Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB"

Transcrição

1 Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB Aspectos mais relevantes das Externalidades Positivas do PNPB (Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel) e Impactos na Progressão da Mistura.

2 Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) Evolução da Mistura Janeiro 2008 Antecipação de metas pelo CNPE Julho 2008 Julho Janeiro OBRIGATÓRIA AUTORIZATIVA

3 Cadeia Produtiva do Biodiesel Grãos Oleaginosos Esmagamento 80% Farelo (Soja) Fornecimento de Proteínas Cadeias Beneficiadas Suinocultura Avicultura Outros (30%) Agricultura Familiar Óleo de frituras Reciclado 20% Óleo (Soja) Piscicultura Bovinocultura 10% Glicerina Gorduras Animais 90% Biodiesel Transesterificação

4 Estimativa do Complexo de Soja 2013/2014 (mil toneladas) 48% 40% Exportação de soja em grão (43.000) 52% 76% Farelo (35.000) 36% Consumo Interno (16.500) Exportação (18.700) Exportação (2.200) 5% Produção de Soja (89.000) Processamento (46.000) 19% 6% 1% Óleo (8.800) 8% Produção de Biodiesel (2.900) Glicerina (300) Alimentação Óleo de cozinha (4.000) Fonte: Ubrabio

5 Geração de Empregos e Impacto no PIB Cerca de 100 mil famílias de agricultores beneficiadas anualmente. Em reflexo ao PNPB entre 2005 a 2010 foram criados 1,3 milhão de empregos entre o campo e postos de combustíveis segundo a FGV. Com B7 seriam criados postos de trabalho e aumento de R$13,5 bilhões no PIB (FIPE).

6 Matérias-primas utilizadas na produção do Biodiesel 2013 (%) 20% 2% 1% Óleo de Soja Gordura Bovina Óleo de Algodão Óleo de Fritura Outros Gordura de porco Outros materiais graxos Óleo de nabo-forrageiro Gordura de frango Ácido graxo de óleo de palma Óleo de palma 0,31% 1,61% 0,60% 74% 3% 0,07% 0,03% 0,03% Fonte: ANP

7 Produção anual de biodiesel a partir do óleo de fritura usado m³ Fonte: MAPA - Benefícios Ambientais da Produção do Uso do Biodiesel - Outubro 2013

8 Destinação Sustentável de resíduos pecuários ANTES DO PNPB AGORA Gorduras Animais A produção de Biodiesel está contribuindo para uma destinação sustentável do subproduto da pecuária de corte, que não conseguia colocação integral no mercado, e acabava se transformando em passivo ambiental Mais de 500 mil toneladas de Sebo utilizadas na produção de Biodiesel em 2013

9 Emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) na Produção do Biodiesel Pegada de Carbono da produção de Biodiesel As emissões de GEE de biodiesel de soja produzido nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul são 70% menores se comparadas ao diesel fóssil, considerando as emissões totais do biodiesel desde a fase agrícola até o consumidor final, em Paulinia-SP. Etapas envolvidas no levantamento da pegada de Carbono do biodiesel de soja Produção de Soja Óleo de Soja Biodiesel Transporte & Distribuição Fonte: MAPA - Benefícios Ambientais da Produção do Uso do Biodiesel - Outubro 2013

10 Emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) no uso do Biodiesel Diesel 85,2* B5 82,1* -3,6% B7 80,9* -5% B10 79,0* -7,3% B20 72,8* -14,5% Redução das emissões de GEE pelo aumento do percentual de biodiesel no diesel. * Fator de emissão: Gramas de CO 2 equivalente por megajaoule Fonte: MAPA - Benefícios Ambientais da Produção do Uso do Biodiesel - Outubro 2013

11 Autonomia e Emissão de CO 2 dos Combustíveis selecionados Abastecendo R$ 100,00 Gasolina 329 km Diesel S km Etanol 368 km Biodiesel 581 km Quantidade de Gás Carbônico emitida em 100km percorridos Gasolina 24 kg CO 2 Biodiesel 6,7 kg CO 2 Etanol 10,2 kg CO 2 Diesel 21,7 kg CO 2 Fonte: Elaboração Ubrabio a partir de dados ANP e MME

12 Impacto do aumento da mistura na emissão de GEE Efeito das emissões ao incremento da mistura Bx -100 B5 B20 B100 CO CO² HC MP SOx Nox* Biodiesel É muito menos poluente Melhora É muito menos poluente Reduz Em 57% as emissões em relação Diesel Fóssil * Os óxidos de nitrogênio (Nox) serão eliminados na etapa posterior de tratamento dos gases das emissões no escapamento do veículo com uso de cataliosadores. Fonte: United States - Environmental Protection Agency

13 Emissões de GEE evitadas e equivalência em plantios de árvores por ano B5 B7 B10 B20 Milhões de Toneladas de CO2/ano Milhões de árvores/ano Fonte: Benefício Ambiental da Produção e do Uso do Biodiesel - MAPA

14 Aquisição de matéria-prima da Agricultura Familiar R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ * 0 Valor de aquisição de matéria-prima da agricultura familiar Número de famílias beneficiadas pelo PNPB * Estimativa Fonte: MDA

15 Impactos da primeira fase do PNPB (2005/2013) 4 N 3 NE Impacto em diversas áreas econômicas, com reflexo no desenvolvimento em todas as regiões do País Nº de unidades produtoras co S SE ,9 milhoes m³ Evolução da Capacidade Instalada mil m³ Fonte: ANP

16 Biodiesel - Capacidade Nominal, Produção e Ociosidade % 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Capacidade Nominal Produção Ociosidade Fonte: ANP

17 Consumo e dependência externa de diesel % 18% 16% 14% 12% 10% 8% 6% 4% 2% 0% Consumo Nacional de Diesel (Litros) Dispêndio com Importação de diesel (US$) Volume de Importação de Diesel (Litros) Dependência de importação do diesel Fonte: ANP

18 Estímulo da oferta de farelo pelo incremento do uso do Biodiesel (mil toneladas) B10 B B Farelo de soja Óleo Fonte: MAPA, ANP, Abiove - Elaboração Ubrabio

19 Comparativo da receita de exportação do complexo soja menos o dispêndio com importação de diesel B5 Constante Progressão da mistura Mil US$ B B B B B10 Aumento de Receita de exportação do Complexo Soja ( ) Grão US$ 5,2 bilhões Farelo US$ 4,3 bilhões Óleo US$ 5,4 milhões US$ 10 bilhões Evolução da receita do complexo de soja e do dispêndio da importação de diesel - B5 constante Evolução da receita do complexo de soja e do dispêndio da importação de diesel - Progressão da mistura Redução do dispêndio com importação de diesel US$ 2,5 bilhões Fonte: MAPA, ANP, Abiove - Elaboração Ubrabio

