto da Terra, utilizando o imposto territorial progressivo como instrumento para dividir grandes propriedades improdutivas e esvaziar tensões rurais. Os governos subseqüentes foram incapazes de aplicar os instrumentos democráticos. O resultado está emoldurado em agitação e violência na ocupação de propriedades. A questão agrária se reapresenta era desafio aberto á lei e â autoridade. O incidente do Pará entregou ao Executivo e ao Legislativo o problema cuja solução é adiada indefinidamente. O Congresso esquiva-se. O Exército faz o seu lance hoje para esvaziar a tensão e viabilizar a passagem da teoria à realidade, da palavra a ação. Já há o que discutir objetivamente, â frente das explorações políticas que não têm interesse em gerar soluções. Al VEM O S0T/MO DE CAVALARA!.. mostram a nova face do país. Há providências, porém, porem, que dependem dependcm das discussões discussoes e debates inerentes ao processo proccsso legislativo legislative* de- mocrático. Os empresários,ambim também podem r! A A OP1NAO OPNÃO DOS leitores LETORES influir do processo. O 0 desabafo presidencia! empresarios presidencial foi recebido com SegUFcUKcl Os Segurança que se recusam a apoiar políticas de aplausos pelos empresários quando Fernando extermínio como solução ao aumento de Henrique fez a mea-culpa do governo no Com meus cumprimentos, venho consignar, por dever de justiça, minhas felici- criminalidade estão de acordo com a criminalidade? (...) tações quanto ao editorial de 20/5/96, sob encaminhamento de reformas delicadas, co- tributaria. mo a tributária. Ao dizer que o governo iria dividir o as mudangas o título "Prêmio As Ongs prestaram serviços de muita projeto em duas etapas, dando prioridade às mudanças ao roubo". O conteúdo utilidade nos momentos em que o Estado que contribuam para desonerar as exportações, exportagoes, os custos de produgao criagao ral, vai de encontro ao pensamento esta- calou boa parte dos segmentos que dispu- expresso no texto, de relevante cunho motavam seu lugar na sociedade, ou ção e facilitem a competitividade e a criação procuravam espaço para manifestar seus interes- de empregos, tocou uma das belecido na atual política de Segurança empresarios partituras que os empresários mais queriam ouvir. Pública. ses legítimos. Se, na lacuna do Fernando Henrique citou o fato paradoxal dc ter a oposição oposigao votado contra, o au- comunicação de massa que têm o dever de dos deveres esperados das autoridades pú- parado Esta é a nobre missão dos meios de desempenho do Estado ou na distorção mento dos salários salarios dos professores de pri- zelar pelo moral social denunciando a impunidade e a corrupção, grandes males a solução não é retirá-las do cenário ou blicas, elas ganham expressividade maior, meiro pais. almo?o grau no interior do país. O almoço nao que nos afrontam. Nilton de Albuquerque persegui-las com acusações tão comprometedoras. (...) As difamações generali- pode não ter aparado todas as arestas nas relações relacses da indústria industrial com o governo, governo. mas Cerqueira, secretário de Estado de Segurança Pública deu ao presidente a oportunidade de falar Rio de Janeiro. zantes soam leviandade, e são uma prova francamente aos empresários c ao país.? do estranhamento do general Cerqueira (...) Estou preocupado com algumas da forma de convivência democrática. (...) versões sobre a atuação das Ongs. e sobre Helena Bomeny, a minha pessoa em particular, veiculadas professora da Uerj e pesquisadora do CPDoc/FGV Rio dc Janciro. q pela imprensa, Não depus cm processo algum. Fui arrolado como testemunha, sem que ninguém me consultasse, e não compareci. Não pretendo me deixar usar por quem quer que seja. No que diz respeito às Ongs e á sua atuação, é grave a afirmação de "os que traficantes são os peixes e os aquários são essas Ongs". Se a metáfora dos peixes pode ser aplicada aos traficantes, parece mais pertinente aplicar a imagem dos aquários às condições que possibilitem que o universo do tráfico se instale nas favelas das grandes cidades do país e que são muitas e muito complexas. (...) Entre estas condições estão a falta de perspectivas para a juventude pobre, a quase impossibilidade de melhoria nas condições de vida da população favelada, a falta de uma vontade política capaz de criar con-.lições de educação, de saúde, de habitaçâo e de trabalho digno para a maioria da sociedade, a lógica perversa da exclusão social, os meandros da impunidade e o vazio de esperança no povo. Seguindo com a metáfora dos peixes, a decorrência lógica da versão aqui proposta é que a melhor maneira de romper com "os aquários" em que a violência se reproduz é um investimento forte e permanente era políticas sociais que permitam a todos os brasileiros condições dignas de vida e de trabalho. (...) tamar Silva, morador da Favela Santa Marta, membro da coordenação do Movimento Viva Rio Rio de Janeiro.? Segundo o general Cerqueira, as Ongs (...) comprometem-se com o que há de mais nocivo e doente na sociedade civil. (...) têm se desviado de suas funções e servido de caixa de proteção a traficantes, criminosos, aos bandidos do crime organizado. (...) As declarações mais se assemelham a confissões de ressentimento, disputas de competências e conditos de orientações a respeito da maneira como as sociedades devem conduzir suas políticas. Os que defendem a punição sem abusos dos direitos humanos são cúmplices dos criminosos? nternet (...) As Ongs vão me convencer das "iniciativas suas inovadoras" quando conseguirem me provar a que vieram. Para a maioria delas, quanto maior a desgraça melhor, para garantir a verba. Além disso, não existe "confronto entre polícia e entidades de serviço social". Ate porque as entidades de serviço social trabalham dentro da lei, prestam contas de tudo e não incentivam crianças e jovens a viver sob marquises. Antes das Ongs não havia o clima hostil e agressivo que hoje se vê. quando a policia entra numa comunidade pobre para capturar um marginal. (...) Ana Lúcia do Espirito Santo Rio de Janeiro. Privatização Foi com muito otimismo que li na "Estrangeiros compram a Light". Embora ja te- primeira página do JB de ontem, nha defendido, no passado, a nacionalização dos serviços essenciais, espero que iniciativasdesse tipo se repitam em outros setores como, por exemplo, na Telerj. E absurdo que um profissional liberal, para ter direito a uma linha telefônica ( de trabalho) na zona da Leopoldina, precise recorrer ao mercado paralelo, onde eustam RS 4 mil. e nada é feito para coibir essa prática. Sei que na França, ao se requisitar uma linha telefônica,, dentro de 48 horas é feita a instalação, sem custos descabidos. (...) José Carlos B. 1 rindade Rio de Janeiro. Seqüestro (...) A Defensoria Pública Geral do Estado informa que não é defensor público o rapaz recém-libertado de um seqüestro em São João de Meriti, ao contrário do que a imprensa noticiou. Leonardo Machado Marques, 26 anos, estudante de Direito e empresário, é estagiario da Defensoria há dois anos atualmente lotado na 19a. Vara Criminal da capital motivo pelo qual aproveitamos para cmpenhar a solidariedade de defensores, estagiários e funcionários administrativos da instituição nesse momento tão delicado de sua vida. É necessário ressaltar, porém, que o cargo de defensor público lhe foi atribuído indevida e, até agora, inexplicavelmente. Nadja Farias, assessora-chefe de Comunicação Social da Defensoria Pública Rio de Janeiro. Cartas para esta seção Av Brasil. 500, 6 andar CEP Rio de Janeiro, RJ FAX As cartas serào selecionadas para publicação no todo ou em parte entre as que tiverem assinatura, nome completo e legível e endereço que permita conlirmação prévia ax.apc org J

13 OtlNTÁ-felRA, 23 DE MAO DE 19% JORNAL DO BRASL r Opinião O QUE ELES DZEM "De i 21 PHH "De vaca só so! conheço conheo o leite e de n " fefejl! boi, boi, só so o bife." PftlTOK /? yfw i (Miro (MlroTelxelra, Teixeira, candidato candldato a prefeito profoito do A V/All /W S.,}: SBri Rio pelo PDT, POT, negando nogando que quo laça lapa parlo AaL-i! doa rurallslas Onlem,... &%* da bancada dos rurallstas Ontem, no. ;7Mm Jgj \ J») jw Tk ARS Na nossa vizinhança vizmhanoa imediata, lmediata, na Rue de Gabclra Gabcia A..!., agendas "É "Foi la Pompe, existem quatro agências funerárias e!"e uma lima : ansiedade dual planta duas lojas ]0jas especializadas em queijos. A concentraçâo de funerárias se deve. imagino, à proximidade! V, estrategica 0 i J.?ao funerarias a *, estratégica n para o mesmo." ; Mil landau, dlratora Prlvatlia- (Jq PARS cemjteno PaSSV. LojaS SO, Uracil : (Elena Landau. diretora de Prlvatlzaçâo do BNDES, sobre a noite insone do cemitério de Passy. Lojas só de p8o sobro nolle.i, Brasil." *"" na. queijos são na véspera v6spora do leilão leiiao da Light Ontem, oniem. comuns em Paris, e uma experiência expenencia turística tunstica interessante (Fernando Gabeira, deputado federal no JB) : e pelo PV-RJ. sobre a maconha. nojb1 e Ontem, "Ha e barata é entrar numa delas e respirar fundo. Você sai nojb)» "Há milito com coi muito tempo com a certeza que chegou muito perto do coração selvagem da França então de uma cura definitiva para a "AmmiHaHn - n 4. Franca oufentao comida do nao não sentia tanto sinusites sinusite. A coincidência coincidencia de funerarias funerárias e queijarias qi na Jaburu é melhor que calor." nossa circunstância circunstancia não nao significa nada, nada. mas não posso (Junlnho, a do Alvorada." jogador da Soleçâo Olímpica morbida observagao estam< de futebol, atualmente jogando na n- escapar da mórbida observação que estamos cercados (Jos6 Aníbal, deputado federal polo glaterra. sobre o clima em Manaus pornpas PFL-SP. roferlndo-so às residências Ontem, no pelas pompas da morte na Rue de la Pompe. O queijo oficiais do vice-presidente e do presidente da República. Ontem, no JB) também tambem é e a encomendaçào encomendagao cerimonial de um un morto, no caso uma porgao 1 1 porção 1 1 i de leite. James J.. Joyce J _ J. chamou o queijo "Mas de defunto do leite, e a lá tem o qualidade de um queijo é o resultado da ação de batérias vivas num corpo morto. Ou molho do poder, seja, de apodrrcimento controlado. É o que acontece aqui não." também na preparação de carnes secas e aves e peixes (Fornando Henrique Cardoso, respondendo a Josô Aníbal. Ontem, no JD) Juninho VERÍSSMO faisandes e no correto acondicionamento de corpos humanos para a eternidade. A citação de James Joyce eu descobri num livro fascinante que estou lendo outra coincidência chamado The debt ofpleasure, do inglês John Lanchester. em que ele escreve que o processo de amadurecimento de um queijo é um pouco como a aquisição de maturidade e sabedoria num ser humano: os dois assimilam o fato que a vida é uma doença incurável com uma taxa de mortalidade de 100 por cento, e se tornam melhores por isso. Charles de Gaulle teria dito que é impossível governar um pais com mais de mil variedades de queijo. Uma citação tão improvável do velho general, que não era conhecido pelo humor, quanto aquela sobre o Brasil não ser um país sério. Mas ver um francês comprando queijo sugere uma variação da frase famosa. Diante de qualquer parisiense dentro de uma queijaria usando seu nariz como um estandarte de discernimento superior, convencido da glória da sua terra e dos seus produtos mas crítico e opiniático assim mesmo um camembert mais articulado poderia dizer que é difícil ser queijo num país com tantas variedades de de gaulles. EMPRESÁROS CONTRA O CUSTO BRASL ndústria e Mobilização estabilidade pelas reformas EDUARDO EUGENO GOUVÊA VERA * JORGE GERDAU JOHANNPETER? Encontro Nacional tia ndústria foi da O maior importância para reflexões a respeito não apenas do momento econômico, mas também da atual conjuntura política do país. No que se refere ao aspecto político, não lia como desconhecer o fato de que o atual governo foi eleito com uma plataforma que previa as reformas previdenciária. tributária e administrativa. O que não tem ficado claro, porém, é que a aprovação das reformas não depende apenas do Executivo. Vou mais longe: elas dependem, filndamentalmente. do Legislativo. O presidente Fernando Henrique Cardoso, como homem do Parlamento, tem-se empenhado pessoalmente neste sentido. Sem receio de se expor ao negociar com as mais diversas facções. li exatamente por isso que é preciso não confundir as dificuldades da atual estrutura politico-partidária do país com barganha política ou toma-lá-dá-cá. Não há nada mais demagógico do Sue condenar o presidente por negociar pessoalmente com representantes desta ou daquela filiação. Convém não esquecer que lutamos 20 anos para restaurar a democracia no pais. Não há mais lugar no Brasil para decisões impostas, de cima para baixo. Ninguém deseja um pais governado por medidas provisórias. Precisamos, isto sim. de soluções permanentes. Com a força da lei e com o referendo da Constituiçâo. Se não aproveitarmos a oportunidade que agora se apresenta de transformar o arcabouço institucional do pais, quando o faremos? Estou certo de que o apoio ao governo Fernando Henrique é. neste momento, da maior importância. É claro que levemos cobrar o que tem de ser cobrado. Mas não devemos nos esquecer de que. há pouco mais de dois anos. convivíamos com taxas de inflação mensais em torno de 50%, longe da estabilidade econômica. E que a vitória sobre a inflação e a estabilização da economia são conquistas inestimáveis. E evidente que ainda há muito a fazer. Sem as reformas não haverá como consolidar estas conquistas. O controle da inflação, por intermédio da política monetária, é uma ponte até as reformas estruturais. Mas é preciso levar em conta que estamos diante de um governo que sequer completou um ano e meio de mandato. E que. ainda assim, tem-se empenhado ao máximo por acelerar as mudanças na Constituição. E claro que este apoio não implica ignorar as mais importantes reivindicações da indústria. Mais de uma vez temos nos manifestado sobre a importância de promover queda mais acentuada nos níveis das taxas de juros. As medidas de restrição ao crédito, do inicio de ainda se refletem na redução da oferta de empregos e de produção dos últimos meses. Nada disso pode ser ignorado. Mas também não se pode ignorar que os juros só cairão quando vierem as reformas estruturais, quando o Estado tiver rompido a cadeia perversa do déficit público. Só assim poderemos contar com investimentos em infra-estrutura e serviços, aumentar a competitividade dos produtos brasileiros, viabilizar 110- vos investimentos pelo setor privado e a geração de novos empregos. É como contribuiremos, também. para uma ampla redefinição do papel do Estado na atividade econômica e para o resgate da imensa divida social do pais. É este o caminho do crescimento auto-sustentado. O sentido do Encontro Nacional da ndústria foi o de sugerir propostas capazes de viabilizar esta conquista. Presidente da Federação das ndustrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) Realimentar a confiança PAULO CUNHA * A s atividades produtivas deste pais JTV vêm sendo colocadas diante de transformações radicais. Mudam os marcos legais e regulatórios e alteram-se os preços relativos, modificando-se, com isto. os próprios sinais que guiam as decisões empresariais. Em economias civilizadas que avançam sobre rotas definidas, ou seja, que não enfrentam descontinuidades semelhantes à situação com que hoje nos deparamos, as decisões das empresas vão paulatina e imperceptivelmente conformando as estruturas. havendo, em principio, tempo hábil para corrigir aquilo que a sociedade não deseja, aborta-se em tempo um futuro eventualmente indesejável. Não parece ser este, contudo, o nosso caso. Não se podem equiparar decisões destinadas a introduzir mudanças incrementais, que confirmam ou alteram na margem o rumo da evolução, com decisões que verdadeiramente redefinem atividades e negócios, a partir de mudanças radicais das oportunidades e das ameaças constatadas no mercado. Sobretudo quando estas decisões têm que ser tomadas em circunstâncias críticas, em que a própria sobrevivência das empresas se encontra, muitas vezes, em questão. No nosso entender, carente de fatores ditos autônomos de expansão, o crescimento na economia em implantação deve ter por base um circulo virtuoso que teria por ponto de partida, justamente, a confiança na nova ordem. A ela caberia estimular os investidores potenciais e reduzir o custo do endividamento. Dos investimentos dai resultantes proviria o crescimento que, por sua vez, distenderia tensões e realimentaria a confiança. As advertências anteriormente feitas assinalam, no entanto, e pelo contrário, que diversos motivos atuam no sentido de abalar a confiança, ponto de partida da cadeia benigna que sustentaria o crescimento. E pois sobre este elemento, a confiabilidade. que deveríamos tentar atuar. Para tanto, infelizmente, não basta estabilizar a moeda. É preciso, além disto, admitir a possibilidade e preparar-se para enfrentar as surpresas adversas anteriormente apontadas e que já começam, sem dúvida, a materializar-se. Mas o comprometimento de diferentes grupos sociais não pode realizar-se a partir de fatos consumados e sob a forma de concessões. sto é demasiado caro e obviamente acarreta crescente inconsistência. É preciso, em resumo, e sobretudo, que os produtores não sejam isolados e acuados, como no presente momento em numerosos casos se encontram os únicos responsáveis por decisões que definem a sorte de numerosíssimos indivíduos, de regiões, da economia e da sociedade. A indústria foi, até 1980, reconhecidamente, o motor de um crescimento internacionalmente notável deste país. Na década seguinte, permaneceu praticamente estagnada, concentrando seus esforços na tentativa de sobreviver à turbulência macroeconômica. Presentemente, há que reconhecer, se for levada a decidir, mais uma vez, numa perspectiva de mera sobrevivência individual, será levada a opções que não contribuirão, devidamente, para a transição da estabilidade para o crescimento sustentável. Ela necessita de algo além dos preços de mercado, para decidir. Não nos referimos obviamente a recursos do pobre tesouro nacional, e sim á definição conjunta de rumos e ao compartilhamento de responsabilidades. A ndústria não é nem oposição política nem adversária da estabilização, da abertura comercial e financeira, em suma, da nova economia, porque está ciente de que sua pujança será a garantia do sucesso, e portanto suas ponderações quanto aos ajustes de rumo e das variáveis operacionais do plano econômico devem ser encaradas como parceria na construção de um país que além de estável seja próspero. * Empresário, presidente do Conselho do nstituto de Estudos para o Desenvolvimento ndustrial OED) Executivo, embora tenha encaminhado ao Congresso Nacional as propostas de reforma ampla, não tem se empenhado totalniente para suas aprovações, principalmente na Reforma Tributária. O Executivo, que tem, aparentemente, condições de sustentar o Plano Real na base da Política Cambial e Juros, não tem dado prioridade às reformas necessárias para o desenvolvimento empresarial e geração de empregos. Conseqüentemente, vemos, de uma forma ou outra, também uma morosidade do Legislativo para a aprovação das imprescindíveis e urgentes reformas estruturais. Quanto ao aspecto das reformas pendentes, as que realmente mais afligem o setor empresarial são a da previdência, a administrativa e a tributária. Preocupa-nos que não se tenha optado claramente, na Reforma da Previdência, pelo sistema de capitalização, e vemos, hoje, que cada dia que passa mais dificuldades surgirão se não se optar imediatamente por uma forma clara pelo sistema da conta individual da capitalização em que automaticamente desapareceriam os privilégios. No que concerne á Reforma Administrativa, vemos claramente que a demora faz com que o déficit fiscal cresça, tornando cada vez mais difícil o gerenciamento das estruturas governamentais a nível federal, estadual e municipal, por causa dos elevados custos da estrutura de pessoal. Tal situação põe em risco todo o sucesso atingido até hoje pelo Plano Real. E, finalmente, a Reforma Tributária, que talvez seja o item de maior importância para o empresariado e definidor da nossa competitividade. A verdade é que nossa estrutura tributária arcaica impede que se possa aliviar a estrutura do processo produtivo. Essa situação é agravada pela conjugação da não realização da reforma tributária que faz com que prevaleça a dependência da política cambiai, e principalmente da política de juros altos. Em conseqüência, enquanto nós não tivermos essas correções, dificilmente teremos realmente prosperidade e desenvolvimento. Conclui-se. em cima disto, que, mais do que nunca, é preciso a mobilização empresarial. F. inaceitável que nós sejamos cobrados, dentro do cenário brasileiro, por questões que não estão nas nossas mãos. A competitividade interna das empresas, em grande parte, foi realizada. A competitividade global do Brasil não foi realizada. E vemos, nesse momento, ainda mais um risco, embora estejamos mobilizados para combatê-lo, qual seja a criação de mais um imposto, a CPMF. Ninguém diz não à saúde, dizemos sim à saúde. Mas dizemos não a novos impostos. A carga tributária histórica ao redor de 20-21% hoje está acima de 30%. sto significa um aumento de 50%. Não podemos aceitar novos impostos, principalmente impostos obsoletos. O atraso do processo de privatização e o atraso da regulamentação no que concerne ao petróleo, telecomunicações, concessões etc. fazem com que o Brasil perca as oportunidades de investimentos de longo prazo, para receber apenas investimentos de curto prazo especulativos. Assim, diante do cenário descrito, as lideranças empresariais não podem se manter omissas. Somente a efetiva mobilização empresarial, junto ao Executivo e ao Legislativo, poderá viabilizar a aprovação das Reformas Estruturais e a correção do custo Brasil. * Empresário, coordenador da Ação Empresarial Brasileira

14 J Q.ORNAL DO BRAS. J Brasil ""OST Exercito convenio Exército assina convênio com ncra Gilberto Alves 21/5/96 somam 1,9 milhao de hectares HHk Jobini Jobim anuncia nos "kistzso""esse munclo da miiitas voltas", f" wssf". EUA E ação antidrogas FLAVtA SE KL ES Correspondente na lavagem do dinheiro dc prgj gas, corrupção e outros crimcs.fjt nanceiros, a nova lei obrigara bancos, casas de câmbio c boljgj de valores a identificar cliente»..» registrar transações acima de yjçlor a ser especificado. Lei similar já existe nos Estados Unidos, tua» o Tesouro americano calcula que l)s$ loo bilhões ainda são lavados aqui anualmente. w WASHNGTON O ministro da Justiça, Nelson Jobim. encerrou ontem sua viagem a Washington com uma visita ao Fincen. braço do Tesouro americano encarregado do monitoramento da lavagem de dinheiro do narcotrafico, cujo modelo pretende adotar no Brasil. Durante os três dias de permanência na capital americana, Jobim tratou com órgãos governamentais de assuntos relacionados ao tráfico de drogas e con- Jobim esteve com o geneíirl Barry McCaflrcy. responsável pelo combate ás drogas nos listadcvi Unidos. 0 ministro disse, cm dtffe$j da soberania nacional, pt trabando de armas, da v«. problemas cada vez mais presentes prcscnlcs rio n.i qualquer acordo ««* de * cwiwjk*# cò0peraç3» relacionamento entre Brasil e V militar entre os dois paises visando a operações contra o tralefç de drogas deve partir de trrr. "pressuposto tados Unidos. A procuradora geral da Justiça, Janet Reno, disse a Jobim que seu governo arcaria com parte do intocável": em w- pótese alguma, essas operaçoes custo de especialização de policiais brasileiros no combate á la- nacionais sem que as forças AY- podem atravessar as fronteiras vagem de dinheiro. Jobim disse madas brasileiras tenham toial que pretende transformar a Academia da Polícia federal em base controle. No que diz respeito ao CQn(n de treinamento para policiais da bando de armas, deve ficar proi América Latina que atuam nessa nos próximos 30 dias a minuta de área. um acordo de troça de inlormaçòes, com o objetivo de corob;$ HEKU 0 ministro da Justiça informou que dentro de duas semanas a venda de armas na lontc. 1 utre JP sera pjnc M, f - será concluído conduido o projeto projcto de dc lei k-i que 70?0% d c e 80% das annas que entram entnttu BrasileirodeMeioAmbicnteeRecursosNaturals Reno- f -< torna crime a lavagem de dinheiro. Antes do envio ao Congresso,,nif J"w clandestinamente no Brasil BrasiNa 1 "AntedoetiviSrCongri-m do vuzkjl para ampo? - Wtt JSSl americanas, e 95% delas sào eolffpradas leualmente nos R.stacíos "KpKK. a proposta será debatida com a 0jfc{*4* 1 Alcmdeetl Jnuhalmcue Uadns Jungmann iratigriculturapor causa dos ehamados as.\ituira Lucvna. </m»w» mantim "relapuicsirdta" penas sociedade. Além estabelecer.. Jwigmawi assinará acordo com general Luccna. com tinem mantém "relação estreila penas para criminososffioividos envolvidos Unidps. / "engenhos falhados" - bombas. petardos e todo tipo de otetsmg«c aiitra Rito sumario 8umario não iuo passa bebes " lhadores na Agricultura, Francisco Urbano, desconfia BRASLA Morte de bebês leva elas, "sso BRASÍLA A bancada ruralista ameaçou o substitutivo depu- sumário não passará", ameaçou o depu- das serem desapropriadas. "Sem elas. o rito do convenio. e brincadcira. ninguem ainda sabe ontemderrubar substitutivedodepu- sumarip nao passara". amcaqott *vtailin, onde ficam cssas areas", disse. ano teme que se tado lado José Jos6 Luis Clerot (PMDB-PB) ao projetado. ft PUHlCflO (10 UlCUlCQ,. repitaa estrategia usada no_governo Medici (.bv-i». (0 sumario ate a 1. de médico 5 quando trabalhadorcs rurais eram deslocados uas areas to que cria o rito sumário nas desapropriaçòes de terras para reforma agrária. 0 subs- oposição, que estavam apoiando o relatório mesma pena atribuída, na semanu PMDB. PFL, PPB e até os partidos de punição jc lcrras relorma agraria oposicao. apoiandd relatorio At!OR! Const- niesma atnbuida, semami de conflito para o interior da Amazonia. Se nao nouver PORTO Al!:CiR! ~ 0 Coiisellio Regional de Medicina (CRM) passada, a seu colega de hospital, titutivo cria uma nova fórmula formula de rito de Clerot. csiap estão agora divididos. O 0 esboço esboco ho dc Mediciiia passada. infra-estrutura para apoiar os assentamentos. as tanulias Nlinian0,,\ Justiva podera relatorio sumario. A Justiça Sti! decidiu. lll/ Antonio r-ckerusado de poderá desapropriar as do relatório submetido nao aceitarao se mudar. alirmou. horas. proprietary tera por Clerot aos oposivoes partido descontentou a todos. As oposições re- ter manipulado diretamente f>s Luiz Antônio Eeker, acusado íle do Rio Grande do Sul decidiu, na tlr nu"p 1,0 J!rc amc.n, c. s terras em 48 horas, mas o proprietário terá madrugada de ontem, punir o diretor do Hospital Sào Vicente de dez de/ dias para reclamar a indenização indenizai;ao clamam que o relatório relatorio distorceu o Sao respiradores artificiais na Unidade de Terapia ntensiva Pediatw- pelo projeto? de maquinu agrpi diseurso Elc nao podera; entail- micial enuado govcrno l inicial enviado pelo governo e o apresentado [~~1 A queima do uma velha maquina agrícola e o discurso valor de mercado. Ele não poderá, no entanto, contestar a desapropriação. 0 coordena- Paula, da cidade de Passo Fundo, fca je pc0njc_ national Lui/ lnacio desapropriaao. (X.0 Jose Frisel (T-RS) envolviinento ca, apressado a morte de pelo do presidente nacional do PT, Luiz nácio Lula da Silva, pelo deputado José Frisch tp-rs). Os partidos aliados também respondent Campo l.upion (PFL-PR). impos tres -.ero[ "inix.uas- consideram as mudan- na morte de bebês. A morte dos Rudah Jorge, n0v bebc. medics cm Ercchim (HS), lanamento 3 tambein na ce >s- por envolvimento nie- niorte nos um bebê. Os dois mèdiçfòs marcaram ontem, em Erechim (RS), o lançamento do 3" dor da bancada ruralista, deputado Aberlardo Lupion (PFL-PR), impôs ontem três mu- "inócuas". processus criminals ojn a.un-,0 side respondem queritos paralelamente a inquéritos Grito do Canipo Brasil, promovido por pequenos produtores gauchos. l.ula dancas relatorio ças de Clerot F.m reunião com a pacientes teria sido induzida para.,, i... ( p-p liberar danças ao relatório do deputado Clerot. Os itucrnavao. e processos criminais «jii liberar leitos l-undo crime. Cardoso la definifaoma polilica agricolas cxigcm bancada aik.ka do proprietario partido, o presidente do para internação. As T, j. atividades protissionaisde Passo Fundo pelo 0 Wo agraria. ruralistas xigem que o *" gaúchos. Lula criticou o presidente Fernando Henrique proprietário possa atividades profissionais Rudah O qnase milhocs contraditorio nera Josc Jom- Dirceu. Dirceu, determinou deiermtnou que quo o relatório relatono Cierot rut deve ser derrubado se atender as reivm- reivin- dades familiares posse da terra, pedem que seja adota- pumt>.:u, Qo tcm efcit0 imc. kcker, Becker, explicou que a que não têm acesso a crédito agrícola, e A punição não tem efeito une- pena apli- ustao inusti- do um proccsso processo de licitação licitaiio dicações dicaocs dos ruralistas, e ainda exigiu do diato, puis medico recor- medicos segundji t. estao presidente do CRM do HS>> pela demora na definição da política agrícolas e da reforma agrária. "Temos apresentar o contraditório antes de o ncra estão suspensas por 30 dias. Grande do Sul, Marco Mareo Antônio quase 4,5 milhões de proprie- Antonio familiares nao ten. accsso"# credito agricola. tomar nuiito c migraao para a venda cada aos médicos e a segunda que estão marginalizadas nos financiamentos para imestimento e custeio. Tudo isso gera o desemprego, a migração primeira primeua Oi publico de in\adi- mann. maim, o envio de uma proposm 0 cassa?0 bando com a possibilidade de terras invadi- proposta alternativa. cina. O CRM aplicou a Rudah a cassação definitiva do diploma. diato. das quercin aea- ministro da du Reforma Relorma Agrária. Agraria. Raul Jung- 1ederal propriedades e pois o médico pode reeorrer ao Conselho Federal de Medi- mais rigorosa a querem um artigo aca- para as cidades", disse a um público dc mil pessoas. " n [ 51 RACMEC HTV Bl nlormatlcb nlormállco Brasileira 8.A. CCC/MF CGC/MF n" / / MB assembleia ASSEMBLÉA GERAL qeral EXTRAORDNÁRA extraordinaria P EOTAL v EDTAL DE CONVOCAÇÃO CONVOCACAO V! sonhoius MFORMATCA QflASLERA 5/ b,i j-, Ficam convidados os senhoras acionistas da RACMEC NFORMÁTCA BRASLERA 5// so reunirem rounif m em om Assembléia AsscmbWia Geral Gflfal Extraordinária ExtraofdioAfia a ser s«r realizada rualiiada no dia 31 de do maio mjio do 199Ç 199, gjti em primeira ptimciu convocação, convocafso. òs tjs ns,. na sedo sodo social na Praia do Botafogo Ootafouo n. 228, 228. Ala.A. [.1 3" nosta 0 firti doliberar a) rusqjio J 3* andar, nesta cidado e Estado do Rio do Janeiro, a fim de deliberar sobro al rosqaio do f aoes ações preferenciais: preloronciais: b) assuntos de interesse intorosso geral. oetal. Rio de da Janeiro. 22 do maio do 199o. 199b i \Amonio FELCDADE Amorno Carlos Lmo da Rocha - Presidente. y -,. "...V GOVERNO DO ESTADO DE SAO PAULO COMPANHA DE SANEAMENTO BASCO D mhhhhmb DO ESTADO DE SAO PAULO Ro«9l LCT Ap AO PUBLC A i UmaSg PREÇO NTERNACONAL SABESP 756/93-A > \* A Comoonhta de Saneamenlo BAsico do Eslado do Sao Paulo SABESP. tendo M r tecebido do Banco ntemacional para Raconstru?io e Oesenvolvimento BRD jisjv : um emprestimo em diversas moedas etiuivalente a USS 280 milhoes para financiar 1 o custo do Projelo do Setor de Sanflamenlo do Eslado de Sao Paulo e se prevo que, K,: parte dos recursos seja desiinada a realizapso de pagamontos a serern eretuados yjhk.;... - com rolapao aoconlralo de emprestimo 3102 BR A SABESP convida os licilantus i.. de paises membros do Banco Mgndial BRD e Taiwan. China, a apresentamnp i-j propostas fechadas para 0 tornecimemo de Tubos de Concreto Armado Ststenit. de Esgoto SanttMo de Franca Os licitantes elegiveis que esteiam mteressados i - ; ~. poderao obter tnformaqoes adictonais e consultar os documentos 13.s8 Tm uscrit6nos da SABESP Departamento de Compras. na rua Padre Jo.io Mano-r kmms8bkb$w n" andar Sao Paulo - SP Brasil CEP Tele! Fac-simile Todas as propostas deverno vir acompa ( B nhadas de uma garantia de R ou ecjuivalente e ser recfebtda no local ji acima mencionado. 15 andar no mesmo enderepo. Os licitantes elegiveis quo esteiam mteressados. poderao adqumr um joflo completo dos documentos du. licit.icao entre os dias 22/ a 05/07/96 mediante a apresentacao do recibo d4- (! ; pagamento de R$ ou equivalente. no enderepo acima mencionado j andar, das s horas. As propostas serao recebidas pela Coordenadorin -de licitacoes de Materials e Equipamentos na rua Padre Joao M«inuHl. n 7o5 4- andar-sao Paulo- SP Brasil CEP at6 as horas do diarf! 1 BANCO 08/07/96 ou na sessao publica de abertura das propostas. que seri realiiitda as rnssmmh _ 1000 horas do mesmo dia. no mesmo enderepo 7 andar Auditorio de ft PrltTOfmilllllrUnnHlllMWWMiMalllllllMMBMWMHMMWllWirilWlwrmPffWllliraiHTMnriM Si? Vure" ;u íj.í?» smx í o;í j> que \océ yã» doai ue!ó ina 1 nfl pdnyinaurin Licitacoes Pedidos de esclarecimentos relativos aos documentos de hcil.ic.ioo i ttííetoné 090U?4*8". <v nco d.iuvldcik.*a v >*ts<iô«viit»7af >n«jiva»csd». ycssoás car«?i»tes ivlllh poderao ser solicitados ate as horas do dia 14/ V (n Rio de jflfteiib..iquc quauis-vefesqui»f SaoPaulo.. cohiuõic A jn-a-u ile;iiiii.i i;i,inc.i diante de uht simplesb>ato de t ocini.i. pode aacuu.ir. n.io lcm pieço! 22 de maio de 1996 m DRETORA,, "M CONCORRA ANDA A UMCORSA9S/960KMG4.1XA 9S/% O Gi.1.4 DOB CARJHNHOSDt CARJUNH05 D COMPRAS Dl D SUPSiMERCADO 5UP0MERCADO NO VALOR VAOR Dí D R$100.00, loox), DURANTE DORANTi 1 ANO (UM PARA CADA GANHADO?.). GANKADOP). B TP Disque V 11 JlS Disque sabesp " Classificados

15 . QtJNTAíFERA. QDNTA*FERA, DE MAO DE 1996 BRASL BRASL JORNAL DO BKAS, Comissão Comissao aprova liberação liberacao do JB* «". Arquivo Arquivo jogo q Projeto da Câmara permite que estados reabram os cassinos Brasileiro assume. FE J SÔNA CARNERO BRASÍLA A comissão especiai da Câmara dos Deputados está cerceada. ses da África onde a imprensa ção Nacional de Jornais Associação de (ANJ) que compareceram à posse. O diretor-presidente do JORNAL DO estuda a legalização legalizapao do jogo apro- S jornais defenderá defendera Sirotsky apresentou as metas vou ontem projeto que autoriza a $41 liberdade da FEJ: liderança e ética mundial, nova identidade, compromisso cimento Brito, disse que Si- BRASL, José Antônio do Nas- exploração de cassinos e do jogo do bicho. O projeto dá aos estados EDGAR LSBOA poder para liberar o jogo e definir com a ética, ênfase no lucro, rotsky destaca o tipo de jornalismo Agência JB regras para exploração. Mesmo que \\7 ASHNGTON crescimento do número de filiados, investimento na nova Ojorque se faz no Brasil: de &ja aprovado pelo Senado c sancionado pelo presidente da Repú- foi eleito por unanimidade on- W nalista Jayme Sirotsky geração de profissionais, expansão dos direitos do cidadão. responsabilidade e cm defesa "Agora, não só os jornais brasileiros, de blica, tornando-se lei, o projeto não tem, em Washington, parcerias, ampliação de serviços, melhoria nas comunica- através da ANJ. mas também a presidente deverá beneficiar os bicheiros do da Associação Mundial dc Jornais (FEJ), em substituição ao ções, treinamento, progresso e FEJ serão intransigentes na de- Rio que estão presos. - criatividade. fesa da liberdade de imprensa. A De acordo com o regimento da americano Scott Prescott Low, Câmara, a comissão é terminativa, para um mandato de dois anos. O ministro da Justiça, Nelson ascensão de um brasileiro à presidência da maior entidade dos o que significa que o projeto deve Primeiro brasileiro e latino-americano a assumir o posto. Si- Jobim, representou o presidente ser enviado diretamente ao Senado. Fernando Henrique Cardoso e jornais do mundo é prova da O deputado José Fortunatti (PT- rotsky enfatizou que. no seu 50 considerou a eleição de Sirotsky importância e da responsabilidade dos homens RS), integrante da comissão, disse aniversário, a FEJ busca tornar-se o maior advogado da li- importante para a imagem do "Ficamos que fazem comunicação no Brasil", ressal- q,u(e vai apresentar recurso para que Brasil. muito tempo o,projeto seja votado no plenário plenirio ji berdadc berdade detmprenw imprensa no wmundo. fechados, ados, na economia cconomia e na catou. da Câmara. Camara. Para conseguir isso, ele ty Entre ntre suas metas, anunciou anuncjou o0 beça", beca", disse. Ele defendeu a desprpcisa do apoio de dc 52 dos 503 Sirotsky é gaúcho, tem 61 prpeisa desenvolvimento da entidade no politização politizagaoda discussão discussao dpputados. A lmprensa. sobre a íjpputados. Centro e Leste da Europa, na Lei de mprensa. "Queremos anos, preside o Conselho de Ad- liberdade de imprensa sem qual- foi presidente da ANJ. e c viceministração da Rede Brasil Sul. Pelo projeto, os estados e o Dis- ft B sia America nto sao W Hr...., trito Federal são autorizados a reabrr os cassinos e legalizar o jogo do Ásia e na América Latina, mercados em que a publicidade e a quer mácula, que se some à respresidente da Sociedade lntera-, month nuc »cnm.» «it- mm cados era ««quc publicidadc c qutr macula, qut st a circula?ao estao SfiSdoSiliadeionces- gjk bicho através sistema de concessões, soes periodo minimo gf JM dicara tambem atenao hditores a America por um circulação estão crescendo. Dedicará também atenção aos pai- Editores ligados à Associa- América Latina. ponsabilidade social", afirmou mericana de mprensa para a qu,atro período de no mínimo Fortunatti Fortunatli denunciou lobby quatro anos. A proposta foi apro- dojogo c vai exigir votação votafdo no plenário plendrio. vivda y;yda na comissão comissao especial por 20 Preve Os quc nao ; ~ ~ n n -r~. votos contra apenas dois. Prevê a ciada pelo lobby de parlamentares Os bicheiros que não se regularizarem continuam passíveis passiveis de pena pew f ) criação cnaao de uma taxa de 7% sobre o eleitos com apoio de bicheiros. S eu VENHA CONFERR; S variodado» do 23 paijfl» odos a j faturamento da exploração exploraao do jogo projeto criando a Zooteca, explora- dc seis meses a um ano de prtfot tio bahot quanto «ile: prisão. prisao.! f e a destinação destinagao da receita à a saúde saude e da Economica quc. pela Caixa Econômica Federal, Os que explorarem o jogo sem autorizaçâo serão / JL! Licor LiCOf taliano tflliano Yj f; j sistencia foi scra? P«n,dos co.m tr.cs ; " assistência social. foi rejeitado. O relator do Hoteis Para permiiir prisao. comissao nao # projeto foi o deputado Aracely dc de Paula (PFL-MG), racao ração do jogo imediatamente após apos garanttuo garantiu o vinculo empregaticio g Hotéis punidos com três permitir a libe- meses de prisão. A comissão não \ B ysillllplllml 3 1 Frangelico S ew8*wssww SjjJ true aprovagao atuailfunqonapos dps hotcis- -v que luta \ O,1.. >! para reabrir o cassino do a aprovação do.j., rr... projeto, foi criada a dos atuais funcionários dos hotéiscassinos c anotadores do "cassino i,r e *2- -*-> *-* m a Grande Hotel de Araxá, Araxa, seu reduto figura do cassino. modelo".. sso»tudo "Tudo bicho. será sera resolvido rcsolvido na Justiça Justi?a do V W[! eleitoral. Ele rejeito as emendas cmendas que bcneficiana beneficiaria cerca area de 50 hotéis hoteis que Trab.dho Trabalho", disse o 0 deputado dcputaclo Aracely de Paula. VOc6 adq».r«r : Ara. 29,00 #1 M kij * lestabeleciam estabeleciam \ regras para a fiscaliza- ja já dispõem dispoem de cassino. As exigência exigenaa a.iyd,paui:i ção C*ao dos cassinos. A deputada Zu- para que quc um cassino se habilite ao "M sa voc6 ndqulrlr 1, Vfnrtl, kf wll mosma outtns j JaCoS(PsDB-SP)x-presiden- credenciamento sao minimas. Sobre a t Vwdat per ttw«m cm " ort» * Jfliê Cobra (PSDB-SP). cx-presidente da CP do Bingo, reclamou: rcclamou: possivel possível até ate terceirizar terceimar os serviços, credenciamento são mínimas. É possibilidade de libertação dos bicheiros na raosmo compra outras $ bichciros estao Auíújjm todw o* urtctii Eatrsa p*ilti»o AJL AA mercadorias, alem de Licores, «fi 26f00 omkroltvupevtor"8 serves. prcsos> que hoje estão Aracc,y cxplicou ecs nao lumrts iej.ii.iu fttck. «(«* valor igual ou superior. - "Vap Vao surgir as mesmas irregulari- contrata?ao cmpa-- cufiiprem r ii c.xplomcao Ah dfaadm, (ti lmk. cmb MMÒraira h porta. por meio de contratação de empa-- presos. Aracely explicou eles não j ra l jl _,v /-y trywrttvcr dades dos bingos". sa sa espectalizada. especializada. E Ê j0g0i "m;ls pr formacao de fjhpp fpspsel (B E COMTNUA J CJ * VJ P ** U us. 0 participate permitida ainda cumprem pena por exploração de "mas cstran- drilh jogo, por formação dc quadrilha 1 ou sonegação". Por esse mo- 0 QUE É BOM, CONTNUA Segundo o projeto, os banqueiros de bicho e os exploradores de gciras. O 0 hotel-cassino terá tera que ter tjvo a participação dc empresas estran- soneca?ao". B.TilMlV/l DA AUTlCt A* AA r?lp!,th tivo, o deputado acredita acrcdlta "nenhum bicheiro será solto até cum prir sua pena", pena". Rua da Assembléia, 65 que qlie fcll dallanntw 97 DD rfe Tel.:?02l1% cassinosdeverao deverão transformar-seem em aprovaoda aprovação Embratur. Nenhuma Ncnhuma sera ate M li 11 l>m WJ vrff l_ltro «f fww \JfJ (021) " Fax:(021) pessoas juridicas, jurídicas, para obter o 0 credanciamcnto junto aos estados. Cater o 0 controle contrqle acionário acionario dc de mais de 0 O maior defensor dos bicheiros, dir djestado terá tera poder e autonomia ties três hotèis-cassinos. hoteis-eassinos. 0 o deputado Agnaldo Timóteo Timotco ere- pessoa física fisica ou juridica jurídica podera poderá de- prir ~,p;\ra,pra regulamentar ou não naoosjogos. os As empresas detentoras dos cas- (PPB-RJ) comemorou, comemorou. abraçando abracando No estado cstado onde não nao houver regulasinos não nao poderão poderao emprestar emprcstar di- parlamentares que também tambem seriam ; mentaçãol mentwaol o 0 jogo continuará continuara proi- proínheiro a clientes, dientcs, nem ter acesso a iigados ligados a banqueiros do bicho. ; ;.. "Acabou bido. bencficios benefícios fiscais federais. Terão Terao "Acabou a hipocrisia", gri- To(8os Tcmos a StUJsfdSfi(o saiisfaso de do comunicar ioiiiuniroi que, <l u <. no dio dl.t 10 0 dg Up moio 10 de f 99f>, MiMO, -iíi.io deputado José Fortunatti disse que tentará levar o projeto ao serva ainda que manter um fundo de retou."quem tiver dinheiro plenário da Câmara, para pagamento de prêmios e gasta nos cassinos". Timóteo confessou ter..... porque a comissão especial teria sido infiuen- recolher a renda do jogo em conta recebido ajuda de bicheiros na campanha. - Smith Kline tjc echani Laboratories Ltd a. a ( q u i r i u a proprtcmiade * j. " bancária. \ Banco Mundial diz que Saúde aplica muito mal suas verbas SRAL TAHAK *0, desperdício de recursos da 1 Saúde, no ano passado caracte- 1 rizando má aplicação do dinheiro foi de pelo menos RS 2 bilhões, de acordo com um estudo do Banco : Mundial. A conclusão principal do trabalho è que o governo Fernando. Henrique Cardoso aplica muito 1 mal os recursos no setor, l O estudo feito pelos economistas brasileiros Cláudio André Czapski ic André Cezar Mediei este últi- «mo consultor do banco para a área :de Saúde chegou a estas certezas,depois de mapear as principais ifraudes praticadas pelos hospitais que integram o Sistema Único de Saúde. t No trabalho de 156 páginas, os «economistas afirmam que as frau- des ocorrem "porque falta aos res- ] ponsáveis pela área de Saúde força jstf mantém ;o mínimo de R$ 112 BRASÍLA A Medida Provii sória 1.415, fixando o salário mij! nimo em RS 112, foi mantida onrejeitou tem pelo pleno do Supremo Trii bunal Federal (STF), que! as ações diretas de inconstitucioj nalidade propostas pelos partidos J políticos da oposição e pela Con- [ federação Nacional dos Traba-! lhadores na Agricultura (Contag). Por nove votos a um, o STF con-. siderou que as ações corretas se- 1 riam de inconstitucionalidade por j omissão (Anigo 103, parágafo 2 1 da Constituição), e não ações de inconstitudcmalidade comuns. política para estabelecer as prioridades orçamentárias, que não são definidas em função dos interesses sociais, mas sim de grupos particulares organizados". Segundo o estudo, intitulado Evolução e perspecttm dos gastos públicos com saúde no Brasil, existe uma aliança entre administradores de hospitais oportunistas e uma máquina administrativa imobilista que tem impedido a adoção de medidas capazes de reduzir as fraudes no setor. A falta de ura sistema adequado de fiscalização é apontada pelos autores como uma das principais origens das fraudes, que são detalhadamente estudadas no trabalho. Eles afirmam que os prestadores de serviço há muito tempo fazem uso corriqueiro das fraudes "para ajustar suas perdas nominais", ou seja, n compensar as tabelas de pagamento defasadas. Entre as principais fraudes e práticas irregulares cometidas pelos hospitais, são listadas: a dos pacienles fantasmas, quando o hospital cobra por um atendimento não-realizado; up grade financeiro, quando o hospital cobra por um serviço mais caro em relação ao que foi efetivamente prestado; desqualificação do procedimento, quando o hospitai rebaixa intencionalmente a qualidade do atendimento, para poder aumentar seu lucro. Os autores constataram que está aumentando muito o volume de atendimentos em ambulatório, que não dispõem de controle informatizado, ao contrário das internações, o que dificulta a fiscalização. Ê a ambulatortação, também descrita no trabalho. Os ambulatórios são hoje o maior foco de fraudes do sistema. Lembra daquela empresa qim pensou você sempre em montar? Para que você tenha sucesso, é preciso que esteja preparado para as constantes mudanças, novas exigências e oportunidades de mercado. Workshop Transição Tome-se o melhor empresário do mercado, direcionando corretamente seus nvestimentos. A START, utilizando-se de uma metodologia de trabalho inovadora, desenvolve o seu potencial empreendedor, priorizando as caracterisbeas individuais, garantindo seu sucesso empresarial. ST-À R T Wufcto para ser grande Participe da Palestra ntrodutória Gratuita: Tel.: (021) Telefax: (021) Av. das Américas, 3333 gi 508 Barra Rio de Janeiro invesi i.mrntosn u ma empresa_ mais elltieiile -V.. // C "/ 10 (10 a u m complcxu labnl c n n struido com 0 que ha dc mais moderno sob 0 aspecjb t(cnol6»ico. Esse in vest i men to da Smith Kline Beecham no B r a s 11 d a e m p r e sa no K i 0 d J a n e i r 0. c0 rn 0 ba se pa ra suas 0 pe ra <; 6e s. i mm j mm. ; , / vr/.- /.} /_.>... j. : \ v..- --v-.v-,v\ :v-" - se res SmithKlme Beecham

16 1 rj JORNAL DO BRASL QUNTA-FERA, 23 DE MA0T5fe nternacional A \ Maior 91 declara a guerra da carne: carne? Wr Londres Londres AP Grã-Bretanha exige da Europa o fim do embargo às suas exportações bovinas A Comissão Permanente de Licitação toma público que devido a impugnação, decidiu adiar para o dm 20 de junho de 1996 às 9h e 30min no mesmo local, a sessão de abertura da licitação, cujo objeto é a Concessão de Direito de Uso de área areafisica, física, destinada a exploração do serviço de restaurantee e de lanchonete, nas instalações próprias do Ministério da Educação e do Desporto, em Brasília-DF, bem como dos equipamentos existentes, para o preparo e fornecimento de refeições e de lanches, no mesmo local, a preço, respectivamente, por peso e unitário, expl rapaodosvigo conforme especificações técnicas contidas nos Anexos e e que o novo edital poderá ser retirado no mesmo local a partir desta data. BRTAN M,,lrítÍ! l2aop«r«ajheial CUTS 33 crisc entrc os NELSON RANÇO JOB1M rou a maior crise entre us aliados hfpfp f RfjlPli Correspondente europeus desde londrüs quando o então presidente da França, Charles M»M A Grã-Bretanha começou ontem a se preparar para de Gaulle. obrigou seus ministros a a guerra dt canic cwne contra a União boicotar todas as reuniões da. na Européia (UE). Apesar das reações reagoes época. Comunidade Econômica negativas dos aliados, aliadus, da oposição Européia.. Nem mesmu a recusa do britânica, dos Fazendeiros la/endeiros e de politicos de seu próprio partido, o governo Major de assinar a ratifi- HA KXPR primejfp-ministro John Major criou levando a Grã-Bretanha para o fim cação do Tratado de Maastricht, uma comissão ministerial para lutar pela suspensão total do veto da bro de 1992 para maio de da fila ao adiar a medida de riovem- s UE às exportações de carne e outros produtos bovinos, imposto por Como não está totalmente pro- criou tanta confusão. causa dus riscos para a saúde humana da doença da vaca louca. provoque a doença de Creutzfeldtvado que a doença da vaca louca Em Bruxelas, os diplomatas britânicos deram os - "> * vv.lakob. Si mortal para os seres humanos, a Grã-Bretanha alega que a JL j. jg BSBWFEt WKf W<iu oi CK A ill 4i*** \ujorsiii» Speaks jgjsi nos. Gra-Bretanha alcga u j* * Um "EUfi"! Margaret.Thatcher primeiros passos para criar obstáculos à ação da UE: medida Foi tomada para proteger os Llallnl m MK* 11f não assinaram uma legislação sobre interesses econômicos economical dos outros lliij Ww M lfl«a Falências e concordatas. Ameaçaram Fazer o mesmo em relação à Mas a principal revista médica bri- países, e não por razões cientificas. Europol, embrião de uma policia tánica. Tltc Líiihvi. acusou o governo conservador de irresponsabili- européia. Durante uma conversa telefônica de 15 minutos com o presidenie da Comissão Européia diagnosticada há dez anos. E na dade no combate á doença bovina, tü JÉWMÍCÍp&f fvw- * (CE), Jacques Santer. Major disse semana passada, uma cidadã britanica, cuja mãe morreu da doença de que nada havia de pessoal em sua política de confronto; Creutzíéldt-Jakob. pediu ajuda financeirá ao Estado para processar Mp O Sindicato Nacional dos Agricultores da Grã-Bretanha apelou a o governo por negligência 1ellC1 no com- bate ao mal. A gtierriula,tiierra h i\c\o nvt[) r í imprensa apoiou niiaosanieitte ruidosamente a Ja~uirnc earne demajor e a manchete maneliete ao do lte The ndependem ndependent afirmou illinium que t/ue ele tevê teve urn um acesso aeexso de hatcfc hah to i / Corte de Justiça Européia, pedindo a suspensão do veto às exportações, Promessa Quando u o veto! mas ao mesmo tempo criticou a Fui imposto pela UE em março, a atitude do governo Major. Para o Grã-Bretanha Gra-Bretanha" comprometeu-se compronieteu-se a União Uniao Européia Europeia Ei reage à a extorsão extorsao Doença da diretor de Relações Públicas do sindicato. Trevor Uaycs. uma cadeira as reses com até dois anos e meio de LONDRES A tália que até os britânicos, sempre reticentes do usar a erradicar crradicar a doença, doenca. matando malando todas as vazia significa que não se pode negociar: "A idade, cerca de 18 milhões de ani- o fim do mês ocupa a presidência quanto à integração européia, re- guerra da carne para retaliação pode ser çotitraproducente". disse. das mais. Até agora, não tomou medi- rotativa da União Européia (l!e) cusar-se a cooperar "não reforçar suas chances eleitorais e vaca loucá" é a uma considerou isso muito arriscado. Ainda não é 100% certo que a Veterinários práticas para cumprir a promessa. É altamente improvável comparou a atitude britânica a A CE. órgão "Estes grande ameaça". A Bolsa de Londres caiu e a Confederação da ndustria Britânica, doença da vaca louca ou encefalopatia espongiforme bovin-p que uma extorsão. problemas Na opinião de observadores, a executivo da Uli, voltou a recomendar ontem o llm do veto às antes de efetivamente combater a seja autorizada a exportar carne "histeria não serão resolvidos na chantagem e na queda-de-braço", alertànico é um gesto desesperado de nalista" dos deputados antieuronos. Muitos cientistas acreditam atitude do primeiro-ministro bri- critica da pseudonacio- seja transmissível aos seres huma- exportações de derivadus bovinos, doença da vaca louca. tou o ministro do Exterior e exprimeiro-ministro da tália, Lam- um homem Fraco, tentando Falar altere a posição favorável à Euro- mal Creutzfeldt-Jakob, a um governo perdido, a reação de peus. disse esperar que a crise não que uma pessoa possa contraio como fulano,1 sêmen e sebo. Esta Não é esta a disposição do governo britânico. Ontem, o ministro berto Dini, Fazendo um apelo ao gpão proposta, rejeitada na segunda-feira por veterinários de sete dos 15 do Exterior, Malcolm Rifkind. ad- diálogo. A eurocomissária italia- deputados eurocéticos (que atri- A oposição trabalhista, com ne bovina contaminada. Os sinto- grosso, Sob pressão da minoria de pa de Major. humana do mal, após comer uir- países da UE, provocou a reação de vertiu que. se a UE não mudar de na Em ma Bunino disse temer Major que. anteontem, ameaçou posição até a reunião de cúpula de "uma buem todos os males e Fracassos à quem os aliados europeus acreditam que será possível negociar (se mas são parecidos: mudança de escalada, em vez de uma UE) e do ultranacionalismo dos suspender toda a cooperação com 21 e 22 de junho em Florença, na solução". jornais sensacionalistas, a estratégia de Major pode ser contrapro- eleições), criticou moderadamente O mal CreutzFeldt-Jakob cos- os conservadores perderem as personalidade, problemas de coordenação motora e a morte. os parceiros europeus em um mês. tália! o encontro sera dominado Na Alemanha, o governo não A proposta será reexaminada cm pela crise ou a guerra da carne. A se pronunciou diretamente. O ministro das Finanças, Theo Waigel, ducente, desmoralizando ainda a decisão do primeiro-ministro. tumava atingir uma em um, miuma reunião de ministros da Agricultura nos dias 3 e 4 de junho, em promete vetar tudo o Grã-Bretanha que estiver a seu alcance, parahsando a conferência intergovernamen- Major muito bem e sei de seus limitou-se a comentar: "Conheço mais o governo e esfacelando o Mais insisvo contra o governo foi hào de pessoas com mais dçjo Partido Conservador. o líder liberal-democrata, Paddy anos, mas os cientistas britânicos Luxemburgo, O governo Major..avisou que somente concordará tal para revisar o Tratado de Maastrichlf que lançou, em as ba- setor financeiro, tem sido um dum não afasta a problemas políticos internos. No O jornal esquerdista The Guar- Ashdown, que decreveu a declaração de identificaram uma nova modalidade da doença com período de inchms ZZ- SSnlJ * nao alas,a?ao doenya penodo.de com um cronograma para suspensão total do veto às exportações. ses para a união monetária, econòceiro objetivo e construtivo." Um Major antecipar as eleições pre- irresponsabilidade impres- incubaçào menor e que atinge hu- par- possibilidade de scs uniao moneiaria. econo- Urn eleiyoes "urna irrcsponsabihdade guerra de Major como "uma mcubapo atmge mica polilica diplomaia Frances disso.(n.f.j.) 41 Esta estratégia de confronto getnica e política da UE. diplomata Francês disse que para vistas para maio de tentansionante"manos com menus de 40 anos. no,/..- \ ;; /. V- : ] A.-::....V..,:W.,. i.i vvi.v :. «A leulers 21/5/1996 Tropa chechena mata 40 russos CM *"" RninaiimiS --S B 1 - «-f> Quarenta MNSTÉRO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO Quarenta soldados russos foram mortos num ataque desfechado ontem por rfildchrchenos rebeldes ehechenos nami nasio AVSO DE ADAMENTO?nt r imediações da aldeia de Bamut, ar" CONCORRÊNCA N 2/96 cerca de 40 quilômetros de Gro/ny,. capital da república que luta por jjfò/ separar do governo de Moscou. Av< informação foi dada à noite pela agência de noticias nterfax, que v j horas antes tinha informado a nuw de somente 22 combatentes. Este foi o mais grave ataque isolado das tropas ehechenas desde que as forças!u* governo central ocuparam Grozriy." em fevereiro do ano passado. Não houve informação de baixas entre *» rebeldes Magnesita S. A. CGC (MF) / Companhia Aberta e de nteresse para o Desenvolvimento do Nordeste PAGAMENTO DE DVDENDOS - EXERCÍCO DE 1995 Comunicamos que o atendimento aos acionistas pata o pagamento do dividendo aprovado pela Assembléia Gorai Ordinária realizada no dia se dará a partir do dia como se segue: O valor do dividendo a ser pago é de RS por lote de mil ações. - Sobre o valor do pagamento haverá retenção obrigatória do imposto de renda na fonte, de 15%: - As pessoas jurídicas dispensadas da referida reiençâo ou com mandado de segurança contra Autoridade Fiscal da Receita Federal deverão apresentar declaração dessa condição com data atual; - No ato do exercício deste direito, os acionistas deverão apresentar documento de identidade e C..C.. se pessoas físicas, e prova de representação e C G C. se pessoas jurídicas. Os procuradores deverão apresentar procuração com firma reconhecida - Para recebimento do dividendo de acionista residente no exterior, seus procuradores deverão apresentar, no ato da solicitação, uma declaração dessa condição de acionista, mencionando o endereço do mesmo; - Os acionistas poderão optar por receber o divivendo via crédito em conta corrente bancária Para tanto deverão dirigir correspondência à Companhia, na Praça Louis Ensch, 240 Caixa Postal 25 Cidade ndustrial Contagem-MG. CEP acompanhada de xerox da Carteira de dentidade e C C informando o nome e número do Banco, da agência, e conta para crédito; - Os acionistas serão atendidos de segunda a sexta-feira, no horário de 9h às 11 h 30min e de 14h às 16h30min, nos seguintes endereços. Belo Horizonte-MG - Av. Afonso Pena " andar-telefone (031) São Paulo-SP- Av. Cidade Jardim o andar - Telefone (011) Rio de Janeiro-RJ - Praça Pio X, 98-8 andar - Telefone (021) Brumado-BA Vila da Catiboaba Telefone (073) Obs ; lembramos aos acionistas que a empresa continua a fazer a conversão das Ações Preferenciais Classe "C" em Classe "A", quando solicitada Em 23 de maio de 1996 José Tarcísio Guimarães Guerta Diretor de Relações com o Mercado Birmânia prendo- 90 opositores <1 MjHHHHrA O O governo militar miliiar da Birmânia liirmama detevc deteve )mugbkgtkmm> * ontem ontem na capital. capital, Rangun. mais d.t& d.<& * : 4 *» f! políticos politico* de oposição, oposicao. com o que w!9&-" siw-r chegou chegou a 90 o total dos impedidos de is,, Reuter 19/12/199-1 partieipar dt convtntja AFP 24/7/1995 Reuler 19/12/1994 participar de uma enção "1,1? Q 0 telefone telefotte celular vem se pro- programada para o fim flni de semap -.emana. A vando um objeto muito muiio J[ dendos la/parted perigoso maior parte dos detidos la/ parle Liuu Pcla Dcmocracia. para certas pessoas. A imprensa Liga Nacional Pela Democracia t pr Nobcl italiana revelou melon que apohcui policia localizou o capo majioso Giovani Brusca sua realizar sua primeira convenção converiao desde (alto), preso na segunda-feira, 1990.quando foi ioi vitorioso nas urnas locah- Aung liderada pela Prêmio Nobel da Paz. Aung San Suy kyi. Kyi que quc pretende" pftende" i gratis nias graças ao rastreamento do celular. mas impedido de assumir o poder/ poder.." Dois casos parecidos aconteceram. Janeiro, mill- M este ano. Em janeiro, o chefe militar do grupo Anistia denuncia 9f violaoes?;--r radical palestino Hamas. Yahia Ayash, (D) foi morto W violações na AL. A Anistia nternacional exigiu «;> dntui fet,- t, pela explosão explosao de uma bomba colocada no celular, acionada quando x. humanos na América America Latina. Laiina. F.m Em... proteção para pe>soas e instituições. que denunciam denundam os abusos aos direitos dtreitos ele fez Je: uma ligação. ligacao.eni Em abril, abrii o aluao mensagem alusiva ao mky inicio em i líder da da Clwchêitia, Djokar Dudaiev, foi morto A Brecha no Muro de Silêncio, sobre Bogotá da conferência internaciortal por mísseis disparados de um caça russo quando afirmou que o aparato de segurança abusos na América Latina, a Anistia conversava pelo telefone celular do estado ameaça quem denuncia; violações na região. Esta rcaüdadt* com um assessor sobre as negociaçòes de paz com Moscou. O sinal e : cneoa encoraja o silêncio de pessoas de sua ligaao ligação foi captado por uma fbrcas comunidades amedrontadas pelas; forças da ordem e. em alguns paisçs. paiss, estação eslafao de vigilância vigilancia russa e a posi- tambem também por grupos armados de i ção informada aos aviões. oposição.

17 . #0)TWÈRA 23 DE MAO DE 1996, JORNAL, "Õ DO BRASL 1 NTERNACONAL i3 r Amigos nada suspeitos dos nazistas m EUA revelam favorecimento de bancos suiqos, suecos e até ate da Cruz Citiz Vermelha à a Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial Archlvo Micnivo ARTHUR SPKOELMAN Roulor NOVA ORQUE Documentos liberados pelo Arquivo Nacional dos EUA mostramque alguns dos iriais alemiies que a guerra cslava niemorando dc fcvcrciro de 1945 % A HMt ftjmv femk fewfc ip% 1"% % ft S"% *"1! --maiores maiores bancos suíços, suiqos, a Cruz perdida c ordenaram a elcs que do secrctario do Tcsouro Henry mm U«Jb U ] J% M f i Vermelha e o banco sueco da famil,ia Wallenberg, que salvou mi- AND! ffiãres de judeus da morte, ajudaram o esforço de guerra da Alemanha nazista. Papéis liberados ontem mostram que a Suiça foi a principal receptadorado ouro saqueado pelos nazistas dos países qcupados e cita nominalmente os bancos Credit Suisse e Union Bank. O Banco Central alemão enviou USS 600 milhões cm ouro roubado dos paises invadidos pa-..ra.os bancos suíços e de outras Rações neutras. Os documentos fazem parte dos milhares de papéis que constam da Operação Abrigo Seguro, na qual a espionagem americana tentou descobrir, logo após o final da Segunda Guerra, como a Alemanha usou a Suíça a Suécia e outros paises neutros para esconder seus bens. Os papéis, mantidos em segredo por 50 anos, mostram que os aliados sabiam muito mais do que se acreditava sobre as manobras alemãs. Entre as novas revelações está Raoul Wallenberg salvou judeus mas seu banco guardou riquezas confiscadas Hamburoo-AP Computador :r::;r,r vira alvo. -mjim iasibaratas prioritário»±f"t,, MOKRERAW! FELZES WASHNGTON 0 emprego m Wm : dttccnicasra inutiii/ii conipu- SP ;lir A "AO de técnicas para inutilizar compu- UAA PEST KLL. DE8NSET7 (adores de nações inimigas faz... id» PEJSAN *B*sEKsa- i pdo parte do planejamento militar de pelo 0 menos nicnos _20 12Ó nações nacocs do mundo.:, MiB Pest Pest Kill é e a mais nova e eficiente lióje. advertiu Jack Brock, cônsultor do Congresso americano cm cheiro e com baixa toxidade evita que forma de exterminar as baratas. Sem depoimento na Subcomissão Perinanente inente de dc nvestigações nvestigate do Se- Sc Só as baratas não vão gostar. você tenha que sair de casa. Pest Kill. nado. Desconto especial às 2a.5, 3as e 4as Ele.lc dissc ha..y.vasores disse que há dois anos inyasores eletrônicos, eletronicos. conhecidos WBMMWWK gtw M B lltlln "#%#% BB W 1B> flflfl H Gfi 9k Aceitamos Credicard e Visa. como lackers, hackers, roubaram segredos scgredos 4< MMSKMl!Suit4>> flh BH M S fl H ill 11 Mfc( m M life Mb M dos computadores compuiadores da ft& Força Aérea rdos EUA e jhl lir que o Pentágono Pentagon Ae- (S C 1_. ""SJ/Sj/ 1 N registrou mais de 250 mil tentativas de invasão dos computadores prlitares dos EUA no úlumo Nada mata insetos melhor. ano. Pest Control ndagado se os esforços mais avjsmiam Funciondrio apassagem timet a avançados parliam dos paises psestn- industriali/ados, Brock disse Funcionário municipal bloqueia pelo túnel sob o Elba -,. TEZ" que a Agencia de Segurança Seguranca Nacional National "J*0" "f$ocl.cy TVSN). encarregada da espiona* Greve?6Z*3-E A MELHOR COSA QUE gem eletrônica, eletronica. sabe que naijoes nações 5 geral pode A C 1 Tfl* POnrftil fqhilppad imiiifflttfffffill são sao estas eslas mas nuts a informação lnlormaio ò e sigi- A "H "1 USS 1.170* l»l/w PODEM rvl/prl COMPRAR. losa. "Terroristas "Terrorisms e outros oulros adver- nnfirili O 1 rftyl O Tl ffl 1 sarios de qualquer parte do mundo têm tern a capacidade eapaeidade de lançar lani;ar parar V- ;1 ij?c JL djl a C. Alemanha J-.ii.-ill.ilCl.l..i-Al.Cl- ataques ataqucs cuja origem não nao Salvador pane BARUJA piano Kohl pode ser SALVADOR correspondonw PANE lurujà salaries plano de K.01 de congelar os rastreada. Eles podem infectar sistemas tomas críticos criticos com vírus virus sofistica- solistica- BONN A última ultima das Mudanas Mudanças Correspondente salários no pais. quatro Diferente- mâ dos, provocando um mau funcionamento ou um eventual colapso vernos vemos e sindicatos de servidores discussao discussão não nao diz respeito apenas rwhv xzumasr funcics rodadas de negociações negociavoes entre gomente de outros anos. desta vez a. de sistemas estratégicos," estrategicos," disse publicos salaries condigoes *& S$$ft públicos da Alemanha chega hoje a salários ou condições de trabalho. O 0 que está esta em jogo, na práti- prati-, 11 1; Brock. a a seu ponto culminante. 0 clima è ho. Acrescentou dc conlronto. Dcsde e inicio rnudanvas H4pr que um rapaz britânico tanico de 16 anos e c um outro ra, nas grandes e médias medias cidades modelo alemão. alemao. Também Tambem chama- luwkcr hacker nunca identificado identillcado rouba- ocorrem passeatas e há ha paralisado de capitalismo social de mer- > de confronto. Desde segunda-feica, é o início das mudanças no ram mensagens do laboratório laboratorio em goes ções nos setores de correios, eorreios, colecado, esse modelo conseguiu Roma da Forca Força Aérea Afcrea dos EUA ta ta de lixo e outros serviços senigos publi- instrugoes Mcafm públicos. Caso fracassem as negocia- fial dial até all> agora manter um rela- do fim da Segunda Guerra Mun- contendo instruções de combate M?~,mamer Zft n, i \ goes, sindicahstas pedirao equihbrio TWWffCTWTfSTMrSmTiTiTaj /. J a ol r*1" i U d 11 7*1 J dl 88 para os pilotos. Eles também tambem obções, os sindicalistas pedirão a tivo equilíbrio entre as necessidades sociais básicas da população abertura de um arbi. s(jiais basicas populagao ylxlflmiiilmflitt tiveram tfveram informações mlormagpes dos compu- tragem, processo de arbitragem, modalidade prevista na e as exigencias exigências econômicas economicas dos tadores da Otan na sede de dc Gene- lecislagao legislação alemã. alema. empresarios. empresários. Esse consenso poli- COSTA V1CTOR1A VCTORA COSTA CLASSCA COSTA RV1 RVERA COSTA ROMANTCA CA brn brot e do nstituto nstiiuto.de Pesquisas Pesguisas Os sindicatos exigem aumento tico, no entanto, entanto. está esta se alteran- SANDO SaSo DE VENEZA SANDO maoos" OC VENEZA SANDO DC oma,o"sro VENEZA SANDO DE GÊNOVA D JULHO A OUTUBRO DE MAO A OUTUBRO DE MAO A AGOSTO DE MAO A OUTUBRO Atômicas Atomicas da Coréia Coreia do Sul. salarial de 4,5% 4.5% e manutenção manutengao do. Os empresários empresarios e o governo 7 7 DAS oias 7 DAS oias 7 DAS dias >i7.dasl 7 DAS..,,r.( /, clausulas uricia t turqijia iihasgrigas gr cia ciassica ",K li1 para das cláusulas de seguridade social federal Brock afirmou que os hackers querem recortar a malha CiRfClA E nirqyia. LHAS GRfCAS. GKtClA CASSCA TUNÍSA. BAl.t/\Ui t PROVtNU milhoes assalarta- nircminmcr* RTTTtlMMMi COSTAALLEGRA poderiam podenam ter criado um mcidente incidente para os 3,2 milhões de assalariados. Desunidos, os diversos níveis niveis exemplo, redução redugao do auxilio-de- saindodegclva EUGEN10 COSTA de seguridade social, via, por AL KllUffiBaSSS DESCONTO setembro SANDO DE QENOVA SANDO DE GÊNOVA SETEMORO E c OUTUBRO otruaso internacional intemaciona se tivessem,(, nnuttnn filim linona Hifrn- vtnnrppn invmtimpntos ere- de maio a ouruboo win 7 OAS. penetrado nos computadores de alguma 10 DAS PARA O 2» PASSAGERO [SPANHA. BALEARES E PORTUGAL ae de governo falam iaiam unguasoueren línguas diferentes: o 0 governo federal cita um ches e maior contribuição contribuigao indivi- mdivi- tciro. EGira SRAÍL isrml chifre CHPRE 1 E gricia. GRÉCA na NA MESMA mesma CABlNE. casing. saindo SANDO DE oe AMSTERDAM amsterdam semprego. semprego, investimentos mvesuincuioi em cm uc cre- 10diasDE MAO para02apassageiro A OUTUBRO tspantia 7 DAS balearesf roktvkjati instalagao instalação nuclear da Coréia Coreia do uenerico aumenio zero, espanha n\arkcxx)s canarjas e madeira. de junho a aqosto., «11 [6XCtVJKO0S*iÜ*S CE AitAlSTAÇAO genérico aumento zero. ao passo dual para a aposentadoria. Ao ESPANHA. MARROCOS, CANARAi E MADERA DE JUNHO A AGOSTO nias 9,10, 11,1A, t 11 UiAa Norte, no estaduais. dmuniur Royw.mar.negroegrEcu, capitaisnordicas t fiordsnopuecueses que poderia ser interprelado como uma manobra ame- sua maioria controlados pelos so- os encargos sociais e os impostos SAÍDA ESPECAL: 13 DE JUNHO, 19 DAS mesmo tempo, tentam diminuir 11 DAS 9,10,11,12,13 E 14 DAS que os governos estaduais, em TURQJJ1A MAR NEGRO E CRtCtA CAPTAS NORDCAS E FORDS NORUFGUES pretado lomo SAiOA (ydra 50*» besconto PARA O dcana proximos categona WHNE mssao~, ricana pelo regime radical de cial-democratas, mais da categoria PiOneuianEue 0 Pentagono as cemra.s smdica.s, próximos vez. osandicatose patronal. Por sua vez, sindicatos e os partidosde oskso UOZelrOS Pionguiangue. b 6 O Pentágono cons- meio de DAPHNE 2a PASSAGERO NA MfcSMA CAPNE. às centrais sindicais, buscam um SANDO Dt GÊNOVA DE JUNHO A OUTUBRO COSTA MARNA meio termo entre as exigências exigencias de oposigao oposição querem remanejar a se DAS dias Navegimos divcnjo. saindo de copenhaoen tatou que muitos programas para ;unbos ambos os lados. O 0 aumento que guridade social mas mantendo oreoauto t cor.m.a PARCfUMfNTo Navegamos para ma diversão. SANDO DE COPENHAGEN GRÉCA TURQyiA E COR5EGA DE JUNHO A SETEMBRO 16 DAS PAJK31AMNTO D o.3atl.o ATt 10 vuis VEZ» de 7, 8 E VEST0 10 DAS dwectar dwectar ataques contra computa- surgjr servira referenda seus pontes basicos, grand* cruzeiro pi agosto. mos caot6is amix<rio«camw>in«$ cm-itais nordicas e hords norueguems surgir servirá de referência para pontos básicos, combater a GRANDE CRUZERO DE AGOSTO Pf LOS CARTÒtS AMX-CRfWCARD-DNRS CAPTAS NORDCAS E EORDS NORÜEGUE dores são sao ineficientes e que os as próximas proximas negbciagoes negociações salariais sonegação sonegagao fiscal e reduzir as isen- con«uteieu«gesdeviagenieu:»i 1021semw spw"m-m\ operadotes sao proxi- goes tributarias as emprcsas wtto *>»*. >»»> ".«t» saix» um-o«aoa. pas c*aiw u»jw> ««ortmo -G«tc.* cussic*- icosa a..»q -cu. -a operadores são despreparados para lidar com tais emergências. emergencias. mo dos 4,5%, porá pora em risco o0 pessoas de altos rendimentos. LANCAMENTO: COSTA VCTORA, O MAOR NAVO EUROPE U no setor privado, e, se for Consulte seu agente viagens ou: RJ (021) SP (011) próxições tributárias às empresas e a miço ro«ftsíoa. win marítima im 8*i»a huw««m.? pias cavní dupia hotíibo -o«6cu cussica- icos» mvitmi ot tmsanout mo incimo*. EM BUSCA busca da DA EMPRESA empresa quanticaa, QUANTCA EM Clemente C 1 Nobrega Ufe "u$ Usando uma linguagem 1n8ua8em simples e um»«estilo estil inteiramente nova part para o 0 universo do marketing, /TTv h»p:// Jireto, Clemcnte ji já despertou dtspcrtou o 0 interesse e t a admiração admira(ao de alguns hhp:// br/gmpresaquantica direto, Clemente Nobrega mostra em seu livro r" 1/ con\o homens de empresa dos maiores especialistas do mundo, como Al A1 ipfsytw.i podem inspirar-se na ciência ciencia Ries, Stan Rapp, Claus Moiler. Mõller, Ron Zemkt, Zemke, V para obter resultados no mundo complexo e plural em que vivemos. Trazendo uma visão visio John lohn Scullev, Sculley, Karl K.irl Albrecht c Regis McKenna. ft r

18 .JL JORNAL DO BRASL QUNTA-FERA, QUNTAlfERA, 23 DF. MAt -DE. 96 MATCOU O TEMPO Previsão Previsao para os próximos proximos cinco dias na cidade SEGUNDA-FERA Rio mode Janeiro taperuna drea pressao locallzada fard.-.v 28/10 Uma área de baixa *i> pressão localizada ao Sul do Estado do Rio fará com que uma t i *" > V-f. -V-; ;; -.-f (rente lique r-- *? "i:: rente fria chegue hoje ao estado e o tempo fique de nublado a parcialmente.j.. riublado, Urn pressao.. álésfcli,v.íh* - nublado, com possibilidade de chuvas isoladas. Um sistema de alta pressão jn. H /rc- i U E-Vít- HjHH,?f H * v come?arfiatuarduranteo fimdesemana, fazendocom queo comegea figm, \ - começará atuar o o tempo começe a Campos arctolmente ffpflpslarcfefoentenublado. Parcialmemenub,ado. Pafctafrpenle Parcialmente meihorar, mais-enbolarados. 26/20 <»«>, rioblado. Parcialmente nublado. Parcialrpente Parclálmènte melhorar, dando lugar a dias mais-ensolarados. parcialmente nutjfàdo nubfado ensolarládo. ensolaiftdo." ensolarado. com,i#»i >. sijli,. ist* possibilidade de chuva. M,. Costa25/21:, 25/21: Norto25/19 Costa25/20: 25/20; Norte /18 Costa25/20; Norte /18 Costa25/20: Norte26/18 Costa25/20; 25/20: Norte2&18 26/18 Nova Friburgo No No centra centro da cidade 25/20 No centro da cidade 25/19 No centro centra da cidade 26/19 No centra da cidade 25/19 No centra da cidade 25/19 23/13 Maca6 Volta Redonda Teresópolis Teresdpolls 22/13 21/12 R,01 21/12 26/21 No mundo % Resende Petrópoiis Potr6polis * hoje sexta-feira 23/13 Barra Barra Mansa 22/12 " Cidade Max Min Max Min T 23/14 Acapulco pn pn Cabo Frio Amsterdam en 25/21. 1ST25,21 Previsao **""SBHK55SB.t *>. 1 Previsão Válida 1 para o Brasil para hoje. com as temperaturas máxima Atenas pn e mínima em cada capital Atlanta pn pn s? tii1 A Bagdd s Pgrati Rio Rio de Janeiro 1 Wwi Bancoc ag t,22/17 Angra Angfa 25/20 25/20 Barcelona pn pn dos Reis <L Betlim ch : ch v""*boa VislB M??PS«1 Bogota ch /19 pn Vlsl Bruxelas ch 33/24. Macapá, Buenos Aires 17 9 pn 17 8 pn 31/25 Praias, % saoluf8 Cairo s Mare Praias Cancun pn pn Ml hora ahura Mangaraliba pr6pria " Bel6m fj Fortaleza hora altura hora altura Mangaratiba Própria Belém Fortaleza Chicago ag t Rio de Janeiro Grumari Gmmari Própria Prtprla... Martaus.,,31/24-31/24 Cingapura pn pn.31/24 Alia Alta 5h49m h36m 1.00 Recreio Própria Propria : Natal Copenhaque cly 31/24 v;".:-... Natal?a,,a. M)ril Jj K;.*\ TB!?a Teresina " 31/25 Baixa 1h41m pepino h54m 0.40 Barra Própria Cidade do Mexico pn pn impropria 33/24 31/25 Dublin ch Pepino imprópria Sao Joaoda Barra SaoConrado mpr6pria João * ni Pessoa stambul ch São Cornado mprópria pn mprfipria V.. Rio Branco,.*"% Palmas Estocolmo 13 6 Alta 6h23m h10m 0.97 Vidigal imprópria pn 14 6 ch Palmas * mprfiprla n cif(.. 30/25 Baixa 0h59m 32/24 Floren<;a panema 13h12m 0.34 Leblon imprópria Prflprla 30/25 Porto Velho pn p(1 ii Recite Frankfurt ch panema Própria Macae 32/25 iuoa Ma 5 Pr6prla -.*.- 31/24 31/2,1 Genebra *Macel6 pn Diabo Própria Arpoador Pripria \ «Maceió Alta 5h26m h13m 1.00 Heisinque ch Arpoador Própria 31/24 Hong Kong pn s Baixa 0h33m h46m 0.34 Copacabana Própria Pripria lisjs&a Aracaju Aracaiu Jerusalem Cabo Frio Brasília 31/23 Cuiabd Cuiabá 28/15 * s Leme mprópria Joanesburgo 16 2 pn 20 6 s, Alta 5h46m h33m 0.91 Botafogo imprópria Lima So1 m»i 31/23. * Salvador pn Flamengo imprópria Sol Baixa 1h36m h49m 0.36 Urca Própria,. Poente: fefe Goiânia Lisboa fr" 31/23 pn 29/17 LorKires ch Fortaleza S, Jo5o Própria i* 17h17m_ S m7-, Los Angeles s Nascenlo: * Belo Horizonte Ondas Vermelha Própria Nascente: Madri m Cempo pn carai mprópria 24/14 Manilha ag 34 A previsão para hoje na orla marítima do R>o é do céu encoberto com chuvas. Ventos de quadrante Nordeste a Piratinmga Própria 06h22m 24 pn impo Qrande Marrakesh s > Noroeste com velocidade de 11 a 16 nós Mar de Sul com taipu Própria TTT 27/17 Vitoria Vitória Miami pn pn ondas de 1.0 a 1.5 melros. em intervalos de 3 a 4 segundos. itaquatiara Própria Lua H. Sao São Paulo 27/20 27/20 Montreal 17 9 pn 18 9 pn Visibilidade moderada. Temperatura em ligeiro dedínio. Maricá Própria Moscou 16 5 pn 18 8 pn tauna Própria if i f i >>:.. m 2i»2. 2,/12. W.., />- Mumque W m.. Rio.. pn Jaconé Própria Estradas Nairobi ag n Pi.V "o Araruama Própria Rio de Janeiro Nassau pn pn Presidente Dutra (BR 116) Do Km 163 ao Km 166, i, -j.,,.. H6 8/5 1S5, f Curitiba serviços de pavimentação. Do Km 163 ao Km 190. Cabo Fno Própria Crescentc Cheia Mlnguanto Nova 25/20 Nova DM pn s operação tnpn-buraco no sentido SP/RJ. Do Km 163 Arraial do Cabo Própria 25/5 1/6 8/6 15/6 19/10 Nova torque pn ao Km 190. serviços do conservação rotineiia. Do Km Búzios Própria Nascente: Poente: Nice pn pn Porto fe : Florianópolis 213 ao Km 215. obras de recuperação de pista o viariuto nos dois sentidos. Do Km ao Km 227. ser-, v;\. Rio das Ostras Própria 10h57m 22h35m andpous Oslo ch Porto Alegre 21/13 Orlando pn ag viços de pavimentação sentido RJ/SP Do Km 228 ao.19/9. < V\. * Panama pn ag Km 237, serviços de recapeamenlo da pista nos dois sentidos. Do Km 231 ao Km 236, obras de restauraçao do pavimento em ambos os sontidos. No Km 275 Aeroportos.JF Paris pn pn Pequim pn pn e Km 307.5, no sentido SP/RJ. deslizamento de acoslamento. No Km acostamento interditado para Santos Dumonl Nublado. Visibilidade moderada/boa. Reikjavik 11 7 pn 9 5 t Tempo nublado. Nublado. Visibilidade moderada1>oa. ffragn ch obras no sentido SP/RJ No Km 276, acostamento interditado paira obras 110 sentido RJ/SP No Km 299,5 Cumbica (SP) Nublado. Visibilidade moderada. Roma pn San Juan ch :)! 24 acostamento liberado 110 sentido RJ/SP. Congonhas (SP) Nublado. Visibilidade reduzietarnoderada pn Sdio Francisco Rio Juiz de Fora (BR 140) Do Km 0 ao Km 6, do pn s Km 66 ao Km 82 e do Km 102 ao Km Viracopos serviços (SP) Nublado. Visibilidade boa- Saul n de conservação rotineira, om ambos os sentidos. No Confins (MG) Nublado. Visibilidade boa. Sidnei pn pn Km 12,5. trânsito em meia pista, sentido RJ/Juiz de Brasília Nublado. Visibilidade boa, Toquio [M Fora, por motivo (te obras No Km.15,5 desvio do trálego da pista sentido RJ/Juiz de Fora. para a Manaus Par/nublado. - Visibilidade boa Toronto 20; 10 ig 19 6 ch pista Juiz de Fòrn/RJ. devido â construção do Posto de Podngio. No Km 81. serviços de conservação na Fortaleza Par/nublado. Visibilidade boa Vancouver ti pn- Viena 2t 12 parto Recife Par/nublado. Visibilidade boa. ch pn olélrica. com as taixas direita o esquerda interditadas, Washington pn altornadamente no Júnol Quitandinha. No Km 89, pis* Salvador Par/nublado. VisOdade boa. ta sentido RJ Juiz de Fora faixa nsquonda impedida, Cunuba Tempo bom, Visibi!<tade moderada/boa para obras do contenção do encostas. Do Km 104 ao Todos os mapas, Km 124,5. troca de delansas 110 canlolto central Porio Alegre Tempo bom. Visibilidade moderada/boa previstes do tempo e os dados sáo produzidos pela AccuWeatherlnc.(S>1996. Outras tontas: Tempo Navemar Rio-Campos (BR 101) - (ondas). DNER (T) s-sol, pn-parcialmento nublado, Do Km 200 ao Km 275, n-nublado.ch-chuva. t-tertiposladès ag-aguaceiro. Condições válidas obras do duplicação da para hoje estradas, tntraero (aeroportos), FEEMA (praias) e nmet (resumo) nl-nevada ligera, nv nevada pista. g-golo! NOSSAS FLORES E FOLHAGENS MPORTADAS SEMPRE COMBNAM (OM SUA DECORAÇÃO Rua da Alfândega. 2M) e JS9 Centro RJ Tel.:(021) 221-S82 Rua Senhor dos Passos. 168 Centro RJ lei. (021) 224* 1864 Via Parque Shopping -Piso - Loja Barru Tel.:(02l) Rua Aurelino Leal, 32 Centro (Niterói) Tel.:(02l) )l.uaguns DfZ SEM lmpohtr\[>a V BAZAR DAS FLORES? sai! C Ciência /Hanseníase tem- nova campanha nacional m Ministério da Saúde quer atingir meta da OMS pulaçãò a procurar os postos de saúde assim que aparecerem os primeiros sinais da doença. O objetivo é atingir a meta proposta pela Organização Mundial da Saúde, de reduzir, ate o ano a incidência da doença para menos de um caso por 10 mil habitantes, em todos os países. O Brasil ocupa o segundo lugar nas estatísticas mundiais para a hanseníase, com 138 mil casos. A índia é a campeã, com mais de 1 milhão de doentes. "Não há vacina para a hanseníase. mas è uma doença que tem cura", afirma a médica Maria Leide, responsável pela Coordenadoria Nacional de Dermatologia Sanitária, vinculada ao ministério. "Apesar disso, 41% das pessoas abandonam o tratamento antes de conclui-lo", lamenta. Bacilo A hanseníase é provocada pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae) e se transmite através da respiraçào. por contanto íntimo e prolongado com pacientes que não estão se tratando. O bacilo percorre todo o corpo através das vias linfáticas até se alojar num local onde pode ficar incubado por mais de cinco anos. Se a pessoa tiver um sistema imunológico saudável consegue eliminar a bactéria. Do contrário, pode adoecer algum tempo depois do contágio. A doença se manifesta através de manchas na pele, que podem ser avermelhadas. arroxeadas ou esbranquiçadas e que de reduzir os casos para menos de 1 por 10 mil ALCA jvanlssevlch Desde domingo, o Ministério da Saúde colocou no ar uma campanha de combate à hanseníase o uso do termo lepra foi proibido por lei em 1976 que deverá ser veiculada na televisão por 15 dias. A campanha pretende conscientizar a po- não desaparecem com o uso de cosméticos. Mas a principal característica das lesões é a perda da sensibilidade à dor, ao calor e ao tato. A região afetada fica dormente, porque o bacilo também infecta os nervos. Caso não tratada, a infecçâo pode causar deformidades em 30% dos doentes. O diagnóstico é feito a partir do exame clinico e da pesquisa do bacilo nas lesões. O tratamento consiste na poliquimioterapia: trés medicamentos combinados. Dura seis meses para as formas mais brandas e dois anos para as mais graves. mpacto "A campanha que está no ar foi veiculada anteriormente em quando teve muito boa aceitação", "O conta Maria Leide. número de casos notificados aumentou em 35% de um ano para outro, o que mostra que a campanha teve impacto", aponta a médica. "Esperamos que essa repercussão se repita, apesar de não contar com a ajuda de algumas redes, como a Globo, que nunca veicula o filme em horários nobres." Ontem, em Brasília, começou uma reunião nacional para avaliar as atividades de controle da hanseníase. "Algumas conquistas foram feitas", diz Maria Leide. "Enquanto, em tínhamos 18,5 casos por 10 mil habitantes, no ano passado, registramos Em mil pacientes receberam alta. Entretanto, a endemia está aumentando. A incidência só não é ascendente na região Sul. O Rio Grande do Sul foi o único estado que atingiu a meta da OMS para o ano 2000 no ano passado." Maria Leide lembra que a campanha da hanseníase é uma prioridade nacional. Só em o ministério investiu RS 710 mil para treinar 10 mil profissionais de saúde. Achado fóssil de macaco na Bahia Cientistas brasileiros descobriram o fóssil de um grande macaco, de 10 mil anos, que vivia nas árvores do que teria sido uma floresta, no Sul da Bahia, revela a revista Sature. O macaco, o Protopithecus brasiliensis, pesava cerca de 25 quilos, o dobro do peso dos maiores macacos que vivem atualmente na América. O fóssil foi achado pela equipe do professor Castor Cartelle. da Universidade Federal de Minas Gerais, em uma caverna perto de Petrolina. Caracteristicas do crânio do animal indicam que era um macaco gritador, como o atual bugio. Hospital da UFRJ tira dúvidas pela nternet O Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, acaba de entrar na era virtual. Foi lançado ontem o site do hospital na nternet, o Médico Virtual, que oferece diversos serviços para todos os médicos ligados na rede. Serão três atendimentos básicos: consultoria, onde médicos do hospital responderão questões sobre patologias, banco de dados e educação continuada, com cursos e conferências. O endereço do Médico Virtual é ww.ufri.br:medicovirtual!index.html.(l\46fí) A4ai< ajuuai «> i vi lanya a ler e fazer cálculos O treinamento em música e artes pode ajudar as crianças a melhorar o aprendizado básico da leitura, da escrita e de cálculos aritméticos, revelaram pesquisadores americanos ontem. "A pesquisa mostra que o estudo de artes interfere positivamente no aprendizado de outras áreas", disse Martin Gardiner, diretor da pesquisa, da Escola de Música de Providence, na lha de Rodes. O estudo constatou que as crianças que tiveram aulas extra de música apresentaram melhor desempenho em matemática. (11470) Endeavour lança satélite com pesos Os tripulantes do ônibus espacial Endeavour lançaram um pequeno satélite com pesos em uma das extremidades para verificar se ele se mantinha estável em órbita. A experiência, que segundo a Nasa custou USS 600 mil, tem o objetivo de verificar se futuros satélites podem utilizar métodos de orientação menos ciístosos e complicados. O satélite ficará em órbita por trés meses. Enfermeiros dos EUA ajudam doente a morrer BOSTON, EUA Uni em cada cinco enfermeiros está ajudando seus pacientes terminais a morrer, indica pesquisa americana publicada no AVtr Englund Jutirnul of Medicine. Alguns inclusive o fariam sem um pedido direto dos pacientes, dos médicos ou de membros da família. O estudo com 856 enfermeiros mostra "enquanto que o debate público conttnua, alguns profissionais estão adotando essa prática", disse o autor. David Asch, da Universidade da Pensilvânia. Mas o Centro de Ética e Direitos Humanos da Associação Americana dos Enfermeiros atacou a pesquisa, por considerar duvidosa a forma como foi feita. Grã-Bretanha Mais da metade dos médicos britânicos (54%) são a favor de mudar a lei para permitir os "suicídios assistidos por profissionais de saúde", segundo estudo de Sheila McLean, da Universidade de Glasgow. Segundo o estudo, 28% dos médicos ajudariam um paciente terminal a se suicidar se a lei permitisse. Mas só 3% dos reconheceram ter adotado a eutanásia alguma vez. O Parlamento argentino vai debater em junho um projeto que contempla o direito de pessoas com doefiças incuráveis interromperem um tratamento doloroso para morrer dignamente. (11430) JORNAL DO BRASL nstruções na página 6 do TT caderno Os números no final das notas tnáicam o complemento no JB Online

