EFFECTIVENESS OF MYOFASCIAL RELEASE AND POMPAGE TECHNIQUES OF CHRONIC TENSION HEADACHE IN COMPUTER USERS: A LITERATURE REVIEW

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EFFECTIVENESS OF MYOFASCIAL RELEASE AND POMPAGE TECHNIQUES OF CHRONIC TENSION HEADACHE IN COMPUTER USERS: A LITERATURE REVIEW"

Transcrição

1 EFICÁCIA DAS TÉCNICAS DE LIBERAÇÃO MIOFASCIAL E POMPAGE NA CEFALEIA TIPO TENSIONAL CRÔNICA EM TRABALHADORES USUÁRIOS DE COMPUTADOR: REVISÃO DE LITERATURA EFFECTIVENESS OF MYOFASCIAL RELEASE AND POMPAGE TECHNIQUES OF CHRONIC TENSION HEADACHE IN COMPUTER USERS: A LITERATURE REVIEW Ana Alice Vicente de Lima 1 ; Thalita Raquel Costa Gadelha 1 Esp. Klenda Pereira de Oliveira 2 Envio:08/10/2021 Aceite:26/10/2021 RESUMO: tendo em vista o estresse biomecânico causado por fatores ergonômicos inadequados no ambiente laboral e sua correlação com os quadros de cefaleia tipo tensional e as dores miofasciais, pesquisa-se sobre a eficácia das técnicas de Liberação Miofascial e Pompage em fase inicial de tratamento terapêutico com o propósito de induzir alívio da dor nas crises de cefaleia em trabalhadores que passam longas horas em frente ao computador no ambiente laboral. Objetivo: comparar a eficácia das técnicas de Liberação Miofascial e Pompage, correlacionar as crises de cefaleia tensional tipo crônica e o componente miofascial em trabalhadores e selecionar a melhor estratégia terapêutica para a fase inicial de tratamento. Metodologia: pesquisa de revisão de literatura bibliográfica integrativa com análise de artigos de revisão, artigos sistemáticos e estudos experimentais por meio de consulta das bases eletrônicas: PEDRo, Biblioteca Virtual em Saúde, Portal Periódicos CAPES, PubMed e Google Acadêmico, datados de 2011 até Resultados: as técnicas selecionadas possuem eficácia no tratamento dos pacientes com diagnóstico de cefaleia do tipo tensional crônica, estas se relacionam aos níveis de estresse biomecânico provenientes de uma postura incorreta favorecendo o aparecimento de pontos de gatilho na musculatura tensionada e aumento da sensibilidade a dor devido aos estímulos nociceptivos contínuos do meio externo. Conclusões: não há na literatura um estudo específico que tenha relacionado a cefaléia tipo tensional com as técnicas de Liberação Miofascial e Pompage em trabalhadores usuários de computador, o que impõe a constatação de que é necessário estudos nesta temática. Palavras-chave: Liberação Miofascial. Cefaleia Tensional. Pompage. Computador. Riscos. ABSTRACT: Considering the biomechanical stress caused by inadequate ergonomic factors in the work environment and its correlation with tension-type headache and myofascial pain, this study investigates the effectiveness of Myofascial Release and Pompage techniques in the initial phase of therapeutic treatment with the purpose of inducing pain relief in headache attacks in workers who spend long hours in front of the computer in the work environment. Objective: to compare the efficacy of Myofascial Release and Pompage techniques, to correlate chronic tension headache crisis and myofascial component in workers and to select the best therapeutic strategy for the initial phase of treatment. Methodology: integrative literature review research with analysis of review articles, systematic articles and experimental studies by consulting the electronic databases: PEDRo, Biblioteca Virtual em Saúde, Portal Periódicos CAPES, PubMed and Google Acadêmico, dated from 2011 to Results: the selected techniques are effective in treating patients diagnosed with chronic tension-type headache. These techniques are related to biomechanical stress levels from an incorrect posture favoring the appearance of trigger points in the tensioned muscles and increased sensitivity to pain due to continuous nociceptive stimuli from the external environment. Conclusions: there is no specific study in the literature that has related tension-type headache to Myofascial Release and Pompage techniques in computerusing workers, which imposes the verification that studies on this theme are necessary. Keywords: Myofascial Release. Tensional Headache. Pompage. Computer. Risks.. 1 Discentes do Curso Superior de Fisioterapia do Centro Universitário do Norte UNINORTE Ser Educacional. 2 Especialista em neurofuncional, docente do Curso Superior de FISIOTERAPIA UNINORTE Ser Educacional.

2 1. INTRODUÇÃO O fenômeno de modernização por meio dos avanços tecnológicos trouxe a atualidade inúmeros benefícios e praticidade no cotidiano das pessoas. Todavia, à medida que os desenvolvimentos da contemporaneidade se dissolveram na vida dos indivíduos, notou-se que inúmeras sequelas da era moderna foram inseridas tanto na vida pessoal quanto na vida laboral dos seres humanos causando desequilíbrio e estresse acentuado (CAMELO; ANGERAMI, 2008; DANESHMAND et al., 2017). Em virtude da vantagem competitiva, as organizações prezam cada vez mais por métricas e resultados estatísticos deixando em segundo plano a qualidade de vida de seus empregados com um ambiente laboral ergonomicamente incorreto. Em consequência, há geração do estresse biomecânico nos segmentos corporais ocasionado muitas vezes pela postura estática mantida de maneira inadequada por longas horas dentro do ambiente organizacional (BENKE; CARAVALHO, 2008; POBLETE ET AL., 2012; SANCHEZ, 2019; BORHANY, ET AL. 2021; CHOI, 2021) Estudos apontam que a postura é um fator crucial para a geração de tensão muscular e consequentemente de pontos-gatilhos (PG). A postura sentada com protusão da cabeça de forma incorreta pode favorecer o aparecimento de pontosgatilhos (Niel-Asher, 2008) e ocasiona tensão e encurtamento dos músculos Suboccipitais, Esternocleidomastóideo (ECM), Escalenos, Temporal, Trapézio superior e Masseter (TRAVELL; SIMONS, 1999; FERNÁNDEZ-DE-LAS-PEÑAS, 2007; SHIELDS, 2020). Um dos fatores que pode levar a desordem estrutural na fáscia são os chamados pontos de gatilho (PG) que são divididos em 5 tipos, os quais os mais comuns são os PG ativos (dor espontânea) e latentes (dor referida). Pontos-gatilhos são nódulos que podem ser encontrados ao longo de uma banda tensa no músculo esquelético, são pontos hipersensíveis com capacidade de gerar espasmo, fraqueza, dor local ou irradiada e tensão muscular. Além disso, os PG possuem áreas alvos onde dividem o mesmo caminho nervoso e são conectados pelo sistema Nervoso Autônomo (SNA). (Travell e Simons, 1998). Estudos experimentais evidenciam que há forte relação entre as cefaleias tensionais (CT) e as dores miofasciais. Pessoas com cefaleia apresentam mais pontos-gatilhos que pessoas sem cefaleia (Queiroz, 2014). Além disso, há relação

3 entre a duração e frequência da cefaleia tipo tensional e a quantidade de PG (Couppé, 2007; Filho-Rocha, 2014). As técnicas de Liberação Miofascial e Pompage são duas dentre as várias modalidades terapêuticas voltadas a amenizar esses nódulos e a tensão no tecido miofascial (TRAVELL; SIMONS, 1999; BERNARDI et.al., HOFFMANN, 2004; MAYWORM, 2017). A liberação miofascial (LMF) é uma técnica que visa restabelecer o equilíbrio e diminuir as restrições na fáscia, base estrutural que circunda todos os tecidos do corpo, é uma técnica capaz de normalizar as estruturas e funções que estejam alteradas no componente miofascial. (MYERS, 2010). De forma similar, a técnica da Pompage é uma técnica manual promissora no tratamento das contraturas, encurtamentos e retrações ao qual se encontram com frequência em pessoas tensionadas. A técnica da Pompage visa o relaxamento por meio do deslizamento dos tecidos uns sobre os outros, nutrição tecidual com maior circulação dos fluidos e diminuição da estase sanguínea e mobilização do componente miofascial para alívio da dor, diminuição de edema e tensão. (BIENFAIT, 1999). As cefaleias são divididas em primárias e secundárias. Primárias quando a causa da dor é a própria cefaleia e secundária quando há outras causas subjacentes como a causa principal. (National Health Service, 2018). A cefaleia tipo tensional crônica (CTTC) é uma cefaleia primária e classificada de acordo com a International Classification of Headache Disorders (ICHD-III) quanto à frequência e duração, devendo ocorrer em média por mais de 15 dias por mês durante mais de 3 meses ( 180 dias por ano) com duração de dias a meses ou sem remissão. Os critérios diagnósticos para a CTTC se baseiam em quatro características principais, sendo estas: 1) Dor constante e bilateral localizada na região temporal ou frontal, parietal e occipital, 2) qualidade da dor maçante, dolorida, pesada, opressiva, agoniada e difusa, assemelha-se a uma faixa apertada ao redor da cabeça, ocasiona pressão mas sem caráter pulsátil, 3) intensidade leve ou moderada, 4) dor que não acentua com esforço físico diário. (INTERNATIONAL CLASSIFICATION OF HEADACHE DISORDERS, 2018)

4 Além disso, a CTTC pode apresentar fotofobia, náusea leve e fonofobia. Não há vômitos ou náuseas. Além disso, pode estar associada ao dolorimento pericraniano com aumento de dor durante à palpação manual, feita com discretos movimentos circulatórios utilizando os dedos indicador e médio associado a pressão firme nos músculos frontal, temporal, masseter, esternocleidomastóideo, esplênio e trapézio e CTTC não associada ao dolorimento pericraniano sem aumento de dor durante a palpação manual. (MAYO CLINIC HEALTHY LIVING, 2021; INTERNATIONAL CLASSIFICATION OF HEADACHE DISORDERS, 2018) Embora estudos demonstrem que a maioria das causas de cefaleias tensionais não sejam bem delimitadas e compreendidas, acredita-se que a sensibilidade muscular aumentada pode acarretar em um sistema de dor sensibilizado (De-las- Penãs; Ge; Youe, 2011; Cathcart, 2012; López, 2014; Cruz, 2017; Phu Do, 2018). Dessa forma, gatilhos podem ser ativados para que as crises aconteçam como estados emocionais e físicos afetados causados por estresse, ansiedade e depressão, alterações musculoesqueléticas, distúrbios do sono, excesso de medicamentos analgésicos, sedentarismo, postura estática inadequada prolongada e má nutrição. (Sociedade Brasileira de Cefaleia, 2017; Monzani, 2018). Segundo a terceira edição da International Classification of Headache Disorders (ICHD-III), a cefaleia do tipo tensional (CTT) apresenta prevalência de 30% e 78% na população geral e isto acarreta impactos socioeconômicos. Além disso, no Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia, estima-se que 13% da população possui cefaleia tensional e 6,9% têm cefaleia crônica diária. (SOCIEDADE BRASILEIRA DE CEFALEIA, 2014) Contudo, ao passo que os estudos epidemiológicos corroboram a prevalência da CTTC nos tempos atuais, poucos protocolos clínicos utilizando as técnicas de Liberação Miofascial e Pompage evidênciam a eficácia destas práticas terapêuticas. Portanto, buscou-se reunir informações com o propósito de responder qual aplicação dentre a Liberação Miofascial e Pompage produz eficácia na fase inicial do tratamento das queixas de Cefaleia tipo Tensional Crônica visando a analgesia em trabalhadores usuários de computador no ambiente laboral. Portanto, o presente estudo teve como objetivo comparar o efeito útil da praticabilidade dos procedimentos de Liberação Miofascial e Pompage e para isso, a pesquisa foi subdividida em três partes onde visou 1 - Comparar a eficácia das

