Pequenos-almoços e Lanches Saudáveis Sem Glúten

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pequenos-almoços e Lanches Saudáveis Sem Glúten"

Transcrição

1 Pequenos-almoços e Lanches Saudáveis Sem Glúten Novembro de 2013

2 Resumo Alimentação saudável Roda dos alimentos Nutrientes Proteínas Hidratos de carbono Lípidos Fibra alimentar Vitaminas e minerais Água Fracionamento alimentar Pequeno-almoço Importância Consequências da omissão Estratégias Lanches Importância Número adequado de refeições benefícios Na prática Pequeno-almoço Composição do pequeno-almoço Fruta Leite e derivados Cereais e derivados sem glúten Sugestão para uma semana de pequenos-almoços completos e saudáveis Lanches Composição dos lanches Sugestão para uma semana de pequenos-almoços e lanches completos e saudáveis Como fazer as escolhas mais saudáveis? Conselhos gerais Comparando Dicas! De acordo com as suas necessidades Rotulagem Noções gerais a considerar na rotulagem Rótulos - Que produto escolher?

3 Alimentação Saudável

4 O que é a alimentação saudável? Roda dos alimentos Completa Ingerir ao longo do dia alimentos de todos os grupos Variada Variar os alimentos dentro de cada grupo ao longo do dia Equilibrada Respeitar as porções diárias recomendadas e os equivalentes Na dieta isenta de glúten, são permitidos todos os grupos, com exceções no grupo do cereais, em que eliminamos o trigo, o centeio, o cevada e a aveia e os produtos feitos à base destes cereais, devendo ser incluídos os naturalmente isentos de glúten (batata, milho) e os produtos específicos.

5 Nutrientes Substâncias contidas nos alimentos que fornecem a energia e os materiais necessários à manutenção da vida e de um bom estado de saúde. Os alimentos fornecem 7 grupos de nutrientes: Proteínas Hidratos de carbono Gorduras Vitaminas Minerais Água Fibra

6 Proteínas Nutrientes plásticos fundamentais utilizados na construção e reparação dos tecidos do corpo humano (músculos, tendões, ossos, pele). Indespensáveis para o crescimento. Origem animal Origem vegetal Carne, peixe e ovos Leite, queijo e iogurtes Leguminosas (feijão, grão, ervilhas, favas, lentilhas, soja) Necessidades proteicas: 10 a 15% das calorias diárias

7 Hidratos de carbono Nutriente que nos fornecem energia para nos movimentarmos e para trabalharmos no dia a dia. Combustível do nosso organismo. Complexos (amido) Simples (açúcares) Arroz, batata Pão, massa e cereais sem glúten Leguminosas Açúcar simples, refrigerantes, rebuçados, gomas, chocolates, sobremesas doces... Consumidos com regra e moderação. Necessidades glícidicas: 55 a 75% das calorias diárias

8 Lípidos Nutriente de maior importância para a renovação das celulas, produção e armazenamento de energia, protecção mecância dos vários orgãos e síntese de hormonas. Saturada/ Colesterol Monoinsaturadas Poliinsaturadas Banha, manteiga, toucinho, produtos de charcutaria e salsicharia... Azeite Reduza o consumo de gorduras saturadas e colesterol, favorecendo sempre as gorduras monoinsaturadas e polinsaturadas. Gordura do peixe, óleo de amendoim, óleo de girassol, margarinas, frutos oleaginosos (nozes, amêndoas...). Necessidades lípidicas: 15 a 30% das calorias diárias

9 Fibra alimentar Substâncias existentes nos alimentos de origem vegetal que o organismo não consegue digerir e que, portanto, não são absorvidas. Promovem o trânsito intestinal, aumentam a saciedade, ajudam a controlar os níveis de glicémia e de colesterol no sangue. Cereais integrais Leguminosas Fruta e hortícolas Necessidades de fibra: 25 a 30g / dia

10 Vitaminas e Minerais Micronutrientes reguladores apesar de não nos fornecerem energia (calorias), são indispensáveis para o nossa saúde, ativando, facilitando e regulando quase todas as reações bioquímicas que têm lugar no organismo. Especial atenção! Intolerância à lactose Deficiência em ferro Reforçar o consumo de alimentos ricos em Cálcio (Ca). Carne, peixe, leguminosas, hortaliças Leite sem lactose, bebida de soja enriquecida em cálcio, hortaliças

11 Água A água hidrata e é essencial para a saúde! A ingestão de água deve ser regular ao longo do dia, em pequenas quantidades de cada vez e frequentemente. Beba cerca de 1,5 a 2l de água por dia. Redobre o cuidado com a hidratação em crianças e idosos! Ao longo do dia privilegie a água como bebida de eleição!

12 Fracionamento Alimentar

13 O planeamento diário, semanal ou mensal das refeições é de extrema importância para que possa cumprir várias das recomendações para um alimentação saudável e equilibrada. Um dos erros alimentares mais frequentes é a diminuição do número de refeições que se faz por dia. Procure fazer entre 5 a 6 refeições distribuídas ao longo do dia. Comer com intervalos de 2h30m a 3h faz com que se distribua de forma mais equilibrada os alimentos ao longo das horas em que está acordado, fazendo com que não se concentre uma grande quantidade de alimentos e calorias em apenas 2 ou 3 refeições (normalmente o almoço e o jantar).

14 Pequeno-almoço (PA) Importância O PA é uma das refeições mais importantes do dia é fundamental pois proporciona ao organismo a energia e os nutrientes necessários ao começo de um novo dia. O PA contribui para uma distribuição alimentar e energética mais saudável e equilibrada ao longo do dia. Breakfast (pequeno-almoço) breaking the fast (quebrar o jejum) Deve ser realizado na 1º meia hora do dia Um bom PA deverá corresponder a cerca de 20% da energia total do nosso dia.

15 Pequeno-almoço (PA) Refeição em família e preferencialmente em casa! Vantagens económicas Momento convívio familiar... Hábitos alimentares saudáveis Estratégias para tornar o pequeno-almoço um hábito em sua casa! Seja um modelo Se quer que a sua criança coma o pequeno almoço, tome-o também! Mantenha os alimentos do pequeno-almoço sempre à mão Tenha pelo menos duas porções de cada item que vai servir ao pequeno-almoço (ex: no caso do pão, servir dois tipos de pão diferentes), para tornar o pequeno-almoço mais variado e assim evitar a monotonia. Torne-o fácil Adopte formas de servir o pequeno-almoço que sejam simples e viáveis, de preferência, de modo a que as próprias crianças consigam servir-se sozinhas. Mantenha os alimentos sempre visíveis. Tente o pequeno-almoço na escola Encoraje as crianças que não conseguem tomar o pequeno-almoço em casa a tomarem-no na escola. O importante aqui é a intervenção dos pais na elaboração do pequeno-almoço para se certificarem de que as crianças tomam um pequeno-almoço saudável.