19 1 - ill QU1NTA-1HRA. QUNTA- K A. 23 DE MAO DE 1996 «JORNAL DO URAS11 BRASH. \ C Negocios CP & FNANCAS 0 ceu e o inferno tl do? Real Economistas veem com pessimismo a fase atual do programa economico, defendido com garra pelo Ministerio da Fazenda Roberto Faustino yx yv governo vem tentando eliminar climinar a onda de pessimismo. CaVTO ffll7 U Vy que ronda a economia. Os esforços, esforpos, porém, porem, têm tem sido vufclllu M. em cm vão. vao. Ontem, durante um seminário seminario em São Sao Paulo, três tres * fl S economistas pesos pesados RudigerDornbusch.Affonso Dornbusch,A(Tonso (JUC lhlld.d.0 Celso Pastore e Daniel Dantas nao não só so engrossaram o coro 1 dos pessimistas, como fizeram previsões provisoes nebulosas sobre o C3.1 CH 111X1X10 Plano Piano Real. O 0 americano Dornbusch não nao teve papas na língua lingua inflacao islvia mugnatto para afirmar que o controle da inflação nao se sustentara, principalmente. 4 jfpp - SlLVlA MUGNATTO no Brasil c 1V BRASÍLA artificial. Por isso, avisou, não sc sustentará, ~"?w<q O nível de C atividade.. principalmente, r. da esta estavel, f\nl% inllacaon se M da economia está estável, a inflação sc o governo continuar gastando mais do que arrecada, : devccair e " produao ;V r - deve cair mais a partir de junho, os socorrendo estao bancos c paralisando a produção com os juros altos. "Fazer investimentos externos estão aumentando e o governo conseguiu reduzir política politica muito perigosa. pcrigosa. Não Nao sc se pode negligenciar o cresci- crcsci- %, os os gastos com custeio. Este foi o mcnlo",disse Dornbusch. qucm fracassodo Sfp %»riod«ntado coisas malucas para controlar a inflação infiagao c uma tando cenário desenhado ontem sccremérito", Dornbusch, para quem o Mcxico pelo secretário de Política P ltlca Economica, Econômica, José Jose tano deveria servir dc de liqao. lição. Porta-voz dos pais do Real, o secre- Roberto Mendonça ;fc *. Roberto Mendon?a de Barros, para tário tario de Política Politica Econômica Economica do Ministério Ministerio da Fazenda, Fazenda. José Jose yj " descrever descrever o primeiro quadrimestre Roberto Mendonça Mcndonga de Barros, reconheceu -V Para brasileira. que o ajuste do,......, - PMf PK - de 1996 para a economia brasileira,, bem diferente dilerente do desenhado desennado setor publico desanimo \ J?, economistas por público tem sido lento, mas rebateu o desânimo dos economistas de São Sao Paulo. economistas com f.lijsl Pela números numeros mostrando que os juros estão estao vez. secretario situapao melhorou. inflacao e 4 W "W Pela primeira vez, o secretário resolveu divulgar os dados do Boletim baixando, a situação fiscal melhorou, a inflação caiu c os fttfrx investimentos externos aumentaram. f 1 JHtlg:de de Acompanhamento Macroeconòmico, atualizado semanalmente pelo ". W Ministerio Macroecotio- * Jr : mico, Ministério da Fazenda. Surpreen- Continuação Continuaao da 1a 1" página pagina dentemente, o boletim afirma que "a.. Jti jf - modificação modificagao da minibanda cambial,. (fixada i: SOU/A h,o euma co.sa os;juros m (fixada na semana CLAUDA DF. passada pelo SOUZA bio é coisa abstrata e f, ja que. 0 anns mbeni *o rctativanua e Banco Central) já sinaliza que, a O também são relativamente abstratos. senhor passou anos argumen- partir do próximo proximo mês, mes. a paridade Mas estes são sao dois dots tando vontadc politica probleiiws problemas sérios senos (ando > que faltava vontade política aos li ;/ com o dólar dolarl 1 deverá devera ser atingida serio que custarão custarao uma fortuna lortuna ao brasileiros país. pais. H. para fazer um sério ajuste tranquilidade". ~ «overm) devcna es,,mular H, M com tranqüilidade". Embora isso O governo deveria estimular as na economia. Agora que estamos no fosse ossc esperado, csperado- o 0 Banco Central exportações, como 08 querem os empresários? maior aperto, o senhor diz T«(BC) tem evitado dataso falar em datas. que deveríamos (er inflação e crescimento. O W secretário explicou, porém, que essa sso criaria mais distorções ainda. é uma projeção do mercado futuro que mudou? de câmbio, reproduzida pelo boletim. Não Não é a resposta. Parte da resposta quis ser polêmico desnccessariamenle. Mas o Brasil não está no está em persistir nos ganhos de produtividade. Sobre as aperto. 0 pais Mtacontrolan queixas dos empresários maior aperto; O país está controlando a inflação por meio de uma moe- Oqueos?nhorfaria O senhor agora se fosse r(;iagao em relação á d política politica ecoriomicaj econômica. o Mendonça de Barros foi taxativo: da muito valorizada. Há, governo? portanto, "O O ajuste do setor industrial é complicado porque foram muitos anos uni caminho agora é equilibrar o grande problema não resolvido. O orçamento público, tocar uma governo substituiu uma coisa por politíca muito agressiva de sem concorrência externa e com uma outra. As taxas *n«r!c de juros estão mais privatizações inflação alta".. O 0 secretário secretario reconhe- e baixas do mantcr uma (axe cambio infla?ao queno manter taxa de câmbio ano passado mas que ceu, ceu. e de porém, porem, que o ajuste do setor seja continuam altíssimas. Os competitiva c taxas dc juros supe- juros público está acontecendo mais devagar que o necessário. reforma reais mais raltos estão matando a baixas. Este "A atividade é o primeiro ooverno passo. Depois, o controle econômica, e a supervisão do sistema dos visao sistema portos, que vem enfrentando O bancário bancario e a refor- rcfor- grand esta fizendo grandes resistências rwisncias corporativas, coqwrativas, é governo está fazendo a sua um um exemplo", afirmou. parte?? O ajuste *4" Os f" vao 0 nao mes, vira " Um dos pedidos dos empresários, fiscal está sendo muito "Cs juros vão subir mais. O desastre pode não vir em um mês, mas virá" a, limitadot&este tambein e.um,. liberação dos d/-> compulsórios e também é (depósitos SltOS obrigatórios ObrigatOnOS JUntO 30 SO- quecont.fi solugoes. junto ao BC) só-,. problema continua sem soluções. Nabre depósitos dep6sbitos em cmjcontas contas correntes correnies,, Rudlg«r Rudlgwr Dornbusch da foi oi feito em relacao relação a â privatizaçào. Todos falam do leilão da Liglit, Josemar Gonçalves "Nós pnvatiza- bancarias, bancárias, foi rejeitado gao. ocios lalam leilao Light, josemar Gongaives "Nos pelo secretario. no. não nao temos problemas de mas onde ondc eslá esta o resto? O 0 país pais não nao ma administrativa seriam importantes, les, todas essas coisas dc de que o go-. ; i :. amento imporian-. restrição restrivao de liquidez, mas de empoesta indo bem no que diz respeito às as está çamento da liquidez. Ou seja, o sisrelonnasverno vemo fala mas não nao faz.. tema bancário bancario não nao quer emprestar O Real está em perigo? Qual deve ser a atuação do Banco por causa da inadimplência", aíir- reformas. Todo mundo está achando mou. Mendonça de Barros disse que o Centrai? que trabalho está leito e o governo também não pode ampliar o prazo de pagamento do m- que tudo vai E preciso desvalorizar o real num ficar uma maravilha só porque a ritmo mais acelerado. É terrível, mas posto sobre Produtos ndustrializados outra reivindicação do setor inflação foi controlada. Na verdade,- é necessário. É como fazer dieta esta estabilização foi feita com recursos emprestados. Não adianta bom para a inflação nem para a quando se está gordo demais. Não é porque postergaria o recebimento de receitas. controlar a inflação supervalorizando a moeda e jogando as taxas de não o pais acabará como o México, estabilização, mas é necessário, se- ndústria De acordo com o boletim, o nível de atividade está juros lá em cima. A inflação baixa com uma crise das mesmas proporções. estável porque o comércio aumentou tem que ser conquistada e deve ser suas vendas no concreto. nao primeiro quadrimes- um resultado concreto, e não artificiai, cial, das medidas do governo. É E por (ir tir da inflacao inflação baixa e afrouxar os %$$&/> esteja esteja sofrendo com um elevado nl- ni- isso que no Brasil é e difícil dificil conseguir controles para crescer? vel indus- Acha mesmo que o 0 pais pode desis- : treemrassttda em 4%, embora a indústria ainda 0 economico. nsp.v- * de estoques. As vendas da indústria cresceram 5,4% entre setembro o crescimento econômico. E e é por Se a situação situacao continuar como tria tamabem 0 nao esta, ira a falencia.? * isso tamabém que o Brasil não consegue ter estabilidade financeira. O0 governo vai se ver obrigado a absor- "» numero número das horas trabalhadas caiu mundo continua esperando o Brasil ver o sistema financeiro. É uma fan- jf. 4,7% e o emprego, 3,4%. está, todo mundo irá â falência. E o * de de 1995 e março mar?o de 1996, enquanto o 0 J arrumar de dc vez a sua economia. tástica tastica soma de recursos que poderia ""T.. Mas as dificuldades da indústria, industria, O 0 truque do Plano Flano Real nao não foi ser gasta em educação educacao e não nao na com- t$k* 1 segundo o 0 secretário, secretario, devem ser rejii justamente segurar a taxa a\a deea câmbio pra aeabsanc e absorção de bancos. O que se duzidas com a expansão expansao do crédito cr \ supervalorizada? tem é um duzidas bancário e do crédito direto ao consumidor. "A inadimplência das em- programa muito artificial, Mas então não adiantou nada. que está mantendo as coisas no lugar e que poderá continuar assim presas deixou de aumentar e a das Alguém precisa me dizer como o pessoas físicas, caiu", disse. As taxas pais vai se livrar da supervalorização por mais um ano. No entanto, é de juros na ponta do empréstimo do Real, que está dificultando as artificial e está levando a atividade 1 também deverão cair por causa das exportações e está fazendo a atividade econômica encolher. É preciso econômica a se encolher. É só olhar recentes medidas de liberação do para o que eslá acontecendo com a crédito adotadas pelo governo. garantir o crescimento não só do indústria de calçados, Para o aumento do desemprego, produto mas da renda per capita. que era voltada Mendonça de Barros tem uma resposta incomum; "No mês de abril, No fim, a política econômica para a exportação e que agora que está sendo feita levará o país a taxas está tão mal. maiores. amedida - foram incorporados 85 mil nôvòs de juros ainda maiores, â em Existe de novo algum perigo de bathna8 Graldfsao 0 cm- Argentina, desta postos de trabalho na Grande São que o pais continuar tomando emprestado o 0 capital de fora. lora. O 0 desastruindo a nossa indústria? industrial porque imitarmos a Argeníina, des(a vez des- pau0 Paulo. Mas ]as o 0 desemprego aumentou porque novas pessoas entraram no tre pode não vir em um mês ou em Na Argentina as coisas são sao muito mercado mercado de trabalho no mês mes de mar- três meses, mas virá. mais difíceis. O Brasil tem muito ço. São os récem-formados". Ha Há razões ra/oes então entao para todo esse mais talentos. Mas. no fim, o Sobre a inflação, Mendonça de presidente está Barros avaliou que ainda não é pos- pessimismo? O perdendo tempo e já perdeu tempo demais. A renda Brasil tem problemas realmente sérios no momento. sível ter uma idéia dos índices de percapita dos brasileiros Toda essa H junho junho por causa da possibilidade de festa a respeito hoje é a mesma de do Plano Real é um reajuste das tarifas de transportes.. pouco exagerada. Se. em vez de ter 15 anos atrás. urbanos em várias capitais. inflação alta, temos dois novos problemas o câmbio muito valorizado e altissimos nao 4<A ps juros altíssimos não se A economia 6C esta estavel, ha inflacao ;.. t avançou avangou nada. A populate população vê ve ape- está estável, há investimento externo e a inflação em Joa4 queda" José Roberto Roborto Mendon9a Mendonça d* d. Barros Barro. O debate continua na página pagina 16 nas a inflação inflacao baixa, baixa. oara ela o càm- cam- - s

20 / iii,ii, iii, 1 QUNTA-1-TRA. 23M-MAO DE 1996? 2* Edição -y- JORNA. DO BRASL J Negocios G> & FNANÇAS r-> 0 céu e o 0 inferno do D Real pessimismo? O Brasil tem problemas realmente sérios no momento. Toda essa festa a respeito do Plano Real é um pouco exagerada. Se. em vez de ter inflação alta, temos dois novos problemas o câmbio muito valorizado e os juros altíssimos não se avançou nada. A população vê apenas a inflação baixa, nara ela o càm- : a fase atual do programa econômico, economico, garra pelo Ministério Ministerio da Faz Roberto Roberto Fauslino Faualino yv governo vem tentando eliminar a onda de pessimismo vj que ronda a economia. Os esforços, porém, têm sido. _ j; Governo diz em vão. Ontem, durante um seminário em São Paulo, três economistas pesos pesados RudigerDornbusch.Affonso > --,0 Celso Pastore e Daniel Dantas não só engrossaram o coro queinfla?a dos pessimistas, como fizeram previsões nebulosas ""* sobre o cai em Plano Real. 0 americano Dornbusch não teve papas na junho SlLVA MUGNATTO lingua para afirmar que o controle da inflação no Brasil ê jsppk BRASÍLA artificial. Por isso, avisou, não se sustentará, O nível de atividade principalmente, da economia está estável, a inflação se o governo continuar gastando mais do que arrecada, arrecada. deve deve cair mais a j socorrendo bancos e paralisando a produção com os partir de junho, os juros invcstimcntos esta( altos. "Fazer investimentos externos estão aumentando e o governo conseguiu reduzir coisas malucas para controlar a inflação c é uma ffl tando os custcio. política muito perigosa. Não se pode negligenciar o crescimento", disse Dornbusch, pt os gastos com custeio. Este foi o cenario cenário desenhado ontem para quem o fracasso do México pelo secretário de Política Politica Econômica, Econdmt José lulj tario deveria servir de lição. Porta-voz dos pais do Real. o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, José descrever o primeiro quadrimestre qua< Av Roberto Mendonça Mendon?a de Barros. para Roberto Mendonça de Barros, reconheceu t que o ajuste do de 1996 para a economia brasileira, MM bem bem diferente do desenhado por setor público tem sido lento, mas rebateu o desânimo dos "os \ jjr economistas de São Sao Paulo. economistas com números mostrando que os juros estão MB Pela Pela seer "W primeira vez, o secretario resolveu divulgar os dados do dc Boletim baixando, a situação fiscal melhorou, a inflação caiu e os v wmty- investimentos externos aumentaram. 1 Wm de de Acompanhamento Macroeconò-, V v V;.v- mico, mico, atualizado semanalmente pelo JF!W Ministério da Ministerio Fazenda. Surpreen- Continuação da 1a página f } dentemente, o boletim afirn afirma que "a V Jf modificaao modificação da minibanda cambial :M)0 \"lj, bio é uma coisa abstrata e os pass; U0S, juros - johs (fixada na semana passada pejo L.jOo», W& Banco Central) ja sinaliz; também são relativamente abstratos. já sinaliza que, a - partir jftr proximo mes, Mas estes são dois problemas sérios partir do próximo mês, odolad dev«4 --ser a paridade que custarão uma fortuna ao com o dólar 1 deverá atingida pais. com tranqüilidade". Embora isso O governo deveria estimular as com fosse esperado, o Banco Central exportações, como querem os empre- (BC) tem evitado falar em datas. 0 secretário explicou, porém, que essa é uma projeção do mercado futuro de câmbio, reproduzida pelo bole- Cl Ni D A DF-SOUZA O senhor passou anos argumentando que faltava vontade política aos brasileiros para fazer um sério ajuste na economia. Agora que estamos no maior aperto, o senhor diz que deveriamos ter inflação e crescimento. O que mudou? Dornbusch Não quis ser polèmico desnecessariamente. Mas o Brasil não está no maior aperto. 0 pais está controlando a inflação por meio de uma moeda muito valorizada. Há, portanto, um grande problema não resolvido. O governo substituiu uma coisa por outra. As taxas de juros estão mais baixas do que no ano passado mas continuam altíssimas. Os juros superaltos estão matando a atividade econômica. O governo está fazendo a sua parte? O ajuste fiscal está sendo muito limitado e este também é um problema que continua sem soluções. Nada foi feito cm relação a privatizaçâo. Todos falam do leilão da Light, mas onde está o resto? O pais não esta indo bem no que diz respeito ás reformas. O Real está em perigo? Todo mundo está achando que o trabalho está feito e que tudo vai llcar uma maravilha só porque a inflação foi controlada. Na verdade, esta estabilização foi feita com recursos emprestados. Não adianta controlar a inflação supervalorizando a moeda e jogando as taxas de juros lá em cima. A inflação baixa tem que ser conquistada e deve ser um resultado concreto, e não artificiai. das medidas do governo. É por isso que no Brasil è difícil conseguir o crescimento econômico. E c por isso tamabém que o Brasil não consegue ter estabilidade financeira. O mundo continua esperando o Brasil arrumar de vez a sua economia. O truque do Plano Real não foi justamente segurar a taxa de câmbio supervalori/ada? Mas então não adiantou nada. Alguém precisa me dizer como o pais vai se livrar da supervalorização do Real. que está dificultando as exportações e está fazendo a atividade econômica encolher. É preciso garantir o crescimento não só do produto mas da renda per capita. No fim, a política econômica que está sendo feita levará o país a taxas de juros ainda maiores, á medida em que o país continuar tomando emprestado o capital de fora. 0 desastre pode não vir em uni mês ou em três meses, mas virá. Há razões então para todo esse sários? sso criaria mais distorções ainda. Não é a resposta. Parte da resposta está em persistir nos ganhos de produtividade. O que o senhor faria agora se fosse o governo? O caminho agora é equilibrar o orçamento público, tocar uma politica muito agressiva de privatizações inflação alta". O secretário reconheceu. e manter uma taxa de câmbio que seja competitiva e taxas de porém, que o ajuste do setor juros reais mais baixas. Este é o público está acontecendo mais devagar que o necessário. reforma primeiro "A gar necessario. passo. Depois, o controle e a supervisão do sistema bancário e a relor- k dos portos, que vem enfrentando, grandes resistências corporativas, é 1 um um exemplo", afirmou. "Os )S vao 0 nao mes, vira " a Um dos juros vão subir mais. O desastre pode não vir em um mês, mas virá pedidos dos empresários, a. S coi3li liberação dos compulsórios (depósitos obrigatórios junto ao BC) só- Rudiger Dornbusch bre depósitos em contas correntes bancárias, foi rejeitado pelo secretario. hão temos problemas de Josemar Gon<;alvos "Nós ma administrativa seriam importantes. todas essas coisas de que o goçamento da liquidez. Ou seja, o sis- restrição de liquidez, mas de empoverno fala mas não faz. tema bancário não quer emprestar Qual deve ser a atuação do Banco por causa da inadimplência", afirmou. Mendonça de Barros disse que o governo também não pode ampliar o prazo de pagamento do mposto sobre Produtos ndustrializa- Central? É preciso desvalorizar o real num ritmo mais acelerado. É terrível, mas é necessário. L* como fazer dieta quando se está gordo demais. Não é bom para a inllaçào nem para a estabilização, mas é necessário, senão o pais acabará como o México, com uma crise das mesmas proporçòes. Acha mesmo que o país pode desistir da inflação baixa e afrouxar os controles para crescer? Se a situação continuar como está, todo mundo irá à falência. E o governo vai se ver obrigado a absorver o sistema financeiro. E uma fantástica soma de recursos que ser gasta em educação e não na compra e absorção de bancos, duzidas com a expansão do crédito segundo o secretário, devem ser re- tem é um programa muito bancário e do crédito direto ao consumidor. "A inadimplência das em- que está mantendo as coisas no lugar e que poderá continuar presas deixou de aumentar e a das por mais um ano. No entanto, è pessoas físicas, caiu", disse. As taxas de juros na ponta do empréstimo artificial e esta levando a também deverão cair por causa das econômica a se encolher. E recentes medidas de liberação do para o que está acontecendo com crédito adotadas pelo governo. indústria de calçados, que era Para o aumento do desemprego, da para a exportação e que Ha go r / flhhr Mendonça de Barros tem uma resposta incomum: mês de abril, "No está tão mal. Existe foram incorporados 85 mil novos de novo algum perigo de postos de trabalho na Grande São imitarmos a Argentina, desta vez destruindo a nossa indústria? ps* \% " jiii bbse porque novas pessoas entraram no Paulo. Mas o desemprego aumentou Na Argentina as coisas são muito mercado de trabalho no mês de março. São os récem-formados". mais difíceis. O Brasil tem muito mais talentos. Mas. no fim, CTpresT Sobre a inflação, Mendonça de dente está perdendo tempo e avaliou que ainda não é posuma idéia dos índices de deu jggja flh sivel ter tempo demais. A renda per capiia dos brasileiros hoje é a mesma de junho por causa da possibilidade de reajuste das tarifas de transportes 15 anos atrás. urbanos em várias capitais.»8#r "A economia está estável, há investimento externo e a inflação em queda" José Roberto Mendonça de Barros tim. Sobre as queixas dos empresários em relação á política econômica, Mendonça de Barros foi taxativo: "O ajuste do setor industrial è complicado porque foram muitos anos sem concorrência externa e com uma outra reivindicação do setor porque postergaria o recebimento de receitas. ndústria De acordo com o boletim, o nível de atividade está estável porque o comércio aumentou suas vendas no primeiro quadrimestre em 4%, embora a indústria ainda esteja sofrendo com um elevado nível de estoques. As vendas da indústria cresceram 5,4% entre setembro de 1995 e março de 1996, enquanto o número das horas trabalhadas caiu e o emprego, 3,4%. Mas as dificuldades da indústria, O debate continua na página 16

21 JORNAL DO BRASL QUNTA-FERA. 23 DE MAO DE 1996 NEGOCOS & FNANÇAS CELSO PNTO Segurança abaixo do necessário pais ae iindnceird muuuicu Daniel Dantas diz que nem reservas livram o país de uma crise financeira mundial VO e decepaosão PAULO Taxadejurosnommal* O economista Daniel Dantas pode ser um defensor declarado do Plano Real, Taxa de juros nominal* Pastore quer a venda da Light deixou ieixou um misto de dc alívio alivio e decep- dccep- Piano /«. an mci ). Alivio porquc /\ ção no mercado. Alívio porque seria desastroso mas também tambem vê ve problemas com 1 QJllStC ajuste severo SCVCO não vendê-la. Decepção ao porque, sem a mão mao pesada do a a política politica econômica economica do gover- g0_ M seminario :M v fabioalves Estado, ela não teria sido privatizada. A primeira conclusão sao paulo manutcnno. Ontem, num seminário em FÁBO ALVES cilao pre?o Sao L # que sc tira do leilão c que o preço da Light, dc São Paulo, ele concordou com dcscontos dois ilustrw economises, SÃO PAULO A manutenção das elevadas taxas de juros e sao fato, estava caro. Com todos os descontos indiretos dois ilustres economistas, seu exprofessor do Massachusetts ns- da atual n i,cn h-ic mnedas nodres caran- 2,eo- politica cambio e embutidos no preço, do lo uso das moedas moeaas podres poares á a garan- titute política de câmbio é titute of Technology econsultor jnsustentavel. opiniao plcnamente mdcxada, de 2,30- insustentável, na opinião do expresidente do Banco Central Aftia por oito anos dc uma tarifa plenamente indexada, vfirios goveroos c pclo prctjo minimo. não houve disputa: a empresa saiu pelo preço mínimo. de vários governos e empresas "Os 0 aram Rudiger Dornbush e o ex-presidente do Banco Central Affonso i,8oj 1,_,A.M, estao insistcncia 0 esta JAN/95 MAR. mar, MA. mai. JUN. jun. SET. se NOV.. JAN/96.. MAR.. MA.. JUL. altos estão provocando um esfonso Celso Pastore. juros Razões distintas levaram os grupos fortes a desistir da trcssc privado. nao briga pela Light. A insistência dos franceses cm ficar Celso Pastore. O real está supervalorizado e os tresse no setor privado, e não i Pr «c6ea do# contrato* BCeBMSF equilibno com a gestão total da Light afastou a ven e a GTD. A clra [icou rclulantc indefljf me* alios. juros excessivamente altos. As reformas reforms não nao fiscal", disse ele durante o semi- Projtçôe» do» contratos futuros da BM&F / Fonte: a BM&F contribuem para um equilíbrio empresa chilena Chilectra ficou relutante com a indefinição dc certas regras para o setor elétrico. Além disso, andam e o país, nário As perspectivas do Brasil MrsMtSloSsii nm cptnr plmrirn 0 pais, mesmocontan- f" nano perspecuvas ao urasu 0 sctor eletrico. Alem do do com um SaltO d S mpr go* naeconomia E prec- ncgociou chilcnos, reservas de segundo uma fonte que negociou com os chilenos, desagradou-os a reservas estrangeiras, está vulneso as políticas monetária, grande volume de Salto na taxa d desemprego* mundial. "E esta alteraras poltucas monetana, preci- associaao cstatal ravel [~ /Em %J cambial 0 perspectiva dc uma associação com a estatal rável a uma eventual crise de 8[~ (Em%) cambial e fiscal, pois o curso 0 confiani? atual va. econom.a BNDESpar para a compra da Light. O fato c que confiança dos investidores internacionais ou mesmo uma crise atual vai manter a economia es- francescs. - ninguém se animou a lutar contra os franceses. tagnada". 1 irimitiu 0 nrcsidente 7 ~ 6,38 Certamente, como admitiu o presidente do Banco mundial do mercado de capitais., HHHp, Pastore lembrou que. embora "Poderíamos i- 1 r Wiiil iii7 "Poderiamos estar mais bem a 57 a palavra desvalorização desvalorizagao seja um Nacional dc Desenvolvimento lvimcnto Economico Econômico c Social, Luiz preparados 6 ~ muitos. ha expenen- Carlos Mendonça dc Barros, Jarros, a falta dc de um marco rcgulatório claro r gcrou inccrtczas nos uitimos.. vaorizaao para o setor gerou incertezas e desvalorizou o regulato- wise preparados para uma eventual tabu para muitos, há experièn- W 5,0# paises crise externa. Elas se repetiram cias de outros países em que ll3i72 s obscrvadorcs proccsso gularidade causer preço de venda. Alguns observadores do processo levantam nos últimos anos com certa regularidade e, desta vez, nossa 1444" bial foi feita sem causar maiores uma certa desvalorização cam- iio modclo 0 seguran?a esta "Não "Nao outra dúvida cm relação ao modelo de venda. A Light foi o margem de segurança está abai- problemas. problemas. estou man- 0 nov dez. jan/96. fev. mar. dancio 0 g verno fa/cr des" maior negócio privatizado no Brasil c o que exigiu maior xo do desejado", argumentou. 4 JANy96. dando o governo fazer uma esvalorização, mas é preciso mu- SET. OUT. NOV. DEZ. JAN/96. FEV. MAR. \sh. 0 0 noouiacflo «x>nomicamenu> rin/fonte valorizagao, e hciro dc eentc uma mer" "Purcentuai Pwcw,n,al M W**0 Mm/Font*, ibge dar poh(lca E 1,7 bilhão, o que é dinheiro de uma crise mundial está no mer- na população economicamente ativa /Fonte: BGE volume dc dinheiro cash. O controle da Light custava USS Para Dantas, o risco maior de dar a atual gente grande. política cambial. H a alteracao necessaria e Mais do que isso. cado internacional de capitais. alteração necessária é muito menor do 0 Consclho dc Administrafao da provavel 0 &&:" economista,sem qualquer ualquer grupo que quisesse garantir "0"O setor financeiro é e o 0 mais > nor pelo menos uma cadeira no Conselho de Administraçãoda provável \. qualseria nova Light teria que desembolsar mais dc USS 300 milhões. milhocs. candidato a aceitar o que se pensa", afirmou o economista, sem dizer convite", ironizou, lembrando o 0 tamanho ideal da desvaloriza- O descmbolse decada problema é que quem quer que desembolse USS 300 que desde a década de 70 esse ção.?ao. Segundo ele, essa mudança mudanca milhões negocio. accitou fazcr cambio quer ter voz ativa no negócio. A CSN aceitou fazer setor expandiu-se a taxas de ;cs porquc tcm intercssc especifico 0 na taxa de câmbio poderia ser "i feita acordo com os franceses porque tem um interesse específico 30% ao ano. Enquanto isso, o i* 0 pa*cracta "merosl feita se fossem adotadas providèncias monetárias adequadas. própria Light. países cresceu a meros 3% ao no negócio, já que é o maior consumidor individual da produto nacional da maioria dos "A A redução das taxas de ano. remuneração do setor juros de curto As duas empresas que ganharam liminares liminarcs na Justiga Justiça tcm enormenwnte para usar 100% de moedas "ocdas podres podrcs na compra, e c ficaram porcionala tem sido enormemente desproporcional à sua contribuição contribute em 1995 para 15% ao ano atual-! MHf // nao al t.nham intercsse ra produuva pa- prazo de 30% ao ano com 2,4% do capital da Light, tinham um interesse ra a atividade HiBW Pais.»0s niveis dc letlao ja nsco produtiva e isso mente não mudou muito a situação do País. financeiro, tanto assim, que no mesmo dia do leilão já representa um risco", disse. "Os dois níveis de W sao plmente estavam sondando o mercado nercado para vender suas ações. agocs. Dantas também mencionou a do juros são igualmente inibidores taxa de desemprego e a crêscenmte insatisfação com o go- do crescimento", disse. Para A GTD comprou 1.4% do capital da Light para piorar, explicou, a estrutura de assistir ao dclinicao cmprcsa, compmtlemtpara8 compulsorios jogo da definição do controle da empresa, verno como problemas para o depósitos compulsórios montada pelo governo ao longo do depositos numcrada nao Piano. 0 daqui para a frente, na numerada c não na arquibancada. Se sobrar uma brecha, ela avança, caso contrário, sc Plano. Mas acredita que o presi- desfaz das ações daqui a algum tempo. Como o 0 BN- V/m \ 1 g DlSpar já disse que ficara ficará só um tempo com as ações a?ocs da cstivcr tcra "Ê Light na mão, quem estiver dentro terá direito preferenciai á compra dessas ações. O formato do leilão seguiu a reservas, o faga pois a atual vai manter a estagnação" prcfcrcn- "Mesmo preciso mudar a política econômica com qocs. cilao grandes lei, país está vulnerável a uma crise" que prevê que a privatização se faça pela venda imediata de 50% mais lis uma a?ao ação forma?ao dc - 1 c, pela formação de um, 1,. DwM DinW Dantas Affonso Calso Cofso Pastor* Pastore acordo dc acionistas. as. O caso da Light indica que a fórmula, no caso dc empresas grandes, poderia ser refina- j da. j. c1>pt,.,njn up nni.p nsn i" "" ;in0 elcvou dente Fernando Henrique não ano passado elevou o custo dos ifcrcntcs, c vczcs K prtocupar qucda Produção Existem razões diferentes, e algumas vezes conflitantes, para a privatização. ;;io. Se a prioridade priondade absoluta c é fiscal, precisa se preocupar com devena queda SSStfSlK ProduSo industrial empréstimos bancários para o setor de popularidade e deveria tocar privado. sso resultou numa desaceleração daceleragao de produgao produção formula podc as c 17 principalmentc monopolios publicos cm 1ano ea ondcjor necessa- 15 (Em% J gerar recursos para o Estado, a melhor fórmula pode as reformas e alterar os rumos - industrial, principalmente nos ser. por exemplo, transformar monopólios públicos em do Plano Real onde for necessá- textil, :upa$ao eficicncia, n0-pa*sldente nao Prccisa 10 - construgiio privados. Se a preocupação central for a eficiência, deve rio. "O presidente não setores têxtil, de bens de capital precisa de e construção civil. "O contracionismo monetário foi muito forte 0 corapclw podc rcduzir moncario m» o brte prevalecer o aumento da competição, o que pode reduzir popularidade agora, mas só mais à frente, quando 5" quiser \.!«jjsmo» mo o valor das se para compensar o expansionismo fiscal, e isso teve conseqüên- partes. reeleger. O que ele precisa agora 0 Finalmente, se o e 0 sao "9»3 que sc quer é comprar o apoio da são resultados". cias sobre o regime cambial". classe média, a receita, iita, inaugurada por Margarct Margaret That- Para o 0 economista, a polêmica lançada por Dornbush, argu- polemi- 10 _ Pastore ressaltou a necessidade de se produ/ir um severo ilia, c agocs ca lancada clier na Grã-Bretanha, é pulverizar a venda dc ações _ e as mentando "15 0 baratas a milhões de acionistas: quem lucra às custas do mentando que o Brasil tem condições de crescer 7% ao ano (e mesmo a receita tributária tendo FEW95 FEV/95 AGO. ago. SET set OUT out NOV. nov. DEZ. dez. MAR/96 mar/96 ajuste fiscal. No ano passado, ; facil 0 nao diodes 1 Estado não esquece fácil o favor. A Light talvez não iuficiente nao "w" fosse charmosa o suficiente para inaugurar a primeira 1996), não os 3,5% atingido o nivel recorde de 30% previstos para venda s acocs. necessapulverizada de ações. 1996), mesmo que seja necessário afrouxar o controle monetá- do Produto nterno Bruto (PB), nflado* nflação nflacso* o 0 déficit público operacional foi 0 0 moneta- J. Se olhasse apenas o valor da venda, o governo rio. aprovacao rcgulatorio «e. de 5% do PB, depois de o governo ter registrado em 1994 su- P J u.raa 40 deferia ter esperado a aprovação do marco rcgulatório rio permitir uma inflação!,r!nfs [ n 3,72 (Em %) - j j anual de 20%, não nao faz sentido 35 - m 1 ludo, significana abnr mao fazcr agora..dornbush * do setor. sso, contudo, significaria abrir mão de fazer "Dornbush 3 5 P 3,?2 (Em perávit agora. está esta falando de 1,3%. "O crescimento _ \ desse déficit foi devido ao aumento dos gastos dos estados! uma privatização de c peso neste ano. O que exacerbaria exacerbana de 0 pais : ainda mais as criticas contra a lentidão lentidao do programa dc viri de uma agenda para o país que virá depois 0 Piano 2 5 que o Plano Real se 1f da folha de da pessoal da União e privatização. consolidar. Por enquanto, o perigo de volta da inflação alta é re afirmou que o governo não da dívida pública", disse. Pasto- Priorizar a eficiência, icia, inflacao aha e 15 _ por sua vez, pode tornar lento o jjp iplo sao eletricas rouito processo. Um exemplo são as empresas elétricas paulistas. Outro, o setor dc telecomunicações, unicagoes, cuja privatiza- eao comeca grande. Quando a infla- precisaria esperar a aprovaçao muito _ ; ção começa a subir é e muito difi- das reformas W" que estão no Congresso para tomar medidas de cil lr alcm alual c.l feveter. reverter. É E melhor errar orrar pclo 0 5»",. çãp deverá se arrastar para além do atual pelo 74,40 governo.,! excesso de zelo, fazendo cair os o o 3 ajuste fiscal. "Por 0 0 que set. out. jan/96. fev! abr o governo JUL. SET. OUT. JAN/96. FEV. ABR. A Coluna do Celso Pinto 6 publicada aos domingos, terças, quintas e sentas-toiras simultaneamente com n Folha juros lentamente, testando os resultados", argumentou. (C.S.) não acelera o programa de privatização?", indagou. de S.Paulo 1PC/FPE PC/FPE bzb BANCO DO NORDESTE DO BRASL SA. EDTAL N 001/96 CADASTRAMENTO DE ESCRTÓROS DE ADVOCACA O Banco do Nordeste do Brasil S A. procederá ao cadastramemo de um Escritório de Advocacia, na forma deste Edital, para a cobrança extrajudicial de créditos da agência do Banco na cidade do Rio de Janeiro (RJ). 02 Os interessados deverão apresentar os seguintes documentos, até quinze dias da primeira publicação deste Edital, aceitando-se cópias autenticadas, exceto dos que forem firmados pelo próprio candidato: a) declaração, sob as penas da lei, de que: ) nâo é parente até segundo grau. nem cônjuge, de administradores de agências e de outros órgãos do Banco: ) não seja, nem tenha sido parte em reclamações trabalhistas envolvendo o Banco, cuio processo não tenha sido extinto há. pelo menos, um ano; ) não ó funcionário do Banco: V) não patrocina e nem patrocinou causas contra o Banco no decorrer do último ano: V) não é cônjuge, nem tem patentes até o segundo grau de devedores inadimplentes do Banco; b) certidões negativas de processo disciplinar da Seção da Ordem dos Advogados do Brasil em que for inscrito: de processo crime ou cível por divida, expedidas pelos Cartórios de Distribuição da comarca em que tem seu domicilio: e de protestos de titulos. c) prova de inscrição na OAB. d) comprovação de que tem escntóno regularmente instalado. e) currículos de todos os advogados integrantes do escritóno. 03 Os Escritórios de Advocacia, satisfazendo as condições do presente Edital, poderão ser contratados pelo Banco, sem vinculo empregatlcio, quando, a seu exclusivo critério, julgar conveniente e/ou necessário, respeitado, ainda, o limite estabelecido no item 1 anterior 04 Os documentos deverão ser entregues no Núcleo de Contencioso e Assessona Jurídica - CONAJ. localizado na Rua do Rosário. 103, 3o andar, onde também poderão ser obtidas informações cornplementares. através do telefone ramal 235. no horário de 10h ás 14 horas Rio de Janeiro (RJ). 14 de maio de 1996 BANCO DO NORDESTE DO BRASL S.A. Superintendência Jurídica Sinèzio Bernardo de Oliveira A TAPU BNACONAL CONCORRÊNCA BNACONAL NS NR. 0008/96/BR/PY OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARAGUAAS E BRASLERAS PARA SERVÇOS DE CONSERVAÇAO E LMPEZA DAS NSTALAÇÕES DA CASA DE MAQUNAS, BARRAGEM PRNCPAL E SUBESTAÇÃO DA MARGEM DRETA NA CENTRAL HDRELÉTRCA DE TAPU. AQUSÇÃO: As nstruções às Proponentes estarão (fisponiveis para análise e aqtisição a partir de até , no horário das 8:30 às 11:30 e das 14:30 às 16:30 horas, mediante pagamento por cheque da pessoa jurídica á TAPU BNACONAL, ou em efetivo no valor de R$ 100,00 (cem reais), por pessoa credenciada pela empresa interessada no endereço abaixo: SUPERNTENDÊNCA DE COMPRAS Rua Comendador Araújo, Térreo Curitiba - PR - Brasil Fone (041) Fax (041) RECeBMENTO DA DOCUMENTAÇÃO: Dia 21 de junho de 1996 às 12 horas/br - 11 horas/py - Centro de Recepção de Visitantes da taipu - Av. Tancredo Neves, Foz do guaçu - PR. Classificados SUPERNTENDÊNCA DE COMPRAS Disque JB Argentina e Minas vão ampliar comércio BELO HORZONTE O ministro das Relações Exteriores da Argentina, Guido di Telia, disse, ontem, que seu país desistiu de disputar com o Brasil o posto de nação mais forte do continente. "Temos que nos contentar em ter um padrão social semelhante aos países da Europa. Só teremos a ganhar sendo vizinhos e parceiros do Brasil", afirmou di Telia, para quem o Brasil será a próxima potèneia mundial. Guido di Telia esteve nacapital mineira para participar da abertura do consulado da Argentina na cidade e discutir as relações comerciais entre o estado e seu pais. Durante a visita, di Telia condecorou o governador Eduardo Azeredo com a Gran Cruz da Ordem de Maio. Segundo o ministro, a balança comercial entre Minas Gerais e a Argentina devera subir de USS 650 milhões para USS l bilhão em três anos. Em relação à entrada da Venezuela ao Mercosul, di Telia afirmou que o plano de estabilização econômica implantado naquele pais facilitará as conversações. A Venezuela, no entanto, teria que implantar uma série de outras medidas econômicas para se adequar ao Mercosul. "Creio que será um esforço de compatibilização muito grande porque até há poucas semanas não se falava nisso", disse o chanceler. Citando dados argentinos, di Telia afirmou que a privatização pode ser um dos caminhos para $ estabilização econômica. Tinhamos um setor público completamente ineficiente. Um telefone demorava quinze anos para ser instalado, i

22 QUNfÀ-FERA. 23 DE MAO DE 1996 JORNAL DO BRASL 1 n NEGOCOS & FNANÇAS W. nforme econômico A privatização privatizao de FH.. v-»: iia kkkkiiii*4è««hi ; Leilõ loss ;: Verelas tcrtaia Ktoecte contrite Ro _VeMiatote : Moe& cçte Ralação reafados?t% [ggy % inwoda;toc,i CoHof j 19 j j 33% j 0 0% j 0,0% ttamar hamar : 22 : : 35% : 471 : 19% 13,2% Fernando 15 j 1349 ; 32% i 1948 i 81% 58,2% Henrique ; Total :100%: 2419:100%: ;100%: 23.4% Fonte: Fonts: Seplan U GULHERME BARROS? O ministro do Planejamento, José Serra, continua bastante animado eom a venda da Liglit. De acordo com números preparados por ele, o gr>verno FH, em seu ano e meio, já privatizou 42% do que os governos Collor e tamar juntos. Disney A maior representação entre as federações industriais era de Minas Gerais, com 630 empresarios. Em segundo, São Paulo, com 543. Muitos dos empresarios visitavam Brasília pela primeira vez. Fizeram fotografias com os ministros, com as aeromoças, na porta do hotel. Parecia um passeio à Disney. Wal-Mart Bobby Martin, presidente in-, ternacional da Wal-Mart, na visiia que fez ao Brasil esta semana, anunciou que a empresa irá voltar a investir cm mais lojas no Brasil. Afinal, só no primeiro trimestre deste ano, a maior rede varejista* do mundo apresentou um lucro liquido de USS 900 milhões. Não será o prejuízo do Brasil que irá afetar a rentabilidade da empresa. Além do mais, no mês passado, o prejuízo já caiu pela metade. A única nova loja confirmada, no entanto, é a que será localizada na marginal do Rio Pinheiros, em São Paulo, no terreno do empresário Alcides Diniz. O mais interessante é que a nova loja da Wal-Mart ficará em frente ao Pão de Açúcar, de Abilio Diniz, irmão de Alcides. Reforma Esta semana acontece a última rodada de reuniões entre o Banco Mundial (Bird) e o governo do Estado do Rio para acertar um empréstimo de USS 500 milhões. O dinheiro será usado no programa de saneamento das empresas públicas e na modernizaçâo da administração direta. A liberação dos recursos está prevista para agosto. Parceria A frustração dos empresários S~\ sentimento foi de frustração. Os empresários apinha- V/ dos no salão de convenções do Hotel Nacional, em Brasília, saíram decepcionados com o discurso do presidente Fernando Henrique Cardoso. Esperavam mais do que uma defesa do seu governo. A expectativa geral era de que FH anunciasse algo mais forte para o futuro. Uma luz no fim do túnel de preocupação do empresariado. "O presidente foi prudente", disse o senador Fcrnando Bezerra, presidente da CN e organizador do encontro. Na verdade, a impressão dos empresários, após o evento, foi de que o presidente tinha sido mais do que prudente. FH, na opinião de muitos pesos pesados ali presente, refletiu, em seu pronunciamento, os problemas que vem passando ultimamente: a queda do índice de popularidade apontada pela pesquisa JB-Vox Populi c as "O negociações com os ruralistas. presidente não está nos seus melhores momentos", avaliou um dos líderes empresariais. Já do Congresso, os empresários sairam bastante animados. O presidente da Câmara, Luís Eduardo Magalhães, falou exatamente o que eles queriam ouvir. Afirmou a necessidade de as reformas se acelerarem, enfatizou a necessidade da reforma tributária e disse que estava ao lado dos empresários. Foi aplaudido entusiásticamente. O próprio ministro da ndústria, Comércio e Turismo, Francisco Dornelles, também linha feito um discurso que agradou totalmente, na véspera do encontro. O ministro da Fazenda, Pedro Malan, comprimentou o senador Fernando Bezerra pelo doeumento elaborado pela CN c entregue a FH e ao Congresso. As medidas anunciadas pelo governo cm relação ao custo Brasil foram consideradas muito tímidas. Os empresários voltaram para suas casas decepcionados. A grande caravana a Brasília ficou com cara de excursão. A Fiat Automóveis e a Usifast um complexo industrial de logística integrada em Betim, a 35 quilômetros de Belo Horizonte estão firmando uma pareeria. A Fiat vai criar um centro de peças de reposição numa área de mil metros quadrados no complexo para rcduzir o tempo de entrega de reposições. Até 1997, deverão ser investidos USS 85 milhões nesse empreendimento. Cerveja O vice-presidente da Kaiser. Carlos Eduardo Jardim, decidiu comprar uma briga cont a Latasa. a única fabricante de latas de alumínio do pais. Ficou irado com as declarações de diretores da empresa defenlindo o aumento das alíquotas de importação de latas de aluminio. "A Latasa detém o monopólio e mesmo assim não quer enfrentar o preço da concorréncia", reclamou Carlos Eduardo Jardim. PELO MERCADO Olimpíadas A Coca-Cola está investindo USS 300 mil num anúncio da TV para a campanha das Olimpiadas. Ontem, foram gravadas as primeiras cenas, durante o jogo da Seleção Brasileira contra a Croácia, no Estádio Vivaldo Lima. em Manaus. O ministro Francisco Dornelles recebeu ontem uma missão de empresários do nstituto Brasileiro de Siderurgia. Foram pedir que a alíquota de importação do aço passe novamente aos 16%, como era antes da MP automotiva. Esta agora em 2%. O BS argumentou que o setor siderúrgico está investindo USS 7 bilhões até o ano 2000, enquanto o setor automobilístico só promete aplicar de USS 10 bilhões a USS 12 bilhões também até o ano Começa a ser preparado o primeiro surwy (levantamento) sobre o Mercosul, pela revista inglesa The Eamomist. Com tiragem de 605 mil exemplares, a revista publica periodicamente siirveys sobre paises, regiões ou temas específicos. O wvey sobre o Mercosul sairá na edição de 12 de outubro, data em que se comemora o Descobrimento da América em todo o continente, exceto no Brasil. pra Light praticamente já decidiu qual será seu primeiro investimento. Construirá uma termdétrica em Sepetiba. Há também estudos para se fazer hidrelétricas no Rio Paraíba, no Rio de Janeiro. O apresentador do encontro dos empresários seria o jornahsta Alexandre Garcia; da TV Globo. Mas como o evento foi transmitido ao vivo pela Bandeirantes, o jornalista foi impedido de apresenta-lo. Ontem mesmo ele assinava a renovação do seu contrato com a emissora e as cláusulas de exclusividade nos novos contratos são agora bastante rigorosas. MP facilita vida de microempresas Prazo de pagamento do P passa para 30 dias. Mudança visa a garantir empregos; Access Consultoria e Serviços Ltda. O Novo Caminho Poro o Futuro da Suo Empreso. De acordo com a tendência mercadológica existente atualmente no mercado, a Access Consultoria vem suprir as necessidades de sua empresa dando total assessoria no área de Recursos Humanos. Entre Outros Especialidades, Destacamos:.RETOME SELEÇÃO»REtKAMENOS COMPOR1AMEN1AS BRASÍLA A ampliação do prazo de recolhimento do mposto sobre Produtos ndustrializados (P) pelas empresas de pequeno porte e microempresas, divulgada terça-feira à noite pelo Palácio do Planalto, será incluída na reedição de medida provisória nesta sextafeira. O prazo do recolhimento, que hoje é de dez dias. passa para 30 dias. Os empresários reclamavam um período de 90 dias para pagar o imposto, mas a oposição da Receita Federal limitou este prazo a 30 dias c concedeu o privilégio apenas aos pequenos e microempresários. Os 20 dias adicionais vão representar um atraso de cerca de RS 100 milhões no caixa do Tesouro Nacional, de acordo com estimativas da Receita Federal. Na prática, não há perda de arrecadação, apenas adiamento do pagamento, o que representa um volume maior de recursos disponíveis para capital de giro na mão dessas empresas. Com juros altos, isto representa um ganho para as microempresas com as aplicações financeiras. E permite que possam aumentar seus investimentos sem a necessidade de recorrer exclusivamente ao mercado financeiro. O presidente Fernando Henrique Cardoso já anunciou também que vai aumentar o limite de isenção para recolhimento de P e de mposto de Renda das microempresas. Por decreto, microempresas com faturamento anual até RS 207 mil estarão isentas de pagar R e P. Atualmente estão isentas apenas microempresas com faturamento anual até RS 79 mil. Dornelles quer proteger presidente do Conselho Consultivo da Associação Brasileira da ndústria Gráfica (Abigraf), António Carlos Navarro. A associação entregou documento a Dornelles mostrando que. desde tem crescido assustadoramente o déficit da ba- as indústrias gráficas BRASÍLA O ministro da ndústria. Comércio e Turismo, lança comercial do setor gráfico: "saltamos de USS 35 milhões naquele ano para um total de USS Francisco Dornelles, informou, ontem, a um grupo de representantes da indústria gráfica que en- para o fim 450 milhões estimados de 1996". revelou Navarro ao ministroviará, nos próximos dias. um documento ao presidente Fernando Henrique Cardoso propondo a De acordo com a Abigraf este adoção de "medidas déficit já representa 10% de todo emergenciais o Produto nterno Bruto (PB) da de apoio e proteção á indústria indústria gráfica nacional em face da concorrência nacional. O calcanhar de Aquiles do se- predatória, cm alguns segmentos, dos produtos estrangeiros". A revelação do ministro foi feita durante audiência concedida ao»mpahtação DE TELEMARKETNG ATTVO/RECEPTTVO Tel.: Fax: *Copiadora X-5028 Velocidade de 28 cpm (Carta) e 14 cpm (Oficio e Carta R) Zoom de 64% a 156% ponto a ponto A Xerox faz tudo para você fazer bonito. tor, segundo Navarro, está nas condições de pagamento oferecidas pelos concorrentes estrangeiros, vindos da Argentina, Chile e Canadá, entre outros. Eles oferecem prazos de pagamento de 12 meses e juros anuais de 10%. Pelo raciocínio dos empresarios, em tais condições, fica impôssível á indústria nacional concorrer com a similar estrangeira. WlFUNDACAO GETULO VARGAS e uma grande promoção. promogao. r.=., v. O artigo 179 da Constituição determina tratamento diferente e simplificação de procedimentos administrativos, tributários, previdenciários e crediticios para as micro e pequenas empresas. No Congresso, existem dois projetos de lei para regulamentação do tratamento diferenciado das microempresas, que estão na fila para votação nas comissões antes de ir a plenário. O objetivo do governo ao ampliar as facilidades para as microempresas é o de garantir os atuais empregos e, se possível, ampliar. sto porque essas empresas respondem por mais de 60% da mão-de-obra empregada. O que é importante justamente no momento em que o governo vem recebendo criticas constantes pelo aumento do desemprego. CONSTRUNDO A -ESCOl-ADE ss _ ~ - y. ~ Na compra de uma Copiadora X-5028 ou X-5021, voce você ganha um Multifuncional X _rrrtaf-!1 0 Multifuncional X-3006 e é copiadora, *Copiadora X-5021 impressora, fax e scanner ao mesmo Velocidade Veiocidade de 21 cpm (Carta) e 10 cpm (Ofício m e Carta fí) tempo. Quatro equipamentos em uma Zoom de 64% a 156% unica única solugao solução Xerox. Ligue agora mesmo ponto 0 ponto a ponto para o nosso Telemarketing ou procure a filial Xerox mais prdxima. próxima. Telemarketing: n As decisões sigilosas do Conselho Monetário Nacional (CMN) e do Ban-1 co Central (BC) estão na mira do Ju-j diciário: ontem a Procuradoria da Re-, pública do Distrito Federal determinou ; a abertura de inquérito policial para apurar porque as decisões do CMN c do BC não estão cumprindo o princípio, constitucional da publicidade e publicação de atos no Diário Oficial da, União. O procurador Wellington Cabral Saraiva quer explicações detalhadas do governo sobre o sigilo das medi-. das econômicas. A decisão de tornar sigilosos os atos do CMN foi tomada unilateralmente pelo BC que através da portaria 266, de setembro do ano passado. O procurador entende que os atos do Executivo não podem ser rotulados de sigilosos ou secretos sem expressa determinação constitucional. EMPRESA DO SÉCULO XX QUATRO SEMNÁROS NDEPENDENTES RESPALDADOS EM PESQUSAS REALZADAS NO CONTEXTO BRASLERO O AMBENTE - DA 27/05/96 MUDANDO OS PARADGMAS: O AMANHECER DO NOVO MLÊNO Análise histórica dos novos tempos As características da mudança atual As principais tendências estratégicas? Analiso do impacto so bre as organizações A revolução da natureza humana A revolução tecnológica A revolução da gesláo A revolução da globalização Uma visão sobre 2010 Um programa para implantaçao A EMPRESA DA 28/05/96 A EMPRESA TRUNFADORA DO SÉCULO XX: PESQUSA COM OS PRESDENTES Os paradigmas tradicionais, das organizações Uma visão geral das empresas triunfadoras Fazendo a mudança acontecer Os gaps entre a empresa real e a empresa ideal A verdadeira missão das empresas Os dilemas da empresa visionaria Uma empresa rentável e humana Além da reengenhana e da qualidade Um programa para implantaçao O PROFSSONAL DA 29/05/96 ASPECTOS HUMANOS COMO DFERENCAL COMPETTVO Usando o comprometimento da equipe Buscando a integração o o equilíbrio dos times O líder da minha vida Analise da cultura empte sanai brasileira Aumentando os fatores de motivação Fortalecendo, a cultura empresarial A nova relação capital trabalho, do conlronto a parceria * A empresa humana e os limites do humanismo Um progra ma para implantação O SER HUMANO - DA 30/05/96 ESTRATEGAS DE VDA A empresa tríúhfadora o formada por seres humanos triuntadorex As crenças pessoais do passado As principais atitudes do sucesso A Lei do Triunfo A motivação dinâmica da vida a vida recomeça aos sessenta anos Trabalhando o medo e a rejeição a mudança As varias dimensões da vida: profissional, familiar, saúde, espirita Fazendo o seu projeto de vida Coordenação Geral: Prof Moysés Glat Programa detalhado, nformações e nscrições: RJ Praia de Botafogo. 190-Sala 1022 Tels. (021) /3349, /9390 Fax (021) Você está vendo uma copiadora, uma impressora, um fax, um scanner THE DOCUMENTCOMPANY XEROX Professor: Marco Aurélio Ferreira Vianna -si,/ Veja aqui as condições superespeciais de pagamento: Utilizar a sua copiadora como parte do pagamento Pagamento à vista ou em até 6 parcelas iguais Alugar com opção de compra em Z 24,36 ou 48 meses

23 18 "»s" NEGOCOS & FNANCAS QHNTA-:eira.23D&MAiiypr NDCADORES r ih-!---. v r-., >J , ; -. -r 1 : Si,. j Wfàm -Mk-. j nflação J imposto, Taxa» e índices Dutmbra J«n*iro Ftvvr.iro Marco Abril Miio Maio Junho... -~Jii PCA/BOE % NPC/BQE PC/FPE % ÍCV/P1B8B%,......i..,, JR " Unit Ulir Utir Utir Utir Utir - 1 akofl 03 1vCH62 Janeiro 1,34 Janeiro jy,194 L.-ii???? )i WM Janevo jk Janewo 5,41 Fevereiro 103 Fevewro 0,71 Fewerro ft*) Fwkwo 006 llferi Wir Uflr Ulir 4J.26U!n Ulir " ""ns?v""nrrmfc).1q76 " , i.m! WL. Março 035 Marpo 0,29 Mar*) 0.ZJ Março 104 ""24 y0702 5it-!.! AM, 16 1,?M3..?.!.20!,2?90... Abril 1.25 Aixtt 0.93 Atrt 162 AWi... 1.U UYtnrt 34, M Acumulado/mo fcumumotano 343 Acumutado/ano cumiat&tro Em12meso*... 19,17 Em 12 mews 1S.22 Em12meJ«3003 Em JnvR» 3393 Ufir ,8287 0, ? Obu A Unit d a Uferj foram eillnlas em jtnctro mpotlodcbemla R no Fonto (Maio).7. Bose do c«lculo(h$) AllquoH P»r«l» jlfodullr 6m Bt A lbbn, Do 900,00 a , 35 0 Acimn do DeduçAos a) RS 0000 por cada dependo rito (som limito) b) Faixa adicional de RS para aposentado. ponsionislas o transferidos para a reserva remunerada com mais do 66 anos. c) Contributo Previdoncíôna cpensôo alimentícia, o) Aposentados com mais do 66 anos, só pnçjarôo R so o rondimento ultrapassar a RS Oba.rPara calcular o valor a pagar, aplique a alíquota e. em seguida, a parcela a deduzir Fonte: Secretaria do Receita Federal, Moadas..tCotoSoomditar Otrtcm tomqr. Jene 107,QpO 1.(17, TOO...M»!S LS!. jskshhm. s.?.is.pw.pw.sh!k! US. 1JKL Mt?ra 9 ft.. j".i mas. 1091)5 JUS -"3- CW.WW....MW...,M<R. Lnoxio KH mm. pew*, jam jam..pop; j.e». im.. Pt;so nracfllinp. 0, ?..emuonm is Novp.P99.,rTM?.*)at>o JMl,Ti.m Fofrtec AgGnctos Londres Câmbio Turismo Compra Venda cwt)_ fi Ddlar Escudo OOOSCWO Franco Suio , Franco Franc&s 0, , lone 0, Libra 1, , Lira _ Marco AlemAo 0, , Peseta Fonta Banco do Brasil GPM/FGV % NDCADORES aneiro 1.73 Fevereiro 0.97 BTN RS * pcrtos OEflAawuHdode Março UPC(?tnmestre). RJ13J6 l-sew ts0691» Abril Wr(maio)... R$ porta UW.W7X Aamjlaóo/ano WirdlGPMabnl.. 126,130" BV AtuaHado pel* m Em12mes«12.67 fbacnbv po"** "BttaDewrfcoM 100 Caderneta [ Salário mínimo 1 TBF Fevere«rodia0l % Marco d»a % Abnidia ,3180% Maiod«a0l ,1630** 0a S Aluguel \ Fator do Correo Residencial e Comercial PCA Majo Anual / GP j.1917 Maio 1(1125 K5P-M Maw * 1,1267 Alugys com venc em abnl. _B m da t9 0< a ftsuos TRd»a20Wa2005 ft5076*, TRdia 2101 a »CS TR<*a22 04a % TO d«23 04 a S Jandío Feverwo Marco Abril... Mato «KHOO RSKXX00 R$10000 R$10000 R$ FGTS» «AW UM 19CT 1.M06 Ob* DtO de crédito ndctdestitodortci&mento 220W6 230S«Abn Mav96r, 00X3000 OOOOOOO 0(* Cottwte * m*«ow»»0 4) rec*3»«men(o TBF <fta 1706 a H TBF da 1605 a TBFdka 1906 a TBF 2005 a TBF òê 2105 a S 1*61* * S 2,0624*. Ouro (R$-flngot* por grcmad OndemOy <2440 timo SafraQOOOQ) rd nd Boano Sflxxwn 1«08) <1540 * FunMm omrcwns e çjmtr*- tas CTwífrojdw ra Bo*m MwtanW» d»f\aos Seguro/taxa Pro Rata dia da TW 1 Contratos atè X Contratos a partir de 01 /07/">4 (Fatw {antigo 0TR) Acumuiado da Juroa TR/FAJTB) iía i tfa21«6tó27<52 Faierl>*r»opafaApto»cíodeJtrosTR)nc5CorsraíosdeScçur3i ContHbuigdes ao NSS Comp«t4ncia d«maio Autdnomos, Empr««*rto8 a Facultativos CUm Mnwro MMmo 6. SaUrio AUquol.. A pagar Km. d. P«rm«n4neia bu 1 n* R* 112,00.J J , ,00 «:60 g».» X) ?0 00 jfew 9~ SO M MOO J72J Asaatsrlsdos, Domistteo* e Trabafliadore* Avulsos TlMii i d»ccfrtrtbumo(bt) A»quol«(1) WW _ art.287,27 f1;00 W ae47s.ni»»!>?7.5«1,00 Oba: Percentuais incidentes de forma nfto cumulativo. Contribuição do ompreqtktor doméstico: 12% do salário poqo. respeitando o teto acima Aa contribuições da empresa, inclusive n rural, nfto estfto sujeitas a limito d«incidência Praros para paqamento: atè 03,136 som correçflo. a partir do dia 14/06 «crescida de juros o multa. - Autônomo. Domésticos. Emprewários e Facultativos: nao tent correção até o dia 14/06. A partir dal. acrescida de juros e multa. BOLSA DE VALORES BVRJ RESUMO DAS OPERAÇOES AÇÕES DO SENN FORA DO SENN Moiores Altos Mniores Alto» Tolerj 3,86 t, Corj onr 1?.90 c Coelba onq 3.45% ürahma Bônu» PR bl 3.57% Telebrás ono % Samitrlpn.. 2.?»% Tolebrâs pne 2.68% Mannesmann pn >.44% Sharp pn. 2.56% Maiores Baixas Maiores Boixas Nflo houve mporio png 6.00% nepar pn 3.30% Pê{ro6rás BR pn 2.81% Cerj 2,78% EJçtrobrfts on % MAORES VOLUMES FNANCEROS Ações Total (Em RS) Light Leilão on Telebrás pne ,00 Vale do Rio Doce png Pelrobtàs pn ,00 Sola on MERCADO A VSTA - LOTE Thulo* tipo DBS MA*. Méd. Osc. % Acnsito PN Krthui Lnnfl PN 006 O Brasil ON 006 B Brasil PN. 00Í Bamofindjs Of tía»r»frnndu5 PaR ON 004 Banwnndüis SoG PN PN " 011 -Dfarfpsco PNt: - «flrohmoon 012-Brahma PN Brahma Bônus P BL. Brasmoiff PN... Ufum<jd>eno Pt-i 1 Oapni» Minot aca PN Cot topoldma AN Cal LaopoWmA ON Cenvp# nv PN 013-CamtgON-G OU-OnvjPN-G-.. OSCwjON ots-onon-fl Co«ltm ON-G 020 Cop«n«AN C.TKOWJ ONE- Cosigua PN. a 024 E«trobras BN 0íb-.tetrot»«s ON «MmpwiçpHG- C2S-lfM1>4i TN hnubuncopnl 0J0 üghjon light imiao ON t o» Amw»c*nâS ON crmipn. Mâynann ON MannMmarwPN Wtta Ceve PN Pjnitniftí PN a 0J3 fsnmafwimrr.i PM tt.vyinjtrotkas ON COWVtrot* as PN " 037-Petrobras Br N Polialdan PN Riograndense PN SamrttiPN. Schoiz PNE- 040-Sharp PN OlfrSnJ Naoowii ON. 0196M Tubarão BN... Sola ON Sola PN Sondotecnica ANE- Sondohxroca BNE- mil apdos ,06 0,0b a« i 4R ft 90fl 6WUOOO , COO "500 OCX) JW ,«3 \ jcoooo ii.s.s n.ro ii bs? (100 fc.o.oo 5.70X0! i07b coo &7020 m,oo eaxoo ».00 11W ,10 tio 535) ?r* ?» l.w s cisfi oie ose 1M000 39MQ COO CC 122 WO W0 3*323»02J AN ) H 144( CO 1»00 WW0 6CCC SW SO fooooo XO 2300CC COO ioo COO CCOXO S. 00 ftoo 16CO OB0 111COCOO , &40 16, &O.W9COO ? DOCO » A , OC-T«*etnas ON (HàTwttfasPN-l »20 6VN3 CMAte»ot>nvsPN-R»0C» Taiopar PN-C ,00 4J9.W 4*200 G4MolofjON-E KJ7.00 W»T«rt«nPN KtCO Trevisa PN * DnbancoPNt...»0CO , UsmirtvasPN X* l.w V05 Oi&Tirto Martins ONE , Pr oco om Roais por açáo O* 6ÍO B4 1, NJ950 OW 8000?W.00 2W.00?»co OO , ; a?1 0, W M.00 WOO f «3 or* 0* locoooo OM SOOOOO :.K>?w 2K ÍM ;i ,40 21* ,» SO 27 JS $ C3S 035 OX 0* 2..7S s 035 0J» 035» OW 27,00 27, i * » CO 0» 3.XV MW txy WC.2J 17,«1110.W * , S.W 22,45 2B » , \2S 2 5 0* M » , » OW 17b W 0,9b t.l. Ano 6VM 4000 w,n) W.19»Oí TOM , W9 156,93» «30 OC 135CO 1V4 1* U , ? SC *í2 [[] As bolsas dc valores ainda estão sendo iníluenciadas pela Light. No Rio. o volume de RS 63,2 milhftcs foi aumentado por causa das reservas feitas pelos investidores das sobras do leilão da Lipht. Foram reservadas milhões de ações, que somaram RS 47.6 milhões. Mesmo com toda esta procura, o preço do papel não se sustentou. Na Bolsa de Valores de São Paulo, as ações abriram cotadas a RS 335 e terminaram o dia a RS 333. O movimento financeiro paulista, mesmo alto, foi 9% mais baixo do que o da véspera e somou RS milhões. Os índices subiram. A Bolsa do Rio fechou em alta de 0,5% e a Bolsa de São Paulo subiu 1,42%. BOVESPA O MERCADO Metorve Alt»* Ncrdo* Mu on W#mbMry (Ni Doaupn Utioft* Mm Nofd B«s»i on Copa» r Eef«pn ) C « SC BOVESPA Anitt P»»*4ca*NM*a on f-p pf! Pat/ f lu* on p«pn HiWM fcalu» E*06»4»Crt fm»p W S«tTtfb*kâpní> 0»<- O) rei MAORES VOLUMES FNANCEROS Lote Mercado a Termo Mercado de Opções Mercado á Vista ndico MMio Índice Fechamonto.. ndico Máximo ndico Mínimo RO Qtd«Vol. «m Mil R$ , , ,5% O.is 50 ações componentes do l-sonn, 13 subiram. 15 caíram, nove permaneceram estáveis o 13 nào lofam mxjociados ti.» 0M C SOO Ações Total (Em R$) Telebrás pn ,00 Eletrobrâs pnb Vale R Doce pn ,00 Potrobrás pn ,90 Telobrâs on ,00 MERCADO À VSTA Fech 0*c \ Acexta ON H b 3« AcvyUPN* C ) JO Avtw VtM PN 10 COO moo (0.00 * D000 Agnx*rttsPN... 14CO0U0»0.3a *043 *065»0,» *1,5 /UijpPN, 2COO 2G W »0«An-vuau* ON *100 90,00 90, ? AtptfaUaPN* WOO C2 WOO W.M 5ns A-V*K«SV*ON WOO WOO MOO WJ30 >0.9 Amnci So» PN 663 OUO ) AnfeftOC Mg PNA* T90CC 4J6.00 4CO.UO CXXOO *02 AnttCBcPUPfiAV 36C CO , Krt/wcVt ftnon S2CC liaoo K Amarcoc Rn PNB* C6J30 105, * 09 AnUCPOiON KXOO X3.63 AracnuPNS 8WOOO <*4 1,76 1, * 22 W136 As Taatd PN WW Av*p*i ON 4 TOO l.w , ?W B«hia Sul PN A 5QCU3 2*0X 240C CO BanemdBfONV , M BafT*o«>3P4ON. 6200CW 1?.« , «3 Seg PN 19000( W HW 11W VAOPN /00 BaneswON* C >0000 W«4P«PN COO ,7 BA-vwUKtoPN «3 4,40 1.1,00 W ON * W a.CC * BatkwPN* O50» W ,5 1t94# BarOffPN.. 7 3W W.00 90C Ben ON »9.5 BcnPN* BaigoMtnex ON K 134 5* B«*goMi»*f*PN# S& BwkPNA* 1W K) 5, *0 - BevrPNB* S ,11 CJVC* PN , C«12 m7, B< *.VvWA«% ON 6aW Bo*)e»coON * X33, BradwooPN ll.» BNmaON* 2100W J6 6» S frtnmapn CW S7O0O 57O00 5»04 60)30 5d8 00 * BrasitON M9. bf*v< PN *0.4 BmvrvfcxON BrwrnoWPN* COO 2» M.00 *00 CeiascBN CM<TM M«i*l PN * , EsrpHaON C**» PNA* 052-Un.parBN H K»643 Caraaeart PN JOO XCO / » Vai«Rio Doc» PN-G M PN" 2000 ay\ ) 4COOO Wiest PNEG , Casa Ar>g*o PN Emprusas em situação ospocial CasaJSíNaPN* Ct?vtnúM*cPN «KtesWaPN CatíPNBV Total C*N»$cON Caia* PNB CaM**mC*r C«m»p<iPN* MERCADO DE OPÇÕES ON , , OrvgPN* « Operações ClON* QX> ? 0.37 *2.7 C«spON\... C«spPN , Preço da Vator Oval PN W 2?.» COCO >045 KX Títulos tipo DBS Sérias Exarc. Quant ÜH. MA*. Mm. Méd- (M) OvajwcoPN ferobmon Em Raais por mil açéea C*a PN * C8F 13B V OwtouON* PWrotirasPN CfC C0 9.CC Ocn Rj» j PN * BC OCO 287 CO , ,P»tro6r»sPN CTP Ç Í4 Co*t»ON* 67BO» PfltrobrtsPN CfQ , CoeJbaPN* XO «PsiretKMPN Off ifi 3i CoeicaON / P»?TOt)r«sPN CH> 13& J0 2J0 2J50 2 SC 1003 Coexm PNA" SO - Cot«pPN S.O -2.0 SílTuWrioBN CK Coní»PPN A36 0J7-2.6 Em Raais por açio CcoplWWPNV V»i«RioOocePN-G- CíL J Ccoas PN V»éR Ooc«F»,í- CfU Ccpeí ON G07» CC CCC VstoRoOcceWi» CFN 17» Cot** PNA* < Va»eRioOcicePN-G- CfO 21X0 ti» » CopcsjjONV V*i«RoD<x*PN-G- CfR Cor RCwjPN* 3000 TÜTAl 20S M&t Osc Lote Padrão Concordatânas Oireitos e Recibos. Fundos e Certificados Bônus (Privados) Exerc opções de compra Mercado a Termo Opções do Compra Fracionário Total Geral ndico Bovespa Médio índice Bovospa Fechamento ndico Bovospa Máximo índice Bovospa Mínimo Das 60 ações da BOVESPA, 24 estáveis SAO PAULO Qtdo Vol.»m Mil R$ , , , , M.42% subiram, 16 caíram e 10 permaneceram CoaPN J0 +13 «S«44 V>a*M PN * 1600» , ,50 -lo.o CoápêCH » M3W ta> * Sadia Conco* PN 1.8 Ca>»rtWioPN* « ÍO límrtri ON * 1 460» 0, , * » 12, , ).Wnrtri PN «Ü»iooPN* on» ? 13 Toga PN , SAftacoortUA PN 810Q» , » ,00 ÇtocatON* > X0 52,00 V CO *19 S*"*Aa ON 169» ,77 0,77 0,77 +1,3 L\<ai PN O 000 W.OO 5/ ? S«rrarva PN 12» » 15 VÍ.0 CW PN 7 OCO « , SNUpPN*. 228»» B0 0, » 7 a Etvwfe PN OÔ SibftPNC* 10»» CB «1 Aconortn PTW rcrpa* « H3.CO HOO SKJ Naoctial ON 1» [«m raooo MM o» >.rtje»«aon 25CJO0OO 2510) 2H0O S Sití Rwgraod PN * 52»» 24, » b M.9 SKJ TotwaofNB 5U8W» 18*0 18, , Í0 lncfmpno 44 40X ,03 275J CaPN* KOCOO 20,90 20« SrtwPN* COO , r-**** ON "SC* «J Sooctofuemca* PNA too O» , » tfkixjnpn 9( «."W ? SotUA Cruz ON frtmpn" 4 CHOCO 040 0«O» «1.9 Swtemaris ON * 120» ,30 7J0 270.» , ,S0 fomfton* *A SuKwpaFN 2» 0,48 0.4JJ *40 PN F Caluwa PNA" «OT00D 0r 0,t , Taàa PN 62» 3, * 1.7 Fab C K«ftasui PN «OCO JM 0J4 00» T»1 B Campo ON f«oc#pn * * S 11400» T»1B Campo PN fartrmon*. JOOOOCO S ES 2/» 194.( Twhjp/iu ON "ES 29» , * » 4/ , Fartai PN* «.» írtuora» PN*tS. PN ,CO ,00 TíMwrwg ON "CS » 58.5( *20 (tfwoo , Fvva Tawva PN 40ÍC0QQ H Fç»*Wtf ON * Tw«m»g PN8ES PN fvtopar ON *f 3073.» S l«ft 167 1/0 199 *2.2 Titifpar PN *ES 70» 369, ) f»»pna , »7,1 T*«t1 ON íigcftcm* PN NJCO) 054 0A ES 150» OÜ » X0 3,8 r l«fpn* S 3 120» , ,00 * 0.9 «OmoUW o» o» a«oan / T**»pQN" S , GKt+tPN 10» R ,70 14, Tew»pPNES 22800» COCO»,00 *2 0 GraOamaON... V i22io ? 109 ritwwpna* » , i,>air»pna 2( <A& Trato PN 100» 158 1, & ,7 CrwarafaimON 30 XÜ "i 2* Tninafcf*»! PN PN Uni banco ON ,00 11, » / ,1 1«,ng Tul PN íasoco o.,~> o.n> UniPanto PN 2»» * «t.ppw- ttuiai» r» ,1 Urapar ON 3» igacu Ctlw PNA , Unepa/ PNB. 421» 0,72 0, ? 2.6 KrswwPN* » 1«5 1J UvirunasPN* Ífv3 ViB«r»a PN 1COO CO 306.» * 0,3 U»ín C P»n» PN * » 1, ,9 1» , írt»aoon- icooooo ,00? 7,6 VCPPN 1 100» ,00 20,00 20, kxçài PN-» ,90 0J ,1 Valo Ooca ON X » 1 tu;rv<"**>0*pn*... 46Q C0 UO.OO Vaia R Doca PN ,40 20, » 1.4 *»<*> «E>* PN VangPN 21» lp,vv» V PN VapíanON., 50» i tprfanga ft«t PN Uwtiafw»ON * ,00 Vaptan PN 50» , » , ) V»«ír ST»arioa ON aauhíkopn »9D , ,7 Wamblay PN 2» 3, » 7,40 7,40 7, » 140 UVU ON on Wan*PN 103» *69 *WHPN. 53COOOO YrtUH Fund PN Kaiil S«í>tw PN * Wbii Marum ON *.. 5»» tf » » ,38 14 Kâ~U*o PN C0 21 K»C«K VittX* PN KjafiwiPN l.w f 4,9 U Foot. P«, PN tí 000 ire CONCORDATÁRAS UctaPN bmoco 1, ,5 Mftd M.1*. Fach Osc iam NaoooW PN , Lanrt Saft>«PN tgmon* M L-maiaPN LC>*a Am«r<c ON ) 17» ,79+51,6 AquaíacPN.. 10» 30, !?i0 CafBfasiiiaPN » Ux*»ArfKPN* «00 16 LoyM A/ap««i PN Citxan PN * KO W f«rro Ligai PN 88» 180 1, COO OCfl C8 Lo»aa Reww r-n , MwbíaPN* , lofwupn* tlco +20 M«d«lrtPN- WO» O.OJ 0.03 oca SC*gr>«vta ON X MoaPNA-., 7ÍJOOOOO l.x MÃTOON TERMO 30 DAS PN M*ng«*s WhJ PN * H,ut01 Old Atit M.n MJ Mix F»ch Osc *0 Mwrmirt»?* ON , >16 KUrcopoíoPNe d O) Manso»PN * B(K0PN M0 «.0l WOO 00 KV.BarparaPN* looooco 051 OSt 05* envlpn #.» 9.1? 9.18!» ,0 wimkm..... noaaooo c«t»spn- iooooo au a,ir mtr oo NKrtal L*v«PN / ,1 fwjoefmcw. too coo ai45 ai.«26ii»»t«oo MwxjparPN i,gmon.. mom mat mm msi m«2 m«2 o.o MontArantoON KX00 * * M.BWPN JS«6»M 2SM J5»> 00 M«oPK«PN / MrttelMnPN ,52 0,51 0J2 Oil Oil 0.0 MwT5t**S PN PWrtX»»»PN W2* W2* JS 2» Nofd Bravl ON 20» ,7 S«) Htoonal OK *... U <» 2<92 00 SWOOOM«ON--»OJO 36J *1 nto«r«m PN. 200)000 5J J«5if U 00 Otv»b** PN S..J Tutwrw PN , U OMPN / Te«.MPNtS 31X000 SUM 80J J , ,40 - V*.ROu»»* *! (2 Hl«! 0.0 OjíWO PN t J Jt 00 P Acuc*r cbd PN * HOO 1600 HOO *06 fy,w> S) 630«0j3 ll«jun«pn- tjooa» X CBonPN M 51M 51, Partfupérwma PN 152 H Pa-J» F LulON TrtWwON-ES «16 «9!7 40,17 «17 0, X t**p»pnb an Pen*g*oPN* P«*TOt ON A UKMW. tq f* ,01 *04 *nu«c k4g PN* <6998 4M.9) 4M96 00 Pçtrctyaa PN P«troOrma B PN (VM.PN* SOOOOO M ,0 22, P«cKXPN-.. 1MOOO P«<íCparPN* U Pwr«>j«4é PN / WfttocntfON S 82 25* ? S PireJa Pru ON 1* J fóaron 1* PcAafPN 3S PoartPN* 300» * Po>T«mo PNB" 1000» OPÇÕES DE COMPRA ProywsoP** P-onof PNB* 17000» C22 OJO / R*rtdon P»rt PN * «««ON 2645GCOOO * TeíPn* XCX T«Pn RW«PN*. 53.» 3S60O 396, oc.ee * jun 56X02 *79103» 5, JUN 8C »» M TaíPn JUN »» ) « R«UCcn»ON TtíPn* JUH CC»» ConaPNf 6».8! lit JUN «00 2X00» aio MXnON. 4» T#«Pn- JUN »» jqtà «fsaí Db tf** PN 10.» TtfPn* JW S»» 11* " «MlPaON 81» 1.90 V W TeiPn 61X 564»» C A«ai Pvt PNB... 3» , UüPn* í ». 008 PN PN 9», / Uw Pn" » » S UsiPn*!2013C?*OCOCO Brpd>amoN 25fc» S = ?2»OCO S »

24 QUNTA-FERA. 23 DE MAO DE 1996 NEGÓCOS & FNANÇAS JORNAL DO BRASL 19 Funcionários vendem M Light a de banana preço garam para comprar as ações. b Lote de ações partir da liquidação financeira da garantir a manutenção das ações que Tudo porque algumas instituições financeiras resolveram com- sejam vendidas nas bolsas vem sua carteira, está oferecendo aos operação a menos que as ações em vale R$ está funcionários mais aflitos por dinheiro uma solução intermediária. Alpargatas fecha custando R$ 700 prar dos funcionários o direito às servindo de entrave ao processo. "Como ações pagando muito menos do que existe carência para a venda destes papéis, os vendedores as- quita as ações junto ao BNDES, acordo com Mizuno O clube negocia um financiamento, LANA VERDN A Light ainda nem foi paga, as valem no mercado. Pela denúncia do presidente da Associação dos sinam uma procuração em nome da adianta até RS e mantém os ações sequer saíram dos cofres do Funcionários da Light, Mariano de instituição, repassando o direito assegurado no processo de papéis em carteira como garantia SÃO PAULO A Alpargatas, produtos Mizuno na sua linha pa-, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BN- em dificuldades financeiras estão çáo". denunciou o presidente da pagamento do empréstimo. nas e têxtil, assinou um contrato sentada por ela no Brasil até Oliveira Moreira, os funcionários privatiza- líder dos setores de calçados, lo- ra substituir a Nike, que foi repre- do "Não "A DES); mas alguns funcionários da ex-estatal já estão vendendo os aceitando a oferta de RS 700 pelo associação. estamos compactuando de exclusividade para fabricar, Mizuno vem ao encontro ao papéis que compraram. Não se trata direito a preço subsidiado. Pelo também pelo Clube de lnvestimen- ações a preços ridículos, rebateu o dutos da Mizuno Corporation mente neste nicho de mercado dé lote de ações a que cada um teve O problema já foi detectado com o processo de aquisição das importar e comercializar os pro- nosso interesse de atuar nova- de pressa para embolsar o lucro. mesmo lote, os funcionários estão to da Light, o nvestlight. Segundo presidente do nvestlight. Paulo nos países do Mercosui. Esta licença engloba as linhas de calça- produtos mais sofisticados, enquanto nossas marcas Rainha e Na verdade, esta venda significa "O pagando RS 3.167,20. Só que a o presidente do clube. Paulo Roberto Monteiro de Barros. o nume- importante agora é que estamos ne- Topper, Roberto Monteiro de Ba ms. um prejuízo de até 93% do dos. confecções e acessórios esportivos da empresa japonesa e que atuam en outro seg- que compra é conseguiriam se as ações fossem parcelada, enquanto o vendidas nos pregões das bolsas de dinheiro está entrando de uma vez. ro de operações deste tipo não é golfando com os compradores da vai até maio de mento de mercado", afirmou o "tão valores. Os funcionários, inclusive, E nem o prazo de carência determinado pelo edital, de 365 dias a ou não. o fato é que o clube, para lho de administração da empresa" terça-feira, a Alpargatas coloca os gatas, Francisco expressivo assim". Expressivo Light nossa participação no conse- Com o contrato assinado na diretor administrativo da Alpar- estão recebendo menos do que pa- Cespedc A venda du Light rendeu para o governo muito mais dinheiro do que todas as privatizações realizaílas no governo Collor e pouco mais tio que foi arrecadado ao longo de todo o governo liamar. Pelos cálculos do ministro do Planejamento. José Serra, durante o governo Collor as vendas de estatais representaram um ingresso de RS 400 milhões, enquanto durante o governo ltamar a privatização significou um reforço no caixa de RS 1,4 bilhão. Só com a venda da Light, o governo receberá RS 1,5 bilhão. Mas a grandeza da venda da Light não deve ser medida apenas cm relação aos números apurados com a privatização em governos anieriores. Tomando tudo o que foi vendido no governo Peruando Henrique, só o que sai entrar em dinheiro vivo com a venda da Light e superior ao apurado pelo programa de venda de estatais. Pelo levanlamento feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BN)LS). no governo lerliando Henrique foram privatizadas 11 empresas, excluindo a Light. Balanço da privatizaçao* Mais dinheiro para o vendidas por USS bilhão, dos quais USS 400 milhões em dinheiro vivo! "O processo de privatização agora entrou cm uma nova fase", avaliou a diretora de privatização "Estamos repassando serviços, do BNDLS. Elena Landau. antes prestados pelo governo, c atraindo investidores estratégicos, que estão trazendo também mais divisas para o pais". Com a venda da Light. o BNDLS agora passa a se preocupar com os provimos leilões já previstos na agenda da privatização. No dia 11 de junho! deverá finalmente acontecer a venda do Banco Meridional. adiado do dia 14 de maio. No dia 14 de junho, é a vez da malha centro-lcste da Rede Ferroviária f ederal (RSA). As visitas á malha já começaram. Entre os visitantes, estão as americanas CSX e Railtav, e empresas nacionais como a Companhia Vale do Rio Docc. Andrade Gutierrezf Camargo Corrêa, Comercial Quintella. Este trecho cobre seis estados e vale RS milhões. (LA) Periodo Cias Privatizadas Moeda Corrente Total (US$ mllhoes) (US$ milhoes) 91/ / ?2 149 TOTAL Dados excluam o loilíio du Light Fonto: l N DBS Bp lampf tp SpyvV-fo i i governo *jgvv Sérgio Amaral meubem t Jpfc V tlhffi -V-".v yk.-f - mm *%. \ jjjlg Elena úiridau: "O jmkvsso acprivwi:qi;qff éêrpii cm nova /ase" Banco Continental terá sócio estrangeiro FÁBO ALVES SÃO PAULO O Banco Pontual está entregando a um grande banco de investimento brasileiro a tarefa de encontrar um sócio estrangeiro para o Continental B.mco, instituição pela qual pagou o equivalente a USS 55 milhões em janeiro. O contrato com o banco brasileiro para intermediar o negócio está sendo fechado e o objetivo é acelerar a associação com uma instituição de peso internacional. "Depois de quase três meses buscando por conta própria, resolvemos contratar um banco de investimento para procurar de forma mais sistemática e profissional um parceiro estrangeiro", afirmou Eduardo Pereira de Carvalho, presidente do Continental Banco. O novo parceiro deverá ter como perfil um forte poder de lançamento de títulos e uma experiència reconhecida na gestão de fundos de investimentos e carteiras administradas. Carvalho disse que a necessidade de aporte de recursos pelo sócio estrangeiro por parte do novo sócio é o que menos está pesando no momento: o Continental já tem um patrimònio líquido de RS 60 milhões, dinheiro que está praticamente em caixa aguardando o deslanche das operações do banco. O Continental Banco ra o braço brasileiro do Continental llinois, de Chicago, que foi incorporado em 1994 pelo Bank of America nos Estudos Unipòs. Como o Bank of America já estava presente no mercado brasileiro através do Multibanco. decidiu vender o Continental para o Banco Pontual. A transação foi autorizada pelo Banco Central em de? zembro passado, e o Pontual teve de desembolsar o valor eqüivaleute ao patrimônio liquido do Conttnental para assumir o seu controle. De imediato, o Pontual tentou fechar um acordo com a Union Banca ire Prive (UBP), da Suíça, que acabou se interessando em participar com o Excel Banco, de L/equiel Nasser, tia compra do Banco Econômico. Para encontrar um sócio estrangeiro, Carvalho disse que o Pontual poderá ate deixar a gestão do Continental sob a responsabilidade desse parceifo nquanto o negócio não se concretiza, o Pontual já transferiu para o Continental a gestão dè seus fundos de investimentos, que somam um patrimônio de USS 200 milhões, e já está contratando alguns profissionais. A idéia e mudar o perfil de atuação«tb Continental de um banco comerciai de atacado para um banco de investimento. Ao Pontual caberá a operação como banco comercial. Pertencente ao grupo Lmpesca. da arca de cxportaçàode pescado, o Pontual tem hoje on/e agências distribuídas por nove estados brasileiros. SOM \ AKARP O dia onlem foi de intensa movimentaçào na sede da Companhia Siderúrgica Nacional, instalada na torre anexa ao Shopping Rio Sul. em Boialogo (Zona Sul do Rio de.laneiro) Foi lá que os novos sócios da ight se reuniram para acabar de costurar o acordo de acionistas. >\infia não estão acenados iodos os delalhes, mas alguns pontos já foram estabelecidos. A estatal francesa 1 DL (Bletricité de Liana;) é que devera indicar o presidente e já preparou, durante os preparativos do leilão, um plano de Esie engenheiro no diploma, mas <i/</»)/(/(» financeiro na prática. 34 anos, casado, com uma filha e outra a caminho, formado pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e com mestrado em Paris, foi um dos princi- Franceses indicarão presidente negócios da Lighi Como foram os trole será mesmo privado"; disse Gabriel Stoliar. superintendente da supais personagens pata o execuiivos da DF que contrataram o Banco ng Barmgs pára cuidar deste negócio e desde o inicio apostaram feira foi a primeira de sono tranqüilo sidiária do BNDES. A noite de terça- na viabilidade da operação, eles agora têm mais cartas na manga. O Con- na compra da Light para todos os envolvidos diretamente "Dormi 12 horas seguidas Acho que nem sonhei de selho da empresa devera ler oito ou nove integrantes. O escritório de advocaeia Tosini Associados está cui- Travesso, jice-president do Banco tão cansado", contou Luiz David que era possível "Foi dando da parte jurídica. ng Bárings. \ BNDESPar. dona de 9,14% do capital, participou da reunião. "Vamos participar do grupo de controle, mas ainda não sabemos se vamos querer indicar um conselheiro ou não. O importante c frisar que o con- sucesso do leilão. Há cerca de três meses vem trabalhando neste negocio, contratado pela ED \chou os parceiros americanos, a Houston e a ALS. acabou de arremalar a participação da ( SN e mostrou viabilizar o negócio um marco importantíssimo. A entrada de investidores estrangeiros fortes mostrou que o Brasil é ótima alternativa de investimento, e que e possível aparar arestas e concluir um megaleilão como este. o maior da Snérica Latina",afirmou Travesso. União de Seguros vai ser privatizada em 97 PORTO Al <.K O presidente do Sistema Financeiro do Rio Grande do Sul, Ricardo Rissovvsky, anunciou, ontem, que a Companhia União de Seguros Gerais será privatizada no primeiro semestre de Para Riissovvsky, as ações da estatal, de propriedade do Rio Cirande do Sul. o atual patrimònio da empresa, de USS 36 mi- hòcs, terá uma valorização de 30% a 40%. na avaliação cconòmico-financeira que será feita por uma consultoria, a ser selecionada cm edital, cuja publicação está prevista junho. A União c a 8J seguradora do pais. com 1.23% do mercado. Ricardo Russóvvsky explicou que serão vendidas 51" f das ações da empresa, que teve uma receiüi, no ano passado, de l SS 72 milhões. O resultado liquido, no entanto, foi neuativo em USS 1,7 milhão. BNDESPar tem a maior carteira Pouca gente sabe. mas a BNDLS- L a participação da BNDESPar rações, sempre reciclando o poníòlio. Par, subsidiária do Banco Nacional foi decisiva para o sucesso da venda. de Desenvolvimento Econômico e Sem sua decisão de ficar com 9,14% Cofre cheio sio tem sido feito, mas nem sempre na velocidade e agressiv idade cos- Social, que acaba de entrar de sócia do capital da Light, não haveria como viabilizar a venda. "Foi na Light. com 9,14% do seu capital, è um ótimo Ativo total: RS 12,2 bilhões (1) tumeiras de outras carteiras gigantescas. Até dona da maior carteira de investiméritos do Brasil: tem. ao todo. RS lizar o leilão, dando uma injeção de negócio. Foi fundamental para viabi- Patrimônio porque como são de baixa liquido RS 12 bilhões (1) liquidez ou nem são negociadas nos 6,2 bilhões em ações e debentures de ânimo ao programa de privatização e pregões, fica difícil imaginar trocas J57 empresas. Uma lista tão grande para toda a economia. Sem contar Número de empresas de que ocupa três folhas do tamanho da carteira 157U) posições toda hora. Nos últimos que fizemos uma excelente compra. anos, porem, a BNDESPar ganhou oficio em letra miúda. No ano passado. apesar do péssimo desempenho maturação do negócio e depois sair de mercado. RS Como è de praxe, vamos esperar a Valor um outro perfil, mais agressivo, enti ando até no mercado de <jéri\í!i- 6.4 bilhões (21 da bolsa de valores, lucrou RS 117 do grupo de controle", contou Gabriel Stoliar. superintendente da BN- em 1995 RS 633 milhões (3) Valor investido vos. (S.Â. milhões. Há de tudo um pouco nesta carteira: ações de companhias conheci- para 1996 RS 1 5 bilhão ji!l A proposta do governo de priva- DLSPar. Valor previsto tizar a Vale do Rio Doce no das e de grande liquidez, como Petrobrás. da qual tem 2.02% do capital primeiro Valor obtido com semestre de 1997 foi considerada pevendas e outras com direito a voto e 13,57% do capital total, ou participação de 3.24% em 1995 RS 112 milhões (4) SE) uma violência contra o Congres- o senador José Eduardo Dutra (PToperações das ações ordinarias da Companhia so. Autor de projeto que exige a Vale do Rio Doce. Mas, como a funçào da BNDESPar è principalmente de ajudar empresas em reestruturaçào ou maturação. a maior parte do portfólio é formada por papeis de baixa liquidez, pouco conhecidos..muitas companhias têm capital fechado e sequer são negociadas nas bolsas. Scnx dúvida a Light vai despontar nesta longa lista como um dos destaques daqui para a frente. Troca O BNDES aproveitou para trocar a div ida que tinha com a Eletrobrás por ações da Light Os técnicos explicam que não haverá, portanto, desembolso de dinheiro, mas sim um acerto de contas. Durante muito tempo, a BNDESPar. criada em 1982, foi conhecida pelo mercado financeiro como o hospital do BN- DES. Entrou em empresas de baixissima rentabilidade e em muitos casos ficou apenas com papagaios pouco promissores. A idéia era ajudar companhias através da compra de partiapações minoritárias, para depois, mais á frente, se desfazer destas ope- Valor previsto para 1996 RS 800 milhões Obs.: (1) Valores relativos a marco de 1996 (2) Estimado (3) Em ações debentures, bônus e garantias (4) Resultado de vendas em bloco (bloca rades). na bolsa de valores. no mercado de denvativos e exercício de opções Ponte: BNDESPar autorização do Legislativo para a venda, Dutra também critica o modelo apresentado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, de vender o controle da empresa em leilão e pulverizar as demais ações. Dutra acha que a proposta é apenas uma declaração de intenções do governo, que no fim se renderá às pressões, como teria feito na venda da Light. G. Aronson também está na briga pela Casa Centro LUÇNDA PMO S \U PAULO - A rede de lojas de eletrodomésticos G. Aronson também está disputando a compra da Casa Centro, empresa concordatária cujo processo de falência pode ser decretado nos próximos dias. O presidente da G. Aronson. Girz Aronson. disse ontem que não quer que os 22 pontos de venda da Casa Centro caiam nas mãos das grandes empresas do setor "Se isso acontecer. o poder de barganha delas com os fornecedores dobra", disse o empresário. \ G Aronson quer evitar que a Casa Centro seja adquirida por empresas como Arapuá. Ponto Frio. Máppin e Casas Bahia Caso não compre a Casa Centro, a G. Aronson trabalha com a possibilidade de uma associação entre as duas empresas. "Já conversei com os fornecedores da rede e eles não querem a falência. O problema são os bancos, mas acho que eles também não têm interesse nessa solução", afirmou. Os bancos ltamarati. Pontual e BNL do Brasil já apresentaram, no entanto, pedidos de falência da Casa Centro na 3 Vara Cível de São Paulo. A concordata prevê o pagamento de RS 300 milhões até maio de 97, sendo que a primeira parcela de RS 120 milhões venceu no último dia 17. A Casa Centro pediu uma renegociação do pr.i/o para quitar a divida, oferecendo RS 1,69 milhão na renegociação. O grupo Fenícia (Arapuà) apresentou uma proposta de compra tia empresa aos credores de cerca "de RS 100 milhões. A família Cukier. controladora da Casa Centro, tem resistido â proposta de venda das lojas. Caso a G Aroson chegue a um acordo! o número de lojas de sua rede saltará de 30 para 52. "A família Cukier é gente honestíssima", afirmou Aronson. Em a G. Aronson entrou com um pedido de concordata na Justiça por uma dívida, segundo Aronson, de USS 8 milhões.