5 Elegibilidade Triagem Identificação técnicas de Liberação Miofascial e Pompage, 2 - Correlacionar as crises de cefaleia tipo tensional crônica e o componente miofascial em trabalhadores usuários de computador, 3 - Selecionar a melhor estratégia terapêutica para a fase inicial de tratamento. Para isto, a pesquisa delimitou-se em realizar um estudo comparativo em vista a elucidar as técnicas supracitadas em fase inicial de tratamento com o propósito de induzir efeitos analgésicos nos quadros de CTTC em trabalhadores que passam longas horas em frente ao computador no ambiente laboral. 2. MATERIAIS E MÉTODOS O presente estudo trata de uma revisão de literatura bibliográfica integrativa com objetivos descritivos sobre a eficácia das técnicas de Liberação Miofascial e Pompage Cervical na cefaleia tipo tensional crônica em trabalhadores usuários de computador, onde foram abordados artigos de revisão, artigos sistemáticos e estudos experimentais. A pesquisa foi realizada por meio de consulta das bases eletrônicas: PEDRo, Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Portal Periódicos CAPES, PubMed e Google Acadêmico. As buscas foram refinadas por data de publicação de 2011 até Registros identificados por meio de pesquisa de banco de dados (n= 1.474) PubMed (n= 209) PEDro (n= 86) CAPES (n= 479) Biblioteca Virtual de Saúde (n= 224) SCIElo (n= 72) Google Acadêmico (n= 404) Descritores em Língua Inglesa, Portuguesa e Espanhola Myofascial Release Tension-type. Tension-type Headache. Cervical Pompage. Computer AND Workers Risk. Registros selecionados (n= 151) Registro após duplicatas removidas (n= 82) Registro após leitura do título (n= 61) Registros excluídos após leitura do resumo Registros após leitura do resumo (n=35) Registros avaliados para leitura completa Artigos com texto completo excluídos com motivos (n=) - População (n=09) - Desenho de estudo (n=05) - Texto completo não disponível (n= 10) - Associação de outras técnicas não fisioterapêuticas (n=20) - Outras apresentações clínicas da cefaleia (n=15)

6 Incluído Artigos com texto completo incluídos com motivos: Estudos experimentais (n=13) Estudos de revisões sistemáticas (n=5) Estudos de caso (n=2) Diagnóstico de CTTC, suas manifestações clínicas e associações à técnica de Liberação Miofascial e Pompage (n=20) Artigos completos em língua Portuguesa, Inglesa e Espanhola (n=20) Estudos incluídos na revisão (n=15) 3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Esta revisão avaliou a eficácia da aplicabilidade das técnicas de Liberação Miofascial e Pompage no tecido muscular da área cervical em pacientes com diagnóstico de cefaleia tipo tensional. Determinadas pesquisas podem ser encontradas sobre o tema em bases de dados mas não há evidências específicas que correlacionem os assuntos tratados neste artigo. Assim, pressupõe-se que este estudo seja precursor ao enfocar essa temática. Quadro 1: Resultados da pesquisa. AUTOR/AN O Silva (2019) Efeito da pompage em pacientes com cefaleia tensional. Kim et. al (2018) TÍTULO OBJETIVO RESULTADOS Efeitos da liberação do músculo esternocleidomastói deo e do tecido mole do músculo suboccipital na Analisar os efeitos da pompage na Cefaleia Tensional. Investigar os efeitos da intervenção de liberação de tecido mole no esternocleidomastóid eo, suboccipital, Concluiu-se que a técnica da Pompage é capaz de reduzir a tensão e o espamo muscular, assim como pode melhorar a nutrição do tecido e promover analgesia no tratamento dos pacientes com cefaleia tipo tensional. A liberação de tecido mole dos músculos esternocleidomastoid eo e trapézio superior diminuiu a dureza muscular e aumentou

7 dureza muscular e na dor à pressão do músculo esternocleidomastói deo e do músculo trapézio superior em usuários de smartphones com pontos de gatilho latentes. trapézio superior e limiar de dor à pressão (LDP) pontos gatilhos latentes. o limiar de dor à pressão. A liberação suboccipital diminuiu a dureza muscular do trapézio superior com aumento do limiar de dor por pressão. A intervenção direta no músculo trapézio, bem como no músculo esternocleiodomastoi deo devem ser associadas para diminuição dos pontos-gatilhos latentes Mainstrello (2018) Santos; Joia (2018) Antunes et.al (2017) Eficácia do tratamento manual do ponto de gatilho na frequência, intensidade e duração dos ataques em dores de cabeça primárias: uma revisão sistemática e meta-análise de Ensaios controlados randomizados. A liberação miofascial nos tratamentos de cervicalgia Análise comparativa dos efeitos da Massoterapia e Pompage cervical na dor e qualidade de vida em mulheres. Associar a eficácia de resolução dos pontos-gatilhos miofasciais em contraste a intervenções ativas mínimas sobre a duração, intensidade e eficácia das cefaleias primárias em adultos. Revisar os efeitos da liberação miofascial no tratamento da cervicalgia. Comparar os efeitos das técnicas de massoterapia e pompage cervical voltadas na qualidade de vida e dor em mulheres. A duração, intensidade e frequência da cefaleia tensional reduziram por meio do tratamento manual com pontos-gatilhos dos músculos da cabeça e pescoço. A liberação miofascial promove melhora nos quadros de cervicalgia aguda e crônica devido a resolução dos pontosgatilhos que causam tensão na musculatura envolvida. Observou-se o grupo submetido a Pompage obteve melhora na qualidade de vida nos domínios Capacidade Funcional, Limitação por aspecto físico, Vitalidade e Aspecto Social e o grupo de massoterapia obteve

8 Silva (2017) Tratamento da cervicalgia mecânica por meio das técnicas de tração e pompage: relato de caso. Moraska et. al (2017) Moraska et. al (2015) Sousa (2015) Capacidade de resposta dos pontos de gatilho miofasciais para massagens de liberação de ponto de gatilho único e múltiplo - um ensaio randomizado, controlado por placebo. Massagem na cabeça e pescoço focados no ponto de gatilho miofascial para cefaleia do tipo tensional recorrente: um ensaio clínico randomizado e controlado por placebos. Efeitos da liberação miofascial na Analisar a efetividade das técnicas de tração e pompage no tratamento da cervicalgia. Avaliar os efeitos da massagem isolada e associada no limiar de dor por pressão em pontos gatilhos miofasciais em indivíduos com cefaleia do tipo tensional. Avaliar a aplicação da massagem focada em pontos-gatilhos miofasciais de indivíduos com cefaleia tipo tensional para a redução da dor de cabeça, ensaio clínico controlado por placebo. Verificar os efeitos da Liberação melhora no domínio dor. Tanto a Pompage quanto a Massoterapia promoveram melhora no quadro de dor e na qualidade de vida com significância para o tratamento de cervicalgia. Houve ganho da amplitude de movimento articular, extensibilidade muscular, funcionalidade e alívio da dor no paciente com cervicalgia. Houve aumento do limiar de dor por pressão em todos os quatro locais musculares testados para massagem como suboccipital e trapézio superior e efeito cumulativo e sustentado limiar de dor por pressão exceto trapézio superior esquerdo. A frequência da dor de cabeça diminuiu no grupo controle após liberação do pontos-gatilhos miofasciais na musculatura cervical. O limiar de pressão à dor melhorou em todos os músculos testados apenas para massagem. Não houve diferença na intensidade ou duração da dor de cabeça entre o grupo controle e o placebo. Houve redução na intensidade subjetiva

9 Morales et. al (2014) Sousa; Matos (2014) Bastos (2013) Teixeira (2011) qualidade e frequência da dor em mulheres com cefaleia do tipo tensional induzida por pontos-gatilho. Eficácia da manipulação cervical vs. terapia de liberação posicional em pontos de gatilho para cefaleia do tipo tensional. A liberação miofascial e o tratamento da cefaleia tensional induzida por pontosgatilho tensional. Intervenção fisioterapêutica na melhoria da qualidade de vida de paciente portador de cefaleia do tipo tensional crônica Efeito imediato da técnica de compressão isquêmica na inibição de pontos gatilhos Miofascial na descrição e frequência da dor em mulheres com Cefaleia tipo Tensional induzida por Pontos-gatilhos. Avaliar a eficácia dos tratamentos de pressão contínua e manipulação cervical em pessoas com cefaleia tensional. Verificar os efeitos da liberação miofascial no tratamento de Cefaleia tipo Tensional induzido a pontos-gatilhos. Verificar a melhora na qualidade de vida em portador de cefaleia tensional crônica submetido à terapia manual. Analisar o efeito da técnica de compressão isquêmica na inibição de pontos gatilhos do músculo trapézio superior por meio da global da dor, diminuição dos componentes sensoriais e afetivos, diminuição da frequência da dor em mulheres com Cefaleia tipo Tensional por meio da técnica de Liberação Miofascial. Os tratamentos de manipulação e pressão contínua são eficazes no manejo de pacientes com cefaleia tensional. A técnica de liberação miofascial mostrou eficácia no tratamento da cefaleia do tipo tensional pois houve alivio da tensão/espasmo muscular com aumento da amplitude de movimento, redução da intensidade da dor e melhora da qualidade de vida. Evidenciou-se que o quadro álgico, as limitações por aspectos físicos, estado geral e qualidade de vida tiveram significativa melhora após submissão as técnicas de massagem e pompage. Houve diferença na escala visual analógica para avaliação de dor, mas não houve diferença significativa na análise do sinal