16 Pequeno-almoço (PA) Consequências da omissão Não tomar o PA tem consequências que se manifestam de diferentes formas a curto e a longo prazo: Hipoglicémias, suores frios, falta de forças, cefaleias; Mal-estar e má disposição geral; Impaciência e agressividade; Quebra no rendimento físico e intelectual; Diminuição da capacidade de resposta e de reflexos; Maior propensão para acidentes de trabalho, viação ou domésticos. Relação com menor controlo do apetite/saciedade ao longo do dia; Risco aumentando de excesso de peso/obesidade; Relação com maior Indíce de Massa Corporal; Risco aumentado de doenças crónicas (ex. diabetes tipo 2). Crianças e adolescentes fase de crescimento e desenvolvimento Idosos maior fragilidade Diabéticos natureza da doença

17 Pequeno-almoço (PA) Estratégias As pessoas que não têm apetite ou dizem não conseguir comer logo após acordar, não se deve forçar, mas sim estimular gradualmente o apetite em dias ou semanas consecutivos. Devem assim começar por consumir alimentos leves, ao gosto de cada um e em pequenas quantidades, aumentado-se gradualmente os alimentos e as suas quantidades.

18 Lanches O consumo de pequenas refeições intercalares nutricionalmente equilibradas promove um melhor desempenho cognitivo e regula o apetite. Caso a escolha alimentar seja desadequada, pode contribuir para o aumento da prevalência de obesidade pelo maior contributo de açúcar e gordura para o valor energético total (VET) diário. Experimente diversos tipos de combinações, que irão saciar mas que contêm poucas calorias.

19 O número adequado de refeições ao longo do dia relaciona-se com: Melhor capacidade física e intelectual Maior capacidade de concentração e memória Menor fadiga, sonolência e irritabilidade Mais rendimento no desempenho escolar e/ou laborais Controlo do mecanismo do apetite e da saciedade Controlo de peso

20 Na prática escolhas e organização!

21 Composição do pequeno-almoço Comece sempre o seu dia com o pequeno-almoço! O pequeno-almoço deve ser completo, variado e equilibrado, ser rico em hidratos de carbono de absorção lenta, em proteínas e com baixo teor de gorduras. Um pequeno-almoço completo compreende alimentos de 3 grupos da Roda dos Alimentos: sem glúten Beba um copo de água ao pequeno-almoço!

22 Composição do pequeno-almoço A fruta tem vitaminas, minerais e fibras importantes ao nosso organismo. Prefira a fruta nacional e da época. Algumas opções entre tantas outras Maçã Pêra Clementina Tangerina Laranja Banana Cereja Uvas Ameixa Pêssego

23 Composição do pequeno-almoço O leite e derivados são grandes fornecedores de cálcio, boas fontes de proteínas de elevado valor biológico, fósforo e vitaminas do complexo B. Leite Iogurte Queijo Queijo fresco Requeijão

24 Composição do pequeno-almoço Os cereais e derivados são fornecedores de energia por excelência, para além de serem ricos em fibras, vitaminas (complexo B) e sais minerais (magnésio e ferro). sem glúten Sem glúten

25 Composição do pequeno-almoço sem glúten Cereais naturalmente isentos de glúten Farinhas, amidos e derivados de: Milho Arroz / arroz integral Trigo sarraceno Amaranto Millet (milho painço) Teff Sorgo Quinoa Produtos específicos sem glúten Pão SG Bolachas Maria Bolachas de água e sal Cereais de PA pouco açucarados Tostas

26 Sugestão para uma semana de pequenosalmoços completos e saudáveis Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Pequeno-almoço 1 chávena almoçadeira de leite meio gordo 1 fatia de pão SG com compota 1 peça de fruta 1 iogurte natural ou de aromas Cereais de pequeno almoço SG pouco açucarados (ex. corn flakes) 1 peça de fruta 1 fatia de pão SG com queijo 1 sumo de fruta natural 1 iogurte com fruta fresca 4 tostas SG 1 chávena almoçadeira de leite meio gordo com café ou cacau magro 1 fatia de pão SG com 1 fatia de fiambre de aves 1 peça de fruta 1 chávena almoçadeira de leite batido com fruta (1 peça de fruta) 6 bolachas maria SG 1 infusão de ervas 2 panquecas SG pequenas com teor de açúcar reduzido 1 colher de sobremesa de mel 1 peça de fruta (Sugestão - frutos silvestres ) * Recomendações para a população geral. Não são consideradas necessidades nutricionias específicas.

27 Composição dos lanches Um lanche deve ser uma versão diminuída do pequeno-almoço, no qual são integrados alimentos dos mesmo 3 sectores da Roda dos Alimentos: devem incluir uma peça de fruta fresca da época e/ ou leite ou iogurte, se possível, acompanhado(s) de um alimento que contribua para a manutenção da glicemia (pão, bolacha ou cereais). 1 3 sem glúten 2 *Veja os alimentos sugeridos para cada grupo nos slides anteriores. Podem considerar-se como lanches saudáveis as seguintes opções: 1) 1 Peça de fruta* 2) Pão SG (simples ou com manteiga ou com creme vegetal para barrar ou com uma fatia de queijo ou com uma fatia de fiambre ou misto ou com doce (pelo menos, com teor maior ou igual a 50% de fruta)) ou bolachas SG pouco açucaradas (Maria, Crackers, Água e sal, etc.)* 3) Iogurte (não açucarado, natural ou aromatizado) ou leite (não açucarado, natural ou aromatizado)* 4) Opção 1 e 2 5) Opção 1,2 e 3 6) Opção 2 e 3 7) Opção 1 e 3 Constituição diversa dependendo do número de horas que medeiam as refeições imediatamente anterior e posterior, bem como a composição destas.

28 Domingo Sábado Sexta Quinta Quart a Terça Segunda Sugestão para uma semana de pequenosalmoços e lanches completos e saudáveis Pequeno-almoço Lanche da manhã Lanche da tarde 1 chávena almoçadeira de leite meio gordo + 1 fatia de pão SG (50 a 60g) 1 colher de chá de compota + 1 peça de fruta 1 iogurte natural ou de aromas + 1 mão de cereais de pequeno almoço SG pouco açucarados (ex. corn flakes) + 1 peça de fruta 1 fatia de pão SG com queijo + 1 sumo de fruta natural * Recomendações para a população geral. Não são consideradas necessidades nutricionias específicas. 1 iogurte líquido de aroma + 3 bolachas maria SG 1 peça de fruta + 4 bolachas de água e sal redondas SG 1 iogurte sólido natural ou de aromas + 3 bolachas tipo crackers SG 1 peça de fruta + 1 fatia de pão SG com 1 fatia de fiambre de aves 1 copo de leite + 1 fatia de pão SG com 1 colher de chá de compota 1 peça de fruta + 4 tostas SG 1 iogurte com fruta fresca + 4 tostas SG 1 peça de fruta 1 fatia de pão SG com 2 colher de chá de creme vegetal/manteiga 1 chávena almoçadeira de leite + 1 mão de cereais SG pouco açucarados 1 chávena almoçadeira de leite meio gordo com café ou cacau magro + 1 fatia de pão SG com 1 fatia de fiambre de aves + 1 peça de fruta 1 iogurte líquido cremoso + 4 tostas SG 1 peça de fruta + 1 barra de cereais SG pouco açucarada 1 chávena almoçadeira de leite batido com fruta (1 peça de fruta) + 6 bolachas maria SG 4 tostas SG com 1 colher de chá de compota 1 copo de leite com cevada + 1 fatia de pão SG com 1 fatia de paio do lombo 1 infusão de ervas + 2 panquecas SG pequenas com teor de açúcar reduzido + 1 colher de sobremesa de mel + 1 peça de fruta (Sugestão - frutos silvestres ) 1 iogurte sólido + 1 mão de cereais SG pouco açucarados 1 sumo natural (1 peça de fruta) 1 fatia de pão SG com 2 colheres de chá de creme vegetal/ manteiga