20 Evolução da Receita do complexo de soja e do dispêndio da Importação de Diesel B5 B7 B8 B9 B Dispêndio com importação (US$ Mil) Receita com exportação de grão (US$ Mil) Receita com exportação de farelo (US$ Mil) Receita com exportação de óleo (US$ Mil) Saldo da Balança Comercial Fonte: MAPA, MME, ANP, Abiove - Elaboração Ubrabio

21 Evolução competitividade do Biodiesel em relação ao diesel importado 3,00 2,75 2,50 B2 B3 B4 B5 2,25 Preço médio em R$ 2,00 1,75 1,50 1,25 1,00 0,75 0,50 0,25 Queda em 2013 de 26% no preço do biodiesel (2,46 p/ 1,79) 0, Preço médio dos Leilões de Biodiesel* Preço médio do Diesel Importado** L = Leilão de Biodiesel * Sem PIS/Cofins (R$ 0,148/litro) ** Adicionado custo de internação (R$ 0,0533/litro) Fonte: Elaboração Ubrabio a partir de dados ANP, MME e Banco Central (Cotação média anual do dólar do período de e média de janeiro de 2014)

22 entre a cotação internacional de diesel e o preço praticado internamente 1.4 Evolução das Cotações de Óleo Diesel (Ref. Golfo Americano) R$/Litro 2,40 2,30 2,20 2,10 2,00 1,90 1,80 1,70 1,60 1,50 1,40 1,30 1,20 1,10 1,00 0,90 0,80 0,70 0,60 0,50 0,40 0,30 0,20 0,10 0,00 Cotação Internacional USG Preço Interno até 2012 Diesel Interno S500 Diesel Interno S USG ( 15ppm) = R$ 1,733 / litro USG+CI = R$ 1,787 / litro Pint (10ppm) = R$ 1,617 / litro Pint (500ppm) = R$ 1,499 / litro As cotações US Gulf (em dólares americanos) da gasolina e óleo diesel apresentaram recuo de 7,3% e 4,5%, respectivamente, quando comparados os valores alcançados em e No caso do diesel S10, a alternativa de importação para o óleo diesel apresenta-se desfavorável, com preços superiores aos preços internos de realização (PI) em 10%, quando incluso o custo de internação. A partir de , apresentam-se preços internos para dois tipos de diesel: S10 e S500. OBS - custo de internação considerado para gasolina e óleo diesel: R$ 0,0533/litro. Fonte: MME - Relatório do Mercado de Derivados de Petróleo Março 2014

23 percentual entre a cotação internacional do diesel S10 e o preço praticado internamente (Jan/13 a Fev/14) Evolução da diferença (em %) do preço interno do diesel S10 em relação à cotação do Golfo Americano 40% 35% 30% 25% 20% 15% 10% 5% 0% Fonte: Relatório do Mercado de Derivados de Petróleo, números 85 a 99 - MME. Nota: Incluído custo de internação de R$ 0,0533/litro

24 Competitividade do biodiesel em relação ao diesel (2013) Estados com referencia de leilão com entregas em 2013 Preço médio B100 Preço médio das distribuidoras B5 (S10) Projeção do preço médio B20 (-15%D+15%B) preço do B20 e B5 (S10) (%) preço do B20 e B5 (S10) Projeção do preço médio B7 (-2%D+2%B) preço do B7 e B5 (S10) (%) preço do B7 e B5 (S10) Mato Grosso 2,021 2,422 2,362-0,060-2,48% 2,414-0,008-0,33% Santa Catarina 1,825 2,162 2,111-0,051-2,34% 2,155-0,007-0,31% Mato Grosso do Sul 2,075 2,336 2,297-0,039-1,68% 2,331-0,005-0,22% Rio Grande do Sul 2,004 2,185 2,158-0,027-1,25% 2,182-0,004-0,17% Goiás 2,104 2,262 2,239-0,024-1,05% 2,259-0,003-0,14% Rondônia 2,212 2,321 2,305-0,016-0,71% 2,319-0,002-0,09% Paraná 2,075 2,114 2,108-0,006-0,28% 2,114-0,001-0,04% Minas Gerais 2,190 2,220 2,215-0,005-0,20% 2,219-0,001-0,03% São Paulo 2,184 2,119 2,128 0,010 0,46% 2,120 0,001 0,06% Tocantins 2,171 2,082 2,095 0,013 0,64% 2,084 0,002 0,09% Bahia 2,297 2,135 2,159 0,024 1,14% 2,138 0,003 0,15% Ceará 2,330 2,129 2,159 0,030 1,41% 2,133 0,004 0,19% Rio de Janeiro 2,354 2,129 2,163 0,034 1,58% 2,134 0,004 0,21% Fonte: Resumo mensal de preços (2013)-ANP S10 - diesel de melhor qualidade comercializado no país (10 ppm - partes por milhão de enxofre) B5-95% diesel fóssil e 5% biodiesel B7-93% diesel fóssil e 7% biodiesel B20-80% diesel fóssil e 20% biodiesel

25 Competitividade do biodiesel em relação ao diesel (Janeiro de 2014) Estado Preço médio do biodiesel - 34º Leilão (Jan e Fev) 2014 Preço médio das distribuidoras (S10) em janeiro Projeção do preço médio B20 (-15%D+15%B) preço do B20 e B5 (S10) (%) preço do B20 e B5 (S10) Projeção do preço médio B7 (-2%D+2%B) preço do B7 e B5 (S10) (%) preço do B7 e B5 (S10) Mato Grosso 2,002 2,561 2,477-0,084-3,27% 2,550-0,011-0,44% Mato Grosso do Sul 2,069 2,473 2,412-0,061-2,45% 2,465-0,008-0,33% Rio Grande do Sul 2,026 2,310 2,267-0,043-1,84% 2,304-0,006-0,25% Santa Catarina 2,059 2,328 2,288-0,040-1,73% 2,323-0,005-0,23% Paraná 2,078 2,301 2,268-0,033-1,45% 2,297-0,004-0,19% Goiás 2,148 2,353 2,322-0,031-1,31% 2,349-0,004-0,17% São Paulo 2,110 2,273 2,248-0,025-1,08% 2,270-0,003-0,14% Rondônia 2,265 2,462 2,432-0,030-1,20% 2,458-0,004-0,16% Minas Gerais 2,262 2,390 2,371-0,019-0,80% 2,387-0,003-0,11% Ceará 2,535 2,283 2,321 0,038 1,66% 2,288 0,005 0,22% Bahia 2,422 2,319 2,334 0,015 0,67% 2,321 0,002 0,09% Tocantins 2,315 2,240 2,251 0,011 0,50% 2,242 0,002 0,07% Rio de Janeiro 2,289 2,285 2,286 0,001 0,03% 2,285 0,000 0,00% Fonte: Resumo mensal de preços (janeiro/2014)-anp S10 - diesel de melhor qualidade comercializado no país (10 ppm - partes por milhão de enxofre) B5-95% diesel fóssil e 5% biodiesel B7-93% diesel fóssil e 7% biodiesel B20-80% diesel fóssil e 20% biodiesel