10 Ajimsha; Bodyw (2011) Eficácia da técnica de liberação miofascial direta vs indireta no tratamento da cefaleia do tipo tensional. percepção dolorosa subjetiva e da análise eletromiografica. Investigar se a técnica de liberação miofascial direta reduz a frequência de cefaleia de forma mais eficaz que a técnica de liberação miofascial indireta em comparação com um grupo controle. eletromiográfico do músculo trapézio superior. Houve redução na frequência de dias com dor de cabeça tensional no grupo de liberação miofascial direta em comparação ao grupo de liberação indireta e grupo controle. Berggreen; Wiik; Lund (2011) Tratamento de pontos de gatilho miofasciais em pacientes do sexo feminino com cefaleia do tipo tensional crônica - um ensaio clínico randomizado. Avaliar a eficácia da massagem de pontos gatilhos miofasciais nos músculos da cabeça, pescoço e ombros em relação à dor no tratamento de mulheres com cefaleia do tipo tensional crônica. Houve redução no número de pontos de gatilho no grupo de tratamento em comparação com o grupo controle e melhora significativa na dor matinal. A massagem focada nos pontos-gatilhos miofasciais mostrou efeito benéfico na cefaleia tipo tensional crônica em pacientes do sexo feminino. A cefaleia tipo tensional é uma dor cefálica que ocorre com frequência na população. Embora sua fisiopatologia seja pouco conhecida, postula-se que está associada a fatores secundários como a dor miofascial proveniente de pontos-gatilhos nos músculos da região cervical e músculos adjacentes. Isto ocorre devido a contração isométrica sustentada na região cervical em posturas ergonômicas inapropriadas por longas horas. Dessa forma, medidas terapêuticas são necessárias para que a problemática seja resolvida. De acordo com Silva (2019), a técnica da Pompage é capaz de reduzir a tensão, espasmo muscular e promover analgesia, assim, pode auxiliar no tratamento de CTTC pois diminui o quadro álgico e proporciona relaxamento e aumento da qualidade de vida. Por outro lado, Sousa e Matos (2014), demonstraram que a técnica de Liberação Miofascial nos músculos trapézios, esternocleidomastóideo, e suboccipital foi eficaz para diminuir o índice de dor na Escala Visual Analógica (EVA),

11 além de aumentar a amplitude de movimento da cervical em todos os movimentos e aumentar a qualidade de vida em todos os domínios com exceção nos domínios papel emocional e saúde mental. Estudos postulam que a eficácia da Liberação Miofascial se deve ao efeito imediato de compressão sobre os pontos-gatilhos. Morales et al (2014) corroboram este achado por meio de um estudo experimental em que a pressão do ponto de gatilho contínua é eficaz para o manejo de pacientes com cefaleia tensional. Teixeira et al. (2011) confirmam esta hipótese com um estudo para verificar o efeito imediato da técnica de compressão para inibir os pontos-gatilho em pacientes com cefaleia com PG latentes e ativos na região cervical, a técnica de compressão foi eficaz em proporcionar alívio imediato da dor e redução da sensibilidade dos pontos-gatilhos. Quanto a técnica da Pompage relacionada ao domínio dor e qualidade de vida, Antunes et. al (2017) por meio de um estudo experimental composto por 20 pacientes com queixa de cervicalgia crônica, concluíram que a técnica da Pompage é capaz de proporcionar melhora na qualidade de vida, porém, não apresentaram dados significativos relacionados a dor. Contudo, estudos de Bastos et. al (2012) em análise da qualidade de vida e dor em paciente com CTTC por meio da aplicação do questionário de qualidade de vida SF-36 e da escala visual analógica (EVA) para graduação da dor, concluíram que apresentou melhora no quadro álgico mesmo que houvesse flutuação da presença de dor e recidivas das crises da dor de cabeça. Ainda sobre estes domínios, Sousa et. al (2015) ao estudarem os efeitos da Liberação Miofascial na qualidade e frequência da dor em mulheres com CTT induzida por pontos-gatilho por meio do questionário de dor de McGill e frequência da dor por meio do diário de cefaleia, observaram que as técnicas de desativação de PG durante 90 segundos, massagem miofascial, deslizamento profundo, rolamento, compressão e Pompage foram efetivas na resolução da CTT acompanhado da redução da frequência, intensidade e duração da dor além de melhora da qualidade de vida, sendo útil como tratamento coadjuvante na afecção da cefaleia tipo tensional. Santos e Joia (2018) apontam que após a intervenção fisioterapêutica, há percepção de melhora na qualidade de vida e a melhora na amplitude de movimento de adultos em todos os movimentos da região cervical, resultante da redução dos pontos-gatilhos que podem ocasionar os quadros de dor. Silva (2017) por meio de um relato de caso, verificou que as técnicas de tração cervical e Pompage foram benéficas para o tratamento da cervicalgia apresentado pelo paciente com queixa de algia e

12 comprometimento da musculatura da região cervical. A técnica resultou em diminuição da algia cervical, aumento da amplitude de movimento do pescoço e potencialização para realizar atividades funcionais. Segundo estudos de Kim et al (2018), o limiar de dor à pressão (LDP) é capaz de aumentar em pontos-gatilhos latentes após a intervenção com manipulação do tecido miofascial com consequentemente diminuição na dureza muscular. Entretanto, Moraska et. al (2017) em um ensaio randomizado, revelou não haver diferenças estatísticas no grupo controle quanto ao limiar de dor-pressão entre os pontos-gatilhos miofasciais ativos e latentes após a aplicação das técnicas de massagem miofascial, as informações fornecidas sobre a sensibilidade à dor são subjetivas, mas postulam que há melhora imediata e contínua no LDP em PG em indivíduos com CTT. No entanto, Berggreen, Wiik e Lund (2011) ao avaliarem a eficácia da massagem miofascial nos músculos com a presença de pontos de gatilho em mulheres com cefaleia tipo tensional crônica, observaram que houve uma melhora significativa na dor matinal, diminuição no número de pontos de gatilho e efeito benéfico sobre a dor nas pacientes do estudo. Em relação ao tratamento da cefaleia tipo tensional quanto a frequência, intensidade e duração das ocorrências das crises, Maistrello et al (2018), postula que a frequência, intensidade e duração das crises de Cefaleia tipo Tensional reduz significativamente, mas as evidências que comprovam estes achados são de baixa qualidade, além de haver poucos estudos sobre o assunto. Entretanto, Moraska et al. (2015), por meio de análise com diários de dor de cabeça em pacientes com CTTC mostraram que houve uma diminuição significativa na frequência da dor de cabeça, embora o estudo não revele diferenças estatísticas importantes quanto à duração da dor de cabeça e sua intensidade. O estudo sugere que a redução na nocicepção miofascial reduz a frequência da cefaleia episódica ou crônica. Ajimsh e Bodyw (2011) relatam que a frequência de cefaleia diminuiu de forma eficaz quando aplicada a técnica de liberação miofascial direta. 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS As crises de cefaleia estão interligadas a componentes intrínsecos do conjunto miofascial por meio da estimulação nociceptiva contínua provenientes de estressores externos como contração isométrica muscular prolongada, posicionamento

13 ergonômico inapropriado, tensão muscular e estresse acentuado, diminuindo o limiar de pressão da dor e aumentando a sensibilidade a dor. A cefaleia tipo tensional se relaciona aos níveis de estresse biomecânico provenientes de uma postura ergonômica inadequada, favorecendo o aparecimento de pontos de gatilho na musculatura tensionada e aumento da sensibilidade a dor devido aos estímulos nociceptivos contínuos. Logo, estes fatores podem potencializar as crises de dor de cabeça. Por meio das pesquisas realizadas, tanto a técnica de liberação miofascial quanto a técnica de Pompage se mostram eficazes para resolução ou diminuição das crises de cefaleia. A liberação por diminuir os pontos-gatilhos que estão ligados ao estado de tensão da musculatura acometida. A Pompage por propiciar relaxamento muscular e alívio da dor. De acordo com os estudos realizados, concluiu-se que as técnicas de Liberação miofascial e Pompage possuem eficácia no tratamento dos pacientes com diagnóstico de cefaléia do tipo tensional crônica, embora a literatura traga mais pesquisas a respeito da técnica de Liberação Miofascial e haja poucos estudos que testem os potenciais efeitos da Pompage correlacionado a cefaleia tipo tensional crônica. Não há na literatura um estudo específico que tenha analisado a relação entre a cefaleia tipo tensional com as técnicas de Liberação miofascial e Pompage em trabalhadores usuários de computador, dessa forma, sugere-se que estas técnicas sejam exploradas em ensaios experimentais e controlados neste público específico a fim de obter mais informações a cerca desta temática. 5. REFERÊNCIAS 1. CAMELO, S. H. H., ANGERAMI, E. L. S. Riscos psicossociais no trabalho e estresse. Ciência, Cuidado e Saúde, v. 7, n. 2, p , H. DANESHMANDI., AR. CHOOBINEH., H., GHAEM, M. ALHAMD, A. FAKHERPOUR. O Efeito dos problemas musculoesqueléticos na fadiga e produtividade do pessoal do escritório: um estudo transversal. J Prev Med, v. 58, p , BENKE MRP, CARVALHO E. Estresse x qualidade de vida nas organizações: um estudo teórico. Revista Objetiva, v.8, n. 7, p , Disponível em: < com.br/arquivos/estresse.pdf>.

14 4. POBLETE, C. F. M., LÓPEZ, J. J. V., Asociación entre puesto de trabajo computacional y síntomas musculoesqueléticos en usuarios frecuentes. [online] Medicina y Seguridad del trabajo, v. 58, n. 227, p , SANCHEZ, H. M.; SOUSA, C. C. S. DE; FORTAGO, N.; SANCHEZ, E. G. DE M. Influência da inadequação ergonômica em postos de trabalho informatizados nas cefaleias. Revista FisiSenectus, v. 7, n. 2, p , 23 abr BORHANY, T., SHAHID, E., SIDDIQUE, W. A. H. Problemas musculoesqueléticos em usuários frequentes de computador e internet. J Family Med Prim Care, v. 7, n. 337, p. 9, CHOI, W. Efeito de 4 semanas de exercício de flexão muscular profunda cervical na dor de cabeça e distúrbios do sono em pacientes com cefaleia por tensão e postura anterior da cabeça. Int. J. Environ. Res. Saúde pública, v. 18, n. 3410, ijerph NEIL-ASHER, Simeon. Pontos Gatilhos Uma Abordagem Concisa. Ed. Manole, TRAVEL, JG., Simons, DG., Simons, LS. Myofascial Pain and Dysfunction: The Trigger Point Manual-Upper Half of Body. Baltimore, Md: Wiliams & Wilkins; FERNÁNDEZ-DE-LAS-PEÑAS, C., GE, H-Y., ARENDT, L. et al. Referred pain from trapezius muscle trigger points shares similar characteristics with chronic tension type headache. Eur J Pain, v. 11, p , SHIELDS, BTSM, G. E., SMITH, PhD, D. J. M. Remedial massage therapy interventions including and excluding sternocleidomastoid, scalene, temporalis and masseter muscles for Chronic Tension Type Headaches: A case series. International Journal of Therapeutic Massage & Bodywork: Research, Education & Practice, v. 13, n. 1, p , TRAVELL, J., SIMONS, D. Myofascial Pain and Dysfunction: The Trigger Point Manual TheLower Extremities, Vol. 2: LippincottWilliams & Wilkins, Baltimore, Hong Kong, London 1998, ISBN: QUEIROZ, ML., SILVA, GA., Tinoco, BC., SILVA, CP., DINIZ, PR., FREITAS, DS., et al. Associação dos pontos gatilhos miofasciais com as cefaleias primárias: revisão da literatura. Headache Medicine. 2014; v. 5, n. 4, p , COUPPÉ, C., TORELLI, P., FUGLSANG, A. et al. Myofascial trigger points are very prevalent in patients with chronic tension-type headache: a double-blinded controlled study. Clin J Pain, v. 23, p , ROCHA-FILHO, PAS. Cefaleias primárias e síndrome de dor miofascial. HM [Internet]. v. 5, n. 2, p, Disponível em:

15 16. TRAVELL; SIMONS, 1999; SIMONS, LS., TRAVEL, JG. Dor e disfunção miofascial: manual dos pontos-gatilho. Volume 1, parte superior do corpo. Artmed: Porto Alegre; BERNARDI, Marilia Travassos et al. CORRELAÇÃO ENTRE ESTRESSE E CEFALÉIA TENSIONAL. Fisioterapia em Movimento (Physical Therapy in Movement), [S.l.], v. 21, n. 1, sep ISSN Disponível em: < Acesso em: 08 out HOFFMANN, J., TEODOROSK, RCC. A eficácia da pompage, na coluna cervical, no tratamento da cefaléia do tipo tensional. Terapia Manual Fisioterapia Manipulativa. Londrina. v. 2, n. 2, p , MAYWORM, S.H. Recursos terapêuticos manuais. 1ª ed. SESES, Rio de Janeiro, p. 120, ISBN MYERS, T.W. Trilhos Anatômicos. Meridianos Miofasciais para Terapeutas Manuais e do Movimento. São Paulo: Elsevier. 2ª Edição BIENFAIT, M. Fáscias e Pompages: Estudo e Tratamento do Esqueleto Fibroso. 2ª ed. São Paulo: Summus, p , NATIONAL HEALTH SERVICE. Cefaleia Tensional, Disponível em: Acesso em: 28 ago HEADACHE CLASSIFICATION COMMITTEE OF THE INTERNATIONAL HEADACHE SOCIETY (IHS). The International Classification of Headache Disorders, 3rd edition (beta version). Cephalalgia Acesso: 29 jul MAYO CLINIC HEALTHY LIVING, Disponível em: Acesso em: 28 ago Headache Classification Committee of the International Headache Society. The International Classification of Headache Disorders. 3rd edition. Cephalalgia, v.38, 1-211, FERNÁNDEZ-DE-LAS-PEÑAS, C., Ge, H-Y., ARENDT-NIELSEN, L,. et al. The local and referred pain from myofascial trigger points in the temporalis muscle contributes to pain profile in chronic tension-type headache. Clin J Pain v. 23, p , CATHCART, N., BHULLAR, M., IMMINK, C., DELLA, V., JHAYBALL. A sensibilidade à dor medeia a relação entre o estresse e a intensidade da cefaléia na cefaléia do tipo tensional crônica. Pain Res Manage, v. 17, n. 6, p , 2012.

16 28. ESPÍ-LÓPEZ, G.V.; ARNAL-GÓMEZ, A.; ARBÓS-BERENGUER, T.; GONZÁLEZ, Á.A.; VICENTE-HERRERO, T. Effectiveness of Physical Therapy in Patients with Tension-type Headache: Literature Review. J. Jpn. Phys. Ther. Assoc, v. 17, p , CRUZ, M. C. DA, CRUZ, L. C. DA, CRUZ, M. C. C. DA, & CAMARGO, R. P. de. Cefaleia do tipo tensional: revisão de literatura. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, v. 6, n. 2, p , DO, T.P., HELDARSKARD, G.F., KOLDING, L.T. et al. Myofascial trigger points in migraine and tension-type headache. J Headache Pain, v. 19, n. 84,? SOCIEDADE BRASILEIRA DE CEFALEIA. Cefaleia tipo Tensiona Disponível em: Acesso em: 28 ago MONZANI, L., ZURRIAGA, R., ESPI LÓPEZ, GV. A ansiedade e a gravidade da cefaleia do tipo tensional medeiam a relação entre o presenteísmo da cefaleia e a produtividade dos trabalhadores. PLoS ONE, v. 13, n. 7, SOCIEDADE BRASILEIRA DE CEFALEIA. Tipos de dor de cabeça Disponível em: Acesso em: 03 set SILVA, H. H. P., SANTOS, B. F. D., AIRES, A. K. R. Efeito da pompage em pacientes com cefaleia tensional. Rev. Saúde Integral. V. 1, n. 3, KIM, SJ., LEE, JH. Effects of sternocleidomastoid muscle and suboccipital muscle soft tissue release on muscle hardness and pressure pain of the sternocleidomastoid muscle and upper trapezius muscle in smartphone users with latent trigger points. Medicine (Baltimore), v. 97, n. 36, e doi: /md MAISTRELLO, F. L., GERI, T., GIANOLA, S., ZANINETTI, M., TESTA, M. Effectiveness of trigger point manual treatment on the frequency, intensity, and duration of attacks in primary headaches: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Front Neurol, v. 9, p. 254, SANTOS, HA., JOIA, LC. A liberação miofascial nos tratamentos de cervicalgia. Revista das Ciências da Saúde do Oeste Baiano Higia. v.3, n. 1, p , ANTUNES, M.D; FAVORETO, A.B; NAKANO, M.S; MORALES, R.C; JUNIOR, J.R.A.N; OLIVEIRA, D.V; BERTOLINI, S.M.M.G. Análise comparativa dos efeitos da massoterapia e pompage cervical na dor e qualidade de vida em mulheres. ConScientiae Saúde, v. 16, n. 1, p , SILVA, D., SILVA, A. M., SOARES, F. B. M., OLIVEIRA, P. M, SILVA, A. C. M., SALES, A. O., PORTO, R. E. GALERA, A., S. R. G. P. Tratamento da Cervicalgia Mecânica por meio de técnicas de tração e pompage; Relato de caso. Revista Ciência e Saúde On-line, v. 2, n. 3, p. 8-12, 2017.

17 40. MORASKA, AF., SCHMIEGE, SJ., MANN, JD et al. Responsiveness of myofascial trigger points to single and multiple trigger point release massages: a randomized, placebo controlled trial. Am J Phys Med Rehabil. 41. v. 96, p , MORASKA, AF., STENERSON, L., BUTRYN, N., KRUTSCH, JP., SCHMIEGE, SJ., MANN, JD. Myofascial trigger point focused head and neck massage for recurrent tension-type headache: a randomized, placebocontrolled clinical trial. Clin J Pain. v. 31, n. 2, p doi: /ajp DE SOUSA, Rayssilane Cardoso. Efeitos da liberação miofascial na qualidade e frequência da dor em mulheres com cefaleia do tipo tensional induzida por pontos-gatilho. Fisioterapia Brasil, v. 16, n. 3, p , abr ISSN MORALES, R, C., GUERRA, C. M., RUANO, GÓMEZ, MA., JIMÉNEZ, S. Eficácia da manipulação cervical vs. terapia de liberação posicional em pontos de gatilho para cefaleia do tipo tensional. Fisioterapia, v. 37, n. 2, p , mar.-abr ID: ibc CARDOSO, R., & MATOS, L. (2014). The myofascial release and the treatment of tension headache induced by trigger points. Manual Therapy, Posturology & Rehabilitation Journal, v. 12, n. 169, /mtprehabjournal. 46. BASTOS, A.F.C; MELO, L.G; REZENDE, A.A.B; HERRERA, S.D.S.C; UEDA, T.K. Intervenção fisioterapêutica na melhoria da qualidade de vida de pacientes portador de cefaleia do tipo tensional crônica Disponível em: < /index.php/2/article/view/345/153>. Acesso em: 07 set TEIXEIRA, R. F.; ALBUQUERQUE, R. S.; BIANA, V. L.; TEIXEIRA, G. M. Efeito imediato da técnica de compressão isquêmica na inibição de pontos gatilhos. Fisioterapia Brasil, São Paulo SP, v. 12, n. 5, p , set.-out Disponível em:< /933/1905>. Acesso em: 16 set AJIMSHA, MS., BODYW, J. Effectiveness of direct vs indirect technique miofascial release in the management of tension-type headache. Mov Ther v. 15, n. 4, p , BERGGREEN, S., WILK, E., LUND, H. Treatment of miofascial trigger points in female patients with chronic tension-type headache, a randomized controlled trial. Advances in Physiotherapy, v.14, n. 1, p , 2012.

TÍTULO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AURICULOTERAPIA E CINESIOTERAPIA EM PACIENTES COM CEFELEIA TENSIONAL

TÍTULO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AURICULOTERAPIA E CINESIOTERAPIA EM PACIENTES COM CEFELEIA TENSIONAL Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AURICULOTERAPIA E CINESIOTERAPIA EM PACIENTES COM CEFELEIA TENSIONAL

Leia mais

ASSITÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA À PACIENTES COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM): UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

ASSITÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA À PACIENTES COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM): UM RELATO DE EXPERIÊNCIA ASSITÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA À PACIENTES COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM): UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Cléa Emanuela Barreto de Medeiros (1); Natália de Oliveira Ribeiro (2); Sandra Cristina de Andrade

Leia mais

Fisioterapeuta Priscila Souza

Fisioterapeuta Priscila Souza Fisioterapeuta Priscila Souza * Passou de 7 bilhões o número de celulares no mundo. (União Internacional de Telecomunicações UIT, 2015) *Segundo a ONU em 2000 o número de aparelhos celulares era de 738

Leia mais

Enxaqueca Crônica. Rafael G. S. Watanabe. Médico neurologista

Enxaqueca Crônica. Rafael G. S. Watanabe. Médico neurologista apresentam Enxaqueca Crônica Rafael G. S. Watanabe Médico neurologista Introdução Cefaleia principais queixas na ABS; 75% queixa cefaleia enxaqueca; Das enxaquecas 1 a 5% enxaqueca crônica. Introdução

Leia mais

TÍTULO: OS BENEFICIOS DA HIDROTERAPIA EM PACIENTES COM FIBROMIALGIA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA

TÍTULO: OS BENEFICIOS DA HIDROTERAPIA EM PACIENTES COM FIBROMIALGIA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA 16 TÍTULO: OS BENEFICIOS DA HIDROTERAPIA EM PACIENTES COM FIBROMIALGIA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIÃO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE ALONGAMENTO E LIBERAÇÃO MIOFASCIAL EM PACIENTES COM HÉRNIA DE DISCO

COMPARAÇÃO ENTRE ALONGAMENTO E LIBERAÇÃO MIOFASCIAL EM PACIENTES COM HÉRNIA DE DISCO COMPARAÇÃO ENTRE ALONGAMENTO E LIBERAÇÃO MIOFASCIAL EM PACIENTES COM HÉRNIA DE DISCO JOÃO.VICTOR RAMOS.¹; IKEZAKI, F. I.² RESUMO Objetivo: Comparar entre um protocolo de alongamento e liberação miofascial