25 mim,m mmmt OUlNTA--"L:l RA, 23 DE MACKDU JORNA. dobras,l NEGOCOS & FNANÇAS Competição H na telefonia aguarda 11 órgão regulador 1 VWWwWWWyWtWMWWWM telecomunicaqoes O projeto de abertura de telefonia celular e de comunicação por Fortes (PSDB-RJ) e Jaques Wagner (PT-BA); José Luiz Alquéres, satélite, aprovado pela Câmara dos Deputados na terça-feira da diretor executivo do Banco Bozano, Simonsen; Antônio Carlos semana passada, deixa no ar uma grande interrogação: como será o Menezes, diretor da Associação Brasileira de TV por Assinatura processo de transição do monopólio estatal para o regime competitivo? Reunidos pelo JORNAL DO BRASL, parlamentares, empre- Banco catu; Francisco Mussnich, advogado; e Antônio Athayde, (ABTA); Marcos Falcão, executivo da área de investimentos do sários e um advogado criticaram o fato do projeto não ter criado diretor executivo da Globopar. A mediadora do debate foi a logo de saída o órgão que substituirá o Ministério das Comunicações colunista do JB Dora Kramer. Todos criticaram a disputa entre o na regulação da área e na fiscalização das empresas que atuarão PFL e o PSDB, que quase rachou a base parlamentar do governo, e no setor. Participaram do primeiro debate, de uma série de três, cujo concordaram que a votação do projeto no Senado será a oportunidade tema tenia foi Telecomunicações Telecomunicades e desenvolvimento, os deputados Márcio Marcio para corrigir as falhas apontadas. Prazo de seis meses para fim do controle estatal é considerado longo demais modelo tripartite "Quero de início pôr era discussão o projeto de lei, já aprovado pela Câmara dos Deputados, que regulamenta a abertura da telefonia celular e comunicação por satélite. Esclareço que, para o PT, a partir da aprovação da emenda constitucional que quebrou o monopólio estatal das telecomunicações, no ano passado, a privatização das telecomunicações è uma realidade e não cabe mais lutar contra isso. Mas discordo da forma como está sendo proposta pelo governo Fernando Henrique Cardoso a regulamentaçâo Ṅa verdade, a lei não regulamenta nada. ò só o pontapé inicial. Entrega-se ao ministro das Comunicações. Sérgio Motta. o poder para conduzir temporariamente o processo, mas fica uma interrogação muito grande, porque a lei não estabelece claramente quando será criado o órgão regulador que fixará as regras da privatização. A criação do órgão regulador, no qual a sociedade estaria representada para falar de igual para igual com as empresas em nome dos usuários, é que deveria ser o ponto de partida da privatização. Na verdade, a regulamentação deveria ser adiada, porque há interesses de gigantes nessa área que ambicionam entrar no mercado brasileiro. E essa seria uma ocasião para o Brasil barganhar com a abertura do seu mercado de telecomunicações. Não vejo problema na participação do capital privado no setor de telecomunicações. Defendo a adoção do modelo tripartite, já usado com sucesso na petroquímica, em que Estado, capital nacional e capital estrangeiro estariam unidos num mesmo empreendimento. O modelo tripartite seria o ideal para o Brasil abocanhar a tecnologia trazida pelo capital estrangeiro. O que se viu, entretanto, na votação da Câmara, foi a divisão da bancada do governo. De um lado, o ministro Sérgio Motta e o PSDB; do outro, o PFL. Foi, na realidade, a queda-de-braço de um jogo de interesses. O dado complicador é que a regulamentaçào esteja concentrada nas mãos do ministro das Comunicações. sso pode implicar a transformação do poder de Estado em moeda de troca para ser lidada com propósitos eleitorais. O segundo ponto que nos leva a não acreditar que se pretenda efetivamente regulamentar a privatização das telecomunicações é a falta de garantia, na lei, de que se fará a privatização para reduzir custos em favor do usuário. O exemplo da privatização da siderurgia ai está: todas as siderúrgicas foram privatizaáas, mas não houve redução de preços dos produtos. Não há na lei garantia contra a cartelizaçào. O exémplo da Argentina está bem próximo. Lá se privatizou a telefonia para formar um monopólio que impôs aumento de tarifas aos usuários. Não quero entrar em debate ideológico, mas o fátò é que nos Estados Unidos, Japão e Alemanha o Estado tem o monopólio das comunicações. Minha dúvida é se com a lei aprovada na Câmara pretende- áè adotar a economia de mercado ou dividir o bolo das telecomunicações entre grupos." Sandra de Souza Sandra cte Soma Nesse momento, estamos passando por uma Ffllcflo Falcão diz o ns secunda fase da história das telecomunicações. que Há 10 anos, era difícil falar ao telefone no Brasil. Essa fase já passou. Nessa primeira etapa, a tarifa era cobrada pelo tempo de uso. país passa por Qual é o custo de uma ligação do JORNAL DO BRASL para um prédio vizinho? uma lima nova HOVS fase fasc 1SS0 voce flm, sso vai acabar. Na nternet você "Primeiro r -,--- V \ temos que ver paga uma o que está esta acontecen- tarifa fixa. independente do tempo de uso. A BrlPf fih. V do lá la fora. sso não nao é e um hábito habito ruim. porque democratizacao democratização está esta perto. Em sua casa você voce podemos aprender com o erro dos outros. A liga a TV e o mundo entra em sua casa e se paga reserva dc mercado no setor de informática informatica fez pouco por isso. magine deixar o telefone o dia pagandouma com que os brasileiros tivessem um sonho: trazer todo ligado e falar com a China, JHp$ lr;> elcs cram Ja telefonica TB um computador na mala. Mas como eles eram tarifa fixa. Já imaginou ter uma linha telefônica nao para TjPj grandes, k não dava para fazer isso. para cada pessoa da casa? Essa segunda fase 5 wv f gmhmp Vejamos uma conversa entre o presidente prcsidcnte sera será dinâmica. dinamica. Vamos conectar as pessoas. Os Gates. los vao levandomfo "j Fernando Henrique Cardoso com o Bill Gates, fios vão entrar na casa, informações. quando o dono da Microsoft visitou o Brasil. O em- Sandra de Soma Mas é pnxíso ter O Estado Presidente, promovendo presário disse: * a diminuição dos custos e a democratizaçâo dos serviços. Uma pes- / vamos colocar um computador em cada escola. Ferquisa nos Estados Unidos Jacjue.s WajPpteodto ummos S José Luiz Alquéres: A,qu6res: sem Sm o caminho ndias das índias Jaques Wagner: preocupação com os usuários nándo Henrique respondeu: Estamos - demonstrou que 25% da população ainda acreditam e responsavcl que lutando para ter um livro em cada escola\ Esse é apenas um exem- serviço telefonia. E o mo- Alquéres piupuc HBP s; a AT&T é a responsável pelo pclo A 1 g~n * Ayog UfATlftO scrvi.i;ode tclef?nia-e 0 - rilijucreo Jaques Wagner pio. A telecomunicação ainda é coisa para poucos. - W.: "**"? wmuelm nopólio por lá já acabou. propõe Alemanha, França Franca e Japão Japao HCHQFlAfi sao 05 "ltimos tltc US USUciilUa faz a defesa do Os filhos desses poucos é são os últimos grandes H os usuários que vão continuar a ter lijjar &8m exemplos de monopolio estatal. Os alemães e os france- que acesso á nternet. O que acontece hoje com ses já acham que o monopólio causa atraso e estão dis- participem mais as telecomunicações foi o mesmo que se passou com a "Quero cutindo esse problema dentro da Comunidade Ecoca do fenômeno da globalização. As comunicações começar fazendo uma abordagem históri- energia elétrica. Quando a nova forma de energia permitiu a construção de pré- é que quando a gente tem o cesso. Os dois processos são nòmica Européia. A verdade são um suporte importante para entender esse pro-~ interligados. dios com mais de dez andares, as cidades cresceram. Marcos Falcão: democratizaçdo AGRURAS DÕ MONOPÓLO "Durante De Marcos Falcão: que não funciona, queremos o outro." teatro e de tevê. Procuramos o Congresso e o Menezes aponta Ministério das Comunicações. Trabalhamos dois anos e produzimos uma legislação, aprovada no ano passado e fruto de discussões com diferenças entre todas as partes. Nos Estados Unidos está acontecendo uma discussão de uma nova legislação publico e estatal para o setor. Lá está havendo um fenômeno muito interessante: as telecomunicações estão convergindo "O fenômeno da televisão a cabo é recente para o telefone e o computador, que passam a na América do Sul. Durante dois anos, debatemos se nossa atividade era da área de telecomo- se falar. Os americanos estão na vanguarda. Na hora de discutir a regulamentação do municações ou de radiodifusão. sso marca o nascimento da Associação Brasileira de Tevê setor de telecomunicações, é preciso prestar por Assinatura (ABTA), que reúne representantes de tevê a cabo, por assinatura, microontando. Estamos dando os primeiros passos no atenção ao fato de que a mídia está se segmendas, MMDS e codificação. Brasil. Em pouco tempo, a tevê, os computadores e os telefones vão estar conversando tam- A tevê por assinatura permite um retorno alto, a, mas até ate há ha dois anos Sandra de Souza souza bem bém aqui. Hpje Hoje já ja t.emos, temos não tínhamos uma legislaçào especifica para a ativimicilios atendidos pela tevê perto de um milhão de dodade. ie. Seguíamos Seguiamos o Código Codigo a a cabo. Em 1997 queremos Brasileiro de Telecomuni- i ter milhoes cações, ;oes, mas ele não nao previa Bfp,. domicilios, perto de dois milhões de domicílios, o que representeves a cabo. Para nos 11> milhoes as tevês ta mais de 10 milhões de orientar, só existia uma i espectadores. portaria do Ministerio Ministério das H Um ponto importante Comunicações. Resolvemos >s então entao propor uma lei *** rede de fibra ótica, otica, que es- específica. sso era ruim. já tava sendo construída pela dessa discussão foi sobre a que e não nao existia garantia pa- iniciativa iniciativa privada. Ela pasra os investimentos já ja feitos JBmE&r sou a ser pública. publica. É E impor- pelos empresários, empresarios, mais de tante tante se fazer a diferencia- USS 100 milhões ção entre coisa Formainos entao }» tatal. pública e estatal. Bem público é aquele Formamos então um publico e grupo de trabalho, trabalho. com a. que as pessoas podem ter participação rticipa?ao dos sindicatos v v acesso. Já Ja o estatal è e aquilo que pertence ao Estado. comunicações, munica<;des, dos jornalis-? vehhrf Há Ha dois anos os sistemas tas, de trabalhadores de Antônio Antonio Carlos Menezes: retorno alto nao não se comunicavam." dos»s trabalhadores em tele- \ Do deputado Jaques Wagner: "Tem um mês e meio que meu celular está desligado porque não posso pagar a conta. Viajei para a Bahia e levei o telefone, achando que pagaria a mesma tarifa de Brasília. Só depois soube que estando fora da área. a tarifa é mais cara. Com o salário que ganho na Câmara não dá para pagar contas desse tamanho. Agora, quando viajo para o meu estado, não levo o celular." o período da reserva de mercado da informática, eu trabalhava numa empresa que tinha um alarme. Quando ele tocava, era sinal que tinha um fiscal da Receita na área. Então escondíamos os computadores, que eram contrabandeados, em móveis especiais, que tinham compartiraentos secretos. Por que faziamos isso? Porque levávamos a maior vantagem na hora de fazer os cálculos." O desenvolvimento das telecomunicações representa para nós o mesmo que a descoberta do caminho para a índia significou para os antigos,, Naquela época, havia canais delimitados, dominado* por algumas empresas. As telecomunicações têm um papel libertário e são antitotalitárias. Veja o exemplo da abertura política, na década de 80, na China e na Rússia. As novas redes de comunicação, como a nternet, têm um papel importante nesse processo. A história das telecomunicações no Brasil mostra que, até o início dos anos 90, o serviço era insatisfatório. Perdíamos para países como a Argentina e o Chile. sso era um fator limitador do nosso desenvolvimento. Os péssimos serviços privaram estudantes, empresários e órgãos do governo de lerem acesso às novidades da tecnologia das comunicações. O serviço hoje é um dos piores da América do Sul. Aproveito para fazer um pedido: a regulamentação do setor de telecomunicações exige o reaparelhamento do Estado e da iniciativa privada para o suprimento desse serviço. Os poderes Executivo e Legislativo têm que fazer o arcabouço do futuro órgão regulador no menor tempo possível. sso corresponde à valorização do Estado. Essa idéia do Ministério das Comunicações de tomar conta do setor é a mesma coisa do cabrito tomando conta da horta. Nesse caso, quem está de fora é o consumidor. É essencial que o governo retome e exerça o papel de regulador. O órgão regulador tem que ter a presença dos usuários, dos empresários e do Estado. Temos que ter o cuidado de não favorecer nenhum dos lados. E claro que vai se instalar uma disputa entre empresarios, que vão querer cobrar o maior preço possível por seus serviços, e os consumidores, que por sua vez querem o máximo de serviços, pelo menor preço. Aqui, o Estado tem um papel diferente de outros setores da economia. No campo das comunicações o Estado tem responsabilidades como órgão que concede a exploração a outros grupos, regula a exploração da atividade e, finalmente, como o agente de fiscalização do serviço prestado. Um dos cuidados que o governo tem que ter é o de fazer a transição do atual sistema para uma posição confortável, onde teremos adequado desenvolvimento tecnológico. Para isso, eu acho que o próprio governo tem que liderar a privatização e a organiza: çào do processo de abertura do setor de telefonia celular. O modelo deve assegurar o máximo de competição. Os mercados competitivos funcionam meihor do que os regulados. Atualmente, estamos nas mãos de mercadores dp Veneza. Ainda não descobrimos o nosso caminhos das índias. Na hora em que formos negociar abordos bilaterais, é preciso aumentar a barganha com outros países." ;

26 bullwa-fera, 23 DE MAO DE 1996 NEGOCOS & FNANÇAS JORNAL DO BRASL Atuação do Congresso debate teve seu ponto alto na disputa que se O instalou entre o deputado Márcio Fortes (PSDB-RJ) e Francisco Mussnich, quando o advogado afirmou que o Congresso não vê o interesse "sso dos usuários. não é verdade. A análise do mercado brasileiro deve ser diferente dos modelos argentino e chileno. Aqui é preciso levar em consideração o usuário que ainda não entrou no sistema. E eles são muitos", contestou Márcio Fortes. "sso "O é um equívoco", rebateu Mussnich. equívoco é seu", respondeu, imediatamente, "Esse Márcio Fortes. usuário não tem acesso ao serviço. O consumidor não quer ter telefone de graça, ele quer pagar. Se a tarifa for competitiva, não vai precisar de pistolão para se conseguir um telefone. Nossa responsabilidade não é a de dar melhores serviços para os que já têm telefone. Assim vamos correr o risco de repetir o modelo chileno", concluiu o deputado. Mussnich acha necessária a modernização das telecomunicações em beneficio do usuário. E cncerrou a discussão com uma fina ironia: "O Congresso não se importa com o usuário em qualquer nível. O PT tem uma grande chance de assumir no Congresso a defesa do usuário." Mas também houve consensos. Os debatedores concordaram que o projeto aprovado pela Câmara pode ser alterado pelo Senado, e que por isso è bom ver o que os senadores pensam sobre o tema. Outro ponto de convergência foi sobre a necessidade de limitar o poder do Estado no setor. E que o novo sistema tem que trazer ganhos para os usuários. Todos acham que chegou a hora da iniciativa privada provar que pode fazer os investimentos necessários para suprir esses atrasos. A disputa política que quase rachou a base de sustentação do governo na Câmara foi classificada de queda-de-braço pelo deputado Jaques Wagner (PT-BA) e de idiota por Márcio Fortes. O racha colocou de um lado o PFL contrário a qualquer limite para a participação do capital internacional u0 Congresso não se importa com o usuário em qualquer nível. O PT tem uma chance de assumir a defesa do usuário. O Congresso tinha que ousar mais e não está ousando nada" Francisco Mussnich é destaque no debate sobre telecomunicação TELEC0MUN1CAQQES nas futuras empresas do setor e do do setor outro o PSDB privado, como aconteceu com a que defendeu a participação dos estrangeiros no máximo a 49% o Estado passa a cuidar do interesse priva- Mendes Júnior. Nesse momento, afirmou, do capital votante. do. Mussnich disse que o controle não será O deputado petista discordou do diretor da ABTA, quando este disse que as determinado pela quantidade de ações e sim pela tecnologia. Márcio Fortes foi novas empresas de telecomunicações devem ter uma preocupação social. "A fun- mais duro e criticou o relatório do deputado Arolde de Oliveira (PFL-RJ). Segundo Fortes, a composição do capital votan- empresa estrangeira vai investir no Brasil ção da empresa é gerar lucro. Nenhuma JBTELTBRAS te é irrelevante nesse caso. O importante, afirmou, com preocupação social", rebateu Jaques Wagner. é o dinheiro. Cobrado por Mussnich, que criticou a inoperância do Congresso, Wagner argumentou que, no Para o diretor da Associação Brasileira das Televisões por Assinatura (ABTA), Carlos Menezes, a criação do órgão regulador determinará o Brasil, os deputados são obrigados a uma maratona para se elegerem, e depois ficam presos a com- fim do Ministério das Comunicações. "Talvez tenha sido essa a preocupação do ministro Sérgio campanhas, sem autonomia de voto. "O Congrespromissos assumidos com os financiadores de suas Motta. ao querer que o seu Ministério continuasse so não consegue exercer seu papel por causa desses a cuidar da questão das telecomunicações", disse. compromissos", lamentou. Menezes acha que daqui para frente o debate Menezes trouxe o tema do Estado de volta â sobre a nova lei, agora no Senado, deve ser sobre a discussão. Ressaltou que é necessário reconstruir o definição de quais serviços serão objeto de monopólio e quais passam para a iniciativa não deve ser confundido com o governo, Estado, que privada. O diretor da ABTA também lembrou que é diretor da ABTA. cabe ao Estado atender á socieda- que é transitório. Nessa reestruturação, acentuou o preciso discutir o futuro das teles estaduais. de. satisfazendo a demanda reprimida Jaques Wagner admitiu que. com a aprovação "Não por telecomunicações. Jaques Wagner contestou: se pode da lei pela Câmara, haverá novo alinhamento de "O falar em prioridade para telecomunicações de alta forças dentro do Congresso. monopólio esta tecnologia em um pais onde grande parte ái população não tem acesso sequer ao vaso sanitário. Na quebrado. Temos que decidir se vamos fazer uma lei comercial, que vai proteger o usuário, ou predatória. sem regulação nenhuma". nem luz elétrica", lembrou o deputado baiano. Bahia, anda-se quilômetros em lugares onde não há O deputado petista surpreendeu os debatedores ao dizer: "É Jaques Wagner criticou os que querem a abertura nas telecomunicações para atuar apenas nos preciso discutir o tema sem mistificações de certo ou errado." Segundo ele. o Estado grandes centros urbanos. "Se vai privatizar, quem deve cuidar das coisas públicas. Nesse instante. leva o filé leva também o osso", arrematou. Mussnich disse que Jaques Wagner era mais moderado do que o próprio PSDB. "Vou transferir meu Segundo o deputado petista, a estatização da título para a Bahia, só para votar no deputado", telefonia foi resultado do desinteresse da iniciativa brincou Antônio Athayde. Mas Márcio Fortes privada em investir no setor. "Até 1972, o mercado "Não "Não alertou: se iluda que ele é um capeta." estava aberto a quem quisesse", disse. é "A (Todos riram.) verdade", retrucou Mussnich. Telebrás já e Jaques Wagner alertou também para o fato de privatizada, porque tem 83% de todo seu capital que esse mesmo Estado não pode assumir dividas em bolsas." Falcão alertou para a necessidade de se criar mecanismos de formação de poupança para financiar os grandes investimentos de que precisa o setor. Márcio Fortes quis saber qual a estimativa do diretor do catu para os investimentos. "Zilhões de dólares", escapou Falcão. O deputado do PSDB aproveitou para criticar a Telebrás, por ter investido apenas USS 10 bilhões entre 1975 e Falcão concordou, mas salientou que só para este ano a estatal programou investimentos de USS 7 bilhões. Segundo Falcão, esses USS 7 bilhões eqüivalem ao valor das ações que o governo detém da Telebrás. Márcio Fortes ressaltou que os investimentos em telecomunicações estavam paralisados desde 1980, quando cessou o fluxo de recursos externos."quem não ousa é a iniciativa privada. E falo isso com a autoridade de empresário", criticou. José Luiz Alquéres ressaltou a importância da estabilidade das regras. Ele lembrou que no setor elétrico a Escelsa vem lutando para obter um reajuste do governo federal, que, segundo Alquéres, estava previsto pelas regras do edital de venda "O da empresa, privatizada em julho de governo tem que respeitar as leis. Por isso, o novo órgão regulador tem que ter na cabeça que sya função é a de ser um "Ê guarda permanente." nossa tradição que os governos não honreín o que propõem. sso abala nossa imagem no exíerior", concordou Márcio Fortes. Antônio Athayde aproveitou para citar um fato curioso que viu na "Lá Alemanha: existe um clube de odiadores de empresas estatais. São pessoas que se correspondem pela nternet." No fim do debate, Márcio Fortes e Mussnich voltaram a polemizar. "O Congresso irá a reboque dos fatos", disse o deputado. "O Congresso tinha que ousar mais", afirmou o advogado. "Eu acho que estamos ousando", defendeu-se Márcio Fortes. eu acho que não estão ousando nada", "Pois afirmou Mussnich. Mas os dois encerraram afirmando terem respeito pela opinião do outro. "A função da empresa é gerar lucro. Nenhuma empresa estrangeira vai investir no Brasil com visão social. O monopólio está quebrado." JaquesWagner WplE. 1 _ cientifica lovatn cientifica nao não conseguiram prever prevcr que quando o ultv leis fv?>s devem iltvcili hogem homem chegasse à a Lua, a tcvc tevê estaria cstaria lá la para que transmitir transmitir o Ppffi-_ feito. Muitos Muiios teve W$mm a.. fiamiil* tponalnrria 0 Bg Br<»lwr- previram que a tevê seria o /í/tf Brother, que ficaria nos vigiando o figiandd tempo \ oclajl. seguir tecnologia l.\yvllv/lvf&lcl. todo. Aconteceu exatamente o contrário. contrario. Nós Nos éc HBLk \ Ji _ "Esse que. raves teve, esta WjAll-; : Esse processo pelo qual passa o pais é e desafiador. (or As novas tecnologias mtroduzem introduzem elementos deputados desatia- acontecendo que. através da tevê, ficamos de olho no que está acontecendo no Congresso c sabemos sabcmos o que os deputados e senadores estão estao fazendo por nós. nos. is wtov que que a Lemsativo,, Cn - f. Tr-i podem tornar a tarefa do Legislativo i/ i mais.t. As inlormacao sao lenodificil. difícil. Vejamosiumexemmp: exemplo: opnmeirosateute primeiro satélite foi As super-rodovias da loi,.,.., informação são um, fenómeno mais mats recente. retente. Visitei \isitei algumas exposures iincado satehtes artificials....,, *. - is i, io<7 u meno exposições, sobre as ul-services, comunicacao de alta capacidade, 1 os consumidores podem 1 captar nronoem J jull-services, redes de lançado em ,,.., fnh j,. -it Hoje, com os satélites artificiais, bre..... comunicação. que se )s mssb-, as usuanos. "tl, M as imagens unagens em casa, usando pequenas antenas. L propõem atender às necessidades dos usuários.. - Bias Elas só so têm tern uma coisa em comum: não nao funcionam. functonam. -* $w9hhl Países ilt Paises que tentam evitar o avanço avanyo das comunicações, canoes, fracassam. Foi ocasodo ra. rã. Osestudantes familias comuni* ss0 sso acontece porque as pessoas não nao usam. usatn. As famílias americanas têm tem hábitos habitos culturais arraiga- fizeram fizcram antenas a partir de panelas e captaram jos dos. Elas gas usam o 0 novo sistema cmissoras paises. digitaliza?so, e param. e por uma semana e geracoes. "Hr emissoras de outros países. A digitalização, que è a param. transformação transformagao de sinais em bits hits de computador, computador. vaousara A grande pergunta é se as novas gerações vão a nova tecnologia. BiMwin" m 0* «1NS leva à * convergência. convergencia. Essa l-.ssii nova tecnologia está esta! eva 0 y t0 6 id& inleressante. Francisco Jgussnich: o Congresso precisa ousar levando os qs donos de jornais a se preocuparem se exjs(ir O teleporto é uma idéia interessante. Ele deve existir onde há w demanda. Fernanda. Você Voce não nao tem necessida- eles existirao existirão no futuro.! tit tiro. Os grandes jornais já ja je de de ter ler um local ij especifico espccillco começaram a mudar idar seus proced.mentos, procedimentos, de cole- te, para construir um teleporto. Não N-0 faz sentido semido definir dcfimr um oca, local específico para construir conslriur um. JORNAL DO BRASL, que entrou na nternet nternet. q X{_ tores e distribuidores de informações..nfgiia?oes. E o caso do r,co Mussnich critica O Brasil tem lcm chancibs chances de tirar benefícios beneficios do atraso. A compressão > de sinais é e outra novidade que yaj Vai cometer COmeter menos erros na escolha da tecnologia. limitação ao está aí. í: a tecnologia que leva você voce a transmitir Um exemplo: o grupo gru[x> Globo investiu em pesquisas apenas o que mudou idou desde a última ultima transmissão. transmissao. para para saber o que acontece em tevê teve por assinatura. Você só emite as novidades e não nao o todo. sso lsso vai Vtunos Vamos nos beneficiar com as experiências experiencias da Argen- capital externo baratear o processo. Hoje, Hoje. o espectro e a freqüêricia são finitos. Por isso temos frequen- tina, do México Mexico e dos Estados Unidos. "O Brasil chegou atrasado nessa questão de regulamentar o setor de telecomunicações. E com isso. o que legislar sobre e o-tssunto assunto, Mai por assinatura e já temos o Sandra do Souza Mal ingressamos na teve tevê usuário é o maior prejudicado. Aqui, o Estado está MMDS, os satélites e outras acima de tudo. As reclamações acabam no Judiciário, tecnologias. O consumidor que está atolado. Com isso, o usuário acaba escravo brasileiro começa já podendo de suas necessidades. escolher entre várias opções. Um exemplo disso è a limitação em 49% do O legislador tem capital votante, que criar por três anos, para a participação do capital estrangeiro em empresas de telecomunicação. Qual o motivo disso? Xenofobia? O medo de que o capital estrangeiro seja mais competente? sso ò uma contradição, já que a nossa Constituição contempla a iniciativa privada. E tem mais. Hoje acontece um fenômeno jurídico interessante. O controle das empresas é exercido pela tecnologia. O limite de 49% afina o risco dos estrangeiros. Hoje em dia, ao contratar tecnologia, as empresas têm que pagar royalties. Ao limitar a participação do capital externo, o que estamos fazendo na verdade é tirar dos estrangeiros a obrigação de participar também dos riscos do negócio. A lei que foi aprovada peca em questões básicas. Ela no máximo vai forçar os advogados a uma ginástica interessante para saber como permitir ter o controle das empresas com apenas 49% das ações. Mas o objetivo da nova lei deveria ser dotar o Brasil d,e um sistema moderno, liberando o Estado das obrigações de investimentos. Agora uma coisa tem que ser dita: o Congresso precisa ousar mais. Eu faço um apelo para que os «eputados e senadores não fiquem a reboque dos fetoiíe tomem a iniciativa. Eu quero que no ano 2000 metpftlho, com seu computador, tenha livre acesso á nteftitft. Esse é o ganho que as telecomunicações podem dar à educação." jj S_ Athayde explica dos riscos de investir num país emergente, que se somam aos riscos de investir em novas tecnologias. É difícil prever o futuro. Os escritores de ficção criar regras para o setor. Eu tenho uma explicação para as fusões das grandes empresas que estão acontecendo em todas as partes do mundo. Empresas de comunicações, sqftwares, telefonia e até estúdios de cinemas. Cada um entrando na área do outro. Os empresários estão inseguros. Eles não sabem se sobreviverão no futuro e dividem os riscos entre eles. Esse fenômeno está chegando ao Brasil. O Legislativo tem que entender que esse empresário m que chega ao pais lis tem medo Antônio Antonio Athayde:.* difícil dificilprever ofuluro futuro possível possivel." mecanismos que impeçam o surgimento de cartéis. Ê importante que o empresário tenha flexibilidade para adotar novas tecnologias. Hoje o Brasil tem dificuldades de acessar a nternet com velocidade. Eu tenho sempre um ditado alemão em minha cabeça: não se fa: mais futuro como antigamente. sso hoje é im- AGRURAS DO MONOPOLO De Antônio Athayde: "Meu filho é obrigado Do deputado Márcio Fortes: "Considero uma acordar às 4 horas da manhã para fazer pesquisa, divergência completamente idiota a briga entre o através de seu computador, em uma biblioteca PFL e o PSDB. na Câmara, pela definição do estrangeira ligada à nternet. sso porque no Brasil limite de 49% à participação do capital estrangeia velocidade de acesso à rede ainda é muito lenta. ro nas empresas de telefoma. Saber com que vai Mas o avanço da tecnologia superou todas as ficar a maioria do capital não tem a menor imporprevisões. Participei de um seminário em Portugal, táncia. O controle de empresas é feito hoje por no qual um debatedor classificou a lnternet. de quem tem o domínio da tecnologia. O que vai Woodstock elettohicòrííma verdadeira zona." prevalecer é o acerto de acionistas entre si. Sandra de Spqja B * "" Smrrfe Marcio Fortes: controla quem tem a tecnologia Fortes diz que que há um grande atraso a superar "Antes de mais nada, esclareço que não sou, como disse o deputado Jaques Wagner, o representante do governo no debate. Estou aqui é como um deputado do partido do governo. Feito o esclarecimento, entro no tema do debate. As telecomunicações são vitais para que o Brasil supere o subdesenvolvimento. Há nesse setor um atraso enorme a superar. As telecomunicações vão ajudar o Brasil a dar um salto. Basta que se considere o que poderá ser feito na educação, na saúde e na segurança com a aplicação da moderna tecnologia das comunicações. sso exige que se adote para as telecomunicações um novo modelo, baseado na quebra do monopólio que até então era exercido pelo Estado. A quebra do monopólio nos coloca diante de uma responsabilidade maior, que é a de exercer o poder estatal em termos de regulação de todo o setor, não só da telefonia celular e das comunicações por satélite. Uma das funções do órgão regulador será atrair investimentos para um mercado que está reprimido. Temos hoje 800 mil telefones celulares e a projeção, baseada na demanda, indica que deveremos salta)- para três milhões em um ano e meio. Considero uma divergência completamente idiota a briga causada na Câmara pela definição do liíftjlç de 49% para participação do capital estrangeiro.njs empresas de telecomunicações. A maioria de capital não tem a menor importância. O controle de empresas é feito, hoje, por quem tem o domínio da tecrtologia. O que vai prevalecer na abertura é o acerto que os acionistas farão entre si. Não concordo que a receita das estatais de tel municações j serem privatizadas seja destinada ao Ministério das Comunicações, como ficou estabelecido no projeto.

27 , 22 jornaldobrasil OUNTA-FERA, 23 DE MACVDE 19$6 Cidade Via Dutra pode 0 ficar interditada dois meses Obra de emergencia para recuperar pilar de ponte sobre o Rio Pavuna leva ao fechamento de trecho da rodovia do principal pais Durante um periodo que pode chegar a ate dois gam as obras de demoligao e reconstrugao de duas aumentar o risco de roubo de cargas. 0 presidente da malmente, esse nicscs, principal rodovia do Brasil a Via Dutra, vai pontes na Avenida Brasil. Juntas, as obras de emergen- Nova Dutra, Evandro Sarubby, pretende negociar com repentinamente Em gerdh"va ne ;Jgg? da na Dutra e a reforma da Avenida Brasil criarao um o Departamento de Estradas de Rodagem do R,o isso mas nao foi S de auatro quilometros - do acesso a rodovia pela no nas vias de acesso ao Rio. (DER) uma permissao para que caminhoes usem exata que pode ter sido " Avenidi Brasil ate o Rio Pavuna na Zona Suburbans Frete - Para os caminhoes - "fque, segundo alternativa da Linha Vermelha. uma pena que caminhao com peso acima do permiudo. ja que "4"-- A imerdicao foi decidida pela Nova Dutra. empresa Nova Dutra, sao metade dos veiculos que cruzam DER nao tenha autorizado isso ainda. Mas nos vamos!e trecho ainda nao foram instaladas balangas para as que administra a estrada, depois que a ponte sobre o rodovia -, a ameaga de ruptura de um dos p.lares da insist,r". d.sse Evandro. ""otcasosrecomendados pela Nova Dutra e pelo Rio Pavuna comegou a afundar. Os mais de 40 mil ponte cnou problemas ainda maiores. 0 desvio pela pilar _ 0 presidente da Nova Dutra Osannnhos recomenaaao F garante que J os veiculos que passam pelo trecho diariamente terao que antiga_rio-sao Paulo, em pessimas conduces de con- nao ha nsco de a ponte sobre o Rio Pavuna ceder de JiJ J1 ta na Avenida Brasil deve pegar o usar a Linha Vermelha no caso dos carros e onibus servagao, representa urn acrescimo de -0 quilometros q primeir0 sjna de que havia problemas na ponte t vo d-is Missoes seeuir pela Rio-Petropolis, tomar a e a antiga estrada Rio-Sao Paulo opfiio indicada a, dos pilar. Co,Kou a afuadar. para os caminhoes..,mpnin p ui.,jl..(a i m. Uma das pistas foi mterditada e os tecmcos da Nova rv outros Dontos do Rio, o ideal e seguir direto pela Ontem, ja foi possivel pcrceber a dimensao do problema e p 1 Dutra e do DNER monitoraram a estrutura da ponte Linha Vermelha. Para os caminhoes, a recomendagao transtornocausado pela interdigao, na ahura doquilo- rar!?"op.. mas condicoes duranle toda a madrueada de ontein- manha> e pegar o Viaduto dos Cabritos e a antiga Rio-Sao metro 66: durante a tarde intcira, a Via Dutra teve um J?, r- n \. in/ pilar comecou a ceder de novo. p-mln frr 46M ciuilometro 208 da Dutra. Onpnoirrifinnniid Hp imatro ofi ometros de extensao 0 antiga Rio-Sao Paulo e muito pior. Passam pela Dutra. u""uu Paulo (bk-405). ate o quuomeuy «transito ni inha Vermelha - por onde passam 72 mil no sentido Rio-Sao Paulo, todas as mercadorias "Um que dos pilares esta sofrendo um recalque acima tem, os motonstas de caminhao de eijgmh SmSEaEf08 mil mssdm - vem do Norte para o Sul do pais ", disse o presidente do normal", disse Evandro Sarubby. Traduzmdo: o famentos pelo Centro de Duque de Caxias, na Baixad.. tambem chegou perto do colapso. 0 dia de ontem foi do Sindicarga, Eduardo Rebuzzi. que espera ter ainda pilar comegou a entortar e alundou ma.s do que Flum.nense onde o asfalto nao e adcquado para u arenas um aviso do que vem por ai: em junho come- hoje um estudo que indique, tambem. se o desvio vai devena. pondo em nsco a estrutura da ponte. Nor- tas de grande porte. Antônio lacorda Locofdj Nova Dutra garante ntonio que monitora pontes presidenteda O da Nova Dutra, Dutra. empresa que adminis- A*. Sarubby, J" i," jim fen" tra a Via Dutra desde novembro, Evandro Sarubby. 5 afirma ofiirma nao ha que não há motivos para alarme por causa dos iiyl.v.*». *. problemas com a ponte que cruza o Rio Pavuna. fi * tsi Segundo ele. ele, não nao há ha riscos nos cerca de 300 viadutos e rol >* Www estao ( < V pontes yr T-, s <.<>!- da rodovia, que estão monitorados dia e noite. "A Dutra estava em péssimo pessimo estado, estado. agora está esta um,, t... y "" 2H pouco melhor. Ê t uma estrada na UT1,. mas não nao ha t!,.j., /. n risco nsco de colapso de nenhuma estrutura ao longo loneo da./ 9 estrada", HHr ;.. garantiu. Segundo Evandro, os viadutos e pontes chamados, no jargao engenheiros..jk espcciais jargão dos engenheiros, de obras de arte especiais não nao apareceram apareccram como pon- jgji Wm&L. - r - f"/*? * tos críticos criticos nos estudos feitos pela Nova Dutra e pelo»[ DNER desde novembro. "Os problemas eram de segurança, seguranga, como falta de "«[ H9HHRh oil sinali/agao", 1;.\audio. 0» i grades ou de sinalização", explicou Evandro. O presidente da Nova Dutra explicou cxplieou que as obras são sao dividi- #& $& " 1 das em dois tipos: as velhas, contruidas junto com a HHk - # * i\ estrada (entre 1948 e 50): 50); e as novas, erguidas na / fflfr* xfe- f> duplicação duplicagao da rodovia :jtsbsssl! nuj-i j, (j&f ** Mr (1967). A ponte que apresentou li\audio, ** Pii:> ft* sb- */ problemas, ontem, era uma das novas, disse Evandro, jmbbbf.- reforçando reforgando a tese de que o afundamento foi causado ** yulavvlbii momentanea. : < u por uma sobrecarga momentânea. * Poluição Poluiao Além Alem do tempo excessivo de uso e da f&~1 i?[ * falta de manutenção, manutengao, a degradação degradagao das pontes na Via Dutra, Dutra. na Avenida Brasil e também tambem na Rodovia VVashington Luiz (Rio-Petropolis) esta *$ ** 1Tp 5 (Rio-Petrópolis) está sendo agravada Was- b.- ;. pelos efeitos da poluição. poluigao. A opinião opiniao é e do coordenador fpp. _* do programa de engenharia de materiais matenais da Coordena- < X< gao Pos-Graduagao, jjhmhm >r ção de Pós-Graduação de Pesquisa em Engenharia Janeiro. W N vh f* (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, *v t* <!< 2j >»professor Luiz Roberto Martins de Miranda. Segundo SHSb J / \ <6» quumcos mdustriais.< r & J o professor, os dejetos químicos industriais existentes *, " 4 " - i - *"" J! / *- * nos rios que cruzam essas vias infiltram-se nas pilastras > de concreto das pontes, acelerando a oxidação oxidagao das HH *"<"*.»? v - W estruturas internas, feitas de ferro. rpfp? * * 4** <*. V"-jHHHP passado, K*>t t No ano passado. Luiz Roberto coordenou um estudo ruvmcmiiut avlemoligao tres p:issiiela> ie Pv - - * que recomendou a demolição de trés passarelas de /" ""/ «* pedestres da flumitrens, também oxidadas por diversas infiltrações. Mesmo sem ter visitado ainda a O trecho du S y.-i., i j- v - i «.,... p * y : v f i «-., - ponte ponte sobre o Rio Pcmuui ficará intcr<litit(lopor dois meses e as opç oes para os motoristas passam a ser a Linha Vermelha e a antiga Rio-São Paulo interditada sobre o Rio Pavuna, na Dutra, nem as pontes sobre o Canal do Cunha, Cunha. na Avenida Brasil, ipw,,... n..fa que serão serao demolidas no princípio principio de junho, o professor JLCSV10 Desvio aumenta rtulllcllcl o O não tem dúvidas de que a situação nesses locais foi "O piorada pela poluição. poluigao. excesso de gás g;is sulftdrico sulfidrieo Problemas e muitas caminho em 20 km promessas caminho emanado de rios poluídos poluidos deteriora a parte externa do. n, dfls nnilnmetros>sfaltados da atual rodovia Cons- Os caminhoneiros no d.reto delerro, A Via Dutra rodovta de, que passam pela Via Dutra 110 concreto e. em contato direto com a estrutura ferro, JB?utSkaSeta RioS Paulo sentido Rio-São Rio-Sao Paulo têm, tem, a ontem., maior volume de tralego do vnttl/ partir de ontem, mais acelera o seu Wi=.P i p..,j lima \r, c-iminho" alem trinsito - processo de ferrugem", diz. Luiz. "gravissimo" pais, com um movimento de 25 1 alem de ser toda asfaltada, tem cerca de 100 jmm prfra Grave Roberto considerou "gravíssimo" "pedra uma no meio do caminho", além do trânsito o )DM v.a nggjmmlw obngou administrate nnlhoes de veiculos por ano, e iulilly JlkiA quilometros a menos que a original. so5re intenso da rodovia. Depois do fechamento da ponte problema que obrigou a nova administradora da Dutra a interditar ás pistas foram duphcadas e cinco anos nuar 0 Rl0 pavuna, cles serao mterditar as a Avenida brasil, principal via gbhn jjb Em 1967, as sobre o Rio da Pavuna, eles serão obrigados a continuar a Rio-Sao surpreendente que nenhuma dessas pontes, tanto expressa do Rio, encontram-se «depois a Dutra transformou-se na primeira estrada Paulo "E pressas a ponte sobre o Rio Pavuna. "Ê pela Avenida Brasil e entrar na antiga Rio-São ja nao e trafego nao ha algum tempo em precarias _ federal Paulo (BR- 465), na Via Dutra como na Avenida Brasil, não tenham já que não é permitido o tráfego de a cobrar pedagio. Na dkada de 70, a rodo- veiculos decarea sao nao condigdes. Agora, ambas ficarao interditadas du- vja veículos carga na Linha Vermelha. caido ainda. Todas elas são muito antigas, e não ja era famosa por seus problemas: buracos, Com 0 jo 0s caminhoes terao manutengao rante o mes de junho, para obras de recuperagao sinalizagao Com o desvio, os caminhões terão recebem nenhuma manutenção preventiva. E de admirar que estejam de 0 excesso de trafego agravava a situagao,... BR465 pistas_contra degradagao pé até hoje", acredita. precaria e capim invadindo o acosta- ma]s que percorrer quilometros pe ate O _ pnmeiro passo para a reforma da Via Dutra ment0. mais 20 quilômetros e enfrentar dificuldades maiores, O problema da degradação pela poluição poluigao ocorre há ha foi sua transferencejpara a iniciativa pmada. No elevandq o numero de acidentes - uma media de Jja já que 1yja a BR-465 só possui duas contra quatro djvcnos quebra-moas locals. dia 25 de maio de 199? ioi anunciada a vencedora 400 da Via Dutra algum tempo em pelo menos dois locais. No mortos e mais de 3 mil acidentes por ano. a,, tem diversos quebra-molas e apresenta alguns trechos em condições trcchos condig6cs precarias, improprias 95. ponies 0 Sarapui. Rio-Petro- principio da hctagao dapnvao davitotomno m de 95, duas pontes sobre o Rio Sarapui, na Rio-Petròpolis, polls, próximo proximo a Duque de Caxias, tiveram que ser Camargo Correa Andrade GuU Pelo contrato, freu para veículos pesados. Na parte que vai da Avenida precárias, impróprias m Q idente Juscelino Kubitschek so- para veiculos fata, no quii6metro 328 da estra- ate quilometro 0 esta 0 consorcio tena q az r g. da. Brasil até a altura do reformadas depois O numero de mortes diminuiu depois que, em ondulagoes. quilometro e - que constatou-se que as estruturas quilômetro 45, o asfalto está das pilastras há ha 20 anos sem manutenção manutengao - num prazo de seismescs, e de sowrro,m cheio de buracos e ondulações. O estavam oxidadas devido á ação do rio. g gratuitamente os acidentados. Em cinco anos os A Rio-Sao Brasil. ma.s Rb 2,39, em maio deste ano. Ma akm das obra quilômetro 40 é onde qs do Asfalt0 a atender asltua9aoseenconlra maiscritica yam a agao an es e comegar a co rar cs pe. a situação se encontra critica. A antiga Rio-São Paulo tem acostamentos de terra Na Avenida Brasil, ocorre um caso ainda mais de 35%> e eirculam onibus munic-,grave: ha es arem atmadas, 0 valor do pedagio ja aumentou batida e nela circulam ainda ônibus de linhas munici- há cinco anos, uma pequena ponte sobre um fo. munid 0 an0 0 córrego Jcorrego que cruzaiaavenida, a na altura da Penha, foi pa S,.. pais. Nessa parte, a estrada atravessa o bairro Dora p. ms>uido O nrefeito Cesar eastos em Seropedica. ha comercio, A primeira viagem de carro entre 0 Rio e Sao passado. U preteito Lesar Maia condenado previa gasios cm Bosco, em, Seropédica. onde,,, há comércio, casas e t A, - pelo DER por estar com suas estruturas exeessivamente 0 Exercito Paulo foi feita pelo conde frances Lesdain. em 1908 torno de RS 127 milhoes, em projetos com a excessivamente oxidadas. No local, o Exército instalou part u- escolas de * ambos os lados da pista. Apesar disso, não S CnosS lima metalica movel, ate ele levou 36 dias. Em 1928, o presidente Was- pagao do setor pnvado. Algumas obras foram Acomit existem uma ponte metálica móvel, que funcionaria ali até passarelas nem sinais luminosos. que atrobelamento nor laui mes substituida; hington Luis inaugurou a Rio-Sao Paulo, que tinha tas mas os problemas contmuam. naugurada em.xtonteo "Acontece muito nmto atropelamento.itroptl. "lr a antiga fosse demolida e substituída. Com a troca de por aqui. No mês direlores 6,gao. entan.o, demolitao so. oo.ro.ratado. Some no dia 19 de Janeiro * 1940 Com 58 qmtaelros de ex,ensao a Aven.da p. swdo. nn, carro diretores do órgão, no entanto, a demolição foi suspensa, a ponte do Exército retirada, e a velha, conde- passado, um cárro pegou uma moça aqui na frente e pensa. Exercito retirada. velha. 1951, o presidente Eurico Gaspar Dutra entregou os Brasil recebe hoje 250 mil veiculos por dia. GilStoDias ela está em cadeira de rodas" comeruano contou o comercia Gilberto Dias. nada. continuou sendo usada.

28 ... QUNTA-FERA, QUNTA-FERA, 23 DC DE MAO DE 1996 CDADE CDADE JORNAL JORNAL DO BRASL O O Obstaculos Obstáculos nos dois acessos ao Rio ZZ?JZ principais principals i a afundar aiundar e a a Nova Dutra decidiu interditar o trecho, para evitar o j: 7 i -, ni ; v-nní K is-zz ÍMfãÊÊÊÊWà rifco d t k "m desabamento. Ai opção indicada para carros ei ômbus 1 /.?- :< i" nuniif í;: a jwamm r : ; siop,«o(br.465): Linha Vermelha. Os caminhões terão que seguir pela antiga Rio- / JAPER QUEMADOS SürJK»./... São Paulo (BR-465). %Billlllfa. V, SAO %- gjii 1 1 SA0 JOÃO JOAO DE MERT MERT) / <t :f Bl!cnpn BELF0RD ROXO pnyn \ \% /. TAGUAl \r y / :.. v V nelha - v;v) >An- k «to- Unha Vermelha SAOJOÂO -". DEMERT 1 j? JV.VTV ap* -X > %?, NOVA GUAQU v<<,r i MERT <á. pavjggovernaoof w> P«««Wo GOVERNADOR 1.???&» NlAPOLS 5 PAVUNA.r y Rto Pavuna NLÚPOLS * DESVO PARA ARROS E 6H1BU8 BONSUCESSO Trecho roc am wn obf obra MANGUNHOS Avenida Brasil : / % Jk * campo granoe R, d e Jane,ro centro - CENTRO -.treclio Jfe Vi% " CAMPO GRANDE -trecho sobre o Canal do Cunha X SANTA CRUZ.. k % y Duas pontes sobre o Canal do Cunha, na Avenida Brasil, -%.*,..., #>*rls serao reconslruldas..v %?% \ %% BARRA OA TUUCA mill serão demolidas e reconstruídas. De acordo com a 1 eslruturas Secretaria Municipal de Obras, as estruturas atuais ws. ameaçam desabar. Com isso, oito das 14 pistas da J Ji,t. H mi in :;3S;.Ss «SSd, 1?? p»- "" -."." " " - Manguinhos, avenida ficarão interditadas, na altura da Refinaria de SÜfiiiS» Manguinhos, a apartirdomes mês quevem. «y» f. 1 DESVO PARA 1 * i t* * SuSrc >v. f>a P *, j*m LHADOGOVERNADOR i ; OS CAMNHÕES CAMNHdES d A $1 /? t:? J fr Ml _ "8 n r 0 1 / / i > A -m- vr~*d ~! 5\/ BatatteGuaraten na-_mmahmmmhhhbnbbni i, vjw BatacteGwatwn > s* PpOHSHHWi rrahx TTfH ll J j v. v. ES Vi \ -w-si pyl Fi 11 Bri 4 FMnTTri l i V K_ T 4 jh k mamguihhos.. -/ / CAJU Eiiirmi fel HL jbll 8 B B ih M BWbB /7\ Trecho L.AlnSK ap 5S8BB5y3K!Etf3 HGBJaBMlMfiaffllfflBSCTffllMSfM *m em obra olir.i > varcuto$pa$sam 6 extensio de$vlo 60 ofim wfcolw Céiàitêite. veículos passam é a extensão do desvio que os é o tempo previsto para veículos passam pamm Hnhasdeanibus linhas ônibus //TV Sfdiariameitle pelo camlntisas serto interdigso ito imcho dlarianwnte municipals ifaçaju \ diariamente paio trecho caminhões serso obrigados a da interdição do trwtio da Via diariamente pela Avenida municipais e /ZA\ Dutra. peia antl$a Ostfiaiteoa tando finibus intermunieipais «eüftutadfj trafsoam Martgainhos C] interditado da Via Outra. parcorrer, paia antijja Dutra. técnicos trabalham Brasil, sendo 6 mil Ônibus intermunicipais trafegam i Rio-S3o pram. 4 mli camlnhi5w. pela >C Metade é de caminhoes. rodovia Rio-SSo Pauio. para reduzir este prazo. :r4mii caminhões. peia Avenida Brasil. Avenida Brasil é a Apesar da interdição da Via Dutra, CET-Rio mantém obra na A Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CET-Rio) e o Departamento Geral de Vias Urbanas (DGVU) garantem que, mesmo sendo realizadas simultãneamente, as obras na Avenida Brasil e na Rodovia Presidente Dutra não trarão maiores problemas ao trânsito. Os dois órgãos confirmaram para junho o inicio das obras de demolição e reconstrução das duas pontes sobre o Canal do Cunha, na Avenida Brasil, na altura de Manguinhos. Mas o DGVU estuda a possibilidade de construir uma ponte provisória sobre o Canal e a CET-Rio promete que não fechará as oito pistas das duas pontes ao mesmo tempo. "Ninguém aqui é maluco de fechar as oito pistas de uma vez só", garante o diretor de vias especiais da CET-Rio, Guilherme Alonso. "Uma ponte cm aço pode ser erguida. Enquanto durarem as obras, ela estará na Avenida Brasil. e depois pode até ser transferida para outro lugar", sugere o diretor do DGVU, João Afonso Saint-Romain. As pontes sobre o Canal do Cunha estão com suas estruturas comprometidas desde 94, já se constatou seu afundamento em 15 centímetros. e precisam de re- ponte sobre o Canal do paros com urgência, segundo o quatro pistas", lembra Saint- DGVU. As pistas no sentido Centro-Zona Norte estão em pior es- As duas pontes foram cons- Martin. tado de conservação e devem ser truidas em 1945 e duplicadas em as primeiras a entrar em obras e, desde então, não entraram "Como a Dutra também estará em obras. "Por falta de recursos, fechada no mesmo sentido (Rio- o governo estadual, que era responsável pela Avenida Brasil até São Paulo), podemos aproveitar para fazermos primeiro essa ponte", disse Guilherme. panhando este problema", afir- dois anos atrás, não vinha acom- Desde a constatação do problema de estrutura, há dois meses, c viadutos da Avenida se enconmou Saint-Martin. Outras pontes já foram feitos estaqueamentos na tram no mesmo estágio de desgaste. É certo, porém, que não serão ponte, no sentido Centro-Zona Norte, o que garante uma sobrevida á estrutura. "Quando fechadas as oito pistas ao mesmo "Talvez pusemos as estacas, ninguém notou, e das duas, talvez quatro, ainda não tempo. sejam interdita- chegamos a interditar duas das sabemos", disse Guilherme. próxima Cunha, mas já pensa em mudar o projeto BRASL bgm BNDE. FNAME BNDESPAR AVSO DE LCTAÇAO TOMADA DE PREÇOS AA/GEJUR-06/96 OBJETO: Aquisição da 200 (duzentos) mpressoras com tecnologia jato de tinta. RECEBMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES: Dia 24 (vinte e quatro) de junho do 1996, às 15:00h, no Centro de Treinamento do EDSERJ, 3Ítuado na Av. República do Chile n 100 Rio de Janeiro - RJ. EDTAL COMPLETO: A disposição dos interessados na Av. Republica do Chile nu 100, 3" andar, sala 324, das 14:30 à3 17:30h, telefono: (021) Rk) de Janeiro, 22 de maio de Carlos Roberto Lopes Haude Gerente Jurídico da Área de Administração. - Obra tumultua trânsito na Lagoa Uma obra de alargamento do acesso ao Túnel Reboliças na saida da Avenida Borges de Medeiros, sem qualquer sinalização ou comunicado prévio aos motoristas, tornou o trânsito ainda mais caótico no local na manhã de ontem. Diante da ausência de luncionários da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) e da Secretaria Municipal de Obras, um policial militar e dois motocidistas do 23 BPM (Leblon) - que fazem o policiamento no tunel tentavam controlar o engarrafamento que se estendeu até São Conrado, com reflexos também na Avenida Epitacio Pessoa. Segundo o coordenador de Vias Especiais da Secretaria Mniripai de Obras. Guilherme Alonso, o problema aconteceu porque houve a perfuração de um cano de água durante as obras. "Provaselmente os funcionários da Cedae mexeram nos gelos txiianos para consertar o cano ontem pela manhã e isso estreitou ainda mais a pista", explicou. As obras, que deverão acabar com os congestionamentos na Borges de Medeiros, continuarão nas próximas duas semanas. Aos motoristas restou um exercício redobrado de paciência. O trajeto da Barra da Tijuca ate o acesso ao Rebouças, por exemplo que normalmente é percorrido em 40 minutos. bateu o recorde de duas horas. Para ir da Rua Jardim Botânico até o local, distâncif coberta em 15 minutos, os motoristas perdiam cerca de 40 "Já minutos. estou acostumado com os engarrafamentos neste local. mas hoje (ontem) está demais. Ainda bem que sempre carrego um livro no porta-luvas", reclamou o engenheiro Carlos de Oliveira, de 40 anos. a H PS SUL AMERCA SAÚDE 365 dtón«s, incluindo ocupação df UT 5UL AMERJCA Livre escolha de rr*d»cos. hosp. e lato.. Cobertura de ADS Vendendo saúde desde R95 condita.«mg <""3Qdm TREND CORRETORA SEQ VOCÊ JÁ USOU SEU CARTÃO HOJE??H Companhia Vale do Rio Doce BRAM MNSTÉRO DE MNAS E ENERGA SUPERNTENDÊNCA DA ESTRADA Face alterações promovidas no Editai de Conconôncia CSL-SUEST 03096, estamos estabelecendo nova programação que constara de publicação no uuu de 23/05/96. Objeto: Prestação de serviços para desmontagem, recuperação e montagem de truques e componentes de truques de locomotivas da CVHU, a serem executados na Oficina de Locomotivas, Superintendência da Estrada, em Tubarão, município de Vitória. Estado do Espírito Santo. SUPERNTENDÊNCA DA ESTRADA DE FERRO CARAJAS Tomada de Preços SUFECn* 006/96... j.ir_ Locação de um caminhão equipado com guindauto tipo Munck e umaempilhckletr a serem utilizados pela Companhia Vale do Rio Doce. em Sao Uiis-MA. Prazo_/ju dias. O Edital estara disponível para ser lido e/ou obtido a partir do dia Ob.wao, no Prédio do DEMAQ-Departamento de Supnmentos e Contratos, na «v. aos Portugueses s/n - Anjo da Guarda, em São Lui3-MA. (Mas informaçoe3 no DOU de 22, 23 e 24/05/96) ṠUPERNTENDÊNCA DE FNANÇAS Concorrência SUFN/DESEF n*001/96 a. oiifrrade Contratação de SEGURO DE RSCOS DE ENGENHARA - QUEB MÁQUNAS para cobertura de seu3 bens e de terceiros sob sua responsabiiidaae. (Mais informações no DOU de 23/05/96). Brail Wkf$ll Melhor B fcg Jag M a..1d<b8lt-jm-j»mikpj[plwfch1pprtwfcmkmmbm Jk Jk 1 Hi mm A ftnwu ffffbhh também -* i > *» no preço

29 *JA JORNAL DO BRASL CDADE QUNTA-FERA. 23 DE M AKfpE Caixa de correio m R$ 7 mil por Novo escândalo do Rio Cidade mostra superfaturamento na instalação de coletores de cartas, que custam o preço de uma moto "Não irregularidade ROLLAND GANOTT nas obras. vou tornar nenhuma O superfaturamento do mobiliário urbano do Rio iniciativa. Não trato mais deste assunto. Acabou", di/. Cidade pode fazer com que a prefeitura pague por uma o prefeito. A atitude dele foi seguida ontem por seus caixa de correio quase o mesmo preço de uma Honda principais assessores. A secretária municipal de Obras, CB 450, zero quilômetro (RS 7.542,00). O Sistema de Angela Fonti, o subsecretário de Obras, Ronald Visconti, e a controladora Orçamento de Obras (SO) que calcula, geral previamente, do município em exerci- os valores a serem desembolsados pela execução do projeto estebelece o pagamento de RS 21 mil por três dessas caixas a serem instaladas em Bonsuccsso, subúrbio da Leopoldina. Já na Pavuna (Zona Suburbana), o Rio Cidade vai pagar RS 2.502,50 por um conjunto de 13 caixas (RS 192,50, cada). O diretor dos Correios no R rio, Al exandre Pinheiro, disse desçonhecer qualquer intenção da prefeitura em -instalar caixas da companhia uma atribuição dos Correios. Embora não saiba o preço exato de uma caixa, afirmou que o valor de RS 7 mil é "absurdo". O presidente da CP da Câmara Municipal que apura as obras do Rio Cidade, vereador Fernando William (PDT), se disse espantado com o valor da caixa superfaturada. levantado pelo JORNAL DO BRASL. " É a situação mais absurda encontrada até agora", disse. Ontem, a CPJ decidiu convocar a secretária municipal de Obras, Ângela Fonti, e o controlador-geral do município, Lino Martins, para esclarecerem as denúncias de superfaturamento na compra de material para o projeto de reurbanização de 15 bairros da cidade. No final das obras, terão sido gastos cerca de RS 206 milhões dos cofres municipais. Caixas em dobro Pelo preço de uma única coletora de carta do projeto em Bonsuccsso. a prefeitura poderia adquirir e espalhar por Madureira, no subúrbio da Central, o dobro de caixas de correio destinados àquele bairro: para Madureira, a Secretaria Municipal de Obras recomendou à empreiteira contratada para a obra de reurbanização a compra e instalação de 16 coletoras a preço total de RS 3.440,00 (RS 215,00, cada). Cada uma das 13 caixas usadas no Rio Cidade de Vila sabel sairá por RS O valor da caixa de correio para Bonsuccsso chega a ser mais alto que a construção de um quiosque, também para o recebimento de correspondência, no Projeto é depredado em Copacabana FÁBO varsano O recém-inaugurado projeto Rjo Cidade em Copacabana já dá sinais de falta de manutenção. Sinais depredados, pontos de ônibus pichados e postes cobertos de cartazes são exemplos de que as obras de embelezamento do bairro correm o risco de não curarem muito. /\ má conservação já está irritando os moradores apenas uma semana depois da festa promovida pela prefeitura que celebrou "a entrega dos novos equipamentos à população", como gosta de discursar o prefeito César Maia. Na esquina da Avenida Nossa Senhora de Copacabana com a Rua Júlio de Castilhos, vândalos deixaram o sinal de pedestres compjetamente torto. Mal dá para ver quando acendem as luzes verde e vermelha. Dos novos pontos de ônibus instalados na avenida, quase tòdos estão sujos com as indecifráveis inscrições dos pichadorcs: entre as ruas Constante Ramos e Santa Clara; entre Figueiredo de Maga- hães e Siqueira Campos; entre Hiferio de Gouvèa e Paula Freitas: e muitos outros. "Acho lamentáveis essas atitudes de vandalismo. De um dia para o outro, vi muitos lugares que não estavam pichados amanhecerem sujos", afirmou o aposentado Fernando Figueiredo, morador do Posto 6 há cinco anos. Para ele. no entanto, o principal problema é a "Fizeram falta de conservação. uma obra maravilhosa, mas não adianta nada se não houver manutenção. Os mendigos dormem em qualquer lugar, sujam tudo c ninguém toma nenhuma providência", protestou ele, que também pediu para que sejam plantadas mais árvores na Avenida Nossa Senhora de Copacabana. Poluição visual Em alguns trechos da avenida, há apenas mudas de árvores. Outro problema são os novos e caríssimos postes de iluminação que se transformaram em espaço gratuito para propaganda e poluição visual. Há cartazes de lodo tipo: competição de ginástica aeróbica, aulas particulares, transporte escolar (as já popularizadas vansf serviço de búzios e cartomantes. obras foram ótimas, "As até o trânsito melhorou. O problema é que as pessoas não cuidam direito da cidade", tentou explicar o despachante rodoviário Adalberto Lopes de Oliveira. O comerciário Valmir Lopes culpa o desleixo das autoridades pelos estragos nas obras de Copa- "Nunca cabana. houve conservação de nada. Nao Não ia ser agora que iam fazer isso", lamentou. Exemplo oposto ao vandalismo presente na Nossa Senhora de Copacabana é a Avenida Princesa sabel, onde não há vestígios de destruição. O motivo de contraste tão grande em lugares tão próximos é simples: cinco guardas municipais tomam conta. 24 horas por dia. do canteiro centrai da avenida. Centro. De acordo com outro SO, o denominado "quiosque simples/correio" custará ao município RS 6.048,00. Na lha do Governador, 13 caixas de correio custarão RS 2.106,00 (RS 162,00). Em panema, o Rio Cidade vai brindar os moradores do bairro com um monumento que custará o equivalente a um apartamento de três quartos na Zona Sul: RS 100 mil. Só a estrutura do obelisco em aço, que está sendo erguido na Rua Visconde de Pirajá, altura da Rua Henrique Dumont, custará RS ,25. A esfera em acrílico fosco, com diâmetro de 1,4 metro e lâmpadas fluorescentes, no alto do monumento, sairá por RS ,75. A prefeitura não vai tomar qualquer iniciativa diante das denúncias de superfaturamento nas obras da Linha Amarela, que ligará a Barra da Tijuca à lha do Fundão. De acordo com levantamento do JB. o orçamento da obra foi estourado em cerca de RS 100 milhões destinados ao grupo OAS. Segundo o prefeito César Maia, já ficou provado na CP da Linha Amarela, na Câmara Municipal, que não houve qualquer nstnh ; ii- BuB ««MS H *""* nn an :V *&.,>& >, fc3 w 61 i cio, Elizabeth Riguete, não quiseram dar qualquer declaração sobre o assunto. Segundo César Maia, o Ministério Público fez apenas algumas consultas de esclarecimento sobre o as- "Os sunto á prefeitura nos últimos meses. esclarecimentos estão sendo prestados. Uma vez prestados se arquiva o processo", afirma, apelando para a lei de licitações "Não 8666, de há nada de 50% de aumento. A lei abre a possibilidade de que fora dos 25% se aloque responsabilidades ás empreiteiras e isso já está sendo feito no Brasil inteiro para reassentamento e até desapropriações, que não foi o nosso caso", reclama. O prefeito também assegura que o Tribunal de Contas do Município foi consultado sobre as mudanças nos valores do contrato da via expressa..nmpwtb; Paulo Pfluio Nicololkl Nicololto. KLjV i*mt/ gig -JPl&5kV, :>f.~ */, ***V ". fe< amf jp "BSb Os twvojmbngw novosabrigos nos pontos de dttibus ônibus ae de Copaaihatui Copacabana Jo já tern têm pichatffes pkhações f ê cartazes de propaganda colodos colados TCE diz Cedae é um ralo de desperdicio desperdício que PAULO VASCONCELLÔf Embora o serviço de coleta de esgotos na região atenda 360 mil pesmento eficiente. Enquanto nos pai- Nada porém que torne o atendi- Um relatório do Tribunal de Contas do Estado revela o ralo de soas, foi faturado o correspondente ses desenvolvido! o consumo normal é de 250 litros por habitante pede Estado R$ 300 milhões ao BNDES desperdício e má administração em a apenas 118 consumidores. De que se transformou a Companhia acordo cora o relatório, a divisão por dia, no Rio chega a dobrar: 541 r[:nato cordeiro o governo do estado pretende A Cerj é responsável pelo Estadual de Águas e Esgotos. O de não se faturar o serviço prestado litros por habitante por dia. O cli-, O documento de 93 páginas, concluido em 9 de abril por uma comissão do estado. Na Superintendência da ção da população para o uso racio- junto ao Banco Nacional programa de reforma dos grandes municípios do estado e possui cer- na região partiu da administração ma quente e a falta de conscientiza- governo do estado está aplicar os RS 300 milhões num abastecimento de energia em 57 pieiteando de Desenvolvimento Econômico e. hospitais e construção de postos ca de 1,2 milhão de consumidores. de sete técnicos do Tribunal, traça Região dos Lagos, mais da metade nal da água são justificativas apontadas pelo estudo do Tribunal de Social um adiantamento de RS de emergência em áreas carentes. A empresa vem sofrendo perdas um perfil arrasador da Cedae, Responsàvel pelo abastecimento de bradas. Nas favelas da capital, a Contas do Estado. o índia* das contas faturadas não foram co- "Mas 300 milhões sobre a venda da Também seriam investidos recursos em melhorias de estradas e em 1995, acumulou prejuízo de RS 62 de 30% em sua produção e, em íjgua c esgoto para 9,5 milhões de evasão chega a 65,6%. de perdas no sistema e muito alto. Companhia Estadual de Gás pessoas em todo o Rio de Janeiro, a A inspeção feita durante três diminuindo significativamente a (CEG) para investimentos sociais. obras de drenagem na Baixada milhões. Para o governador Marcello Alencar, a privatização vai companhia paga a seus diretores meses pelos técnicos do TCE revela quantidade de água que efetivamente chega á A proposta foi apresentada ontem Fluminense. úm salário médio maior do que o também a generosidade com que os população", di/ ainda pelo secretário estadual de Planejamento, Marco Aurélio Alencar, o governo do estado em novemviços prestados á população pela A CEG deverá ser vendida pevai melhorar a qualidade dos ser- do governador do estado; mantém cofres públicos são arrombados o documento. No caso da Ceade, metade da água produzida per- para manter benefícios de servidores. um generoso fundo de previdência num encontro â tarde com o presidente do banco, Luiz Carlos ma Estadual de Desestatização, bro. Pelo cronograma do Progra- Cerj. para os funcionários; registra um A Prece fundo de Previdência da de-se antes de chegar ao consumidor Mendonça de Barros. O estado Cedae recebeu no ano já ela será a segunda empresa esta- passado Ṡó no ano passado, segundo a obteve recentemente do BNDES desperdício de 250 litros por dia de água por habitante; leva calote de 70% dos consumidores de favelas líanocas; e já pagou quase USS 2 ijiilhões de comissão de crédito por recursos que não pegou no Banco nteramericano de Desenvolvimen- (o para o programa de despoluição da Baia de Guanabara. Só no ano passado, a Cedae dei- }íou de arrecadar RS 179,6 milhões, referentes a contas não cobradas, Sobretudo na Baixada Fluminense. RS 50.7 milhões da empresa e RS 10.3 milhões dos participantes. A folha salarial também ajudou a raspar os cofres da companhia no ano passado. De acordo com o relatório do TCE, RS 465,7 milhões, equivalentes a 70.6% dos RS 659,5 milhões de arrecadação da Cedae, foram gastos no pagamento de pessoai. O salário médio dos diretores. RS 8,5 mil. é o dobro do que recebe o governador Marcello Alencar. análise do TCE. a Cedae fesperdiçou ainda mais USS 1.9 milhão 110 programa de despoluição da Baia de Guanabara. Foi quanto a empresa pagou durante o ano até dezembrd de comissão de crédito sobre o saldo não desembolsado do financiamento de USS 299,1 mil do Banco nteramericano de Desenvolvimento como estipulava o contrato n 782 OC-BR, de 9 de março de um adiantamento de RS 244 mi- hões sobre a privatização da Companhia de Eletricidade do Estado (Cerj). A maior parte dos recursos está sendo aplicada nas obras de expansão do Metrô. O novo pedido de financiamento será discutido em nova reunião técnica entre Marco Aurélio e Mendonça de Barros, marcada para o final da semana que vem. De acordo com o secretário, dual a passar para a iniciativa privada. A primeira será a Cerj, cujo leilão de venda está previsto para setembro. Ontem, numa cerimônia no Palácio Guanabara, o governador Marcello Alencar assinou contrato com o Grupo Garantia integrado pelo Banco Garantia e ouiras quatro institutições para aprontar, em 120 dias, a avaliação e modelagem da venda da estatal da eletricidade. O secretário Marco Aurélio Alencar informou que o governo do estado encaminhará projeto de lei à Assembléia Legislativa, possivelmente na semana que vem. para criar a estrutura do ente regulador para os futuros sistemas privatizados de água, gás e energia elétrica estadual. O órgão que fiscalizará sobretudo as tarifas e a qualidade dos serviços será formado por representantes do governo do estado, dos concessionários e dos grandes usuários. i *-»-<*: Marmocolor. PaPHMUUkHHiHH3fcHHiHHiil8HHSHHKEil!iliiii y&:0x SffSS Nao ão estranhe est**anhe se as visitas ficarem olhando para as ás paredes. Marmocolor é o mais novo lançamento da Plasticôte. Marmocolor vai acabar com aquela mesmice: tinta, papel de parede, papel de parede, tinto. Um revestimento tão bonito, prático e resistente que você vai querer mudar toda a decoração da sua casa só para combinar com o Marmocolor da sua parede. Marmocolor pode ser aplicado sobre quase todos os tipos de superfície, interna ou externa. É um verdadeiro granito líquido. Quem for ao Via Parque, de 23 de maio a 2 de junho, na Mostra da Nova Linha de Revestimentos para Construção Civil Plasticôte, vai poder ver Marmocolor de perto. Depois, só nas paredes mais charmosas da cidade. 1pji»unvrYmi i Plasticôte S-SÍn O granito líquido. 8 M MM ml lilhh MOSTRA DA NOVA LNHA DE REVESTMENTOS PARA CONSTRUÇÃO CVJL De 23 de maio a 2 de junho na Praça Mar do Rio - Via Parque Shopping Rio no Real u terá Vítimas do Bateau terão Henrique Cardoso que a montadora aderiu ao Rio no Real e determinará, nos próximos dias, como será feita a promoção. O presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro, Humberto Mota, disse ontem que a GM pretende reduzir aos índices de julho de 94 o preço do Corsa. Em julho de 1994, o Corsa Wind 1.0 custava RS e hoje sai. em média, por RS ,00. Na primeira reunião com todos os setores da campanha, o Diretor Comercial da Kaiser-RJ, JonasTièira. disque-j empresa reduzirá o preço da cerveja em 15.21%. Jonas disse ainda que. se o goveno diminuir os valores do P e CMS, a empresa abaterá mais 5% no preço do produto. O presidente da Associação Brasileira dos Donos de Restaurante, Eduardo Ourivio, prometeu preços mais baixos em pratos populares. O subsecretário estadual de Planejamento. José Augusto Bnto, acenou ontem com a possibilidade de reduzir o período de cobrança do CMS. Hoje feita em intervalos de 10 dias, éla passaria a ser mensal, economizando gastos de comerciantes e empresarios. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Paulo Maurício Castelo Branco, anunciou o engajamento dos feirantes na campanha. O prefeito já mandou projeto para a Câmara de-yereadores visando- a-redução das multas de SS, que cairiam de 40 para 10% carro mais barato indenização vi*»r *lf\ Quem vier ao Rio Dirt»»m em julho inhm a naiiann fliminuir rvc volr\rí»c /1 r~\ -* Os desembargadores da 3a poderá comprar um Corsa 0 Km Turma do Tribunal Regional Federal condenaram, por um preço de dois anos atrás. O Vice-presidente da General por unanimidade, a União e 11 sócios das Motors do Brasil, André Beer, garantiu ao presidente empresas tatiaia Turismo e Ba- Fernando teau Mouche a indenizar as familias de seis vítimas do naufrágio ocorrido no réveillon de Os parentes de maitresl garçons e um marinheiro mortos na embarcação receberão indenização sem prejuízo de desconto da pensão paga pelo NSS. Os desembargadores contrariaram decisão da 51 Vara Federal. em 1990, que havia determinado o desconto da indenização do NSS. Os magistrados decidiram ainda que fosse paga a cada família indenização por danos morais e determinaram que os -réus depositassem o «jceiro na luítiça. O valor total da indenizaaicuiaao

30 QTÍNVA-RA. :3 DE MAO Dl; 1996 CDADE JORNAL X) BRASL ivestigara resistencia Assembléia ir autos de resistência _ r$.s-r? Mais unia tuna ver vez o Clube de SlipOStOS immçt» SB * Policia Mortes ocorridas em supostos choques serao Big >,. ~~~\ Oficiais da Polícia Militar e do oum i (ie Bo"lbeiros est USTZ entre PM e bandidos serão analisadas Corpo de Bombeiros está usan- ~ Assembléia, Assembleia, que apura possiveis HmR BOffl 6SS6 SBBfiO fflltb 00 rtwi plt f alerlar sobre- MARCELO AHMP.D possíveis excessos cometidos por nitmifamfl rtsttltwfffi fef os salarios M 0 comando da Polícia scnc dc rlfr #?, PMs. A do outdoors para alertar _ parlamcntar fe. os baixos salários dos policiais. iniciativa do parlamentar foi motivada, -,. "Com salario ~ WMmsWrn t MnitfailM tmumca «?"...""" um, salário de por uma série de reportagens do JORNAL DO BRASL, PM, a população não pode ter fome do -, Militar de- * BR&SS PM< populafaomo terminou publicadas que todas as a partir de 8 de abril, segurança pública", diz a meu que revelavam o grande número sagem, que pode ser vista em" unidades da corporação encaminhem cópias cinco pontos da cidade. 0 presi- J dos autos de resistência envolven- dente da entidade, tenente-coro- do policiais militares, ocorridos entre janeiro de 1993 e março de Os documentos devem ser enviados até a próxima terça-feira ao Estado Maior da PM e deverão especificar as delegacias onde ocorreram os fatos, incluindo as especializadas. A determinação, publicada anicontem no boletim da PM. atende a oficio remetido pela presidência da Assembléia Legislativa em 30 de abril. A solicitação foi feita pelo deputado Eduardo Meohas (lsb). presidente da Comissão de Direiros Humanos da de mortes provocadas pela PM em supostos confrontos com bandidos. 0 deputado Eduardo Meohas informou que as cópias dos registros policiais serão analisadas por peritos. Ele revelou ainda que já recebeu uma lista com nomes de policiais suspeitos de forjar autos de resistência. Meohas recebeu oficio do Sccretário de Segurança Pública, general Nilton Cerqueira. acolhendo a sugestão de que a ocupação do Complexo de Acari seja acompanhada por presentantes d a Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público e da Defcnsoria Pública. nel van Bastos, diz que os out- ; doors. são uma forma de mos- -.irar à sociedade que não há como melhorar os serviços de- u segurança com um soldado ga-m phando RS por mês. "0 \ policial ingressa hoje na PM pa- ~ ra ter a carteira que facilite sèu trabalho na segurança privada.» A corporação è um passaporte e- depois passa a ser um bico para o policial", analisa van Bastos. Conversa pelo rádio GAR-SE COM 1 compromete coronel - ni:tnfi:inie nortan MARl O MOK RA mandante Maurício e. portanto, com permissão para circular fora Os diálogos pelo rádio de comunicação da policia entre uma Ontem, sem saber que um poli- da área de jurisdição. MUNDO CUSTA patrulha do 24" Batalhão de Policia Militar, cm Queimados, e o versa sobre a libertação de Lc0 Lco- j! ciai contara os detalhes da con- operador daquele quartel revelam nardo. o coronel Maurício negou 171»i B W1 i UOPHHGDA que o estagiário Leonardo Machado Marques realmente fugiu circulado pela Dutra na tarde de que um carro do batalhão tivesse > rclcfonfí k UT0 POUCO. ffiffomia f AJDlOGWtO /wogto do cativeiro c não foi libertado sábado: "Tenho todos os boletins por policiais, como alega o tenente-coronel Maurício Pires Ferrei- e provo que não havia nenhum que registram a saída dos F ra, comandante da unidade. Um carro meu naquela arca. AAne.-mi MOTOROLA j soldado do 21" Batalhão (São A pintora ara Custodio de B3S&22 ELTE PT 650 João de Meriti) contou ao JOR- Oliveira. 29 anos. irmã do sequestrador Ubirajara Custódio de Oli- RecjrreçaboíliitekturgeíT.Recanegador OvttnigW. tamowta. H tampará. (fí) MOTOROLA Batem Tarp Verte (20b. 5?.Bitena. f NAL DO BRASL que ouviu o diálogo pelo rádio do carro em veira, esteve ontem no casa usada LTE Agenda eletrônica com vo rw «r» 20meroò(BsniiniínQS. *V>íT»tW que trabalhav a. como cativeiro e acusou os policiais de terem levado um aparelho funçso VüHical. Entrada Acompanha: looiwtesengmws. teclas íe dumada tí loque único. "O aviso ao batalhão (24") foi Baterá çaa ta/modem. o o «> feito ; p ~! por uma patrulha que estava "Vou Tarja Verde 20h; de televisão e um radio. Catíeaflo «telrômco ledas de discagem. Recanegador nteitcftarçext; laro de Garanta passando pela Via Dutra, contou o soldado, que preferiu não se pode estar envolvido com crimi- Agenda eletrônica para 6X RS 196,- processar o estado. Meu irmão Total a pnwo HS t X RS 82,00 identificar. A patrulha em quêstão era uma patrulha administra- da policia invadir e roubar a casa nosos, mas isso não da o direito 99 nomes e números; Totrtl A ou ix Rt 357," prmo RS «nk1"» M3X R$ 150, Função Vibracal;. _ uva que prestava serviço ao co- de pessoas", disse. eu W 1*071, HHTi Um» RS 450," Bl Entrada t imt/mluo para fone de ouvido; intm/mrtto Silendador de teclado e campainha. Ex-ciuihado no seqüestro 0 6x R$15,c MOTOROLA D! MS RBERO gado passou por três cativeiros PT 950 PT 550 Total ò pro/o R$ 690,00 Acompanha Acompanha O sequeiro do advoga Leonardo Machado Marques, 26 antes de chegar a casa do sequestrador Ubirajara Custódio de ou 3X R$ 212,00 Batera grossa banca. "Carregador Bateria grossa branca Oliveira, em São João de Meriti. de OU R$ 636,00 Redtscagem automaca 30(TOÓnasnuíiiénc3S sem juros Carregador duplo overmgto: duplo overmghi, anos, foi planejado por Carlos CP <**? fs O CP C5 Batista Lopes, conhecido como onde conseguiu escapar. Leonardo e seus pais continuam viajando À prova de cboqu«1.3 m O C5> o X prova de choque ate 1.3 m à vista/cartão Compatível tortanpiitatof; Compatível taxícomputador 100 memórias ak»mméncas: OOf Redscagem iâmatca Ciirlinhos. ex-companheiro de sua irmã. uma psicóloga que há cinco e não pretendem voltar ao Rio de 1 Ano de Garanta t Ano de Garantia SUPER TH OCA 1200: anos não mora com a família. Janeiro tão cedo. 6X r$ 73,00 6X R$ 58,00 Durante os 19 dias em que esteve AQU SEU CELULAR Segundo amigos de Leonardo, Total A praw RS Tottl A pfa/o RS seqüestrado, Leonardo encontrou-se com Carlinhos duas vezes. USADO VALE DNHERO a família tem medo de ser ameaçada não só por Carlinhos. mas ou R$ 399, ou RS 318, ou 3X R$ 133,00 ou 3X RS 106,00 Mm )uro» Mm Juros Carlinlios chegou a ameaçar o rapa/ com um revólver, dizendo também pelo comandante do 24" NA TROCA POR à vttu/cit*o à >t«t»/c«rtáo "NOVNHO".* WMLf1 UM não ter mais nada a perder. BPM (Queimados), coronel Maurício Pires Vieira, que teria mon- ft1l[ (fy A ; ; 0 contato entre Leonardo e jnmseaamsi 1 Carlinhos aconteceu no segundo lado uma farsa ao garantir que foi, Cnrregador 3 jhh Cativeiro, que provavelmente era o responsável pela libertaçao do 1? Carregador e 3 em 1A1MEX Personal 501 Vlva-voz, Carregador Elimlnador (&) MOTOROLA Acompanha. Descarregador Carregador e Eliminador - looga dutaio MH Rapidopara para Bateria Tarja -Batena de longa duração em uma favela da Tijuca. 0 advo- rapaz. Rápido para para Motorola Verde Grossa RecafregadotOvernigM regatta Overnight Motorola OdmoKxt PlwHntlmaiwe am 32memoiasnumto 32memórasnuméiicas QH, * u í AitiPiüotífnpoóírô*íwüdaksítftf. a*«as,- 3X R$ 36y caf«93imcomnv3*«3 i gsar, sr*?. "5. RS «*>j Semeteffl!ne( S«a3x R$ 30, Cadeado Eletrônico r -n."3. VVPB C*m Banco dej6ias1 Oêstárteçâerteanegarapsíarreníe:»om juro» panimotorola»om juro» sem Juro» Jóias i CrvMtóetiSítiaüpn 5S5S8SS VE? R$ 108," KHiecinitade!»» r$ 138," ou RJ 90, ~ Entrada para FAX/Modem t Ano de Garantia tjsjsc J >T Zk 1 üv-erêfida a oswaçào «ícaía instalado. à vutn/cartão A vtttto/cartfto 6X r$ 45,00 TjAirtn VENDAfeASjdiAsY BEM SUAS JÓAS "S.2L Total â pfiwo RS : 19 coniun-nos. kw ucuntt-us. : ssr lqclas 3& ssssms «««- couçao Credenciado OSeta) ou 3X R$ 82, 00 j Apoio: tem juros g«i i v u OS jss3ii.kwyoxowon KWYOtX m *»» - LOKDON LFuffisS STAR Telespli 00 OU RS "* 246," o-ur 246,00 (gjlzjjp J isiswp gbttsamkasttlua.fns J0U5 ANTGAS NU1JHNTTS i w»»w fng3 Getular»,w./«rt4n è vlsta/cartàn imamr J ttuiaoshra-toin ttuaoshttt-soin ss- * *ArHESwc«nntiwma SAB SÁBADO lcâiow5 flutajtlas-arasadk» utntiwm CONSULTE C0NSULC0M COBERTURA S=Sl BBW receba A EM SUA CASA." M HUWW OHVUUB.» UUA B* miunubamw MHU»U» TsLi-TZM no k soujj5 JB nusu-lsl/uu cbj»m»«m DESERVQONACONAL SERVÇO NACONAL. BBUhMP Ugando Ligando o mundo numdo a você. voc*. j 0 Paaer 7e/efr/m VocS responds O Paqer Teletrim recebe seu recado nos quatro cantos do Brasil. Você responde quando quer 51H JSk oa ass/m,oce p.der. Wea/ famwm pafa cofnp/mar celular. po.s ou assim que você puder. deal também para complementar o uso do seu celular, pois recebe mensagens <9 nanll mesm0 conventional ] SHARP mesmo que as linhas de telefone convencional e celular estejam congestionadas. O MEWOK MENOR PREQO PREÇO E É AQU1 AQU! MOTOK Moro FO ({MOTOROLA <fè) MOTOROLA nth (AV)MOTOROLA ecdptoh 8 CHAVEAMENTO AUTOMÁTCO,TAXTH). Dli-WMCCM DSCAGEM COM FONE FOMt NO HO OANCMO OANCHO MEMO EXPRESS EXPRESJpJ ADVSOH ADVSOR i SCRPTOR.ALNENTADORAVTOMATKOAtUPAOMAS. W& fe) * CBUl HqwdO Ml,f.«Eka»n-cmBo5(faxTO, ALND.TADOR AUTOMÁTCO Alt U PAONAS MEMÓRA FWA» NCMEROS(FAX1ÍL) Grátis T«fecn M0 Sa de custai kjdo Wadecnsalíqudo Tela Decretai liquido li T5M cw?w«: AraawitflSoBBHtB! com 1 Mt cot 4 das; COT2«W; /# COT,WJ AnrwjaWfiwsjgws wphibbp, S sjm Afli»2enaaSiSmnsagens APENAS A-nuzena até 15 mer«açetts Arruou & 40 mensagens Amawu ali 16 mensagens wimcandms..! Sk. # d«400 oo w 720 caracteres ou 400cratefB. ous500 caracteres wraira ;. W&M RS V3 499,00 289",v D< ftfi90 ou «i»tar$ 245,* ~ ou.vt.uw 179," OU à vtet.rs 289,M o«*vtet.r$ 245,H RS 66«3x r$ «Wto h f lllilbbllmmmth WW. V3KX ija t«a menssl... Visto» da taxi mensal local Bi to 96 Toiai a pfo R» W> 30.as, D<->fiA«TEMOS TODOS OS ã vt«tar$ 179,M 3X R$ 66,90 Total Valor da taxa mensal local 3X R$ 90, 3X R$ 86,90 Valor <la ta*a mensal local dpraro R> h> jv.in A pi ago R> RS "" Total à pra/o RS RS [\AODELOS DE FAX Total á praro RS RS E CALCULADORAS sbsfb5bfifshhhhflwpmf1vyh9f8r*-z ~~ 1" LGUE;: f\ WSSSfll!JlUyiif/Kt/E wmmm i "S SXZa EL KWWWil/lyl GRÁTS li EL B Wr4JWiyJ 12 DKjTOS dkjitos VSOR visor t f FTA fit a " j&gp* BS9 Jr< fm [ ]$ * ttbh J Jlfc, Jfffh Jf --utiii mi m i iiiiiiitimriiifimrw 1 istprfss.ko SPRSSÀO bktolor BCOLOR Vv- NACONAL í? V-.v;,.. - v,-.. M G ARANTA b MESES * o/as r200 ff/o efe Janeiro Lojas São Paulo RBERÃO PRETO WEN4S rs UmSL"1 TST _i MADURERA CENTRO. JARDNS APENAS RS 95,00 BARRA DA TJUCA CENTRO fc. At Rcòqbçb, Hm VSira. 320/324 - Sío P*ito SSS»,» R.NoveiieJiitio. 7Jí-fli.Pra» Ceiuta Ciprtss Sã) ftrt : 1577 ASSSTNCA TECNCA JSSH&M Cetohr Eiptss Ci&hr frprtss ftwx. pm (BD mx:(016)eilh42s2 SSSAOwlter SiSiS Cfpewi-JM CfPM«5-l» ;J» "je.kjk. VENDAS E ASSSTÊNCA TÉCNCA StntfinçltADmm (311) Shopping Via hrque Shoppiig Po to OutUor cepuois-no 4r.Ayiftwill,**-R.i/oOurnJsr. CtP pabx M1HSU0S7 DeifiteSM* SM De?i6i)aStiOis CÍPBSM-300 TELS.: / Ctimlt to Pvrttti B At. Aírton Soinj f 1C36 RJoOantor * Di2>i6<la8:3Sit1im ot ri 6ta suo às mm flhhto OeF Oc23 i 6tis 6i3sS ts 3s1800h 1B00h, / / MBX (mm*whn PABX:(021&i-3099 PABX:(02im-10B7 PABX:(0213SS33SW72 PA8X:(021/22i-3099,S»ti»imMU14M SMcsisMOxllM esitotosibwisu.m manojdiisadko oeyisimoil» 2>tS>«a9Ma 19M F, SXslo to 1Q.W x zzvn. tsitudiibíoottu.m St&estes9i>0àsum esmalosda ÇHOisUM 20 ANOS Dl TÍAD1ÇAO 2* i Sibxlo &t 1100 B 22Mb. FAX.:. RPKDEDOft AUTORiZADO Republics Lfbano.?t6< tos 9:00 as w***wm******w**,**,**,*,,,l,",li* lw "emelllll,ei,ieeeiiie el11 De!3 Situto tos 1000 s2!mh RÇV6NDEDC AUTORZADO (021) Rua República do Líbano. 61/11 - Centro

31 ( 26 JORNAL DO BRASL CDADE QLNTA-LMKA. 21 Dl MAlQpii Laudo prova que Castor autorizou propinas Exame feito por peritos e mail uma evidencia contra o banqueiro do bicho e outros 96 reus, que devem ser julgados em setembro ReproducAo J-aklos NOBR-. loi interrogado pclo descmbarga-.m KiKWMffrfrO do rialka: 1 "H MOVMENTO OO CAXA flmbv HL fflbiii Três anos por -5»*? mm. / : :-qv-ipq gjj irafotccnico do nstituto dc Cri- contravcntor * * 111 i,s ilslas /; too U contrabando COHTaiJcUUU tninalistica Carlos Eboli conlir- tivessem sido aprcendidas nu sua r """".. lsicjsffl W Marilcna Siou que o banqueiro do jogo do Jortale"f Argumcntou A juiza Marilena Soares Reis que as do- ;j tlhiw "j franco, 1? fiicho Castor de Andrade rubri- cumentos podiam ter sido triados jj Franco, da 13a Vara Federal, con- jlffr"1 dtfwieb cou folhas dos livros de eontabili- P r im,mig0; A pcdido do descm- MH -- denou o banqueiro do jogo do Hp bicho Castor de Andrade a tres três dade de propinas aprcendidas em bargador, as or z van. ssi 1 anos prisao. Sua fprtaleza de Bangu, cm mar?o naturas no mmmm anos de prisão, por contrabando. processo. Quental pas-. H[ JL 0 Republica de Com isso, ha novas cvi- sou-as aos O procurador da República Artur pentos. que n/.craiiv AMKL&tfm*# {>4444- P 10!# H H HHH lentar pctiencias contra os 96 reus do pro- confrontaqao com as ru ricas c J Gueiros vai tentar aumentar a pena. Castor foi condenado na Jus-,S-,. ha. cesso de corrup?ao ativa c passiva hvro-caoa. Os peri os verificaram J UH tiça liva por P r formação formatjao de quadrilha e, e Mmfo l-lu Orgad Espccial -{Zp. do "Tribunal tentativa de corrupção. de Justiya. rubricas *" "íh bicheiro foi denunciado pelo1 do livro-caixa. "f ift 11 is % H1 Ministerio Publico ; Circhttor do.pramot,.de- -sr,0 í > "Wl > n T"TiT Ministério Público Federal em c0nvcrge»jcaraclc. " S A cpoca,lnlirrcsfwn«ticosconfroiif dos ~ / agosto de À época, conlirmou ter sido sócio socio da Urina firma CA. C.A. 4 Jwfcrimfnil 2 fneh jlggg mou 1 >, J,, -rw,,t J?of?,w" cntrc as rubncas Padrao cj SSg* J5 / 7 1 > ujbl BHl Eletronica ja aada dt Camara de Gas, devi tionadas", confirma Slaudo. Os.m r- -+r Eletrônica ndustrial, t já desativada. mas alegou que bra surpreen- BHHDHHb alecou (bra surpreen*. 3o ao rigor de seus «ntegrant«. 0 perjtos responderam a dczenas de i "* dido com a a4nformavatee informação de qu«jodslsa X:r houve qti" houve contrabando de peças pcas para a fabricação de máquinas de video-pòquer. Disse que havia requerido à Receita autorização para pagar tributos sobre conipo- EsofcOdlon C mp * Antomo Carlos Biscaia, responsa- Pirtusa- vol j~"u:;te nensnnorss. nentes importados. em 1994 pelas investigates ram uma pagina da contabilidade 0 c.wnu- zrajoiirnico quecu minaram com o estouio t a O exame iirafoiéenieo dos peritos Castor foi condenado por um ancxada na lolha 207 do proas- do do nstituto Carlos Eboli F.holi a torudcz" do biche.ro Na lis a crime que veio à tona a partir de so Na andlise da assinatura de - confirm, one rubrica i en, investfco Policia constam nomes; de pol t cos..,- confirma Cfaardc Andrade, foram utiliza. limmillumissl co,tf,rma a,,,bnca, a,, investigação *usand6 da Polícia Civil, em,oram zes. parlaiikntaics, dtlegados. das folhas de contabilidade ane- que rubrico í em.. destaqiie. insqturdo noslnros no quando foram apreendidos Colina. llha promotores e advogados. a cm de xadas nas pagmas de 11 a 22. / v " destaque, à esquerda > livros no Bar Nova Colina, na lha do. eontabilidadc eon, a Governador. tres nwquinas enn a es como a ssociavao Confiante na condenaqao dos J X. v de "X contabilidade coincide com t/ Governador, três máquinas de video-pòquer sua propriedade propriedadc.»«-».>. j culierafut ile (<icfn(li} deo-poquerde Brastleira nterdisciplinar dt _mw,.?bwhbf,m caligrafia de Castor (acima > acusados. Antonio Carlos Biscaia r- Ks Biscaia cntregou ontem petivao Assinado pelos peritos Ana da ao procurador-geral de Justiga do " 1 1 " -- Siha Mtissoi e Othon Pires, o lau- Estado. Hamilton Carvalhido. sodo revelou que Cesar Andrade. iicitando que Ana Cristina Bastos Operação 6OnAl*ar»an i994, 1994, quando quand dois mh" pulu Pollc,a Rl,C,ais policiais militares levaram levaranui à JlCl juiza Denise Fros- -ros- Biscaia divulgou divl0u:n fei nomes dê de pó- pb- os nomes nonies do promotor de Justiça Justisa pula da Policia W«do Civil do Rio. Rl - nal de drops. drogas. A lista hsta cresce com sobrinho dc Castor, tambem ru- Moa-ira ex-mulher de Castor de v/ ulau hricou iais de 20 paginal de li- Andrade preste depoimento. Ana sard sard um contador tr.tbalhou liticos incluidos Bsta Riscala Abdenur. Cesar vrds de contabilidade rcferentes a Cristina tern afirmado cm entre- liaos llllldlis Para 0 bieheiro que trabalhou litieos incluídos na lista de 0 c#a pessoas que teriam recebido dinheiro Augusto Leite e Renato Simoni e Riseala Abdenur, dos juizes César 12 anos para o bicheiro. O contador apontou os locais a con- do jogo do bicho: o então etao gover- gbwr- do presidente presidcnte da Fila, l-ila. João Joao Havc- Havespas ULtcnain rccebitin di#ii Au8ust0 Lcitc Rc,uUo Sl,noni 0 despesas feitas em Angra dos vistas que Castor ainda paga pro- dorapontou ondea mãos limpas Reis, municipio onde o banqueiro pinas a policiais. para manter hinitiimiim tabilidade poderia ser encontrada nador maior do Rio. Nilo Batista, ocan- tor Agnaldo Timóteo, os depu- Logo depois a juíza da 3J Va- hinge, l.uige. do bicho e seus parentes contro- e\plorai;ao do jogo do bicho e de 1X Ullll e denuncia Fimoteo..ogo juiza 13 lani o jogo. "Os tupiniquim e sua denúncia foi encaminhada peritos concluem video-poquer. Revelou. ainda.. ao ao procurador-geral de Justiça, Justica, t.idos tados federais tederais Márcio Marcio Braga e Cira Federal do Rio. Marilena Soa- ]iie promanaram (vieram) efeti- que ela chegou a redigir os lisros- A polémi- poleini- Wl AntoWo Antônio Carlos Biscaia, ampos os e>- Franco. da-reta prisao mmeilte do isnhoescritpr.de caixa, de proprio punho, regis- S,a 1 de l iri lizou Optnao miio* que ideali/ou a Operação nuhs limpas tutaduais Emir Larãngeira e Mh \( JU j Surgiram preventiva de Castor de piovas (,,, novcmbro documentos representados". ales- ser pagas as autoridades. Hannl-, "drat c> píitiqtiim. Surgiram mais provas do envolvi- iu- dinha Càmpgs e tmir Larangeira ps deputados es- Sivuca. preventiva res Reis Franco, decreta a prisão Andrade. piston as rubricas grafadas nos trando as quantias que deveriam ~?tor dc Em novembro de 94 foram incriminadas por corrupção 58 S iiq Ml im No No dia 30 de março, man;p, homens ho&ns rnento mento de dc juizes jui/es c até ate de i!e membros nadas coirup(.ao pcsta o laudo do nstituto Carlos ton Carvalhido encaminhou an- quccnegoua doservio reservadoda poll- do Mmisteno iublico,,0 -.-i:..:.,:. t n1 t boli. anexado na semana passa- tcontem petiao ao descmbarga- por sob ciais serviço da PM, policiais do Batalhão de Operações Castor Testemunhas con- Soas, sendo 49 policiais civis. Fm do Ministério Publico no esque- que chegou a pessus- Batalhao Opcrasiws made lesteniunh.is sv->, da ao processo em minute no Or- dor Raul Quental. solicitando lxul dc HbWJÍb X-ita de envolvimento com o jogo do bicho spcciais. tamk-m c pro liga.io junho J., no\a uenuncia gao Especial. inclusao de Ana Cristina no rol volvimentocom Fspcciais, também da PM. e motorcs prpmotores invadiram mvadiram o escritório escritorio de bicho com.o o trafico tráfico mternacional internacional loi foi recebida pelo Ministério Mmisteno 1ii- ufirmaram a ligação do jogo do ninho de 95, uma nova denúncia nimigos Eip meados do das lestensunhas de acusagao. mais de 100 nomes, entre eles o do socidlo o Heiksouza boli Castor, Castor. em Bangu e encontram de drogas. Aparecem indicios indícios de blico Federal, cdeial. incriminando ineriiuinando mais ano passado. Castor de Andrade sociólogo Herbert de Souza, cot«bofam caiiotaarauioorab.ouu politicos e até do ex-presidente Fer- Mello. comevou 17 livros-caixa com registros de cos federals, federais, evasão evasao de dc divisas, l.dson Edson de Oliveira, Olivena. ex-süperintên- ex-superintcn- c ((-, j0 x.pr0skiente Per- cinco cofres. Um deles guardava corru\ao corrupção de Funcionários funcionarios públi- publi- 28 pessoas, entre elas p o delegado nando Collor de Mello, começou a vir r à a tona no dia 28 de março margo de propinas homes cii- c trafico internacio- Policia FAX HP-LASEK MCRO MPRESSORA a nome>> de peso na cú- contrabando e tráfico internadodente da Polícia Federal. ALUGUEL l.ocramicros ffi SERVÇO SERV1CO PUBLCO FEDERAL FEDERA NSTTUTO PHLPPE PNE. P1NEL OMADA AVSO DE 1.1.CTACAO CTAÇÃO TOMADA 1)1 PRliÇOS irecos N N" 0S/9f 05/96 W M MS ly / Objtlo: di Pusiftm Atrta*. Hodoviarii* Kfrroviiriai. Domtslicaif -* Editah Objeta: Korntcimenlo d«hmipn Aéictv Rodoviária t FerrovUriai, Domntic»t Nacionais. Hdital: At. VtncnUu VcncciUu Brás, Briv b Hoiatoso Dú: Dia: 04,06% ios.ixl in bom. >.lupiralupira Teixeira Tuixcira Simflcs Sinifios ~~Z H Presidente tia Comissão de Licltiivilo De 12 a 85 copias minuto. SERVÇO PUBLCO FEDERA por MNSTERO MNSTÉRO DA SAÚDE SA0DE -m y. *7 NSTTUTO NSTTUTO PHLPPE PNEL. PNE. JT AVSO Dlí LCTAÇÃO : Mais rdpicto, so ct visitu TOMADA Dl PREÇOS N" 04/96 Objctu: Objeto: Aquúiçlo At)uui(lu de medicamentos mediciinu-ntos Kdilai: F.dital: Av. Venceslau Bras, 65 - Botafogo Hotafojjo Dia; Dia: 29/05/96 W05/96 is ás 14:00h"i 14:0l)hs.lupira Teixeira Simões Presidente da Comissüo de Licitação de nossos represent antes. _J _.. PETROLEO BRASLERO S.A. DC S cópias capias por minuto LLui pof mmuto PETROBRAS «ut(x)i»9nóstk:o»uto(li»9n6jti-:o -Tr fr»nt - h»nt«vorto v0 automático njomjoco j MNSTERO ENEHGA FTTTf 19.toom xoom (60 200%) JOOW MNSTÉRO DE MNAS E ENERGA faif. Centro Centro de Pesquisas o Desenvolvimento Desenvolvlmento Leopoldo A. Miguez dc Mello AVSO AVSO DE LCTAÇÃO LCTA<?AO jg CONCORR NCA CONCORRÊNCA N» Mrs Obeto: Objeto: Contratação Con!rata?ao de da serviços sorvi?os de limpeza e conservação conservaijao das dependências dependsncias dos oc DC 3785 ares OC4B55 ptodios areas industrials Cerilro do Posquisas Oasenvolvimsnlo.37 copuspcrrnuio.«copbs oofimnuto 1785 Migue* palo sais) mesos. " "" ncatsnagao.perturaiodc prédios e áreas industriais do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo A 37 copas por mmuto DC 4&55 Miguez do Mello (CENPES). paio prazo de 36 (trinta e seis) mosos. podendo s«r fronte c verao automático encademacâo 46 cop<as por nwnuto DC 1756 perfuração de? t 17? cópias copiajp<*rrenuio (vinle qualro) moaes promos * ioom(4>a<6**) JSSlSSSSXtt oautco condicoes prorrogado por mais 24 (vinte e quatro) meses, desde que comprovado preços e zoom (49 a 202* o) cópia» por nvnuto p/arqu««o modo fotográfico ajuste autcxtiatico ao condições mais vantajosas por ocasiáo ocaslio de tal lal DC 1256 prorrogação prorrogaijao.tscoptaawmmilo /oom(49a4.saoiasroaca joom tamanho do orgtfuti»12 copias PatrimSnio Patrimônio Líquido Liquido Mínimo Mfnimo Exigido: RS R$ , (Base dez/95) t por mmuto (49 a 202%) soparaçáo automatica modo(otogratico fotográfico depagmiisde págwks de hvros kvro;, lnforma?oes nformações Tolel Telel : (0Z1) / b089 (021) /1/ Fax (021) njut»u>automabco ajuste automático zoom(50a200?«) (50 a 200%) obtenao PETROBRAS/CENPES/DtAP/SETRAT. 922b dequajidadedocopia. Consulta e/ou obtenção do Edital: PETROBRAS/CENRES/DAP/SETRAÍ. sala 9225 de quahdade 7. llha Fundao, «. ioom zoom (o4 15o "i l- Coroa, Central - Quadra das as, 7, lha do Fundão. Rio de Janeiro/RJ, a partir do 23/05/96 (64 a 156%) das 10 30h às 15:00h. Valor Valor do Edital: RS R$ 20,00.v v Entrega Entrega das propostas e início infcio da abertura dos envelopes 25/06/96 às as lo.ooh { ryr jit- -, PETROLEO S.A. «* PETRÓLEO BRASLERO 11 WWilpn11 PETROBRAS petrobras MNSTÉRO MNSTERO DE MNAS EENEROA ENERGA Servio Executivo da Administra93o Central T s, r\of\pl f\nnri EDTAL DE CONVOCAAO / fylld CrVslTl f lr\l / J/l A Petr6Wo Bfasil«ro S.A - PETROBRAS. eonvoca pewoas ffslcas a juridicas, jl A/& Y L/VV V J \J V_y \J V/ Z-j JL \J / \J \J interessadas em participar do novo processo de credenciamenlo no Slstema de. /N (N AssislOncia Medica Supleliva AMS. nas areas do Rio de Janeiro a N.teroi, nas, seguintes especfalidades Medicos, DentistaB. Psicdlogos. Fisioterapeuta:..,. Tecnologia japonesa de ponta. Menor custo por cópia. copia. Fonoaudidlogos, ClimcaS Ambulaloriais. Hospitals, ServifOS Complementares de few Material de consumo original. Assistência Assistencia técnica tecnica em todo o Brasil. fi DiagnosticoseTratamento wnwmst Planos planos especiais de financiamento. financiamento-. Novo No,vo design mais compacto iscompacto BRA5P SS Mmm e moderno. Vários Varios modelos, dos mais simples aos mais sofisticados. SOTlStlCadOS. ELECTRONCS e psjc00g0s) experidncia minima de 5 (cinco) anos no exercicio da fundao:, Um deles, com certeza, adequado às as suas necessidades. Licenciada Exclusiva Apresemaao de registro no cbnseiho de ciasse # Liaue aqora da Local de realiia<;ao: Os interessados deverao cornparec«r. no perfodo dt? 03/06 a COPADORASy Ligue agora e chame um de nossos representantes. 02/08/96. da Mita no Brasil a Av. Republica do Chile 65 terreo, no horario das 09;00h as 16:00h* mumdos de comprovaao do registro no Conseiho de Ciasse (original e xerox) parai pessoa lisfca e de carta de solicita«ao da Clinica em papel timbrado, para pesca Oferta n f< rki especial: r» rflhl compre 111 * J agora ljjujbj e ganhe toner grátis LELLLcJ para cópias juridica Na oportunidade um disquate com programa * preenchimento dos dados curnculares Rua São Sao Cristóvão, Cristovao, São Sao Cristóvão Cristovao - PABX (021) FAX (021) A devolusao se dara no mesmo pertodo e local, juntamente com documenta<;ao *"1 Jj comprobatoria