26 Competitividade do biodiesel em relação ao diesel (Fevereiro de 2014) Estado Preço médio do biodiesel - 34º Leilão (Jan e Fev) 2014 Preço médio das distribuidoras (S10) em fevereiro Projeção do preço médio B20 (-15%D+15%B) preço do B20 e B5 (S10) (%) preço do B20 e B5 (S10) Projeção do preço médio B7 (-2%D+2%B) preço do B7 e B5 (S10) (%) preço do B7 e B5 (S10) Mato Grosso 2,002 2,580 2,493-0,087-3,36% 2,568-0,012-0,45% Mato Grosso do Sul 2,069 2,471 2,411-0,060-2,44% 2,463-0,008-0,33% Rio Grande do Sul 2,026 2,317 2,273-0,044-1,88% 2,311-0,006-0,25% Santa Catarina 2,059 2,324 2,284-0,040-1,71% 2,319-0,005-0,23% Paraná 2,078 2,313 2,278-0,035-1,52% 2,308-0,005-0,20% Rondônia 2,265 2,495 2,461-0,035-1,38% 2,490-0,005-0,18% Goiás 2,148 2,350 2,320-0,030-1,29% 2,346-0,004-0,17% São Paulo 2,110 2,282 2,256-0,026-1,13% 2,279-0,003-0,15% Minas Gerais 2,262 2,397 2,377-0,020-0,84% 2,394-0,003-0,11% Rio de Janeiro 2,289 2,303 2,301-0,002-0,09% 2,303 0,000-0,01% Ceará 2,535 2,304 2,339 0,035 1,51% 2,309 0,005 0,20% Bahia 2,422 2,316 2,332 0,016 0,69% 2,318 0,002 0,09% Tocantins 2,315 2,251 2,261 0,010 0,43% 2,252 0,001 0,06% Fonte: Resumo mensal de preços (fevereiro/2014)-anp S10 - diesel de melhor qualidade comercializado no país (10 ppm - partes por milhão de enxofre) B5-95% diesel fóssil e 5% biodiesel B7-93% diesel fóssil e 7% biodiesel B20-80% diesel fóssil e 20% biodiesel

27 Competitividade do biodiesel em relação ao diesel (Março de 2014) Estado Preço médio do biodiesel - 35º Leilão (Mar e Abr) 2014 Preço médio das distribuidoras (S10) em março Projeção do preço médio B20 (-15%D+15%B) preço do B20 e B5 (S10) (%) preço do B20 e B5 (S10) Projeção do preço médio B7 (-2%D+2%B) preço do B7 e B5 (S10) (%) preço do B7 e B5 (S10) Mato Grosso 1,879 2,559 2,457-0,102-3,99% 2,545-0,014-0,53% Mato Grosso do Sul 1,910 2,475 2,390-0,085-3,42% 2,464-0,011-0,46% Rio Grande do Sul 1,871 2,330 2,261-0,069-2,95% 2,321-0,009-0,39% Goiás 1,937 2,389 2,321-0,068-2,84% 2,380-0,009-0,38% Santa Catarina 1,920 2,344 2,280-0,064-2,71% 2,336-0,008-0,36% Rondônia 2,065 2,505 2,439-0,066-2,63% 2,496-0,009-0,35% Paraná 1,931 2,301 2,246-0,055-2,41% 2,294-0,007-0,32% São Paulo 1,957 2,270 2,223-0,047-2,07% 2,264-0,006-0,28% Minas Gerais 2,085 2,398 2,351-0,047-1,96% 2,392-0,006-0,26% Tocantins 2,024 2,204 2,177-0,027-1,23% 2,200-0,004-0,16% Bahia 2,189 2,317 2,298-0,019-0,83% 2,314-0,003-0,11% Rio de Janeiro 2,265 2,301 2,296-0,005-0,23% 2,300-0,001-0,03% Ceará 2,289 2,292 2,291-0,001-0,02% 2,292 0,000 0,00% Fonte: Resumo mensal de preços (março/2014)-anp S10 - diesel de melhor qualidade comercializado no país (10 ppm - partes por milhão de enxofre) B5-95% diesel fóssil e 5% biodiesel B7-93% diesel fóssil e 7% biodiesel B20-80% diesel fóssil e 20% biodiesel

28 Competitividade do biodiesel em relação ao diesel (Abril de 2014) Estado Preço médio do biodiesel - 35º Leilão (Mar e Abr) 2014 Preço médio das distribuidoras (S10) em março Projeção do preço médio B20 (-15%D+15%B) preço do B20 e B5 (S10) (%) preço do B20 e B5 (S10) Projeção do preço médio B7 (-2%D+2%B) preço do B7 e B5 (S10) (%) preço do B7 e B5 (S10) Mato Grosso 1,879 2,566 2,463-0,103-4,02% 2,552-0,014-0,54% Mato Grosso do Sul 1,910 2,477 2,392-0,085-3,43% 2,466-0,011-0,46% Rio Grande do Sul 1,937 2,466 2,387-0,079-3,22% 2,455-0,011-0,43% Goiás 1,871 2,328 2,259-0,069-2,94% 2,319-0,009-0,39% Santa Catarina 1,920 2,344 2,280-0,064-2,71% 2,336-0,008-0,36% Rondônia 2,065 2,459 2,400-0,059-2,40% 2,451-0,008-0,32% Paraná 1,931 2,305 2,249-0,056-2,43% 2,298-0,007-0,32% São Paulo 1,957 2,268 2,221-0,047-2,06% 2,262-0,006-0,27% Minas Gerais 2,085 2,396 2,349-0,047-1,95% 2,390-0,006-0,26% Tocantins 2,024 2,261 2,225-0,036-1,58% 2,256-0,005-0,21% Bahia 2,189 2,316 2,297-0,019-0,82% 2,313-0,003-0,11% Rio de Janeiro 2,265 2,310 2,303-0,007-0,29% 2,309-0,001-0,04% Ceará 2,289 2,292 2,291-0,001-0,02% 2,292 0,000 0,00% Fonte: Resumo mensal de preços (Abril/2014)-ANP S10 - diesel de melhor qualidade comercializado no país (10 ppm - partes por milhão de enxofre) B5-95% diesel fóssil e 5% biodiesel B7-93% diesel fóssil e 7% biodiesel B20-80% diesel fóssil e 20% biodiesel

29 Principais Países Produtores de Biodiesel e mistura praticada m³ EUA Alemanha Brasil França Argentina * Colômbia Itália Alemanha (5% a 7%) Argentina (9%) Brasil (5%) Colômbia (8% a 10%) EUA (2% a 20%) França (5% a 7%) Itália (5% a 7%) * Queda a partir de 2012 consequente das tarifas antidumping impostas pela União Européia. Fonte: ANP, USDA, Carbio, EIA, EBB, NBB, Oil World - Elaboração Ubrabio