Leia mais

CENTRO DE ENSINO FACULDADE SÃO LUCAS CURSO DE FISIOTERAPIA LAYANNA SILVA COSTA SILVANA GALVÃO DE SOUSA RIBEIRO

CENTRO DE ENSINO FACULDADE SÃO LUCAS CURSO DE FISIOTERAPIA LAYANNA SILVA COSTA SILVANA GALVÃO DE SOUSA RIBEIRO CENTRO DE ENSINO FACULDADE SÃO LUCAS CURSO DE FISIOTERAPIA LAYANNA SILVA COSTA SILVANA GALVÃO DE SOUSA RIBEIRO TERAPIAS MANUAIS EM CASOS DE CEFALÉIA TENSIONAL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA PORTO VELHO - RO

Leia mais

A influência do método Pilates sobre a dor lombar

A influência do método Pilates sobre a dor lombar A influência do método Pilates sobre a dor lombar Pervin Ribeiro Ozer (IC)*, Laisa dos Santos Nogueira (IC) ¹, Jéssica Mártenes de Carvalho¹ (IC), Deivid Frederico Marques Melo¹ (IC), Thiago Vilela Lemos²

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO TRIGGER POINTS (JUL 2017) - COIMBRA Neste curso terá acesso a um conjunto de ferramentas de avaliação sistemática e de tratamento do Trigger Point, nomeadamente: punção seca, compressão isquémica, técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA FCS/ESS LICENCIATURA EM FISIOTERAPIA PROJECTO E ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE II

UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA FCS/ESS LICENCIATURA EM FISIOTERAPIA PROJECTO E ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE II UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA FCS/ESS LICENCIATURA EM FISIOTERAPIA PROJECTO E ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE II Eficácia da manipulação articular cervical em adultos com cefaleia tipo tensão: uma revisão de

Leia mais

XII ENCONTRO DE EXTENSÃO, DOCÊNCIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA (EEDIC)

XII ENCONTRO DE EXTENSÃO, DOCÊNCIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA (EEDIC) XII ENCONTRO DE EXTENSÃO, DOCÊNCIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA (EEDIC) ESTABILIZAÇÃO SEGMENTAR NO TRATAMENTO DE PACIENTES PORTADORES DE HÉRNIA DE DISCO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA RESUMO Ayrlene Maria Carlos de

Leia mais

LIBERAÇÃO MIOFASCIAL. Ebook Gratuito

LIBERAÇÃO MIOFASCIAL. Ebook Gratuito LIBERAÇÃO MIOFASCIAL Ebook Gratuito LIBERAÇÃO MIOFASCIAL Segundo Myers (2010), a Liberação Miofascial tem sido muito utilizada na última década com objetivo de contribuir para a flexibilidade muscular.

Leia mais

Marcos Vinicios da Costa Serrador. Fisioterapeuta /Téc. Segurança do Trabalho Pós graduado em Biomecânica do movimento e Sist. de Gestão Integrada

Marcos Vinicios da Costa Serrador. Fisioterapeuta /Téc. Segurança do Trabalho Pós graduado em Biomecânica do movimento e Sist. de Gestão Integrada Marcos Vinicios da Costa Serrador Fisioterapeuta /Téc. Segurança do Trabalho Pós graduado em Biomecânica do movimento e Sist. de Gestão Integrada DORT - Distúrbio Osteomusculares Relacionado ao Trabalho,

Leia mais

Modalidades fisioterapêuticas. Profa. Dra. Daniela Cristina Carvalho de Abreu Alunas PAE: Jaqueline Mello Porto Paola Errera Magnani

Modalidades fisioterapêuticas. Profa. Dra. Daniela Cristina Carvalho de Abreu Alunas PAE: Jaqueline Mello Porto Paola Errera Magnani Modalidades fisioterapêuticas Profa. Dra. Daniela Cristina Carvalho de Abreu Alunas PAE: Jaqueline Mello Porto Paola Errera Magnani - Analgesia - Diminuir rigidez matinal Fisioterapia OBJETIVOS - Aumentar

Leia mais

DOR CRÔNICA E ENVELHECIMENTO

DOR CRÔNICA E ENVELHECIMENTO DOR CRÔNICA E ENVELHECIMENTO Introdução Nas 2 últimas décadas tem se evidenciado interesse no estudo da velhice e processo de envelhecimento. Nesta mesma linha de raciocínio situa-se o estudo dos vários

Leia mais

Protrusão da cabeça em adultos com cefaleia

Protrusão da cabeça em adultos com cefaleia VIEW AND REVIEW Protrusão da cabeça em adultos com cefaleia Forward head in adults with headache Gabriela Natália Ferracini 1, José Geraldo Speciali 2 1 Fisioterapeuta, doutoranda da Faculdade de Medicina

Leia mais

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO E ODONTOLÓGICO EM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UM RELATO DE CASO

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO E ODONTOLÓGICO EM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UM RELATO DE CASO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO E ODONTOLÓGICO EM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: UM RELATO DE CASO Resumo Amanda Alves Lopes 1 Amanda Gabrielly de Oliveira 1 Évellyn Silva Souza 1 Gabrielly Gonçalves Castilho

Leia mais

QUEM SÃO OS INDIVÍDUOS QUE PROCURARAM A AURICULOTERAPIA PARA TRATAMENTO PÓS-CHIKUNGUNYA? ESTUDO TRANSVERSAL

QUEM SÃO OS INDIVÍDUOS QUE PROCURARAM A AURICULOTERAPIA PARA TRATAMENTO PÓS-CHIKUNGUNYA? ESTUDO TRANSVERSAL QUEM SÃO OS INDIVÍDUOS QUE PROCURARAM A AURICULOTERAPIA PARA TRATAMENTO PÓS-CHIKUNGUNYA? ESTUDO TRANSVERSAL Yãnsley André Sena Tavares (1); Dayane Cristine Sousa Santiago (2); Águida Maria Alencar Freitas

Leia mais

3. Sensação subjetiva de inflamação articular e rigidez matinal;

3. Sensação subjetiva de inflamação articular e rigidez matinal; FIBROMIALGIA E A OZONOTERAPIA O QUE É A FIBROMIALGIA? É uma doença de causa desconhecida cujo sintoma principal é dor músculo esquelética crónica generalizada acompanhada de sintomas que alteram as atividades

Leia mais

No mundo, a enxaqueca crônica acomete entre 8 e 18% da população.

No mundo, a enxaqueca crônica acomete entre 8 e 18% da população. Compartilhe conhecimento: Novo estudo aponta benefícios do uso da toxina botulínica no tratamento de enxaqueca crônica também em crianças e adolescentes. A enxaqueca crônica cefaleia intensa que ocorre

Leia mais

Prof. Kemil Rocha Sousa

Prof. Kemil Rocha Sousa Prof. Kemil Rocha Sousa Miostática (miogênica)- A unidade musculotendínea está adaptativamente encurtada com perda significativa de ADM, mas sem patologia muscular específica. Embora possa haver uma redução

Leia mais

Hidroxizina é Nova Potencial Opção Terapêutica para Tratamento do Bruxismo do Sono Infantil. Segurança e Eficácia Comprovadas em

Hidroxizina é Nova Potencial Opção Terapêutica para Tratamento do Bruxismo do Sono Infantil. Segurança e Eficácia Comprovadas em Hidroxizina é Nova Potencial Opção Terapêutica para Tratamento do Bruxismo do Sono Infantil Segurança e Eficácia Comprovadas em Hidroxizina Opção Terapêutica para Tratamento do Bruxismo o Infantil Eficácia

Leia mais

Artigo original. Fisioterapia Brasil - Ano Volume 16 - Número 3

Artigo original. Fisioterapia Brasil - Ano Volume 16 - Número 3 Fisioterapia Brasil - Ano 21 - Volume 16 - Número 3 231 Artigo original Efeitos da liberação miofascial na qualidade e frequência da dor em mulheres com cefaleia do tipo tensional induzida por pontos-gatilho

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO DE ARAXÁ

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO DE ARAXÁ TÍTULO: REPERCUSSÕES DA HIDROTERAPIA E DA BANDAGEM ELÁSTICA FUNCIONAL NA QUALIDADE DE VIDA E FUNCIONALIDADE DE INDIVÍDUOS COM QUADRO CLÍNICO DE LOMBALGIA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Leia mais

HELDER MONTEIRO Helder Monteiro é fisioterapeuta e a par da sua experiência clínica, tem dedicado parte do seu tempo ao ensino e formação.

HELDER MONTEIRO Helder Monteiro é fisioterapeuta e a par da sua experiência clínica, tem dedicado parte do seu tempo ao ensino e formação. TRIGGER POINTS (NOV 2016) - PORTO O curso intensivo de Trigger Points pretende ensinar ao formando como avaliar e definir os diferentes tipos de trigger points, expondo as formas de tratamento mais eficazes.

Leia mais

Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG

Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG Da Consulta Trate-se do questionamento abaixo, acerca do RPG: - Conceituar Método/Técnica

Leia mais

Qualidade de vida de pacientes idosos com artrite reumatóide: revisão de literatura

Qualidade de vida de pacientes idosos com artrite reumatóide: revisão de literatura Qualidade de vida de pacientes idosos com artrite reumatóide: revisão de literatura André Ricardo Bezerra Bonzi (1); Renata Soares Ferreira (2) Edécio Bona Neto (3); Daniel Sarmento Bezerra (4); Tânia

Leia mais

LINFOMA MULTICÊNTRICO EM CÃO DA RAÇA ROTTWEILER: RELATO DE CASO. Lucas Lopes Faraci¹, Eustáquio Luiz Paiva de Oliveira²

LINFOMA MULTICÊNTRICO EM CÃO DA RAÇA ROTTWEILER: RELATO DE CASO. Lucas Lopes Faraci¹, Eustáquio Luiz Paiva de Oliveira² 576 LINFOMA MULTICÊNTRICO EM CÃO DA RAÇA ROTTWEILER: RELATO DE CASO Lucas Lopes Faraci¹, Eustáquio Luiz Paiva de Oliveira² Resumo: A dor lombar caracteriza-se como um problema do aparelho musculoesquelético,

Leia mais

A EQUOTERAPIA COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: UMA REVISÃO DE LITERATURA

A EQUOTERAPIA COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: UMA REVISÃO DE LITERATURA A EQUOTERAPIA COMO RECURSO FISIOTERAPÊUTICO NO TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL: UMA REVISÃO DE LITERATURA MASIERO, C.L.R.; DUARTE, H.F. RESUMO Este estudo teve como objetivo rever literaturas

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SÃO LUCAS FACULDADE SÃO LUCAS KELEN DOS SANTOS LEMOS RAIANY OLIVEIRA ALMEIDA