32 . - r. v»» f i «QUNTÁ-VfelRA, QUNTX-VfelRA, 23 DE MAO DE \ CDADE JORNAL DO BRASL CDADE 2 Alexandre Ourdo Durão REGSTRO REGSTRO André Munhoz Mlkalauskas Evandro Teixeira Marcadas pura amanhã, dia 24. HBftWBW» a realização do o Scminário Geraldo Bezerra de Menezes direito do irabalho atual processo e execução, das 8h às t 18h. no salão branco do Hotel Glória. Por ocasião do cinqüentenário da Justiça do Trabalho, o homenageado deste seminário é o ministro Geraldo Bezerra de Menezes. 80 anos, fundador do Tribunal Superior do Trabalho. Na solenidade de abertura, o juiz Luiz Carlos de Brito, corregedor do TRT - a Região, falarã sobre algumas idéias a respeito do futuro do sindicalismo no Brasil. O 0 se- Solicitou: Solicitous a produgiio Ccna Prewlsta: nara expor minario tera temporanea à produção do Rio Cena Con- Convidadat Convidada: pela Associazione - Pro Loco minário terá a reumra presença ainda dos grupos nacionais temporânea o festival de teatro que reunirá <J!$m * J,0;e Prevista: Marino, de Roma, para expôr suas telas na para chcada talia, artisia plasties seiica. Rio plasti- e -7 Junho ~ e estrangeiros a partir do dia hoje. a chegada ao tália, a artista plástica Aparecida Munhoz (toto). Esta é a terceira individual da pintora e a ministros Armando 27 de junho um cammhao-pipa caminhào-pipa para Cada Rio do artista plástico Brian Clarke. cm. titulos Sussekind. dos no de teatro te?j Rajatabla. Os atores usarão cerca eadu reunira de dc Brito. Arnaldo uma de suas apresentações, apresentaoes, o grupo colombia- primeira no exterior e reunirá 28 telas que mescla formas abstratas, Vem com uma equipe da revista Time, com títulos juizes cadenccna1 Azulino Joaquim de de 10 mil litros de água a cada encenação do como Reverenciando a vida. Otimismo e Força magnífica. Sua última exposição foi realizada espetáculo Ninguém escreve ao coronel. sso que fará matéria sobre vitrais e em dezembro, na Câmara Municipal do Rio. Andrade, Wanderley ositraumo- ei/dezembro. Camara VatdaresGTspae P rue m Mpersonagens as,- Valadares Gaspar e porque um dos permanece em ceria por mais de meia hora tomando banho unt italuccmgrottvuna deltas tetee -tonhwra atrfasaicos do NorteS- Aparecida lembra que uma brasileira casada An(5_ na do advogado Ant5- hopping, assinados com um italiano comprou uma suas telas e mettqs d<j nioluim Landim Meirclles numa banheira : pendurada a três metros de levou para a tália. "Um professor de artes da por Clarke c que serâo inaugurados do- Universidade de Roma visitou a brasileira, gos- Quintella. altura e a água não para de transbordar. O espetáculo conquistou elogios do escritor Gabriel Garcia Márquez (foto), em cuja obra o mingo. O investimento é de USS 4 conta Aparecida, que deixou a gerência de um tou do trabalho e me convidou para expor", Arquivo grupo se inspirou. Ao ver a história traduzida milhões. Ficou famoso que recebeu o apoio para esta viagem dos banco em 89 para se dedicar ás artes. Revela no palco, o escritor rendeu-se: "É absolutamente emocionante. Foi a versão mais fiel de uma pelo trabalho no ilòpera-bastille, advogados Sandra Regina e Antônio Wanderlcr de Paris. de Lima. Mariangelcs Mariangeles Maia Maui ganhou ganliou um bustode Bernardo OHiggins 0 Higgin.s "" -mr Arquivo r Prosor Presot em seu K$k j Lanpado: Lançado: em cm Paris, o livro Marilyn, reuniudo fotografias de Marilyn Monroe feitas ha 40 reunm- JjiStatua aru*odema- «HHHH Estátua recuperada apartamento Manhattan. em "posse Nova anos. m Heroi»* dure c Kirque"por M pelo americano Ed Feingersh. Em março dc TL61U1 UUlCllU orque, Janciro fll il de 1955, uma revista americana havia pedido a posse de a Herói chileno zade entre o Chile e o Rio de Conflrm.do; Feingersh l-e.ngershutna uma reportagemsobrea a atriz. atnz Ele foi Janeiro. drogas, Eric Douglas, 38 anos. filho Munoz do para segunda-feira, fo.» &:: Confirmado: tem monumento - 0 cmbaixa- Bias, i autorizado por Marilyna a acompanhá-la acompanha-la nos Amizade O embaixador Heraldo Muno/ disse que na Livraria do Mu- do ator Kirk Dou-glas. Segundo a poliseu da República, no m ivraria Mu* seus compromissos profissionais e na sua intimidade. idctitoucrtndoqiele Ficou acertado firi*i fotos"da na Avenida Chile "P que ele faria a remauguração do monumento era como um símbolo da Catete, o lançamento dc cobriram no A- fposto lado oposto ao de dc estrela cstrela glamourosa de dchoily- Holly- 1? oi reinaugurado ontem, ontcm. cr i conio simbolo cia! x langamento caaiira, maquiiagem, " cia. os agentes des- Marilyn caseira, sem maquilágem, mostrando o r JT na Avenida Chile, o monumentmnto.io do herói da libertaçâo do Chile, Bernardo 0Hii>- amizade entre 6, {hena- 0 chile. "0 o Rio de Janeiro do livro apartamcnto apartamento cocai- mns umfrade divinasrc- wood! As fotografias foram encontradas em e o Chile. "O Comer como governo do Chile - divinas rcccitas 9jenfumdesUbdeNon 1987 em depósito de Nova orque. na e crack. lorque Esta não gins, que lutou contra á Espanha pela independência do ti/ar com o Rio de Janeiro, por que temos um céu tem vários planos para concre- nlia independencia [,? m é a {JSm- 0 ""ao primeira vez para quem sahi ca<;ula que o irmão caçula de Aflrmouino 1 Justia, m loje estrcia, pais. O 0 monumento estava esquecidd em um depósito da mos um dos principais P 1 investi- por mês é pouco para se manter Larry cs- inclusive econômicos. Nós so- Afirmou: Tribunal de Justiça, que USS 5 nu boca, de Frei Betto Acertada: nrincitwis para hoje a estréia, no Teatro nnl mes e (foo), bale Rclache, quecido deposito Michael Douglas nul (foto), editado pela Municipal do Rio, do balé Relàche, da Compa-,,cm problcmas Alvcs. Danga miisica l.r tem problemas com prefeituracnoprimeirocncon- e rio primeiro eneon- Fortenski dores no estado. Só a Rio de (foto), que acaba de se separar de Francisco Alves. No nhia de Dança de Minas Gerais, com música de i>mnr,,..t a a Elizabeth 0 setirno langamento. nedito troentrcocmbaixadordochipolicia. No dia 19 Elizabcth Taylor. O sétimo ex-marido da atriz entre o embaixador le no Brasil, Heraldo Muno/, e chilena, representou um invés- Janeiro Reírescos, empresa lançamento, a partir Erik Satie. nédito no Brasil, recriado pelo,i,. m-trro pie dcclarou dc 19h sera servidl coreografo Tindaro bale Brasil. Heraido Munoz. chilena. repitsentou cs-de março, vida ele foi declarou vfn- que estava habituado a um estilo de das 19Ü, será servida, coreógrafo mineiro Tíndaro Silvano, o balé tem EnirActt Cesar vida bastante luxuoso timcntodc..s -Ot) milhocs. prcso obra-prima o preso no aeroporto prefeito César Maia foi aceruuia a restaurafao restauração da estátua. estatua. amizade ami/ade entre nós nos lambem tambem é dc de Nova Jersey porseum, um, dc c uma timento de USS 200 milhões. A quando vivia com Liz no restaurante Mu- dois atos, entremeados pelo filme EntrWctt Taylor na mansão mansao de Bel Air. um dos bairros, Rene Bale "Canjiquinha á Venerável obra-prima de René Clair, de Balé e film# anjimais badalados de Los Angeles e que a pensão pens.o serão serao acompanhados Sinfonica Com apoio do chile- imnto foric. 0 Cesar que e minuscula. qumhaa Veneravcl governo muito forte. O pileno, a Funda9 o f undação Parques e Jar- Maia já ja morou no Chile e ate até sen prefeito César que havia deixado pela Orquestra Sinfônica dada jnas( regencia por ela é uma cifra minúscula. Fortensky de Minas, sob a regência de Roberto Duarte. 0 seu cachorro solto q»er finanijas ex- Stelia",, mezzo interpretara ai dins rcstaurou csiaiua. casou-sc dentro gins restaurou a estátua, gastando RS 40 mil nos trabalhos comentou comentoti oembaixador. ~~*~ casou-se com uma chilena", quer que um juiz examine as finanças da CXmulher. pelocscritor. escritor. canções. canqses. preparada uiez/o soprano Rita Medeiros interpretará ;ú dentro do avião. aviao. de dc recuperação recuperaqao e na rearbori- Além Alem das autoridades, autoridades. alu- * zapao /ação do local. nos e c professores prolessores das cscolas escolas. i /MirinAT -.*/> A presidente da i-undaqao Fundação públicas publicas Bernardo 0Higgins. OHiggins. i f+t* DKT r%c HESÍODO HESlODO DE QUEROZ FACÓ FACO» Parques c e Jardins, Jardins. Márcia Marcia República RepubUca do Chile. Chile, Salvador DULCE r PNTO W DE \J T* psessoies Dpi As Orients o,esiavas Facj&le d$ Leiras? Garrido, Oarnuo, explicou cxplicou l\ a obra onrj de tie Os Pfotessoffâs do Dpt:1 de Ltítias OHéntais ô Eslavas da Faculdade cte Letras Allcndc C Oubriclu Mistrul CS- -. J a p* T /k! convidani paro df? 7 h0je 23/05, as t "A Allende e Gabriela Mistral estavam Uivaitl presentes. prcsentcs. As crianças crianvas A LlVlClD A C buuda AuditdnoG-2 Faculdade. naav. BtigadeiroTtompcwskis/n«-FundJo dj UFRJ convidam paia Missa de 7o Dia. hoje dia 23/05. às 11 OOh. no 4 restauração: rcstaurapao: estátua estatua de dc ALMEDA E SOUSA Auditório da Faculdade, Brigadeiro Trompovski s/n0 Fundào bronze foi loi toda recuperada de- divcrtiam. (MSSA dc eram as que mais se divertiam. pois de um trabalho de (MSSA DE 7 DA) pesqui- Rosana Maria, Rodrigo Rtxlrico Dias M i sa C iwinm-imo Arvenn": nc hra- n 4 n. n fjmilui ;iyr<»dece manifostacoos de pos.ir e t..inminucioso. Apenas os braços tiveram que\ir vir do (nk nho e A familki agragicê as manifestações do pesar o cari- V Rodrigues Rodrigucs e Patrícia atucia Protásio, 1 rotasio, nho n, sor celebrada. as 1B30 nn K jcu/tam O KiT A Nil U qos Chile", convida para a Missa a ser celebrado, às 8 todoscom 10anos.quecursam horas, hoias. do dia 24.05, sexta-feira. feirti. na n.i grajá lyreja Santa Mõnica Av Ataulfo de Paiva. 527 Leblon. (MSSA DE 7 DA) rimònia. nmonuu o presidente do lnsti- Escola Bernardo 0Higgins, OHiggins. filhas. o! tuto 0Higgiarió, Higgiano, German uerman Se- at- Mo DR. UK* NEWTON NfcW wn QUNTANLHA vun AMLrl A explicou exphcou Márcia. Marcia. Durante a ce- cca 4J série serie do Primeiro Grau na LUZA. filhas, genros e netos convidam para a Missa de, + 7" raalizar as «a vibravam com o passeio longe 7U Dia do seu querido NEWTON a realizar-se às 17:00 i pulveda Duran, deu à primei- da sala de dc aula. Sobre o herói heroi l ll VCTEf HA A AT C Crtl C A horas ho,as do dia,a 24 de Maio (sexta-feira), (sexta-feira). na greja São Sap í> ra-dama do município, municipio. Ma- rhilfttln sll nik informacoes ULYbbCb VlALAvU l/t 5UUDA Jose, Medeiros. 273b riangeles Maia chileno algumas tencomndas. informações José. na Av Borges de Medeiros, Lagoa. ULYSSES MALAGUT DE SOUSA - que é chilena "Eu desencontradas. sei sci um,»< CENTENARO pequeno busto de Bernardo ÓHiggins. Em nome do que CENTENÁRO DE NASCMENTO elcera ele era militar mllllar6polluc *dl7ja OlLpins PRESENCA -n ligo. "0 e politico". dizia Cesar jm...tm/ prefeito César Maia, o viceprefeito Gilberto Ramos disral", completava Rosana. "Ele FCOU PARA SEMPRE NA PROFUNDA Rodrigo. "O A MENSA TERNURA DA TUA PRESENÇA pai dele era gene- Gilbcrto ral". "Lie SAUDADE AUSNCA. SAUDADE DA TUA AUSÊNCA. EVA AKLANDER PALATNK! cursou sobre a importância importancia da ajudou a libertar o Chile (hile da Sylvia. Sergio (MATZEVA) preservação preservagao dos laços hwos de ami- Espanha", Espanha". encerrava Patrícia. Patricia. neta_ Sylvia. Sérgio e Linda, filha, genro, nora e t-y"i (MATZEVA) neta. Maria j\/iarja Dulce DuCe e Margus. MarguS. filhos, filhos. nora e! neto Clarissee Jose. neto convidam para a Missa comemorativa Eliachiv Palatnik, e José Kremnitzer, filhas e pelo centenario pelo centenário de nascimento de seu inesquecível esposo, pai. sogro, avô e bisavô/que descoberta da MATZEVAde sua querida esposa, esposam e, mãe,,1 genro e Dinah Palatnik e filhas, comunicam que a ; quecivel esposo. sogro. avo bisavo.que ALEXANDRE FOLESCU sera amanha. as avo sera proximo uumin-, será realizada amanhã, dia 24 de Maio às 19 sogra e avó EVA, será realizada no próximo DOMN- horas Sao Jose as Cemiteno, horas na greja São José da Lagoa - Av. GO, dia , às 11:30 horas, no Cemitério de j { \!l Borges de Medeiros Vilar dos Teles.. DULA FOLESCU A y\/ Jane, genros. trmaos yy Ana. Sueli, Jane. genros, netos e irmãos _i_ A Á A convidam para as descobertas de Matzei- AVSOS V va de seus queridos pais que irão irao se reali- AVSOS at A f domingo. as EFUNEBRES f M - zar domingo, dia 26 de maio, às 11 horas RELGOSOS FÚNEBRES B kt J no Cemitério Cemiteno de Vila Rosali (novo). PLANTAO PLANTÃO DÁRO DlARO rjj Ln 7/////A /!! e CZ 3J t/vfaaa/ty! JOÃO JOAO BAPTSTA RAPTSTA DA COSTA e as as6as fe.ras.das8:0000h. "O 2as às feiras, às 2100 h. VCSO qiiebrou... DeilS Colheu dflor O vaso se quebrou... Deus colheu a Ex-Vice-Governador do antigo RJ FundadorGandeJornalluminense do Grande Fluminense Sabados Sábados e Feriados, Fenados. das 8:00 às 14:00 h h. H (MSSA DE 7 DA) familia Joao Dommgos.das9 00as20:00h \/J W W A 11 4 família de João Baptista da Costa agradece as Domingos, 9:00 às h 1 manifestações manifestaedes de NasLojasdeClasslficados pesar pelo seu falecimento e Classificados convida 7 sera celebra ta para a Missa de 7o Dia. que será celebrada em 25/05. sábado. sabado/ às as 9h30. no altar-mor da 2as.as6as.feiras,das9:00as 17:00h. q Admiriistraao Basilica às às e h. Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora (Salesianos) - O CRA/RJ - Conselho Regional de Administração do Estado do Rio de Janeiro e Família Familia convidam Rua Santa Rosa. n 207. Niterói. Niterdi. ANUNCtOPORTEEFONE para a missa n de 30 DA de falecimento da Adm. ANÚNCO TELEFONE -j OSQ i pd*/di "*~ GLDA NUNES, Presidente do CRA/RJ. PREQS FUNEBRtS TABELA DE PREÇOS PARA AVSOS RELGOSOS E FÚNEBRES imt.na MU*4 «n«> tha* SH» «-"» 235 as5as das800as 1900h. Local; Sao Jose 1 Manpo Sao Jose) Local: greja de São José (esquina de o de Março com Rua São José) - Centro - RJ. 2as. às feiras, 8.00 às r;:: Sextas-fe.ras. Sextas-feiras, das 8 00 às as h. Horário: Horario: 11:30 h. (onze horas e trinta minutos). DEMAS FORMATOS. CONSULTl-NOS s«->4o5a%4-> obv>(12"sooo Dia: Dia: 24 de maio de 1996/sexta-feira. jokwai. noniiasii.. DOMNGC DA ocimug UT r 45:8o % cs.qt-mnobml - rr1

33 JORNA. QUNTA-.KA. Dr. P 19% 2 Ecli.-ao CDADE JORNAl. DiQ DO BRAS QUNTA-l-líRA. 23 Dt:. MAO DE 1996? ial CDADE Aloxandro Aloxandre Durão Durfto REGSTRO REGSTRO Andrô Munhoz Mlkalauskas Evandro Teixeira Marcada: puni amanhã, dia 24, a realização do 1" Seminário Geraldo Bezerra de Menezes direito do trabalho atual processo e execução, das 8h às 18h.no salão branco do Hotel Glória. Por ocasião do cinqüentenário da Justiça do Trabalho, o homenageado deste seminário é o ministro Geraldo Bezerra de mm ipawiítfi Menezes. 80 anos. rv.miid fundador do Tribunal Superior do Trabalho. Na solenidade de abertura, o juiz Luiz Carlos de Solloitoui Brito, corregedor do TRT - lj Região, falarà sobre algumas idéias a respeito do futuro do sindicalismo no Brasil. O se- Solicitou: & pu0o do Ccna on*,., dc minario tera temporanea o à produção Rio Cena Con* Convidada: pela Associazione Pro Loco minário terá a presença ainda dos grupos nacionais nactonais io c m Assembleia c -7 e estrangeiros a partir do diii temporânea o festival de teatro que reunira Confirmada: Marino, de Roma, para expor suas telas na > «J-M* <" {*- *? para as talia, piastica sen?a para hoje. ás 8h35, tália, a artista plástica Aparecida Munhoz (foto). Esta é a terceira individual da pintora e a de Brito, Arnaldo uma de suas apresentações, apresenta<;oes. o grupo colombia- to* urn caminhao-pipa gislativa cntrega reunira ministros Armando 27 de junho um caminhão-pipa para cada na Assembléia Legislativa a entrega primeira no exterior e reunirá 28 telas em. eom Sussekind. dos no de teatro Rajatabla. Os OS atores usarão usarao cerca da Medalha Tiradentes a Eduardo como Reverenciando a vida, Otimismo e Força que mescla formas abstratas, com titulos jui/es jui/.es. denies Rcvermciando vida. Olimimo Forfa cc 1,1 "lr0!> a?uj a cncuusj0. 10 Azulino *ra* Eugenio Joaquim de de 10 mil iitros de água a cada encenação do Gouvea magnified. ultima exposi?ao espetáculo espetaculo Ninguém Singuem escreve ao coronet. coronel. sso sm> Eugênio Gouvêa magnífica. Sua última exposição foi realizada Vieira. dezembro. Camara Andrade, Wanderley Vieira, Caspar Portlue os pcis ens pernianece ifvf WSjBfl Fedffacao Federação das n- Aparecida lembra que uma brasileira casada Jo ativoaai0 An(,v Valadares Gaspar e porque uni dos personagens permanece em cena por mais de meia, hora tomando banho presidente da em dezembro, na Câmara Municipal do Rio Por llora toinando banll do advogado Antònio Landim "»* dustrias dústrias do Estado com um italiano comprou nio Meirelles nunla batiheira ires metres de talia. uma de suas telas e numa banheira auira Melrelles pendurada a três metros dê do Rio. A iniciativa levou para a tália. "Um professor de artes da agua nao para,je Min 1 espctaculo altura e a água não Quintella. pára de transbordar. 0 de homenagear o Universidade de Roma visitou a brasileira, gos-,\v" empresario tirabalho earqul espetáculo conquistou elogios do escritor Gabriel Garcia Marque/ (bto). (foto), em cuja eiy.i obra o mais alta comenda conta Aparecida, que deixou a gerência de um empresário com a tou do trabalho e me convidou para expor", Arquivo ~w do parliu as m grupo se inspirou. Ao ver a história traduzida do estado partiu da banco em 89 para se dedicar às artes. Revela jjlht- **** Jrdj a",j nop palco, deo o (eritor escritor rendeu-se: Lbtomtrnen1 "E absolutamente tc emocionante. Foi a versão versao mais fiel fict de unia unta! deputada Tânia Jardim advogados )giui >" Sandra SandrifRina Regina e Antônio Antflnio Wanderler 4 que recebeu o apoio para esta viagem dos Ji fe-j de Lima - obra minha" Mariangelis Main ganhou um husio tk Bernardo OHiggins Arquivo jj r... Jpl; t Lançado: Lnnado: em Paris, Pans, o livro Marilyn, reunitlr reuninr Promovido: ontem. pelo JORNAL ms»,// - anos c.,«omr«i«smi,.i pelo americano Ld Feingírsh. Em março l ctnfiin raplinptilfls) Promovwou mmfc do fotografias btourafias de Marilyn Marilvn Monroe feitas ha 40 tisiaiua letupndud.,,,, D, DO BRASL, na Ju, XmKKH ipi..jrtir. resista ha\ia? Heroi chlleno fde ernre o Ce e o Rto dt churrascana Porcao. de uma revista americana havia churrascaria Porção, pedido Confirmo- Feirigersh Feingersh uma reportagem sobre sohrea a atri/. Ele foi Janoiro; no no bairro di de Sao São seeund-i Confirmado: cm mnnnmentn leiri" autorizado Marilvn acompanha-la temmonumuuo Amtzadci- 0 emba,xa- ntncsco Sue- por Marilyn a acompanhá-la nos Francisco, em Nileroi. um almoço de na Livraria do Mu- mwfjg/gm:- t para segunda-feira, JivS Mu «us pijfissionais! intina Avenida C lie or Hemldo Mumv dtsse seus compromissos que rot. «.. profissionais c na sua mtimidade. niidiulc. Ficou Ficon acertado que ele faria laria fotos lotos da a reinauguravao do monumen- confternjza?i confraternização seu da República, no ia Renubka T~oi reiirtucurado ontem JBBm ralete ol mcimemo mostiando n reinauturado anran. Marilyn caseira, sem maquilagem, mostrando o l0 era como U111 smibolo da que reuniu cerca de V Catete, o lançamento V 1 na Avenida C u e. o mo-. r omjsto io alartourosa flollvt Dl si) ilnnos is wl do hvro coirn lado at,o oposto oposio aoui de estrela t-siaia glamourosa L,iaiuuui de Ho wood.»o. As AU>HoSrafa fotografias foram «omra<l»> encontradas eni Ml donos de bancas do livro Comer como numcmo do hcroi tl;i lilxri;i- i r o Sd» Hi de jornais e jornaleiros da cidade. Na ccitas para»m um frade divinas re- cao do Chile, Bcrnrdo OHig V W 19X7 en, em um d,o depósito M.0 de Nova teqac. orque. ft * gins, que lutou contra a Espa- PQ 1 Rjo j J;meiro_ ocasiao.»* lmr W»"« quem sabe ocasião, foi apresentado um vídeo de Afirmou: Tribunal de Justiça, por que temos um ceu nha pcla independcncia do i in iv- >,namirns \ns M>. video dc Afirmourno rnbuoal Justi?a» /whoca,dc estrcia, Featro pais. 0 ionumento estava es- llkuw 1.V. lancamento P r c Pouco Piira if mantcr que USS 5 Lar!-v na boca, de Frei Betto Acertada: para hoje a estreia, no Teatro pcla Rio. Reldehe, Coinpaquecido em um deposito da mos nn at. p». p.. jcrn0 lançamento do Cademo Mulher, com Fortenski (foto), que acaba de se separar de Francisco Alves, No Dança Gerais, música dl* dirctor 0 setimo evmarido atri/ lancamento. Erik nedilo troeniieoembai\adordoclii- Janeiro Relrescos, empiesa palestra do diretor Elizabeth Taylor. O sétimo ex-marido da atriz lançamento, a partir F.rik Satie. nédito no Brasil, recriado pelo mil por mês è pouco para se manter Larry (foto), editado pela Municipal do Rio, do bale Rclàclic, da Compa- \tulhcr. (foto). Francisra Alves. nhiade Danvade MinasGerais.com nuisica it prefeifurae no primeiro encon- dores no esiaao. bo a lo ac pak-stra Jcclarou esulo <ias sera scmda, coreografo mineirb;tindaro Sllvano. tern le no Brasil. leraldo Muno/. e chilcna. representou um inves- > de Operações P s do jc JB, declarou que estava habituado a um estilo de das 9h, será sen ida, coreógrafo mineiro Timlaro Silvano, o bale tem vida NRja bastante bistante luxuoso Liz w." EnirActf, o prefeiu. Cesar Mala foi acer- timentodc USS 200milhoes. Ricardo Saboya. baboy a quando vivia com Li/ no restaurante Museum, uma 1 dois atos, entremeados pelo filme Emr Actf. Taylor Tj>]or na mansão mansao de Bel jk. Air, um dos bairn* bairros Rene Bale film? tada a restauraao da estatua. ami/ade entre nos tambem rambcm Também esteve este\e pre- "Canjiquinha à Vcnerável obra-prima de René Clair, de Balé e filmj mais badalados de Los Angeles e que pensiio st.,.. serao Sinfonic# Com apoio do governo chile- muitp forte. 0 prefeito Cesar scute sente o gerente de a pensão t(;uia p0r c]a e minusculai 1ortensky qninha a v enerael serão acompanhados pela Orquestra Sinfônica dada por ela é uma cifra minúscula. Fortensky de je Minas, jviinas, sob a regência rcgencia de Roberto Duarte. 0 no. a 1 undagsb Parques e Jar- Maia ja morou no Chile e ate Circulacao, Circulação, Fábio Fabio finanvas Stella Stella".. quer que um juiz. examine as finanças da exmulher. pelo pelo escritor. canções. can?oes. " preparada mezzo mez/o soprano Rita Medelros Medeiros interpretara interpretará as dins restaurou a estatua. gas- casou-se com uma chilcna M.utos Mattos. tando RS 40 mil nos trabafhos comentou o embaixador. de rccuperavao c na rearbori- Alem das autoridades, aluzagao do local. nos e professores das escolas urciann " r\c /iicidat c AT/S A presidente da l:unda?a publicas Bernardo OHiggins. ji HESÍODO PMTO OF 4- "E5ODO DE L/C QUERÓZ UUfclKw FACÓ ralu arques e Jardins. Marcia Rcpublica do Chill Sidvador L/vLLC DULCE PNTO rill VJ DE WC T 0, proi«->o.-?i ao Dot" u:i.r, o.ent3i; e Esiavi-, aa Facuidade de utw * 05 Professores tio Dpt" de Utr iài da Faculdade riu Letras tiarrido. explicou a obra de Allende e Gabriela Mistral es- - a > a W P T 1 da UF8J UFRJ todvidam convl«lan»ipa*a p.ua Missa de 7» Dw hoje dij 251/05. v- iiooh.nc "A restauracao: esiatua de tavatii presentes. As criantjas CbUUbA -,Av d>a 23/05. às 11 00h, nq -h,n-i,» ALMEDA E SOUSA Auditório 0 2 da Faculdade,, na A* vjki s/rv FurtdAo bronze bi toda recuperada de- eram as que mais se divertiam. (MSSA 7 pois de um trabalho de (MSSA DE 7 DA) pesqui- Rosana Maria, Ro.lr.go Dias A KimilM manifesta< 5&s de c,u H sa nunucioso. Apenas os bra- A lamili.i gradóce as marvifesúk ões Rodngues e Patricia gfotasio. J. c<jnylda para a Misso set celtgrada. do pesar e nho e convida paro u Missa a ser às as 18:301 nn KCUTOKi H MT A Nil H A cos tiveram que mi Chile. elebrada, todoscom loanos,quecursam Horas, horas. do tin dia 24.0& sexta-feipa. soxta-foira. na (gioja gfbja Santa Wlo Ll\* DR. NEWTON lcwv wli QUNTANLHA mwi Mlllfcl 1 explicou Marcia. Durante a ce-., 4..,rje j0 pnmciro Grau na Av. do 52? tobl<in (MSSA rimonia. 0 presidente do insti- nica Ataulfo de Paiva. 527 Ufblon (MSSA DE 7 DA) l Scola Bernardo OHiggins. LUZA. tilhas. notos oonvidam Miss 1 do.1 tuto 0 Higgiano. German Se- vibravam com 0 passeio lonue + LUZA. filhas, genros o netos convidam para a Mis quorido reatizai-se 1 Op, pulveda Duran. deu a primei- di sala de aula Soba* 0 heroi ill VPfPf 11 Al A/T HE CACA f 7" Dia do seu querido d«newton a realizai as horas do dia 24 de Maio (séxta-foira) (soxta-f.-.r-i) na grejij lgr.-ia Sacg ra-dama do municipio. Ma- ollgumasxrma0es SOUbA 1 José. jos>.. na,mav Av. Borges Borqon de d, Medeiros. Model,q b Lagoa ULYSSES MALAGUT DE SOUSA nangeles Maia-que echilena "Fu dcscncontrad as, sei que CENTENARO " um rwqucno busto dc Bu CENTENÁRO DE NASCMENTO ceramilitarepolitico".dizia PRESENCA 1 nardo0 Higgmv hm nomcdo Rodri. «0paiiecrfee- FCOU A MENSA TERNURA DA TUA PRESENÇA ry A iftm/ 1 prefeito (iuhcrto Ramos disral"- compjetava Rosana. "Ele SAUDADE FCOU PARA SEMPRE NA PROFUNDA SAUDADE DA TUA AUSÊNCA. AUS&NCA. AKLANDER PALATNK : cursou sobre a importancia da ajudou a hbertar 0 Chile da Sylvia, Syvia. Sérgio Sergio e Linda, filha, filha. genro, genro. nora HOra e (MATZEVA) i prescrvaeao dos lavos de ami- Lspanha \ cncerrava Patricia. neta, neta. Maria Dulce Dll!C6 e 6 Margus. MargtlS, filhos, filhos. nora eg neto Clarissee Jose filhase neto convidam para a Missa comemorativa Eliachiv Palatnik, e José Kremnitzer, e j pelo centenario el-. pelo centenário de nascimento de seu ines genro e Dinah Palatnik e filhas, comunicam que a queclel esposo. sogro. avo bisavo. quffda sposmae, ; ALtAAMUKC rulc5\-u d quecível esposo, pai, sogro, avô e bisavô, que descoberta da MATZEVA de sua querida esposa, mãe, ALEXANDRE FOLESCU amanha. avo sera proximo N-, será realizada amanhã, dia 24 de Maio as 19 sogra e avó EVA, será realizada no próximo DOMN- horas Sao Jos* as 11:30 Cemrteno horas na greja São José da Lagoa Av. GO, dia , às horas, no Cemitério de J J Borges de Medeiros 2735 Vilar dos Teles. DULA FOLESCU Yf VV Ana. Ana, Sueli, Sueli. Jane. Jane, genros. irmaos. y genros, netos e irmãos J, Á A Á A convidam para as descobertas de Matizei- Matzei- AVSOS ~ V va de seus sens queridos pais que irão irao se reali- AVSOS Mi - r ~] m zar domingo, dia 26 de maio. às as 11 horas RELGOSOS E FUNEBRES FÚNEBRES f J J % i B no Cemitério de Vila Rosali (novo). PLANTÃO DÁRO M326eMWS40 e P 3 &tmm<jx\ JOÃO JOixSiME!SiJ?4«2STA BAPTSTA DA COSTA ***>» ***»* iras. das 8.00 às 21:00 h ) O O yaso vaso se quebron... quebrou... Deus colheit colheu aflor" Ex-Vice-Governador do antigo RJ Fundador do Grande Jornal Fluminense SSbadoseFenados Sabados e Feriados, das800as 8: ft h (MSSA DE 7 DA) t A família de João iszssslfu Baptista da Costa agradece as Domingos, das 9 00 ás n *T* U MSSA DE 30 DA manifestações irinnifestacoes de pesar pelo seu folecimento falecimento e Has Nas Lojas de Classificados convida paia a de que sera celebra... ~. ] pbicí 3 Missa do 7 Dia. Cjuo sora coloüfada em 25/05. sábado, sabado. às as 9h30. no ajjar-mor altar-mor da as6as.feiras.das9:00as 17.00h. q CRA/TJ Administra<;ao Basílica Basilica de Nossa Senhora Auxiliadora Auxtliadora (Saiesianos) (Salesianos) - 2as às feiras, h. e O CRA/RJ - Conselho Regional de Administração do Estado do Rio de Janeiro r- j j n e Família Familia convidam para a missa de 30 DA de falecimento da Adm. Rua Ru.i Santa Rosa. Res..,, n 207. iq Niterói ANÚNCO POR TELEFONE AHUP " HE GLDA NUNES, Presidente do CRA/RJ. PE PREPS E FUNEBRES TABELA DE PREÇOS PARA AVSOS RELGOSOS l HJNEBRES n lakclm* MV-K* twa*ims \tu tm*s 1M»» ÜVltS UfllS l» V tmgst.lw %{f3s ds 8 CO H Local: greja de São Sao José Jose (esquina de o 1 de Março Mar<;o com Rua São Sao José) Jose) -1 Centro - RJ. Sextas-feiras das8"0&il20$)h. Horirio: Hor:«rio: 11:30 hi h. (on/e horas e trinta minutos). onze DEMAS ORM*TOS,tONSlll NOS Mr.--,40-.H.-ll2t,SH--UO.OgOO-OOO MP Dia: Dia: 24 de maio de 1996/sexta-feira. 19%/sexta-leira. bi\ UTÍC : DOMNGO: N L. j 1..ooo

34 JORNAL DO BRASL QUNTA-FE1RA, QUNTA-FERA, 23 DE MAO MAD DE 19% Wh Esportes 0 Marcelo Theobald 25/8/94 Última chance para conseguir í&ii f > :9KMfc -«. jfll BW, Vi",-: Jl KsK,, 4, -,.. «**... iflbrau.;,-uasabhlbacm MffjjjQh «; vaga nos Jogos. m Seletiva define companheiros de Scherer : e Gustavo Borges no revezamento 4x100 É tudo ou nada a partir de hoje, às 6h. na piscina do Fluminense. em Laranjeiras. Os nadadores *3w brasileiros vão disputar a última chance ATLANTA para conseguir o indice e a classificação owp para os Jogos Olímpicos T de Atlanta. O Brasil já tem classificação para a prova de revezamento, 4x100 metros masculino e Gustavo Borges e Fernando Scherer, as estrelas da natação, ocupam duas das quatro vagas. A disputa pelas oui iras duas promete esquentar muito a Tentativa Olímpica, competição que vai até o domingo, promovida pelo Comitê Olímpico Brasileiro, Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos e Empresa Brasi- leira de Correios e Telégrafos Gustavo Borges tem índice tani- bem nos 50m e 200m livre e Fer- nando Scherer, nos 50m. Os outros nadadores pré-classificados são Gabrielle Rose. nos loom borboleta e 200m mcdley, Luis Lima nos lgfjootn livre e Rogério Romero, nos loom c 200m costas. No total 64 nadadores participam da Tentativa Olímpica e, entre eles. Alexandre Massura Neto e André Cordeiro estão bem próximos de conseguirem as duas vagas do revezamento 4x1 OOm. O índice para os loom livre é de 50s40 e os dois têm bons tempos, Alexandre (5ls33) e André (51s35). Também Carlos Lima Filho. Cassiano Leal, André Teixeira. Emanuel Nascimento, Roberto Piovesan, Teófílo Ferreira e Carlos Jayme têm chance. Na equipe feminina. Ana Azevedo e Fabiola Molina. nos loom costas, Roberta Perrone, nos 200m costas, e Paula Aguiar, nos 50m livre, estão entre as nadadoras que tentarão tirar a diferença para o índice na piscina do Fluminense. l#sl B Tiofllo lata vagus t/tw restatu ma 1 iliilll>«ii fevjllo Ferreira vai travar uma lula dura para conquistar uma das vagas que restam na equipe brasileira do revezamento 4.xHX) 11)0 para os as Jogos Jagos "PODO Vôlei viaja para Argentina A Seleção Brasileira masculina de vôlei viaja ás 20h de hoje para Buenos Aires, onde fará dois 1 jogos conlra a Argentina sábado e domingo, ambos ás 1% (hora de Brasília). A novidade será a volta de Tande. recuperado de uma tor-, cão no torno/elo esquerdo, que entra no lugar t de Kid, afastado devido a um cmiramento na coxa direita. A delegação brasileira deixa Bue- nos Aires na segunda-feira. A equipe folga na terça-feira e no dia seguinte começa a se prepai rar para as seis últimas partidas da primeira fase da 1 iga Mundial. A Seleção enfrenta a Argenti- 1 na em São Paulo (dias 1 e 2), Cuba no Rio (dias 8 e 9) e l:.spanlia em Belo Horizonte (dias 15 e i 16)., Peru leva 30 atletas aos Jogos de Atlanta, A delegação que representará o Peru na. Olimpíada de Atlanta será composta de 30 atletas, distribuídos por oito modalidades: atletismo, badminton. boxe, tênis de mesa, natação, luta. vôlèi feminino e tiro. As autoridade peruanas estão pessimistas em relações à performance do pais no Jogos. "Mesmo a equipe de vôlei está muna enfraquecida, principalmente depois da desistência de Rosa Garcia", lembra o presidente do Comitê Olímpico Peruano. Luís Woolcott. Basquete enfrenta o Uruguai \ Seleção Brasileira masculina de basquete faz amanhã, às 21h, em Londrina, o primeiro de uma serie de quatro amistosos contra o Uruguai. O técnico Ay Vulal aproveitara este amistoso para fa/er um rodi/io entre os jogadores e selecionar o grupo que viaja para a China no dia 2 de junho. "F.ssa foi a maneira que encontrei para escolher o grupo", explica Vida! Torben Grael e Ferreira vão bem no iatismo Torben Grael e Marcelo Ferreira venceram a primeira regata da classe star ha Semana Pre-Olimpica de Spa, na cidade holandesa de Medenblik Robert Scheidt, campeão mundial de laser, também foi bem venceu üma. ficou em terceiro em outra e em sexto na terceira regata disputada. Scheidt está em terceiro no geral j O turfe carioca passou por avassaladora escalada de suo»- so depois que o empresário José Carlos Fragoso Pires assumiu a presidência do Jockey Club Brasileirtji no dta 27 de maio de As dotações dos pareôs aumentaram, o preço do trato dos cavalos tomou-se compativel com os prêmios, o movimento de apostas disparou e foi reeuperada a credibilidade na lisura das corridas e no comportamento da casa de apostas. Foram quatro anos de trabalho em ritmo alucinante. O resultado objetivo desta vi* tortosa administração de Pragoso Pires, reeleito ontem para mais quatro anos de mandato, é a unanimidade de todos os segmentos do clube. "Recolocamos o Jockey Club na constelação das grandes sociedades. E o ca- Fragoso e o Jockey vaio de corrida, razão de evistir Presidente é do nosso clube, foi o maior responsavel por isso", ressalta com reeleito e fica orgulho o presidente, que destaca sempre a importância do mo- no clube até 2000 vimento de apostas das corridas para todos os setores do clube, inclusive o social e patrimonial. Antes e depois A transformação do turfe na F.ra Fragoso Pires tem como marco mais importante o volume de apostas. Antes de 1992, o movimento de apostas no Hípodromo da Gá- \ea era quase sempre três vezes menor do que o de Cidade Jardtm. em São Paulo. Hoje em dia os dois se eqüivalem. A moralização do Centro de Processamento de Dados e a sua modernização foram responsa- \eis por toda esta transformaçào. O Jockey Club tem hoje um dos sistemas de apostas mais modernos do mundo. mportante destacar também que a comissão de corridas agiu sempre com rigor e puniu os profissionais que cometeram deslizes. Velocidade máxima maxima toma conta da TV MARO ANDRADA F. SLVA Correspondente MAMl. EUA O publico fanãttco pelo automobilismo corre o risco de sofrer uma overdose de velocidade no domingo. Vai assistir ao vivo ou pela televisão a um total de mil milhas de corrida disputada sempre em velocidades médias superiores aos 340 km, h. No SBT a torcida sintoniza na primeira edição das 500 Milhas dos EUA, sexta etapa do campeonato da ndycar, empresa que organiza o aunpeonato oficial da F ndy. Na Bandeirantes o cardápio traz a 804 edição das 500 Milhas de ndianápolis, terceira etapa do campeonato da RL, empresa que este ano resolveu montar um certame alternativo de F ndy. E o confronto direto das duas provas mais importantes da ndy- 96 será disputado de acordo com as regras do tyocê daide, o programa de outra rede brasileira de TV. Dependerá do interesse do publico o futuro da guerra entre os cartolas da F ndy. Se as 500 Milhas dos EUA ganharem na disputa da bilheteria, a RL, que já está sofrendo enormes pressões políticas por conta da morte de Scott Brayton, o pole-position das 500 Milhas de ndy, tende a procurar a paz. Caso o prestigio e a tradição das 500 Milhas de índianàpoiis prevaleça na contagem do público, quem vai para a mesa dé negociações com o rabo entre as pernas é a ndycar. As 500 Milhas dos EUA serão esquecidas e no ano que vem todos os melhores pilotos da F ndy passarão o mês de maio na cidade que emprestou o nome à categoria. Para o público brasileiro, a sugestão é quase óbvia: acompanhar a largada de ndianápolis e seguir na corrida até a largada de Michigan, duas horas depois. Caso os motores da Honda desapareçam na frente é melhor voltar a TV para ndy, onde um final imprevisível faz parte da tradição. ] Dia 30 de maio, 110 do prédio Jockey, você vai descobrir como ficar no páreo. Este vorkshop \:ii tinir o sjjj fôlego, \hvii- do* muis destacado especialistas brasileiros vão apresentar suas e\periêneius. eon 1 0«):;UUt C.»iV. vl.l Manila dicas fundamentai$ sobre estes tempos cm (pie. também na mídia, e prei iso dividir para reinar. nscrições pelo lei: 2(ú-32()l. Venha. Vai ser um dia corrido no prédio do jockey.!ot(k)h H20U 11 :OOh St.lOh lii.ulh l;*khi ir»:l3u 6i30h 6:50li 18.00H AM MULS Hoberlo llohictw dr Castro íahin Cl BLNCUM.*. UTKKWTVÀS Anioniu Jorge (OíWmal Morador Mtnl»r.«<l«>r Moderator Mi-Hirrjíir Moderator MixlrfâJvf C.uiU»mnt O.uilhmnt /jiur /attar luu Luu (rrcando Fernando xkson Fácwo Cociho Coriho (( c(.. Nâcwnal Y*ck>nal l\nto í*u3to VViça Vdjja (Df1/) (jln l nih.iwo) níhawví (ViilM VBl PAUU PA1NE PAlSEt EA1ML ua T\a>Miim\i amiuiitio mauiliüül -\m:hnatl\as t t r sl.cml skcmtvracao V V..VJ (!. illut\ B-\>?t\\TUÜ t.mrdbl i.ytüi;u:l\- Lui# Keniiiido Albe/io Albexio Frunci-fcco Kruci«>ro ik <k Novar* Prcrgxtcin» Prct* \trin>?*d* Paula KrnU» Krrtla. (Grupo d«- MkJia) ivl ln*-i Kmm!) tl lljiloh dilot.t JrH Wk> Gilkrrlu Gxcú \nrt> \nn> Márcio Mircio Orlando OrUndt» Max*ur«Marijur# (CunU (Cuf»U»njKiràn*j) ioporam ji Saraivu Sarana \lnuh«(ktlu»>rj,\br«1t {KdUoru.AtfjU Ut Uftu Vuitui Viana 1 < thrtlr ihrdr CWíp> <;t«vu.k Livir Caria (jiria Torr*> Tum> ((aio) (Caio) Ui Daoirl Daniel lurbaru Barbara (Mttyr (l ditou a SroboM Nuühfiul Man Mari Wdncr Wiber tim/i Jairw Jmro Canieiro Carwiro tl\iw»lk-it») tvuwkiw-ii) Nlunx»- Manx*.\ai4xoai»» Ainaionas (1 av\> l» Kicado Ricardo l.uth-m-1 Gum-nr* STWl i*\ \i Silno SUm> Malu» Maitw { i V Bju»deirun(i>) (iandetraoio) Kfpinokk) Kfpinakio lk»ru lk>ru (Club# {í lubtr d«* <i«-1 r»a\io) OHr (SBTr ixi-jouym- Lm» Kduardo Víivonccltw (O Clota* bwpo Rc?;o Mooleiro (Jotnal d" Uta*t0 Kfraando 1onclb (O Uü> Gíuck) Hitidcr (ÜKT» Aütòtiio Ri»a.Nf ia (\l!.)ainri/ Multmodu) Modi-r.»dor Caio Valii i\r«pbn) EACiU. DUmMEí MVMtU-b t.t LllUaÚL» DVSR4DOS Mi/rw Librrtli (Hjdn» Globo) Sidnft H«ftidc ÍCBM Flávn> Sali»-» íkjkjh» Jornal do Ura-*» Cario» Strlxajna (Hadto Mwhík) Lula Vieira (\4M Júlio Hungria (H.vJrt» Vtnul.»d* ) MtKltr.idor Fn*d Rúfilo (Rrdr Í -Mxi) Jordan garante a vitória para o Bulis 0 Chicago Bulis tem o melhor jogador do mundo, Michael Jordan, recém-eleito como o jogador mais valioso de toda a temporada com o dobro de votos do segundo colocado. Anteontem, ele deixou claro que merece o titulo, ao levar sua equipe á vitória de 93 a 88 sobre o Orlando Magic. Jordan marcou 35 pontos e comandou sua equipe, que passou a maior parte do tempo atrás no mareador. Agora o Chicago vence a melhor de sete partidas por 2 a 0. Juventus vence Ajax e é campeão europeu 0 Juventus, da tália, ganhou a Copa dos Campeões da Europa ao derrotar o Ajax. da Holanda, por 4 a 2, nos pênaltis, depois de um empate de 1 a no tempo normal e na prorrogação. Ravanelli e Litmanen marcaram no primeiro tempo. É a segunda vez que o Juventus ganha. A primeira foi em 85. Fila também vai apoiar Rio-2004 O francês Michel Dusson. secretário-geraí da Federação nternacional de Luta (Fila), só precisou de 24 horas no Rio para decidir apoiar a realização dos Jogos Olímpicos de 2004 na cidade. O francês disse que considera legítima a candidatura do Rio, "famoso por suas manifestações culturais e esportivas". Dusson destacou entre as principais concorrentes da candidatura brasileira as cidades de Roma e stambul e seguiu para Buenos Aires, outra candidata á sede dos Jogos. 111.VSSES VSSF.S MA.AGJT MA! AGJT DE SOUSA i i H H. Segmentando em mídia. íil!]s JOHNA.L DO BRASL n Associação Brasileira de Propaganda. BENEMERTO BENEMÉRTO DO CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO CTNTF-NARO CFNTF.NÁRO DF. DE NASC1MENTO NASCMENTO O CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO convida o quadro social e os desportistas em geral, para a missa em comemorafso comemoração do centenario centenário de nascimento de seu saudoso e inesquecivel inesquecível atleta mais laureado de todos os tempos, Ulysses Malaguti de Sousa, que sera será realizada amanhi, amanhã, dia 24 de maio de 1996, as às 19:00 horas, na greja de SSo São Jose José da Lagoa - Avenida Borges de Medeiros, 2735.

35 " JORNAL.,»- JORNAL DO BRASL *~) Q QlJNTÀ-ERA, JNTA-ERA, 23 DE MAO DE19% 1096 ESPORTES ±1 ESPORTES Bangu empata no erro de Roger SÉRGO NORONHA noronha sergio irrecuperaveis MoBomta Bgltfllllfl a Goleiro falha e faz Flamengo deixar dois irrecuperáveis em MoçaM Bornta pontos, pontos. Batalha adiada eld-unit! ROBERTO ASSAF f O Flamengo deixou dois \ s profetas do Apocalipse podem perder as esperanças. O pontos \J Flamengo não vai sair do campeonato, pelo menos deste que irrecuperáveis ontem á tarde em se está realizando. O que existe é uma moção de irrestrito apoio ao Moça Bonita, graças a um erro imperdoável de Roger. Eram 47min extrema. presidente Kleber Leite, caso ele se decida por uma medida tão do segundo tempo. A bola foi lançada em direção à área rubro-ne- Mas Kleber Leite sabe, e seus assessores e seus amigos também, gra. O goleiro tentou dar um chutão para a frente, Medidas punitivas que vão desde o rebaixamento até o impedimento que uma atitude como esta só pode acarretar prejuízos ao clube. quando poderia de disputar o ter rebatido para a lateral. A bola próximo Campeonato Brasileiro. Seqüelas dificeis de ganhou efeito, e o meia Fábio, recuperar, mesmo para que um clube do porte do Flamengo. aguardava o desfecho do lance, deu Existe um grande mal-entendido a respeito de tudo que gerou a um leve toque para o gol vazio, briga com a federação. Não foi a reunião de sexta-feira que, decretando o 2 a 2 que tirou o decidiu pelo veto do campo do Volta Redonda. Foi um pedido do Flamengo da liderança do segundo Vasco, baseado exauimente nas reclamações de dirigentes, jogadores e técnicos do próprio Flamengo, logo após o jogo. Sem contar - turno e que poderá ser motivo de muitas, muitas lamentações. com a opinião dos jornalistas presentes, entre os quais me incluo. Ao término do primeiro tempo, O Vasco sabia que não contaria com a unanimidade para tirar cada equipe havia desperdiçado seu jogo de Volta Redonda, e como alternativa preparou um pulo, três boas chances. Mas no último do gato: pediu à federação uma vistoria no gramado do estádio minuto, ranildo entrou pela direita Raulino de Oliveira, cujo laudo era fácil antecipar. e cruzou na medida iêm&i para Nélio fazer 1 a 0. Aos 18min da etapa final. Rio de Janeiro. No início da temporada. Volta Redonda foi mm, O problema foi criado pela desidia da Federação de Futebol do Amoroso, impedido, fez 2 a 0, mas castigada por fortes chuvas, que afetaram a cidade e o campo de o gol foi anulado. Enquanto os jogadores do Flamengo, desatentos, vários estádios, fora da cidade. futebol. Tanto assim que os jogos do clube foram realizados em reclamavam do árbitro. Cafezinho No início do returno, o Volta Redonda comunicou mie o, cruzou para Sorato empatar. Aos estádio e o campo estavam reformados e prontos, e a federação 27min, Nélio chutou em direção ao aceitou a comunicação sem se dar ao trabalho de fazei uma gol. A bola bateu na mão mao de Ma-.v<-,//(, lew atuatfo regular ih-huii vistorh. vistoria. Veio Veto o jogo contra o si Flamengo, Tamengo. os protestos foram ciei, del, desviou-se dcsviou-sc de sua trajetória, trajetoria, e Kerais so direcao Léo Leo Feldman, acertadamente, deu gerais, Jjfc H e só a direção do Vasco pediu exatamente a vistoria que,, nan pcnalti. >"" 111 não havia sido feita. pênalti. Amoroso cobrou e marcou. COlparecia jéagaml Eo Flamengoentroudegaiato aiiemais vitoria Unmroimperdoavel nao doisgols.. Parecia que uma vitória eslava a caminho, embora o Bangu mitiu que Ze o Bangu empatasse. 3 Roger Um erro imperdoável perdor combativo, e não deu para entender sua substituição. 6 Gláucio? mo nos lances dos 7 E o entrou gaiato no navio. tava substitui?ao. G14u» -Nao conseulu con Mas aprcciadores boraif Mai marcagao, nao asjogadas.. e <j0 hear tranquilos. bataina tenha decidido abandonar a postura defensiva que 4 adotara desde o no Zé Maria Não conseguiu dar continuidade às 5 Mas o torcedor do Flamengo e os apreciadores do bom futebol defensiva Valber proximo ampeonato Mal na marcação, pior Magno solado, não teve muitas - apoio yai mudanijas radicaipno nugggde começo da partida, para tentar o Jorge Luís oportunidades. 5 \ álber e do trabalho honesto podem ficar tranqüilos. A batalha esta Atrapalhou-se no segundo gol do Bangu. 4 Estadual. Kleber Leite vai exigir mudanças radicais, número boas oportunidades. O Flamengo, Ronaldão Pelo menos apenas suspensa e deve ser reiniciada no próximo C ampeonato Enrolou-se nos seus empate. Sorato e Wallace forma competi?ao. perderam próprios erros. 4 Márcio Costa Muita luta. mas pouca procura criatividade. 5 Amoroso Ainda longe da lorma competidores c na forma da competição. E discussao demonstrando - Scm io. as mesraas At que ainda não é um não complicar. 5 ranildo O mais lúcido do time. que o tornou conhecido. 5 E entre outras coisas, a discussão aberta aos direitos de televi- time maduro, não conseguia reter a Gilberto Anda esquecendo o futebol em casa. 4 vo. 8 Bangu O destaque foi Wallace, esfregar as ma Caso não seja atendido, o Flamengo Procurou sempre o futebol ofensi- Pingo Sem tempo. Sem nota. são. sempre entregue às mesmas iinncii _ n destaaue maos. nao pessoas. Aí os atendtdo, proletas podem simplesmcnte bola e sequer explorar os contra-ataques. Aos 47min, Roger falhou. Mancuso Vinha sendo um joga- Nélio Regularidade e oportunis- sempre mnrr> ivpriomui nao nsco pode P K (joes. simplesmente não participar perigoso. do campeonato, sem risco de punições. Quem quiser, quiser. que lique fique com a lederaçao, federagao, seu presidente e sua alcatéia. alcateia. BANGU Falha não abala de Roger? prestígio A CBF CBF irá ira um pouco André. Cafezinho. Alô, Niélsen c mais longe em sua cruzada para melhorar a agressoes Maciel; Borçato, Fábio. Edilson c GLMAR FERRERA Na verdade, a preocupação é ques e Djair. Gostou da movimentaçào, mas achou que o Fia- ameaças terão sua súmulas requisitadas e comparadas com os nao veneer jornais. radios televisoes. 0 Rtcardo a arbitragem. Todos os jogos em que ocorrerem agressões ou mentacao. Fla- ameaqas terao sumufe requisiladas Macula (Marcâo); Sorato e Wallaco Técnico: Sérgio Cosme A falha do goleiro Roger no não deixar que Roger se abata lance nortil»rw»vmiamns forcas vei FLAMENGO que originou o gol de empate do Bangu, no último rninuportante para o Flamengo, "Deveríamos com a falha num momento immengo não soube vencer a relatos dos jornais, rádios e televisões. O presidente Ricardo Q~ u i it Hrfrq i0 «s arbitros so Roger, Zé Maria. Jorgo Luls. Ronaldáo e Gilborto, Mancuso (Magto do segundo tempo, não abacipalmente, na Copa do Brasil. bolas altas no meio da defesa do prin- partida. forças as Teixeira vai acompanhar pessoalmente esta leitura, para ver quais alias mcio dubcsl:(,ingl. i são os árbitros que minimizam os incidentes, só para agradar a acet- Ameaas, invasoes, agressoes no). Márcio Cosia. ranildo e Nélio, lou o prestígio e loi castigaao Gláucio (Vâlbor) e Amoroso (Pingo). Técnico: Joel Santana. à comissão técnica. Todos entida. vou me abater portando o jogo deles c foi castigado do Ele jogador junto pareceu bem logo após a clubes e dirigentes. par- Bangu. mas o time acabou acei- "Não (uj0 Ameaças, invasões, agressões e objetos atirados ao campo, ter;j mlc sumulaf omissao tatos tudo terá que Causar arbitro. Local: Moça Bonita, em Bangu Arbltro: Léo Foldman. Cartões ama- quique da bola c ainda lembra- consciente para a bola, mas A partida contra o Barreira sabado tenderam que ele foi traido pelo que sei que não tive culpa. Fui com esse empate no final". constar da súmula, sob pena de a omissão dos fatos causai o afastamento do árbitro. Barrcira q rolos: Calozinho, Borçato, Edilson. q ret,uamcnt0 proximo tern Niélsen. Macula, Gilberto, Nélio, Ronaldâo. Mancuso o Amoroso. Cnrte a partida. "Não quando me preparei para o chute foi antecipada para sábado à? ram de sua boa atuação duran- Gavea, p.ira pc""rar majs injustiga. vamos tentar ela quicou e bateu na minha canela", explicou, escorando-se nas possa enfrentar o Cruzeiro na tarde, na Gávea, para que o time O regulamento do próximo Campeonato Brasileiro tem tudo para gerar mais uma grande injustiça. Como ficam oito clubes para certamentc tòos vermelhos: Gilberto o Nlèlsen. Renda: R$ 29,010 Público: arranjar um culpado para um para disputar o turno final, nada impede terga-feira, Maracana, o tituloem que o oitavo, certamente primeiro pagantes Goís: no primeiro resultado absolutemente normal. O Roger lez uma boa par- partida. Copa do Brasil. Hoje, Romário que acumulou maior número de pontos. boas defesas que fez durante a terça-feira, no Maracanã, pela o de pior campanha, chegue ao detrimento do primeiro, Romario numero tempo, Nélio aos 45min, no segundo tempo, Sorato aos 19min. Amoroso seri (pênalti) aos 27min e Fábio aos tida c não teve sorte num único Joel Santana creditou o empate aos desfalques do time julgado no Tribunal Espe-? será cial Federagao expulsao Havera tunel? 47min Preliminar de junlores: Fiamengo 2x0 Bangu. lance", disse o técnico Joel Santanagou sem Romário, Sávio, Mar- na partida contra o jociai da Federação pela expulsão Haverá luz no fim do túnel? taperuna. use Fluminense vence Olaria 4 a 2 por JL Alaor A law Filho Fllho RCARDO GONZALEZ Se fosse possível um time de futebol encenar a fábula da lebre e da tartaruga, nenhum encarnaria este último personagem como o Huminenscí Em 95. a peça foi um sucesso absoluto para os tricolores. Desacreditada, com passos lentos, a tartaruga só foi \ista pela lebre rubronegra quando dava a volta òlimpica. Agora, pelo menos o cenário da peça está montado. Ninguém acredita no Fluminense, mas com os 4 a 2 conseguidos ontem sobre o Olaria, na Rua Bariri, o time sem. pelo menos durante 24 horas, líder isolado com nove pontos ganhos. Outro que ganhou o papel de tartaruga sem pleiteá-lo mas como está bem nele! e Renato Gaúcho. Romário disparou na artilharia e chegou aos J9 gols. De repente, lá atrás, vem Renato, que há uma década não disputava ariilharia. Ontem foram mais dois e a tartaruga número 10 do tricolor atinge a marca dos 13 gols. Mas, como na fábula, a tarefa tricolor não foi fácil ontem. O time começou em ritmo de tartaruga derrotada. E olhe que o Olaria vive uma situação tal que a camisa do ;lateral Leandro rasgou no aqueciimento e. na falta de outra, ele teve j<je usar a número 16. A maior emoçào da torcida do Fluminense foi xingar as Olorieus, sete torcedores iuniformizadas que incentivavam seu time com pompons azuis e.brancos. De bom no jogo só os gols l a 1, Arturanhoe Renato. O passo de ontem só foi concluido no segundo tempo, com gols de Renato (claro). Rògerinho e Wil- liam. descontando Pedro Renato. Delírio da torcida, que acompanha- \a pelo rádio o tropeço de uma certa lebre enfhangu.. s.. "" *MM Wki --" *- y. $$ &&&&&$$.v., -, iissorm$ i*xv >\1 r *?y.yfelgfr - wy. m H KHk i m f * 4rjf r» W: gbs t ««he MaMW:;TOAMw..::j»«MgMpir:?3MBi C "%* "i< && ;!- VlflBBKjpK HP?- "«V;;"» " \ _ dois gols e eomcuiaou a boa vitoria tricolor sobre o Olaria no alçapão Renato marcou mais FLUMNENSE Scm culpa Vampeta Vigor físico e técnica bem combinados. 8 Darci Mesmo sem ir tão bem, deu dois passes para Renato marcar. 7 W illiam Entrou bem e marcou um gol.7 NVelerson Sem culpa nos gols. 6 Ronald nseguro, teve uma falha imperdoável no segundo gol do Olaria. Tardiamenle substituído. 5 Rògerinho É o ítmleto do clube. 7 Lima Falhou no primeiro gol do Olaria. 6 Ricardo Rocha Volta a iogar um futebol de tetracampeão do mundo. 8.5 Esquerdinha Precisa recuperar o ritmo de jogo. 5 Charles Finalmente uma boa atuação no clube. 7 Cadu Muito afobado, como dc hábito. 5 Renato O dono do jogo e do time] Chegue onde chegue no campeonato, o Fluminense pode agradecer a ele. 9.5 Valdeir Carrega o piano que Renato toca. 8 Leonardo Entrou no fim e deu o passe para o gol de William. 6 Olaria Destaque isolado para o velho Arturzinho. OLARA 0 Alex. Cláudio Gomes. Deninho, Paulo Silva e Leandro; Adriano. Arturzinho, Preto (Jorginho) e Vítor (Luciano); Pedro Renato e Hernande (Oenllson). Técnkxx Toninho. FLUMNENSE? Welerson, Ronald (Rogerinho). Lima. Ricardo Rocha e Esquerdinha; Charles. Cadu, Vampeta e Darci (William); Renato e Valdeir (Leonardo). Técnico! Jair Pereira. Locafc Rua Bariri. Renda púbttco: Não lornectdos. Juta Álvaro Quelhas. Cartóo» amarelos: D ninho, Adriano. Arturzinho. Preto, Luciano, Ricardo Rocha. Charles e Cadu Qolss No primeiro tempo, Arturzinho aos 23m e Renato aos 43m No segundo. Renato aos 4m, Pedro Renato aos 8m. Rogerinho aos 24min e William aos 32min Pr «liminar de Junlore»: Olaria 0 x 2 Fluminense. *- Tornozelo de Túlio é problema O tornozelo direito de Túlio está tirando o sono do Departamento Médico do Botafogo. Ontem o jogador amanheceu ainda sentindo dores no local e surpreendeu o médico Joaquim da Matta. Ele esperava poder liberar o artilheiro para o treino de amanhã. mas agora acha difícil até mesmo a participação de Túlio no clássico de domingo, contra o "Como Vasco. o tornozelo não está mais tão inchado, a dor já deveria ter sumido. As chances de Túlio jogar estão menores", alir- mou ontem o médico do clube. Segundo Joaquim da Matta, o artilheiro teria hoje apenas 40% de de chances de entrar em campo. O jogador foi examinado á tarde chegou ao Hotel Flórida de muletas e recebeu a recomendação para evitar apoiar o pé no chão. Além do tratamento 24 horas por dia, Túlio está tomando um coquetel de remédios. Clássico A Suderj informou ontem que não abrirá o Maracanã domingo para o jogo entre Botafogo e Vasco. O presidente Raul Raposo disse que tomou a decisão depois de tentar receber em vão da Federação do Rio os RS 184 mil a que tinha direito referentes às taxas da partida entre Vasco e Flamengo, na decisão da Taça Guanabara. Além disso, a Federação pagou à Suderj os RS 40 mil referente à caução daquele jogo com um cheque sem fundos, que foi devolvido ontem. O presidente do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro, não se abalou. "Vou contornar a situação. Se não conseguir, jogaremos em Caio Martins, pois o mando de campo é nosso". * Vasco aposta em Nilson para vencer Um surto de gripe desfalcou o Vasco para o jogo de hoje á tarde, ás 16h, contra o Volta Redonda, em Moça Bonita. Ainda sem Váber, o técnico Carlos Alberto Silva chegou a optar por Brener, mas ontem o atacante amanheceu febril e, caso melhore, ficará no banco. Com sua saida, Nilson volta a ter oportunidade no comando do atdque, ao lado de Dionei. "A má lasjc vai passar", avisou Nilson. Para evitar que a gripe se alastre em São Januário, o médico Fernando Mattar aumentou a dose de vitamina C dos jogadores para dois gramas diários. Carlos Alberto Silva também está resfriado. O técnico acha que o jogo de hoje pode representar o começo da recuperação de Nilson fez apenas três gols desde "Precisei janeiro. preservá-lo, mas como é um jogador experiente, pode reverter a má fase hoje", disse o treinador, que considera o Volta Redonda como o adversário mais difícil entre os times pequenos. V. REDONDA VASCO Jútersofl Ca fios Germano Vicente Ptmentd Anzâo Sidne» Fât*o Ale* Malhado Ronaldo Gilvan Luissnho Alemão Kélson Marcelo P«u«no Jwninho Eduar<Jo Ass«s Humt«fto Nilson Anseio Dionet Técnico Técnico Catos Alberto Sr Local Moca Bontta Horário 6h Árbitro Jorge Travassos As ràctos Tamo»o (900khz). Nacional {! 130MU), Gíobo (1220MU) e Tupè (1280kh;i tmntnulem OUTRO JOGO Amífie» > Bjtrwu na flua Bariri,«5 Nwas. com aitütragem de Artur Niines Come».. _

36 Sávio 0 na mira do Barcelonà Manaus Qldemàrlo OldemArlo Touguinh6 Touguinhò n Clube espanhol também entra na briga pela contratação do craque do Flamengo ~WM ANEL1SE NFANTE passe de Sávio, não preocupa os Correspondente dirigentes do Barcelona. Para os BARCELONA Terminada a( catalaes, catalães, em um leilao leilão pelo jovem jovcm f Era Cruyff. o Barcelona anuncia a atacante rubro-negro, o Flamengo renovação renovagao do time proxima Ecmbora - j para a próxima aceitará a melhor oferta. embora temporada. Os dirigentes criticados critieados o Deportivo tenha possibilidade Wllfc,, economica Savio, por grande ft - parte da torcida e imprensa, por demitir o técnico holan- Barcelona é o clube mais rico do econômica de investir em Sávio, o t6criico holf 3M e ft. -" ;: dés, des.fqiierem torcidl mundo. or?amentos ff tf " : querem reconquistar a torcida mundo, com um dos orçamentos com uma contratação contratagao milionária: milionaria: mais significativos signillcativos do futebol futcbol euro- F fvskfe ; V Sávio. Savio.0atacantebrasileiro6oera- O atacante é o eraque dos novo treinador, Apesar da saída de Johann?JrW&KR&3m m"~* peu. peu. fag*r»>_ ytlll- 4 lf TTclSfl..j jfcpffwc3 sonhosdo Apcsar saida f tm*\\lvt*m ML o inglês ingles Bobby Robson, e a diretoria do clube confirma que está esta dis- seguira HL ; J r -4m isbwwhww.4 holandcs Bfe>.. dircto- Cruyff. Cruyff, a diretoria do Barcelona WtW1 :p 7 - posta a investir alto para conquis- seguirá a filosofia de investimentos do treinador holandês "dinheiro J tarojogador. o no no campoe e não nao no banco". Wfc/m «fk fj / :V WlBU&w 0 Barcelonaainda nao ::- i *W O ainda não tem proposta oficial para o Flamengo, Flamengo. por- para a compra de Sávio Savio foi garanti- *. f j fx j /jtf-k- jjhb Prioridade A prioridade / / " W" que pretende incluir Romário Romario na da ao Deportivo quando o presi- - ij Jjfrf HBH negociação. negociagao. O 0 clube espanhol cspanhol faci- dentc dente do Flamengo, Flamengo. Kleber Klebcr Leite, Lcitc. «m: 0S] litaril litaria a transferencia do baixinho, esteve na Espanha, Espanha. ha há 15 dias. dias, acer- em troca iroca de dc algum desconto no pretando a transferência transferencia de Bebeto Bcbcto pa- m ço 50 do passe de Sávio. Savio. Segundo os ra o 0 rubro-negro. Kleber explicou J, Barfa, 0 espanhol, : gwl " w f dirigentes do Barça, o atacante brasileiro não custará menos de USS Augusto César Lcndoiro. na oca- J* 10 milhões, milhocs, mas, sendo prioridade siao. sião. nao &*<"" s 41 4,5 ao presidente do clube espanhol. nao custara Cesar Lcndoiro, :- P»k>» para a que não tinha interesse em próxima proxima temporada, mcrece scu *4 atencao cspecial. merece atenção especial. "Custe desfazer-se. no momento, do seu o 0 que eustar" tar", comentou comcntou o 0 vice-presidente vicc-presidente que o 0 atacante poderia ser negocia- Wf,< vrfe V. cus- principal jogador. Mas ressaltou B SJ JBBEBmM / Jbmr. Joan Gaspart. do do no futuro, future, caso fosse aprovada a,lahbb O 0 acordo da prioridade. recem- prioridade, recémassinada entre Flamengo e Depor- Dcpor- dinario dinário dos Esportes, Esportes. Pclé, Pde. de con- j, lei. proposta pelo ministro extraor- UVÒ La Cortina, que dá ao clube de ceder passe livre aos atletas que Ln/rn smpdlico.sim i Tjhr»«i/j/,r,m/ra<to -jsssvsemwzi frin cipms or» Zojuto pan..ajt,* /UtaM Sempre simpático, Sávio é o SSprfSidaCra comls pmll!2«scteis.!,e jogador mais procurado fwloowòwmtitamumwna das principais armas àe Zagalo para os Jogos de Atlantit Bebeto preferência na compra do completassem 24 anos de idade. Bebeto enfrenta México A volta de Bebeto à Seleção será no próximo amistoso, dia 26 de junho, contra o México, em Vitória, na véspera da divulgação da lista oficial dos 18 jogadores da Olimpíada. Outra atração do jogo é Sávio. que volta a fazer dupla com Bebeto no ataque. Sávio nasceu no Espirito Santo e receberá muitas homenagens pelo seu sucesso no Flamengo e na Seleção. Bebeto faz no domingo, contra o Barcelona, o ultimo jogo do Campeonato Esparthol. Por isso, a CBF já não tem mais nenhum problema para a sua convocação, Como Zagalo já tem a equipe da Olimpíada escalada com Dida, Zé Maria, Aldair, Alexandre Lopes e Roberto Carlos; Flávio Conceição. Amaral, Juninho e Rivaldo: Bebeto c Sávio. o técnico vai aproveitar os amistosos para continuar treinando opções de jogo. como aconteceu ontem no Vivaldão. O amistoso contra o México será importante porque a equipe acaba de se classificar para a Olimpíada no Torneio da Concacaf em Edmonton. no Canadá. Zagalo acreditaque será uma partida muito difícil. Por isso quer escalar a equipe completa. A lista oficial da Olimpíada sairá no dia seguinte à partida. Os jogadores convocados devem se apresentar dia 3 de julho na Granja Comary, em Teresópolis. CBF define local Nova estrela brilha na Seleção de Zagalo Sávio conquista vaga com talento e muita simpatia OLD MÁRO TOUGUNHÒ \ asce uma nova estrela na N Seleção Brasileira: o capixaba Sávio, 22 anos, 1.74m, 66 quilos, dc drible fácil e inteligente. Chute perfeito em bola parada, em cobranças fora da área ou da marca do pênalti. Se for necessário. tem a mesma precisão com bola em movimento. Quase nunca erra orra passes. Mas. apesar apcsar de dc tantas virtudes. Sávio continua humilde, como era quando chegou á Gáveai aos 14 anos. sonhando com uma chance. Ontem Sávio soube do interesse dos espanhóis em contratá-lo, principalmente o Barcelona. Ficou feliz. Disse que o contrato com o Flamengo termina no fim do ano. Pensa em renová-lo, mas aceita conversar com quem se interessar por ele. "Gosto muito do Flamengo, mas preciso cuidar do futuro. Vou escolher o que for melhor para minha familia. Alinal, vou casar em breve e a despesa vai subir," lembra o atacante. O sonho de vencer no futebol fez Sávio deixar a família em Vitória. e viajar sozinho pura o Rio. Conheceu uma familia, ficaram amigos e foi morar na casa deles em Botafogo durante cerca de nove meses. Quando o Flamengo sentiu a força de seu futebol, o levou para a concentração do futebol amador, em Jacarepaguá. "Continuei treinando muito. Feli/mente tudo foi dando certo nas categorias de base e isso me empurrou para a equipe principal. Aliás, com os gols. melhorei até de vida. Troquei Jacarepaguá por um apartamento em panema". Paulo Nicolella 1/7/95 Sávio foi ganhando seu espaço dentro de campo, sem declarações ou promessas. Jogador sério e dedicado, ganhou rápidamente a confiança dos torcedores. Hoje Sávio é unanimidade. Desde que jogou pela primeira vez com Zagalo, em 94, que o técnico passou a admirá-lo. Hoje Sávio é uma das esperanças da Seleção na disputa da medalha de Ouro em Atlanta. Zagalo também conta com ele em 98, na França. A cada viagem da Seleção, aumenta o prestígio do atacante. E o bom é que ele merece tudo isso. Zagalo quer força da concentração A Seleção Brasileira já tem defiilida a concentração para a primei- mão de ficar com esta responsàbiligente acha que os EUA não abrirão ra fase do torneio de futebol dos dade. Jogos Olímpicos, em Miami. A Ranking A Seleção Brasileira continua liderando o ranking da CBF informou que a delegação ficará hospedada no Biltmore Hotel, Fila. A equipe ocupa a primeira no condado de Coral Gables, na colocação desde a Copa do Mundo Avenida Anastacia. Para garantir de 94. quando conquistou o tetracampeonato mundial, nos Estados exclusividade, o contrato firmado reserva todo o sexto andar do hotel para comissão técnica e jogadores -ainda e Unidos. Segundo a relação divulgada ontem pela entidade, o Brasil parte do sétimo andar. O holei está localizado a cerca de 25 tem 69,18 pontos contra 62,73 da quilômetros do Alemanha, Estádio Orange que está em segundo Bowl. onde o Brasil enfrentará lugar, e da surpreendente Rússia, Hungria, Japão e Nigéria, adversârios iniciais. Se o Brasil ficar em primeiro lugar no Grupo D. permanecerá em Miami para a segunda fase da Olimpíada. E desta forma, seu periodo de estada será de 14 a 26 de julho. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, reafirmou que todos os custos com o futebol nos Jogos de Atlanta cerca de USS 4,5 milliòes sairão dos cofres da entidade, que não aceitara verbas do Governo ou do COB. Com relação á segurança da delegação, o diri- nas duas laterais No esquema tático que Zagalo vai usar durante a Olimpíada, os laterais terão que trabalhar como verdadeiros pontas. Por isso, acha que se houver necessidade de se tentar mais o gol durante um jogo, Flávio Conceição pode passar para a lateral no lugar de Zé Maria, para aproveitar a violência de 860 seu chute. CUtC "Ai a seleção teria o mesmo poder de ataque dos dois lados, porque, na esquerda, Roberto Carlos chuta tão forte que pode tentar o gol até mesmo de fora da área. Nesse caso, os laterais seriam pontas agressivos. Aldair e Alexandre jogariam Unidos como exemplo do que o Brasil precisa fazer em Miami. "Em 94, a Seleção sempre teve paciência para trocar passes de um lado para o outro do campo até aparecer um buraco na defesa. Querer entrar no peito é que não adianta", explica o treinador. Além das jogadas de ataque pelo meio, Zagalo quer organizar muitas jogadas pelas pontas. Por isso, quer contar com dois laterais de boa arrançada e chute forte, ter condições "Além de chegar ao gol. do potenciai dos artilheiros que jogarão pelo que com pontos ficou em terceiro. meio, também vamos entrar com os mais abertos para dar cobertura ao laterais na função de goleadores. O ranking é divulgado mensalmente pela Pifa e leva em conside- avanço dos companheiros. Zé Elias Deu chance, quero ver aquele chute estaria mais recuado, fechando o forte como fazia o Pepe no Santos e ração os resultados das partidas de meio da área. Até a Olimpíada teremos que treinar várias opções de Zagalo lembra que Roberto na Seleção". todas as seleções nacionais, sejam de jogos oficiais, sejam de amistosos. No ranking anunciado ontem, ataque para não haver problema Carlos é habilidoso e firme nas conclusões. Zé Maria é mais de buscar 41": V- <: 5 Ív~. -«SÍ durante a competição", lembra Zagalo. a linha de fundo para cruzar. "Ele ocupam posição de destaque equipes de pouca tradição no futebol, Na opinião do treinador, os adversários do Brasil vão se fechar na numa emergência, o troco pelo Flá- também vai para o gol. No entanto, como os EUA (14 lugar), Zâmbia (15o), Gana (17 ) e África do Sul defesa, o - que é uma rotina. Com vio Conceição para ter a mesma (20 ), que começa a se libertar do : lespostopela SBl S a iss0«twla isso, toda área irea fica congestionada. JJ* potência potency de dc chute na direita". longo pesadelo imposto pela politica do llcl(j Zagalo aposta nafor(a força ofensiva de Roberto Carlos para ganhar o ouro Zagalo cita a Copa dos Estados (O.T.) (U..) apartheid. 09 ATENÇÃO TORCEDOR fis) H W-TVTTT-TT-*- _ -- ; aaihiiisk NE Vfcl JKL J!2S!!?ciSL»no B Guarda k J T 1 iau * flp Dl A Ramengo Campelo ai oonqutstu do»u Unw. Flu 111 i J u 9 Flamengo Campeão 78 a 92 - Fhi 64 a 95 J y Bolaloao 67 a 90. Brasileiro 95. Canoca 96 o too* 3m mm!sl..rv Vasco 76 a 94. Brasí Tetrai34 Brasil Tn Copas 82.8M0 Copa Aménca 8% Flmunatonas :- lepm kj Canpeonam Campeonato Biasdetroo Brasileiro 90a95 96 fttwosps itgaospsgols) gols) Hr Ml»jBCTSSMMiSMl kr-waslip,«iv ma Joqos ita Jogos inteiros uteiros do Fia fla fle de 7Bai 78 a 96 * «, icentro! Encomendas a partir de R$39,00 y, 2 TeLD21) e H-100 M»d COMPLETA RSrSFEfí-TffQ R VEl>ÇAO f. ÇQpia? yggj Caderno r # " Preços ó com desconto Apresente - ante este cupom oié ate Vólido em todos os lojas De Pló. li SABADO i - Finnnciampnto Financiamento em ate até 36 meses CmutUnwi M!i iro Din X- -, 42**1 *< ol j Leasing em 36 meses MBBB Fracalariza MiuraRio tytfjfcml _ vssamhmaimh* T Consórcio ** "_! f- em R Voluntários dl P.im.i, 449 "A" r Av. Ok-gário Mjck-, 542 MiuraGV MiuraBH MiuraDF Foot WrJSTM!. noseu tl X5 50 ou 60 meses Fone: (021) Fone; (021) «CM) Fonr. <031) 2?«0«Foor (»l) 349-3ÍM i n Gov YiLiiim MG Brio íiunaontt MG Brsubu DF iav. H-100 lance liberado Botafogo Rio de Janeiro Barra d» Tijuca - lav. Rio de Rio Branco 151J Janeiro

37 Brasu Lroacia brasil empata com 0 ill Croácia bí Time não consegue furar forte bloqueio Manaus Oldemário Qldemario Touguinhó Touguinhd adversário e leva gol em falha da defesa da saiu do gol, mas perdeu a dividi- LDEMÁRÒ TOUGUNHÓ f >,-*> i fi. Jl 1 11 Enviado especial da e o atacante croata abriu a contagem. J MANAUS No seu Foi a deixa penúltimo para que a filial amistoso antes da amazonense da Raça Rubro-Negra convocarão convocacsopara fji (loicida (torcida do Flamengo) gritasse grilasse por jj J os Jogos de Romário. O resto do dcsdioico«estádio ficou 1 Atlanta. a Seleçào Brasileira sil" com toda a força. Empolgada revoltado e começou a gritar "Bra- olímpica ficou no com o apoio, a Seleção partiu para empate por a 1 o ataque e Croatia. Savio] perdeu sucessivas oportunidades. Sávio. Luizào, Luizao, Juninhoe BlStLfcTrr,. vjwpi SjiL ifllfr ; com a Croácia. Flávio Flavio Conceição, Conccigao. improvisado na Alexandre Lopes (quase (quasc debaixo da 1. A lateral-direita. riao pcrderam Aos48min, %M; M- -Vy lateral-dircita. não rendeu o esperado pelo técnico Zagalo entanto. Juninho fez um brilhante.# ~ pclo tecnico rede) perderam gols. 48min. no bnlhante» f, J U Marcelinho Paulista também tambem foi lanamento lançamento para Sávio, Savio, H?. jjl VP lestado posigao. couo goleirocom categona,empa- que deslo- *,, " testado na posição. Apesar do re- o categoria, empatando a partida. / f e1pb:. \ JW WlSflBn sultado, sullado. o treinador "f.. f fj / gostou da "Tocamos fgg0c--. V:9MEHpi equipe brasileira. bem a /it kt ki\? flpbhn bola e o time deles marcava muito grasll HEM" $ bem", disse Zagalo. SRASL A lomeqou Flavio ConceipSo (Marceh-, "iv partida começou num ritmo Dida. Flávio Conceição (Marcelinho Paulisla). Paulista). Aldair. Alexandre _* &. > J / ** >$ muito lento, «n só michti quebrado pela rv*l:i cn- en- (radas violentas dos croatas, Lopes e Roberto Carlos; Zè Elias, que Amaral pareciam não saber que se tratava (Bolo), Juninho e Rivaldo, LuizãoeSàvio Técnico: Zagalo de um amistoso. 0 Brasil teve uma chance logo aos 3mm, desperdiçada aesperaipaaacroáca vnvhvm g$? jh por Roberto Carlos, que Cjue chutou Vedran Runje, Daniel Danijel Slelulj Slelutj (Thomaz). Orgica Kovak. Mario Cvitanoíc t. f *, ~a muito mal nial depois de boa KovaK. Cvitanoic :i MnHHWr ##M jogada de Rivaldo e Juninho. Três Ties minutos niinuios e Srdan Miadinic. Silvio Maric. van depois, Juninho (que mostrou um ano Juric, Tomislav Rukavina (Vucck) e Mario Cizmec (Mili), (Miii); Milan Rapaic Rapajic ->». 1 vsff A«a$wP i * futcbol futebol melhor mclhor do que em cm SMS suas llltl- últi- c " (vancovic) e Davor Vugrinec (Kosicl. (Kosic).. mas exibigoes exibições pela Seleção) Sclc\ao) cobrou Ttenlco: Técnico: Martin Novocelac msm. CSQUCrda C Est&dio %, ~ " - "*... fchn falta da esquerda e Rivaldo deu Local: Estádio Vivaldo Lima (Manaus) Árbitro: Carlos Elias Pi-.i i i i " cabepada naut). Arbitro-. Ellas p.. Sempre simpaticosavio 6 jogador maisproairado pelos torcedores cm Marians c turn das principals armas (lc Otgaio as jogos at,-i/ua funic delendeu. menu J Carr,6 8 «"fr,0«junc- Scnipre simpático,sâvio è o jògador tóiptasm Zagalo para ov Jogos de uma cabeçada perigosa mas o bom goleiro Runje defendeu. mentel. Cartões amarelos: Juric. Mane. r Disposta a conseguir um empate. a Croácia pouco assustava. Só bllco pagante: Qols: Rapa- Ulipa- Rukavina, Cizmec, Marlc. Alexandre Lopes. Renda: RS Pii- Pú y-m «que. aos 37min. Rapagic recebeu gic aos 37min e Sávio aos 4Bmin do bnllia Sclcao dc nas costas de Flávio Conceição. Di- primeiro tempo. Nova estrela brilha na Seleção de Zagalo scassmviossidi Voyh,. virtudes. virtudes. Sávio Savio continua humilde, humilde. 0 sonho de vencer veneer no futebol lutebol Sávio Silvio foi 1 ganhando seu espaijo espaço Jflpf* Savio concjllista a Cia- fez Savio familia dedaragoes B BRASL Sávio conquista como era quando chegou á Gávea, aos 14 anos, sonhando com toria. tória. e viajar sozinho pnunessas. serio Perdcu Nao "agd will lai lez Sávio deixar a família em Vi- dentro de campo, sem declarações t rr»m talpntn Dida Perdeu a dividida no uma gol Amaral Não estava num bom vaga com talento para o Rio. ou promessas. Jogador sério e dedicado. ganhou rapidamente a croata 6 dia. dia. 6 C 111 llitel sillipaticl Savio interes- confianga Hojc uma chance. Conheceu uma familia. ficaram Ficaram dieado. Flávio Flavio Conceição ConccifSo Andou tendo Beto e muita simpatia Ontem Sávio soube do inieresse dos jos espanhóis espanu)ls em cm contratá-lo. Contrata-lo. em Botafogo durante cerca de no- Sawo Sáwo e é unanimidade. Desde que tvahalho trabalho com Rapajie Rapajic. 6 Juninho Fez algumas boa joga- oi.df.mariotouc»uinho OLDEMÂkfÒMÉlOÜpHÓ pnncipalmente jogou pcla vcz Nlareelinho Mareelinho Paulisla Paulista principalmente o Barcelona. Five meses. Quando o Flamengo amigos e foi morar na casa deles confiança dos torcedores. Hoje Correu bastante 6(i Mais um das. com a habilidade de sempre. 7 -it ascc Torca sett futebol. ga,0) 0 jfcnico teste para suprir uma emergência emergencia Rivaldo V T asa* uma nova estrela na cou feliz. Disse que o contrato sentiu a força de seu futebol, o jogou pela primeira vez com Za- Parece Parecc que some dojogo 1 N > Seleção Selt\ao Brasileira: o capixaba Sávio, 22 anos. i,74m, 66 do ano. Pensa em renová-lo, mas tebol amador, em Jacarepaguá aipi- como o Flamengo termina no fim fini levou para a concentração racao do fu- # galo, em l)4. que o técnico passou admira-lo Savio c uma em Nao ;\s vczes. F.ntao da Savio. 1.74m. cm rcnova-lo. t..k«i.m!..t,>r 1 cm Atlanta. Não comprometeu. 6,m ncareoacua. 11 a admirá-lo. Hoje Sávio é unia às vezes. Eiitào reaparece e dá um Aldair Bobeou Bobcou no lance do gol crute perigoso Continuei cluitc petigoso ou um passe precio- quilos. quilos, de drible fácil facil e inteligente. aceita conversar quern sc croata. croata, (t so. Chute perfcito teress;ir com quem se interessar por ele. muito do lizmente tudo foi dando certo nas puta da medalha de Ouro em treinando muito. Fe- das esperanças da Seleção na dis- "Gosto Alexandre Lopes so.7 Chute perfeito em bola parada, Perdeu Perdcu um tun [ uj/ao_ Pertiido frente. cobrancas area ptol- uma gol Lui/.ão Perdido na frente, perdeu em cobranças fora da área ou da Flamengo, mas incrível. 5 penalti. neccssa- cscolher preciso cuidar do categorias de base e isso me empurrou para a equipe principal. Atlanta. Zagalo também conta Roberlo Carlos uma boa chance. 6 marca do pênalti. Se for necessário, tem a mesma precisão com melhor para minha familia. Afi- Aliás, com os gols. melhorei até viagem da Seleção, aumenta o futuro. Vou escolher o que for com ele em 1>K. na França. A cada Algumas jogadas descs-frommss8 Savio-Cresccu no. precisao mclhor Aftr, categoria - e_outras bisonhas. bis*, nhat 6 Sá\io Cresceu depois do gol. 7 bola, Zé Ze Elias Ehas Scuuro na marcacao, (roacia Dcstaque gouiro,.> m?... Seguro há marcação, Croácia Destaque para Umi f i o bola em movimento. goleiro Quase nunca nal, vou casar em breve e a despe- de vida. Troquei Jacarepaguá por prestígio do atacante. E o bom é Dnnin erra pa»cs. Mas;ftpesar d antai savaisubir, atacantfe não nao arriscou arnscou jouadas Kunje. 1 jogadas de ataque. 7 Runje. erra passes. Mas. apesar de tantas subir," lembra o atacante. um apartamento em panema". que ele merece tudo isso ~ ~ ~~~ Paulo Nicololla NicolBlla 1/7/95 CBF define local Zagalo quer força da concentração A Seleção Brasileira já tem definida a concentração para a primeira fase do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos, em Miami. A ÇBF informou que a delegação ficará hospedada no Biltmore Hotel, 110 condado de Coral Gables, na Avenida Anastacia Para garantir exclusividade, o contrato firmado reserva todo o sexto andar do hotel para comissão técnica e jogadores e ainda parte do sétimo andar. O liotel está localizado a cerca de 25 quilômetros do Estádio Orange Bowl, onde o Brasil enfrentará Hungria, Japão e Nigéria, adversários iniciais. Se o Brasil ficar em primeiro lugar no Grupo D, permanecera em Miami para a segunda fase da Olimpíada. F desta forma, seu periodo de estada será de 14 a 26 de julho. 0 presidente da CBF, Ricardo Teixeira, reafirmou que todos os custos com o futebol nos Jogos de Atlanta cerca de USS 4.5 nu- hões sairão dos cofres da entidade, que não aceitara verbas do Governo ou do COB. Com relação à segurança da delegação, o dirigente acha que os EUA não abrirão mão de ficar com esta responsabilidade. Ranking A Seleção Brasileira continua liderando o ranking da Fifa. A equipe ocupa a primeira colocação desde a Copa do Mundo de 94, quando conquistou o tetracampeonato mundial, nos Estados Unidos. Segundo a relação divulgada ontem pela entidade, o Brasil tem 69,18 pontos contra da Alemanha, que está em segundo lugar, e da surpreendente Rússia, que com 60,02 pontos ficou em terceiro. nas duas laterais No esquema tático que Zagalo vat usar durante a Olimpíada, os laterais terão que trabalhar como verdadeiros pontas. Por isso, acha que se houver necessidade de se tentar mais o gol durante um jogo, Flávio Conceição pode passar para a lateral no lugar de Zé Maria, para aproveitar a violência de seu chute. "Ai a seleção teria o mesmo poder de ataque dos dois lados, porque, na esquerda. Roberto Carlos chuta tão forte que pode tentar o gol até mesmo de fora da área. Nesse caso, os laterais seriam pontas agressivos. Aldair e Alexandre jogariam mais abertos para dar cobertura ao avanço dos companheiros. Zè Elias estaria mais recuado, fechando o meio da área. Até a Olimpíada tere- Unidos como exemplo do que o "Em Brasil precisa fazer em Miami; 94. a Seleção sempre teve paciência para trocar passes de um lado para o outro do campo até aparecer um buraco na defesa. Querer entrar no peito é que não adianta", explica o treinador. Alem das jogadas de ataque pelo meio. Zagalo quer organizar muitas jogadas pelas pontas. Por isso, quer contar com dois laterais de boa arrançada e chute forte, ter condições de chegar "Além ao gol. do potenciai dos artilheiros que jogarão pelo meio. também vamos entrar com os laterais na função de goleadores. Deu chance, quero ver aquele chute forte como fa/ia o Pepe no Santos e na Seleção". Zagalo lembra que Roberto Carlos é habilidoso e firme nas con- O ranking é divulgado mensalmente pela Fifa e leva em consideração os resultados das partidas de todas as seleções nacionais, sejam mos de jogos oficiais, sejam de amistosos. No ranking anunciado ontem, que treinar várias opções de ataque para não haver problema durante a competição", lembra Zagalo. a linha de fundo para cruzar. clusòes. Zè Maria é mais de buscar ocupam posição de destaque equipes de pouca tradição no futebol, "Ele Na opinião do treinador, os adversários do Brasil vão se fechar na numa emergência, o troco pelo Flá- também vai para o gol. No entanto, como os EUA (14 lugar), Zâmbia (15 ), Gana (17") e África do Sul (20 ), que começa a se libertar do defesa, o que è uma rotina. Com vio Conceição para ter a mesma kmeo pelit.. -i - isso."toda area potencia diruta longo pesadelo imposto área fica congestionada. potência de chute na direita". pela politi- Zagalo aposta najoi]ft tjfe/isiva Carlmparaganlvar força ofensiva de Roberto Carlos ganhar o ouro (U..) ca do apartheid. Zagalo cita a Copa dos Estados (0 7".) HB H 3 ATENÇÃO TORCEDOR JHk Guar4*«amquUUa y Quanto as conquistas do seu leu Um». -/ flllk lfll lillf - MM HL.AE Flamengo Camneao H mm M W M W 8 J 1**1 M. 7 mmwk BlJPVk Botatogo FÍamenqo Campeáo 78 a 92 - Flu 64 a 95 Brasileira Canoca s m W, H HSkw A. V» 1 TOO AiffA A / DE PLA - Botafogo 67 a 90. Bras.laro 95. Carioca 96 94, Brasii Wia 3 JLJroftad&aAiuA-aafaMj vasco 76 a 94. Brasit Tetra 9-1, LaTu.... BiasilTn5a. Biasd , 70, 70. Copas 82,86.90 i gnnm P ktub CopaAmertca89, América 89. Bmmatonas Efcfrinalooas 93 V 1 1 J - r _ J(Wl* g> KjeV Campeonato Brasileiro Brasilaro 90la a 95 9b (todos os as gols) jogos inteiros do Ra tíe 78 a 96 jm jcentro;.kyfi Encomendas a partir de R$39,00 f-tà TeL:(021) e # COMPLETA REVílAÇAO 12 Caderno PreçM ió ooti desconto. Apronte este cupom até 25 H-100 -Jti k-.-~ k*-í Accení -W o**;:~v - Sonata mod. 023 Elantra mod. oi# H-100 n»od. 72 BS 4.500, * 536,00 R5 7.V50, X M7.Q0 RS 8.300,00 UWH 985,00 B 85-7:203, X.856,00 RS 6.300, X 750,00,-ay. \j SABABQ-. j Financiomento fin.wtibw.hio«. em -»»"««atè 36 meses Fracalanza MiuraRio f Leasing em36meses meses S53gS! r*?wty n,.. MiuraGV MiuraBH MiuraDF gfflssfl! WqmmmmmMam Tf) -Consorcioem Consórcio wy g 5S R \ ohtmarus d, 44 A Av. W Olrçino Olcgano Kbari,542 NUtiei, 5i4J tawa» no SPU J S >- (02li Ste F«w 50 ou 60 meses Fone: (021) üfè Í21Í77? Fonr ;9>) P4«*4 Fonr Çfci) i» W Vg\ AV. RO BrOflCO > H-100 lance liberado UAlALiU Boiafogo Rk> ck* lantnro Borra Barra da Tijuca 1 Rio de tie Janeiro g Av. Rio Branco 151 hh *,ib wm