30 Percentual de Biodiesel Utilizado em Países Selecionados B20 EUA B19 B18 B17 B16 B15 B14 B13 B12 B11 B10 Colômbia (interurbano) B9 Argentina B8 Colômbia (urbano) B7 B6 UE B5 B4 Brasil EUA B3 B2 EUA B Fonte: ANP, USDA, Carbio, EIA, EBB, NBB, Oil World - Elaboração Ubrabio

Biodiesel: Combustível alinhado ao modelo de desenvolvimento global sustentável

Biodiesel: Combustível alinhado ao modelo de desenvolvimento global sustentável Versão 02/03/16 Biodiesel: Combustível alinhado ao modelo de desenvolvimento global sustentável Donizete Tokarski Diretor Superintendente Audiência Pública da Comissão Especial da Câmara dos Deputados

Leia mais

Comissão Mista Medida Provisória 647/2014 Audiência Pública

Comissão Mista Medida Provisória 647/2014 Audiência Pública Versão 16 Jul 14 Comissão Mista Medida Provisória 647/2014 Audiência Pública Senado Federal, 16/07/2014 IMPACTOS DO PNPB Aspectos mais relevantes das Externalidades Positivas do PNPB (Programa Nacional

Leia mais

1º Workshop da RBIOCOMB

1º Workshop da RBIOCOMB Versão 11/07/16 1º Workshop da RBIOCOMB Donizete Tokarski, Diretor Superintendente Professor Donato Aranda, PhD Florianópolis-SC, 11 de julho de 2016 2 Associadas LINKER 3 Roteiro - Matérias-primas e uso

Leia mais

Biodiesel: Janela de Oportunidades

Biodiesel: Janela de Oportunidades Faet/Senar, Palmas/TO, 27 de novembro de 2018 Fórum de Desenvolvimento Estratégico da Agroenergia Biodiesel: Janela de Oportunidades Donizete Tokarski Produtores Associados Consumidores Insumos Tecnologia/Outras

Leia mais

Congresso Nacional Comissão mista especial sobre a lei Kandir - CME Audiência Pública Donizete Tokarski Diretor Superintendente da Ubrabio

Congresso Nacional Comissão mista especial sobre a lei Kandir - CME Audiência Pública Donizete Tokarski Diretor Superintendente da Ubrabio Congresso Nacional Comissão mista especial sobre a lei Kandir - CME Audiência Pública Donizete Tokarski Diretor Superintendente da Ubrabio Associadas Produtoras de Biodiesel Equipamentos Insumos Tecnologia/Outras

Leia mais

ANP EPE e FGV RenovaBio Próximos Passos Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio Donizete Tokarski Diretor Superintendente

ANP EPE e FGV RenovaBio Próximos Passos Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio Donizete Tokarski Diretor Superintendente ANP EPE e FGV RenovaBio Próximos Passos Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio Donizete Tokarski Diretor Superintendente FGV ENERGIA Rio de Janeiro, 1º de fevereiro de 2018 1 2 Associados 3 4 RECONHECIMENTO

Leia mais

Biodiesel: Panorama e perspectivas. 23 de Abril 2014 Cuiabá - MT

Biodiesel: Panorama e perspectivas. 23 de Abril 2014 Cuiabá - MT Biodiesel: Panorama e perspectivas 23 de Abril 2014 Cuiabá - MT 1 Sumário Tecnologias de produção; A biomassa na matriz energética; Capacidade agrícola brasileira; Histórico do PNPB; Mercado; Novo marco

Leia mais

Perspectivas para o biodiesel no Brasil

Perspectivas para o biodiesel no Brasil Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Palma de Óleo Perspectivas para o biodiesel no Brasil Fábio Guerra Assessor Econômico Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Brasília DF 17 de março

Leia mais

Biodiesel no Brasil. Ricardo Borges Gomide. Departamento de Combustíveis Renováveis

Biodiesel no Brasil. Ricardo Borges Gomide. Departamento de Combustíveis Renováveis Biodiesel no Brasil Ricardo Borges Gomide Departamento de Combustíveis Renováveis São Paulo, 18.11.2011 Papel do Biodiesel 2 Biodiesel como mais um Energético na Matriz 3 Concorre com outros produtos e

Leia mais

Biodiesel: produção e benefícios

Biodiesel: produção e benefícios Audiência Pública da Comissão Especial sobre Motores a Diesel para Veículos Leves Biodiesel: produção e benefícios Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia Câmara dos Deputados Brasília DF 2 de março 2016

Leia mais

Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas

Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas Daniel Furlan Amaral Economista ESALQ 17 de novembro de 2010 1 Sobre a A, Associação Brasileira

Leia mais

Biodiesel: O custo e a economia do biocombustível

Biodiesel: O custo e a economia do biocombustível Biodiesel: O custo e a economia do biocombustível O Histórico do PNPB Segurança energética Os benefícios do biodiesel: PIB e Emprego; Benefícios ambientais e de saúde pública; Agregação de valor na cadeia;

Leia mais

ANP EPE e FGV RenovaBio Próximos Passos Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio Donizete Tokarski Diretor Superintendente

ANP EPE e FGV RenovaBio Próximos Passos Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio Donizete Tokarski Diretor Superintendente ANP EPE e FGV RenovaBio Próximos Passos Perspectivas do Biodiesel com o RenovaBio Donizete Tokarski Diretor Superintendente FGV ENERGIA Rio de Janeiro, 1º de fevereiro de 2018 1 Associados RECONHECIMENTO

Leia mais

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia 18 de agosto de 2017 Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel

Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Cadeia Produtiva da Soja e Biodiesel Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia 18 de agosto de 2017 Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Agenda positiva setorial e o aumento da responsabilidade do biodiesel no cenário energético nacional

Agenda positiva setorial e o aumento da responsabilidade do biodiesel no cenário energético nacional - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Agenda positiva setorial e o aumento da responsabilidade do biodiesel no cenário energético nacional Leonardo Zilio Assessor Econômico leonardo@abiove.org.br

Leia mais

Guarulhos/SP, 23 de outubro de 2017

Guarulhos/SP, 23 de outubro de 2017 Como o RenovaBio vai impulsionar o mercado de biodiesel brasileiro Conferência BiodieselBR 2017 O crescimento do mercado autorizativo com o RenovaBio O desafio de alinhar os interesses das usinas com o

Leia mais

Abiove: setor tem confiança na antecipação do B10 para 2018; produção de biodiesel é projetada em 5,3 bilhões de litros

Abiove: setor tem confiança na antecipação do B10 para 2018; produção de biodiesel é projetada em 5,3 bilhões de litros Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE Nº 175/2017 julho Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva da soja Abiove: setor tem confiança na antecipação do B10 para 2018;

Leia mais

Negociações internacionais sobre biodiesel: conjuntura e perspectivas

Negociações internacionais sobre biodiesel: conjuntura e perspectivas Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Negociações internacionais sobre biodiesel: conjuntura e perspectivas Daniel Furlan Amaral Economista Biodiesel Congress São Paulo - SP 27 de julho

Leia mais

Conjuntura e perspectivas

Conjuntura e perspectivas Conjuntura e perspectivas Panorama do mercado de oleaginosas Aproveitamento para produção de óleo e derivados IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas Daniel

Leia mais

PRONUNCIAMENTO SOBRE O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL PNPB. Caros ouvintes dos órgãos de comunicação da Câmara dos Deputados,

PRONUNCIAMENTO SOBRE O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL PNPB. Caros ouvintes dos órgãos de comunicação da Câmara dos Deputados, PRONUNCIAMENTO SOBRE O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL PNPB Senhor Presidente, Senhoras e senhores deputados, Caros ouvintes dos órgãos de comunicação da Câmara dos Deputados, Como Presidente

Leia mais

Empresas Associadas BIODIESEL. ubrabio.com.br

Empresas Associadas BIODIESEL. ubrabio.com.br Empresas Associadas BIODIESEL Ubrabio Criada em 2007, a União Brasileira do Biodiesel (Ubrabio) é uma associação civil organizada que representa toda a cadeia de produção e comercialização do Biodiesel.