CENTRO DE ENSINO SÃO LUCAS FACULDADE SÃO LUCAS KELEN DOS SANTOS LEMOS RAIANY OLIVEIRA ALMEIDA 0 CENTRO DE ENSINO SÃO LUCAS FACULDADE SÃO LUCAS KELEN DOS SANTOS LEMOS RAIANY OLIVEIRA ALMEIDA A FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA CEFALÉIA TENSIONAL NA TERAPIA MANUAL: REVISÃO BILBIOGRÁFICA PORTO VELHO 2016

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DA FIBROMIALGIA

ASPECTOS GERAIS DA FIBROMIALGIA HISTÓRICO 1904 Gowers Fibrosite 1981 Yunus Fibromialgia ASPECTOS GERAIS DA FIBROMIALGIA FIBRO fibras de tecido conjuntivo MIA músculo ALGIA dor ou condição dolorosa EPIDEMIOLOGIA CONCEITO 5% da população

Leia mais

Efeitos da Mobilização neural na reabilitação de portadores de bursite crônica ocupacional no ombro

Efeitos da Mobilização neural na reabilitação de portadores de bursite crônica ocupacional no ombro Efeitos da Mobilização neural na reabilitação de portadores de bursite crônica ocupacional no ombro João Dantas de Oliveira Filho 1, Vanessa Tatielly Oliveira da Silva 2, Rafaela Alves Dantas 3, Thiago

Leia mais

26 a 29 de novembro de 2013 Campus de Palmas

26 a 29 de novembro de 2013 Campus de Palmas ANÁLISE ELETROMIOGRÁFICA DA REGIÃO CERVICAL EM ESTUDANTES DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COM APLICAÇÃO DE TENS Julliana Negreiros de Araújo 1 ; Karina do Valle Marques 2 1 Aluno do Curso

Leia mais

A FISIOTERAPIA DO TRABALHO NA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O ESTRESSE EM UM SETOR ADMINISTRATIVO

A FISIOTERAPIA DO TRABALHO NA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O ESTRESSE EM UM SETOR ADMINISTRATIVO A FISIOTERAPIA DO TRABALHO NA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O ESTRESSE EM UM SETOR ADMINISTRATIVO Favato, A. C.; Bernini, G.; Andolfato, K. R. Resumo: O estresse no ambiente de trabalho (EAT) pode ter consequências

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: Recursos Terapêuticos Manuais e Acupuntura Curso: Fisioterapia Código: Série: 2ª Série Obrigatória (X ) Optativa ( ) CH Teórica: 80 CH Prática: 80 CH Total: 160 I - Objetivos

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DIAGNÓSTICA DAS LER/DORT NA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA

CARACTERIZAÇÃO DIAGNÓSTICA DAS LER/DORT NA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARACTERIZAÇÃO DIAGNÓSTICA DAS LER/DORT NA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA ALVES, Ana Caroline Marques¹ DE MORAES, Bruna Lorena Lacerda¹ FREIRE, Aléxia Carlos¹ PEDROSA, Ana Luiza de Paiva¹ DE ALENCAR, Jerônimo

Leia mais

Tratamento Com freqüência, é possível se prevenir ou controlar as cefaléias tensionais evitando, compreendendo e ajustando o estresse que as ocasiona.

Tratamento Com freqüência, é possível se prevenir ou controlar as cefaléias tensionais evitando, compreendendo e ajustando o estresse que as ocasiona. CEFALÉIAS As cefaléias (dores de cabeça) encontram-se entre os problemas médicos mais comuns. Alguns indivíduos apresentam cefaléias freqüentes, enquanto outros raramente as apresentam. As cefaléias podem

Leia mais

UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE FISIOTERAPIA

UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE FISIOTERAPIA ADRIANA ROSÁRIO NUNES DO NASCIMENTO RAPHAELLA SILVA DE SIQUEIRA CÉSAR TATIANE DOS SANTOS RODRIGUES FISIOTERAPIA NA FASCITE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA Trabalho de Conclusão de Curso

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA Trabalho de Conclusão de Curso APLICABILIDADES DA FOTOBIOMODULAÇÃO NO ALEITAMENTO MATERNO Sara Polyana Monteiro Ferreira Belo Horizonte 2018 Sara

Leia mais

~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA

~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA ~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA Isadora Carneiro Kovalhuk 1 Daniela dos Santos 2 Recebido em: 20.10.2013 Aceito em: 20.11.2013 Resumo: Lombalgia é o

Leia mais

CAMILA RODRIGUES BRESSANE CRUZ MIRIAM MATSURA SHIRASSU CENTRO DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO À SAÚDE PREVENIR HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL HSPE-

CAMILA RODRIGUES BRESSANE CRUZ MIRIAM MATSURA SHIRASSU CENTRO DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO À SAÚDE PREVENIR HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL HSPE- CAMILA RODRIGUES BRESSANE CRUZ MIRIAM MATSURA SHIRASSU CENTRO DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO À SAÚDE PREVENIR HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL HSPE- IAMSPE Lombalgia - Epidemiologia Estudos internacionais:

Leia mais

Bem estar e produtividade no trabalho

Bem estar e produtividade no trabalho Bem estar e produtividade no trabalho Camila Greco Müller dos Santos Fisioterapeuta Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro Especialista em osteopatia, terapia manual e biomecânica clínica O bem-estar

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 52-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015. Aprova o Curso de Especialização em Recursos Terapêuticos Manuais: Ênfase em Terapia Manual, modalidade modular, da UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

A EFICACIA DA MASSAGEM TRANSVERSA PROFUNDA (CYRIAX) NA TENDINOPATIA UMA REVISÃO DA LITERATURA

A EFICACIA DA MASSAGEM TRANSVERSA PROFUNDA (CYRIAX) NA TENDINOPATIA UMA REVISÃO DA LITERATURA CONEÃO FAMETRO 2018: CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO IV SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 A EFICACIA DA MASSAGEM TRANSVERSA PROFUNDA (CYRIA) NA TENDINOPATIA UMA REVISÃO DA LITERATURA Matheus Aguiar de Castro Myrella

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 6CCSDFTMT11 PROPOSTA DE ATIVIDADES DE UM PROGRAMA DE PREVENÇÃO DA DOR PARA OS ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Liliane Abrantes de Sena (1), Mariana Domingues de Miranda Pontes

Leia mais

MANUAL DO LIAN GONG. Apenas 12 minutos por dia

MANUAL DO LIAN GONG. Apenas 12 minutos por dia MANUAL DO LIAN GONG Lian Gong, ginástica chinesa criada há mais de 40 anos, faz bem para o corpo e para a saúde. A ginástica Lian Gong (pronuncia-se "liam cum") foi desenvolvida na China, pelo Dr. Zhuang

Leia mais

O que é a SÍNDROME do DESFILADEIRO TORÁCICO

O que é a SÍNDROME do DESFILADEIRO TORÁCICO O que é a SÍNDROME do DESFILADEIRO TORÁCICO Consiste em um complexo sintomático resultante da compressão do fluxo neurovascular na saída torácica (artéria, veia ou nervos do plexo braquial) no seu percurso

Leia mais

Evidências Científicas da Telemedicina

Evidências Científicas da Telemedicina Evidências Científicas da Telemedicina Wanderley Marques Bernardo Professor Livre Docente FMUSP Coordenador do Programa Diretrizes da AMB Conflitos de Interesse Não há conflito de interesse Introdução

Leia mais

Dicas de prevenção para Hérnia de Disco

Dicas de prevenção para Hérnia de Disco Dicas de prevenção para Hérnia de Disco Apresentação Olá, esse conteúdo é a realização de uma parceria entre a Cefig e a Fisioterapia Integrativa. Nesse E-book vamos abordar algumas dicas para prevenção

Leia mais

FISIOTERAPIA AÇÕES DE EDUCAÇÃO NO PRÉ, TRANS E PÓS TCTH. Karla Ribeiro Costa Pereira

FISIOTERAPIA AÇÕES DE EDUCAÇÃO NO PRÉ, TRANS E PÓS TCTH. Karla Ribeiro Costa Pereira FISIOTERAPIA AÇÕES DE EDUCAÇÃO NO PRÉ, TRANS E PÓS TCTH Karla Ribeiro Costa Pereira ADERÊNCIA AO TRATAMENTO CONHECIMENTO INFORMAÇÃO Condição física pré-tmo Confinamento / restrição ao leito Efeitos colaterais

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE COSMETOLOGIA E ESTÉTICA DISCIPLINA: TEORIAS E TÉCNICAS DE MASSAGEM AVALIAÇÃO CORPORAL

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE COSMETOLOGIA E ESTÉTICA DISCIPLINA: TEORIAS E TÉCNICAS DE MASSAGEM AVALIAÇÃO CORPORAL UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE COSMETOLOGIA E ESTÉTICA DISCIPLINA: TEORIAS E TÉCNICAS DE MASSAGEM AVALIAÇÃO CORPORAL PROF.ª: DANIELLA KOCH DE CARVALHO A avaliação é a coleta e interpretação

Leia mais

HELDER MONTEIRO Helder Monteiro é fisioterapeuta e a par da sua experiência clínica, tem dedicado parte do seu tempo ao ensino e formação.

HELDER MONTEIRO Helder Monteiro é fisioterapeuta e a par da sua experiência clínica, tem dedicado parte do seu tempo ao ensino e formação. TRIGGER POINTS (ABR 2016) - LISBOA O curso intensivo de Trigger Points pretende ensinar ao formando como avaliar e definir os diferentes tipos de trigger points, expondo as formas de tratamento mais eficazes.

Leia mais

EFEITOS DO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA

EFEITOS DO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA EFEITOS DO MÉTODO PILATES NA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA Leonardo Bezerra Custódio; Bruno Henrique Silva de Souza; Luzinete Medeiros de Almeida; Camila Dayze Pereira Santos INTRODUÇÃO Universidade

Leia mais

Guia interativo. Controle sua dor

Guia interativo. Controle sua dor Guia interativo Controle sua dor Dor de cabeça crônica A dor de cabeça, também conhecida como cefaleia, é um sintoma que pode acontecer com todas as pessoas, independente de idade, classe social ou gênero.

Leia mais

A CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA.

A CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. 96 A CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. KINESIOTHERAPY IN THE TREATMENT OF FIBROMYALGIA: LITERATURE REVIEW. Jordana de Faria Arantes Docente do curso de Fisioterapia da

Leia mais

Intervenção Fisioterapeutica em Queimados. Aluna: Giselle Sousa Pereira

Intervenção Fisioterapeutica em Queimados. Aluna: Giselle Sousa Pereira Intervenção Fisioterapeutica em Queimados Aluna: Giselle Sousa Pereira Recife, 01 setembro, 2013 Queimaduras: definição, classificação e incidência Podemos definir as queimaduras como lesões traumáticas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE BARBACENA-FASAB CURSO DE FISIOTERAPIA PATRÍCIA CAMPOS DA CUNHA

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE BARBACENA-FASAB CURSO DE FISIOTERAPIA PATRÍCIA CAMPOS DA CUNHA UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE BARBACENA-FASAB CURSO DE FISIOTERAPIA PATRÍCIA CAMPOS DA CUNHA CORREÇÃO OSTEOPÁTICA DIRETA DA CERVICAL COM TÉCNICA THRUST

Leia mais

LER A DOENÇA DO SÉCULO

LER A DOENÇA DO SÉCULO LER A DOENÇA DO SÉCULO Introdução Muitas vezes sofremos lesões que procedem de comportamentos cotidianos que não nos damos conta de ser danosos a nossa saúde até começarmos a sentir a dores que são ocasionadas

Leia mais

Dor miofascial - Diagnóstico e tratamento. Alexandra Fernandes Rute Soares Inês Gama

Dor miofascial - Diagnóstico e tratamento. Alexandra Fernandes Rute Soares Inês Gama Dor miofascial - Diagnóstico e tratamento Alexandra Fernandes Rute Soares Inês Gama 1. INTRODUÇÃO - O QUE É A DOR MIOFASCIAL? Definição Dor musculo-esquelética não articular causada por trigger points

Leia mais

TÍTULO: CORRELAÇÃO DA INCAPACIDADE FUNCIONAL E DA DOR CERVICAL CRÔNICA NÃO ESPECIFICA EM MULHERES USUÁRIAS DE COMPUTADORES

TÍTULO: CORRELAÇÃO DA INCAPACIDADE FUNCIONAL E DA DOR CERVICAL CRÔNICA NÃO ESPECIFICA EM MULHERES USUÁRIAS DE COMPUTADORES TÍTULO: CORRELAÇÃO DA INCAPACIDADE FUNCIONAL E DA DOR CERVICAL CRÔNICA NÃO ESPECIFICA EM MULHERES USUÁRIAS DE COMPUTADORES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO:

Leia mais

FUNDAMENTOS DA FISIOTERAPIA EM IDOSOS CONTRA PREVENÇÃO DE QUEDAS NAS RESIDÊNCIAS GISLAINE. KALIL DOS SANTOS. 1 GROSSI, C. DEL 2

FUNDAMENTOS DA FISIOTERAPIA EM IDOSOS CONTRA PREVENÇÃO DE QUEDAS NAS RESIDÊNCIAS GISLAINE. KALIL DOS SANTOS. 1 GROSSI, C. DEL 2 FUNDAMENTOS DA FISIOTERAPIA EM IDOSOS CONTRA PREVENÇÃO DE QUEDAS NAS RESIDÊNCIAS GISLAINE. KALIL DOS SANTOS. 1 GROSSI, C. DEL 2 RESUMO As quedas nas residências tem sido um fator de risco para a redução

Leia mais

Eficácia da técnica de agulhamento seco no controle da síndrome da dor miofascial: uma revisão crítica da literatura

Eficácia da técnica de agulhamento seco no controle da síndrome da dor miofascial: uma revisão crítica da literatura CADERNOS UniFOA ISSN: 1809-9475 Edição 34 Agosto de 2017 e-issn: 1982-1816 Eficácia da técnica de agulhamento seco no controle da síndrome da dor miofascial: Effectiveness of the dry needling technique

Leia mais

ACUPUNTURA E CERVICALGIA

ACUPUNTURA E CERVICALGIA ACUPUNTURA E CERVICALGIA VII CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA CHINESA - EBRAMEC PROF. FILIPE SORIANO INTRODUÇÃO Dor de origem musculoesquelética: Principal causa de dores crônicas e incapacidade física

Leia mais

Revista Brasileira de Fisioterapia Print version ISSN

Revista Brasileira de Fisioterapia Print version ISSN Revista Brasileira de Fisioterapia Print version ISSN 1413-3555 Rev. bras. fisioter. vol.11 no.4 São Carlos July/Aug. 2007 doi: 10.1590/S1413-35552007000400013 ESTUDO DE CASO A eficácia da terapia manual

Leia mais

Restaurar o movimento para diminuir os efeitos causais da dor. Por exemplo: inflamação em estruturas articulares com perda de amplitude.

Restaurar o movimento para diminuir os efeitos causais da dor. Por exemplo: inflamação em estruturas articulares com perda de amplitude. PILATES E DOR: PILATES: Restaurar o movimento para diminuir os efeitos causais da dor. Por exemplo: inflamação em estruturas articulares com perda de amplitude. R li i t lib ã d Realizar o movimento para

Leia mais

O que você precisa saber antes de treinar seu novo cliente. P r o f ª M s. A n a C a r i n a N a l d i n o C a s s o u

O que você precisa saber antes de treinar seu novo cliente. P r o f ª M s. A n a C a r i n a N a l d i n o C a s s o u O que você precisa saber antes de treinar seu novo cliente P r o f ª M s. A n a C a r i n a N a l d i n o C a s s o u O que poderia melhorar no meu trabalho atual como Treinadora Pessoal para prestar um

Leia mais

AVALIAÇÃO DA TERAPIA MANUAL, EM PACIENTES COM CEFALÉIA, ASSOCIADO OU NÃO AO ALONGAMENTO ATIVO, EM TEMPO PREVISTO DE DEZ SESSÕES

AVALIAÇÃO DA TERAPIA MANUAL, EM PACIENTES COM CEFALÉIA, ASSOCIADO OU NÃO AO ALONGAMENTO ATIVO, EM TEMPO PREVISTO DE DEZ SESSÕES AVALIAÇÃO DA TERAPIA MANUAL, EM PACIENTES COM CEFALÉIA, ASSOCIADO OU NÃO AO ALONGAMENTO ATIVO, EM TEMPO PREVISTO DE DEZ SESSÕES THERAPY MANUAL EVALUATION IN PATIENTS WITH HEADACHE, ASSOCIATED OR NOT TO

Leia mais

Cefaleias primárias e síndrome de dor miofascial

Cefaleias primárias e síndrome de dor miofascial VIEW AND REVIEW Cefaleias primárias e síndrome de dor miofascial Primary headaches and myofascial pain syndrome Pedro Augusto Sampaio Rocha-Filho 1.2 1 Departamento de Neuropsiquiatria, Universidade Federal

Leia mais

BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA EM INDIVÍDUOS COM DOR CRÔNICA

BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA EM INDIVÍDUOS COM DOR CRÔNICA BENEFÍCIOS DA ACUPUNTURA EM INDIVÍDUOS COM DOR CRÔNICA Maurício Lima da Silva 1 ; Kelvin Aluzimar Oliveira Cruz 2 ; Francisco Elizaudo de Brito Júnior 3 ; Thaís Isidório Cruz Bráulio 4 ; Geni Oliveira

Leia mais

RECURSOS FISIOTERAPÊUTICOS MANUAIS APLICADOS À DOR LOMBAR NO IDOSO: ESTUDO DE CASO

RECURSOS FISIOTERAPÊUTICOS MANUAIS APLICADOS À DOR LOMBAR NO IDOSO: ESTUDO DE CASO CONEXÃO FAMETRO 2017: ARTE E CONHECIMENTO XIII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 RECURSOS FISIOTERAPÊUTICOS MANUAIS APLICADOS À DOR LOMBAR NO IDOSO: ESTUDO DE CASO Bárbara Pontes Grangeiro; Cristina Gomes

Leia mais

BENEFÍCIOS DO PILATES EM PACIENTES COM LOMBALGIA1 BENEFITS DO PILATES IN PATIENTS WITH LOMBALGIA1. Jussara Gonçalves Pena1, Andrês Chiapeta2

BENEFÍCIOS DO PILATES EM PACIENTES COM LOMBALGIA1 BENEFITS DO PILATES IN PATIENTS WITH LOMBALGIA1. Jussara Gonçalves Pena1, Andrês Chiapeta2 306 7º SIMPÓSIO DE PRODUÇÃO ACADÊMICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE BENEFÍCIOS DO PILATES EM PACIENTES COM LOMBALGIA1 BENEFITS DO PILATES IN PATIENTS WITH LOMBALGIA1 Jussara Gonçalves

Leia mais

TRIGGER POINTS (OUT 2015) - LISBOA

TRIGGER POINTS (OUT 2015) - LISBOA TRIGGER POINTS (OUT 2015) - LISBOA O curso intensivo de Trigger Points pretende ensinar ao formando como avaliar e definir os diferentes tipos de trigger points, expondo as formas de tratamento mais eficazes.

Leia mais

Ebook-1 de DICAS As melhores dicas do dia a dia. Neste ebook você terá informações sobre uma técnica usada para alívio da dor muscular.

Ebook-1 de DICAS As melhores dicas do dia a dia. Neste ebook você terá informações sobre uma técnica usada para alívio da dor muscular. Ebook-1 de DICAS As melhores dicas do dia a dia Neste ebook você terá informações sobre uma técnica usada para alívio da dor muscular. Ilma Cabral Fisioterapeuta - Osteopata DO Crefito 15320 01/06/2016

Leia mais

Avaliação do grau de dispneia no portador de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica pela Escala de Dispneia - Medical Research Council.

Avaliação do grau de dispneia no portador de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica pela Escala de Dispneia - Medical Research Council. Avaliação do grau de dispneia no portador de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica pela Escala de Dispneia - Medical Research Council. *Cleivannylson da Silva de Aráujo 1 (IC), Camila Matos Lisboa 1 (IC),

Leia mais

Graduada em Fisioterapia pela Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande- FCM,

Graduada em Fisioterapia pela Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande- FCM, EFICÁCIA DO TREINO COGNITIVO ASSOCIADO AO EXERCÍCIO FÍSICO SISTEMATIZADO SOBRE O DESEMPENHO COGNITIVO DE IDOSOS COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA COM METANÁLISE Ana Gonçalves Lima Neta

Leia mais

TRATAMENTO DA CERVICALGIA MECÂNICA POR MEIO DAS TÉCNICAS DE TRAÇÃO E POMPAGE: RELATO DE CASO

TRATAMENTO DA CERVICALGIA MECÂNICA POR MEIO DAS TÉCNICAS DE TRAÇÃO E POMPAGE: RELATO DE CASO revistaeletronicafunvic.org TRATAMENTO DA CERVICALGIA MECÂNICA POR MEIO DAS TÉCNICAS DE TRAÇÃO E POMPAGE: RELATO DE CASO THEATMENT OF MECHANICAL CERVICALGY BY TRACTION AND POMPAGE TECHNIQUES: a case report

Leia mais

FADIGA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

FADIGA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA FADIGA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA MONTEIRO, B. C.; RODRIGUES-JUNIOR, G. M. RESUMO Este estudo tem como objetivo identificar os fatores causadores de fadiga nos pacientes oncológicos

Leia mais

DOR CRÓNICA MIOFASCIAL E SENSIBILIZAÇÃO ESPINAL SEGMENTÁRIA. INTEGRAÇÃO DA MATRIZ DA DOR E NOVAS ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO

DOR CRÓNICA MIOFASCIAL E SENSIBILIZAÇÃO ESPINAL SEGMENTÁRIA. INTEGRAÇÃO DA MATRIZ DA DOR E NOVAS ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DOR CRÓNICA MIOFASCIAL E SENSIBILIZAÇÃO ESPINAL SEGMENTÁRIA. INTEGRAÇÃO DA MATRIZ DA DOR E NOVAS ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO Punção Seca Segmentária. Com médico de Harvard Medical School (EUA). Avanços científicos.