38 ii.-. : 7; - - -v :v.v /"."../ ; 7 *..? ": v " " ;. ". \-.: )..;-./ v::: 7 ". v: V-. "<V : --: V: ": ;i; =-.... ; >.. ; 1." ";-: ;.,:.V../;:- V-. : :-.;... Brasil empata com Croácia Croacia 0 C1 Time não consegue furar forte bloqueio adversário e leva gol em falha da defesa oldiímakio ioucíuinhò Enviado especial MANAUS No seu penúltimo àmistoso antes da convocação para os Jogos de Atlanta, a Seleção Brasileira olímpica ficou no empate por 1 a 1 com a Croácia. Flávio Conceição, improvisado na lateral-direita, não rendeu o esperado pelo técnico Zagalo Marcelinho Paulista também foi testado na posição. Apesar do resultado. o treinador gostou da "Tocamos equipe brasileira. bem a bola c o time deles marcava muito bem", disse Zagalo. A partida começou num ritmo muito lento, só quebrado pela entradas violentas dos croatas, que pareciam não saber que se tratava de um amistoso. O Brasil teve uma chance logo aos 3min. desperdiçada por Roberto Carlos, que chutou muito mal depois de boa jogada de Rivaldo e Juninho. Três minutos depois. Juninho (que mostrou um futebol melhor do que em suas últiíiias exibições pela Seleção) cobrou falta da esquerda e Rivaldo deu uma cabeçada perigosa mas o bom goleiro Runje defendeu. mprovisado como lateral. Flávio Conceição fazia o possível, mas tinha algumas dificuldades nas tarefas ofensivas. Diante de um adversâno bem fechado na defesa, a equipe brasileira tocava a bola à espera de espaços para penetrar Luizão se deslocava pouco na frente c Sávio parecia sentir a contusão rio tornozelo. Disposta a conseguir um empate, a Croácia pouco assustava. Só que. aos 37min. Rapagic recebeu nas costas de Flávio Conceição. Dida saiu do gol. mas perdeu a dividida e o atacante croata abriu a contagem. JBa Manaus Follm magem Foi a deixa para que a filial amazonense da Raça Rubro-Negra (torcida do Flamengo) gritasse por Romário. 0 resto do estádio ficou revoltado e começou a gritar "Brasil" com toda a força. Empolgada com o apoio, a Seleção partiu para o ataque e perdeu sucessivas oportunidades. Sávio, Luizão, Juninho e Alexandre Lopes (quase debaixo da rede) perderam gols. Aos 48min. no entanto, Juninho fez um brilhante lançamento para Sávio, que deslocou o goleiro com categoria, empatando a partida. 0 Brasil voltou bem disposto para o segundo tempo. Sávio esta- Vá mais vivo no jogo e criou boas jogadas numa delas, Rivaldo chutou na trave. Com o passar do tempo, no entanto, o Brasil foi perdendo o entusiasmo. Rivaldo deu ótimo chute aos 23min. No vestiário, o técnico Zagalo deixou entender que as atuações de Flavio Conceição na lateral direita e de Luisão no comando do ataque não agradaram. Apesar de reconhecer que a forte retranca montada pelo técnico croata tenha difieultado as ações do time brasileiro, Zagalo insinuou que os dois jogadores rederam r<cram abaixo da expectafila. (jva O O centroavante ceiitroavante Luisão LuisCio esteve presente prescnte em muitos lances na área area da Croácia, Croacia, mas não nao coiiscgttiu amsegwu marcar gols, apesar de (fir ter tido turn oportunidades optmuntaaacs MMM BRASL Bebeto enfrenta México Mexico BRASL D Dida. Flávio Conceição (Marcelinho Dida Perdeu a dividida no gol Amaral Não Nao estava hum num bom f\ A volta de Bebeto à a Seleção Selegao será sera niais mais nenhum problemu problema para a sua Paulista). Aldair. Alexandre Lopes e Roberto Carlos: Z6 Elias. Amaral croata.6 no proximo convocaijap. (Beto), Juninho o Rivaldo; Luizüo e Flávio Conceição dia. 6 Andou tendo Beto Bcto no próximo amistoso, dia 26 de convocação. Correu junho. Mexico, Vito- ja bastante. 6 Sávio. Técnico: Zagalo trabalho com Rapajic. 6 Juninho junho, contra o México, em Vitória, na véspera Vespera da divulgated divulgação da Olimpiada Olimpíada escalada com Dida, Dida. Ze Zé Como Zagalo já tem a equipe da Fez algumas boa joga- na> CROACA Marcelinho Paulista Mais um das. com a habilidade de sempre. 7 jjsta 0flcja jos jj Maria. Aldair.? Vedran Runje. Dnnijel Steluli (Thomaz), Orgica Kovak, Mario Cvltanoic em Atlanta. Não comprometeu. 6 as Entao reaparax da Savio, e Srdan Mladinic; Silvio Maric. van teste para suprir uma emergência Rivaldo lista oficial dos 18 jogadores da Parece que some do jogo Olimpiada. Olimpíada. Outra atração atra?ao do jogo é Mana, Aldair, Alexandre Lopes e Roberto Carlos; Flávio Flavio Conceição, Conccigiio, Juric, Tomislnv Rukavina (Vueck) e Aldair às vezes. Então reaparece e dá um Sávio, que volta a fazer dupla com Amaral, Juninho e Rivaldo; Bebeto Bobeou no lance do gol chute perigoso ou um passe precio- Bebeto no ataque. Sávio Savio nasceu nasccu no J e Sávio, siivio, o técnico tecnico vai aproveitar os Mario Cizmoc (Mill); Milan Rapajic croata.6 recebera tteinandq (vancovic) e Davor Vugrinec (Kosic) Técnico: Martin Novocelac. Alexandre Lopes so. 7 Perdeu um gol Luizão Lui/iio (rente, op?6es Local: Estádio Vivaldo Lima incrível. 5 Espirito Santo e receberá muitas amistosos para continuar treinando Perdido na frente, perdeu homenagens pelo seu sucesso no opções de jogo. O amistoso contra {Manaus). Flamengo Árbitro: Seleyiio. az Mexico serii Carlos Elias Pimentel Cortões amarelos: Junc. Rukavina, Ci?- uma boa chance. 6 Roberto Carlos Algumas jogadas Savio no tomjnco euuipe mec, Maric, Aloxandfo Lopes Renda: de categoria e outras bisonhas. 6 Sávio Flamengo e na Seleção. Bebeto faz o México será importante porque a Cresceu depois do gol. 7 no domingo, contra o Barcelona, o equipe acaba de se classificar RS PübBco pagante: Zé Elias Seguro na marcação, Croácia para a Destaque para o goleiro último jogo do Campeonato Espanhol. Por isso, a CBF já não tem caf, no Canadá. (0. Olimpíada no Torneio da Conea- Gols: Rapagic aos 37min e Sávio aos 48min do primeiro tempo não arriscou jogadas de ataque. 7 Runje. 7.) (abolindo a clausula que dificulta a venda a um outro clube), em troca de algum desconto no preço do passe de Sávio. Segundo os dirigentes do Barcelona, o atacante brasileiro não custará menos de USS 10 milhões, mas. sendo prioridade para a próxima temporada, merece atenção especial. "Custe o que eus- 1ar", comentou o vice-presidente Joan Gaspart. 0 acordo da prioridade, recémassinada entre Flamengo e Deportivo La Coruna, que dá ao clube de -Bebeto preferência na compra do passe de Sávio, não preocupa os dirigentes do Barcelona. Para os Barcelona ter Sávio reforçar o ataque quer para Alaor Alaor Ftlho Filho 5/2/96 uuuuua, win ujii iwuuu pwiu JUVA.U rj" V; 7 anelise iniantí* catajâes. em um leilão pelo jovem Nova Correspondente atacante rubro-negro. o Flamengo estrela brilha que BARCELONA. ESPANHA Terminada a Era CruyíT, o Barcelona o Deportivo tenha possibilidade aceitará a melhor oferta. E embora Nasce uma nova estrela na Sele- meses. Quando o Flamengo sentiu ção Brasileira; o capixaba Sávio, Savio, 22 a força de seu futebol, o levou para anuncia a renovação do time para a econômica de investir em Sávio, o anos, l,74m, 66 quilos, de drible a concentração tio futebol amador, próxima temporada. Criticados Barcelona é o clube mais rico do por mundo, com um dos orçamentos fácil e inteligente. Chute perfeito em Jacarepaguá. grande parte da torcida e imprensa em bola parada, em cobranças fora "Continuei mais significativos do futebol europeu da área ou da marca do pênalti. Se li/mente tudo foi dando certo nas treinando muito. Fe- por demitir o técnico holandês, os dirigentes querem reconquistar a Ȧpesar da saída de Johann for necessário, tem a mesma precisão com bola em movimento. Quarou para a equipe principal. Aliás, categorias de base e isso me empur- torcida com uma contratação milionária; Sávio. 0 atacante brasilei- seguirá a filosofia de investimentos se nunca erra passes e ontem mar- com os gols, melhorei até de vida. Cruyff. a diretoria do Barcelona ro é o craque dos sonhos do novo do treinador holandês "dinheiro cou o gol do Brasil no empate por Troquei Jacarepaguá por um arartamento em panema", conta o jo- treinador, o inglês Bobby Robson. no campo c não no banco". a 1 com a Croácia. Mas, apesar de e a diretoria do clube confirma Prioridade que A prioridade tantas virtudes, Sávio continua humilde, como era quando chegou á vem craque. está disposta a investir alto para para a compra de Sávio foi garantida ao Deportivo Sávio foi Gávea, aos 14 anos, sonhando com ganhando seu espaço conquistar o jogador. quando o presidente dc Flamengo, Kleber Leite, dentro de campo, sem declarações 0 Barcelona ainda não tem proposta oficial para o Flamengo, por- uma chance. ou promessas. Jogador sério e dedicado, ganhou rapidamente a conesteve na Espanha, há 15 dias. acertando a transferência de Bebeto pa- que Ontem Sávio soube do interesse pretende incluir Romário na dos espanhóis em contratá-lo, principalmente o Barcelona. Ficou feliz. fiança dos torcedores. Hoje Sávio é negociação. 0 clube espanhol facilitaria a transferência do baixinho ra o rubro-negro. kleber explicou ao presidente do clube espanhol. unanimidade nacional, Desde que Augusto César Lendoiro, na ocasiáomengo termina no fim do ano. Pen- Disse que o contrato com o Fia- jogou pela primeira vez com Zagaque não tinha interesse em o, em 94, que o técnico passou a sa em renová-lo, mas aceita conver- desfazer-se, no momento, do seu sar com quem se interessar por ele. principal jo gador. Mas ressaltou "Gosto muito do Flamengo, que o atacante poderia ser negociado no futuro, caso fosse aprovada a mas preciso cuidar do futuro. Vou lei. escolher o que for melhor para minha família. Afinal, vou casar em proposta pelo ministro extraordinário dos Esportes, Pelé. de conceder breve e a despesa vai subir," lembra passe livre aos atletas que completassem 24 anos de idade. o atacante. bptemkleberdissequenaore- Ontem. não recebeu nenhuma oferta pela compra Sávio deixar a família em Vitória, e b 4 J. 0 0 sonho de vencer veneer no futebol fez do passe do jogador e voltou a deixar que"savio nao»viajar viajar sozinho para o 0 Rio. Conheceu uma família, fam.l.a, ficaram ficaratn todos Flamengo até a Copa do Mundo de deixar claro Sávio não sai do atea ceu 98 "por dinheiro nenhum". nenhura"..-:i amigos amigos e foi morar na casa deles em Colaborou Coiaborou Gilmar Giimar Ferreira Savio Sávio é e uma das principals principais annas armas de Zagalo para os Jogos de Atlanta Botafogo durante cerca de nove admirá-lo. Hoje Sávio é uma das esperanças da Seleção na disputa da medalha de Ouro na Olimpíada de Atlanta. Zagalo também conta com ele em 98. na França. A cada viagem da Seleção, aumenta o prestigio do atacante em Manaus, todos o procuravam. E o bom é que ele merece tudo isso. Bom lilho, bom irmão, bom amigo e brevemente, bom marido, como garante Suzana, a dona de seu coração. m ATENÇÃO TORCEDOR fà) Guard* «i conquistas tio seu tim». \Ç7 11 mm V w P (HV* HVHE Flamengo Campeão Campco 78 a 92 - Flu 64 a 95 E K A W \ «nfla A Wlfc?- Botalocio Botalogo 67 a 90. Brasileiro Brastaro 95, 95. Canoca 96 a M 1»*L AV M*. Var>co?6a94. Vasco 76 a Brasii Tetra fetra 94 3 JlpAlBlllJft1 Brasil Brasa Tri Tn 58, , 70: 70; Copas UDDH Pm VEH U Ameoca ESmmatonas m } m l f Copa Amáica 89. Eliminatórias 93 V mm9mw0* H&al Campeonato Campconato Brasileiro Brasjieiro 90 a 95 (todos gois) w W & 1 i ilbill llw Jogos mteiros Fla ae >8a 96i j«l V A p (iodos os gols) sita, Jogos inteiros do Ba de 78 a HEBMflft mm* <w mm pan RS39.00 jé. Encomendas a parir de R$39,00 Jjfyj j,j 1 V Tel.:(021) Tfcl.:(021) e # W gj\jtt*v rajr BE4HR H-100 mod COMPLETA SEVEWgAoi RF.ÍUÇAO mvis ovio Caderno RSnFERTflQ e cópias r déias B j yll L v R O S Pregos já com desconto. Ap/e5ente este cupom até H-100 maà. *201 Válido em todos os lojas De Piá. Accent mod. 004 Sonata mod. 023 " Elantra mod. oib H-100 mod. 72 l.tllhlhimi.imi RS 4.500, X 536,00 liri RS 8.300,00 N n i if t 36 iliil X 985,00 RS 7.950, X 947,00 in [ VMgU*EM**l RS 7.200, X 856,00 g RS MS 6.300, X 750,00 )l SAB SÁBADO --Ftnim wnh?ntebi«>we»- Fmanckjmenfoenvc Fracatanza Leasing em 36 meses MiuraRio a r"" ASSSTÊNCA.:racaianza _ CONÔtOO i pv x ow vtf MiuraGV MiuraBH MluraDF -UTH -Consorcioem R \ olunuuiw d«p.«nx «V A A%. Osino Maciel. 34 ; NAÇOHl Consórcio 24 HORAS R Yo!unLÍno> <ít Pátria. 449 "A" Av. oino Maad m: Miura Miura..._ >we<4,... BySKHl,.,, jf Sli - Su al Fonet1) 286-Z636 Fone- (0211 Fone. {OM} 2117TT f%x*i SM) PKC44 Foor {061* 50 ou 60 meses Forte; t..m<, Rck>>bnw M.i no (021) 286-2tó6 Fone: (021) ,_rí. vba>*iofuomr-mg ikasãu-pf BnsSu-DF seu JB F AV RiO BfOflCO H-l Rotaiogt) tk* Borra di Tijuci Janeiro L. Av. Rio Branco 1511 H-100 lance liberado Botafogo Rio A" Janeiro Barra da Tijuca Rio de janeiro - 1. M M wm r» J

39 Rio de Janeiro Quinta-leira, Quinta-feira, 23 de maio de 1996 JORNAL DO BRASL N5o N8o pode ser vendido vendldo separadamente Livro de fotos revive Tropicália Marisa Alvarez Lima (E) autografa para Dcdé Vcloso, ex-mulher dc Caetano, seu livro, que documenta os grandes momentos do Tropicalismo. (Pág. 2) A nova missào de Tom Cruise Ansioso com o primeiro filme cm que atua e dirige. Tom Cruise foi a estrela da première de Missão impossível, segunda-feira, em Los Angeles. (Pág. 8) Na sala com Natasha Nova lorquo Paulo Severo - -ft wv. PS-"."; >fmf "WSjfflgi, j., J. artur xnxfto "u mhhbl iliflh. ~ ii. *$ plicada. ARTUR xr.xfio Chegou a ser dito que ela se apaixonou por um jornalista Essa entrevista vai ser muito inglès e tomou a atitude impensadamente. Não seria de se admirar. ntelectual? Natalia Makarova acabou de Makarova vivia se apaixonando. entrar na sala de seu apartamento Chegou ao Ocidente, com 29 na Park Avenue, no Upper East anos, deixando três casamentos Side, a mais elegante das zonas residenciais de Manhattan. Chegou pa-, mal-sueedidos na União Soviética. Mas é mais fácil acreditar que ra anunciar sua participação na ela veio cm busca de novos lesafios. Já tinha dançado todos os lurnê brasileira do American Ballet Theatre (ABT), a primeira cm 40 papéis clássicos do balé russo. anos. marcada para o final de agosto (da abaixo). Ultima diva do bale russo. Makarova não dança no Rio desde 981, quando se apresentou numa memorável temporada dc Romeu e Julieta, também no Municipal. Daquela vez, as primeiras bailarinas E Londres. Paris. Nova orque lhe dariam oportunidade de exercitai coreografias modernas. Foi logo contratada pelo novaiorquino American Ballet 1 heatre, onde dançou todos os clássicos outra vez. E passou a dividir o palco com a vida mundana da cidade. do teatro, Ana Botafogo e Áurea Hammerli, se revezaram no Seis anos depois, apaixonou-se outra vez e casou-se, num ritual bi- papel de Julieta com Natalia Makarova e Mareia Haydée. Foi nesquecível. E zantino. com o empresário americano Edward Kakar. com quem te- Makarova também nunca mais se esqueceu de alguns componentes de ve um único filho, André Michei sua estada carioca. (ou Amlaelut), batizado em Somenagem a um personagem de Tolstoi Da dança, cu não me lembro muito não. Mas não me esqueço e tendi Jacqueline Kennedy como daquela gente gemt b n,la bonita, da joie "L de lll - madrinha. Natalia Makarova só v/it(u.c.ld *f voltou vivre... V a Russia S apos * desercao. voltou á Rússia 18 anos após sua Naquela temporada, Natalia deserção. Os tempos já ja eram cram de dt Makarova dançou, dan?ou, pela primeira.»-hhb Gorbatchcv Gorbatçhev e o Kirov convidou-a vez, a coreografia de John Cranko 4 shr para estrelar uma moritagem montagem de g Eugene Onekin. rada na tragédia tragedia de Shakespearc. Shakespeare. jfl Ela Ela reencontrou rcencontrou a mãe mae e retor- Lembro também tambem de corpos s * :*"f * PBBBBBPPPjPPi.. illlislll iniciadt para a música musica de ProkofiefT ProkoficfT inspi- ] 1SP gene jovens, J?D&s sorrisos, nou ao palco onde tinha iniciado praias... Roweus das mantem dan<;a coreografando estreia a 0 cstava r> Natalia Makarova: longe dos 1 palcos, a bailarina russa se mantém na dança córeografando e anuncia sua estréia nas telas Dos Romeus do Municipal destacavani-se Richard a carreira. O ciclo estava completo. Makarova ivllmlluvu l/vll 10. pendurou as sapatilhas. sapatilha.s Cragun, cjavaunscascodo astro durou Na volta ao Brasil, Balé de Stutgart, e ultima bale mso, van o público a reencontrará apenas co- Fernando Bujones, Natalia Makarova, última diva do balé russo, vem ao Brasil com o American Ballet ftos já a principal estrela mo coreógrafa. masculina do ABT. tsu verm la saudatks camaroes!j Mas não se deve esperar outras expe- O Rio me faz Theatre mostrar sua versão dela bayaderee matar as saudades dos camarões lembrar uns carna- camaròes maravilhosos... "Coreogralar para riencias Fotos do Arquivo rièncias de Makarova no ginw gênero. é O Romeu de Makarova era Stephen Jefleris, dançarino que come-. No American Ballet Theatre. em "É excitante. Mas não é a minha va um novo desafio", entusiasma-se. çava a brilhar no Royal Ballet. Pássaro de fogo; 2. Quando foi verdadeira vocação." É mais E provávei revê-la no palco como atriz. tinha ainda um café fantástico que me deixava louca. deserção da União Soviética; 3. No Makarova tem convites do cinema anunciada, em Londres, sua Como se vê, Natalia Makarova, casamento ortodoxo nos Estados e do teatro para atuar. Está tentada a aceitar a oferta de Holly- ou simplesmente Natasha, como Unidos, com Baryshnikov prefere ser chamada, vai ter muito vvood. "Mas não posso falar nada o que rever em sua volta à cidade. E participando da cerimônia; 4. No desta vez, ela nem vai dançar. Vem por enquanto." Não será uma estréia na arte de representar. Ela batizado de Andocha, com como coreógrafa e nwtteur-en-scene Jacqueline Kennedy como ja fez sucesso na Broadway, em de La bayadére. Makarova já abandonou o balé clássico. Não que es- madrinha; 5. No Rio, ensaiando 1983, protagonizando o musical Romeu c Julieta, com Ricliard Ou teja fora de forma. Aos 55 anos, ela your toes. Ganhou um Tony de Cragun melhor atriz. Em 91, representou mantém o corpo esguio (acrescido em Londres, em Tovarich, outro de um busto volumoso que não musical, lançado nos Estados aparece em seus retratos antigos), Unidos os movimentos de braço que a por ceiebrizaram, as pernas longas que a Vivien Leigh. Há quatro anos, voltou a São Petersburgo, berço do Kirov, em Dois na transformaram numa das melhores (a melhor?) intérpretes de Giselle. gangora, num papel exclusivamente dramático, feito no Brasil Ainda faz aulas de dança diariamente. estar bonita todos "Quero portônia Carrero. Natalia Makarova, a última os dias", justifica. bailarina de uma geração que rendeu Rudolf Nureyev, Mikhail Natalia Makarova foi manchete de todos os jornais do mundo Baryshnikov, Alexander Gudonov, Maya Plisetskaya, não dança quando, em 1970, durante uma temporada do Balé Kirov no Royal mais. Dá a impressão de que as Festival Hall de dc Londres, abando- estrelas estrelas russas se apagaram. "Você não pode ter Beethoven todo o tempo", justifica nou o grupo, desprezou as raízes raizes MF7rW97nTfTSiTiVTT3 ce nao todc russas e ficou no Ocidente para A BOA tempo", FORMA DO ABT sempre. Antes dela, Rudolf Nure- Q ela. "Aquilo foi O American Amcrican Ballet Ballel Theatre está esta voltando ao?ao moslrar tambem dcspre/a\a umaepoca.com umadetermina yev já ja tinha leito feito o mesmo durante grasj ção ao ar livre, o ABT vai mostrar também seu antecessor privilegiava as coreografias e desprezava época, com determinada Brasil numa pr0mocao Dalai Sao sao bales atmosfera, uma excursão excursap do grupo a Paris. Produ?oes, promoção de Dalal Achcar e Antares Romeu e Julieta. Em São Paulo, as datas são 5,6 e estrelas. Mckenzie investiu em nomes e em balés atmosfera, que gerou talentos incomparáveis. Foi um trabalho de Produções, com patrocínio patrocinio da Secretaria Municipal 7 de setembro. 7desetembro. românticos. romanticos. comparaveis. Mas Nureyev era um jovem ini- de Culture America 0 esta estao resume, de Cultura e da Companhia Sul América de Seguros. A companhia, com 120 pessoas, alem de La cas iam mal desde os tempos em que Mikhail çados por bailarinos que começam a atrair público, > O ABT está vivendo uma boa fase. Suas finan- Cinderella e A bela adormecida estão sendo danciante ainda não nao muito dcsde cados comevam popular em publico. Deus", resume. M.,L-ar0Vi periodo A divina anna Natalia Makarova se seu pais. Makarova era primeira bayadere, vai apresentar coreografias modernas, de Baryshnikov era seu diretor. Foi um período em como Nina Ananiashvili. Vladimir Malakov, Susan despede aliviada. bailarina do Kirov, ídolo de uma Balanchine, Antony Tudor e Twyla Tharp. No que o grupo não criou estrelas e as bilheterias Jaffe e Paloma Herrera, uma argentina de 19 anos < f, cspetaculos serao Ha tres publico. Nao lot entt platéia gigantesca. Rio, os espetáculos serão no Municipal nos dias 28, murcharam. Há três anos, Kevin McKcnzie, tambem ex-bailarino ex-bailarmo do ABT. assumiu a direção. dia\ao. Seu devera deverá dançar damjar Romeu e Julieta. que se tornou a queridinha do público. No Rio, ela Que bom. Não foi uma entrevista intelectual. Sua deserção desergao nunca foi bem ex- r.. - r t 29,30 " 79 e c 31 de agosto. asosto. Seconseguir uma apresenta- Camas Fiou casal revestidas emi tecido COM QUEM SONHAM m AS NOVAS DE MAO? CAMAS FLOU. Com 20% de desconto, a partir de R$ 7.480,00 em em 3 vezesiguais iguais, até ate 01 dejunho. "*** MAT1AS MARCER j?, nffibih R-Ma U Gdveo Tel:, í * R, Mq de S Vicente. 52 Lj Shopping da Gávea Tel.: Av ae Poiva. 4*r+J Av Ataulfo de Paiva. 270 Lj Rio Design Center Tel.: ««««*»,

40 . JORNAL DO HRAS1. ~ ~~ QUNTA-FilRA. QUNTA-F i:ira. 2 2"* Dli Li MAO Dl PH Rio Teatro dá independencia Grito de independência "Cerca de 29% das mulheres que vivem nos centros urbanos não dependem dos homens para sobreviver. São elas que cscolherf seus parceiros e não são mais escolhidas", conta Roberto Duailibi, diretor da DPZ. uma das maiores agências de "Como publicidade do país. os homens são mais conservadores, cabe a elas forçar as decisões que impliquem em mudança", acrescenta. Por isso Duailibi aplaude a chegada ás bancas, no próximo Sábado, do Mulher, caderno semanal do JORNAL DO BRA- SL dedicado ao público feminino. "Tratase de uma atitude sábia, porque a mulher constitui importantíssimo segmento para os meios de comunicação", diz Duailibi. Tão importante que, segundo dados recentos da empresa de pesquisas de mercado Marplan. levantados em nove capitais, 48% dos leitores de jornal são mulheres. Na leitura de revistas, elas são maioria: 56%. Do ponto de vista da mídia, o diálogo com a típica mulher dos anos 90. ativa e participante como é a proposta do Mullicr é significativa, acima de tudo porque esse público "fica mais e mais estratificado", opina o gerente de midia da Standard Ogilvy & Mather. Orlando Xavier. "a Para ele, iniciativa de criar alternativas de segmentação nesse universo feminino aumenta a possibilidade de atingir exatamente o público que queremos", explica. A publicitária Angela Cordeiro, da DPZ carjôca. endossa: mulheres, queremos "Nós, estar por dentro das novas tendências. O Mulher é uma proposta interessante na Marginália KS!a! R$ 350 mil a Sit cmcn nroietos Publicitários Publicitarios vêem veem no Mulher, novo caderno do \JB, JB\ cinco r projetos J As companhias cariocas que já desen- um avan$o avanço no reconhecimento do mercado feminino volvem USS um trabalho de linguagem teatral f agência agenda de S FSHSP*" flhsb publicidade carioca Giovani, foram as grandes vencedoras do Prêmio Premio ; lu SB Adilson Xavier, as mulheres contemporáneas ncas não nao representam um novo nicho de no Teatro Delfim Delfin, secretaria munici-» contempora- Rio Teatro, entregue entreguc anteontem á a noite. ; } 11 "A pela secretária pai de Cultura, Culture, Helena Severo. Dos 80 fp8hh 11 mercado. mulher moderna já ja é e um pal mercadão. mercadao. Essa idéia ideia de que a importância importancia inscritos apenas cinco foram selecionados seleeionados,. > x ujt. econômica economica da mulher é e menor que a do para receber os RS 350 mil. produfdes ineditas destinados a * 1 homem tem um respaldo cultural: na verdade, ela já é equivalente ao homem e táculo recebeu RS 70 mil. prefe-. tende, inclusive, a superá-lo", supera-lo", afirma. Para rencia rência a projetos projctos que privilegiassem a \ produções teatrais inéditas cadu dadc. ja e taculo cada espe- "Demos ele, o surgimento de uma publicação publicaao dedi- criatividade, a inovação inova?ao e o estudo de cada exclusivamente a este público publico è e mais uma nova linguagem teatral",. explicou a uma homenagem â a mulher dos anos 90. secretaria. secretária. "Hoje. leem as leitoras femininas lêem todo o Pela ordem de entrega, entrega. os premiados premiagps? corpodojornal, segoes politiea Tragedian eariocas como as seções de política foram: Tragédias cariocas para rir. do e economia, e não nao só so moda e comporta- diretor Luiz Arthur Nunes. A.- noite noitc de \ mento". mento", argumenta. Para Adilson, Adilson. os ho- todasasceias. de dc Jefferson Miranda. Bati" Ban- - v mens 11 não nao deveriam se sentir excluídos excluidos da nilia nilha e Trioleto. de André Andre Paes Leme, A. -y "Nós, "Nos, nova publicação. publicagao. homens, sempre senipre mat, mãe. de Luiz Fernando Lobo, e Sonata [ encontramos coisas interessantes nas revis- Kreutzer, Kreutzer. de Eduardo Wotzik. o único iinico > \ tas femininas e sinto que isso vai acontecer acontcccr ami sem uma companhia fixa. A "Como Como leveza de informação informa$ao os homens são sao mais com o novo caderno do JB", diz. Os Os diretores vêem veem no patrocinio miblicacoes clas o negocios Artplan, prefcitura patrocínio da, das publicações femininas conservadores, cabe a elas O diretor de novos negócios da Artplan. prefeitura a possibilidade de desenvolver fsmsl hnnipni form dedsfesdemudanca Antonio ve tranqu.hdade também tambem agrada ao homem lorar aecisoes ae uma Antônio Aciolli, vê no caderno Mulher com mais tranqüilidade seus trabalhos. ; jbilidade ieitores Gra?as premio, reman-. uma Washington oiiwotto Ollwotto Roberto DuallM Duaiiibi jegncjas possibilidade de atrair novos leitores e Graças ao "Q jg senipre pionci- Lobo, criar tendências. "O prêmio, o diretor Luiz Feman- ; JB sempre foi do Lobo, pioneiro e inovador ao lançar suplementos. O o espetáculo A mãe, adaptação de Brecht ; Be Caderno fie a Revista Domingo foram para a obra de Gorki. por exemplo, vai poder montar c lan?ar 0 0 espeticulo».«e adaptatfo medida - em que «pretende fazer "r uma coisa avanço ainda maior das mulheres em todos fes»mlfl sfe,fr list diferenciada. Estamos precisando disso". os campos de atuação: "Nós fundamentais e revolucionaram o mercado. Acredito que com o Mulher isso tam- festa. A produtora Filomena Mancuzo Mas nem todos saíram satisfeitos da registramos, Leitor assíduo de cadernos femininos, por exemplo, que hoje em dia os maiores bém vai acontecer." Segundo Aciolli. o reclamou que um projeto como Os privi- Olivette. fiequcntadoras barzmhos a fe sao MrigL Washington Olivetto, Antonio presidente da freqüentadoras de barzinhos à noite são Mulher é ideal para a leitora que não está legiadosf. em núpeias de fogo com Nelson "a. * W/Brasil, acha que leveza de informação dos veículos femininos é agradável dita que, para o anunciante que quer atin- "uma "Ela mulheres", conta. Por isso mesmo ele acre- satisfeita com coindinhi" deseia meditos <?ao veiculos e agradavel d.ta que. anuncmnte umladinha publicações que a tratam Rodrigues, desenvolvido por Antônio Ela d Jcr como coitadinha". deseja kr Abujamra com base em textos inéditos de n5o livesse sc!c. tambem mulher. dirtta- nts, também para os homens". Ele conta? res_ridadc aonado y, sera que gir essa mulher, cadernos ficou a par de um pesquisa eia que falem diretamente com ela certamente farão sucesso. blicaçâo tem tudo para ser um marco", cionado. "Não há nada mais carioca do cnasao gada nas próximas semanas que revela um Para o vice-presidente de criação da analisa. que Nelson Rodrigues", sobre sua realidade e. neste sentido, a pu- Nelson Rodrigues, não tivesse sido sele- fanlo suaso. QS Pi que proximas que será divul- protestou. Fernando Rabelo : faz a festa autores e atrizes, numa seleta platéia que Lançamento de livro de consumiu 250 livros, a RS 78 cada um. Mansa Alvarez Lima reúne O 0 ambiente tentou reproduzir rcproduzir o clima f da época, epoca. com bananeiras espalhadas cspalhadas polo j os ícones do Tropicalismo pelo salão salao e um arranjo tropical sobre a mesa de Quem viveu os anos 60 e tomou parte autógrafos, autografos, tendo ao fundo uma trilha so- u yhk. nas incandescentes reuniões da casa da nora arquitetada por Edson Quadros, Quadras, que fotógrafa Marisa Alvarez Lima não poderia imaginar que a nata da Tropicalia se e Bethània. "Esse livro é e muito importante pr mesclava as Gal, Chico. Bethania. vozes de Gal. Chico, Caetano encontraria, 30 anos depois, nos salões do para a memória memoria brasileira. Na época, epoca, nao não WL.wHngj K. Copacabana Palace. Mas foi exatamente tinhamos tínhamos idéia ideia das mudanças mudanqas que estavamos fazendo. O 0 interessante é e V * -W m. mtf 3$am no suntuoso hotel, com direito a flashes e que a Marisa participava, B eámeras de TV, que Marisa reuniu, anteontem; a linha de frente do desbunde de tudo, junto com os artis- reunioes cram fantasticas. para lançar o livro Marginália - tas. E as reuniões eram fantásticas. Se o arte tç Hélio Hclio Oiticica queria apresentar um traba- Wm0,. *0xm cultura tia idade da pedrada. da editora lho novo, era motivo para um encontro Salaqndra, quase um documento históri- comtorquatoneto.capinameum e um grupo prupo i co feito por aquela que é uma espécie de grande. Nunca vi tanta conversa", conversii", lem- V escrivà da época. " brou Dedé Dede Veloso, uma das muitas figuras WM \?. ijjk B A lesta de lançamenio reuniu reguas e livro. B yjf. v.fft/r compassos da então marginália retratadas no livro, no qual aparece, por Dedé exemplo, no seu casamento com Caetano. 3l, tj%m Veloso. Maria Bcthâniaf Gillwrto (iil e Os baianos não nao esforeos [xi 1 Caetano Veloso. foram alguns dos mais pouparam esforços para j apbphb : saudados numa noite que sentiu a falta de prestigiar o lançamento de Marginália.. * -»; *: :? / * * l Ai J- v y "Fiz y- " - *9 / urisci Al vare: (D) cnioíionou-se ao Gal Costa. Gil e Caetano acabaram autografando alguns exemplares com a autora. nuar sua turnê pela América Latina, a "Era quemesti ha umai Mesmo tendo de acordar às 4h para comi- Varia Bethània: as primeiras fotografias q>» que saíram tlela tzorato 3fcTqiS peaou ultuna ponte-aerea Sao Prova do status alcançado pela festejada cantora Maria Bethània, fez questão de pegou "Adlro "Adoro a última ponte-aérea de São Paulo, movimento tropicalista foi mais do que está casado há 30 anos. uma» Smwrew m SL? Comccci cncantamento. rcunjao Anton,o o; década de 60 foi a presença da fina flor da comparecer. esse lugar. Comecei aterrissando logo depois de Gil, depois das festa e encantamento. Uma das coisas de reunião onde estavam o Antonio Dias e cv n3sra CoaS Regua mats smto e mmha Gu.lherme Araujo. Comevamos paqt e-; sociedade, com Josephina Jordan ã frente. minha carreira em Copacabana, no Teatro 23h. Régua e compasso do movimento que mais sinto falta é da minha juventude", abriu espaço para a nostalgia o baia- ali", disse. "Seria egoismo não compar-/ Guilherme Araújo. Começamos a paque-. oslo Siauek S GhuC tropicalista, espavo barn- rarah, Sena ego.smo nao Na áréá de artes plásticas, o marchand Opinião. Naquela época. Glauber Rocha tropicalista. fizeram trunfodo "Naoe coro em torno do Undodemais aprovatou histona. Ftque. emoconada Jean Boghici e a artista Lygia Pape, uma era o deus Glauber. Recuperar essa histó- projeto. "Não é lindo demais ver no Gil. Jean Boghici aproveitou para lembrar que foi numa das reuniões de Marisa ver Bethània. Fiz as primeiras fotografias, tilharessa históna. Fiquei emocionada-dt* nos livro?". reun.oes Mansa Bethania. pnmeiras loiograf. das mais atuantes da época, foram receber ria toda è um privilégio que a Marisa nos essa gente toda retratada nesse livro1", "O que alej dtdraro celebfou Genevieve, quesairamdela.comemorou Mansa o autógrafo de Marisa. além de atores. dà", exultou a diva. Caetano, por sua vez. celebrou o marido de Paula Lavigne. que conheceu a mulher, Geneviéve. com saíram dela", Marisa.» j Sâo S&o Paulo Roberto Faustino» Camille,. " " > MARLl MARL RBERO RBEtRO ahk sao SÀO PAULO O que ela fala parece pouco pouco importar. O que fascina mesmo é e o enorme poder de retórica. retorica. A universitaria, professora universitária, escritora e polemista polemita americana Camille Paglia é, na realidade, uma grande "Camille grande performer. tem o timing v- exato exato para o domínio dominio da platéia. plateia. Estabele- ce ce uma empatia para além alem do conteúdo conteudo de sua intelectuahdade", resumiu as impressões da noite de terça-feira tera-feira a duplê duple de SB mimica mímica e atriz Denise Stoklos. Camille. falou para um embevecido público publico no pequeno auditório auditorio do Sao Museu de Arte Moder- sdes na de São Paulo ela faz palestra no Rio &fjjl amanha, amanhã, a partir das 19h, 9h, no MAM,_sobre :Slp linf o 0 tema lema Mulheres de Hollywood. Só So teve acesso quem retirou com antecedência antecedencia os convites.. i Quem não nao conseguiu, perdeu. Não Nao que - Camille Camille tenha falado algo de definitivo. ideias cv.-,, Ela se repete nas conhecidas idéias apresentadas em seus incendiários artigos. A 4«H incendiarios.jsssseb mb vantagem, para quem conseguiu entrar, entrar. foi v ver ver como ela pontua, em meio a uma BHBH verborragia incontrolável, incontrolavel. qualquer assun- 91 mmsbkm to to sobre o qual se disponha a versar. Um "reformista Camille, Camille. formlstmuralalorsnm. cultural", falou de drogas, moda. religião religiao e rebeldia rcbcldta verdadeiro show performático. performatico. ) performer O tema oficial do agitado encontro seria Mais do que isso, revelou sofrer visões? A nova religião da arte. Questionados na capazes de diagnosticar o primeiro impác- > saida sobre as mensagens abstraídas, após to da criação artística. Essa facilidade rc - "uma mais de uma hora de falatório. poucos sulta de mente que vè o mundo de. tinham fixado algo de consistente. A sócialite e promotora de eventos Alice Carta, forma surreal", explicou. Camille acha que "a arte transcende a política por ser a ação, que carregava o novo livro de Camille nas mais bem acabada do homem". Ela se: "reformista mãos (a apresentação se seguiu de noite de define como uma cultural" e! autográfos do livro Vampes & vadias), garantia que Camille "transmite propõe um novo currículo básico a ínte- j o que sente grar a educação da humanidade. Nele de-; de maneira única. É uma mulher que se veria constar o estudo das religiões compa-; gosta muito". Assim como Alice, a atriz rativas, porque "arte e religião andam juntas e existe um impulso religioso em todas«luciene Adami apreciou muito, mas não conseguia reproduzir com alguma objetividade alguns dos tópicos levantados. Stok- Suas raízes no campesinato italiano, in- as artes", assegurou los, mais didática, admitia que tinha ido sistemente citadas, são, na sua interpreta-1 "Suas ver a atuação de Camille: idéias ção, um passe para o universo dos eleitos "Nós, os italianos, independentemente da, prefiro ler em seus livros." classe social, temos uma tradição enorme Uma impulsiva máquina de falar, Camille, informada de que haveria tradução de olhamos para a arte com reverência e simultânea, teve o cuidado de pontuar lentamente o discurso, profissional. Falou de bater, com força, na classe média bjn- respeito, sem as preocupações futéis de status da elite americana". Camille gosta com a mesma desenvoltura sobre lesbianismo, drogas, cultura pop, moda, religião, Não perde uma única chance de debochar ca americana, especilamente as feministas. arte e a rebeldia da geração dos anos 60, da de seus gostos e preferências. E fica air a qual se considera a mais critica integrante. mais satisfeita quando desfere um gofpe Fez piandinhas, arrancou gargalhadas. com a aprovação da platéia.

41 , rll)1a n JORNAL JORNAL DO BRASL O QtíNTA-FF.lRA, QtJNTA-FElRA. 23 DE MAO DE 19% 1996 J J\ya Rodízio Rodizio Dilema 1 \ A SALTO salto ALTO altp ~~ lk TV TFV A Antonio Ein entrevista Antônio mbassahy, candidato á Prefeitura de Salva- pré-candi- publicada1 1 k A m &? dc autograft* cnquanto a Prcfeitura dc no JB de ontem, o A noite de autógrafos do favorita; enquanto ficou na B 1 A 1 i if / livro dc fcsta, ninguem pclo dato à Prefeitura do Rio, Sérgio B r Cabral Filho, elogiou livro de H f K j M i m Mm Mariza Alvarez Marginalia de dor ninguem pelo PFL, deixa o cargo so Eletrobras J o Lima Marginália festa, ninguém olhou para Arte mais ninguém só para de presidente da Eletrobrás B: B m B i i B B tres proxima semana; prefeito P"-gProfundi César Maia, "por & Cultura B f»ft 18 M 1 Um - na idade da na próxima semana. pedrada terça-feira, no Copa- debaixo do braço. profundo llfl : W 1 i* %>- * As Para seu scu lugar será era no- respeito", respc.to e c o possível poss.vel tam- tarn- BjB ela, que saiu com três livros ter<;a-if a, Cc$a- bra?o. J quem quern nutro um cabana ft ; 1 B B Palace, foi um liappening para ninguém botar maravilhosa, recebida com Firm.no, preglente Conde, Condc secretário secretary municipal * Âs loh surgiu Rudy, a! a ninguem meado mcado outro baiano: bau.no. Antônio Firmino, atual Ante- bem candidato candidate Luiz Paulo Mi? & Mk4 k 1 Mi A defeito. uma salva de palmas; foi cstrela verdadcira ovagao. a Coclba presidente de Urbanismo, "um A estrela da noite, Mariza,? Dede Helio to o respeitável av e a quem (sic) quase terminou num or- Dedé Veloso com Hélio uma verdadeira ovação. da Coelba. arquite- fc za, A brincadeira Escravos de jtopedista, in Valèfio Undo, Jo tenho teniio muita muiia admiração". acimirag.._ autografos. itopedista, tantos foram os Eichbauer lindo, de terno Jó continua extremamente Pape. Aguardamos agora as loas autógrafos. A Salamandra cinza, Lygia Pape, Nara popular entre os políticos. politicos. J.8ua. RnnhiHn ja comegou scgun- Gil, Lucia Verissimo, a Miro Teixeira Teixcira e a Ronaldo do já começou a rodar a segunda edição. Gil. Lúcia Veríssimo, Denise Bandeira, Ruth de Souza. Cezar Coelho, para desçobrir: se não for escolhido CpCDB cm na cada. dcsco do livro mais excmplares Ziraldo. Rcn6c exemplares dc a RS 78 Ana Jobim. Ziraldo, Renée cada. de Vielmond com Fernando Mundo convenção convecso do PSDB, cm português portugues A decoração com 20 Firas, Zezé Motta esses e quem votará votara Sérgio Scrp, Cabral bananeiras O presidente Fernando dc - «;;MHflBH bananeiras dando o clima, muitos mais foram dar um Filho? Henrique viaja dia 14 de julho para Angola, onde se sc en- ; --it-? eontra presidente Jose e grandes? O momen- uma iluminação iluminao primorosa bcijo beijo em Mariza. contra com o ptesidente José Ah, 0 <111101" bandeiras nranh t0 t0 mas cspe~ Eduardo dos Santos. com a capa rado da noite: do livro a chegada de De lá os dois seguem até nkpéfiffi! dava o toque K < Mm Gilberto Gil e Lisboa para concretizar um fricalista tropicalista à gwüégb Flora que antigo projeto: a Com unidade dos Países da Língua Por- 9BE noite. HBB lii t;~10 encantada O som, só, ficou com o fuguesa, que vai aproximar H dos anos 60/ Jj livro que sucultural e comercialmente os Í]aBB 70: de Rober- kgjjhb geriu a Maripaíses que falam o idioma gbh to Carlos a Ígljl&i 1MB za colocá-lo português. Gil. Sera Caetano, Jaime Mezzara, que mora cm c Ben- hbhk 1 c ra nternet gpbjibss Hfiei Hi ~M Será do governo angolano e Jorge Bcnjor com o i g n e e H e de dc Paula secrcta- Santiago do Chile mas e uru- jor ElpMBilW 1 Lavigne c comunidadc. guaio. "Moro Cactano, f i v o direito de indicar o seçretário-geral da comunidade. num que Grande Dorothea. pais pais tropical" vieram direto a própria propria hora da sau- sail- de dc São Sao Paulo, onde estavam cstavani "Moro Caetano, T?\n r*d A \1TM? FCTTT A T1ere?inha e Hildc" dadc. lanvando dade. lançando o sclo selo Uns. LlVl UKAnUE Lu 11LU gardo Noronha co-? A coordenadora coordcnadora do even-? A noite já ja estava acamemoram suas Bodas de Ouro cm grande estilo: cm dois conti- KH[HflMBHBB[BHHB to, to. Fernanda Bruni. estava bando quando aiilda ainda chenentcs. a a caráter: curtcr: com um rabo bo de garam alguns amigos fiéis: fieis: Alem de uma missa sabado na Capela do Palacio Sao Cle- BHHHHnH[HH[B c-nor-me c Case, csbaforida. colocado cavalo e-nor-me e loirinho, Regina Casé. esbaforida, mente. havera no dia 25 de junhoi outra missa. em Portugal. JF c c seguida de jantar na resideneia de sua filha Maria Candida uma colocado por Nonato, e Sandra Kogut e Hermano unia maquiagem daquelas, Vianna. F E quando 0 o salao salão Salvador Correa de Sa. seu marido. f # ;4BHBBB fje feita Socrates ja lechando, Alias. Portugal vai ferver: dia 29 outro jantar festeja os 50 - * por Sócrates uma já estava quase fechando, Ouamio cxibe sen liiidosorriso coisa. coisa- Era seu scu aniversário amversiirio entrou Ney Ncy Matogrosso, Matogrosso. anos de Salvador, e dia 3 de julho Antonio Carlos Alme.da TZunaoec mzba-m ParaWns> Fcrnanda dc \]Gm Brag! abre os porloes de sua quinta para uma grande fcsta, /A-( mo.ua.nuu uununu.u parabéns, Fernanda. todo de negro vestido; "em? Bethania Bethânia (foto) -, dtsse festcjando seus 70 anos. que Jaz mnto bem que noite de rara beleza", disse na não vai a lugar áfcgttm atgum alguém. ajgucm. Ora, Ney Ncy é c assim Os amigos ainda nao perderam a esperanga dc que tanta chegou chegou pontualmente pontualmentc às as todos os dias. felicidade culmine no fretamcnto de um Boeing para leva-los: VGru3QG 20h30, acompanhada de dc um? No fim da festa, fcsta, uma im seria uma alecria so...,.,»,.. segurança, seguranca, prcstigiar Mari/a des-tru-i-da. O prcstigiado direlor tea- bauer. John Bondlcr. -iru s para prestigiar Máriza des-tru-i-da, mas fe- flc amjga fotografa licissima. rj. sua fiel amiga e fotógrafa licíssima. Que noite. 1 KiVllinlinc lra Ulysses-.Cruz escrevcu Dandi e seu assistcnte Altrerciizes Dlcllllinub unia cartinha para a coluna do dc Aguiar. alem da atriz niomento cm pianos: o Basico. o nter c confifjmando que vai dirigir rene Ravache; eles gosta-. No momento em que se i i TTOQ 1 i O On Camara, diseute to* pianos Top. Vanessa Redgrave, mas que a nam de ir c Ulysses adorana \/f OCJ AT) A C amigos do presidente da Câmara, discute tanto os planos de ALY \ J.O0AKA0 Luís Luis Eduardo Magalhães Magalhaes Dudu ennho cpii*: nnvns isirono- «pcfl c.is dat.ts ainda nao podt»r lcva-los. *iiulitn saúde sauue cseus preços prn,os astronòmicos, é c bom saber que os a consulias. exames. vacinas, j, tiwnrfo nue os Quanto a Romulo Aran- O deputado diminuiu radicalmente o fumo: funio: de dc quatro maços nui;os asirono -. Os assoeiados tem direito Feli/es fi, andam felizes.. anoam leuzes. planos pianos veterinários veterinarios são sao bem jntcrnagcst odontbvetcrina-. tcs- cc c Ulysses sao amigos. m um. c alem esta baraiinhos. rn cistncao e aleumas mor- unieos prolissionais p passou para um, e além disso está andando uma hora por dia mais baratinhos, casirapao t aumas mui qu«mas o ator nao foi convidado reaularmente n Pot P.n cusia cm conversou a rcspeito e regularmente. rtuiarmuue. O Pct Plan custa em torno l,n,as cxt,as- co,r, hospc- queccrtamente inipomr oelonco * dc nor mes. e seiudoder A receita reccita e simples: quando as coisas se acalmam na Câmara, Camara. de RS 15 por mês. c oferece agcni certo dot -- esiarao com cle na Esas portanto. desleito o Luís lujs kluardo Eduardo adota imediatamente o aos donos dos seus au-aus e programa saúde. saude. ties Que delicia ser cachorro. cmprcitada scrao Helio Eich- cquivoco. miaus três modalidades de Danüsa Danuza Leão Loan e r Claudia Cláudia Móntenègro Montenegro mammmm todos os dias tobm r CLASSE RO - BOLSAS E ARTEFATOS DE COURO. TODOS OS DAS SP posse do corpo spa center niimmm TREM u PWATA POSSE DO CORPO SPA CENTER Elza Soares TREM DR PRATA MURVAS 111 (021) [coord. Coord. Pr. Dr. Alfredo Cury (021) / (0242) j João de Aquino ( ( A \N- ]imjummmm DE51 < y / C 7 A CAARFQ r H01EL PROMOqflO MZEHDA PROMOÇÃO MPER0ÍVE MPERDVEL ME10S DE SEMANfl V 5? ) ) in, 4! J r.l /Jt uvjruvlaj v*i ld a6.5c.af<as-p/30en;r,r$ 198M»0c;soa.PensSocomol MEOS 0E SEMANA f? \ V y " M vlol&o- Jofio cle Aqulnol Vlim-FORE Dom a 61 -bdiârtas-p/apeívis R$ o/oessoa. Pensão como! (ora pgio. em aie S wejes. Regliolunslicado tallaij CANTAR ANDA Ao violão: J060 de Aquino j. mmsrnmmm skdolrc us Bns- Passos-RJ. fora o pacote pgto. fn «5 vezes. Reglào turística tatiaia mtmsnytwrnm.ogsr5-.?.9/5m.22ohlo325. uv-nis. u1!- s; n,i? o mo 32S-055 Rua Vinidu!. do Moraes, 39 panema - Tels.: o ij É REMÉDO Uma Questão Questao de Estilo BBBTOftMB BOM demode Caderno de CORPUS CORJPUS CHRST na NA PRAA C/SAFAR c/ SAFAR! JjsfT Tel: (021) Venha vivíf vivw os m emo5«emo<5«de Portobello Poitobello na nossa notta promoção ptomojao do feriado fetiado de 05 a 09/06/96, onde você voce pode fa;er farar um Safaii Safon Fax:(021) ilspoftcs \W«TOu_ ) f B inuivel, inaivel participai potticipar de d«atividades otividades p/adultos e crianças cnonos à a beira-mar, e ainda omda oimoçor aimoor e jantar, jantor, com torn um passeio posseio de Saveiio Saveiro Esportes, Rua RUOp;nnh="So, Trinta de Maio, r»m» noseujb h*l8 W! H.. l».rt.b«h. MH WMMO BH»Hil)M«H7 Penha Cltgular pela lllía Guaiba incluídos no preço! Hotel Portobello (021) 689*3000 BHB (011) DAtVA 4È?éfm& Roteiro v~ DAVA AZARON e Dircçio AMKON ~~ De 23 de maio iot 01 de junhodel dlv ABi apresentam ah. 23h. mk TA APRESENTA Mil VNÍCUS PANO BAR AMOR WORM, f SSK Rua Vinicius de Moraes, 39 fekool fait* fetu/al 1 llftgbllmf H panema Rio de Janeiro Show com: Tel.: TePL 8MW V< ou V J J i if 1 ( BOUONE t* VCTOR BXGLONE & BANDA 1/U tlmlnla/. F i M 111 Sexta e sábado sibado âs 23:00 23t00hs edomingo «ts às 21t00 21:00 hs F lkl Sexta C 0 M P11TA > 0 H E S. fj m-ska uvui/a;.-- M=>.1 E BANDA. ll.1 Ju!}J.l.!feBfflSBffifflAfflSfflfeXK»raq\ SHOW DE COMEMORAÇÃO DE SEU 1 DSCO DE OURO XSorai* aklfthshai agferagrasü && TODA TO1HFreiM.WS(lASSHatWS 3 reira, NOS (USSinCADOS Jul tng. NG. ANTECPADOS: NG.ADOMCUO: DOMCLO: / Av. Atlântica Atlantica 1020, subsolo >ubsolo do Hotel KkriJien, McriJk-n, Leme Lcine - Rearvas: RcKrvas: DO CWEUNO NWKMATfA. ES lid SAlyflNQ CURTA CURA TEMPORADA: : 15/5 A ASM B/6, HTf771 P] «. à*k C P#Ç" CESS"! hi.j i..1 i. De De quarlas Sabados, as quartas a Sábados, às 19H HOJE, PARTCPAÇAO ESPECAL NÉY MATOGROSSO 2 E 3a DAS 27 E 28, AS 19H J CONVTE Assinantes, 0l:U.fflS saotmttmwarm.dc cuuuu apresenta, 0 D /J 00 Htwi«iA«)iuoi-uDtajuuu J/SSM Assinantes, D,re9ao: ALopJA futywc 7WMwA integrando o Projeto i*rajeta Meio-Dia Em Cena MhB 0 O Jornal do Brasil e Timbre Comunicagoes REAUZAQAO TEATRO CLARA NUNES A HHR] voce Comunicações REALZAÇÃO._Lrp. SHOPPNG DA GAVEA De quinta a sabado as 21:30h mono convidam você para o Show "Arte de Cantar" do Grupo foc WVUS«f *munlc>í»" Tel Domingo as 20i00h maneiras maneiras sewsbm UMB yrtt A A PREFETURA PREFE1TURA DA CDADE C1DADE DO RO DE JANERO dddcdf dançar O o 1 B J E A SECRETARA MUNCPAL DE CULTURA m T APRESENTAM DitqititmulFakMt. Direção ie Migad Fulaòellí CONSAGRADO gb gb g PELA CRÍTCA! CR1TCA!! Tango 8 9 o LocaLTtutnQmNuius Locit Tentro On Nana Shopping digma MARCOS DUPRAT Sinceridade. comudia KuMeuhitSioVicaU,Si V/TT A DPA DAM Macksen tuiz. comédia de Riu Mifi/itfs ie Vicente, 51 Macksen Luiz.JORNAL jornal DO BRASL DENSE BANDERA Csfvfí MTO Vl 11 U & REALDADE KLAL1DADL Detalbes Detalhes saborosos do cotidiano, direção dire«;ao Dia Dia 24/05/% Dia Dia 26/05/% Pinturas,Desenhos,Esculturas PinturaS,DesenhoS,EsCulturaS otimos ótimos diálogos. didlogos. PAULO BETO BETT Sexb4naas2B0h Sexta-feira ás 2 l:30h Domingo às is 20h Liunet Lionel Ficher. TRBUNA TRJBUNA 1>A MPRENSA l.mprhnsa com corn ft Aa ii.inj, to.ftn DENSE DEL VECCHO 0sprimeiros20assinantes 0sprimeiros20assmantes as DENSE Os Os primeiros assinantes queligaremhoje,das primeiros De 2a a 6a - 11:30 às 18:00 h CATARNA ABDALLA (p«ligarem hoje, das 10as às llh queligaremhoje,das 144s às 15b Sábado Sabado - 14:00 às as 18:00 h vera VERA FAJARDO r\jardo poderao paxa podeiao ATE11DEJUNHO TEATRO TEATRO CARLOS GOMES ana ANAPRADO pr\do paia poderão reservar 2mgrcssosaseranraindosnas para 5X poderão reservar 2 ATÉ 2 ingressos a serem retirados nas 2 ingressos a serem retirados retiiadosnas Dionisio Praa Praça Tiradentes Tiradeates s/n ROBERTO BOMTEMPO lojasdeclassificadosdocentro, lojas declassificadosdocentro, -tl.lal. roberto bomtempo do lojas do R. General Dionísio, 53 - Botafogo tot (\nlc Copacabana,lpai!eraa panema Copacsbana,pancna Copacabana, panema :30h realizable realização etijuca. ctljuca. C etijuca, Apoio Realização Realiza;ao JORNAL DO BRASL xitrocinio fixclüsivo fvi CASA DA i [\ [«m L_ j 7n VLLA 1 MAUKNA HMipiNi BANCO banco REAL real JORNAL GAVEA gavea bbmbbbh

42 .ORNA.no BKAS. ~~ ~~ " / v m. 1,41(0/1993 Censure M» ComAdia Casal homosexual torn a pa? Holland, opus - de Stephen Herek Com MUTlTnV T_j Circulto: Cineclubo Laura Alvirn: 17h, 19h, conjugal abalada quando o filho do um deles Richard Dreyfuss. Glenne Headly e Jay Tho ce 21 resolve casar, dando margem a uma s6rie de mas. / ill situac&es hilorianies Basoado na pela de Diama Qenn Holland, professor de se UM JURADO MUTOLOUCO do Johnorten- Jonn poj[o EUA/1g9B censura livre ** BlJndo flrau lroca os ivro, p0,0 rocknfjl. TT.J. i..w.1 f.t?nmbhw L-Kl- harry Com Pauly Shore o Stanley Tucci Circulto: Condor Copaeabana. Largo do EUA/1995 Censura livre * 1 =1». A.* WMilW.il mrart UMAUHlHMi > Com6dia. Rapaz desempregado acaba so Machgdo 4h. 16h, 18h. 20h. 22h Metro circulto: Via Paraue 6: 15h50. 18h30 77 WEB l B 1 MWi onvolvondo om varies stluagfies Botvists 13h30, 15h30. 17h30, 19h30. 2,h10 Estacao Museu da RepubUca 17h30 oiannivc sompro acompanhado do sou liel cachorro 21h30 Rio Oil-Price. Barra l/som DTS 5j-J0PPNGS COTACdES! ruim * regular EUA/1994. Consura: livre., 6h40. 19h. 21 h20 Leblon 1/Som DTS AEXClNTRCAFAMiUADBANTONA-AnUmla. il w,,,-,.....,,, Circuito: Art Barrashoppmg 16h. 17h50. 4h30. 10h50. 10h10. 21h30 Via Pat que 5. Una _ do Marleen Gorris Com Willeke von ART BARRASHOPPNQ JAv : ~~ *# bom **+ dtimo **** oxcclonto 1 gh40 21 h30. A/1Msdurtira T: 1BMO, n/,,, p/ma 1, Madureira 1. Norte Shopping 2. Ammoirooy, Els Dottermans e Jon Decleir 4 666/L N ). Sala 1 (221 PANFMA/ FB 17h30, 19h20, 21h10. Art Plaza 15h30. rto. 16h20, 18h h Nova ; ComMia Antonia, 90 anos. de.tada om lufiaies) Um /uiado nwi o louco 16h. UrtlsElVlni LLDLVJ11 1 0«horArlos dos fllmes e OS <Hid»re?Oi dos 17h20.19h10, 21 Amities 3 15h30. 18h. 20h30 Madureira sua cama. micia o ultimo dia de sua vida Aos 17h60. 19h40, 21h30 Sala luga CAN DDO MENDES - (Rua Joana AngSUca, cinemas etlio no PERTO DE VOCt Shopping 4 16h30. 18hB0. 21h10 Star p0ucos vailombrando sou passado o as pes res) Juman/,J5h50 17h50 Umdimque 63 _ lugaros) O carte,to a fontnaf AO Campo Grande 1 14h, 16h10. 18h20. soas que atravessaram sua longa oxistancia imtmtomr. 19h50 22h Sola luga opoeml6h.18h.20h.22ti PCTPPA V.WN 20h30 Art Miter: 16h20,18h40,21h Holanda/BiSlgica/lnglnterra/1995 Censura,,5L ulln ci j njf LMKClA o CARTERO E 0 POETA potllno de Mi 11(,u>.u AxtmMt -._ «.-.-t anos. 1?h20. 19H30,,21 hosala 4 (252 luga PODEROSA AFRODTE - Mlflthy aprodht do chael Radford Com Massimo Troisi, Philippe MOMEWTO CRlTCO ~ d Circulto: Estagao lesraf 15h. 17h. 19h. 21 Allic: i c.i.»; )i an Woody Allon Com Woody Allen, Mira Sorvi- Noirot o Grazia Cucinotta Stuartbaird Com Kurt Russoll. Steven Seagal cxm mtjuiiho Htm talk to 16h45-18h30 20, Lh no o Helena Bonham Carter. Drama, A amizade do poeta Pablo Neruda e Hallo Berry HUWCA l»au COM E8TRAMH0S. tewt to luga.es) : f/er/e 16h h10, 20h, L> Com6dia. Lenny e sua mulher resolvom 0 um simples carteiro rosponsdvol pela entre- t Agflo. A cinco milhas da terra, um grupo de n-,nni«s Millar 21h50. adotar um bobfi. 0 monino cresce o se revola flfl de suas correspondfincias durante seu exi de se.s homens enfrenta o desaf.o para salvar num ART CASA5H0PPNQ - (Av Ayrton Senna, um garoto lijianto e bonito 0 pai adotivo L num. pequena ilha ftaliano. Censura v.das S bordo de um avrso 747. EUA/ JSJ. «"h C0 2S 2 50 ~ ) Sols 1 (222 lugares) resolve entiio descobrir quem ft a m3e biol6- anos**** 1995 Censural 4,nos **!S33&2Ami dawtuma 151)45. 17h30. 19h15, gica do garoto, ochogaatft Linda Ash, prosti- Circuito: Estsfio Botalogo 3 1 Bh, 19h Ct C i r c u i to: fi a f ra16 h h21h 3 0. nltoi;«o g y.. 2)h Sat(1 2 (667 lugores) 0 scgrtdo de Hit. 0 atrlz de lllmes pornfts EUA/1995 ne Givea 15h. Nitetdi Shopping 2 141,50. 21h" fr itlnrn oe sua vida «% 16h. 17hi0. 19h20. 21h30 Censura 14anos.?** 16h50. 1Bh50. 20h50 Candido Mende, 14 anos Sola 3 (470 lugares) Nunc* late com,, Circuito: >y 2, Rio Sul 2, t eblon 16h. 18h, 20h, 22h M 18h30,21h.MM«nte 16h. 18h30,2.m»19nsu.o anhos,6h 17h45 )9h3o. 21h15?4h14 h 11BhBO WMO 2109hh13 0 "1h20«0 MULHERES DABOLCAS U trimonl. - de JZcaTl6h4B, 18h15, Ma- 18h30. 20h15, 22h Art Fashion Mall ART FASHON MAL - (Estrada da GAvoa r 1L! r B 20 18M0 20h?ih50 Cla"de Chnbro1 C m SOb HuPPe" Jac dure,,a 2 15h30, 18h, 20h30 Star Campo 1 5h20. 17h. 18h40. 20h20, 22h Path* ) Solo 1 (164 luga,es) Lull 1. Barra , 18h10 20h, 21h50 queine Bltsol e Sandnne Bonnalre Grande 2 14h 16h20 18h40 21h 12h20. 14h. 15h40, 17h20, 19h. 20h40 Pa p/erte 16h20. 18h10. 20h 21h50 Sala 2 rqll * fl io ivn iok?n Drama Catherine contrata Sophie como Q _ dq Jos6 Antonio Garcia Com ratodos 14h20. 16h, 17h40. 19h20. 21h Att (356 lugares) Nunca fate com estranhos 21h30 Ti/uca 1 15h50. 17H4U. ibnju. empregada sem saber o seu segredo que ao Antonio Fagundos Maneta Severo e Claudia Tijuca 16h15. 18h. 19h45, 21h30 Nova 15h h. 18h40. 20h20. 22h Sala 3 21h2 sor revolado causard grandes trenstornos; j.mene/ America 2 15h50. 17h40. 19h30. 21h20 (325 lugares) O segredo de Mary Reilly 0 SEGREDO DE MARY RELLY - Mary RaNly de Franpa/Alemanha/1995 Censura 14 anos,;> Com6dia Hist6na do omor entre tr6s pes Olaria 15h40. 17h20. 19h. 20h40 Art Ca 15h30. 17h40. 19h50. 22h Sala 4 (192 Stephen Frears. Com Julia Roberts, John it-k-k soas (.uc vjvem felizes e harmoniosamente sashopping 3: 16h. 17h45. 19h hi5 lugares) Othello 16h40. 18h30. 20h20. Malkovich e Goorge Cole Circuito: NovoJdia 15h. 17h, 19h. 21 o mesmo teto Baseado no conlo de Art Barrashopping 4 15h, 16h45, 18h30. 22h10, D Drama A hist6ria de o m6dico e o mons OS SU5PET0S - The utual»u»pacts de Bryan Clarice Lispector Brasil/1990 Censura 12 20h15. 22h. Art Madureira 2 16h. BARRA (Av das Americas tro contada pelo ponto de vista de Mary Com Stephen Baldwin. Kevin Spacey anos *? 19h20, 21h Niterdi Shopping 1 14h ) Sa,a, (270 lugares): The birdcage Reilly, a emprogada do doutor Jokyll EUA/ G»brjel Bym(j Circuito: Estaqao Botafogo 2 18h20. 20h. 7h30. 20h30 16h40 i9h, 21h20 Sala 2 (296 lugares): 1995 Censura 14 anos *** [> Suspense A prisfio de cinco suspeitos de 21h40. ROSAS DA SEDUCAO B«d of roaea de Mi Feito caes e gatos 16h20. 18h10. 20h Circuito: Star Copacabana, Star panema um rqubo QOfa um sangrcnto massacre no 0OUTRO LADODAHOBREZA RaftoritJon de chae, Qoldenberg Com Christian Slater. 21h50 Sala 3 (138 lugares) Podcrosa 14h. 16h, 18h. 20h, 22h Estaqao Pa,s*a""1 cajs de San Pedro. Calif6rnia EUA/1995 Michael Hoffman Com Meg Ryan. Robert Mary Stuart Masterson e Pamela Segall afrodite 16h20. 18h10. 20h. 21h50 Sala 16h. 18h. 20h. 22h_Nova America 1_16h40, Censura: 14 anos??? Downey Jr.. Sam Neill e Hugh Grant Romance Lisa, uma analista de mercado 4 (130 lugares) Momento critico 16h30, 18h h Brum h/uca, nd<5 n\b_ya Circulto: Rio Off-Price 2. Via Parquc Drama Estudante de Medicina vft sua comeca a receber flores de um adm.rador 19h, 21h30 Sala 6 (152 lugares) Os sus- 19h. 21h. Art Fashion Mall 3: 1 jh30. 17h40, 15h30, 17h30. 19h30. 21h30 Barra vida mudar ao aceitar convite para fazer parte secreto e acaba descobrindo um grande peitos 15h40. 17h40. 19h h40 1 9h50, 22hArt Casashoppmg 2: 15h. 40 i7h40, 19h h40 Star Sao Gon- da corte do rei Carlos. EUA/lnglaterra/ EUA/1995 Censura livre CNE QAVEA - (Rua Marauds de Sflo Vi 15b1 o VX XX*ZPrZB,32 fato: 15h, 17h. 19H Consult 2 anos** Cr.uHo: Casaahopp.ng :.8h45, C l4hi6h50 19h 21h10 UHDEROROUHD MEHTRAS DE 0UB1RA - Ur* WSsMO.?7h».K "h30.19h15.21h, 15h Othello 17h as litha d» sets anos sjo in>go5 CA l \r\ pot crimmosos dulaicados de QutRQ vocts Ml AMEM kh wm «infom,ado que temdecomotc, nkhlnw da*a hr rrich S»W d«honsgunt«r A to rfl um assassin:,to not ptoximos 90 m,nutos. ou p(iaum (legendas em portugus) os sequostiadorps se vmgat»o om sua tilha Oocumcntdrio F.lme sobro a obra o a f UA/1995 Centura 12 anos i»rsonaltd<id«do contmvortido diretor Raine, thf RRDCAQE Th. birdckw de Mike N. Circuito l argo do Machado 2 Sh 161,40 Fa b.rvcjr Aktmanha/1992,8h2-20h 2,:l4u DOrtmv>B C.rcuito do MAM ho.e, i, w/j J Nathan Lane e Dianne Wiest MR. HOLAHD, ADORAVE PROFESSOR Mr. 18h30 JJ.J3 JJ2JJJ2JJ mil V3JJJ 3JJ ft mm he vocc aclja lil/jl ZAxjQ (O Q 0 COM ESTE ANUNCO ; Vr llpague SQMENTE R$ 10,00j 1/ Teatro Princesa sabel j *1 _. a Ew dkvo xz t* cii mmmamlmmmmim 22hSala 3 (300 lugares) Ooutroladoda Quinta e sexla 21h30 nobreia 15h. 17h10,19h20,21h30 Sabado 20h e 22h Domingo 20h _ Br STAR-COPACABANA (Rua Baiata Ribeiro.. A _ A 502/C lugaros): 0 if"t-flbi n hornet* it v%a Ua,.vocs 1 sm MpreaSi ll 11WHH lillbmbgawmmmi 10 mêitjô júcejjo, Maiv de 40 mil pessoas jó msistirom. APOO: ibotaíafio FFT771 LOJAS UniCa SELECT Quinta e soxla 21 i30 Sábado 20h e 22h Domingo 20h befl VERGONHA Cidade Relax, de íey*tá, a «jv-ita, de 11U àí jpl JORNAL DO BRASL OJNTA- HRA. 23 DÊ MAO DE líb p3f COTAÇÕES: ruim? regular ** bom **+ óllmo ***? oxcclonto Ot horários dot filmei e ot «ndareçot dot cinemas estão no PERTO DE VOCE. ESTREA PODEROSA AFRODTE Hlflthy sprodltt d» Woody Allen. Com Woody Allen, Mira Sorvino o Holona Bonham Cariar J Comédia, Lonny d sua mulher resolvam adotar um bebô. O monino cresce o se revola um garoto brilhante e bonito O pai adotivo resolve então descobrir quom 6 a mãe biológica do garoto, o chega até Linda Ash. prosti tutu o atriz de filmes pornôs EUA/1995 Censura 14 anos.??? Circuito: fíoxy 2, Rio Sul 2. Loblon 2. 14h40, 16h30, 18h20, 20h10. 22h. Palácio 2 14h. 151, , ,30. 21h20 São Lui!. Barra 3: 16h20, 18h10, 20h, 21h50 Via Parque 4, Conter: 16h, 17h50, 19h h30 Ti/uca 1 151,50. 17h40. 19h h20 0 SEGREDO DE MARY RELLY - Mary fwlly - de Stephen Frears. Com Julia Roberts, John Malkovich e Gnorgo Cole t- Drama A história de o médico e o monstro contada pelo ponto de vista de Mary Reilly, a emprogada do doutor Jokyll EUA/ 1995 Censura: 14 anos??? Circuito: Star Copacabana, Star panema 14h, 16h, 18h, 20h, 22h Estação Paissandu 16h, 18h. 20h. 22h. Nova América 1 16h40, 18h h Bruni Tijuca, Windsor 15h, 17h, 19h, 21 h Art Fashion Mall 3 15h30. 17h40, 19h50, 221, Art Casashoppmg h, 171,10. 19h h30. Art Barrashopping 3 15h10, 17h20, 19h ,40 Art Plara 2 141,40, 161,50.19h. 21h10 FLERTE -Flirt de Hal Haitley Com Bill Sage. Dwight Ewell o Miho Nikaidoh Drama A história de três pessoas com problemas amorosos ó contada trôs vezes, em diferentes cidades: Nova orque, Berlim o Tó quio EUA/1995 Censura 12 anos?? Circuito: Estação Botafogo 1 15h20. 17h, 18h40, 20h20. 22h Art Fashion Mall 1. Art Barrashopping 5. 16h20, 18h10. 20h. 21 h50 OTHELLO - Oth*Mo do Olivor Porkor Com Laurence Fishburne. Kenneth Branagh e re nè Jacob f Drama A história sobro o ciumo do mou ro Othollo que. instigado por seu conselheiro lago. mata a própria mulher Desdômona EUA 1995 Censura: 14 anos?? Circuito: Estação Cinema 1 14h40, 17h. 19h20. 21h40 Cine Gãvca 1 7h. 19h h40 FETO CÃES í QATOS - Th«truth «bout c*tt t dogs de Michael Lehmann. Com Uma Thurman, Janeane Garofalo e Ben Chaplin t * Comódia Abby Barnes 6 uma aprosonta dora de talk show que ríh conselhos sobre animais Encantado com sua voz Brian a convida paro um encontro Em pftnico, Abby pede â Noolle para assumir sua dentidade, dando inicio a uma sório do confusões EUA/ 1995 Censura 12 anos?? Circuito: Roxy 7/Som SR 14h20, 16h10. 18h. 191, ,40 São nu 2. Carioca 16h. 171,50, 191, h30. Rio Sul 4 14h30, 16h20 181,10 20h. 21h50 Pahtcio 131, ,30. 17h20, 191, , Via Par que 3 1 5h30, 17h20, 191,10, 211, Barra 2/SomSR 161, ,10. 20h, 21h50 Norte Shopping. lha Plara 2 Maduieira Shop puni 3 Í5h50. 17h40, 191,30, 211,20 Nova America 5 161,30, 181,40. 20h50 Central 15h30. 17H20. 19h10, 21 h SONHO PROBDO - Stori» d* una ctpirwra de Franco ZoltiríHÍ Com Angola Bettis. Jona thon Schaech o Vanessa Redgravo ; Drama Ao voltar do convento, uma jovom noviça descobre que o homem que ama está de casamento marcado com sua meia-ir BAMERNDUS Ary Fontoura na comedia ü USSsJ.j VBJJJ 2JJ J mâ liélia/1993 Censura: livro Circuito: Cineclubo Lauta Alvim: 17h. 19h, 21 h UM JURADO MUTO LOUCO de John Fortenberry. Com Pauly Shore e Stanley Tucci t> Comédia. Rapai desempregado acaba so onvolvendo em varias situações inusitadas, sompre acompanhado do sou fiel cachorro EUA/1994, Consura: livre. Circuito: Art Barrashopping 16h. 17h , h30 Art Madureira 1 5h40. 17h30, 191,20. 21h10. Art Plaia 1. 15h30, 17h20.19h10, 21 h CONTNUAÇÃO O CARTERO E 0 POETA - postlno de Mi chael Radford Com Massimo Troisi. Philippe Noiret e Grazia Cucinotta! Drama A amizade do poeta Pablo Neruda o um simples carteiro responsôvol polo entregadesuas correspondências durante seu e*i lio numa pequena ilha italiana. Censura 12 anos. **** Circuito: Estação Botafogo 3: 15h, 19h Cine Gávea 15h Niterói Shopping 2 141, ,50. 18h50. 20h50 Cândido Mendes 16h. 18h, 20h, 22h MULHERES DABÓLCAS U c*f*monl«de Claude Chabrol Com sabelle Huppert, Jac quelino Bissot e Sandrine Bonnaire [> Drama Catherine contrata Sophie como empregada sem sabor o sou segredo que ao ser revolado causará grandes transtornos França/Alemanha/1995 Censura 14 anos??? Circuito: Novo Jóia 15h. 17h. 19h. 21 h OS SUSPETOS - The ututl tutp*cft - - do Bryan Singer. Com Stephen Baldwin, Kovin Spacev e Gabriel Byrne O Suspenso A prisôo de cinco suspeitos de um roubo gora um sangrento massacre no cais de San Pedro. Califórnia. EUA/1995 Censura: 14 anos??? Circuito: Rio Ol Price 2 Via Patquo 2 15h30, 17h30. 19h30, 21h30 Barra 5 15h40,17h40, 19h h40 Star São Gon ça/o: 15h, 17h, 19h. 21 h UHDER0R0UND - MEKTRAS DE 0UERRA - Undofflround -- do Emir Kusturica. Com Miki Manojlovic. Lazar Ristovski e Ernst Stotzer l> Drama Marko lidera uma banda de músicos, que percorre as ruas do Belgiado. em 1941 Elo e seu melhor amigo sfto ao mesmo tempo patriotas e gangsteres. dirigindo uma operação subtorrônea do mercado nogro França/Alemanha/Hungria/1995 Censura 14 anos??? Circuito: Estação Museu da República 20h UM DRNQUE NO NFERNO - From dutk t» da«m - de Robert Rodriguez Roteiro de Ouentin Tarantino Com Harvey Koitel, George Clooney e Ouentin Tarantino l Policial Dois irm.los procurados pela po lícia do Texas recebem uma oferta de abrigo no México O problema é atravessar a fron teira mexicana EUA/1996 Censura 14 anos??? Circuito: Art Barrashopping 2 19h50. 22h CASSNO - Ca tino de Martin Scorsose Com Robert Do Niro. Sharon Stono o Joe Pesei Drama Sam é o responsável por quatro cassinos Mas se onvolve com uma negociante ilegal de fichas EUA/1995 Consura 16 anos??? Circuito: Estação Botafogo J 21 h RAZÃO E SENSBLDADE Swh and MntitóWy de Ang Loo Com Emma Thompson. Alan Rickman, Hugh Grant e Kate Wmslel, Drama A história das irmss Elinoi o Ma rianno. que se esforçam para conseguir a realização amorosa numa sociedade obceca da pelo status financeiro e social EUA/1995 Consura livre Circuito: Estação Museu da República 15h TOVSTORY- UM MUNDO DE AVENTURAS Toy Story do John Lasseter Dubladores Tom Hanks e Tim Allen Comédia de aventura. A história de dois brinquedos rivais, EUA/1995 Censura livre??? Circuito. Estação Museu da República 13h30 0 BALÃO BRANCO Th» whilt baèoon do Jafar Pohani. Com Aida Mohammad Kani, Mohsen Kalif e Anna Bourkowaka Diama No rà. ondo o Ano Novo é unlo com o inicio da primavera, menina de sole anos sonho ganhai um peixinho veimelbo Ela imagina então véiias possibilidades paia conseguir o peixe sem ter que roubé o rô/ 1995 Censura livre Circuito: Estação Botafogo 2 15h THE BRDCAQE - Th» birde»» de Mike Ni chols Com Robin Williams. Gene Hackman. Nathan lano o Dionne Wiest Comédia Casal homossexual tom a paz conjugai abalada quando o filho do um deles rosolve casar, dando margem a uma série de situações hilarionies. Baseado na poça do Joan Poiret. EUA/1995. Censura: livre?? Circuito: Condor Copacabana. Largo do Machado 1 14h, 16h. 18h. 20h. 22h Metro Boavista 13h30, 15h30. 17h30, 19h30, 21h30 Rio Ol Price. Barra l/som DTS 16h40, 1 9h, 21h20 Leblon 1/Som DTS 14h30. 16h50, 19h10. 21h30 Via Parque S. lha Plaia. Madureira, Norte Shopping 2, caraí, América 16h20, 18h h Nova Amirics 3 15h30. 18h. 20h30 Madureira Shopping 4: 16h30. 18h50. 21h10 Star Campo Grande 1 14h, 16h10, 18h20. 20h30 Art Méier 16h20,18h40, 21 h MOMENTO CRÍTCO - CHtlv» d»cision de Stuartbaird Com Kurt Russoll. Stoven Seagal e Halle Berry t Açôo. A cinco milhas da terra, um grupo de seis homens enfrenta o desafio para salvar 400 vidas à bordo de um aviôo 747. EUA/ 1995 Censura. 14 anos Circuito: Barra 4. 16h30, 19h, 21h30. Odeon 13h30. 16h, 18h30, 21h, Rio Sul 14h. 16h30,19h. 21 h30. Via Parque 1. Tijuca 2 16h. 18h30,21,Hí Niterói 16h. 18h30, 21 h Madureira Shopping 2 16h20. 18h h Nova América 4 15h45. 18h15, 20h45 Madureira 2 15h30. 18h, 20h30 Star Campo Grande 2 14h. 16h20, 18h40, 21 h 0 CORPO de José Antonio Garcia Com Antonio Fagundes, Maneta Severo e Claudia Jimenez Comédia História do amor entre três pes soas que vivem felizes e harmoniosamente sob o mesmo teto Baseado no conto de Clarice Lispector Brasil/1990 Censura 12 anos?? Circuito: Estação Botafogo 2 18h20. 20h. 211,40 0 OUTRO LADO DA NOBREZA - RmotiBoo - do Mir.hael Holfman Com Mog Ryan. Robert Downey Jr. Sam Neill e Hugh Giant Drama Estudante de Medicina vô sua vida mudar ao aceitar convite pata fazer porte ria coite do tei Carlos EUA/nglaterra/ 1995 Censura 12 anos ** Circuito: Roxy 3. 15h 17h10, 19h ,30 Rio Sul 3 15h10. 17h20. 19h30, 21 h40. A ÚLTMA AMEAÇA Broken Arrow de John Woo Com John Travolta, Christian Slater e Samantha Mathis Ação Traição e chantagem envolvem dois amigos numa luta explosiva contra o tempo EUA/1995 Censura14 anos ** Circuito: Cisne t 16h. 17h30. 19h h JUMANJ JumtrJ de Joe Johnston Com Robin Williams, Jonathan Hyde e Kirtten Dunst Fantasia Menino acha um jogo diferente, chamado Jumanji. e ao jogar com uma amiga descobre que as mensagens do tabuleiro se tomam realidade EUA/1995 Censura livre?? Circuito: Art Barrashopping 2 15h50 1 7h50 CARRN0T0N - Caírinjton do Christopher Hampton Com Jonathan Pryce, Emma Thompson e Steven Waddmgton Drama Na nglaterra de 1915 Dora Car rington so apaixona por um escritor assumi damento gay e 15 anos mais volho nglater ra/1995 Censura 14 anos ** Circuito: Estação Botafogo 3 17h A ARTE DE VVER Puthtag hjrxft. de Ang Lee Com Sihung tung Lai Wang. Bo Z Wang. Dob Snyder e Haan Lee Comédia Um mestre no arte do toi chi chuan se aposenta e decide deixar Pequim para morar com o filho casado e com um filho pequeno, em Nova orque Os problemas en tie ele e a nora começam a complicar a vida da família Taiwan EU A 1992 Centura livre?? Circuito: Estação Botafogo 2 16h30 AS MENNAS de Emiliano Ribeiro Com Adriana Esteves. Drica Moraes o Claudia LZ Drama A história de trés amigas insepa ráveis internas de um pensionato dirigido pe a madre Alix Baseado no romance de tygia Fagundes Telles Bratrl/1996 Centura 14 anos? Circuito: TopCmeCatete 21h TEMPO ES00TAD0 Ntck of «m» de John Badham Com Johnny Deep. Chiittopher Walken o Charles S Dutton Suspense Ao chegar S Los Angeles. Gene e van. sua litha de seis anos sáo pegos como reféns por criminosos disfarçados de policiais Ele é informado que tem de cometer um assassinato nos próximos 90 minutos, ou os seqüestradores se vmgarao em sua filha f UA/1995 Censutí, 12 anos * Circuito: Largo do Machado 2 15h, 16h40, 181,20. 20h.21h40 MR. HOLLAND, ADORÁVEL PROFESSOR Mf. HoUands opus de Stephon Herek Com Richard Dreyfuss, Glenne Headly e Jay Thomas.! Drama Glenn Holland, profossor do se gundo grau. troca os livros pelo rocknroll EUA/1995 Censura livre * Circuito: Via Parque 6: 15h50. 18h30. 21h10 Estação Museu da República 17h30 A EXCÊNTRCA FAMÍLA Dl ANTONA - Anlonl»i Bm _ do Marleen Gorris Com Willeke van Ammeirooy, Eis Dottermans e Jan Decleir Comédia Antonia, 90 anos, deitada om sua cama, inicia o último dia de sua vida Aos poucos vai lembrando seu passado e as pes soas que atravessaram sua longa existência Holanda/Bèlgica/lnglatarra/1895 Censura 14 anos.? Circuito: Estação caraf: 15h. 17h, 19h. 21 h NUNCA MU COM ESTRANHOS Mrrar talk to «transara de Peter Hall. Com Rebecca De Mornay, Antonio Banderas e Dennis Miller C> Suspensa. Enquanto faz compras num supermercado a psicóloga Sarah Taylor conhece o enigmático Tony. A medida que uma vida nova se abre para ela, uma sério do acontecimentos pertubadoros pòe sua vida em risco. EUA/1995. Censura 14 anos Circuito: Art Copacabana 15h, 16h45, 18h30. 20h15, 22h >1rí Fashion Mall 2 1 5h20. 17h, 18h40. 20h20. 22h Pathi 12h20. 14h. 1Sh40, 17h20, 19h. 20h40 Pa tatodos 14h20. 16h. 17h40.19h20, 21 h Ait Ti/uca 16h15, 18h. 19h45, 21h30 Nova América 2 15h50, 17h40. 19h30. 21h20 Olaria 15h40. 17h20. 19h, 20h40 Art Casashopping 3: 16h. 17h45, 19h30. 21h15 Art Barrashopping 4 15h, 16h45, 18h30. 20h15. 22h. Art Madureira 2 16h, 17h40. 19h20, 21 h Niterói Shopping 1 14h h30. 20h30 ROSAS DA SEDUÇÃO B«d of re«m de Mi chael Goldenberg. Com Christian Slater. Mary Sluart Masterson e Pamela Segall : Romance Lisa. uma analista de mercado começa a receber flores de um admirador secreto e acaba descobrindo um grande amor EUA/1995 Censura livre Circuito: Art Casashopping 15h45. 17H30. 19h h. REAPRESENTAÇÀO PATETA, 0 FLME Tb» Qooty movi» do Kevin Lima Desenho de Walt Disney Aventura O Pateta sai de férias com o filho adolescente Max numa viagem de cano muito louca através dos EUA EUA/1995 Censura livre Circuito: Top Cine Catete 13h30 A SEU DA TARDE - S»t» d* our de Luis Buftuol Com C3therine Deneuve. Jean Sorol e Michel Piccoli (cópia nova) " Mulher burguesa, em conflito com o marido. passa as tardes trabalhando como pros tituta o atendendo aos mais estranhos clien tos Adaptação do romance de Joseph Kessol Fianç,, 1907 Censura livre Circuito: Copacabana 15h30. 17h30 19h30. 21h30 Madureira Shopping l 15h15. 17h16. 19h15 21 hl 5 Top Cine Ca trte 151, 17h. 19h OTHELLO - 0th»Ao do Orson Welles Com Orson Welles. Michael Mac Liammoír. Su zanne Cloutier e Fay Compton Drama O ciúme do mouro Othello que. instigado por seu conselheiro lago. mata a própna mulher Desdômona Côp«a restaurada da versao de Welles para a obra de Shakespeare EUA/tália/1952 Censura livre Circuito: Art Fashion Mall 4 16h40. 18h30, 20h20. 22h10 MOSTRA- TESOUROS A SALVO Hoi». 0» 6h30 Brasil. Br campeão mundial de futebol 1962 o A volta dos inconfidentes Às 18h30 Aviso aos navegantes o Como nasce um lilmv Circuito: Centro Cultural Banco do Brasil RETROSPECTVA ESTAÇÀO 10 ANOS Hoi* ás 12h30 Uma sombra no escuro, de D.ivid Hiiyman As 141, Depois do amor. de Omne Kuivs As 16h30 Jutlend Remado de ódio. de Gabriel Axel At 18h30 Tilai Questio de honra. de dnssa Quedraogo Circuito: Estação Paço PERTO DE VOCE EXTRA sô NÀ0 QUERO 001 VOCÊS ME AMEM kh «ri* nlcmnur,d»mhr mw.»m d«hansgunter Ptlaum (legendas em português) Documentário Filme sobre» obra o.i personalidade do controvertido diretor Rumei Werner Fassbinder Alemanha/1992 Circuito Cinemateca do MAM ho)e. ás 18h30 COM ESTE ANUNCO f PAGUE SOMENTE R$ 10,00) Teatro Princesa sabel Tal.: te voce acl?a (oi 6 < 9*0 Qt* MyÇ o Uo/6/ plíjp.voe natura APRESENTA. EU SE QUE VOU TE AMAR De Arnaldo Jabor com Julia Lemmertz e Alexandre Borges Direção William Pereira Realização Suzana Villas Boas TEATRO LEBLON * Rua Conde de Bernardotte. 2S Tet: ? C/ estackwamerrto ao local 5! a sáb. 21:25 h. Dom. 20 H. ngressos a Homicll» 222 S122/ Antecipado: loja Setect/TKkeirMHCs MÚSCA CVLZADA & NFORMAÇÃO RELEVANTE SHOPPNGS ART BARRASHOPPNG - (Av das Américas, 4 666/LJ N ), Sala 1 (221 lugares) Um jurado muito louco 16h. 17h60. 19h40. 21h30 Sala 2 (204 lugares): Jumanji 15h50, 17h50 Um drinque no inferno 19h50, 22h Sala 3 (357 luga res) O segredo de Mary Reilly: 15h10. 17h20, 19h30, 21 h40 Sala 4 (252 luga res): Nunca fale com estranhos 15h. 16h45. 18h30, 20h15. 22h Sala 6 (186 lugares): Flerte 16h20, 1 8h h, 21h50, ART CA&ASHOPPHQ - (Av Ayrton Senna ) Sal» 1 (222 lugores) Rosas da sedução 15h45. 17h30. 19h h Sala 2 (667 lugores) O segredo de Mary Reilly: 15h. 17h10. 19h20. 21h30 Sala 3 (470 lugares): Nunca tale com estranhos 16h, 17h45. 19h hl 5 ART FASHON MAU - (Estrada da Gávea ) Sal» 1 (164 lugares) Flerte 16h20. 18h10. 20h. 21h50 Sala 2 (356 lugares) Nunca fale com estranhos 15h20, 1 7h. 18h40, 20h20, 22h Sal» 3 (325 lugares) O segredo de Mary Reilly 151,30. 17h40. 19h50. 22h Sala 4 (192 lugares): Othello 16h40. 18h30. 20h20. 22h10 BARRA (Av das Américas ), Sala 1 (270 lugares) Thebirdeage 16h , 21 h20. Sala 2 (296 lugares): Feito cães e gatos 16h20. 18h10. 20h, 21h50 S»la 3 (138 lugares) Poderosa alrodite 16h20 18h10. 20h. 21h50 Sala 4 (130 lugares): Momento critico 16h30 19h, 21 h30 Sal» 6 (152 lugares) Os suspeitos 15h40. 17h40 19H40. 21h40 CNE QÁVEA (Rua Marquês de Sôo Vi cente lugares) O carteiro e o poeta 15h Othello 1 7h 19h20 21h40 LHA PLAZA (Av Maestro Paulo e Silva. 400/ ) Sal» 1 (255 luga res) The birdeage 16h20. 18h40, 21 h Sal» 2 (255 lugares) Feito cies e gatos 15h h40. 19h30, 21h20 MADURERA SHOPP1NO (Estrada do Por tela 222/Lj ) Sala 1 (159 lugares) A bela da tarde 15h h15. 19hl5. 21 hl5 Sala 2 (161 lugares) Momento critico 16h20. 18h h Sala 3 (191 lugares) Feito cães e gatos 15h50. 17b40. 19h30, 21h20 Sala 4 (191 lugares) The birdeage 16h30. 18h h10 NORTE SHOPP1NO (Av, Suburbana ) Sal» 1 (240 lugares) Feito cies e gatos 15h h40, 19h30. 21h20 Sala 2 (240 lugares) The birdea ge 16h20 18h40, 21 h NOVA AMtRCA (Av Automóvel Clube. 126) Sala 1 (261 lugares) O segredo de Mary Reilly. 16h40. 18h h S»l» 2 (240 lugares) Nunca lale com estranhos 15h50 171,40 191, h20 Sala 3 (260 lugares) The birdeage 15h30. 18h. 20h30 Sala 4 (185 lugares) Momento cr,tico 1 Gh45. 18h15. 20h45 S»la 5 (261 luga ros) Feito cjes o gatos 16h30. 18h40. 20h50 RO OFF-PRCE - (Rua General Sevenano. 97/1.} ) Sal» 1 (205 lugares) The birdeage 16h40. 19h. 21 h20 Sala 2 (163 lugares) Os suspeitos 15h30 1 Íh30 19h30 21h30 RO SUL (Rua Lauro Multar. 116/Lj ) Saio 1 (160 lugares) Mo manto critico 14h, 16h30. 19h. 21h30 Sal» 2 (209 lugares) Poderqu alrodite 14h40, 16h30. 18h20. 20h10, 22h Sala 3 (151 lugares) O outro lado da nobraza. 15h h2Q. 19h30. 21h40 Sal» 4 (156 lugares) Feito cies e gatos 14h30. 16h ,10 20h, 21 hbo VA PARCKJE - (Av Ayrton Senna ) Sal» 1 (290 lugoie») Momonto critico 16h, 18h h. Sala 2 (340 lugares) Os suspeitos 15h h30. 19h30, 21h30 Sala 3 (340 luga res) Feito cáes e gatos 15h30. 17h20, 19h h Sal» 4 (340 lugares) Podero U alrodite 16h 17h50. 19h40. 21h30 Sala 5 (340 lugares) The birdeage 16h20. 18h h Sal» 8 (340 lugares) Mr. Holland. adotiva/ professor 15h50. 18h30. 21h10 segredo de Mary Reilly 14h. 16h. 18h. 20h, 22h PANEMA/LEBLON CÂNDDO MENDES (Rua Joana Angélica lugares) O carteiro a o poeta 16h. 18h. 20h. 22h CNECtUM LAURA ALVM (Av Viena Souto lugares) Sonho proibido 17h, 19h. 21 h UBLOM (Av Ataulfo d«paiva ) Saio 1 (714 lugares) The birdcsge 14h30. 16h50. 19h ,30 Sala 2 (300 lugares) Poderosa atrodrte 14h40. 16h30.18h20. 20h10. 22h STAR PANEMA - (Rua Visconde de Pnoá lugares) O segredo de Mary Reilly 14h. 16h. 18h, 20h 22h. BOTAFOGO ESTAÇÃO BOTAFOGO (Rua Voluntários da Pátria ) Sala 1 (280 lu, gares). Flerte 15h20. 17h. 18h40 20h2ò, 22h Sala 2 (40 lugares) O balão branco 15h A arte de viver 16h30 O corpo 18h20. 20h 21h40 Sala 3 (60 lugares) O carteiro e o poeta 15h, 19h Carrington 17h Cassino 21 h CATETE/FLAMENGO ESTAÇÃO MUSEU DA REPÚBLCA (Rua do Catete, lugares) Toy Story 13h30 (dublado) Ra/ão e stitb sibilidade 15h Mr Holland. adorável pro fessor 17h3Q Underground Mentiras de guerra 20h ESTAÇÀO PASSANDU - (Rua Senador Ver gueiro, lugares) 0 segredo de Mary Reilly 16h, 1 Qh. 20h 22h AROO DO MACHADO - (Largo do Machado ) Solo 1 (835 luqares) The birdeage 14h, 16h. 18h. 20h. 22h Sala 2 (419 lugares) Tempo esgota do 15h. 16h40. 18h20. 20h. 21h40 SA0 LUZ (Rua do Catete ) Sala 1 (455 lugares) Poderosa alrodite 16h20. 18h10. 20h. 21h50 Sala 2 (499 lugares) Feito cães e gatos 16h 17h50. 19h h30 TOP CNE CATETE (Rua do Colete. 2J lugares) Pateta, o filma 13h30 A bela da tarde 1 5h, 1 7h. 19h As meninas 21 h centro" CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASL (Rua o de Março lugares) Ver Mostra CNEMATECA DO MAM - (Av nfante Oom Henrique, lugares) Ver Extra ESTAÇÀO PAÇO - (Praça 15 de Novembro lugares) Ver Mostra METRO BOAVSTA (Rua do Passèio lugares) The íwrfcoflr 13h ,30. 17h30. 19h30. 21h30 00E0N (Praça Mahatma Gandhi lugares) Momento criti co 131i30, 16h. 18h30. 21h PALÁCO (Rua do Passeio ) Sala 1 (1 001 lugares) Feito ciies e gatos 13h40, 151, ,20. 19h10. 21h Sola 2 (304 lugaro») Poderosa alrodite: 14h. 15h50. 17h40 19h30, 211,20 PATHÊ (Praça Floriano lugares) Nunca fale com estranhos. 1 2h20. 14h 151,40. 17h20. 19h, 20h40 TJUCA COPACABANA ART COPACABANA (Av N S Copacaba na lugares) Nunca fale com estranhos. 15h. 16h45, 8h30, 20h15. 22h CONDOR COPACABANA (Ru.) Figueiredo Magalhães lugares) The birdeage 14h. 16h, 18h, 20h, 221, COPACABANA (Av N S Copacabana lugaios) A bela da tarde 15h ,30.19h30. 21h30 ESTAÇÀO CNEMA 1 (Av Prodo Júnior lugaies) Othello 14h40,17h, 191,20. 21h40 NOVO JÓA (Av N S Copacabana lugares) Mulheres diabólicas 15h. 17h. 19h, 21 h ROXY (Av N S Copacabana ) Sal» 1 (400 lugares) Ferto cães e gatos 14h20, 16h10, 18h. 19h50, 21h40 Sala 2 (400 lugares) Poderosa alrodite 14h40, 16h30, 18h20. 20h10. 22h Sala 3 (300 lugares) O outro lado da nobreza 15h. 17h10. 19h20, 21h30 STAR-COPACABANA - (Rua Barata Ribeiro. 502/C lugar#»): O AMÉRCA (Rua Conde de Uonfim, lugares) Tho birdeage 16h20.18h40 21 h ART TJUCA (Rua Conde de Bonhm lugares) Nunca fale com estranhos 6h15 18h. 19h45. 21h30 BRUN TJUCA - (Rua Conde de Uonhm lugores) O segre do de Mary Reilly 15h. 1 7h. 19h. 21 h CAROCA (Rua Conde de Bonfim, lugares) Feito cáes o gatos 161,. 17h ,40 21h30 TJUCA (Rua Conde de Bonfim ) Sala 1 (430 lugares) Podero sa alrodite 15h50. 17h40. t9h30 21h20 Sala 2 (391 lugares) Momento critico 16h. 18h h MEER ART MtlER (Rua Silva Rabelo lugaies) The birdeage 16h20. 18h h PAAAT0D05 (Rua Arquias Cordeiro lugares) Nunca lale com estranhos 14h20. 16h. 17h40. 19h h OLARA OLARA (Rua Uranos, lugares) Nunca fale com estranhos 15h40.17h20, 19h. 20h40 & canecao apresentam 99,7 Fina Estampa Os maiores clássicos La tino-americarwa tic todos os tempos. Caetano Veloso ULTMA SEMANA de QUÍÍTA a OQftUKGO Lotafíf stv wgmw com reu nurtitb <U5 Mbeieruido Canteis t Poitci Lrtlsa-btia-Birraht>. EstaóõuMtt» es msal Kasrti íawsucõn tiu9wm4 3