Leia mais

O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL - PNPB

O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL - PNPB O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL - PNPB Rodrigo Augusto Rodrigues Subchefe Adjunto da SAG/Casa Civil PR Coordenador da Comissão Executiva Interministerial do Biodiesel Niterói - RJ, 17

Leia mais

AVANÇOS DA INDÚSTRIA DE BIODIESEL NO BRASIL

AVANÇOS DA INDÚSTRIA DE BIODIESEL NO BRASIL AVANÇS DA INDÚSTRIA DE BIDIESEL N BRASIL Mesa Redonda: Produção Industrial de Biodiesel Dr. Rafael Silva Menezes Coordenador de Inovação em Tecnologias Setoriais Coordenação-Geral de Desenvolvimento e

Leia mais

Perspectivas do Setor de Biodiesel Brasileiro

Perspectivas do Setor de Biodiesel Brasileiro Perspectivas do Setor de Biodiesel Brasileiro Lançamento do Caderno de Biocombustíveis - Fgv Energia Donizete Tokarski Diretor Superintendente Rio de Janeiro, 15 de setembro de 2017 Produtoras de Biodiesel

Leia mais

O marco regulatório dos biocombustíveis: Biodiesel

O marco regulatório dos biocombustíveis: Biodiesel Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Combustíveis Renováveis O marco regulatório dos biocombustíveis: Biodiesel Ricardo de Gusmão

Leia mais

1 Congresso de Bioenergia de Mato Grosso. Situação do biodiesel em Mato Grosso: matérias-primas, produção e consumo

1 Congresso de Bioenergia de Mato Grosso. Situação do biodiesel em Mato Grosso: matérias-primas, produção e consumo 1 Congresso de Bioenergia de Mato Grosso Situação do biodiesel em Mato Grosso: matérias-primas, produção e consumo Donizete Tokarski Dir. Superintendente Oportunidades com Uso Autorizativo de B20 e B30

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 16 MAIO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

A indústria de biodiesel no Brasil: desafios e oportunidades futuros

A indústria de biodiesel no Brasil: desafios e oportunidades futuros - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A indústria de biodiesel no Brasil: desafios e oportunidades futuros Leonardo Zilio Assessor Econômico leonardo@abiove.org.br Fortaleza/CE Março

Leia mais

Razões para os programas públicos de incentivos a combustíveis de fontes renováveis. Eng. GABRIEL FERIANCIC SISTRAN Engenharia

Razões para os programas públicos de incentivos a combustíveis de fontes renováveis. Eng. GABRIEL FERIANCIC SISTRAN Engenharia Razões para os programas públicos de incentivos a combustíveis de fontes renováveis Eng. GABRIEL FERIANCIC SISTRAN Engenharia Fontes renováveis representam 45% da nossa matriz, enquanto a média mundial

Leia mais

Os preços médios da soja em junho apresentaram queda em relação ao mês

Os preços médios da soja em junho apresentaram queda em relação ao mês Soja Os preços médios da soja em junho apresentaram queda em relação ao mês passado (Tabela 1). O estado do Mato Grosso apresentou a maior variação negativa, - 4,21%, cotado a R$55,75/sc. O Rio Grande

Leia mais

Perspectiva para o biodiesel no Brasil e no Mundo

Perspectiva para o biodiesel no Brasil e no Mundo Sede da CNA, Brasília, 10 de outubro de 2018 V Encontro de Pesquisa e Inovação da Embrapa Agroenergia (EnPI) Mesa Redonda 4 Biomassa para Bioenergia, visão do setor produtivo Perspectiva para o biodiesel

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 19 AGOSTO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Setembro/2011

PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Setembro/2011 PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Setembro/2011 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo 06. Ocupação do Território Brasileiro 07. Estrutura Fundiária Brasileira 08. PIB do

Leia mais

O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel

O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel Renata Lèbre La Rovere GEI/IE/UFRJ Selena Herrera LIMA/COPPE/UFRJ 1 O Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel - PNPB BIODIESEL: combustível produzido

Leia mais

BENEFÍCIOS AMBIENTAIS DA PRODUÇÃO E DO USO DO BIODIESEL

BENEFÍCIOS AMBIENTAIS DA PRODUÇÃO E DO USO DO BIODIESEL BENEFÍCIOS AMBIENTAIS DA PRODUÇÃO E DO USO DO BIODIESEL Leonardo Botelho Zilio CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA 87ª Reunião do COEMA NACIONAL Brasília, 26 de março de 2014 Presidente da Câmara Setorial

Leia mais

Caderno de Biocombustíveis e o RenovaBio. 01/02/2018 Tamar Roitman - pesquisadora

Caderno de Biocombustíveis e o RenovaBio. 01/02/2018 Tamar Roitman - pesquisadora Caderno de Biocombustíveis e o RenovaBio 01/02/2018 Tamar Roitman - pesquisadora Caderno de Biocombustíveis Histórico dos biocombustíveis no Brasil Aprovação da Lei que cria a Política Nacional de Biocombustíveis

Leia mais

Biocombustíveis e Instrumentos Econômicos para a Gestão Ambiental no Brasil

Biocombustíveis e Instrumentos Econômicos para a Gestão Ambiental no Brasil Biocombustíveis e Instrumentos Econômicos para a Gestão Ambiental no Brasil Gerson Teixeira Diretor de Economia e Meio Ambiente Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável Ministério do

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 2 SETEMBRO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

Boletim do Complexo soja

Boletim do Complexo soja Boletim do Complexo soja 1. Grão: No mês de julho houve aumento no preço médio da soja em grão em todos os estados (Tabela 1). O estado que obteve a maior média foi o do Rio Grande do Sul R$64,17/sc, enquanto

Leia mais

No mês de janeiro houve queda no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Goiás.