29 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Conselhos gerais Consuma leite e seus derivados com baixo teor de gordura (meio gordo ou magro); Prefira a fruta com casca (rica em fibra, vitaminas e minerais), potenciando o efeito saciante; Pelo menos 1 das peças de fruta que consome diariamente deve ser um fruto rico em vitamina C (ex: laranja, kiwi, tangerina, morangos, maçã ); Lembre-se que os sumos de fruta naturais devem ser bebidos no momento em que são feitos, caso contrário o seu conteúdo em vitaminas diminui consideravelmente; Prefira os cereais integrais - Fibras, vitaminas e minerais;

30 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Conselhos gerais Reduza o consumo de açúcares simples, assim: Evite a adição de açúcar aos alimentos e bebidas; Limite o consumo de produtos açucarados (ex: produtos de confeitaria e pastelaria, gelados, chocolates, gomas, rebuçados, caramelos, frutos cristalizados, mel, sobremesas açucaradas, marmeladas, etc.); Evite os refrigerantes e sumos de frutos artificiais pois estas bebidas são ricas em açúcar. Prefira sempre a água!

31 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Comparando 80 kcal 150 kcal

32 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Comparando 1 Panini + 1 fatia de queijo 137 kcal 260 kcal Açúcar e gordura!

33 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Comparando 60 kcal 160 kcal Menos fibra!

34 Dicas! De acordo com as suas necessidades No pão «caseiro» para aumentar o teor de fibra adicione: Farinha de sementes de linhaça; Farinha de trigo sarraceno; Farinha de alfarroba (adoça e escurece) Sementes de sésamo; Sementes de girassol; Sementes de linhaça. mas também nos iogurtes e batidos Os frutos oleaginosos são óptimas fontes de gorduras saudáveis, com efeito cardiovascular protector. Utilize-os como pequenos snacks, ou adicione-os a outros alimentos. Desaconselhado um consumo superior a 25g por dia. 18 avelãs pequenas 40 amendoins 8 metades de noz pequenas

35 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Noções gerais a considerar na rotulagem! Consulte o rótulo dos produtos que pretende adquirir, opte por produtos com: Menor quantidade de gordura Maior percentagem de gorduras mono e poliinsaturados do que saturadas Ausência de gorduras hidrogenadas ou trans Alto teor de fibra Vitaminas do complexo B e minerais (cálcio e ferro) Baixo teor de sal Cereais integrais Preferência por hidratos de carbono complexos e menos de absorção rápida (açúcares) na mistura de hidratos de carbono/glícidos.

36 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Cereais de pequeno-almoço Por 100g 30 g cereais + 125ml leite meio-gordo Valor Energético 385 Kcal 176 Kcal Proteínas 7,8 g 6,6 g Hidratos de Carbono, dos quais: Açúcares Lípidos, dos quais: Saturados 75,6 g 29,5 g 5,8 g 2,0 g 28,8 g 14,7 g 3,8 g 1,8 g Fibras alimentares 5,7 g 1,7 g Quantidade, em gramas, dos nutrientes por 100g de alimento. Sódio 0,5 g 0,2 g Valor Energético ou Calórico: quantidade de energia que se obtém do consumo de determinado produto alimentar. Até 40 Kcal baixo valor calórico 41 a 399 Kcal valor calórico moderado 400 Kcal ou + alto valor calórico

37 Como fazer as escolhas mais saudáveis? Rótulos Que produto escolher? 100g 7g = 1 fetta / tosta Valor energético 380kcal 25 kcal Gordura 1,7g 0,1g dos quais saturados 0,3g 0 g Hidratos de carbono 84 g 5,9 g dos quais açúcares 6 g 0 g Fibra alimentar 2,3 g 0 g Proteínas 6 g 0 g Sal 1,4 g 0,10 g 100g 20g = 1 bolacha 489kcal 98 kcal 20,7g 4,1g 13,4g 2,7 g 70,8 g 14,2 g 34,2 g 6,8 g 1,9 g 0,4 g 3,9 g 0,8 g 0,2 g 0,04 g Por 100g a bolachas Sorrisi, têm: + Calorias ++ Gordura saturada ++ Açúcares simples - fibra Ao consumir uma bolacha Sorrisi ao invés de uma tosta Fette Croccanti, está a ingerir: 4 x mais calorias (+ 73 kcal) 41 x mais de gordura (+ 4g) Mais 2,7g de gordura saturada Mais 6,8g de açúcar simples =

38 Bom apetite! Av. Júlio Dinis, 23, 1º esq Lisboa /

Descobre tudo sobre um...

Descobre tudo sobre um... Escola Básica 1,2,3/JI de Angra do Heroísmo Dia Mundial da Alimentação 16 de Outubro de 2010 Descobre tudo sobre um... PEQUENO-ALMOÇO PORQUÊ? Porque, após uma noite de sono, em que estivemos várias horas

Leia mais

A Roda dos Alimentos LEITE

A Roda dos Alimentos LEITE LEITE A Roda dos Alimentos serve para nos ensinar o que devemos comer, quando e em que quantidades. Ajuda-nos a manter uma alimentação equilibrada, variada e completa, ou seja, mais saudável! A Roda dos

Leia mais

Alimentar-se bem, para um envelhecer mais saudável. Juliana Aquino

Alimentar-se bem, para um envelhecer mais saudável. Juliana Aquino Alimentar-se bem, para um envelhecer mais saudável. Juliana Aquino A dieta para idosos deve ser variada e equilibrada, de forma a proporcionar o bom estado nutricional e contribuir para a prevenção de

Leia mais

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1. fibras vegetais glícidos reguladora. plástica lípidos energética

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1. fibras vegetais glícidos reguladora. plástica lípidos energética Conteúdo: Nutrientes Alimentares: Funções Gerais FICHA DE TRABALHO 1 fibras vegetais glícidos reguladora plástica lípidos energética protetora proteínas nutrientes Nos alimentos encontramos as substâncias,

Leia mais

ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA GUIA PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA GUIA PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA GUIA PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL Alimentos e Saúde A alimentação deve ser equilibrada e variada, composta de ALIMENTOS que forneçam quantidade suficiente de NUTRIENTES que o organismo

Leia mais

Ciências Naturais, 6º Ano. Ciências Naturais, 6º Ano FICHA DE TRABALHO 1. Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Nutrientes Alimentares: Funções Gerais

Ciências Naturais, 6º Ano. Ciências Naturais, 6º Ano FICHA DE TRABALHO 1. Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Nutrientes Alimentares: Funções Gerais Conteúdo: Nutrientes Alimentares: Funções Gerais FICHA DE TRABALHO 1 fibras vegetais glícidos reguladora Conteúdo: Nutrientes Alimentares: Funções Gerais FICHA DE TRABALHO 1 fibras vegetais glícidos reguladora

Leia mais

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram.