43 (b* e 00m j e n» ZD to* e md.j. uuragao <n Musical Sobre a vida do poldmico joga dor. que dividia seu tempo entre os campos VVA SCM MDO SUAS FANTASAS SCXUAS Do John Tobus Direco do Rogftrio Fabio- B 187, Centro ( ) Capacidade 600 :. j wi MlpiM H:U pt[ i f p 1 lugares 4 4 a 6* e dom, ds 19h, o sab, As 21 h fl B MTp g fj j suas fantasias soxuais. envolve-se em situa- 8 j! T. rjlr T H n H LAS GOSTAllDE APANHAR Do Nelson Ro M-1:: + +::: :: ±SP drrgues Adptacdo e direco de FAvio Henri- H - -f r.;: ::: i Hgl que Com Angelina Martoni, Jorge Eduardo e D p AwRQk la outros. Teatro de Arena. Rua Siqueira Cam- B - -; - ~ 4;- vm dade 350 lugares 5* a s b. ds 21h. e dom. H-; :j:. *". llsf SGQV fl B ComMia. ReumSo de crdnicas tscritas El CORRA, QU«PAPA V M Ail - Da Ron Clark a., -5 rfcffjt 1 Sam BobricL DirecSo de Ary Fontoura Com t f B Aiy Fontoura. Sueily Franco e outros. Teatro >OBgjW, WMxl WH Princes* sabel. Avon.da Pnncesa sabel, B. T-SHRT 186. Copacabana ( ) Capacidade HV \MB0gg - j+ff ilift H 300 lugares 5* e 6-, is 21 h30, sab. <is 20h e l\ w -t-rljar- A H 22h. e dom. At 20h. RS 17 <5M. W20 (6«\ J causa grande tumulto na vida do filho gay \ A MELHOR OPAO EM COPACABANA Ob Paulo Alonso de Lima CAMSETAS PROMOCONA1S! X Direcio de Don Carrera Com Fabiano Van- H; y.ug\_.. u r/-dcck t DrtDnAltnC nucci Patricia Evans o oufros Teatro Vanuc- ~ T ******** *" t5vl\w/uuj«s «Q0ATB0 TORAS DE AMAR - Da Tiago San- B ] - ±:fif:±±:s j(/4w+bt: ufl ljmtr ijil tiago DitecSo de Rogno Fabiano Com Da- -H+M! j itti i HJfi+t frt-t-h niela Duaite. Vitof Hugo e oulros. TeaVo B Crlacao de CSt3fnpdS CXClllSiVaS p3t3 CamlSclaS C DOnej, M g Posto 6, Rua Fiancisco S Copacabana BrrrrrrTi rnrm-i n 11 ii n 11 i "rrrrni mi""""" J ( ) 6«as4b as2ih30. e dom. 4s Excclentes prcfos com os melfiores prazos de entrega;» 20H30 RS 15e RS 10 (esludante). B 1,1, , H " " " 1 " " " " 1 " f. m poacoscom asas De udia Raverae Mar- H.. : Conflra!!! Ugue ja e peqa o ieu orqamento. - corad.ce D.teC4o de Claud,o Handtey Com > -" " j j j i ttt - 1 Mateus Rocha. Deborah Catalani e outros. B r. _ mmwm i -1/«rxosro fl S Teatro Batrashoppmg. Avenidas das Am6n* Bmtffl TELEFAX:(021) / 26l-9»s» t;f iii«cas , Barra da Tijuca ( ). 5J e y\ " T 0WdnccTl0DGO0a- Grafismo Confccs ltda Ruo Tavar.s Ferrrlra. 46 Rocha - CEP o0eJanelrJ do bbbbbbbbbbbhbbbbbbbbibbhbbbhi* kian, Rua Benedito H»p6lito, 125, Praca Onze ( ). 5* esb, ds 19h RS 5. Estacio- HUMOR DSQUE SERGO RCARDO Teatro BarrashoppMg, f \ «J \ - Aventdas das Amdncas Batra da Tgu- 11 Vbj9 \ X; A A A A A F AAA ca ( ) Capacidade 236 lugaies 5*! 1 "m [ } jtf ]{}_ 11 1 e 6J. 4s 21 h. sab. 4s 20h30 e 22h30. o dom jfluik WOWW Jim tj J WV 4s 20h30 RS 15 (5* e 6) e RS 16 (sab \ \ jjamka / dom ) Ate 26 de ma»o \ \ flbbhbl J j O bumonsta mostra Undo, leve e so/to y C\/ SUBVERS0ES 3 UNPLUGGED Cale do Tea T~v T>Tn A OTT ro. Shopping da G4vea. Rua Marques de XU _ JORNALl JJU xjjkaoill Sao Vicente. 52/2, Gavea ( ). 5J, aggtumabtwmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm as 23b. 6J e sab. ds 23h30. e dom. as 21 h30 12 (5 e dom) v RS (6 e sab). BBBBBBBBBBBBBBBHHBB Consumapao a R5... Show com os atores e cantoies Aloisio de Abreu. Luiz Salem e Marcia Cabita B # # * polos tele/ones: o li > Com6dia dramdtica A hist6rin do amor Pjff] entre um casal, quo s6 so revela ap6s a sepa- MMHff J aa JHTHBUl *L6T MADAMS De Marcelo Saback e Vinlcius Marquez. Com Eri Johnson, Luisa Thi r6 o oulros. Teatro da Lagoa. Avonida Borges FSTRFA de Medeiros Lagoa ( ) 5" a LJ, _. s4b 4s21h30, odom. 4s 20h RS 20 (5". 6 RE LEAR Do William Shakespeare. Dirogao 0 cjorrl) R 25 (s4b.. (eriados o v6spma de do Ulyssos Cruz Com Paulo Aulran e grande feriados). ngressos a domicilio polos telefoolenco. Teatro Joio Caetano. Pra?s Tiraden- net: e DurapSo 1h30 tes, s/n". Centro ( ). Capacidade Comidia Dois amigos alugam lelefone lugares 5* a s/ib, 4s 21 h, o dom, 4s qu6 portencau a um8 cartomante o passam a 19h. RS 30. At6 26 do maio. atonder sua clientela. Drama. O rei divide o reino entro suas lilhas e acaba perdondo tudo COMO ENCHER UM BQUMSELVA0EM Tcxto O J0VEM TORLESS De Robert Musil, Dire- 0 diracso de Miguel Falabella Com Claudia cao do vone Hollmann. Com Marcelo Sorra- Jimenez Teatro Casa Grande. Avnida Alr4n!o do. Angelo Paos Lome e outros. Teatro 2 do do Melo Franco. 290, Leblon ( ) Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primoi- j>"- 4s 21h30n 6«i*?0h 22h;8 ro do Marco. 66. Centro ( ). 4* a 6«20h. RS 20 (5*), RS 22 (6> e dom ) e RS 25 o dom 4s 19h. e s4b, 4s 18h o 21 h. RS 10 <b. (eriado e vispera de (eriado) ngressos t> Drama. Num internato militar.!r4s alunos a domiciho pelos temones: e 222- exercitam sua tirania torturando (sica e men- 52f talmonto um cologa.. Wia. A pe<ra mostra. com humor a, soltdso das pessoas que vivem nas grandes CHE1AS De Luiz Carlos G6es D.rccSo de cidades Joaquim Vicente. Com Juliana Teixeira. C6lia Azevedo e Fdtima Domingues. Teatro do Pa- 45 L08AS De Santiago Moncada Direcdo go mperial. 48. Centro ( ). Capaci- do Antdnio Pedro. Com Ana Rosa, D6bora dade 100 lugares 5* a dom.. Ss 18h30, RS Duarte e outros Teatro Vanucci, Shopping 10 Estudantes e idosos pagam RS da GAvea. Rua Marquds de S5o Vicente. 52/ Com6dia dram6tica. Tr6s mulheres se en- 30. Qdvea ( ). 5- e 6*. ds 21h30. contram no desorto para relembrarem hist6- Sib. ds 20h e 22h30. e dom. As 20h RS 20 rias (5*). RS 22 (6»). R* 25 (sdb ) 0 RS 22 (dom.) ngressos a domicilio pelos telefoncs D rcctd fcl e KCCJ 1 i\cl/\ C> Comidia. Amigas de infdncia se reencon- AS MALANDRA0ENS DE SCAPN0 - De Molifc- ",1m p3ra 05 velhos,omp s 8 ace,ta re DitocSo do Jo4o Bethencourt Com G!4u- ascontas cia Rodrigues. Andr4 Mattos e outros Teatro Dulcina. Rua Alcindo Guanabara. 17. Centro ( ) 5-6- o dom. 4s 19. o s4b. 4s rontm AfAO 21 h RS 6. Durac4o 1 h30 At6 12 de maio. r"!?! Faisa Sobro as aventuras do osperto cna TU P1SAS NOS ASTROS, DSTRAlDO- De do Scapino C6vis Levy DirecSo do Rafael Camargo. Com Mariana Leporace o MoysOs Ainchemrrr tiiiao rvl * blal s"la Thc"" Aragao do Teatro Casa ULMUj L)1Ao Grande. Avemda AlrSmo do Melo Franco Leblon ( ) 4. 4s 21h30. e 5*. Beatles mesclam-se p bossa do GRKFSMO T-SHRT A MELHOR OPÇÃO EM CAMSETAS PROMOCONAS! SLK-SCREEN E BORDADOS, i DSQUE JORNAL DO BRASL ESüMMJai ABERTURA 1» MOSTRA DE ARTE CONTEMPORÂNEA Centro Educacional da Lagoa, Rua Visconde do Pirajó. 136, panoma Cnlutiva do pintura»; Diariamente, dns 15h às 21 h. Grátis. Até 28 de maio. Hoje, às 21 h > A mostra reúne trabalhos de Bisa Sabugosa. Chica Granchi, Georgetto Molhem o outros ÚLTMOS DAS * MATEMÁTCA, REALDADE E ESTÉTCA - Museu de Arte Moderna - MAM, Av. nfante D. Henrique, 85, Aterro do Flamengo ( ) Objetos 3» a dom. das 12h 4s 18h (3J, das 12h ás 14h, grátis) RS 2. Até 26 do maio t - Microchips e Arte Moderna uma sequôncio de imagens LUZ ERNESTO Galeria Anna Maria Niemcyer. Rua Marquês de São Vicente. 52/205. Gávea ( ) Pinturas. 2" a6\ das 10h às 21 h. Sáb.. das 10h às 18h, Grátis. Até 23 de maio ADRANA TABALPA Pequena Galeria Candido Mendes. Rua da Assembléia, 10/Subsolo, Coritro ( r.236). nstalação. 2" a 6". das 11 h às 19h. Grátis. Até 23 de maio ALEX HAMBUR0ER Centro de Aries Calouste Gulbenkian. Rua Benedito Hipólito Praça Onze. nstalação. 2a a 6a. das 10h ás 18h. Grátis Até 24 do maio. RS DA NATUREZA/NLCEA P. COELHO Espaço Cultural Banco do Brasil. Praia de Uo talogo. 384-A/2» andai. Botafogo Pinturas 2- o 6". das 10h as 16h30. Grátis Até 24 de maio. LÚCA CARAM Gomalc! Galerie/Shoprmg Barra Square. Av das Américas. 3655/1) 207. Bloco 1, Barra Pinturas 2- a sáb das loh ás 22h Grátis Até 24 do maio COLETVA DE ARTES PLÁSTCAS - Clube de Engenharia. Av Rio Branco. 124, Centro Coletiva 2" a 6", das 11h às 19lv Grátis. Até 24 de maio CERÂMCAS EM AMSTERDAM Espaço Cultu ral Museu Amsterdam Sauer, Rua Garcia D Avila. 105, panoma Coletiva 2a a 6 \ das 10h às15h Sáb, das 10h às 13h. Grátis Até 25 do maio A mostra reúne obras do cinco artista em cerâmica. PERCV LAU Museu Nacional de Bulas Átles. Av Rio Branco. 191, Centro ) Desenhos o gravuras. 3 a 6", das 10h às 18h Sáb o dom. das 14h ás 18h Rs 1 (domingo, grátis) Até 26 de maio CENTENÁRO DOS JOGOS OLÍMPCOS Museu Nacional do Belas Artes. Av Rio Branco, 191. Contro ( ) Diversos 3".1 6. das 10h às 18h Sáb e dom., das 14h ás 18h RS 1 (domingo, grátis) Até 26 de maio T A mostra roúno esculturas, medalhas co momorativas, tochas e mascotes, além de uma coleção de 50 quadros HORZONTES/AMÉLA TOLEDO Centro Cul tural Banco do Brasil, Rua Primeiro de Março 66, Cenuo ( ) Esculturas 3-a dom. das 10h às 22h Grátis Até 26 de maio. POSTE RESTANTE/RO, M0N AM0UR f spaft< Cultural dos Correios. Rn. Visconde de M borai. 20, Contro ( ) Coletiva. 3 o dom., das 11h ás 20h Grátis Até 26 de maio PNTURA MTO E REALDADE - MARCOS DUPRAT nstituto Cultural Vrlla Maurina. Rua General Diu nisio, 53, Botafogo ( ) Pinturas, desenhos e esculturas 2- a 6". das 11 h30 ás 181). Sáb, das 14h ás 18h Grátis. Até 11 de junho A mostra roúno 14 pinturas. 14 dosenhor. e 7 esculturas em bronze GANQUD0 B0NFANT Museu de Arte Mo derna MAM. Av nfante D Henrique. 85. Aterro do Flamengo ( ) Pinturas 3" a dom., das 1 2h ás 18h (3<l das 12h ás 14h grátis) RS 2 Até 2 de junho A mostra reúne 15 pinturas a óleo. além de 40 desenhos, 30 gravuras e bicos - de -pena ATUALMENTE BAHA Museu de Arte Modet na MAM Av nfante D Henrique. 85. Aterro do Flamengo ( ) Pinturas 3" a dom, das l2h ás Í8h. (3a, das 12h ás 14h, grátis) RS 2 Ate- 2 deponho A mostra roúno quatro aitistas Caetano Dias. Paulo Pereira Mareia Abreu e Zau Pimontei QUATRO ELEMENTOS/VER0NCA DEBELUAN ACCETTA late Clube do Rio dt> Janeiro, Av Pasleur. 333, Praia Vermelho ( ) Pinturas Diariamente, das 10h ás 20h,Grátis Até 27 de maio. BLACK AND WHTE/RUBENSGERCHMAN Co letànea Galeria de Arte, Av Ataulfo de Paiva. 270/ss, 104 D. Loblon (2Ü9 4850) Piittuias o desenhos 2". dos 12h às 22h 3 a sáb. das 10h às 22h, Grátis Até 29 do maio BRASL BREJERO/KLEBER FGUERA Centro Cultural Light. Av Marechal FJorisno, 168-Térreo. Centro Pinturas. 2* a 6, das 10hàs19h Grátis Até 30 do maio PORTNAR NA COLEÇÃO CASTRO MAVA Museu da Chácara do Céu, Rua Murtinho Nobre. 63. Santa Teresa ( ) Pmtutas 4J a dom das 12 ás 1 7h, Grátis Até 31 de maio CANUDOS REDVVATRPOL GAUDENZ E FLÀ- V0 DE BARR0S - Cemro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66 Centra ( ) Pinturas a lotogialiar. 3" a dom, das 10h às 22h Grátis Até 2 de junho MNAS E OUTRAS TERRASíOLGA SMÃO Mu-. seu Nacional dc Be/as Artes.fSala Lúcio Cos fd, Av Rio Branco. 191, Contro ( ) Pinturas. 3a a 6", dos 10h as 18h Sáb o dom, das 14h às 18h RS 1 (domingo, gtá tis), Até 2 de junho CONSTRUÇÃO, EROS E METAFlSCAíMARLA KRANZ Museu Nacional de Belas Artes. Av Rio Branco 191, Contro ( ) Pinturas 3a a 6-\ das 10h às 18h. Sáb o - dom, das 14h ás 18h Rs 1 (domingo, gtá tis). Ate 2 de (unho ROGÉRO CAVALCANT Espaço Cultural dns Correios. Rua Visconde de taboraí. 20 Con? tro ( ) Pinturas 3.1 dom, das 11 h. ás 20h Grátis. Até 2 deiunho MARlLA KRANZ Studio Av Armando Lombardi, 999. Barra ( ) Pinturas e : serigrafias 2" a 6 *. das 10h às 19h. Sâb, das 10h as 16h Grátis Até 2 de junho BENEVENT0 Museu Nacional de Belas Ar > tes, Av Rio Branco. 191, Centro ( ). Pinturas e desenhos 3 a 6, das 10h ás 18h! Sáb e dom, das 14h às 1 Sh RS 1 (domingo. grátis) Até 9 de junho LÔTUS/PATRlCA KAUFMANN Museu Historico Nacional. Praça Marechal Ancora, s/n".»*, Centro ( ). Pinturas 3* a 6-. das *- 10h ás 17h30 Sâb e dom das 14h30 às 17h30 Grátis. Até 10 de junho QENY MARCONDES: TRAJETÓRA Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Rua Jardim Botânico Jardim Botânico Pinturas e aquarelas 2a a 6a, das 10h às 19h Sâb. das 10h às 17h Grátis Até 15 de junho 0NE SALDANHA/RONALDO DO REGO MACEDO/ FERNANDO M. VELL0S0.MAN0EL FERNANDES E ROBERTO TAVARES Paço mperial Praça 15 de Novembro. 40. Centio ( ). Pinturas 3* a 6-\ das 11 h às 18h30 Sáb e dom. das 12h ãs 18h30. Grátis Até 23 de junho Mostra individual de pintura dos artistas. SANDRO DONATELLO Centro Cultural L.ght. Av Marechal Floriano Centto (211 " Pinturas 2J a 6. das loh ás 19h. Grátis. Até 19 de julho MAGEM KAYAPÓ/M0NCA FROTA Galeria do Fotografias da Funoito. Rua Araújo Porto Alegre, 80, Contro. Fotografias. 2" a 6*. das 10h ás 18h. Grátis Até 31 do maio. BATALHAS DE FLORES/AUGUSTO MALTA - Museu da República. Rua do Catete, 153, Catoto. Fotografias. Diariamente, das 10h às 19h. Grátis Àtè 2 do junho ROGÉRO RANDOLPH Bookmakers, Rua Marquês do Sâo Vicente, 7. Gávea ( ) Fotografias 2«o sáb.. das loh ás22h Grátis. Até 9 do junho. RUBENS CORRÊA E MÁRCO V ANNA Arcadas da Caso de Cultura Loura Alvim. Av. Vieira Souto, 176 ( ) Fotogralios. 3» a 6". das 15h ás 20h. Sób. o dom., das 16h às 20h. Grátis Até 1 2 junho RO ORLA/CARLOS SECCHN Fotogaleria/Estaçào Botafogo. Rua Voluntários da Pátria. 88, Botafogo ( ). Fotografias. Diariamento, das loh às 22h. Grátis. Até 16 do junho. ENTRE DUNAS & LAOOS/BA MORAES Centro Cultural Oduvaldo Viana Filho (Castelinho do Flamengo). Proia do Flamengo. 158, Fiamongo ( ). Fotografias. 2a a 6". das 15h às 19h Sáb. e dom, das 13b ás 20h. Grátis, Até 30 do junho. A LGHT E O RO ANTGO NAS LENTES DE AU- 0UST0 MALTA Centro Cultural Lrght. Av Marechal Floriano, 168. Centro ( ). Fotografias. 2a a 6#, das 10h às 19h. Grátis. Até 19 de julho CORPOS EM MOVMENTO/GERALDO MELO - Centro Cultural Lrght. Av Marechal Floiiano, 168. Centro ( ) Fotografias 2" a 6", das 10h às 19h. Grátis. Até 19 de julho PROJETO TAMAR - Centro Cultural Light, Av Marechal Floriano. 168, Centro ( ). Fotografias 2* a 6», das 10h 4s 191) Grátis Até 19 do julho TEATRO OBJETO LUZ ERNESTO Paço mperial/academia dos Seletos. Praça 15 de Novembro, 48. Centro ( ). Objetos 3* a 6*. das 11 h às!8h30 Sáb e dom. dos 12h às 18h30 Grá tis Até 23 do junho instaéação OUT 0F N0WHERE/MGUEL RO BRANCO Museu dc. Arte Moderna - MAM. Av nfante D Henriquo. 85. Aterro do Flamengo ( ) nstalação 3" a dom, das 12hàs18h. <3». das 1 2h ás 14h, grátis). RS 2 Até 2 de junho A sério de instalações trabalha com suportos múltiplos (fotos, jornais, tecidos e espelhos). ESCULTURA PAULO CUMASHAUSKA Espaço Cultural Sérgio Porto. Rua Humaitá, 163. Humaitá ( ). Esculturas 3a a dom. das 12b ás 201) Grátis Até 2 de junho KM N - ESCULTURAS Museu do Açude. Estrada Açude, 764, Alto do Boa Vista ( ), Esculturas. 5* a dom. das 1l ás 17h RS 0,80 Até 1 do setembro. DESENHO LUS FERRERA Galeria Candidn Mendes Rua Joana Angélica, 63. panema ( r.106) Desenhos o objetos 2" a 6". das 15h ás 21 h Sáb.. das 16h às 20h Grátis Até 28 d» maio CERA MC A MESTRE VTALN0-80 ANOS DE ARTE POPU- LAR Museu Nacional de Belas Artes Av Rio Branco, 191. Centio ( ), Cerá micos 3" a 6a, das 101) ás 18h Sáb o dom das 14h ás 18b. Rs 1 (domingo, grátis) Até 2 do junho GRAVURA ANHA LETYCA faço mperial/salas Mestre Vabntirn, Amarela e Academia dos Ftlttes Praça 15 de Novembro. 48. Centto ( ) Gravuras 3* a 6". dl* 11h 4s 181)30 Sáb o dom, das 12b ás 18h30 Grátis Até 23 d«junho PANORAMA DA GRAVURA BRASLERA Mu seu da Chácara do Céu, Rua Murtinho Nobre 93. Santa Teresa ( ) Gravuras 4* a dom dai 12h ás 17h Rs 0 80 Até 25 de agosto. XLOGRAVURA ESTREA RE LEAR Do Williom Shakespoare. Diroção do Ulyssos Cruz. Com Paulo Autran o grande elenco. Teatro João Caetano. Praça Tiradentes, s/n», Centro ( ). Capacidade lugares 5 a sáb, ás 211), o dom, ás 19h. RS 30. Até 26 do maio. í Drama. O rei divide o reino entro suas filhas e acaba perdendo tudo O JOVEM TÒRLESS De Robert Musil, Diráçâo do vone Hoffmann. Com Marcelo Serrado. Ângelo Paes Leme e outros. Teatro 2 do Centro Cultural Banco do Brasil, Rua Primoiro de Março, 66, Centro ( ). 4* a 6a e dom. às 19h. e sáb., ás 18h e 21 h. RS 10. t> Drama. Num internato militar. írôs alunos exercitam sua tirania torturando física e mentalmente um colega. CHEAS De Luiz Carlos Góes Direção de Joaquim Vicente Com Juliana Teixeira. Célia Azevedo e Fátima Domingues. Teatro do Paço mperial. 48. Centro ( ) Capacidade: 100 lugares 5* a dom., às 18h30. RS 10 Estudantes e idosos pagam RS 5 Comédia dramática Três mulheres se encontram no desorto para relembrarem histórias. REESTREA AS MALANDRAGENS DE SCAPNO - Do Moliéro Direção do João Bethencourt Cop G!àucia Rodrigues. André Mattos o outros Teatro Dulcina. Rua Alcindo Guanabara. 17. Centro ( ). 5". 6* e dom. ás 19. e sáb. ás 21 h RS 6 Duração 1 h30 Até 12 de maio Farsa Sobre as aventuras do esperto criado Scapino ÚLTMOS DAS GREQÓRO Do Clara Góes Direção de Moacyr Góes. Com Leon Góes. Flévia Guimaráes e Gaspar Filho Teatro Glória. Rua do Russel Glória ( ) 5» 3 sàb, às 21 h. o dom. às 20h RS 20 Até 26 de maio Drama Sobro a trajetória do líder comunista pernambucano Gregóno Bezerra METRALHA - Texto o direção de Stolla Miranda Com Diogo Villela. Guilherme Lome e outros Teatro 1 do Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro do Março. 66. Contro ( ) 5* às 19h. 6*. ás 21 h. sâb ás 18h o 21 h, o dom, às 19h RS 10 Duraçáo 2h Até 26 do maio Musical Destaca os momentos mais importantes da vida o carreira de Nelson Gon çalves E CONTNUA TUDO BEM De Bernard Slade Direção de Marco Nanini Com Tarcísio Moi ro e Glória Meneies Teatro dos Grandes Atores. Sala Arul. Shopping Baira Square, Avenida das Américas Barra da Tijuca ( ) 5" a sáb. ás 21h30. o dom. 4s 20h30 RS 25 ngtessos a domicilio pelos telefones e Até 26 do maio. Comédia dramática Casal comemora bodas de prata de seus encontros, que só acontecem uma vez por ano A LOUCA DE B0NSUCE5S0 Texto e direcio de Gugu Olimecha Com Kiko Latanzzi. Helo na Werneck e outros Teatro Galeria. Rua Senador Vergueiro 93. Flamengo ( ) 6* a sáb. ás 21 h30. e dom. às 20h30 R5 10 Até 26 de maio, Comédia A tratçáo enfocada em todos os seus aspectos FREUD E 0 VSTANTE De Enc Emmanuel Schmitt DireçAo de Gilles Gwízdek Com Cláudio Cavalcanti. Rogério Fabiano e ou tros Teatro Abel. Rua Mário Alves. 2, caral, Niterói ( ) 5* a sàb ás2th o dom ás 20h RS 20 Duração 11)30 At* 26 de maio Drama psicológico Um encontro bem humorado entre Froud e Deus. ARTE MENOR RUBEM GRLO - Centio Cultural Banco do Brasil, Rua Primeiro do Março. 66. Centio ( ) Xilogravuras 3* a dom, das 10h ás 22h Grátis Até 29 de maio TAUAPE Museu Nacional de Belas Artes. Av. Rio Branco, 191. Centro ( ) Xilogravuras 3* a 6a das 10h ás 18h Sáb e dom. das 14h às 18h Rs 1 (domingo, giá tis) Até 9 de junho extra"- NTERCÂMBO CULTURAL TÂUA-BRASLi l»wa EXPERÊNCA NA PRESERVAÇÃO DO PATR- MÔHO HSTÓRCO BRASLERO Solar Grandiean de Montignr/PUC Rua MomuSs do Sào Vicente, 225. Gávea ( ) Di versos 2" a 6J. das 9h ás 19h Grátis. Até 31 de maio A rnostia roúno entre outras coisas projetos do restauração de patrimônios públicos LEOPOLDNA, MPERATRZ DO BRASL Museu Histórico Nacional. Rua Marechal Àncora. s/n Centro ( ) Diversos 3 a 6*. das 10b às 17h30 Sáb e don), das 14h30 As 17h30 RS 1 (dom, grátis) Até 20 dé junho A mostia reúne fantasias o croquis utiliza dos pela Escola mperatriz Leopoldmense oste ano NAFS DO BRASL EDO MUNDO Museu nternacional de Arte Naif do Brasil Rua Cosmo Velho, 561. Cosmo Velho ( ) Arte Naif 3- a 6a. das 10h às 18h Sàb, dom e feriados das 12h às 18h RS 5 e RS 2.50 (crianças o estudantes). Até 7 de julho A mostra reúne 400 obras de pintoros brasileiros o estrangeiros GRÁTS THEATRO DE BRNQUEDO nspirado na peça A verdade vingada, de Karen Blixen Criação t» interpretaçáo do Grupo Sobrevento Museu do Telephone. Rua Dois de Dezembro. 63. f lamengo ( ) 5. às 18h30 Grátis Até 23 de maio Teatro do bonecos No Brasil do século 19. dono de fazenda mata seus hóspedes para ficar com suas posses ACONTECE NAS MELHORES FAHlUAS - Textos de Luís Fernando Veríssimo Direção de Lia Soll Com Luciano Galvào. Stolla Corrêa o outros Teatro do Senac. Rua Dona sabel, 700. Bonsucesso ( ) 5*. ás 20h, o 6 ás 16h Grátis Duraçáo 1h Até 24 de maio Comédia Uma abordagem do cotidiano da família brasiloira MULHERES DE LORCA Roteiro e direção de Alexandre Mello o Sérgio Xavier Fundição Progresso. Rua dos Arcos. 28 Lapa ( ) 5" a dom ás 18h Grátis Até 2 de junho Drama Homenagem aos 60 anos de morte de Frederico Garcia Lorca. assassinado durante a guerra civil espanhola NGRESSOS A DOMCLO VTA A VRGÍNA - MOMENTOS DE AMOR De Eileon Atkins Direção de ítalo Rossi. Com Sylvia Bandeira e Jacqueltne Laurence Teatro dos Quatro. Shopping da Gávea. Rua Marquês de Sáo Vicente. 53/2 piso. Gávea ( ) 3* e 4*. às 21h. e 5*. 4s 17h RS 15 Duroçào 1 h30 ngressos a domicilio pelos telefones S e Até 29 de maio Drama Adaptação teatral da correspondôncia intelectual e amorosa entro Vita Sackólle-West o Virginta Woolf FOTOGRAFA AUTRAN DOURADO 70 ANOS - Fundaçao Casa de Rui Barbosa. Rua Sào Cie mente. 134 ( ) Fotografias 2- a 6». das 12h ás 17h S4b e dom das 14h ás 18h Grátis Até 31 de maio COLETVA LAURA A COMPANHA - 10 ANOS DE LAURA AlVM - Casa de Cultura L aura Alvim Av Vwna Souto panema ( ) Coletiva 3 a 6*. das 15h ás 20h Sàb e dom. das16hás20h Grátis Atel2deunho A mostra jéone a história das artes plàsti cas através de diversas tendências. FORMA E ATMOSFERA Escola de A,ies Visuais do Parque Lage. Rua Jardim Botânico, 414 Jardim Botânico ( ) Coletiva de pinturas 2* a 6*. das loh ás 19h Sáb. das 10h às 17h Grátis Até 8 de junho A mostra reúne trabalhos de quatro artistas A PASAGEM BRASLERA NA COLEÇÃO DE OL- BERTO CHATEAUBRAND Museu de Arte Moderna, Av. nfante D Henrique. 85. Aterro do Flamengo ( ) Coletiva 3* a dom. das 12h às 18h. RS 2. Exposição pei manente A mostra reúne 60 obras de 35 artistas PASSAGEM/MAURlCO BENTES Paço mpe ria!. Praça XV de Novembro. 48. Centro ( ). Esculturas 3J a 6". das 11 h às 18h30 Sáb e dom, das 12h às 18h30 Gra tis Exposição permanente. A mostra reúne obras em ferro e luz fluorescente A COLEÇÃO DO BARROCO TALANO - Museu Nacional de Belas Artes/29 piso. Av Rio Branco 199. Centro ( ) As cerca de 20 obras espelham nada menos do que o apogeu do estilo barroco na tália 3* a 6*. das 10h às 18h Sáb e dom, das 14h ás 18h Rs 1 (domingo grátis). Exposição permanente GALERA NACONAL DOS SÉCULOS XV, XV, XX E XX Museu Nacional de Belas Artes. Av Rso Branco Centro ( ) Exposição de obras restauradas, entre pinturas e esculturas, da produção artística brasileira nos quatro últimos séculos 3a a 6*. das 10h às 18h Sàb o dom das 14h às 18h Rs 1. (domingo grátis). Exposição permanente FLORBELA ESPANCA A BELA DO ALENTEJO De Maria da Luz Alves e Silva Direção de Miguel Falabella. Com Zezè Polessa Teatro Cândido Mendes. Rua Joana Angélica, 63, panema ( ) Capacidade 133 lugares 5J a sáb. ás 21 h30, e dom. às 20h RS 10 (estudantes). RS 18 (5*) e RS 20 (6«a dom ) ngressos a domicilio pelos telefones e Dutaçío 1h20 Monólogo Sobre a vida e a obra da poetisa portuguesa FRANCSCO DE ASSS Concepç4o e direç4o do Ciro Barcelos Com Ciro Barcelos, Camila Amado e outros Teatro da Praia. Rua Francisco Sá. 88. Copacabana ( ) 54. ás 18h30 o 21 h30. 6» e s4b, às 21 h30. o dom. ás19h RS 15 (5* o 6*). RS 20 (sàb edom)o Rs 10 (estudantes) Nas sessões de 5\ as 18h30. pessoas com mais de 50 anos pagam RS 10 ngressos a domicilio pelos telefones: e Duração 1h30 Até 2 de junho Musical Baseado na vida e nos pensamentos de Sào Francisco de Assis TODO MUNDO SABE QUE TODO MUNDO SABE - De Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa Direção de Miguel Falabella Com Aríete Salles. Laura Cardoso e outros Teatro dos Quatro. Shopping da Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 52/2 andar, Gávea ( ) Capacidade 402 lugares 5, às 21h30. 6*. às 22h sáb ás 20h e 22h. e dom. às 20h RS 20 (5»). RS 22 (6- e dom ) e RS 25 (sáb, feriados e véspera de feriados) ngressos a domicilio pelos telefones e Duração 1h30 Comédia. Socialite decadente tenta, de todas as maneiras, evitar a falência O FABULOSO OBSCENO - De Dano Fo Diteçâo de Roberto Vignati Com Osmar Prado Casa de Cultura Laura Alvim. Avenida Vieira Souto panema ( ) 5«a sáb. ás 21 h. e dom. ás 20h RS 15 (5*. 6* e dom ) e RS 20 (sábado e véspera de feriado) ngressos a domicilio pelos telefones e Comédia. Basado em contos medievais, faz uma sátira das relações humanas e da sociedade italiana EU SE QUE VOU TE AMAR -- De Arnaldo Jabor Direção de William Pereira Com Julia Lemmertz e Alexandre Borges Teatro do Leblon. Rua Conde de Bernadotte 26/104, Leblon ( ) 5* a sàb ás 21h25. e dom às 20h RS 20 (5»). RS 23 (6- e dom ) e RS 25 (sáb ) Duração 1h30 ingressos a domicilio pelos telefones: o t> Comédia dramática A história do amor entro um casal, quo só se revola após a separação Alô? MADAMEJ- De Marcelo Saback e Vinlclus Marquoz Com Eri Johnson. Luisa Thiré o outros. Teatro da Lagoa, Avenida Borges de Medeiros Lagoa ( ) 5* a sáb. ás 21 h30, o dom. às 20h RS 20 (5". 6- o dom ) o RS 25 (sáb.. feriados o véspera de feriados) ngressos a domicilio pelos telefones: e Duração; 1h30 C> Comédia. Dois amigos alugam telefone que pertenceu a uma cartomante o passam a atender sua clientela. COMO ENCHER UM BQUÍN SELVAGEM - Texto o direção de Miguel Falabella Com Claudia Jimenez. Teatro Casa Grande, Avnida Afránio de Melo Franco. 290, Loblon ( ) 5". às 21h30, 6* e sàb.. 4s 20h e 221), e dom. ás 20h. RS 20 (5*). RS 22 (6* a dom ) e RS 25 (sàb. feriado o véspera de feriado) ngressos a domicilio pelos telefones: e t> Comédia. A peça mostra, com humor, a solidão das pessoas que vivem nas grandes cidades AS LOBAS De Santiago Moncada Direção do Antônio Pedro Com Ana Rosa, Débora Duarte e outros Teatro Vanucci, Shopping da Gávea, Rua Marquês de Sáo Vicente. 52/ 3». Gávea ( ). 5* e 6». ás 21h30. sáb. ás 20h e 22h30. o dom. às 20h RS 20 (5")- RS 22 (6-). RS 25 (s4b ) e RS 22 (dom ) ngressos a domicilio pelos telefones e C> Comédia. Amigas de infância se reencontram para lembrar os velhos tompos e acertar as contas CONTNUAÇAO TU PSAS NOS ASTROS, DSTRAÍDO-. D e Clóvis Levy Direção de Rafael Camargo Com Mariana Leporace o Moysés Ainchemblat Sala Theteza Aragào do Teatro Casa Grande. Avenida Afránio do Melo Franco Leblon ( ) 4\ às 21h30. e 5*. ás17h RS 15 Duração 1h Comédia musical Sobro a vida de Orostes Barbosa 0 CONClUO DO AMOR - De Oscar Panizza Concepção de Gilberto Gawronski. Com Ricardo Blat. Afonso Henrique e outros Casa da Gávea, Praça Santos Dumont. 116/sobrado. Gávea ( ) 5" a sáb. ás 21h. o dom.às20h RS 12 Duração 1h20 Orama Deus convoca um concilio para descobrir um castigo adequado á humanidade LAÇOS ETERNOS Adaptação de Anna Maria Dias do livro psicografado por Zlbia M Gnsparetto Direção de Plínio Rigon Com Maria Ciara Fernandes Paulo Wolll o outros Teatro Teieta Rachel Rua Siqueira Campas 143 Copacabana ( ) Capacidade 550 lugares 5" a sáb. ás 21 h. e dom. ás 19h RS 15(5) RS 18 (6-o dom) o RS 20 (sáb) Drama A trama envolve paixões avassa ladoras. vinganças o resgates DAMON Oe Maurício Souzah Lima OtraçlO de Fabricio Bittar Com Slfvio Kaviski, Luís dl Bragança e outros Pundrçio Progresso Rua dos Arcos, 28. Lapa ( ) 5* e 6\ ás 19h. sáb e dom às 20h Rs 8 Desconto do 50% para classe e estudantes com carteinnha da UNE Experimental Uma junção de imagens e tento PROJETO PRANKENSTE1N Do Oscar Saraiva Direção do vana Leblon Com Eleonora Fa biâo. Felijae Grmnan e outros Espaço Cultu ral Sérgio Porto. Rua Humaitá 163. Humaitá ( ) 5» a sàb, ás 21h s dom. às 19h RS 10 Duração 1 h Ternr Baseado no romance do Mary Shelley. cria uma nova versão para o mito NA ERA DO RÁDO - 0 SHOW Roteiro de Clóvis Levy Direção do Sérgio Bruto Com Cândida Ribeiro. Ehane Tassis e outros Teatro Sesr, Avenida Graça Aranha, 1. Centro ( ) 5*. 6» o dom. ás 19h, o sâb. ás 21 h RS 15 (5e dom ) o RS 18 (6" e sàb ) Duração 1h20 Musical Uma leitura da época do ouro do rádio dos ano* 20 aos 50 DÁRO Dl UM LOUCO Baseado no conto do Nicolai Gógol Direção de Eduardo Loyola Com Rosa Moita Teatro do Museu da Repúbhea. Rua do Catete. 153, Catete ( ) 5- a dom. ás 20h RS 10 Estaciona mérito grátis no parque do Museu Até 2 de junho Drama Funcionário muito pobre cria fan tasia* para fugir de sua existência miserável HELENO, UM HOMEM CHAMADO GLDA De Miguel Paiva Direção de Marcelo Saback Com Raul Gazzola e Orquestra Brasileira do Sapateado Teatro Deffin, Rua Humaitá, 275, Humaitá ( ) Capacidade 250iugü res 5* a sáb, às 21 h. e dom. ás 20h RS 20 (5* e dom ) e RS 25 (6* e sáb ) Duraçáo 2h Musical Sobre a vida do polêmico joga dor. que dividia seu tempo entre os campos de futebol e as boates de Copacabana VVA SEM MEDO SUAS FANTASAS SEXUAS De John Tobias Direção de Rogério Fabia no Com Elizângela, John Hebert e outros. Teatro Ginástico. Avenida Graça Aranha. 187, Centro ( ) Capacidade 600 lugares 4* a 6* edom, ás 19h, o sáb. ás 21 h. RS 10 Duraçáo 1h15 Até 9 de junho Comédia Casal milionário, para satisfazer suas fantasias soxuais. envolve-se em situações hilárias EUS GOSTAM Dl APANHAR - De Nelson Ro drigues Adptaçáo e direção de Flávio Henrique Com Angelina Martom, Jorge Eduardo e outros Teatro de Arena. Rua Siqueira Campos. 143, Copacabana ( ). Capacidade 350 lugares 5* a sáb, às 21 h. e dom., ás 20h RS 15 Duraçáo 1h O espetáculo começa rigorosamente no horário Comédia. Reum4o de crônicas escritas para a série A vida como ela é CORRA, QUE PAPA VEM Ail De Ron Clark e Sam Bobrick. Direção de Ary Fontoura Com Ary Fontoura. Suelly Franco e outros Teatro Princesa sabel. Avenida Princesa sabol, 186. Copacabana ( ). Capacidade 300 lugares 5* e 6*. ás 21 h30, sáb, ás 20h e 22h. e dom. ás 20h. RS 17 (5*). RS 20 (6* e dom.) e RS 22 (sáb ). Duração: 1h30 - Comédia A chegada inesperada do pai causa grande tumulto na vida do filho gay ADOLESCENTE COPACABANA De Paulo Alonso de Lima Direção de Don Carrera Com Fabiano Vannucci. Patrícia Evans o outros Teatro Vanucci. Shopping da Gávea. Rua Marquês de Sáo Vicente, 52/3* andar. Gávea ( ) Capacidade 415 lugares. 5*. ás 19h. RS 10. QUATRO FORMAS DE AMAR - De Tiago Santiago Direção de Rogério Fabsano. Com Daniela Duarte. Vitor Hugo e outros. Teatro Posto 6. Rua Francisco Sá, 51, Copacabana ( ) 6* a sáb.. às 21h30. e dom. ás 20h30 RS 15 e RS 10 (estudante). PORCOS COM ASAS De Lidia Ravera e Marco Radico Direção de Cláudio Handrey. Com Mateus Rocha, Deborah Catalani e outros. Teatro Barrashoppmg. Avenidas das Améncas , Barra da Tijuca ( ). 5J e 6. às19h RS 15 COM 0 RO NA BARRGA - De Rogério Blat Direção de Ernesto Piccolo Teatro Gonzaguinha. do Centro de Artes Calouste Gulben kian. Rua Benedito Hipólito. 125, Praça Onze ( ) 5* e sáb.. às 19h RS 5. Estacionamento gratuito HUMOR SÉRGO RCARDO Teatro Barrashoppmg. Avenidas das Américas, Barra da Tijuca ( ) Capacidade 236 lugares 5* e 6. às 21 h. sàb. às 20h30 e 22h30. o dom. ás 20h30 RS 15 (5* e 6») e RS 18 (sáb e dom ) Até 26 de maio O humorista mostra Lindo, leve e solto SUBVERSÕES 3 - UNPLUGGED Cale do Tea tro. Shopping da Gávea. Rua Marquês do Sào Vicente. 52/2, Gávea ( ). 5a, às 23h. 6" e sab. às 23h30. e dom, às 21 h30 Rs 12 (5* e dom) e Rs 14 (6* e sáb). Consumação a RS 8 Show com os atores e cantoies Aloisio de Abreu. Luiz Salem e Mareia Cabrita Ney participa de show do MPB-4 O MPB-4 continua a mostrar seu talento. Há um mês em carta/, o show Ariv de cantar, com a bem-humorada direção de Miguel Falabella. é uma celebração aos 30 anos dos "quatro de Niterói", que arrebanharam este ano o seu terceiro Prêmio Sharp. O repertòrio inclui um medley das principais correntes musicais dos anos 60 que influenciaram o grupo: ao rock dos Beatles mesclam-se o romantismo da bossa nova e o balando adolescente do ieieiè. entrecortados pelos primeiros sucessos do grupo. Rui Faria, um dos quatro, destaca a participação dos filhos de três deles. "Eles são profissionais". diz Rui. sem querer parecer coruja, relerindo-se a Marcos Feijão (bateria e percussào). Pedro Reis (violão, guitarra e bandolim) e João Faria (contrabaixo e guitarra). Participação ê o que não falta neste show em cartaz no Teatro Clara Nunes, de quinta a sabado. às 21h30» 1 domingo, às 20h. A cada quinta-feira os cantores recebem um convidado especial para a canja. Já compareceram Fagner, João Bosco e Joycej Hoje. é Ney Matogrosso quem dá as honras. Ele vai cantar músicas de Chico Buarque. Ney leva banda própria, que conta com feras como Márcio Montarroyos c Leandro Braga. Na seqüência virào Quarteto em Cy, Kleiton c k ledir. Chico Buarque e Djavan. Nascido nos bancos universitários da Universidade Federal Fluminense (UFF) e crescido no extinto bar Petit Paris, ambos em Niterói, o MPB-4 passou pelo dificil período da ditadura e deu a volta por cima. "Quando o golpe de 64 fechou o Centro Popular de Cultura da UFF. tivemos de ir para Sào Paulo e não paramos mais", conta Rui, que se lembra com carinho do Petit Paris, segundo ele "um ponto de encontro da vanguarda da época". Foi lá que surgiu, por exemplo, a primeira peça que o grupo fez, com o ator Carlos Vere/a. ESTREA PAULNHO HOSKA Hipódromo Up Praça Santos Dumont Gávea ( ) 5* a dom. ás 22h30. Couvert a RS 18 (5* o dom ) o RS 20 (64 o sáb ) Consumação a RS 10 No repertório, canções inéditas como Mo chama de chào o outras LULA RBERO Mistura Fm, Av Borges de Medeiros Lagoa ( ) Capacidado 180 lugaros 5-*. ás 22h Couvert o consumação a RS 10 Show do violonista o banda. FÊNX Rio Jazt Club. Rua Gustavo Sampaio. s/n ". Leme ( ) Capacidade 150 lugaros 5\ ás 22b Couvert a RS 10 o consumação a Rs 8 No repertório do show, música do Caeta no Chico Buarque, entro outros EDUAROO DUSEX fíitmo. Estrada do Joá São Conrndo ( ) 5* ás 22h Couvert a RS 15 Consumação a RS 6. 6* e sáb, ás 22h30 Couvert a RS 20 o consuma çáo a RS 6 O cantor o compositor grava ao vivo o CD Apocalipse elegante Capacidade 400 lugares 4a a sáb, ás 19h RS 15 (4*) o RS 20 (5 a sáb ) A cantora comemora o seu primeiro disco do ouro, no show ando apresenta canções inéditas MPB 4 Teatro Clara Nunes Rua Marquês de Sâo Vicente. 52/3. Shopping da Gavaa ( ) 5 a sáb. ás 211)30 e dom. às 20h RS 20 O grupo apresenta o show Arte do cantar O convidado de hojo è Ney Matogrosso ANDRÉA FRANÇA Nlght Kio s. Paiqua do Flamengo, s/n". Flamengo ( ) Capacidado 150 pessoas 21 a 6 \ a partir das 18h30 Som couvert A cantora interpreta sucessos da MPB. KORMAR Café do Teatro. Shopping da Gávea. Rua Marquês do São Viconto. 52/2" andar. Gávea Reservas polo telefone Capacidade 96 lugares 3J a dom, ás 18h Couverta RS 10 (3".) 5-) u RS 12 (6 a dom ) Consumação a RS 6 Até 26 de maio O repertório vai de Lupisclnio a Chico Buarque NONATO LUZ Chico s bar. Avenida Epitácio Pessoa, Lagoa ( ) «a sàb.. ás 23h o 24h Sem couvert Consumação «i RS 20. Show do violonista NOTE OE CHORNHO Restaurante 67. Rua Barnbma, 167. Botafogo ( ) 5", ds 20h Couvert o RS 3 t> Com Leonardo da flauta e regional. CONTNUAÇAO ROBERTO CARLOS Metropolitan. Avenida Ayrton Sonna, Via Parque ( ) Capacidade lugares 5\ ás 21 h30 6- e sáb ás 22h30 Dom ás 20h30 RS 25 (latttr.it e platéia). RS 50 (especial.lateral especial o camarote B), RS 70 (palco o camarote A) Show do cantor, CAETANO VELOSO Canecào. Av Venceslau Bra; 215 ( ) 5-, ás 21h30 6- sob. ás 22h30 e dom. á# 21 h RS 20 (pista). RS 30 (lateral). RS 50 (balcão nobre). RS 45. RS 50 e RS 60 (setores especiais) Caetano retorna aos palcos com o show Fina Estampa Até 26 de maio ZtUADUNCAN Café-Concerto Teatro Rival, Rua Álvaro Alvim. 33. Centro ( ) RELÀCHE Teatro Municipal. Praça Marechnl Floriano. s/n. Centro ( ) 5* o 6-. ás21h RS 10 Ate 24 de maio Balé em dois atos com música do Erlk Sane Com a Cur do Dança do Minas Gerais Coreografia de Tlndaro Silvano E com a O* questra Sinfônica de Minas Gorais Roflénoa de Roberto Duarte CORPO TEATRO DO MOVMENTO Espaço Cultural Finep. Praia do Flamentio, 200/Hilotis ( ) 5* o 6. às 181)30. Grátis Apresentação da companhia de dança. Coreografias da Angel Viam» e grupo EXPLOSÕES Teatro dos Grandes Atores. Sala Vermelha. Avenida das Américas, Barra Square ( ) 54 a sáb, ás 21 h. o dom. ás 20h. RS 15 (5«). RS 18 (6" e dom.) e RS 20 (sáb) Apresontaçâo da Magno Cia de Dança. Direçáo e coreografias de Carlos Magno Gfafismo Confecções Ltda. Rua Tavares Ferreira, 46 - Rocha - CEP Rio de Janeiro QUNTA-hERA. 23 DE MAO DE 19% JORNAL»() firasl H3

44 . 1 JORNAL DO BRASU BRASL QUNTA-FERA. 23 DE MAO DE 199(i 199ft QUNTA-FERA. Divulgação FLMES Renato Lemo Divulgação do convívio com a filha, Ator faz delegado em pela qual tem verdadeira paixão. Até k porque ele foi pai e mãe ao mesmo Razão de Viver sem tempo, já que ficou viúvo cedo", se desligar do teatro explica. O resultado do trabalho Depois de ter participado de 35 está sendo bastante positivo, na novelas, ele ficou afastado dos follietins da TV cerca de 10 anos, O delegado Renato agrada avaliação de Fúlvio. ãafs agora está de volta, para a também o público, que sempre alegria do publico. Fulvio para Fulvio *4* t, islillllllllllllillllllllllllllillllillifllllillrl público. Fúlvio Stefanini pára Fúlvio na rua para fazer elogios. Mas ele tem um forte con- Homens de respeito, hoje na Globo, versão moderna de MacBetl é o delegado Renato, na no- Homens versao modema MacBeth Razao "6 vela Razão de Viver, do "É SBT. corrente, correntc. que, apesar de dc velho, BBBfl. um personagem voltado para a não nao sai da memória memoria das pessoas: pcssoas: o fg&pv,. :ijjwbbkbtjm.: H13,l(llC3,0 causa do ser humano, com um Tonico Bastos, da novela Gabrie- ClC SllclkCSPCcirC enorme enornie senso de justiga", a, "Sempre justiça", conta. /«, da Globo. que me Unvi Fúlvio teve treinenda zi uizira aira ao arece ter afetado os miolol grande participação param falam do Tonico, que talvez na construção do personagem, SirSil? «t?5p tenha sido meu personagem Fúlvio elogia novela em que vive personagem fifses distante do clichê que iniciou tniciou a novela noveia ainaa ainda sem scm marcantc ciki "Nós mais marcante",, avail avalia. Fuljio Fúlvio «nvwrsiri MoniiJ «w shito*. rnnvoim» pnnffifiim A%rhffan M SriSeSoue8 características fixas. buscavamos um delegado Jempo dfi 6-convencido peta tfulhej fus T nsidcra q-uc Pu,.aridader d& Cidad5 d0 m"nd0;a "0Vfla nso 0,ongr quc J-uK.o «considera que a popularidade de cidadão do mundo. A novela não O longo tempo cm que Fúlvio que fugisse Tonico está esta rclaconada relacionada ao fato alcançou alcay um bom resultado, mas passou afastado das dnrti telinhas foi toi.rf Srat dfc S Mo dcspenl e o publico a elimina-lo. John Torturro e um do padrão, que não tivesse a aspereza Genie como Orson Welles ator legal, mas nao tem muito a de dc ler ter sido Sld0 um!$?& } papel cômico, COmiCO: e as a minha experiência foi SSZs Vs,mm"a,-XpenCnCW f01 muito mu,t0 po- P " em W decorrência dwt dos d??pmu,t0s,trab"; muitos trabasitiva",, diz. lhos em $ira. e a dureza típicas de todos os pessoas sempre gostam mais dos delecidos dc noveia" rcssalti hos teatro. "Fiz iz uma peça pegs Roman Polalski verteram a pe- cara do atormcntado personagem. "Sn delegados de novela", ressalta. 3 rnvmlm i.o iu Pcrsona8fns personagens engraçados. CHgravados. Apesar O 0 fato das gravações gravagoes de dc Razão Razao atrás atras da outra, e como todas as a, 0 Fúlvio cihema e Katherine Borowitze 1 ulvio assume que muito do seu stu de ter sido sucesso de público, publico, o de Viver liverserem feitasem em São SaoPau- produções produces eram cram mmhas, minhas, não nao ti- -1K.,,.;r.,m Miri, r r nt iima MacBeth carinho pelo personagem está esta di- ator não napem vê Jonico o Fulvio jlcm *ms Jaram HOMENS DE RESPETO de sobra fabalho. Tonico seu melhor trabalho. "Foi lo agradou Fúlvio em dois senti- nha tempo de me dedicar a mais retamente ligado ao fato de ter um trabalho marcante e gostoso de fazer, mas ou- ponte pome aérea aerea c e estava cansado de televisão, televisao. por isso nunca deixei de j.jo dos. Primeirl Primeiro porque vivia na nada. Mas sempre senti falta lalta da u<!0 L!om Q ne_ Globo 0 lh20 mas uca sutjcza_ sido uma criação cria?ao praticamente pj. a (Mcn ()f rt.spcc() de E Rally se perde tosua. Outro ponto que o ator restros personagens me dentin deram mais tantasidasc e vindas. Segundo pelo pclo fazer lazer pequenas participações", participates". mostra uma versao William Rally. Com d0 ao tentar explicisalta na vida do delegado Renato prazer. Um exemplo cxemplo foi o Ângelo, Angelo. fato do mercado mcrcado de trabalho estar cstar conta. Para o segundo semestre moderninha da his- John Torturro, Kathe- Ulr jntcreprctai;oes é e a relação relavao com a filha noveia Brasileim cxpandindo, Fulvio pianos nao t u; // mtw (/(, rcs. pnrimeua "jt ao inves de deixar is- Rosa da novela Brasileiros e Brasileiras vivida por Bel Kutner. "Muito se expandindo, coisa que conside- Fúlvio faz planos que ainda não do do SBT. Eu bolei um perfil bem hem ra muito importante, ainda mais estão estao definidos, definidos. mas garante sur- peito. Aqui a maldi- Durasub: h53. so para o espectador. sçntimentalismo scntimentalismo de Renato Rcnato vem legal para ele, que era um latino para quem mora em São Sao Paulo. presas para o público publico de teatro. o, _n. 0 FUSCA ENAMORADO ENAMORAOO Aventura. Charliè Charlie Puc- sa da lorota dc jogo TV POR ASSNATURA kctt e cirurgiao ge- 82/94 stil («JWU que kett c um cirurgião de espelhos entre gémeos. mas que não Arquivo 8/2/94 mcos, nao *1 -""SeMc -TJt*noi1 rrot"»ko filme alcanijou 0 (Herbic SBT O i3h30 que ficou desfigurado filme alcançou o terceiro lugar goes e lunar alguni. pbembspbwspu WB Dldbll UdllUa nas amencanas._outro Carlo) (llcrbie rocs to Monte cm acidente e c tido chega a lugar algum. nao la * Brasil nas bilheterias americanas. Cario) de Vincent como o principal suspeito dc crimes. A perfil da Sessão da E não tem lá muito o destaqiie ganha e McEvcety. pcito de Scsxiio " destaque é o PgfaiJP mm. i n esoaco *», Srs perfil do cineasta McEvecty. Com Dean Tf fr* m i es1 Jones, Don Knotts e Ang Lee. Seus Tarde. *-* * grandes sucessos emissora paracc ter Jacqucs Marin. KUA. o U 5tU seu espaço wpyusão lembrados, imokiu; entre eles: O banque te de casamento, Razão e sensi- Aventura. O famoso fa1 1" escolhido os :: : 1 SKfpSiTS «HMK ti hi- quctedecmmenio Razaoesenst, Avenlura Dur&çào: lamoso h37 piores entre os piores pela,,. Cineview simples simpes contagem de dc n SWyHP 0 tmeview ec«a-iff.wwr.0 bilidade e Comer, beber, viver. O fusâúinha wu correr no S,;SKrtopr sang sangue espirrado na cineasta filma agora The ice em Monte Cario. Lá, tela. Esse aqui c fraco assaltantes acham de ~JmM. Opor c ds- storm, com Sigourney SSSXl Weaver. e desinteressante. * NÓS SEMPRE 0 AMAREMOS ator Hugo Carvana é o destaque taqoc do bloco soba sobre cinema na- Kevin Kline e Elijah Wood. Ang ciosa no tanque do " )0Gq 0UPL0 0 enfiar uma v pedra pre- t mbssf» % Wm** cional do Cineview. Cincricw. no Telecine Lec Lee fala da Cerimônia Cerimonia da Grande carro. Dez De/ ja (No child of mine) de JcVWT as 20h30. 0 tra?a slhe, anos já hoje. ás 20h3ü. O haviam se programa traça Sorte, ritual 0 Michael Katlcman. que sempre repete passado Globo O 15h40 \ j& Perm cm entre a estréia dc perfil do ator que trabalhou em antes de iniciar miciar as filmagens. No Hw&iSiqui de i.liu" P t. A V-fcj.. GlTmLilrRodrte ARora ual. Lwdifeui incensosaca, iierbic e esse aqui. É (Lies of the twins) dc filmes de Glauber Rocha, Ruy ritual. Lee distribui a cada membro da equipe equtpc, e, em sedc da graça foi lo. deixa- pwa QUinn Hard Hat«TBe. m«pm mn Tim ilunter. Com lsabclla Rossellini, Aidan muito tempo e meta- 1W * RSin Ai k- V Guerra c Lael Rodrigues. Rodnguci.A»n Agora i W1 \ - Hugo vem se dedicando á! a direção direvao uujda, ora?ao de da da pelo caminho. carmnho. O Quinn e llurd Hatftcld. EUA, \ V \.!,>? < do filme O 0 homem nu, baseado no wideeimento lusca fusca não nao raeiio: n neld, 199K;Du- TRES Dl>5 PARA WATAR guida, todos fazem uma oração dc \ ia H rsv-.-w como Nao... gatar chega a engalar a quarta. Ra- Suspense. Modelo fa- (Three days to a kill) agradecimento. ração: h50 conto de Fernando Sabino. Não é > &m > vez, Jean Claude Van Damme iambem está no,t,h- tam- teia antes mosa do fim. scsa ire- " a primeira vel que trabalha como mosa se casa com nomado cirurgião. estrlia u mo pa/. dc ressuscitá-lo. Nem tamar seria ca- Kein?amso"), - dirclor. fe m f *..? traballiar, i k //;. «/m.w programa com o 111- diretor, nos anos 70 ele fez Vai me The i/uesfl sua estréia como Anos mais tarde des- 199"? ; vj*v - trabalhar, vagabundo. Noprimcirobloco. dirctor diretor e co-roteirista. co-roteinsta. Van \an.am- cnunrkra cobre Damme fala do prazer dedingire dirigir e con- - JL_L e ha Ah-m**. *ihp -4ml......, Berenger que o marido primeiro bloco, uma reportagem sobre o novo filme de Tom moitf irmao gemeo i >< M? *- -.1 tagern 0 filmc tala tem um irmão gêmeo que entre os dois há 0 idolos: 0 15h15 TURSTA ACOENTAl " Berengcr. The substitute. Na trama, Berenger interpreta um pro- ( nlght brinfjs Char- um verdadeiro des- 0 tracenar com um de seus ídolos: Bandeirantes O 15hl5 um grande segredo. \ ma. interprcta Roger Roger Moore. No bloco de cine- (The night brings yerdadeiro E iwimr m m. -v. - fessor que vai substituir ««,.«# a namorada e também tambem ma nacional, além de liugo s jj.hs\thr;. Carvana, o 0 programa fala lata do Festival Kerry Knieht c tagrid Hurte lie) de Tom Logan perdício da beleza e s?is» a (The accidcntal tourist) - ***" fpi professora, professora. " numa Com Chuck Wliitingy do charme da filha de dc Lawrence Kasdan. Kerry Kniglit e Joe lugrid Bergman. Ela Com William Hurtè MHlw JT escola de Miami freqüentada freqiientada por de Cinema do Ceará, Ceara, que terá tera l-ishback. Fishback. EUA sc se mete numa trama Kathleen Turtfçr. Turner. Hugo Carvana e 0 entrevistado de noje hoje no 20h3Q drocados. drogados. Na semana de estreia, estréia, o cobcrtura cobertura do Telecine. Duravao: Duração; ih23. lh23. complicada, comphcada, que abu- TUA, EUA, ; * * programa, as MANHÃ/TARDE NOTE prjl 9 Faiudo - f alando de df Vida viji {loh) (t) 2 ln in luim». lulu Auli Aui, dc je, BHBj! \ Manchete (6) i i Band(7) CNT(9)! SBT j RchfhW fji.t>;vjll)nk-j HH T,,n.oo,2! Tel! (11) Record(13) 11 Propaiiu Sctpo Educativa (2) i Globo Alfa e Ômepa. Religioso i!.iiui»>(l3h30! (4) Malbndro. nfantil (lüh) 11 -Cinema em Casa (021) Tel (021) Tel (021) ( { Tel. (021) j Tel PplJo di Unfuj Fjtar.()/«Kaoiai*«uSi! - : mmmm"t (021) : Tel (021) Tel Mamão da Língua (021) j Tei. (021) ? filme. O fusta minkwtxh JH PortUfiKia Pomiguii(t()h25) (10h2>i (l.bw) Sltio i i i : 1 if d.i ti!.i,.i (MO ~ (JhXt) Sitio do Pica-Pau D - greja da Craça (Mi) 2 laudo CasuHoRj-tim-Bum Ri-Hm-ftem 13 - Rtvx>rd RvvoidcmN cn\ Ncvlkiai mm HH (Sh) j Cataleiros : Esudo(Sh)! r..u.. M..... is-owmulv f», Amarelo (lohjü (18h) Os CNT Estado (8h) 13 O Vsperlarda e,, (13h30j,... RhH KT Cavaleiros do Mnndo FauUsw! Qoecne Voci(i8h) j faro Knho 1! Noveia! (t.hi 6 Os 6 0$Cj\a)aiwdo Cavaleiro* 4 VHJCOSKM 4- \iiosliow *lgn8a Mundo da Fantasia (JMO) Hi Mil iirhvl* i o mhssl /-ouuio. utiwnno.. Guadalupe. r* Novela Coléjiio Brasil. Noveia (Mi). Vela(l8h25) i (8h30) n LS 1: ProgranuEcumenico Zoduco rtarnikmiw) 6- - (3M0) Zodíaco. Desenho Zodíaco njanltl HomcShoppsnfSlwn BiflA L. N j RJ TV (. ) : (8hl5) j (lshl5> (bhlo) MculVdcUr.tiiW (lohjtl) 6 7 rane Stuvr Show (8H30) (18hl5) (18h2S) 4 - Prooãnu himênjco MCUVJCUhiii. U3M0) tt]m0) nksffib NolCias ; 4 TdceursoOOO- ljma()0ti3q) - Rede Noticias (18hl5) (6h(0) Tdccurso 2001) - jma(otóo) 9 SuperOmh Ondi Vm4è» VdncdiA (Sh55) (Sh55) j j ProlUsionalizante Protissionafciulc (Mil?) i! >h45i (6hl5) (tjmm! 11 Mavra PatavnVi\,ilhK?8l Vj\,i 2 Raie Koji:Nolw.is()h$5) Nolkus(!3h$5),, : Shurato(19h) onurato(lvn; ;... 4 Tdecureo ÍXX) 2" EEj Um Salto para o Super Huraan Samurai S" = Rede Cidade 2 X-senbandoillh) (19h) TJ Brasil M Futwo 09h)Pari1 Vira-L.au. Non-la Jelaraaja CNT Jornal (19hl j 5) nforme Rio pau (Hi?0) Futuro (19h) SSo)" j Jtn d }l 7 Meu (9h) Vira-Lata. Novela Pé de Laranja Diáno Rural lòhjo) Giupo tnugcni(llh) (9h30) Antônio *sr 2 Alves, Ta- Jornal da Record isiis;, N"clai"""1 2 nassd F.\«u(üo do Hino 7 Vmkb Falar cora X-us Vc$iibulando04h) Rede Noticias (19hl0) Rio em Manchete Lima. Novela \ista(19h55) < (9hl5) saapl 1 N.uiotul (bh?s) (11105) 9 V Culinana (4)il (19h55) (19h55) (19hl0) Palsm Viu t>m01 Role noticia* (11H25) 13 Forno, Fogão & Cia i->»?r aps***? BBH h j 2 Cuivi Prolisaoiuluiiitó 2 Casido Râ-Tun-Bum m Sa.0"*"*"? rttz- SSpHri j.,»ivimim,l s;i j ar* No,c-1 sw.«>i>.iaw D"""; lf.m5) (UM) 4 X-sjvCíii dc Soiloiro Manchete Esportiva ; O Campeão. Nove- 25* Hora. Debato ; MBi ; 4 Tekcmo 2(KX) 1" Biaçâo Criança (1 h30) (14hl0) Jornal Visual Joroal Nacional (20h) Série Bíblica (20h) 13 Nanny. Sok (4hl$) (20h 10) (20hl5) j a (20h) Programa Político (-0h) tasfflfc? wff» PPH9 Rede tecnologia i SSLM»t S rpislmili 7 %ht -mmm jau(6h45) w «, 6 Os MáÍcus, Ddvite Programa político Programa Político Programa Político Programa Político -! W»»tm*»g«Bl tawi j PPB Programa Político -PPBCOUOl j j (ft») PPB(20h30f 7JSm «f» i EUSv i. r Miibaa Vju.v.iJts HH ppnnfti (20h30)! PPB - (20h30) (20h30) (20h05) PPB (20H30) (20h30) PPB (20h30) 9 - Juca Kfoori. Enire- Razão de Viver. Mlúhrtw. Vanotute Programa Político vn i O Fim Pm do Mundo ; Juiiulda Jornal Manchete ; 0 O Campeão. Camptiu Conti- Comi- : vistas420bs0> ; Novila(20h50) j Ho.i. Hora. Continuação(20h50) Conn- (4h30) Novela 13 0 Agonie G. nfaulil (20h50) j nuação (20h50) 4 - ll,>m 2 Rede Brasa! Dia Rio (Th) tarde PPB (20h30) 6 Telemanhà (%) (3i) (20hS0) (20hS0) 7 4 Cidade Educação (7h) Os Trapalhões (12hl 2-raro-? 6-1,hr1"F",u (4W5) LlcS.«dbi:ttSSl Jornal Manchete Hfld! CwnpwnawPaulis. (2lh) fâccurso SOO í Esportiva 2 - Rede Nvms(l4h55) Rede Brasil Noi- Campeonato Pauiista. Futebol. Hoje: Marechal Justi- Antônio Alves, Tata. Futebol. Hoje:! j Campeonato Campwaato paulis- pauliv pju(7hi te(21h05) i, i i Marschal - Jusli- Aniflnio Ahes,. pau (Thl (2h) j Fulebol. s Sessto&senhoeoih Memona Band(l2h) 11 Sesslo Desenho q rvminettfl JomaidoCongresso s Voee Decide : Tocaia Grande :. pl. : lmplacavel. SS com 9 CNT Opimáo. Jornal America Polmei- : Vo\ó M.tíalda 2-Vcm EUl (2lh30)! (2lh50) : (2H45) if; América.v Palmeiras. Ao vivo Série(2lh30) ção (21h50) ras. Ao vivo ceiro mplacável. xista. Reaprescnta- América x Palmei- (Thl 2 TeK-uno CntiTOstas(l2h) 2 l\-scnhando(l5h) 2000 * vjvo Scrie(2lh30) cao(2lh50) j m. v,v.! 11 (2lh3Q) Hi Cadtrno2(2lti35) j j pau (Thl 5) Camtailda* 7 CiaeTrash Füme: Sm j i 2 r\ineiica*()2h) xmhatd>t)(le(lshls). Caderno 2 (21h35) (2lh30) (21h30 Arquivo Ciência (ThW) «ih30l SwS 4 - Botaim Ofimpicvi 2 Plantão Bom l>a da Ungua Brasil (7h30) ES j iuterrine. Filmc: / j j - e-runnctw (12h25l Portuguesa 6 Patrinc(7h30) tl5h2j) ntercine. Filme: 1" 4 GloK)Esponc(lhvn Ty Anmul(l5h25) HH Amanha j N6s sttnpn ania-! 2 Globo Esporte (2ÍÜ0) 11 Tv Animal Plantão da i Língua (lsh25) Jornal de Amanhã Sós sempre o amaremos, 2* Três dias - Os- San Remo/96 brtugucüa ftssogs íipur.i(l3i.v)) 2 Casteio Rá-TinvUum (7h55) (22h) 6~jT-liTi.v, R9H n2h) *<" j (22h45)! music, 6 Ednpodj tjiiãoda latde(12h30) )jnfc(iaooi nl antü (15hXD Business j, fcrnnilm malar/j* Om- _ num, : 11 - Chapolin. nfantil 4 Sessão d.» íank. ilme Quarto Poder QB KsW* Hi » i para matarji4 turista 22h45) car da música italiana(22h30) (2M0) Juáfb(15hW) *2 TV (22h30) acidental Escola (Sh) mvam 7 = uu2.m4 r r>i, w* 13 RJ TV <13>45) 6 Home Shopping Scssào 115h4fi) (22h50) Animada (Kh) lonw.hogioccu Srft E5 " sh) 13 Forno. Fogão e Cia 2 Rede Noticias(!5h55) Dia Dia. Variedades WHM S i (12M9 11 Passa i>u Repassa oll) mm j Boletira Olimpico j j \ m j (5h55) Boletim Olímpico CNT Jornal - 2* Jornal do SBT 9 Bom Bom!>.»Nkj<Sh> Dia Vida (Si) RWBB} Espaço Espafo internacional(23h30) inlernacio- : ; : ediao(23h30) : * Edifio(23hlO) j intoca- 11 (23h40) Jornal da Noite edição 1* Edição (23h!0) Os Novos ntocá Bom Dia & Cia JlTiS?0" PETn CTm EkAU "(23h30) Economi- j \ Jo! wis. njantü Serie(23h30) t&h)... t-aim HH i col23h45) Momento Ecooômi- Mercado Capital Jô Soares Onze e veis Série 4 *2 (23h45) TV Colosso. nfantil Plantão da Língua 2 -- Sem Censura (6h) i <23h45) j Meia(23h30) Portupiesa(Ji) (Sh25) Portuguesa Wui>peciof (23h45) (23h45) (Jh) 6 Wutspector(16h) (6h) 6 c _ Escola lo.j, Bíblica ii,j, da pi Fonnula lnd> Fé 7 - Fórmula ndy Prógraioi Pri.-igranu " ü\tt b\tt :! (Sh30) milhisdclndtuupokao (100$) HttUHH j : """ (8h30) milhas tnàanapob. (6h») Home Shopping 13-NotcA»)t mo(l.vi) - Note «Anote. vivo(l3h) 6 Gre[x<ljiu{i.Tn(l«i30) (Oh) e., : Tcle- VnM>d.(put9 Variedades(8h30) 9-toBponno 6 limpo magem (16h30) Bem Forte. Esportivo 13 Gimpeõa (Üh) 13-CaA,ui PH j dt! Edi?io * Prumm Tele Store. Televendas Jornal do SBT d» U HF A Segunda Edição Samba de Primiera i «mlas(oh) j Jomal - (Jh) i Palavra de Vida im,i, j EVW 13 Rccordnosbfumfc Semifinal VT(luQ) Jornal da Globo Record Esporte* BJW Encerramento Eoceromeuto(Oh) i : (0h5) (0hl5)! (Oh 15)! esperan*. 2-Edi?io(0h45 «"~2 (0h50) tdt M.inha(9t\) (l?h) i j flash Clube da esperança 2* Edição d%) Clip Gospel Religioso(0h45) Flash (0h45) 2 li de Manha (9h) (0h20) 0h20) j i 6 Coanha O-ComihadoUncriton, Lancrilotti 2-2 Procura ta Acha AdK.»m 11?ht)5) (0h30) Bfl?.. S«rta«io.! >.l j (Oh.4?) ] (9b) 6 im*7 X* Bem Bern com a Vida \ ivld Supenaarid Q zt*. (! t : 6 )lomcshopp«ig(9hl5i (JhOSi, JJW* Th) (9h) 6 Home Shopping (9hl5) Ü.VhOSi 9 SèncBMai(17b) MBHBH : 6 t>ud3)cgna DuvSakcna 9hS)) (9h30» 11 Quvw. QttvesMii8 nfantil 11 -Aqii Ap*i(t7h25) ki - "Tn,-ii Primeiro mundo BH i Campedes : iii, (UhlOl llhloi 4 Maftição(ThX).VUBKM(t/M)l BWKB 1 Campeões. r-., u J lllijv; mi 4-Jornal 4-JonulHo>(l3hl5i HojedftlS» 8-e-S»sioAiama4i(l7U0l BmM ter,a de Bilhe- (h30) 6 Sessão Aràmada (7h30) teria J!mc- Jovce Verdade i UJfl2-Sitiodo 7 Falando FiluidoiVhi.(tJhl5) dc Vúa (13h! 5) HlM Je Filme: ffi/jciro Homens de respeito Espaço Renascer Programa Joyce Jesus 7 Programa Slhü (3h) 2 Sítio do j (lh45) : pasco tch(lhl5) i Pica-tu-Amaitkidtti) 9 Crassa Canus>9()jhl5) $(!3hl5) Poppow (lth.vi) Pascov»itch(lhl5) Psa-Pau-Amarelo (loh) u H : (n20) : pfrfi ef"""1ju (ikto* j 7-CyihW«Ji 2-*tinea 2 Plantão iia língua 6- Síilof Mooa(t7M5) (lh20) 7 Perfil Connha Maravilhosa da (h20) OíeSa(lOh) Portuguesa H3h25l 2-tokN!(m Rede Notkias ( Th55l HH :

45 QUNTA-FERA DE MAO DE DF JORNAL l)0 BRASL /ntervalo *y.ljmrrrrir VCTOR GUDCE Fotos Folos de divulgação divulgapao Abbado Fany FailV processa Solter no p. Pogorelich e a gravadora r\rar, rianin gravadora alemã alema MMkgm folha folha de alface Ciclo V "w-ivivy CO Chopin 10 Abbado 0 O maestro italiano Cláudio Claudio nnhs intrtmin n M ll regentc Na ultima ve/ Abbado, regente titular da Na última vez Orquestra Filarmônica Filarmonica de Berlim, flp pianista lvo Pogorelich que esteve no A pianista brasileira Fany Solter, Brasil, o rpiinrirl-ifsmli Sttnerior dc Musica reilora da Escola Superior de Música. quisjantar rcstaurante processa sua gravadora, a jbkmtm jantar num restaurante popu- 1 1 Alcmanhi v li se iar. Dcpois tietam de Karlsruhej na Alemanha, vai-sc lar. Depois do concerto a tictagem Deutsche Grammophon, Com aprcsentar Cido a a "santa" levou-o ao Lamas. Pogorelich apresentar no Ciclo Chopin, cm cartaz na Uerj Clássica, Classics. dia 29 de maio, has nas novas ondas do marketing inarketing f prendcu-a ás as 8h30. Em gcrat, geral, quando um folha dc alface, prendeu-a com o pediu uma salada. Examinou uma intenção inten?ao de se lançar lan?ar pia- dc de música musica erudita, crudita, a Deutsche Dcutschc garfo c e passou um urn palito sobre sobrc a nista nisi se sc dedica dcdica a atividades adminis- langou lançou um CD com uma sele- superficie. superfície. A ponta do palito ficou Hcou trativas, corre o risco dc gaodc çào de movimentos movimcntos lentos ex- SheadwoS perder um preta. Envergonhado, o garçom traídos de algumas sinfonias de recolheu a alface e devolveu-a á pouco das habilidades instrumentais. cozinha, onde foi devidamente re- Com Fany Solter ocorre justamente justamcntc Mahler Mahler gravadas integralmente por Cláudio Claudio Abbado. O0 com a ponta acinzentada. Pogore- mtcgralmen- Slta lavada. O "fgundorllccm segundo palito ficou o contrário. contrario. Nunca cia cla esteve cm tao tão te boa forma como pianista. Quem qui- maestro não nao concordou com a üch riu e devorou a salada. Na ser comprovar é e só so comparecer ao fragmentagao fragmentação de suas interpre- próxima segunda-feira, às 21h. ele Teatro Tcatro Noel Rosa. Rua São Sao Francis- tagoese tações e foi à a Justiça: Justiga: musipru- estará no MunidpqJ. Nova chance co Xavier Entrada franca. dencias dências de primeiro mundo. Maaift VadmRudcnko Rüdcnko sc se apresenta aprescnta amanhã amanlta no Forum Fórum da ÜFRJ UFRJ para o público... c para o Lamas. Fcmv Solter: cm ótima forma Um profissional em Nova orque Quem assiste a uma missa na Catedral de Saint Patríck. Nova orque, lorquc, tem uma idéia do profissionalismo americano em matéria materia de espetáculos. Afinal, a missa não deixa de ser um. Na da Eucaristia, em 5 de maio, o organista encerrou a cerimônia com o final da Missa Glagoltiica, de Leos Janacek. Afinal, grandes organistas tocaram na Saint Patrick. como o célebre maestro inglês Lcopold Stokovsky. Mais um pianista das safras russas Sempre existe uma nova geração de pianistas russos mexendo com a cabeça da critica ocidental. Em qualquer época, aparecem os Horowitz, os Sofronitzkys, os Gilels, os Richters, os Kissins. os Bronfmans e muitos outros. O jovem Vadin Rudenko c um sério candidato a uma posição de destaque nesse time. Depois de vencer os mais importantes concursos internacionais c dc merecer aprovaçâo de críticos da Europa e do Japão, Vadin partiu para uma turné sul-americana. Amanhã, ás 191)30 ele estará no Steinway do Fórum de Ciência Cultura da 11FRJ. tocando Bach. Mozart, Brahms e Tchaikovski. Avenida Pasteur. 250,2 andar. Entrada franca. j Junho no bam j j é mês de piano j Junho c o mês das píanis- tas no bam. Todas as terças- j feiras elas estarão em cena. : mostrando suas artes digitais. : No próximo dia 4. ás 21 h. o : duo Josiane Kevorkian e Pa- : meia Bretas apresenta peças j de Gabriel Fauré. Francis Poulenc, Villa-Lobos. Ravel. Francisco Mignone. Dia 11, é j a vez de Míriam Ramos, com : Brahms.ChopineSchumann. : Largo do bam. n. Humai- : tá. Entrada franca. : Antônio Meneses com os violinos i O projeto Clássicos RioArte nas grejas já está dominando Segunda-feira, ás 18h30. na greja dc Nossa Senhora de Bonsucesso, no Largo da Misericórdia, haverá uma apresentação do violoncelista Antônio Meneses, ao lado dos violinos virtuosos de Cláudio Cruz e de Laércio Diniz, e da viola dc Esteia Ortiz. No programa. Haydn: As últimas palavras dc Cristo na Cru:. Ehtrada franca. do Crmo hem temperado. das Suites inglesas e dos Concertos, do Bach. com o pianista João C arlos Martins, estão entre os 50 mais vendidos nos Estados Unidos. em colocação aeima do tenor José Carreras.? Dias 25 de maio e de junho, às 5h3<), o pianista Marcelo Ver- /oni dam palestras no Museu da República >obre Lis/t c Sehumatfn ngressos a Endoroço ele VGiudice ><i EM PAUTA R$25. nformações: c Terça-feira que vem. o pianista russo Leontd Ku/nnn dará sua eontribuição ao ciclo Ljs/i. cm carta/ tio CCBB. ás l2hj0í XhJO ngressos a R$6 Sábado, outro russo pianista. Mikhail Rudy vai interpretar o O»icerto ifl detchaikovski, no Teatro Mutiicipai. ás t)h30. com a OrqutMia Sinfônica Brasileira regida por ribiriçá. ico da coluna treal Com fir HORÓSCOPO UUMVUUUl Ma)( CRUZADAS K)m Carlos Silva ÁRES* 21/3 a 20/4 Dia de lucro para o nativo que estiver ligado a comércio, comunjeações ou atividades que dependam de público. Momento que exige maior presença na vida íntima. Busque mostrar-se mais dado ao diálogo e entendimento TOURO 21/4 a 20/5 Vantagens em negôcios que dizem de crescimento e consolidaçáo de seu patrimônio. Regência positiva om rolaçáo ao amor, casa que vai concentrar boa parte de suas atenções no correr do dia. Alegria o compensação. GÊMEOS 21/5 a /a 20/6, Oia do forte influência de Saturno para o prestigio do nativo em negócios, que se expressa por excelento enlendimento, atò com estranhos. uuau«busque pamcipar da vida intima com maior dose de do mte- into- partiresse Satlsfaçfio. CÂNCER» 21/6 a 20/7 Disposição que recomenda uma açao cautelosa e mais tranqüi- a quanto aos seus próprios inleresses Procure se aproximar de pessoas ntimas que tôm demonstrado apreço e carinho Vantagens no amor Compensações j-j j- p-. 7i 12 : jhbhtt is~ Wars LEÃO 21/7 a 20/8 A Lua lhe dá tranqüila condução de negocios, especialmento em relação ao trato com colegas mais próximos. Sua vida intima é que lhe exige cautela, pois são muito diücois as condições de convivencia por agora VRGEM* 21/8 a 20/9 Possibilidades bem mais estáveis o equilibradas nos seus nogócios passados. Voeõ podera concluir acorboas nogocm<;6os. Um tadamente algumas novo caminho poderá ser seguido pelo nativo no amor Surpresas agradáveis LBRA 21/9 a 20/10 Suas mais antigas aspirações se realizarào. Este é o ponto que hoje pode prevalecer no bom quadro de inlluéncias Oia também lavorâvel aos amigos e ao relacionamento com pessoas dosas Risco em relação ao amor ESCORPÃO 21/10 a 20/11 Agindo de torma equilibrada nos interesses materiais, você. escorpiano, terá compensações Amigos recentes irio Qudá-lo ntuição fortomente desenvolvida No amor. tudo tende a levà-lo a situações bem mais agradáveis e recompesadoras Mr Vp 24 1HB25 26 taj ~~i!l w" SAGTÁRO» 21/11 a 20/12 CAPRCÓRNO 21/12 a 20/1 AQUÁRO 21/1 a20,1 PEXES 21/2 a 20/3 HORZONTAS - - estado, função, cargo ou Agindo do forma cuidadosa nos compro- lavor um posiciona- para o nativo quo tivor relação à sua rotina Você poderá ter a seu Lucros e vantagens Boas indicações om dignidado do juiz. o podor judiciário do um estado, 11 quo tôm manchas om torma de olhos, missos, que não dovem ultrapassar limites razoáveis, voc6 vai relação a negócios e interesses de trabalho Mercúrio pela manhã e o trânsito lunar á rã resolver antiga pendência Risco de promento benéfico em jfiibbai atividade própria Vocô, pisciano. pode- 1? a arte da diccão exprossiva para so intfirprotar um trecho talado ou cantado (pl): 13* encontrar um bom caminho de solução para Na parte da manhã podem ocorrer interferôncias que irão afetar seu estado de ânimo. Não amor. acentuam-se as influências quo mostes mais (ovons Conte com bons rosultados aveotufas. vol tarde concentram vantagens a seu favor No blomas om tamilia. especialmente com paren- caiâtor de acontecimento imprevisível com rolacao as causas que o determinam, ou injusuticà- os seus problemas. Satistação muito forte para o amor Alegria. as deixe dominá-lo tram suprosas o boa convivência ligados a romance e aventuras vet com rospoito a significação signiticapao assumida;"conlunto de pequenas pequonas causas independentes independontes ontre ontro assumida;~con- si, si. que se sc prendem ignorudas mat ntvuittafi conhecidas, a leis ignoradas ou mal conhecidas, e que determinam um acontecimenflli i 11? \ H to qualquer; Qualcluor; 4 14 individuo de pouco ou nenhum U U/ll/Xlil lvlj vaor valor ou prôstimo, P681"10. indivíduo individuo insignificante, insigmlicanle, 15 - viuva viuva ndia, se lanava - a que. na índia, so lançava voluntariamente a pira pra tunerdria funerária do seu marido, marldo, como prova, pravade f nnici.erntidic ;,,,in e tidehdade conjugal, 1 " amor o fidelidade embarcaeao AS COBRAS "\ indigena um sum conjugai, 16 embarcação GATÃO DE MEA-DADE MGUEL PAVA indígena sem quilha e sem banco, constituída constituida de / / //l)lr-* ; -<fcrnii,,nr> um só so lenho, escavado a fogo. logo, ou da de uma casca &A.TAO / / y/l Ô f\h\íadt, l»cèdei*co ES0VWAPÊ9WA A&CX2A f QU&20 inteirieadearvorecujasoxtremidadessaoamar 6S5 CAímOVAUNlfCâN», f-,ffl)0c0pwft.k»0 fôcçza O ÚCtíOOPÇO inteiriça *70 A ( Cg\/AKJH& / cipos. árvore extremidades siio amar 6 UÜQSÜfí o MEÜ ( encarrogado ytfi... radas com cipós EMUlÃNSlTO escriba encarregado de j W»Oftfí)AflíM1UOO! COrPO? V, / sessdes romartde /// /// / V\ < fwu>a>rpc7f redigir as atas das sessões do Senado romartô \? f/)\l. 05 os documentos que oram eram destinados ao álbum album f / / < i / \ \ \ 1/mMCl fsjjjl \l 1/ J tz J /vi»> (Pi ) Hga metaiica aluminio J JilHrF (pl ). 21 liga jlfybutlp q>2 f. 0~) GtJ* c) bre,"mangan6s metálica magnisjo; de alumínio (95%), co- designapao ukt, bre, manganês // a/% \ 1 W HT) T\ e magnòsio, 23 designação de aproximadamente. B a i,tojy>. yjral qualquer objeto que sugira, aproximadamente, a /\y1 J ( \ (! / ]/// J ] l forma forma de um arco ou que, mesmo sendo retangu ll! ft rssumh. WArjfl v X 5 "J3 J va lar, a i iljiiifffux yjml SSBha J maneira lar, sirva para nele se lixar alguma coisa, à maneira do uma corda de arco. semicirculo or- COM O i\q< / MUjf fj(w Jwl K \" j namental. namental. levantado em dia de fosta, (osta, sob que» FLAN&UNiUA, FAN6UMUA KiKSMH&fiUHr passam passam os OS prãstitos prestitos ou os OS cortejos; corteios; 24 divln- _ dade dade sumerlana. sumeriana. 25 haver em excesso, virar NÍQUEL NQUEL NÁUSEA NAUSEA FERNANDO. GONZALES (o cabo) depots de n vrpntno VLh,N UiVA TVTAT TOTHNHO UmJlPiHU 71RA -Z~ cct~o depois do colhido; 27 intervalo de O MENNO MALUaUNHO 11 " ZRALDO tempo correspondente a duas passagens consecutívas do um dado ponto da esfera colesto pelo ) Z..0 oa*h cutivas celeste junm.pbcobr miwhi 1 VfXl AC HA imcwwj. ru AJ wao ACHO MCPVEl WOCt / / -VVOMCA JUNM.PÍSCOBRl MNHA! wcc acha incetwi eu J4 mo! WCPÍVEl. voei ACH0 0l \ AS/ Of OH! X P t T( R VOCAO.; orst? ineridiano interior horas OTSCOBÍOro? M8ER O OOl CWCAÇ.AO! meridiano superior ou inferior do lugar, as hpias.zs» ) (S* (A, mlccs! ou period d"ar,amen.e estabelecdo uso%. * \r ou -j--! \\ \f»eatt USO! período diariamente estabelecido pelo ou J pela trabalho. espocie taleta if v/\ fft w \j 0 /QYV. pela lei para o trabalho, 29 espécie de tafeta ( So-) achamalotado, efeito óptico optico indesejável indesejavel produziyv7i ss PCL\ k!,m1, \ J> Q d0 do p a superposigao reticulas; encres- pola / t> > Off. /7F pada, superposição de reticulas. 30 encros- defensivo-o- sjlj -1 pada. arrepiada. 31 movimento defonsivo-ofensivo, parecido á a cambalhota, no qual o 1x28? capoeinsta lança lan?a o corpo do lado e gira no ar, ar S f~\(\ / LY (*V W/ fenslvo, trj capoeirista descrevendo um somicirculo com as duas pernas, apoiado com as máos no chão VERTCAS 1 ato ou dito gracioso, graça, facôcia, 2 cachimbo, usado na índia, com depósito deposito de água agua no meio nieio do tubo por onde OMAGODED PARKER PEANUTS CHABuft CHARLES M SCHULZ sc"ul? passa a fumaça, 3 denunciar, SE revelar (crime OPTPB.! *\ E HART 1 ir7wrvi\ HPPV? ci fi KSEUA MCflt)\ / SERÁ -SERA. ou delito), acusar como autor de crime ou delito QUE DA PARA 0\ o\ 75ERA QUEV ~~X 75TFF1 ",5 contrarias a ro REÊBUÍGENÕÀN fprnm1 { f WE DEOCA sat- )/motorsta PARAU NUMV O OTORSX MTAO asj R»a/ i KSERÃ QUE O MOTt)\ 4 contrárias â moral e/ou ao direito; 5 areia MOTORSTA PARAR WVOTORSA ESPECAL PR A í \ t E- COM-, _ / PERAll V - 1 (frl&ta rae DEtXA 6A- } que os ourives empregam para moldar, (antl MO \lc>g>br OGAR OMDE EU POSSA TA tve VSTAR DEtXAL_ DElAfcr\ as MNHA PERA1 { ( S J Cem)! PORTE-Sf, \ : J LTAR ÍO shopp\m&j/ untadura com azeite de peixe dada às embarcações, 6 perda do poder de falar, por losao \ COS\WAr ASAUT?0e8: e - talar. po, lesao mulher PORTÊ-5Í, v/ \ l ~fk SALTAR MQ,rVi í p M vocâ d 1 m if COMPRAR, 7Á P1S& kxa A rn-7 7ft?/ cortical, talaoa. escrita. mimica \\ Vx iw. mil P Rie>UNAl?t-J,í 4 Vv NAO pizza cortical; NÃO E ll! 1 / ch Tc >* rfa3 rr.oi y ou perda da palavra falada, escrita, mímica, ou táctil, tactil, conseqüente consequente a lesão lesao no cérebro corebro 6 Oqde qlie S "ill -"1-i 4t<- lormas, molora. v CASADO; assume muitas formas, entre elas a motora, s\ incapacidade de usar da s t Jl J 4.b palavra, e a sensitiva. dtn~>"-"- 0 r 1~ entende-la. escritorio ( J T 5 *vs% jbf j *" fficwl - * * * "L-lRi " incapacidade de entendô-la; 7 escritório de -" - "SS5* (D *=" companhia ou de banco, onde se efetuam transa- - - <;6es monetarias; JTS" çóes monetárias; casa ou lugar onde se guarda.11!l% VvfiPrv flb 5 aahb l""s*rt-7iiil*t*b-"" 3EMB3 comum ou administra o tesouro público. publico, 8 designação designapao c=lj(eyi. " P comum aos bagres marinhos; 9 destruidor, destruidor. 1 voraz; voraz; devastador; 10 anuência, anufencia. assentimento. CEBOUNHA MAURÍCO MAURiCO refrescar-se. GARFELD 7:.. j DE SOUSA 17 tomar ar. retrescar-so. 19 qualquer JM DAVS formação tormapao g6nero "AS FOPtNHO...AS FOP1NHO AH, ACOM-1 ACOM-S (. P S ( PARE-) fomo. 644/( pojita tumoral das gengivas. gênero cosmo- VEZES AcflNTFri: ne we TECE COM< i. E r PCO pojtta de insetos tenebrionldeos. que vivem na?. C\DO COM COM\ 5 \tenha mcoo 06 mim! ) j /~/ t 1 CUft RATO/ apodrecida, ACONTECE madeira apodrecida. 20 coniunto de estipulas C.CD CO DE VOCÊ Tnnrfi Mrtc, 1 *r,> V.MOC& f 7/ NAO /y totalmenle SER EN- > TODOS NC5S. -V.MOCÊ. compridas GRACAdLo mcfc j n r-lii 44 nha, e totalmente concrescentes em bai- ramo. aama dos.m. ORApADlMHO?/K5AV0J nha, U c, ] que envolve parte do ramo, acima dos.p.&. s e e é 0 peculiar á a família familia das poligonaceas; poligonaceas;estipulaestipula tubular ou fusão de um par de estipulas apostas que tormam um tubo que envolve o caule ou gomo terminal; 22 ligar afetivamente, ligar pelo matrimônio; 26 nome que os tibetanos J.. t5cj &?- C\\f ndiana dão ao Tibete; deus da fertilidade; divindade indiana invocada -fc.. pelas mulheres contra a esterilidade, 28 inflamação inflamacao das bainhas fibro-sino- tibro-sino- 1< j ki ( W cilk :l viais vlais dos tendões tendoes do punho, punho. acompanhada de uma crepitação crepitapao particular; anel muito delgado ou FRANK E ERNEST THAVES BELNDA DEAN YOUNG E STAN DRAKE de pouca grossura; grossura: lapso brevíssimo brevissimo de tempo QUBH CO\SA \ou Muoaa a»mi aoslbhrto, njose-1 xepb. w*o s4be que na hs.huai.? i)lon?a MARN0 medeiros EU VCXl MU0A5 A ripma 1n RSQU CiSA ACX.a = RTO, MiO SE-2. WEPB. 3A ja «OLE WQ1.Si giga-u vou estar tbabalmam-. <7 EN&RACADA* t-> 0 iwro Final.! is-stste! CWA - LHE MO SABE QUE Problema PÚQU DE CASA E r VOU QUE msvste»sa OÜE que ) todo ESTAR TRABALHAMrc>MTO PlNAi.. /s~r- "S oia ioja pancma. de MARNO L. DE MEDEROS QUER VER MA COSA CEC panema. EN&RACADA? ElA PECTUAMECA CD TODO Dia «A L03A ry WS ««.* M rsdx, COM =71 A Be- 2p»vr<»» t SOLUÇÕES DO NÚMERO ANTEROR PERGUNTE T HÂ. - WM.M ujl AO ATLAS SE ELE TEM FÓSFOROS HORZONTAS criticismo; reboco, obesidades mira. íbis. atimico. mo: tecedeira, ano. aula, sa. tlim, tu; magoo; ocas. ola, sistro VERTCAS crcmatismo; rebite. ibérica; tosamento; ici; códice; sídi; ops: esmaltar; ídolos; ru. auso. aai; ga. ct. Correspondência para Rua das Palmeira», 57 ap. 4 - Botafogo - CEP