No mês de janeiro houve queda no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Goiás. BOLETIM DO COMPLEXO SOJA 1. Grão: No mês de janeiro houve queda no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Goiás. Mesmo com a queda no preço Santa Catarina obteve a maior média de preços

Leia mais

A indústria de biodiesel no Brasil: panorama atual e visão de futuro

A indústria de biodiesel no Brasil: panorama atual e visão de futuro - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A indústria de biodiesel no Brasil: panorama atual e visão de futuro Leonardo Zilio Assessor Econômico leonardo@abiove.org.br Brasília/DF 26 de

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 17 JUNHO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

Balanço dos 10 anos do Selo Combustível Social

Balanço dos 10 anos do Selo Combustível Social SEMINÁRIO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL: A INCLUSÃO SOCIAL E PRODUTIVA DA AGRICULTURA FAMILIAR NOS 10 ANOS DO PNPB Balanço dos 10 anos do Selo Combustível Social Dezembro de 2015 Brasília

Leia mais

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO - 2017-2021 ANO TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB TAXA DE JUROS SELIC TAXA DE CÂMBIO R$/US$ TAXA DE INFLAÇÃO IPCA 2017

Leia mais

ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A disponibilidade de óleo de soja com a crescente demanda de biodiesel

ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A disponibilidade de óleo de soja com a crescente demanda de biodiesel A disponibilidade de óleo de soja com a crescente demanda de biodiesel Leonardo Botelho Zilio leonardo@abiove.org.br m³ ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Sistematização de

Leia mais

mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda

mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda Soja Os preços médios da soja apresentaram pequena queda em fevereiro, como mostra a Tabela 1. O estado do Rio Grande do Sul não acompanhou o cenário de queda e apresentou variação positiva para fevereiro,

Leia mais

Mercado de biodiesel no Brasil: conjuntura & perspectivas

Mercado de biodiesel no Brasil: conjuntura & perspectivas Mercado de biodiesel no Brasil: conjuntura & perspectivas Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia São Paulo SP 12 de novembro 2015 Principais oleaginosas, farelos e óleos Soja Algodão Amendoim Girassol

Leia mais

Mercado de Óleos Vegetais: histórico e conjuntura

Mercado de Óleos Vegetais: histórico e conjuntura Workshop AEA Mercado de Óleos Vegetais: histórico e conjuntura Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia daniel@abiove.org.br São Paulo SP 26 de outubro de 2017 Principais matérias-primas Existem 10 oleaginosas,

Leia mais

UTILIZAÇÃO INDUSTRIAL E COMERCIAL DE BIOCOMBUSTÍVEIS

UTILIZAÇÃO INDUSTRIAL E COMERCIAL DE BIOCOMBUSTÍVEIS UTILIZAÇÃO INDUSTRIAL E COMERCIAL DE BIOCOMBUSTÍVEIS Renato Augusto Pontes Cunha Recife, 26 de Abril de 2017. O SETOR SUCROENERGÉTICO HOJE ESTRUTURA PRODUTIVA: 371 Indústrias PRODUTORES DE CANA DE - AÇÚCAR:

Leia mais

Petróleo e Biocombustíveis: A eterna busca pela autossuficiência. Suani Teixeira Coelho Sao Paulo, 5 de agosto de 2013

Petróleo e Biocombustíveis: A eterna busca pela autossuficiência. Suani Teixeira Coelho Sao Paulo, 5 de agosto de 2013 Petróleo e Biocombustíveis: A eterna busca pela autossuficiência Suani Teixeira Coelho Sao Paulo, 5 de agosto de 2013 No segmento de refino, a produção de derivados atingiu 2,02 milhões de barris/dia,

Leia mais

23/04/2014. Os Impactos da Produção de Biodiesel no Segmento Energia Geração, Transmissão e Distribuição

23/04/2014. Os Impactos da Produção de Biodiesel no Segmento Energia Geração, Transmissão e Distribuição O Desempenho Econômico x Consumo de Diesel Os Impactos da Produção de Biodiesel no Segmento Projeto de Sebo Banco Bovino do Brasil Energia Geração, Transmissão e Distribuição O ano de foi marcado por um

Leia mais

Energia a partir de Fontes Renováveis

Energia a partir de Fontes Renováveis Energia a partir de Fontes Renováveis A energia sempre teve um papel fundamental no desenvolvimento e crescimento de um país. Cada vez mais se faz necessário o uso das fontes energéticas, renováveis ou

Leia mais

Biodiesel Medida Provisória nº 647 de de julho de 2014 Audiência Pública - Senado Federal

Biodiesel Medida Provisória nº 647 de de julho de 2014 Audiência Pública - Senado Federal Biodiesel Medida Provisória nº 647 de 2014 16 de julho de 2014 Audiência Pública - Senado Federal Aumento de mistura e seus impactos positivos Brasil é 2º maior mercado mundial de biodiesel e o 3º maior

Leia mais

Unicamp, Campinas, 26 de novembro de A Era da Bioenergia. Desafios da Cadeia Produtiva do Biodiesel. Donizete Tokarski

Unicamp, Campinas, 26 de novembro de A Era da Bioenergia. Desafios da Cadeia Produtiva do Biodiesel. Donizete Tokarski Unicamp, Campinas, 26 de novembro de 2018 A Era da Bioenergia Desafios da Cadeia Produtiva do Biodiesel Donizete Tokarski Produtores Associados Consumidores Insumos Tecnologia/Outras Co-Produtos Parcerias

Leia mais

Avaliação da safra 2015/2016 e perspectivas para a safra 2016/2017

Avaliação da safra 2015/2016 e perspectivas para a safra 2016/2017 16 de junho de 2016 Avaliação da safra 2015/2016 e perspectivas para a safra 2016/2017 Luciano Rodrigues Gerente Economia e Análise Setorial ROTEIRO I. Considerações sobre a safra 2015/2016 Moagem e produção

Leia mais

A Agricultura do Brasil e do Paraná

A Agricultura do Brasil e do Paraná Governo do Estado do Paraná A Agricultura do Brasil e do Paraná Políticas Públicas para a Produção de Biodiesel Orlando Pessuti Vice-Governador Abril/2007 BRASIL 5º Maior país do mundo PIB de US$ 1,0 trilhão

Leia mais

mês de -3,58%, com preço de R$62,60/sc. Goiás apresentou a maior queda de março a

mês de -3,58%, com preço de R$62,60/sc. Goiás apresentou a maior queda de março a Soja Os preços médios da soja em abril apresentaram queda em relação ao mês passado (Tabela 1). O estado do Rio Grande do Sul apresentou variação negativa neste mês de -3,58%, com preço de R$62,60/sc.