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram. A RODA DOS ALIMENTOS VARIAR OS PRAZERES Se não é completamente verdade que as cenouras fazem os olhos bonitos, também não é completamente mentira As cenouras contêm um tipo de (pró)-vitamina que faz muito

Leia mais

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O.

Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Alimentação Saudável L/O/G/O. Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco Alimentação Saudável L/O/G/O www.themegallery.com Maio 2014 Sumário: O que é uma Alimentação Saudável; Nova Roda dos Alimentos; Recomendações de uma

Leia mais

Escola Básica e Sec. Fernão do Pó Projeto NutreBem Desportivamente Ano letivo Lanches Saudáveis. Paulo Baptista

Escola Básica e Sec. Fernão do Pó Projeto NutreBem Desportivamente Ano letivo Lanches Saudáveis. Paulo Baptista Lanches Saudáveis Quais são as características dos lanches que os jovens, habitualmente, ingerem? Todos os estudos de investigação chegaram à mesma conclusão: Os lanches são ricos (excesso) em: - Calorias

Leia mais

A PREVENÇÃO faz a diferença

A PREVENÇÃO faz a diferença Saúde Alimentar 2 Alegações Nutricionais e de Saúde 1 Para ajudar e facilitar as escolhas alimentares o mercado alimentar fornece informações adicionais que simplificam a seleção dos alimentos em função

Leia mais

Alimentação saudável. Cuidar da Saúde é uma atitude para toda a vida.

Alimentação saudável. Cuidar da Saúde é uma atitude para toda a vida. Alimentação saudável Cuidar da Saúde é uma atitude para toda a vida. Alimentação saudável Com o corre-corre diário, comemos sem prestar muita atenção ao que compõe o nosso prato, ao longo das diversas

Leia mais

Alimentação e Exercício Físico

Alimentação e Exercício Físico II Workshop Alimentação e Exercício Físico 12 de Dezembro de 2016 Nutricionista: Dra. Mariana Santos Costa Apresentação Dra. Mariana Santos Costa Licenciada em Ciências da Nutrição Mestrado em Exercício

Leia mais

De pequenino se torce o pepino. Sugestões para tornar mais colorido o pequeno-almoço dos mais novos

De pequenino se torce o pepino. Sugestões para tornar mais colorido o pequeno-almoço dos mais novos De pequenino se torce o pepino Sugestões para tornar mais colorido o pequeno-almoço dos mais novos O pequeno-almoço deve ser uma refeição de excelência na manutenção saudável do organismo. A idade escolar

Leia mais

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Orientações nutricionais Serviço de Nutrição e Dietética Este manual contou com a colaboração das nutricionistas: Tatiana Maraschin, Claudine Lacerda de Oliveira, Cristina

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Dra. Helena Maia Nutricionista OBJECTIVOS Obesidade: Riscos, prevalências e tipos Nutrição / Nutrientes Roda dos Alimentos Alimentação Mediterrânica IMC Conclusão RISCOS RELACIONADOS

Leia mais

Nutrientes. Leonardo Pozza dos Santos

Nutrientes. Leonardo Pozza dos Santos Nutrientes Leonardo Pozza dos Santos Itaqui, 2017 O que define um nutriente? - Qualquer elemento ou composto químico necessário para o metabolismo de um organismo vivo. - Eles compõem os alimentos e são

Leia mais

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes,

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, Superintendência de Políticas de Atenção Integral a Saúde Gerência de Vigilância Epidemiológica Coordenação de Doenças Não-Transmissíveis Área de Alimentação e Nutrição HÁBITOS SAUDÁVEIS Marília A. Rezio

Leia mais

O que são nutrientes?

O que são nutrientes? Os nutrientes O que são nutrientes? São substâncias utilizadas pelo metabolismo do organismo essenciais ao seu funcionamento; Os alimentos contêm nutrientes que o organismo não consegue sintetizar, assim

Leia mais

Todos os Direitos Reservados. Página 1

Todos os Direitos Reservados.  Página 1 http://treinoparamulheres.com.br Página 1 Conteúdo Introdução... 4 Melhores Fontes de Proteína... 5 1º Ovo de Galinha... 5 2º Peixes ( Tilápia, Atum, Salmão)... 6 3º Peito de Frango... 8 4º Leite e seus

Leia mais

Como fazer uma ementa equilibrada e económica

Como fazer uma ementa equilibrada e económica Como fazer uma ementa equilibrada e económica Alexandra Bento alexandrabento@apn.org.pt Tendência de consumo alimentar Consumo alimentar fora de casa, Marktest 2006: Essencialmente Almoço 36,5% durante

Leia mais

Energize-se com uma alimentação saudável

Energize-se com uma alimentação saudável Energize-se com uma alimentação saudável Encontro Educacional 1 Este encontro apresenta Consuma bastante frutas e verduras! Saiba o quanto consumir, conheça os benefícios e aprenda dicas para comer mais

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PEQUENO-ALMOÇO PARA A SAÚDE

A IMPORTÂNCIA DO PEQUENO-ALMOÇO PARA A SAÚDE A IMPORTÂNCIA DO PEQUENO-ALMOÇO PARA A SAÚDE Tomar o pequeno-almoço todos os dias é uma lição importante para nós e para passar aos que nos rodeiam. Após uma noite a dormir, passando várias horas sem comer,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PEQUENO-ALMOÇO PARA A SAÚDE

A IMPORTÂNCIA DO PEQUENO-ALMOÇO PARA A SAÚDE A IMPORTÂNCIA DO PEQUENO-ALMOÇO PARA A SAÚDE Tomar o pequeno-almoço todos os dias é uma lição importante para nós e para passar aos que nos rodeiam. Após uma noite a dormir, passando várias horas sem comer,

Leia mais

LANCHAR OU JANTAR? ESCOLHAS SAUDÁVEIS. Nutricionista: Patrícia Souza

LANCHAR OU JANTAR? ESCOLHAS SAUDÁVEIS. Nutricionista: Patrícia Souza LANCHAR OU JANTAR? ESCOLHAS SAUDÁVEIS Nutricionista: Patrícia Souza Conhecendo minhas necessidades Energia Onde encontrar Energia Quanto posso comer? Pirâmide Alimentar 3 porções ou mais de frutas 1 porção

Leia mais

HI! WE ARE STUDENTS FROM D. ANTÓNIO DA COSTA SCHOOL IN ALMADA - PORTUGAL AND OUR WORK IS BASICALLY

HI! WE ARE STUDENTS FROM D. ANTÓNIO DA COSTA SCHOOL IN ALMADA - PORTUGAL AND OUR WORK IS BASICALLY HI! WE ARE STUDENTS FROM D. ANTÓNIO DA COSTA SCHOOL IN ALMADA - PORTUGAL AND OUR WORK IS BASICALLY ABOUT HEALTHY DIETS. IN OUR WORK WE WANTED TO SHOW ALL THE GROUPS OF THE FOOD PYRAMID AND GIVE THE STUDENTS

Leia mais

GUIA DE BOLSO. Porquê fazer um grande PEQUENO- ALMOÇO?