46 j QUNTA-FERA. 23 DE Dl< MAO JO DE W6 JORNALX X) BRAS. 1 Jj$SSMESS3k /ntervalo VCTOR GUDCE Fotos Folos de divulgação divulgacao Abbado Fany <S Pogorelichea Solter no AMwdemtwew processa p e a gravadora ranin gravadora alema alemã &y" folha folha de alface Ciclo Chopin O maestro italiano Cláudio Na última vez que esteve no Abbado, regente titular da Orquestra Filarmônica de Berlim, A pianista brasileira Fany Solter, rciioruhohsuperior diimusica queslra Filarmonica Berlin), 5 fc7 msbsbm Brasil, o pianista lvo Pogorelich reitora da Escola de Música jantanium K. T i i Kn3\S processa * JgHMH quis jantar num restaurante popular. ar. Depois Dcpois do concerto conccno a tietagem tieuigem processa sua gravadora, a de Karlsruhe. na Alemanha, vai-se Deutsche Grammophon. Com Oclo a levou-o ao Lamas. Pogorelich apresentar no Ciclo Chopin, cm cartaz na Uerj Ucrj Clássica, Classica, dia 29 de maio, nas novas ondas do marketing folha folha de alface, prendeu-a com o as 18h30. geral. de música musica erudita, a Deutsche garfo garfo c passou um dcdica langou superficie. palito sobre a pediu diiumablafe»sou salada. Examinou uma a "santa" intenção inten?aode se lançar lan?ar,.jk3whh jfh30 Em geral, quando um pianista se dedica a atividades administrativas, corre o risco de quo edcvolveut>d preta. Envergonhado, o lançou um CD com uma seleção de movimentos lentos ex- garçom superfície. A ponta do palito ficou perder um recolheu a alface c devolveu-a à pouco das habilidades instrumentais. traídos de algumas sinfonias de ; ft" cozinha, onde foi devidamente relavada. O segundo palito ficou Com Fany Solter ocorre justamente Mahler gravadas integralmente por Cláudio Claudio Abbado. O0 com a ponta acinzentada. Pogore- o contrário. contrario. Nunca ela esteve em tão tao te boa forma como pianista. Quem qui- maestro não nao concordou com a lich riu e devorou a salada. Na ser comprovar é e só so comparecer ao fragmentaao fragmentação de suas interpre- próxima segunda-feira, às 21h, ele Teatro Noel Rosa. Rua São Sao Francis- tagoes tações e foi à a Justiça: Justi?a: musipru- HEpSBW estará no Municipaj. Nova chance co eo Xavier, 524. ntra# Entrada franca. dencias dências de Varfin VaJinRudenko Riuitnka seapresenta amanhã amanha no Forum Fórum da UFRJ para o público... e primeiro mundo. para o Lamas. 1 i,rf mm Fany Sol ter: cm ótima forma Um profissional em Nova orque Quem assiste a uma missa na Catedral de Saint Patrick. Nova orque, tem uma idéia do profissionalismo americano em matéria de espetáculos. Afinal, a missa não deixa de ser um. Na da Eucaristia, em 5 de maio, o organista encerrou a cerimônia com o final da Missa Glagolítica, de Leos Janacek. Afinal, grandes organistas tocaram na Saint Patrick. como o célebre maestro inglês Leopold Stokovsky. Mais um pianista das safras russas Sempre existe uma nova geração de pianistas russos mexendo com a cabeça da critica ocidental. Em qualquer época, aparecem os Horowitz, os Sofronitzkys. os Gilels, os Richters, os Kissins, os Bronfmans e muitos outros. O jovem Vadin Rudenko é um sério candidato a uma posição de destaque nesse time. Depois de vencer os mais importantes concursos internacionais c de merecer aprovação de críticos da Europa e do Japão, Vadin partiu para uma tumé sul-americana. Amanhã, ás 19h30 ele estará no Steinway do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, tocando Bach, Mozart, Brahms e Tchaikovski. Avenida Pasteur o andar. Entrada franca. Junho no bam j i é mês de piano j Junho é o mês das pianis- \ tas no bam. Todas as terças- j feiras elas estarão cm cena, : mostrando suas artes digitais. : No próximo dia 4. às 2lh. o : duo Josianc Kevorkian e Pa- : tricia Bretas apresenta peças de Gabriel Faurè, Francis j Poulenc. Villa-Lobos, Ravel, Francisco Mignone. Dia 11, c j a vez de Miriam Ramos, com : Brahms, Chopm e Schumann. : Largo do bam. n 1. Humai- : tá. l-ntrada franca : Antônio Meneses com os violinos 5 O projeto Clássicos RioArtc nas grejas já está dominando Segunda-feira. às 8h30. na igreja de Nossa Senhora de Bonsucesso, no Largo da Misericórdia, haverá uma apresentação do violoncelista Antônio Meneses, ao lado dos violinos virtuosos de Cláudio Cruz c de Laércio Diniz, e da viola de Esteia Ortiz. No programa. Haydn: /l.v últimas palavras de Cristo na Cru:. Ehtrada franca.? Os CD> do Cniw htm VBSBÊrado. das isuites inglesas e dos Concertos, do Bach. com o pianista João Carlos Martins, estão entre os 50 mais vendidos nos Estados Unidos. etn colocação acima do tenor José Catrcras.? Dias 25 de maio e " de junho, ás 5h30, o pianista Marcelo Ver- *oni dará palestras no Museu da República sobre Lis/l e Schumann ngressos a Endureço olc VGiudlco "f RS25. nformações: p e " Terça-feira que vem. O pianista rus-,o Leonid Ku/niin dará sua eonirihuieào ao ciclo Lwt. cm cartaz no CCBB, ás 2lt30 e Sh30 ngressos a R$6. Sábado, Outro rusxi pianista. Miklutii Rudy vai interpretar o Cmíj certfelt1 de Tchíiikuvski. no Teatro Muuictpai, as 16H30, cora. a Orquestra Sinfônica Brasileira regida por ÍTibiriçá. íco da coluna rcal.com.hr UVUUUUUl HORÓSCOPO Max KHrn CRUZADAS Carlos Silva ÁRES* ARES* 21/3 a 20/4 TOURO* 21/4 a 20/5 GÊMEOS GfiMEOS# 21/5 a 20/6 CÂNCER CANCER* 21/6 a 20/ u is 5 7 la s J10 Dia de lucro para o ggsbbg Vantagens em negó- negd-jjfòt Dia Dia de forte lorte intluôncia intludncia fy*) f/j Disposição Disposipao que reco- clos quo dizom do 1 < /*==:5/ dc /7W /7* nativo que estiver ligado a comércio, co- crescimento e conso- L prestigio do nativo em v\zs, cios que dizem de 9-&J de Saturno para o ]{manda //V /// menda uma aflo açáo cau- t-* comercio. f Ks LJ prestlgio l/ >1 telosa tolosa e mais tranqúi- tranqui- rss~r-,cr - ur:a municações municapdes ou atividades que dependam de lidaçfio ida?6o de seu patrimftnio. Regfincia neg6clos. encelente a la quanto aos sous próprios propnos interesses patrimônio. Regência positiva negócios, que se expressa por excelente entendimento. atò com estranhos. Busque parti- que na vida intima. Busque mostrar-se mais dado boa txia atenfies cipar da vida intima ntima com maior dose de do inte- tôm 16m demonstrado apreço aprogo e carinho carmho Vanta- H4 intorosses 12 publico. presenpa relacfio at6 Procure se aproxlmar aproximar de pessoas possoas intimas público. Momento que exige maior presença em relação ao amor, casa que vai concentrar parte de suas atenções no correr do dia. ao diálogo diaiogo e entendimento Alegria e compensação compensap3o resse. Satisfação SatislaeSo gens no amor. Compensações ComponsapOes LEAO y VRRRM P1/flaP0/9, LBRA. Jt L<J ESCORPlAO 19 LEÃO * 21/7 a 20/8 /sy VRGEM* P1/R n Pd/g LBRA* 21/9 a 20/10,. ESCORPÃO* 21/10 a 20/11 _ H" A Lua lhe the dá dii tranquila tranqüila V Suas mais antigas as- 2i~2 Hi" condupao nego- / 5. \ estdveis j JPf pira«?6es J ( J Agindo de forma equilibrada hbrada nos interesses rjl-. y J i -V "CZ Possibilidades bem A1/ Syj\jrTv condução de negó- \ piraçôes se realiza- cios. y//iiivw Ç- mais estáveis e equi- j f-z at i-sl rao 6 X --1 < J j \ / 1 cios, especialmente -y//mvv libradas nos seus ne- AT,» rão Este è o ponto n, materiais, materials, você, vocfi, escor- fcesc mm.. m ph25 26 em relação relapso ao trato com colegas coleqas mais próximos. Sua vida ntima intima é 6 que he lhe exige cautela, ladamente fadamente algumas boas negociações. negociagfies. Um influsncias influências Dia também tambdm favorável lavoravel aos amigos ir3o irão ajudâ-lo ajuda-lo ntuição ntuicao fortemente lortomente desenvolvida Z1 proxi- gócios qocios passados. Você Voc6 poderá poderd concluir acer- que hoje pode prevalecor no bom quadro de piano, tora lora componsações. componsapdos. Amigos recentes 1 H pois são sao muito muiio difíceis ciilicois as condições condicoes de convi- novo caminho poderá podera ser seguido pelo nativo e o ao relacionamento com pessoas idosas No amor. amor, tudo lende a levá-lo leva-lo a situações situa?6es bom JH vencia por agora no amor Surpresas agradáveis agradaveis Risco em relação relapdo ao amor mais agradáveis agradavois e rocomposadoras r*komposadoras ao b37 SAGTÁRO SAGTARO 21/11 a 20/12 CAPRCORNO géj CAPRCÓRNO * 21/12 a 20/1 AftUARO AQUÁRO * 21/1 a 20/2 20/: PEXES* 21/2a20/3 20/3 Aoindo lorma Vocfi Você poderi poderá ter a seu sou \ *\ oaroout.w Lucros auxor 1/Su] feahsuaotint Sfada dafjulz; opoder fud ciario d e mw" dadpsa tavor um: posiclona- y\) para onat.v e vantagens que fvl Boas indicações em HORZONTAS 1 estado, função, cargo ou Agindo de forma cuidadosa nos compro- i -*- favor posiciona- para o nativo quo tivor j ( LoT J_ do Wm torma dc n.io W. benelico -SS U relação à rotina dignidade do uiz, o tudiciãrio de um estado. 11 que têm manchas em forma do olhos mento benéfico om TL _ SÜa auvidade atividade própria prbpria &_ H t Você, r12 pisciano, poderá ra resolver resolve antiga Qi pendência Risco pretar do pro- 12 a arte da dicção para se intêr- missos, que não de- L_; \\. prte dicijaoexpressiva sointdr- ullrapassar razoiveis, wc( relação roia?ao a negócios negbcios e interesses de trabalho traballio Mercurio Mercúrio pela manhã manha e o trânsito trinsito lunar âa vem ultrapassar limites razoáveis, você vai trocho iaiudo 13* encontrai caminbo solupao Na pane manhfl interferon- tardo lavor em lamllia copecialmon e ;om parte da manhã podem ocorrer interferências irao aletar Snimo. Nflo inliu6ncias (ovens. Conic js < tarde concentram vantagens a seu favor No biemas om familia, especialmonte com paron-carrier tes mais jovens. Conto com bons resultados caràtor de acontocimento imprevisível com relapretar um trecho falado ou cantado (pi.); 13 encontrar um bom caminho de solução para aconlocimento improvisivei rola- sens probiemas. SatisfacSo lorte que irão afetar seu estado de ânimo Nâo amor, acentuam-se as influências que mostram supresas e boa convivência convivfincia. ligados iigados a romance o e aventuras. avenluras v()l os seus problemas. Satisfação muito forte para o amor. Alegria. vel com respeito rospoito â a siqniflcação siqnillcaqao assumida."con- assumida.""con- Cflo as detorminam. injusiitica- arnor. Alegrla. as deixe dominá-lo domina-lo ram ção ás causas quo o determinam, ou injustrticalunto de pequenas poquenas causas independentes independontes entre enlre si, quo que se prendem lois mat t\ T\ t *T TT A conhocidas, e a leis ignoradas ou mal conhocidas, detorminam flt A ikvhiw 10 cualcluor o 4 que indivlduo determinam um acontecimento qualquer UUilUAinnUlJ valor 011 Prsl,mo;, 14 indivíduo de pouco ou nenhum valor ou prèstimo, indivíduo indivlduo insignificanlo. insigmficanlo viuva india, lanpava voiuntariamente, a viúva que. na Índia, se lançava voluntariamente a pira pfa funerária Un0fjj.(a do jo seu marido, marldo. como prova dl de GATAO ME1A-DADE t 1 v.aas..:.k amor o lidelidade conjugai, 16 embarcação O DE MEA-DADE MGUEL RAVA AS COBRAS ERiSSMO indígena sem quilha o sem banco, constituída de m~- 7 / / //lllr. f,,.(-viruii iho um um sò s6 lenho, lonho, escavado a logo, ou do uma casca < ATAO A\TAO / /V/*U Ô AKi JACt, 1.1XÈ.OE W3Ü ÉTSivvrtApeaoA O <X%i(2Jf2$C> f GMlUAí2 1 TL- / QU&20 mleirnjadearvorncuiasexlrermdadtissdoamar inteiriça árvore cujas extremidades são amar fâ5e CA000WLNl-ffiÜNül t-.-ltoocopkia.tjâo Eí A6>Ct<A O õcxksòçço EMfRwfiito w.. radas com cipós; 18 - EM-fílÀNSlTO e ÍAÜQÜUC. 0 MED A escriba encarregado de V0990KftMUttTU!)0! wtsxv*. A v/ //r VV \T ff)] f&lp CVXX20 redigir as atas das sessões do Senado romartó e os os documentos Oram Alburn / J jr SlBflr V V g J -ciy 5 (pi ); metailca quo oram destinados aiumimo ao álbum (pl); 21 liga metálica de alumínio {95\0, (95M, cobro, manganês o magnèsio. 23 designação de HKT- 1_ A/j \\ f / / / %) Wf sugira. aproximadamente. // \/ft _J qualquer objeto que sugira, aproximadamente, a ft L / J//S J ) X ll forma offlt / 72flBr». / //?/] J 4 forma V. <f/ / a. lar, de um arco ou que, mesmo sendo relangular, sirva para nele neie se fixar tixar alguma coisa, coisa. a ji jfijjxi; ( ii maneira maneira de uma corda de arco. somiclrculo somicirculo or- COM COW O Eh\ jw * *.,, namentai. namental. levantado ievanlado em om dia de lesta, losta, sob que FAN6UNJUA. FtANE/UMHA. passam passam os préstitos prestilos ou os cortejos. cortejos; 24 dívin- divin- (?TrLv V f* ~ NQ.UEL dade dade sumeriana; sumeriana. 25 haver em excesso; virar NÍQUEL NÁUSEA NAUSEA FERNANDO f GONZAES GONZALES (o cabo) coihtdo; intorvalo ZRALDO tempo correspondenle depois de colhido; 27 intervalo de O MENNO MALUQ.UNHO tempo correspondente a duas passagens consecutivas de um dado mmh"a. /. \ s n - wb f ci- culivas ponto da esfera celeste pelo -VSSS A7 JUNM.DfSCOBR MfWH/1 - VPCCAWKaeU njo ACWBVELVWfiy / ACHO 00 \ (,2f Of OH! SÍO iire VOCÍ AC A NCCVfJ ru J4- N4o!/\ato incrível voei fflf }; H VcSS mund,ano mtonor luqar, horys intrivll DfçcoBCPT»?, - mbi r o qui rvoc/tcaor!) Wm V*. meridiano superior ou interior do lugar; as horas _ M, Vlcs! ou periodo -, _s v" \NcvTt --, U50! / mscosi ou período diariamente estabelecido pelo uso ou Tftir J pela rabalho, esp6cie tafela k? \f A #W/v. ATX f\ -yj pela lei para o trabalho. 29 espõcie do tafeta 0 ( Sof achamalolado, achamalotado, efoilo optico indeseavel V (yf]x.\* l \ * _ O /rvga- Xp do efoito óptico indesejável produzido pela superposição de retículas; 30 encres- superposipao roliculas, x i)( > -y \ pada; pada; arrepiada; movimento / C\(\ / A,r» rpy nr ft h/ crrv fensivo, 31 defensivo-oiensivo. parecido á A cambalhota, no qual o capooirista lança ianga o corpo de do lado e gira no ar. ar, descrevendo um semicirculo com as duas pernas. apoiado com as mãos no chão capooirista VERTCAS 1 ato ou dito gracioso, graça, facécia; 2 cachimbo, usado na índia, com depósito depbsito lubo ondo PARkPR F SCHULZ fumapa, de agua no meio do tubo por onde - \j iylaw uci passa a fumaça, 3 denunciar, revelar O MAGO DE D (crime PARKER "\ AHKcK E fc HART PEANUTS CHARLES M SCHUL.m nj-r «,e, ou ou delito), delilo). acusar como autor de crime ou delito. at \r cwn B}MP TOiinn 7r~7l ft ti oue NVOTClX / -SERA 0\ 7SERA /?kka ita QUEV contrárias contrarias á a moral e/ou ao direito. direito; 5 PE0&S1 UGENCAN OUE O MOTO /SERA QUE DA PARA o\ WK!4lpra /«a/\ O areia 1 rrlt/ae deixa sal- ) /motorvsta parar numa/s HAOTORSA ESPECAL PRA E- MOTORSTA PARAR que que os ourives empregam para moldar, COM-, Rl&TA ME DEXA SAL- NUM (anl) (ant) / Visitar VllTAO minha AAlvmfl) / \ «1 / PERAi PERAl í.... K TAR MO c>rtopp\m&p/ \LOGAR EO P06SA )("*"A TA ME DEXA Dt\)(AL untadura As ( (oem) PORTE"55, <T\ ; lr COfAWAR ASAUTAR NO,/ 6 - com azeite de peixe dada às embarcaçóes; 6 perda do poder de do falar, pot po. lesão lesao JAR NO OMDE Eü POSSA SALTAR NCifíl Srrn MUUHER PORTÊ-5Í, S< \ i T/(? \ voce COfAPRAR. 4 lá P você / ;. 8 imft PM? OrRie>u nail J,\i conical; cortical; escrlta. mimica,\\ wk y\ E ] 1 / ch J cj ou perda da palavra falada, escrita, mímica 2 fflwtvüwa PZZA? rsc P" p! t&ctil. consequente lesao cdrebro qffe rm 1t]0 ÍKn,, NAO è,, d5 r~~~ ou táctil, conseqüente a lesão no cérebro 6 qtle \\ fttj \ CA5AP0>W \ * assume assume muitas muilas motors,»f) f JJ. ffl formas, entre elas a motora, v CA5AD01 8É1 incapacidade de usar da patavra, palavra, e a sonsitiva, sensitiva. 5 - F. *" nr? * incapacidade de entendè-la, 7 escritório de.mjml- (D \ i\ \. VP q6es companhia ou de banco, onde se efetuam transações monetárias; casa ou lugar onde se guarda monetarias; ~ZZ B3 i." TSeM«m i.i 11 --Tm J.1 ;çm1 comum»a«m ou administra o tesouro publico, 8 designação comum aos bagres marinhos; 9 destruidor, deslruidor. l t vorazi voraz; devastador, 10 anuência, anufincia. assentimento, assentimenlo, CEBOLNHA MAURlCO JM r formapao MAURÍCO DE SOUSA 17 tomar ar, refrescar-se; 19 qualquer GARFELD JM DAVS formação g6nero 17ofiNHO..;aS VEZE5 AH, AC M- \ /.? S / PARt-) 5] que a Ma*cT\ { o\ J OA/1 poiita tumoral tenebnonideos. das gengivas; gênero cosmopoiita de insetos tenebrionideos. que vivem na FOFNHO...AS VEZES AHi ACOS- ACOMTFTP np \rnrfi TECECO«<{6 PCO PARí- OMO OOE A AAÕNCO ) - \ COMS m umj /~ J iivn >,,-S umrato!\ madeira apodrecida; apodrecida: 20 ACONTECE conjunto coniunto de estipulas mjo cpn DE VOCÊ COM CtDO COM TENHA MEDO 06 MA*! CM TonrfiMfft 1 i _\/OC& { 7/~ S >C\ O L-yw-v- NÃO SER EM- TODOS NOS. compridas e totalmente concrescentes concrescenles em bai- S ox_!cr>iw»x J, VnT\ \\ S\3. " nha. ORApADlNHOKCSVo0 nha, ramo, dos,n>3?. /~T7 i--- "<t/va-! 5" /\ r e e que envolve parte do ramo. acima fiq?. e é peculiar à a familia das poligonáceas. poligonaceas. estipula eslipula f// tubularou ou fusão fusao de um par de estipulas apostas que formam um tubo que envolve o caule ou gomo terminal; 22 ligar afetivamente, ligar pelo matrimônio; 26 nome que os tibetanos V% a 30 ibe,e; cleus ertilidade. Yrpk *\7Pr~Qf(.fi "Vi dão ao Tibete; deus da fertilidade; divindade it"? f. -4 QQ i! "TT&r*- lv_/s mdiana indiana invocada * pelas mulheres contra a estenlidade; 28 inllamação das bainhas fibro-sino- * 1 V! ((sh! cjlm lidade; inllamacao libro-sino- J viais viais dos tendões tendoes do punho acompanhada de uma crepitação crepitapdo particular, anel anei muito delgado ou FRANK E ERNEST THAVES BELNDA DEAN YOUNG E STAN DRAKE de pouca grossura. lapso brevíssimo brevissimo de tempo Ql) B yv\a EU vou Muoas «=i«ma apu.bshto, msose-2 "ebb. wjo si at que wa mmv.m ma mum?h??lon?a Probloma de MARNO L. DE MEDEROS QUER VER ÜÍV\A COSA A " <*9 OftQU oe CAS1 7A MO.E WGA..W vou ESTA3 1RA3AHAX-, pancma. EN&RACADAV jlttfs. * EU VOU MUDAS 4 CRM4 AP4.9EÍTO, MiO SE-1 HS. HAAMM Mi JA MOE /-> f R»K0 final/ / -» <! Q-JE ".-SSTE CGA - WSO SA9 QUE DAQU OE CASA E / LHE CEC panema. ENGRAÇADA?-, QUE fmsste PÔ5AQUE VOU JAQUE! CD ESTAS TRA9ALMAN- DA «U03i! cm PONTO RMAv/ ro\ PEiWAviecA., J SOLUpOES r>r, NUMERO unurnn <x3= L ftwi «.a PEWECA CO TOCO OlA UD3Á www "i una»nht«ie. k K AD AT AC, W\ imram >»-] 1/ k_? Ste,.4" iiqiri# SOLUÇÕES DO NÚMERO ANTEROR PERGUNTE HA HMM COM A BE- =n * j MÍ»ra HÂ. CSt: i HORZONTAS AO ATLAS cnticismo. criticismo. reboco, reboco. obesida- CCCC-TCM svlv Ft, m // ifflhssf «afentsr des. des. mira, m.ra, icis; ibis; íitímico, atimico, mo- tecedeira tacedo.ra.ino ano;.9ula. aula SE ELE TEM lem n/xrars$ BES-1 1 ( (y[ i - fabli sa.h.m,tu sa; tlim, magoe magoo. ocas. Ola; sistro. PdSFOROS -/C L~f- asjlby"! sbti "U_J \ Sr H ) U ; ttsj f=h4=i VERTCAS ocas; ola. F05F0R05 VERTCAS m. vviís cromatismo. rebíte: rebite ibérica; benca; mento: ici; códice; codice; sidi. ops; ops. esmaltar: esmaltar, ídolos, idolos. ru. auso; aai, ga; tosamento; ct. Corretponddncia Corretpondéncia para Rua das Palmeiras, ST 57 ap. 4 - Botafogo - CEP

47 *tg JORNAL DO BRASL BRASH. QUNTA-FERA. 23 DE MAO DE 19% mo cidawe? Miplm r? PMBral H A DESTRUÇÃO " D : -C ou A P8V8 oa HERANÇA HERANA MALDTA ;g Paiva ( Wm, COM: DRE?AO: PRODU?AO: COM: DREÇÃO: PRODUÇÃO: 3, fm CESAR CESAR CESAR CÉSAR MAA CÉSAR MAA CÉSAR MAA NÃO PERCAM! REALSMO CATASTRÓFCO humanóides, factóides, debiloides CENAS DE HORROR, DESESPERO, ANGÚSTA E ÓDO. ENGARRAFAMENTOS MONSTRUOSOS, RUÍNAS, NO MELHOR DOS TRASHMOV1ES DOS ÚLTMOS TEMPOS A história de um povo sofrido nas mãos de um desequilibrado, cego e friorento nos destroços de uma cidade invadida por bárbaros, bandidos e soldados corruptos. VOCÊ VA RR, CHORAR, SOFRER E SE DENTFCAR COM OS HERÓS DESTA HSTÓRA. UMA PRODUÇÃO MLONÁRA FRACASSO DE PÚBLCO MAS SUCESSO DE BLHETERA ATENÇÃO: ESTE FLME CONTÉM CENAS FORTES, E NÃO TEM FNAL FELZ. LEBLON( ATUMB1 PANK\1A COPACABANA t M UO UANC.Hl PAVl V\TUT( ACRA.AÍ Ator comanda o lançamento de Tom Craise cuida de sua nova missão Missão impossível nos EUA, primeiro filme que produz e protagoniza CLÁUDO CASTLHO nhado da mulher, a atriz Nicole nhando Cristina Diniz, vencedora uma vez, vamos contar com a Corrtispondonto Kidman, 15 minutos antes do inicio da exibição do filme, que es- distribuidora do filme ao lado do em Desesperado." de um concurso patrocinado pela atriz Salma Hayek, que ja atuou do exibigao distribuulora uo mme rauo uo v». - LOS ANGELES Uma ver- Qn[cm multidao de sao são semelhante á a entrega do Oscar, porém porem de proporções proposes meno- Vestindo calça jeans marrom, blu- Após a sessão, os cerca de mil < treou ontem nos Estados Unidos. carioca Fernando Nino Biscaia. Em meio a uma multidão da vestindo calga Apos sessao, cerea curiosos, inha t]a oculos res. A festa da pftmure première dj»m de Missão sa de linha da mesma cor c óculos convidados seguiram para o local curiosos. Tom Cruise e Nicole Kidman procuravam entreter os ator/prbduffir"saudou urn espago enquanta impossivel, impossível, um urn dos mais mats badalados filmes da temporada de verão vtrao público, que já assistira à baaail - escuros, o ator/produtor o da festa, um espaço aberto pertencente conhecidos, enquanto a maioria. fibfico que $ assisga a a, Presentli melhor, Jg Stonc> passa- f6rnia. á Universidade da Cali- principal J da toe deste alio ano tlraa da 2de «que estréia dia 12 gem de Sharon Stone, Kathy Ba-. fórnia. "Estou dos presentes saboreava o aqui principalmente por causa de Brian de Palma. da BriH)k shiefe Jc Mma da «mm comida italiana, mexicana e,,ulhoaobnaf-ou[ros im Jc J, # nilmcro m d0 cincas,a-. mmf "<* julho no Brasil lotou, na noite tes, Bill Paxton, Brook Shields, americana (ou melhor, hambúrguer). de segunda-feira, o teatro Mann entre outros. Ninguém sabia de Sou lã número um do cineasta", Village, comandada pelo astro De Palma. comentou com o JB o diretor de principal, Tom Cruise (leia entrevista exclusiva abaixo). A ausência ar.-condicionado está um absur- que se prepara para as gravações, sal Cruise se retirou, Mas a em- "Estou morrendo de frio. Esse Desesperado, Robert Rodriguez, Por volta da meia-noite, o ca- 4i Si dusiva ausencia aficionado esta polgao contlou. mais notada foi a do diretor Brian do", reclamou, já dentro do teatro, a brasileira Miriam Vasconguez descartou a a participação festa reunindo tantas celebridades em julho, do filme Zorro. Rodripolgação continuou. Afinal, uma de Palma, com quem Tom se desentendeu durante as filmagens celos, dona de uma loja de decoração de São Paulo, que chegara veira no filme. muito do freqüência fora da temporada de diado Brasil. verao Any, s. da atriz brasileira Cristiana Oli- de Hollywood não acontece com "Gosto (leia a baixo). Tom Cruise chegou acompa- no mesmo do Brasil, acompa- trabalho de Cristiana mas, mais verão em Los Angeles. Los Angeles AFP Como estrela Agora o senhor se sente na estréia AS DESAVENÇAS BSEXSQESEC3 é respirar do primeiro filme ein que exerce as funções de produtor e ator O fim da Guerra Fria eliminou, ou protagonista? quase, a possibilidade. jf M de rentaveis c ve- l* **V de filmes rentáveis sobre os se- fundo e torcer O lançamento dos filmes de 111?.-Jk rào sempre me fascinou. Os estúdios procuram fazer de tudo entre Estados Unidos e Rússia. gredos militares e espionagem Russia. Thomas Cruise Mapother V Ji; / 1 / 0 0 completa 34 anos em julho. Após a para porem, e separação dos colocar no mercado o que há de O sucesso de O fugitivo (1993), pais Mary Lee sua socia, Mapother e Thomas Cruise 111, melhor para ser visto durante o porém, incentivou Tom Cruise o sua sócia, Paula Wagner, a adquirirem os direitos autorais do ano. Estou muito feliz, especial- d*o quando ele tinha 11 anos, o ator mente seriadodetvmisssoimpossivel. tornou-se o único homem da familia, vivendo ao lado da mãe e das pelo fato de Missão impossivel ser o / HH exibido seriado de TV Missão impossível. primeiro de uma série de filmes / jahbh Missao imposshel, duas irmãs. De lá para cá, Tom que minha empresa irá exibido nos anos 60 e 70. produár.. me Cruise conseguiu cumprir inúmeras me da produtora de Tom e Paula, Missão impossível, primeiro fil- Diante do sucesso de Twistèr, ml. estreou missões, entre as quais transformar estreou ontem nos Estados Unidos % Wm apos orgamento 18 filmes em USS 2 bilhões de bilheteria em pouco mais de uma dé- como Ficam suas expectativas em Coram após aumentos no orçamento milhoes torno de Missão impossivep. foram gastos USS 64 milhões e cada. Só as últimas três Estou produções confiante nos resultados. desavengas desavenças entre o protagonista e k, «. fjim em que atuou, A firma, Questão de Dediquei-me ao máximo para fazer produtor Tom Cruise e o diretor Hf Paima. honra e Entrevista com o vampiro, o melhor que pude. O segredo agora é respirar fundo e torcer pelo As divergências começaram * Mm fflw Brian Brian de Palma. lsbsasm- As divergencias comegaram arrecadaram quase USS 1 bilhão. Ele conquistou fãs em todo o mundo, teve duas mulheres, comprou tar um pouco nervoso por ser este o roteiro original, de Glória e sucesso. Confesso, no entanto es- jpb depois inicio gravagoes. " depois do início das gravações. O0 " -5 ~ J* \>*"* roteiro Gloria Katze HJbS X* map 8# nao convene vários carros Porsche com apenas primeiro filme produzido por mim. Willard Huyck, não convenc&t mbm Wi cliaparte de sua fortuna e adotou duas O senhor planeja uma viagem ao De Palma. Steve Zaillian foi cliâmado para substituir a duplí,. " " V*r*mado dupli crianças com a atriz Nicole Kidman, sua atual mulher. impossível? Brasil para o lançamento de Missão mmi VjH trabalhando só so seis semanas. Em 9maLx f& texto seguida, David Koepp assumiuoo Durante a festa que seguiu a Gostaria muito de poder ir ao 30 P texto por indicação indicagao do diretor. première mundial de Missão impôssivel. em Los Angeles, na segundado com o meu próximo proximo filme, Eyes P» h - a a entrada de seu amigo Robert feira. Tom Cruise comeva parecia um ho- wide open. que começa a ser grava- % /$ Towne. Brasil. No momento estou envolvi-. v? Tom Cruise, não nao satisfeito, satisfeito. exigiu! W Cruise mem realizado, apesar do cerco dos do no segundo semestre. O filme Cruise nega ter deixado de falar com o diretor no fim das fil- musculosos seguranças que o "Mantenha-se afastado", resmungavam os co-estrelado por minha mulher Ni- protegiam do assédio dos fãs. um dos meus diretores prediletos, e será dirigido por Stanley Kubrick. "" - wmiamim magens.?!%&«: nao, Missiio magens. Verdade ou não, Missão 3>" HP impossível impossivel ficou pronto, mas a rotineira entrevista à a imprensa foi fw iok truculentos. Em entrevista exclusiva ao JB, o ator se confessou nersi! permanece uma incógnita. De tineira cole. nfelizmente, a viagem ao Bravoso diante das expectativas provocadas pelo lançamento do filme e de abraço para aqueles que acom- misterio. qualquer maneira, mando um cancelada inesperadamente;" O gran- paradeiro paradeiro de De Palma? Perma- 7o! nece disse que gostaria de vir ao Brasil. panham minha carreira. Tom Cruise e a atri: Nicole Kidman chegam para a première: nervosismo na estréia como produtor nece um mistério.

48 J JORNAL DO BRASL Rio de Janeiro Quinta-feira. Ouinta-lelra. 23 de maio de 1996 Não Nao podo ser vendido separadamente separadamenle Crisauto Revisões Revlsoes de Km e 20,000 Km f\ rii th "t T A XTrni? O CERVANTES RESTAURANTE gratis Lc o vv CSMHS. para a mesma rnesma hora. H 0 O melãat metaax MxduicAe MMcUUÁt da íçia, / ta S JLA1 1 a Michal :.1, i,. i Filho i,ii,.. M.ir.-o Marco Terranova 7."mi..i Verdnlca Verônica Peixolo Penoio axis. O 0 Barrasliopping, Barrashopping. com o monorail. monorda. ganhou por pouco dó do Fashion Mal Mall Com ( suas siuii massas caseiras, o restaurante Ettorefoi Etton-foi eleito o nwllior melhor A Babuska, que oferece 24 sabores, sabwes. conquistou o rofêti tro/cu sorwieria sorveteria Os campeões campeoes de voto b Atbres, modelos, musicos e esportistas da Barra e Sao Conrado elegem as melhores opgdes de lazer, consumo e moradia da regiao ii uiu pttkik n andrf.a dri wanz Antes de voltar para casa, vale um pulinho na sorveteria Santoro, o carnavalesco Rcnato Lage. o tremendao Erasmo Babuska. na Avenida Olegario Maciel. Este e o rotciro ideal Carlos, oex-jogador Junior, omodelo Beto Simas, o dramatur- De manha cedinho, opao da Padaria Biruta. em Sao Comapafa se aproveitar a Barf Sao Conrado, segundo o voto de go Domingos de Oliveira, a modelo Susana Werner, o -ator do. acompan a o ca e. ao muito onge c a i. o ugar r u para a) ;(Je scus mora jores mais famosos. Para conhecer os Paulo Betti, o musico Kledir, o decorador feder Meneghine, o o pnmeiro mergulho do dia: o Pepe. point eonsagrado pela... f., b juveniudc bronzeala da Barra. Apraia acaba quando chega a P»>sramaS c opvocs dc consumocraorad,a prefendos na regiao, pres.dente da Camara Coraumtana da Barra, Dela.r Damtome, a mclhor op?ao para o allogo e o velcruno Ellorc. na 0 JB-Barra sclecionou 15 moradoa-s, que rcsponderam a dcz brosck, o coronei Ary Ellis, subsindico do Novo Leblon. o Avenida Armando Lombardi. Depois. nada mais agradavel Todas as respostas foram espontaneas, com exce<;ao do surfista que tcns- Rico, a cantora Beth Carvalho e o ator Andre di Biase. "meihor um cineminha no Barrashopping. Mas nem tudo e festa, se quesito condominio : o Novo Leblon foi escolhido Eleitorado melhor, impossivel. dispensa estiver vazia: uma passada no Paes Mendona pode ser dentre sete op?oes. Na unica questao off-buna os entrevistanecessaria. Apos tantas atividades. um espetaculo no Teatro dos dos apontaram os melhores bairros fora daqui. panenia Continua nacim Grandes Atores. no Barra Square, pode ser um bom Continua na programa. levou o trofeu. Participaram da enquete a modelo Monica página 6 [mm Mônica Santoro Erasmo Carlos Beto Simas Domingos de Oliveira Susana Werner OS ELETOS js * "Como "Comofujodo de "Não "Nao tenho ido. Mas "Osdo "6"É claro clnro que depende deponde "Flco "Fico com os do "Nao "Não do "Osdo "O "O gosto de "Os Barrashopping 1 shoppings sao Estao nao sao tern yf* V transito devido ao do os melhores são os scmpre Casashopping. tranqiillos, Estão dos filmes que sao Barrashopping. Como nenhum, Masse não gosto de Barrashopping são os tem a vantagem de ter prdxlmos HKUJuiU!JHh P» trânsito e ao SALAS DO do Barrashopping. sao sempre confortavels tranqüilos, estiverem em cartaz, são multas salas, cinema. se mais próximos da mais cinemas. movimento, vou O hall de entrada é são confortáveis e a mas em geral vou ao as opções oppdes são sao mais tlvesse tivesse que escolher, minha casa. Depois Recentemente, BARRASHOPPNG \,// sempre o varladas." serla lllme, (a?o inaugurou HfVPMM gg. \, yy do aos cinemas bem decorado." pipoca é boa." Mall." Barrashopping." variadas." lanche seria o do Fashion do filme, faço naugurou novas um 14." salas." (8 votos) do Fashion Mall." Mall." lanche por lá." HH "O "O do Barrashopping, "0 "Do "Nao "Aqul. sao scm "Gosto "Gosto mesmo mosmo ó 6 do "Apesar "O Teatro dos "Do Barrashopping "Não sou multo de r a "Aqui. vou "Todos pouco ao são sem de os donos Bifl / /\/ porque é Atores. pepas, nao E nao BB (V pequenininho. Grandes Atores, no estreara onde em breve peças, mas gosto do teatro, não saberia charme. Mas Teatro do Lona. É por não entenderem nada pequenlninho. Os Barra Square, tem boa estreará a poça pepa Teatro dos Grandes dlzer dizer o melhor. Vou Conllssdesde Confissões slmpatla simpatia mesmo, sem de teatro, o melhor ée HRRTJfTjlJH BS!J/ i/\s sao acustica e Atores. Atores, Adolescente vai lotar um motivo especial." o Teatro dos Grandes HftMUvwjpHl TEATRO DOS grandes são muito acústica e é muito Dona Baratinha com no Barra mais aos teatros de fe»/ pouco acolhedoras." acolhedores." aconchegante." muslcas músicas minhas." Square." panema o e do o o Teatro dos Grandes Atores." GRANDES ATORES Leblon." Atores." K? VZS Leblon." Atores." faheg(7 votos) "Frequento "Freqüento "Vou "Cito "Adorocomlda "Sempre "Vou "Flco "Fico a "Vou ao Kotobuki uma "Para massas, sou "Cito o Ettore, o comida "Sempre vou ao Ettore multo.j c churrascarla Tourao 6 ao Viena, com o Guimas churrascaria Touráo vez por semana, para mais o Azzurra; Azzurra e a Royal Grill, mexicana. De tanto ir e costumo pedir que é self-service, e do Fashion Mall e da fe f( i7v\ desde que abriu. Vou comer sushis e poixes, peixes, só so como no unlco único lugar onde se ao El Palomar, capeletti in brado. brodo. ao Raul, onda onefcs Barra. Gosto também tamb&n RESTAURANTE S (v (y/ )\ la a três tres a quatro vezes sashlmis. Fiz Flz em casa Lokau; Lokau: churrasco é e na oferece um bom acabamos abrindo Gosto de lá la porque a costumo pedir pedlr a pizza dosushlnakae e ETT0RE E Mm/ por por semana." e e não nao deu certo," Pampaouno palmito grelhado." uma filial lá d em comida é 6 bem limpa." llmpa." de quatro queijos." dojapa." Sjj Barra (3 votos) Barra Grill." taipava." "A is S> X\ A Biruta Bru,a de São Sao "Sou "Sou fregues "A Olegario "Vou d "Varla "Varia muito. Mas "Sempre "Sempre "Compro freguês do Bella "A da Olegário Maciel, "Gosto muito da "Vou sempre ã padaria vou com na Biruta de tel jr* &C\ e porque mae Sao s6 om En / Conrado é a melhor. Barra, que fica parque me lembra as padaria ao lado da do Rosa Shopping. gosto de comprar minha mãe na Biruta São Conrado só em Gosto multo de pertinho da minha padarias da Tijuca. Vivendas do Bosque. Tem de tudo e o paes pães e frios frlos em uma de São Sao Conrado. dlas dias especiais. especials. No dia dla 5 paozinho pãozinho de queijo e casa. E não nao é e só so Tambdm Também compro ovos Para mim, mlm, o pão pao de lá la atendimentoe é delicatessen muito multo Adoro os pães paes de d." lá. -a-dia, -a-dla, vou mesmo do do páo pao francês trances de lá. la." padaria, tem também tambem de Pdscoa d." e ó campeão." campeao." excelente." boa, perto do Ettore." num minlmercado." almoço.", "A "A Babuska da "Prefiro "Nao fa "Adoro a "A 6 "Sorvete mlm "Flco "Fico uma "Não sou fã de "Adoro a sorveteria do "Vou à sorveteria Sem "A Babuska é a "Sorvete para mim é com a Babuska /J\ Olegario Olegário Maciel ficou sorveteria a quilo que sorvete, então entao não nao America Malls. Peço Pe?o Nome, ao lado da melhor, na na Magia, Magla, do Rosa da Olegário Olegdrio Maciel. C C j otima Prapa 6. (locos BABUSKA ótima depois da funciona no tenho sorveteria os sorvetes de manga, Praça do Ó. Mas o principalmente porque Shopping. O de flocos Adoro o sorvete de if? reforma, maracujd e domicflio. \ V / refortna, e agora é Barrashopping, que preferida. Quando maracujá ou coco." melhor sorvete é o atende a domicilio. com calda de pistache e o de coco Av. Olegário Maciel self-service, Chip, 6 quelmado." (7 self-service. um tem muita variedade." quero, compro em Choc Chlp, da Adoro o de chocolate chocolate é um queimado." votos) MBa rz \J \l avanço." avanpo." supermercado." supermercado." Babuska." Babuska." com com manga." pecado." "Prefiro "Prefiro o Fashion "O "O Barrashopping é e o "Dou preferencia geral. "O "O estd "Sou "Voto Vir. _ preferência a "De um modo "O "O geral, Barrashopping é Barrashopping está uma rata de no Mall, porque é e o único unico que tem mais oppdes. opções. lugares tranqüilos, tranqiiilos, por sou souavessoa a excelente, encontro de insuportável. insuportavel. Prefiro o shopping. Adoro ver Barrashopping porque HHHQJHJPPJBHH B CxjV em nao slnto 0 la. e pfift ijtwjttsll \TT\3 "" em que não me sinto O Fashion Mall é isso escolho o shoppings. Mas gosto tudo lá. Mas gosto Fashion Mall, que é as novidades na é o que oferece mais BARRASHOPPNG trancada dentro de tranqullo tranqüilo e tambem tranquilo." * pequeno, Fashion Mall como o do Fashion Mall, onde também do Barra mais tranqüilo." moda. Sempre vou ao alternativas de lazer e M0MBNMNWBj \i\_. precos nao Square." (7 votos) um shopping." mas tem preços melhor de todos." não sou incomodado." Square." Barrashopping, 1 gigantes." o compras." gigantes." o melhor." Z... i*»...»<<»» *»;» 5 ft "O "O Carrefour, não nao só so "Prefiro o Paes "Escolho o Carrefour, Canrefour, "Nao "Não faço fapo compras em "Gosto do Paes "Minha empregada é "Nunca "Nunca sou eu "Vario "Vario pela variedade. Mendonpa que entre Paes Mendonpa. fapo Mendonpa UgnjSBB /Mir! pela variedade, mas Mendonça por uma mas apenas por uma hipermercados. Se Mendonça. Tem que faz as compras, e faço as compras de Mendonça e Carrefour. jd questao pratica: e questao hdbito. e pelxes \l 1 hf 2acostumada porque já estou questão prática: é o questão de hábito. Eu tenho que votar em minlcarrlnhos para as é num mercadinho casa, mas acho que Mas peixes e frutas eu proximo d, e crlanpas 6 aqul mae PAES MENDONÇA Y -+// disposipao com a que fica mais próximo ia bastante para lá, algum é o Mercadinho crianças e é mais aqui perto, nunca em minha mãe prefere o compro no Mercado disposição dos da minha casa." hoje vou menos." da Praça Prapa 15." barato que os outros." hipermercados." Carrefour." Produtor." (6 votos) 5 Vts jp. produtos." produtos." "Praia fjfl yrtt- "Praia "Naomoroem "Moro "Nao "Moro Guinle. Acho "Voto no Praia Guinle, "Não "Moro no Santa "Moro no Riviera, mas "Não "Moro P posso nem ouvir no Novo Leblon num excelente, f/\ TV! chiquérrimo, chlquerrimo, pela de São Sao Conrado, pelo condomfnio. condomínio, mas Marina, que é 6 só so de gosto do Santa falar de condomínio. condominio. ha há 16anos, enao não o Green Wood, que,e U. \,.\\ locaiizagao, localização, segurança seguranpa clima natureza. Fica ali conhepo conheço o Mandala, Mandala. casas, e gosto muito. Monica, Mônica, que é 6 só so de Ja Já morei morel no sairia de lá d por nada, é vence todos, e daqui p fo \rj \] ebeleza." e colado na montanha." onde mora meu filho. Mas tambem casas. Vamos tentar Barramares e a vida vlda lá d o melhor que existe." nao não saio de jeito Jelto SH S E gosto também do É perfeito." perfelto." Novo Leblon." nos mudar para lá la e é extremamente nenhum."?* \ quando quando der." burguesa." burguesa." < - NOVO LEBL0N (4 votos) J K /m "Prefiro "Prefiro Pepe. "Nao "Ah. e "Flco la "Frequento ha "O "Apesar "Apesar o Pepê. "Não me considero um "Ah. "Freqüento há alguns "Toda "O que é é Grumarl, pola "Fico lá no meio da a praia da Barra Meio da Barra é de freqüentar froqiientar B5 / \ mais perto de casa, grande freqüentador, frequentador. tranquilidade. tranqüilidade, né. ne. Barra, em frente ao anos a praia em frente e é boa. Mas o ponto em meu ponto preferido. muito pouco a praia : KS m8s mas só s depois que nao não saberia apontar o bicho?! Mas só so dá da Barramares. É E bom ao Praia Linda Hotel, que costumo passear Vou desde pequena e da Barra, gosto do,. p J A,i E esvazia. esvazia, ja conhepo Pepe. So e jd conhepo a _ quando fica melhor lugar. A praia para ir durante a porque já conheço o perto do Pepê. Só tem é o da barraca do já conheço todo ponto em frente à mais tranqüilo." tranquilo." toda é e legal." semana, que fica pessoal de lá." la." gente conhecida." Pepè." Pep." mundo." barraca do Pepê." Pepe." -j vazio." gp KB -i TOk "panema. "panema. "Quando "Morel "Nao imaglno aqul 6 "Acho "Alem "Além Pelas "Gavea. "Quando eu morava "Morei 30 anos em "Não me imagino fora "A vida aqui é muito "Acho o bairro de da Barra, ficaria fe _ (f- fs lojinhas. É E ótimo otlmo Principalmente lá 1a no na Tijuca. há ha 32 anos, Copacabana, Copacabana. e só so saí sal daqui, mas vivi a boa, minha filha está estd panema muito bonito. na Gávea, Gavea. onde tem a 1 - \Lj\l andar na ealçadn calijada e_. ülto. -alto, ondelemrnuho. onde.temrnulto. era e.rajum bairro muito de lá la adolescencia ate ca Casa da Gávea, Gavea. um J!t pspnt i i iiwpbh B /rr * oihar quando casei. adolescência toda no até vindo para cá A praia e as pessoas olhar vitrines. Além Alem verde, verde. acaba com essa familia, família, algo quetaz ta? Minhas amizades Leblon e foi fol multo muito agora. Mas outro sao são interessantes lugar muito legal para disso. disso, tem praia." coisa colsa de cidade falta aqui." estao estão todas lá." la." legal lega! para mm." bairro bom é 6 o por la." lá." setrabalhar." y s_qd grande." Leblon."

49 2 JORNA. DO BRASL BARRA QUNTA-FERA. QUNTA-FERA, 23 DE MAQ MA10 DE, DU BARRA Arte JB TELEFONES UTE1S Emergências médicas Bombeiros Hospital Riomar Salvamar Hospital Municipal Lourenço Louren? Subprefeitura SubprefcituradaBarra Volta ao mundo Conselho Grupo interpreta pode unir Acibarra e Acija Jorge 43-" através dos A criação do Conselho da Baixada de clássicos da MPB PAM Jacarepamiá Jacarcpagua 359- Táxis Taxis m 2077 Hospital Cardoso Card S Fontes Fon,eS Coopabarra passos de dança Jacarepaguá pode estar mais perto do flhhh em São Conrado ~~ Não existem fronteiras que se pensa. Quem garante c Chaveiro 24li para o Muri Costa toca violão e presidente da Associação Comercial e - ymkk ! Mário Centro de Danças Ancestrais Gaia. cavaquinho com Dorival Caymmi. ndustrial da Barra da Tijuca ÍjHP}» -WÊBMHi Emergência odontológica Os requebros tradicionais de vários Paulo Malagutti acompanha Clínica Dental Center Çedae (Acibarra), senador Ney Suassuna K i Adriana Calcanhoto ao 325- piano. Água países, como dança caribenha, afro. (foto). Segundo ele. o conselho seria 1681 HhMÍi it"" "* Evelinc Hecker já fez voais para nstituto Félix Pacheco cigana, espanhola, indiana, uma instância superior á Acibarra c á. Tom Jobim c Soraia Valente canta Farmácia 24ti japonesa, russa c até a sensual do Associação Comercial c ndustrial de HJHRn Farma Ville \ com Fernanda Abreu. Agora, a (Golden Center) Defesa do Consumidor ventre fazem parte dos cursos Jacarepaguá (Acija), que se turma resolveu se juntar para Barramares disponíveis. O sapateado c o tango comportariam como subcámaras. "A 7; formar o grupo O Arranco de Policia Correios também estão no currículo. geografia da área c uma só. Mas, nos WmràMi - Vareóvia. deixando um pouco de 16a DP (Barra) Segundo a professora e dona da últimos anos. a Barra se estruturou lado as feras da MPB. A boate \ 32a DP (Jacarepaguá) 392- Telerj escola, Márcia Martins, as danças muito bem c Jacarepaguá c Recreio. j Ritmo abriu seu espaço para eles cm do ventre, espanhola c israeli são as não", reconhece Suassuna. De acordo Ojr duas segundas-feiras (27 de maio c 3 mais procuradas. "Somos a com o presidente da Acibarra, a de junho) e de quinta a sábado (30 primeira academia do Rio a instalação do Conselho da Baixada de c 31 de maio e o de junho). O show, Jacarepaguá deve ocorrer ainda este lllip»bs99 t*k>* \ oferecer, em um mesmo lugar, esse H JmtS ÊBÊÊ que e basicamente vocal, começa ás contato com as danças de outros mês. Apesar da medida beneficiar EHBn MfÚ#, jrmr. VS> KBERÊ 22h (segunda e quinta) e 22h30 região países", garante. O Centro Gaia fica pois unificaria c fortaleceria gffjvv+èêuer (sexta e sábado). O repertório vai de j na Avenida das Américas as propostas do empresariado. Cartola a Chico Buarque. A Ritmo bloco 2, cobertura 301, telefone Suassuna ainda precisa convencer fica na Estrada do Joá, algumas lideranças locais da idéia. HMHBbN&*0\ Telefone: Paulo Nlcolella Moradores terão ferao J jjj Quiosques para V%k~TW7TTTTTTTBMBBm servi<?o juridico 11 Vv QUEXAS V * "*iv»1 DA BARRA serviço Jurídico festejar 1 ano :f«ii 1 if JMBHBUBB gratis X grátis no bairro de Barra Square Serviços Serviijos jurídicos juridicos de graça grata para a 1 S J»! Neste Nestc sábado, sabado. o shopping Barra Acesso perigoso populapao asscssoria cspccializadl j! Square população e assessoria especializada Square estará estara comemorando comcmorando scu seu "Gostaria de fazer uma queixa constru?ao de outra pas*agcnf no aos membros da Associação Associapao»!.. JP primeiro primciro aniversário anivcnarw com uma contra as obras de duplicacao da local, que serura tambftn atyiern Comercial Comcrcial c ndustrial da Barra da,x instalagao deoito Aventda yt \\\ J Ayrton Senna Costumo deseja inpani aiprodutcmi Tycoon (Aeibarra). Fstas sao -v" - novidade: a instalação Tijuca (Acibarra). Estas são quiosques para aluguel. Montados frequentar a academia Rio Sport ou para o Aeroporto de Jacarcparcccm-instalada rccém-instalada Câmara Camarado "i os M jrjmbg algumas das atividades que a cm pontos estratégicos do shopping, quiosques tem entre entrc 6c e 11 Avcnida das Americas! fttzia o re- Luis Eduardo Amorim, montdor Advogado da Barra da Tijuca metros metros quadrados, quadrados. e o aluguel tomo em frente ao shopping Via dojoa. ÍCAAD) realizará na região. A única despesa dos novos solenidade solenidadc de inauguração maugura<;ao da comerciantcs comerciantes varia entre cntre RS 3 mil charam a passagem da Ayrton feituni, o projetode ampluiiio da câmara, camara, prcsidida c c RS 4 mil. Os espaços espacos estão estao Senna para a via lateral, onde fica Avenida presidida pelo advogado Ayrton Senna preve uma Walmir f Ferrcira erreira Neves, aconteceu reservados para chaveiro, chavciro. ;1 academia. Com isso. sou obri- vu jc acesso naquele trecho. En- na ultima última quinta-feira. ; pipoqueiro pipoquciro e cabirie cabine de fotos, foto entre entrc gado a arriscar uma manobra na quinta-feira, na qiiaiitoperiiianeceniasohras.eschurrascaria Barra Grill. Gnll. litre Entre os outros outros ser\tos sen iços que o shopping ou scguir em (rente tao contramao, sendo colocadas placas de si- as>imu>s em pauta, o principal foi a construção do Fórum da Barra. Cabral Filho Fillto Hotel Hotel Sheraton Oblcl iltcglllclf HO SclflUl Hclcilcl "Tres busca votos oferece oferece pizzas moradores da Avcnida cando em risco as galeria de agua de emergentes personalizadas personalizadas Grande Canal. no local. preparando urn deputado estadual Sérgio Cabral Para quem gosta dc bancar o jestamos ilho. virtual candidato do PSDB preleitura. à heiiar mao k.1 pi//aria pi::aiolo. a oportunidade é essa: a prefeitura, vai heliar o mão da mando uma area de passagem de ciar estas arhitiaricdadui. pi/zaria do Hotel Sheraton The sociedade sociedadcemergenteda emergente Barra.O O ii,.s«a«<» Pj//a FV/a Palacc Palaa-- está esta lançando lanvando a pedestre em rua privama As Sociedadc de Amigos do Santa decorador i-der Fder Meneghme Mencghinc vai will Um prêmio pfoho por POi 4 mil Tlll vidas VC3S promovao Fd(a propria pi::a. obras, sem permtssao de qualquer Monica recelie-lo hoje. sen tencnte-coronel. Aurelio Silva. anos. promoção Faéí sua própria pizza. recchè-lo hoje, em seu restaurante Promovido a tenente-coronel, o ex-major Marcos Aurélio da Silva, de 45 anos, d.a 3. osdientes autondade. estao sendo rcaliza- Ros ta. A Subprcfeitura Jardinetto. Vargem Hc deir 0 Gorpo de Bombciros Ate o dia 3, clientes podem c-olhcr, ;llcm mu/zarela J,s mm promc(eu Jardinetto, cm Vargcm Grande, a pode deixar o 2 Subgrupamcnto Maritimo do Corpo dc Bombeiros (Barra da escolher, além da muzzarcla c do fl0*" niantlar um flsca ao, im v,; 1igura folclorica ja reahzou de.., Rua Desembargador Roberto, partir "VS das 20li. No r Tijuca). Figura folclórica da jantar. praia, w", ua cm profissao. já realizou mais dc quatro mil salvamentos molho ile tomate, de dois a seis em seus 14 anos de promocao mcus soldados. s,io Mcdeiros. Os infratores estao ig- local para verilicar as denunuas. Meneghine enegimees estará ara acompanhado a o dc verdadeircs profissão. "Devo a promoção herois". "cmocionado" aos meus soldados, que são \cr ingredientes, inrc C1 cn entre rc as 25 opoes opções A verdadeiros heróis", elogia Marcos, norando o planejamcnto de urba- or conltrmado que os moraouiros 30 3( jovens ciiipresanos empresários da traces outros que ficou "emocionado" ao ver as demonstrações de carinho dos moradores da Barra, Barra. massa fina, possivel massa una, ni/a?so:da preleitura, fazendo dores estao utilizando acessos puregiao, ( l saida preocupados com uma possível preparada região, para quem Cabral Filho vai saída do ex-major. "Sou militar, nulitar, se tiverem mc transferir. ir". artesanalmente, artesanalmentc, e é assada em forno a que me transferir, tenho que ir", uma pavimentavtio indevida para blicos para fazer obras particula- expor seu scu piano plano de governo No amcniza ameniza ele. Uma solugao solução para evitar a mudança mudanea seria a transformação iransformaao do lenha. A pizza completa complcta custa cusia RS L entrada de seus veiculos, e colo- res, eles serao multados. i cardápio, airdapio, além alem dos assuntos Grupamcnto. Atualmcnte. 13, 13. c a casa oferece um chopc cliope de políliçpl 2 SG-Mar em Grupamento. Atualmente, os 369 salva-vidas da Barra tomam poliiicos. grande grandc variedade varicdade de eonta conta dc de 60 quilômetros quilometros dc litoral, literal, e só so este ano já ja salvaram mais de sete mil cortesia. X quinta a domingo, domingo. a "T 1 massas, massas. reeadas regadas a vinho \inho branco. braneo. vidas. vidas. partir partir das Wn, 20h. há ha música miiiica ao vtvo. vivo 1 Telefone * ruim "Um Luis Alvarengj "Um principals Respostai Asscssoria Voluntarias ~ i; * Luís Alvarenga dos principais problemas Resposta: A Assessoria de Voluntárias da ~1 O 0 O projeto (jfoielo Sexta Sim, que que mc atingem na Barra é e o siste- Comunicação Comunicaao Social da Telerj in- Barra Sarra aconwce acontece a cada quinze quin:e dias, no má ma dc de telefonia. As linhas estão «tao formou que o sistema de telefonia promovem sempre congestionadas e conseguir telefonar é uma tarefa difícil. empresa. Telerj pretende, até bingo 2 ammdesta m, qumwut >r c dif.cil, da Barra é uma das de ajuda Teatro de Lona da Barra, volta prioridades daen Aglereiate Voluntarias..ajgpgL f M, Linhas As Voluntárias da Barra amanhã. vez, quem vai enj&úecer a galera são os grupo / Linhas cruzadas, ligação igacao que não nao o ft final finimv do nra*imn.nh ia-cf.i-.r porsenhras próximo ano, instalar formado por senhoras do bairro grupos que f completa e uma irritante chiadeira Acorda Bamba e Haia ií Rock. novas novafal centrais. As mudanças visam prestam auxílio a comunidades são constantes. Moro na Barra há nove anos e melhorias no atendimento do carentes Boys (foto). Além da música, haverá exposição de pinturas, com sempre promovem, hoje, às tive dificuldades com serviço telefones. e oferta De um ano de novas linhas 14h30, um bingo beneficente, no para cá, a situação piorou e já e através de plano de expansão. Marina Barra Clube os artistas plásticos Rafael Targat e Eduardo Amaro, e sessões (Estrada da Barra, arrecadatfo sera hora da Telerj resolver isso." Quanto ao problema na linha telefônica lefonica da moradora, a Telerj la- revertida para a construção da de poesia Msh">m com Michel \/T!rl Melamed. UdimrJ Barra ra o conserto. Barra. 777). A arrecadação será Martha artha\>istina,moradora Cristina, da creche Vila Nova. Nova, em Vargem ~jj Sexta Sim começa corneal às as 22h, com %ip#l]yiiml Grande, que, que. depois de pronta, pro.ua. ingressos a in*ms S 11 RS 10. 0, Teatro TcUr de lie emiadas redaciio Avcnida atendera cnancas ate ~ > * "mm*"" 1 ","3X -1 As cartas devem ser enviadas para a redação do JB-Barra, na Avenida atenderá a 50 crianças de até 5 Lona J fica tea na Avenida Avenula Ayrton Brasil, 500/6 andar, CEP (H). Fax: 5K5-4428/ anos. :k -Ac Senna, em frente ao Via Parque. Parqtte. ~] ainda não tem O Barra Square fica na Avenida das Américas f c&iâx C Despertar para uma Vida mais plena),, r/0»ü/vç:yi CADERNO "A - Dança Dana da v?da" Vida" labocatono, t ;a tttftaq i É E um sistema de integração integrapao j que utiliza música, musica, dança danpa / t j f\ (_}, R R flj r" e e vivências, vivencias, capazes de modificar o organismo e a existência exist ncia humana. Faça Fa?a uma Aula Experimental J Facilitadora: ELANA ALMEDA TEL: J Nem pense duas vezes. EXAMES DE ROTNA E ESPECALZADOS 013. Leia. CASA SHOPPNG BANHO«TOSA»RA?0ES -A Pet Shop mais tin CPU T"R Av. Ayrton Senna-2.150/BlocoB - / B * FARM. SL, simptica da Barra «JA). OREMTAgAO VCTERNARA WmWrn %/«=».irva nc en urrrcc Salas 218 e 219 PRODprsceAroc VENDA DE FLHOTES r, ooo.,or> KKOUUiu&twwvtacwioa Buscamos e entregamos a domidlio o scu animatonho,nm., Tais.: Tels.: e (Haoooase hrpoitata) WBdedactoeZaTanml JORNAL DO mnd. BRASL can un.mm«p«dal JORNAL AV. OAS AMERCAS, 3555, bl 2 L111 (Barra Square) tel/fax.: mmmmmmmmam PROGARA MA BARRA, MWB MS s "aa oz/dom de wed-mo- =J\ *Produtos Nacionais e mportados com os Melhores Precos. \\ W J=A 24hs * Grande Variedade de Artigos Perfumaria e Vitaminas. j mmmmmm maml AV. DAS AMERCAS, GOLDEN CENTER J " 1 1,1 ~ iii ii y. A

50 QUNTA FE1RA, B JORNAL ><)RNA. DO BRASL BRAS QJNTA-FERA, 23 DE MAO DE 1996 BARRA A A 1 Fabrlzla,i 1 Granatieri. f. u.,!» r. Álto testam motoristas n HssouVser ut.li/ada 2omo selontavde qe a%istos alternativa aos engarrafamentos " escorregadia e nao consegucm ~r. da auto-estrada Lagoa-Barra e ao vencer as curvas". explicou um Curvas fecliadas oleo dnibiis caminhdes. perig&jsa, principalniente a mite rrfechamento noturno dos tuneis do fechadas e óleo na pista, largado por ônibus e caminhões, fazem do Alto da Boa Vista uma alternativa perigosa, principalmente à noite (los jx,mbcjros Grupo de Socorro Jfjfestal e tor que contribui para aumentar atravessar WmÈÊÊKÊÊÈÊÍÈk atravessar à a pista. pista". Para evitai%ste evitar este tipo de dc acidcnte, acidente.... Meio Ambiente, responsavel pela indice de acidentcs e a iluminacao... os s moradorcs moradores c comerciantes reivindicam a instaarca. Para facilitar o atendimento precana. Em aluuns pontos, as laijao lacào dc um sinal de dc trânsito transito para pedestres. pedtstrcs. as \itimas dccolisocs, mcs passa- Uminarias cstiio queimadas ou - Í* 0 P 1 efmaior de do o grupo rcccbeu uma camicomplctamentc cobcrtas por ga- J->" Jt? \iv.l" *%-**semana, O problema é nos feriados e fins dc semana, quando é c grande o número numero de tlc pessoas nhonetc equipada com aparelhos lhos dc rvo.es. i)c acordo coma 1 que 1 que passam pelo polo local visitarl cspeqficos para esses casos. A cs-.. ( > 11 Floresta ijuca. "Ja para o Parque da i-i-, l da Tijuca. "Já vi muita gente escapar de dc melhorifidinatu#«lra-, atropelamcmos. atropelamentos, prinapalmcnlc principalmente escoteiros oscolciros c estu- Mud». Por eiiqlmlo. OS fenicos J*. {.*, -. \. dantes jlan» que d«m descem»v(«mto no ponto dc de ônibus ombus n,,;.u.ro no outro,.. -, i lado<da pisfa, jattente socorrcr o motorista do cammtiao limitarao a reali/ar uma sisloria.,.w.uc; i Spw lüdo da J pista", afirma Manolo Perez,. gerente do h frigorifico. no local /(/em Além da falta de dc acostamento e de remendos rentendos na pista, há lid riscos dc de deslizamento dcslizamcnto dc encostas liar ua da Pracinha. racinna 2 J.U1 i.manpulaçã0 BOM,: BORDO liidlm] M.todutoswturais. W0DUT0S PRODUTOS NATURA1S NATURAS GOLDEN [golden RVER VETERNARAj RMARA """" PBjMJ. ~ 3 HBWMWM liirjflfl0ra Dr. Nelson Nascimento CRMV RJ 1883 iquipamcntos e aress6rios para umt± L3xLSLbJ Lma ULLSaJ ENTRGAS inkgas entregas a A OOMldUO domicílio DOMuUO Cllnica Clinica Geral - Consultas Vacinas W ESCO =] Q Tpmos DK.-of#usafios ogaranlia YE /EAV 1A4 11AB < Remoções Removes - Hospedagem em área area n 11 Pr,VKha<dpWimkur! ra.a TSfc/rAAS TEL/FAX: ). verde de 8.000m mcom recreação, recreao, jogos, Tclhas Coloniais de tu -~i airssorioom ESTR, DOTNDBA,2033/104TAQUARA / nncadaras, amorecannho brincadeiras, piscina, carinho.,i( íwortos p ESTR. D0T1MPBA, 2033/1M TAQUARA - Tiiolo 20 X 20 e 20 X 30 Domlcillo Horn Marcoda J v Atendimento a Domicílio com Hora Marcada H JHL J JBvJ PABX/FAX: Sem.-refratr.os e rcfratar.os Av.das Amcricus, loja A L J Aceifamos Aceitamos Cartao Cartão American e Solto Sollo J TTijolos 04 faces e vazacios (C:<>nd. Barm Medic;d) jft m m p i * Blocos de concretos BBBB.. J,TelefaX: jjelefax: ;{94[ nsheni WkSSA.lZESfi&BDi narame de cobre AXONASA 1 11 A HA rffe.veoan.v VENEZANA BOMBO B0MK CORTNAS CORT1NAS JAPONESAS,. n-rtftr:; -rrt?" C\ CT\ CTv OV ms nu UD kitjmm.. persianas r>tí PERSANAS HORZONTAS horizontal TT íf i ílílíí} \ V.-Nv \vv ii Caderno ti? "V yv/ww wwgww (MADERA ALUMglO ;íc»; S MADEtRA-ALUMlNtQ-PVe) PVC) ; 11 H11 jf=í jjwpj Vv4 C* V \ 4-. Aceitamos todos os cartões cartoes 11 PERSANAS persianas VERTCAS verticais ;! = 111 s i Li L Carr0eM0t0 11 rrectx) - ALUMÍNO - Garro Moto PVC) SPY ljjp> : ;!ii =; = = - SPV CENTRO OCULAR 11 i noseujb!pp* PORTAS CORTNASresillve SANFONADAS Í1111 2fi Tel/fax (021) (021) Estrada dos WgfÇ* RESLLNE lbüiwlr Bandeirantes, Jacarepagud 4666 SABADO Curicica - Jacarepaguá - RJ } T0D0 VTpesembargador lua Desembargador sldro, tsldro, 10 Loja C Tel » »» ENTREGAS EM TODO BRASL jj ;S No Cartório Cartorio Dante Alighierí Alighieri Campos Seixas você voce vai encontrar todo o acompanhamento jurídícdico que necessitar. A ETTrDlO juri- Vw/i\l Com ambiente informatizado, a rapidez e a eficiên eficien- % ARTORO -1 cia estão estao garantidos.? Tudo com atendimento mais tranqüilo tranquilo e simpático simpatico j.. qq Qfi que ue você voc merece. merece- %Mts! P * f Nossas especialidades J "" 1 * - Registro Civil» inradcdivriia (Nascimento/Casamento/Obito) r n.»b«cascadu8a BARRA " -Tabelionato JAOWHWeuA (Escrituras/Procurações/Firmas/ (Escrituras/ProcuraQoes/Rnoas/- jl 111! ~ JACAREPAGUA CASCADURA *v Av. das Américas, Americas, Bloco 01 - Barro Borro Testamentos/Contratos"em Av. Geremarb Ernani Testamentos/Contratõs em Av. Errtani Cardoso, 21 - geral/ Av. Geremário Dantas, A D Telefax: Telefone: efone: autenticagao autenticação e xerox.) Lf aj Esplonodo Esplanada da do Borro Barra / p

51 JORNAL DO BRASL BARRA QUNTA-FERA, 23 DF. MAO DE Um U banho de tecnologia pregos acessiveis, maquinas servigos eja domlcffio" Por preços acessíveis, os postos com máquinas de lava-jato oferecem serviços de primeira qualidade ejá atendem a domicilio aluizio FRcrnr ferrugem RS ALUZO FRERE ferrugem sobe para R$ 32,50. 0 comega nao * t "X 4", *?.?. - O ritual começa com uma boa Quem não tem tempo para levar 6 ; ducha, com direito a 11 xampú, xampu, segui- 0 o carro aos lava-jatos pode recorrer sccadores Pronto, servi?o olerece.; da de secadores e perfumes. Pronto. a outro serviço que oferece comodidade ao cliente. De segunda a sába- i mbm, Elc saba- : : Ele sai do outro lado inteiramente chique e limpinho em apenas dois do, a Car House atende aos pedidos L.A, minutos. A tecnologia dos lava-ja- de limpeza domiciho de veículos a domicílio tos da Barra está levando aos clientes a garantia de deixar o carro Miami, nos Estados Unidos. As uma novidade importada de limpo, a comodidade de um serviço equipes fazem lavagem dos bancos, rápido, e a segurança de não danificar a polimento com pasta e aplicação de eine0,jacni< pintura do veículo! Os preços silicone nas partes emborrachadas. variam de RS 4 a R$ 60. As casas Os 0s preços variam de RS 45 a RS 60, 60 i especializadas ou dependendo *T{fill postos de gasolina também oferecem polimento da pedidos são atendidos de ime- 0 servigo nao dependendo do tamanho do carro. "Os tambcm ofcreccm polimcnto "9s P05 dc lme- MJ W lataria, limpeza dos aros, chassis, diato, e o serviço não passa de duas teto, estofamento estofamcnto e c aspiragao aspiração inter- horas", garante o 0 gerente Vander- B t na, e até ate atendimento a domicilio, ley Garcia. mas cada serviço servigo representa um Novidades Novidadcs Os consumido- a J Mi, custo a mais. res res à a procura dc novidades novidadcs em tec- No Posto piranga do Freeway, nologia para limpeza de veículos veiculos uma lavagem simples da carroceria devem seguir os trilhos do trenzi- : pelo sistema de escovas custa RS 4.nl;o nho monorail até ate a estação estagao Lagoa, [ 1M Pelaaspiragao aspiração interna o.cliente terá tera no Barrashopping. Ali, nos fundos WA B;. jilll",3kb1b flllb que desembolsar mais RS 8. Na do shopping, está esta montado o 0 novo jj-* limpeza dos arçis aros das rodas sào sao sistema de Nmih "E servigo lava-jatos do "Ê posto Wal mais RS 3,50. um serviço simpies e rápido. rapido. Nos fins de semana, na dos Estados Unidos / Carwash. "Trouxemos uma ináqui- maqui- > quando ouando 0 o que executa movimento movimsnto cresce, rece- a veiculos atraves - V,,v~ limpeza dos veículo! através dos /MvBfBBHHHpipfljBK. bemos uma média media de 70 carros para / Hu lavagem. O 0 polimento, polimcnto. que demora comandos dc um computador. E o que e importantc: e 9/ fl j um pouco mais, mais. as pessoas deixam dcixam fcita que é mais importante: a lavagem é leita sem nenhum contato manual W- \,SSS? ilj K para fazer lazer quando está esta vazio, du- com o 0 carro", carro". garante Marcus W*jWiM8R%jBft 81 rante a semana",. diz o 0 encarregado Bockmann. coordenador dc de markcting da empresa. cmpresa. Os preços prcgos da lava- N»ivv- Hpi marke- y <. jv 1 BBS Leonardo de Souza. Para lustrar um carro nacional naciona! cies eles cobram RS gem gcm automática automatica vão vao de RS 9 a RS Bi, 37. O 0 mesmo trabalho em cm um mo n 11 m. deloimportado "0 77" _jb v custa RS 42. "O Chope computador Para quem gosta gosu, dc possui um sistema eletrônico de medição, através m;) ccljjco a(raves 1W* gg, um chopinho, a dica é aproveitar a p promoção do Posto Alemão: após dc fibra ótica, para manter uma as lil?ons 0 dnoo vciailo tcm distancf 0 fc"ffli"1 18 horas o dono do veiculo tem distância segura entre o equipamento e o veiculo", explica Marcus. direito1-! dois chopes restaunnte raenl 0 veiculo"> cxplica irrasliopping, oferece iun serviço enira de alta tecnologia, cm em coniafflcm ax ummksw 0 Kiloukura. Os pregos liiv#m- O posto Wal Carwash. atrás do que o carro só entra cm contato com a água, por RS 20 a chopcs no restaurante Ws desli" ao lado, o Kiloukum. Durante a lavagem, as peças deslizam sobre trilhos suspensos que da carroceria com aspiração inter- percorrem toda a extensão do vei- equipamento. A finalidade do apa- apostando também na comercialiva preços "ll!l0s não chegam a assustar: a lavagem "Eu maquina. usei a e vez na sai zagao cquipamentos. do Tciupra, que" por RS 14,50. Se a limpeza culo. relho é substituir o sistema de limpeza através de escovas. re- adquirir a máquina vai receber to- eles lavavam o carro, eu fazia comincluiu mduiu a limpeza jimpeza de te chassis, rodaü. rodaii/ "Quem primeira çào dura bastante tempo", afirma. zação dos equipamentos. vez "Esse pela comodidade. Enquanto Pela lavagem de seu Tempra, que- for só na c dcsta atraves maquina recebcr lavavara carro. parte externa dos vidros, Como a lavagem é feita desta o xessidade do rcco- esta piira Depreço cai para RS 8. Mas. se a forma, não há necessidade de recolher antenas e retrovisores car- corre-se o risco de arranhar e desviço". passei a» dc veiculos", cn- psicologa gostci qualidadc servigo. porcurso está ultrapassado, porque do o know-how para executar o serpras no shopping, aqui mesmo. Dc- carroceria, carroccrja secagem, limpeza inter-»" inter-/ trovisoresdos c vigo". poiseupasseia trazerocarro,, j?*. necessidade for pela limpeza geral e L>! rj retirada de barro impregnado nas ros. Para cada etapa de limpeza, gastar a pintura dos veículos", critica Marcus. Distribuidora exclusi- moradora do Condomínio Barra O carro fica brilhando, não há risco contra raios ultravioletas, ela gks A psicóloga Cristina Pinheiro, que gostei da qualidade do serviço. na e aplicação de ceras de protcçât Condominio 0 lea nao ha ultravtolctas. gas- peças, paga-se RS 25. O mesmo painéis luminosos informam os serviço com aplicação dc óleo anti- pdo esta procedimentos executados pelo va no Brasil, a Wal Carwash está Palace, aprovou o resultado da no- de arranhar a ton pintura, e a conserva- tou RS 20..:.. lii JiUU "..... >*UTf ftlmw bltdld M SSSfiflSOflfliwSQlsi (lissssbsl pi- MMããyes para inmémémíb lavar carros financeiro de Miami. o cliente escolhe serviços com preços varian- CESTA DA BARRA Em Miami, do entre US$ 14, para a Carrefour P. Mendonça Mendonga Freeway Carrefour P Mendonga Freeway Si: Carrefour ;tcrna Bn? -*" > firmas vão lavagem geral externa e interna,» W 0<1 Elctrodomistlcos Elctrodomisticos Ervilha Jurerna (200g) 0,65 0,89 0,89 19 com xampu e cera,, e C USS US- 90, HB liqulditicador... H Liquiditicador Wallta Roma ,80 57,47 tmmnla SH Extrato do tpj tnmmehimam Aspirador de tomato no caso da lavagem ampla, total e até as casas Aspirador P6/Agua Elelanto (370g) ,99 1,38 1,38 B irrestrita: Os lavadores ctores costumam etactroiu* ap "ZT" m Electrolux AP ,50 aminhonctc AzeitonasAn»co(800tf Arisco MÁRO ANDRADA E SLVA chegar cm uma caminhonete toda (200g) serie dc Batedeira Walita g Batedima Wallta Malonese (500q) ,10 MAM. H TopaTudC ,00 Maionese Arisco EUA Depois dc toilas as modas terem passado, o produtos, esponjas e sprays espe- Aspargos Cinta de Ouro fit decorada. Trazem uma série de Tudo (500g) Bft BB "- Cafeteira Walita mercado norte-americano de lavagem de carros se voltou rscmmm ciais, tentando valorizar o serviço, que. em geral, é feito em uma escritorio 11 Secadom i Cornes, Peixes, Studio «4,eo (2209) 420 «para o Secadora de roupas conforto. O Frios o Congelados Congolados público daqui consi-, hora na casa ou no escritório do Enxuta EnxuttflUSl Plus,00,0 j Filé Flit) mignon (kg) (Kg) 9,90 9,90 9,90 j dera uma perda dc tempo ser cliente. "r-umliodc Fogão Continental Ritmo obrigado a ficar esperando enquanto seu automóvel esta no sa- carros a domicilio é um tipo dc A moda entre as lavagens de Alcatra 4 bocas (kg) ContinentalRftmo imw T2,42 i ft "integral" "lava-tudo", onde os lavadores trazem até } Perfumariaporiumaria File de peito de rango irulin,hm-iu- FrBaireA Freezer Brastemp31 FCA lão dc beleza. Por isso. o mercado serviço ou Sadia )dae(k7delran90 (kg) 4,48 adores ate "VCZTiTlli «oo 7 li dc lavagem de automóveis a domicílil passou a ser a tendência. um aspirador especial para lava- 2,20 iso 2.45 j ipecial Desodorante 1,05 0,92 : Dourado Desodorante Rexona (kg) (90g) 0,77 jj iancos c M Hambúrguer Sadia (672g) 2,99 Postos de Xampu Seda (350ml! 2,20 gasolina que tinham gem a seco de bancos e carpetes. "Por s* 3,25 1lf$aiia 299,3:.". H 3S ccnti- M Almôndegas Sadia (500g) 3,29 o serviço de lava-jato montado USS 90 nós lavamos centímetro por centímetro de seu car- Lelle LeKo e Derivados Oorlvados S Condicionador Seda (350ml) 2:78. HCtrO dc SCU Ml """ : em suas instalações estão usando Wet Look Gel edordc urate»»! Manteiga " ""«Mimo (200g) o inaquinário ocioso para fomecer brindes a seus fregueses. Você 20 empresas especializadas em a- Maroarina Qualv ro". diz o vendedor de uma das Studio Line L Orèal (200g) 12 *3! ecializauas cm la-. liode Miami, Cotgaie 1, ,94 ; Margarina Qualy Creme dental Colgate vagem (90g) Cremosa Cfemosa,.68 1,46 % Jl ~ (500g) enche o tanque e a domicilio Miami. avisando \ pix\os Sabonete Phebo (90g) 0, j ganha grátis uma lavagem automática. Entra que uma lista de preços Requeijão cremoso Llda la\. Guloseimas : Nestlè Nestl6 (250g) 2,55 1, com o carro sujo de um lado e sai poderia ser enviada por fax. n : M Por mais que alguns brasileiros Massa pata bolo,r 0 Betty Crocker (400g) (400g, 2,98 1,62 Queijo tipo itálico rtehco para a rua do outro lado sem gostem de gastar o domingo lavando o carro, os miamenses es-; ililgeléia de GeieiadeMocot6 Mocotó o n." m Luna (kg) ajuda dc secadores ou gg<) g, qualquer empregado. fasc. vet vknbasa nbasa (200fl) (200g) : ogurte logurte Chambinho (90g) 3,05 2> 1, tão numa outra fase. Preferem s er No sistema dc lavagem a domicilio, muito usado nos escrito- eles estão no escritório. scritorio. Assim o0 (6 unidades) o carro sendo lavado enquanto Gelatina Royal (S5g) (85g) 0,30 0,35 0,42 ogurte logune Danone g [) Doce Marrom Glacé rios da Brickell Avenul centro domingo fica mais comprido. Comprido. :sj! Cica (700g) ,38 : Biscoitos Biscoltos e c Massas SB " Sao Pessego Pêssego em calda : Biscoito Negresco Sào Ul, (200a) 0, B8 W Malaguefia Malaguena (480g) 2,50 3,26 : Luiz (200g) : ytli mportados Biscoito Cream Crackers Mi, TRATAMENTO VP VP Whrsky WhKSky JB J8 8 anos (1 litro) litre) ,80 Ptraquê Praqu* (200g) 09 0,85 o[. Posto piranga Polimcnto: is Whisky «yjwalt.w Johnny Walker j Biscoito Biswito1 Nabisco W Polimento: RS 35 a RS 40 estofamcnto: Red Label (1 <1 litro)»tro> 4l 39,oo 50 : Chipits Freeway (loog) Lavagem de estofamento: RS 60!* g; Avenida Acnida das Américas, Americas arsso 80 Whisky whisky Biscoito recheado Lava-jato Lava-iato extern! Hp Clwvas Regal ,00 45,00 : Triunlo 0, J externo: Chívas Regai (750ml) Triunto (200g). RS 4 0 Hnimo : W4 Lavagem com aspiração aspiraao interna Car House Vodka Wiborowa " 2.Uk) vodka w,borewa (SOOml) (soom.).390,290 a.eo j Capeletti Capelettj de trango lrango J;w. RS 8 Atende a domicílio!<ss,. ill Uo Licor Frangelico"{750ml) (750ml) 36,90 22,50 Frescarini (500g) 3 7 2,49 W Lavagem carroccna, - completa.... da carroceria, pelos telefones e ooo 3686 ; iicor : Pào P4o de batata t.. com queio m aplicação aphca?aodc de silicone e aspiragao aspiração Licor Limpeza dc de estolamcnto estofamcnto e poli- g 01 Di Sarono Sareno Amaretto (700ml) (700mi) 40,70 38,eo 38,80 : Frescariíii Frescarmi (320g) 4,19 3,94 interna: RS 15 mento: ment : Pobmeilto- ( ueor Licor Drambuie (750ml) ,70 ; Massa para lazanha "ftli Polimento: RS 37 (nacionais) e preços de RS 45 (carro M r \ C (carro V : Frescarini especial (500g) 2,89 2,89 3,12 3,02 M RS 42 pequeno) (importados) e RS 60 (cano grande) Conservas e Enlatados : «c werde (200g) 0,85 * Milho verde Jurema " A pesquisa posquisa do de preços preos foi realizada reauzada no dia 20. Os preços prefos mais baixos baiios (200gi de Limpe/a de teto e assoalho: RS Posto de Gasolina Nova sy.; : cada artigo aftigo estáo cstao em cm destaque. j ;,i 39 Posto Wal Carwash Barrashopping Lavagem Premium (lavagem de chassis, rodas, carroceria. secagem. limpeza interna e aplicação de ceras especiais): RS 2Ü a RS 26 Lavagem Superluxo (exceto aplicação de ceras e limpeza interna): RS 14 a RS 18 Lavagem Luxo (lavagem da carroceria e secagem): RS 9 a RS 11 panema Avenida das Américas, Lava-jato externo: RS 4 Posto Alemão Avenida das Américas, Lava-jato e limpeza dos vidros: RS 8 Lavagem da carroceria e aspiraçào interna: RS Geral: RS 25 Geral com aplicação dc óleo antiferrugem: RS mstr.