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2018

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2018 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2018 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja 1. PREVISÃO DE SAFRA E DESTINAÇÃO De acordo com o 7 Levantamento de safra 2015/16, publicado em abril pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS 16 TÍTULO: BIODIESEL. FONTE DE ENERGIA SUSTENTÁVEL E VERDE. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FARMÁCIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

Leia mais

Tabela 4.1: Produção de biocombustíveis no Brasil (litros)

Tabela 4.1: Produção de biocombustíveis no Brasil (litros) Biocombustíveis Tamar Roitman / Fernanda Delgado A) Produção A produção de etanol anidro e hidratado em março/217 superou em 143,5% e 122%, respectivamente, a produção de fevereiro/217. A maior produção

Leia mais

mês passado (Tabela 1). O estado do Rio Grande do Sul apresentou a maior cotação

mês passado (Tabela 1). O estado do Rio Grande do Sul apresentou a maior cotação Soja Os preços médios da soja em março apresentaram um aumento em relação ao mês passado (Tabela 1). O estado do Rio Grande do Sul apresentou a maior cotação nesse mês, com preço de R$64,93/sc. Santa Catarina

Leia mais

os preços médios estaduais da soja apresentaram variações positivas, com exceção do

os preços médios estaduais da soja apresentaram variações positivas, com exceção do Boletim do Complexo soja 1. Grão: O mês de novembro foi bem positivo para os mercados de soja, de tal forma que os preços médios estaduais da soja apresentaram variações positivas, com exceção do estado

Leia mais

Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. Ricardo Borges Gomide Departamento de Combustíveis Renováveis

Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. Ricardo Borges Gomide Departamento de Combustíveis Renováveis Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel Ricardo Borges Gomide Departamento de Combustíveis Renováveis Estrutura Organizacional Gabinete do Ministro Secretaria Executiva Secretaria de Planejamento

Leia mais

Caderno de Biocombustíveis. 15/09/2017 Milas Evangelista de Sousa (consultor sênior) Tamar Roitman (pesquisadora)

Caderno de Biocombustíveis. 15/09/2017 Milas Evangelista de Sousa (consultor sênior) Tamar Roitman (pesquisadora) Caderno de Biocombustíveis 15/09/2017 Milas Evangelista de Sousa (consultor sênior) Tamar Roitman (pesquisadora) Cadernos FGV Energia A FGV Energia edita e atua em parcerias para a produção de publicações

Leia mais

Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas

Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas Soja Os preços médios da soja pago aos produtores familiares pelas cooperativas apresentaram queda no primeiro mês de 2014, como mostra a Tabela 1. O estado de Minas Gerais foi o único que apresentou variação

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO BOLETIM MENSAL DOS COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEIS

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO BOLETIM MENSAL DOS COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEIS Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Combustíveis Renováveis EDIÇÃO N o 103 Setembro/2016 BOLETIM MENSAL DOS COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEIS

Leia mais

Petróleo & Gás no Século XXI: Desafios Tecnológicos 15 a 18 de setembro de RIOCENTRO. e uso do biodiesel - PNPB. Alan Kardec Presidente

Petróleo & Gás no Século XXI: Desafios Tecnológicos 15 a 18 de setembro de RIOCENTRO. e uso do biodiesel - PNPB. Alan Kardec Presidente t1 Petróleo & Gás no Século XXI: Desafios Tecnológicos 15 a 18 de setembro de 2008 - RIOCENTRO PAINEL: Biodiesel Desenvolvimento regional e sustentabilidade econômica PALESTRA: Sustentabilidade econômica

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 4 - MAIO DE 2013 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

SITUAÇÃO ATUAL, DESAFIOS E PERSPECTIVAS DO PNPB

SITUAÇÃO ATUAL, DESAFIOS E PERSPECTIVAS DO PNPB SITUAÇÃO ATUAL, DESAFIOS E PERSPECTIVAS DO PNPB Rodrigo Augusto Rodrigues Casa Civil da Presidência da República Comissão Executiva Interministerial do Biodiesel Guarulhos (SP), 26 de outubro de 2011 ESTA

Leia mais

PROJETO AGROMINERAIS PARA BIOCOMBUSTÍVEIS

PROJETO AGROMINERAIS PARA BIOCOMBUSTÍVEIS PROJETO AGROMINERAIS PARA BIOCOMBUSTÍVEIS Potencial Agrícola e de Mercado no Brasil para Biocombustíveis e Biodiesel Centro de Tecnologia Mineral - CETEM Cia. Nacional de Abastecimento - Conab ÂNGELO BRESSAN

Leia mais

VISÃO DA INDÚSTRIA DE ÓLEOS VEGETAIS

VISÃO DA INDÚSTRIA DE ÓLEOS VEGETAIS PANORAMA DA PRODUÇÃO DE BIODIESEL Principais Atuações do ITEP Ana Rita Fraga Drummond, Ph.D. Coordenadora Técnica do PNPB (Rede MCT) Instituto de Tecnologia de Pernambuco II Seminário de Biodiesel - APCA

Leia mais

No dia , o USDA divulgou seu relatório de oferta e demanda dos principais produtos agropecuários da safra 2010/11:

No dia , o USDA divulgou seu relatório de oferta e demanda dos principais produtos agropecuários da safra 2010/11: INFORMATIVO DEAGRO Jan/2011 Coordenação Geral de Fibras e Oleaginosas Departamento de Comercialização e Abastecimento Agrícola e Pecuário - DEAGRO Secretaria de Política Agrícola Ministério da Agricultura,

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A cultura da soja apresenta relevante importância para a economia brasileira, sendo responsável por uma significativa parcela na receita cambial do Brasil, destacando-se

Leia mais

Indicadores Econômicos e Fomento à Indústria

Indicadores Econômicos e Fomento à Indústria Edição 10 Dezembro de 2018 Publicação do Sistema FIEMT elaborada pela área de Oportunidades no setor de biocombustíveis em Mato Grosso Destaques: A produção e o uso de biocombustíveis contribuem para a

Leia mais

BIODIESEL DE SOJA PERSPECTIVA DE USO NO BRASIL

BIODIESEL DE SOJA PERSPECTIVA DE USO NO BRASIL BIODIESEL DE SOJA PERSPECTIVA DE USO NO BRASIL Dra. Roseli Aparecida Ferrari DEA UEPG Email ferrarir@uepg. @uepg.br PRODUÇÃO DE BIODIESEL BIODIESEL É um combustível renovável produzido a partir de óleos

Leia mais

Perspectivas para a safra 2018/2019 e RenovaBio

Perspectivas para a safra 2018/2019 e RenovaBio 21 de junho de 2018 Perspectivas para a safra 2018/2019 e RenovaBio Luciano Rodrigues Gerente Economia e Análise Setorial ROTEIRO I. Considerações sobre a safra 2017/2018 Moagem e produção Preços II. Perspectivas

Leia mais

Crédito Rural: oportunidades, riscos e competitividade no agronegócio

Crédito Rural: oportunidades, riscos e competitividade no agronegócio Crédito Rural: oportunidades, riscos e competitividade no agronegócio Ivan Wedekin VI Congresso Brasileiro de Fertilizantes 29.08.2016 1. Competitividade lastreada em produtividade Maiores exportadores

Leia mais

A Chegada da Consolidação Amadurecimento na cadeia do Biodiesel

A Chegada da Consolidação Amadurecimento na cadeia do Biodiesel A Chegada da Consolidação Amadurecimento na cadeia do Biodiesel 18 de Novembro de 2011 Aprobio Introdução Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil Fundação: 17 de junho de 2011, sede em São Paulo