GUIA DE BOLSO. Porquê fazer um grande PEQUENO- ALMOÇO? GUIA DE BOLSO Porquê fazer um grande PEQUENO- ALMOÇO? Sumário Ø Introdução. Ø O que é um bom pequeno-almoço? Ø Consequências de saltar a primeira refeição do dia. Ø Importância do pequeno almoço para as

Leia mais

Bárbara Santos, aluna finalista Ciências da Nutrição

Bárbara Santos, aluna finalista Ciências da Nutrição Bárbara Santos, aluna finalista Ciências da Nutrição 1 Nutrição Definição: "Nutrição é a ingestão de alimentos, tendo em conta as necessidades alimentares do corpo. Uma boa nutrição - uma dieta adequada

Leia mais

Guia para um. verão. mediterrânico

Guia para um. verão. mediterrânico Guia para um verão mediterrânico introdução A Dieta Mediterrânica representa um estilo de vida saudável, que representa mais do que uma forma de comer, uma vez que contempla igualmente princípios como

Leia mais

SABES O QUE ESTÁS A COMER?

SABES O QUE ESTÁS A COMER? SABES O QUE ESTÁS A COMER? Interpretar RÓTULOS de produtos alimentares Conhecer os INGREDIENTES dos PRODUTOS ALIMENTARES Descobrir o significado de DDR Saber a diferença entre produto alimentar MAGRO e

Leia mais

Alimentação saudável

Alimentação saudável Alimentação saudável Você mais saudável do que nunca! Quem nunca ouviu falar em antioxidantes e radicais livres? Agora, basta saber quem é o vilão e o herói dessa batalha. Os antioxidantes são substâncias

Leia mais

ALIMENTAÇÃO. A Importância do Pequeno Almoço

ALIMENTAÇÃO. A Importância do Pequeno Almoço ALIMENTAÇÃO A Importância do Pequeno Almoço DIA MUNDIAL DAALIMENTAÇÃO Comemora-se no dia 16 de outubro; O primeiro foi em 1981 (há mais de 35 anos); Criado pela F.A.O. - Food and Agriculture Organization

Leia mais

O pão engorda. Mitos Alimentares

O pão engorda. Mitos Alimentares Apesar do acesso facilitado e quase imediato à informação em todos os momentos, nem todas as afirmações feitas sobre a comida são baseadas em factos científicos, pelo que alguns mitos alimentares ainda

Leia mais

Semana da Alimentação

Semana da Alimentação Agrupamento de Escolas André Soares Bibliotecas Escolares do Agrupamento Projeto de Promoção e Educação para a Saúde PES Semana da Alimentação Alimentação e Saúde Investe em ti Alimentação saudável, o

Leia mais

O pequeno-almoço e a Diabetes

O pequeno-almoço e a Diabetes O pequeno-almoço e a Diabetes Formadora: Vânia Ferreira Mestranda do curso Exercício e Saúde, UE Lisboa, 29 de Julho de 2014 Alimentação saudável: completa, equilibrada e variada Completa Consumir diariamente

Leia mais

A alimentação é importante para os meus dentes e para a minha saúde? Sabias que há alimentos que protegem os dentes?

A alimentação é importante para os meus dentes e para a minha saúde? Sabias que há alimentos que protegem os dentes? Copyright 2014: Todos os direitos reservados Título: Saúde Oral e Alimentação Autores: Ana Lopes Pereira Cristina Sousa Ferreira Pedro Graça Rui Calado Design e Ilustrações: DEBUTSTRASS Lda. Editor: Direção-Geral

Leia mais

Mês Promocional dos Laticínios

Mês Promocional dos Laticínios JANEIRO Mês Promocional dos Laticínios Os laticínios são alimentos importantes para o crescimento e saúde dos ossos. São ricos em proteínas, cálcio e vitaminas. Ano Letivo 2016/2017 Janeiro 2017 1 - LATICÍNIOS

Leia mais

A Seguros Unimed ainda mais próxima, quando você mais precisa. Alimentação Saudável

A Seguros Unimed ainda mais próxima, quando você mais precisa. Alimentação Saudável A Seguros Unimed ainda mais próxima, quando você mais precisa. Alimentação Saudável ALIMENTOS IN NATURA Devem ser a base ideal para uma alimentação nutricionalmente balanceada. Alimentos in natura são

Leia mais

Questionário. A prevalência da obesidade nos alunos do 3.º e 4.º ano do 1.º ciclo das escolas do agrupamento D. Carlos I em Sintra

Questionário. A prevalência da obesidade nos alunos do 3.º e 4.º ano do 1.º ciclo das escolas do agrupamento D. Carlos I em Sintra 1 Questionário A prevalência da obesidade nos alunos do.º e 4.º ano do 1.º ciclo das escolas do agrupamento D. Carlos I em Sintra Código escola Código turma Código aluno(a) A1 Sexo Feminino Masculino A

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL UM GUIA PARA ESCOLHAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS E ACERTADAS

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL UM GUIA PARA ESCOLHAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS E ACERTADAS ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL UM GUIA PARA ESCOLHAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS E ACERTADAS FICHA TÉCNICA Título: Alimentação Saudável, um guia para escolhas alimentares saudáveis e acertadas Autores: Sofia Edmundo,

Leia mais

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Disciplina: Ciências Ficha nº 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Nesta ficha você conhecerá: O que são os carboidratos; Onde encontrar os carboidratos; A diferença entre carboidratos de alto e baixo

Leia mais

Nas sociedades em transição e industrializadas, apesar de todos os progressos científicos e técnicos, assiste-se a uma diliução desta importância.

Nas sociedades em transição e industrializadas, apesar de todos os progressos científicos e técnicos, assiste-se a uma diliução desta importância. Nas sociedades tradicionais, a alimentação é utilizada como componente fundamental da manutenção e recuperação da saúde, através de um código rigoroso de escolha e combinação de alimentos. Nas sociedades

Leia mais

SEM ADIÇÃO DE AÇÚCARES, SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE

SEM ADIÇÃO DE AÇÚCARES, SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE SEM ADIÇÃO DE AÇÚCARES, SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE GOTAS COM DAMASCO As Gotas de Alfarroba, chocolate, possuem um Delicioso e com baixo valor calórico, possui apenas 81 calorias para cada 3 unidades. 80

Leia mais

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples!

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Você está querendo saber como ganhar peso? Siga esta dieta para engordar e conquiste o corpo que deseja! Embora existam centenas de pessoas com sobrepeso

Leia mais

PROTEÍNAS. São compostos que fazem parte de nosso corpo e também nos alimentamos delas. Representam cerca de 50 a 80% do peso seco.

PROTEÍNAS. São compostos que fazem parte de nosso corpo e também nos alimentamos delas. Representam cerca de 50 a 80% do peso seco. PROTEÍNAS São compostos que fazem parte de nosso corpo e também nos alimentamos delas. Representam cerca de 50 a 80% do peso seco. Classificação: Proteínas simples e Proteínas conjugadas. - Proteínas simples

Leia mais

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Como ter uma vida mais saudável comendo bem.