Leia mais

Avaliação eletromiográfica e intervenção fisioterapêutica em sujeitos disfônicos

Avaliação eletromiográfica e intervenção fisioterapêutica em sujeitos disfônicos Avaliação eletromiográfica e intervenção fisioterapêutica em sujeitos disfônicos Autores Rinaldo Roberto de Jesus Guirro Delaine Rodrigues Bigaton Kelly Cristina Alves Silverio Apoio Financeiro Fap 1.

Leia mais

Lesão por esforço Repetitivo

Lesão por esforço Repetitivo Lesão por esforço Repetitivo Lesão por esforço repetitivo Inrodução A lesão por esforço repetitivo ( LER),são lesões nos sistemas músculo esquelético e nervoso por tarefas repetitivas, esforços vigorosos,

Leia mais

LOMBALGIA E ACIDENTES DE TRABALHO

LOMBALGIA E ACIDENTES DE TRABALHO a incidência no Serviço de Urgência André Barros, Bárbara Rosa, Pedro Campos, J Alves da Silva, Carlos Durão Serviço Ortopedia, Hospital Vila Franca de Xira Director - Pedro Afonso INTRODUÇÃO 60-80% da

Leia mais

EFEITO DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO NA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO: REVISÃO DE LITERATURA

EFEITO DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO NA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO: REVISÃO DE LITERATURA EFEITO DO ULTRA-SOM TERAPÊUTICO NA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO: REVISÃO DE LITERATURA JULIANA. PELICERI MORENO, 1 ; IKEZAKI, F. I. 2 Resumo O objetivo foi verificar o efeito do ultra-som terapêutico no

Leia mais

A Importância dos Cuidados Paliativos na Unidade de Terapia Intensiva.

A Importância dos Cuidados Paliativos na Unidade de Terapia Intensiva. A Importância dos Cuidados Paliativos na Unidade de Terapia Intensiva. Milena Cruz Dos Santos 1, Naara Lima De Moura ², Danyllo Lucas De Lima Rodrigues³ Carlos Henrique Oliveira De Feitas 4 1. Universidade

Leia mais

A pilot study in the effects of Gigong and Tai Chi Chuan exercises in patients with Multiple Sclerosis

A pilot study in the effects of Gigong and Tai Chi Chuan exercises in patients with Multiple Sclerosis A pilot study in the effects of Gigong and Tai Chi Chuan exercises in patients with Multiple Sclerosis Estudo piloto sobre os efeitos do exercícios de Gigong e Tai Chi Chuan em pacientes com Esclerose

Leia mais

Baixa Dose de Naltrexona Trata a Dor Crônica. Apresenta Eficácia e Tolerabilidade em Mais de 93% dos Pacientes com Fibromialgia

Baixa Dose de Naltrexona Trata a Dor Crônica. Apresenta Eficácia e Tolerabilidade em Mais de 93% dos Pacientes com Fibromialgia Baixa Dose de Naltrexona Trata a Dor Crônica Apresenta Eficácia e Tolerabilidade em Mais de 93% dos Pacientes com Fibromialgia Baixas Doses de Naltrexona Promove Alívio em Pacientes com Dores Crônicas

Leia mais

INFLUÊNCIA DA GAMETERAPIA NA REABILITAÇÃO DE PACIENTE PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO

INFLUÊNCIA DA GAMETERAPIA NA REABILITAÇÃO DE PACIENTE PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO INFLUÊNCIA DA GAMETERAPIA NA REABILITAÇÃO DE PACIENTE PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO MORAIS, S. B., DUARTE, F. H. RESUMO Esta pesquisa teve como objetivo analisar a influência da Gameterapia na reabilitação

Leia mais

ASPECTOS GERAIS SOBRE A FIBROMIALGIA (FM): UMA REVISÃO DE LITERATURA

ASPECTOS GERAIS SOBRE A FIBROMIALGIA (FM): UMA REVISÃO DE LITERATURA ASPECTOS GERAIS SOBRE A FIBROMIALGIA (FM): UMA REVISÃO DE LITERATURA SANTOS, R.V 1 ; SANTOS, B.L. B 2 ; NUNES, E.C 3 ; RAMOS, J.M 4 ; RODRIGUES, R.C 5 ; GUIMARÃES, S.K. B 6 ; CARVALHO, V.M 7 ; SILVA, K.

Leia mais

ALTERAÇÕES DE EQUILÍBRIO EM PACIENTES PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA

ALTERAÇÕES DE EQUILÍBRIO EM PACIENTES PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA ALTERAÇÕES DE EQUILÍBRIO EM PACIENTES PÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA OLIVEIRA, T. C.; DUARTE, H. F. RESUMO O objetivo desta pesquisa foi analisar as alterações de

Leia mais

Revisão integrativa sobre a intervenção humor em enfermagem

Revisão integrativa sobre a intervenção humor em enfermagem Revisão integrativa sobre a intervenção humor em enfermagem Luís Sousa, CRRN, MSc Helena José, PhD Luanda, 7 de Novembro 2013 Introdução O humor contribui para a saúde e bem-estar das pessoas (José, 2010).

Leia mais

Reduced pelvic pain in women with endometriosis: efficacy of long-term dienogest treatment.

Reduced pelvic pain in women with endometriosis: efficacy of long-term dienogest treatment. Reduced pelvic pain in women with endometriosis: efficacy of long-term dienogest treatment. Petraglia F; et al. Arch Gynecol Obstet (2012) 285:167 173 Apresentação: Bioméd. Celina Sena da Silveira Endometriose:

Leia mais

Dor Orofacial Neurovascular Neurovascular Orofacial Pain

Dor Orofacial Neurovascular Neurovascular Orofacial Pain Dor Orofacial Neurovascular Neurovascular Orofacial Pain Introdução A dor orofacial de origem potencialmente neurovascular pode imitar dor odontogênica a ponto de grande parte da população de pacientes

Leia mais

PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ALVORADA RS

PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ALVORADA RS PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PARA OS SERVIDORES DA RESUMO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALVORADA RS GRAZIELE ALVES DIAS 1 LIA T. HOFFMANN 2 O Projeto de Ginástica Laboral Para os Servidores da Prefeitura Municipal

Leia mais

TRIGGER POINTS (MAI 2017) - PORTO

TRIGGER POINTS (MAI 2017) - PORTO TRIGGER POINTS (MAI 2017) - PORTO O curso de Trigger Points expressa uma abordagem diferenciada na sindrome de dor miofascial orientada para a prática clínica. Engloba uma avaliação sistemática e identificação

Leia mais

Modelos explicativos do stresse e a relação com a ocorrência de LMELT. Carlos Fujão Associação Portuguesa de Ergonomia (APERGO)

Modelos explicativos do stresse e a relação com a ocorrência de LMELT. Carlos Fujão Associação Portuguesa de Ergonomia (APERGO) Modelos explicativos do stresse e a relação com a ocorrência de LMELT Estado da arte A compreensão do papel dos factores psicossociais relacionados com o trabalho no desenvolvimento de LMELT ainda é superficial,

Leia mais

EFETIVIDADE DA GINÁSTICA LABORAL NAS DOENÇAS OCUPACIONAIS E QUALIDADE DE VIDA: REVISÃO DE LITERATURA

EFETIVIDADE DA GINÁSTICA LABORAL NAS DOENÇAS OCUPACIONAIS E QUALIDADE DE VIDA: REVISÃO DE LITERATURA EFETIVIDADE DA GINÁSTICA LABORAL NAS DOENÇAS OCUPACIONAIS E QUALIDADE DE VIDA: REVISÃO DE LITERATURA GIOVANNA DE OLIVEIRA VECHIATO, 1 ANDOLFATO, KLEBER ROGÉRIO 2 RESUMO O objetivo deste trabalho é analisar

Leia mais

RESUMO INTRODUÇÃO: Pessoas com sintomas de ansiedade apresentam maiores níveis de pressão arterial. A presença de ansiedade está associada com as

RESUMO INTRODUÇÃO: Pessoas com sintomas de ansiedade apresentam maiores níveis de pressão arterial. A presença de ansiedade está associada com as RESUMO INTRODUÇÃO: Pessoas com sintomas de ansiedade apresentam maiores níveis de pressão arterial. A presença de ansiedade está associada com as doenças cardiovasculares. Embora o exercício físico seja

Leia mais

PREVALENCIA DE DISTÚRBIOS MUSCULOESQUELÉTICOS EM FISIOTERAPEUTAS: REVISÃO DA LITERATURA

PREVALENCIA DE DISTÚRBIOS MUSCULOESQUELÉTICOS EM FISIOTERAPEUTAS: REVISÃO DA LITERATURA 736 Rejane Aparecida Leal Costa et al. PREVALENCIA DE DISTÚRBIOS MUSCULOESQUELÉTICOS EM FISIOTERAPEUTAS: REVISÃO DA LITERATURA Rejane Aparecida Leal Costa1, Eustáquio Luiz Paiva de Oliveira2 Resumo: A

Leia mais

FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL EM UNIDADE DE AVC: APLICAÇÃO DE PROTOCOLO PADRONIZADO É POSSÍVEL

FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL EM UNIDADE DE AVC: APLICAÇÃO DE PROTOCOLO PADRONIZADO É POSSÍVEL FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL EM UNIDADE DE AVC: APLICAÇÃO DE PROTOCOLO PADRONIZADO É POSSÍVEL Ana Fátima Ximenes Meireles 1, Jannyelle Dionisio Santos 2, George Cesar Ximenes Meireles 2, Igor Guidetti 2,

Leia mais

Ultrassom estático e terapia manual para tratamento da enxaqueca refratária. Relato de caso

Ultrassom estático e terapia manual para tratamento da enxaqueca refratária. Relato de caso Universidade de São Paulo Biblioteca Digital da Produção Intelectual - BDPI Departamento de Biomecânica, Medicina e Reabilitação do Aparelho Locomotor - FMRP/RAL Artigos e Materiais de Revistas Científicas

Leia mais

REFLEXOLOGIA PODAL REVISÃO DE LITERATURA. Pereira, L. P 2. Lourenço/MG

REFLEXOLOGIA PODAL REVISÃO DE LITERATURA. Pereira, L. P 2. Lourenço/MG REFLEXOLOGIA PODAL REVISÃO DE LITERATURA Silva, L, P, I. 1, Silva, K.A da 1.; Souza, M. A. V. P. de. 1 ; Tavares, N.C 1.; Silva, N.F. 1 ; Pereira, L. P 2. 1 Discente em Estética e Cosmetologia Faculdade

Leia mais