Leia mais

"Bionergia e biocombustível: Perspectivas para crescimento no Brasil" COMISSÃO MISTA Donizete Tokarski Diretor Superintendente da Ubrabio

Bionergia e biocombustível: Perspectivas para crescimento no Brasil COMISSÃO MISTA Donizete Tokarski Diretor Superintendente da Ubrabio Brasília, 31 de outubro de 2017 "Bionergia e biocombustível: Perspectivas para crescimento no Brasil" COMISSÃO MISTA Donizete Tokarski Diretor Superintendente da Ubrabio PERMANENTE SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Leia mais

Como o RenovaBio vai impulsionar o mercado de biodiesel brasileiro

Como o RenovaBio vai impulsionar o mercado de biodiesel brasileiro Como o RenovaBio vai impulsionar o mercado de biodiesel brasileiro O crescimento do mercado autorizativo com o RenovaBio O desa o de alin ar os interesses das usinas com o resto da cadeia Donizete Tokarski

Leia mais

L. A. Horta Nogueira Universidade Federal de Itajubá

L. A. Horta Nogueira Universidade Federal de Itajubá Perspectivas para o biodiesel no Brasil L. A. Horta Nogueira Universidade Federal de Itajubá 1 Perspectivas para o biodiesel no Brasil Roteiro Evolução da produção de biodiesel Sustentabilidade e biodiesel

Leia mais

Biodiesel obtenção e aplicação

Biodiesel obtenção e aplicação UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENG. AGRÍCOLA Biodiesel obtenção e aplicação João Valdenor Pereira Filho; Orientador:

Leia mais

MILHO: A EXPANSÃO DO BRASIL NO MERCADO GLOBAL E O ABASTECIMENTO DOMÉSTICO. Carlos Cogo 5 DE MARÇO DE 2018

MILHO: A EXPANSÃO DO BRASIL NO MERCADO GLOBAL E O ABASTECIMENTO DOMÉSTICO. Carlos Cogo 5 DE MARÇO DE 2018 MILHO: A EXPANSÃO DO BRASIL NO MERCADO GLOBAL E O ABASTECIMENTO DOMÉSTICO Carlos Cogo 5 DE MARÇO DE 2018 2º maior saldo Em 20 anos o agronegócio exportou US$ 1,23 trilhão Fonte: AgroStat a partir dos dados

Leia mais

Agronegócio em Mato Grosso. Abril 2013

Agronegócio em Mato Grosso. Abril 2013 Agronegócio em Mato Grosso Abril 2013 Brasil Visão Geral Brasil - Visão Geral Area 8,5 milhões km 2 (5º maior) População (2011) 195 milhões (6 º maior) PIB (2011) US$ 2,47 Trilhões (6 ª maior) Produção

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo

Leia mais

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL RELATÓRIO DA SAFRA DE SOJA E MILHO REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL Relatório do USDA traz levantamento das regiões de produção de soja no Brasil, com a concentração da produção

Leia mais

RENOVABIO: COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA E INVESTIMENTOS

RENOVABIO: COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA E INVESTIMENTOS RENOVABIO: COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA E INVESTIMENTOS Seminário Biotecnologia 4.0 São Paulo/SP 11 mai. 2018 José Mauro Coelho Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis Presidente em Exercício

Leia mais

Plenária: Perspectivas e Desafios da Energia no Meio Rural no Estado de São Paulo e no Brasil

Plenária: Perspectivas e Desafios da Energia no Meio Rural no Estado de São Paulo e no Brasil Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Plenária: Perspectivas e Desafios da Energia no Meio Rural no Estado de São Paulo e no Brasil Ricardo de Gusmão

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DOS INSUMOS E INFLUÊNCIA DA VENDA DOS SUB-PRODUTOS NO CUSTO DE PRODUÇÃO DO BIODIESEL. Danielle Magalhães Rochael 1

PARTICIPAÇÃO DOS INSUMOS E INFLUÊNCIA DA VENDA DOS SUB-PRODUTOS NO CUSTO DE PRODUÇÃO DO BIODIESEL. Danielle Magalhães Rochael 1 PARTICIPAÇÃO DOS INSUMOS E INFLUÊNCIA DA VENDA DOS SUB-PRODUTOS NO CUSTO DE PRODUÇÃO DO BIODIESEL Danielle Magalhães Rochael 1 Resumo Através da avaliação de dois processos nacionais de fabricação de biodiesel,

Leia mais

Importância do biodiesel como agregador de valor no complexo soja

Importância do biodiesel como agregador de valor no complexo soja CONGRESSO BIOENERGIAMT Importância do biodiesel como agregador de valor no complexo soja Daniel Furlan Amaral Gerente de Economia Cuiabá MT 13 de setembro 2016 1981 1983 1985 1987 1989 1991 1993 1995 1997

Leia mais

Proposta de Metas Compulsórias Anuais de Redução de Emissões na Comercialização de Combustíveis

Proposta de Metas Compulsórias Anuais de Redução de Emissões na Comercialização de Combustíveis Ministério de Minas e Energia Política Nacional de Biocombustíveis Lei nº 13.576/17 Consulta Pública - Anexo da Nota Técnica nº 12/2018/DBIO/SPG Fotos: UNICA, ABIOVE e GRANBIO. Proposta de Metas Compulsórias

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO BIODIESEL DE SEBO BOVINO E SEUS SUBPRODUTOS ATRAVÉS DA LOGÍSTICA REVERSA

A IMPORTÂNCIA DO BIODIESEL DE SEBO BOVINO E SEUS SUBPRODUTOS ATRAVÉS DA LOGÍSTICA REVERSA A IMPORTÂNCIA DO BIODIESEL DE SEBO BOVINO E SEUS SUBPRODUTOS ATRAVÉS DA LOGÍSTICA REVERSA Emmanuelle Soares de Carvalho Freitas 1 ; Lúcia Helena Xavier ²; Emerson Andrade Sales ¹ 1 Universidade Federal

Leia mais

Política de Transportes e Meio Ambiente

Política de Transportes e Meio Ambiente Ciclo de Conversas Sobre Mobilidade Urbana Meio Ambiente e Sustentabilidade Política de Transportes e Meio Ambiente Roberto Brederode Diretor de Desenvolvimento e Infraestrutura Viária Campinas, 18 de

Leia mais

O Comércio de Serviços do Brasil

O Comércio de Serviços do Brasil Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio e Serviços IV Seminário Estadual de Negócios Internacionais do Paraná O Comércio de Serviços do Brasil Curitiba, 17 de

Leia mais

GIRASSOL Período: Julho de 2012

GIRASSOL Período: Julho de 2012 GIRASSOL Período: Julho de 2012 QUADRO I PREÇOS PAGO AO PRODUTOR (R$ 60/Kg) Centro de Referência Un Período Anteriores Período atual Variação (%) Julho/11 Julho/12 Preços Mínimos (60/Kg) Centro Sul 60

Leia mais