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Como ter uma vida mais saudável comendo bem. NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE Como ter uma vida mais saudável comendo bem. IDADE X NUTRIÇÃO Depois dos 65 anos, o processo de envelhecimento naturalmente acelera e afeta a saúde. Com isso, um dos cuidados

Leia mais

Alimentação Saudável em Idades Pediátricas. Carla Vasconcelos e Ana Valente Nutricionistas Santa Maria da Feira, 13 de Maio de 2006

Alimentação Saudável em Idades Pediátricas. Carla Vasconcelos e Ana Valente Nutricionistas Santa Maria da Feira, 13 de Maio de 2006 Alimentação Saudável em Idades Pediátricas Carla Vasconcelos e Ana Valente Nutricionistas Santa Maria da Feira, 13 de Maio de 2006 Conceito de Alimentação Saudável nos Primeiros Anos de Vida Nas primeiras

Leia mais

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Introdução Para ter uma qualidade de vida favorável, com boa saúde e manter-se ativo, além dos cuidados diários com medicações, acompanhamento

Leia mais

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO Ciências Naturais, 6º Ano Escola: Nome: Turma: N.º: Aula n.º: Conteúdo: Alimentação Saudável Data: / / FICHA DE TRABALHO Para cada questão, assinala a ou as opções corretas. ❶ A alimentação é saudável

Leia mais

PLANO DETOX QUINTA- QUARTA- FEIRA FEIRA. Iogurte + + Fruta. Fruta

PLANO DETOX QUINTA- QUARTA- FEIRA FEIRA. Iogurte + + Fruta. Fruta REFEIÇÕES SEGUNDA- TERÇA- QUARTA- QUINTA- SEXTA- SÁBADO DOMINGO AO ACORDAR Beber 1 copo de água, preferencialmente água natural morna com umas gotas de limão (3, 4 gotas) INSTRUÇÕES BATIDO: Lave e corte

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DOS PÃES

OS BENEFÍCIOS DOS PÃES OS BENEFÍCIOS DOS PÃES OS BENEFÍCIOS DOS PÃES Os 7 benefícios do pão Se está a fazer dieta ou se simplesmente gosta de saber o valor energético daquilo que ingere, saiba que existem 7 motivos para preferir

Leia mais

Tipos de pão e as suas características nutricionais

Tipos de pão e as suas características nutricionais PÃO: HERÓI OU VILÃO? Contextualização O pão é um alimento ancestral que continua a ser consumido mundialmente, sendo que o consumo anual médio dos europeus é 50 kg de pão por pessoa. (1,3) Este fenómeno

Leia mais

HIPERCOLESTEROLEMIA FAMILIAR

HIPERCOLESTEROLEMIA FAMILIAR HIPERCOLESTEROLÉMIA FAMILIAR INFORMAÇÃO PARA O UTENTE, PAIS OU ACOMPANHANTES NOME DO MEDICO DE REFERÊNCIA: CONTATO: NOME DO ENFERMEIRO DE REFERÊNCIA: CONTATO: HIPERCOLESTEROLEMIA FAMILIAR DIETOTERAPIA

Leia mais

Livro de receitas para os novos

Livro de receitas para os novos Livro de receitas para os novos Ficha Técnica Título: Direcção Editorial: Concepção: Corpo Redactorial: Produção Gráfica: Propriedade: Redacção: Livro de Receitas para os mais novos Alexandra Bento Helena

Leia mais

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Ao final deste capítulo, você poderá Ø Explicar rótulos de alimentos Ø Decidir quais alimentos são melhores com base em três fatores Capítulo 13 Nutrição:

Leia mais

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN4 04101236 AVALIE SUA ALIMENTAÇÃO Este teste é sobre a sua alimentação, isto é, aquilo que você come. Se você tiver alguma dificuldade para responder

Leia mais

Reeducação Alimentar

Reeducação Alimentar Reeducação Alimentar Cardápio Diário! Ingredientes Para Montar Seu Cardápio. Montar Cardápio Diário 1 - Beber 2 litros de água pordia A hidratação com água é muito importante porque a água não tem calorias

Leia mais

Tabela de Nutrientes do Centro Vegetariano

Tabela de Nutrientes do Centro Vegetariano Tabela de Nutrientes do Centro Vegetariano Composição média dos alimentos por 100 g de parte edível PRINCÍPIOS ENERGÉTICOS VITAMINAS MINERAIS Nutrientes Parte edível Calorias Proteínas Lípidos Glícidos

Leia mais

Em um plano de perda de peso, às vezes pode ser difícil decidir quais alimentos se deve comer.

Em um plano de perda de peso, às vezes pode ser difícil decidir quais alimentos se deve comer. Em um plano de perda de peso, às vezes pode ser difícil decidir quais alimentos se deve comer. Se você está tentando mudar sua dieta para melhor, você deve considerar a adição de alimentos que combatem

Leia mais

5 Receitas de Panquecas Saudáveis

5 Receitas de Panquecas Saudáveis 5 s de Panquecas Saudáveis Saiba como fugir às tradicionais receitas de panquecas, através destas soluções saudáveis, fáceis e rápidas. A PALAVRA PANQUECA DERIVA DO INGLÊS PANCAKE, ONDE PAN FAZ REFERÊNCIA

Leia mais

MARMITA SAUDÁVEL. Mónica Pitta Grós Dias João Manuel Martins. Centro da Criança e do Adolescente

MARMITA SAUDÁVEL. Mónica Pitta Grós Dias João Manuel Martins. Centro da Criança e do Adolescente MARMITA SAUDÁVEL Mónica Pitta Grós Dias João Manuel Martins Centro da Criança e do Adolescente ALIMENTAÇÃO EM IDADE ESCOLAR Os primeiros anos de vida da criança são ideais para transmitir conhecimentos

Leia mais

75 Kcal. 110 Kcal. 140 Kcal. 56 Kcal. 145 Kcal LANCHES SAUDÁVEIS ESTAGIÁRIA ANDREIA COSTA. Cenoura aos palitos com iogurte magro sem açúcar

75 Kcal. 110 Kcal. 140 Kcal. 56 Kcal. 145 Kcal LANCHES SAUDÁVEIS ESTAGIÁRIA ANDREIA COSTA. Cenoura aos palitos com iogurte magro sem açúcar Cenoura aos palitos com iogurte magro sem açúcar 75 Kcal 5 Amêndoas e 1 Maçã assada com canela 110 Kcal 140 Kcal Pão de mistura com ¼ queijo fresco magro e 1 colher de chá de compota sem adição de açúcar

Leia mais

Alimentação em desporto

Alimentação em desporto Alimentação em desporto A nutrição é um dos factores que pode optimizar a performance atlética de qualquer desportista. Seguidamente aos factores genéticos e ao treino, a alimentação é considerada como

Leia mais

A Dieta da Cenoura Para Emagrecer Como Funciona e Dicas Seg, 17 de Outubro de :23 - Última atualização Seg, 17 de Outubro de :30