52 QUJNTA-FERÀ, QtUNTA-FElRA, 23 DE MAO DE 1996 BARRA JORNAL JORNAL DO BRASL BARRA Brincadeira envolve risco Bombeiros realizam reahzam a oio oiô humano na Praia do Pepê Pepe revela falha de segurança seguranga em acidente com menino vistorias yistonas em < " prédios preoios ADRANA MOR FRA gag O Grupamento de Busca, e Salvamento do Corpo de Bombeiros mero de informações sobre os con- GBS pretende reunir o maior nú- Spi Dm brinquedo concebido conccbido para proporcio- /jf vamento ntfr-momcntos nhr-niomcntos de dc emoção cmo?ao acaba de dc mostrar i t Uv 1 " pl /S Yral (GBS) da Barra está esta fazendo um domínios e armazená-las em computador. Em qualquer chamada de fsjjitis em seu sistema de segurança. Pedro cadastramento das edificações na Vjpn Vpii Halle, de 9 anos, viveu momentos de am S regiao. região. O 0 objetivo objctivo é c montar niontar um emergência, o GBS poderá acessar pânico panico ao cair do high jump, também tamhcm conhecido como ioiô ioio humano, instalado na Praia do ; /..v Ui><. os dos prédios Pos para Para facilitar facltar asopera- uma forma de evitar improvi- conheei-.zvf banco banco de dados sobre as estruturas os dados, agilizando a operação. "Ê Pjèpc. Np dia 12 de maio, Pedro se divertia no brnqucdo. quindo jf / ções de combate a incêndio. No sos. Com esse material, não estaremos entrando num terreno desço- brinquedo, quando um dos ganchos se desprendeu da estrutura, no momento em que o /. levantamento, serão serao incluídas incluidas in- levantaniento. formapoes formações sobre o número numero de moradores e de pavimentos, distância distancia Sá Filho, comandante do GBS. niomiiino estava fcslava a uma altura de dc 11 metros do.... nhecido", diz o coronel Aguinaldo menino Vj radores cjq. Pedro foi projetado do alto do high entre os blocos e, se a administração cumpre as normas de segurança ções dos prédios estão sendo obti- As informações sobre as condi- jtimp jump e ficou preso apenas por uma das cordas #/ <o norrnas seguranpa elásticas. ctias; Oacidentc acidente só sonao não foipjorporque, pior porque, # exigidas. As visitas não nao têm tem caráter carater das com os síndicos. Os bombeiros PPl aíttíair, ele atingiu um dos funcionários da punitivo. estão checando ainda as casas de eftipresahigh Play, responsável pelo brinquedofcdo contrário, acertaria em cheio uma das dos surgiu surgiu devido ao crescimento de irregularidades, o condomínio < exigidas. A necessidade de coletar os da- máquinas e os elevadores. Em caso dolido contrario. aeerlaria cm chcio w/.% dos bftrras de lerro que sustenta a armação. populacional na região. Os trabalhos começaram em fevereiro. O para tomar providências. será informado pelos bombeiros. 0 francês franccs Hubert Barthad, um urn dos donos comeqiram 0 da.high Play, reconhece que o high jump "não \ hos fica > 100% firmo na areia". Segundo ele, o m \ 1% fh- Sp3 k tfeta COMOt A NSPEÇÃO NSPECAOjlillH agi dente aconteceu porque uma das peças, puiuonde a corda elástica passa, se destravou f\ O Corpo de Bombeiros está pacidade dos reservatórios de água, devido d«wi ao contato com a areia, permitindo r < iwntei i(tte a cotda se soltasse. "Não montando um banco de dados com o sistema de segurança e as condições de acesso aos terraços dos pré- tinha idéia que informações obtidas através de il üreia pudesse prejudicar o funcionamento consultas aos síndicos e administradores dos prédios. A vistoria não tem caráter punidíos mais elevados. do bloqueador de cordas, Estamos aprendeudo n lidar com este tipo de problema", justific;v Hubert Barthad. Ele disse que é campeão mero de pavimentos, altura do pc condomínios tèm ate junho para A avaliação do GBS inclui: nútivo. Em caso de irregularidades, os dxamaelástica na f rança e criador do ioiô direito de cada andar, população regularizá-las. humano. Parceria fixa e flutuante da área e dos condomínios, condições de acesso dos deneiais, o GBS pretende atualizar Após a vistoria nos prédios resi- O outro sócio da High Play. o; americano Paul Sernick. afirma que sua bombeiros. os dados sobre os shoppings, hospitais, academias e casas noturnas. empresa foi contratada pela Alfia Promoções O GBS também verificará a ca- e Eventos Limitada para explorar os brinquedos. Através da prefeitura, que autorizou a uísialaçáo dos brinquedos além do high jump, cama elástica, minimoto. simulador de aíftv delta e simulador da Nasa, Amabarra denuncia a Alfla ffiouíjmá parceria, há três anos. com a (ibra Social do Rio. Em troca, a empresa leva menores carentes e crianças deficientes físicas etííentais para brincar de graça. Segundo a Coordenação de fiscalização e Licenciamento da prefeitura, a empresa possui,um certificado do Corpo de Bombeiros, além de um laudo técnico da Universidade de São Pauio (USP) c um termo de responsabilidade técnica do Conselho Regional de Engenhliria e Arquitetura (Crea). A parceria se encerra no dia 31 de dezembro. O empresário Alfredo Castro Neves, da Allla Promoções, afirmou " que apresentaria os documentos que wi 55 auzxa cmpsa aaptorltsbrinqucs Uma das cordas que sustenta o high jump sv soltou, o (pie provocou a ipivda de um menino autorizam a empresa explorar o brinquedo, 5 mas nao não entrou em conlato contato com o JB-Barra. vporcm, orém, Hubert Barthad e c Paul Sernick Scrnick ccirona ceiro lanchonetechicocheese,na Cheese, na Avenida Avcnida se machucar nao pa.,sou Americas. gravemente para registrar um afirmam pgfieia que o brinquedo não Botnlxriros, passou responsavel pela das Américas. A empresa anuncia a instalação de mais um higli jump, na Praia no Leme. na, que recebeu de volta os RS 7 pagos pelo püífó rtjta fiscalizacao seguranga dc brinqucdos estc mes. iv-i acidente neste brinquedo?",?ao high questiona Maria- iwwcia do Corpo dc Bombeiros, responsável fiscalização da segurança de a brinquedos «( t r* /* públicos. "Fizemos ainda este mês. ingresso do brinquedo. Os policiais orientaram Mariana a procurar a Subpreleiiura da um teste há dois anos com Revoltada. Mariana Von Halle, mãe de ds>bombeiros na França. Mas estamos disponíveis para a fiscalização no Brasil", diz Hu- (Barra da Tijuca). Mas o registro não pode ser te. para lá, mas a pessoa que me Pedro, tentou registrar queixa na 16* DP Barra e Jacarepaguá para reclamar do aeiden- "Telefonei b rt Há também um outro ioiô humano feito, porque o acidente não causou vitimas montado na Praia de Copacabana e um ter- com lesões. "Será atendeu não se identificou e sequer perguntou que eles vão esperar alguém o meu nome", reclama. aterro ilegal em ilha Um terreno situado na lha da Coroa, na Joatinga, está cresceutio durante a noite. A estranha suspeita foi levantada pela Associação de Moradores e Amigos da Barra (Amabarra). Segundo o diretor da Amabarra Arthur Fraga, a paisagem exibida na seção Dupla exposição, publicada na última edição do JB-Barra, e outras fotos que ele diz possuir "houve demonstram que alteração topográfica" no terreno. "Está claro que estão fazendo um aterro, provavelmente "È à noite", denuncia o diretor. só verificar as condições atuais do terreno e comparar com uma foto antiga para perceber essa mudança", acrescenta. Segundo Arthur Fraga, a Amabarra vai contratar um engenheiro para avaliar e medir o terreno, a fim de entrar com uma denúncia de ocupação ilegal no Ministério Público. O diretor da Amabarra diz que a obra estaria sendo conduzida pela empresa Visa Participações, para erguer um clube náutico. A Amabarra, que não sabe a quem pertence o terreno, pretende reunir provas de que a empresa é responsável pelas obras. Scgundo Arthur, a área é destinada apenas a projetos residenciais. As secretarias municipais de Urbanismo e Meio Ambiente informaram que desconhecem as denúncias. >oate [/ST DSQUE RAÇA em boate academias golpeiam V_> JL Alexandre Durão Durdo / v A briga entre o campeão mundial e panamericano de jiu-jítsu Mareei Ferreira e o PROMOÇÃO DO MÊS fmjà-azul de jiu-jitsu Cássio de Oliveira CROC DOG - 20 kg O R$ 17,90 Affonso de Carvalho, na boate Belas Artes, CROC BABY - 20 kg O R$ 20,00 na. Barra, foi um verdadeiro golpe nas acadetíiias do bairro. Os professores estão ESTR. JACAREPAGUÁ, FREGUESA JARDNS JACAREPAGUÁ preocupados com a possibilidade de alguns alunos abandonarem o esporte, que nos últimosanos ficou relacionado à violência devido à pancadaria promovida por alguns lutadores em estabelecimentos públicos.,,as confusões estão repercutindo muito mal nas academias. Já soube de algumas mães cébproibiram os filhos de lutar jiu-jitsu dedestas brigas", revelou Renan Pitanguy, professor de jiu-jitsu da academia RS, na Barra. Esta foi a terceira briga em boates epvendo lutadores da arte marcial em um mês. As outras duas aconteceram nas pistas de dança da Resumo da Ópera e da Sweet Mòme. ambas na Lagoa. Ele acredita que as brigas são comuns enlre jovens da Zona Sul, porque alguns prolessures não são qualificados para ensinar a marcial. Ele também considera que há os que não possuem autocontrole fora do tatame quando se deparam com uma situação "O adversa. jiu-jítsu é uma luta de defesa ffesoal e nunca de ataque. Muita gente confunde isso, prejudicando quem leva a sério o esporte", disse. Filosofia A academia Rio Sport Center tem cerca de 50 alunos, entre crianças e adultos. Segundo o coordenador acadêmico, Aureliano Carmo, as aulas não estão voltadas para cotjyjetição, o que, segundo ele, não "Não altera a filosofia do jiu-jítsu. temos a intenção de formar competidores. É ridículo comparar uma arte marcial à violência. Um fato isolado não prejudica o esporte". O motivo da briga entre os dois lutadores, no dia 12. foi Débora Carotina Cirino, ex-natnòrada de Mareei e atual namorada de Câsso. Ela já foi pivô de outras desavenças dos kttadores. Mas, desta vez. as intrigas culmifiskffn com uma sessão de sopapos na pista _ as., Artes, que deixou Débora com o aço quebrado e Cássio cheio de hemato- mas Os lutadores ignoraram os princípios da 4úüi, "Qjm-jitsu. que tem como filosofia a defesa pessoal. que significa arte suave, foi desenvôtvuío na índia por monges budistas. O presidente da Confederação Brasileira de Jui- i - DREÇÃO Segurança Segurana de sua Família Familia PROMOÇÃO PHOMOCflOCfllMSDRlpftO caixas de direção Chevette Gol. Voyage. Saveiro Parati ,00 Etcort até ACETAMOS aceitaaostodososcartoesdecredito TODOS OS CARTÕES DE CRÉDTO QjXRRA CU 2**/ uro«(1 +1) - Financiamos em ali 6 x (sob consulta) ifim imfl yvp AMORTECEDORES,, MOLAS mti Opala Opala M ReyCorcel _,.Js 155,00 Oel Rey/Cofcel H5.C0 Passai (82 em diante) 105,00 Passai - 73,00 Ctwelte/Hatch/Sedan Marajó Cheveli c Gol/Voyage 118,00 Gol/Voyage Mon:a Monta "..Santana Escort/G/Ghia Santana "O.OO até Escort/G/Ghia atè Kadett Ex Ma* Air) Kadett (Ex Ma* Air) Uno/Prémío/Eba ale ,00 Uno/Prèmio/Elba ate 88 (diant.)..43,50,x; monro MONROE - NAKATA E ANDA ESTE PRESENTE: COM GARANTA DE FÁBRCA 7 ANOS COLOCAÇAO GRÁTS HOMOCNÉT1CAS dmt*i ""!1 Gol/Voyage/Passat 88,00 Santana atè 90 93,00 Del Rey/Cofcel Fiai ,00 Uno/Prêmio SERVÇOS Monta atè ESPECALZADOS SUSPENSÃO GERAL Mol«> Amoftocwòorw Alinhamento /Ü.*(.v academias saem em defesa desvinciilar violencia PvTj/SrpB d" DimcAj d. J das artes marciais para r desvincidar o jiu-jitsu da violência B de Direção e Belenooemento de tm a 1 *"7 1»/»J Rodas e Moiai MoUit Eipeoieii Eipociaii p/ Cerrai Carroi o/ at {MMPUreW Ar * Condictonedo Condicion«Jo e o Caixa Cix. de d«direçéo. DirM» Kmhh3 tefflkmrsdebpi CMCVtTTt Í3.J0 2.JC HAT MT 1J.OO /7rvCon-/A\ jitsu, Carlos Gracie, que dá da aulas na acade- precursora do esporte no Brasil nos anos 40, HPJ OMU W.50 1«.S0 UNO r.y.i«imm.i«.fjjii/!ffi mia Espaço Espa?o Vital, na Barra, anuncia uma ele nega H rirl /"2> F\ r~3 fiscalizacao condominios que a Barra tenha HCKA 14,03 14,00 COUCUOtlMTtS.CO 44 Anos de Bons Serviços gangues de lutadores. COt PASSAT Q i5c0*t J0 00 fiscalização nas academias e em condomínios "sso não nao existe. O 0 jiu-jítsu jiu-jitsu se difundiu BBfetaJ 4 SÍKT1RA 10,00 300C TfüMA St.00 LOJAS, j[ ( ( n\?v 3 nao MJiV.lii4-> PLARES vj-gllirj 3643 L UvLML-l para verificar a autenticidade dos diplomas muito no bairro, mas não a este ponto. Ao dos professores. De acordo com a lei 2.014, de contrário contrario do que se pensa, a luta tem seu lado phg FLAL Rua Andre Rocha, FABRCA: Av. Suburbana, julho de 1992, as aulas e os treinos só so podem socializante e diminui a agressividade de BK B A4L A ser ministrados por Wfev #45"/U*/ professores federados, quem pratica", afirmou Carlos Gracie. aov xuoo sob a supervisão supemsao de professores de Educação Educa?ao Para que um lutador seja registrado na Física Fisica com registros no MEC. Federação Federao Estadual de Jiu-jítsu Jiu-jitsu e na Confe- "O "0 problema é e que muitos alunos que deraçãó, deraqao. é e preciso atingir o nível nivel máximo maximo da ~ ainda estão estao em fase inicial começam come<?im a dar luta: a faixa preta, conquistada somente de- /t/grmi$i\ AQAA 2AAA aulas para ganhar dinheiro. Queremos impepois de seis a oito anos de dedicação dedicaao ao vouv* J"JUUU di-los, mas não nao temos amparo legal para esporte. Além Alem disso, o lutador é e submetido a JORKAL JOBRáli DO B&Ai&L BEASS. fechar uma academia clandestina", lembrou vários varios testes nas duas entidades para. para, emfim, ammmmmnmamammi Carlos Gracie. Herdeiro da família familia Gracie, se tornar professor de uma academia. L-- tmaaamammmaaammmaaaaaaaaaam

53 JORNAL DO BRASL BARRA QUNTA-FERA. 23 DE MAO DR1<}% Continuação da primeira página Lultiira diversao n Cultura e diversão nas telas e nos i n Complexo de cinemas do Barrashopping e salas do Teatro dos Grandes Atores, no Barra Square, são os prefeiidos, ji. * t-1-1 É bem verdade que faltam opçôcs culturais na região não há museus nem bibliotecas públicas à disposição dos moradores, mas a Barra está muito bem servida de cinemas: há 24 salas. O melhor lugar para prestigiar a sétima arte, segundo os moradores, é o Barrashopping, onde há 10 salas com um total de lugares. Oito dos 14 eleitores preferem o shopping para assistir a filmes, mas quando o assunto é teatro, a opção é outra: o Barra Square, onde funciona o Teatro dos Grandes Atores. "Os cinemas do Barrashopping têm um diferencial importante, que c o som Dolby-Stcreo". diz um entendido no assunto, o músico Kledir Ramil. Delair Dumbrosck, presidente da Câmara Comunitária, é mais prático: "É muito mais cômodo ir ao cinema num shopping, pela praça de alimentação e pelas outras opções", justifica. A modelo Susana Werner tem a mesma opinião. "Sou uma verdadeira raia de slwpping. O meu preferido é o Barrashopping", revela a lourinha de Malhaçào. O São Conrado Fashion Mall, que tem quatro salas, ficou mais uma ve/ com o segundo lugar na preferencia. A cantora Beth Cana- Jho elege o shopping como o melhor da região. regiao. bem hem maisfan- T "- tranqüilo. Posso ficar horas vendo as novidades sem ser incomodada", "Dá comenta. para fugir do movimento, mesmo estando num shopping", elogia Mônica Santoro. Craque na copa e na cozinha é o ex-lateral-esquerdo Júnior, que de Em último lugar na preferência vez em ficaram os cinemas do Casa Shopping, que receberam apenas três vo- quando se arrisca a jogar no time dos mestres-cucas. "Faço um macarrão com muzzarela de búfala tos. O ator André Di Biase foi um e tomates crus que é uma delicia", dos poucos que o indicaram, atribuindo a 3 cscolhii escolha no ao conforto" conforto. * revela o flamenguista, que trouxe a "Evito receita rcccits de Pescara, na tália, onde lugares cheios e apertados", justifica André. jogou de 87 a 89. Apesar de suas idas ao campo culinário não serem A acústica das duas salas do muito freqüentes, Júnior não dispensa um bom prato. Seus restaurantes preferidos são muitos, e ele Teatro dos Grandes Atores cada uma com capacidade para 400 pessoas é elogiada pelo carnavalesco Renato Lage. Ponto para as sócias Cristina Albuquerque e Ecila Mutsemberg, donas do teatro, inaugurado em junho do ano passado. O músico Kledir discorda. Para ele, mais bem planejado é o Metropolitan. O surfista Rico é outro que pre fero-a casa de Ricardo Amaralpara-Cjualquer show. O Pepc. que dispensa maiores apresentações, é citado como o principal point da praia da Barra por seis das 15 estrelas entrevistadas. Apesar da justificativa de Rico para votar na Prainha fé o paraíso dos surfistas", galinhas, rapazes e coroas-cotn-ludo-eni-cinui psmsopf""" preferem mesmo o Pepc. prejeru áua a... *+>**.<?: te g/ - palcos na l égiao Da picardia ao sorvete Se o assunto é pão. a padaria e delicatessen Pão Biruta"é çámpeã."sempre que desejo comprar alguma coisa mais especial-votíu té lá", revela o ator Paulo Betti.» Quando o assunto é sorvete, a Babuska da Olegário Maciel é quase imbativel, e venceu ai enquete quase por unanimidade. O veràq já se foi e o outono já apresenta sinais do inverno, mas não adiantaros sorvetes continuam a ser a vedete do momento por lá. Ainda mais depois da reforma, de dois muses. que a casa recebeu. "Foi trma elei- decidiu dar seu voto a mais de uma casa: a churrascaria Royal Grill, no Casa Shopping, o Azzura, na Sernambetiba, o Kaçuá, em Vargem ção muito justa, nossa qualidade é Grande, e o Ettore. no Condado de mesmo muito boa", se orgulha a Cascais. gerente da loja. Rossana Geiltil Outros dois gourméê do bairro Agora, a Babuska também vende o ator André di Biase e o dramaturgo Domingos de Oliveira 100 gramas e faz entregas a domiei- sorvete a quilo por RS 2.30 cada também preferem o Ettore. o lio.,, que garantiu a vitória da casa de massas. no bairro há 15 anos. "Adoro As fãs que o perdoem, nus.eíiocolate é a única tentação a que o o capeletti in hrodo", comenta Domingos de Oliveira, que não dispen- resistir. Principalmente, se ajáso modelo Beto Simas não consegue sa também as branqubthas da Àcademia da Cachaça da Barra. ka. um dos sabores mais procura- for o sorvete Choc Chip, da. Babus- "A salada de lagostin é divina. Vale a dos entre os 24 da loja. "Ele adora pena experimentar", recomenda o este sorvete, não fica sem ele", Confirma mulher, Ana Paulá. Tcatro dosstor AnSe Hrmasuamulher. Paula. - O Teatro Graiiaes Atoresclassikias Cristina e Ecila.Joi op ator André Di Biase...rquivo Sandra de Souza 1 VJÍj. *:.. b &""" «ôic#**? *<.-«* ~ "». " WBnUitir! - lvijmv*.*m-:>;- *&t«a. *- < rri- tor,. o, /,. l,»,., /"«,*«.»».*.. /- "«:w» Com área de lazer e (luas escolas, o Novo Leblon foi escolhido o melhor condomínio por quatro entrtfluâifos C vm 538 lojas, de: cinemas e 74 restaurantes, o Barrashoppwg se firma como opção de consumo t lazer "Em»T -r i i» condomínios condominios Alfabarra, Athaydetora Beth Carvalho, ex-moradora Barra, Delair Dumbrosck. para os importados. O coronel Ary Novo Leblon é ville, Mandala, Santa Mônica, Monica, de panema e do Leblon, cwisftlera Os números de termos de opções de consumo, que Ellis, subsindico do Condomínio Praia Guinle e c Atlântico Atlantico Sul. ainda tranqüilos os bairros onde é o um megasliopping que procuro quando vou a um "o Novo Leblon, acha que Paes sonho de moradia O 0 bairro de panema, panema. o mais morou. Mas nada que se compare shopping, não há outro igual", diz Mendonça tem mais infra-estrutura". Já o carnavalesco Renato La- Uma pequena cidade com sete cobiçado fora daqui, receberia novos moradores se a Barra não exis- tranqüilidade. Mônica Santorò vê ao Joá, onde desfruta de aitukmais O maior centro comercial da Rico de Souza, veterano do surfe, América Latina, o Barrashopping. que, porém, ressalva: "quando quero fugir do crowd, vou ao Fashion Mocidade, aponta como vantagem drados, oito prédios com ge, campeão no último carnaval da mil habitantes, 600 mil metros quatisse. No quesito off-barra, ganhou em panema o que sente falta na une conforto, segurança, lazer e, cinco indicações. O mais surpreendente é o fato de ser um lugar tão Visconde de Pirajá". "as Barra: vitrines das calcadas- da principalmente, muitas opções de Mall". O shopping de São Conrado "È apartamentos, 170 casas, cinco a localização. o mais próximo compras. Em seus 162 mil metros foi o segundo colocado na enquete, ruas, duas escolas, uma igreja e diferente daqui. panema tem uma área bem menor Apesar da vitoria do bairro mais quadrados, reúne 538 lojas. 28 apontado como o melhor por seis muitas áreas de lazer, ginásio co- 1,68 quilômetro Rio em panema, quiosques, dez cinemas, um teatro e 74 restaurantes. Para receber os consumidores, são vagas no estacionamento, agora cortado pelos trilhos do numorail. Tantos mimeros fizeram do Barrashopping o campeão da eleição conduzida pelo JB-Barru: foi escolhido por sete dos 14 eleitores. Assim como o Paes Mendonça, que recebeu seis votos, entrou na lista das melhores opções de consumo da região. "O Barrashopping è, sem dúvida, o mais bem estruturado. Tem até Centro Médico", defende o presidente da Câmara Comunitária da pessoas. O carnavalesco Renato Lage também gosta do Fashion Mall. mas lembra que trata-se de um shopping "pequenininho, com preços gigantes". Ele ficou mesmo en- re o Barrashopping e o Via Parque. O primeiro, devido ao grande número de opções. O segundo, devido ao projeto arquitetônico. Entre os hipermercados, o mais festejado foi o Paes Mendonça. O decorador emergente Éder Meneghine assegura que "lá estão os produtol mais atuais", com destaque de minha casa", explica. Para Ana Paula Sang. mulher do mestre de capoeira Beto Simas, o que torna o Paes Mendonça ainda mais atraente são os carrinhos de "É compras para as crianças. uma garantia de tranqüilidade", justifica. Em segundo lugar na votação, com quatro indicações, ficou o Carrefour, o preferido, por exempio, da modelo Mônica Santoro, ex-mulher de Romário. "Já conheço a disposição dos produtos nas prateleiras, por isso vou sempre lá", diz. berto, parque aquático, bosque, arena, quadras de esportes... Este é o rápido perfil que se pode traçar do Novo Leblon, eleito melhor representante dos grandes condomínios da Barra. O Novo Leblon recebeu quatro votos: da modelo Susana Werner, do ex-jogador de futebol Júnior, do surfista Rico e do coronel Ary Ellis, subsindico do condomínio. Esta foi á única pergunta da enquete que teve resposta induzida: os entrevis- quadrado, contra os 175,67 quilõmetros quadrados da Barra e uma população bem mais concentrada 50 mil moradores, contra os 135 mil habitantes da Barra. Mas, outro índice aproxima os dois polêmico do surgiram as tangas masenliinis\ o fopless e os apitaços, uma pequena legião de ex-tijucanos fez questão de marcar presença. "Vò. Htcho. tenho saudade da Tijtica da mm ha infância", disse o tremendão Eras- "Servi bairros: a renda média do ipanemense é de 17,8 salários mínimos, e Exército, que fica na Tijucà",íéinmo Carlos. na PolfCiá do a da Barra é de 18,1 salários. bra, saudoso, o coronel Ary Ellís. O A modelo e atriz Susana Werner considera panema "um cantor Kledir deu o voto mais original: escolheu o Centro. Ti.ttma bairro muito legal", apesar de ressaltar temporada recentemente no Teatro tados fizeram suas escolhas a que não o trocaria pela Barra. Rival e fiquei muito encantado partir pelo de uma lista incluia tambem Aliás, Alias, um comentário comentano geral. gtrai. t\ A can- urn- bairro", que incluía também os wi«o justifica. )-liu 11 Li Verflnica.Relxolo VefOnica Pelxolo Senac constrói nova sede La Ayrt O Centro Tecnológico do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) começou a ser construído na Barra. 0 terreno de 87 mil metros quadrados foi negociado com a prefeitura através de permuta de imóveis. O complexo vai ocupar um espaço de 18 mil metros quadrados de área construida para instalar os centros de produçào gráfica, visual e de softwares educativos. Para lá, também será transferida a diretoria do Departamento Nacional e os 300 funcionarios que hoje ocupam um prédio de sete andares em Botafogo. Prevista para terminar em 1998, a obra está avaliada em RS 18 milhões. Serão construídas salas de treinamento pedagógico, auditório, hiblioteca, centro de produção de v deo e uma ampla área de lazer, incluindo piscina, quadra de esporte e restaurante. A Diretoria de Formação Profissional, que coordena os núcleos de treinamento regionais espalhados pelo pais. ambém será levada para o novo centro, que está sendo erguido na Avenida Ayrton Senna, junto á sede da Subprefeitura da Barra e Jacarepaguà. "Apesar de o Senac ser destinado ao ensino de nivel secundário e às atividades de comércio e serviços, precisamos evoluir. Caso contrário, estaremos investindo num aprendizado ultrapassado, sem competitividade no mercado", avalia a professora Léa Maria de Castro, diretora de Formação Profissional. "Esse projeto é um avanço de 20 anos", completa José Waldyr Sobrino, diretor de Finanças. Segundo Waldyr Sobrino, os recursos para a construção do complexo foram gerados da própria receita do Senac. Criada há 50 anos, a entidade è mantida pelas empresas de comércio e serviços, que contnbuem com 1% da folha de pagamento. O Senac oferece cursos de administração e gerência, escritorio. vendas, informática, hotelaria, turismo, saúde, higiene e beleza e artesanato. Apesar de vasto, o terreno dado pela prefeitura tem um inconveniente. O Rio Grande, que passa ao lado do terreno, foi o causador da devastação da Favela Novo Horizonte, na altura da Cidade de Deus. durante as enchentes de fevereiro. Q Seme, abrigard ion produt;ao grajica. a. visual e de softwares O complexo do Senac, na Av. Ayrton Senna, abrigará um centro de produção gráfh

54 J QUNTA-FERA, QUNTA-FE1RA, 23 DEMAO DE 1996 BARRA JORNAL DO BRASL BARRA.Jornais comunitários comunitarios se multiplicam na B Jornais ~ru ~m Bairro reúne reune mais de y 0 <v;30 publicações, publicagoes, algumas Entrega de feitas artesanalmente a&euia lb Terranova TACiO TACK) PBTRK PETRK W porta em porta K tnoradores,,n"otai Com seus 150 mil moradores, a Barra N 1 -v wwfe*. H&$,1 Nanico ou alternativo é como se costuma apelidar os tern tres velculos #àtr >A A c* tem mais de três dezenas de veículos de. Me- /""«fiíni V\\Td(fV pequenos jornais, de j iconiunica?ao, m-jgi» j tcomunicação, entre jornais e revistas, pos- V jl fll Clw*-r(.2;.* W» ísã«"3s. rrftkm, < **«circulação restrita e elaborados por >< \k Cj> -"«ivelmente, M rsivelmente, recordc um recorde carioca. E isso sem, JmL %- irfffw.: V Jb.M ft V. S* poucos profissionais. A Barra está cheia contar eontar com as publicações pub!ica?5cs elaboradas claboradas jjilos condomínios J. Nosso Jornal, que ape- pe-/g \, -\r> de exemplos, mas nenhum deles como o casos do Novo Leblon e do Mandala, plural, só tem um dosar do possessivo no -u.por exemplo. no: o administrador de A maioria não se- empresas, economista, gue padrões editoriais Clk rígidos, mas faz o advogado e professor i, de Educação Física Ricardo Labbat. bairro ter vida pró- pria. valorizando seus i cersonagens u,personagens erases casos Apesar de todos os.e-spocificos. "Eles íwo-spocíficos. Lies iv:jlk.,,*,!-w H atributos, ele diz atendem /jjl.v-v:.- J/!HH H V que a grupos de $. sempre optou por trabalhar com televisão. v -moradores, associa- V* WW&M ~; i «;.j?oes.eomerciaiseclu-.çòes comerciais e clu- "a ><?bes-como "bes,wp Além de dono do itani- Rotary ou &.,;, <.. co. é também editor, redator, repórter, -" Lions, Lions. e isso é e uma coisa muito importai»- / />-. ** m!&t im jgj fotógrafo, diagramador. arte-finalista, w«k>", "te", comenta a assessora de comunicação comunicagao Hi mx, - social da Subprefeitura subprefeitura da Barra e Jacarépaguá. pagua. Marcia Márcia Lins, uma das principais v 111?..V.; Jacare- gerente comercial e de distribuição do jhk, resistente órgão da imprensa da Barra. wfomes Hst!! Mesmo sendo um jornal de oposição, das publicações. (" r"-,."para "Para merece elogios até dos desafetos. "Mies divulgarmos as pequenas intervenções, veikoes, esses jornais sao fundamentais, papel deles, e nunca a estão fazendo o " oposição é sistemática", diz Márcia sao nao espao "ybriialocs pois são obras que não teriam espaço nos ""Jòriiatòes", Lins, assessora de comunicação social diz Márcia. Marcia. Com distribuição distribuigao de porta em porta e, em geral, gratuitos, gratuitos. os... da subprefeitura,... que volta e meia rccebe uma jornais têm publico garantido. Sustentamse de,anúncios de pequenos comerciantes, jornal é apenas um blóide. "6 um jornal combativo, procu- "O queixa nas oito páginas do ta- da lha da Gigóia, Dalton Barreto. Feito hobby, Paula Souza, no mês passado. ro resguardar a ética e a moral ou são financiados pelas associações locais. artesanalmente mas é a forma que a r O número de publicações cresceu tanto páginas impressas no que Outra revista, a Cidade da Barra, é editada em parceria com a Acibarra. No nü- Uma edição inteira já foi roubada, sociedade já perdeu há muito tempo. que computador reproduzidas em xerox. o eu encontrei para participar está sendo criada uma Associação de mprensa 110 bairro, que teve suas primeiras que se ofereceu para o serviço, a adv ogada política na mero de abril, trazia um perfil de Túlio e quando fiz uma denúncia sobre as cons-* jornal é organizado por uma moradora ativamente da reportagem de capa sobre a Miss Brasil de trutoras que atuam na região". Mistenta reuniões na sede da Associação Comercial Márcia Rosa Teixeira. Os assuntos são Barra." 58. Adalgisa Colombo. Ricardo. e ndustrial da Barra (Acibarra). em marvariados: desde a regularização das embarcações que fazem o trajeto para a ilha ate Éder Meneglune, um dos maiores repre- tem uma tiragem de 30 mil exemplares, Ricardo Labbat, do Nosso Jornal Segundo Ricardo, o Nosso Jornal Ço. um modelo de vestido, que o próprio Dalton que é estilista desenha. nas nas fotos das colunas sociais, m;is tam- sempre aos sabados. "Eu coloco embaisentantes desta sociedade, aparece não ape- apesar de ter apenas 750 assinantes. Sai Alguns dos jornais chegam a ter impressão colorida, como a Folha da Barra, criada ano passado, e o Jornal Barra em Dcs- A Acibarra também tem seu jornal/inho, o Jornal da Acibarra, editado por Vendida a RS é voltada para o publimas delas. Um agente duplo no jornalismo. já esta na casa dela. e vai pelo menos traz cupons de desconto para o clientes. bem é o responsável pela elaboração de alguxo das portas, e sc a pessoa não gostar, laqê, que já está em sua edição número Liana Gomes. Sem fins lucrativos, tem co feminino, e metade de sua arrecadação "O verdadeiro colunável não deve ser colunista", diz Èder. revelando uma contradição, "O olhar", diz Ricardo, revelando sua estratégiá de distribuição, algo inédito sexto ano de funcionamento. Uma uma tiragem de 20 mil exemplares mensais, sera revertida à subprefeitura. desvantagem é a periodicidade mensal, o "Ü há cinco anos. a voz dos empresários e Fazer doações de parte da renda não que esfria muitas noticias. comerciantes da região", diz Liana. chega a ser novidade. O Jornal Barra erfi que ele resolve da seguinte forma: "das seis jornal e apenas um liohby. mas è a forma que encontrei de participar ativamente da política na Barra", diz. "Marcar assembléias e levar as decisões Também há revistas cumprindo as tarefas informativas. A A comece Rio foi lança- promoveu o Concurso Garota da Barra 96, com pseudônimo". Sua amiga Vera Loyola, Destaque, editado pelo Rotary Club. colunas que eu faço, quatro são assinadas "Não que ao conhecimento de todos ficou muito participo de associações porque vou acabar mais fácil com a criação do Laguna", conta da semana passada pelo hipermercado destinou parte dos lucros do evento á Sociedadc de Amigos do Hospital Raphael de Light, no jornal Barra Brasil. partidários ou pu.wsaquisiito\ outra colunável-colunista, assina a l-vrv me vinculando: ou compromissos político- o presidente da Associação de Moradores Paes Mendonça e, além das reportagens. diz. i Público do Met disputa entrada com cambistas m í: A venda dos ingressos para assistir ao -Rei Roberto Carlos não se limita às bilhe-. terias do Metropolitan, onde o cantor se...apresenta até domingo. Muitas pessoas >>. que tentaram comprar, na semana passada. uma entrada para o sliow Amor acusaram os bilheteiros da casa de espetácurlos de vender ingressos em grande quantidade para cambistas. A reclamação é ainda mais grave. Scguranças do Via Parque notariam facilitando a venda paralela, e os ingressos chegam a custar quatro vezes mais: os de R$ 25, por exemplo, valem RS, JÓO nas mãos de cambistas. A direção do.metropolitan nega o envolvimento de se- gufanças com cambistas. Uma senhora, que preferiu não se, identificar, viu um paraplégico comprar, wirios ingressos em uma bilheteria que não estava destinada á venda dos ingres- sos para o show de Roberto Carlos. "Ele comprou com a ajuda de um segurança do shopping. Eu e outras pessoas da fila "reclamamos com outros seguranças e " Jcom o pessoal de apoio da casa, mas nada adiantou", afirmou; Ela acrescentou que um homem negro, em um alinhado terno, lambem contou com a colaboração de Sôguranças para adquirir ingressos. igggq gerente de Marketing do Via Par- - -que, Mareio Araújo, não acredita que os "-"guranças sejam coniventes com os cara-,-tító>tas.;."eles sabem que seriam demitidos!,. se, fizessem isso", afirmou. Márcio, no entanto, não esconde que os cambistas 2 "jttuam no shopping, e entre eles. há policiais. 4-Ficamos numa situação muito di- kil. O máximo que podemos fazer é a -retiraros cambistas de dentro do shopttping. Mas. para prendê-los, só a policia. Mwia&mo muitos deles são policiais, fica difi- nlcombaté-los". argumentou. Barralerta faz projeto paia evitar enchente Se depender do interesse do grupo Barralerta, o pesadelo dos moradores da Baixada de Jacaré paguá em relação ás enchentes, inundações e desmoronamentos provocados pelas chuvas de verão pode ter chegado ao fim. Esta semana, a instituição enviou a órgáos públicos municipais o projeto de Rejhh rcsiamcnio. Conservação de Solos e Dragagem dos Rios da Cidade que, se seguido à risca, promete acabar de vez com os problemas provocados pelas chuvas de verão. O projeto de autoria do engenheiro agrônomo Antônio Dias Lopes, conselheiro do Barralerta aponta para a necessidade de um levantamento das áreas devastadas dos morros e encostas que margeiam os rios da região. Um programa de reflorestamento, aliado enfrenta", revela Delair, acrescentando Jacarepaguá, serão cerca de 700 mil ouvintes em potencial", à dragagem de rios e canais e ao revestimento das margens com plantas que fixam o que deseja fazer da rádio uma central de "Penso "a afirma. estágios. em criar um Para Delair. rádio será a cara da programa solo para evitar a erosão, seria uma das de estágio, no Barra e estará à disposição de todos". qual os estudantes de Comunicação Social do bairro possam ser os proposta da participação medidas adotadas. Prova disto é a O Canal de Semambetiba, que deságua de bandas musicais amadoras do bairro responsáveis pela execução das reportagens, da locução, entre outras coisas", mente dragado. Segundo o engenheiro "Pretendemos no Pontal, também precisaria ser urgente- na programação. dar apoio não apenas a essas bandas, divulgando os trabalhos, mas também aos diz. agrônomo, este canal tem mais de cinco "Como quilômetros de extensão e hoje esta totalmente assoreado e tomado de plantas aquámente comunitário e não está aberta ao Ja está quase tudo pronto para a inau- a rádio é de caráter estrita- eventos culturais locais", diz Delair. ticas. mercado publicitário, a ajuda de alguns guração da Rádio Rio Barra, marcada Ainda segundo o estudo, é preciso estabelecer uma lei que só permita construções setores da sociedade será fundamental para o dia 3 de junho. A partir desta data. já será possível sintonizar o sinal para mantê-la em atividade", conta Delair, que não poupa elogios à empresa FM no dial e curtir a programação, apecia de 15 metros. O estudo também reco- nas bordas dos rios a partir de uma distân- K-Tel, gravadora de discos inglesa, responsável pela implantação da rádio. Oti- perio- barragens ou diques nos rios, a fim de sar da grade ainda não estar completamente definida. Somente após um menda uma análise para a construção de mista, o do de 90 dias, tempo em que a rádio presidente da Câmara Comunitária não se deixa amedrontar com o estará operando em fase experimental pa- Como o reflorestamento e a dragagem quebrar a força das enxurradas. futuro financeiro da rádio, ra testar seu sinal, é que os locutores e as que segundo dos rios exigem grandes investimentos, o ele estará vinculado à receptividade dos equipes de reportagem começarão a trabalhar. biilhar. Até Ate lá la os ouvintes só so poderao Cesar colocao orga- Barralerta está pleiteando junto ao prefeito moradores. "Se considerarmos toda a região, que abrange desde São Conrado até acompanhar a programação musical. mento municipal de a fim de viabilizar sua implantação. i ate programa?ao poderão César Maia a colocação do projeto no orça- implantaao. No ar, a nova voz do bairro Voltada para temas da região. Rádio Rio Barra estréia em junho m dez dias, será lançada a mais JL_/ nova estação de rádio do bairro, idealizada pela Câmara Comunitária da Barra. Apesar de não ser a primeira, a proposta da Rádio Rio Barra e inovado ra. Com uma programação musical diversificada e dirigida a ouvintes de todas as idades, vai funcionar na faixa FM e servir como mais um canal para as reivindicaçòes da "A população. Rádio tem como objetivo principal dar voz aos problemas que afiigem os moradores da região", explica Delair Dumbrosck, presidente da Câmara Comunitária, que este mês comemora quatro anos de funcionamento. "Faremos uma cobertura completa, com Jlashes diários, dos problemas que a comunidade SEKU5T ssr SAfNT-GOBANMi jgr% m f JANCUXS PARAKOMBS :..:ft.-i;-v. JANELAS LATERAS \ W CAHVDRO R a VAv. Nelson Cardoso, Taquara - Jacarepaguá Jacarepagu

55 . g Ol NTA.PRA DEMSOjDE A) JORNALfDO lirasl BARRA QUN QU1NTA-FKUA. A-l 23 DR MAO DF. 19% BRAS BARRA Nelson Peres Sapateadores se exibem em festival no Barra Square ADRANA MORERA T7 red Astaire. Ginger Rogers jt e Gene Kelly iriam adorar. Sapateadores do Rio e de São nhas no palco. O evento inclui mostras de videos e shows de sapateado. No Brasil, a coreógrafa Stella Antunes, da Orquestra Brasileira de Sapateado, se encarregou por três anos de promover a Sapateata um bem-humorado desfile de sapateadores pela orla do Rio. Mas, este ano, Stella está á frente do musical Heleno Um liometn chamado Gilda, em cartaz se dedica ao sapateado, inspirado por musicais americanos como Cantando tia Chuva, com Gene Kelly, e O Picplino, com Fred Astaire e Ginger Rogers. A paixão foi tanta que Cláudio montou, em agosto do ano passado, sua própria companliia. A Sò de Sapato 6 formada por alunos da Escola de Dança Paulo estarão juntos no Tup Fmcoiitro uni festival de sapateado que reunirá companhias pro- no Teatro Delfim, no Humaitá. e bailarinos, entre eles sua irmã Corpo Livre, na Barra. São sete fissionais e amadoras nos próximos dias 28 e 29, na Sala Verme- data passar. namorada Sylvia Galhardo. 28 Cláudio Figueira não deixou a Carmem Figueira, 28 anos. e a lha do Teatro dos Grandes Atores, no Barra Square. "Sera O Tap Encontro vai além das anos. "Começei a dançar cjling um grande intercâmbio festividades do Dia lnternacional do Sapateado. No conta Sylvia. uma terapia. do criança e não parei mais", de técnicas e estilos entre os bailarinos e "H palco, cinco companhias Unia forma de até mesmo melhorar o entrosamento com as profissionais uma oportunidade de se conheccr um pouco mais da dança, dão o toque especial ao evento: prevê o bailarino c pessoas", diz. Orquestra Brasileira de Sapateado; Cia. Brasileira de Sapato Como se não bastasse, Claú- produtor Cláudio Figueira, 30 anos. que promove o evento. Vatá. de Valéria Pinheiro: Onomatopés, de Amália Machado; dio tornou-se produtor de seus Além de proporcionar um espetáculo ao til famttam, o stiper-lwròi sapa- espetáculos, como a peça infan- público, o Tup Euconlro comemora o Dia nterna- Luiz Baldijâo: e Só de Sapato - Grandes Atores. E para os que Luiz Tap Company, do paulista teiulor, em carta/ no Teatro dos cional do Sapateado, que acontece no dia 25 de maio. data do Cia. de Dança, de Cláudio Figueira. Mais dez grupos amado- Tap Em outro e quiserem se tor- se empolgarem com os sliows do..y... nascimento de um ds dos maiores maior L. nasapra J* precursores do estilo: cstiio. o araerica- rcs, formados por alunos de acadeniias. tieniias. completam a festa. nao e dificil. nar sapateadores, Cláudio diz americano Bill Bojangle. que populari- "Sapatear "0 que a tarefa não é difícil. "O L zoubi a dança dan?"8cm,msisade em musicais de é o RW4 0 máximo. mwm\a A intenção é de divulgar a dança, primeira aula. Não è como o No exterior, os sapateadores ainda pouco poueo praticada no Bra- lira- bale balé clássico, classico. que exige um stu- estu- in" *"" aluno aprende >4$." a dançar.j*:" já * JP na f tengao e dtvulgar danva, pnmeira Nao e Hollywood. J 9 e dosfavoritos eampeonaumque reunira oulros condomtnios nao não se limitam a xitcr bailjst. s chapt- clmpisil".. diz Cláudio, Claudio. que há ha 18 anos do mais longo",. garátíte. garante. O time do Mandala ~è um no campeonato! reunirá jogadores de outros quatro condomínios i Sandra de SoUra Sour* campeonato Campeonato reúne reune feras g* do hóquei hoquei sobre ps patins 1 Jk ll qou a ganhar a simpatia da garota- tusiasraado. Outra revehujao dessa Mucr. trlu(a c a!vc --, "" < 111ilpT J da depois que a TV por assinatura nova salra do craques e Leandro»»« Claudio Carman levarao So Dun<a festival passou a transmitir os campeonatos Paredes, 12 anos, que treina desde o do Manuaia; Ki.o iiwo morau Cláudio, Silvia (E) e Carmem levarão a Só de Sapato Cia. de Dança ao festiva! do Barra Square "As intcrnacionais. pessoas foram ano passado na Barra. res>- 0 telcne c 43iM 11L ukseak, ; { T1) mia m % DANÇA AFRO DANÇA CGANA % DANÇA ESPANHOLA DANÇA NDANA "TDÃNÇA SRAEL! f DANÇA JAPONESA % DANÇA DO VENTRE % DANÇA RUSSA MTMOS CAR1BENHOS SAPATEADO *TANGO j: SfajT Soo m m2 de dta com mois de 40 services Turrrus para crianças f adultos, Tuxnia np«lil de clássico imeiantrs 1 e micrmalunos. r reportai espanhol que se implantoram oferecer o melhor Qtendimento. Gaia: V-/t* *,vv«te!.: poro i \ (021) i 1939 Hi?01 (lm espago movimcntos mundo. Av. < v das Américas, 3939 Bi 2 Cob. 301 ~~Qj Um espaço para os movimentos do Shopping sbpianaja Esplanada da Barra B?rra SistemQ Holter 24 hs PrOVQ de FuflCQO i CirurgiQ Geral Cardiologia Respiratoria : \ 11 T XT CirurgiQPpl6sticQP Neurocirurgia ndocrinologiq P P mm? CirurgiQ Toroxica OngiologiQ jjs trja E AQV1 : RESTAURANTE restaurante Ultro-sonogrofio WANKELON>jiL CirurgiQ Psscoo Hsfnodiolisc) l ntinittlt 117 i Agora na Barra com: * Ginecol 9i M mer9encio Clinico Ortopedio Cozinha Chineza - Grill Oriental Variados Pratos V V U A A k \ brasileiros e Massas *0bstetnao Preço: 14,00 Crianças alé 5 anos não &Qmes pagam i] Crianças ale 7 anos 7,00 ill iim i n l\ rl? U V Ullli uilli l * PWno PotologiQawn Pneumobgia Música ao vivo de 5 a sábado a partir das 20 horas. Entrega Entrcga Rapida Rápida PRMERiSSMA PRMERÍSSMA QUALOAOE QUALDADE ENTREGANDO A DOMCÍLO D0M1CL0 URONCB # xqfties Radi0l6giC0S PrOCtologiQ Rua: Gildasio Amado, 55 - Loja 01 Alemoo - em (rabnhaa{5on s Cn urol<k5kr Em frente ao Posto do Alemão Barra Receba sua casa o melhor da cozinha japonesa. i f CndoscopiQ DigsstivQ (RetossigmoidoscopiQ) 0 SUSHNAKA da Barra J agora agora também tambem faz entrega a domicílio. domicflio..p*: Jos6 Corios UncH 0 ClfllCQ MsdiCQ UretOQStOSCOpiQ i Todos os dias das 11:30 às 24 horas..barra SHOPPNG - Praça Gourrr.at SM ecocordiogromq Uni 6STfifiDfi DOS O Gastroenterologia Tel.: j gpf 5 Promoção a Domicílio iwtm SSs :S l=i Fft6GU6Slfl - PflBX Desconto de W% n:> apresentação diste anúncio. Promoção válida vonutitc pai a fnlrcg» a donifcího. ] j

56 SBHSBSjHSíi A LOJA DO BRASL >1 Gobre-ieito com estampas sortidas, Disney - Karsten $Éf infantil 35,001 Í cada Edredom - Altenburg casal 49,00 solteiro Edredom Mlnníe Ç Artex infantil 45,00 cada idjedom Mickey. Artex M Cobre-teito Lepper infantil 25,00 cadflt > Ví, COMPRAS E PAGOU 0 ill Garantimos a 0 unldades quantidade minima de 10 unidades por loja, em todos os produtos anunciados. J MM j Promoção v.vkv)?v0w6 Apó& etfá tkct & n w«*k*v* wmn «>js pfctt» nomvw N&*vtfwnK»f * * * r de Sfcfope. A Tr aoík.41 O ítief*a O mparcu. Dôriodo Wgrôèae» O flaw) At*«to < ai p»««4ki Pttwra* *** «J;;. _ r*k,w.v*r**tx*. *»* «. r

57 */&#wl KiiíSilllí Edredom *Artéx?;i;*&&: ;jjt3 ji» <ÊÈfàm B Edredom - Dlvlrial casal 49,00 solteiro 3900 cada a\ Edredom - Divinal casal 49,00 solteiro 39,00 cada Edredom - Altenburg casal 49,00 solteiro 39,00 \*. cada solteiro

58 (MwfiKrWTirriQ /??r?\nr\qma??rt\nnoaia3 casas > bahia HraSMSpMi! ímm bania ibüaécj immo W i 1!W: WMkMWMy, kfflfc 1; MMMfl DA DA Ml/ J/" 2s 29 J pagamento pagomento DA pagamento DA «t_ j «J* gs&wm jj; gk5 49 pagamento DA L-M Ou Você Voce compra em até trie 16 pagamentos pogamenlos (1+15), [1+15/, }\ >,] 8 A 18 P( A 8 lepagamento 1-pagamento no ah ato da compra e os demais a cada caaa li! 30 dias após apos a compra a juros baixo. te MSsdi-. BjgSjjT SYSTEM system GRADENTE gradiente ROXY roxy 42 4? TV PHLCO 14" EM :»{ Hj COM COM DUPLO DECK E RACK SONY CORES PC-1444 f«h H ribql t HHH Equali/ador (jtâlico gnwco rt<? do 3 taixas, laiias. saída soxfcl lono rnti wurniurtr isalli lii HijM BEZSi 0vi4"t <1 ouvido. enlrnda para looo COM VHF/UHF do,,illm 1} BBS!?, BJ33 1C0PK>» ouvido, entrada E auxiliar para CD.TV cd.tv o VÍDEO. video, AM,FM am/fm < UiMnt 100 :M ">"*" pwrn* CONTROLE REMOTO PHLCO U Bjt slíroo. caixas acústicas Ouiint 100 p«ça«bass RER.EX RS 369,00 avista JHS"W,e",aSaCU3BCaS R% 256,00 ik OU ENTRADA RS 36, JM AVJSTA VET mj?i58bntf 15i RS 36,60 MENSAS OU ENTRADA TV KREY 14" EM CORES TOTAL A PRAZO: ns Hi 5g " KTV-1414 f«vfi EMSXiyfl COM VHF/UHF RS 25,40 25,40 SSfiBSwlirl x ii ll lli 15i 2 fy. $() nnfrr-iw E CONTROLE OU 4. RS 92,25 REMOTO + 15* RS mensais sem acréscimo mtrrr-t,!,ivtbwa RS 309,00 A vista MENSAS mensais sktmb apwprfyjjwjyssb OU 4» MENSAS SEM ACRÉSCMO TOTAL total A a PRAZO: prazo: Bk TV PHLCO 20" EM J 1PAGAMENTO OA07-0&96 R$ RS 77,25 RS j" " - f;!j V CORES PC-2044? PAGAMENTO OW RS 7725 OU 4i RS tvifilr>11ilj?iifli 64,00 COM VHF/UHF E pbiiiffibsbaic77 3>PAGAMEfíTOOA07<&9G RS 775 J MENSAS mensais 1 CONTROLE REMOTO 4 PAGAfiOíTO DA 07-0M6 RS 77,25 SEM ACRÉSCMO ACR SCMO Ouíml 100p*ç»t TOTAL: RS309.00;Jfflffl8j«Ouant Qviii 100 too p«(u $>%*» d.t>tcf>]jjlb:j[viiwml SYSTEM SONY LBT-46W ahghm.,f nwcaoucm PH/LCO OU ENTRADA RS 30,60 tttrm raw r-mroci COM DUPLO DECK. J RS avista +15xRS 30,60 MENSAS CONTROLE REMOTO E RACK ou entrada rs 42,50 TOTAL A PRAZO: gradiente RS RS 417,00 AVSTA +15. rs 42,50 Ouaxi LKuwil 100 too OU 4«MENSAS MENSAS p* pm SEM ACRESCWa 14 PAGAMENTO TOTAL A PRAZO: 0A RS 680,00 disc DSC LASER laser Rs 104,25 jppmpgpiu 0U4XRS MENSAS SEM GRADENTE? PAGAMENTO 0A RS 104,25 ACRÉSCMO CDP CDcontr<ole AT-3 COM y PAGAMENTO DA 07-CM6 fts l04jl5 CONTROLE * PAGAMEWTODA070Me RS 04J25 REMOTO remoto TOTAL: RS 417,00 PHLCO RS 240,00 Avista ou cxjentrada entoada rs23,80 OU CNTRAOA RS 41,30 n*axui oji teincaicnuma + 15i RS 23,80 mensais total a PRAZO: prazo: rs 380,80 i»15»rs 941,30 m 11 JFyWf1 MENSAS! Qujwi» 100 {><** TV KREY 20" EM CORES KTV-2020 COM VHF/UHF OU 4i RS 60,00 MENSAS SEM ACRÉSCMO ACRSCtMO TOTAL A PRAZO: 9nSlH3l3HNi3l!V RS 660,80 E CONTROLE REMOTO RS TV PHLCO 379,00 À vista 21" ou 4* mensais sem acréscimo pkmms COM mm CASAS BAHA M1N0-UMA tltim EM CORES 1PAGA*»TO D»07««6 PC-2142/44 Ri9i75 Quant 100 poça* m ypagaxínrootó Quant 100 COM VHF/UHF RS 94,75 paça* 3- PAGAMENTO E CONTROLE OA 07<B06 rs TV BAYSONC P PAGAMENTO DWQ7-0M6 REMOTO RS 94,75 17" PRETO SYSTEM TOTAL: RS E BRANCO Bp\fl797 LENOXX CADA: RJ 447,00 A VSTA OU ENTRADA RS 37,60 1 Ou 4* «NSAB PV-1797 CB-520 COM STMACHÉBCa»?SxRS 37,60 MENSAS COM VHF/UHF DUPLO DECK 1SPAGAMENTO DA M «RS 156,00 RS 111,75. TOTAL A PRAZO: RS 601,60 J ÀVBTA 2"?PAGAMe4T0OA PAGAMENTO OU ENTOADA RS 156,00 DA RJ FQ 111,75 Jk, «E?W 3»PAGAMBnODA07-0M8 PAGAMENTO RS 15,50 AVSTA 07-0M6 RS 111,75 1C n«f Z in... 4» 4s PAGAMENTO DA OM6 0/-09fl6 RS RS 111,75 V 15,50 MENSAS MENSAS OU ENTOADA yi\ +15RS RS 15,50 TOTAL:RS447,00 ±-Jimp totalawoh$248,00 TOTAL A PRAZO: HS +15»RS 15,50 MENSAS OU ouentoaoar$44,30 ENTRADA fís44,30*1sxttt *15*r»44,30 MENSAS mensais ou OU 4i 4. RS rs 39,00 3zJf(Mf MENSAS mensajs TOTAL A PRAZO: RS 248,00 TOTAL total A a PRAZO: prazo: R$ r$ 708,80 sem SEM ACRÉSCMO ACRfesawo OU 4«RS 39,00 MENSAS SEM ACRÉSCMO CTl imblei,, "7 SYSTEM KlStP PRECSON VÍDEO CASSETE B.»B B-g rmillilillfc Quani Quant gtfflmhell ; :, inwammmgtsk PS-904 COM DUPLO,o 100 p«ça«w SYMPHONC,«.-. -JiJBfBSsBiM DECK, DSC LASER VCR CB-201 E CONTROLE REMOTO Quant 100 (Hn, ni SS5B < COM CONTROLE REMOTO RS 327,00 AVSTA Quant 100 paças RS 330,00 AVSTA OU ENTOADA RS 32,40 OU ENTRADA RS i RS 32,40 MENSAS TOTAL A PRAZO: RS 518,40 VÍDEO CASSETE CCEVCR 88X COM CONTROLE REMOTO RS 399,00 Á VSTA OU ENTRADA RS 39,50 +15* RS 39,50 MENSAS TOTAL A PRAZO: RS 632,00 OU 4xRS 99,75 MENSAS SEM ACRÉSCMO TV SEMVOX PRETO E BRANCO TS-5" PP-3 COM RÁDO AM/FM RS 120,00 AVSTA ANTENA PARABÓLCA SANTA RTA 170 COM RECEPTOR MANUAL RS 429,00 A vista OU 4x MENSAS SEM ACRÉSCMO 1* PAGAMENTO DA fb 107,25 2» PAGAMENTO DA RS 107,25 3> PAGAMENTO DA RS 107,25 4» PAGAMENTO DA RS 107,25 TOTAL: RS 429,00 OU ENTRADA RS 42,50 +15xRS 42,50 MENSAS OU ENTRADA RS 11,90 QuM: + 15x RS 11,90 MENSAS 100 w" TOTAL A PRAZO: RS 190,40 OU 4* RS 30,00 MENSAS SEM ACRÉSCMO mi TOTAL A PRAZO: RS 680,00 TAXA Dl fihanclamlnto 7\ AO MÍS, tof NCLUSO, HÃO COBRAMOS TAXA Oi AH X TV HA M CMÍDfTO + 15x RS 32,70 MENSAS TOTAL A PRAZO: RS 523J10 i 4«RS 82,50 MENSAS SEMACRÉSOMO MONTOR auto programação de canais. RS 399,00 Avista OU ENTRADA RS 39, RS 39,50 MENSAS TOTAL A PRAZO: RS 632,00 OU 4< RS 99,75 MENSAS OU 4x RS 81,75 MENSAS SEM ACRÉSCMO TV PAXAXN GARANTA PUÍOSON EM CORES 20D49. DE 1 A*0 PRODUTO duas colunas de som MPORTADO PRO/TTA VTTMCA LfliMyJUS&iL3LUw«2jJiiS3UiLLSMlLjUt controle remoto inteligente BKBHHhbJ au«nt. myhf/uhfm/ Tola) 181 canais. VHF/UHFHV à MdjiudKideo. a cabo. Quant. 100 paça* cabo, entrada e saída do áudio vídeo, HHj mmatm sistema PAL-M. PAL-N o NTSC mnmrnk automático, On Screen - informação das funções na tela. 110/220 volts automatrco. limer programável. SEM ACRÉSCMO

59 ;i BPpr T FOGÃO FOGAO SEMER50NVK 50NVK (\ NEXTPLUS4 BOCAS J REFRGERADOR Afesj fan p.i r-> PROSDOCMO Mesa inox. tàrnp,] PROSDÓCMO 27L de fc» \. vi/v/.w, idro temperado. 1 i./j 270 LTROS Quanl 100 p«ç««; Ouanl 100 p*ç*«rs À VSTA 4x rs 48,75 RS 498,00 À VSTA 4 u = EM MENSAS OU ENTRADA RS 49,30 SHin j,.-ct SEM ACRÉSCMO ACRfeSC&tO á6 / TOTAL A PRAZO: O WpB +15xrs +15XRS 49,30mensais 49,30MENSAS rs 195, /. TOTAL A PRAZO: RS 788,80 hthpsb RS fo/f C K"" Sgji tzfl REFRGERADOR CÔNSUL CONSUL H ou4xrs OU 124,50 M.Z,l*1DU MENSAS RT12A 120 LTROS "3 SEM ACRÉSCMO ACRESCMO,Mw SB fp- SEM Ouant 100p«*«UJ OU ENTRADA RS 42,80 ;gg?sml 1» 1 rt. fisxrs 42,80meusms semertj) WiW EC Electrolux Eleclrolux total jg a prazo: RS l / O F»ROSDÕCMO PROSDOCMO OU 4x s looquensas SEM ACRtSClMO J MPORTADO o FREEZER PROSDOCMO \ d F LTROS msnmfskral f" "q11 Mtm *Jbbeswb"*ij. cube k nnnimioc f LjiiOrjs- a Ouant OuAdl 100 DOpaa "~**mte3b3ss9r*m EWji"" MMB 1 VT".!vlS< \ (_y- ff» r~*u AiA «&J» ffffj] R$525,00 Ã VSTA OU OU ENTRADA RS 52,00 +15xr$ +15XRS 52,00MENSAS OOmensais p: TOTAL A PRAZO: RS 832,00 OU 4xRS MENSAS SEM lem ACRÉSCMO Quftnt. 100 pcçrti W E Electrolux FOGÃO DAKO PROSDOCMO PF!PPi?j?10 PALACE 6 BOCAS Mesa inox, tampa do/ y- «! acondirrewto RS acondírnento automatico automático total, tola!, torru tomo auto-lmpanto fc A Hj mmmmmjbsssblmmmmmmi OU RS 379,00 À VSTA FREEZER PROSDOCMO OU 4x 4«MENSAS SSUACíaÊSCWO SEMACHESCMO "g w ir il H-40C 399 litros K!T!lff?fTTnffi!T7f?!r?f?Tl2- rki Vj: 0.«.»««LTROS 1» PAGAMENTO Ovisnt loopen DA RS 94,75 REFRGERADOR GE TBE 14SAT/SYT 2»PAGAMENTOCXA07W-96 2" DA RS FB 94,75 \\ -: /# DC 7/an rtt) A wicta oi cmtrjnj QC V FROST FROST FREE RS 3-780,00 À VSTA 410 LTROS OU ENTRADA RS 77,30 3 PAGAMENTO DA RS 94,75» V / 110 VOLTS NA COR BRANCA t! 4- PAGAMENTO DA D(A RS 94, > jl +? 1Sx 15x RS 77,30 7,.>0 MENSAS TOTAL TOTAL : RS 379, J TOTAL TOTAL A PRAZO:RS 1J236, ,80 RS RS 999,00 À A VSTA OU OU ENTRADA RS 37,60 v! OU ou 4xRS re 195,00 195y MENSAS OU OU 4x 4" MENSAS SEM ACRÉSCMO ACRESOMO +15x RS37,60 MENSAS JE L SEM SEM ACRÉSCMO ACRESCMO J TOTAL A PRAZO: TOTAL RS 601,60 y> k,( 1«PAGAMENTO ggflggggggj DA % RS249,75 "- ",j? PAGAMENTO DtA RS 249,75 fishnv tq/1/1/ TF-" A 3«&M / 3*? PAGAMENTO DA D(A RS249,75 *249, E&VMLTEC K AL LA íbí>3 M < V 4PAGAMENTO 4 PAGAMENTO DJA DÍA RS PS249,75 MMWS fc " Y ] TOTAL TOTAL : RS 999,00 2 MW/.VV * -* - HHRP FOGAO FOGÃO ESMALTEC,, l;y/d»rj xjyrju jaahhhbhpflhbhmbk ou OU ENTRADA entrada RS rs 98,90 NSWU c,. MONACO MÔNACO 4 BOCAS, " mm &, +15xRS 98,90 MENSAS Qunnl 100peA«g _ TOTAL A PRAZO: RS 1.582,40 MfltfMHHH FREEZER PROSDOCMO StBUMW «RS 129,00 AVSTA H LTROS Ml \ lifflliflm flhmi OU4xRS : Ouant, VOLTS GARANTA CE DE ANO RS 32,25 OuAnt 100 (was W., RS Produto importado Pronta MENSAS RS 489,00 Á A VSTA WBUdUUBOHalHHUBfliiiMUHHHMBaiillaH entrega SEM SEM ACRÉSCMO ACRESCMO OU ENTRADA RS 48,50 TOTAL TOTAL A PRAZO: 9 +15x RS 48,50 MENSAS DU/Lf) r)cjt)r) SSKKBtBBKKB -J RS RS 129,00.< TOTAL A PRAZO:RS D{J/Lr) r)r< 776,00 rj.jrjj OU4xrs 4xR$ 122,25 fei ; MENSAS SEM ACRÉSOMO ACRESCttSO FORNO MCROONDAS PROSDÓCMO PROSDOCMO MP-800 LL COM COM PRATO GRATOROUO GRATOROHO VOLTS 10 /0 mi-eis mve<s «do potency, reldgio potência, timer relógio para pura programação, ptograma<?<io, digital cltgitn! e üaftahha garantia OE ol~? i ANO aho PROSDOCMO prosdocimo <i\n GANHE.MESBDECAMjm* \ MESES GARANTA R$ 348,00 À A VSTA \ - Quiint Q"«SPBHRPHHB V-iBlMilMiiiWffi 100 CLUBE DE flfinidhde RFiniQHDE ou 4x 4, MENSAS KtEAKsaiAacwo saiac«ésamo -* »" 1» li PAGAMENTO!U!, ;.1L?,, DA RS MOl façapa\l<ut. fuppaxutuucu*. oliu?upauamento? PAGAMENTO DA OAi RS 87,00 «un onnv0!h? ol"fmnc ypagamentodta LAYR FORNO ELETRCO EUA RS 87,00 LAYR RUBY NOX 21 LTROS -TROS Quant 100 p«ç«s DEPURADOR SUGGAR STAR 110 VOLTS»- -r * PAGAMENTO DA DtA RS 87,00»7,00 lonno.r* O.SO TOTAL: : RS 348,00 t RS 120,00 A À VSTA 0.80 cm : RS 84,00 A VSTA Qu.,1 <w 100 ioow OU ENTRADA RS 34,50 OU4«OU4«RS 30,00 MENSAS SEM ACRÉSCMO ACRESCMO OU4> OU4«RS 21,00 X JL, C/O MENSAS SEM ACRÉSCMO ACRESCMO +15x RS 34,50 JC MENSASTOTAL A PRAZO: RS 552,00 TOTAL: R rj 120,00 total TOTAL A PRAZO: RS 84,00 +15x

60 le Pagamento so ftjcjuo a V-UA wmmsmm, 2- so dia ;-. v 2- Pagamento só ~jj > Pagamento Pag07m0S-d só "Pa9oToJX50 4S Pagamento só " JMuHm v / $ 11:! "CwEMaBaflrSL / ft.ct /. i»bria8b!«w3 SAÉjíJ-MJ f UJ\j Rmniy j / (jpmma WNjMm JBWEreMt - Nosso proo a cm preço à PaJ""me"maT» jh.dskuehlbhr acr6scimopsendo 1* vista anunciado, <> Pa9 me"fsb!f7. «os demal» acréscimo sendo 1» pagamento mrnk dia ap6s e as demau pagamentos a cada 30 dias após o 9 pagamento. voce pogamentos yenq vi5itar Ou você compra em ate 16 pagamentos (1 + 15), l9 pagamento no preosjl Q,o da compra os demais oto da compra cada e os demais 30 dias a cada apos 30 dias após a compro, o compra, uros uros baixos Venha nos visitar e comprove os nossos preços bauosy 1 1 " *""- """"" Quant 100 Quant Qlinnt: 100 peça» LAVADORA HKS. V fl (. MC JT\ - "V SEMER ]t ; feltlli U 1 Ji/ SEM BELLA #*-*"18 SH SEM AUTOMATCA!, ~-\ i u"" 100w" STHbSP1** ESPREMEDOR BBP 1 XVx/ BRTANA BVOLT V f.h ~~~3tt»i«TA \. 4\ rs jxslamls ou4xrs 9,00 MENSAS RS 183,00 A VSTA aísm ASPRADOR ELECTROLUX -M nmtn Rs sio DE ESTERLZADOR TORNADO A-170 OU ENTRADA RS SEMAcnfecwo N MAQUNA +15*RS MENSA.SAcii iw»a wanspofiu. s.kcw dotçartóv» DE AR STERLAR MÁQUNA SNGER +15x 18,20 MENSAS txva "UiKX hrçjierx» o prabexiado. 45,00 A VSTA T0TAU 1 C0STURA A total prazo: ns 291,20 J UXX) HX«WAnsfl«pKi. WATTS ilo í»tônc»a «capíiacttkk RS rs a vista,oow" 2301/749 COSTURA RETA TOTAL A PRAZO: RS ito iiò 10 Wios volis COM MÓVEL M0VEL ou4xrl mensais f«,00,sta l«135,00 A VSTA 0U4,MSJi&0 ou RS 11,25 MENSAS OU4XRS 45,75 MENSAS r$ a vista SEMACRtSCiMO ou OU4>flS 4. m33,75 MENSAS mensais total SEMACRÉSCWO ACRÉSCMO OU ENTRADA R$ "vkoo S8ACHÍ9CN0 TOTAL : RS 45,00 ~~ +15XRS 25,60 MENSAS TOTAL: : RS R$l3ft00 135,00 TOTAL A PRAZO: RS aggjbbhw ffl f Quant ÍC Elctt K-Clmlux rating 1 t00p»ça» j mwh j; ou 4,rs $>4,50mensais semacrcsomo "T FERRO BJ.ACK & DECKER LAVADORA TANQUNHO /tf*7) AUTOMATCO! _ r i 11 L. AUTOMÁTCO VFA-1110 PRNCESS Quant toopn»* fjl // SNGER!,,«54 t. f 1/ rs 25,oo»vBt«A VSTA COSURAR COSTURAR f í ( UMA10D Dl AMOR Quant Quint 100 p«hí*» RS 89,00 A VSTA OU ENTRADA RS 8, xRS 8,90 MENSAS ENCERADERA TOTAL A PRAZO: RS 142,40 ELECTROLUX B-60/61 üiuji Quant "1.0) 0U4.RS 5 RS AVSTA 100 t>cça* ou 4x RS22,25mENSAJS FERRO ou4xr$34,oomensa.s LQUDFCADOR SEM ACRÉSOMO OU RS 34,OOmENSAS LQÜDFCADOR FAET BLACK plack & DECKER j ftl. saiachfcomo SEMACRÉSCWO SUPER MX 215 A VAPOR PFA-1411/1511 TOTAL : RS 136,00 Quant 00w«s»o»s? r RS 42,00 A VSTA mi n RS 42,00 Á VSTA ; f?»«,». i0,50"e»sais OU4xRS oumjsq 10,50 MENSAS ou 4, RS 10, 50mensais SEM ACRÊSOMO J MAQUNA LAVu?nSATCAUTA LAVA LOUÇA ENXUTA JMP\1 o -» i«««sem ACRÉSCMO TOTAL:RS42,00 j MÁQUNA SNGER DE COSTURA Quant 100 kn,«2316/749 ZG ZAG COM MÓVEL MOVEL AUTOMÁTCA totalis TOTAL: RS 42,00 )w,rr- i Quant 100 peça» Quant 100 paça* rs 297,00 À vista Quant 100 pwçai 4x MENSAS SEM ACRESQMO RS 318,00 AVSTA secador VENTLADOR *i 19 PAGAMENTO DA RS 74,25 PROFSSONAL TO OU ENTRADA RS JuixSiM "»»» 31,50 MALLORY TANY 2000/3600 W\ + 15x RS 31,50 MENSAS jmwmbfcw "mluxo 30CM LUXO cova ESCOVA 2a PAGAMENTO DtA RS 74,25 gjj,var COM DFUSOR J* J c PMAMENTOBAO/ «7JZ5 TOTAL to,..ft A PRAZO: RS 504,00 Mm m MODELADORA CADA: RS 48,00 Á VSTA y PAGAMENTO DA RS 74,25 RS 36, ft»,s,ft A VSTA PRONTOS-36 S pagamento re 79,50 FAET LS-36 4 PAGAMENTO DA RS 74,25 mensais ll.rn M,1 oc 0 00 mensais 0U4xR$ OU RS 12,00 1ZtUU MENSAS ou4xrs 79,50 MENSAS MENSAS TOTAL total:rs2,t : RS 297,00 SEMACRÉSOMO "-:. SEMACRÉSOMO «i3,oo«vt. À VSTA TOTAL: ras. RS 48,00 OUENTRADA RS 29,40 rv/}. TOTAL : R$ 36, x +i5xrs29,40mensais RS MENSAS J?! (f% ; attffiiniffi"ifttf!t" NORTE SHOPPNG TOTAL A PRAZO: RS 470,40 L!OTALAPRAZO-ns,70-" Quant 100 p*ça» 0 LAVADORA BRASTEMP CLEANl ARMU BWR-22A Com garantla Arno. /// BWR-22A COM SELETOR Com a garantia de ser Ceslo mo*, gabinete em ciiapa de aço, J alterna sistema do dt> lavagem lavageni por w ag.aga.> fo\\ j o«nt // al6 foypas socas laçôo K Quant. 1m" i»p J- iff " "2mmL lava até 5 kgs de roupas secas 100p*«;a» Quant 100p«*» peça* " f R$ 739,00 AVSTA OU 4x MENSAS :i SO ACRÉSOMO V V PAGAMENTO DtA RS 184,75 CAFETERA CAFETERA ARNO Quant?PAGAMENTO DtA RS 184,75 llhtf/ CAFÉS CAFES P«* pi. ; 3* 3sPAGAMENTO DtA txa07-0&-96 RS 184,75 MULTPROCESSADOR Quant Quant 100 toopw,m paça«js 4* 4? PAGAMENTO DA07-(» RS re ,75 ARNO TRTON BATEDERA rs vista TS JuENTRADA$RS RS A VSTA CRANDSP RS 48,00 A VSTA TOTAL : RS 739,00 BATEDERA ARNO OU RS 73,20 RS 65.00ÀVSTA NOVA CRANDA SUPER VSTA OU 4x RS 12,00 MENSAS RS 83,00 AVSTA +15* +15x RS 73,20 MENSAS 0u4xRS. Dt20 75MENSAS SEMACRfeCMO RS ACRESCMO OU ZW, / 3 SEMACRÉSOMO ou 41,25 MENSAS MENSASS TOTAL : RS 48, TOTAL A PRAZO: 1.171,20 SEM ACRÉSCMO OU 4x RS 20,75 ACRÉSCMO cu\ TOTAL CM,W / O TOTAL: : RS 165,0U 165,00 TOTAL : RS 83,00 y

61 Q O < Ç> O < CE ÍD o O < 2 cr O < o 2 a: O"5 O Q 5 O < cr < o. < Ui cn O Q g ui > cr g O CD _i < /-v. M BK!Kr Tl u*nt:,00pnm BCCLETA ERGOMÉTRCA MRALAGO M p*ç«t Ouaol 1C0p*ÇM OtMnt. DJSC LASER BAYS0NC CD-511 COM CONTROLE RS 237,00 avista REMOTO BVOLT ou entrada rs 23,50 GRAVADOR OiMnUiaOfwça» Ott-KLUQOp. 23,50 MENSAS CCE DR-2200 MAQUNA TOTAL A PRA70: n» 376,00 P 0 RS 186,00 A vsta RS 30,00.?0,00a À VSTA VGTA DE ESCREVER OLvtTiTeTERA ou 4. HS [" BP ou4»kb«ws5a>acréaamd OLVETT LETTERA 82/85 59,25 0 S, UJUUaUliWiffiBM 1» PAGAMENTO DA OU ou4xrs/,ih/ RS â,«iv CADA: cada.rsm4,ooavista RS 144,00 À VSTA mensa* saoascno 5 i mensais sem acr scimo *»/: n/i > KH uilombh fb 46,50 MENSAS SEM ACRÉSCMO TOTAL: total- RS 30,0000 OU O"4 4, RJ wjv,uv 36,00 MENSAS mensais <"?FMuienbiMoráF«z-PAGMenoaAo/wft n46j50 m4*50 ««seu Aa? P ACRÍSCSUO < flssk HBH,PA(JA«NTOnA07««s«4*50 fl total: R, J BCCLETA 9PAGAMENTO0M07-QMS P$44S0 TOTAL: RJ 144,00 BANDERANTE? SYSTEM tpatuicnronaoww m4 5D FV 8AN D COUGAR MCD-633/53 4* PAGAMDÍTO TOTAL OA R» 07-OW6 RS 4650 AGENDA BAN CROSS COM DUPLO DECK, total : rs 186,00 HHHHHB ELETRÔNCA urrvjant Br JT-iiipisj TRONCA TP 5 JhJg ranpfr POWER DSC LASER ERACK TCE C-705 RANGER RASER n «job no»ouoitradars VEEfiBdKifiuB Cap.icKt.icio pom vmfaa RS 498,00 1VO.UU A VSTA ounimunlso AUTO RADO Capacitado Ti ; a Tfin* CTAC 190 pina nomos, visor do cio [, ARO m12 OU 4* MENSAS MENS/US SCU SGUACRtSCMa ACRÉSCMO ijh tzfj UUA rll A3 lirihas pof X o m loo,-.- M. mm iwwww>w t1s>rs *15«rs AO,iW 18,50 MENSAS mbbak TOCA FTAS 2 linhas J por coluras W jj«l Q 1» PAGAMENTO DA PRECSON PCS-210P 12 colunas TCÍTAL A PRAZO: RS 296,00 Ouant 100 p*;«agondn de re 124,50 compromissos RS 75,00 RS 33,00 À vista o calendário À VSTA 2» PAGAMENTO OA W-OMB nl24js0 OU 4< RS 18,75 MENSAS ypagmbdwwmo ou4.rts,25 OU 4x RS 8,25 ibfin 1 8CM SCM ACR<SCttO ACHtSCBÍO > 3» PAGAMENTO OA 07-0M0 RS À VSTA " 4 PAGAMt»m>OAM4»«« MENSAS SEM ACRÉSCMO A:R SCM TOTAL: 4c PAGAMENTO Rí 75, M6 R 12&J50 00 TOTAL: RS 498,00 TOTAL: RS 33,00 OU ENTRADA R$49,30 fjl füwtil +15KRS 49,30 MENSAS TOTAL A PRAZO: PRAM: RS 788,80 O s;. BOSCH _Jk O RADO GRAVADOR "T WNK$XSi3 KB/& f~ 100 Quaiil p«««semvox PS-3310 LCG Qu*«iwm.. _: 4Sijant -ll* v RADO GRAVADOR "*-< m! BS V# UV»A K R$36,00 Avista LENOXX STEREO CB-881._. HO x-s>/ V <b Ouant 0U,M 100 Z BCCLETA > pn«* ou 4, RS 9,00 mensais JL Mi no"" MONARK BMX sem acréscimo retl2 Ml tos SUPER STAR ARO 16 > TOTAL: RS 36,00 FURADERA BOSCH!W MtSSjEgg ou4.r$ll,itd SUPER HOBBY COM KT RS 117,00 a A vista * *38a8 - MBiiMgMii MHM mensais sem acrescimo RS r$ 81,00 84,00 A vbta VSTA imm M W total: «, 45,00 OU ouj.rs29 4. RS 29,25 25ur«4i? Of n/» **** MENSAS MLNS,AS (/) rinhh M/SEMVVOX MHSEMNGX ou 4. RS 21,00 MENSAS uensais SEM ACRÉSCMO T«*ACBf» m iililhp JWHMHk SEM ACRÉSCMO TOTAL: nj 117, W Quaol TOTAL: total.- RS H$ 84,00 84.OO > ihlglfmm 100 p*ç««w" <W ftk BCCLETA jr H ri monark MONARK Bs # VBP WgSSSSBBBSSSBSB "SBP «25Pr SUPER superstar STAR > _- "i < f7\, Aur"">Ti*VRS.W>0 ARO 20 MCRO SYSTEM NTDE WALKMAN? SEiVOXP&!l2?i NH-386COM DUPLO OUPLO DECK 138,00 Avista VSTA H SEMVOX A PS-1221 ASPRADOR ( SYSTEM CCESS-7000 O E RE EDSC LASER AUTO REVERSE 4 EL TRUNFO rnmpact \ 2, RS A VSTA 0UM1L4 0u *100\* «00 pk«m COMPACT COM DUPLO DECK, """" vai valun FRnns V y > o LASER ERACK _. f f rs W249.00AVSTA 249,00 A vista VALUN F8005 DSC USER OU4tRS 0U4»RS 11,25 J. X,X J MENSAS VSTA ouimbbabsehllicwtecmo _. Q/f C/) 0. RS 379,00 A wsta W5!1* OU * MNSAE SEM ACMÊSCNO ACRESCMO MBMMBpMi -A OU 4. RS K9Hk,3\J w qj MBSAS SEMAq-CSCftlO SEM ACRÉSCMO MENSAS OU 4«M9KAB ACHÊSOMO TOTAL: RS R, ,00 EBBEEg 1 PAGAMENTO DA ffl SEM ACRÉSCMO ACHESCMO HHZEEESEEEEZGSH 1» PAGAMENTO DA "s tvjvwavista À VSTA rs 62,25 total: TOTAL: RS rs 138,00 i38,oo x HmmmH re 94,75 rpajoamotoou k62j25 2 pagamentodao7-a7-9g 2» PAGAMENTO HA 07-07«S RS (894,75 rnss Or y PAGAMENTO OA 07-0MS RS 62J25 BCCLETA MAGNA BKE O ypagamentooa07-0r9s PAGAMEmooAormJMtZS RS94,75 *T SS»2«S2S v 4"PAQAMENTOOAC7-0M0 pagamento dia noxjlo «4.PAGAMENTOOAC7- * o7-omo rs 18 MARCHAS 6225 ARO 26 f PAGAMENTOHA07-0M6 RS94.75 w 94,75 TOTAL:,i f 2 TOTAL: RS249,00 RS Quánl 100 p«s««a total: TOTAL: rs R» 379,00 1[ /ft X OU ouemnadars37,(so ENTRADA OUOÍTRAOA ouimtmoars24,70 RJ f y/ \ \ / JbRl RS R$ 159,00 Á A VSTA S OJ dzti RADO RELOGO r»,«17/1 ** «/f?15«rs«j/,ch/?15»rs 37,60 MENSAS > SEMVOX RS-221?5»RS?15iRSiC*f#l/ 24,70 MENSAS 1 f \\ 9/]»y/r S TOTAL A PRAZO: PRA20:RS RS 601,60 COM LUMNARA TOTAL PRAZ0: V (i \\ % 0U RSf",/i> _ Ou-. ioopkm A PRAZO: RJ 395J20 OU 4* 39,75 MENSAS Ouaot 100 p*çm Xt R v» SEM ACRÉSCMO ACRESCMO, SLMEPF. 0NTESC RS 18,00»«,. Á VSTA TOTAL: T0TAL: "s RS 159,00,59-00 s vj RS 87,00 Ã VSTA OU 4* RS p Jpl VÍDEO GAME DYNACOM Quant. 100p*çat MCRO SYSTEM RADCAL 4 LENOXX CB-501 RS 126,00 A VSTA " MENSAS mensais COM DUPLO DECK 0u4> ou 4«MENSAS metcajs SEMACRESCS& sem acrescmj "0 jg SEM ACRÉSCMO ACRESCMO Quant Ouant 100 pwç&s (mk*s PHMPBnHKpiJPSBHnHMp9HH \ BKS O 1PAGAMENTO DA TOTAL total: : RS TELEFONE ,00 A a VSTA vista rs 87,00 re 31,50 PADRÃO NEWTECH 855 OU4.RS ou 4> rs 7,JU 19,50 2» 2«PAGAMENTO pagamento OA 0tA07-07« RS ns 31,50 SrTlSfTi / Quant Ovwri 100p+ça* toop*9«* MENSAS SEM ACRÉSCMO ACRESCMO Ssv-> 5 3* y PAGAMENTO MA OA 0796 U7-OW6 RS 31,50 J "> / Ou««MW. "g TOTAL: RS 78,00 jfth /«/\ 4* 4» PAGAMENTO QA OA M6 FS 31,50 g8&& mmwm MMWm o rss,00avsta TOTAL T : RS 126,00 A VSTA Sound [ 9, casas COPACABANA: R Raimundo Correa. 15 CENTRO: R da Altandega. 116/118 llruguaiana, 05 NOVA GUAU: Av. Amaral Peaoto. 416 MEER: R. Dias da Cw, 23/25 BANGU: R Coreqo de Vasconcelos 111 MERO- R RA A M Gomes 2->mEm PLm SHOPPNG: Av. XV de Novembio, 08-1 ptso SAO G0N<;AL0: R Dr Nflo Peanha. 47 CAMPO GRANDE: R Perretra Bcs R Cel AgosWio 97 B BONSUCESSO R Cardoso Sodloocoo told O voo6 aes96pem R Piin, Ctea- 5C>WMS; Av Pres)denle Kennedy. 1605/1607 Av Ndo Pe?anha, 190 UADURERA: R. Caxvaiho de Souza, 282/284 R. Carom Machado. 352 TUUCA: R. Conde de Bonfim NL0P0US:A\.Mirandela, 131/135 PETROPOUS:R dolotperador,496santacruz:r.fefipecardoso,281 SAOJOAODOUERT.:R damalm, 103 BARRASHOPPNG:Av dasamencas /C fm/jwilv0ltaredom: ROswaldop 63Ve 197,MDUREMSHOPPNG:EstadadoPorlela.222-Loja 146 ROSUL:RuaLauroMuSef, c B BARRAUANSA:R JoaqwmLeite 290 M l NORTE SHOPPNG: Av Suburbana Psso G JUZ DE FORA: R. Halted, 821 -PANEUA: R Vscxxxe de Piraja. 48 CA TETE: R do Catete. 253 CAAfPO GRANDE. 9. Cofonel Agostinho 97

INFORME ESPECIAL ASSESSORIA PARLAMENTAR Nº 01

INFORME ESPECIAL ASSESSORIA PARLAMENTAR Nº 01 INFORME ESPECIAL ASSESSORIA PARLAMENTAR Nº 01 Elaborado em 09 de julho de 2013 REFORMA POLÍTICA DEPUTADOS DESCARTAM REFORMA POLÍTICA VÁLIDA PARA 2014 O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou

Leia mais

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Resultado da pesquisa sobre Reforma Política com Vereadores presentes na 1ª Mobilização Nacional de Vereadores realizada, em Brasília, nos dias 06 e 07 de

Leia mais

Comissão da reforma política aprova distritão e fundo de R$ 3,6 bilhões para campanhas

Comissão da reforma política aprova distritão e fundo de R$ 3,6 bilhões para campanhas Comissão da reforma política aprova distritão e fundo de R$ 3,6 bilhões para campanhas Modelo foi aprovado após votação do texto-base da reforma. Distritão divide estados e municípios em distritos e põe

Leia mais

Senado pode votar nesta terça-feira decisão do STF que afastou Aécio Neves

Senado pode votar nesta terça-feira decisão do STF que afastou Aécio Neves O Senado poderá colocar em votação, nesta terça-feira (3), a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que afastou Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato parlamentar e impôs a ele recolhimento

Leia mais

Comissão especial da Câmara aprova relatório de reforma da Previdência

Comissão especial da Câmara aprova relatório de reforma da Previdência Comissão especial da Câmara aprova relatório de reforma da Previdência O PMDB de Michel Temer anunciou voto a favor do relatório. Encaminharam contra PT, PSB, PDT, SD, PCdoB, PHS, Psol, Pros e Rede. Deputada

Leia mais

CCJ da Câmara aprova a PEC da Reforma da Previdência

CCJ da Câmara aprova a PEC da Reforma da Previdência CCJ da Câmara aprova a PEC da Reforma da Previdência CCJ da Câmara aprovou a admissibilidade da PEC da Reforma da Previdência por 31 votos a favor e 20 contra Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Leia mais

Entenda o que está em jogo com a aprovação da

Entenda o que está em jogo com a aprovação da Diário Catarinense, 11 de outubro de 2016 Entenda o que está em jogo com a aprovação da PEC do teto dos gastos Por: Larissa Linder Geral do plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, durante sessão

Leia mais

Bolsonaro vai ao Congresso e entrega proposta de reforma da Previdência

Bolsonaro vai ao Congresso e entrega proposta de reforma da Previdência Bolsonaro vai ao Congresso e entrega proposta de reforma da Previdência Bolsonaro entrega proposta de reforma da Previdência a Rodrigo Maia Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados Governo já havia adiantado

Leia mais

Emendas Parlamentares de 2017

Emendas Parlamentares de 2017 Estudo Técnicos maio de 2018 Emendas Parlamentares de 2017 Introdução Emenda parlamentar é o instrumento que os parlamentares possuem para modificar e influenciar na elaboração de orçamentos da esfera

Leia mais

Brasília, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 JORNAL DE BRASÍLIA

Brasília, quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 JORNAL DE BRASÍLIA 17 18 19 20 Po l í t i c a &Po d e r. 28 de fevereiro de 201 3 21 APROVADO NA CÂMARA Fim aos salários extras Agora, 14º e 15º salários só serão pagos no início e no fim do mandato Com um consenso forçado,

Leia mais

Novo Congresso Nacional em Números

Novo Congresso Nacional em Números Novo Congresso Nacional em Números 2019-2023 Análise geral Congresso Maior renovação no Congresso Nacional desde 1990; Fragmentação partidária; Conservador em relação aos valores; Bancadas informais continuam

Leia mais

DESTAQUES. Convenções coletivas

DESTAQUES. Convenções coletivas Boletim 1203/2017 Ano IX 08/05/2017 DESTAQUES Convenções coletivas O Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou válidas convenções coletivas que estabeleceram índices diferentes de aumento salarial

Leia mais

Fundação da Ordem Social - SHIS QL 26, CONJUNTO 1 CASA 17 CEP Brasília DF (61)

Fundação da Ordem Social - SHIS QL 26, CONJUNTO 1 CASA 17 CEP Brasília DF (61) Análise de Conjuntura Política Cenário Nacional - Semana 18.09 22.09 Poder Executivo: o Pronunciamento de Temer na ONU: O presidente Michel Temer cumpriu, nesta terça-feira (19), a tradição que reserva

Leia mais

COMENTÁRIOS EQUIPE INSTITUTO ANÁLISE NOTÍCIAS ELEITORAIS

COMENTÁRIOS EQUIPE INSTITUTO ANÁLISE NOTÍCIAS ELEITORAIS COMENTÁRIOS EQUIPE INSTITUTO ANÁLISE NOTÍCIAS ELEITORAIS Eleições 2012: Partidos e Disputa pelas Prefeituras Como será o 2º Turno - Haverá 2º turno nas eleições de 2012 em 50 cidades do país, o que representa

Leia mais

O AUMENTO DOS SENADORES E DEPUTADOS FEDERAIS E SEU IMPACTO NAS OUTRAS ESFERAS

O AUMENTO DOS SENADORES E DEPUTADOS FEDERAIS E SEU IMPACTO NAS OUTRAS ESFERAS 12 O AUMENTO DOS SENADORES E DEPUTADOS FEDERAIS E SEU IMPACTO NAS OUTRAS ESFERAS Estudos Técnicos/CNM Dezembro de 2014 A Constituição Federal em seu art. 29, inciso VI, estabelece que os subsídios dos

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: EDITORIA: ECONOMIA

FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: EDITORIA: ECONOMIA FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 07.12.16 EDITORIA: ECONOMIA CONTINUAÇÃO VEÍCULO: PORTAL NO AR DATA: 06.12.16 VEÍCULO: BLOG ROBSON PIRES DATA: 06.12.16 VEÍCULO: BLOG ROBSON CARVALHO DATA: 06.12.16

Leia mais

O aumento dos Senadores e Deputados Federais e seu impacto nas outras esferas

O aumento dos Senadores e Deputados Federais e seu impacto nas outras esferas O aumento dos Senadores e Deputados Federais e seu impacto nas outras esferas A Constituição Federal em seu art. 29, inciso VI, estabelece que os subsídios dos Vereadores estão vinculados aos subsídios

Leia mais

Não à Reforma da Previdência!

Não à Reforma da Previdência! Não à Reforma da Previdência! O anúncio da Reforma da Previdência foi feito pelo presidente Michel Temer e pelos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Fazenda, Henrique Meirelles, a líderes do

Leia mais

CENTRO BRASILEIRO DE ANÁLISE E PLANEJAMENTO PROF. DR. FERNANDO LIMONGI (USP E CEBRAP)

CENTRO BRASILEIRO DE ANÁLISE E PLANEJAMENTO PROF. DR. FERNANDO LIMONGI (USP E CEBRAP) PROF. DR. FERNANDO LIMONGI (USP E CEBRAP) Motivação Com o correr desta campanha eleitoral cresceram as dúvidas sobre os rumos do sistema político brasileiro: Para alguns analistas, a competição política,

Leia mais

19/08/17. Atualidades. Projeto de Reforma Política. Prof. Grega

19/08/17. Atualidades. Projeto de Reforma Política. Prof. Grega Atualidades Projeto de Reforma Política A Comissão Especial da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (15/08/2017) a votação das emendas da parte da reforma política que necessita de alterações

Leia mais

PEC 241: Dose de 'remédio' provoca divergência

PEC 241: Dose de 'remédio' provoca divergência Estadão, 11 de outubro de 2016 PEC 241: Dose de 'remédio' provoca divergência Economistas dizem não ter dúvidas sobre a necessidade de conter gastos públicos, mas PEC do Teto enfrenta desconfianças SESSÃO

Leia mais

25/11/2015 Estado economiza R$ 3,4 bilhões

25/11/2015 Estado economiza R$ 3,4 bilhões Giro 25/11/2015 06:00 Jarbas Rodrigues Jr. Estado economiza R$ 3,4 bilhões com o ajuste fiscal deste ano, diz Marconi O governador Marconi Perillo (PSDB) afirma que as medidas de ajuste fiscal promovidas

Leia mais

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff G1 - Portal de Notícias da Globo - SP 13/11/2010-14:28 Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff Governo Lula tem 34 ministérios e secretarias com status ministerial. Diante da

Leia mais

Todo e qualquer movimento de natureza corporativa que possa tisnar [manchar, macular] a PEC do Teto não pode ser admitido.

Todo e qualquer movimento de natureza corporativa que possa tisnar [manchar, macular] a PEC do Teto não pode ser admitido. Em jantar promovido ontem com deputados da base aliada do governo, no Palácio da Alvorada, o presidente Michel Temer criticou a manifestação da Procuradoria-Geral da República, que na sexta-feira (7) considerou

Leia mais

Prof. Cristiano Lopes

Prof. Cristiano Lopes Prof. Cristiano Lopes Poder Legislativo Federal ü No Brasil vigora o bicameralismo federativo, no âmbito federal. Ou seja, o Poder Legislativo no Brasil, em âmbito federal, é bicameral, isto é, composto

Leia mais

MP 808/2017 I Reforma Trabalhista

MP 808/2017 I Reforma Trabalhista MP 808/207 I Reforma Trabalhista Ementa: Altera a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de º de maio de 943. Autor: Poder Executivo Tramitação (CN): aguarda instalação

Leia mais

As propostas da Reforma Política que pode ser votada na Câmara em abril

As propostas da Reforma Política que pode ser votada na Câmara em abril As propostas da Reforma Política que pode ser votada na Câmara em abril Samir Oliveira Co nfira abaixo as principais propostas contidas no relatório sobre a reforma política que poderá ir a votação nos

Leia mais

Regimento Interno da Câmara dos Deputados. No que se refere ao recesso parlamentar, julgue C ou E.

Regimento Interno da Câmara dos Deputados. No que se refere ao recesso parlamentar, julgue C ou E. Listas 2A e 3A Encontro do dia 23 de março de 2015 No que se refere ao recesso parlamentar, julgue C ou E. 1) Durante o período de recesso parlamentar, o deputado deverá ser empossado perante a Mesa. 2)

Leia mais

DataPoder360 pesquisa nacional de opinião pública

DataPoder360 pesquisa nacional de opinião pública DataPoder360 pesquisa nacional de opinião pública agosto 2017 ficha técnica pesquisa telefônica IVR período de campo 12 a 14 de agosto de 2017 universo amostra brasileiros e brasileiras com 16 anos de

Leia mais

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE Rodada 116 31 de outubro a 04 de novembro de 2013 ÍNDICE 1 DADOS TÉCNICOS 03 2 ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 04 3 AVALIAÇÃO DO GOVERNO 15 4 EXPECTATIVA 22 5 CONJUNTURAIS 25 5.1

Leia mais

Eleições 2018 e o Movimento Sindical Brasileiro

Eleições 2018 e o Movimento Sindical Brasileiro Eleições 2018 e o Movimento Sindical Brasileiro Calendário 2018 Janeiro VOTO Fevereiro Março Abril Junho 24/01 - Julgamento do Lula Eleições dos Presidentes das Comissões na CD; Início da discussão e votação

Leia mais

09/12/2015 Consórcio privado no Eixo Anhanguera

09/12/2015 Consórcio privado no Eixo Anhanguera Giro 09/12/2015 06:00 Jarbas Rodrigues Jr. Consórcio privado deve administrar Eixo Anhanguera a partir de janeiro O Eixo Anhanguera deve ser administrado a partir de janeiro por consórcio privado, tendo

Leia mais

O financiamento das eleições em 2018

O financiamento das eleições em 2018 O financiamento das eleições em 2018 07/06/2018 1 O financiamento das eleições em 2018 Nas eleições de 2018 os candidatos poderão utilizar recursos das seguintes fontes: Fundo Partidário; Doações de pessoas

Leia mais

Fundação da Ordem Social - SHIS QL 26, CONJUNTO 1 CASA 17 CEP Brasília DF (61)

Fundação da Ordem Social - SHIS QL 26, CONJUNTO 1 CASA 17 CEP Brasília DF (61) Análise de Conjuntura Política Cenário Nacional - Semana 14.08 18.08 Poder Executivo: o Alteração da Meta Fiscal: Os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciaram

Leia mais

Intenção de voto para presidente da República PO e 18/03/2016

Intenção de voto para presidente da República PO e 18/03/2016 Intenção de voto para presidente da República PO813850 17 e 18/03/2016 INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE MARÇO DE 2016 INSTITUTO DATAFOLHA REJEIÇÃO A LULA CRESCE E 57% NÃO VOTARIAM NO PETISTA EM ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

Leia mais

DOSSIÊ POLÍTICOS CASSADOS POR CORRUPÇÃO ELEITORAL. Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE)

DOSSIÊ POLÍTICOS CASSADOS POR CORRUPÇÃO ELEITORAL. Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) DOSSIÊ POLÍTICOS CASSADOS POR CORRUPÇÃO ELEITORAL Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) Brasília, 04 de outubro de 2007 Índice 1. Apresentação 2. Metodologia 3. Número de políticos cassados

Leia mais

Vereadores de BH aumentam próprio salário em 9,3% e passam a receber mais de R$ 16 mil

Vereadores de BH aumentam próprio salário em 9,3% e passam a receber mais de R$ 16 mil A Câmara Municipal de Belo Horizonte aprovou na tarde desta quarta-feira, 14 de dezembro 2016 aumento do salário dos vereadores da capital. Foram 25 votos favoráveis e sete contrários a nova remuneração

Leia mais

DataPoder360 pesquisa nacional de opinião pública

DataPoder360 pesquisa nacional de opinião pública DataPoder360 pesquisa nacional de opinião pública julho 2017 ficha técnica pesquisa telefônica IVR período de campo 9 e 10 de julho de 2017 universo amostra brasileiros e brasileiras com 16 anos de idade

Leia mais

Governo faz mudança em reforma

Governo faz mudança em reforma Boletim 1117/2016 Ano VIII 08/12/2016 Governo faz mudança em reforma Por Fabio Graner e Raphael di Cunto Nem bem iniciou a tramitação da proposta, o Palácio do Planalto já determinou duas alterações que

Leia mais

CLIPPING. Mídia Impressa - 07/01/ NOTÍCIAS NACIONAIS

CLIPPING. Mídia Impressa - 07/01/ NOTÍCIAS NACIONAIS CLIPPING Mídia Impressa - 07/01/2009 - NOTÍCIAS NACIONAIS Garibaldi diz que tem o apoio de Sarney para disputar a presidência do Senado Agência Senado Apesar das especulações de que o PMDB ainda

Leia mais

Título da Pesquisa: AVALIAÇÃO FERNANDO HENRIQUE (9 meses)

Título da Pesquisa: AVALIAÇÃO FERNANDO HENRIQUE (9 meses) Número da pesquisa: DAT/BR95.SET-00461 Título da Pesquisa: AVALIAÇÃO FERNANDO HENRIQUE (9 meses) Data: 15/12/95 Tamanho da amostra: 2921 Universo:População adulta do Brasil Número de variáveis sócio-econômicas:

Leia mais

Pesquisa na Câmara dos Deputados 2017

Pesquisa na Câmara dos Deputados 2017 Pesquisa na Câmara dos Deputados 2017 Introdução A Fundação da Ordem Social (FOS) desenvolveu uma pesquisa amostral na Câmara dos Deputados, objetivando auferir a percepção dos parlamentares sobre temas

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico Para entender o déficit orçamentário do Governo 1 Proposta de Orçamento para 2016 Diante

Leia mais

Estudo defende que abono vá para o caixa do governo; benefício pode acabar?

Estudo defende que abono vá para o caixa do governo; benefício pode acabar? Reforma da Previdência Estudo defende que abono vá para o caixa do governo; benefício pode acabar? Mariana Bomfim Do UOL, em São Paulo 28/07/2018 04h00 O abono salarial é um benefício de até um salário

Leia mais

Democracia e Sistema Eleitoral Brasileiro

Democracia e Sistema Eleitoral Brasileiro Democracia e Sistema Eleitoral Brasileiro A democracia que conhecemos atualmente é um sistema político e governamental em que os cargos políticos são definidos através do voto. O seu oposto é a ditadura,

Leia mais

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE RODADA 137 15 a 18 de agosto de 2018 Registro TSE: BR-09086/2018 ÍNDICE 1 DADOS TÉCNICOS... 03 2 ELEIÇÕES 2018... 04 3 LIMITE DE VOTO... 14 4 AVALIAÇÃO DO GOVERNO MICHEL

Leia mais

Aumento real da aposentadoria coloca em risco salário mínimo O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (24)

Aumento real da aposentadoria coloca em risco salário mínimo O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (24) Aumento real da aposentadoria coloca em risco salário mínimo O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (24) Matéria publicada em 26 de Junho de 2015 O ministro da Previdência Social,

Leia mais

Tramitação: Requerimento do Dep. Nelson Marquezelli para Criação da Comissão Especial. Mesa Diretora da Câmara dos Deputados

Tramitação: Requerimento do Dep. Nelson Marquezelli para Criação da Comissão Especial. Mesa Diretora da Câmara dos Deputados Tramitação: Requerimento do Dep. Nelson Marquezelli para Criação da Comissão Especial 24/03/2015 Apresentação do Requerimento do Deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), que: "Requer a criação de Comissão

Leia mais

Conjuntura Política e Sucessão Presidencial. Murillo de Aragão e Cristiano Noronha

Conjuntura Política e Sucessão Presidencial. Murillo de Aragão e Cristiano Noronha Conjuntura Política e Sucessão Presidencial Murillo de Aragão e Cristiano Noronha Novembro de 2009 Ambiente político Governo bem avaliado Recuperação econômica Lula tem uma agenda legislativa Consolidar

Leia mais

22/12/2015 PMDB pode apoiar Caiado

22/12/2015 PMDB pode apoiar Caiado Giro 22/12/2015 06:00 Jarbas Rodrigues Jr. PMDB pode apoiar Caiado em 2018 se não viabilizar candidatura própria O PMDB goiano aposta no projeto do deputado federal Daniel Vilela de disputar o governo

Leia mais

CLIPPING DIÁRIO POPULAR CAPA. PÁGs. 2 e 3

CLIPPING DIÁRIO POPULAR CAPA. PÁGs. 2 e 3 CLIPPING 28 04 2017 DIÁRIO POPULAR CAPA PÁGs. 2 e 3 PÁG. 4 Editorial Política é coisa para homem A suspeita de fraude eleitoral em Pelotas, que levou o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) a ingressar

Leia mais

NOTA À IMPRENSA RESULTADOS DA 137ª PESQUISA CNT/MDA

NOTA À IMPRENSA RESULTADOS DA 137ª PESQUISA CNT/MDA NOTA À IMPRENSA RESULTADOS DA 137ª PESQUISA CNT/MDA A 137ª Pesquisa CNT/MDA, divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) nesta segunda-feira (20), aborda as eleições de 2018. O levantamento

Leia mais

Pesquisa de opinião pública. Brasil Abril de 2019

Pesquisa de opinião pública. Brasil Abril de 2019 Pesquisa de opinião pública Brasil Abril de 2019 Data de campo 1 a 3 de abril de 2019 Método Pesquisa quantitativa, com entrevistas pessoais e domiciliares, realizadas com o uso de tablets. Público-alvo

Leia mais

Intenção de voto para presidente PO e 25/02/2016

Intenção de voto para presidente PO e 25/02/2016 Intenção de voto para presidente PO813843 24 e 25/02/2016 INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE FEVEREIRO DE 2016 INSTITUTO DATAFOLHA AÉCIO, LULA E MARINA DISPUTAM PREFERÊNCIA ELEITORAL DOS BRASILEIROS EM CENÁRIO

Leia mais

STF condena Paulo Maluf por lavagem de dinheiro e determina perda do mandato

STF condena Paulo Maluf por lavagem de dinheiro e determina perda do mandato STF condena Paulo Maluf por lavagem de dinheiro e determina perda do mandato A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta terça-feira (23) o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) pelo

Leia mais

C L I P P I N G DATA:

C L I P P I N G DATA: C L I P P I N G DATA: 23.05.2016 ECONÔMICAS Temer possui desafio de atualizar leis trabalhistas Dentre os desafios do governo de Michel Temer (PMDB), presidente em exercício, estão a modernização e adaptação

Leia mais

Enem 2016 será adiado para 240 mil alunos de 364 escolas; veja lista

Enem 2016 será adiado para 240 mil alunos de 364 escolas; veja lista Enem 2016 será adiado para 240 mil alunos de 364 escolas; veja lista Alunos farão exame nos dias 3 e 4 de dezembro. Adiamento ocorre em função da ocupação por protestos estudantis em locais de prova. Por

Leia mais

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE Rodada 115 31 de agosto a 04 de setembro de 2013 ÍNDICE 1 DADOS TÉCNICOS 03 2 ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 04 3 AVALIAÇÃO DO GOVERNO 13 4 EXPECTATIVA 21 5 CONJUNTURAIS 24 5.1

Leia mais

Edição especial: Novo Congresso, fevereiro de 2019 OS HIGHLIGHTS

Edição especial: Novo Congresso, fevereiro de 2019 OS HIGHLIGHTS Edição especial: Novo Congresso, fevereiro de 2019 OS HIGHLIGHTS Joice Hasselmann sucede Jair Bolsonaro como parlamentar mais influente nas redes sociais PSL desbanca PT e domina ranking dos mais influentes,

Leia mais

Eleições 2006: a anatomia de uma vitória

Eleições 2006: a anatomia de uma vitória Análise Política Eleições 2006: a anatomia de uma vitória Câmara dos Deputados Eleições para a Câmara Federal % de Votos Válidos 1982 1986 1990 1994 1998 2002 2006 PT 3,5 6,9 10,2 13,1 13,2 18,4 14,9 PMDB

Leia mais

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE Rodada 114 07 a 10 de julho de 2013 ÍNDICE 1 DADOS TÉCNICOS 03 2 ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 04 3 AVALIAÇÃO DO GOVERNO 13 4 EXPECTATIVA 21 5 CONJUNTURAIS 24 5.1 MANIFESTAÇÕES

Leia mais

O PL 5069/13, de autoria do presidente da Câmara, foi aprovado na CCJ e deve ir a análise no plenário da Câmara nos próximos dias.

O PL 5069/13, de autoria do presidente da Câmara, foi aprovado na CCJ e deve ir a análise no plenário da Câmara nos próximos dias. O PL 5069/13, de autoria do presidente da Câmara, foi aprovado na CCJ e deve ir a análise no plenário da Câmara nos próximos dias. O Projeto de Lei 5069/13, de autoria do presidente da Câmara, Eduardo

Leia mais

Pesquisa XP Congresso. Nov/Dez de 2018

Pesquisa XP Congresso. Nov/Dez de 2018 Pesquisa XP Congresso Nov/Dez de 2018 Metodologia e amostra Em parceria com: Consultoria Contatos Cobertura: Deputados federais e senadores atuais e eleitos. Metodologia: Entrevista presencial, por telefone

Leia mais

R E S U L T A D O da Sessão:

R E S U L T A D O da Sessão: R E S U L T A D O da Sessão: Sessão do Congresso Nacional (Deliberativa) QUARTA-FEIRA - 18/11/2015 Iniciada 11h30min - Encerrada 22h44min. Aprovado quatro projetos de lei com créditos orçamentários. Entre

Leia mais

ANÁLISE DA PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REFORMA POLÍTICA

ANÁLISE DA PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REFORMA POLÍTICA 11 ANÁLISE DA PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A REFORMA POLÍTICA A Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o objetivo de subsidiar os debates que ocorrerão na XVIII Marcha em Defesa dos Municípios nos

Leia mais

27/11/2015 Comissão provisória do PMDB

27/11/2015 Comissão provisória do PMDB Giro 27/11/2015 06:00 Jarbas Rodrigues Jr. Pedro Chaves comandará comissão provisória do PMDB em Goiás O deputado federal Pedro Chaves foi escolhido ontem à noite para presidir a comissão provisória estadual

Leia mais

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-PE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE PAULISTA : TÁTICA ELEITORAL E ALIANÇA VOTO DO DIRIGENTE BRUNO RIBEIRO

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-PE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE PAULISTA : TÁTICA ELEITORAL E ALIANÇA VOTO DO DIRIGENTE BRUNO RIBEIRO COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-PE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 04.08.2016 PAULISTA : TÁTICA ELEITORAL E ALIANÇA VOTO DO DIRIGENTE BRUNO RIBEIRO FUNDAMENTAÇÃO ESCRITA O presente voto é fundamentado com

Leia mais

Placar de votação Cenário de apoio à reforma da previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados

Placar de votação Cenário de apoio à reforma da previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados Placar de votação Cenário de apoio à reforma da previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados Comissão Especial da Reforma da Previdência PRESIDENTE MARCELO RAMOS (PR-AM) Etapas na Comissão

Leia mais