A Dieta da Cenoura Para Emagrecer Como Funciona e Dicas Seg, 17 de Outubro de :23 - Última atualização Seg, 17 de Outubro de :30 A cenoura é um alimento que possui 41 calorias a cada porção de 100 g e é fonte de nutrientes como potássio, fibras, carboidratos, proteínas, vitamina B1, vitamina A, vitamina B3,vitamina B6, vitamina

Leia mais

Princípios da Alimentação e Saúde

Princípios da Alimentação e Saúde Princípios da Alimentação e Saúde Alimentação é mais que ingestão de nutrientes Recomendações sobre alimentação devem estar em sintonia com seu tempo Alimentação saudável deriva de sistema alimentar socialmente

Leia mais

MUNICÍPIO DE VALONGO Semana de 11 a 15 de junho de 2018 Almoço VE (kj)

MUNICÍPIO DE VALONGO Semana de 11 a 15 de junho de 2018 Almoço VE (kj) Semana de 11 a 15 de junho de 2018 Sopa Sopa de nabos 1,3,5,6,7,8,12 214 51 1,8 0,3 7,5 0,7 0,8 0,3 Almôndegas de vaca estufadas com esparguete 1,3,6,12 769 183 6,2 1,8 20,6 1,1 10,5 1,0 ada ada de cenoura

Leia mais

DIA DO CORAÇÃO POR UM BATER SAUDÁVEL

DIA DO CORAÇÃO POR UM BATER SAUDÁVEL DIA DO CORAÇÃO POR UM BATER SAUDÁVEL Sempre e onde estiver...estamos lá Saiba mais em www.sscgd.pt As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte em Portugal. No entanto, a taxa de mortalidade

Leia mais

Licenciatura em Ciências da Nutrição. Volume II. (Anexos) RELATÓRIO DE ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE. Elaborado por. Maria Sara do Carmo Biscaia Fraga

Licenciatura em Ciências da Nutrição. Volume II. (Anexos) RELATÓRIO DE ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE. Elaborado por. Maria Sara do Carmo Biscaia Fraga Licenciatura em Ciências da Nutrição Volume II (Anexos) RELATÓRIO DE ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE Elaborado por Maria Sara do Carmo Biscaia Fraga Aluno nº 201392623 Orientador Interno: Profª Doutora Ana

Leia mais

Chá de hibisco Elimina gordura e Combate a celulite

Chá de hibisco Elimina gordura e Combate a celulite Chá de hibisco Elimina gordura e Combate a celulite O chá de hibisco tem um lado bom, não é amargo, o gosto é parecido com sabor suave de framboesa. Uma dieta a base de chá de hibisco estimula a queima

Leia mais

A LEITURA DO RÓTULO. O que é obrigatório constar no rótulo?

A LEITURA DO RÓTULO. O que é obrigatório constar no rótulo? A LEITURA DO RÓTULO A rotulagem dos alimentos tem como objectivo informar os consumidores sobre as características dos produtos alimentares embalados, pelo que a escolha dos alimentos, nos pontos de venda

Leia mais

Alimentos que emagrecem

Alimentos que emagrecem Alimentos que emagrecem Índice: 1. A importância da nossa alimentação 2. Prevenção 3. Alimentação adequada 4. Super dicas de alimentos que emagrecem Todos nós sabemos que uma alimentação apropriada é a

Leia mais

Cardiovascular 29% Infectious & Parasitic 19% Other 3% Injury 9% Digestive 4% Respiratory. Respiratory Infections. 7% Neuropsychiatric

Cardiovascular 29% Infectious & Parasitic 19% Other 3% Injury 9% Digestive 4% Respiratory. Respiratory Infections. 7% Neuropsychiatric Impacto Global das Doenças Cardiovasculares Digestive 4% Respiratory 7% Neuropsychiatric 2% Injury 9% Other 3% Infectious & Parasitic 19% Respiratory Infections 7% Maternal & Perinatal 5% Cardiovascular

Leia mais

Erly Catarina de Moura NUPENS - USP

Erly Catarina de Moura NUPENS - USP Erly Catarina de Moura NUPENS - USP erlycm@usp.br Evolução do estado nutricional de homens, 1974-1975, 1989, 2002-2003, Brasil déficit de peso sobrepeso obesidade eutrofia 100% 80% 60% 40% 20% 0% 1974-75

Leia mais

Município de Valongo Semana de 1 a 1 de setembro de 2017 Almoço

Município de Valongo Semana de 1 a 1 de setembro de 2017 Almoço Semana de 1 a 1 de setembro de 2017 Sopa Sopa de alho-francês 1,3,5,6,7,8,12 207 49 2,1 0,4 6,6 0,9 0,9 0,3 Bolonhesa de cavala 1,3,4,5,6 1038 246 7,7 0,4 26,7 1,1 17,0 0,4 ada ada de cenoura raspada 12

Leia mais

21/11/2013 MANEJO NUTRICIONAL DURANTE O TRATAMENTO NEOPLÁSICO NUTRIÇÃO NO CÂNCER ANOREXIA ANOREXIA ANOREXIA. Ômega-3

21/11/2013 MANEJO NUTRICIONAL DURANTE O TRATAMENTO NEOPLÁSICO NUTRIÇÃO NO CÂNCER ANOREXIA ANOREXIA ANOREXIA. Ômega-3 Pós-graduação em Nutrição Clínica e Gastronomia Funcional do NECPAR MANEJO NUTRICIONAL DURANTE O TRATAMENTO NEOPLÁSICO Ômega-3 Aumentar aporte calórico e protéico NUTRIÇÃO NO CÂNCER N U T. A R I A N A

Leia mais

edição de fevereiro Ele chegou!

edição de fevereiro Ele chegou! edição de fevereiro Ele chegou! Nossa Seleção Biscoito de polvilho, Cebola e Salsa Nazinha Biscoito Integral, Gergelim e Linhaça Jasmine Barra de Frutas, Banana, Uva e Castanha de Caju Nu3 Natural Barra

Leia mais

Pão e Bolos Saudáveis. Sem Glúten

Pão e Bolos Saudáveis. Sem Glúten Pão e Bolos Saudáveis Sem Glúten O que é o Glúten? Glúten é uma proteína presente em alguns cereais para a qual não temos enzimas que o digiram. Deste modo qualquer que seja o cereal que contenha glúten

Leia mais

ESCOLAS C.M.ODIVELAS REFEITÓRIO Semana de 8 a 12 de outubro de 2018 Pequeno-almoço

ESCOLAS C.M.ODIVELAS REFEITÓRIO Semana de 8 a 12 de outubro de 2018 Pequeno-almoço ESCOLAS C.M.ODILAS Semana de 8 a 12 de outubro de 2018 - Segunda Líp. AG Sat. (kcal) Leite simples, pão de sementes com queijo flamengo 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11,12,13,14 508 121 3,7 1,8 14,8 3,3 6,0 0,2

Leia mais

Este guia. nutricionais, obesidade e doenças crônicas não transmissíveis.

Este guia. nutricionais, obesidade e doenças crônicas não transmissíveis. Este guia É para toda a comunidade acadêmica; Com recomendações gerais para uma alimentação prática e saudável; Contribuindo assim para um estado ótimo de saúde; Prevenindo deficiências nutricionais, obesidade

Leia mais

O GrandFondo! Intervenção da Clínica de Nutrição

O GrandFondo! Intervenção da Clínica de Nutrição O GrandFondo! Intervenção da Clínica de Nutrição Nota introdutória: No contexto da nutrição desportiva, uma prova de ciclismo é um evento desafiante para um nutricionista, devido às inúmeras variáveis

Leia mais

Catálogo. Produtos Integrais Sem Conservantes

Catálogo. Produtos Integrais Sem Conservantes Catálogo Produtos Integrais Sem Conservantes Cookies A linha cookies é composta por biscoitos doces e tradicionais, feitos com verdadeiros pedaços de seus ingredientes principais. O que deixa o biscoito

Leia mais

*.(./(.*,&*( 7! ///0/1//2/3/4/////0 8,* *.(./(.*,& -&, "!% "!% "!% "!% "#$%"#&% "!% "!% 0 2/ /4 0/ 1/ /0 0/ -&, "!% "!% "!% "!% 02 0 / / 1/ / /1 /4

*.(./(.*,&*( 7! ///0/1//2/3/4/////0 8,* *.(./(.*,& -&, !% !% !% !% #$%#&% !% !% 0 2/ /4 0/ 1/ /0 0/ -&, !% !% !% !% 02 0 / / 1/ / /1 /4 ! 5, 8 8* 9* *.(.(.*,& *! ///0/1//2/3/4/////0 *.(.(6.*,&*( 7! ///0/1//2/3/4/////0 *&&*.(./(.*,& *! ///0/1//2/3/4/////0 *.(./(.*,& & ///0/1//2/3/4/////0 *.(./(.*,&*( 7! ///0/1//2/3/4/////0 0 2/ /4 0/ 1/

Leia mais

Município de Valongo Semana de 29 de Junho a 3 de Julho de 2015 Almoço

Município de Valongo Semana de 29 de Junho a 3 de Julho de 2015 Almoço Semana de 29 de Junho a 3 de Julho de 2015 Sopa Creme de espinafres e cenoura 1,3,5,6,7,8,9,12 Prato Hambúrguer de aves com esparguete e salada de cenoura raspada 1,2,3,4,6,7,9,10,12 Sobremesa Frutas da

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

VAMOS FALAR SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL VAMOS FALAR SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL CADA IDADE, UM CARDÁPIO Em cada fase da vida é necessário adaptar um cardápio específico para suprir as necessidades diárias do nosso corpo. Confira a seguir as dicas

Leia mais

Município de Valongo Semana de 1 a 5 de janeiro de 2018 Almoço

Município de Valongo Semana de 1 a 5 de janeiro de 2018 Almoço Semana de 1 a 5 de janeiro de 2018 Sopa Feriado 0 0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Prato 0 0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 ada 0 0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Sobremesa 0 0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 Sopa Sopa de abóbora

Leia mais

Guia para uma. primavera. mediterrânica

Guia para uma. primavera. mediterrânica Guia para uma primavera mediterrânica introdução No âmbito de um estilo de vida saudável, o conceito de Dieta Mediterrânica contempla não apenas uma forma de comer, mas igualmente princípios como a prática

Leia mais

12 maneiras para perder peso sem ir à academia

12 maneiras para perder peso sem ir à academia 12 maneiras para perder peso sem ir à academia Nem todo mundo tem tempo de ir à academia e isso pode desanimar muita gente que deseja perder peso. É importante ressaltar que a prática de exercícios físicos

Leia mais

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL MUFFIN DE ESPINAFRE Ingredientes: Quinoa, leite de arroz, ovos, farinha de arroz, espinafre, azeite, chia, sal. Porção de 80 g Valor energético 223 kcal = 937 kj 11% Carboidratos 31 g 10% Proteínas 7,1

Leia mais

Guia para um. inverno. mediterrânico

Guia para um. inverno. mediterrânico Guia para um inverno mediterrânico introdução No âmbito de um estilo de vida saudável, o conceito de Dieta Mediterrânica contempla não apenas uma forma de comer, De mas seguida igualmente apresenta-se

Leia mais

Você é o que você come? A composição química dos seres vivos

Você é o que você come? A composição química dos seres vivos Você é o que você come? A composição química dos seres vivos Principais substâncias presentes na matéria viva Carboidratos 1 a 2% Sais minerais 1% Proteínas 10 a 15% Lipídios 2 a 3% Água 75 a 85% Composição

Leia mais

A Origem dos Alimentos

A Origem dos Alimentos UNIDADE 1 A Origem dos Alimentos Classificação e funções Como vamos aprender? Página Origem dos alimentos 2 O QUE VAMOS APRENDER? - Qual a Origem de todos os alimentos que comemos: animal, vegetal ou mineral.

Leia mais

Como perder 7Kg em um mês. O Segredo Revelado 0

Como perder 7Kg em um mês. O Segredo Revelado 0 Como perder 7Kg em um mês O Segredo Revelado 0 Você quer saber como emagrecer 7Kg em um mês? Saiba que muitas pessoas no desespero de querer emagrecer de forma rápida, acabam seguindo dietas restritivas

Leia mais

1. A importância da alimentação

1. A importância da alimentação Manual Projeto Desafios Ed. Santillana Página 17 Alimentos como veículo de nutrientes 1. A importância da alimentação O organismo humano é constituído por diferentes materiais. Esses materiais são fornecidos

Leia mais

SEMENTE DE CHIA. Ficha técnica. REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N :

SEMENTE DE CHIA. Ficha técnica. REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : Ficha técnica SEMENTE DE CHIA REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171286346. EMBALAGEM: Plástica, metálica e papel. APRESENTAÇÃO COMERCIALIZADA:

Leia mais

ALIMENTOS E NUTRIENTES. 8º ano Profª Daniela

ALIMENTOS E NUTRIENTES. 8º ano Profª Daniela ALIMENTOS E NUTRIENTES 8º ano Profª Daniela Os alimentos como veículos de nutrientes É Importante sabermos diferenciar o significado de alimento do nutriente. Alimentos são os produtos que ingerimos. Nutrientes

Leia mais

ECO QUIZ Alimentação Saudável e Sustentável

ECO QUIZ Alimentação Saudável e Sustentável EO QUIZ limentação Saudável e Sustentável Nível I JI e 1º ciclo 1 - Numa refeição equilibrada predominam alimentos de origem: Vegetal nimal Mineral 1 - Numa refeição equilibrada predominam alimentos de

Leia mais

Relatório Gratuito para Perda de Peso

Relatório Gratuito para Perda de Peso Relatório Gratuito para Perda de Peso - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Aprenda como pode começar a Perder Peso de forma super fácil e prática Parte 3 Comer de Forma Saudável A perda

Leia mais

Manual Projeto Desafios Ed. Santillana. Revista em 3 /10/2013. Página 17. Alimentos como veículo de nutrientes

Manual Projeto Desafios Ed. Santillana. Revista em 3 /10/2013. Página 17. Alimentos como veículo de nutrientes Manual Projeto Desafios Ed. Santillana Revista em 3 /10/2013 Página 17 Alimentos como veículo de nutrientes 1. A importância da alimentação O organismo humano é constituído por diferentes materiais. Esses

Leia mais